Issuu on Google+

Juvenc r Ano 12 - nº 2 Marília/SP Setembro 2013

Informativo Vocacional

INSTITUTO DOS IRMÃOS DO SAGRADO CORAÇÃO PROVÍNCIA DO BRASIL

192 anos educando para a vida!


Setembro de 2013

Editorial Prezados leitores

EXPEDIENTE

Esse mês o JUVENCOR está recheado de notícias sobre a Província do Brasil do Instituto dos Irmãos do Sagrado Coração, houve a dedicação de vários Irmãos e Colaboradores para que o projeto se tornasse realidade.

JUVENCOR: Informativo Vocacional da Congregação dos Irmãos do Sagrado Coração Editorial: Ir. José Roberto de Carvalho,sc

Organizadores: Ir. Elton Lopes,sc e Ir. Felipe Paiva,sc

Colaboradores: Ir. Cláudio Luiz Ferreira,sc; Ir. Auristênio Bandeira,sc; Édio João Mariani; Ir. Thiago Carvalho,sc; Ir. Rogério Luiz da Silva,sc; Leandro Max Gloeden; Ir. André Márcio Brito de Sousa,sc; Regina Cristiane Nascimento Campos Peres; Ir. Max Emiliano,sc; Ir. Raimundo Nonato do Lago Bezerra,sc. Projeto Gráfico: Setor de Impressão do Colégio Cristo Rei

Impressão: Editora e Gráfica Papiro

Desejamos a você uma boa leitura. Aguardamos suas sugestões e apreciações no e-mail: elton.lopes@hotmail.com ou em nosso site: www.irsc.com.br

ÍNDICE • Editorial ................................................................... 2 • Preparação em Roma para os Votos Perpétuos ..... 3 • Eleição do Provincial e seu Conselho ...................... 4

Setembro é o mês que a Igreja, orientada pela CNBB, celebra a Bíblia, pois no dia 30 comemora-se a memória de São Jerônimo, que foi responsável pela tradução para o latim da Bíblia. A Palavra de Deus é parte integrante da vida de um cristão, pois nela encontramos o que Deus desejou comunicar em relação a uma nova proposta de vida e Jesus, sendo é o centro e o coração do Novo Testamento, vem resgatar um projeto de nova postura para uma realização de uma sociedade diferente. O Instituto dos Irmãos do Sagrado Coração em setembro está em festa, pois se remete ao dia 30 de setembro de 1821, quando o Pe. André Coindre, na Igreja de Nossa Senhora de Fouviere, em Lyon, na França, respondeu ao apelo de Deus e fundou o Instituto com o intuito de ser homens consagrados a Deus, centrados no Coração de Jesus e exercendo sua missão através da educação de crianças, adolescentes e jovens, crendo, vivendo e propagando o grande AMOR do Coração de Jesus. Nos 192 anos de fundação, estejamos unidos em oração rumo ao bicentenário. Muitos acontecimentos marcaram a dinâmica da Província, ocorreu o Retiro Anual dos Irmãos, os Primeiros Votos para a continuidade do Projeto, Formações para os Irmãos e Colaboradores que estão envolvidos no processo educacional nas respectivas obras, a Formação em Preparação dos Votos Perpétuos em Roma, Eleição do Conselho e Provincial, entre outras matérias. Em sintonia com a fala do Padre Fundador, André Coindre, “Eu vim trazer fogo a terra, e como desejaria que estivesse acesso” (Lc 12,49), Este desejo ardente de Jesus só pode inflamar nosso coração e estimular nosso zelo (RdV, 118). Com essa passagem bíblica possamos estar em contato com a Palavra de Deus nesse mês e fazer essa experiência profunda de ser luz e sal para o outro. Desejo a todos uma boa leitura e reflexão no JUVENCOR. Ir. José Roberto de Carvalho, sc

• Curso do Carisma - Lyon - França .......................... 5 • Encontro de formação da Província ........................ 6

Superior Provincial

Amado seja o Coração de Jesus! Amado seja o Coração de Maria!

• 24 anos transformando vidas - SEAMA .................. 7 • Encontro anual dos Educadores Sociais ................ 8 • Formação dos Educadores - 2013 - C. Cristo Rei .... 9 • A Palavra de Deus para um Irmão do Sagrado Coração ....................................................................10 • Uma “experiência do Espírito” transmitida aos Irmãos .....................................................................11

2

Caro leitor... Para saber mais sobre nossa Província, acesse nosso site. Lá você conhecerá nossas comunidades, nossa atuação junto às crianças, adolescentes e jovens, além de saber de notícias “quentinhas”... Aguardamos seu acesso.

www.irsc.com.br

Irmãos do Sagrado Coração: Um chamado para uma missão profética!


Preparação em Roma para os Votos Perpétuos graça de nossa vocação. A Virgem Maria será sempre o modelo perfeito da fidelidade ao Senhor. Ela é, por excelência, a consagrada cuja vida inteira foi um caminhar contínuo para a perfeição da caridade” (Regra de Vida, 66).

Ao longo deste ano de 2013, o Ir. Rogério Luiz da Silva e o Ir.Claudio Luiz Ferreira, estiveram em preparação para os votos definitivos, os quais deverão ocorrer no dia 1º de janeiro de 2014, por ocasião da festividade de “Maria, Mãe de Deus”, e do dia da “Paz e Fraternidade Universal. Uma data providencial, quando levado em consideração o fato de “queremos que nesta nossa sociedade, dilacerada por divisões e conflitos, possa irromper a paz!”(Papa Francisco). Somos assim chamados a promover “a cultura do encontro, a cultura do diálogo”, mediante Maria, Rainha Paz e modelo de discipulado, que nos conduz à escuta atenta Daquele que nos diz: “Felizes os que promovem a paz, porque serão chamados filhos de Deus” (Mt 5,9). Se tivêssemos de definir esta especial preparação aos votos definitivos em uma palavra, cremos que a melhor definição não seria outra senão peregrinação. E a nossa peregrinação iniciou-se antes mesmo do previsto. A proposta era a de passarmos quatro meses em Roma, em estudos e vivências, através do qual estaríamos em contato com a história de nosso Instituto dos Irmãos do Sagrado Coração. Antes, porém, poderíamos fazer um pouco de “turismo”. Como educadores recém-formados em Pedagogia, tínhamos o interesse em conhecer a escola da Ponte, em Portugal, que se tornou muito conhecida no Brasil por intermédio de Rubem Alves. Porém, ao desembarcarmos em Lisboa, o vento do Espírito nos conduziu a outro local: Santuário de Nossa Senhora de Fátima. É como se o próprio Espírito tivesse sussurrando em nossos ouvidos que somos chamados a sermos mais do que simples instrutores. Afinal, “Adquirir competência profissional é para nós um dever de justiça. É até uma exigência apostólica mantermo-nos informados sobre o progresso das ciências da educação e do pensamento da Igreja a respeito dos problemas sociais. Com efeito, trata-se não somente de instruir as crianças e os jovens, mas dar-lhes uma formação que os torne capazes de valorizar a cidade terrestre, instaurando nela o reino de Deus” (Regra de Vida, 151).

Nossa peregrinação conduziu-nos a diversos lugares e experiências. Uma delas, que permanecerá indelevelmente marcada nas memórias do coração e da alma, ocorreu em um dia frio e chuvoso. Por algum motivo, naquele dia, 13 de março, não tivemos aulas, e assim, pude ir até a Praça São Pedro. Chegamos ao local por volta das 14:55, pois dizia-se que as 15:00 teríamos o próximo resultado das eleições do papa daquele dia. Já havia estado ali pela manhã e visto a fumaça negra anunciando a obscuridade que bailava sobre a Sé Vacante, e não espera, naquela tarde, encontrar um resultado diferente daquele que havíamos testemunhado pela manhã. A Praça estava repreta de jovens que cantavam e grupos de pessoas que se reuniam para rezar o terço. Éramos três compartilhando o mesmo guarda chuva, sendo um jovem Irmão colombiano, Luis Antônio Botero Barros, e uma jovem italiana, Maria Nicoletti, que até então, não tinha com o que se proteger da chuva. Conforme o tempo ia passando, a noite ia chegando e o frio parecia ser mais intenso. Por outro lado, a esperança de ver algo diferente ia crescendo. Na Praça, já no final do dia, não havia mais lugares. Era possível ouvir ali diversos idiomas e sotaques. Às 19 h a chuva parou. Todos olhavam para a chaminé localizada sobre a Capela Sistina, e tivemos a impressão de que ninguém sairia de lá sem ver o recado para nós naquela noite. E ela apareceu. A fumaça surgiu, e era branca. Os sinos do Vaticano pareciam querer competir com toda aquela gente que pulava eufórica. O clima de festa e de alegria gerava uma energia contagiante e emocionante muito difícil de explicar. Os jovens cantavam agora com mais força. Uma hora depois, pudemos ver as imagens que o mundo todo acompanhou pela TV, e ouvir o anúncio: “Habemus Papam”. Finalmente, aprendemos que na vida todos somos peregrinos, chamados a ser e a fazer novos discípulos, seguindo sem medo de servir a Cristo naqueles com os quais Ele se identifica ( Mt 25,31-46). Ir. Claudio Luiz Ferreira, SC

Nada mais justo começarmos essa peregrinação no Santuário de Fátima, pois Maria é a nossa grande Educadora, nosso maior exemplo: “Como Maria na sua doação total, vivemos nossa consagração religiosa contentes na esperança e agradecidos pela

Irmãos do Sagrado Coração: Um chamado para uma missão profética!

3


Nova administração da Província dos Irmãos do Sagrado Coração no Brasil

A Província é um organismo dotado de personalidade própria e de certa autonomia, presidida por um Superior que a governa, auxiliado pelo seu Conselho. O Superior provincial tem a missão de animar, cultivar, corrigir e promover a vida de todos os Irmãos na fidelidade ao seguimento de Jesus no carisma herdado do fundador. O Irmão Provincial conta com um grupo de Irmãos que chamamos de conselheiros provinciais, que juntos buscam plena comunhão para que reine a presença de Deus que guia e ilumina a árdua tarefa confiada por Deus a cada um. Em espírito de equipe conduzem a vida e missão dos Irmãos em terras brasileiras. Assim, realizou-se em Bauru – SP, no dia 20 de junho de 2013 o Capítulo Provincial em que foi realizada a eleição do novo governo provincial dos Irmãos do Sagrado Coração no Brasil para o triênio (2013- 2016). Foram escolhidos para o serviço sacramental da caridade fraterna na Província os seguintes irmãos:

4

Superior Provincial: Ir. José Roberto de Carvalho 1º Conselheiro: Ir. Elton Lopes da Silva 2º Conselheiro: Ir. Juvânio Gonçalves Costa 3º Conselheiro: Ir Augusto Cezar Silva Pereira 4º Conselheiro: Ir. Auristênio B. Bandeira Agradecemos a Deus pela disponibilidade de todos os irmãos que se dispuseram a prestar esse serviço a Província e a Igreja para esse novo triênio (2013-2016). Que o Sagrado Coração de Jesus seja presença constante na vida deles para responderem aos apelos do cotidiano com os corações cheios de ternura e firmeza. Ir. Auristênio B. Bandeira,sc

Irmãos do Sagrado Coração: Um chamado para uma missão profética!


Curso do Carisma Lyon - França

Aconteceu, entre 03 a 19 de julho de 2013 em Lyon – França, um Curso de Formação do Carisma do Instituto dos Irmãos do Sagrado Coração. Participaram 23 pessoas da Espanha, Argentina, Chile, Peru e Brasil. Do nosso país foram três representantes: Édio João Mariani, Diretor do Colégio Cristo Rei – Marília/SP, Ir. Cesar Augusto e Carlos Rodrigues da Comunidade do Pronoama de Campanha – MG. O principal objetivo deste curso foi conhecer ainda mais os passos e os objetivos fundacionais do Pe. André Coindre, fundador dos Irmãos do Sagrado Coração. Além de reforçar a parceria imprescindível entre os colaboradores e os Irmãos, através do compartilhamento do carisma, conforme pede o último Capitulo Geral de 2012. Pudemos perceber que os primeiros irmãos enfrentaram muitas dificuldades, mas não desistiram do seu propósito que era ajudar crianças e adolescentes a construírem seu futuro através da Educação. Além do aspecto formativo, foi profundamente emocionante para todos os participantes, as vivências de fé e os momentos de oração, como quando estivemos diante dos restos mortais do Irmão Policarpo. Para o nosso país voltamos com quatro objetivos traçados e que devem ser buscados por todos os Irmãos e colaboradores: 1- Formar uma equipe

provincial do carisma; 2- Elaborar um plano da província para a vivência prática do nosso carisma; 3Esse plano deve atender todas as áreas de atuação dos Irmãos hoje no Brasil: escola, centro sociais, cursos de formação e juventude; 4- Por fim, cada comunidade deve elaborar seu plano local, conforme sua realidade e suas necessidades. Diante de tudo o que vimos e ouvimos, voltamos ainda mais convictos de que a Educação é capaz de transformar a realidade e contribuir para uma sociedade mais justa e feliz. Além disso, toda a história de mais de 190 anos dos Irmãos do Sagrado Coração mostra que cada um de nós faz parte de um grande propósito que atualmente está presente em mais de 30 países pelo mundo. É a alegria de saber que não estamos sozinhos na busca de viver o Carisma do Pe. André Coindre. Como dizia: “Ânimo e Confiança, esse é o meu lema!” Todo este resgate histórico deve motivar ainda mais nossas comunidades a realizar um trabalho de excelência, afinal hoje somos responsáveis por honrar o passado e dar continuidade a esta missão no presente e no futuro. Édio João Mariani

Irmãos do Sagrado Coração: Um chamado para uma missão profética!

5


Encontro de Formação da Província Pastoral Vocacional, MATRIZ de uma Aliança Compreendi que se a Igreja tem um corpo, composto de diversos membros, o mais necessário, o mais nobre de todos não lhe falta. Compreendi que a Igreja tem um coração e que esse coração ardia de amor. Compreendi que só o amor leva os membros da Igreja a agir, que se o Amor viesse a extinguir-se os apóstolos não anunciariam mais o Evangelho, os mártires negar-se-iam a derramar o sangue... Compreendi que o Amor abrangia todas as VOCACÕES, que o amor era tudo, que abrangia todos os tempos e todos os lugares... Numa só palavra, que ele é eterno. Santa Terezinha

Realizou-se nos dias 4 a 6 de Julho o encontro formativo anual da Província em Bauru-SP. O encontro teve a temática sobre a Pastoral Vocacional sob a assessoria da Irmã Maria da Cruz. Estiveram presentes todos os Irmãos da Província, os coordenadores dos Centros Sociais e o Irmão Fabiano da comunidade de Amatongas. A vivência do encontro aconteceu a partir do próprio encontro. Foi um tempo propício e favorável da graça para uma convivência fraterna, celebrar a amizade, partilhar os dons e também parar para analisar e refletir sobre a Pastoral Vocacional em seu âmbito pleno. Por sua vez, a assessora nos possibilitou uma profunda reflexão sobre a temática, fazendo referência ao “primeiro chamado” como opção fundamental para uma vivência vocacional autêntica, se baseando nos documentos da Igreja e no Concilio Vaticano II.

6

A Pastoral vocacional é o órgão vital da vida na Congregação. Ela é a chama que queima e produz o fogo da entrega e a chama do seguimento. Este encontro ajudou muito a revitalizar e aprofundar raízes. Toda vocação possui uma chama, toda chama possui um fogo, todo fogo necessita de ser alimentado. E se não cuidarmos de alimentar este fogo desde a singeleza das pequenas atitudes, os pequenos segredos revelados, o fogo se apaga, levando à morte o ser. Por isso, a Pastoral vocacional tem como missão de manter o fogo da vocação em chamas e a despertar corações para a partilha deste foto de amor. A Pastoral Vocacional é o elo que permite que cada vocacionado realize uma Aliança de maneira incondicional com um Deus-relação desde as fragilidades humanas. A vivência de cada vocacionado é uma escola de configuração do Cristo. A cruz de Carne, que é o amor entregado, desnudo, atado e ferido nos leva a contemplar radicalmente a vocação que Jesus assumiu desde o projeto de Deus. Como Província diante deste belo encontro, somos convidados a formar uma comunidade Eucarística, em que a fraternidade e a coerência sejam o trampolim da vivência vocacional. Pois, a comunidade é o lugar da partilha, do amor e do acolhimento deste. O individualismo e o materialismo conduzem à rivalidade, à competição, à rejeição do fraco; a comunidade, por sua vez, conduz à abertura e ao acolhimento. Se o amor à vocação não existir, os corações se fecham e morrem. Nesta perspectiva, somos convidados e convocados a ser discípulos vocacionados e profetas para a construção do Reino e para ser testemunhas autênticas de consagrados que vivem a Vida Religiosa de maneira transparente e feliz. Ir.Thiago Carvalho,sc

Irmãos do Sagrado Coração: Um chamado para uma missão profética!


Vinte e quatro anos transformando vidas Buscando responder fielmente ao carisma do Padre André Coindre, Fundador dos Irmãos do Sagrado Coração, os Irmãos Lucas, Domingos e Julien iniciaram, em 22 de agosto de 1989, o SEAMA (Serviço de Atendimento ao Menor e Adolescente), hoje chamando Centro Social Seama. O Centro Social Seama, no decorrer destes anos, já atendeu milhares de crianças e adolescentes em situação de risco social possibilitando, por meio de um ambiente humanitário, uma melhor perspectiva de vida para o futuro de seus educandos. O maior objetivo é acolher as crianças e adolescentes reconhecendo-os como agentes participativos na construção da autonomia, visando o for talecimento de vínculos como eixo nor teador do processo de desenvolvimento. Nesse ano, o Centro Social Seama está atendendo cerca de 230 crianças e adolescentes, diariamente, buscando sempre uma educação que resgate à dignidade da pessoa humana e que forme cidadãos atuantes na sociedade. Contribuindo para a construção deste processo buscamos viabilizar nosso trabalho através de uma rede social, pedagógica, psicológica e familiar favorecendo os vínculos, na qual a criança e o adolescente se sintam co-autores de sua própria história. Sendo assim, o percurso que percorrermos está dividido em diversas atividades, como: grupos de convivência, atividades de esporte, capoeira, aulas de violão, aulas de espanhol, culinária, artes e noções básicas de horticultura. Com o propósito de favorecer a dinâmica deste processo de fortalecimento de vínculos, um grupo de educadoras deste Centro Social priorizou para este ano como eixo norteador do processo, o projeto Comida é Arte. Visando uma maior conscientização das crianças em relação a uma melhor conduta frente à alimentação e higiene, este projeto pretende através da conscientização fazê-las perceber a importância e valorização que devemos dar para elas em nossas vidas. Fazê-los perceber o que acarreta em suas ausências e também no perigo do seu excesso. Percebendo a importância de uma vida saudável. O objetivo deste projeto é desenvolver a conscientização e o senso crítico em relação à alimentação e higiene utilizando a arte como ponto de partida motivador. É diante desses e outros propósitos que percebemos que a dinâmica de nosso trabalho está continuamente se revitalizando, pois a vida não para. É como uma fonte que está continuamente jorrando sua energia. Assim, também é nossa trajetória ao longo destes vinte e quatro anos. A energia está pulsando, sabemos que desafios sempre virão, mas há que estar sempre revigorando para que nossa fonte não deixe de jorrar. Percebemos durante todo este percurso que muitas vidas já foram transformadas e resgatadas, mas muitas ainda gritam pelo calor humano e pela confiança que um dia deixou de existir. Confiança esta que um dia nosso fundador depositou nos primeiros irmãos e que ainda hoje ecoa em nossos ouvidos. Ir. Rogério Luiz da Silva,sc

Parabéns! A toda a equipe, Irmãos e parceiros do Centro Social Seama que, de uma forma ou de outra, contribuíram para a construção destes vinte e quatro anos de história transformando vidas e regatando sonhos de crianças e adolescentes. Irmãos do Sagrado Coração: Um chamado para uma missão profética!

7


Encontro Anual dos Educadores Sociais

“Participar do encontro anual dos educadores e educadoras sociais sempre é momento de troca de experiências e vivências profundas que nos dão energia para superarmos os desafios vividos a cada dia em nossos centros sociais. A acolhida dos educadores e educadoras do Centro Social Casa do Piá, demonstrou aquilo que somos e fazemos todos os dias com aqueles que são confiados a nós para darmos voz e vez nesta sociedade que o exclui e o marginaliza e faz com que “os direitos sociais se transformem em compaixão, potencializando a indiferença que produz a exclusão. Assim, a vulnerabilidade social se refere as desigualdades sociais representando a ineficiência das políticas públicas para a população que mais necessita de atenção (TRAVERSO-YÉPES; PINHEIRO, 2002). Com muita alegria aconteceu nos dias 01 a 04 de agosto de 2013, na cidade de Ponta Grossa - PR, o encontro anual dos educadores sociais dos Centros Sociais: Casa do Piá, Pronoama, Seama e Juvenato. O tema abordado no encontro levou-nos a refletir sobre o trabalho de “convivência e fortalecimento de vínculos”, que se pauta na promoção social e no príncipio de um trabalho emancipatório de seus sujeitos, agregando a formação integral dos indíviduos com o fortalecimento de vínculos sociais e parentais. No primeiro dia, foi grande a expectativa de um novo encontro, principalmente pelo fato de reencontrar os amigos educadores de outros centros sociais e também quem são os novos educadores que iriam comungar de mais um momento formativo. Foi notável que havia uma sintonia com aqueles que participaram dos encontros anteriores e uma expectativa de quem estava chegando agora. No segundo dia, iniciamos logo pela manhã com uma integração de acolhimento organizada pelo Ir. João (gestor da Casa do Piá), isso nos ajudou a “quebrar o gelo” do inicio do encontro e nos motivou a ter muitas expectativas do nosso dia. Em sequência fomos para o encontro propriamente dito que tinha como tema nor teador “Convivência e Fortalecimento de Vínculos”, e para enriquecer nossos conhecimentos, contamos com a assessoria da Joanice Parmigiane e Darci da Silva San Martin.

8

No decorrer do encontro muitas conhecimentos em relação às crianças e adolescentes foram expostos e não demorou muito para que as partilhas das vivências dos educadores e educadoras dos quatro Centro Sociais começassem a acontecer. Foi um momento muito rico e construtivo que fomentou muitos questionamentos e reflexões das vivências em nossos Centros Sociais. No terceiro e último, dia foi o momento de trocar esperiências, começamos o dia assistindo um pequeno filme da rotina das atividades dos quatro Centros Sociais, ao término do filme todos os educadores foram divididos em quatro grupos. Cada grupo tinha como objetivo a troca de experiências enquanto educador e se sua prática estava contribuindo para a emancipação dos educandos. Foi mais um momento especial em nosso encontro, no qual paramos para refletir e comungar esperanças e desafios em nossa caminhada. De tudo que foi discutido e vivido, ficaram questionamentos que precisam ser superados e respondidos na vivência de cada educador(a) social: é possível ser educador social sem ter conhecimento dos serviços sociais de direito das nossas crianças e adolescentes? Constata-se que é preciso conhecer muito para emancipar os educandos, mas se já temos boa vontade estamos no começo de uma árdua e contínua missão: dar esperança e fazer sujeitos de direitos. Sem a educação social, que não é uma outra forma de conceber educação, mas somente um meio de atentar para a problemática da educação decorrente no nosso país, a emancipação de que tanto verbalizamos será apenas falácia. O centro social, percebendo a inficiência da escola para atender a demanda educacional, vem somar forças para a efetivação da educação para todos”. Leandro Max Gloeden Ir. André Márcio Brito de Sousa,sc

Irmãos do Sagrado Coração: Um chamado para uma missão profética!


Formação dos Educadores - 2013 Colégio Cristo Rei A formação de professores é o eixo central em todas as questões referentes ao núcleo escolar, principalmente no processo de apropriação do conhecimentoda humanidade. A sociedade contemporânea atribui à educação a resolução dos mais diferenciados problemas. Nesse sentido, o professor necessita rever sua práxis de acordo com a realidade na qual está inserido. O perfil deste profissional deve ser de curiosidade, de pesquisa, buscando a interligação em relação a sua formação inicial e as demandas de seu dia a dia. Essa é uma das maiores dificuldades encontradas na formação dos educadores, ou seja, a dissociação entre teoria e prática: os conteúdos dos livros e apostilas distanciados do trabalho em sala de aula. Preocupados com um ensino de qualidade e que efetivamente proporcione o desenvolvimento integral de seus alunos, o Colégio Cristo Rei busca privilegiar na formação do educando o desenvolvimento da capacidade de auto organização, oportunizar situações de autoconhecimento epercepção de seu papel de aluno; a construção do princípio da diversidade na cultura escolar, dando continuidade aos processos de autoconhecimento e conhecimento do outro; estimular a apropriação da noção de si mesmo, da noção de grupo, da diversidade, para que o aluno compreenda que a crítica e a atuação são importantes na cultura escolar e nos demais espaços em que ele atua (família, sociedade etc.) e a reflexão sobre a importância de sua responsabilidade nas novas funções assumidas na família, na escola, na vida.

Palestra Profª Luciene Tognetta - “Conflitos Interpessoais na Escola”. Colégio Cristo Rei, 24/01/13.

Formação Permanente: Palestra João Carlos Martins e Lucilla da Silveira Leite Pimentel - “Organização do Currículo”. Colégio Cristo Rei, 18/05/13.

Para alcançar estes objetivos, o colégio proporciona cursos de Formação Pedagógica para seus professores. Mensalmente professores de universidades públicas ministram cursos, nos quais os professores reveem as teorias e discutem a dinâmica de sala de aula, à luz do referencial teórico abordado. Em 2013, foram abordados temas sugeridos pelos professores para sua prática em sala de aula, tais como: “Reflexões e fundamentos para (re)pensarmos Educação e Infância”, “Sobre fazer perguntas para guiar o nosso olhar docente”, “Planejamento e Avaliação”, “Técnicas Freinet: além das apostilas”, “Linguagem escrita: leitura e produção de textos” e “Matemática: o lúdico no ensino de matemática nas séries iniciais”. Além disso, a escola promove eventos culturais com a presença de educadores renomados ministrando palestras e trazendo para dentro da escola as discussões mais atuais em educação; ainda, professores e coordenadores são incentivados a cursar a pós-graduação lato sensu e stricto sensu, a participar de grupos de estudos nas universidades públicas e a eventos, tais como, congressos e seminários sobre Educação.

Coordenadores participam do Seminário Internacional “A Convivência na Escola”. Unicamp, dias 26 e 27/08/13.

Na atualidade, o professor necessita de atualizar-se constantemente, pois é a partir de sua reflexão em relação ao cotidiano em sala de aula e aos referenciais teóricos que ele constrói “novos saberes”. Só assim, o professor poderá instigar seus alunos para uma apropriação do conhecimento adquirido ao longo dos anos pela humanidade e a sua atuação de modo crítico e reflexivo. Profª Drª Regina Cristiane N. Campos Peres

Palestra Prof. Dr. Ivan Capelatto: “O desenvolvimento humano: como pais e educadores podem ajudar”. Colégio Cristo Rei, 05/09/13.

Irmãos do Sagrado Coração: Um chamado para uma missão profética!

9


A Palavra de Deus para um Irmão do Sagrado Coração

Estamos em setembro e no Brasil já é uma tradição que este mês seja lembrado como o “mês da Bíblia”. Setembro foi escolhido pelos Bispos do Brasil como o mês da Bíblia, em razão da memória de São Jerônimo, celebrada no dia 30. Ele que foi o responsável pela tradução da Biblía para o latim, chamada Vulgata. Gostaria de contar um pouco de minha história pessoal que é marcada também por esta paixão pelas Sagradas Escrituras. Quando era criança, antes de entrar na catequese, a Bíblia era somente um objeto que ficava na sala de estar para decorar o ambiente, como infelizmente continua sendo para muitos cristãos católicos hoje. Na catequese, em preparação a primeira eucaristia, foi o momento, com a ajuda de minha catequista Luzia, que comecei a conhecer a riqueza, luzes e mistérios da Palavra de Deus. Toda a história contada na Bíblia, desde a criação do mundo por Deus no livro do Gênesis até a vida, paixão, morte e ressurreição de Jesus, despertavam em mim uma grande curiosidade, alegria e esperança. Como dizia minha mãe, costumava passar horas, freqüentemente lendo a Bíblia. Este propósito, que me acompanhou na infância é o que me fortalece na caminhada vocacional como Irmão do Sagrado Coração. Reforçando a importância da leitura da Bíblia, gostaria de mencionar este grande santo e doutor da Igreja, Santo Ambrósio que dizia: “Não se lê a Sagrada Escritura apenas por uma curiosidade cientifica ou para deleite estético. É um falar com Deus. Lembrando-nos que assim se estabelece o colóquio entre Deus e o homem, uma vez que a Ele falamos quando rezamos e a Ele ouvimos quando lemos os divinos oráculos”. Este escutar e deixar-se “contaminar” – como a tinta que é jogada em um copo da água, nessa mistura faz com que se torne uma única solução – é o que nos torna unidos a Deus , e alimentados em nossa fé nos deixamos ser guiados por sua voz que fala, orienta e ilumina nossa vida através das Sagradas Escrituras. Como irmãos, somos interpelados a nos aproximar da Palavra de Deus todos os dias. O número quatorze de nossa regra de vida – que assertivamente tem o titulo O Livro do Amor- nos diz que a meditação da Sagrada Escritura nos faz descobrir o desígnio benevolente de Deus que atinge seu ponto culminante na morte redentora do Filho. E é no Coração do Filho, efetivamente, que nos são

10

revelados “a bondade e o amor de Deus” (Tt 3,4). Um coração que tanto amou a humanidade deseja que inclinemos nosso ouvido para a escuta de sua Palavra. Celebrar o mês da Bíblia haverá de nos ajudar a nos familiarizar sempre mais com texto sagrado, não só pela leitura que deles se faz na liturgia, mas em nossas leituras e meditações pessoais ou nos círculos bíblicos e grupos de reflexão que hoje fazem crescer tanto a Igreja, alimentada com a Palavra de Deus. Nosso fundador Padre André Coindre foi um homem apaixonado pelas Sagradas Escrituras, em suas missões quando pregava seus sermões, os corações das pessoas ardiam, pela tamanha eloquência e amor que davam vida através dele às palavras do Evangelho, conta-se em sua história que houve várias conversões por suas pregações. Enfim, na Bíblia encontramos tudo aquilo que Deus quis nos comunicar em relação a nossa salvação. E é Jesus o centro e o coração da Bíblia. Em Jesus se cumprem todas as promessas feitas no Antigo Testamento para o povo de Deus. Que possamos, não somente neste mês de setembro, mas no decorrer deste ano nos deixar “contaminar” pela palavra de Deus, para que possamos no caminho de conversão tornar-nos pessoas mais humanas, plenas e portadoras de esperança para o mundo, que carece cada vez mais conhecer o Livro do Amor (RV 14) como assim o chama nossa regra de vida. Ir. Max Emiliano,sc

Irmãos do Sagrado Coração: Um chamado para uma missão profética!


Uma “experiência do Espírito”, transmitida aos irmãos A vida religiosa de Irmãos do Sagrado Coração, vista como uma vocação original na Igreja, como um estilo de existência cristã batismal, tem sua origem na força e na generosidade do Espírito Santo. O Instituto dos Irmãos do Sagrado Coração conta uma história de 192 anos e uma presença missionária nos cinco continentes, contribuindo na evangelização como religiosos junto às crianças e jovens das mais diferentes realidades. Tudo começou com um jovem sacerdote André Coindre, no dia 30 de Setembro de 1821, na cidade de Lyon, na França. Seu coração desejoso de propagar por sobre a terra o fogo do Amor redentor, cuja fonte é o Coração de Cristo e de outros homens que como ele também desejava vivenciar a dinâmica criadora do Espírito de Deus, em uma realidade de dor e sofrimento de tantos pequenos à margem, numa sociedade francesa devastada pela revolução. Inicialmente são dez homens, que prontamente e com coração disponível, sobem para a Catedral de Fouvière. E ao final de seis dias de retiro, com a orientação do Pe. André e sob a proteção maternal de Nossa Senhora, decidem gestar e concretizar aquela experiência do Espírito, para dar respostas às necessidades de tempos e lugares tão difíceis. Está ai o alicerce de uma congregação que nasce para tornar concreta a presença amorosa de Deus. E hoje os Irmãos do Sagrado Coração vivem seu pertencimento a este instituto crendo, vivendo e propagando o amor de Deus, no seio da Igreja e da sociedade que todo momento os interpela para uma ação transformadora, sem perder de vista a primeira intuição do fundador e aquela espiritualidade emanada do Coração de Cristo, que fez com que Ele descesse a escada da promoção humana para estar com os fracos e pobres. Ir. Raimundo Nonato do Lago Bezerra, SC.

Irmãos do Sagrado Coração: Um chamado para uma missão profética!

11


Senhor, Tu me chamas...

Aqui estou! IRMÃOS DO SAGRADO CORAÇÃO, NOSSA MISSÃO É CRER, VIVER E PROPAGAR O AMOR DE DEUS JUNTO ÀS CRIANÇAS, ADOLESCENTES E JOVENS, NA CONSTRUÇÃO DE UMA SOCIEDADE JUSTA, FRATERNA E FELIZ.

JOVEM, CHEGOU O TEMPO DE SONHAR, PROJETAR, TOPAR O DESAFIO. O POVO PRECISA DE CORAÇÕES NOVOS...

JUNTE-SE A NÓS! BAURU - CTV: CENTRO DE TRANSFORMAÇÃO E VIVÊNCIAS Rua Irmãos do Sagrado Coração, 3-30 - Bairro: José Regino CEP 17032-970 - Caixa Postal 2011 Fone (14) 3203-5568 E-mail: ctvivencias@uol.com.br

MARÍLIA - POSTULANTADO Rua Sergipe, 819 - Bairro: Banzato CEP 17515-100 Fone (14) 3454-4050 E-mail: auribandeira@gmail.com

CAMPANHA - PROJETO NOVO AMANHÃ Rua João Luís Alves, 46 - Bairro: Centro CEP 37400-000 Fone (35) 3261-1088 E-mail: flavio@cristorei.com.br

PARAGUAÇU - PROJETO JUVENATO Rua Pe. Sylvain Tardif, 200 - Bairro: Alto de Leva Tapas CEP 37120-000 Fone (35) 3267-1106 E-mail: mdinizsc@hotmail.com

LINS - ESPAÇO BEM VIVER Rua Maestro Guido Bellon, 201 - Bairro: Santa Terezinha CEP 16406-005 - Caixa Postal 97 Fone (14) 3522-4258 E-mail: felipepv3@gmail.com MARÍLIA - RESIDÊNCIA: COLÉGIO CRISTO REI Av. Cristo Rei, 335 - Bairro: Banzato CEP 17515-200 Fone (14) 3402-2307 e (14) 3402-2306 E-mail: elton.lopes@hotmail.com

PONTA GROSSA - CASA DO PIÁ Rua Maurício de Nassau, 560 - Bairro: Vila Madureira CEP 84070-330 Fone (42) 3027-6070 e (14) 3027-6071 E-mail: joaoevaldosilva@yahoo.com.br SÃO PAULO - JUNIORATO Rua São Vicente de Paulo, 364 - Bairro: Santa Cecília CEP 01229-010 Fone (11) 2537-3361 e (11) 3662-6188 E-mail: juvacosta2011@gmail.com


Juvencor irmãos do sagrado coração setembro 2013