Issuu on Google+

LifI

Viver com estilo

25 misturafina

Um ensaio onde mulheres transbordam estilo ao lado dos companheiros

55 CASAestilo

Unindo experiência de produção às necessidades da indústria e do mercado, o catarinense Bruno Faucz faz sucesso com grandes marcas

97 identidade

Arquitetura

Nº 40 R$ 10,00

de Prestígio

Conheça os projetos do Morar Mais que serão premiados em Milão

Em Perfil trazemos a vice-presidente da AACC/ MS, Therezinha Selem. Em Vox, a vereadora Luiza Ribeiro fala sobre seu trabalho em defesa das mulheres e da diversidade sexual. Regina Caneppele conta toda a trajetória do Buffet Paladar em Cases. E na seção Atitude, a ex-vereadora Tereza Name volta à cena política com a pré-candidatura a deputada estadual


A sua loja de bolsas no Norte Sul 67

3342.9318


Viver com estilo

U

ma edição em homenagem a elas. No mês em que se comemora o Dia Internacional da Mulher, o universo feminino virou tema em beleza, moda, comportamento e perfis. Na seção Estilo de Vida mostramos mulheres que transformaram a dor em uma causa maior, para ajudar a si e ao próximo. As mães Lilian e Angela tiveram filhos assassinados e passaram a lutar contra a falta de segurança das fronteiras e para a que a sociedade seja mais ativa com relação ao poder público. Congregadora de mulheres, a advogada Camila Zanetti também integra a matéria, contando sobre como ajuda no bem-estar de mães de primeira viagem. São histórias que tocam o coração, mas também têm o objeto de despertar nossa consciência para fazer mais. Em Personalidade, promovemos um bate papo sobre amor e sexo, com a sexóloga Carla Cecarello, nossa colaboradora da seção Intimidade. Resgatando as gentilezas que todas nós valorizamos, preparamos um ensaio com mulheres que transbordam estilo ao lado dos seus companheiros. Momentos especiais mereceram combinações à altura. No caderno Identidade elegemos protagonistas de nossa Capital. Mulher à frente de seu tempo, a vice-presidente da AACC/MS, Therezinha Selem, conta sua trajetória na educação, seu envolvimento com o ativismo feminino e também sobre a rotina pessoal. Figura conhecida pelos projetos sociais promovidos há mais de 30 anos, Tereza Name integra a seção Atitude comentando sobre sua nova fase na política e também como contribui com a valorização e o resgate da dignidade humana. Em Vox, trazemos a vereadora Luiza Ribeiro falando de sua atuação em defesa das mulheres, cultura, sustentabilidade, comunidades indígenas e diversidade sexual. Mais relax, Lounge abre espaço à empresária Xaleska Demarco falar de vivências e seu lado mais intimista. Para encerrar com samba, Juci Ibanez revela suas origens na música, curiosidade e planos para o futuro na seção Vida de artista. É só virar a página e aproveitar!

Capa Prêmio Morar Mais Milão Foto Gilson Barbosa

6

MOODlife

Produção Executiva Priscila Moraes

46Mulheres estilo de vida que transformam

80 viagem

Luxo, design e hospedagens maravilhosas em Bali

28 mistura fina

Expediente Jornalista responsável Cidiana Pellegrin (MTB 687/MS) redacao@moodlife.com.br Editor Odirley Deotti editor@moodlife.com.br Fotógrafos Estúdio Sim, Gilson Barbosa, Giulliano Gondim, Marcos Vollkopf, Priscila Mota, Revisão Dáfini Lisboa dafini.lis@gmail.com Colaboraram nesta edição: Texto Adriana Estivalet, Carla Cecarello, Dr. César Benavides, Cidiana Pellegrin, Clarissa de Faria, Dirceu Peters, Lúcia Coletto, Maria Adélia Menegazzo, Marcielle Pires Brito, Odirley Deotti, Raul Delvizio e Thereza Christina Silva. diretores Iara Diniz, Marta Albuquerque Revista MOOD Life é uma publicação mensal. Rua da Paz, 1629. Santa Fé. Campo Grande/MS CEP 79021-220. Não nos responsabilizamos pelos conceitos emitidos nos artigos assinados. As pessoas que não constam no expediente não tem autorização para falar em nome da Revista MOOD Life. Impressão e acabamento Idealiza Gráfica e Editora. PARA ANUNCIAR LIGUE (67) 4063-9321 Distribuição e assinatura Gabriela Galante atendimento@moodlife.com.br


conteúdo

25 55 misturafina CASAestilo

26 gadgets Abasteça o seu

lado geek com os mais recentes produtos tecnológicos.

28 ESTILO Um ensaio muito

especial com mulheres que transbordam estilo ao lado dos seus companheiros.

38 beauty Nossa redação fez uma seleção perfeita de produtos para o cuidado do corpo e do rosto.

56 design Unindo experiência

de produção às necessidades da indústria e do mercado, o catarinense Bruno Faucz faz sucesso com grandes marcas.

66 décor Mostra Morar Mais

premiará projetos de MS em Milão.

80 viagem Luxo, design e hospedagens maravilhosas em Bali. 88 gourmet Risoto: da origem às suas receitas mais saborosas.

97 identidade

98 vida de artista Juci Ibanez

revela suas origens como artista, suas curiosidades e seus planos para o futuro.

100 perfil Profissional responsável, líder comprometida, mãe sensata... Alguns dos predicados para a vice-presidente da AACC/MS, Therezinha Selem. 106 VOX A vereadora Luiza Ribeiro fala sobre seu trabalho em defesa das mulheres e da diversidade sexual. 114 atitude Ex-vereadora Tereza

8

MOODlife

Name volta à cena política com a pré-candidatura a deputada estadual

Facebook/moodlife

Acompanhe nossos posts e fique por dentro das novidades da Mood

revistamoodlife

Acompanhe o dia a dia da nossa equipe de redação


É muito fácil ganhar. a cada 3 mil em compras você ganha um cupom para concorrer a muitas smart tvs 3d. passe em nossa loja e confira.

// av. Zahran, 1409 3043 7335

O design europeu com a precisão alemã


achados Por Cidiana Pellegrin e Raul Delvizio

alta costura Em Campo Grande, as mulheres contam com um estúdio de costura onde podem se vestir tal qual o tapete vermelho exige. Os vestidos da Ana Maria Ateliê são feitos sob medida, desenhados exclusivamente às clientes e com o tecido que elas mesmas escolherem. Sinta-se uma estrela de Hollywood com as roupas finas para as festas de gala.

10

MOODlife

Rua das Garças, 2.947. Tel.: 3326.2375

Recém-inaugurada na Capital, a loja de produtos naturais traz um convite à saúde e à boa alimentação. São mais de 180 opções a granel e uma grande variedade de embutidos. Os produtos mais comercializados são castanhas e frutas desidratadas, como goji berry e blueberry – superalimentos da moda, por serem ricos em aminoácidos, vitaminas, minerais, ácidos graxos, antioxidantes e mais. Além disso, o empório oferece feijoada e sopas vegetarianas, temperos e condimentos orgânicos, e diversas mercadorias à base de soja. Aberta das 8h às 17h, na Rua Eduardo Machado Metello, 272 – Chácara Cachoeira II. Tel.: 3042.4234

Foto Divulgação

Fotos Shutterstock.com

empório cogumelo

Bebida milenar

Foi-se o tempo em que encontrar cervejas artesanais na Capital era dificultoso. Agora, os apreciadores já contam com locais especializados, onde podem experimentar muito além das tradicionais versões clara e escura da bebida. A Mr. Beer Cervejas Especiais é um exemplo. Lá, você encontra a inusitada Bacchus Cherry, vinda da Bélgica. A framboesa é seu ingrediente principal, por isso, sua cor rosada. De fabricação artesanal, apresenta um sabor adocicado e levemente amargo ao final. Experimente, a sugestão é casar com cheesecake. 2º piso do Shopping Campo Grande. Visite, são 400 variedades de rótulos, 100 deles exclusivos. Tel.: 3326.6704


tomenota nacional

Fotos Divulgação

Por Cidiana Pellegrin e Raul Delvizio

Game of thrones

A exposição gratuita sobre a série de sucesso mundial chega novamente ao Brasil, desta vez, no Rio de Janeiro. Os brasileiros que conferirem encontrarão vestuários, acessórios, armas e armaduras, mapas, storyboards e até protótipos dos dragões da personagem Daenerys Targaryen. De 5 a 9 de abril. Sem local ou horário definidos. Acesse o site connect.hbo.com/events e fique ligado

DAVID BOWIE IS

Instalado no Museu da Imagem e do Som de São Paulo, o acervo conta com os figurinos originais, manuscritos de letras, instrumentos, filmes em que participou e mais de 300 outros itens desse grande artista britânico. Até 20 de abril. Ingressos por R$ 10 na bancada do museu, ou pelo site ingressorapido.com.br (R$ 25, com hora de visitação marcada)

GASTRONOMIA DENTRO E FORA DE CASA

12

MOODlife

As chefs Andrea Maluf e Juliana Hejazi organizam cursos de culinária para qualquer pessoa, no Espaço Doural (Alameda Gabriel Monteiro da Silva, 795 – Jardim América – São Paulo), com direito à degustação e pasta com as receitas. Diversão e aprendizado garantidos, todas às segundas (15h) e terças (18h30). Até 15 de abril. De R$ 180 a R$ 200. Inscrições pelos tels.: (11) 99726.3626 e 98152.9922. Programação no site gdfc.com.br


tomenota regional Por Cidiana Pellegrin e Raul Delvizio

WOOD’S

Neste mês, a rede de casas sertanejas, aberta no fim do ano passado, na Capital, traz diversas atrações de sucesso, garantindo amantes do estilo musical. São shows com Fernando e Sorocaba (19), Conrado e Aleksandro (26), Thiago e Graciano (28) e, para fechar a agenda, Thiago e Donizete, no dia 29 de março. Av. Afonso Pena, 7120. Saiba mais em www.woodsbar.com.br ou ligue para 3056.3003

Você na

14

MOODlife

O projeto, idealizado pela chef Claudia Girelli, traz um fim de semana de cursos para todos aqueles que desejam inovar na cozinha ou melhorar seu trabalho gastronômico. No dia 4 de abril, haverá um ciclo de palestras e feira de oportunidades, às 19h, com entrada gratuita. As práticas acontecem no fim de semana dos dias 5 e 6 de abril, sempre das 8h às 18h, e incluem degustação de pratos, apostila com receitas e certificado. Saiba como preparar massas integrais sem glúten, além de recheios e molhos sem lactose e, também, conheça a preparação de massas finas e técnicas industriais para uma culinária mais artesanal. Vagas são limitadas. Mais informações (local e custo) pelo tel.: 9600.9537. Envie sua inscrição para o e-mail claudia.girelli@sapo.pt

Fotos Divulgação

cozinha

ELETRO HOUSE No dia 22 de março, a Move Club traz pela primeira vez em Campo Grande o DJ Digitalchord (ouça em soundcloud.com/digitalchord), que ganhou fama no Brasil pelo seu rosto mascarado e sua irreverência na pick-up. O swing do Eletro House, de batidas fortes e baixos cortantes, será o som principal. No mais, os residentes André X e Diogo Bacchi, além de Lucas Magalhães, para fechar a noite, estarão presentes. Saiba os pontos de venda e os contatos dos promoters em moveclub.com.br/programacao


tomenota especial

Foto Divulgação

Por Raul Delvizio e Cidiana Pellegrin

beleza

16

MOODlife

O outro lado da

Depois de anos de sucesso com a peça “Cócegas”, a atriz brasileira Ingrid Guimarães volta aos palcos com “Razões para Ser Bonita”, que chega pela primeira vez a Campo Grande, nos dias 15 e 16 de março, sábado e domingo, no Teatro Glauce Rocha. Com Marcelo Faria, Gustavo Machado e Aline Fanju no elenco,

a comédia – de autoria do norte -americano Neil Labute e adaptação de Susana Garcia – aborda de maneira crítica a obsessão, os julgamentos e os padrões da beleza no mundo contemporâneo. Para isso, usa os dilemas e as influências da aparência em um grupo de jovens amigos. Humor e reflexão na medida certa.

Ingressos no stand Pedro Silva Promoções, no 1º piso do Shopping Campo Grande, ao lado da Riachuelo. Mais informações pelo tel.: (67) 3326-0105


estante Por Marcielle Pires Brito*

LITERATURA

E nós chegamos ao fim / Joshua Ferris

"Este divertido romance retrata o cotidiano de uma agência de publicidade americana no fim dos anos 90, em meio a uma crise, mas poderia ser qualquer empresa, a qualquer tempo. Uma aula sobre relações humanas nos ambientes corporativos, e, quando acaba, o 'nós chegamos ao fim' faz todo o sentido."

MÚSICA

"Não sou aquele que sabe, mas aquele que busca"

18

MOODlife

Hermann Hesse

*Marcielle Pires Brito, 25 anos, publicitária apaixonada por leitura e café. Escrever é sua melhor companhia.

An Awesome Wave / Alt-J

"Som incomum e de personalidade. Letras interessantes e instrumental inspirado. O álbum 'An Awesome Wave' traz arranjos estimulantes e elementos eletrônicos combinados com vocais originais. Não se passa indiferente por 'Breezeblocks', 'Tessellate', 'Fitzpleasure' ou 'Dissolve Me'."

CINEMA

Um Olhar do Paraíso / Peter Jackson

"Adaptado do livro 'Uma Vida Interrompida', de Alice Sebold, o filme retrata com sensibilidade a morte brutal de uma jovem de 14 anos. Em sua transição para o paraíso, ela observa como os vivos lidam com a perda. Um belo show de imagens e de emoções. Comove, entretém e faz refletir."


leituras Por Maria Adélia Menegazzo*

Assim é se lhe parece?

20

MOODlife

Dama velata (La Puritá,1720), escultura de Antonio Corradini, é uma dessas obras que nos fazem refletir sobre o poder da mente humana e das mãos para figurar suas impressões. É um busto de mulher coberto por um véu transparente que, malgrado revelar o que vela, interpõe uma espécie de filtro de suavidade diante do que se vê. Pensei em Corradini porque recebi pela rede umas tantas imagens de esculturas veladas, chamando a atenção para o fato de serem todas em mármore e, mesmo assim, terem o poder de expressar a leveza e a transparência dos véus. Este é o detalhe que nos desconcerta, que nos impede afirmações sobre o que é e o que parece ser. Cecília Meireles daria o tom deste intervalo dizendo: Sou entre flor e nuvem, estrela e mar. Por que havemos de ser unicamente humanos, limitados a chorar? Entre o que é e o que parece ser, há processos de simulação e dissimulação, decorrentes dos extremos da verdade e da mentira. São esses processos temas de vários filmes que circulam e disputam os prêmios mais importantes da indústria e da crítica cinematográfica. Porque é necessário sobreviver numa sociedade narcísica, aquilo que o dinheiro pode comprar, as facilidades e

o fascínio do beau monde contam mais do que a verdade do que é necessário para viver. Mas quem pode determinar e quantificar necessidades de ser e de parecer? É evidente que para um bom roteiro é preciso carregar nas tintas e quanto mais à la mode, melhor. O falsário, vigarista ou escroque é o grande tipo, cujos poderes de simulação e de manipulação são igualmente evidenciados. Na medida em que parece, ele pode e faz. E é sempre muito simpático. Nesta galeria, incluo fácil Stavisky (1974), vivido por um Jean-Paul Belmondo, ainda jovem, dirigido por Alain Resnais, cuja morte empobrecerá o cinema daqui para frente. Também posso retomar Jay Gatsby, em 1974, vivido por Robert Redford, em 2013, por Leonardo de Caprio, mas ainda assim é o personagem original do romance de Scott Fitzgerald quem de fato revela o que é parecer e não ser. Assim, toda a potência do falso, do aparentemente verdadeiro pode ser resumida na composição do tipo. Em Trapaça, o diretor David Russell, transforma Irving Rosenfeld (Christian Bale), em um vigarista que no intervalo entre o que é e o que parece ser põe em xeque o sonho americano do falso self made man.

À moda de Fellini, em A Grande Beleza, de Paolo Sorrentino, o jogo das aparências é de outra espécie, mais sutil, mais intelectualizado. Encarnação do “ócio criativo”, o escritor Jep Gambardella (Toni Servillo), é o autor de um único livro, publicado há décadas, e que vive deste sucesso, como um flaneur baudelairiano deambulando pelas ruas de Roma ou em festas no terraço de seu apartamento. No contraste entre o circunstancial, o eterno e as ruínas, instaura-se um tedioso e melancólico agora, sem um fluxo temporal linear a conduzir a narrativa. A grande beleza se revela no sentimento do sublime, no amor idealizado, nas formas da tradição e na recusa da realidade. E a verdade?

*Maria Adélia Menegazzo é Doutora em Teoria Literária com Pós-doutorado em Artes Plásticas, membro da Associação Brasileira de Críticos de Arte e da Academia Sul-mato-grossense de Letras


CULTURA Por Clarissa de Faria e Raul Delvizio

alegria

Nas cores da

22

MOODlife

Saiba a relação entre Índia, música e cores, em uma festa energizante


"Soltar a criança interior. Claro, por meio da alegria e diversão”. Assim se expressa o objetivo do Happy Holi – Festival das Cores, evento que chegou pela primeira vez ao Brasil no dia 9 de fevereiro deste ano, um domingo de sol, calor e poucas nuvens, além do céu de azul intenso e espetacular, em Campo Grande (MS). Logo que os portões se abriram, pessoas de todas as idades já começaram a entrar – e a se pintar. O pó colorido cobriu o chão de imediato, as roupas, os rostos, em uma mistura cromática de verde, amarelo, laranja, rosa e azul. Assim, entre grupos de amigos e familiares, a felicidade tomou conta do ar. “Descobri o Happy Holi pelos meus amigos, e combinamos, juntos, de comprar os ingressos. Festa superdivertida. Como vê, estou toda pintada de amarelo!”, diz, aos risos, a jovem Agda Cândido, exemplo de que o evento também é acessível. Dois portugueses, Fernando Sá e Tiago Silva, sócio-proprietários da WeLove Events, queriam inovar na proposta de eventos da empresa. Buscando sugestões, encontraram, na Índia, o chamado Holi – a festividade das cores –, de origens religiosas

e tradicional para a cultura local. “Vendo documentários, fotos e vídeos, foi possível sentir a energia do acontecimento, e é muito bonito. Percebemos o quanto seria bacana associá-lo com o que fazemos – eventos de música eletrônica. Então, a união desses dois fatores – festa e música –, junto às cores, seria um casamento perfeito”, afirmou Fernando. De início, os portugueses planejaram o Happy Holi apenas para Portugal, em Porto, mesmo que já tivessem a ideia de globalizá-lo. Com o sucesso, obtiveram essa procura multinacional. Como Tiago possui dupla nacionalidade (portuguesa e brasileira), ambos quiseram, de cara, expandir para o Brasil. Na seleção das cidades, a capital sul-mato-grossense foi uma das escolhidas. “Criamos as fanpages nas redes sociais para promover o evento. Recebemos um baita incentivo. Vimos que os campo-grandenses ficaram bem animados, compartilharam e curtiram a ideia”, disse Fernando. Entre contatos e parcerias, ficou decidido que Campo Grande abriria o calendário de festas no país.

23

Fotos Priscila Mota


CULTURA Por Clarissa de Faria e Raul Delvizio

Fotos Priscila Mota

“Descobri o Happy Holi pelos meus amigos, e combinamos, juntos, de comprar os ingressos. Festa superdivertida. Como vê, estou toda pintada de amarelo!”, diz, aos risos, a jovem Agda Cândido

ÍNDIA EM CORES

MOODlife

O Holi indiano é realizado todos os anos, na chegada da primavera, entre os meses de fevereiro e março. O período marca a vitória do bem contra o mal e o triunfo da devoção. Para isso, fogueiras são acessas na véspera do evento, em memória das histórias místicas e dos deuses hindus. No dia da comemoração, as pessoas atiram tintas umas às outras. O Nepal e regiões próximas também praticam o Holi, além de outras localidades pelo mundo, que possuem uma quantidade significante de hinduístas. Em 2010, a sul-mato-grossense Juliane Silva foi como intercambista para a Índia. Lá, ela pôde participar dessa festividade. “No dia do Holi, a cidade

24

Foto Arquivo Pessoal Juliane Pereira da Silva

parou. As ruas ficaram lotadas, com gente dançando com a música dos carros de som e jogando tinta para todos os lados”, conta. E revela: “Esses momentos de descontração são importantes para levar a vida de um jeito mais feliz. E o estilo indiano, superanimado, ajuda muito. Eu simplesmente não parava de rir um minuto”.

serviço Confira a programação brasileira em www.happyholifestival.com ou procure por Happy Holi no Facebook.


26

misturafina Gadgets Estilo Beauty

26 gadgets Abasteça o seu lado geek com os mais recentes produtos tecnológicos. 36 SHOP Preparamos algumas novidades em joias e acessórios que vão despertar o seu desejo de ir às compras. 38 beauty Nossa redação fez uma seleção perfeita de produtos para o cuidado do corpo e do rosto.

gentileza! mulheres

transbordamestiloao lado

25

dos companheiros. Afinal, momentos especiais merecem combinações à altura.


misturafina gadgets Por Odirley Deotti

elegância

Luz e som de alta performance. O Relit LSX-700, da Yamaha, é a combinação perfeita entre esses dois elementos. Criado pelo designer Massaharu Ohno, o aparelho é uma coluna de som coroada por uma lâmpada de LED graduável com seis intensidades. São três alto-falantes, dois deles de 70mm e outro de 26mm (total de 30W). O controle do aparelho é feito por um aplicativo para smartphone, incluindo a intensidade e programação da luz. A conectividade é feita via bluetooth ou entrada auxiliar de 3.5 mm. Um diferencial na elegância fica por conta do acabamento da torre, feito em couro preto ou marrom.

descolado

Para quem gosta de gadgets coloridos, a Logitech acaba de lançar um alto-falante que vai agradar muito. O X100 atrai pelo design moderno e simples, numa combinação de portabilidade e estilo, pensado para os mais jovens que estão sempre em movimento. A autonomia é de 5 horas em uso contínuo e a conexão é via bluetooth. A tecnologia Crystal Clear presente no aparelho garante a alta qualidade do som.

Por € 700, no site europeu.yamaha.com

Gamers

Os apaixonados por games estão comemorando. A Microsoft acaba de lançar mais uma série especial de controles cromados sem fio para o XBOX 360. As novas peças estão disponíveis em preto e púrpura, cromados na estrutura externa e, também, no D-Pad. Os modelos da Special Edition Chrome Series custam a partir de R$ 199, no www.xbox.com

26

MOODlife

Prático A SanDisk tornou mais fácil transferir fotos e arquivos de smartphones e tablets para o computador. A marca pôs no mercado o Ultra Dual USB Drive, um minúsculo pen drive que, além da entrada USB, conta com um Micro USB no lado oposto. Com capacidade que varia entre 16 Gb, 32 Gb e 64 Gb, ele funciona em dispositivos com suporte ao USB OTG (On-The-Go). Alguns aparelhos com a ROM original podem não ler este pen drive por enquanto, mas aqueles que fizeram root, especialmente com CyanogenMod, ou utilizam um aplicativo como o StickMount, não terão problemas em sua utilização. Por R$ 79 (16 GB), R$ 129 (32 Gb) e R$ 249 (64 Gb), no site www.magazineluiza.com.br

Fotos Divulgação

Por US$ 99,99, no www.aliexpress.com


misturafina estilo Por Clarissa de Faria

"Por ausência de gentileza, perdemos romances. O que todos desejam é alguém

que diga: não vou desperdiçar a chance de te amar. Alguém que não canse das promessas, que não sucumba ao egoísmo do pensamento, que tenha mais necessidade do que razão.

A gentileza é tão fácil. É fazer uma comida de surpresa, é convidar a um cinema de

imprevisto, é pedir uma conversa séria para apenas se declarar, é comprar uma lembrancinha, é chamar para um banho junto, é oferecer massagem nos pés, é perguntar se está bem e se precisa de alguma coisa, é tentar diminuir a preocupação do outro com frases de incentivo. Quando o amor para de um dos lados, o relógio intelectual morre. Não se vive desprovido de gentileza. A gentileza é o amor em movimento." (Fabrício Carpinejar)

28

MOODlife

Vanessa Auto veste camisa Majorelle Sandália Jorge Bischoff Confira o making of no canal da Mood Life. youtube.com/revistamoodlife

Luciano Auto veste 350 For Men


Fotos Priscila Mota

Vanessa Auto veste conjunto Shoulder Sandรกlia e bolsa Jorge Bischoff

29

Luciano Auto veste 350 For Men


misturafina estilo Por Clarissa de Faria

30

MOODlife

Mariana Vilas Boas veste Bob Store anĂŠis Inel Classic Lucas Paulo dos Santos veste 350 For Men


Fotos Priscila Mota

Lucas Paulo dos Santos veste 350 For Men

31

Mariana Vilas Boas veste Bob Store escapulรกrio Inel Classic rasteira Jorge Bischoff


misturafina estilo

32

MOODlife

Por Clarissa de Faria


Fotos Priscila Mota

Nathalia Albuquerque veste bermuda e fricot Bob Store t-shirt Shoulder Alexandre Lacorte veste 350 for men

Fotografia Priscila Mota Produção de Moda e Executiva CLARISSA DE FARIA Assistente Executivo RAUL DELVIZIO Make up and Hair carlos braga - galeria

Alexandre Lacorte veste 350 for men Óculos Inel Classic Mini Cooper S Raviera Motors

Modelos VANESSA AUTO LUCIANO AUTO MARIANA VILAS BOAS LUCAS PAULO DOS SANTOS NATHALIA ALBUQUERQUE ALEXANDRE LACORTE 33

Nathalia Albuquerque veste Bob Store (roupa e calçados) Óculos Inel Classic

Roupas, acessórios e ambientação BOB STORE SHOULDER INEL CLASSIC JORGE BISCHOFF MAJORELLE 350 FOR MEN RAVIERA MOTORS PARRILLA PANTANEIRA


misturafina shop Por Clarissa de Faria

Pequenos detalhes

Os acessórios têm o poder de deixar o visual mais bonito e realçar seu estilo. Alegre, elegante, luxuoso ou despojado, o efeito é você quem determina. Em clima de preview, selecionamos alguns lançamentos que vão despertar o desejo de ir às compras.

Aneis Omega Constellation Rings em ouro 18K www.omegawatches.com

Colar de ouro amarelo 18K com cristal de rocha e diamantes. Coleção Diane von Furstenberg www.hstern.com.br

36

MOODlife

Bolsa Imaginarium www.imaginarium.com.br Relógio H.Stern White Flying com 11 diamantes no mostrador www.hstern.com.br


misturafina beauty Por Cidiana Pellegrin

Autotratamentos Combater acnes, acabar com os pelos, fortalecer a pele e, ainda, clarear o sorriso. Os efeitos são dignos de tratamentos profissionais em clínicas, mas tudo pode ser obtido em casa, com alguns gadgets da beleza. Confira nossas indicações para construir seu minispa.

38

Fotos Divulgação

MOODlife

(Acima) Se você pensava que as fitas de clareamento dental garantiam um ótimo resultado, o Tanda Pearl promete superá-las no branqueamento. Seu molde abraça toda a arcada, frente e para trás, e garante dentes mais claros em apenas cinco minutos. Por US$ 95,00 no site www.amazon.com

(Acima) O Trinity Skin Care Device, da NuFace, possui tecnologia de microcorrentes para estimular delicadamente a pele, aumentando seu colágeno, melhorando o tônus e potencializando a capacidade de absorção dos produtos em 47%. Por US$ 415,00 no site www.amazon.com

(Ao lado) O conjunto La Tweez Illuminating traz todos os apetrechos para delinear as sobrancelhas, até mesmo uma pinça com lanterna embutida. Assim, nenhum pelinho indesejado passará despercebido. Por R$ 65,00 no www.sintasesegura.com.br

(Acima) Limpar manchas e tratar acne é a proposta do Skin Blue Light, da Tria. O aparelho emite uma luz azul que mata bactérias e limpa os poros. Por US $ 300,00 no site www.triabeauty.com

(Abaixo) Tratamento para depilação progressiva e duradoura, o No!No! Hair, da Radiancy, possui tecnologia Thermicom Tm que utiliza o calor para remover os pelos sem dor, em qualquer parte do corpo. Por R$ 999,00 no site www.ricardoeletro.com.br


misturafina beauty Por Cidiana Pellegrin

Saúde para os fios

Fazer progressiva, relaxamento, mudar a cor ou descolorir os cabelos. Toda química altera a estrutura dos fios, deixando-os mais fracos e quebradiços. Usar produtos específicos para cabelos quimicamente tratados vai deixar as madeixas bonitas e cheias de vitalidade.

40

MOODlife

Fotos Divulgação

A linha Reflection Chroma Riche da Kerastase foi desenvolvida para proteger a cor e revelar o brilho dos cabelos tingidos. No portfólio, está o fluido que auxilia na reconstrução do fio graças ao sistema Aqua-Ionic, que envolve a fibra com microprismas responsáveis por transmitir luz. O resultado são madeixas radiantes. Preço sob consulta no site www.belezademulher.com.br

Intensificar o liso, prolongar o efeito da escova progressiva e proteger os fios são as promessas da linha Sou Liso Longa Duração – composta por xampu, condicionador, creme para pentear e máscara de tratamento – novidade da marca. De R$ 5,80 a R$ 11,50. Disponível entre consultoras Natura

A Acquaflora Cosméticos apostou no óleo de café para manter a tonalidade dos cabelos tingidos ou com mechas, aumentando o brilho e a maciez, além de contribuir para o fortalecimento dos fios. A linha Pós-Coloração – Manutenção da Cor apresenta xampu, condicionador, hidratante, máscara e o fluido concentrado reestruturante. De R$ 9,90 a R$ 23,90

Específica para cabelos tingidos, a nova linha da L’Oréal vai cristalizar os pigmentos e blindar as madeixas contra o desbotamento. O kit Cristalceutic é composto por dois produtos de uso profissional: o Cristalceutic Injeção de Glucomineral e o Cristalceutic Sérum Protetor Selante, além do Cristalceutic Tratamento de Prolongação da Cor e Brilho, um gel creme para ser usado em casa. Por 117 reais, disponível nos melhores salões

A linha Reparação Total Cinco da L’oreal Paris Especial Química age para reverter a quebra, o ressecamento, a opacidade, a porosidade e o frizz. Sua fórmula reconstrutora sem sal repara a fibra capilar com Pró-Queratina e trata com Bio-Ceramida da raiz às pontas, em nível intercelular. De R$ 6,79 a R$ 17,24 no site www.panvel.com


equilíbrio Por César Benavides*

42

MOODlife

A cirurgia plástica no tratamento do câncer de mama Um dos piores momentos na vida de qualquer mulher ocorre quando lhe é oficialmente feita a comunicação: “você tem um câncer de mama”. Taquicardia, angústia, medo e, por fim, tristeza seguem o término da consulta. Primeiro, porque a mulher vê, ali, sua vida ameaçada. Segundo, poderá perder, potencialmente, uma das partes do corpo que mais denota sua feminilidade, o seio. Além disso, ainda existe a probabilidade – de acordo com o tipo de câncer, tamanho, repercussão sobre outras partes do corpo – de perder o cabelo após a quimioterapia. Os métodos de prevenção e diagnóstico precoce avançam a cada ano. Aparelhos que possuem cada vez melhor qualidade de imagem, punções precisas e tratamento em tempo hábil – principalmente se as pacientes seguem os preceitos da boa medicina preventiva – ajudam a melhorar o prognóstico de uma doença que se manifesta de forma insidiosa e ampla sobre todo o globo terrestre; e cuja origem, antes sabida, principalmente, por fatores genéticos, hoje, também é causada por outros múltiplos fatores relacionados a hábitos da vida moderna. Com percentual de cura cada vez maior e expectativa de vida melhor ainda, tais pacientes ganham, a cada ano, mais adeptos

à nobre missão de ajudá-las a se sentirem mais bonitas, femininas, delicadas, com autoestima crescente e mais alegria de viver. Bandeiras de sociedades médicas são erguidas, e as maiores sociedades de cirurgia plástica do mundo – Sociedade Americana de Cirurgia Plástica e Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica – desenvolvem, anualmente, mutirões para operar mulheres carentes vítimas de câncer de mama, além de realizarem diversos eventos científicos na busca de técnicas cada vez melhores a serem aplicadas em todas as mulheres que necessitem de reconstrução de suas mamas. Sim, a reconstrução de mamas é feita com mais presteza, com técnicas menos agressivas que no passado (de acordo com cada caso), com o objetivo de devolver pelo menos parte do volume e formato da mama afetada, ou ainda, criar uma nova mama. Existem dezenas de técnicas para criação de novos mamilos, aréolas, e, mais ainda, a dermopigmentação areolo-mamilar (tatuagem da aréola), feita com detalhes de sombra, detalhes da anatomia como um desenho em 3D. Unido a isso, temos, também, a transferência de tecido gorduroso de outras partes do corpo para a região das mamas, as próteses de silicone com qualidade e durabilidade cada vez maior. Até técnicas

de transferência de segmentos de nervos foram descritas com o objetivo de melhorar a sensibilidade da pele remanescente na área da mastectomia. Com tudo isso, só temos que comemorar o fato de a ciência e, especificamente, a cirurgia plástica se dedicarem diuturnamente a melhorar a qualidade de vida das pacientes que já passaram por esta experiência forte, que é o câncer das mamas. Com a chegada do mês em que se comemora o Dia Internacional da Mulher, a ela dedicamos pelo menos 80 por cento de todas as nossas atividades, e a ela (a mulher) devemos todo o nosso respeito.

*Dr. César Benavides é Membro Titular da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica. Membro Internacional da American Society Of Plastic Surgeons. CRM4046 / RQE 2215


intimidade Por Carla Cecarello

Foto Shutterstock

Mulher alfa Quem é essa nova mulher?

Um híbrido novo circula pelas grandes cidades do Brasil e do mundo. É uma mistura entre dois tipos conhecidos, mas, até há pouco tempo, inconciliáveis. Essa nova espécie é encontrada apenas entre as mulheres e vem sendo observada com admiração, respeito, esperança, e, em alguns casos, com certo receio. Trata-se de uma combinação entre a figura da feminista clássica, aquela surgida nos anos 60, que, para conquistar espaço e independência, teve de ser durona, agressiva, e, por vezes, masculina; e a “mulherzinha” dos anos 90, personificada pela personagem Bridget Jones, que queria arrumar um companheiro bacana, manter o corpo em forma, ir a manicuro uma vez por semana e comprar muitos pares de sapato, sem medo de ser tachada de perua. Essa nova espécie é a mulher alfa (termo conhecido na biologia animal, em que o macho alfa é o mais forte do bando, que lidera os demais, consegue melhores alimentos e as melhores fêmeas), uma feminista feminina, criatura nascida para ser líder, dona de uma segurança e uma autossuficiência sem precedentes, competente na vida acadêmica e no universo profissional. Um tipo de mulher que nasce pronta para enfrentar tudo, capaz de admitir que precisa, e gosta, dos homens; mas capaz, também, de viver sem eles. Uma mulher vaidosa, que gosta de cuidar de si e de ser admirada pela beleza, sem risco de cair no estereótipo da futilidade. A mulher alfa tem potencial para mudar a estrutura do casamento, da família e do mercado de trabalho. E já há quem sustente que ela vai dominar o futuro. Essa nova mulher surgiu de transformações sociais, culturais e econômicas, a começar pelo

44

MOODlife

"A mulher alfa tem potencial para mudar a estrutura do casamento, da família e do mercado de trabalho. E já há quem sustente que ela vai dominar o futuro"

movimento da emancipação feminina dos anos 60, nas batalhas travadas para permitir que as mulheres deixassem a função de dona de casa e passassem a trabalhar, ganhar salário e ter uma vida além do cotidiano doméstico. O surgimento da pílula anticoncepcional, em 1960, também foi fator preponderante, pois deu às mulheres a chance de optar, ou não, pela maternidade. O controle de quando (e se) a mulher teria filhos foi uma arma poderosa para que ela pudesse investir em outras áreas da própria vida, como a carreira. As mulheres passaram a estudar e a trabalhar mais. Começaram a ganhar bons salários, o que lhes permitiu, caso quisessem, despachar os maridos e sustentarem-se sozinhas. Hoje, estamos diante da primeira geração de mulheres adultas que cresceram quando todas essas conquistas estavam estabelecidas. As mulheres que, atualmente, têm cerca de 30 anos nasceram num mundo em que é natural frequentar faculdades, trabalhar fora, ganhar bem e tomar a iniciativa de pedir o divórcio. Isso faz toda a diferença! Elas partem do pressuposto que podem fazer tudo aquilo que os homens fazem, e é essa certeza que as fará avançar. Segundo Simone de Beauvoir (1949), em seu livro O Segundo Sexo, “não se nasce mulher. Torna-se”. Hoje, o raciocínio é oposto: as novas mulheres são alfa justamente porque nasceram alfa. E, na hora do sexo, isso faz uma diferença incrível! Pense nisso!

*Carla Cecarello é Psicóloga e Sexóloga CRP-06/35.812-0 www.carlacecarello.com.br Tel.: 11 3884.2059 e 3887.5123 "Envie a palavra SEXO para 77800 do seu TIM, CLARO ou VIVO e receba, diariamente, dicas sobre sexualidade da Dra. Carla Cecarello"


estilo de vida

46

MOODlife

Foto Giulliano Gondim

Por Cidiana Pellegrin


mulheres

que transformam

Elas se doam a um propósito para ajudar a si e ao próximo

Mães da fronteira

A data de 30 de agosto de 2012 jamais será esquecida pela psicóloga Lilian Silvestrini e a engenheira Angela Fernandes (mães dos estudantes Breno e Leonardo, assassinados por criminosos que pretendiam trocar o carro de uma das vítimas por 3 quilos de cocaína), que tentam retomar o caminho. Amigosirmãos, seus filhos se conheceram ainda crianças. Mas foi só depois da perda em comum que as mães construíram uma amizade. Buscando apoio uma na outra, encontraram a mesma resposta para a pergunta que as assolava: por que eles se foram? “Entendemos que os verdadeiros assassinos dos nossos filhos são o descaso com a segurança da fronteira e o tráfico internacional

de drogas. Lutar por um mundo melhor é nossa missão. Os meninos fizeram a parte deles, nós ainda estamos no meio”, afirma Angela, mãe de Leonardo. Na tentativa de que o fato não seja apenas mais um número nas estatísticas do crime, elas se empenharam no recolhimento de assinaturas para a petição “Pelo Fim da Impunidade”, ato que pede mudanças no código penal, com punições mais duras para os delitos contra a vida. Foram um ano e dois meses coletando adesões entre os vizinhos, amigos, universidades e até diariamente, na rua, mais precisamente, na esquina da 14 de Julho com a Afonso Pena. “Senti que estávamos fazendo algo por eles”, completou Lilian. O trabalho resultou em mais de

47

"Seja a mudança que você quer ver no mundo". O ensinamento de Gandhi nunca nos pareceu tão atual. Um olhar mais atento à nossa volta e encontraremos algum agente transformador: seja o amigo que nos alerta a repensar algumas atitudes, ou um vizinho que busca melhorias para o bairro. Ás vezes, o insight nasce de momentos dolorosos, como a perda de um filho. Mas como enfrentar a realidade que parece ter fugido do curso natural da vida? Gilberto Gil, durante entrevista ao programa Viver com Fé, do GNT, responde que é “pelos filhos que se foram que temos que viver lindamente, em nome da vida que nos é dada e que não puderam viver”. É o que tentam muitas mães. Em um mês dedicados a mulheres, apresentamos três exemplos que se doaram a um propósito, seja para ajudar a si, ou ao próximo. São histórias que tocam o coração, mas, na verdade, vão despertar nossa consciência de que também podemos fazer mais.


estilo de vida Por Cidiana Pellegrin

30 mil assinaturas locais. Para fortalecer a memória dos filhos, elas queriam fazer mais. Em março do ano passado, transformaram a dor em uma causa maior e fundaram a Associação Mães da Fronteira. “Isso nos tirou do fundo do poço,” declara Lilian. Foram a Brasília e participaram de audiências com o presidente da República em exercício, Michel Temer, e o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, além de outras autoridades. Cobraram mais segurança na fronteira de Mato Grosso do Sul e fiscalização constante na área; exigiram medidas para a redução dos índices de criminalidade; e mais desenvolvimento econômico e social sustentável, focado na paz. De volta ao Estado, solicitaram, também, ao governador a adesão ao programa Brasil Mais Seguro. “É preciso entender que o problema do vizinho também

''

é seu. Não tínhamos nada a ver com o tráfico de drogas e fomos atingidas nas testas. Não adianta ficar reclamando, tem que sair da zona de conforto, cobrar do poder público”, enfatiza Angela. E elas exigiram. Mesmo sem respostas para algumas solicitações – inclusive do governo estadual –, em menos de um ano, evidenciam como principal avanço a contemplação do Estado no programa federal Sisfron, o que possibilitou ao Exército novos equipamentos para proteger as divisas. “Queremos ser multiplicadoras. Que nosso exemplo seja motivador para as pessoas”, afirma Lilian. Enquanto lutam para sensibilizar futuros transformadores, cada uma se renova com o lema pessoal dos filhos. Para Lilian, “desistir é para os fracos”. Para Angela, “a peleja é longa e a batalha é sempre”. Garra, elas têm de sobra.

É preciso entender que o problema do vizinho também é seu,

48

MOODlife

Não adianta ficar reclamando, tem que sair da zona de conforto.

''

O poder do apoio

Em situação distinta de Lilian e Angela, a advogada Camila Zanetti também aprendeu na marra a lidar com a perda. Sua primeira gestação não evoluiu. Compartilhar a dor num grupo virtual de outras mulheres que passaram pelo problema foi sua forma de aliviar o sofrimento. Inconscientemente, ela despertava o interesse por um movimento de resgate dos valores na maternidade, que, mais tarde, levariam-na a se transformar em uma congregadora de mulheres. Já esperando Stella – hoje, com 1 e 5 meses –, a professora universitária se envolveu em grupos de grávidas na internet. A participação na comunidade “Aleitamento Materno Solidário” a fez se apaixonar por questões relacionadas à amamentação e, assim, começou a orientar outras mães. Sua doação se convergiu novamente em uma nova liderança, a coordenação do “Hora do Mamaço 2013”, em Campo Grande. O evento reuniu dezenas de mães no Parque das Nações Indígenas, que, juntas, reforçaram para toda a sociedade a importância da amamentação. Camila vem se mostrando, como ela mesma define, uma congregadora de mulheres. Aberta a dar apoio, criou uma confraria de mães na própria casa. “Todas tinham um perfil parecido. Precisávamos sair da individualidade, ser acolhidas. Vejo que é uma necessidade dividir os problemas, não colocar tudo nas costas”, afirma. As reuniões semanais foram


Foto Gilson Barbosa

Com fluxo de trabalho menor como advogada, já que 70% de seu tempo é dedicado à filha, ao longo do ano, Camila colocará em prática outra iniciativa para transformar a vida dos pais de primeira viagem: formação da Escola de Pais, uma associação que trará informações sobre parto, amamentação, criação com apego e Primeira Infância, por meio de palestrantes. A lista de projetos para a vida não para por aí, ela também planeja

fazer um curso de doula para atender mães carentes no futuro. “Em cada fase da maternidade, fui auxiliada por mulheres e ajudei muitas outras", declara. Seja atuando em comunidades virtuais ou em seu núcleo de amizade, ela vai transformando o mundo a sua volta.

49

o trampolim para a criação da Cooperativa de Mulheres. “Tive a ideia de contratar uma pedagoga para orientar atividades com nossos filhos durante os encontros”, diz. O objetivo é estar integrada nesse primeiro momento de sociabilização da criança, o que uma escola convencional não proporciona. “Quanto mais juntas, mais próximas ficamos. E, assim, com nossos filhos e maridos, vamos nos tornando uma grande família”, diz.


Modernidade e sofisticação RESIDENCIAL

Os proprietários solicitaram um projeto moderno que priorizasse o conforto e a área social. Como resultado, a casa, de espaços claros, revela uma arquitetura despojada, elegante e integrada com a bela vista de uma reserva natural.


O projeto da nova sede da Concessionária Motor 3 France, representante da marca francesa Citroën em Mato Grosso do Sul, esbanjou modernização, tecnologia e sofisticação em seus ambientes comerciais e administrativo, destacando a nova identidade visual da marca.

COMERCIAL

www.studiogilsonbarbosa.com.br arq. Sandra Madeira

(67) 3326-0225 - Campo Grande/MS

(67) 3341-9828 |Campo Grande-MS (67) 9961-9303


personalidade Por Cidiana Pellegrin e Raul Delvizio

CARLA

Cecarello

MOODlife

Bate papo tem um pouco de tudo – de amor a sexo

52

Fotos Divulgação


Segundo a OMS (Organização Mundial da Saúde), alguém que deseja uma vida sã e saudável deve balancear quatro fatores: família, trabalho, lazer e sexo. Carla Cecarello entende bem o porquê. De fala mansa, a sexóloga utiliza naturalidade profissional e vocabulário entendível ao tratar de um assunto ainda tabu nas casas brasileiras: sexo. Mesmo vítima de preconceito por outras áreas da saúde, seu trabalho tem um propósito digno: estudar o comportamento sexual, além de tocar em questões como a saúde sexual, o controle de natalidade, aborto e abuso sexual, entre outros. Na base da conversa.

Como surgiu o interesse em se tornar sexóloga? Você atribui algum motivo a isso? No curso de Psicologia, assisti a uma aula sobre as principais técnicas psicológicas para tratar as disfunções sexuais. Fiquei encantada. Ao término, conversei com o professor e ele me convidou para um estágio no Instituto H. Ellis – um lugar de muito renome na área. Aceitei o convite, fiquei lá dois anos e fiz minha especialização em Sexualidade Humana. Acho que o interesse está relacionado ao fato de eu ter sido criada, também, pela minha avó materna – uma pessoa muito religiosa e para a qual “sexo” era um assunto bastante reservado e proibido. Pelos estudos, encontrei uma boa válvula de escape. Em 1998, você fundou a Associação Brasileira de Sexualidade. Como está a ABS hoje? A ABS tem o objetivo de desenvolver trabalhos científicos e fizemos isso durante 5 anos. Com o término do financiamento das pesquisas, ficou inviável dar continuidade aos projetos. Então, atualmente, a ABS está parada – por falta de verba. Mas, durante os estudos, constatamos muitas coisas interessantes sobre o comportamento sexual das pessoas.

o patrocínio da indústria farmacêutica e atendia pessoas com dificuldades sexuais que não podiam pagar o tratamento em consultórios particulares. O trabalho era muito bom e atendemos centenas de pessoas até o final do ano passado, quando, infelizmente, também ficamos sem apoio financeiro. Hoje, só funciona virtualmente, esclarecendo dúvidas das pessoas que visitam o site ambsex.com.br. O que você me conta da sua experiência como apresentadora de TV, além da autoria e coautoria em vários livros? Ter sido apresentadora foi uma experiência muito produtiva. Simplesmente adorei! E sei que contribui para ajudar muita gente também, pois, até hoje, as pessoas me cumprimentam na rua. Levar a informação e orientar sobre um assunto que ainda é carregado de muito tabu para dentro dos lares não é lá uma tarefa muito fácil, mas, de uma maneira simples e direta, esta informação chegou e foi bastante gratificante. Quanto aos livros, participei de um conteúdo mais técnico, mas já escrevi um destinado ao público em geral, chamado “Sexual Mente – Nós Queremos Discutir a Relação”. Sobre sexualidade, qual é definição pela sexologia? Sexualidade está relacionada com o “ser homem” e “ser mulher” na sociedade, não importando a orientação sexual de cada um. Então, está ligada ao comportamento da pessoa de acordo com os papéis que exerce na vida, pai, mãe, filho, filha, amante, profissional etc., e, diante disso tudo, como encara o sexo.

53

Um dos projetos da ABS é o Ambulatório do Sexo. Qual o andamento? Em 2003, para completar os trabalhos de pesquisa da ABS, surgiu o Projeto AmbSex. Contava com


personalidade Por Cidiana Pellegrin e Raul Delvizio

Vemos, na mídia e na sociedade, o debate da liberdade sexual, independentemente do gênero. A discussão ainda é polêmica. Você acha que o povo brasileiro está preparado para encarar com naturalidade? As pessoas ainda têm muitos preconceitos. Creio que não estão preparadas para essa liberdade toda que se prega por aí. Vamos às mulheres: por exemplo, se elas se “soltam demais”, não “servem para casar” ou ter um relacionamento sério. Dependendo do comportamento, para muitos, elas ainda são vistas como objeto sexual. Precisamos de orientação e informação para mudar conceitos. Não basta apenas pregar a liberdade! Na rotina de sexóloga, quais são as queixas mais comuns dos seus pacientes? Entre os homens, os problemas mais frequentes são a disfunção erétil e a ejaculação rápida. Já entre as mulheres, são a diminuição do desejo sexual e anorgasmia (dificuldade para a obtenção do orgasmo).

54

MOODlife

Acredito que você já ouviu histórias certamente “cabeludas”. Para quem é mais difícil: você ou o paciente? Nesses mais de 20 anos de profissão, já ouvi muitas histórias, de fato, “cabeludas”. Mas creio que seja um pouco mais difícil para o paciente, pois tem que contar uma situação para alguém que nunca viu antes. Muitos ficam constrangidos inicialmente, mas, com o passar do tempo, acabam se sentindo mais à vontade, ganhando confiança e contando o que mais aflige com relação àquela situação. Quais são as peculiaridades do seu trabalho? Existem coisas interessantes que, ao longo desses anos, observei e, hoje, levo muito em conta: a forma de me vestir ou de me comportar, pois a profissão de sexóloga ainda é confundida por algumas pessoas. Até mesmo no meio médico, pois existem especialidades médicas que têm preconceito com relação a minha profissão, por considerarem que só “na base de conversa” não se resolve nada. Não é bem assim. Há uma teoria por trás de toda a conduta do sexólogo – não se tira nada da cartola.

Assistindo a vídeos e entrevistas suas, percebi que você transparece simplicidade e tranquilidade ao falar sobre sexo. Você sempre foi assim? Como adquiriu essa naturalidade? Realmente procuro ser simples e direta na forma de falar sobre sexualidade, para que as pessoas possam entender o que digo. Devo isso às minhas pacientes de um hospital público em que trabalhei durante 4 anos, no ambulatório de sexualidade feminina. Lá, não podia falar com termos técnicos, difíceis. Precisei desenvolver essa forma de falar para ser mais bem compreendida. E, assim, continuo. Como você lida com o assunto com sua família? Tenho um filho de 6 anos que já começou a fazer algumas perguntinhas. Para mim, é bem tranquilo falar com ele a respeito. Em família, sempre sobra uma piadinha para meu marido, principalmente. O pessoal em casa já está acostumado comigo e é supertranquilo. Tenho irmãos com muita diferença de idade de mim, como se fossem meus filhos, e, tudo que se refere a esse assunto, eles vêm perguntar para mim. É bem sossegado. Você também discute sobre relacionamentos, sexo a dois. Quais são as atuais dificuldades dos casais? O problema está na rotina, no dia a dia, ou na “cama”? Sem dúvida que a rotina (desentendimentos, mágoas, ressentimentos) interfere significativamente na vida dos casais. A maioria dos problemas acontece fora da cama, sim. A falta de admiração pelo outro, o desemprego, a dificuldade financeira, os problemas com filhos, e por aí vai, contribuem para a falência da vida sexual, se não houver solução em tempo hábil. Alguma novidade para 2014? Pretendo voltar à TV. Também estou com um trabalho de envio de mensagens por meio de SMS com algumas operadoras (envie “SEXO" para 77800), em que as pessoas recebem dicas sobre sexualidade diariamente. Palestras em empresas e meu consultório particular continuam a todo vapor.


56

casaestilo Décor Arquitetura Design Gourmet Viagem

56 DESIGN Unindo experiência de produção às necessidades da indústria e do mercado, o catarinense Bruno Faucz faz sucesso com grandes marcas. 60 FEIRA HYPE Conceitos , ideias e artigos de decoração para dar mais estilo ao espaço em que você vive. 66 décor Morar Mais premiará projetos de MS em Milão. 80 VIAGEM Luxo, design e hospedagens maravilhosas em Bali. 88 GOURMET Risoto: da origem às suas receitas mais saborosas.

integração,leveza e toques de cor marcam espaçoso living.

55

Décor


design Por Cidiana Pellegrin

Além do

desenho Unindo experiência de produção às necessidades da indústria e do mercado, o catarinense Bruno Faucz faz sucesso com grandes marcas integrantes. Entre eles, está Bruno Faucz, de Santa Catarina, estado que, inclusive, mostra-se como um bom celeiro de talentos, como Jader Almeida, Renata Moura e Carolina Haveroth, temas desta seção em edições passadas. Formado em Design de Mobiliário e pós-graduado em Design de Produtos, no Curso Master Design Internacional, Bruno conquistou sua expe-

MOODlife

Na década de 1990, a dupla dos Irmãos Campana foi responsável por agregar forte reconhecimento ao design brasileiro. Mais de duas décadas se passaram, e nosso portfólio nacional está bem mais amplo, com novos designers conquistando as indústrias e até apostando em produções independentes. O novo time que está difundindo a cultura do design no país tem, com certeza, mais que 11

56

Fotos Divulgação

riência em uma indústria do polo moveleiro de São Bento do Sul, em Santa Catarina. Iniciou ainda acadêmico e permaneceu lá por sete anos, tempo em que desenvolveu duas marcas e uma linha completa de mobiliário. “Trabalhei os dois primeiros anos com a área técnica, criando desenhos voltados à produção. Esta primeira etapa me deu ótima bagagem para executar o design com uma visão de produtividade. Nos outros cinco anos, desenvolvi uma linha muito grande


Acima, a ousada poltrona Fau, feita em metal e chapa perfurada. Na página ao lado, as divertidas Banquetas 1UP, baseadas em um clássico game de 1985

de produtos, que foram vendidos em todo o país. O primeiro projeto conquistou expressivos números em vendas”, revela o profissional, de apenas 26 anos. O trabalho lhe rendeu a oportunidade de conhecer o mercado de mobiliário de todo o Brasil e, até mesmo, viajar a Milão, para acompanhar as tendências apresentadas durante a maior feira de design do mundo. Em abril de 2013, o desafio tomou novas proporções, com

a abertura de seu próprio estúdio. Trabalhando em parceria com empresas, ele lançou, em 10 meses, 20 criações para marcas como Empório das Cadeiras, Class Mobile, Tissot, Móveis James, Renar, Máxima, Artefama e Móveis Clement. E engana-se quem pensa que o trabalho chega ao fim após a aprovação do projeto. Depois das peças produzidas, ele ainda busca o feedback dos lojistas. “Desenho é só uma pequena parte do processo de

A luminária Tree foi inspirada na forma de uma árvore, com seus galhos e raízes

design, que envolve pesquisas em vários campos do conhecimento. Esta visão formada me ajuda a garantir o sucesso dos produtos, pois todos os pontos são ligados e analisados durante o processo de desenvolvimento das peças; o design precisa, necessariamente, estar fundamentado e ligado à indústria e ao mercado”, completa.

57

“gosto de qualquer material, cada um é desafiador em um sentido, oferecendo oportunidades e restrições que me fazem quebrar a cabeça, e isso é ótimo”


MOODlife 58

Grande Criador”, revela. Para conceber cada peça, é preciso, também, levar em conta a viabilidade produtiva, custo, conceito e valorização da identidade de cada empresa. A personalidade do móvel também reflete o estilo da marca, ou, em alguns casos, é definida por um tema, estipulado pela indústria. “Particularmente, gosto muito dos anos 1950 e 1960. Foram anos em que a cultura brasileira era mais rica; e este período, para mim, é inspirador”. A confidência traz à tona a época de criança, quando observava os móveis das casas das avós. Sem saber, ali, já demonstrava seu apreço pelo atual ofício. “Cresci com um papel e lápis na mão, era o colega preferido para trabalhos de artes na escola. A única coisa que tinha certeza quando pensava na minha profissão era de que gostaria de trabalhar com criatividade. Deparei-me com o design e me apaixonei pelo mobiliário”, afirma. Pelo ritmo intenso de projetos – Bruno possui muitas criações em fase de protótipos e, ainda, peças novas lançadas em fevereiro –, 2014 dá fortes sinais de que vai superar o ano passado.

Acima, a mesa lateral Girafa faz vezes de luminária. Ao lado, a cadeira Básica, feita com madeira de demolição. Abaixo, a poltrona Set apresenta revisteiro lateral

“É necessário estar atento a tudo, só assim você consegue buscar novidades e se reinventar diariamente”

serviço Contato: brunofaucz@gmail.com. Outras informações no site www.brunofaucz.com e fanpage www.facebook.com/BrunoFauczDesign

Fotos Divulgação

Parte de seu processo envolve a escolha da matéria-prima. Metal, couro, tecido e madeira estão presentes em poltronas, cadeiras, aparadores e luminárias de seu portfólio. “Mesmo que a madeira seja minha preferência, gosto de qualquer material, cada um é desafiador em um sentido, oferecendo oportunidades e restrições que me fazem quebrar a cabeça, e isso é ótimo, pois sou obrigado a pesquisar e entender melhor cada material”, diz. Um bom exemplo é a ousada poltrona Fau, feita em metal e chapa de aço perfurada, materiais não convencionais para o móvel. Buscando um desenho que transcenda gerações, ele aposta nos traços retos como uma característica profissional. O resultado é um mix composto de peças formais, modernas, retrô e, inclusive, divertidas, como a Banqueta 1UP, baseada em um clássico game de 1985. A inspiração para criar vem da incansável observação. “Qualquer coisa me inspira. Já desenhei uma peça (a luminária Mantis) baseada em um louva-adeus. É necessário estar atento a tudo, só assim você consegue buscar novidades e se reinventar diariamente. Adoro fotografia e gosto muito de questionar conceitos. Mas, se existe algo que inspira minha vida, é a obra do


fEIRAhype Ideias para vestir sua casa. Por Cidiana Pellegrin

Simples e sofisticadas

MOODlife

A grife de móveis sob medida Ornare renovou com seu portfólio em 2014 e apresenta a Coleção High Line, idealizada por grandes nomes da arquitetura e design. Entre os convidados, está o designer carioca Zanini de Zanine. Responsável pela linha de mobiliário Gávea, ele criou sete peças inspiradas nas obras do artista plástico e escultor Sergio Camargo, que utilizava cilindros de madeira em seus trabalhos. O referência aparece nos acabamentos arredondados, com encaixes simples à primeira vista, porém, cuidadosamente pensados e executados com maestria. Outras informações no site www.ornare.com.br

60

Fotos Divulgação


A real sofisticação. Envolva-se na elegância de Flex Ecofair Coton Vert. Um novo olhar sobre a sofisticação. Feliz mês da mulher. Nada como esbanjar elegância.

O Flex Ecofair Coton Vert foi certificado pela bio.inspecta, com o selo de autenticidade e qualidade pelo processo de cultivo orgânico do algodão e por ser originário de cadeias produtivas que seguem os princípios básicos do comércio justo. Conheça mais em: www.flex.com.br

As melhores marcas de colchões

www.umquartoms.com.br

Loja Centro (67) 3043.5082 Av. Consul Assaf Trad 4796, Loja 209/210 Loja Bosque dos Ipês (67) 3043.5081 Av. Afonso Pena, 3835


fEIRAhype Ideias para vestir sua casa. Por Cidiana Pellegrin

vertical

62

MOODlife

Fotos Divulgação

Modelo nada convencional, a estante Dixon, assinada pelo Estudiobola e produzida pela Adresse, mais parece uma obra de arte da parede. Além da versão suspensa, há o modelo de piso, também, disponível em várias tonalidades em laca, que garante um toque mais contemporâneo ao ambiente. Por R$ 6.213,00, na Estar Móveis, em São Paulo. Outras informações pelo site www.estarmoveis.com.br

Contemporânea

futurista

Apesar da fama por sofás e poltronas inovadoras, a marca italiana Natuzzi também explora um design contemporâneo em outras peças. A luminária de piso Martini, feita em aço pintado, foi inspirada no sofisticado drink homônimo e pode tornar a sala mais moderna sem perder o clima intimista. À ven-

Assinada por Piergiorgio Cazzaniga, ícone do design italiano, a Chaise Lofty tem estrutura de aço inoxidável e curvas futuristas, resultado de um trabalho manual com tecnologia avançada. O layout da peça garante uma atmosfera sofisticada e ousada para o living. À venda na Montenapoleone, marca de móveis de design autoral, localizada em São Paulo. Informações pelo site www.montenapoleone.com.br

da na Ton Sur Ton de Curitiba – PR. Outras informações pelo site www.tonsurton.com.br


fEIRAhype Ideias para vestir sua casa. Por Cidiana Pellegrin

Fotos Divulgação

banhocomestilo

Personalizadas

64

MOODlife

Cortinas são acessórios importantes no acabamento do ambiente. Para ter um modelo que faça jus ao estilo da sua casa, a Decorações Rone, um ateliê de cortinas de alto padrão, com quase 40 anos no mercado, cria opções exclusivas sob medida e, ainda, apresenta um estoque a pronta-entrega. No portfólio da loja, há, também, uma infinidade de acessórios e tecidos para atender os mais variados perfis. Preço sob consulta na Decorações Rone, localizada na rua Padre João Crippa, 2133. Tel.: 67 3324.0510

A Docol inovou no design de chuveiros lançando a linha Lumina. Além do jato retilíneo e uniforme, que garante satisfação e bem-estar na hora do banho, os modelos da série têm cores vibrantes que colaboram para um banheiro mais bonito e moderno. Por R$ 462,48 no site

www.banheiroideal.com.br

toqueretrô Decorar mesclando objetos de visual antigo com outros modernos deixa o ambiente mais charmoso. O ventilador Urbanjet é uma dica para trazer essa atmosfera retrô. Compacto –possui apenas 31cm –, promete refrescar o morador em três velocidades e pode ser transportado para qualquer canto, já que pesa apenas 2,3 kg. Por R$ 149 no site www.amazon.com

misturaelegante Criada pela Carbono, a chaise C104 brinca com formas e revestimentos. Além dos encostos em diferentes inclinações, a peça foi envolvida por um tecido aquaforma digitalizado, que se assemelha a um delicado patchwork. Pés em madeira ao estilo colonial mineiro são elementos clássicos que também acompanham a peça. Mais informações

www.carbonodesign.com.br


décor Por Cidiana Pellegrin

Arquitetura

de prestígio Mostra Morar Mais premiará projetos de MS em Milão

66

MOODlife

Onze projetos do evento de decoração, arquitetura e paisagismo Morar Mais por Menos Campo Grande serão premiados pela organização nacional da mostra em Milão. O Morar Mais por Menos participará do espaço Brazil S/A, que acontece na cidade italiana no mesmo período do Salão Internacional do Móvel, o maior evento de design do mundo. No dia 8 de abril, às 18h, os empresários idealizadores do Morar Mais, Lígia, Sabrina e Sandro Schuback, juntamente aos organizadores locais, promovem um evento de confraternização, quando, também, será apresentado o resultado da premiação dos projetos. “O objetivo é destacar e reconhecer, em cada edição, os ambientes mais fiéis aos conceitos da mostra. Superamos o número de premiados em relação à edição 2012, o que comprova, mais

uma vez, a alta qualidade dos trabalhos realizados pelos profissionais da Capital. Eles estão antenados aos padrões atuais da sociedade, que exige bem-estar e valores sustentáveis ao morar”, diz a diretora-executiva da mostra em Campo Grande, Iara Diniz. Realizado de 7 de novembro a 15 de dezembro do ano passado, no Rádio Clube Cidade, o Morar Mais por Menos Campo Grande apresentou 54 ambientes projetados por mais de 60 profissionais. Em Milão, serão premiados onze vencedores, em oito categorias.

dada por um júri composto por cinco profissionais que representaram a organização do Morar Mais Campo Grande e do Rio de Janeiro, dois jornalistas do Rio de Janeiro e um diretor da Associação Brasileira de Design de Interiores. Além de ter o projeto exibido em vídeo, os profissionais voltarão da capital mundial do design com um certificado da premiação. Afinal, ao todo, foram avaliados mais de 500 trabalhos apresentados nas sete capitais brasileiras onde o Morar Mais aconteceu em 2013.

Premiação

Expediente Evento Premiação (Brazil S/A): Local: Palazio Giureconsulti Piazza Mercanti, 02, Milão Data: 8 de abril de 2014 Horário: 18h às 22h

A definição dos 11 projetos locais que mais atenderam aos conceitos do Morar Mais – ou seja, vendas, customização, mais por menos, sustentabilidade, inclusão social, brasilidade e tecnologia e inovação - foi


Fotos Gilson Barbosa

“A premiação em Milão é muito gratificante, pois comprova a importância da Mostra Morar Mais por Menos, assim como a valorização do profissional dentro dela. Participar foi maravilhoso, já que desenvolvemos nossa criatividade dentro de princípios que, hoje, são de suma importância no segmento. Aprendemos muito com a Morar Mais por Menos”, disse a designer de interiores Daiana Capuci

67

O conceito Mais por Menos apresenta três colocados. Em primeiro lugar, está o Salão Baile de Máscaras, idealizado pelos profissionais Daiana Capuci, Thaysa Canale, Jaqueline Menin, Erique Moreira, Carla Nogueira Barbosa, Adriana Mussi e Mariana Paro.


décor Por Cidiana Pellegrin

A segunda colocação ficou com o arquiteto Rafael Abuchahla, pelo descolado projeto Quarto do Artista.

68

MOODlife

“O prêmio é um reconhecimento muito importante do meu trabalho. Estou há apenas um ano na Capital, e muitos trabalhos estão surgindo graças à minha participação na mostra. Empregar todos os conceitos do Morar Mais no meu projeto trouxe a recompensa esperada, o que me dá certeza de estar presente, também, na próxima edição”, afirma o arquiteto Rafael Abuchahla

O quesito Mais por Menos classificou, também, em 3º lugar, a Brinquedoteca Cordeiro, criada por Alessandra Gibran. O ambiente traz o universo com elementos econômicos, como caixotes de feira e pneus customizados, além do revestimento da parede feito com bolinhas de plástico coloridas.


Fotos Divulgação Fotos Gilson Barbosa

“Ficamos muito felizes em saber que receberemos o Prêmio Milão na categoria Sustentabilidade. Este é o lema da minha empresa e não poderia haver reconhecimento melhor dos nossos esforços para idealizar o jardim. Foi a comprovação de um trabalho bem-feito”, afirma a paisagista Eliane de Oliveira, também empresária da Califórnia Mudas

Um projeto carregado de história foi finalista na categoria Brasilidade, do Prêmio Milão. A Fachada do Rádio Clube, assinada pelos arquitetos e urbanistas Ângelo Arruda e Perla Larsen, recebeu um restauro parcial com produtos da Ibratin, especialmente a pintura branca da cor original.

“O Prêmio Milão representa muito mais que reconhecimento de um trabalho dos profissionais, é uma premiação para toda a cidade, pois destaca Campo Grande nacionalmente e internacionalmente, valorizando a recuperação de um patrimônio que estava recluso. Com todos os conceitos que a mostra apresenta, ter sido valorizado na categoria Brasilidade, com a revitalização de um prédio histórico, é realmente inovador”, considera o arquiteto e urbanista Ângelo Arruda

69

Na categoria Sustentabilidade, o reconhecimento foi dado à dupla Eliane de Oliveira e Renata Salmazo, pelo Jardim Califórnia. Além de toda madeira certificada, o espaço traz um inusitado painel com engradados de cerveja usados e uma fonte com garrafões de vinho e aros de bicicleta descartados.


70

MOODlife

décor

No quesito Inclusão Social, o ambiente Estar Núcleo Dasm, idealizado pelos profissionais Marcia Ribeiro e Hézio de Paula, levou a melhor. O espaço trouxe telas produzidas por alunos da ApaeMS, incorporadas, com muita elegância, na decoração. Além disso, as peças tiveram renda revertida à instituição.

“Receber o prêmio confirma que estávamos certos ao acreditar no talento das crianças da Apae. É desta forma que podemos contribuir com instituições sem fins lucrativos: mostrando as diversas atividades sociais que acontecem em nossa cidade. Junto a isso, destacamos o reconhecimento pelo nosso trabalho e a visibilidade que tivemos durante a mostra e que teremos após o recebimento do prêmio”, pontuou o designer de interiores Hézio de Paula

Possibilitar ao visitante comprar os produtos expostos na mostra é um dos objetivos do Morar Mais. Por isso, o Prêmio Milão possui a categoria Vendas, para premiar o espaço que, nitidamente, nosso visitante pudesse levar para casa. A missão foi cumprida, com muito sucesso, pelas profissionais Mariana Garcia e Maysa Campos, responsáveis pela Circulação Homenagem.

“É gratificante ver que a dedicação para criar nosso espaço foi recompensada. Amamos nossa profissão e esse prêmio é um estimulo ao trabalho. Participar do Morar Mais é importante para nosso portfólio profissional, e ser reconhecida por isso é melhor ainda”, declara a arquiteta Maysa Campos


Fotos Gilson Barbosa

“Não poderíamos ter levado o prêmio em uma categoria melhor do que Espaço Conceitual. Ela traduz perfeitamente a essência do que buscamos para o projeto, e receber a notícia do prêmio foi uma grande satisfação para toda a equipe, pois comprova o valor do nosso trabalho em uma mostra com tamanho diferencial no mercado”, afirma a arquiteta Izabella Mercante

O segundo lugar da mesma categoria foi destinado ao projeto Gastronomia do Saber, do Senac/MS, idealizado pela designer de interiores Cida Zandavalli.

“A notícia do prêmio me deixou muito contente e surpresa, mas valeu muito participar do Morar Mais, também, pela conquista de novos contatos comerciais, novos clientes e novas amizades O apoio dado pela administração da mostra foi fundamental para que se formassem parcerias e cada profissional pudesse dar o melhor de si”, declara a designer de interiores Cida Zandavalli

71

O ambiente mais descolado, ousado, jovem, focado em design e nas artes modernas de nossa mostra foi o Quarto do Casal Contemporâneo, classificado na categoria Espaço Conceitual, no Prêmio Milão. Projetado por Andrea Tomasi, Diogo Motter e Izabella Mercante, o ambiente simboliza a harmonia de um casal que adora viajar, coleciona suvenires, pratica esportes, aprecia obras de arte e se preocupa com questões ambientais.


décor

“A marca Morar Mais já se consolidou em Mato Grosso do Sul, e participar pela segunda vez de uma mostra com tais conceitos é um desafio ainda maior. Fico feliz em ter levado o prêmio na categoria Tecnologia e Inovação, porque busquei apresentar um projeto tão bom quanto o anterior. O prêmio comprovou isso”, revela o arquiteto Jamil Paroschi Junior

O maravilhoso spa da mostra, projetado por Jamil Paroschi Junior, foi reconhecido pelo quesito Tecnologia e Inovação. Localizado dentro da piscina do Rádio Clube, o ambiente exaltou o relaxamento, fazendo um

72

MOODlife

Finalizando o grupo sul-mato-grossense de premiados em Milão, está o ousado arquiteto Luis Pedro Scalise, com o espaço Restaurante do Céu, pela categoria Customização. Entre as soluções inusitadas do espaço, está o teto, revestido com 25 mil guardanapos de papel brancos, que

“Pela segunda vez, fomos ganhadores do Prêmio Milão, o que nos trouxe uma repercussão muito grande. É, também, uma forma de reconhecer que nossa criatividade é equivalente aos profissionais dos grandes centros. Estamos muito felizes com o resultado, já que o Prêmio Milão veio somar ao nosso escritório”, afirma o arquiteto Luis Pedro Scalise

contraponto: do lado externo, a arquitetura rústica e natural tomava o espaço; internamente, a decoração era intimista e chique, reunindo produtos de última geração em uma sala de som, com direito a uma luxuosa banheira.

remetem às nuvens. O ambiente foi, também, premiado na categoria nacional Restaurante, superando todos os projetos apresentados pela mostra no país, e conferindo um reconhecimento em dose dupla. Fotos Gilson Barbosa


Um novo momento, um show room diferenciado, com ainda mais qualidade, projetos exclusivos, produtos de design, conhecimento técnico e atendimento único.

Paulo Delmondes e Vera Delmondes

César da Silva Fernandes

Patrícia Mansano e Rodrigo Machado

Arquiteto 3351-0700

Arquitetos 8124-1762 e 8401-6676

Arquiteto e Designer 3025-1215

Gabriela Nicolatti

Luísa Sá Earp

J. Maurício de Souza

Arquiteta 3326-6771

Arquiteta 3384-6996

Arquiteto 3326-6015

Alana Montagna e João Pedro Dias

Maria Inês e Maria do Carmo

Designer e Arquiteto 3028-2900

Decoradoras 3324-8078 e 3324-4209

Juliana Trivellato Arquiteta 3028-4977

José Fernando Peralta Arquiteto 8113-2833

Charis Guernieri Arquiteta 3026-2127

Antônio João de Oliveira

Ananda Rozin

Camila Tannous

Arquiteto 9295-6522

Arquiteta 8188-4442

Arquiteta 3326-2129


Cristina Carvalho

Luciana Teixeira

Christine Zeni

Rubens Leles

Arquiteta 3352-1191

Arquiteta 3027-7174

Arquiteta 3325-4189

Arquiteto 3305-6654

Alessandra Ribeiro

Eloisa Vicari

Arquiteta 3382-6093

Izabela e Flรกvia Kassar

Maria Teresa Correa

Arquiteta 3325-3351

Arquiteta e Engenheira 3349-2455

Arquiteta 3351-6941


PROJETOS Por Cidiana Pellegrin

Estar

contemporâneo

76

MOODlife

Integração, leveza e toques de cor marcam este living espaçoso


Fotos Divulgação Loja Segatto

De dia, a abundância de luz natural devido a integração com a varanda torna o ambiente bem claro. À noite, entra em cena a iluminação projetada. Além de pontos embutidos, que deixaram a sala mais aconchegante, os três pendentes amarelos da área de jantar trouxeram estilo e auxiliam no clima intimista na hora refeição. O papel de parede com formas geométricas complementa a decoração dando uma atmosfera descontraída sem ficar cansativa.

A área de estar foi decorada com um sofá em linhas retas na cor berinjela, banco em vigas de metal, mesa lateral escultural e poltronas giratórias, revestidas com estampa de folhagem. “Por estarem no meio da sala precisavam ser bonitas de todos os lados, como uma escultura. Elas têm um desenho simples e bonito que aceitou muito bem o tecido”, conta Juliana. A padronagem escolhida trouxe uma pitada tropical à composição sóbria e contemporânea

77

Funcional, belo, sofisticado e suavemente despojado. Foram essas as qualidades que as arquitetas Juliana Serra e Malila Spagnuolo empregaram na reforma desse apartamento, em São Paulo, com marcenaria assinada pela Segatto. O imóvel, com 220m², tem um proprietário de aproximadamente 60 anos, que vive sozinho e aprecia muito arquitetura e decoração. O destaque do projeto é o living, grande e muito iluminado. As paredes foram derrubadas para promover a integração com a sala de jantar e o teto foi rebaixado para esconder as vigas. A cor neutra do ambiente harmoniza com peças em proporções maiores, leves e pontualmente coloridas, formando um mix equilibrado. O resultado combina com o piso em assoalho de madeira, decisão que contribuiu para deixar o espaço mais acolhedor.


PROJETOS Por Cidiana Pellegrin

78

MOODlife

Acima - Ao fundo, a sala de jantar recebeu uma mesa em laca prata e metal polido, com diferentes modelos de cadeira. “Essas peças tinham que ser vistosas e ao mesmo tempo neutras para não brigar com a iluminação, que é composta por três peças de vidro de dois tamanhos diferentes instaladas com alturas irregulares. Quando acesas ficam douradas, quando apagadas ficam um prata escuro”, revela Juliana

A reforma deu origem ao home no mesmo espaço antes ocupado por um escritório. As paredes do cômodo foram substituídas por portas de correr, garantindo a possibilidade de integração com o living e, no momento do uso, a sala pode ser fechada totalmente, privilegiando a acústica. A sala de TV recebeu um confortável sofá retrátil de veludo e um delicioso tapete, ambos em tons neutros para harmonizar o mobiliário moderno do living. Um toque de descontração foi dado com almofadas de estampas vintage


viagem Por Cidiana Pellegrin e Raul Delvizio

bali em cinco estrelas

80

MOODlife

Luxo, design e hospedagens maravilhosas fazem desse resort indonĂŠsio um reconhecimento internacional


Fotos Divulgação

Bali oferece, além da belíssima natureza ao redor, passeios de turismo sustentável, como jornadas à cultura, gastronomia e artesanato da região, além das plantações de arroz e do famoso café Kopi Luwak

contemporâneo. São três restaurantes (Cotta, Ombak e The Reading Room), um spa conceituado, piscina de borda infinita de frente para o mar, além das hospedagens que – como o próprio nome diz – são organizadas em vilas: quartos de cama única ou tripla, além de residências particulares e o The Soori Estate, uma mansão completa para quem busca grandes espaços familiares privativos, na costa de Bali. 81

Uma das mais de 13 mil ilhas da Indonésia, Bali é o principal destino turístico do país, com uma reputação global pelas suas belezas naturais incomparáveis. E é lá onde o hotel Alila Villas Soori está localizado. Com cinco estrelas, o luxuoso resort fica na costa sudoeste da ilha, de frente para o Oceano Índico, e mistura a experiência paradisíaca do local com uma variedade de espaços com arquitetura sofisticada e design


viagem Por Cidiana Pellegrin e Raul Delvizio

82

MOODlife

Férias em família são especiais, principalmente quando há espaço individual para cada integrante. Assim, você se sente em casa, afinal, a mansão de dez quartos proporciona comodidade em um ambiente mágico como Bali


Fotos Divulgação

83

Uma das hospedagens é a Mountain Pool Villa, oito espaços internos e externos com piscinas privativas e conectados aos jardins e ao relevo de Bali – perfeito para quem busca um ambiente romântico


viagem Por Cidiana Pellegrin e Raul Delvizio

Fotos Divulgação

Aqueles que desejam ainda mais privacidade podem contar com a residência particular, um espaço intimista tal qual uma casa, porém, equipado com o luxo e o atendimento especializado do resort cinco estrelas

Alila Villas Soori também oferece aos turistas um spa onde os terapeutas combinam técnicas asiáticas de cura, cicatrização, beleza e saúde orgânica. Relaxe a mente e o corpo com os serviços oferecidos O restaurante e lounge Ombak possui cozinha de essência europeia e surpreende os visitantes pelos drinks criativos e o espetacular pôr-do-sol, ao som das ondas a quebrarem na areia de sedimentos vulcânicos

84

MOODlife

serviço Endereço: Banjar Dukuh, Desa Kelating, Kerambitan, Tabanan | Bali 82161, Indonésia Reservas: (62) 361 894 6388 ou soori@alilahotels.com


viagem

Um desfrute

de águas

Localizado no berço de piscinas termais do Brasil, resort garante relaxamento, diversão e contato com a natureza

86

MOODlife

Alta temperatura, sol o ano todo, água em abundância, descanso e relaxamento unidos à diversão. Não estamos falando de uma hospedagem à beira da praia, mas em meio ao cerrado. No interior de Goiás, entre paisagens de águas correntes com 37,5 graus, encontra-se Rio Quente Resorts, um complexo formado por oito hotéis com direito a parque aquático. O empreendimento inclui até mesmo uma unidade hoteleira de categoria premium, o Rio Quente Cristal Resort, inaugurado recentemente. O destino foi escolhido por dez vezes consecutivas o Melhor Resort de Campo, Termas, Interior ou Selva pelos leitores da revista Viagem e Turismo e, eleito o Top Of Mind Resort de Campo – o mais lembrado na categoria, em 2011 e 2012. Levou também o prêmio Melhor Viagem 2013/2014 como Melhor resort do Ano, segundo pelos leitores da revista Viagem e Turismo e Guia Quatro Rodas. Além de relaxar nas águas cristalinas, o hóspede pode aproveitar a academia, spa, campos de futebol, restaurantes, bares e conferir os shows noturnos. Todo hóspede ainda tem cortesia para o Hot Park – o melhor e maior parque aquático da América do Sul – localizado ao lado do Rio Quente Resort. O público infantil não fica de fora da programação, já que uma equipe especializada coordena atividades lúdicas, tornando o Rio Quente Resorts um destino convidativo ao descanso e ao entretenimento, que agrada todas as idades.

serviço Informações sobre pacotes para o Rio Quente Resorts podem ser obtidas com a Agência Time Tour, localizada na rua Joaquim Murtinho, n.° 386. Contato (67) 3312-2500

Fotos Divulgação

Por Cidiana Pellegrin


gourmet Por Clarissa de Faria

Risoto Da origem às suas receitas

88

MOODlife

A busca por sabores e comidas diferentes faz com que os paladares estejam cada vez mais aguçados, resultando no ingrediente principal ao desenvolver um prato, ainda mais quando este pode ser incrementado e reinventado a cada especiaria incorporada nos cardápios dos principais restaurantes, ou até mesmo na cozinha de casa. Com o risoto não poderia ser diferente, o prato típico italiano, em que se fritam levemente as cebolas e o arbóreo, e vai, gradualmente, deitando fundo de carne ou legumes, até o arroz estar cozido e não poder absorver mais líquido. Risotto, que significa arrozinho, surgiu no norte da Itália, na Lombardia. A receita data do século 11, quando o sul do país era dominado pelos Sarracenos, e estes trouxeram o grão usado para a preparação do prato. Pensando em proporcionar sensações distintas entre um prato e outro, selecionamos quatro receitas de risotos que fazem parte de alguns restaurantes da nossa Capital. Quem quiser arriscar pode colocar a mão na massa; mas quem desejar apreciar cada ingrediente em um espaço aconchegante e diferenciado é só se deslocar para qualquer um dos quatro endereços que escolhemos. Bom apetite!


89

Foto Shutterstock


gourmet Por Clarissa de Faria

Labirintos e Formigas

Idealizado pela chef do Les Amis, Miriam Arazani, essa receita tem como base o arroz negro e o camarão, um casamento perfeito. O grão é cultivado na China há mais de quatro mil anos e ganhou espaço nas cozinhas ocidentais. Seu sabor único, aroma acastanhado e fama de afrodisíaco conquistaram o paladar dos chefs e gourmets. Ingredientes para 1 pessoa 150 g de arroz negro, 20 g de cebola, 25 ml de vinho tinto, 50 g de manteiga, 35 g de queijo parmesão ralado, 50 g de camarão-de-sete-barbas, 150 g de camarão-rosa médio, 500 ml de fundo de legumes, 50 g de creme de leite, 1 ramo de salsinha. Onde encontrar Les Amis Bistrô e Champanheria Rua José Antônio, 644 Telefone: 3026.6444

Filé de peixe grelhado na manteiga, acompanhado de risoto de moqueca baiana e farofinha de banana-da-terra Criado pelo empresário e chef de cozinha Marcílio Galeano, sócio-proprietário do Jojô Cozinha Contemporânea, essa receita é uma fusão de ingredientes e temperos tipicamente brasileiros, valorizando a culinária nacional e regional. Ingredientes para 4 pessoas 4 filés de pintado (180 g cada), sal a gosto, pimentado-reino branca a gosto, manteiga para grelhar. Risoto de moqueca: 300 g de arroz arbóreo, azeite a gosto, cebola, 70 ml de vinho branco seco, 50 ml de manteiga de garrafa, 2 colheres (sopa) de azeite de dendê, 2 dentes de alho picado, 3 colheres (sopa) de cebola picada, 1 garrafinha (200 ml) de leite de coco, 1/2 xícara (60 ml) de água, 1/2 pimentão vermelho picado, 1/2 pimentão amarelo picado, 1 tomate sem sementes picado, coentro picado a gosto, 1 pimenta dedo-de-moça sem semente picada, sal a gosto.

90

MOODlife

Farofinha de banana-da-terra: 150 g de farofa de milho flocada, 60 ml de manteiga de garrafa, cebola picada, dente de alho picado, 1 unidade de banana-da-terra picada, salsinha picada a gosto, sal a gosto, pimenta-do-reino a gosto. Onde encontrar Jojô Cozinha Contemporânea Rua Euclides da Cunha, 228 Telefone: 3043.5455


Fotos Gilson Barbosa

Uma criação do Firula's Café, a receita é baseada no famoso arroz de pato, que tem origem portuguesa. A adaptação para o risoto é uma mescla com a gastronomia tradicional italiana, fazendo com que a carne seja mais conhecida e apreciada. Ingredientes para 1 pessoa 120 g de arroz arbóreo, 30 ml de vinho branco, 15 g de cebola picada, 20 g de manteiga, 300 ml de caldo de legumes. Confit de pato (ingredientes): 1 pato, sal grosso, ramos de tomilho, folhas de louro, pimenta-do-reino branca em grãos, gordura de porco, 2 cabeças de alho, cravosda-índia, sal e pimenta-do-reino a gosto. Onde encontrar Firula's Café Rua Euclides da Cunha, 1.102 Telefone: 3326.8691

Risoto de aspargos e brie

Desenvolvido pelo chef de cozinha e sócio-proprietário do Restaurante Giro na Itália, Valmir Vieira, o prato é rico em ácido fólico e tem poucas calorias, sendo muito apreciado pelas mulheres, além daqueles que não veem a necessidade em degustar o prato com algum tipo de carne. Ingredientes para 4 pessoa 480 g de arroz de risoto (arbóreo, canerdeli, vialone nano), 8 aspargos, 100 ml de vinho branco, 50 g de cebola ou alho-poró, 30 g de queijo brie, 30 g de manteiga sem sal, Q.b (fundo vegetariano), 10 ml de azeite de oliva. Onde encontrar Giro na Itália Rua Antônio Maria Coelho, 1724 Telefone: 3043-3044

*As receitas completas, com o modo de preparo, você confere no site da Mood Life. www.moodlife.com.br 91

Risoto de pato


UD

Adeus às tampas

Seja para utilizar no dia a dia, ou em ocasiões festivas, o abridor é um item indispensável na cozinha. Com design arrojado, este modelo da Savora serve para abrir garrafas (até mesmo as pets) e, também, latas, com mínimo de esforço. A praticidade é garantida pelo mecanismo de bloqueio exclusivo, que mantém as alças firmemente no lugar, na hora do manuseio. Por R$ 115 no site www.camicado.com.br

alto desempenho

Por trás do acabamento retrô, o liquidificador Osterizer apresenta muita modernidade. Com jarra de vidro com capacidade de 1,25 L, o utensílio possui um sistema de encaixe metal com metal, entre o motor e as lâminas, que garante o máximo de sua potência de 600 watts a favor da melhor performance. Por R$ 259 no site www.doural.com.br

92

MOODlife

Sempre quente

Integrante da Arno Collection – linha da Arno com eletroportáteis que esbanja design e eficiência –, esta chaleira elétrica sem fio de 1,7 L vai enfeitar a cozinha e facilitar o preparo de chás, sopas, e qualquer receita que necessite de água quente. Por R$ 189,99 no site www.walmart.com.br

Carga de sabor A dupla de saleiro e pimenteiro é alvo constante de inovações para a cozinha. Desta vez, foi a marca americana Fred & Friends que inventou um visual irreverente para os utensílios, os quais acabaram transformados em jogos de pilhas para carregar de tempero a refeição. Por R$ 59,90 no site www. mundocool.com.br

Fotos Divulgação

Dicas para incrementar sua cozinha. Por Cidiana Pellegrin


SÓ QUEM TEM MAIS DE 10 ANOS DE EXPERIÊNCIA GARANTE A MELHOR DEPILAÇÃO A LASER. O único centro avançado de depilação a laser do país Os equipamentos mais modernos do mundo - Soprano XL3 New Generation e Venus Freeze (NÃO usamos luz pulsada, IPL ou fotodepilação) Venus Freeze para tratamento de flacidez, gordura localizada e celulite Funcionários altamente capacitados e orientação médica Atendimento todos os dias da semana, inclusive aos domingos Pagamento em até 10x sem juros no cheque ou no cartão.

CAMPO GRANDE Rua Dr. Arthur Jorge, 1052 67 3044-7800 - www.drlaser.com.br Seg. a sáb. das 8h às 20h dom. das 8h às 13h.


cadernoespecial Por Sonia Caldart Assista todas essas receitas acessando www.youtube.com/cenariofeminino Tire suas dúvidas, enviando e-mail para cenariofeminino@hotmail.com

culinária

hadDock ao molho bechamel Ingredientes:

1 kg aproximadamente de filé de haddock defumado escocês ou inglês, Sal para polvilhar, Leite fervente o suficiente para ferventar as postas, Alcaparras a gosto, dessalgadas por 15 minutos em água fria, Queijo parmesão ralado a gosto, Fatias de queijo provolone para cobertura.

Ingredientes molho bechamel:

1 colher (sobremesa) de manteiga, 1 colher (sopa) cebola ralada fina, 3 colheres (sopa) rasas de farinha de trigo previamente torrada,

94

MOODlife

1 litro de leite aproximadamente, 2 colheres (sopa) de creme de leite fresco, Sal a gosto.

Modo de fazer: Molho - Aqueça a manteiga e refogue a cebola ralada. Coloque a farinha, mantenha fritando e em seguida o leite, mexendo sem parar até engrossar. Desligue o fogo e acrescente o creme de leite fresco e sal a gosto. Reserve. Prato - Polvilhe sal sobre o filé de haddock por 15 minutos. Em seguida corte-o em postas não muito finas e coloque-as no leite fervente por 3 a 4 minutos, no máximo. Forre levemente o fundo de uma forma refratária com o molho bechamel, coloque as postas em uma única camada e cubra com o restante do molho. As alcaparras podem ser colocadas nesse momento ou por último, para decorar o prato.

Polvilhe queijo parmesão ralado e cubra com fatias de queijo provolone. Leve ao forno preaquecido a 200° C, até dourar. Acompanha arroz branco, batata sauté

Receita de Geny Ratier Pereira Artista Plástica e Empresária Acompanhe o passo a passo no youtube.com/cenariofeminino ou no site cenariofeminino.com.br


Chaveiro de feltro Flor de Xaraés Materiais: 30 cm de feltro Santa Fé vermelho, 20 cm de feltro Santa Fé verde, Tesoura grande, Linha de costura na cor da flor, Agulha de costura, Cola de silicone com a pistola, Miçangões vermelhos, Miçangões pretos, Fecho mosquetão para chaveiro, 1 argola para chaveiro, 2 m de fita preta. Mais informações e solicitações com Jane Clara Arguello Designer em artesanato

Assista o passo a passo no youtube.com/cenariofeminino Cadastre-se no site www.cenariofeminino.com.br e baixe nossas receitas de culinária e artesanato.

Cabelo e maquiagem Marie Jolie Tel. 67 3326.2950

95

TODO SÁBADO às 08h30 no SBT MS www.cenáriofeminino.com.br


ÊS

M

IRO

M

O D

E NE C AR

PARABÉNS MARCENEIRO,

SUA ARTE E SEU TALENTO MERECEM UM MÊS INTEIRO DE COMEMORAÇÃO. VENHA NOS VISITAR

AV. DAS BANDEIRAS, 1111 VILA JOCKEY CLUB - CAMPO GRANDE

• Promoção válida de 03/03/2014 a 29/03/2014. • Fotos meramente ilustrativas.

TEL. 3041-0100


Perfil

Entrevistas

Cidades

Política

98 vida de artista Juci Ibanez revela suas origens como artista, suas curiosidades e seus planos para o futuro. 100 perfil Profissional responsável, líder comprometida, mãe sensata... Alguns dos predicados para a vicepresidente da AACC/MS, Therezinha Selem. 102 lounge Sócia da Uniflex Santa Fé, Xaleska Pereira Demarco, apresenta seu lado mais intimista, sensível e humano. 106 vox Vereadora Luiza Ribeiro fala sobre seu trabalho em defesa das mulheres e da diversidade sexual. 112 cases Regina Caneppele conta toda a trajetória do Buffet Paladar. 114 atitude Ex-vereadora Tereza Name volta à cena política com a précandidatura a deputada estadual.

GabrielleLopes

a blogueira fotografada por priscila mota.

portrait

97

Eventos

98

identidade


vida de artista Por Cidiana Pellegrin e Raul Delvizio

JUCI

IBANEZ

98

MOODlife

Cantora revela suas origens como artista, suas curiosidades e seus planos para o futuro


Foto Priscila Mota

99

A campo-grandense não se esconde por trás de sua forte personalidade, muito menos de seu talento, o canto. A descoberta veio aos 11 anos, quando, “meio sem querer”, soltou a voz e tirou de primeira “Hoje” – do cantor e compositor Taiguara –, ao lado de um amigo. Com o tempo, a ficha caiu: não queria fazer outra coisa senão música. “Eu nasci assim, com essa ‘doença’. Digo isso, pois vivo música dia e noite. Acordo, como, respiro. O restante é restante”. Aos 15 anos, o gosto aflorou. Inexperiente e corajosa, compôs sua primeira música, participou de uma banda e cantou para um público com mais de 2 mil pessoas. No início, interpretava canções de Aretha Franklin e Dionne Warwick, mas inglês não era o que gostava. Atraída pela brasilidade de Elis, Chico, Clara Nunes, Gal, Gil, Tom, Vinicius e outros, Juci encontrou na bossa nova e no samba um par de inspiração. “Esses foram os estilos que ‘me deram vida’. Ensaiava escondido e curtia demais o que eu aprontava. Parecia que me tornava um desses artistas”, admite. Sorte traçou seu caminho, pois, quando pequena, mudou-se com a família para São Paulo – anos mais tarde, para o Rio – e vivenciou o rico período da cultura brasileira dos anos 1960-1970. Esforço também a acompanhou, já que a vida corrida de cidade grande nunca a fez deixar de lado o que realmente queria. Entre as aulas e o expediente de trabalho, ela se aventurava no treino de canto, em ensaios de dança e em grupos de teatro. Anos mais tarde, voltou a Campo Grande com preparação vocal e entendimento musical, decidida a fazer o que sabia de melhor. E assim o fez. Aos poucos, o sucesso apareceu. Em 2001, lançou seu primeiro CD – “Muito Prazer” – e mostrou o trabalho internacionalmente, em shows na Espanha, em Portugal e no Mediterrâneo, em 2005. No ano seguinte, foi convidada a participar do congresso da Rota Transoceânica representando o país, no Chile. Ficou sob os olhos do ex-presidente Lula, além de outros chefes de Estado. A viagem fantástica e as apresentações que fez pela América Latina a marcaram para sempre. No mais, Juci visualiza sua carreira como bem-sucedida. “Eu sei o que conquistei: mulher, cantora, aos 51 anos, fazendo samba em Mato Grosso do Sul. Meu sucesso não vem da cabeça, mas sim do coração”, revela, e completa: “Ter agenda cheia me faz feliz”. Mesmo pelas experiências, a artista se diz “apenas 80% satisfeita”. Segundo ela, os outros 20% estão em futuros trabalhos, como “Na Casa do Samba”, seu segundo disco, que estreia em abril com composições somente autorais. Ainda, existe a vontade de remontar musicais, como a Ópera do Malandro, e fazer shows de fado português. Eclética, Juci tem fôlego para mais.


100

Foto Gilson Barbosa

MOODlife

PERFIL

Por Cidiana Pellegrin


Therezinha

de Alencar Selem

Profissional responsável, líder comprometida, mãe sensata... São muitos predicados para a vice-presidente da AACC/MS a integrar o Conselho Estadual de Educação, cargo de alto reconhecimento entre seus pares. Comprometimento profissional, autorrespeito e independência, valores inerentes a sua personalidade, estiveram entre os ensinamentos repassados ao casal de filhos. “Responsabilidade não se transfere, esse foi um lema que repeti várias vezes em casa”, completa. E, sem fazer distinções entre menina e menino, ela considera ter cumprido com sucesso o papel de mãe. Aos 73 anos, também se mostra ativa e atualizada, até mesmo com o universo da tecnologia. Das redes sociais aos aplicativos de conversação, é pelo smartphone que ela tecla com os amigos e participa da vida dos filhos. “Acho que esse tipo de reação é porque convivi muito tempo com a moçada. A gente aprende e ensina constantemente; sem querer, você vai se modernizando,” confessa. A mente também está aberta para conhecer o mundo. Já foi ao Egito, Israel, África, Europa, América Latina e muitos destinos nacionais. Ver o mar ao menos uma vez por ano se tornou obrigatório. “Só viajando a gente exercita todos os sentidos”, diz. Grande parte dessas lembranças ela divide com o marido, com quem é casada há 45 anos. “Somos bem amigos, parceiros, amantes. Passamos pela juventude e maturidade juntos. Isso é muito bom, pois dá um equilíbrio”, confidencia. Como mãe, esposa, educadora e presidente da BPW Campo Grande – a Associação de Mulheres de Negócios e Profissionais –, encontrou tempo, inclusive, para escrever o livro “100 Mulheres Pioneiras em 100 Anos de Campo Grande”, uma edição comemorativa da Capital, organizada há mais de 14 anos. Ao conhecer sua trajetória, nada me tira da mente que ela também deveria compor essa obra.

101

O significado da palavra doação é algo que Thereza de Alencar Selem conhece em vários aspectos. Dedicou tempo e trabalhou com a alma, pelo bem-estar da família, pelo aprimoramento da educação e por projetos que incentivam o empoderamento da classe feminina. Atualmente, vice-presidente da AACC/MS, a luta está focada em reduzir a mortalidade por câncer infantojuvenil no Estado. Sua atuação, somada à de toda equipe da entidade, possibilitou um grande avanço contra a doença em Mato Grosso do Sul: quase 77% das crianças registradas com câncer conseguem a cura. Pelo pouco que se sabe – já que não havia uma instituição específica anteriormente –, esse índice estadual representava cerca de 7%. Os feitos são diversos, mas seu orgulho maior está na conquista de um projeto que possibilitou salvar mais vidas, o Diagnóstico Precoce, em que conquistou o apoio de profissionais da saúde e gestores públicos. “Missão você não larga, missão você adota enquanto Deus permitir. Já são quase 16 anos na entidade e, se não estou lá fisicamente, minha mente está. É uma forma de agradecer por não passar por isso”, afirma. Thereza sempre foi uma mulher à frente de seu tempo. Casou-se aos 29 anos, uma idade avançada para os padrões da época. Sua preocupação era estudar e trabalhar. Cursou magistério e, antes mesmo da maioridade, foi indicada pelos mestres a uma vaga de professora. Ali, iniciava-se uma carreira na educação, que durou quase 40 anos e incluiu as áreas de alfabetização e até ensino universitário. “Pintava um curso rápido em outro Estado, eu pegava o ônibus por conta própria e ia. Campo Grande era muito longe de tudo. Sentia que o compromisso de ensinar, de levar o novo, era meu”, afirma. Por sua credibilidade como profissional e currículo aprimorado ao longo dos anos, chegou


lounge Por Cidiana Pellegrin e Raul Delvizio

XALESKA

Pereira Demarco

Sócia da Uniflex Santa Fé apresenta seu lado mais intimista, sensível e humano

102

MOODlife

Na maioria das vezes, questionamentos encaminham-se para respostas. Para Xaleska Pereira Demarco, representaram uma descoberta. “Qual a origem do seu nome?”, pergunto. Tímida, pede um momentinho para um telefonema. “Tive que ligar para o meu pai. Ele disse que veio de uma atleta russa. Ao chegar ao cartório, o escrivão se surpreendeu”, conta, em clima de descontração. “Não conheço nenhuma outra Xaleska por aqui. Eu me considero única”, continua, demonstrando a personalidade forte por trás do nome. Vaidosa e de fala gentil, a entrevistada disse que foi jogadora de vôlei, praticante de atletismo e até de salto em distância, na infância. O esporte era a sua grande paixão. Mas, na juventude, encontrou outra: seu marido, Marco. “Foi amor à primeira vista. Somos muito diferentes, mas nos completamos. Eu, introspectiva; ele, extrovertido. Comigo, foi

assim: os opostos realmente se atraem”, admite. Sua rotina transita entre o lado supermãe – ela possui três filhos – e o empresária da loja de cortinas Uniflex Santa Fé, onde é sócia junto ao marido. Com a experiência familiar, Xaleska ultrapassou dificuldades pessoais e profissionais, retirando delas o sucesso como mulher de negócio, mãe e, principalmente, ser humano. “Busco sempre ensinamentos nas situações ruins. Como sou religiosa, tiro esses proveitos pela fé”. Ainda sobre o êxito profissional com a Uniflex, ela revela seu segredo: “Devemos sempre sonhar, mantendo firme o pé no chão”. Mesmo pela correria do dia a dia, no fim das contas, sobra um tempo para o que, também, mais a encanta: sua família. “Quero todo mundo junto. Eles são a minha força, meu ar, minha alegria”, confessa. E, assim, a aquariana curte sua vida, com um sorriso de satisfação.


103

Foto Priscila Mota


etiqueta Por Adriana Estivalet*

104

MOODlife

Visitando recém-nascidos A chegada de um novo bebê é momento de grande alegria, tanto para os parentes como para os amigos, mas são necessários alguns cuidados ao visitar um recém-nascido, seja na maternidade ou em casa. Todos já devem ter ouvido algum tipo de recomendação a respeito de visitas desse tipo, como: não usar perfume forte, não pedir para segurar a criança, falar baixo. A verdade é que existem, sim, algumas situações que podem ser bastante desagradáveis para a mãe e o bebê. Por isso, vou elencar alguns comportamentos desejáveis nestas circunstâncias. Em que momento visitar? Na maternidade, evite visitas no mesmo dia em que o bebê nasceu, com exceção dos parentes mais próximos, porque as mães geralmente ficam exaustas neste dia. Se preferir fazer a visita em casa, espere pelo menos duas semanas após o nascimento, pois um bebê gera grandes mudanças no cotidiano, e a mãe precisa de um tempo para se acostumar. Fique atento ao horário: à noite não é recomendável. A visita também deve ser breve, 40 minutos pode ser o ideal (a não ser que ela insista para você ficar), para não deixar a mãe dividida entre dar atenção à visita e ao bebê. E, se a mãe estiver sonolenta, a visita deve ser mais breve ainda. Na hora da amamentação,

deixe a mãe e o bebê a sós. É um momento íntimo e, geralmente, há um pouco de estresse. É muito deselegante fazer comparações sobre tipo de parto, o peso do bebê, a amamentação. Por exemplo: “Você fez cesariana? Mas o parto normal é muito mais saudável!”. Esse tipo de comentário pode deixar a mãe constrangida, e cada um faz o que pode e acha que é o melhor para si.

"Vamos celebrar com grande alegria os novos membros da família e dos amigos, mas sempre lembrando que cada situação exige ações diferenciadas" Pergunte se é possível levar crianças e, se for levá-las, tenha certeza de que vão se comportar bem. Um ambiente com recémnascido geralmente é mais calmo e silencioso, o que as crianças não gostam – não é verdade?! Não peça para segurar o bebê em hipótese alguma, a não ser que a nova mãe ofereça. E, por falar em segurar o bebê, sempre que for visitar um, lave as mãos ao chegar no recinto. Também evite usar perfumes fortes, pois se isso já é desagradável em outras situações do dia a dia, imagine neste momento.

As mães encomendam as lembrancinhas a serem oferecidas às visitas com muito carinho, e elas são calculadas. Portanto, não peça para levar essas lembranças a outras pessoas que não estejam na visita. E, uma regra importante para os tempos modernos: não poste fotos nas redes sociais sem a autorização dos pais. Se eles próprios não postaram nada, nem precisa perguntar, pois a ausência de postagem já é um indício de que querem preservar a intimidade. Caso permitam, tire fotos sem flash. Leve, de preferência, presente para o bebê: roupinhas, acessórios, brinquedinhos ou um bom livro sobre maternidade; toda mãe gosta. As flores são controversas, já que podem não fazer bem ao bebê em razão do pólen etc.; os chocolates também costumam não ser ideais, uma vez que as mães têm a preocupação em voltar à forma ou de que possam causar cólicas ao bebê por meio da amamentação. Vamos celebrar com grande alegria os novos membros da família e dos amigos, mas sempre lembrando que cada situação exige ações diferenciadas. E, neste momento, não é diferente! *Adriana Estivalet é consultora pessoal e corporativa em Estilo e Imagem contato@adrianaestivalet.com.br www.adrianaestivalet.com.br


106

Foto Gilson Barbosa

MOODlife

VOX

Por Classica de Faria


Em defesa das diferenças

Eleita defendendo as mulheres, cultura, sustentabilidade, comunidades indígenas e diversidade sexual. Questões femininas estão entre as áreas de atuação da vereadora Luiza Ribeiro.

Quando surgiu de fato o anseio em se dedicar a política? Tenho 45 anos e estou no PPS desde os 16. Hoje sou da direção nacional do partido e componho a executiva nacional há três mandatos. Sempre fui organizadora da nossa política, envolvida em diversas ações dessa natureza, desde cedo. Fiz movimento estudantil secundarista, movimento estudantil na universidade, também fui sindicalista quando era servidora pública, depois no movimento de mulheres. Quando me candidatei, contei com o apoio de todos companheiros dessas lutas.

Qual o sentimento em ter sido eleita na primeira vez que se candidatou? Foi muito bacana. Na verdade, a eleição é uma a expressão da democracia, uma escolha muito pessoal e as pessoas olharem para você e reconhecerem de forma positiva o seu projeto ou pensamento é gratificante. Muitos dizem que essa escolha é inconsciente e que a maioria das pessoas não tem maturidade política no momento da escolha, do voto mesmo, mas vejo que a sociedade está adquirindo mais consciência. Já é notável a cada período eleitoral, um eleitor mais crítico, mais exigente. Percebi isso em minha campanha e de outros candidatos. Acredito que em 2014 teremos um nível de exigência muito maior,

ainda mais depois das manifestações sociais que marcaram 2013 e repercutiram nas redes sociais. Essas mídias sociais nos proporcionaram uma capacidade maior de análise política, reflexão e conhecimento. Foi muito bom ter sido escolhida. Mas, ao mesmo tempo, sinto a responsabilidade dessa tarefa, que cresce a cada vez que fazemos nosso exercício na Câmara de Vereadores. Por muitas vezes nos sentimos impotentes por não poder e não conseguir atender todas as demandas que nos chegam. Por outras, temos que contrariar interesses de pessoas ou grupos, quando divergimos. Você foi a primeira vereadora da Câmara a requerer o pedido de criação da CPI da saúde. Como todo esse processo iniciou? Em novembro de 2012, antes de tomar posse, fui procurada por um grupo de médicos do Hospital do Câncer, liderado por Carlos Coimbra e que me trouxe toda a informação. Uma questão gravíssima, envolvendo outros hospitais, desvios de muitos recursos e que prejudicava várias pessoas. Em seguida, procurei as autoridades competentes, como o delegado da Polícia Federal que comandava as investigações e a Promotoria de Justiça, a fim de conhecer melhor o problema e poder ajudar na tomada de providências, uma maneira em que a Câmara pudesse interceder. Em fevereiro do ano seguinte, já no exercício do mandato de Vereadora, apresentei requerimento aos demais vereadores objetivando a instauração da CPI da Saúde, nas primeiras sessões do ano passado. Porém, logo no início tivemos alguns entraves pelo fato de mexer diretamente com gestões anteriores. Após um mês de debates conseguimos montar a comissão da CPI da Saúde, sendo a primeira CPI da Câmara Municipal de Campo Grande 114 anos de emancipação política da cidade. Foi um episódio de extrema importância para 107

Advogada e pós-graduada em Gerência de Cidades, a vereadora Luiza Ribeiro tem experiência comprovada em gestão pública. Filiada ao Partido Popular Socialista (PPS) há 26 anos ocupou vários cargos na organização partidária como a presidência regional do partido e, atualmente, integra a Executiva Nacional. Quando foi Superintendente do Procon-MS, criou a Casa do Consumidor facilitando o acesso dos consumidores aos principais órgãos públicos de defesa do consumidor. Foi Secretária de Estado de Justiça e Cidadania. Dirigiu a Fundação Social do Trabalho da Prefeitura Municipal de Campo Grande (FUNSAT). Deixou a Funsat para candidatar-se a vereadora pela primeira vez e foi eleita defendendo as mulheres, cultura, sustentabilidade, comunidades indígenas e diversidade sexual.


VOX Por Classica de Faria

a Câmara, abriu espaço para reconhecermos que devemos promover investigações a partir do interesse público e apelo político, sempre apontando as irregularidades. Acredito que cumprimos com nosso papel naquele momento, embora as conclusões da CPI, na minha opinião, não tenham sido satisfatórias. Nosso papel é de apurar o envolvimento que a administração pública teve que possibilitou e permitiu que tudo isso acontecesse. Tivemos um avanço ao trazer esse debate para a Câmara e levar o que se passava ao conhecimento de toda a sociedade. Em um ano de mandato você já levantou diversas bandeiras em defesa da mulher. O que a motiva em discutir e se dedicar a esse tema constantemente? Primeiro que sou mulher e depois que, desde pequena, sempre me identifiquei com as causas feministas. Feminismo ,na verdade, é um contraponto do machismo, aquele pensamento de que ainda não temos uma sociedade respeitosa entre homens e mulheres, que as oportunidades das mulheres não são iguais as dos homens, que vivemos em uma sociedade muito liderada pelo pensamento do patriarcado. Aquele em que o homem macho é mais poderoso, mais capaz e tem mais direitos, como por exemplo, a ter salários melhores, oportunidades de trabalho, comandar a família e até interferir na intimidade da sua companheira, comandando seus sentimentos, situações que chegam às raias da violência. O Brasil ainda é muito injusto e cruel, neste quesito estamos atrás de muitas democracias.

108

MOODlife

Em 2007 o plantão da delegacia da mulher foi cortado, desde então, você reivindica uma delegacia 24h para o pronto atendimento das mulheres da Capital. Falta muito para que essa reivindicação seja atendida? Tomara que não. É lamentável que a administração do Estado tenha tomado essa decisão. Hoje, existe outro mecanismo de plantão, localizado em duas grandes delegacias, chamada de Depac. Os casos de violência contra a mulher ocorrem, em sua maioria, no período noturno, principalmente aos finais de semana, quando o marido ou companheiro está na companhia da mulher e vem a praticar violência. Portanto, o plantão da delegacia especializada é uma necessidade. A violência não está só nos lares mais pobres, mas sim em todas as casas e se as mulheres puderem contar com esse plantão em local especializado, elas estarão amparadas e seguras a todo momento, além de qualificar melhor a apuração criminal, pois todos os elementos do crimes são colhidos por uma equipe especializada. Você pleiteou durante o ano passado a criação de uma defensoria específica de combate à homofobia. Como foi todo esse processo e como ela funciona? Ela tem o papel de defensoria, mas faz parte do Ministério Público Estadual. É uma promotoria de defesa da diversidade sexual e da cidadania. Eu só fui a representante de um grupo

de 39 entidades de gays, lésbicas, travestis e transexuais, que formaram uma comissão e contaram com minha ajuda. Buscamos o Procurador Geral de Justiça, que nos atendeu com muita presteza e percebeu a necessidade de um órgão específico para essa questão, então foi instituída essa Procuradoria. Conseguimos mostrar que sociedade é diversa. Como acabar com o preconceito e aceitar a diversidade da sociedade? Quero contribuir para que os Poderes Públicos exerguem essa diversidade, dando visibilidade as suas questões. Reconhecendo que há problemas que temos que intervir para fazer melhor a vida das pessoas. No final do ano passado, a pedido da Federação de Cultos Afro-Brasileiros e Ameríndios (FECAMS), foi aprovado um projeto assinado por você, com o intuito de criar um espaço democrático para as práticas dos cultos afro-brasileiros e ameríndios em Campo Grande, o que gerou muita polêmica e acabou sendo vetado pelo prefeito de Campo Grande. Por que você acredita que boa parte da população é contra a criação desse espaço? Sentimos que muitas pessoas não estavam à vontade com essa proposta em razão de pouca oportunidade para o debate. Então, agradeço poder esclarecer sobre o Vale dos Orixás. O Projeto não pretende subsidiar com recursos públicos a construção de um templo religioso. Cada religião e tem seu templo e espaço para cultuar ou devotar o seu Deus. Nós não vamos construir um espaço de realização dos cultos, eles continuarão sendo feitos nos espaços dos templos das respectivas religiões, como a Umbanda e o Candomblé, por exemplo. A proposta é construir um espaço urbano, como uma praça, mas com uma destinação específica, que é o local em que as pessoas dessas fés de matrizes africanas possam fazer seus rituais. Muitas vezes essas pessoas precisam se deslocar para muito longe ou até mesmo invadir propriedades particulares para realizar sua manifestação. Essa solução tem sido apontado em outras regiões, como Brasília, São Paulo e Rio de Janeiro. Por isso, a nossa intenção é sempre demonstrar respeito a toda manifestação religiosa. As cidades cresceram e o espaço urbano não proporciona local com natureza que possa ser utilizado para as manifestações, limitando a religiosidade. Isso não é bom. Todas as religiões são importantes. Diante de várias solicitações, indicamos a criação do Vale dos Orixás, local que será destinados aos trabalhos religiosos. Isso preservará o direito ao exercício da fé, por exemplo, dos Umbandistas, devendo ser também uma preocupação pública. Também é importante dizer que espaços como o Vale dos Orixás ajudam a difundir a multiplicidade de religiões, trazem turistas, torna-se um espaço cultural, também.


PESSOAS E NEGÓCIOS Por Lúcia Coletto*

110

MOODlife

A mulher no mercado de trabalho e na vida Muito se fala sobre o papel da mulher no mercado de trabalho e realmente ele tem aumentado muito a cada ano. Mas essa igualdade tão almejada entre homens e mulheres pode ser realmente considerada como um avanço feminino? Ou só passamos a acumular mais funções? Ao analisarmos o comportamento da força de trabalho feminina no Brasil nos últimos 30 anos, o que chama a atenção são o vigor e a persistência do seu crescimento. Com um acréscimo de 32 milhões de trabalhadoras entre 1976 e 2007, as mulheres desempenharam um papel muito mais relevante do que os homens no crescimento da população economicamente ativa. Sempre considero muito importante para a mulher que trabalha fora o que realmente vale a pena para se ausentar de casa e conquistar seu espaço lá fora, por que muitas vezes o stress emocional dela custa mais caro que seu emprego ou negócio próprio. O importante na nossa jornada feminina é definirmos qual o perfil que temos e queremos como profissionais, mães, empresárias, colaboradoras, esposas. Uma coisa é certa: conquistamos o espaço de decidir, estudar e manter o controle das nossas vidas, mas daí, criar um estereótipo que satisfaça o desejo de um

grupo de feministas é outra coisa. Precisamos encontrar o nosso equilíbrio, reconhecer as nossas vontades. Ter ou não ter um filho? Casar ou adiar um pouco para fazer aquele tão sonhado mestrado fora do país? Dar um tempo na carreira nos primeiros dois anos do nascimento do filho? Essa é uma decisão muito particular e que temos de refle-

"Conciliar todas as atividades é uma tarefa difícil, mas não impossível, desde que tenhamos foco no modelo que queremos para a nossa vida pessoal e profissional" tir bastante porque irá impactar diretamente no nosso cotidiano e no nosso bem estar. Acredito nas escolhas genuínas, nos desejos verdadeiros e isso faz toda a diferença no perfil de cada mulher. Observo profissionais plenamente satisfeitas com o seu trabalho e outras totalmente insatisfeitas realizando a mesma função, e também tenho visto

donas de casa muito felizes com o seu papel e outras nem tanto. O que nos faz refletir sobre como estamos conduzindo a nossa própria vida e identidade independentemente do parceiro, da família, dos filhos, da sociedade das estatísticas. Conciliar todas as atividades é uma tarefa difícil, mas não impossível, desde que tenhamos foco no modelo que queremos para a nossa vida pessoal e profissional. Precisamos avançar sim, conquistar mais espaço, obter melhores salários, buscar valorização no mercado. Mas também ter tempo para ser mãe, namorada, esposa, amiga e, principalmente, vivenciar o que temos de mais interessante, que é ser mulher!

*Lúcia Coletto é Consultora Organizacional Especialista em Gestão de Pessoas e Empresas E-mail: consultoria@aghil.com.br


cases Por Clarissa de Faria

Transformando sonhos em

realidade

112

Foto Marcos Vollkopf

MOODlife

Regina Caneppele conta a trajetória do Buffet Paladar. Referência no Estado, a empresa apresenta espaços e cardápios inovadores, além da excelência no atendimento e agilidade ao corresponder às expectativas, de noivos a formandos.


promete marcar o calendário de eventos, o Diamond, que deverá levar o status de maior casa de shows e eventos do Estado, com capacidade para 3 mil pessoas sentadas e, até, 6 mil em pé. E as novidades não param por aí, a quinta casa, intitulada de Park Lounge, uma parceria com Luis Pedro Scalise e André Furquim, será inaugurada no segundo semestre deste ano. "Assim, encerramos esse ciclo de abertura de novos espaços", informa e revela: "Campo Grande necessita de ambientes grandiosos e bem montados, em que possam ser realizados qualquer tipo de evento. Para este ano, aos sábados, por exemplo, já não temos agenda disponível, ou seja, é um mercado carente que estamos tentando suprir". Ela também informa que as festas de formatura ainda são o carro chefe da empresa e demandaram um investimento extra. "Nada vem de mão beijada. Para sermos reconhecidos nesse setor, tivemos que desenvolver um trabalho diário de prospecção. Além de cursos e qualificação para conhecer ainda mais esse mercado". Nesse nicho, foram construindo os serviços A e B – alimentos e bebidas –, pois não é qualquer empresa que consegue gerenciar esse tipo de evento, já que é exigente, e não é um contrato com um casal de noivos, por exemplo, mas com dezenas de alunos, em algumas turmas com até 60 formandos. Um cardápio personalizado, com receitas sosfisticadas, faz toda a diferença ao fechar um contrato com o bufê. Pensando

nisso, Regina é quem desenvolve a linha de doces finos. São dezenas de sugestões entre trufados, caramelados, achocolatados, fondados e mini cups, que proporcionam aos noivos compor uma mesa com diversos sabores. A afinidade com a área ainda a motivou se especializar como cake designer. Já os pratos quentes e frios são idealizados pelo marido, que encontra inspiração para receitas exclusivas em experiências e vivências pessoais. "Todo mês de agosto, promovemos um evento de degustação para os clientes com contratos fechados, desde casamentos a eventos corporativos e formaturas, e os convidamos para provarem as novidades que preparamos. Todas as modificações são testadas em nossa casa pelo Fernando, que sempre procura diferenciar o que já oferecemos". Unidos há 25 anos e com um filho de 11, a vida sempre teve de ser planejada nos mínimos detalhes. Quanto ao futuro, ela garante que é feito de objetivos e metas, cumpridos ano a ano. "Nossa vida está aqui, nesses espaços e no trabalho constante de realizar sonhos e atender aos desejos dos nossos clientes e parceiros", finaliza.

113

O que define uma empresa como case de sucesso? Profissionalismo, agilidade, inovação e produtos de qualidade? O Buffet Paladar soma todos esses ingredientes aliados ao trabalho constante de seus fundadores, o casal Regina e Fernando Caneppele. Há 15 anos, ela empregava no novo empreendimento sua experiência adquirida na antiga empresa da família no ramo de bufê. Já ele, somava seu apreço por gastronomia e o feeling empreendedor. Juntos buscaram desenvolver produtos e serviços diferentes da concorrência. Se destacaram no mercado mantendo o cliente como centro do negócio e se dedicando intensamente aos detalhes. Cada festa deve ser especial, única. Esse continua sendo um lema que motiva a equipe Buffet Paladar. Ao longo da trajetória, muitas conquistas transfornaram a empresa em um dos principais bufês de Mato Grosso do Sul. A começar pelo primeiro espaço próprio, o Golden Place. Regina conta que não demorou muito para aquisição de um novo local, que marcaria o mercado de festas de Campo Grande. "Três anos depois, fomos procurados por um investidor que construiu um ambiente nos padrões de um salão de eventos que, até então, a Capital não tinha, o Golden Class". Há pouco mais de um ano surgia uma nova parceria. Desta vez com os proprietários do Loft Garden, hoje administrado pelo Buffet Paladar. Em 2014, a inauguração de um novo espaço


ATITUDE Por Cidiana Pellegrin

Tereza

Name

114

MOODlife

Figura atuante em projetos sociais, a ex-vereadora volta à cena política com a pré-candidatura a deputada estadual Quem conhece o grau de parentesco de Tereza Laurice Domingos Name com deputado estadual Jerson Domingos – ambos são irmãos – talvez pudesse pensar que se deve a ele seu ingresso na vida pública como vereadora, nos anos 2.000. Ledo engano. A ex-educadora e líder de projetos sociais atendeu a um pedido do povo ao ver um adesivo com a mensagem “Tereza Name, Campo Grande precisa de você”. A confiança e popularidade dessa sul-mato-grossense foram construídas pelos trabalhos filantrópicos, desenvolvidos há mais de 30 anos. A lista inclui contribuição de cestas básicas a famílias carentes, doações de cobertores e preparação do sopão durante o inverno, distribuição de ovos de Páscoa a crianças de baixa renda e presentes no Dia das Mães. A maior mobilização acontece no Natal, quando uma

grande equipe entrega brinquedos, panetones e alimentos a quem realmente precisa. Por assistir as necessidades básicas dos taxistas, também ficou conhecida como madrinha desta categoria. Durante o ingresso na vida pública consagrou-se como a vereadora mais votada de Mato Grosso do Sul - atingindo 10.472 votos. Em sua gestão realizou projetos voltados à medicina preventiva - principalmente em relação à criança - histórico favorável à construção de uma carreira na câmara caso tivesse continuado. Tereza acabou cumprindo os quatros anos de mandato, mas por pressão política deixou de concorrer. Quase 12 anos depois, ela se lança ao desafio de pré-candidata a deputada estadual, hoje pelo PSD (Partido Social Democrático), e mostra porque é considerada uma mulher de fibra.

Como começou na vida política? Acredito que o homem em sua essência nasce fazendo política. Já a vida pública é outra questão. Eu considero um sacerdócio. O mandato público é uma opção da população, de quem se propõe a disputar um cargo. Acredito que tenha nascido com essa vocação, pois, desde jovem fui presidente de diretório estudantil, participava das atividades da escola e posteriormente da faculdade. Um dia saiu um adesivo na cidade com a mensagem “Tereza Name, Campo Grande precisa de você”, feito pelos líderes comunitários. Decidi concorrer a vereadora e fui a candidata mais votada, proporcionalmente. Muitos de seus projetos da época focaram na saúde. Certo? Procurei desempenhar meu mandato da melhor forma possível. Fiz diversos projetos na área da saúde, como a semana de prevenção ao câncer de próstata e à osteoporose feminina. E também um projeto


115

Foto Gilson Barbosa


ATITUDE Por Cidiana Pellegrin

que permite às crianças, de quatro meses a seis anos, matriculadas na rede municipal, passar por exames de obesidade, desnutrição, hipertensão e diabetes. Conversei com o atual secretário de saúde para que ele seja implantado na atual administração do prefeito Alcides Bernal, após 12 anos de idealizado.

''

E como se deu o envolvimento com trabalho social? Sempre gostei do trabalho social, veio de um exemplo de família, meus pais me ensinaram a dividir o pão. A perda do meu segundo filho, ainda com um ano e dois meses,

Temos um potencial incrível com as belezas naturais do país, temos a força do agronegócio.

Mas está faltando visão política para despontar nosso Estado ainda mais.

''

116

MOODlife

devido uma grave doença, me provocou um momento de muita reflexão. Por coincidência ele foi enterrado no dia do meu aniversário. Quando pedi a Deus que o levasse, porque estava sofrendo muito, prometi que auxiliaria outras crianças que necessitassem de atendimento médico, remédios, cirurgias e não as deixaria desamparadas. E assim, veio meu trabalho voluntário ao longo dos anos. É sem cor partidária, quando vejo que um trabalho é sério, eu assumo. Muita gente encara essa ajuda como assistencialismo, mas a senhora define que não. Qual sua visão sobre isso? Para mim existe diferença entre o

assistencialismo e a realidade. Meu trabalho é atender as emergências. A campanha do agasalho que eu faço, por exemplo, não vejo como assistencialismo, pois sei que há pessoas que estão passando frio. Eu monto um kit com cobertor e roupas e levo nos lugares mais carentes, bato de porta em porta onde a residência é mais humilde, onde há crianças, idosos. Às vezes tiro até a roupa dos meus ajudantes. A senhora cumpriu apenas um mandato como vereadora. Por que saiu da política? Não foi por vontade própria, nem do povo, saí por vontade política. Houve uma pressão muito grande por parte dos outros candidatos a vereador e outros partidos coligados na época. As pessoas não têm a confiança no que se propõem em benefício da população. Eleição você conquista com seu trabalho, seus projetos. Acredito que tinha uma liderança nas pesquisas para reeleição e por isso me pressionaram muito. Queriam me oferecer uma secretaria no lugar do mandato e eu não aceitei. A senhora é pré-candidata a deputada estadual. O que mudou que a motivou a voltar para a política? Desta vez eu bati o pé! Mas também meu irmão não será candidato. Concorrer entre família não faz parte de nossa vida. Acredito que seu desafio será maior. A senhora tem esse alcance de Campo Grande também no interior do estado? Minha história é engraçada, quem não conhece, já ouviu falar (risos). E a imprensa auxilia nessa questão,

divulga o trabalho realizado. Mas tenho procurado me reunir com pessoas de outros municípios. É preciso que pelo menos um segmento da sociedade me conheça primeiro para que eu possa passar as minhas ideias, como vou agir. E assim tenho feito com todas as cidades que tem me procurado. Quem a senhora apoia para governador? O Delcídio. Acho que tem haver com a renovação de partidos, ideias, pessoas, se não fica na mesmice. O André (Puccinelli) foi o maior prefeito de todos os tempos, mas está na hora de renovar. O conhecimento que o Delcídio tem da logística desse Estado, a articulação política, tudo isso você leva em conta. Temos um potencial incrível com as belezas naturais do país, temos a força do agronegócio. Mas está faltando visão política para despontar nosso Estado ainda mais. Se eleita, quais são seus planos? A função do deputado é, primeiro, fiscalizar. Segundo, apresentar projetos de lei para a sociedade. Nós temos um dos códigos mais modernos desse país, é preciso que as leis sejam cumpridas, elas são feitas para o povo cumprir, mas e o poder público? Se você não pagar a conta de energia, você será punida com a suspensão do serviço. Se o poder público não construir um hospital, e a saúde é um direito de todos, está escrito lá na constituição, não acontece nada. Por que temos que cumprir e eles podem deixar de cumprir? Eu não posso fazer política para mim e sim para atender uma coletividade.


ágora Cidadania, política e urbanismo. Por Dirceu Peters*

118

MOODlife

Temos que aprender a dizer não Todos nós temos dificuldade em nos posicionar contrariamente a uma solicitação de uma pessoa muito querida ou muito próxima. Essa dificuldade, por vezes, leva-nos a situações constrangedoras. Em inúmeras ocasiões, ouvimos dizer ou lemos que temos que aprender a dizer não aos nossos filhos, temos que impor limites. Mas como é difícil isso. Como vamos contrariar a vontade de quem amamos intensamente? As crianças são como papel em branco, ou seja, não têm nenhum preconceito, não têm informação ou formação, cabendo aos pais dar orientações para o início da vida desse novo ser humano, pois, até que se prove o contrário, eles são as pessoas que os filhos mais confiam. Educar com liberdade, com autoridade e sem autoritarismo, no meu entender, é o melhor caminho. Aí, começa a dificuldade em dizer não. Temos que dizer não, para que a criança não derrube tudo que está ao seu alcance; temos que dizer não ao desejo de só comer doce e tomar refrigerante, e assim vamos, até ter que dizer não à falta de compromisso com os estudos, com os horários e com a presença em determinados locais, em companhia de determinados grupos. Vemos expostos na imprensa casos de jovens de famílias de menor poder aquisitivo que gastam com roupas, tênis, bonés, quase um salário mínimo. Do outro lado da pirâmide social, encontramos adolescentes presenteados com carros, e que não têm idade para dirigir. Como isso funciona na cabeça dessas pessoas que conseguem “tudo” sem nenhum esforço, somente porque não aprendemos a dizer não? Inúmeros casos não terminam bem, com assaltos para conseguir roupas, drogas e bebidas para fazer parte da “turma”, e o que é pior, causando morte ou perdas para pessoas inocentes, em acidentes ou por meio da violência. Há tempos, entendi que é necessário aprender com amor, porque, senão, aprenderemos com a dor. Não pretendo esgotar o assunto, muito menos fazer nesta página um tratado sociológico, mesmo porque não me julgo capaz para isso, mas entendo que, como pais, quanto mais procurarmos cumprir nosso papel, melhor será a sociedade em que vivemos. Não podemos somente criticar as autoridades, apontando a falta de qualidade no ensino, o desprezo com a saúde e com a segurança pública. Vamos procurar fazer a nossa parte tal qual o beija-flor que tentava apagar o incêndio na floresta, levando água em seu bico. Vamos nos tornar um grupo, uma comunidade de beija-flores, começando nossa tarefa na construção de uma sociedade mais justa e mais fraterna. Por isso, temos que aprender a dizer não.

em alta Cresce a vontade das pessoas em participar e discutir temas que dizem respeito ao nosso cotidiano. As manifestações aumentam nos grandes centros urbanos, focando, sempre, assuntos de interesse geral ou que são preocupação de segmentos importantes na sociedade.

em baixa Temos de reprovar a violência crescente em nossos centros urbanos. Num momento, são as torcidas organizadas dos times de futebol, em outro, são os “black blocs”, que tumultuam manifestações pacíficas. Existe, também, a violência em função do consumo de bebida alcoólica, causando mortes no trânsito ou em eventos. A sociedade não suporta mais a impunidade, devemos cobrar dos poderes constituídos um basta.

*Dirceu Peters, arquiteto e urbanista, presidente do IAB-MS e diretor-presidente da Agência Municipal de Habitação de Campo Grande (EMHA).


eventos Fotos Gilson Barbosa

1

2

3

Novo Showroom Office Formmato Em Fevereiro, a Office Formmato apresentou oficialmente o novo endereço. Com uma nova proposta, trás um showroom corporativo completo apresentando grandes grifes como Flexform, OPERIS, Franco&Bachot entre outros, onde o profissional da área e cliente poderá conhecer e experimentar os produtos em uma situação real de trabalho.

4

1 Paulo, Rafael e Flavio. 2 Airton, Neiva, Gabriela e Fabio. 3 Bianca, Florisval, Ana Carina e Vitor. 4 Tatiana, Kamala, Charis. 5 Paulo Delmondes e Vera. 6 André e Flávia Palhares. 7 Marcio e Andreia

120

MOODlife

5

6

7


VISITE A TERCEIRA EDIÇÃO DA MAIOR FEIRA DE DECORAÇÃO & CONSTRUÇÃO DO CENTRO-0ESTE

110

EXPOSITORES

40

HORAS DE VISITAÇÃO

DESTAQUE

NA IMPRENSA

10 a 13

ABRIL

2014 PAVILHÃO DE EXPOSIÇÕES

ALBANO FRANCO

35

MIL VISITANTES

13

PALESTRAS

10MIL M2

OCUPADOS

CAMPO GRANDE/MS

FEIRA de DECORAÇÃO e CONSTRUÇÃO do CENTRO-OESTE

As melhores empresas em um só lugar EMPRESAS DOS MAIS DIVERSOS SEGMENTOS: • Aquecimento e Refrigeração • Área externa e Lazer • Automação e Segurança • Elétrica e Iluminação • Fundação e Estrutura • Hidráulica • Máquinas, Ferramentas e Equipamentos para Construção • Produtos para Cozinha e Banheiro • Revestimentos • Sistemas Construtivos • Serviços Profissionais e TI • Teto e Cobertura • Tintas, Vernizes e Acessórios

A FEIRA As mais representativas empresas de construção, decoração e serviços estarão reunidas na DECONMS, a maior feira do setor no Centro-Oeste. Serão mais de 10.000m² de feira reunindo lojistas, expositores, representantes e profissionais do segmento em um único local, prontos para oferecer novidades, ofertas e condições especiais aos visitantes e profissionais de todas as regiões do Estado.

EVENTOS PARALELOS • Seminários Técnicos: Palestras ministradas pelos patrocinadores expositores com foco na inovação e atualização tecnológica. Cronograma no site da feira. • Espaço cultural: Praça projetada e decorada pelos alunos do curso de arquitetura e urbanismo da Anhanguera Uniderp e Fundação Manoel de Barros.

PRAÇA DE ALIMENTAÇÃO • Diversas opções para o maior conforto dos visitantes da feira.

Palestra com Bel Lobo

ANTECIPE SEU CREDENCIAMENTO NO SITE E EVITE FILAS

Palestra Principal | dia 11/04 | 19h30

Entrada Gratuita na Feira para profissionais associados CAU/MS, CREA/MS e NÚCLEO DASM.

Acesso ao evento mediante credenciamento através do site www.deconms.com.br ou na entrada do evento.

(PROGRAMA DECORA - GNT)

maiores informações no site

PATROCINADORES JÁ CONFIRMADOS

APOIOS JÁ CONFIRMADOS

REALIZAÇÃO E ORGANIZAÇÃO:

PARCEIROS JÁ CONFIRMADOS

Feira Deconms

@DeconMS

{

w w w. d e co n m s . co m . b r


astral Por Teca Silva*

As mulheres de cada signo

122

MOODlife

Áries: Mulheres de Áries são ansiosas, tudo é para ontem. São briguentas e possessivas. Sua maior qualidade é não fugir das dificuldades, e o pior defeito é ser infantil. Como mãe, aprecia a independência do filho e, como esposa, é uma grande parceira. Touro: calmas, charmosas, seguras de si, taurinas possuem personalidade forte, sabem o que querem. E, para elas, é imprescindível conforto e praticidade. São excelentes administradoras, odeiam desperdícios e instabilidade. Taurinas se valorizam, mas são teimosas e a possessivas. Como mães, são amorosas e protetoras, e, como esposas, parceiras fiéis. Gêmeos: falantes, curiosas, irrequietas. Geminianas são adaptáveis e encantadoras com as palavras, além de sociáveis. Não gostam de rotina e são indecisas. A maior qualidade é serem joviais, mas nunca sabem o que querem. Como mãe, incentiva os estudos e é amiga. Como esposa, é independente, não suporta grude. Câncer: sensíveis, família, protetoras. Cancerianas adoram cuidar e precisam se sentir seguras, o emocional vem sempre na frente. São intuitivas e emotivas, guerreiras para defender seu clã. Canceriana é mãezona, cuida, nutre, acolhe, seja como mãe ou esposa. É protetora, mas grande chantagista emocional. Leão: espontâneas, alegres, teatrais. Leoninas são vibrantes. Gostam do que é bom e não existe nada menos que o melhor! Gostam de festas, adoram comprar e são antenadas com a moda. Seu maior defeito é ser egocêntrica. Como mãe, é protetora, e, como esposa, costuma ser parceira leal, se for bem amada. Virgem: críticas, práticas, modernas e detalhistas. Virginianas são as rainhas da organização e praticidade, odeiam perder tempo com coisas irrelevantes. Estão sempre atentas a desacertos e têm mania de criticar. Mães zelosas com a saúde do filho, e, como esposas, organizam tudo.

Libra: amáveis, sedutoras, diplomatas. As librianas pensam em tudo para agradar. Detestam grosserias. Para elas, harmonia e beleza são fundamentais. Estão sempre atentas ao outro, e não sabem ficar sozinhas. São mães amáveis e preocupada com a educação, e, como esposa, é dedicada e fiel. Escorpião: enigmática, forte, profunda. Difícil ignorar uma escorpiana, sua aura misteriosa faz sucesso. São muito desconfiadas e detestam se sentir invadidas. São mães controladoras e esposas leais e verdadeiras. A desconfiança é seu maior defeito. Sagitário: expansivas, visionárias, divertidas. Espaçosas e seguras, sagitarianas estão sempre voltadas para algum projeto. São francas, odeiam se sentir limitadas e se acham as donas da verdade. Como mães, são amigas e educadoras, e, como esposas, companheiras para toda situação. Capricórnio: discretas, ambiciosas e seguras. Capricornianas são voltadas para a carreira, trabalho e procuram crescer sempre. Têm os pés no chão e são grandes estrategistas. São realistas, mas também ranzinzas e sovinas. Seja como mães ou esposas, vão investir no futuro e sucesso profissional do filho ou parceiro. Aquário: diferentes, modernas e independentes. Adoram ter seu espaço e estão à frente do tempo. Odeiam saudosismos e melodramas. Respeitam as individualidades, porém não demonstram suas emoções. Seja como mãe ou esposa, a aquariana vai incentivar a independência. Peixes: sensíveis, intuitivas, desligadas. Piscianas adoram cosméticos, moda, e costumam ser indecisas. São delicadas, e seu maior defeito é a indecisão. Estão sempre dispostas a ajudar todos. Como mãe, a pisciana é amorosa, mas precisa ser mais firme, e, como esposa, é dedicada e romântica.

*Teca Silva é astróloga e taróloga. Twitter: Teca_Astro Facebook: facebook.com/Tecaemaju E-mail: tecaemaju@hotmail.com


Campo Grande: Av. Fernando Corrêa da Costa, 1094 - Centro - (67) 3382 7096 crg@formaplas - Porto Alegre - Florianópolis - Balneário Camboriú - Curitiba - Londrina - Maringá

São Paulo - Campinas - Brasília - Santos - Piracicaba - Salvador - Fortaleza - Ribeirão Preto

www.formaplas.com.br


Mood Life 40