__MAIN_TEXT__
feature-image

Page 1

CLAUDIO BERGSTEIN fotografias

GIOVANNA NUCCI ORG.


BRASIL

BELÉM

MANHATTAN ROMÊNIA

MARROCOS RÚSSIA

OSLO

BERGEN

BRASIL

BELÉM

MANHATTAN ROMÊNIA BRASIL

BELÉM

MANHATTAN ROMÊNIA BRASIL

BELÉM

MANHATTAN ROMÊNIA

MARROCOS

OSLO

BERGEN

BRASIL

BELÉM

ROMÊNIA

RÚSSIA BERGEN

BRASIL

BELÉM

MANHATTAN ROMÊNIA

FLORENÇA

RÚSSIA BERGEN

BRASIL

BELÉM

MANHATTAN

MARROCOS RÚSSIA

BERGEN

MARRAKESCH

SALVADOR

PAVIA

NOVGOROD

FEZ

BOLÍVIA

LETÔNIA

LITUÂNIA NOVGOROD

FEZ

BOLÍVIA

LETÔNIA

LITUÂNIA NOVGOROD

FEZ

BOLÍVIA

LETÔNIA

LITUÂNIA NOVGOROD

PAVIA

BOLÍVIA

LETÔNIA

LITUÂNIA NOVGOROD BOLÍVIA

LETÔNIA

LITUÂNIA NOVGOROD

OUSDA

CHILE

ATAC

SUCRE

ESTÔNIA

PERU

VLADIMIR

O

EQ

OUSDA

CHILE

ATAC

LA PAZ

SUCRE

ESTÔNIA

PERU

VLADIMIR

O

EQ

OUSDA

CHILE

ATAC

LA PAZ

SUCRE

ESTÔNIA

PERU

VLADIMIR

O

EQ

OUSDA

CHILE

ATAC

LA PAZ

SUCRE

ESTÔNIA

PERU

VLADIMIR

O

EQ

OUSDA

CHILE

ATAC

LA PAZ

SUCRE

ESTÔNIA

PERU

VLADIMIR

O

EQ

OUSDA

CHILE

ATAC

LA PAZ

SUCRE

ESTÔNIA

PERU

VLADIMIR

MANTOVA PADOVA

O

EQ

LA PAZ

MANTOVA PADOVA

PANTANAL

FERRARA

VLADIMIR

MANTOVA PADOVA

PANTANAL

SÃO PETERSBURGO

PERU

MANTOVA PADOVA

PANTANAL

FERRARA

ESTÔNIA

MANTOVA PADOVA

PANTANAL

FERRARA

SUCRE

MANTOVA PADOVA

PANTANAL

FERRARA

OURO PRETO

MOSCOU

LITUÂNIA

SÃO PETERSBURGO

MARRAKESCH

FLORENÇA

FEZ

OURO PRETO

FLORENÇA

LETÔNIA

SÃO PETERSBURGO PAVIA

MOSCOU

BOLÍVIA

FERRARA

OURO PRETO

MARRAKESCH

SALVADOR

FEZ

LA PAZ

MANTOVA PADOVA

SÃO PETERSBURGO PAVIA

MOSCOU

MARROCOS

OSLO

MARRAKESCH

SALVADOR

NOVGOROD

PANTANAL

FERRARA

OURO PRETO

FLORENÇA

LITUÂNIA

SÃO PETERSBURGO PAVIA

MOSCOU

MARROCOS

OSLO

MARRAKESCH

SALVADOR

FEZ

OURO PRETO

MOSCOU

LETÔNIA

SÃO PETERSBURGO PAVIA

FLORENÇA

RÚSSIA

MANHATTAN

MOSCOU

BOLÍVIA

FERRARA

OURO PRETO

MARRAKESCH

SALVADOR

FEZ

PANTANAL

SÃO PETERSBURGO PAVIA

FLORENÇA

RÚSSIA BERGEN

OSLO

SALVADOR

MARROCOS

OSLO

MARRAKESCH

FLORENÇA

RÚSSIA BERGEN

OURO PRETO

MOSCOU

MARROCOS

OSLO

ROMÊNIA

SALVADOR

CHILE

O

EQ

OUSDA

ATAC


ORURO

TITICACA

BOSTON

QUADOR

QUITO

GALÁPAGOS

AL

SICÍLIA

CAMA

BARCELONA

PATAGÔNIA

BRUGES

UZBEQUISTÃO

TITICACA

BOSTON

QUADOR

QUITO

GALÁPAGOS

SICÍLIA

CAMA

BARCELONA

PATAGÔNIA

BOSTON

QUADOR

QUITO

GALÁPAGOS

SICÍLIA

CAMA

BARCELONA

PATAGÔNIA

COLOMBIA

UZBEQUISTÃO

TITICACA

BOSTON

QUADOR

QUITO

GALÁPAGOS

SICÍLIA

CAMA

BARCELONA

PATAGÔNIA

COLOMBIA

TITICACA

BOSTON

QUADOR

QUITO

GALÁPAGOS

SICÍLIA

CAMA

BARCELONA

PATAGÔNIA

BOSTON

QUADOR

QUITO

GALÁPAGOS

SICÍLIA

CAMA

BARCELONA

PATAGÔNIA

COLOMBIA

TITICACA

BOSTON

QUADOR

QUITO

GALÁPAGOS

CAMA

SICÍLIA

BARCELONA

PATAGÔNIA

CUBA

PROVENCE

BOGOTÁ

SAMARCAND

BRUGES

CUBA

PORTUGAL

COLOMBIA

UZBEQUISTÃO

PARIS

BOGOTÁ

SAMARCAND

KHIVA

DINAMARCA

PROVENCE

ISRAEL

DORDOGNE NORUEGA

EGITO

CARTAGENA DE ÍNDIAS KHIVA

NORUEGA

KARAKALPAK

NORMANDIA

BOUKHARA

ISRAEL

DORDOGNE

EGITO

NORMANDIA

BOUKHARA

NORUEGA

KARAKALPAK

CARTAGENA DE ÍNDIAS

HAVANA

PARIS

KHIVA

DINAMARCA

ISRAEL

DORDOGNE

EGITO

CARTAGENA DE ÍNDIAS

HAVANA

NORUEGA

KARAKALPAK

NORMANDIA

BOUKHARA

ISRAEL

DORDOGNE

EGITO

KHIVA

DINAMARCA

NORUEGA

KARAKALPAK

NORMANDIA

BOUKHARA PROVENCE

BOGOTÁ

PORTUGAL

UZBEQUISTÃO

PARIS

KHIVA

CARTAGENA DE ÍNDIAS

HAVANA

SAMARCAND

BRUGES

ORURO

AL

CUBA

COLOMBIA

TITICACA

PROVENCE

BOGOTÁ

PORTUGAL

UZBEQUISTÃO

PARIS

ISRAEL

DORDOGNE

EGITO

CARTAGENA DE ÍNDIAS DINAMARCA

NORUEGA

KARAKALPAK

NORMANDIA

BOUKHARA

DORDOGNE

EGITO

KHIVA

DINAMARCA

ISRAEL

KARAKALPAK

NORMANDIA

BOUKHARA

HAVANA

SAMARCAND

BRUGES

ORURO

AL

CUBA

DINAMARCA

PROVENCE

BOGOTÁ

PORTUGAL

UZBEQUISTÃO

PARIS

KHIVA

CARTAGENA DE ÍNDIAS

HAVANA

SAMARCAND

BRUGES

ORURO

AL

PORTUGAL

NORMANDIA

BOUKHARA PROVENCE

BOGOTÁ

EGITO

CARTAGENA DE ÍNDIAS

HAVANA

PARIS

CUBA

DINAMARCA

PROVENCE

SAMARCAND

BRUGES

ORURO

AL

CUBA

COLOMBIA

TITICACA

PARIS BOGOTÁ

PORTUGAL

UZBEQUISTÃO

HAVANA

SAMARCAND

BRUGES

ORURO

AL

PORTUGAL

COLOMBIA

ORURO

AL

CUBA

ISRAEL

DORDOGNE NORUEGA

KARAKALPAK


1


agradecimentos

2

A Heloisa, minha mulher, pelo incentivo no projeto deste livro. Durante mais de 30 anos de viagens, ela sempre aceitou com paciência e bom humor a presença por vezes insistente da Canon. A Mauro, André, Rodrigo, Isabela e meus 9 netos. Dentre eles, três netas: Carol, Bia e Má já estão envolvidas pela magia da imagem capturada. A meu primo Lew Steinfeld, que me iniciou nos caminhos da fotografia e ainda hoje continua meu crítico mais sensível e rigoroso. A Daniela Marçal, pelo desenvolvimento do site de minha “galeria virtual”, que tanto prazer tem me dado nestes últimos 7 anos. Em especial a Giovanna Nucci e a Maurilio Garcia, pela competência na curadoria e no design & produção gráfica, levando assim a bom termo este livro. Da mesma forma a Marcelo Mesquita, meu editor. Finalmente, a todos os amigos que me acompanharam no site, estimulando com seu interesse o meu trabalho.


CLAUDIO BERGSTEIN fotografias

3


4


GIOVANNA NUCCI apresentação

5


Quando recebi o convite para participar do projeto de Claudio Bergstein imediatamente aceitei, animadíssima. Acompanho seu trabalho há algum tempo, e me rendo a sua capacidade entusiástica de prosseguir produzindo em meio a um mundo submerso em imagens, onde ele disciplinadamente dá continuidade a sua quase decana “exposição virtual”. Um exemplo a seguir. Porém, tão logo me dei conta da responsabilidade da tarefa a mim atribuída, um temor me abateu, explico. Não se tratava de mais um livro de fotógrafo, que na ideia inicial se sustentava numa pequena produção. Mas, sim, de deixar um pouco de sua matriz, de suas andanças e de seu olhar para além de seus amigos e família. Nesse desejo simples e genuíno estava para mim a relevância de seu projeto, pois se tratava de privilegiar aqueles que realmente fizeram diferença em algum momento de sua vida. E, no caso de Claudio, a vida inteira. Compreendi, então, que falávamos de história, de tudo que nos dias de hoje parece tão raro. Quando as experiências são rasas pois são múltiplas, e faz-se de tudo ao mesmo tempo subtraindo assim a intensidade do momento. Estamos diante de um livro de artista cujo tema é a memória. Essa prática é recente no Brasil, pouco mais de dez anos. A narrativa de um livro de artista evoca reflexão,

6

pesquisa, poesia, e, mesmo sendo único, por sua natureza múltipla se permite ser reproduzido em tiragens infinitas. Na década de 90, a fotografia experimental finalmente debuta no circuito das artes, e é nesse contexto que Claudio Bergstein volta seu olhar para sua produção iniciada muitos anos antes. Claudio começou a fotografar aos treze anos quando ganhou uma Leica no seu Bar Mitzvah. Mas, somente depois dos 30 anos ele passou a viajar constantemente e a formar seu portfólio particular. Claudio Bergstein é fotógrafo de um tempo onde a cor era um pouco esmaecida, por vezes roseada, advindo de um tipo de filme colorido, onde o magenta se tornava preponderante. Acredito que essa falta de cor, essa pouca densidade, tem um apelo visual que certas fotografias carregam consigo, a poeira da sua época. A beleza está justamente na ausência de contrastes, é a iconografia de um tempo. Não haveria a cor de hoje se não tivesse existido a ausência de cor de ontem. Vemos no livro muitas imagens quase descoloridas se comparadas à vivacidade das fotografias atuais. São advindas de filmes digitalizados que, por predileção pessoal, mantive assim, sem remasterização, característica dos “novos filmes” antigos. Na época os filmes eram compostos por três


camadas contemplando as cores primárias, vermelho, verde e azul. Foi incluída uma quarta camada, repetindo o verde, neutralizando a tonalidade magenta das fotografias que ainda eram de baixo contraste, em busca de aproximar, ao máximo, as cores das fotografias com a realidade. O contrário do que vemos hoje no digital. As fotografias que veremos aqui fazem parte de uma produção iniciada na década de setenta e que chega até os dias de hoje. Claudio aponta sua objetiva como se estivesse apenas olhando, observando, sem a preocupação de apreender o momento instantâneo. E essa naturalidade faz com que nosso olhar de espectador seja ágil como se estivéssemos com ele, ali, em cada momento, como se ele abrisse o caminho e facilitasse a nossa espreitada sem restrição. Ele divide generosamente seus momentos sem a preocupação de surpreender. Sua visão de mundo é permeada por seu rico repertório, ele flana no latu senso da palavra, é um guardador de momentos e encontros furtivos. Nem sempre o belo, nem sempre o inusitado, nem sempre o incrível, ele simplesmente os coleciona. Temos o melhor de um profissional quando sua experiência vivida é vasta, e isso aqui se torna claro, com um observador cujo olhar descomprometido pode vagar por tantas áreas e lugares sem perder seu rumo.

Nada passa batido ou invisível ao seu foco. A visão política está em seu repertório com um ótimo toque de humor. Assim como se esgueira por janelas e vitrines, sempre à espreita de coisas genuínas e gostosas, como se indagasse: “Do que eles estão falando?” Ou nos convidasse: “Vamos dar um passeio?” É assim que Claudio nos instiga a participar do seu mundo imagético. Na busca por uma narrativa visual, me permiti flanar por suas fotografias tal qual o próprio fotógrafo, sem me ater a datas, locais ou objetos. A edição finalmente se inicia pela pura apreciação das imagens, deleite visual sem implicações com temas ou significados. Nossa proposta foi exatamente “pensar por imagens”. Deixando, momentaneamente, de lado o contexto, histórias, estórias e indexação. Fato um pouco incômodo para o autor que tem predileção por títulos, como se fosse uma necessidade de fechar território e definir os que pertencem a um mesmo mundo. A cor se torna, portanto, uma grande aliada na roteirização deste tomo, o que fez com que eu me rendesse à necessidade de intitular alguns capítulos. Inspirada pelo título de um filme, que trata de outra cor e outros assuntos também presentes neste livro, quase como uma consequência da edição de tal capítulo surgiu “vermelho é a cor mais quente”, que nos dá uma noção clara de que

7


Claudio acolheu o digital como uma ferramenta definitiva em sua narrativa. Enfim ele pôde se expressar com toda a intensidade que o advento do digital permite, ele é mais que contemporâneo. Claudio é um fotógrafo de poucos cliques, mesmo com a quase infinita multiplicidade da fotografia digital. Ele continua elegendo seus momentos e se satisfazendo com eles. Há atualmente uma predileção pelo formato paisagem, horizontal. No livro, salvo a licença a mim aferida, onde por força da estética pude radicalizar em cortes quadrados dentre outros, encontramos apenas uma fotografia originalmente no formato portrait, vertical. As demais, sem exceção, são panorâmicas, visão advinda da modernidade. Temos todos os dispositivos de visualizações tais como televisão, computador, cinema, no formato horizontal, por isso nos acostumamos a ver assim. Porém, não se trata de um olhar incauto, a pesquisa é fonte permanente de seus cliques. Ele me contou entusiasmado: “Na Lituânia encontrei faixas nas lápides.

8

São uma homenagem, foram enterrados ali os corpos dos soldados franceses que morreram na derrocada de Napoleão.” Como mencionei anteriormente nada passa despercebido diante dele. Quando se trata da subjetividade inerente ao corpo de um trabalho, ou de uma história percorrida por mais de cinquenta anos de produção, poderíamos divagar por horas. Porém, na necessidade de traçar um roteiro, cujo objetivo seria ligar o conjunto das obras num ritmo tranquilo e sutil tal e qual sua própria produção, demos início às predileções ora estéticas, ora temáticas. Numa linguagem ora assertiva, ora onírica e metalinguística, Claudio Bergstein escreve aqui, por meio de imagens, um conto para aqueles que são amantes de viagens, do prazer de olhar, de rememorar. O tempo que passa, a arte, as reminiscências, jovens, idosos, as etnias, o velho mundo são expressões desse irrequieto e inventivo fotógrafo. Como ele mesmo afirma categoricamente: “A fotografia para mim não é um hobby, é uma paixão!”.


9


10


HELOISA TOLLER GOMES algumas palavras

11


12


Ao enfocar pessoas e aspectos da natureza; ao se ocupar de seres vivos e do que é inanimado, do momentâneo e fugaz ao (aparentemente) perene, a arte de Claudio Bergstein procura, desde que ele tem se dedicado à fotografia – ou seja, ao longo de toda a sua existência adulta – captar e valorizar instantes memoráveis de vida. Assim, suas fotos expressam e desvelam facetas da vida e da morte, da infância e da velhice, de amores, encontros e suas faces. Ali também se mostra o trabalho humano, a par de instantes em suspenso de puro lazer, cheios de entusiasmos e surpresas. Por vezes, as fotos recorrem a locais majestosos (a realçar, a atração de Claudio pelo universo dos desertos e pela beleza plástica de que estes se revestem); outras vezes, trabalham um minimalismo sofisticado, delicadíssimo. O fotógrafo surpreende e se deixa surpreender. Em seus trajetos e deslocamentos através do Brasil e

do mundo – com destaque à América Latina e a (des) conhecidos recantos de outros hemisférios – Claudio efetua jogos caleidoscópicos de formas, cores, luzes e sombras. E ainda, potencialmente, de palavras: algumas de suas fotos dariam margem a contos e poemas, já o disse alguém. Sua coleção fotográfica é depoimento e comentário. Emoção filtrada, serenamente – o que tem tudo a ver com a personalidade emotiva e discreta deste artista que, pela primeira vez, expõe o seu trabalho em livro impresso. A nacionalidade brasileira, a origem carioca, em nada limita a sua apreensão, local e universal, do entorno em que circula – ao contrário. A cada dia, a partir das complexidades de sua realidade e experiência, Claudio aprimora a sua maneira muito especial de ver e de dar-a-ver o mundo. São fotos que falam por si. E de quem as realiza.

13


latinidade

cachoeira, bahia 1988

14


15


rio negro, amazonas 2002

16


foz do rio preguiรงa, maranhรฃo 2003

17


s達o luiz, maranh達o 2003

18


havana, cuba 2005

19


feira da preguiรงa salvador, bahia 2011

20

varadero, cuba 2005


21


carnaval de oruro bolĂ­via 2000

22

carnaval de oruro bolĂ­via 2000


23


ver de

la paz, bolĂ­via 2000

24


25


altiplano, bolĂ­via 2000

26

altiplano, bolĂ­via 2000


27


28


altiplano, bolĂ­via 2000

altiplano, bolĂ­via 2000

29


vladimir, rĂşssia 2006

30


dordogne, franรงa 2013

31


bananal, s達o paulo 1988

32


riga, let么nia 2004

33


atacama

s達o pedro de atacama, chile 2008

34


35


36


atacama, chile 2008

atacama, chile 2008

37


atacama, chile 2008

38


39


atacama, chile 2008

40


41


42


habitar

barcelona, espanha 2010

43


bruges, bĂŠlgica 2007

44


normandia, franรงa 2011

45


curta de argo, romĂŞnia 2007

46


47


redondo, portugal 1988

48


redondo, portugal 1988

49


frente & verso

50


51


52


53


“le bonheur” rueil, frança 2011

54


55


vendo a vida passar

portalegre, portugal 1988

56


57


aix en provence, franรงa 1997

58


salon de provence, franรงa 1997

59


that’s the guy sicília, itália 1996

60

acerto de contas sicília, itália 1996


61


redondo, portugal 1998

62


sibiel, romĂŞnia 2007

63


64


65


[pag 064] quarto de hemingway havana, cuba 2005 [pag 065] novgorod, russia 2006

manhattan, new york 2001

66


67


vilnius, litu창nia 2004

68

havana, cuba 2005


dordogne, franรงa 2013

dordogne, franรงa 2013

69


galรกpagos, equador 2013

70


yourts karakalpak, usbequist達o 2012

71


72


[pag 074] la paz, bolĂ­via 2000 [pag 075] la paz, bolĂ­via 2000

lavores

maramures, romĂŞnia 2012

73


74


75


vale do jequitinhonha, minas 1987

76


caminho de tiradentes, minas 1984

77


no caminho de samarcand uzbequist達o 2012

78


no caminho de samarcand uzbequist達o 2012

79


[pag 084] sicĂ­lia, itĂĄlia 1996 [pag 085] odense, dinamarca 2003

sentinelas

ouro preto, minas 1978

80


81


tiradentes, minas 1997

82


sicĂ­lia, itĂĄlia 1996

83


84


85


freedom trail boston, usa 1999

86


87


boston, usa 1999

88


89


90


91


[pag 090] la grande armÊe vilnius, lituânia 2004 [pag 091] millerton, nova york 2008

la paz, bolĂ­via 2000

92


93


94


95


ouro preto, minas 1984

96


ouro preto, minas 1984

97


jerusalĂŠm, israel 1993

98


99


100


bruges, belgica 2007

101


sicĂ­lia, itĂĄlia 1996

102


103


a hora do azul vilnius, litu창nia 2004

104


bergerac, franรงa 2013

105


khiva, uzbequist達o 2012

106


107


108


boukhara, uzbequist達o 2012

109


110


111


112


113


[pag 110] samarcand, uzbequistão 2012 [pag 111] novgorod, rússia 2006 [pag 112] boukhara, uzbequistão 2012 [pag 113] samarcand, uzbequistão 2012

vermelho é a cor mais quente

vila nova de gaia, portugal 1988

114


115


116


[pag 118] nova york, eua 2008 [pag 119] talin, estônia 2004 lego-lego paris, frança 2009

baie de somme, frança 2013

117


118


119


trangress達o barcelona, espanha 2010

120


pĂŠ de boi rio de janeiro 2008

121


estocolmo, suĂŠcia 2008

122


big mac new york, usa 2008

123


la paz, bolĂ­via 2000

124


potosi, bolĂ­via 2000

125


sicĂ­lia, itĂĄlia 1996

126


palermo, sicĂ­lia 1996

127


palimpsesto

bruges, bĂŠlgica 2007

128


129


harlem, new york 2001

130


george enescu bucarest, romĂŞnia 2007

131


havana velha, cuba 2005

132


133


tribeca, new york 2008

134


copenhagen, dinamarca 2003

135


136


137


138


[pag 136] harlem, new york 1995 paris, fran莽a 1999

[pag 137] harlem, new york 1995

village, new york 2001

tallin, est么nia 2004

139


140


141


[pag 140-141] harlem, new york 1995

siguisoara, romĂŞnia 2007

142


143


144


145


146


147


[pag 144] bucarest, romĂŞnia 2007 [pag 145] bergen, noruega 2010

lado de lĂĄ

porto, portugal 1988

148


149


manaus, amazonas 2002

150


manaus, amazonas 2002

151


152


153


154


[pag 152] manaus, amazonas 2002 [pag 153] costa amalfitana, itรกlia 1996

grojelac, franรงa 2012

155


norte da รกfrica

gizeh, cairo 1992

156


157


158


159


marrakesh, marrocos 1978

160

marrakesh, marrocos 1978


161


162


[pag 158] gizeh, egito 1992 [pag 159] luxor, egito 1992

corrida moulay idriss, marrocos 1978

163


marrakesh, marrocos 1978

164


meknes, marrocos 1978

165


cairo, egito 1992

166


167


floresta de compiègne, frança 2012

168


169


aigues mortes provence, franรงa 1997

170


lacu rosu, romĂŞnia 2007

171


172


173


174


[pag 172-173] baie de somme, franรงa 2012

baie de somme, franรงa 2012

175


finisterra

skagen, dinamarca 2003

176


177


Dados Internacionais de Catalogação na Publicação (CIP) (Daniela Momozaki – CRB8/7714)

B4997

Bergstein, Claudio Fotografias / Giovanna Nucci (curadoria), Heloisa Toller Gomes (apresentação) – Rio de Janeiro, Editora Leblon, 2014. 192p. ISBN: 978-85-62835-02-5 1. Fotografia I.Bergstein, Claudio II.Nucci, Giovanna III. Gomes, Heloisa Toller IV. Título

CDD 779 CDU 77

Índice para o catálogo sistemático 1. Fotografia : 779 2. Fotografia : 77

178


Editora Leblon Coordenação Editorial Vera Castello Branco Rachel Balassiano Direção de Arte Giovanna Nucci Fotografias Cláudio Bergstein Edição das imagens Giovanna Nucci Tratamento das Imagens RG Assessoria de Imagem Produção Gráfica e Fechamento de Arquivo Maurílio Garcia de Araújo - Estúdio Matiz Revisão Roberta Lahmeyer Textos Giovanna Nucci / Heloisa Toller Gomes Impressão Graficos Burti

179


Claudio Bergstein, engenheiro por formação, teve sempre na fotografia uma atividade em que combina o cuidado da documentação e a alegria do desafio estético. Como engenheiro, atravessou grande parte do Brasil e do mundo; como fotógrafo, viajou em diversos hemisférios – percorrendo inclusive, com olhos de artista, o seu país e a sua cidade natal, o Rio. Participou de algumas exposições. Dentre elas, a exposição resultante da viagem ao Egito onde articulou o seu interesse visual às observações literárias e jornalísticas de Eça de Queirós (Rio Design Center, Rio de Janeiro, 1993). O site que desenvolve desde 2006 empreende “exposições virtuais” de alguns de seus melhores momentos, e tem contado com um número grande de visitantes. Claudio é casado, tem filhos e netos, e vive e trabalha no Rio de Janeiro.

© 2014

ricardo pecego

180


BRASIL

BELÉM

MANHATTAN

ROMÊNIA

MARROCOS RÚSSIA

OSLO

BERGEN

BRASIL

BELÉM

MANHATTAN

ROMÊNIA

BRASIL

BELÉM

MANHATTAN

ROMÊNIA

BRASIL

BELÉM

MANHATTAN

ROMÊNIA

MARROCOS

OSLO

BERGEN

BRASIL

BELÉM

ROMÊNIA

RÚSSIA BERGEN

BRASIL

BELÉM

MANHATTAN

ROMÊNIA

FLORENÇA

RÚSSIA BERGEN

BRASIL

BELÉM

MANHATTAN

MARROCOS RÚSSIA

BERGEN

MARRAKESCH

SALVADOR

PAVIA

NOVGOROD

FEZ

BOLÍVIA

LETÔNIA

LITUÂNIA NOVGOROD

FEZ

BOLÍVIA

LETÔNIA

LITUÂNIA NOVGOROD

FEZ

BOLÍVIA

LETÔNIA

LITUÂNIA NOVGOROD

PAVIA

BOLÍVIA

LETÔNIA

LITUÂNIA NOVGOROD BOLÍVIA

LETÔNIA

LITUÂNIA NOVGOROD

OUSDA

CHILE

ATAC

SUCRE

ESTÔNIA

PERU

VLADIMIR

O

EQ

OUSDA

CHILE

ATAC

LA PAZ

SUCRE

ESTÔNIA

PERU

VLADIMIR

O

EQ

OUSDA

CHILE

ATAC

LA PAZ

SUCRE

ESTÔNIA

PERU

VLADIMIR

O

EQ

OUSDA

CHILE

ATAC

LA PAZ

SUCRE

ESTÔNIA

PERU

VLADIMIR

O

EQ

OUSDA

CHILE

ATAC

LA PAZ

SUCRE

ESTÔNIA

PERU

VLADIMIR

O

EQ

OUSDA

CHILE

ATAC

LA PAZ

SUCRE

ESTÔNIA

PERU

VLADIMIR

MANTOVA PADOVA

O

EQ

LA PAZ

MANTOVA PADOVA

PANTANAL

FERRARA

VLADIMIR

MANTOVA PADOVA

PANTANAL

SÃO PETERSBURGO

PERU

MANTOVA PADOVA

PANTANAL

FERRARA

ESTÔNIA

MANTOVA PADOVA

PANTANAL

FERRARA

SUCRE

MANTOVA PADOVA

PANTANAL

FERRARA

OURO PRETO

MOSCOU

LITUÂNIA

SÃO PETERSBURGO

MARRAKESCH

FLORENÇA

FEZ

OURO PRETO

FLORENÇA

LETÔNIA

SÃO PETERSBURGO PAVIA

MOSCOU

BOLÍVIA

FERRARA

OURO PRETO

MARRAKESCH

SALVADOR

FEZ

LA PAZ

MANTOVA PADOVA

SÃO PETERSBURGO PAVIA

MOSCOU

MARROCOS

OSLO

MARRAKESCH

SALVADOR

NOVGOROD

PANTANAL

FERRARA

OURO PRETO

FLORENÇA

LITUÂNIA

SÃO PETERSBURGO PAVIA

MOSCOU

MARROCOS

OSLO

MARRAKESCH

SALVADOR

FEZ

OURO PRETO

MOSCOU

LETÔNIA

SÃO PETERSBURGO PAVIA

FLORENÇA

RÚSSIA

MANHATTAN

MOSCOU

BOLÍVIA

FERRARA

OURO PRETO

MARRAKESCH

SALVADOR

FEZ

PANTANAL

SÃO PETERSBURGO PAVIA

FLORENÇA

RÚSSIA BERGEN

OSLO

SALVADOR

MARROCOS

OSLO

MARRAKESCH

FLORENÇA

RÚSSIA BERGEN

OURO PRETO

MOSCOU

MARROCOS

OSLO

ROMÊNIA

SALVADOR

CHILE

O

EQ

OUSDA

ATAC


ORURO

TITICACA

BOSTON

QUADOR

QUITO

GALÁPAGOS

AL

SICÍLIA

CAMA

BARCELONA

PATAGÔNIA

BRUGES

UZBEQUISTÃO

TITICACA

BOSTON

QUADOR

QUITO

GALÁPAGOS

SICÍLIA

CAMA

BARCELONA

PATAGÔNIA

BOSTON

QUADOR

QUITO

GALÁPAGOS

SICÍLIA

CAMA

BARCELONA

PATAGÔNIA

COLOMBIA

UZBEQUISTÃO

TITICACA

BOSTON

QUADOR

QUITO

GALÁPAGOS

SICÍLIA

CAMA

BARCELONA

PATAGÔNIA

COLOMBIA

TITICACA

BOSTON

QUADOR

QUITO

GALÁPAGOS

SICÍLIA

CAMA

BARCELONA

PATAGÔNIA

BOSTON

QUADOR

QUITO

GALÁPAGOS

SICÍLIA

CAMA

BARCELONA

PATAGÔNIA

COLOMBIA

TITICACA

BOSTON

QUADOR

QUITO

GALÁPAGOS

CAMA

SICÍLIA

BARCELONA

PATAGÔNIA

CUBA

PROVENCE

BOGOTÁ

SAMARCAND

BRUGES

CUBA

PORTUGAL

COLOMBIA

UZBEQUISTÃO

PARIS

BOGOTÁ

SAMARCAND

KHIVA

DINAMARCA

PROVENCE

ISRAEL

DORDOGNE NORUEGA

EGITO

CARTAGENA DE ÍNDIAS KHIVA

NORUEGA

KARAKALPAK

NORMANDIA

BOUKHARA

ISRAEL

DORDOGNE

EGITO

NORMANDIA

BOUKHARA

NORUEGA

KARAKALPAK

CARTAGENA DE ÍNDIAS

HAVANA

PARIS

KHIVA

DINAMARCA

ISRAEL

DORDOGNE

EGITO

CARTAGENA DE ÍNDIAS

HAVANA

NORUEGA

KARAKALPAK

NORMANDIA

BOUKHARA

ISRAEL

DORDOGNE

EGITO

KHIVA

DINAMARCA

NORUEGA

KARAKALPAK

NORMANDIA

BOUKHARA PROVENCE

BOGOTÁ

PORTUGAL

UZBEQUISTÃO

PARIS

KHIVA

CARTAGENA DE ÍNDIAS

HAVANA

SAMARCAND

BRUGES

ORURO

AL

CUBA

COLOMBIA

TITICACA

PROVENCE

BOGOTÁ

PORTUGAL

UZBEQUISTÃO

PARIS

ISRAEL

DORDOGNE

EGITO

CARTAGENA DE ÍNDIAS DINAMARCA

NORUEGA

KARAKALPAK

NORMANDIA

BOUKHARA

DORDOGNE

EGITO

KHIVA

DINAMARCA

ISRAEL

KARAKALPAK

NORMANDIA

BOUKHARA

HAVANA

SAMARCAND

BRUGES

ORURO

AL

CUBA

DINAMARCA

PROVENCE

BOGOTÁ

PORTUGAL

UZBEQUISTÃO

PARIS

KHIVA

CARTAGENA DE ÍNDIAS

HAVANA

SAMARCAND

BRUGES

ORURO

AL

PORTUGAL

NORMANDIA

BOUKHARA PROVENCE

BOGOTÁ

EGITO

CARTAGENA DE ÍNDIAS

HAVANA

PARIS

CUBA

DINAMARCA

PROVENCE

SAMARCAND

BRUGES

ORURO

AL

CUBA

COLOMBIA

TITICACA

PARIS BOGOTÁ

PORTUGAL

UZBEQUISTÃO

HAVANA

SAMARCAND

BRUGES

ORURO

AL

PORTUGAL

COLOMBIA

ORURO

AL

CUBA

ISRAEL

DORDOGNE NORUEGA

KARAKALPAK


Profile for Estúdio Matiz

Claudio Bergstein | fotografias  

Org.: Giovanna Nucci | Textos: Giovanna Nucci e Heloisa Toller Gomes

Claudio Bergstein | fotografias  

Org.: Giovanna Nucci | Textos: Giovanna Nucci e Heloisa Toller Gomes

Profile for mghar
Advertisement