Page 1


2


3


Editorial Staff

Expediente

MINISTRO DO ESPORTE | MINISTER OF SPORT Leonardo Picciani

EDIÇÃO E COORDENAÇÃO EDITORIAL / PUBLISHER AND EDITORIAL COORDINATION FSB Comunicação Gustavo Cunha Luiz Roberto Magalhães Paulo Rossi TEXTOS / TEXT Gustavo Cunha Luiz Roberto Magalhães TRADUÇÃO /TRANSLATION Christiano Robalinho Lima PROJETO E CONCEPÇÃO GRÁFICA / PROJECT AND GRAPHIC CONCEPTION Guto Rodrigues – FSB Comunicação CAPA / FRONT PAGE Gabriel Morais de Souza FOTO DE CAPA / FRONT PAGE PHOTO Shutterstock REPORTAGEM / REPORTING TEAM Breno Barros Thiago Rizério Publicação consolidada com dados disponíveis em abril de 2018.


RIO 2016 A PREPARAÇÃO, A REALIZAÇÃO E O LEGADO DOS PRIMEIROS J OGOS OLÍMPICOS E PARALÍMPICOS DA AMÉRICA DO SUL PREPARATION, STAGING AND LEGACY OF THE FIRST OLYMPIC AND PARALYMPIC GAMES IN SOUTH AMERICA


Sumário

9

INTRODUÇÃO

128

introduction

10 44

LINHA DO TEMPO

The Opening

138

Olympic Games

OS JOGOS EM NÚMEROS

OS MEDALHISTAS  DO BRASIL

152

DIA HISTÓRICO NA DINAMARCA

brazil’s medallists

172

HISTORIC DAY IN DENMARK

64 82

A PREPARAÇÃO  DO PAÍS

190

OS JOGOS PARALÍMPICOS

THE Country’s preparation

paralympic games

EVENTOS-TESTE

OS MEDALHISTAS  DO BRASIL

O TOUR DA TOCHA torch relay

Foto: Roberto Castro / Ministério do Esporte

AS INSTALAÇÕES the stages

206

Test-events

92

OS JOGOS OLÍMPICOS

timeline

games in numbers

58

A ABERTURA

brazil’s medallists

238

O LEGADO the legacy


8

Foto: Francisco Medeiros / MinistĂŠrio do Esporte


INTRODUÇÃO / FOREWORD

PARA AS FUTURAS GERAÇÕES Ninguém sabe quem proferiu a frase pela primeira vez, mas é difícil contestá-la: “Os Jogos Olímpicos de Verão são a maior operação de logística da humanidade em tempos de paz”. Tendo essa sentença em mente, recordar aquele 5 de agosto de 2016, data da Cerimônia de Abertura dos Jogos Olímpicos do Rio, será sempre um motivo de orgulho. Naquele dia, e nas semanas que se seguiram até que as Paralimpíadas fossem encerradas, em 18 de setembro, o Brasil referendou diante do mundo a sua capacidade de realizar grandes feitos. Para o governo federal, os Jogos Rio 2016 representaram, desde a escolha da capital fluminense como sede, em 2 de outubro de 2009, um desafio sem precedentes. Como se não bastasse tudo o que envolvia a preparação para as Olimpíadas e Paralimpíadas, no meio do caminho havia a Copa do Mundo FIFA 2014, o que fez com que o país recebesse, em um intervalo de dois anos, as duas mais importantes competições do planeta. Organizar os Jogos Olímpicos e Paralímpicos requer muito mais que recursos. A responsabilidade exige que todos os entes envolvidos atuem em sinergia. Foi assim que os três níveis de governo, o federal, o estadual e o municipal, trabalharam com o comitê organizador para que o mundo pudesse ser recebido de forma apropriada e segura durante os megaeventos e, principalmente, para que atletas, jornalistas, turistas e demais profissionais voltassem para seus países felizes por terem vivido uma experiência inesquecível no Brasil. Um trabalho de múltiplas articulações e costuras técnicas. Passava pela garantia da chegada e saída em aeroportos modernos e com operação ágil. Envolvia deslocamentos num sistema de mobilidade pública condizente. Demandava um receptivo turístico profissional e capacitado. Exigia uma operação de segurança integrada para defender desde as fronteiras até o acesso às arenas. Requeria uma mobilização especial na área de saúde para evitar imprevistos. Abarcava uma logística colossal para receber chefes de Estado, atletas e milhares de equipamentos esportivos. Isso sem falar de um superlativo detalhe: o tour da tocha, que passou pelas mãos de 12.494 condutores em mais de 300 municípios em nosso país. As lições e legados dos Jogos Rio 2016 são inúmeros e os reflexos esportivos, turísticos e de infraestrutura serão percebidos por décadas. Um feito que merece um registro cuidadoso em imagens e dados para que as futuras gerações possam entender todas as dimensões e investimentos necessários para o Brasil sediar os primeiros Jogos Olímpicos e Paralímpicos da América do Sul.

For future generations No one knows who uttered the sentence for the first time, but it is difficult to answer it: “The Summer Olympics are the largest logistics operation put on by humanity in times of peace”. With this sentence in mind, remembering the 5 August 2016, date when the Rio Olympic Games opening ceremony was held, will always be a reason for pride. On that day and in the weeks that followed, until the the end of the Paralympics on 18 September, Brazil consolidated its ability to stage great feats vis-à-vis the world. For the federal government, the Rio 2016 Games represented an unprecedented challenge, from the moment the city was chosen as Olympic host. As if everything involving preparations for the Olympics and Paralympic was not enough, there was the 2014 FIFA World Cup halfway down the line. This meant that the country was playing host to two of the most important competitions in the world in a two-year period. Organising the Olympic and Paralympic Games requires much more than resources. The responsibility requires that all those involved act in tune. And this is how the federal, state and municipal governments worked with the Organising Committee, in order to play host to the world in an appropriate and safe way during the mega-events. Indeed, their wish was for athletes, journalists, tourists and other professionals to return home happy after having lived through an unforgettable experience in Brazil. The work was done through several liaison efforts and by keeping the technical grooves together. It dwelled on enduring the smooth arrival and departure at modern airports, with agile operations in place. It involved moving around in a suitable public mobility system. It demanded a professional and capable tourist reception services. It required an integrated security operation to defend the borders, all the way to the access to arenas. It required special mobilisation in the health area to plan for unforeseen problems. It included colossal logistics to host heads of state, athletes and clear thousands of pieces of sporting equipment. All this without mentioning a superlative detail: the torch tour, which passed through the hands of 12,494 bearers in over 300 municipalities in our country. The lessons and legacies of the Rio 2016 Games are numerous and reflections on sport, tourism and infrastructure will be seen for decades. A feat that deserves a careful record in images and data, so that future generations may understand the full dimension and investments necessary for Brazil to host the first Olympic and Paralympic Games in South America.

Leonardo Picciani

Brazil’s Minister of Sport

Leonardo Picciani Ministro do Esporte

9


do Tempo

Linha

Desde o processo que assegurou ao Rio de Janeiro o direito de ser sede até os fatos mais icônicos da preparação, relembre a trajetória da organização da primeira edição dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos de Verão na América do Sul.

02.1 A preparação dos atletas 1. Plano Brasil Medalhas 2. Bolsa Pódio 3. Rede Nacional de Treinamento 4. Os novos CTs 5. As pistas de atletismo 6. Entrega de equipamentos esportivos 7. Viagens internacionais 8. Contratação de técnicos estrangeiros

TIMELINE From the process that earned Rio de Janeiro the right to host the Games, to the most iconic preparation related facts, remember the step-by-step of the staging of the first ever edition of the Summer Olympics and Paralympics in South America:

A preparação dos atletas

Foto: Shutterstock

1. Plano Brasil Medalhas 2. Bolsa Pódio 3. Rede Nacional de Treinamento 4. Os novos CTs 5. As pistas de atletismo 6. Entrega de equipamentos esportivos 7. Viagens internacionais 8. Contratação de técnicos estrangeiros


11


2007 JOGOS PAN-AMERICANOS DE 2007

7 DE SETEMBRO

14 DE SETEMBRO

Pan American Games 2007

September 07th

September 14th

PONTO DE PARTIDA

INTENÇÃO REGISTRADA

CANDIDATA OFICIAL

Receber o Pan no Rio ajudou a dar credenciais ao Brasil para o Rio 2016.

A candidatura do Rio tem início, com o envio da carta de intenção ao Comitê Olímpico Internacional (COI).

O Rio de Janeiro é anunciado oficialmente como postulante à sede dos Jogos de 2016, ao lado de Baku, Chicago, Doha, Madri, Praga e Tóquio.

STARTING POINT REGISTERED INTENT Hosting the Pan Am Games boosted Brazil's credentials for Rio 2016.

Foto: Shutterstock

12

RIO 2016

OFFICIAL CANDIDATE Rio's candidacy begins with a letter of intent being sent to the International Olympic Committee (IOC).

Rio de Janeiro is officially announced as a host city candidate for the 2016 Games, alongside Baku, Chicago, Doha, Madrid, Prague and Tokyo.


2008

2009

4 DE JUNHO

11 DE FEVEREIRO

18 DE JUNHO

2 DE OUTUBRO

June 04th

February 11th

June 18th

October 2nd

RIO NA FINAL

O PLANO CONCEITUAL

A SABATINA

A CONSAGRAÇÃO

As quatro cidades candidatas apresentam em Lausanne, na Suíça, detalhes de seus projetos. Os técnicos de cada concorrente são sabatinados por comissão do COI.

Durante a 121ª Sessão do COI, o Rio vai para a decisão com Madri e vence a votação por 66 x 32. Pela primeira vez na história, uma cidade da América do Sul é escolhida para sediar os Jogos Olímpicos e Paralímpicos de Verão.

REVIEW

ACKNOWLEDGEMENT

The four candidate cities submit details of their projects in Lausanne, Switzerland. Technicians from each bidding city undergo questions and answers session by IOC commission.

During the IOC's 121st session, Rio beats Madrid by 66 votes to 32 in the final round of voting. For the first time in history, a city in South America is chosen to host the Summer Olympic and Paralympic Games.

O COI anuncia que Rio, Madri, Chicago e Tóquio avançaram para a fase final.

O Comitê Rio 2016 entrega, na Suíça, na sede do COI, o dossiê da candidatura.

RIO IN THE FINAL THE CONCEPTUAL PLAN The IOC announces that Rio, Madrid, Chicago and Tokyo have advanced to the final stage.

In Switzerland, the Rio 2016 Committee submits their bid book.

Foto: Shutterstock

RIO 2016

13


2011

2012

16 DE JULHO

13 A 22 DE JUNHO

12 DE AGOSTO

July 16th

June 13th - 22nd

August 12th

ABERTURA DOS JOGOS MUNDIAIS MILITARES

RIO + 20

ENCERRAMENTO DOS JOGOS DE LONDRES 2012

Com seis mil atletas, de 88 países, em 20 modalidades, torneio aproveitou estrutura do Pan e deu sequência à série de megaeventos recebidos pelo Rio no ciclo que seguiria até 2016.

Considerado um dos principais eventos já realizado pelas Nações Unidas, a Rio+20 contou com chefes de Estado de 193 nações para debater o uso de recursos naturais e questões ambientais do planeta. RIO+20

OPENING OF THE WORLD MILITARY GAMES With six thousand athletes from 88 countries, competing in 20 sports, the tournament used the Pan Am Games structure and continued with the series of mega-events hosted by Rio that would follow until 2016.

Foto: Shutterstock

14

RIO 2016

Considered one of the main events ever staged by the United Nations, Rio+20 played host to heads of state from 193 nations, who debated the use of natural resources and environmental issues regarding the planet.

O último dia olímpico em Londres simbolizou o início formal do ciclo para os Jogos do Rio. O show teve participação do gari Renato Sorriso e dos artistas Marisa Monte e Seu Jorge. A curta janela da passagem de bastão terminou ao som de "Aquele Abraço". CLOSING CEREMONY OF THE 2012 LONDON GAMES The last Olympic day in London symbolised the formal start of the Rio Games cycle. Celebrations had the participation of street cleaner Renato Sorriso and artists Marisa Monte and Seu Jorge. The short baton passage finished to the sound of 'Aquele Abraço'.


2013 13 DE SETEMBRO

30 DE JUNHO

23 A 28 DE JULHO

September 13th

June 30th

July 23rd - 28th

INJEÇÃO DE INVESTIMENTO

FINAL DA COPA DAS CONFEDERAÇÕES

JORNADA MUNDIAL DA JUVENTUDE

“Evento-teste” para a Copa do Mundo de 2014, torneio teve três jogos no Rio, inclusive a final, vencida pelo Brasi por 3 x 0 sobre a Espanha.

Na esteira dos megaeventos que demandaram grandes operações de segurança e logística no Rio, o encontro católico com o papa Francisco reuniu 3,7 milhões de pessoas na praia de Copacabana. Segundo o comitê organizador, houve 427 mil inscrições de jovens peregrinos, de 175 países.

Um mês após os Jogos de Londres é lançado, em Brasília, o Plano Brasil Medalhas. O anúncio representa um investimento de R$ 1 bilhão para a preparação dos atletas brasileiros para os Jogos Rio 2016. BOOST IN INVESTMENT A month after the London Games, the Brazil Medals Plan is launched in Brasilia. The announcement represents R$ 1 billion in investment for preparing Brazilian athletes for the Rio 2016 Games.

CONFEDERATIONS CUP FINAL The 2014 World Cup 'test-event', three matches from the tournament were held in Rio, including the final, when Brazil beat Spain 3-0.

WORLD YOUTH DAY In the wake of the mega-events that demanded major security and logistics operations in Rio, the Catholic event attended by Pope Francis brought together 3.7 million people on Copacabana Beach. According to the organising committee, 427 thousand young pilgrims registered in the event, from 175 countries.

Foto: Clarissa Medeiros / Jovens Conectados

RIO 2016

15


2013 02 DE JULHO

7 DE NOVEMBRO

9 DE NOVEMBRO

July 2nd

November 7th

November 9th

O “CORAÇÃO” DOS JOGOS

ÍCONES ANUNCIADOS

1000 DIAS PARA OS JOGOS. NASCE O BRASIL2016.GOV.BR

O Comitê Organizador Rio 2016 divulga os pictogramas dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016.

A contagem regressiva chega a 1.000 dias. Nesta data, o portal trilíngue brasil2016.gov.br, coordenado pelo Ministério do Esporte, é lançado para tratar exclusivamente de assuntos ligados aos Jogos e concentrar as informações do governo federal sobre os megaeventos.

Data marca o início das obras no Parque Olímpico da Barra. No espaço seriam construídas as Arenas Cariocas 1, 2 e 3, o Velódromo, a Arena do Futuro, o Parque Aquático, o Centro Olímpico de Tênis, o hotel de imprensa e os centros de mídia e de transmissão. Eles se juntaram ao Centro Aquático Maria Lenk e à Arena Olímpica do Rio, que já existiam no local.

ICONS ANNOUNCED THE 'HEART' OF THE GAMES The date marks the start of construction works at the Barra Olympic Park. Arena Carioca 1, 2 and 3, the Velodrome, the Futuro Arena, the Aquatic Park, the Olympic Tennis Centre, the Press Hotel and the Media and Broadcast Centres would be built in the area. They joined the Maria Lenk Aquatic Centre and the Rio Olympic Arena, which had already been built on the site.

Foto: Rio 2016

16

RIO 2016

The Rio 2016 Organising Committee announces the pictographs for the Rio 2016 Olympic and Paralympic Games.

1000 DAYS TO THE GAMES. THE BRASIL2016.GOV.BR PORTAL IS BORN The countdown reached 1,000 days. On this date, the threelanguage portal brasil2016.gov.br is launched. The portal is coordinated by the Ministry of Sport and deals exclusively with matters linked to the Games, concentrating federal government information on the mega-events.


2014 16 DE MARÇO

12 DE JUNHO A 13 DE JULHO

March 16th

June 12th to July 13th

BOLSA PÓDIO NO BOLSO

COPA DO MUNDO DE 2014

A Bolsa Pódio começa a ser paga. Trata-se de um dos pilares do Plano Brasil Medalhas e um apoio fundamental aos atletas com mais chances de chegar ao pódio em 2016, com repasses mensais de até R$ 15 mil.

Uma das principais sedes do Mundial, o Rio de Janeiro recebeu sete partidas da Copa, inclusive a final entre Alemanha x Argentina, vencida pelos europeus na prorrogação. 2014 WORLD CUP

PODIUM GRANT IN THE BAG The Podium Grant starts being paid out. One of the pillars of the Brazil Medals Plan and essential support to athletes with higher chance of reaching the podium in 2016. Monthly allowances could reach R$ 15 thousand.

One of the main World Cup host cities, seven matches were held in Rio de Janeiro, including the final between Germany and Argentina, won by the Europeans in extra-time.

Foto: Shutterstock

RIO 2016

17


2014 9 DE AGOSTO

24 DE NOVEMBRO

28 DE NOVEMBRO

August 9th

November 24th

November 28th

ABERTA A TEMPORADA DE TESTES

MASCOTES REVELADOS

MOEDAS COMEMORATIVAS

Dois anos antes da abertura dos Jogos, o Rio recebe o primeiro evento-teste, com a regata internacional de vela. O torneio reuniu 326 atletas de 35 países.

Os mascotes olímpico e paralímpico aparecem publicamente pela primeira vez, no Rio de Janeiro. No mês seguinte, seriam batizados de Vinícius (olímpico) e Tom (paralímpico), em homenagem a dois gênios da música popular brasileira.

Banco Central lança as primeiras moedas comemorativas dos megaeventos.

TEST SEASON STARTS

MASCOTS REVEALED

Two years before the opening of the Games, Rio hosts first test-event, with the international sailing regatta. The event brought together 326 athletes from 35 countries.

The Olympic and Paralympic mascots appear publicly for the first time in Rio de Janeiro. The following month, they would be christened by the name of Vinícius (Olympic) and Tom (Paralímpico).

Central Bank launches the first commemorative coins of the mega-events.

Foto: Banco Central

Foto: CPB

18

COMMEMORATIVE COINS

RIO 2016


2015 16 DE MARÇO

31 DE MARÇO

13 DE MAIO

March 16th

March 31st

May 13th

OS PALCOS DO FUTEBOL

INÍCIO DA VENDA DE INGRESSOS

LABORATÓRIO NOS CONFORMES

Ao todo, foram postos à venda 7,5 milhões de ingressos para 42 esportes.

Laboratório Brasileiro de Controle de Dopagem (LBCD) é reacreditado pela Agência Mundial Antidopagem (WADA). Anúncio foi feito em Montreal, no Canadá.

Seis cidades e sete estádios foram escolhidos: Belo Horizonte (Mineirão), Brasília (Mané Garrincha), Manaus (Arena da Amazônia), Rio (Engenhão e Maracanã), Salvador (Fonte Nova) e São Paulo (Arena Corinthians).

TICKETS START BEING SOLD LABORATORY IN COMPLIANCE

THE FOOTBALL STAGES Six cities and seven stadiums were chosen: Belo Horizonte (Mineirão), Brasília (Mané Garrincha), Manaus (Amazonia Arena), Rio (Engenhão and Maracanã), Salvador (Fonte Nova) and São Paulo (Corinthians Arena).

Foto: Rio 2016

Altogether, 7.5 million tickets were put on sale for 42 sports.

Brazilian Doping Control Laboratory (LBCD) is re-accredited by the World Anti-Doping Agency (WADA). Announcement was made in Montreal, Canada.

Foto: Roberto Castro / Ministério do Esporte

RIO 2016

19


2015 3 DE JULHO

26 DE JULHO

30 DE JULHO

July 3rd

July 26th

July 30th

UMA PRÉVIA DO TOUR DA TOCHA

PAN DE TORONTO CHEGA AO FIM

DETALHES TÉCNICOS DA OPERAÇÃO DE SEGURANÇA

Foi anunciado que o roteiro teria 94 dias e percorreria cerca de 20 mil quilômetros em todas as regiões do país, com passagem por mais de 250 cidades.

O Brasil volta para casa com o terceiro lugar no quadro geral de medalhas. Foram 141 pódios, com 41 ouros, 40 pratas e 60 bronzes. O país só ficou atrás de EUA e Canadá.

Coletiva com autoridades das três esferas de governo revela que operação integrada reuniria mais de 85 mil profissionais, entre oficiais das Forças Armadas e profissionais de segurança pública que atuariam na cidade olímpica.

END OF THE PAN AM GAMES IN TORONTO, CANADA TORCH TOUR DETAILS The itinerary that would cover 20 thousand kilometres, over a period of 94 days, travelling to all of the country's regions and 250 cities and towns is announced.

Foto: Shutterstock

20

RIO 2016

Brazil comes home with third place on the overall medal table. The country managed a total of 141 podiums, with 41 gold, 40 silver and 60 bronze medals. They finished behind the US and Canada only.

SECURITY OPERATION DETAILS Press conference held with the three levels of government reveals that integrated operation would bring together 85 thousand professionals, among Armed Forces personnel and law enforcement officers, who would work in the Olympic city.


2015 4 DE AGOSTO

7 DE AGOSTO

15 DE AGOSTO

August 4th

August 7th

August 15th

UM ANO PARA A ABERTURA

ARACAJU RECEBE PRIMEIRA REUNIÃO DE PREPARAÇÃO DO TOUR DA TOCHA

BRASIL MANDA NO PARAPAN DE TORONTO

Governo federal enfatiza a política de nacionalização dos Jogos, com investimentos do Ministério do Esporte superiores a R$ 4 bilhões. Recursos foram destinados a centros de treinamento de diversas modalidades, Centros de Iniciação ao Esporte (CIEs), pistas oficiais de atletismo e instalações no Rio, fora as reformas de instalações militares.

Representantes dos governos federal, estadual e municipal, além de integrantes do comitê organizador, realizaram a primeira de uma série de encontros para planejar a passagem da tocha olímpica por todo o país. Eventos similares foram realizados em todas as capitais. ARACAJU HOSTS FIRST TORCH TOUR PREPARATION MEETING

A YEAR TO THE OPENING Federal government emphasises Games nationalisation policy, with investments from the Ministry of Sport exceeding R$ 4 billion. Resources were allocated to training centres in several sports, Sport Initiation Centres (CIEs), official standard athletics tracks and venues in Rio, in addition to renovation done in military facilities.

Representatives from the federal, state and municipal governments, as well as members of the organising committee, held the first of a series of meetings to plan the Olympic torch relay throughout the country. Similar events were held in all capital cities.

Com impressionantes 257 medalhas (109 ouros, 74 pratas e 74 bronzes), a delegação de 272 atletas brasileiros foi a primeira no quadro geral do Parapan do Canadá e obteve o melhor desempenho de sua história. Competição reuniu representantes de 28 países em 15 modalidades, com 1.608 atletas. BRAZIL RULES IN THE PARAPAN AM GAMES IN TORONTO With impressive 257 medals (109 gold, 74 silver and 74 bronze) won, the delegation made up of 272 Brazilian athletes, finished first in the Parapan Am Games in Canada, recording their best performance in history. The competition brought together 28 countries, competing in 15 sports, with 1,608 athletes.

Foto: Renato Sette Câmara / Prefeitura do Rio

RIO 2016

21


2015 7 DE SETEMBRO

22 DE SETEMBRO

16 DE OUTUBRO

September 7th

September 22nd

October 16th

UM ANO PARA A ABERTURA DA PARALIMPÍADA

SETOR AÉREO ORGANIZADO

FIM DA PRIMEIRA ONDA

Cartilha padroniza a operação de 39 aeroportos nacionais conectados aos Jogos. Documento define procedimentos para áreas como segurança e defesa, recursos humanos, acessibilidade, gerenciamento de infraestrutura e capacidade.

Avaliações de logística, segurança, mobilidade e operações esportivas foram realizadas nos eventos-teste de triatlo, hipismo, ciclismo, maratonas aquáticas, canoagem, remo, vôlei de praia e tiro com arco. Juntos, eles envolveram 1.873 atletas e 3.128 voluntários em 44 dias de competição.

Eventos culturais e início da venda de ingressos marcam a data simbólica. A YEAR TO THE OPENING OF THE PARALYMPICS

AIR SECTOR ORGANISED Cultural events and start of ticket sales mark the symbolic date.

Foto: Roberto Castro/ME

22

RIO 2016

Booklet standardises operations of 39 national airports linked to the Games. Document establishes procedures for areas such as security and defence, human resources, accessibility, infrastructure management and capacity.

END OF FIRST WAVE Logistics, security, mobility and sporting operations assessments were conducted at triathlon, equestrian, cycling, open water marathon, canoeing, rowing, beach volleyball and archery test-events. Together, they involved 1,873 athletes and 3,128 volunteers in 44 days of competition.


2015

2016

25 DE NOVEMBRO

23 DE DEZEMBRO

05 DE JANEIRO

November 25th

December 23rd

January 5th

ISENÇÃO DE VISTOS SANCIONADA

PARQUE RADICAL? PRESENTE!

PREFEITURA LANÇA PLANO DE MOBILIDADE

Medida deu aos ministérios do Turismo, da Justiça e das Relações Exteriores a autorização para liberar turistas estrangeiros da exigência de vistos no período dos Jogos. VISA WAIVER SANCTIONED Measure gave the Ministries of Tourism, Justice and Foreign Affairs permission to waive the visa requirement for foreign tourists during Games time.

Espaço na região de Deodoro inclui o Centro Nacional de Canoagem Slalom, a pista de ciclismo BMX e o circuito de mountain bike. RADICAL PARK? HERE! Area in the Deodoro region includes the National Canoe Slalom Centre, BMX cycling tracks and the mountain bike circuit.

Documento definia 260km de faixas prioritárias e estabelecia o acesso aos locais de competição para público, voluntários e terceirizados essencialmente por transporte público, como BRT, VLT, metrô ou trem. Também foi anunciado que um cartão unificado permitiria o deslocamento entre os vários modais de forma simplificada. CITY HALL LAUNCHES MOBILITY PLAN Document defined 260km of priority tracks, which established access to competition venues for the public, volunteers and outsourced staff primarily by public transport, such as BRT, VLT, metro or train. A unified transport card was also announced, which could be used in any of the transportation modes in a simplified way.

Foto: Shutterstock

RIO 2016

23


2016 13 DE JANEIRO

20 DE FEVEREIRO

23 DE FEVEREIRO

2 DE MARÇO

January 13th

February 20th

February 23rd

March 2nd

ENTREGA DA ARENA CARIOCA 1

ESTRUTURA DO CT PARALÍMPICO CONCLUÍDA

GALEÃO TESTA ACESSIBILIDADE

ESTÁDIO DE DEODORO E ARENA DA JUVENTUDE ENTREGUES

Instalação no Parque Olímpico da Barra sediou jogos de basquete, basquete em cadeira de rodas e rúgbi em cadeira de rodas na Rio 2016.

Espaço de 65 mil metros quadrados em São Paulo abriga 15 modalidades paralímpicas e se consolidou como o principal legado de estrutura esportiva para o esporte adaptado.

CARIOCA ARENA 1 DELIVERED Facilities at the Barra Olympic Park served as the stage of basketball, wheelchair basketball and wheelchair rugby in Rio 2016.

Foto: André Motta/ME

24

RIO 2016

PARALYMPIC CT STRUCTURE COMPLETED Sixty-five thousand m² space in São Paulo provides for 15 Paralympic sports, consolidating itself as the main sport structure legacy for adapted sports.

Desembarque de atletas do rúgbi em cadeira de rodas para o evento-teste da modalidade serviu para integrar órgãos públicos e entidades. Houve vários testes similares no terminal. GALEÃO RUNS ACCESSIBILITY TESTS The arrival of athletes for the wheelchair rugby test-event served to integrate public bodies and agencies. Several similar tests were ran at the terminal.

Estruturas em Deodoro receberam provas de pentatlo, basquete e rúgbi. DEODORO STADIUM AND JUVENTUDE ARENA DELIVERED Structures in Deodoro hosted pentathlon, basketball and rugby events.


2016 2 DE MARÇO

5 DE MARÇO

8 DE MARÇO

10 DE MARÇO

March 2nd

March 5th

March 8th

March 10th

ANUNCIADO O TIME DE REFUGIADOS

ARENA CARIOCA 3 PRONTA

CAMPO DE GOLFE APROVADO PELA FEDERAÇÃO INTERNACIONAL

PISCINA DO PENTATLO INAUGURADA

Os 970 mil metros quadrados e os 18 buracos passaram pelo evento-teste, com nove atletas brasileiros.

PENTATHLON POOL IS OFFICIALLY OPENED

Em iniciativa inédita na história dos Jogos Olímpicos, equipe teve dez atletas, que desfilaram e competiram sob a bandeira olímpica. REFUGEES TEAM ANNOUNCED In an unprecedented initiative in the history of the Games, the team had ten athletes, who paraded and competed under the Olympic flag.

Estrutura no Parque Olímpico da Barra recebeu competições de taekwondo e esgrima nos Jogos Olímpicos, além do judô paralímpico. ARENA CARIOCA 3 READY Structure at the Barra Olympic Park hosted taekwondo and fencing competitions in the Olympic Games, in addition to Paralympic judo.

O Centro Aquático do Pentatlo Moderno foi construído para o Pan de 2007. Reformas e ampliações tiveram investimento de R$ 4,4 milhões do Ministério do Esporte.

The Modern Pentathlon Water Centre was built for the 2007 Pan Am Games. The Ministry of Sport invested R$ 4.4 million in renovations and extension work.

GOLF COURSE APPROVED BY THE INTERNATIONAL FEDERATION The 970 thousand square metres and the 18 holes passed the test-event, with nine Brazilian athletes.

Foto: Shutterstock

RIO 2016

25


2016 7 DE ABRIL

8 DE ABRIL

21 DE ABRIL

April 7th

April 8th

April 21st

NOVA MARINA DA GLÓRIA

ESTÁDIO AQUÁTICO ENTREGUE

Com investimento privado de R$ 70 milhões, obras incluíram reformulação dos píers, criação de polo gastronômico e nova infraestrutura elétrica, hidráulica e de esgoto. Vagas molhadas para barcos subiram de 140 para 415. Vagas secas, de 70 para 240.

Instalação no Parque Olímpico da Barra foi palco das competições de natação.

INÍCIO DO TOUR DA TOCHA EM OLÍMPIA, NA GRÉCIA

NEW MARINA IN GLORIA With private investments of R$ 70 million, works included the remodelling of the piers, the building of a gastronomic hub and new electrical, hydraulic and sewage infrastructure. Wet slips for boats went up from 140 to 415. Dry slips went from 70 to 240.

Foto: Roberto Castro / Ministério do Esporte

26

RIO 2016

AQUATIC STADIUM DELIVERED Facilities at the Barra Olympic Park were the stage of the swimming competitions.

Acendimento da chama deu início ao revezamento, que passou por quase 30 cidades gregas antes de desembarcar no Brasil, onde visitou 334 municípios. TORCH TOUR STARTS IN OLYMPIA, GREECE The lighting of the flame kicked off the relay, which visited almost 30 Greek towns before arriving in Brazil, where it travelled to 334 municipalities.


2016 27 DE ABRIL

3 DE MAIO

12 DE MAIO

April 27th

May 3rd

May 12th

100 DIAS PARA OS JOGOS

INÍCIO DO REVEZAMENTO DA TOCHA NO BRASIL

ESTÁDIO OLÍMPICO PRONTO

Brasília foi o ponto inicial do roteiro que seguiria país afora até a Cerimônia de Abertura no Maracanã, em 5 de agosto.

Obras no valor de R$ 52 milhões alteraram a capacidade de público, trocaram pistas e adequaram infraestrutura. Além do atletismo, arena recebeu oito jogos de futebol.

Rio chegou à marca de 38 eventosteste realizados, que envolveram 1.600 funcionários do staff da Rio 2016, além de 12 mil voluntários. Somados, foram 320 dias de competições.

START OF TORCH RELAY IN BRAZIL 100 DAYS TO THE GAMES Rio reached the mark of 38 test-events held, which involved 1,600 Rio 2016 staff, in addition to 12 thousand volunteers. In total, 320 days of competition were held.

Brasilia was the starting point for the itinerary that would follow onto the rest of the country until the Opening Ceremony at the Maracanã on 5 August.

OLYMPIC STADIUM READY Construction works in the amount of R$ 52 million changed audience capacity, swapped the tracks and adapted the infrastructure. In addition to athletics, the arena hosted eight football matches.

Foto: Roberto Castro / Ministério do Esporte

RIO 2016

27


2016 11 DE MAIO

3 DE JUNHO

5 DE JUNHO

15 DE JUNHO

May 11th

June 3rd

June 5th

June 15th

PAVILHÃO 6 DO RIOCENTRO

ESCALADA A EQUIPE DE REFUGIADOS

VILA DOS ATLETAS ENTREGUE À RIO 2016

Espaço foi a casa do boxe e do vôlei sentado durante a Rio 2016.

Time teve 10 atletas, entre eles dois judocas acolhidos pelo Brasil. Todos se hospedaram na Vila Olímpica e, no desfile de abertura, entraram antes da delegação brasileira no Maracanã.

PRIMEIRO TRECHO DO VLT INAUGURADO

RIOCENTRO'S PAVILION 6 DELIVERED Venue was home of boxing and sitting volleyball events at Rio 2016.

Foto: Buda Mendes / Getty Images

28

RIO 2016

Bonde moderno começou a circular pelo Centro Histórico do Rio.

OLYMPIC VILLA DELIVERED TO RIO 2016 FIRST LRV STRETCH OFFICIALLY OPENED

REFUGEES TEAM ANNOUNCED Ten athletes were part of the team, among them, two judokas that had been welcomed by Brazil. They all stayed at the Olympic Villa and came out just before the national delegation at the opening ceremony at the Maracanã.

Com capacidade para 17.950 pessoas, Vila Olímpica e Paralímpica reuniu 3.604 apartamentos em 31 edifícios.

Modern tram began to circulate through Rio's Historic City Centre.

With capacity for 17,950 people, Olympic and Paralympic Villa had 3,604 apartments vin 31 buildings.


2016 26 DE JUNHO

4 DE JULHO

24 DE JULHO

30 DE JULHO

June 26th

July 4th

July 24th

July 30th

A VEZ DO VELÓDROMO

INAUGURAÇÃO DA TRANSOLÍMPICA

VILA DOS ATLETAS ABERTA

LINHA 4 DO METRÔ COMEÇA A OPERAR

Finalização da instalação completa o Parque Olímpico da Barra.

Via expressa de BRT tem 26 quilômetros e reduz em 60% o tempo de viagem entre a Barra e Deodoro.

VELODROME'S TURN

TRANSOLÍMPICA IS OFFICIALLY OPENED

Os 31 edifícios, com mais de 3,6 mil apartamentos, abrigaram atletas e comissão técnica de 206 nacionalidades.

Completion of the facility finished the Barra Olympic Park.

Express BRT line has a 26km route and reduces travelling time between Barra and Deodoro in 60%.

São 16 quilômetros que fazem a ligação entre a Zona Sul do Rio de Janeiro e a Barra da Tijuca. A obra foi orçada em R$ 9,77 bilhões e contou com financiamento federal. O trecho olímpico, com cinco estações, foi usado para o transporte de torcedores nos Jogos. Em plena capacidade, transporta até 300 mil pessoas por dia.

OLYMPIC VILLA OPENED The 31 buildings, with over 3.6 thousand apartments, housed athletes and technical staff from 206 nationalities.

METRO LINE 4 STARTS TO WORK Sixteen kilometres link up Rio de Janeiro's south zone to Barra da Tijuca. Construction works were budgeted in R$ 9.77 billion and had federal financing. The five-station Olympic route was used to transport fans to the Games. At full capacity, it carries up to 300 thousand people a day.

Foto: Shutterstock

RIO 2016

29


2016 31 DE JULHO

3 DE AGOSTO

4 DE AGOSTO

June 31st

August 3rd

August 4th

BANDEIRA BRASILEIRA NA VILA DOS ATLETAS

PRIMEIRO DIA DE COMPETIÇÕES DOS JOGOS OLÍMPICOS

INAUGURAÇÃO DA CASA BRASIL

BRAZILIAN FLAG AT THE OLYMPIC VILLA

Antes mesmo da abertura, Rio 2016 tem início com jogos do futebol feminino. Destaque foi a vitória do Brasil sobre a China, por 3 x 0. FIRST DAY OF OLYMPIC COMPETITIONS Even before the opening ceremony, Rio 2016 had started with women's football matches. A highlight was Brazil's 3-0 win against China.

Foto: Roberto Castro / Ministério do Esporte

30

RIO 2016

Com 12,5 mil metros quadrados de área interna e externa, a Casa Brasil foi montada no Boulevard Olímpico e aproveitou os Jogos para apresentar o país ao mundo em um espaço interativo e de experiências sensoriais. Nos 46 dias de atividade, houve atrações permanentes, shows, eventos culturais, programas de saúde e bem-estar, conferências, seminários e encontros de negócios. Mais de 550 mil pessoas passaram por lá. BRAZIL HOUSE OFFICIALLY OPENED With 12,500 square metres of indoor and outdoor area, the Brazil House was set up at the Olympic Boulevard, making the most of the Games to showcase the country to the world, in an interactive space with sensory experiences. In the 46 days the house operated for, it offered permanent attractions, concerts, cultural events, health and well-being programmes, conferences, seminars and business meetings. Over 550 thousand people visited the venue.


2016 5 DE AGOSTO

6 DE AGOSTO

8 DE AGOSTO

11 DE AGOSTO

August 5th

August 6th

August 8th

August 11th

BRASIL ENCANTA O MUNDO NA CERIMÔNIA DE ABERTURA

FELIPE WU ABRE O CAMINHO

RAFAELA, UM ÍCONE DOS JOGOS

O DUPLO BRONZE DE MAYRA

Com muita música, criatividade, ousadia e referências de respeito ao meio ambiente, celebração no Maracanã encanta o público nacional e estrangeiro. Ao fim da cerimônia, o medalhista olímpico Vanderlei Cordeiro de Lima acende a pira olímpica, que encerra o tour da tocha e dá início simbólico aos Jogos.

Brasileiro conquistou a prata na prova de pistola de ar 10m, a primeira do Brasil nos Jogos.

Mulher, negra e de origem na periferia, Rafaela Silva se reinventou após Londres (2012), teve campanha perfeita e se tornou a primeira judoca brasileira campeã olímpica e mundial.

Mayra Aguiar fica em terceiro, repete a campanha de Londres e se torna a primeira judoca brasileira com dois pódios em Jogos Olímpicos.

BRAZIL CHARMS THE WORLD AT THE OPENING CEREMONY With lots of music, creativity, daring and references of respect for the environment, celebration in Maracanã wins the national and foreign audience over. At the end of the ceremony, medallist Vanderlei Cordeiro de Lima lit the Olympic pyre, which brought the torch tour to an end and symbolically kick started the Games.

FELIPE WU OPENS THE WAY

MAYRA'S DOUBLE BRONZE Brazilian athlete won the silver in the 10m air pistol event, Brazil's first medal at the Games.

RAFAELA, ONE OF THE GAMES' ICON A black girl from a poor neighbourhood, Rafaela Silva reinvented herself after London (2012), putting on the perfect performance and becoming the first Brazilian female judoka to be crowned Olympic and world champion.

Mayra Aguiar finished third, repeating her campaign in London and becoming the first Brazilian female judoka to finish on the podium in two editions of the Olympic Games.

Foto: Roberto Castro / Ministério do Esporte

RIO 2016

31


2016 12 DE AGOSTO

14 DE AGOSTO

15 DE AGOSTO

August 12th

August 14th

August 15th

BABY RENASCE

PHELPS, A LENDA DE 28 PÓDIOS

Após superar ciclo de sérias lesões na reta final de preparação, brasileiro Rafael Silva conquista seu segundo bronze olímpico entre os pesados. BABY REBORN After overcoming a serious injury cycle, in his the final preparation stretch, Brazilian athlete Rafael Silva wins his second Olympic bronze in the heavyweight category.

Foto: Shutterstock

32

RIO 2016

Em sua última prova olímpica, nadador americano chegou ao 28ª pódio, com o ouro no revezamento 4 x 100m medley. Phelps soma 23 ouros, três pratas e dois bronzes em cinco edições dos Jogos. PHELPS, THE 28-PODIUM LEGEND In his last Olympic event, American swimmer makes it onto his 28th podium, winning the gold in the 4 x 100m medley relay. In five editions of the Games, Phelps scooped up 23 gold, 3 silver and 2 bronze medals.

A REDENÇÃO DE DIEGO Diego Hypolito conquistou a medalha que havia escapado em Pequim e Londres com uma prata na final do solo. Na mesma prova, Arthur Nory ficou com o bronze. DIEGO'S REDEMPTION Diego Hypolito won the medal that had eluded him in Beijing and London, scooping up the silver in the final of the floor exercise. Arthur Nory ended up with the bronze in the same event.

HERANÇA DE POLIANA OKIMOTO Brasileira ficou em terceiro nos 10km da maratona aquática após eliminação de uma francesa por atitude irregular na chegada. Poliana se tornou a primeira nadadora do país a subir ao pódio olímpico. POLIANA OKIMOTO’S INHERITANCE

O RAIO PELA TERCEIRA VEZ Principal nome do atletismo dos Jogos Rio 2016, velocista Usain Bolt fatura, pela terceira vez consecutiva, o título de homem mais rápido do mundo com vitória nos 100m, com 9s81. Foi o sétimo ouro do jamaicano em sete provas olímpicas disputadas desde Pequim, em 2008. THE BOLT STRIKES AGAIN

Brazilian swimmer finished in third in the 10km open water marathon, after French athlete was disqualified for dunking opponent at the finish line. Poliana became the first female swimmer in the country to climb onto an Olympic podium.

Main name of the Rio 2016 Games, sprinter Usain Bolt picks up the title of world's fastest man by winning the 100m with a time of 9.81 seconds. It was the Jamaican's seventh gold in seven Olympic events since Beijing 2008.


2016 15 DE AGOSTO

16 DE AGOSTO

17 DE AGOSTO

August 15th

August 16th

August 17th

ZANETTI ENTRE OS TOPS

PERSISTÊNCIA DE OURO DE ROBSON CONCEIÇÃO

Campeão olímpico em Londres (2012), brasileiro faz outra competição quase perfeita e sai da Rio 2016 com a prata, atrás apenas do grego Eleftherios Petrounias. ZANETTI AMONG THE TOP Olympic champion in London (2012), Brazilian performs almost perfectly again and leaves Rio 2016 with the silver, behind only Eleftherios Petrounias from Greece.

Depois de ser eliminado na estreia nos Jogos de Pequim e de Londres, atleta baiano faz campanha brilhante e conquista o melhor resultado do país na modalidade. ROBSON CONCEIÇÃO'S GOLDEN PERSEVERANCE After being eliminated in his first fight at the Beijing and London Games, Robson Conceição shines and picks up the country's best result ever in the sport.

ISAQUIAS, O NOVO ÍDOLO NACIONAL Canoísta inicia sua trajetória impressionante nos Jogos com a medalha de prata no C1 1.000m no Estádio da Lagoa. Foi a primeira medalha da história do país na modalidade.

O ILUMINADO THIAGO BRAZ Brasileiro supera em dez centímetros sua melhor marca pessoal no salto com vara, desbanca o campeão mundial, estabelece novo recorde olímpico e fica com o ouro. THIAGO BRAZ SHINES

ISAQUIAS, A NEW NATIONAL HERO Canoeist starts his impressive story at the Games with a silver medal in the C-1 1,000m at the Lagoa Stadium. It was the country's first ever medal in the sport.

Brazilian surpasses his personal best in the pole vault, pushing aside the world champion, breaking the Olympic record and scooping up the gold.

A IMPROVÁVEL ELIMINAÇÃO DO VÔLEI FEMININO Bicampeã olímpica e uma das favoritas ao título, equipe nacional caiu nas quartas-de-final diante da China, por 3 sets a 2 . THE UNLIKELY ELIMINATION OF THE WOMEN'S VOLLEYBALL TEAM Two-time Olympic champions and one of the favourites for the title, the national women's volleyball team lost to China in the quarter-final, 3 sets to 2.

Foto: Roberto Castro / Ministério do Esporte

RIO 2016

33


2016 18 DE AGOSTO

19 DE AGOSTO

August 18th

August 19th

PRATA DE ÁGATHA E BÁRBARA

ISAQUIAS ACELERA PARA O BRONZE

O BRILHO DE MARTINE E KAHENA

No primeiro dia de finais do vôlei de praia, as brasileiras perderam a decisão para a dupla alemã Laura Ludwig e Kira Walkenhorst. O bronze escapou das mãos de Larissa e Talita, que perderam a medalha para as americanas Walsh e Ross.

Depois da prata nos 1.000m, canoísta baiano conquista o bronze na C1 200m.

Após reação eletrizante e chegada de tirar o fôlego, velejadoras da classe 49er FX conquistam a primeira medalha dourada da história da vela feminina brasileira.

ISAQUIAS RACES FOR THE BRONZE After a silver in the 1,000m, canoeist from Bahia wins the bronze in the C-1 200m

SILVER FOR AGATHA AND BARBARA On the first day of finals at the Beach Volleyball Arena in Copacabana, the Brazilian duo lost to Laura Ludwig and Kira Walkenhorst from Germany. The bronze slipped through the hands of the duo made up by Larissa and Talita, who lost the medal to US athletes Walsh and Ross.

Foto: Danilo Borges / Ministério do Esporte

34

RIO 2016

MARTINE AND KAHENA SHINE After a thrilling reaction and breathtaking finish, the 49er FX class sailors won the gold, the first ever for Brazil's female sailing.

BOLT... DE NOVO Jamaicano sobra nos 200m e conquista seu oitavo ouro em oito provas olímpicas. BOLT... AGAIN Jamaican wins the 200m comfortably and secures his eight gold medal in eight Olympic events.

ALISON E BRUNO EMOCIONAM O PAÍS Com a vitória na final sobre os italianos Lupo e Nicolai, Brasil volta ao lugar mais alto do pódio no vôlei de praia após 12 anos. ALISON AND BRUNO THRILL THE COUNTRY By beating the Italian duo made up of Lupo and Nicolai in the final, after 12 years, Brazil once again makes it to the top of the podium.


2016 20 DE AGOSTO

21 DE AGOSTO

August 20th

August 21st

ISAQUIAS, NOSSO FENÔMENO

GALERIA DE TROFÉUS COMPLETA

Prata ao lado de Erlon Souza na C2 1000m, Isaquias Queiroz se torna o primeiro brasileiro da história a conquistar três medalhas em uma só edição dos Jogos Olímpicos.

No penúltimo dia dos Jogos, Brasil vence a Alemanha nos pênaltis, após 1 x 1 no tempo normal e na prorrogação, e conquista o título que faltava ao país do futebol.

ISAQUIAS, OUR PHENOMENON With a silver together with Erlon Souza, in the C-2 1000m, Isaquias Queiroz becomes the first Brazilian in history to win three medals in a single edition of the Olympic Games.

TROPHY GALLERY COMPLETE On the last but one day of the Games, Brazil beats Germany in the penalties, after drawing 1-1 and picks up the one title the country had not won before.

MAICON HERÓICO

"DREAM TEAM" SEM SUSTOS

O TRI DO VÔLEI MASCULINO

Na categoria +80kg do taekwondo, o brasileiro Maicon Siqueira se reinventou após derrota nas quartasde-final, venceu duas lutas na repescagem e conquistou o bronze olímpico.

Fazendo valer o favoritismo depositado na equipe e que mobiliza fãs no mundo todo, o basquete masculino dos EUA conquistou o terceiro ouro olímpico consecutivo, o 15º do país na história da competição. Na final, 96 x 66 sobre a Sérvia.

Vitória por 3 sets a 0 sobre a Itália coroou a equipe de Bernardinho. Foi a quarta final consecutiva da equipe. O país vinha de pratas em Pequim (2008) e Londres (2012). O ouro no Rio se soma aos conquistados em 2004, na Grécia, e em 1992, em Barcelona.

'DREAM TEAM' WITHOUT SCARES

MEN'S VOLLEYBALL THIRD GOLD

Making use of the favouritism placed on the team and mobilising fans worldwide, the US men's basketball team won its third consecutive Olympic gold, the 15th in history for the country in the competition. They beat Serbia 96-66 in the final.

Beating Italy 3-0 in the final, crowned Bernadinho's team champions. It was their fourth consecutive final. The country had won the silver in Beijing (2008) and London (2012). The gold in Rio is added to the ones won at the 2004 Games in Greece and in Barcelona, back in 1992.

HEROIC MAICON In the taekwondo +80kg category, Maicon Siqueira from Brazil reinvented himself after being defeated in the quarter-finals, winning two fights in the playoffs and winning the Olympic bronze.

Foto: Roberto Castro / Ministério do Esporte

RIO 2016

35


2016 22 DE AGOSTO

24 DE AGOSTO

25 DE AGOSTO

August 22nd

Agust 24th

August 25th

OS NÚMEROS FINAIS

TOCHA PARALÍMPICA É ACESA EM BRASÍLIA

O ADEUS OLÍMPICO

A VEZ DOS PARALÍMPICOS

Festa de cores, música e emoção encerra, no Maracanã, os Jogos Olímpicos. Celebração contou com frevo, baião, forró e samba antes que a pira olímpica fosse, enfim, apagada.

Grande parte dos 279 atletas da equipe nacional paralímpica se alojou no Centro de Treinamento de São Paulo para a aclimatação. Das 22 modalidades do programa, 13 treinaram no CT.

THE OLYMPIC FAREWELL A party full of colours, music and emotion brings the Olympic Games to a close at the Maracanã. The celebration included frevo, baião, forró and samba before the Olympic pyre was at last, put out.

Foto: Francisco Medeiros/ME

36

RIO 2016

TIME FOR THE PARALYMPICS Most of the 279 athletes of the national Paralympic team stayed in the São Paulo Training Centre for acclimatisation. Out of the 22 sports in the programme, 13 trained at the centre.

Segundo a prefeitura do Rio de Janeiro, durante o período dos Jogos Olímpicos a cidade recebeu 1,170 milhão de turistas, com 410 mil estrangeiros. A taxa de ocupação hoteleira foi de 94%. Os três espaços abertos do Boulevard Olímpico (Porto Maravilha, Parque Madureira, e Miécimo da Silva, em Campo Grande) atraíram cerca de 4 milhões de pessoas, com transmissão de competições e agenda de eventos. Imagens dos Jogos e da cidade foram transmitidas para cerca de 5 bilhões de espectadores no mundo. Ao todo, 26 mil jornalistas credenciados fizeram a cobertura. FINAL FIGURES According to the Rio de Janeiro City Hall, during Games time, the city played host to 1.170 million tourists, 410 thousand of whom from a foreign country. Hotel occupancy rate stood at 94%. The three open spaces at the Olympic Boulevard (Porto Maravilha, Parque Madureira, and Miécimo da Silva in Campo Grande) attracted around 4 million people with the broadcasting of competitions and events calendar. Images of the Games and the city were broadcast to around 5 billion viewers worldwide. In all, 26,000 accredited journalists covered the Games.

PARALYMPIC TORCH IS LIT IN BRASILIA


2016 31 DE AGOSTO

6 DE SETEMBRO

7 DE SETEMBRO

August 31st

September 6th

September 7th

VILA PARALÍMPICA ABRE AS PORTAS

BANDEIRA BRASILEIRA HASTEADA

ABERTURA PROVOCATIVA ENCANTA

Estrutura na Barra da Tijuca começou a receber representantes das 162 delegações que disputaram, com 4.333 atletas, os Jogos Paralímpicos. PARALYMPIC VILLA OPENS ITS DOORS Structure in Barra da Tijuca started to host representatives of the 162 delegations that with a total 4,333 athletes, took part in the Paralympic Games.

BRAZILIAN FLAG HOISTED

Evento foi um manifesto para a sociedade mudar o olhar, acolher a diversidade e conviver sem excluir. Ídolo paralímpico, o nadador multimedalhista Clodoaldo Silva foi o responsável por acender a pira e dar início oficial aos Jogos. PROVOCATIVE OPENING CHARMS EVERYONE Event was a manifesto for society to change the way they look and welcome diversity, co-existing without excluding. Paralympic idol, multi-medallist swimmer Clodoaldo Silva was responsible for lighting the pyre and officially starting the Games.

Foto: Danilo Borges / Ministério do Esporte

RIO 2016

37


2016 8 DE SETEMBRO

9 DE SETEMBRO

September 8th

September 9th

PRIMEIRA MEDALHA E PRIMEIRO OURO

CARTÃO DE VISITAS DE DANIEL DIAS

VOLTA MAIS RÁPIDA DE DANIEL MARTINS

LÚCIA DUPLAMENTE PRATEADA

Odair Santos conquista primeira medalha do Brasil nos Jogos Paralímpicos. Foi prata nos 5.000m T11, para deficientes visuais. O primeiro ouro veio em seguida, com Ricardo Oliveira no salto em distância.

Multimedalhista brasileiro sobe ao topo do pódio paralímpico pela primeira vez no Rio, na prova dos 200m livre.

No Engenhão, atleta de Marília (SP) é o mais rápido na prova dos 400m e estabelece novo recorde mundial da Classe T20: 47s22.

Lúcia Teixeira repete a campanha de Londres 2012 e leva o judô brasileiro à prata no Rio.

DANIEL MARTINS' 'PARALYMPIC' LAP

Lúcia Teixeira repeats her campaign at London 2012 and takes Brazilian judo to silver in Rio.

FIRST MEDAL AND FIRST GOLD Odair Santos wins Brazil's first medal at the Paralympic Games. He won the silver at the 5,000m T11, for visually impaired athletes. The first gold came next, with Ricardo Oliveira in the long jump

Foto: Gabriel Heusi / Ministério do Esporte

38

RIO 2016

DOUBLE SILVER FOR LÚCIA

DANIEL DIAS' CALLING CARD Brazilian multi-medallist climbs to the top of the Paralympic podium for the first time in Rio, in the 200m freestyle event.

At the Engenhão Stadium, athlete from Marília (state of São Paulo) is the fastest in the 400m event, breaking the world record in the T20 Class: 47.22 seconds.

VERÔNICA, A “FÊNIX” Velocista celebrou o inédito pódio brasileiro nos 100m da categoria T38 feminina com uma prata após superar um período de cirurgias, adaptação a remédios fortes, lesões e dores. VERONICA, THE 'PHOENIX' Sprinter celebrated the first podium for Brazil in the 100m in the T38 female category, with a silver after overcoming a series of surgeries, adaptation and strong medication, injuries and pain.


2016 10 DE SETEMBRO

11 DE SETEMBRO

12 DE SETEMBRO

September 10th

September 11th

September 12th

PHELIPE RODRIGUES “NA TRAVE”

SHIRLENE, A PIONEIRA

Na prova mais rápida da natação, brasileiro fica com a prata nos 50m livre da classe S10. PHELIPE RODRIGUES ALMOST DOES IT In swimming's fastest event, the 50m freestyle in the S10 category, Brazilian finishes with the silver.

Porta-bandeira da delegação na cerimônia de abertura, atleta confirma favoritismo, conquista o ouro no lançamento de dardo F37 e é a primeira brasileira no topo do pódio na Paralimpíada do Rio. SHIRLENE, A PIONEER Brazilian delegation's flagbearer at the opening ceremony, athlete confirms favouritism, wins the gold in the F37 javelin release and becomes the first woman in the country to climb to the top spot on the podium at the Paralympics in Rio.

JUDÔ: PRATA EM DOSE TRIPLA Além do veterano Antônio Tenório, estreantes Alana Maldonado e Wilians Araujo sobem ao pódio. JUDO: TRIPLE DOSED SILVER In addition to veteran Antonio Tenório, debutants Alana Maldonado and Wilians Araujo finish on the podium.

PETRUCIO, O NOSSO BOLT

ISRAEL ENTRE OS GRANDES

Atleta de 19 anos venceu os 100m da classe T47 com 10s57, melhor tempo do mundo. Pódio teve dobradinha nacional com Yohansson Nascimento em segundo.

Israel Stroh se torna o primeiro medalhista individual do país no tênis de mesa, com a prata na Classe 7.

PETRUCIO, OUR BOLT

Israel Stroh becomes the country's first individual medallist in table tennis, with silver in Class 7.

19-year-old athlete won the 100m in the T47 class with the time of 10.57 seconds, the best time in the world. The podium had two Brazilian athletes on it, with Yohansson Nascimento in second.

ISRAEL AMONG THE GREATEST

Foto: Danilo Borges / Ministério do Esporte

RIO 2016

39


2016 12 DE SETEMBRO

13 DE SETEMBRO

September 12th

September 13th

DISCO DE OURO

QUARTETO “IMPARÁVEL”

ORIGINALIDADE DE BRUNA

Diogo Ualisson, Gustavo Araújo, Daniel Silva e Felipe Gomes cravam novo recorde paralímpico no revezamento 4 x 100m para deficientes visuais no Engenhão, com 42s37.

Bruna Alexandre fatura o bronze na Classe 10 e se torna a primeira mulher brasileira medalhista do tênis de mesa paralímpico.

Alessandro Rodrigo estabelece novo recorde paralímpico do lançamento de disco na classe F11 e conquista o ouro com 43m06. GOLDEN DISCUS Alessandro Rodrigo sets new Paralympic record for F11 class discus throw and wins the gold with 43.06 metres.

Foto: Danilo Borges / Ministério do Esporte

40

RIO 2016

'UNSTOPPABLE' QUARTET Diogo Ualisson, Gustavo Araújo, Daniel Silva and Felipe Gomes set new Paralympic record in the 4 x 100m relay for the visually impaired at the Engenhão Stadium, with the time of 42.37 seconds.

BRUNA'S ORIGINALITY Bruna Alexandre wins the bronze in Class 10 and becomes the first Brazilian woman to have won a medal in Paralympic table tennis.

EVÂNIO RODRIGUES FAZ HISTÓRIA Baiano conquista a primeira medalha do halterofilismo paralímpico, uma prata na categoria até 88kg. EVÂNIO RODRIGUES MAKES HISTORY Evânio wins the first Paralympic powerlifting medal, a silver in the 88kg category.

OS INCRÍVEIS DA BOCHA Ouro por equipes veio na classe BC3, com Antônio Leme, Evelyn Oliveira e Evani Soares. A prata foi na BC4, com Dirceu Pinto, Eliseu Santos e Marcelo Santos. THOSE AMAZING BOCCIA PLAYERS Team gold came in the BC3 class with with Antônio Leme, Evelyn Oliveira and Evani Soares. A silver medal was picked up in the BC4 class with Dirceu Pinto, Eliseu Santos and Marcelo Santos.


2016 13 DE SETEMBRO

14 DE SETEMBRO

15 DE SETEMBRO

16 DE SETEMBRO

September 13th

September 14th

September 15th

September 16th

A VIGÉSIMA É DE OURO

PEDALADAS INÉDITAS

CANOA DE BRONZE

BRONZE ADESTRADO

IRMÃOS DE OURO

Daniel Dias vence os 50m livre e chega a 20 medalhas paralímpicas.

Lauro Chaman leva o Brasil pela primeira vez ao pódio paralímpico no ciclismo. Ele foi o terceiro colocado no contrarrelógio da classe C5.

Na estreia da canoagem em Paralimpíadas, Caio Ribeiro conquista a terceira colocação na classe KL3.

Sérgio Oliva conquistou o terceiro lugar na classe IA.

Assim como Ricardo Oliveira havia feito no início dos Jogos, Silvânia Costa é campeã no salto em distância na categoria F11.

BRONZE CANOE

Sérgio Oliva finished third in the IA class.

NUMBER TWENTY IS GOLD Daniel Dias wins the 50m freestyle and reaches 20 Paralympic medals.

UNPARALLELED CYCLING Lauro Chaman steers Brazil to the Paralympic podium in cycling for the first time. He was third in the C5 class time trials.

In his debut in the Paralympic canoe, Caio Ribeiro wins the bronze in the KL3 class.

TRAINED BRONZE

GOLDEN SIBLINGS As Ricardo Oliveira had done at the beginning of the Games, Silvânia Costa is the long distance champion in the F11 category.

Foto: Danilo Borges / Ministério do Esporte

RIO 2016

41


2016 16 DE SETEMBRO

17 DE SETEMBRO

September 16th

September 17th

FUTEBOL DE SETE NO PÓDIO

GOL DE BRONZE NO GOALBALL

COM STATUS DE LENDA

Vitória sobre a Holanda por 3 x 1, no Estádio de Deodoro, leva seleção ao pódio após 12 anos de ausência. Modalidade deixará de fazer parte do programa paralímpico em 2020.

Equipe masculina derrota a Suécia por 6 x 5 no gol de ouro e sobe ao pódio.

Ouro e bronze no último dia de provas no Rio levam Daniel Dias a se tornar o maior medalhista do planeta na história da natação paralímpica.

7-A-SIDE FOOTBALL ON THE PODIUM A 3-1 victory over the Netherlands at the Deodoro Stadium takes Brazil to the podium after not being there for 12 years. Sport will no longer be part of the Paralympic programme in 2020.

Foto: André Motta / Ministério do Esporte

42

RIO 2016

BRONZE GOAL IN GOALBALL Men's team defeats Sweden by 6-5 with a golden goal and secure a place on the podium.

LEGEND STATUS Gold and bronze on the last day of events turn Daniel Dias into the biggest medallist in the history of Paralympic swimming.

QUARTO PÓDIO NO TÊNIS DE MESA Iranildo Espíndola, Guilherme Costa e Aloísio Lima conquistam o bronze nas classes 1-2 ao derrotar a Eslováquia. FOURTH TABLE TENNIS PODIUM Iranildo Espíndola, Guilherme Costa and Aloísio Lima won the bronze in the 1-2 classes by defeating Slovakia.

VÔLEI SENTADO NO PÓDIO Brasil faz história com bronze inédito no vôlei feminino, ao derrotar a Ucrânia por 3 sets a 0. SITTING VOLLEYBALL ON THE PODIUM Brazil makes history with first bronze in women's sitting volleyball, defeating the Ukraine by 3 sets to 0.


2016 17 DE SETEMBRO

18 DE SETEMBRO

September 17th

September 18th

O NOSSO DREAM TEAM

MARATONA, A ÚLTIMA MEDALHA

A imbatível seleção de futebol de cinco bate o Irã na final por 1 x 0 e conquista o ouro. Desde que a competição estreou, em 2004, todos os ouros são do Brasil.

Na despedida do atletismo, a baiana Edneusa Dorta e seu guia, Tito Sena, ampliam para 33 o número de medalhas conquistadas pelo país na modalidade.

ADEUS AOS MEGAEVENTOS Festa de encerramento, no Maracanã, teve shows e exaltação à paz e à diversidade. FAREWELL TO THE MEGA-EVENTS Closing party, in Maracanã, put on concerts and praised peace and diversity.

OUR DREAM TEAM Brazil's unbeatable 5-a-side football team beat Iran 1-0 in the final and scooped up the gold. Since the competition was included in the Paralympic programme in 2004, Brazil has won the gold at every single edition of the Games.

MARATHON, THE LAST MEDAL At athletics' farewell, Brazilian runner Edneusa Dorta and her guide, Tito Sena, increased Brazil's medal count in the sport to 33.

Foto: Francisco Medeiros / Ministério do Esporte

RIO 2016

43


Foto: Getty Images

HISTORIC DAY IN DENMARK

Dia histórico na Dinamarca Capítulo 1


A eleição que mudou o patamar do Rio The election that changed Rio’s standing

Objetivamente, 5 de agosto de 2016 seria apenas mais uma data no calendário carioca não fosse um anúncio em 2 de outubro de 2009. Ao dizer “Rio de Janeiro”, com seu sotaque gringo, o então presidente do Comitê Olímpico Internacional (COI), o belga Jacques Rogge, traçou um futuro desafiador. Era preciso ser mais que um belo destino turístico. O conteúdo do envelope revelado em Copenhague, na Dinamarca, foi uma espécie de certificado da maioridade da capital fluminense e do país perante a comunidade internacional. Depois de cinco tentativas frustradas, o Brasil conquistou a chance de realizar os Jogos Olímpicos e Paralímpicos de Verão. Os primeiros na América do Sul. A segunda edição da história no Hemisfério Sul do planeta, após Sydney, em 2000, na Austrália. No auditório, assim que houve a confirmação, Pelé e Gustavo Kuerten se abraçaram. A delegação nacional festejou, com intensidade similar à demonstrada por cerca de 50 mil pessoas reunidas na Praia de Copacabana. O Rio venceu após chegar à fase decisiva contra potências internacionais. Estavam na disputa Madri, na Espanha, além de Tóquio, no Japão, e Chicago, nos Estados Unidos. Nem o lobby do presidente norte-americano Barack Obama foi suficiente. Nas duas primeiras rodadas de votação, Chicago e Tóquio saíram do páreo. Restaram Rio e Madri. Com 66 votos contra 32, o Brasil referendou a conquista, com uma proposta que redesenhava a capital fluminense, com perspectivas de melhorias no sistema de transporte, na infraestrutura aeroportuária e na criação e adaptação de estruturas esportivas. O conceito de congregar as modalidades em quatro regiões de uma única cidade, com deslocamentos inteligentes, foi importante para convencer os delegados do COI.

46

RIO 2016

Objectively speaking, 5 August 2016 would be just another date in Rio de Janeiro’s calendar, if it was not for an announcement made on 2 October 2009. By saying ‘Rio de Janeiro’ in his foreign accent, the then president of the International Olympic Committee (IOC), Belgian national Jacques Rogge, drew up a challenging future. It had to be more than a beautiful tourist destination. The content of the envelope opened in Copenhagen, Denmark, revealed a kind of certificate of Rio de Janeiro’s and the country’s standing vis-àvis the international community. After five failed attempts, Brazil had earned the chance of staging the Summer Olympic and Paralympic Games. The first ever to be held in South America. The second edition ever to be held in the southern hemisphere, after the 2000 Games in Sydney, Australia. In the room, as soon as the decision was confirmed, Pelé and Gustavo Kuerten embraced. In fact, the boisterous celebrations the national delegation engaged in were similar to those seen on Copacabana Beach, where 50 thousand people had gathered. Rio won after competing with international powers in the final stages. They were up against Madrid (Spain), Tokyo (Japan) and Chicago (USA). Not even the lobby by American president Barack Obama was enough. Chicago and Tokyo were sent home after the first two rounds of voting. There were only Rio and Madrid left. With a score of 66 votes to 32, Brazil secured the win, with a bid that redesigned the city of Rio de Janeiro, proposed improvements to the transport system, airport infrastructure and created and adapted sport structures. The concept of assembling different sports in four regions of a single city, with smart transport options for moving around, was important in convincing the IOC delegates.


Foto: Getty Images


O ciclo de megaeventos no Brasil no período foi outro argumento estratégico. Em 2007, o próprio Rio de Janeiro havia recebido os Jogos Pan-Americanos. Já estava definido, na época, que o país seria a sede da Copa das Confederações, em 2013, e da Copa do Mundo de 2014, com o Rio protagonista de sete partidas do evento principal, inclusive da final. Os Jogos Mundiais Militares, em 2011, também seriam na cidade. A pré-existência de instalações de alto nível, 56% delas aproveitadas no projeto da Rio 2016, e a certeza de ajustes na infraestrutura em função de outros eventos funcionaram como salvaguarda a mais. Com a decisão favorável ao Rio de Janeiro, o Brasil se tornou o quarto país a sediar a Copa do Mundo de Futebol e os Jogos Olímpicos em um espaço de dois anos, depois de México (1968 e 1970), Alemanha (1972 e 1974) e Estados Unidos (1994 e 1996). O período escolhido para o evento, entre 5 e 21 de agosto para os Jogos Olímpicos, e 7 e 18 de setembro para os Jogos Paralímpicos, foi definido em virtude de condições climáticas favoráveis, da harmonia com o calendário internacional das federações esportivas e do dia da Independência do Brasil, feriado que coincidiria com a abertura dos Jogos Paralímpicos. Os governos federal, estadual e municipal se comprometeram a mudar o calendário escolar para que o período dos Jogos batesse com as férias. Assim, seria menor a demanda por transporte público e os jovens poderiam atuar como voluntários.

The mega-events cycle taking place in Brazil in the period was also another strategic argument used. In 2007, Rio de Janeiro had hosted the Pan American Games. At that time, it had already been decided that the country would host the Confederations Cup in 2013 and the World Cup in 2014, with Rio playing a major role, staging seven matches of the main event, including the final. The World Military Games in 2011 were also gong to be held in the city. The already existing high standard facilities, 56% of them used in the Rio 2016 project, in addition to the certainty of adjustments made to the infrastructure, because of the other events, worked as an extra safeguard. With the decision favouring Rio de Janeiro, Brazil became the fourth country ever to host the Football World Cup and the Olympic Games in the space of two years, after Mexico (1968 and 1970), Germany (1972 and 1974) and the United States (1994 and 1996). The period chosen for the event, from 5 to 21 August for the Olympic Games, and between 7 and 18 September for the Paralympic Games was chosen due to favourable weather conditions and was in tune with the calendar of international sport federations. In addition, 7 September is Brazil’s Independence Day, a bank holiday that coincided with the opening of the Paralympic Games. The federal, state and municipal governments pledged to change the school calendar so that the period the Games were on would coincide with the holidays. Therefore, public transport demand would be lower and young people would be able to work as volunteers.

OUTRAS TENTATIVAS | Other attempts Antes de conquistar o direito a sediar os Jogos, o Brasil fez quatro tentativas.

Before earning the right to host the Games, Brazil had made four previous attempts.

A primeira foi nos anos 1930, e terminou derrotada por Berlim, na Alemanha. No início dos anos 1990, Brasília tentou brigar pela edição de 2000, mas a campanha não decolou. Os Jogos foram em Sydney, na Austrália. Em 1996, o Rio tentou sediar os Jogos de 2004, que acabaram sendo realizado em Atenas, na Grécia. Em 2003, nova tentativa, para 2012. Londres, na Grã-Bretanha, foi a anfitriã.

The first was in the 1930s, when they ended up being defeated by Berlin, Germany. In the early 1990s, Brasilia tried to submit a bid for the 2000 edition, but their campaign did not take off. The Games were held in Sydney, Australia. In 1996, Rio submitted a bid to host the 2004 Games, which ended up being held in Athens, Greece. In 2003, a new attempt, for 2012, but London - Great Britain - ended up hosting those Games.

48

RIO 2016


RIO DE JANEIRO

66

VOTOS /votes

Foto: Shutterstock

MADRI

32

VOTOS /votes

Resultado da votação final que definiu a capital fluminense como sede dos Jogos de 2016

Foto: Shutterstock

Result of the final vote that elected Rio de Janeiro as host of the 2016 Games

49


Os jogos em números 02.1

THE GAME IN NUMBERS

A preparação dos atletas 1. Plano Brasil Medalhas 2. Bolsa Pódio 3. Rede Nacional de Treinamento 4. Os novos CTs 5. As pistas de atletismo 6. Entrega de equipamentos esportivos 7. Viagens internacionais 8. Contratação de técnicos estrangeiros

Foto: Roberto Castro / Ministério do Esporte

A preparação dos atletas 1. Plano Brasil Medalhas 2. Bolsa Pódio 3. Rede Nacional de Treinamento 4. Os novos CTs 5. As pistas de atletismo 6. Entrega de equipamentos esportivos 7. Viagens internacionais 8. Contratação de técnicos estrangeiros


51


Jogos Olímpicos



5 A 21 DE AGOSTO

Eventos de marcas históricas

Rio 2016 Olympic Games - 5 to 21 August

Event’s general figures

> 11.238 atletas > 206 países e uma delegação de refugiados > 42 modalidades > 32 arenas > Transmissão para cerca de 5 bilhões de pessoas no mundo > 26 mil jornalistas credenciados > 6,1 milhões de ingressos vendidos > 1,17 milhão de turistas, que movimentaram R$ 4,1 bilhões em 17 dias > Mais de 400 mil turistas estrangeiros > 87,7% dos turistas estrangeiros demonstraram interesse em retornar > Taxa de ocupação hoteleira na cidade foi de 94% > Três pontos do Boulevard Olímpico somados atraíram 4 milhões de pessoas

> 11,238 athletes > 206 countries and a delegation of refugees > 42 sports > 32 arenas > Broadcast to around 5 billion people worldwide > 26 thousand accredited journalists > 6.1 million tickets sold > 1.17 million tourists, injecting R$ 4.1 billion into the economy in 17 days > Over 400 thousand foreign tourists > 87.7% of foreign tourists showed interest in returning > Hotel occupancy rate in the city reached 94% > Three points at the Olympic Boulevard attracted together 4 million people

Delegação nacional



National delegation > 465 atletas > 209 mulheres > 256 homens > 77% bolsistas do governo federal. > Das 19 medalhas conquistadas, 18 eram de bolsistas. Exceção foi o futebol masculino > 12 modalidades no pódio, a maior quantidade da história do país nos Jogos > 49% de aumento nas participações em finais olímpicas em relação a Londres 2012. Foram 71 finais no Rio e 36 nos Jogos anteriores > O Brasil ficou em 4º ou 5º lugares em 24 disputas de 13 modalidades

> 465 athletes > 209 women > 256 men > 77% of them federal government grant beneficiaries. > Out of the 19 medals, 18 came from grant beneficiaries. The exception was men’s football > 12 sports on the podium, the highest number ever in the country’s history at the Games > 49% increase in Olympic finals reached in relation to London 2012. In total, athletes reached 71 finals in Rio, in comparison to 36 at the previous Games > Brazil finished 4th or 5th in 24 events in 13 sports

Fontes consultadas: Ministério do Esporte, Comitê Olímpico Internacional, Ministério da Justiça, Ministério da Defesa, Ministério do Turismo, Ministério da Saúde, Prefeitura do Rio de Janeiro, Governo do Estado do Rio de Janeiro, Comitê Olímpico do Brasil, Comitê Paralímpico Brasileiro, Comitê Paralímpico Internacional, Correios do Brasil, Anatel

52

Sources consulted: Ministry of Sport, International Olympic Committee, Ministry of Justice, Ministry of Defence, Ministry of Tourism, Ministry of Health, Rio de Janeiro City Hall, Rio de Janeiro State Government, Brazilian Olympic Committee, Brazilian Paralympic Committee, International Paralympic Committee, Brazil’s Postal Services


Medalhas Medals > > > > >

812 de ouro 812 de prata 864 de bronze Peso: 500g Fabricação: Casa da Moeda do Brasil

> > > > >

812 gold 812 silver 864 bronze Weight: 500g Manufacturer: Brazilian Mint

Jogos Paralímpicos

7 A 18 DE SETEMBRO

Paralympic Games - 7 to 18 September > 4.333 atletas > 160 países > 5.300 jornalistas credenciados, de 154 países (recorde na história do evento) > 2,1 milhões de ingressos vendidos. > 300 mil ingressos comprados por estrangeiros > 243 mil turistas, que movimentaram R$ 410 milhões > 950 mil visitantes no Boulevard Olímpico

> 4,333 athletes > 160 countries > 5,300 accredited journalists from 154 countries (record in event’s history) > 2.1 million tickets sold > 300 thousand tickets bought by foreign nationals > 243 thousand tourists, injecting R$ > 410 million into the economy > 950 thousand visitors at the Olympic Boulevard

Delegação Nacional National Delegation > 278 atletas > 181 homens > 97 mulheres > 90,9% dos atletas bolsistas do governo federal > 100% das medalhas conquistadas por bolsistas

> 278 athletes > 181 men > 97 women > 90.9% of athletes were federal government grant beneficiaries > 100% of the medals were won by grant beneficiaries

Voluntários Volunteers > 50 mil, de 151 países

> 50 thousand, from 151 countries

53


Turismo Tourism > 70 novos hotéis no Rio > Investimento de R$ 4 bilhões na indústria hoteleira > Criação de 13 mil empregos diretos ligados ao ramo > 6,6 milhões de turistas estrangeiros em 2016, recorde histórico do país e crescimento de 4,8% em relação ao ano anterior > Setor gerou US$ 6,2 bilhões em divisas para o Brasil em 2016, crescimento de 6,2% em relação a 2015 > 98,7% dos turistas domésticos avaliaram que a viagem ao Rio atendeu plenamente ou superou as expectativas > 83,1% foi o índice de satisfação do público internacional > 92% dos brasileiros e 98,6% dos estrangeiros elogiaram a hospitalidade > 93,6% dos viajantes nacionais e 96,2% dos internacionais elogiaram as opções de diversão > 88,4% dos visitantes internacionais aprovaram as condições de segurança > 86,6% dos estrangeiros aprovaram a qualidade do transporte público > 11,7 dias foi a permanência média dos estrangeiros no país > US$ 103,7 foi o gasto médio diário dos estrangeiros > 74,7% dos turistas internacionais de EUA, Canadá, Japão e Austrália fizeram uso da isenção de visto aprovada para o período dos Jogos

> 70 new hotels in Rio > R$ 4 billion invested in the hotel industry > 13 thousand direct jobs created in the industry > 6.6 million foreign tourists in 2016, country record and 4.8% growth in relation to the previous year > Sector generated US$ 6.2 billion in foreign currency for Brazil in 2016, 6.2% growth in relation to 2015 > 98.7% of domestic tourists evaluated that the trip to Rio met or exceeded expectations > 83.1% was the international audience’s satisfaction index. > 92% of Brazilians and 98.6% of foreigners praised hospitality > 93.6% of domestic travellers and 96.2% of international visitor praised leisure options > 88.4% of international visitors approved of safety conditions > 86.6% of foreign nationals approved public transport quality > 11.7 days was the average number of days foreign visitors stayed in the country > Foreign visitors spent US$ 103.7 on average a day. > 74.7% of international tourists from the USA, Canada, Japan and Australia made use of the visa waiver approved for Games time

Saúde Health > 11.235 atendimentos no Centro Integrado de Operações Conjuntas da Saúde > 10.157 foram atendimentos clínicos, 932 traumas, 30 atendimentos de doenças de notificação compulsória e 365 remoções para unidades de saúde > Os números foram menores do que o esperado. Durante a edição anterior dos Jogos Olímpicos, em Londres, houve 11.300 atendimentos médicos dentro das instalações olímpicas > 90% dos casos foram resolvidos no próprio local. Em 1,5% dos casos houve necessidade de internação e ou remoção > 4.846 número de inspeções em serviços de alimentação durante o período dos Jogos > Investimento de R$ 42 milhões do Ministério da Saúde na aquisição e equipagem de 146 ambulâncias

> Medical care was provided to 11,235 people at the Joint Health Operations Centre > Clinical assistance was offered to 10,157 people, there were 932 trauma cases, 30 cases of compulsory notification of diseases and 365 removals of patients to health units. > The numbers were much lower (half) than expected. During the last edition of the Olympic Games in London 2012, 11,300 people needed medical care inside the Olympic facilities > 90% of the cases were solved on site. In 1.5% of the cases, there was need for hospitalisation and/or removal > 4,846 inspections were conducted in food services during Games time > The Ministry of Health invested R$ 42 million in acquiring and equipping 146 ambulances


Aeroportos Airports > 7,91 milhões de passageiros transportados em 22 dias (similar à população da Suíça) nos nove principais terminais monitorados > 3,98 milhões de passageiros levando em conta apenas Galeão e Santos Dumont, no Rio, e Guarulhos, em São Paulo > 94,6% dos turistas estrangeiros e 91,6% dos brasileiros elogiaram os aeroportos > 95% foi o índice de pontualidade durante 1 e 22 de agosto, o melhor já registrado em uma operação especial no setor de aviação no país > 5,2% foi o índice médio de atrasos nos nove aeroportos monitorados, queda de 59% em relação à performance durante a Copa de 2014, que já havia sido baixa, de 8,8%. > Patamar de 5% é três vezes melhor que a meta para o período: a Comissão Nacional de Autoridades Aeroportuárias (Conaero) trabalha para manter o índice de atrasos abaixo de 15%

> 7.91 million passengers transported in 22 days (equivalent to the population of Switzerland) in the nine main terminals monitored > 3.98 million passengers taking into account only Galeão and Santos Dumont, in Rio, and Guarulhos, in São Paulo. > 94.6% of foreign tourists and 91.6% of Brazilians praised airports > Punctuality index between 1 and 22 August reached 95%, the best ever registered in a special operation in the aviation sector in the country > The average delay index at the nine airports monitored was of 5.2%, a 59% drop in relation to the 2014 World Cup, which had already been low, standing at 8.8% > The rate of 5% is three times lower that the target for the period: the National Airport Authorities Commission (Conaero) works to keep the delay rate at 15%

Mobilidade Mobility > Percentual da população com acesso a transporte público de qualidade subiu de 18% em 2009 para 63% em 2016 > Quatro novas rotas de BRT passaram a fazer parte da cidade, com 155km de percurso > 11,7 milhões de passageiros no BRT na Olimpíada > 8 milhões de passageiros no BRT na Paralimpíada > 765 mil usuários a mais no metrô no período dos megaeventos, com 8,2 milhões de passageiros > Mais de 1 milhão de passageiros no VLT: 756 mil na Olimpíada e 347 mil na Paralimpíada > Linhas convencionais de trem foram expandidas. Seis hubs foram renovados e 130 novos trens entraram em operação > A Linha 4 do Metrô fez a conexão entre a Zona Sul da capital fluminense e a Barra da Tijuca, uma antiga demanda da população. A obra foi orçada em R$ 9,77 bilhões e contou com financiamento federal. O trecho olímpico, com cinco estações de 16 quilômetros, foi usado para o transporte de torcedores nos Jogos. Em plena capacidade, a Linha 4 transporta 300 mil pessoas por dia

> Percentage of population with access to quality public transport increased from 18% in 2009 to 63% in 2016 > Four new BRT lines became part of the city, with routes stretching over 155km > 11.7 million BRT passengers in the Olympics > 8 million BRT passengers in the Paralympics > 765 thousand more metro users during the mega events, with 8.2 million passengers > Over 1 million passengers in the LRV: 756 thousand at the Olympics and 347 thousand at the Paralympics > Conventional train lines were expanded. Six hubs were renovated and 130 new trains were put in operation > Metro’s line 4 connected Rio’s south zone and Barra da Tijuca, an old demand by the population. Construction works were budgeted in R$ 9.77 billion and had federal financing. The five-station 16-km long Olympic route was used to transport fans to the Games. At full capacity, line 4 transports 300 thousand people a day

55


Preparação dos Jogos Games Preparation > Investimentos somaram R$ 7,232 bilhões > Iniciativa privada foi responsável por 58,6% do valor > Ministério do Esporte investiu R$ 2,2 bilhões > Parque Olímpico da Barra – R$ 1,2 bilhão > Parque Olímpico de Deodoro – R$ 951,20 milhões. > Maracanã, Copacabana e multirregião – R$ 256 milhões > Plano de Políticas Públicas: R$ 26,7 bilhões > Governo federal investiu R$ 340,6 milhões > Laboratório Brasileiro de Controle de Dopagem R$ 163,7 milhões > Locais de treinamento de delegações estrangeiras R$ 115,6 milhões > Centro de Educação Física da Universidade Federal do Rio de Janeiro - R$ 61,3 milhões > Unidades militares (Cefan, Unifa e Caer) R$ 115,6 milhões > Laboratório Brasileiro de Controle de Dopagem: - Cinco mil amostras coletadas durante as Olimpíadas - 1,2 mil nas Paralimpíadas

> > > > > > > > > > > > > >

Investments added to R$ 7.232 billion Private initiative put up 58.6% of the amount Ministry of Sport invested R$ 2.2 billion Barra Olympic Park - R$ 1.2 billion Deodoro Olympic Park - R$ 951,20 million Maracanã, Copacabana and multi-region - R$ 256 million Public Policy Plan: R$ 26.7 billion Federal government invested R$ 340.6 million Brazilian Doping Control Laboratory - R$ 163.7 million Foreign delegations training venues - R$ 115.6 million Physical Education Centre of the Rio de Janeiro Federal > University - R$ 61.3 million Military units (Cefan, Unifa and Caer) - R$ 115.6 million Brazilian Doping Control Laboratory: - Five thousand samples collected during the Olympics - 1.2 thousand at the Paralympics

Correios Post Office Armazenamento e logística

Storage and logistics

> 30 milhões de itens, de alfinetes a barcos > 1 milhão de encomendas > 980 mil partes de equipamentos esportivos > 17 mil entregas > 120 mil cadeiras > 30 mil camas > 30 mil colchões > 25 mil mesas > 18 mil sofás > 36 mil bagagens de atletas > 300 quilômetros de barreiras (alambrado) > 170 caminhões usados no transporte > Dois mil equipamentos de movimentação (paleteiras, empilhadeiras, trator, guindaste e outros)

> 30 million items, from pins to boats > 1 million orders > 980 thousand pieces of sporting equipment > 17 thousand deliveries > 120 thousand chairs > 30 thousand beds > 30 thousand mattresses > 25 thousand tables > 18 thousand sofas > 36 thousand pieces of luggage belonging to athletes > 300 kilometres of barriers (wire fence) > 170 lorries used in transport > Two thousand pieces of handling equipment (pallets, forklifts, tractors, cranes and others)

56


Segurança e Equipamento de Apoio Security and Support Equipment > Mais de 85 mil profissionais envolvidos na operação integrada de segurança > 43.481 mil homens das Forças Armadas > 42,5 mil profissionais de segurança pública, entre eles: > 9,6 mil da Força Nacional > 3,5 mil da Polícia Federal > 2 mil da Polícia Rodoviária Federal > 26 navios > 3083 viaturas > 80 aeronaves da FAB > 109 veículos blindados > 51 helicópteros > 81 embarcações > 12.309 patrulhas marítimas, a pé, a cavalo, motorizadas, e com blindados > 1.145 eventos de segurança cibernética > 139 estruturas estratégicas protegidas > 3.227 embarcações abordadas para inspeção > 35 decolagens para interceptação ou para alerta em voo > 632 escoltas de dignitários > 89 ocorrências com material suspeito abandonado 89 > 46 toneladas de dinamite apreendida – fiscalização em nível nacional > 2.728 armas de atletas desembaraçadas nos aeroportos > R$ 350 milhões em investimentos do Ministério da Justiça, sendo que R$ 100 milhões na compra de equipamentos de proteção individual, ferramentas de treinamento e reforço dos ambientes de capacitação. O valor se soma ao R$ 1,1 bilhão investido para a Copa de 2014, traduzido em estruturas como os Centros de Comando e Controle (fixos e móveis) e Plataformas de Observação > R$ 704 milhões em investimentos do Ministério da Defesa, distribuídos no período de 2014 a 2016, para treinamento dos militares das três Forças, compra de equipamentos e ações durante os Jogos

> More than 85 thousand professionals involved in the integrated security operation > 43,481 thousand men from the Armed Forces > 42,500 public security professionals, including: > 9,600 National Force officers > 3.5 thousand Federal Police officers > 2 thousand Federal Traffic Police officers > 26 ships > 3083 vehicles > 80 FAB aircraft > 109 armoured vehicles > 51 helicopters > 81 vessels > 43,481 Armed Forces Personnel > 12,309 sea patrols, on foot, on horseback, motorised, using armoured vehicles > 1,145 cyber security events > 139 strategic structures protected > 3,227 vessels boarded for inspection > 35 take-offs for interception or in flight alert > 632 escorts of dignitaries > 89 occurrences of suspect material left behind > 46 tons of dynamite seized - national level inspection > 2,728 weapons belonging to athletes cleared at airports Ministry of Justice invested R$ 350 million, R$ 100 million of which in the purchase of personal protective equipment, training tools and reinforcing of training environments. The amount was added to the R$ 1.1 billion invested for the 2014 World Cup, in structures like the Command and Control Centres (including the mobile ones) and Observation Decks > Additionally, R$ 704 million was invested by the Ministry of Defence, allocated between 2014 and 2016, for training military personnel from the three forces, purchasing equipment and actions at the Games

57


Economia Economy > R$ 390 milhões em contratos e negócios com micro e pequenas empresas que prestaram serviços à Rio 2016, em 4.880 contratos > Para cada R$ 1 investido nas instalações esportivas, outros R$ 5 foram aplicados em projetos de legado, principalmente em mobilidade urbana

> R$ 390 million in contracts and business with micro and small-sized enterprises that rendered services to Rio 2016, 4,880 contracts > For each R$ 1 invested in sport facilities, another R$ 5 were invested in legacy projects, mainly in urban mobility

Revezamento da tocha Torch Relay > > > > > > > > >

Início: 21 de abril de 2016, em Olímpia, na Grécia 25 cidades gregas Duas na Suíça Mais de 300 municípios brasileiros Os 26 estados mais o Distrito Federal 12 mil condutores 10 mil quilômetros por terra 10 mil milhas aéreas percorridas 83 “cidades-celebração”

> > > > > > > > >

Start: 21 April 2016 in Olympia, Greece. 25 Greek towns Two in Switzerland Over 300 Brazilian municipalities The 26 states plus the Federal District 12 thousand torchbearers 10 thousand kilometres by land 10 thousand air miles travelled 83 ‘celebration-towns’

Dados Móveis Mobile Data 255 terabytes de dados móveis nos 17 dias de Jogos Olímpicos, o equivalente a 486 milhões de fotos, contra 24TB na Copa do Mundo. Para o cálculo, foi considerado o tráfego total (uplink e downlink, 3G e 4G) durante os eventos, dividido pelo número de pessoas presentes, estimando-se o tamanho médio de foto de 550KB. Durante os Jogos, foram realizadas, nos locais de competição e rotas de movimentação relacionadas ao evento - como aeroportos e áreas hoteleiras - cerca de 30 milhões de chamadas de voz

Casa Brasil

255 terabytes of mobile data over the 17 days the Olympic Games were on, equivalent to 486 million photos, in comparison to 24TB at the World Cup. For calculation purposes, total traffic (uplink and downlink, 3G and 4G) was considered during the events, divided by the number of people in attendance, estimating 550KB as average photo size. During Games time, at competition venues and on routes related to the event - like airports and hotel areas around 30 million voice calls were made

558 MIL VISITANTES NA ESTRUTURA MONTADA NO BOULEVARD OLÍMPICO

Brazil House - 558 thousand visitors in the structure set up at the Olympic Boulevard

58


Foto: Danilo Borges / MinistĂŠrio do Esporte

59


Quadro de medalhas Jogos Olímpicos MEDAL TABLE - OLYMPIC GAMES

PAÍS | country

PAÍS | country

1º Estados Unidos / United States

46 37 38121

24º Suíça / Switzerland

3 2 2 7

2º Grã-Bretanha / Great Britain

27 23 17 67

25º Irã / Iran

3 1 4 8

3º China / China

26 18 26 70

26º Grécia / Greece

3 1 2 6

4º Rússia / Russia

19 18 19 56

27º Argentina / Argentina

3 1 - 4

5º Alemanha / Germany

17 10 15 42

28º Dinamarca / Denmark

2 6 7 15

6º Japão / Japan

12 8 21 41

29º Suécia / Sweden

2 6 3 11

7º França / France

10 18 14 42

30º África do Sul / South Africa

2 6 2 10

8º Coreia do Sul / South Korea

9 3 9 21

31º Ucrânia / Ukraine

2 5 4 11

9º Itália / Italy

8 12 8 28

32º Sérvia / Serbia

2 4 2 8

8 11 10 29

33º Polônia / Poland

2 3 6 11

8 7 4 19

34º Coreia do Norte / North Korea

2 3 2 7

10º Austrália / Australia 11º Holanda / Netherlands 12º Hungria / Hungary 13º Brasil / Brazil 14º Espanha / Spain 15º Quênia / Kenya

02.1

A preparação dos atletas

1. Plano Brasil Medalhas 2.8 3 4 15 Bolsa Pódio 35º Bélgica / Belgium 3. Rede Nacional de Treinamento 4.7 6 6 19 Os novos CTs 35º Tailândia / Thailand 5. As pistas de atletismo 6.7 4 6 17 Entrega de equipamentos esportivos 37º Eslováquia / Slovakia 7. Viagens internacionais 8.6 6 1 13 Contratação de técnicos estrangeiros 38º Geórgia / Georgia

2 2 2 6 2 2 2 6 2 2 - 4 2 1 4 7

16º Jamaica / Jamaica

6 3 2 11

39º Azerbaijão / Azerbaijan

1 7 10 18

17º Croácia / Croatia

5 3 2 10

40º Bielorrússia / Belarus

1 4 4 9

41º Turquia / Turkey

1 3 4 8

A preparação dos atletas

18º Cuba / Cuba 19º Nova Zelândia / New Zeland 20º Canadá / Canada 21º Uzbequistão / Uzbekistan 22º Cazaquistão / Kazakhstan 23º Colômbia / Colombia

5 2 4 11

1. Plano Brasil Medalhas 2. 4 9 5 18 Bolsa Pódio 42º Armênia / Armenia 3. Rede Nacional de Treinamento 4. 4 3 15 Os novos CTs 43º Rep. Tcheca / Czech Republic 22 5. As pistas de atletismo 6. 4 2 7 13 Entrega de equipamentos esportivos 44º Etiópia / Ethiopia 7. Viagens internacionais 8. 3 5 9 17 Contratação de técnicos estrangeiros 45º Eslovênia / Slovenia

3 2 3 8

46º Indonésia / Indonesia

1 3 - 4 1 2 7 10 1 2 5 8 1 2 1 4 1 2 - 3


As medalhas conquistadas pelo Brasil

7 TOTAL

MEDALHAS DE OURO gold medals

6

MEDALHAS DE PRATA silver medals

6

Foto: Danilo Borges / Ministério do Esporte

medals won by Brazil

MEDALHAS DE BRONZE bronze medals

19

61


Quadro de medalhas Jogos Paralímpicos MEDAL TABLE - PARALYMPIC GAMES

PAÍS | country

PAÍS | country

1º China / China

107

81

51

239

24º Grécia / Greece

5 4 4 13

2º Grã-Bretanha / Great Britain

64

39

44

147

25º Eslováquia / Slovakia

5 3 3 11

3º Ucrânia / Ukraine

41

37

39

117

26º Bélgica / Belgium

5 3 3 11

4º Estados Unidos / United States

40

44

31

115

27º Argélia / Algeria

4 5 7 16

5º Austrália / Australia

22 30 29 81

28º Irlanda / Ireland

4 4 3 11

6º Alemanha / Germany

18 25 14 57

29º México / Mexico

4 2 9 15

7º Holanda / Netherlands

17 19 26 62

30º Egito / Egypt

3 5 4 12

8º Brasil / Brazil

14 29 29 72

31º Sérvia / Serbia

3 2 4 9

9º Itália / Italy

10 14 15 39

32º Noruega / Norway

3 2 3 8

10º Polônia / Poland

9 18 12 39

33º Marrocos / Morocco

3 2 2 7

11º Espanha / Spain

9 14 8 31

34º Turquia / Turkey

3 1 5 9

12º França / France

9 5 14 28

35º Quênia / Kenya

3 1 2 6

13º Nova Zelândia / New Zeland

9 5 7 21

36º Malásia / Malaysia

3 - 1 4

14º Canadá / Canada

8 10 11 29

37º Colômbia / Colombia

2 5 10 17

15º Irã / Iran

8 9 7 24

38º EAU / United Arab Emirates

2 4 1 7

16º Uzbequistão / Uzbekistan

8 6 17 31

39º Iraque / Iraq

2 3 - 5

17º Nigéria / Nigeria

8 2 2 12

40º Hong Kong / Hong Kong

2 2 2 6

18º Cuba / Cuba

8 1 6 15

41º Suíça / Switzerland

2 2 1 5

19º Bielorrússia / Belarus

8 - 2 10

42º Croácia / Croatia

2 2 1 5

20º Rep. da Coréia / Czech Republic

7 11 17 35

43º Índia / India

2 1 1 4

21º Tunísia / Tunisia

7 6 6 19

44º Lituânia / Lithuania

2 1 - 3

22º África do Sul / South Africa

7 6 4 17

45º Letônia / Latvia

2 - 2 4

23º Tailândia / Thailand

6 6 6 18

46º Singapura / Singapore

2 - 1 3


As medalhas conquistadas pelo Brasil

14 TOTAL

MEDALHAS DE OURO gold medals

29

MEDALHAS DE PRATA silver medals

29

Foto: Miriam Jeske / Ministério do Esporte

medals won by Brazil

MEDALHAS DE BRONZE bronze medals

72


Foto: Shutterstock

THE COUNTRY’S PREPARATION

A preparação do país Capítulo 2


65


A preparação do Rio. E do país Rio’s preparation. And the country’s

No papel, quatro regiões de competição (Barra da Tijuca, Maracanã, Copacabana e Deodoro) foram delimitadas para a Rio 2016. Na vida prática, contudo, o desafio de receber os primeiros Jogos da América do Sul foi lançado à toda a cidade e ao país. Numa listagem rápida, a tarefa exigia melhorias aeroportuárias, avanços em mobilidade urbana, investimentos em segurança, energia, telecomunicações, turismo, saúde, preparação da infraestrutura esportiva e suporte aos atletas nacionais. Segundo informações da versão final da Matriz de Responsabilidades dos Jogos, foram necessários, na face esportiva, R$ 7,2 bilhões em investimentos. Do total, 58,6% vieram da iniciativa privada. Ao Ministério do Esporte coube aplicar R$ 2,2 bilhões, R$ 1,2 bilhão especificamente no Parque Olímpico da Barra, estrutura que funcionou como coração dos Jogos. Lá foram erguidas, também com suporte de recursos municipais e privados, as Arenas Cariocas 1, 2 e 3, o Centro Olímpico de Tênis, o Velódromo, o Estádio Aquático e a Arena do Futuro. O espaço do Parque Olímpico já contava com Arena Olímpica do Rio de Janeiro e o Estádio Aquático Maria Lenk, que passaram por ajustes para se adequar ao modo olímpico. Também no Parque Olímpico da Barra se concentraram estruturas para a cobertura dos Jogos, casos do Centro Principal de Mídia (MPC, na sigla em inglês), do Centro Internacional de Transmissão (IBC) e do Hotel de Mídia. Outros R$ 951 milhões foram investidos pelo Ministério do Esporte na região de Deodoro, em especial na construção do Parque Radical, sede da canoagem slalom, do ciclismo BMX e do percurso de Mountain Bike. Houve necessidade de adaptação ao modo olímpico de estruturas construídas para o Pan de 2007 na região, como os centros de hipismo, de tiro esportivo e a piscina do pentatlo moderno. O centro de hóquei sobre a grama e a Arena da Juventude completaram as instalações de Deodoro. Com apoio de recursos estaduais, municipais e privados, houve investimentos também na criação do Campo de Golfe, na região da Barra, em modernizações no Estádio Olímpico Nilton Santos, no estádio do Maracanã e no Maracanãzinho, na reforma da Marina da Glória, no Centro de Remo na Lagoa Rodrigo de Freitas e no Sambódromo.

66

Foto: Shutterstock


On paper, four competition regions (Barra da Tijuca, Maracanã, Copacabana and Deodoro) were outlined for Rio 2016. However, in practice, the challenge of staging the first ever Games in South America was put forward to the whole city and country. A quick list was jotted down and it was established that the task would require better airport structure, improved urban mobility, investments in security, energy, telecommunications, tourism, health, preparation of sport infrastructure and support to domestic athletes. According to information from the final version of the Games’ Responsibility Matrix, R$ 7.2 billion in investments were necessary in the sport area. From this total, 58.6% came from the private initiative. The Ministry of Sport was in charge of R$ 2.2 billion in resources, R$ 1.2 billion invested in the Barra Olympic Park, structure that served as the heart of the Games. That is where the Carioca Arenas 1, 2 and 3 were built, as well as the Olympic Tennis Centre, the Velodrome, the Aquatics Stadium and the Futuro Arena. All of which also had the support of municipal and private resources. The area covered by the Olympic Park already housed the Rio de Janeiro Olympic Arena and the Maria Lenk Aquatics Stadium, both of which went through adjustments to ensure they met Olympic standard. The Barra Olympic Park was also the area where the Games’ coverage related structures were mainly found, like the Main Press Centre (MPC), the International Broadcast Centre (IBC) and the Media Hotel.

Foto: Roberto Castro / Ministério do Esporte

Another R$ 951 million was invested by the Ministry of Sport in the Deodoro region, particularly in the building of the Radical Park, which served as venue for the canoe slalom venue, as well as the BMX cycling and Mountain Bike tracks. Structures built for the 2007 Pan American Games had to be adapted to meet Olympic standard, like the Equestrian Centre, the Shooting Centre and modern pentathlon pool. The Hockey Centre and the Juventude Arena completed Deodoro’s facilities. With support of state, municipal and private resources, investments were also made in creating the Golf Course in the Barra region, in addition to modernisation work done to the Nilton Santos Olympic Stadium, the Maracanã Stadium and Maracanãzinho. Renovation work was also done in the Marina in Gloria, in the Rowing Centre in the Rodrigo de Freitas Lagoon and the Sambadrome.

RIO 2016

67


Foto: Shutterstock

Políticas públicas e recursos privados Public policies and private resources Se a infraestrutura esportiva era essencial para que os Jogos ocorressem em arenas qualificadas e modernas, a oportunidade foi trampolim para investimentos imensamente maiores voltados para a melhoria de condições de mobilidade e transporte no Rio. Na soma entre ações federais, estaduais e municipais, houve cerca de R$ 26 bilhões para ampliação do metrô, criação de corredores de ônibus articulados e do Veículo Leve sobre Trilhos, revitalização do centro e da região portuária e qualificação de instituições militares e locais de treinamento. Na conta federal, via Ministério do Esporte, ficaram R$ 340,6 milhões, divididos entre investimentos no Laboratório Brasileiro de Controle de Dopagem (R$ 163,6 milhões) e na reforma e construção de centros de treinamento na Universidade Federal do Rio de Janeiro (R$ 61,3 milhões) e em unidades militares.

68

RIO 2016

If sport infrastructure was essential for the Games to take place in modern good quality arenas, the opportunity was a springboard for much larger investments aimed at improving mobility and transport conditions in Rio. When adding federal, state and municipal actions, about R$ 26 billion was invested in extension works in the metro system, creating articulated bus corridors and the Light Rail Vehicle. In addition, the city centre and port region underwent refurbishment, and military institutions and training venues were also enhanced. The federal government, through the Ministry of Sport, ended up investing R$ 340.6 million, shared between the Brazilian Doping Control Laboratory (R$ 163.6 million) and renovation and building work done at the Rio de Janeiro Federal University (R$ 61.3 million), as well as military units.


Salto de qualidade aeroportuária Leap in airport quality A capital fluminense recebeu os Jogos Olímpicos Rio 2016 com terminais aeroportuários mais modernos. A mudança mais significativa ocorreu no Galeão. Concedida à iniciativa privada, a área para voos internacionais ganhou o Pier Sul, uma estrutura de 100 mil metros quadrados com 26 novas pontes de embarque.

Rio de Janeiro hosted the Rio 2016 Olympic Games with more modern airport terminals. The most significant change took place at Galeão. With the terminal’s management being transferred to the private initiative, a South Pier was built for the international flights area, a 100 thousand square metre structure with 26 new boarding bridges.

A ampliação, inaugurada em maio de 2016, fez com que a capacidade do aeroporto passasse de 17 milhões para 30 milhões de passageiros ao ano.

The expansion, officially opened in May 2016, increased the airport’s capacity from 17 million to 30 million passengers a year.

O pátio cresceu de 500 mil m² para 760 mil m² e os balcões de check–in no Terminal 2 saíram de 111 para 174. O aeroporto passou a ter, ao todo, 58 pontes de embarque, o maior número entre os terminais da América do Sul. O Píer Sul tem um quilômetro de extensão e 14 esteiras rolantes, com comprimentos de até 100 metros, quatro elevadores e seis escadas rolantes. No Terminal 2 também houve melhorias, incluindo a instalação de seis pórticos de Raios-x, 14 elevadores e 16 escadas rolantes. O centro de operações, o sistema de arcondicionado, questões de acessibilidade, elevadores e escadas rolantes receberam investimentos adicionais. Na área de serviços, o aeroporto passou a contar com 24 mil m² de área comercial, entre lojas e restaurantes, e mais de 100 novos estabelecimentos foram inaugurados.

The yard increased from 500 thousand m² to 760 thousand m² and the number of check-in counters at Terminal 2 jumped from 111 to 174. In total, the airport started offering 58 boarding bridges, the largest in such number in South America. The South Pier is 1 kilometre long, it has 14 conveyor belts - with up to 100 metres in length -, four lifts and six escalators. Improvements were also made in Terminal 2, including the putting up of 6 X-ray machines, 14 lifts and 16 escalators. The Operations Centre, air conditioning system, accessibility issues, lifts and escalators had additional investment. In relation to services, the airport’s commercial areas increased to 24 thousand m², between shops and restaurants, with 100 new establishments being opened.

RIO 2016 Foto: Thiago Saramago / Rio Galeão

69


Santos Dumont Santos Dumont Airport

Foto: Infraero

Estrategicamente postado no Centro da cidade, o Aeroporto Santos Dumont mudou de vocação durante o período dos megaeventos. A expansão ocorreu por meio de uma concessão com duração de 25 anos. O terminal passou a apostar no conceito de integração, com hotel e shopping ao lado. O conceito foi transformar o espaço num complexo de entretenimento, lazer, comércio, turismo, negócios e convivência no Rio de Janeiro. Outro atrativo da paisagem local foi o Veículo Leve sobre Trilhos, que se fixou como opção de integração com outros ramais de mobilidade urbana na cidade.

Foto: Shutterstock

Strategically located in the city centre, the Santos Dumont Airport changed its vocation during the mega-events period. The expansion took place through a 25-year concession contract. The terminal started using the integration concept, with hotel and shopping centre next door. The idea was to transform the area into an entertainment, leisure, trade, tourism, business and living complex in Rio de Janeiro. Another attraction of the local landscape was the Light Rail Vehicle, which became an integration option with other of the city’s urban mobility transport modes.

70

RIO 2016


Fluxo e resultados Flow and results Dentro da operação olímpica, os aeroportos do Galeão e Santos Dumont, no Rio, mais o de Guarulhos, em São Paulo, receberam 3,98 milhões de passageiros em 22 dias. Em pesquisa realizada pelo Ministério do Turismo, 94,6% dos turistas estrangeiros e 91,6% dos brasileiros elogiaram os terminais. Além disso, 95% foi o índice de pontualidade durante 1 e 22 de agosto, o melhor já registrado em operação especial no setor de aviação no país.

During the Olympic operation, the Santos Dumont and Galeão airports in Rio, in addition to Guarulhos in São Paulo, received 3.98 million passengers in 22 days. In a survey conducted by the Ministry of Tourism, 94.6% of foreign tourists and 91.6% of Brazilians praised the terminals. In addition, the punctuality index between 1 and 22 August reached 95%, the best ever registered in a special operation in the aviation sector in the country.

VLT O VLT cumpre o papel dos antigos bondinhos, mas com toda a tecnologia e acessibilidade exigidos nos tempos modernos. A rede instalada soma 28 quilômetros e 31 estações. Passou a ser uma opção não só de deslocamento, mas de turismo para atrativos do Centro e Região Portuária do Rio de Janeiro. Segundo informações da operadora do modal, o sistema ultrapassou em julho de 2017 a marca de 10 milhões de passageiros transportados, e se aproximou do fluxo de 1 milhão de passageiros por mês.

The VLT fulfils the same role of the old trams, but with the technology and accessibility required in modern times. The installed network covers 28 kilometres, stretching over 31 stations. In addition to being an option for getting around, it has become a tourist attraction, taking people to Rio’s sights in the city centre and the port region. According to information from the LRV operator, in July 2017, the system had surpassed the mark of 10 million passengers transported, getting close to a monthly flow of 1 million passengers.

BRT As intervenções na mobilidade chegaram a outras áreas da cidade. O sistema de ônibus articulados (BRT) incluiu a Transoeste (ligando Santa Cruz e Campo Grande ao Terminal Alvorada, na Barra, e ao Parque Olímpico), a Transcarioca (inaugurada em 2014 para a Copa do Mundo, do Galeão até a Barra) e a Transolímpica, que passou a ligar as duas principais regiões de competição: Barra e Deodoro. Seis estações de trem (São Cristóvão, Engenho de Dentro, Deodoro, Vila Militar, Magalhães Bastos e Ricardo de Albuquerque) também foram revitalizadas e se tornaram mais acessíveis.

Foto: Shutterstock

Mobility interventions reached other areas in the city. The articulated bus system (BRT) included the Transoeste line (connecting Santa Cruz and Campo Grande to the Alvorada Terminal in Barra, and the Olympic Park), as well as the Transcarioca, officially opened in 2014 for the World Cup (from Galeão to Barra) and the Transolímpica, which started connecting the competition’s two main regions: Barra and Deodoro. Six train stations (São Cristóvão, Engenho de Dentro, Deodoro, Vila Militar, Magalhães Bastos and Ricardo de Albuquerque) were also refurbished, becoming more accessible.

METRÔ Antiga demanda da população, o sistema metroviário dobrou de extensão com a entrega da Linha 4. Em seis anos de obras, mais 16km foram acrescidos por meio do trecho que liga Ipanema, na Zona Sul, à Barra da Tijuca. A Linha 4 foi aberta ao público olímpico durante os Jogos e passou a fazer parte do cotidiano da população em outubro de 2016.

An old demand by the population, the metro system doubled its extension with Line 4 being delivered. In six years of construction works, another 16km were added to the system, connecting Ipanema in the south zone, to Barra da Tijuca. Line 4 was opened to the Olympic public during the Games, becoming part of the local population’s daily life in October 2016.

71


Foto: Francisco Medeiros / Ministério do Esporte

Centro revitalizado Revitalised centre

Os Jogos trouxeram, ainda, uma proposta de renovação do Centro e da Região Portuária. Um elevado de 5 mil metros veio abaixo (Perimetral) e deu lugar a uma zona de 5 milhões de metros quadrados revitalizada. Com isso, a população voltou a ocupar a região para atividades de lazer e cultura.

The Games also brought with them a renovation proposal for the city centre and the port region. A 5 thousand-metre overpass (Perimetral) was brought down, giving place to a new 5 million square metre revitalised area. Thus, the population started using the region again for leisure and cultural activities.

Uma nova orla, de mais de 3km, dois museus – de Arte do Rio e do Amanhã – e praças de cara nova são exemplos do chamado Porto Maravilha. Duas vias (Binário do Porto e Expressa) e quatro novos túneis ajudaram a organizar o trânsito na região, que foi o epicentro popular dos Jogos. O Boulevard Olímpico, com palcos para shows, telões, a pira olímpica e atrações variadas, atraiu quase 4 milhões de turistas e moradores nos 17 dias de competição, de acordo com informações da Riotur.

A new over 3km long waterfront, two museums - Rio’s Art Museum and the Museum of Tomorow - and new-looking squares are examples of the socalled Porto Maravilha (Wonderful Port). Two roadway (Binário do Porto and Expressa) and four new tunnels have helped organise traffic in the region, which was the popular epicentre of the Games. The Olympic Boulevard, with stages for concerts, big screens, the Olympic flame and varied attractions drew almost 4 million tourists and residents to the venue over the 17 days of competition, according to Riotur information.

72

RIO 2016


Instalações militares Military facilities

Investimentos de R$ 140,7 milhões do Governo Federal deixaram as instalações militares do Rio de Janeiro em um novo patamar de excelência para a prática esportiva, da iniciação ao alto rendimento. O Centro de Capacitação Física do Exército (CCFEx), o Centro de Educação Física Almirante Adalberto Nunes (Cefan), a Universidade da Força Aérea (Unifa), no Campo dos Afonsos, e o Clube da Aeronáutica (Caer), na Barra da Tijuca, receberam obras e equipamentos. No Cefan, por exemplo, destaque para os laboratórios de pesquisa e serviço de reabilitação, salas de condicionamento físico e musculação e o ginásio poliesportivo, reformado. A estrutura atende modalidades como boxe, judô, luta olímpica, vôlei (quadra e praia), futebol, natação, polo aquático, saltos ornamentais, levantamento de peso, atletismo e tiro esportivo. Na Unifa, o ginásio foi inaugurado em 2016, com quadra, vestiários acessíveis, área para fisioterapia, sala médica, sala de controle de doping e depósito. Os investimentos também permitiram reformas na pista de atletismo e a construção de uma piscina olímpica aquecida. O CCFEx, na Urca, teve a estrutura modernizada para servir de base para treinamentos durante a Copa do Mundo e no período que antecedeu aos Jogos Rio 2016. Para o Mundial da FIFA, foi o CT da Inglaterra. O campo de futebol foi reformado e recebeu a mesma grama do Maracanã. A pista de atletismo ao redor do gramado teve o piso substituído por um de padrão aprovado pela Federação Internacional de Atletismo (IAAF). As modernizações seguiram para os Jogos Olímpicos, a ponto de o CCFex se tornar a segunda casa do Time Brasil na Rio 2016. A estrutura conta com enorme dojô que pode ser usado para judô e lutas associadas, além de dois ginásios cobertos, uma moderna academia de musculação, duas quadras poliesportivas abertas, duas quadras de tênis, um centro de esgrima com duas salas equipadas com pistas e placares, quatro quadras de vôlei de praia e uma marina.

Investments of R$ 140.7 million from the federal government, raised military facilities in Rio de Janeiro to a new standard of excellence for the practice of sports, from initiation to high performance. The Army’s Physical Training Centre (CCFEx), the Physical Education Centre Admiral Adalberto Nunes (Cefan), the Air Force University (Unifa) in Campo dos Afonsos, the Naval School and the Aeronautics Club (Caer), in Barra da Tijuca, underwent refurbishment works and had equipment procured for them. At Cefan, for example, the research laboratories and rehabilitation services stand out, in addition to fitness and bodybuilding rooms, and the refurbished multi-sport gym. The structure provides for sports such as boxing, judo, Olympic wrestling, volleyball (court and beach), football, swimming, water polo, diving, weightlifting, athletics and shooting. The gymnasium was officially opened in 2016 at Unifa, with a court, accessible locker rooms, a physiotherapy area, medical, doping control and storage rooms. Investments also allowed for the refurbishment of the athletics track and building of a heated Olympic swimming pool. CCFEx in Urca was modernised to serve as a team base camp during the World Cup and in the run up to the Rio 2016 Games. For the FIFA World Cup, it served as England’s Team Base Camp. The football pitch was renovated, using the same grass as the one used in the Maracanã. The athletics track around the pitch had its flooring replaced by one that meets the standard approved by the International Athletics Federation (IAAF). The modernisation works continued for the Olympic Games, to the extent that CCFex became Brazil’s Team second home in Rio 2016. The structure has a huge dojo that may be used for judo and associated fights, as well as two indoor gymnasiums, a modern bodybuilding gym, two outdoor multisport courts, two tennis courts, a fencing centre with two rooms equipped with lanes and scoreboards, four beach volleyball courts and a marina.

Foto: Clube Mídia


Nacionalização dos Jogos Nationalisation of the Games

De forma complementar aos recursos aplicados no Rio de Janeiro, houve iniciativas para melhorar a estrutura esportiva em vários pontos do país, para tornar a preparação dos atletas mais profissional e para garantir que equipamentos esportivos de qualidade estivessem à disposição de atletas da base ao alto rendimento. O Plano Brasil Medalhas, lançado em setembro de 2012, assegurou R$ 1 bilhão adicional ao orçamento do Ministério do Esporte para contemplar esportes olímpicos e paralímpicos em sua preparação para a Rio 2016. Do total, R$ 328 milhões foram destinados a ações de apoio às seleções, por diversas iniciativas, entre elas a Bolsa Pódio, contratação de técnicos e equipes multidisciplinares, compra de equipamentos e materiais e viagens para treinamentos e competições. Outros R$ 452,2 milhões se voltaram para reforma, construção e equipagem de centros de treinamento e equipamentos esportivos. São estruturas finalizadas e ativas como o Centro Pan-Americano de Judô, em Lauro de Freitas (BA), a Arena Caixa de Atletismo, em São Bernardo do Campo (SP), o Centro de Excelência em Saltos Ornamentais, em Brasília (DF), o Velódromo de Indaiatuba (SP), o Centro de Canoagem Slalom, em Foz do Iguaçu (PR), o Centro de Desenvolvimento do Handebol, em São Bernardo do Campo (SP), e o complexo esportivo de badminton, em Teresina (PI). Integram esse pacote, ainda, duas estruturas de referência internacional. O Centro de Treinamento Paralímpico, em São Paulo, comporta 15 modalidades e se consolidou como referência para as seleções brasileiras e categorias de base do esporte adaptado. Inaugurada em maio de 2016, a instalação recebeu investimentos de R$ 305 milhões, sendo R$ 187 milhões em recursos federais. Do total do aporte do Ministério do Esporte, R$ 167 milhões foram investidos na construção e outros R$ 20 milhões em equipagem.

74

Foto: André Motta / Ministério do Esporte

A unidade está dividida em 11 setores que englobam áreas de treinamento, hotel, centro de convenções, laboratórios, condicionamento físico e fisioterapia. O hotel tem capacidade para hospedar até 240 atletas simultaneamente. Já o Centro de Formação Olímpica do Nordeste (CFO), em Fortaleza, tem espaço para a prática de 26 modalidades, entre olímpicas, paralímpicas e não olímpicas. O CFO recebeu investimento de R$ 250,4 milhões, sendo R$ 207 milhões do Ministério do Esporte, R$ 19 milhões do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e R$ 24 milhões do governo do estado do Ceará. A estrutura tem área total de 85.922,12m², sendo 45.117,87m² de área construída. O CFO abriga o maior ginásio multiuso climatizado do Brasil, com cadeiras retráteis e capacidade para até 17,1 mil pessoas em eventos esportivos. A instalação conta, ainda, com quadras, salas para lutas, piscinas olímpicas, pista de atletismo, campo de futebol, pistas de skate e BMX, quadras de vôlei de praia e de tênis (piso rápido), áreas de ginástica artística e rítmica, espaço para o tênis de mesa, academia, refeitório, cozinha industrial, recepção, salas médicas, vestiários, praça de alimentação e hotel para até 248 atletas.


Foto: Roberto Castro / Ministério do Esporte

In addition to the resources invested in Rio de Janeiro, there were initiatives to improve sport structure in several parts of the country, making athlete preparation more professional and ensuring that quality sport equipment was available to junior level, as well as high performance athletes. The Brazil Medals Plan, launched in September 2012, secured an additional R$ 1 billion to the Ministry of Sport’s budget, allocated to Olympic and Paralympic sports in their preparation for Rio 2016. Of the total, R$ 328 million was earmarked for support actions for national teams through several initiatives, among them the Podium Grant, the hiring of coaches and multidisciplinary teams, purchase of equipment and materials, trips for training and taking part in competitions. Another R$ 452.2 million was allocated to remodelling, building and equipping training centres and sport venues. These are finished and active structures like the Pan American Judo Centre in Lauro de Freitas (state of Bahia), the CAIXA Athletics Arena in São Bernardo do Campo (state of São Paulo), the Diving Centre of Excellence, in Brasilia (Federal District), Indaiatuba’s Velodrome (state of São Paulo), the Canoe Slalom Centre in Foz do Iguaçu (state of Paraná), the Handball Development Centre in São Bernardo do Campo (state of São Paulo) and the Badminton Sport Complex in Teresina (state of Piauí). Two international reference structures are also part of this package. The Paralympic Training Centre, in São Paulo, provides for 15 sports and has consolidated itself as a reference for Brazilian national teams and adapted sport’s junior categories. Officially opened in May 2016, R$ 305 million was invested in the facility, R$ 187 million coming from federal funds. From the total invested by the Ministry of Sport, R$ 167 million were invested in the building of the centre and another R$ 20 million in equipment. The unit is divided into 11 sectors that include training areas, hotel, convention centre, laboratories, physical conditioning and physiotherapy, with capacity to cater for up to 240 athletes at the same time. Now, the Northeast Olympic Training Centre (CFO), in Fortaleza, has room for the practice of 26 Olympic, Paralympic and non-Olympic sports. In total, R$ 250.4 million was invested in the CFO, with R$ 207 million of which coming from the Ministry of Sport, R$ 19 million from the Brazilian Development Bank (BNDES) and R$ 24 million from the government of the Ceará state. The structure’s total space stretches over 85,922.12 m², with 45,117.87 m² of built-up area. The CFO houses Brazil’s largest multi-purpose air-conditioned gymnasium, with retractable chairs and capacity for up to 17.1 thousand people at the sporting events. The facility also has courts, fighting rooms, Olympic swimming pools, athletics track, football pitch, skating and BMX tracks, beach volleyball and tennis courts (fast track), areas for artistic and rhythmic gymnastics, space for table tennis, gym, cafeteria, industrial kitchen, reception, medical rooms, locker rooms, food court and hotel for up to 248 athletes.

RIO 2016

75


Identificação de talentos Spotting talents

O conceito dos Centros de Iniciação ao Esporte (CIEs) está claro na própria nomenclatura. São espaços que nascem com a finalidade de identificar talentos, formar atletas e incentivar a prática esportiva, principalmente em áreas de vulnerabilidade social. As instalações seguem requisitos oficiais. Cada CIE tem o potencial de oferecer 13 modalidades olímpicas, seis paralímpicas e uma não olímpica. Ao todo, 94 receberam autorização para início de obras e têm previsão de conclusão até dezembro de 2018.

The Ministry of Sport has also allocated resources for building 47 official athletics tracks in all regions. The refurbishing, building, equipping and operations are the result of partnerships between the ministry and state governments, town and city halls, universities, the Brazilian Athletics Confederation (CBAt) and clubs.

Foto: Roberto Castro / Ministério do Esporte

O Ministério do Esporte destinou, ainda, recursos para a construção de 47 pistas oficiais de atletismo, em todas as regiões. A reforma, a construção, a equipagem e a operação resultaram de parcerias do ministério com governos estaduais, prefeituras, universidades, Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt) e clubes.

The concept of the Sport Initiation Centres (CIEs) is clear in the actual term. These spaces emerge with the aim of spotting talent, training athletes and encouraging the practice of sports, particularly in areas of social vulnerability. The facilities have to meet official requirements. Each CIE has the potential to offer 13 Olympic, six Paralympic and one non-Olympic sport. In all, 94 were authorised to start construction works and are expected to be concluded by December 2018.

Equipamentos de ponta Cutting-edge equipment

Uma outra vertente dos investimentos foi na aquisição de aparelhos e materiais esportivos, por meio de convênios do Ministério do Esporte com confederações, federações e clubes. No Rio de Janeiro, foram equipados centros de Lutas Associadas, do Taekwondo, da Esgrima e do Tiro com Arco. A ginástica ganhou polos de referência em São Bernardo (SP), Curitiba (PR), Brasília (DF), Porto Alegre, Vitória (ES), Goiânia e Aracaju (SE). O tênis de mesa viu surgirem centros de treinamento olímpico e paralímpico em Brasília (DF), Piracicaba (SP), São Caetano do Sul (SP) e Santos (SP). O basquete ganhou pisos e placares profissionais em 20 ginásios de 15 municípios.

76

RIO 2016

Another aspect of the investments was the acquisition of sports equipment and materials, through partnership agreements between the Ministry of Sport and confederations, federations and clubs. In Rio de Janeiro, Associated Fights centres were equipped for taekwondo, fencing and archery. Gymnastics has gained reference hubs in São Bernardo (state of São Paulo), Curitiba (state of Paraná), Brasilia (Federal District), Porto Alegre (state of Rio Grande do Sul), Vitória (state of Espírito Santo), Goiânia and Aracaju (state of Sergipe). Table tennis saw Olympic and Paralympic training centres emerge in Brasilia, Piracicaba, São Caetano do Sul and Santos (state of São Paulo). Basketball was gifted with professional flooring and scoreboards in 20 gymnasiums in 15 municipalities.


Foto: Roberto Castro / Ministério do Esporte

Bolsa Atleta Athlete Grant Programme Como carro-chefe do apoio federal aos atletas individualmente, o Bolsa Atleta esteve presente de forma consistente na grande maioria das conquistas do país nos Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016. Dos 465 atletas convocados para os Jogos Olímpicos, 77% eram bolsistas. Das 19 medalhas conquistadas, 18 eram de atletas com o suporte federal. A exceção foi o futebol masculino. Nos Jogos Paralímpicos, 90,9% dos 286 atletas convocados eram patrocinados pelo programa. Todas as 72 medalhas paralímpicas foram conquistadas por bolsistas. O programa segue ativo após os Jogos. A mais alta categoria do programa, a Bolsa Pódio, destinada a atletas olímpicos e paralímpicos com chances de disputar medalhas, contemplava 299 atletas em fevereiro de 2018. Eles recebem repasses mensais entre R$ 5 mil e R$ 15 mil, num investimento mensal de R$ 3,2 milhões. Ao ano, são R$ 38,8 milhões.

As the flagship federal support programme for individual athletes, the Athlete Grant was consistently present in most of the country’s achievements at the Rio 2016 Olympic and Paralympic Games. Of the 465 athletes called up for the Olympic Games, 77% were Athlete Grant beneficiaries. Of the 19 medals won, 18 were from athletes with federal support. The exception was men’s football. At the Paralympics, 90.9% of the 286 athletes taking part were sponsored by the programme. All 72 Paralympic medals were won by Athlete Grant beneficiaries. The programme remains in force after the Games. The highest category of the programme, the Podium Grant, aimed at Olympic and Paralympic athletes with the chance of winning a medal, had 299 athletes on its beneficiary list in February 2018. They were paid monthly awards between R$ 5 and R$ 15 thousand, with a total monthly investment of R$ 3.2 million. The total investment a year stands at R$ 38.8 million.

RIO 2016

77


Saúde Health

A mobilização governamental para garantir o apoio e o atendimento em saúde durante os Jogos Olímpicos e Paralímpicos contou com R$ 42 milhões do Ministério da Saúde. O valor se voltou para a aquisição e equipagem de 146 ambulâncias, que após os megaeventos ficaram como legado para o Sistema Único de Saúde. Um Centro Integrado de Operações Conjuntas centralizou a estratégia de prevenção e ação ao longo do período de competições. Houve 11.235 atendimentos, sendo 10.157 clínicos, 932 traumas, 30 atendimentos de doenças de notificação compulsória e 365 remoções para unidades de saúde. Do total de casos, 90% foram resolvidos no próprio local. Em 1,5% dos casos houve necessidade de internação e/ou remoção. Os números foram menores do que o esperado. Durante a edição anterior, em Londres 2012, houve 11.300 atendimentos médicos dentro das instalações olímpicas. Houve, ainda, 4.846 inspeções em serviços de alimentação.

Government mobilisation to guarantee health support and care during the Olympic and Paralympic Games relied on R$ 42 million from the Ministry of Health. The amount was allocated for the acquisition and equipping of 146 ambulances, which were left as a legacy for the Unified Health System.

The numbers were lower than expected. During the previous edition of the Games, in London 2012, medical assistance was provided to 11,300 people inside the Olympic facilities. In addition, 4,846 inspections were conducted on food services.

78

RIO 2016

Foto: Thamyres Ferreira / MInistério da Saúde

A Joint Health Integrated Operations Centre centralised the prevention and action strategy during the competition period. Care was provided to 11,235 people, with clinical assistance offered to 10,157 people, 932 trauma cases, 30 cases of compulsory notification of diseases and 365 removals of patients to health units. Of the total cases, 90% were resolved on the spot. In 1.5% of the cases there was need for hospitalisation and/or removal.


Segurança Security

Diante de um cenário historicamente turbulento no Rio de Janeiro, e frente a uma conjuntura internacional em que ações terroristas se tornaram preocupação constante, as ações voltadas para garantir a tranquilidade nos Jogos Rio 2016 envolveram uma logística complexa e a integração e de diversas instituições. A mobilização envolveu cerca de 85 mil profissionais, a maior já realizada no país. Ela integrou, entre outros, as Forças Armadas, agentes de segurança pública e de inteligência, a Força Nacional, a Polícia Federal e a Polícia Rodoviária Federal. O foco do trabalho incluiu diversas frentes, como o monitoramento e defesa de estruturas estratégicas, ações de inteligência para evitar a entrada de pessoas com potencial de causar problemas, revistas na entrada de instalações, escolta de atletas e autoridades, vigilância de fronteiras e patrulhamento das ruas da cidade olímpica e das outras cinco cidades em que houve jogos de futebol (Belo Horizonte, Brasília, Manaus, Salvador e São Paulo). Um trabalho que envolveu 26 navios, 3.083 viaturas, 80 aeronaves da FAB, 109 veículos blindados, 51 helicópteros e 81 embarcações. Um esforço traduzido em 12.309 patrulhas marítimas, a pé, a cavalo, motorizadas, e com blindados, além de 1.145 eventos de segurança cibernética, 139 estruturas estratégicas protegidas, 3.227 embarcações abordadas para inspeção, 35 decolagens para interceptação ou para alerta em voo, 632 escoltas de dignitários e 2.728 armas de atletas desembaraçadas nos aeroportos. Houve investimento de R$ 350 milhões do Ministério da Justiça. Desses, R$ 100 milhões foram na compra de equipamentos de proteção individual, ferramentas de treinamento e reforço dos ambientes de capacitação. O valor se somou ao R$ 1,1 bilhão investido para a Copa de 2014, em estruturas como os Centros de Comando e Controle (fixos e móveis) e Plataformas de Observação. Adicionalmente, houve R$ 704 milhões do Ministério da Defesa, distribuídos no período de 2014 a 2016, para treinamento dos militares das três Forças, compra de equipamentos e ações nos Jogos.

Foto: Roberto Castro / Ministério do Esporte

As a result of a historically turbulent scenario in Rio de Janeiro and faced with an international setting where terrorist actions have become a constant concern, action aimed at ensuring the smooth running of the Rio 2016 Games involved complex logistics and the integration of several institutions. The mobilisation effort involved around 85 thousand professionals, the biggest ever in the country. Among others, it involved the Armed Forces, public security agents, intelligence officers, National Force, Federal Police and Federal Traffic Police. The focus of the actions involved several fronts like monitoring and defence of strategic structures, intelligence actions to prevent the entry of people who could cause problems, searching people at facilities’ entrance, escort of athletes and authorities, border surveillance and patrolling the streets of the Olympic city and the other five cities, where football matches were held (Belo Horizonte, Brasilia, Manaus, Salvador and São Paulo). The work involved 26 ships, 3,083 vehicles, 80 FAB aircraft, 109 armoured vehicles, 51 helicopters and 81 vessels. An effort translated into 12,309 sea patrols, on foot, on horseback, motorised and using armoured vehicles. In addition there were 1,145 cybersecurity events, 139 strategic structures protected, 3,227 vessels boarded for inspection, 35 take-offs for interceptions or flight warnings, 632 escorts of dignitaries and 2,728 weapons belonging to athletes cleared at the airports. The Ministry of Justice invested R$ 350 million. From this total, R$ 100 million was allocated for the purchase of individual protective equipment, training tools and to reinforce capacitybuilding environments. The amount was added to the R$ 1.1 billion invested for the 2014 World Cup, in structures like the Command and Control Centres (including the mobile ones) and Observation Decks. Additionally, R$ 704 million was invested by the Ministry of Defence, allocated between 2014 and 2016, for training military personnel of the three forces, purchasing equipment and actions at the Games.

RIO 2016

79


Turismo Segundo estimativas do setor, o Turismo recebeu, ao longo do ciclo de megaeventos esportivos, uma injeção de quase R$ 4 bilhões em melhorias na indústria hoteleira, com 13 mil novos postos de trabalho ligados ao ramo. Novos hotéis, pousadas, qualificações do atendimento e melhoria da sinalização bilíngue foram necessários para dar conta do fluxo inédito de turistas nacionais e estrangeiros.

According to sector estimates, during the mega-sport events cycle, almost R$ 4 billion was injected into tourism in improvements in the hotel industry, with 13 thousand new jobs being created in the segment. New hotels, guest-houses, improvement of services and better quality bilingual signs were necessary to cater for the unprecedented flow of national and foreign tourists.

Com a demanda dos Jogos Olímpicos, o país recebeu 6,6 milhões de turistas estrangeiros em 2016, recorde histórico e crescimento de 4,8% em relação ao ano anterior. O setor gerou US$ 6,2 bilhões em divisas para o país em 2016, 6,2% a mais que 2015.

With the Olympic Games demand, the country played host to 6.6 million foreign tourists in 2016, a historical record and a 4.8% increase in relation to the previous year. The sector generated US$ 6.2 billion in foreign currency for the country in 2016, 6.2% more than in 2015.

Uma pesquisa realizada a pedido do Ministério do Turismo com os turistas que vieram à capital fluminense no período dos Jogos detectou que 98,7% dos turistas domésticos avaliaram que a viagem atendeu plenamente ou superou as expectativas. Entre os estrangeiros, a mesma resposta veio de 83,1% dos entrevistados.

A survey commissioned by the Ministry of Tourism, conducted with visitors who came to Rio de Janeiro during the period the Games were on, detected that 98.7% of national travellers assessed that their trip had fully met or exceeded their expectations. Among foreign nationals, the same answer was given by 83.1% of respondents.

Os pontos altos elogiados foram a hospitalidade (citada por 92% dos brasileiros e 98,6% dos estrangeiros) e as opções de diversão (93,6% dos nacionais e 96,2% dos internacionais). Além disso, 88,4% dos visitantes internacionais aprovaram as condições de segurança e 86,6% aprovaram a qualidade do transporte público. A permanência média dos estrangeiros no país foi de 11,7 dias, com gasto médio diário de US$ 103,7 dólares.

The highlights praised were hospitality (mentioned by 92% of Brazilians and 98.6% of foreigners) and entertainment options (93.6% of Brazilians and 96.2% of international visitors). Furthermore, 88.4% of international visitors approved safety/security conditions and 86.6% gave the thumbs up to the quality of public transport. Foreign nationals stayed on average 11.7 days, spending on average US$ 103.7 dollars a day.

80

RIO 2016

Foto: Roberto Castro/ME

Tourism


Foto: Shutterstock

TEST-EVENTS

Eventos-Teste

CapĂ­tulo 3


83


Você já imaginou a logística necessária para trazer ao país os principais cavalos do mundo, muitos deles correspondentes a cifras milionárias no valor de mercado? Já pensou no trabalho para fazer o desembarque simultâneo de dezenas de cadeirantes em um evento da bocha paralímpica? Tem ideia do trabalho extra para desembaraçar na alfândega as armas de todos os atletas do tiro esportivo? Ou, ainda, ensaiar o esquema de escolta de autoridades? E como garantir que placares do basquete, iluminação do vôlei, pisos do goalball, mesas do tênis de mesa, saídas de emergência do velódromo, corpo de árbitros, questões de acessibilidade, ventilação no badminton e condições de percurso nas provas de rua funcionem perfeitamente, para todas as modalidades, em todas as arenas? Os Jogos Olímpicos e Paralímpicos são o desfecho de uma série de dezenas de outros eventos de “laboratório”, para prevenir com antecedência todo tipo de imprevisto. Foi o que ocorreu, por exemplo, com o ciclismo BMX. A versão original da pista parecia perfeita, mas na primeira vez que os atletas de ponta testaram a instalação, eles perceberam que o circuito estava com uma pitada a mais de radicalidade. Uma pitada a mais que tornava a pista perigosa, arriscada em excesso. Com isso, houve tempo para um redesenho de alguns pontos e adaptações que tornaram a pista perfeita para a realização dos Jogos. Ao todo, foram mais de 50 eventos-teste, levando em conta as ações voltadas para as modalidades e os testes realizados para treinar as equipes nos aeroportos e os times da Polícia Federal, da Polícia Rodoviária, da Força Nacional e dos agentes de trânsito e segurança interna das arenas. Em avaliações do comitê organizador dos Jogos, houve mobilização de mais de oito mil atletas, mais de 1.600 funcionários do staff da Rio 2016, além de 12 mil voluntários. Somados, foram quase 320 dias de eventos. Os Correios, por exemplo, aproveitaram os primeiros 20 testes para avaliar planejamento, armazenagem, transporte e distribuição. A entidade foi responsável por manejar, durante o megaevento, 30 milhões de itens. Ao todo, foram mais de 17 mil entregas, um milhão de encomendas, 980 mil partes de equipamentos esportivos, 120 mil cadeiras, 30 mil camas, 30 mil colchões, 25 mil mesas, 18 mil sofás, 36 mil bagagens de atletas e 300 quilômetros de barreiras (alambrado). A área total de armazenagem usada foi de 100 mil metros quadrados, divididos em três centros logísticos, o equivalente ao tamanho de 12 campos de futebol. Mais de duas mil pessoas se envolveram na operação, com cerca de 170 caminhões e dois mil equipamentos de movimentação (paleteiras, empilhadeiras, trator, guindaste e outros).

84

RIO 2016

Have you ever imagined the logistics necessary to bring the world’s leading horses to the country, many of them worth million-dollar figures in market value? Have you ever thought about the work involved in the simultaneous arrival of dozens of wheelchair users for a Boccia Paralympic event? Do you have any idea of the extra work needed to clear weapons belonging athletes taking part in the shooting event, through customs? Or still, rehearse the escort set-up for authorities? And how can you ensure that the basketball scoreboards, lighting for the volleyball, goalball’s flooring, table tennis tables, emergency exits at the velodrome, the referees, accessibility issues, ventilation at the badminton and conditions over the route taken in road events work perfectly, for all sports, in all arenas? The Olympic and Paralympic Games are the outcome of a series of dozens of other ‘laboratory’ events, aimed at preventing against any kind of unforeseen situation in advance. This is what happened, for example, with BMX cycling. The original version of the track looked perfect, but the first time top-level athletes tested the facility, they realised that the circuit had an extra bit of radicalness. An extra pinch that made the track dangerous, too risky. Hence, there was enough time to redesign some of the points and adaptations were made to make the track perfect for Games time. In all, over 50 test-events were held, taking into account sport focused actions, tests for training teams at the airport, the Federal Police, Traffic Police and National Force, in addition to traffic agents and internal stewards at the arenas. The Games Organising Committee assessed that over 8 thousand athletes had been mobilised, as well as over 1,600 Rio 2016 staff, in addition to 12,000 volunteers. Together, there were almost 320 days of events. For instance, the Post Office made the most of the first 20 tests to assess planning, storage, transportation and distribution. They were in charge of handling 30 million items during Games time. In all, there were more than 17 thousand deliveries, one million packages, 980 thousand sport equipment parts, 120 thousand seats, 30 thousand beds, 30 thousand mattresses, 25 thousand tables, 18 thousand sofas, 36 thousand athletes’ luggage and 300 km of barriers (wire fence). The total storage area used was of 100 thousand square metres, divided into three logistics centres, the equivalent of the size of 12 football fields. Over two thousand people were involved in the operation, with about 170 trucks and two thousand pieces of handling equipment (pallets, forklifts, tractors, cranes and others).


85

Foto: Danilo Borges / MinistĂŠrio do Esporte


Calendário de eventos-teste na parte esportiva

2015 15 A 19 DE JULHO July 15th - 19th

VÔLEI Volleyball

Calendar | test-events in sports Foto: FIVB

1 E 2 DE AGOSTO August 1st - 2nd

TRIATLO E PARATRIATLO Triathlon and Paratriathlon

Foto: Gabriel Heusi/ Ministério do Esporte

5 A 8 DE AGOSTO 

REMO

August 5th - 8th 

Rowing

Foto: Miriam Jeske / Ministério do Esporte

86

6 A 9 DE AGOSTO

HIPISMO

August 6th - 9th

Equestrian

Foto: Gabriel Heusi/ Ministério do Esporte


15 A 22 DE AGOSTO

VELA

4 A 6 DE SETEMBRO

August 15th - 22nd

Sailing

September 4th - 6th

Foto: Gabriel Heusi/ Ministério do Esporte

16 DE AGOSTO August 16th

August 22nd - 23rd

CICLISMO DE ESTRADA Road Cycling

15 A 22 DE SETEMBRO  September 15th - 22nd

September 2nd - 6th 

Foto: Miriam Jeske / Ministério do Esporte

TIRO COM ARCO Archery

Foto: Gabriel Heusi/ Ministério do Esporte

MARATONA AQUÁTICA Open Water Marathon

3 E 4 DE OUTUBRO October 3rd - 4 th

Foto: Gabriel Heusi/ Ministério do Esporte

2 A 6 DE SETEMBRO 

Canoe Sprint

Foto: Miriam Jeske / Ministério do Esporte

Foto: André Motta / Ministério do Esporte

22 E 23 DE AGOSTO

CANOAGEM VELOCIDADE

CICLISMO BMX Cycling - BMX

Foto: André Motta / Ministério do Esporte

VÔLEI DE PRAIA Beach volleyball

11 DE OUTUBRO October 11th

CICLISMO MOUNTAIN BIKE Cycling - Mountain Bike

Foto: Miriam Jeske / Ministério do Esporte

RIO 2016

87


2015 12 A 14 DE NOVEMBRO November 12th - 14th

BOCHA Boccia

26 A 29 DE NOVEMBRO November 26th - 29th

November 18th - 21st

TÊNIS DE MESA Table Tennis

1 A 6 DE DEZEMBRO 

BOXE

December 1st - 6th 

Boxing

Foto: Miriam Jeske / Ministério do Esporte

Foto: Gabriel Heusi/ Ministério do Esporte

24 A 28 DE NOVEMBRO November 24th - 28th

HÓQUEI SOBRE GRAMA Hockey

November 24th - 29th

10 A 12 DE DEZEMBRO

TÊNIS

December 10th - 12th

Tennis

Foto: Gabriel Heusi/ Ministério do Esporte

Foto: Gabriel Heusi/ Ministério do Esporte

24 A 29 DE NOVEMBRO

Canoe Slalom

Foto: Miriam Jeske / Ministério do Esporte

Foto: Miriam Jeske / Ministério do Esporte

18 A 21 DE NOVEMBRO

CANOAGEM SLALOM

BADMINTON Badminton

Use o leitor de QR Code em seu celular para conferir uma playlist de vídeos dos eventos-teste realizados para os Jogos Rio 2016

88

RIO 2016 Foto: Gabriel Heusi/ Ministério do Esporte


2016 15 A 17 DE JANEIRO

BASQUETE

January 15th - 17th

Basketball

20 E 21 DE FEVEREIRO February 20th - 21st

Taekwondo

Foto:Roberto Castro / Ministério do Esporte

Foto: Miriam Jeske / Ministério do Esporte

21 A 23 DE JANEIRO

HALTEROFILISMO

January 21st - 23rd

Powerlifting

26 A 28 DE FEV February 26th - 28th

RÚGBI EM CADEIRA DE RODAS Wheelchair Rugby

Foto: Miriam Jeske / Ministério do Esporte

Foto: Miriam Jeske / Ministério do Esporte

30 E 31 DE JANEIRO

LUTA OLÍMPICA

January 30th - 31st 

Wrestling

28 DE FEVEREIRO  February 28th 

SALTOS ORNAMENTAIS

February 19th - 24th

MARCHA ATLÉTICA Racewalking

Foto: Gabriel Heusi/ Ministério do Esporte

Foto: Francisco Medeiros / Ministério do Esporte

19 A 24 DE FEVEREIRO

TAEKWONDO

Diving

2 A 6 DE MARÇO  March 2nd - 6th

NADO SINCRONIZADO Synchronised Swimming

RIO 2016 Foto: Francisco Medeiros / Ministério do Esporte

Foto: Francisco Medeiros / Ministério do Esporte

89


2016 5 E 6 DE MARÇO March 5th - 6th

RÚGBI Rugby

7 A 10 DE ABRIL April 7th - 10th

March 8th

GOLFE Golf

14 A 25 DE ABRIL April 14th - 25th 

March 8th - 9th

JUDÔ Judo

15 A 20 DE ABRIL April 15th - 20th

March 10th - 14th 

90

RIO 2016

Foto: Miriam Jeske / Ministério do Esporte

Shooting

NATAÇÃO Swimming

Foto: Gabriel Heusi/ Ministério do Esporte

Foto: Miriam Jeske / Ministério do Esporte

10 A 14 DE MARÇO 

TIRO ESPORTIVO

Foto: CBTE

Foto: Gabriel Heusi/ Ministério do Esporte

8 E 9 DE MARÇO

Weight Lifting

Foto: Miriam Jeske / Ministério do Esporte

Foto: Francisco Medeiros / Ministério do Esporte

8 DE MARÇO

LEVANTAMENTO DE PESO

PENTATLO MODERNO Modern Pentathlon

16 A 22 DE ABRIL April 16th - 22nd

GINÁSTICA Gymnastics

Foto: Ricardo Bufolin / CBG


22 A 24 DE ABRIL April 22nd - 24th

NATAÇÃO PARALÍMPICA Paralympic Swimming

4 E 5 DE MAIO May 4th - 5th

April 23rd - 27th 

ESGRIMA Fencing

14 A 16 DE MAIO May 14th - 16th

6 a 9 de Agosto

PÓLO AQUÁTICO Water Polo

18 A 21 DE MAIO  May 18th - 21st 

April 29th - may 1st

Athletics

ATLETISMO PARALÍMPICO Paralympic Athletics

Foto:André Motta / Ministério do Esporte

Foto: Gabriel Heusi/ Ministério do Esporte

29 DE ABRIL A 1 DE MAIO

ATLETISMO

Foto: Miriam Jeske / Ministério do Esporte

Foto: Thiago Diaz / Ministério do Esporte

26 A 29 DE ABRIL

Goalball

Foto: André Motta / Ministério do Esporte

Foto: Ministério do Esporte

23 A 27 DE ABRIL

GOALBALL

HANDEBOL Handball

26 DE JUNHO June 26th

CICLISMO DE PISTA Track Cycling

RIO 2016 Foto: Miriam Jeske / Ministério do Esporte

Foto: Roberto Castro / Ministério do Esporte

91


TORCH RELAY

O Tour da Tocha

Capítulo 4


93 Foto: Roberto Castro / MinistĂŠrio do Esporte


Foto: Iano Andrade / Ministério do Esporte

A nacionalização da experiência Rio 2016 Nationalising the Rio 2016 experience Pelo desafio de organização e pela repercussão que cria, o Tour da Tocha poderia ser definido como um megaevento paralelo, de dimensão e desafio similar ao de organizar os Jogos Olímpicos e Paralímpicos. Os números ajudam a clarear essa percepção. Foram 95 dias de viagem e 12.494 condutores no Brasil. Desde o acendimento da pira, em Olímpia, na Grécia, até o fim do percurso, nas mãos de Vanderlei Cordeiro de Lima, no Maracanã, 25 cidades gregas, duas na Suíça e mais de 300 municípios em nosso país foram visitados. Um total superior a 20 mil quilômetros por terra e mais de 10 mil milhas aéreas. O percurso permitiu aventuras de rapel, paraquedas, barco, avião, canoa, em cima de prancha de surfe, descendo toboágua em águas termais e até participando de um mergulho em Bonito (MS). O revezamento deu visibilidade aos principais pontos turísticos do país, ressaltou a variedade cultural e gastronômica de cada região e ajudou a nacionalizar a experiência dos Jogos. Relembre alguns dos melhores momentos:

94

RIO 2016

As a result of organisation related challenges and the repercussion it reaches, the Torch Relay could be defined as a mega side event, similar in size and demand as staging the Olympic and Paralympic Games. Numbers help clarify this perception. There was a total of 95 travelling days and 12,494 torchbearers in Brazil. From the lighting of the flame, in Olympia, Greece, to the end of the journey, in the hands of Vanderlei Cordeiro de Lima in the Maracanã, 25 Greek towns, two in Switzerland and 300 municipalities in our country were visited. A total of over 20 thousand kilometres were covered by land, in addition to 10 thousand air miles. The route allowed for adventures in abseiling, parachuting, boat, plane, canoe, surfing, water sliding in hot springs and even scuba diving in Bonito (state of Mato Grosso do Sul). The relay gave visibility to the country’s main tourist sights, highlighting the cultural and gastronomic variety of each region, helping nationalise the experience of the Games. Remember some of the best moments:


2015 29 DE JANEIRO

02 DE JULHO

January 29th

July 2nd

TOCHA É REVELADA Um dos objetos de design mais rico em conceitos das Olimpíadas de 2016, a tocha foi revelada em Brasília. Numa mistura de simplicidade, tradição e ousadia, reunia o espírito olímpico na malha triangular da textura e aludia aos valores de excelência, amizade e respeito. O efeito de flutuação dos segmentos traduzia o esforço dos atletas.

PRIMEIRAS INFORMAÇÕES O Comitê Organizador anuncia os primeiros detalhes do tour. A tocha, como reza a tradição, seria acesa em abril de 2016, em Olímpia, na Grécia, e chegaria ao Maracanã em 5 de agosto de 2016, na Cerimônia de Abertura.

Ainda que guardasse respeito ao formato original das primeiras tochas, a versão brasileira tinha um atributo inovador: os segmentos se movimentavam, se abriam e se projetavam para cima, preparando a tocha para o beijo – momento em que a chama é transmitida de um condutor para outro. Ao se abrirem, os segmentos revelavam elementos de brasilidade: diversidade harmônica, energia contagiante e natureza exuberante, com o solo, o mar, as montanhas, o céu e o sol representados nas cores da bandeira e na linguagem visual. A tocha foi produzida com alumínio reciclado, resina e acabamento acetinado. Pesa entre 1kg e 1,5kg. Mede 63,5cm de altura quando fechada e 69cm quando aberta. Foi escolhida após um concurso nacional que reuniu 76 inscritos.

FIRST PIECES OF INFORMATION The Organising Committee announces the first details of the tour. Planning provides for where it is going to pass through. As per tradition, the torch would be lit in April 2016 in Olympia, Greece, arriving at Maracanã on 5 August 2016, during the Opening Ceremony.

TORCH IS UNVEILED One of the objects with the richest design in the 2016 Olympics, the torch was unveiled in Brasilia. In a mixture of simplicity, tradition and daring, it brought together the Olympic spirit in its triangular mesh texture, alluding to the values of excellence, friendship and respect. The segment’s floating effect reflected the effort of the athletes. Despite respecting the original format of the first torches, the Brazilian version had an innovative feature: the segments moved, opening and projecting upwards, preparing the torch for the kiss - moment when the flame is passed from one bearer to another. When opened, the segments revealed elements with Brazilian like quality: harmonic diversity, contagious energy and exuberant nature with soil, the sea, mountains, the sky and the sun represented in the flag’s colours and visual language. The torch was produced with recycled aluminium, resin and satin finish. It weighs between 1kg and 1.5kg. It is 63,5cm tall when closed and 69cm when open. It was chosen after a national competition that brought together 76 contenders.

95


2015 22 DE SETEMBRO

August 7th

September 22nd

REUNIÕES DE ORGANIZAÇÃO

DETALHES DA SELEÇÃO

Aracaju recebeu a primeira reunião de organização do tour. Os eventos, em todas as regiões, uniram governos locais, estaduais, federal e o comitê organizador em torno de questões indispensáveis, como logística, segurança, seleção de carregadores, pontos de troca, cidades envolvidas e formas de valorizar pontos turísticos e culturais.

Processo para selecionar os condutores foi anunciado. Entre as condições para participar do trecho nacional estavam ser brasileiro ou estrangeiro residente no país. Além dos indicados por patrocinadores e organizadores, houve incentivo à indicação de brasileiros com histórias de impacto social e de transformação de realidades locais.

ORGANISATION MEETINGS

SELECTION DETAILS

Aracaju hosted the first of the tour’s organisation meetings. The events, which were held in all regions, brought together local, state and federal governments, in addition to the Organising Committee. They addressed essential issues like logistics, security, selection of torchbearers, exchange points, cities and towns involved, as well as how to value tourist and cultural sights.

The selection process for torchbearers was announced. Among conditions to be able to take part in the domestic part of the relay, was that bearers had to be Brazilian or foreign nationals resident in the country. In addition to those appointed by sponsors and organisers, there was an incentive to nominate Brazilians with stories of social impact and transformation of local realities.

96

RIO 2016

Foto: Roberto Castro / Ministério do Esporte

Foto: Roberto Castro / Ministério do Turismo

7 DE AGOSTO


2016 24 DE FEVEREIRO

04 DE ABRIL

February 24th

April 4th

MAPA INTERATIVO De olho na trilha da tocha, Ministério do Turismo publica mapa interativo com fotos e descrições dos atrativos de cada uma das cidades por onde o revezamento passaria.

INTERACTIVE MAP

Foto: Confederação Brasileira de Judô

With their eye on the torch’s route, the Ministry of Tourism published an interactive map with photos and descriptions of the attractions at each of the cities or towns, through which the relay would come through.

UNIFORME E PRIMEIROS NOMES

Use o leitor de QR Code em seu celular para ver uma playlist com dezenas de vídeos sobre o tour da tocha dos Jogos Rio 2016

Atletas, ex-esportistas e personalidades apareciam entre os escolhidos anunciados para carregar a chama, como a judoca e medalhista olímpica Érika Miranda.

UNIFORM AND FIRST NAMES Athletes, former sportspeople and personalities were among the chosen candidates to carry the flame, such as judoka and Olympic medallist Erika Miranda.

RIO 2016

97


Foto: Roberto Castro / Ministério do Esporte

Grécia 21 DE ABRIL April 21st

INÍCIO DO REVEZAMENTO

START OF THE RELAY

Repleta de simbolismos e referências às origens dos Jogos, a cerimônia de Acendimento da Chama Olímpica dá início ao revezamento.

Full of symbolism and references to the origins of the Games, the Olympic flame lighting ceremony kicks off the relay.

98

RIO 2016


2016 26 DE ABRIL

Fotos: Roberto Castro / Ministério do Esporte

April 26th

CHAMA ACESA NA ACRÓPOLE

CAMPO DE REFUGIADOS

Uma pira instalada no monumento que é o ícone da capital grega recebeu a chama das mãos do tricampeão olímpico de halterofilismo Pyrros Dimas. Erguido por volta de 450 A.C numa região 150m acima do nível do mar, monumento é onipresente em Atenas.

Um dos momentos mais simbólicos da fase grega foi a passagem do tour pelo campo de refugiados de Eleonas, que abrigava cerca de 1.600 pessoas no dia. Um dos condutores foi Ibrahim Al-Hussein, de 27 anos. Ferido pela explosão de uma bomba em sua cidade-natal, Deir Ezzor, na Síria, em 2012, ele perdeu parte da perna direita. “Após 22 anos como atleta, finalmente alcancei as Olimpíadas”, celebrou o nadador, que integrou o grupo de atletas refugiados inscritos nos Jogos Paralímpicos. Disputou os 50m e os 100m livre.

FLAME LIT AT THE ACROPOLIS A pyre set up on the monument, an icon of the Greek capital, received the flame from the hands of three-time weightlifting Olympic champion Pyrros Dimas. Built around 450 BC in a region 150 metres above sea level, the monument is omnipresent in Athens.

REFUGEE CAMP One of the most symbolic moments of the Greek stage of the tour, was the torch going through a refugee camp in Eleonas, which housed around 1,600 people on that day. Twenty-seven year-old Ibrahim Al-Hussein was one of the bearers. Wounded by a bomb blast in his home town of Deir Ezzor in Syria in 2012, he lost part of his right leg. “After 22 years as an athlete, I finally reached the Olympics,” celebrated the swimmer, who was part of the group of refugee athletes registered for the Paralympic Games. He competed in the 50m and 100 freestyle.

RIO 2016

99


2016 29 DE ABRIL

April 27th

April 29th

Fotos: Roberto Castro / Ministério do Esporte

27 DE ABRIL

100 RIO 2016

SOB A GUARDA DO BRASIL

DUAS ESCALAS NA SUÍÇA

A 100 dias dos Jogos, a chama passa à responsabilidade do Brasil em cerimônia no lendário estádio Panatenaico, sede dos primeiros Jogos da era moderna, em 1896. A fase grega contemplou 27 cidades em um tour de 2.200 quilômetros.

Cinco dias antes da chegada ao Brasil, a Chama Olímpica fez escala na sede da Organização das Nações Unidas (ONU), em Genebra. Também houve tempo para visita ao Museu Olímpico, em Lausanne.

UNDER BRAZIL’S WATCH

LAY OVER IN GENEVA

One hundred days before the Games, the responsibility for the flame passes to Brazil in a ceremony in the legendary Panathenaic Stadium, where the first Games of the modern era were held in 1896. The Greek stage included 27 towns in a 2,200-kilometre tour.

Five days before arriving in Brazil, the Olympic Flame made a layover stop at the headquarters of the United Nations Organization in Geneva. There was time to visit the Olympic Museum in Lausanne, also in Switzerland.


Foto: Roberto Castro / Ministério do Esporte

03 DE MAIO May 3rd

BRASÍLIA, O PONTO DE PARTIDA Capital federal dá show de criatividade na abertura do revezamento no Brasil. Bicampeã olímpica, a central Fabiana, do vôlei, foi a primeira condutora. “Como mulher e como negra, esse momento representa muito. Mostra como temos evoluído em relação ao machismo e ao racismo que, infelizmente, são situações que ainda existem. Eu me sinto honrada em ter uma oportunidade de mostrar ao mundo que estamos construindo algo maior”, disse. Caças da FAB escoltaram o avião com a chama na chegada ao Brasil. Na capital federal, foram 105 quilômetros de um percurso por cinco regiões administrativas, passando por 15 pontos turísticos e pelas mãos de 143 condutores.

BRASILIA, THE STARTING POINT The opening of the relay in the federal capital city was full of creativity. Two-time Olympic champion, volleyball’s middle blocker Fabiana was the first to carry the torch. “As a black woman, this moment means a lot to me. It shows how we have evolved in relation to sexism and racism, which unfortunately we still see. I feel honoured to have an opportunity to show the world that we are building something bigger”, she said. FAB fighters escorted the plane carrying flame on its arrival in Brazil. The route in the federal capital city covered 105 kilometres, going through 5 administrative areas, 15 tourist sights and being carried by 143 bearers.

RIO 2016

101


2016 06 DE MAIO

May 4th

May 6th

Fotos: Ivo Lima / Ministério do Esporte

4 DE MAIO

A TRADIÇÃO DE PIRI

DESCIDA NO TOBOÁGUA

A tradição centenária das Cavalhadas e a projeção nacional de artistas locais foram destaque em Pirenópolis (GO). Com 25 mil habitantes e famosa por suas cachoeiras, beleza natural e arquitetura colonial, Piri é um dos destinos mais visitados de Goiás. Nascidos na cidade, os cantores Zezé di Camargo e Luciano estiveram entre os condutores. A chama ainda passou por uma reserva ambiental, com direito a rapel sobre uma cachoeira.

Passagem pela águas quentes de Caldas Novas ajudou a dar ainda mais visibilidade aos parques aquáticos que fazem da cidade um dos principais polos turísticos do país.

DOWN THE WATER SLIDE Going through Caldas Novas’ warm waters helped give the water parks - which make the town one of the country’s main tourist hubs - even more visibility.

THE TRADITION OF PIRENÓPOLIS The hundred-year-old tradition of the horse procession and the national fame of local artists were the highlights in Pirenópolis. With a population of 25 thousand people and famous for its waterfalls and colonial architecture, Piri (as it is usually called) is one of the most visited destinations in the state of Goiás. Born in the town, singers Zezé di Camargo and Luciano were among the torchbearers. The flame went through an environmental reserve, with the right to abseil down a waterfall.

102

RIO 2016


09 DE MAIO

May 8th

May 9th

Fotos: Ivo Lima / Ministério do Esporte

08 DE MAIO

DIA DAS MÃES EM ARAXÁ

HISTÓRIAS DO VELHO CHICO

A chama percorreu 4,5 km pelos principais pontos de Araxá, em pouco mais de duas horas. Rodas de capoeira, fanfarras, danças indígenas, percussão e a congada, expressão religiosa fundamental para a tradição mineira, acompanharam o tour.

Na passagem por Pirapora (MG), a tocha conheceu o Rio São Francisco, que corta cinco estados e abastece 521 municípios, e até visitou o Benjamim Guimarães – secular barco a vapor que se transformou em atrativo na cidade.

8 MAY 2016 - MOTHER’S DAY IN ARAXÁ

OLD CHICO STORIES

The flame travelled 4.5 km through the main sights of Araxá in just over two hours. Capoeira rings, fanfares, indigenous dances, percussion and congada, religious expression embedded in the Minas Gerais state tradition, accompanied the tour.

While going through Pirapora (state of Minas Gerais), the torch met the São Francisco River, which cuts through five states and supplies water to 521 municipalities. The torch also visited Benjamim Guimarães - a secular steamboat that became one of the town’s attractions.

RIO 2016

103


2016 11 DE MAIO

May 10th

May 11th

VESPERATA EM DIAMANTINA

O VOO DE PARAPENTE

Na famosa Rua da Quitanda, um espetáculo tradicional: a apresentação da Banda de Música da Polícia Militar nas sacadas dos casarões seculares. Ali é o palco da Vesperata de Diamantina, serenatas que ocorrem entre abril e outubro, em edições quinzenais. Os músicos tocam canções que marcam a tradição seresteira da região.

Capital mundial do voo livre, Governador Valadares (MG) recebeu o revezamento com atletas ilustres e medalhistas olímpicos, além de um fotogênico voo de parapente.

Foto: Ivo Lima / Ministério do Esporte

Foto: Ivo Lima / Ministério do Esporte

10 DE MAIO

THE PARAGLIDING FLIGHT

VESPERATA IN DIAMANTINA A traditional concert at the famous Rua da Quitanda: the Military Police Band performing on the balconies of the secular mansions. That is the stage of the Diamantina Vesperata, serenades that take place between April and October, every fortnight. The songs played by the musicians are part of the region’s serenading tradition.

104

RIO 2016

World hang gliding capital, Governador Valadares (state of Minas Gerais) hosted the relay with illustrious athletes and Olympic medallists, in addition to a photogenic flight on a paraglider.


13 DE MAIO

May 12th

May 13th

Fotos: Ivo Lima / Ministério do Esporte

12 DE MAIO

HOMENAGEM A DRUMMOND Na passagem pela pequena Itabira (MG), a chama deu visibilidade à história de um dos principais poetas brasileiros, Carlos Drummond de Andrade. O percurso dos 60 condutores selecionados para percorrer 12 km no município de 116 mil habitantes jogou os holofotes para o memorial, a fundação e a casa onde o escritor viveu.

OURO PRETO CELEBRA A ABOLIÇÃO No dia em que se completavam 128 anos da abolição da escravatura no Brasil, o símbolo que representa a união dos povos passou pelas ruas da primeira capital de Minas. Foram 30 condutores em 7,2km de celebração na cidade histórica, que reúne 33 igrejas e teve importância estratégica no ciclo do ouro. De lá saíram pelo menos 800 toneladas do mineral para Portugal nos tempos do Brasil Colônia.

HOMAGE TO DRUMMOND In its passage through the small town of Itabira (state of Minas Gerais), the flame gave visibility to the story of one of Brazil’s main poets, Carlos Drummond de Andrade. The 60 selected torchbearers covered 12km in the municipality, which has a population of 116 thousand people. The event shone the spotlight on the writer’s memorial, foundation and the house where he lived.

OURO PRETO CELEBRATES ABOLITION On the day of the 128th anniversary of the abolition of slavery in Brazil, a symbol representing the union of people went through the streets of the first capital of the Minas Gerais state. In all, 30 bearers covered the 7.2km celebratory route in the historic city, which has 33 churches and played a strategic role in the gold cycle. At least 800 tons of the mineral left there to Portugal during colonial times.

RIO 2016

105


2016 15 DE MAIO

May 14th

May 15th

A VEZ DE BELO HORIZONTE

NA MARIA FUMAÇA

Capital mineira apresenta seus cartões postais durante a passagem da tocha. Entre atletas olímpicos, paralímpicos e cidadãos comuns, 165 condutores se mobilizaram em 45km.

Os famosos sinos de São João Del Rei saudaram a chama. Os tapetes de serragem, comuns na Semana Santa, apareceram para festejar a passagem da tocha, que seguiu na centenária ferrovia rumo a Tiradentes. A Maria Fumaça é a mais antiga em circulação no país. Inaugurada em 1881 por Dom Pedro II, ainda percorre a ferrovia Oeste de Minas Gerais, em travessia que remete ao século XIX

Foto: Ivo Lima / Ministério do Esporte

Foto: Francisco Medeiros / Ministério do Esporte

14 DE MAIO

VESPERATA IN DIAMANTINA A traditional concert at the famous Rua da Quitanda: the Military Police Band performing on the balconies of the secular mansions. That is the stage of the Diamantina Vesperata, serenades that take place between April and October, every fortnight. The songs played by the musicians are part of the region’s serenading tradition.

106

RIO 2016

ON THE STEAM TRAIN The famous São João Del Rei bells saluted the flame. The sawdust carpets, common in Holy Week, came out to celebrate the torch coming through and then, followed onto the hundred-year-old railway towards Tiradentes. The Maria Fumaça, as a steam train is referred to in Brazil, is the oldest in circulation in the country. Inaugurated in 1881 by Dom Pedro II, it still travels on Minas Gerais’ West Railway, in a trip that takes us back to the 19th century.


19 DE MAIO

May 17th

May 19th

Fotos: Francisco Medeiros / Ministério do Esporte

17 DE MAIO

PRIMEIRO ENCONTRO COM O MAR

A COSTA DO DESCOBRIMENTO

Chama chega ao litoral do Espírito Santo e encontra a orla brasileira pela primeira vez. Tour percorreu as cidades de Guarapari, Vila Velha e Vitória. Na capital capixaba, foram 32 quilômetros de percurso e 150 condutores.

Arraial D´Ajuda, Santa Cruz Cabrália e Porto Seguro recebem o revezamento. Evento incluiu uma volta ao passado seguindo os passos dos portugueses que chegaram ao país em abril de 1500. Vilas de pescadores e santuários indígenas integraram as escalas.

FIRST ENCOUNTER WITH THE SEA THE DISCOVERY COAST The flame reaches the coast of the Espírito Santo state and sees Brazil’s seafront for the first time. The tour went through the towns of Guarapari, Vila Velha and Vitória. In the capital of the Espírito Santo state (Vitória), it completed a 32-kilometre route, being carried by 150 bearers.

Arraial D’Ajuda, Santa Cruz Cabralia and Porto Seguro hosted the relay. The event included a return to the past, following in the footsteps of the Portuguese, who arrived in the country in April 1500. Fishing villages and indigenous shrines integrated part of the route.

RIO 2016

107


2016 26 DE MAIO

May 24th

May 26th

Fotos: Francisco Medeiros / Ministério do Esporte

24 DE MAIO

SALVE, SALVADOR

FESTA NA DIVISA

Um percurso de 35 quilômetros pela primeira capital do Brasil marcou a passagem do revezamento por Salvador. O trajeto terminou em festa no Farol da Barra, um dos símbolos da capital baiana. No trajeto, o Olodum tocou no Pelourinho, houve rapel no Elevador Lacerda e passagens por Mercado Modelo e Forte de Monte Serrat, com direito a lavagem da escadaria na Basílica do Bonfim e bênçãos dos Filhos de Gandhy.

Chama olímpica faz festa nas margens baiana e pernambucana do Velho Chico, entre as cidades de Juazeiro (BA) e Petrolina (PE).

HAIL, SALVADOR A 35km route marked the relay’s passage through Salvador, the first capital city of Brazil. The route ended in celebration at the Barra Lighthouse, one of the city’s symbols. Along the way, Olodum played at the Pelourinho, the torch abseiled down the Lacerda Lift, going through the Modelo Market and the Mount Serrat Fort. There was also time for the traditional wash of the Bonfim Basilica staircase and for blessings by the Sons of Gandhy.

108

RIO 2016

PARTY ON THE BORDER The Olympic flame has a party on the border of the state of Bahia and Pernambuco, on the shores of the São Francisco River, between the towns of Juazeiro (Bahia) and Petrolina (Pernambuco).


29 DE MAIO

May 28th

May 29th

ESCALA EM SERGIPE

MACEIÓ? PRESENTE!

No menor estado brasileiro, foram 450 quilômetros de tour por quatro cidades (Canindé de São Francisco, Poço Redondo, Nossa Senhora da Glória, Nossa Senhora das Dores) até chegar a Aracaju. Na capital, a celebração terminou nos Arcos da Orla.

Capital alagoana apostou na cultura e na gastronomia regionais. Um festival com comidas típicas e palcos para manifestações artísticas em 16 pontos foram os cartões de visita ao revezamento, que percorreu 20,5km na cidade.

LAYOVER IN SERGIPE

MACEIÓ? HERE!

In Brazil’s smallest state, the tour travelled 450 kilometres, going through four towns (Canindé de São Francisco, Poço Redondo, Nossa Senhora da Glória, Nossa Senhora das Dores) before reaching Aracaju. In the capital, celebrations ended up in the Arches at the seafront.

The Alagoas capital bet on regional culture and cuisine. A festival with local food and stages for artistic performances in 16 different points, which worked as the city’s cards for the relay, which covered 20.5km.

Foto: Ivo Lima / Ministério do Esporte

Foto: Francisco Medeiros / Ministério do Esporte

28 DE MAIO

RIO 2016

109


2016 31 DE MAIO

May 30th

May 31st

Fotos: Ivo Lima / Ministério do Esporte

30 DE MAIO

NA FEIRA DE CARUARU

PESO DE OURO EM RECIFE

A cultura do barro transformado em artesanato, da música que embala a capital do forró e das feiras se juntaram em Caruaru (PE). Ao todo, foram 7,5 quilômetros e 31 condutores, entre eles a principal artesã da cidade, o autor de uma música imortalizada por Luiz Gonzaga e um blogueiro famoso, todos moradores da cidade que disputa com Campina Grande (PB) o título de Maior São João do Mundo.

Atores, atletas, artistas e estudantes se uniram na capital pernambucana. Foram 176 pessoas e 35 quilômetros. Entre os destaques na terra do maracatu, a campeã paralímpica Roseane dos Santos (Rosinha) e Yane Marques, do pentatlo, bronze nos Jogos Olímpicos de Londres, em 2012.

WEIGHT IN GOLD IN RECIFE

AT THE CARUARU FAIR Clay culture transformed into handicrafts, music that gets the forró capital moving and fairs came together in Caruaru (state of Pernambuco). In all, 31 bearers carried the torch for 7.5 kilometres. Among them, the town’s main handicraft artist, the writer of a song made immortal by Luiz Gonzaga and a famous blogger, all residents of the town that competes with Campina Grande (state of Paraíba) for the title of the world’s biggest Saint John’s celebrations.

110

RIO 2016

Actors, athletes, artists and students came together in the Pernambuco state capital. In total, 176 bearers travelled 35 kilometres. Paralympic champion Roseane dos Santos (Rosinha) and Yane Marques, bronze medallist in the pentathlon at the 2012 London Olympics, were among the highlights in the land of maracatu.


03 DE JUNHO

June 2nd

June 3rd

Fotos: Ivo Lima / Ministério do Esporte

02 DE JUNHO

“DE PENETRA” NO SÃO JOÃO Todo mês de junho, Campina Grande (PB) se enfeita para o mesmo ritual: bandeirinhas coloridas nos postes, fogueira, canjica, quentão, casamento na roça e quadrilhas ao ritmo do forró. Em 2016, o “Maior São João do Mundo” abriu janela para a chama olímpica, sob as trilhas de Jackson do Pandeiro e Gonzagão.

UM MÊS DE TOUR EM JOÃO PESSOA Sob bastante chuva, revezamento completou um mês no Brasil com a passagem por João Pessoa. Até então haviam sido percorridos 10.123 km com 3.769 condutores. Na capital paraibana, 144 pessoas percorreram 29 km. Ex-jogador do Flamengo e da seleção brasileira, Júnior acendeu a Pira que marcou o fim da escala.

GATECRASHING SAINT JOHN’S CELEBRATIONS TOUR’S ONE MONTH ANNIVERSARY IN JOÃO PESSOA Every June, Campina Grande (state of Paraíba) adorns itself for the same ritual: little coloured flags on lampposts, bonfires, canjica, mould wine, countryside wedding and square dancing to the beat of forró. In 2016, the ‘Biggest St. John’s Celebrations’ opened way for the Olympic torch playing tunes by Jackson do Pandeiro and Gonzagão.

Under heavy rain, the relay reached a month in Brazil, going through João Pessoa. Up until then, 3,769 torchbearers had carried the fame for 10,123km. In the Paraíba state capital, 144 people carried the torch for 29km. Former Flamengo and Brazil footballer Júnior lit the pyre that marked the end of the layover.

RIO 2016

111


2016 05 DE JUNHO

June 4th

June 5th

ESTRELAS DE NATAL

BEIJOS NO PARAÍSO

A capital potiguar recebeu seus filhos ilustres e atletas olímpicos e paralímpicos. Os bronzes de Virna do vôlei em 1996 e 2000 e as conquistas e superações de Oscar Schmidt – na vida e no basquete – se somaram às 11 medalhas paralímpicas do nadador Clodoaldo Silva. Ao todo, 110 pessoas transportaram a chama pela cidade ao longo de 29km.

O revezamento visitou o paradisíaco arquipélago de Fernando de Noronha em operação especial. Repleta de vegetação nativa, pássaros exóticos, formações rochosas imponentes e enseadas que parecem desenhadas à mão, a ilha presenciou uma sequência de eventos para celebrar a Semana do Meio Ambiente e, ao mesmo tempo, a passagem da tocha.

NATAL’S STARS

KISSES IN PARADISE

Natal played host to its illustrious children, Olympic and Paralympic athletes. Virna’s bronze medals in volleyball in 1996 and 2000, in addition to Oscar Schmidt’s achievements - in life and basketball - were added to the 11 Paralympic medals scooped up by swimmer Clodoaldo Silva. In all, 110 people carried the flame through the city for 29km.

The relay visited the paradisiacal archipelago of Fernando de Noronha in a special operation. Filled with native vegetation, exotic birds, towering rock formations and seemingly handdrawn coves, the island experienced a sequence of events to celebrate Environment Week and at the same time, the passing through of the torch.

Foto: Ministério do Esporte

Foto: Ivo Lima / Ministério do Esporte

04 DE JUNHO

112

RIO 2016


10 DE JUNHO

June 7th

June 10th

Fotos: Francisco Medeiros / Ministério do Esporte

07 DE JUNHO

MENSAGEM SOCIAL EM FORTALEZA Conhecida pelas belas praias e pelo bom humor do povo, Fortaleza recebeu o tour com direito a mensagem social. Além de atletas e personalidades, Maria da Penha, símbolo da luta pelo fim da violência contra as mulheres, acendeu a pira na Praia de Iracema.

ARGILA NO PIAUÍ Na capital piauiense, 70 condutores percorreram 17 quilômetros até chegar à Ponte Estaiada, um dos principais pontos turísticos de Teresina. Um dos detalhes culturais destacados foi a produção de artesanato em argila do bairro Poti Velho.

CLAY IN PIAUÍ SOCIAL MESSAGE IN FORTALEZA Known for beautiful beaches and its people’s good mood, Fortaleza played host to the tour sending a social message. In addition to athletes and personalities, Maria da Penha, symbol of the struggle to end violence against women, lit the pyre at Iracema Beach.

In the Piauí state capital, 70 bearers travelled 17 kilometres until they got to the cable-stayed bridge, one of Teresina’s main tourist sights One of the highlighted cultural details was the production of clay handicraft at the Poti Velho neighbourhood.

RIO 2016

113


2016 12 DE JUNHO

13 DE JUNHO

June 12th

June 13th

PEDIDO DE CASAMENTO EM SÃO LUÍS

LENÇÓIS MARANHENSES

Entre os 143 condutores em São Luís, um se destacou. No Dia dos Namorados, Romeu Matos achou o momento ideal para pedir a companheira em casamento. Juntos havia cinco anos, Romeu e Samya Silva têm uma filhinha, Ana Cecília, com quatro anos na época. Um ano antes, a pequena foi diagnosticada com Comunicação Interatrial (CIA), problema congênito no coração. O caso era cirúrgico e delicado, mas o procedimento foi bem sucedido. A história comoveu a organização, que o convidou para conduzir a chama.

MARRIAGE PROPOSAL IN SÃO LUÍS Among the 143 flame bearers in São Luís, one stood out. On Valentine’s Day, Romeo Matos thought it was the ideal moment to propose to his girlfriend. Together for five years, Romeo and Samya Silva have a daughter, Ana Cecília, who was four at the time. A year earlier, the child had been diagnosed with atrial septal defect (ASD), a congenital heart problem. The case was delicate and she needed surgery, but the procedure was successful. The story moved the organisation, who invited him to carry the flame.

114

RIO 2016

Outra referência turística nacional, os Lençóis Maranhenses receberam o tour da tocha com o protagonismo de pescadores, líderes comunitários e instrutores de kitesurf.

DUNES OF MARANHÃO Another national tourist reference, Lençóis Maranhenses played host to the torch tour with fishing people, community leaders and kitesurfing instructors playing a major role.


16 DE JUNHO

June 15th

June 16th

A SUPERLATIVIDADE DE BELÉM

NA LINHA DO EQUADOR

Nos 32km em que 166 condutores levaram a tocha pela capital paraense, a exuberância do carimbó, a extravagante gastronomia, a fé e a devoção do Círio de Nazaré e os cheiros e sabores no mercado Ver-o-peso foram a pauta.

Na escala em Macapá, chama passeia entre os hemisférios Sul e Norte, com 125 condutores se revezando em 24km de festa.

Foto: Ivo Lima / Ministério do Esporte

Foto: Mariana Moreira / Ministério do Esporte

15 DE JUNHO

ON THE EQUATOR BELEM’S SUPERLATIVENESS In the 32km stretch travelled by 166 bearers in the Pará state capital, the exuberant carimbó, extravagant cuisine, the Círio de Nazaré faith and devotion and the smells and flavours of the Ver-o-Peso market - stood out.

In the layover in the Macapá state, the flame crosses between the south and northern hemisphere, with 125 bearers taking turns in a 24km long party.

RIO 2016

115


2016 19 DE JUNHO

June 18th

June 19th

DE PARAQUEDAS EM RORAIMA

NO CORAÇÃO DA AMAZÔNIA

Antes de chegar a Rio Branco para 32 quilômetros de desfile, chama aterrissou de paraquedas na Comunidade Indígena Campo Alegre, em Roraima.

PARACHUTING IN RORAIMA

Pela capital do Amazonas foram 39 quilômetros seguidos por 177 condutores, alternando prédios históricos de influência portuguesa – como o Mercado Municipal, o Teatro Amazonas e o Paço da Liberdade – e estruturas modernas, casos da Ponte Estaiada sobre o Rio Negro e o Anfiteatro da Ponta Negra.

Before reaching Rio Branco for a 32-kilometre parade, the flame landed by parachute at the Campo Alegre Indigenous Community in the state of Roraima.

IN THE HEART OF THE AMAZON

Foto: Ivo Lima / Ministério do Esporte

Foto: Mariana Moreira / Ministério do Esporte

18 DE JUNHO

The route in the Amazonas state capital covered 39 kilometres, with 177 people carrying the flame. The route alternated between historical buildings of Portuguese influence - such as the Municipal Market, the Amazonas Theatre and Paço da Liberdade - and modern structures, like the cable-stayed bridge over the Negro River and the Ponta Negra Amphitheatre.

116

RIO 2016


21 DE JUNHO

June 20th

June 21st

A CHAMA E A FLORESTA

O ACRE TAMBÉM TEM VEZ

Penas, cocares, animais silvestres, canoas, rios caudalosos e o verde intenso da mata. Depois de percorrer cidades, sertões, praias e regiões montanhosas, a chama chegou à Floresta Amazônica. Um indígena, um representante de comunidade ribeirinha e uma ex-atleta foram alguns dos 15 condutores a levar a chama por 450 quilômetros de rota, percorridas por via terrestre e fluvial.

Na ponta oeste do país, o Acre recebeu o tour ao longo de 24 km na capital Rio Branco. A festa teve bandas, apresentações de skatistas e patinadores em manobras radicais.

Foto: Ivo Lima / Ministério do Esporte

Foto: Iano Andrade / Ministério do Esporte

20 DE JUNHO

THE FLAME AND THE FOREST

ACRE ALSO HAD ITS TURN In the western tip of the country, the state of Acre hosted the tour throughout its 24km long route, in the capital city of Rio Branco. The party had bands, skateboarders and skaters doing radical manoeuvres.

Feathers, headdresses, wild animals, canoes, mighty rivers and the intense green of the forest. After travelling through towns, drylands, beaches and mountainous regions, the flame reached the Amazon rainforest. An indigenous person, a representative of the riverside community and a former athlete were among the 15 people carrying the flame over a 450km stretch, on land and river.

RIO 2016

117


2016 23 DE JUNHO

June 22nd

June 23rd

FIM DA JORNADA PELO NORTE

20º ESTADO

Foram oito dias, sete estados e mais de 1.140 quilômetros percorridos sobre a região mais extensa e menos populosa do país. O fogo olímpico encerrou o trajeto pelo Norte em Porto Velho, em Rondônia. Lá, 136 condutores levaram a chama ao longo de 37 quilômetros.

Terra da viola de coxo, de danças folclóricas como cururu e siriri, do lambadão e do rasqueado, Mato Grosso foi o 20º estado a sediar o revezamento da tocha. Uma escala temperada pelos sabores do caju, da castanha e da carne seca com arroz. Ao fim do dia, a pira foi acendida em Cuiabá por David Moura, top ten dos pesos pesados do judô mundial.

Foto: Iano Andrade / Ministério do Esporte

Foto: Mariana Moreira / Ministério do Esporte

22 DE JUNHO

END OF JOURNEY THROUGH THE NORTH 20TH STATE Over a period of eight days, seven states and over 1,140 kilometres were travelled in the country’s biggest and least populated region. The Olympic fire ended its journey north in Porto Velho, state of Rondônia. There, 136 people carried the flame over a 37-kilometre stretch.

118

RIO 2016

Land of the viola de coxo, of folk dances like the cururu and siriri, of lambadão and rasqueado, Mato Grosso was the 20th state to play host to the torch relay. A lay over spiced with flavours from cashew, nuts and dried beef with rice. At the end of the day, the pyre was lit by David Moura, top ten of the world judo heavyweights.


30 DE JUNHO

June 25th

June 30th

BONITO E CAMPO GRANDE

INTERNACIONALIZAÇÃO DO TOUR NAS CATARATAS DO IGUAÇU

Foto: Ivo Lima / Ministério do Esporte

Foto: Francisco Medeiros / Ministério do Esporte

25 DE JUNHO

Piscinas naturais, grutas, cavernas, rios e cachoeiras fizeram parte do trajeto do revezamento, assim como as ruas da capital de Mato Grosso do Sul. Zequinha Barbosa,campeão mundial dos 800m rasos em 1987, acendeu a pira em Campo Grande.

No cenário das quedas d’água e da Usina de Itaipu, escala mostrou porque a região é uma das Sete Novas Maravilhas da Natureza e trouxe a oportunidade de estrangeiros se unirem ao revezamento, aproveitando a tríplice fronteira com Argentina e Paraguai.

BONITO AND CAMPO GRANDE Natural pools, grottos, caves, rivers and waterfalls were part of the relay route, as were the streets of the capital city of the Mato Grosso do Sul state. Zequinha Barbosa, 800m world champion in 1987, lit the pyre in Campo Grande.

INTERNATIONALISING THE TOUR AT THE IGUAÇU FALLS The stop at the waterfalls and Itaipu plant, the scenario showed why the region has been classified as one of the Seven New Wonders of Nature. It also provided the opportunity for foreign nationals to join the relay, making the most of the treble border with Argentina and Paraguay.

RIO 2016

119


2016 08 DE JULHO

July 4th

July 8th

SÃO MIGUEL DAS MISSÕES

SERRA GAÚCHA

Um dia depois de entrar no Rio Grande do Sul, a chama descobriu não só a história dos jesuítas, que atravessaram o Atlântico para evangelizar os índios, como a magia da cultura indígena Guarani, no sítio arqueológico de São Miguel das Missões.

Depois de percorrer 22 cidades do Rio Grande do Sul, a chama entrou em um dos territórios mais badalados do estado, a Serra Gaúcha. Traços das colonizações alemã, italiana e portuguesa, além do prazer da boa mesa, tiveram posição de destaque. A temperatura de inverno, abaixo dos dez graus, foi um dos ingredientes.

Foto: Ivo Lima / Ministério do Esporte

Foto: Francisco Medeiros / Ministério do Esporte

04 DE JULHO

SÃO MIGUEL DAS MISSÕES One day after entering the state of Rio Grande do Sul, the flame saw the story of the Jesuits, who crossed the Atlantic to evangelise the indigenous, but also the magic Guarani culture, at the archaeological site of São Miguel das Missões.

120

RIO 2016

RIO GRANDE DO SUL MOUNTAIN REGION After crossing 22 towns in Rio Grande do Sul, the flame went into one of the most popular territories of the state, the mountain region. Traits of the German, Italian and Portuguese colonisation, in addition to the rich cuisine stood out. The temperature in winter, below 10 degrees, was one of the ingredients.


18 DE JULHO

July 14th

July 18th

Fotos: Ivo Lima / Ministério do Esporte

14 DE JULHO

EM CURITIBA, ENGAJAMENTO

CINEASTA EM RIBEIRÃO (SP)

Enfermeiro da Cruz Vermelha, motorista de programa de alimentos da ONU e refugiado de Guiné se destacaram entre os 170 condutores nos 36 quilômetros da capital paranaense.

Metrópole do interior paulista, Ribeirão Preto fez história como pólo do café e hoje tem no agronegócio o motor da economia. Na cidade voltada para negócios, calorosa, descontraída e boêmia, um dos destaques foi o cineasta Fernando Meirelles

IN CURITIBA, ENGAGEMENT Red Cross nurse, UN World Food Programme driver and Guinea refugee stood out among the 170 torchbearers, over the 36km route in the capital city of the state of Paraná.

FILMMAKER IN RIBEIRÃO (SP) Metropolis of inland São Paulo state, Ribeirão Preto made history as a coffee producing centre and today, has agribusiness as its economic driving force. In the warm easy-going business oriented city, full of nightlife options, the highlight was filmmaker Fernando Meirelles

RIO 2016

121


2016 24 DE JULHO

July 22nd

July 24th

Fotos: Francisco Medeiros / Ministério do Esporte

22 DE JULHO

NAS MÃOS DO REI

NÃO POSSO FICAR...

O Rei do Futebol fez participação especial durante o revezamento pela Baixada Santista. O ex-jogador quebrou o protocolo e segurou por alguns minutos a tocha na sacada do museu que guarda seu arquivo pessoal. Campeão olímpico de judô em 1992, Rogério Sampaio foi outro dos condutores de destaque na passagem por Santos.

Na maior cidade do país, revezamento uniu artistas, atletas e contou com grande participação popular ao longo de 51 quilômetros e 260 condutores. Num dos momentos emblemáticos, o som dos Demônios da Garoa ecoou no cruzamento entre as avenidas Ipiranga e São João, eternizado em ‘Sampa’, de Caetano Veloso. A banda está no Livro dos Recordes Brasileiro como o “Conjunto Vocal Mais Antigo do Brasil em Atividade”. Os cinco integrantes – Izael, Wilder, Roberto, Sérgio e Ricardo – percorreram 400m, até a Praça da República, cantando sucessos como ‘Trem das Onze’.

IN THE HANDS OF THE KING The King of Football made a special appearance at the relay event in Santos. The former footballer broke the protocol and held the torch for a few minutes on the museum’s balcony, where his personal archive is kept. Rogério Sampio, crowned Olympic champion in judo in 1992, was another of the high profile torchbearers in its interlude in Santos.

I CANNOT STAY... In the country’s largest city, the relay brought together athletes and relied on great popular participation, along its 51km route, being carried by 260 people. In one of the emblematic moments, the sound of Demônios da Garoa echoed through the crossroads between the Ipiranga and São João avenues, made eternal in ´Sampa´by Caetano Veloso. The band is in the Brazilian Book of Records as ‘Brazil’s Oldest Vocal Ensemble in Activity’. The five members - Izael, Wilder, Roberto, Sérgio and Ricardo - walked 400m, to República Square, singing hits like ‘Trem das Onze’.

122

RIO 2016


01 DE AGOSTO

July 29th

August 1st

Fotos: Francisco Medeiros / Ministério do Esporte

29 DE JULHO

PETRÓPOLIS COROADA

NA REGIÃO DOS LAGOS

A sete dias da abertura, a Cidade Imperial voltou a atenção para a chama olímpica. O tataraneto de Dom Pedro II foi um dos condutores. Foram pouco mais de oito quilômetros pelas mãos de 40 condutores, entre famosos, anônimos e atletas, em ruas que contam um trecho importante da história do Brasil.

A chama passou por 24 cidades cariocas até chegar à Região dos Lagos. Uma das paradas foi em Búzios, balneário de praias inesquecíveis, intensa vida noturna e compras. Por lá, foram oito quilômetros de cortejo, nas mãos de 40 condutores. A primeira foi Dona Eva Conceição, de 106 anos, remanescente de um antigo quilombo que havia na região.

PETRÓPOLIS CROWNED THE LAKES REGION Seven days before the opening, the Imperial town turned its attention to the Olympic flame. Dom Pedro II’s great-greatgrandchild was one of the torchbearers. The torch travelled a little over eight kilometres, carried by 40 people, among famous names, unknowns and athletes on streets that tell an important part of Brazil’s history.

The flame passed through 24 towns in the Rio state before arriving at the Lakes Region. One of the stops was in Buzios, a seaside town with unforgettable beaches, intense nightlife and shopping. There, 40 people carried the torch for 8 kilometres. The first was Dona Eva Conceição, who is 106 and a remnant of a former quilombo (as groups of runaway slaves used to be referred to) in the region.

RIO 2016

123


2016 05 DE AGOSTO

August 2nd

August 5th

DO LADO DE LÁ DA BARCA

NOS ÍCONES DO RIO

A tocha nunca havia chegado tão perto do destino final. A cidade-sede dos Jogos ficou visível a olho nu, do outro lado da ponte. Em Niterói, a vizinha com charme próprio, belas praias, montanhas e efervescente vida cultural, foram 18 quilômetros e 174 condutores. Dono de dois bronzes olímpicos, Lars Grael acendeu a pira ao fim do percurso.

Sob os braços abertos do Cristo Redentor, em um dia azul sem nuvens, depois de 95 dias e de atravessar o Brasil de Norte a Sul, a chama encerrou o percurso em seu destino final, o Rio de Janeiro. Os últimos 190 condutores visitaram paisagens simbólicas, como o Corcovado, o Pão de Açúcar, as praias de Ipanema e Copacabana e o Aterro do Flamengo.

ON THE OTHER SIDE OF THE BRIDGE

IN THE ICONS OF RIO

The torch had never come as close to its final destination. The Games host city could be seen by a naked eye, on the other side of the bridge. In Niterói, neighbouring city with its own charm, beautiful beaches, mountains and effervescent cultural life, 174 people carried the torch for 18 kilometres. Winner of two Olympic bronze medals, Lars Grael lit the pyre at the end of the route.

Under the open arms of Christ the Redeemer, on a cloudless blue day, after 95 days and crossing Brazil from north to south, the flame came to its final destination, Rio de Janeiro. The last 190 torchbearers visited symbolic landscapes, like the Corcovado mountain, the Sugar Loaf, Ipanema and Copacabana beaches and Aterro do Flamengo.

Foto: Ivo Lima / Ministério do Esporte

Foto: Danilo Borges / Ministério do Esporte

02 DE AGOSTO

124

RIO 2016


05 DE AGOSTO August 5th

PIRA OLÍMPICA À noite, no Maracanã, o símbolo dos Jogos passou pelas mãos do tricampeão de Roland Garros Gustavo Kuerten, foi para a rainha do basquete Hortência e acabou nas mãos de Vanderlei Cordeiro de Lima. Ele subiu as escadas, sorriu e acendeu a pira olímpica que abriu os Jogos do Rio. Vanderlei se tornou símbolo mundial do fair play ao ser atacado durante a fase final da prova da maratona nos Jogos de Atenas, em 2004, e ainda assim voltar para a pista e terminar celebrando alegremente o bronze.

OLYMPIC PYRE

Foto: Roberto Castro / Ministério do Esporte

At night, in Maracanã, the symbol of the Games passed through the hands of three-time Roland Garros winner Gustavo Kuerten, then to the queen of Brazilian basketball Hortência and ended up in the hands of Vanderlei Cordeiro de Lima. He climbed the steps, smiled and lit the Olympic pyre, which opened the Rio Games. Vanderlei became a worldwide symbol of fair play when he was attacked during the final stages of the marathon at the 2004 Games in Athens. He managed to return to the track and happily celebrated his bronze medal.


Revezamento da tocha olímpica no Brasil Olympic torch relay in Brazil DIAS ANTES DOS JOGOS OLÍMPICOS

95

days before the olympic games

KM PERCORRIDOS POR TERRA

20

mil|thousand

Km traveled by earth

KM PERCORRIDOS DE AVIÃO

16

mil|thousand

Km traveled by plane

CIDADES

*INCLUINDO CAPITAIS

300

cities, with capitals

ESTADOS E DISTRITO FEDERAL

26

states and a federal district

CONDUTORES conductors

126

RIO 2016

12

mil|thousand

CIDADES-DORMITÓRIO NO REVEZAMENTO DA TOCHA Night towns in the torch relay 01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40 41 42 43

-

Brasília Anápolis Goiânia Caldas Novas Uberlândia Uberaba Patos de Minas Montes Claros Curvelo Governadores Valadares Itabira Belo Horizonte Juíz de Fora Cachoeiro de Itapemirim Vitória São Mateus Porto Seguro Vitória da Conquista Ilhéus Valença Lençois Salvador Senhor do Bonfim Juazeiro Paulo Afonso Aracaju Maceió Caruaru Recife Campina Grande João Pessoa Mamanguape Natal Fernando de Noronha Mossoró Fortaleza Sobral Parnaíba Teresina Palmas São Luís Barreirinhas Imperatriz

44 45 46 47 48 49 50 51 52 53 54 55 56 57 58 59 60 61 62 63 64 65 66 67 68 69 70 71 72 73 74 75 76 77 78 79 80 81 82 83 84 85 86

-

Belém Macapá Santarem Boa Vista Manaus Rio Branco Porto Velho Cuiabá Campo Grande Dourados Presidente Prudente Marília Londrina Cascavel Foz do Iguaçu Pato Branco Passo Fundo Santa Maria Santa Cruz do Sul Canguçu Pelotas Porto Alegre Caxias do Sul Criciúma Florianópolis Blumenal Joinville Curitiba Ponta Grossa Itapetininga Bauru Riberão Preto Barretos Franca Campinas São Paulo Angra dos Reis Volta Redonda Três Rios Campo dos Goytacazes Macaé Niterói Rio de Janeiro


47

45 44 46

48

38

42

41

37

36

39

43

34

35

33 32

31

30 28 50 49

25

24 23

40

02

22 20

18

01

19 17

08

03 04 05 52

CAPITAIS | CAPITALS PRINCIPAIS CIDADES | MAIN CITIES TRAJETO TERRESTRE | LAND ROUTE TRAJETO AÉREO | AIR ROUTE

12

06 76 54

53

13

75 55

56

74

78 73

79

81

15

11

82

80 86

14 83

85

84

72

57

58

77

16

10

09

07

27 26

21

51

29

71

59

70

69 68

60 66

61 62 63

67

65

64

RIO 2016

127


A abertura

Foto: Roberto Castro / MinistĂŠrio do Esporte

The opening

CapĂ­tulo 5


129


Foto: Roberto Castro / Ministério do Esporte

O MUNDO PAROU PARA VER O RIO As desconfianças, os temores e até um certo complexo de vira-latas em relação à capacidade de organização dos brasileiros foram “exorcizados” na noite de 5 de agosto. Com ingredientes culturais de brasilidade pontuados com apuro estético, um olhar consciente sobre a própria história e uma mensagem de tolerância e apelo à consciência ambiental, a Cerimônia de Abertura dos Jogos do Rio cumpriu a difícil missão de conquistar o público interno e encantar os estrangeiros. Entre brasileiros, turistas, jornalistas e atletas de 206 países, cerca de 50 mil pessoas acompanharam ao vivo a cerimônia no Maracanã, um dos templos de futebol mais famosos do planeta. Outros três bilhões ao redor do globo assistiram pelas múltiplas telinhas disponíveis à festa que marcou o início da 28ª edição dos Jogos Olímpicos de verão da era moderna, uma das maiores audiências da história. Ressaltando valores globais em clima de celebração, o Rio de Janeiro mostrou ao mundo que estava preparado para acolher os melhores atletas do mundo nos 15 dias de competição. O Brasil foi apresentado de forma original, criativa e moderna. O voo simbólico do 14 Bis e a longa caminhada de Gisele Bündchen ao som de Garota de Ipanema ficaram eternizados, principalmente com o jogo simbólico entre as curvas da top model e os traços que consagraram a obra do arquiteto Oscar Niemeyer projetados no chão durante o desfile. Na arena que sediou a final da Copa de 2014, um espetáculo de luzes de LED, palcos móveis, projeções no gramado e vídeos impressionou o público. “Rio ganha primeiro ouro para o Brasil”, destacou o jornal espanhol El Pais, sobre a festa de inauguração. “Olimpíada começa com um espetáculo no Rio”, indicou a manchete do site do New York Times. Já o britânico The Guardian destacou o tema da cerimônia. “Cerimônia de abertura entrega as boas-vindas do Brasil ao mundo e uma mensagem sobre mudança climática”. Confira alguns dos pontos altos:

130 RIO 2016

The world stopped to watch Rio Mistrust, fears and even a certain mutt complex, in relation to the organisation capacity of Brazilians were ‘exorcised’ on the evening of 5 August. With Brazilian cultural ingredients punctuated with aesthetic precision, a conscious look at its own history and a message of tolerance, appealing to environmental awareness, the Opening Ceremony of the Rio Games fulfilled the difficult task of winning over the national public and dazzling the foreign audience. Among Brazilians, tourists, journalists and athletes from 206 countries, around 50 thousand people attended the live ceremony in Maracanã, one of the most famous football temples on the planet. Another three billion people around the globe watched through screens the party that marked the start of the 28th edition of the Summer Olympics of the modern era, one of the highest ratings in history. Underlining global values in a celebration environment, Rio de Janeiro showed the world it was ready to host the best athletes on the planet during the 15 days of competition. Brazil was presented in an original, creative and modern way. The symbolic flight of the 14 Bis and Gisele Bündchen’s long walk to the sound of the Girl from Ipanema were made eternal, particularly with the symbolic play between the top model’s curves and the lines that made architect Oscar Niemeyer’s work famous, projected onto the parade’s ground. At the arena where the 2014 World Cup final was held, a LED lighting show, mobile stages, projections onto the lawn and videos impressed the audience.


The music styles of funk, rap, samba and Brazilian popular music were all represented. One of the most exciting moments was when Jorge Ben Jor sang acapella the song País Tropical, making the audience stand up and sing along. Luiz Melodia, Zeca Pagodinho, Marcelo D2, Daniel Jobim, Ludmilla, Karol Conká, MC Soffia and Elza Soares also sang. At the end, Gilberto Gil, Caetano Veloso, Anitta and 12 samba schools transformed the stadium into a version of the Sambadrome.

Foto: Roberto Castro / Ministério do Esporte

Foto: Shutterstock

Na parte musical, estavam representados o funk, o rap, o samba e a MPB. Um dos momentos mais emocionantes foi quando Jorge Ben Jor cantou à capela a música País Tropical e fez o público cantar de pé. Luiz Melodia, Zeca Pagodinho e Marcelo D2, Daniel Jobim, Ludmilla, Karol Conká e MC Soffia e Elza Soares também cantaram. No fim, Gilberto Gil, Caetano Veloso, Anitta e 12 escolas de samba transformaram o estádio em uma versão da Sapucaí.

RIO 2016

131


O voo do 14 Bis e o desfile de Gisele Bündchen ao som de Garota de Ipanema no piano de Daniel Jobim, neto de Tom, ficaram eternizados ao recriar os traços marcantes de Oscar Niemeyer.

The 14 Bis flight and Gisele Bündchen coming down the catwalk to the sound of the Girl from Ipanema were made eternal by recreating Oscar Niemeyer’s striking lines.

Fotos: Roberto Castro / Ministério do Esporte

132

RIO 2016


Foto: Shutterstock

O fim da festa foi uma visão poética sobre a necessidade de atentar ao meio ambiente. Imagens de devastação foram mostradas no telão levando o público a refletir sobre a relação dos homens com o planeta. A poesia A flor e a Náusea, de Carlos Drummond de Andrade, foi recitada em português e inglês pelas atrizes Fernanda Montenegro e Judi Dench.

Foto: Roberto Castro / Ministério do Esporte

The end of the party was a poetic vision about the need to pay attention to the environment. Images of devastation were shown on the big screen, making the audience reflect on the relation between humans and the planet. The poem ‘The Flower and the Nausea’, by Carlos Drummond de Andrade, was recited in Portuguese and English by actresses Fernanda Montenegro and Judi Dench.

RIO 2016

133


Foto: Roberto Castro / Ministério do Esporte

No desfile das delegações, os atletas entraram pela primeira vez em linha reta, fazendo referência a um desfile de escola de samba. Lendas do esporte, como o tenista Rafael Nadal, da Espanha, e Michael Phelps, dos Estados Unidos, foram porta-bandeiras de seus países. Um dos destaques mais celebrados foi a entrada do time olímpico de refugiados: o grupo de dez atletas entrou com a bandeira do Comitê Olímpico Internacional, ratificando o espírito de solidariedade, paz e tolerância. Os refugiados entraram antes da delegação nacional, ovacionada pelo estádio ao som de “Aquarela do Brasil”.

In the delegations parade, athletes came in for the first time in a straight line, making reference to a samba school coming down the Sambadrome. Sport legends such as tennis player Rafael Nadal of Spain and Michael Phelps of the United States were the flagbearers for their countries.

Foto: Shutterstock

One of the most celebrated highlights was the entrance of the refugees’ Olympic team: the group of ten athletes came in under the banner of the International Olympic Committee, ratifying the spirit of solidarity, peace and tolerance. The refugees came in before the national delegation, cheered by the stadium to the sound of ‘Brazil’. >>

134

RIO 2016


UM DOS DESTAQUES MAIS CELEBRADOS FOI A ENTRADA DO TIME OLÍMPICO DE REFUGIADOS Foto: Shutterstock

O grupo de dez atletas entrou com a bandeira do Comitê Olímpico Internacional, ratificando o espírito de solidariedade, paz e tolerância. Os refugiados entraram antes da delegação nacional, ovacionada pelo estádio ao som de “Aquarela do Brasil”.

RIO 2016

135


Foto: Roberto Castro / Ministério do Esporte

The Olympic flame entered the Maracanã at the hands of former tennis player Gustavo Kuerten, who was all smiles.

A CHAMA OLÍMPICA ENTROU NO MARACANÃ NAS MÃOS DO EX-TENISTA GUSTAVO KUERTEN


A chama olímpica entrou no Maracanã nas mãos do ex-tenista Gustavo Kuerten. Ele passou a tocha para Hortência, rainha do basquete. O ápice da cerimônia ficou com Vanderlei Cordeiro de Lima, que teve um gosto de final feliz para a amarga experiência vivida pelo maratonista. Ele foi atacado por um padre irlandês quando estava prestes a conquistar o título olímpico dos Jogos de Atenas, em 2004. Vanderlei, que se tornou um símbolo do fair play por celebrar genuinamente o ouro que virou bronze na Grécia, acendeu a Pira em formato de sol e que se movimentava com energia eólica e que brilhou até o fim dos Jogos Olímpicos Rio 2016.

He passed the torch to Hortência, Brazil’s Queen of basketball. The ceremony’s pinnacle was under the charge of Vanderlei Cordeiro de Lima, who had a taste of a happy ending, after a bitter experience by the marathon runner. He was attacked by an Irish priest when he was about to win the Olympic title at the Athens Games in 2004. Vanderlei, who became a fair play symbol for genuinely celebrating the gold that turned into bronze in Greece, lit the sun-shaped and wind-powered pyre that shimmered until the end of the 2016 Olympic Games.

Fotos: Roberto Castro / Ministério do Esporte

RIO 2016

137


Foto: Shutterstock

OLYMPIC GAMES

Os Jogos Olímpicos Capítulo 6


139


Momentos que já nascem eternos

Foto: Shutterstock

Moments that are born to be eternal

O receituário dos Jogos Olímpicos é composto, por definição, de histórias com vocação para o simbolismo e o uso de superlativos. O dicionário esportivo recorre, não raro, a termos como sagas, heróis, batalhas, monstros, mitos, consagrações, reis, rainhas, deuses e redenções. O fato de ser realizado de quatro em quatro anos amplia o tempero dramático. São ciclos em que o candidato ao “olimpo” dedica 100% de suas potencialidades ao investimento não só em ser o mais forte, o mais rápido e o mais alto, mas em ter direito a ver seus feitos eternizados. Entre 5 e 21 de agosto de 2016, os Jogos do Rio cumpriram rigorosamente a missão de criar ídolos e mitos, de gerar lágrimas em múltiplos idiomas e conotações e de abarcar narrativas com vocação de posteridade. Com a visibilidade ampliada pelo fato de os Jogos terem sido os mais digitais da história, e diante de uma audiência projetada de 3,5 bilhões de pessoas em todo o planeta, tudo ocorria praticamente em tempo real.

140

RIO 2016

By definition, the Olympic Games recipe book is made up of stories that favour symbolism and the use of superlatives. The sports dictionary often resorts to terms such as saga, heroes, battles, monsters, myths, fame, kings, queens, gods and redemption. The fact that it is only held every four years adds to the dramatic taste. There are cycles when candidates for the ‘Olympus’ dedicate 100% of their potential, investing not only in being the strongest, the fastest and the tallest, but also to be entitled to having their feats made eternal. Between 5 and 21 August 2016, the Rio Games rigorously fulfilled the mission of creating idols and myths, generating tears and connotations in multiple languages, embracing narratives with the vocation for posterity. With visibility broadened by the fact that the Games were the most digital in history, and faced with an estimated audience of 3.5 billion people throughout the world, everything happened pretty much in real time.


Foto: Shutterstock

Foto: Shutterstock

RIO 2016

141 Foto: Roberto Castro / MinistĂŠrio do Esporte

Foto: Shutterstock


Phelps, sem comparativo possível Phelps, no comparison Foi nesse ambiente ultra midiático que uma lenda se despediu em grande estilo. Michael Phelps caiu pela última vez numa piscina olímpica em 14 de agosto, aos 31 anos. O resultado? O “de sempre”, no cardápio dele: ouro e recorde olímpico no revezamento 4 x 100m medley. Era simplesmente a 28ª medalha do fenômeno norte-americano, a 23ª de ouro, divididas entre cinco edições olímpicas, desde 2000, em Sydney. Somadas, todas as medalhas do nadador pesam mais de oito quilos. Ninguém na história olímpica atingiu tal patamar de excelência. No Rio, foram cinco ouros e uma prata. Além do 4 x 100m medley, integrou as equipes vencedoras do 4 x 100m e 4 x 200m livre. Foi o melhor nos 200m borboleta. Chegou ao impressionante tetracampeonato olímpico em sequência nos 200m medley. Ainda houve espaço para uma prata nos 100m borboleta, na mais inusitada das provas dos Jogos do Rio. Primeiro, porque o segundo lugar foi compartilhado com o sul-africano Chad Le Clos e o húngaro Laszlo Cseh. Os três tocaram a borda da piscina em 51s14. Melhor que eles, só um jovem atleta de Singapura chamado Joseph Schooling, de 21 anos. Ele cravou um novo recorde olímpico: 50s39. Oito anos antes, aos 13 anos, Shooling havia tirado uma foto ao lado de seu ídolo: Phelps, então com 23. A imagem de um pré-adolescente de óculos ao lado de um herói olímpico que seria batido dois ciclos olímpicos à frente viralizou nos dias seguintes à prova no Parque Olímpico da Barra.

142

RIO 2016

It was in this ultra media-based environment that a legend bade farewell in style. Michael Phelps jumped into an Olympic pool for the last time on 14 August, aged 31. The result? What he always has to offer: gold and Olympic record in the 4 x 100m medley relay. It was the 28th medal scooped up by this American phenomenon, the 23rd gold, over the course of five Olympic Games, since 2000 in Sydney. Together, all of the swimmer’s medals weigh more than eight kilos. No one in Olympic history has reached such a level of excellence. In Rio, he won five gold and one silver medal. In addition to the 4 x 100m medley, he was part of the teams that won the 4 x 100m and 4 x 200m freestyle. He was the best in the 200m butterfly. He reached the impressive milestone of four Olympic titles in a row in the 200m medley. There was still room for a silver in the 100m butterfly, in the most unusual event of the Rio Games. First, because second place was shared between Chad Le Clos from South Africa and Hungarian swimmer Laszlo Cseh. The three of them touched the edge of the pool at 51s14. Better than them, only a young athlete from Singapore named Joseph Schooling, aged 21. He set a new Olympic record: 50s39. Eight years earlier, at the age of 13, Shooling had taken a picture next to his idol: Phelps was 23 then. The picture of a young teenager with glasses, standing beside an Olympic hero, who would be beaten two cycles later went viral in the days that followed the event at the Barra Olympic Park.


Fotos: Shutterstock

143


Foto: Shutterstock

O fenômeno Bolt The Bolt phenomenon Outra lenda concretizou a mais impressionante hegemonia no universo dos mais rápidos do planeta. Com três ouros nas três provas que disputou no Estádio Olímpico, o velocista Usain Bolt encerrou a carreira olímpica com o tricampeonato nos 100m, 200m e 4 x 100m, conquistados em Pequim (2008), Londres (2012) e Rio 2016. Ainda que o ouro da Jamaica em 2008 tenha sido suprimido em 2017 pelo doping de Nesta Carter, um dos integrantes do time naquela ocasião, nada muda a relevância das performances do principal velocista olímpico de todos os tempos.

144

RIO 2016

Another legend ensured the most impressive supremacy among the world’s fastest runners. With three golds in the three events he competed in at the Olympic Stadium, sprinter Usain Bolt finished his Olympic career winning for the third time the 100 metres, the 200 metres and the 4 x 100 metres relay, which he had also won in Beijing (2008) and London (2012). And despite Jamaica having had the gold won in 2008 stripped from them in 2017, due to Nesta Carter testing positive for doping, one of the members of that relay team, nothing changes the relevant performances put on by the biggest Olympic sprinter of all times.


Gigante de 1,45m A 1.45m tall giant Aos 19 anos e do alto de seus 1,45m, Simone Biles encantou o mundo e reinou absoluta na ginástica artística ao conquistar cinco medalhas, quatro de ouro. Antes de desembarcar no Brasil para sua primeira experiência olímpica, a norte-americana já era uma “veterana” em mundiais, com 14 medalhas, 10 de ouro. No Rio, a ginasta, que não pôde competir em Londres 2012 por não ter a idade mínima de 16 anos, conquistou o ouro no individual geral, no solo, no salto e por equipes. E ainda levou o bronze na trave. A expectativa, agora, é para o que ela pode fazer em Tóquio 2020. Uma das metas no horizonte é superar a maior ginasta da história: a russa Larisa Latynina tem nove ouros, cinco pratas e quatro bronzes.

Fotos: Shutterstock

At the age of 19 and standing tall at 1.45m high, Simone Biles won the world over by reigning supreme in the artistic gymnastics, winning five medals, four of them gold. Before arriving in Brazil for her first Olympic experience, the American gymnast was already a veteran in relation to world championships, having won 14 medals, 10 of them gold. In Rio, the athlete who did not compete in London 2012, as she had not reached the minimum age of 16, won the gold in the individual all-around, floor and vault, as well as in the team event. She also scooped up the bronze in the balance beam. Now, everyone is waiting to see what she can do in Tokyo 2020. One of her goals is to break the record of the biggest gymnast in history: Larisa Latynina from Russia has nine gold, five silver and four bronze medals to her name.

RIO 2016

145


Soberana na piscina Supreme in the pool A norte-americana Katie Ledecky vai se lembrar sempre com carinho especial do Rio de Janeiro. Ela já havia disputado as Olimpíadas de Londres, em 2012, com apenas 15 anos. Como cartão de visitas, saiu de lá com o ouro nos 800m. No ciclo para o Brasil, dominou os mundiais de Barcelona 2013 e Kazan 2015, com ouro nos 200m livre (em Kazan) e o bicampeonato mundial nos 400m livre, 800m livre, 1.500m livre e no revezamento 4 x 100m livre. Com tais credenciais, chegou ao Brasil com 19 anos e confiança de sobra. No Estádio Aquático, sobrou: quatro ouros – 200m livre, 400m livre, 800m livre e revezamento 4 x 200m livre – e uma prata, no revezamento 4 x 100m livre. De quebra, dois recordes mundiais (e por tabela, olímpicos), nos 400m livre e nos 800m livre.

American swimmer Katie Ledecky will always remember Rio de Janeiro with special affection. She had already competed in the 2012 London Olympics at the age of 15. As her calling card, she left London with the gold in the 800 metres. In the cycle for Brazil, she was supreme in the world championships in Barcelona 2013 and Kazan 2015, scooping up the gold in the 200m freestyle (in Kazan) and winning the 400m world title for the second time, in addition to the 800m freestyle, the 1,500m freestyle and the 4 x 100m freestyle relay. With such credentials, she arrived in Brazil at the age of 19 and with plenty of confidence. She reigned supreme in the Water Stadium: four golds - 200m freestyle, 400m freestyle, 800m freestyle and 4 x 200m freestyle relay - and one silver, in the 4 x 100m freestyle relay. Furthermore, she bagged two world and Olympic records in the 400m freestyle and the 800m freestyle.

146

RIO 2016

Fotos: Shutterstock


O único bicampeão no tênis The only two-time winner in tennis Se comparado ao suíço Roger Federer, ao espanhol Rafael Nadal e ao sérvio Novak Djokovic, o britânico Andy Murray é o tenista que menos vezes brilhou nos Grand Slams. Mas, quando o assunto passa pelos Jogos Olímpicos, ele reina absoluto. Na edição de Londres 2012, Murray conquistou o ouro em casa com direito a superar Federer, para delírio dos ingleses. Quatro anos depois, chegou ao Rio eclipsado pelo número 1 do mundo Novak Djokovic, apontado como favorito.

When compared to Swiss tennis player Roger Federer, Spaniard Rafael Nadal and Novak Djokovic from Serbia, Andy Murray from Britain, is the player to have shone at Grand Slams the least. But when it comes to the Olympic Games, he is top dog. In the London 2012 edition, Murray won the gold at home, beating Federer, to the British fans’ delight. Four years later, he arrived in Rio eclipsed by world number one Novak Djokovic, pointed out as favourite.

O sérvio, entretanto, foi surpreendido na estreia pelo argentino Juan Martin Del Potro. Murray e o argentino trilharam seus caminhos até a decisão, com direito ao argentino derrotar mais um concorrente na trajetória: Rafael Nadal. Na decisão, Murray venceu Del Potro após quatro horas de partida e chegou ao segundo ouro olímpico. Ao fazer isso, escreveu seu nome na história: é o primeiro bicampeão em 120 anos de modalidade nos Jogos Olímpicos.

Fotos: Shutterstock

However, the Serbian was caught off guard by Juan Martin Del Potro from Argentina. Murray and the Argentine made their way to the final, but not before the Argentine knocked out a serious contender along the way: Rafael Nadal. In the final, Murray defeated Del Potro after a four-hour match, winning his second Olympic gold medal. In doing so, he wrote his name in history: he is the first tennis player to win the event twice in the 120 years the sport has been part of the Olympic programme.

RIO 2016

147


Foto: Roberto Castro / Ministério do Esporte

Insuperável Riner Unbeatable Riner Na galeria dos hegemônicos em suas modalidades, há espaço cativo para um francês do judô. Teddy Riner é dono de um dos mais impressionantes recordes, com oito títulos mundiais e duas medalhas de ouro olímpicas entre os pesos pesados. A mais recente conquistada no Rio de Janeiro, quando tinha 27 anos. Some-se a isso um bronze obtido na China, em 2008. Como segue na ativa, Teddy tem tudo para chegar aos Jogos de Tóquio, em 2020, com chances de se consolidar como o melhor judoca de todos os tempos. O grande diferencial do francês, que foi o portabandeira de seu país na cerimônia de abertura no Rio, é ser dono de uma agilidade incomum entre os atletas de sua categoria.

148

RIO 2016

In the supreme athletes gallery, a French judoka has a permanent place. Teddy Riner has one of the most impressive records ever, he has won eight world titles and two Olympic gold medals in the judo heavyweight category. The most recent medal was scooped up in Rio de Janeiro, when he was 27. Add a bronze medal won in China in 2008. As he is still competing, Teddy has everything to arrive at the Tokyo Games in 2020, with serious chances of consolidating himself as the best judoka of all times. The French athlete, who was the flagbearer for his country, stands out because of his amazing agility in relation to athletes in his category.


Nem queda derruba Mo Farah Not even a fall brings Mo Farah down

Correndo no Rio, no dia 13 de agosto, Farah chegou ao bicampeonato nos 10.000m de forma impressionante. No meio da prova, caiu e foi ultrapassado pelos rivais. Sem se abater, voltou à luta, superou um a um os oponentes e cruzou a linha de chegada para conquistar o primeiro ouro no Brasil. “Só pensava em ir tão rápido quanto possível e não entrar em pânico. Tinha que ir além e cada vez mais. Pensava: ‘não, eu trabalhei muito forte, prometi essa medalha à minha filha’”, disse. Uma semana depois da queda e do ouro, ele voltou ao Estádio Olímpico para brilhar nos 5.000m.

Foto: Roberto Castro / Ministério do Esporte

A fama do britânico Mohamed Farah não tem comparação com a de Usain Bolt. A maioria do grande público nem sabe quem ele é. Mas quando seu currículo é apresentado, impossível não respeitá-lo, principalmente depois do que protagonizou no Rio. Antes dos Jogos no Brasil, Mo Farah já era campeão olímpico dos 5.000m e 10.000m, ouros conquistados em Londres 2012, além de ser tricampeão mundial nos 5.000m (em Daegu 2011, Moscou 2013 e Pequim 2015) e bicampeão mundial nos 10.000m (2013 e 2015).

On 13 August Rio, Farah was crowned Olympic winner of the 10,000m for the second time in the most impressive manner. In the middle of the race, he fell and was overtaken by his opponents. Without letting himself get down, he got back into the fight and overtook his adversaries one by one, crossing the finishing line in first and winning his first gold in Brazil. “I just thought that I had to go as fast as possible and not panic. I had to go further and further. I thought: no, I worked really hard, I promised my daughter this medal,” he said. A week after his fall and gold, he returned to the Olympic Stadium to shine in the 5,000m.

Foto: Getty Images

Briton Mohamed Farah is nowhere near as famous as Usain Bolt. Most of the public do not even know who he is. But when he shows his CV, one has to respect him, particularly after what happened in Rio. Before the Games in Brazil, Mo Farah had already won Olympic gold in the 5,000m and 10,000m in London 2012. Moreover, he had already been crowned 5,000m world champion three times at the championships in Daegu 2011, Moscow 2013 and Beijing 2015, also winning the 10,000m twice (2013 and 2015).

149


O tri de Carmelo com o dream team Carmelo’s third title with the Dream Team Equipe mais cobiçada pelos fãs do esporte olímpico, a seleção de basquete masculina dos Estados Unidos guardou o melhor para o final nos Jogos Rio 2016. Depois de algumas vitórias mais apertadas do que o previsto nas primeiras rodadas e de críticas da mídia norteamericana, a seleção mostrou força na decisão e venceu a Sérvia por 96 x 66. Foi a maior diferença em uma partida valendo o ouro olímpico desde Barcelona 1992, quando o famoso Dream Team, que contava com lendas como Michael Jordan, Magic Johnson e Larry Bird, venceu a Croácia por 117 x 85. A medalha de ouro no Brasil foi ainda mais especial para Carmelo Anthony. O ala foi campeão olímpico pela terceira vez e tornou-se o jogador de basquete mais vencedor da história (2008, 2012 e 2016). Ele ainda tem o bronze conquistado em Atenas 2004.

The most coveted team by Olympic sport fans, the US men’s basketball team saved the best for the final of the Rio 2016 Games. After a few tighter than expected wins in the early rounds and criticism from the US media, the national team showed their strength in the final, beating Serbia 96-66. It was the biggest score difference in an Olympic final since Barcelona 1992, when the famous Dream Team, with legends like Michael Jordan, Magic Johnson and Larry Bird beat Croatia 117-85. The gold medal in Brazil was even more special for Carmelo Anthony. The small forward won the Olympic final for the third time, becoming the most victorious basketball player in history (2008, 2012 and 2016). He also won the bronze in Athens 2004.

Fotos: Shutterstock

150

RIO 2016


A campanha do Brasil nos Jogos Olímpicos Rio 2016 rendeu ao país 19 medalhas. Foram sete ouros, seis pratas e seis bronzes. Relembre os brasileiros que subiram ao pódio, na ordem em que as medalhas foram conquistadas. The Brazilian campaign at the Rio 2016 Olympic Games brought the country 19 medals. Brazil won seven gold, six silver and six bronze medals. Remember the Brazilians who took to the podium and the order in which the medals were won.

Foto: Danilo Borges / Ministério do Esporte

Capítulo 6.1

Medalhistas do Brasil BRAZIL’S MEDALLISTS


153




FELIPE WU

TIRO ESPORTIVO

Shooting

NASCIMENTO | BITHDATE: 11/06/1992 LOCAL | PLACE: São Paulo (SP)

Foto: Danilo Borges / Ministério do Esporte

PROVA | EVENT: Pistola de ar de 10 metros | 10 metre air pistol CONQUISTA EM | MEDAL WON: 06/08/2016

Eu sabia que seria difícil. Eu estava na expectativa, a torcida estava na expectativa e toda a imprensa também. Mas consegui me controlar bem. Eu logo fiquei solto” “I knew it would be difficult. I was hoping for it, the fans were hoping for it and all the press too. But, I managed to stay in control. And soon, I was loose”

Aos 24 anos, coube ao paulista Felipe Wu a façanha de dar ao Brasil a alegria de ver o primeiro de seus atletas no pódio nos Jogos Olímpicos do Rio. Competindo na prova da pistola de 10 metros, o atirador avançou à final na modesta sétima colocação, mas na disputa pela medalha elevou o nível de seu desempenho ao máximo. Assim, no estande construído para o Pan de 2007, Felipe Wu travou uma disputa emocionante com o vietnamita Xuan Hoang. Ao fim, com o último e perfeito disparo, o rival acumulou 202.5 pontos e levou o ouro após o brasileiro cravar 202.1 pontos. O terceiro lugar ficou com o chinês Wei Pang, que levou o bronze ao marcar 180.4 pontos. Um detalhe que ajudou a dar mais simbolismo à conquista: o estande em Deodoro foi batizado com o nome do também atirador Guilherme Paraense, o primeiro brasileiro a conquistar uma medalha olímpica, com um ouro nos Jogos da Antuérpia, em 1920.

154

RIO 2016

At the age of 24, it was up to Felipe Wu from São Paulo the deed of giving Brazil the joy of seeing the first of their athletes on the podium at the Rio Olympic Games. Competing in the 10 metre air pistol event, the marksman advanced to the final in a modest seventh place, but when the medal was up for grabs he brought his game up to maximum performance level. Thus, in the booth built for the 2007 Pan American Games, Felipe Wu waged an exciting contest with Xuan Hoang from Vietnam. At the end, with the last and perfect shot, his opponent accumulated 202.5 points and took the gold after the Brazilian scored 202.1 points. Wei Pang from China took third place, taking home the bronze after scoring 180.4 points. A detail that helped provide even more symbolism to the achievement: the booth in Deodoro was christened with the name of also the shooter Guilherme Paraense, the first Brazilian to win an Olympic medal, scooping up the gold at the Antwerp Games in 1920.


JUDÔ

RAFAELA SILVA

Judo

NASCIMENTO | BITHDATE: 24/04/1992 LOCAL | PLACE: Rio de Janeiro (RJ)

Foto: Roberto Castro / Ministério do Esporte

CATEGORIA | CATEGORY: 57 Kg CONQUISTA EM | MEDAL WON: 08/08/2016

O ginásio chegava a tremer. Eu via que minhas adversárias sentiam a pressão e eu não podia decepcionar todas essas pessoas que vieram torcer por mim. Dedico essa medalha a todo o povo brasileiro, à minha família e a meus amigos que viveram isso comigo diariamente” “The gym was shaking. I saw that my opponents felt the pressure and I couldn’t disappoint all these people who had come to cheer for me. I dedicate this medal to all of the Brazilian people, to my family and friends who have lived this with me daily.”

Coube a uma atleta negra, de origem humilde, que entrou no esporte por meio de um projeto social na comunidade da Cidade de Deus, na Zona Norte do Rio de Janeiro, dar ao país anfitrião das Olimpíadas a primeira medalha de ouro. Aos 24 anos, Rafaela Silva travou cinco lutas até chegar ao topo do pódio. Na estreia, superou a alemã Miryam Roper. Depois, passou pela sul-coreana Jandi Kim e pela húngara Hedvig Karakas. Na semifinal, o desafio foi diante da romena Corina Caprioriou, prata em Londres e vicecampeã mundial em 2015. Elas estavam empatadas em 2 x 2 nos confrontos. Um wazari no Golden Score valeu a vaga na decisão, contra Sumiya Dorjsuren. A atleta da Mongólia era a número um do ranking mundial, mas Rafaela entrou absolutamente focada. Com menos de dois minutos de luta, aplicou o wazari que valeria o ouro olímpico. Quando a vitória foi confirmada, o público na Arena Carioca 2 entrou em êxtase. Rafaela se tornou a única atleta do judô brasileiro, entre homens e mulheres, a chegar ao ouro tanto em Olimpíadas quanto em Mundiais.

It was up to a black athlete, from a poor background, who started at the sport through a social project at the Cidade de Deus community, in Rio de Janeiro’s north zone, to give the Olympic hosts their first gold medal. At 24, Rafaela Silva had to go through five fights to reach the top of the podium. In her first fight, she beat Miryam Roper, from Germany. She then defeated Jandi Kim (South Korea) and Hedvig Karakas (Hungary). In the semi-final, the challenge was in the shape of Corina Caprioriou, from Romania and who had won the silver in London, and was runner-up in the 2015 World Championship. They were tied 2-2 in the clashes. A Wazari in the Golden Score earned her a place in the final, against Sumiya Dorjsuren. The Mongolian athlete was number one in the world ranking, but Rafaela was a hundred per cent focused. With less than two minutes into the fight, she managed to get a Wazari in, which was worth the Olympic gold. When victory was confirmed, the audience at Arena Carioca 2 went into ecstasy. Rafaela became the only Brazilian judo athlete, between men and women, to have won the gold in both the Olympics and World Championships.

RIO 2016

155


JUDÔ

MAYRA AGUIAR

Judo

NASCIMENTO | BITHDATE: 03/08/1991 LOCAL | PLACE: Porto Alegre (RS) CATEGORIA | CATEGORY: -78 Kg Foto: Roberto Castro / Ministério do Esporte

CONQUISTA EM | MEDAL WON: 11/08/2016

A energia foi mágica, maravilhosa. Conquistar a medalha olímpica em Londres foi lindo, mas com a torcida, essa vibração e a emoção que o povo tem, isso aqui foi realmente marcante na minha vida, vou levar para sempre” “The energy was magical, wonderful. Winning an Olympic medal in London was beautiful, but with this crowd, this vibe and the emotion I felt in people, this was really remarkable in my life, I will take this with me forever.”

No Rio de Janeiro, a gaúcha Mayra Aguiar protagonizou uma façanha sem precedentes no esporte individual feminino do país. A frustração pela derrota para a francesa Audrey Tcheumeo na semifinal, que adiou o sonho da brasileira de disputar uma decisão olímpica, não a abalou a ponto de tirá-la do pódio. Na disputa pelo bronze, Mayra superou a cubana Yalennis Castillo e, pela segunda vez seguida, subiu ao pódio olímpico, repetindo a conquista de Londres 2012. Com o resultado, ela se tornou a única mulher do Brasil em qualquer esporte individual com duas medalhas olímpicas e, no judô, igualou os feitos de Aurélio Miguel, Leandro Guilheiro, Rafael Silva e Tiago Camilo, todos com duas medalhas nos Jogos. Mayra é, também, a única judoca do país a conquistar dois títulos em Campeonatos Mundiais, com os ouros em Cheliabinsk 2014 e Budapeste 2017.

156

RIO 2016

In Rio de Janeiro, southerner Mayra Aguiar was responsible for an unprecedented feat in women’s individual sport in the country. The frustration over the loss to France’s Audrey Tcheumeo in the semi-final, which postponed her dream of competing in an Olympic final, did not shake her to the extent of leaving her off the podium. In the bronze medal fight, Mayra beat Yalennis Castillo from Cuba and got herself on an Olympic podium for a second time in a row, repeating her feat in London 2012. With the result, she became the only Brazilian woman in any individual sport to win two Olympic medals. Indeed, in judo she has equalled the feats by Aurelio Miguel, Leandro Guilheiro, Rafael Silva and Tiago Camilo, all with two medals in the Games. Mayra is also the only judoka in the country to have won two World Championship titles, bringing home the gold in Chelyabinsk 2014 and Budapest 2017.


JUDÔ

RAFAEL SILVA

Judo

NASCIMENTO | BITHDATE: 11/05/1987 LOCAL | PLACE: Aquidauana (MS) CATEGORIA | CATEGORY: +100 Kg Foto: Roberto Castro / Ministério do Esporte

CONQUISTA EM | MEDAL WON: 12/08/2016

Acho que o povo brasileiro me deu suporte a cada shidô, a cada projeção. Eles gritaram, colocaram pressão nos oponentes, então estou feliz de conquistar a medalha em casa” “I think the Brazilian people supported me at every Shido, every throw. They shouted, put pressure on the opponents, I’m so happy to win the medal at home.”

Para o judoca Rafael Silva, a medalha de bronze nas Olimpíadas do Rio teve sabor de redenção. Em 2015, Baby, como é mais conhecido, levou o maior susto da carreira quando uma lesão no tendão do músculo peitoral maior direito o levou à mesa de cirurgia. Pairava ali a sensação de que ele não conseguiria se classificar para os Jogos em casa. Mas Baby se recuperou e, na Arena Carioca 2, repetiu o resultado de 2012, quando, nas Olimpíadas de Londres 2012, também levou o bronze. No Rio, ele superou Ramon Pileta, de Honduras, passou pelo russo Renat Saidov, e, nas quartas de final, acabou derrotado pela lenda francesa Teddy Riner. Na repescagem, Baby venceu o holandês Roy Meyer e, na disputa pelo bronze, levou a melhor sobre Abdullo Tangriev, do Uzbequistão, para festa da torcida que lotava a arena. A medalha de Baby foi a última do judô do Brasil nos Jogos do Rio.

For judoka Rafael Silva, the bronze medal in the Rio Olympics had a taste of redemption. In 2015, Baby, as he is best known, had the biggest scare of his career, when an injury to the right side of his pectoralis major tendon took him to the operating table. Doubt hovered over whether he would manage to quality for the Games at home. But, Baby recovered and at the Carioca Arena 2, he repeated his result from 2012, when at the London Olympics he also brought home the bronze. In Rio, he beat Ramon Pileta of Honduras, went through Renat Saidov from Russia and in the quarter-final, ended up beaten by French legend Teddy Riner. In the playoffs, Baby defeated Dutchman Roy Meyer and in the bronze medal fight, he beat Abdullo Tangriev from Uzbekistan, kicking off celebrations by fans, who had packed out the arena. Baby’s medal was the last for Brazil’s judo at the Rio Games.

RIO 2016

157




GINÁSTICA ARTÍSTICA



Artistic Gymnastics

DIEGO HYPOLITO

NASCIMENTO | BITHDATE: 19/06/1986 LOCAL | PLACE: Santo André (SP) PROVA | EVENT: Solo | Floor Foto: Roberto Castro / Ministério do Esporte

CONQUISTA EM | MEDAL WON: 14/08/2016

Isso mostra que se você acreditar no sonho, é possível. Em uma Olimpíada eu caí de bunda. Na outra, literalmente de cara. Na terceira, fiquei de pé. Eu nem era tão bom agora como nas outras, mas consegui uma medalha. É inexplicável. Nunca desistam dos sonhos” “This shows that if you believe in a dream, it is possible. I fell on my butt at one Olympics. On the other, I felt on my face, literally. In the third, I stood. I wasn’t even as good now as I was at the others, but I’ve won a medal. I can’t explain it. Never give up on your dreams.”

Só quem conhece a história olímpica do ginasta Diego Hypolito pode imaginar a emoção que ele viveu ao subir ao pódio para receber a medalha de prata nos Jogos do Rio. Depois de duas enormes frustrações nas edições de Pequim 2008 e Londres 2012, quando poderia ter chegado à medalha, mas acabou traído por tombos na China e na Inglaterra na prova do solo, o paulista finalmente atingiu seu sonho em casa. Depois de se classificar para a final na prova que é sua especialidade, o que para muitos já era motivo de festa, Diego protagonizou uma prova muito forte na luta pela medalha. Com a nota de 15.533 pontos, garantiu a prata, superado apenas pelo britânico Max Whitlock, que deixou o tablado com a nota de 15.633 pontos. Nada que tirasse a festa ou atrapalhasse a imensa alegria de Diego, de seus familiares, dos colegas de equipe e, principalmente, da torcida brasileira.

158

RIO 2016

Only those who know gymnast Diego Hypolito’s Olympic background can imagine the thrill he felt when he climbed onto the podium to receive the silver medal at the Rio Games. After two hugely disappointing moments at Beijing 2008 and London 2012, when he could have won the medal, but ended up being shoved aside by falls in China and in the UK in the floor event, Diego finally reached his dream at home. After qualifying for the final in his expert event, which for many was already reason to celebrate, Diego put on a great show fighting for the medal. Scoring 15.533 points, he secured the silver, being beaten only by British gymnast Max Whitlock, who scored 15.633. Nothing that would get in the way of the joy felt by Diego, his family members, his teammates and especially, the Brazilian crowd.




GINÁSTICA ARTÍSTICA



Artistic Gymnastics

ARTHUR NORY

NASCIMENTO | BITHDATE: 18/09/1993 LOCAL | PLACE: São Paulo (SP) PROVA | EVENT: Solo | Floor Foto: Roberto Castro / Ministério do Esporte

CONQUISTA EM | MEDAL WON: 14/08/2016

O Diego está lutando há anos. Ele finalmente conseguiu e estou no pódio com um dos ídolos que sempre vi na TV. Eu sempre quis estar lá junto” “Diego has been fighting for years. He finally managed it and I’m on the podium with one of the heroes I used to watch on TV. I always wanted to be there, together.”

Para a ginástica brasileira, aquele 14 de agosto de 2016 foi um dia histórico. Afinal, Diego Hypolito não foi o único brasileiro no pódio da prova de solo nos Jogos do Rio. Junto dele havia um sorridente e emocionado paulistano de 23 anos chamado Arthur Nory, que tinha protagonizado uma façanha ao conquistar, também na prova de solo, a medalha de bronze. Sua apresentação recebeu a nota de 15.433 pontos e com isso o Brasil chegou a uma inédita dobradinha no pódio olímpico em esportes individuais. Ousado, Nory mudou a série apresentada na etapa classificatória, no dia 6 de agosto, e com novos elementos e um nível de dificuldade maior, encantou os juízes ao terminar a apresentação com segurança. Ver duas bandeiras do Brasil subindo na cerimônia de entrega das medalhas e a alegria de Diego e Arthur no pódio foi um dos momentos mais marcantes do país nas Olimpíadas.

For Brazilian gymnastics, 14 August 2016 was a historical day. After all, Diego Hypolito was not the only Brazilian athlete on the podium of the floor exercise event at the Rio Games. Next to him, stood a thrilled and smiling 23-year-old athlete from São Paulo called Arthur Nory, who had staged an incredible feat by winning the bronze medal, also in the floor event. He scored 15.433 points in the floor exercise and thus, ensured two Brazilian athletes on the podium for an individual sport for the first time. Daring, Nory changed his set from the one he used in the qualifying stage on 6 August and with new elements at higher difficult levels, he won the judges over by finishing with confidence. Seeing two Brazilian flags going up at the medals ceremony and Diego’s and Arthur’s happiness on the podium, was one of the most remarkable moments for the country at the Olympics.

RIO 2016

159


 ARTHUR ZANETTI 

GINÁSTICA ARTÍSTICA Artistic Gymnastics

NASCIMENTO | BITHDATE: 16/04/1990 LOCAL | PLACE: São Caetano do Sul (SP) PROVA | EVENT: Argolas | Rings Foto: Roberto Castro / Ministério do Esporte

CONQUISTA EM | MEDAL WON: 15/08/2016

Os atletas que conseguem manter o resultado são mitos. Vi a prova do Usain Bolt e ele é tricampeão olímpico. Para esse cara a gente tem que tirar o chapéu. Trabalhei muito mais duro do que em 2012 e consegui a prata, então vi o quanto foi difícil estar aqui” “The athletes who manage to repeat results are myths. I saw Usain Bolt’s event and he is a three-time Olympic champion. We really need to take out hats off to that guy. I worked much harder than I did in 2012 and I got the silver, so I saw how difficult it is to be here.”

O paulista Arthur Zanetti já era um ginasta consagrado quando se apresentou na final das argolas na Arena Olímpica do Rio. Medalha de ouro na prova nas Olimpíadas de Londres 2012 e campeão mundial na mesma prova em 2013, na Antuérpia, Zanetti agora competia em casa e sonhava em repetir a façanha que protagonizou na Inglaterra quatro anos antes. E ele passou perto. Com uma nota de 15.766 pontos, Zanetti levou a prata. Só ficou atrás do grego Eleftherios Petrounias (16.000 pontos). Isso não tirou a festa da torcida brasileira ou a alegria do ginasta da casa, que, com humildade, abraçou o rival após a prova, recebeu sua medalha sorrindo e, durante a entrevista, declarou que conquistar dois ouros olímpicos em sequência é um feito dificílimo e que, por isso, ele estava feliz e em paz com seu segundo pódio olímpico.

160

RIO 2016

São Paulo athlete Arthur Zanetti was already a famous gymnast when he took to the rings final at the Rio Olympic Arena. Gold medallist at the London 2012 Olympics and world champion in the same event in 2013 in Antwerp, Zanetti was now competing at home, dreaming of repeating the feat he achieved in the UK four years earlier. And indeed, he got close. Scoring 15.766 points, Zanetti took the silver. Greek gymnast Eleftherios Petrounias took the gold with 16.000 points. Nothing that could take away celebrations by the Brazilian fans, or the gymnast’s joy with the result at home. In fact, very humbly he hugged his opponent after the final, smiling as he was given his medal and during his interview, he stated that winning two gold medals in a row at the Olympics is extremely difficult and thus, he was happy and at peace with his second podium at the Games.


ATLETISMO

THIAGO BRAZ

Athletics

NASCIMENTO | BITHDATE: 16/12/1993 LOCAL | PLACE: Marília (SP) PROVA | EVENT: Salto com vara | Pole vault

Foto: Getty Images

CONQUISTA EM | MEDAL WON: 15/08/2016

Eu e minha equipe trabalhamos muito duro por esse momento. Não para o ouro, mas para tentar uma medalha. Esse resultado é absolutamente incrível. É minha primeira vez acima de seis metros. A torcida estava torcendo muito. Eu tive de focar na minha técnica e esquecer as pessoas em volta para conseguir o melhor” “My team and I worked very hard for this moment. Not for gold, but to try for a medal. This result is absolutely incredible. It’s my first time over six metres. The crowd was really going for it. I had to focus on my technique and forget the people around me to get the best out it.”

Nenhuma conquista brasileira nos Jogos Olímpicos do Rio foi tão surpreendente quanto a protagonizada pelo paulista Thiago Braz no Estádio Olímpico do Engenhão. No salto com vara, o que todos esperavam era que o francês Renaud Lavillenie, ouro em Londres 2012 e recordista mundial da prova, faturasse o bicampeonato olímpico. Mas o que o mundo viu, entretanto, foi um salto espetacular de Thiago, que após voar e ultrapassar o sarrafo a 6,03 metros, estabeleceu um novo recorde olímpico e conquistou, com glórias, a medalha dourada. O francês acabou com a prata e Thiago entrou para a história do atletismo, tornando-se, aos 22 anos, um dos grandes heróis dos Jogos Olímpicos do Rio. Treinado pelo ucraniano Vitaly Petrov, mentor de duas lendas do salto com vara (o ucraniano Sergey Bubka e a russa Yelena Isinbayeva), Thiago deu ao Brasil a única medalha do país no atletismo na capital fluminense.

No Brazilian achievement at the Rio Olympic Games was as surprising as Thiago Braz’s win at the Engenhão Olympic Stadium. Everyone expected Frenchman Renaud Lavillenie, gold in London 2012, to win the pole vault. As he was also the world record holder, everyone expected him to win his second Olympic gold. However, what the world saw was an amazing vault by Thiago, who after flying through the air, vaulting over a height of 6.03 metres, broke the Olympic record and scooped up the gold. The Frenchman finished with the silver and Thiago wrote his name in athletics history, when at the age of 22 he became one of the great heroes at the Rio Olympic Games. Trained by Ukrainian coach Vitaly Petrov, mentor of two pole vault legends (Sergey Bubka from the Ukraine and Yelena Isinbayeva from Russia), Thiago gave Brazil their only medal in athletics at the Rio Games.

RIO 2016

161


NATAÇÃO

POLIANA OKIMOTO

Swimming

NASCIMENTO | BITHDATE: 08/03/1983 LOCAL | PLACE: São Paulo (SP)

Foto: Danilo Borges / Ministério do Esporte

PROVA | EVENT: Maratonas aquáticas | Open Water Marathon CONQUISTA EM | MEDAL WON: 15/08/2016

Acho que comecei a acreditar nesta medalha em 2013, quando fui campeã mundial na prova dos 10km. Eu acho que construí esta medalha a cada dia e a cada treino. Este ano (2016), cheguei a treinar 100km semanais por causa da Olimpíada. Eu mereci esta medalha, porque lutei muito para estar aqui” “I think I started believing in this medal in 2013, when I won the world 10km race. I think I built this medal every day and at every training session. This year (2016), I managed to train 100km a week because of the Olympics. I deserve this medal because I fought really hard to be here.”

Poliana Okimoto entrou para a história do esporte brasileiro ao se tornar a primeira nadadora do país a conquistar uma medalha em Olimpíadas. Ela terminou a prova dos 10km da maratona aquática na quarta colocação, mas chegou ao pódio após a francesa Aurelie Muller, que seria a segunda, ser desclassificada por “atropelar” a italiana Rochele Bruni (prata) na hora de bater a mão na parede que determina a chegada da prova. O bronze no Rio coroou a carreira de Poliana, que se aposentou no fim de 2017 após quebrar vários tabus: foi a primeira nadadora brasileira no pódio de uma competição da Federação Internacional de Natação, no Mundial de Maratonas de 2006 (Nápoles); foi a primeira medalhista brasileira no Mundial de Esportes Aquáticos (Roma 2009); e foi a primeira maratonista aquática brasileira medalhista em Jogos PanAmericanos (Rio 2007).

162

RIO 2016

Poliana Okimoto made it into Brazilian sport history by becoming the first female swimmer in the country to have ever won a medal at the Olympics. She finished the 10km open water marathon in fourth, but made it to the podium after French swimmer Aurelie Muller, who would have been second, was disqualified for dunking Italian opponent Rachele Bruni (silver) at the time they were scrambling to touch the board, which determines the final positions. Bronze in Rio crowned Poliana’s career, who retired at the end of 2017 after breaking several taboos: first female Brazilian swimmer on the podium at an International Swimming Federation competition in the 2006 (Naples) Marathon Swim World Series; first Brazilian medallist in the World Aquatics Championship (Rome, 2009); and first female Brazilian open water marathon medallist at the Pan American Games (Rio 2007).


BOXE

ROBSON CONCEIÇÃO

Boxing

NASCIMENTO | BITHDATE: 25/10/1988 LOCAL | PLACE: Salvador (BA)

Foto: Roberto Castro / Ministério do Esporte

CATEGORIA | EVENT: peso leve (até 60Kg) | Lightweight (up to 60kg) CONQUISTA EM | MEDAL WON: 16/08/2016

Eu falo para os outros atletas nunca desistirem. Se fosse pela derrota, eu não estaria aqui. Quando comecei no boxe, fiz dez lutas e perdi todas. Pense no quanto apanhei. Mas se tivesse desistido, hoje não seria campeão olímpico” “I tell the other athletes to never give up. If it were not for defeat, I would not be here. When I started boxing, I had ten fights and I lost them all. Imagine how much I’ve been beaten up. But if I had given up, I would not be Olympic champion today.”

Se for comparado com os resultados dos Jogos Olímpicos de Pequim 2008 e Londres 2012, o salto que o baiano Robson Conceição deu no Rio de Janeiro foi gigantesco. Derrotado na estreia tanto na China quanto na Inglaterra, o pugilista brasileiro de origem humilde, que chegou a vender picolé na praia, brilhou acima de todos os outros e, ao derrotar o francês Sofiane Oumiha por decisão unânime na final da categoria peso-leve, conquistou a medalha de ouro no Pavilhão 6 do Riocentro e se tornou o primeiro campeão olímpico do boxe brasileiro. No caminho até o ouro, Robson derrotou, nesta ordem, Anvar Yunusov, do Tajiquistão; Hurshid Tojibaev, do Uzbequistão e Lazaro Alvarez, de Cuba, antes de enfrentar o francês e conquistar o resultado mais importante de sua vida. Depois dois Jogos no Rio, Robson deu uma guinada na carreira e hoje é boxeador profissional.

If compared with his results at the 2008 Games in Beijing and the 2012 Olympics in London, Robson Conceição’s leap in Rio de Janeiro was huge. Defeated in his first fight in China, as well as in the UK, the Brazilian boxer from a poor background, who has had to sell ice-lollies on the beach, shone above all others by defeating French boxer Sofiane Oumiha in the final. The decision was unanimous and he won the gold in the lightweight category, in Riocentro’s Pavilion 6, becoming the first Brazilian Olympic boxing champion. On the way to the gold medal, Robson defeated in this order: Anvar Yunusov of Tajikistan; Hurshid Tojibaev from Uzbekistan and Lazaro Alvarez of Cuba, before facing the Frenchman and reaching the most important result of his life. After the Games in Rio, Robson took a career turn and is a professional boxer today.

RIO 2016

163




ISAQUIAS QUEIROZ



CANOAGEM VELOCIDADE Canoe Sprint

NASCIMENTO | BITHDATE: 03/01/1994 LOCAL | PLACE: Ubaitaba (BA) PROVAS | EVENTS: C1 1.000m; C1 200m Foto: Danilo Borges / Ministério do Esporte

CONQUISTA EM | MEDAL WON: 16;18/08/2016

É uma satisfação muito grande entrar nesse rol dos melhores atletas do Brasil em Jogos Olímpicos. Estar ao lado de caras como o Cesar Cielo me deixa muito feliz.” “I’m very pleased to be here, among the best Brazilian athletes at the Olympic Games. Being with guys like Cesar Cielo makes me very happy.”

Isaquias Queiroz se tornou, no Rio de Janeiro, o único atleta do país a faturar três medalhas em uma mesma edição dos Jogos Olímpicos. Os dois primeiros pódios vieram em disputas individuais. Inicialmente, a prata foi conquistada na prova C1 1.000m, no dia 16 de agosto, quando Isaquias se tornou o primeiro canoísta do Brasil a subir em um pódio nos Jogos. Dois dias depois, ele retornou para a prova do C1 200m e, após cometer erros no início da prova, se recuperou na raia montada na Lagoa Rodrigo de Freitas e faturou o bronze. Com duas medalhas em duas provas, Isaquias Queiroz já estava consagrado nas Olimpíadas do Rio. Mas ele não estava satisfeito. O baiano, que durante a infância sofreu queimaduras, foi sequestrado e perdeu um rim após um acidente, ainda tentaria uma façanha sem precedentes no esporte olímpico nacional. E, determinado, ele não decepcionou…

164

RIO 2016

In Rio de Janeiro, Isaquias Queiroz became the only Brazilian athlete to win three medals at the same edition of an Olympic Games. The first two podiums were won in individual events. Initially, he won a silver medal at the C-1 1,000m event on 16 August, becoming the first Brazilian canoe athlete to win a podium at the Olympics. Two days later, he returned for the C-1 200m event and after making mistakes at the beginning of the event, he recovered and won the bronze at the Rodrigo de Freitas Lagoon. With two medals in two events, Isaquias Queiroz had already made a name for himself at the Rio Olympics. But, he wanted more. The athlete from Bahia, who in his childhood had been burned, kidnapped and lost a kidney after an accident, would still try an unprecedented feat for the national Olympic sport. Being very determined, he did not disappoint...




VÔLEI DE PRAIA



Beach volleyball

ÁGATHA E BÁRBARA

NASCIMENTO | BITHDATE: 22/06/1983; 03/08/1987 LOCAL | PLACE: Curitiba (PR); Rio de Janeiro (RJ)

Foto: Roberto Castro / Ministério do Esporte

CONQUISTA EM | MEDAL WON: 18/08/2016

Foi mágico. Essa prata tem um gostinho muito especial pra gente. Foi nossa primeira vez em Jogos Olímpicos, nossa expectativa estava muito positiva, pelo trabalho que a gente vinha fazendo, pela entrega. A sensação de gratidão é muito grande” BÁRBARA “It was magical. This silver has a very special taste for us. It was our first time at the Olympic Games, we were very positive, because of how much work we had been doing, giving our all. We are incredibly grateful.”

A curitibana Ágatha e a carioca Bárbara Seixas levaram a torcida à loucura quando venceram as norte-americanas Kerri Walsh (tricampeã olímpica ao lado de Misty May) e April Ross na semifinal e se classificaram para a decisão no vôlei de praia feminino. O desafio era superar a ansiedade e o nervosismo e tentar chegar ao ouro. Mas disputar uma final olímpica em casa e responder às expectativas de milhares de pessoas na Arena montada na praia de Copacabana não é uma tarefa fácil. Diante das alemãs Laura Ludwig e Kira Walkenhorst, Ágatha e Bárbara não conseguiram encontrar a melhor forma da dupla e acabaram derrotadas por 2 sets a 0, com parciais de 21/18 e 21/14. Nada que tirasse a festa da torcida brasileira, que se emocionou ao ver as duas jogadoras no pódio e a bandeira do Brasil subindo mais uma vez na cerimônia de premiação dos Jogos Rio 2016.

Curitiba-born Ágatha and Rio-born Bárbara Seixas drove the crowd into a frenzy beating the American duo of Kerri Walsh (three-time Olympic champion alongside Misty May) and April Ross in the semi-final, qualifying for the female beach volleyball final. The challenge was overcoming their nerves and trying to win the gold. But, playing an Olympic final at home, meeting the expectations of thousands of people at the Arena on Copacabana Beach, is no easy task. When facing Laura Ludwig and Kira Walkenhorst from Germany, Ágatha and Barbara failed to find their best form and ended up being defeated 2 sets to nothing, 21/18 and 21/14. This would not dim the celebrations by the Brazilian fans, who were thrilled watching the two players make it to the podium and Brazil’s flag coming up once more in the medal ceremony at the Rio 2016 Games.

RIO 2016

165


ALISON

E  BRUNO SCHMIDT

VÔLEI DE PRAIA Beach volleyball

NASCIMENTO | BITHDATE: 07/12/1985; 06/10/1986 LOCAL | PLACE: Vitória (ES); Brasília (DF)

Foto: Danilo Borges / Ministério do Esporte

CONQUISTA EM | MEDAL WON: 18/08/2016

Todo mundo sabe a dificuldade de um jogador do meu porte de permanecer no esporte. Cada dia foi uma luta e às vezes era cansativa demais. Eu comentava com meu pai: ‘Não estou perdendo tempo? Ele nunca me deixou manter esse pensamento, nunca me deixou parar” BRUNO SCHMIDT

O capixaba Alison Cerutti e o brasiliense Bruno Schmidt dificilmente caminharão pelas areias da praia de Copacabana sem se lembrarem da noite de 18 de agosto de 2016. Naquela data, os dois chegaram ao ápice de suas carreiras quando derrotaram os italianos Nicolai e Lupo por 2 sets a 0 (21/19 e 21/17) e conquistaram a medalha de ouro no vôlei de praia. Para Bruno, em sua primeira Olimpíada, o resultado coroou um talento absurdo que levou um jogador considerado baixo para os padrões do esporte (1,85m) ao posto de melhor jogador do mundo e, depois, ao alto do pódio olímpico. Para Alison, os Jogos do Rio representaram a realização de um sonho que foi adiado por quatro anos, após a derrota na final dos Jogos de Londres 2012, quando, ao lado de Emanuel, acabou superado pelos alemães Brink e Reckermann. “Quem fez a diferença nesta Olimpíada foi a torcida, que esteve no nosso lado nos momentos difíceis. Se fizer a retrospectiva dos nossos jogos: vento, chuva, jogos à meia-noite, quatro da tarde, onze da manhã, teve de tudo. Mas um atleta tem que passar por isso para ser campeão, com humildade e acreditando” Alison

166

RIO 2016

“Everyone knows how difficult it is for a player of my height to stay in the sport. Every day was a struggle and sometimes it was too tiring. I used to say to my dad: Am I wasting my time? He never let me keep that thought, he never let me stop.”

It will be difficult for Vitória-born Alison Cerutti and Brasilia boy Bruno Schmidt to walk on the sands of Copacabana Beach without remembering the evening of 18 August 2016. On that date, both of them reached the pinnacle of their careers, when they defeated the Italian duo made up by Nicolai and Lupo, 2 sets to nothing (21/19 and 21/17), winning the gold medal in the men’s beach volleyball. For Bruno, in his first Olympics, the result crowned an absurd talent that took a player considered to be short for the sport (1.85m), to the position of best player in the world, to then, reaching the highest spot on the podium. For Alison, the Rio Games meant he was fulfilling a dream, which had been postponed for four years, after losing in the final at the 2012 London Games. On that occasion, together with Emanuel, he was defeated by Brink and Reckermann from Germany. “The crowd made the difference at these Olympics, they were on our side at difficult times. If you look back at our games, wind, rain, games at midnight, four in the afternoon, eleven in the morning, they had a bit of everything. But an athlete has to go through this to win, humbly and believing.” Alison


VELA MARTINE GRAEL

Sailing E KAHENA KUNZE

NASCIMENTO | BITHDATE: 12/02/1991; 12/03/1991 LOCAL | PLACE: Niterói (RJ); São Paulo (SP) CLASSE | CLASS: 49er FX Foto: Danilo Borges / Ministério do Esporte

CONQUISTA EM | MEDAL WON: 18/08/2016

Na hora da chegada foi emocionante, nem conseguia nadar, de tanto que o meu coração batia. É indescritível subir e receber essa medalha, com os amigos e familiares gritando por você” KAHENA KUNZE “The finish was thrilling; I couldn’t even swim, as my heart was beating so hard. Going up and picking up this medal it’s something I can’t describe, with friends and family screaming for you.”

A família Grael carrega uma gigantesca tradição no mundo da vela. E, no Rio de Janeiro, Martine Grael, filha de Torben Grael, dono de cinco medalhas nos Jogos (duas delas de ouro) e sobrinha de Lars Grael (que tem outras duas medalhas olímpicas), ampliou as conquistas olímpicas do clã. Martine e Kahena Kunze chegaram ao ouro em uma das finais mais emocionantes da disputa de vela na Baía da Guanabara. Na classe 49er FX, as duas conquistaram o título na última regata disputada nos Jogos Olímpicos do Brasil quando cruzaram a linha de chegada com apenas dois segundos de diferença para a dupla Alex Maloney e Molly Meech, da Nova Zelândia. Com o resultado, Martine e Kahena conquistaram a sétima medalha de ouro do Brasil na história olímpica da vela e se tornaram as primeiras campeãs olímpicas da vela brasileira. “Só tenho a agradecer todas as pessoas que vieram torcer por nós. Estou muito feliz com a quantidade de amigos, a galera torcendo, parecia o Maracanã, fazendo ola, muito, muito legal”

The Grael family carries a huge tradition in the world of sailing. Indeed, in Rio de Janeiro, Martine Grael, Torben Grael’s daugher, five-time medallist at the Games (two of them gold) and Lars Grael’s niece, extended the clan’s Olympic achievements. Martine and Kahena Kunze won the gold in one of the most exciting sailing finals ever in Guanabara Bay. In the 49er FX class, the two scooped up the gold in the last regatta held at the Brazilian Olympic Games, when they crossed the finish line with just two seconds to spare in relation to the duo made up by Alex Maloney and Molly Meech from New Zealand. With the result, Martine and Kahena won Brazil’s seventh Olympic gold medal in the history of sailing at the Games. In addition, they became the first two Brazilian female sailing Olympic champions. “I just have to thank everyone who came to cheer for us. I am very happy with the number of friends, the crowd cheering, it looked like the Maracanã doing the Ola, it was really really cool.” Martine Grael

Martine Grael

RIO 2016

167


ISAQUIAS

QUEIROZ E ERLON SOUZA

CANOAGEM VELOCIDADE Canoe Sprint

NASCIMENTO | BITHDATE: 03/01/1994; 23/06/1991 LOCAL | PLACE: Ubaitaba (BA); Ubatã (BA) PROVA | EVENT: C2 1000m Foto: Danilo Borges / Ministério do Esporte

CONQUISTA EM | MEDAL WON: 20/08/2016

Eu me dediquei para tentar fazer história e a gente conseguiu. É a força de vontade de querer mostrar o trabalho da canoagem do Brasil. As três medalhas não são só minhas. São do Brasil, da canoagem e da Bahia” ISAQUIAS QUEIROZ

Com seis medalhas em Mundiais e três nos Jogos Pan-Americanos de Toronto 2015, Isaquias Queiroz já era o maior atleta da canoagem velocidade que o país já havia visto antes mesmo dos Jogos do Rio começarem. Mas, naquele 20 de agosto, o baiano se tornou o único atleta do país (no masculino e feminino) a conquistar três medalhas em uma mesma edição das Olimpíadas. Ao lado de Erlon Souza, Isaquias conquistou a prata na prova C2 1000m e chegou à consagração no Rio. Em um intervalo de apenas quatro dias, ele havia conquistado duas medalhas de prata e uma de bronze e se tornado, definitivamente, uma estrela do esporte nacional. Isaquias, que terá 26 anos nos Jogos de Tóquio 2020, tem a chance, portanto, de se tornar o maior medalhista do Brasil em todos os tempos em Olimpíadas, superando os cinco pódios dos velejadores Robert Scheidt e Torben Grael. “Só a gente sabe o que passa no centro de treinamento. Não é fácil carregar uma medalha dessa. Não deu para conter as lágrimas no final, porque a gente batalhou muito. Quando você vê que seu trabalho foi concluído, não dá para não se emocionar” Erlon Souza

168

RIO 2016

“I put a lot of effort in to make history and we have managed it. It is the willpower of wanting to show the work done in canoeing in Brazil. These three medals are not just mine. They’re Brazil’s, canoe’s and Bahia’s.”

With six medals in world championships and three at the 2015 Toronto Pan American Games, Isaquias Queiroz was already the greatest sprint canoe athlete the country had ever seen, even before the Rio Games started. Nonetheless, on 20 August, the athlete from Bahia became the only sportsman in the country (between men and women) to win three medals at the same edition of an Olympic Games. Alongside Erlon Souza, Isaquias won the silver in the C-2 1000m event, making a name for himself in Rio. Over a four-day period, he won two silver medals and a bronze, definitively becoming a national sporting star. Therefore, as he will be 26 at the Tokyo Games in 2020, Isaquias has the chance of becoming Brazil’s biggest all time Olympic medallist, leaving the five podiums won by sailors Robert Scheidt and Torben Grael behind. “We’re the only ones who know what we go through at the training centre. It’s not easy to carry such a medal. I couldn’t hold back the tears at the end, because we fought so hard for this. When you know how much your work you’ve done, it’s impossible not to be moved.” Erlon Souza


SELEÇÃO

FUTEBOL MASCULINO

BRASILEIRA

Men’s football

Foto: Roberto Castro / Ministério do Esporte

EQUIPE | TEAM: Weverton, Uilson, Douglas Santos, Luan Garcia, Marquinhos, Rodrigo Caio, William, Zeca, Felipe Anderson, Rafinha, Renato Augusto, Rodrigo Dourado, Thiago Maia, Walace, Gabriel, Gabriel Jesus, Luan e Neymar TÉCNICO | COACH: Rogério Micale CONQUISTA EM | MEDAL WON: 20/08/2016

Essa é a conquista que almejávamos há muito tempo, um anseio grande, uma responsabilidade que todo time olímpico carrega por ser o desporto número um do país. Essa fase passou. No futuro teremos tranquilidade maior para lidar com essa situação”

ROGÉRIO MICALE “This is a win that we have longed to achieve for ages, a great yearning, a responsibility that every Olympic team carries, because this is the country’s number one sport. This is now behind us. In the future, we’ll be able to deal with the situation in a calmer mood.”

Antes da edição do Rio de Janeiro, a lista dos países que tinham conquistado a medalha de ouro nas Olimpíadas era formada por 18 nações. Algumas delas, como Nigéria, Hungria, Iugoslávia, Polônia, Camarões, México e Canadá, jamais ergueram uma taça em Copa do Mundo, mas tinham uma medalha dourada nos Jogos na conta. Mas, para a infelicidade dos torcedores brasileiros, ver seus jogadores no topo do pódio olímpico era algo que o país do futebol jamais havia conquistado, tendo perdido, até ali, duas finais olímpicas. Tudo mudou naquele histórico 20 de agosto de 2016. Diante da Alemanha, o Brasil, comandado por Neymar, disputou a final em um Maracanã lotado e após empatar em 1 x 1 no tempo normal e na prorrogação, o time do técnico Rogério Micale venceu os europeus por 5 x 4 nas penalidades e, finalmente, triunfou na única competição que faltava ao vasto currículo da Seleção Brasileira.

Before the Rio de Janeiro edition of the Games, the list of countries who had won the gold medal was made up of 18 nations. Some of them like Nigeria, Hungary, Yugoslavia, Poland, Cameroon, Mexico and Canada have never won a World Cup, but have an Olympic gold medal to their names. However, for the disappointment of Brazilian fans, they had not seen their footballers at the top of the Olympic podium. The famous footballing nation had never won this title. In fact, until that moment, they had lost two Olympic finals. Everything changed on that historic 20 August 2016. Playing against Germany and led by Neymar, Brazil played the final at a packed out Maracanã. After drawing 1-1 in normal time and extra-time, the team managed by Rogério Micale beat the Europeans 5-4 in the penalties, finally winning the only competition they did not yet have on their vast CV.

RIO 2016

169


TAEKWONDO

MAICON SIQUEIRA

Taekwondo

NASCIMENTO | BITHDATE: 09/01/1993 LOCAL | PLACE: Justinópolis (MG);

Foto: Francisco Medeiros / Ministério do Esporte

CATEGORIA | CATEGORY: +80 Kg CONQUISTA EM | MEDAL WON: 20/08/2016

Foi a maior honra que tive. Quando vi que a Olimpíada seria no Brasil, eu me dediquei 100% em todas as horas, todos os momentos, de alegria, de tristeza, e pus uma meta de alcançar essa vaga olímpica e poder lutar aqui no meu país. Graças a Deus deu tudo certo” “It was the greatest honour I’ve ever had. When I found out that the Olympics were going to be held in Brazil, I put in 100% at all hours, at every moment of happiness and sadness. I established a target of qualifying for the Games and be able to fight for my country. Thank God it all worked out.”

Maicon Siqueira foi o último atleta do Brasil a defender o país no taekwondo no Rio de Janeiro. Na Arena Carioca 3, no Parque Olímpico da Barra, coube a ele conquistar a penúltima medalha do país nas Olimpíadas. Depois de vencer o norte-americano Stephen Lambdin e de perder para Abdoulrazak Issoufou Alfaga, de Níger, ele experimentou uma grande tensão. Precisou torcer para Alfaga avançar na chave. Como o adversário chegou à final, Maicon ganhou a chance de disputar a repescagem, e não a desperdiçou. Empurrado pelo público, o mineiro, que trabalhou como ajudante de pedreiro e garçom antes de se tornar atleta, venceu o francês Bar Diaye e, com isso, se classificou para a disputa da medalha de bronze, onde enfrentou o britânico Mahama Cho. O brasileiro marcou o primeiro ponto, mas o rival virou para 3 x 1. Maicon não se intimidou, reverteu a vantagem do rival, fez 4 x 3 e, ao fim, chegou ao bronze com uma vitória por 5 x 4.

170

RIO 2016

Maicon Siqueira was the last Brazilian athlete to defend his country in taekwondo in Rio de Janeiro. In Arena Carioca 3, at the Barra the Olympic Park, it was up to him to win Brazil’s last but one medal at the Games. After beating Stephen Lambdin from the US and losing to Abdoulrazak Issoufou Alfaga from Niger, he went some through tense moments. He needed to root for Alfaga to win his round. As his opponent reached the final, Maicon earned the chance of competing in the playoff and he did not waste it. Driven by the crowd, Maicon, who had worked as an assistant builder and waiter before becoming an athlete, beat Frenchman Bar Diaye and qualified for the bronze medal fight, where he faced Briton Mahama Cho. The Brazilian scored the first point, but his opponent turned things around, taking the score to 3-1. Maicon did not feel intimidated and turned it around also, making it 4-3 and at the end, reached the bronze with a 5-4 victory.


SELEÇÃO

BRASILEIRA

VÔLEI MASCULINO Men’s volleyball

EQUIPE | TEAM: Bruninho, William, Lucarelli, Maurício Borges, Lipe, Douglas Souza, Wallace, Evandro, Lucão, Maurício Souza, Éder e Serginho

Foto: Danilo Borges / Ministério do Esporte

TÉCNICO | COACH: Bernardinho CONQUISTA EM | MEDAL WON: 21/08/2016

Do nada você acha que o Giba está ao lado e você vai ver não está, está o Lipe. Mas eles tiveram uma grande postura. O Lipe parecia o Giba, o Lucarelli parecia o Dante. O Bruninho, o que ele jogou... O que o Wallace fez nesta Olimpíada... Foi uma vitória de um grupo que merecia, que ganhou tudo e faltava o ouro olímpico” SERGINHO

Ao fim da partida contra a Itália no Maracanãzinho lotado, era impossível não se emocionar com a festa do ouro dos jogadores da Seleção de vôlei masculina. Entre os 12 campeões, um deles, em especial, brilhava acima dos demais. Aos 40 anos, o líbero Serginho fechava sua vitoriosa carreira no time brasileiro vivendo um sonho. No Rio, ele disputava a quarta final consecutiva em Jogos Olímpicos e, 12 anos depois do ouro em Atenas 2004, o maior símbolo da Seleção, nascido em Diamante do Norte, no Paraná, chegou ao bicampeonato e juntou-se a um seleto grupo que inclui Maurício e Giovane, companheiros da conquista na Grécia e que haviam vencido em 1992, em Barcelona. Mas Serginho foi além: se tornou o maior medalhista olímpico do Brasil em modalidades coletivas, com os ouros de Atenas 2004 e Rio 2016, além das pratas em Pequim 2008 e Londres 2012.

“Suddenly you think Giba is next to you, but then you look around and he isn’t, it’s Lipe. But, they had a great posture. Lipe looked like Giba, Lucarelli looked like Dante. How good was Bruninho... What Wallace did in these Olympics... It was a victory for a group that deserved it, that won everything, but had not yet won the Olympic gold.”

At the end of the match against Italy, in a packed out Maracanãzinho, it was impossible not to be moved by the golden celebrations by the men’s volleyball team players. Among the 12 champions, one in particular shone above the others. At 40, sweeper Serginho closed his victorious career in the Brazilian team living a dream. In Rio, he was competing in his fourth consecutive Olympic Games final and 12 years after the gold medal in Athens 2004, he was Brazil’s biggest symbol. Born in Diamante do Norte (state of Paraná), he reached his second Olympic title and joined a select group, which includes Maurício and Giovane, teammates at the Games in Greece, who had also won in Barcelona, back in 1992. But, Serginho went further: he became Brazil’s biggest Olympic medallist in collective sports, with gold in Athens 2004 and Rio 2016, as well as silver in Beijing 2008 and London 2012.

RIO 2016

171


Capítulo 7

Os palcos dos Jogos THE STAGES A logística definida para os Jogos Olímpicos e Paralímpicos dividiu o Rio de Janeiro em quatro regiões principais de competição, fora as sedes do futebol: Barra, Deodoro, Maracanã e Copacabana. Entenda como cada uma delas funcionou durante os Jogos. The logistics decided on for the Olympic and Paralympic Games divided Rio de Janeiro into four main competition regions, in addition to the football venues: Barra, Deodoro, Maracanã and Copacabana. Understand how each worked during Games time.


173 Foto: Gabriel Heusi / MinistĂŠrio do Esporte


BARRA DA TIJUCA

Parque Olímpico da Barra Parque Olímpico da Barra

O Parque Olímpico da Barra foi o coração dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos. Em uma área de 1,18 milhão de metros quadrados, recebeu 16 modalidades olímpicas: basquete, ciclismo de pista, ginástica artística, ginástica de trampolim, ginástica rítmica, handebol, judô, luta greco-romana, luta livre, nado sincronizado, natação, polo aquático, saltos ornamentais, taekwondo, esgrima e tênis. Nos Jogos Paralímpicos, dez modalidades movimentaram o Parque: basquete em cadeira de rodas, bocha, ciclismo, futebol de 5, goalball, judô, natação, rúgbi em cadeira de rodas, vôlei sentado e tênis.

174

RIO 2016

O Parque Olímpico da Barra foi o coração dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos. Em uma área de 1,18 milhão de metros quadrados, recebeu 16 modalidades olímpicas: basquete, ciclismo de pista, ginástica artística, ginástica de trampolim, ginástica rítmica, handebol, judô, luta greco-romana, luta livre, nado sincronizado, natação, polo aquático, saltos ornamentais, taekwondo, esgrima e tênis. Nos Jogos Paralímpicos, dez modalidades movimentaram o Parque Olímpico: basquete em cadeira de rodas, bocha, ciclismo, futebol de 5, goalball, judô, natação, rúgbi em cadeira de rodas, vôlei sentado e tênis.


ARENA OLÍMPICA DO RIO

CENTRO OLÍMPICO DE TÊNIS

JOGOS OLÍMPICOS | OLYMPIC GAMES: ginástica artística, rítmica e de trampolim | artistic,

JOGOS OLÍMPICOS | OLYMPIC GAMES: tênis | tennis

rhythmic and trampolining gymnastics

JOGOS PARALÍMPICOS | PARALYMPIC GAMES: basquete em cadeira de rodas | Wheelchair basketball

JOGOS PARALÍMPICOS | PARALYMPIC GAMES: tênis em cadeira de rodas e futebol de 5 | wheelchair tennis and 5-a-side football

CAPACIDADE | CAPACITY: 12.000 lugares | 12

CAPACIDADE | CAPACITY: 10.000 lugares | 10

thousand people

thousand people

Construída para os Jogos Pan-Americanos de 2007, foi adaptada para os Jogos Olímpicos / Built for the 2007 Pan American Games, it was adapted for the Olympic Games.

Fotos: Renato Sette Câmara / Prefeitura do Rio

PARQUE AQUÁTICO MARIA LENK

JOGOS OLÍMPICOS | OLYMPIC GAMES: saltos ornamentais, nado sincronizado e polo aquático | diving, synchronized swimming and water polo

CAPACIDADE | CAPACITY: 5.000 lugares | 5 thousand people Também construído para o Pan de 2007, foi projetado de acordo com os requisitos da FINA (Federação Internacional de Natação) para grandes competições internacionais. Also built for the 2007 Pan Am Games, the project was designed complying with FINA (International Swimming Federation) requirements for major international competitions.

RIO 2016

175


ESTÁDIO OLÍMPICO DE ESPORTES AQUÁTICOS

JOGOS OLÍMPICOS | OLYMPIC GAMES: natação e polo aquático | swimming and water polo JOGOS PARALÍMPICOS | PARALYMPIC GAMES: natação | swimming CAPACIDADE | CAPACITY: 18.000 lugares | 18 thousand people

Fotos: Renato Sette Câmara / Prefeitura do Rio

VELÓDROMO OLÍMPICO

JOGOS OLÍMPICOS | OLYMPIC GAMES: Ciclismo de Pista | track cycling JOGOS PARALÍMPICOS | PARALYMPIC GAMES: Ciclismo Paralímpico | Paralympic cycling CAPACIDADE | CAPACITY: 5.000 lugares | 5 thousand people

176

RIO 2016


ARENA CARIOCA 1 Fotos: Renato Sette Câmara / Prefeitura do Rio

ARENA CARIOCA 2

JOGOS OLÍMPICOS | OLYMPIC GAMES: basquete | basketball

JOGOS PARALÍMPICOS | PARALYMPIC GAMES: basquete em cadeira de rodas e rúgbi em cadeira de rodas | wheelchair basketball and wheelchair rugby

CAPACIDADE | CAPACITY: 16 mil pessoas (7.500 permanentes) | 16 thousand people (7,500 permanent)

JOGOS OLÍMPICOS | OLYMPIC GAMES: judô e luta olímpica | judo and wrestling JOGOS PARALÍMPICOS | PARALYMPIC GAMES: bocha | boccia CAPACIDADE | CAPACITY: 10 mil pessoas | 10 thousand people

ARENA DO FUTURO

JOGOS OLÍMPICOS | OLYMPIC GAMES: taekwondo e esgrima | taekwondo and fencing

JOGOS OLÍMPICOS | OLYMPIC GAMES: handebol | handball

JOGOS PARALÍMPICOS | PARALYMPIC GAMES: judô | judo

JOGOS PARALÍMPICOS | PARALYMPIC GAMES: goalball | goalball

Foto: Danilo Borges / Ministério do Esporte

Foto: Renato Sette Câmara / Prefeitura do Rio

ARENA CARIOCA 3

CAPACIDADE | CAPACITY: 10.000 lugares | 10

CAPACIDADE | CAPACITY: 12.000 lugares | 12

thousand people

thousand people

RIO 2016

177


Riocentro Riocentro Localizado ao lado da Vila dos Atletas, abrigou quatro pavilhões, que receberam diversas modalidades olímpicas e paralímpicas durante os Jogos do Rio 2016 / Located next to the Olympic Villa, four pavilions served as stage of several Olympic and Paralympic sports at Rio 2016.

PAVILHÃO 3

JOGOS OLÍMPICOS | OLYMPIC GAMES: levantamento de peso | weightlifting

JOGOS OLÍMPICOS | OLYMPIC GAMES: tênis de mesa | table tennis

JOGOS PARALÍMPICOS | PARALYMPIC GAMES: halterofilismo | powerlifting

JOGOS PARALÍMPICOS | PARALYMPIC GAMES: tênis de mesa | table tennis

CAPACIDADE | CAPACITY: 6.500 lugares | 6,500 people

CAPACIDADE | CAPACITY: 6.500 lugares | 6,500 people

PAVILHÃO 4

PAVILHÃO 6

JOGOS OLÍMPICOS | OLYMPIC GAMES: badminton | badminton

JOGOS OLÍMPICOS | OLYMPIC GAMES: boxe | boxing

JOGOS PARALÍMPICOS | PARALYMPIC GAMES: não utilizado | not used

JOGOS PARALÍMPICOS | PARALYMPIC GAMES: vôlei sentado | sitting volleyball

CAPACIDADE | CAPACITY: 6.500 lugares | 6,500 people

CAPACIDADE | CAPACITY: 9.000 lugares | 9,000 people

178

RIO 2016

Fotos: Danilo Borges / MInistério do Esporte Foto: Miriam Jeske/Heusi Action/ME

Foto: André Motta/Heusi Action/ME

Foto: Francisco Medeiros / Ministério do Esporte

PAVILHÃO 2


Foto: André Motta / Ministério do Esporte

CAMPO OLÍMPICO DE GOLFE

JOGOS OLÍMPICOS | OLYMPIC GAMES: golfe | golf JOGOS PARALÍMPICOS | PARALYMPIC GAMES: não utilizado | not used CAPACIDADE | CAPACITY: 15.000 lugares | 15 thousand people Foi construído na Reserva de Marapendi, na região da Barra / Built in the Marapendi reserve, in the Barra region.

Foto: Gabriel Heusi / Ministério do Esporte

PONTAL

JOGOS OLÍMPICOS | OLYMPIC GAMES: ciclismo (estrada - ponto de partida e chegada das provas de contrarrelógio) e marcha atlética | cycling (road - start and finish line for the time trials) and racewalking. JOGOS PARALÍMPICOS | PARALYMPIC GAMES: paraciclismo (estrada - ponto de partida e chegada) | paracycling (road - start and finish line)

Imortalizado na música “Do Leme Ao Pontal”, na voz de Tim Maia, o Pontal é uma região à beira-mar, na Zona Oeste da cidade / Immortalised in the song ‘Do Leme Ao Pontal’, in the voice of Tim Maia, the Pontal is a region by the sea, in the West Zone of the city.

RIO 2016

179


Foto: Rio Media

REGIÃO DE DEODORO

/ DEODORO REGION

Herança do Pan Pan American Games Legacy Com diversas estruturas criadas para o Pan de 2007, recebeu melhorias e reformas e se consolidou como a segunda área com maior concentração de competições.

180

RIO 2016

Several structures had been built for the 2007 Pan Am Games. Improvements and renovations were made, consolidating it as the second biggest area in relation to competitions staged.


ARENA DA JUVENTUDE

ESTÁDIO DE DEODORO

JOGOS OLÍMPICOS | OLYMPIC GAMES: basquetebol e pentatlo moderno (esgrima) |

JOGOS OLÍMPICOS | OLYMPIC GAMES: rúgbi e pentatlo moderno (hipismo e combinado)

basketball and modern pentathlon (fencing)

| rugby and modern pentathlon (equestrian and combined event)

JOGOS PARALÍMPICOS | PARALYMPIC GAMES: esgrima em cadeira de rodas | wheelchair Fencing CAPACIDADE | CAPACITY: 5.000 lugares | 5,000 people A Arena de Deodoro foi construída no coração da Região Deodoro, a menos de 300 metros da estação ferroviária da Vila Militar / The Deodoro Arena was built at the heart of the Deodoro region, less than 300 metres away from the Vila Militar railway station.

JOGOS PARALÍMPICOS | PARALYMPIC GAMES: futebol de 7 | 7-a-side football CAPACIDADE | CAPACITY: 6.500 lugares | 6,500 people Instalação temporária, ao lado da Arena da Juventude / Temporary venue, right next to Juventude Arena. Deodoro region.

CENTRO NACIONAL DE HIPISMO

JOGOS OLÍMPICOS | OLYMPIC GAMES: hipismo | equestrian JOGOS PARALÍMPICOS | PARALYMPIC GAMES: hipismo | equestrian CAPACIDADE | CAPACITY: 35.200 lugares | 32.500 people Construído para os Jogos Pan-Americanos de 2007, foi reformado para os Jogos Olímpicos / Built for the 2007 Pan American Games, it was renovated for the Olympic Games

RIO 2016

181


CENTRO NACIONAL DE TIRO ESPORTIVO

JOGOS OLÍMPICOS | OLYMPIC GAMES: tiro esportivo | shooting JOGOS PARALÍMPICOS | PARALYMPIC GAMES: tiro esportivo | shooting CAPACIDADE | CAPACITY: 7.577 lugares / 7,577 people Também construído para o Pan de 2007, passou por reformas para se adequar aos padrões mais modernos da Federação Internacional de Tiro Esportivo. Also built for the Pan Am Games in 2007, underwent renovations to adapt it to the more modern standards required by the International Shooting Sport Federation

CENTRO AQUÁTICO DO PENTATLO MODERNO

JOGOS OLÍMPICOS | OLYMPIC GAMES: Pentatlo Moderno (natação) | modern pentathlon (swimming) CAPACIDADE | CAPACITY: 2.000 lugares | 2 thousand people O Centro Aquático de Pentatlo Moderno foi palco da competição de natação do Pentatlo Moderno. As outras provas do esporte foram realizadas em mais duas instalações: a Arena de Deodoro (esgrima) e a Arena de Rúgbi e Pentatlo Moderno (hipismo e combinado).

182

RIO 2016

The Modern Pentathlon Water Centre was be the stage of the swimming part of the modern pentathlon. The other events took place in two other venues: the Deodoro Arena (fencing) and the Rugby Modern Pentathlon Arena (equestrian and combined event).


CENTRO OLÍMPICO DE BMX Fotos: Renato Sette Câmara / Prefeitura do Rio

CENTRO NACIONAL DE HÓQUEI SOBRE GRAMA

JOGOS OLÍMPICOS | OLYMPIC GAMES: ciclismo (BMX) | cycling (BMX)

JOGOS OLÍMPICOS | OLYMPIC GAMES: hóquei sobre grama | hockey CAPACIDADE | CAPACITY: 8 mil (quadra principal) e 5 mil (quadra secundária)

CAPACIDADE | CAPACITY: 7.500 lugares (temporários) | 7,500 people (temporary seats)

CIRCUITO OLÍMPICO DE MOUNTAIN BIKE

| 8 thousand people (main court) and 5 thousand (secondary court)

O novo centro garantiu o pleno atendimento aos requisitos e exigências referentes à arena de competição olímpica. The new centre fully met the requirements necessary for Olympic competitions to be held there.

ESTÁDIO OLÍMPICO DE CANOAGEM SLALOM

JOGOS OLÍMPICOS | OLYMPIC GAMES: ciclismo (mountain bike) | mountain bike CAPACIDADE | CAPACITY: 25.000 lugares em pé | 25 thousand people standing

Foto: Ministério do Esporte

Foto: Renato Sette Câmara / Prefeitura do Rio

PARQUE RADICAL

JOGOS OLÍMPICOS | OLYMPIC GAMES: canoagem slalom | Canoe Slalom CAPACIDADE | CAPACITY: 8.424 lugares temporários | 8,424 people (temporary

Construído na região de Deodoro, compreende o circuito de BMX, o estádio de canoagem slalom e o circuito de mountain bike.

places)

O estádio conta com um percurso permanente com 280 metros de corredeiras.

Built in the Deodoro region, it comprises of the BMX circuit, the slalom kayak stadium and the mountain bike circuit.

The stadium has a permanent 280-metre long course with rapids.

RIO 2016

183


Foto: Gabriel Heusi / Ministério do Esporte

REGIÃO COPACABANA

/ COPACABANA REGION

Um cartão-postal do Brasil A post card of Brazil

Quando se fala no Rio de Janeiro, o nome Copacabana logo vem à cabeça. O bairro, conhecido mundialmente por suas calçadas de pedras portuguesas formando ondas em preto e branco, é famoso também pela localização privilegiada — com vistas belíssimas do Pão de Açúcar e do Corcovado — e por uma das festas mais famosas do mundo: a queima de fogos na noite de 31 dezembro, que atrai milhões de turistas.

184

RIO 2016

When we talk about Rio de Janeiro, the name Copacabana soon springs to our minds. The neighbourhood is known the world over for its stone pavement in black and white, its privileged location – with beautiful views of Sugar Loaf Mountain and the Corcovado – as well as one of the most famous parties in the world: the fireworks display on 31 December, which attracts millions of tourists.


ESTÁDIO DE COPACABANA Fotos: André Motta / Ministério do Esporte

LAGOA RODRIGO DE FREITAS

JOGOS OLÍMPICOS | OLYMPIC GAMES: vôlei de praia | beach volleyball CAPACIDADE | CAPACITY: 12.000 lugares | 12 thousand people

Palco tradicional de grandes competições de vôlei de praia, a Praia de Copacabana proporcionou uma atmosfera única para atletas e espectadores.

JOGOS OLÍMPICOS | OLYMPIC GAMES: remo e canoagem (velocidade) | rowing and canoe (sprint)

JOGOS PARALÍMPICOS | PARALYMPIC GAMES: remo e paracanoagem | rowing and paracanoe A Lagoa está localizada no coração da cidade, cercada por belas montanhas, pela Floresta da Tijuca e pela estátua do Cristo Redentor, no alto do Corcovado. / The lagoon is located in the heart of the city, surrounded by beautiful mountains, the Tijuca Forest and the Christ the Redeemer Statue, on top of Corcovado.

FORTE DE COPACABANA

MARINA DA GLÓRIA

JOGOS OLÍMPICOS | OLYMPIC GAMES: ciclismo (estrada), maratonas aquáticas e triatlo

JOGOS OLÍMPICOS | OLYMPIC GAMES: vela | sailing

Foto: Clube Mídia

Foto: Miriam Jeske / Ministério do Esporte

Traditional stage of big beach volleyball competitions, Copacabana Beach has a unique atmosphere for athletes and spectators.

| cycling (road), open water marathons and triathlon

JOGOS PARALÍMPICOS | PARALYMPIC GAMES: ciclismo (estrada), maratonas aquáticas e triatlo | cycling (road), open water marathons and triathlon

CAPACIDADE | CAPACITY: 5.000 lugares | 5 thousand people

O percurso das maratonas aquáticas foi disputado nas águas calmas da Praia de Copacabana, protegidas pelo pontão natural onde se situa o Forte. O local é regularmente utilizado para competições internacionais de triatlo / The open water marathon event was held on the calm waters of Copacabana Beach, protected by its natural setting where the Fort is located. The venue is regularly used for international triathlon competitions.

JOGOS PARALÍMPICOS | PARALYMPIC GAMES: vela | sailing A instalação fica localizada no Parque do Flamengo, no centro da cidade, tendo como pano de fundo o Pão de Açúcar e o Corcovado, com as provas de vela na Baía de Guanabara. The venue is located in Parque do Flamengo, in the city centre, with the Sugar Loaf and Corcovado as the backdrop. The sailing events took place in Guanabara Bay.

RIO 2016

185


Foto: Shutterstock

REGIÃO MARACANÃ

/ MARACANÃ REGION

O templo da bola The temple of football Além do Maracanã e do Sambódromo, a Região Maracanã teve competições no Ginásio do Maracanãzinho e no Estádio Olímpico João Havelange, conhecido como Engenhão.

186

RIO 2016

In addition to the Maracanã and Sambadrome, the Maracanã region hosted competitions at the Maracanãzinho Gymnasium and the João Havelange Olympic Stadium, known as Engenhão.


GINÁSIO DO MARACANÃZINHO

JOGOS OLÍMPICOS | OLYMPIC GAMES: futebol | footbal

JOGOS OLÍMPICOS | OLYMPIC GAMES: voleibol | volleyball

CAPACIDADE | CAPACITY: 78.600 lugares | 78,600

CAPACIDADE | CAPACITY: 11.800 lugares | 11,800

people

people

O Maracanã foi palco das cerimônias de abertura e encerramento dos Jogos Olímpicos e dos Jogos Paralímpicos e recebeu partidas de futebol nos Jogos Olímpicos.

Considerada a casa do voleibol brasileiro, a instalação fica localizada dentro do Núcleo do Maracanã.

Foto: Getty Images

Foto: Gabriel Heusi / Ministério do Esporte

ESTÁDIO MARACANÃ

The Maracanã was the stage of the opening and closing ceremonies of the Olympic and Paralympic Games. In addition, it hosted football matches at the Olympic Games.

Considered the home of Brazilian volleyball, the venue is located within the Maracanã Nucleus.

SAMBÓDROMO

JOGOS OLÍMPICOS | OLYMPIC GAMES: atletismo e futebol | athletics and football

JOGOS OLÍMPICOS | OLYMPIC GAMES: atletismo (maratona) e tiro com arco | athletics

Foto: Autoridade Pública Olímpica / APO

Foto: Gabriel Heusi / Ministério do Esporte

ESTÁDIO OLÍMPICO – ENGENHÃO

JOGOS PARALÍMPICOS | PARALYMPIC GAMES: atletismo | athletics CAPACIDADE | CAPACITY: 60 mil lugares (sendo 45.000 permanentes e 15.000 temporários) | 60 thousand people (45,000 permanent and 15,000 temporary seats)

(marathon); archery

JOGOS PARALÍMPICOS | PARALYMPIC GAMES: atletismo (maratona); tiro com arco | athletics (marathon); archery

CAPACIDADE | CAPACITY: 18.000 (maratona), 3.800 (tiro com arco) | 18 thousand people (marathon), 3,800 people (archery)

O estádio foi construído para os Jogos PanAmericanos Rio 2007 e teve sua capacidade ampliada de 45.000 para 60.000 espectadores para os Jogos Olímpicos e Paralímpicos. / The stadium was built for the 2007 Pan American Games in Rio and had its capacity increased from 45,000 to 60,000 people for the Olympic and Paralympic Games.

Palco do desfile das escolas de samba no carnaval carioca, recebeu torneios olímpico e paralímpico de tiro com arco, além da largada e da chegada da maratona. / Stage of the samba school parade in the Rio carnival, the venue played host to the Olympic and Paralympic archery tournaments, as well as the start and finish of the marathon.

RIO 2016

187


Foto: Danilo Borges/ME

OUTRAS SEDES DO FUTEBOL

/ OTHER FOOTBALL VENUES

As Olimpíadas longe do Rio Olympics away from Rio MANÉ GARRINCHA

BRASÍLIA

JOGOS OLÍMPICOS | OLYMPIC GAMES: futebol | football CAPACIDADE | CAPACITY: 72.788 lugares | 72,788 people

Foto: Portal da Copa

O antigo Mané Garrincha foi demolido para dar lugar a um estádio monumental para a Copa do Mundo. Nos Jogos Olímpicos, recebeu 10 jogos, entre partidas da primeira fase (masculino e feminino) e quartas de final (masculino e feminino)

188

RIO 2016

The old Mané Garrincha was demolished to make way for a monumental stadium for the World Cup. It hosted 10 matches at the Olympics, among first round games (men’s and women’s) and quarter-finals (men’s and women’s).


ARENA FONTE NOVA

BELO HORIZONTE

SALVADOR

Fotos: Portal da Copa

MINEIRÃO

JOGOS OLÍMPICOS | OLYMPIC GAMES: futebol | footbal

JOGOS OLÍMPICOS | OLYMPIC GAMES: futebol | footbal

CAPACIDADE | CAPACITY: 62.160 lugares | 62,160

CAPACIDADE | CAPACITY: 50.000 lugares | 50,000

people

people

Inaugurado em 1965 e reformado para a Copa do Mundo de 2014, o Mineirão recebeu dez jogos das Olimpíadas, entre duelos da primeira fase, das quartas de final (masculina e feminina), uma das semifinais feminina e a disputa pelo bronze masculina / Officially opened in 1965 and renovated for the

Reformada para a Copa de 2014, a Fonte Nova recebeu dez partidas do torneio olímpico, válidas pela primeira fase e quartas de final, tanto no masculino quanto no feminino / Renovated for the 2014 World Cup, Fonte Nova hosted 10 matches in the Olympic tournament. The games were in the group stage and quarterfinals, men’s and women’s.

2014 World Cup, the Mineirão was the stage of ten matches at Games time, among games in the group stage, quarter-final (men’s and women’s), one of the women’s semi-final and the men’s bronze medal match.

ARENA CORINTHIANS

MANAUS

SÃO PAULO

Fotos: Portal da Copa

ARENA DA AMAZÔNIA

JOGOS OLÍMPICOS | OLYMPIC GAMES: futebol | footbal

JOGOS OLÍMPICOS | OLYMPIC GAMES: futebol | footbal

CAPACIDADE | CAPACITY: 44.480 lugares | 44,480

CAPACIDADE | CAPACITY: 48.000 lugares | 48,000

people

people

Construída para a Copa de 2014, o estádio destacase por sua arquitetura, que homenageia a cultura amazonense e remete a um cesto indígena em sua fachada externa. A capital amazonense recebeu seis duelos dos Jogos Olímpicos, todos pela primeira fase (masculino e feminino). / Built for the 2014 World

Palco da abertura da Copa do Mundo de 2014, a Arena Corinthians, em Itaquera, recebeu dez jogos das Olimpíadas Rio 2016. Foram duelos pela primeira fase e das quartas de final do masculino e do feminino, além da semifinal masculina e da disputa do bronze feminino / Stage of the opening match of the

Cup, the stadium stands out due to its architecture, which pays homage to the Amazon culture, making a reference to an indigenous basket on its external façade. The capital of the Amazonas state hosted six games at the Olympics, all in the group stage (men’s and women’s).

2014 World Cup, the Corinthians Arena in Itaquera, hosted 10 matches at the Rio 2016 Olympics. Matches held at the arena were from the group stages and quarter-finals, both for men’s and women’s, in addition to a men’s semi-final and the women’s bronze medal match.

RIO 2016

189


Foto: Gabriel Heusi / Ministério do Esporte

PARALYMPIC GAMES

Os Jogos Paralímpicos Capítulo 8


191


Brasil abraça e é abraçado pelos Jogos Paralímpicos Brazil embraces and is embraced by the Paralympic Games

Foto: André Motta / Ministério do Esporte


Foto: Gabriel Heusi / Ministério do Esporte

Fins de semana com ingressos esgotados no Parque Olímpico. Mais de 200 recordes mundiais batidos, metade deles na natação. Representantes de 159 países e 4.328 competidores, o que tornou o evento o mais abrangente da história. São muitos os números expressivos para identificar o impacto das Paralimpíadas Rio 2016. “Vocês carinhosamente abraçaram os Jogos. A cada dia faziam um carnaval incrível e foram premiados com desempenhos impressionantes. Vocês inspiravam os atletas a alcançar o que parecia impossível”, disse Philip Craven, presidente do Comitê Paralímpico Internacional à época. A edição também consolidou a melhor campanha quantitativa da delegação brasileira. Nos 11 dias de disputas, os atletas nacionais conquistaram, em 13 das 22 modalidades, 72 medalhas, sendo 14 de ouro, 29 de prata e 29 de bronze. Antes de 2016, a melhor campanha em número de medalhas havia sido em Pequim 2008, quando brasileiros subiram ao pódio 47 vezes. No quadro geral, a melhor campanha segue sendo a de Londres, em 2012, com a sétima posição. No Rio, embora tenha conquistado mais medalhas, o Brasil terminou na oitava colocação geral. A grande estrela do país e dos Jogos foi o nadador Daniel Dias. O paulista de Bragança Paulista subiu ao pódio nas nove provas que disputou: quatro ouros, três pratas e dois bronzes. Nenhum atleta nesta edição subiu ao pódio mais vezes que ele. O resultado o transformou no segundo maior medalhista da história, com 24 pódios, atrás apenas da americana Trischa Zorn, com 55 medalhas em sete edições.

Weekends with sold out tickets at the Olympic Park. Over 200 world records broken, half of them in swimming. Representatives from 159 countries and 4,328 competitors, making it the most comprehensive event in history. The figures to identify the impact of the Rio 2016 Paralympics are striking. “You embraced the Games lovingly. Every day there was this amazing carnival and you were awarded with impressive performances. You inspired athletes to reach what seemed impossible”, said Philip Craven, the president of the International Paralympic Committee at the time. The Rio edition of the Paralympics was also the one where the Brazilian delegation won the highest number of medals. During the Games, domestic athletes won medals in 13 of the 22 sports on show, 72 in total, 14 gold, 29 silver and 29 bronze. Before 2016, the best campaign in medal terms had been in Beijing 2008, when Brazil made it to the podium 47 times. Overall, their best campaign was London 2012, when they finished the competition in seventh position. Despite winning more medals, Brazil ended the Rio Paralympics in eighth position overall. The country’s biggest star at the Games was swimmer Daniel Dias. The athlete from Bragança Paulista (São Paulo state) finished on the podium in the nine events he competed in: four gold, three silver and two bronze medals. No other athlete finished on the podium more than him at this edition of the Games. The result made him the second biggest medallist in history, with 24 podiums, behind American athlete Trischa Zorn only, who won 55 medals in seven editions of the Games.

RIO 2016

193


As conquistas foram significativas para o movimento paralímpico do Brasil. Além de alcançar medalhas em quatro modalidades de forma inédita – canoagem, halterofilismo, ciclismo e vôlei sentado –, a ampliação também se deu no número de medalhistas na delegação. Dos 285 convocados, 113 voltaram para casa com uma medalha pelo menos. Foi o maior número em uma única edição da história do Brasil em Jogos Paralímpicos. O sucesso não se restringiu aos brasileiros. Países como Uganda, Qatar, Moçambique e Cabo Verde tiveram pela primeira vez um atleta no pódio. Outras nações, como Cazaquistão, Malásia, Geórgia, Uzbequistão e Vietnã conheceram seus primeiros medalhistas de ouro.

Success was not restricted to Brazilians. Countries like Uganda, Qatar, Mozambique and Cape Verde had athletes finish on the podium for the first time. Other nations such as Kazakhstan, Malaysia, Georgia, Uzbekistan and Vietnam had their first gold medal winners. Rio de Janeiro also consolidated big names in sport. The ‘favourites’ showed strength and did not disappoint. In addition to Daniel Dias, the pool at the Olympic Park set the scene for the almost perfect campaign by Ihar Boki, from Belarus. The swimmer bagged six gold and one bronze medal in seven events. Another athlete that impressed was Iranian Siamand Rahman, the world’s strongest Paralympian. He lifted 310kg, becoming the first person in the sport to bench press more than 300kg. On the tracks of the Olympic Stadium, US athlete Tatyana McFadden won the fans over with her friendliness, in addition to four gold and two silver medals. The athlete now has won 16 medals in her career at the Games, as well as the medal she won at the Sochi 2014 Winter Paralympics.

Foto: Gabriel Heusi / Ministério do Esporte

O Rio de Janeiro também consolidou grandes nomes do esporte. Os “favoritos” mostraram força e não decepcionaram. Além de Daniel Dias, a piscina do Parque Olímpico foi cenário da campanha quase perfeita do bielorrusso Ihar Boki. O nadador conquistou seis ouros e um bronze em sete provas. Outro que impressionou foi o iraniano Siamand Rahman, o halterofilista paralímpico mais forte do mundo. Ele levantou 310kg na barra para levar o ouro para seu país e se tornar o primeiro a ultrapassar a casa dos 300kg no esporte. Nas pistas do Estádio Olímpico, a americana Tatyana McFadden encantou fãs com simpatia e quatro ouros e duas pratas. A atleta agora tem em sua carreira 16 medalhas em Jogos, além da medalha na versão de inverno, conquistada em Sochi 2014.

These were significant wins for the Paralympic movement in Brazil. In addition to winning medals in four sports they had never won before - canoeing, powerlifting, cycling and sitting volleyball -, there was an increase in the number of medallists in the delegation. From the 285 athletes called by the Brazilian delegation, 113 went home with at least one medal. The highest number won in the country’s history at a single edition of the Paralympic Games.

194

RIO 2016


O mais popular esporte no Brasil também fez sucesso na versão Paralímpica. O futebol de 5, para cegos, contou com arenas sempre repletas em dias de jogo do Brasil. A seleção não decepcionou a torcida. Liderados pela dupla Ricardinho e Jefinho, os brasileiros mantiveram uma hegemonia que dura desde a estreia da modalidade no programa dos Jogos, em Atenas 2004. O país é o dono de todas as medalhas de ouro da modalidade.

Foto: André Motta/ Ministério do Esporte

The most popular sport in Brazil was also successful in its Paralympic version. The arenas where 5-a-side football games were held, for the blind, were full on days Brazil was playing. And the Brazilian national team did not let the fans down. Led by the Ricardinho and Jefinho duo, the Brazilians kept their supremacy, which has been in place since the sport made its Paralympic debut at the Athens Games in 2004. The country has won every single gold medal in the sport ever since.

Foto: Danilo Borges / Ministério do Esporte

RIO 2016

195


Mais do que em casa More than at home Competir em casa representou muito para os 285 atletas da delegação brasileira. Com a torcida em sua maioria brasileira, o apoio era constante em qualquer modalidade. Com gritos, aplausos e todo tipo de incentivo, não foi difícil ver competidores emocionados. Aclamados pelos fãs em vitórias ou derrotas, os atletas retribuíam com fotos, acenos, sorrisos. Às vezes, até o mascote Tom, que era entregue aos medalhistas, virava presente ao ser arremessado para os torcedores. O público, aliás, foi um dado à parte. Os Jogos do Rio tiveram 2,1 milhões de espectadores nas instalações, o segundo maior número registrado na história, atrás apenas dos Jogos de Londres, com 2,8 milhões de torcedores em 2012. Em um só dia no Parque Olímpico, em 10 de setembro, quase 170 mil torcedores estiveram no local. O dia seguinte também não decepcionou e mais 160 mil pessoas compareceram. Foi o fim de semana de maior fluxo no local levando em conta Jogos Olímpicos e Paralímpicos. Embora as vendas tenham começado de forma lenta e tenha sido ligado o sinal de alerta no comitê organizador e no IPC – até duas semanas antes da abertura, ainda restavam 80% de ingressos à venda –, os dias que antecederam ao início dos Jogos registraram recordes de interesse dos espectadores, com a venda de centenas de milhares de entradas.

Competing at home meant a lot for the 285 athletes of the Brazilian delegation. With most of the people on the stands being Brazilian, support was constant in any sport. With shouts, applause and all kinds of encouragement, it was not difficult seeing moved competitors. Celebrated by the fans in victories or defeats, the athletes reciprocated with photos, waves and smiles. Sometimes, even Mascot Tom, which was given to medal winners, would turn into a gift as it was thrown to the crowd.

Despite ticket sales starting slow, actually making the Organising Committee worried - two weeks before the opening, 80% of tickets were still on sale -, days before the Games spectators showed record interest, with hundreds of thousands of tickets being sold.

196

RIO 2016

Foto: Francisco Medeiros / Ministério do Esporte

Indeed, the audience was a piece of data of their own. The Rio Games had 2.1 million spectators on the premises, the second highest number ever, behind only the London Games, which reached 2.8 million people in 2012. In a single day at the Olympic Park, on 10 September, nearly 170,000 fans were on site. The next day was also no let down and over 160 thousand people turned up. This was the weekend with the highest people flow at the event, taking into account the Olympic and Paralympic Games.


Fotos: Shutterstock Fotos: Danilo Borges / Ministério do Esporte

Pela TV, a audiência não decepcionou. Dados divulgados pelo IPC seis meses após o término dos Jogos Paralímpicos mostraram que a edição em solo brasileiro bateu recordes de interesse tanto de emissoras quanto de telespectadores. A transmissão alcançou 4,1 bilhões de pessoas em 154 países, número que superou em 39 a quantidade de nações que transmitiram os Jogos de Londres.

On the TV, ratings did not disappoint. Data released by the IPC six months after the end of the Paralympic Games showed that the edition in Brazil broke interest record in relation to broadcasters and viewers. Broadcasting reached 4.1 billion people in 154 countries, 39 more nations than the London Games were aired to.

RIO 2016

197


Cerimônias impactantes Striking ceremonies

Provocar e celebrar. As cerimônias de abertura e de encerramento dos Jogos Paralímpicos foram um manifesto para a sociedade mudar o olhar, acolher a diversidade, conviver sem excluir e superar limites. Com a proposta de aproximar a plateia da realidade dos atletas paralímpicos, o público foi instigado a usar os sentidos. A união de todos os países formou um grande coração pulsante para transmitir a mensagem de que “o coração não conhece limites”. A roda foi uma das “homenageadas”. Ícone universal de mobilidade, foi apresentada da forma mais brasileira possível, por meio de um pandeiro dentro de uma roda de samba. Um dos momentos mais aguardados, o acendimento da pira provocou emoção. O nadador Clodoaldo Silva, dono de 13 medalhas, sendo seis de ouro, recebeu a chama e seguiu rumo à pira, mas se deparou com uma enorme escada que o impossibilitava de subir sozinho com a cadeira de rodas. Neste momento, a escada se abriu e transformou-se em rampa, numa cena emocionante. A intenção do Comitê Paralímpico foi justamente causar um momento de reflexão nos espectadores sobre a importância e necessidade de um mundo desenhado para todos. Na Cerimônia de Encerramento, uma festa musical bem brasileira e com amplo apelo à diversidade, para um Maracanã lotado. A população do Rio e do Brasil receberam do Comitê Paralímpico Internacional a “Ordem Paralímpica”, a mais alta honra que um indivíduo ou grupo de pessoas podem receber da entidade, pelo sucesso da realização dos Jogos.

198

RIO 2016

Provoking and celebrating. The Paralympic Games’ opening and closing ceremonies were a manifesto for society to change they way they look at, welcome diversity, living together without exclusion and overcoming limits. With the proposal of bringing the audience closer to the reality of Paralympic athletes, the audience was instigated to use their senses. The union of all countries was shaped into a throbbing heart to convey the message that ‘the heart knows no boundaries’. ‘Homage’ was paid to the wheel. Universal mobility icon, it was presented in the most Brazilian way possible, in the middle of a pandeiro, being played in a samba circle. One of the most awaited moments, the lighting of the pyre was pure emotion. Swimmer Clodoaldo Silva, winner of 13 medals, six gold received the flame and started towards the pyre, but was faced with a huge set of stairs, making it impossible for him to climb on his own in a wheelchair. This was when the staircase opened up and turned into a ramp, in a thrilling scene. The Paralympic Committee’s intention was to trigger a moment of reflection among spectators, about the importance and need of a world designed for everyone. At the closing ceremony, a very musical Brazilian party was given, with a wide diversity appeal, to a crowded Maracana. The population of Rio and Brazil were given the ‘Paralympic Order’ by the International Paralympic Committee, the highest honour an individual or group of people may be awarded by the entity, for the successful staging of the Games.


RIO 2016

199

Foto: Francisco Medeiros / MinistĂŠrio do Esporte

Foto: Gabriel Heusi / MinistĂŠrio do Esporte


Momentos especiais Special Moments

O egípcio Ibrahim Hamadtou impressionou jogadores e torcedores do tênis de mesa. Após perder os braços em um acidente, ele aprendeu a jogar com a boca e a lançar a bolinha com o pé.

Egyptian athlete Ibrahim Hamadtou impressed table tennis players and fans. After losing his arms in an accident, he learnt to play with his mouth, serving with his foot.

O tiro com arco foi outro esporte que agradou o público pela precisão dos atletas.

Archery was another sport to fall into the audience’s graces due to the athletes’ precision.

200

Foto: André Motta / Ministério do Esporte

RIO 2016


Daniel Dias: do patamar de ídolo para o de lenda paralímpica, com 24 pódios ao longo da carreira. Petrúcio e Yohansson: a dobradinha nacional no atletismo que torna o país referência em provas de velocidade.

Foto: Francisco Medeiros / Ministério do Esporte

Daniel Dias: from hero to Paralympic legend, with 24 podiums throughout his career. Petrúcio and Yohansson: the national double act in athletics, making the country a reference in sprint events.

Fotos: Miriam Jeske / Ministério do Esporte

Israel Stroh e Bruna Alexandre: os primeiros medalhistas em provas individuais do tênis de mesa nacional na história olímpica e paralímpica.

Israel Stroh and Bruna Alexandre: the first medallists in individual national table tennis events in Olympic and Paralympic history.

RIO 2016

201


Foto: André Motta / Ministério do Esporte

Lauro Chaman O ciclismo de estrada nacional estreia no pódio / National road cycling’s debut on the podium

202

RIO 2016


Vôlei Sentado: o bronze feminino consagra mais uma conquista inédita

Sitting Volleyball: women’s bronze consolidates another first-time win.

O baiano Evânio Rodrigues levantou 210kg no halterofilismo para conquistar a prata histórica e inédita para o país na modalidade, na categoria até 88kg.

Foto: Shutterstock

Evânio Rodrigues, from Bahia, lifted 210kg in powerlifting to win the silver medal for the country in the sport for the first time, in the up to 88kg category.

RIO 2016

203


Abraço emocionado Emotional hug O abraço entre Antônio Leme e seu irmão Fernando no piso da Arena Carioca 2 foi um dos momentos mais emocionantes dos Jogos Paralímpicos do Rio. Antônio, Evelyn Oliveira e Evani Soares conquistaram o ouro por equipe na bocha, na categoria BC3

The embrace between Antonio Leme and his brother Fernando on the floor of the Carioca Arena 2 was one of the most moving moments of the Paralympic Games in Rio. Antonio, Evelyn Oliveira and Evani Soares won the gold in boccia, as a team in category BC3

Foto: Danilo Borges / Ministério do Esporte

204


As três pratas do judô em 11 de setembro coroaram a participação nacional na modalidade. Os pódios vieram com o veterano Antônio Tenório, além dos estreantes Alana Maldonado e Wilians Araújo

Foto: Gabriel Heusi / Ministério do Esporte

The silvers in judo on 11 September crowned Brazil’s participation in the sport. Podiums came with veteran Antonio Tenório, in addition to debutants Alana Maldonado and Wilians Araújo

Porta-bandeira na Cerimônia de Abertura, Shirlene Coelho foi a primeira mulher da delegação nacional a subir ao topo do pódio na Rio 2016. Sua performance para conquistar o bicampeonato no lançamento de dardo da classe F37 foi tão impressionante que qualquer uma de suas cinco tentativas valeria o ouro

Flagbearer at the opening ceremony, Shirlene Coelho was the first woman of the national delegation to climb to the top of the podium in Rio 2016. The performance she put on to win the discus throw in class F37 for the second time, was so impressive that any of her five attempts were worth the gold

Foto: Danilo Borges / Ministério do Esporte

RIO 2016

205


Capítulo 8.1

Medalhistas do Brasil BRAZIL’S MEDALLISTS A campanha do Brasil nos Jogos Paralímpicos Rio 2016 rendeu ao país 72 medalhas. Foram 14 ouros, 29 pratas e 29 bronzes. Relembre os brasileiros que subiram ao pódio, de acordo com suas modalidades. The Brazilian campaign at the Rio 2016 Paralympic Games brought the country 72 medals. In total, they scooped up 14 gold, 29 silver and 29 bronze medals. Remember the Brazilian athletes who made it to the podium and in which sport.


207

Foto: Gabriel Heusi / MinistĂŠrio do Esporte


Atletismo Athletics RICARDO OLIVEIRA NASCIMENTO | DATE OF BIRTH : 14 de junho de 1982 / 14 June 1982 LOCAL | PLACE OF BIRTH: Três Lagoas (MG) Classe Class

Resultado Result

Data da conquista Date medal was won

Salto em distância Long jump

F11 F11

Ouro Gold

8 de setembro de 2016 8 September 2016

Foto: André Motta / Ministério do Esporte

Provas Event

ODAIR SANTOS

Foto: Miriam Jeske / Ministério do Esporte

NASCIMENTO | DATE OF BIRTH : 17 de maio de 1981 / 17 May 1981 LOCAL | PLACE OF BIRTH: Limeira (SP)

208

RIO 2016

Provas Event

Classe Class

Resultado Result

Data da conquista Date medal was won

5.000m 5,000m

T11 T11

Prata Silver

8 de setembro de 2016 8 September 2016

1.500m 1,500m

T11 T11

Prata Silver

13 de setembro de 2016 13 September 2016


IZABELA CAMPOS NASCIMENTO | DATE OF BIRTH : 11 de abril de 1981 / 11 April 1981 LOCAL | PLACE OF BIRTH: Belo Horizonte (MG) Provas Event

Classe Class

Lançamento de disco T11 Discus throw T11

Resultado Result

Data da conquista Date medal was won

Bronze Bronze

9 September 2016 9 September 2016

Fotos: Getty Images

FÁBIO BORDIGNON NASCIMENTO | DATE OF BIRTH : 20 de junho de 1992 / 20 June 1992 LOCAL | PLACE OF BIRTH: São Gonçalo (RJ) Provas Event

Classe Class

Resultado Result

Data da conquista Date medal was won

100m 100m

T35 T35

Prata Silver

9 de setembro de 2016 9 September 2016

200m 200m

T35 T35

Prata Silver

12 de setembro de 2016 12 September 2016

RIO 2016

209


Atletismo Athletics DANIEL MARTINS 

NASCIMENTO | DATE OF BIRTH : 12 de março de 1996 / 12 March 1996 LOCAL | PLACE OF BIRTH: Marília (state of São Paulo) Provas Event

Classe Class

Resultado Result

Data da conquista Date medal was won

400m 400m

T20 T20

Ouro Gold

9 de setembro de 2016 9 September 2016

Fotos: Miriam Jeske / Ministério do Esporte

VERÔNICA HIPÓLITO NASCIMENTO | DATE OF BIRTH : 2 de junho de 1996 / 2 June 1996 LOCAL | PLACE OF BIRTH: São Bernardo do Campo (SP)

210

RIO 2016

Provas Event

Classe Class

Resultado Result

Data da conquista Date medal was won

100m 100m

T38 T38

Prata Silver

9 de setembro de 2016 9 September 2016

400m 400m

T38 T38

Bronze Bronze

14 de setembro de 2016 14 September 2016


RODRIGO PARREIRA NASCIMENTO | DATE OF BIRTH : 9 de setembro de 1994 / 9 September 1994 LOCAL | PLACE OF BIRTH: Rio Verde (GO) Provas Event

Classe Class

Resultado Result

Data da conquista Date medal was won

100m 100m

T36 T36

Bronze Bronze

10 de setembro de 2016 10 September 2016

Salto em distância Long jump

T36 T36

Prata Silver

12 de setembro de 2016 12 September 2016

Fotos: Danilo Borges / Ministério do Esporte

CLAUDINEY BATISTA NASCIMENTO | DATE OF BIRTH : 13 de novembro de 1978 / 13 November 1978 LOCAL | PLACE OF BIRTH: Bocaiúva (SP) Provas Event

Classe Class

Lançamento de disco F56 Discus throw F56

Resultado Result

Data da conquista Date medal was won

Ouro Gold

10 September 2016 10 September 2016

RIO 2016

211


Atletismo Athletics SHIRLENE COELHO NASCIMENTO | DATE OF BIRTH : 19 de fevereiro de 1981 / 19 February 1981 LOCAL | PLACE OF BIRTH: Corumbá (GO) Provas Event

Classe Class

Resultado Result

Data da conquista Date medal was won

Ouro

10 de setembro de 2016

Gold

10 September 2016

Lançamento de disco F38 Discus throw F38

Prata Silver

17 September 2016 17 September 2016

Foto: André Motta / Ministério do Esporte

Lançamento de dardo F37 Javelin release F37

TERESINHA DE JESUS

Foto: Gabriel Heusi / Ministério do Esporte

NASCIMENTO | DATE OF BIRTH : 14 de outubro de 1980 / 14 October 1980 LOCAL | PLACE OF BIRTH: Caxias (MA)

212

RIO 2016

Provas Event

Classe Class

Resultado Result

Data da conquista Date medal was won

100m 100m

T47 T47

Bonze Bronze

11 de setembro de 2016 11 September 2016


YOHANSSON NASCIMENTO NASCIMENTO | DATE OF BIRTH : 25 de setembro de 1987 / 25 September 1987 LOCAL | PLACE OF BIRTH: Maceió (AL) Provas Event

Classe Class

Resultado Result

Data da conquista Date medal was won

100m 100m

T47 T47

Bronze Bronze

11 de setembro de 2016 11 September 2016

Prata

12 de setembro de 2016

Silver

12 September 2016

Revezamento 4 x 100m T42-47 Relay 4 x 100m T42-47

FELIPE GOMES

Foto: Gabriel Heusi / Ministério do Esporte

NASCIMENTO | DATE OF BIRTH : 26 de abril de 1986 / 26 April 1986 LOCAL | PLACE OF BIRTH: Campos dos Goytacazes (RJ) Provas Event

Classe Class

Resultado Result

Data da conquista Date medal was won

100m 100m

T11 T11

Prata Silver

11 de setembro de 2016 11 September 2016

Revezamento 4 x 100m T11-13 Relay 4 x 100m T11-13

Ouro

13 de setembro de 2016

Gold

13 September 2016

200m 200m

T11 T11

Prata Silver

15 de setembro de 2016 15 September 2016

400m 400m

T11 T11

Prata Silver

17 de setembro de 2016 17 September 2016

RIO 2016

213


Atletismo Athletics PETRÚCIO FERREIRA NASCIMENTO | DATE OF BIRTH : 18 de novembro de 1996 / 18 November 1996 LOCAL | PLACE OF BIRTH: São José do Brejo do Cruz (PB) Provas Event

Classe Class

Resultado Result

Data da conquista Date medal was won

100m 100m

T47 T47

Ouro Gold

11 de setembro de 2016 11 September 2016

Revezamento 4 x 100m T42-47 Relay 4 x 100m T42-47

Prata

12 de setembro de 2016

Silver

12 September 2016

400m 400m

Prata Silver

17 de setembro de 2016 17 September 2016

Foto: Gabriel Heusi / Ministério do Esporte

T47 T47

ALESSANDRO SILVA NASCIMENTO | DATE OF BIRTH : 28 de agosto de 1984 / 28 August 1984 LOCAL | PLACE OF BIRTH: Santo André (SP) Provas Event

Classe Class

Lançamento de disco F11 Discus throw F11

214

RIO 2016

Resultado Result

Data da conquista Date medal was won

Ouro Gold

12 September 2016 12 September 2016


EDSON PINHEIRO NASCIMENTO | DATE OF BIRTH : 6 de junho de 1979 / 6 June 1979 LOCAL | PLACE OF BIRTH: Cruzeiro do Sul (AC) Classe Class

Resultado Result

Data da conquista Date medal was won

100m 100m

T38 T38

Bronze Bronze

13 de setembro de 2016 13 September 2016

Foto: Gabriel Heusi / Ministério do Esporte

Provas Event

MATHEUS EVANGELISTA NASCIMENTO | DATE OF BIRTH : 15 de fevereiro de 1994 / 15 February 1994 LOCAL | PLACE OF BIRTH: Porto Velho (RO) Classe Class

Resultado Result

Data da conquista Date medal was won

Salto em distância Long jump

T37 T37

Prata Silver

13 de setembro de 2016 13 September 2016

Foto: Gabriel Heusi / Ministério do Esporte

Provas Event

RIO 2016

215


Atletismo Athletics DANIEL MENDES NASCIMENTO | DATE OF BIRTH : 15 de junho de 1979 / 15 June 1979 LOCAL | PLACE OF BIRTH: Nova Venécia (ES) Provas Event

Classe Class

Resultado Result

Data da conquista Date medal was won

Revezamento 4 x 100m T11-13 Relay 4 x 100m T11-13

Ouro

13 de setembro de 2016

Gold

13 September 2016

200m 200m

Bronze Bronze

15 de setembro de 2016 15 September 2016

Foto: Gabriel Heusi / Ministério do Esporte

T11 T11

GUSTAVO ARAÚJO NASCIMENTO | DATE OF BIRTH : 10 de setembro de 1992 / 10 September 1992 LOCAL | PLACE OF BIRTH: Uberlândia (MG) Provas Event

Classe Class

Foto: Gabriel Heusi / Ministério do Esporte

Revezamento 4 x 100m T11-13 Relay 4 x 100m T11-13

216

RIO 2016

Resultado Result

Data da conquista Date medal was won

Ouro

13 de setembro de 2016

Gold

13 September 2016


DIOGO UALISSON NASCIMENTO | DATE OF BIRTH : 8 de outubro de 1992 / 8 October 1992 LOCAL | PLACE OF BIRTH: Rio de Janeiro (RJ) Provas Event

Classe Class

Data da conquista Date medal was won

Ouro

13 de setembro de 2016

Gold

13 September 2016

Foto: Roberto Castro / Ministério do Esporte

Revezamento 4 x 100m T11-13 Relay 4 x 100m T11-13

Resultado Result

TEREZINHA GUILHERMINA NASCIMENTO | DATE OF BIRTH : 3 de outubro de 1978 / 3 October 1978 LOCAL | PLACE OF BIRTH: Esmeraldas (MG) Provas Event

Classe Class

Resultado Result

Data da conquista Date medal was won

Revezamento 4 x 100m T11-13 Relay 4 x 100m T11-13

Prata

14 de setembro de 2016

Silver

14 September 2016

400m 400m

Bronze Bronze

16 de setembro de 2016 16 September 2016

Foto: Gabriel Heusi / Ministério do Esporte

T11 T11

RIO 2016

217


Atletismo Athletics LORENA SPOLADORE NASCIMENTO | DATE OF BIRTH : 19 de dezembro de 1995 / 19 December 1995 LOCAL | PLACE OF BIRTH: Maringá (PR) Provas Event

Classe Class

Resultado Result

Data da conquista Date medal was won

Revezamento 4 x 100m T11-13 Relay 4 x 100m T11-13

Prata

14 de setembro de 2016

Silver

14 September 2016

Salto em distância Long jump

Bronze Bronze

16 de setembro de 2016 16 September 2016

Foto: Danilo Borges / Ministério do Esporte

F11 F11

ALICE CORREIA NASCIMENTO | DATE OF BIRTH : 2 de março de 1996 / 2 March 1996 LOCAL | PLACE OF BIRTH: Rio de Janeiro (RJ) Provas Event

Classe Class

Foto: Miriam Jeske / Ministério do Esporte

Revezamento 4 x 100m T11-13 Relay 4 x 100m T11-13

218

RIO 2016

Resultado Result

Data da conquista Date medal was won

Prata

14 de setembro de 2016

Silver

14 September 2016


THALITA SIMPLÍCIO NASCIMENTO | DATE OF BIRTH : 20 de agosto de 1997 / 20 August 1997 LOCAL | PLACE OF BIRTH: Natal (RN)) Provas Event

Classe Class

Data da conquista Date medal was won

Prata

14 de setembro de 2016

Silver

14 September 2016

Foto: Gabriel Heusi / Ministério do Esporte

Revezamento 4 x 100m T11-13 Relay 4 x 100m T11-13

Resultado Result

MARIVANA NÓBREGA NASCIMENTO | DATE OF BIRTH : 2 de maio de 1990 / 2 May 1990 LOCAL | PLACE OF BIRTH: Maceió (AL) Classe Class

Resultado Result

Data da conquista Date medal was won

Arremesso de Peso Shot Put

F35 F35

Bronze Bronze

15 de setembro de 2016 15 September 2016

Foto: Gabriel Heusi / Ministério do Esporte

Provas Event

RIO 2016

219


Atletismo Athletics SILVÂNIA COSTA NASCIMENTO | DATE OF BIRTH : 23 de maio de 1987 / 23 May 1987 LOCAL | PLACE OF BIRTH: Três Lagoas (MS) Provas Event

Classe Class

Resultado Result

Data da conquista Date medal was won

Revezamento 4 x 100m T11-13 Relay 4 x 100m T11-13

Prata

14 de setembro de 2016

Silver

14 September 2016

Salto em distância Long jump

Ouro Gold

16 de setembro de 2016 16 September 2016

Foto: Danilo Borges / Ministério do Esporte

F11 F11

EDNEUSA DORTA NASCIMENTO | DATE OF BIRTH : 28 de julho de 1976 / 28 July 1976 LOCAL | PLACE OF BIRTH: Salvador (BA) Provas Event

Foto: Getty Images

Maratona Marathon

220

RIO 2016

Classe Class T12 T12

Resultado Result

Data da conquista Date medal was won

Bronze Bronze

18 de setembro de 2016 18 September 2016


Natação Swimming DANIEL DIAS NASCIMENTO | DATE OF BIRTH : 24 de maio de 1988 / 24 May 1988 LOCAL | PLACE OF BIRTH: Campinas (SP) Provas Event

Classe Class

200m livre S5 200m freestyle S5

Resultado Result

Data da conquista Date medal was won

Ouro Gold

8 de setembro de 2016 8 September 2016

Revezamento 4 x 50m misto -- Relay 4 x 50m mixed –

Prata

9 de setembro de 2016

Silver

9 September 2016

50m borboleta S5 50m butterfly S5

Bronze Bronze

10 de setembro de 2016 10 September 2016

100m peito 100m breaststroke

SB4

Prata

11 de setembro de 2016

SB4

Silver

11 September 2016

50m livre S5 50m freestyle S5

Ouro Gold

12 de setembro de 2016 12 September 2016

Prata

14 de setembro de 2016

Silver

14 September 2016

S5

Ouro

16 de setembro de 2016

S5

Gold

16 September 2016

Revezamento 4 x 100m livre 34 pontos -- Relay 4 x 100m freestyle 34 points - 50m costas 50m backstroke

Bronze

17 de setembro de 2016

Bronze

17 September 2016

100m livre S5 100m freestyle S5

Ouro Gold

17 de setembro de 2016 17 September 2016

Foto: Miriam Jeske / Ministério do Esporte

Revezamento 4 x 100m livre 34 pontos -- Relay 4 x 100m freestyle 34 points -

RIO 2016

221


Natação Swimming ÍTALO PEREIRA NASCIMENTO | DATE OF BIRTH :12 DE SETEMBRO DE 1995 / 12 September 1995 LOCAL | PLACE OF BIRTH: Porto Nacional (TO) Provas Event

Classe Class

Data da conquista Date medal was won

Bronze

12 de setembro de 2016

Bronze

12 September 2016

Foto: Gabriel Heusi / Ministério do Esporte

100m costas S7 100m backstroke S7

Resultado Result

CLODOALDO SILVA NASCIMENTO | DATE OF BIRTH : 1 de fevereiro de 1979 / 1 February 1979 LOCAL | PLACE OF BIRTH: Natal (RN) Provas Event

Classe Class

Foto: Miriam Jeske / Ministério do Esporte

Revezamento 4 x 50m misto – Relay 4 x 50m mixed –

222

RIO 2016

Resultado Result

Data da conquista Date medal was won

Prata

09 de setembro de 2016

Silver

09 September 2016


JOANA NEVES NASCIMENTO | DATE OF BIRTH : 14 de fevereiro de 1987 / 14 February 1987 LOCAL | PLACE OF BIRTH: Natal (RN)) Provas Event

Classe Class

Resultado Result

Data da conquista Date medal was won

Prata

09 de setembro de 2016

Silver

09 September 2016

50m livre S5 50m freestyle S5

Prata Silver

12 de setembro de 2016 12 September 2016

100m livre S5 100m freestyle S5

Bronze Bronze

17 de setembro de 2016 17 September 2016

Foto: Miriam Jeske / Ministério do Esporte

Revezamento 4 x 50m misto – Relay 4 x 50m mixed –

SUSANA SCHNARNDORF RIBEIRO NASCIMENTO | DATE OF BIRTH : de outubro de 1967 / 12 October 1967 LOCAL | PLACE OF BIRTH: Porto Alegre (RS) Provas Event

Classe Class

Data da conquista Date medal was won

Prata

09 de setembro de 2016

Silver

09 September 2016

Foto: André Motta / Ministério do Esporte

Revezamento 4 x 50m misto – Relay 4 x 50m mixed –

Resultado Result

RIO 2016

223


Natação Natação PHELIPE RODRIGUES NASCIMENTO | DATE OF BIRTH :10 DE AGOSTO DE 1990 / 10 August 1990 LOCAL | PLACE OF BIRTH: Recife (PE) Provas Event

Classe Class

Resultado Result

Data da conquista Date medal was won

50m livre S10 50m freestyle S10

Prata Silver

09 de setembro de 2016 09 September 2016

100m livre S10 100m freestyle S10

Bronze Bronze

13 de setembro de 2016 13 September 2016

Prata

14 de setembro de 2016

Silver

14 September 2016

Prata

14 de setembro de 2016

Silver

14 September 2016

Foto: Miriam Jeske / Ministério do Esporte

Revezamento 4 x 100m livre 34 pontos -- Relay 4 x 100m freestyle 34 points – Revezamento 4 x 100m Medley 34 pontos -- Relay 4 x 100m Medley 34 points –

MATHEUS RHEINE NASCIMENTO | DATE OF BIRTH : 10 de dezembro de 1992 / 10 December 1992 LOCAL | PLACE OF BIRTH: Brusque (SC) Provas Event

Classe Class

Foto: Gabriel Heusi / Ministério do Esporte

400m livre S11 400m freestyle S11

224

RIO 2016

Resultado Result

Data da conquista Date medal was won

Bronze Bronze

10 de setembro de 2016 10 September 2016


ANDRÉ BRASIL NASCIMENTO | DATE OF BIRTH : 23 de maio de 1984 / 23 May 1984 LOCAL | PLACE OF BIRTH: Rio de Janeiro (RJ)

Foto: Gabriel Heusi / Ministério do Esporte

Provas Event

Classe Class

Resultado Result

Data da conquista Date medal was won

100m Borboleta S10 100m Butterfly S10

Bronze Bronze

12 de setembro de 2016 12 September 2016

100m livre S10 100m freestyle S10

Prata Silver

13 de setembro de 2016 13 September 2016

Prata

14 de setembro de 2016

Silver

14 September 2016

Bronze

17 de setembro de 2016

Bronze

17 September 2016

Revezamento 4 x 100m livre 34 pontos -- Relay 4 x 100m freestyle 34 points – Revezamento 4 x 100m Medley 34 pontos -- Relay 4 x 100m Medley 34 points –

TALISSON GLOCK NASCIMENTO | DATE OF BIRTH : 23 de fevereiro de 1995 / 23 February 1995 LOCAL | PLACE OF BIRTH: Joinville (SC) Provas Event

Classe Class

Data da conquista Date medal was won

Bronze Bronze

12 de setembro de 2016 12 September 2016

Foto: André Motta / Ministério do Esporte

200m Medley SM6 200m Medley SM6

Resultado Result

RIO 2016

225


Natação Natação RUITER SILVA NASCIMENTO | DATE OF BIRTH : 15 de fevereiro de 1992 / 15 February 1992 LOCAL | PLACE OF BIRTH: Catalão (GO) Provas Event

Classe Class

Data da conquista Date medal was won

Prata

14 de setembro de 2016

Silver

14 September 2016

Foto: Shutterstock

Revezamento 4 x 100m livre 34 pontos -- Relay 4 x 100m freestyle 34 points –

Resultado Result

CARLOS FARRENBERG NASCIMENTO | DATE OF BIRTH : 10 de janeiro de 1980 / 110 January 1980 LOCAL | PLACE OF BIRTH: São Paulo (SP) Provas Event

Classe Class

Foto: Getty Images

50m livre S13 50m freestyle S13

226

RIO 2016

Resultado Result

Data da conquista Date medal was won

Prata Silver

14 de setembro de 2016 14 September 2016


RUAN DE SOUZA NASCIMENTO | DATE OF BIRTH : 12 de março de 1992 / 12 March 1992 LOCAL | PLACE OF BIRTH: Taubaté (SP) Provas Event

Classe Class

Data da conquista Date medal was won

Bronze

17 de setembro de 2016

Bronze

14 September 2016

Foto: CPB

Revezamento 4 x 100m livre 34 pontos -- Relay 4 x 100m freestyle 34 points –

Resultado Result

RIO 2016

227


Judô Judô LÚCIA TEIXEIRA NASCIMENTO | DATE OF BIRTH :17 DE JUNHO DE 1981 / 17 June 1981 LOCAL | PLACE OF BIRTH: São Paulo (SP) Resultado Result

Data da conquista Date medal was won

-57kg -57kg

Prata Silver

09 de setembro de 2016 09 September 2016

Foto: Danilo Borges / Ministério do Esporte

Categoria Category

WILLIAMS ARAÚJO

Foto: Gabriel Heusi / Ministério do Esporte

NASCIMENTO | DATE OF BIRTH : 18 de outubro de 1991 / 18 October 1991 LOCAL | PLACE OF BIRTH: Rio de Janeiro (RJ)

228

RIO 2016

Categoria Category

Resultado Result

Data da conquista Date medal was won

+100kg +100kg

Prata Silver

09 de setembro de 2016 09 September 2016


ALANA MALDONADO NASCIMENTO | DATE OF BIRTH :27 DE JULHO DE 1995 / 27 July 1995 LOCAL | PLACE OF BIRTH: Tupã (SP) Resultado Result

Data da conquista Date medal was won

-70kg -70kg

Prata Silver

09 de setembro de 2016 09 September 2016

Foto: Gabriel Heusi / Ministério do Esporte

Categoria Category

ANTÔNIO TENÓRIO NASCIMENTO | DATE OF BIRTH : 24 de outubro de 1970 / 24 October 1970 LOCAL | PLACE OF BIRTH: São José do Rio Preto (SP) Resultado Result

Data da conquista Date medal was won

+100kg +100kg

Prata Silver

10 de setembro de 2016 10 September 2016

Foto: Gabriel Heusi / Ministério do Esporte

Categoria Category

RIO 2016

229


Tênis de mesa Table Tennis ISRAEL STROH NASCIMENTO | DATE OF BIRTH :3 DE SETEMBRO DE 1986 / 3 September 1986 LOCAL | PLACE OF BIRTH: Santos (SP) Resultado Result

Data da conquista Date medal was won

S7 S7

Prata Silver

12 de setembro de 2016 12 September 2016

Foto: Miriam Jeske / Ministério do Esporte

Categoria Category

BRUNA ALEXANDRE NASCIMENTO | DATE OF BIRTH : 29 de março de 1995 / 29 March 1995 LOCAL | PLACE OF BIRTH: Criciúma (SC) Provas Event Individual Feminino Women’s Individual

Foto: Francisco Medeiros / Ministério do Esporte

Equipe Feminina Women’s Team

230

RIO 2016

Classe Class

Resultado Result

Data da conquista Date medal was won

10

Bronze

13 de setembro de 2016

10

Bronze

13 September 2016

6-10

Bronze

17 de setembro de 2016

6-10

Bronze

17 September 2016


EQUIPE MASCULINA Man’s team EQUIPE / Team: IRANILDO ESPÍNDOLA, GUILHERME COSTA E ALOÍSIO LIMA TÉCNICO / Coach: PAULO MOLITOR Classe Class

Resultado Result

Data da conquista Date medal was won

1 e 2 1 e 2

Bronze Bronze

17 de setembro de 2016 17 September 2016

Fotos: Francisco Medeiros / Ministério do Esporte

EQUIPE FEMININA Woman’s team EQUIPE / Team: BRUNA ALEXANDRE, DANIELLE RAUEN E JENNYFER PARINOS TÉCNICO / Coach: PAULO CAMARGO Classe Class

Resultado Result

Data da conquista Date medal was won

6 e 10 6 e 10

Bronze Bronze

17 de setembro de 2016 17 September 2016

RIO 2016

231


Bocha Boccia ANTÔNIO LEME, EVELYN OLIVEIRA E EVANI SOARES NASCIMENTO / LOCAL | DATE OF BIRTH / PLACE OF BIRTH : Antônio Leme - 30 de julho de 1968 / 30 July 1968 - Jacareí (SP) Evelyn Oliveira - 17 de agosto de 1987 / 17 August 1987 - Suzano (SP) Evani Soares - 29 de novembro de 1989 / 29 November 1989 - São Paulo (SP) Categoria Category

Classe Class

Resultado Result

Data da conquista Date medal was won

Duplas mistas Mixed Doubles

BC3 BC3

Ouro Gold

12 de setembro de 2016 12 September 2016

Fotos: Danilo Borges / Ministério do Esporte

DIRCEU PINTO, ELISEU SANTOS E MARCELO SANTOS NASCIMENTO / LOCAL | DATE OF BIRTH / PLACE OF BIRTH : Dirceu Pinto - 10 de setembro de 1980 / 10 September 1980 - Mogi das Cruzes (SP) Eliseu Santos - 15 de novembro de 1976 / 15 November 1976 - Telêmaco Borba (PR) Marcelo Santos - 10 de setembro de 1972 / 10 September 1972 - Telêmaco Borba (PR)

232

RIO 2016

Categoria Category

Classe Class

Resultado Result

Data da conquista Date medal was won

Duplas mistas Mixed Doubles

BC4 BC4

Prata Silver

12 de setembro de 2016 12 September 2016


Halterofilismo Powerlifiting EVÂNIO RODRIGUES NASCIMENTO | DATE OF BIRTH : 2 de setembro de 1984 / 2 September 1984 LOCAL | PLACE OF BIRTH: Cícero Dantas (BA) Resultado Result

Data da conquista Date medal was won

88kg 88kg

Prata Silver

13 de setembro de 2016 13 September 2016

Foto: Shutterstock

Categoria Category

Ciclismo Cycling LAURO CHAMAN

NASCIMENTO | DATE OF BIRTH : 25 de junho de 1987 / 25 June 1987 LOCAL | PLACE OF BIRTH: Araraquara (SP)

Foto: André Motta / Ministério do Esporte

Provas Event

Classe Class

Resultado Result

Data da conquista Date medal was won

Contrarelógio Time Trial

C5

Bronze

14 de setembro de 2016

C5

Bronze

14 de setembro de 2016

Estrada Road

C4 C4

Prata Silver

17 de setembro de 2016 17 de setembro de 2016

RIO 2016

233


Hipismo Equestrian SERGIO OLIVA NASCIMENTO | DATE OF BIRTH : 17 de agosto de 1982 / 17 August 1982 LOCAL | PLACE OF BIRTH: Brasília (DF) Classe Class

Resultado Result

Data da conquista Date medal was won

Adestramento Dressage

IA IA

Bronze Bronze

15 de setembro de 2016 15 de setembro de 2016

Estilo livre individual misto Freestyle individual

IA IA

Bronze Bronze

16 de setembro de 2016 15 de setembro de 2016

Foto: Getty Images

Categoria Category

Canoagem Canoeing CAIO RIBEIRO

NASCIMENTO | DATE OF BIRTH : 17 de fevereiro de 1986 / 17 February 1986 LOCAL | PLACE OF BIRTH: Rio de Janeiro (RJ)

234

RIO 2016

Classe Class

Resultado Result

Data da conquista Date medal was won

KL3 KL3

Bronze Bronze

15 de setembro de 2016 15 de setembro de 2016


Goalball Goalball EQUIPE MASCULINA Men’s Team

Foto: Gabriel Heusi / Ministério do Esporte

EQUIPE / Team: ALEX DE MELO, ALEXSANDER CELENTE, JOSÉ ROBERTO DE OLIVEIRA, JOSEMÁRCIO SOUSA, LEOMON MORENO E ROMÁRIO MARQUES TÉCNICO / Coch: ALESSANDRO TOSIM Resultado Result

Data da conquista Date medal was won

Bronze Bronze

16 de setembro de 2016 16 September 2016

Futebol de 7 7-a-side football

Foto: Francisco Medeiros / Ministério do Esporte

EQUIPE / Team: LEANDRO AMARAL, MARCOS DOS SANTOS FERREIRA, FABRIZIO ARLINDO DE OLIVEIRA, MAYCON FERREIRA DE ALMEIDA, WESLEY MARTINS DE SOUZA, HUDSON HYURE DO CARMO JANUÁRIO, IGOR ROMERO DA ROCHA, FERNANDES CELSO VIEIRA, JONATAS SANTOS MACHADO, FELIPE RAFAEL DA SILVA GOMES, DIEGO DELGADO DA SILVA, GILVANO DA COSTA DINIZ, WANDERSON OLIVEIRA DA SILVA, JOSÉ CARLOS MONTEIRO GUIMARÃES TÉCNICO / Coach: PAULO CABRAL Resultado Result

Data da conquista Date medal was won

Bronze Bronze

16 de setembro de 2016 16 September 2016

RIO 2016

235


Vôlei sentado Sitting Volleyball EQUIPE FEMININA Woman’s team EQUIPE | TEAM: ADRIA JESUS DA SILVA, CAMILA MARIA

Foto: Francisco Medeiros / Ministério do Esporte

LEIRIA DE CASTRO, EDWARDA DE OLIVEIRA DIAS, GIZELE MARIA DA COSTA DIAS, JANAINA PETIT CUNHA, JANI FREITAS BATISTA, LAIANA RODRIGUES BATISTA, NATHALIE FILOMENA DE LIMA SILVA, NURYA DE ALMEIDA SILVA, PAMELA PEREIRA, PAULA ANGELOTI HERTS E SUELLEN CRISTINE DELLANGELICA LIMA

TÉCNICO | COACH: José Guedes Resultado Result

Data da conquista Date medal was won

Bronze Bronze

17 de setembro de 2016 17 September 2016

Futebol de 5 Futebol de 5 EQUIPE | TEAM: LUAN DE LACERDA GONÇALVES,,VINÍCIUS TRANCHEZZI HOLZSAUER, CASSIO LOPES DOS REIS, DAMIÃO ROBSON DE SOUZA RAMOS, GLEDSON DA PAIXÃO BARROS, SEVERINO GABRIEL DA SILVA, TIAGO DA SILVA, JEFERSON DA CONCEIÇÃO GONÇALVES, RAIMUNDO NONATO ALVES MENDES E RICARDO STEINMETZ ALVES

Foto: Danilo Borges / Ministério do Esporte

TÉCNICO | COACH: Fábio Vasconcelos

236

RIO 2016

Resultado Result

Data da conquista Date medal was won

Ouro Gold

17 de setembro de 2016 17 September 2016


237

Foto: Danilo Borges / MinistĂŠrio do Esporte


Foto: Abelardo Mendes Jr. / MinistĂŠrio do Esporte

The Legacy

O Legado

CapĂ­tulo 9


239


Caminho pavimentado após a nacionalização do legado Road paved after nationalization of legacy Foto: Roberto Castro / Ministério do Esporte


ENCERRADO O CICLO DOS MEGAEVENTOS, QUAL A “FITA MÉTRICA” MAIS APROPRIADA PARA DETERMINAR O RESULTADO DA REALIZAÇÃO DOS JOGOS OLÍMPICOS E PARALÍMPICOS NO BRASIL? É o imenso desafio de gerenciar e garantir uma agenda fixa para as estruturas do Parque Olímpico da Barra e de Deodoro, ou as mudanças no sistema de mobilidade urbana da cidade, que passou a contar com VLT, BRT e a Linha 4 do Metrô? A audiência projetada de 3,5 bilhões de pessoas em todo o planeta, ou o novo patamar de qualidade e capacidade dos aeroportos? O recorde de medalhas da delegação nacional, com 19 pódios, ou a zona portuária da capital fluminense revitalizada, com dois museus, um boulevard e um sítio arqueológico que ajuda a recontar a história do período da escravidão? A oportunidade de redenção de atletas como Rafaela Silva e Diego Hypolito, ou 1,2 milhão de turistas que saíram dos Jogos, em sua maioria, com juras de amor eterno ao país? A nacionalização do evento, expressa simbolicamente no Revezamento da Tocha, ou as dezenas de instalações de qualidade construídas ou reformadas em todas as regiões em função do fato de o país sediar os Jogos? Dispostas assim, as perguntas transmitem uma falsa impressão de opção ou alternativa. A amplitude do impacto dos megaeventos esportivos permite levar todas em conta. E, para ser justa, a métrica não pode ser apenas factual, mas projetada no tempo. Ou em ciclos, como costumam pensar os atletas de alto rendimento com pretensões olímpicas. É com essa régua dos ciclos, por exemplo, que os atletas paralímpicos brasileiros são praticamente unânimes em dizer que os quatro anos entre a Rio 2016 e Tóquio 2020 serão os melhores já experimentados pelos praticantes de esportes adaptados na história de nosso país. Isso porque esse será o primeiro ciclo em que as seleções terão à disposição toda a estrutura e equipamentos do Centro de Treinamento Paralímpico, em São Paulo.

AS THE MEGA-EVENTS CYCLE CAME TO A CLOSE, WHAT IS THE MOST APPROPRIATE ‘MEASUREMENT’ TO ESTABLISH THE OUTCOME OF STAGING OF THE OLYMPIC AND PARALYMPIC GAMES IN BRAZIL? Is it the immense challenge of managing and securing a fixed calendar for the structures of at the Barra Olympic Park and Deodoro, or the changes in the city’s urban mobility system, which now has LRV, BRT and Metro’s line 4? The estimated 3.5 billion people audience around the globe, or the new quality and capacity level of airports? The national delegation’s medal record, finishing on the podium 19 times or the renovated port area in Rio, with two museums, a boulevard and an archaeological site that helps tell the story of the slavery period? The redemption opportunity for athletes like Rafaela Silva and Diego Hypolito, or 1.2 million tourists who left the Games, mostly carrying with them vows of eternal love for the country? The nationalisation of the event, symbolically expressed in the Torch Relay, or the dozens of quality facilities built or refurbished in all regions because the country was hosting the Games? When put this way, the questions convey a false impression of choice or alternative. The reach of the impact the mega sporting events allows us to take all of them into account. And to be fair, the metric cannot be just based on facts, but projected in time. Or in cycles, as high performance athletes with Olympic aspirations tend to think. For instance, based on the cycle metric, Brazilian Paralympic athletes are almost unanimous in saying that the four years between Rio 2016 and Tokyo 2020 will be the best ever experienced by adapted sports people in the history of our country. This is because this will be the first cycle in which teams will have all the structure and equipment of the Paralympic Training Centre in São Paulo available to them.

RIO 2016

241


Fotos: André Motta / Ministério do Esporte

“Esse CT acabou com nosso complexo de vira-latas. Antes a gente treinava pensando: ‘poxa, os britânicos têm um CT climatizado, mas tudo bem, aqui tá 40ºC, mas vamos lá, a gente é brasileiro e não desiste’. Hoje, não. A gente consegue olhar para eles sabendo que temos as mesmas condições. Isso aqui coloca a gente, esportivamente, no mesmo patamar de todos os adversários”, afirmou Israel Stroh, medalhista de prata na chave individual da Classe 7 do tênis de mesa nos Jogos Rio 2016.

“This centre ended our mutt complex. Before we used to train thinking: ‘well, the Brits have an air-conditioned centre, but that’s ok, it’s 40ºC here, but come on, we’re Brazilian and we never give up’. Not today. We can look at them and know we have the same conditions. This here puts us on the same level playing field as all our opponents”, says Israel Stroh, silver medallist in the individual table tennis Class 7 event at the Rio 2016 Games.

242

RIO 2016


Em 2017, 12.916 atletas, de 17 modalidades, passaram pelo CT paralímpico paulista, que recebeu 172 eventos e mais de 10 mil espectadores. A previsão para 2018 é de 207 outros eventos. “Uma estrutura deste porte tem o potencial para ser o alicerce da preparação não só para os Jogos de Tóquio, em 2020, como também para os seguintes. Ela nos cria uma série de possibilidades para o desenvolvimento do paradesporto no Brasil”, analisou o presidente do Comitê Paralímpico Brasileiro, Mizael Conrado. A equipagem do CT contou, em ampla medida, com materiais esportivos usados nos Jogos Olímpicos e Paralímpicos do Rio. O enxoval inclui bolas, redes, mesas e aparadores do tênis de mesa, bolas e traves do goalball, equipamentos completos para o halterofilismo, bolas de tênis, plataformas de lançamento do atletismo, banco de reservas do futebol de sete e bandas laterais do futebol de cinco.

In 2017, 12,916 athletes from 17 sports, passed through the São Paulo Paralympic Training Centre, which hosted 172 events and over 10 thousand spectators. In 2018, they expect to host another 207 events. “A structure this size has the potential of being the foundation for preparation not only for the Tokyo Games in 2020, but also for the ones after. It provides us with a number of possibilities for developing parasport in Brazil”, stated the Brazilian Paralympic Committee President, Mizael Conrado. In large, the equipment at the centre came from sport materials used at the Olympic and Paralympic Games in Rio. The materials include balls, nets and table tennis sideboards, goalball goalposts and balls, complete weightlifting equipment, tennis balls, athletics throwing platforms, substitute bench for 7-a-side football and line flags for 5-a-side football. And like the Paralympians, Olympic athletes had their range of training possibilities increased exponentially due to the Olympic Games.

E assim como os paralímpicos, os atletas olímpicos tiveram o leque de possibilidades de treinamento qualificado ampliado exponencialmente em função dos Jogos Olímpicos.

Foto: André Motta / Ministério do Esporte

RIO 2016

243


Foto: Gabriel Heusi / Ministério do Esporte

“Treinar no Rio de Janeiro traz um crescimento e um desenvolvimento muito grandes para a canoagem slalom. É uma experiência única o que está acontecendo com a nossa modalidade. Temos em Deodoro uma das melhores pistas do mundo, onde treinamos três horas por dia. E no Parque Aquático Maria Lenk temos um espaço muito bom com todo o apoio para que a gente consiga se desenvolver e ajustar aqueles pontinhos da parte física e muscular que faltam para garantir uma medalha”, disse Ana Sátila, que conquistou o vice-campeonato mundial no K1 em 2017. Além do Parque Radical, no Rio, a canoagem slalom conta com outro centro de excelência para a modalidade em Foz do Iguaçu (PR).

244

RIO 2016

“Training in Rio de Janeiro brings great growth and development for slalom canoeing. What is happening with our sport is unique. We have one of the best tracks in the world in Deodoro, where we train three hours a day. And the Maria Lenk Aquatic Park is a very good venue and we all the support we need so we can develop and adjust small physical and muscular points that are missing, in order to secure a medal”, stated Ana Sátila, who was runner-up in the K1 world championship in 2017. In addition to the Radical Park in Rio, slalom canoeing has another centre of excellence for the sport in Foz do Iguaçu (state of Paraná).


Experiências similares se tornaram realidade em várias modalidades com investimentos do Ministério do Esporte. As entregas de equipamentos de ginástica ajudaram a montar centros de referência da modalidade em vários pontos do país. Os saltos ornamentais se consolidaram com o Centro de Excelência em Brasília. O Centro de Formação Olímpica, que comporta 25 modalidades em Fortaleza (CE), é candidato a referência regional no Nordeste e também nacional, pela estrutura de ponta que reúne.

Foto: Ministério do Esporte

O Centro Pan-Americano de Judô, em Lauro de Freitas, se tornou a casa informal da modalidade. Em 2016, segundo informações da Confederação Brasileira de Judô, passaram pelo centro 9.047 atletas, 989 técnicos e 545 árbitros nos 26 eventos realizados. As atividades contemplam desde a base à seleção principal, com torneios, treinos coletivos e seletivas, além de projeto sociais. Pisos profissionais e placares eletrônicos se tornaram uma tônica no basquete nacional.

Similar experiences have become reality in several sports with investments from the Ministry of Sport. The delivery of gymnastics equipment helped to set up reference centres of this sport in several points in the country. Diving was consolidated with the Centre of Excellence in Brasilia. The Olympic Training Centre, which caters for 25 sports in Fortaleza (state of Ceará), is a candidate for regional reference in the northeast, as well as national, due to the cutting-edge structure it has available.

Foto: Paulino Menezes / Ministério do Esporte

The Pan American Judo Centre, in Lauro de Freitas, became the sport’s informal home. In 2016, according to information from the Brazilian Judo Confederation, 9,047 athletes, 989 coaches and 545 referees participated in the 26 events held there. The activities include training from junior to senior levels, with tournaments, collective and selective training, as well as social projects. Professional floorings and electronic scoreboards have become a usual sight in national basketball. Moreover, a total of 50 athletics tracks certified by the International Federation have already been built or are under construction throughout the country. Handball has its standard structure in São Bernardo (state of São Paulo) and badminton enjoys its own structure in Teresina (state of Piauí). Table tennis had the chance of equipping structures in the country’s five regions with tables, sideboards, nets and floors used in the Olympic Games. According to information from the Brazilian Confederation of the sport, approximately 9 thousand people were directly benefited, with priority for the development of new Olympic and Paralympic talents.

RIO 2016

245


Somam-se a isso as unidades militares no Rio de Janeiro, do Centro de Educação Física Almirante Adalberto Nunes – CEFAN, da Universidade da Força Aérea – UNIFA, do Clube da Aeronáutica – CAER, da Escola Naval e do Centro de Capacitação Física do Exército – CCFEX. Juntas, elas passaram a ser referência no trabalho de base e de alto rendimento para várias modalidades e herdaram espólios completos de equipamentos esportivos usados nos Jogos Rio 2016. Essa herança inclui a piscina do Estádio Aquático, a montagem de um centro completo de levantamento de peso, tatames, coletes e placares do taekwondo, uma estrutura para a montagem de um centro de prática do tiro esportivo, além de barreiras e plataformas de saída do atletismo e pistas de atletismo certificadas pela Associação Internacional de Federações de Atletismo (IAAF). Ginásios e academias de musculação de ponta completam a estrutura das unidades militares na capital fluminense.

Add to this, the military units in Rio de Janeiro like the Physical Education Centre Admiral Adalberto Nunes (Cefan), the Air Force University (Unifa), the Aeronautics Club (Caer) the Naval School and the Army’s Physical Training Centre (CCFEx). Together, they became a benchmark in work done from junior levels to high performance in several sports, having inherited complete sets of equipment used at the Rio 2016 Games. This inheritance includes the pool at the Water Stadium, the assembly of a full weightlifting centre, mats, taekwondo vests and scoreboards, structure for the setting up of a shooting practice centre, as well as hurdles and exit platforms and athletics tracks certified by the International Association of Athletics Federations (IAAF). State-of-the-art gymnasiums and fitness centres complete the structure at the military units in Rio.

“Eu cheguei no Cefan em 2011 para 2012. Na época, tínhamos uma salinha com quatro plataformas. Hoje, a gente tem um ginásio inteiramente equipado, com todo o investimento. Isso é muito importante”, avaliou Emily Rosa Figueiredo, bronze no Mundial Sub-17 de 2015.

Foto: Clube Mídia

“I arrived at Cefan in late 2011, almost 2012. At the time, we had a small room with four platforms. Today, we have a fully equipped gym with all the investment. This is very important”, said Emily Rosa Figueiredo, bronze at the 2015 U-17 World Championship.

246

RIO 2016


Gestão do Legado

Foto: Abelardo Mendes Jr. / Ministério do Esporte

Legacy Management

Diante da dificuldade inicial da prefeitura do Rio de Janeiro de conceder o Parque Olímpico da Barra à Iniciativa Privada, a Autoridade Pública Olímpica (APO) foi transformada em Autoridade de Governança do Legado Olímpico (AGLO) em março de 2017. A nova entidade, ligada ao Ministério do Esporte, passou a ser responsável pela organização da utilização, no Parque Olímpico, do Velódromo, do Centro Olímpico de Tênis e das Arenas Carioca 1 e 2, além de instalações em Deodoro. Desde então, esses equipamentos têm sido utilizados para treinamentos, competições, eventos culturais, religiosos e esportivos, além de projetos sociais. Para isso, a AGLO apresentou um plano de legado que contempla o esporte de alto rendimento, o esporte educacional e projetos sócio-culturais. Em 2017, o Parque Olímpico recebeu 85 eventos e o Parque Olímpico de Deodoro abriu suas portas para outros 88. Cerca de 290 mil pessoas participaram e quase 1,8 mil esportistas foram atendidos. Para 2018, estão entre as prioridades a implantação do Centro Olímpico de Treinamento na Arena Carioca 2, um estudo de viabilidade técnica-econômica e ambiental do Parque Olímpico, com auxílio do Banco Nacional para o Desenvolvimento Social (BNDES), e a instalação de um Museu Nacional do Esporte dentro do Velódromo da Barra.

Due to the initial difficulty faced by the Rio de Janeiro City Hall to transfer the Barra Olympic Park to the private initiative, the Olympic Public Authority (APO) was transformed into the Olympic Legacy Governing Authority (AGLO) in March 2017. The new public body, bound to the Ministry of Sport, started being in charge of organising use of the Olympic Park, Velodrome, Olympic Tennis Centre, Arena Carioca 1 and 2, as well as the Dedoro facilities. Since then, these venues have been used for training, competitions, cultural, religious and sporting events, as well as social projects. Hence, AGLO presented a legacy plan that takes into account high performance sport, educational sport and socio-cultural projects. In 2017, the Olympic Park hosted 85 events and the Deodoro facilities opened their doors to another 88. Around 290 thousand people attended these events and almost 1.8 thousand sportspeople were serviced. There are the following priorities for 2018: implementation of the Olympic Training Centre at Arena Carioca 2, a technical, economic and environmental viability study for the Olympic Park, with assistance from the Brazilian National Development Bank (BNDES) and the setting up of a National Sport Museum in the Barra Velodrome.

RIO 2016

247


Controle de Dopagem Doping Control Outra herança estratégica para o Brasil no pós-Jogos é a renovação e a expertise conquistada pelo setor responsável pelo “jogo limpo” no país. Além da construção e equipagem do Laboratório Brasileiro de Controle de Dopagem, com R$ 163 milhões em investimentos, no Rio de Janeiro, o país passou a ter um trabalho de educação e acompanhamento mais frequente com os atletas e estruturou o Tribunal de Justiça Antidopagem, que deu mais segurança jurídica às ações no setor e garantiu que Autoridade Brasileira de Controle de Dopagem (ABCD) ficasse em conformidade com os padrões e exigências internacionais determinados pela Agência Mundial Antidoping (Wada, na sigla em inglês).

Foto: Francisco Medeiros / Ministério do Esporte

A ABCD tem firmado acordos de cooperação com confederações esportivas para a oficialização do Plano Anual de Controle de Dopagem, que prevê testes antes e durante as competições. Foram realizados 3.462 testes em 2017, contra 2.336 em 2016. A ABCD também firmou cooperação com o Comitê Brasileiro de Clubes e com o Conselho Federal de Educação Física para divulgação de ações educativas e de prevenção. A entidade está implantando, ainda, o Programa de Passaporte Biológico (pesquisa que analisa dados indiretos que podem apontar o uso de doping) e criou a rotina de testes fora de competição no futebol.

248

RIO 2016

Another strategic legacy for Brazil in the post Games period is the renewal and expertise gained by the sector in charge of ‘fair play’ in the country. In addition to building and equipping the Brazilian Doping Control Laboratory in Rio de Janeiro, with R$ 163 million in investments, the country started to engage in more frequent education and follow-up work with athletes. Moreover, they structured the Anti-Doping Court, which provided more legal certainty to actions in the sector, ensuring the Brazilian Doping Control Authority (ABCD) was able to comply with international standards and requirements of the World Anti-Doping Agency (WADA). ABCD has signed cooperation agreements with sport confederations to formalise the Annual Doping Control Plan, which provides for tests before and during competitions. In 2017, 3,462 tests were conducted, in comparison to 2,366 in 2016. ABCD also signed a cooperation agreement with the Brazilian Club Committee and with the Federal Physical Education Council for disseminating educational and prevention actions. The organisation is also implementing the Biological Passport Programme (research that analyses indirect data that may point to the use of doping) and created an out-of-competition test routine in football.


Atletas mais presentes More present athletes Os Jogos Rio 2016 também fizeram bem para a ampliação da participação dos atletas na gestão do esporte e para a transparência dos investimentos. O Ministério do Esporte e o Comitê Olímpico do Brasil (COB) assinaram, em novembro de 2017, um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC), que tem como finalidade garantir a plena aplicação da Lei Pelé (Lei 9.615/1998). Na prática, o TAC impõe ao COB, entre outras medidas, uma prestação de contas detalhada do uso dos recursos da Lei Agnelo Piva, que repassa verbas das loterias para o esporte brasileiro, além da adequação da entidade à Lei de Acesso à Informação, com a divulgação dos salários dos dirigentes e a apresentação de um programa de boas práticas de governança a ser adotado pelas confederações filiadas. Em dezembro de 2017, a assembleia do COB definiu a ampliação do número de atletas presentes na Assembleia Geral do Comitê Olímpico do Brasil com direito a voto. Antes, os atletas só tinham um representante. Agora, eles têm 12. Com o novo estatuto da entidade, os atletas passam a ocupar um terço dos assentos nas assembleias deliberativas.

The Rio 2016 Games also helped in increasing athletes’ participation in sport management and investment transparency. In November 2017, the Ministry of Sport and the Brazilian Olympic Committee (COB) signed a Conduct Adjustment Agreement (TAC), which aims to ensure the Pelé Law (Law 9,615/1998) is fully complied with. In practice, among other measures, the TAC imposes a detailed rendering of accounts upon COB in relation to resources from the Agnelo Piva Law. The law transfers lottery funds to Brazilian sport. In addition, the committee has to be in compliance with the Information Access Law, publicising salaries paid to directors, as well as submitting a best governance practices programme, to be adopted by affiliate confederations. In December 2017, the COB Assembly decided to increase the number of athletes with a right to a vote, who may attend the Brazilian Olympic Committee General Assembly. Before, athletes had only one representative. Now they are 12. With the committee’s new by-law, athletes now hold a third of the seats at deliberative assemblies. Foto: Roberto Castro / Ministério do Esporte

RIO 2016

249


Foto: Rodolfo Vilela / Ministério do Esporte

Centros de Iniciação ao Esporte Sport Initiation Centres Idealizados para ampliar a oferta de infraestrutura de equipamentos públicos esportivos no Brasil e com a perspectiva de aprimorar as chances de detecção de talentos em áreas de vulnerabilidade social, os Centros de Iniciação ao Esporte (CIEs) são outro efeito colateral benéfico dos Jogos Rio 2016. Seis CIEs estavam em atividade em abril de 2018, quando os dados desta publicação foram consolidados: Franco da Rocha (SP), Uberaba (MG), Uberlândia (MG), Maringá (PR), Rio Branco (AC) e Petrópolis (RJ). Outras 92 unidades tinham autorização para início de obras.

250

RIO 2016

Designed to increase the infrastructure supply of public sport venues in Brazil and aiming to enhance the chance of identifying talent in socially vulnerable areas, Sport Initiation Centres (CIEs) are another positive collateral effect of the 2016 Rio Games. Six CIEs were already in operation in April 2018, in Franco da Rocha (state of São Paulo), Uberaba (state of Minas Gerais), Uberlândia (state of Minas Gerais), Maringá (state of Paraná), Rio Branco (state of Acre) and Petrópolis (state of Rio de Janeiro). Another 92 units have been authorised to start building works, with delivery date set for December


Em comum, as unidades dos CIEs oferecem dezenas de modalidades olímpicas, paralímpicas e não olímpicas gratuitamente. O projeto integra em um único espaço atividades lúdicas e a prática de esportes voltados ao alto rendimento, estimulando a formação de atletas entre crianças e adolescentes e a prática esportiva entre adultos e idosos. A estrutura padrão é formada por um ginásio poliesportivo com arquibancada, pista de atletismo e áreas de apoio, como sala de professores e técnicos, administração, vestiários, chuveiros, enfermaria, copa, depósito, academia e sanitário público. O legado dos Jogos Rio 2016 existe e pode ser visto por todo o país. Nacionalizar a herança dos megaeventos esportivos e permitir que seus reflexos pudessem ser sentidos de Norte a Sul sempre foi a meta do governo federal. Uma vez alcançada, há de se esperar pelos resultados. Agora que o caminho está pavimentado, que venham os Jogos de Tóquio 2020, de Paris 2024, de Los Angeles 2028…

2018.CIE units offer dozens of Olympic, Paralympic and non-Olympic sports for free. At the venue, the project offers playful activities and the practice of sports aimed at high performance, encouraging the development of athletes among children and adolescents, as well as the practice of sports by adults and senior citizens. The standard structure is made up by a multi-purpose gym with grandstands, athletics track and support areas, such as teachers and technical staff rooms, administration, locker rooms, showers, infirmary, kitchen, warehouse, gym and lavatories for the public.

Foto: Shutterstock

The Rio 2016 Games legacy exists and can be seen all over the country. Nationalising the heritage of mega sporting events and allowing their results to be felt from north to south, was always one of the federal government’s targets. Once achieved, one has but to wait for the results. Now that the way has been paved, bring on the Games in Tokyo 2020, Paris 2024, Los Angeles 2028…


Rio2016  

A preparação, a realização e o legado dos primeiros Jogos Olímpicos e Paralímpicos da América do Sul.

Rio2016  

A preparação, a realização e o legado dos primeiros Jogos Olímpicos e Paralímpicos da América do Sul.

Advertisement