Page 1

Autores e Autoras


Autores e Autoras

Akins Kintê

Seu escritório é nas esquinas da vida, onde silencia suas mãos e o coração dedilha sempre um verso, seja lá qual for a adversidade da vida. Atualmente é educador na Fábrica de Cultura de Diadema. Publicou os livros de poesia Punga (coautoria Elizandra Souza), pelas Edições Toró, 2007; InCorPoros — Nuances de Libido (coautoria Nina Silva), Editora Ciclo Contínuo, 2011, com segunda edição em 2018, e Muzimba, na Humildade sem Maldade, Edição do Autor, 2016. Organizou as antologias Pretumel de Chama e Gozo — Antologia da Poesia Negro-brasileira Erótica, Editora Ciclo Contínuo, 2015, e Antologia Sarau no Kintal, 2018, além de participar de diversos volumes de Cadernos Negros. Dirigiu alguns filmes, dentre eles Várzea, a Bola Rolada na Beira do Coração (2010) e Zeca, o Poeta da Casa Verde (2012).

1


Cadernos Negros • volume 42 • Contos Afro-Brasileiros

Alcidéa Miguel

Alcidéa Miguel de Souza nasceu em Vitória, ES. É casada e tem três filhos. Tem formação superior em artes e música, é especializada em artes, educação e cultura e atua como professora, da educação infantil ao ensino médio. Formada em saxofone pela Fundação das Artes, estudou violino, regência, canto e violão e leciona os referidos instrumentos. É membro da Academia de Letras da Grande São Paulo, cadeira 25 (Vinícius de Moraes). Escreveu e publicou quatorze livros nos gêneros poesia, contos e crônicas, dedicando-se ao público infantil e adulto, nacional e internacional. Apresenta-se com atividades musicais e literárias em eventos nacionais e internacionais, tendo obras publicadas em Portugal e lançadas no Chile, nos Estados Unidos, em Israel, na Argentina, Colômbia e Espanha.

2


Autores e Autoras

Alessandra Sampaio

Nasceu em Feira de Santana, BA, em 19 de junho de 1971. Reside em Salvador. É graduada em Letras com Inglês pela UEFS – Universidade Estadual de Feira de Santana e pós-graduada em Estudos Literários pela mesma instituição. É professora universitária de Literatura Infantojuvenil e atua como professora de Língua Portuguesa da rede estadual de educação da Bahia e da rede municipal de Camaçari. É membro da coordenação da Quartinhas de Aruá, evento literário que acontece em Salvador.

3


Cadernos Negros • volume 42 • Contos Afro-Brasileiros

Ana Fátima

Natural de Salvador, BA, Ana é educadora, pesquisadora, contista, poeta, mãe, filha do Ilê Axé Iboro Odé, professora da rede municipal de Camaçari (BA), maquiadora e consultora de beleza. Licenciada em Letras Vernáculas, é especialista em Docência do Ensino Superior e mestra em Crítica Cultural com pesquisas em educação escolar quilombola. Ana publicou os livros infantis As Tranças de Minha Mãe (2018) e Makeba Vai à Escola (2019). Participou dos volumes 37 a 40 de Cadernos Negros (2014 a 2017), das antologias O Diferencial da Favela (vol. II, 2017); Mulher Poesia (volumes 1 ao 4; 2016 a 2019) e organizou a antologia de poemas e contos Outras Carolinas (2017).

4


Autores e Autoras

Anamaria Alves

Anamaria Alves Dias dos Santos, preta quilombola, é filha e neta dos pretos do Quilombo Chacrinha dos Pretos, em Minas Gerais. É pesquisadora do NEIA, na Faculdade de Letras da Universidade Federal de Minas Gerais, e professora de alemão e inglês. Possui poemas e contos publicados em Portugal, pela Infinita, e na Alemanha, pelo selo Mulheres Emergentes. Também publicou um ensaio sobre teoria da literatura pela Editora Letramento e resenhas e biografias de escritoras negras pelo Portal Literafro. Anamaria afirma: “Sou apaixonada pelas Letras desde que meu pai, Sr. Hélio, e minha mãe, dona Bernadete, dos povos Dias e Santos do meu Quilombo Chacrinha, escolheram meu nome no livro Olhai os Lírios do Campo, quase quinze anos antes desta Anamaria nascer, filha do Quilombo com a Literatura”.

5


Cadernos Negros • volume 42 • Contos Afro-Brasileiros

Augusta Nunes dos Santos

Augusta afirma: “Sou história e presente, mãe, filha, sou família e escolhas. Do sertão da Bahia para qualquer lugar que tenha o som do tambor, a melodia das cumplicidades e o mundo como aconchego. De minha ancestralidade tenho as lembranças e o registro de cada uma que passou e permanece em cada filho das entranhas da mãe África”.

6


Autores e Autoras

Benício dos Santos Santos

Nascido em Salvador, BA, Benício é historiador de formação, pesquisador, coordenador de projetos educativos, funcionário público da cidade de Salvador e admirador de textos escritos por autores(as) negros(as). Publicou nos volumes 37, 38, 39, 40 e 41 dos Cadernos Negros. A literatura para ele está em todos os lugares e fortalece a memória do povo negro e de sua ancestralidade, sendo também um instrumento intelectual de luta contra racismo

7


Cadernos Negros • volume 42 • Contos Afro-Brasileiros

Carlos Cardoso dos Santos

Natural de Vitória da Conquista, BA, Carlos formou-se em Engenharia na UFBA, mas o desejo de escrever literatura sempre o acompanhou em silêncio. Acredita que negros e negras devem escrever mais e mais sobre suas diferentes subjetividades e assim romperem de uma vez com os silêncios incômodos. Atualmente mora no Rio de Janeiro, onde trabalha na escrita de seu primeiro livro.

8


Autores e Autoras

Catita

Mulher, negra, professora, pesquisadora, “escrivinhadora”, paulistana, filha, tia, amiga, amante... Catita sente que, para ela, prosa e poesia germinam entrelaçadas. Escreve porque dói, escreve porque sereniza. Seu cotidiano e os sentimentos de seu mundo imaginário estão no blog www.letrascatitas.blogspot.com. Idealizou e mantém o evento virtual anual “À Mesa Negra”. É cofundadora do grupo de autoras negras Flores de Baobá.

9


Cadernos Negros • volume 42 • Contos Afro-Brasileiros

Claudia Walleska

Claudia é escritora, poetisa, compositora e militante negra. Nascida em 1980, é natural de São Paulo, capital. Enfermeira, atualmente trabalha na saúde pública pela Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo (SES) e na Coordenadoria de Vigilância em Saúde do Município de São Paulo (COVISA). É bacharel em Enfermagem pela Universidade Anhembi Morumbi (2005), pós-graduada em Vigilância Sanitária pela Faculdade Oswaldo Cruz (2009) e tem especialização em Saúde do Trabalhador e Ecologia Humana pela FIOCRUZ (2016). Sempre gostou de escrever, participou da Pretumel de Chama e Gozo — Antologia da Poesia Negro-brasileira Erótica e tem a sua sétima participação nos Cadernos Negros. Acredita que literatura afro é um ato de força e resistência.

10


Autores e Autoras

Cuti

Cuti é pseudônimo de Luiz Silva. Formou-se em Letras (PortuguêsFrancês) na Universidade de São Paulo, em 1980. É mestre em Teoria da Literatura (1999) e doutor em Literatura Brasileira (2005), pelo Instituto de Estudos da Linguagem da Unicamp. Foi um dos fundadores e membro do Quilombhoje Literatura (de 1983 a 1994) e um dos criadores e mantenedores dos Cadernos Negros (de 1978 a 1993), série na qual publicou seus poemas e contos em 40 dos 41 volumes lançados (até 2018). Tem também publicado diversos textos em antologias, incluindo ensaios. É autor dos livros Contos Escolhidos, coletânea publicada em 2016, Negrhúmus Líricos, de 2017, dentre diversos outros.

11


Cadernos Negros • volume 42 • Contos Afro-Brasileiros

Décio de Oliveira Vieira

Décio nasceu em São Paulo, em 1956, e atualmente reside na cidade de Caieiras. Estudou em escolas públicas até 1977, momento em que entrou para a universidade, PUC-SP, na área de Língua Portuguesa, e de imediato se viu obrigado a enfrentar a invasão da universidade. Preso político, participou em 1978 da criação do MNU – Movimento Negro Unificado. Exilou-se do Brasil em 1979, retornando em 1982, quando retomou sua identidade e passou a trabalhar em escolas públicas como professor de língua portuguesa e literaturas. Colaborou com diversos jornais, sempre discorrendo sobre temas literários, e passou também a escrever contos e crônicas para a revista literária O Matuto, da cidade de Jundiaí, SP. Em 2002 ficou em 2º lugar em concurso literário da cidade do Rio de Janeiro, e iniciou também sua participação nos Cadernos Negros.

12


Autores e Autoras

Edson Robson

É natural de São Paulo, SP, e reside em Carapicuíba. É advogado, casado, militante do movimento negro, capoeirista, filho de Maria da Glória Alves dos Santos (Lusthosa — Feira de Santana, BA) e de Durvaltércio Alves dos Santos (Mestre Bolinha — Vitória, ES). Edson diz: “Acredito que a literatura tem o poder de transformar as pessoas, tornando-as protagonistas das próprias histórias. A poesia deve ser um instrumento de luta e libertação!”. Tem textos publicados nas antologias O Negro em Versos (Ed. Moderna, 2005), Black Notebooks — Contemporary Afro-Brazilian Literary Movement (Africa World Press, 2007) e em diversos volumes de Cadernos Negros.

13


Cadernos Negros • volume 42 • Contos Afro-Brasileiros

Elaine Marcelina

Nascida no Rio de Janeiro, é escritora, graduada em História, mestre em História e roteirista. Tem seis livros publicados, dentre eles Mulheres Incríveis e As Coisas Simples da Vida, que é seu primeiro livro infantil. É colunista do site Pauta Rio. Ministra a oficina de escrita criativa “Meu Primeiro Livro”, incentivando a escrita entre crianças, jovens e adultos. É membro do grupo de pesquisa Leddes/Áfricas – UERJ e militante do MNU – Movimento Negro Unificado. Escreve regularmente no blog www.mulheresincriveis. blogspot.com.

14


Autores e Autoras

Esmeralda Ribeiro

Esmeralda é jornalista, escritora e pesquisadora da literatura afrobrasileira. É integrante, desde 1982, do Quilombhoje Literatura, grupo de escritores responsável pela organização e edição da série Cadernos Negros. Também faz parte do coletivo Flores de Baobá. Tem trabalhos publicados em antologias no Brasil e no exterior. Sua atuação no sentido de incentivar a participação da escritora negra na literatura tem sido constante. Idealizou, com Vera Lúcia Barbosa, o Sarau Afro Mix. Também foi cocriadora do Xirê de Palavra & Poesia Afro, com palestras sobre a literatura afro-brasileira e declamações de poemas destinadas a crianças e adolescentes de escolas públicas e particulares. Em 2019, realizou algumas palestras nos EUA. É autora dos livros Malungos e Milongas (conto) e Orukomi (infantojuvenil). Facebook: Esmeralda Ribeiro. Instagram: ribeiro878. (Crédito da foto: Luiz Pereira Pinto)

15


Cadernos Negros • volume 42 • Contos Afro-Brasileiros

Fernando Gonzaga

Nasceu no centro histórico da cidade de Salvador, BA. É observador do cotidiano do povo negro e é aí que tem origem a maioria dos seus escritos. É bacharel em Ciências Econômicas, especialista em Docência do Ensino Superior, possui formação continuada em Literatura Negra para Enegrecer os Modos de Saber. É curador do EPA! Encontro Periférico de Artes e participante do Quilomboletras/BA. Sua escrita é fruto dos seus ancestrais, das percepções que encontra e que o circundam no presente. Por meio dela vem buscando possibilidades para afrofuturos da nossa população. Isso tudo o fortalece e inspira, fazendo-o acreditar na escrita como voz ancestral e contemporânea do ser. Tem textos nos seguintes livros: volumes 37, 39 e 40 de Cadernos Negros; O Diferencial da Favela: Poesias e Contos de Quebrada, de 2017; coletânea Afrofuturismo, e-book de contos, 2019.

16


Autores e Autoras

Gui Denker

É mineiro e sempre morou em Belo Horizonte. Guilherme revela o seguinte: “Embora minha mãe tenha tentado incentivar a leitura na infância, descobri os livros só na oitava série por inveja de uma colega de classe (desde então nunca subestimo esse afeto poderoso). A literatura me ajuda a superar a sordidez do conteúdo dos dias maquinais”. É graduando do curso de Filosofia da Universidade Federal de Minas Gerais e pesquisador do Núcleo de Estudos Interdisciplinares da Alteridade – NEIA, da Faculdade de Letras dessa mesma instituição.

17


Cadernos Negros • volume 42 • Contos Afro-Brasileiros

Jairo Pinto

Jairo Pinto é escritor e poeta baiano, nascido em Salvador. Publicou sua primeira obra individual, Por Onde Começar: Antologia de Verso e Prosa (Cogito Editora), em 2016 após participar de diversas antologias de poesias, contos e crônicas, ter textos publicados no quinto número da revista espanhola La Galla Ciencia e ter ganhado alguns prêmios literários. Jairo afirma: “Penso que literatura negra é alimento para novos dias”.

18


Autores e Autoras

Jéssica Nascimento

Atriz, 28 anos, é mestranda do departamento de História da PUC-SP e estuda as afrografias do teatro negro. É bacharel em Comunicação das Artes do Corpo pela PUC-SP (2017) e aluna da Escola de Artes Dramáticas da Universidade de São Paulo (EAD). Possui extensão universitária pelo Centro de Estudos Africanos (CEA-USP). Desde 2017, é orientadora do Programa Vocacional, projeto que integra os programas de formação artística da Secretaria de Cultura de São Paulo. É integrante da Cia Lúdicos de Teatro Popular desde 2013.

19


Cadernos Negros • volume 42 • Contos Afro-Brasileiros

Joceval Nascimento (Layê)

Nasceu em Salvador, BA, no bairro de Pernambués, em 04 de março de 1967. Licenciado em Filosofia pela UCSAL, é funcionário da Prefeitura Municipal de Candeias, BA. É Ogã do Terreiro Ilê Axé Omin Kare Lewí, professor/educador social, compositor e produtor cultural na área de música e literatura. Casado, é pai da garota Lindiwe Alves Nascimento Onawale, dentre os muitos filhos que a vida lhe ofertou. Atualmente é membro do grupo de literatura negra Quartinhas de Aruá, em Salvador.

20


Autores e Autoras

Kasabuvu

Kasabuvu (Onildo de Deus Aguiar) nasceu em Santos, litoral de São Paulo. É membro do Nucab (Núcleo de Cultura Afro-Brasileira da Uniso – Universidade de Sorocaba). Formando em Sociologia, tem dois cursos sobre história da África. Expõe seus poemas em várias cidades, como Sorocaba, Jundiaí e São Paulo.

21


Cadernos Negros • volume 42 • Contos Afro-Brasileiros

Leandro Passos

Professor de Língua Portuguesa do IFMS – Campus Três Lagoas, Leandro realiza estágio de pós-doutorado na UNESP de Rio Preto, investigando a presença poética da cultura bantu e iorubá nas obras da escritora Conceição Evaristo. Faz parte dos grupos de pesquisa Gênero (UNESP-SJRP) e Raça e Criminologia: Diálogos Críticos (UEMS-Paranaíba). É membro do Conselho do Direito do Negro de Três Lagoas, MS. Para ele, a escrita sobre o povo negro, feita pelos próprios negros, é uma prova de resistência e empoderamento.

22


Autores e Autoras

Lia Vieira

Lia é especialista em relações étnico-raciais com atuação na formação de professores para a diversidade racial, movimentos sociais e educação, relações raciais, diversidade cultural e gênero. Lia também vem atuando na mobilização e articulação de mulheres, adolescentes e meninas negras em torno de temas e ações que propiciem o combate ao racismo e o sexismo. Nesse sentido, vem elaborando, ao longo do tempo, um programa de formação e informação de mulheres, adolescentes e meninas negras, por meio de cursos, seminários, publicações e vídeos, além de proferir palestras, cursos e conferências, em instituições públicas e privadas, sobre temas das suas áreas de atuação, no Brasil e no exterior. É autora do livro de contos Só as Mulheres Sangram (Ed. Nandyala, 2011) e do infantojuvenil Chica da Silva — a Mulher que Inventou o Mar (OR, 2001; Ed. Nandyala, 2019), além de ter participado de diversas antologias, dentre elas os Cadernos Negros.

23


Cadernos Negros • volume 42 • Contos Afro-Brasileiros

Lidiane Ferreira

Lidiane Ferreira tem 27 anos e é professora. Oriunda da periferia da cidade de Salvador, BA, não sabe ao certo quando começou a escrever. Compreende a literatura negra como um viés fundamental para a emancipação e ressignificação da identidade negra. Amante das letras, graduou-se em Letras Vernáculas e é pós-graduada em Educação em Gênero e Direitos Humanos (UFBA). É uma das idealizadoras e membro do Enegrescência, projeto literário que busca divulgar as literaturas afro-brasileiras e africanas. Apesar de a sua escrita ter surgido do silêncio provocado pelo racismo, hoje a considera um fator de resistência, empoderamento e libertação. Eventualmente, publica seus poemas e trechos de contos nas redes sociais.

24


Autores e Autoras

Lígia Santos Costa

Nasceu em março de 1977 e mora em Salvador, BA. É professora de literatura de turmas do ensino médio da formação básica, psicóloga gestalt-terapeuta e psicopedagoga. Mestranda no Programa de Estudos em Linguagens na Universidade do Estado da Bahia, onde desenvolve pesquisa sobre expectativas de leitura de escritoras negras.

25


Cadernos Negros • volume 42 • Contos Afro-Brasileiros

Lílian Paula Serra e Deus

Lílian é mineira de Belo Horizonte. Atualmente mora em Salvador, BA. É doutora em Literaturas em Língua Portuguesa pela PUC Minas e professora adjunta na Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-brasileira (UNILAB). É autora do livro de poemas A Palavra em Preto e Branco, publicação independente, cujos poemas abordam, sobretudo, as muitas facetas do feminino, ancestralidade e identidade negras.

26


Autores e Autoras

Lindevania Martins

Nasceu na cidade de Pinheiro, no interior do Maranhão, em 1972. Graduada em Direito com mestrado em Cultura e Sociedade pela Universidade Federal do Maranhão. Trabalhou durante alguns anos como delegada de polícia e hoje é defensora pública no Maranhão, atuando na defesa da mulher e população LGBT. Poeta e contista, tem um romance em andamento. Ganhou alguns concursos literários, escreveu três livros e esteve em diversas antologias, nacionais e internacionais. Começou a escrever cedo, mas sempre teve dúvidas sobre o significado dessa escrita literária na sua vida. Por mais de dez anos, esteve certa de que não queria mais publicar e que o sentido que buscava através da letra talvez estivesse em outro lugar. Escreve nos blogs Catálogo de Indisciplinas e Bookfilia. Ainda espera que tudo faça sentido.

27


Cadernos Negros • volume 42 • Contos Afro-Brasileiros

Lorena Barbosa

Professora de Literatura e Língua Portuguesa, graduanda em Letras pela Universidade Federal de Minas Gerais e pesquisadora da literatura afro-brasileira no portal Literafro. É integrante do NEIA – Núcleo de Estudos Interdisciplinares da Alteridade, em que realiza pesquisas relacionadas à escrita de mulheres negras. É educadora popular e coordenadora do Pré-Enem Angola Janga, projeto belorizontino vinculado ao Bloco Angola Janga, que visa a preparação de jovens negros e periféricos para o ensino superior.

28


Autores e Autoras

Luana Passos

Pedagoga da Secretaria Municipal de Educação de São José do Rio Preto, SP, Luana é mestre em Estudos Linguísticos pela Unesp/ Ibilce/SJRP, vice-coordenadora e pesquisadora do Núcleo Negro de Pesquisa e Extensão da Unesp/Ibilce – Nupe e integrante do grupo de pesquisa Gênero e Raça da mesma instituição. Luana pensa que a literatura é uma das formas mais potentes de humanização e conscientização do poder, força e história de negras e negros. Para ela, literatura afrodescendente é liberdade veiculada pela arte da palavra.

29


Cadernos Negros • volume 42 • Contos Afro-Brasileiros

Luciana Leitão

Luciana Leitão é nascida e criada em Salvador, graduada em Fisioterapia pela Ucsal e bacharela em Artes, com ênfase em Cinema, pela UFBA. Oficiala de Justiça do TJBA, viaja pelo universo das palavras e imagens. Das suas experiências de vida, leituras e andanças mundo afora nascem seus textos e fotografias. Participou da coletânea Negras Crônicas, publicada pela Editora Villardo (2019).

30


Autores e Autoras

Manoel Francisco Filho

Manoel Francisco Filho tem 39 anos, é casado, pedagogo e há 10 anos atua na rede municipal de educação de Sorocaba, onde atualmente ocupa o cargo de diretor de escola. É idealizador do projeto No Caminho do Sol (O Mundo do Faz de Conta Acontece) — http://nocaminhodosol.com.br/o-mundo-do-faz-de-contaacontece —, que propõe a desconstrução do racismo por meio da relação afetiva com bonecas e narrativas autorais publicadas em livros artesanais (EVA) e “brincantes” (diversos elementos artesanais utilizados como material didático). É um dos idealizadores do Coletivo Móbile Cultural, que propõe ações compartilhadas de organização e promoção de atividades e eventos, em especial o Quilombo Móbile (Feira de Palmares). http://coletivomobilecultural.org.

31


Cadernos Negros • volume 42 • Contos Afro-Brasileiros

Manuella Santos

Natural de Valença, BA, Manuella reside no Rio de Janeiro há trinta e cinco anos. Formada em Ciências Contábeis, cursa Letras. Também formou-se em Contação de Histórias Negras Infantojuvenis. Desenvolveu o gosto pela literatura aos 36 anos, após um câncer. Possui um conto publicado chamado “Sonho de um Sonho” e tem um prêmio, a título de menção honrosa, com seu conto infantil “A Lenda dos Girassóis”. Admiradora de Conceição Evaristo, Lívia Natália, Sueli Carneiro, busca inspirações nessas escritoras.

32


Autores e Autoras

Mari Vieira

Mari Vieira nasceu Marilene Vieira Costa nos longínquos cantos do Vale do Jequitinhonha, MG. Vive em São Paulo, SP, há mais de vinte anos. Publicou pela primeira vez em 2017, no volume 40 da série Cadernos Negros. Em 2019 publicou também na Antologia Comemorativa do Dia Internacional da Mulher — Mulherio das Letras Portugal — Prosa e Conto, e na antologia Nenhuma a Menos. É escritora, poeta, professora e realizadora de sonhos. É cofundadora do grupo de autoras negras Flores de Baobá. Instagram: amarivieira. Facebook: https://www.facebook.com/mari. vieira.9026.

33


Cadernos Negros • volume 42 • Contos Afro-Brasileiros

Marli de Fátima Aguiar

Educadora social, gestora ambiental, escritora e militante feminista, Marli mora na cidade de São Paulo. Formada em Letras (Português-Espanhol) pela Unifesp/Guarulhos. Trabalha com reciclagem de catadoras e catadores para reconhecimento e valorização da categoria, da vida, do meio ambiente. Participa de coletivos de mulheres negras. Realiza oficinas de escrita para mulheres negras como espaço de descoberta de si e das outras, espaço de cura e de reencontro ancestral através de seus escritos poéticos e literários. Participou da Flip, em Paraty (2019), em rodas de conversa promovidas pela Editora Feminas e com o coletivo Flores de Baobá. Marli afirma: “Escrevo porque preciso, e para não me afogar nas águas-palavras oceânicas em mim”.

34


Autores e Autoras

Míghian Danae

Míghian gosta de escrever faz tempo, desde que ganhou, de sua mãe, um caderno para escrever, com uns seis anos. De lá para cá, nunca parou. Escrever a faz descobrir coisas sobre ela e sobre as pessoas que ama. É professora universitária e foi durante muitos anos professora de educação infantil. Mora em São Francisco do Conde, BA, e acabou de publicar Exu, um livro infantil, pela Arole Cultural. Tem um blog: www.afrodito-me.blogspot.com

35


Cadernos Negros • volume 42 • Contos Afro-Brasileiros

Nana Martins

Silvana Martins é mestra pelo Programa de Literatura da Universidade Federal de Santa Catarina e estuda áreas relacionadas ao feminismo negro e à literatura afro-brasileira e africana. Formou-se, pela Universidade Estadual de Londrina, em Letras (Português-Francês) em 2011. Escritora, possui poemas e contos publicados nos Cadernos Negros nos volumes 35, 36, 38, 39 e 40, entre outras publicações. Ministra cursos e oficinas sobre literatura afro-brasileira e escrita literária. Realiza o sarau Vozes Negras, uma performance literária que tem como foco promover a literatura negra. É professora da rede estadual de ensino do Estado de Santa Catarina e, nas horas vagas, pintora.

36


Autores e Autoras

Samira Calais

Mineira que vive em São Paulo, Samira é jornalista de formação e escritora de coração. Teve poemas publicados no volume 41 dos Cadernos Negros e tem textos seus na Antologia Comemorativa do Dia Internacional da Mulher — Mulherio das Letras Portugal — Prosa e Conto. Escreve em uma página na revista eletrônica “Obvious” sobre o cotidiano das mulheres e já teve seus textos reproduzidos em blogs e revistas feministas. Tem também um perfil no Instagram em que une frases, ilustrações e poemas de força e amor, o @parameninasemulheres. A escrita é sua descoberta, seu refúgio, seu contribuir e seu recomeçar.

37


Cadernos Negros • volume 42 • Contos Afro-Brasileiros

Silvia Barros

Silvia Barros da Silva Freire é nascida em Natal, RN, e mora na cidade de Niterói, RJ, desde os 4 anos de idade. É professora e pesquisadora na área de literatura, com ênfase na literatura de autoria negra. É coordenadora do Neabi do Colégio Pedro II (gestão 2019/2021). Participa como autora de algumas antologias de prosas e poemas.

38


Autores e Autoras

Uilians Uilson Santos

Uilians se define como jornalista e aprendiz de escritor que sonha com uma carreira literária. Está sempre buscando assunto e participando de oficinas e atividades que possam contribuir para a conquista desse objetivo. Ele diz o seguinte: “A literatura é parte da minha vida, o caldo que dá sentido, o que explica o dia a dia, o que me tira do marasmo e pinta o cinza do cotidiano”. Afirma ainda que a literatura é “algo importante, sem o qual não consigo viver”. Acha que a literatura é tudo isso e também nada disso, hábito sem sentido, vício da adolescência, que acaba com as suas finanças, que cansa os seus olhos. Para ele, “participar de uma edição de Cadernos Negros é um sonho realizado e uma grande chance de visibilidade para o meu trabalho”.

39


Cadernos Negros • volume 42 • Contos Afro-Brasileiros

Val Lourenço

Valéria Lourenço, professora e poeta, nascida na Baixada Fluminense, é atualmente uma retirante enraizada no sertão cearense. É apaixonada pelo encantamento cotidiano das narrativas e pelo som das (novas) palavras que nomeiam o mundo. E quando nasce a possibilidade de inventar novos nomes para coisas, gentes, paisagens e sentimentos, e de reconstruir outros começos, eis, aí, para ela, o fascínio da literatura.

40


Autores e Autoras

Zainne Lima da Silva

Zainne Lima da Silva é de 94, filha de retirantes nordestinos, prosadora, poeta e bonequeira. Bacharela em Letras pela FFLCH-USP, é autora de Pequenas Ficções de Memória, da Editora Patuá (2018). Possui textos nas publicações Jovem Afro e Cadernos Negros Volume 41, do Quilombhoje; Raízes Volumes 1 e 2 (Ed. Venas Abiertas); As Coisas que as Mulheres Escrevem (Ed. Desdêmona); Nem Uma a Menos (Editora Versejar). É poeta convidada da primeira edição do Projeto Sutura.

41


Cadernos Negros • volume 42 • Contos Afro-Brasileiros

Criada em 1978, a série Cadernos Negros chega ao seu quadragésimo segundo ano de existência. 42


Millions discover their favorite reads on issuu every month.

Give your content the digital home it deserves. Get it to any device in seconds.