Page 1

Edição n.º 36 Inverno| Winter | 2017

Comendador

Jack Oliveira Ordem de MÉRITO EMPRESARIAL

Merry Christmas | Happy New Year

Feliz Natal & um Próspero 2018 Victor Ferreira Consultor Financeiro

Esc: (905) 939 2930 Directo: (416) 709 2716 Fax: (905) 939 4524 victor@fiic.ca Serviço ao Domicílio ou Escritório no Sul do Ontario

A Dinheiro RRSPs TFSAs etc.... Missão: “Criar Riqueza”! Em Bens Reais Agent # M15001780, Brokerage FFM Capital Inc., lic # 12391


Comunidade | Community

We are Financial Advisors, not just financial reporters

www.ierfino.com

21 Roysun Rd. Unit 17 - Woodbridge, ON L4L 8R3 Tel.: 905.265.8533 | Fax: 905.265.8521 | E-mail: info@ierfino.com www.ierfino.com

2 Dezembro2017


Comunidade | Community

Novo centro LCCS Inauguração em Mississauga

10

Editorial Natal... Na província neva. Nos lares aconchegados, Um sentimento conserva Os sentimentos passados.

Prémio cmc Jornal novamente distinguido

18

Jack oliveira Distinguido com comenda

34

Festas de fim-de-Ano Looks para jantares e festas

56

Horóscopo Previsões para 2018

70

Coração oposto ao mundo, Como a família é verdade! Meu pensamento é profundo, Estou só e sonho saudade. E como é branca de graça A paisagem que não sei, Vista de trás da vidraça Do lar que nunca terei! Com o poema “Natal na Província” do grande poeta português Fernando Pessoa, a equipa da revista Senso, diretamente da província de Ontário, agora já coberta de neve, deseja a todos os leitores neste natal festas felizes e um 2018 de muitas realizações. Que possamos aproveitar o momento de harmonia e confraternização para repensar a nossa história, avaliar o que foi feito e planear os próximos passos com prioridade nas sábias palavras do poeta: o aconchego nos lares, sentimentos e família...

Directors: Jack Prazeres | Eduardo Vieira Publisher: EFC Publishers & Promotions INC. Creative Director: Mónica Fernandes Sales: Eduardo Vieira |

A Division of Portuguese Post Ltd. Edição n.º 36 - inverno 36th Edition - Winter - 2017

Contributing Writters: Aida Batista | Alireza Nouri | Carina Freitas | Catarina Balça Fernando Gonçalves | Isabel Alves | Jennifer Ferreira | Joana Leal José Bento Rodrigues | Mário Silva | Marta Almeida | Matthew Correia Mónica Fernandes | Peter Ferreira | Rui Martins

Advertising: 416.436.8115 | Address: 1670 Sismet Rd - Mississauga, ON L4W 1H9 www.sensomagazine.ca | e-mail: info.sensomagazine@gmail.com

Dezembro2017 3


Comunidade | Community

Aida Batista

UMA QUESTÃO DE OURIÇOS Apregoa pedaços de alegria,e à noite vai dormir com a tristeza. O Homem das Castanhas, Ary dos Santos

N

asci na zona do Douro vinhateiro, mas muito cedo me levaram para bem longe dele, e fui criada entre outros dois rios: o Cavaco, a Norte e o Coringe, a Sul. Este, na verdade, mal poderia ser considerado um rio, pois não passava de uma profunda vala cavada, mas seca durante quase todo o ano, salvo quando as fortes chuvadas lhe enchiam as entranhas de uma água barrenta, que ia desaguar ao mar, bem perto da segunda casa onde vivi. O Cavaco, esse, corria todo o ano, mas é igualmente verdade que só a correnteza das águas fluviais o faziam saltar do leito para regar os bananais e outras culturas das duas margens. Estando perto da minha primeira casa, toda a minha infância me remete para este último, mas a verdade é que foi sempre o mar - em especial a praia Morena -, que teve uma presença mais forte na minha vida. Do mar tudo aprendi, desde o vocabulário até às mais diversas atividades de quem dele tira o pão. Nos meus passeios pelas rochas, o que mais me surpreendia era o movimento dos ouriços do mar a trepar por elas, de cada vez que a maré baixava. Dotados de carapaça e com espinhos longos, pisar um deles por distração poderia ser uma experiência bastante dolorosa. Felizmente, nunca aconteceu! Quando as circunstâncias da descolonização me atiraram para o desconhecido interior de Portugal, eu pensava que não me seria possível viver sem mar. Afogada em paisagem de pinhal e oliveiras, apenas um ribeiro ou uma pequena cascata se faziam ouvir no silêncio do verde à minha volta. Era água, sim, mas à qual faltava grandeza, cheiro a maresia e o estrondo das ondas a desfazerem-se na areia. Mas a gente habitua-se a tudo, e eu aprendi

4 Dezembro2017

a viver sem mar, nunca lhe dispensando algumas visitas periódicas. Umas, não passam de puro platonismo e contemplação; outras, entro-lhe pelo corpo adentro, deixando-me gozar o prazer desta intimidade até que, molhada de cansaço, me deito ao sol, sentindo-lhe ainda as carícias das últimas gotas a deslizar na pele. Estamos no outono e o inverno não tarda a chegar. No interior e sem mar, outros ouriços, também perigosos no toque, substituem em beleza dos que deixei. Refiro-me aos dos castanheiros que, igualmente providos de picos, quando suspensos dos castanheiros imponentes e altivos, a sua cor dourada produz um belo efeito na paisagem que foi poupada à voragem dos últimos incêndios. Nunca resisto a apanhar um ou outro ramo caído, se calho a passar por uma estrada bordejada de castanheiros. Festejámos a semana passada o S. Martinho que, para ser bem celebrado, tem de ter castanhas e vinho. Também não faltei à festa, mas prolongo-a, mesmo que sem vinho, sempre que numa esquina de Lisboa vejo o carrinho do vendedor de castanhas. Para mim, são sempre as melhores castanhas, porque sinto que nenhumas outras lhe ultrapassam o sabor e a qualidade. Enquanto as descasco, acompanho-as com o pregão da canção de Carlos do Carmo, no “Homem das Castanhas”: - Quem quer quentes e boas, quentinhas?, acrescentando ele que, “quem compra leva mais amor p’ra casa”. Quando as compro, não sei se levo mais amor p’ra casa, mas tenho a certeza de que carrego a memória de outros ouriços e, à noite, me deito com o mar por companheiro


Comunidade | Community

A Direção Executiva da Local 183 todos os seus representantes e funcionários saúdam a grande família sindical, agradecendo a comunhão de sentimentos e fraternidade desejando aos sócios e suas famílias e à Comunidade em geral um

FELIZ NATAL E PRÓSPERO ANO NOVO Jack Oliveira Business Manager

Nelson Melo President

Luis Camara Secretary Treasurer

Marcello Di Giovanni Recording Secretary

Bernardino Ferreira Vice-President

Patrick Sheridan E-Board Member

Jaime Cortez E-Board Member

330 Industrial Road, Cambridge ON N3H 4R7 519 496 0750 ph

@liuna183

join us at www.liuna183.ca

Dezembro2017 5


Comunidade | Community

A Catalunha

O

não é um estado

recente referendo e a declaração de independência do governo regional catalão de Carles Puigdemont trouxe muita confusão e debate sobre o que constitui um estado no direito internacional. Também é importante notar que a Catalunha é uma das 17 comunidades autónomas no Estado soberano da Espanha. O referendo da independência Catalão, de 1 de outubro de 2017, na separação da Espanha foi uma decisão unilateral e, portanto, não está em conformidade com a Constituição democrática espanhola de 1978, aprovada pela grande maioria dos eleitores catalães. A questão do referendo, que os eleitores responderam com “Sim” ou “Não”, foi “Você quer que a Catalunha se torne um estado independente na forma de uma república?”. O lado “Sim” ganhou, com 2.044.038 (92,01%) votando pela independência e, 177.547 (7,99%) votaram contra, no entanto, a participação foi de apenas 43,03%. A Catalunha é uma região de mais de sete milhões de pessoas e é altamente problemático declarar a independência quando menos de 50% da população votou no referendo. Realizar um referendo e usar seus resultados como pretexto para declarar a independência sem o apoio do estado central é raro e perigoso. Após o referendo, o parlamento catalão declarou unilateralmente a independência da Espanha a 27 de outubro de 2017. Em algumas horas, o Senado espanhol aprovou ações propostas pelo governo espanhol para invocar o artigo 155 da constituição espanhola e assumir o controle direto sobre alguns dos poderes autónomos da Catalunha. O reconhecimento da independência por parte de qualquer nação requer um processo pelo qual certos factos 6 Dezembro2017

são aceites e dotados de um certo status legal, como o estado, a soberania sobre o território recém-adquirido ou os efeitos internacionais da concessão de nacionalidade. O reconhecimento internacional é uma evidência importante de que os critérios factuais realmente foram cumpridos e, no caso da Catalunha, nenhum país reconheceu a sua declaração de independência. O direito internacional não proíbe declarações unilaterais de independência; de facto, o direito das pessoas à autodeterminação é um princípio fundamental no direito internacional. A Carta das Nações Unidas afirma claramente que “um povo, baseado no respeito pelo princípio da igualdade de direitos e pela igualdade de oportunidades justas, tem o direito de escolher livremente sua soberania e status político internacional sem interferência”. No entanto, é importante notar que, no momento da elaboração da Carta das Nações Unidas, o direito à autodeterminação foi empregado no contexto do fim do domínio colonial. A Carta das Nações Unidas também indica claramente a importância dos Estados membros respeitarem a integridade territorial ou a independência política de qualquer estado. Conceder o reconhecimento ao novo Estado requer o cumprimento de certas condições, a União Europeia, por exemplo, exige que qualquer declaração seja conforme com a constituição de um Estado membro que não fosse o caso da Catalunha. O facto de o referendo de Catalunha não estar claramente em conformidade com a lei espanhola torna-o ilegal. O reconhecimento prematuro num caso de separação pode ser a intervenção nos assuntos internos de um estado, uma violação de um dos princípios fundamentais do direito internacional. O Tribunal Constitucional espanhol também declarou ile-

gal o voto, porque constitucionalmente a Espanha é um estado unitário e indivisível. O termo Estado, de acordo com o direito internacional, significa uma unidade política que tem um governo centralizado, uma população residente, um território definido e a capacidade de entrar e manter relações internacionais com outros Estados. Um Estado é uma pessoa jurídica em direito internacional que possui direitos e obrigações. Uma nação, no entanto, é um grupo de pessoas unidas por uma história, linguagem e cultura comuns. Existem mais de 10.000 nações, mas apenas 193 Estados membros da ONU. Todo o Estado é uma nação ou uma combinação de nações, mas nem todas as nações compreendem um Estado. Desde o século XIX, um Estado só existe quando outros Estados o reconheceram, o que representa a totalidade da ordem internacional. Em outras palavras, alguns Estados podem ter dado reconhecimento explícito, mas a maioria não. Até que a maioria dos Estados tenha reconhecido a nação ou grupo de nações, o direito internacional não reconhece o novo Estado porque a independência sobre o seu território, mares territoriais e seus nacionais no exterior não foi reconhecida pela comunidade internacional de Estados. O referendo catalão foi um acto ilegal e um ataque direto ao ideal europeu de paz e estabilidade. A crise da Catalunha incentiva os separatistas e tenta frustrar a Europa. A Europa viu um aumento no nacionalismo nos últimos anos, especialmente nas regiões da Catalunha, Escócia, a região de Flandres na Bélgica, região da Córsega em França e partes do norte da Itália. Depois de séculos de guerras baseadas na identidade étnica nacional, é hora do povo catalão se concentrar mais no ideal europeu de convivência pacífica e menos no nacionalismo.


MORE THAN JUST A UNION!

Comunidade | Community

Working Hard for Working Families

LABOUR DAY CELEBRATES IN SOLIDARITY, WORKERS’ ECONOMICAL AND SOCIAL ACHIEVEMENTS

Feliz Natal & Próspero Ano novo From about 140 founding Members, LiUNA Local 506 has extended to its’ current Membership of more than 8,000. Our Members are resilient and versatile, branching out in different fields representing a wide range of workers across Ontario, from many sectors of the Construction Industry, Manufacturing, Waste Management, Power Sector, Exhibit and Display to Hospitality. In the 50’s and 60’s new immigrants arrived from Italy and in the 60’s and 70’s an influx of immigrants from Portugal, the 80’s and 90’s brought immigrants from Poland, Africa and South America, all proudly under the banner of Local 506, From about 140 founding Members, LiUNA Local 506 has extended to its’ current Membership of more than 8,000. creating one of the most multicultural Unions in North America.

Our Members are resilient and versatile, branching out in different fields representing a wide range of workers across manyare sectors of the Construction Industry, Manufacturing, Waste Management, Power Sector, and GoneOntario, but notfrom forgotten the first generations of Members from Ireland and Scotland. While keeping an eye Exhibit on the future, Display to Hospitality. Local 506 has not forgotten our past! In the 50’s and 60’s new immigrants arrived from Italy and in the 60’s and 70’s an influx of immigrants from Portugal, the 80’s and 90’s brought immigrants from Poland, Africa and South America, all proudly under the banner of Local 506, creating one of the most multicultural Unions in North America. Gone but not forgotten are the first generations of Members from Ireland and Scotland. While keeping an eye on the future, Local 506 has not forgotten our past!

EXECUTIVE BOARD CARMEN PRINCIPATO BUSINESS MANAGER

LUIS PIMENTEL VICE-PRESIDENT

TONY DO VALE

SECRETARY-TREASURER

NICK REPOLE

RECORDING-SECRETARY

PETER GLAZE

EXECUTIVE BOARD MEMBER

ROLY BERNARDINI PRESIDENT

JACK EUSTAQUIO

EXECUTIVE BOARD MEMBER

3750 Chesswood Drive, Toronto, ON M3J 2W6 Tel:sFax:sWebsite: www.local506.ca

Dezembro2017 7


Comunidade | Community

Alterações à Lei de Cidadania Canadiana

A

s alterações à Lei de Cidadania refletem os compromissos do Governo em racionalizar o processo de cidadania, aumentar a integridade do programa e revogar certas disposições da Lei que trataram os cidadãos com dupla nacionalidade de forma diferente dos outros canadianos. Algumas alterações à Lei de Cidadania entraram em vigor imediatamente após a aprovação final, enquanto outras entrarão em vigor em datas futuras para garantir que as mudanças necessárias regulatórias e os preparativos departamentais estejam em vigor para uma transição suave para os candidatos qualificados vindouros. A partir deste dia, os candidatos não são mais obrigados a continuar a viver no Canadá uma vez concedida a cidadania, proporcionando maior flexibilidade aos canadianos que possam precisar viver fora do Canadá por motivos de trabalho ou pessoais. Mudanças imediatas também incluem a revoga-

8 Dezembro2017

ção da capacidade de anular a cidadania dos cidadãos com dupla nacionalidade condenados por crimes contra o interesse nacional. Os cidadãos (duplos) que vivem no Canadá que são condenados por esses crimes enfrentarão o sistema de justiça canadiano, como outros cidadãos canadianos que infringem a lei. Algumas das mudanças que entraram em vigor no dia 11 de outubro dão mais flexibilidade aos imigrantes mais jovens e mais velhos para obtenção da cidadania. Essas mudanças incluem a redução do tempo em que os residentes permanentes devem estar fisicamente presentes no Canadá para três em cinco anos, em vez de quatro em seis anos, antes de solicitar a cidadania; Alterando a faixa etária para que as pessoas atinjam os requisitos de idioma e conhecimento para a cidadania de 14 a 64 anos para 18 a 54 anos; E contando uma parte do tempo que os candidatos passam no Canadá como residentes temporários ou pessoas protegidas em relação aos requisitos de presença física para a cidadania. Outras mudanças que deverão entrar em vigor no próximo ano incluem o fortalecimento do processo de revogação da cidadania, tendo o Tribunal Federal a palavra final na maioria dos casos, aumentando a justiça do processo. Tentei capturar a essência das mudanças a curto e longo prazo. Muitos ficarão satisfeitos por não terem que esperar até chegar aos 65 anos para ficarem isentos de escrever o teste de Inglês ou Francês, uma vez que muitos podem ter dificuldades a esse nível. De momento podem encaminhar-se pedidos para todos os que se qualificam que têm mais de 55 anos. Esta foi outra promessa eleitoral sobre a qual o governo havia feito campanha. Sem dúvida que há mais mudanças esperadas em relação à cidadania e à imigração. No aspeto da imigração, o programa muito aguardado para regularizar muitos que estão sem estatuto legal está na mente de muitos milhares dos nossos leitores. Até que possamos conhecer os critérios e quem realmente se qualifica, sugiro que se mantenha a calma. Estes são os momentos em que todos os que estão numa posição comprometedora tomam decisões que podem se arrepender mais tarde. Não há nada como saber o que se enfrenta. Entretanto, consulte um conselheiro licenciado para obter informações sobre como melhor lidar com este assunto. Se houver determinação e justiça com as entidades que decidem o destino de muitos, devemos chegar a um porto seguro brevemente. Mesmo assim, devemos deixar os foguetes para outra altura. Feliz Natal para todos os nossos leitores.


New Generation Comunidade | Community

Norberto Paiva

Excavating & Demolition

Happy holidays Cell.: 416.791.6651 Office: 905.636.8860 newgeneration@bellnet.ca

5121 First Line, Milton, ON L9T 2X5

Feliz Natal & Prรณspero ano novo Group Corp. Norberto Paiva | Tel.: 416.791.6651

Residential & Commercial

Concrete and Drain Work Tel.: 905.636.8860 โ€ข E-mail: windmill@bellnet.ca

5121 First Line Milton, ON L9T 2X5 Dezembro2017 9


Comunidade | Community

O homem sonha e a obra nasce...

O

Luso Canadian Charitable Society inaugurou mais um centro de apoio, desta vez em Mississauga. Este é o terceiro centro da organização que ajuda pessoas com deficiência intelectual ou física; o primeiro foi inaugurado em Toronto em 2007 e o outro em Hamilton em 2012. O novo edifício foi comprado em Outubro de 2016 e desde então foi mãos à obra. O projeto foi liderado por Jack Prazeres (atual Presidente da Luso Charities) e uma comitiva intitulada de “Building Fund” composta por Frank Alvarez, Joe Botelho, Joel Filipe, Joseph Mancinelli e Jack Oliveira. A 30 de Setembro, centenas de patrocinadores, políticos, comunicação social e alguns utentes juntaram-se para visitar o novo centro e cortar a fita do Luso Peel Support Centre, situado no 6245 Mississauga Rd. O prédio modernizado conta com 1,700 pés quadrados, um espaçoso salão de convívio, sala de reuniões, escritórios, cozinha, “Roof Garden” e vários quartos onde se irão realizar os programas diários para os utentes que vivem na região de Peel (Mississauga, Brampton e arredores) Segundo Jack Prazeres, “ainda faltam algumas renovações, mas aos poucos vamos angariando mais fundos para poder investir a longo prazo. O importante foi a aquisição e renovação do prédio, mas ainda há muito a fazer”, salientou. A LIUNA Local 183 esteve representada por Jack Oliveira, que foi o braço direito de Jack Prazeres e logo do início do projeto pediu um donativo à administração do sindicato para doar meio milhão de dólares para a realização do projeto. Muitos políticos marcaram presença no evento nomeadamente os Deputados Federais Gagan Sikand, Iqra Khalid, Sonia Sidhu e Peter Fonseca; os Membros do Parlamento Provincial, Bob Delaney e Cristina Martins; o Ministro das Finanças de Ontário Charles Sousa, a antiga presidente da Câmara Municipal de Mississauga, Hazel McCallion e George Carlson e Ana Bailão. O Ministro das Finanças, Charles Sousa, salientou que “este é um momento importante para a nossa província, para a comunidade portuguesa, economia e sociedade em geral, porque vai facilitar a vida de muitas pessoas”, e acrescenta que são essas pessoas que lhe dão a força de querer fazer mais e melhor. O novo centro irá ter programas de exercício físico, nutrição, artes plásticas, aulas de teatro, música, informática, culinária e vai permitir que os utentes possam aprender a viver de uma forma mais independente e saudável. Jack Prazeres agradece todo o contributo que a comunidade portuguesa tem dado à Luso Canadian Charitable Society ao longo dos últimos 15 anos, salientando que “sem apoio nada disto seria possível”, e apela à comunidade para que continuem a contribuir para os seus programas como o Tele-thon, a caminhada Volta e os seus eventos de angariação de fundos.

10 Dezembro2017


Comunidade | Community

Supreme Saw & Services Ltd. www.novaera.ca

Specialized in carbide tools shaper knives

Tradições Portuguesas desde 1991 LOCATIONS 200 Geary Ave., Toronto • 416.538.8200 1172 Dundas St. West, Toronto • 416.538.7700 490 Rogers Rd., Toronto • 416.651.5000 1480 St. Clair Ave., Toronto • 416.901.4300 770 College St., Toronto • 416.516.1622 980 Bloor St. West, Toronto • 416.531.1222 460 Egerton St., London • 519.453.8300 376 King St. East., Kitchener • 519.578.0513 1995 Salem Rd. North Unit #1, Ajax • 905.686.3700

cutter heads router bits saw blades milled to pattern knives

Sales and Services For All kinds of Tools for the Woodworking industry

Luis Avila

Cell: 905.510.3935 T: 905.624.6692 • F: 905.624.0955 5218 Everest Drive. Mississauga, ON L4W 2R4

Dezembro2017 11


Comunidade | Community

District Council 46 Kathleen Wynne na inauguração do FTI Training Centre

N

o passado mês de Setembro, a Premier de Ontário Kathleen Wynne esteve presente na inauguração do centro de treino do District Council 46, em

Toronto. O centro de treino já existe há vários anos, ao lado da sede do sindicato, mas recentemente sofreu remodelações e mudou de nome, designando-se agora Finishing Trades Institute Training Centre (FTI Training Centre). Na visita às instalações, Kathleen Wynne teve oportunidade de interagir com alguns dos aprendizes, conhecer o resultado do seu trabalho e experimentar algumas ferramentas tecnológicas de educação inovadoras. A inclusão étnica e de género foram sublinhadas pela governante, já que este é um dos sindicatos da área da construção com maior número de mulheres inscritas. Na cerimónia estiveram também presentes alguns convidados especiais, como o deputado federal, Michael Llevitt, a deputada provincial Judy Sgro, bem como membros das direções de várias centrais sindicais e alguns dos aprendizes. O presidente geral da International Union of Painters and Allied Trades (IUPAT) Ken Rigmaiden, fez questão de comparecer e deixar uma mensagem aos jovens estudantes presentes salientando a evolução tecnológica no ramo, patente no renovado centro de treino.

12 Dezembro2017

Kathleen Wynne com o deputado federal Michael Llevitt

Bruno Mandic, Business Manager do District Council 46 dirigiu a cerimónia de inauguração. Em conversa com a Revista Senso, Mandic sublinhou a qualidade de trabalho dos portugueses. O District Council 46, sindicato dos pintores e profissões associadas, que desde o início da revolução industrial defende os direitos dos trabalhadores, tem sede no número 130 Toro Road,

em Toronto. Armindo Correia, Assistant Business Manager do District Council 46, diz saber que começa a existir escassez de profissionais nos setores da pintura e das profissões associadas, apelando a que os jovens se inscrevam nos centros de treino. Adiantou ainda que a taxa de empregabilidade na área é grande, na ordem dos 100%.


Comunidade | Community

Bruno Mandic, Business Manager e Secretary Treasurer da IUPAT - District Council 46

Armindo Correia é Assistant Business Manager e representante português

Kathleen Wynne com o deputado federal Michael Llevitt

este é O sindicato da área da construção que integra um maior número de mulheres.

Realty Centre, Brokerage Independently Owned & Operated

Sílvia

dos

Santos

Sales Representative

Direct: 647.283.4715 silvia@royallepage.ca SilviaDosSantos.ca

2150 Hurontario St. Mississauga, ON L5B 1M8 Bus: 905.279.8300 Fax: 905.279.5344 Toll Free: 1.800.277.0205

Feliz Natal & Próspero ano novo Mark Neves Mortgage Specialist Royal Bank of Canada mark.neves@rbc.com mortgage.rbc.com/mark.neves Tel.: 416-500-0312 Serving the Greater Toronto Area

Dezembro2017 13


Comunidade | Community

LIUNA Local 183 entrega 93 bolsas de estudo - Scholarship Trust Fund Dinner 2017 -

A

LIUNA Local 183 entregou 93 bolsas de estudo. O valor mais elevado de sempre desde que o fundo foi criado em 2006. Este ano o valor das bolsas ultrapassa os 750 mil dólares. O Scholarship Trust Fund Dinner é um dos eventos mais aguardados do ano e graças a este apoio, quase uma centena de jovens vão poder realizar os seus sonhos e construir uma carreira de sucesso. Alguns deles são luso-canadianos. Os bolseiros levam para casa um apoio que pode chegar aos 10 mil dólares, mas a verba é repartida em prestações de 2500 dólares anuais, de acordo com o número de anos que faltam para concluir o curso universitário. As áreas de estudo são bastante diversificadas e passam pela medicina, direito, acção so-

14 Dezembro2017

cial, engenharias, ciências e tecnologias, entre outras. No seu discurso, Jack Oliveira, Business Manager do Pólo da LIUNA Local 183, agradeceu aos sócios e pensionistas do sindicato e desejou boa sorte a todos os bolseiros. Jack Oliveira disse que foi um dia muito especial e que espera que em 2018 as bolsas de estudo ultrapassem as 100. “Estou muito orgulhoso por todo o trabalho que o sindicato tem desenvolvido e acredito que no próximo ano o número de bolsas atribuídas aumente”, admitiu. O número de candidatos às bolsas de estudo quase que duplicou face a 2016. Este ano o Scholarship Trust Fund recebeu quase 200 candidaturas, um número que dificultou muito o trabalho do Comité Académico Independente, órgão responsável pela seleção dos candidatos.

O Comité é constituído por quatro membros - Joseph Mancinelli, John Evans, Gabor Sardi e Ana Paula Ribeiro – que avaliam um conjunto de critérios, nomeadamente as notas académicas, o envolvimento comunitário, a experiência de vida e o voluntariado. O Scholarship Trust Fund Dinner teve casa lotada e contou com a representação dos três níveis de governo - federal, provincial e municipal com o ministro da Imigração, Cidadania e Refugiados Ahmed Hussen, a deputada provincial (Davenport) Cristina Martins; a presidente da Câmara Municipal de Mississauga, Bonnie Crombie, e os vereadores Martin Medeiros (Brampton-região de Peel) e Ana Bailão (Bairro 18-Davenport). Na gala compareceram várias personalidades ligadas à organização sindical LIUNA e ao mundo empresarial canadiano.


Comunidade | Community

Jack Oliveira ao centro com políticos federais, provinciais e municipais

Martin Medeiros, Linda Jeffrey, Peter Fonseca e Joel Filipe

Estou muito orgulhoso por todo o trabalho que o sindicato tem desenvolvido e acredito que no próximo ano o número de bolsas atribuídas aumente Jack Oliveira, Business Manager da Liuna Local 183

Sydney da Silva com os pais, uma das bolseiras luso-canadianas

Dezembro2017 15


Comunidade | Community

MAIS DE TRÊS DéCADAS A PROMOVER

A AÇORIANIDADE NO ONTáRIO

Daiene Vernile, com Linda Jeffrey, Jeff Bowman e Doug Whillans

Dr. Luís Barros

António Pereira

16 Dezembro2017

Suzanne Cunha

A

Casa dos Açores do Ontário celebrou o seu trigéssimo segundo aniversário com mais de duas centenas de sócios, amigos e simpatizantes comparacendo para felicitar a colectividade açoriana. Fundada em 1985 por um grupo de imigrantes açorianos, o objectivo era promover a sua herança cultural, as tradições e reforçar a identidade açoriana. Durante as últimas três decadas, foram mantendo as atividades do povo açoriano bem vivas em Toronto: as festas do espírito santo, as semanas culturais, o Dia dos Açores, entre outros... A pompa e circunstância própria de um aniversário não faltou, com várias saudações de entidades oficiais locais, como o Cônsul Geral de Portugal em Toronto, Dr. Luís Barros, a Deputada Provincial de Davenport - Cristina Martins, a Vice-Presidente da Câmara Municipal de Toronto, Ana Bailão, o Diretor da Azores Airlines Vacations Canada, Carlos Botelho e as saudações do Presidente da Assembleia Geral da Casa dos Açores do Ontário, António Pereira e a Presidente do Executivo, Suzanne Cunha. A Vice-Presidente da Assembleia Geral Fátima Bento deu início à cerimónia da atribuição da insígnia “Açor de Ouro”, e conforme regem os estatutos: “será atribuído o Açor de Ouro a todos aqueles que por serviços relevantes prestados à Casa dos Açores ou à Comunidade Açoriana se tornem merecedores dessa distinção.” Este ano, por unanimidade de votos em reunião da direção, foram reconhecidos: Suzanne Cunha, professora e a primeira descendente açoriana a presidir ao Executivo da coletividade; Rui Ferreira, gerente bancário e atual Presidente do Conselho Fiscal da Casa dos Açores do Ontário e José Gonçalo, sócio da colectividade e proprietário de JG Landscaping. No local havia uma exposição de fotografias, patrocinada pelo Governo Regional dos Açores, do fotógrafo José Santos, natural de Ponta Delgada, retratando as “nossas ilhas, nossas gentes, suas vivências atuais e do passado”.


Comunidade | Community

Desejamos a toda a comunidade um Feliz Natal & um prรณspero 2018 Wishing everyone happy holidays

Dezembro2017 17


Comunidade | Community

Prémios 2017 do Conselho Nacional de Comunicação Social Comunitária do Canadá

CMC distinguido com mai O jornal Correio da Manhã Canadá foi distinguido nos prémios anuais do National Ethnic Press and Media of Canada (NEPMCC). Esta é a quarta distinção que o CMC e a sua equipa recebem dessa

entidade. A cerimónia decorreu na Câmara Municipal de Toronto e contou com a presença da governadora de Ontário, Elizabeth Dowdeswell. O CMC for reconhecido na categoria de jornais com o prémio de melhor editorial, liberdade de expressão, conceito e apresentação visual entre os jornais comunitários publicados no Canadá. O CMC surgiu em 2012 e tem como fundadores Eduardo Vieira e Jorge Passarinho. O jornal começou inicialmente por ser publicado apenas à terça-feira, mas tem hoje duas edições semanais – às terças e às sextas-feiras. É distribuído em Mississauga, Brampton, Hamilton, Oakville, London, Cambridge, Otava e Montreal. Em breve deverá chegar a Vancouver. Está disponível em todo o mundo através da internet, em www.correiodamanhacanada.com, onde as notícias são atualizadas em permanência. Para Eduardo Vieira este prémio é o reconhecimento pelo trabalho que tem sido desenvolvido nos últimos anos. “Esta é a terceira vez que somos reconhecidos pelo NEPMCC. Já recebemos este prémio em 2014 e 2015. É um grande orgulho e é também, em simultâneo, a prova de que criámos um produto de qualidade que mantém a cultura e a língua portuguesa bem vivas aqui no Canadá”, disse. O diretor agradeceu à equipa do Correio da Manhã Canadá. “Este prémio não é só meu. Tenho que agradecer aos nossos patrocinadores que acreditam no nosso trabalho e à equipa de profissionais que dá diariamente o seu melhor para que este seja um jornal diferente”, sublinhou. O Conselho Nacional de Comunicação Social Comunitária do Canadá é uma organização sem fins lucrativos que foi criada com o objetivo de promover e integrar o interesse económico, social e cultural das comunidades étnicas na sociedade canadiana. O NEPMCC representa um universo de 750 jornais e mais de 150 televisões e rádios. Em conjunto são responsáveis por divulgar e informar 101 comunidades linguísticas e culturais que integram a diversidade do Canadá.

18 Dezembro2017


Paul Marques

Comunidade | Community

architectsinc

ais um prémio

Design • Planning • Rezoning Commercial | Industrial | Residential

Paul MaRques, M.arch, Oaa paul@pmarch.ca 2610 Weston Rd. suite 207 North York, ON M9M 2B1 Tel.: 647.352.2121 • Cell: 416.821.6112 Fax: 647.352.2122 Dezembro2017 19


Comunidade | Community

Associação de apoio a doentes de Alzeihmer

Domingos Martins Find Me Foundation

D

omingos Martins de 83 anos esteve desaparecido durante cinco dias na cidade de Toronto, em julho. O seu desaparecimento inquietou os seus familiares e amigos e mobilizou toda a cidade. O idoso portador de Alzeihmer acabou por aparecer, sendo que ainda hoje não se sabe ao certo o que lhe terá acontecido na sua ausência, nem como sobreviveu sem água, comida em dias chuvosos e noites frias. O susto levou a que familiares e amigos do luso-canadiano se unissem para que situações como esta não se repitam. Surgiu assim a Domingo Martins Find Me Foundation, 20 Dezembro2017

uma organização que tem como principal objetivo arrecadar dinheiro para a compra de pulseiras de localização para portadores de Alzeihmer. Carlos Martins, filho de Domingos Martins, é um dos membros do executivo desta fundação, sendo ainda composto por Jack da Silva, Tony du Vale e Ron Tavora, comandante da polícia da cidade de Toronto. O lançamento desta iniciativa decorreu no passado dia 14 de outubro, na Churrasqueira Martins em Toronto e mais 15.000 dólares foram angariados apenas neste primeiro evento. Este foi o princípio de um grandioso projecto que decerto irá tranquilizar muitas famílias de portadores de Alzheimer .


Comunidade | Community

Jason G. Ferreira B.Comm. e RCIC. Consultant-Immigration & Citizenship Commissioner for Taking Affidavits

ToRonTo

info@immigration4canada.ca ferreira@immigration4canada.ca www.immigration4canada.ca

1560 Bloor St. West Toronto, on M6P 1A4 Tel.: 416.653.8938 Fax: 416.653.8767

BAhRAIn

15 Phoenicia Centre - Adlyia Kingdom of Bahrain Tel.: 973.1771.2129 Tel/Fax: 973.1771.6471

SeRvICeS InClude/SeRvIçoS:

Mike Julião • Manuel Julião (Julio) Tel.: 416.588.5567 • Fax: 416.588.7115 www.ontariokitchens.com 11 Dublin Street, Toronto, ON M6H 1J4

• Permanent Residence/ Residência Permanente • Citizenship/Cidadania • Study, Work and Visitor Permits/ Vistos de Estudo, Trabalho e Visita • Employer Applications/ Aplicações de empregador

Dezembro2017 21


Comunidade | Community

MAIS DE $25,000 DÓLARES ANGARIADOS NUMA “NOITE PARA O AUTISMO”

E

stima-se que cem mil pessoas na província de Ontário vivam com perturbações do espetro do autismo. Por esse motivo, mais de 600 pessoas juntaram-se no elegante salão do Renaissance by the Creek, angariando fundos para a organização “Community Living Mississauga” que presta serviços e programas para jovens e adultos autistas. Adele Pimentel é a principal organizadora do evento, já na sua 12.ª edição, intitulado “A Night for Autism” e revelou que o seu filho autista Aiden Pimentel, agora um adolescente, foi o motivo principal que a levou a querer compensar a organização, que ele tem frequentado, ajudando a aliviar algumas das dificuldades que muitas famílias enfrentam quando têm familiares nesta condição. O irmão da organizadora, Mark Lima, foi o mestre de cerimónias da noite, conduzindo o programa, que incluiu vários discursos por dirigentes da organização beneficente, de patrocinadores, alguns sorteios e um leilão silencioso com valiosos prémios para a angariação de fundos. A atração principal da noite foi o espetáculo de comédia com o grupo “The Portuguese Kids”, composto por Derrick, Albert, Brian e Nate. Os quatro apresentaram o seu novo sketch de comédia pela primeira vez no Canadá, intitulado “The Real Portuguese Housewives” (as donas de casa portuguesas) que alegraram os presentes. A organizadora revelou que foi angariada uma média de vinte e cinco mil dólares (o ano que bateu recorde) que será entregue à “Community Living Mississauga”. O próximo jantar de angariação de fundos “A Night for Autism” está agendado para 2019.

festa

Os melhores

s fel izes Happy

enchidos portugueses! Mattawa Avenue - Mississauga, ON | www.borgesfoods.com | 905.277.0677 | 905.277.0533

22 Dezembro2017

Holida

ys


Comunidade | Community

MASONRY & LANDSCAPE PRODUCTS

B R I C K

|

S T O N E

|

B L O C K

|

PA V E R S

|

W A L L S

150 Rockcliffe Crt. Toronto, ON M6N 0A9

BramptonBrick.com | 1.800.GO.BRICK (462-7425) Dezembro2017 23


Comunidade | Community

$18 milhões de dólares para pôr

fim ao tráfico humano

O

governo provincial considera o assunto de extrema importância, razão pela qual em 2016 foi aprovada uma nova lei contra o tráfico de seres humanos, que aumenta a proteção dos sobreviventes e facilita a continuação da remuneração dos mesmos. Em conferência de imprensa, que teve lugar no FCJ Refugee Centre, em Davenport, Cristina Martins foi a porta voz do governo do Ontário, para apresentar as novidades da estratégia sobre esse assunto e salientou que a organização FCJ será um dos beneficiários de um subsídio no valor de $369,289.00 dólares. O FCJ Refugee Centre foi fundado em 1991 com o propósito de ajudar os refugiados e os sem-abrigo, providenciando conselheiros, programas de apoio e proje-

tos em diversas línguas. A co-diretora e fundadora do centro, Loly Rico, diz que com esse subsídio do governo do Ontário a organização irá lançar um novo projeto para combater o tráfico de seres humanos, em vários idiomas, para servir as muitas comunidades residentes em Davenport. Para além do estabelecimento da estratégia de combate ao tráfico humano, o governo proclamou o dia 22 de Fevereiro como, “o dia dos sobreviventes de tráfico humano” na província do Ontário. No total, são $72 milhões de dólares que o governo do Ontário vai investir no projeto, trazendo este crime à superfície, e trabalhando em conjunto com entidades policiais da província para pôr fim ao tráfico humano no Canadá.

A servir A comunidAde PortuguesA há mAis de 40 Anos. Representamos as companhias de seguros mais prestigiadas do Mercado. Providenciamos seguros adequados aos seus negócios e necessidades familiares. ComerCial • residenCial • automóvel • vida • doença • Pensões • aCidentes

Patrick Vieira Branch Manager-Partner patrickvieira@jdimi.com

JosePh Vieira account executive-Partner josephv@jdimi.com

José LeMe account executive josel@jdimi.com

Desejamos-lhe um Feliz Natal & Um Próspero Ano Novo! Vieira office 1271 Dundas st. W, suite 300 toronto, oN M6J 1X8 Tel.: 416.531.1146 • Fax: 416.531.1148 24 Dezembro2017 www.vieiraoffice.com


Comunidade | Community

The Canadian Construction Workers Union is a proud representative of the hard working men and women in the Canadian Construction Industry.

President: Joel Filipe Vice-President: Victor Ferreira Financial Secretary: João Dias Recording Secretary: Luís Torres Trustee: Ana Aguiar

O Executivo da CCWU - Canadian Construction Workers Union deseja

um Feliz Natal & Próspero Ano Novo aos seus membros e comunidade 1170 Sheppard Ave. W. Unit 42 North York, ON M3K 2A3

Telephone: 416-762-1010• Fax: 416-762-1012 Dezembro2017 25


Comunidade | Community

A vinícola mais inovadora do mundo já chegou a Ontário

Empresa portuguesa dá cartas no mercado mundial de vinho

T

em ADN 100% lusitano e já conquistou 30 países em vários continentes. Este ano foi a vez do Canadá. A Wine With Spirit (WWS) é um produtor de vinhos portugueses e está a revolucionar o conceito tradicional de vinho em todo o mundo. A WWS organizou um jantar vínico no restaurante Ilhas de Bruma na College Street em Toronto onde os melhores críticos de vinho do Canadá tiveram a oportunidade de degustar nove vinhos - seis tintos, dois brancos, um verde e um espumante. A WWS foi fundada em 2011 pelo CEO João Pedro Montes, oriundo de uma família que produz este néctar dos deuses há mais de um século. Caso para dizer que filho de peixe sabe nadar. Os vinhos chegaram a Ontário há cerca de 6 meses e muito em breve vão chegar ao Quebec. O CEO fundador explicou que o conceito da produtora é completamente diferente. “Revertemos o modelo produtivo porque trabalhamos do mercado para as vinhas. As outras marcas trabalham ao contrário. Aproximamos as pessoas do vinho em função de momentos e de emoções”, disse. Distinguida em 2014 no mercado europeu como a empresa vinícola mais inovadora do mundo no Wine Business Innovation Summit, esta produtora assenta no conceito de ENOTAINMENT. Um termo que resulta da junção de duas palavras:

26 Dezembro2017

Vinhos e entretenimento. E assim surgiram duas linhas de vinho originais: a food & friends e uma mais emocional. Para João Pedro Montes, é preciso dirigir o consumidor à melhor experiência possível. “Muitas vezes estragamos um bom vinho porque estamos fora do momento de consumo. E por isso criámos estas duas linhas. Na Food & friends temos por exemplo a Feijoada & Co, Bread & cheese or Seafood & Co. Já no caso da linha emocional temos Bastard e Dine with me tonight, um vinho romântico que é um sucesso nos EUA e no Reino Unido. Na Europa a WWS lançou uma espécie de uber dos vinhos, uma plataforma de distribuição de vinhos que procura alargar a sua área de mercado. No futuro João Pedro Montes quer estender esta rede até outros países e criar “a maior rede de consumidores e de empreendedores de vinho do mundo”, garante. Para o Canadá os objectivos já estão definidos. “Dentro de três anos gostávamos de ser uma das marcas líderes neste sector”, salientou. “Os portugueses são os melhores do mundo a produzir vinho, sobretudo no rácio qualidade/preço ninguém nos bate. Por isso temos de ser capazes de combater a hegemonia francesa, italiana e espanhola que se impõe neste mercado”, rematou. Em Ontário estes vinhos podem ser encontrados no LCBO.

Os portugueses são os melhores do mundo a produzir vinho. Por isso temos de ser capazes de combater a hegemonia francesa, italiana e espanhola que se impõe neste mercado


Comunidade | Community

Dezembro2017 27


40 anos Comunidade | Community

ACMT celebra com pompa e circunstância

A

Associação Cultural do Minho de Toronto (ACMT) celebrou 40 anos de existência. As quatro décadas de história da mais antigas coletividade minhota de Toronto foram celebradas no Person Convention Centre perante amigos, numa noite repleta de surpresas. Alexandre Silva, que neste momento desempenha funções como ensaiador do Rancho Folclórico desta associação, foi reconhecido com a distinção do ano da ACMT. No decorrer do serão foi apresentado um vídeo com alguns dos homens e mulheres de garra que já dirigiram esta coletividade. Augusto Bandeira, que atualmente preside a ACMT, reiterou a necessidade das colectividades minhotas se unirem e criarem uma Casa do Minho. Justificou a sua ideia com objetivo de criarem a mais forte organização da comunidade portuguesa de Toronto. O espectáculo cultural foi bastante heterogéneo com a atuação do rancho folclórico da casa e um espectáculo musical com uma das filhas desta coletividade,Tânia Barbosa. De Portugal, a estilista Isabel Lima apresentou um desfile de moda com peças contemporâneas inspiradas nos trajes tradicionais do Alto Minho. As modelos foram as jovens do rancho da associação. A encerrar o evento não faltou a mais típica das expressões musicais portuguesas: o Fado, num espetáculo com a jovem fadista local Clara Santos, acompanhada pelo dedilhar de Valdemar Mejdoubi na viola, Nuno Cristo na guitarra portuguesa e Sérgio Santos na viola baixo. Apesar de se tratar de uma organização sem fins lucrativos, a ACMT arrecadou 7.950 dólares para doar à Luso Canadian Charitable Society, uma das causas mais nobres da comunidade que apoia jovens e adultos portadores de deficiência em Toronto, Hamilton e mais recentemente em Mississauga.

28 Dezembro2017


Comunidade | Community

MASONRY & LANDSCAPE PRODUC TS

B R I C K

|

S T O N E

|

B L O C K

|

PA V E R S

|

W A L L S

BramptonBrick.com | 1.800.GO.BRICK (462-7425) Dezembro2017 29


Comunidade | Community

Gala Luso Canadian Charitable Society

“Família Luso” arrecada mais de 200 mil dólares numa única noite

M

ais de 600 pessoas participaram na 11.ª Gala Anual da Luso Canadian Charitable Society (LCCS), batendo o record de sempre neste evento, que excedeu as expectativas na angariação de 208.580 dólares numa única noite. A maior doação da noite partiu do District Council 46, que ofereceu um cheque de 25.000 dólares. Como havia sido anunciado anteriormente, Charles de Sousa, o ministro das finanças do Ontário, apresentou um cheque de meio milhão de dólares (que não entrou nas contas do evento) em nome da província. Os habitantes do Ontário contribuíram já com um milhão e oitecentos mil dólares para os três centros da LCCS, que servem as cidades de Toronto, Hamilton e agora Mississauga. O jantar de gala decorreu no Pearson Convention Centre, em Brampton e contou com a presença de várias figuras da esfera política canadiana, como os deputados federais Peter Fonseca, Julie Dzerowicz, a deputada provincial Cristina Martins, a Presidente da Camâra Municipal de Brampton, Linda Jeffrey, a vice-presidente da Camâra Municipal de Toronto, Ana Bailão e os vereadores de Brampton e Mississauga, Martin Medeiros e Chris Fonseca. “Família” foi a temática da noite, escolhida por Zenny Sousa de forma a sensibilizar os presentes para a realidade dos que estão mais próximos das crianças e adultos com algum tipo de limitação. Zenny Sousa tem um irmão que sofre de espinha bífida e hidrocefalia, o que o limita em muitas das atividades do dia-a-dia e por isso conhece de perto a realidade das famí-

30 Dezembro2017

lias dos utentes do LCCS. “Quero que as pessoas compreendam que quando temos em casa uma criança com deficiência, não é uma desilusão ou uma situação infeliz, é sim uma situação maravilhosa. Estas crianças ensinam-nos simpatia, bondade, amor e generosidade”, sublinhou Zenny Sousa. A Chair que há vários anos participa no comité organizador, este ano contou com o apoio de Isabel Barbosa, Lena Barreto, Joe Botelho, Bernardette Da Costa Winberg, Maria da Cunha, Liz Dobrovich, Kimberley Gadwah, Maria Kagan, Kimberly Lulham, Demetra Mandrapilias, Cristina Marques, Laura Pacheco, Jack Prazeres, Otília Prazeres, Christine Rodrigues e Cristine Sousa. O evento contou ainda com a presença de alguns dos utentes dos três centros, entre eles Andrew Fonseca, Sandra e Paula Almeida, Walter Mateus, Paul de Melo, Katie, Carina e Marisa. “Este evento é importante para angariar fundos e para passar a mensagem do que fazemos”, ressalvou Jack Prazeres, acrescentando que “nenhum de nós consegue compreender o que é que aquelas famílias passam, aqueles que têm um filho ou uma filha que precisa de ajuda 24 horas por dia, sete dias por semana... A união daquelas famílias é incrivel”. O presidente da LCCS lembrou uma vez mais que “se todos os portugueses dessem um dólar era uma grande ajuda”. Durante o evento decorreu um leilão silencioso e foram licitados alguns artigos. Vários artistas animaram o serão, como os músicos Jnrique e CStyxx; os bailarinos Milla e Sebastian Figueiredo e a cantora de ópera Karoline Podolak.

Imagem: Direitos Reservados


Comunidade | Community

*Merry Christmas & Happy New Year*

Dezembro2017 31


Comunidade | Community

TOGETHER HELPING WOMEN

Angariação de fundos para apoiar mulheres com cancro

A

organização “Together Helping Women” juntou cerca de 800 pessoas no salão da LIUNA Local 183 para uma angariação de fundos em apoio a mulheres vítimas de cancro. Fundada em 2016, já organizou quatro eventos de angariações de fundos: um desfile de moda “Dar e Receber”; um movimento que angariou cabelo para perucas, sutiãs e próteses; um almoço em março e um cruzeiro de verão. Este foi o primeiro jantar de gala, que

32 Dezembro2017

segundo Ana Pereira, espera ser um acontecimento anual. O programa da noite teve como mestres de cerimónias Fátima Barros e Luís Ferraz. Entre os presentes na sala, encontravam-se algumas senhoras sobreviventes de cancro que se mostraram solidárias em transmitirem a mensagem de esperança. Cristina Martins, também marcou presença e dizia que “eventos como este são importantes, porque chamam mais atenção aos sintomas, como prevenir,

e onde podem encontrar ajuda, mas também demonstra a solidariedade da nossa comunidade”, salientou a Deputada Provincial para Davenport. O jantar ficou a cargo do Restaurante Ilhas de Bruma, sob a chefia de Adelino Costa e Arlete dos Santos. A parte artística ficou a cargo de Tânia Barbosa e o conjunto Unique Touch. Houve ainda sorteios para valiosos prémios, que incluiam uma viagem a Portugal, cortesia da Azores Airlines.


Comunidade | Community

Corporate & Commercial Insurance Solutions

Business

Your and Personal are best

Assets

Protected

with our Customized

Insurance Programs.

Insuring what matters HOME - AUTO - CONDOMINIUM • Manufacturing • Wholesalers • Contractors

• Construction Bonds • Auto Fleet • Garages larruda@regionalinsrance.com

www.regionalinsurance.com Head Office 2800 Skymark Avenue, Unit 34 Mississauga, ON L4W 5A6 Tel: (905) 238-9676 Fax: (905) 238-8548

Branch Office 1284 Dundas Street West Toronto, ON M6J 1X7 Tel: (416) 531-4674 Fax: (416) 535-4951

Dezembro2017 33


Comunidade | Community

Jack Oliveira Marcelo Rebelo de Sousa entrega Comenda da Ordem de Mérito Empresarial na Classe do Mérito Industrial Por: Isabel Alves

J

oaquim André Marques de Oliveira (Jack Oliveira), natural de Pardelhas, no concelho de Murtosa emigrou para o Canadá com 12 anos, com os seus pais e irmão. Com 17 anos começou a trabalhar numa fábrica de ferro mas o seu espírito empreendedor levou-o a abrir a sua empresa de transportes com apenas 21 anos. Com 24 anos iniciou a sua carreira na construção civil, registando-se como membro do sindicato LIUNA Local 183 em setembro de 1984. Jack Oliveira começou de forma humilde, mas graças às suas naturais competências de liderança tornou-se contramestre. Em fevereiro de 1998, foi contratado como Organizador da Local 183 e, em setembro do mesmo ano, foi designado Representante de Negócios para o Setor de Construção Pesada. Com trabalho árduo e muitos sacrifícios, Jack Oliveira foi eleito

34 Dezembro2017

Membro do Executivo da Local 183, em setembro de 2007. Em 2011 venceu as eleições internas e desde então assume a posição de Business Manager da LIUNA Local 183. Desde 2015 acumula ainda funções como Business Manager do Ontario Provincial District Council (OPDC) da LIUNA. Nos últimos anos Jack Oliveira tem visto o seu trabalho reconhecido por instituições canadianas e pela própria comunidade portuguesa no Canadá. Mais recentemente foi o seu país de origem a reconhecer-lhe o mérito. Jack Oliveira foi agraciado com a Comenda da Ordem de Mérito Empresarial na Classe do Mérito Industrial no passado dia 1 de Novembro. A cerimónia decorreu no Palácio de Belém, em Lisboa, e contou com a presença do Presidente da República Portuguesa, Marcelo Rebelo de Sousa.


Comunidade | Community

Insígnias Fita / Laço O distintivo da Ordem suspenso de fita chamalote tripartida em palas, sendo a do centro branca e as laterais vermelhas, de largura igual a dois terços da parte branca, pendente do pescoço, ou de laço, para as senhoras. Placa Em forma de estrela de nove pontas esmaltadas de vermelho, perfilada e arraiada de ouro, com nove estrelas pequenas do mesmo esmalte colocadas sobre os raios entre cada uma das suas pontas. No centro, em campo de ouro, o escudo nacional, contido em coroa circular de esmalte branco com a legenda “Mérito Industrial” em letras maiúsculas de ouro. São ainda insígnias do grau de Grande-Oficial a miniatura e a roseta, com as cores da Classe, com galão de prata e ouro.

Dezembro2017 35


Senso – Tem vindo a receber vários prémios durante o seu período de liderança na LIUNA OPDC e Local 183, no Canadá e|agora também em Comunidade Community Portugal. Recentemente recebeu a comenda da Ordem de Mérito Empresarial na Classe do Mérito Industrial em Portugal. Quem é que promoveu a atribuição deste prémio? Jack Oliveira: Como eu cheguei lá posso dizer, como foi promovido não lhe posso dizer exatamente porque foi uma surpresa. Um dia recebi uma chamada do Cônsul Geral de Portugal em Toronto e como ia passar uns dias a Portugal indicaram-me que tinha de passar no Palácio de Belém para me encontrar com o Presidente da República. Como é que eu cheguei lá, é muito simples. Não cheguei sozinho. Acho que é muito importante que as pessoas saibam como é que cheguei lá. Eu acho que cheguei lá com o meu executivo, tanto na 183, como na OPDC; com os sócios; com os pensionistas; com a minha família; com os meus amigos; com as comunidades, com vocês (media). Eu acho que todos juntos conseguimos isto, e eu fui a pessoa que teve de ir buscar a comenda, foi só isso mais nada. S.: Poderia descrever-nos o evento de atribuição da Comenda? J.O.: Foi uma surpresa; eu não esperava. Foi no Palácio de Belém com o sr. Presidente da República... acho que foram uns momentos que me fizeram lembrar Portugal. Saí de lá com uma idade tenra e acho que foram bons momentos da minha vida. S.: Como é que é o Presidente da República? J.O.: É uma pessoa muito simples, dedicada ao país. Acho que Portugal está em boas mãos.

Todos juntos conseguimos isto, e eu fui buscar a comenda. 36 Dezembro2017


Comunidade | Community

Joel Filipe, Tony Camara, Bernardino Ferreira, Marcello Di Giovanni e Jaime Cortez acompanharam o Business Manager da LIUNA Local 183 no dia em que este recebeu a comenda em Portugal.

Senti-me muito orgulhoso de ser português. Jack Oliveira

S.: Revê-se no Presidente da República, acha que têm coisas em comum? J.O.: Eu acho que o Presidente da República é um doutor e o Jack Oliveira é um trabalhador. E há uma diferença muito grande. No final de contas acho que ele é uma pessoa que tem um dom, faz uma diferença muito grande nos portugueses. O que é muito importante. S.: Quando cumprimentou o Presidente da República e recebeu a medalha, o que é que sentiu? J.O.: Senti-me muito orgulhoso de ser português. E acho que é um sentimento difícil de descrever. S.: Nesse dia não esteve sozinho, como aliás é comum, esteve acompanhado pelo executivo da 183, da sua esposa e quem é que mais devia ter estado neste momento? J.O.: Acho que estavam lá todos. A minha esposa tem-me acompanhado sempre, o que é muito importante. O meu executivo, aqueles que puderam lá estar estiveram e eu agradeço, e os que não puderam estiveram lá de outra maneira.

S.: Quem é que ia ficar mais orgulhoso de ter conquistado esta comenda? J.O.: Talvez o meu pai. (emocionado) S.: Sabemos que tem um grande apreço pelo seu pai e também por todos os reformados e os que vieram antes e que é muito agradecido a todo o trabalho que fizeram. Quando veio para o Canadá há vários anos atrás, alguma vez esperou ser reconhecido desta maneira, quer no Canadá, quer pela comunidade portuguesa no Canadá e agora também em Portugal? Estava nos seus planos? J.O.: Não, não passava pelos meus pensamentos que isto ia acontecer. S.: Qual é que era a sua ambição? J.O.: A minha ambição quando vim para o Canadá era ser piloto de aviões de guerra. (risos) Mas o meu pai nunca concordou porque ele trouxe-nos para o Canadá para não termos de ir para a tropa. Mas ele nunca concordou comigo e disse-me “Estás num país de oportunidades, segue outros caminhos”, e foi o que eu fiz.

Dezembro2017 37


Comunidade | Community

“ A minha ambição quando vim para o Canadá era ser piloto de aviões de guerra” S.: No seu percurso aqui no Canadá e na 183, uma das marcas que têm deixado na comunidade é a vossa generosidade. Participam ativamente em angariações de fundos, porquê? J.O.: Porque achamos que é muito importante, tentarmos fazer a diferença na vida daqueles que têm necessidades. Esse é sempre um mandato da LIUNA, que continuemos a trabalhar com as comunidades e com as suas organizações. E isso faz parte do nosso trabalho. S.:E quais são os próximos projetos, os próximos objetivos? J.O.: Objetivos temos todos os dias, nós próprios. Em termos de projetos, a 183 neste momento está a trabalhar na construção do novo edificio para os sócios. Vai ser um projeto que esperamos dar início na primavera do Imagens: Direitos Reservados

38 Dezembro2017

ano que vem. Acho que vai ser um projeto muito grande. Os sócios e os seus familiares merecem o que vai ser construído ali. À parte disso, todos os dias temos projetos para continuar a melhorar as condições de segurança no trabalho para os nossos sócios, e tentar arranjar mais benefícios para eles e para os seus familiares. Por outro lado, queremos continuar a melhorar os benefícios para os nossos pensionistas. É muito importante e ainda temos muito trabalho para fazer nessa área. Temos também que negociar contratos. As próximas negociações serão em 2019 e temos que começar a preparar o ano que vem, 2018. Portanto nunca faltam objetivos. Agora, aquele edifício é um projeto em que nos vamos concentrar, porque queremos que os sócios disfrutem daquele espaço.


S.: Entretanto quando esteve lá em Portugal teve contacto com algumas centrais sindicais do país, que divulgaram bastante a entrega da comenda. O sindicalismo em Portugal e no Canadá faz-se de maneira diferente? Acha que os portugueses têm interesse em aprender com o que a LIUNA , a Local 183 e a OPDC fazem aqui no Canadá? J.O.: Sim eu acho que sim, que há interesse. Assinámos um acordo com a UGT que tem como objetivo tentar juntarmo-nos mais vezes e tentar ajudarmo-nos uns aos outros. A nossa maneira de trabalhar aqui e a forma como eles trabalham lá, são diferentes. Acho que quando começarmos realmente a falar sobre os assuntos que precisam de ser falados, penso que vamos aprender os dois. Acho que é importante continuarmos as relações com eles, porque vai ser mais uma maneira de continuarmos a aprender com o que acontece lá e eles com o que acontece cá. Somos muito diferentes, mas neste percurso que vamos ter, tanto a UGT como a LIUNA vão aprender.

Comunidade | Community

S.: Quer deixar uma mensagem para a comunidade portuguesa? J.O. – Sim, desde já quero mandar um abraço para os sócios da 183, para os reformados, ao meu executivo, a todos os representantes e a todos os colaboradores da 183 e da LIUNA. Um obrigado à nossa comunidade aos meus amigos e a vocês, à media e à minha esposa.... cheguei lá com a ajuda de todos. E alguma coisa que seja precisa, nós estamos sempre aqui!

Dezembro2017 39


Comunidade | Community

Ana Bailão nomeada vice-presidente da Câmara de Toronto

Luso-canadiana mantém presidência da Comissão Municipal de Habitação Social

A

na Bailão foi nomeada vice-presidente da Câmara Municipal de Toronto. O anúncio foi feito a 6 de Outubro pelo Presidente da Câmara Municipal de Toronto, John Tory e a conferência de imprensa realizou-se em pleno coração do Little Portugal na Dundas Street West em Toronto. Foi um dia histórico para a comunidade portuguesa residente em Toronto. É a primeira vez que um luso-canadiano chega a estas funções na autarquia da cidade. Na ocasião, Tory referiu ter muito orgulho em nomear “um membro notável da comunidade portuguesa para o cargo de vice-presidente, algo que até aqui nunca tinha acontecido”. Em declarações à comunicação social, Ana Bailão afirmou que se sente honrada pela nomeação mas diz estar consciente da grande missão que tem pela frente. “Reconheço que tenho uns grandes sapatos para calçar, substituindo McConnell”, advertiu. A vereadora é responsável pela pasta da habitação em Toronto e em 2010 foi eleita, pela primeira vez, vereadora do Bairro 18 de Davenport tendo sido reeleita em 2014. John Tory teceu grandes elogios ao trabalho desenvolvido pela vereadora na autarquia de Toronto. “Ao longo destes três anos a Ana tem sido incansável para unir a comunidade e encontrar soluções para as questões urgentes que os residentes de Toronto enfrentam em matéria de habitação”, sublinhou. O Presidente da Câmara Municipal acrescentou ainda que é graças ao seu trabalho e à sua determinação que a cidade tem atualmente mais casas acessíveis e denominou-a a defensora da habitação da cidade. “Com a sua determinação afincada e o estabelecimento de parcerias com os setores privados, sem fins lucrativos e cooperativos, existe mais

40 Dezembro2017

habitação acessível, financiada, aprovada e sob construção agora do que há uma década atrás. Bailão tem colocado a cidade num progresso contínuo quanto à habitação, sendo assim paralelamente uma líder nacional neste pelouro. E sendo esta pasta uma prioridade-chave para mim, a vice-presidente Ana Bailão irá continuar a servir como Defensora da Habitação da Cidade”, acrescentou. Recorde-se que este cargo de vice-presidente estava vago desde julho de 2016, altura em que morreu a vereadora Pam McConnel, de 71 anos, vítima de complicações pulmonares. A luso-canadiana vai manter a presidência da

Comissão Municipal de Habitação Social e é a partir de agora um dos três vice-presidentes da autarquia. Ana Bailão tem 41 anos e é formada em Sociologia e Estudos Europeus pela Universidade de Toronto. Nasceu em Vila Franca de Xira (Lisboa) e emigrou para o Canadá com apenas 15 anos. Passou a infância no bairro 18 de Davenport e esteve sempre envolvida em vários projectos comunitários. Questionada sobre a possibilidade de um dia vir a ser Presidente da Câmara de Toronto, Bailão respondeu da seguinte forma: “Ainda é muito cedo para pensar nisso mas nunca se sabe”.


Comunidade | Community

Comunidade portuguesa festejou nomeação

A

Casa do Alentejo Community Centre encheu para celebrar a nomeação de Ana Bailão. A luso-canadiana foi eleita vice-presidente da Câmara de Toronto e foram muitas as personalidades da política ao mundo empresarial que fizeram questão de estar presentes. O ambiente foi de alegria mas também de muito orgulho, ou não fosse esta a primeira vez que um luso-português conquista um lugar tão cimeiro na Câmara de Toronto. O presidente, John Tory, garantiu que a agora vice-presidente é uma mulher muito trabalhadora e que acima de tudo apresenta resultados. “A Ana é inteligente e comprometida. E a sua nomeação não se deve ao facto de ser portuguesa mas antes de ser alguém que sabe o que está a fazer”, referiu. Por sua vez, Ana Bailão disse estar muito orgulhosa por poder servir a cidade que ama e por ter a oportunidade de contribuir para encontrar soluções para vários problemas, nomeadamente ao nível do trânsito, da habitação, do emprego e da redução da pobreza. Para Lena Barreto, vice-presidente da Luso Canadian Charitable Society, é fundamental ter cada vez mais mulheres da comunidade portuguesa na política canadiana. “As mulheres têm que estar mais presentes na política porque nós tomamos decisões com base naquilo que tem de ser feito e não para agradar a A, B ou C”, adiantou. A luso-canadiana entregou ao presidente da Câmara de Toronto um galo de Barcelos e uma camisa oficial da seleção portuguesa personalizada.

Dezembro2017 41


Comunidade | Community

Mais de 1200 pessoas comemoram o quinto aniversário do CMC

“Criámos um jornal de sucesso”

O

Correio da Manhã Canadá (CMC) celebrou cinco anos. O evento que assinalou a data decorreu no Pearson Convention Centre e juntou mais de mil e duzentas pessoas. Malakai Vieira foi a primeira intervenção musical após o jantar, antecedendo a muito aguardada atuação do conceituado cantor português, Tony Carreira. Apesar de ter um período de existência ainda curto, a publicação conta já com vários prémios no currículo, tendo sido eleito o melhor jornal em língua portuguesa publicado no Canadá e o que mais contribui para a integração da comunidade na sociedade canadiana. O CMC surgiu de uma parceria entre Eduardo Vieira e Jorge Passarinho. “Estavamos a distribuir jornais e pensámos: porque não criar um título a partir do Correio da Ma-

nhã? E assim foi.” Eduardo Vieira contava na altura com grande experiência na media da comunidade portuguesa e detinha o título “Nove Ilhas”, tendo sido fundido o jornal e criada a marca Correio da Manhã Canadá. Para Jorge Passarinho, a qualidade faz parte do ADN do Correio da Manhã Canadá e Eduardo Vieira salienta que a equipa de profissionais “veste diariamente a camisola em prol do jornal para dar o melhor da informação à comunidade”. O projeto tem vindo a crescer ao longo dos anos, tendo sido alargado à televisão este ano. “Desde o dia 1 de julho, o dia do Canadá que existe a televisão. Era um sonho muito antigo e, pelo que vejo, tem pernas para andar. Para já temos três horas de produção no Canadá, numa emissão diária contínua, ou seja, 24 horas, mas no futuro nunca se sabe”, garantiu Passarinho.

A qualidade faz parte do ADN do Correio da Manhã Canadá. Jorge Passarinho 42 Dezembro2017


Comunidade | Community

De Segunda à Sexta - 20h00 com Mariana Bilbao

Mais televisão • Melhor televisão

Disponível no canal 893

Dezembro2017 43


Comunidade | Community

Fado encerra 34.ª Semana Cultural Alentejana

Nova geração do fado muito aplaudida

A

34.ª Semana Cultural Alentejana (SCA) encerrou com fado. A Casa do Alentejo de Toronto (CAT) encheu para ouvir fadistas luso-canadianas e algumas promessas da nova geração de fadistas portugueses. Para além de Clara Santos e Guida Figueira, atuaram João Paulo Marques, Luana Velasquez, Valéria Carvalho e Luís Capão. Em palco os fadistas foram acompanhados pelos músicos Hernâni Raposo, Valdemar Mejdoubi e Pedro Joel. A CAT dedicou também a semana ao cante alentejano, classificado pela UNESCO em 2014 como Património Cultural e Imaterial da Humanidade. De Portugal vieram vários grupos de cante alentejano e o pintor Joaquim Rosa inaugurou a mostra de pintura “EmCante”. Todos os fadistas interagiram com o público e este, por sua vez, aplaudiu de pé as várias atuações durante todo o serão. Luana Velasquez tem apenas 11 anos mas já sabe que a sua carreira vai passar pelo fado. A

44 Dezembro2017

jovem fadista disse que não conseguia explicar o que sentia quando cantava o fado. “É uma coisa que me vai na alma, não consigo explicar o que sinto mas tenho a certeza que é isto que quero fazer no futuro”, disse. No encerramento da SCA João Ferreira, presidente da CAT, era um homem feliz. “A Semana Cultural Alentejana não podia ter corrido melhor. Tivemos muito trabalho mas como dizia o poeta vale sempre a pena quando a alma não é pequena. Agradeço a todos os voluntários que nos ajudaram a erguer esta SCA”, adiantou. O presidente fez um balanço muito positivo sobre a 34.ª SCA. “A nossa semana foi muito completa. Tivemos o folclore que nos ajudou a compor este presépio que é a SCA. Tivemos uma noite de anedotas alentejanas que foi um sucesso. Porque os alentejanos são assim e sabem rir de si próprios. Tivemos a noite da juventude [o Halloween] com casa cheia. E encerrámos com o fado. Não podia ter corrido melhor”, explicou.

“É uma coisa que me vai na alma, não consigo explicar o que sinto mas tenho a certeza que é isto que quero fazer no futuro” Luana Velasquez


Comunidade | Community

Dezembro2017 45


Jorge Sousa transforma luta contra o cancro em livro Comunidade | Community

“SICK IN THE SIX” A

história de superação do luso-canadiano Jorge Sousa é descrita na obra “Sick in the Six”. Jorge Sousa tinha 34 anos quando lhe foi diagnosticado um linfoma de Hodgkin de nível três, um cancro do sistema linfático que pode ocorrer em qualquer faixa etária sendo mais comum entre os 15 e os 40 anos. Superada a doença, o luso-canadiano pensou em criar um blog onde pudesse expor os seus pensamentos, a sua luta e os obstáculos que ultrapassou, mas gostou tanto do resultado que optou por transformá-lo em livro. “Da primeira página até à última, foi extremamente difícil”, garantiu o autor, já que se trata de uma história bastante pessoal, que vai além do tratamento da doença e relata

as situações entre a família. O objetivo era ajudar os que atravessam uma situação semelhante, não só os doentes mas também as suas famílias e amigos. “Sick in the Six” tem cariz solidário e todo o dinheiro arrecadado com a sua venda vai servir para ajudar pessoas com cancro. A obra foi apresentada à comunidade portuguesa no Consulado de Portugal em Toronto. Jorge Sousa é sobrinho do ministro das finanças do Ontário Charles Sousa fez questão de estar presente na apresentação e mostrar o seu apoio, “Tenho muito orgulho no meu sobrinho, ele venceu uma grande batalha”. O autor está já a escrever a sua segunda obra, desta vez um livro abstrato sobre a vida depois do cancro.

Brampton Civic Hospital vai ter mais 31 camas

Expansão do Peel Memorial Centre

O

governo de Ontário aumentou o número de camas no Brampton Civic Hospital. O anúncio foi feito pelo titular da pasta da saúde de Ontário. Segundo Eric Hoskins, as novas camas vão ajudar os pacientes a ter um acesso mais rápido aos cuidados de saúde. As 31 camas vão estar disponíveis antes do Natal e juntam-se a outras seis já anunciadas em Outubro. Esta medida surge dias depois de um memorando interno ter divulgado que no ano passado foram atendidos nos corredores mais de quatro mil pacientes. Para Linda Jeffrey, Presidente da 46 Dezembro2017

Câmara Municipal de Brampton, o reforço de camas no Brampton Civic Hospital é uma ajuda preciosa. “Acho que este investimento é extremamente importante. Com o apoio do Governo de Ontário vamos poder continuar a crescer e a melhorar os cuidados de saúde”, disse. Martin Medeiros, vereador lusodescendente de Brampton, considera que esta medida vai beneficiar os portugueses que vivem na cidade. “O Hospital de Peel Memorial está na minha área e aqui reside um grande número de portugueses. Este é um grande anúncio para a cidade de Brampton e para a comunidade portuguesa.”


Bring our

Comunidade | Community

expertise home. Our windows are crafted for style and engineered for performance. Let’s work together to give homeowners the best of both worlds.

Attractive window shapes for architectural symmetry.

Attractive window shapes for architectural symmetry.

There is a reason JELD-WEN is the go-to brand for so many professionals. With 50 years of window and door experience, our products are built to be used by the best. Stylish grilles for increased curb appeal.

Partner with JELD-WEN and let your customers look beyond the glass.

Visit jeld-wen.ca to explore our endless selection of top-performing windows & doors.

There is a reason JELD-WEN is the go-to brand for so many professionals. With 50 years of window and door experience, our products are built to be used by the best. Partner with JELD-WEN and let your customers look beyond the glass. Visit jeld-wen.ca to explore our endless selection of top-performing windows & doors. Dezembro2017 47


Comunidade | Community

Suzi Silva apresenta fusão entre fado e jazz

S

uzi Silva apresentou em novembro o seu álbum de estreia “Fad’azz” em Toronto. O álbum é uma fusão entre fado e jazz e é capaz de surpreender até os mais puristas. Cantou em francês “A Casa da Mariquinhas” e foi aplaudida de pé. O local escolhido para a apresentação foi o Revival Bar na College Street e o concerto contou com a chancela do Consulado-Geral de Portugal em Toronto e do Instituto Camões. A fadista diz que este álbum é diferente e mesclado. “Fad’azz não é fado nem é jazz, é uma mistura dos dois. Para criar este projeto estudei elementos do jazz e do fado e tentei juntar elementos dos dois géneros musicais. E este é o resultado final”, explica. O álbum tem sete músicas, “Fado Mestiço – Amanhã”; “Fado Tango Afro-Cubano”; “Fleurs Silencieuses”,“O Meu Amor Não Gosta de Fado”, dedicado ao marido, “Chanson Pour Une Ville”, dedicada a Coimbra, onde viveu grande parte da infância e inspirada nas lendas de Pedro e Inês e da Rainha D. Isabel e “Acreditar”, que é baseada na história de uma criança que está doente que deve continuar a acreditar que há sempre esperança. Segundo Luís Barros, Cônsul Geral de Portugal no Canadá, este é o exemplo de uma boa fusão. “As fusões às vezes ficam dessoradas, uma fusão tem que ser feita com muita inteligência mas a Suzi está muitíssimo bem preparada porque é uma profunda conhecedora de música”, reconheceu. Suzi Silva acredita que o fado é mais acarinhado na diáspora e no estrangeiro do que em Portugal. “Aqui os portugueses tratam o fado com mais respeito mas os canadenses também gostam muito e identificam-se com as letras quando as percebem”, sublinhou. Suzi Silva foi acompanhada por Sergiu Popa (acordeão), Yannick Anctil (piano), Vincent Compagna (contrabaixo), José Brites (guitarra) e Mario Roy (bateria).

48 Dezembro2017


Organizing,Comunidade training Community and building a stronger community! |

CARPENTERS CARPENTERS &ALLIED WORKERS &ALLIED WORKERS LOCAL LOCAL 27 27

Local Local 27 27 Executive Executive Mike Mike Yorke Yorke President President Paul Paul Daly Daly Vice Vice President President Carlos Carlos Pimentel Pimentel Recording Recording Secretary Secretary David Powell David Powell Financial Financial Secretary Secretary Pat Bono Pat Bono Treasurer Treasurer Darren Darren Sharpe Sharpe Conductor Conductor Dean Dean Marsh Marsh Warden Warden Chris Chris Campbell Campbell Trustee Trustee Errol Errol John John Trustee Trustee Rory Rory Smith Smith Trustee Trustee

Happy Holidays 222 222 Rowntree Rowntree Dairy Dairy Road Road Woodbrige Ontario L4L Woodbrige Ontario L4L 9T2 9T2 Tel: 905-652-4140 fax: 905-652-4139 Tel: 905-652-4140 fax: 905-652-4139 www.carpenterslocal27.ca www.carpenterslocal27.ca

Dezembro2017 49


Comunidade | Community

GALA DO FADO NO CENTRO CULTURAL PORTUGUÊS DE MISSISSAUGA

Fadista Luísa Rocha brilhou na homenagem a Amália Rodrigues

O

Centro Cultural Português de Mississauga (CCPM) organizou mais uma edição da Grande Noite de Gala do Fado, uma iniciativa que homenageia Amália Rodrigues e que tem trazido até ao Canadá alguns dos melhores fadistas de Portugal. Este ano, Luísa Rocha foi a fadista convidada que começou por interpretar temas do seu último disco, “Fado Veneno” intercalados por outros que foram celebrizados pela Diva do Fado, acompanhada por Guilherme Banza (guitarra portuguesa), Rogério Ferreira (viola clássica) e Frederico Gato (viola baixo). Luísa Rocha, que se estreou no

50 Dezembro2017

Canadá, desde cedo cativou a plateia com temas como “Se o meu amor fosse um fado”, “Não fales por falar”, “Não chames pela saudade” e “Doute um beijinho”, mostrando as razões pela qual é considerada uma das melhores vozes da nova geração do fado. A meio do espetáculo, a fadista surpreendeu o público ao chamar ao palco o jovem João Caçador para intrepretar dois fados de Amália Rodrigues. A concluir a sua atuação, Luísa Rocha recebeu uma grande ovação da assistência deixando no ar a promessa de voltar a terras canadianas num futuro próximo. Antes de deixar o CCPM tirou várias fotografias com os admiradores e autografou diversos discos.

O dia 6 de outubro é assinalado em Toronto como o dia de Amália Rodrigues. José Carlos Malato, locutor de rádio e apresentador da RTP que acompanhou Luísa Rocha desde Portugal, fez questão de lembrar isso mesmo na abertura do espetáculo, destacando esta iniciativa do clube como “única no mundo”, felicitando ainda o presidente, Tony de Sousa, e o promotor do espetáculo,Eduardo de Barros, pela dedicação demonstrada na preparação da mesma e pelo contributo para a divulgação internacional do fado. O responsável do CCPM estava satisfeito pela adesão do público a mais um evento ali realizado. Como sempre acontece nestas ocasiões, a noite começou com um jantar preparado e servido pelos voluntários do CCPM.


| Community Comunidade Feliz Natal & Prรณspero Ano novo

1451 Royal York Rd. Unit 101 - Etobicoke

Tel: (416) 241-9993

Dezembro2017 51


Comunidade | Community

PONTA DELGADA, AÇORES

JARDIM DEDICADO À LEITURA

52 Dezembro2017

O

Jardim Antero de Quental, em são Miguel, nos Açores Ponta Delgada, acolhe agora um projeto de valorização da literatura açoriana e de divulgação da região para residentes e turistas. A obra foi inaugurada a 18 de setembro, por iniciativa da editora Publiçor/Letras Lavadas com o apoio da Câmara Municipal de Ponta Delgada. Os sonetos de Antero de Quental, considerado o maior poeta açoriano, estão agora disponíveis em português, inglês, francês, espanhol, italiano e alemão, num livro especial que se encontra colocado numa das árvores do conhecido “Jardim do Colégio”, no centro histórico da maior cidade da Região Autónoma dos Açores. O conto regional “O Barco e O Sonho”, da autoria do escritor Manuel Ferreira, é outra obra integrada nas árvores do jardim, em edição especial português/inglês, a par da colocação de imagens de grande formato de três vultos da literatura açoriana: Antero de Quental, Vitorino Nemésio e Natália Correia. No âmbito deste projeto, outros livros estão disponíveis para leitura local com suporte físico em formato de tora, nomeadamente, “O Imaginário dos Escritores Açorianos”, de Vamberto Freitas, “Um Lugar Chamado Açores”, de Alexandra Castela e Elsa Gouveia, e “Perguntas & Respostas sobre a História dos Açores”, de Luís Mendonça.


Imagens: Direitos Reservados

Prostate Cancer Screening

Comunidade | Community

Fact: Prostate cancer currently is the most common cancer among Canadian men if you don’t include less serious skin cancers and it is the 3rd leading cause of death from cancer in men in Canada. 10 % of all cancer deaths in men will be from prostate cancer. According to the Canadian Cancer Society, a man’s lifetime risk of getting it is one in nine and the chance of dying from it is 1 in 29. Age, race, and family history are the major risk factors for prostate cancer. The Good News: Although prostate cancer is the third-most common cause of cancer-related death in Canadian men, death rates caused by prostate cancer has been declining since 1993. These reductions may be related to earlier diagnosis and better treatment. Men diagnosed with prostate cancer have a 95% likelihood of living for five years which is excellent compared to most other cancers such as breast cancer 87%, colorectal cancer 64% and lung cancer is 17%.

The Challenge: Many prostate cancers never become clinically apparent. They do not produce symptoms and men would never be aware of it and would not die from it. Screening: This is controversial because we do not have any tests proven to reduce the death rate from prostate cancer. This includes the dreaded digital rectal exam (DRE), PSA blood test, and ultrasound. The majority of groups or agencies the create guidelines to guide physicians do not recommend screening because of the lack of proven benefit and possible harm from identifying men who otherwise would not be aware of the diagnosis and would not die from it either. Bottom Line: Men should discuss their concerns regarding their prostate cancer risk with their physician. This should lead to a discussion of the risks and benefits of testing in their specific case.

PAUL DACUNHA ARCHITECT INC.

416 234 9324 | paul.dacunha@sympatico.ca www.pauldacunhaarchitect.com

ARCHITECTURE

|

INTERIOR

DESIGN Dezembro2017 53


Comunidade | Community

Amy Macedo Vlogger luso-canadiana Luso-descendente, Amy tem bastantes seguidores nas suas redes sociais, onde publica vídeos e fotos de looks de maquilhagem e roupa. Com quase 700.000 seguidores no Youtube, para além de tutoriais, a blogger publica também dicas para perda peso e refeições saudáveis, bem como dá o seu parecer sobre vários produtos. Recrie alguns dos looks que foram publicados nas redes sociais da vlogger.

www.AmyMacedo.com @amymacedo

Holidays Makeup

@macedobeauty

Uma das sugestões para as festas de final de ano é uma maquilhagem cujo foco é o vermelho nos lábios. Os olhos mais discretos dando ênfase às pestanas com aplicação de pestanas falsas com efeito de “boneca”. A pele luminosa é o remate final deste look.

@AmyMacedo @macedobeauty @AmyMacedo

Pretty Pink Glitter Brilhos... Esta é a maquilhagem perfeita para quem opta por uma roupa mais discreta, e prefere destacar a maquilhagem. Os lábios numa tonalidade rosa e mate acabam por não ofuscar o glitter aplicado na pálpebra móvel, criando um visual harmonioso. As pestanas emolduram os olhos, e neste caso, foram destacadas as de cima e de baixo.

Soft Nude glow Esta é a maquilhagem que pode ser usada com todos os looks. Com uma base neutra e luminosa, pode ir a eventos quer de dia quer de noite.

54 Dezembro2017


STYLE

IMPECCABLE SERVICE

LUXURY

Comunidade | Community

I DO

want to have the wedding of my dreams.

75 Derry Road West, Mississauga | 905-564-1920 | Visit us at MississaugaConvention.com

Dezembro2017 55


Comunidade | Community

Party looks

Ideias para os jantares e festas de Natal e Fim de Ano Hot Pink Nada mais marcante que um vestido totalmente fúchsia para se distinguir em qualquer ocasião. Os metalizados são uma das tendências da estação, pelo que os acessórios deste tipo complementam o look na perfeição.

Burgundy Appeal Uma das cores mais associadas a esta época natalícia é o bordeaux que surge como um novo neutro, uma vez que flui com quase todas as cores. Cores fortes e escuras garantem um visual sóbrio e sofisticado, que pode ser o ideal para vestir num jantar de empresa.

Imagem: Direitos Reservados

56 Dezembro2017


Sexy Darkness

Comunidade | Community

Com preto nunca me comprometo... Um dos chavões popularizados pela atriz Ivone Silva aplica-se em todas as situações. A renda é um cunho de sensualidade, que pode ser contrabalançado com as linhas clássicas das calças palazzo e sandália de tiras. O baton vermelho é sempre sensual e remata o look final para uma festa entre amigos

Sweet red O vermelho é a cor da paixão e do amor. Nesta abordagem, o lado romântico está bem patente, tanto pela delicadeza do vestido como pelo penteado elaborado. Os acessórios nude primam pela descrição num visual que pode ser usado num jantar de família.

Dezembro2017 57


Comunidade | Community

Enlace real vai passar na TV Casal vai casar no Palácio de Kensington, onde o príncipe já vive, em maio. Príncipe Harry e Meghan “querem celebrar com o público”

H

arry e Meghan Markle querem que o casamento, marcado para maio de 2018, tenha transmissão televisiva. “O casal pretende que seja um momento especial e de celebração para os amigos e família. Eles querem permitir que os membros do público também se sintam integrados nas celebrações e atualmente estão a trabalhar em ideias para que isso possa acontecer”, revelou um representante da casa real inglesa à revista ‘US Weekly’. A cerimónia irá decorrer na capela de St. George, no Castelo de Windsor. “Este casamento vai ser um momento de diversão e alegria, que reflete o caráter da noiva e do noivo”, concluiu.

58 Dezembro2017


Já é conhecido o mês em que o príncipe Harry e a atriz norte-americana Meghan Markle vão casar. Os dois anunciaram o noivado, garantindo, em comunicado, que iriam dar o nó na primavera. Maio foi o mês escolhido. O casamento irá decorrer na Capela de St. George, no Castelo de Windsor. A decisão foi comunicada pelo Palácio de Kensington. Segundo a publicação oficial, o pedido de casamento aconteceu em Londres depois de Harry ter pedido a mão de Markle à sua família e de ter informado a Casa Real das suas intenções. “O casal irá viver no chalé Notthingham, no Palácio de Kensington”, é dito na mesma publicação. Já em entrevista à BBC, Meghan Markle revelou que o pedido aconteceu durante um jantar de domingo enquanto comiam “frango assado” e que foi uma “maravilhosa surpresa. Foi muito romântico”. O romance terá surgido em outubro de 2016, ou pelo menos foi no final desse mês que a imprensa começou a abordar os rumores de que o príncipe britânico estaria enamorado da atriz que dá vida a Rachel Zane, na série Suits. Em setembro deste ano, Meghan, que tem mais quatro anos que Harry e é divorciada, deu a primeira entrevista ‘oficial’ enquanto namorada real. “Somos um casal e estamos apaixonados”, garantiu Markle à Vanity

Fair. “Namoramos de forma muito discreta durante cerca de seis meses antes de sair nas notícias. Estive a trabalhar durante toda essa altura e a única coisa que mudou foi a percepção das pessoas. Acredito que vai haver uma altura em que teremos de avançar e apresentarmo-nos e contar as nossas histórias, mas espero que as pessoas compreendam que este tempo é nosso. Estamos felizes. Adoro grandes histórias de amor”, revela.

BA K

ER

Y

G

LL I R

Comunidade | Community

Feliz Natal & Próspero 2018 *HaPPy Holidays*

131 Main st. North - Brampton, oN (905) 454-6882 | info@novabakery.ca | www.novabakery.ca

Dezembro2017 59


Comunidade | Community

60 Dezembro2017


Comunidade | Community

Quinta Bola de Ouro para Ronaldo Vitória por larga margem do internacional português com 946 votos

U

ma mão-cheia de Bolas de Ouro. Cristiano Ronaldo conquistou ontem pela quinta vez o troféu da ‘France Football’, em Paris, que distingue o melhor jogador do Mundo, ao arrecadar 946 pontos, deixando Lionel Messi (670) em segundo lugar e Neymar (361) em terceiro. O anúncio de mais uma noite histórica na vida do craque português foi feito de uma forma épica, em que Ronaldo surge na Torre Eiffel, lugar onde decorreu a gala já com o prémio nas mãos, ao mesmo tempo que é anunciado o seu nome. CR7 foi parabenizado por David Ginola, antiga glória do futebol francês e apresentador da cerimónia, antes de revelar o sentimento de orgulho. “Sinto-me feliz. É claro que os troféus coletivos ajudam a receber estes prémios individuais. Quero agradecer aos meus colegas do Real Madrid, da seleção nacional e a todas as pessoas que me ajudaram durante esta época”, disse. Reiterou ainda uma vontade: “Gostaria muito de acabar a minha carreira no Real Madrid.”

A conquista de Ronaldo permite a Portugal igualar a Holanda e a Alemanha como os países com mais Bolas de Ouro: sete. Além das cinco de Cristiano Ronaldo, contribuem para a conta Eusébio (1965) e Luís Figo (2000). A família e Georgina, em particular, tiveram grande destaque na gala, que decorreu em Paris, e em que Ronaldo chegou mesmo a revelar que já pensa em aumentar o clã. Questionado por Fernando Santos sobre aquilo que mais deseja para este Natal, o jogador foi perentório e conseguiu até surpreender a namorada. “Mais um bebé”, afirmou Ronaldo, entre risos, para logo de seguida dizer que estava a brincar. Além de Georgina, também Cristianinho teve o seu momento de ouro ao subir ao palco para ouvir os elogios do pai. “Ele tem qualquer coisa de especial. Já bate os livres como eu”, disse Ronaldo, orgulhoso do filho mais velho. Na cerimónia marcaram também presença os irmãos do craque do Real Madrid, Hugo, Elma e Katia, que no final não esconderam a felicidade pela quinta Bola de Ouro.

Buffet de Marisco O mesmo sabor | dois espaços

I

lh a s de

Bruma

R e s t au r a n te

2

122 Turnberry Ave, Toronto, ON M6N 1R1

Festas Felizes * HappyDezembro2017 Holidays 61


Comunidade | Community

Filipa Martins alcança o 18.º lugar campeonato mundial de ginástica artística em Montreal

A

ginasta portuguesa Ana Filipa da Silva Martins (21), concluiu a sua participação da 47.º edição do Campeonato Mundial de Ginástica Artística (Championnats du monde Gymnastique artistique FIG) na 18ª posição com 50.865 pontos na final all-around (final de todas as finais). O evento decorreu de 2 a 8 de Outubro no estádio olímpico de Montreal e contou com a participação de 400 atletas, 71 países e mais de 10 mil espectadores. Acompanhada pelas atletas Mariana Marianito que fez a sua estreia em mundiais, alcançando a 56ª posição e de Mariana Pitrez que por sua vez classificou-se na 58.ª posição, Filipa Martins é considerada a melhor ginasta portuguesa de todos os tempos numa final all-around de competição de ginástica artística feminina. Já de regresso a Portugal e devido ao facto que durante um torneio desta relevância os atletas dedicaram todo o seu tempo aos treinos e as diversas etapas da competição, conseguimos finalmente comunicar diretamente com a desportista onde ainda emocionada mas expressamente satisfeita nos falou do seu percurso tanto no campeonato que acabara de passar como também do seu percurso desportivo enquanto representante da bandeira portuguesa. Quando começou esta motivação pela ginástica artística? Comecei a praticar ginástica com 4 anos, por iniciativa dos meus pais, no Sport Club do Porto, clube onde permaneço ainda hoje. Comecei a competir por volta dos 10 anos e desde aí, apaixonei-me pela modalidade e pela competição.

Para uma criança de 10 anos, lidava bem com as derrotas? Ao longo da minha carreira tive momentos bons e felizmente, foram poucos os momentos maus... as derrotas fazem parte da aprendizagem. Fale-nos do seu percurso em competições. 62 Dezembro2017

Sou campeã nacional desde “iniciado” até agora e consecutivamente, já estive presente num campeonato da Europa enquanto Júnior e 6 campeonatos da Europa enquanto Sénior. Desde 2013, estive presente em várias taças do mundo e já participei em 4 campeonatos do mundo. Revele-nos algumas das suas Classificações? Sou a 8.ª melhor da Europa no campeonato da Europa de 2015 (Qatar) e 2017 (Roménia), sou a 16.ª melhor do mundo no campeonato do mundo 2014 que decorreu em Nanning na China e agora 18.ª melhor do mundo no campeonato do mundo de Montreal... em Montreal fiz somente a qualificação e fiquei automaticamente apurada para a final All-Around! para si Qual foi o momento mais alto da sua carreira? Um dos momentos mais altos da minha carreira foi ter sido considerada a ginasta portuguesa com a melhor participação de sempre na modalidade de ginástica artística nos Jogos Olímpicos Rio’2016, ao ter alcançado a 37.ª posição no ‘all-around’. Este era um sonho que tinha desde criança e mesmo estando lesionada naquela altura, consegui concretiza-lo. Quantas horas dedica diariamente ao treino e como consegue conciliar com os estudos? Treino entre 3 a 6 horas diariamente. Sempre estudei simultaneamente com a ginástica e confesso que ficava bastante difícil conseguir conciliar as duas coisas. Neste momento, estou na faculdade desportiva do Porto onde estudo desporto e treino ao mesmo tempo. Quem é para si essencial neste seu percurso? A minha família, a minha treinadora Cristina Gomes que me acompanha desde os meus 6 anos, as minhas

colegas de equipa, amigos e fisioterapeutas...eles ajudaram-me a ser a pessoa que sou hoje e também me ajudaram a chegar onde cheguei pois nunca me senti sozinha e sempre me senti apoiada.

Quando viaja, quais são os essEncias nas suas bagagens? Levo os meus fatos de treino, os meus fatos para treinar, elásticos, ganchos, maquilhagem, o meu amuleto que é um peluche que comprei o ano passado num estágio que fiz na Suiça e mais importante... o nome de Portugal! Em Portugal e no mundo, o nome de Filipa Martins já é reconhecido como a melhor ginasta artística portuguesa de todos os tempos. O carinho e o orgulho nas redes sociais demonstrado por todos os seus fãs e seguidores são bem visíveis e Filipa faz questão de estar constantemente acessível mantendo todos informados sobre o seu percurso.


Comunidade | Community

Dezembro2017 63


64 Dezembro2017

spe

Ret ro

R

elembrar tudo aquilo que mexeu com os nossos corações e interesses é uma tradição da qual não fugimos. Portanto, a partir de agora reveja alguns dos destaques deste ano que ficaram nas nossas memórias. No Canadá o ano começou com um grande destaque no setor de turismo. Em janeiro, o país foi apontado como o destino número UM para visitar em 2017. Em Quebeque, tristeza com a morte da OIT pessoas num ataque a uma mesquita. Nas notícias internacionais, a surpreendente revelação de que apenas oito pessoas possuem 50% da riqueza mundial. Em Portugal, o ano começou com muita emoção na despedida a Mário Soares, a voz decisiva da democracia portuguesa. Fevereiro foi marcado pelo erro histórico no anúncio do melhor filme: La La Land foi anunciado, mas o vencedor foi “Moonlight”. Justin Trudeau encontrou-se com Trump que pediu cooperação do vizinho para proteger emprego. E inventário aponta golpe de 991 milhões da família Espírito Santo. Em março FBI começa as investigações da ligação entre Trump e a Rússia. No Canadá, Ministro Canadiano das Finanças anuncia orçamento feito a pensar na classe média. E a comunidade luso-canadiana é informada da chegada da CMC TV, um novo espaço na mídia local a dar voz aos interesses de quem fala português no Canadá. Abril chegou com a confirmação de um milagre dos pastorinhos portugueses no Brasil. No Canadá a legalização da canábis começa a concretizar-se em ações do governo, o aquecimento do mercado imobiliário em Toronto e uma homenagem especial ao Business Manager da Liuna Local 183 Jack Oliveira, a personalidade do ano do Community Living Mississauga. Em maio, os 100 anos das aparições de Fátima têm comemoração especial com a presença do papa Francisco. Heróis do tetra, Benfica é aclamado em Lisboa. Madonna confirma mudança para Portugal e governo do Ontário inclui no orçamento medicamentos gratuitos para jovens. Em junho, Estados Unidos ficam de fora do acordo climático de Paris. No Canadá, a comemoração do Dia de Portugal em Toronto e o 1º Festival da Lusofonia em Brampton. Em Portugal, o clima seco provoca a maior tragédia de sempre: incêndios causam destruição e mortes na zona central do país. As comemorações dos 150 anos do Canadá

ctiv

a

2017 Comunidade | Community

abrem o mês de Julho que traz ainda a estreia da CMC TV com transmissão de programação direto de Portugal e conteúdo local diário. Eventos solidários mobilizam luso-canadianos em prol das vítimas dos incêndios. A morte do milionário Américo Amorim, considerado o homem mais rico de Portugal. E depois de sete anos, taxas de juro sobem no Canadá. Em Agosto, o ataque da águia. Benfica conquista a supertaça. CR7 volta a ganhar prémio de melhor jogador da Europa e Inês Henriques conquista ouro no Mundial de atletismo. Nas notícias internacionais, o mundo sofre com os espanhóis. Ataque terrorista mata e fere peões atropelados por uma carrinha em Barcelona. Acusações de plágio são negadas pelo cantor Tony Carreira em setembro. As festividades religiosas do Senhor do Santo Cristo em Brampton e as negociações do Novo Nafta encontram resistência nos Estados Unidos. Em outubro, os incêndios continuam a arder Portugal com recorde de hectares atingidos pelo fogo. O massacre de Las Vegas deixa 59 mortos em tiroteio durante concerto. Cristiano Ronaldo é penta e iguala Messi no número de conquista de melhor do mundo. Em Toronto, a luso-canadiana Ana Bailão é nomeada vice-presidente da Câmara Municipal. Novembro traz um marco para a comunidade luso-canadiana: junho foi aprovado “Mês do Património Português” no parlamento em otava, numa iniciativa da deputada federal Julie Dzerowicz. Em Inglaterra, o noivado do ano do príncipe Harry e da norte-ameri- c a n a Meghan Markle atrai atenção mundial. Portugal despede-se de um grande vencedor: o empresário Belmiro de Azevedo e dá boas vindas A alana martina, a primeira filha do ídolo Cristiano Ronaldo com a namorada Georgina Rodriguez e quarta herdeira do jogador. Dezembro começa com o adeus a Zé Pedro do grupo Xutos & Pontapés. Em sorteio para o próximo

mundial, Portugal cai em grupo com Espanha, Irão e Marrocos. E Ontário fecha o ano com défice orçamental de quatro mil milhões de dólares. Enfim, este foi um ano de momentos inesquecíveis. Altos e baixos, nascimentos e mortes, momentos de alegria e tragédias, enfim, como acontece todos os anos, 2017 termina deixando um saldo de grandes notícias, algumas boas, outras nada agradáveis. Quem venha 2018 e as surpresas que nos vão fazer sorrir ou chorar.


| Community Comunidade Merry Christmas

& Happy New Year GranDe PassaGem De ano

JoSé Malhoa espetáculo | jantar | diversão

“Um Santo e Feliz Natal e um Ano Novo cheio de Saúde e Sucesso são os meus votos sinceros!” Ana Bailão

Vice-Presidente da Câmara Municipal Vereadora do Bairro 18, Davenport

Em 2018, vamos manter contacto! atuação especial de

déCio GonçAlves

dezembro

31

portas abrem às 19h00

jantar às 19h30

Pearson Convention Centre

Visite o meu Gabinete Comunitário: 1240 Bloor St. West - Toronto Quartas, Quintas e Sextas-feiras das 13h00 às 18h00

2638 Steeles Ave e, brampton, oN L6T 4L7

Jantar | espetáculo | animação com Dj simba

Adulto: $120 • CriAnçA: $75 tudo incluído • info: 647.444.1240

FELIZ NATAL & Próspero Ano Novo

Joe & Andrew Amorim 590 Keele Street (Keele & St. Clair) Toronto, ON M6N 3E2 Phone: 416.760.7893

3737 Rutherford Road (Rutherford Rd & Weston Rd) Vaughan, ON L4L 1A6 Phone: 905.264.4017

Merry Christmas 2201 Finch Ave. West (Finch West & Arrow Rd) & Happy New Toronto, ON M9M Year 2Y9 Phone: 416.741.3663

Dezembro2017 65


Comunidade | Community

Género: Ação, Aventura, Ficção Realizador: Rian Johnson Atores: Daisy Ridley, John Boyega, Mark Hamill Ano: 2017 Duração (minutos): 150 Sinopse Em Star Wars: Os Últimos Jedi, da LucasFilm, a saga de Skywalker continua, enquanto os heróis de “O Despertar da Força” se juntam às lendas galácticas, para uma aventura épica,que desvenda mistérios antigos da Força e revelações chocantes do passado. Após encontrar o mítico e recluso Luke Skywalker (Mark Hammil) em uma ilha isolada, a jovem Rey (Daisy Ridley) busca entender o balanço da Força a partir dos ensinamentos do mestre jedi. Paralelamente, o Primeiro Império de Kylo Ren (Adam Driver) se reorganiza para enfrentar a Aliança Rebelde.

66 Dezembro2017

Gary Fisher domina as galáxias Para quem não conhece, Gary Fisher é um dos bulldogs franceses mais famosos da galáxia, pois é filho da eterna Princesa Leia, Carrie Fisher. Companheiro inseparável da atriz, inclusivé nas passadeiras vermelhas, o cão serviu como inspiração para um dos alienígenas de Star Wars - Os Últimos Jedi. A confirmação foi feita pelo diretor do filme, Rian Johnson, após uma fã perguntar através do Twitter se uma criatura que pode ser vista numa das fotos divulgadas na revista Empire era uma versão espacial de Gary. Sem rodeios, o cineasta disse “Sim! Uau, bons olhos!”.


Comunidade | Community

Towing Service & STorage LTd.

PRIVATE PROPERTY REMOVALS & TOWING ACCIDENTS & RECOVERIES • ROADSIDE ASSISTANCE UNDERGROUND GARAGE TOWING • 24 HOUR EMERGENCY WORK CREWS CONSTRUCTION RELOCATES 11 Glen Scarlett Road, Toronto, Ontario, CANADA Toronto and GTA - (416) 203-9300 Brampton & Mississauga Peel Region - (905) 793-6201 Woodbridge, Richmond Hill, Newmarket, York Region - (905) 760-0856 Barrie - (705) 719-6656 Toll Free (866) 527-8225 • www.jptowing.com

Dezembro2017 67


Comunidade | Community Poderá degustar estas e outras iguarias nos dois restaurantes Ilhas de Bruma - 1136 College St, Toronto, ON M6H 1B6 e 122 Turnberry Ave, Toronto, ON M6N 1R1. Teremos o maior gosto em recebê-lo e proporcionar-lhe uma experiência gastronómica que o deixará rendido à nossa culinária. Reserve a sua mesa, traga família e amigos e deixe o resto connosco - (416) 538-2015. Desejamos-lhe um Santo & Feliz Natal e um excelente 2018!

Peru

de Natal

L

impe e lave muito bem o peru, corte-lhe as asas e tire o excesso da água. Numa tigela, misture os sumos e algumas rodelas de laranja e limão, com cerca de 1 colher (sopa) bem cheia de sal, 1 colher (chá) de pimenta, a manteiga e a banha derretidas e mexa muito bem. Deixe marinar de um dia para o outro. Enxugue o peru muito bem por dentro e por fora, ate-lhe as patas com fio de cozinha, ponha-o num tabuleiro, e barre-o muito bem com a (pasta para

Direitos Reservados

Imagens: Direitos Reservados

68 Dezembro2017

barrar o peru), por fora e por dentro sem se esquecer de parte nenhuma. Entretanto prepare o recheio. Numa tigela, amasse bem as carnes picadas finamente (junte também o fígado do peru se gostar), com a farinha, o ovo e as bebidas e tempere com sal, pimenta e noz-moscada; molde em forma de cilindro, embrulhe em papel de alumínio untado com manteiga, aperte bem e pique-o com um garfo, disponha o recheio ao lado do peru, assim como as asas corta-

das em pedaços. Leve ao forno a assar e vá regando o peru, de vez em quanto, com ao resto da marinada e com champanhe. Depois de assado, retire o peru e escorra a gordura. Num tacho faça o molho. Ponha o peru inteiro numa travessa grande ou tabuleiro, (se preferir pode trinchar o peru). Corte o recheio que está embrulhado dentro do papel de alumínio em forma de cilindro em fatias finas, colocando-as em voltado peru. Decore a seu gosto (por exemplo, com frutas variadas ou com batatas assadas, cenouras, azeitonas, pickles, etc.). Sirva o molho à parte.

Chef Adelino Costa

Ingredientes • 1 peru • 1 laranja • 1 limão • 1 copo de vinho branco e champanhe • Sal q.b • Pimenta q.b. • 1 colher de sopa de banha ou azeite • 2 colheres de sopa de manteiga • Louro q.b.

Para barrar o perú • Margarina q.b. • Alho sem pele esmagado q.b • Sal e Pimenta q.b Num almofariz coloque os dentes de alho sem pele, bata bem até ficar em pasta, depois junta-se a margarina o sal e a pimenta e coloca-se tudo numa tigela, envolvendo tudo muito bem com as maos até obter uma pasta.

Para o recheio • 250g carne de vaca, picada • 250g carne de porco, picada • 50g chouriço picado • Bacon picado • 1 colher de sopa de farinha de trigo • 1 ovo • 1/2 cálice de vinho do porto • 1/2 cálice de brandy (pode por mais) • Sal, Pimenta e Noz-Moscada q.b. • Papel de alumínio


Comunidade | Community

IT’S NOT JUST A CONFERENCE... IT’S AN OPPORTUNITY.

Our team at Pearson Convention Center is committed to providing the perfect venue for your special event. • Grand colonnade walkways and facility length patios. • Six tastefully decorated halls, each with a private bar and green room.

• Four meeting rooms to • Fine cuisine, international accommodate smaller wine selection and white functions & meetings glove service. with guests ranging from • Valet service available ten to 100 people. upon request. • Capacity of 2000 guests seated.

contact us today

to discuss your special event with one of our experienced consultants PEARSON CONVENTION CENTER 2638 STEELES AVENUE EAST, BRAMPTON

PEARSONCONVENTION.COM /PEARSONCONVENTIONCENTER

TEL 905.494.0444

TOLL FREE 1.877.494.1414

Dezembro2017 69


Previsões para 2018

Comunidade | Community

Carneiro

Touro

Gémeos

Caranguejo

Os nativos do signo Carneiro vão estar sob a influência da carta de Tarot o Julgamento, o que significa que devem fazer uma análise interior e eliminar da sua vida tudo o que não tem razão de existir e não lhes traz felicidade. O sucesso depende das suas ações, por isso, devem ter cuidado com as suas atitudes e com a sua postura perante determinadas situações. 2018 é um ano de fecho de ciclos, ou seja, um casamento pode chegar ao fim; o mesmo se aplica a contratos e parcerias de negócios.

Os nativos do signo Touro

Os nativos do signo Gé-

estarão sob a influência

meos vão receber a in-

da carta de Tarot o Má-

fluência da carta de Tarot

gico, que os aconselha a

a Roda da Fortuna o que

ir em busca dos seus so-

significa que a sorte está

Os nativos do signo Caranguejo vão estar sob a proteção especial da carta de Tarot a Justiça. Assim, ao longo do ano estes nativos podem contar com bons resultados, sobretudo no setor profissional, e contar também com as devidas recompensas que podem estar relacionadas com um aumento do rendimento mensal. Por outro lado, estes nativos devem procurar ser justos sempre que lhes seja solicitada uma crítica ou uma opinião.

nhos. Por outro lado, embora esta carta indique que devem ser prudentes e cuidadosos, os nativos de Touro têm boas possibilidades de conseguir superar de forma positiva qualquer situação, pois têm na sua mão tudo

em movimento. Ao longo do ano, estes nativos podem ser confrontados com surpresas, encontros ou reencontros inesperados com pessoas que são (ou que podem vir a ser) importantes para eles. Uma pessoa do passado pode regressar ines-

Leão

Virgem

Sob a influência da carta

Os nativos do signo Vir-

de Tarot a Imperatriz, em

gem vão receber a pro-

2018 os nativos do signo

teção da carta de Tarot o

Leão vão estar particular-

Imperador, o que significa

mente favorecidos no se-

que finalmente vão

tor profissional. Ao longo

concretizar alguns dos

do ano serão capazes de alcançar o sucesso e conquistar todas as metas a que se propuserem. Este período será tranquilo e harmonioso, por isso, devem aproveitar para

planos

que

estavam

guardados na gaveta há já algum tempo. A sua capacidade de decisão vai estar mais apurada, ajudando-os a distinguir claramente o “trigo do joio”. Vão, também, con-

expandir os seus projetos

seguir ultrapassar todos

e para fomentar o diálogo

os receios que os impedia

com a pessoa que amam.

de arriscarem mais.

Balança Escorpião Sagitário Aquário

Capricórnio

Peixes

Os nativos do signo Balança gozam da proteção especial da carta de Tarot o Papa. Graças à experiência acumulada estes nativos vão estar bem preparados para lidar com as situações mais complicadas que possam cruzar o seu caminho. A experiência é fundamental para o seu desenvolvimento interior e para desenvolver determinadas competências que virão a revelar-se muito úteis. Como se sentem mais fortes para fazer frente aos obstáculos, não há nada que os impeça de ir em busca dos seus sonhos.

Sob a proteção da carta de Tarot o Louco, os nativos do signo Capricórnio podem contar com um ano repleto de novidades. Durante esta fase vão revelar o seu lado aventureiro, sentindo-se preparados para embarcar em novos projetos e sair da sua zona de conforto. Embora o ano possa ser marcado por alguma instabilidade, esta carta indica que devem arriscar mais, abraçar novos desafios e experimentar novos caminhos.

70 Dezembro2017

aquilo de que precisam

peradamente.

para ultrapassar qualquer

nalmente, augura bons

obstáculo.

Sob a influência da carta de Tarot a Força, os nativos do signo Escorpião, em 2018, serão capazes de enfrentar qualquer situação e serão engenhosos o suficiente para ultrapassar qualquer obstáculo. Devem, no entanto, ter em mente que muitas situações resolvem-se com estratégia e diálogo e não com a força. É importante que façam sempre um bom planeamento dos projetos que têm sob a sua alçada.

Emocio-

acontecimentos.

No ano de 2018 os nativos do signo Sagitário estão sob a especial influência da carta de Tarot a Temperança, que lhes traz algum equilíbrio e serenidade. Este será um ano harmonioso e os nativos deste signo vão saber o que desejam conquistar e os passos necessários para o alcançar. O equilíbrio nas suas ações é fundamental para o sucesso e, nesta fase a paciência dos sagitarianos será posta à prova. Devem evitar reagir por impulso às situações. Antes de qualquer reação devem analisar bem a situação. As coisas nem sempre são o que parecem.

Sob a égide da carta de Tarot a Estrela, adivinha-se um ano bastante favorável em todas as áreas para os nativos do signo Aquário. A proteção desta carta assegura que podem contar com uma ajuda espiritual. Para qualquer assunto que os preocupe, serão sempre capazes de encontrar uma solução. Este período será caracterizado pelo êxito, pela harmonia e pela felicidade em todos os domínios.

A carta de Tarot os Enamorados vai influenciar o ano de 2018 dos nativos do signo de Peixes, deixando antever uma fase de escolhas e decisões. Os nativos deste signo podem receber propostas que necessitam de reflexão cuidada, uma vez que vão ter de escolher entre dois caminhos. Esta carta indica, também, dinheiro proveniente de duas fontes distintas, que podem ser dois empregos ou uma herança.


Significado dos

Sonhos ACIDENTE Advertência para evitar uma viagem desnecessária. Acidente de automóvel: dinheiro que chegará em breve. Acidente no mar: desilusão nos assuntos sentimentais. AFOGAR-SE Dê mais valor àquilo que tem. Se é salvo: conte com os seus amigos. Se são outras pessoas a afogar-se: triunfará sobre uma situação difícil. ÁGUA Abundância. Beber um copo de água: casamento para breve. Cair na água: reconciliação e felicidade. Se sonha com água límpida, ela representa uma saúde próspera. Se a água é turva, dê mais atenção à sua saúde. CABELO Sucesso no campo amoroso. Cortar o cabelo: cuidado com o que dizem sobre si. Cabelo a cair: tristeza associada a uma amizade que muito valorizava. CAIR Cuidado com as decisões que toma. Cair na água: contrariedades. Cair num poço: momentos de ansiedade.

Comunidade | Community

CHAVE Prosperidade e sucesso. Ter uma chave: será pedido em casamento brevemente. Perder as chaves: dificuldades no campo amoroso. COBRA Dificuldade em concretizar objectivos. Matar uma cobra: triunfo sobre quem lhe deseja o mal. Um ninho de cobras: pessoas mal intencionadas estão perto de si. DENTE A sua saúde pode sofrer alterações se não cuidar melhor de si. Ter dor de dentes: problemas a nível monetário. Cair-lhe um dente: doença de alguém perto de si. MORTE Dinheiro inesperado. Querer a própria morte: a sua saúde não está fortalecida. A morte de diversas pessoas: a felicidade vai reinar na sua vida. MORTO Sorte e fortuna. Falar com um amigo morto: mudanças positivas que irão ocorrer brevemente. Estar morto: vida longa.

Dezembro2017 71


The Labourers’ International Union of North America Ontario Provincial District Council

Comunidade | Community Desejamos à Comunidade em Geral e muito em particular a todos os nossos membros,

LIUNA Ontario Provincial District Council 1315 North Service Rd E., Ste 701 │ Oakville, ON L6H 1A7 Tel: (289) 291-3678 Fax: (289) 291-1120 www.liunaopdc.ca

Um Feliz e Santo Natal e um Próspero Ano Novo Jack Oliveira Business Manager

Joseph S. Mancinelli President

Carmen Principato Vice President

Robert Petroni Recording Secretary

Luigi Carrozzi Secretary-Treasurer

Jim Mackinnon Executive Board Member

Mike Maitland Executive Board Member

Local 183 1263 Wilson Ave., Ste. 200 Toronto, ON M3M 3G3 Tel: (416) 241-1183 Fax: (416) 241-9845 Business Manager: Jack Oliveira Local 493 584 Clinton Avenue, Sudbury, ON P3B 2T2 Tel: (705) 674-2515 Fax: (705) 674-6728 Business Manager: Mike Ryan Local 607 730 Balmoral St. Thunder Bay, ON P7C 5V3 Tel: (807) 622-0607 Fax: (807) 622-0454 Business Manager: Terry Varga Local 1036 395 Korah Road Sault Ste. Maire, ON P6C 4H5 Tel: (705) 942-1036 Fax: (705) 942-1015 Business Manager: Wayne Scott

72 Dezembro2017

Local 183 East 560 Dodge St. Cobourg, ON K9A 4K5 Tel: (905) 372-1183 Fax: (905) 372-7488 Business Manager: Jack Oliveira Local 506 3750 Chesswood Dr. Toronto, ON M3J 2W6 Tel: (416) 638-0506 Fax: (416) 638-1334 Business Manager: Carmen Principato Local 625 2155 Fasan Drive, Oldcastle, ON N0R 1L0 Tel: (519) 737-0373 Fax: (519) 737-0380 Business Manager: Robert Petroni Local 1059 56 Firestone Blvd. London, ON N5W 5L4 Tel: (519) 455-8083 Fax: (519) 455-0712 Business Manager: Jim MacKinnon

Local 183 Kingston 145 Dalton Ave., Unit 1 Kingston, ON K7K 6C2 Tel: (613) 542-5950 Fax: (613) 542-2781 Business Manager: Jack Oliveira Local 527 6 Corvus Court Ottawa, ON K2E 7Z4 Tel: (613) 521-6565 Fax: (613) 521-6580 Business Manager: Luigi Carrozzi Local 837 44 Hughson St. S. Hamilton, ON L8N 2A7 Tel: (905) 529-1116 Fax: (905) 529-2723 Business Manager: Manuel Bastos Local 1089 1255 Confederation St. Sarnia, ON N7S 4M7 Tel: (519) 332-1089 Fax: (519) 332-6378 Business Manager: Mike Maitland

Senso Magazine  

December 2017

Senso Magazine  

December 2017

Advertisement