Page 1

MERCEDES-AMG GT R Superesportivo de rua

www.r acingo n

line.co

m.br

EDIÇÃO HISTÓRICA: 50 ANOS DA MERCEDES-AMG

ESPECIAL

GRANDES MARCAS DO MOTORSPORT

MERCEDESAMG

MERCEDES-AMG 300 SEL 6.8L (1971)

Nº 344 t Ano 21

ISSN 1413-8913 R$ 19,90 00344

MERCEDES-AMG PETRONAS F1 W08 EQ POWER+ (2017)

9 771413 891004

Imagens históricas da marca Mercedes-Benz Challenge Grand Prix, Le Mans e DTM Guia de pilotos 2017

Estrelas da equipe Mercedes-Benz na Fórmula 1 Os campeões Fangio, Schumacher, Hamilton e Rosberg


EDITORIAL

/revistaracing @revista_racing

A estrela que brilha em alta velocidade

www.revistaracing.com.br

\REDAÇÃO \ isabel.reis@motormidiateam.com.br venício.zambeli@motormidiateam.com.br andrea.guimaraes@motociclismoteam.com.br

A

Mercedes-Benz, criadora do primeiro automóvel em 1886, nunca parou de evoluir e achar soluções de mobilidade, com atenção especial à experiência única e exclusiva para quem adquire seus produtos. Isso acontece até hoje e um dos principais exemplos é a AMG, divisão esportiva da marca alemã que completa 50 anos em 2017. A Mercedes-AMG representa o que há de mais avançado em termos de automóvel de alta performance com dirigibilidade dinâmica. Estas características só são possíveis porque a Mercedes-AMG tem envolvimento e atuação eficiente histórica no motorspot mundial, incluindo o domínio recente na Fórmula 1 e o desenvolvimento de categorias de carros de turismo - como o Mercedes-Benz Challenge no Brasil e o DTM na Alamanha - além de carros GT para correr em provas de endurance. Esta RACING Especial mostra justamente isso: o quanto o laboratório de automobilismo da Mercedes-AMG ajuda a marca a fazer automóveis de rua com DNA de corrida.

\COMERCIAL \ decio.bittencourt@motormidiateam.com.br \MARKETING \ thomas.bento@crjbrasil.com.br joao.mesquita@crjbrasil.com.br \ASSINATURAS \ assinaturas@motociclismoteam.com.br \GRÁFICA \ Log&Print Gráfica e Logística Rua Joana Foresto Storani, 676 Distrito Industrial - Vinhedo, SP www.logprint.com.br \DISTRIBUIÇÃO \ Dinap Rua de Kenkiti Shinomoto, 1678, CEP 06045-390 Osasco, SP \JORNALISTA RESPONSÁVEL \ Isabel Reis - MTB 17311

Venício Zambeli

Revista Racing ISSN 1413-8913. Publicação mensal da Motor Mídia © Direitos reservados.

Diretor de redação

Foto Mercedes-AMG Petronas

venicio.zambeli@motormidiateam.com.br

\MOTOR MÍDIA \ Empresa de conteúdos, soluções digitais e eventos Rua Plínio de Morais, 394, Sumaré, São Paulo CEP: 01252-030 Fone: (11) 2888-5300

\PRODUTOS MOTOR MÍDIA \

Moto de Ouro 2017

MERCEDES-AMG: Carros de corrida e veículos de passeio se unem na concepção de modelos para pilotos e condutores únicos

4 racing


SUMÁRIO Fotos Mercedes-Benz

Edição 344 WERNER AUFRECHT E ERHARD MELCHER Fundadores da AMG

ESPECIAL GRANDES MARCAS DO MOTORSPORT • MERCEDES-BENZ Editorial

Imagens Mercedes-Benz

Carta da Mercedes-Benz

Mercedes-Benz Challenge

História

Guia Mercedes-Benz Challenge

Cronologia Mercedes-AMG

Entrevista

Fórmula 1

Portfólio Mercedes-Benz Brasil

RACING ........................................................ 4 Por Holger Marquardt ............................ 16 A origem da AMG e seus fundadores.... 8 Os principais fatos da marca ............... 14 Equipe Mercedes-AMG Petronas ........ 18

Pilotos Destaques - Mercedes F1 Juan Manuel Fangio ............................... 22 Lewis Hamilton ........................................ 24 Valtteri Bottas .......................................... 26 Nico Rosberg............................................ 28 Michael Schumacher ............................. 30

Grandes momentos da marca ............. 32 História da categoria............................. 40 Os pilotos da temporada 2017 ............48 Tobias Moers, CEO Mercedes-AMG .... 56 Os modelos em destaques da marca 58 Curta a RACING no Facebook

/revistaracing Você encontra mais posts e conteúdos exclusivos sobre tudo de automobilismo!


CARTA DA MERCEDES-BENZ

Mercedes-AMG: cinco décadas de alta performance

por HOLGER MARQUARDT, Diretor Geral Automóveis América Latina e Caribe Mercedes-Benz

Após 50 anos de histórias e inovações, a Mercedes-AMG tornou-se uma das marcas de automóveis mais desejadas e admiradas em todo o mundo Fotos Divulgação/ Mercedes-Benz

6 racing

H

á 50 anos ninguém imaginava que dois engenheiros apaixonados por automóveis em uma garagem da cidade de Burgstall, na Alemanha, dariam origem à marca que virou ícone mundial em performance e desenvolvimento de tecnologia. Assim nasceu a AMG, fruto da genialidade de Hans Werner Aufrecht e Erhard Melcher, que juntos fizeram história nos bastidores do automobilismo e, mais do que isso, foram responsáveis por grandes marcos do segmento automotivo mundial. Ambos estiveram à frente da preparação do motor de competição para o emblemático 300 SE – até a companhia suspender as atividades de automobilismo. Com isso, os jovens decidiram tornar-se independentes, fundando seu próprio Centro de Engenharia. Desde então, a AMG cresceu de forma impressionante, tornando a personalização um novo campo de negócios até que, nos anos 1990, a Daimler Chrysler AG se tornou a proprietária majoritária e, em 2005, a acionista única da AMG. Essa história de sucesso registrou um novo marco em 2016, com mais de 100.000 unidades comercializadas no mundo. Além disso, a divisão de superesportivos também é bem-sucedida no Brasil, onde somos líderes de mercado, até o momento. E essa trajetória não se resume apenas em números de vendas, mas também em resultados nas pistas. Desde a reestreia na Fórmula 1 como Mercedes-AMG Petronas, nossa divisão de superesportivos apresentou uma evolução impressionante, digna de quem nasceu em uma pista de corrida e pensa em cada projeto com paixão e emoção, sempre visando mais segurança e performance, com o objetivo de repetir os resultados conquistados por

pilotos como Juan Manoel Fangio, nosso grande campeão dos anos 1950. E nada disso seria possível sem contar com um time extremamente qualificado, desde a parte gerencial até nossos pilotos. Apostamos em lendas do automobilismo como Niki Lauda e o brilhante Michael Schumacher, e os colocamos como referências para pilotos talentosos como Nico Rosberg e Lewis Hamilton. Como resultado final, conquistamos o tricampeonato entre pilotos e construtores na maior categoria do automobilismo mundial, em uma das hegemonias mais impactantes de toda a história da Fórmula 1. Em 2017, com a renovação do time a partir da chegada de mais um jovem piloto, Valtteri Bottas, esperamos continuar fazendo história com ainda mais vitórias. Nosso DNA de competição é tão forte que não poderíamos deixar de fora um público que é extremamente apaixonado por automóveis, o Brasil. Aqui, temos o Mercedes-Benz Challenge que, as-


sim como a AMG, foi criado a partir do fascínio por automóveis de alta performance. Com o comprometimento da nossa equipe técnica no país, assim como o envolvimento de diversos outros departamentos, exploramos nosso DNA originário de motorsport para desenvolver uma fórmula de sucesso que já está em sua sétima temporada. E como não poderia ser diferente de outras categorias automobilísticas das quais participamos no mundo todo, a Mercedes-AMG foi fundamental para que esse projeto se tornasse o que é hoje, com o maior grid do país. Desde o início trabalhamos em conjunto com engenheiros de Affalterbach, no desenvolvimento dos dois modelos que compõem a categoria, o C 250 Sport e o CLA 45 AMG Racing Series, para aliar o máximo de segurança e performance na pista. O CLA Racing Series, inclusive, é um veículo 100% desenvolvido para o Mercedes-Benz Challenge, tornando a categoria única no mundo todo. Entre os veículos de passeio, somos líderes de mercado no segmento de superesportivos, com aproximadamente 45% de participação de mercado e um portfólio renovado, com diferentes motorizações e propostas. Ao refletir sobre todas essas histórias e conquistas, posso afirmar que Hans Werner Aufrecht e Erhard Melcher não faziam ideia de onde aquele projeto de garagem iria chegar. Sua paixão por automóveis, assim como persistência, disciplina e comprometimento nos colocaram no topo do automobilismo mundial e fizeram da Mercedes-AMG uma das marcas mais desejadas e admiradas em todo o mundo. Esse reconhecimento é nosso combustível para continuar acelerando em busca de mais conquistas e muito mais décadas de vida. Nas páginas a seguir, a RACING reuniu um conteúdo especial sobre o universo Mercedes-Benz, por meio de momentos históricos, galerias de imagens e algumas novidades para o mercado brasileiro, como nosso portfólio de veículos com motor 43. Fiquem ligados!

MERCEDESAMG DNA originário de motorsport para desenvolver uma fórmula de sucesso em automóveis nas pistas e nas ruas do mundo

racing 7


MERCEDES-BENZ 50 anos de sucesso da Mercedes-AMG

AMG: 50 anos de pura performance Mercedes-Benz e AMG são palavras que representam supremacia em desempenho, exclusividade, eficiência e prazer em pilotagem dinâmica Edição

Venício Zambeli Fotos

Mercedes-Benz/AMG

8 racing


racing 9


MERCEDES-BENZ 50 anos de sucesso da Mercedes-AMG

AMG: especialização em transformar motores e componentes de automóveis em obras de arte de corrida Esta foto de Erhard Melcher, tirada nos primeiros anos da AMG, demonstra bem como é o espírito e objetivo da marca: cuidar de cada detalhe em um automóvel para que ele se torne o melhor. Melcher e Hans-Werner Aufrecht tratavam de tornar realidade o sonho de customizar e aprimorar o que já era bom, a fim de proporcionar mais esportividade e desempenho extra aos automóveis que passavam em suas oficinas na cidade alemã de Burgstall. Tudo era feito de maneira quase artesanal, a fim de afinar item por item de maneira particular. O primeiro grande feito veio com o Mercedes AMG 300 SEL 6.8, que ganhou

A

melhorias no cabeçote, válvulas e cilindros desenvolvidas por Melcher e que conseguiu ótimo resultado em sua primeira corrida, com um 2o lugar nas 24 Horas de Spa-Francorchamps de 1971. Depois disso as inovações não pararam, o que aproximou a AMG da Mercedes-Benz, no início dos anos 1990. O lançamento do AMG C 36, em 1993, foi o primeiro veículo feito em colaboração direta com a Daimler-Benz. Em 1995 a AMG tornou-se subdsiária da Daimler-Benz e em 2009 introduziram o Mercedes-Benz SLS AMG, o primeiro carro inteiramente feito pela Mercedes-AMG, seguido de vários outros modelos desenvolvidos até hoje.

história da AMG começa com dois engenheiros da Daimler-Benz. Hans Werner Aufrecht e Erhard Melcher trabalhavam na companhia nos anos 1960 e foram responsáveis por preparar o motor de competição para o emblemático 300 SE – até a companhia suspender as atividades de automobilismo. Com isso, os jovens decidiram tornar-se independentes, fundando seu próprio Centro de Engenharia em 1967, há exatos 50 anos. Enquanto Aufrecht era um apaixonado por automobilismo, Melcher era conhecido pela sua genialidade na área do desenvolvimento de motores. No dia 1 de junho de 1967, a AMG iniciou suas atividades em uma garagem em Burgstall, permanecendo lá até 1976, quando se mudou para Affalterbach. A sigla que dá nome à marca é composta pelas iniciais dos fundadores, sendo o “G” para Großaspach – local de nascimento de Aufrecht. Durante seus 50 anos de atuação, a AMG foi responsável por uma série de momentos marcantes na história da indústria

10 racing

automotiva mundial. Entre eles está o desenvolvimento do Mercedes 300 SEL 6.8, veículo mais potente dos anos 1970, com motor V8 de 428 cv, algo incomparável para a época. Na década seguinte, o AMG SLC 450 Racing Coupé venceu o Grande Prêmio de Nürburgring, na Alemanha. Essa vitória impulssionou os negócios da AMG, uma vez que diversos proprietários de coupés de rua passaram a buscar mais potência por meio dos projetos oferecidos pela preparadora alemã. Desde então, a AMG cresceu de forma impressionante, equipando cada vez mais modelos Mercedes-Benz, tornando a personalização um novo campo de negócios. Assim, em 1990, a Mercedes-Benz AG se interessou pela preparadora, assinando um contrato de cooperação nos projetos superesportivos. Mais tarde, em 1999, a Daimler Chrysler AG se tornou a proprietária majoritária e, em 2005, a acionista única da AMG. Nos anos seguintes, a fusão da Mercedes-Benz e da AMG proporcionou conquistas ainda maiores. O AMG


C 36, por exemplo, foi o primeiro best-seller da marca, com 5 mil unidades vendidas. Entre vários outros veículos produzidos em larga escala, destacou-se também o Mercedes-Benz SLS AMG, primeiro automóvel inteiramente fabricado pela Mercedes-AMG. Sua performance, aliada ao design inovador, que inclui as portas “asas de gaivota”, são lembrados pelos fãs da marca até os dias atuais. Em 2016, já com o nome Mercedes-AMG, a divisão de supersportivos celebrou a marca de 100 mil automóveis vendidos no mundo desde sua criação. Esse resultado deve-se ao amplo portfólio oferecido atualmente, incluindo hatchbacks, sedãs, coupés, SUVs e conversíveis. É a fórmula para mais 50 anos de sucesso. Mas o papel decisivo no sucesso da Mercedes-AMG foi a sua consolidação nas competições de corrida, o que gerou um aumento de interesse por seus exclusivos modelos esportivos de alta performance. Hoje, totalmente subsidiada pela Daimler AG, a companhia de Affalterbach representa a linha superesportiva do grupo. Com cerca de 1600 funcionários, o foco da marca está no compromisso de “Driving Performance”, unindo as características da AMG: tecnologia de última geração e paixão por dirigibilidade prazeirosa, com modelos de apelo emocional. A base para tudo isso é a fenomenal tecnologia de motores da Mercedes-AMG. E da capacidade da marca em fabricar dois modelos inteiramente desenvolvidos em sua sede, o AMG SLS e o AMG GT. O desenvolvimento continuo de veículos de performance pela Mercedes-Benz cresceu nos últimos anos. Isso gerou uma nova estratégia para

atender novos grupos de consumidores. Agora, além de uma ampla gama da família AMG GT, os adeptos de esportividade nos carros de rua podem desfrutar do eficiente motor V8 cilindros nos modelos da linha 63 e dos 4 cilindros da linha 45 no segmento compacto. E a nova linha 43, com o motor V6 biturbo, está expandindo e modernizará ainda mais a linha de produtos da Mercedes-AMG em novos mercados, como no Brasil.

O início da AMG no motorsport

AMG: LINHA VARIADA Hoje em dia a gama de modelos AMG da MercedesBenz oferece produto esportivo para diferentes tipos de segmentos

Em sua primeira competição esportiva e logo em uma das provas de endurance mais difíceis do mundo, as 24 Horas de Spa-Francorchamps, em 1971, a AMG começou sua história de sucesso.

MOTORES CUIDADOS UM A UM Na fábrica da Mercedes-AMG, cada motor produzido pela marca recebe uma atenção especial própria racing 11


MERCEDES-BENZ 50 anos de sucesso da Mercedes-AMG

A primeira corrida do mundo: Daimler - Benz

Mercedes Simplex de 90 HP - 1903

A competição Paris-Rouen, em 1894, é considerada a primeira corrida do mundo. Dois automóveis movidos por motor Daimler 2 cilindros em V receberam o 1o prêmio, e um automóvel Roger-Benz recebeu o 5o prêmio.

A Mercedes-Benz iniciou o século XX disputando as principais corridas de automobilismo da época antes mesmo da era préGrand Prix. Em 1903, Camille Jenatzy venceu a corrida Gordon Bennett Trophy, na Irlanda, com o Mercedes Simplex de 90 hp, considerado o automóvel mais potente daquele tempo.

MERCEDES W 196 R O carro de corrida W 196 R foi feito para a F1 de 1954 e 1955. O motor era 8 cilindros em linha, 2.5 litros, com 257 hp. Além do Streamliner, uma versão de fórmula (sem as rodas carenadas) foi feita (foto)

12 racing

A marca obteve um memorável 2o lugar na classificação geral, com um modelo de rua Mercedes-Benz 300 SEL 6.8 AMG, na cor vermelha, preparado para corrida. Alternando o volante do automóvel durante a longa corrida estiveram dois experientes pilotos, Hans Heyer e Clemens Schickentanz. A AMG enfrentava na pista belga grandes modelos de competição como o Ford Capri RS, o BMW 2800 CS, o Chevrolet Camaro, o Opel Commodore e o Alfa Romeo GTA. Ninguém esperaca que o carro de rua preparado pela ainda familiar AMG, de Affalterbach, faria frente ás equipes oficias de fábrica. Entretanto, o modelo Mercedes-Benz 300 SEL 6.8 AMG mostrou seu potencial já nos treinos classificatórios, quando Clemens Schickentanz marcou o 5o melhor tempo. Ninguém da AMG esperava largar na 5a colocação em sua prova de estréia, em um grid que contava com cerca de 60

carros. Mais de 80 mil espectadores presentes no circuito ficaram surpresos de como aquele automóvel de rua vermelho, com grandes entreeixos conseguiu o feito. O que mais chamava a atenção: ele era o único Mercedes-Benz na corrida. A pole position tinha ficado com os favoritos Chevrolet Camaro, pilotado por Ivo Grauls e Peter Hoffmann, seguido pelo Alpina-BMW 2800 CS de Niki Lauda e Gérard Larousse. Em 3o largava o primeiro Ford Capri de fábrica, com Dieter Glemser e Alex Soler-Roig, á frente do Schnitzer-BMW 2800 CS pilotado por Rauno Aaltonen e Helmut Kelleners. Um total de 60 carros de turismo de corrida correram contra o relógio em 24 horas de prova, enfrentando os desafios dos 14,1 km de extensão do sinuoso circuito de Spa-Francorchamps, que contava com a participação de pilotos ilustres e consagrados, como Hans-Joachim-Stuck, Jochen Mass, Toine Hezemans, Willy Kauhsen, Achim Warmbold e Rainer Braun. Na primeira volta, Hans Heyer, que foi o primeiro piloto a estar ao volante do 300 SEL 6.8 AMG na prova, se posicionou na 3a colocação, atrás apenas do Ford Capri (Glemser/Soler-Roig) e do Chevrolet Camaro (Grauls/Hoffmann). Depois de uma corrida dramática, que contou com uma tempestade repentina durante a competição na madrugada e diversos abandonos, o Mercedes-Benz 300 SEL AMG número 35 cruzou a linha de chegada na 2a posição, pouco atrás do carro do Ford Capri de fábrica da dupla Glemser/Soler-Roig. Em 24 horas de corrida, o AMG de rua preparado deu exatas 308 voltas. Foi o início das atividades em motorsports da marca.


DTM - Laboratório de competição para a Mercedes-AMG

Pré-Fórmula 1: Grand Prix era

A Mercedes-Benz tem um histórico vencedor no Campeonato de Turismo Alemão (DTM) e, em 2017, utiliza o modelo MercedesAMG C 63, que tem motor V8 4.0 litros e desenvolve 360 cv de potência, com câmbio de 6 velocidades transversal, capaz de atingir velocidades superiores aos 300 km/h.

A mercedes conquistou domínio nas competições esportivas antes mesmo do início da Fórmula 1 em 1950. No final da década de 1930(foto), as Flechas de Prata venceram muitas corridas da era Grand Prix.

Naquela época, a AMG ainda não tinha ligação oficial com a Mercedes-Benz, mas continuou trabalhando em projetos para modelos da marca. No início dos anos 1980, a AMG preparou novos carros voltados para compoetição de longa duração para participar de corridas como o Grande Prêmio de Nürburgring do Mundial de Turismo, na qual obteve vitória com o modelo Mercedes-AMG 450 SLC Racing Coupé. Mas foi após os anos 1990, com a colaboração mais próxima e depois a aquisição da AMG pela Daimler AG, que a marca entrou definitivamente nas principais corridas Em 2000, a Mercedes-AMG participou do principal campeonato de carros de turismo do mundo, o DTM, e conquistou o título com o modelo CLK DTM em sua temporada de estreia, com o piloto Bernd Schneider. A Mercedes-Benz voltou a vencer as temporadas 2001 e 2003 (ainda com o CLK AMG), 2005, 2006 e 2010 (com o modelo Classe C) e 2015 (com o C 63 Coupé). Na temporada de 2017, a Mercedes-Benz segue em busca de mais um título no DTM, com o modelo Mercedes-AMG C 63. O crescimento da Mercedes-AMG para as corridas foi ampliado com o programa da fabricação de veículos GT específicos para competição da marca, que hoje corre com equipes privadas nos EUA, Europa e Ásia. E até no Brasil, onde há o Mercedes-Benz Challenge com os modelos CLA 45 AMG Rancing Series e C 250 Sport. Não demorou também para o retorno da Mercedes-Benz como equipe própria à principal categoria de carros de corrida do mundo, a Fórmula 1,

em 2010, após conquistar muito sucesso e títulos como fornecedora de motores para outros times. Antes, a marca havia participado oficialmente de duas temporadas, em 1954 e 1955, conquistando em ambas o título entre pilotos com Juan Manuel Fangio. No seu retorno à F1 em 2010, fez quatro temporadas de adaptação e, já denominada Mercedes-AMG (a partir de 2012), vieram três conquistas seguidas nos campeonatos de pilotos e construtores, em 2015, 2016 e 2017, sendo os dois primeiros títulos obtidos por Lewis Hamilton e o outro por Nico Rosberg, o atual campeão. Em 2017, ela continua entre as melhores equipes da Fórmula 1, mantendo a Mercedes-AMG no mais alto nível entre os automóveis rápidos e esportivos do planeta.

AMG NA FÓRMULA 1 Além de dominar os três últimos campeonatos de Fórmula 1, a AMG fornece na categoria os carros Safety Car e Medical Car

racing 13


MERCEDES-BENZ História Mercedes-AMG 1967

Fotos

Mercedes-Benz AMG

A AMG foi fundada em Burgstall por Hans Werner Aufretch e Erhard Melcher como uma oficina de engenharia, desenho e testes para desenvolvimento de motores de competição. As letras são as iniciais de Aufretch, Melcher e Grobaspach (cidade de nascimento de Aufretch)

1971

O sucesso da AMG começou com o modelo AMG 300 SLE 6.8 vencendo a corrida das 24 Horas de Spa-Francorchamps em sua classe e terminando em 2o na classificação geral

1980

Clemens Schickentanz e Jörg Denzel vencem o Grande Prêmio de carros turismo em Nürburgring com o AMG 450 SLC coupé de corrida. O sucesso fez com que muitos consumidores buscassem com a AMG por mais potência em seus automóveis coupés de rua

1984

Erhard Melcher desenvolveu a tecnologia de um cabeçote de comando duplo e quatro válvulas por cilindro, uma inovação usada no motor V8 5.0 litros no Mercedes-Benz 500 SEC

Cronologia AMG: história de inovações De 1967 a 2017 foram 50 anos de muita vanguarda automobilística, priorizando a dinâmica ao dirigir 14 racing


1986

O AMG 300 E 5.6 litros impressionou. Graças á preparação da AMG em seu motor, o automóvel chegava a 303km/h. Os fãs americanos aficionados o apelidaram de “The Hammer” (O Martelo)

1990

Começa a colaboração mais próxima junto à Daimler-Benz

1993

O C 63 AMG foi o primeiro veículo a ser colocado no mercado com a colaboração da Daimler-Benz. Com 5.000 unidades até 1997, a linha foi um sucesso de vendas

1996

A colaboração estreita com a MercedesBenz seguiu com a criação do E 50 AMG, com 347 cv de potência no potente motor V8. A montagem final de cada automóvel foi feita de forma gradual em Affalterbach

1999

A Mercedes-AMG passou a ter controle de 51% pela Daimler Chrysler

2000

Bernd Schneider pilotou o completamente novo CLK DTM rumo ao título de pilotos e construtores para a AMG em 2000 e 2001

A AMG teve seu início em 1967 por meio de preparação independente, que mais tarde foi incorporada à Mercedes-Benz racing 15


MERCEDES-BENZ História Mercedes-AMG 2001

O modelo SL 55 AMG conquistou a liderança do segmento dos automóveis superesportivos, com seu motor V8 Kompressor com 476 cv de potência

2005

Mercedes-AMG torna-se totalmente adquirida pela Daimler AG, tornando-se uma subsidiária

2009

O Mercedes-Benz SLS AMG foi o primeiro automóvel genuinamente desenvolvido e construído pela marca. O som do motor, juntamente com a dirigibilidade e as icônicas portas em foma de “asa de gaivota” atraiu muitos fãs

2013

Foi lançado o primeiro AMG compacto o modelo A 45 4MATIC. Isso tornou a marca esportiva mais acessível para novos grupos de consumidores

2014

O Mercedes-AMG GT tornou-se o segundo automóvel esportivo a ser desenvolvido inteiramente pela marca Mercedes-AMG

A partir do ano 2000 a relação AMG com a Mercedes-Benz começou a se intensificar e, em 2005, a Mercedes-AMG tornou-se subsidiária da Daimler AG 16 racing


2015

O Portfólio da AMG foi ampliado com os modelos 43. Ele ampliou os grupos de consumidores e formou uma nova porta de entrada para o mundo AMG

2016

A corrida 24 Horas de Nürburgring representou a maior conquista da Mercedes-AMG desde quando foi lançado o programa esportivo de venda de carros de corrida da marca para equipes privadas. Com o modelo GT3, a marca conquistou os 4 primeiros lugares, pole position e melhor volta da prova

2016

O Mercedes-AMG GT R estabeleceu uma marca impressionante no circuito de Nürburgring Nordschleife em um teste feito pela “sport auto”. Com o tempo de 7min10s9, o modelo AMG foi o automóvel mais rápido a percorrer a pista do “Inferno Verde” em toda a história de testes da publicação

2017

A Mercedes-AMG começa o ano celebrando os mais de 100.000 veículos vendidos no mundo. O número de consumidores mais que triplicou perante 2013. Com mais de 400 Centros de Performance em 40 países, fãs e consumidores da marca podem cada vez mais ter acesso ao mundo Mercedes-AMG

A tradição da Mercedes-AMG sempre foi ligada à preparação para performance extrema dos modelos de rua. Em 2017 uma ampla gama da marca conta com versões AMG em seu portfólio racing 17


MERCEDES-BENZ Fรณrmula 1 Q Mercedes-AMG Petronas

F1 W08 EQ POWER+ O automรณvel Mercedes-AMG mais rรกpido do mundo

18 racing


O carro de corrida a ser batido na F1 O Mercedes-AMG Petronas F1 W08 EQ Power+ é o carro atual da marca alemã na Fórmula 1 de 2017 Edição

Venício Zambeli Fotos

Mercedes-AMG Petronas

HEGEMONIA TOTAL NA F1 A MercedesAMG foi absoluta nos três últimos campeonatos da categoria e busca mais um título em 2017

A

Fórmula 1, categoria top do automobilismo mundial, iniciou seus campeonatos em 1950. Já nos anos de 1954 e 1955, a Mercedes-Benz triunfou pelas mãos de Juan Manuel Fangio, dando ao piloto dois títulos mundiais. Após deixar a categoria em 1956, a Mercedes-Benz voltou oficialmente à Fórmula 1 em 1994, em colaboração com Peter Sauber. Em 1995, foi fornecedora de motores para a equipe McLaren-Mercedes, que ganhou três campeonatos mundiais de pilotos (1998, 1999 e 2008) e o campeonato de construtores em 1998. Na temporada de 2010, a Mercedes-Benz finalmente retornou com equipe própria de fábrica, tendo ao volante Michael Schumacher. E desde o campeonato de 2012, até hoje, a nomenclatura AMG tornou-se oficial no time, chamando-se Mercedes-AMG Petronas. E o ano de 2017 tem tudo para ser especial por dois motivos: a equipe pode conquistar seu

quarto campeonato seguido entre construtores e pilotos, se consolidando definitivamente como um dos times mais bem-sucedidos da história do da Fórmula 1. Lewis Hamilton conquistou os títulos de 2014 e 2015 e Nico Rosberg faturou o campeonato de 2016 para a fabricante alemã. Mas além disso, vencer a temporada atual seria mais um presente para comemorar os 50 anos da AMG, divisão de superesportivos da Mercedes-Benz que tem, por tradição, aplicar a tecnologia desenvolvida nas pistas para os veículos de rua. E os pilotos do time, Lewis Hamilton e Valtteri Bottas, estão na disputa direta novamente das primeiras posições e vencendo corridas. Para conseguir atingir esses resultados, a equipe conta com o modelo F1 W08 EQ Power+, que além de ser um carro de corrida da Mercedes-AMG, tem como objetivo influenciar o futuro da tecnologia híbrida para a marca.

racing 19


MERCEDES-BENZ Fórmula 1 Q Mercedes-AMG Petronas

FLECHA DE PRATA O W08 EQ Power+em ação na psita em 2017

TOTO WOLF E NIKI LAUDA Os dois homens à frente da MercedesAMG petronas Motorsport

20 racing

Dessa forma, a Mercedes-AMG mantém sua tradição em torno das consagrados “Flechas de Prata”, veículos que proporcionaram importantes evoluções para a indústria automotiva em termos de segurança, tecnologia e eficiência nas eras dos Grand Prix (pré-Fórmula 1) e no começo da Fórmula 1. Ao todo, foram 13 “Flechas de Prata” construídas desde 1934, ano em que o modelo denominado W 25 atraiu todos os olhares durante o Grand Prix de Eifelrennen, na Alemanha, pois era considerado o projeto do futuro para carros de corrida e que influenciava os carros de rua.

Mas os desafios de 2017 são grandes, como em qualquer categoria na qual os carros são colocados á prova em seu extremo nas pistas, com inovações tecnológicas, aerodinâmicas e mecânicas de total vanguarda. “As três últimas temporadas foram marcadas por grandes vitórias da nossa equipe de F1. Conseguimos um ‘hat-trick’ tanto no campeonato de pilotos quanto no de construtores. Essa trajetória de sucesso reforça o compromisso da marca em desenvolver novas tecnologias e o DNA das pistas representado nos modelos Mercedes-AMG. Há 50 anos, essa interação entre automobilismo e veículos de passeio tem sido uma fórmula de sucesso para consolidar a Mercedes-AMG como uma das divisões de esportivos mais respeitadas do mundo”, afirma Holger Marquardt, diretor geral Automóveis América Latina e Caribe da Mercedes-Benz. Outra novidade da Mercedes-AMG Petronas Motorsport para a temporada 2017 é a estreia do finlandês Valtteri Bottas como um dos pilotos da equipe. Aos 27 anos, ele conduz o carro #77 e mantém a escuderia no topo do automobilismo mundial, já tendo faturado inclusive o lugar mais alto do pódio neste temporada. Em seu sexto ano na categoria, Valttrei será apenas o 11º piloto a competir na Fórmula 1 com um autêntico “Flecha de Prata”, seguindo os passos de lendas como o grande Juan Manuel Fangio, Sir Stirling Moss,


Michael Schumacher, Lewis Hamilton e o atual campeão Nico Rosberg. Já o outro piloto do time em 2017, o tricampeão mundial da F1 Lewis Hamilton, vem de um vice-campeonato decidido apenas na última corrida do ano em 2016, e busca seu quarto campeonato na Fórmula 1 nesta temporada. Se atingir tal feito, Hamilton irá superar seu ídolo de infância no automobilismo, Ayrton Senna. Tendo vencido 10 grandes prêmios em 2016, incluindo os quatro últimos do ano, o inglês também já triunfou em corridas de 2017 e é um forte candidato ao título. Os dois pilotos contam nas pistas com o carro Mercedes-AMG Petronas F1 W08 EQ Power+, com a unidade de potência híbrida M08. Ele segue a nova linha de produtos para mobilidade elétrica da marca, a EQ. O nome EQ significa “Electric Intelligence” (Inteligência Elétrica) e é derivado dos valores da marca Mercedes-Benz de “Emotion and Intelligence” (Emoção e Inteligência). O EQ visa tornar a mobilidade elétrica simples, confortável, segura e acessível para todos. Estima-se que a potência destes motores seja de 900 cv, podendo atingir velocidades superiores a 300 km/h em determinados circuitos. Á frente de toda a equipe está Dr. Dieter Zetsche, CEO da Daimler AG, constantemente presente nos boxes do time nos grandes prêmios de Fórmula 1, e os experientes Toto Wolf, chefe de equipe, e Niki Lauda, consultor de motorsport. Wolf e Lauda tem contrato com a Mercedes-AMG na Fórmula 1 até 2020, alinhado com o atual contrato comercial da FOM, gerenciadora da categoria na qual participa como time oficial de fábrica. Para mais informações e detalhes de cada corrida sobre a Mercedes-AMG Petronas Motorsport e os “Flechas de Prata” acesse o site oficial do time no endereço: www.mercedesamgf1.com. Para informações sobre a Fórmula 1, acesse www.formula1.com.

Valtteri Bottas

TRABALHO EM EQUIPE O perfeccionismo está em todas as áreas, como na hora do pit stop: cada um é fundamental

Lewis Hamilton

DISPUTANDO O TÍTULO DE 2017 Lewis Hamilton e Valtteri Bottas estão na briga pela conquista de mais um campeonato racing 21


MERCEDES-BENZ Pilotos destaques Q Fรณrmula 1

22 racing


Juan Manuel Fangio Lenda argentina foi o primeiro campeão com a MercedesBenz na Fórmula 1 e conquistou dois títulos com a marca, pilotando as legendárias Flechas de Prata

J

uan Manuel Fangio é uma das lendas do automobilismo mundial. O argentino, falecido em 17 de julho de 1995, foi o maior piloto dos primórdios da Fórmula 1, conquistando cinco títulos mundiais na categoria, em uma época na qual as fabricantes de automóveis começavam a buscar seriamente o automobilismo como forma de aprimoramento para suas tecnologias. Após conquistar seu primeiro título mundial pela Alfa Romeo em 1951, Fangio disputou apenas um Grande Prêmio no ano seguinte, quando sofreu um forte acidente em Monza, Itália, sendo catapultado para fora do carro. Depois de vencer apenas uma vez em 1953, o argentino trocou a

Maserati pela Mercedes-Benz após duas corridas em 1954, e faturou o seu bicampeonato com seis vitórias, quatro pela equipe alemã. Em 1955, agora defendendo a Mercedes-Benz em tempo integral, foram mais quatro vitórias em seis corridas, desempenho que lhe garantiu o terceiro título mundial. Fangio ainda faturaria os títulos de 1956 e 1957, defendendo a Ferrari e a Maserati, tornando-se o primeiro piloto a ganhar títulos por quatro equipes diferentes. O argentino se aposentou em 1958, mas sua ligação com a Mercedes-Benz permaneceu forte, sendo um embaixador da marca alemã até o fim de sua vida.

Texto

Leonardo Marson Fotos

Mercedes-AMG

FANGIO E A FLECHA DE PRATA Piloto argentino obteve sucesso em dois mundiais de F1 com o modelo Mercedes-Benz W196

FICHA DO PILOTO Juan Manuel Famgio Nacionalidade ARGENTINO Data de nascimento 24/06/1911 GPs com a Mercedes-Benz 11 Vitórias com a Mercedes-Benz 8 Pole com a Mercedes-Benz 7 Títulos com a Mercedes-Benz 2

Fangio foi um dos maiores pilotos de todos os tempos e seu sucesso teve influência efetiva da Mercedes-Benz racing 23


MERCEDES-BENZ Pilotos destaques Q Fรณrmula 1

24 racing


Lewis Hamilton O piloto inglês tornou-se o responsável por colocar a Mercedes-AMG novamente no domínio absoluto da F1, conquistando dois títulos seguidos pelo time alemão

U

ma troca de equipe tornou Lewis Hamilton um dos mais importantes nomes da atual Fórmula 1. O britânico, que estreou na mais importante categoria do automobilismo mundial em 2007 pela McLaren, chegou à Mercedes-Benz em 2013 e, de 2014 para cá, se tornou favorito à vitória em qualquer grande prêmio que seja disputado, tendo conquistado seus dois últimos títulos mundiais com o time alemão em 2014 e 2015, além de ser o atual vice-campeão. O inglês foi vice-campeão logo em sua temporada de estreia, correndo com um McLaren-Mercedes. O primeiro título veio no ano seguinte, em 2008, também com a McLaren-Mercedes.

Apesar dos bons resultados nos anos posteriores, Hamilton trocou a McLaren pela equipe Mercedes-Benz no final de 2012, para ocupar o lugar de Michael Schumacher. A primeira vitória veio na Hungria, em 2013. Um ano depois, com a adoção dos motores V6 turbo, Hamilton passou a dividir vitórias no time - e uma rivalidade - com Nico Rosberg, e os dois disputaram o título mundial nas últimas três temporadas. Em 2014, Hamilton venceu 11 das 19 corridas. Já em 2015, Lewis foi ainda mais dominante, e faturou o tricampeonato com 4 corridas de antecedência. Em 2016 ele foi vice-campeão, ficando atrás apenas de seu companheiro Rosberg.

Texto

Leonardo Marson Fotos

Mercedes-AMG

MOTOR MERCEDES-BENZ Em 2008, Lewis Hamilton foi campeão com a McLarenMercedes. Depois, levou os títulos de 2014 e 2015

FICHA DO PILOTO Lewis Carl Davidson Hamilton Nacionalidade BRITÂNICO Data de nascimento 05/01/1985 GPs com a Mercedes-Benz 85 Vitórias com a Mercedes-Benz 35 Pole com a Mercedes-Benz 39 Títulos com a Mercedes-Benz 2

Hamilton contou com a participação da Mercedes-Benz em todos os seus 3 títulos mundiais racing 25


MERCEDES-BENZ Pilotos destaques Q Fรณrmula 1

26 racing


Valtteri Bottas Finlandês chegou à equipe Mercedes-AMG Petronas para sustituir o campeão Nico Rosberg, já venceu corrida e faz boa temporada de estreia na equipe alemã

O

mais novo piloto da Mercedes-AMG Petronas na Fórmula 1, Valtteri Bottas, ainda está em seus primeiros passos na equipe que dominou as últimas três temporadas da maior categoria do esporte a motor mundial. O finlandês, que chegou ao time da estrela de três pontas para substituir Nico Rosberg, atual campeão do mundo, já mostrou do que é capaz, vencendo o GP da Rússia. Antes de chegar à Mercedes-AMG, o finlandês passou cinco anos na Williams, time que utilizou motores da marca alemã a partir de 2014. Antes de chegar ao time de Brackley, Bottas tinha como melhores resultados dois 2os lugares, obtidos na Inglaterra e na Alemanha, ambos em 2014.

Na Mercedes-AMG, Bottas vem mostrando um desempenho interessante na temporada, conseguindo acompanhar e disputar diretamente com Lewis Hamilton, seu companheiro de equipe. Esta performance está permitindo a equipe alemã a manter-se na disputa pelo tetracampeonato mundial de construtores em 2017. Além da vitória obtida na Rússia, o finlandês conquistou sua primeira pole position na carreira, obtida no Bahrein. Tal desempenho do veloz e frio piloto já faz com que muitos acreditem na permanência do finlandês na equipe alemã para a próxima temporada da Fórmula 1.

Texto

Leonardo Marson Fotos

Mercedes-AMG

NOVA PROMESSA Valtteri Bottas iniciou bem com a equipe Mercedes-AMG Petronas de F1 e já obteve vitória com o carro prateado

FICHA DO PILOTO Valtteri Bottas Nacionalidade FINLANDÊS Data de nascimento 28/08/1989 GPs com a Mercedes-Benz 85 Vitórias com a Mercedes-Benz 1 Pole com a Mercedes-Benz 1 Títulos com a Mercedes-Benz -

Bottas espera seguir os passos de Mika Häkkinen, outro finlandês que obteve sucesso com Mercedes-Benz racing 27


MERCEDES-BENZ Pilotos destaques Q Fรณrmula 1

28 racing


Nico Rosberg Após dois vice-campeonatos seguidos em 2014 e 2015 com a Mercedes-AMG, o piloto alemão superou seu companheiro Lewis Hamilton em 2016, foi campeão e encerrou a carreira

É

verdade que Nico Rosberg chegou à Fórmula 1 em 2006, mas a carreira do atual campeão mundial ganhou um novo rumo quando ele deixou a Williams e foi para a Mercedes-Benz em 2010, ano de retorno da equipe alemã. Praticamente todos os resultados de destaque do filho de Keke Rosberg foram conquistados pela esquadra da estrela de três pontas. Depois de quatro temporadas na Williams, onde obteve como melhor resultado um 2o lugar em 2008, em Singapura, o alemão se mudou para o projeto da Mercedes-Benz, onde se tornou companheiro de equipe de Michael Schumacher. Logo na primeira temporada, obteve três pódios.

Após um 2011 discreto, coube a Rosberg garantir a primeira vitória da Mercedes-Benz após o retorno da fabricante à F1 como equipe, na China, quando também largou na pole position. Já com Lewis Hamilton como companheiro, o alemão obteve mais três poles e duas vitórias em 2013, e passou a ser candidato a título no ano seguinte. O alemão enfrentou o inglês de igual para igual em 2014 e 2015, mas foi vice nas duas temporadas. Só que em 2016, correu com muita precisão contra Hamilton e faturou o seu primeiro título mundial, dando à Mercedes-AMG o tricampeonato. Logo depois, o alemão surpreendeu o mundo ao anunciar sua aposentadoria.

Texto

Leonardo Marson Fotos

Mercedes-AMG

TÍTULO E ADEUS Nico Rosberg foi parte fundamental no retorno da equipe Mercedes na F1

FICHA DO PILOTO Nicolas Erik Rosberg Nacionalidade ALEMÃO Data de nascimento 27/06/1985 GPs com a Mercedes-Benz 136 Vitórias com a Mercedes-Benz 23 Pole com a Mercedes-Benz 30 Títulos com a Mercedes-Benz 1

Rosberg esteve em todas as temporadas da MercedesBenz na F1 desde 2010, e finalizou 2016 com o título racing 29


MERCEDES-BENZ Pilotos destaques Q Fรณrmula 1

30 racing


Michael Schumacher Grande recordista de títulos na Fórmula 1, o heptacampeão participou do retorno da Mercedes-Benz à categoria e contribuiu muito para o time se tornar a potência atual

O

maior campeão da história da Fórmula 1 e piloto dono da enorme maioria dos recordes mundiais, Michael Schumacher teve ao longo de sua carreira muito envolvimento com a Mercedes-Benz. Antes de conquistar seus sete títulos mundiais (obtidos com Benetton e a Ferrari), o alemão teve longo relacionamento com a fabricante alemã. Depois, já heptacampeão, saiu da aposentadoria em 2010 para correr pelo time oficial da marca, onde encerrou sua carreira na categoria. Após passar pelas Fórmulas Konig, Ford e F3 Alemã, de onde saiu campeão, Schumacher passou a integrar um programa de pilotos da Mercedes-Benz ao lado de Heinz-Harald Frentzen e Karl

Wendringer. O futuro campeão disputou provas no turismo e no Mundial de Protótipos pela marca e fez sua estreia na Fórmula 1 em 1991, na Jordan, com financiamento da Mercedes-Benz. A partir de 2010, com o retorno da equipe de fábrica da Mercedes-Benz à Fórmula 1, Schumacher disputou três temporadas e obteve um pódio, com o 3o lugar no GP da Europa, disputado em Valência, Espanha, em 2012. O alemão, porém, foi peça importante no processo de estruturação e desenvolvimento da equipe em seu retorno à categoria máxima, e ajudou a tornar a Mercedes-Benz em uma das maiores potências do Campeonato Mundial de Fórmula 1.

Texto

Leonardo Marson Fotos

Mercedes-AMG

PARCERIA DE SUCESSO Micheal Schumacher saiu da aposentadoria na Fórmula 1 para correr na Mercedes-Benz

FICHA DO PILOTO Michael Schumacher Nacionalidade ALEMÃO Data de nascimento 03/01/1969 GPs com a Mercedes-Benz 58 Vitórias com a Mercedes-Benz Pole com a Mercedes-Benz Títulos com a Mercedes-Benz -

Schumacher ajudou no processo de desenvolvimento e de estruturação da equipe Mercedes-Benz na Fórmula 1 racing 31


MERCEDES-BENZ Imagens Fotos

Mercedes-Benz

32 racing


DTM I O principal campeonato de carros de corrida de turismo do mundo tem uma participação vitoriosa da Mercedes-Benz. A equipe alemã é a maior vencedora, com 7 títulos de pilotos e 9 de fabricante. Considerado um laboratório tecnológico para os automóveis de rua, o time atual - liderado pelo chefe de equipe Ulrich Fritz (foto menor abaixo) -, utiliza o modelo Mercedes-AMG C-Class Coupé DTM (C 63).

racing 33


MERCEDES-BENZ Imagens VITÓRIAS NAS 24 HORAS DE LE MANS I A Mercedes-Benz já triunfou duas vezes na prova de longa duração

mais difícil do automobilismo mundial. Em 1952, com o modelo W194, e em 1989, com o modelo Sauber C9 Mercedes-Benz. As imagens abaixo são da vitória de 1989, que marcou a última corrida com a longa reta Mulsane sem chicanes, onde as flechas de prata chegavam a 402 km/h!

34 racing


racing 35


MERCEDES-BENZ Imagens

MUNDIAL DE PROTÓTIPOS COM MICHAEL SCHUMACHER

esportivos de 1990, com o modelo Sauber Mercedes Benz lançou ao mundo o piloto Michael Schumacher (fo sua carreira vitoriosa na Fórmula 1 com a ajuda da fabri segue até hoje, com Mick Schumacher (direita), filho Fórmula 3 Européia com motor Mercedes-Benz.

36 racing


I A Mercedes-Benz dominou o capeonato de carros

C11. Foi com este carro de corrida que a Mercedesto acima e à esquerda), que logo depois seguiu para a cante alemã. A parceria com a família Schumacher de Michael, que é embaixador da marca e corre na

racing 37


MERCEDES-BENZ Imagens

NA FRENTE NA FÓRMULA 1 ANTIGA I A Mercedes-Benz sempre colocou o motorsport como parte integrante da concepção para seus automóveis, o que fez dela uma marca tradicionalmente esportiva e de alta performance. No início do Mundial de F1, ela dominou os campeonatos de 1954 e 1955 com o modelo W196. Na foto, Juan Manuel Fangio (18) larga na pole-position ruma à vitória no GP da França de 1954.

38 racing


racing 39


MERCEDES-BENZ Challenge Brasil Q Histรณria

40 racing


Alto nível e muita competitividade

Mercedes-Benz Challenge é um dos mais importantes campeonatos profissionais do automobilismo brasileiro Texto

Rodolpho Siqueira/divulgação Fotos

Fábio Davini/divulgação

racing 41


MERCEDES-BENZ Challenge Brasil Q História

GRID CHEIO E COMPETITIVO Em cada etapa largam cerca de 40 carros de corrida, divididos em duas categorias

A

Mercedes-Benz realiza no Brasil desde 2011 o seu próprio campeonato de automobilismo, utilizando modelos de rua adaptados para competição, mantendo o seu DNA esportivo e de tecnologia dentro e fora das pistas. Confira como foi construída esta história de muita velocidade e disputas ano a ano:

2011 - O início Em 2011, a Mercedes-Benz voltou a suas origens e buscou inspiração em sua tradição no automobilismo mundial para lançar no Brasil uma nova categoria: o Mercedes-Benz Challenge. Em seu

primeiro ano, a categoria foi disputada com 8 etapas em rodada dupla, todas em conjunto com o campeonato GT Brasil. O grid de largada da prova inaugural, disputada no dia 21 de maio, no Autódromo Internacional de Curitiba, em Pinhais, região metropolitana da capital paranaense, foi composto ao todo por 22 pilotos, que utilizaram os modelos oficiais Mercedes-Benz Classe C 250 CGI. Com cinco vitórias nas 16 corridas da temporada, a dupla de pilotos João Campos e Márcio Campos, pai e filho, garantiram o título do Mercedes-Benz Challenge.

2012 - O ano da afirmação Alterações no regulamento e sistema de disputa asseguraram ainda mais competitidade e equilíbrio à segunda temporada do Mercedes-Benz Challenge. Além da categoria tradicional, entrou em cena ainda a categoria Master, específica para os pilotos Bronze, sem limite de idade. Ao final das 8 etapas da temporada a dupla de pilotos formada por João Campos e Márcio Campos, da equipe Sicredi Racing e a bordo do Mercedes-Benz C 250 Turbo, assegurou o bicampeonato da competição.

2013 - Emoção à flor da pele ULTRAPASSAGENS E ADRENALINA As disputas entre os pilotos são acirradas e carregadas de emoção, tudo em altíssima velocidade

42 racing

Em sua terceira temporada, o palco de estréia do Mercedes-Benz Challenge foi o Circuito de Rua do


Anhembi, em São Paulo. Compondo o Campeonato Brasileiro de Gran Turismo, a competição, que contou com o modelo oficial Mercedes-Benz C 250 Turbo, visitou ainda os autódromos de Curitiba, Interlagos e Santa Cruz do Sul, e foi decidida nas últimas curvas da prova final, em Tarumã (RS). Com os pilotos Neto De Nigris, correndo pela equipe Europamotors-Gramacho Racing, e Márcio Campos, representante da Sicredi Racing, rigorosamente empatados com 125 pontos, o campeonato foi decidido pelo número de vitórias - duas de De Nigris contra três de Campos, atual tricampeão da categoria.

vice-campeão Rodrigo Hanashiro terminou apenas 3 prontos atrás de Arnaldo. Neto de Nigris, campeão de 2013, fechou em 3o lugar mas faturou o título da CLA AMG Cup Master. Na categoria C 250 Cup, Christian Möhr, da equipe RSports Racing, fechou o ano com 106 pontos e uma vitória, 7 pontos à frente de Cesare Marrucci, da Cordova Motorsports.

2014 - Novidades e alto nível A quarta temporada do Mercedes-Benz Challenge começou recheada de novidades, como a estreia do modelo CLA 45 AMG Racing Series para compor a classe principal da categoria (CLA AMG Cup), correndo junto dos C 250 Turbo que passaram a integrar a classe light (C 250 Cup). Pilotos lutando pelo bicampeonato, para escrever o nome na história como o primeiro campeão de um modelo Mercedes-AMG, que estreou em competições justamente no Brasil. A honra coube a Arnaldo Diniz Filho, que com a equipe Comark Racing conquistou duas vitórias e duas pole positions, terminando o campeonato com 94 pontos. Mas a tarefa não foi nada fácil. O

CAMPEÕES DE 2016 Peter Michel Gottschalk (esquerda) foi o campeão na categoria C 250 Cup, depois de conquistar os pontos necessários para o título na última etapa. Já Luiz Ribeiro (direita) venceu na categoria CLA AMG Cup o seu primeiro campeonato racing 43


MERCEDES-BENZ Challenge Brasil Q História

CLA AMG CUP Pilotos da categoria disputam a pleno vapor o campeonato de 2017

Já na C 250 Cup Master o título ficou nas mãos da dupla da Paioli Racing, formada por Marcos Paioli e Peter Gottschalk com 122 pontos, 11 a mais do que o vice-campeão Beto Rossi.

2015 – Grandes disputas Foram quatro vencedores diferentes na CLA AMG Cup e a disputa pelo título sendo polarizada entre Fernando Júnior e Adriano Rabelo, dupla responsável por cinco das oito vitórias disputadas na temporada. O cearense da Cordova Motorsport começou na frente vencendo as duas primeiras corridas, mas o gaúcho da WCR Team se recuperou e passou o concorrente apresentando um desempenho constante e um ritmo fortíssimo e subiu ao pódio sete vezes em oito provas. Na CLA Master, Carlos Kray também foi um frequentador assíduo do pódio com sete presenças entre os três primeiros (com duas vitórias), e foi o campeão em cima de Neto De Nigris. A classe C 250 Cup teve disputa apertadíssima entre Peter Michel Gottschalk e a dupla formada por Luiz Sena Jr. e Cleiton Campos. Os postulantes ao título chegaram a Interlagos para a etapa final separados por apenas 3 pontos. Foi a briga das vitórias contra a regularidade, e com quatro triunfos, Peter “Tubarão” levou a melhor na disputa. A dupla formada por Marcos Paioli e Peter Gottschalk chegou à final empatada com Betinho Sartório. Briga interna na equipe Paioli Racing pelo título da C 250 Master. A experiente dupla, no entanto, presente no pódio em todas as corridas do ano, acabou levando a melhor. Um dos pontos altos da temporada foi a sétima e penúltima etapa, em Interlagos. A corrida foi um dos

O Mercedes-Benz Challenge já realizou provas como evento preliminar Fórmula 1 e corre nos principais autódromos do país 44 racing

eventos preliminares do Grande Prêmio do Brasil de Fórmula 1.

2016 – Decisão na bandeirada final A temporada de 2016 do Mercedes-Benz Challenge foi mais uma vez emocionante em 2016 e terminou em clima de festa, com a premiação dos melhores pilotos do ano recebendo mais um troféu em um evento que teve clima de velocidade. Realizada no Kartódromo Speedland, em São Paulo, a premiação anual do Mercedes-Benz Challenge marcou o encerramento de uma das temporadas mais disputadas da história da competição. Na categoria CLA AMG Cup, o grande campeão foi o gaúcho Luiz Ribeiro, que conquistou seu primeiro título na categoria em uma corrida emocionante no autódromo de Interlagos. Embora tenha tido uma temporada aparentemente tranquila, Peter Michel Gottshcalk, o campeão da C 250 Cup, só confirmou o título na última etapa da competição.

2017 – 50 Anos da AMG O Mercedes-Benz Challenge entrou na pista para iniciar sua 7ª temporada. Depois de mais um campeonato disputadíssimo no ano anterior, tanto na categoria C 250 Cup quanto na CLA AMG Cup, a competição abriu a disputa pelo título no Autódromo Internacional Ayrton Senna, em Goiânia (GO), com um grid renovado e também repleto de grandes nomes da competição, mais uma vez um dos mais numerosos do país.


O campeonato de 2017 trouxe novidades no regulamento esportivo que deixaram o campeonato ainda mais competitivo. Para este ano, os “pole position” em cada uma das oito provas do calendário recebem 1 ponto extra, uma iniciativa que visa valorizar ainda mais a disputa pela primeira posição no grid de largada, tanto entre os pilotos da CLA AMG Cup, quanto entre os competidores da C 250 Cup. Outras novidades são a introdução do descarte obrigatório do resultado de uma das primeiras sete etapas da temporada e a substituição da pontuação dobrada na última prova pelo acréscimo de 50% ao número de pontos normalmente distribuído a cada corrida. O Mercedes-Benz Challenge apresenta mais de 35 carros na pista por etapa, mantendo a tradição da categoria em compor um dos maiores grids do país desde sua estreia, em 2011. Além disso, a nova temporada reforça o DNA da marca orginário das competições por meio de referências aos 50 anos de fundação da AMG, o braço esportivo da Mercedes-Benz. Durante o ano, os modelos terão na testeira (parte superior do para-brisas) os dizeres “50 Years AMG”. Essa menção reforça o papel importante da divisão de superesportivos na categoria. Em 2013, a AMG desenvolveu o CLA 45 AMG Racing Series exclusivamente para o Mercedes-Benz Challenge no Brasil. Antes da primeira etapa em Goiânia, a organização também realizou testes de verificação dos sistemas do CLA 45 AMG Racing Series usado

como Safety Car nas provas da categoria. Entre as avaliações, foram coletados dados sobre o conjunto de freios equipados com pastilhas Fras-le e discos Fremax. O sistema de suspensão traseira com buchas Viemar e amortecedores JL/ Kampico também foi objeto das medições. Os testes visaram reconfirmar a confiabilidade dos sistemas e foram executados tanto em piso molhado quanto em asfalto seco, usando pneus slick e de chuva. Com esses resultados, espera-se mais uma temporada muito acirrada.

SHOW NO S DO SENNA Carros de corrida do Mercedes-Benz Challenge em ação em uma das pistas mais importantes do mundo: Interlagos, em São Paulo

C 250 CUP Competidores já aceleram rumo à disputa de campeão da categoria em 2017, que promete ser muito concorrida até o final racing 45


MERCEDES-BENZ Challenge Brasil Q História CALENDÁRIO OFICIAL - MERCEDES-BENZ CHALLENGE TEMPORADA 2017

A

temporada 2017 do Mercedes-Benz Challenge, assim como nos campeonatos anteriores, manteve o formato de oito provas por ano, com duas categorias participantes: C 250 Cup e CLA AMG Cup. Ao contrário das seis temporadas disputadas até aqui, a competição traz como novidade mais disputa em apenas uma etapa por autódromo, com o objetivo de aumentar ainda mais sua competitividade por meio de traçados distintos e para levar a categoria a novos públicos. Em 2016, por exemplo, os autódromos

de Interlagos (SP) Curitiba (PR) e Goiânia (GO) receberam duas provas cada. Este ano, apenas Goiânia receberá duas etapas. Entre as oito etapas, há três circuitos que são novidades em relação ao calendário de 2016: Santa Cruz do Sul (RS), Velo Città (SP, pela primeira vez no torneio) e Londrina (PR). As pistas de Interlagos, Goiânia e Curitiba permanecem na agenda do evento. A última etapa, em Interlagos, concederá pontos dobrados para os competidores. Confira abaixo o calendário:

Mercedes-Benz Challenge CALENDÁRIO 2017 02/04 21/05 02/07 06/08 10/09 22/10 19/11 10/12

Goiânia (GO) Sta. Cruz do Sul (RS) Curitiba (PR) Velo Citta (SP) Londrina (PR) Tarumã (RS) Goiânia (GO) Interlagos (SP)

SAFETY CAR O modelo AMG CLA 45 com preparação especial atua como carro de segurança em todas as provas

46 racing


Ficha técnica AMG CLA 45

AMG CLA 45

Ficha técnica C 250 Turboalimentado 4 em linha 1.8 cm3 211 cv / 5.500 rpm 350 Nm / 1.200 - 4.000 rpm 722.6, 5 velocidades Discos Fremax e pincas PF (Performance Friction) Aceleração 0 - 100 km/h 6s6 Velocidade máxima 240 km/h Peso Carro + Piloto 1.495 kg Pneus Pirelli slick, 265/645/R18 Rodas Scorro Suspensão Molas Eibach e amortecedores ajustáveis Bilstein na dianteira e na traseira Carroceria Monobloco original de aço, com portas, capo do motor, tampa do porta malas e apêndices aerodinâmicos de fibra de vibro e Roll Cage em aço molibdênio Comprimento 4,630 m Largura 2,032 m Altura 1,432 m

Motor Turboalimentado Cilindros 4 em linha Cilindrada 1.991 cm3 Potência máxima 362 cv / 6.000 rpm Torque 450 Nm / 2.250 - 5.000 rpm Câmbio AMG SPEEDSHIFT DCT 7 velocidades Freios Dianteira: Discos Fremax e pastilhas Fras-le Traseira: Original de série Aceleração 0 - 100 km/h 4s2 Velocidade máxima 270 km/h Peso Carro + Piloto 1.495 kg Pneus Pirelli slick, 265/660/R18 Rodas 18” W212 Suspensão Conjunto Amortecedor e Molas ajustáveis KW na dianteira e traseira e tipo UpSideDown na dianteira, desenvolvido para a categoria Carroceria Monobloco original com estrutura de proteção interna (roll cage) Bodytech. Com portas, capo do motor e apêndices aerodinâmicos de fibra de vidro JL, asa traseira em folha de alumínio Comprimento 4,691 m Largura 2,032 m Altura 1,416 m

Motor Cilindros Cilindrada Potência máxima Torque Câmbio Freios

C 250

CORRENDO JUNTOS O carros de corrida das duas categorias largam juntos no grid do Mercedes-Benz Challenge

MEDICAL CAR O Mercedes-Benz GLA é o SUV que atua no resgate e apoio médico aos pilotos racing 47


MERCEDES-BENZ Mercedes-Benz Challenge Brasil Q 2017

Guia de pilotos e carro Confira quem são os competidores que disputam o campeonato des

CLA AMG CUP

48 racing

03

Cristian Mohr

06

Fernando Júnior

10

Pierre Ventura

15

Raijan Mascarello

Santa Catarina Equipe: WCR

Rio Grande do Sul Equipe: WCR

Rio Grande do Sul Equipe: Cordova Motorsports

Paraná Equipe: Mottin Racing


s da temporada 2017 te ano nas categorias do Mercedes-Benz Challenge

Fotos

Fábio Davini/divulgação

18

Fernando Poeta

Rio Grande do Sul Equipe: Mottin/Sul Racing

Alexander Buneder

Rio Grande do Sul Equipe: Mottin/Sul Racing

19

Luiz Carlos Ribeiro

20

Roger Sandoval

27

Paulo Varassin

Rio Grande do Sul Equipe: Ourocar Racing

Rio Grande do Sul Equipe: Mottim Racing

Paraná Equipe: Cordova Motorsports

racing 49


MERCEDES-BENZ Mercedes-Benz Challenge Brasil Q 2017

50 racing

33

Adriano Rabelo

37

Lorenzo Varassin Paraná

55

Fabio Escorpioni

60

Betão Fonseca São Paulo Equipe: Center Bus Sambaíba

61

Cesar Fonseca

Ceará Equipe: Cordova Motorsports

Equipe: Cordova Motorsports

São Paulo Equipe: Hot Car Competições

São Paulo Equipe: Center Bus Sambaíba


76

Danilo Pinto

88

Fernando Amorim

90

José Vitte

555

São Paulo Equipe: Cordova Motorsports

São Paulo Equipe: Mottin/ Sul Racing

São Paulo Equipe: WCR

Renato Braga Goiás Equipe: RSports Racing

A categoria AMG CLA 45 utiliza este modelo preparado pela AMG especialmente para esta competição monomarca da Mercedes-Benz que corre no Brasil: prestígio e exclusividade racing 51


MERCEDES-BENZ Mercedes-Benz Challenge Brasil Q 2017

C 250 CUP

52 racing

09

Alexandre Navarro

12

André Moraes Júnior São Paulo Equipe: PGL Racing

13

Beto Rossi

21

Peter Michel Gottschalk

São Paulo Equipe: RSports Racing

São Paulo Equipe: Paioli Racing

São Paulo Equipe: Paioli Racing


Flavio Andrade

26

São Paulo Equipe: Hot Car Competições

40

Ydenis de Souza

Bruno Alvarenga

São Paulo Equipe: RSports Racing

São Paulo Equipe: RSports Racing

João Lemos

41

Portugal Equipe: PGL Racing

45

Giusepe Vecci

Pablo Alves

Goiás Equipe: Friato/DCM

Goiás Equipe: Friato/DCM

Ciro Lobo

Fabio Peterson

São Paulo Equipe: Center Bus Sambaíba

São Paulo Equipe: Center Bus Sambaíba

63

racing 53


MERCEDES-BENZ Mercedes-Benz Challenge Brasil Q 2017

64

54 racing

Carlos Guilherme

Sérgio Kuba

São Paulo Equipe: Center Bus Sambaíba

São Paulo Equipe: Center Bus Sambaíba

65

Claudio Simão

66

Fernando Pessoa

67

Luiz Fernando Barcellos

68

Carlos Machado

Santa Catarina Equipe: Center Bus Sambaíba

Ceará Equipe: Center Bus Sambaíba

Rio de Janeiro Equipe: Center Bus Sambaíba

Pernambuco Equipe: Center Bus Sambaíba


Rudinei Sabino

69

Ceará Equipe: Center Bus Sambaíba

73

Raphael Teixeira

Rodrigo Crunivel

Goiás Equipe: Brandão Motorsports

Goiás Equipe: Brandão Motorsports

Cello Nunes

84

São Paulo Equipe: RSports Racing

111

225

Marcos Paioli

Peter Gottschalk Júnior

São Paulo Equipe: Paioli Racing

São Paulo Equipe: Paioli Racing

Max Mohr Santa Catarina Equipe: Hot Car Competições

racing 55


MERCEDES-BENZ Entrevista

Experiência de automobilismo para o dia a dia

Para Tobias Moers, CEO Mercedes-AMG, objetivo da marca é desenvolver automóveis extraordinários e entregar aos seus clientes performance única Por Venicio Zambeli Fotos Mercedes-AMG

AMG é uma parte especial da Mercedes-Benz, que teve sua imagem construída ao longo dos últimos 50 anos por meio do alto desempenho. Depois de todo esse tempo, o que AMG significa hoje em dia? TM • AMG é a marca de superesportivos da Mercedes-Benz. Todos os automóveis que trazemos ao mercado atendem à nossa abordagem de marca “Driving Performance”. Ele combina os dois pontos fortes da AMG: a experiência extrema de desempenho e o papel da marca como força de vanguarda, moldando o futuro do segmento de performance. Este desempenho com responsabilidade é o que impulsiona a Mercedes-AMG, uma vez que ela se torna cada vez mais eficiente graças às novas tecnologias de motores e ao uso de materiais leves. Hoje, os modelos AMG produzem alguns dos níveis mais baixos de emissões em seus respectivos segmentos.

Um exemplo perfeito de como nos beneficiamos com o sucesso da Mercedes-AMG no automobilismo para levar tecnologia para as ruas é o Mercedes-AMG GT R

56 racing

A dedicação e o cuidado que cada modelo AMG recebe para ser um automóvel com características únicas e detalhes incríveis é um objetivo para tornar um consumidor deste tipo de veículo uma pessoa exclusiva? TM • A AMG cumpre os sonhos dos entusiastas de desempenho em todas as dimensões. Então, sim, desenvolvemos automóveis extraordinários para pessoas extraordinárias. Criamos uma experiência de condução que atende suas expectativas. E nossos clientes sentem a atitude em cada AMG. O envolvimento real da AMG no automobilismo em muitas categorias em todo o mundo traz as tecnologias desenvolvidas para os automóveis de passageiros da Mercedes-Benz? De que forma? TM • Nosso objetivo é trazer sensação de automobilismo ao dia a dia de nossos clientes. Há uma série de tecnologias que trouxemos da pista para nossos automóveis. Alguns exemplos são as melhorias nos freios, novas medidas aerodinâmicas ou o controle de tração. Um exemplo perfeito de como nos beneficiamos com nosso sucesso em automobilismo e como trazer tecnologias das pistas para automóveis de rua é o Mercedes-AMG GT R. Este verdadeiro au-


automóvel com uma unidade de potência híbrido de F1, mas regulamentado para andar na rua, estará disponível para compra pela primeira vez. O hiper-carro será um marco do que é tecnicamente viável em termos de desempenho e eficiência. O que a nova linha de motores 43 adiciona aos automóveis da Mercedes-AMG? TM • Estes automóveis agora estendem a família AMG e carregam o mesmo DNA - isso significa que, dentro de seus segmentos específicos, eles atendem aos mesmos padrões de desempenho, dinamismo e esportividade como todos os nossos outros modelos. Mas para um público alvo ampliado. Todos os componentes que são relevantes em termos de dinâmica de condução são otimizados ou completamente redesenhados pelos engenheiros da AMG. Alguns componentes são adotados dos modelos 63. Ao combinar essas medidas nos modelos 43, é obtida uma ótima configuração, emocionalmente atraente e esportiva. Minha maior paixão é garantir que cada produto da AMG seja um verdadeiro AMG.

TOBIAS MOERS Responsável por ampliar a atuação eficiente da AMG para todas as partes de um automóvel que tenha a grife da marca

tomóvel esportivo com genes de carros de corrida e soluções técnicas inovadoras oferece uma experiência de condução definitiva, que permite às pessoas sentirem nossas origens de motorsport em cada detalhe. Combina a dinâmica de condução do nosso carro de corrida AMG GT3 com a praticidade diária do AMG GT. Nós modificamos todos os componentes relevantes para o desempenho e os relacionamos inteligentemente para obter a máxima dinâmica de condução. O motor eficiente e poderoso é sempre a chave para o sucesso da Mercedes-AMG no mundo das corridas. Estamos em uma nova era de desenvolvimento de motores, como a unidade de potência do Mercedes-AMG F1 (M08 EQ Power +). Como a AMG chegou a este ponto de melhoria, tornando-se líder neste novo tipo de tecnologia de powertrain? TM • Você verá nossa resposta no palco do Salão de Frankfurt. Lá mostraremos um supercarro da AMG que sublinha a força inovadora da Mercedes-AMG. Representa um marco adicional e espetacular no caminho para a “AMG Future Performance”. A idéia deste hiper-carro é dar uma compreensão totalmente diferente de desempenho de qualquer outro produto do mercado. Um

A Mercedes-Benz combina pura emoção e adrenalina em seus automóveis esportivos, mas com muita sofisticação. Qual é o segredo para alcançar isso? TM • Nós acompanhamos bem de perto todo o processo de desenvolvimento dos nossos automóveis. Nossos engenheiros também estão envolvidos nos processos de desenvolvimento da Mercedes-Benz desde o início. Mais de uma década atrás, acho que a AMG era conhecida pelo alto torque e pela alta potência. Extremamente boa no desempenho em linha reta. E agora esta eficiência se estende sobre todo o conjunto do veículo - o dinamismo na pilotagem, o desempenho e as características inovadoras. Demos um enorme passo nos últimos três anos, e agora lideramos a parte esportiva do grupo Daimler. A linha atual AMG oferece um tom ousado e moderno. Qual é a importância do design para esses modelos? TM • O design expressivo é um de nossos principais pontos. Qualquer um que inicie uma experiência com a Mercedes-AMG sente o espírito da marca, visível no design marcante, e instintivamente se junta a um mundo de performance. Podemos esperar mais 50 anos de adrenalina e boas surpresas para aqueles que querem diversão ao dirigir um automóvel AMG? TM • Sim, com certeza! Com o show car Mercedes-AMG GT Concept, a marca está dando uma indicação das configurações alternativas que a AMG está projetando. Fiquem ligados, teremos vários produtos extremamente interessantes a caminho.

racing 57


MERCEDES-BENZ Portfรณlio- Destaques Q Brasil

Destaques do Portfรณlio Merced

Fotos

Mercedes-Benz

AMG GT R COUPร‰ AMG GT C ROADSTER

58 racing

LINHA AMG GT


es-Benz no Brasil: nova linha GT A família mais potente do portfólio

FICHA TÉCNICA Motor Biturbo Cilindros V8 Cilindrada 3.982 cm3 Potência máxima 585 cv / 6.250 rpm Torque 700 NM / 1.900 rpm Aceleração 0 - 100 3s6 km/h (s) Velocidade máxima 318 km/h Pneus 275/35 R 19 (F) e 325/30 R 20 (T) Câmbio AMG SPEEDSHIFT DCT 7-speed sports Peso 1.630 kg Comprimento 4,551 m Largura 2,075 m Altura 1,284 m

O

mês de junho de 2017 representa dois grandes momentos para os clientes e fãs da Mercedes-Benz no Brasil. A partir de agora, a marca expande seu portfólio de superesportivos por meio das vendas do Mercedes-AMG GT C Roadster e do recém-lançado Mercedes-AMG GT R Coupé. Unindo características puras de veículos de competição à sensação de liberdade dos “dream cars”, o AMG GT é o segundo veículo da história 100% desenvolvido em casa pela Mercedes-AMG. Ambas as versões desse automóvel icônico chegam ao mercado brasileiro na data que representa um grande marco na história da empresa comemorado no mundo todo: o aniversário de 50 anos da AMG, divisão criada em 1967 e que, desde então, se especializou em desenvolver projetos que aplicam tecnologias de automóveis de corrida nos modelos de rua.

O AMG GT foi lançado em 2014 segundo o princípio ‘Handcrafted By Racers’ (feito à mão por corredores), reforçando o compromisso da companhia em investir em tecnologia e inovação. O modelo é o segundo inteiramente desenvolvido pelos engenheiros da AMG e entre suas principais características estão comportamento dinâmico aliado a desempenho de primeira classe nas pistas de corrida com praticidade para o uso diário. Dois anos mais tarde, a família GT ganhou novos integrantes, com variações no visual e ainda mais potência em seu V8 biturbo de 4,0 litros. Assim, o topo da linha que contava com o GT S e seus 510 cv, agora oferece o Mercedes-AMG GT R de 585 cv e 700 Nm de torque. Desenvolvido a partir de testes realizados no autódromo de Nürburgring, o modelo apresenta uma série de melhorias para um superesportivo que desde sua criação é reconhecido por excelente desempenho e design. Considerado um dos circuitos mais desafiadores do mundo, o traçado alemão também serviu como referência para a exclusiva cor “AMG green hell magno”. Novos desenhos de asas dianteiras e traseiras permitem maior aderência e a realização de curvas em velocidades ainda mais elevadas. Para-choques dianteiro e traseiro renovados, assim como novo aerofólio melhoram a eficiência aerodinâmica e ajudam a garantir uma excelente estabilidade. A grade frontal Panamericana com aletas verticais remete ao modelo utilizado na categoria GT3 e enfatiza ainda mais o DNA de competição. Pela primeira vez, características puras de um automóvel de corrida passam a fazer parte da produção de um AMG de rua. Seu conjunto mecânico conta ainda com transmissão AMG SPEEDSHIFT DCT de sete velocidades, proporcionando respostas rápidas e precisas, e controle de tração com 9 estágios, tecnologia cuja origem também provém da GT3. Além da versão mais potente da família AMG GT, os consumidores brasileiros terão à disposição também o Mercedes-AMG GT C Roadster. Com o objetivo de ampliar o público da família de superesportivos, a proposta do roadster consiste em oferecer o desempenho de um veículo de competição em uma carroceria que preza também pela liberdade e pela diversão. Equipado com o motor V8 de 4.0 litros e transmissão AMG SPEEDSHIFT DCT de sete velocidades, ele oferece 557 cv e 680 Nm de torque.

racing 59


MERCEDES-BENZ Portfólio- Destaques Q Brasil

Mercedes-AMG C 43 Coupé inaugura novo segmento de esportivos

MERCEDES-AMG C 43 COUPÉ SEDÃ VERSÁTIL A classe do modelo C com muita esportividade

60 racing

D

riving Performance – o mote da marca AMG - e seus atributos típicos de dinamismo e potência podem ser vivenciados por um grupo ainda maior de clientes. O novo C 43 AMG Coupé inaugurou um segmento no portfólio de automóveis de alta performance da Mercedes-AMG e tornou a ampla linha de produtos dentro da gama da Classe C ainda mais esportiva. Itens tecnológicos do novo modelo foram desenvolvidos, com o objetivo de obter um alto nível de dinamismo de condução, que toma como referência o Mercedes-AMG C 63. Para isso, foram adotados muitos componentes do modelo V8 topo de linha, como por exemplo, a suspensão AMG RIDE CONTROL. O condutor também pode sentir o DNA esportivo do modelo nos programas de gerenciamento do motor e transmissão. Agilidade e esportividade dominam a intensa experiência de pilotar o AMG C 43 Coupé, em cada quilômetro do caminho. O automóvel traz consigo itens marcantes. Já à primeira vista, o estilo da carroceria não deixa dúvidas de que o veículo faz parte da família Mercedes-AMG. Do ponto de vista da engenharia, a novidade conta com um potente motor biturbo V6 de 3,0 litros com 367 cv, além do sistema AMG Performance 4MATIC de tração integral nas quatro rodas de série, com divisão de torque privilegiando o eixo traseiro e soluções na suspensão. O motor V6 3,0 litros biturbo faz parte da família BlueDIRECT da Mercedes-Benz. Avanços tecnológicos, incluindo a alteração da pressão do compressor permitiram aumentar a potência e o torque do motor. Com 367 cv e 520 Nm de tor-

que, o motor estabelece novos parâmetros para o segmento, o que é demonstrado por sua performance: a aceleração de 0 a 100 km/h em 4,7 segundos comprova o temperamento esportivo do AMG C 43 Coupé. Com relação à segurança do automóvel, são sete airbags disponíveis no modelo: dianteiros multi-estágio para motorista e passageiro, laterais para bancos dianteiros e traseiros, e airbag de joelhos para o motorista. Devido ao torque, o automóvel é ágil, direto e dinâmico. Com a ajuda de vários programas de condução exclusivos da AMG, o condutor pode adequar a personalidade do AMG C 43 Coupé às suas preferências pessoais. Estão disponíveis cinco modos de dirigibilidade, com os “Eco”, “Comfort”, “Sport”, “Sport +”, além do “Individual”. Os modos de condução regulam a suspensão, direção, transmissão e trem de força, de acordo com a forma desejada. FICHA TÉCNICA MERCEDES-AMG C 43 COUPÉ Motor Biturbo Cilindros V6 Cilindrada 2.996 cm3 Potência máxima 367 cv / 5.500 rpm Torque 520 Nm / 2.00 Nm/rpm Aceleração 0 - 100 km/h 4s7 Velocidade máxima 250 km/h Pneus 225/40 R19 (F) / 255/35 R19 (T) Peso 1.735 kg Tanque 66 l Comprimento 4,696 Largura 2.016 Altura 1.405


Mercedes-AMG E 43: o superesportivo do sedã mais inteligente do mundo

MERCEDES-AMG E 43

A

versão de alta performance do Mercedes-Benz Classe E conta com motor V6 de 3,0 litros biturbo. Denominado Mercedes-AMG E 43 4MATIC, o automóvel traz para a linha de sedãs toda a esportividade e desempenho das pistas de corrida, acompanhados por um design dinâmico e exclusivo, com tecnologias e sistemas de segurança relacionados à direção autônoma. Ele é equipado com motor biturbo de seis cilindros que gera 401 cv e traz de série tração integral permanente AMG Performance 4MATIC, que combina o máximo de aderência à pista com alta agilidade graças à distribuição de torque privilegiando o eixo traseiro. Completam o conjunto mecânico a transmissão automática 9G-TRONIC de nove velocidades, com tempos de troca de marcha reduzidos e a suspensão esportiva com regulagem especial, baseada no sistema AIR BODY CONTROL. O Mercedes-AMG E 43 4MATIC se distingue pelo design diferenciado com detalhes que deixam claras suas características esportivas. Eles se evidenciam no detalhamento agressivo da dianteira, notada pelo para-choque e capô, aberturas de ar maiores, para-lamas alargados e rodas de liga leve de 20 polegadas. O modelo exibe as proporções marcantes dos sedãs da Mercedes-Benz, como capô alongado e um teto com perfil de cupê que flui para a traseira aumentando a percepção de esportividade. Na dianteira, novos para-choques e grade diamante cromada de série conferem um visual mais agressivo e que representa uma nova tendência de design para os automóveis da marca.  

Na traseira, as lanternas em um só conjunto trazem um efeito semelhante à poeira das estrelas da Via Láctea, criado a partir de uma inovadora tecnologia especialmente configurada para o novo Classe E. O interior também é único, trazendo bancos esportivos especiais, painel com acabamento exclusivo e volante esportivo AMG multifuncional em couro Nappa e base achatada. A iluminação interna utiliza exclusivamente a eficiente tecnologia LED, assim como a iluminação ambiente que, com 64 cores, oferece uma vasta gama de possibilidades de personalização. Juntamente com o apelo esportivo, o Mercedes-AMG E 43 4MATIC conta também com todas as inovações presentes na atual geração do Classe E, equipada com o que há de mais moderno em termos de sistemas de assistência de condução e segurança, como numerosas inovações técnicas dentro do conceito Intelligent Drive.

ESTILO COM DESEMPENHO Muitas tecnologias de pista são adotas no modelo E 43

FICHA TÉCNICA MERCEDES-AMG E 43 Motor Biturbo Cilindros V6 Cilindrada 2.996 cm3 Potência máxima 401 cv / 6.100 rpm Torque 520 Nm / 2.500 rpm Aceleração 0 - 100 km/h 4s6 Velocidade máxima 250 km/h Pneus 245/35 R 20 (F) / 275/30 R 20 (T) Peso 1.840 kg Tanque 66 l Comprimento 4,942 m Largura 1,860 m Altura 1,447 m

racing 61


MERCEDES-BENZ Portfólio- Destaques Q Brasil

Mercedes-Benz SL e SLC: versões para acelerar fundo em qualquer passeio AMG SL 43

MERCEDES-AMG SLC 43 ROADSTER CONVERSÍVEL Exclusividade e estilo único sem abrir mão do prazer em dirigir

62 racing

O

já extenso leque de modelos e versões dos dream cars da Mercedes-Benz conta com dois novos integrantes: os roadsters SL e SLC, incluindo suas versões de alta performance da AMG. O novo SLC tem duas versões: SLC 300 com 245 cv de potência, e Mercedes-AMG SLC 43, com 367 cv. Além dele, o roadster SL também tem duas versões e um novo sistema de suspensão. As linhas de design inovadoras, estilo único e esportividade despertam o desejo daqueles que buscam uma experiência de condução exclusiva com estes automóveis. Ambas as novidades possuem linhas e acabamento cuja proposta é reforçar o prazer da direção open-air. Os modelos trazem o teto rígido e contam com o sistema vario-roof, que em segundos transforma o veículo de um roadster para um coupé, e o sistema DYNAMIC SELECT como equipamento de série. Ele adapta os parâmetros de direção, transmissão e suspensão do veículo e permite que suas características sejam ajustadas instantaneamente ao toque de uma tecla, auxiliando o condutor a adequar as condições do veículo ao estilo de direção que melhor o atende. Outra característica em comum e importante equipamento de segurança já tradicional dos veículos Mercedes-Benz são os faróis full LED com Intelligent Light System, que se adaptam automaticamente às condições de luz, de condução e da via para oferecer a melhor iluminação possível para o condutor. Cada um dos modelos é equipado com 6 airbags (2 localizados no volante e painel acima do porta-luvas, 2 laterais que saem

da parte traseira dos assentos em direção à porta e 2 airbags de cabeça na parte superior da coluna cobrindo as janelas). Típico dos conversíveis da marca, ambos possuem sistemas de proteção em caso de capotamento. Para o Mercedes-Benz SLC, há dois arcos fixos posicionados atrás do apoio de cabeça, já o SL possui duas barras retráteis pré-tensionadas por molas no compartimento traseiro, também atrás dos apoios de cabeça. Elas são ativadas no momento em que o sensor de colisão do controle do airbag reconhece uma situação de perigo de acidente. A versão de alta performance Mercedes-AMG SLC 43 tem motor V6 biturbo e 367 cv de potência e 520 Nm de torque e acelera de 0 a 100 Km/h em apenas 4s7. Utiliza a transmissão 9G-TRONIC que possibilita mudanças de marcha rápidas e eficientes, melhorando a dinâmica do veículo. O sistema DYNAMIC SELECT conta com cinco diferentes modos de condução. FICHA TÉCNICA MERCEDES-AMG SLC 43 Motor Biturbo Cilindros V6 Cilindrada 2.996 cm3 Potência máxima 367 cv / 5.500 rpm Torque 520 NM / 2.000 rpm Aceleração 0 - 100 km/h 4s7 Velocidade máxima 250 km/h Pneus 235/40 R19 (F) / 255/35 R19 (T) Peso 1.595 kg Tanque 60 l Comprimento 4,143 m Largura 2,006 m Altura 1,303 m


Mercedes-AMG GLC 43 4MATIC: o primeiro SUV médio de Affalterbach

MERCEDES-AMG GLC 43

A

série SUV de tamanho médio da Mercedes-Benz tem uma versão dinâmica com o Mercedes-AMG GLC 43 4MATIC. O motor biturbo V6 de 3.0 litros de 367 cv de potência do modelo é usado em vários automóveis de desempenho AMG e é o único de seis cilindros disponível no GLC. Com seus 367 cv, além de um torque máximo de 520 NM, o Mercedes-AMG GLC 43 4MATIC faz de 0 a 100 km/h em 4s9 e chega á velocidade máxima de 250 km/h. O novo conjunto de suspensão dianteiros e a direção esportiva sensível à velocidade AMG, altamente precisa, contribuem substancialmente para a experiência de uma condução ágil, mesmo tratando-se de um modelo SUV. O motor AMG 3.0 litros V6 biturbo combina muita potência com baixo consumo e emissões. Instalados perto do motor, os dois turbocompressores dão respostas espontâneas e precisas. A alta potência de 367 cv é obtida, entre outras coisas, graças à maior pressão de ar de carga de 1.1 bar. Juntamente com o torque de 520 Nm iniciando a 2.500 rpm, o motor desencadeia alto dinamismo e capacidade de resposta ao acelerador. O revestimento NANOSLIDE® nos cilindros também foram aprimorados, como nos motores turbo híbrido Mercedes-Benz Fórmula 1 V6. Resistente ao desgaste, este revestimento também reduz o atrito, contribuindo assim para uma maior eficiência. O mesmo se aplica à injeção múltipla guiada por pulverização com pressão de combustível de até 200 bar. O motor AMG pode ser identificado pela inserção de alumínio vermelho na capa do motor.

A transmissão automática 9G-TRONIC é especialmente adaptada às demandas do AMG GLC 43 4MATIC. Graças ao aplicativo de software específico do modelo, os desenvolvedores da AMG conseguiram reduzir os tempos de mudança da transmissão de 9 velocidades. O downshift múltiplo permite trocas de marchas ainda mais rápidas, enquanto a função nos modos de transmissão “Sport” e “Sport Plus” faz uma experiência de condução ainda mais emotiva. Os ajustes de pré-definidos também fornecem mudanças de marchas mais rápidas do que nos modos “Eco” e “Conforto”. O modo “Manual” pode ser selecionado usando um botão separado no console central. As mudanças de marcha são baseadas no modo de transmissão selecionado, e o condutor pode mudar a marcha usando as borboletas atrás do volante. Além disso, existem modos distintos de suspensão, para melhor condução em diferentes tipos de piso e alturas de solo variável.

SUV QUE ACELERA Modelo encara qualquer tipo de terreno com esportividade e muita força

FICHA TÉCNICA MERCEDES-AMG GLC 43 Motor Cilindros Cilindrada Potência máxima Torque Aceleração 0 - 100 km/h Velocidade máxima Tração Peso Tanque Comprimento Largura Altura

Biturbo V6 2.996 cm3 367 cv / 5.500 rpm 520 NM / 2.500 rpm 4s9 250 km/h Integral 1.845 kg 66 l 4,661 m 2.096 m 1,627 m

racing 63


MERCEDES-BENZ Portfólio - Destaques Q Brasil

AMG CLA 45: você vê nas ruas e nas principais pistas de todo o Brasil

MERCEDES-AMG CLA 45 DINAMISMO E POTÊNCIA O cupé Mercedes-AMG CLA 45 reúne características esportivas em seu DNA

64 racing

A

combinação de alta potência e torque com o sistema de transmissão AMG 4MATIC voltado à performance dá ao Mercedes-AMG CLA 45 características de dirigibilidade quase à altura de um superesportivo. O cupê acelera de 0 a 100 km/h em 4s2 e sua velocidade máxima atinge 250 km/h (limitada eletronicamente). Mas o motor turbo AMG de 2 litros não impressiona apenas por sua performance dinâmica, mas também pela eficiência e compatibilidade ambiental. Outro destaque é que o Mercedes-AMG CLA 45 consome 6,9 litros por 100 quilômetros, de acordo com a norma NEDC para cidade e estrada (14,5 km/l). A responsabilidade por esses números impressionantes é do conjunto de alta tecnologia reunido pela Mercedes-AMG. Como um motor de alto desempenho membro da família BlueDIRECT, o AMG 2,0 litros quatro cilindros turbo possui injeção direta de gasolina com aspersão controlada por meio de injetores piezelétricos posicionados no centro das quatro câmaras de combustão. A combinação da injeção múltipla de combustível e ignição por múltiplas faíscas otimiza a utilização da gasolina e aumenta substancialmente a eficiência termodinâmica, levando a menores emissões de escapamento. Outros destaques são o cárter fundido por gravidade em molde de areia, totalmente em alumínio, a montagem do virabrequim de aço forjado com distribuição de pesos otimizada e pistões forjados com anéis de fricção reduzida, parede dos cilindros com tecnologia NANOSLIDE, arrefecimento do ar na entrada por água e ar, gerenciamento do gerador elétrico e função ECO start/stop.

A Mercedes-AMG superou os desafios mais importantes relativos à resposta dos motores turbo de baixa cilindrada por meio de um turbocompressor com dupla entrada de gases de acionamento (twin-scroll), máxima liberação do sistema de escapamento e uma estratégia de injeção inovadora. A tecnologia twin-scroll (duas entradas independentes dos gases do escapamento que movimentam a turbina) permite uma elevação mais espontânea da pressão de alimentação, fazendo melhor uso da pressão dos gases de escape, de sua temperatura e impulso. Isto resulta num crescimento de torque mais rápido a partir de baixa rotação. Com pressão máxima de alimentação de 1,8 bar, o motor AMG 2,0 litros turbo também lidera na categoria nesse sentido. Ele ainda vem equipado com o sistema de tração integral variável AMG 4MATIC voltado à performance. No desenvolvimento da tração integral, o foco foi centrado no desempenho e dinamismo. FICHA TÉCNICA MERCEDES-AMG CLA 45 Motor Cilindros Cilindrada Potência máxima Torque Aceleração 0 - 100 Velocidade máxima km/h Pneus Peso Tanque Comprimento Largura Altura

Turboalimentado 4 em linha 1.991 cm3 381 cv / 6.000 rpm 475 Nm/ 2.250 rpm 4s2 250 km/h 235/35 R19 1.585 kg 56 l 4.669 m 2,032 m 1.416 m


GLE 63 CoupĂŠ e GLC 250: SUVs diferenciados e com muita soďŹ sticação MERCEDES-BENZ GLC 250

MERCEDES-AMG GLE 63 COUPÉ

O

s SUVs Mercedes-AMG GLE 63 4MATIC e tambĂŠm sua versĂŁo coupĂŠ, alĂŠm do GLC 250 4MATIC Sport, ressaltam o que hĂĄ de mais novo e soďŹ sticado em termos de design e tecnologia no segmento de utilitĂĄrios premium. O Mercedes-AMG GLE 63 4MATIC CoupĂŠ se tornou um dos Ă­cones de esportividade para a nova geração de SUVs da marca. O modelo se destaca pelo motor de 5.5 litros V8 biturbo que gera 557 cv de potĂŞncia e pelo design agressivo que ressalta ainda mais a robustez e esportividade da linha, de uma forma inĂŠdita para um utilitĂĄrio esportivo Mercedes-Benz. O novo GLE 63 CoupĂŠ combina a esportividade de um coupĂŠ com os pontos fortes de um SUV. A alta agilidade, o som distinto do motor e a aceleração tĂ­pica de automĂłveis esportivos estĂŁo unidos com equilĂ­brio e segurança, alĂŠm do poder de tração perfeita para diversos tipos de piso. O tĂ­pico SUV tem boa altura do solo e apresenta suspensĂŁo bem calibrada que reage de maneira precisa e direta aos comandos do condutor, resultando em uma intensa sensação de prazer ao dirigir. A ampla escolha de diferentes possibilidades de piso de quem usa este modelo ĂŠ facilitada pelos modos de transmissĂŁo DYNAMIC SELECT, permitindo ajuste na dinâmica de condução. Os cinco modos de transmissĂŁo “Escorregadioâ€?, “Individualâ€?, “Confortoâ€?, “Esportivoâ€? e “Esportivo Plusâ€?, que o motorista pode selecionar usando um controle rotativo no console central, fornecem dinâmicas de condução fundamentalmente diferentes. Seja a resposta do motor, a estratĂŠgia de mudança da transmissĂŁo, os limiares

SUV COM PERFORMANCE OUSADA Motorizados com unidades potentes e com tecnologias de Ăşltima geração, o AMG GLE 63 e o GLC 250 oferecem um novo padrĂŁo de condução de SUVs ESPÂŽ, a assistĂŞncia de energia para a direção ou as caracterĂ­sticas dos amortecedores: o sistema mapeia todos os sistemas de controle, gerando diferentes conjuntos de parâmetros para experiĂŞncias de condução distintas. Em termos de motor, os clientes da GLE 63 CoupĂŠ contam com um poderoso biturbo V8 AMG de 5,5 litros, que desenvolve uma potĂŞncia mĂĄxima 557 cv e um torque de 700 Nm. O GLE 63 CoupĂŠ acelera como um automĂłvel menor da marca: vai de 0 a 100 km/h em 4s3. JĂĄ o GLC 250 4MATIC Sport possui construção leve e inteligente, com a carroceria mais leve do segmento. As linhas tem um design uido e soďŹ sticado. Seu interior impressiona pela utilização de materiais de altĂ­ssima qualidade, com ainda mais espaço interno e um sistema de entretenimento extremamente tecnolĂłgico. Utiliza motor turbo 4 cilindros 2.0 litros e potĂŞncia de 211 cv e vai de 0 a 100 km/h em 7s3. '*$)"45²$/*$"4.&3$&%&4".((-&t(-$41035

Motor #JUVSCPt5VSCP Cilindros 7tDJMJOESPT Cilindrada 5.461 cm3 tDN3 Potência máxima DWSQNtDWSQN Torque /NSQNt/NSQN Aceleração 0 - 100 km/h TtT Velocidade máxima LNItLNI Pneus 33

t3 Peso LHtLH Tanque MtM Comprimento  Nt N Largura  Nt N Altura  Nt N

racing 65


MERCEDES-BENZ PortfĂłlio - Destaques Q Brasil

Mercedes-AMG C 63 S CoupÊ: o mais esportivo Classe C de todos os tempos MERCEDES-AMG C 63 S COUPÉ

A

Mercedes-AMG estabeleceu um marco em sua histĂłria com o novo C 63 S CoupĂŠ, dando um passo no caminho de uma diferenciação ainda mais tĂŠcnica e visual. As modiďŹ caçþes tĂŠcnicas sĂŁo evidentes Ă primeira vista: as marcantes molduras salientes das rodas dianteiras e traseiras, a maior bitola e as rodas maiores dĂŁo ao cupĂŞ um visual marcante e, ao mesmo tempo, criam a base para a grande agilidade da dinâmica longitudinal e lateral oferecidas pelo modelo. O conceito “Driving Performanceâ€?, tĂ­pico da marca, tambĂŠm foi elevado a novos patamares com o Mercedes-AMG C 63 S CoupĂŠ. O motor AMG V8 4,0 litros biturbo, com 510 cv ĂŠ um dos vĂĄrios desenvolvimentos realizados completamente em Affalterbach, sede da AMG, assim como, por exemplo, a soďŹ sticada suspensĂŁo AMG RIDE CONTROL com amortecedores controlados eletronicamente, os parâmetros dos modos de condução do sistema AMG DYNAMIC SELECT, bloqueio eletrĂ´nico do diferencial traseiro ou os coxins dinâmicos do motor. O Classe C ĂŠ a famĂ­lia de modelos mais vendida da Mercedes-AMG mundialmente e a espinha dorsal do sucesso da empresa. Desde seu lançamento em 2011, a versĂŁo cupĂŞ vem gradualmente ganhando importância, culminando no C 63 CoupĂŠ “Black Seriesâ€?. O novo Mercedes-AMG C 63 S CoupĂŠ materializa a ideia de evolução da marca: ele oferece uma dinâmica longitudinal e lateral de altĂ­ssimo nĂ­vel, juntamente com maior economia de combustĂ­vel. AlĂŠm disso, seu design apresenta uma ousada proposta visual. Os clientes podem,

66 racing

DESIGN E COCKPIT ESPORTIVOS Tanto nos diversos detalhes externos, como no interior do automóvel, a exclusividade de itens AMG o faz diferente e atraente assim, experimentar a evolução com cada um de seus sentidos: vendo, ouvindo, sentindo e, acima de tudo, dirigindo este automóvel exclusivo. O CoupÊ tambÊm proporciona um elevadíssimo padrão de segurança. Ele vem equipado de sÊrie com 7 airbags, contando com o airbag de joelhos para o motorista, e tambÊm com o sistema de detecção de sonolência ATTENTION ASSIST. Cuidadosamente selecionados, materiais de alta qualidade e uma manufatura precisa geram um nível altíssimo de qualidade. Numerosos controles exclusivos da AMG reforçam a tradição nascida no automobilismo esportivo. Como alternativa aos bancos esportivos de sÊrie, revestidos em couro Nappa, são oferecidos os assentos Performance. Eles posicionam os ocupantes mais baixo e possuem um contorno mais acentuado, para proporcionar maior apoio lateral. Isso aumenta o prazer ao dirigir neste automóvel que faz de 0 a 100 km/h em 3s9 e chega a 290 km/h. '*$)"5²$/*$".&3$&%&4".($4$061² Motor Biturbo Cilindros V8 Cilindrada 3.982 cm3 Potência måxima 510 cv / 5.500 rpm Torque 700 Nm / 1.750 rpm Aceleração 0 - 100 km/h 3s9 Velocidade måxima 290 km/h Pneus 255/35 R19 (F) / 285/30 R19 (T) Peso 1.800 kg Tanque 66 l Comprimento 4,750 m Largura 2,016 m Altura 1,402 m


68 motociclismo

JUNHO 2014

Profile for Motor Midia

RACING 50 ANOS AMG  

A história impressa dos 50 anos da AMG.

RACING 50 ANOS AMG  

A história impressa dos 50 anos da AMG.

Advertisement