Page 1

BIBLIOTECA EDUCAMÍDIA

MANEIRAS BÁSICAS DE INTEGRAR A EDUCAÇÃO MIDIÁTICA E A ANÁLISE CRÍTICA A QUALQUER CURRÍCULO Adaptado de Cyndy Scheibe e Faith Rogow, Project Look Sharp

MANEIRAS BÁSICAS DE INTEGRAR A EDUCAÇÃO MIDIÁTICA A


BIBLIOTECA EDUCAMÍDIA

MANEIRAS BÁSICAS DE INTEGRAR A EDUCAÇÃO MIDIÁTICA E A ANÁLISE CRÍTICA A QUALQUER CURRÍCULO Adaptado de “12 Maneiras básicas de integrar a educação midiática e a análise crítica a qualquer currículo” Cyndy Scheibe e Faith Rogow Project Look Sharp / Ithaca College


Adaptado de “12 Maneiras básicas de integrar a educação midiática e a análise crítica a qualquer currículo” (3a Edição) – por Cyndy Scheibe e Faith Rogow O Projeto Look Sharp é uma iniciativa de educação midiática da Divisão de Estudos Interdisciplinares e Internacionais de Ithaca College, em colaboração com distritos escolares locais, o New York State BOCES, a Associação Nacional de Educação Midiática (NAMLEEUA) e outras organizações norte-americanas de educação midiática. Project Look Sharp Ithaca College, 1119 Williams Hall, Ithaca, NY 14850-7290 Tel: (607) 274-3471 Fax: (607) 274-1925 looksharp@ithaca.edu | www.ithaca.edu/looksharp ©Ithaca College, 1999, 2002, 2004, 2008. Todos os direitos reservados. Concede-se permissão para copiar estes materiais dentro das orientações de uso aceitável, desde que com o devido crédito para o Project Look Sharp e Ithaca College. Adaptado e distribuído pelo Instituto Palavra Aberta – Programa de Educação Midiática – EducaMídia (www.educamidia.org.br).


INTRODUÇÃO

O livreto original “12 Maneiras Básicas de Integrar a Educação Midiática e a Análise Crítica a Qualquer Currículo” (que serve de base para este material) foi preparado para professores e educadores de todos os níveis do ensino básico com interesse em aplicar a educação midiática na sala de aula. As abordagens apresentadas baseiam-se no conceito de incluir a educação midiática no plano de ensino como uma “camada”, quando e onde for possível dentro do ano letivo. Integrar a educação midiática à rotina é muito mais eficaz do que tratá-la como um tópico especial e isolado. Isso também atende melhor às necessidades de professores já tão sobrecarregados pelas demandas do currículo escolar. As 12 Maneiras Básicas têm como base os Princípios Básicos da Educação Midiática da Associação Nacional de Educação Midiática; recomendamos que consultem o documento original em https:// namle. net/publications/core-principles/ ao planejar aulas. Além disso, o Projeto Look Sharp define mídia de forma bastante ampla, incluindo livros, jornais, revistas, rádio, televisão, filmes, vídeos, outdoors, música gravada, jogos de vídeo e outros formatos disponíveis na internet.

A educação midiática A educação midiática atual busca o empoderamento dos jovens, com foco no pensamento crítico e em capacidade de produção. Esse modelo enfatiza as implicações políticas, sociais e econômicas das mensagens midiáticas e realça a importância de utilizar a mídia de forma eficaz e inteligente. Para o Look Sharp, o propósito atual da educação midiática se resume na definição da NAMLE: “ajudar os alunos a desenvolver os hábitos de investigação e as habilidades de expressão necessários para que se tornem pensadores críticos, comunicadores eficazes e cidadãos ativos no mundo de hoje.” MANEIRAS BÁSICAS DE INTEGRAR A EDUCAÇÃO MIDIÁTICA 3


1

PRATIQUE AS HABILIDADES DE OBSERVAÇÃO, PENSAMENTO CRÍTICO, ANÁLISE, PERSPECTIVA E COMUNICAÇÃO. •C  omece por você: explique aos alunos

de forma transparente como você ou a escola escolheu determinada fonte de informação, detalhando o método que utiliza para avaliar a credibilidade do material que será utilizado na sala de aula.

• E nsine os alunos a sempre fazer

atenção, as formas como propaganda e publicidade invadem outros tipos de conteúdo etc).

Ao utilizar vídeo para ensinar:

perguntas que os ajudarão a pensar

Mostre trechos curtos em vez de filmes ou programas inteiros.

didáticos ou a mídia consumida em casa). Veja exemplos de perguntas no fim deste livreto.

Deixe as luzes acesas para facilitar participação ativa e o debate.

de forma crítica sobre a informação apresentada (incluindo os livros

• Inicie debates sobre mensagens ou

documentos da mídia (sem se limitar a materiais impressos, incluindo também imagens, áudios ou vídeos) com

perguntas aos alunos sobre suas percepções.

• P ermita que os alunos extrapolem o

tópico curricular e possam identificar

e comentar aspectos relativos à própria mídia utilizada (por exemplo, as características das pessoas que estão apresentando as informações, as técnicas utilizadas para chamar 4 EDUCAMÍDIA

Antes da sessão, garanta que os alunos saibam quais informações devem buscar no vídeo. Durante a sessão, pause periodicamente para apontar ou fazer perguntas sobre informações importantes.


2

ESTIMULE INTERESSE EM UM NOVO TÓPICO COM O USO DE MÍDIAS VARIADAS.

•P  eça que os alunos pesquisem um

dado assunto em diversos tipos de mídia (incluindo veículos de jornalismo, como revista, jornal, rádio, TV, podcast etc, e textos nãojornalísticos, como redes sociais, memes, charges, jogos, músicas e outros).

•U  tilize um vídeo curto, charge, post

de blog ou crônica para estimular um debate, pedindo que os alunos articulem seu conhecimento prévio ou opinião do assunto.

•M  ostre aos alunos como pesquisar

informações sobre um determinado assunto na internet, discuta o papel dos algoritmos e compare os resultados de diferentes ferramentas de busca.

• F orme grupos de alunos para

analisar e discutir uma reportagem polêmica de algum veículo de comunicação (revista, jornal, rádio, TV, podcast etc) sobre o assunto a ser estudado.

• Incentive os alunos a refletir sobre

como mensagens de mídia (filmes, vídeos, jogos, posts em redes sociais etc) influenciaram ideias préconcebidas sobre o assunto a ser estudado.

Ao iniciar uma nova unidade: desenvolva junto com os alunos um plano de informações, incluindo os tipos de mídia e outras fontes de informação que a turma vai utilizar, assim como os pontos positivos e negativos de cada uma.

MANEIRAS BÁSICAS DE INTEGRAR A EDUCAÇÃO MIDIÁTICA 5


3

UTILIZE MÍDIAS COMO FERRAMENTA PEDAGÓGICA DE FORMA HABITUAL.

• Crie tarefas que exijam que os alunos busquem mais de um tipo de fonte de informação. • Forneça recursos e informações sobre o assunto estudado utilizando uma variedade de fontes de mídia (livros, artigos de jornal/revista, vídeos educacionais, sites, redes sociais, memes etc) e compare a utilidade de cada um. Aponte as informações conflitantes que podem surgir de fontes diferentes. • Utilize exemplos de textos de mídia populares ou de algo mais atípico para aprofundar a compreensão dos alunos sobre um tópico (por exemplo, embalagens de alimentos para avaliar a presença de preconceitos, uso de adjetivos, questões econômicas ou informações sobre saúde). • Seja flexível nas tarefas, permitindo que os alunos escolham quais formatos de mídia são mais eficazes para que comuniquem a informação exigida ou completem a tarefa pedida.

6 EDUCAMÍDIA

• Motive os alunos a acompanhar (e a escrever sobre) atualidades, o que pode incluir o monitoramento de um determinado assunto por meio de fontes diferentes. • Estimule os alunos a compartilhar, na sala de aula, as informações que coletaram de fontes variadas de mídia (em aula ou em casa). Deixe claro que você ou um colega da turma poderão pedir que ele identifique a fonte da informação e avalie sua credibilidade.

Sempre peça para que os alunos busquem informação de mais de uma fonte e comparem informações de fontes diferentes. (Há discrepâncias entre as fontes? Quais fontes têm mais credibilidade para diferentes tipos de informação?)


4

DESPERTE A CONSCIÊNCIA A RESPEITO DE CREDIBILIDADE E PONTO DE VISTA.

•M  ostre aos alunos exemplos

de como dados podem ser apresentados de forma enganosa (por exemplo, citando estatísticas de forma seletiva para excluir provas contraditórias, apresentando gráficos com eixos x ou y mal identificados, utilizando porcentagens ou sugerindo comparações sem identificar o todo ao qual aquela parte se refere, fazendo perguntas enviesadas em pesquisas etc).

•A  jude os alunos a distinguir ficção, não-ficção, fato, opinião, sátira e publicidade.

•P  eça que os alunos produzam

mensagens midiáticas sobre um tópico, levando em conta as várias maneiras de introduzir um ponto de vista – por meio das palavras e do tom escolhidos, fontes nas quais se apoiam, e o que eles escolhem incluir ou deixar de fora.*

• Identifique informações imprecisas

• E xplore como mensagens midiáticas

• E nsine os alunos a reconhecer as

•M  otive os alunos a questionar quem

ou crenças estereotipadas dos alunos provenientes de mensagens explícitas ou implícitas (por exemplo, brinquedos com embalagem rosa são somente para meninas ou muçulmanos são sempre perigosos). fontes de uma mensagem (quem criou, apresentou, financiou, distribuiu, compartilhou etc.), além de seu propósito ou intenção.

refletem a identidade do criador ou apresentador da mensagem e como a mesma mensagem pode repercutir de forma diferente quando apresentado ou criado por alguém de uma realidade diferente. é beneficiado ou impactado por uma informação.

* vide “Questões Chaves para Produção” do Project Look Sharp, disponível em www.educamidia.org.br

MANEIRAS BÁSICAS DE INTEGRAR A EDUCAÇÃO MIDIÁTICA 7


5

COMPARE COMO MÍDIAS DISTINTAS PODEM APRESENTAR UMA INFORMAÇÃO.

•P  eça que os alunos busquem

informação de mais de uma fonte e comparem. (Há discrepâncias? Quais fontes têm mais credibilidade para diferentes tipos de informação?)

•D  ebata os pontos fortes e fracos

dos diferentes tipos de mídia para comunicar uma mensagem específica e para alcançar públicos específicos.

•C  ompare as maneiras pelas quais

um tópico pode ser apresentado em um documentário, reportagem de TV, artigo de jornal, blog ou vídeo educacional (quais dados são enfatizados, o que é deixado de fora, quais técnicas são utilizadas para apresentar a informação etc.).

•C  ompare a quantidade de tempo/

espaço que diferentes veículos de comunicação dedicam a um mesmo tópico, e discuta quais seriam as justificativas para essa discrepância.

Amplie a rotina "S-Q-A” acrescentando as perguntas de educação midiática: Depois de perguntar "O que você já SABE?", pergunte: "De onde veio sua informação? (Quais são suas fontes?)" Depois de perguntar "O que mais você QUER APRENDER?", pergunte: "Onde é possível encontrar fontes confiáveis que poderiam responder à sua pergunta?" Depois de perguntar "O que você APRENDEU?", pergunte: "Quais fontes foram mais úteis?"

8 EDUCAMÍDIA


6

ANALISE O EFEITO DAS MÍDIAS E MENSAGENS SOBRE UM MESMO TÓPICO EM CULTURAS DIFERENTES OU AO LONGO DA HISTÓRIA. •A  jude os alunos a avaliar a

confiabilidade de reportagens sobre um evento ou debate atual (por exemplo, a cobertura da imprensa brasileira sobre o aquecimento global ou um conflito militar em comparação com a cobertura de outros países).

•D  ebata como gerações anteriores

aprendiam sobre um tópico, quais fontes de informação estavam disponíveis para elas em comparação com as fontes disponíveis hoje e a diferença que isso faz na vida das pessoas.

• E xplore o nível de conhecimento

de um assunto entre culturas diferentes e como o conhecimento é influenciado pela mídia disponível.

•P  esquise as formas de mídia

dominantes ou disponíveis em outras culturas que são pouco comuns em sua própria cultura, e vice-versa.

MANEIRAS BÁSICAS DE INTEGRAR A EDUCAÇÃO MIDIÁTICA 9


7

UTILIZE MÍDIA COMO FERRAMENTA DE AVALIAÇÃO:

•P  eça que os alunos resumam seu

conhecimento sobre um assunto em um relatório final que utilize diversos formatos de mídia, para além de um material escrita (por exemplo, produções de áudio ou vídeo, ilustrações fotográficas, memes etc)

•M  otive os alunos a trabalhar

em grupos para ilustrar sua compreensão sobre um assunto com a produção de paródias de textos de mídia (por exemplo, jornais, anúncios, reportagens, esquetes teatrais ao vivo ou gravados etc).

Pergunte-se se suas aulas atingem os seguintes objetivos: Estou dando aos alunos as habilidades necessárias para que eles dêem suas próprias opiniões sobre as mensagens, ao invés de apenas compartilhar meu entendimento sobre elas? Indiquei aos alunos que estou aberto a qualquer interpretação bem fundamentada (em vez de passar a mensagem de que só minha interpretação é a correta)? Ao fim da aula, os alunos serão mais analíticos do que céticos?

10 EDUCAMÍDIA


8

CONECTE OS ALUNOS À COMUNIDADE E TRABALHE POR MUDANÇAS POSITIVAS:

•B  usque possibilidades de

colaboração com instituições da comunidade (museus, bibliotecas e galerias, por exemplo) que envolvam os alunos na análise ou criação de mensagens midiáticas.

•P  eça que os alunos entrem

em contato com organizações comunitárias que trabalham em áreas relacionadas ao currículo para oferecer ajuda em projetos (por exemplo, fotografia, vídeo, design e layout, ou habilidades digitais em geral).

•U  se fóruns de mídia (TV comunitária, jornais, redes sociais, por exemplo) para pedir opiniões ou compartilhar pesquisas sobre um assunto.

•A  jude os alunos a compreender

o poder da mídia para dar voz às pessoas da comunidade (gravando e compartilhando histórias, entrevistas, divulgando eventos locais, etc).

MANEIRAS BÁSICAS DE INTEGRAR A EDUCAÇÃO MIDIÁTICA 11


SOBRE O PROJECT LOOK SHARP O Project Look Sharp é uma iniciativa de educação midiática da Divisão de Estudos Interdisciplinares e Internacionais de Ithaca College, em colaboração com distritos escolares locais, New York State BOCES, a Associação Nacional de Educação Midiática e outras organizações norteamericanas de educação midiática. O projeto foi criado para promover e apoiar a inclusão da educação midiática e do pensamento crítico nos currículos de todos os níveis do ensino básico e de todas as áreas pedagógicas, além de avaliar a eficácia da educação midiática nas escolas. Esta iniciativa, fundamentada no currículo escolar, trabalha em conjunto com os professores e auxiliares para engajar os alunos e promover um espírito de colaboração entre educadores que trabalham com educação midiática. O Project Look Sharp fornece materiais de aula, estratégias e assessoria para educação midiática, além de funcionar como um elo entre educadores e o campo da educação midiática em geral.

12 EDUCAMÍDIA


SOBRE EDUCAÇÃO MIDIÁTICA Educação midiática é tipicamente definida como a capacidade de acessar, analisar, avaliar e produzir comunicação em uma variedade de formas. É similar à alfabetização informacional e envolve também muitos componentes da alfabetização tecnológica. O termo “mídia” geralmente se refere a mensagens em meios de comunicação de massa, expressas de forma visual, linguística e/ ou sonora, que são produzidas e transmitidas por meio de alguma tecnologia para uma grande audiência. Incluem mídia impressa tradicional (por exemplo, livros, jornais, revistas, mala direta); mídia audiovisual (por exemplo, jogos de computador, a internet, blogs, wikis). A mídia também inclui música gravada, outdoors ou outras formas de propaganda física, a maioria dos jogos, rótulos de embalagens e qualquer forma de publicidade. Na sala de aula, a mídia frequentemente inclui livros didáticos, posters e mapas. Como a alfabetização tradicional, a educação midiática envolve o pensamento crítico, habilidades analíticas e a habilidade de se expressar de formas diferentes. Ser educado midiaticamente também implica no uso de mídia de forma consciente e eficaz, com a capacidade de julgar a credibilidade da informação de fontes diferentes. Da mesma forma que a alfabetização tradicional inclui tanto a escrita como as habilidades de leitura, a educação midiática também enfatiza a produção de comunicação efetiva por diversas formas de mídia. O processo de análise eficaz de mídia se baseia nos conceitos a seguir: 1. Todas as mensagens de mídia são “construídas”. 2. Cada meio apresenta características e pontos fortes diferentes, além de uma “linguagem” de construção única. 3. Mensagens de mídia contêm valores e pontos de vista embutidos. 4. TODAS as mensagens de mídia contêm valores e pontos de vista embutidos. 5. Pessoas aplicam suas habilidades, crenças e experiências para construir seus próprios entendimentos das mensagens midiáticas. 6. A mídia e as mensagens midiáticas podem influenciar crenças, atitudes, valores, comportamentos e o processo democrático. MANEIRAS BÁSICAS DE INTEGRAR A EDUCAÇÃO MIDIÁTICA 13


COMO INTEGRAR A EDUCAÇÃO MIDIÁTICA NA SALA DE AULA Para que os alunos desenvolvam as habilidades analíticas e técnicas necessárias para serem plenamente alfabetizados, em um sentido contemporâneo, a análise e a produção de mídias devem ser continuamente reforçadas desde a educação infantil até o ensino médio (e além) em todas as áreas do conhecimento. O objetivo da educação midiática é ajudar os indivíduos de todas as idades a desenvolver os hábitos de investigação e as habilidades de expressão necessários para que eles sejam pensadores críticos, comunicadores eficazes e cidadãos ativos no mundo atual. O Project Look Sharp endossa os Princípios Básicos de Educação Midiática nos Estados Unidos, desenvolvidos pela Associação Nacional de Educação Midiática (NAMLE) em 2007, que declaram que a educação midiática:

• e xige investigação ativa e pensamento crítico sobre as mensagens que recebemos e criamos;

• e xpande os conceitos de alfabetização (por exemplo, de escrita e leitura) para englobar todas as formas de mídia;

• c ria e reforça habilidades para alunos de todas as idades e, assim

como na alfabetização tradicional, estas habilidades exigem prática integrada, interativa e repetida; • d esenvolve participantes informados, reflexivos e engajados que são essenciais para uma sociedade democrática; • reconhece que a mídia é uma parte da cultura e funciona como agente de socialização; • a firma que as pessoas usam suas habilidades, crenças e experiências para construir seus próprios entendimentos das mensagens midiáticas. A educação midiática pode ser prontamente integrada aos currículos existentes em uma ampla gama de assuntos, servindo como uma ferramenta valiosa para explorar as abordagens da educação que são interdisciplinares e que reconhecem formas diferentes de aprender. A educação midiática tem um papel particularmente importante no incentivo à cidadania participativa e para a apreciação de perspectivas diferentes.

14 EDUCAMÍDIA


PERGUNTAS-CHAVE PARA A ANÁLISE DE MENSAGENS MIDIÁTICAS Ao participar de uma análise crítica de qualquer mensagem midiática, é importante fazer algumas, ou todas, das perguntas-chave a seguir: Sobre autoria, propósito e aspectos financeiros • Quem fez? • Para quem foi feito e quem o pagou? • Para quem foi feito (e como pode determinar isso)? Sobre técnicas e conteúdo • Quais mensagens são passadas? • Quais técnicas são utilizadas para transmitir cada mensagem e por quê? • Quais ideias, valores, informação e/ou pontos de vista são evidentes? E implícitos? • Quais informações são deixadas de lado por essa mensagem e poderiam ser importantes de se conhecer? Sobre contexto e credibilidade • Quando foi produzida? • Onde ou como é compartilhada com o público? • É fato, opinião ou outra coisa? • Qual o nível de credibilidade? • Quais são as fontes de informação, ideias ou afirmações? Sobre a audiência e impacto •C  omo pessoas diferentes podem interpretar a mensagem de forma diferente? • Quem se beneficia disso? Quem é prejudicado por isso? •Q  ual é minha interpretação sobre isso e o que posso aprender sobre mim mesmo a partir da minha reação ou interpretação da mensagem? • Quais ações posso tomar em resposta a essa mensagem? Estas perguntas são particularmente úteis para introduzir o conceito de educação midiática a um grupo ou turma de alunos, ou ao introduzir um novo recurso de mídia na sala de aula.

MANEIRAS BÁSICAS DE INTEGRAR A EDUCAÇÃO MIDIÁTICA 15


© Ithaca College, 1999, 2002, 2004, 2008 Todos os direitos reservados. Concede-se permissão para copiar estes materiais dentro das orientações de uso justo, com a ressalva de crédito aos autores, Project Look Sharp e Ithaca College. Projeto gráfico da adaptação brasileira: Instituto Palavra Aberta para o Programa de Educação Midiática – EducaMídia .

16 EDUCAMÍDIA


/educamidia /programaeducamidia

EducaMídia é um programa criado para capacitar e engajar professores e organizações de ensino no processo de educação midiática dos jovens, desenvolvendo seus potenciais de comunicação nos diversos meios, a partir das habilidades de interpretação crítica das informações, produção ativa de conteúdos e participação responsável na sociedade. www.educamidia.org.br

Apoio D EDUCAMÍDIA

Profile for midiamakers

Maneiras básicas de integrar a educação midiática a qualquer currículo  

Adaptado do projeto Look Sharp pelo EducaMídia, este material apoia os professores na introdução de uma camada de educação midiática em suas...

Maneiras básicas de integrar a educação midiática a qualquer currículo  

Adaptado do projeto Look Sharp pelo EducaMídia, este material apoia os professores na introdução de uma camada de educação midiática em suas...

Advertisement