Page 1


É POSSÍVEL! Como Transformar Seus Sonhos em Realidade


Marcos Pontes

É POSSÍVEL! Como Transformar Seus Sonhos em Realidade

2a Edição São Paulo 2010


Copyright © 2010 por Marcos Pontes Editora Executiva Christiane G. Corrêa

Revisão Claudia Cantarin

Diagramação Luiz A. Silva

Capa Eduardo M. Mariño

Produção Editorial Chris McHilliard Editora Ltda. Dados Internacionais de Catalogação na Publicação – CIP P813p Pontes, Marcos Cesar É possível!: Como Transformar Seus Sonhos em Realidade / Marcos Cesar Pontes - - 2. ed. - São Paulo : Chris McHilliard, 2010. - (É Possível!) 368 p. ISBN: 978-85-64213-00-5 1. Carreira Profissional - Desenvolvimento 2. Comportamento organizacional 3. Desenvolvimento Profissional 4. Sucesso Profissional I. Título. II. Série. 10 - 13104

CDD - 658.3124 Índices para catálogo sistemático: 1. Desenvolvimento pessoal e profissional: Administração de empresas 658.3124

Todos os direitos reservados à Chris McHilliard Editora Ltda. Rua Mandissununga 195 05619-010 - São Paulo - SP (11) 3744.6141 chris@mchilliard.com.br


Este trabalho é dedicado: aos meus pais, aos meus filhos, aos meus alunos e a todos aqueles que labutam, dia a dia, na profissão mais importante do país, dedicando a vida à construção do futuro – os professores.


Agradecimentos

Escrever este livro foi um processo extremamente gratificante, mas exigiu a participação, a compreensão, o incentivo, o conhecimento e o esforço de um grande número de pessoas e instituições, sem as quais seria impossível completá-lo com sucesso. Agradeço: • • • •

• • •

• •

à minha esposa, Fátima – pelo carinho, amor e compreensão; aos meus irmãos, Luiz Carlos e Rosa Maria – pelo exemplo; à Força Aérea Brasileira – pelas lições de vida; aos meus amigos – professora Alcione Caetano, professora Márcia Lyra, tenente-coronel Eduardo Temporim, relações-públicas Fabíola Donadão, jornalista Alexandre Alves, advogado André Mileski, advogada Fernanda Bazzo, psicóloga Selma Ribeiro e psicóloga Ludmila Rohr – pela verificação do conteúdo e pelas sugestões para torná-lo mais preciso e completo; ao professor Dr. Fernando Catalano, coordenador do Curso de Engenharia Aeronáutica da Universidade de São Paulo – pelo incentivo para a criação deste curso de desenvolvimento pessoal; ao Dr. Rhandy di Stefano e Fátima Abate, diretores do International Coaching Institute – pela inspiração e pelos ensinamentos para o desenvolvimento do conteúdo combinado com técnicas de coaching; aos companheiros do Escritório dos Astronautas na NASA Johnson Space Center e do programa KIBO da Agência Espacial Japonesa – pela inspiração, incentivo, ajuda e ensinamentos na criação do conteúdo combinado com técnicas de gerenciamento de projetos; à Agência Espacial Brasileira, na pessoa do seu presidente, Dr. Carlos Ganem – pelo incentivo constante ao meu trabalho de motivação e formação de recursos humanos para o Programa Espacial; e, em especial, à Christiane Corrêa, companheira de muitas batalhas e diretora executiva da MP Engenharia e Eventos – pelo carinho e incentivo constantes e pela grande dedicação e competência com que sempre coordena todas as minhas atividades profissionais no Brasil.


Prefácio

Sinto que este prefácio teve início em meu imaginário de menino. Na infância, um desejo que me enchia a alma e povoava os meus sonhos era o de ter um amigo astronauta. E quis o destino que assim o fosse. Meu primeiro encontro com Marcos Pontes ocorreu em 2006, no seminário 100 Anos de Aviões Brasileiros, organizado pela Escola Politécnica da USP e pelo IPT (Instituto de Pesquisas Tecnológicas). Foi uma situação inusitada para mim. Fui pego pela surpresa de sua presença e ficamos sentados lado a lado por algum tempo e ele simpaticamente me cumprimentou. Ao final do seminário eu permaneci no anfiteatro onde tentaria, ingloriamente, falar sobre engenharia aeronáutica e prender a atenção da plateia ansiosa pela palestra do astronauta Marcos Pontes. Era 2006 e ali estávamos: ele recém-chegado da sua missão e eu, movido por novos sonhos espaciais, tentando, juntamente com outros colegas, formar a primeira turma de engenheiros aeronáuticos da USP, tudo isso sob a aura das comemorações do centenário do voo do 14Bis de Santos Dumont. Encontramo-nos anos mais tarde quando Marcos foi a São Carlos a convite do visionário professor Sergio Mascarenhas e desde então nos tornamos amigos. Nesse cenário facilmente são identificados os elementos que pontuam a importância da aproximação do engenheiro aeronáutico de histórico acadêmico brilhante, Marcos Pontes, à história do nascimento do curso de Engenharia Aeronáutica da USP e da criação do curso de Engenharia Aeroespacial no qual estamos trabalhando juntos. Claro que o fato de termos ao nosso lado a presença e de um astronauta é um grande diferencial para a nossa experiência e principalmente para a experiência dos alunos. Afinal de contas, há no planeta aproximadamente 300 astronautas em atividade dentre os seus mais de 6 bilhões de habitantes. Mas o que conta ainda com maior força é a soma dos inúmeros fatores que fazem de Marcos Pontes único entre os 300.


Além de termos o nosso primeiro astronauta, cujo pioneirismo foi capaz de consolidar a entrada do Brasil na era espacial e conquistar maior reconhecimento internacional ao avanço científico e tecnológico brasileiros, nos orgulha o fato de ele ser como é. Ao falar resumidamente, não se pode deixar de mencionar a rara personalidade que reúne inteligência, carisma e simplicidade, fortemente marcada pela entrega às causas nacionais e humanas e pelo desejo de encontrar soluções, de aproximar pessoas que, juntas, sejam capazes de descobrir novas formas de melhorar de alguma maneira nossa condição de vida. Não é à toa que o Marcos é Pontes – permitam-me a brincadeira, mas às vezes os nomes parecem ter um sentido prognóstico. Por tudo isso, sinto-me profundamente honrado com o convite para redigir este prefácio, especialmente considerando a oportunidade de ampliar o conceito de formação educacional aos nossos alunos, abrindo os horizontes do ensino ao compartilhar o conhecimento, a experiência e a visão de mundo de uma das mais importantes personalidades nacionais da atualidade. Para os que conhecem de perto Marcos Pontes, tenho certeza, minhas palavras parecerão justas e devidas. O conteúdo deste livro é adequado e essencial para qualquer programa de formação acadêmica que visa dispor ao Brasil profissionais com capacidades reais de mudá-lo de uma maneira que a vida das pessoas se torne muito melhor. Além disso, é claro, ele é ferramenta essencial para todos aqueles que realmente queiram mudar, ter sucesso, realizar seus sonhos e provocar mudanças para que o mundo se torne melhor. O Brasil é um país com enorme potencial para ser um lugar diferenciado da mesmice mundial e entender isso é obrigação de todos nós. Sonhar, perseguir esse sonho e realizá-lo é a missão de cada um de nós. Obrigado, Marcos! Prof. Titular Fernando Martini Catalano, Coordenador do Curso de Engenharia Aeronáutica da USP – São Carlos


Sumário 1 Godspeed����������������������������������������������������������������������������������������� 17 Era uma vez, um menino de Bauru ������������������������������������������������������� 17 Tempos de Bauru����������������������������������������������������������������������������������� 19 A carreira militar de piloto��������������������������������������������������������������������� 25 A carreira civil de astronauta������������������������������������������������������������������ 31 O hoje e o amanhã�������������������������������������������������������������������������������� 40 Este livro mudará a sua vida������������������������������������������������������������������� 41 A quem este livro se destina������������������������������������������������������������������� 45 Estaremos juntos a partir de agora��������������������������������������������������������� 45 2 As bases do sucesso����������������������������������������������������������������������� 47 A importância das raízes ����������������������������������������������������������������������� 47 Reconheça e ignore as más influências��������������������������������������������������� 49 Gostar de si mesmo é essencial��������������������������������������������������������������� 52 Princípios: os senhores do universo ������������������������������������������������������� 55 Quais são os seus valores? ���������������������������������������������������������������������� 56 Alinhe valores e princípios �������������������������������������������������������������������� 57 O que é sucesso afinal de contas?����������������������������������������������������������� 59 Descubra a sua missão de vida��������������������������������������������������������������� 61 3 Proteja seus sonhos������������������������������������������������������������������������� 65 A importância de sonhar������������������������������������������������������������������������ 65 Recupere a sua capacidade de sonhar����������������������������������������������������� 71 Não viva os sonhos de outras pessoas����������������������������������������������������� 78 Sonhos são as sementes do futuro���������������������������������������������������������� 78 Tenha expectativa de sucesso, não de fracasso ��������������������������������������� 79 Conheça o processo de autoavaliação����������������������������������������������������� 80 A importância das palavras�������������������������������������������������������������������� 82


4 Qual é o seu destino?�������������������������������������������������������������������� 85 Deixe o passado no passado������������������������������������������������������������������� 85 Use o poder das necessidades����������������������������������������������������������������� 88 Analise o mercado e faça escolhas inteligentes���������������������������������������� 90 Sonho, visão, objetivo e metas��������������������������������������������������������������� 93 U SMART: Defina metas que funcionam���������������������������������������������� 96 5 Escolha o seu caminho����������������������������������������������������������������� 99 A importância do planejamento������������������������������������������������������������� 99 Esqueça atalhos e use trabalho honesto������������������������������������������������ 101 A importância das informações������������������������������������������������������������ 105 Sequência de planejamento������������������������������������������������������������������ 106 Produtos do planejamento������������������������������������������������������������������� 118 6 Treinamento básico ��������������������������������������������������������������������� 119 A importância do treinamento contínuo ��������������������������������������������� 119 A preparação do seu corpo������������������������������������������������������������������� 120 A preparação emocional����������������������������������������������������������������������� 129 7 Treinamento avançado ������������������������������������������������������������� 139 O treinamento da mente �������������������������������������������������������������������� 139 A preparação espiritual������������������������������������������������������������������������ 153 8 Caminhe sempre atento ����������������������������������������������������������� 161 Os perigos da execução ����������������������������������������������������������������������� 161 Para começar, um bom chute no traseiro �������������������������������������������� 162 A decepção inicial – Não perca a motivação����������������������������������������� 166 Reconheça e supere os seus medos������������������������������������������������������� 167 Não deixe para amanhã…������������������������������������������������������������������� 173


9 Mãos à obra! ��������������������������������������������������������������������������������� 179 A arte da execução������������������������������������������������������������������������������� 179 Assuma 100% de responsabilidade������������������������������������������������������ 179 Autodisciplina: sim, você pode ter!������������������������������������������������������ 182 Trabalho em equipe����������������������������������������������������������������������������� 192 A arte da liderança������������������������������������������������������������������������������� 196 10 No topo da execução�������������������������������������������������������������� 199 O gerenciamento de atividades������������������������������������������������������������ 199 Os três insumos principais de qualquer projeto������������������������������������ 200 Por que gerenciar atividades?��������������������������������������������������������������� 201 Quais atividades podem ser programadas e planejadas?������������������������ 201 O que é preciso para começar?������������������������������������������������������������� 204 Conceitos básicos do gerenciamento de atividades������������������������������� 205 Um método de gerenciamento de atividades���������������������������������������� 208 Como lidar com prioridades���������������������������������������������������������������� 213 Dicas para ser mais eficiente���������������������������������������������������������������� 215 O que fazer durante crises?������������������������������������������������������������������ 216 Comemore cada meta alcançada ��������������������������������������������������������� 217 11 Avalie seu progresso ���������������������������������������������������������������� 219 Caminhando com meu pai������������������������������������������������������������������ 219 Vença o medo da avaliação������������������������������������������������������������������ 220 A importância da avaliação ����������������������������������������������������������������� 222 Utilizando conceitos da aviação no seu projeto������������������������������������ 223 Como é um processo de avaliação e controle?�������������������������������������� 227 A lei da correspondência���������������������������������������������������������������������� 229 A etapa de preparação�������������������������������������������������������������������������� 231 A etapa de avaliação ���������������������������������������������������������������������������� 239


12 Corrija a navegação ��������������������������������������������������������������� 247 Como manter a posição na ala ������������������������������������������������������������ 247 Analise as informações coletadas���������������������������������������������������������� 248 Discuta os resultados da análise das medidas���������������������������������������� 251 Planeje a correção dos erros����������������������������������������������������������������� 257 Corrija seus erros��������������������������������������������������������������������������������� 260 Erros comuns de controle�������������������������������������������������������������������� 264 13 Resista!�������������������������������������������������������������������������������������������� 267 Do que é feito um vencedor���������������������������������������������������������������� 267 Qual é o seu nível atual de resiliência?�������������������������������������������������� 269 Quando precisamos de resiliência?������������������������������������������������������� 270 A avaliação, o controle e as emoções na resiliência������������������������������� 273 As quatro competências da resiliência ������������������������������������������������� 275 A capacidade de absorção��������������������������������������������������������������������� 275 A capacidade de adaptação������������������������������������������������������������������� 281 Vença as resistências ���������������������������������������������������������������������������� 290 14 Levante-se e vença!������������������������������������������������������������������ 293 O sucesso vem logo após o último fracasso������������������������������������������ 293 A capacidade de superação������������������������������������������������������������������� 294 Superando dificuldades e limitações pessoais���������������������������������������� 306 A capacidade de aprendizado��������������������������������������������������������������� 308 Aprenda continuamente com seus erros����������������������������������������������� 315 Construa com as pedras que atirarem em você ������������������������������������ 318 15 Pedras no caminho�������������������������������������������������������������������� 321 Resiliência no dia a dia������������������������������������������������������������������������ 321 Provocações ���������������������������������������������������������������������������������������� 322 Medo de rejeição �������������������������������������������������������������������������������� 323


Críticas desqualificadas ����������������������������������������������������������������������� 325 Competição ���������������������������������������������������������������������������������������� 326 Inveja ������������������������������������������������������������������������������������������������� 326 Relacionamentos difíceis ��������������������������������������������������������������������� 328 Separação ������������������������������������������������������������������������������������������� 330 Problemas financeiros�������������������������������������������������������������������������� 332 Vícios ������������������������������������������������������������������������������������������������� 332 Problemas de saúde e sequelas.������������������������������������������������������������� 334 Morte�������������������������������������������������������������������������������������������������� 335 Liderando seu time durante crises ������������������������������������������������������� 338 Preparado para o pior, espere sempre pelo melhor ������������������������������� 340 16 Reflexões da jornada����������������������������������������������������������������� 343 Patriotismo������������������������������������������������������������������������������������������ 343 Pioneirismo����������������������������������������������������������������������������������������� 345 Heroísmo ������������������������������������������������������������������������������������������� 346 A última placa do caminho ����������������������������������������������������������������� 350 17 Bem-vindo ao sucesso!�������������������������������������������������������������� 353 O efêmero prazer da conquista������������������������������������������������������������ 353 Você chegou ao sucesso! E agora?��������������������������������������������������������� 354 O que realmente importa nesta vida?��������������������������������������������������� 356 Aos pais e professores �������������������������������������������������������������������������� 358 Viva com paixão e entusiasmo������������������������������������������������������������� 359 Foi uma honra ter caminhado ao seu lado�������������������������������������������� 359 Referências bibliográficas�������������������������������������������������������������� 362 Sobre o autor������������������������������������������������������������������������������������� 364 Palestras, Treinamentos e Cursos������������������������������������������������� 366 Contato����������������������������������������������������������������������������������������������� 367


1 Godspeed Era uma vez, um menino de Bauru Não vá por onde a estrada te levar. Vá por onde não existe estrada e abra um novo caminho. Ralph Waldo Emerson

Aeroporto de Houston, 7 de julho de 2010 – Astronauta, você pode tirar uma foto comigo? Era um garoto de 12 ou 13 anos de idade que me olhava ansioso e sorridente com a máquina fotográfica na mão. A mãe estava do lado, sem jeito, pedindo desculpas pelo “incômodo”. – Incômodo nenhum. Sem problemas – respondi. – Em que série você está? Gostou de Houston? O anúncio interrompeu a conversa. – Atenção, senhores passageiros do voo Continental 93 para São Paulo. Informamos que a sua aeronave já se encontra no solo e dentro de instantes iniciaremos o embarque. Tiramos as fotos, conversamos um pouco e embarcamos. A Missão Centenário cumpriu todos os objetivos institucionais, mas o seu resultado mais importante continua crescendo: a sua influência positiva no interesse de jovens pelas carreiras de ciência e tecnologia. Logicamente, eu ainda posso ser escalado a qualquer momento pela Agência Espacial Brasileira (AEB) para realizar outra missão para o país. Contudo, a Missão Centenário sempre terá seu lugar especial na história do Brasil e na lembrança de garotos como aquele, que vivenciaram o evento e nele se inspiram. Aeroportos, embarques, malas, passagens, inúmeras viagens entre o Brasil e os Estados Unidos. Todas essas coisas tornaram-se parte do meu dia a dia nos últimos 12 anos. A partir da minha seleção para a função civil de astronauta, realizada por meio de concurso público pela AEB em 1998, a minha carreira profissional passou por grandes modificações. Até aquele momento, eu era apenas mais um militar da Força Aérea Brasileira (FAB), cursando o doutorado nos Estados Unidos, servindo como piloto de testes no Centro Técnico Aeroespacial (CTA), em São José dos Campos, e sonhando com a possibilidade remota de um dia receber as estrelas de brigadeiro do ar. 17


É possível!

Para quem não sabe, menos de 10% dos aviadores formados anualmente na Academia da Força Aérea (AFA) chegam ao posto de oficial-general. Na minha turma, por exemplo, em 1981, começamos com aproximadamente 250 cadetes. Em 2010, já no posto de coronel, são cerca de 50 remanescentes na ativa militar. Após 2012, esse número será reduzido para 15, no máximo. Eles serão os nossos brigadeiros. É um “funil” apertado. No meu caso, após a seleção de astronauta em 1998, tive que deixar de executar as funções militares, sacrificando meu sonho de um dia comandar a Força Aérea Brasileira para poder cumprir a minha nova missão para o país junto ao programa espacial. Dediquei-me exclusivamente às funções civis de astronauta e mantenho-me até hoje à disposição da AEB para a realização de outros voos espaciais para o Brasil. Depois de oito anos de dedicação, muitas dificuldades, estudo e trabalho, realizei a primeira missão espacial tripulada da história do Brasil em março de 2006. Atualmente, a minha agenda é cheia, produtiva e distribuída por diversas funções que exerço nas áreas da educação, da ciência e da tecnologia em várias instituições no Brasil e no mundo. Do ponto de vista pessoal, hoje tenho estabilidade e uma boa qualidade de vida. Faço exatamente o que gosto de fazer e sei que o trabalho que desenvolvo é significativo para instituições e pessoas. Tenho o reconhecimento das pessoas que considero importantes e a paz de espírito para sentir felicidade nas pequenas coisas do dia a dia. Pergunto: o que todos nós buscamos na vida? A enorme maioria diria coisas como: saúde, bons relacionamentos, bom nível de desenvolvimento pessoal, independência financeira, sonhos realizados, reconhecimento profissional, possibilidade de fazer o que gostamos, felicidade e paz de espírito. Podemos chamar isso de sucesso? É claro! E é exatamente esse tipo de sucesso que eu quero que você tenha. Essa é a razão deste livro: o seu sucesso! Dentro dessa definição, posso dizer que tive sucesso em todas as jornadas da minha vida. Aprendi muito com as experiências, boas e ruins, que tive ao longo do caminho. Logicamente, eu continuo aprendendo a cada dia enquanto trabalho nos meus projetos atuais e busco realizar objetivos ainda maiores. Contudo, é bom que você saiba que, até chegar a este ponto da minha história, foram muitas as dificuldades, dúvidas e sacrifícios. Tudo isso foi importante na formação das minhas ideias, atitude e comportamento. São essas experiências de vida, técnicas e pensamentos que eu quero compartilhar com você neste trabalho. Espero que a minha história e as minhas realizações me qualifiquem para caminhar ao seu lado. 18


Godspeed

A ideia não é contar os acontecimentos e detalhes da missão espacial – isso será feito de forma específica em outro livro. O objetivo deste livro é mais profundo, ele lhe mostrará quais são as ferramentas necessárias para descobrir e realizar o seu sonho de vida. Caminharemos juntos por essa jornada maravilhosa que se abre neste momento à nossa frente e indica a direção para o seu sucesso. Estaremos juntos durante todo o tempo, nos momentos bons e nas horas difíceis. Portanto, é absolutamente necessário que nos conheçamos muito bem a partir de agora. Por essa razão, eu inicio este livro contando um pouco da minha história: quem eu sou, de onde vim e algumas coisas que vivi. Depois, será a sua vez: quando você terminar de ler este livro e atingir seu objetivo, escreva para mim e conte a sua história de sucesso (www.marcospontes.com.br). Minha trajetória de vida começa há muito tempo, em uma cidade paulista chamada Bauru... Tempos de Bauru Onze de março de 1963. Era uma noite como qualquer outra. O cheiro da noite e o barulho das crianças brincando na calçada atestavam a tranquilidade da cidade do interior. De repente, a calma da casa simples na rua Comendador Leite 1-23 se transforma em preocupação nas palavras aflitas de minha mãe. — Vergílio, acho que está na hora. Vá e chame a parteira. Sem demora, lá se foi meu pai à procura daquela senhora que tantos já havia trazido para este mundo sem problema algum. Enquanto caminhava apressadamente pelas ruas do Jardim Bela Vista, ele pensava: Certo, boa estatística, mas, Senhor, por favor, nos ajude neste parto também. Por certo não era longe, mas aquela distância nunca pareceu tão grande como naquela noite. Uma hora depois, lá estavam eles: — Esquentem bastante água, tirem as crianças daqui, preparem alguns panos e rezem bastante. Longos momentos depois, finalmente nasci! Meus irmãos espiavam pela fresta da parede de madeira: — Olha o pezinho dele! — dizia minha irmã, disputando espaço com meu irmão pelo melhor ângulo. Eu estava feliz, com certeza, após a minha passagem de vinda. Afinal, eu estava aqui! 19


O capítulo 1 deste livro, da página 20 até a página 40, conta resumidamente a história de vida do astronauta Marcos Pontes.


Este livro mudará a sua vida Você acabou de conhecer resumidamente a minha história. Como você viu, eu sonhei, estudei, trabalhei, persisti e venci. Cumpri minha palavra com a nação, realizei o sonho de milhões de pessoas, levei a bandeira do Brasil pela primeira vez ao espaço nas mãos de um brasileiro, tornei-me o primeiro astronauta do país e hoje realizo com sucesso inúmeros projetos pessoais e profissionais. Agora é a sua vez de transformar seus sonhos em realidade! Eu sei que a minha experiência e as minhas ideias podem, independentemente das adversidades da sua situação atual, despertar toda a força e determinação que existem dentro de você. Você decolará firme e deixará para trás, lá embaixo, todas as dificuldades e tristezas. Você voará rápido. Você voará alto. Você voará e alcançará seus ideais. É possível! Acredite nas suas asas! O conteúdo deste livro é utilizado em cursos, palestras e treinamentos de Desenvolvimento Pessoal e Profissional que ministro em empresas e instituições em todo o Brasil. Ele também é a base do curso de Desenvolvimento Pessoal oferecido aos alunos do Departamento de Engenharia Aeronáutica da Universidade de São Paulo (USP). A decisão de publicar este conteúdo no formato de livro nasceu de muitos pedidos que recebi de profissionais, alunos, empresas, instituições e milhares de participantes das minhas palestras. Eles queriam um material que reunisse os tópicos ensinados e que também servisse como um “manual de realização de projetos de vida”, um tipo de “companheiro do dia a dia”. Escrevi e organizei boa parte dos seus capítulos durante muitas horas de voo na cabine de passageiros, viajando para palestrar em congressos e participar de reuniões de trabalho no Brasil e no exterior. A essência do conteúdo deste livro é prática e veio diretamente da soma das minhas experiências de vida em três áreas: • Pessoal: partindo de uma infância pobre, vencendo desafios e dificuldades para realizar meus sonhos. • Engenharia: trabalhando por muitos anos como engenheiro e gerente de projetos em programas internacionais de grande complexidade. • Performance humana: trabalhando como coach especialista em Performance, Treinamento e Desenvolvimento Pessoal, motivando e orientando profissionais de diversas áreas de atuação para a definição e a realização de suas metas. 41


É possível!

Reforço que o processo de desenvolvimento foi natural e baseado em experiências reais vividas e complementadas com o conhecimento profissional adquirido. Acredito que o peso desse fato fala por si, diferenciando-se do trivial, em que a palavra ensinada vem apenas na teoria, sem a certificação do sangue, do suor e das lágrimas da labuta no campo de batalha. O resultado da combinação de minha atuação nas áreas de coaching (humanas) e engenharia (exatas), definiu o requisito mais importante deste livro: ser, ao mesmo tempo, motivador e prático. Durante nossos cursos e palestras, esse requisito é automaticamente satisfeito pela presença física, pelos exemplos dados, os exercícios, as práticas e dinâmicas desenvolvidos. Em um livro, a situação é diferente. Como engenheiro, sempre fiquei frustrado com a maioria dos livros de “autoajuda”. Eles são excelentes para nos inspirar ou motivar a fazer “alguma coisa”, mas geralmente não dão instruções claras sobre “o que fazer” e “como fazer” na prática do dia a dia. Já como coach especialista em Desenvolvimento Pessoal, observava que os livros recomendados com conteúdo muito prático, ou técnicos, eram abandonados no meio porque em geral são muito chatos de ler, não inspiram ou motivam o leitor adequadamente, em especial quando o estado emocional precisa de maior atenção. Assim, ao longo dos capítulos deste livro, procurei equilibrar o conteúdo através do uso de palavras de inspiração e motivação acompanhadas, quando aplicável, de instruções práticas. Dessa forma, tenho certeza de que ele poderá ajudá-lo em todas as situações, desde a concepção do sonho até a realização do seu objetivo. Para desfrutar ao máximo deste conteúdo, durante o desenvolvimento do seu primeiro projeto, leia cada capítulo na sequência apresentada. Estude o material e aplique as técnicas ensinadas nas situações específicas do seu projeto. Isso vai demandar esforço e concentração da sua parte. Depois da realização com sucesso do primeiro projeto, ao trabalhar nos projetos seguintes, tenha este livro sempre ao alcance e use-o como referência para consulta nos momentos de dificuldade ou dúvida sobre as metodologias aprendidas. Quanto ao modo de apresentação, procurei expressar seu conteúdo em linguagem simples, didática e acessível a todos, da mesma forma que faço durante meus cursos e palestras. A sequência de tópicos veio da minha vivência em gerência de projetos. Ela reflete aproximadamente as fases e funções típicas do desenvolvimento de um projeto. Considerando que o objetivo do meu “projeto” neste livro é ajudá-lo a transformar seu sonho em realidade, a utilização de técnicas objetivas e comprovadas é, certamente, a maneira mais lógica e eficiente de fazê-lo. 42


Ao longo dos capítulos, será necessário discutir tópicos de diversas disciplinas. Você deve estudar e entender cada um deles pelo menos na profundidade apresentada. Logicamente, o detalhamento dos tópicos não esgota as áreas de conhecimento a que pertencem, visto que não haveria espaço físico para fazê-lo em um único volume. A ideia é justamente apresentar a disciplina, pinçar aspectos essenciais para o seu projeto e indicar boas referências bibliográficas no final do livro para pesquisa no caso de o seu projeto necessitar de maior aprofundamento naquele assunto. Observe que nenhum dos conceitos apresentados se trata de novíssima teoria ou “grande inovação”. Eles são, simplesmente, parte do que conhecemos como “bom-senso”, ou “senso comum”. Pense no conteúdo deste livro como práticas essenciais e infalíveis para o seu desenvolvimento pessoal e profissional que foram reunidas e organizadas de forma lógica para facilitar a sua lembrança, entendimento e aplicação. Todos temos uma ideia do que devemos fazer, e até de como fazer, em muitos casos, para superarmos desafios e alcançarmos metas. Porém, menos de 3% das pessoas aplica esse conhecimento da forma correta e eficiente, no momento, sequência e medida adequados em todas as áreas de sua vida. Essa minoria é exatamente aquela que tem sucesso! Seria coincidência? A pergunta é: se todos conhecem o que é de “bom-senso”, por que apenas uma minoria usa esse conhecimento na prática? Primeiro, porque costumamos tomar conhecimento desses conceitos de maneira desorganizada, esparsa e distorcida. Segundo, porque a maioria das pessoas quer “soluções mágicas”, um tipo de “dieta da moda” que promete resultados enormes, imediatos, duradouros e conseguidos sem nenhum esforço. Sobre a primeira razão, o mérito deste livro é apresentar os conceitos necessários sem distorções, de forma simples, organizados conforme as fases necessárias para o desenvolvimento de projetos e complementados por exemplos que nos inspiram a descobrir o melhor de nós e nos motivam a trabalhar com afinco para conquistar nossos objetivos. Sobre a segunda razão, se você espera que este livro apresente algum “método milagroso do momento”, esqueça, pare de ler agora, vá se divertir, continue acreditando em Papai Noel e veja outras pessoas trabalharem e terem sucesso. O que este livro apresenta são conceitos e técnicas que foram desenvolvidos por especialistas em performance humana ao longo de décadas de observação, estudos e testes. São princípios e métodos utilizados e comprovados por todas as pessoas de verdadeiro sucesso. 43


É possível!

Eles realmente funcionam e podem mudar a sua vida, assim como mudaram a minha. Mas para que isso aconteça, além de ler este livro, você precisará colocá-lo em prática. Será necessário que você se dedique de verdade, estude, trabalhe, mantenha o esforço continuado, persista e tenha paciência. Como eu costumo dizer durante minhas palestras, uma apresentação de uma ou duas horas não é suficiente, por si só, para mudar crenças e hábitos prejudiciais que foram adquiridos ao longo de muitos anos. Uma boa palestra, marcante e inspiradora, pode, sem dúvida, tirar a poeira dos nossos sonhos, reacender a nossa chama de mudança e despertar o nosso antigo desejo de vitória. Com certeza, ela pode nos fazer acreditar novamente nestas duas palavras, essenciais para o sucesso: “É possível!” Contudo, a parte de “como transformar seus sonhos em realidade” depende do seu esforço. Lembre-se de que nada acontece da noite para o dia; para ter sucesso, é necessário muito mais do que uma palestra ou um curso. O assunto não se resolve no desejo, na motivação e teoria apenas. É preciso agir! É preciso trabalho firme e planejado. É necessário pagar o preço do sucesso. É preciso dedicação e persistência, paciência e fé. É preciso preparação e esforço pelo tempo que for necessário para “chegar lá”. É exatamente aí que este livro se encaixa: como uma ferramenta sempre disponível, junto de você quando você precisar, pelo tempo que você precisar, um companheiro para reflexão, inspiração, motivação, experiência, aprendizado e instrução prática ao longo de todo o seu projeto. Por essa razão eu o contextualizei como uma “jornada”. A quem este livro se destina Meu objetivo maior ao escrever este livro é auxiliar a todos aqueles que verdadeiramente querem realizar seus sonhos e ter sucesso na vida pessoal e profissional: o jovem que procura orientação e acompanhamento para suas escolhas de vida, o empreendedor que finalmente começa o seu projeto, a dona de casa que se sente estagnada e precisa expandir seus horizontes, o profissional que busca maior ascensão na carreira. Não importa a sua idade ou o seu objetivo. Este livro irá ajudá-lo a alcançar suas metas. Nas escolas, ele será útil como material complementar na formação de um futuro mais cidadão. Em casa, os pais poderão ler, aplicar seus conceitos, passar para os filhos e usar suas próprias experiências como exemplos complementares. 44


Nas empresas, todos os conceitos aqui apresentados poderão ser utilizados diretamente pelos gerentes e colaboradores para o desenvolvimento com sucesso dos projetos em andamento. Isto é, eu espero que milhares de pessoas apliquem esse conhecimento e tenham sucesso. Também espero que este livro possa inspirar, motivar e ajudar outro grupo de pessoas: todos aqueles que neste momento sentem medo e insegurança, estão ansiosos, doentes, tristes, deprimidos, em dificuldades financeiras, todos que estão passando por grandes desafios e provações na vida. É durante as maiores dificuldades que surgem as grandes oportunidades. Também é nessas horas que geralmente lembramos de Deus, mesmo que seja em forma de “tentativa” para aqueles que não acreditam na fé. Assim, também peço a Ele que me ajude a encontrar as palavras certas para que a leitura deste livro possa contribuir para a sua decisão de levantar e lutar. Existem vários tópicos e três capítulos específicos que o ajudarão a resistir e superar dificuldades. Que suas páginas possam ajudá-lo a encontrar a grande força, a sabedoria e a luz que existem dentro de cada um de nós. Estaremos juntos a partir de agora Ao longo dos capítulos do livro, você e eu estaremos caminhando juntos por uma jornada maravilhosa: o caminho do seu sucesso. Seja qual for o seu sonho, nós lutaremos ombro a ombro para que você consiga realizá-lo. Que durante a nossa caminhada, todas as suas lágrimas sejam enxugadas, que todas as suas dores desapareçam, que a sua saúde se fortaleça a cada dia, que você supere todos os desafios e dificuldades que o afligem, que o seu sorriso seja largo e contagiante, que os seus olhos brilhem de esperança, que o seu trabalho traga prazer e que você esteja em paz. Agora estamos prontos para partir. Imagine-se neste instante vestindo uma armadura brilhante e resistente. Ela o protegerá de todo o mal ao longo dessa jornada. Ela se chama “determinação”. Durante todo o caminho, compartilharemos paisagens, ideias, céus coalhados de estrelas cintilantes, reflexões, períodos de dificuldade, momentos de grande felicidade, sentimentos e emoções. Eu espero que cada um deles fique gravado para sempre em sua lembrança, não apenas como recordações dos dias em que você e eu caminhamos e lutamos juntos, mas como as sementes das grandes mudanças que começarão a acontecer na sua vida. Eu estarei sempre com você, basta se lembrar desses dias, mesmo depois do final da jornada. 45


É possível!

Muita gente diz que tocar em mim ou carregar o meu autógrafo dá sorte. Eu acho engraçado e, sinceramente, não acredito nisso, mas, se realmente existe alguma possibilidade divina que me permita desejar ou trazer sorte para a sua vida, tenha certeza de que estou fazendo isso, do fundo do coração, de onde eu estiver, neste exato momento. Em resumo, é isto que eu desejo para você: sucesso e felicidade! Finalmente, você já deve ter notado o nome “estranho” deste capítulo – Godspeed – e talvez ainda não tenha entendido o seu real significado. “Godspeed” é uma expressão tradicional, bastante usada por todos nós, astronautas, para desejar sucesso e boa fortuna. É um desejo e, ao mesmo tempo, um sinal de reverência à coragem dos nossos companheiros tripulantes que partem conosco para o espaço. Tipicamente, esse cumprimento é dado no início de nossas missões, em geral durante a decolagem do foguete. Neste instante, é exatamente essa reverência que eu estou prestando a você e à sua coragem! Sucesso e boa fortuna ao longo desta jornada, a grande jornada da sua vida! GODSPEED!

46


2 As bases do sucesso A importância das raízes Seja a mudança que você quer ver no mundo. Mahatma Gandhi

Iniciamos a nossa caminhada juntos para o seu sucesso. Olhe ao seu redor. Despeça-se de tudo aquilo de que você não gosta na sua vida atual. Tudo vai começar a mudar a partir de agora. Porém, proteja suas raízes. Elas são a sua essência. Guarde-as cuidadosamente na bagagem. Quando falo palavras como “porta”, “portão” e “porteira”, todos notam que eu sou “caipira do interior de São Paulo”. Gosto disso, é parte da minha história. É preciso ter orgulho das suas raízes. É preciso guardar a essência da sua origem. É preciso saber quem você é, realmente. Todos nós temos três coisas na vida: o que somos, o que fazemos e o que possuímos materialmente. O problema é que, sem perceber, passamos grande parte da vida tentando nos identificar com as duas últimas e esquecemos da primeira. Observe o que acontece durante as apresentações em uma festa, por exemplo. Veja como sempre incluímos alguma informação sobre cargos e posses: “Meu nome é tal, eu sou engenheiro”; ou “Eu sou o comendador fulano de tal”; ou, em casos mais graves, “Eu sou o dono daquela Ferrari”! Alguns poderiam dizer que isso é necessário “para que as pessoas saibam mais a nosso respeito”. Mas será que essas informações realmente dizem alguma coisa a nosso respeito? Você já ouviu alguém falar sobre suas emoções ou suas crenças e traumas durante uma introdução? Eu nunca ouvi. Por quê? Porque sempre começamos por construir uma “casca”, mostramos e lustramos apenas o que temos por fora. E nos sentimos bem assim. Isso nos dá uma sensação de proteção. O nosso “ego” praticamente nos força a expor nossas qualificações, conquistas, títulos, etc. No início de uma relação (e infelizmente durante muito tempo, em alguns casos), falamos muito sobre “o que fazemos” ou “o que temos”, e não sobre “quem somos”. É como se precisássemos disso para sermos reconhecidos, para sermos importantes, para termos significado, para “crescermos” na opinião daquele que nos ouve. 47


É possível!

Há pessoas que chegam ao extremo de “anexar” o título ao seu nome: “Meu nome é doutor fulano de tal”. Com o uso frequente, esse comportamento torna-se tão normal que passa desapercebido. Se estivéssemos sendo apresentados agora, como você falaria sobre você mesmo? Notou como é difícil? Não estamos acostumados a falar do que somos, realmente. Prestamos mais e mais atenção no que as pessoas pensam e falam de nós. A opinião delas parece ser mais importante do que a realidade. Com o tempo, esquecemos o que realmente somos. De repente, quando nos damos conta, a nossa identidade passa a ser nossos títulos, nossas posses e o que falam de nós. Cuidado! Isso é muito perigoso: de uma hora para outra, o que você faz ou tem, a opinião das pessoas a seu respeito, tudo isso pode mudar. E depois? Se você se identifica unicamente com essas coisas, o que acontecerá com “o verdadeiro você” depois das mudanças? Quem é você, afinal de contas? Resumindo, se você esquecer suas raízes e se deixar levar pelas opiniões de outros, sejam boas ou ruins, é como se você fosse um arbusto seco, solto da terra, vagando ao sabor do vento. Um dia você acordará em algum lugar distante, desconhecido, e nada mais fará sentido na sua vida. No meu caso, ao longo da minha vida, já ouvi muitos elogios e muitas críticas. Possuo títulos, bens, derrotas e conquistas. Mas nada disso é parte da minha essência. Esses são apenas resultados do meu trabalho ou da minha incompetência. Eu sou aquele mesmo menino pobre da periferia de Bauru. Sou filho do seu Vergílio e da dona Zuleika. Eu sou um caipira que sonhava em ser piloto. O que eu sou, realmente, é a minha atitude, a maneira como interpreto as situações da vida, a minha experiência de vida, as minhas recordações, os meus pensamentos, as minhas emoções, a minha força em levantar e tentar novamente. O que me faz acreditar que é possível vencer não é a sua opinião ou a opinião de qualquer outra pessoa – é a minha escolha pessoal de lutar pelos meus sonhos e ser feliz a cada dia. Portanto, honre as suas raízes. Honre teu pai e tua mãe. Tenha orgulho de onde você veio. Pode ser um lugar bom, pode ser um lugar ruim; pode ser de pais presentes, pode ser de pais ausentes. Não importa. Isso é o que você realmente é. Construa sua vida sobre algo sólido e verdadeiro, não sobre o que terceiros acham importante sobre você.

48


As bases do sucesso

Reconheça e ignore as más influências Quem pode nos influenciar? A nossa família e outros grupos sociais. Não podemos escolher nossos pais nem nossos irmãos. Da mesma forma, não temos como decidir sobre as condições, o local ou o momento do nosso nascimento. Vamos assumir esse fato como a primeira grande aceitação na vida. Temos que adaptar, viver e aprender. Observe que controlamos, realmente, apenas uma coisa na vida: o nosso pensamento. Mas é dele que se originam as escolhas, a atitude e o comportamento. Esses três fatores constroem nossos resultados e influenciam o ambiente que existe ao nosso redor. Começamos a vida em um grupo com todas as suas características sociais e culturais já estabelecidas e vivendo de acordo com certas condições familiares que podem facilitar ou dificultar a nossa jornada para o sucesso. A família faz parte da nossa vida desde o momento do nascimento até a morte. Além da herança genética, ela exerce grande influência sobre nossos padrões de comportamento e certamente representa uma parcela significativa das nossas raízes. No meu caso, eu tive a sorte de nascer e crescer em uma família de pouca condição financeira, mas estruturada pelo amor e pelo respeito mútuo. Isso, sem dúvida, foi muito importante para o meu desenvolvimento como pessoa e como profissional. Certamente, o apoio de uma família estruturada durante os anos de formação é um fator positivo. Os sentimentos de amor, de proteção e de aceitação incondicional que são gerados pelo convívio carinhoso na infância são importantes para o desenvolvimento da autoestima – elemento essencial para a identificação pessoal. Além disso, os bons exemplos e a orientação sensata que podem ser encontrados em uma boa família são responsáveis pelo desenvolvimento de hábitos produtivos e interpretações realistas dos eventos do dia a dia, contribuindo para maior eficiência pessoal e estabilidade emocional. Porém, o que aconteceria se a situação tivesse sido diferente? E se a minha família fosse ausente, ou negativa, no processo? Infelizmente, esta é a realidade de muitas pessoas. Será que eu teria obtido os mesmos resultados? O que acontece com aqueles que não têm uma família estruturada? Estão condenados a uma vida miserável, a uma busca interminável pela estabilidade emocional, pela felicidade e pela própria identidade? A resposta é: independentemente da família, todos podem ser felizes e ter sucesso na vida! 49


É possível!

Todos nós conhecemos pessoas que vieram de famílias completamente desestruturadas. Algumas até cresceram em orfanatos e nunca conheceram, de fato, seus pais ou irmãos. Contudo, mesmo sob tais condições, conseguiram superar as dificuldades e realizar seus sonhos. Na verdade, pessoas com essa história geralmente tornam-se grandes exemplos de vida e nos inspiram a lutar pelos nossos ideais. Elas demonstram claramente que, embora a família desempenhe um papel significativo na formação da nossa identidade, existem outros fatores que podem compensar a sua falta. Se você viveu, ou vive, em um ambiente familiar desfavorável, lembre-se de que, em última instância, você, e só você, é responsável pela sua vida. São as suas ideias, a sua atitude, as suas decisões e o seu comportamento que irão resultar nas suas condições de vida. São elas que irão determinar o seu fracasso ou o seu sucesso. Deixe de sentir autopiedade ou se achar discriminado. Ninguém gosta de lamento. Não me importa se você é branco, amarelo, preto ou azul com bolinhas verdes. Não me importa sua opção sexual. Não me importa a sua religião. Não me importa se você foi massacrado no passado, se “comeu o pão que o diabo amassou”. Para mim, a única coisa que importa é o fato de que, como ser humano que é, você merece ser respeitado. Você é igualzinho a todos nós, os outros 6 bilhões de habitantes deste planeta. Nem melhor, nem pior. Todos temos as nossas condições iniciais, bem como nossas dificuldades e habilidades. Eu não sinto nenhuma pena de você, pois basta uma decisão sua para que consiga ter muito sucesso e felicidade. A responsabilidade dessa escolha é sua. Não é minha, nem de nenhuma outra pessoa. Assuma a responsabilidade pelas suas decisões, pelos seus resultados, pelo seu futuro. Se fizer escolhas boas, você vai se dar bem. Se fizer escolhas ruins, vai se dar mal, e a culpa será apenas sua! Para assumir responsabilidades, é preciso coragem, a verdadeira coragem. É preciso defender a sua escolha do bem, mesmo que tudo o mais ao seu redor queira levá-lo para o mal. Essa atitude pode gerar alguns conflitos. Procure minimizá-los. Não tente mudar o comportamento de alguém que seja contrário às suas ideias ou que discorde de você em algum ponto. Tente ver os fatos fora do seu ponto de vista e verifique em que você pode mudar para gerar uma situação mais confortável e produtiva para todos. Isso não significa concordar com o comportamento da outra pessoa. Significa apenas que você não tem nenhum controle sobre o que ela pensa. A longo prazo, a sua insistência somente causaria mais tensões e conflitos. É uma perda de tempo ilógica. Você só tem o poder real de mudar a si próprio. 50


As bases do sucesso

A boa notícia é que esta é exatamente a maneira mais eficiente de conquistar a cooperação de todas as outras pessoas: o exemplo. Portanto, dê o exemplo: estude, trabalhe e sempre trate bem seus familiares, independentemente da maneira como eles te tratam. A princípio, eles podem não entender o que está acontecendo com você. Eles podem reagir mal, dizer ou até fazer qualquer coisa contra você. Não se deixe influenciar pelo comportamento ruim. Ajude-os de todas as formas que você puder. Trate-os como você gostaria de ser tratado: com respeito, paciência e carinho. Não responda mal ou violentamente a um comentário, solicitação, provocação ou mesmo agressão. Ser a mudança positiva na família, especialmente depois de gerações de problemas, nunca é fácil, mas vale a pena, e essa atitude precisa ser adotada por você hoje, agora! Não se conforme com a mediocridade. Seja o “ponto de inflexão” na história de sua família. Se ela é repleta de fracassos, drogas, violência, bebida, brigas, desonestidade, pobreza e outros infortúnios, seja você aquele que mudou essa tradição de derrota. Você será aquele que mostrou que “é possível”! A partir do seu exemplo, seus filhos e seus descendentes terão ainda mais sucesso. Além da família, fatores externos como o ambiente sociocultural em que você vive, as pessoas que estão ao seu redor e a sua situação de vida como um todo, sugerem possíveis interpretações e reações “automáticas” aos eventos que ocorrem no dia a dia. Jovens costumam ser mais susceptíveis a esse tipo de influência. Por exemplo, se você vivesse em um lugar controlado por um bandido “poderoso” e presenciasse todos os dias um padrão de comportamento violento e irracional entre as pessoas, com o tempo ele até poderia parecer normal. Com isso, sua tendência seria interpretar “o mundo” a partir dessa experiência e se comportar da mesma forma para se “integrar” no seu meio. Novamente, como no caso da família, cabe apenas a você escolher o que pensar e qual comportamento é mais adequado perante qualquer situação. Não se deixe levar pelas más influências, ou pelas ideias da “moda”. É a sua vida! A escolha é sempre sua. Você não precisa se curvar ao meio. As pessoas de maior sucesso no mundo nunca aceitaram a imposição negativa da sociedade em que viviam. Ter “personalidade” não é imitar quem tem o “poder”, é ter o poder de escolher o próprio destino. Esqueça das desculpas comuns que os fracos usam para justificar suas falhas: “Fui influenciado pelo meio em que eu cresci”, “Não tive chances na vida”, “Ninguém da minha família jamais teve sucesso, por que eu teria?”, entre outras. 51


É possível!

A grande chave para se livrar de qualquer influência ruim está na educação em seu sentido amplo, no conhecimento e na aceitação de si mesmo, na observação e no aprendizado através da experiência das pessoas que têm sucesso verdadeiro. Seja influenciado pelo exemplo dessas pessoas! Estude a vida dos grandes líderes da humanidade. É essencial que você procure por informações em fontes diversas e seguras. Use livros, filmes, documentários, professores. Observe como eles se comportam, a maneira de pensar, a atitude perante situações difíceis. Saiba que o sucesso verdadeiro inclui ser bom e honesto. Repasse essas informações muitas vezes em sua mente, como se fosse um filme, até que elas se tornem parte do seu modo de pensar e agir. Depois, ao invés de viver tentando ser “aceito” por algum grupo, reverta o jogo e passe a selecionar as pessoas que terão o privilégio da sua companhia. Escolha muito bem seus amigos com base no padrão de comportamento de pessoas de sucesso. Você não pode escolher sua família, mas pode escolher seus relacionamentos. Afaste-se de pessoas que querem desviá-lo dos seus objetivos de vida. Isto é, fique longe de todos aqueles que te machucam, atrapalham ou prejudicam emocionalmente, fisicamente, intelectualmente ou espiritualmente. Lembre-se do ditado: “Se você quer ser uma águia, não cisque com as galinhas”. Gostar de si mesmo é essencial Ninguém pode ser feliz buscando ser a cópia de alguém ou tentando ser o que “a moda” dita sobre o que, ou como, deveríamos ser – na opinião deles, é claro. Você é uma pessoa especial, única, com defeitos e qualidades. Aceitar essa condição é o primeiro passo para o seu desenvolvimento pessoal e para viver a felicidade do dia a dia. Quando pensamos sobre nós mesmos, ou quando olhamos no espelho, é comum focarmos apenas os “pontos ruins”. Em geral somos nossos piores juízes, os mais terríveis e implacáveis. Conhecemos todas as nossas fraquezas, os eventos que marcaram negativamente as lembranças do passado, as promessas não cumpridas, os maiores medos, as maiores esperanças de futuro. Conhecemos exatamente onde estão nossos pontos fracos, as feridas abertas. Usamos tudo isso contra nós mesmos. Por quê? Trata-se de uma longa e complexa história. A análise das razões de tal comportamento seria conteúdo para vários livros e não é esse o nosso objetivo. 52


As bases do sucesso

O que nos interessa aqui é apenas reconhecer o efeito negativo desses pensamentos e aprender algumas técnicas eficientes para nos livrar desse martírio. Se durante anos você se acostumou a se insultar e menosprezar mentalmente e com isso consegue “autossabotar” todos os seus planos, é óbvio que de nada adiantaria eu afirmar que você é “o máximo”. Seria uma perda de tempo, correto? Se eu fizesse isso, imediatamente sua mente encontraria dezenas de bons argumentos para ignorar a minha afirmação e voltar a se achar “o mínimo”. Portanto, vamos usar um procedimento diferente. Imagine se eu parasse na sua frente, olhasse bem nos seus olhos e, perante todas as pessoas que você considera importantes na sua vida, gritasse algo do tipo: “Você é uma pessoa imbecil, mau-caráter, incompetente, ridícula, horrorosa, incapaz, mentirosa e inútil! Ninguém gosta de você porque você é um verme insignificante e não merece nada deste mundo!!!” E então? O que você responderia? Concordaria comigo e começaria a chorar como uma pessoa derrotada? Não? Daria um tapa ou um murro na minha cara? Discutiria comigo? Acerca de que pontos? Faça alguma coisa! Como você se defenderia? E as pessoas que você ama e que estavam ali ao nosso lado vendo toda essa humilhação? O que elas diriam para mim em sua defesa? Neste momento, pare e reflita. Isso é importante. Visualize a situação. Preste atenção. O que elas têm a dizer de bom sobre você? Feche os olhos. Ouça o que cada uma dessas pessoas está falando em sua defesa. Coloque-se no lugar delas. Procure pensar como elas. Todas elas te amam. Percebeu quanta coisa boa essas pessoas pensam sobre você? Percebeu como você tinha uma visão errada a seu respeito? De tempos em tempos é bom ouvir elogios, especialmente ditos por pessoas pelas quais temos respeito e consideração. Aceite esses elogios. De hoje em diante, todas as vezes em que você começar a alimentar pensamentos ruins, lembre-se do que todas essas pessoas disseram em sua defesa. Concentre sua mente nesses pontos bons, pense em como você pode utilizá-los para alcançar suas metas. Claro que todos nós temos pontos que podem e devem ser melhorados. Espero que você esteja lendo este livro com isso em mente. Porém, existem características pessoais, relativas sobretudo ao aspecto físico, que não precisam ser modificadas. Cada um desses atributos deve ser visto a partir de ângulos diferentes. Cuide-se bem em todos os aspectos, isso inclui apreciar e gostar muito de você. Se você relega o próprio cuidado por amor a outras pessoas, lembre-se de que ninguém consegue amar alguém de verdade se antes não amar a si mesmo. 53


É possível!

Não menospreze suas capacidades, pois sempre existem qualidades relacionadas a cada uma das nossas características pessoais. Analise, descubra as suas e use-as a seu favor. Para ilustrar esse conceito, vou lhe contar uma história que aconteceu comigo há muitos anos. Quando eu estava na fila para a concentração inicial do vestibular da AFA, eu tinha na minha frente um sargento do Exército que media mais ou menos 1,90 metro. Atrás de mim estava outro rapaz um pouco mais alto que esse sargento. Eu tenho 1,68 metro de altura. Os dois conversavam literalmente sobre a minha cabeça. Na fila ao lado havia um rapaz com cara de nerd, carregando debaixo do braço apostilas de um cursinho preparatório famoso. Ele conversava com um amigo e apontava para os outros candidatos, “avaliando” suas chances de aprovação. Eu ouvia tudo discretamente. Quando olharam para mim, o comentário foi: “Aquele ali, o anão, é muito baixo para ser piloto”. Eu já me sentia um tanto inferiorizado na competição pelo fato de não poder pagar por um curso preparatório. Agora eu me sentia ainda pior. Estava inseguro e cheio de pensamentos autodestrutivos disparados por aquela “avaliação” que dizia da “desvantagem” da minha altura para a carreira dos meus sonhos. Aquele comentário continuou a ecoar na minha cabeça até o início dos exames, quando o cenário começou a mudar. Minha confiança aumentava a cada questão. Eu sabia que eram difíceis, mas conseguia resolvê-las, uma a uma. Fui aprovado, classificado em segundo lugar no Brasil. Mais tarde, já como cadete aviador, descobri que a minha estatura e o meu tipo físico atarracado são ideais para a função de piloto de caça! Assim, aprecie e goste muito de si mesmo. Esqueça a “moda” ou a opinião das outras pessoas. Descubra as vantagens de ser como você é. Existe uma técnica simples e eficiente para reduzir os pensamentos ruins e elevar a autoestima: o “diário de elogios”. Compre um caderno de anotações e todos os dias, antes de dormir, escreva três elogios sobre você mesmo. Podem ser sobre algo que aconteceu durante o dia, podem ser repetidos, podem ser sobre o seu progresso na busca pelo seu sonho. Desde que sejam elogios, podem ser sobre o que você quiser. Escritos os elogios do dia, leia o que você registrou nos dias anteriores, apague as luzes e durma. Agora que conversamos um pouco sobre raízes, influências e autoestima, vamos apresentar as leis que controlam tudo o que acontece na nossa vida.

54


As bases do sucesso

Princípios: os senhores do universo “Estes são os meus princípios!”. Muita gente confunde o significado dos termos princípios e valores. Se não fosse pelo fato do alinhamento dos seus valores com os princípios naturais ser algo essencial para o seu sucesso, com certeza essa confusão semântica não teria influência nenhuma na sua vida. Assim, precisamos investir algum tempo no entendimento desses dois conceitos até que você escolha corretamente os seus valores. Depois, não se preocupe com o nome a ser usado. Consideremos inicialmente os princípios, ou leis, universais. Eles governam todos os processos, tudo o que acontece na nossa vida e todos os resultados que vão ser gerados a partir das condições iniciais encontradas e do nosso comportamento. Nós não temos nenhuma influência sobre os princípios. Pelo contrário, eles é que têm completa influência sobre nós. São soberanos absolutos que agem independentemente da nossa vontade ou escolha. São leis naturais, imutáveis, que são válidas em todas as situações e funcionam a todo instante. As leis da física são a nossa interpretação de alguns princípios, mas podem ser usadas como exemplos simples desse conceito. Uma delas é a gravidade. Ela opera sobre nós 24 horas por dia, sete dias por semana. Não temos escolha, ela é soberana e atua com ou sem o nosso consentimento. Nada podemos fazer. Todos estamos sujeitos a ela. Quando estudamos as leis da física, é fácil visualizar a sua existência, pois vários efeitos são concretos e palpáveis. Entretanto, para falar de princípios aplicados ao comportamento, temos que recorrer à nossa experiência de vida para confirmar a sua existência. Veja, por exemplo, o que chamamos de “lei da colheita”. Ela nos diz que primeiro é preciso “plantar” para depois “colher” os resultados. Não há como mudar essa ordem, ou “enganar” a natureza. No mundo físico, o significado é óbvio. Os agricultores convivem com isso diariamente. Contudo, durante a nossa vida, muitas vezes nos esquecemos ou tentamos “burlar” esse princípio básico quando aplicado ao comportamento. Isso acontece quando esperamos ter sucesso sem primeiro definir um objetivo e trabalhar para alcançá-lo. A chamada “lei da causa e consequência” também é um princípio natural. Muitas vezes escolhemos agir de forma inadequada e não pensamos nas consequências correspondentes. Pior ainda, algumas vezes, em especial sob estresse, repetimos o mesmo comportamento e esperamos obter resultados diferentes. Isto é, achamos que “as coisas irão mudar” sem que alteremos o nosso modo de agir. Esse comportamento lhe parece familiar? 55


É possível!

A “lei da correspondência” diz que o mundo ao seu redor será o reflexo do que existe dentro de você. Isto tem muitas implicações práticas na nossa vida. Este princípio está na base da conhecida “lei da atração” e da antiga “regra de ouro” da convivência em sociedade: trate todas as pessoas exatamente como gostaria de ser tratado. Ao longo da nossa jornada, discutiremos essas leis com maior profundidade. No momento, o importante é percebermos que não podemos controlar ou “escolher” os princípios que irão nos afetar. Eles governam tudo o que existe. Quais são os seus valores? Consideremos agora os valores. Durante nossa vida, acumulamos experiências emocionais únicas que definem a nossa escolha por uma série de virtudes, qualidades, atitudes, características e padrões de comportamentos aos quais atribuímos grande importância. Esses são os nossos valores. Eles são escolhidos por nós e, portanto, é possível que cada ser humano tenha um conjunto diferente de valores. Normalmente, cada pessoa utiliza, em média, cinco valores principais em cada fase da vida. Eles são importantes para a interpretação de eventos e situações, servindo como referência de comportamento. O código de honra dos cadetes da AFA é composto por um conjunto de cinco valores que devem nortear a conduta profissional de todos dos militares em formação naquela instituição: “Coragem, Lealdade, Honra, Dever e Pátria”. Outros exemplos de valores são: honestidade, beleza, integridade, inteligência e compaixão. Use a sua experiência de vida e observe como a escolha de valores influencia a atitude e o comportamento de uma pessoa. Para aquela que elege a “coragem” como um valor, é muito importante a sensação de encarar os desafios e vencer os efeitos do medo em qualquer situação. Sentir-se covarde é algo terrível emocionalmente e pode comprometer sua autoimagem. Portanto, ela sempre tentará agir conforme o seu modelo mental de comportamento corajoso. Se essa pessoa também escolhe a beleza como um de seus valores, ela certamente dedicará grande parte do seu tempo a exercícios físicos, tratamentos de pele, cabelos, procedimentos estéticos, cirurgias plásticas, etc. Em resumo, os valores que você escolhe indicam suas prioridades na vida.

56


As bases do sucesso

Alinhe valores e princípios Independentemente da sua escolha de valores, o ponto crucial é alinhá-los com os princípios universais. Se houver desalinhamento entre eles, você terá gastos desnecessários de energia e apresentará baixa performance pessoal. Isso é ilógico, improdutivo, ineficiente e frustrante. Além do alinhamento com os princípios, evite escolher valores que resultem em comportamentos conflitantes e ordene-os por nível de importância. Sem esses cuidados, você corre o risco de, em determinadas situações, tentar satisfazer dois requisitos incompatíveis, o que resultaria em um comportamento incoerente e ineficiente, caracterizado por sérias dúvidas de foco e prioridade. Para entender o efeito desses problemas, vamos ver alguns exemplos. O primeiro caso trata da importância do alinhamento de valores com os princípios universais de comportamento. Imagine que uma pessoa chamada João escolheu a “lealdade” como um de seus valores. João é superleal ao seu parceiro. Prefere morrer a abandoná-lo em dificuldade. Lealdade é um valor nobre, não é? Contudo, nada funciona na vida de João. Ele vive isolado, com poucos recursos, sente-se mal e revoltado. Todos o tratam de forma distante, com medo e desconfiança. Ninguém o ajuda em seus objetivos. Por quê? Note como os valores têm um significado bastante relativo. João é, por certo, muito leal. Porém, a sua lealdade é dedicada ao maior traficante da cidade; João é o responsável pela cobrança de dívidas e pela eliminação de “resistências”. Ele certamente escolheu um ótimo valor, mas não o alinhou com dois princípios: primeiro – “só as pessoas boas podem ser felizes”; segundo – “trate as pessoas exatamente como você espera ser tratado”. Não é à toa que, embora se guie por um valor nobre, ele é infeliz e todos o desprezam. No que se refere a conflitos entre valores, o assunto é nebuloso. Alguns dizem que felicidade e conhecimento são conflitantes. Outros, com diferentes pontos de vista, dizem que são complementares. A questão pode se aprofundar em definições filosóficas e interpretações pessoais de cada valor. Na minha opinião, não existem conflitos entre valores, apenas conflitos entre comportamentos. Em todo caso, não vamos nos aventurar pelo campo da filosofia. Na prática, o que importa é sabermos que dois valores diferentes podem induzir dois comportamentos distintos que, em certa situação, podem ser conflitantes. 57


É possível!

O fato é que “não podemos servir ao senhor da guerra e ao senhor da paz ao mesmo tempo”. Nosso comportamento deve ser determinado e consistente. Se a sua interpretação de dois valores indica possíveis conflitos de comportamento, mude o seu conjunto de valores ou ordene-os por prioridade, nunca esquecendo de que todos devem ser alinhados com os princípios universais. Vejamos um segundo exemplo. Imaginemos uma dona de casa, vamos chamá-la de Sílvia. Ela escolheu como valores a honestidade e a lealdade à família. Sílvia nunca pensou em priorizar seus valores, pois acredita que todos têm exatamente a mesma importância. Casada com Carlos há dez anos, eles têm dois filhos, um dos quais sofre de uma grave doença que necessita de medicamentos diários muito caros. Eles formam uma família muito unida. Ela ama seu marido e seus filhos. Nessa situação hipotética, um dia, ela descobre que Carlos é o responsável direto por um grande desfalque na empresa em que ele trabalha. Centenas de funcionários serão demitidos. Ela questiona o seu comportamento. Ele diz que roubou o dinheiro para pagar os medicamentos do filho. Ninguém irá saber. Ela fica confusa. O que fazer? Agir pela honestidade e denunciar seu marido à polícia, ou agir pela lealdade à família e ser cúmplice no crime? Essas são as chamadas “sinucas de bico”. Escolhas difíceis que temos que fazer na vida. Os comportamentos induzidos pela honestidade e pela lealdade à família sempre foram completamente compatíveis. Nessa situação específica não eram. Surge um enorme conflito interno. A decisão não é simples. Existem muitas variáveis a considerar. Essas são situações desconfortáveis e complexas. Quando existe tempo para pensar, geralmente é possível encontrar soluções adequadas. Porém, quando não há tempo hábil para avaliar todas as variáveis, além de alinhados com os princípios, precisamos ter nossos valores bem claros, definidos e ordenados em prioridade na mente. Isso nos ajuda a tomar decisões difíceis de forma rápida, coerente, lógica, previsível e com menor impacto emocional. Para tanto, com o conceito de valores em mente, faça uma lista de tudo o que você considera importante na sua vida. Não tenha pressa. Não economize papel. Seja o mais abrangente possível. Depois, reduza a relação para apenas cinco valores por meio da eliminação gradual, um por um, da lista. A cada corte, pergunte a você mesmo: “Agora, se eu tivesse que desistir de mais um dos valores desta lista, qual seria?”. Os cinco finalistas são seus valores principais. Repita o processo, utilizando a mesma pergunta agora para determinar a prioridade entre os cinco. Finalmente, imagine diversas situações nas quais eles podem ser aplicados e procure detalhadamente por incompatibilidades e quaisquer desalinhamentos com os princípios naturais. 58


As bases do sucesso

O que é sucesso afinal de contas? Sucesso. Temos repetido muitas vezes essa palavra. Mas o que é sucesso, afinal de contas? Quando pergunto sobre seu significado durante minhas aulas e palestras, recebo todos os tipos de respostas, das mais filosóficas até as mais objetivas. Na verdade, nenhuma delas está completamente “incorreta”, é apenas uma questão de interpretação. Todos nós temos uma “intuição” sobre o que significa “sucesso”. Porém, como nosso objetivo neste livro é ajudá-lo a “ter sucesso”, e sabendo da importância de definir claramente nossas metas em qualquer campanha, precisamos nos aprofundar um pouco mais nesse tema. Muitas pessoas passam a vida tentando fazer “alguma coisa” para atingir “algo” que parece sempre estar fora do alcance. Vivem frustradas e infelizes. Por quê? Basicamente porque não sabem, realmente, o que querem. É importante saber o que se busca, isto é, saber o que significa o “verdadeiro sucesso” e como reconhecê-lo quando “chegar lá”. Para isso, é preciso compreender um pouco a dinâmica que motiva todas as nossas ações. Isso está ligado com o prazer e a felicidade. Filósofos e pensadores renomados investiram grande esforço na tentativa de definir a relação entre o sucesso, o prazer e a felicidade. Como resultado, existem extensos trabalhos que definem todos os aspectos desses termos a partir de diversos pontos de vista. Para o propósito desta jornada, necessitamos apenas de uma definição prática que nos aponte um norte. Algo simples que indique que o nosso trabalho está bem direcionado. Começaremos pedindo ajuda ao dicionário. A palavra “sucesso” vem do latim successu e significa “bom resultado”, “aproximação”, “êxito na campanha”. Então, para cada um de nós, na prática, o sucesso realmente é associado a alguma coisa diferente. Todos temos nossas campanhas, nossas prioridades, nossos sonhos e expectativas. Assim, é natural que a representação concreta do sucesso seja diferente para cada indivíduo. Isso explica a diversidade de respostas que recebo em minhas palestras. E quanto à motivação e ao significado emocional do sucesso? Nossa verdadeira motivação não é sustentada apenas por títulos ou resultados materiais da campanha. 59


É possível!

Nossa recompensa real não é ter “aquele” automóvel, ou atingir “aquele” determinado posto. Na realidade, buscamos satisfação emocional. Sentir prazer e felicidade! O sentido material do sucesso é importante, mas buscamos, principalmente, sentir o prazer de vencer todos os obstáculos e chegar ao objetivo planejado. Além disso, queremos desfrutar o sentimento de propósito e a felicidade de viver cada etapa do processo de realização de um sonho. Portanto, vemos claramente que o sucesso é composto de duas partes: uma material e outra emocional. Considerando todos os fatores mencionados acima e utilizando elementos mais específicos para descrever suas partes, chegamos à definição de sucesso que utilizaremos neste curso: “Sucesso é o êxito obtido na execução das atividades e na superação dos desafios encontrados durante uma campanha planejada para a conquista de um objetivo definido. O sucesso é composto por cinco elementos: 1) a conquista de um objetivo concreto e definido; 2) um plano de ação executado; 3) desafios vencidos; 4) o prazer da conquista; e 5) a felicidade durante a execução do plano. A sensação do sucesso corresponde à soma do sentimento de propósito com todos os momentos de prazer e felicidade que temos durante o processo”.

Nesse contexto, alguns ainda poderiam considerar como objetivo concreto e definido ter uma vida despojada de qualquer meio material e dedicada à meditação no topo da montanha. Isso seria plenamente satisfatório. Contudo, embora seja muito válido e louvável, esse não é o tipo de objetivo que consideramos neste livro. As técnicas e conceitos apresentados aqui foram desenvolvidos para a consecução de objetivos concretos que efetivamente contribuam para que você: • • • • • •

tenha mais saúde; melhore seus relacionamentos; atinja maior nível de desenvolvimento pessoal; tenha crescimento profissional; tenha mais recursos financeiros; e tenha maior reconhecimento pessoal e profissional.

Você aprenderá como fazer isso ao longo da nossa jornada. Não se preocupe. Tudo virá a seu tempo. Um passo de cada vez. Paciência e determinação. No momento, é importante que você saiba o que quer. É isso que veremos nos próximos itens.

60


As bases do sucesso

Descubra a sua missão de vida Uma vez apresentada a definição que utilizaremos para o “sucesso”, é válido ressaltar que ela possui um ponto interessante: o sentimento de propósito. Uma das piores coisas que podem acontecer a um ser humano é o sentimento de falta de propósito. Essa sensação está na raiz de diversos problemas emocionais que afetam milhares de pessoas, como a ansiedade e a depressão. Precisamos sentir que estamos fazendo algo de útil, que temos alguma importância, que somos reconhecidos, que deixaremos um legado que perdurará por muitos anos depois da nossa partida, que a nossa vida tem um “sentido”. É aí que entra a nossa “missão de vida”: o nosso propósito maior, a razão de nossa existência, a convergência de todos os nossos sonhos, a finalidade de todos os nossos esforços e objetivos, a conquista que representa o nosso legado de vida. Até o momento da descoberta da nossa missão de vida, cumprimos nossas tarefas, temos objetivos, planos e alguma sensação de sucesso suprida pelas campanhas voltadas a objetivos “menores”. Digo “menores” porque é exatamente essa a impressão que temos a respeito deles depois que descobrimos nossa missão de vida. De repente, com a sua descoberta, tudo parece fazer sentido. Sabemos exatamente o que queremos da vida. Tudo passa a se alinhar. Eliminamos todas as ações e projetos que não contribuem com nossos objetivos. Instintivamente nos associamos a pessoas, grupos e instituições que compartilham a totalidade ou parte da nossa missão. É como se grande parte do que fizemos no passado fosse apenas perda de tempo. As antigas atividades nos deram sustento e outras coisas que pareciam boas, mas nunca preencheram completamente nossos anseios pessoais. É como se sempre faltasse alguma coisa. Descobrir a nossa missão de vida é uma das coisas mais importantes que podemos fazer. Todas as pessoas de sucesso investem muito tempo nessa tarefa. Cada um de nós nasce com um propósito maior. Depois que o descobrimos, é necessário persegui-lo com paixão e entusiasmo. Já sabemos que é preciso alinhar nossos valores com os princípios universais. Agora ressalto também a importância de escolher valores que ajudem a desenvolver as competências e habilidades necessárias para cumprir nossa missão de vida. Nesse momento, você deve estar se perguntando: “Sim, ótimo, mas como eu faço para descobrir a minha missão de vida?”. 61


É possível!

Não se preocupe. O processo é simples, natural e espontâneo. Na verdade, a “semente” já está “plantada” dentro de você, pronta, apenas esperando o momento e as condições certas para “germinar”. Você vai perceber claramente quando isso acontecer. A sua vida nunca mais será a mesma. Mas você pode ajudar no processo. Para isso, é preciso apenas “cultivar” as condições ideais no seu caráter. O que fazer? Focalize seus pensamentos no que você quer, realmente; tenha fé, acredite, abra sua mente, seu coração, seu espírito. Seja você mesmo! Relaxe, você não tem que passar a vida tentando demonstrar nada para ninguém. Você é, na essência, alguém especial, movido por coisas maravilhosas. Deixe as emoções fazerem o seu papel e o apresentarem para o verdadeiro “você” que existe aí dentro. Cuide da semente, e a sua missão de vida romperá as barreiras do medo. Ela germinará e será sustentada por raízes fortes de certeza e folhas viçosas de esperança. Ela crescerá na direção dos seus sonhos e dará bons frutos para as novas gerações. Pense nisso: Qual é o seu propósito maior na vida? Por que você está na Terra? O que você quer deixar como legado da sua passagem por este mundo? O que o motiva a viver? Talvez você sinta dificuldade nas primeiras vezes que tentar responder à essas perguntas. Não se preocupe. Não desista. Vamos ver alguns exemplos de missões de vida. Depois que as ler, volte e releia este item desde o seu início. No segundo ciclo ele fará muito mais sentido. No final, deixe o livro de lado, feche os olhos e pense novamente sobre as suas respostas. Qual é a sua missão de vida? A sua primeira tarefa nessa jornada é responder a essa questão. Exemplos “pouco específicos” de missão de vida: • Inspirar pessoas a descobrir seu verdadeiro potencial. • Ser um exemplo de comportamento para meus filhos e todas as pessoas que eu conhecer. • Utilizar minhas qualidades pessoais para desenvolver meus planos e contribuir para um mundo melhor. 62


As bases do sucesso

Procure ser mais específico quando definir sua missão de vida, por exemplo: • Utilizar minha inteligência e determinação para desenvolver minha carreira profissional, atingir independência financeira e poder me dedicar totalmente a uma fundação que ajudará jovens carentes a estudarem, serem felizes e se tornarem cidadãos produtivos. Agora, duas observações muito importantes. Primeiro, eu espero que você tenha entendido que conhecer a sua missão de vida significa conhecer o seu “propósito”, ter um “norte” para tudo o que você fizer na vida. Em cada fase da sua vida, você terá sonhos diferentes que se transformarão em objetivos concretos distintos. Serão muitas campanhas. Cada uma em busca da realização de um sonho diferente, de um objetivo concreto escolhido. Você usará este livro em cada uma dessas campanhas. Contudo, observe que o sentimento de propósito é sempre parte integrante do sucesso, qualquer que seja o objetivo concreto escolhido. Como ele é fruto de apenas uma missão de vida, significa que todos os seus objetivos devem ser alinhados com a sua missão de vida, caso contrário eles não poderão ser conquistados com sucesso. Percebeu como a sua missão de vida deve nortear todos os seus objetivos para que você tenha sucesso em cada um deles? Segundo, você notou como a missão de vida é muito maior do que um sonho? Ela é o significado da sua existência. Durante sua vida, você terá muitos sonhos. Como vimos acima, aqueles que estiverem alinhados com a sua missão de vida devem ser transformados em objetivos concretos. Ao transformar um sonho em objetivo, você concentra esforços reais para realizá-lo. Veremos isso mais à frente em nossa jornada. Cada sonho realizado – cada objetivo alcançado – será como um “degrau” que o levará cada vez mais próximo da concretização da sua missão de vida. Portanto, neste momento, acreditando que você já descobriu a sua missão de vida, precisamos eleger um de seus sonhos para ser realizado nessa jornada. Qual é o seu maior sonho? O que você mais precisa, ou deseja, neste momento de sua existência que seja completamente alinhado com a sua missão de vida? Não seja tímido! Sonhe grande, sonhe alto! Se você deseja abrir um comércio, não sonhe com o bar da esquina, sonhe com um grande supermercado. 63


É possível!

Desconfiado, você poderia perguntar: “Para que eu sonharia com o que está fora do meu alcance?”. Eu responderia com outra pergunta: “Para que você sonharia com o que já está ao seu alcance?”. Saiba que eu acredito muito em você. O que eu demando em troca da minha confiança é que você sempre busque pelo que parece impossível. Qualquer um pode almejar o que é possível. E eu sei que você pode fazer muito melhor que isso. *** Vamos lá, hora de continuar a nossa jornada. A próxima parada será as cordilheiras dos sonhos!

64


3 Proteja seus sonhos A importância de sonhar Não existe nada como um sonho para criar o futuro. Victor Hugo

Todos nós estamos em uma jornada através da vida. Seja pelas nossas escolhas, ou pela falta delas, estamos sempre caminhando para algum resultado, para algum destino. Não é uma questão de querer mudanças. Estamos no meio de uma mudança constante. O tempo não para, e a vida segue seu curso independentemente de nossa vontade. Assim, é importante que você escolha bem o seu destino para não descobrir, muitos anos mais tarde, que estava no trem errado. A falta de um sonho nos torna indiferentes ao futuro. Quando ouço um jovem dizer que não tem sonhos, sinto uma enorme tristeza. É o que acontece em Alice no País das Maravilhas: se não sabemos para onde queremos ir, qualquer estrada serve. Sem sonhos, somos carregados pela multidão e acabamos dentro de “algum trem”. Talvez o “trem da moda”, quem sabe? ... ***

Adquira esta obra completa, autografada pelo primeiro astronauta brasileiro, o professor Marcos Pontes, em www.marcospontes.com.br ou pela Editora Chris McHilliard Telefone: 011.3744.6141 Fax: 011.3772.4282 chris@mchilliard.com.br

65


Referências bibliográficas ALLEN, David. Getting Things Done. New York: Penguin Group, 2001. ASSARAF, John e MURRAY, Smith. The answer: Grow any business, achieve financial freedom, and live an extraordinary life. New York: Atria Books, 2008 BARKLEY, Bruce. Project Risk Management. New York: Mcgraw-Hill, 2008. BAR-ON, Reuven e PARKER, James D.A. The Handbook of Emotional Intelligence. San Francisco: Jossey-Bass, 2000. BENNIS, Warren. On Becoming a Leader. New York: Addison Wesley, 1989 BURKE, Rory. Project Management. USA: Burke, 2006. BURNS, David D. The Felling Good Handbook. New York: Penguin Group, 1999. CANFIELD, Jack. The Success Principles. New York: HarperCollins, 2005. CLOKE, Kenneth e GOLDSMITH, Joan. Resolving Conflicts at Work. San Francisco: Jossey-Bass, 2005. COVEY, Stephen M.R. The Speed of Trust. New York: Free Pass, 2008. COVEY, Stephen R. The 7 habits of highly effective people. New York: Free Pass, 2004. Di STEFANO, Rhandy. O Líder Coach. Rio de Janeiro: Qualitymark, 2005. ELLIS, Dave. Life Coaching: A manual for helping professionals. Norwalk: Crown House, 1998. GLEESON, Kerry. The Personal Efficiency Program. Hoboken: John Wiley & Sons, 2009. HARKAVY, Daniel. Becoming a Coach Leader. Nashville: Thomas Nelson Inc, 2007. HILL, Napoleon. The Law of Success. New York: Penguin Group, 2008. KENDRICK, Tom. Identifying and Managing Project Risk. New York: Amacom, 2009. KESSLER, Robin. Competency-Based perfomances reviews: how to perform employee evaluations the fortune 500 way. Franklin Lakes: Carees Press, 1995 KOUZES, J e POSNER, B. The Leadership Challenge. San Francisco: Jossey-Bass, 2007. MARQUARDT, Michael. Leading With Questions. San Francisco: Jossey-Bass, 2005. MANDINO, Og. University of Success. New York: Bantam Books, 1982. 362


MCKENNA, Paul. I Can Make You Thin. New York: Sterling Publishing Co, 2009. MCMULLIN, Rian. Manual de Técnicas em Terapia Cognitiva. São Paulo: Artmed, 2005. MAXWELL, John C. The 17 Indisputable Laws of Teamwork. Nashville: Thomas Nelson, 2001. O’NEILL, Mary. Executive Coaching With Backbone and Heart. San Francisco: Jossey-Bass, 2007. RALSTON, Bill e WILSON, Ian. The Scenario Planning Handbook. Mason: Thonsom Higher Education, 2006. TOROPOV, Brandon. The Art and Skill of Dealing With People. New York: MJF Books, 1997. TRACY, Brian. Goals: how to get everything you want - faster than you ever thought possible. San Francisco: Berrett-Koehler, 2004 TRACY, Brian. Maximun achievement: strategies and skills that will unlock your hidden powers to succeed. New York: Simon & Schuster, 1993. TRACY, Brian. Time power: a proven system for getting more done in less time than you ever thought possible. New York: Amacom, 2004. VISCOTT, David. Emotional Resilience. New York: Three Rivers, 1996. WATTLES, Wallace D. The Science of Success. New York: Barnes & Noble: 2007 WILLIAMS, P e THOMAS, L. Total Life Coaching. New York: W.W Norton & Company. Inc, 2005

363


Sobre o autor

Marcos Pontes nasceu em Bauru, São Paulo, em 11 de março de 1963. Começou a trabalhar aos 14 anos como eletricista aprendiz na Rede Ferroviária Federal para ajudar em casa e pagar pelos seus estudos. Entrou na Força Aérea em 1981. Como militar, além de funções administrativas, foi instrutor, líder de esquadrilha de caça e piloto de testes. Tem mais de 2 mil horas de voo em 25 tipos de aeronave, incluindo F-15 Eagle, F-16 Falcon, F-18 Hornet e MIG-29 Fulcrum. Possui mais de 20 anos de experiência em prevenção e investigação de acidentes aeronáuticos. É engenheiro aeronáutico formado pelo Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA) e mestre em Engenharia de Sistemas pela Naval Postgraduate School, Califórnia, Estados Unidos. Suas funções militares foram encerradas em 1998, quando foi selecionado por concurso público, realizado pela Agência Espacial Brasileira, para representar o Brasil na NASA na função de astronauta, que é carreira civil. Na NASA, o engenheiro Marcos Pontes trabalhou no gerenciamento de projetos, na verificação de softwares e procedimentos operacionais da Estação Espacial Internacional (ISS), na atualização dos painéis e displays dos ônibus espaciais, na investigação do acidente da espaçonave Columbia, no desenvolvimento das interfaces de controle do Módulo da Acomodação da Centrífuga da ISS e no projeto e testes de integração do Módulo Laboratório Japonês (KIBO) da ISS, em Tsukuba, Japão. Em março de 2006, Pontes realizou a primeira missão espacial tripulada da história do Brasil, a Missão Centenário: permaneceu no espaço por dez dias e tornou-se o primeiro astronauta brasileiro. Ele também é o primeiro astronauta profissional de nacionalidade única de um país do hemisfério sul. Como astronauta especialista de missão, suas funções a bordo da Estação Espacial Internacional incluíam a montagem, manutenção e configuração de sistemas, além da execução de experimentos científicos do Brasil e de outros países participantes do programa. Entre mais de 6 bilhões de habitantes da Terra, menos de 600 chegaram ao espaço. 364


Após a realização da Missão Centenário, a exemplo do que foi feito com seus companheiros internacionais de missão, Pontes foi dispensado com honras do serviço ativo militar para dar continuidade às funções civis da carreira de astronauta em cargos de maior influência político-administrativa. Mesmo na reserva militar, caso seja de interesse do Brasil, Marcos Pontes pode ser designado pelo Presidente da República para assumir funções ou cargos da estrutura militar, como o Comando da Aeronáutica ou o Ministério da Defesa. Atualmente Marcos Pontes: • é astronauta da ativa, à disposição do Programa Espacial Brasileiro, em Houston, Texas, Estados Unidos, para a execução de voos espaciais e para eventuais contatos técnicos com outras agências espaciais e instituições representadas na NASA Johnson Space Center; • é professor convidado do Departamento de Engenharia Aeronáutica da USP, trabalhando na criação do curso público de engenharia aeroespacial; • é pesquisador convidado do Instituto de Estudos Avançados da USP em São Carlos, São Paulo; • é presidente da MP Engenharia e Eventos; • é consultor e gerente de projetos; • é coach especialista em performance, treinamento e desenvolvimento pessoal; • é palestrante e ministra treinamentos e cursos para empresas e instituições no Brasil e no exterior; • é embaixador mundial do WorldSkills International para a promoção da educação profissional; • é embaixador no Brasil da FIRST Foundation (For Inspiration and Recognition of Science and Technology) para promoção da ciência e tecnologia na educação; • é presidente da Fundação Astronauta Marcos Pontes para a educação, ciência e tecnologia.

365


Palestras, Treinamentos e Cursos O autor ministra palestras, treinamentos e cursos corporativos nos seguintes temas:

Motivação Desenvolvimento pessoal Bases do sucesso Definição de metas Planejamento Preparação pessoal Segredos da execução Gerenciamento de atividades Liderança Trabalho em equipe Medo e ansiedade Superação de desafios Resiliência Qualidade de vida Gerenciamento de riscos Segurança operacional

366


Contato Para cursos, treinamentos, consultorias e palestras com o autor: Marcos Pontes Engenharia e Eventos Ltda. Telefone: 011.3773.8679 www.marcospontes.com.br astronauta@marcospontes.com.br _____________________________________________

Para exemplares autografados e para descontos em quantidades maiores do que 100 livros – presentes, treinamentos, eventos, etc. – Chris McHilliard Editora Telefone: 011.3744.6141 Fax: 011.3772.4282 Rua Mandissununga 195 05619-010 - São Paulo, SP chris@mchilliard.com.br

367


É Possível! Como transformar seus sonhos em realidade  

Livro É Possível! Como transformar seus sonhos em realidade. Escrito pelo astronauta Marcos Pontes, esta obra traz um método eficaz para rea...

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you