Page 1

De 19 a 27 de outubro de 2016 Ano III| Edição119 Distribuição Gratuita

Cinema... “Kubo e as Cordas Mágicas”- Uma Fábula familiar e um Épico de Aventura. Pág. 9

ACE-Guarulhos em Congresso da CACB,no Rio e Associações Comerciais de todo o Brasil.Pág.2


2

De 19 a 27 de outubro de 2016

CONEXÃO COM O MUNDO ITAMAR CIPRIANO

itamarcipriano@hotmail.com

Comunidades carentes usam a tecnologia a seu favor?

Foi em 2011 que a Organização das Nações Unidas (ONU) declarou publicamente que o acesso à internet deve ser enxergado como um direito humano. De acordo com ela, a rede mundial de computadores “permite que indivíduos busquem, encontrem e compartilhem informações de todos os tipos, de uma forma instantânea e barata”, além de “impulsionar o desenvolvimento econômico, social e político, contribuindo para o progresso da humanidade”. Hoje em dia, todo mundo sabe que a web é uma poderosa ferramenta para exercer a democracia e garantir seus direitos como cidadão. Redes sociais e outras plataformas digitais vêm sendo usadas há tempos para dar voz àqueles que nunca puderam falar disseminar culturas alternativas, tornar a educação mais acessível e servir como ponto de encontro para discussões construtivas. A internet também se provou o melhor meio de expressar suas idéias e opiniões, e é justamente por isso que ela vem sofrendo tantas tentativas de censura ao longo dos últimos tempos, especialmente em países politicamente conturbados. Mesmo sendo tão importante para a vida de qualquer pessoa, apenas um dentre três cidadãos ao redor do mundo tem acesso à web. No Brasil, de acordo com um relatório desenvolvido pela própria ONU, 42% da população está desconectada — e somente 11,5% dos brasileiros possuem banda larga. Nosso país ainda sofre com graves deficiências em sua infraestrutura de telecomunicações, e o alto custo dos planos

de dados atualmente oferecidos impedem sua contratação por parte dos menos favorecidos. A situação é simples: por mais que vejamos infinitas novidades tecnológicas surgindo diariamente ao redor do mundo, poucas delas efetivamente chegam à vida de toda a população brasileira. Os dispositivos móveis, por exemplo, só se popularizaram recentemente, com o lançamento de modelos com um melhor custo-benefício e a inauguração de incentivos fiscais como a Lei do Bem. Mesmo assim, as novas tecnologias continuam longe do cotidiano de indivíduos de classe baixa. Acredite ou não, mas já existem projetos que visam desenvolver um modelo de negócios que permita o acesso gratuito a determinados sites e aplicativos. Um belo exemplo desse tipo de programa é o 0800 Dados, que foi idealizado pela Qualcomm e teve seus primeiros testes no ano de 2012. O conceito é simples: o patrocinador — que pode ser uma corporação, um órgão governamental etc. — faz uma parceria com as operadoras de telefonia móvel e permite que qualquer indivíduo acesse seus serviços online gratuitamente, sem que a navegação gaste a franquia de seu plano de dados. Caro Leitor seja por iniciativa popular ou governamental, é necessário nos dias de hoje inclusão digital, embora existam muitos projetos, ainda não suprem a necessidade da demanda, devemos cobrar nossos governantes, afinal a internet é um dos direitos humanos mais importantes nestes tempos modernos.

Simpósio de Infecção Hospitalar discute controle e segurança “Os desafios no controle das infecções” é o tema do 2º Simpósio de Infecção Relacionado à Assistência à Saúde de Guarulhos, que será realizado nesta sexta-feira (21), das 8h30 às 14 horas, no auditório da Cúria Diocesana (avenida Gilberto Dini nº 519, no Bom Clima). Totalmente gratuito, o evento é destinado a médicos, enfermeiros, farmacêuticos e atuantes nas áreas de farmacologia, administração hospitalar, microbiologia, saúde pública e outros com interesse no tema. Os interessados que ainda não se inscreveram para o evento devem fazê-lo o quanto antes, porque embora o período de inscrição tenha sido prorrogado para a próxima quinta-feira (20), as vagas são limitadas e estão se esgotando. Para se inscrever, envie email para: simposio.irasgrs@gmail.com O Simpósio é uma realização conjunta dos enfermeiros que atuam no controle de infecção hospitalar da Secretaria Municipal de Saúde e dos hospitais Unimed Guarulhos (unidades I e II), Bom Clima, Padre Bento, Carlos Chagas, Hospital Municipal da Criança e do Adolescente, Next Seisa, Hospital Saúde Guarulhos, Casas André Luiz, Hospital Municipal Pimentas Bonsucesso, Hospital Geral, Hospital e Maternidade Jesus, José e Maria e Assis-

tência Médica e Nefrológica de Guarulhos (Ameneg). Programação A primeira palestra do dia será proferida pela mestre em Saúde Pública pela USP e coordenadora do Programa Municipal de Controle da Tuberculose, Noemi Tomoko Matsuda de Lima, sobre a doença nos profissionais de saúde. Na sequência, a biomédica responsável pela microbiologia do Laboratório de Análises Clínicas Deliberato, Glaciene Tomaz de Oliveira, sobre o mecanismo de resistência bacteriana; o médico infectologista do Hospital Casas André Luiz, Anderson José Dias da Silva, com o tema “Controle de Infecção Hospitalar X Custos”. Na parte da tarde, Cláudia Vallone Silva, mestre pela Unifesp e enfermeira do setor de controle de infecção hospitalar do Albert Einstein, fala sobre “Medidas de Precaução e Isolamento”.Na sequência, o médico infectologista do Hospital Geral de Guarulhos, Ricardo C. Inácio, sobre infecção cirúrgica. O ciclo de palestras do 2º Simpósio será encerrado com o tema “Segurança do Paciente nos Serviços de Saúde”, pela doutora em enfermagem pela Unifesp, Maria de Jesus Harada. Logo depois, o Simpósio abrirá espaço para os debates finais, antes do encerramento oficial.

ACE-Guarulhos marca presença em Congresso da CACB, no Rio A Associação Comercial e Empresarial de Guarulhos (ACE-Guarulhos) participou do 3° Fórum Nacional CACB Mil, promovido pela Confederação das Associações Comerciais e Empresariais do Brasil (CACB), no Centro de Convenções Windsor Oceânico, no Rio de Janeiro. O encontro começou na segunda-feira (17) e terminou ontem. A ação é considerada a maior do País no setor, pois possui uma relevância e uma amplitude ímpares para os pequenos empreendimentos. O evento também tem um caráter estruturador em relação a propostas de negócios e promove a aproximação de líderes empresariais de todo o Brasil. Desta forma, o fórum cria um espaço privilegiado para troca de informações

fundamentais e atualizadas entre os representantes das diversas associações representativas espalhadas pelo território nacional. A ACE-Guarulhos foi representada pelo presidente, William Paneque, e pelo superintendente, Maurici Dias Gomes. “Mais uma vez destacou-se a importância das Associações Comerciais no desenvolvimento local de seus municípios, sobretudo, quanto a influência no processo político”, observou Paneque. “Outro aspecto refere-se ao papel das entidades em proverem seus mercados (associados) com uma cesta de produtos e serviços de qualidade, consolidando- a s com o ent es aut o sustentáveis”, complementou Maurici.

Diretor Geral: Ary Esperidião / Jornalista: Alex S. Silva / Diagramação e Arte: Cássia Meneses / Editado e distribuído por: Editora Esperidião ME, Rua Ludovico Casadei, nº 233– Bom Clima, Guarulhos - SP, CEP 07122-150 - Fone (11) 4965-2745 - Cel (11) 97205-7504 E-mail: ary.metropole@gmail.com / Impressão: Gráfica Mar-Mar e Editora Ldta. / Tiragem: 300 mil exemplares


De 19 a 27 de outubro de 2016

3


4

De 19 a 27 de outubro de 2016


De 19 a 27 de outubro de 2016

5


6

De 19 a 27 de outubro de 2016


De 19 a 27 de outubro de 2016

7


8

De 19 a 27 de outubro de 2016


De 19 a 27 de outubro de 2016

Cinema...

9

Kubo e as Cordas Mágicas

Kubo e as Cordas Mágicas transporta o estúdio à mitologia oriental, marcada pela relação íntima com a natureza e com a morte. Esta trama representa ao mesmo tempo uma fábula familiar e um épico de aventura, através dos desafios do garoto Kubo, que perdeu um olho quando bebê, perdeu o pai na mesma época e deve sustentar a casa, já que a mãe sofre de depressão. Como Kubo também aposta na figura de uma criança predestinada que, mesmo sem o traquejo social de outros garotos de sua idade – e talvez justamente por isso – apresenta uma interpretação excepcional do mundo ao redor. Para manter o lar, o jovem trabalha nas ruas, como contador de histórias. Ele possui cordas mágicas que, quando tocadas, transformam folhas de papel em origami dançante, capaz de se dobrar diante dos olhos do público. Estes momentos são um es-

petáculo visual, além de constituírem uma bela homenagem da empresa de stop motion a outra narrativa em via de extinção: a dobradura, a poesia minimalista do papel. O movimento independente dos origamis no ar funciona como uma bela alegoria da dos personagens assistindo às histórias de Kubo. Mas o protagonista é traído por sua natureza infantil, quando contraria as ordens da mãe e permanece na cidade após o pôr do sol. De noite, o malvado avô e as perversas tias o procuram para roubar seu outro olho e condená-lo, literalmente, à escuridão. Entre tantos símbolos, o filme se desenvolve com um raciocínio particular, associando humanos a animais, e animais a forças do além. É impressionante ver a quantidade de serpentes voadoras, esqueletos gigantescos e outros seres fantásticos que desafiam o protagonista.

Mesmo assim, Kubo e as Cordas Mágicas é uma obra impressionante não apenas pela dificuldade técnica, mas pela capacidade de atribuir aos personagens, em traços simples, uma profundidade psicológica incomum no cinema - infantil ou adulto. Quanto mais se afasta do realismo fotográfico, mais livre a Laika se torna para criar. Lançado em 13/10 nos Cinemas.


10

De 19 a 27 de outubro de 2016


De 19 a 27 de outubro de 2016

11


12

De 19 a 27 de outubro de 2016

Jornal metropole ed119  
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you