Page 1

Nº 1 | AGOSTO DE 2019

JÚLIA GUERRA

A gaúcha que conquistou o Miss América Latina

RAFAEL BEDE Conheça o trabalho do fotógrafo oficial dessa edição

FLÁVIA TOLFO E O DESAFIO DE SER A CARA DO CONCURSO NA EDIÇÃO DE RETORNO

OPINIÃO

Veja crônica sobre a edição de retorno do concurso

MAN RS

Renato Souza é o primeiro gaúcho a representar a nova franquia

O ELENCO

Veja quem são as candidatas dessa edição

ENTREVISTA

Antigos diretores relembram momentos marcantes da trajetória do evento

1


Um novo Capítulo Ficha Técnica Diretor Geral e Editor-chefe Michael Costa Colaboradores Lidiani Lehnen Lucas Dalfrancis Assessoria de Imprensa Marta Araújo Coordenadores Municipais André Santos (Dom Feliciano)

Bea Xavier (Canoas)

Cássia Purper (Antônio Prado)

India Antunes (Bento Gonçalves, Canela,

Gramado, Guaporé)

Éverton Martins

(Santa Maria)

Jesser Zuchelli

(São Leopoldo)

Landrimary Gomes

(Erechim)

Lê Oliveira

(Candelária, Parobé e Salto do Jacuí)

Luciano Vianna e Tiago Stein (Novo Hamburgo)

Márcia Teles

(Lagoa Vermelha)

Márcio Greff

(São Luiz Gonzaga)

Michele Farias

(Caxias do Sul, Nova Araçá e Veranópolis)

Patrícia Ramos

(Santana do Livramento e Viamão)

Sandro Kroth

(Garibaldi e Venâncio Aires)

missrslatina.com 2

missrslatina@hotmail.com (51) 98935.0330

O

CARTA DO EDITOR: MICHAEL COSTA

s concursos de beleza são uma tradição no Rio Grande do Sul. Por aqui, as competições do tipo existem em diferentes formatos, nomes e estilos. Em minha vida, tais eventos tiveram papel fundamental, pois me auxiliaram nos caminhos percorridos desbravando as possibilidades de produzir conteúdo e de trabalhar com comunicação para um público segmentado e extremamente exigente. Além disso, o mundo da beleza me trouxe muitas experiências, amizades e lugares que, talvez, não estariam no meu roteiro de viagens. Toda essa caminhada tem como marco o ano de 2012, quando fui convidado a integrar a equipe do Miss Rio Grande do Sul Latina. Em um primeiro momento, causou-me estranheza o sufixo incorporado a algo que todos nós conhecemos. Mais tarde, o evento ganhou tamanha força que a palavra se tornou independente do conjunto e é muito comum usarmos apenas LATINA para

nos referirmos à disputa que conquistou o coração dos gaúchos. Assim que aceitei o desafio de assumir a franquia, eu sabia que muitas coisas mudariam. Porém, eu não imaginei o quanto essa jornada promoveria em mim um processo de autodescoberta. Nos últimos dez meses, descobri que com trabalho, honestidade e, principalmente, quando você acrescenta amor no que faz, as coisas acontecem. Ao chegar no momento em que redijo esse texto, o sentimento é de realização e de gratidão. Consegui me aproximar de pessoas incríveis e mantive por perto quem acredita em projetos como esse. Confiança. Essa é a palavra da primeira edição sob minha direção. Primeiro, no sentido de você acreditar no seu potencial. Segundo, porque qualquer tipo de relação só se constrói se existir esse elo entre as pessoas. Agradeço a todos que confiaram no meu trabalho e que estão ajudando a escrever mais um capítulo dessa história. Boa leitura e nos vemos na próxima edição!


Fazendo parte dos seus grandes momentos! Atendimento personalizado para noivas, formandas, debutantes, misses e cortes municipais

@estilistaflaviosoares

3


Coração

| COORDENADORES

No

A

Créditos: Rafael Atz, Marlova Homem E Giovani Bentti/ Divulgação

o longo dos dez anos de Miss RS Latina, muitos momentos se tornaram inesquecíveis na história de quem passou pelo concurso. Nessa trajetória, não há como deixar de mencionar o trabalho de Luciano Vianna e Tiago Stein, dupla que esteve à frente da direção do evento nos anos de 2012 a 2016. Fãs dos concursos de miss, ambos tiveram papel fundamental no fortalecimento da franquia no estado. Isso porque, embora a disputa já tivesse revelado as suas três primeiras reinas, foi

4

durante essa organização que o evento ganhou notoriedade e que uma gaúcha venceu o Miss América Latina. Tudo começou no início do ano de 2012, a partir de uma inscrição no site do concurso nacional. Luciano se inscreveu para realizar a etapa no estado e teve a aprovação do diretor, Fernando Bandeira. Desse momento até a final do primeiro concurso organizado pela dupla, passaram-se apenas seis meses. “A primeira edição teve só um dia, pois não sabíamos como seria a receptividade do público e, para a nossa surpresa,

Antigos diretores relembram momentos marcantes da trajetória do evento

tivemos 33 candidatas inscritas. Realizar um grande evento e com tantas meninas lindas foi inesquecível”, relembra Vianna. Em julho de 2016, chegava ao fim a era da coordenação dos diretores. Porém, o carinho pelo evento é tão grande que, no retorno da franquia, Luciano e Tiago resolveram voltar ao mundo da beleza, assumindo uma coordenação municipal, depois de uma pausa de dois anos sem participação. A dupla respondeu algumas perguntas sobre o evento e relembrou momentos dessa trajetória. Confira:


Crédito:arlos Sillero /Divulgação

Papo com eles: Qual era a marca da coordenação?

Qual era a parte mais realizadora no evento?

Era a união entre coordena-

Com certeza, a parte mais rea-

dores e candidatas. Éramos

lizadora na produção do evento

uma grande família, fazíamos

era a noite da final. Esse era o

questão de falar isso sempre.

ápice de um ano de trabalho.

Tem alguma latina que é a favorita de vocês? Qual e por quê?

A que vocês atribuem a receptividade do público ao concurso?

Todas as vencedoras nos

Acreditamos que o Latina

deram muitas alegrias e ami-

firmou no coração dos

zades que duram até hoje.

gaúchos um grande carinho,

Não podemos dizer favorita,

coisa que permaneceu mes-

pois gostamos de todas, mas,

mo com as trocas de coorde-

guiados pelos resultados, Júlia

nações. O concurso é alegre e

Guerra. Ela fez história e até

as misses sempre são presti-

hoje inspira as candidatas.

giadas em suas cidades.

5


| MISS AMÉRICA LATINA

JÚLIA GUERRA:

a gaúcha que conquistou a América Latina POR LIDIANi LEHNEN

B

eleza que vai além. É como Júlia Guerra, a última brasileira a vencer o Miss América Latina del Mundo, em 2013, vê o concurso. Ela considera que foi valorizada por ser quem é e que venceu na simplicidade, na humildade e por mostrar os princípios e valores que aprendeu desde pequena com seus pais. Sem ser favorita na etapa nacional, se dedicou ao máximo e conquistou a coroa. Na internacional, cativou até as concorrentes. “Correu boato que uma candidata teria comprado o título, o que

Crédito: Rafael Atz e Marlova Homen/Divulgação

6

desanimou algumas meninas. Decidi fazer o meu melhor até o fim e confiei na idoneidade do evento. Na final, éramos eu e ela e, nos bastidores, as outras candidatas gritavam ‘Brasil’. Fui anunciada e elas invadiram o palco para me abraçar. Arrepio de lembrar”. Júlia não perde uma transmissão de concursos de beleza, faz apostas dos tops e troca figurinhas com amigos. Ela guarda com carinho o que viveu. “É muito legal representar teu Estado e teu País. Mostrei nossa cultura e o quanto a mulher gaúcha e brasileira tem garra, força, corre atrás dos sonhos e não foge da luta”.


Da Júlia menina para a Júlia mulher Empreendedora,

Júlia

Ping-pong é

quiropraxista e dona de uma clínica no Rio de Janeiro. Aos 29 anos, está casada e cheia de planos. Com o passar dos anos, o que segue é a rotina agitada. Na época era a faculdade, make e penteados, entrevistas, salto alto e cílios postiços o dia todo. Hoje, é o expediente no consultório,

Um hobby: Fazer trabalho voluntário Um livro: Rumo ao lugar desejado (Tiago Brunet) Uma música: Oceans (Hillsong United) Não falta no necessaire: Desodorante (risos) Dica de beleza infalível: Ser feliz. O brilho no olhar de quem é feliz é infalível. Não existe maquiagem que deixe alguém tão bonito, quanto daquele que transparece felicidade.

trabalho voluntário, mais estudos, cursos e seminários. Ela considera que o concurso

A trajetória da loira

a transformou de forma muito positiva. “Mostrou que posso conquistar meus sonhos, trouxe amigos e o melhor, não me transformei em nenhum personagem, fui eu mesma, amadureci e me tornei a pessoa que sempre quis ser”.

Agosto de 2012 Na etapa estadual, Júlia supera outras 32 candidatas e se torna Miss RS Latina representando a cidade de Soledade

Novembro de 2012 Setembro de 2013 Em Recife, Júlia se destaca e torna-se a segunda gaúcha a vencer o Miss Brasil Latina, garantido vaga ao internacional

Na Riviera Maya (Méx), Júlia rompe um hiato de duas décadas sem título para o Brasil e torna-se a Miss América Latina 2013

7


| FOTÓGRAFO OFICIAL

RA FA EL BEDE

“Assumi a fotografia não só como profissão, mas como estilo de vida”

A

fotografia surgiu na vida de Rafael Bede no final da adolescência. No começo, o seu contato com a área foi em frente às câmeras, pois, nesse mesmo período, iniciava também a sua carreira como modelo. Os primeiros cliques aconteceram no ano de 2013, utilizando equi8

pamento de amigos. Desde então, Rafael não parou mais. “Foi neste momento que descobri que o que me encantava não era ser modelo, e sim fazer parte da criação de uma fotografia”, conta. Ele enxergava o processo como uma forma de criar arte e logo percebeu que poderia fazer a diferença na vida das pessoas com essa forma de expressão. “Assumi a fotogra-

fia não só como profissão, mas como estilo de vida”, relembra. E esse foi, justamente, o momento mais marcante da sua trajetória até aqui: quando descobriu que a fotografia poderia ser o seu trabalho. “A fotografia me transformou e ainda transforma”. Confira a seguir entrevista com o fotógrafo oficial do Miss Rio Grande do Sul Latina:


Entrevista Qual é a expectativa em clicar, pela primeira vez, um concurso de miss? Eu sou apaixonado por estética. Adoro estudar e transmitir em minhas fotografias, a natureza da beleza. Então, criar fotos lindas com todas essas meninas vai ser incrível. Acredito que a ideia do concurso está em harmonia com tudo que acredito como fotógrafo. Tem alguma técnica que vais destacar, que é diferente do que, usualmente, produz? O processo de mostrar a beleza e a naturalidade é o mesmo sempre! A preparação da fotografia tem o mesmo nível de cuidado e empenho, independente do assunto. A pós-produção também leva o mesmo cuidado. Talvez isso seja uma exclusividade do meu estilo. Como te sentes em ser o fotógrafo oficial do concurso?

Lisonjeado! Jamais imaginei que faria parte de um concurso tão incrível assim. A experiência está sendo ótima, me sinto super bem acolhido. O que está achando do elenco da edição e da proposta do Miss RS Latina? O elenco está exuberante! Meninas com uma beleza bem característica e difícil de comparar. Fico feliz em ser apenas fotógrafo e não ter que avaliar. A proposta do concurso me surpreendeu, acredito que essa edição vai ser marcante. Qual você considera ser o seu estilo fotográfico? Eu acredito que meu estilo favorito é o artístico/ autoral. Acho o trabalho jornalistico e documental incrível, amo fazer retratos também, mas o principal é sentir que a fotografia é arte, que pode ser impressa e pendurada na parede como decoração.

9


| CRÔNICA DO LATINA

TODA MISS TEM

DNA DE ARTISTA

OPINATIVO: POR LUCAS DALFRANCIS

“O Miss Rio Grande do Sul Latina surpreende justamente pela destreza”

10

Crédito: Rafael Atz / Arquivo


S

ou aficcionado por arte. Tudo que envolve talento tem minha especial atenção. É assim na música, no campo da atuação cênica, no encaixe da escrita. A admiração pelo belo não responde ao pecado da vaidade, mas integra o ecossistema humano que se retroalimenta pela lei da atração. É assim o ciclo da vida. Você nasceu desse plano espiral. Movido pelo tesão da apreciação. A resenha acima - metade poeta e a outra metade colérica - serve para clarear uma razão: concursos de beleza não se limitam a uma competição rasa de culto a simetria estética. Trata-se de um palco de arte, cuja seleção busca a mais rara intérprete. Quiçá por isso, certames da natureza estejam há décadas no coração dos gaúchos. A alma gaudéria acumula talentos. Andar, vestir-se, saber olhar, dizer, ouvir e pensar é pura arte. Ter coragem,

perseverar e conquistar é do terreno das humanas. Toda menina miss é uma grande artista. Pode ser atriz, bailarina, modelo, o que bem entender. Nasceu para o palco, ascenda a luz. Outro fato que merece análise: tudo que é repetido demais - por melhor que seja - fica chato. É assim com o caminho, a balada, até o namorado. Reinventar-se é o segredo da vida. Elixir de sucesso. E o Miss Rio Grande do Sul Latina surpreende justamente pela destreza. Ressuscita o evento com faces plurais, representação de todas as parte do mapa gaúcho e com alto nível de quilate humano. Muita qualidade. Requinte no preparo, comunicação arejada, rico capital de participantes, disposição para o certo. Eis a percepção que me seduz e mobiliza a fazer parte. Sem medo de errar: nasce em 2019 um dos produtos mais ousados do campo da arte, do bonito e do bem. Daqui ao infinito! 11


Crédito: Carlos Sillero /Divulgação

| MATÉRIA DA CAPA

FLÁVIA TOLFO E o desafio de ser a cara do concurso na edição de retorno do evento

O

Miss Rio Grande do Sul Latina é um evento muito popular no estado. Logo que surgiu, atraiu olhares e revelou beldades que foram destaque no cenário da beleza gaúcha. Em 2016, encerrava-se um ciclo do concurso que ficaria por duas edições sem realização. No final de 2018, a nova organização assume a franquia com o desafio de encontrar uma representante que pudesse ser indicada direto à fase nacional. Depois de alguns nomes e possibilidades, a coordenação chegou aos promotores do município de Alegrete e surgiu a in12

dicação de Flávia Tolfo (25). A loira tinha acabado de participar de outro evento de beleza onde havia sido destaque e, junto com seus promotores locais, aceitou o desafio de ser a nova Miss RS Latina. “Fiquei muito empolgado em ter a Flávia como a minha primeira Latina. Pelo telefone, conversamos sobre os primeiros passos e comentei sobre quanto trabalho tínhamos pela frente. Afinal, reativar um concurso que há dois anos não acontecia, demandaria muito esforço, principalmente da parte da miss, que acaba sendo a cara do evento”, relembra o diretor da etapa estadual, Michael Costa.


Preparação: Etapa Nacional O trabalho de preparação de Flávia foi fruto de um colab entre a organização estadual junto à municipal. Grande parte do trabalho foi realizado no município de Alegrete, cidade natal da Latina e onde a maioria dos apoios e parcerias foram fechados pelos promotores Oswaldo Senador e Miguel Ferrari. Da parte estadual, ficou a divulgação das parcerias e da preparação, a organização e produção do ensaio oficial, bem como o fechamento dos trajes típico e de gala e a montagem do guarda-roupa da latina gaúcha.

Na fase nacional

FLÁVIA

FOI

TOP 4

Essas empresas apoiaram Flávia Tolfo na sua partipação no MBL: Ana Brum Semijoias, Clauce Cabelo e Arte, Clínica Foletto, Estação Alegrete, Farmácias Manipulato, Estilista Flávio Soares, Ferrari Imagens, Hera Academia, Maison Renomadi Calçados, Musy Store, Óptica e Relojoaria Renomadi, Roberta Budel Micropigmentação, Rodrigo Farcili Odontologia, Salão Divas, Territótio, Tulipa e Unopar

13


| BELEZA MASCULINA

FASHION MAN RS Renato Souza é o primeiro gaúcho a representar o novo evento masculino no estado

O

s concursos de beleza femininos são uma tradição no Rio Grande do Sul. Porém, quando se fala de eventos voltados ao público masculino, o cenário é bem diferente. Durante muito tempo, houve resistência dos homens quanto à participação nas competições do tipo. Até poucos anos atrás, 14

não havia permissão para a vaidade entre eles, muito menos espaço para que os homens se interessassem por moda. Hoje, o mercado de produtos de beleza masculina bate recordes de crescimento e a preocupação com a aparência deixou de ser algo exclusivo das mulheres. Isso refletiu diretamente na atração dos homens por eventos de beleza,

pois a vaidade masculina já não é mais um tabu na sociedade. Desde o final do primeiro semestre de 2019, um novo concurso foi lançado no estado, trazendo inovação diante do que já vem sendo realizado no Rio Grande do Sul. E nesse lançamento, quem é a cara do projeto é Renato Souza (30), engenheiro químico, empresário e professor.


Um novo começo

O Fashion Man RS vai reunir moda, beleza, comportamento e estilo. A ideia é integrar as tradicionais competições de beleza ao universo fashion. “Quando falamos em moda, não é seguir à risca o que é apresentado nas passarelas pelas grandes grifes, mas, sim, representar estilo e expressar traços da sua personalidade através do vestuário. É isso que vamos ter no concurso”, afirma Michael Costa, responsável pela franquia no estado. Outro detalhe reforçado pelo diretor é quanto a atuação dos participantes nas mídias sociais. Segundo Michael, os candidatos do Fashion | Mans RS tem que ser midiáticos, articulados e com personalidade. Crédito:Thiago Duran /Divulgação

15


O elenco

N

o ano em que o Miss RS Latina celebra uma década de existência, também é realizada a edição de retorno do concurso. Vinte e cinco candidatas fazem parte deste momento. A maioria delas representa cidades que nunca estiveram na disputa, o que marca um novo momento do concurso. Entre as beldades, loiras, morenas, negras e também uma ruiva, mostrando a diversidade da beleza presente no grupo. Além da estreia de municípios na competição, o elenco da edição de dez anos revela outra curiosidade: grande parte das concorrentes é estreante nas competições de miss. “É um grupo de caras novas, mas se engana quem pensa que isso reflete inexperiência ou falta de preparo. As latinas estão surpreendendo e não arrisco em afirmar que temos candidatas com potencial para disputas internacionais”, diz Michael Costa, diretor da franquia. Ao lado, o grupo da edição:

Crédito:Rafael Bede/Especial

| CANDIDATAS MUNICIPAIS

Antônio Prado Roberta Benetti

Bento Gomçalves Shaiane Ticz

Candelária Melisa Frantz

Canela Naila Garcia

Canoas Loraine Lumatelli

Caxias do Sul Larissa Rinaldi

Dom Feliciano Tainara Bueno

Erechim Luciana Silva

Garibaldi Larissa Furlanetto

Gramado Cristine Sartor

Guaporé Karine Balbinot

Lagoa Vermelha Tainara Moraes

Nova Araçá Rafalea Betin

Novo Hamburgo Larissa Linhares

Parobé Leila Venite

Porto Alegre Gabriele Bock

Salto do Jacuí Eduarda Martinelli

Salvador do Sul Alexsandra Becker

Santa Maria Gabriela Souza

Santana do Livramento Tainara Machado

São Leopoldo Nathália Rosa

São Luiz Gonzaga Larissa Marques

Venâncio Aires Daiara Stein

Veranópolis Fernanda Fracasso

Viamão Natielen Corrêa

Beleza: Camila Souza, Cris Ferreiras, Gabi Santos (Blessed Beauty Concept), Eduarda, Schlemmer, Lucas Cosme, Tami During, Valéria Carvalho e Ygor Mello

16


17


| PREPARAÇÃO E PRODUÇÃO

DE LONGA DATA A parceria da Clínica Foletto vem de longa data. Foi no ano de 2012 que o espaço começou a atender as vencedoras do concurso e a participar da preparação da candidata gaúcha. No início de 2019, o novo diretor do latina visitou a clínica e renovou a parceria. A eleita nessa edição segue

Drops LATINA Crédito: Nathan Carvalho/Divulgação

CABELOS E PELE SAUDÁVEIS A médica dermatologista, Gabrielle Adames tem papel importante nessa edição. Além de trazer dicas preciosas para as candidatas à coroa, a profissional também vai acompanhar a vencedora do evento durante o seu reinado como Miss Latina. Responsável pela saúde da pele e dos cabelos da nova rainha da beleza gaúcha, Gabrielle vai integrar o júri que terá a difícil missão de eleger a representante gaúcha ao Miss Brasil Latina 2020.

médico Jacson Foletto para a fase nacional da

Crédito: Arquivo/Divulgação

disputa de beleza.

Crédito:Rafael Bede/Especial

recebendo cuidados do

VISITA AO INSTITUTO SORRIFÁCIL Faltando menos de trinta dias para a grande final, as candidatas dessa edição reuniram-se pela primeira vez em programação oficial do evento. Na ocasião, as latinas participaram da produção do ensaio oficial e visitaram a sede do Instituto Sorrifácil, patrocinador do concurso. O dia de atividades ainda incluiu um tour pela sede da empresa e a realização de um procedimento que possibilita simular o resultado da aplicação de lentes de contato no sorriso. 18


Crédito:Rafael Bede/Especial

PELE BRONZEADA O mousse autobronzeador Sempre Verão é o novo produto da Key West Rayz. Como forma de promover a novidade, a marca chega ao Miss RS Latina divulgando a eficácia e resultados do seu lançamento. Durante a final do concurso, as candidatas

ESTILISTA HAMBURGUENSE As criações da hamburguense Daniela Setogutti fazem sucesso nos concursos de beleza e foram a escolha da organização para o ensaio oficial com as candidatas. Minimalistas e exclusivas, as peças imprimem todo o glamour que se espera quando o assunto são vestidos de gala. No shooting, o clássico e elegante preto em três propostas e materiais. Luxo, poder e sofisticação.

vão usar Sempre Verão para destacar o bronze nos desfiles em traje de banho. A pele das latinas dourada e iluminada no evento.

NA MALA DA LATINA Parte dos looks usados por Flávia Tolfo, durante a fase nacional, foram sedidos pela Musy Store. A proprietária, Danna Musykant, prestou consultoria à candidata gaúcha e deixou aberta a parceria para o próximo ano. Crédito: Divulgação

Crédito:Rafael Bede/Especial

CANDY COLORS O Ateliê Areia Finnna assina as peças dos desfiles de traje de banho. As candy colors foram a escolha para esse momento.

SEREIA TRANSPORTES A empresa Sereia Transportes foi responsável pelo transfer da equipe de beleza que produziu as candidatas no ensaio oficial do concurso. Nesse dia, as misses também clicaram em frente ao veículo da organização que tem sede no município de Estância Velha (RS). 19


O REVOLUCIONÁRIO MOUSSE AUTOBRONZEADOR

by KEY WEST RAYZ

20

Profile for Michael Costa

LATINA em Revista - ED. 1  

Edição especial do concurso Miss RS Latina veiculada em 3 de agosto de 2019. Tiragem: 500 exemplares

LATINA em Revista - ED. 1  

Edição especial do concurso Miss RS Latina veiculada em 3 de agosto de 2019. Tiragem: 500 exemplares

Advertisement