Issuu on Google+

MARÇO/2013 EDIÇÃO 02

R E VI S TA

www.revistasocial1.com.br

BEM-ESTAR BOUTIQUE HOTEL

FUJA DO MAINSTREAM E CONHEÇA UM CONCEITO DE HOSPEDAGEM PERSONALIZADO QUE FAZ VOCÊ SE SENTIR ÚNICO

CORPO & SAÚDE OS BENEFÍCIOS E AS TÉCNICAS DA

YOGA

ENTREVISTA ANA GEQUELIN

A BELA MODELO QUE VIROU EMPRESÁRIA DA MODA BEACHWEAR

MODA

TENDÊNCIAS PARA MANHÃ, TARDE E NOITE

GOING TO

DESCOBRIMOS O LUXO E O CONFORTO DE

BERLIM

Tania Khalill “FAÇO DA MINHA PROFISSÃO UMA GRANDE ALEGRIA NA MINHA VIDA E TENHO MUITO RESPEITO PELO QUE FAÇO”

1


índice

REVISTA

MARÇO2013

05 LIFESTYLE

- Museus de Nova York - Dicas de Roberta Jungmann

06 HOT LIST 08 JUST IN CASE - Bolsa de mulher - Aplicativos que faltavam na minha vida

12 BEM-ESTAR -Hotel Boutique

22 GENTE -Transplante de amor

27 CORPO & SAÚDE -Yoga: Mente sã, corpo são

36 CAPA -Tania Khalill

42 LOOK AT - Biquíni de modelo

46 MODA - Óculos: Faça chuva ou faça sol - Chic dia e noite

36

64 MUST HAVE - Joias da natureza

70 LUXO - Joias de cinema

74 REPORTAGEM - Geração conectada

Coffee Time

78 ARQUITETURA - Luxo sobre pedra

82 GOING TO -Berlim reinventada

91 EU FUI - África do sul

95 TRICOTANDO O MUNDO - É melhor ser alegre do que ser triste?

96 PAPO DE MULHER - Liberte seus desejos

100 DESTAQUE - Eventos Sociais

104 #MÃEDEDUAS Nossa capa Tania Khalill Foto André Nicolau

expediente Editora de Redação Nadezhda Bezerra Projeto Gráfico André Porto Editor de Arte Ricardo Rosso Redação Mônica Tavares, Sergio Mendonça Revisão Dalton Braz Colaboradores fotografia Drica Donato, Pino Gomes, Newman Homrich, Dayvison Nunes PUBLICIDADE Rua da fundição, 257 – Santo Amaro - Recife /PE - 50040-100 Fone (81) 3413.6549 / 6810 Impressão Gráfica FacForm Tiragem 3.000 exemplares - A Revista Social1 é uma publicação trimestral - Os textos e artigos assinados não refletem necessariamente a opinião da Revista Social1. É proibida a reprodução de textos e fotos sem autorização expressa.


Arte no MoMa

Um dos programas mais ricos da Big Apple é aproveitar toda a diversidade artística da cidade. Por isso, nunca é demais outra visita ao MoMa, o Museu de Arte Moderna de Nova York, que abriga uma coleção de mais de 150.000 pinturas, esculturas, desenhos, fotografias e objetos contemporâneos. Comece admirando o projeto arquitetônico de Yoshio Taniguchi, em que se vê uma fachada belíssima em mármore negro e inúmeros painéis de vidro, refletindo os arranhas céus tão característicos da grande metrópole. Apesar de ter sido inaugurado em 1929, o museu, pela sua própria natureza inovadora, está sempre se reinventando. Recentemente, anunciou que vai abrir um acervo permanente de games. Jogos como “Pac-Man” (1980), “Tetris” (1984) e “Portal” (2007) estão entre os primeiros títulos que serão exibidos a partir de março de 2013, e o público poderá jogar e até receber “visitas guiadas” a mundos virtuais de jogos complexos. Afinal, quem disse que games não são também obras e plataformas de arte? Além de se emocionar com Cézanne, Van Gogh, Gauguim, Picasso, Dali, Monet, Matisse e Warhol, vale a pena aproveitar também o belíssimo jardim com esculturas, a divertida loja com objetos insólitos e os gostosos cafés e restaurantes do museu. Para quem estiver de passagem pela cidade até 29 de abril, o MoMA exibe a exposição de “Edvard Munch: The Scream”. Mais uma desculpa para esse irresistível passeio.

7


Artdeco lança coleção inspirada no Marrocos Hydra Lip Booster é um gloss com efeito de volume, que deixa os lábios sensuais, com cores e brilhos incríveis. É formulado com Hyaluronic Filling Spheres, que mantém a hidratação dos lábios e preenche pequenas rugas; Marine Fillings Spheres, que suaviza as rugas e as linhas de expressão; Blue Seakale und Collageneer, que auxilia na regeneração, melhorando a elasticidade. As cores da coleção Marrakesh Sunset são Translucent Mandarin 18, Translucent Mocha 32 e Translucent Rose 38. R$ 65 (preço sugerido).

La Perla renova clássico da perfumaria

Conhecida mundialmente por inspirar elegância, sedução e feminilidade, a marca italiana de lingerie La Perla renova sua clássica e sensual fragrância La Perla Classic, dando a ela um toque de ousadia e modernidade. O La Perla Classic Restyle apresenta uma onda cálida formada por osmanthus e frésia, combinados com tangerina. Coentro, pimenta e cardamomo trazem à fragrância um toque picante, e unem-se à sensualidade da rosa da Bulgária. Uma sedutora trilha de chypre, musgo de carvalho, patchuli da Cingapura e sândalo indiano se combinam às requintadas notas de vetiver. R$ 449,90 (80 ml) e R$ 369,90 (50 ml) (preço sugerido).

Revlon lança base airbrush

PhotoReady Airbrush Mousse Makeup é a nova base da Revlon para maquiagens HD. Possui textura de mousse e efeito de airbrush, criada para cobrir totalmente as falhas e as imperfeições da pele, para uma maquiagem perfeita diante de qualquer luz externa, interna, de flashes ou câmeras. PhotoReady Airbrush é livre de fragrância e óleo, indicada para todos os tipos de pele e está disponível em quatro cores: Nude, Natural Beige, Medium Beige e Golden Beige. R$ 79,90 (preço sugerido).

8


Lolita Lempicka lança Coffret Si Lolita Scarf Ousadia, frescor e sensualidade são valores preciosos carregados dentro do Coffret Si Lolita Scarf. Dentro desse coffret, existe um lenço vermelho com poás brancos. O acessório perfeito para esse revigorante bouquet de ervilhade-cheiro, espinheiro-alvar e magnólia. Uma faceta diferente de Si Lolita, que remete à sensação de liberdade e poder de sedução. Uma sensual mistura de âmbar com toques de Iris. R$ 199,90 (50 ml) (preço sugerido).

Base Clinique desenvolvida por dermatologistas É a primeira maquiagem Clinique desenvolvida por dermatologistas, que ajuda a igualar a tonalidade da pele e com seu uso contínuo, reduz as manchas causadas por danos provocados pelos raios solares, por cicatrizes de acne ou as chamadas manchas de idade. R$ 150 (50 ml) (preço sugerido).

Le Lis Blanc com linha de maquiagem A marca brasileira de moda feminina Le Lis Blanc se expande pelo mundo da beleza com a nova linha de cosméticos e maquiagem. Com mais de 250 itens, a nova coleção beauté traz produtos que vão desde loções hidratantes e blushes até esmaltes. São mais de 10 opções de cores para sombras, composta por texturas aveludadas e cobertura perolada. Gloss, batons e lápis para contornos dos lábios possuem acabamento cremoso e estão divididos em 15 opções de cores.


JUST IN CASE Bolsa de mulher

Cabelo ao sol O último lançamento do verão da Kerastase é o Huile Lactée, óleo bifásico que protege, nutre e disciplina os fios expostos ao sol. Como no Brasil é sol quase o ano inteiro, esse produto é indispensável para evitar os efeitos danosos dos raios UV. A tecnologia bifásica combina duas fórmulas em um só produto, além de contar com o poder da vitamina E (potente antioxidante) e de Xylose (ativos glicídios termoprotetores). Como por aqui a gente só tem basicamente a estação sol- calor, esse produto vai ser seu amigo por muito tempo.

Creme para as mãos Granado

Primer para os olhos Eyeshadow Primer é essencial para quem não suporta (e com razão) o efeito craquelado das sombras. Basta aplicar um pouquinho, esperar secar e colocar a sombra. O resultado é a potencialização da cor e da durabilidade da sombra. O queridinho das fashionistas é o Eyeshadow Primer Potion Urban Decay. Indispensável para qualquer maquiagem que se preze.

10

FOTOS DIVULGAÇO

Uma coisa é certa: as mãos revelam nossa idade e o cuidado que temos com ela. Por isso, um bom hidratante é essencial. O problema é que muitos deixam as mãos oleosas. O Creme para as Mãos Granado da Linha Pink , além de neutralizar odores de fumaça e alimentos, tem uma excelente absorção e deixa a sua pele super macia e sedosa. O resultado é que suas mãos ficam sequinhas e bem hidratadas em qualquer estação. O aroma também é uma delícia. Esse pequeno milagre da Granado vai se tornar indispensável na sua bolsa.


Moleskine A gente sabe que você tem um smartphone de última geração, mas experimenta sacar da bolsa um Moleskine retrô, aquele caderninho preto de capa dura com elástico e cantos arredondados, para você logo ser percebida. É que a marca Moleskine é a herdeira do lendário caderno usado nos últimos dois séculos por artistas e pensadores, como Vincent Van Gogh, Pablo Picasso e Ernest Hemingway. Certas coisas o tempo não apaga.

Óculos de Sol retrô Eles são indispensáveis. Seja verão ou inverno, os óculos de sol fazem parte do look de qualquer mulher antenada. A tendência forte para 2013 são os estilos arredondados e gatinho. A onda retrô parece que veio para ficar, mas agora, em muitas versões de cores, tamanhos e formatos diferentes. No Brasil, Iódice e Herchcovitch apostaram forte. Lá fora, nomes de peso como Marc by Marc Jacobs também entraram na onda retrô com óculos puro charme. É só escolher. (leia mais sobre óculo na matéria da página 46)


JUST IN CASE

Aplicativos que faltavam na minha vida

Ah! Benedita tecnologia! Eles estão de volta para facilitar e dar um toque de glamour a nossa vida. Aqui estão os apps mais legais que selecionamos para você. É só baixar e curtir.

MEERNOTE Esse app é uma graça. Se você sente saudades dos seus velhos cadernos de escola, esse aplicativo é a sua cara. Ele transforma seu device super-hiper-mega moderno em um moleskine tradicional, com muitas opções de fonte. Você pode incluir fotos, importar arquivos do Dropbox, iCloud ou Evernote e ainda proteger tudo com uma senha. E mais um lindo design! U$ 2,99.

COCKTAIL FLOW Se quiser impressionar, está na hora de baixar esse app super criativo. Cocktail Flow tem uma

THE CUT ON THE RUNWAY

VOCRE

grande quantidade de receitas dos mais diversos

Quem acompanha os grandes desfiles de moda do mundo sabe que é muito confuso se ligar no calendário de Paris, Londres, Nova York e Milão. Agora tudo fica mais fácil com o The Cut, um app super bacana que reúne informações, fotos e vídeos das principais semanas de moda do mundo inteiro. E você ainda pode avaliar e comentar todos os looks. Must have do momento! Disponível para iOS, grátis.

Esse é um tradutor de voz e de texto que, pode acreditar, vai ser muito útil nas suas próximas viagens. Até porque nínguem é obrigado a falar húngaro! Esse app tem mais de 30 idiomas e, como está sempre em atualização, não se preocupe, o eslovaco está quase chegando. Além de ser realmente muito preciso. Item indispensável na sua nécessaire de viagem! Disponível para iOS e Android. U$ 2,99.

tipos de drinks: de Apple Martine a Sex on the Beach e muitos outros. O aplicativo ainda dá sugestões de compras de ingredientes que você deve ter no seu bar, além de receitas para datas especiais como Natal, Ano Novo e Holloween. E as fotos dos drinks são excelentes. Solte o barman que há em você. Cheers! Disponível para iOS e Android, grátis.


BEM-ESTAR

HOTEL BOUTIQUE

FUJA DO MAINSTREAM E CONHEÇA UM CONCEITO DE HOSPEDAGEM PERSONALIZADO QUE FAZ VOCÊ SE SENTIR ÚNICO POR MÔNICA TAVARES

G

randes hotéis de luxo oferecem uma infinidade de opções para seus hóspedes, que vão desde jardins exuberantes com muitas piscinas a todos os tipos de serviços que você possa imaginar: massagem, mordomos, restaurantes de grandes chefes e muito mais. Isso tudo é tentador, mas, ainda assim, ficamos com uma sensação de que falta algo. A maioria dos hotéis são grandes conglomerados, espaçosos, com dezenas de quartos e funcionários que muitas vezes não conseguem sequer decorar nossos nomes. Inevitavelmente, nos sentimos mais um entre tantos, e a sensação de que falta mais calor humano é a queixa constante de muitos viajantes. Os hotéis boutique são uma alternativa para quem não abre mão de uma boa dose de individualidade e de interatividade, pois eles, com seu charme peculiar, entendem que nem sempre o que faz as pessoas felizes é a extravagância, mas uma completa infraestrutura que só os grandes hotéis podem oferecer, com um detalhe a mais que é puro luxo nos dias de hoje: exclusividade. Tendência no meio turístico mundial, os hotéis boutique suprem a demanda de um grupo seleto, que sabe muito bem que as melhores coisas da vida não estão na ostentação e, sim, no prazer de sentir experiências únicas. O verdadeiro luxo. O consumo de alto padrão nos dias de hoje volta-se inteiramente para a oferta de produtos e serviços que satisfaçam as necessidades de forma única, agregando valor à experiência de consumir e fugindo de tudo aquilo que pode ser reproduzido em série e sem muito glamour.

14


É no topo desse universo que os hotéis boutique se encontram. Uma alternativa de requinte em que os hóspedes sentem não só um pouco mais de acolhimento, mas a certeza de que aquilo é para poucos. Esses hotéis oferecem toda a excelência em infraestrutura encontrada nas grandes redes, com a diferença de que suas instalações são consideradas charmosas, necessariamente pequenas, com poucos quartos e, de preferência, em prédios históricos ou com algum valor artístico. O projeto arquitetônico deve prezar pela criatividade, sofisticação e, em muitos casos, o temático. O que diferencia é justamente saber que aquela proposta não será mais oferecida em nenhum lugar e nem por todo dinheiro do mundo.

É nesse ponto que entra outro grande diferencial dos hotéis boutique: a arte. Pela sua própria natureza, a arte já exala individualidade e empresta esse requisito para hotéis recheados de pinturas, esculturas, instalações e bibliotecas. Em muitas propriedades objetos de design ou de arte também são vendidos aos hóspedes como forma de particularizar ainda mais o momento. Outro fator que caracteriza os hotéis boutique é a interatividade. É imprescindível que o hóspede seja tratado pelo nome para que ele venha a se “sentir em casa” ou “entre amigos”. Por isso, é frequente o contato com os proprietários, e os funcionários são treinados para estarem sempre prontos a atender os clientes e para se lembrar deles também. Seja nessa estadia ou no ano seguinte. Isso só é possível graças a esse contato mais direto que acontece entre as partes.

17


BEM-ESTAR

A Social 1, para exemplificar o conceito de hotel boutique, escolheu um expoente nacional, digno dos gostos mais exigentes. Ele é inteiramente nosso, bem brasileiro, e vai redefinir seu conceito de hospedagem. Boa Viagem!

BOTANIQUE HOTEL & SPA Recém inaugurado, em 2012, o Botanique está localizado a apenas 12km de Campos de Jordão (SP), destino já bem procurado pelos brasileiros. Estrategicamente envolto em vales fluviais e montanhas deslumbrantes, a primeira coisa que chama atenção é a integração total com a natureza. Com um silêncio absoluto, um novo conceito de design, cultura e gastronomia bem brasileiro emerge dessa proposta. Com acomodações de alto nível, o hotel se intitula o primeiro pós-luxo do Brasil. No hotel, já considerado um dos mais caros do país, é difícil enumerar todos os detalhes que foram pensados para oferecer uma experiência inigualável. A começar pelo serviço exclusivo em que um mordomo pode ir pegar as malas dos hóspedes em São Paulo, levar ao hotel e colocar tudo no armário. Na volta, é só solicitar que suas bagagens serão devidamente

Estrategicamente envolto em vales fluviais e montanhas deslumbrantes, a primeira coisa que chama atenção é a integração total com a natureza.

18

arrumadas com todas as roupas lavadas e passadas. No quesito serviços privativos, você ainda pode pedir para seu curador pessoal organizar trilhas e passeios pela região, além de indicar o menu que melhor atende ao seu gosto. O hotel ainda inclui piscina aquecida, quadras de tênis, centro equestre com cavalos campeões e um spa de 900m2 que oferece uma piscina isotônica coberta, massagens e tratamentos corporais de origem indígena e afro-brasileira. O luxo intimista do hotel se manifesta também no intenso contato com a natureza. São apenas 6 quartos e 11 vilas privativas, perdidos em uma imensidão de mais de 80.000m2 de área exclusiva no meio da Serra da Mantiqueira. Não se ouve barulho de carro motorizado em uma zona de pelo menos um quilômetro. A arquitetura segue esse padrão ao apresentar projetos singulares com pedras naturais, altas paredes de vidros e vigas de madeira de mais de 120 anos de idade. Nos arredores ainda pode ser encontrado um espaço para observar pássaros, já que a região conta com dezenas de espécies. Além disso, de todas as torneiras jorra-se água mineral puríssima.


O verdadeiro luxo oferece justamente aquilo que não se pode encontrar em mais nenhum lugar.

O verdadeiro luxo oferece justamente aquilo que não se pode encontrar em mais nenhum lugar. Não se trata de consumir exageradamente tudo que a indústria joga no mercado diariamente, mas, justamente, ter poder de escolha e priorizar aquilo que se sabe ser único. O Hotel Botanique, com seu novo conceito de hotelaria nacional, propõe justamente vivenciar momentos que não se vendem em nenhum outro lugar do mundo. Afinal, qual o preço de jantar com uma vista de 180º para a Mata Atlântica ou dormir em lençóis de 1000 fios bordados à mão? Termino com aquela frase de propaganda que já faz parte do nosso dia a dia: “certas coisas não têm preço”.

20

FOTOS MÁRIO RODRIGUES

O que mais chama a atenção é a escolha e valorização da brasilidade. Lá, tudo é Made in Brasil. E é justamente esse o encanto exclusivo. Há uma biblioteca com centenas de títulos nacionais, além de mobiliários criados por novos nomes do design brasileiro. As inúmeras obras de arte que também compõe o hotel nasceram bem aqui no nosso país para nos dar ainda mais orgulho. O Brasil é também toda a inspiração do Restaurante Mina, do cardápio à carta de vinhos que contempla o melhor da safra brasileira, inclusive com rótulos raros de se encontrar. Os ingredientes são colhidos da própria horta do hotel, das ervas ao azeite, dando ainda mais sabor à proposta de brasilidade.

“Nossa filosofia é baseada no ‘pós-luxo’.” Fernanda Ralston Semler, uma das proprietárias do Botanique


CURIOSIDADES

Blend de café - a carta de café foi desenvolvida especialmente para o hotel, com a melhor seleção de grãos nacionais. Perfume Botanique - um aroma exclusivo foi criado para o hotel que está presente tanto nos shampoos e sabonetes oferecidos quanto no ambiente. Com investimento de R$ 41 milhões, o empreendimento pertence a Ricardo e Fernanda Semler em parceria com os empresários americanos David Cole (fundador da AOL) e Gordon Roddick (responsável pela badalada marca de cosméticos The Body Shop). Os proprietários costumam afirmar que “não vendem hospedagem, mas experiências”.

SERVIÇO Rua Eídio Gonçalves da Silva, 4000 Bairro dos Mellos Campos do Jordão / SP Fone: (12) 3797.6877 www.botanique.com.br 


GENTE

TRANSPLANTE DE AMOR O TRABALHO SOLIDÁRIO DE LILIANE PERITORE EM BUSCA DE JUSTIÇA SOCIAL E MELHORES CONDIÇÕES PARA FAMILIARES E PACIENTES QUE NECESSITAM DE TRANSPLANTES POR MÔNICA TAVARES E NADEZHDA BEZERRA FOTOS ARQUIVO PESSOAL

ue Liliane Peritore é movida pelo amor quem a conhece já sabe, aliás, segundo ela, essa é a sua religião. Voluntária da ATMO Associação dos Amigos do Transplante da Medula Óssea, batalha diariamente por melhores condições para familiares e pacientes que necessitam de transplantes. O trabalho da ATMO passa por educação, conscientização, capacitação e políticas públicas, para envolvimento de toda a sociedade e governo na causa dos transplantes. O trabalho solidário entrou na vida de Liliane desde cedo. Esposa de militar, as mudanças constantes de cidade não permitiram dar vazão a sua profissão, então passou a se envolver com filantropia e voluntariado, criando projetos dentro do próprio Exército em vários estados brasileiros. O trabalho de entrega e justiça social renderam prêmios a Liliane, mas nada que a envaideça, pois seu grande mérito é ajudar o próximo.

24

Sua grande luta foi quando o marido, o então coronel Lincoln Moreira Viana desenvolveu câncer. Durante 5 anos Liliane lutou ao lado do marido, não só para vencer a doença, mas os entraves burocráticos de um dos melhores planos de saúde do país, o do Exército. Viúva, Liliane resolveu ajudar outras pessoas, apoiando na busca pelos seus direitos e as acalentando em sua dor. Apaixonada por viagens, a também aventureira Liliane Peritore encontrou no 2º marido a companhia perfeita para desbravar o mundo e continuar sua busca por um mundo de melhores condições de saúde e pessoas mais conscientes socialmente. Patrick, seu atual marido foi orientador de sua filha em um mestrado nos EUA e já a admirava por sua história de vida e quando a conheceu pessoalmente, não resistiu aos seus encantos, e como ela também não resistiu aos dele, hoje vivem um casamento feliz. A Social 1 entrevistou Liliane não só pela admiração ao seu trabalho, mas para que sua história incentive e motive cada vez mais pessoas a buscarem o trabalho voluntário e se tornarem doadoras.


25


O que a ATMO significa pra você hoje? Meu primeiro marido lutou contra o câncer durante cinco anos. Apesar de ter um seguro saúde do Ministério do Exército, um dos melhores do país, eu passei por situações dificílimas. Hoje quero ajudar os familiares de pacientes que não sabem seus direitos, não sabem tramitar dentro do labirinto que é o cuidado com o paciente em tratamento de doenças como o câncer. Por que esta entrega tão grande a pessoas que sequer você conhece? Em retribuição ao que recebi nos momentos difíceis de minha vida, pois é no desespero que uma mão amiga faz a diferença. Recebi muito apoio da minha família, dos amigos, da minha comunidade e de muitos, muitos estranhos. Nunca vou poder pagar a eles o que fizeram por mim, então os homenageio fazendo a mesma coisa para outras pessoas. Sou uma mulher privilegiada, tive duas vidas (dois casamentos) completamente diferentes e ambos maravilhosos, poucas pessoas podem dizer isso. Além de dois casamentos felizes, tenho dois filhos maravilhosos, tive meus pais que me ensinaram a ser solidária e tenho irmãos muito presentes na minha vida. Tudo isso me faz sentir que tanta felicidade não é para uma pessoa só e deve ser compartilhada; amor a gente passa adiante senão o coração “empedra.” Apesar de ter sido criada dento de uma família católica, hoje sigo apenas uma religião, a “religião da solidariedade”. Abraço todos os bons ensinamentos das religiões que conheci e tocaram o meu coração. Sou movida pelo AMOR e amo tudo que faço, sou determinada, perseverante, objetiva e disciplinada. Sabemos que seu marido é americano e que o começo foi bem inesperado. Conta como aconteceu essa história de amor internacional? Para falar de um marido americano tenho que falar do outro, brasileiro. Eu era viúva de um militar, carinhosamente conhecido na família e pelos amigos íntimos pelo apelido de “Amigão.” Era o Cel Lincoln Moreira Viana, que teve uma carreira brilhante dentro do Exército e era muito dedicado a família. Fomos casados 30 anos, fomos muito felizes juntos. Com ele aprendi muito sobre justiça, lealdade, verdade, amor e determinação.

Em Recife fiquei viúva, fui trabalhar como voluntária no CERVAC no Morro da Conceição por 2 anos. Na época, minha filha fazia mestrado nos EUA e fui visitá-la. Lá, conheci seu professor orientador de mestrado, Patrick Peritore. Patrick conhecia a minha história, era muito amigo de minha filha e sabia que o pai dela tinha tido câncer. Em três meses de namoro decidimos nossas vidas, nos casamos e passei a residir no EUA até que Patrick se aposentou e resolvemos vir morar no Brasil. O riso é um remédio? Porque a gente já sabe que você cultiva e espalha alegria. Posso contar um segredo? É “mal de família”, herdamos esse riso de meu pai que foi a pessoa mais feliz que conheci na vida. Meu pai dizia: se você for feliz com um copo de água você será feliz sempre, porque champanhe poucas vezes você tomará na vida. Aprendi a lição, sou feliz por abrir os olhos cada dia e sorrir faz parte de minha felicidade. Outro segredo? Espelhos! Coloquei até na minha cozinha um grande espelho, quando chego, se encontro minha secretaria de mau humor eu digo: “olhe no espelho você está envelhecendo com esse bico,” ela termina rindo. Todos na minha família têm esse sorriso. Elegância é uma palavra que não lhe falta. Qual o segredo de se manter assim tão em forma e jovem? Minha juventude é espiritual. Acredito piamente que meu segredo de juventude está: 1) não esconder os 61 anos que tenho, 2) praticar ioga,

26


3) ter uma preocupação alimentar, atualmente estou fazendo uma dieta com pouco carboidrato de ação antiinflamatória, não para perder peso mas para manter a saúde. Estou super satisfeita com a dieta, desde que comecei perdi 60% das celulites e sinto-me leve, disposta e com uma energia incrível, também ajudou muito com o meu reumatismo, reduziu bastante a medicação. Estou tão animada que estou inclusive preparando um site para publicar receitas que seguem a dieta, adoro fazer coisas novas. Por último devo minha saúde aos cuidados e atenção do meu médico Dr. Claudio Dias e minha geriatra Dra Zilda Cavalcanti. Muitos de nós temos aquele desejo interior de fazer e espalhar o bem na sociedade. Em sua opinião, o que precisa para a gente dar o primeiro passo? O mais importante não é o desejo, mas ação, o desejo pode ficar adormecido a ação nos da causa e efeito. Já dizia Chico Xavier, a caridade é o amor em movimento. Acredito que mais vale você agir errado do que ficar em cima do muro pensando que deseja ou deve fazer. Sendo assim AJA, pratique, ajude naquilo que você pode, naquilo que sabe e receba a retribuição de um sorriso. Amor, quanto mais a gente dá, mais a gente recebe.

Meu pai dizia: se você for feliz com um copo de água você será feliz sempre, porque champanhe poucas vezes você tomará na vida. Aprendi a lição, sou feliz por abrir os olhos cada dia e sorrir faz parte de minha felicidade. Liliane Peritore


CORPO & SAÚDE

YOGA mente sã, corpo são POR NADEZHDA BEZERRA FOTO NEWMAN HOMRICH

29


H

oje em dia lutamos contra o tempo, trânsito lento, pressão profissional e muito stress. Situações típicas dos tempos modernos, a solução pode estar em uma prática, ou melhor, filosofia de vida milenar do oriente: o Yoga. Diferente do que pensa a maioria dos ocidentais, o Yoga não é um tipo de atividade física, mas sim um sistema filosófico de autoconhecimento e liberação. Segundo obras sagradas da cultura Hindu como os Vedas, Upanishad, Bhagavad Gita e Yoga Sutras o Yoga tem pelo menos uns 6 mil anos e pelo Yoga Sutra de Patanjali significa “Yogas chitta vritti nirodha” ou seja a cessação das flutuações mentais. “Atingir o Yoga é ter a mente tranquila”, diz a professora Maristela Lupe, do Sádhana Núcleo Cultural de Yoga. E se você estranha o fato de estarmos usando o artigo definido masculino a explicação vem do fato de Yoga ser uma palavra com origem no Sânscrito, uma língua tão antiga quanto o latim. Em Sânscrito a palavra que termina em “a” é masculina, e tem mais, como se trata de uma língua sagrada, assim como o Hebraico, quando a gente expressa a palavra original ela traz em si uma vibração. Considerando a tradução para o português, dizer “a” Yoga também é possível.

CONEXÃO

Traduzindo para o português, o Yoga significa conexão, união consigo mesmo e com todos os seres. E nesse sentido o Yoga vê o corpo-mente como um único sistema, portanto o que vivemos no corpo é reflexo direto na mente e vice-versa, por isso a busca é pela harmonização de todo o ser de maneira integral.

“O Yoga é também uma forma prática de autoconhecimento e de desenvolvimento pessoal. E pode representar uma forma de crescimento, um caminho de aprofundamento da nossa capacidade de penetrar para dentro de nós mesmos, vivenciando cada vez mais nossa verdadeira identidade. Não é preciso acreditar em nada, mas apenas na sua própria existência. Temos que desenvolver reverência pela vida, e a cada respiração temos que estar cientes dessa Força Maior que nos move. Essa compreensão nasce do exercício de observar tranquilamente os fenômenos do Ser.” (Maristela Lupe) Por ser fruto de uma sociedade que reverenciava todos os elementos da natureza, como o Sol, a Lua, a Terra e animais, o Yoga pode e é considerado uma prática filosófica. Praticado e vivenciado por sábios, o Yoga foi codificado e sistematizado por Patanjali, que além de sábio era também cientista. Um dos principais textos do Yoga, “Yoga Sutra de Pantajali” descreve os 08 passos do Yoga:

31


CORPO & SAÚDE

- YAMAS (preceitos éticos com você mesmo); - NYAMAS (preceitos éticos com a sociedade); - ASANAS (posturas psicofísicas); - PRANAYAMA (controle rítmico da respiração); - PRATIAHARA (contenção dos sentidos); - DHARANA (concentração); - DHYANA (meditação); - SAMADHI (união do corpo, mente e alma com Deus)

MEDITAÇÃO Meditação e Yoga são coisas diferentes, porém afins e complementares, já que durante a prática de Hatha Yoga ( Há sol e Tha lua), cada praticante tem a oportunidade de vivenciar Ásanas (posturas psicofísicas que geram um novo condicionamento para o corpo e a partir dele para todas as partes do ser, como a mente e as emoções); Pranayamas que são o controle e a expansão do Prana (Energia Vital); Yoga-Nidrá (relaxamento) e finalmente, a prática de Dhyana (meditação).

32

Segundo Maristela Lupe, toda a aula deve ser conduzida de forma que o praticante seja levado a um estado de atenção plena (observar a respiração e as sensações) e, a partir disso, a meditação flui de forma espontânea. Praticar meditação sem preparar o corpo é como construir um edifício sem uma fundação bem estruturada.


AS VERTENTES E AS POSIÇÕES DO YOGA Apesar de o Yoga ser uma coisa só, há algumas vertentes que visam as aptidões e naturezas humanas. São linhagens desenvolvidas por Rishis (sábios), para alcançar uma determinada meta, de acordo com o momento da vida de cada um. Dessa forma temos como principais vertentes: 1. Karma Yoga - Busca o aperfeiçoamento através de ações desinteressadas. Fazer sem esperar nada em troca. 2. Jñana Yoga - Busca o aperfeiçoameto através do conhecimento. 3. Bhakti Yoga - Busca o aperfeiçoamento através da devoção. 4. Hatha Yoga - Busca o aperfeiçoamento através da saúde do corpo e da mente. Há muito mais vertentes, por isso é importante que quando você for procurar um local para a prática do Yoga procure saber qual é a vivenciada lá para saber se é o que você procura e precisa. Quanto às posições, são inúmeras e cada uma traz benefícios próprios. Algumas podem até parecer bem difíceis, mas com o tempo e a prática, desde que não se tenha restrições físicas, todos são capazes de realizá-las. Daniela Cunha, professora de Yoga desde 2008, explica que há várias linhagens e metodologias de ensino do Yoga e cada uma trabalha com posições específicas. Dentre as modalidades que se utilizam mais das posturas psicofísicas é comum a quase todas uma sequência de posturas denominada Surya Namaskar, ou Saudação ao Sol. É uma sequência de posturas que movimenta as principais partes do organismo, balanceando as principais glândulas e todos os chackras. Aumentando consideravelmente o nível de energia do organismo, sendo eficaz para auxiliar e combater casos de letargia e depressão.

Outros benefícios que podemos citar são: melhora na força e na flexibilidade, aumento da capacidade respiratória e cardíaca, melhora do sono, fortalecimento de todo o sistema nervoso, potencialização da imunidade. Temos ainda a ampliação do poder de concentração e da memória, alívio do estresse, desenvolvimento da força de vontade e conquista da paz interior. Ana Farache, jornalista, iniciou a prática do Yoga ainda nos anos 70, parou por um tempo e há 08 anos pratica diária e initerruptamente. “Acho que o Yoga tornou minha vida um pouco mais equilibrada, completa e plena. O Yoga abrange não apenas a parte física (os ásanas - posturas - são só um dos elementos que compõem o Yoga), mas, principalmente, nossa maneira de ver e agir no mundo, com seus preceitos, disciplinas e condutas de ação, como por exemplo, a não violência, a compaixão, a verdade, entre outros. Trata-se de uma filosofia muito antiga e sábia, que não é assimilada tão somente pelo intelecto. É um conhecimento que tem um resultado integral na minha vida, incluindo meu corpo, meus pensamentos, meus sentimentos, minhas ações e relações, ou seja, todo o meu ser.” A também jornalista Nathalia Duprat, praticou durante um bom tempo a Ashtanga, que trabalha ao mesmo tempo equilíbrio, concentração e força: “você sente que está desafiando a si mesma o tempo inteiro. Você simplesmente não pensa em mais nada a não ser naquilo que está fazendo, no controle do corpo e da mente.” Os benefícios estéticos também são percebidos na prática do Yoga, como emagrecimento e tonificação muscular, mas não devem ser tidos como objetivos da prática, alerta Daniela Cunha. Para as gestantes é importante saber que há modalidades específicas que auxiliam não só durante a gravidez, mas também no momento do parto, fazendo bem para a mamãe e para o bebê. Crianças e adolescentes também são beneficiados com a prática do Yoga ajudando a eles tanto no desenvolvimento intelectual quanto emocional.

OS BENEFÍCIOS Como dissemos anteriormente, a meta do Yoga é o autoconhecimento e a harmonização de todas as partes do Ser, assim sendo, temos benefícios para a mente e para o corpo. Os transtornos e doenças que se originam na mente podem ser tratados pelo Yoga, como complementação, uma vez que ele fortalece o mental ensinando os praticantes a serem mais observadores ao invés de reativos, abrindo espaço para os processos de cura e prevenção. 33


CORPO & SAÚDE

“A prática diária do Yoga vai transformar o Ser Integralmente, agindo de dentro para fora, de forma sutil , perene e tranquila, onde nada pode ser imposto e tudo brota de sua disciplina. O yoga é, sem dúvida, uma imensa dádiva oferecida ao mundo , de valor honestamente comprovado por todos os que praticam com sinceridade.” Maristela Lupe

A PRÁTICA A prática do Yoga não oferece restrição. Crianças, adultos e idosos podem e devem inserir o Yoga em sua vida, como prática e estilo. No oriente as crianças ainda bem pequenas já são iniciadas na prática, aqui no ocidente já começa um pouco mais tarde, mas sempre é tempo de começar pelos benefícios que serão alcançados. O importante é ter o conhecimento e a consciência do trabalho corporal e está acompanhado de um bom profissional. Roupas leves, confortáveis e que permitam movimentos de elasticidade e flexibilidade são as recomendadas. O ideal de frequência é a prática diária, mas nos tempos de hoje, com tantos compromissos, duas vezes por semana é viável e traz resultados. O melhor horário para a prática é pela manhã no intuito de ganhar energia e aumentar a vitalidade. A prática noturna deve ser suave para pacificar a mente e proporcionar um bom sono. O local deve ser limpo e tranquilo.

CONSULTORIA: Maristela Lupe, professora de Yoga Sádhana Núcleo de Yoga Daniela Cunha, professora de Yoga Prana Studio


CAPA

TANIA KHALILL Ela é encantadora e, como se não bastasse sua leveza, simplicidade e graciosidade nas telas, ela tem como desafio nos encantar com sua voz. Sim, segundo ela, é o que falta para torná- la mais completa como artista. Parceiro pra isso ela já tem, e dos bons. Casada com o cantor Jairzinho há 7 anos, o casal tem uma união e empatia singulares. Apegada à família e à vida simples, Tania começou no ballet e passou pela psicologia, profissão da mãe, antes de mergulhar de vez na carreira de atriz. Talvez esteja aí a explicação para uma composição tão complexa e profunda dos seus personagens. Segunda de 3 filhas do casal Emiliano Campos e Terezinha Calil Campos, Tania é expert em meninas, o que facilita o cargo de mãe de 2 filhas, concordam? Conheça um pouco mais da atriz que está deslumbrando o Brasil com a personagem Ayla, de Salve Jorge.

POR NADEZHDA BEZERRA FOTOS ANDRÉ NICOLAU

38


39


Acho que na vida só flui o que fazemos com muito amor, dedicação e coragem... Como surgiu a paixão pelo ballet? Comecei o ballet por achar lindo como toda menina de 6 anos, mas o negócio ficou sério (risos). Sou muito apaixonada pela dança, foi minha vida, meu sonho durante anos! Do ballet para a carreira de atriz. Foi difícil abrir mão de um pelo outro? De certa forma sim, mas tem uma continuidade também. Apesar de nunca ter exercido a profissão você se formou em psicologia. Por que esta escolha de estudo? Minha mãe Terezinha Calil, é uma excelente psicóloga e sempre a admirei muito, então cresci com esse encantamento pela área, que realmente é muito interessante e que tem a ver com o anseio do artista de pesquisar a alma humana, os sentimentos, os conflitos... Ou a arte de atuação é na verdade a maior fonte de estudo para a psicologia? Claro, estão interligadas em vários aspectos. Você é linda, bem sucedida na profissão e na vida pessoal. Existe segredo? Obrigada! Acho que na vida só flui o que fazemos com muito amor, dedicação e coragem... Faço da minha profissão uma grande alegria na minha vida e tenho muito respeito pelo que faço. E claro, a sorte, o DIVINO, são elementos determinantes.

Como é sua vida em família, o que costumam fazer para se divertir? As coisas simples... Estar junto é sempre uma diversão. Qual sua rotina de beleza? É adepta a cremes, massagens e coisas do gênero? Faço exercícios com frequência, me alimento bem e massagem quando possível! Hoje em dia as mulheres estão muito preocupadas com estética ao ponto de fazer inúmeras cirurgias como para colocação de próteses. O que você pensa disso? Sempre optei por tudo natural na minha vida, mas não sou contra nada! Como é a criação das suas filhas? O que faz para deixá-las preparadas para enfrentar dificuldades que a vida possa trazer? Como disse, o amor é a fonte de tudo, traz ponderação, compreensão, empatia. Elas são incríveis! Como é o Jairzinho pai e marido? É daqueles pais modernos que pegam na escola, botam pra dormir e ajudam na tarefa? Ele é um grande parceiro, somos um time. Jogamos juntos! Você acha que as mulheres hoje estão ocupando o espaço masculino inclusive nas coisas que elas julgavam como negativas no comportamento? Às vezes. Porém, temos que caminhar, sem perder a poesia, feminilidade, doçura, sensualidade, pois é fácil “passarmos o trator”.

41


Acredita que hoje em dia homens e mulheres estão meio perdidos nessa nova sociedade onde muitas funções se inverteram ou se moldaram? Perdidos, porém buscando se encontrar. Voltando ao Jairzinho... Ele já compôs para você? Opa! Várias vezes, que sorte né? (Risos) Como se conheceram? Ele cantou pra você? (risos) O conheci num show! Cantou claro... O que faz valer à pena na relação conjugal que te deixa feliz da escolha certa? A amizade, companheirismo, admiração e paixão! E sobre a carreira de atriz... De qual personagem guarda saudade? Ai de todos. Sou canceriana, adoro relembrar, sentir saudades. Todos, sem excluir nenhum, me transformaram como pessoa. Cinema, teatro, TV, algo mais que gostaria de buscar como atriz? Cantar, preciso aprender, será uma missão, (risos) mas vou encarar. O que acha de Ayla, sua atual personagem na novela Salve Jorge? Uma mocinha de personalidade ou uma romântica passiva? Não gosto de rotular, acho simplista. As pessoas são tantas coisas emaranhadas... a Ayla tem tradição, cultura, sonhos, típicos de uma mulher de aldeia, com costumes enraizados, isso a torna sonhadora, romântica, mas não menos decidida e corajosa por isso. Algo seu em Ayla? Muitas coisas e nenhuma!

Ser feliz, é...

Viver no presente.


LOOK AT

44


BIQUÍNI DE MODELO TOP MODEL ANA GEQUELIN SE TORNOU ESTILISTA E ESTÁ DANDO O QUE FALAR NAS AREIAS DAS PRAIAS BRASILEIRAS E INTERNACIONAIS. POR NADEZHDA BEZERRA FOTOS DIVULGAÇÃO

O que acontece quando uma linda modelo brasileira que viaja o mundo resolve trocar as passarelas pelo ateliê? Resposta: ela cria os mais belos modelos de biquíni. Ana Gequelin é uma top model que se tornou estilista e está dando o que falar nas areias das praias brasileiras e internacionais. Unindo o que aprendeu quando modelo à visão de mundo através de suas inúmeras viagens e por dentro do que as mulheres, daqui e de fora, querem quando o assunto é arrasar sob o sol. Ana Gequelin se tornou uma marca referência em beachwear de luxo. A criatividade e a sofisticação de suas criações fazem toda mulher pisar na areia como se estivesse em um grande desfile de moda.

45


LOOK AT

Por que você escolheu o segmento de beachwear? Tenho paixão pela paisagem das praias. O clima, as cores e a estação do sol sempre me trazem boas energias e boas lembranças. O mar renova e acalma. Criar a moda destes momentos me deixa completamente realizada. O que você considera ser o ponto forte de sua marca? Sem dúvida a exclusividade! Desde os pontos de venda que são escolhidos e selecionados com o que tem a ver com a marca: luxo, conforto e exclusividade, até a cliente final que é sempre a mulher feminina e poderosa. De onde vêm suas inspirações? Das viagens que faço. Cada lugar é uma fotografia, uma descoberta. Um canto de pedras, as conchas do mar, uma parede esculpida, enfim tudo que é marcante e me toca se transforma em coleção.

A CLIENTE FINAL QUE É SEMPRE A MULHER FEMININA E PODEROSA. 46


 NA MODA, NADA TEM MAIS A VER COM O BRASIL DO QUE O BIQUÍNI, A LEVEZA E FLUIDEZ DOS TECIDOS, ESTAMPAS COLORIDAS E A ALEGRIA DAS CORES.

O mercado de moda praia vem crescendo muito nos últimos tempos, na sua opinião, à que se deve isso? O Brasil está em alta e com um desenvolvimento em ascensão, devido a isso passa a ocupar seu espaço em vários segmentos e ser respeitado mundo a fora. Vivemos num país tropical, quente, de lindas e famosas praias. Na moda, nada tem mais a ver com o Brasil do que o biquíni, a leveza e fluidez dos tecidos, estampas coloridas e a alegria das cores. Fazemos a moda praia à frente de todos os países, somos a referência neste segmento desde sempre. Por isso fomos crescendo com a cara do Brasil, não tem concorrência, ou você já viu algum brasileiro comprar biquíni no exterior? Você costuma trabalhar com parcerias? Sim, desenvolvo uma linha de sapatos femininos para o site shoes4you.com.br e criei a coleção Speedo beach Spirit para a Speedo em 2013. Quais são as novidades da AG para a próxima estação? Vou criar a linha de sungas, todas estampadas e bem vivas. Diferentes das casuais. As estampas são criações em arabescos islâmicos muito coloridos e elegantes.

A coleção feminina AG Soul Verão 2014 em rendas revela a alma da AG em suas delicadas peças, as saídas de praia são longas e fluídas. Como você concilia o lado estilista ao modelo? Na profissão de modelo é mais fácil. Posso mudar a agenda e reestabelecer meus horários. Já a marca exige concentração diária. É como um filho que precisa de atenção e cuidados todos os dias. A modelo se adapta às condições da estilista! Como você enxerga a AG daqui a 10 anos? A maior empresa de beachwear brasileira e referência mundial. Na sua carreira, quem são seus grandes incentivadores? Meus pais, minha sogra e com certeza meu namorado que participa de cada projeto, incentiva, trabalha todas as possibilidades e é meu maior fã! Você pensa em lançar sua grife além do setor beachwear? Sim, com certeza! No futuro penso em criar uma linha de vestidos de festas, fluidos e elegantes com o DNA da AG.

47


MODA

Faça chuva ou faça sol HÁ TEMPOS ESSE ACESSÓRIO ENTROU DEFINITIVAMENTE NA LISTA DE INDISPENSÁVEIS PARA HOMENS E MULHERES. OS ÓCULOS DE SOL SÃO EXTREMAMENTE NECESSÁRIOS PARA PROTEGER NOSSOS OLHOS DA AÇÃO DOS RAIOS UV, QUE AGEM DURANTE OS 365 DIAS DO ANO E ATRAVESSAM AS NUVENS MESMO EM DIAS NUBLADOS, SEGUNDO A DRA NARA GALVÃO DO INSTITUTO DE OLHOS DO RECIFE - IOR. POR MÔNICA TAVARES FOTOS DAYVISON NUNES CONSULTORIA DRª NARA GALVÃO

48


Como a gente sabe que no Brasil a incidência dos raios de sol pouco varia durante todo o ano, os óculos são nossos parceiros nas quatro estações. Além do conforto contra a claridade, os óculos estarão protegendo contra esses raios nocivos, e que sabemos, se relacionam com catarata, pterígio e outras patologias oculares, além da proteção contra ventos e poeira, barrando a entrada de detritos que podem nos machucar. Tá bom, a gente sabe que eles fazem um bem danado a saúde, mas, vamos ser sinceras, a gente se importa muito também porque os óculos são potentes acessórios que nos deixam com a “cara da riqueza”. Eles são encontrados em todos os formatos, tamanhos e cores possíveis e, pode ter certeza, aquela marca que a gente ama vai ter uma coleção de óculos ultra-mega fashion disponível . Devemos ficar atentas, nada de comprar falsificações por aí ou em locais de procedência duvidosa. Segundo Dra. Nara, não existem lentes específicas para inverno ou verão, o que faz a diferença é ter ou não a proteção contra os raios UV. Inclusive, as lentes não precisam ser necessariamente coloridas para ter essa proteção, já que até as transparentes dos óculos de leitura podem vir com esse tratamento. E como inverno é a estação que nos leva a lugares fechados, como shoppings, por exemplo, o uso dos óculos escuros não é démodé, afinal mesmo neste ambiente, há incidência de raios UV, ainda que em menor intensidade, isso sem falar de pessoas que sentem incômodo na claridade. Como as opções são muitas, selecionamos um guia rápido para escolher o formato de óculos que mais combina com seu rosto.

ROSTO REDONDO

Lentes no sentido vertical, abaixando até as bochechas e com armações um pouco “duras”, de linhas verticais. As mais favoráveis são de forma ovalada, ligeiramente alargadas ou retangulares. Evitar formas redondas, pequenas e estilo “mariposa”.

ROSTO OVALADO OU LARGO

Para compensar um rosto mais largo, a armação deve “ampliar” o rosto. Formatos “mariposa” na parte superior e ovalado na inferior são indicados. Os rostos ovalados são ideais para óculos.

ROSTO QUADRADO

Suavize os traços angulosos de seu rosto com armações grandes, de formas ovaladas descendentes, formas mariposa ascendentes ou retangulares, que alargam o rosto, ou formas arredondadas. Evitar armações quadradas.

ROSTO TRIANGULAR

Bordas ligeiramente curvas, para equilibrar com a parte estreita do rosto. Linhas suaves e armações arredondadas, mas ligeiramente ovaladas. Sua lente ideal é a de linha fina pequena, nunca maior na parte de cima e mais estreita embaixo.

Agora, é só escolher entre os muitos modelos do mercado. Para o verão 2013, a aposta foi na volta dos espelhados. Como a moda é cíclica, eles voltaram cheio de charme e de personalidade. Pode usar o seu sem medo, pois Diesel e Blue Man, por exemplo, já autorizaram nos seus últimos desfiles. Se quiser ousar anda mais, escolha as lentes coloridas (amarelo alaranjado e verde-esmeralda) e furta cor. Você não vai passar despercebida! Para o inverno 2013 que já está a nossa porta, podemos dizer que estamos muito bem acompanhados, pois, a inspiração forte é justamente nos inesquecíveis John Lennon e Janis Joplin, com seus óculos que se tornaram marca registrada de uma geração. Mais uma vez a tendência é retrô, resgatando especialmente as décadas de 60 e 70. Armações redondas com os clássicos aros finos, ou os aros grossos e coloridos são o must have da estação. Em relação à cor, pode ir de bordô, o tom do inverno 2013. Antes de escolher o modelo, fique atenta a mais uma dica da Dra. Nara Galvão: “É importante que a escolha dos óculos seja por um produto com especificações dentro das recomendações de proteção, estabelecida através de estudos, que é de no mínimo 380 nanômetros. Isso é verificado com um aparelho específico para tal e que encontramos, normalmente, em lojas confiáveis do ramo e com garantia de procedência de seus produtos. Além disso, óculos adequados ao formato do rosto e, principalmente, confortáveis. Claro que se forem bonitos, ainda melhor.” Agora é só escolher o seu. Serviço: Avvistare Av. conselheiro Aguiar, 322, Boa Viagem - 30332345 www.avvistare.com.br

51


テ田ulos Dolce & Gabbana Modelo Aviador *

テ田ulos Dolce & Gabbana テ田ulos Swarovski

*

*

53


MODA

テ田ulos JustCavalli Modelos wild *

54


テ田ulos Prada Dolce & Gabbana *

*

55


MODA

テ田ulos Swarovski

56

*Preテァos sob consulta


MODA

COM UM ESTILO ARROJADO E CHIC, ANDREA ACIOLLY PRIMA PELO CONFORTO E USO DE PEÇAS CLÁSSICAS E MUITO FEMININAS PARA ANDAR BEM EM DIVERSAS OCASIÕES O DIA TODO. CHIC E ATEMPORAL, NÃO DEIXANDO DE LADO AS INTERFERÊNCIAS FASHION, ELA VAI DE UM LOOK LEVE PARA O TRABALHO, PASSANDO POR ALGO DESPOJADO PARA RELAXAR ATÉ UMA PRODUÇÃO GLAM ROCK PRA CAIR NA BALADA E ARRASAR. FOTOS NEWMAN HOMRICH POR JÚLIA SALGUEIRO

58


59


MODA

Vestido Forum R$ 1.338 Sandรกlia FYI para ADOM R$ 230

60


manhรฃ leve

Regata FYI para ADOM R$ 153 Calรงa Forum preรงo sob consulta Cinto Forum preรงo sob consulta Sapato Schutz R$ 340 Bolsa Schutz R$ 490 Pulseira R$ 196

61


MODA

Blusa FYI para ADOM R$ 176 Short John John em couro vermelho R$ 858 Sandรกlia FYI para ADOM R$ 439 Clutch animal print Schutz R$ 469

62


Blusa FYI para ADOM R$ 251 Short jeans para ADOM R$ 251 Sapato Schutz R$ 290

tarde descontraĂ­da 63


MODA Blusa John John R$ 258 Short FYI para Adom R$ 151 Bolsa Carmen Steffens preta R$ 399,90 Sandรกlia preta Schutz R$ 470

64


Vestido de paetĂŞ John John R$ 458 Jaqueta de couro John John R$ 498 Sapato Schutz R$ 300

noite rocker 65


MUST HAVE

AS JOIAS DA NATUREZA POR NADEZHDA BEZERRA

As mulheres sempre adoraram adereços. Desde a Grécia Antiga ao Egito de Cleópatra, os adornos fizeram parte das vestimentas e vaidade feminina. Desde produtos naturais a metais mais nobres e pedras preciosas. As joias há muito tempo são objeto de desejo e um dos melhores presentes que se pode dar a uma mulher.

66


MUST HAVE

Na linha da sustentabilidade, preservação ambiental, resgate e valorização das nossas riquezas ecológicas surgiram as biojoias. As biojoias são assim chamadas por usarem como matérias-primas vegetais e minerais encontrados em abundância na natureza, como conchas, sementes, fibras, cascas, madeiras, pedras entre outros. Esses materiais podem ou não receber a adição de ouro, prata ou bronze. As biojoias são a união entre beleza, sofisticação, rentabilidade e respeito à natureza além de um convite irrecusável à criatividade. O Brasil é solo fértil para a produção desse material tanto pela nossa biodiversidade como pela qualidade artística e inventiva de nossos designers, além da tecnologia. E é aí que residem as diferenças entre o que chamamos de biojoia e o que chamamos de artesanato. Apesar do uso da mesma matéria-prima e do grande potencial criativo de artesãos e designers, estes últimos têm variadas técnicas e background que permitem um diferencial conceitual, tornando seu produto final uma joia.

Para permitir mais beleza, sofisticação e duração às biojoias, a matéria-prima utilizada na sua base recebe tratamento especial para evitar o desgaste natural e comum a materiais orgânicos, como mofo e umidade. Alguns materiais utilizados na fabricação de biojóias:

Sementes de Jatobá Sementes de Jarina Capim dourado Couro de Tilápia Fibra de Bananeira Geodos Sodalitas Jasper Anel banhado a ouro com folha de goiaba

68


O SEGREDO DO SUCESSO

Para quem produz, comercializa e usa biojoias, o segredo de tanto sucesso, não só no Brasil, mas principalmente

BIOJOIA PERNAMBUCANA O Brasil todo entrou na moda da biojoia, e Pernambuco, celeiro de grandes talentos, não ficaria de fora. A Design Ecológico, da designer Silvia Motta, há 12 anos produz biojoias a partir de elementos da natureza como folhas, flores, sementes e fibras que recebem como acabamento um banho de ouro ou prata.

lá fora, se dá pela inovação no design, na exploração de materiais orgânicos e diferenciados e pelo conceito de resgate e valorização cultural, do país como um todo, mas regionalmente também, já que cada região oferece matériaprima específica de acordo com seus aspectos geográficos próprios. A questão da sustentabilidade é outro ponto forte na escolha de uma biojoia. Além do uso do que já existe em fartura na natureza, a aquisição desse material de comunidades indígenas, ONGs e outras instituições e comunidades organizadas permite a essa parte da população brasileira um sustento consciente e digno.

As técnicas de preservação da matéria-prima A técnica utilizada por Sílvia é o banho de prata e/ou ouro em folhas, sementes entre outras. “Unimos a diversidade da natureza à energia do metal para a criação de peças personalizadas, pois cada biojoia é produzida a partir de matéria-prima única”, reforça Silvia Motta, que já participou de feiras de jóias em várias cidades do Brasil. A designer é responsável pela criação de tiaras, brincos, colares, braceletes e acessórios em geral, que são confeccionados artesanalmente com traços marcantes de originalidade e criatividade. Uma de suas tiaras inclusive foi utilizada pela personagem de Cristiane Torloni na novela Fina Estampa.

Silvia Motta usa maxi colar de Pinheiro banhado a prata

“Primeiro a natureza fez crescer árvores e plantas, depois fez cair suas folhas. Então, eu as recriei e dei a elas o brilho e designer que faltava.” Silvia Motta

Silvia é uma amante da natureza e desde cedo pesquisa sobre plantas mantendo um jardim florido em cada lugar onde já morou. Como trabalhava com galvanoplastia, técnica para eternizar objetos afetivos, como sapatinhos de bebês e bouquets de casamentos, ela uniu o conhecimento técnico com a paixão pelas plantas e começou a fazer experiências para eternizar sementes, flores, plantas e frutos. E a experiência deu tão certo que criou a Design Ecológico Biojoias, sendo vencedora de vários prêmios como o PE Design. A produção da Design Ecológico é estimada em 700 peças por mês, desenvolvidas de forma não poluente e sustentável, como manda a regra da biojoia. Silvia Motta leva para suas criações a beleza e a singularidade da flora tropical brasileira, assim temos entre as folhas mais utilizadas nas suas peças a goiabeira, avenca, arruda, salsão e alecrim. Acreditando na energia das plantas Silvia, a que mais costuma utilizar é a folha de Arruda, pois segundo ela “tem o poder de atrair bons fluidos a todas as pessoas que estejam utilizando o mimo”. Pulseiras feitas com folhas de palmeira banhadas a ouro rosé, prata e ouro

69


PARA ALÉM DE PERNAMBUCO Com o crescimento do negócio e o aumento na demanda de produção das biojoias, Silvia Motta já está programando a exportação de suas peças para países da América Latina, Europa e América do Norte. Mais uma prova de que as biojoias não são uma moda passageira, mas uma realidade permanente que une vaidade, sofisticação e design ambientalmente responsável.

SERVIÇO Design Ecológico Biojoias Endereços:

Rua

João

Tude de Melo, 77 - Loja 30 Shopping

Parnamirim

e

quiosques nos Shoppings Recife, Plaza e RioMar.

Acessório para cabelo feita com folha de Pinheiro

Pinhão roxo banhados a ouro e prata


LUXO

ATRIZES DE HOLLYWOOD DESCOBREM OS TESOUROS QUE SÃO AS JOIAS BRASILEIRAS E AS USAM DURANTE PREMIAÇÕES DA MÚSICA E CINEMA AMERICANO. POR MARINA NOBRE FOTOS DIVULGAÇÃO

Naomie Harris

A atriz inglesa Naomie Harris, atual Bond Girl em 007, compareceu ao Oscar 2013 vestindo um par de brincos Primavera Avignon de ouro amarelo e cristais de rocha e um bracelete Sunrise de ouro amarelo com citrinos amarelos. Ambos da H. Stern. Preços sob consulta.

72


Kelly Osbourne A apresentadora Kelly Osbourne exibiu bracelete e brincos de peninhas de ouro amarelo da coleção Purãngaw H.Stern. Preços sob consulta.

Grammy

Em pleno domingo de fevereiro, aconteceu a 55a. edição do Annual Grammy Awards em Los Angeles e as joias H.Stern que desfilaram pelo tapete vermelho não passaram despercebidas. Três celebridades internacionais escolheram belas joias de coleções bem conhecidas para compor seus looks.

73


LUXO

Carly Rae Jepsen A cantora Carly Rae Jepsen usou o anel Nazareth de ouro amarelo da coleção Grupo Corpo

Nicole Richie A estrela Nicole Richie preferiu brincos e anel de ouro rosé com diamantes negros e brancos da coleção Ancient Americae 74


REPORTAGEM

GERAÇÃO CONECTADA

AS REDES SOCIAIS NO COTIDIANO POR SERGIO MENDONÇA

uem nunca pegou o telefone celular no meio de uma reunião de trabalho para dar uma espiada no Facebook? Quem nunca, no trânsito, foi conferir a caixa de e-mail enquanto o sinal ainda estava vermelho? Quem nunca tuitou em sala de aula na hora em que o professor se virou para escrever no quadro? Pois é, quem nunca? Em tempos de smartphones, estar conectado o dia inteiro tem sido a tentação moderna, que faz qualquer lapso de tempo parecer o momento ideal para entrar em contato com alguém. As redes sociais não são uma novidade tecnológica, elas sempre existiram e são a base da humanidade. Quando você encontra amigos num bar, passa o domingo com a família na casa dos avós ou mesmo ao frequentar a sua igreja, você está dentro de sua rede de relacionamentos, sua rede social. Pois é, o fenômeno é natural e faz parte da sua vida tanto quanto se alimentar. A grande mudança ocorre porque, hoje em dia, é possível “eliminar o lugar”, ou melhor, torná-lo virtual. É possível nos relacionarmos com pessoas próximas em diversas situações sem estarmos na presença um do outro.

76

Essa história de chegar em casa para poder se conectar à rede e saber o que está acontecendo no mundo não faz o menor sentido hoje em dia. A vibe agora é estar 24h por dia disponível para um bate-papo, curtir uma foto, dividir um pensamento. Mas se isso tudo é uma mudança visível de comportamento, é também de tecnologia. O telefone celular dando vez ao smartphone é também a voz dando lugar ao teclado. Falar tem se tornado menos essencial do que teclar. A administradora Vanessa Tavares, 28 anos, que trabalha com comércio exterior em uma multinacional, é uma heavy user dos telefones inteligentes. “O smarthphone mudou o quesito comunicação na minha vida e com certeza na de muita gente. Eu o considero essencial. Faço muitas coisas todos os dias: e-mails, redes sociais, movimentar minha conta no banco, ler as notícias do dia, pesquisar sobre aquele restaurante legal e etc.”, conta. Para ela, o aparelho se integrou definitivamente em sua vida: “Troco mais mensagens do que faço ligações. E faço isso porque acho muito mais simples, gasta menos tempo. Às vezes você só quer perguntar algo tão simples como ‘Oi, vamos almoçar juntos hoje?’ e aí a pessoa responde ‘Sim,

FOTO SHUTTERSTOCK

A QUALQUER HORA E EM QUALQUER LUGAR, ESTAR CONECTADO FULL TIME E ACESSAR SITES DE RELACIONAMENTO É O COMPORTAMENTO BÁSICO DA NOVA GERAÇÃO.


77


REPORTAGEM

AS PESSOAS AINDA ESTÃO DISPOSTAS A RESUMIR SEUS PENSAMENTOS EM ATÉ 140 CARACTERES. chego aí às 12h20.’ Precisa mesmo ligar, esperar a pessoa atender, iniciar uma conversa que provavelmente não seriam apenas duas frases como essas? Não é que a ligação seja dispensável, mas por vezes ela não é necessária.”, completa Vanessa. O comportamento online aponta diretamente para as mídias sociais. O Facebook parece que abocanhou esse filão, dando a entender que não há lugar mais para outros sites de relacionamento. Que diga o Orkut, a mídia social preferida dos brasileiros num passado nem tanto distante. Mas para muitos, o Face (apelido carinhoso dado pelos brazucas) não é só falar com os amigos e curtir e compartilhar. É também se informar sobre o que está acontecendo no mundo, participar de promoções, desejar feliz aniversário, criar eventos que de fato acontecerão (e chamar os amigos), reencontrar amigos de infância e tantas outras reinvenções que acontecem a cada dia. Isso sem falar no ativismo social, que cada vez mais invade a rede e ameaça até quem está no poder. Há até relatos de idosos que entram na rede para diminuir a sensação de solidão (para eles é tudo novidade, mas para os adolescentes, companhia não quer dizer estar necessariamente no mesmo espaço físico na mesma hora, não é?). Mas nem só de Facebook vivem as mídias sociais. O Twitter, que não é mais o mesmo, ainda dá o ar da graça pelo mundo. As pessoas ainda estão dispostas a resumir seus pensamentos em até 140 caracteres. E quem está bombando cada vez mais é o Instagram, rede de compartilhamento de fotografias, em que é possível ser um pouquinho “artista” usando os filtros de efeito do aplicativo. A era do audiovisual torna tudo cada vez mais fácil e acessível, abrindo espaço para fotos e vídeos pessoais, de repente, se tornarem populares na internet. Não dá para pensar também em mídias sociais como algo para o tempo ocioso. Elas estão longe de ser só isso. É quase

certeza que você já se enfureceu com algum produto que deu defeito o serviço que foi mal prestado e saiu correndo para a frente do computador (ou usou seu smartphone na mesma hora) para botar a boca no trombone nas mídias sociais. Sua rede de contatos ficou sabendo do seu problema instantaneamente, e talvez até quem lhe causou transtorno tenha aparecido para tentar resolvê-lo. As mídias sociais não são apenas redes de relacionamento entre pessoas, mas também entre pessoas, empresas e marcas. Sua utilidade vai além do curtir e compartilhar, podendo se tornar uma excelente ferramenta de atendimento ao consumidor. E nós já entendemos isso! Quem concorda com a centralidade das mídias sociais na vida cotidiana são os profissionais desta área. Jeoás Farias, sóciofundador da EuConecto, companhia que trabalha conteúdo e relacionamento nesse universo, acredita que “O importante e fundamental é estar falando para muitas pessoas ao mesmo tempo. Já é quase um vício para quem usa. Só não é hábito para quem não usa”. Mas também vem o alerta. O perigo da super exposição ronda os sites de relacionamento. “Uma coisa que vai haver é uma grande mudança na segurança do que se posta. O cuidado com a privacidade vai ser mais bem discutido e mudado nas postagens”, acrescenta Jeoás. Mas, perigos à parte, a sua caixa de e-mail continuará infestada de convites para participar de outros sites de relacionamento. Então, o que não vai mudar mesmo é a necessidade de nos “aproximarmos” cada vez mais no espaço virtual. E ao que parece temos lidado bem com isso. Ao desligar o despertador do celular e aproveitar para dar uma olhadinha no mural (você já fez isso, confesse!) já faz parte do nosso ritual diário de “circular” pelas mídias sociais. O mundo está acontecendo lá fora, mas não precisamos esperar até chegar lá para ficarmos sabendo, não é?


ARQUITETURA

80


Luxo sobre Pedra POR NADEZHDA BEZERRA

O RÚSTICO E O SOFISTICADO SE ENCONTRAM NO HOTEL FASANO LAS PIEDRAS, NESSE INCRÍVEL PROJETO ARQUITETÔNICO QUE TRAZ A ASSINATURA DE ISAY WEINFELD NA ZONA RURAL DE PUNTA DEL ESTE Punta Del Leste é um dos balneários preferidos de argentinos e uruguaios que sabem viver bem a vida e curtir tudo o que o dinheiro pode comprar. De olho nas possibilidades e nos brasileiros que já começavam a invadir o país vizinho, o grupo Fasano inaugurou em 2010 a sua primeira filial internacional: Fasano de Las Piedras.

CONTRASTES E MISTURAS Punta Del Leste é um lugar onde tudo se mistura e todos encontram o que querem. Localizada em uma estreita faixa de areia entre o Atlântico e o Rio da Prata, a apenas 01 hora da capital Montevidéu, Punta, como é chamada, tem belas praias e paisagens que a cada ano encantam e atraem mais turistas. As praias atendem a todos os gostos, vão desde mar calmo ideal para crianças, até águas mais agitadas para prática de esportes aquáticos. E para quem quer ir além das praias não faltam boates, calçadões com bares e muitos centros de compras e diversão.

81


Isay Weinfeld O restaurante ocupa completamente uma das alas do prédio em forma de U, com mesas tanto no salão, como na varanda esta última aberta para um pequeno pátio

Arquitetos: Isay Weinfeld Ano: 2010 Área construída: 43.000,00 m² Tipo de projeto: Hotéis Status:Construído Materialidade: Concreto e Madeira Estrutura: Concreto e Pedra Localização: Punta del Este,

O HOTEL O Fasano de Las Piedras está no ponto mais alto de La Barra, com praia privada às margens do rio Maldonado e uma das mais belas vistas do pôr-do-sol da costa do país.

Uruguai Implantação no terreno: Isolado www.laspiedrasfasano.com T: +598 42 670 000 F: +598 42 670 707 E: puntadeleste@fasano.com.br

O projeto arquitetônico é de Isay Weinfeld que preservou boa parte da estrutura residencial anterior onde o proprietário utilizou das pedras locais para erguer sua casa que hoje é a recepção e restaurante do hotel. O rústico dá o tom da arquitetura e decoração dos 32 bangalôs, todas com terraços com vistas privilegiadas para os 480 hectares de paisagens de tirar o fôlego. Dos 32 bangalôs, 22 são do tipo Deluxe e 10 Suítes. Nas duas opções as camas são king-size com lençóis de algodão egípcio com 300 fios, travesseiros e duvets de plumas de ganso, bar com jogo de chá, entre outros mimos. E para quem não quer mergulhar em águas salgadas, a piscina do Las Piedras é bem convidativa instalada na parte mais alta do terreno em uma depressão natural entre as pedras. O hotel oferece ainda Spa com salas de tratamento, sauna seca e úmida, piscina e suíte privativa.

82

E como não poderia deixar de ser, o hotel oferece um restaurante na qualidade e conceito Fasano já conhecido pelos apreciadores da boa gastronomia. O ambiente combina a informalidade de uma trattoria italiana com o charme campestre de Punta e oferece Buffet de saladas aos domingos. 


Do rústico ao sofisticado Bungalow deluxe (60m2) - · Cama de king-size (ou 2 camas twin), · Área de estar com sofá, · Varanda, · Mesa de jantar, · Televisor LCD de 42”, · Canais de TV a cabo, · CD/DVD player, · iPod & iPhone dock, · Workstation, · Três linhas de telefone, · Acesso à internet wi-fi banda larga, · Ar condicionado e aquecedor, · Mini bar com jogo de chá, · Máquina de café espresso, · Banheiro em limestone com Box, · Bidet Bungalow suíte (100m2) - · Quarto com cama de casal king-size, · Sala de estar com sofá, · Ampla varanda, · Mesa de jantar para duas pessoas, · Dois televisores LCD de 42” e 32”, · iPod & iPhone dock, · Workstation, · Quatro linhas de telefone, · Acesso à internet wi-fi banda larga, · Ar condicionado e aquecedor, · Mini bar com jogo de chá, · Máquina de café espresso, · Banheiro em limestone com Box, · Banheira de imersão, · Bidet


GOING TO

BERLIM reinventada FOTO DIVULGAÇÃO

A CIDADE QUE UM DIA FOI DIVIDIDA POR UM MURO SE TRANSFORMA A CADA DIA NUM DOS CENTROS URBANOS MAIS ADMIRADOS DA EUROPA. POR SERGIO MENDONÇA

84


A Berlim do Futuro

Se todas as cidades têm que conviver com a sua própria história, com Berlim o episódio que marca sua identidade é o da divisão pelo muro da vergonha, que seccionou a vida dos cidadãos por quase três décadas. É praticamente automático pensarmos nesse episódio ao lembrarmos da cidade. Mas a Berlim de hoje não é nem sombra daquela que simbolizava a luta territorial da Guerra Fria. Cercada de guindastes que reerguem sua paisagem urbana, a capital alemã renasce como um das cidades mais surpreendentes do mundo.

85


GOING TO Em todos os aspectos, Berlim encanta. Ela soube se reinventar e conviver com o trauma do muro, mesmo sem se esquecer das feridas causadas pela separação. Se antes a divisão imperava, hoje é a comunhão de pessoas, espaços e culturas quem dá as cartas por lá. O centro da cidade fervilha de pessoas em busca de redescobrir os encantos de Berlim. E para começar, por que não pela East Side Gallery, no lado oriental da cidade, que reúne painéis de artistas plásticos pintados diretamente na ruína do muro, em sua face leste? Criadas de forma espontânea, são centenas de pinturas que estendem por 1300 metros de pura arte contestatória. Uma memória acesa do passado recente retratada por artistas de todo o mundo. A queda do muro revelou espaços intocados por arquitetos e urbanistas, dando alternativas para a reinvenção de Berlim. O lugar que era antes a Terra de Ninguém intercalado entre a muralha do lado leste e a do oeste viu ressurgir o agito urbano do começo do século. A Potsdamer Platz foi o maior projeto urbanístico da Europa na década de 1990. Ali, onde o nada jazia por 28 anos, foram erguidos prédios comerciais, restaurantes e praças que deram vida e badalação ao local. É lá que acontecem as grandes festas públicas da cidade, como o réveillon e comemorações. Um dos mais belos atrativos da Potsdamer Platz é o moderno Sony Center, um complexo de entretenimento com lojas, restaurantes, hotéis, salas de conferências e cinemas, onde acontecem as disputadíssimas premieres dos filmes americanos, com a presença de astros e estrelas de Hollywood. Na recente estreia de Django Livre, estiveram por lá Quentin Tarantino, Jamie Foxx, Christoph Waltz, Samuel L. Jackson e Kerry Washington (só faltou mesmo Leonardo DiCaprio). Nas salas de cinema, com amplas poltronas e tela iMax, você pode desfrutar do filme saboreando uma típica cerveja alemã, numa experiência singular. Nos arredores da Potsdamer Platz se localizam algumas das principais atrações para os amantes da boa música: a Filarmônica de Berlim. A orquestra é considerada uma das melhores do mundo, com músicos de altíssimo nível. Regida atualmente pelo maestro inglês Sir Simon Rattle, a Filarmônica já esteve sob a batuta do italiano Claudio Abaddo e do lendário Herbert von Karajan, que comandou a casa por trinta e cinco anos e a elevou ao patamar das grandes da música erudita. O prédio da Filarmônica, além de ser arquitetonicamente impressionante, tem atrações musicais quase que diárias, com convidados de todas as partes do mundo, além dos concertos de gala em datas especiais. A Filarmônica de Berlim é, sem dúvida, uma das atrações pulsantes da cidade, valendo muito a pena visitá-la a qualquer época do ano. Fica a dica. 86

BUNDENSTAG O parlamento Da música para a política, a mesma região da cidade abriga dois pontos essenciais de sua identidade. O Bundenstag (Parlamento) é o símbolo máximo da perseverança do povo alemão. O prédio secular foi construído em louvor aos quatro reis germânicos da Bavária, Saxônia, Prússia e Württemberg e deu lugar à representação maior da democracia do país, onde são tomadas as decisões mais importantes para o seu povo. E o Portão de Brandenburgo é marco principal da reunificação alemã, em 1990. O imponente portal, que ficou encarcerado pelo muro, é a porta de entrada do cosmopolitanismo dos alemães.


FOTO RICCARDO ROSSO

O ANTIGO E O MODERNO O Parlamento, a representação maior da democracia do país, onde são tomadas as decisões mais importantes para o seu povo.

87


GOING TO

São seis andares de produtos finíssimos estampados com as melhores marcas do mundo.

88

Mas nem só de história vive Berlim. A capital da Alemanha é também lugar para compras de luxo. As principais marcas do fashion design estão presentes na cidade. No andar térreo da imponente galeria KaDeWe (aberta no começo do século vinte), encontra-se uma alameda onde se pode comprar a última coleção das bolsas da Hermès, alguma peça ou acessório da Fendi ou quem sabe um estiloso relógio Rolex. São seis andares de produtos finíssimos estampados com as melhores marcas do mundo. Mas para quem prefere as compras outdoor pode se deleitar na Friedrichstrasse, o endereço das grandes grifes, um corredor ao ar livre com aroma de Armani, Hugo Boss, Gucci, Dior, Burberry, Prada e Dolci & Gabbana e tantos outros. Vale também uma passada na Kurfürstendamm, mais conhecida localmente como Ku’damm, uma das avenidas mais famosas de Berlim, com seus 3,5 km de lojas, restaurantes e atrações.

Deleite-se na Friedrichstrasse, o endereço das grandes grifes, um corredor ao ar livre com aroma de sofisticação.


GOING TO

Para os amantes de viagens e apreciadores de experiências completas em qualquer lugar do mundo, Berlim também oferece algo de altíssimo padrão em hospedagem e em gastronomia. Não é difícil encontrar na cidade hotéis diferenciados, em que os hóspedes se sintam tão à vontade como em suas casas. A era dos hotéis design já chegou por lá e regala os visitantes com espaços meticulosamente planejados, algo que vai além da estadia tradicional. Nada daquela sensação de déjà vu que temos ao entrar em hotéis de bandeiras, mas, bem diferente disso, ser aguardado, no Alma Schlosshote, por um quarto ou ambiente com a assinatura de Karl Lagerfeld.

Mas a contemporaneidade também está presente nos restaurantes berlinenses. A prova de uma experiência sensorial única de Berlim é o unsicht-Bar, um dark restaurant. Isso mesmo, um restaurante sem luz, “100% escuro como um corvo”, como eles mesmos dizem. Durante duas horas, você vai estar em uma viagem sem precedentes pelos seus sentidos. Em um mundo dominado pela informação visual, ser posto em um ambiente totalmente noir, em que os garçons são deficientes visuais, aguça a imaginação e expande os prazeres. Nem uma fagulha de luz é permitida. No unsicht-Bar, mais do que pronto para comer, você estará pronto para saborear, cheirar, sentir e ouvir.

Para comer, não é diferente. Berlim oferece o que há de mais fino na gastronomia mundial. Multicultural por essência, a cidade entrou definitivamente na rota dos grandes chefes. Que tal, por exemplo, jantar no restaurante que teve com habitué Wilhelm II, o último kaiser da Alemanha? Pois é, o Kaiseraal oferece esse ambiente, com uma refinada carta de vinhos, comida típica alemã e uma decoração que nos transporta para a época em que o kaiser recebia seus convidados de honra.

É possível também unir experiência gastronômica com baladas. Aliás, Berlim, que muito bem encarna o cosmopolitanismo europeu, é uma cidade única no mundo para se aproveitar a noite. O Oxymoron reúne restaurante, bar e discoteca em um ambiente decorado a la anos 1920, onde se pode, após um refinado jantar, aproveitar-se as festas temáticas que acontecem por lá, além da pista de dança e da diversidade de coquetéis. Sem dúvida, um dos locais mais procurados de Berlim. Tudo isso são só palavras. O que vale mesmo é experimentar. Estar em Berlim é entrar num portal da história ocidental contemporânea que vem se transformando a cada movimento de tendência da sociedade. Só mesmo estando lá para ver, ouvir e sentir.

90

FOTO RICCARDO ROSSO

FOTO DIVULGAÇÃO

Oxymoron


EU FUI Por Marina Motta

Jantamos todos ao redor de uma fogueira um delicioso churrasco de carne de impala, apesar de exótico, assumo que estava bem gostoso. No entanto, antes de dormir, como a Márcia quase não tinha comido, ela disse que estava com fome e eu disse que achava que tinha um sanduíche de queijo na bolsa, mas foi aí que, no meio da savana africana, em uma tenda e com uma lanterna na mão Márcia disse que sua fome era grande, mas que ela estava com vontade de comer queijo brie com geléia de damasco, pode? Quase morri de rir! Fotos Arquivo Pesoal

ÁFRICA DO SUL com Marina Motta

telefonar para o aeroporto e avisar que só estaríamos de volta a Johannesburgo em 48 horas, pois, ainda ficaríamos por dois dias ali então, depois de muita novela, todos acabaram emprestando alguma coisa para a Márcia, mas ela não ficou muito feliz com o ocorrido. Viagem é assim mesmo, podem acontecer imprevistos, fazer o que né?

Recentemente, passei 15 dias viajando pela costa sul-africana e tive a oportunidade de conhecer este país de contrastes, belezas naturais e de muita energia positiva. Minhas expectativas, confesso, não eram das melhores, havia ouvido falar que se tratava de um país perigoso, com resquícios de uma segregação racial e problemas de violência. No entanto, quando a minha amiga Márcia me ligou de São Paulo dizendo: “Semana que vem vou para a África do Sul, vamos?” Quando respondi que queria ir, mas que queria saber mais da viagem, ela me falou:”Má, não dá tempo de te explicar, mas vai ser muito legal, estamos em um grupo de 10 pessoas, toma a vacina de febre amarela que já vou confirmar o seu lugar” Então tá! Como não deu nem tempo de sentir frio na barriga, quando me dei conta, já estava sentada no avião da South African Airlines rumo a Johannesburgo. Chegando a Johannesburgo, seguimos de van para a nossa primeira parada: Acampamento no Krueger Park. Ao chegar na reserva, o responsável nos entregou um termo para assinarmos. Todos estavam exaustos e simplesmente assinaram, pois queriam ir logo para as suas tendas e descansar um pouco. Eu, como sempre, inventei de ler antes de assinar e depois me perguntei se foi a melhor coisa a fazer! Explico, o documento dizia nas mais claras palavras que: estávamos dentro de uma reserva de animais selvagens e se fossemos atacados ou comidos por um meigo leão ou um simpático tigre, tudo bem, não era responsabilidade do camping afinal, quem mandou a gente se meter ali certo? Minha amiga Márcia começou a ficar com uma pontinha de arrependimento, mas o que a gente poderia fazer aquela altura? Decidimos que íamos aproveitar e ficar todos  juntos nessa parada!

Acamp

amento

no Kru

esburgo

es rumo a Johann

uth African Airlin

Embarcando no So

eger Pa

rk

Eis que chega a hora de tomar banho, minha companheira de tenda, a Márcia, já estava um pouco assustada com a simplicidade do camping e do banheiro, mas antes que escurecesse, ela havia resolvido tomar um banho, quando abriu a mala, ela descobriu que aquela mala não lhe pertencia! A mala que estava em nossa tenda era, na verdade, de uma pobre canadense chamada Emily que, aquela altura,  também havia ficado com a roupa do corpo. Poor Emily! Mas de fato, não havia muito a ser feito além de os... s, girafas, búfal

ri ver elefante

Rumo ao safá

93


EU FUI Por Marina Motta

“CHEGAMOS À CIDADE DO CABO ONDE PASSARÍAMOS TRÊS DIAS. A CIDADE É LINDA, LEMBRA O RIO DE JANEIRO.”

Aulas de su rf em

Jeffreys Bay

ta Uma bela vis o ao fund bo Ca do com a Cidade

Depois de uma longa noite, o dia amanheceu e aí todos tomamos café e fomos ao o nosso safári ver elefantes, girafas, búfalos e tudo o que estivesse ao alcance das nossas vistas. À noite fizemos outro safári, desta vez o noturno onde pudemos ver ainda outros animais, aí, mudamos de acomodação para um Lodge (uma espécie de pousada) que, comparada a nossa última noite estava realmente chiquérrima! No dia seguinte, seguimos viagem para a cidade de Durban. Considerada o playground dos sul-africanos pelos belos dias de sol o ano todo. Durban é formada por uma população africana e indiana em partes iguais, possui um dos melhores climas do país e excelentes praias de surf. Lá, visitamos uma tribo Zulu e pudemos conhecer um pouco do dia a dia destas pessoas simpáticas e alegres. Na seqüência, fomos a Port Elizabeth onde pegamos uma van para conhecer Jeffreys Bay ( ou J´Bay para os íntimos). O lugar é muito astral! Uma vibe bem relax, meio Porto de Galinhas/Maracaípe. Lá, tivemos aulas de surf! A água estava um gelo e, quando me falaram de tubarões brancos, pelas redondezas, desta vez concordei com a Márcia e resolvi ficar só na aula teórica da areia e aproveitei para me bronzear um pouco. Seguindo pela costa no sentido Cape Town, passamos por uma reserva de Elefantes órfãos muito fofos, além do lugar onde tem o maior pulo de bungee jumping do mundo. Não, eu não tive coragem de pular! Chegamos à cidade do Cabo onde passaríamos três dias. A cidade é linda, lembra o Rio de Janeiro. É também uma 94

cidade relativamente segura e com uma população de imigrantes europeus (holandeses e ingleses principalmente) bem como, a população africana nativa. O cabo da boa esperança fica bem pertinho. A África do sul tem 11 idiomas oficiais, mas todos falam inglês. Por este motivo, é possível fazer intercâmbio na cidade do Cabo (Cape Town) e certamente, a experiência será fantástica. O custo de vida é barato, se gasta menos do que o Brasil, pois com R$ 1 compramos cerca de três Rands (moeda do país). As corridas de táxi são baratas, o vinho é maravilhoso e as pessoas extremamente simpáticas e receptivas. A comida é saborosa e lembra um pouco a nossa. O restaurante Mamma África é uma boa pedida na cidade do Cabo, não muito longe, recomendo também a vinícola de Groot Constantia que faz vinhos desde 1685 e tinha entre seus apreciadores Napoleão.  É a primeira vinícola da África do Sul e a mais antiga do Novo Mundo. Está ao lado da Cidade do Cabo e junto à famosa Table Mountain. Está aberta a turistas e conta com restaurante, museu e um tour para degustar os deliciosos vinhos sul-africanos tintos ou brancos e principalmente a especialidade local o vinho Pinotage que surgiu do cruzamento das uvas Pinot Noir e Cinsault. Enfim, a África do Sul me surpreendeu (positivamente) em todos os aspectos. Realmente não achei perigoso, adorei os rostos, as cores e os ritmos que ouvi. Recomendo demais esta experiência a todos que queiram conhecer e se encantar pelos mistérios e belezas deste país que às vezes parece exótico, mas, ao mesmo tempo parece tão familiar. Até a próxima viagem!


TRICOTANDO PELO MUNDO por Mônica Tavares

É melhor ser alegre que ser triste?

“Odeio pessoas muito felizes!”, é um mantra que um amigo sempre repete. Sabe aquela coisa de acordar de manhã, abrir a janela e dizer bom dia sol, bom dia vida, bom dia passarinho cantando? Fala sério! O trânsito lá fora está caótico, a pessoa vai gastar o dobro de tempo para chegar ao trabalho, lá vai ter um monte de e-mails pendentes e ainda encarar uma reunião interminável logo no início da manhã feliz. Essa é a realidade da maioria das pessoas, por isso ele desconfia de quem distribui sorrisos fáceis e simpatias para quem conhece e quem não conhece. Em parte tenho que concordar com ele, que apesar dessa máxima de vida, não é uma pessoa infeliz, ao contrário, é um cara muito engraçado e divertido. Mas sei que o cotidiano agitado, as contas para pagar e principalmente os problemas reais e imaginários desviam nossa capacidade de enxergar o futuro com mais otimismo. E ai quantas vezes nos entregamos à depressão e à tristeza sem nem saber bem o porquê. Isso soa até paradoxal com a nossa condição humana, em que pesquisas mostram que 80% das pessoas têm uma tendência natural para o comportamento positivo. Na verdade, essa perspectiva otimista é uma necessidade humana, afinal, somos os únicos seres que têm consciência de sua finitude, fazemos perguntas que não conseguimos responder (de onde eu venho? Para onde eu vou? Por que estou aqui?) e olhamos para o futuro e, no entanto, não sabemos se estaremos vivos no dia seguinte. Diante de tantas incertezas naturais da vida, só há uma escolha: acreditar. E assim seguimos, acreditando que amanhã será melhor que hoje, que seremos felizes, que encontraremos um amor, viajaremos, ganharemos dinheiro... A grande questão é que vivemos entre dois pó los: de um lado a expectativa e do outro a realidade. Por mais que a coisa esteja feia, com previsões de chuvas e trovoadas, há um componente que é um verdadeiro motor da humanidade: a esperança. É ela que nos faz acreditar que haverá sol amanha outra vez, que faz acender a luz por maior que seja a escuridão. O nosso cérebro, querendo ou não, está programado para esse viés otimista porque é essa predisposição que move o mundo, não importando crises, medos, angustias ou sofrimentos. Ainda bem que é assim, pois ser otimista só faz bem à saúde: previne doenças, aumenta a autoestima e melhora relacionamentos! Isso tudo porque a força da crença nos motiva inconscientemente para achar as soluções necessárias e transformar as situações ruins em temporárias. O otimista, acima de tudo, crê. E ai tudo ao redor se move para alcançarmos nosso sonhos. Definitivamente não se trata de um comportamento polianesco (alusão à personagem da literatura mundial, Poliana, que, apesar de todas as dificuldades, fazia o jogo do contente, vendo o lado bom de cada coisa). Talvez seja a isso que meu amigo que odeia pessoas muito felizes se refira, esse jogo infantil de querer só ver um lado e esconder as mazelas do outro. Ser otimista é justamente lidar com a realidade e a expectativa na dose certa, sem maximizar ou minimizar nenhum dos lados. É confiar que amanhã há de ser um novo dia.

97


PAPO DE MULHER

98


LIBERTE SEUS DESEJOS POR MÔNICA TAVARES

Ainda bem que estamos escrevendo essa matéria no século XXI, quando podemos falar livremente de desejos e fetiches. E é essa a temática do momento: libertar seu instinto sexual, deixar seu desejo falar, descobrir os prazeres que o mundo oferece. Sem medo. Sem culpa. Desde o maior fenômeno editorial de 2012, a trilogia de Cinquenta Tons de Cinza (E. El. James, Ed. Intrínseca), esse tema entrou definitivamente na pauta feminina. E parece que ainda tem muita coisa para ser dita. Aliás, podemos começar explicando a diferença entre pornografia e erotismo, o que não é uma tarefa fácil, já que a fronteira entre esses dois universos é tênue e envolve muitas questões culturais e históricas. Mas podemos resumir assim: a pornografia foca-se no sexo em si, explicitando-o sem medo e sem pudor; o erotismo, por sua vez, precisa de uma narração que envolva o sexo, escondendo-o para não deixá-lo tão vulgar. Por isso sempre se disse que o território preferido das mulheres é o erotismo, com suas encenações e fantasias. Pode até ser, mas desconfio que grande parte dessa inclinação feminina pelo não explícito é resquício de anos de repressão sexual. E no mundo ocidental de hoje, vivemos numa ditadura do sexo, onde ter prazer é um imperativo e para isso vale tudo. A primeira regra de ouro é: sem preconceitos. Permita-se. Para ir fundo no prazer (desculpe, o trocadilho), vale tudo, desde que você esteja realmente disposta. A segunda regra é: assuma que ainda tem muita coisa que você pode descobrir. Todo mundo quer ser bom de cama (#fato), mas para isso é preciso ir atrás (outro trocadilho infame, sorry!). Vamos lá. A indústria do sexo nos dá hoje uma infinidade de possibilidades. Nem só de filme pornô vive a pornografia. Tem muito mais. Podemos começar pelos brinquedinhos eróticos que vão desde acessórios banais como lubrificantes, calcinhas comestíveis a vibradores multiuso que só faltam falar. Aliás, essa é uma pauta muito importante. Por favor, homens, entendam, os vibradores são seus aliados e nós não queremos substituir vocês. Descobrir esse mundo é fascinante e garante boas surpresas. Não precisa ser Cristian Grey (o protagonista gato e sadomasoquista de Cinquenta Tons de Cinza), mas todo mundo tem sua cota de fetiche. Afinal, entende-se por isso o ato de idolatrar certos objetos que passam a ser desejados e associados ao prazer sexual.

Pode ser os pés, as mãos, as lingeries ou um salto alto. O que importa é encontrar a fonte de prazer e transformá-la em algo absolutamente natural. Por fim, mas não menos importante, estão as fantasias sexuais. Nessa hora, o que vale é o não convencional, (re)criar histórias apimentadas para transformar em realidade os desejos mais intrínsecos. Só não se esqueça de que aqui é preciso combinar com os russos (nesse caso, seu parceiro/a), ou a coisa pode desandar. Só encare se estiver realmente segura e está bem acordado entre as parte. Os resultados são níveis profundos de intimidade e a certeza de que essa vida vale a pena. Selecionamos abaixo uma listinha quente de fantasias sexuais mais comuns, especialmente para as mulheres! Já que o tema atual é liberdade, escolha a sua e enjoy. Dominação/Submissão – de um lado a dominação total, em que se tem prazer em ver o outro implorando e você com total controle da situação. De outro lado, o contrário absoluto, quando você é amarrado e dominado, abrindo mão de todo e qualquer comando. Escolha a sua praia e voilá. Ah! O que não faltam são apetrechos para tornar mais realista a cena: chicotes, algemas, máscaras, correntes e etc. Sexo com desconhecido – essa é uma fantasia de 9 entre 10 mulheres. Um sexo descompromissado, livre, em que a única coisa que importa é o prazer. A essência desse desejo é que como não se tem nada a perder, pode-se esperar tudo. Lugar público – As mulheres enlouquecem com a possibilidade de ter sexo em um local público, porque o medo e o perigo iminente fazem a adrenalina subir a mil. Daí, já viu, tudo se torna extremamente prazeroso. Agora, cuidado com a escolha do lugar para não acabar detido por atentado ao pudor. Prefira algo mais discreto como casa de parentes, vestiários, praia (bem) deserta. Ménage – Essa fantasia faz parte da retórica masculina e feminina. Todo mundo quer e poucos têm coragem de assumir. Sugira o tema com calma para ver a reação do parceiro(a), se a proposta for bem recebida, siga em frente porque é uma experiência inesquecível. Pode ser dois homens ou duas mulheres, isso vai depender do acordo entre o casal. 99


PAPO DE MULHER

INSPIRAÇÃO

Nada muito picante... Apenas para deixar o desejo no ar. Cinema: Lua de Fel (Roman Polansky, 1992) – Nesse filme, o diretor faz uma narrativa sobre as paixões sem limites e as consequências dessas escolhas que muitas vezes levam, paradoxalmente, ao ódio. O filme de Polansky faz o expectador se identificar e se envolver com as cenas marcantes de erotismo e tensão. Amor à Flor da Pele (Wong Kar-Wai, 2000) – Aqui, não encontramos nada do cinema moderno com beijos escandalosos, sexo e nudez. Ao contrário, Amor à Flor da Pele prefere sugerir do que mostrar, criando uma grande expectativa a partir da tensão sexual que se estabelece entre os protagonistas Chow e a bela jovem Li-chun, em um cenário de repressão e solidão da Hong Konk dos anos 60. O filme é uma poesia. Femme Fatale (Brian De Palma, 2003) - Assim, como vários outros filmes de Brian De Palma, Femme Fatale mergulha fundo na questão do voyeurismo com uma história cheia de tensão, tesão e mistério. Vale a pena também conferir os outros clássicos do diretor como Vestida para Matar e Um tiro na Noite. 9 ½ semanas de Amor (Adrian Lyne, 1986) –O filme conta a história de Elizabeth (Kim Basinger) uma bela e sexy mulher que se envolve com Jonh (Mickey Rourke) dando início a um intenso e complicado relacionamento. Um clássico dos anos 80, mas que sempre vale a pena ser revisto.

100

Amor à flor da pele

Livros A Casa dos Budas Ditosos (João Ubaldo Ribeiro, Ed. Objetiva) – Dedicado ao pecado da Luxúria, esse livro fala de uma mulher de 68 anos, nascida na Bahia, que jamais se furtou de viver livremente, com todo prazer e sem culpa, tudo que o sexo pode oferecer.

O Amante de Lady Chatterley (D. H. Lawrence, Ed. Penguin) – Publicado clandestinamente em 1928 na França, esse polêmico livro fala abertamente de amor, sexo e diferentes classes sociais. Polêmico para seu tempo, o livro é um clássico tanto pelo realismo das cenas de sexo, quanto pela abordagem social e psicológica da vida.


DESTAQUES

Festa Social1

No dia 29 de novembro o Social1 reuniu vips em festa que já está no calendário da cidade. A grande atração da noite foi a cantora Gaby Amarantos que colocou todo mundo para dançar ao som de hist como o T e Ex Mai Love. A comemoração aconteceu no Ecomariner e contou com a presença de políticos, empresários, artistas e formadores de opinião.

Inês Calado e Ana Mendonça

Jr. Vecchione, Roberta Jungmann e Camila Paes Mendonça

O enlace de Mirella e Jonas

A Igreja da Ordem Terceira do Carmo ficou lotada na noite da sexta, 02 de março, para troca do sim de Mirella, filha de João Ricardo e Conceição de Sá Leitão, e Jonas, filho de José Augusto e Elizabeth

102

Christina Lima. A noiva ficou elegantíssima com um vestido tomara que caia feito pela estilista norte-americana Vera Wang. Na cabeça, Mirella usou uma trança delicada e um arranjo assinado por Adriana Bandeira. Já o noivo, envergou um terno de Tom Ford. Vale salientar que o traje foi feito sob medida para ele.


Casamento de Duda Dubeux e Victor Carvalheira

Enfim, casados. Eduarda Dubeux, filha de Roberta e Gustavo Dubeux e Victor Carvalheira, filho de Germana e Eduardo Carvalheira, um dos casais mais queridos da sociedade, trocaram o sim no dia 23 de fevereiro em cerimônia belíssima ocorrida na igreja Madre de Deus. Bebeth Perman foi a responsável pelo décor, de muito bom gosto, feito com orquídeas, rosas e hortências brancas e espelhos. A grande atração da noite foi a banda Cheiro de Amor.

Ulyesses Pernambucano, Zé Pinteiro, Victor Carvalheira e Aníbal Pinteiro

Cris Lemos e Silvio Costa Filho

Germana (mãe do noivo) e Victor Carvalheira

Sergio Miranda e Suely Mendonça

Gustavo Dubeux (pai da noiva) e Eduarda Dubeux Caio Braz

Diego Nunes e Camila Coutinho

Fabiana e Felipe Carreras

Rebeca Bezerra Leite e noivo

Jorge Peixoto e Bruna Monteiro

Zé Pinteiro

Ana e Eduardo Mendonça

Tadeu e Vanessa Alencar

Tadeu e Vanessa Alencar

Valsa dos noivos com os pais

105


#MÃEDEDUAS Por Inês Calado

FOTO DIVULGAÇÃO

uando engravidei da minha primeira filha, ouvi de uma amiga. “Do jeito que você é workaholic, depois de um mês em casa, vai surtar”. Agitada, sempre fui cheia de compromissos e era exatamente essa a visão que passava . Uma mulher inquieta. Eis que veio Alice, a primogênita, e com ela várias transformações. Não surtei no primeiro mês. Quer dizer, surtei, sim. De amor, entrega, desprendimento. Foram cinco meses totalmente dedicada a ela. Virei mãe em tempo integral. E curti cada momento. Mas eis que chegou a hora de voltar à realidade. Estava diante da difícil missão que nós, mulheres, temos pela frente quando viramos mãe: conciliar a maternidade com a carreira. Estar presente no dia a dia de Alice, acompanhar seu crescimento e, ao mesmo tempo, continuar sendo a profissional dedicada que sempre fui, não tem sido uma tarefa fácil. Mas a cada dia descubro que o segredo está em equilibrar essa balança.

Mãe profissional ou profissional mãe? O que vem primeiro?

Não me vejo parando totalmente para me dedicar à maternidade, embora admire quem toma esta decisão. Consegui montar uma estrutura em casa que me permite sair para trabalhar e ficar tranquila. Não significa que, durante o expediente, não pare um pouco para administrar as meninas. Ah, hoje são duas. Gostei tanto da brincadeira que parti para o segundo tempo e até penso num terceiro. Alice tem cinco anos. Mariana vai completar dois aninhos. Quando pensava que não seria capaz de dividir o amor que sentia pela primeira, chegou Mari para mostrar, mais uma vez, que estava errada. Ela me ensinou a amar duplicado. Cada uma do seu jeitinho. Mas para mim ser mãe não significa apenas ter o talento de administrar bem a rotina de uma casa. Faço questão de trocar fraldas, contar histórias, levar para a natação e o balé. Pelo menos alguns dias da semana ir na escola das meninas, saber como estão evoluindo. Não abro mão disso. Como consigo? Administrando (não sei como) meus horários no jornal. Quem conhece a rotina de uma redação sabe que temos hora para chegar mas nem sempre para sair. Ser editora do NE10 significa também estar presente em vários compromissos sociais. E ainda vou conduzindo minha função no portal com o prazer de assinar a seção Social Kids, do Social1. Quando Roberta Jungmann me convidou para escrever sobre o universo infantil em seu blog, não pensei duas vezes. E workaholic (acho que minha amiga tinha certa razão), assumi mais essa tarefa. Acho que o segredo está em estar presente mesmo distante. Estar em casa todos os dias não significa, para mim, estar com as meninas. Posso, apenas com uma ligação, participar da rotina delas. Em alguns momentos, claro, estou mais ausente. Conduzir, por exemplo, o primeiro debate eleitoral na web já realizado por um portal de notícias pernambucano “tirou” muitas horas das meninas. Mas ter uma mãe realizada no trabalho deve compensar também. Comemoro cada realização com elas. Nos meus momentos #mãededuas tento equilibrar a balança. Quando estou com elas, estou de verdade. Fico offline. Inês Calado é editora do portal NE10, responsável pela seção Social Kids do Social1 e mãe de Alice e Mariana. Nas redes sociais, é conhecida como #mãededuas

106



Revista Social1 - Ed.02