Page 1

Viagem DESTINO: SERRA CATARINENSE

&

CASA DECORAÇÃO Umidade x Inverno

MODA E COMPORTAMENTO

ESPECIAL DIA DOS NAMORADOS

Inverno à vista GASTRONOMIA E TENDÊNCIAS

DOADORES DE VIDA A doação de órgãos em Joinville


CALÇADOS, ROUPAS E ACESSÓRIOS Shopping Mueller Joinville | Joinville - SC AruBA

BuenoS AireS

CAnCÚn

CAnneS

lAS vegAS

MiAMi

MonTerreY

550 LOJAS - 18 PAÍSES

punTA Del eSTe

rio De JAneiro

SAnTiAgo

SÃo pAulo


@carmensteffens CarmenSteffensOnline

Carmen Steffens


EDITORIAL

Há três anos consecutivos ganhamos prêmios de melhor revista da cidade, por veículos e fornecedores, por empresários e também por leitores. Sempre crescendo e fazendo nossa Duo ficar cada vez melhor. Porém, num dia belo dia de sol de maio, acordei e achei que a Duo poderia acordar também. Resolvi potencializar nossa revista e dar passos mais firmes e fortes, resolvi levantar, sacudir a poeira e dar a volta por cima. Não podemos usar HOJE as práticas de ONTEM, se quisermos fazer diferença no mercado AMANHÃ. A partir de junho, você lerá uma revista ainda mais completa, com a

EXPEDIENTE

mesma equipe, mas com pessoas reinventadas. Mais presente em nossa cidade, mais ativa em eventos, mais antenada com assuntos locais e ainda mais atualizada e apaixonada por Joinville. O caderno de Casa e Decoração chega especial, com muitas páginas, impulsionado pela Mostra Sul Joinville, evento que promove espaços decorados por empresas e arquitetos de nossa cidade. A temática de namorados traz matérias românticas, editorial de moda e muito amor no ar. Um caderno sobre o inverno com dicas de viagens para a serra catarinense, além de gastronomia, bebidas e sabores peculiares do inverno. Na matéria

DIAGRAMAÇÃO

Foto: Edson Scharf

Um belo dia RESOLVI MUDAR Toni Furtado

principal falamos sobre a doação de órgãos e como podemos salvar muitas vidas. Fique à vontade para ler, elogiar e criticar. Estamos dispostos e atentos a suas considerações. Sugiro que pegue o bonde da Duo e não se acomode com “águas mornas”, crie formas de se superar e, principalmente, se reinventar. Você ouvirá falar muito da nossa Duo nos próximos meses e isso nos impulsiona. Vamos juntos? ■

Kutianski, Matilde Melo, Paula Bernardes,Rodrigo Domingos e Wesley Coelho

FOTOGRAFIA André Araújo Felício (Mini Estúdio), Gabriel Benati, Leandro Soares e Simone Zancanella 47 3043 2150 monograma@monogramadesign.com

Viagem DESTINO: SERRA CATARINENSE

&

CASA DECORAÇÃO Umidade x Inverno

MODA E COMPORTAMENTO

ESPECIAL DIA DOS NAMORADOS

Inverno à vista GASTRONOMIA E TENDÊNCIAS

DOADORES DE VIDA A doação de órgãos em Joinville

CAPA Fotografia: Gabriel Benati Produção: Tabata Kadur Beleza: Paula Bernardes Modelos: Léo M. e Thaís S. (Gas Models) Vestem: Cia do Luxo | Valenttina Sapatos e bolsas: Capodarte Acessórios: Magnos Joalheria e Ótica Agradecimentos: Garten Shopping

EDITORA DE CONTEÚDO Tabata Kadur jornalismo@revistaduo.com.br

JORNALISTAS

REVISÃO Ana Paula Padilha

DIREÇÃO GERAL Toni Furtado toni@revistaduo.com.br 98423-3934 | 3025-4711

Ana Paula Padilha e Márcia Campos

COLABORADORES Alessandra Lobo, Ademir Moerschbacher Jr, Ana Cláudia Antunes, Cláudia de Moura de Mattos, Cláudia Petry, Evelize Olímpio, Fabíola Ataíde, Gisele Pereira, Ju Pamplona, Leandro Schmitt, Leila Pereira, Márcia Tasca, Marinaldo de S. e Silva, Mario

ANUNCIE EM NOSSA REVISTA! DEPARTAMENTO COMERCIAL toni@revistaduo.com.br comercial@revistaduo.com.br


ÍNDICE

45 38 CASA & DECORAÇÃO

12

DUO VIAGEM

38

DUO SABORES

45

MATÉRIA PRINCIPAL

54

DUO SAÚDE

58

DUO EXTRA

74

DUO MODA

76

Umidade x Inverno

54

Serra Catarinense: muito mais que frio e neve

Delícias gastronômicas do Inverno

Doadores de vida

Obesidade infantil

Livre para amar

O amor toma conta

DUO SOCIAL

76

102


CASA&

DECORAÇÃO


Umidade

x Inverno

O clima joinvilense é naturalmente úmido e no inverno, o bolor e o mofo podem dar as caras nos cantinhos mais indesejados da casa. Saiba como prevenir.

Por Ana Cláudia Antunes Fotos: Banco de imagens

N

ossa maravilhosa cidade de Joinville é conhecida pelo seu clima chuvoso. Apesar de já estarmos acostumados a isso, gostarmos e até fazermos brincadeiras com a recorrente chuvinha cotidiana, a umidade intensa durante os meses do Inverno pode causar alguns problemas e situações peculiares em nossos lares, como mofo, bolor e também doenças respiratórias. Para conviver melhor com essa condição atmosférica, é interessante estar atento a algumas dicas e novidades tecnológicas que possam melhorar o ambiente doméstico. Para proteger a casa e os pertences dos malefícios do Inverno úmido da cidade é aconselhável em dias ensolarados abrir as janelas da residência e colocar roupas, calçados e cobertores em exposição ao sol. Porém como são constantes os dias nublados durante a estação, nem sempre isso é suficiente. Como precaução a escolha de tintas com tecnologia resistente ao bolor para a pintura das paredes e o uso de roupas de cama e travesseiros antimofo são algumas boas opções.

13


CASA&

DECORAÇÃO

Procure deixar as janelas abertas. Dentro de armários, a dica é colocar saquinhos com cravo ou giz de lousa.

A fim de equilibrar a umidade do ar dos ambientes, o uso de desumidificador, aquecedor ou ar-condicionado, durante um período do dia, são ótimos aliados. Evite cozinhar com as janelas fechadas, pois o vapor das panelas pode contribuir ainda mais para a umidade, e após o banho permita a ventilação do local, os banheiros que não possuem janela devem contar com exaustores. Se for necessário secar a roupa em ambiente interno, opte pelo cômodo com maior iluminação e de preferência perto de uma janela. Para diminuir a possibilidade de mofo dentro de armários, guardaroupas e em estantes com livros, além de deixar as portas abertas para ventilação, a dica é utilizar produtos antimofo, facilmente encontrados em lojas de materiais de limpeza, como pequenas embalagens, que funcionam como preventivo, contendo substâncias capazes de absorver a umidade do local. A indicação caseira de colocar saquinhos com cravo ou giz de lousa dentro dos armários também pode auxiliar. Se infelizmente o mofo aparecer em suas roupas, utilize um pano com vinagre ou álcool para retirar a mancha antes da lavagem,

14

rapidamente quando perceber, pois é mais difícil remover o bolor quando está impregnado na fibra do tecido. Quem mora em casa com áreas externas ainda pode enfrentar problemas com limo em superfícies que se encontram à sombra ou debaixo de árvores e com pouca movimentação. Fenômeno comum, o surgimento de musgo, liquens e algas indesejáveis em regiões úmidas e propícias para o seu desenvolvimento, pode representar risco às pessoas que por ali circulam, pois torna a superfície extremamente escorregadia, além de passar um ar de desleixo e esquecimento ao local. Comum em ruas, calçados e muros, em situações em que o limo já se manifestou, e mesmo com lavagens constantes insiste em retornar, deve-se raspar e retirar o material acumulado em camadas grossas e posteriormente aplicar um herbicida especial seguindo as instruções do fabricante, que geralmente são mais efetivos quando aplicados em dias secos. Com os frequentes períodos de chuva alguns Joinvilenses podem sofrer com os efeitos da alta umidade relativa do ar. Essa umidade, quando persistente, aumenta a quantidade

de ácaros e fungos e causa diversas crises de doenças respiratórias e infecciosas. Com o clima propício, sinusites, faringites, laringites e rinites alérgicas se intensificam nesse período e até mesmo crises mais crônicas de asma e bronquite. As doenças transmitidas por vírus e bactérias, principalmente as gripes, se proliferam mais facilmente com o clima frio e úmido. Para evitar e amenizar os problemas de saúde causados pelo inverno chuvoso é recomendável evitar deixar ambientes completamente fechados e sem ventilação, manter-se devidamente agasalhado e não permanecer com roupas úmidas. Já o mofo pode provocar crises alérgicas, agravar doenças respiratórias e transmitir bactérias que causam infecções. As pessoas mais vulneráveis a essas situações são bebês, crianças, mulheres grávidas e idosos. Uma casa aconchegante com a umidade controlada torna muito mais prazeroso os momentos de descanso e lazer com seus familiares e amigos. Higiene e precaução são as melhores formas de proteger seu lar contra os efeitos dos invernos chuvosos de Joinville e prezar pelo bem-estar e saúde da família. ■


PUBLIEDITORIAL

Mostra Sul chega em Joinville O evento voltado para os setores arquitetônico e imobiliário, traz novidades para Joinville entre 29 de setembro e 12 de novembro. Por Mariana Woj Fotos: Simone Zancanella

D

u r a n te 45 dias, arquitetos, designers de interiores e paisagistas terão a oportunidade de apresentar ambientes criativos e funcionais aos 25 mil visitantes esperados na Mostra Sul Joinville 2017. “Quem já participou de eventos deste formato sabe que o ritmo é intenso, porém o resultado para o profissional e seus parceiros é muito positivo, sendo essa uma ótima chance de deixar sua capacidade fluir, fazer network e estar na mídia”, destaca Julio Meloni, organizador da Mostra. Com olhares voltados para inovação e sustentabilidade, a Mostra Sul Joinville quer promover encontros entre marcas, produtos, serviços e consumidores interessados em interagir, valorizando o mercado regional e movimentando o setor.

ORGANIZAÇÃO Há quatro anos, a Mostra Sul atua de forma especializada na idealização, organização, planejamento e execução de eventos que envolvem as áreas de arquitetura, decoração, design

16

de interiores e construção civil ou segmento imobiliário. Dentre as mostras já realizadas, destacam-se a Diference Decor (2014), em Cascavel, e a Iguassu Decor (2016), em Foz do Iguaçu. Para realizar o evento em Joinville, Julio Meloni, diretor do projeto, formou parceria com a arquiteta Matilde Ihvens, que sentiu a necessidade e demanda para trazer à cidade um evento com o porte, e as possibilidades da Mostra Sul. “Joinville é referência em termos culturais, econômicos e gastronômicos. Além disso, leva o mesmo mérito na qualidade de seus profissionais de arquitetura, design de interiores e paisagismo, sendo a Mostra uma forma de evidenciar, principalmente, os talentos e também os fornecedores locais”, explica Matilde.

A CASA O local escolhido para a realização do evento é um casarão com cerca de 1500m², situado na rua Aquidaban, 912. Pertencendo a uma das famílias tradicionais da cidade, foi construído na década de 70 e sempre despertou muita

curiosidade. Pela primeira vez estará disponível para visitação, sendo dividido em 50 ambientes residenciais, comerciais e área externa. “Os espaços serão projetados como se estivesse sendo entregue para um cliente. A ideia é aproximar ao máximo o consumidor final, com esta oportunidade de ver os produtos que estão nas lojas aplicados em um ambiente bem projetado por um profissional”, ressalta Julio. Na última semana da mostra, itens de mobiliário e decoração estarão à venda com preço diferenciado.

PARCERIAS A Mostra Sul Joinville conta com o Patrocínio Master da Arauco Brasil, importante indústria de chapas de MDF e da Docol, indústria joinvilense de metais. Tem também parcerias oficiais com o Hotel Mercure, da Rede Accor; Churrasqueiras Ronchi, Única Reformas Inteligentes, Essência de Baunilha e Imobiliária Loyola e Lobo. Além disso, outras marcas como as do Instituto de Arquitetos do Brasil, departamento Santa Catarina, AJAO e Festa das Flores também estão confirmadas.


Outro destaque fica por conta da parceria firmada com a Galeria 33, que com a curadoria do renomado artista paranaense Luiz Carlos Brugnera, disponibilizará uma coleção de obras de arte selecionadas de artistas contemporâneos brasileiros para os ambientes.

ATRAÇÕES Para a visitação da casa, haverá um roteiro guiado para que nenhum ambiente fique de fora, incluindo uma delicatesse e um restaurante que estarão atendendo com produtos e cardápios especiais para o público da Mostra. Além disso, acontecerão eventos em paralelo, com ações culturais, de moda e gastronomia. “A proposta é que a Mostra agregue o máximo na vida dos Joinvilenses”, finaliza o organizador. ■

MOSTRA SUL - JOINVILLE 2017 De 29 de setembro a 12 de novembro Rua Aquidaban, 912 (47) 3227-7975 | (47) 98463-4473 (47) 99615-5230 contato@mostrasul.com.br /mostrasuljoinville @mostrasuljoinville

17


ETIQUETA DO LAR

Elegância para o

INVERNO D

esligue o ar-condicionado pois a estação mais chique do ano está chegando. Com toda esta sofisticação que acompanha nosso cotidiano, não poderia deixar de falar sobre comportamento. São muitos assuntos, mas algumas dicas são indispensáveis para desfilar por esta estação incrível. Cada vez mais, somos avaliados e julgados por nossa forma de pensar e agir. Desde o rigor para aguardar a vez sem furar fila, até nosso comportamento no restaurante durante o almoço ou jantar. É só esfriar um pouquinho e

você já deseja um prato de sopa ou uma taça de vinho, acertei? E que tal apreciar de forma correta e elegante todos os prazeres desta estação maravilhosa? Caldos, por exemplo, são excelentes entradas para receber amigos em casa. Além de aquecer, preparam seu paladar para o prato principal, sem roubar seu apetite. Mas, cuidado para não virar o prato, para melhor aproveitar o caldinho final. Mantenha-o na mesa, utilize a colher com delicadeza e deguste até finalizar o alcance. No caso de degustar seu vinho predileto, escolha uma taça de

Foto: Banco de imagem

Evelize Olímpio

modelo apropriado, sirva e desfrute. Nada de encher a taça, calcule uma proporção de dois dedos apenas. O cuidado com os detalhes continuam e também não seria diferente nas escolhas dos looks. O inverno atrai olhares para casacos de pele. Mas, antes de sonhar ou comprar um destes, certifique-se que o fornecedor é sério e que o material utilizado está dentro das regras autorizadas. A mesma atenção com seu lenço ou cachecol. Nada de só enrolar no pescoço parecendo uma cobra. Utilize em dias frios abusando dos entrelaçados para compor seu look e proteger-se. ■

19


LIDERANÇA Matilde Melo

Erros que devem L

iderar uma empresa não é uma tarefa fácil, visto que a liderança requer envolvimento, inspiração, incentivo e a busca por sempre tirar o melhor dos funcionários. No entanto, às vezes, podem acontecer erros que aumentam o risco de prejudicar o negócio. Para evitá-los, é preciso estar atento a algumas dicas. Você sabe quais são os principais erros de líderes que devem ser evitados? • Falta de autoridade: Às vezes, os líderes, principalmente os iniciantes, não conseguem criar uma imagem de autoridade, e isso é um grande problema na hora de exercer a liderança. Um dos motivos para que isso ocorra é o receio de perder a amizade de funcionários que até então trabalhavam com ele. Esse medo faz com que os gestores não realizem cobranças mais rígidas, pensando que, se forem mais exigentes com a equipe, deixarão de ser vistos como colegas. Para evitar que isso aconteça, é necessário que o líder mostre que seus valores estão alinhados com os da empresa. Também é importante preservar a coerência entre as atitudes e a fala no dia a dia, focando sempre nas exigências da empresa e na harmonia entre o negócio e os subordinados, para assim evitar estresse ou complicações. • Focar apenas em resultados: Um grande erro é focar somente nos resultados, buscando atalhos para obtê-los rapidamente, sem levar em conta os fatores que influenciam todo o processo. Na maior parte das

20

vezes, esses atalhos até alcançam o resultado desejado, porém podem comprometer a companhia a longo prazo. É fundamental que o líder tenha em mente que mais importante do que pensar no lucro, é prezar pela qualidade do serviço ou produto, harmonia da equipe, bom atendimento e satisfação do cliente. • Não dar feedback sobre o desempenho: Para que os funcionários saibam o que estão errando, e melhorem as atitudes e o serviço prestado, é necessário que o líder da empresa dê um bom feedback sobre o desempenho de cada profissional. No entanto, às vezes, as pessoas nos cargos de liderança se esquecem, ou não acham tão necessário dar essa resposta ao trabalhador. Quando o funcionário não tem feedback, as chances de continuar fazendo algo errado são grandes, porque dificilmente ele perceberá o erro sozinho.

A solução para esse erro é que o líder converse com cada membro da equipe, pelo menos uma vez por mês, desenvolvendo uma rotina. Caso a equipe seja grande, o gestor deve acompanhar todas as atividades realizadas, orientando e dando retorno, sem se esquecer de ajudar o membro na hora de colocar em prática o que foi combinado anteriormente. Essa avaliação do desempenho da equipe é um instrumento essencial para ajudar os líderes a entender os seus funcionários e a empresa como um todo. • Presumir que todas as pessoas são iguais: Alguns líderes tratam sua equipe de forma homogênea, mas as pessoas não respondem aos incentivos e cobranças da mesma maneira. Por causa disso, o ideal é que se individualize essa questão. Nesses casos, o diálogo também é muito importante, e uma forma de evitar esse erro é se reunir com o funcionário e questioná-lo sobre o que ele acha da empresa e do trabalho, para que, assim, cada colaborador trace suas próprias metas de acordo com o seu serviço desempenhado dentro da empresa. O primeiro passo para melhorar uma atitude é detectar um erro e analisar o que pode ser mudado. Nem todo erro é igual e, por isso, é extremamente importante que se crie uma cultura do aprendizado, fazendo com que os líderes estejam sempre abertos para eventuais sugestões de melhoria. E você? Quais outros erros de líderes você acredita que devem ser evitados? Compartilhe conosco! ■

Foto: Banco de Imagens

ser evitados


PUBLIEDITORIAL

Iluminação com qualidade e inovação A Light Luz, especialista em projetos e produtos de iluminação, atua há 10 anos no mercado de Joinville. Por Tabata Kadur Fotos: Simone Zancanella

O

projeto de iluminação de sua casa ou comércio, tem endereço certo em Joinville há mais de 10 anos. Com uma loja imponente recém-inaugurada, a Light Luz – Iluminação e Design, é referência quando o assunto

22

é projeto luminotécnico de ambientes. Especializada em iluminação técnica e decorativa, a empresa comercializa artigos de alto nível, com excelente padrão de atendimento, através de uma equipe treinada e qualificada para receber profissionais da área e clientes.

À frente da empresa está Sidney Rosa, formado em economia e pós-graduado em Design de Iluminação. O empresário conta que depois de muitos anos de experiência no mercado de iluminação de ambientes, sentiu a necessidade de especializar na área,


o que conferiu-lhe o título de Light Designer. Desde então, Sidney é habilitado para fazer qualquer tipo de projeto de iluminação. A loja Light Luz também é associada ao NCD - Núcleo Catarinense de Decoração que deu a Sidney a nomeação ao título de diretor do Núcleo Catarinense de Decoração, da Regional Norte de Santa Catarina. O designer argumenta que o projeto luminotécnico sempre teve importância fundamental no conforto dos ambientes. “Hoje em dia a especificação das lâmpadas está muito mais completa, podendo se ter projetos de iluminação para cada necessidade e tipo de ambiente”, afirma.

DIFERENCIAIS LIGHT LUZ A loja Light Luz, localizada na rua Blumenau foi idealizada para aproximar de forma mais real possível o cliente de seu projeto luminotécnico. Toda a loja foi segmentada por tipos e especificações de produto. “O cliente que entra na loja, ou os arquitetos, nos dizem que somente vindo aqui conseguem imaginar como aquela lâmpada ou luminária ficaria em suas casas”, comenda Sidney. Além da vitrine atrativa, em seu interior, todos os mostruários da loja são setorizados. “No primeiro piso apresentamos os plafons de

cristal, depois os de metais, madeira e acrílico. Seguidos por pendentes pequenos, médios e grandes, abajures e arandelas. No andar de cima encontra-se toda a parte técnica, com todos os efeitos de lâmpadas. Além das subdivisões das famílias dos embutidos, com diferentes formatos, fundos e bordas”, explica o especialista. Para quem visitar as instalações, pode conhecer todos os produtos

“Hoje em dia a especificação das lâmpadas está muito mais completa, podendo se ter projetos de iluminação para cada necessidade e tipo de ambiente.” em funcionamento. A loja possui um laboratório que proporcionando ao profissional e ao consumidor uma real experiência com cada tipo de iluminação. “Na Light Luz o cliente consegue entender as propostas das luminárias e lâmpadas pela exposição que a loja oferece.” O empresário também reforça uma das grandes tendências

e inovações de iluminação do momento: o uso do LED. Ele argumenta que antigamente usava-se as lâmpadas halógenas, que além de esquentarem o ambiente, consumiam muito. “Atualmente uma lâmpada PAR20, halógena, gasta 50 watts por hora, enquanto que a LED gasta somente 7 watts, proporcionando uma economia significativamente na conta de luz e no bolso. Essas e outras informações estão à disposição para seu conhecimento na Light Luz, em horário de atendimento de segunda a sexta-feira, das 9h às 19h, e sábado das 9h às 13h. ■

LIGHT LUZ – ILUMINAÇÃO E DESIGN Matriz: Rua Blumenau, 850 – loja 01 América – Joinville, SC (47) 3027-7889 Filial: Rua Reinoldo Rau, 787 Centro – Jaraguá do Sul, SC (47) 3371-6704 www.lightluz.com.br /lightluziluminacaodesign

23


PUBLIEDITORIAL

Seu imóvel seguro e regularizado A Escriturar, há dois anos em Joinville atua no mercado de regularização de imóveis, engenharia e serviços administrativos referente à área mobiliária. Por Tabata Kadur Fotos: Divulgação e Simone Zancanella

P

ara muitas pessoas, questões documentais e administrativas relacionadas a imóveis, são verdadeiros desafios. Por falta de conhecimento ou excesso de burocracia, proprietários de casas, apartamentos, lotes e construções comerciais acabam deixando de lado a regularização. Contudo, os riscos de se postergar esses assuntos podem trazer muitas dores de cabeça no futuro. A Escriturar, empresa que atua no mercado de regularização imobiliária, engenharia e assuntos administrativos que dizem respeito a imóveis, oferece todas as soluções num só lugar. Há dois anos em Joinville atua sob a direção de Rafael Weber. “Em Blumenau, éramos em 80 funcionários. Quando a unidade de Joinville abriu, fui o responsável por implantá-la aqui na cidade”, conta o empresário. Segundo o diretor da Escriturar, atualmente 60% dos imóveis de Joinville estão em situação irregular,

por falta de conhecimento. Ele explica que a empresa pode auxiliar, na regularização fundiária, fazendo as escrituras de casas e terrenos, ou regularizando loteamentos. “Ainda atuamos em vias administrativas, como desmembramentos, retificações e unificações de áreas, etc. Implantamos também um novo serviço, de averbações de construções. Hoje temos um profissional que visita o imóvel antes de qualquer contratação”, diz Rafael. O empresário Rafael Weber é joinvillense e está a frente da Escriturar. Ele alerta sobre a necessidade da regularização imobiliária. “A importância da regularização de um imóvel tem relação com as questões jurídicas. Somente um contrato de compra e venda, não oferece nenhuma segurança”, afirma. Além disso, ele explica que muitos clientes, por conta da boa fé, acabam por não analisarem seus contratos a fundo e se prejudicam

“Tudo o que você precisar para o seu imóvel temos aqui, desde o topógrafo, engenheiro, arquiteto e corretores de imóveis.”

24


SERVIÇOS OFERECIDOS: • • • • • • •

posteriormente. “A ingenuidade das pessoas faz com que elas não vejam se está tudo certo com seus imóveis. Já pegamos muitos casos de, no mesmo lote, existirem quatro contratos de compra e venda”, conta.

DIFERENCIAIS ESCRITURAR Um dos grandes diferenciais da empresa é a unificação de todos os serviços relacionados a imóveis, em um só lugar. “Tudo o que você precisar para o seu imóvel temos aqui, desde o topógrafo, engenheiro, arquiteto e corretores de imóveis. Todos os profissionais necessários

para regularização”, explica Rafael. Além de Joinville, os serviços se estendem para todo o estado e região litorânea. As condições de pagamento também são uma das grandes vantagens da Escriturar, com possibilidades de parcelamento próprio dos serviços, em até 20 vezes. A equipe também proporciona à flexibilidade nos atendimentos, para grandes lotes e áreas irregulares, a empresa disponibiliza colaboradores para se reunir com os proprietários e moradores no período da noite. Rafael Weber ressalta ainda que todo o sucesso do empreendimento se dá por conta de pilares bem solidificados: o atendimento ao

Escrituras Averbação de Imóveis Transferências Topografia Engenharia Arquitetura Avaliações e perícias

cliente e comunicação. Sem contar com uma estrutura diferenciada, um escritório confortável com ambiente agradável para recepcionar os clientes. Para entrar em contato com a Escriturar é só ligar ou acessar as redes sociais e agendar seu atendimento no escritório, em horário comercial: das 9h às 12h, e das 13h às 18h. Outra opção é que a empresa conta com uma equipe que faz um trabalho específico de porta em porta, para verificar a situação regulamentar dos imóveis. São profissionais que analisam a situação do imóvel, para posteriormente encontrar a melhor solução para o proprietário regularizar. ■

ESCRITURAR SOLUÇÕES IMOBILIÁRIAS Joinville Rua Orestes Guimarães, 1240 – América (47) 3278.8805 | (47) 9900.6627 contato@escriturarimoveis.com.br

Blumenau Av. Martin Luther, 111 sala 212 – Victor Konder (47) 3026.6665 | (47) 98844.6001 contato@escriturarimoveis.com.br /escriturarimoveis /escriturar www.escriturarimoveis.com.br

25


PUBLIEDITORIAL

O projeto dos seus sonhos A designer de interiores Tati May Westrupp apresenta uma cobertura aconchegante e sofisticada, um de seus últimos projetos encantadores. Por Tabata Kadur Fotos: Valéria Grams

J

oinvilense, formada em Design de Interiores há oito anos, Tatiane May Westrupp atua de forma independente no ramo de decoração e arquitetura, com seu escritório homônimo desde 2014. “Busquei nos primeiros anos de profissão, ter embasamento e entendimento da área, trabalhando em alguns escritórios de arquitetura, desde o projeto até o atendimento ao cliente”, diz Tatiane. A obra deste apartamento duplex, apresentado a seguir e projetado por Tati, foi digna de recordes. Com o prazo de apenas três meses entre planejamento, execução e entrega, o casal que a contratou tinha como exigência a finalização do projeto na data combinada. “Sou muito exigente com meus parceiros, e para que

28

obra fosse entregue no prazo, eles foram essenciais”, afirma. A profissional relata que o projeto da cobertura foi iniciada do zero. “O apartamento não tinha nada, tivemos que quebrar paredes, trocar revestimentos, fazer todos os detalhes”, diz Tati. O casal de clientes, que já conhecia o trabalho de Tati, a procurou com o objetivo de projetar a cobertura de forma que os ambientes se tornassem aconchegantes, com boa luminosidade, melhor aproveitamento possível dos cômodos, e sempre mantendo a harmonia e o requinte. Nas cores, foram definidos tons atemporais como bege, branco e marrom, tornando o apartamento clean e favorecendo a integração dos ambientes.

Nos detalhes da marcenaria, usou-se linhas retas, proporcionando um projeto comtemporâneo e prático. A iluminação agregou estilo e funcionalidade, “busquei várias situações de iluminação indireta, tornando os ambientes ainda mais aconchegantes”, explica a designer. Tati conta que para cada ambiente existia um desejo específico dos clientes, isso fez com que o projeto se tornasse único e personalizado. “Amo o que faço, sou apaixonada pelo meu trabalho. A cada obra finalizada é um gás renovado”. “Meu diferencial é, com certeza, o acompanhamento integral da obra e flexibilidade de horários. Desde o atendimento até o último quadro pendurado, todas as etapas”

Qualidade + Prazo = Cliente Satisfeito


COZINHA, CHURRASQUEIRA E LIVING Todos os três ambientes foram integrados no projeto, retirando as paredes que existiam na planta original. A integração dos espaços garantiu amplitude e a luminosidade desejada. Na cozinha, um ambiente leve e despretensioso, optou-se por revestimentos como a pedra branca, mantendo a sofisticação e também a higiene local necessária. Para contrastar, sem perder a harmonia, o living apresenta toques de madeira em tons naturais. Em todos os três cômodos integrados, as cores escolhidas forma o bege, o branco e o marrom, com pinceladas de tons azuis em várias nuances. A churrasqueira, não finalizada propositalmente, garante o espaço desejado para os filhos do casal brincarem.

QUARTO DE HÓSPEDES, BRINQUEDOTECA E ESCRITÓRIO Esta suíte foi projetada para ser um espaço multiúso. A prioridade foi o espaço lúdico, para que a filha do casal tivesse espaço para usar e guardar os brinquedos. No mesmo espaço, um escritório com móveis neutros, e alguns detalhes em cores fortes para unir a estética da brinquedoteca.

29


PUBLIEDITORIAL QUARTO DO CASAL Neste ambiente requintado e intimista, foram utilizados elementos como espelhos – em tom de bronze para fugir do tradicional – e linhas retas, adquirindo elegância e funcionalidade. A cabeceira estofada em tecido, trouxe o aconchego e sofisticação para o quarto do casal.

QUARTO DA FILHA Como a filha do casal ainda é uma bebê, neste projeto priorizou-se o conforto. Os tons neutros de bege trazem ao ambiente, calma e tranquilidade, com detalhes suaves em rosa, com combinações muitos delicadas.

LAVABO A palavra que define o projeto lavabo é sofisticação. Tons neutros e revestimentos com requinte e elegância.

30


BANHEIROS Para os banheiros, foram escolhidos revestimentos atemporais, com toque leve de sofisticação. Para o banheiro da filha, destaca-se o revestimento de parede que imita renda, e no banheiro do casal, um porcelanato com aspecto de madeira.

SPA

Os revestimentos e elementos escolhidos para este ambiente se integram e complementam. Como exemplo, destaca-se o deck em madeira feito sob medida, com piso em porcelanato de cimento e o tijolo, conferindo um toque quente ao espaço externo. O verde também é ponto de atenção, tornando o spa aconchegante e convidativo.

31


PUBLIEDITORIAL DETALHES QUE FAZEM A DIFERENÇA

Parceiros e Fornecedores:

Marcelo MÓVEIS SOB MEDIDA

• Marcenaria: Marcenaria Marcelo Móveis Sob Medida. (47) 9 9984-0642 / 9 9189-9161

• Pedras e granito: Mosaiko Mármores e Granito. (47) 3425-3217

• Papel de parede, piso laminado e rodapés: Decorações Guimarães. (47) 3026-7335

• Revestimentos: Difatto Revestimentos e Interiores. (47) 3439-0970

• Vidros, box e espelhos: Vidraçaria Castelo. (47) 3437-8254

• Roupas de cama: Flamingo. (47) 3433-5378 ■

TATIANE MAY WESTRUPP Designer de Interiores tatianemaywestrupp@hotmail.com (47) 9 9961-4066 Tati May Westrupp Tati May Westrupp

32


Cozinhe, decore e deixe seu lar lindo. VocĂŞ nĂŁo vai querer sair de casa nesse inverno

Rua Lages, 480 - Centro | 3025 4711 casaecase.com.br


DIREITO

Meu contrato está

INCOMPLETO?

C

om o nascimento do mercado, realizado antigamente através do escambo, o sistema de trocas – que era, a princípio, mediante pagamento à vista – passou a se desenvolver de modo a admitir outras modalidades mais complexas. Quando essa troca de mercadorias exigir a realização de promessas, geralmente, é porque será necessário tempo para a sua conclusão – por exemplo quando importa em pagamento a prazo ou em data futura. Se o contrato se prolongar no tempo, ligue o alerta! Essa situação, por si só, costuma gerar riscos e incertezas à relação das partes, e são nesses riscos e incertezas que as ações judiciais costumam empacar em caso de conflito. Existe uma fórmula que nós verificamos nos contratos que

34

sempre costumo destacar: partes que confiam umas nas outras e cooperam entre si, reduzem riscos e incertezas. Quanto mais alta a incerteza de um contrato, maior será a probabilidade de uma delas não cooperar com a outra, desonrando, portanto, o compromisso assumido. Esse é um dos motivos pelos quais cada vez mais a sociedade está investindo em elaborar contratos que protejam o máximo possível. O que leva ao questionamento que geralmente é feito pelas partes: será que meu contrato não está incompleto? Esse é um problema debatido há muito tempo, já que não é possível prever todas as situações da vida em sociedade em um contrato. As hipóteses de conflito são tamanhas que um contrato nunca teria fim se tentássemos deixá-lo completo. Mesmo assim, nós vemos muitos

contratos de longas páginas, prevenindo as partes dos principais problemas e os mais comuns. O que é mais importante em um contrato é deixar bem claro o que cada parte espera uma da outra (que colocamos naqueles “considerandos” que ficam no começo do contrato) e as obrigações de cada parte com o melhor detalhamento possível, fazendo com que as partes conversem muito bem sobre o contrato antes de assiná-lo. O maior problema causado em contratos é a falta de clareza das regras entre as próprias partes. Enquanto o contratante acha que o contrato vai para uma direção, o contatado espera que vá para outra. Por isso, é importante investir em elaborar o contrato, do que sofrer elevados e desconhecidos custos tentando reparar um prejuízo pela má elaboração do documento. ■

Foto: Banco de Imagens

Artur Caminha


Conheça nossa

nova loja em Joinville Móveis de madeira maciça Direto de Fábrica Qualidade exportação Compre também através da loja virtual www.naturepreserve.com.br

Em até

10 x no cartão sem juros

Conheça nosso showroom de fábrica Endereço: Rua Blumenau, 1149 – América


TECNOLOGIA Ana Paula Padilha

J

á faz algum tempo que os flertes ultrapassaram as cartas e ligações telefônicas. De uns anos pra cá, a internet se tornou tão presente em nossas vidas, que até mesmo os relacionamentos amorosos podem começar por ali. Eu mesma tenho casos muito próximos de mim. Duas amigas conheceram seus atuais namorados há quatro anos por meio do Twitter. Uma delas está casada. É aí que percebemos como a internet pode ser uma ferramenta de comunicação poderosa, depende de como a usamos. O dia dos namorados está aí e resolvi conversar com vocês sobre aplicativos de relacionamento. Nos anos 2000, tínhamos os chats de bate-papo, precursores do que vemos hoje no mercado online. Mas como a tecnologia está aí pra ajudar, hoje é possível escolher o candidato antes mesmo de conversar com ele. Vamos conhecer esses apps? Tinder: O Tinder é um aplicativo de encontros onde o usuário pode conhecer novas pessoas que possuem interesses em comum. Para isso, o programa cruza as

36

informações de perfil do Facebook com dados de geolocalização e, com isso, sugere possíveis pretendentes que estejam relativamente próximos. Para acontecer o match (a combinação entre duas pessoas) é preciso que a pessoa que você curtiu também te dê um like. Quando isso acontece é liberado o recurso de chat privado. Vale destacar que a pessoa não consegue identificar quando ganha um like. Ou seja, só é possível acontecer um match quando as duas, de forma aleatória, se curtem no aplicativo. A única forma de saber quem curtiu o perfil é através do Super Like, recurso para sinalizar o interesse. Disponível para iOS e Android. Happn: O principal mecanismo de busca do Happn baseia-se na geolocalização do usuário. Desta forma, utilizando o serviço de localização do smartphone, o aplicativo mapeia as regiões por onde o usuário passa, mostrando uma lista de pessoas com quem ele cruzou nestes lugares. Se dois usuários se curtirem, um chat é aberto para que possam conversar entre si. Para facilitar as coisas, os usuários ainda podem enviar “charmes” para seus pretendentes, chamando a atenção de quem estiver interessado. O aplicativo está disponível para iOS e Android. Ginder: Essa é uma versão do Tinder para homens homossexuais. A interface é semelhante à do Happn, com diversos pretendentes na página inicial, com possibilidade de filtro para categorias como “pai”,

“discreto” e “geek”. Também é possível determinar características como idade, peso, altura, tipos de corpo e status de relacionamento. Mas, diferentemente do Tinder, o usuário não precisa esperar que a outra pessoa o favorite para abrir um chat: é possível começar uma conversa a partir da própria tela inicial do aplicativo, assim como criar uma lista de seus contatos favoritos. O Grindr é gratuito, mas também é possível fazer um upgrade para uma versão paga sem anúncios. Disponível para iOS e Android. NowMe: Esse é um aplicativo brasileiro e funciona com restrição de alcance a 500 metros, de forma que, somente pessoas que estiverem a menos de um quilômetro de distância serão vistas no aplicativo. O app é ideal para paquerar em baladas, bares, festas e lugares fechados. Criando sua conta a partir dos dados do Facebook, o usuário pode, ao logar, fazer check-in onde está e entrar em uma sala de bate-papo exclusiva para quem se localiza no mesmo local. Os lugares mais badalados aparecem em uma lista chamada “Quentes”, que mostra a proporção entre homens e mulheres no local e também a sua distância em relação ao usuário. O NowMe está disponível para iOS e Android. Então é isso, gente! Espero que tenham curtido as dicas de aplicativos para encontros e aproveitem a tecnologia da melhor forma possível. Sorte no amor e até a próxima! ■

Foto: Banco de Imagens

O amor nos tempos de internet


DUO VIAGEM

SERRA CATARINENSE, muito mais que frio e neve Encante-se com paisagens de tirar o fôlego ou, no mínimo, volte para casa com grandes amizades. Seja bem-vindo à terra de gente hospitaleira.

Por Leandro Schmitz Fotos: Leandro Schmitz e Divulgação


Capela Santa Clara, imponente no alto da montanha na vinícola Abreu Garcia.

S

aindo de Joinville, pegando a BR 101 em direção à São Joaquim, na serra catarinense, são pouco mais de 300km, cerca de quatro horas de viagem (ou mais, se você ir parando, apreciando os lugares fantásticos por onde passa). Dependendo da época do ano você pega as quatro estações do ano na estrada. Saímos no meio da tarde com sol entre nuvens e uma temperatura em torno de 26°. Chegando na região de Palhoça (trecho mais curto, entrando pela BR 282), já pegamos chuva forte. À medida em que subíamos a serra, sentíamos a temperatura baixando e um nevoeiro sorrateiro a aparecer. Como já era noite, a prudência dizia para irmos devagar. Aliás, falando em rodovias, quase todas naquela região estão em ótimo estado, pois foram recapeadas recentemente, num investimento pesado do governo do estado, que pretende consolidar este como o melhor destino de inverno do Brasil. Primeira parada, Urubici, “pássaro brilhante” no idioma Xokleng, tribo que habitava a região. A pousada que nos abrigou no primeiro dia de aventura foi a Kiriri-Etê, conhecida pelos janelões em cada quarto, com direito à vista panorâmica das montanhas, rochas e araucárias. Existem suítes para todos os gostos e bolsos, incluindo ofurô com a mesma vista. Logo cedo, no café da manhã, comidas típicas à mesa, como a deliciosa

rosquinha de coalhada, uma verdadeira iguaria. Uvas, pinhões e maçãs também não faltaram. O local ainda conta com dois espaçosos e confortáveis salões para eventos, tudo contornado por um belo lago.

Em um passeio pelo centro da cidade é possível observar um ambiente limpo, bem organizado e sinalizado. O comércio é diversificado e as pessoas são bem informadas, ou seja, o turista não corre o risco de ser direcionado de maneira errada. A igreja matriz Nossa Senhora Mãe dos Homens, localizada bem na área central, chama a atenção pela sua grande estrutura em estilo gótico. Construída em 1973, é considerada uma das maiores do estado, e seu idealizador, o padre José Alberto Espíndola, ganhou fama de santo na época devido aos milagres a ele atribuídos. Tanto que seus restos mortais encontram-se no interior da igreja que levou oito anos para ficar pronta.

39


DUO VIAGEM Outro passeio muito procurado em Urubici é o famoso Morro da Igreja, com seus 1.822m de altitude. Formado por belezas naturais incríveis, está localizado na divisa de três municípios: Urubici, Orleans e Bom Jardim da Serra. O caminho até lá é pavimentado e lá de cima é possível observar um dos cartões postais mais famosos: a Pedra Furada, conhecida pela semelhança com uma janela. A ocorrência de neve é comum em todos os anos. O melhor horário de visitação para fugir da neblina no tempo de inverno é entre 10h e 15h, mas antes de subir, é preciso uma autorização concedida pelo Instituto Chico Mendes Bio, atual responsável pelo parque. Não há cobrança, basta preencher um rápido cadastro. Outro cartão postal da serra catarinense é a famosa Serra do Rio do Rastro, com um caminho até Bom Jardim da Serra repleto de curvas, cachoeiras e vistas cenográficas. Quando chegamos lá em cima é possível observar paredões de rochas e uma estrada serpenteando tudo. Nestas horas você se pergunta: como foi possível construir tudo isso no meio deste inusitado lugar? Seguindo pela SC 416 e, subindo ainda mais a serra por 60km, chegamos à São Joaquim. Conhecida por ser a terra da maçã e da neve, também está sendo consolidada como a maior produtora de uvas e vinhos de altitude do Brasil. A cidade é pequena e aconchegante, possui belas paisagens e pontos turísticos peculiares, sobretudo os relacionados às vinícolas. A primeira pousada que nos recebeu lá foi a Santa Rita, uma fazenda onde a simpática dona Belmira nos atendeu como se nos conhecesse há anos. Lá a simplicidade é o charme e as atividades compõem o cenário natural, como tirar leite da vaca ao amanhecer, colher maçã direto das macieiras, pescar, andar a cavalo ou, para os mais aventureiros, fazer trilha. Sempre de bom humor, dona Belmira é viúva e transformou sua fazenda

40

Igreja matriz de Urubici e o entardecer na vinícola Leoni di Venezia. Na página ao lado, menu da vinícola Abreu Garcia; degustaçõa de vinhos na vinícola Villa Francioni e piquinique em meio aos parrerais.

em uma pousada. “Isso aqui é minha razão de viver, gosto de tratar bem as pessoas e fazer novos amigos para que voltem”, diz ela. E não é para menos, quase tudo o que é servido à mesa na pousada Santa Rita é feito ali mesmo: os mais variados doces, salgados, frutas, e tudo cozido naquele fogão à lenha especial. No segundo dia em São Joaquim, tivemos a oportunidade de nos hospedar na charmosa pousada Morada dos Pinheiros. Situado antes do portal de entrada da cidade, o local conta com confortáveis chalés que comportam até uma família inteira. O terreno ainda possui uma pracinha com chafariz, trilhas para passeios e um restaurante, tudo rústico. Finalizamos nossa aventura nos hospedando no Rio do Rastro Eco

Resort, localizado em Bom Jardim da Serra, cidade vizinha à São Joaquim. Quem chega lá é recepcionado com uma taça de espumante produzida na região e ainda pode escolher o melhor chalé, todos com lareira, varanda e garagem, outros com banheira de hidromassagem e vista panorâmica para os cânions e montanhas a perder de vista. Integrando conforto e natureza, o resort ainda possui piscina térmica coberta, ofurô externo, academia, um completo restaurante, sala de jogos, opções de canoagem, trilhas e passeios a cavalo. Se um casal apaixonado quiser realizar a cerimônia e a festa do seu casamento neste resort, estará acertando em cheio, pois o lugar que já ficou branquinho de neve diversas vezes, inspira estes eventos.


SÃO JOAQUIM: A MECA DA PRODUÇÃO DE VINHOS DE ALTITUDE

Quem aprecia um bom vinho sabe a diferença entre a bebida produzida com uvas de altitude e as demais. A qualidade é sentida no sabor, na textura, na fermentação e nutrientes. E são 20 vinícolas que já estão colocando a cidade como referência na produção deste vinho diferenciado. A primeira plantação de vinhedo ocorreu em 1999 e hoje as vinícolas do município produzem 1,4 milhão de garrafas anualmente, num faturamento estimado em R$150 milhões, segundo dados da Vinho de Altitude – produtores associados. De olho no mercado em crescimento, a Secretaria de Turismo de São Joaquim aliada às vinícolas, montou um roteiro que une belas paisagens e o turismo de experimentação, o Enoturismo. Ou seja, o turista não só degusta os melhores vinhos, como também pode participar do processo de produção, iniciando com a colheita das uvas direto do pé. O que mais chama a atenção é a infraestrutura destes espaços. Todos inspirados em modelos europeus, de forma que ao entrar, olhar a paisagem e instalações, você tem a nítida sensação de nem estar mais no Brasil. Assim enquanto uma vinícola oferece piquenique sob os vinhedos, outra dispõe de confortáveis hospedagens, tudo para que a pessoa saia encantada com este processo de produção milenar, que é o vinho. Estão abertas à visitação, agendadas com antecedência, a Villaggio Bassetti, Monte Agudo, Villa Francioni, Leoni di Venezia, Sanjo, Hiragami, D’ Alture, Abreu Garcia (Campo Belo do Sul), Villagio Grando (Água Doce), Kranz (Treze Tílias) e Urupema (Urupema). De acordo com Saul Bianco, proprietário da Leoni di Venezia, ninguém se vê como concorrente, pelo contrário: “Somente unidos, oferecendo cada qual a sua particularidade, podemos fomentar o turismo da região e aí todos saem felizes”, argumenta. Não muito longe dali, em Campo Belo do Sul, fica a Abreu Garcia. A vinícola não só chama

a atenção pela infraestrutura e gastronomia comandadas pela chef Esther Gregolon, como também pelo sítio arqueológico em sua propriedade. Com 42 metros de diâmetro, o monumento foi pesquisado por arqueólogos do Brasil e do mundo, datando sua existência no século XV, com objetos e estilo de vida peculiares. Ao lado deste sítio arqueológico, foi construída uma pequena capela, a qual já foi palco de casamento. Feita com pedras do local, sem adição de cimento, a capelinha ganhou o nome de Santa Clara e também está aberta à visitação. Consagrando estes detalhes, ocorre todos os anos a Vindima de Altitude, que já está na quarta edição. Neste ano a festa aconteceu entre os dias 3 e 26 de março, em São Joaquim, consolidando a cidade no calendário de eventos da serra, onde todos os produtores de vinho da região unem-se para celebrar a colheita das uvas. O público deste ano passou de 55 mil pessoas e o governo do estado, por meio da Lei Rouanet e a Santur, vêm apoiando as edições da Vindima, que conta não só com degustação de vinhos, como boas opções de música, lançamento de novos produtos e troca de informações. Atualmente, a produção de uvas de altitude ocupa cerca de 500 hectares, entre a Serra e o Meio Oeste de Santa Catarina, em uma altura entre 900 e 1,3 mil metros acima do nível do mar. Em 2017, a safra será 30% maior do que no ano anterior, com uma previsão de colheita de 1,6 milhão de toneladas. As principais uvas produzidas são Cabernet Sauvignon, Merlot, Chardonnay e Sauvignon Blanc, mas a partir deste ano começam também ser colhidas variedades italianas (Sangiovese e Montepulciano) e portuguesas (Touriga Nacional). Das 35 vinícolas produtoras de uva da área de atuação da Vinho de Altitude, 20 produzem e comercializam cerca de 160 rótulos, alguns deles premiados no Brasil e no exterior. ■

41


BEBIDAS Mario Kutiansky

É

uma missão interessante desvendar o gosto feminino para bebidas. Essa bebida muitas vezes é servida, por exemplo, para celebrar uma ocasião especial: jantares, festas de casamento, chás de lingerie ou até mesmo um “happy hour”. Como sugestão, indicamos o espumante Brut mais frutado, o vinho Rosé, e vinhos tintos produzidos pela uva Pinot Noir, com um sabor mais frutado e macio, são boa pedidas. No entanto, o gosto e o processo de degustação feminino vêm evoluindo, conquistando mais espaço e explorando novas possibilidades. É possível observar o conhecimento adquirido pelas mulheres sobre tipos de uvas, corpo, adstringência e harmonia na aquisição de seus vinhos. Podemos destacar o vinho da uva Syrah, que vem ganhando seu espaço por ser uma bebida alcóolica de requinte. Nesse embalo, seduz cada vez mais as mulheres, os vinhos tintos dos tipos cabernet souvignon e merlot, que ajudam no combate de doenças cardiovasculares, artrite, câncer de mama, osteoporose, preveni efeitos negativos do sedentarismo, entre outras. Em especial podemos citar, a vinoterapia que está cada vez se expandindo, por ser um tratamento estético de combate aos radicais livres, que possui propriedades antioxidantes capazes tratar, revigorar, refrescar e rejuvenescer todos os tipos de pele. No rosto esses tratamentos estimulam a produção de elastina e colágeno, normalmente feito por aplicações de máscaras. Já no corpo, produz o efeito desintoxicante e de drenagem, que colabora para a perda de peso, além de melhorar o aspecto da pele, amenizar tensão e estimular a circulação. Vale a pena a experimentar!

42

Casa Viva (Pinot Noir) – R$ 69,90 Possui coloração de cor roxa intensa. Aromas a frutas maduras como framboesa e groselha, com notas de violeta e baunilha proveniente do carvalho. Em boca, é leve, elegante e frutado com longa persistência.

Los Haroldos Rose – R$ 39,90 Possui tom cereja, límpido. É um vinho muito fácil de beber, ligeiramente doce e muito refrescante, perfeito para dias quentes e ensolarado, pode ser consumido sozinho ou com pratos leves, saladas e peixes.

Privillege Peterlongo – R$ 49,90 Espumante Peterlongo Privillege Prosecco Brut – Possui coloração branca com reflexos dourados e elegantes. Aromas frutados intensos. Em boca, ataque vivo e direto com bela persistência e harmonia. ■

Foto: Divulgação

Bebidas para homenagear ELAS!


Lançamentos & Novidades 2017

JOINVILLE Rua Max Colin, 1010, Bairro América. Fone: 47 3433 5378 ITAJAÍ Rua Dr. Pedro Ferreira, 3. Fone 47 3348 3372 ITAPEMA BR-101, km 143. 47 3368 2155 BALNEÁRIO CAMBORIÚ Avenida Brasil, 741. 47 3367 2672 Blumenau • Florianópolis • São José • Criciúma lojasflamingo.com.br


Confira o cardápio exclusivo que o restaurante Sama Sama, anexo ao Hotel Bhally, preparou para o Festival Balneário Saboroso que ocorrerá durante todo o mês de julho em Balneário Camboriú. Faça sua reserva e desfrute o sabor!

MENU

Entrada

Creme de abóbora cabotiá com carne seca

Prato Principal

Steak Bearnaise com gnochi de batata baroa e confit de tomate cereja

Sobremesa

Pêra ao vinho tinto com sorvete de baunilha

Av. Atlântica, nº 3250 - Centro | Informações: (47) 3261 0500 | Qua. a sáb. das 20h à 0h


DUO SABORES

Delícias gastronômicas do inverno Para quem adora as delícias quentinhas, a Revista Duo fez uma lista com algumas comidas típicas do inverno no Sul do país, para você se deliciar e variar o cardápio.

Por Márcia Campos Foto: Banco de imagens


A

s baixas temperaturas do inverno, são propícias para querer comidinhas gostosas e reconfortantes que aquecem o corpo e a alma. É uma época ideal para reuniões em família e com amigos em volta de uma boa mesa ou lareira. No inverno, o nosso organismo necessita de uma ingestão maior de calorias para manter-se aquecido, então os pratos típicos do inverno fazem o maior sucesso, mas lembre-se o segredo é comer com moderação. A culinária brasileira é muito diversificada e muito saborosa. Cada região possui características gastronômicas de acordo com suas influências culturais. E no inverno podemos degustar de uma infinidade de pratos, sabores e misturas, que fazem o paladar dos sulistas salivar. A feijoada aparece no topo da lista. Prato tradicional em todo o Brasil e parte da cultura nacional, é degustado em todas as épocas do ano, mas muito procurada no inverno, pois é um prato completo, rico em proteínas e gordura. Normalmente ela é feita com o feijão preto, mas pode variar de acordo com o gosto pessoal ou a região. A feijoada completa contém pé de porco, rabo, bacon, costelinha, lombo, carne seca, calabresa e paio. E serve com acompanhamentos: arroz, couve refogada, farofa, vinagrete, banana ou aipim frito e fatias de laranja. Uma dica para quem quer fazer uma boa feijoada é separar o caldo do cozimento das carnes para depois adicionar ao caldo do feijão. Carnes que possuem cartilagem, como pé, orelha e rabo de porco, são importantes para o sabor do prato, mas podem não agradar visualmente os seus convidados, e podem ser retiradas antes de servir. Sopas, caldos e cremes: Nada mais gostoso do que tomar uma sopinha bem quentinha nos dias

46

mais frios. Elas podem ser feitas com os mais variados tipos de legumes e verduras e apresentadas em diversas texturas. Uma ótima opção para crianças que não gostam de ingerir os legumes de forma natural. Opções com massas também são ótimas. Na Serra Gaúcha a sopa de capeletti reina absoluta, pois é um clássico. Mas é preciso ficar atento, embora as sopas sejam consideradas um prato leve, podem ser muito calóricas dependendo dos ingredientes e dos acompanhamentos. O creme de leite adicionado aos cremes por exemplo, aumenta consideravelmente as calorias do prato. Na Serra Gaúcha a sopa de capeletti reina absoluta. Uma dica importante é não utilizar cubos de caldo industrializado em sopas. Um caldo básico feito em casa pode ser congelado e usado em vários pratos para aumentar o valor nutricional da comida. O Fondue é sem dúvida uma das melhores pedidas para o inverno. Um prato quente, muito saboroso que pode ser apresentado de diversas formas: salgado, doce, com queijos, carnes, frutas e chocolate e o que mais a criatividade permitir. O Fondue já faz tanto sucesso que muitos restaurantes oferecem rodízio, para aqueles que querem provar todos os tipos e sabores. Outra delícia é o Entrevero receita típica da Serra Catarinense que também pode ser conhecida como “Entreveiro”. A origem dessa palavra é espanhola e significa confusão, uma mistura desordenada. É exatamente dessa ideia que surgiu o nome do prato da região serrana do estado. Na versão tradicional o entrevero leva

C

M

Y

"Nada mais gostoso do que tomar uma sopinha bem quentinha nos dias mais frios." carne bovina que pode ser alcatra ou picanha, lombo suíno, linguiça, calabresa, pimentão tomate e a estrela do prato o pinhão. O barreado é um prato típico paranaense, que é muito saboroso, mas um pouco trabalhoso. É feito com cortes menos nobres de carne bovina, como acém e músculo, que, junto com outros ingredientes, são cozidos em uma panela de barro que precisa de um cozimento de mais ou menos 12 horas, com a panela bem vedada - com uma massa de farinha de mandioca e água, evitando que o vapor escape, por isso chama-se barreado. ■

CM

MY

CY

CMY

K


chahoteis.com.br/holzjoinville I reservas.holz@chahoteis.com.br

Nas noites de inverno, venha curtir o friozinho com o Festival do Fondue do Holz Hotel. Você vai se aquecer em um ambiente romântico e agradável e se deliciar com a sequência de fondues. De quinta a sábado a partir das 20h30, traga aquela pessoa especial para o Holz e celebre o inverno com quem você ama. Além do Fondue, o Holz dispõe de uma estrutura preparada para lhe receber com muito conforto e uma grande variedade de pratos doces e salgados, além de sucos, chás e cafés.

De 12/06 a 27/08

Venha conferir Rua Quinze de Novembro, 4195 - Glória Joinville - SC I (47) 3802-7735


GASTRONOMIA Ademir Jr.

FEIJOADA no Inverno A

48

BOLINHO DE FEIJOADA, RECHEADA COM COUVE-MANTEIGA, BACON E GELEIA DE LARANJA COM PIMENTA: • 500g feijoada pronta sem ossos • 200g farofa pronta ou farofa caseira • 3 dentes de alho amassados • 2 maços de couve-manteiga

• 200g de bacon brunoise (cubinhos pequenos) • 6 ovos • 300g de farinha panko • 100g de geleia de pimenta • 200 ml de suco de laranja • 70g de açúcar mascavo

MODO DE PREPARO: Processe a feijoada completa para que vire um creme e deixe gelar. Misturar o creme de feijoada com a farofa e dois ovos até dar ponto de massa para recheio. Corte a couve-manteiga em fios finos e o bacon em cubos pequenos. Em uma frigideira a fogo baixo, coloque o bacon até soltar a gordura, adicione o alho amassado e salteie, colocando a couve e abafando rapidamente para manter a couve verde e crocante. Resfrie. Com a massa e o recheio frios, abra pequenas bolinhas de massa e recheie com a couve e o bacon. Depois feche em formato de bola. Em um bowl, bata os ovos para empanar os bolinhos. Passe os bolinhos nos ovos e depois na farinha panko e frite em gordura a 170 graus, até ficar crocante. Para acompanhar, em uma frigideira, coloque o suco de laranja e o açúcar mascavo, e leve para reduzir. Quando chegar a uma textura de geleia, adicione a geleia de pimenta e deixe ela derreter rapidamente. Desligue e leve para resfriar. Sirva a geleia fria com os bolinhos ainda quentes. Bom apetite e boa leitura. ■

Foto: Banco de Imagens

feijoada é um prato com essência brasileira, mas claro que sofreu influências de outras culturas, principalmente, por se tratar de um prato de origem escravocrata, já que teve seu desenvolvimento dentro das senzalas. Os escravos costumavam fazer ensopados com o feijão, que era um produto barato e considerado inútil pelo fazendeiros, e as aparas e miúdos do porco, como a orelha, rabo, pés, sangue e miúdos para se construir as linguiças. Assim se montou outra característica desse prato, já que as carnes não poderiam se manter frescas, então as carnes eram secadas, salgadas ou mantidas dentro de gordura, trazendo características de defumado que trazem um sabor mais intenso para feijoada. Com os acontecimentos históricos e a difusão da gastronomia nacional, a feijoada tomou a proporção exata que deveria na nossa cultura alimentar, hoje sendo um do mais importantes ícones da cultura alimentar do brasileiro, variando de região para região em nosso território. Não importa como, com carne seca o sem, com os acompanhamentos ou não, a feijoada é, sem dúvida, um símbolo de prato nacional e também de inverno , que acaricia nossos paladares. Trago então uma receita que varia da nossa feijoada tradicional, mais inventiva que também acalenta nosso paladar nesses dias frios.


DUO MODA

Tendências de INVERNO O alto inverno se aproxima e traz com ele tendências e novidades no universo da moda para renovar seus looks e te ajudar a encarar as baixas temperaturas com estilo. Por Ana Cláudia Antunes Fotos: Banco de imagem

50


C

om as estações do ano menos definidas e uma maior liberdade para se vestir, as apostas para o inverno 2017 são repletas de contrastes e diversidades, proporcionando combinações interessantes e maior escolha dentro do que se encaixa em cada perfil. Dentre as principais tendências para a estação mais fria do ano, a volta dos anos 80 e seu maximalismo roubam a cena. O veludo molhado é o tecido de destaque e aparece nas mais variadas peças de vestuário e acessórios, com textura e brilho acrescenta glamour aos looks de noite e um toque fashion quando combinado com jeans ou peças descoladas durante o dia. Lamê, paetê e tecidos metalizados conferem brilho máximo tanto para as composições noturnas quanto para as cotidianas. Mistura de materiais e sobreposições nada óbvias também ficarão em evidência nesse inverno. Ainda com inspiração nos anos 80, as meiacalças coloridas reaparecem juntamente com as meias arrastão, essas usadas divertidamente por baixo de calças rasgadas propositalmente para aparecer por entre os rasgos, acima do cós ou no tornozelo. O jeans sempre presente em nossos guarda-roupas passa a ser ainda mais explorado e ganha novas abordagens. Lavagens diferenciadas, puídos e rasgos ousados e novas barras desfiadas com assimetria são as novidades para as peças mais elaboradas enquanto patches, bordados e aplicações continuam em evidência, a soma dos efeitos é a palavra de ordem. A jaqueta jeans se torna então a peça desejo da estação,

nos mais variados tons, renovada e com modelagem mais ampla, rasgos com trama aparente e frases de efeito nas costas. A lingerie está cada vez mais em evidência e há muito tempo deixou de ser escondida por baixo das roupas. Desse universo surge o slip dress, um vestido inspirado em camisola, com tecidos leves e fluidos, muitas vezes com acabamento acetinado e detalhes em renda. A peça traz feminilidade ao look e pode ser usada em várias composições, para uma produção mais descolada use o vestido por cima de uma camiseta branca. A tendência militar influencia cores, modelagens e aviamentos. Dessa vertente, as parkas surgem em versões revisitadas e luxuosas. A jaqueta bomber também está em alta e desponta em diversas releituras. Produzidas em uma gama enorme de materiais, com em brilho ou bordados, a modelagem volumosa, com punhos e barra ajustada, se torna base para o que a criatividade mandar. Ainda como desdobramento da tendência que preza pelo artesanal e por peças feitas à mão, o tricô continua em alta. Peças tricotadas com modelagem larga passam a sensação de conforto e aconchego além de serem ótimas para esquentar os dias mais frios. Nesse inverno aparece em blusas e casados em versões amplas com fios mais grossos e pontos fechados e grandes, deixando a trama bastante evidente. As capas que começaram a ganhar espaço no inverno passado conferem um ar sofisticado e feminino ao visual. Ideal para

“Os casacos de pelo sintético tanto como coletes e acessórios aparecem com força total nesse inverno.”

complementar a produção nos dias de inverno forte, pode ser usada por cima de qualquer look, e devido a sua modelagem simples ela permite liberdade de movimentos. Os casacos de pelo sintético tanto como coletes e acessórios aparecem com força total nesse inverno. Além de acrescentar estilo e ousadia, transitam muito bem do dia para a noite. Das versões mais discretas até as com pelos mais volumosos, é possível encontrar opções lisas ou com estampas inspiradas em animais. Dentre as principais cores do inverno 2017 além do clássico preto e dos sóbrios dos tons de nude e marrom, destacam-se o verde militar, as cores metálicas como dourado e prata, nuances pastel de azul e rosa, e o vermelho. ■

51


MATÉRIA PRINCIPAL

Doadores de VIDA A doação de órgãos é um dos atos de amor mais nobres que o ser humano pode dedicar a um completo estranho. E se tratando do assunto, Joinville é uma das cidades catarinenses referência. Conheça um pouco mais sobre histórias de doadores de vida. Por Tabata Kadur Fotos: Divulgação

54


A

doação de órgãos no de doação após a morte cerebral. Brasil ainda pode ser Por isso, é importante que haja um considerada um assunto consentimento da pessoa ainda em delicado e de pouco vida, deixando clara a sua vontade debate. A falta de discussão em aos familiares”, afirma. família e esclarecimentos, como A ABTO ainda explica que, após o desejo de se tornar um doador o diagnóstico de morte encefálica, após a morte, podem ser os maiores a família deve ser consultada e causadores desse embate. Segundo orientada sobre o processo de a ABTO (Associação Brasileira de doação de órgãos. A conversa Tr a n s p l a n te de pode ser realizada Órgãos), de cada “O Brasil possui pelo próprio médico o i to p o te n c i a i s do paciente, pelo uma taxa de doadores, apenas médico da UTI ou um é notificado. 14,6 doadores pelos membros da Ainda assim, o Brasil de captação, por milhão de equipe é o segundo país do que prestam todas mundo em número população (pmp), as informações que de transpl antes a família necessitar. e dentre os realizados por ano, No caso da doação estados, Santa de órgãos em vida, sendo mais de 90% pelo sistema Catarina lidera, o doador precisa ter público de saúde. mais de 18 anos de com 36,8 pmp.” idade e o receptor Cada estado brasileiro possui uma deve ser cônjuge ou Central de Notificação, Captação parente consanguíneo (pais, filhos, e distribuição de Órgãos que irmãos, avós, tios ou primos). Se não coordena a captação e a alocação houver parentesco, será preciso dos órgãos, baseada na fila única, autorização judicial. estadual ou regional. De acordo com a coordenadora da CIHDOTT A DOAÇÃO DE ÓRGÃOS (Comissão Intra-Hospitalar para EM JOINVILLE Doação de Órgãos e tecidos), do A maior cidade do estado, realiza Hospital Regional Hans Dieter Schmidt, Monique R. Luz Belo, Santa hoje a captação de diversos órgãos Catarina lidera o índice de doadores passíveis de transplante, porém por milhão de população. “O Brasil as cirurgias aqui realizadas, são os possui uma taxa de 14,6 doadores transplantes de fígado, rim e córneas. por milhão de população (pmp), e Dra. Monique relata que, como cada dentre os estados, Santa Catarina estado possui sua central de translidera, com 36,8 pmp, número plantes, o paciente à espera de um semelhante a países com destaque transplante precisa estar inscrito no na doação, como Espanha (39,7 Cadastro Técnico Único e apesar de o sistema de transplantes e a lista serem pmp) e Croácia (39 pmp)”, diz. Dra. Monique, especialista em nacionais, as distribuições são regioMedicina Intensiva (UTI), explica que nalizadas. Segundo a médica, isso o principal motivo para o número de acontece, primeiramente por quesdoadores não ser maior, é a recusa tões de logística de transporte. “Se um familiar. Hoje, 43% das famílias brasi- rim está disponível em Santa Catarina, leiras entrevistadas não autorizam o sistema busca, primeiramente, a doação dos órgãos. Ela esclarece um receptor no mesmo estado. que para se tornar doador, não é Caso o receptor não preencha os preciso deixar nada por escrito, critérios necessários, o órgão será nenhum documento. Basta avisar disponibilizado para pacientes de a família, “é ela quem vai autorizar outros estados e que atendam aos a remoção dos órgãos no caso critérios médicos exigidos”.

55


MATÉRIA PRINCIPAL Cada hospital possui a sua CIHDOTT, e os membros da comissão são os responsáveis pela realização da busca ativa de possíveis doadores. “Isto é, pacientes em coma não induzido, sem sinais de resposta neurológica. Esta busca é realizada diariamente, três vezes ao dia. Caso algum paciente apresente os requisitos básicos, os membros do CIHDOTT junto a equipe médica responsável pelo paciente, realizarão testes clínicos e exames de imagem, conforme determinação do Conselho Federal de Medicina, e aí sim, confirmar ou não a morte encefálica”, informa a especialista. Todos os pacientes que precisam de transplante, são incluídos numa lista de espera específica para cada órgão. A principal característica das listas é que elas não funcionam por ordem de chegada, não são uma fila, em que o primeiro a se inscrever receberá o órgão antes do segundo e assim consecutivamente. Em vez disso, os critérios obedecem a condições médicas. São três fatores determinantes: compatibilidade dos grupos sanguíneos, tempo de espera e gravidade da doença. “Por exemplo, se pela ordem de chegada o primeiro colocado na fila é uma pessoa com tipo sanguíneo A e um órgão de um doador tipo B fica disponível, a primeira colocada não vai receber o transplante”. Vale a pena relembrar que este processo é inteiramente sigiloso, a família do

56

doador jamais saberá quem recebeu os órgãos doados.

FUNDAÇÃO PRÓ-RIM Um dos grandes destaques em Joinville, quando o assunto é transplantes de órgãos, é a Fundação Pró-Rim. Fundada em 1987, pelos amigos e médicos nefrologistas José Aluísio Vieira e Hercílio Alexandre da Luz Filho, a Pró-Rim nasceu com o objetivo de ser uma organização comunitária, sem fins lucrativos, filantrópica, com administração privada, criada para ajudar pacientes com problemas renais. A instituição já foi responsável por mais de 1500 transplantes de rins em Joinville, em parceria com os hospitais da cidade. Atualmente, realiza entre 80 e 100 cirurgias por ano. Mais de mil pacientes são acompanhados no ambulatório de transplante renal da Pró-Rim, no preparo e acompanhamento após o transplante renal. À frente da fundação hoje, está o presidente médico nefrologista, Dr. Marcos Alexandre Vieira. Segundo ele, o transplante renal é um tratamento e costuma proporcionar melhor qualidade e aumento da expectativa de vida dos pacientes com doença renal crônica avançada. “Hoje falamos em tratamento individualizado e a expectativa de função do rim transplantado também faz parte deste tema. Por isso

prezamos pela adesão ao tratamento, consultas periódicas e tratamento multidisciplinar”, afirma. Diferente de muitos órgãos, a doação de rim também pode ser feita em vida, seguindo uma avaliação específica do doador e receptor. O presidente da Pró-Rim ressalta o prazer em oferecer ainda mais qualidade de vida ao paciente renal através do transplante. “É muito gratificante ver que com esse trabalho em equipe são superadas muitas barreiras. Sou muito feliz quando vejo um paciente transplantado podendo realizar coisas simples que não podia fazer mais como, por exemplo, tomar um copo de água”, diz.


HISTÓRIA COM FINAL FELIZ Como um desses casos, é a história do pintor e artista plástico, Aderson Carvalhos Barros, 41 anos. Natural de Palmas, Tocantins, viu sua vida mudar após ser internado por conta de uma forte dor de cabeça e pressão alta. “Eu sentia muita dor de cabeça. Só tomava remédio, mas não media a pressão. De repente, me deu uma dor de cabeça muito forte, fui para a UPA (Unidade de pronto atendimento) e lá passei a noite. A pressão estava alta, fiquei um dia em observação e fui encaminhado para o hospital geral. Fiz exames de sangue e ultrassom e contatou-se que os rins tinham parado”, conta. O pintor relata que nunca havia sentido nada relacionado aos rins antes. Depois do diagnóstico de insuficiência renal crônica, em 2014, Aderson iniciou os tratamentos de hemodiálise em Palmas e dois anos depois foi transferido para Joinville, para aguardar o transplante. “Fiquei na fila por quase um ano, quando me chamaram pro transplante, no

último dia oito de maio”. A cirurgia de Aderson foi um sucesso e a recuperação tem sido acompanhada de perto pela equipe médica da Pró-Rim. Quando descobriu sua condição renal, Aderson só tinha 10% de funcionamento dos rins e viu sua rotina virar de ponta cabeça. “Desde o início da doença me afastei, fui encostado pelo INSS. Sou pintor letreiro e também artista plástico, faço telas. Também sou diretor de prova de automobilismo e corrida de kart. Me afastei de tudo para fazer o tratamento”, conta. Junto com Aderson sua esposa veio acompanhá-lo nos processos de transplante e recuperação em Joinville. O único filho do casal esteve na cidade quando o pai foi chamado para a cirurgia e pode acompanhar todo o procedimento de perto. Como o transplante é totalmente sigiloso, Aderson não sabe muito sobre quem lhe doou o rim, contudo o sentimento de gratidão transpõe qualquer personificação.

“Eu não sei quem foi a pessoa quem me doou Mas, oro em gratidão e peço a Deus que lhes console” afirma o pintor. Além disso, tudo tem que mudar, o comportamento, a vida. Tenho que tratar para não perder a chance que tive. A mudança é bem radical”, finaliza. Assim como a história de Aderson, diariamente a doação de órgãos muda e estende vidas por todo o mundo. Um mesmo paciente pode ser candidato a doação de até 10 órgãos. Procure informações sobre o assunto e não deixe de conversar com sua família. A doação pode mudar a sua vida e de muitas pessoas. ■

57


DUO SAÚDE

Obesidade infantil cresce no Brasil Estatísticas revelam que o número de crianças e adolescentes obesas aumentou 10 milhões desde 1990. Para resolver o problema, a prevenção começa desde o período gestacional.

Por Cláudia de Moura de Mattos Fotos: Banco de imagens

58

D

oces, salgadinhos, bolachas recheadas, refrigerantes, tudo isso é fácil de ser adorado pelas crianças. O difícil mesmo é colocar no cardápio dos pequenos, os alimentos ricos em nutrientes como os legumes, as verduras e alimentos não industrializados. A consequência disso é a obesidade infantil. O número de crianças e adolescentes obesas em 2013 já chegava a 42 milhões, são 10 milhões a mais do que em 1990, segundo dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), e alcançando um terço da população brasileira até os 19 anos.


“A melhor maneira de prevenir a obesidade infantil é atuando nos hábitos familiares”

Foi esse aumento que levou a Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP) a encaminhar, no mês de abril, um pedido à Câmara de Deputados para que aprovem o Projeto de Lei nº 1.755/2007 que proíbe a venda de refrigerantes em escolas com estudantes do 1º ao 9º ano. No dia três de junho é o dia de conscientização contra a obesidade mórbida infantil, e por isso vamos entender um pouco mais sobre como prevenir os riscos da doença. A pediatra Lilian Rocha explica que a prevenção da obesidade começa desde o período da gestação, passando pelo aleitamento até os dois primeiros anos de idade da criança. “Uma criança não deveria jamais receber alimentos açucarados até essa idade a não ser o das frutas e legumes”, afirma a médica. Outro vilão para as crianças é o sedentarismo, que fica cada vez mais comum com o uso da televisão, tablets e videogames. Manter a criança ativa e com uma alimentação saudável é a base para evitar a obesidade. Quando falamos em obesidade vai muito além da questão estética. Obesidade é uma doença que prejudica a saúde da criança gerando problemas com colesterol, diabetes, cardiovasculares e muitos outros. De acordo com a nutricionista e doutora em ciências da saúde Gabriela Fagundes a melhor maneira de prevenir a obesidade infantil é atuando nos hábitos familiares, a partir de estratégias de educação alimentar e nutricional. É necessário que os pais se alimentem bem para incentivar os filhos. Mas a nutricionista pontua que a não se pode “culpar” apenas a família. “As propagandas, sobretudo,

direcionadas ao público infantil estimulam a ingestão de alimentos de alta densidade energética e baixa qualidade nutricional e associados a brinquedos e brincadeiras, a ídolos infantis”, afirma. Lilian diz que de acordo com a SBP crianças até os dois anos não deveriam assistir televisão e após essa idade, o aceitável seria no máximo duas horas ao dia. A modernidade trouxe muito conforto, mas com isso, imediatamente vem o sedentarismo. “Nada substitui a atividade física regular numa piscina ou numa quadra ou nas ruas, por exemplo”, explica a médica. Outro problema diretamente associado à obesidade é o consumo de produtos industrializados. Com a correria do dia-a- dia as bolachas, bolinhos e achocolatados se tornam muito mais práticos e dominam as lancheiras escolares. Invés disso, o ideal seriam alimentos como sanduíche natural, iogurte e salada de fruta. “Matar a fome se tornou mais importante que alimentar o corpo”, afirma a médica. Tanto Gabriela quanto Lilian destacam que outras situações também podem causar a obesidade. É necessário levar em conta a condição socioeconômica, a predisposição genética da criança e analisar problemas relacionados à questão hormonal. Mesmo assim, a má alimentação aliada ao sedentarismo ainda é o principal causador da obesidade. A dica que a médica dá é que as famílias precisam encontrar seu ponto de equilíbrio entre trabalho, escola e atividades extras. “Uma volta de bicicleta, uma caminhada no parque ou na praia, uma partida de futebol ou de vôlei, um mergulho na piscina com brincadeiras divertidas e que fazem queimar bastante caloria... Assim a vida com mais leveza facilita as batalhas do dia a dia”, conclui. ■

59


ESTÉTICA Fisioterapeuta Fabiola da Silveira Ataíde

Foto: Banco de Imagens

Tratamentos estéticos para o inverno

O

s dias frios são os mais indicados para os tratamentos faciais. É no inverno que buscamos os tratamentos para as manchas e rejuvenescimento. Nesta época do ano, a pele fica mais ressecada e precisa de cuidados especiais, como uma boa hidratação, ou uma limpeza de pele, pode ser o início. Como a exposição ao sol não é recomendada na maioria dos procedimentos, os peelings, lasers e luz pulsada estão super indicados para este período. O início de qualquer cuidado com a pele do rosto deve começar com uma limpeza, indicada para remover as impurezas. Outra opção também é o peeling de diamante, que é excelente para o bom preparo da pele. A área dos olhos também pede cuidados especiais, e os tratamentos indicados para olheiras são uma ótima opção. Dentre dos mais procurados nesta época do ano estão os rejuvenescedores, indicados para homens e mulheres de todas as idades. Mesmo para quem ainda não chegou aos 30 anos, é necessário preocupar-se com a pele para

62

DICA:

Algo tão simples como utilizar protetor solar todos os dias, pode ajudar a manter a pele perfeita e livre de sinais prematuros da idade. Este produto minimiza os efeitos negativos dos raios UV e mantém a pele saudável.

garantir um aspecto saudável e esteticamente bonito por toda à vida. Para tratamentos corporais destacamos a carboxiterapia, a depilação a laser e a luz pulsada, procedimentos estes, que não combinam com o sol. E lembre-se: Somente um bom profissional pode

indicar o tratamento mais apropriado para seu tipo de pele. Agende uma avaliação na Espaço Prime (Av. Marquês de Olinda, 550), pelos telefones (47) 3227-7511, (47) 99726-6446, email contato@espacoprime.com.br ou site espacoprimejoinville.com.br. ■


MAKE Paula Bernardes

Make para

dias frios

64

era difícil achar um com textura gostosa, que não fosse grudenta. Esse acabamento veio pra somar as duas coisas, o brilho sem a meleca do gloss. Top, né?

“A novidade agora é o efeito laqueado, que tem acabamento luminoso [...]” Fotos: Banco de Imagens e Divulgação

O

friozinho chegando nos deixa mais livres para usar uma maquiagem um pouco mais iluminada, sem pedir tanto socorro para o acabamento matte dos produtos. A gente transpira menos e chega no fim do dia ainda linda e maquiada. Eita coisa boa, né?! A pele pode tanto ser monocromática - sem blush -, como pode ter o efeito de saúde de um blush com cor. Nessa época, indico os cremosos que dão efeito fresco e de pele hidratada. Indico também os de tom pêssego, terracota e rosa queimado. O que muda mesmo, e parece que veio pra ficar, são os acabamentos luminosos dos batons. Eles já foram moda há muitos anos e voltaram com tudo desde o começo do verão. A novidade agora é o efeito laqueado, que tem acabamento luminoso, mas sem partícula de brilho (sabe aquele móvel opaco que a gente manda laquear pra ter um brilho na cor? Então, essa é a ideia aqui). Antes a gente só conseguia esse efeito com o gloss, mas

Ahh, e vem em diversas cores! Opte pelos tons mais neutros e fechados, deixe os abertos para o verão. Invista nos vermelhos mais escuros, beringela, marrom e nude. Se jogue nessa novidade! ■


CABELOS Leila & Gisele

TOM sobre

C

om a chegada da estação mais fria do ano sabemos que junto vêm novas tendências de beleza. E se você quiser encarar o inverno com o visual moderno e cheio de estilo, fique atenta a essas dicas, para você mudar as madeixas sem medo! Para essa temporada o Hair Contour vem com tudo e será o queridinho da estação! Essa técnica permite que o profissional trabalhe com mechas mais iluminadas na parte da frente, fazendo o contorno do seu rosto, evidenciando os pontos fortes e disfarçando aqueles que talvez não goste tanto. As mechas são esfumadas na raiz para dar profundidade e trazer muita naturalidade aos fios,

66

“Outra tendência que volta com força neste inverno são os tons de vermelho feitos com mechas tom sobre tom [...]” podendo ser aplicada tanto nos cabelos loiros, quanto para as morenas iluminadas. O resultado fica simplesmente incrível! Outra tendência que volta com força neste inverno são os tons de vermelho feitos com mechas tom sobre tom, pois assim realçam ainda mais a cor, resultando em um cabelo cheio de personalidade e atitude.

Se você quer descobrir qual a coloração ou técnica perfeita para valorizar ainda mais sua imagem consulte ao profissional visagista, assim ele indicará para você a melhor tendência ou cor que se encaixe perfeitamente dentro do seu estilo. Afinal, nada melhor do que mudar, se olhar no espelho e ter a certeza de que foi a escolha certa para você. ■

Foto: Banco de Imagens

TOM


Modelo: Carol (Gas Models) | Fotografia e tratamento: Gabriel Benati | Joias: Scheffer Atelier

nesse inverno inverno, use use cores cores intensas, realce sua pele pele através através da da luminosidade luminosidade de de seus seus cabelos. cabelos. Temos Temos o o tom tom perfeito perfeito para para você! você! max colin, 1440 - américa (47) 3027 3177 | 3026 3176


PUBLIEDITORIAL

Benefícios do AMOR

NA SAÚDE Estar apaixonado libera uma série de hormônios que ajudam na saúde física, emocional, mental e espiritual. Por Dr. Johny Jablonski Fotos: Banco de imagens

Q

uando estamos apaixonados, nosso corpo libera muitos neurotransmissores e hormônios específicos que são secretados quando amamos e toda forma de amor é válida. Graças a eles nos sentimos melhores e eliminamos tensões e até nos curamos. Apaixonar-se é uma das melhores sensações que existe. Sentir aquele famoso frio na barriga, um certo nervosismo ao ver a pessoa amada e compartilhar momentos agradáveis são situações ótimas para a saúde emocional, física, mental e espiritual. Além da felicidade que o amor pode produzir em uma pessoa, estudos científicos demons-

68

traram que os apaixonados tendem a ficar doentes com menos frequência e têm uma recuperação mais rápida caso adoeçam. O amor ajuda a manter o estado de felicidade e segurança emocional, traz um sentimento de importância mútua, além de produzir outros efeitos secundários positivos na saúde. Alguns hormônios atuam predominantemente no corpo dos apaixonados. A feniletilamina, por exemplo, é conhecida como “hormônio da paixão” e está ligada a uma sensação de bem-estar, acolhimento e importância na vida do parceiro. Esse composto também nos proporciona a sensação de “borboletas no estômago” que

“O amor ajuda a manter o estado de felicidade e segurança emocional [...]”


acontece quando vemos ou pensamos na pessoa da qual gostamos. O hormônio da paixão também está ligado à produção de estrogênio nas mulheres e testosterona nos homens, tornando-os atraentes e mais disponíveis para o sexo. Na mulher esse efeito é visível na aparência dos cabelos, pele e unhas, enquanto que nos homens os traços de virilidade ficam em evidência. Os estrogênios também são responsáveis pelo amadurecimento dos órgãos sexuais das meninas na puberdade, enquanto que a testosterona atua no corpo masculino. Existe um aumento da produção da melatonina nos apaixonados. Esse hormônio é responsável pela regulação do sono, consequentemente ajuda a reduzir o estresse e envelhecimento precoce, proporcionando vitalidade e plenitude. A noradrenalina, afeta o estado de ânimo e a atenção, nos faz sentir mais sensíveis e empáticos em relação à outra pessoa e também traz à tona o instinto de conservação e proteção, e demonstração de sentimentos. A dopamina é um analgésico natural que evita doenças e reforça o sistema imune. E por último, a endorfina que causa uma sensação de bem-estar geral. É o mesmo hormônio que é liberado quando fazemos exercícios e atividades físicas de forma continuada. E exatamente disso que falaremos em relação à Fisioterapia, nós da FISIOTHERA/ITC Vertebral somos eter-

“[...] a endorfina que causa uma sensação de bemestar geral. É o mesmo hormônio que é liberado quando fazemos exercícios e atividades físicas de forma continuada.”

nos apaixonados. Além de ciência, tecnologia e experiência temos muito AMOR no que fazemos e, consequentemente, nossos pacientes e clientes são mais felizes e têm resultados impressionantes, e retomam o controle de suas vidas com a possibilidade de fazerem tudo o que desejam de forma real e consciente com um custo-benéfico inteligente. Lembre-se que o que fazemos com amor tem consequências incríveis que se perpetuam integralmente, alimentam a alma, sustentam o corpo satisfazendo a mente. Porém desenvolver o amor próprio é a mais nobre das ações que podemos fazer. Para todo o resto conte conosco deixe de sofrer, livrando-se das DORES! ■

DR. JOHNY WILLIAM JABLONSKI Dir. Regional da Assoc. Brasileira de Reabilitação da Coluna JOINVILLE

João Colin, 1702 - América 47 3029-3037 joinville@clinicafisiothera.com.br www.herniadedisco.com.br BALNEÁRIO CAMBORIÚ

Andorinha, 76F - Aririba 47 3081-3037 balneariocamboriu@clinicafisiothera.com.br www.itcvertebral.com.br

69


PUBLIEDITORIAL

Novidades para a

implantodontia Por Redação Duo Fotos: Arquivo Pessoal e Banco de Imagens

D

r. Pedro Jaime Rosa Jr. recentemente esteve em Basel, na Suiça, para participar de um dos congressos mais renomados na área de odontologia. Ele conta para a revista Duo como foi sua presença no evento, e a apresentação de um de seus casos de mais sucesso, o Projeto Fátima.

70


Revista Duo – Como foi sua participação no Congresso ITI WS 2017? Dr. Pedro: Foi um congresso onde reuniu os maiores pesquisadores e dentistas do mundo, que trabalham com a filosofia ITI, STRAUMANN. Poder ouvi-los e ver que estamos no mesmo caminho foi fantástico. Além de poder mostrar um pouco do que fazemos aqui no Brasil com a exposição do nosso painel com o caso da Fátima. Duo – Explique um pouco mais sobre o congresso e a importância dele para sua área de atuação. Dr. Pedro: Como se concentrou os maiores nomes da implantodontia, tudo que se falava

é de extrema importância e sem tendência de resultados. Foi exposto a realidade dos procedimentos e as suas aplicações. Ali gerou-se conteúdo para o mundo todo tomar como diretrizes de seus trabalhos clínicos e científicos. Duo – Quais foram as principais novidades apresentadas no evento? Quais você destacaria? Dr. Pedro: Tem muita coisa legal vindo para o mercado no prazo de cinco anos. Mas o que mais me chamou atenção são os implantes instalados em área estética, um grande desafio para deixá-los com aspecto natural. Deu para aperfeiçoar a técnica que já tínhamos e buscar melhorar os resultados,

principalmente nos casos mais complexos de perdas dentárias anteriores. Duo – Qual a importância em participar de congressos no exterior, para a área de Odontologia? Dr. Pedro: Esse congresso foi muito importante e posso dizer que um divisor de águas sobre as técnicas cirúrgicas. Como se tratava de um congresso de apenas uma empresa de implantes – que por sinal é na minha opinião, a mais conceituada do mundo – todos os trabalhos foram em cima do que eles nos apresentam. Não tendo viés de interesse. Podendo aproveitar ao máximo os conceitos da marca. ■

DR. PEDRO JAIME ROSA JÚNIOR Especialista em Implantodontia CRO/SC: 10771 (47)9 9929-1415

71


DUO EXTRA

Feira do Livro de Joinville:

conhecer e compartilhar Por Taísa Rodrigues e Sandra Moser Fotos: Divulgação

M

ais do que comprar livros, compartilhar dicas e saberes. Mais do que compartilhar, conhecer novas histórias. A Feira do Livro de Joinville não é só um local de venda dos mais variados títulos, se tornou um ponto de encontro e de debate, fundamentado na importância do ler e do saber, contribuindo na formação do cidadão de bem.

72

Não importa a idade, a 14ª edição é pra todos. E quando falamos todos é sem distinção mesmo. Até você que nunca se arriscou a ler um livro inteiro tem vez na Feira e o melhor: vai se apaixonar. Afinal, vai rolar bate-papo com escritores, oficinas, concursos, seminário, apresentações culturais… Fica até difícil de escolher o que prestigiar.


CONFIRA TODAS AS ATRAÇÕES

André Neves - Ilustrador e Autor de Livros Infantis Andreia Evaristo - Escritora e Cronista no Jornal A Notícia Antonieta Cunha - Escritora e Educadora Antônio Prata - Escritor, Cronista e Roteirista Beatriz Myrrha - Contadora de Histórias, Musicista e Escritora Bia Bedran - Cantora, Compositora de Músicas Infantis e Atriz Chico Lam - Criador do “Menino Caranguejo” Conceição Evaristo - Poetisa e Escritora Cris Guerra - Publicitária, Blogueira e Escritora Cristino Wapichana - Escritor de Literatura Indígena Daniela Moura - Autora e Ilustradora de Livros Infantis Donald Malschitzky - Escritor e Cronista Jaqueline Conte - Jornalista e Escritora de Literatura Infantil Jura Arruda - Escritor, Dramaturgo e Roteirista Lázaro Ramos - Ator Global e Escritor de Livros Infantis Leo Fraiman - Escritor e Psicoterapeuta Luiz Bras - Crítico Literário e Escritor Marisa Lajolo - Pesquisadora e Autora de Literatura Juvenil Melina Souza - Criadora do site e canal Serendipity Milton Maciel - Astrólogo e Escritor Miriam Leitão - Economista e Apresentadora no Canal Globo News Pam Gonçalves - Booktuber e Escritora Paula Pimenta - Escritora, Autora de “Minha Vida Fora De Série” Raphael Montes - Escritor de Literatura Policial Rogério Coelho - Ilustrador e Autor de Livros de Imagem Rosana Rios - Escritora, Ilustradora e Roteirista Sueli Cagnetti - Professora, Pesquisadora e Crítica Literária Valério Mattos - Escritor Infantil, Desenhista e Caricaturista Walcyr Carrasco - Escritor e Autor de“Verdades Secretas” Zack Magiezi - Poeta, Criador do Estranheirismos

De cima para baixo: Paula Pimenta, Raphael Montes, Lázaro Ramos, Conceição Evaristo, Zack Magiezi e Beatriz Myrrha.

Com o tema “Artes, Literatura e Tecnologia”, o evento marcado para ser realizado de 8 a 18 de junho, no Expocentro Edmundo Doubrawa, em Joinville/SC, promete surpreender. “Estamos sempre comprometidos em oferecer um ambiente cada vez mais interativo, acolhedor, atraente e funcional para o público que visita a Feira e trabalhamos para que esta edição seja a melhor de todas”, diz Sueli Brandão, criadora da Feira do Livro de Joinville e presidente do Instituto de Cultura e Educação. Toda a programação é com entrada gratuita (confira em: feiradolivrojoinville.com.br), incentivando ainda mais a participação do público neste encontro literário, que é referência no estado. ■

73


DUO EXTRA

Livre para

AMAR Direitos iguais, para toda a forma de amor.

Por Wesley Coelho Foto: Banco de Imagens

A

mente humana é maravilhosa, dentro dela são projetados inúmeros impulsos que motivam um indivíduo a praticar uma ação. Dentre esses impulsos gerados, existe um poderoso o suficiente para confundir todos os outros: o amor. É natural da essência humana viver à procura da sua alma gêmea. Muito além de um instinto, se trata de encontrar no outro o que às vezes não encontramos em nós mesmos, e é essa combinação de universos distintos que fazem duas ou mais pessoas se unirem constituindo uma relação amorosa. Embora estejamos falando de uma necessidade comum ao ser humano, essa maneira de nos relacionarmos com o outro foi submetida a uma doutrina repleta de normas e regras socialmente impostas, que idealizam um certo comportamento regido por dois membros de sexos opostos. Assim, graças a empatia, e o anseio por mudanças do ser humano moderno, frente aos

74

diversos problemas sociais que assolam o mundo atual, essas ideias ultrapassadas foram atropeladas por uma onda de respeito e tolerância a toda forma de amor que se manifeste. Com isso, grupos abraçados a alguma causa, como por exemplo, os famosos movimentos LGBT’s, deram um empurrãozinho – diminutivo apenas na forma de expressar – para a conquista de direitos que a comunidade gay jamais alcançaria em décadas anteriores. Dessa forma, com o aumento da representatividade desses grupos, casais homossexuais deixaram de viver nas sombras para conquistar seu lugar ao sol e mostrar que não estão atrás de privilégios, e sim, dos direitos comuns a qualquer cidadão. Nesse contexto, em 14 de maio de 2003 passou a valer em todos os cartórios do país, a Norma do Conselho Nacional de Justiça, que garante aos casais homoafetivos o direito de se casar no civil. Essa tomada de atitude permitiu que fossem feitos cerca de 15 mil registros

“O poliamor consiste em amar várias pessoas sem enganar ninguém.”


nesses quatro anos de vigência da norma. Logo, além da celebração do casamento, esses casais puderam comemorar mais um avanço judicial e social perante esse ato de igualdade. Como visto, para o amor não existem barreiras. A prova disso são os inúmeros indivíduos dispostos a ter não só um, mas dois, três ou até quatro parceiros. O poliamor consiste em amar várias pessoas sem enganar ninguém. Trocando as palavras, o termo significa o desejo e a aceitação de ter mais de um relacionamento íntimo simultaneamente, com o conhecimento e o consentimento de todos os envolvidos. Pois, o que

há de errado em amar e desejar duas ou mais pessoas ao mesmo tempo? Não há nenhum motivo para se sentir culpado, desde que se aja com sinceridade e honestidade. Entretanto, essa prática geralmente é confundida com outros conceitos, sendo necessária distinção para não haver qualquer equívoco: poliamor não é um relacionamento aberto, integrantes dessa relação não costumam criar um vínculo além do sexual, também não é um intercâmbio de casais ou tão pouco um trio, porque não se trata só de sexo e, sim, de um envolvimento mais profundo com duas pessoas ou mais.

Independente de qualquer tipo de amor, se relacionar com outro indivíduo sempre é uma aventura. Dentre as vantagens e as desvantagens de embarcar em uma viagem amorosa, o importante é o aprendizado e a proximidade com o que há de mais puro na natureza humana: o sentimento. Embora as motivações que levam o ser a amar sejam atribuídas ao coração, a mente é a principal responsável no comando desse fenômeno. Portanto, estamos falando da mesma área geradora de pensamentos e ideais, se abrirmos as algemas da nossa própria mente, estaremos nos libertando para amar quem e como quisermos. ■

75


DUO MODA

Be my valentine O amor toma conta do Garten Shopping.

Fotógrafo: Gabriel Benati | Tratamento: Lucas Pinheiro | Beleza: Paula Bernardes | Produção e styling: Tabata Kadur Assistente de produção: Wesley Coelho | Modelos: Thaís S. e Léo M. (Gas Models)


PÁGINA ANTERIOR | Ele veste: CIA do Luxo, Magnos Joalheria e Ótica. Ela veste: Valenttina, Capodarte, Magnos Joalheria e Ótica. NESSA PÁGINA | Ele veste: CIA do Luxo, Magnos Joalheria e Ótica. Ela veste: Valenttina, Capodarte, Magnos Joalheria e Ótica.


DUO MODA


PÁGINA ANTERIOR | Ele veste: CIA do Luxo, Magnos Joalheria e Ótica. Ela veste: Valenttina, Capodarte, Magnos Joalheria e Ótica. NESSA PÁGINA | Ele veste: CIA do Luxo, Magnos Joalheria e Ótica. Ela veste: Valenttina, Capodarte, Magnos Joalheria e Ótica.


DUO MODA

Ele veste: CIA do Luxo, Magnos Joalheria e Ótica. Ela veste: Valenttina, Capodarte, Magnos Joalheria e Ótica.


ONDE COMPRAR OS PRODUTOS QUE VOCÊ VIU NO EDITORIAL: BOLSAS E SAPATOS:

OCÚLOS, JOIAS E RELÓGIOS:

GARTEN SHOPPING Av. Rolf Wiest, 333 - Bom Retiro

GARTEN SHOPPING Av. Rolf Wiest, 333 - Bom Retiro

Loja 81 | Telefone: (47) 3043-9081

Loja 34 | Telefone: (47) 3043-9085 BIG SUL Av. Getúlio Vargas,1446 - Bucarein Loja 7 | Telefone: (47) 3455-1835

LOOKS COMPLETOS DO MODELO LEONARDO:

LOOKS COMPLETOS DA MODELO THAIS:

GARTEN SHOPPING Av. Rolf Wiest, 333 - Bom Retiro

GARTEN SHOPPING Av. Rolf Wiest, 333 - Bom Retiro

Loja 47 | Telefone: (47) 3043-9109

Loja 51 | Telefone: (47) 3043-9251

Cia-Do-Luxo-Garten-Joinville

(47)99168-0886 |

Valenttina Garten

FICHA TECNICA: Fotografia e tratamento de imagem: Gabriel Benatti, Beleza: Paula Bernardes, Produção: Tabata Kadur e Wesley Coelho (Revista Duo), Modelos: Leo e Thais (Gas Models).

AGRADECIMENTOS:

Michellini Zambon, Camila Langsch, Madero Garten Shopping e Magic Games.


DUO COMPORTAMENTO

Como atrair sua

alma gêmea Por Marcos Alexandre, Terapeuta Holístico (www.leiturademaos.wordpress.com) Foto: Banco de Imagens

U

m homem pergunta ao amigo por que este nunca se casou. O amigo suspira e responde que passou a vida procurando pela mulher perfeita. – “E você nunca a encontrou?”, perguntou o homem. O amigo respondeu: – “Encontrei sim. Mas acontece que ela estava procurando pelo homem perfeito.”

82


1 2 3 4

DICAS PARA ATRAIR SUA ALMA GÊMEA:

5 6 7

Acabe com a carência. Quando estamos nos perguntando por que não temos mais amor em nossas vidas, o ideal é passar a considerar mais maneiras de dar amor aos outros. Esperar que um relacionamento transforme magicamente a sua vida e resolva seus problemas é uma receita infalível de tristeza e solidão, pois torna você uma pessoa carente e a carência é um verdadeiro balde de água fria no amor. Mude sua perspectiva. Nossa cultura nos condiciona a acreditar que somos incompletos até que tenhamos um relacionamento. O desespero com que alguns de nós nos agarramos ao amor é algo que um relacionamento não consegue suportar. Uma destas duas coisas inevitavelmente vai acontecer: ou a pessoa vai sumir de nossa vida (apesar das boas intenções iniciais de nos salvar) ou vai ficar e afundar conosco. De qualquer maneira, nossa intenção de criar um relacionamento saudável e seguro terá falhado. Entenda que você não deve esperar até encontrar alguém: você já é alguém! Colocar-se em primeiro lugar significa que você investe tanto tempo no seu autodesenvolvimento quanto na tentativa de encontrar alguém. Se colocamos a busca por um parceiro como a coisa mais importante, acabamos perdendo a nós mesmos. Entenda o passado. Você pode culpar os outros e apontar tudo de errado que fizeram com você – mas até que você se dê conta de como se tornou um convite para maus tratos, vai atrair mais relacionamentos com pessoas que vão tratar você da mesma forma ou ainda pior, mesmo que deseje a todo custo evitar isso. É necessário ficar em paz – mas sem tentar esquecer o que passou, pois para isso você terá que sofrer de amnésia. O entendimento permite lembrar das coisas que aconteceram sem sofrimento algum. O sentimento é curado e o que fica é apenas o aprendizado das experiências e o seu crescimento. Uma boa maneira para entender e curar o passado é a consulta aos registros akáshicos. Elimine a ansiedade. A ansiedade vem do fato de exigirmos que a vida nos dê o que queremos e da forma que queremos. Toda vez que a ansiedade reclama da demora nos acontecimentos é sinal de que ainda estamos em processo de autodescoberta e aperfeiçoamento. Por isso é tão necessário buscar sempre o autoconhecimento, pois ele é a chave para encontrar paz interior, alegria, prosperidade e amor. Uma boa maneira de buscar o autoconhecimento, principalmente na área de relacionamentos, é o tarô terapêutico para relacionamentos.

Pare de julgar. A realidade é muito mais complexa do que a nossa mente é capaz de entender. Quando você vê o comportamento de alguém, você está apenas enxergando um pequeno fragmento da realidade. Para tudo que acontece existe uma rede de acontecimentos, fatos, experiências e heranças ancestrais. Você também não sabe por que agiu de certa forma em muitas situações nas quais fez escolhas e tomou atitudes que não foram as melhores. Se não temos a capacidade de entender a realidade, não podemos julgar. Uma boa maneira de compreender isso é com a cura do campo ancestral. Respeite as pessoas. Não podemos fazer com que alguém nos ame do jeito que queremos. Frequentemente as pessoas pelas quais nos sentimos atraídas estão seguindo outro caminho. Você pode amar alguém profundamente, mas tem que aceitar que esta pessoa pode não trilhar necessariamente o mesmo caminho que você. Permita que as pessoas trilhem o caminho que escolheram e ame-as assim mesmo. Todos têm direito às suas próprias experiências. Aprenda a ouvir. Aprenda a perdoar. Aprenda a renunciar. Renunciar não é se render, é desistir do que não estão funcionando. Respeite as leis do universo. Amor não é troca, não é mercadoria, não é cobrança. O outro não lhe deve nada só porque você o ama. O amor é seu, o sentimento é seu e não do outro. Quando espera que o outro supra suas carências, você não está amando verdadeiramente: você está usando o outro. O que fazemos pode mudar nosso destino, por isso quem tenta controlar o livre-arbítrio das outras pessoas e faz “tudo” para conquistar alguém passa a vida em solidão e desespero, mesmo que esteja destinado a viver um grande amor – simplesmente como resultado de suas ações. A natureza do universo é que ele está sempre se expandindo, mudando e crescendo. Quando você para de controlar o amor, você cria espaço para ele viver e florescer.

O amor é algo que você dá, não algo que você pede. – Rodrigo García.

Texto adaptado de ensinamentos de André Lima, Chico Xavier, Luiz Antônio Gasparetto, Amy Waterman, Iyanla Vanzant, Katherine Thomas, Marie Forleo e Vivian Weyrich. ■

83


SEXO Cláudia Petry

Dicas para o

dia dos namorados O

Confira algumas dicas e já se prepare com uma nova lingerie! • Preparando o ambiente: Não dá para gastar em motel? Prepare o ambiente em casa com velas perfumadas ou de massagem, que excitam e proporcionam um toque suave e sutil no corpo, é custo baixo (tem na Sussurra Boutique a partir de R$ 44,90) e prazer garantido. • Sexo oral turbinado: Que tal um jantar regado a um bom vinho ou espumante e gel para sexo oral com sabor da bebida preferida do seu amor? Sugestivo e delirante. O dia dos namorados deve vir acompanhado com ingredientes para quebrar a rotina. E… Que tal dar uma olhada na agenda de cursos da Sussurra Boutique Sensual e aprofundar ainda mais neste assunto?

84

SEXO ANAL, POR QUE NÃO? Aquela fantasia que você deseja realizar é oportuna neste dia, quem sabe é o dia do sexo anal. As sexshops oferecem produtos dessensibilizantes para usar na região anal proporcionando conforto para a prática, mas não esqueça que sexo anal jamais deve ser feito sem preservativos e use com muito lubrificante também (outras dicas em meu curso, ok?). Use e abuse das fantasias e brinquedos sexuais. Seu desejo é transformar-se em personagem? Aproveite e curta o momento, mas lembre-se de avisar que haverá uma surpresa neste dia (homens adoram surpresas, mas muitos

não sabem como reagir quando são surpreendidos sem prévia comunicação – uma simples mensagem através do WhatsApp já vale!). Isso deixará seu par preparado e excitado para o encontro. E aquele brinquedinho erótico tão desejado que pode começar enfim a fazer parte da relação. Estimuladores de clitóris auxiliam no processo do orgasmo, experimente, você vai às estrelas e seu par vai te acompanhar nesta viagem orgástica. É mais prazer, é mais intimidade, é mais amor. Divirtam-se! Os produtos utilizados como referência, podem ser encontrados na Sussurra, a sua boutique erótica, sem preconceitos, sem tabus e sem vergonha. Faça-nos uma visita na rua Otto Boehm, 1170 ou ligue (47) 9 9946-6633. ■

Foto: Banco de Imagens

Dia dos Namorados é também o dia das permissões, das mudanças de comportamento que beneficiam casais, é o dia de repensar o quanto é bom estar junto e namorar a vida toda. E para deixar a data mais que especial, uma noite de amor perfeita é, sem dúvidas, essencial. Para intensificar o sexo e deixar tudo mais romântico e gostoso, reuni algumas dicas simples para você apimentar esta noite tão especial, a partir de atitudes simples, mas que podem gerar um baita resultado na cama.


FOTOGRAFIA Simone Zancanella

(47) 9 9666-1549 simonezancanellafotografia@hotmail.com

Djonatan e Letícia Eternizando momentos, em um ensaio pra lá de romântico!


MÚSICA Ju Pamplona

No palco e no amor

N

Ju Pamplona - Como surgiu o interesse pela música, já que vocês também são de outras áreas? Raphael: sou professor, designer e ilustrador. Comecei a gostar de música mais tarde, aos 15 anos mas nunca me senti músico e nunca tive talento nem técnica pra viver disso, sempre tratei como hobby apesar de fazermos shows esporádicos e gostarmos bastante! Kalina: sou publicitária formada e atuo como fotógrafa de casamentos e famílias. Música sempre fez parte da minha vida fortemente por causa da minha família, já tive outra banda quando adolescente e hoje canto com a Silvio Saint há pouco mais de um ano. Ju - Conta pra gente um pouco sobre a Banda Silvio Saint Raphael: A Silvo Saint surgiu em 2011. É um grupo de amigos e

86

tocamos covers de bandas como AC/DC, Bon Jovi, Kiss e Metallica mas temos um lado B meio esquisito onde colocamos coisas como Tina Turner, BackStreet Boys e o tema dos Power Rangers. A banda conta com a Kalina no vocal desde 2015.

vocal masculino - mas todo mundo sempre se deu muito bem desde quando ela não era integrante. Então é tudo super tranquilo! Beijinho sempre rola, mas só no backstage porque o clima no palco é outro.

Ju - Essa pergunta não poderia faltar: Como é o convívio na banda? Rola DR, beijinhos... hehehe? Kalina: É muito tranquilo. Além de namorados, somos também melhores amigos e, no que se refere a banda, o comportamento e as DRs são nesse sentido e, claro, sempre rola umas piadas. Foi até um desafio termos uma vocalista mulher na banda, sempre tivemos

Ju - Estamos no Mês dos namorados. Um recadinho apaixonado para os nossos leitores! Raphael: Escutem Steel Panther. Kalina: Escutem seu coração <3 haha Ju - Informem as redes sociais! Banda: fb /bandasilvio.saint instagram @silviosaintrock Nós: @rxmtz e @kalinakika ■

Foto: Arquivo Pessoal

o mês dos namorados, vamos bater um papo com um casal cheio de estilo, atitudes e que se encontra no palco para dividir também a vida! Com vocês Kalina Grabowski e Raphael Schmitz, da Banda Silvio Saint.


ENTREVISTA Ale Lobo

Conheça o casal: Therence e Tânia Fotos: Elton Costa

N

o mês em que comemoramos o Dia dos Namorados entrevistei um casal que admiro demais, Tânia Polzin e Therence Mir, que juntos estão à frente da Mercearia Sofia. Todo mundo sabe que os alicerces de um relacionamento harmônico, tem como base muito amor, respeito e cumplicidade, e isso eles administram muito bem. Pais de dois filhos lindos e super responsáveis (Sofia com 18 anos e Santiago com 16 anos), eles nos contam abaixo um pouco dessa relação de sucesso:

88


“Therence não é um marido qualquer; o dia a dia é sempre uma surpresa.”

“Tânia demonstra amor em todos os momentos. Mulher de fibra, companheira mesmo, é uma mãe nota 1000!”

Formada em arquitetura, a joinvilense Tânia Polzin chegou a atuar por um tempo num escritório de arquitetos e engenheiros. Mas é trabalhando ao lado do marido Therence Mir, na Mercearia Sofia, onde realmente se realiza. Como é trabalhar ao lado do marido? O que isso traz de bom e quais as dificuldades? Bem, o Therence não é um marido qualquer; dia a dia é sempre uma surpresa. Então não existe rotina no restaurante, ele sempre procura inovar, usar a criatividade. Essa é a parte boa…A maior dificuldade é acompanhar esse ritmo frenético dele! Como/onde conheceu o Therence? Há quanto tempo estão juntos? Nos conhecemos numa balada, na noite de Natal de 1993. Éramos baladeiros. Fomos morar juntos seis meses depois. Eu com 20 anos e ele com 23. O que mais admira no Therence? Seu bom humor, vital em qualquer relacionamento. Na hora de educar os filhos, quem é mais tranquilo e quem é mais rígido? Com certeza o Therence é mais rígido. Eu estimulo a liberdade deles com supervisão. Quem é o mais romântico do casal? Ele com certeza.

Tânia Polzin e Therence Mir, que juntos estão à frente da Mercearia Sofia.

Qual foi a maior surpresa que o Therence já fez pra você? Quando ele ganhou um carro como prêmio de vendas, me deu de presente. Foi meu primeiro carro. Com muito orgulho de ser joinvilense Therence Mir dedicou

alguns anos de sua vida ao meio empresarial na área de TI (informática). Mas suas grandes paixões sempre foram a gastronomia e as artes plásticas. Então há treze anos resolveu pôr em prática seu amor pelas panelas, abrindo a Mercearia Sofia no Mercado Público Municipal. E com o grande sucesso do restaurante mudou de endereço em 2012, consolidando seu ponto na Rua Aubé, 772. Além disso, vem fazendo muito sucesso com seus quadros, pois o que não lhe falta é muito bom gosto na hora de lidar com os pincéis. Como é trabalhar ao lado da mulher? O que isso traz de bom e quais as dificuldades? Tranquilo, pois a Tânia é parceira mesmo, independente quando se trata de situações positivas ou negativas do dia a dia de um negócio. O bom é que podemos dividir as funções e assim mantermos o foco da Mercearia Sofia. As nossas dificuldades não são diferentes de outros casais que trabalham junto... O que mais admira no Tânia? Sua força, principalmente nas coisas mais complexas da vida! Qual foi a maior demonstração de amor que a Tânia te fez? Sempre e em todos os momentos ela me demonstra amor. Mulher de fibra, companheira mesmo, é uma mãe nota 1000! Que conselho daria para quem está pensando em abrir um negócio com seu parceiro? Num casal que se ama de verdade, tem que haver apoio nos sonhos de ambas as partes, independentemente dos sonhos, sejam eles em qualquer aspecto. O respeito e a persistência para mim são a base para trilharmos juntos os nossos sonhos em casal. ■

89


DUO CULTURA

Entre,

a casa é sua! Por Rodrigo Domingos Fotos: Divulgação

D

e uns anos para cá, a indústria criativa no Brasil têm se destacado das demais, pois utiliza-se da criatividade e principalmente da colaboratividade como agentes principais. A economia criativa já é uma realidade e espaços que mesclam: moda, arte, música, audiovisual, gastronomia e comportamento, começam a se destacar na região norte de Santa Catarina. Na coluna de cultura deste mês da Revista Duo, você irá conhecer histórias de empreendedores criativos, que com atitude e ousadia, criaram espaços contemporâneos e cheios de estilo, e que não perdem para nenhum local das grandes metrópoles e centros culturais espalhados pelo mundo. Então entre, pois a casa é sua, e descubra lugares que vão te surpreender.

CASA 97JOINVILLE (SC) Projeto idealizado por Sendy Lindner, 35 anos; Ruan Lindner, 29 anos e G. Ferreira, 29 anos, os sócios sempre tiveram o desejo de trabalhar em algo que proporcionasse prazer, que fosse além de uma atividade

90

Fachada e confraternização da Casa 97, idealizada por Sendy, Ruan e G. Ferreira, na foto acima. Facebook.com/Casa97Joinville

exclusivamente comercial, trouxesse satisfação e maior aproximação com a arte, a cultura e o entretenimento. Depois de algumas pesquisas, os três sócios identificaram uma demanda local que estava em total sinergia com seus anseios e, assim, perceberam que era possível contribuir com a cidade sem perder a satisfação pessoal. A casa foi inspirada em modelos internacionais, como as house parties, depois de uma viagem que o Ruan fez à Europa há algum

tempo. Na bagagem, ele trouxe ideias que foram executadas de forma integrada, em total harmonia, a cultura e o ambiente de bar. O público tem muita curiosidade em relação ao conceito da casa e quem visita acaba apaixonado pela proposta e pelo local. No geral, os visitantes/ clientes/amigos têm se tornado parceiros em grandes eventos e já conseguem entender que a filosofia é colaborativa e que a casa está aberta a boas propostas.


Confraternizações na Extranoica Demordé, idealizada por Vicky Bartel, na foto abaixo. Facebook.com/extranoicademode

Com uma programação bastante eclética e em constante evolução, desenvolvida basicamente a partir de dois formatos: produções e eventos próprios e projetos de parceiros. O que os sócios querem é oferecer o maior mix possível de atividades, para isso já promoveram festas temáticas, feiras e bazares, shows autorais, exposições de arte, teatro, workshops de gastronomia e fotografia, sessão de contos, intervenções artísticas, festivais de música, aulas de inglês no bar, eventos no jardim e em abril receberam parte da programação do Festival de Bonecos, o Animaneco. Na essência, o que querem é garantir ao joinvilense que permanece na cidade durante o fim de semana ou em um feriado prolongado as melhores opções de entretenimento. O objetivo principal da Casa 97 é ser uma facilitadora do consumo de cultura genuína de forma colaborativa, onde o uso do espaço seja inteiramente destinado para este fim. No futuro, os três sonham em promover circuitos em Santa Catarina levando sua proposta e filosofia.

EXTRANOICA DEMODÉ - JARAGUÁ DO SUL (SC) Projeto idealizado pela jaraguaense Vicky Bartel, que começou, sem pretensão de ser algo grandioso, isso em 2008. Na ocasião ela morava em Buenos Aires e gostava de frequentar brechós. Segunda ela, enxergava a beleza em muitos acessórios e roupas, muitas delas não a serviam ou nem combinavam com seu estilo, mas sabia que a peça era maravilhosa e comprava mesmo assim. Esse acúmulo de peças, que eu não a mesma não usava mas admirava, se transformaram em um desapego entre amigos e foi nesse momento que sentiu um potencial de negócio. Tudo isso há nove anos atrás mas já lá, o nome era o mesmo que leva até hoje: EXTRANOICA demodé. Em 2010 Vicky voltou a morar em sua cidade natal. E em Jaraguá

do Sul, sentia que faltava esses lugares que em Buenos Aires a encantavam, foi aí que junto com seu pai, que ama antiguidades, decidiu encarar esse projeto de, em um mesmo espaço, ter os objetos, móveis e também as roupas vintage. Anexo a tudo isso também dispuseram um barzinho para dar ainda mais brilho a todo o projeto. O ambiente, na qual já tive oportunidade de conhecer é uma delícia. Os móveis terminam decorando o brechó, o brechó termina dando funcionalidade aos móveis e tudo está a venda. Seu pai e a publicitária por formação e fotógrafa por hobbie adoram épocas diferentes, então um complementa o gosto do outro permitindo uma diversidade de estilo.

91


DUO CULTURA

Eventos realizados no Lote 84, idealizado por Luciana Siebert, na foto acima. Facebook.com/lote84

LOTE 84- PRAIA DOS AMORES- ITAJAÍ (SC) Projeto idealizado pel a jaraguaense Luciana Siebert, 37 anos, inspirado em locais como o: Estúdio Lamina (SP), Estúdio Onze75 (SP), Flor&Cidade (Itajaí), Centro Cultural B_arco (SP) e ocupações artísticas. Quando Luciana entrou na casa, sabia que ela seria um espaço especial, que seria compartilhada e que seria um lugar que abrigaria processos. Só não sabia quais. Já tendo morado em Balneário Camboriú entre 2001 e 2009, tinha uma conexão com a região da Praia Brava, quando voltou de São Paulo em 2013, inspirada em um movimento de Itajaí chamado Flor&Cidade (Sergio Lamarca) abriu o Lote84 com três amigos, o Ricardo Casarini, o Cesar Martins e o Humberto Furtado. O foco dos estudos e das produções realizadas na casa se mostraram cíclicos desde o início. Nasceu como um estúdio de fotografia que promovia exposições e abrigava a POGO Filmes, sua produtora de vídeo com a Fabiana Mansur. Na sequência percebeu que as pessoas estavam mais interessadas

92

em produzir do que comprar e assim começou a chamar amigos que admirava para falarem sobre os seus trabalhos em workshops pontuais ou ensinar seus processos em oficinas mais extensas. A programação é bem variada. Tendo duas ações fixas, a de escrita criativa nas terças-feira, com o Luis Rafael Montero de onde vai sair a publicação de três Livros (um para cada edição até agora) e a CINE ODISSEIA, e nas quartas-feira com a Fabiana Mansur, Junto com essa programação ainda tem o Cine Clube depois do Cine Odisseia, workshops de final de semana e um café filosófico por mês. A programação acontece de diversas formas, encontros aleatórios e busca por inspiração. Sempre com foco na qualidade e relevância do conteúdo. A casa na verdade é colaborativa no sentido de pessoas se unirem por afinidade para produzirem um conteúdo que tentamos comercializar. A novidade não é como se faz, mas o que se faz e o que é valorizado. Para o futuro a casa vai levar o conteúdo pra rua.

Espero que vocês tenham gostado da coluna de cultura deste mês, procurei mostrar através desta conversa com estes empreendedores criativos, o quanto estamos evoluindo no quesito cultural e principalmente no jeito se se tornar viável, acessível e interessante ao público o se fazer arte, design e moda com identidade local e pensamento global. Até a próxima coluna e quando tiver um tempinho, não deixe de visitar estes espaços que aqui foram citados.

CASAS CRIATIVAS CATARINENSES Instituto Orbitato - Pomerode (SC) Site: orbitato.com.br Fashion Lab - Blumenau (SC) - Site: fashionlab-co.com Bon Jour - Espaço Colaborativo Joinville (SC) - Site: bonjourec.com O Sítio - Florianópolis (SC) - Site: ositio.com.br Celeiro + Silo Formus - Tubarão (SC) - Site: formus.com.br Galeria 33 Art House - Joinville (SC) - Facebook.com/33galeria ■


RUA MINISTRO CALÓGERAS, 896 • 1O ANDAR • CENTRO • JOINVILLE/SC | (47) 3433.6326 • WHATSAPP (47) 98801.7468 | WWW.BARBEARIAMINISTRO.COM.BR MODELO BRUNO FARIA | FOTOGRAFIA ARTHUR ANDRADE | PRODUÇÃO SONG HOMEM E MULHER | BARBEIROS MARCIO E JONATHAN | MAKEUP CAMILA SELLA


DUO ESPORTE

Esporte

do bem Das palmas das mãos às causas sociais.

Por Wesley Coelho Fotos: Banco de Imagens

S

eus registros datam do Egito Antigo até a Europa do século cinco. Nas modalidades disputadas na antiguidade, os adeptos utilizavam apenas uma bola e as mãos. Mais tarde, no século 12, foi na França e na Itália que o esporte se aproximou do tênis como conhecemos hoje. A brincadeira ganhou apelido, Jeu de palme ou jogo da palma, onde as mãos ainda cumpriam o papel das raquetes e a versão passou a ser praticada em pátios fechados delimitando o espaço de jogo, tendo como atletas monges e posteriormente aristocratas europeus.


Normal a todo esporte estar sujeito a mudanças, com este não foi diferente. Muito se mudou conforme o convívio dos atletas durante os treinamentos para chegar às regras e delimitações de quadra que conhecemos hoje. Não muito distante da realidade de séculos atrás, desenvolver um atleta para obter destaque no esporte, hoje em dia, é uma tradição das academias no mundo todo. E em Joinville não seria diferente. “Há muitos anos a cidade vem formando ótimos tenistas juvenis a cunho nacional, proporcionando a oportunidade de competir Brasil a fora”, afirma Rogério Hoppe, professor e proprietário da academia Hoppe Tênis localizada na rua Max Colin, que desde 1993 é responsável por formar atletas de peso na região. Segundo Hoppe, “embora o tenista arque com praticamente todas as despesas referentes ao esporte, a cidade dispõe de bons treinadores, várias academias conceituadas, recreativas e o tradicional Joinville Tênis Clube, que oferecem condições necessárias para motivar e

desenvolver a prática de tênis”. Considerado elitista por muitos, o esporte mostra o contrário conquistando cada vez mais praticantes na região, independentemente da procura da modalidade seja motivada pela vontade de competir ou apenas como forma diferenciada de lazer. “Começamos com uma média de 30 crianças e hoje estamos partindo para 100”, diz José Luiz Alves, técnico da Spin Tennis, centro de atendimento de alto rendimento situado na Arena Opa Bier, sobre o Projeto Winner no mesmo endereço, que atende crianças carentes de seis a 12 anos com aulas de tênis, inglês, atendimento oftalmológico, lanches e entretenimento. Alves, também treinador da Confederação Brasileira de Tênis, defende a causa: “com o projeto temos dado a oportunidade às crianças de não só aprenderem um esporte, nosso objetivo principal é formar profissionais do tênis, seja como treinadores ou competidores”. Os benefícios da prática de tênis são diversos tanto para o corpo quanto para a mente. O esporte

“Os benefícios da prática de tênis são diversos tanto para o corpo quanto para a mente.” evolui a força motora, os reflexos, a capacidade cardiovascular e respiratória, também requer disciplina, velocidade e cálculo. Para se chegar até a bola, o corpo trabalha os bíceps, as costas, pernas e abdômen, desafiando-os de forma prazerosa e desafiadora, podendo levar à quem pratica a atividade à gastar de 400 a 900 calorias em uma hora de jogo. Além desses fatores, a modalidade esportiva pode ser praticada por pessoas de qualquer idade, desde que sejam respeitados os limites e o condicionamento de cada atleta. Mais que um estilo de vida, o esporte é uma fonte de sucesso e alegria, conclui Alves. ■

95


INFORME

Clínica Estética inova em Joinville Por Rodrigo Domingos Fotos: enviada pelo cliente

A

Esilitá é uma clínica estética especializada em tratamentos corporais, faciais, massoterapia e emagrecimento, inaugurada na cidade de Joinville (SC) no ano de 2016. Um local extremamente agradável, pensado no bem-estar de seus clientes. Uma linha completa de procedimentos faciais e corporais, com acompanhamento de especialistas, garantem tratamentos eficientes com as melhores técnicas e equipamento do mercado. A clínica é administrada pela empresária Bárbara Carvalho, 34 anos, que trouxe para a maior cidade catarinense, um novo conceito no segmento estético, aliando exclusividade, conforto e bem-estar de seus pacientes, para isso, a clínica conta com seis funcionários, e como regra, limita-se a um número reduzido de atendimentos diários, isso deve-se para gerar conforto e personalização ao atendimento dos procedimentos estéticos oferecidos pelo espaço. Com exclusividade na cidade a clínica oferece tratamento

para calvice com carboxi e dermaroller, tratamento para estrias com carboxi e dermaroller, tratamento de dermapen- cicatrizes e rejuvenescimento, popularmente conhecido como o tratamento das estrelas. Além destes tratamentos exclusivos, a clínica também oferece, tanto para homens, como para mulheres, os seguintes tratamentos: cellutec, manthus, vibria, vibrocell; radiofrequência; lipocavitação; corrente russa; eletrolipólise; infra-red, carboxi, modeladora, massagem relaxante, drenagem linfática, bambuterapia, peeling de diamantes, limpeza de pele, tratamentos faciais, dermaroller, dermapen, protocolos de rejuvenescimento, alongamento de cílios, micropgmentação de sobrancelha; aplicação de botox, escleroterapia. Acompanhamento com a nutricionista e mesoterapia (enzimas). Tratamentos para noivas, gestantes e lactantes. Ana Karina Bezerra, uma das colaboradores da Esilitá, é especialista em estética, Reiki aculputura, medicina chinesa

e barras de access, trata-se de uma ferramenta energética de expansão da consciência, criada em 1990, pelo norte americano Gary Douglas, fundador do Access Consciousness. Hoje a técnica está presente em 173 países e tem sido cada vez mais falada nas redes sociais brasileiras. A Esilitá após o tratamento aplicado, oferece a seus clientes protocolos exclusivos com resultados comprovados, isso com certeza é um dos principais diferencias em relação as outras clínicas existentes no mercado. E agora para o inverno que se aproxima, existem tratamentos específicos como: tratamentos para manchas, facial, virilha, axila – peelings, tratamentos para rejuvenescimento, tratamentos para acne e cicatrizes de acne – dermapen. Segundo a proprietária do espaço estético, Bárbara Carvcalho, a curto prazo, a ideia é mudar para um lugar maior, oferecendo assim, mais comodidade para as clientes e a longo prazo unir e transformar a Esilita estética em estética e spa. ■

ESILITÁ CLÍNICA ESTÉTICA Segunda a sexta das 9h às 21h (47) 3027-6711- (47) 9 9998-2166 Rua Rio Grande do Sul, 200 Anita Garibaldi, Joinville/SC www.esilita.com.br /Esilita @esilitaclinica.estetica

96


DUO COMPORTAMENTO

Meu amigo

PET

Ter um animal de estimação pode mudar o seu comportamento e trazer muitos benefícios, inclusive para a saúde. Conheça a rotina de algumas joinvilenses que dividem a casa com seus bichanos.

Por Cláudia de Moura de Mattos Fotos: Arquivo Pessoal e Banco de Imagens

N

ão é de hoje que o mundo pet faz parte dos noticiários, das telas de cinema e das páginas de revistas, e todas trazem a mesma mensagem: O quanto um animal pode mudar a vida de uma pessoa, e uma pessoa pode mudar a vida de um animal. Existe uma relação de troca e de companheirismo para todas as horas. A relação entre os animais de estimação e

98

seus “donos” vem mudando com o passar do tempo, tanto é, que hoje em dia, o termo mais adequado é tutor, já que o animal não deve ser considerado uma propriedade. Cada vez mais, os animais são considerados parte da família. Um bom exemplo é a animação “Pets: A vida Secreta dos Bichos”, que retrata bem essa mudança. Na história, que estreou no final do mês de agosto e foi recorde de bilheterias,

podemos ver a relação de amor, cumplicidade e carinho dos tutores com os seus bichinhos, e o quanto um é importante para o outro. Mesmo com a rotina agitada, horas de trabalho, o filme mostra a felicidade do animal e do ser humano ao se encontrarem novamente. O veterinário Gilson Fentzlaff, também percebeu essa mudança e a considera muito positiva tanto para os tutores quanto


para os animais. “Isso faz deles parte da família, se tornam uma companhia incomparável”, afirma. O veterinário destaca que um dos benefícios dessa relação moderna é a forma como as crianças passam a respeitar e cuidar dos animais, o que estimula o senso de responsabilidade e os tornam adultos conscientes em relação ao abandono e violência contra os animais. Além disso, explica que quanto mais forte a relação homem/ animal for, mais benefícios ambos terão. “Cada vez mais vejo esta relação sendo fortalecida, muitos cães ajudam pessoas até mesmo a saírem da depressão”. Amor e cuidado com o animal são extremamente necessários, mas cada família, cada tutor tem uma forma diferente de lidar com seu pet. Alguns já adotaram essa relação moderna, onde o animal tem liberdade de circular por qualquer cômodo da casa, ficar no sofá junto com seu tutor e dividirem a mesma cama. Mas, outros ainda têm uma postura um pouco mais conservadora e preferem que os animais fiquem somente fora de casa. Bruna Tonelli tem 25 anos e vive em um apartamento com seus pais e seus pets: Sebastião e Belinha, dois gatos vira-latas; e Polly, uma Lhasa Apso. Bruna explica que os bichinhos têm total liberdade de circular pelo apartamento e dormem onde quiserem. “A Polly, por exemplo, tem uma cama só dela do lado da cama da minha mãe, mas geralmente ela dorme na cama com meus pais ou até mesmo comigo”, conta. Mais do que liberdade na casa, os animais fazem verdadeiramente parte da família Tonelli. “Chamo de filho mesmo, meus pais chamam de neto, é engraçado para quem não vive uma relação dessas, mas para quem gosta como nós gostamos é

algo natural”. Ela conta que conversa sempre com seus bichinhos e que acredita que eles entendem muita coisa do que ela fala. Cuidados com o bem-estar, saúde e alimentação são coisas básicas para a jovem, que está sempre atenta ao comportamento de seus animais, e que ao sinal de qualquer mudança, altera sua rotina para cuidar de seus companheiros. Foi o que fez até o mês de agosto deste ano, quando um de seus companheiros morreu, o seu cachorro vira-lata Percival. “Não medi esforços para cuidar dele até seu último dia. Aliás, nem eu nem meus pais medimos. Revezamos em muitos momentos, enquanto um descansava, o outro cuidava do Percival”, diz. O processo não era simples, o cachorro foi diagnosticado com um tumor de pele raro, que avançou rapidamente. Foi quando Bruna mudou toda sua rotina para cuidar de seu amigo, que

precisava de ajuda para se alimentar e realizar as necessidades básicas, pois perdeu o movimento das patas. Além disso, ainda tomava medicamentos com horários controlados. Para a jovem, pouco importa se suas roupas ficam cheias de pelos, se a casa fica bagunçada ou se tem gastos fixos com veterinários e ração. O que importa é amor que recebe dos seus bichinhos. “Eles alegram meus dias, melhoram meu humor, me acalmam nos momentos tristes ou estressantes”, exclama. “Um sentimento tão lindo que só criaturas puras como a Polly, o Sebastião, a Belinha e até meu Percival podem me dar”, completa. Tutora de duas cadelas vira-latas, Michele Kruger Dunzer mora em uma casa com seu marido e filhas. Ela explica que sempre gostaram muito de cachorros e que a relação com suas duas cadelinhas é muito boa, elas fazem parte da família.

“Cada vez mais vejo esta relação sendo fortalecida, muitos cães ajudam pessoas até mesmo a saírem da depressão”

Bruna Tonelli com Percival e Polly. Foto: Tiago Cazaniga

99


DUO COMPORTAMENTO

“Nos últimos anos a relação da família com seu animal de estimação tem mudado muito. em muitos lares esses animais passaram a ser considerados um membro da família. Esta estreita relação é capaz de melhorar a autoestima, auxiliar no alívio do estresse, favorecer a interação social de seu tutor e, muitas vezes, o animal de estimação é utilizado como co-terapeuta, auxiliando o paciente a atingir os objetivos propostos para tratamentos, como nos casos de depressão, autismo e paralisia cerebral” Rodrigo Polido de Araújo Veterinário responsável - Clínica Bicho de Estimação

Michele conta que quando eles estão em casa, a Mel fica sempre com eles, mas ela tem seu próprio espaço. “Ela sabe, por exemplo, que não pode subir no sofá ou ir para o andar superior da casa”, explica. Já Cindy, por ser muito grande, fica sempre na parte externa da casa. Na hora de dormir é a mesma coisa, a Mel dorme dentro de casa, mas não tem acesso aos q u a r to s , sua cama fica na lavanderia, e Cindy tem sua casinha na parte externa. Ambas as cadelinhas são muito amorosas. Cindy, como é mais nova, é muito agitada, então costumam brincar bastante. A Mel é mais velha, e Michele fala que ela costuma ficar mais quietinha, mas está sempre por perto e adora receber carinho. Quanto à relação moderna, onde os animais são visto como fi lhos, Michele enxerga de forma diferente, mas ressalta que isso não diminui o amor e cuidado que tem por seus animais. “Penso

que os nossos cachorros são animais de estimação e não filhos, porém, assim como eles, também merecem carinho e os cuidados necessários”, explica. Jéssica Weirich mora com seus pais e sua irmã, e é tutora de Megan, uma Chow Chow. A jovem explica que a cadelinha não pode entrar em casa, e fica sempre na parte externa ou no segundo andar, que é aberto, como uma área de festas. “Ela não pode entrar em casa, porque é de uma raça peluda e minha mãe não gosta que ela solte pelo nos móveis”. Além disso, Jéssica conta que a raça de Megan não pode tomar muitos banhos, então ela toma uma vez por mês, e suas patinhas acabam ficando muito sujas, por isso, a família prefere que ela não entre na casa. “É um pouco por causa de saúde e um pouco por causa de higiene”, afirma. A jovem diz que a cadelinha é considerada o bebê da casa,

“Penso que os nossos cachorros são animais de estimação e não filhos, porém, assim como eles, também merecem carinho e os cuidados necessários”

100

mas que isso só é perceptível pelo modo como falam com ela, já que a chamam assim. Megan é mais quieta, não gosta muito de estranhos e nem que fiquem apertando ela. “Tem dias que não quer nem carinho, pegar no colo então, nem pensar”, afirma a tutora. Apesar disso, explica que a Chow Chow demonstra seu carinho por eles nas brincadeiras, e com o hábito de esperá-los no portão todos os dias. Jéssica acha saudável se apegar a um animal de estimação, e não vê problemas em deixá-los entrarem em casa, se não forem de uma raça tão peluda ou grande e estiverem sempre limpos, mas completa: “Não consigo assimilar bem a ideia de deixar os animais dormirem na mesma cama, sentarem no sofá, subirem na mesa, essas coisas. Acho que eu só diria para as pessoas manterem seus animais limpinhos e não deixarem lamber o rosto”. É essencial lembrar que cada animal é único, assim como cada tutor e família, o que farão ter formas diferentes de pensar e agir. O mais importante é lembrar que os pets precisam de muito amor, atenção e cuidados de seus tutores, independente do lugar onde dormem, ou se podem subir no sofá ou não. ■


Nossos Serviços Consultas Vacinas Anestesia Inalatória Cirurgias Exames Laboratoriais Raio X Internações Microchipagem Farmácia Veterinária Profilaxia Bucal Acupuntura Banho e Tosa Táxi Dog

Dra. Adriana Kammholz CRMV 1937/SC Dra. Chaiane Wyzykowski CRMV-SC 5639 Dra Isabela Lader CRMV-SC 05504 Dra. Kenia Mara Ferraz CRMV 3393/SC Dr. Rodrigo Polido de Araújo CRMV 2546/SC Dra. Susanne Werner Cordova CRMV 2077/SC

Clínica: 47 3435 3470 | Plantão: 47 9918 0034 | b_estimacao@yahoo.com.br Endereço: Av. Marques de Olinda, 1197 – Santo Antônio Clínica Veterinaria Bicho de Estimação


SOCIAL O Núcleo de Eventos da Ajorpeme, promoveu no último dia 04, um evento voltado para profissionais de eventos de Joinville e região. Fotos: Jean Caê


CASE DE SUCESSO

Qualidade e conforto

para seu sorriso A clínica Oral Sin surgiu há 12 anos no norte do Paraná. Atualmente conta com 128 clínicas em todo o Brasil, presente em Joinville desde novembro de 2012, sob a direção de Dr. Maiquel Ferreira. Foi ele quem iniciou os contatos com os fundadores da rede, Dr. Victor, Dr. Mateus e Dr. Eduardo, e hoje coordena a filial de forma independente ao lado do sócio e economista Fabrízio Monich Marzall. Dr. Maiquel, Natural de Londrina, em Joinville, também desde 2012, conta como foi instaurar uma das clínicas odontológicas de maior sucesso da cidade. Por Tabata Kadur Fotos: Simone Zancanella

104


IMPLANTES DENTÁRIOS O foco da clínica Oral Sin, segundo os sócios, são os implantes dentários com o objetivo de reabilitação. “Quando falamos em implante, falamos em reabilitação e isso envolve todas as áreas da odontologia”, explicam. Mesmo quando um paciente precisa, por exemplo, implantar apenas um dente, é preciso fazer toda a avaliação e verificar os problemas que a falta daquele dente pode ter causado para o paciente. “Temos a equipe de ortodontia, e também, novos serviços focados em harmonização facial, como botox, bichectomia, preenchimentos e lentes de contato dental/facetas", diz Dr. Maiquel. O planejamento do tratamento é completo e a clínica oferece uma equipe especializada para cada área de atuação. Os implantes podem ser adaptados para qualquer idade, inclusive pacientes hipertensos e diabéticos. Sempre levando em

consideração a saúde e condições de cada indivíduo. “Acompanhamos pessoas que tiveram mudanças reais de vida, depois dos implantes dentários. As pessoas voltam a viver, a frequentar restaurantes e se socializar”, conta Dr. Maiquel. Todos os pacientes que realizam implante na clínica, recebem um suporte médico, odontológico e o que mais for necessário. O dentista reforça que é preciso sempre ficar atento a todas as recomendações do especialista, e principalmente, seguir à risca o pós-operatório. Por conta do atendimento diferenciado, mais de 50% dos novos clientes, chegam através de indicação. Somente em Joinville já passaram mais de 10 mil pacientes pela clínica. O sucesso e o crescimento da Oral Sin foi exponencial. “Quando começamos, éramos uma equipe de três pessoas, hoje já somos em 34 no total”, relembra o proprietário.

“O sorriso hoje é um controle da autoestima. Sem dentes, a pessoa se isola de tudo.”

105


CASE DE SUCESSO DIFERENCIAIS Quando fala-se em redes de clínicas odontológicas, muitas pessoas desconfiam da qualidade e dos serviços oferecidos. Contudo, na Oral Sin o atendimento é humanizado, e os cuidados personalizados, pontos fortes da empresa. “Isso é uma criação minha. A preocupação com o próximo é algo gratificante”, argumenta Dr. Maiquel.

• Acessibilidade para o tratamentos, em todos os sentidos • Materiais de alta qualidade: Próteses Cone Morse • Profissionais qualificados

capacitados

e

• Equipe diferenciada, composta por 14 dentistas especialistas, entre eles implantodontistas, protesistas, periodontistas, avaliadores, endodontistas, ortodontistas e também especialistas em estética bucal e facial.

• Comunicação eficaz e eficiente.

SEDAÇÃO CONSCIENTE A Oral Sin de Joinville foi a primeira clínica da rede autorizada a trabalhar com o processo de sedação consciente, em pacientes cirúrgicos. Este serviço, executado por um médico anestesista, permite que o paciente durma ao longo da cirurgia de implantes dentários. “Grande parte dos nossos pacientes são pessoas que usavam dentaduras, que já passaram por traumas relacionados aos procedimentos odontológicos”, explica Dr. Maiquel. Levando em conta esse fator foi que

a clínica se preocupou em garantir mais bem-estar e conforto ao longo das cirurgias. “Notamos que ao explicar os procedimentos cirúrgicos para os pacientes, mesmo que de forma minuciosa, eles ainda ficam com medo. Foi então que decidimos implantar a sedação”, dizem os sócios. Dr. Maiquel ressalta que antes de realizarem qualquer tipo de cirurgia, o paciente é avaliado por um médico que analisará cada caso individualmente. “O médico faz todos os

exames, depois passa por uma consulta com nossa diretora clínica Dr. Larissa Taís e lá são acertados os detalhes e todo o planejamento do tratamento, só depois o paciente vai para a cirurgia”. Com a sedação consciente, o paciente adormece mas continua consciente, sem sentir nem a picada da agulha. Com esse diferencial, a clínica consegue abraçar pacientes que estão em mais riscos e que apresentam fobias, tornando possível o tratamento odontológico.


SERVIÇOS OFERECIDOS • • • • •

Implantes Estética Ortodontia Harmonização Facial Lentes de Contato/Facetas

DESTAQUES ORAL SIN • Mais de 10 mil pacientes já foram atendidos pela Oral Sin, unidade de Joinville.

• Laboratório e setor de radiologia próprios. • Estrutura de 700 m² de área construída.

• Atendimento para pacientes de Joinville e região (São Francisco do Sul, Garuva, Jaraguá, etc.) • Ampliação: por conta do crescimento, a clínica está com projetos de abrir mais duas clínicas para Joinville e região, no prazo de um ano. • A Oral Sin é a maior rede que executa implantes dentários na América Latina. Assim como em Joinville, é a clínica com o maior número de execução de implantes da cidade.

• Call center e setor comercial para atendimento personalizado. • Ações sociais com o intuito de conscientizar a população sobre higiene bucal. • A Oran Sin faz parte do Núcleo de Saúde de Joinville. • É a maior clínica odontológica do norte do estado. ■

Oral Sin Joinville Rua Lages, 719 – América (47) 3145-8300 /OralSinJoinville | @oralsin.joinville

107


Vi ne Garten

Vi tri ne tri Garten

As pessoas e os eventos mais legais para você As pessoas e os ficar por dentro de eventos legais tudo quemais acontece no Garten Shopping. para você ficar

Bela e as crianças da noite do soninho. Foto: Daniel Machado

por dentro de tudo

que acontece no

Garten Shopping.

Danilo Radke, Michelline, Diogo Portugal, Ricardo e Luis. Foto: Daniel Machado

Diogo Portugal, Danilo Radke, Ricardo e os finalistas do Haha Festival. Foto: Daniel Machado

Dudu Martins e Maria Augusta Bottega na General Lyy

Lilian Mezzari - Fashion B Digital Influencer, Person “A acessibilidade do Naç O mix de lojas por segme

Dra Aleda Erbs e Alana Rox, apresentadora da GNT

Gabie e Thalita do Depois das Onze Ellen Rocche e Jack Simonéia


# Jack Simonéia, Michelline, Ale Lobo, Fabíola Bernardes e Claire Juliani. Foto: Centro Europeu

Irmãos Feitosa. Foto: Daniel Machado

Tatiana Carvalho e o filho Rafael Vieram de Cocal do Sul curtir a vitrine maravilhosa da Guzzati.

Michelline e Claire Juliane no Preview Garten Kids. Foto: Daniel Machado

Blogger, nal Stylist de Criciúma. ções Shopping é ótima! entos é surpreendente!”

Apareça em nossa vitrine! Quando você estiver no Garten Shopping, marque a #gartenshopping e mostre que está por dentro de tudo o que acontece aqui.

Luciana Areias, Rodrigo Domingos, Rejane Gambin e Jean Smekatz. Foto: Centro Europeu

Eliza Magrin - Digital Influencer, produtora de moda e personal stylist. Curtindo as novidades da Jorge Bischoff. Omar Amin Ghanem Filho para o Garten Mais

Rozani e os modelos da Yacamim. Foto: Centro Europeu

Lica Poltozi e F e Empresários d Estão sempre n curtindo as nov

Mini Miss Brasil 2017. Foto: Daniel Machado

Evento CDL - Jaimes Almeida Junior e equipe Garten

Amanda, Isaias e Irineu Jr na Aramis


FABÍOLA BERNARDES E-mail: fabiolacolunista@terra.com.br Site: www.fabiolabernardes.com.br Siga no twitter: @FabiolaBernarde Facebook: Fabíola Bernardes 1.

2.

1. Turma da Cuca O desfile de apresentação da coleção Outono/Inverno 2017 da Turma da Cuca surpreendeu a todos os convidados e familiares pela riqueza de detalhes que as confecções prepararam para enfeitar as crianças e adolescentes. Jackson Paul e Minéia Giacomelli Paul foram extremamente carinhosos com todos. Foto Gabriel Richartz

Jackson e Minéia Paul com os filhos Patric e Yohan Paul

Andrew Romans

2.

2.

2. ExpoGestão 2017

Melina Mosimann, Fabiola Bernardes e Juarez Machado

O evento atingiu seu ápice em organização e conteúdo, na minha opinião. Palestras, workshops e feira absolutamente perfeitos e muito prestigiados. Circularam nomes importantes do Estado de Santa Catarina e Brasil tanto no palco como no evento em geral. Foto André Kopsch

2.

3. Enxovais D´Oro lança nova coleção

Albano Francisco Schmidt, Roger Becker e Omar Amin Ghanem Filho

José Hizzo

2.

2.

Ely e Natasha Buddemeyer receberam clientes na loja para lançar a coleção da Buddemeyer de Inverno! Vieram pessoalmente para estar mais próximas dos joinvilenses, já que a loja tornou grande desejo de todos! A qualidade é indiscutível mas o diferencial dos produtos é quando você toca! Além de lançar a coleção, o coquetel também serviu para mostrar as lindas peças de decoração. Fotos Vinicius Ariel

Adriano Bornschein Silva, Alonso Jose Torres, Omar Amin Ghanem Filho e Marcio Atala

Evair Oenning e Mario Cezar de Aguiar

2.

3.

3.

Nivaldo Nass, Marcos Pontes e Dinora Nass Allage

Ely e Natasha Buddemeyer com Fabiola Bernardes

Kresthine Danuze Glatz, Katia Christina Brand, Fabiola Bernardes e Ely Budemmeyer


FABÍOLA BERNARDES 4.

4.

Dani, Carol e Matheus Song com a Equipe Barbearia Ministro Jonathan, Carol e Marco

Dani Suzuki, Carol Song, Rafa Suzuki, Dani Song e Zenyr Sakuma.

5.

Clube Di Vino

5.

4. Desfile e coquetel da Song Homem e Mulher

5.

Carolina e Daniela Song arrasaram no evento de lançamento da coleção Inverno 2017 da Song Homem e Mulher. Desfile super elegante da nova coleção com marcas conceituadas que provocou suspiros deles e delas. 5. Comemorações Bárbara Conte, Marlon Conte Filho e Camila Conte.

Paulo André Ribeiro e Renata Gonçalves Foto Max Schwoelk

6. Sempre muito bom encontrar…

5.

6.

6.

Edmundo, Elisangela e Elena Asai

Fred e Bianca Mittelstadt

Marcelo Kodja, Fabiola Bernardes e Vivian Campos


FABÍOLA BERNARDES 6.

6.

Carmen Lucia Vick Pscheidt , Viviane Nascimento, Meide Dalmas, Bianca Mittelstadt , Angelita Meurer , Fabiola Bernardes e Juliana Nascimento

Blogueiras Bella Sant e Mariana Emerim Foto Rodrigo Arsego

6.

6.

6.

Maria Eduarda e Amanda Savtchen

Padre Reginaldo Manzotti com Claudine Zattar

6.

7.

Rosana Oliveira e Margareth Carmo

Gabriela Loyola, Tufi Mousse e Susane Raiter

Ieda Isoton, Fabiola Bernardes e Mateus Novelli

7. CASA COR EM BC A Florense Joinville está participando da renomada Casa Cor com uma proposta bem diferente e contemporânea. O arquiteto Tufi Mousse novamente mostrou seu talento e o casal franqueado Mateus Novelli e Ieda Isoton executaram com perfeição! 7.

7.

Rodrigo Borges, Susane Raiter, Tatiana Filomeno, Mateus Szomorovszky e Graziela Bachtold.

Fabiola Bernardes @Fabiola Bernarde Fabiola Bernardes

Alexandre Voigt e Susane Raiter

Assista: Canal 26 da NET Diariamente às 10h, 13h, 17h, 22h e 23h. Outros horários alternativos flutuantes.


SOCIAL TOP DE MARCAS Aconteceu no último dia 28 de abril, na Sociedade Glória, o Prêmio Top de Marcas. Na ocasião, foram premiados mais de 60 empresários da cidade. Fotos: Edson Scharf 01

02

03

04

05

06

07

08

09

10

11

12

13

14

15

16

01 - Água Jáhhh, 02 - Arterra, 03 - Auto Escola Água Viva, 04 - Banda Brothers, 05 - Bovary Snooker Pub, 06 - Brasil Noivas, 07 - Braville, 08 - Central das Flores, 09 - Churrascaria Baby Búfalo, 10 - Comerciários Sindicato Joinville e Região, 11 - Corpori Sani, 12 - Dedetizadora Joinville, 13 - Destramed, 14 - Digsom, 15 - Dogana Brasil, 16 - Drogaria Coradelli


SOCIAL TOP DE MARCAS 17

18

19

20

21

22

24

28

25

26

29

23

27

30

31

17 - Ecoville Brasil, 18 - Edson Scharf, 19 - Engeplax, 20 - Equipe Medalha de Ouro, 21 - Erva Doce Boutique, 22 - Fanezze Embalagens, 23 - Firenza, 24 - Gráfica Nacional, 25 - Gtruck Log, 26 - Ideal Emergências, 27 - Irineu Imóveis, 28 - JC Cópias, 29 - KN Placas, 30 - Kodashi Sushi Bar, 31 - Luminosos Andrade


SOCIAL TOP DE MARCAS 32

33

34

35

36

37

38

39

40

44

41

45

42

43

46

47

32 - Madeireira Mato Grosso , 33 - Mais Seguros, 34 - Mani Som, 35 - Mantac, 36 - Metalville, 37 - Moy Advogados, 38 - Mozza Uniformes, 39 - Ortiz Máquinas, 40 - Ortopedia Filipe, 41 - Ótica Aurora, 42 - Paraiso das Emoções, 43 - Platoville, 44 - Rádio 89 FM, 45 - Rádio Cultura AM1250, 46 - Ravelli, 47 - Representante Cacá Martan


SOCIAL TOP DE MARCAS 48

52

59

49

50

51

53

54

55

56

57

58

60

61

48 - Representante Dr. Gastão Schwarz Júnior, 49 - Restaurante Beira Mar, 50 - Restaurante Glória, 51 - Resulteg, 52 - DUO Joinville, 53 - Rodrigo Coelho, 54 - Schumacher Hidraulic Center, 55 - Sicredi, 56 - Spieler, 57 - Stelar Jóias, 58 - Toldos Europa, 59 - Vanessa Modas, 60 - Vogel Painéis, 61 - Volte a Sorrir


CRÔNICAS DA VIDA REAL Márcia Tasca

As aventuras da paixão

118

Foto: Banco de Imagens

I

nício de namoro é aquele momento onde as borboletas batem asas no estômago. Você espera encontrar o amor da sua vida, faz planos, está no ápice da paixão, embora tenha sempre aquele pé atrás até entender quais são as reais intenções do seu par. O início de namoro com o meu marido foi assim, cabeça na lua, suspirar profundo e algumas peripécias dignas da minha vida. Trabalhávamos em empresas parceiras, e viajávamos bastante a trabalho. Um dia coincidiu de estarmos na mesma cidade e então marcamos nosso segundo encontro. Era 20h e nada dele me ligar, então engoli o orgulho e eu mesma liguei. Fiz uma voz tranquila num tom maduro e sincero, deixando claro que não estava me “rebaixando” e sim fazendo meu papel de interessada no assunto, mas que se não rolasse o encontro eu não morreria (mentira, eu morreria de chorar sim!). De forma super romântica, ele me avisou que já estava no bar com os amigos e que eu deveria ir pra lá. Eu, que imaginava uma noite romântica, mudei os rumos e aceitei na hora. Chegando ao endereço que ele me passou, havia somente uma penumbra na rua, e algumas folhinhas rolando no chão, dignas de uma cena de inverno num filme

de terror, porém, o taxista podia jurar que lá nos fundos havia um bar que era o point de BH. Táxi liberado, ele para um lado e eu para o outro. Sozinha, numa avenida desconhecida, percebi que estava no lugar errado. Liguei para o meu respectivo “rolo” e descobri que o bar em questão ficava ali do outro lado da rua, praticamente em frente, e eu o teria visto se as avenidas não estivessem em patamares diferentes, uma lá em cima e outro lá embaixo. Tentei pegar um táxi, mas depois de 20 minutos sem ninguém passar naquela rua, decidi desistir (de pegar um táxi, claro). Olhei para o morro, tirei meu salto alto e comecei a

escalada. O morro era tão íngreme que eu quase precisei de um kit de rapel para finalizar a tarefa, mas minha determinação era tão grande, que mesmo de vestido e maquiada, com uma bolsa e sapatos na mão, segurando em toiças de grama, eu venci. Confesso que meu cabelo já não era mais o mesmo e meu bigodinho estava suado, mas ao menos eu tinha chegado lá. Me limpei, coloquei os sapatos e entrei no bar super tranquila. Sorri, joguei os cabelos com todo o charme que me sobrou e quando cheguei a mesa perguntei: “Qual de vocês é o Régis mesmo?”. Claro que eu sabia exatamente quem era. ■


Revista Duo - 048  
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you