Page 1

Ano 01 - Edição 02 Maio/ 2005

Nesta Edição:

Encontro dos Dirigentes em Juazeiro pág. 2 Novo Curso da Metropolitana pág. 4 Informática para Comunidade Carente pág. 5

Conheça mais desta história na página 05


02

O Acadêmico

Editorial primeira edição do jornal O Acadêmico foi recebida com grande entusiasmo e representou um marco quanto à definição de situações que assegurem a qualidade da educação superior já realizada na FASB e Metropolitana. Deste modo, fazemos questão de mais uma vez registrar que os dirigentes que integram as Faculdades FASB, Metropolitana, FASJ e FAMEP se reuniram em abril, na cidade de Juazeiro (BA), para cumprir uma agenda de discussões e encaminhamentos sobre o planejamento das IES. Entre os temas da pauta estava a Educação à Distância (EAD). Esta modalidade de ensino será inicialmente implantada na FASB e depois estendida para as demais Instituições do grupo. “Optamos pela FASB, porque é a que tem mais condições de infra-estrutura e de desenvolvimento dos primeiros programas”, esclareceu Tadeu Sergio Bergamo, diretor administrativo da IAESB e presidente da UNESJ, mantenedoras das Faculdades. O grupo também investirá nos cursos superiores de tecnologia. A FASB já protocolou no MEC o pedido de autorização para três cursos. A Metropolitana iniciará os estudos para o oferecimento de cursos nesta área. A novidade da reunião foi o anúncio da visita da Comissão do MEC para credenciamento da FASJ prevista para este mês. Na FAMEP, a previsão é para o segundo semestre deste ano. A próxima reunião das instituições será em Barreiras (BA), em agosto, e o tema central será a socialização dos procedimentos da auto-avaliação institucional.

Auto-Avaliação Institucional a Metropolitana, a Comissão Própria de Avaliação (CPA), após encaminhar o projeto de auto-avaliação à Comissão Nacional de Avaliação do Ensino Superior (CONAES) continua trabalhando intensamente visando a estruturação da avaliação interna das 10 dimensões determinadas pelo MEC. Dentro das dez dimensões serão avaliadas a Missão e o Plano de Desenvolvimento Institucional; a política para o Ensino, a pesquisa, a pós-graduação e a extensão; a responsabilidade social da Instituição; a comunicação com a sociedade; as políticas de pessoal, as carreiras do corpo docente e do pessoal técnicoadministrativo; a organização e a gestão

Compõem a CPA da Metropolitana: Geraldo Ferreira e Regina Campos (representantes da administração da Instituição) Diéliton Oliveira e Erinaldo Ferreira do Carmo (representantes docentes) Oberdan Cardoso e Suzimary Silva (representantes discentes) Izaura Arruda e Sonita Campello (representantes da sociedade civil)

Na FASB, a Comissão Própria de

de toda parte de sensibilização, sob a

Avaliação realiza encontros semanais na

orientação dos professores pesquisadores

Unidade de Serviços (Av. Clériston Andra-

da IES, além da elaboração de formulários

de, 1111) para estudos e sistematização

e outros instrumentos que contemplem

de estratégias e procedimentos compa-

metodologias adequadas à consolidação de

tíveis com a proposta de auto-avaliação

um processo avaliativo pautado na repre-

encaminhada recentemente à CONAES.

sentação social dos diferentes segmentos

Durante o mês de maio, o grupo cuidará

internos e externos.

Expediente Dirigentes em Juazeiro: João Bosco, assessor do IAESB; Roberto Marden Lucena, diretor acadêmico da FASB; Regina Campos, vice-diretora acadêmica da Metropolitana e responsável pelo projeto de criação da FAMEP; Geraldo Ferreira, diretor acadêmico e administrativo da Metropolitana; Daniel Cerqueira, assessor das mantenedoras; Antonio Marcos Vivan, diretor acadêmico da FASJ e Tadeu Sergio Bergamo, diretor administrativo do IAESB e presidente da UNESJ.

da instituição; a infra-estrutura física; a avaliação e o planejamento; as políticas de atendimento aos estudantes; e a sustentabilidade financeira. Nos dias 18 e 19 de abril, o Diretor Acadêmico da Metropolitana, Geraldo Ferreira, participou, em Salvador (BA), do Workshop Regional Sobre a Avaliação da Educação Superior promovido pelo MEC. “O objetivo era obter orientações práticas para o desenvolvimento da auto-avaliação, no entanto, o que se percebeu é que, não apenas as Instituições de Ensino Superior, mas o próprio MEC deixa transparecer uma série de incertezas sobre os aspectos metodológicos para o cumprimento deste desafio”, afirmou o diretor.

O ACADÊMICO é o informativo mensal integrado da Faculdade Metropolitana da Grande Recife e da Faculdade São Francisco de Barreiras-FASB. Todo artigo assinado é de inteira responsabilidade do autor e não representa necessariamente o pensamento destas IES’s. Jornalistas Responsáveis: Regina Campos -MTB 23.365 e Roberto Marden Lucena -DRT/PB 2810. Textos: Monique Vasconcelos, Regina Campos

e Roberto Marden Revisão: Regina Campos e Roberto Marden Coordenação Geral: Monique Vasconcelos e Regina Campos Diagramação: Gerson Witte - (49) 567 2361 Tiragem: 3.000 exemplares Contatos: Núcleo de Marketing Institucional – FASB (77) 3613 8839/ marketing@fasb.edu.br Metropolitana (81) 3361 0620 / metropolitana @metropolitana.edu.br


O Acadêmico Artigo:

A Importância da Formação Acadêmica do Comunicador Social/Publicitário glamour que a profissão do publicitário exerce no imaginário das pessoas continua forte. Afinal de contas, as propagandas brasileiras sempre ganharam (e ganham) grandes prêmios internacionais. Para muitos, a graduação em publicidade exerce apenas a função de aguçar a criatividade dos alunos. Esta é apenas uma das habilidades a serem desenvolvidas e não representa a totalidade de aspectos teórico-práticos que compõem as aprendizagens da área. Estratégias de marketing, de planejamento de mídia além de um embasamento em conceitos de semiologia, filosofia, sociologia e psicologia auxiliam na formação de um profissional antenado com os fatos do mundo sem esquecer, é claro, dos estudos atuais das teorias da comunicação, os quais norteiam de modo preliminar a formação crítica do comunicador social/publicitário. É imprescindível que se realce a importância da formação acadêmica do publicitário tornando assim o mercado mais competitivo e competente, pois o empre-

Oportunidades

(Serviço de Apoio ao Estudante ) Empresa: ALE COMBUSTÍVEIS S.A. (Recife) Vagas: 01 - Curso: Administração Período: A partir do primeiro ano do curso Local de trabalho: Base de Distribuição – Zona Industrial, Porto de Suape s/n – Ipojuca- PE Bolsa: R$ 500,00 Benefícios: Vale Transporte, Vale Refeição (15,25/dia) e Seguro de Vida. Inscrições: no site www.ale.com.br, clicando em recursos humanos Empresa: Via Cardápio (Recife) Atuação: área comercial do site / atendimento ao cliente Requisitos: Conhecimento em Internet Idade: 18 a 23 anos Residir preferencialmente na Zona Sul Interessados deverão enviar curriculum vitae com foto para viacardapio@viacardapio.com.

sariado somente enxerga as ações de marketing e publicidade como custo e não como investimento. Durante o curso, o aluno é convidado a ter “uma visão além do alcance” soRônei Rocha é professor bre o mundo. O da FASB, bacharel em acadêmico deve Comunicação Social (Puter o interesse blicidade e Propaganda) em ler: de bula pela UCSal e Especialista de remédio aos em Turismo e Desengrandes clássicos volvimento Sustentável da literatura. Tal pela UNEB prática o ajudará a ter um diferencial competitivo tão exigido pelas companhias que contratam comunicadores sociais/publicitários para seus departamentos de marketing e/ou de comunicação.

Enquete: A internet lhe ajuda na realização dos trabalhos acadêmicos?

100% responderam sim A enquete foi realizada no período de 18/04 a 29/04, no site da Metropolitana . www.metropolitana.edu.br Comentários: Me ajuda a encontrar alguns caminhos, mas não permite que eu faça o trabalho propriamente dito. Afinal, muitos assuntos informados não têm embasamento científico e também estão desatualizados.

03

Serviço de Comutação Bibliográfica A Biblioteca da Metropolitana oferece aos alunos e professores mais uma ferramenta de apoio na elaboração de pesquisas, o Serviço de Comutação Bibliográfica (COMUT). Este serviço permite aos usuários obterem cópias de documentos técnico-científicos disponíveis nos acervos das principais bibliotecas nacionais e internacionais.

Calendário Metropolitana Maio 9 a 13 – Disciplinas de semanas concentradas 21 – Reunião do Conselho Administrativo Superior 26 e 27 – Recesso de Corpus Christi 30 e 31- Visita de Comissão para autorização do Curso de Publicidade e Propaganda. Junho 1 a 8 - Apresentação de TCC 04 – Reunião Geral dos Docentes

Calendário FASB Maio 2 – Último prazo para solicitação de Aproveitamento de Estudos para Jornalismo 7 – Sábado Letivo para o curso de Jornalismo 11 – Planejamento Educacional 14 – Sábado Letivo – horário de sextafeira – todos os cursos 20 – Última data para solicitação de DESCONTO FINANCEIRO (Aprov. de Estudos/horário especial) – para Jornalismo. 21 – Sábado Letivo para o curso de jornalismo 26 – Corpus Christi e Feriado Municipal 28 – Sábado Letivo para o curso de Jornalismo


04

O Acadêmico

Representante do MEC Conhece Projeto FASB Afroeducar

Curso Normal Superior Metropolitana recebeu, em abril, a visita da Comissão de Autorização para o Curso Normal Superior – Habilitações em Anos Iniciais do Ensino Fundamental e Educação Infantil. Formada pelos professores Antonio Carlos do Nascimento Osório e Regina Tereza Cestari de Oliveira, da Universidade Federal de Campo Grande, a comissão após avaliar o contexto institucional do projeto, a organização didático pedagógica, o corpo docente e as instalações gerais, recomendou o curso. Após a publicação da Portaria do MEC, autorizando o curso, a Metropolitana realizará o primeiro Vestibular. À frente do projeto está a professora Simone Bergamo.

Novos Cursos na Metropolitana

Magda Fernandes e Professores Emília Pignata e Jean Bilhan No dia 31 de março, a FASB recebeu a visita da doutora Magda Fernandes, Socióloga e Técnica representante do Ministério da Educação da Sub-coordenação de Projetos Inovadores de Curso, com a finalidade de conhecer o Projeto FASBAfroeducar, no qual estudantes carentes participam de um curso pré-vestibular, com aulas voltadas também para o empreendedorismo e a valorização da cultura-afro. Representantes da FASB receberam a doutora Magda, que conversou com estudantes de uma das duas turmas do período da tarde, e aproveitou para desejarlhes sucesso, força e perseverança para que eles atinjam o seu objetivo maior que é ser aprovado no Vestibular.

Professora Simone Bergamo, responsável pelo Projeto

NPJ já Obtém Resultados Núcleo de Práticas Jurídicas da FASB teve o seu primeiro trabalho realizado com sucesso. No dia 12 de abril, Gessivaldo Dantas dos Anjos, preso há 40 dias sob acusação de porte ilegal de armas, teve o auxílio do acadêmico do 8º semestre, Genesílio Carvalho, para a sua libertação baseado em estudo de critérios que iam a favor do acusado. O trabalho do acadêmico foi supervisionado pelo professor Quintino Tavares. Em menos de 40 dias do início do seu funcionamento, o Núcleo de Práticas Jurídicas já conseguiu a resolução de um caso e possui 12 ações ajuizadas nas varas de família e cível. O atendimento é feito por professores e acadêmicos, sendo destinado a pessoas carentes com renda mensal de até dois

Gessivaldo dos Anjos e o acadêmico de Direito, Genesílio Carvalho, que auxiliou na sua libertação.

salários mínimos, e acontecem de segunda a sexta-feira, das 8 às 11h30 e das 14 às 17h30, na Unidade de Serviços da FASB (Av. Clériston Andrade, 1111 – Centro – Barreiras.


O Acadêmico

FASB COMPLETA 6 ANOS o dia 19 de abril, data igualmente importante por também ser “Dia do Exército” e “Dia do Índio”, a FASB completou 6 anos de existência. A trajetória da FASB neste curto espaço de tempo é admirável. Passou de 3 para 13 cursos, de pouco mais de 200 alunos para mais de 1.800, de uma sede improvisada para uma sede própria com conforto e uma série de recursos tecnológicos para proporcionar o melhor aprendizado. Hoje a FASB, além da absorção de expressiva parcela de estudantes Barreirenses, possui acadêmicos dos mais diversos lugares do país. Para se ter uma idéia disso, fazendo um levantamento somente entre os estudantes que concluíram o ensino médio no ano passado e ingressaram em 2005 na FASB, somamos acadêmicos vindos do Distrito Federal, Goiânia, Piauí, Pernambuco, Alagoas, Minas Gerais e Paraná, além de acadêmicos vindos de mais de 26 cidades da Bahia. Desde seu primeiro ano de atividade é credenciada ao Financiamento Estudantil – FIES, tendo altualmente 274 estudantes beneficiados. No último ano, aderiu ao

recém-criado Programa Universidade Para Todos-ProUni e já tem mais de 50 estudantes beneficiados com bolsa integral. A FASB também desenvolve dezenas de projetos sociais realizados por professores e alunos, como forma de contribuir com a sociedade e os menos favorecidos. São atividades de conscientização ao trânsito, educação para crianças e cursos diversos, como por exemplo matemática e informática. Só no ano passado 25 projetos de extensão foram desenvolvidos. Por ocasião do aniversário da instituição, foi veiculado um comercial institucional da faculdade na TV, no período de 19 a 24 de abril, inclusive contando com depoimentos espontâneos de egressos e acadêmicos que estão conseguindo êxito em suas atividades profissionais através da graduação. Contribuir não só para o desenvolvimento da educação, mas econômico e social, é meta para qualquer instituição de ensino superior séria. Há seis anos a FASB tem a grata satisfação de contribuir com o desenvolvimento da região e ser a “Faculdade do Oeste Baiano”.

Comunidade Carente tem Aulas de Informática om o objetivo de proporcionar uma qualificação mais adequada às exigências do mercado de trabalho, a Metropolitana está oferecendo um Curso de Informática Básica a moradores de comunidades carentes. O grupo de 26 pessoas é formado pelos pais e irmãos das crianças da Creche Nossa Senhora de Piedade, que atende 120 crianças carentes. O curso, com carga horária de 30 horas/aula, é ministrado pelo monitor de Informática, Wallace Silva, sob a orientação dos professores Mauricio da Motta Braga e Erinaldo Ferreira do Carmo, coordenador da COPEx. De acordo com os professores, a maio-

05

Acadêmicos da FASB Aprovados no Concurso do Tribunal de Justiça

Mais uma vez, estudantes de Direito da FASB são aprovados em concursos públicos. Agora foram cinco estudantes selecionados para serem serventuários do Tribunal de Justiça da Bahia, nas comarcas de Barreiras e Wanderley. Os alunos Júlio Carlos Oliveira Batista, Nadson Sardeiro Coelho, Babymyrla Gomes de Oliveira e Pablo Macedo Portela conquistaram aprovação em 1º, 2º, 3º e 4º lugares em Barreiras, respectivamente, e Silvânia Lourdes da Silva, foi aprovada em 1º lugar no município de Wanderley. A comunidade FASB orgulha-se com esta demonstração de empenho e competência de seus acadêmicos, prova de que os benefícios de uma graduação podem ser sentidos antes mesmo de seu término. Esforço, compromisso e objetivos são essenciais para resultados positivos.

Estudos sobre Pesquisa Bibliográfica

ria dos participantes nunca teve contato com computador. As aulas acontecem uma vez por semana, no Laboratório de Informática da Metropolitana. Este curso faz parte do projeto de responsabilidade social “Cidadão Legal”, desenvolvido pela Metropolitana, que teve início em 2004 e atendeu 126 pessoas.

Os acadêmicos e acadêmicas do 2º semestre do Curso Normal Superior da FASB participaram no dia 31 de março de uma aula diferente. Na ocasião, as estudantes assistiram a uma palestra com o tema “Como desenvolver uma Pesquisa Bibliográfica”, ministrada pela Bibliotecária Cristine Jochmann. Na seqüência foi realizado um estudo sobre como identificar e selecionar adequadamente fontes bibliográficas pertinentes à temática investigada. A atividade foi proposta como parte de um trabalho realizado pela disciplina Prática I, ministrada pela professora Es.Rosa Maria Furtado.


06

O Acadêmico

Núcleo de Pesquisas Contábeis O Núcleo de Pesquisas Contábeis, da Metropolitana, está recrutando alunos para participarem da pesquisa “Serviços Prestados pelos Contabilistas: percepção dos proprietários lojistas de moda do Shopping Guararapes”. O objetivo da pesquisa é verificar a opinião dos lojistas quanto à qualidade dos serviços prestados pelos contabilistas. “É uma oportunidade para os alunos vivenciarem na prática, como se desenvolve todas as etapas de uma pesquisa de campo, além de agregarem conhecimento sobre a profissão, participando de uma atividade extra-classe”, garante o coordenador do curso de Ciências Contábeis, Diéliton de Oliveira. “As atividades extra-classes são muito valorizadas no mercado de trabalho. É o ‘algo mais’ que o aluno se propõe a executar, que faz a diferença para conquistar uma colocação no mercado”, sentencia o coordenador. Os alunos-pesquisadores receberão certificados e as horas dedicadas ao projeto serão computadas, como Atividades Complementares. Os interessados devem procurar o coordenador do curso.

Ciclo de Minicursos O Ciclo de Minicursos faz parte do Programa de Atividades Complementares e se destina exclusivamente aos alunos da gradação e pós-graduação da Metropolitana. As inscrições são gratuitas e devem ser feitas antecipadamente.

SEMPRE ALUNO ste mês, a Coluna Sempre Aluno, conversou com dois futuros egressos da Metropolitana: o Paulo (Curso de Administração) e a Vânia (Curso de Turismo). Quais são as expectativas com o final do curso? Paulo: As melhores possíveis. Por conta do aprendizado, estou me sentido preparado para novos desafios profissionais. Para mim, particularmente, é uma vitória, pois em função do meu trabalho no banco, eu era transferido com freqüência. Interrompi vários cursos, inclusive Administração, na Universidade Federal de Sergipe. Vânia: São ótimas. Estou ansiosa para colocar em prática tudo que aprendi. Nunca me vi atuando em outra área. No Turismo você trabalha com pessoas e eu adoro isso. Durante o curso, me assustei com as disciplinas de matemática financeira e contabilidade. Porém, hoje me sinto confiante para conversar com um contador e tratar, por exemplo, sobre balanços. Vejo que este conhecimento só agregou à minha formação profissional. Quais são os projetos de vocês, a partir de agosto? Paulo: Quero fazer MBA em Finanças, com ênfase em Mercado de Capitais e cursar Ciências Contábeis na Metropolitana. Vou dedicar algumas horas da minha vida como voluntário na alfabetização de adultos. O Banco do Brasil, onde trabalho, oferece um curso e material para esta atividade. Para um adulto aprender a ler e escrever deve ser maravilhoso, quero ajudar estas pessoas a descobrirem essa maravilha, a serem independentes. Vania: Quero fazer uma pós-graduação na área de Ecotuirsmo. Depois desenvolver um projeto de educação ambiental junto às escolas de ensino fundamental. Com a conclusão do curso, vocês acreditam que terão mais oportunidades no mercado de trabalho? Paulo: Na área de administração, o que mais tem são oportunidades. Porém, você precisa se especializar. Mas é preciso esforço e dedicação. Vânia: Quem faz a oportunidade somos

nós. Para conquistar esta oportunidade, você precisa ser bom; e continuar a estudar é fundamental. Não quero ser somente mais uma turismóloga no mercado. Em que o curso contribuiu na vida de vocês? Paulo: Eu cresci profissionalmente. Agora que estou praticamente terminando o curso, sou mais valorizado no ambiente de trabalho. Inclusive estou recebendo propostas de ascensão profissional na empresa. Posso dizer que a auto-estima melhora, você fica mais confiante. Vânia: Eu cresci como pessoa. Tive a oportunidade de conhecer meu Estado, estudando aspectos que não percebia. O curso de graduação ajuda você a interagir melhor no ambiente onde você vive.Você fica mais crítico, expressa opiniões com mais clareza. Percebo no dia-a-dia que assimilei muito do que estudei. Quais as lembranças que vocês levarão destes quatro anos de Metropolitana? Vânia: Já estou com saudades dos bons amigos, dos professores, dos funcionários, enfim, de todos. Eu não quero perder o vínculo. Paulo, você viu como passou rápido? Paulo: Muito, Vânia. A lembrança dos amigos é muito forte...uma vontade de voltar...agora, eu só queria frear o tempo... Ao final, Vânia, 28 anos e Paulo, 48 anos declararam emocionados: “é impossível não se emocionar, ao lembrarmos do início da Metropolitana. Tudo era difícil. Agora que chegamos até o fim, somos guerreiros, somos vencedores, pois não desistimos”.


O Acadêmico TAM faz Palestra na Metropolitana

Os alunos do Curso de Turismo, 1º e 8º períodos, assistiram, em abril, uma apresentação sobre a Companhia Aérea TAM. Acompanhado por vários colaboradores da TAM-Regional de Recife, o diretor, Roberto Rattacaso, apresentou a companhia aérea aos acadêmicos. Ratacasso falou sobre as estratégias básicas de concorrência no mercado, objetivos e metas da empresa. A palestra faz parte da disciplina de Agenciamento e Transportes e tem por objetivo aproximar os acadêmicos de empresas atuantes no mercado turístico. A iniciativa de contactar o palestrante foi dos alunos Ary Albuquerque e Elen Everton. Além da TAM, outras empresas já estiveram na Metropolitana, entre elas, Jambo Turismo – apresentando o navio Island Escape; RCR Transportes – empresa de transportes turísticos; e Serrambi Turismo – apresentando o Trem do Forró.

07

Emoção ao vivo na Aula Inaugural de Jornalismo ste foi o sentimento declarado por Giácomo Mancini, repórter de rede da TV Globo vinculado à Rede Bahia de Televisão, durante a aula inaugural do Curso de Jornalismo da FASB, que aconteceu no dia 13 de abril. A proposta da coordenação foi levar aos acadêmicos ingressantes e demais convidados uma mensagem sobre a realidade do fazer jornalístico, bem como os desafios dessa formação em nível superior. Dentre várias abordagens, o convidado fez um alerta aos novos acadêmicos para a necessidade e disposição de “aprender todo dia”, sem esquecer de destacar o quanto “essa profissão é maravilhosa, cativante, emocionante...” A solenidade contou com a presença do professor Roberto Marden Lucena,

diretor acadêmico e coordenador do Curso de Comunicação Social e suas habilitações; Aloana Garcia Bilhan, vice-diretora acadêmica, Carlos Henrique Medeiros, gerente executivo da TV Oeste, e Ronimarkes Mota, coordenador de Jornalismo da TV Oeste. Na ocasião também compareceram professores e alunos do Curso de Comunicação Social com Habilitação em Publicidade e Propaganda, além de jornalistas e repórteres que atuam em diferentes mídias e assessorias de comunicação da cidade de Barreiras. O Curso de Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo foi autorizado pela Portaria Ministerial N.º 817, de 17/03/2005, representando mais o cumprimento de mais uma compromisso da FASB com a região Oeste da Bahia.

ENTREVISTA: O jornalista Giácomo Mancini respondeu algumas perguntas para O Acadêmico: 1. O Sr. é reconhecido em todo o país, em grande parte pelo engajamento em reportagens de cunho social (sobre a seca no sertão, violência contra menores, preservação de animais em extinção). Como o Sr. analisa a atuação do jornalista voltada para o social? R.:O jornalismo social é talvez o que todos os jornalistas e todas as empresas buscam. É o diferencial. Ajudar as pessoas a ter acesso ao que, na verdade, deveria ser de responsabilidade dos governos. O jornalismo social denuncia e cobra. Exige e busca reparação. Mostra que iniciativas, principalmente do terceiro setor, ajudam a encontrar soluções simples, que não têm necessidade de projetos grandiosos, que geralmente envolve subornos, propinas, jeitinhos... Aliás, acho que a função das empresas de comunicação e dos jornalistas deve ser sempre social. É, com certeza, o maior lucro que uma empresa de comunicação social pode ter. 2. Considerando sua experiência na área, o que representa a abertura do curso de Jornalismo na Região Oeste da Bahia? R.: Ganham os estudantes, ganha a sociedade, ganham as empresas de comunicação. Com melhor formação e uma

formação de qualidade, os profissionais ficam mais críticos, ajudam os empresários de comunicação também a se tornarem mais críticos. O resultado de tudo isso é um ganho de qualidade no produto final. Com informação mais qualificada, a população pode ter noção mais clara do que se passa ao redor e aprende também a ser mais crítica. Enfim, ganham todos. 3. Uma mensagem para quem deseja seguir esta profissão. R.: Jornalismo é religião, é vício, entrega, satisfação. Ainda que não tenhamos folga em dias que são sagrados para nossas famílias, como Carnaval, Páscoa, São João, Natal e Reveillon, nossa missão é gratificada no dia a dia, com o trabalho social que fazemos. Informar, ajudar a chegar as conquistas sociais da população é fantástico. Além disso, estamos sempre mais próximos do bem mais caro que se pode ter acesso nesse início de Século XXI: a informação.


08

O Acadêmico

FLASH A coordenadora do Curso de Turismo, Adriana Grani, e um grupo de acadêmicos participaram entre os dias 20 e 23 de abril, do III Congresso Nacional de Estudantes de Hotelaria e Turismo, realizado em Salvador (BA). Dia 19 de abril foi feita a entrega de um computador completo ao Ministério Público de Barreiras - BA, em atendimento ao pedido feito pelo Promotor Wilson Henrique Figueiredo de Andrade (foto - ao centro) da 1ª Promotoria de Justiça de Barreiras. Também presentes no ato a acadêmica da FASB e estagiária do Ministério, Viviane Cardoso, e o Gerente Administrativo, Mauro Novais.

Estudantes de Enfermagem assistem aula no recéminaugurado Laboratório de Semiologia.

Os alunos do Curso de Turismo realizaram uma visita técnica nas praias de Porto de Galinhas e Maracaípe. Os pontos visitados foram o Centro de Estudos Hippocamppus, o Centro de Porto de Galinhas e a Pousada Brisas de Maracaípe (foto).

Estudantes do 5º semestre de Agronomia em práticas agronômicas, como parte de trabalho interdisciplinar.

Na Programação “Abril pra Oficinas” a professora Lorena Bezerra tratou sobre o tema: “Aplicabilidade da Dinâmica de Grupo para Gestão”. A oficina faz parte do Programa de Atividades Complementares da Metropolitana.


Academico02  

Conheça mais desta história na página 05 Nesta Edição: pág. 4 pág. 5 pág. 2 Ano 01 - Edição 02 Maio/ 2005

Advertisement
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you