Page 1

w w w. m e t r o p o l e j o r n a l . c o m . b r

Ano 13 | Nº 2980 | 12 de março de 2012

Mega operação contra tráfico prende 19 na RMC

Página 15

Câmara vai votar Lei da Copa e Código Florestal

Presidente: Ary Leonel da Cruz

Diário de Circulação Nacional

Paraná leva faturamento da agropecuária a R$ 48 bilhões » O Paraná deverá atingir novo recorde no Valor Bruto da Produção Agropecuária (VBP), que expressa o faturamento do setor. A primeira estimativa divulgada pela Secretaria da Agricultura e do Abastecimento do Paraná indica que o VBP de 2011 teve um crescimento de aproximadamente 8% sobre o do ano anterior. Os números apontam para um faturamento de quase R$ 48 bilhões, o melhor resultado dos últimos anos, superando o VBP de 2008 e de 2010, que foram recordes (R$ 41,4 e R$ 44,29 milhões respectivamente). O secretário da Agricultura e do Abastecimento, Norberto Ortigara, diz que o aumento do VPB de 2011 reflete o bom desempenho da agropecuária paranaense e os bons preços agrícolas praticados no ano passado.

Jonas Oliveira/AENotícias

» Uma grande operação de combate ao tráfico de drogas com a Polícia Civil foi realizada durante todo o dia da última sexta-feira (9), em Almirante Tamandaré, na Região Metropolitana de Curitiba. A ocupação foi feita no Morro dos Amores envolvendo cerca de 80 policiais e contou com o apoio da Divisão de Narcóticos (Denarc), que resultou na prisão de 19 pessoas envolvidas com o tráfico de drogas.

Segunda-feira

Página 3

» A Lei Geral da Copa e o Código Florestal são os principais assuntos da Câmara dos Deputados nesta semana. As discussões e votações dessas propostas já foram marcadas para terça (13) e quarta-feira (14). No entanto, como existem divergências entre os partidos em torno das duas matérias, as votações poderão ser adiadas para permitir a busca de acordo em torno da maioria dos pontos. A votação da Lei Geral da Copa, no plenário da Câmara, está marcada para quarta-feira (14).

Câmara de Colombo digitaliza todas as Estado cria fundos para leis do município

Governo apoia municípios em projetos de melhoramento genético de bovinos

atender penitenciárias

Página 3 O Presidente da casa, vereador Onéias Ribeiro apresenta o projeto de digitalização das leis aos vereadores

Coritiba vence mais uma de goleada no Paranaense AENotícias

» Pela 13ª rodada do Campeonato Paranaense, o Coritiba enfrentou o Iraty fora de casa e conquistou a vitória por 5×1, na tarde de ontem (11). Com três gols de Lincoln, um de Emerson e um de Junior Urso, o Coxa manteve a invencibilidade no estadual. Com Tcheco e Rafinha vetados, o treinador Marcelo Oliveira definiu o retorno de Djair. O Coritiba começou com Vanderlei, Jackson, Pereira, Emerson, Lucas Mendes, Junior Urso, Djair, Gil, Renan Oliveira, Lincoln e Marcel.

» O governador Beto Richa assinou nesta sexta-feira (09) duas mensagens para enviar à Assembleia Legislativa criando o Fundo Penitenciário, que vai receber recursos das multas criminais, atualmente enviadas para o sistema nacional, e o Fundo Estadual de Políticas sobre Drogas,

Paraná Clube espera casa cheia na Vila Capanema

Página 16

misso com a transparência e a facilitação do acesso de todos os cidadãos à informação pública", disse o presidente da Câmara, vereador Onéias Ribeiro. Página 4

Pinhais bate recorde de participação no programa Justiça no Bairro

Governador Richa inaugura ampliação dos módulos de vivência coletiva na penitenciária em Piraquara

Página 16

para intensificar o combate ao tráfico e a prevenção ao uso de entorpecentes. As mensagens foram assinadas durante a entrega do novo prédio da Penitenciária Central do Estado (PCE), em Piraquara. Página 3

» Mais uma vez, as expectativas dos organizadores foram superadas e aproximadamente 15 mil pessoas aproveitaram os diversos serviços oferecidos no último sábado (10) no bairro Weissópolis, em Pinhais. Nesta nova edição do programa Justiça no Bairro, juntamente com o Sesc Cidadão e a Feira Municipal de Serviços, a diversidade de benefícios e atividades ofereci-

das a comunidade foi o ponto alto do evento. Página 9

14

Atlético joga bem e vence Rio Branco por 3 x 0 Heuler Andrey / Agif/Gazeta Press

» Faltando poucos dias para o tricolor voltar a ter o mando dos jogos em casa, a expectativa da torcida é grande. O técnico Ricardinho acredita que os torcedores possam comparecer em massa no estádio Durival de Britto, nesta quarta-feira (14), quando o time recebe a equipe do Luverdense (MT), pela Copa do Brasil. "Quarta-feira é a nossa primeira batalha juntos, aqui na Vila, e estou esperando a nossa casa cheia", declarou, ressaltando a grandeza da torcida paranista.

» A Câmara de Colombo lançou uma nova ferramenta no site da casa, é a digitalização de todas as leis do município. "Estamos cumprindo o nosso dever e o nosso compro-

Muita disposição aliada à boa técnica permitiu ao Atlético Paranaense vencer com tranquilidade

» O Atlético Paranaense se recuperou em grande estilo depois de perder para o Sampaio Corrêa, pela Copa do Brasil, ao vencer o Rio Branco por 3 a 0 na noite de ontem (11), na Vila Capanema, em jogo válido pela terceira rodada do Campeonato Paranaense 2012. Os gols foram marcados por Harrison, Marcinho e Paulo Baier. Com a vitória, o Furacão fica na terceira colocação no segundo turno da competição, com seis pontos. O próximo jogo do rubro negro é da Copa do Brasil, quinta-feira (15), contra o Sampaio Corrêa, na Vila Capanema, às 19h30. Página 16


2

| Segunda-feira, 12 de março de 2012 |

Editorial

A força do (mau) hábito Aos poucos, o empresariado com perfil mercenário e que vive mais de especulação e oportunismo, do que de trabalhao e produção, começa a entender que sua atitude predadora não interessa a ninguém e, também, a ele. Esse pessoal habita os famigerados oligopólios da economia. Para eles, a inflação é um grande negócio. No governo passado, sob a rédea curta do Banco Central (BC) eles foram contidos. A inflação se estabilizou em níveis saudáveis e o país viveu um tempo de crescimento e prosperidade. No início do atual governo, com a mudança no comando e na filosofia da política monetária (o BC perdeu sua necessária autonomia e agora obedece ao mando do governo), os oportunistas ameaçaram reproduzir os anos de ouro de inflação desbragada. A autoridade monetária titubeou e por muito pouco a economia não desceu pela ribanceira diante de um visível nervosismo no núcleo da inflação. Foi preciso a presidente Dilma ameaçar com a volta da autonomia do BC para conter a ânsia pelo lucro fácil desses setores oligopolizados. Neste início de ano, a atitude predadora pouco se repetiu e a queda nos preços de vários itens alimentícios e dos transportes ajudou conter a inflação em fevereiro. De acordo com dados divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), que mede a inflação oficial do país, diminuiu para 0,45% em fevereiro, depois de registrar 0,56% em janeiro. O resultado também ficou abaixo do apurado em fevereiro de 2011 (0,8%). Segundo o documento do IBGE, a taxa do grupo alimentação e bebidas diminuiu de 0,86% em janeiro para 0,19% em fevereiro. Ficaram mais baratos principalmente os itens consumidos no domicílio, cuja taxa passou de 0,68% para -0,03%. É o caso das carnes (de -0,64% para -1,99%), que exerceram o segundo maior impacto para baixo no mês. Também pesaram menos no orçamento das famílias o tomate (de 8,09% para -16,96%), o açúcar refinado (de -0,75% para -3,67%), o macarrão (de 0,96% para -2,8%), o açúcar cristal (de -1,23% para 2,38%), a batata-inglesa (de 8,01% para -0,87%), o queijo (de 1,71% para -0,41%) e a cerveja para consumo doméstico (de 0,38% para -0,21%). Já a taxa do grupo transporte ficou em - 0,33% depois de registrar alta de 0,69% em janeiro. A principal contribuição para a queda partiu das passagens aéreas, que ficaram mais baratas de um mês para o outro (de 10,61% para -8,84%). Ainda segundo o levantamento, subiram com menos intensidade os gastos com ônibus urbanos (de 2,54% para 0,72%) e ônibus intermunicipais (de 3,23% para 1,07%). As tarifas dos interestaduais tiveram queda de 0,53%. Ainda no grupo transportes, os combustíveis ficaram tiveram redução mais intensa nos preços (de-0,45% para -0,83%). A gasolina passou de -0,35% em janeiro para -0,40% em fevereiro, em consequência da maior queda de preços do etanol (de -1,25% para - 2,87%). Também tiveram decréscimos as taxas de artigos de residência (de 0,16% para 0,06%); vestuário (de 0,07% para -0,23%); e comunicação (de 0,21% para 0,17%). Já o grupo educação (de 0,39% para 5,62%) apresentou a maior variação no mês. De acordo com o IBGE, o resultado reflete os reajustes no início do ano letivo, com destaque para os aumentos nas mensalidades dos cursos regulares, que ficaram 6,93% mais caras e representaram o maior impacto individual no mês.

Política & Poder DE BASTIDORES É conversa de bastidores e pode mesmo ficar só nisso, mas deputados da base aliada do governo cochicham que Valdir Rossoni (PSDB), presidente da Assembleia Legislativa, se movimenta para tentar antecipar em seis meses a eleição da Mesa Executiva da Casa, cuja gestão atual termina no final deste ano. Rossoni é candidato à reeleição e das primeiras coisas que fez nessa articulação teria sido pedir apoio ao governador Beto Richa (PSDB). Este, porém, quer passar longe dessa história, tem receio que a manobra divida a sua base aliada na Assembléia. Pelo mesmo motivo Richa teria dito que não pretende interferir na disputa pela presidência do Legislativo, seja em junho se os planos de Rossoni derem certo, seja no final do ano. E o governador se preocupa, além disso, com o projeto eleitoral de Rossoni para 2014, que é concorrer para o Senado, o que provocaria no PSDB uma disputa interna com o atual senador Álvaro Dias, cujo mandato vence na próxima eleição geral. Para a reeleição de Richa, é interessante se reaproximar de Álvaro, famoso em todo País pela liderança dos tucanos no Senado e uma das vozes mais fortes da oposição ao governo petista. A avaliação é de que a chapa do governador ficaria fortalecida com ele e o atual senador candidatos à reeleição. A PERIGO Os percalços para os planos do presidente da Assembléia não são poucos. Contra si tem muito deputado insatisfeito por contas das medidas que adotou no ano passado, entre elas cortes de privilégios em dinheiro e de comissionados nos gabinetes e maior rigor na atuação nas comissões e em plenário. Volta e meia tem um grupo ensaiando apresentação de uma PEC para proibir a reeleição de presidente da Casa. PESQUISA MP O Ministério Público do Paraná está terminando pesquisa para aferir a imagem que a população tem da instituição. O trabalho começou em janeiro e deve ser concluído este mês. Estão sendo consultados cidadãos de 33 municípios paranaenses, moradores das 10 mesorregiões geográficas do Estado (definidas pelo IBGE). PRIORIDADES Além de avaliar a imagem do MPPR, a pesquisa dará um levantamento regionalizado de informações referentes às demandas da população em áreas coletivas, como saúde, educação, segurança pública, direitos de crianças, adolescentes, idosos, portadores de deficiência, entre outros. Estes dados deverão facilitar o mapeamento das prioridades na atuação dos promotores e procuradores de Justiça. ENTRE AMIGOS O ex-presidente da Sanepar, o peemedebista Stênio Jacob, participará nesta segunda-feira de reunião com a bancada do PT na Assembleia Legislativa. O

Correspondência para roselivalerio@gmail.com

convite a Jacob partiu dos deputados petistas Elton Welter, líder da Oposição, e da deputada Luciana Rafagnin, líder da bancada. SEM REAJUSTES Eles querem ouvir o ex-presidente da Sanepar sobre os recentes reajustes das tarifas de água autorizados pelo governador Richa. Num prazo de 12 meses, tais reajustes alcançaram índice acumulado de 35,14% para uma inflação de pouco mais de 8%, no mesmo período. Os petistas não consideram no seu cálculo a inflação dos setes anos em que não houve reajuste da tarifa de água no Paraná. O DISCURSO "A majoração das tarifas em percentuais elevados onera o usuário dos serviços e amplia os ganhos dos investidores", afirma o deputado Welter. "É preciso lembrar que tais serviços foram concedidos pelas prefeituras de 344 dos 399 municípios do Estado à Sanepar, o que amplia os efeitos dos reajustes sobre a economia do Paraná", diz o petista. CURSOS Valdir Rossoni está mesmo procurando qualificar melhor os servidores efetivos da Assembléia. Depois de dois cursos realizados na semana passada, para esta semana, está prevista a realização do curso, "Conceito de Aposentadoria e Pensões aos Servidores Públicos", dias 13 e 14. É oferecido pelo Instituto Brasileiro de Administração Pública (IBRAP) e ministrado por Walkiria Zauith de Pauli, coordenadora de Recursos Humanos da Fundação Cultural de Curitiba. CONVÊNIO Esse curso é para funcionários da Procuradoria Geral e da Diretoria de Pessoal da Assembleia. Essas iniciativas estão dentro de uma política de aperfeiçoamento dos quadros funcionais da Casa definida pela Mesa Executiva e desenvolvida pela Diretoria de Pessoal. E está para sair um convênio com a Escola de Governo, mantida pelo Poder Executivo, com vistas a aumentar a opção de cursos e treinamentos para os servidores. AMPLIAÇÃO Mas a melhor iniciativa ainda está para acontecer: a implantação da Universidade Livre do Legislativo, projeto mais ambicioso que prevê, além do atendimento aos servidores da Assembléia, a oferta de cursos e a troca de experiências com as prefeituras e câmaras municipais na área do processo legislativo. BOAS ESCOLHAS Rossoni chegou onde está porque sabe fazer política, tem seus méritos, mas o que tem feito como presidente do Poder Legislativo vai muito além disso porque cercou-se de uma equipe competente e profissional. Enquanto mudam o perfil da Assembléia, ajudam o tucano a aparecer como político de atitude, coisa que o povo se agrada. PARA VOAR Essa equipe de diretores da Assembléia com suas propostas que gradativamente vão melhorando a forma como a Casa é vista, pavimentam o caminho para vôos mais altos que o tucano queira dar. De Imbituva (onde começou como prefeito) para o Senado, por exemplo. O problema será neutralizar quem pode lhe cortar as asas, um desafio que não será fácil, como apontam as

AB Notícias NOVA FÁBRICA A Metso Paper investe R$ 40 milhões na nova fábrica em Araucária, região metropolitana. Construída em um terreno de 60 mil metros quadrados, vai criar cerca de 150 empregos diretos. Podendo chegar até a 500 vagas quando a planta estiver a todo vapor, o que vai gerar mais oportunidade e renda no município. CIDADE DO LEITE A Castrolanda, em Castro, nos Campos Gerais, irá investir R$ 10 mil na Agroleite, a maior feira do setor na região. O projeto ocupa um espaço de mais de 70 mil metros quadrados - deve contemplar além do Parque de Exposições, a área ao lado já de propriedade da Castrolanda. Aonde será construído espaço para dar abrigo aos animais, arena para julgamentos, praça de alimentação, auditório para palestras com capacidade de atender cerca de 1.500 pessoas. INVESTINDO EM PESQUISA O Estado do Paraná terá R$ 98 milhões destinados para incentivo à pesquisa científica. Os recursos serão gerenciados pela Fundação Araucária e, irão possibilitar a concessão de bolsas de mestrado, doutorado e pós-doutorado. Além da aquisição e manutenção de equipamentos e laboratórios de pesquisa. PROGRAMAÇÃO ESPECIAL Fundada no dia 7 de março de 1857, a Biblioteca Pública do Paraná, comemora seus 155 anos em grande estilo. Com uma programação diferenciada que vai até o dia 12 deste mês, os freqüentadores do local poderão participar de atividades como palestras, bate-papo, além de apresentações musicais daiárias. MUTIRÃO ECOLÓGICO Em Guaíra, oeste do estado, será realizado no dia 24 de março o evento Rio+Limpo, que tem como principal objetivo recolher o lixo do rio Paraná. Uma parceria da prefeitura, com órgãos preocupados com a preservação local e moradores voluntários. A ação será do Centro Náutico até o Porto Morumbi, aproximadamente 40 quilômetros. LUTA FEMININA Mulheres correspondem a mais de 50% dos casos de câncer previstos para esse ano, o que equivale a 200 mil novos casos. No Dia Internacional da Mulher, foi reforçado que a doença tem cura e

primeiras notas da coluna. VOLTA A CARGA O deputado estadual Péricles de Mello (PT) reafirmou sua proposta de instalação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar os contratos do Pedágio do Paraná. Para o petista, nunca houve tantos argumentos concretos para discutir as concessões e rever a prorrogação dos contratos. "É necessária uma investigação rigorosa, com base em critérios técnicos, acompanhada por especialistas da área", justificou Péricles. FATO NOVO No final do mês passado, o Tribunal de Contas da União (TCU) determinou que o Departamento de Estradas de Rodagem (DER) do Paraná reestabeleça o equilíbrio econômico-financeiro dos contratos relativos ao Programa de Concessão de Rodovias do Estado, num prazo de 360 dias. Os contratos foram firmados em 1998. ARQUIVO "A decisão do Tribunal confirmou as denúncias que estamos fazendo há mais de 10 anos sobre as irregularidades do pedágio no Paraná", disse o petista. Ao longo dos anos a Assembléia criou duas CPIs para investigar o pedágio e uma CEI. Nenhuma resultou em alteração ou redução do preço das tarifas. Os contratos e aditivos foram considerados juridicamente perfeitos pelos deputados que as integraram. LUCRO DELAS Mas para o TCU, que investigou tudo, há indícios claros de que as alterações promovidas nos contratos de concessão, algumas sem critérios técnicos, levaram a um desequilíbrio econômicofinanceiro em favor das concessionárias. "Isso mostra que somente as empresas se beneficiaram com os contratos. O equilíbrio econômico-financeiro exigido pelo TCU deve ser em favor da população que paga pelos altos valores das tarifas", argumentou Péricles. NA GAVETA Em 2011 o deputado Cleiton Kielse (PMDB) tentou instalar outra CPI do Pedágio na Assembléia. O presidente da Casa engavetou o pedido por considerar que o pedágio já tinha sido tema de outras CPIs e uma CEI. Agora o deputado do PT avalia que a decisão do TCU justifica nova CPI e quer que, se for aprovada, ela tenha maior transparência e conte com a participação da população e da sociedade civil organizada. A CONFERIR Péricles pode estar otimista demais. No ano passado o mesmo TCU produziu um relatório questionando os índices dos contratos firmados na década de 90, durante o governo tucano de FHC, como é o caso do pedágio paranaense. Foi apurado que na época, os índices ficaram acima de 17%, enquanto nas concessões no governo Lula, a taxa média de retorno foi metade, de 8,95%. O deputado Kielse tinha usado o TCU como um dos argumentos e não conseguiu criar a CPI.

Presidente da Câmara reconhece crise entre governo e base aliada O presidente da Câmara dos Deputados, Marco Maia (PT-RS), disse que o governo reconhece que há problemas de relacionamento com a base aliada, a maior parte de ordem política. Os partidos integrantes da aliança que ajudou a eleger Dilma Rousseff em 2010 reivindicam participação maior nas decisões de governo. "A relação com o governo é boa e respeitosa. Temos sido atendidos nas demandas apresentadas, mas afirmo que é legítimo que os partidos que contribuíram na campanha possam participar nas decisões tomadas. Isso é legítimo", enfatizou. Marco Maia disse que o PT não pode ser culpado pelos partidos aliados pela falta de rapidez na liberação de recursos para atender a emendas parlamentares ou pela pouca representatividade de algumas agremiações na Esplanada dos Ministérios, em cargos de segundo escalão. O deputado lembrou que o PT perdeu o Ministério da Pesca e o comando da Petrobras, em nome de uma recomposição das forças aliadas do governo. "É natural que a presidenta precise compor sua aliança política no Congresso", justificou. Um dia depois de a presidente Dilma Rousseff sofrer a primeira derrota imposta pela sua base aliada no Senado, em especial o PMDB, o líder do governo, Romero Jucá (PMDB-RR), disse que estão previstas conversas da presidente com as bancadas de cada partido da aliança política. A indicação, pelo Executivo do nome de Bernardo Figueiredo para ocupar o cargo de diretor-geral da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) foi rejeitada pelo Senado por 36 votos, sendo a maioria deles de parlamentares governistas. "O governo terá que correr atrás do prejuízo. O PMDB, por ser o maior partido, foi o que teve maior número de senadores [que votaram contra a indicação presidencial], mas, proporcionalmente ao tamanho de cada bancada, ficou claro que se trata de uma insatisfação generalizada, que precisa ser estancada", destacou o líder. Perguntado quando seriam iniciadas as conversas com os partidos aliados, ele disse que depende apenas da presidenta marcar. Nesses encontros, estaria presente, também, a ministra de Relações Institucionais, Ideli Salvatti. O senador disse que o governo já tinha conhecimento dessa insatisfação crescente dos senadores aliados, de vários partidos, há algum tempo. Segundo Jucá, os líderes partidários levam permanentemente reclamações pontuais de suas bancadas, de parlamentares que não são recebidos por ministros. Há queixas também de que os telefonemas dados às autoridades não são retornados e que os pedidos de nomeações de cargos nos estados não são atendidos. Além disso, há demora no cumprimento de questões orçamentárias, segundo Jucá. Para o líder do PCdoB, Inácio Arruda (CE), que votou contra o requerimento de adiamento da votação, as insatisfações dos aliados passam também por uma luta dos partidos por mais representatividade no governo, seja na Esplanada dos Ministérios ou em cargos de segundo escalão. "Sempre haverá essa luta por mais espaço na base, uma vez que não existe uma legenda que, sozinha, seja capaz de dar sustentação política ao governo", disse.

abnoticias@abcom.com.br (41) 3014-6764 deve ser prevenida. Além disso, alguns cuidados básicos como largar o cigarro, fazer exercícios físicos, alimentação saudável, proteção solar e exames médicos freqüentes, são ótimos aliados contra esse mal. DISTRIBUIÇÃO DE ALIMENTOS Foi inaugura em Pinhais, a Central de Alimentos Agroecológicos da Alimentação Escolar – CEAPA. O espaço contempla um espaço apropriado para a logística de alimentos orgânicos, fornecidos por pequenos agricultores familiares. Com a iniciativa, serão beneficiados com os alimentos aproximadamente 15 mil alunos do ensino público MAIS VERDE O Viveiro Municipal em Itapulândia, oeste paranaense, inicia trabalhos de arborização, focado na diversidade das plantas. Um berçário de várias espécies onde mudas são semeadas e multiplicadas até que se tornem aptas para serem plantadas. Flores, plantas ornamentais e exóticas, que serão espalhadas dentro de poucos dias por todo o município. INCENTIVO À MULHER Em Ortigueira, nos Campos Gerais, está sendo oferecido curso para despertar a consciência da mulher camponesa sobre sua importância nas lutas do campo. É o projeto “Mulheres em Movimento”, realizado na comunidade conhecida como RR, aonde vivem 500 famílias assentadas em pequenos lotes de terra. O objetivo é oferecer ferramenta a essas mulheres para que elas trabalhem aspectos da produção agroecológica. REDUÇÃO DA MORTALIDADE Segundo o Ministério da Saúde, a redução da mortalidade materna em 2011 pode ser um das maiores dos últimos dez anos. Dados informam que no primeiro semestre do ano passado foi registrada uma queda de 19% em relação ao ano anterior, nos óbitos por causas obstetrícias. MELHOR ACESSO No município de Vera Cruz, oeste paranaense, estão sendo executados diversos projetos para melhorar o acesso das estradas para o interior. São obras de readequação, cascalhamento, calçamento polidérmico, entre outras adaptações. O que vai beneficiar os agricultores e facilitar o escoamento da produção.


| Segunda-feira, 12 de março de 2012 |

3

Com novo recorde, Paraná leva o VBP da agropecuária a R$ 48 bilhões A primeira estimativa do VBP do ano civil 2011, referente à safra 2010/2011, demonstra que o faturamento da atividade agropecuária deverá superar em quase R$ 4 bilhões o resultado obtido no ano de 2010, que foi R$ 44,29 bilhões O Paraná deverá atingir novo recorde no Valor Bruto da Produção Agropecuária (VBP), que expressa o faturamento do setor. A primeira estimativa divulgada pela Secretaria da Agricultura e do Abastecimento do Paraná indica que o VBP de 2011 teve um crescimento de aproximadamente 8% sobre o do ano anterior. Os números apontam para um faturamento de quase R$ 48 bilhões, o melhor resultado dos últimos anos, superando o VBP de 2008 e de 2010, que foram recordes (R$ 41,4 e R$ 44,29 milhões respectivamente). O secretário da Agricultura e do Abastecimento, Norberto Ortigara, diz que o aumento do VPB de 2011 reflete o bom desempenho da agropecuária paranaense e os bons preços agrícolas praticados no ano passado. "É fruto do esforço do agricultor que aplicou tecnologia, aumentou a produtividade e teve a produção bem acolhida pelos mercados, que pagaram bem pelos produtos", afirmou. A primeira estimativa do VBP do ano civil 2011, referente à safra 2010/2011, demonstra que o faturamento da atividade agropecuária deverá superar em quase R$ 4 bilhões o resultado obtido no ano de 2010, que foi R$ 44,29 bilhões. Contribuíram para esse resultado a valorização de produtos como a soja e a carne de aves.

Esta é a primeira estimativa, que deverá ser apresentada aos municípios até meados deste ano. O levantamento não abrange os impactos causados na safra 2011/2012 pela estiagem, que só deverão aparecer no VBP de 2012. A versão definitiva do VBP de 2011 será concluída até outubro deste ano. AGRICULTURA O setor que mais contribuiu com o VBP foi a agricultura, cujo faturamento deverá superar R$ 23 bilhões, resultantes do desempenho de 31 produtos do setor, informou Carlos Hugo Godinho, chefe da Divisão de Estatística Básica do Departamento de Economia Rural (Deral). Entre esses produtos, o que teve melhor desempenho foi a soja, cujo faturamento bruto deverá ficar próximo de R$ 11 bilhões. O VBP da soja reflete o aumento da produção do grão no ano passado e também o aumento no valor das commodities no mercado internacional. Enquanto a produção aumentou 10%, o faturamento poderá ser 35% maior. A produção de milho, grão em que o Paraná se destaca como maior produtor nacional proporcionou aos agricultores um faturamento bruto de quase R$ 5 bilhões, um

aumento em torno de 28% em relação ao VBP de 2010, que atingiu R$ 3,74 bilhões. O crescimento do VBP decorreu da valorização da commodity no mercado externo, uma vez que a produção da primeira e segunda safra de 2011 recuou em 9% em relação ao ano anterior. A cana-de-açúcar é outro produto que teve a produção estável em 2011, mas o Valor Bruto da Produção deverá crescer cerca de 37%, passando de um total de R$ 1,78 bilhão, em 2010, para aproximadamente R$ 2,5 bilhões em 2011. Também houve aumento de preço do açúcar e do álcool no mercado externo, dando sustentação ao preço da matéria-prima, o que beneficiou os produtores. PECUÁRIA A atividade pecuária, somando os setores de avicultura, bovinocultura de corte e leite, suinocultura e ovos, deve proporcionar um faturamento bruto acima de R$ 13 bilhões em 2011. Desses, o setor que mais contribui deverá ser a avicultura cujo faturamento bruto aos produtores paranaenses deverá superar os de R$ 6 bilhões, um aumento acima de 20% em relação ao ano passado quando o VBP do setor atingiu R$ 5,19 bilhões. Além da valorização da comercialização, o VBP reflete também o aumento da produção, que

O secretário da Agricultura e do Abastecimento, Norberto Ortigara, diz que o aumento do VPB de 2011 reflete o bom desempenho da agropecuária paranaense

foi de 7%. A produção de leite no Estado aumentou 2% e o Valor Bruto da Produção deverá crescer em torno de 17%, passando de R$ 2,55 bilhões, em 2010, para quase R$ 3 bilhões em 2011, segundo a responsável pela área de VBP da Secretaria da Agricultura, Fernanda Yonamini.

O governador Beto Richa assinou nesta sexta-feira (09) duas mensagens para enviar à Assembleia Legislativa criando o Fundo Penitenciário, que vai receber recursos das multas criminais, atualmente enviadas para o sistema nacional, e o Fundo Estadual de Políticas sobre Drogas, para intensificar o combate ao tráfico e a prevenção ao uso de entorpecentes. As mensagens foram assinadas durante a entrega do novo prédio da Penitenciária Central do Estado (PCE), em Piraquara. A unidade já recebeu 280 detentos que estavam em delegacias superlotadas do Litoral e vai abrigar os 1.220 presos que hoje estão na PCE e outros 50 da delegacia de Sarandi. O novo prédio adota um conceito chamado de módulo de vivência coletiva, porque incorpora uma nova visão que inclui mais segurança e a garantia de educação e trabalho para os presos. O prédio antigo será reformado e, dentro de 90 dias, será transformado em presídio feminino, com 700 vagas. No dia 30 deste mês, o governo entrega mais dois estabelecimentos penais, com capacidade para 1.050 presos, em Maringá e Cruzeiro do Oeste. "Os presos têm de pagar pelo crime cometido, mas merecem que seus direitos sejam respeitados, especialmente pelo poder público, o que também vai aumentar as chances de reinserção social dos condenados", disse Beto Richa, explicando que o Paraná "tem essa consciência". Richa destacou que as vagas criadas no sistema prisional paranaense, apenas neste ano, passam dos três mil. O incremento faz parte do plano de governo de acabar com a superlotação das delegacias.

Foto: João Fernandes

Estado cria fundos para atender penitenciárias e de combate às drogas

Governador Beto Richa com a secretária de Justiça, Maria Tereza, o diretor do Depen-PR, Mauricio Kuene, o pelo prefeito de Piraquara, Gabriel Samaha e opresidente do conselho pinitenciário do PR., Dálio Zipin

"Nos próximos anos serão criadas 10 mil novas vagas em todo o Estado", disse o governador. Em maio, o sistema recebe outras 700 vagas com a conclusão e ampliação da Cadeia Pública de Foz do Iguaçu. A previsão, de acordo com a secretária da Justiça, Cidadania e Direitos Humanos, Maria Tereza Uille Gomes, é fechar em seis mil novas vagas até o final deste ano. Com as vagas atuais no sistema prisional do Paraná, o número de presos em delegacias e cadeias baixou de 16 mil para 12 mil. "Nós vamos cumprir também a meta assumida pelo governador Beto Richa de acabar com os presos condenados e denunciados à Justiça vivendo em delegacias de polícia",

explicou a secretária. De acordo com ela, a transferência dos presos vai obedecer critérios técnicos, de idade, perfil, tipo de crime cometido e escolarização. "Com isso, vamos adequar os novos módulos de vivência com a educação e a profissionalização dos presos e com as opções de trabalho que estamos priorizando em todas as unidades", afirmou Maria Tereza. ESTABELECIMENTOS A construção de unidades prisionais conta com a parceria do governo federal. O investimento total chega a R$ 160 milhões, sendo R$ 130 milhões do Ministério da Justiça. A verba vai permitir a reforma ou construção 14 estabelecimentos penais espalhados pelo Estado. "Os

recursos repassados pelo Ministério da Justiça significam três vezes mais que os recebidos pelo Paraná nos últimos 15 anos", disse Richa. Em abril, entra em licitação nova unidade no complexo penal de Piraquara que vai abrigar 516 presos de adultos jovens, na faixa dos 18 aos 25 anos. O plano prevê ainda a construção de cinco estabelecimentos, com capacidade de 540 presos, em Apucarana, Campo Mourão, Foz do Iguaçu, Londrina e Maringá; e a ampliação de outros oito estabelecimentos prisionais em Piraquara (492 vagas e outro de 432 vagas), em Foz do Iguaçu, Maringá, Ponta Grossa e duas em Londrina (384 vagas) e em Cascavel (288 vagas).

Câmara pode votar Lei da Copa e Código Florestal nesta semana A Lei Geral da Copa e o Código Florestal são os principais assuntos da Câmara dos Deputados nesta semana. As discussões e votações dessas propostas já foram marcadas para terça (13) e quarta-feira (14). No entanto, como existem divergências entre os partidos em torno das duas matérias, as votações poderão ser adiadas para permitir a busca de acordo em torno da maioria dos pontos. A votação da Lei Geral da Copa, no plenário da Câmara, está marcada para quarta-feira (14). Na última semana, o relatório do deputado Vicente Cândido (PT-SP) foi aprovado na comissão especial e, em seguida, o plenário aprovou o requerimento de urgência para a votação. O projeto define direitos e obrigações da Federação Internacional de Futebol (Fifa) para a realização do evento. Os pontos mais polêmicos do texto são a liberação da venda e do consumo de bebida alcoólica nos estádios durante os jogos da Copa das Confederações, no ano que vem, e da Copa do Mundo de Futebol, em 2014, além da questão da meia-entrada nos jogos. Líderes da oposição e da base governista ainda vão negociar quais os destaques que serão votados nominalmente visando a alterar o texto. Já está definido que o destaque para retirar do texto a venda e o consumo de bebidas será votado nominalmente. As negociações para a votação do Código Flores-

tal, prevista amanhã (13), prosseguem até a hora da apreciação da proposta. As discussões estão sendo feitas entre representantes do governo, ruralistas e ambientalistas. O relator do projeto, deputado Paulo Piau (PMDB-MG), já anunciou que vai propor a supressão de algumas das mudanças aprovadas pelos senadores para manter o texto aprovado pelos deputados. Segundo Piau, as maiores polêmicas que ainda persistem são sobre as áreas de Preservação Permanente (APPs) e sobre o dispositivo dos senadores que trata da exigência de 20 metros quadrados de área verde por habitante nas expansões urbanas das cidades e nas construções de novas cidades. A pauta de votação das sessões ordinárias da Câmara está trancada por quatro medidas provisórias. Com isso, a votação da Lei Geral da Copa e do Código Florestal só podem ocorrer em sessões extraordinárias da Casa. Também nesta semana, a maioria das 20 comissões técnicas da Câmara começará a funcionar. Elas foram instaladas na semana passada, depois de mais de um mês de funcionamento do Legislativo. A Comissão de Educação e Cultura e a Comissão Especial do Plano Nacional de Educação (PNE) realizam reunião conjunta na quarta-feira (14), quando o ministro Aloizio Mercadante deverá falar dos objetivos do MEC para a implantação do PNE 2011/ 2020.


4

| Segunda-feira, 12 de março de 2012 |

Legislativo implanta a digitalização de todas as leis do município O cidadão poderá acessar também Decretos e Resoluções; além da Lei Orgânica da cidade e o Regimento Interno da Câmara A Câmara de vereadores de Colombo faz história no município no que diz respeito à inclusão digital. Em sessão ordinária o presidente do Legislativo, vereador Onéias Ribeiro, lançou juntamente com os demais vereadores uma nova ferramenta no site da casa, é a digitalização de todas as leis do município. "Estamos cumprindo o nosso dever e o nosso compromisso com a transparência e a facilitação do acesso de todos os cidadãos à informação pública. A Câmara em parceria com a Prefeitura coloca à disposição dos colombenses um link de seção de legislação, que será permanentemente e atualizada, com todas as Leis Ordinárias, Decretos Legislativos, Resoluções e demais dispositivos legais de Colombo desde 1909", disse Ribeiro. O projeto para abrir um link com toda a legislação partiu dos servidores da casa iniciando o debate ainda na presidência do vereador Gilberto Taborda Ribas em 2010. Segundo o presidente atual Onéias Ribeiro, o legislativo esta fazendo isso para que todos tenham acesso facilitado às normas que regulam direitos e deveres dos colombenses e dos agentes públicos. Isso, de uma forma rápida e de fácil acesso direto no site da Câmara, o www.camaracolombo.pr.gov.br. Durante a sessão plenária a diretora do Departamento de Apoio Legislativo, Lucirene Cavassin explanou aos vereadores e ao secretário de Educação, Cultura e Esporte, Alcione Giaretton, como funcionará o link que já está disponível no site da Câmara. "È uma ferramenta digital que tornará a pesquisa a todos os interessados mais rápido e fácil, facilitando a vida dos usuários como dos próprios funcionários da Prefeitura", falou Lucirene. Ao encerrar a explanação o presidente da Casa, Onéias Ribeiro, parabenizou e agradeceu a todos os servidores da Câmara pelo empenho e dedicação na concretização desse sonho que hoje é entregue aos colombenses. Os vereadores, Waldirlei Bueno, Gilberto Agrolombo e Helder Lazarotto, também fizeram uso da palavra parabenizando o presidente Onéias por ter colocado o projeto em pratica. O vereador Waldirlei agradeceu a todos que se empenharam no trabalho lembrando que esta é uma nova ferramenta de apoio importante ao legislativo, executivo e também ao cidadão. "Com isso o Legislativo faz a democratização e a publicidade da legislação. Busca assim,

cumprir o papel fundamental do Legislativo. É a cidadania completa", enalteceu Bueno. Para o cidadão ter acesso a qualquer legislação da cidade era necessário abrir protocolo na prefeitura, pagar uma taxa no banco e aguardar 72 horas para obter cópias da lei pretendida. Com o novo serviço disponibilizado pelo site da Câmara as regras anteriores deixam de existir. "O acesso é imediato via online, sem custo para o cidadão e todas as leis atualizadas. Isso representa um dos maiores avanços entregue pelo Poder Legislativo de Colombo aos cidadãos, tanto do município como também beneficia os de fora que utilizam a legislação para se relacionar com a cidade, exemplo; O representante ou advogado de determinada empresa que participe da licitação publica realizada pela prefeitura, ao precisar de determinado documento, antes se dirigia ao balcão da prefeitura. Ou seja, se estivesse em Curitiba, gastaria tempo e dinheiro para vir até a nossa cidade, agora essa realidade é outra, para a capital como também qualquer lugar do Brasil" disse o presidente. TRADUÇÕES O avanço divulgado na Câmara não tratou somente da legislação a disposição para a grande parcela da sociedade. O acesso e a inclusão social de pessoas portadoras de cegueira no município também foi garantido. Depois de divulgar a digitalização de todas as leis, o presidente Onéias Ribeiro também anunciou que já se encontra em fase de conclusão a tradução de 250 Leis na escrita Braile que possibilitará a leitura das Leis por portadores de cegueira. Desta forma o Legislativo estará atendendo o capítulo III do Estatuto da Pessoa com Deficiência que trata do fácil acesso a informação e comunicação. "Permitir a inclusão e promover a cidadania entre todos os seres da sociedade deve ser a condição básica para qualquer direcionamento do agente público, o legislativo de Colombo esta cumprindo com sua parte. Oportunizar a legislação em braile as pessoas portadoras de cegueira é acima de tudo promover a inclusão e respeitar o direito a informação a essas pessoas", finalizou Ribeiro. Para ter acesso ao novo serviço online da legislação em Colombo, basta acessar a pagina www.camaracolombo.pr.gov.br e partir para o link Sistema de Consulta de Leis.

disponibilizada licença para comerciantes interessados em fazer parte da Feira Gastronômica

A Prefeitura Municipal, por meio da Secretaria de Indústria e Comércio, disponibiliza licença para comerciantes interessados em revender os seguintes produtos na Feira Gastronômica de Colombo: - COLONIAIS (QUEIJO/SALAME/VINHO) - ESPETINHO - FRUTAS E VERDURAS - LANCHES - PRATOS TÍPICOS - CALDO DE CANA E COCO GELADO - TABULEIRO DE DOCES E CHOCOLATES - ARTESANATO EM TECIDO

- ARTESANATO EM PAPEL - ARTESANATO EM COURO - ARTESANATO EM EVA - ARTESANATO EM LOUÇA - ARTESANATO DE BIJOTERIA E ACESSÓRIOS SERVIÇO Os interessados devem ir até a Secretaria de Indústria e Comércio, localizada na Regional Maracanã (Rua Dorval Ceccon, 664 - Jardim Nossa Senhora de Fátima). Mais informações com o gestor da Feira, Romualdo, pelo telefone 36755969 ou 3675-5922.

Servidora Lucirene Cavassin usa a tribuna para explicar projeto de disponibilização das leis aos usuários

Prefeitura realiza oficina de capacitação para o Programa "Saúde na Escola" Foi realizada na última semana a primeira oficina de capacitação para o Programa Saúde na Escola de Colombo, na Regional Maracanã. Neste encontro estiveram presentes pedagogos, enfermeiros e médicos das equipes que atuarão nesta estratégia. Será implantado em 13 escolas municipais e cinco estaduais, atendendo uma média de 12.000 alunos por ano. A Secretária de Saúde, Ivonne Solano declara que "este programa não era uma obrigação do município de Colombo, pois os gestores podem escolher pactuar ou não. No entanto fi-

zemos um pouco a mais, como sempre temos feito na área da saúde, buscando o bem de nossa população. Esse é o lema de nossa gestão, fazer sempre um pouco a mais", destacou. O secretário da Educação, Cultura e Esporte, Alcione Giaretton, também destacou a importância desse Projeto para as crianças. "Essa união entre as secretarias da Saúde e da Educação só reforça os benefícios para os estudantes. Ficamos muito contentes com essas parcerias, nos unindo fortalecemos nossos trabalhos", disse Giaretton. Este programa visa unir as

práticas de prevenção e de promoção da saúde ao ambiente escolar, buscando promover a saúde dos alunos, por meio de avaliação clínica, nutricional, oftalmológica, auditiva, odontológica, entre outras. O coordenador de Saúde da Criança, Daniel Ignacio da Silva, destaca que, "vivemos um momento histórico ao conseguirmos unir os profissionais de Saúde e de Educação na promoção da Saúde das crianças e adolescentes", lembrando ainda que as próximas datas das oficinas serão 22 e 23 de março, no mesmo local.


5

| Segunda-feira, 12 de março de 2012 |

Metró ole Variedades A sabedoria própria dos sábios consiste em uma extraordinária dose de bom senso. (Reitor W.R. Inge) Tema: Filosofia

29º Parc. Nublado Máx. Mín. 20º

PROGRAMAÇÃO DE CINEMA

Torta Holandesa

Dois instrumentos musicais de sopro Lascivo; libidinoso Tecla de gravação Intransitivo (abrev.)

A terra preparada para o plantio A era de expansão do Império Britânico

49 (?) Carolina, cantora da MPB

Material de trabalho do policial A vida isenta de perturbações Onomatopéia de golpe rápido

Sufixo de "berçário": coleção Licor de palmeiras Facho; tocha

Machado de Assis: escreveu "Helena"

Sílaba de "rente" Infusão medicinal Mulher muito vaidosa Batalha

C Cerveja de barril Espaço de tempo

H

Utensílio para assar Gravata, em inglês

A

Em presença de

Altar hebreu de sacrifícios (Ant.)

Arthur de Oliveira, escritor "imortal" Eric (?), ídolo do rock mundial

Iodo (símbolo) Praça da (?), postal de São Paulo

Fruto energético Bairro londrino

O flagelo do Nordeste brasileiro

Solução

T V A L

ER

T U R I M

S A R A R A

BANCO

Deus egípcio (Mit.)

D E S O E C N A C R R I E N S A P E A G R A I O T C A

5) Na novela "Rainha da Sucata", Lima Duarte fez uma participação especial nos primeiros capítulos, vivendo um sucateiro. Como se chamava esse personagem? a) Alberto b) Onofre c) Edu d) Salgado

Alisar (o cabelo encarapinhado)

O livro Indivíduo com a lei albino de Moisés

N T I O R I A N T A R C I H O A A O N T S E

4) Em qual dessas produções da Globo o ator Mário Frias atuou? a) "Os Maias" b) "Os Normais" c) "Senhora do Destino" d) "O Sorriso do Lagarto"

© Revistas COQUETEL 2007

Luta esCentro cultural e Precisa- portiva de combate industrial mente e defesa da Itália

A R C H O T E

3) A novela "Estrela-Guia" marcou a estréia de Sandy nas novelas da Globo. Que ator fez par romântico com cantora nessa trama? a) Marcelo Anthony b) Marcos Winter c) Guilherme Fontes d) Erik Marmo

Encantamentos da fada (Lit.) Pulsante

E J X U A D T O A M A E N N A T E L A A P S H O

2) Qual dessas atrizes colombianas interpretou a personagem Gaivota, na novela "Café Com Aroma de Mulher", exibida pelo SBT em 2001? a) Sílvia de Dios b) Daniela Luján c) Margarida Rosa de Francisco d) Alejandra Bolero

PALAVRAS CRUZADAS DIRETAS www.coquetel.com.br

P R E L I O

1) A atriz Jacqueline Bracamontes atuou em qual dessas novelas que foi exibida pelo SBT? Na referida trama ela interpretava a protagonista Candy. a) "Revelação" b) "Amor & Ódio" c) "Luz Clarita" d) "As Tontas Não Vão Para o Céu"

Pílulas para dormir podem estar ligadas a um risco quatro vezes maior de morte prematura, segundo um estudo realizado nos Estados Unidos e publicado no periódico "BMJ Open". Em doses elevadas, estes medicamentos também estiveram associados a um risco 35% maior de câncer em comparação com indivíduos que não os ingerem. Médicos chefiados por Daniel Kripke, do Centro de Sono da Família Scripps Clinic Viterbi na Califórnia, analisaram os registros médicos de mais de 10.500 adultos residentes na Pensilvânia que tomavam remédios para dormir com prescrição médica. Eles foram comparados com mais de 23.600 colegas. O estudo foi feito durante dois anos e meio com pílulas para dormir amplamente prescritas, incluindo benzodiazepínicos, não benzodiazepínicos, barbitúricos e sedativos. O número total de mortes registradas neste período foi pequeno nos dois grupos, correspondendo a menos de mil. Mas houve uma diferença grande na mortalidade, afirmaram os cientistas. Aqueles que ingeriram entre 18 e 132 doses de pílulas ao ano mostraram-se 4,6 vezes mais propensos a morrer do que o grupo de controle. Mesmo aqueles que tomaram menos de 18 doses anuais mostraram-se 3,5 vezes mais propensos a morrer. Detalhes sobre como os indivíduos morreram não foram revelados e os autores reforçam ter encontrado um vínculo estatístico, mas não uma causa. No entanto, eles decidiram soar o alerta, devido ao grande número de pessoas que faz uso destes medicamentos.

P A L A V R A S M A G I C A S

TESTE DA

Pílulas para dormir podem estar ligadas a risco maior de óbito

REDE 4G CURITIBA DEPENDE DE LEGISLAÇÃO Foi anunciado nesta sexta-feira (9), pelo presidente da Comissão da Copa, vereador Pedro Paulo (PT), que a Câmara Municipal de Curitiba realiza em maio um seminário técnico sobre a instalação da rede 4G de transmissão de dados em Curitiba. A decisão surgiu durante reunião convocada pelo secretário estadual da Copa, Mario Celso Cunha, com representantes da empresa Telefônica Vivo e da Companhia Paranaense de Energia (Copel). "Eu considerei mais apropriado que a Câmara Municipal analisasse o assunto, já que diz respeito diretamente ao Legislativo da capital. A Copel também é parte interessada, uma vez que possui tecnologia de ponta para a internet de banda larga", disse o secretário de Estado, Mario Celso Cunha. O grupo Telefônica Vivo procurou o governo do Paraná para, a exemplo do que já acontece no Rio Grande do Sul, buscar soluções para a instalação de uma nova malha de transmissão de dados, adequada às exigências da tecnologia 4G, de internet de alto desempenho. Conforme dados apresentados pelo grupo, o volume de tráfego de dados na rede da companhia dobrou de 2010 a 2011, mas as leis vigentes estariam impedindo a expansão física das unidades de cobertura da rede (torres, postes e similares). Durante a reunião, a equipe técnica da Telefônica Vivo citou como principal entrave ao desenvolvimento do setor a lei municipal 11.535, de 2005, com regras adaptadas para os diferentes bairros, conforme o zoneamento, e veda, por exemplo, a instalação destes equipamentos a menos de 50 metros de escolas, creches, hospitais e igrejas.

Massa: 1 pacote de 200gr biscoito amanteigado de chocolate 3 colheres de margarina 1 pacote de biscoito Tortinhas ou Calypso Recheio 2 potes de Philadélfia Original 3/4 de lata de leite condensado 1 barra de 180gr de chocolate branco Cobertura 1 barra de 180gr chocolate meio-amargo 1 lata de creme de leite 1 barrinha de chocolate branco derretido ou em raspas para decorar Modo de Preparo: Triture no liquidificador o biscoito amanteigado e depois, numa tigela, misture com a margarina até ficar homogeneo. Forre o fundo de uma forma de aro removível com essa massa e disponha em pé os biscoitos Tortinhas nas laterais da forma. Na batedeira, bata o Philadelfia e o leite condensado e o chocolate branco derretido. Coloque esse creme branco na massa e nivele. Ponha para gelar por 30 min. Apos o creme ficar bem firme, derreta o chocolate meio amargo e misture o creme de leite até ficar um creme de chocolate macio. Espere esfriar um pouco e coloque por cima do creme branco. Nivele e leve para gelar. Derreta a barrinha de chocolate branco e com uma colher espalhe fios de chocolate por cima da cobertura, ou coloque raspas de chocolate branco.

3/tie — tot. 4/soho — tari — vapt. 7/narcisa. 9/vitoriana.

TOME NOTA

Dia 13: Mín. 21º e Máx. 30º Dia 14: Mín. 20º e Máx. 29º Dia 15: Mín. 20º e Máx. 31º

(Respostas: 1- d / 2- c / 3-c / 4-c /5-b)


6

| Segunda-feira, 12 de março de 2012 |

Programação do aniversário de São José dos Pinhais é levada aos bairros

Promovendo parcerias para o crescimento empresarial

Começa hoje (12) curso Liderando Equipes Foto Silvio Ramos/PMSJP

Tarde recreativa e brincadeiras para crianças marcaram este final de semana

A tarde recreativa foi voltada principalmente às crianças da Borda do Campo

A programação especial dos 322 anos de São José dos Pinhais, promovida pela prefeitura, teve na tarde de ontem (11) mais um evento. Os moradores da região da Borda do Campo, especialmente às crianças, puderam aproveitar uma série de atrações durante a Tarde Recreativa realizadas na sede da administração regional do bairro. O evento trouxe uma diversidade de atrações para a comunidade, como

o show do músico Oza Ventura, exposição de fotos histórias do município e corte de cabelo gratuito. As crianças se divertiram com os brinquedos, como piscina de bolinha e cama elástica; além do camarim de pintura e escultura de balões. "A ideia do evento, além de comemorar o aniversário da cidade, é trazer a Prefeitura pra dentro da comunidade, levando entretenimento aos moradores", afirma o adminis-

trador da regional da Borda do Campo, Araújo Aparecido Miranda. Atendente dos Correios e moradora da Borda do Campo há 20 anos, Sandra Gomes curtiu o domingo ensolarado com a filha Caroline, de oito anos, na Tarde Recreativa. "É uma atividade diferente e é bom que as crianças podem brincar sossegadas. Foi a minha filha que incentivou a vir aqui, porque a professora dela avisou que ia acontecer",

conta Sandra. Apesar de morar no Jardim Nemari, Viviane de Lima Santos foi até a Borda do Campo para aproveitar a tarde com seus filhos. "O evento foi divulgado na comunidade e vim com a minha irmã e meus filhos. Para mim está sendo muito bom", afirma. Os filhos de Viviane ainda saíram da Tarde Recreativa com visual novo, por conta da oportunidade do corte gratuito de cabelo.

Prefeitura qualifica mais 240 sãojoseenses para o mercado de trabalho

FALECIMENTOS  Luciano Henrique da Silva Rodrigues, 6 anos. Sepultamento hoje, às 16 horas, no Cemitério Parque Senhor do Bonfim.  Maria Martins Cardoso dos Santos, 71 anos. Sepultamento hoje, às 16 horas, no Cemitério Parque Senhor do Bonfim.  Antônio Obiava, 84 anos. Sepultamento hoje, às 16 horas, no Cemitério de Colônia Murici, São José dos Pinhais.  Antônio Novatski Neto, 60 anos. Sepultamento hoje, às 10 horas, no Cemitério Parque São Pedro, Colônia Marcelino, São José dos Pinhais.  Herculano Soares da Luz, 50 anos. Sepultamento hoje, às 10 horas, no Cemitério Parque Senhor do Bonfim.  Pedro Alfredo Ferreyra, 76 anos. Sepultamento hoje, às 10 horas, no Cemitério Memorial da Vida. Serviço Funerário Municipal - São José dos Pinhais Rua Ângelo Zem, 55 Centro - Fone : 3382 1271

Foto Sílvio Ramos/PMSJP

Na noite da última quinta-feira (08), mais 240 alunos de treze turmas dos cursos de Inclusão Digital, Solda, Operador de Empilhadeira, Logística Industrial e Artesanato com Pinhão, oferecidos pela Prefeitura de São José dos Pinhais, receberam diploma de qualificação profissional. Os cursos são oferecidos pela Secretaria Municipal de Trabalho e Emprego, em parceria com Senac, Senai e outras empresas parceiras. Nesta etapa, a Secretaria Municipal de Agricultura participou, oferecendo o curso de Artesanato com Pinhão. Durante a solenidade de formatura, o secretário de Trabalho e Emprego, Adilson Stuzata, lembrou que antes da criação de sua secretaria, que está completando dois anos, as pessoas chegavam a pernoitar na fila, em busca de emprego. Apesar do pouco tempo da criação da secretaria, Stuzata destacou o fato dela já ter sido certificada pela Secretaria Estadual de Trabalho e Emprego como a melhor Agência do Trabalhador do Paraná. "Nesses três anos, dentro da concepção do prefeito Ivan, que traz uma visão inovadora para o futuro da nossa cidade, dentre elas, de que fazer a área do trabalho evoluir é investir nas pessoas, já qualificamos mais de 3.500 pessoas", ressalta o secretário. Para o secretário de Agricultura, Pedro Persegona, os

O curso Liderando Equipes de Alto Desempenho começa hoje (12) e segue até 16 de março, com embasamento teórico e prático que permita a percepção, análise e aplicação do conhecimento da dinâmica das mudanças em seu benefício e da empresa. O foco é o preparo para a convivência, solução e melhora do desempenho de suas funções, de forma profissional e ética, em todos os processos de mudanças. A realização é da empresa Analystem. Conteúdo programático: criando um cenário de influências; a empresa excelente; conquistando os novos caminhos da competitividade; o comportamento humano; a dificuldade no relacionamento interpessoal; a motivação; o que você pode fazer por você?; ética e o perfil do novo profissional; o que as empresas, fornecedores e os clientes esperam de você?; estilos de liderança; diagnosticando os conflitos internos, externos e pessoais; comunicação eficaz e o poder da fala; as técnicas de resolução de problemas; a reunião de negócios; as estratégias em negociações; como superar os desafios empresariais. Data: 12 a 16 de março de 2012. Horário: 19h às 22h. Investimento: R$ 140,00 para associados e R$ 280,00 não associados. Informações: 41-3525-0801.

Jovens de São José dos Pinhais comemoram o ingresso no mercado de trabalho

trabalhadores tanto da indústria e do comércio como dos segmentos ligados à agricultura vêm tendo oportunidades, não só de qualificação, mas também de acesso ao mercado de trabalho. "Muitas vezes o momento de se desenvolver é roubado das pessoas. Na maioria das vezes por falta de oportunidade. Mas felizmente em nossa cidade tem sido diferente", comenta Persegona. Edson Fábio dos Santos Mees, que se qualificou no curso de Solda, e Elen Carla de Souza, foram oradores da suas turmas. Em seus discur-

sos, ambos agradeceram pela oportunidade e aos professores pelos ensinamentos recebidos. "Trabalho atualmente com vendas. Mas busquei me qualificar em Solda por ser uma área que paga bons salários", comentou Edson. Já Paula Adriane Ferreira de Lima fez o curso de Artesanato com Pinhão. Ela disse que sempre trabalhou com artesanato, mas não obtinha o lucro desejado ates do curso, pois não tinha algumas técnicas que agregam valor aos produtos, tornando-os atrativos aos olhos dos compradores. "Sou muito grata

pela possibilidade de crescimento que vislumbro agora. Meus artesanatos têm sido vistos com mais encanto", afirma. Para fazer as inscrições nos cursos, que são permanentes, ou em vagas de emprego, os interessados devem residir no município e procurar a Agência do Trabalhador de São José dos Pinhais, Av. Rui Barbosa, nº 9244, ou pelo telefone 3283-6800, munidos de documentos. Podem participar do curso de mecânica básica maiores de 18 anos que tenham ensino médio completo.


| Segunda-feira, 12 de março de 2012 |

7

Prefeitura entrega escrituras Os Cuidados Básicos para mais de 400 famílias ARTIGO

Como parte das comemorações pelos 319 anos de Curitiba, o prefeito Luciano Ducci entregou no último sábado (10) os títulos de propriedade de terrenos para 418 famílias das vilas Ulisses Guimarães, no Pinheirinho, e Cristo Rei, no Sítio Cercado. As duas áreas foram regularizadas pela Companhia de Habitação Popular de Curitiba (Cohab) como parte do plano municipal de regularização fundiária. "A Prefeitura tem trabalhado forte em regularização fundiária. Regularizar uma área é um processo demorado, burocrático, mas graças ao empenho dos envolvidos e apoio da comunidade estamos conseguindo bons resultados. Somente neste mês de março mais de mil famílias serão tituladas e vamos fechar nossa gestão com mais de 10 mil escrituras entregues", disse Luciano Ducci. Foram beneficiadas 179 famílias da vila Ulisses Guimarães e 239 famílias da vila Cristo Rei. A primeira vila surgiu em meados dos anos 90, quando as famílias ocuparam as margens do rio Pinheirinho, que deságua no Ribeirão dos Padilha. Os moradores de área de risco estão sendo reassentados em novas moradias, enquanto os que permaneceram em locais sem restrições habitacionais receberam as escrituras. Já a vila Cristo Rei teve início na mesma época, mas em uma área particular. Devido ao grande adensamento e precariedade da ocupação,

Foto Jaelson Lucas/SMCS

Áreas foram regularizadas e entregues durante o fim de semana em duas regiões da cidade

Famílias da Vila Cristo Rei comemoram durante entrega das escrituras

a Cohab retirou 152 famílias que foram transferidas para o Moradias Monteiro Lobato, no Tatuquara. Os moradores que ficaram no local receberam as escrituras de seus lotes, após longa negociação entre a Cohab e o antigo proprietário da área. Em cada uma das vilas foi realizado um evento para marcar a data. Na Ulisses Guimarães estiveram presentes o secretário municipal de Habitação, Osmar Bertoldi, o presidente da Cohab, Ibson Campos, o secretário municipal de Relações com a comunidade, Fernando Guedes, a secretária municipal de Educação, Liliane Sabbag, o administrador Regional do Pinheirinho, Fernando Janz,

e os vereadores João do Suco e Pedro Paulo. CONQUISTA O líder comunitário da vila Cristo Rei, Ângelo Gomes, destacou a luta de muitos anos em busca da regularização da área. Morador local desde o início da ocupação do espaço, ele foi às lágrimas ao agradecer o prefeito Luciano Ducci. "Hoje é um dia especial para nossa população. Estou muito feliz e emocionado, graças ao empenho da comunidade, da Cohab e da Prefeitura hoje estamos recebendo nossas escrituras. Uma conquista que nos deixa mais seguros e tranquilos", disse. A aposentada Enzira Maria, 57 anos, também mora no

local há mais de duas décadas. "É a maior vitória da minha vida. Hoje eu posso dizer que tenho uma casa, que eu sou a verdadeira dona do lugar onde moro. É uma garantia que ninguém mais vai me tirar", ressaltou. A zeladora Jussara Gonçalves, 55 anos, mora há 20 na vila Ulisses Guimarães. Agora ela não mais terá receio em fazer a reforma que tanto sonhava. "Faz tempo que quero arrumar minha casa, mas com a área irregular eu tinha medo de investir e um dia ter que sair daqui. Agora não tem mais dúvida, com a escritura na mão vou colocar piso novo, trocar o forro e aumentar a garagem. Estou muito feliz", afirmou.

A iniciativa foi discutida em reunião da secretária da Educação, Liliane Sabbag, o secretário da Pessoa com Deficiência, Irajá de Brito Vaz e representantes da Associação dos Deficientes Físicos do Paraná (ADFP), do Centro de Conviver (Centro de Atendimento Especializado em Autismo), na tarde da última sexta-feira (9). "Com esta ação estamos engrandecendo e ampliando ainda mais a cobertura do Programa Comunidade Escola que é de reconhecida importância por toda a comunidade de Curitiba", disse Liliane. Também participaram do encontro os médicos Mariane Wehmuth e Sérgio Antoniuk, do Centro de Neuropediatria (Cenep), do Hospital de Clínicas, da UFPR, setor que deverá capacitar os funcionários da Secretaria de Educação Municipal para o desenvolvimento de atividades voltadas a crianças com autismo em idade escolar, dentro de uma parceria entre o HC e a Prefeitura de Curitiba. O programa mantém abertas as 92 escolas municipais durante os finais de semana, com atividades socioeducativas gratuitas que

Foto Divulgação/PMC

Comunidade Escola terá atividades de Paradesport

Irajá de Brito Vaz e Liliane Sabbag participam de reunião sobre o Comunidade Escola

são desenvolvidas nas salas de aula, quadras esportivas, auditórios, bibliotecas e laboratórios de informática. Por intermédio do Comunidade Escola são ofertados cursos para geração de renda, atividades esportivas, culturais, de lazer e saúde, definidas de forma compartilhada por representantes da comunidade, da escola e da prefeitura que é a responsável pelo planejamento das atividades, garantindo assim os interesses da comunidade.

Nara Elaine Xavier da Silva OAB/PR 29.378

ao Comprar um Imóvel na Planta A aquisição de um imóvel é sempre um fato importante, seja porque muitas vezes representa a realização de um sonho, especialmente na compra da casa própria, seja porque envolve um volume de dinheiro considerável. De qualquer forma requer muito cuidado e atenção aos detalhes antes do fechamento do negócio. Esses cuidados ganham relevo quando tratamos de imóveis que ainda não existem fisicamente, ou seja, se encontram apenas no papel, os chamados imóveis na planta. Nesses casos a atenção deve ser redobrada e o cuidado e paciência com os detalhes podem fazer a diferença para que o sonho não se torne uma grande dor de cabeça. Inicialmente, ao adquirir um imóvel na planta, o consumidor deve buscar informações sobre a Construtora responsável pelo empreendimento, procurando levantar o seu histórico e conhecendo os empreendimentos já realizados pela mesma, a fim de se certificar quanto a qualidade da construção e dos materiais empregados. Vale até mesmo verificar junto ao PROCON o volume de reclamações contra aquela empresa. A segunda precaução que o consumidor deve ter é consultar o Cartório de Registro de Imóveis onde está matriculado o imóvel e solicitar o registro do projeto de incorporação devidamente aprovado pela Prefeitura, pois segundo a legislação nacional, o incorporador somente poderá colocar a venda as unidades autônomas em edifícios a construir ou em construção, após ter efetivado o registro do memorial da incorporação mediante a apresentação dos documentos elencados no artigo 32 da Lei 4.591/ 64. Esta exigência é feita justamente para dar segurança jurídica ao adquirente do imóvel a ser construído, eis que a Incorporação pressupõe a aprovação do projeto de construção, a regularidade documental da propriedade e do incorporador. Muitas vezes as Construtoras ou Incorporadoras oferecem o imóvel a venda antes de registrar o memorial e isso pode acarretar diversos problemas para os adquirentes, até mesmo diferenças no projeto, entre o que foi anunciado e o que foi posteriormente aprovado pelos órgãos públicos. É interessante notar que nos anúncios de venda, impressos, propostas ou contratos devem obrigatoriamente constar o número de registro da incorporação, bem como a indicação do cartório competente, conforme determina o § 3º do artigo 32 da Lei no. 4.591/1964. Outra dica interessante é solicitar no Cartório de Registro de Imóveis a certidão do memorial descritivo da obra, a fim de comparar as informações ali constantes com aquelas anunciadas pela empresa, especialmente em relação às medidas do bem, área privativa e comum. Tomada a decisão de concretizar o negócio é preciso ler atentamente o contrato, dando especial atenção aos seguintes pontos: a) o objeto do contrato deve descrever detalhadamente as características do imóvel e do empreendimento onde está inserido; b) a cláusula do preço e forma de pagamento deve contemplar corretamente os valores acordados e a forma de cálculo da correção monetária, quando for o caso, incidência de juros, índice e período de aplicabilidade, penalidades a que esteja sujeito o comprador na hipótese de inadimplemento e atraso no pagamento. Outra cláusula de grande importância é a que estabelece o prazo de entrega das unidades e demais obrigações assumidas pela incorporadora, devendo constar uma multa por atraso na entrega da obra, assim como é interessante constar que no caso de ocorrer este atraso deve a Incorporadora suspender imediatamente a continuidade da aplicação da correção monetária sobre o saldo devedor do imóvel, pelo Índice Nacional de Custo da Construção - INCC, este entendimento vem sendo cada vez mais adotado pela jurisprudência nacional. É também importante verificar no contrato todas as taxas ali estabelecidas, verificando sua pertinência, solicitando todas as informações que entender conveniente para esclarecer as cobranças e incidências. Finalmente, recomenda-se que o seu contrato seja registrado no cartório de registro de imóveis competente e que sejam guardados todos os materiais de publicidade para que numa eventualidade possam ser usados como prova das promessas anunciadas. Nara Elaine Xavier da Silva OAB/PR 29.378 Sócia na Venturi Silva Advogados & Consultores www.venturisilva.adv.br

Curitiba faz descarte correto de lâmpadas há 14 anos Descartar lâmpadas fluorescentes em lugares inadequados, além de ser um perigo para a saúde e para o meio ambiente, é um problema nacional. A preocupação com o destino deste tipo de lixo tóxico, especialmente as lâmpadas que contêm mercúrio, é tema de estudo do governo federal, com base na Lei de Resíduos Sólidos, e as empresas que fabricam ou importam este tipo de produto. Segundo dados recentes, das 290 milhões de unidades vendidas por ano no Brasil, aproximadamente 95%

são descartadas de forma inadequada. Como as lâmpadas têm mercúrio, um metal altamente tóxico, contaminam o meio ambiente se forem parar nas ruas ou lixões. Uma lâmpada fluorescente de 32 watts tem potencial para poluir 30 mil litros de água. Em Curitiba, entretanto, há 14 anos a população é orientada e incentivada a realizar o descarte correto das mesmas. O serviço de coleta especial de Lixo Tóxico é executado desde setembro de 1998. COLETA Funciona assim: um ca-

minhão permanece a cada dia do mês (de segunda a sábado) nas proximidades de um dos terminais da cidade, conforme calendário específico divulgado no site da PMC e Central 156, no período das 7h30 às 15 horas. Ali são recebidos, além de lâmpadas, pilhas e baterias, embalagens de inseticidas, medicamentos vencidos e óleo de fritura. "O quantitativo de lâmpadas recebidas corresponde a 25% de todo material coletado", explica Eliane Train, do departamento de Limpeza Pú-

blica da secretaria municipal de Meio Ambiente. Ela informa que todo o material recebido é encaminhado para o aterro industrial onde é submetido a tratamento e disposição final adequados."Após a descontaminação (remoção do mercúrio), as lâmpadas fluorescentes são encaminhadas para reciclagem do vidro e alumínio", diz Eliane. Eliane lembra que em 2010 foi publicada a Lei Municipal 13.509/2010 que segue as mesmas diretrizes da Política Nacional de Resíduos Sólidos. A mesma

estabelece que quem co mercializa o material deve implementar pontos de coleta, posteriormente encaminhar ao fabricante para que dê tratamento e disposição final adequada, reutilize ou reinsira no processo de fabricação. "O dano ambiental gerado pelo descarte incorreto de lâmpadas é grande, mas o dano à saúde é muito maior", ressalta Eliane. Por isso, é importante que cada cidadão faça a sua parte, utilizando o serviço de coleta de Lixo Tóxico, oferecido pela prefeitura.


8

| Segunda-feira, 12 de marรงo de 2012 |


| Segunda-feira, 12 de março de 2012 |

9

Pinhais bate recorde de participação no programa Justiça no Bairro Evento realizado na Escola Severino Massignan, no bairro Weissópolis reuniu diversos serviços

Comunidade teve a oportunidade de emitir documentos

Mais uma vez, as expectativas dos organizadores foram superadas e aproximadamente 15 mil pessoas aproveitaram os diversos serviços oferecidos no último sábado (10) no bairro Weissópolis, em Pinhais. Nesta nova edição do programa Justiça no Bairro, juntamente com o Sesc Cidadão e a Feira Municipal de Serviços, a diversidade de benefícios e atividades oferecidas a comunidade foi o ponto alto do evento. Pela primeira vez, o programa aconteceu no bairro Weissópolis, o mais populoso de Pinhais. Teresinha Ostroch, moradora há mais de 20 anos na região aprovou a iniciativa. "Nós que moramos aqui a tanto tempo nunca tínhamos visto uma festa assim, tão bonita e bem organizada", comentou a moradora que chegou cedo na fila para levar fazer o RG do neto, além disso aproveitou para examinar-se junto aos profissionais de Saúde que estavam no evento. Já o morador do bairro Maria Antonieta, Danilo Pereira levou sua família para passear e ainda conseguiu encaminhar ações judiciais que aguardava há muito tempo. "Para nós que não temos condição de pagar um advogado essa oportunidade que estão nos dando é muito importante. Vai mudar as nossas vidas", salientou. O programa busca resolver de forma rápida e totalmente sem custo, pendências judiciais, especialmente na área de família. São problemas como definição de pensão alimentícia, guarda de filhos, divórcio, oficialização de união estável, alteração de regime de casamento, reconhecimento de paternidade, adoção e até realização de casamentos coletivos. A Desembargadora do Tribunal de Justiça do Estado, Joeci Camargo idealizadora do projeto disse que o município de Pinhais tem a cada ano superado as expectativas. "Este é o primeiro Justiça no Bairro que estamos realizando em 2012. Sempre quando chegamos aqui, somos muito bem recebidos e a prefeitura é a uma grande parceira neste objetivo que temos de promover a cidadania", comentou. Para o prefeito Luizão Goulart, a disposição de todos os envolvidos com o evento é o que contribui com o seu sucesso. "Tive o prazer de passar por todos os stands e conversar com os profissionais que ajudam a promover esta grande festa. Podemos sentir a satisfação de cada um em saber que está contribuindo com a nossa população", comentou. Em relação a escolha do local para realizar o programa, o prefeito completou: "O Weissópolis é o bairro mais populoso de Pinhais e também sabemos que existem muitas demandas de atendimento nas mais diversas áreas. Como a intenção do programa é aproximar-se a comunidade, a cada ano promovemos este evento numa determinada região, assim como já fizemos nos bairros Maria Antonieta e também no Jardim Claudia", explicou. No ponto de vista daqueles que participaram do evento expondo seus serviços e atendendo a população, os elogios foram muitos. A jovem Ingridi Cristina da Universidade Tecnologica Federal do Paraná - UTFPR, disse que a organização de Pinhais foi surpreendente. "Eu não imaginava que aqui em Pinhais a feira seria assim tão grande e com tanta gente, exclamou. Já Romulo Daniel, da Caixa Econômica Federal contou que a satisfação em cada atendimento foi imediata. "Conseguimos efetivar mais de 500 atendimentos sobre: PIS para Carteira de Trabalho, CPF, Abertura de Conta CAIXA Fácil, Orientação sobre Habitação, Poupança, Cartão Cidadão e FGTS", concluiu. O programa Justiça no Bairro, Sesc Cidadão e Feira Municipal de Serviços que bateu recorde de público este

Prefeito Luizão acompanhando o setor ocupado pelo Exército

ano contou com a participação de todos os serviços da Prefeitura, além dos seguintes parceiros: CINDACTA II - Força Aérea Brasileira COHAPAR - Cia de Habitação do Paraná Copel - Companhia Paranaense de Energia GRUPO ESCOTEIRO PINGO D ÁGUA Exercito Brasileiro Sanepar

DETRAN - PR UTFPR Policia Militar Academia Policial Militar do Guatupê Corpo de Bombeiros Banco do Brasil Caixa Econômica Federal Instituto de Identificação do Paraná UniBrasil - Faculdades Integradas do Brasil

Pendências judiciais foram encaminhadas através de um grande mutirão de atendimento

Policiais de Pinhais prendem suspeitos de assaltar residências Por volta das 11h00min da manhã desta sexta-feira, 09 de março, policiais militares da viatura 6965 Tático de Pinhais, em patrulhamento pelo bairro Weissópolis na divisa com o município de Piraquara, quando ao realizar verificação a dois indivíduos suspeitos que trafegavam com o veículo VW/Gol placas AME-6172 - Cajati/SP, após revista pessoal em um dos elementos, localizou uma arma de fogo e certa quantia de substância entorpecente vulgarmente conhecida como "maconha". Durante a revista ao veículo, foram localizados vários produtos eletrônicos e roupas novas

das quais os indivíduos, naquele momento identificados como sendo dois adolescentes de dezesseis anos, disseram se tratar de produto de furto. Ainda durante a abordagem, um dos adolescentes apontou um endereço onde havia outros produtos e objetos guardados. A equipe do tático deslocou ao local, Rua Richard Lickifeld n° 1612 bairro Guarituba, onde de fato foram localizados diversos eletrônicos, aparelhos celulares, televisores de LCD, refrigerador e roupas de marca, além de dinheiro. Diante dos fatos, os militares deram voz de apreensão aos adolescentes, e os conduziram juntamente com o veículo e os produtos a Delega-

Veículo apreendido pela polícia com diversos equipamentos roubados

cia de Polícia Civil de Piraquara para apuração dos fatos, visto que nos últimos dias, aconteceram algumas

ocorrências de furto e roubo a residências naquele município, em São José dos Pinhais e Pinhais.


10

| Segunda-feira, 12 de março de 2012 |

ARAUCÁRIA

CAMPINA GRANDE DO SUL

Bolsa Alimentação chega para moradores do Jaguatirica

Programa Voluntárias da Paz reúne mulheres no Anfiteatro

Na semana passada o dia foi de festa para moradores da localidade de Jaguatirica, Ribeirão e barragem, em Campina Grande do Sul. O prefeito Luiz Assunção visitou a região e reuniu moradores para anunciar o Lançamento do Programa Bolsa Alimentação para a população carente. O programa já existe no centro da cidade e substitui a cesta básica por um

O programa tem o objetivo de estabelecer a cultura da paz no município

Cocci e o vice-prefeito Isaac José Efrain Fialla também prestigiaram o evento. Ao final do lançamento, foi lido o texto integral da lei que institui o Voluntárias da Paz em Araucária. Na próxima quarta-feira (14), às 9

horas, na Secretaria Municipal de Segurança Pública, estará disponível o edital com o nome das 50 mulheres selecionadas para o programa. Desde abril de 2011, representantes das Secretarias

Municipais de Assistência Social e de Segurança Pública vinham reunindo-se mensalmente com um grupo de mulheres para estruturar as ações a serem desenvolvidas com base no regulamento da lei.

Foto Divulgação/PMCGS

A Prefeitura do Município de Araucária lançou na tarde desta quinta-feira (08) o Programa Voluntárias da Paz. Com essa ação no Dia Internacional da Mulher, o município ressalta a participação e a importância das mulheres na construção de uma sociedade melhor. No anfiteatro do Paço Municipal, o Prefeito Albanor Zezé Gomes lembrou que as mulheres de Araucária já estiveram envolvidas em outros programas semelhantes e que sempre mostraram muita dedicação. "Muitas vezes, conversas, reuniões e outras atitudes podem resolver muito mais que a repressão. Com a ajuda de todas vocês, vamos fazer uma Araucária mais justa, com mais condições de vida e mais segurança. Poucos municípios deram início [a programas] como o nosso. E o Voluntárias da Paz é com recursos próprios de Araucária", afirmou. A Secretária Municipal de Assistência Social Uriema Rita Ehlke Gomes enfatizou estar feliz com a parceria entre a Secretaria Municipal de Assistência Social e a Secretaria Municipal de Segurança, que possibilitará a realização de ações voltadas à prevenção da criminalidade e violência. "As selecionadas serão capacitadas para atuar em seus territórios. Araucária está saindo na frente com esse programa que tem como objetivo estabelecer uma cultura de paz em nosso município", disse. Para o Secretário de Segurança Pública Luiz Fernando Chemim, este trabalho é muito importante dentro da sociedade araucariense e é mais uma ação com foco em Segurança Pública. "O Prefeito Zezé tem investido bastante em Segurança Pública. Ele está realmente preocupado com essa questão", declarou. A vereadora Adriana

ticket, no valor de 10% do salário mínimo, que o morador pode usar em qualquer supermercado conveniado à prefeitura. Para ter direito ao benefício é necessário preencher um cadastro junto à Secretaria de Ação Social, onde é feita uma avaliação que vai estipular por quanto tempo será concedido o benefício, considerando o grau de necessidade de cada um.

Foto Carlos Poly/PMA

Força feminina da cidade recebe homenagens na Semana da Mulher

Prefeito Luiz Assunção reuniu moradores para o lançamento do programa social

MANDIRITUBA

QUATRO BARRAS

Colaboradoras Idosos participam do Programa da prefeitura são Estar de Bem com a Melhor Idade homenageadas na APMI As atividades do Programa Estar de Bem com a Melhor Idade para 2012 foram abertas na tarde da última quarta-feira (7), durante evento realizado na Câmara Municipal, que reuniu cerca de 100 idosos, participantes dos grupos da Sede, Menino Deus e Borda do Campo. A cerimônia, organizada pelo Cras e Secretaria de Ação Social, marcou a retomada de atividades como ginástica, coral, passeios e os encontros periódicos nos bairros, que começam a partir desta semana. Ao todo, mais de 120 pessoas participam do programa, que terá ainda neste mês a retomada das aulas de informática. Na abertura do even-

A solenidade na Câmara Municipal marca a retomada das atividades para idosos

to, a coordenadora do Cras, Adriana Heindyk Mocelin, deu as boas vindas aos participantes e disse que a meta é trazer ainda mais atividades. "Nossa perspectiva é melhorar cada vez mais o programa.

Todos são bem-vindos ao retorno e inclusive abrimos convite para mais pessoas participarem", disse. O público presente também acompanhou a palestra "Como fazer amigos", ministrada pelo pastor Davi Mendes.

Dia 8 de março, Dia Internacional da Mulher e que marcou a história da mulher na sociedade, a data que se tornou especial e dedicada a elas foi celebrada e comemorada em Mandirituba com vários encontros, no Salão da APMI. O prefeito Antônio Maciel Machado, o Machadinho, para mostrar sua consideração por todas as mulheres que trabalham e ajudam no desenvolvimento do município, ofereceu a elas um dia cheio de homenagens com muito carinho. Na manhã da última quinta-feira (8), grande parte do grupo de mulheres colaboradoras da prefeitura de Mandirituba

esteve reunida na sede da APMI para uma confraternização. Recebendo homenagens de todos que as admiram. Para terminar esse dia especial da mulher, um jantar promovido pela prefeitura às suas funcionárias, mais uma vez tendo não só o seu trabalho reconhecido, mas também o seu papel como mulher, esposa, mãe, trabalhadora e desenvolvedora de uma sociedade igualada. "Neste dia devemos relembrar as conquistas feitas por todas as mulheres ao redor do mundo. Parabéns pelo sucesso e realizações. Feliz Dia da Mulher". Deseja o prefeito Machadinho a todas as mulheres.


| Segunda-feira, 12 de março de 2012 |

PUBLICAÇÕES LEGAIS/ NACIONAL

11

PREFEITURA DE COLOMBO ESTADO DO PARANÁ Extrato de Dispensa de Licitação Processo nº.: Partes: Objeto: Valor: Embasamento Legal: Data

1105839 / Dispensa 14/2012. Município de Colombo/PR e Dair Aleixo Aquisição e instalação de redes de proteção para os Ginásios Esportivos Municipais. O valor máximo da dispensa será de R$ 7.950,00 (sete mil novecentos e cinqüenta). Artigo 24. Inciso II Lei nº. 8.666/93. 08/03/2012

Extrato do Empenho N° Empenho: Data: Valor do Empenho: Dispensa n°: Contratado: Contratante: Objeto: Órgão Responsável:

1826/2012 08/03/2012 R$ 4.770,00 (quatro mil setecentos e setenta reais) 14/2012 Dair Aleixo Prefeitura Municipal de Colombo Aquisição de redes de proteção para os Ginásios Esportivos Municipais. Secretaria Municipal de Educação, Cultura e Esporte

Extrato do Empenho N° Empenho: Data: Valor do Empenho: Dispensa n°: Contratado: Contratante: Objeto: Órgão Responsável:

1827/2012 08/03/2012 R$ 3.180,00 (três mil cento e oitenta reais) 14/2012 Dair Aleixo Prefeitura Municipal de Colombo Serviços de confecção e instalação de redes de proteção para os Ginásios Esportivos Municipais. Secretaria Municipal de Educação, Cultura e Esporte

Portaria n.º 315/2012 O Prefeito Municipal de Colombo, Estado do Paraná, no uso das atribuições que lhe são conferidas por Lei, Resolve: I – Designar a Sra. Karyn C. Fries, RG. 7.888.189-5 e a Sra. Rita de Cássia Moreira da Silva, RG. 6.971.007-7, como fiscais das Atas nº 52 e 53/2012, referente ao Pregão nº 13/2012, cujo objeto é a contratação de empresa especializada para fornecimento de utensílios domésticos por meio do Sistema de Registro de Preços, para as unidades de saúde e de assistência social, atendendo as necessidades das Secretarias Municipais de Saúde e Ação Social e Trabalho, conforme quantidade e especificação constante no anexo que integra o presente edital. Dê-se publicidade, Paço Municipal de Colombo Em 06 de março de 2012. José Antonio Camargo Prefeito Municipal

Portaria n.º 317/2012 O Prefeito do Município de Colombo, Estado do Paraná, no uso das atribuições que lhe são conferidas por Lei, Resolve: I - Exonerar o Senhor Marcos Alfredo Albuquerque Bach, RG. 4.452.4708, Enfermeiro, do cargo em comissão de Coordenador do Pronto Atendimento Osasco, vinculado a Secretaria Municipal de Saúde, a partir de 05/ 03/2012; Dê-se publicidade. Paço Municipal de Colombo Em 07 de março de 2012. José Antonio Camargo Prefeito Municipal

Súmula de Pedido de Renovação de Licença de Operação Auto Posto Verenka Ltda CNPJ: 07.602.682/0001-51, torna público que requereu ao Instituto Ambiental do Paraná – IAP, a renovação da licença de operação para comércio varejista de combustíveis, a: Av. Pref. Ronie Cardoso, 2500 – Jd. das Araucárias. Castro - PR.

PODER JUDICIÁRIO - JUIZO DE DIREITO DA VIGÉSIMA SEGUNDA VARA CIVEL FORO CENTRAL DA COMARCA DA REGIÃO METROPOLITANA DE CURITIBA/PR. Edital de citação de VALDECIR PACHECO , com o prazo de 20 dias. FAZ SABER/ a quantos o presente edital virem ou dele conhecimento tiverem, expedido nos autos de BUSCA E APREENSÃO, registrados sob nº 225/2007, proposta por BANCO ITAU S/A, CNPJ/MF 60.701.190/0001-04 contra VALDECIR PACHECO, CPf nº 69830940934 e, estando o(s) requerido(s) em local incerto, fica(m) citados dos termos da ação a saber: A autora ingressou com a ação pelo fato da ré não ter efetuado o pagamento das parcelas vencidas a partir de 07/11/2006, do contrato efetuado com a autora sob nº 30413/703113118, no valor de R$9.000,00 em parcelas mensais no valor de R$350,77, com vencimento a partir de 05/5/2006 até 07/4/2010. Em garantia do financiamento a parte ´re alienou fudiciarimente ao autor o veículo marca Ford, modelo Fista, 1.0MPI, ano fabricação 1997, placa AHC-4859, cor prata, chassi 9BFZZZFHAVB130926. O bem objeto d ação foi apreendido e depositado com o representante legal da autora Sr Celso Gamero PRado, na Comarca de Foz do Iguaçu/Pr. Outrossim, fica citada dos termos da ação e, para no prazo de cinco dias pagar a integralidade da dívida pendente, segundo os valores apresentados pelo credor fiduciária na inicial, hiopótese na qual o bem lhe será restituído livre do ônus, ou apresentar resposta no prazo de quinze dias, sob pena de revelia. Fica ainda ciente, que cinco dias depois de executada a liminar, consolidarse- á a propriedade e a posse plena e exclusiva do bem no patrimônio do credor fiduciário e que a resposta poderá ser oferecida ainda que tenha pago a dívida, caso entenda ter havido pagamento a maior e desejar a restituição. Do que para constar lavrei o presente edital. Curitiba, 02/08/2011. Eu, Marlene Romeiro Coleta, empregada juramentada o subscrevo. (a) CAMILA HENNING SALMORIA Juiza de Direito.

FORO REGIONAL DE ALMIRANTE TAMANDARÉ COMARCA DA REGIÃO METROPOLITANA DE CURITIBA-PR CARTÓRIO CÍVEL E ANEXOS. CITAÇÃO DE ROSALINA DE LIMA OLIVEIRA, COM PRAZO DE 20 (VINTE) DIAS. Através deste, CITA-SE a requerida ROSALINA DE LIMA OLIVEIRA, dos termos da ação de RESCISÃO CONTRATUAL n°. 1139- 89.2003.8.16.0024, proposta por ITAULEASING DE ARRENDAMENTO MERCANTIL, acerca dos fatos a seguir transcritos: “A ré obrigou-se a pagar ao demandante a quantia de R$ 16.900,00 (dezesseis mil e novecentos reais) em parcelas mensais e sucessivas de R$ 372,26 (trezentos e setenta e dois reais e vinte e seis centavos) com vencimento a partir de 27/12/2000 até 27/11/2004. Em garantia do financiamento concedido o demandado alienou fiduciariamente a demandante um veículo marca FIAT, modelo PALIO EX, ano de fabricação 1999, modelo 1999, placa AIR5994, CHASSI n.º 9BD148096X0908054. Todavia o demandado não pagou as parcelas vencidas a partir de 27/05/2001, o que acarretou o vencimento antecipado do mútuo consoante se comprova pela Notificação nos autos. Resulta, pois a ré está a dever a integralidade da divida, a serem acrescidos dos encargos moratórios pactuados, honorários advocatícios, custas e demais despesas processuais, e para querendo, oferecer contestação, isto é, não sendo contestada a ação, serão considerados como verdadeiros os fatos articulados na inicial. Almirante Tamandaré, 8 de março de 2012. (a) ROSÂNGELA KIILL CARVALHO Auxiliar Juramentada.

JUÍZO DE DIREITO DA TERCEIRA VARA CÍVEL DO FORO CENTRAL DA COMARCA DA REGIÃO METROPOLITANA DE CURITIBA-PR. EDITAL DE PUBLICAÇÃO DE SENTENÇA DE INTERDIÇÃO A Doutora ADRIANA DE LOURDES SIMETTE, MM. Juíza de Direito Substituta da Terceira Vara Cível da Comarca de Curitiba, Estado do Paraná, na Forma da Lei, etc. FAZ SABER a todos quantos o presente edital virem ou dele conhecimento tiverem, que por este Juízo tramitam os autos nº 721/2008 de INTERDICAO propostos por SUELY DE QUEIROZ EGG em face de RACHEL DE QUEIROZ EGG, nos quais, por este Juízo, através de sentença proferida em data de 27/10/2011, foi decretada a interdição de RACHEL DE QUEIROZ EGG , brasileira, viúva, do lar, nascida aos 16/07/1922, filha de Lauro de Queiros e de Madalena Cardoso Queiros, portadora do RG. 111.384/PR, CPF/MF n.º450.749.339-00, residente e domiciliada nesta Capital, na Rua Gastão Câmara, 499, ap. 32, Bigorrilho, em face de ser a mesma portadora de Mal de Alzeimer, sendo-lhe nomeada curadora a requerente SUELY DE QUEIROZ EGG brasileira, divorciada, esteticista, portadora do RG n.º 834.014-5, inscrita no CPF n.º 059.113.278-80, residente e domiciliada na Rua João Sebastião, 35, Santo Inácio, nesta Capital, mediante compromisso legal. Dado e passado nesta Cidade e Comarca de Curitiba, Estado do Paraná, aos 17 de fevereiro de 2012. Eu (a) Fernanda R. Guides Mequelin, auxiliar juramentada, subscrevi.- (OBS) PUBLICAR TRÊS VEZES COM INTERVALO DE 10 DIAS. Art. 1.184 do CPC) (a) ADRIANA DE LOURDES SIMETTE Juíza de Direito Substituta.

SÚMULA DE CONCESSÃO DA LICENÇA DE OPERAÇÃO Auto Posto Verenka Ltda CNPJ: 07.602.682/0001-51, torna público que recebeu do Instituto Ambiental do Paraná – IAP, a Licença de Operação com vencimento em 17/03/2012 para operação de Posto de Abastecimento e Serviço, a: Av. Pref. Ronie Cardoso, 2500 – Jd. das Araucárias. Castro – PR.

Portaria n.º 319/2012 O Prefeito Municipal de Colombo, Estado do Paraná, no uso das atribuições que lhe são conferidas por Lei, com esteio no artigo 116, da lei Municipal nº 1205/2010 regulamentada nos termos do Decreto Municipal nº 2376/2011, faz saber que concedeu adicional de produtividade ao Servidor Público Municipal Claudio Celestino dos Santos, Matrícula nº 5483, RG nº 5.615.2903, conforme justificativa e informações constantes do Processo Administrativo nº 1104629. Dê-se publicidade, Paço Municipal de Colombo Em 07 de março de 2012. José Antonio Camargo Prefeito Municipal

Portaria n.º 320/2012 O Prefeito Municipal de Colombo, Estado do Paraná, no uso das atribuições que lhe são conferidas por Lei, com esteio no artigo 116, da lei Municipal nº 1205/2010 regulamentada nos termos do Decreto Municipal nº 2376/2011, faz saber que concedeu adicional de produtividade ao Servidor Público Municipal Adilson Schrotter, Matrícula nº 026, RG nº 1.700.084-5, conforme justificativa e informações constantes do Processo Administrativo nº 1104630. Dê-se publicidade, Paço Municipal de Colombo Em 07 de março de 2012. José Antonio Camargo Prefeito Municipal

Portaria n.º 323/2012 O Prefeito do Município de Colombo, Estado do Paraná, no uso das atribuições que lhe são conferidas por Lei, Resolve I – Exonerar a Servidora Pública Municipal Edna Maria dos Santos de Oliveira, RG nº 4.245.164-9, da função de Assessora Pedagógica, no Departamento Pedagógico, vinculada a Secretaria Municipal da Educação, Cultura e Esportes, a partir de 07/02/2012; Dê-se publicidade. Paço Municipal de Colombo Em 08 de março de 2012. José Antonio Camargo Prefeito Municipal

Adjudicação Processo Administrativo nº. 1089989 A Comissão de licitações, designada pela portaria nº 084/2012 do Prefeito Municipal de Colombo, adjudica o procedimento licitatório, Concorrência Pública Nº. 009/2011, que tem por objeto a contratação de empresa especializada para execução de obra sob regime de empreitada por preço global, visando a construção do Centro Municipal de Educação Infantil Alto da Cruz – Padrão Pró-Infancia – Convênio FNDE n° 700308/2008, área a ser construída: 1.211,92 m², área a ser implantada: 1.518,42 m² - conforme projetos, memoriais descritivos e quantitativos estabelecidos no anexo XII do edital. Proponente: Itasul Terraplanagem Ltda ME – Valor R$: 1.459.398,92 (um milhão quatrocentos e cinquenta e nove mil trezentos e noventa e oito reais e noventa e dois centavos). Serviços: Constante no Edital. Prazo de Execução: O prazo para execução e conclusão da obra, será de 365 (trezentos e sessenta e cinco) dias, contados da data do recebimento da nota de empenho pela contratada, podendo ser prorrogado(s) por motivo devidamente justificado; Prazo de Vigência: O prazo de vigência do contrato será de 540 (quinhentos e quarenta) dias, contados da data da assinatura do contrato pela contratada, podendo ser prorrogado(s) por motivo devidamente justificado; Condições de Pagamento: O pagamento será efetuado até 20 (vinte) dias após a emissão das Notas Fiscais, com base na constatação da execução atestada dos serviços pelo Fiscal de Contrato. Colombo, 9 de março de 2012. Dê-se publicidade; Jose Carlos Vieira Presidente da Comissão de Licitações

JUÍZO DE DIREITO DA 2ª VARA CÍVEL DO FORO CENTRAL DA COMARCA DA REGIÃO METROPOLITANA DE CURITIBA – PR Edital de citação da requerida PAOLLA LEMOS DE OLIVEIRA, com prazo de 20 DIAS. A doutora Vanessa Jamus Marchi, MM. Juiz de Direito da 2ª Vara Cível da Comarca de Curitiba-PR, na forma da Lei, etc. Faz Saber a todos quantos o presente edital virem ou dele conhecimento tiverem, que por este juízo e cartório, com sede na Avenida Cândido de Abreu, 535 - 1.º andar, Curitiba-PR, tramitam os autos nº. 0053819-76.2010.8.16.0001de AÇÃO MONITÓRIAmovida por ADMINISTRADORA EDUCACIONAL NOVO ATENEU S/S LTDA, dos quais se extraiu o presente para CITAÇÃO da requerida PAOLLA LEMOS E OLIVEIRA, inscrita no CPF nº. 063.043.719-00, atualmente em lugar ignorado, para que dentro do prazo de quinze dias, contados do termino do prazo do presente edital, efetue o pagamento da importância reclamada no valor de R$ 5.895,58 (cinco mil, oitocentos e noventa e cinco reais e cinqüenta e oito centavos), (13/09/2010) acrescidos de correção monetária e juros até a data do efetivo pagamento, ficando assim, isento de custas processuais e honorários advocatícios, ou no mesmo prazo supra, ofereça EMBARGOS, que suspenderão o prosseguimento do feito. Termos da ação: as partes firmaram Contrato Prestação de Serviços Educacionais, pelo período de seis meses, sendo que a requerida não cumpriu com suas obrigações não tendo efetuado os pagamentos das mensalidades devidas, ensejando a propositura da presente demanda. ADVERTÊNCIA: Decorrido o prazo supracitado, sem o pagamento ou apresentação de embargos, ou ainda se esse for rejeitado, constituirse-á, de pleno direito, o título executivo judicial, prosseguindo-se a execução na forma prevista no Livro 1, Título VIII, Capítulo X do Código de Processo Civil, acrescendo-se as despesas processuais, custas e honorários advocatícios. Curitiba, 2 de março de 2012. Eu (a) (Edno Francisco Ribeiro), juramentado, que o digitei e subscrevi. (a) VANESSA JAMUS MARCHI JUÍZA DE DIREITO SUBSTITUTA.

PODER JUDICIÁRIO JUIZO DE DIREITO DA 1ª. (PRIMEIRA) VARA CÍVEL DO FORO CENTRAL DA COMARCA DA REGIÃO METROPOLITANA DE CURITIBA, ESTADO DO PARANÁ EDITAL DE INTIMAÇÃO DE JOSÉ PAULO LAURINDO, COM O PRAZO DE TRINTA (30) DIAS. O Doutor ANTONIO CARLOS RIBEIRO MARTINS, Juiz de Direito da 1ª. Vara Cível desta Comarca de Curitiba, Capital do Estado do Paraná, na forma da lei. F A Z S A B E R a quantos o presente edital virem ou dele conhecimento tiverem, que tem curso neste Juízo de Direito da 1ª. Vara Cível, situado à Avenida Cândido de Abreu, nº. 535, 1º. andar, Edifício Montepar, Centro Cívico, nesta Capital, uma ação de COBRANÇA - SUMÁRIO em fase de cumprimento de sentença autuado sob nº. 76.668/2004 movida por SERVIÇOS PRÓ-CONDÔMINO S/C LTDA contra JOSÉ PAULO LAURINDO, referente a um contrato realizado com a parte autora, para cobrança dos encargos condominiais em data de 15/03/1999, referente ao Condomínio Residencial Petrópolis nesta Capital. Encontrando-se o devedor JOSÉ PAULO LAURINDO, atualmente em lugar incerto e não sabido. - Tem este edital a finalidade de INTIMAÇÃO do requerido JOSÉ PAULO LAURINDO - CPF/MF sob nº. 402.280.70910, para no prazo de trinta (30) dias, a partir da primeira publicação, para que no prazo de 15 (quinze) dias promova o pagamento do montante da condenação, sob pena de acréscimo da multa de 10% (dez por cento) prevista no artigo 475-J do CPC e honorários advocatícios da fase de cumprimento da sentença. - O presente edital será afixado no lugar de costume no Fórum e publicado na forma da lei. - Dado e passado nesta Cidade de Curitiba, Capital do Estado do Paraná, aos vinte e quatro (24) dias do mês de novembro do ano de mil dois mil e onze (2011). - E eu, (a) (Marileide I. F. da Luz) E. Juramentada, o subscrevi. (a) ANTONIO CARLOS RIBEIRO MARTINS Juiz de Direito.

JUÍZO DE DIREITO DA VIGÉSIMA VARA CÍVEL DO FORO CENTRAL DA COMARCA DA REGIÃO METROPOLITANA DE CURITIBA – PR br EDITAL DE CITAÇÃO - Prazo: vinte (20) dias A DOUTORA CAMILE SANTOS DE SOUZA SIQUEIRA, MMA. JUÍZA DE DIREITO DA VIGÉSIMA VARA CÍVEL DE CURITIBA, PARANÁ, POR NOMEAÇÃO NA FORMA DA LEI, ETC... FAZ SABER a todos quantos virem o presente edital, ou dele conhecimento tiverem que, por este Juízo e Cartório da Vigésima Vara Cível se processam os termos da ação monitória nº. 0002180-82.2011.8.16.0001 (167/2011), requerida por DELVESTE DO BRASIL COMÉRCIO DE VESTUÁRIO LTDA. contra CINTIA FELIPE CAVALCANTE, e em atendimento ao que dos autos consta, fica a parte requerida, CINTIA FELIPE CAVALCANTE, inscrita no CPF/MF nº. 418.798.988-96, CITADA para os termos da ação, cuja peça inicial abaixo encontra-se transcrita em resumo, bem como para pagar o débito em questão. OBSERVAÇÃO: O prazo para efetuar o pagamento do débito é de QUINZE (15) DIAS, contados do término do prazo do edital, ou então, oferecer embargos, nos termos do art. 1102, “a, b ,c”, do Código de Processo Civil. ADVERTÊNCIA: Decorrido o prazo legal, sem a interposição de embargos, constituir-se-á, de pleno direito, o título executivo judicial, convertendo-se o mandado inicial em mandado executivo. Caso o devedor, condenado ao pagamento de quantia certa, ou já fixada em liquidação, não o efetue no prazo de quinze dias, o montante da condenação será acrescido de multa no percentual de dez por cento e, a requerimento do credor e observado o disposto no art. 614, inciso II, da Lei 11.232, de 22/12/2005, expedir-se-á mandado de penhora e avaliação, conforme disposto no artigo 475-J da Lei supra citada. Cumprindo o réu a ordem, no prazo fixado, ficará isento de custas e honorários advocatícios, nos termos do § 1º, do art. 1102c/CPC. PEÇA INICIAL EM RESUMO: “Monitória n. 167/2011, movida por DELVESTE DO BRASIL COMÉRCIO DE VESTUÁRIO LTDA, para cobrança de valores descritos nos cheques n.000.028, 000.029, 000.030 e 000.031 todos devolvidos por insuficiência de fundos e emitidos em relação à conta corrente n. 030.779 de titularidade da ré e mantida junto à agência n. 0926 do Banco Bradesco, em que foi determinada a citação da ré CINTIA FELIPE CAVALCANTE para que, no prazo de 15 dias, efetue o pagamento espontâneo dos valores pleiteados pela autora, a saber, R$5.825,16 (cinco mil, oitocentos e vinte e cinco reais e dezesseis centavos), devidamente atualizados, ou querendo, ofereça embargos (arts. 1102b e 1102c do CPC).” (Resumo apresentado pela própria parte). Valor da causa: R$5.825,16 (cinco mil, oitocentos e vinte e cinco reais e dezesseis centavos), em 14/01/2011. DESPACHO: “Defiro a citação por edital, conforme requerido à fl. 76. Faculto ao autor a apresentação, em disco removível, da minuta, conforme determina o CN 5.4.3.1, no prazo de 10 dias Após, expeça-se edital, com prazo de 20 dias. Não apresentada a minuta o edital deverá ser expedido com a transcrição integral da petição inicial. Intime-se. Curitiba, 25 de novembro de 2011. (a) Dra. Camile Santos de Souza Siqueira - Juíza de Direito”. E para que chegue ao conhecimento dos interessados e não possam de futuro alegar ignorância, mandou expedir o presente que será publicado e afixado na forma da Lei. Curitiba, 22 de fevereiro de 2012. Eu (a) juramentada, que o digitei, subscrevo e assino por determinação do MM. Juiz. (a) Bel. Marilene Lopes dos Santos - Juramentada. Port. DF 226/2008.

Adjudicação Processo Administrativo nº. 1081921 O Pregoeiro, designado pela Portaria nº. 206/2011 do Prefeito Municipal de Colombo, adjudica o procedimento licitatório Pregão Presencial Nº. 016/ 2012, que tem por objeto a Contratação de empresa especializada para prestação de serviços de Confecção de materiais Gráficos necessário ao desenvolvimento das atividades administrativas para atender as necessidades da Secretaria Municipal de Administração, Secretaria Municipal da Fazenda, Secretaria Municipal de Ação Social e Trabalho e Secretaria Municipal de Agricultura e Abastecimento da Prefeitura Municipal de Colombo, conforme quantidades e especificações constantes do Termo de Referência (Anexo VII), que integra o presente Edital. Proponente: LISERAFF- Gráfica e Editora Ltda. – R$38.499,35 (trinta e oito mil quatrocentos e noventa e nove reais e trinta e cinco centavos) Produtos: Constantes no edital. Prazo de vigência: 12 (doze) meses contados da assinatura da ata de registro de preços. Condições de Pagamento: Os pagamentos serão efetuados através da Secretaria Municipal da Administração, em até 30 (trinta) dias após a apresentação das notas fiscais acompanhada dos documentos, conforme (Anexo IX) do edital. Colombo, 09 de março de 2012. Dê-se publicidade; Jose Carlos Vieira Pregoeiro

Resolução CMS/Colombo nº 001/2012 Dispõe sobre as conclusões acerca do Relatório Anual de Gestão do Órgão Executor da Saúde do Município de Colombo, relativas ao exercício de 2011, e prescreve as providências que enumera. O Plenário do Conselho Municipal de Saúde de Colombo, em reunião ordinária realizada em 16 de fevereiro de 2012, no uso das prerrogativas conferidas pela Lei Federal nº 8.080, de 19/09/90, Lei Federal nº 8.142, de 28/12/90, e pela Lei Municipal nº 971 de 28 de novembro de 2006: Considerando o art. 77, § 3º do Ato das Disposições Constitucionais Transitórias à Constituição Federal, com redação dada pela Emenda Constitucional nº 29, de 13 de setembro de 2000; Considerando o item IV, do art. 4º, da Lei Federal nº 8.142, de 28/12/90, o qual determina que para receber os recursos de que trata o art. 3º dessa mesma lei, os municípios deverão elaborar o Relatório de Gestão; Considerando o § 4º do art. 33, da Lei Federal nº 8.080, de 19/09/90, Lei Orgânica da Saúde; Considerando a Portaria do Ministério da Saúde, nº 2.047, de 05 de novembro de 2002; Considerando o § 4º do art. 4º da Portaria do Ministério da Saúde, nº 3.085, de 1º de dezembro de 2006, que estabelece os instrumentos básicos do sistema de planejamento no âmbito do Sistema Único; e Considerando as orientações e definições da Portaria do Ministério da Saúde, nº 3.332, de 28 de dezembro de 2006 e demais normas correlacionadas ao Pacto de Gestão SUS, Resolve: Art. 1º Aprovar o Relatório Anual de Gestão do Fundo Municipal de Saúde de Colombo referente ao ano de 2011, sem ressalvas; Colombo, 23 de fevereiro de 2012. Juliana Bertolin Gonçalves Presidente do Conselho Municipal de Saúde Homologo a Resolução CMS/COLOMBO n. º 001/2012, nos termos do § 2º, art. 1º, da Lei Federal n. º 8.142, de 28 de dezembro de 1990. José Antonio Camargo Prefeito Municipal

JUÍZO DE DIREITO DA 2ª VARA CÍVEL DO FORO CENTRAL DA COMARCA DA REGIÃO METROPOLITANA DE CURITIBA – PR Edital de citação da requerida GEISA COLOSSI, com prazo de 20 DIAS. A doutora Vanessa Jamus Marchi, MM. Juiz de Direito da 2ª Vara Cível da Comarca de Curitiba-PR, na forma da Lei, etc. Faz Saber a todos quantos o presente edital virem ou dele conhecimento tiverem, que por este juízo e cartório, com sede na Avenida Cândido de Abreu, 535 - 1.º andar, Curitiba-PR, tramitam os autos nº. 0052962-30.2010.8.16.0001de AÇÃO MONITÓRIAmovida por ADMINISTRADORA EDUCACIONAL NOVO ATENEU S/S LTDA, dos quais se extraiu o presente para CITAÇÃO da requerida GEISA COLOSSI, inscrita no CPF nº. 835.041.259-34, atualmente em lugar ignorado, para que dentro do prazo de quinze dias, contados do termino do prazo do presente edital, efetue o pagamento da importância reclamada no valor de R$ 4.865,14 (quatro mil, oitocentos e sessenta e cinco reais e quatorze centavos), (02/09/2010) acrescidos de correção monetária e juros até a data do efetivo pagamento, ficando assim, isento de custas processuais e honorários advocatícios, ou no mesmo prazo supra, ofereça EMBARGOS, que suspenderão o prosseguimento do feito. Termos da ação: as partes firmaram Contrato Prestação de Serviços Educacionais, pelo período de seis meses, sendo que a requerida não cumpriu com suas obrigações não tendo efetuado os pagamentos das mensalidades devidas, ensejando a propositura da presente demanda. ADVERTÊNCIA: Decorrido o prazo supracitado, sem o pagamento ou apresentação de embargos, ou ainda se esse for rejeitado, constituir-se-á, de pleno direito, o título executivo judicial, prosseguindo-se a execução na forma prevista no Livro 1, Título VIII, Capítulo X do Código de Processo Civil, acrescendo-se as despesas processuais, custas e honorários advocatícios. Curitiba, 2 de março de 2012. Eu, (a) (Edno Francisco Ribeiro), juramentado, que o digitei e subscrevi. (a) VANESSA JAMUS MARCHI JUÍZA DE DIREITO SUBSTITUTA

PODER JUDICIÁRIO JUÍZO DE DIREITO DA 10ª (DÉCIMA) SECRETARIA DO CIVEL DO FORO CENRAL DA COMARCA DA REGIÃO METROPOLITANA DE CURITIBA SECRETARIA – Avenida Cândido de Abreu, n° 353, 5° andar, Forum, Centro Cívico. EDITAL DE CITAÇÃO DOS EVENTUAIS INTERESSADOS AUSENTES, INCERTOS E DESCONHECIDOS (arts. 942, II e 232, CPC), COM O PRAZO DE 30 (TRINTA) DIAS. O Doutor LUCIANO CARRASCO FALAVINHA SOUZA, MM. Juiz de Direito da Secretaria da Décima Vara Cível do Foro Central da Comarca da Região Metropolitana de Curitiba, FAZ SABER a todos quantos virem o presente, ou dele tiverem conhecimento, que tramitam por este Juízo e Secretaria da Décima Vara Cível os autos da AÇÃO DE USUCAPIÃO DE TERRAS PARTICULARES, sob o n.º 59060/2011, em que são requerentes EVALDO CARNEIRO e MARIA PAULINASABINO FILHA,tendo por objeto a legalização do seguinte imóvel: Lote de terreno sob número 10 (dez) da Quadra número 20 (vinte) da Planta ‘VILA PINHEIROS’, situada no distrito do Pinheirinho, Indicação Fiscal nº 99-002-010.000-3, de área total 361,00m², com frente para a Rua Angelina Braga Cortezzi, onde mede 12 metros, do lado direito mede 30,08 metros, onde confronta com o imóvel de Celeste Pedroso Souza; do lado esquerdo mede 30,08 metros, onde confronta com o imóvel de Pedro L. Barbosa; e aos fundos mede 12 metros, onde confronta com o imóvel de Giuseppe Marchesi, com as demais características constantes na matrícula nº 188 da 8ª Circunscrição de Registro de Imóveis de Curitiba, por meio do qual CITA OS EVENTUAIS INTERESSADOS AUSENTES, INCERTOS E DESCONHECIDOS ficando ADVERTIDOS de que, o prazo para contestar a ação é de quinze (15) dias, contados a partir do término do prazo do edital (trinta dias), sob pena de, não sendo contestada, presumirem-se como verdadeiros os fatos articulados na inicial, tipificando-se a revelia dos demandados, então confessos (CPC, artigos. 285 e 319).Tudo de conformidade com o despacho de fl. 39, a seguir: “Citem-se por mandado os réus e seus cônjuges, se casados forem (art. 942 do CPC), e via postal os confinantes nominados às fls. 28 e qualificados às fls. 05, para, querendo, contestarem a presente ação, em quinze dias. Citem-se por edital os eventuais interessados (arts. 942 e 232, CPC), com prazo de 30 dias. Intimem-se por carta A.R. os representante da Fazenda Pública da União, do Estado do Paraná e do Município de Curitiba para que manifestem interesse na causa. Oportunamente dar-se-á vista ao Ministério Público, que de todos os atos e termos do processo deverá ser pessoalmente cientificado. Int. [...]” DADO E PASSADO nesta cidade de Curitiba, Capital do Estado do Paraná, aos quatorze dias do mês de fevereiro do ano de dois mil e doze. Eu, Suellen Blanchet Nascimento Ristow, Supervisora de Secretaria, o digitei e subscrevi. LUCIANO CARRASCO FALAVINHA SOUZA, Juiz de Direito.

EDITAL DE CONVOCAÇÃO ASSEMBLEÍA GERAL ORDINÁRIA LEGIÃO PARANAENSE DO EXPEDICIONÁRIO Convocamos os Expedicionários e Associados categorias “A” e “B” para a Assembléia Geral Ordinária a ser realizada no dia 28 de março de 2.012 (quarta feira) nas dependências da LPE sita na Praça do Expedicionário s/n, às 15:30 horas em primeira convocação e às 16:00 horas em segunda convocação, com qualquer número de presentes, para deliberarem sobre a seguinte Ordem do Dia: 1) prestação de contas da gestão de 2010/2012; 2) eleição da nova Diretora para o Biênio 2.012/2.014; 3) re/ratificação da Ata do novo Estatuto p/inclusão de artigo; 4) aumento no valor da anuidade a partir de 2.013. Curitiba, 08 de março de 2.012 VALDEREZ ARCHEGAS FERREIRA PRESIDENTE


12

PUBLICAÇÕES LEGAIS/ NACIONAL

| Segunda-feira, 12 de março de 2012 |

Cooperativa Central de Crédito dos Estados do Paraná e de São Paulo - Central Sicredi PR/SP CNPJ Nº 80.230.774/0001-48 RELATÓRIO DA ADMINISTRAÇÃO Ao findarmos mais um exercício social queremos prestar contas aos senhores associados dos resultados obtidos, bem como das atividades e ações desenvolvidas na Cooperativa Central de Crédito dos Estados do Paraná e de São Paulo - Central Sicredi PR/SP. 1. Situação Econômico-Financeira e Patrimonial Seguindo os principais balizadores do cooperativismo, em especial a “transparência na gestão”, esclarecemos aos nossos associados a situação econômico-financeira e patrimonial da Cooperativa, onde buscamos voltar o nosso trabalho para o crescimento e expansão. A Cooperativa Central de Crédito dos Estados do Paraná e de São Paulo - Central Sicredi PR/SP encerrou o exercício de 2011 com ativos totais de R$ 2.059.503 mil, aumento de 40.72% em relação ao mesmo período do exercício anterior, destacando-se: I - Operações de Crédito O saldo das operações de crédito da Cooperativa Central de Crédito dos Estados do Paraná e de São Paulo - Central Sicredi PR/SP totalizou, em dezembro de 2011, R$ 26.426 mil, com diminuição de 18.20% em relação ao mesmo período de 2010 (NE 04a). A classificação da carteira por níveis de risco segue procedimentos estabelecidos pela Resolução nº 2.682/99 do Banco Central do Brasil. Em dezembro de 2011, as operações classificadas como “risco normal”, que abrangem os níveis AA até C, somaram R$ 26.129 mil, representando 98.87% do total da carteira. O “risco 2”, formado exclusivamente por operações de nível H e que exigem 100% da provisão, totalizou R$ 297 mil ou 1.13% do total (NE 04c). II - Recursos Captados e Administrados Os recursos captados e administrados totalizaram R$2.001.638 milhões em dezembro de 2011, com incremento de 39.75% em relação ao mesmo período de 2010. Os depósitos à vista e a Relação interfinanceira tiveram uma variação de 41.03 % e alcançaram o valor de R$ 1.923.299 milhões. III - Patrimônio Líquido A Cooperativa Central de Crédito dos Estados do Paraná e de São Paulo - Central Sicredi PR/SP registrou em dezembro de 2011 um patrimônio líquido de R$ 78.238 mil, tendo um aumento de 14.21% em relação ao mesmo período do ano anterior (BP). 2. Controles Internos e Compliance O Sicredi está continuamente aprimorando o seu sistema de controles internos, face à complexidade dos serviços e produtos ofertados e à crescente demanda por parte dos associados. Com a implantação de políticas, procedimentos, normas e ferramentas de monitoramento, a instituição busca assegurar a existência de conformidade com leis e regulamentos, prevenir e reduzir riscos inerentes às atividades exercidas no seu campo de atuação. A política de controles internos estabelece diretrizes que procuram reforçar, periodicamente, o alinhamento do sistema de controles

adoção de limites consistentes com as estratégias de negócios, de políticas e processos de gestão e de metodologias voltadas a sua administração e à alocação de capital econômico compatível. A atividade de gerenciamento dos riscos de mercado é regulamentada pela Resolução CMN 3.464/2007. A estrutura sistêmica responsável por este gerenciamento é a área de Análise Econômica e Riscos de Mercado do Banco Cooperativo Sicredi. A referida área elabora as políticas e diretrizes aplicadas a todas as entidades filiadas ao Sistema Sicredi - Centrais, Cooperativas singulares, empresas ligadas e Banco. III - Risco de Crédito A gestão do risco de crédito consiste no processo de identificação, avaliação, monitoramento e controle dos riscos decorrentes das operações de crédito realizadas pelas instituições financeiras. No Sicredi o gerenciamento do Risco de Crédito é realizado por uma estrutura centralizada e pelas áreas e colegiados locais. A área centralizada, sob a responsabilidade da Gerência de Risco de Crédito do Banco Cooperativo Sicredi, responde pelo conjunto de políticas, estratégias e metodologias voltadas ao controle e gerenciamento das exposições ao risco de crédito das empresas que compõem o Sistema. Esta unidade tem como principais atribuições: responder pelas políticas corporativas de gestão de risco de crédito; desenvolver e propor metodologias de classificação de risco de crédito, inclusive por meio de modelos quantitativos; aferir e controlar as exigibilidades de capital para cobertura de risco de crédito assumido; e realizar o monitoramento constante das exposições sujeitas ao risco de crédito de todas as empresas do Sicredi. As áreas e colegiados locais são responsáveis pela execução do gerenciamento de risco de crédito, observando as políticas e limites pré-estabelecidos sistemicamente. O gerenciamento do risco de crédito nas instituições financeiras é regulado pela Resolução CMN 3.721/09 e a estrutura estabelecida pelo Sicredi está em conformidade com o referido normativo. IV - Informações Adicionais A descrição da estrutura completa e do processo de gerenciamento de riscos, assim como das políticas e práticas comuns ao Sistema Sicredi podem ser acessadas por meio do sítio www.sicredi.com.br, no caminho: i) sobre risco operacional em “Conheça o Sicredi \ Estrutura \ Banco Cooperativo Sicredi \ Risco Operacional”; ii) sobre risco de mercado em “Conheça o Sicredi \ Estrutura \ Banco Cooperativo Sicredi \ Risco de Mercado”.

internos com os objetivos fixados pela instituição relacionados às estratégias globais do negócio e às demais políticas institucionais. Da mesma forma, as atividades de controles são avaliadas sistematicamente assegurando a observância de parâmetros estabelecidos nas regulamentações emitidas pelas autoridades fiscalizadoras. 3. Prevenção à Lavagem de Dinheiro e Combate ao Financiamento do Terrorismo - PLD/CFT O Sicredi adota processos e sistemas específicos de prevenção, com a finalidade de assegurar que suas atividades sejam conduzidas em ambiente de controles adequados à prevenção de riscos relacionados ao crime de lavagem de dinheiro. Atentos à legislação e às novas normas dos órgãos reguladores, buscamos constantemente, adequar-nos aos novos procedimentos exigidos, em atendimento à Circular nº 3.461 de 24.07.2009, Carta-Circular nº 3.430 de 11.02.2010 e Circular nº 3.517 de 07.12.2010 do Banco Central do Brasil. Nesse contexto, a instituição mantém investimentos em treinamentos contínuo para todos os colaboradores a fim de reforçar as melhores práticas de controles internos. 4. Gerenciamento de Riscos O Sistema Sicredi considera o gerenciamento de riscos prioritário na condução de suas atividades e negócios, adotando práticas em absoluta consonância com os preceitos do Acordo de Basileia II. Dessa maneira, possui uma diretoria especializada nesse gerenciamento – a Diretoria de Economia e Riscos do Banco Cooperativo Sicredi. Entre os principais riscos gerenciados pela instituição, destacamse o operacional, o de mercado e o de crédito, cujas estruturas são apresentadas a seguir: I - Risco Operacional A gestão do risco operacional consiste no processo de identificação, avaliação, monitoramento e controle dos riscos causados por falhas em processos, pessoas, tecnologia e fatores externos ligados às três primeiras origens. É uma atividade regulamentada pela Resolução CMN 3.380/2006. A estrutura sistêmica responsável por esse gerenciamento é a área de Risco Operacional do Banco Cooperativo Sicredi, que elabora as políticas e diretrizes aplicadas e seguidas por todas entidades filiadas ao Sicredi – Centrais, Cooperativas singulares, empresas ligadas e Banco. O relatório anual de risco operacional da Cooperativa foi gerado em dezembro de 2011, tendo sido avaliado e homologado pelo Conselho de Administração de cada entidade. A partir de então, as estratégias de tratamento e mitigação de riscos são controladas pela Gerência de Risco Operacional do Banco Cooperativo Sicredi. II - Risco de Mercado A gestão dos riscos de mercado consiste no processo de identificação, avaliação, monitoramento e controle, conduzidos através da

Conselho de Administração e Diretoria

CARTA DE RESPONSABILIDADE Curitiba / PR, 31 de janeiro de 2012.

Assunto: Carta de responsabilidade da administração da Cooperativa Central de Crédito dos Estados do Paraná e de São Paulo Central Sicredi PR/SP, referente às Demonstrações Contábeis levantadas em 31 de dezembro de 2011. Prezados Senhores: Com referência ao seu exame das demonstrações contábeis da Cooperativa Central de Crédito dos Estados do Paraná e de São Paulo - Central Sicredi PR/SP, relativas aos exercícios sociais findos em 31/12/2010 e 31/12/2011, reconhecemos que a apresentação desta carta de responsabilidade constitui-se num procedimento de auditoria requerido pelas normas de auditoria aplicáveis no Brasil, para permitir-lhes formar uma opinião sobre as demonstrações contábeis retromencionadas e a seguir identificadas, refletem, com adequação, em todos os aspectos relevantes, a posição patrimonial e financeira e o resultado das operações de acordo com as práticas contábeis adotadas no Brasil. Para fins de identificação, as Demonstrações Contábeis examinadas por Vossas Senhorias apresentam os seguintes valores básicos: TOTAIS

31 de dezembro de 2011

Ativo Passivo Patrimônio Líquido (=) Total do Passivo + Patrimônio Líquido Sobras ou Perdas do Exercício

2.059.503 1.981.265 78.238 2.059.503 -135

31 de dezembro de 2010 1.463.508 1.395.003 68.505 1.463.508 66 * valores em milhares de Reais

BALANÇOS PATRIMONIAIS 31 de Dezembro de 2011 e 2010 - (Em milhares de reais) Notas Ativo Circulante Caixa e equivalentes de caixa Aplicações interfinanceiras de liquidez Aplicações em depósitos interfinanceiros Títulos e valores mobiliários e instrumentos financeiros derivativos Carteira própria Operações de crédito Setor privado Provisão para créditos de liquidação duvidosa Outros créditos Rendas a receber Créditos específicos Diversos Provisão para outros créditos de liquidação duvidosa Outros valores e bens Despesas antecipadas Não circulante Realizável a longo prazo Títulos e valores mobiliários e instrumentos financeiros derivativos Carteira própria Outros créditos Diversos Provisão para outros créditos de liquidação duvidosa Permanente Investimentos Outros investimentos Imobilizado de uso Outras imobilizações de uso Depreciação acumulada

4 5 6 7 7 8 8

6 8

9 9

Total do ativo

2011

2010

1.967.118 5 614.701 614.701

1.399.944 3 571.311 571.311

1.317.534 1.317.534 26.020 26.426 (406) 8.840 4.235 104 4.605 (104) 18 18

793.055 793.055 32.234 32.306 (72) 3.263 1.812 1.548 (97) 78 78

92.385 72.363

63.564 49.936

28.804 28.804 43.559 43.559 -

24.532 24.532 25.404 25.942 (538)

20.022 19.164 19.164 858 2.248 (1.390)

13.628 12.914 12.914 714 1.973 (1.259)

2.059.503

1.463.508

afetar de forma relevante a posição patrimonial e financeira, bem como o resultado do período. 11 – Não há nenhum fato conhecido que possa impedir a continuidade normal das atividades da Cooperativa. 12 – Julgamos que os seguros contratados foram efetuados em valores suficientes para cobrir eventuais sinistros que possam ocorrer. 13 - As transações com partes relacionadas divulgadas nas demonstrações contábeis referem-se a saldos de depósitos (a vista e a prazo) e operações de crédito mantidas na instituição por seus administradores (diretores e conselheiros de administração), assim como a remuneração recebidas pelas pessoas chaves da administração. Inclui-se na remuneração todos os benefícios de curto prazo e pós-emprego concedidos pela instituição a colaboradores que exercem cargo de gestão em troca dos serviços que lhe são prestados. 14 - Não houve e não temos conhecimento de fraude envolvendo a administração ou colaboradores em cargos de responsabilidade ou confiança que poderiam ter efeito relevante nas demonstrações contábeis e violação ou possíveis violações de leis, normas ou regulamentos cujos efeitos deveriam ser considerados para divulgação nas demonstrações contábeis ou mesmo dar origem ao registro de provisão para contingências passivas. 15 - Reconhecemos nossa responsabilidade quanto à integridade das informações contidas nos descritivos das atividades de controles internos, visando o atendimento à Circular 3.467/2009 do Banco Central e Comunicado Técnico do Ibracon nº 03/10, item 35. 15 - Quanto ao “Relatório de Descrição dos Controles Internos” previstos na Circular 3.467/2009 do Banco Central e Comunicado Técnico do Ibracon nº 03/10, item 35, informamos que a equipe de controles internos está efetuando todos os levantamentos necessários para atendimento da referida resolução. Para garantir a adequada abrangência e qualidade, este trabalho está sendo conduzido de forma sistêmica e em conjunto com as demais equipes de controles internos do Sistema Sicredi (Central e Centro Administrativo Sicredi), assim este relatório será apresentado no semestre findo em 30 de junho de 2012. Atenciosamente, Cooperativa Central de Crédito dos Estados do Paraná e de São Paulo - Central Sicredi PR/SP

Essas contas estão de acordo com os livros da instituição e as demonstrações contábeis transcritas no livro diário e também concordarão com quaisquer publicações ou divulgações para outros fins. Com base em nossos conhecimentos e opinião, como administradores da instituição, confirmamos as seguintes informações: 01 – A escrituração contábil e os controles internos adotados pela Cooperativa no período são de nossa responsabilidade, sendo adequados ao tipo de atividade e volume de transações. 02 – Confirmamos que todas as transações efetuadas no período foram devidamente registradas na contabilidade de acordo com a legislação vigente. 03 – A Cooperativa tem cumprido todas as disposições de seus contratos que poderiam, em caso de descumprimento, ter um efeito relevante sobre as demonstrações contábeis. 04 – Nossa administração cumpriu todas as normas e regulamentos a que a Cooperativa está sujeita e não houve qualquer comunicação referente à inobservância de exigências de autoridades regulamentadoras a respeito de aspectos financeiros. 05 – Foram adequadamente contabilizados e divulgados nas demonstrações contábeis o saldo das provisões de risco de crédito, conforme legislação em vigor, principalmente no tocante à devida classificação das operações renovadas/renegociadas, sendo o saldo apurado representativo do real risco da nossa carteira de crédito. 06 – Não temos planos ou intenções que possam afetar substancialmente o valor ou a classificação de ativos e passivos constantes das demonstrações contábeis. 07 – Não existem irregularidades pendentes envolvendo a administração ou colaboradores que possam ter efeito significativo sobre as demonstrações contábeis. 08 – As estimativas foram contabilizadas com base em dados consistentes confirmados por nosso(s) assessor(es) jurídico(s)/advogado(s) credenciado(s). 09 – Passivos contingentes: esta Cooperativa possui reclamatórias ( trabalhistas , cíveis, e tributárias ) em andamento no montante estimado de R$ 3.848 mil. A exigibilidade dos passivos considerados como possíveis é de R$ 3.224 mil e sobre esse valor não se efetuou provisão contábil. A exigibilidade dos passivos considerados prováveis é de R$ 624 mil, os quais foram provisionados na sua totalidade. 09 - Não há quaisquer contingências fiscais, trabalhistas, previdenciárias, comerciais e legais que possam afetar a situação financeira e patrimonial da Cooperativa e influir significativamente na sua avaliação como empreendimento em continuidade. 10 – Não é de nosso conhecimento qualquer evento subsequente à data do encerramento do exercício até a presente data, que possa

À Ernst & Young Terco Av. Mostardeiro, 322, 10 andar - Moinhos de Vento, Porto Alegre - RS

Notas Passivo e patrimônio líquido Circulante Relações interfinanceiras Centralização financeira - Cooperativas Obrigações por repasses no País - Instituições oficiais Tesouro Nacional Outras obrigações Sociais e estatutárias Fiscais e previdenciárias Instrumentos financeiros derivativos Diversas

10 11

12

2011

2010

1.936.681 1.923.299 1.923.299 101 101 13.281 315 874 12.092

1.368.667 1.363.722 1.363.722 99 99 4.846 66 600 165 4.015 26.336 26.336 503 503 25.833 401 25.432

Não circulante Exigível à longo prazo Obrigações por repasses no País - Instituições oficiais Tesouro Nacional Outras Obrigações Provisão para contingências Diversas

12

44.584 44.584 401 401 44.183 624 43.559

Patrimônio líquido

14

78.238

68.505

76.865 1.508 (135)

67.001 1.504 -

11

Capital social de domiciliados no país Reservas de sobras Perdas acumuladas

Manfred Alfonso Dasenbrock Presidente CPF: 336.795.419-53 Jaime Basso / Joao Alberto Salvi Leandro Fraga Pacheco Vice - Presidente Contador CPF: 354.752.930-15 / 032.547.588-11 CRC: RS-050614/O-6 / CPF: 425.732.460-00

DEMONSTRAÇÕES DAS MUTAÇÕES DO PATRIMÔNIO LÍQUIDO Semestre findo em 31 de dezembro de 2011 e exercícios findos em 31 de dezembro de 2011 e 2010 (Em milhares de reais) Reservas de Sobras Capital Social

Reserva de sobras

Outras Reservas

Perdas Acumuladas

Total

Saldos em 31 de dezembro de 2009

50.750

1.487

17

-

52.254

Aumento de capital (Nota 14a) Sobras do exercício Destinação ao FATES

16.251 -

-

-

66 (66)

16.251 66 (66)

67.001

1.487

17

-

68.505

5.251 4.613 -

4 -

-

38 (38) (135)

38 5.251 4.579 (135)

Saldos em 31 de dezembro de 2011

76.865

1.491

17

(135)

78.238

Saldos em 30 de junho de 2011

72.252

1.487

17

1.306

75.062 38 4.579 (1.441) 78.238

Saldos em 31 de dezembro de 2010 Rateio de perdas Aumento de capital (nota 14a) Aumento de capital por incorporação (nota 14b) Resultado do exercício

Rateio de perdas Aumento de capital por incorporação (nota 14b) Resultado do período Saldos em 31 de dezembro de 2011 Total do passivo e do patrimônio líquido

2.059.503

4.613 -

4 -

-

38 (38) (1.441)

76.865

1.491

17

(135)

1.463.508

As notas explicativas são parte integrante das demonstrações financeiras.

As notas explicativas são parte integrante das demonstrações financeiras. DEMONSTRAÇÕES DOS FLUXOS DE CAIXA Semestre findo em 31 de dezembro de 2011 e exercícios findos em 31 de dezembro de 2011 e 2010 - (Em milhares de reais)

DEMONSTRAÇÕES DE SOBRAS Semestre findo em 31 de dezembro de 2011 e exercícios findos em 31 de dezembro de 2011 e 2010 - (Em milhares de reais)

2º Semestre de 2011

Exercícios findos em 31 de dezembro de 2º Semestre de 2011

Ingressos e receitas da intermediação financeira Operações de crédito Resultado de operações com títulos e valores mobiliários Resultado de instrumentos financeiros derivativos (Nota 6b) Dispêndios e despesas de intermediação financeira Operações de captação no mercado Operações de empréstimos e repasses Provisão para créditos de liquidação duvidosa (Nota 7d) Resultado bruto da intermediação financeira Outros ingressos e receitas/dispêndios e despesas operacionais Dispêndios e despesas de pessoal Outros dispêndios e despesas administrativas Dispêndios e despesas tributárias Resultado de participações em controladas (Nota 9a.) Outros ingressos e receitas operacionais (Nota 15) Outros dispêndios e despesas operacionais (Nota 16) Resultado operacional Resultado não operacional Resultado antes da tributação sobre lucro e participações Imposto de renda e contribuição social Sobras (Perdas) do semestre / exercícios (Nota 14b)

Ato

Ato não

cooperativo

cooperativo

114.586

-

2011

2010

Ato

Ato não

Total

cooperativo

cooperativo

114.586

202.792

-

Ato

Ato não

Total

cooperativo

cooperativo

Total

202.792

113.697

(1)

113.696

2.073

-

2.073

3.767

-

3.767

1.470

-

1.470

112.513

-

112.513

199.024

-

199.024

112.432

-

112.432 (206)

-

-

-

1

-

1

(205)

(1)

765

-

765

718

-

718

(23)

(1)

(24)

(1)

-

(1)

(1)

-

(1)

(25)

(1)

(26)

(17)

-

(17)

(33)

-

(33)

(39)

-

(39)

783

-

783

752

-

752

41

-

41

115.351

-

115.351

203.510

-

203.510

113.674

(2)

113.672

(116.909)

144

(116.765)

(205.006)

1.131

(203.875)

(114.709)

1.123

(113.586)

(15.075)

(20)

(15.095)

(25.617)

(160)

(25.777)

(16.890)

(136)

(17.026)

(8.026)

(16)

(8.042)

(12.562)

(51)

(12.613)

(8.836)

(82)

(8.918)

(7)

-

(7)

(25)

(1)

(26)

(23)

(9)

(32)

-

225

225

-

1.564

1.564

-

1.386

1.386

52.589

-

52.589

89.711

50

89.761

64.432

265

64.697

(146.390)

(45)

(146.435)

(256.513)

(271)

(256.784)

(153.392)

(301)

(153.693)

(1.558)

144

(1.414)

(1.496)

1.131

(365)

(1.035)

1.121

86

(27)

-

(27)

227

3

230

10

(1)

9

(1.585)

144

(1.441)

(1.269)

1.134

(135)

(1.025)

1.120

95

-

-

-

-

-

-

-

(29)

(29)

(1.585)

144

(1.441)

(1.269)

1.134

(135)

(1.025)

1.091

66

Fluxos de caixa das atividades operacionais: Perdas do semestre / exercícios (1.441) (829) Ajustes às perdas do semestre/exercícios Reversão líquida de provisão para créditos de liquidação duvidosa (783) Depreciações e amortizações 121 Alienação de imobilizado de uso 52 Constituição de provisão para passivos contingentes 4 Resultado de participações em controladas (225) Perdas acumuladas incorporadas 34 Patrimonial absorção de dispêndios pelo FATES (32) Perdas do semestre / exercícios ajustado (2.270) Variações nos ativos e passivos (Aumento)/redução em operações de crédito 6.929 Aumento em outros créditos e outros valores e bens (5.098) Aumento em outras obrigações 3.054 Caixa líquido gerado pelas atividades operacionais 2.615 Fluxos de caixa das atividades de Investimentos: Aumento em aplicações interfinanceiras de liquidez (19.285) Aumento em títulos e valores mobiliários (120.006) Aumento do capital de controlada Dividendos recebidos 1.081 Aquisição de imobilizado de uso (164) Caixa líquido aplicado nas atividades de (138.374) Investimentos Fluxos de caixa das atividades de financiamentos Aumento/(redução) em obrigações por empréstimos e repasses 17 Aumento em relações interfinanceiras passivas 135.744 Redução em instrumentos financeiros derivativos Integralização de capital Caixa líquido provenientes das atividades de 135.761 financiamentos (Redução) aumento de caixa e equivalente de caixa 2 Caixa e equivalente de caixa no início do semestre / exercícios (Nota 4) 3 Caixa e equivalente de caixa no fim do semestre / exercícios (Nota 4) 5

Exercícios findos em 31 de dezembro de 2011 2010 (135) (1.848)

66 (664)

(752) 220 58 222 (1.564) 34 (66) (1.983)

(41) 242 184 344 (1.386) (7) (598)

7.004 (5.148) 6.858 6.731

(21.501) (6.916) 6.809 (22.206)

(15.824) (366.159) (3.644) 1.081 (262)

(215.610) (257.461)

(384.808)

(472.321)

(100) 373.093 (165) 5.251

(102) 478.211 165 16.251

378.079 2

494.525 (2)

3

5

5

3

1.240 (490)

As notas explicativas são parte integrante das demonstrações financeiras.

As notas explicativas são parte integrante das demonstrações financeiras. NOTAS EXPLICATIVAS ÀS DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS 31 DE DEZEMBRO DE 2011 E 2010 - (Em milhares de reais) 1. Contexto operacional A Cooperativa Central de Crédito dos Estados do Paraná e de São Paulo - Central Sicredi PR/SP, instituição financeira cooperativa de crédito tem como atividade principal difundir o cooperativismo de crédito, coordenar e supervisionar a atuação das cooperativas filiadas, apoiando-as nas atividades de desenvolvimento e expansão, podendo praticar todas as operações compatíveis com a sua modalidade social, inclusive obter recursos financeiros de fontes externas, obedecida à legislação pertinente, aos atos regulamentares oficiais, seu estatuto e às normas internas do Sicredi, tendo iniciado as suas atividades em 29 de janeiro de 1985. Os associados em Assembléia Geral Extraordinária realizada em 25 de maio de 2011, ante a necessidade de ganho de escala para garantir a competitividade, crescimento da base de associados, redução dos custos operacionais e manutenção da rentabilidade, autorizaram a sociedade incorporar a Cooperativa Central de Crédito de São Paulo – Central Sicredi SP que, em Assembléia Geral Extraordinária realizada em 03 de junho de 2011, e com a mesma motivação, deliberaram por sua incorporação. A incorporação ocorreu no dia 01 de julho de 2011 (Nota 14b). Desta forma, a Central Sicredi PR/SP, anteriormente denominada Cooperativa Central de Crédito do Paraná - Central Sicredi PR, passou a denominar-se Cooperativa Central de Crédito dos Estados do Paraná e de São Paulo - Central Sicredi PR/SP. A Central Sicredi PR/SP, instituição sem fins lucrativos, tem por objetivo a organização em comum e em maior escala dos serviços econômicos-financeiros e assistenciais de interesse das filiadas, integrando e orientando suas atividades, bem como facilitando a utilização recíproca dos serviços. Os ativos e passivos são substancialmente gerados junto a instituições ligadas sendo os custos dos serviços da Central Sicredi PR/SP cobrados diretamente de suas filiadas, através do fluxo orçamentário preparado para cada período. 2. Base de preparação e apresentação das demonstrações financeiras As demonstrações financeiras foram preparadas de acordo com as práticas contábeis adotadas no Brasil, observando as diretrizes contábeis estabelecidas pelo Banco Central do Brasil - BACEN, Conselho Monetário Nacional - CMN, consubstanciadas no Plano Contábil das Instituições do Sistema Financeiro Nacional - COSIF e os novos pronunciamentos, orientações e as interpretações emitidas pelo Comitê de Pronunciamentos Contábeis - CPC aprovados pelo BACEN. A autorização para a conclusão destas demonstrações financeiras foi dada pela Diretoria em 20 de janeiro de 2012. 3. Resumo das principais práticas contábeis a) Apuração do resultado Os ingressos e os dispêndios, assim como as receitas e as despesas, são registradas mensalmente de acordo com o regime de competência, que estabelece que os ingressos e os dispêndios e as receitas e despesas devam ser incluídas na apuração dos resultados dos períodos em que ocorrerem, sempre simultaneamente quando se correlacionarem, independentemente de recebimento ou pagamento, alocados de forma proporcional de acordo com os montantes do ingresso bruto de ato cooperativo e da receita bruta de ato não-cooperativo, quando não identificados com cada atividade. As operações com taxas pré-fixadas são registradas pelo valor de resgate, e as receitas e despesas correspondentes ao período futuro são apresentadas em conta redutora dos respectivos ativos e passivos. As receitas e despesas de natureza financeira são contabilizadas pelo critério pro-rata dia e calculadas com base no modelo exponencial. As operações com taxas pós-fixadas são atualizadas até a data do balanço. b) Caixa e equivalentes de caixa Caixa e equivalentes de caixa são representados por disponibilidades em moeda nacional e aplicações interfinanceiras de liquidez cujo vencimento das operações na data da efetiva aplicação seja igual ou inferior a 90 dias e apresentam risco insignificante de mudança de valor justo. c) Aplicações interfinanceiras de liquidez Representam operações a preços fixos referentes às compras de títulos com compromisso de revenda e aplicações em depósitos interfinanceiros e estão demonstradas pelo valor de resgate, líquidas dos rendimentos a apropriar correspondentes a períodos futuros. d) Títulos e valores mobiliários Conforme estabelecido pela Circular nº 3068/01 do Banco Central do Brasil (BACEN), os títulos e valores mobiliários são avaliados e classificados da seguinte forma: Títulos para negociação – são adquiridos com o propósito de serem ativa e freqüentemente negociados e são ajustados pelo valor de mercado em contrapartida ao resultado do período; Títulos disponíveis para venda – são aqueles que não se enquadram como para negociação ou como mantidos até o vencimento e são ajustados pelo valor de mercado em contrapartida à conta destacada do patrimônio líquido, deduzido dos efeitos tributários; Títulos mantidos até o vencimento – são aqueles para os quais há a intenção e capacidade financeira para sua manutenção em carteira até o vencimento. São avaliados pelos custos de aquisição, acrescidos dos rendimentos auferidos em contrapartida ao resultado do período. e) Instrumentos financeiros derivativos A Central Sicredi PR/SP utiliza derivativos, como swaps e futuros de taxas de juros, swap de moedas e futuros de câmbio em moedas estrangeiras. São classificados de acordo com a intenção da Administração, na data da contratação da operação, levando-se em conta se sua finalidade é para proteção contra risco (hedge) ou não, registrados como segue: Operações de futuro - o valor dos ajustes diários é contabilizado em conta de ativo ou passivo e apropriado diariamente como receita ou despesa; Operações de swap - o diferencial a receber ou a pagar é contabilizado em conta de ativo ou passivo, respectivamente, apropriado como receita ou despesa “pro rata” até a data do balanço. Os instrumentos financeiros derivativos são ajustados para o valor de mercado em contrapartida ao resultado do período, exceto para as operações em que os instrumentos financeiros derivativos são contratados em operação associada a operação de captação ou aplicação de recursos pelo mesmo valor, prazo e com a mesma contraparte da operação associada, inclusive em caso de liquidação antecipada, de acordo com a Circular BACEN nº 3.150/02. As operações são custodiadas na Bolsa de Valores, Mercadorias e Futuros - BM&FBovespa ou na Câmara de Custódia e Liquidação - Cetip. A determinação dos valores de mercado de tais instrumentos financeiros derivativos é baseada nas cotações divulgadas pelas bolsas especializadas. f) Operações de crédito Estão demonstradas ao custo acrescido dos rendimentos auferidos. As operações de crédito estão classificadas de acordo com análise da administração quanto ao nível de risco, considerando a conjuntura econômica e os riscos específicos em relação às operações, aos devedores e aos garantidores, observando os parâmetros estabelecidos nas Resoluções CMN n.º 2.682/1999 e n.º 2.697/2000.

A atualização (“accrual”) das operações de crédito vencidas em até 60 dias é contabilizada em receitas de operações de crédito, e a partir do 61º dia, em rendas a apropriar. As operações classificadas como nível “H” permanecem nessa classificação por seis meses, quando então são baixadas contra a provisão existente e controladas, por cinco anos, em contas de compensação, não mais figurando no balanço patrimonial. g) Provisão para operações de crédito A provisão para perdas com operações de crédito é fundamentada na análise das operações e leva em consideração a conjuntura econômica, a experiência passada, os riscos específicos e globais das carteiras, considerando os critérios de provisionamento, definidos pelo BACEN nas Resoluções CMN n.º 2.682/1999 e n.º 2.697/2000, associados às avaliações procedidas pela Administração, na determinação dos riscos de crédito. h) Demais ativos circulantes e realizáveis a longo prazo (Não circulantes) Demonstrados pelos valores de realização, incluindo, quando aplicável, os rendimentos e as variações monetárias “pro rata” dia incorridos e as variações cambiais, deduzidos das correspondentes provisões para perdas ou ajuste ao valor de mercado e rendas a apropriar. i) Investimentos Os investimentos em controladas e coligada cuja Cooperativa Central tenha influência significativa, estão sendo ajustados pelo método da equivalência patrimonial. Os demais investimentos são demonstrados pelo custo de aquisição, ajustados por provisão para perdas quando aplicável. j) Imobilizado de uso Demonstrado ao custo de aquisição. A depreciação do imobilizado de uso é computada pelo método linear, com base nas taxas anuais mencionadas na Nota 9 (b), que levam em consideração a vida útil-econômica dos bens. k) Redução ao valor recuperável de ativo O imobilizado e outros ativos não circulantes são revistos anualmente para se identificar evidências de perdas não recuperáveis, ou ainda, sempre que eventos ou alterações nas circunstâncias indicarem que o valor contábil pode não ser recuperável. Quando este for o caso, o valor recuperável é calculado para verificar se há perda. Quando houver perda, ela é reconhecida pelo montante em que o valor contábil do ativo ultrapassa seu valor recuperável, que é o maior entre o preço líquido de venda e o valor em uso de um ativo. l) Passivos contingentes As práticas contábeis para registro, mensuração e divulgação de ativos e passivos contingentes estão consubstanciadas na Deliberação CVM nº 489/05 e na Resolução nº 3.535/08 do BACEN, a saber: Ativos contingentes são reconhecidos somente quando há garantias reais ou decisões judiciais favoráveis, transitadas em julgado. Os ativos contingentes com êxitos prováveis são apenas divulgados em nota explicativa; Passivos contingentes são provisionados quando as perdas forem avaliadas como prováveis e os montantes envolvidos forem mensuráveis com suficiente segurança. Os passivos contingentes avaliados como de perdas possíveis são divulgados, e aqueles não mensuráveis com suficiente segurança e como de perdas remotas não são provisionados e/ou divulgados; As obrigações legais são registradas como exigíveis, independente da avaliação sobre as probabilidades de êxito. m) Demais passivos circulantes e exigíveis a longo prazo (Não circulantes) Demonstrados pelos valores conhecidos ou calculáveis, incluindo, quando aplicável, os encargos e as variações monetárias em base “pro rata” dia incorridos, deduzidos das correspondentes despesas a apropriar. n) Estimativas contábeis As estimativas contábeis são determinadas pela Administração, considerando fatores e premissas estabelecidas com base em julgamento, que são revisados a cada exercício. Itens significativos sujeitos a essas estimativas e premissas incluem as provisões para ajuste dos ativos ao valor provável de realização ou recuperação, as provisões para perdas, as provisões para contingências, marcação a mercado de instrumentos financeiros, os impostos diferidos, entre outros. A liquidação das transações envolvendo essas estimativas poderá resultar em valores divergentes em razão de imprecisões inerentes ao processo de sua determinação. o) Demonstração dos fluxos de caixa As demonstrações dos fluxos de caixa foram preparadas e estão apresentadas de acordo com o CPC 03 - Demonstração dos Fluxos de Caixa emitido pelo Comitê de Pronunciamentos Contábeis CPC. 4. Caixa e equivalentes de caixa Na demonstração dos fluxos de caixa, foram considerados como caixa e equivalentes de caixa os seguintes montantes: 2011 2010 5 3 Disponibilidades Total 5 3 5. Aplicações interfinanceiras de liquidez Aplicações em depósitos interfinanceiros Certificados de depósitos interfinanceiros - CDI - Ligadas Total

2011

2010

614.701 614.701

571.311 571.311

6. Títulos e valores mobiliários e instrumentos financeiros derivativos a) Composição da carteira 2011 Custo atualizado/ valor de mercado Títulos e valores mobiliários Títulos para negociação - Carteira própria Fundos de Investimentos de Curto Prazo - FI 1.085.894 Fundos de Investimentos Multimercado - FIM 224.625 Letras Financeiras do Tesouro – LFT 7.015 1.317.534 Total circulante Títulos para negociação - Carteira própria Recibo de Depósito Bancário - RDB - Hibrído 28.804 28.804 Total não circulante

2010 Custo atualizado/ valor de mercado

298.186 489.111 5.758 793.055 24.532 24.532

As cotas de fundos, registradas como carteira própria são valorizadas diariamente, através do valor da cota, divulgada pelo fundo no site da CVM. O valor de mercado dos títulos públicos federais foi apurado com base na cotação obtida na Associação Brasileira das Entidades de Mercado Financeiro e de Capitais - ANBIMA. De acordo com os normativos do BACEN, as aplicações em Letras Financeiras do Tesouro - LFT e em Fundos de Investimentos foram classificadas no ativo circulante. b) Instrumentos financeiros derivativos A Central Sicredi PR/SP participa de operações envolvendo instrumentos financeiros derivativos, registrados em contas patrimoniais e de compensação conforme regras específicas do Banco Central do Brasil, que se destinam a atender às necessidades próprias com o objetivo de proteção (“hedge”) contra riscos de mercado que decorram, principalmente, de descasamentos entre moedas, taxas de juros, indexadores e prazos de suas operações ativas e passivas. A Central Sicredi PR/SP não utiliza estruturas de Hedge Accounting. A Central Sicredi PR/SP adota uma política de minimização da exposição ao risco de mercado e o acompanhamento dos riscos é exercido diretamente pela administração, por meio de instrumentos devidamente testados e avaliados. Os valores diferenciais e ajustes dos instrumentos financeiros derivativos ativos e passivos são registrados em contas patrimoniais, tendo como contrapartida as respectivas contas de resultado. Em 31 de dezembro de 2011 a Cooperativa Central não possuía operações com derivativos em aberto. Em 31 de dezembro de 2010 os seus valores referenciais estão registrados em contas de compensação, conforme demonstrados a seguir: 2010 Compensação Contratos de swap (a) 40.824 40.824 Total Contratos de swap Posição passiva (b) (165) (165) Total (a) Valor referencial dos contratos (b) Custo - valor a pagar A Central Sicredi PR/SP não registra o ajuste a valor de mercado das operações em que o instrumento financeiro derivativo é contratado em operação associada a operação de captação ou aplicação de recursos pelo mesmo valor, prazo e com a mesma contraparte da operação associada, inclusive em caso de liquidação antecipada, de acordo com a Circular BACEN nº 3.150/02. 7. Operações de crédito e provisão para créditos de liquidação duvidosa a) Composição da carteira de créditos por tipo de operação 2011 2010 Operações de crédito 26.426 32.306 Empréstimos e títulos descontados Total circulante 26.426 32.306 b) Composição da carteira de créditos por níveis de risco Carteira Provisão para Níveis de risco % Provisão operações de crédito 2011 2010 2011 2010 Nível AA 0,00 4.308 17.913 Nível A 0,50 21.821 14.393 109 72 Subtotal 26.129 32.306 72 297 635 297 635 Nível H 100,00 26.426 32.941 406 707 Total c) Composição da carteira de créditos por setor de atividade e faixas de vencimento 2010 2011 Vencidas a A vencer partir de Até 3 De 3 a 12 Acima de Total da Total da Setor privado 15 dias meses meses 12 meses carteira carteira Rural 25.481 25.481 31.817 297 648 945 489 Outros serviços Total - 2011 297 26.129 26.426 6.383 25.923 32.306 Total - 2010 d) Movimentação da provisão para créditos de liquidação duvidosa 2º Semestre de 2011 2011 2010 Saldo inicial 64 707 748 Saldo de Incorporação da Central SP 1.125 1.125 Constituição de provisão 75 165 Reversão de provisão (858) (917) (41) (674) Reversão baixa para prejuízo Saldo final 406 406 707

8. Outros créditos a) Rendas a receber 2011 2.956 1.080 199 4.235

Ressarcimento de despesas Dividendos e bonificações a receber Outras rendas a receber Total b) Diversos

2010 1.463 349 1.812

2011

Adiantamentos e antecipações salariais Adiantamentos para pagamentos de nossa conta (*) Devedores por depósitos em garantia Impostos e contribuições a compensar Pagamentos a ressarcir Títulos e créditos a receber Devedores diversos – País Total - 2011 Total - 2010

Curto prazo 329

Longo prazo -

56 601 49 39 3.531 4.605 1.548

43.559 43.559 25.942

2010 Total 329

Total 284

43.615 601 49 39 3.531 48.164

25.432 308 107 152 635 572 27.490

(*) Refere-se à antecipação de valores para a Confederação Sicredi, a qual está elaborando investimentos em estruturas e plataformas de tecnologia, através de aquisição de bens (móveis, equipamentos, softwares, instalações, etc.) e de gastos com projetos específicos (aplicativos, produtos, etc.). Após sua conclusão os mesmos serão repassados para a Central Sicredi PR/SP e, posteriormente, repassados às respectivas Cooperativas filiadas (Nota 12). 9. Permanente a) Investimentos

Investimentos avaliados pelo método de equivalência patrimonial Sicredi Participações S.A. Redesys Informática Ltda. Confederação Interestadual das Cooperativas Ligadas ao Sicredi - Confederação Sicredi Subtotal Investimentos avaliados pelo método de custo Confederação Nacional de Auditoria Cooperativa Sicredi Fundos Garantidores - SFG Total

Valor

2011 % de participação

Valor

2010 % de participação

17.019 691

5,51 23,35

11.069 615

5,14 20,52

1.422 19.132

26,47

1.214 12.898

22,60

30

7,14

15

3,57

2 19.164

2,66 -

1 12.914

1,33 -

a.1) Movimentação dos investimentos Saldo inicial Saldo de Incorporação Resultado de equivalência patrimonial Aporte de capital Dividendos recebidos Saldo final

a.2) Cálculo de equivalência patrimonial Apresentamos abaixo os investimentos avaliados pelo método da equivalência patrimonial: Sicredi Participações S.A. Confederação

2011 12.914 2.123 1.564 3.644 (1.081) 19.164

Redesys

2011 2010 2011 2010 2011 Número de quotas possuídas 184 PR 62.832 PR 1.214 1.214 971 16.206 OR 19.151 OR Quotas Quotas Quotas Percentual de participação 5,51% 5,14% 26,47% 22,60% 23,35% Capital social 297.425 223.397 5.356 5.356 1.691 Patrimônio líquido (i) 302.889 227.365 5.371 5.371 2.981 Lucro líquido do exercício(ii) 32.968 31.155 (45) Valor do investimento 17.019 11.069 1.422 1.214 691 Equivalência patrimonial 1.573 1.343 (9) (i) Para o cálculo da equivalência patrimonial da foi utilizado o patrimônio líquido vigente em 30 de novembro de 2011. (ii) Para o cálculo da equivalência patrimonial da Sicredi Participações foi utilizado o patrimônio líquido vigente em 22 de dezembro de 2011

(Continua na página seguinte)

2º Semestre de 2011 17.897 2.123 225 (1.081) 19.164

2010 12.768 1.386 (1.240) 12.914

Total 2010 971 Quotas 20,52% 1.691 3.026 414 615 43

2011

2010

19.132 1.564

12.898 1.386


| Segunda-feira, 12 de março de 2012 |

13

PUBLICAÇÕES LEGAIS/ NACIONAL

(Continuação da página anterior referente o Balanço da Cooperativa Central de Crédito dos Estados do Paraná e de São Paulo - Central Sicredi PR/SP b) Imobilizado de uso 2011

2010

Taxas anuais de depreciação % . 10 10 10 20 10 a 20 20

Custo Depreciação corrigido Acumulada Líquido Líquido Imobilizações em andamento 3 3 Instalações 712 (645) 67 64 Móveis e equipamentos de uso 597 (315) 282 271 Sistema de comunicação 29 (15) 14 8 Sistema de processamento de dados 581 (345) 236 192 Sistema de segurança 3 Sistema de transporte 326 (70) 256 176 Total - 2011 2.248 (1.390) 858 Total - 2010 1.973 (1.259) 714 10. Centralização financeira - Cooperativas A Centralização financeira é composta pela transferência das sobras de caixa das Cooperativas filiadas, sem prazo de resgate, e remunerados de acordo com as taxas praticadas no mercado que na média equivale a 100% do CDI. 11. Obrigações por repasses interfinanceiros Recursos obtidos através de contrato firmado com a Secretaria do Tesouro Nacional, para aplicação em linha de crédito destinada a financiar itens do Programa de Revitalização de Cooperativas de Produção Agropecuária (RECOOP). As operações foram iniciadas em 2000 e tem duração de 15 anos, sendo atualizadas pelo Índice Geral de Preços – Disponibilidade Interna (IGP-DI). Os empréstimos e repasses são apresentados a seguir por faixa de vencimento: Obrigações por repasses interfinanceiros Curto prazo Longo prazo Total 101 401 502 Tesouro Nacional Total - 2011 101 401 502 99 403 602 Total - 2010 12. Outras obrigações - Diversas As obrigações diversas, classificadas no passivo no grupo de outras obrigações, estão assim compostas: 2011 2010 Circulante Provisão para pagamentos a efetuar 10.113 3.379 1.979 636 Credores diversos – País (*) 12.092 4.015 Total circulante Exigível a longo prazo Credores diversos - País (Nota 8) 43.559 25.432 Total exigível a longo prazo 43.559 25.432 (*) Em 31 de dezembro de 2011, estavam registrados em Credores diversos, o montante de R$455 (2010 R$ - 0), referente à distribuição das sobras do exercício para as cooperativas, que será feita no exercício de 2012 por meio de rateio. 13. Passivos contingentes A Central Sicredi PR/SP possui passivos contingentes em andamento, sendo que os valores estimados e suas respectivas provisões estão demonstrados no quadro a seguir, conforme a natureza dos passivos: Probabilidade Valor estimado Valor provisionado . Natureza de perda de perda 2011 2010 Trabalhista Provável 90 90 134 Trabalhista Possível 62 Cível Provável 10 10 3 Cível Possível 100 Tributária Provável 524 524 264 Tributária Possível 2.495 3.848 624 401 Total Movimentação da provisão para contingências 2011 2010 Saldo inicial 401 57 223 344 Constituição de provisão Saldo final 624 401 Em 31 de dezembro de 2011, a Cooperativa Central possuía depósitos judiciais no montante de R$ 601 (R$ 308 em 2010), registrados na rubrica de “Outros créditos”, os quais estão relacionados a estas contingências. 14. Patrimônio líquido a) Capital social Em 31 de dezembro de 2011, o capital social é de R$ 76.865 (2010 - R$ 67.001), dividido em quotas-partes de valor unitário equivalente a R$ 1,00 (um real), sendo que cada associado tem direito a um voto, independentemente do número de suas quotas-partes. Em 31 de dezembro de 2011, a Central Sicredi PR/SP conta com 39 associados (2010 - 25). Na reunião do Conselho de Administração realizada em 29 de abril de 2011, foi aprovado o aumento de capital no montante de R$ 5.147, mediante a emissão de 5.147.000 quotas-partes. Em 31 de maio de 2011, ocorreu a integralização de capital no montante de R$ 104, mediante a emissão de 104.000 quotas-partes, devido a Incorporação da Cooperativa Sicredi Vale do Ribeira SP pela Cooperativa Sicredi Campos Gerais do Paraná. Em 01 de julho de 2011, ocorreu a integralização de capital no montante de R$ 4.613, mediante a emissão de 4.613.000 quotas-partes, devido a Incorporação da Cooperativa Central de Crédito de São Paulo – Central Sicredi SP pela Cooperativa Central de Crédito dos Estados do Paraná e de São Paulo - Central Sicredi PR/SP. b) Patrimônio Líquido - Valores de Incorporação Saldo em Saldos de Movimentação Saldo em 30/06/2011 Incorporação 2º semestre 31/12/2011 Capital Social 72.252 4.613 76.865 Reserva de Sobras 1.504 4 1.508 Sobras ou perdas Acumuladas 1.305 136 (1.441) 0 Resultado exercício encerrado (174) 39 (135) 75.061 4.579 (1.402) 78.238 Total

c) Acervo líquido incorporado Ativo circulante 182.756 Ativo não circulante 13.284 Realizável a longo prazo 11.002 Ativo permanente 2.282 Passivo circulante (188.295) Exigível a longo prazo (3.166) Acervo líquido incorporado 4.579 15. Outros ingressos e receitas operacionais Este item na demonstração de sobras apresenta saldo de R$ 89.761 (2010 -R$ 64.697), sendo que deste valor o montante de R$ 82.656 (2010 - R$ 61.110) refere-se à receita com ressarcimento de despesas administrativas, que é resultante da contribuição das filiadas sobre o orçamento desta Cooperativa Central de Crédito dos Estados do Paraná e de São Paulo - Central Sicredi PR/SP. 16. Outros dispêndios e despesas operacionais Este item na demonstração de sobras apresenta saldo de R$ 256.784 (2010 - R$ 153.693), sendo que deste valor o montante de R$ 199.024 (2010 - R$ 112.227) refere-se às despesas de captação de recursos, realizada junto às Cooperativas filiadas, decorrentes da centralização financeira desta Cooperativa Central de Crédito dos Estados do Paraná e de São Paulo - Central Sicredi PR/SP. 17. Transações com partes relacionadas As operações da Cooperativa Central são substancialmente realizadas com partes relacionadas (Cooperativas, cooperados, Banco Cooperativo Sicredi, Sicredi Participações e Confederação), efetuadas a taxas e condições usuais de mercado. Remuneração dos administradores Os administradores são remunerados na forma de pró-labore pagos via folha de pagamento. O valor total da remuneração dos administradores, incluindo gratificações e outros benefícios, é apresentada em rubrica de dispêndio e despesa de pessoal, nas demonstrações das sobras e estão apresentadas conforme abaixo: 2011 2010 Benefícios de curto prazo: Pró-labore 1.103 551 242 188 Encargos 1.345 739 A Central Sicredi PR/SP não possui benefícios previdência privada, benefícios de longo prazo, de rescisão de contrato de trabalho ou remuneração baseada em ações para seu pessoal-chave da Administração. 18. Coobrigações em garantias prestadas As garantias prestadas pela cooperativa sob a forma de aval, fiança ou outras coobrigações estão assim compostas: 2011 2010 Coobrigações em garantias prestadas Garantias prestadas em operações de instituições 87 93 autorizadas a funcionar pelo Banco Central (i) Total 87 93 (i) Nas garantias prestadas estão inclusas as operações com recursos recebidos de instituições financeiras e repassados aos associados via Banco Cooperativo Sicredi S.A., em que a cooperativa é intermediária e garantidora solidária por força de contrato firmado entre as partes. 19. Índices de Basiléia e de imobilização As instituições financeiras e demais instituições autorizadas a funcionar pelo Banco Central do Brasil devem manter, permanentemente, valor de Patrimônio de Referência (PR), apurado nos termos das Resoluções nº 3.444 (CMN) de 28 de fevereiro de 2007 e nº 3.490 (CMN) de 29 de agosto de 2007, compatível com os riscos de suas atividades, sendo apresentado abaixo o cálculo dos limites: Limites operacionais . 2011 2010 Patrimônio de referência (PR) 32.414 32.905 Patrimônio de referência exigido 30.556 30.437 Limite do PR (sobra ou insuficiência) 1.858 2.221 Índice de Basiléia (mínimo 11%) 11,67% 11,89% Imobilizado para cálculo do limite 3.002 2.558 Índice de imobilização (limite 50%) 9,26% 7,77% 20. Estrutura de gerenciamento de riscos O Sistema Sicredi considera o gerenciamento de riscos prioritário na condução de suas atividades e negócios, adotando práticas em consonância com os preceitos do Acordo de Basiléia II. Dessa maneira, possui uma diretoria especializada nesse gerenciamento - a Diretoria de Economia e Riscos do Banco Cooperativo Sicredi. Entre os principais riscos gerenciados pela instituição, destacam-se o operacional e o de mercado, cujas estruturas são apresentadas a seguir. I - Risco Operacional A gestão do risco operacional consiste no processo de identificação, avaliação, monitoramento e controle dos riscos causados por falhas em processos, pessoas, tecnologia e fatores externos ligados às três primeiras origens. É uma atividade regulamentada pela Resolução CMN 3.380/2006. A estrutura sistêmica responsável por esse gerenciamento é a área de Risco Operacional do Banco Cooperativo Sicredi, que elabora as políticas e diretrizes aplicadas e seguidas por todas entidades filiadas ao Sicredi - Centrais, Cooperativas Singulares, Empresas Ligadas e Banco. O relatório anual de risco operacional da Cooperativa foi gerado em dezembro de 2011, tendo sido avaliado e homologado pelo Conselho de Administração de cada entidade. A partir de então, as estratégias de tratamento e mitigação de riscos são controladas pela Gerência de Risco Operacional do Banco Cooperativo Sicredi. II - Risco de Mercado A gestão dos riscos de mercado consiste no processo de identificação, avaliação, monitoramento e controle, conduzidos através da adoção de limites consistentes com as estratégias de negócios, de políticas e processos de gestão e de metodologias voltadas a sua administração e à alocação de capital econômico compatível. A atividade de gerenciamento dos riscos de mercado é regulamentada pela Resolução CMN 3.464/ 2007. A estrutura sistêmica responsável por este gerenciamento é a área de Análise Econômica e Riscos de Mercado do Banco Cooperativo Sicredi S.A.. A referida área elabora as políticas e diretrizes aplicadas a todas as entidades filiadas ao Sistema Sicredi - Centrais, Cooperativas Singulares, Empresas Ligadas e Banco. III - Risco de Crédito A gestão do risco de crédito consiste no processo de identificação, avaliação, monitoramento e controle dos riscos decorrentes das operações de crédito realizadas pelas instituições financeiras. No Sicredi o gerenciamento do Risco de Crédito é realizado por uma estrutura centralizada e pelas áreas e colegiados locais.

ANTÔNIO DE PAULI S.A. CNPJ/MF nº 76.487.669/0001-11 NIRE 41.3.0004195.4 EDITAL DE CONVOCAÇÃO ASSEMBLÉIA GERAL EXTRAORDINÁRIA Ficam convocados todos os acionistas da ANTONIO DE PAULI S.A.(“Companhia”),nos termos do artigo 124 da Lei nº 6.404/76e do artigo 16, § 2º do Estatuto Social da Companhia, para a Assembléia Geral Extraordinária a realizar-se às 10:00horas do dia 10de abril 2012, na sede da Companhia localizada na cidade de Curitiba, Estado do Paraná, na Rua Wiegando Olsen, 3.900, Cidade Industrial Curitiba, CEP 81450-110, para discutir e deliberar sobre a seguinte ordem do dia: aprovaçãodo projeto do novo Estatuto Social da Companhia, que está à disposição dos acionistas com antecedência na sede da companhia, nos termos do art. 135, parágrafo 3º, da Lei nº 6.404/76. Curitiba, 06 de marçode 2012. (a) ANTÔNIO DE PAULI S.A. (a) Luiz Claudio Bettega de Pauli.

ARPECO S.A. ARTEFATOS DE PAPÉIS CNPJ/MF nº 77.171.106/0001-82 NIRE 41 3 0003027 8 EDITAL DE CONVOCAÇÃO ASSEMBLÉIA GERAL EXTRAORDINÁRIA Ficam convocados todos os acionistas da ARPECO S.A. ARTEFATOS DE PAPÉIS (“Companhia”), nos termos do artigo 124 da Lei nº 6.4040/76 e da Cláusula 16, § 2º do Estatuto Social da Companhia, para a Assembléia Geral Extraordinária a realizarse às 11:30 horas do dia 10 de abril de 2012, na sede da Companhia localizada na cidade de Curitiba, Estado do Paraná, na Rua Wiegando Olsen, 3.900, Cidade Industrial Curitiba, CEP 81450-110, para discutir e deliberar sobre a seguinte ordem do dia: alteração do objeto social da Companhia; retificação e ratificação do endereço da sede social da Companhia; ratificação das doações de ações ordinárias nominativas da Companhia entre os acionistas, consubstanciadas por instrumentos particulares de doação e demonstradas através de Boletim de Subscrição ; eleição e reeleição de membros da Diretoria; e aprovação do projeto do novo Estatuto Social da Companhia, foi colocado à disposição dos acionistas com antecedência na sede da companhia, nos termos do art. 135, parágrafo 3º, da Lei nº 6.4040/76. Curitiba, 06 de março de 2012. (A) ARPECO S.A. ARTEFATOS DE PAPÉIS (A) Luiz Alberto Bettega de Pauli

Juízo de Direito da Vara de Registros Públicos, Acidentes de Trabalho e Precatórias do Foro Central da Comarca da Região Metropolitana de Curitiba – Paraná. Rua Mauá, nº 920, Alto da Glória, CEP 80.030-200 (novo endereço) Eliane Leocadia Porrat Ivanoski – Escrivã. Edital para conhecimento de terceiros, expedido dos autos de Retificação de Registro Civil, sob nº 0012529-472011.8.16.0001, em que é requerente SHANNA ELISA LIMA FONTOURA. Prazo de vinte dias. O Dr. Irajá Pigatto Ribeiro, MM. Juiz de Direito Titular da Vara de Registros Públicos, Acidentes de Trabalho e Precatórias Cíveis do Foro Central da Comarca da Região Metropolitana de Curitiba, Capital do Estado do Paraná, faz saber aos que o presente edital virem ou dele conhecimento tiverem, expedido dos autos acima mencionados, que se processam por este Juízo e Cartório, que pelo presente cientifica terceiros interessados do pedido de retificação do nome da Requerente que, nos termos da sentença prolatada nos autos em 03/11/2011, passa a se chamar “ANNA ELISA LIMA FONTOURA” – E para que chegue ao conhecimento dos interessados e ninguém possa alegar ignorância mandou expedir o presente edital que será Afixado e Publicado, na forma da lei. Dado e Passado nesta cidade de Curitiba, Capital do Estado do Paraná, aos vinte e três dias do mês de janeiro do ano de dois mil e doze. Eu (a) Jeferson Rodrigues Granato da Silva, Escrevente Juramentado que o digitei e subscrevi. (a) Irajá Pigatto Ribeiro – Juiz de Direito.

Edital de Publicação de Sentença Declaratória da Interdição de DINORAH DIAS BACOVIS. O Dr. Antonio Carlos Ribeiro Martins, Juiz de Direito da Primeira (1ª) Vara Cível do Foro Central da Região Metropolitana da Comarca de Curitiba, Capital do Estado do Paraná, na forma da lei, etc...FAZ SABER a todos quantos o presente edital virem, que por este Juízo e Cartório da 1ª Vara Cível desta Comarca de Curitiba, foram processados os termos da Interdição de DINORAH DIAS BACOVIS, a requerimento de seu filho ROBERTO BACOVIS (autos nº 83.584/2008), tendo a respectiva sentença, datada de 23 de novembro de 2011, nomeado o Sr. Roberto Bacovis curador da interdita, e declarado esta incapaz de reger a sua pessoa e administrar os seus bens, visto ser portadora de uma doença mental que é a demência na doença de Alzheimer. – E para que chegue ao conhecimento de todos os interessados, e de futuro ninguém possa alegar ignorância, expediu-se o presente edital que será afixado no lugar público de costume e publicado por 3 (três) vezes, com intervalo de dez (10) dias, pela imprensa local e pelo órgão oficial – Dado e Passado nesta cidade de Curitiba, Capital do Estado do Paraná, aos trinta (30) dias do mês de janeiro do ano de dois mil e doze (2012). E eu (a) Sérgio Ribeiro, Escrivão do Cartório da 1ª Vara Cível, o digitei e subscrevi. (a) Antonio Carlos Ribeiro Martins - Juiz de Direito.

A Área centralizada, sob a responsabilidade da Gerência de Risco de Crédito do Banco Cooperativo Sicredi, responde pelo conjunto de políticas, estratégias e metodologias voltadas ao controle e gerenciamento das exposições ao risco de crédito das empresas que compõem o Sistema. Esta unidade tem como principais atribuições: responder pelas políticas corporativas de gestão de risco de crédito; desenvolver e propor metodologias de classificação de risco de crédito, inclusive por meio de modelos quantitativos; aferir e controlar as exigibilidades de capital para cobertura de risco de crédito assumido; e realizar o monitoramento constante das exposições sujeitas ao risco de crédito de todas as empresas do Sicredi. As áreas e colegiados locais são responsáveis pela execução do gerenciamento de risco de crédito, observando às políticas e limites pré-estabelecidos sistemicamente. O gerenciamento do risco de crédito nas instituições financeiras é regulado pela Resolução CMN 3.721/09 e a estrutura estabelecida pelo Sicredi está em conformidade com o referido normativo.

DIRETORIA Presidente Manfred Alfonso Dasenbrock CPF: 336.795.419-53

Curitiba / PR, Curitiba / PR, 31 de janeiro de 2012. Na qualidade de membros do Conselho Fiscal da Cooperativa Central de Crédito dos Estados do Paraná e de São Paulo - Central Sicredi PR/SP e no exercício das atribuições legais e estatutárias, examinamos o Relatório da Administração e as Demonstrações Contábeis compreendendo: Balanço Patrimonial, Demonstração de Sobras ou Perdas, Demonstração das Mutações do Patrimônio Líquido, Demonstração do Fluxo de Caixa, Notas Explicativas e demais demonstrativos, e o respectivo relatório de auditoria sobre as demonstrações contábeis, documentos estes relativos ao exercício social findo em 31 de dezembro de 2011. Com base nos nossos exames e no “Relatório de auditoria sobre as demonstrações contábeis dos auditores independentes”, emitido pela Ernest & Young Terco Auditores Independentes S.S., somos da opinião de que as mencionadas demonstrações apresentam adequadamente, em todos os aspectos relevantes, a posição patrimonial e financeira da instituição. Atenciosamente,

Vice - Presidente Jaime Basso CPF: 354.752.930-15

Antonio Leite Oliva Filho Conselheiro

Contador Leandro Fraga Pacheco CRC RS - 050614/O-6 CPF: 425.732.460-00

Jorge Bezerra Guedes Conselheiro

Santo Cappellari Conselheiro

RELATÓRIO DOS AUDITORES INDEPENDENTES SOBRE AS DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS

Aos Administradores, Conselheiros e Cooperados da Cooperativa Central de Crédito dos Estados do Paraná e de São Paulo - Central Sicredi PR/SP (anteriormente denominada Cooperativa Central de Crédito do Paraná - Central Sicredi PR) Curitiba - PR Examinamos as demonstrações financeiras da Cooperativa Central de Crédito dos Estados do Paraná e de São Paulo - Central Sicredi PR/SP (“Cooperativa Central”), que compreendem o balanço patrimonial em 31 de dezembro de 2011, e as respectivas demonstrações das sobras, das mutações do patrimônio líquido e dos fluxos de caixa para o exercício findo naquela data, assim como o resumo das principais práticas contábeis e demais notas explicativas. Responsabilidade da Administração sobre as Demonstrações Financeiras A Administração da Cooperativa Central é responsável pela elaboração e adequada apresentação dessas demonstrações financeiras de acordo com as práticas contábeis adotadas no Brasil aplicáveis às instituições autorizadas a funcionar pelo Banco Central do Brasil e pelos controles internos que ela determinou como necessários para permitir a elaboração de demonstrações financeiras livres de distorção relevante, independentemente se causada por fraude ou erro. Responsabilidade dos Auditores Independentes Nossa responsabilidade é a de expressar uma opinião sobre essas demonstrações financeiras com base em nossa auditoria, conduzida de acordo com as normas brasileiras e internacionais de auditoria. Essas normas requerem o cumprimento de exigências éticas pelos auditores e que a auditoria seja planejada e executada com o objetivo de obter segurança razoável de que as demonstrações financeiras estão livres de distorção relevante. Uma auditoria envolve a execução de procedimentos selecionados para obtenção de evidência a respeito dos valores e divulgações apresentados nas demonstrações financeiras. Os procedimentos selecionados dependem do julgamento do auditor, incluindo a avaliação dos riscos de distorção relevante nas demonstrações financeiras, independentemente se causada por fraude ou erro. Nessa avaliação de riscos, o auditor considera os controles internos relevantes para a elaboração e a adequada apresentação das demonstrações financeiras da Cooperativa Central para planejar os procedimentos de auditoria que são apropriados nas circunstâncias, mas não para expressar uma opinião sobre a eficácia dos controles internos da Cooperativa Central. Uma auditoria inclui também a avaliação da adequação das práticas contábeis utilizadas e a razoabilidade das estimativas contábeis feitas pela Administração, bem como a avaliação da apresentação das demonstrações financeiras tomadas em conjunto. Acreditamos que a evidência de auditoria obtida é suficiente e apropriada para fundamentar nossa opinião. Opinião Em nossa opinião, as demonstrações financeiras referidas acima apresentam adequadamente, em todos os aspectos relevantes, a posição patrimonial e financeira da Cooperativa Central de Crédito dos Estados do Paraná e de São Paulo - Central Sicredi PR/SP em 31 de dezembro de 2011, o desempenho de suas operações e os seus fluxos de caixa para o exercício findo naquela data, de acordo com as práticas contábeis adotadas no Brasil, aplicáveis às instituições autorizadas a funcionar pelo Banco Central do Brasil. Outros Assuntos Incorporação da Cooperativa Central de Crédito de São Paulo - Central Sicredi SP De acordo com o descrito nas notas explicativas nos 1 e 14, a Central Sicredi PR, incorporou integralmente a Central Sicredi SP, formando a Cooperativa Central de Crédito dos Estados do Paraná e de São Paulo - Central Sicredi PR/SP. Em cumprimento às disposições do Banco Central do Brasil, examinamos os procedimentos adotados nos processos de incorporação, os quais, em nossa opinião, estão de acordo com as normas regulamentares. Curitiba (PR), 10 de fevereiro de 2012.

ERNST & YOUNG TERCO Auditores Independentes S.S. CRC2SP015199/O-6/F-PR

Fernando Radaich de Medeiros Contador CRC-1SP217532/O-6/S-PR

Classilinha AGORA VOCÊ TEM MUITO MAIS VANTAGENS. Anuncie no Classilinha e ganhe anúncio no site www.metropolejornal.com.br

Áreas VENDO 2 ÁREAS DE 500M2, RIO PEQUENO SJP - A 500M DO CONTORNO LESTE. R$ 90.000,00 cada. Fone: 3382-333 – 8717-7401

Montadores de Painéis Elétricos 2 MONTADORES DE PAINÉIS ELÉTRICOS com experiência na área elétri-ca, eletrotécnica, para montagem de painéis de Automação. Salário a combinar. Telefone: 41-3383-0333

Casas - Vendo VENDO CASA NA BORDA DO CAMPO em SJP, terreno 12 x 30, excelente imóvel 3qts,sl e copa, coz, bwc,lav, e amplo espaço, vale a pena conferir, R$138.000,00. F. 3078-2899 10a17

VENDO CASA NA BORDA DO CAMPO Sete. F. 3078-2899 em SJP, terreno 13 x 17, ótima residência 4qts, 2sl, 2bwc, garagem, lavanderia,churrasq, por apenas R$100.000,00 - F. 3078-2899 10a17

Terreno

Chácaras CHÁCARA COM INFRAESTRUTURA P/ PARQUE AQUÁTICO, 20.000,00m² c/3 piscinas, sobrado alojamento, refeitório, salão cultural, central de gás, toboágua etc.. Só R$ 550.000F. 3078-2899 ÓTIMA CHÁCARA NA BORDA DO CAMPO em SJP, com 5.000,00m², c/ casa de +/- 56,00m² e + casa do chacreiro próx de escola, padaria, mercado, por apenas R$ 200.000,00. F. 3078-2899

7 Lotes

TERRENO 12X36 PLANO, com três casas na borda do campo em SJP, vale apena conferir R$180.000,00 F: 3078-2899

Areia, Brita, Pedra PEDRISCO, SAIBRO, ATERRO, TERRA PARA JARDIM E CALCÁRIO. Ligue para IRMÃOS PALLÚ - 9234-0989 / 99074002 / 3058-0989

Corsa 1.0 - Preto

EXCELENTE OPORTUNIDADE 7 lotes 4 PORTAS, ANO 98. ÚNICO DONO. Em R$ 11.000,00 no Sta Teresa - SJP cada um c/ +/- perfeito estado. Valor 600m² por apenas R$ 400.000,00 os Fone: 3282-8013 ou 9178-7260

Exemplo:

Econômico / 5 edições Inteligente { Mínimo: R$ 15,00 Para anunciar ligue: 3383-6650 GOL 1.0 - 95 - Bordo - Liga leve, aro 15, insufilme. R$ 12.000,00. Ótimo estado. Informações: 9106-1534

Comissão Permanente de Licitações

Comissão Permanente de Licitações

Comissão Permanente de Licitações

Processo Administrativo nº. 1005/2012 PREGÃO PRESENCIAL Nº. 014/2012 TIPO: MENOR PREÇO – GLOBAL

Processo Administrativo nº. 3929/2012 PREGÃO PRESENCIAL Nº. 015/2012 TIPO: MENOR PREÇO – GLOBAL

Processo Administrativo nº. 3443/2012 PREGÃO PRESENCIAL Nº. 017/2012 TIPO: MENOR PREÇO – POR ITEM

OBJETO: Contratação de empresa que execute serviços de Implantação de postes de concreto 300 DAN com 15m de altura, instalação de luminária tipo pétala com 4 lados com lâmpadas vapor de sódio de 400w com reator e suporte, com caixa de comando, estrutura de alimentação e mão de obra, especificações e quantidades estimadas constantes no anexo I do Edital.

OBJETO: Registro de Preço para aquisição de Materiais para Iluminação Pública, conforme solicitação da Secretaria Municipal de Obras Públicas, especificações e quantidades estimadas constantes no anexo I do Edital.

OBJETO: Registro de Preço para aquisição de Curativos Especiais, conforme solicitação da Secretaria Municipal de Saúde, especificações e quantidades estimadas constantes no anexo I do Edital.

LEGISLAÇÃO: Lei Federal nº 8.666/1993 e nº 10.520/ 2002, Lei Complementar n° 123/2006, Lei Municipal nº. 260/2005 e Decreto Municipal nº. 1254/2006.

PARECER DO CONSELHO FISCAL

LEGISLAÇÃO: Lei Federal nº 8.666/1993 e nº 10.520/2002, Lei Complementar n° 123/2006, Lei Municipal nº. 260/2005 e Decretos Municipais nº. 1095/05 e 1254/2006.

LEGISLAÇÃO: Lei Federal nº 8.666/1993 e nº 10.520/2002, Lei Complementar n° 123/2006, Lei Municipal nº. 260/2005 e Decretos Municipais nº. 1095/05 e 1254/2006.

Comissão Permanente de Licitações Processo Administrativo nº. 1805/2012 PREGÃO PRESENCIAL Nº. 018/2012 TIPO: MENOR PREÇO – GLOBAL OBJETO: Registro de Preço para Locação de brinquedos infláveis, recreativos e de lazer, conforme solicitação da Secretaria Municipal de Educação, especificações e quantidades estimadas constantes no anexo I do Edital. LEGISLAÇÃO: Lei Federal nº 8.666/1993 e nº 10.520/2002, Lei Complementar n° 123/2006, Lei Municipal nº. 260/2005 e Decretos Municipais nº. 1095/05 e 1254/2006.

DATA PARA ENTREGA DOS DOCUMENTOS PARA CREDENCIAMENTO, DA DECLARAÇÃO DE QUE A PROPONENTE CUMPRE OS REQUISITOS DE HABILITAÇÃO E DOS ENVELOPES DE PROPOSTA DE PREÇOS E DE HABILITAÇÃO: 23 de Março de 2012, até às 10h00min. LOCAL DA REALIZAÇÃO DA SESSÃO PÚBLICA DO PREGÃO: Prefeitura Municipal de Fazenda Rio Grande, situada à Rua Jacarandá, 300 – Nações.

DATA PARA ENTREGA DOS DOCUMENTOS PARA CREDENCIAMENTO, DA DECLARAÇÃO DE QUE A PROPONENTE CUMPRE OS REQUISITOS DE HABILITAÇÃO E DOS ENVELOPES DE PROPOSTA DE PREÇOS E DE HABILITAÇÃO: 26 de Março de 2012, até às 14h00min. LOCAL DA REALIZAÇÃO DA SESSÃO PÚBLICA DO PREGÃO: Prefeitura Municipal de Fazenda Rio Grande, situada à Rua Jacarandá, 300 – Nações.

DATA PARA ENTREGA DOS DOCUMENTOS PARA CREDENCIAMENTO, DA DECLARAÇÃO DE QUE A PROPONENTE CUMPRE OS REQUISITOS DE HABILITAÇÃO E DOS ENVELOPES DE PROPOSTA DE PREÇOS E DE HABILITAÇÃO: 27 de Março de 2012, até às 09h00min. LOCAL DA REALIZAÇÃO DA SESSÃO PÚBLICA DO PREGÃO: Prefeitura Municipal de Fazenda Rio Grande, situada à Rua Jacarandá, 300 – Nações.

O Edital completo estará à disposição dos interessados do dia 12 a 22 de Março de 2012, na Secretaria Municipal de Planejamento e Finanças – Setor de Licitações.

O Edital completo estará à disposição dos interessados do dia 12 a 23 de Março de 2012, na Secretaria Municipal de Planejamento e Finanças – Setor de Licitações.

O Edital completo estará à disposição dos interessados do dia 12 a 26 de Março de 2012, na Secretaria Municipal de Planejamento e Finanças – Setor de Licitações.

O Edital completo estará à disposição dos interessados do dia 12 a 27 de Março de 2012, na Secretaria Municipal de Planejamento e Finanças – Setor de Licitações.

Fazenda Rio Grande/PR, 09 de Março de 2012.

Fazenda Rio Grande/PR, 09 de Março de 2012.

Fazenda Rio Grande/PR, 09 de Março de 2012.

Fazenda Rio Grande/PR, 09 de Março de 2012.

Gerry José dos Santos Presidente da CPL

Gerry José dos Santos Presidente da CPL

Gerry José dos Santos Presidente da CPL

Gerry José dos Santos Presidente da CPL

DATA PARA ENTREGA DOS DOCUMENTOS PARA CREDENCIAMENTO, DA DECLARAÇÃO DE QUE A PROPONENTE CUMPRE OS REQUISITOS DE HABILITAÇÃO E DOS ENVELOPES DE PROPOSTA DE PREÇOS E DE HABILITAÇÃO: 22 de Março de 2012, até às 09h00min. LOCAL DA REALIZAÇÃO DA SESSÃO PÚBLICA DO PREGÃO: Prefeitura Municipal de Fazenda Rio Grande, situada à Rua Jacarandá, 300 – Nações.


14

PUBLICAÇÕES LEGAIS/ NACIONAL

| Segunda-feira, 12 de março de 2012 |

AVISO DE LICITAÇÃO PREGÃO ELETRÔNICO Nº 1095/12 Objeto: Serviço de Limpeza e Conservação de Áreas Verdes. Limite de Acolhimento de Propostas: 23/03/12 às 09h. Data da Disputa de Preços: 23/ 03/12 às 14h por meio de sistema eletrônico no site http: //www.licitacoese.com.br. Preço Máximo: R$ 85.146,14. Informações Complementares: Podem ser obtidas na Sanepar, à Rua Engenheiros Rebouças, 1376 – Curitiba/ PR, Fones (41) 3330-3910 / 3330-3128 ou Fax (41) 3330-3901 / 3330-3900 / 3330-3200, ou no site acima mencionado.

Vende-se Aspirador de Pó Marca Electrolux Valor: R$ 130,00 Entrar em contato com Cássio ou Raquel

Fone: 41 9991-1729

Comissão Permanente de Licitações Processo Administrativo nº. 4231/2012 PREGÃO PRESENCIAL Nº. 016/2012 TIPO: MENOR PREÇO – GLOBAL OBJETO: Contratação de empresa especializada para implantação e estruturação do Gabinete de Gestão Integrada Municipal de Segurança Pública em Fazenda Rio Grande, no âmbito do Programa de Segurança Pública para o Brasil e do Programa de Segurança Pública com Cidadania – PRONASCI, compreendendo o fornecimento de materiais e equipamentos, bem como a prestação dos serviços citados para a implantação do sistema. Especificações e quantidades estimadas constantes no anexo I do Edital da licitação. LEGISLAÇÃO: Leis Federais nº. 8.666/1993 e 10.520/ 2002, Lei Complementar n° 123/2006, Lei Municipal nº. 260/2005 e Decreto Municipal nº. 1254/2006. A VISITA TÉCNICA ACONTECERÁ DIA 22 DE MARÇO DE 2012, COM INÍCIO ÀS 10hs00min PARTINDO DA SEDE DA GUARDA MUNICIPAL ATÉ OS PONTOS DE INSTALAÇÃO DAS CÂMERAS DE SEGURANÇA. ENDEREÇO DA SEDE DA GUARDA MUNICIPAL: Avenida Venezuela, n° 247 – Bairro Nações. DATA PARA ENTREGA DOS DOCUMENTOS PARA CREDENCIAMENTO, DA DECLARAÇÃO DE QUE A PROPONENTE CUMPRE OS REQUISITOS DE HABILITAÇÃO E DOS ENVELOPES DE PROPOSTA DE PREÇOS E DE HABILITAÇÃO: 26 de março de 2012, até as 09hs00min. LOCAL DA REALIZAÇÃO DA SESSÃO PÚBLICA DO PREGÃO: Prefeitura Municipal de Fazenda Rio Grande, situada à Rua Jacarandá, 300 – Nações. O edital completo estará à disposição dos interessados entre os dias 13 a 26 de março 2012, na Secretaria Municipal de Planejamento e Finanças – Setor de Licitações. Fazenda Rio Grande/PR, 09 de Março de 2012. Gerry José dos Santos Presidente da Comissão Permanente de Licitações


| Segunda-feira, 12 de março de 2012 |

15

Pé de maconha gigante enfeitava fundos de residência Polícia vai ao local e ainda encontra droga sintética e balança de precisão Policiais militares da Rotam do 17.º Batalhão apreenderam um pé de maconha com aproximadamente três metros de altura, que crescia normalmente e enfeitava uma residência de fundos na Rua Antonio Barbosa Ferraz Júnior, no bairro Portão em Curitiba. O proprietário do imóvel e da droga, Sandro Marquetti, 35 anos, conhecido como "Abacaxi", foi preso em flagrante. Com ele, os policiais também encontraram mais de dois quilos de maconha prontos para a venda, além de 18 pon-

tos de LSD e três balanças de precisão. O sargento José Ferraz comentou que uma denúncia anônima culminou com a prisão do traficante no início da madrugada de ontem (11). Um detalhe do caso é que moradores e motoristas ficaram até mesmo surpresos ao observarem a viatura da Rotam, uma Blazer, com o pé de maconha ocupando todo o teto. Ele foi amarrado e transportado ao Centro Integrado de Atendimento ao Cidadão, o Ciac Sul.

RONDA POLICIAL ÚLTIMA TACADA Raul Coelho, 21 anos, foi morto com pelo menos seis tiros na cabeça, durante uma partida de sinuca no chamado "Bar do Mauro", na Rua José Manoel Voluz, Vila Xapinhal, em Curitiba, por volta das 22h de sábado (10). Testemunhas contaram para a polícia que após o jogo, dois homens armados entraram no boteco e, sem e sem piedade, executaram Coelho, que morreu na hora. Policiais da DP de Homicídios estiveram no local e iniciaram as investigações para descobrir a motivação do assassinato.

A polícia fez a "colheita" da maconha e prendeu o dono do imóvel

Nem mesmo a ocupação de mais de 60 policiais na Unidade Paraná seguro, no bairro Uberaba, em Curitiba, conseguiu evitar que um homem fosse assassinado a tiros na tarde deste sábado (10). Sérgio Pereira, 38 anos, foi executado com vários disparos provavelmente por um acerto de contas, na Vila União Ferroviário, no bairro Uberaba, a menos de 500 metros do local onde está implantada a base policial. Segundo o delegado titular da DP de Homicídios, Rubens Recalcatti, Pereira tinha passagens pela polícia por roubo

Foto Carlos Antônio Soares/Sesp

Homem é morto a tiros ao lado da UPS do Uberaba

Nem mesmo a presença constante da polícia conseguiu evitar o crime

de carros. Ainda, segundo informações de Recalcatti, o crime teria sido motivado por vingança ou acerto de contas. O autor do homicídio já foi identificado, mas a polícia prefere manter sigilo quanto à sua identidade para não atrapalhar as investigações. A tenente e responsável pela UPS no bairro, PM Caroline Costa, apontou que quando a polícia recebeu o chamado, Pereira já estava sem vida. "Vamos trabalhar ainda mais nessa região. Não vamos mais admitir esse tipo de crime aqui", declarou a tenente.

Mega operação contra o tráfico prende 19 na Região Metropolitana Michelotto disse que a Denarc vai ampliar o combate ao tráfico e reforçar as ações contra pequenos traficantes. "Vamos combater o varejo. É nas áreas de grande incidência de tráfico de drogas que se dá a maior parte dos homicídios, que estão em índices inadmissíveis", afirmou o delegado geral. Na ação também foram apreendidas 120 pedras de crack e 22 gramas de cocaína, além de armas. O delegado titular da Denarc, Guilherme Rangel, afirmou que a operação foi muito positiva e mostrou que a integração das policias e o apoio da população são fundamentais para o combate à criminalidade. "As informações repassadas ao narcodenúncia foram essenciais para esta ação", informou.

TENTATIVA DE ASSALTO O soldado da Polícia Militar Carlos Eduardo Vaz, 21 anos, foi baleado durante uma tentativa de assalto no início da madrugada de ontem (11), no Jardim Gramado, em Almirante Tamandaré. Policiais militares do 17º Batalhão informaram que Vaz seguia em uma moto com um amigo quando foram abordados por dois bandidos. Os dois reagiram e um dos marginais sacou uma arma e disparou contra o soldado, que teve de ser socorrido e levado a uma Unida Médica da região e depois para o Hospital Cajuru, em Curitiba. O caso foi repassado à Polícia Civil. TRAGÉDIA EM FAMÍLIA Erick Alberto Evaristo, 21 anos, foi morto a tiros na madrugada de sábado, na Vila Tripa, bairro Umbará, em Curitiba. Segundo a Polícia Militar, o jovem era usuário de drogas e sua morte pode estar relacionada à dívida com traficantes da região. O caso foi repassado à DP de Homicídios que tenta descobrir a motivação para o crime e identificar os autores do homicídio. Familiares contaram à PM que Érick foi morto exatamente no dia em que o irmão Gabriel Alves Pereira, 16 anos, foi encontrado morto dentro de um carro na Linha verde. O pai dos rapazes também morreu em acidente de trânsito há alguns anos.

Adolescente é morto a tiros em São José dos Pinhais Foto Divulgação/Polícia Civil

Uma grande operação de combate ao tráfico de drogas com a Polícia Civil foi realizada durante todo o dia da última sexta-feira (9), em Almirante Tamandaré, na Região Metropolitana de Curitiba. A ocupação policial foi feita no Morro dos Amores envolvendo cerca de 80 policiais e contou com o apoio da Divisão estadual de Narcóticos (Denarc), que resultou na prisão de 19 pessoas envolvidas com o tráfico de drogas. O delegado geral da Polícia Civil, Marcus Vinicius Michelotto, afirmou que a operação faz parte de um planejamento para atender as metas estabelecidas pelo Governo do Estado de reduzir os índices de homicídio, principalmente os que são motivados pelo tráfico de entorpecentes.

VIZINHO BALEADO Jonas Willian de Lima, 22 anos, foi baleado no final da noite deste sábado (10), quando foi atender a um chamado no portão da sua casa, no bairro Nações, em Fazenda Rio Grande. Um vizinho ao vê-lo ferido, colocou o seu corpo em um carro e seguiu para o hospital, porém, no meio do caminho se envolveu em um acidente com outro automóvel e uma moto. Com a colisão, o jovem baleado não resistiu e morreu antes de ser socorrido. O caso está sendo investigado pela DP de Fazenda Rio Grande.

Cerca de 80 policiais ocuparam o Morro dos Amores, em Almirante Tamandaré

A operação coordenada pela Divisão Estadual de Narcóticos (Denarc) contou com a participação de agendes do Centro de Operações Policiais Especiais (COPE), Tático Integrado Grupo de Repressão

Especial (TIGRE), Delegacia de Homicídios (DH) e Delegacia de Furtos e Roubos (DFR), além de um helicóptero da Secretaria de Estado da Segurança Pública e de guardas municipais.

A violência voltou a assombrar São José dos Pinhais neste final de final de semana. Uma cava localizada no final da Rua Ieda Solange Ribeiro, no Jardim Ipê, foi palco de mais um homicídio na tarde de ontem (11). O adolescente Robson Maia de Lima, 16 anos, conhecido na região pela alcunha de "Robinho", que brincava com alguns amigos nas águas da cava, por volta das 15h, foi assassinado com vários disparos de arma de fogo. Moradores do bairro contaram para a polícia que Robinho era uma espécie de "aviãozinho" do tráfico, ou seja, prestava serviços para traficantes do bairro. O garoto era morador do Jardim Alegria, que faz divisa com o Jardim Ipê. Policiais militares do 17º Batalhão foram acionados e fizeram buscas na região, mas o autor do crime não foi encontrado. O caso foi repassado para a Delegacia Regional de São José dos Pinhais que vai investigar a verdadeira motivação para oi assassinato de Robinho. "Vamos ouvir a família e pessoas que conheciam o garoto para iniciarmos as investigações", disse o investigador Edmilson, da delegacia local.


16

| Segunda-feira, 12 de março de 2012 |

Gazeta Press

Paraná Clube Coritiba vence mais uma espera casa cheia de goleada no Paranaense na Vila Capanema Pela 13ª rodada do Campeonato Paranaense, o Coritiba enfrentou o Iraty fora de casa e conquistou a vitória por 5×1, na tarde de ontem (11). Com três gols de Lincoln, um de Emerson e um de Junior Urso, o Coxa manteve a invencibilidade no estadual e trouxe mais três pontos na bagagem. Com Tcheco e Rafinha vetados, o treinador coxabranca Marcelo Oliveira definiu o retorno de Djair na equipe. Então, o Coritiba começou com Vanderlei, Jackson, Pereira, Emerson, Lucas Mendes, Junior Urso, Djair, Gil, Renan Oliveira, Lincoln e Marcel. O primeiro gol coxa branca saiu aos 17 minutos do primeiro tempo. Lincoln recebeu de Renan Oliveira na entrada da área e chutou rasteiro para balançar

as redes e abrir o placar. No entanto, aos 39 minutos, Paraíba marca o seu em favor do Iraty e deixa tudo igual, 1 x 1. Porém, aos 41 minutos, o Coxa responde com Emerson e amplia o placar de virada, 2 x 1. Na volta do segundo tempo, o Coritiba voltou com a mesma equipe e, mesmo com o Iraty tentando buscar o empate, o alviverde não se entregou. Marcelo Oliveira tirou Marcel e colocou Anderson Aquino. Renan Oliveira fez boa jogada pelo meio e com boa visão passou para Lincoln, aos 24 minutos. O meia alviverde não desperdiçou e aumentou a diferença no placar. 3 x 1. Em seguida, o próprio Renan Oliveira deixou o campo para a entrada de Geraldo. Em tarde de raça, Lincoln fez o terceiro dele no jogo e o sexto no campeonato. Na

O Coxa foi até Irati na tarde de ontem e goleou o time da casa por 5 x 1

jogada, Jackson passou para Anderson Aquino que de primeira repassou a Lincoln para mais uma vez balançar as redes. Para carimbar a vitória, aos 31 minutos foi a vez de Junior Urso fazer o dele, após jogada de Geraldo, o volante mandou para o cantinho. Mais um do

Verdão. Mesmo com mais dois minutos de acréscimo, o placar ficou o mesmo. O Coritiba ganhou por 5×1 e somou mais três pontos, totalizando nove neste segundo turno do Paranaense. O próximo compromisso do Alviverde é contra o Nacional-AM, na estreia na Copa do Brasil.

Atlético vence Rio Branco por 3 x 0 na Vila Capanema O Atlético Paranaense se recuperou em grande estilo depois de perder para o Sampaio Corrêa, pela Copa do Brasil, ao vencer o Rio Branco por 3 a 0 na noite de ontem (11), na Vila Capanema, em jogo válido pela terceira rodada do Campeonato Paranaense 2012. Os gols foram marcados por Harrison, Marcinho e Paulo Baier. Com a vitória, o Furacão fica na terceira colocação no segundo turno da competição, com seis pontos. O próximo jogo do rubro negro é na Copa do Brasil, quinta-feira (15), contra o Sampaio Corrêa, na Vila Capanema, às 19h30, em jogo da volta.

O Furacão começou o jogo de ontem contra o Rio Branco pressionando. Aos dois minutos, Harrison abriu o placar, depois de um bom passe de Bruno Furlan, ele tocou na saída do goleiro, dentro da área e colocou o rubro negro na frente. Aos quatro minutos, Marcinho cobra falta no canto direito e o goleiro Felipe espalma para escanteio. Cinco minutos depois, Harrison sofre pênalti. Bruno Mineiro cobra forte no canto, mas o goleiro defende. Depois do pênalti desperdiçado, o jogo ficou morno. Entretanto, o Furacão continuava com o domínio do jogo e chegou aos 26 com Harrison. Após cruzamento, o meia cabeceia bem, mas o goleiro espalma para fora. Na volta do segundo tempo o técnico Juan Carrasco promoveu duas alterações. Paulo Baier e Guerrón entraram no lugar de Zezinho e Bruno Mineiro. E o jogo reiniciou da mesma forma do primeiro tempo, com o Furacão pressionando. Desta vez, o gol saiu mais rápido. Logo a um minuto de jogo, Marcinho ampliou o placar. O gol saiu após boa jogada de Guerrón pela direita. O equatoriano cruzou e Marcinho completou para o gol.

Foto Divulgação/Coritiba F.C

Faltando poucos dias para o tricolor voltar a ter o mando dos jogos em casa, a expectativa da torcida é grande. O técnico Ricardinho acredita que os torcedores possam comparecer em massa no estádio Durival de Britto, nesta quarta-feira (14), quando o time recebe a equipe do Luverdense (MT), pela Copa do Brasil. "Quarta-feira é a nossa primeira batalha juntos, aqui na Vila, e estou esperando a nossa casa cheia", declarou, ressaltando a grandeza da torcida paranista Já o meio campista Douglas Parcker afirma que o time vive grande expectativa para voltar a atuar na Vila Capanema. O jogador também ressalta que o torcedor tem um papel importante nesta volta para casa. "Fizemos vários treinos na Vila durante este ano, mas, o clima de um jogo é completamente diferente", disse o meia, que nesta temporada está atuando como segundo volante. "Estamos ansiosos para jogar na nossa casa, e sabemos que o torcedor também está, querendo ver o time de perto. Por isso, o elenco conta com o total apoio da torcida paranista neste jogo, e também para buscar os objetivos nas competições deste ano", declarou. Sobre o jogo de estreia do Tricolor na temporada (contra o Luverdense, em Lucas do Rio Verde), Packer diz que o elenco procurou dar o seu melhor. "O elenco é jovem, inclusive com garotos que estão estreando no profissional. Naquela partida, enfrentamos, fora de casa, um time que possui jogadores rodados, e que já estava disputando uma sequência de jogos. Nossa tendência é de crescimento", diz.

Foto Divulgação/Coritiba F.C

Com três gols de Lincoln, Coxa faz 5×1 sobre o Iraty e conquista mais três pontos na tabela

O Furacão conseguiu manter o domínio em campo e vence Rio Branco por 3 x 0

O time do litoral tentou responder aos quatro minutos. Peu chutou da entrada da área, mas a bola foi para fora. Vencendo por 2 a 0, o Atlético começou a administrar o jogo. O Rio Branco tentava o seu gol em bolas paradas cobradas por Serginho. Aos 19 minutos, a última substituição atleticana. Edgar Junio entra no lugar de Bruno Furlan. Cinco minutos depois de entrar, o atacante perde uma boa chance. Ele entra sozinho na área e chuta para fora.

Administrando o jogo, o time rubro negro sofre muitas faltas. Em uma falta perto da área, Paulo Baier marcou o terceiro. O Rio Branco chegou com perigo a última vez no jogo aos 35 minutos. Dudu, de dentro da área, chuta forte e Rodolfo espalma. A última chance de gol aconteceu aos 44 minutos finais, quando Edgar Junio ganha do zagueiro, entra na área e finaliza por cima do gol. Final de jogo, Furacão 3, Rio Branco 0.

metropole12-3-12  

metropole12-3-12