revista #33 magazine

Page 1

10anos revista #33 magazine


Publicação #33 • Julho - Outubro 2022

... promovendo os Açores com arte e artistas desde 2012 WORLD MUSIC FESTIVAL

Estrada Regional 29, Mirateca-Candelária, 9950-153 Madalena • Pico-Açores • Portugal Associação MiratecArts tem por finalidade realçar o indivíduo, a equipa e a produtividade organizacional no mundo da cultura artística. MiratecArts organiza festivais, residências artísticas, roteiros e exposições na ilha do Pico. MiratecArts Galeria Costa é a sede ao ar-livre na propriedade de mais de 26 mil m2. O Governo Regional dos Açores declarou a MiratecArts como utilidade pública.

MiratecArts is an association created to enhance individual, team and organizational productivity in the artistic cultural world. MiratecArts organizes festivals, artist in residency programs, public art routes and exhibitions in Pico island. MiratecArts Galeria Costa is the open-air headquarters on the property of more than 26000sqm. The Regional Government of the Azores declared MiratecArts an entity of public utility.

@miratecarts #miratecarts

www.miratecarts.com info@mirateca.com (+351) 963 639 996 NIF 510 104 371


O verão é no Forte!

Summer is at the Fort!

Este tem sido o lema para o novo programa da MiratecArts, em parceria com o Município das Lajes do Pico. Aos domingos, nos meses de julho e agosto temos a temporada de músicas do mundo no Forte de Santa Catarina. Tem sido tão bom ver os munícipes e visitantes a juntarem-se, ao pôr-do-sol, em nome da cultura musical. Espero que outros projetos desta envergadura sejam abraçados por vários Municípios, porque juntos conseguimos mais. Mas, o verão tem muito mais... Para celebrar a vida e a obra de Pier Paolo Pasolini, apresentamos o ciclo “O Cinema segundo Pier Paolo Pasolini”, no maior ecrã do Triângulo, o Auditório da Madalena, por ocasião do centenário de um dos maiores intelectuais do séc. XX. Este foi um dos grandes cineastas europeus que estudei nos meus tempos universitários, por isso é um prazer revisitar e apresentar ao nosso público as suas primeiras obras. Aproveitem as noites de verão para descansar, aos sons e imagens de outros tempos, com a sétima arte. E o Cordas vem aí! O mês de setembro, no concelho da Madalena, é uma festa com dezenas de artistas do mundo dos cordofones. Este ano vamos marcar o centenário do meu primeiro professor de música, o grande mestre/maestro Francisco de Matos, que ensinou centenas de crianças e jovens na Freguesia da Candelária, no passado século.

This is the motto of the new MiratecArts program, in partnership with the Municipality of Lajes do Pico. On Sundays throughout July and August a season of world music is being presented at the Santa Catarina Fort. It has been so nice to see residents and visitors coming together, at sunset, in the name of musical culture. I hope that other projects of this scale are embraced by several municipalities, because together we achieve more. But summer has so much more... To celebrate the life and work of Pier Paolo Pasolini, we present the series “Cinema According to Pier Paolo Pasolini” on the largest screen in the Triangle, the Madalena Auditorium, on the occasion of the centenary of one of the greatest intellectuals of the twentieth century. Pasolini was one of the European filmmakers I studied in my university days, so it's a pleasure to revisit and present his early works to our audience. Enjoy summer nights with the sounds and images of other times through the seventh art. And, Cordas is coming! The month of September, in the municipality of Madalena, will be a party with dozens of artists from the world of cordophones - string instruments. This year we celebrate the centenary of my first music teacher, the great master/conductor Francisco de Matos, who taught hundreds of children and young people in the Parish of Candelária during the last century.

A arte vale a pena!

Art Matters!

diretor artístico Terry Costa artistic director associação miratecarts

VOSSOS DONATIVOS SÃO BEM VINDOS YOUR DONATIONS ARE WELCOME

info@mirateca.com

IBAN PT50- 0033 0000 4542 28922 8105 SWIFT: BCOMPTPL

Colaboradores Açorian@s: +770 (julho 2022) www.discoverazores.eu


COMUNIDADE MUNDIAL / WORLD COMMUNITY

ORGANIZAÇÃO

MIRATECARTS PARCEIROS FINANCEIROS

PARCEIROS PUBLICITÁRIOS

RENT-A-CAR OFICIAL

MIRATECARTS PARCEIROS DE APRESENTAÇÃO

MEIOS-DE-COMUNICAÇÃO EM PARCERIA

CAPA - Pasolini Instituto Italiano de Cultura

Os projetos da MiratecArts são possíveis com o apoio, parcerias e ofertas dos nossos amigos... MiratecArts projects are possible with the support, partnerships and gifts from our friends...

DESIGN JOSÉ MIGUEL SILVA


AGENDA Forte de Santa Catarina, Lajes do Pico 3 Julho a 21 de Agosto

sábado, 30 Julho 21h30 Auditório da Madalena APRESENTAÇÃO/MÚSICA/FILME: Festival Cordas Uma noite de música ao vivo e a sessão especial do filme documentário Cordas World Music Festival.

3-5 Agosto, Jardim da Baleia, Lajes do Pico

O cinema segundo Pier Paolo Pasolini 11-15 Agosto, Auditório da Madalena

16-25 Setembro na Madalena - Pico www.festivalcordas.com

Olh´o Pico por Evandro Meneses - 26 a 30 setembro ONLINE Mar&Ilha - 1 de Outubro 21h30, Auditório da Madalena

www.miratecarts.com visite para detalhes de última da hora

até setembro 2022 Galeria do Bar da Gare da Madalena EXPOSIÇÃO: ASAS DO MAR

A exposição surge na sequência do Concurso de Fotografia "Aves Marinhas dos Açores", lançado para celebrar o primeiro aniversário da Associação Asas do Mar. As imagens patentes nesta exposição integram vencedores e finalistas do concurso, bem como uma imagem de cada um dos elementos do júri. As imagens mudam mensalmente.

FOTO: Olivier Coucelos

Balada da Despedida 4 de Setembro, 17h, Jardim dos Maroiços - Madalena


SOM DAS ESFERAS domingo 31 JUL 19h30

Projecto musical criado pelo cantautor açoriano João da Ilha, que nasceu da vontade de explorar caminhos diferentes, temas instrumentais, e experimentação de afinações alternativas na guitarra, tendo por base a prática de meditação e equilíbrio bioenergético do ser humano como um todo, corpo, mente e alma. Uma viagem com referências musicais de 'world music' e 'new age' inspirada nos sete chakras principais do nosso ser. /somdasesferas

João da Ilha _Voz, Guitarras Acústicas, Ambientes Sonoros Evandro Meneses _Viola da Terra, Cavaquinho, Percussão, Ambientes Sonoros

IMPROVISAÇÃO À CONTEMPORÂNEA domingo 7 AGO 19h30

Dois músicos do panorama nacional, mais conhecidos pela improvisação e contemporaneidade - o dueto pai e filho explora as possibilidades e capacidades dos seus instrumentos de uma maneira única, utilizando técnicas ainda desconhecidas na ilha do Pico. Com influências da música clássica e do jazz, viajam pelos confins do universo musical compondo em tempo real. www.ernesto-rodrigues.blogspot.com www.guilhermerodrigues.net

Ernesto Rodrigues _Viola d’Arco Guilherme Rodrigues _Violoncelo


COIMBRA AO PICO

A CANTADEIRA

domingo 14 AGO 19h30

A Guitarra Portuguesa, de Coimbra, leva-nos numa viagem pelo Portugal intemporal de Paredes aos originais de Bruno Costa, músico que tem o Pico como sua segunda casa, assim como o seu acompanhante de palco, Ni Ferreirinha na guitarra clássica.

domingo 21 AGO 19h30

A Cantadeira é Joana Negrão sozinha em palco mas muito bem acompanhada da sua própria voz, construindo sobreposição de camadas sonoras que servem de base às melodias inspiradas pelo cancioneiro tradicional, assim como evocam paisagens sonoras da nossa memória colectiva. Joana Negrão, foi, durante oito anos, vocalista dos Dazkarieh e actualmente é a voz dos Seiva. /acantadeira

Bruno Costa _Guitarra Portuguesa Ni Ferreirinha _Guitarra Clássica

Joana Negrão _Voz, Percussão & Loops


3-5 AGOSTO 2022 JARDIM DA BALEIA

quarta, 3 AGO 21h30 JARDIM DA BALEIA - LAJES DO PICO

MAR

Margarida Gil | 01:44:00 | Portugal | M/12 | Ficção - Português; English Subtitles. Francisca, uma bela mulher, ex-funcionária da Comissão Europeia, vê-se perante uma vida que não era a que tinha imaginado. O seu único filho partiu em busca de outras realidades e Francisca resolve agarrar uma oportunidade de mudança e embarca no veleiro “À Flor do Mar”. Os desafios da viagem começam com o resto da tripulação - Pedro, dono do veleiro é um fascinante traficante de arte sacra, Toni um skipper charmant, Lili uma artista de cabaret e Malik é um jovem clandestino africano. Entre cumplicidades e conflitos a bordo, o espaço torna-se cada vez mais exíguo mas o veleiro vai seguindo a rota dos descobridores Portugueses do séc. XVI. Em alto mar, ocorre a maior traição… A Ver o Mar | Ana Oliveira, André Puertas, Sara Santos | 20:00 | Portugal | Ficção

Os oceanos, mares e as águas que nos rodeiam aqui apresentam-se através de filmes de longa metragem de ficção, documentário, curtas e vídeos do mundo - debaixo das estrelas, ao ar-livre. Tragam coxins e mantas...

O Mar Errante | Robin Bisio, Kaita Mrazek | 2:28 | EUA | Vídeo-Dança


quinta, 4 AGO 21h30 JARDIM DA BALEIA - LAJES DO PICO

sexta, 5 AGO 21h30 JARDIM DA BALEIA - LAJES DO PICO

AWAY - A VIAGEM

TERRA NOVA

AWAY é um trabalho de amor, uma incrível longa-metragem de animação escrita e realizada por Gints Zilbalodis, contada em quatro capítulos, que acompanha um menino que viaja por uma terra misteriosa, cruzando desertos estéreis, mares e belas florestas, perseguido por um espírito escuro implacável. Ao longo do caminho vai criando vários vínculos com diferentes animais e reflete o que o levou àquela ilha. Parte sonho, parte realidade, o enredo é, de certa forma, um reflexo do processo criativo da própria produção do filme. AWAY reflete sobretudo sobre a necessidade comum e universal de encontrar uma conexão. Repleto de visuais impressionantes, são as imagens de Zilbalodis que falam, neste filme sem diálogos para toda a família

Terra Nova é baseado na obra "O Lugre" de Bernardo Santareno, e conta a história do lugre bacalhoeiro Terra Nova, quando num mau ano de pesca, o Capitão decide arriscar numa rota nunca antes navegada até à Gronelândia. Enquanto a tripulação luta contra tempestades e o frio do Atlântico Norte, seguimos o drama de Albino (Pedro Lacerda), um pescador que caiu em desgraça após um naufrágio, e é agora considerado “má-sorte” para os lugres onde embarca. Albino tenta proteger Miguel (Miguel Partidário), um jovem órfão que o admira, apesar do antagonismo de alguns pescadores. Com as dificuldades crescentes da viagem, o conflito intensifica-se e Albino receia que se o mar não o matar, talvez um deles o faça, se ele não os matar primeiro. Apesar do Capitão (Virgílio Castelo) liderar o navio com pulso de ferro, não consegue evitar um motim que compromete o objectivo da viagem, lançando homens contra homens, num conflito que surpreende Bernardo (Vítor D’Andrade), um médico que faz a sua primeira viagem e que se encontra dividido entre a solidariedade para com os pescadores e o respeito pela autoridade do Capitão.

Gints Zilbalodis | 01:18:00 | Letónia | Animação sem diálogos

No Coração do Mar | Alessandra Margarida Spencer Anes | 1:45 | Portugal | Animação A Evolução do Oceano | Rafael Fernandez Caballero | 4:12 | Espanha | Documentário

Artur Ribeiro | 01:38:00 | Portugal | M/14 | Ficção - Português

m.ocean | Tonci Bakotin | 09:00 | Croácia | documentário experimental


A 7a ARTE EM DESTAQUE Alguns dos eventos especiais já apresentados incluem: Fellini 100, O Melhor do Cinema Europeu, David Lynch, O Dia Mais Curto, 10 Horas de Cinema num Dia.

Novos Projetos em 2022: LAVADIAS, festival de cinema ao ar livre; Pasolini 100.

logotipo por Nelson Lopes

MiratecArts gere o CINECLUBE MONTANHA na ilha do Pico - a única entidade que apresenta filmes não comerciais na ilha montanha mais alta de Portugal. MiratecArts cria oportunidades únicas para suas audiências, desde festivais com apresentações de estreias, clássicos e o melhor do cinema de art-house, Europeu, e do Mundo. Programas especiais, retrospectivas e eventos com a presença de cineastas, palestras e conferências fazem parte da programação do CINECLUBE MONTANHA. Festivais com a presença do cineclube inclui: SHORTS@FRINGE (desde 2013), com apresentações em várias ilhas dos Açores, curtas de 60 segundos até 15 minutos com sessões temáticas e sessões dedicadas a públicos diferentes. Desde videoarte a curtas de ficção, documentários, filmes galardoados pelo mundo ou novas experimentações, uma diversidade de trabalho mostra o mundo às mais remotas localidades no meio do Oceano Atlântico. É Fringe!

Montanha Pico Festival acontece anualmente em janeiro e apresenta o melhor do cinema e vídeo na temática de cultura montanhosa ou com cenário nas grandes montanhas do mundo. Em dezembro acontece o AnimaPIX com sessões de filmes e curtas de animação produzidas em Portugal, sessões internacionais, destaque anime japonês, e atividades paralelas. Regina Pessoa é a "madrinha" do festival.

MiratecArts apresenta cinema e vídeo, desde 2013, na rua e em salas privadas, no Auditório do Museu dos Baleeiros, desde 2014, e no Auditório da Madalena, desde 2017. Parceiros em várias ilhas apresentam extensão dos programas do CINECLUBE MONTANHA nos seus locais, assim fazendo chegar a programação a maiores audiências. Um dos objetivos para o próximo ano inclui legalizar o CINECLUBE MONTANHA como sua própria entidade.


PASOLINI 100 Nasceu em Bolonha, a 5 de março de 1922. Foi espancado até à morte em Ostia, nos arredores de Roma, a 2 de novembro de 1975. Está sepultado em Casarsa. Em fevereiro de 1969, escreveu o seguinte texto autobiográfico: «Nasci em Bolonha. Tenho 46 anos. Sou escritor-cineasta. Depois da universidade, estreei-me com a publicação de um livro de poesia, aos 20 anos. Fui professor de Letras. Dirigi revistas literárias. Escrevi livros. Fiz filmes e acabo de começar uma nova atividade, a de jornalista, colaborando num semanário onde escrevo regularmente uma crónica. Há 18 anos, cheguei a Roma e a minha situação obrigou-me a viver nos bairros pobres da capital. Traumatizado pela vida dos subúrbios, escrevi os meus dois primeiros romances sobre este tema. Pediram-me, em seguida, para colaborar em argumentos de filmes que tinham como fundo estes bairros miseráveis. Especialmente Fellini, para As Noites de Cabíria.

Em 1961, realizei o meu primeiro filme, Accattone, com desconhecidos. Alguns espectadores fascistas atiraram ovos podres e frascos de tinta para os ecrãs de Roma, durante a sua projeção. Rodei então, com Anna Magnani e Franco Citti, Mamma Roma; uma queixa, com a intenção de fazer apreender o filme, foi apresentada no Tribunal de Veneza, durante o Festival onde ele representava oficialmente a Itália. Realizei La Ricotta, um episódio do filme Rogopag, contra o qual uma queixa foi apresentada em Roma, queixa que se apoiava num artigo do código fascista, e o filme foi apreendido. Fui condenado a quatro meses de prisão com adiamento.

No recurso, o Procurador-Geral da República retirou a sua queixa. Diga-se que, entretanto, realizei O Evangelho Segundo São Mateus, que foi escolhido para representar a Itália no Festival de Veneza, onde foi galardoado com o Grande Prémio do Office International du Cinéma. Em Cannes, em 1966, mais uma vez selecionado oficialmente pela Itália, apresentei Uccellacce e Uccellini, com Totò e Ninetto Davoli, que é o filme de que eu mais gosto, pois é o mais puro e o mais pobre.

O meu último filme, Teorema, mais uma vez em Veneza, recebeu o Grande Prémio do Office Catholique du Cinéma. Mas, apesar deste prémio, apesar de um acolhimento caloroso e reconfortante da crítica internacional e especialmente francesa (exceptuando a crítica fascista), isso não impediu, mais uma vez, que as queixas fossem apresentadas, sob o pretexto de obscenidade.

No ano seguinte, apresentava no eterno Festival de Veneza Edipo Re, cujo sucesso recebido, tanto por parte da crítica como do público, me encheu de felicidade.

Arrisquei-me a vários meses de prisão.

Foi julgado em Veneza.

Fui finalmente absolvido. Disseram-me que tenho três ídolos: Cristo, Marx e Freud. Não são mais do que fórmulas. De facto, o meu único ídolo é a realidade. Se escolhi ser cineasta, ao mesmo tempo que escritor, foi porque, mais do exprimir esta realidade pelos símbolos que são as palavras, preferi o meio de expressão que é o cinema, exprimir a realidade pela realidade». Pier Paolo Pasolini, 1969


quinta, 11 AGO. 21h30 Auditório da Madalena

sexta, 12 AGO. 21h30 Auditório da Madalena

Accattone

Mamma Roma

Olhar dolorosamente humano que se alonga pela tragédia, pela indigência, pela escassez.

Um retrato neorealista de martírio maternal que marca uma transição na filmografia inicial do subversivo Pasolini.

Vittorio (Franco Citti), conhecido como Accattone (calão para “pequeno meliante”), habita os subúrbios de Roma e leva uma vida marcada pelo ócio, como chulo, enquanto explora a namorada Maddalena (Silvana Corsini) e passa o tempo com os seus companheiros. Mas quando Maddalena é maltratada por elementos de um bando rival, por ter denunciado um dos seus, acaba na prisão e Accattone fica sem meio de subsistência. Logo encontra uma substituta na inocente Stella (Franca Pasut), que tenta arrastar para a vida da prostituição. Mas nem tudo vai correr como Accattone planeia.

Segundo filme de Pasolini, com argumento original da sua autoria e uma das primeiras obras do cineasta a retratar os marginais da sociedade italiana. A partir da história melodramática de uma prostituta de Roma que tenta dar uma vida digna ao seu filho, Pasolini constrói um filme com uma extraordinária dimensão poética e social, coroado por uma das mais exímias performances de Anna Magnani. Na altura da sua estreia, “Mamma Roma” foi proibido em Portugal, ressurgindo nos circuitos comerciais apenas em 1992.

de Pier Paolo Pasolini Itália, 1961, 120', Classificação M/12, Drama

BAFTA Awards 1963 Melhor Actor Estrangeiro Italian National Syndicate of Film Journalists 1962 Prémio Melhor Produtor e Nomeação Melhor Actor e Melhor argumento Avellino Neorealism Film Festival 1962 Vencedor Prémio Especial

de Pier Paolo Pasolini Itália, 1962, 106', Classificação M/12, Drama

Venice Film Festival 1962 Prémio Melhor Actriz Prémio Italian Cinema Clubs Award


sábado, 13 AGO. 21h30 Auditório da Madalena

domingo, 14 AGO. 16h00 Auditório da Madalena

Comícios de Amor

O Evangelho segundo São Mateus

Pasolini veste o uniforme de cineasta de guerrilha, saindo à rua de microfone na mão, para falar de sexo com os seus compatriotas.

Drama bíblico inovadoramente naturalista e despojado, com a vida de Cristo recontada a partir do Evangelho segundo Mateus.

Profundamente interessado pelo tempo em que vivia, Pasolini deu com “Comizi d’amore” um exemplo notável do que se chamava na época “cinema-verdade”. Trata-se de um inquérito sobre a sexualidade, que levou Pasolini de norte ao sul de Itália com o propósito de interrogar intelectuais, operários, camponeses, soldados, burgueses, jovens, velhos, crianças, homens e mulheres, num filme realizado no limiar da grande revolução sexual dos anos 60. Objecto documental inusitado de um criador eternamente apostado em desafiar os limites e convenções do medium cinematográfico. “Não é apenas um filme-ensaio. É também o testemunho de um homem comprometido, de um poeta, sobre uma dramática realidade italiana, dilacerada pela violência, ignorância, hipocrisia. (…) Ele acredita no homem para além da deceção imediata. Acredita no amor e na consciência do amor, na possibilidade que um homem tem de se comunicar com outros homens.” Adriano Aprà

As parábolas, os primeiros discípulos, a revolta, a determinação, os milagres, a intolerância, a solidão e a impaciência. Assim Jesus conseguiu uma legião de seguidores e inimigos, segundo o Evangelho de São Mateus. Nesta obra maior, o realizador italiano Pier Paolo Pasolini apresenta-nos um Cristo completamente distinto do estilo ‘épico’ com que o cinema o vinha caracterizando; um Cristo solar que se faz acompanhar da música de Bach, enquanto a Virgem é interpretada pela mãe do próprio autor.

de Pier Paolo Pasolini Itália, 1964, 92', Classificação N/A, Documentário

de Pier Paolo Pasolini França, Itália, 1964, 137', Classificação M/12, Drama, História

Venice Film Festival 1964 Prémio Especial do Júri e Prémio OCIC Academy Awards 1967 Nomeação para 3 Óscars: Melhor Guarda-Roupa, Melhor Música e Melhor Direção de Arte National Board of Review 1967 BAFTA Awards 1968 - Nomeação UN Award Cahiers du Cinéma 1965 Nomeação Melhor Filme Italian National Syndicate of Film Journalists 1965 Vencedor 4 prémios: Melhor Filme, Melhor Fotografia, Melhor Guarda-roupa, Melhor produção, Melhor Design de Produção


segunda, 15 AGO. 16h30 Auditório da Madalena

segunda, 15 AGO. 20h30 Auditório da Madalena

Passarinhos e Passarões

Rei Édipo

Caprichosa fantasia fílmica sobre cristianismo e marxismo, também conhecida por ser o último filme do bem-amado actor cómico Totò.

Pasolini reinventa a tragédia de Sófocles num dos seus mais poderosos mas subestimados filmes, formulação inicial do seu "cinema-poesia".

Um conto alegórico estreado em Cannes e no qual brilha o lendário Totò com um desempenho memorável. Enquanto se deslocam pela estrada fora e através do tempo, com uma incursão à época de S. Francisco de Assis, Totò e o seu filho (Ninetto Davoli) encontram um corvo falante (e intelectual de esquerda) que os acompanha na digressão e vai comentando as peripécias que se sucedem de uma forma que o torna insuportável, pelo que os nossos heróis serão forçados a tomar uma medida drástica.

Pasolini adapta Sófocles transformando “Edipo Re” numa “autobiografia”: “Conto a história do meu próprio complexo de Édipo. Conto a minha vida mistificada, tornada épica pela lenda de Édipo.” Tempos e espaços diversos, “materiais colhidos em diversos sectores da cultura”: eis os ingredientes utilizados por Pasolini nesta fascinante interpretação mitológica, radicalmente pessoal e “personalizada”.

de Pier Paolo Pasolini Itália, 1966, 89', Classificação M/12, Comédia, Fantasia

Cannes Film Festival 1966 Nomeação Palma d’Ouro Italian National Syndicate of Film Journalists 1967 Vencedor Melhor Actor, Nomeação Melhor Realizador, Melhor Argumento e Melhor Música Golden Globes 1967 Prémio Melhor Actor Golden Goblets, Italy 1966 Vencedor Golden Cup

de Pier Paolo Pasolini Itália, Marrocos, 1967, 104', Classificação M/16, Drama, História

Venice Film Festival 1967 Nomeação Leão de Ouro Italian National Syndicate of Film Journalists 1968 Vencedor Prémio Melhor Produtor e Melhor Design de Produção Kinema Junpo Awards 1970 Vencedor Melhor Filme Língua Estrangeira Golden Goblets, Italia 1968 Melhor Realizador


01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20

A Travessia do Canal, 2013 Inês Ribeiro (Leiria) e C.A.O. (Pico)

mapa não à escala | map not to scale algumas peças só há vestígios | some works are only traces

A cor do talento, 2013 Djervy (Pico, Açores) A Picarota, 2014 Carlos Farinha (França - Portugal)

BVM

Waiting for Camille, 2014 Luís Brum (Terceira, Açores)

FOTO_GALERIA

Quinta das Rosas (~3km)

09

AL

11 12

Titans do Mar, 2014 Luís Brum (Terceira, Açores)

CASA DOS

BARCA

08

Baco, 2014 Rocio Matosas (Uruguai)

09

06

05

17 18 03 09 04

(~1km)

Ária de Fogo, 2015 Zara Diniz (Toronto, Canadá) Encontro, 2015 Paulo Neves (Porto, Portugal)

02

Sorrisos de Pedra, 2015-2022 (cont.) Helena Amaral (Pico, Açores)

minibela

No Mundo da Lula, 2015 Verónica Melo (S. Miguel, Açores)

Av. Machado Serpa

16 13 19

07

20

(~10km)

01

Pescando com Coração, 2016 Kas Art (Bélgica/Portugal)

10 15

14

Rádio Pico Miratecarts (Patinódromo)

Museu do Vinho Adega das Artes Bombeiros Voluntários da Madalena

Biblioteca Auditório da Madalena

AL

Centro de Formação Artística

A long time ago..., 2017 Filipe Gomes (Pico, Açores)

O Cinco

Câmara Municipal da Madalena Casa do Povo

Basalto Fotopico

Porto Velho

The Wave, 2016 Tse (Bulgária) Rabo de Baleia, 2016 Djervy (Pico, Açores)

AREIA LARGA

www.miratecarts.com CellaBar

Nature Drops, 2016 Martim Cymbron (S. Miguel, Açores)

Cooperativa Vitivinícola da Ilha do Pico

Jardim dos Maroiços

Centro de Saúde Escola Cardeal Costa Nunes

Ancoradouro

Atlântico Teahouse

A Dream, 2017 Tse (Bulgária) Mãe Terra, 2017 Rocio Matosas (Uruguai) Stay Humble Human, 2017 NAVI (S. Miguel, Açores) Gilberto Mariano, 2017 Rui Goulart (Pico, Açores)

Música nos Corações, 2021 Ana Paxeco (Barreiro, Portugal)


domingo, 4 SET 15h30 Jardim dos Maroiços Apresentação e gravação do arranjo por Helder Bettencourt de Balada da Despedida, com a Filarmónica União e Progresso Madalense.

domingo, 4 SET 20h30 Auditório da Madalena

FRIDA, VIVA LA VIDA Giovanni Troilo | Itália | 2020 | 90´| M/12 | Documentário

Um documentário que destaca as duas almas de Frida Kahlo: a mulher, ferozmente independente e atormentada pelo amor, e a artista, livre das amarras das suas limitações físicas.


ROTEIRO DOS SORRISOS DE PEDRA SMILING STONES ROUTE Pico, Açores

"É no rosto, no olhar, no sorriso de cada um de nós que as emoções explodem, desenham e gravam as rugas das alegrias e tristezas da vida. Sorrir é comunicar sentimentos íntimos e privados, é partilhar silêncios e olhares que só o rosto pode divulgar. SORRISOS DE PEDRA pretende oferecer o enorme potencial que é o sorriso nos rostos das crianças, dos adultos e dos mais velhos..."

"It is in the face, in the eyes, in each of our smiles that emotions explode, draw and record the wrinkles of the joys and sorrows of life. Smiling is a way to communicate intimate and private feelings, a way to share silence and expressions that only the face can disclose. SMILING STONES hopes to convey the enormous potential that is the smile on the faces of children, adults and seniors..."

Helena Amaral

www.mirateca.com

#FotografiaByPedroSilva


43

40 39 38

44 3

42 41

ROTEIRO DOS SORRISOS DE PEDRA SMILING STONES ROUTE Pico, Açores 37

2

35

4-10 11

36

12 34 14

33

32

31

13

29

1

15

30 28

16 17 18 19

27

22 20

23

24

25

26

21

1 Casa da Montanha & Piquinho 2 Quinta das Rosas 3 Bombeiros Voluntários da Madalena 4 Alma do Pico 5 Museu do Vinho 6 Gare Marítima da Madalena 7 Praça da Madalena 8 Jardim dos Maroiços 9 Quatro Patas 10 Escola Cardeal Costa Nunes 11 Centro de Saúde da Madalena 12 CVIP - Picowines 13 Gruta das Torres 14 Moinho do Monte 15 Vinhas do Calhau

16 Casa do Missionário 17 MiratecArts Galeria Costa 18 Adega A Rodilha 19 Parque Padre Joaquim Vieira da Rosa 20 Picoartes Artesanato 21 Café Galeão 22 Parque Florestal de São João 23 Aldeia da Fonte 24 Forte Santa Catarina 25 Espaço Talassa 26 Vigia da Queimada 27 Miradouro das Ribeiras 28 Matos Souto 29 Cavalariça 30 Barro & Barro

31 Miradouro da Terra Alta 32 Magma - Lava Homes 33 Escola Regional de Artesanato 34 Parque Florestal da Prainha 35 Rotunda de SRP 36 Corre Água 37 Furna de Santo António 38 Casa Preta de Fátima Madruga 39 Paim Bookhouse Gallery 40 Alto da Bonança 41 Casa dos Vulcões 42 Sede do Parque Natural do Pico 43 Cachorro 44 Aeroporto do Pico

Atelier Helena Amaral (+351) 918 320 036


Nunca Altura Certa

Wanted

MADALENA

Quinta da Lusofonia Find a piece for You Mural dos Sorrisos de Pedra Cantinho da Diversidade

PICO LAJES

Paisagem da Ilha: Pico A Luz da Montanha Peixinhos Rocha Roxa Vimeiro Willow Field eu hei-de amar uma pedra negra Mundo das Tillandsias Tillandsias World

Vista das Janelas Windows View Gigante Adormecido Sleeping Giant & Jardim do Chá Tea Garden +/-500m Trilho ao Mar Trail to the Sea Da Pedra Nasceu o Vinho

Travessa Volcanic Wines A Gruta do Cagarro Cory’s Shearwater Cave

N

Clayjelly

(IN)side (OUT)side

MADALENA Candelária

Arte para Todos, Todos pela Arte Palco LUX Stage Mirror Wall please do not sit The Green Forest Monstrinhos O Altar Projeto Fábrica de Ideias

Santuário Urze Sanctuary Projeto Life Vidália

Saudade

Cachalote Origami

Mirateca LAJES

Utopia Pessoal Floresta Musical Forest

OCEANO ATLÂNTICO ATLANTIC OCEAN

Hors-Champ

Exotic Plastic Animals

Pink Tree

Laje The Rocky Beach

Forget me not in the Tub

O Pescador Pensativo Tás có olho

Entrada | Entrance House

Infinite Blessings

38°27'32.0"N 28°30'41.3"W

Roteiro de Instalações Artísticas - Artistic Instalations Route Locais de Interesse - Points of Interest

Cantinho das Suculentas Sucullents Corner

To Nest

Reflections

Magia da Montanha

Azulejo Suculentas & Aldeia Barro Barro

Palco Cabaça Stage My Own Private Blue Wall Together Language You&Me Theatron Lucky 7

A Saia da Barrica Barrel’s Skirt Wishing Wall Os Barris Montanha Telhado Diversidade


You&Me por Juliana Ferreira

Estamos na ilha do Pico, Açores. Entre o centro da Freguesia da Candelária e o local da Mirateca, encontra-se a MiratecArts Galeria Costa. Um quilómetro de arte entre a paisagem da cultura da vinha, arbustos e floresta: instalações, pinturas, esculturas e locais de interesse com o objetivo de desenvolvimento de arte na natureza. É um campo de experimentação, e uma experiência que não queres perder. We are on Pico island, Azores. Between the center of Candelária and Mirateca localities, one can find MiratecArts Galeria Costa. A kilometre of art between the vineyards, bush and local forest: installations, murals, sculptures and points of interest with the objective of developing art in nature. It's an experimentation field, and an experience you don't want to miss.

pode visitar quando deseja - visit as you wish por favor respeite a propriedade - please respect the property marcar visitas guiadas - 963 639 996 - to book guided tours www.mirateca.com


EVENTOS PÚBLICOS

É SÓ APARECER! quarta, 21 SET. 12h00 - VISITA & JAM - Lagoa do Capitão quarta, 21 SET. 21h30 - TCHEKA & MICHEL WILLIAM - Auditório da Madalena

sexta, 16 SET. 21h30 - JOHN GOULART - Auditório da Madalena sábado, 17 SET. 12h00 - TOADAS - Museu do Vinho sábado, 17 SET. 15h00 - CARLOS FONTES - Areia Larga, Atlântico Teahouse sábado, 17 SET. 17h00 - JOÃO MONIZ - Gruta das Torres sábado, 17 SET. - 21h30 JOVENS COM CORDAS - Auditório da Madalena

quinta, 22 SET. 19h00 - PROJETO ENGENGROALDENGA - Laja das Rosas quinta, 22 SET. 21h30 - MÚSICA NOSTRA - Auditório da Madalena

domingo, 18 SET. 16h - RAFAEL CARVALHO - MiratecArts Galeria Costa domingo, 18 SET. 17h - Em Memória de Francisco de Matos; lançamento do livro "Música, Maestro!" e inauguração da escultura de Andreia de Sousa - MiratecArts Galeria Costa domingo, 18 SET. 20h30 - RAÍZ QUARTETO DE VIOLINOS - Auditório da Madalena domingo, 18 SET. 22h00 - OMIRI - Auditório da Madalena segunda, 19 SET. 21h30 - MARTA PEREIRA DA COSTA - Auditório da Madalena terça, 20 SET. 21h30 - JAM SURPRESA - Cella Bar

sexta, 23 SET. 12h00 - OS NOVOS FLAMENGOS - Museu do Vinho sexta, 23 SET. 19h00 - PROJETO ENGENGROALDENGA - Barca sexta, 23 SET. 21h30 - P.S. LUCAS - Auditório da Madalena sábado, 24 SET. 12h00 - ISABEL MESQUITA - Museu do Vinho sábado, 24 SET. 15h00 - PROJETO ENGENGROALDENGA - Areia Larga sábado, 24 SET. 17h00 - EWOUT ADRIAANS - Gruta das Torres sábado, 24 SET. 21h30 - ANA ALCAIDE - Auditório da Madalena domingo, 25 SET. 16h00 - ANDRÉ AZEVEDO + DUO ILHA NEGRA - MiratecArts Galeria Costa domingo, 25 SET. 20h30 - SARA CRUZ + ANA MARIANO + BIA MARIA - Auditório da Madalena

ARTE NA NATUREZA ANDREIA DE SOUSA

NAVI THE CHARACTER

ROCIO MATOSAS


Festival Cordas é um dos festivais mais singulares no mundo pela sua localidade, a ilha do Pico, mas também pelo foco dos artistas se dedicarem à arte dos cordofones, assim, apresentando várias culturas através de instrumentos de cordas. Transglobal World Music Chart Festival Awards Global TOP 10 Festival #2 Best Small/Medium Festival Award Iberian Festival Awards TOP 10 BEST SMALL FESTIVAL

EVENTOS PARALELOS CONFERÊNCIAS: Em almoços e jantares e entre os concertos, as conversas informais continuam como oportunidade de aprendizagem e partilha entre os músicos participantes. Propostas oficiais para apresentações na temática dos instrumentos de corda são sempre bem vindas. LANÇAMENTOS DE ÁLBUNS: Todos os anos encontramos alguns dos músicos participantes que apresentam nova obra no festival. Mais uma oportunidade para a música encontrar novas audiências. CINEMA/VÍDEO: Apresentação de filmes e vídeos na temática dos cordofones. Esta seção do festival está adiada para uma próxima edição.

sexta, 16 SET. 21h30 JOHN GOULART Auditório da Madalena

John Goulart tem a reputação de ser um dos melhores guitarristas do Canadá. Ganhou destaque em 1992, depois de ganhar o primeiro prêmio no inaugural Great Lakes International Guitar Competition. Nesse mesmo ano foi também finalista e premiado nos concursos Guitar Canada e Guitar Foundation of America. Desde então, seus concertos e gravações continuam recebendo elogios da crítica, do público e de outros músicos dos quatro cantos do mundo. Ele é o fundador e diretor musical do Bow Valley Chorus em Banff, Canadá.

vários eventos JOHN WINTER improviso / residência artística

Jovem americano anda num "null state" por terras desconhecidas, "getting lost" e "spinning" em residência artística na ilha do Pico, este mês de setembro. Com a sua guitarra acústica apresenta-se em vários momentos no Festival Cordas.

www.festivalcordas.com


sábado, 17 SET. 12h00 TOADAS Museu do Vinho

Naturais da Ribeira Quente, César Carvalho no Violão e Rafael Carvalho na Viola da Terra, têm um percurso de mais de duas décadas a valorizar e a promover a música tradicional açoriana e a nossa Viola dos Dois Corações.

sábado, 17 SET. 15h00 CARLOS FONTES Atlântico Teahouse

FONTES é um projeto de música original, oriundo de Ponta Delgada, que teve o seu surgimento quando Carlos Fontes, em meados de 2020, decidiu investir os seus temas originais num projeto a solo. Hoje, Carlos Fontes apresenta o seu primeiro LP "MISTO".

sábado, 17 SET. 17h00 JOÃO MONIZ Gruta das Torres

João Moniz ficou em primeiro lugar no Concurso Angra Sound Bay e venceu o "One Step 4 Music Fest 2019". Após publicar o seu LP "Saudade", este ano apresenta-nos o primeiro álbum "Depois da Saudade".

Do seu repertório fazem parte modas do Cancioneiro Açoriano, mas, também, do repertório instrumental da Viola da Terra. Para além disso, interpretam originais de Compositores Açorianos, sempre com arranjos muito próprios. Lançamento do CD, TOADAS, o primeiro trabalho discográfico dos irmãos Carvalho.

www.festivalcordas.com


Filipe Furtado

Fontes

João Moniz

Tiago Pavão

Rita Costa Medeiros

Sofia Vidal

JUVENTUDE COM CORDAS Na passada edição do Festival Cordas, o programa Juventude com Cordas foi de tanto sucesso que voltamos a programar este ano seis jovens, uma nova geração de músicos açorianos. Alguns já gravaram suas próprias músicas originais, enquanto outros educam-se e apresentam o cancioneiro tradicional. Desde a Viola da Terra à Guitarra Clássica assim trazemos ao palco esta noite: Filipe Furtado, Fontes, João Moniz, Tiago Pavão, Rita Costa Medeiros e Sofia Vidal. Esperamos que estes jovens continuem a desenvolver o seu espaço musical e voltem ao festival com concerto a solo ou em outras configurações de cordas.

www.festivalcordas.com


domingo, 18 SET. 16h RAFAEL CARVALHO MiratecArts Galeria Costa

Francisco de Matos Bettencourt

18 de setembro 1922 – 22 de agosto 2004

“Rafael Carvalho – 10 anos de origens” em CD/DVD celebra uma década de trabalho discográfico do maior promotor da Viola da Terra dos Açores. Este trabalho é acima de tudo mais uma edição que pretende demonstrar a potencialidade e versatilidade da Viola da Terra, também a sua conjugação com outros instrumentos, e proporcionar a quem estuda o instrumento um trabalho que pode servir para mostrar outras sonoridades e abordagens. O músico, compositor e professor da Viola dos Dois Corações apresenta-nos assim alguns dos clássicos e novas composições em acústico.

domingo, 18 SET. 20h30 RAÍZ QUARTETO DE VIOLINOS Auditório da Madalena

Gonçalo Sousa, Micaela Sousa, Giulia Guarini e Francisco Cymbron apresentam-se num concerto que visa dar a conhecer a formação de quarteto de violinos e as suas possibilidades, explorando um programa que percorre várias épocas e estilos, sendo plural em linguagens e estéticas. Iniciando a viagem pelo Barroco alemão do século XVIII, passando pelo estilo Clássico-Romântico, e explorando o exotismo e o abstrato das sonoridades do início do século XX e, quem sabe, ainda uma visita ao cancioneiro açoriano.

domingo, 18 SET. 17h - Em Memória de Francisco de Matos; lançamento do livro "Música, Maestro!" por Terry Costa e Ivo Baptista; inauguração da escultura de Andreia de Sousa - MiratecArts Galeria Costa

domingo, 18 SET. 22h00 OMIRI Auditório da Madalena

Omiri é um dos mais originais projetos de reinvenção da música de raíz portuguesa. Para reinventar a tradição, nada melhor que trazer para o próprio espetáculo os verdadeiros intervenientes da nossa cultura; músicos e paisagens sonoras de todo o país a tocar e a cantar como se fizessem parte de um mesmo universo. Não em carne e osso mas em som e imagem, com recolhas de vídeo manipuladas de modo a servir de base para a composição e improvisação musical de Vasco Ribeiro Casais, que nos presenteia com vários instrumentos musicais.

www.festivalcordas.com


segunda, 19 SET. 21h30 MARTA PEREIRA DA COSTA Auditório da Madalena

terça, 20 SET. 21h30 JAM SURPRESA Cella Bar

O título que ninguém lhe pode negar: a primeira mulher a tocar MiratecArts e o Festival Cordas é conseguido com o apoio dos nossos profissionalmente a Guitarra Portuguesa no Fado, a nível mundial. parceiros amigos. Faz parte da família de apoiantes das artes. Iniciou a sua formação musical no piano aos quatro anos; a partir dos info@mirateca.com oito, começou a estudar guitarra clássica e aos 18 anos guitarra tel. 963639996 portuguesa. Em 2012 inicia a sua carreira a solo, estreando-se em Toronto, no programa "The Best of Portugal" produzido por Terry Costa. Em 2014 foi distinguida pela Fundação Amália Rodrigues com o "Prémio Instrumentista". Lançou disco a solo, Marta Pereira da Costa. Hoje é reconhecida, nacional e internacionalmente, como concertista não só do repertório clássico de fado e de outros géneros musicais, como ainda de obras originais de sua composição. Já acompanhou as maiores vozes portuguesas do nosso tempo, mas é com a Guitarra Portuguesa no centro do palco que se sente melhor. Apresentou-se no www.festivalcordas.com Pico pela primeira vez na edição inaugural do Festival Cordas, e hoje volta acompanhada pelo violonista José João Pita Jr..

MÚSICA NAS ESCOLAS

Durante o Festival Cordas, MiratecArts providencia oportunidades para as nossas escolas colherem artistas na sala de aula ou no auditório escolar. Professores, turmas e escolas interessadas, por favor contatem através de 963639996 para marcar apontamento: conversa, conferência, recital - vamos levar as cordas aos mais novos.

WORKSHOPS

Artistas no Festival Cordas estão disponíveis para liderar masterclasses, workshops e aulas privadas. Se tens interesse, por favor contacta info@mirateca.com com informação sobre aluno (currículo musical) e qual artista que tem interesse em passar uma hora ou duas...


quarta, 21 SET. 12h00 VISITA & JAM Lagoa do Capitão

Qualquer hora é uma boa hora para se aventurar na natureza da ilha montanha. Hoje convidamos-nos para uma surpresa na Lagoa do Capitão, um dos locais idílicos do Pico. Esperamos que a Mãe Natureza também nos ajude com boas abertas. imagine, da lagoa, ver a majestosa montanha, aos sons de instrumentos de corda!

quarta, 21 SET. 21h30 TCHEKA Auditório da Madalena

Cantor, compositor, guitarrista cabo-verdiano, Tcheka criou um estilo único e requintado que é testemunho das influências globais que abraçou. Sua essência é impossível de entender, muito menos de definir – não é modernista, nem tradicionalista, e sua música resiste a qualquer categorização ou comparação. Ao fazer referência a vários gêneros de Cabo Verde (batuku, funaná, finason, tabanka, morna e coladera), a música de Tcheka é também uma movimentada intersecção de pop brasileiro e africano, formas tradicionais, folk, jazz, blues, rock, literatura, antropologia e cinema. Nunca é só cabo-verdiano, nunca é só música, mas é sempre cativante. O seu quinto álbum é composto por peças solo que destacam sua forma inimitável e maestria na guitarra e inconfundíveis vocais.

quarta, 21 SET. 21h30 MICHEL WILLIAM Auditório da Madalena

Com uma fusão de estilos musicais incluindo reggae, blues, funk e marrabenta moçambicana, o multi-talentoso Michel William canta pela busca de compartilhar amor, paz e igualdade. Mais conhecido em Portugal pelas suas participações em programas televisivos como o The Voice e Got Talent, cantando em inglês, português e changana, volta à ilha montanha para lançar seus novos trabalhos.

www.festivalcordas.com


quinta, 22 SET. 21h30 MÚSICA NOSTRA Auditório da Madalena

Anita Medeiros e Ricardo Melo, Música Nostra, propõem um concerto onde a Viola da Terra é levada a percorrer sonoridades fora do seu domínio tradicional. Explorando a música açoriana de outros tempos e a contemporânea, com diferentes harmonias que elevam a projeção harmónica do instrumento tradicional, assim como a adaptação para execução em Viola da Terra de temas instrumentais solistas compostos para outros instrumentos musicais. Este concerto é em memória do Mestre Miguel Pimentel.

www.festivalcordas.com

quinta, 19h Laja das Rosas PROJETO ENGENGROALDENGA sexta, 19h Barca

Pelas mãos de Rui Resendes e Alexandre Fontes nasce o Projeto Engengroaldenga. O duo mariense procura apresentar uma viagem contemporânea e alternativa da Viola da Terra, com recurso às tonalidades tradicionais, demonstrando toda a sua versatilidade. Engengroaldenga, com origem no final de 2018, é constituído por Guitarra Acústica e Viola de Arame e pretende dar ritmo a várias sonoridades, através das experiências partilhadas, de forma singular pelos dois intervenientes, harmonizando a fusão natural dos dois instrumentos.

sexta, 23 SET. 12h00 OS NOVOS FLAMENGOS Museu do Vinho

Adriaan van Olphen (Viola da Terra), Joana van Olphen (Guitarra), e Pieter Adriaans (Guitarra) são Os Novos Flamengos, com sede na ilha de São Jorge. Apresentando músicas de Francisco Lacerda, encontradas no Arquivo Lacerda de Angra do Heroísmo, agora com arranjos por Pieter Adriaans para viola e guitarra, o trio também adiciona ao seu repertório música tradicional açoriana e composições originais.


sexta, 23 SET. 21h30 P.S. LUCAS Auditório da Madalena

Depois dos projetos O Experimentar Na M´Incomoda e Lucas/Medeiros, a estreia a solo do faialense Pedro Lucas (Voz & Guitarra) carrega ecos de modernos mestres das canções, mas a melancólica dolência com que embrulha as suas composições só a si mesmo pertence. Esta música vive da luz que só aqui se encontra, que só aqui tem este tom, meio azul, meio sépia, meio mar, meio terra, meio presente, meio memória, meio silêncio, meio estremecimento. E é entre essas coisas, umas mais fugidias que outras, que Pedro Lucas encontra estas canções. Para não nos perdermos. O concerto é apresentado em formato clássico de power trio com Pedro Branco (Guitarra) e João Hasselberg (Contrabaixo).

sábado, 24 SET. 12h00 ISABEL MESQUITA Museu do Vinho

Isabel é natural da Ilha de Santa Maria e sente-se uma cidadã do mundo. Compôs 10 canções que integram o seu primeiro disco, "Ilhéu", com poemas da sua autoria, mas também de Natália Correia, Florbela Espanca, Paulo Ramalho e Daniel Gonçalves. "Ilhéu" é o álbum de estreia da cantora Isabel Mesquita, um trabalho que reúne originais com influências de jazz, bossa nova e música cabo-verdiana, mas também de fado e tango.

sábado, 24 SET. 15h PROJETO ENGENGROALDENGA Areia Larga / Atlântico Teahouse

Desde os arranjos a temas originais, Engengroaldenga concebe novas roupagens e dão outra linguagem à Viola de Dois Corações, explorando a sua versatilidade. Para o Festival Cordas, o duo aceitou o desafio de visitar as piscinas naturais da Madalena, apresentando novas músicas em cada local. Vale a pena seguir o percurso desta aventura.

www.festivalcordas.com


TURISMO CRIATIVO MiratecArts Galeria Costa Visitas à propriedade sede da MiratecArts são sempre o pontapé de saída para visitantes conseguirem uma experiência turística criativa. Além da caminhada guiada, programas planeados com grupos, ou através de agências turísticas ou animadores turísticos são criados. Alguns exemplos inclui: extração de pigmento das plantas naturais que crescem na propriedade, assim criando aguarelas ou tintas para tingir tecidos; pintura ao ar livre, acompanhada por um artista local; experiências com músicos da terra e ter a oportunidade de tocar nos instrumentos ou até ver como são construídos; histórias e estórias das nossas gentes. Há programas para todos os gostos. sábado, 24 SET. 17h00 EWOUT ADRIAANS Gruta das Torres

A famosa "Cigar Box Guitar" volta ao Festival Cordas, assim como a Guitarra do Blues. Ewout Adriaans e o seu estilo de guitarra como instrumento de percussão, fornece uma base rítmica firme para a progressão de acordes de música e embelezamentos melódicos com o slide. A sinergia entre as letras, explorando o lado mais sombrio da nossa alma, com o acompanhamento musical austero, reduzido ao essencial, revive o blues como um veículo de expressão artística tão fresco e novo quanto há um século.

www.festivalcordas.com

sábado, 24 SET. 21h30 ANA ALCAIDE Auditório da Madalena

Ana Alcaide é uma música e compositora de Toledo, Espanha, que desenvolve pesquisas sobre tradições e culturas antigas. É uma das artistas espanholas mais reconhecidas na cena folk e world music. Alcaide apresentou a sua música em mais de 500 concertos em 4 continentes, incluindo alguns dos locais mais importantes do mundo. TOP 10 World Music Chart Europe, Transglobal Music Chart e é tocado em rádios internacionais. Ana Alcaide presenteia-nos com a sua voz, nyckelharpa e violino hardanger, acompanhada por Bill Cooley em saltério, oud, entre outros. ‘Gutsy, womanly, wild and wonderful’ - Songlines Magazine, UK

Workshops Construir um workshop à medida do visitante, seja de outro concelho, ilha, ou país, faz parte do programa de Turismo Criativo com MiratecArts. Escrita, Pintura, Composição Musical, Escultura, Arte na Natureza, Dança e Teatro são alguns dos exemplos onde artistas locais lideram famílias ou grupos de turistas para melhor perceberem quem somos, de onde viemos e quais os objectivos para o futuro. ALL INCLUSIVE EXPERIÊNCIA Arte e turismo num só pacote. MiratecArts coordena experiências únicas na ilha do Pico para quem nos visita. Querem ter uma experiência diferente na ilha montanha? Histórias do passado com experiências no presente que vão se lembrar no futuro - desde locais especiais para alojamento, a artistas guias da ilha e programa que apenas através da MiratecArts será possível, uma aventura para casais, famílias ou grupos de amigos. TEL: (+351) 963639996 info@mirateca.com


domingo 25 SET 16h CONVITE MiratecArts Galeria Costa

Tocas Viola da Terra, Violino, Bandolim, Guitarra, Bandola, Viola, Violão, ou qualquer outro instrumento de corda dedilhada? Ou, tens um destes instrumentos em tua casa? Considera-te convidado/a a fazer parte desta tarde de domingo na MiratecArts Galeria Costa. O encontro é às 16h - basta aparecer com teu instrumento. Não tens instrumento, mas gostas de ouvir tocar? Também estás convidado/a.

domingo, 25 SET. 16h00 DUO ILHA NEGRA MiratecArts Galeria Costa

Duo Ilha Negra é composto por Laurindo Cardoso, com os seus múltiplos instrumentos de corda, muitos construídos pelo próprio, e José Fontes a acompanhar no violão. Além de uma curta apresentação nesta tarde do Festival Cordas, também estão a gravar músicas originais e repertório do cancioneiro açoriano - uma nova experiência para o duo que já tocam juntos há mais de uma década e tem presença anual no festival.

domingo, 25 SET. 16h00 ANDRÉ AZEVEDO MiratecArts Galeria Costa

O jovem mais jovem em residência artística no Festival Cordas, André Azevedo, já pisou vários palcos da ilha, incluindo festas populares, o Fringe e jams durante as últimas edições do Cordas. Nesta edição, a ideia é de André Azevedo aprender com todos os artistas que visitam o festival, ter a oportunidade de conhecer, conversar, e até alguma vez tocar com mestres regionais e internacionais, jovens e artistas com longas carreiras. Um projeto do Festival Cordas com a Direção Regional da Juventude para incentivar os jovens da região a pensarem além ilha.

www.festivalcordas.com


domingo, 25 SET. 20h30 SARA CRUZ Auditório da Madalena

domingo, 25 SET. 20h30 ANA MARIANO Auditório da Madalena

domingo, 25 SET. 20h30 BIA MARIA Auditório da Madalena

Sara Cruz apresentou-se, pela primeira vez, no Festival Cordas, na passada edição no programa Juventude com Cordas. O desafio foi lançado para convidar duas conterrâneas musicas, compositoras e mulheres das cordas, para uma residência no Pico, culminando num espetáculo final. E assim, hoje, a encerrar a sétima edição do Cordas World Music Festival, damos as boas vindas à Ana Mariano, Bia Maria e Sara Cruz. Sara Cruz, cantora e compositora micaelense, tem lançado trabalhos de sua autoria desde 2015. Em 2019 foi Novo Talento FNAC e vencedora do concurso “New Talent”, da revista NiT. Já atuou em alguns dos mais prestigiados palcos açorianos e marcou presença nos mais importantes festivais da região. Em 2021, foi convidada pela Yamaha Music Europe para participar no documentário internacionalmente promovido “House of Talents”, filmado em Barcelona, e é uma das caras da Yamaha em Portugal.

www.festivalcordas.com

Ana Mariano, apaixonada pela música desde os 11 anos, aprendeu a tocar guitarra com o principal intuito de musicar as suas canções. Cantora e compositora, estreou em 2019 o seu primeiro single “Ordinary View” que integrou o disco Novos Talentos FNAC. O seu EP de estreia “Everything I Touch” contou com cinco temas.

Bia Maria é padroeira no ato de “escreviver”. Convoca melodias com origem no fado, na pop, na bossa-nova e no canto popular, para as condensar numa sonoridade que tanto têm de terra-a-terra como de sonhadora.




mo a co nad sa o o há "Nã aravilh eda, e a m ta nêv capta n a pla y Cost doce e Terr aroma s o seu agia d e a m res nest Aço cioso deli to." ila n co aine Áv - El

e ra d que ." ado a o baix rianç gost "...em os de c ia com h lhe son lto foiso adSauntos Narc -

flor, o de as, ina ã e ilh er men a vis és v "...a ta a su das no , atrav itor faz em." rela a uma espaço ara o le a viag d o ns, p pri ca pró and e deix s imag a sua da mbémragaço ta dia Sa - Lí

www.nevedapico.com /nevedapico


Foto por Diogo Rola

10anos

3 ANOS

MAR&ILHA 1 OUT 2022 sábado 21h30 desde 2012

Auditório da Madalena