Page 1


Editorial

EXPEDIENTE

Foto: GermanoRocks.com

Então é natal, e o que você fez? Chega a Duo de dezembro e com ela, todo o encanto e simbologia do natal e do ano novo. Ano esse que pra muitos foi empurrado com a barriga, que não viam a hora de chegar ao fim, com a ilusão de que tudo mudará dia 31 de dezembro. Que dia primeiro de janeiro chegará com tudo novo, que deixará para trás todos os problemas desse ano e que tudo se realizará no ano que vai nascer… #SQN. Você definitivamente precisa pensar diferente, fazer diferente, criar das pedras, trampolim, e da crise, possibilidades. O ano novo será ótimo, desde que você o projete e faça ele acontecer da melhor forma. Crie sim novas metas, desde que possíveis de atingir. Deixe em Toni Furtado 2015 tudo o que não deu certo e aprenda com os erros, leve pra 2016 só coisas boas e pensamentos bons, mas tenha consciência de que nada mudará por acaso, mas sim por competência sua. Para o próximo ano, metas ousadas serão traçadas pela Duo: novo projeto gráfico, nova logo, nova linha editorial, novos eventos e ações, tudo com a intenção de melhorar e de aprender com o que 2015 trouxe para nós, sempre acreditando na lei de atração e fazendo o bem não importa a quem. Falando um pouco da Duo desse mês, dividimos a revista em três cadernos especiais: Duo do mês com todas as colunas regulares, caderno de casa e decoração, duo sabores, duo homem, colunas sociais, entre outros. Em seguida, um caderno especial voltado para especialistas, referências em saúde e estética. Fechamos a edição com um outro caderno especial de moda alto verão, com editoriais e matérias que trazem como foco, nossa moda local. Fechamos o ano melhor do que começamos e com mais afinco em trazer informação local, valorizando nossa cidade e nossos joinvilenses. Não cansamos de contar histórias reais e fomentar o mercado local. Acreditamos cada vez mais na fomentação do nosso comércio e serviços, mostrando que é possível confiar, consumir e indicar nossos apoiadores e parceiros. Todo o carinho da nossa equipe transcende a cada edição e fechamos o ano muito felizes com a fidelização dos nossos clientes. Fechamos o ano com o mesmo número de anunciantes que iniciamos e isso só prova a premissa do retorno do investimento para os empresários que acreditam na Duo. Espero no próximo ano que as novas metas tragam ainda melhores resultados e que os desafios sejam vencidos em parceria. Nossa revista está aqui para dar visibilidade para sua marca e credibilidade é a palavra-chave do nosso trabalho. Sucesso e sorte para o próximo ano!

CAPA Modelo: Luiza Dora – DF Model Veste: Lez a Lez Acessórios: Francesca Romana Diana Foto e tratamento: Germano Rocks Beleza: Bruna Dubinski Styling: Jean Smekatz Diagramação

47 3043 2150 Tiragem 5.000 exemplares, Gráfica Impressul Editorias de Moda Foto e tratamento: Germano Rocks Beleza: Bruna Dubinski Styling: Jean Smekatz Produção Executiva: Tabata Kadur Jornalista responsável e revisão Ana Paula Padilha Editora de Conteúdo Tabata Kadur Jornalistas Jair Alberto Morello,Jefferson Luchtenberg, Márcia Campos,Windson Prado Fotos Camila Raiser Simone Zancanella Relações Públicas Gean Salfer Colaboradores Cristiano Pitz, Dangelo Peixer, Drag Conchita, Eduardo Imianosky Benvenutti, Evelize Olímpio, Fabíola Bernardes, Graziela Morelli, Ju Pamplona, Leandro Camargo, Leandro Soares, Marinaldo Silva e Silva, Mario Kutianski, Matilde Melo, Osny Martins, Paulo Donde, Rodrigo Domingos, Suzana Caroline dos S. Lobo, Talita Corrêa, Yasmim Fassbinder

ANUNCIE EM NOSSA REVISTA! Departamento Comercial Toni Furtado

8423.3934 toni@revistaduo.com.br

Ci Batista

9645.5740 comercial@revistaduo.com.br


19 à 21 DE FEVEREIRO YELO STAGE JOINVILLE

Foto: Vanderlei kupicki - Vestido: Dayany Armstrong Atelier.

Av. Cel. Procópio Gomes, 358 - Centro

A feira mais charmosa de Joinville e região! Retire seu convite vip com os expositores. 19/02/2016 das 18:00 às 22:00 e de 20 à 21/02/2016 das 14:00 às 22:00.


Índice 15

Deu Branco? Vá de cores no Réveillon!

40

Matéria Principal

48

Duo Moda

Lições para enfrentar a crise Casa com ambientes integrados

72

81

Duo Saúde

Os Museus de Joinville

121 Duo Moda

Duo Social

212


Casa e Decoração

Área de lazer e casas integradas, além de arquitetura:

MUDANÇA DE VIDA Casa com ambientes integrados é tendência da arquitetura contemporânea. Saiba mais.

Por Talita Corrêa Fotos: Banco de imagens

Dentre as diversas qualidades que esse tipo de projeto apresenta, comumente, os arquitetos destacam que o espaço parece maior, ocasionado pela ausência de paredes, além da aproximação das pessoas que compartilham a área comum. Assim, a área externa – que já era a queridinha de muitos, se transformou em parte essencial do projeto, já que sala, cozinha e jardim se tornaram um. Deste modo, foram superadas as

barreiras de que determinado tipo de revestimento só dava certo para esse ou aquele ambiente e houve uma mudança natural e adaptativa, digamos assim, da forma de dispor objetos, ornamentos e plantas. O vidro é o material coringa que passou a ser utilizado para criar essa unicidade entre os ambientes, de modo que se tornou o grande responsável por substituir paredes inteiras de concreto e trazer jardim

e piscina, por exemplo, para perto dos olhos. Talvez uma de suas maiores qualidades seja a versatilidade, razão pela qual houve um grande investimento do setor em produzir material que agrade e atenda a necessidade dos diferentes tipos de cliente. Assim, foi desenvolvido desde material espelhado, que controla a luz do sol, até os de propriedade autolimpante, ativada pela incidência de raios UV.

DUO | revistaduo.com.br

15


Casa e Decoração

Se por um lado o vidro criou essa aproximação dos ambientes, inclusive das áreas denominadas interna e externa, por outro, teve que haver uma mudança considerável na forma de se construir e de empregar materiais. Atualmente há diversos tipos de revestimentos que permitem edificar, literalmente, a casa dos sonhos. Existem mosaicos, pastilhas, ladrilhos, pedras naturais e inúmeras outras opções que possibilita construir o que a imaginação for capaz de conceber. Para aqueles que idealizaram área verde, mas não querem ter

manutenção constante do jardim, o pisograma é uma excelente opção. Contudo, para as casas que já têm o piso todo assentado, o verde do gramado pode aparecer em vasos de diversos tipos e tamanhos que avivam o ambiente. O paisagista é o profissional adequado para sugerir qual o melhor tipo de planta dependendo da luminosidade, clima e investimento, mas vale lembrar, que se enganam aqueles que pensam que vaso tem que ter flor, pois comumente tais profissionais sugerem composé de vasos e folhagens que energizam o ambiente de tal maneira, que

o colorido das flores se tornam dispensáveis. Outra opção útil é cultivar uma horta de temperos em casa. Cozinhar está na moda, o raio ‘gourmetizador’ atingiu pratos básicos que com a escolha certa dos produtos, aliado a maneira de servir estão fazendo maior sucesso e o verde pode vir daí. Temperos como hortelã, manjericão, salsinha e cebolinha, podem ser cultivados em vasinhos na cozinha ou pregados em uma parede cimentada, deixando o ambiente um charme e trazendo saúde à mesa, afinal de contas, você sabe a procedência daquilo que está consumindo.


Já para os que querem cor, mas dispensa o verde das plantas, certo de que elas exigem cuidado, uma boa alternativa é o ladrilho hidráulico, que garante uma bossa ao ambiente, com pegada retro e moderna ao mesmo tempo. Uma das vantagens desse tipo de revestimento é que é fácil de limpar e não é preciso muito investimento com outros pisos e pedras, já que ele é suficiente para deixar o cômodo bonito e alegre. Para os apreciadores da tradicional pizza com amigos ou de pão feito em casa, possibilidade de forno a lenha, próximo ou em substituição a churrasqueira, é uma excelente escolha. A clássica combinação de forno a lenha e parede revestida

de ladrilho é sucesso garantido. Contudo, para os que não abrem mão da churrasqueira e querem utilizar tudo o que têm direito, a mistura de materiais pode ser uma boa, desde que haja escolha adequada dos elementos entre si. Churrasqueiras com revestimento que imitam madeira, combinado com pedras, criam um clima aconchegante. Ainda há acabamentos de alumínio, cerâmicos, cimentícios e vinílicos que proporcionam a textura da matériaprima, fazendo de cada área de lazer, um lugar único para se compartilhar as mais diversas experiências. Vale lembrar, que embora a sofisticação esteja muito presente em casas com ambientes integrados, pois é indubitável que há grande

investimento em design nos elementos básicos de cada ambiente, como bancadas, cubas, torneiras e diversos outros, essa forma de construção acarretou mudança na forma de receber pessoas. Se antes adultos e crianças ficavam em salas separadas, hoje enquanto os pais conversam a beira da churrasqueira que fica dentro da cozinha, apenas viram as cadeiras para conferir os filhos que vêem TV na sala, de maneira que a recepção se tornou mais informal e proporcionou estreitamento entre anfitrião e visita. O despojamento da arquitetura contemporânea oferece subsídio para que a casa se torne lar.

DUO | revistaduo.com.br

17


Revestimentos para piscina, exclusivos na Revestire C ar petes Pa p e l d e Pa re d e Pastilhas Pisos

Ro d a p ĂŠ Ta pe tes C o r ti n a s Persianas

Rua Benjamin Constant, 148 Bairro AmĂŠrica - Joinville/SC Tel.: 3423- 1950 | 3026- 6636 contato@revestire.com


Casa e Decoração

Decorando sua árvore de natal A cada ano que passa, mais novidades surgem no segmento de artigos e decoração natalina, feiras nacionais e internacionais apresentam as tendêncas e mostram o que está na moda, auxiliando os mais indecisos a escolher o estilo ideal para cada família. Por Márcia Campos Fotos: Banco de Imagem

A decoração da árvore de Natal é uma tradição cultivada em muitos países, que passa de geração em geração e que traduz a união familiar em torno desta data festiva. É nesta época do ano que o espírito natalino invade os lares deixando tudo mais bonito. Para te ajudar a fazer a escolha certa, a Duo pesquisou algumas tendências de decoração, para deixar sua árvore de natal linda e sua casa aconchegante para receber seus convidados.

Local e tamanho O tamanho da árvore de natal deve ser proporcional ao ambiente. Ambientes amplos, com pé-direito alto comportam árvores com mais de dois metros. Mas se o ambiente é compacto, uma árvore de natal de 1,50 à 1,80 cm é suficiente.

Combinações de cores Escolher uma combinação de cores, vai deixar a sua árvore com um visual coeso e completo. Lembrese de escolher algo que não dispute com o cômodo onde está a árvore. Cores clássicas de Natal, verde e vermelho. Destaque a árvore verde com enfeites vermelhos, guirlandas, fitas. Se você quer adicionar alguma extravagância com uma cor metálica, tente dourado ou prateado. Luzes vermelhas, verdes ou brancas frias funcionam melhor com este estilo. Cores de inverno, como azul, prateado e roxo. Use a sua árvore para imitar as cores brilhantes e geladas de um Natal com neve. Se você escolher este esquema, tente evitar misturar qualquer coisa

vermelha, amarela ou dourada. Escolha luzes brancas frias ou azuis. Para um visual de inverno realmente minimalista, use apenas decorações brancas e prateadas. Cores metálicas, como dourado, prateado e bronze. A boa notícia é que cores metálicas são fáceis de misturar e você pode brincar com uma, duas ou três delas. Elas ficam melhor se forem acentuadas por luzes brancas frias. Cores frias ou quentes. Se você quer uma árvore que é um pouco mais diversificada, tente usar cores que são frias (com nuances azuis) ou quentes (com nuances vermelhas). Por exemplo, uma árvore quente pode exibir decorações vermelhas, laranjas e douradas; uma fria pode ter verde, roxo, azul e prateado.

DUO | revistaduo.com.br

21


Casa e Decoração

Decoração temática Árvore com tema infantil – utilize bonequinhos de neve, bichinhos coloridos, fitas, lacinhos, anjos, renas, Papai Noel, gorrinhos de feltro e cores alegres e vibrantes; Clean e elegante – utilize enfeites predominantemente prata e dourado, enfeites de acrílico, vidro e com efeito transparente, bolas de espelhos, plumas brancas, enfeites com gliter;

Tradicional – Utilize enfeites vermelhos e dourados dos mais variados, mas estas cores não podem faltar!

atuais, com muito charme e elegância.

Vintage - O estilo de decoração de Natal vintage é um estilo voltado para incorporar o antigo com o novo, é uma maneira de resgatar as tendências antigas, em especial dos anos 20, 30, 40, 50 e 60 aos tempos

Materiais recicláveis - A reciclagem é uma prática muito útil para o nosso planeta. Diariamente são jogados no lixo uma infinidade de materiais recicláveis e que podem virar sim, lindos objetos de decoração de natal. Basta criatividade, assim você ajuda o planeta, ecomoniza e dá um ótimo exemplo para seus filhos.

Escolha luzes pequenas. Luzes cintilantes em miniatura, ao invés de grandes lâmpadas, vão ajudar a deixar a sua árvore com um visual mais extravagante e requintado. Lembre-se, as luzes estão lá para acentuar a árvore, não para roubar a cena. Tente escolher luzes que não toquem música ou pisquem e escolha uma cor que funciona com a combinação de cores. Se você quer fazer uma escolha segura, use luzes brancas ou

claras neutras. Quanto às cores, se a intenção é montar uma árvore de natal mais elegante e discreta opte pelo branco, prata e dourado. Se a intenção é inovar, enfeites azuis, lilás, rosa e e laranja estão na moda e proporcionam uma decoração alegre e vibrante. Agora se você prefere o tradicional vermelho e verde, utilize acessórios diferentes e personalizados, dê o seu toque de personalidade.

Brega x chique Para fugir de uma decoração brega, lembre-se sempre da máxima: menos é mais. Deve-se evitar sobrepor diversos enfeites na sua árvore. O ideal é que haja um espaço, deixando um pouco do verde. Para quem quer fazer uma árvore mais chique aposte nas decorações onde o branco e o prata predominam. Mas é necessário também seguir a paleta de cores na hora de escolher a iluminação, optando pelas lâmpadas brancas.

Têndencia para 2015 A tendência mundial voltada à decoração de Natal, este ano, busca inspiração no estilo de vida natural. As duas feiras de natal mais importantes da Alemanha, tanto a “Christkindlesmarkt” (Mercado do menino Jesus) em Nüremberg e a “Striezelmarkt” de Dresden, que acontece desde 1434, deram ênfase a este estilo. Assim, os cenários ganham um ar mais descontraído e despretensioso, harmonizando tons mais terrosos, creme, branco e marrom, as texturas completam o quadro, com a presença de materiais de forte apelo tátil,

22

DUO | revistaduo.com.br

como feltro, juta, tecidos rústicos, malhas e flanelas. E diferente dos outros anos que sempre trazem o dourado, o prateado agora promete roubar a cena. As tendências foram lançadas também aqui no Brasil, na Feira Natal Show 2015, onde as empresas apresentam suas novidades para a temporada. A ideia é criar um ambiente intimista e aconchegante, lançando mão de flores de juta, adornos de madeira e fitas rústicas, por exemplo. Miniaturas de bonecos de madeira é uma aposta para a decoração.


Etiqueta do Lar

Por Evelize OlĂ­mpio contato@etiquetadolar.com.br

Seja rico ou seja pobre, o velhinho sempre vem! O último mês do ano sempre vem repleto de cores, luzes e enfeites. Como harmonizar a magia do natal com o aconchego do lar? $POmSB Natal Ê uma data maravilhosa para reflexão e encontros. Data tão importante que enfeitamos nossas casas para receber amigos, familiares e refletir sobre o ano vivido. Enfeites, luzes e presentes tomam conta dos espaços e trazem o cheiro de ano novo. Sempre que o Natal se aproxima vejo pessoas em função do lar. É o momento de ter aquela sensação de ano novo, de vida nova. Eis que chega então o último assunto que trataremos neste ano, a organização da casa para as comemoraçþes. Sem dúvida, o Natal Ê o momento que envolve o sentimento das pessoas. Que as une em volta da mesa. Que faz com que troquemos lembranças e, isto requer organização e tambÊm algumas regras de etiqueta, para que tudo saia conforme planejado e para que nenhuma gafe ocorra. Se você serå a anfitriã, fique atenta às dicas. Mas, se você Ê só convidada, tambÊm reservamos algo pra você.

24

DUO | revistaduo.com.br

ANFITRIĂƒ - Escolha um cardĂĄpio que agrade a maioria dos paladares. Evite ingredientes muito exĂłticos ou que tragam algum risco; -Tenha ĂĄgua disponĂ­vel durante toda a noite, assim, seus convidados poderĂŁo limpar o paladar, matar a sede ou acompanhar uma bebida alcoĂłlica para dosar o teor durante a festa; - Ao montar a mesa, certifique-se da quantidade de lugares. Caso nĂŁo tenha espaço suficiente, providencie bandejas e sousplat, para aqueles que usarĂŁo poltronas ou ficarĂŁo em pĂŠ; - Monte a ĂĄrvore de natal em local seguro, nĂŁo se esquecendo de deixar um espaço embaixo, para os presentes dos convidados; - Quer fazer amigo secreto? Uma boa opção ĂŠ pedir para que todos levem uma lembrança unissex ou chocolates. Assim, os bilhetes serĂŁo tirados no dia e todos podem brincar de maneira divertida;

CONVIDADO - Leve uma lembrança como mostra de agradecimento pelo convite. Não precisa ser nada caro, pode ser um chocolate, um cartão ou uma flor plantada. Só não chegue de mãos vazias; - Caso você fique responsåvel por levar algum dos pratos servidos na noite, cumpra seu compromisso e priorize embalagens descartåveis, para não se preocupar com a travessa suja na saída; - Desfrute dos preparativos e evite opiniþes que possam mudar o cronograma da noite. Para o momento do jantar, sirva-se assim que o anfitrião anunciar; - Ao trocar os presentes, entregue primeiro os presentes das crianças, depois os dos adultos; - No final da noite, seja gentil e agradeça o anfitrião pela brilhante organização.


Duo Sabores

Delícias da Ceia Natalina. Estão servidos? O Natal é uma data muito especial para reunir a família e os amigos queridos em casa. O cheirinho de rabanada, panettone, peru e farofa, são delícias que aguçam os sentidos em torno da mesa. Para sua ceia ficar ainda mais gostosa e prática, a Duo vai te dar algumas dicas. Por Márcia Campos Fotos: Banco de Imagem

Nem todo mundo gosta de cozinhar, até as mais prendadas podem ficar inseguras na hora de fazer um banquete para um batalhão. Se você se encaixa neste perfil, uma boa opção é a ceia por

26

encomenda. Assim basta fazer o pedido e esperar as guloseimas chegarem na tranquilidade do seu lar. Mas atenção, não deixe para a última hora, pois como em todos os serviços de encomenda,

é preciso fazer seu pedido com antecedência. A Duo listou três opções de restaurantes que farão a ceia por encomenda, basta fazer a sua escolha e bon appetit!

JARDIM AMELIE

ROMI ROTISSERIA

As reservas poderão ser feitas até 18/12, porém temos um limite de pedidos. Os itens que serão oferecidos pelo restaurante, são: Carnes: Peru tropical e Mignon (Ao molho madeira, mostarda ou grelhado) Acompanhamentos 1: Lasanha de Bacalhau / Lasanha de Salmão / Quiche de Aspargo e Cogumelo Paris / Quiche de Camarão e Queijo Brie. Acompanhamentos 2: Farofa Natalina, Cuscuz Tropical, Arroz Grego, Salpicão Especial, Maionese. Sobremesas: Torta Banoffe Cheescake - Calda de Nutella ou Frutas Vermelhas Torta Duo de Chocolate Preto e Branco Torta de Nozes Panetone Trufado - O cliente poderá selecionar os itens de sua preferência. As carnes e acompanhamentos do item 2 serão vendidos por peso. E os acompanhamentos do item 1 e sobremesas em tamanho de 10 ou 20 fatias.

O restaurante oferece um cardápio variado e o cliente pode encomendar os itens que quiser e a quantidade que quiser também, pois depende de quantas pessoas terá em sua ceia. Último dia para pedidos: sempre dia 22/12. Cardápio: Carnes: Lombo (vendido por kg); Chester (vendido peça inteira); Strogonoff (vendido por quilo); Tender (vendido em bolinhas); Peru (vendido peça inteira). Acompanhamentos (sempre de 2 em 2 pessoas) Arroz Branco; arroz à Grega; Farofa Bacon; Farofa de Frutas; Batata Palha; Batata Gratinada; Maionese de Batata; Salpicão de Frango. Sobremesas: Pudim Banho Maria (peça inteira); Sagu de Vinho (pote de 500 ml; Calda de baunilha (pote de 250 ml) Rotisserie Romi Eventos – Tele-Entrega - Restaurante Fone: (47) 3455-0100

DUO | revistaduo.com.br


DEGUSTO CARNES E MASSAS O restaurante trabalha com ceia natalina há mais de cinco anos e atende uma vasta clientela. Segundo o proprietário, Valmor de Moura, a ceia natalina é a tradicional e pronta para consumo, mas sem

customização, uma vez que o objetivo é atender ao máximo os clientes fidelizados durante os anos de trabalho. No degusto você pode encontrar o cardápio tradicional. Peru, chester, carnes suína e bovina, e alguns acompanhamentos.

Opções de receitas saudáveis para vegetarianos e veganos

TOFU GRELHADO COM VEGETAIS

BACALHAU À GOMES DE SÁ

Ingredientes: 1 cebolas fatiadas 1 tomate fatiado 2 fatias de tofu firme com 3 cm de espessura 4 batatas descascadas 4 fatias de pimentão vermelho 5 fatias de pimentão amarelo 3 fatias de pimentão verde 2 colheres de sopa de azeitonas pretas fatiadas 3 colheres de sopa de salsinha picada 4 colheres de sopa de azeite Sal e pimenta a gosto

Ingredientes: 500 gr de bacalhau demolhados em pele e espinhas Azeite de oliva 1/2 kg de batatas cozidas e cortadas em rodelas 2 cebolas cortadas em rodelas 1 folha de louro 5 dentes de alho cortados em fatias Sal e pimenta a gosto 2 ovos cozidos cortados em fatias 1 xícara de salsinha picada 1 xícara de azeitonas verdes ou pretas

Modo de Preparo: Cozinhe as batatas em água e sal. Corte o tofu em 6 triângulos. Em uma frigideira antiaderente aqueça o azeite em fogo baixo e coloque a cebola, tomate e os pimentões para refogar por aproximadamente 10 minutos. Mexa sempre para não queimar. Coloque a azeitona, salsinha, sal e pimenta. Coloque os vegetais no prato que irá servir. Aproveite a mesma frigideira para grelhar os triângulos de tofu. Caso precise, coloque mais azeite. Doure as fatias dos dois lados e tempere com sal e pimenta. Misture delicadamente o tofu, as batatas cozidas e os vegetais grelhados. Sirva em seguia. Esse prato fica delicioso com arroz e salada.

Modo de Preparo: Em um refratário faça uma cama com as rodelas de cebola e batatas cozidas. Disponha os pedaços de bacalhau, os ovos, as azeitonas, o louro. Tempere com sal e pimenta e regue com azeite de oliva (muito). Tampe com papel alumínio e leve ao forno em temperatura média por aproximadamente 20 minutos. Retire o alumínio e volte ao forno por mais uns 10/15 minutos. Enquanto o bacalhau está no forno, coloque azeite em uma frigideira pequena antiaderente e frite as fatias de alho até ficarem douradas (sem queimar para não amargar). Escorra em papel toalha. Tire o bacalhau do forno, cubra com a salsinha e com o alho crocante por cima. Sirva em seguida.

DUO | revistaduo.com.br

27


Duo Bebidas

Por Mario Kutianski adegadibacco@terra.com.br

Um brinde ao Natal Mais um ano se passou, é chegada a hora de celebrar. Natal, Ano Novo... E nada melhor do que comemorar com vinhos. Mas quais?

Mesa farta, comida à vontade, isso pode gerar certa dificuldade na hora de harmonizar a ceia, principalmente, se o cardápio ainda não estiver totalmente definido. Um dos melhores curingas é o espumante, de preferência, opte pelos secos, pois sua acidez ajuda a cortar a gordura dos pratos e prepara o paladar para a próxima garfada. Além disso, as borbulhas dão um tom de comemoração. O melhor de tudo é que os espumantes geralmente servem uma refeição do começo ao fim, até porque estamos no mês de dezembro, quando o calor é mais intenso - não há nada mais refrescante. Apesar disso, existem alguns pratos que são clássicos nas ceias de natal e ano novo dos brasileiros, como as aves, pescados, carne de porco e, claro, as deliciosas sobremesas. Comilanças à parte, aí vão algumas dicas para você fazer bonito na frente da família e dos convidados. Se for servir algum prato à base de ave, como peru, chester ou até frango, pense em um vinho tinto leve, como os da uva Pinot Noir. Tem também o bacalhau, que merece muita atenção. O peixe já é salgado por natureza e ganha acompanhamentos como cebola, azeitonas, batatas e pimentão. Aqueles que gostam de vinhos tintos, e não os dispensam de forma alguma, poderão servir um tinto ainda jovem. Para quem gosta de vinho branco, procure um delicioso e encorpado Chardonnay. E, para combinar com aquele delicioso pernil ou tender, que sempre vem acompanhado de farofas e molhos, sugiro vinhos tintos leves e frutados, ou

até mesmo um espumante Brut Rosé. Já as deliciosas sobremesas, as rabanadas e os doces à base de frutos secos, um vinho do Porto do tipo Ruby. Para os panetones, um espumante com a uva Moscatel. Lembrando que para vinhos doces, como esses, o importante é que tenham também acidez, para que não se tornem enjoativos. Agora ficou mais fácil celebrar o ano que passou e deixar que as boas vibrações de 2016 comecem a chegar! Courmayeur Executive Extra Brut (Brasil) Produzido a partir da Pinot Noir e da Chardonnay, possui cor amarelo palha com perlage abundante, esse é um brut mais estruturado, apresenta bom volume de boca e sabor pronunciado, com aromas intensos e marcantes. Abreu Garcia Brut Rosé (Brasil) Espumante elaborado a partir do blend de Cabernet Sauvignon e Merlot, de cor rosa claro com tons de salmão e perlage fino, intenso e persistente. Seu aroma possui notas frutadas com fortes nuances de cereja em calda mesclada a leves notas de pão torrado. Nobrese Espumante Moscatel Produzido a partir da uva Moscato em São Joaquim, possui coloração amarelo palha brilhante, com perlage abundante. Aroma de frutas como pêssego, pera e maçã, além de florais como jasmim e rosa. Na boca é adocicado, refrescante e muito frutado, ideal para acompanhar uma sobremesa.

Farmus Gran Reserva Chardonnay Produzido no Colchagua Valley (Chile), esse Chardonnay estagia seis meses em carvalho. De cor amarela dourada, na boca é agradável e equilibrado, possui toques de manteiga e baunilha, devida sua passagem em barris de carvalho. Bom corpo e estrutura, acidez equilibrada. Vinho Farmus Reserva Pinot Noir Produzido no Chile, esse Pinot Noir amadureceu 12 meses em carvalho. Um vinho marcante, expressivo, bom para momentos especiais. Apresenta uma cor rubi e aromas que destacam principalmente frutas maduras, caramelo, cassis e notas de tostado, muito bem extraído do carvalho francês. Sedoso na boca e com ótima estrutura, taninos redondos, longo final e bastante complexidade. Vinho do Porto croft fine ruby (Portugal) Croft é uma das mais renomadas e tradicionais casas de Vinho do Porto e elabora esse tinto fortificado doce, com envelhecimento em madeira durante três anos antes do engarrafamento. Apresenta intensa cor vermelho-rubi de refleexos violáceos e aromas típicos de frutas vermelhas maduras e em compota, bem como notas florais, minerais, lácteas, de especiarias doces e de frutos secos. Em boca, é frutado, estruturado, untuoso, equilibrado, tem acidez refrescante, taninos maduros e final longo, lembrando chocolate e ameixas. Foto: Banco de Imagem

28

DUO | revistaduo.com.br


Matéria Extra

Cartas de Amor

Quem determina o que é família? As famílias diversas não são reconhecidas pelo Estatuto da Família e deixam o afeto à margem da sociedade. A Revista Duo apresenta duas cartas de amor que relatam que existem famílias diferentes e que os verdadeiros laços não são determinados por lei. 1PS+FąFSTPO-VDIUFOCFSH Fotos: Divulgação

Mãe e filha “Temos uma diferença de idade de 20 anos e, desde o início da nossa história, quando o teste de gravidez deu positivo, já sabíamos que a nossa família seria diferente. Sabíamos que seríamos uma família de duas pessoas e não de três ou mais, como víamos com frequência, ainda mais em uma cidade do interior. A primeira reação foi o susto, o medo e o desespero. Não seria fácil encarar uma sociedade que, se hoje é preconceituosa, há quase 30 anos, era muito mais. Os julgamentos vinham de todos os lados: dos amigos, da família e até mesmo de desconhecidos. Com o passar do tempo o medo foi dando espaço para a garra e a rotina, que era sim diferente de muitas famílias, mas que era a nossa vida. Sinceramente, entre nós nunca houve tristeza ou mágoa por não termos uma figura masculina em casa. Era mais chato ter que lidar com os olhares, comentários e perguntas das outras pessoas do que com a situação em si. Nunca nos faltou nada, principalmente carinho e amor.

32

nos une é eterno. Sabemos que sempre podemos contar uma com a outra para tudo, principalmente nos momentos em que mais precisamos. Já passamos por muitas coisas, situações muito difíceis que foram superadas com a nossa união. O melhor disso tudo é olharmos para trás e ver que sempre foi assim. Nossa parceria sempre foi perfeita. Acreditamos que a definição de família apenas como homem, mulher e filhos é ultrapassada para a realidade em que vivemos. Família na verdade para nós é quem divide e comunga do mesmo espaço físico com amor, atenção, cuidado, carinho e cumplicidade. Na prática, seriam as pessoas que moram na mesma casa e, com amor, dividem as preocupações e alegrias da convivência. Família pode ser uma avó que mora com o neto, tios com sobrinhos, irmãos, pais que moram sozinhos com os filhos, pais adotivos, etc. Todas essas modalidades constituem família.

O fato de sermos só nós duas nos aproximou muito. Nos tornou melhores amigas, cúmplices, companheiras. Não existe no mundo alguém que nos entenda melhor do que nós mesmas. A parte ruim hoje já nem percebemos, mas por um tempo foi o fato de a responsabilidade da educação de uma filha ter ficado em cima de uma pessoa só. Não ter com quem dividir essa responsabilidade muitas vezes pesou, sim.

Para as pessoas que vivem em situação semelhante à nossa, o nosso principal conselho é não fazer papel de vítima da sociedade só porque vive em uma modalidade diferente dos padrões. Não se sentir diminuído e não agir como se estivesse fazendo algo errado é o primeiro passo para uma vida leve e feliz. De fato, a nossa ‘família de duas’ nunca foi motivo de drama para nós. No fim das contas, quem está de fora se incomoda mais com a situação do que quem está vivendo.”

A nossa relação é linda, madura e nos enche de orgulho. É baseada e fundamentada no amor. Nós nos amamos e isso nos torna cúmplices. Como qualquer relação, temos sim as nossas diferenças, as nossas brigas, os nossos ‘puxões de orelha’. Mas o laço de afeto que

Marcela dos Passos Reinert, 29 anos, jornalista, e Nilcéia de Fátima dos Passos, 49 anos, professora de Educação Física.

DUO | revistaduo.com.br

Boneco - DUO 035.indd 32

02/12/15 16:19


Pai e Filho Desde pequeno me sentia especial, com algo diferente de outros meninos da minha idade, da rua, da escola. Desde então eu sabia que poderia ter uma vida, escolhas e consequentemente uma família diferente. Sou artista desde pequeno, dançando, cantando, atuando e criando. Naquela época só tinha uma certeza: crescer e ser feliz, muito feliz, amando as pessoas sem pensar em seus gêneros e conceitos de vida. Algo muito grande surgiu neste meu crescimento, alguém chamado Gustavo. Com a vinda desse ser de luz muitas coisas mudaram na minha vida, desde o inicio de nossa convivência sentia que um amor nascia, amor de cuidar, amor de respeito, amor de oportunizar. Amor por aquela criança que chegava todos os dias para dançar, sorridente, amorosa e com muitos sonhos. Quando ele tinha 11 anos passamos a viver como uma família compartilhada e totalmente diferente. Gustavo é muito amado e valoriza a chance que teve para mudar de estado e conquistar seus sonhos na arte. Atualmente com 15 anos, se sente normal com a constituição de nossa família, embora algumas vezes se sinta meio confuso em relação ao mundo em que vivemos, principalmente no ambiente escolar e comunidade. Mas ele aprendeu a respeitar e valorizar o que temos, independente de nossas diferenças como família, pois o cuidado e amor são maiores e mais fortes do que qualquer comentário. A todo o momento somos bombardeados com comentários, hipóteses e humanos que julgam pelo olhar, não pelo conhecimento, muito menos pensando em nossa historia construída com grande respeito. A maior questão positiva em nossa família é a amplitude de visão que Gustavo tem em relação aos seus amigos, onde chacota, desrespeitos, piadas alheias não são mencionadas, nem em atos de brincadeiras ou de zoação. Talvez o fato menos positivo em nossa construção de família seja a maneira como Gustavo fica dividido nos costumes e maneira de criação, já que tem o privilégio de ter a família da mãe biológica (Andréa, 35) e meu amor de pai de coração. São pequenos casos nos quais as atuações e falas dos pais difundem.

Em relação à política brasileira, não necessito ssito nem comentar, já que vivemos em um país com regras e leis ingratas, abaladas socialmente, onde a divindade religiosa de seguimento cristão manda. Um país declarado laico só sabe difamar, julgar, alienar e desfavorecer a sociedade, nos deixando cada vez mais vulneráveis. Nossa relação de pai e filho é construída todos os dias, somos amigos, companheiros de luta pela vida, pelos sonhos, determinados no objetivo de crescer e respeitar as liberdades de escolha, tendo como ferramenta a cumplicidade, o afeto e o amor. Pais, mães e famílias, sejam felizes da maneira que são construídas, com o foco principal no afeto, para que possamos derrubar cada barreira da vida e nossos sonhos sejam o caminho do crescimento. Que nossos planos possam ser lapidados e construídos um a um, com respeito, honestidade e companheirismo, só assim nossos filhos crescerão e com certeza terão famílias construídas com o mesmo caráter e amor. Jesse da Cruz, 26 anos, Coreógrafo, e Gustavo Henrique Soares, 15 anos, estudante.


DUO Humor Por Drag Conchita

RETROSPECTIVA

DA CONCHA

Adeus ano velho, feliz ano novo... É tempo de Simone, meu bem. Mas antes de ingressarmos em um novo ciclo chegou a hora de avaliarmos todas as cagadas de maiô que demos em 2015. Todos os boy magia que conquistamos e os que perdemos. Este é o nosso momento Bafão! Tá com medo? Acho que sim!

Ei perturbada, como foi o seu 2015? O meu foi babado, confusão, gritaria e muito boy magia! Condições, meu bem! O meu 2015 foi bem diferente do seu. Sei que passou por um ano difícil, com pouca grana, pouco sexo, muitos velórios e muita, muita água fria. Mas agora é hora da virada meu amor, é hora de avaliar o que teve de melhor e pior em nossa vida, fazer novos planos e ir a luta para fazer um 2016 ainda mais especial, mesmo sabendo que você não colocará em prática nada do que planejou.

CHIMBINHA ME TRAIU

Todo mundo já está careca de saber que euzinha sou completamente contra a qualquer tipo de intolerância, preconceito e violência, mas esta história da “conturbada” separação da Joelma e do Chimbinha me deixou nervosa. Não sei o que é pior, ouvir Calypso ou sofrer um colapso ao ver a Joelma sem maquiagem e com aquele cabelo medonho falando mal do ex no Fantástico. Ah não, não aceito. Uma make up não faz mal a ninguém, gata. Com uma cara assim, o Chimbinha, eu e até a lua vai te trair.

Coragem, massa corrida, e uma visita ao Celso Kamura é o que recomendo a você, amiga! Já o meu conselho para o Chimba é procurar a Ximbica. Juntos vocês podem formar uma nova dupla sertaneja ou tecnobrega: Ximbica e Chimbinha. Sinto cheiro de sucesso!

BAFÃO NO CONDOMÍNIO

Aqui em Joinville, um bafão também foi destaque na mídia. Não sei ao certo como tudo se sucedeu. O que me disseram foi que tudo aconteceu em um requintado condomínio na região Central. Havia uma festa, acho que de aniversário. Aí sabe como é, sempre rola aquela música mais alta, uma cachacinha aqui, outra alí, uma tia meio perturbada que resolve subir na cadeira e fazer aquele bafão... (lá em casa sempre é assim. Blutp) O que eu sei, é que lá por meia-noite, teve uma quebra-pau ferrenho nesta festa de aniversário. O bafão teve direito a mesa de vidro quebrada, gritaria, vizinhos preocupados e até polícia. Chama o síndico meu amor! Me parece que tudo ficou meio abafado e não conseguimos descobrir quem protagonizou tal baixaria mas há quem diga que tem a ver com um político. Será? Tomara que esteja tudo bem, né?


CADEIA NELES

Falando em política, neste ano não faltaram babados, confusões e mágoa de cabocla durante as delações premiadas. A casa caiu e muito político e empresários que enchiam os bolsos de dinheiro desviado de nossas sólidas empresarias públicas estão sendo presos. Ponto para o Ministério Público e a Polícia Federal que vem atuado dignamente a favor do povo. E você eleitor da classe C, fique de olho e crie vergonha na cara, porque não vai demorar muito para estes protagonizados da corrupção voltarem a disputar eleições, então não esqueça e tenha consciência na hora de votar. Blupt!

CÂMARA DE VEREADORES

Na casa do legislativo de Joinville também teve muita baixaria. Houve escândalos e desconfianças e suspeitas de fraudes. Em pleno ano 2015 teve funcionário nomeado da câmara que tentou dar migué, dizendo que tinha ensino superior apresentando diplomas falsos. Coragem, volta para escola meu bem ou se joga nas aulas do Telecurso 2000. Mas os bafos da Câmara de Vereadores de Joinville não param por aí, tivemos até vereador sendo investigado por suspeita de cobrar taxinhas de seus funcionários. Intriga da oposição? Não sei, vamos deixar o Ministério Público investigar.

CHUVARADA

As chuvas de outubro e novembro mudaram a rotina dos Joinvilenses. Foram mais de 40 dias sem o sol aparecer na cidade. Teve gente até encomendando barco para andar pelas cidades. Nesta confusão, minha tia sentiu que era hora de empreender. Montou uma barraquinha de vendas de capa de chuva e boinhas em frente ao terminal. Foi sucesso! Vai ter até peru na ceia de Natal. Condições. Mas para a alegria geral de todos, menos de titia, o sol voltou a aparecer. Teve gritaria, confusão e muita gente preocupada em ver uma bola de fogo no céu, há quem dizia que aquilo era coisa da Nasa. Mas nada o joinvilenses já tinha se esquecido que aquilo se chama sol.

BURACOS

Com tanta chuva e falta de assistência as ruas de Joinville firam tomadas não apenas pela água, mas por buracos. As crateras se multiplicaram como uma praga pior do que aquelas do Egito. Coisa de Gestõn, sabe? Bom para o Tião da Borracharia que conseguiu faturar um extra consertando tanto pneu rasgado e furado. Ele já tá fazendo caixa pra sair a vereador no próximo ano. Será?

da Torcida do JEC. Comigo lá, só ia ter bola entrando no gol! Deu no que deu. Tomara que em 2016 a direção do time me chame para dar um reforço de peso ao nosso Joinville.

RED PINK CARPET

Mas nem de todo mal foi o ano de 2015. Tivemos bafões positivos, como a festa Red Carpet que a Revista Duo produziu para celebrar seus sete anos de vida. Pensa num evento chique. Gente, tive que mandar fazer uma roupa belíssima, com minha estilista de Balneário, Barra do Sul, para chegar com poupa e pompa e circunstância. Não é que eu entrei para high society, e de quebra levei dois modelos para o mezanino. Não tô morta! Foi chique, digno e babadeiro e purpurinado. Ai que badalo, ai que loucura, ai que delícia viu. É o que temos para hoje, ou melhor, tivemos para 2015. Que o próximo ano seja de muitos boy magia, babados e vitórias para todos nós. Força na peruca meu amor, e vamos fazer o novo ano começar de forma colorida. Como diz aquela música, depende de nós... aloka. Fui!

¹*Drag Conchita é jornalista, animadora, produtora cultural, cabeleireira e maquiadora. Atriz performática que há 12 anos trabalha com telegramas animados em casamentos, chás, despedidas de solteiros, festas, formaturas, eventos corporativos e caracterizações, além de shows em boates de todo o Brasil. Contatos: E-mail: dragconchita@gmail.com Skype: DragConchita Twitter: @dragconchita Facebook: Drag Conchita Pradinha e Drag Conchita Eventos Youtube: youtube.com/dragconchita Concha’s fone: 47/8873-9960 47/9615-1260 “Porque se a vida é uma festa, com a Drag Conchita ela se torna inesquecível!”

JEC

E o que falar do Joinville Esporte Clube. Se 2014 foi um ano de glória para o time que depois de muitos anos voltou a série A, 2015 foi apenas mais um ano de luta contra o rebaixamento. A culpa foi da direção do clube que não quis me contratar para dar um incentivo aos garotos. Sempre quis ser a JECA a Líder

DUO | revistaduo.com.br

37


Publieditorial

JOINVILLE MAIS ANIMADA! Já pensou em uma loja com mais de 4 mil itens para animar sua festa? A Revista Duo conversou com a Animafest e trouxe as novidades para você. Confira. Por: Tabata Kadur Fotos: Simone Zancanella e divulgação

A Animafest, empresa especializada em fantasias e adereços para festas, surgiu em 2006 em Campinas, SP. Foi criada a partir da necessidade do fundador da marca que, ao planejar seu próprio casamento, sentiu falta de adereços para oferecer aos convidados no momento de sua festa. A oportunidade de negócio era certa e em pouco tempo a primeira loja física da Animafest era inaugurada. O sucesso foi imediato e as vendas eram ainda maiores em épocas festivas. A empresa expandiu seu mix de produtos devido a grande demanda e atualmente são mais de 4 mil itens para festas. O “carro-chefe” é a venda das fantasias, que representam mais da metade do mix de produtos, que é composto ainda por adereços, acessórios e decorações. Ou seja, o que você imaginar para sua festa de carnaval, natal, ano novo, halloween, casamento, formatura ou até mesmo um evento corporativo, a Animafest tem! Além de franquias fisicas nos Estados de São Paulo, Minas Gerais, Mato Grosso do Sul, Roraima e Amapá, recentemente a marca iniciou sua expansão através de lojas on-line e Joinville não poderia ficar de fora. Rafaella Schwyzer, responsável pela franquia em Joinville explica que ”no e-commerce, onde quer que esteja, o consumidor pode comprar os mesmos produtos disponíveis nas lojas físicas e com a vantagem de receber os produtos em casa”.

ANIMAFEST EM JOINVILLE

A chegada da Animafest em Joinville, cidade natal de Rafaella, tem uma história muito parecida com a do próprio fundador, surgindo de uma necessidade pessoal. “Visualizamos em Joinville uma ótima oportunidade no ramo de fantasias e adereços quando não encontramos o que procurávamos para uma festa”, conta. “Deparamos-nos com pouca variedade e decidimos inovar trazendo a plataforma de compras on-line, que é uma tendência nos dias atuais”, complementa. O site foi ao ar em Joinville no início de setembro, mas a plataforma já existe desde 2012. Muito colorida e intuitiva, a versão 2016 do site permite uma ótima visualização das

38

DUO | revistaduo.com.br

categorias de produtos. Possui também menu especial para itens de época, como carnaval, festa junina, halloween e ano novo, além de mecanismo de busca por palavraschave. Em Campinas funciona o centro de distribuição que atende tanto às lojas virtuais quanto às lojas físicas. Todos os produtos são verificados antes de serem embaladados e despachados para o cliente, garantindo assim que não haja falhas. Outro grande diferencial da marca é a qualidade do atendimento. “O índice de satisfação dos clientes é alto. O próprio franqueador é muito envolvido com o atendimento ao público. O suporte é profissional e atento às demandas”, comenta Rafaella. O acesso ao site pode ser feito facilmente pelo celular, já que a marca conta com uma versão exclusiva para mobile. Um grande benefício aos consumidores da Animafest é o conforto de poder fazer uma compra para sua festa onde quer que você esteja: não há necessidade de entrar em filas, pagar estacionamento e até mesmo pegar chuva! É possível navegar no site pelo tempo que for necessário e escolher os itens com bastante calma. Os produtos possuem descrições completas e detalhadas sobre dimensões, materiais e tamanhos para ajudar na escolha. Outro destaque são as diversas formas de pagamento, sendo através de boleto, depósito em conta, débito em conta e cartão de crédito. O tempo de entrega varia de acordo com o tipo de frete escolhido sendo facilmente simulado apenas informando o CEP em que o cliente deseja receber a mercadoria. O frete pode ser gratuito dependendo do produto e valor do pedido. É fornecido ao cliente o código de rastreamento do pacote e todas as etapas da compra podem ser acompanhadas de perto pelo consumidor.

MIX DE PRODUTOS E CATEGORIAS

A Animafest trabalha com produtos nacionais e importados, além de exclusivos itens de marca própria. Os produtos são divididos em quatro categorias: fantasias (adulto, adulto plus size, infantil, adolescente e bebê), acessórios, artigos para festas e decoração. Prontos para uma Joinville mais animada? Confira a seguir algumas opções divertidas para sua festa.


FANTASIAIS É o “carro-chefe” de vendas, com uma ampla variedade de opções e temas, como: príncipes e princesas, super-heróis, personagens de TV, profissões, anos 60,70 e 80, piratas, bruxos e bruxas, deuses e deusas, etc.

ACESSÓRIOS Para acompanhar sua fantasia a lista de acessórios é completa: barbas e bigodes, cartolas, chapéus, coroas e varinhas, espadas e machados, gravatas, máscaras, maquiagens e tintas neons, piscas e luminosos, óculos, perucas, tiaras, toucas e boinas anime.

ARTIGOS PARA FESTA Artigos para divertir e animar os convidados em festas de 15 anos, formaturas, casamentos, carnaval, entre outros. Você encontra ainda: kit casamento, kit formatura, estolas, lança-confetes, marabás, placas divertidas etc.

DECORAÇÃO Tudo para deixar o ambiente mais animado: lustres e luminárias, guirlandas, móbiles, varais, balões, confetes e muitas outras opções!

www.animafest-joinville.com.br animafestjoinville 47 9936-3177 Email: joinville@animafest.com.br


DUO Moda

DEU BRANCO? VÁ DE CORES NO RÉVEILLON! É tempo de planejar o look para o fim do ano, mas que tal arriscar e sair do convencional? Separamos algumas opções bem coloridas para você começar o ano com todas as boas vibrações que 2016 merece! Por Tabata Kadur Fotos: Banco de imagens


Nem só de branco se faz o ano. Então porque não quebrar com o paradigma e iniciar a virada de ano vestindo looks supercoloridos? A ideia é inovar e sair da mesmice, afinal o verão está aí para ser celebrado e tomado pelas cores. A proposta do colorido traz infinitas combinações, além de te deixar em destaque nos eventos onde a maioria das pessoas usarão branco.

AMARELOS, DOURADOS, NUDES E BRILHOS

Para quem quer brilhar, sem ter que estar de paetês brancos pulando as sete ondas, os looks em amarelo, dourado e nude podem te oferecer o “glam” desejado. Ideais para praia, festas ao ar livre e muita luz, esses tons destacam o bronzeado e funcionam tanto para loiras, como morenas.

A dica também serve para aqueles que nãos gostam de vestir branco, e não precisam fazê-lo na noite da virada. Você pode escolher entre as opções de um look total de uma cor só, ou misturá-las e trazer a estampa que é tão esquecida nesta data comemorativa. Para os supersticiosos as cores ainda trabalham com o poder da energia e do desejo para o ano que está por vir: amarelo, se desejar dinheiro e prosperidade; ir de azul, se deseja tranquilidade; verde para sorte e esperança, e vermelho para o amor. Seja qual for a mandinga, a prece ou a tradição de sua virada de ano, ela sempre é tratada como um sopro de ânimo para um novo ano perfeito. E já que estamos falando em um período de virada, mudança e novas perspectivas, por que a questão de moda deveria ser igual a todos os outros anos?

VERMELHOS, ALARANJADOS, ROSADOS E CORES TERROSAS

As cores terrosas são muitas vezes temidas para comemorações como a virada do ano. Muitas pessoas acreditam que por serem tons quentes, elas acabam por não combinar com a proposta leve das festas. A Duo traz composições que podem ser adaptadas a essas cores, sem perder a leveza do réveillon. Tecidos esvoaçantes e acessórios de cores claras podem transformar aquele vestido vermelho que está guardado no armário.

AZUL, VERDE E OS TONS FRIOS

Os tons mais frios da paleta de cores também são excelente aposta para quem quer começar o ano com o ar de tranquilidade e esperança. Para propostas mais despojadas, como festas em casa com a família, os macaquinhos são divertidos e versáteis. Para aquelas que se preparam para uma festa num clube ou balada, um vestido longo se encaixa perfeitamente para a ocasião.

ESTAMPAS

Elas foram banidas da cultura do réveillon, sem muita explicação. Alegres, irreverentes, geométricas ou florais, as texturas e estampas merecem uma chance de virar o ano com você. Escolha tecidos fluidos caso esteja num lugar quente e perto do mar, e aposte nas propostas em tecido plano e desenhos mais retos para eventos mais formais. DUO | revistaduo.com.br

41


Matéria Principal

Assim que a crise política for resolvida, o crescimento será retomado. Iara Koentopp, Gabivel

Lições para enfrentar a crise Por Jair Alberto Morello Fotos: Simone Zancanella e divulgação

O Brasil vive um cenário turbulento e “crise” é a palavra da vez. Não é necessário perder muito tempo para citar reflexos como baixo crescimento, demissões, alta dos preços – com o Índice Nacional de Preços ao Consumidor se aproximando dos 10% no acumulado de 12 meses -, greves, manifestações. Como sair dessa situação? Essa é a pergunta que está na cabeça da maioria de nós. No início do mês de novembro, o empresário Abilio Diniz afirmou que “reclamar da crise não adianta”, é preciso buscar maneiras de enfrentá-la. Diniz, que participa dos conselhos de administrações de grandes corporações nacionais, reforçou que o atual momento tem causas políticas e não econômicas. E como toda a crise, um fato é certo: vai passar e os empresários devem estar preparados para o novo cenário. A Associação Empresarial de Joinville (Acij) acredita que a crise passa, fundamentalmente, pelas questões políticas. Tanto que promoveu uma reunião com os deputados federais e estaduais de Joinville para apresentar

48

DUO | revistaduo.com.br

sugestões e reivindicações da classe empresarial. Entre os principais pontos está a não aprovação de qualquer projeto que resulte em aumento de impostos ou taxas. Esse é um dos aspectos que mais gera insatisfação na classe empresarial. Com a alta carga tributária os produtos tornam-se mais caros e o consumo diminui, gerando recessão. É quase unanimidade que 2016 será um ano difícil ou “desafiador” como alguns estão chamando – uma forma sutil de dizer que os problemas continuarão assolando a todos: empresários e, principalmente, a população. O número de desempregados cresce e o endividamento é ainda maior. E, assim, a bola de neve da economia atinge os diversos setores. Em Santa Catarina, o mercado imobiliário é um dos mais afetados. Só para se ter uma ideia, o Sinduscon divulgou números assustadores. Em 2015, somente até o final de outubro, foram mais de 70 mil trabalhadores demitidos no setor de construção civil.


Ser positivo, mas não ingênuo As micro e pequenas empresas também sentem na pele a estagnação da economia. De acordo com a presidente da Ajorpeme de Joinville, Silvana Fioravanti, “precisamos ser positivos, mas não ingênuos”. A situação política e econômica pela qual o país atravessa não é nada boa. Ela acredita que, no entanto, “todos aqueles que estão perto de seus clientes, entendendo o mercado e se adaptando, terão grandes chances de sucesso”. Afirma que tempos difíceis exigem respostas diferentes e forçam a saída da zona de conforto com criatividade e inovação. A líder da Ajorpeme vê um 2016 muito parecido com o atual, mas tem certeza de que a crise passará: “O Brasil é um país maravilhoso, cheio de gente trabalhadora e, daqui a algum tempo estaremos rindo desse período”.

Infelizmente não existe nenhum vagalume piscando OPmNEPUËOFM Luiz Kunde, CDL

Aqueles que estão perto de seus clientes, entendendo o mercado e se adaptando, terão grandes chances de sucesso Silvana Fioravanti, Ajorpeme

O presidente da CDL de Joinville, Luiz Kunde, analisa com cautela o cenário do próximo ano. “Será mais difícil que 2015, com certeza, pois as ações que não foram tomadas neste ano terão que ser implantadas em 2016”. De acordo com o próprio governo - responsável pela crise que destruiu a economia e a credibilidade brasileira - 720 bilhões deixaram de ser pagos neste ano. “Diante de tal desastre, falar de pacote fiscal para gerar 25 bilhões de receita adicional é uma gota d’água num oceano. Infelizmente não existe nenhum vagalume piscando no fim do túnel”, analisa. Kunde aponta apenas um setor da economia que não foi afetado: os grandes bancos, que registram lucros exorbitantes por mês, fruto principalmente dos juros altíssimos. O presidente da entidade tem ainda uma ponta de otimismo com o comércio no final de ano. “Com o dólar nas alturas e uma vigilância forte da Receita Federal nos aeroportos, o número de brasileiros que viajará para o exterior para as compras de Natal despencou. A consequência é uma realocação desses recursos no turismo e no comércio interno. Além disso, com a queda na venda de imóveis, automóveis e outros de alto valor, há uma maior disponibilidade de dinheiro para consumo de produtos de menor valor”, finaliza Kunde.

DUO | revistaduo.com.br

49


Matéria Principal

O que fazer? De acordo com o coordenador da Regional Norte do Sebrae, Jaime Dias Junior, em momentos de crise, pequenos e microempreendedores devem se esforçar ainda mais para reinventar seu negócio, atraindo clientes e se adequando as suas necessidades. Também é tempo de criatividade e inovação, ambiente que contribui para o surgimento de negócios próprios. Ele lembra

que é necessário buscar ajuda de especialistas. Cita que o Sebrae tem uma série de cursos e capacitações que auxiliam os pequenos empreendedores a entrar no mercado ou a se manter de forma diferenciada. Diferenciação deve ser a palavra para 2016, em que os ajustes econômicos tornarão a conjuntura mais difícil. Algumas dicas do especialista:

1

Pense estrategicamente, refazendo o plano de negócios, revendo indicadores econômicos regularmente e outras mudanças para adequação e rentabilidade da empresa.

2

Esteja preparado, munido de informações e atento aos movimentos do mercado. É importante pensar estrategicamente, refazendo plano de negócio, revendo indicadores econômicos e outras mudanças para adequação e rentabilidade do negócio.

3

Invista mais tempo no planejamento, que deve ser contínuo.

4

Troque o pessimismo pelas ações efetivas para manter seu negócio com qualidade, com clientes e funcionários satisfeitos.

Troque o pessimismo pelas ações efetivas para manter seu negócio com qualidade, com clientes e funcionários satisfeitos. Jaime Dias Junior, Sebrae

50

DUO | revistaduo.com.br


Foco no cliente Johny William Jablonski, sócio-proprietário da Clínica Fisiothera, concorda que não se deve desprezar o momento político e econômico difícil pelo qual passa o país, fruto da continuidade de um grupo que permanece muito tempo no poder. “Mas também entendo que existe um movimento que fomenta essa situação e a torna pior ao olhar coletivo para se beneficiar. Diante desse quadro, precisamos nos organizar e investir melhor. E é o que estamos fazendo”, avalia Johny. Entre as ações que a Clínica Fisiothera, tanto em Joinville como em Balneário Camboriú, desenvolve está a continuidade da capacitação técnica das equipes. “Precisamos de criatividade. Investir em gestão, atendimento e soluções para quem nos procura é o que nos faz permanecer no mercado com otimismo”, revela. Outro aspecto apontado por Johny é o investimento em marketing. “Enquanto muitas empresas percebem o marketing como despesa a ser cortada em situações específicas, por falta de planejamento estratégico, nós temos certeza que estar na mídia é fundamental para a continuidade de um negócio de sucesso”, reforça. A mesma linha de pensamento é compartilhada por Iara Hansson Koentopp, diretora da Gabivel Veículos. Ela aposta na mídia para dar mais visibilidade e credibilidade à marca, captando novos e fidelizando os clientes, proporcionando o sentimento de proximidade. Ela também sente o momento complicado pelo qual o Brasil está passando, mas sabe que é uma crise política. “Assim que for resolvida, o crescimento será retomado. Por isso mantemos nosso padrão de atendimento, treinamos nossos profissionais, procuramos sempre ser os melhores, em tudo. Nosso maior objetivo é gerar satisfação contínua aos nossos clientes, nosso maior patrimônio”, finaliza Iara.

Investir em gestão, atendimento e soluções nos faz permanecer no mercado com otimismo. Johny Jablonski, Fisiothera

DUO | revistaduo.com.br

51


Matéria Principal

Para continuar crescendo A Agência Sys é desenvolvedora do sistema de gestão direcionado para empresas criativas, como agências de publicidade, escritórios de design, comunicação e maketing. O software começou a ser comercializado em 2008 e já opera em quase 600 clientes, com mais de 4.000 usuários em todo o Brasil. Com sede em Joinville, a empresa apresenta um crescimento médio na faixa de 60% ao ano até 2014. De acordo com o diretor Luciano Loffi, em 2015, mesmo com a economia em baixa, a Agência Sys abriu novos setores, contratou pessoas e investiu na capacitação da equipe e estruturação dos processos. “Nossa estratégia é aproveitar para crescer ainda mais em 2016. Estamos com grandes expectativas com o lançamento de um novo sistema, previsto para janeiro, o que nos permitirá duplicar o número de clientes ainda no primeiro semestre e nos posicionar como um dos principais fornecedores de sistema de gestão para empresas criativas do Brasil”. Um dos diferenciais da empresa Agência Sys é o modelo de gestão de pessoas, que valoriza um ambiente de trabalho propício ao crescimento profissional e pessoal. “Instituímos nossos valores e, com base nesse alinhamento, conseguimos criar uma empresa em que todos são mais do que parceiros de trabalho, são amigos incentivados a interagir, conversar, trazer novas ideias e comemorar cada conquista. Brincamos que aqui é um ótimo lugar para viver e, às vezes, também trabalhar”, conta Luciano, esbanjando bom humor.

52

DUO | revistaduo.com.br


Publieditorial

Vivenciar para poder aprender! Já imaginou ir à Inglaterra sem sair de Joinville? A Speak One traz uma proposta revolucionária no ensino de inglês, onde imersão é a palavra de ordem. Conheça o método pioneiro Andrea Hodges que chega à cidade em primeira mão. Por Tabata Kadur Fotos: Camila Raiser

Como tudo começou Esqueça ditados, salas de aulas convencionais com carteiras e quadro-negro. Por que não tomar um chá da tarde, ao estilo clássico inglês, e fazer deste momento uma excelente aula prática de inglês, imersa em conversação, cultura e dinamismo? Essa é justamente a ideia que a inovadora Speak One traz para o mercado de línguas de Joinville. Uma escola, sem cara de escola. Uma típica “casa inglesa” aberta para receber “hóspedes” que queiram e desejem aprender o verdadeiro inglês, aquele que só os nativos da língua podem oferecer, carregado com toda a bagagem cultural necessária para garantir fluência, linguística e formação acadêmica genuína.

54

DUO | revistaduo.com.br

Antes aluna e professora, hoje amigas e sócias, Elizete e Andrea se conheceram em sala de aula. Elizete V. Trautmann Cemin, formada em direito, conta que não seguiu a vocação de sua área, e depois de passar uma vida dedicada à família e aos filhos, decidiu que era hora de empreender. Andrea Hodges, natural da Inglaterra e professora de inglês há 33 anos, percebia ao longo de sua carreira que havia algo de errado na forma como se ensinava inglês para os brasileiros. “Nas experiências vividas como TEFL (ensino de inglês como língua estrangeira), observava que muitos alunos que estudavam dois ou três anos e iam para os EUA, continuavam sem entender nada. Fazendo uma pesquisa, perguntando para os alunos quais eram as dificuldades deles, foi

que me surgiu a ideia da Speak One, de imersão e vivência. O aluno aprende melhor a língua vivenciando e respirando ela, convivendo com o dia a dia do nativo”, explica Andrea. Elizete, afirma que só conseguiu absorver inglês de verdade com as aulas de Andrea. “Com o método dela, foi a única forma que aprendi”, conta. As aulas se encerraram, mas a amizade permaneceu, e onde o sonho de uma escola diferenciada de inglês nascia, a vontade de empreender se uniu. A professora Andrea entrou com o projeto de ensino e Elizete se encantou com o mesmo, “eu disse ‘que ideia maravilhosa, vamos abrir a empresa’. Apresentei para meu marido, ele se interessou e nos apoiou. Juntamos os nossos sonhos”, relembra a empresária.


Como uma casa na Inglaterra De acordo com o método da Speak One a língua se torna uma ferramenta, e não o objeto em si, o aprendizado deve-se a uma experiência maior através da imersão, mergulhando profundamente nas raízes e na cultura da língua. Para isso as sócias, com a ajuda do diretor criativo, Jay Nielsen, projetaram a identidade da escola, baseada num ambiente europeu, mais precisamente, na Inglaterra. “Criamos essa escola que não é uma

Professores nativos e aula diárias Outro ponto crucial, apresentado pela idealizadora do projeto, são os professores exclusivamente nativos, ou que viveram muitos anos em países anglófonos, para que possam passar aos alunos a cultura adquirida. “Aquilo que falamos na Inglaterra não é o que ensinamos muitas vezes. Os livros preestabelecidos parecem tratar sempre da mesma coisa, mas a velocidade real que falamos não é a mesma. Praticamos as expressões que o nativo usa, que estão imersos na cultura. O aluno terá acesso a tudo isso. Criamos toda uma cultura em cima da língua”, exemplifica Andrea.

escola, é uma casa inglesa. O aluno vem para a escola como se fosse um hóspede, ele chega e vai aprender o inglês num ambiente acolhedor”, justifica a teacher Andrea. O diretor comercial Mauro Júnior conta que, “aqui, os alunos não serão chamados alunos, e sim ‘guests’ (hóspedes). As aulas não serão chamadas aulas, e sim, vivências. Queremos fugir do sistema de escola convencional”. Ainda assim, o

ensino da gramática e linguística não será deixado de lado, apenas será apresentado de forma mais interativa. “Cada sala é temática, por exemplo, a sala de gramática chama-se ‘the world in phrases’, toda grafitada. Não vou fugir do ensino da língua, mas a abordagem é diferente. O aluno virá todos os dias aqui, querendo vir. Não pode ser uma coisa maçante. Cada aula será diferente e dinâmica”, explica a professora.

A Speak One oferece aulas para três faixas de idade, de dois a cinco anos, de 12 a 14 anos e a partir dos 15 anos entra nas modalidades de adultos. O “challenge”, curso completo, exige que o aluno participe todos os dias dos encontros, de segunda a sextafeira por uma hora ao dia, exceto no caso dos teens que a frequência é menor. Também são ofertados cursos de “business english” voltado ao inglês profissional, específico para áreas de saúde, contabilidade, e empresarial. As aulas na Speak One acontecem em imersões semanais, de fins de semana e também em viagens para fora do Brasil. Nestas imersões internacionais, os alunos poderão viver a cultura como ela é. “Ficarão hospedados numa casa conosco, onde farão compras, pegarão ônibus, vão cozinhar. Vão vivenciar tudo o que estamos propondo aqui nas aulas”, diz Andrea. De acordo com o diretor comercial, o maior desafio é mudar a mentalidade das pessoas. “Em alguns países da Europa, por exemplo, sabemos que o estudante é tão valorizado que ser estudante torna-se sua profissão.

Teremos o desafio de fazer as pessoas entenderem que vir a escola todos os dias, é essencial para o aprendizado. Queremos trabalhar o ensino de inglês como se fosse uma formação acadêmica. Para isso é necessário, o sistema de imersão”, conclui Mauro. As aulas iniciarão com os superintensivos de 11/01 a 05/02. A partir do dia 15/02 iniciam-se os programas de formação do challenge e suas especializações. Ao longo do ano a escola apresentará eventos específicos e pacotes de aprendizado com imersão. Os alunos de outras escolas são bem-vindos e podem contratar pacotes de conversação ou pacotes isolados. Segundo Mauro, “não estamos entrando no mercado como um concorrente, - mais uma escola de inglês - estamos com um projeto diferenciado, inclusive para somar com as outras escolas.” Além da língua inglesa, a Speak Onde está com um projeto teste para inserir nos planos de ensino outros idiomas, acompanhando o mesmo formato da escola, tornando o espaço um verdadeiro centro cultural.

Speak One College Rua Xanxerê, 703 - Saguaçu Joinville/SC - Brasil Contatos: (47)3034-6050, (47)9171-2784 maurojunior@speakone.com.br www.speakone.com.br

DUO | revistaduo.com.br

55


DUO Viagem Por Osny Martins

FÉRIAS DE VERÃO

na água, mas longe do mar Fotos: Banco de Imagem

É preciso entender que a mesmice é burra. Que podemos muito bem alterar os destinos, mudar a bússola do lazer e partir para voos mais ousados. Aventure-se longe das praias, por mais sedutoras e agradáveis que elas possam ser. Sim, quem sabe este ano você não altera os rumos habituais de sua viagem de verão e muda o roteiro? Evite os aglomeros habituais de nossos balneários, sem deixar de aproveitar as águas neste verão. E quanta água! Aqui perto, igualmente bela, igualmente sedutora, igualmente movimentada e com um “que” especial, Foz do Iguaçu é um

56

DUO | revistaduo.com.br

roteiro digno de quem ousa e não abre mão de uma série de adjetivos que o verdadeiro turista não deve dispensar: beleza ímpar, fartura em compras, passeios maravilhosos e todo um conjunto de opções de lazer dignos dos mais exigentes viajantes. Ahhh... faltou dizer: os preços de pacotes turísticos de três dias, uma semana ou 10 dias em Foz, são altamente convidativos. Em quaisquer opções, haverá tempo suficiente para você visitar uma das paisagens mais incríveis do país; fazer compras baratas e interessantes do outro lado da Ponte da Amizade (Paraguai) e ainda se divertir em

parques aquáticos ou passeios em parques naturais como o do Macuco - quando você vai literalmente sentir a emoção de estar embaixo da cachoeira. É adrenalina pura. Pra quem curte aquela “pisadinha” básica em solo estrangeiro, as possibilidades de uma noitada em solo portenho são fáceis e interessantes. No lado argentino, o cassino é um refúgio que os brasileiros adoram. Mesmo que não seja o jogo em si o foco, o simples fato de conhecer o lugar, vale o passeio. Também vale arriscar a boa gastronomia típica. Restaurantes que servem o famoso barreado (típico do Paraná) ou a costela de chão, merecem uma atenção especial. Em solo paraguaio ou argentino, a parte gastronomica merece igual atenção. O mesmo deve acontecer em relação às compras. As falsificações e os comerciantes espertinhos estão por toda parte. Uma visita na famosa Monalisa, no centro da avenida principal paraguaia, não deve ser preterida. Da mesma forma como a Flórida, no Sul dos Estados Unidos, que conjuga bem a diversão dos parques temáticos com as compras nos


outlets, Foz oportuniza um mix de opções interessantes, com o bônus de uma paisagem simplesmente arrebatadora. Não caia no jogo errado de alguns que desprezam o destino por estar próximo. Lembrese que em turismo, santo de casa faz milagre sim. A prova está em Foz do Iguaçu.

Um tesouro de viagem Que tal não cair no embalo das boas promoções de pacotes de viagens e também não se deixar seduzir pelo joguinho fácil de operadoras fracas e companhias aéreas que sempre anunciam o mesmo? Com a crise econômica que afeta o país, o lobby do trade turístico para destinos tradicionais é grande, mas podem não ser tão bons assim. Por mais que além das passagens aéreas também o conjugado com hotéis proporcione viagens ainda plausíveis para destinos da Europa e Estados Unidos, saiba colocar os pés no chão e perceber que as férias de uma semana ou dez dias para lá poderão ser sofríveis ao multiplicar todo e qualquer preço do que consumir ou comprar por quatro ou quatro e meio (até cinco se optar por Londres, por exemplo). Então seja criativo. Esqueça o solo ianque e o velho mundo por enquanto, mas não deixe de viajar para o exterior. Aproveite e também já corte do cardápio o Caribe de

sempre. As ilhas são paradisíacas sim, mas nas férias de verão dos brasileiros, uma Aruba pode não ter o encantamento que você espera. Ouse mais. Na América do Norte existe mais do que Estados Unidos e Canadá. A Cidade do México é um encanto de lugar. A maior cidade do continente é linda. Rica em história, em cultura, em gastronomia, em passeios, além de barata. Você pode usar suas milhas e aproveitar pelo menos uma semana para seu deleite. Não precisa nem assistir ao último filme de 007 para se encantar com o centro histórico da cidade (a cena inicial do longa é toda ambientada junto à catedral centenária e o palácio do governo). Já vai perceber que escolheu o lugar certo ao chegar. Os mexicanos são receptivos, comunicativos e adoram os brasileiros. E já vá preparado para a longa espera pelas malas na chegada ao aeroporto internacional. É típico e não tem jeito, até no voo os comissários de bordo já avisam para a desconfortável espera que vamos enfrentar junto as esteiras. Mas todo o resto é compensador. No centro, bem ao exemplo do Ibirapuera em São Paulo, tem o parque de Chapulpetec. Vá, passeie a vontade e não deixe de visitar o Castillo de Chapultepec. A visita é diferente de quaisquer outros castelos, pois se dá pelo lado de fora, vislumbrando todo seu interior através de portas e janelas. Acaba

sendo mais interessante e dinâmico. Foi nesta colina em que está o castelo, que o rei da época ganhou a guerra contra os Estados Unidos em meados do século XIX.Tem sala de leitura, ricamente decorada, sala de pré-refeição, sala de chá, sala da sobremesa, sala das refeições, sala do ócio, sala das reuniões, sala de trabalho e até sala dos acordos (esta só com duas poltronas e sem mesa). Custa 64 pesos (para estrangeiros), algo em torno de 16 reais. Bem na frente do parque, tem o Museu Nacional de Antropologia. É muito bonito, deslumbrante. Uma aula da humanidade que vale cinco anos no banco de escola nas aulas de história. A cultura Maya se sobressai sobre a Azteca, Inca e outras. A história mexicana é rica. Imperdível este lugar. O preço deste passeio de meio dia é o mesmo do Castillo de Chapultepec, 64 pesos (R$ 16,). A 50 km da capital tem as pirâmides de teotihuacan. A piramide do Sol é a principal. Pegue fôlego e suba. Vale todo o esforço. E pensar que ali tinha uma cidade com mais de 100 mil pessoas no passado. O lugar é místico, mágico. Aproveite e compre as lembrancinhas. Não deixe de visitar também o Museu Fridda Kahlo. Se não conhece a história do casal Frida Kahlo e Diego Rivera, tem uma ótima oportunidade nesta viagem. Arriba (e cuidado com a pimenta)!


58

DUO | revistaduo.com.br


Papo de Rango Osny

Evanir

Vera

André

Ambiente em pauta nessa edição:

Batata de todo tipo e todo sabor CAPITÃO SPACE Quem não gosta de batata frita? Parece difícil de achar. Daí, para saborear – e se deliciar – com outros tipos de batata é muito fácil. Então, por que não ir direto numa batataria? Esta linha de raciocínio tem sido adotada cada vez com mais intensidade pelo joinvilense. E não é sem motivo. A cidade possui boas opções neste segmento. É o caso do Capitão Space, na esquina da Marquês de Olinda com a Max Colin. Simpática, moderna, cultural e espaçosa, a casa oferece cardápio amplo nas opções de pratos com batata, tanto a suíça (rosti) como a tradicional recheada (assada). Dividida em vários ambientes, favorece encontros e eventos.

PONTOS POSITIVOS

PONTOS NEGATIVOS

André: Estacionamento fácil, amplo e casa bem localizada.

André: Falha na comunicação dos garçons. Falta de ingredientes e impossibilidade de servir algum prato deveria ser informado de pronto ao cliente e não se esperar o reforço no pedido para aí sim se comunicar o problema (ficamos sabendo que a salada não seria servida, somente na chegada do prato principal).

Evanir: Praticidade no funcionamento da casa. A versatilidade da ambientação é sempre convidativa. Osny: Programação cultural sempre em alta. Bom se todos os restaurantes da cidade se preocupassem com esta parte como o Capitão Space se preocupa. Vera: Cardápio oferece um rol de opções bastante interessante.

Evanir: Ponto de cozimento da batata deixou a desejar. A crocância externa deveria ser condizente com a parte interna do produto. Osny: Além de crua internamente, a batata suíça sabor strogonoff veio pouco recheada. Vera: Apesar de o recheio ser de carne seca, a batata foi servida com pouco tempero o que prejudicou o sabor como um todo.

NOTAS CAPITÃO SPACE

André - 7,5 Evanir - 8 Osny - 7 Vera - 7,5 MÉDIA FINAL: 7,5 Foto e opinião: Patrulha Gastronômica


DUO Lado B

Hoje tem marmelada? Tem, sim senhô!

Hoje tem goiabada? Tem, sim senhô!

E o palhaço, o que é? Pode ser no encantado mundo do circo, no teatro, em festas ou nas ruas da cidade. Basta um olhar, uma graça e, assim como um passe de mágica, eles despertam sorrisos, instantâneos. Não pense que isso acontece apenas com as crianças, com os adultos também. Os palhaços, os mestres de cerimônia, retratam o jeito simples da vida! Por Windson Prado Fotos Divulgação

Quem nunca ouviu o dito? “Hoje tem marmelada? Tem, sim sinhô! Hoje tem goiabada? Tem, sim sinhô! E o palhaço, o que é? É ladrão de mulher”. Mas, o que mais além de “ladrão de mulher” o palhaço é? Segundo o dicionário ele é um personagem cômico que usa maquiagem e trajes bizarros, e que tem como função ser engraçado. Porém, ao perguntar a um palhaço qual sua função, a resposta tem uma leve diferença: é despertar o sorriso e a alegria das pessoas. Neste dia 10 de dezembro comemoramos o Dia do Palhaço e para homenagear aqueles que tanto nos fizeram rir, a Revista Duo foi conhecer a história dos dois mestres do riso. Confira!

BIA ALVAREZ

“Minha Palhaça não tem nada de diferente de mim, pois ela carrega todas as minhas características, com uma lente de aumento” Diferente de um personagem que tem uma concepção ou uma construção, uma palhaça tem um nascimento e vai descobrindo sua personalidade ao longo de sua vida. Segundo Bia Alvarez, “um processo de palhaçaria é um autoconhecimento e aceitação muito profundo que se vai praticando ao longo da vida, não é algo estático que acaba, que em determinado momento está pronto. Minha palhaça estará em constante crescimento ao longo de toda a minha existência pois ela sou eu”.

Hoje a bacharel em direito, tem como principal ocupação ser palhaça e dedica seu tempo a produções de oficinas e atividades culturais. “Ser palhaça muda a maneira de estar no mundo, é um processo de entrega generosa e verdade para consigo e, consequentemente, com o outro. Quero a cada dia estar mais e mais no estado de presença”, finaliza. Revista Duo: Sua palhaça fica feliz quando... Bia Alvarez: Quando está presente. Palhaços são seres naturalmente felizes, mesmo quando tristes, aceitam a alegria e a tristeza, transitam entre os sentires e saem sempre triunfantes, triunfam no erro. Revista Duo: Como a palhaça pode fazer uma


pessoa ou a sociedade se tornar melhor? Bia Alvarez: A grande função de palhaças e palhaços é o reconhecimento do humano que há em cada um de nós, por meio da aceitação do erro, da identificação com a figura patética, com o ridículo que há em cada um de nós. Esta identificação é o disparador do riso, não um riso qualquer, pois há vários tipos de riso, um riso de libertação, de cura amorosa, de identificação e aceitação. A partir de então qualquer mudança pode acontecer, é feliz poder rir de si por meio do outro e de si mesmo, então a palhaçaria liberta por meio do riso. Revista Duo: Qual foi a grande palhaçada da sua vida? Bia Alvarez: A grande palhaçada é estar viva, a melhor palhaçada de todas. “Palhaças e Palhaços são transgressores e diferentes da maioria, faz parte. Sempre rolam risadas. Tem coisa melhor do que isto?”, Bia Alvarez.

juntos ganhamos concursos e nos apresentamos por diversos teatros e eventos, e graças a um conselho do meu pai não demorou muito até engrenar na carreira de ator e começar a fazer peças e recreação por todo nordeste”, conta Lucas. O palhaço surgiu quase que por acaso na vida de Lucas quando ele fazia um evento de recreação infantil há 17 anos. “Uma certa vez fui escalado para uma recreação onde teria que ser de palhaço e eu nuca tinha feito nem a maquiagem, imagina ser palhaço, e não é que deu certo! Claro que a maquiagem, roupa, estilo e show foi se aprimorando ao longo do tempo”, revela. Hoje Lucas e o seu Toy atua em festas, eventos empresariais, teatros e na web. “Temos um show bem diversificado que se enquadra a várias propostas. Quando entro em cena e vejo público sorrindo e se divertindo o sentimento é dever cumprido e me vem mais força de continuar fazendo o que faço”, completa.

LUCAS COBERSAN

Revista Duo: Seu palhaço fica feliz quando... Lucas Cobersan: Todos se divertem e entendem a mensagem que leva. Revista Duo: Como o palhaço pode fazer uma pessoa ou a sociedade se tornar melhor? Lucas Cobersan: Levantando sua autoestima, fortalecendo o espírito de criança e passando mensagens por meio da comédia e do humor! Revista Duo: Qual foi a grande palhaçada da sua vida? Lucas Cobersan: Graças a Deus tive grandes momentos na minha carreira, mas quando faço algo para comunidades carentes e entidades como igreja, AACD e Apae, me sinto realmente cumprindo o meu propósito. “Acho o Toy, uma versão exagerada de meus sentimentos, emoções e criatividade!”

“Fazer a alegria de todos, levar uma mensagem de paz e harmonia e principalmente o sorriso e o carinho das crianças, isto me faz feliz” “Ser palhaço para mim é ter a responsabilidade de transmitir uma mensagem de alegria, diversão e esperança a todos” é assim que Lucas Cobersan, 33 anos, define a função de Toy, seu palhaço. Lucas é marqueteiro, produtor artístico e ator. Os palcos sempre estiveram presentes na vida de Lucas. “Desde criança fui envolvido com as atividades de teatro, dança e canto na escola. Na adolescência tive a oportunidade de montar um grupo de cover da boy band BackStreet Boys e

VOCÊ SABIA? - A palavra palhaço deriva do italiano paglia, que quer dizer palha, material usado no revestimento de colchões. O nome começou a ser usado porque a primitiva roupa desse cômico era feita do mesmo pano e revestimento dos colchões. - O termo clown tem origem inglesa e tem origem no século XVI. Deriva-se cloyne, cloine, clowne. Etimologicamente vem de clod, que em inglês significa “camponês” e ao seu meio rústico, a terra.

- O palhaço não interpreta, ele simplesmente é. Ele não é uma personagem, ele é o próprio ator expondo seu ridículo, mostrando sua ingenuidade. - Há relatos de figuras semelhantes ao palhaço contemporâneo desde 2500 a.C, no Egito antigo. São encontradas várias outras referências desta figura social na Grécia, Roma, China e até em civilizações americanas como os astecas.


Por Matilde Melo matildemelo@matildemelo.com.br

Os quatro erros que líderes devem evitar Liderar uma empresa não é uma tarefa fácil, visto que a liderança requer envolvimento, inspiração, incentivo e a busca por sempre tirar o melhor dos funcionários. No entanto, às vezes, podem acontecer erros que aumentam o risco de prejudicar o negócio. Para evitá-los, é preciso estar atento a algumas dicas. Você sabe quais são os principais erros de líderes que devem ser evitados?

Falta de autoridade

Às vezes, os líderes, principalmente os iniciantes, não conseguem criar uma imagem de autoridade, e isso é um grande problema na hora de exercer a liderança. Um dos motivos para que isso ocorra é o receio de perder a amizade de funcionários que até então trabalhavam com ele. Esse medo faz com que os gestores não realizem cobranças mais rígidas, pensando que, se forem mais exigentes com a equipe, deixarão de ser vistos como colegas. Para evitar que isso aconteça, é necessário que o líder mostre que seus valores estão alinhados com os da empresa. Também é importante preservar a coerência entre as atitudes e a fala no dia a dia, focando sempre nas exigências da empresa e na harmonia entre o negócio e os subordinados, para assim evitar estresse ou complicações.

Focar apenas em resultados

Um grande erro é focar somente nos resultados, buscando atalhos para obtê-los rapidamente, sem levar em conta os fatores que influenciam todo o processo. Na maior parte das vezes, esses atalhos até alcançam o resultado desejado, porém podem comprometer a companhia a longo prazo. É fundamental que o líder tenha em mente que mais importante do que pensar no lucro, é prezar pela qualidade do serviço ou produto, harmonia da equipe, bom atendimento e satisfação do cliente.

Não dar feedback sobre o desempenho

Para que os funcionários saibam o que estão errando, e melhorem as atitudes e o serviço prestado, é necessário que o líder da empresa dê um bom feedback sobre o desempenho de cada profissional. No entanto, às vezes, as

64

DUO | revistaduo.com.br

pessoas nos cargos de liderança se esquecem, ou não acham tão necessário dar essa resposta ao trabalhador. Quando o funcionário não tem feedback, as chances de continuar fazendo algo errado são grandes, porque dificilmente ele perceberá o erro sozinho. A solução para esse erro é que o líder converse com cada membro da equipe, pelo menos uma vez por mês, desenvolvendo uma rotina. Caso a equipe seja grande, o gestor deve acompanhar todas as atividades realizadas, orientando e dando retorno, sem se esquecer de ajudar o membro na hora de colocar em prática o que foi combinado anteriormente. Essa avaliação do desempenho da equipe é um instrumento essencial para ajudar os líderes a entender os seus funcionários e a empresa como um todo.

Presumir que todas as pessoas são iguais

Alguns líderes tratam sua equipe de forma homogênea, mas as pessoas não respondem aos incentivos e cobranças da mesma maneira. Por causa disso, o ideal é que se individualize essa questão. Nesses casos, o diálogo também é muito importante, e uma forma de evitar esse erro é se reunir com o funcionário e questioná-lo sobre o que ele acha da empresa e do trabalho, para que, assim, cada colaborador trace suas próprias metas de acordo com o seu serviço desempenhado dentro da empresa. O primeiro passo para melhorar uma atitude é detectar um erro e analisar o que pode ser mudado. Nem todo erro é igual e, por isso, é extremamente importante que se crie uma cultura do aprendizado, fazendo com que os líderes estejam sempre abertos para eventuais sugestões de melhoria. E você? Quais outros erros de líderes você acredita que devem ser evitados? Compartilhe conosco!

Foto: Banco de Imagem

DUO Liderança


DUO Homem

ESPELHO MEU Homem também se cuida e não há nada errado nessa tendência. Desde os cuidados básicos, passando pelo investimento na academia e chegando até nas cirurgias plásticas. Como o homem moderno se cuida? A Duo conversou com cinco caras para saber o que rola. Por Jefferson Luchtenberg Fotos: Simone Zancanella Agradecimentos: Barbearia Ministro e Paulo Franzoi Cabelereiros

Renan Thales França - 25 anos Um dos cuidados mais comuns entre os homens atualmente é a musculação. Renan é um exemplo nesse segmento, se destaca nos treinos e garante que a motivação inicial não era a vaidade. “Nos treinos eu tiro o stress, as mudanças no corpo foram consequência”. Mas ele não demora para admitir. “Claro que é bom, melhora a autoestima. É massa chegar em um lugar e ser notado. Quem que não quer se destacar?”. Ao longo de cinco anos ele investiu em seu corpo e isso acabou influenciando na escolha de sua faculdade. Com a formação em Nutrição, que acontece daqui três anos, o rapaz pretende ajudar os outros. “Quero combinar a paixão que desenvolvi pela musculação com os cuidados corretos com a alimentação e oferecer para os outros a chance de também se sentirem bem”, finaliza.

66

DUO | revistaduo.com.br


Gean Salfer - 22 anos

Foi o sonho de ser Mister que tornou Gean ainda mais vaidoso. Em sua preparação para o concurso Mister Brasil, que levou cerca de dois anos, o jovem conheceu e se tornou adepto de tratamentos estĂŠticos. Mesmo focado na dieta e treinos de musculação, ele viu nesses procedimentos a chance de ir alĂŠm na hora de alcançar seus objetivos. Ele começou com o bĂĄsico, limpeza de pele e depilação. “A limpeza de pele vem antes de tudo pra deixar o rosto sempre preparado para as sessĂľes de fotos e eventosâ€?, explica. Ele garante que a depilação tem mais a ver com os treinos de musculação. “Retirar os pĂŞlos deixa mais em evidĂŞncia a definição da musculaturaâ€?. Ainda fazem parte dos procedimentos bĂĄsicos o corte quinzenal de cabelo e o aparo bimestral das sobrancelhas. O sorriso foi aperfeiçoado para deixa-lo ainda mais simĂŠtrico e incluiu procedimentos de clareamento. “As vezes esses detalhes sĂŁo considerados pequenos por outras pessoas, mas fazem toda diferença para a autoconfiança em um ambiente de concorrĂŞnciaâ€?. No palco ainda vale usar maquiagem. “No dia a dia ĂŠ complicado usar, mas no palco ela faz todo sentido. Tira o brilho da pele e a deixa preparada para fotos e vĂ­deoâ€?. A preparação corporal focou no fĂ­sico perfeito para prova e desfile em traje de banho, uma tradição nos concurso de beleza. Gean garantiu sua forma com muito exercĂ­cios fĂ­sicos, mas nĂŁo abriu mĂŁo de recursos com a CriolipĂłlise e Drenagem LinfĂĄtica. A primeira usa a sucção com gelo para eliminar gorduras localizadas, enquanto a segunda se baseia em tĂŠcnicas de massagem para o mesmo propĂłsito. Para manter tudo em dia Gean conta a ajuda de parceiros. Por se destacar na redes sociais, especialmente no Instagram onde possui mais de 50 mil seguidores, o rapaz conquistou patrocinadores nesse seguimento. “Cuido do meu sorriso na Orthos, do cabelo na Barbearia Ministro e da pele com a Jana Fantoniâ€?. Ao final de tudo o rapaz ĂŠ enfĂĄtico ao afirmar. “Vale a pena conhecer e usar esses procedimentos. Eles nĂŁo devem ficar limitados aos modelos profissionais, todos que buscam melhora na autoestima devem fazer, claro sempre dentro do limite do bom sensoâ€?.

+FÄ…FSTPO#SJHIFOUJBOPT

Por muito tempo as chances dele se cuidar eram limitadas. Seu trabalho em uma fundição afastavam qualquer chance de vaidade e por mais de trĂŞs anos os cuidados eram limitados ao bĂĄsico. “Eu ficava muito sujo com fuligem pelo corpo todo. Usava capacete por horas seguidas e isso deixava meu cabelo totalmente desarrumadoâ€?. Foi uma mudança de rumos que reascendeu a vontade de se cuidar. Um dos primeiros passos nesse sentido foi fazer escova progressiva nos cabelos. Esse processo deixa os cabelos mais lisos e controlados, algo que Jefferson desejava. “Meu cabelo ĂŠ crespo nas pontas e sĂł com a progressiva para ficar liso e do jeito que eu gostoâ€?. Outra novidade ĂŠ o cuidado com as unhas, algo impensado na ĂŠpoca em que trabalhava na fĂĄbrica. “O pĂł do ambiente era um pĂł de ferro e isso deixava minha pele e unhas muito sujas, era difĂ­cil tirar as manchas pretas que ficavamâ€?, recorda. Os novos cuidados chamaram atenção e o rapaz acabou recebendo os primeiros convites para modelar. “Essa mudança estĂĄ apenas no começo e pretendo investir cada vez mais nesse ladoâ€?. Ele se preparar pra concorrer ao tĂ­tulo de Mister Joinville no ano que vem e investe em suas redes sociais.

DUO | revistaduo.com.br

67


Bruno Faria - 30 anos

Bruno é modelo profissional e admite que sua profissão o tornou ainda mais vaidoso. “Minha profissão exige um cuidado maior com minha imagem”, E explica como a vaidade faz parte de sua rotina. “Ela entra naturalmente. Faço atividades físicas todos os dias e tenho uma alimentação balanceada pra manter o corpo em forma”. Para pele os cuidados são mais voltados para prevenção. “Uso protetor solar, cremes hidratantes e tomo muita água”. O modelo nunca fez tratamentos estéticos e nem pensa em fazer cirurgias. “Não vejo necessidade no momento”. Ele não se vê diferente da maioria dos homens, pois acredita em uma tendência cada vez maior de homens se cuidando. “Os homens estão percebendo que esses cuidados melhoram a autoestima e autoconfiança”. Mas ele alerta para os limites. “Vale tudo pela saúde e não pela vaidade”. Bruno finaliza com um conselho. “Mas um pouco de vaidade faz bem a todos”.

Thiago Konell - 26 anos

Thiago é administrador de empresas e mesmo em meio a sua rotina agitada encontra tempo para sua vaidade. Ele confessa que nem sempre foi assim e que seus cuidados começaram há seis anos motivados por um amor não correspondido. “O que me motivou foi uma busca pessoal, para me sentir bem comigo mesmo, mas com certeza uma paixão da época do colégio influenciou nisso”. O desinteresse da garota o tornou um cara mais vaidoso e o primeiro foco da mudança foi o corpo. “Eu era muito magrelo e isso me incomodava Passei a contar um personal trainer, cuidar da alimentação e suplementar”. A notável evolução corporal deu espaço para outras preocupações e uma série de tratamentos entraram para sua rotina. Regularmente Thiago faz limpeza de pele, bronzeamento artificial, clareamento dental, sobrancelhas e outras coisas consideradas básicas como as unhas do pé e da mão, além do corte de cabelo quinzenal. Ainda em seu dia a dia estão o uso de hidratantes para rosto, pés, mãos e corpo, bem como um sabonete especial também para o rosto. Sobre seus rituais ele ainda acrescenta. “Sou difícil de bronzear, por isso opto pelo bronzeamento artificial. Pra cuidar da pele eu tento dormir de seis a sete horas por dia, mas meu sono é desregulado e sei que isso acaba prejudicando”. Antes de realizar sua primeira intervenção cirúrgica, o rapaz se submeteu a um procedimento menos invasivo. O Mini Botox veio para atenuar algumas linhas de expressão que o incomodavam. Depois disso o jovem passou a considerar uma cirurgia plástica no nariz, um problema o incomodava desde sempre. Depois de decido ele tinha apenas uma preocupação. “Não queria ficar descaracterizado, com um nariz pequeno demais. Por isso pedi para que o médico apenas levantasse um pouco meu nariz, para deixa-lo mais harmônico com meu rosto”. A cirurgia foi realizada no mês de outubro e foi aprovada. “O real resultado só vemos seis meses depois do procedimento, mas já estou muito feliz”, garante.

68

DUO | revistaduo.com.br


DUO Cultura Por Rodrigo Domingos

Os museus de Joinville Por Rodrigo Domingos Fotos: Banco de imagem e Arquivo pessoal


Na última edição do ano, escreverei sobre museus, a experiência de se visitar este espaço onde se preserva a memória de uma cidade, de um país, de uma pessoa, um lugar de histórias interessantes que nos faz viajar. O Museu é o lugar para pensarmos o presente e refletirmos sobre o nosso tempo, muitas vezes se embrenhar no mundo das artes, através de telas dispostas nas paredes de um determinado museu, é algo que transcende. Na definição do International Council of Museums (ICOM, 2001), “Museu é uma instituição permanente, sem fins lucrativos, a serviço da sociedade e do seu desenvolvimento, aberta ao público e que adquire, conserva, investiga, difunde e expõe os testemunhos materiais do homem e de seu entorno, para educação e deleite da sociedade”. Lembro me da minha primeira visita a um museu, tinha apenas quatro ou cinco anos de idade, minha turma do jardim de infância, foi visitar o Museu Nacional de Imigração e Colonização. Fiquei extasiado, prestava atenção em todas as palavras da monitora a respeito da história do museu, suas curiosidades, da família real,

Dona Francisca e seu dote que nunca foi usado, enfim, um dia que nunca mais esqueci, minha paixão pela arte, pela história e pela cultura, foi despertada neste passeio despretensioso. A partir daquele dia comecei a questionar estes espaços, queria visitar mais lugares culturais como o museu por mim visitado, mas infelizmente, Joinville possuía e possui poucos espaços, os que estão de portas abertas, ainda são muito precários e vivem pela atitude e paixão de seus coordenadores e mantenedores. Três nomes importantes devem ser aqui exaltados, quando tratamos deste tema. O primeiro é o diretor geral do Museu de Arte de Joinville, Marcos Rück, com vasta experiência artística e de arquitetura, sua formação, consegue manter uma programação mensal de exposições e de eventos culturais, alguns realizados nos jardins do museu, espaço por sinal, lindo. Marcos em sua gestão reformou o museu de arte, deixando-o ainda mais convidativo. Vale muito conhecer o acervo do MAJ e visitar as exposições que ali estão em cartaz.

Outro personagem que aqui deve ser citado é o artista visual, figurinista e estilista Márcio Paloschi, multifacetado e com uma personalidade ativa e questionadora, Márcio dirigi a Galeria Municipal de Arte Victor Kursancew (anexo à Casa da Cultura Fausto Rocha Júnior), de mente aberta, criativo, o artista está sempre em busca do melhor resultado artístico, aliando a técnica acadêmica com a arte contemporânea, o lixo, com o luxo.

DUO | revistaduo.com.br

73


DUO Cultura

O terceiro nome é o da grande colaboradora pelo fomento das artes visuais em Joinville, mulher visionária, que lançou grandes nomes no mundo da arte, ela é Marina Heloisa Medeiros Mosimann, marchand e galerista, foi proprietária da Galeria de Arte Lascaux (1976), a primeira galeria profissional da cidade de Joinville. Fomentadora e incentivadora da Arte e de artistas como Juarez Machado, Índio Negreiros, Nilson Delai, Moa, Antonio Mir e Luiz Henrique Schwanke, entre outros. Hoje é Vice Presidente do Instituto Schwanke em Joinville. Conversar com Marina, é viajar pelo mundo das artes, sempre tem uma curiosidade, um conselho apurado, sempre atenciosa. Ainda falta muito para Joinville se destacar no quesito museus, a cidade possui apenas cinco com relativo acervo: Museu Arqueológico do Sambaqui, Museu da Bicicleta, Museu de Arte de Joinville, Museu Casa Fritz Alt, Museu Nacional de Imigração e Colonização, e quatro galerias, sendo elas: Galeria Municipal de Arte Victor Kursancew, Galeria El Clandestino e Galeria 33 e o Instituto Internacional Juarez Machado, que além de ter obras do acervo do renomado artista, recebe mostras sazonais em seu espaço. A maior cidade catarinense ainda caminha em passos lentos para a preservação de sua história e para o fomento de espaços, onde a arte e a cultura sejam uma constante. Torcemos para que os futuros gestores pensem mais na criação de espaços multiculturais. Desejo para os que me acompanharam durante este ano um Feliz natal e Ótimo 2016! Viva a arte! Descobri a arte na primeira infância, ela me acompanha desde então. Formei-me arquiteto há trinta e dois anos. Arquitetura é o conjunto de todas as artes, o desenho, a pintura e a escultura. Hoje colaboro como Diretor do Museu de Arte de Joinville, um antigo sonho concretizado.“ Enfim sem arte não podemos viver.” - Marcos Antônio Rück

Para falar de arte é preciso emoção. Estar atento ao muito antigo e ao contemporâneo simultaneamente. Ter o dom de mostrar o escondido aos olhos e aos ouvidos desatentos. Acreditar nas forças misteriosas que impulsionam os artistas. Continuo acreditando nesta minha reflexão sobre arte...uma escala que mede a presença, espontaneidade e vitalidade de uma cidade é a arte que ela mesmo inspira e deve estar acima das dificuldades, procurando contribuir para a renovação, evolução e superação da cultura. - Marina Heloisa Medeiros Mosimann

ENDEREÇOS DE MUSEUS E GALERIAS Museu Arqueológico do Sambaqui de Joinville (MASJ) Rua Dona Francisca, nº 600, Centro Tel: 3433-0114 Instituto Internacional Juarez Machado Rua Lages, 994 - América Tel: 3033-3036 Museu da Bicicleta Rua Leite Ribeiro, sem número, Anita Garibaldi Tel: 3422-5222 Museu de Arte de Joinville (MAJ) Rua 15 de Novembro, 1.400, América Tel: 3433-4677 Museu Casa Fritz Alt Rua Aubé, s/nº (Servidão Fritz Alt), Boa Vista Tel: 3433-3811 Museu Nacional de Imigração e Colonização Rua Rio Branco, nº 229, Centro Tel: 3433-3736 Galeria Municipal de Arte Victor Kursancew Rua Dona Francisca, 364, Centro

Por que Ficar Imune!? Desenvolver o novo; e sair da zona de conforto. Na inquietude que alimenta e instiga o olhar para ouvir o pensar! Sintonia com a construção criativa, artística na arte de prisma possibilidades! Márcio Paloschi

74

DUO | revistaduo.com.br

Galeria El Clandestino Rua Mininstro Calógeras, 287, Bucarein, Tel: 3025-5774 Galeria 33 Rua Bento Gonçalves, 33, Glória Tel: 3027-1826


DUO Música

Por Ju Pamplona @Jupamplona

Com vocês, Liocir da Silva, o Xuxu! Por Ju Pamplona Fotos: Divulgação

Para encerrar o ano, escolhemos um produtor musical, aquele cara que está por trás de toda aquela música linda que você ouve . É ele que tem todo o cuidado de deixar tudo com ainda mais brilho e sonoridade. Além disso, nosso papo é com uma voz que você já ouviu falar por ai, já viu em muitos personagens e muito mais! - Como começou sua carreira na música e na publicidade? Na música, desde muito cedo eu tive em casa uma grande influência do meu pai que era músico. E uma das coisas que ele sempre me cobrava desde pequeno foi aprender música. Quando eu tinha sete anos, ele me colocou na escola de música, foi aí que tive meu primeiro instrumento: o trombone. Depois, nunca mais parei. O dom estava no sangue. Já na publicidade, no final dos anos 80, comecei a trabalhar com rádio. Quando me dei conta, juntei essa influência da publicidade que tive com a rádio com a música, e aí nasceu a ideia da produtora de áudio. Em 2016 farei 20 anos de carreira como produtor de áudio publicitário e musical.

76

DUO | revistaduo.com.br

- Muitos conhecem sua voz, mas alguns não conhecem você pessoalmente, como você lida com isso? Porque você é a voz do papai noel, daquela propaganda que toca direto no rádio, do coelhinho da páscoa... Quando optei pela carreira de produtor de áudio, já sabia que o foco não estaria apontado para minha imagem física e sim para minha voz/produção, mas esse “anonimato” não deixa de ser algo especial também. Gosto de sair na rua, nos shoppings, ou em qualquer outro lugar, e ver as pessoas ouvindo a minha voz, e eu alí, passando despercebido. Algumas vezes, por exemplo, já parei em frente ao “Papai Noel” contador de histórias no shopping (no qual eu faço a voz) e vi o brilho no olhar das pessoas, das crianças. E eu gosto de fazer parte disso. - Quais suas referências para criar um áudio, seja uma música ou um jingle? Referências todo mundo tem, qualquer peça bem feita em áudio vira referência para mim. Presto mais atenção aos comerciais do que a programação normal, tanto no rádio como na TV. E com certeza, alguns Jingles me fizeram pensar: “como eu não tive essa ideia?”

- Você toca em uma banda também. Conta pra nós como é este trabalho! Sim. Sou músico, e no momento não estou tocando em nenhuma banda específica, mas não deixo de tocar. Sempre pinta um convite para um evento, e lá vou eu! Essa é uma das coisas que eu mais gosto de fazer. As bandas que tenho participado são bandas de musicas cristãs (gospel), e é um trabalho gratificante, poder levar às pessoas uma mensagem de uma vida melhor, e ainda por cima fazendo um som com a rapaziada. Não tem preço. - Uma dica para quem curte música e quer trabalhar nesse mundo. Seja ele com shows ou produzindo. A dica é: Você pode, mesmo que alguns falem que não. Não nascemos prontos para produzir, para fazer locuções, para tocar um instrumento. Isso tudo se aprende, com muita dedicação, é claro.

XUXUAUDIOSOLUÇÕES facebook.com/xuxuaudio


Publieditorial

Por mais sorrisos que inspiram A Inspira Oral Health Center traz a Joinville o que há de mais atual e moderno na odontologia, levando em conta a individualidade de cada paciente e uma equipe especializada. Por Tabata Kadur Fotos: Germano Rocks

Com o início de carreira semelhante, o destino juntou o casal. A área de saúde era o desejo dos dois, e foi na sala de aula do curso de Odontologia da PUC-PR que Viviane A. Pellizzari e Cyro Pellizzari II se conheceram. Ali a sorte já estava traçada e em meio a trabalhos, projetos e longas horas de estudo em conjunto, o amor se fez. O casamento e a formatura aconteceram e a ideia de tornar real o sonho de uma clínica odontológica diferenciada foi gerada em ambos. Ele mestre em ortodontia, ela em dentística, traçaram as metas e em 14 de fevereiro de 2015 o Inspira Oral Health Center nascia com o propósito de trazer para a cidade um perfil de clínica diferenciado. Levando em conta sua própria experiência com atendimentos odontológicos, Drª Viviane tinha em mente, facilitar o processo de seus futuros pacientes. “Desde que eu entrei na faculdade sempre tive a ideia de abrir uma clínica, e via que faltava um lugar que unificasse todos os serviços. Numa clínica fazia-se

78

DUO | revistaduo.com.br

a limpeza, na outra a ortodontia, e quem disse que esses profissionais se comunicavam?”, conta a profissional. Ela explica que o processo de realizar vários procedimentos em locais diferentes, muitas vezes confunde o paciente. A proposta do Inspira é fazer uma análise global do paciente, onde todos os profissionais das áreas de odontologia estão integrados para trabalhar em conjunto em cada caso. Para que esse trabalho em equipe seja realizado, profissionais de todas as especialidades foram convidados a participar do time Inspira. “Quando o paciente chega aqui ele é atendido pela equipe Inspira Center. Para mim, é isso que está faltando na odontologia. Por isso, montamos uma clínica com uma equipe maior”, conta Viviane. O Dr. Cyro Pellizzari explica que a clínica é multidisciplinar e qualificada para atender os pacientes em todas as especialidades exigidas, proporcionando maior comodidade. “Na Inspira temos uma visão dinâmica dos pacientes,

vemos o individuo como um todo, não devolvemos apenas um sorriso bonito, devolvemos função, saúde e bem-estar físico e social”, argumenta. O nome da clínica não veio por acaso. Em meio às conversas com os responsáveis pela identidade da empresa, a palavra inspirar se fez presente constantemente. “Acabou que o Inspira virou o nome da clínica por causa do nosso método de trabalho e a vontade que tínhamos de inspirar os pacientes a se cuidarem, a terem saúde, inspirá-los a sorrirem e viverem melhor”, lembra a dentista. E essa preocupação com o bem-estar, já acontece na primeira consulta. Ao chegar à clínica ele é submetido a um protocolo detalhado com informações, fotos, e todos os procedimentos podem ser acompanhados pelo paciente através de uma câmera intraoral, mostrando tudo o que está acontecendo. O plano de tratamento é discutido com toda a equipe e depois repassado detalhadamente ao paciente, na segunda visita ao consultório. “Dessa


forma, permaneço fiel ao que estou me propondo, que é cuidar da saúde do paciente”, argumenta Viviane. Além do tratamento personalizado e atencioso, o paciente encontra no Inspira esclarecimento e o que há de mais novo no mercado. Segundo Dr. Cyro, alta tecnologia, qualificação e excelência no atendimento é o que o paciente vai encontrar na clínica. “Estamos em constante evolução. A indústria evolui, os medicamentos evoluem, os equipamentos evoluem, as técnicas evoluem, e nossa equipe evolui junto. Participamos de congressos, palestras e cursos com o melhor know how do mercado”, conta o especialista.

O que Inspira Oral Health Center te oferece: - Todos os serviços odontológicos: Ortodontia, periodontia, dentística restauradora, prótese sobre implante e convencional, aparelhos para ronco e apneia, tratamento para disfunção temporomandibular, implantodontia, endodontia e cirurgia. - Spa facial: Para atender às demandas de estética facial e cuidados com a imagem, são oferecidos limpeza de pele, drenagem pré e pós-operatório da face, e massagem relaxante para cabeça e pescoço (para quem tem problema com bruxismo e tensão).

Além de todos os serviços ofertados, a clínica trabalha com alguns diferencias em relação à concorrência. Como o botox para bruxismo e sorriso gengival, clareamento a laser, laser de baixa frequência para herpes e radiografia digital. Durante a consulta o

paciente pode escolher o que quer assistir com auxílio do pacote Netflix, garantindo ainda mais conforto e bem-estar. Agende um horário com os profissionais da clínica, e permita que novas experiências possam te inspirar!

48 3804 7776 | 47 9783 4505 contato@inspiracenter.com.br inspiracenter.com.br Rua Henrique Meyer, 280 | Sala 1505 e 1506 89.201 405 | Centro | Joinville | SC

CLM - SC 1829 Resp. Clínica: Dra. Viviane Ambros Pellizzari CRO SC 13711 DUO | revistaduo.com.br

79


Duo Social

BOX DAY

UMA EXPERIÊNCIA MUSICAL Por Schirley da Silva Quandt

Ocorreu no último dia 07 de novembro , na sede da Box Auto Center Ltda, em Joinville o 1º BOX DAY. O evento teve como objetivo aliar a apresentação de produtos com tecnologia de ponta que reproduzem som automotivo de alta qualidade com a boa gastronomia. Marcas consagradas no mercado como Pioneer, Ground Zero, SilentCoat, Shok, ArcAudio, HybridAudio e Ground Zero apresentaram seus produtos aos amantes de áudio de alta resolução. Parceiros: Pioneer do Brasil e Ianaconi Imports, além dos apoiadores Audi Center Joinville e Honda Gabivel.

Aconteceu :

1 ENCONTRO ROSA NO ESPAÇO MULHER

Oganização: Team Nogueira e Delivery Sapatilhas Moda/Informação/Saúde e beleza Apoio: Vicil Fitness , I love Case , Caroline Louise Coiffeur , Ehrre Boutique, Queen Cosméticos, Ani e Tecla Acessórios e Revista Duo Fotos: Daiani Ferreira Soares e Camila Finocchi

80

DUO | revistaduo.com.br


DUO Fitness

Fuja da rotina, exercite-se ao ar livre! Praticar exercícios físicos ao ar livre já virou mania entre as celebridades, treinar na praia ou no parque, tanto faz, o negócio é queimar calorias e manter-se saudável, sem rotina. Por Márcia Campos Fotos: Banco de Imagem

Para quem não gosta das academias tradicionais uma boa opção é a prática de exercícios ao ar livre, para isso, a Duo listou uma série de modalidades que além de te deixar em forma para o verão, aliviam o estresse do dia a dia, pois se exercitar com um cenário bonito é muito melhor. Mas lembre-se que qualquer tipo de exercício físico deve ser feito acompanhado de um profissional da área e antes de iniciar as atividades é ideal passar por uma consulta médica para checar se sua saúde está em dia e se você pode praticiar exercícios físicos.

Treinamento funcional

A principal característica desse tipo de treinamento são os exercícios focados na necessidade de quem pratica. Ou seja, eles são elaborados para alcançar o resultado que o aluno precisa, seja fortalecimento ou queima de calorias. Assim, o indivíduo pratica diferentes sequências em cima de bases instáveis, como bolas, pranchas e bastões, e aciona os músculos e articulações de forma global, desenvolvendo coordenação motora, flexibilidade, agilidade, equilíbrio, força e aptidão cardiorrespiratória.

84

DUO | revistaduo.com.br

Circuitos na praia

Modalidade que virou febre entre os brasileiros. A proposta é dar aos alunos uma atividade diferenciada a cada dia, com muito trabalho aeróbico combinado com exercícios de treinamento funcional e resistência muscular, complementado com a parte de alongamento ao final do treino. São cones, bambolês, hastes, elásticos e outros objetos espalhados pelas areias, utilizados por pessoas que se movimentam por eles em círculos, ziguezagues ou pulando. Toda essa correria faz parte do circuito de praia, atividade física que virou mania na orla carioca e opção para aqueles que não gostam dos ambientes fechados das academias. Este tipo de atividade na areia traz o benefício do fortalecimento muscular e articular, além de um gasto calórico maior do que outras atividades. O circuito também ajuda na coordenação, equilíbrio, força e agilidade através de exercícios que são sempre variados de acordo com o plano de aula do dia.

Academias ao ar livre

Elas podem ser encontradas em diversos pontos da


cidade, foram construídas pensando na 3ª idade, mas qualquer indivíduo maior de 16 anos poderá utilizá-la. O ideal é que você frequente somente as academias que ofereçam um profissional de educação física, para orientar as atividades. O principal equipamento para a prática desta modaliade é o nosso próprio corpo. Mas, também utiliza-se técnicas e equipamentos específicos como barras e anilhas olímpicas, pesos livres, cordas, caixas, bolas, pneus, argolas, elásticos, correntes entre outros.

Treino no parque

Se exercitar na natureza é muito bom, tanto para o corpo como para a alma, pois a facilidade de socialização é muito grande . Quase todas atividades podem ser feitas em parques, ainda mais hoje em dia que muitos deles estão mais estruturados com espaços e aparelhos de ginástica, jogar basquete, vôlei, espaço para yoga, pistas de corrida, ciclovias, prática de slackline, parckour, patinar, andar de skate, bater uma pelada na quadra. Ou seja, além de uma infinidade de modalidades de exercício físico, você ainda pode fazer novos amigos. Exercícios de corrida e pedaladas no parque são excelentes, pois além de sentir o vento no rosto, correr em uma pista exige dos músculos posteriores da coxa e glúteos, coisa que não ocorre em uma esteira, pois ela faz o trabalho de impulsão para você.

CrossFit

Por meio de um programa único de treinamento baseado em movimentos naturais, funcionais e sempre variados, o CrossFit garante um treino completo, diferenciado, desafiador e altamente eficiente, tanto mentalmente como esteticamente, e para toda nossa saúde em geral. O CrossFit é um programa de treinamento de força e condicionamento físico geral baseado em movimentos funcionais, feitos em alta intensidade e constantemente variados. Normalmente esses movimentos se enquadram em três modalidades: levantamento de peso olímpico, ginástica olímpica e condicionamento metabólico, ou cardio. Esta modalidade de treinamento é o que mais cresce atualmente no mundo, por proporcionar a mais completa adaptação físiológica possível no seu praticante, independente da idade ou nível físico do mesmo. Treinamento CrossFit, busca desenvolver e melhorar todas as capacidades físicas, são elas: resistência cardiovascular (respiratória), resistência muscular, força, flexibilidade, precisão, potência, agilidade, equilíbrio, coordenação e velocidade, pois inclui uma mistura de exercícios funcionais feitos em alta intensidade por um período que geralmente varia entre 5 a 20 minutos.

%JDBTEPmTJPUFSBQFVUB

De acordo com o fisioterapeuta, diretor regional e representante da ABRC - Associação Brasileira de Reabilitação da Coluna Vertebral, Jhony Jablonski,

é necessário ter muito cuidado com estes tipos de atividades, para que os exercícios sejam realizados de uma forma correta e sempre com o auxílio de um profissional. Segundo o fisioterapeuta é necessário observar que somente um profissional, pode indicar qual é a atividade física ideal para cada pessoa. Pois se ela for feita de uma forma errada, ou uma modalidade que não seja adequada para você, acarretará problemas e lesões no corpo. Outro fator importante é a periodização, ou seja, se não for feito de forma constante muito possível que traga mais prejuízo. Muitas pessoas não praticam exercícios com regularidade, os chamados atletas de final de semana podem ter mais problemas de lesões. Lembrar que é necessário estar atento a hidratação, pois a água é responsável pela lubrificação articular e equilíbrio bioquímico do corpo. O fisioterapeuta faz um alerta para que as pessoas não façam os circuitos de exercícios copiados da internet ou do youtube achando que será bom para você, pois toda a atividade física deve ter supervisão de um profissional da área.

As atividades ao ar livre dão a sensação de menos aprisionamento, então se você optar por este estilo : - Procure usar um tênis adequado para corrida ou caminhada; - Beba muita água; - Faça um processo progressivo; - Não ultrapasse seu limites, ainda mais se não tiver a orientação adequada de um bom profissional. - Não acompanhe o ritmo da sua companhia nas atividades, pois ele pode ser diferente do seu; - Dores pós treino já foi sinônimo de coisa boa, sabe-se que a dor pós treino exagerada não é adequado; - Quando você pratica exercício sozinho, deve ter um critério e estabelecer um limite, pois muitas pessoas ultrapassam o tempo de uma aula convencional, o que pode prejudicar muito o corpo. “Na minha opinião nem tudo que parece ser legal é bom. Mas não tem proibição, e sim bom senso, sintonia, foco e continuidade. Quando se faz qualquer coisa de forma mais ajustada possível os benefícios são sempre vistos”, orienta o fisioterapeuta.

DUO | revistaduo.com.br

85


Duo Personal

Foto: Banco de Imagem

Paulo Dondé e Cristiano Pitz

PERSONAL TRAINER muita saúde e excelentes resultados! Neste ano em parceria com a Revista Duo, escrevemos aos leitores diversos assuntos relacionados ao serviço de Personal Trainer e suas características. O principal objetivo foi destacar os benefícios desta atividade, para os leitores que procuram um serviço de excelência na atividade física, e que otimize ao máximo os resultados. No treinamento personalizado podem ser utilizadas várias ferramentas, desde corrida de rua, musculação, HIIT, até ketlebell, crossfit, entre outras, que promovem resultados de acordo com os objetivos do cliente. Mas a principal função é entregar o resultado que o cliente procura de forma rápida e eficaz. E é muito importante lembrar que os profissionais que atuam neste ramo devem estar habilitados para exercer a atividade. Para nós Cristiano Pitz e Paulo Dondé, participar da

Revista DUO durante este ano, promoveu excelente reconhecimento e importante crescimento profissional, pois oferecemos o serviço que tem grande importância e pode promover excelentes resultados nos exercícios físicos. Assim, torna-se muito gratificante poder compartilhar um pouco de conhecimento e experiência com leitores que procuram qualidade e excelência. Nos despedimos este ano, ressaltando que temos como principal local de atividade a FIT Academia, situada na Rua Dona Francisca, 3531. Lá dispomos de todas as ferramentas necessárias para promover o melhor atendimento aos nossos clientes. Desejamos aos leitores, Feliz Natal e um Ano Novo, com muita saúde e excelentes resultados! São os votos de Cristiano I. Pitz e Paulo A. Dondé.

Envie suas dúvidas e sugestões para duopersonal@fitmaissaude.com.br e inicie um vida com mais qualidade.

88

DUO | revistaduo.com.br


1SPmTTJPOBMSFGFSžODJBOBDJEBEFFN

EstĂŠtica

Dra. Mosara Vendramini Drª. Mosara Vendramini Ê mÊdica proprietåria da Clínica Rennova. Hå 7 anos no mercado joinvilense, ela Ê referência nos cuidados de embelezamento para a pele. Como foi feita a escolha pela sua profissão? Atuar na estÊtica foi um sonho que decidi realizar depois de algum tempo analisando o constante crescimento da årea, e da importância que os cuidados com o envelhecimento passou a ter na vida das pessoas. Qual Ê a maior importância de sua årea profissional? Mexer com a autoestima das pessoas. Cada dia se preocupa mais em estar bem fisicamente para poder alcançar sucesso em outras åreas, na vida pessoal e profissional. Como se sente ao ver sua clínica como referência em estÊtica? Reconhecimento vem com o tempo, com trabalho bemfeito, seriedade e comprometimento. São provaçþes diårias. O cliente de estÊtica não permite erro, ou meio resultado. São exigentes e cobram pelo que foi prometido. Nossa filosofia Ê de prometer apenas o possível de ser alcançado, por isso fico feliz por esse reconhecimento, porque sei que esse Ê o caminho. Quais são as curiosidades sobre seu dia a dia profissional? O que incomoda o paciente de estÊtica, nem sempre Ê aquilo que vemos no primeiro contato. Às vezes nos parece óbvio que ele veio nos procurar porque quer emagrecer, e na verdade a única coisa que estå incomodando Ê uma pequena mancha no canto do rosto. E vice-versa. Isso nos faz ver que cada pessoa se vê de uma forma, e não necessariamente Ê a forma como os outros a veem. Fale sobre os valores referentes à estÊtica. Por ser um mercado em franco crescimento, a estÊtica virou

alvo de muitos profissionais que com pouco investimento tanto financeiro quanto intelectual acabam se inserindo no mercado e prometendo resultados que muitas vezes não são alcançados. Isso acaba banalizando e atÊ caindo no descrÊdito muitas tÊcnicas, que se bem empregadas poderiam ajudar muito o paciente a alcançar seu objetivo. Mensagem para os leitores. Precisamos cuidar do corpo e da aparência não apenas para parecer mais jovem ou bonito, mas para envelhecer bem, e principalmente saudåvel, pois nosso corpo Ê o único bem realmente nosso. Com autoestima elevada Ê possível alcançar mais fåcil a felicidade, não só de si próprio como de todas as pessoas que nos rodeiam.

Foto: GermanoRocks.com

90

DUO | revistaduo.com.br


1SPmTTJPOBMSFGFSžODJBOBDJEBEFFN

Maquiagem

Alexandre

Simas

Alexandre Simas Ê natural do Rio de Janeiro, formado em cosmetologia pela Universidade Anhembi de São Paulo. Atuando hå mais de 10 anos no mercado da beleza e maquiagem, Ê referência da årea na cidade de Joinville. Qual Ê sua maior motivação em sua årea de atuação? Hoje maquiar noivas, embelezar mulheres Ê algo que me motiva. Alinhar estilo e personalidade com base no vestido e ocasião Ê realmente motivador. Receber tantos feedbacks positivos de maridos e namorados e das próprias clientes Ê muito motivador. Qual Ê a maior relevância/importância de sua årea profissional? Acredito que hoje vivemos um momento onde a imagem Ê de suma importância para manter a autoestima. Poder orientar e aconselhar mulheres de todas as idades e muitos estilos Ê algo que me permite atuar com relevância. Tenho sido convidado para palestras corporativas em diversas empresas em Joinville e em outras cidades, e isso me permite muitas vezes, transformar a imagem de uma pessoa com informaçþes relevantes ao seu ambiente social e profissional. Sinto-me útil a serviço da imagem e da beleza. Como se sente ao ser reconhecido como referência em maquiagem? Tenho muito orgulho da minha história. Nasci em uma família humilde de bom caråter e tive exemplos de Êtica e honestidade muito embasados por meus pais. Acredito que ter me tornado referência não me faça melhor que meus colegas, porÊm me posicionei de forma diferente no mesmo mercado... Creio tambÊm que tenho muito a crescer como pessoa e como profissional. Quais são as curiosidades sobre seu dia a dia profissional? Hoje cuido de duas unidades de salão de beleza com uma equipe de mais 30 profissionais e isso me toma, em media, de oito a 14 horas diårias de trabalho. Para isso, conto com uma equipe incrível na gestão, para dar conta de tantas responsabilidades somadas as viagens que faço de pesquisa, alÊm das palestras. Não saberia viver de outra forma. Amo ter mil compromissos profissionais e sociais... Sou apaixonado por pessoas, gosto de conhecer pessoas de todos os

estilos e credos, todos sem exceção acrescentam algo na minha vida. Consigo ver beleza no mundo. Como faz para estar constantemente atualizado? Viagens constantes para grandes centros de moda e tendência de comportamento como Nova York que adoro, revistas como Vogue Itålia, Vogue Francesa, entre dezenas de livros. Estudo biografias de pessoas que influenciaram a forma de se portar e se vestir ao longo do sÊculo. O cinema Ê uma ótima forma tambÊm de se manter atualizado. Algumas tendências saem das telas para a vida, nem sempre percebidas.... Congressos extraordinårios como os de São Paulo e Rio de Janeiro e, ainda, como dica temos os congressos on-line que você nem precisa sair de casa. É o måximo e gratuito. Quais são as novidades para a årea de make? Inúmeras. Essa indústria trabalha em uma velocidade acima da mÊdia. Fica, inclusive, difícil para se manter conhecendo tudo em tempo real... Mas eu diria que as bases com novas tecnologias para manter uma cobertura mÊdia e que mantenham a umidade Ê algo que as clientes estão amando: pele maquiada e viçosa. As novas tÊcnicas de coloração para mechas com desenhos que iluminam o frontal, amo os resultados. Castanhos iluminados em tons conhaque ou fulvo acho atual e chic para morenas. Detox de couro cabeludo para pessoas com descamaçþes, assim como queda ou oleosidade excessiva. A tÊcnica de micropigmentação com efeitos realísticos, enfim, são tantas as åreas de atuação com novidades. Foto: Arquivo pessoal

92

DUO | revistaduo.com.br


1SPmTTJPOBMSFGFSžODJBOBDJEBEFFN

Sobrancelhas

Tatiane

A. Bohrer Tatiane A. Bohrer Ê especialista em Cosmetologia Facial. Ao longo de seus anos de experiência na profissão, tornouse referência em Micropigmentação de Sobrancelhas, embelezando o olhar de suas clientes. - Como foi feita a escolha pela sua profissão? A experiência com Sobrancelhas começou quando eu tinha 14 anos e trabalhava num salão de beleza, lå fazia de tudo um pouco. Aprendi a fazer sobrancelhas vendo outra profissional trabalhar, interessada na årea da beleza, busquei uma formação tÊcnica e me especializei em Cosmetologia Facial. Nos atendimentos que realizava comecei a oferecer de brinde o Design de Sobrancelhas, sempre procurava fazer um trabalho diferenciado e as clientes gostavam muito. A partir daí desenvolvi minha própria tÊcnica utilizando o Design GeomÊtrico com Visagismo facial. Com a procura dos serviços de Design aumentando percebi que esse era o caminho que deveria trilhar, as clientes gostaram tanto que quando percebi só estava fazendo sobrancelhas. Hoje, alÊm de atender minhas clientes tambÊm sou professora de cursos livres na årea de estÊtica. - Qual Ê sua especialidade? Sou Micropigmentadora e Professora especialista em fio a fio 4D com efeito HD. AtravÊs da caneta Tebori e do pigmento, desenho os fios na pele atingindo atÊ a segunda camada da pele. A tÊcnica deixa as sobrancelhas definidas e preenchidas com fios bem finos, as sobrancelhas ficam bem naturais. E para a manutenção Ê preciso o retoque de cor a cada seis meses a um ano, dependendo do tipo da pele. - Como se sente ao ser reconhecida como referência em estÊtica para sobrancelhas? Fico muito feliz em saber que gostam do meu trabalho, mas com uma responsabilidade maior de continuar atendendo as expectativas colocadas em mim, e por consequência, procuro sempre me atualizar no que hå de melhor no mercado em produtos e serviço. Um exemplo disso, são as especializaçþes que fiz e congressos que participei nesse ano de 2015, estive com os melhores professores do mundo todo, de Hong Kong, Canadå e Rússia.

- Quais são as curiosidades sobre seu dia a dia profissional? Todos os dias são trabalhos diferentes, cada sobrancelha Ê um desafio único, cada cliente tem a sua sobrancelha. O que torna diferente cada trabalho realizado são as características de cada cliente no que diz respeito a personalidade, pele, musculatura e linhas de desenho do rosto. Portanto, não existem sobrancelhas iguais, mesmo gêmeas univitelinas como eu e minha irmã. AtÊ a posição como dormimos e as expressþes faciais do dia a dia interferem no modelo das sobrancelhas. E na sala de aula, como professora Ê curioso perceber que sempre podemos aprender cada vez mais uns com os outros, mesmo como professora. -Fale sobre os valores referentes à sua profissão. Quanto vale sua imagem? Quanto vale a sua autoestima? Sempre pergunto para as minhas clientes e alunas o que elas procuram passar com sua imagem ou trabalho. A imagem que passamos as pessoas interfere em nosso dia a dia, por isso precisamos cuidar dela muito bem. Minha profissão Ê manual, um trabalho artístico. Cada cliente Ê uma obra de arte diferente, por isso valorizo meu trabalho e busco sempre o melhor para minhas clientes e alunas. Assim como nos atendimentos as clientes, tambÊm procuro oferecer uma qualidade de ensino nos cursos bem superior aos meus concorrentes, como: cursos autorizados pela ANVISA, turmas no måximo de cinco alunas, materiais da melhor qualidade e professores com qualificação tÊcnica. Deixe uma mensagem para os leitores. Valorize suas sobrancelhas, elas são a moldura do nosso rosto. Busque sempre uma profissional bem qualificada e com responsabilidade em seus atendimentos. Para todas as sobrancelhas hå uma solução e o resultado serå fantåstico, de todos os investimentos que podemos fazer, não tenho dúvidas que investir em você Ê o melhor, a vida passa muito råpido. Seja feliz. Foto: Arquivo pessoal

94

DUO | revistaduo.com.br


1SPmTTJPOBMSFGFSžODJBOBDJEBEFFN

Odontologia

Dra. Larissa C. Rocha Ruas Formada em Odontologia pela Universidade Estadual Paulista “Julio de Mesquita Filhoâ€? (UNESP) Campus Araraquara - SP em 2000, e PĂłs-Graduada (especialização) em Ortodontia de 2000- 2004, e 2011 a 2013, fez o primeiro Curso de ExcelĂŞncia em Aparelhos Autoligados TeĂłricoClĂ­nico, 2014, e um curso TeĂłrico Laboratorial de 07 mĂłdulos em excelĂŞncia em Damon System. HĂĄ quantos anos atua na ĂĄrea de odontologia? Atuo na ĂĄrea de ortodontia hĂĄ mais de 15 anos. Em Joinville jĂĄ estou desde 2006. Em 2012 comecei a utilizar o aparelho autoligado na clĂ­nica, e hoje sou uma das poucas ortodontistas de Joinville credenciadas que utilizam o aparelho americano da Ormco, o Damon System. Faço o uso nĂŁo apenas do aparelho de alta tecnologia, e tambĂŠm do conhecimento da tĂŠcnica que deve ser empregada para obter os melhores benefĂ­cios oferecidos por este moderno sistema. Quais os principais valores que segue em sua carreira? Acredito que para ser um profissional de referĂŞncia, temos que ter respeito com o paciente, paixĂŁo pela profissĂŁo, busca constante pelo conhecimento e estar sempre atualizado. Com base nestes valores, procuro olhar para dentro do meu paciente avaliando todos os seus anseios, expectativas, escutando suas queixas e atravĂŠs do conhecimento adquirido procuro fazer em cada tratamento o que existe de melhor, para que o caso finalize de forma perfeita. Assim quando o profissional ĂŠ apaixonado pelo que faz, ele farĂĄ o mĂĄximo para atingir o resultado esperado pelo seu paciente. Como faz para estar constantemente atualizado? Para ser referĂŞncia ĂŠ necessĂĄrio estar sempre bem informado, atualizado e em busca de novas tĂŠcnicas de tratamento, pois como em todas as ĂĄreas, a evolução da ortodontia ĂŠ constante. Anualmente faço cursos com professores renomados na ĂĄrea de ortodontia, alĂŠm de ir a congressos e fĂłruns internacionais ao longo do ano. Gosto de aprender e trazer estas novas tĂŠcnicas para dentro do meu “dia a diaâ€? de trabalho na clinica. Para alguns profissionais os cursos sĂŁo vistos como despesas, porĂŠm para mim ĂŠ sempre uma satisfação e bom investimento.

O que te motiva a continuar em sua årea de atuação? A motivação vem do amor e da paixão pela Ortodontia, e a satisfação de devolver a alegria ao paciente com um belo sorriso. Minha realização profissional Ê a alcançada a cada novo sorriso devolvido, a cada caso complexo finalizado com sucesso e superando as expectativas do paciente em relação ao tratamento. Ver a alegria das pessoas em cada caso finalizado, a volta de um sorriso espontâneo ao longo do tratamento e na sua conclusão não tem preço. Sempre tenho a preocupação e objetivo de superar a expectativa inicial do tratamento, e isto me motiva. Eu me cobro muito para consegui-lo. Para isto me dedico o måximo, pois a cada sorriso devolvido Ê uma vitória alcançada. Como se sente sendo destaque em ortodontia? Sempre procurei me atualizar para fazer o melhor e da melhor forma possível, buscando oferecer o måximo e criando formas individualizadas para que cada paciente tenha o sorriso mais perfeito e dentro das suas expectativas e limitaçþes. Talvez o reconhecimento seja um reflexo dos meus 15 anos dedicados à Ortodontia. Quando se trabalha com paixão, conhecimento, busca de informaçþes e respeito com o paciente sempre teremos ótimos resultados. Foto: GermanoRocks.com

96

DUO | revistaduo.com.br


1SPmTTJPOBMSFGFSžODJBOBDJEBEFFN

Fisioterapia

Dr. Johny

William Jablonski Formado em fisioterapia e especialista em 13 åreas de atuação, Dr. Johny Jablonski Ê reconhecido como referência na årea de reabilitação de pacientes, na cidade. Como foi feita a escolha pela fisioterapia? Bem, a escolha pela Fisioterapia veio pelo processo de necessidade como atleta, fui por muitos anos nadador e jogador de vôlei. E ao entender melhor a relação de como a fisioterapia olha e trata o individuo me apaixonei profundamente por ela e entendi qual seria minha verdadeira missão. Qual Ê sua motivação em sua årea de atuação? Transformar e devolver a vida funcional às pessoas que me procuram. É isso que me tira da cama todos os dias. Trabalho integrado de forma a olhar o todo. Pois a integração corpo, mente e espiritualidade faz desta tríade a possibilidade real de mudanças. Obviamente usamos o corpo físico com fonte de via direta. Pois Ê nele que tudo aparece e tudo se sente. Qual Ê a maior importância de sua årea profissional? A maior importância estå em curar e recuperar uma HÊrnia de Disco com maior eficiência que a cirurgia, sem sequelar a estrutura e principalmente por um custo financeiro muito menor para o paciente, mesmo ele fazendo a cirurgia pelo plano de saúde. Por que evitarå as sequelas e gastarå mais depois. E a Relevância estå em que justamente as HÊrnias de Disco serem uma epidemia mundial, e podemos diminuir este mal com informação e mudanças, o que faz do meu trabalho incrivelmente especial. Como se sente ao ser reconhecido como referência em seu trabalho? Sinto-me completo e realizado com o reconhecimento atravÊs dos clientes e pacientes que me procuram em condiçþes limitantes de suas vidas, onde jå passaram por muitos profissionais e åreas diferentes, e aqui conosco, restabelecem suas situaçþes e se conectam a uma mudança que não Ê só física e sim comportamental. Este Ê o meu verdadeiro reconhecimento: os resultados ao longo destes 20 anos de trabalho sÊrio, Êtico, científico e amoroso. Quais são as curiosidades sobre seu dia a dia profissional? Algumas são bem engraçadas outras mais reveladoras. As engraçadas Ê quando colocamos os desafios e as pessoas se percebem e se divertem com a situação e riem do passado sem falar no bom humor diårio das relaçþes diretas com os pacientes. As reveladoras são os insights que ocorrem durante os processos evolutivos do programa terapêutico e o cliente se percebe de alguma forma e faz toda sua transformação e muda seu estilo de vida. Isto Ê incrível e o

98

DUO | revistaduo.com.br

que mais acontece na nossa pråtica diåria nas clínicas tanto de Joinville como em Balneårio Camboriú. Como faz para estar constantemente atualizado? Primeiramente sem estudo não existe evolução. Eu tanto quanto minhas equipes não paramos nunca de nos aperfeiçoarmos com cursos tÊcnicos, formaçþes em mÊtodos, especializaçþes atravÊs de pós-graduaçþes, gestão, atendimento e cursos tambÊm direcionados ao autoconhecimento. Mensagem para os leitores: Costumo dizer sempre que o nosso corpo infelizmente para muitos Ê de responsabilidade própria, e muitos querem que os profissionais resolvam seus problemas e isto não existe. A boa saúde tanto como a cura vem do individuo e de sua responsabilidade aliado a bons profissionais Êticos, especializados e competentes, e assim tudo pode mudar. Então lembre-se que para amar, Ê preciso se amar. Para ganhar mais precisa-se estar bem e preparado. Quer ter um corpo bonito e saudåvel, sem dar o primeiro passo, nunca terå. Quer ser mais feliz, permita seu corpo lhe trazer esta condição. Então praticar exercícios regulares, comer direito com menos lixo, dormir mais no sentido de qualidade não horas, diminuir o nível de estresse, se relacionar melhor com a vida e as pessoas, e isto tem haver com sorrir, transar, brincar e ser menos cruel consigo mesmo. E quando precisar se tratar, fisicamente falando, conte com as Clínicas Fisiothera/ITC.

Foto: GermanoRocks.com


1SPmTTJPOBMSFGFSžODJBOBDJEBEFFN

Nutrologia e Ortomolecular

Dra. Vivian Campos

Drª Vivian Ê mÊdica especialista em ortomolecular, e atua nas åreas de alergia e nutrologia. Cuidando da saúde de cada paciente e pesquisando suas particularidades, ela Ê referência em sua årea de atuação na cidade. Como foi feita a escolha pela medicina? Meu pai Ê mÊdico, desde pequena sempre quis ser mÊdica, melhorar a vida das pessoas sempre foi meu objetivo. Qual Ê sua maior motivação dentro da årea mÊdica? Dentro da ortomolecular, da medicina funcional e da Nutrologia, posso exercer a medicina que sempre quis; uma medicina que olha para a pessoa e entende suas particularidades, não apenas trata a doença. Ao contrårio, muitas vezes conseguimos preveni-las. Qual Ê a maior relevância de sua årea profissional? O resgate de um tratamento mÊdico personalizado, onde o paciente Ê visto e ouvido buscando sempre o equilíbrio, o bem-estar e procurando atender a necessidade de cada um. Sempre, claro, utilizando os avanços da medicina dita tradicional, dando suporte ao tratamento que esteja sendo realizado por um especialista. Mostrar para o paciente o poder que ele próprio tem em restaurar sua saúde com mudanças no estilo de vida. Fale sobre os valores referentes à sua profissão. Sou suspeita, pois amo minha profissão. Com certeza seus principais valores são o altruísmo, a compaixão, sempre exercidos com honestidade e humildade. Não acredito em mÊdicos semideuses, detentores da verdade absoluta. Aprendo muito com cada paciente. Como faz para estar constantemente atualizado? Participo sempre que posso de congressos, simpósios, reuniþes cientificas tanto no Brasil como no exterior. Hoje com a disponibilidade de videoconferências e cursos online, fica ainda mais fåcil se manter atualizado. As associaçþes de especialidades das quais faço parte como a ABRAN (Associação Brasileira de Nutrologia), ASBAI (Associação Brasileira de Alergia e Imunologia) e IFM (Institute of Functional Medicine) tambÊm enviam atualizaçþes

100

periódicas e realizam eventos sempre com o objetivo de nos manter atualizados. Quais são as novidades de sua årea de atuação? Na årea de Nutrologia e Ortomolecular, os estudos genÊticos e os testes genÊticos estão cada vez mais avançados e contribuindoparaumtratamentocadavezmaisindividualizado. Dietas, programa de atividade física e suplementação com contribuição dos testes genÊticos possibilitam uma melhora do tratamento. AlÊm disso, a descoberta da inflamação como base das doenças crônicas como diabetes, Alzheimer, doenças autoimunes, etc. nos abre caminho para a prevenção precoce destas doenças. Jå temos diversos exames laboratoriais que indicam o estado inflamatório do organismo e muitas tÊcnicas para combatê-la. Mensagem para os leitores Sempre procure cuidar da sua saúde, com objetivo de evitar ter que cuidar da doença! É possível e extremamente recompensador fazer um trabalho preventivo. Por mais que tenha se tornado comum às pessoas conviverem com dores de cabeça ou de estômago ou articulares constantemente, mal estar, constipação, insônia, cansaço, irritabilidade e/ou ansiedade; isso não deve ser considerado normal. Normal e não ter sintomas! Mesmo quando se envelhece, Ê possível fazer isso de maneira saudåvel.

DUO | revistaduo.com.br

Foto: GermanoRocks.com


1SPmTTJPOBMSFGFSžODJBOBDJEBEFFN

Medicina Vascular

Dra. Andreia Menezes Leite Dra. Andreia Menezes Leite, Cirurgiã Vascular, formada pela Universidade Estadual de Londrina, Especialista em Cirurgia Vascular pela Escola Paulista de Medicina e membro da Sociedade Brasileira de Angiologia e Cirurgia Vascular. Como foi feita a escolha pela sua profissão? Meu pai tinha um problema cardíaco, então desde criança eu o acompanhei nas cirurgias e nas rotinas do hospital. Este ambiente me encantava tanto, que com sete anos eu jå fazia os curativos no meu pai. Logo cedo eu jå pensava em ser mÊdica em função da nobreza da profissão. Qual Ê sua especialidade? Sou Especialista em Cirurgia Vascular, formada na Escola Paulista de Medicina e sou membro da Sociedade Brasileira de Angiologia e Cirurgia Vascular. Qual Ê sua motivação em sua årea de atuação? O que me motiva Ê gratidão recebida com o carinho e o sorriso dos meus pacientes, isto não tem preço. Isso Ê a energia que me restaura no meu dia a dia, com a rotina de cirurgia, hospitais e atendimentos de consultório. E por sentir esta gratidão, muitas vezes por aliviar a sua dor ou dar um conforto para melhorar a sua qualidade de vida, que continuo a exercer com paixão a minha profissão. Qual Ê a maior relevância/importância de sua årea profissional? Angiologia e Cirurgia Vascular Ê uma especialidade MÊdica que se ocupa do tratamento clínico e cirúrgico de doenças arteriais, veias e vasos linfåticos, e atuamos em dois segmentos, um relacionado à saúde e outro a estÊtica. A nossa especialidade Ê importante por proporcionar o alívio da dor e assim melhorar a qualidade de vida dos nossos pacientes, e no âmbito estÊtico melhoria de sua autoestima. Como se sente ao ser reconhecido como referência em seu trabalho? Acredito que este reconhecimento, seja o resultado de longos anos de estudos, especialização e aperfeiçoamento em novas tÊcnicas. Tudo isto para proporcionar sempre o melhor resultado para os meus pacientes. Fale sobre os valores referentes à sua profissão. Acredito que para ser um profissional de referência na årea da saúde, temos que ter um atendimento humanizado, isto Ê, devemos respeitar o paciente, procurando ouvi-lo, entender seus anseios e dar atenção as sua necessidades. Procuro sempre olhar o paciente como um indivíduo único e especial, e atravÊs 102

DUO | revistaduo.com.br

dos conhecimentos adquiridos, procuro realizar o melhor tratamento possível para cada caso, dentro das suas limitaçþes. Como faz para estar constantemente atualizado? Participo de reuniþes cientificas na sociedade vascular, participo de congressos, vou a cursos de aperfeiçoamentos, faço leituras de artigos científicos alÊm de acompanhar os mÊdicos residentes no hospital regional. Quais são as novidades de sua årea de atuação? Hå novidades tanto no tratamento de varizes quanto no tratamento de doenças arteriais. Para as varizes temos os tratamentos com espuma, endo-laser, radiofrequência e o laser transdÊrmico. Jå no tratamento das doenças arteriais, desponta os tratamentos endovasculares, com endoprotese e stents cada vez mais modernos. Deixe uma mensagem para os leitores. Para sermos mais felizes Ê necessårio ter saúde. O segredo para ter mais saúde Ê a prevenção, comer bem e se mexer. Então recomendo uma alimentação saudåvel e mais natural, evitar cigarros e bebidas alcoólicas, controle do peso e realizar atividade física com frequência, nem se for uma caminhada de 40 minutos – 5x por semana. Tudo isto melhora a qualidade de vida das pessoas, ajuda na autoestima e previne vårias doenças.

Foto: GermanoRocks.com


1SPmTTJPOBMSFGFSžODJBOBDJEBEFFN

Terapias de Emagrecimento

Rosi

Blunk - Como foi feita a escolha pela sua profissão? Trabalhei em outros lugares antes de descobrir a estÊtica como minha profissão. Antes morava em Curitiba e acabei me mudando para Joinville em 2009, sendo que um dos últimos empregos foi em uma concessionåria. Acabei conhecendo o dono de um salão que me apresentou à estÊtica, profissão que abracei inteiramente a partir de 2010. Em 2013 decidi abrir meu próprio negócio. - Qual Ê sua motivação em sua årea de atuação? É poder ajudar as pessoas a recuperar sua autoestima e atÊ mesmo a sua saúde. Ver um cliente feliz me faz feliz e essa Ê minha maior motivação. - Qual Ê a maior relevância/importância de sua årea profissional? Acredito que Ê unir a beleza e a saúde. A estÊtica envolve mais do que a aparência do corpo, por exemplo. Ela inclui o bem-estar, autoestima, otimismo pela vida e isso reflete no emocional tambÊm. É um conjunto para trabalhar o externo e o interno e sabendo aliar os dois com a necessidade de cada cliente, certamente serå mais assertivo e de extrema importância para quem estå fazendo qualquer procedimento. - Qual Ê sua especialidade? Sou TÊcnica da Saúde em EstÊtica Aplicada e Terapeuta Natural. - Como se sente ao ser reconhecido como referência em seu trabalho? É gratificante e mostra que toda a dedicação valeu a pena. Isso då ânimo para seguir em frente, se aperfeiçoar cada vez mais para apresentar sempre as últimas tendências para as clientes. Fico muito feliz e muito grata porque o que sou hoje Ê graças a todas as pessoas que me acompanharam atÊ aqui.

- Quais são as curiosidades sobre seu dia a dia profissional? Tenho que estar atenta aos novos cursos, produtos e procedimentos. Depois de filtrar o que Ê interessante (e ao mesmo tempo necessårio), foco em cursos e especializaçþes para estar preparada. - Fale sobre os valores referentes à sua profissão. Acredito que seja o respeito, o comprometimento, a qualidade no atendimento, honestidade, integridade e, claro, a valorização do ser humano. - Como faz para estar constantemente atualizado? Participo de cursos em Joinville e região. - Quais são as novidades de sua årea de atuação? Neste momento eu destaco o microblading, uma tÊcnica japonesa que usa um aparelho chamado Tebori, um indutor manual que acompanhado de precisão e uma boa tÊcnica são responsåveis por um trabalho lindo e delicado, podendo produzir uma sobrancelha natural. O microblading faz o preenchimento por toda a sobrancelha, proporcionando um aspecto de volume e delineamento. Acompanhado da tÊcnica 4D, o resultado se torna muito mais natural. - Deixe uma mensagem para os leitores. Não deixe de fazer algo que te fez bem e que te deixa feliz. Seja cuidando do rosto, do corpo, da saúde como um todo. Estou aqui para oferecer o melhor com qualidade e comprometimento. Nossa saúde não deve ser deixada de lado.

Foto: Arquivo pessoal

104

DUO | revistaduo.com.br


1SPmTTJPOBMSFGFSžODJBOBDJEBEFFN

Nutrição

Maria

Eduarda Como foi feita a escolha pela sua profissão? Desde a adolescência sempre despertei muito interesse e curiosidade por essa årea, estava sempre buscando informaçþes sobre o assunto. Tinha certeza que eu iria seguir na årea da saúde, pra ajudar o próximo, ter contato com as pessoas, gosto muito dessa parte, foi aí que consegui aliar os dois interesses e decidi o caminho da nutrição. Qual Ê sua motivação em sua årea de atuação? É a alegria em poder ajudar o próximo a ter um estilo de vida mais saudåvel e desmistificar os mitos nutricionais que muitas vezes a mídia nos impþe. E claro, a motivação e recompensa vem ainda maior nos resultados dos meus clientes e agradecimento deles por conseguir mudar sua vida ou os håbitos alimentares de toda a família atravÊs das orientaçþes nutricionais. Qual Ê a maior relevância/importância de sua årea profissional? É promover qualidade de vida e prevenção de doenças atravÊs da alimentação, bem como tratar patologias atravÊs da cura natural, mostrar ao próximo a importância de ter bons håbitos alimentares, não somente pela estÊtica com o que a maioria das pessoas preocupa-se, mas sim na melhora de respostas inflamatórias, alergias, alteraçþes de humor, disposição, e tudo que a nutrição pode mudar no organismo. Qual Ê sua especialidade? Atendo na årea de esportiva funcional. Quais são as curiosidades sobre seu dia a dia profissional? São as trocas de experiências que faço a cada dia, conhecer um pouco da vida de cada e a responsabilidade de ter que organizar a rotina das pessoas. Fale sobre os valores referentes a sua profissão. Ter Êtica, coerência, transparência, respeito, alegria e resultados. Como faz para estar constantemente atualizado? Procuro ler muito, participar de congressos e cursos presenciais e online. AlÊm de ministrar palestras, pois ensinar Ê uma ótima forma de aprender tambÊm! A atualização Ê importante em qualquer årea, e principalmente na nutrição, pois novos estudos e descobertas sobre os alimentos surgem a cada dia, e como a informação chega råpido demais a todos temos que estar sempre em estudo para ter opinião a cada dúvida que o cliente nos trås no consultório.

106

Quais são as novidades de sua årea de atuação? Na årea da nutrição raro são os dias que não aparecem notícias sobre uma nova dieta ou curiosidades na internet, capa de revistas ou nas redes sociais. Pela preocupação em ter uma alimentação saudåvel isso chama muito atenção de todos, porÊm deve-se tomar cuidado com os títulos e promessas milagrosas e procurar investigar se a informação realmente Ê relevante e estå comprovada em estudos científicos. Deixe uma mensagem para os leitores. Aproveito que estamos entrando na estação mais quente do ano e peço atenção à hidratação corporal, bem como alimentarse de refeiçþes leves, baixa ingestão de açúcar, alimentos industrializados e frituras. Muitas pessoas deixam para se cuidar apenas nessa Êpoca do ano, mas o cuidado com a saúde e com a alimentação deve ser prioridade durante os 365 dias do ano, as mesmas recorrem a dietas restritivas comprometendo todo seu estado de saúde, pois limitam muito o consumo de determinados alimentos o que acarreta em carência de nutrientes essenciais ao nosso organismo. O planejamento alimentar Ê parte fundamental da dieta, e o nutricionista Ê o profissional habilitado a orientå-lo exatamente sobre as quantidades e fracionamento ideal diårio, alÊm da individualidade no histórico alimentar e familiar, alergias, prescrição e anålise de exames laboratoriais e demais pontos analisados pelo profissional. AlÊm de atentar-se as informaçþes veiculadas por pessoas não habilitadas em revistas, redes sociais ou informaçþes sem embasamento científico. Agradeço tambÊm a todos os meus clientes pela confiança e por aprender muito com cada um de vocês!

DUO | revistaduo.com.br

Foto: Arquivo pessoal


1SPmTTJPOBMSFGFSžODJBOBDJEBEFFN

CirurgiĂŁo PlĂĄstico

Dr. VinĂ­cius Spiandorello Dr. VinĂ­cius Spiandorello ĂŠ mĂŠdico cirurgiĂŁo plĂĄstico, e acredita que estar bem consigo mesmo ĂŠ mais do que uma questĂŁo estĂŠtica. Seu trabalho minucioso ao lidar com a beleza e anseios de seus pacientes, se tornou referĂŞncia em Joinville. Como foi feita a escolha pela medicina? A medicina ĂŠ uma das mais maravilhosas profissĂľes que o homem desenvolveu, nĂŁo apenas pelo conhecimento e transformaçþes constates, mas pelo lado humano de cuidar e ajudar o prĂłximo em momentos de dificuldades e isso me atraiu desde pequeno. Qual ĂŠ sua maior motivação em sua ĂĄrea de atuação? A satisfação com a imagem corporal nĂŁo ĂŠ um capricho ou vaidade excessiva. Independente da classe social, aprimorar as formas do corpo para aliviar o sofrimento e melhorar a autoestima, ĂŠ uma vontade legĂ­tima. Poder auxiliar estas pessoas ĂŠ o que me motiva na minha profissĂŁo. Qual ĂŠ a maior relevância de sua ĂĄrea profissional? O que hĂĄ de mais extraordinĂĄrio e belo no ser humano, a meu ver, ĂŠ a sua diversidade e sua pluralidade estĂŠtica. Cada raça tem seu conceito de beleza, e dentro de uma mesma raça, cada pessoa tem um jeito singular de julgar a imagem. Saber lidar com as expectativas, anseios, diferentes conceitos de beleza e alĂŠm das limitaçþes ĂŠ o que enaltece minha profissĂŁo. Como se sente ao ser reconhecido como referĂŞncia em cirurgias plĂĄsticas? É o combustĂ­vel para buscar mais conhecimento e me aperfeiçoar a cada dia, como diria GuimarĂŁes Rosa: “Mestre nĂŁo ĂŠ quem ensina, mas quem, de repente, aprende.â€? Quais sĂŁo as curiosidades sobre seu dia a dia profissional? Um caso comum no consultĂłrio ĂŠ a pessoa levar a foto

108

DUO | revistaduo.com.br

de uma atriz ou celebridade e pedir que “realize aquele nariz, ou aquele seioâ€?. O problema ĂŠ que, em seu inconsciente, o paciente quer tudo o que acompanha a imagem: beleza, fama, sucesso. Temos que fazĂŞ-lo entender nossas limitaçþes, e isso ĂŠ o grande desafio da minha profissĂŁo. Como faz para se manter constantemente atualizado? A troca de experiĂŞncias profissionais ĂŠ sem dĂşvida a maior fonte do aprendizado. AlĂŠm disso, participo de congressos e cursos no Brasil e exterior para buscar atualizaçþes e novidades. Quais sĂŁo as novidades de sua ĂĄrea de atuação? O avanço na segurança dos materiais e mĂŠtodos cirĂşrgicos e anestĂŠsicos para realização dos procedimentos estĂŁo entre as grandes novidades. Novos produtos para sĂ­ntese da pele a fim de melhorar a cosmĂŠtica da cicatriz tambĂŠm jĂĄ estĂŁo presentes em minha prĂĄtica diĂĄria.

Foto: GermanoRocks.com


1SPmTTJPOBMSFGFSžODJBOBDJEBEFFN

Cabelo

Rosi

Vargas Como foi feita a escolha pela sua profissão? Necessidade de ajudar meu esposo. Qual Ê sua motivação em sua årea de atuação? Amo ver a alegria da cliente, após o serviço realizado. Qual Ê a maior relevância/importância de sua årea profissional? Realçar a beleza da pessoa, ver o estilo dela, o dia a dia e a autoestima. Qual Ê sua especialidade? Visagismo total que precisa de um cabelo e produçþes. Como se sente ao ser reconhecido como referência em seu trabalho? Feliz. Quais são as curiosidades sobre seu dia a dia profissional? Conhecer a necessidade de cada cliente. Fale sobre os valores referentes à sua profissão. Minha årea de beleza Ê primordial a cada ser humano, pois se a pessoa não se vê e não valoriza sua beleza, ela entristece a alma, principalmente a mulher. Aparência Ê de necessidade para seu interior e para seu trabalho e convivência com as pessoas. É zelo Ê capricho. Valorização em amar a si próprio Ê realçar sua beleza . Como faz para estar constantemente atualizado? Cursos/congresso/Feias nacionais e internacionais Quais são as novidades de sua årea de atuação? Na årea da beleza, a velocidade e novidades são

muitas, acompanhando a necessidade de cada um. Exemplo: Cabelos prĂĄticos, saudĂĄveis, cores, cortes e crescimento de novos fios. Deixe uma mensagem para os leitores. Imagine um quadro em branco. Agora comece a colorir e veja quĂŁo lindas sĂŁo as cores. Agora dĂŞ formas para elas e veja as curvas que tem com as cores e a forma. VĂĄ polindo, como se fosse um cristal sendo lustrado, agora veja quanto brilha. Destaque seu rosto, sua beleza, seu eu, olhe como ĂŠ lindo. VocĂŞ! Cuidar de pessoas e da beleza foi um dom que Deus me deu, amo minha profissĂŁo.

Foto: Arquivo pessoal

110

DUO | revistaduo.com.br


7FSÍPPRVBOUPFTUPVEJWB

ǟǓǦǤǛǬ

5XD0LQLVWUR&DOyJHUDV &HQWUR

ˆˉ˅ˆ˅˅˭ˊˉ˄˄

ǘǛǞǛǓǞǛ

5XD%HQMDPLQ&RQVWDQW $PpULFD

ˆˉ˅˂˄ˇ˭ˉˉ˄˄

ǘǛǞǛǓǞǛǛ

5XD'RQD)UDQFLVFD 6DJXDoX

ˆˉ˅˂˄ˇ˭ˉ˄˂˂


1SPmTTJPOBMSFGFSžODJBOBDJEBEFFN

Aparelhos Auditivos

Dr. Nildo

Manuel Duarte Como foi feita a escolha pela sua profissĂŁo? Meu sonho, desde a infância, era seguir a carreira religiosa ou na ĂĄrea da saĂşde. Meu grande objetivo era ajudar o prĂłximo. O primeiro nĂŁo pude realizar porque casei muito cedo, aos 20 anos. O segundo se concretizou quando comecei a trabalhar como auxiliar de enfermagem, em FlorianĂłpolis, e ganhou mais força quando me formei em fonoaudiologia. Optei pela fonoaudiologia porque a comunicação tem um papel importante na vida das pessoas. A falta de visĂŁo te afasta dos objetos e a de audição te isola. Qual ĂŠ sua motivação em sua ĂĄrea de atuação? Devolver Ă s pessoas a qualidade de vida perdida juntamente com a perda da audição. A mais importante motivação ĂŠ sentir a emoção nos olhos da pessoa quando ligamos os aparelhos auditivos e ela chora de emoção por voltar a ouvir. Sem dĂşvida ĂŠ a maior motivação e recompensa que recebemos. Como diz o slogan da Digsom: Ouça Melhor, Viva Melhor! Como se sente ao ser reconhecido como referĂŞncia em tratamentos auditivos na cidade? Ser referĂŞncia em minha ĂĄrea para Santa Catarina me deixa muito feliz, me motiva e de certa forma aponta que estamos no caminho certo. Contudo, nos dĂĄ tambĂŠm, muita responsabilidade. Compromisso de estar se atualizando constantemente, de buscar produtos, parcerias e profissionais que atendam cada vez mais a expectativa de nossos clientes. Quais sĂŁo as curiosidades sobre seu dia a dia profissional? Muitos pacientes chegam a levar mais de cinco anos para buscar um tratamento de sua audição. Com isso, no inĂ­cio do tratamento, pelo processo de privação auditiva, eles precisam reaprender a ouvir. EntĂŁo eles nos trazem vĂĄrios depoimentos, como: “Eu comecei a escutar o pisca de meu carroâ€?, “Eu achava que estava chovendo, mas era minha esposa fritando um bife na cozinhaâ€?, Entre muitos outros.... Como faz para estar constantemente atualizado? Frequento cursos e congressos no Brasil e no exterior

duas vezes por ano. As mudanças no mercado em que a Digsom atua são muito grandes: hå frequentes lançamentos de produtos e a todo momento surgem novas pesquisas. Quais são as novidades de sua årea de atuação? Hoje, a pessoa acaba atÊ esquecendo que tem problema auditivo. A evolução dos aparelhos nos últimos 20 anos foi muito grande. Atualmente eles são menores, invisíveis, automåticos e imitam a função do ouvido Humano. E incorporam mais tecnologia: um chip interno permite que mÊdicos e fonoaudiólogos tenham acesso às informaçþes clínicas do usuårio. Soluçþes de conectividade permitem que os equipamentos se liguem atravÊs de Bluetooth a celulares, TVs e computadores. Mensagem aos leitores: O mundo estå carente de atenção, respeito e amor. Que possamos ser uma ponte para mudar isso e que em nossas relaçþes possamos ser mais solidårios, respeitando as diferenças e contribuindo para um mundo melhor. Foto: Arquivo pessoal

112

DUO | revistaduo.com.br


1SPmTTJPOBMSFGFSžODJBOBDJEBEFFN

Implante DentĂĄrio

Dr. Pedro

Jaime Rosa Jr. Hå seis anos, Dr. Pedro Jaime Rosa Junior iniciou sua trajetória profissional em Joinville, atuando com implantes dentårios nas reabilitaçþes dos seus pacientes. Mineiro, formado na Universidade Federal de Alfenas, Minas Gerais, viu em Joinville um local promissor para sua atividade profissional, a odontologia. Cativado pela cidade e as belezas de Santa Catarina, fez de Joinville sua cidade do coração. Revista Duo: O que te motiva a continuar na årea? Dr. Pedro Jr.: A implantodontia me permite reabilitar de forma segura e råpida meus pacientes, elevando a autoestima e a qualidade de vida num curto espaço de tempo. Ter o paciente satisfeito com o trabalho proposto e executado me incentiva a continuar na profissão, impulsiona a busca por nos tecnologias e novas tÊcnicas para melhorar a vida destes. Revista Duo: Como optou pela odontologia? Dr. Pedro Jr.: Sempre gostei da årea da saúde, e desde muito novo jå falava em ser dentista, cuidar das pessoas. As vårias abordagens num tratamento, os materiais de trabalho, os estudos da årea, a influência da minha cidade que possui duas faculdades de odontologia, tudo apenas reafirmou a vontade de seguir nesta profissão. Revista Duo: Quais os principais valores que segue em sua carreira? Dr. Pedro Jr.: Sinceridade e respeito com meus pacientes. Ser autêntico e enxergar com carinho a necessidade deles. Tratar pacientes e não clientes. Somos profissionais da saúde, promotores dela, sendo assim, respeito, sempre. Revista Duo: Durante um atendimento, como você procura separar a vida pessoal da profissional? Dr. Pedro Jr.: Quando adentro no consultório, minha vida pessoal fica em segundo plano. No momento do atendimento, procuro sempre estar com músicas para descontrair o ambiente, e me colocando pronto para atender, esclarecer as dúvidas e necessidades dos pacientes.

Revista Duo: Fale um pouco da importância do seu trabalho. Dr. Pedro Jr.: A odontologia, como um todo, Ê uma årea muito delicada. Trabalhamos com a expectativa, os traumas, os medos dos pacientes, ainda mais na especialidade de implantodontia. Esta necessita de muita paciência, conhecimento e bom senso no momento de transcrever o plano de tratamento ao paciente. Aliando esse três fatores, os resultados são muito satisfatórios, tanto na estÊtica quanto na função mastigatória. Vale ressaltar que trabalho com uma equipe especializada no corpo clínico e nos trabalhos laboratoriais, otimizando as finalizaçþes de tratamentos.

Revista Duo: Como se sente sendo reconhecido com destaque na sua årea? Dr. Pedro Jr.: O destaque vem com o tempo, e ainda estou galgando nesse caminho. Profissionalmente ainda vejo ser cedo para me considerar destaque. Proponho planos de trabalho reais, nada fora da realidade e da limitação do Revista Duo: AlguÊm da sua família atua na mesma årea? caso clinico, trabalho com muita seriedade e sinceridade Dr. Pedro Jr.: Tenho uma irmã mais nova cirurgiã-dentista que para com eles. Desta forma, o reconhecimento Ê um muito me orgulha e atua na cidade de Mogi Guaçu, em São Paulo. objetivo que pode ser alcançado.

114

DUO | revistaduo.com.br

Foto: GermanoRocks.com


DUO Fabíola Bernardes E-mail: fabiolacolunista@terra.com.br Site: www.fabiolabernardes.com.br Siga no twitter - @FabiolaBernarde Facebook - Fabíola Bernardes

34ª Festa Estrelas com Champanhe Desfile: Divina Store, Grendelli, Hope, Jack Simonéia e Promoboo Parceiros: NP Eventos, Dona Zeny Doces e Salgados, Balões Criativos, Onplay Midia Apoio: FGM Produtos Odontológicos Decoração: Karam Eventos Som e Luz: Muito Mais DJ Fabinho Correa Fotos: Gisele Nocce, Sandra Lima, Jéssica Veiga da Silva e Jéssica Coradi

01

03

02

04

06

08

09

05

07

10

01 Camarote Pererecas - 02 Camarote Gy Knies - 03 Raissa e Ludmila Vodianitskaia, Fabiola Bernardes, Deise Cristiane Moser , Sandra Wille, Luciana Areias e Vivian Campos - 04 Camarote Elzinha Schwartz e Dietlein Reimer - 05 Equipe FGM - Andrea Di Domenico, Daiane Foyth, Bianca Mittelstadt e Jeanne dos Santos - 06 Camaraote Vanessa Neni - 07 Camarote Ticiane Campos - 08 Diana Chaves e Denise Almeida D’avilla 09 Elisabeth Döhler e Deise Puiatti - 10 Camarote Ivonete Teodoro

116

DUO | revistaduo.com.br


DUO FabĂ­ola Bernardes

11

14

13

15

16

18

12

17

19

20

11 Camarote Ligia Sampaio - 12 Fabiana Caetano, Elaine Palinski e Edilaine Tannouri - 13 Debora Barcellos do Vale e amigas - 14 DJ Fabinho - 15 Gina Devienne e Elzinha Schwartz - 16 Natalia Policano e Ana Luiza Bencz - 17 Jane Veloso da Grendelli com Fabiola e amigas - 18 Helena Sartori, Alice Wasneski de Souza, Raquel Beckhauser e Carmem Santos - 19 Camarote Divina Store - 20 Camarote Lene Freitas

DUO | revistaduo.com.br

117


DUO FabĂ­ola Bernardes

21

22

23

24

25

26

27

28

21 Camarote Fernanda Ourique e Andrea B - 22 Greyce Lopes Belons e amigas - 23 Turma Maria Salete Reis - 24 Camarote Ivanise Vieira Ogliari 25 Camarote Roberta Buss Rocha - 26 Camarote Eliete Oliveira - 27 Camarote Rosilene Bajarano - 28 Patricia Brych, Leticia Sakuma e Juliana Cossia Dumke

118

DUO | revistaduo.com.br


DUO Fabíola Bernardes

29

31

30

32

34

33

35

29 Cris Souza e amigas - 30 Camarote Jack Simonéia - 31 Adriane Borges com Juliana e Vanessa Melo - 32 Blogueiras 33 Andrea Ocker e Adria Santos - 34 Carina Borges, Angela Maria Solano, Eliani de Sousa, Fabíola Schneider, Camila Langsch S.Thiago e Rosana Molina Sanchez - 35 Camarote Josi Mallmann


CALÇADOS ROUPAS E ACESSÓRIOS JOINVILLE GARTEN - SHOPPING MUELLER AIX-EN-PROVENCE BUENOS AIRES CANNES HOLLYWOOD LAS VEGAS NICE ORLANDO PUNTA DEL ESTE RIO DE JANEIRO SÃO PAULO

505 LOJAS - 18 PAÍSES


O In & Out da Moda A moda é um ciclo, e a cada volta trás itens de tempos passados e combina com peças atuais. Acompanhe o momento da moda agora. Por Yasmim Fassbinder Fotos: Divulgação


“De onde veio essa tendência? Por que tal coisa está na moda?” Você também já se perguntou isso? A moda possui vários ciclos para poder se reciclar. Entre eles, vemos as diversas releituras de décadas passadas, as influências que vêm de grandes marcas ou até mesmo aquelas que vêm da própria rua. Tudo isso chega até as lojas - e até nós depois de muita pesquisa e informações reunidas sobre o comportamento de diferentes grupos de pessoas.

Mas se sua pergunta é “então, o que é que está na moda agora?” a gente pode te responder. Estamos nesse exato momento vivendo uma releitura dos anos 90. Lembra dos macacões jeans, camisetas com logos, conjuntinhos combinados e gargantilhas que juramos nunca mais usar? Pois é, eles voltaram. Mas não, você não precisa se vestir como um personagem de Friends ou As Patricinhas de Beverly Hills para estar na moda. Na verdade a ideia é combinar essas peças com outras, mais modernas, compondo looks atuais que se encaixam em nossa realidade. Além das peças citadas ali em cima, os looks completamente brancos ou todo em jeans também estão super em alta. E os tênis esportivos, dessa vez combinados com vestidinhos ou até com trajes mais sociais, são o sapato da vez. Pra sair um pouco dos anos 90, não podemos deixar de citar o estilo Boho, que andamos revisitando com frequência nos últimos verões. Os looks com aquela carinha de festival, com muitas franjas, tons terrosos, rendas e tricô continuam com tudo esse ano. Pra dar uma renovada no visual inspirado nos anos 70, aposte nos coletes longos e maxi-brincos.

E já que falamos das peças para apostar na próxima estação, por que não citar algumas que deveriam ser aposentadas? Peças em couro brilhoso, com aquele acabamento tipo vinyl devem ficar guardadinhas lá no fundo do armário durante os próximos meses, assim como os tons flúor, que vão totalmente contra a cartela de cores suave desse verão. Ah, e as coroas e headbands de flores. Por favor, escondam-as! Sim, nós sabemos que ela são a cara do “look festival” citado ali em cima, mas já deu. Apostem nos headbands de correntinha ou chapéus que, com certeza, são os acessórios da estação. E já que é de verão que estamos falando, dois modelos de biquínis que já deram o que tinham que dar: top inteiro de crochê e triangl, aquele de neoprene colorido com acabamento preto, sabe? Aposte em tops com modelagens diferentes, como os frente única e trapézio e, na parte de baixo, abuse do famoso modelo com lacinho na lateral, que voltou com tudo!

DUO | revistaduo.com.br

127


Natural Style Princesa

Duo Social

Buscando evidenciar a natureza do ser a Loja Princesa apresenta a coleção Natural Style com influências do estilo natural. Coleção Verão Princesa 2016. Confira alguns flashes deste evento com amigas e clientes Princesa. Fotos: Vanderlei Kupicki

Nicole Schuetzler, Bruna Zilio e Lia Freitag Schuetzler.

Noelia Gambeta Bilibio, Tere May

Fátima Camilotti Schulz, Ione Kursancew, Maria Celeste Ambrosio

Desfile

128

DUO | revistaduo.com.br

Janaina Fantoni, Elsinha Boeing Schwartz

Desfile

Fabricia Scwartz Matthies, Nicole Schuetzler, Cleo Schitz e Cristina Steingräber

Família Schwartz

Desfile


Raquel Facin, Maria JosĂŠ lima de Paula, Lia Freitag Schuetzler

Maria Zattar, Lia Freitag Schuetzler e Maria de Lourdes

Sayonara Cassuli, Lia Freitag Schuetzler, Samantha Cassuli Utpadel

Marcia Dalcastagne, Lia Freitag Schuetzler

Lia Freitag Schuetzler, Jozeane Wetzel, Carin Wetzel, Tere May

Ana Paula Lima, Maria Jose Lima de Paula, Lia Freitag Schuetzler

Desfile

Karin Inacio Raquel Facin, Jaqueline Grendene, Lia Freitag Schuetzler

Desfile

Desfile

DUO | revistaduo.com.br

129


VERÃO 2016:

DELICIOSAMENTE NATURAL A moda mudou e os consumidores, incluindo você, mudaram. A cada estação surge uma pluralidade de propostas e não há mais regras rígidas. No entanto, dentre tantas opções há temas que mesmo assim se sobressaem em cada temporada, por serem constantes em desfiles, blogs de street style - que documentam a moda que acontece nas ruas de todo o mundo - e demais meios de comunicação. São temas costurados por características similares que refletem o sentimento de desejo do momento, compartilhado por todos os públicos. Qual é o sentimento do verão 2016? Por: Eduardo Imianosky Benvenutti Suzana Caroline dos Santos Lobo Fotos: Divulgação


ATMOSFERA Abre a janela, deixa o sol entrar e sinta o frescor da maresia. O mar é uma das referências mais fortes para o verão 2016, com direito a suas conchas, sereias, rivieras paradisíacas e tardes ensolaradas. Esse universo idealiza a sensação gostosa de um refúgio à beira-mar e remete ao ambiente tranquilo de resorts, em uma proposta de rústico elegante que é deliciosamente natural. Um refúgio da rotina, um tempo de pausa para respirar com calma. Com a leveza de um dia de férias, esse climinha balneário é traduzido em diferentes propostas de tecidos, cores, estampas e peças-chave da temporada.

TECIDOS Para este verão veremos a valorização das matériasprimas de origem natural, como o algodão e o linho, além da viscose que constroem tecidos vaporosos e fresquinhos em conformidade com o clima da estação. Tecidos com transparências e densidades diversas, produzidos com fios irregulares e diferenciados como o flamê e botonê, conferem toque e visuais diferenciados. Nas peças esses tecidos vão ser trabalhados com diferentes texturas e transparências. Atente para as rendas e os bordados que vão enriquecer vestidos, blusas e batas que farão parte da lista de peçasdesejo. Vale lembrar que as apostas não se prendem apenas ao feminino. Timidamente as marcas masculinas incorporam, por exemplo, tecidos de viscose, que possuem caimento superfluído, e atualizam peças tradicionais como as camisas de botão.

CORES Por falar no universo marítimo, as cores do verão 2016 começam nos tons azuis de céus mediterrâneos e viajam destes mais claros até os profundos azuis marinhos. Veremos também toques de laranjas e vermelhos, um ode a dias de férias ensolarados, enquanto verdes luminosos e pontos de magenta derivam das exuberantes flores e vegetações tropicais. É importante destacar também o branco puro e os vários tons de off-white, que surgem em tecidos texturizados; dos visuais descontraídos até os vestidos de festa, esses tons luminosos deixam as produções de verão leves, frescas e atualizadas.


132

ESTAMPAS A estamparia do verão 2016 apresenta uma fusão de diferenciados estilos e técnicas. Veremos o contraste entre motivos ricamente detalhados juntos de elementos minimalistas e fundos monocromáticos. Preste atenção nas estampadas barradas ou localizadas em que os desenhos são posicionados em partes estratégicas das peças!

Flores e listras, praticamente clássicas na estamparia, serão vistas novamente, posicionadas em detalhes ou estampando peças inteiras. Florais são reinventados e apresentam uma colagem de elementos grandes e miúdos em colorações vibrantes. Eles possuem traços aquarelados e contornos marcantes para torná-los únicos.

O universo marítimo tem tudo a ver com o sentimento desse verão e, surge com muitas estampas remetendo ao fundo do mar. A beleza idealizada das sereias, conchas, ondas e peixes vai aparecer com diversas interpretações. A brasilidade, muito presente no verão, aparece fortemente por meio de folhagens tropicais e homenageia nossas belezas naturais com um híbrido de folhas, flores e cores. Os desenhos são trabalhados com muita textura e ricamente ilustrados. Já as marcas mais moderninhas refrescam o tema tropical com a inserção de elementos inesperados, como os cactos e as suculentas nas estampas.

Além disso, no último inverno presenciamos uma abundância de estampas influenciadas pelas tendências boho (inspirada na vida boêmia, com forte influência dos anos 70) e étnica, que continuam fortes, mas interpretadas de maneira super veranil. Fique de olho nesses desenhos que misturam motivos e referências culturais de diferentes partes do mundo em um contexto contemporâneo e colorido. Por falar em estampas, vale ressaltar que há tempos elas saíram das roupas, conquistaram os acessórios e agora chegam até aos seus pés com sapatos e tamancos coloridos.

DUO | revistaduo.com.br


PEÇAS-CHAVE (MODELAGENS & SHAPES): MODA FEMININA A tendência mais marcante do verão 2016 é o ombro em evidência. Diferentemente da década de 80, em que os ombros eram evidenciados por ombreiras em um contexto de empoderamento, agora os ombros a mostra são uma ode a feminilidade. Prepare-se para uma invasão de decotes ciganinha com muitas alcinhas e mangas vazadas que revelam os ombros, já que estes, serão os principais detalhes das peças-desejo da temporada. Mas essa não é a única característica importante, procure também por detalhes rendados, franjas e os delicados bordados com relevo. Os babados também terão seu lugar ao sol e saem do contexto romântico para serem trabalhados como camadas de maneiras variadas. Além disso, a elegância dos comprimentos longos será explorada em peças que possuem fendas e recortes reveladores para valorizar o corpo. Invista em peças longas, de modelagem ampla e tecidos esvoaçantes, pois vestem bem todas as silhuetas e evocam o ideal de leveza da estação. Se possuírem transparências sutis e rendinhas são aposta certeira! A praticidade das peças únicas, tal como os macacões e macaquinhos faz com que esses modelos continuem fortes no verão. Veremos também uma profusão de pormenores assimétricos em saias sino, vestidos de um ombro só, peças com barras assimétricas em que um lado é mais comprido que o outro… Para fugir do tradicional e atualizar as opções da estação. Por fim, fique de olho no comprimento midi. Por mais polêmico que seja esse comprimento foi visto novamente com força total, tanto nos desfiles quanto nos sites de street style, e por aqui vai aparecer como aposta em saias rodadas e vestidos. Já quem prefere um estilo mais ousado pode investir nas calças pantacourt, também conhecidas como pantalona cropped, bem larguinhas e superatuais. Uma dica para vestir o comprimento midi e não achatar tanto a silhueta é combinar com salto alto para ocasiões mais especiais.

MODA PRAIA A moda praia é um capítulo à parte, agora ela sai da orla do mar e das tardes na piscina para fazer parte do dia a dia no verão. Tudo a ver com essa atmosfera de balneário! Isso significa que as peças terão mais informação de moda e podem estender o uso para o dia a dia, usadas com shortinhos, por exemplo. As saídas de praia mais tradicionais como as batas, os kaftans e as chemises (camisas longas em tecidos vaporosos que fazem as vezes de vestido) vão aparecer superestampadas ou lisas e apresentarão detalhes delicados, como recortes vazados que lembram bordado inglês. Invista nos kimonos de tecidos leves e fluídos, que desde o último verão (e até no inverno) multiplicaram-se nas lojas. Os comprimentos midi ou longo emendam direto dia e noite. Eles podem ser usados casualmente e também para um pós-praia especial. MODA MASCULINA A moda masculina ficou estagnada por muito tempo, mas nas últimas estações vimos múltiplas propostas aceitas e utilizadas pelo público. Isso mostra que as marcas e os consumidores estão começando a investir em seu estilo e aumentando seu vocabulário de moda. As camisas de manga curta estampadas, peça-chave desse verão, são um ótimo exemplo. Antes restritas a motivos florais e tropicais, agora aparecem com diversos tipos de estampa para todos os gostos: geométricos,

DUO | revistaduo.com.br

133


abstratos, florais, camuflados, tropicais, listrados… Preste atenção nas confeccionadas com tecidos de viscose, que são suaves e arejados. Vale lembrar que as estampas exuberantes também aparecem nos shorts de elástico, cujo uso já não é mais restrito apenas à praia. Nos dias quentes eles podem ser usados casualmente em composições mais descontraídas, aposte! Por falar em shorts com o corte mais esportivo, veremos comprimentos sutilmente mais curtos, que são uma boa opção para o calor. Já nas bermudas de alfaiataria e cargo ainda há resistência, mas algumas marcas já apostam em comprimentos menores. Um truque de estilo pra atualizar as que você já tem no armário: use com a barra dobrada. Isso também vale para as calças e até para as mangas das camisas. Na onda das fibras naturais, como já citado, o uso de linho vai ser bem forte no masculino. Ele empresta sua textura para peças que variam desde calças despojadas até blazers elegantes com um toque rústico, que podem ser combinados com camisetas estampadas com praias paradisíacas e folhagens, para uma composição atualizada.

MODA INFANTIL Lembra quando você era criança e a maioria das suas roupas era básica e superutilitárias? Isso mudou e agora a moda infantil não é brincadeira. É um segmento que amadureceu, segue em constante crescimento e em muitos aspectos já se parece com o adulto. Isso significa que o vestuário infantil recebe influências da moda adulta e nessa estação apresenta peças mais elaboradas e trabalhadas, algumas inclusive possuem um perfume de alfaiataria, tal como nos blazers, calças e shorts propostos para uso casual. As marcas buscam se modernizar, mas sem perder o toque infantil. Esse equilíbrio é alcançado na tradução romântica de tendências adultas, com detalhes delicados como rendas, bordados e laços em batas e vestidinhos. Já a aposta mais vanguardista é o kimono, tendência consolidada na moda adulta que aparece timidamente nas lojas infantis, mas é um charme para os pequenos. Saias e calças surgem com tecidos mais encorpados e combinam com camisetinhas de frases estampadas, mas atenção para as etiquetas. Se a peça foi mais justa e se o tecido mais for mais encorpado, priorize sempre os que possuem elastano na composição, pois são mais confortáveis e permitem que as crianças se movimentem livremente.

Nessa estação podemos perceber que as opções são variadas, logo cabe a você escolher as propostas favoritas da nossa curadoria e que mais combinam com seu estilo para aproveitar o verão.

134

DUO | revistaduo.com.br


Rua Lages, 480 - sala 06 - AmĂŠrica | 47 3026 6336


Foto: Camila Raiser

136

DUO | revistaduo.com.br


O novo momento da moda Consciência, liberdade e criatividade estão entre as palavras-chave da moda que vem por aí! Por Graziela Morelli Fotos: Divulgação e Graziela Morelli


Quais são as tendências da próxima estação? Já renovou seu guarda-roupa para o verão? Essas são perguntas que ouvimos durante muito tempo e, por vezes, ainda são feitas. Mas elas estão cada vez mais fora de moda. O mercado de moda é um mercado muito dinâmico e, acompanhar as mudanças de estilo se tornou muito difícil. As roupas, os acessórios e todo um conjunto de adereços e balangandãs estão disponíveis, sempre na última moda, em versões que vão desde as grifes mais caras até as redes de fast fashion, em camelôs e lojas de R$1,99. Por muito tempo, a moda não foi acessível e, usar moda e grife foi considerado símbolo de status. A democratização da moda, que teve sua expansão consolidada nas últimas duas décadas, fez com que as marcas procurassem se expressar além dos produtos, personalizando, comunicando muito mais uma imagem, uma atitude em busca de identificação com o consumidor. O fato é que o consumo construído para além das necessidades reais, aquele em que compramos valores simbólicos em busca de identidade, não duram para sempre e geram constantemente um sentimento de insatisfação, de frustração e a busca de algo novo. Esse tipo de consumo, conhecido como consumismo, gerou, ao longo dos últimos tempos um excesso e, com isso, um cansaço. A sociedade começou a refletir sobre o tema e respondeu com uma moda mais simples, mais básica. Os penduricalhos e os excessos foram sendo deixados de lado e a moda foi se tornando mais clean. Só que isso não bastou. Logo, essa moda, mesmo mais minimal, tornou-se também um uniforme e alastrouse para todos os setores. O novo momento da moda orienta-se para uma outra fase de personalização, mas bem diferente daquela dos anos 90. O consumidor de hoje não está mais preocupado apenas consigo mesmo, mas com o mundo e com o outro. Por isso, a nova fase da moda, que abrange também a sociedade contemporânea, está formando um consumidor que está repensando a maneira e quantidade do que consome, além da qualidade. As pessoas começaram a se questionar um pouco mais antes de comprar. Preciso mesmo disso? Qual o impacto que isso tem? Qual a origem desse produto e como ele foi feito? Você já se questionou sobre isso? Diana Crane, uma grande pesquisadora da área da sociologia e da moda, escreveu sobre esse novo consumidor, um consumidor político. Não, não tem nada a ver com a crise política brasileira que vemos todos os dias na televisão. Mas, tem a ver, sim, com um consumidor mais questionador, mais consciente e mais ético. O

papel do consumidor e do cidadão está cada vez mais próximo. Ele se preocupa mais com o impacto que o que ele consome produz no meio ambiente e busca por alternativas mais “verdes”; também procura por opções de bens que são produzidos de modo ético, ou seja, que não causam danos às pessoas ou animais e ainda dá preferência a produtos que são oriundos de comércio justo, que são desenvolvidos a preços que permitam que seus produtores (em todas as instâncias!) vivam de modo decente. Nesse sentido, vale a pena relembrar Fashion Revolution Day, que aconteceu em abril. O movimento foi marcado pela exibição de muitas pessoas, famosas e anônimas, nas redes sociais perguntando “Quem fez minhas roupas?”. A data teve como objetivo refletir sobre as práticas e as formas de produção e comercialização de produtos, principalmente de moda, e o dia escolhido marca a tragédia que matou muitos funcionários devido ao desmoronamento do prédio da confecção em que trabalhavam em Bangladesh. Outra iniciativa recente que rodou a internet questionava o valor das roupas muito baratas. O vídeo mostrava uma máquina de venda de roupas a preços muito baixos em Berlim e, no momento em que escolhiam comprar, mostrava as condições de trabalho das pessoas que a produziam, fazendo com que os consumidores refletissem sobre e deixassem de comprar. A busca por informações e por opções mais inteligentes está mexendo com o mercado. Cada vez mais vemos empresas preocupadas em deixar claro suas intenções e seu modo de produção, apesar de que, claro, ainda encontramos empresas que tentem mascarar tudo isso, parecendo preocupadas e ambientalmente corretas quando, na verdade, tudo não passa de estratégia de marketing. O fato é que as pessoas estão cansadas da overdose de informações, de imagens, de objetos e de superficialidade. Um grande estudo, desenvolvido pela agência brasileira de pesquisa de comportamento e tendências Box 1824, chamado Lowsumerism, mostrou exatamente isso. O consumidor que está se formando hoje busca por experiência e satisfação em consumir menos. Claro, a ideia não é deixar de consumir, mas sempre pensar antes de comprar, buscar alternativas de menor impacto e viver somente com o que é realmente necessário. E mais: fazer com que o que você tem e precisa tenha o seu tempo de vida estendido. Como? Trocando, emprestando, customizando, reformando etc. Está achando demais isso? Bem, mas vamos então pensar um pouco mais a respeito. Você acessa a internet, certo? Usa redes sociais? Se sim, então

A busca por informações e por opções mais inteligentes está mexendo com o mercado.

DUO | revistaduo.com.br

143


provavelmente você já compartilhou alguma coisa: foto, arquivo, música, vídeo. Se já disponibilizou algo pela rede e já baixou algum tipo de arquivo disponibilizado por alguém, você já experimentou essa ideia. Mas essas novas propostas, que vão muito além de uma reciclagem, começaram exatamente aí. Inicialmente de forma virtual, as pessoas começaram a demonstrar abertura para o compartilhamento, o empréstimo e a doação e, aos poucos, essas ideias se ampliaram, saindo do mundo virtual para o real. Ao redor do mundo, são muitas as iniciativas que estão focadas num consumo mais consciente em que os processos e padrões foram reorganizados para uma realidade de um consumidor mais inteligente e mais propenso a dividir, emprestar e reaproveitar. O projeto Lena Library é um uma biblioteca de roupas na Holanda que empresta roupas para seus clientes. Funciona assim: pagando a partir de 19,95 euros por mês, as clientes cadastradas têm acesso ao acervo de roupas e bolsas. Elas escolhem as peças que querem, levam para casa e usam pelo tempo que quiserem. Os cuidados de manutenção valorizam métodos de lavagem ecológicos que minimizam também os desgastes das roupas. As clientes também podem doar roupas para o acervo, desde que não sejam provenientes de marcas de fast fashion. Uma outra iniciativa super bacana é o site brasileiro

144

DUO | revistaduo.com.br

Enjoei.com que, assim como outros sites que vendem eletrodomésticos, carros, etc propõe o comércio de peças usadas - roupas, calçados, acessórios, objetos de decoração, etc - de consumidor para consumidor. Mas uma antiga fórmula que vem se atualizando e ganhando muito espaço nos últimos anos é o brechó. Para aqueles que sempre acharam que brechó tem cheiro de naftalina, está na hora de conhecer um. Os brechós voltaram a ser uma opção super bacana de trocar, vender e comprar roupas e acessórios únicos, originais e estilosos. Quase todas as cidades possuem um brechó, com peças vintage, de segunda mão e de coleções de marcas famosas. Ah, e estão na rede também. O Bananas Vintage, um brechó virtual possui um acervo bem estiloso que é composto de peças garimpadas ao redor do mundo, mas que estão em ótimo estado de conservação, mesmo que possuam mais de 20 anos. E mais, as peças são lavadas e passadas para chegar ao novo consumidor. Ficou com vontade de renovar o guarda-roupa? Já viu que para isso não é preciso torrar dinheiro no shopping, não é? Criatividade, mente aberta e consciência são tudo o que se precisa para começar. Mas uma coisa é importante destacar: é preciso começar. O estilo de vida consumista é coisa do passado. A moda de hoje e de amanhã começa na sua consciência.


A Joinville que faz e cria moda Na oitava edição do evento, o Inconsciente Coletivo mostrou a Joinville que está mais forte que nunca. Conheça as marcas que estão efervescendo no mercado de moda autoral da cidade. Por Tabata Kadur Fotos: Estúdio Reserva

Nos últimos dias 21 e 22 de novembro, aconteceu na cidade o (IN)Consciente coletivo, evento que se consagrou como vitrine criativa de novos e já conhecidos talentos das áreas de moda, design, música, gastronomia e artes de Santa Catarina. Com uma programação cultural intensa, a 8ª edição aconteceu no Teatro da Liga e contou com 40 expositores. Além de oferecer diversas atividades gratuitas aos participantes, a iniciativa sempre teve como um de seus principais objetivos aproximar o produtor autoral e consciente, ao seu consumidor final, uma vez que grande parte dos expositores da feira não possuem loja física e trabalham exclusivamente com e-commerce. A revista Duo conversou com os organizadores e

152

DUO | revistaduo.com.br

participantes do evento e descobriu que tem muita coisa boa sendo feita na cidade. Confira um pouco da nova Joinville, que faz, cria e fomenta moda em todos os setores da cadeia. Com um pouco de atenção, é possível perceber que a cidade vai mudando sua visão e seu posicionamento a respeito de uma das áreas que mais criativas do mercado.

História do INC por Bruna Grünfeld Revista Duo – Como tudo começou? Bruna - O evento começou comigo, com a Sara, e Ana Carol. Quando começamos, todas nós tinhamos


marcas de moda, eu uma marca de bolsas e a Ana uma marca de leggings. Participávamos de feiras do setor da moda, feiras de grande importância no Brasil, mais voltadas para o atacado. Sentíamos muito a falta de uma conexão maior com o público e o comércio local. Através de programas do SEBRAE nos conectamos aos produtores e criadores de moda a nível regional, e por essas amizades e parceiros resolvemos organizar um evento para mostrar o que a cidade e o estado produzia de bom. Assim, realizamos a primeira edição do Inconsciente Coletivo, há 3 anos. Na primeira edição do evento, começamos com 20 marcas, e sempre com a assinatura de trazer design, arte, moda, música e gastronomia, com o intuito de englobar criadores no geral. Ele começou a partir de uma necessidade de pessoas que precisavam de um espaço para mostrar um produto autoral, mostrar que a cidade é empreendedora, inovadora e criativa. Estamos criando uma imagem de que Joinville é uma cidade aberta. DUO - Como você vê o desenvolvimento da moda em Joinville? Bruna - A moda no evento sempre buscou um outro conceito, na curadoria buscamos optar por quem realmente tem um diferencial. Dentro dos

expositores de moda muitos tem proposta aliada a sustentabilidade, produtos que induzam ao consumo diferenciado. Voltada para produtos de criação autoral, Joinville é uma cidade efervescente. As pessoas aqui tem vontade de fazer, criar e empreender. São tantas iniciativas legais, que precisam de apoios em vários níveis. A gente faz a nossa parte como evento, proporcionando um espaço para esse coletivo. Mas na rotina faltam alguns pontos para que o pessoal tenha mais visibilidade. É legal ver que o mercado regional está se abrindo para criadores regionais.

Nos propomos a ser uma vitrine que usa a criatividade como matéria-prima para produzir algo, seja na música, no design, na gastronomia, nas artes ou na moda. Andréa Cristina Bartossewiez Soares, Andrea B Atelier DUO – Como você começou a trabalhar com moda? Andréa - Minha marca está fazendo 4 anos, comecei fazendo carteiras de mão e bolsas menores porque era uma necessidade minha e de amigas, para resgatar a elegância da mulher. Fui agregando mais produtos, e tem muita coisa para se fazer ainda. Busco texturas de materiais diferentes para trabalhar, uso muitos tecidos importados e nacionais. O objetivo é não só seguir as tendências, mas ter a qualidade acima de tudo. É um produto que tem valor agregado, e como é feito manualmente existe uma cobrança muito maior que uma bolsa feita em fábrica. Na última coleção fiz uma parceria com uma professora da fundação cultural e os tecidos são todos feitos em tear. Fomos aumento e hoje vendo para todo o Brasil e para fora, EUA e Europa. Mas tem muita coisa para fazermos por aqui ainda. O INC me proporciona o contato direto com o consumidor final. Através disso que tenho feedback de como está meu produto no mercado, o que posso fazer para melhorar, qual coleção esteve melhor. Tem gente que vem ao evento para me procurar, já sabendo que estou aqui. Saímos daqui com uma bagagem muito grande. Duo – Qual é sua visão sobre a moda joinvilense? Andréa - A moda joinvilense cresceu muito. Vim para cá há 18 anos e era muito difícil comprar roupas. Era tudo muito extremo, e a dificuldade era gigante. Hoje temos várias lojas que trabalham com marcas legais. Eu como estilista, como designer de bolsas, incluir produtos novos ainda é uma dificuldade. Mas sou uma das poucas privilegiadas que tem reconhecimento aqui dentro, muita gente que está ralando há muito mais tempo, não tem. As pessoas estão aprendendo que não precisam sair para comprar, porque temos muito aqui. Até mesmo os logistas estão preocupados com isso. É preciso ter persistência e se reinventar. DUO | revistaduo.com.br

153


Carolina Luz – Baby Chubby DUO - Como você se inseriu no mercado da moda? Carolina - Sentia necessidade de fazer roupas diferentes, porque todo mundo já andava igual. Sempre tentava customizar minhas roupas, quando nem se falava em customização. Me profissionalizes, fiz técnico no SENAI depois fiz faculdade em Jaraguá, e comecei a trabalhar em empresas. Trabalhei 10 anos na indústria de roupas infantis, desenvolvendo para grandes magazines, e depois de um tempo senti estagnada quanto a criatividade. Comecei a fazer em paralelo minha marca, bem artesanal e aos poucos. Encontrei um equilíbrio de um produto que não era nem tão artesanal, nem tão industrial, que atende um público que procura peças exclusivas, divertidas, que fugisse do cor-de-rosa e do azulzinho. Foi a partir do primeiro Inconsciente, que vimos que nosso produto tinha saída. Antes disso vendíamos para um público incerto. Criamos a loja virtual, e vendemos apenas online e nas feiras. Todo mês estamos em algum lugar, vivendo da economia criativa. DUO - Qual sua opinião sobre a moda na cidade? Carolina - Muitos criadores e estilistas em Joinville estão encontrando seu espaço por causa desses eventos, como nós. Está se criando uma identidade na cidade, ela está começando. Em geral a moda aqui em Joinville precisa crescer muito. Por conta do mercado internacional, como a China, nossa situação ficou mais complicada. O fast fashion engoliu muitas empresas, porque se trabalha com o lucros mínimos. Muitas indústrias têxteis fecharam e os estilistas ficaram órfãos e cada um começou a montar seu próprio negócio. Uma coisa ruim que foi a invasão do mercado chinês, acabou se tornando uma oportunidade, pois muitas marcas estão pipocando por aqui.

Jean Francisco – Camisaria Francisco Duo – Conte como sua marca surgiu. Jean - Cursei moda, fiz curso técnico e faculdade, e a Francisco surgiu a partir de uma necessidade minha. Eu não achava roupas para vestir, pelo meu tamanho e porte físico. Sempre gostei de camisas, procurava e não achava nada que se adequasse ao meu corpo. Comprava as roupas em tamanho infantil. Pensei então em começar a fazer minhas roupas, e meus amigos começaram a gostar e sugeriram que eu fizesse as peças para vender. Assim a camisaria surgiu, há quatro meses. Mas ela vem sendo planejada há seis, com estudo em modelagem e produção. É tudo muito artesanal ainda e tenho essa pegada do reciclado. O papel das camisas é todo reciclado com fibra de banana. Todo resíduo que a marca gera é reaproveitado, temos uma preocupação ambiental. Esse é o ponto forte para pensarmos daqui pra frente. Tudo o que é retalho, encontrei maneiras de fazer outros novos produtos, que são as alpargatas. As camisetas são todas estampadas por folhas naturais, do meu jardim. DUO – Qual é o cenário da moda de Joinville hoje? Jean - A moda joinvilense ainda tem muito a crescer, principalmente na linha masculina. Sempre gostei de moda masculina, mas aqui na cidade é complicado. Vendemos em Floripa e a saída é bem melhor, as pessoas entendem melhor a ideia com estampas e brilho para o homem. A cabeça aqui é muito fechada ainda. É uma cidade grande mas ainda precisamos melhorar.

154

DUO | revistaduo.com.br


Verdades sobre “Verdades Secretas”

Nos últimos meses, a Novela Verdades Secretas trouxe a tona o mundo da moda como nunca se ouviu falar antes. Convidamos um agente de modelos de Joinville para contar um pouquinho dos bastidores de uma agência de modelos.

Por Dangelo Peixer Fotos: Divulgação e DF Model


Meu nome é Dangelo Peixer, sócio proprietário da DF Model, em Joinville. Trabalho no ramo de modelos há 19 anos e tenho vasta experiência para falar sobre o assunto do momento: a tal novela da rede Globo que envolveu o Brasil nos últimos meses. Eu, para falar a verdade, não acompanhei, mas só de ouvir comentários e ter que responder sempre as mesmas perguntas sobre o tal book rosa, estou por dentro do assunto. Primeiro quero diferenciar a profissão modelo de modelo paniquete, modelo playboy, modelo que desfila em escola de samba, etc.. Modelo é uma profissão reconhecida pela DRT (Delegacia Regional do Trabalho) e isso vai carimbado na carteira de trabalho, por isso só é regulamentada a partir de 16 anos. Existem vários sindicatos de modelos pelo país, além disso, para ser modelo a pessoa tem que ter um biotipo certo que a profissão exige. Modelo trabalha com catálogos, desfiles, comerciais, editoriais de moda, modelo não faz revista masculina, não faz show em casa noturna ou eventos do tipo. Sobre agências de modelos, toda agência séria faz um trabalho visando carreira, pensando sempre no futuro do modelo, como existem pessoas ruins em qualquer área, não é diferente na de agências de modelos. Como falei, existem ótimos profissionais por todos os cantos, e lembrando “uma andorinha só não faz verão”, ninguém consegue se lançar no mercado sem ter uma agência por trás desenvolvendo sua imagem. Agora sobre a novela, existe sim um fundo de verdade, mas temos que entender que aquilo é uma novela e para chamar a atenção do público eles acabam sendo extremistas, exagerando para que fique interessante aos telespectadores, como eles dizem: tudo por audiência. E é claro que existe um mundo de fantasias no que foi passado como qualquer história de novela. Mas posso dizer o seguinte: já escutei de modelos que uma grande agência de São Paulo usava no passado, modelos para conseguir trabalhos e clientes. A estratégia era levar as meninas para jantar com esses empresários e assim deixá-los felizes, mas soube também que ninguém obrigava ninguém, mas isso foi o que rolou na época pelos corredores da moda. O que posso afirmar é que book rosa ou azul não existe dentro das agências de modelos, não conheço e nunca vi algum agente vendendo modelos para programas, até por que é muito fácil de explicar, é muito mais rentável você vender uma modelo para uma campanha de 5 mil reais e ganhar quase 2 mil reais de comissão do que alguém se arriscar por um programa de 500 reais, isso é fantasia do escritor. Agora posso afirmar outra coisa, existem várias modelos que se prostituem como existe em qualquer profissão, isso eu posso dar a certeza. Já vi e presenciei meninas que mentem para suas famílias que vão ser modelos e viajam pelo mundo nos melhores hotéis, usando as melhores roupas e joias, e a família aqui achando que a menina(o) está bombando em trabalhar.

Gente, modelo é como jogador de futebol de 100 mil, apenas um vira um modelo bem-sucedido, os demais conseguem ter uma renda satisfatória, ter carro novo, casa além de uma experiência incrível de conhecer vários lugares do mundo, pessoas e culturas diferentes e aqueles que se dedicam aprendem várias línguas, ampliando seu currículo para futuros empregos. Infelizmente por causa dessas pessoas que se denominam “modelos”, o mercado acaba tendo a imagem denegrida e fica cada vez mais difícil os pais confiarem em nós agentes sérios. Mas graças as Deus a DF Model está há muito tempo gerenciando carreiras e a novela só veio nos beneficiar, por que quem não deve não teme, não é verdade?


Delírios de consumo? Como fica o consumo em tempos de crise? É possível delirar ou os pés precisam estar no chão? Por Jefferson Luchtenberg Fotos: Arquivo pessoal e Banco de Imagem

No filme e livros da série Delírios de Consumo de Becky Bloon, a personagem principal é levada a falência por seu hábito compulsivo de comprar. Rebecca Bloomwood é uma jornalista que não freia seus impulsos e passa a ser perseguida por um cobrador. Ironicamente, o emprego da moça é dar dicas de gestão de gastos pessoais numa revista financeira. O filme usa de extremos para deixar a situação cômica, como a cena em que ela coloca seus muitos cartões de crédito no freezer. O filme pode ser uma chance para reflexão, especialmente no momento de crise que vivemos. A Duo conversou com três fontes, uma delas escondida pelo anonimato, para traçar um panorama do consumo atual e entender sobre consumo consciente.

A BLOGUEIRA

170

DUO | revistaduo.com.br

Pollyanne Keller tem 28 anos e é blogueira. Formada em Administração com ênfase em Marketing, ela se classifica como consumidora consciente. No blog Amoras e Amores ela fala sobre tendências de moda e mostra seu estilo. “Comecei a despertar pra moda desde pequena porque minha mãe sempre trabalhou com isso, ela é consultora de vendas de roupas e cosméticos. O meu interesse pela moda feminina vem dai”.

nunca deixei peças com etiquetas no armário. Hoje visto o que vendo, sou a minha própria vitrine”.

O consumo está implícito no conteúdo de seu blog e, além disso, Polly também vende peças de roupa de maneira independente. Consumidora e vendedora, garante ser adepta do consumo consciente, principalmente agora. “Antes de vender eu comprava em outros lugares e mais do que precisava, mas

Controlada, ela nos dá o exemplo de uma cliente. “Como cliente ela não comprava só de nós, comprava em outros lugares e não conseguiu pagar as contas. Por ser amiga procurei ajudá-la e ela se organizou. Continua minha cliente, mas hoje comprando de uma forma mais consciente, finaliza.

Hoje ela compra no máximo duas peças de roupa por mês. Os sapatos ou bolsas são adquiridos em um espaço maior de tempo, sempre no inverno e verão. Para ficar na linha, Polly tem uma agenda com seus gastos mensais, incluindo os custos da loja e gastos com roupas, acessórios e salão de beleza.


A EMPRESÁRIA Rafaela Keunecke Brando, 28 anos, é sócia proprietária da Craft’s Ótica e administradora com mais de 10 anos de experiência no comércio óptico. Observando os consumidores atuais, ela garante: “Eles estão mais atentos, não olham só o preço, mas também a qualidade e os benefícios oferecidos por este produto”. Para ela os clientes ficam atentos para a imagem positiva ambientalmente e socialmente que a empresa (marca) exerce no mercado. “Neste sentido o consumidor torna-se consciente de aspectos não somente estéticos, mas aos benefícios físicos e psicológicos que os produtos destas empresas oferecem”, explica. Segundo ela, as empresas do ramo óptico procuram exercer trabalhos sociais e ambientais de modo a agregar valor aos seus produtos e serviços. Isso aumenta as vendas e rendimentos, porém

de maneira ética e responsável, livrando-se assim a marca de uma imagem negativa do lucro a qualquer custo. “Há consumidores mais exigentes e informados que procuram maior qualidade visual e consequentemente melhor qualidade de vida. Por isso, buscamos trazer aos clientes e consumidores a noção que a qualidade visual é uma questão de saúde”, garante. Sendo assim, o uso de óculos, lentes e outros produtos ópticos deixam de ser superficiais, supérfluos e estéticos para se tornarem um investimento em saúde e qualidade de vida. “Além disso, as constantes mudanças no mundo da moda incentivam o consumo de novos produtos e o desejo pelo novo pode ser alcançado sem atrapalhar o orçamento financeiro, mas atendendo os desejos pessoais”.


A ANÔNIMA Problemas financeiros não são motivo de orgulho, por isso nossa fonte escolheu o anonimato para responder nossas perguntas: Quando você começou a comprar? Difícil dizer quando comecei, mas acho que posso dizer que passei a comprar mais após uma fase de grandes mudanças e frustração. Você se lembra da primeira compra significativa que fez? Foi quando comprei de uma vez só, numa mesma loja 1.700 reais em roupas. Para alguns pode parecer pouco, mas pra mim é bastante, é uma parte grande do meu orçamento. Você se considera consumista? Costuma pensar nessa questão? Considero que fui muito, mas foi uma

NOVO RUMO PARA CLASSE A? As Lojas Renner, loja de departamentos com enfoque popular, apresentaram recentemente os resultados do seu terceiro trimestre. Mesmo com a crise, o lucro líquido da marca foi de R$ 96 milhões, garantindo um crescimento de 15,1% em relação a 2014. A Renner garante que o fluxo de consumidores da classe A teve um crescimento muito significativo nos últimos três meses e garantiu o resultado positivo.

172

DUO | revistaduo.com.br

fase que durou mais ou menos um ano e meio. Passei a pensar nisso quando as compras me geraram uma dívida grande. Aí fui obrigada a me controlar, mas não é fácil. Até hoje estou sofrendo as consequências dessa dívida. Quando o vício virou problema? Quando deixar de pagar contas e descobri um rombo no orçamento. Tive problema com juros sobre juros e me vi numa situação financeira muito complicada, difícil de contornar. Como contornou a situação? Tive que parar de usar cartão de crédito, passei a usar o mínimo possível. Faço trabalhos extras e todo esse valor só está sendo usado para, aos poucos, quitar as dívidas.

ENTENDA O CONSUMO CONSCIENTE Segundo o Instituto Akatu, o Consumo Consciente deve necessariamente obedecer a certos preceitos. Os conceitos valem para todo tipo de consumo. Separamos alguns deles. • Planeje suas compras. Não seja impulsivo nas compras. A impulsividade é inimiga do consumo consciente. Planeje antecipadamente e, com isso, compre e melhor. • Avalie os impactos de seu consumo. Leve em consideração o meio ambiente e a sociedade em suas escolhas de consumo. • Separe seu lixo: Recicle e contribua para a economia de recursos naturais, a redução da degradação ambiental e a geração de empregos. • Use crédito conscientemente. Pense bem se o que você vai comprar a crédito não pode esperar e esteja certo de que poderá pagar as prestações. • Conheça e valorize as práticas de responsabilidade social das empresas. Em suas escolhas de consumo, não olhe apenas preço e qualidade do produto. Valorize as empresas em função de sua responsabilidade para com os funcionários, a sociedade e o meio ambiente. • Não compre produtos piratas ou contrabandeados. Compre sempre do comércio legalizado e, dessa forma, contribua para gerar empregos estáveis e para combater o crime organizado e a violência.


DUO Humor Por Drag Conchita

É hora de EXTERMINAR a cafonice do armário e a Drag mais fofa do Sul vai te ajudar! Força na peruca, meu amor, porque hoje o babado é forte! Nesta edição especial da Duo, fui convocada para falar de moda. Ai gente, tô tão nervosa, mas feliz em poder compartilhar toda a minha experiência de anos e anos em meio aos mais badalados eventos da alta costura em Paris... Parisópolis no interior do interior do... #cuidadatuavida! Uma coisa é certa, se a moda é cíclica, eu sou cilíndrica, e isso me dá propriedade, currículo e gabarito para ajudar você a acabar definitivamente com as cafonices de seu guarda-roupa barato. Porque pessoas com condições não tem guarda-roupas, tem closet, o que não é o meu caso, eu tenho apenas uma cômoda e dois armários, mas deixa isso prá lá! Fizemos um top 10 das breguices, cafonices e esquisitices que você deve abolir de sua vida. Confira!


10º lugar: Meia-calça arrastão: use com moderação!

7º lugar: Sandália Gladiador: livre-se deste horror!

Cá pra nós, eu acho este tipo de meia chiquérrima, algo meio diva, sabe? Mas pra muita gente, elas são bregas. Nem ligo, muito franca! Surgiram nos anos 50 e desde então as meias arrastão deixam suas pernas ainda mais belas. Porém é preciso ter cautela, nada de tentar bancar a #SexySemSerVulgar, como a vovó da foto. Para as baladas, as meias nude são as mais indicadas. Mas jamais use-as com tênis. #UseComBomSenso

Parece mentira, mas é verdade. Semanas atrás, passeando pelo Centro da cidade me deparei com esta cena: uma mulher já de meia idade, com uma calça jeans e sandália rasteirinha tipo gladiador amarrada por cima da calça. Outro dia, estava em um parque, belíssima aproveitando a natureza, quando cruzo com a mesma situação. #Oremos. Parece que isso está virando modismo. Chega! Não podemos permitir este atentado ao bom gosto. Pior que isso só aquelas sandálias do tipo Pulo do Gato. Aquelas que parecem perna de pau. Queima isso pelo amor de Fernando Pires, meu bem! #PisanteUow

9º lugar: Crocs, crocs é coisa para o sapinho da lagoa, não para você! Na boa gente, toda vez que vejo alguém com este elemento nos pés, penso: Tá com frieira. Tenho certeza que quem criou este calçado miserável sofria de unha encravada, ou coisa do gênero. Crocs não é apenas brega, é feio. Muito, muito, feio, até para as crianças. Minha dica é: queimem esta mistura de pé de pato e sapato de palhaço. #Horrendo

8º lugar: Roupa apertada e celular no cofrinho vão deixar você sozinho! Ai, pessoas estou com medo. É uma questão de condições! Ou falta de condições. Se você não tem condições de entrar em um manequim 38 ou usar aquela roupa mais colada, na boa, não insista. Se não, dá nisso. Não sei o que é pior, o celular suado neste cofre sofrido ou o seio nas costas pedindo socorro. Já pensou se isso escapa, oh meu pai, ajuda este corpo! Deste jeito fica bem difícil conquistar aquele boy magia! #NãoOrnou

6º lugar: Calça Saruel, com ela o fundilho é mais embaixo, sua beleza também! Só pode ter sido um gênio para inventar uma calça como essa. O gênio do Aladdin! Porque só no personagem da Disney a calça fica legal. Não caia nesta de deixar o fundilho lá em baixo. Quando vejo o pessoal com uma vestimenta desta, começo a rir, porque imagino: este ser está usando uma fralda geriátrica por baixo da calça. Não, não aceito. Só permito que você use esta calça se você estiver “rendido”, como diria minha avó, ou abusou no Activia. #Crendeuspaique

5º lugar: Animal Print, não faça de você um verdadeiro safari Vaca, onça, tigre, zebra, cobra, dálmata, gambá ou joaninha... Há quem diga que este estilo mais selvagem de usar estampas de pele de animais esteja fora de moda, eu até gosto, confesso. Mas para usálas é preciso muita atenção e bom senso: nunca, em hipótese alguma, misture as estampas, afinal você não precisa ficar igual a placa do zoológico, né?! Ah, outra coisa, deixe aquela história do macacão com estampa Animal Print para os primatas do Zoo. #Ficaadica


4º lugar: Calça Boca Sino deixa divino #SQN

The Best Power ultra-péssimo 1º lugar: Pochete, o ícone da cafonice!

Bate o sino pequenino sino de Belém... É para Belém, na Palestina, bem, bem, bem longe nós que você deve despachar esta calça démodé. Amor, os anos 80 e 90, assim como a sua juventude já ficaram pra trás há bastante tempo. A hora é de se livrar deste passado que tanto nos envergonha. Não vem dizer que é retrô ou cult porque não é, gata. Deixa a boca de sino prá lá, assim como o seu tamagoshy e a coleção de tazzos. #Desapega

Pochete, É o Tchan e Companhia do Pagode. Tá ai três coisas que nasceram na década de 90 e deveriam ficar por lá para todo e sempre. A mascote medonha dos motoboys, entregadores de pizza, vendedores de empadinha e Trimania sempre dá um jeitinho de fugir da tumba e desfilar com toda sua cafonice pelas ruas da cidade. A Chanel até tentou fazer a pochete ressurgir como uma fênix em 2012, mas não rolou. Ainda bem! É feio, reconheça. Para mim a única vantagem deste assessório das trevas é camuflar aquele pneuzinho saliente ou disfarçar uma ereção em público do motoboy magia taradão. Blupt! #MuitoFranca.

3º lugar: Sapato com salto acrílico, jura que é Cinderela com esse sapato de plástico #Nãovairolar Sapato de salto alto sempre foi sinônimo de elegância, feminilidade e bom gosto, mas este salto acrílico, que foi a sensação nos anos 90, é um verdadeiro desgosto. Vez ou outra, vejo esta tragédia nos pés das amigas. E o pior é que elas juram que são a Cinderela, como o sapatinho de plástico. Ah, não aceito, é assombrador, convenhamos. Colega, despacha isso numa encruzilhada, vai te fazer bem. #Deselegante

2º lugar: ombreira, a amiga da menina bagaceira Ao menos que você seja a Lady Gaga ou a tia amiga da sua avó, permaneça com este elemento do vestuário arcaico dentro de seu closet. Porque só nelas as ombreiras vão ornar. Elas eram chiquérrimas lá nos anos 80 e deixavam as mulheres enlouquecidas. Lembra, tinha até sutiã que vinha com ombreiras acopladas. #ÚltimaTecnologia. Era glamour, mas agora... Deixa isso prá lá, afinal você não quer ficar parecendo um fisiculturista ou com o visual do Johnny Bravo! #BeijinhoNoOmbro

Bom agora que você já aprendeu tudinho com a titia Conchita, é hora de “mãos à obra”. Se joga dentro do armário, no bom sentido, arranca tudo que não presta e leva para um brechó. Só não vai fazer a maldita e dar tudo pras amigas invejosas, afinal ninguém, ninguém, nem elas, merecem viver com estas bagaceirices! Um beijo, e me liga! Porque beleza é fundamental, olha o meu corpo, e Tchau! Aloka!

Drag Conchita é jornalista, animadora, produtora cultural e maquiadora. Atriz performática que há 12 anos trabalha com telegramas animados em casamentos, chás, despedidas de solteiros, festas, formaturas, eventos corporativos e caracterizações, além de shows em boates de todo o Sul e do Brasil. Contatos: E-mail: dragconchita@gmail.com Skype: DragConchita. Twitter: @dragconchita Facebook: Drag Conchita Pradinha e Drag Conchita Eventos. Youtube.com/dragconchita Concha’s fone: 47/8873-9960 47/9615-1260 “Porque se a vida é uma festa, com a Drag Conchita ela se torna inesquecível!”


Foto: Camila Raiser


Onde estudar moda em Joinville Se você adora moda e está pensando em investir nesta carreira, a Duo te apresenta três escolas de moda superbacanas, cada uma, com sua particularidade, basta você fazer a sua escolha. Boa sorte e sucesso na carreira! Por Márcia Campos/Jornalista Fotos: Divulgação

Design de Moda na Univille De acordo com informações do chefe do departamento de design, Haro Schulenburg, o curso de Design de Moda na Univille, possui duração de quatro anos. A matriz curricular oferece um conhecimento transversal sobre Design, fazendo com que o aluno tenha uma visão macro sobre desenvolvimento de projetos voltados à moda. Além de disciplinas como computação gráfica, marketing e introdução ao design, o aluno também irá ter disciplinas de sistemas de moda, modelagem, materiais e processos de costura, entre outras. De acordo com Shulenburg, a procura e entrada pelo vestibular tem crescido exponencialmente ao longo dos últimos cinco anos. Atualmente, este é um aluno antenado, munido de informações e determinado para aprender ainda mais sobre a Moda. “Ele sempre espera algo a mais, saindo da zona de conforto do aprendizagem “simples”. Atualmente, formamos em média, 30 alunos por ano”, explica. Para o chefe do departamento, o diferencial do curso da Univille é o corpo docente, que conta com mestres e doutores em sua grande maioria. A estrutura de uma Universidade, com laboratórios de costura, modelagem, informática e salas de aula preparadas para oferecer esse “algo a mais” para os alunos.”O Departamento de Design da Univille, completou 18 anos em 2015. Tendo orgulho de ter formado grande parte dos designers atuantes no mercado de Joinville e Região”, destaca. Depoimento Olá, meu nome é Suelen Polleza, tenho 20 anos e sou aluna do 3º ano de Moda, pela UNIVILLE. Sempre quis fazer Moda, nunca me imaginei em nenhuma outra área, que não fosse essa. O curso em si, superou

190

DUO | revistaduo.com.br

minhas expectativas e abriu o meu olhar para o que realmente é Moda, nunca achei que seria fácil, mas não imaginei quão trabalhosa seria. Porém para toda e qualquer dificuldade, existiam professores capazes,


para tirar as dúvidas e ajudar, para todos os trabalhos acadêmicos, tem uma biblioteca repleta de livros, os laboratórios de costura, modelagem e informática estavam sempre abertos quando precisei. O curso em si é bem dinâmico e integrador. No curso você aprende tudo: a costurar, ilustrar, fotografar, etc. E foi na aula de Desenho e Ilustração de Moda, que eu tive a certeza de que estou no caminho certo, e é nessa área, a de ilustração que eu venho me aperfeiçoando cada dia mais. Aprendi a trabalhar mais em grupo, pois tanto na faculdade como na vida, nunca estamos sozinhos e que podemos ser e ter o que sonhamos. Todo ano nós temos o GAMPI, a maior conferência de Design do sul, conhecer pessoas novas, de lugares diferentes, compartilhar culturas e experiências e o principio de tudo, Design! Penso que estudar Moda é ir além de tudo, porque são seus sonhos representados por meio de desenhos, roupas e desfiles. É um mundo único.

de Imagem Pessoal e também de Acessórios com carga horária de uma a oito horas. Para 2016, as novidades são os cursos de Tricô e Crochê, Customização e ainda Costura Criativa Kids, destinado a crianças de sete a 12 anos. Nas férias de janeiro, o Studio de Moda também oferece cursos intensivos de férias, para atender ao público que não tem a possibilidade de cursar durante o ano. E, em julho, é realizada a Semana da Moda. Em 2016, será realizada a quinta edição do evento que traz para Joinville o diferencial de discutir, ensinar e aperfeiçoar os conhecimentos sobre moda. “Estamos preenchendo a lacuna entre quem ama moda e quer seguir carreira e o segmento fashion. Mostramos para alunos, ex-alunos e o público em geral como e em quais áreas os profissionais de moda podem atuar e quais as vagas o mercado procura preencher”, explica . Depoimento Uma das alunas do Studio é Patricia Amorim Pereira, que cultivou por muitos anos o sonho de aprender costura e desenho de moda. “Até guardei um folder, de uma escola de moda e costura, que me deram no centro. E o croqui, que é o logotipo da empresa, me fez desejar ainda mais aprender a desenhar croquis e por fim, realizá-los, passando para o tecido e costurando”, conta. Há quase dois anos, ela resolveu colocar o sonho em prática. “Não esperei mais quando conheci a Claudia, e descobri que ela era dona dessa escola, onde eu sempre quis fazer os cursos. Estou realizando meu sonho, já aprendi a fazer croquis, fiz também o curso de modelagem, que nem sabia que existia, e amei! E quanto ao curso de costura, não tem previsão para acabar, pois existem várias técnicas para fazer uma única costura. O ambiente é aconchegante. As professoras nos ensinam com muita paciência e atenção. Amo fazer parte dessa família, Studio de Moda.” O Studio de Moda fica na rua Porto União, 387, no bairro Anita Garibaldi. Telefone (47) 3025.5818. www.studiodemoda.com ZZZIDFHERRNFRP¯HVFRODVWXGLRGHPRGD contato@studiodemoda.com

Studio de Moda para aprender, criar e ousar É numa charmosa casa na rua Porto União, 387, no bairro Anita Garibaldi, em Joinville, que funciona o Studio de Moda. Um espaço para se sentir em casa e para aprender, criado em 2007 por Cláudia Alchini, que além de proprietária é professora de desenho de moda. A paixão pelo trabalho manual e pela moda, somada ao sonho de fundar uma escola, motivaram Cláudia a inovar e ousar numa época em que as opções para quem queria aprender e se aperfeiçoar nessa área eram raras em Joinville. O Studio de Moda oferece cursos livres e workshops com cargas horárias reduzidas, atendendo assim aos diversos públicos. Desde o aluno que deseja aprender a fazer sua própria roupa, estudantes de moda e até empresários do ramo têxtil que buscam aprofundar seus conhecimentos. São oferecidos os cursos de Modelagem, Costura, Desenho de Moda e Desenho Gráfico, com duração de 3 a 5 meses ou ainda em período determinado pelo aluno. E os workshops

DUO | revistaduo.com.br

191


Designer de Moda no Centro Europeu

Depoimento de Juliana Luque:

De acordo com com as informações da Coordenadora Design de Moda, Byanca Bell, o curso tem duração de um ano letivo, aulas duas vezes na semana. O programa acadêmico é dinâmico e atualizado, baseado nos mais importantes cursos de moda da Europa. A metodologia de ensino é moderna e interativa, mesclando aulas práticas e teóricas. O aluno formado atua como Designer de Moda e tem um leque extenso para atuar, podendo ser Produtor de Moda, Vitrinista, Personal Stylist, Estilista. Ao final o aluno irá elaborar um projeto final individual, criando sua coleção e sua própria marca.

Cursar moda no Centro Europeu está sendo fantástico para mim. As aulas são dinâmicas, os professores super preparados, atenciosos e sempre com bom humor e o ambiente muito agradável. A cada aula que participo me sinto mais interessada no mundo da moda. A moda esteve sempre presente na minha vida mas eu nunca tinha pensado nela como profissão. Sempre muito indecisa em qual profissão seguir optei pelo curso de Design de Moda do Centro Europeu. Por ser um curso rápido e que possibilitava que eu não me ausentasse muito do meu filho de 9 anos, pois as aulas são 2x por semana, eu me animei a começar, e agora tenho a certeza que fiz a escolha certa. Descobri um talento que nem imaginava ter e isso me deixa cada vez mais empolgada com o curso. Hoje eu vejo a moda com outros olhos. A moda pra mim é arte! Por trás de cada peça existe uma inspiração, uma ideia, um conceito! A moda está no nosso dia-a-dia e é inevitável viver sem ela!

Grade horária inclui 14 matérias: Marcas de Luxo; Personal Stylist, Vitrinismo, História da Moda, Desenho de Moda, Gestão da Criatividade, Produção de Moda, Planejamento e Desenvolvimento de Coleção,Marketing de Moda, Marketing Pessoal, Materiais Têxteis, Introdução a Modelagem, Introdução a Costura, Processo Produtivo. Segundo a coordenadora, a cada novo semestre os alunos estão mais interessados em buscar novos caminhos. “Entre os alunos que procuram o Centro Europeu estão aqueles que querem iniciar no mundo da moda ainda bem jovens, outros que já tem uma profissão definida e buscam agora algo que realmente gostam ou estão insatisfeitos com a sua profissão e querem realmente mudar”, destaca. A coordenadora explica que alunos formados em moda de outros cursos também procuram o Centro Europeu, para fazer novamente o curso e pelo nosso direcionamento e conhecimento mais real do Mercado de trabalho. De acordo com Bianca o diferencial do curso é um grade horária completa, hoje temos 14 módulos dentro do curso. Somos um dos poucos cursos do Brasil que dentro da grade tem a matéria específica de Personal Stylist. Nossos profissionais são todos atuantes no Mercado de trabalho, assim eles conseguem passar a segurança e a realidade do mundo da moda em sala de aula. “Nosso alunos saem aptos a entrar no Mercado de trabalho e após o curso eles conseguem escolher qual será a melhor carreira para seguir, eles atuam como: Estilistas, alguns criam sua própria empresa, outros optam por trabalhar como Vitrinistas, Personal Stylist, Produtores de Moda, Diretores Criativos”. As matrículas para a próxima turma estão abertas, nosso espaço abriga um atelie de costura e modelagem. As turmas são de no máximo 20 alunos e isso se reflete na nossa didática, onde o professor consegue passar e acompanhar cada estudante separadamente. A nossa maior alegria está em ver nossos alunos e alunas fazendo sucesso após o curso, acompanhamos todos e sempre prezamos em apoiar nossos talentos. Os alunos saem da Escola formados mas sempre voltam para nos contar as novidades e como o curso ajudou nesse desempenho. Acompanhe em tempo real as novidades do Curso em nosso instagram: centroeuropeu_moda e em nosso facebook: Centro Europeu Joinville.

192

DUO | revistaduo.com.br


Eu Amo Fotografia Por Leandro Soares

contato@leandrosoaresfotografia.com.br www.leandrosoaresfotografia.com.br (47) 3027-4740 | 9670-0235 Siga no Instagram: @leandrosoares_foto Facebook: leandrosoaresfotografia

Os noivos Cassandra e Eder Joctã em cerimônia e festa realizada na Artsul Eventos.

Casaram-se no dia 12 de setembro o casal Karin Louise e José Gustavo Dias.

Ensaio dos noivos Adriana Wojsczak e Thiago Frohlich, que se casaram no dia 24 de outubro.

Casamento de Maicon e Juliana Pacheco, com cerimônia realizada na igreja Assembléia de Deus Costa e Silva e festa na Artsul Eventos.

Para ver mais acesse nosso blog: www.leandrosoaresfotografia.com.br/blog


FAST FASHION, um diferencial para sua loja Apostando na renovação rápida das peças, o fast fashion pode dar um up na sua marca e tornar a sua loja mais competitiva no mercado. Por Márcia Campos Fotos: Banco de imagens

Segundo informações do SEBRAE, o fast fashion significa moda rápida, é um termo utilizado para designar a renovação constante de peças comercializadas no varejo de moda. Sabe aquele look usado por uma determinada personagem de sucesso, que você fica louquinha para adquirir? Em poucas semanas ele já estará estampando as araras das lojas. Isto é fast fashion. O conceito é simples: levar ao mercado popular o que é apresentado no mercado de luxo, de maneira rápida, ou seja, logo que a tendência é apresentada nos desfiles da temporada, só que por um preço acessível. O conceito surgiu em 1990, quando a imprensa percebeu que as grandes marcas de redes varejistas estavam atualizando cada vez mais rápido as suas coleções, apresentando novidades aos clientes a cada semana, o que na época era um diferencial. Pois no modelo tradicional, a produção do varejo de moda era dividida em duas coleções anuais: primavera-verão e outono-

202

DUO | revistaduo.com.br

inverno. Já no sistema fast fashion, são produzidas várias minicoleções ao longo do ano. No modelo fast fashion as peças são produzidas e comercializadas de uma forma muito rápida e está transformando também o modelo de negócios das pequenas e médias empresas. Elas precisaram se adaptar a este novo estilo de produção para se tornarem competitivas neste mercado, tão ávido por novidades.

Parcerias como estilistas e grifes famosas

Uma jogada de mestre das redes de fast fashion nos últimos anos, foi fazer parcerias de coleções com estilistas de renome e grandes grifes do mundo da moda. Quando o estilista Karl Lagerfeld lançou sua primeira coleção popular, para a rede europeia H&M, em 2004, criou com ela uma tradição: filas e mais filas em frente às lojas de


departamento para garantir a peça renomada por um preço bem mais acessível. Nomes mundialmente conhecidos, como Versase, Stella MacCartney, Roberto Cavalli e Jimmy Choo, também já assinaram coleções da Adidas, Gap e outras. Esse é um conceito que democratiza o consumo de moda, pois atende tanto às mulheres que nunca teriam acesso ao mercado de luxo quanto àquelas que fazem parte dele, mas querem comprar peças de seus estilistas preferidos por um valor mais baixo. No Brasil, na década de 1980, a Riachuelo já pensava em parcerias com estilistas famosos. Na época, a loja de departamento brasileira convidou o estilista e apresentador de TV, Ney Galvão, para assinar uma coleção. Em 2001, o convidado foi o estilista Fause Haten, que em um ano criou três coleções para a Riachuelo. Estas parcerias são bem-sucedidas porque os consumidores de lojas de departamento, valorizam muito mais esse tipo de produto. Graças à facilidade de acesso à informação sobre moda, principalmente através da internet, o consumidor final hoje quer consumir moda, e não apenas roupas. A concorrente C&A também investe nas parcerias. De 2005, ano em que aderiu a estratégia, até agora já foram 19 coleções assinadas por estilistas como Reinaldo Lourenço, Isabela Capeto, Stella McCartney, além de grifes como Maria Filó e Raia de Goeye. Até a top model Gisele Bündchen já esteve entre os famosos que desenvolveram coleções especiais. Além de campanhas na mídia tradicional, a C&A também aposta na divulgação deste tipo de coleção em blogs especializados. Poderosas formadoras de opinião, as blogueiras contribuem para a divulgação dos produtos.

Em novembro deste ano, a Marisa fez sua primeira parceria do tipo. A escolhida foi a estilista Cynthia Hayashi, vencedora do programa de TV Projeto Fashion, da Band. De acordo com a empresa, as roupas foram inspiradas na cidade de Nova York (EUA). No Brasil, o desenvolvimento de coleções em parceria ainda não é unanimidade entre as líderes do segmento. A Renner é uma das empresas que ainda não aderiu ao movimento. Se você quiser comprar moda e preço, sem ligar para a etiqueta; Zara, H&M, Forever 21, Farm, Renner, C&A, Riachuello… são excelentes opções. Lethicia Bronstein, estilista conhecida pelos vestidos de festa usados por celebridades, lança com a Riachuelo uma linha inédita feita sob medida, direto da passarela. A estilista desfilou sua coleção completa para a Riachuelo no São Paulo Fashion Week e no mesmo dia recebeu clientes para fazer cinco unidades de cada cinco looks sob medida desfilados, totalizando 25 peças exclusivas. Os preços vão de R$499,90 a R$599,90. Além dos vestidos, que são foco da coleção, Lethicia também assina uma linha de roupas casuais, com peças como calças, shorts, saias e camisetas, inéditas na carreira da estilista. Lethicia conta que a empreitada já era um desejo seu e que buscava aproximação com uma moda mais casual e acessível. Na C&A, o burburinho da vez fica por conta da coleção especial Roberto Cavalli, do estilista italiano famoso por seu excesso fashion, que promete chegar às lojas em novembro com muita animal print e dourado. As peças com a tag Vogue Indica também estão fazendo o maior sucesso.

Vantagens do modelo fast fashion Estoque baixo, pois a rotatividade das peças é alta; Ciclo de vida curto do produto, se você não comprar logo, perderá a oportunidade; Fabrica-se somente o que está sendo vendido; Antecipação de tendências, o que se torna um diferencial competitivo para o seu negócio; Renovação constante da vitrine, fator que pode atrair clientela mais diversificada; Diminuição dos riscos, pois como as etapas são mais rápidas, é produzido o que está sendo vendido. Isso reduz o encalhe das peças.

DUO | revistaduo.com.br

203


Contando com as melhores marcas do setor, a Vicil Fitness está presente no seu dia a dia de muita dedicação, sempre priorizando seu estilo e conforto. Afinal, somos viciadas em vestir você. Duas amigas, coragem e determinação. Viviane, com personalidade forte e determinada, junto de Cilmara, que é apaixonada por moda e tino comercial, encontraram-se na área imobiliária e tornaram sua amizade em sociedade. Completavam-se uma a outra, dividiam todas as tarefas e aos poucos, sem perceber, dividiam a rotina e até mesmo a marmita fit quando adentraram neste universo. Um belo dia, em atendimento a um cliente, ele nos questionou: por que não abrir uma loja? Já engajadas e apaixonadas pelo universo fitness e sentindo a dificuldade de encontrar roupas desse segmento no perfil que trabalhamos hoje, nasce a ideia da Vicil. Com tempo estudamos o mercado e no dia 20/11/2014 a Vicil Fitness abria suas portas. Hoje brindamos a todos os clientes, amigos, fornecedores e em especial a todos que nos apoiaram e acreditaram neste sonhou que se tornou realidade.

- Quais são as marcas: Oxyfit, Alto giro, Lets Gym, Live, Vestem - Mix de produtos que oferecem? Leggings, regatas, macacões, shorts saia, corsários, macaquinhos, croppeds, tops. - Qual é o maior diferencial da marca? Atendimento personalizado, novidades semanais, com as melhores marcas.

Juntas somos uma só! Somos a Vi Cil - #Vicil Foto: Camila Raiser


POR UM MUNDO... ONDE SEU LOOK É TÃO LINDO QUANTO O SEU CORPO Contando com as melhores marcas do setor, a Vicil Fitness esta presente no seu dia a dia de muita dedicação, sempre priorizando conforto e estilo! Afinal, somos viciadas em vestir você!


FOTOS: FERNANDA PEIXOTO MODELOS: ALANA BELTRAN SOUZA FABIANO LOPES SOUZA PRODUÇÃO: LUANA MARTINS VESTEM: LET’S GYM ONDE ENCONTRAR: VICIL FITNESS

R: Dona francisca 1700, Sala 23 - Saguaçu. (Galeria platz) Fone: (47)3804-4277 Whatsapp.(47) 8494-6004/9619-6467 Instagram- @vicilfitness facebook.com/vicilfitnessoficial www.vicilfitness.com.br


211


DUO Fabíola Bernardes E-mail: fabiolacolunista@terra.com.br Site: www.fabiolabernardes.com.br Siga no twitter - @FabiolaBernarde Facebook - Fabíola Bernardes

Tarde de estudos na KARGO

A Kargo recebeu cerca de 15 blogueiras para uma tarde de estudos sobre a marca com a diretora de produção Cláudia Pires que fez questão de explicar os caminhos que percorreram para chegar ao sucesso.

As Blogueiras

EXPOSIÇÃO no Santa Mistura

O DNA do Restaurante Santa Mistura sempre foi gastronomia e cultura, para nossa felicidade! Décio Soncini Jr. abre sua exposição através da Galeria de Arte Zilda Fraletti de Curitiba com obras suaves e extremamente inspiradoras para compôr qualquer ambiente.

Claudia Pires e Fabiola Bernardes

CHO comemora 20 anos em Joinville

A comemoração do Centro de Hematologia e Oncologia de Joinville foi super especial e abrangeu a comunidade como um todo! O CHO presenteou a cidade com a palestra do Dr Dráuzio Varella, Câncer: uma nova abordagem nos aspectos atuais. O coquetel pós-palestra foi muito prestigiado por parceiros e amigos e ficamos felizes em mostrar para Joinville esse trabalho magnífico que o CHO vem fazendo na cidade.

Décio e Alice Soncini Edson Sydney de Campos, Soraya Dobner e Celso Boettcher

Ludmila Vodianitskaia, Zilda Fraletti e Sandra Wille

Equipe de Médicos e Colaboradores do CHO

Summer Fashion

O evento idealizado por Alessandra Zimmermann e organizado por ela e pelas parceiras Berenice Suzuki e Geovanna Wacherhage reuniu mulheres interessantes e antenadas com moda para ver de perto a coleção primavera 2015. O desfile foi feito com clientes charmosérrimas das 3 lojas e todo mundo adorou! Fotos: Chris Porto

Berenice Suzuki, Ana Claudia Prayon, Alessandra Zimmermann e Geovana Wacherhage

212

DUO | revistaduo.com.br

Isabela Bornholdt Rodrigues e Luciane Coppla Mann


DUO Fabíola Bernardes

Elegance Plus Size traz Preta Gil a Joinville

O evento de lançamento da coleção inverno 2016 da confecção Elegance Plus Size foi muito bem organizado e trouxe muita informação ao mundo plus! Palestra com Mirvana Andreis sobre estilo foi bárbara, já que o mote da campanha é STYLE HAS NO SIZE, que significa que estilo não tem tamanho! Preta Gil veio marcar presença pelo fato de defender muito a prática da liberdade de se vestir e se expressar independente do manequim que você usa. Cinara Fernandes juntamente com sua equipe estava radiante com o resultado do evento.

Cinara Fernandes e Preta Gil - Foto Sandra Lima

Lucas, Adilson, Cinara e Gabriela Fernandes

Fabiola Bernardes e Ju Romano

LIVE! inaugura loja em Joinville

O casal José e Joci Zanetti aposta na cidade com a abertura da loja da conhecida grife LIVE! no Shopping Mueller em Joinville. A confecção é super desejada no mundo fitness principalmente, mas também oferece moda casual e praia. Os modelos são lindos, a coleção vem charmosa, colorida, confortável como sempre! Fotos: Gisele Nocce

Gabriel e Joice Sens, José e Joci Zanetti com Paulo e Ana Demo - Foto Gisele Nocce

José e Jocimar Zanetti com Tamiris Simm e Eduardo Correia - Foto Gisele Nocce

Thayna, Jéssica, Miriam, Camila, Maria Eduarda, Joci e Caroline - Foto Gisele Nocce

CO.W. Coworking Space inaugura no Auri Plaza Garten

O melhor lugar para sua empresa crescer acaba de inaugurar em Joinville. Uma noite incrível, de bate papo, de networking aconteceu no segundo andar do prédio charmoso Auri Plaza Garten na presença de muitas pessoas interessantes, antenadas e abertas para, de fato, fazer parte de uma comunidade de empreendedorismo. O bate papo com o conhecido Miguel Abuhab foi enriquecedor para todo público que compareceu ao evento assim como a participação do João Beltrão, coordenador do curso de administração da Univille e premiado pelo trabalho com diversas Start Ups. Renato Auriemo, o anfitrião, veio de São Paulo especialmente para o evento. Fotos: Valéria Grams

João Alceu Ramos Beltrão, Renato Auriemo e Miguel Abuhab

Leandra e Renato Auriemo, Adriana e Daniel Miglorancia

Staff Coworking

214

DUO | revistaduo.com.br

Emir e Monique Ghanem, Leandra e Renato Auriemo


DUO Fabíola Bernardes

PRIORI inaugura nova loja

A conhecida e renomada Priori abre sua segunda loja em Joinville com coquetel para amigas e clientes de muitos e muitos anos! A coleção vem com estampas exclusivas e modelos incríveis pensando muito na mulher madura e clássica. Detinha e Eduardo estavam felizes pelo novo empreendimento.

Tania Gonçalves Quadros com Raquel da Rocha Pereira

Maria Odete e Carlos Eduardo Penteado

CONTABILIZE faz seu 1º Painel na Acij

O evento organizado pela Contabilize Soluções Contábeis foi um sucesso de público. O tema “A resposta contra a crise está dentro da empresa” foi discutido por palestrantes que trabalham diretamente com resultados, Crislaine Kalkmann abordou Gestão de Qualidade, Célio Valcanaia falou sobre Produtividade e Performance e Delton Batista focou no Planejamento Interno e Resultado Externo. Bruno Ogliari idealizou e Ivanise Vieira apoiou já que a ideia é que , cada vez mais, Bruno tome a frente da empresa. Na ocasião, a Contabilize também recebeu o selo de Programa de Qualidade Necessária Contábil, o PQNC. Fotos: Jessica Michels

Geraldo Kalkmann com Ivanise Vieira Ogliari

Ivanise Vieira ao centro com equipe Contabilize - Foto Jessica Michels

Delton Batista, Crislaine Kalkmann, Bruno Ogliari, Rafael Custódio, Célio Luiz Valcanaia e Geraldo Kalkmann com Ivanise e Pedro Ogliari - Foto Jessica Michels

Empório da Estética no combate a celulite

Deise Bust, fisioterapeuta dermato funcional e palestrante, recebe algumas amigas para falar sobre celulite e suas variações. O melhor é que existem produtos da linha ADCOS que são excelentes para o combate e você ainda pode intensificar com os cuidados em casa. O produto é Reduxcel e vem também com duas versões ...Anti celulite e Redutor e Abdomen. Continue fazendo suas massagens com as esteticistas, mas potencialize o resultado com a linha HOME CARE. Na ocasião, a Loja Princesa também apresentou looks de verão.

Suene Manteufel, Rita Niehues, Luzia Moreira e Lúcia Franzói

Lia Schuetzler e Deise Bust

DUO | revistaduo.com.br

215


DUO Fabíola Bernardes

Baile da Esmeralda em Joinville

Mais uma edição do Baile da Esmeralda aconteceu em Joinville para comemorar o Dia do Médico e reconhecer o trabalho daqueles que comemoraram 20, 30 40 e 60 anos de formado. Foi emocionante presenciar Dr. Udelson Rezende Duarte receber o carinho de seus colegas no ato da homenagem pelos 60 anos de prestação de serviço ao público de Joinville e toda região. Além da homenagem, pudemos ouvir importantes palavras do presidente da Sociedade Joinvilense de Medicina, Dr Antonio Garcia, e ver a união da classe que luta pela construção de mais um hospital em Joinville. Fotos: Max Schwoelk

Lucia Garcia e Enio Rieger

Dalmo Claro de Oliveira e Jocely Guarienti de Oliveira

Guilherme e Marina Colin

Vanderlei Simoni e Vanda Silva

Sandra Regina Timm e Edwin Schossland

Fabio e Leila Pacheco

Antonio Garcia, Udelson Rezende Duarte e Maria de Lourdes Duarte

Homenageados com 40 anos de formatura

Homenageados com 20 anos de formatura

Homenageados com 30 anos de formatura

Fabiola Bernardes @FabiolaBernarde Fabiola Bernardes

Assista no Canal 26 NET Joinville Diariamente às: 08h - 10h13h – 16h – 17h 20h - 23h e meia noite. INÉDITO: 22 h


Últimas palavras

Por Marinaldo de Silva e Silva mdesilvaesilva@hotmail.com

Dormindo num Palacete Foto: Daniel Dalonso Fotografia

Não ficaria em Joinville, nem tinha ouvido falar nada sobre ela, mas os problemas naquela noite em minha ida para o sul do Estado me fizeram adentrar na cidade, pela Rua XV de Novembro, era 1970. Começou com a bagunça na estrada, o Brasil tinha ganhado a Copa e todo mundo estava em polvorosa, o movimento na estrada me mantinha acordado, até que um acidente que engarrafou tudo me obrigou a mudar os planos. E o que era azar, virou sorte. A melhor maneira de se conhecer uma cidade é se perder nela, e foi me perdendo, que fui encontrando pelas ruas iluminadas pelo vapor da luz, um encantamento em que só tinha sentido quando menino. Vindo do norte do país, senti o contraste. Não era só diferente, era bonito! O traçado da rua, em curvas, indo em direção ao centro, era bonito. Os jardins daquela época, cheio de madressilvas, eram bonitos. Os casarões conservados, imponentes, antes de chegar no centro, eram como os dos roteiros turísticos. Ao passar em frente a fábrica da Antarctica, pensei: é daqui que saem aquelas maravilhas! Cheguei ao centro, me perdi um pouco, aproveitei para fazer umas fotografias, minha Máquina Love, apesar de descartável, já imprimia as fotos na hora e eu ia montando um álbum imaginário. Arcos, madeira, balcões, afrescos, enfeites: eu pensei que veria aquela arquitetura apenas na Europa, e estava ali pertinho! Perguntei para um flaneur onde eu poderia passar a noite tranquilo, e ele me recomendou, da esquina onde eu estava, o Hotel Joinville, e então dali apontoume o hotel, e na hora eu me senti como se chegasse em Paris, porque o Hotel Joinville era um palacete com todo o requinte que eu havia imaginado ainda guri, lendo livros de Contos de Fadas... O Palacete Schlemm, inaugurado em 1932, é um

prédio de quatro andares, somando o sótão, que encanta os moradores e os visitantes da cidade, há muitas décadas. Hoje, degradado, mostra marcas do abandono, porém, mesmo assim, impresiona. Quando inaugurado, foi residência da família Schlemm na parte de cima, lojas de diferentes gêneros no piso térreo, e um hotel de referência na cidade, no outros andares. Tinha corredores suntuosos, porém, não havia banheiro nos quartos, eram usados de forma social, e coletiva. Na sua fachada, há duas máscaras esculpidas pelo mestre joinvilense da escultura, o senhor Fritz Alt. Uma máscara representa Minerva, deusa da sabedoria, e a outra Mercúrio, deus do comércio. A Minerva simbolizava a família que ali morava, e Mercúrio, os negócios que prosperavam sob seu teto. Imagino Fritz Alt levando as máscaras para serem anexadas na estrutura. Ele lá embaixo, olhando para cima, tirando medidas, o olhar orgulhoso, as máscaras assistindo ao movimento das ruas, acompanhando o desenrolar da cidade e antevendo o tempo se avolumando sobre o espaço. Bem, dormi naquela noite em Joinville, queria poder mostrar para meus familiares do Piauí, naquele inverno de 1970, que estava na Cidade dos Príncipes, sendo tratado como parte da realeza. Da janela eu via uma árvore, o correio que ficava na praça onde hoje fica o Ipreville, um coreto lindo e rodeado de plantas onde hoje existe apenas um chafariz desligado, onde antes eu via flores de inverno e agora só vejo limo, e o hotel ao fundo, sem função em ser hotel ou em ser prédio, as máscaras ainda observando a cidade e, chorosas, se perguntando o porquê de não receberem nenhuma maquiagem. Bem, pelo menos a de Minerva, que dizem que, quando toda a cidade dorme, ela olha para Mercúrio e sussurra: Acordei! Bem, pelo menos é assim nos palacetes dos Contos de Fadas.

DUO | revistaduo.com.br

217


Revista Duo - 035  
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you