Page 1

5 Colunistas:

ANO XVI - Nº 478- 17/02/2017

O VERDADEIRO JORNALISMO INVESTIGATIVO E OPINATIVO

Pág. 14

R$ 3,00

WWW.FOLHAESTADO.COM Pág. 09

Pág. 11

Juquita Carvalho

Lilian Cabral

Pablo Américo Pereira

ESCRITOR

ADVOGADA

ADVOGADO

Triste realidade! “Tenho medo que os bichos fiquem soltos e acabem sendo mortos pela vizinhança”

Página 03 Ontem em Itapema, 16/02, reuniram-se pessoas membras da sociedade para criação do CONSEG de Itapema.

De Segunda a Sexta das 12h à 13h Página 07

Secretário de Planejamento elogia parceria com Construtora Página 11

TPA é constitucional Página 11


02

OPINIÃO

WWW.FOLHAESTADO.COM

Ed. n° 478- 17/02/2017

Envie sua opinião para nossa redação pelo email: josefolha@hotmail.com ou ligue 3268.0440

EDITORIAL

Stalin Passos Economista - 47 9914-6821

Imprensa olhos da Justiça e da Sociedade

D

esde a fundação do jornal Folha do Estado, em 2002, em Itapema, que perdemos as contas de assuntos que pautaram não somente a mídia local, mas até a nacional, e nesta experiência puder constatar um fato, a imprensa ela quando imparcial feita com técnica e profissionalismo, as injustiças, crimes ocultos e muitas das contravenções em andamento são denunciados a sociedade e a Justiça. Os veículos de comunicação tem uma função de extrema importância para auxiliar a sociedade e a justiça quanto à formação da ética e do caráter moral dos seus integrantes, nenhuma informação ou notícia pode passar despercebida pelos poderes constituídos, posto que, os veículos são os portadores da boa e da má noticia, sendo ela de repercussões negativas ou positivas, são necessárias uma atenção das autoridades quanto ao impacto sócio econômico e cultural das notícias relacionadas às realidades vividas pelas comunidades, minorias, de direitos individuais e coletivos para aplicação da lei e regras vigentes, adequações, e para a criação de novas regras e leis. A impressão que temos que a sociedade vê o jornal e jornalista como um ser ligado ao Estado, ou que estas empresas e profissionais são servidores públicos e que tem por obrigação atender as demandas como se fossem agentes públicos, na verdade, o jornalista é o agente portador da notícia e para que estas notícias sejam produzidas com responsabilidade, há um abismo entre o amador, a técnica e o profissionalismo para que atenda os mínimos critérios para que a notícia seja imparcial e atenda a realidade da demanda dos autores, portadores da noticias, para que a sociedade e o estado sejam notificados como autores e coautores responsáveis para dar resoluções às demandas imprimidas pelas inúmeras noticias-fato que servem de padrão para fomentar a civilidade, sobretudo, ordenar e formatar o padrão ético e moral. Parece ser essa a confusão que normalmente muitas pessoas fazem. De qualquer sorte, há quem não goste

nem de uma nem da outra, ou seja, não sabem diferenciar a imprensa séria e da fofoqueira, o que é compreensível, quando se quer manter o anonimato ou esconder sujeiras. Uma imprensa séria e comprometida com a verdade, pode ser os olhos da sociedade, notificando e revelando os fatos, chamando atenção de autoridades e sociedade. Por outro lado, o leitor pode também ser os "olhos da imprensa", num processo de interação e trocas. O leitor é quem realmente tem o maior poder de "investigação", se isso fosse um hábito ou processo, fruto de uma educação mais comprometida e voltada para a cidadania. Outro fato que muito se questiona na imprensa, são os interesses e as intensões. Assim, não é raro ouvirmos "boatos"? de que muitos veículos de comunicação só divulgam o que lhes interessam ou interessa a uma classe, que, quase sempre, é de abastados, uma espécie de troca de favores. O poder de penetração que a imprensa tem sobre o imaginário social e até de modificar comportamentos, é inquestionável, especialmente quando esse veículo tem credibilidade social. Devemos respeitar o trabalho da imprensa séria, de um verdadeiro jornalismo, para, junto com a sociedade e as verdadeiras autoridades, mostrar a realidade de alguma gente que se faz passar por pessoas do bem, quando, na realidade, é o patrocinador do mal, enquanto vivem à custa da miserabilidade da maioria. Uma IMPRENSA responsável pode ser os olhos da sociedade e da justiça, sob o olhar vigilante revelando as corrupções ativas e passivas de todos os modos e também ser a portadora das boas notícias e de oportunidades. Um jornalismo sério e comprometido com a notícia e imparcial demanda quesitos imprescindíveis para a manutenção da verdade, ética e moral têm que ser equânime, justo e honesto, probo em todos os aspectos desde a fonte a publicação. José Santana O editor

TELEFONES ÚTEIS Prefeitura de Itapema Hospital Sto Antônio Polícia Emergência Polícia Rodoviária Federal Polícia Rodoviária Estadual Polícia Militar Polícia Civil Bombeiro Águas de Itapema CELESC Conselho Tutelar Defesa Civil Rodoviária Secretaria de Turismo PROCON

3268-8000 3268-5188 3267-1570 190 3368-2930 551 3368-4190 3368-5418 193 3268-8200 3268-2366 3268-6650 9186-8200 3368-2010 3368-2486 1512

Cartório de Registro de Imóveis FAACI Secretaria de Obras Fórum de Itapema Casa de Passagem Câmara de Vereadores Centro de Cidadania Conselho Tutelar(Plantão) Ponto de Táxi (HSBC) Ponto de Táxi (Praça) Ponto de Táxi (Rodoviária) Vigilância Sanitária SINE Iluminação Pública Tabelionato de Notas

3368-2203 3368-1603 3368-2244 3268-8800 3267-1472 3268-2578 3368-3418 9937-2278 3368-2000 9985-6464 3368-2073 3368-0351 3368-2895 3368-1010 3368-4993

Secretaria do Meio Ambiente Provita - Alcoólicos Anônimos Posto de Sáude - Centro Posto de Sáude - Meia Praia ONG Amigo Bicho Junta Militar - Alistamento Ônibus Intermunicipal Praiana Corpo de Bombeiro - Emergência Corpo de Bombeiro - Vistoria Projeto Sentinela Projeto Sentinela - Plantão Colônia de Pescadores Citran APAE Aeroporto Navegantes

3268-1603 3268-7332 3267-1540 3267-1553 3368-1099 3344-5418 3368-5052 3368-4474 3368-6502 3268-2400 9186-9860 3368-2388 3368-5462 3268-6662 3242-9205

A Arte de Pensar

N

os artigos anteriores (I a III), mostramos a ação de Cristo como o Mestre dos Mestres, despertando cada pessoa para o gerenciamento de suas emoções e o guia da sua própria vida e ações. Hoje, tentaremos mostrar como o Grande Mestre semeou as mais lindas sementes na alma e espírito humanos. Por isso, Ele deu a sua própria vida. Cristo ensinou-nos que devemos ter metas e a sonhar com elas, como também que os fracassos e insucessos podem ser superados pela persistência, bondade e amor. Na sua breve vida, Jesus foi um homem como qualquer outro: sofreu, ficou ansioso, chorou, perdoou, teve misericórdia e morreu com dignidade, mesmo tendo sido crucificado, perdoando até os seus algozes; “Pai, perdoai-os, eles não sabem o que fazem...”. Na leitura dos Evangelhos, podemos conhecer a Sua habilidade para amar, controlar Suas emoções e pensamentos! O Mestre do Amor tinha muito a ensinar para cada pessoa. Ele nunca pressionava, usava o amor como um perfume que encantava Seus seguidores, com o objetivo de fazê-las livres (Mateus 19:2). Usava a dúvida como ferramenta da Sua pregação, com ela removia os preconceitos e memórias estáticas da cada pessoa, a fim de fazêlas pensar sobre uma fé inteligente. Nada impunha, era aberto e flexível, deixava o outro sempre livre para pensar! Com a samaritana (pecadora), mulher promíscua e da ralé, não lhe pediu explicações, dizendo apenas que ela estava com sede de amor e atenção. Com poucas palavras, colocou-a no caminho da virtude e do bem ! Jesus ensinava que devemos enfrentar os nossos medos e desafiá-los. Quem dá costas ao medo, deixará que ele se transforme num monstro destruidor da sua própria vida. Devemos dar um choque de lucidez em nossos medos e veremos que ele não é imbatível, mas que é facilmente controlável quando gerenciamos nossas emo-

ções... Com seu amor, Jesus transformou os apóstolos Pedro e João, em dois mestres do amor. As cartas de Pedro são um verdadeiro tratado psicológico, emanando sabedoria, compreensão da natureza humana e dos conflitos existenciais. Pedro acentuou que as dores da existência temperavam a alma, como o fogo tempera e purifica o ouro. João, o mais jovem dos discípulos, era explosivo e preconceituoso. Sob a influência do Mestre, João se tornou o poeta do amor e no fim da vida escreveu palavras que testemunharam o quanto amava dada ser humano. Numa terra dominada pela violência romana e dos judeus ricos, fez laboratórios de sabedoria popular, dizendo : “Felizes os mansos porque herdarão a terra” (Mateus, 5:4). Não sendo escrava das circunstâncias, falava sobre alegria, mesmo quando vieram prendê-lo, às vésperas da sua crucificação (João 7: 37), permaneceu calmo, pois era mestre no gerencialmente de suas próprias emoções. Ao tratar os leprosos, prostitutas, aleijados e ralé... como iguais aos fariseus, Cristo, além de mostrar seu amor pela raça humana, mostrava também a igualdade de todos os seres humanos, honrando, portanto, a grandeza de cada vida! Cristo com seu amor, sempre entendeu que os desprivilegiados necessitavam mais dele do que os demais ! Em toda a Sua vida, Cristo preocupou-se em ensinar os homens a principal arte da inteligência e a mais difícil de aprendizagem: a arte de amar. Só compreende o amor, quem é tolerante, gosta de contemplar o belo e o feio, tem compaixão, capacidade de amar e perdoar... Cristo ensinava. Quem aprende a amar, será sempre jovem, ainda que idoso. Quem não é capaz de amar, é um velho prematuro, pois perdeu a primavera da sua vida.

FOLHA DO ESTADO 20.125.103/0001-95

ASSESSORIA JURÍDICA

JOSÉ SANTANA

Dr. Valdir Zanella Jr. OAB/SC 19675 Dr. Alexandre Edemir de Oliveira OAB/SC 13217

Editor Chefe Jornalista - MTB 3982/SC josefolha@hotmail.com

REDAÇÃO/COMERCIAL Av. Gov. Celso Ramos, 198 / sala 07 Centro - Itapema - SC (47) 3363-9258 / (47) 9977-5420 redacao@folhaestado.com folhaestado@hotmail.com

toda

semana mãos

em suas

www.folhaestado.com https://www.facebook.com/folhadoestadoitapema

Não jogue este jornal em vias públicas Compartilhe, repasse aos amigos.

Os artigos, colunas, anúncios e cartas publicadas neste jornal não correspondem necessariamente à opinião deste veículo de comunicação, sendo assim, de inteira responsabilidade do autor.


03

GERAL

WWW.FOLHAESTADO.COM

Ed. n° 478- 17/02/2017

Itapema

Moradora de Itapema cuida de 60 gatos mais apareceram”, conta.

A

aposentada Ivânia Regiane Moder, 59 anos, busca ajuda para manter mais de 60 gatos e precisou mudar de casa para abrigar os bichos. O problema é que no novo endereço falta estrutura para manter os animais. “Eu tenho diabetes e sofro com dores nos dedos das mãos causadas pela síndrome túnel do carpo (dormência e formigamento nas mãos e braços). Já falei com a prefeitura, mas até agora nenhuma providência foi tomada", lamenta a senhora,

evitar que os animais de estimação fiquem desabrigados. “Tenho medo que os bichos fiquem soltos e acabem sendo mortos pela vizinhança”, justifica.

Aos 59 anos, Ivânia é portadora de diabetes e vive com o dinheiro do auxíliodoença. Grande parte do benefício ela diz que usa para cuidar dos bichos. "Já fiz vários apelos para que a prefeitura auxiliasse contribuindo com medicamentos e assistência veteri-

Depois de ser alertada pelos médicos sobre seu estado de saúde, Ivânia diz que desde dezembro parou de aceitar os animais abandonados na porta de sua casa. Mesmo assim, ela recebe ligações e mensagens todos os dias de pessoas que solicitando o resgate dos gatos. “Não tenho mais condições de alimenta-los, dar banho, vacinar e encaminhar para doação”, completa. Segundo ela, os gatos consomem 25 kg de ração semanalmente. Além disso, tem o custo das vacinas, internações e outros serviços que dependem exclusivamente de doações. “As rações eu peço à prefeitura, mas quando a ajuda não vem eu tenho que dar meu jeito e comprar. Mas na maioria das vezes elas chegam”, con-

clui.

que mora apenas com o marido. " Primeiro eu morava em uma casa na Rua 406 A, na época, com cerca de 160 gatos e cachorros. A casa foi vendida há um ano e faz dois meses que precisei mudar de endereço”, comentou Ivânia, que reserva um tempo duas vezes ao dia para limpar, alimentar e medicar os animais que continuam no antigo gatil. Em seu novo endereço, um novo gatil está em fase de acabamento nos fundos do quintal. Sem qualquer ajuda financeira, ela e o marido que está desempregado usam parte da renda familiar para construir o gatil e

nária”, afirma.

No ano passado, a moradora do bairro Morretes usou a tribuna livre da Câmara para denunciar a situação de abandono dos animais e revelar as dificuldades financeiras e de saúde para continuar à frente do gatil municipal. “Infelizmente, alguns vereadores vieram até aqui, olharam as condições precárias do espaço e nunca

Audiência pública discute destino dos animais

Ivânia diz ainda que tem dificuldade de arrumar um lar para os animais, que não é fácil encontrar uma família para eles, especialmente os que são mais velhos. "Aqui eu tenho alguns que já estão comigo há 2 anos e ninguém quis. As pessoas querem animais de estimação novinhos e de raça definida e muitos vão ficando aqui comigo por muito tempo”, finaliza.

U

za em torno da construção de uma nova estrutura para o canil na área reservada a investimentos industriais, ou seja, mais afastado da comunidade, evitando o transtorno com o barulho do latido dos cães e o mau cheiro”, concluiu Furtado, acrescentando que a prefeitura disponibiliza diariamente para atender o canil uma veterinária, Durante a audiência, foram além de quantidade de ração e apontadas diversas situações, in- vacinas. cluindo o Termo de Ajustamento e Conduta (TAC) descumpri- Furtado lembrou ainda que o do pela gestão anterior do muni- município aguarda um TAC do cípio prevendo a revitalização MP com as construtoras para medo espaço. O presidente da lhorar a estrutura do canil, repaFAACI, Diego Furtado, disse rando o forro e comprando equique reconhece a situação precá- pamentos para colocar em funria do canil e admitiu que a admi- cionamento um centro de casnistração anterior já havia sido tração. “A esterilização de cães e intimada a recolher os gatos que gatos vai conter a superpopulação de animais, um grande problema estão aos cuidados de Ivânia. ma audiência pública realizada na quarta-feira (15) entre representantes da Fundação Ambiental Área Costeira de Itapema (FAACI) e Ministério Público (MP) discutiu a revitalização e a construção de uma nova estrutura para abrigar o canil e o gatil municipal.

“Uma importante discussão foi sobre um projeto da prefeita NilItapema

em toda região, principalmente em cidades que constroem canis”,

explica.

Itapema

SEXTA

32º

22º

Nublado com nuvens

Itapema

SABADO

33º

23º

Nublado com nuvens

DOMINGO

33º

21º

Nublado com nuvens


04

GERAL

Ed. n° 478- 17/02/2017

WWW.FOLHAESTADO.COM


05 12

GERAL GERAL

www.folhaestado.com WWW.FOLHAESTADO.COM

Ed. n°Ed. 345n° 09/10/2015 478- 17/02/2017

Griff Estofaria Griff Couro 47 3363-0962 / 9736-0835 / 9113-7752

GSS GAMES Av. Nereu Ramos, nº 400 - SL.22

Centro - Itapema - Santa Catarina

(47) 3368-2203 (47) 9605-9310 (48) 9918-5035 Av. Governador Celso Ramos, 198, Sl.9 - Centro Itapema/SC

Av. Marginal Leste, 351 - Centro - Itapema - SC

IPTU 2017

Pagamento em cota única até 22 de fevereiro com 25% de desconto e pagamento até 10 de março, com 15% de desconto. Mais 10% de desconto para quem está em dia com os impostos.

Por trás do IPTU que você paga, existe uma Porto Belo muito melhor.


06 12

GERAL GERAL

www.folhaestado.com WWW.FOLHAESTADO.COM

Ed. n°Ed. 345n° 09/10/2015 478- 17/02/2017

Bal. Canboriú

Conselheiro de Saúde Rike.giba@gmail.com

UPA de Cordeiros foi quase abandonada Entre diversos problemas, a nova coordenadora encontrou a unidade suja e sem produtos de limpeza

Ricardo Gebeluca

‘‘Meu desejo é ver isso aqui servindo para o bem da comunidade’’

Fotos Gabriel Silva

A

Unidade de Pronto Atendimento de Cordeiros, a UPA, foi deixada pela gestão anterior do município com alguns problemas. O Vereador Otto visitou o local na semana passada e encontrou a coordenadora da unidade comprando produtos para limpar o chão com o próprio dinheiro. Além da falta dos materiais de limpeza, também não havia soro no local, ou álcool 70 – usado para esterilização de objetos médicos. Esses dois produtos chegaram recentemente, mas a unidade ficou três semanas sem soro, não tendo como medicar os pacientes. Quando iniciou os trabalhos, a nova coordenadora da unidade disse que os telefones não funcionavam direito, dificultando o contato com os demais centros médicos da cidade. Após cobrança, a situação foi resolvida pela empresa responsável. Mas esse é o menor dos problemas. A maioria dos arescondicionados não funciona, deixando alguns ambientes quentes e sufocantes. A chave do auditório da unidade desapareceu. Um consultório está interditado,

porque chove dentro e a água caiu sobre o arcondicionado, podendo causar curto-circuito. A pia de um dos banheiros está quebrada, impedindo o uso. O mesmo estava interditado por conta disso, mas a coordenação decidiu liberar o uso da privada. A coordenadora da unidade encontrou a equipe de funcionários desmotivada. São 14 médicos trabalhando na unidade, sendo dois profissionais por plantão - às vezes um, além da equipe de enfermagem. Falta de vigilância e escuridão Durante o dia, não há vigilantes na unidade. A coordenadora contou que já chegaram pessoas agressivas, querendo exigir procedimentos que não podem ser realizados ali. Como a maioria do quadro de funcionários é do sexo feminino, muitas vezes elas trabalham com insegurança. As luzes do lado de fora da UPA não estão funcionando, deixando o ambiente escuro durante a noite, favorecendo a ação de criminosos.

Pediatra é necessário Otto vem conversando com o Prefeito e o Secretário de Saúde, na esperança de contratar um médico pediatra para atender a população do bairro. A UPA possui uma sala exclusiva para o atendimento de crianças, mas que está sendo usada como observação masculina. A coordenadora da unidade diz que todos os dias vêm crianças precisando de um atendimento especializado, mas que precisam ser atendidas pelo clínico geral. Apesar dos clínicos terem especialização para o atendimento infantil, o correto seria um médico pediatra para a realização das consultas. Vereador Otto se comprometeu em ajudar O Vereador Otto disponibilizou o gabinete para contribuir com o bom funcionamento da unidade. “É meu desejo ver essa UPA caminhando bem”, disse o Vereador. “Meu desejo é ver isso aqui servindo para o bem da comunidade”, completa.

O

papel da Unidade de Pronto Atendimento quando foi lançada pelo Ministério da Saúde, em 2003, com o intuito de estruturar e organizar a rede de urgência e emergênciailustrativa no país. Desde a publicaImagem ção da portaria que instituiu essa política, o objetivo foi o de integrar a atenção às urgências. A Rede de Atenção às Urgências e Emergências visa articular e integrar todos os equipamentos de saúde para ampliar e qualificar o acesso humanizado e integral aos usuários em situação de urgência/emergência nos serviços de saúde de forma ágil e oportuna. A Rede de Urgências é pensada de forma integrada e coloca à disposição da população serviços mais próximos de sua residência. Com as Centrais de Regulação do SAMU 192, o Ministério da Saúde trabalha na organização da estrutura disponível. Quando uma ambulância do programa é enviada para o atendimento, os profissionais de saúde já sabem para onde levarão o paciente. É o fim da peregrinação à procura de um leito, com a ambulância buscando onde deixar o paciente. O objetivo das UPAs é diminuir as filas nos prontos-socorros dos hospitais, evitando que casos que pos-

sam ser resolvidos ali, ou unidades básicas de saúde, sejam encaminhados para as unidades hospitalares. As UPAs funcionam 24 horas por dia, sete dias por semana, e podem resolver grande parte das urgências e emergências, como pressão e febre alta, fraturas, cortes, infarto e derrame. As UPAs inovam ao oferecer estrutura simplificada - com Raio X, eletrocardiografia, pediatria, laboratório de exames e leitos de observação. Nas localidades que contam com as UPAs, 97% dos casos são solucionados na própria unidade. Quando o paciente chega às unidades, os médicos prestam socorro, controlam o problema e detalham o diagnóstico. Eles analisam se é necessário encaminhar o paciente a um hospital ou mantê-lo em observação por 24h. SAMU 192 e UPA 24h trabalham integrados no atendimento às urgências e emergências. Quanto seria importante para Itapema se pudesse contar com apenas uma UPA, faria muita diferença, pensando apenas no tempo que nossa ambulância pouparia, já valeria a pena, agora vamos mais longe, quantas vidas seriam salvas?


07 12

GERAL GERAL

www.folhaestado.com WWW.FOLHAESTADO.COM

Ed. n°Ed. 345n° 09/10/2015 478- 17/02/2017

Itapema

CONSEG

Objetivos do CONSEG

Conselho Comunitário de Segurança

D

estaque na mídia nacional o Espírito Santo com problema graves de segurança pública,

com conceito falho social, nos mostra uma realidade que não se encontra no Estado de Santa Catarina. Aqui o Índice

de Desenvolvimento Humano é o mais alto do país, na Costa Esmeralda, convivemos diariamente com a violência urbana, difícil nos dias de hoje não ter notícia de ocorrências como, roubo, assalto, furto ou latrocínio, violência que normalmente encontra-se instalado nos centros urbanos, nosso diferencial está na participação da comunidade em ajudar a policia a combater crimes, fazendo denúncias, vendo a Polícia como um agente do bem, que esta a nosso serviço para manter a lei e a ordem. Itapema pode ajudar ainda mais, para isso precisa reativar ou criar o CONSEG, nessa edição vamos entender melhor sobre este conselho.

I

ntegrar a comunidade com as autoridades policiais, com as ações que resultem na melhoria da qualidade de vida da população; A comunidade propor às autoridades as definições de prioridade na Segurança Pública na sua região; Articular a comunidade visando a prevenção e a solução de problemas ambientais e Sociais;

Fazer com que a comunidade interaja com as unidades policiais tendo em vista a resolução de seus problemas. Para que os CONSEGs consigam fazer um bom trabalho na prevenção e no combate ao crime é necessário firmar parcerias, essas parcerias são feitas com "os seis grandes", eles são órgãos e entidades que podem facilitar o trabalho dos CONSEGs.

Nasce CONSEG de itapema

Definição da Lei

A

definição de CONSEG (Conselho Comunitário de Segurança), se encaixa perfeitamente à orientação do art. 144 da Constituição Federal do Brasil, quando diz que a preservação da ordem pública é dever do Estado, porém, direito e responsabilidade de todos. Contudo, a ideia do Conselho Comunitário de Segurança surgiu para criar um espaço onde todos poderiam se reunir e pensar estratégias de enfrentamento dos problemas de segurança, tranquilidade e insalubridade da comunidade, orientados pela FILOSOFIA DE POLÍCIA COMUNITÁRIA. Fonte: http://www.conseg.pr.gov.br/modules/conteudo/conteudo.php?conteudo=4

Quem somos

O

Conselho Comunitário de Segurança é uma entidade de apoio às polícias estadual. Em outras palavras, são grupos de pessoas de uma mesma comunidade que se reúnem para discutir, planejar, analisar, e acompanhar as soluções

de seus problemas, o qual se reflete na segurança pública. São meios de estreitar a relação entre comunidade e polícia, e fazer com que estas cooperem entre si. Cada CONSEG realiza reuniões ordinárias mensais, normalmente no período noturno, em imó-

veis de uso comunitário, segundo uma agenda definida por período anual. A Secretaria da Segurança Pública tem como representantes, em cada CONSEG, o Comandante da Polícia Militar da área e o Delegado de Polícia Titular do Distrito Policial. Sua legitimidade tem sido reconhecida pelas várias esferas de Governo e por institutos independentes, o que permite afirmar que os CONSEGs representam hoje, a mais ampla, sólida, duradoura e bem sucedida iniciativa de Polícia orientada para a comunidade em curso no Brasil.

A

fundação encabeçada por cidadãos de bem, entre os presentes, o comandante da PM de Itapema, Tenente Rodrigues, Militar há 25 anos, bacharel em direito, defende a criação do CONSEG em todos os Bairros; Andreia Hassan - Secretária Executiva (empresa Segurança/Já) colou-se a disposição na composição Conselho; Sr. Glauco (Inspetor aposentado da Polícia Civil do Rio do Janeiro), defendeu a Criação do Órgão, sem politicagem e deliberou sobre a importância do CONSEGs, Dra. Lilian Cabral, (advogada) corroborou com a iniciativa e se dispôs para assessoria jurídica; José Santana, (jornalista) ponderou sobre a importância dos CONSEGs e sua manutenção; Ricardo Gebeluca, um dos autores d movimento pró-consegs e que está a disposição para auxiliar no projeto; Adriano da Veiga, ex-militar das forças especiais do EB no Haiti, entre outros, na abertura dos trabalho, o senhor Amarildo Dos Santos, abriu a reunião defendendo a reativação dos Conselhos Comunitários de Segurança de Itapema.

Segundo o CAMD da PM, TN Rodrigues, os índices de violência em Itapema têm caído e a criação dos CONSEGs é de extrema importância para a sociedade, elas elencam os problemas e busca as soluções em conjunto, sobretudo pode programar as políticas de segurança pública, concluiu. O presidente interino, Amarildo dos Santos, podem participar das reuniões inclusive da formação do Conselho, serão definidos locais das próximas reuniões, bem como a composição da Executiva do CONSEG DE ITAPEMA Executiva Interina PRESIDENTE : Amarildo Dos Santos VICE PRESIDENTE:- Glauco Ferreira Amorim Primeiro Secretario: - Ricardo Gebeluca segundo secretário: Adreia Hassan Membros Nato da PM: cmd TN Rodrigues CONTATO (47) 997727930


08 12

GERAL GERAL

Ed. n°Ed. 345n° 09/10/2015 478- 17/02/2017

www.folhaestado.com WWW.FOLHAESTADO.COM


09 12

GERAL

www.folhaestado.com WWW.FOLHAESTADO.COM

Ed. n°Ed. 345n° 09/10/2015 478- 17/02/2017

Trânsito Legal Pablo Américo Pereira email: toffolipereira@hotmail.com - Advogado,

OAB/SC 46.326-A

O que significa “EAR” na carteira de habilitação?

D

gem de seus funcionários motoristas a anotação “EAR”. Por outro lado, o que causa espanto, é que não há nenhuma penalidade para quem desobedecer a esta restrição imposta, é um ato atípico, de modo que se o agente de trânsito flagrar um motorista, como um taxista, por exemplo, transportando passageiros de forma remunerada, não poderá autuá-lo por infração de trânsiPois bem, para compreender os dispositivos ju- to. rídicos relacionados devemos verificar o que Um benefício que a Lei nº 13.281/16 trouxe diz o art. 147 do Código de Trânsito Brasileicom a alteração do § 5º do art. 261 do Código ro, em seus §§ 2º e 3º, nos quais consta a exigência ao condutor que exerce atividade remu- de Trânsito Brasileiro é que “o condutor que exerce atividade remunerada em veículo, habinerada que se submeta a avaliação psicológica, além da avaliação médica, toda vez que re- litado na categoria C, D ou E, poderá optar por participar de curso preventivo de reciclagem novar a habilitação. sempre que, no período de 1 (um) ano, atingir 14 (quatorze) pontos, conforme regulamentaPor sua vez, a Resolução 168/2004 do Contran, em seu art. 4º, § 1º estabelece que “o con- ção do Contran”, sendo que ao concluir o curdutor que exerce atividade de transporte remu- so de reciclagem os pontos são eliminados, ou seja, pode zerar a pontuação. Trata-se de uma nerado de pessoas ou bens terá que se submefaculdade garantida a alguns profissionais do ter ao Exame de Aptidão Física e Mental e a Avaliação Psicológica de acordo com os pará- volante com o intuito de diminuir o risco de ter o direito de dirigir suspenso pelo acúmulo grafos 2º e 3º do Art. 147 do Código de Trânde 20 pontos, porém, os profissionais habilitasito Brasileiro”. dos na categoria A, B ou AB não contam com esta previsão legal. A sigla EAR, portanto, impressa no campo “observações” da CNH, significa que o condutor EXERCE ATIVIDADE REMUNERADA, Para ter a inscrição “EAR” na Carteira Nacioou, melhor dizendo, que o condutor está apto a nal de Habilitação o condutor pode procurar a exercer atividade remunerada de transporte de Ciretran do local onde reside ou um Centro de Formação de Condutores e fazer o requeripessoas ou bens, assim considerado pela Avamento para se submeter a Avaliação Psicológiliação Psicológica aplicada. ca perante um(a) psicólogo(a) conveniado(a) com o Detran. Se considerado apto na avaliaHá infindáveis discussões, no entanto, acerca da definição do que vem a ser atividade remu- ção o Detran emite uma nova via da Carteira nerada para as leis de trânsito. A par de muitos Nacional de Habilitação para o condutor contendo a sigla “EAR” ou a expressão “Exerce questionamentos, as empresas de transporte, via de regra, em razão da imposição legal, exi- Atividade Remunerada”. iante das novas demandas do mercado como a crescente procura pelo serviço de transporte de pessoas ofertado através de aplicativos como o UBER, condutores de todo o país têm buscado informações a respeito da sigla “EAR”. Mas o que significa a sigla “EAR” e como fazer para inseri-la na Carteira Nacional de Habilitação?

AUTO ESCOLA

ÉGI CENTRO DE FORMAÇÃO DE CONDUTORES

Todas as categorias de habilitação A–B–C–D–E

(47)

3368-6444.

Segunda Avenida esquina com a Rua 235, nº 309, Meia Praia, Itapema.


10 12

GERAL

www.folhaestado.com WWW.FOLHAESTADO.COM

Ed. n°Ed. 345n° 09/10/2015 478- 17/02/2017

Itajai

Corrida da Paz é a atração neste final de semana em Itajaí

VOZ e VEZ email: closotavio@hotmail.com - Radialista Reg. CTPS 2.103 Mat. 12.330

ças Armadas com a sociedade civil por intermédio do esporte.

A

Marinha do Brasil realizará neste domingo (19) em todo o território nacional, a Corrida da Paz (Cism Day Run). O evento anual do Conselho Internacional do Esporte Militar (CISM) acontece simultaneamente em 133 países. Em Itajaí, a largada será às 9h, na frente da Delegacia da Capitania dos Portos e aproximadamente 700 corre-

dores vão percorrer um trajeto de 6,1 km pelas ruas da cidade.

Os primeiros 400 inscritos receberão o kit de participação composto por: camisa, medalha, squeeze e bolsa. A organização sugere que os demais participantes compareçam usando uma camisa branca para simbolizar a paz.

A Corrida da Paz foi criada em 2006 e tradicionalA atividade sem fins com- mente o Brasil tem prestipetitivos é aberta ao públi- giado o evento, alcançanco, conta com apoio do mu- do o primeiro lugar no rannicípio e tem como objeti- king das nações particivo dar visibilidade as ati- pantes. Nas últimas edividades esportivas da ções participaram 117 orCDMB (Comissão Des- ganizações militares de 99 portiva Militar do Brasil) e cidades totalizando 40 mil do CISM. Além de promo- participantes. ver a integração das For-

Bombinhas

Passe escolar pode ser retirado nesta sexta-feira

Agora pode tudo, podre A insana governabilidade

A

O escalpo era pratica indígena no velho oeste, estamos vivenciando verdadeiros escalpos em direitos da poBeira a convulsão, ha tempo venho ad- pulação. As leis parecem privilegiar vertindo em textos. As armas em gre- poucos. Existiria trafico de drogas sem consumo, quem mantem este ve. Um pouco de vergonha, indiferença, “mercado”, serão os que trabalham e alienação, constrangimento, acomo- andam de bicicletas a receber o mínidação, revolta o “estomago” de al- mo? Devem existir, acredito em ínfimo percentual. guns. Foi ou não golpe? significação do que é ser forte esta mudando.

Aplaudam a rebeldia dos armados. As forças de seguranças se rebelam, quando a população o faz recebe bombas e gás igualitariamente deveriam sofrer as mesmas medidas? A hierarquia submete-se a fome e abandono a testemunhar “em carne” situação que afetam em intensidade a periferia, o gueto que rotula. O desmando serve de referencial a sociedade, os encarcerados se espelham nos exemplos de corrupção e desmando para indignarem-se, ainda mais, com a situação prisional. As “quentinhas” revoltam aqueles que não detêm cartão corporativo a serem chamados de excelência. O excluído arrasta pesadas carroças a coletar lixo que vende “a quilo” a preço vil. Deputado -líder sindical- que joga notas de dinheiro em via publica a desmerecer cidadã que protesta. A mulher de um morre, outra vive em liberdade sem ser incomodada. A lei que é branda, as “penas” que se transformam em liberdade e regime semiaberto. O médico que jura solenemente preservar vida e recomenda procedimento para antecipar morte de paciente com AVC. O exército sem preparo é deslocado para cumprir com poder de policia função de grevistas que podem ser presos por motim. Os juros astronômicos quebram os pequenos comércios sem capital de giro, o altíssimo índice de desemprego estaria resolvido, a salvação que o golpe prometia. Nota-se uma tentativa e ato de proteger aliados e apadrinhados para que com fórum privilegiado possam amenizar e “abafar” possíveis conluios e penalizações.

Vendem o corpo. Quando cidadã ou cidadão “vendem seus corpos” rotulam em mais baixo conceituar de palavra. Quando o eleito vende o PAÍS como vamos classificar, somente classificar e nada fazer? Nos dois ambientes ou “mundos” existe o fomentar do trafico. O acompanhamento psicológico ou corporal é classificado por população que chama de assistencialismo barato, ignoram o ilustre quadro de “edil” em seus gabinetes a realidade de excluídos. Vendem não só o corpo, se existe consumo gera demanda, vendem tudo os que governam a privatizar. As mentes estão corrompidas pela corrupção. O desmando se instala.

O povo fecha quarteis a não permitir saída de efetivo policial, familiares e civis querem justamente dignos e merecidos salários e não perda de direitos, a mesma policia que reprime, com severidade, trabalhador que se empenha -em mesma forma- a exigir condições de vida. Colegas policiais que reprimem “força de aposentados” que lutam para manter direitos de ambos cumprem “ordem” de governadores. As mortes começaram, justificam intervenção aqueles que sentem saudade de ditadura. As minorias continuam sendo o aparato que serve de palanque eleitoral sem entenderem que unidos não seriam inferiores. Desorganizados assumem governo durante bom tempo e se mantem ingênuos na politica paz e amor sem entenderem a selvageria de um capitalismo mundial. Detêm o poder em classe trabalhadora e estariam corrompidos ou conduzidos pelo apelo Querem alguns. selvagem de grande máfia, algo que Querem militarizar o presidente ou fa- combatiam em história quase que seze-lo um militar? Encaminha-se men- cular, são farinhas de mesmo saco? tal para que copiosamente queiramos Sei que nada sei. a volta dos militares ao poder. Posto texto em rede social perguntando se deve voltar a sistema e me alistar. As policias serão testemunhas em Excita-me a ideia de analisar a mani- exemplificação de dificuldades fipulação mental que parte de popula- nanceiras que passam os trabalhadoção se deixa enfeitiçar. Cito em rodas res civis. Irá humaniza-los um pouco de amigos que em algum tempo ato- mais tal situação? res e atrizes eram agredidas em via pu- Aproxima-se a guerra civil e o caos? blica por população que não diferen- Os “noticiários” divulgam o que lhes ciava o profissional do personagem. interessa, criam, montam, editam a Batiam panelas a propagar ódio! bel prazer o que querem a manipular? Onde estão? Retiram direitos sem me- Ha quantos e quais “passos" trilhaxer "no deles” e não questionamos. mos a nossa anulação e passividade é algo que não nos permitirá cobrar jusTiram o escalpo. tiça na historia deste país, os omissos e coniventes, não!


11 12

GERAL

www.folhaestado.com WWW.FOLHAESTADO.COM

Ed. n°Ed. 345n° 09/10/2015 478- 17/02/2017

Itapema

Secretário de Planejamento elogia parceria com Construtora Pasqualotto Wilson Tessari rebateu críticas e boatos, esclarecendo que parcerias público-privadas com construtoras de Itapema ajudam no desenvolvimento do município realizando melhorias no trânsito do Centro de Itapema, no antigo trevo das peixarias. O serviço de pintura das faixas de pedestres e demarcações de trânsito se estende até a frente do prédio da Prefeitura na extensão da Avenida Governador Celso Ramos. Além das principais vias do município, a Avenida Beira Mar também será contemplada com o serviço de sinalização de trânsito.

O

secretário de Planejamento Urbano de Itapema, Wilson Tessari Júnior, disse ao Jornal Folha do Estado nesta quinta-feira (16) que a Prefeitura de Itapema economizará cerca de R$ 100 mil com a doação dos serviços de pintura das faixas de pedestres e demarcações de trânsito em avenidas da cidade. A manutenção das vias é resultado de uma parceria público-privada entre a Prefeitura de Itapema e a Construtora Pasqualotto. Embora tenham circulado boatos nas redes sociais que as melhorias seriam resultado de um suposto Termo de Ajustamento de Conduta (TAC), Tessari fez questão de reafirmar a importância de parceria público-

privada com as construtoras sediadas em Itapema. “O processo eleitoral já passou, agora precisamos pensar naquilo que é melhor para nossa cidade. Vamos aceitar doações desde que sejam feitas de forma legal, com aval da Procuradoria”, comentou Tessari. O secretário lembrou ainda que outras construtoras como a Zimmermann, Santana e WF já prestaram serviços em forma de doação para melhorar a infraestrutura do município. “Recentemente, recebemos a visita do empresário Russi, que também se colocou à disposição para futuras parcerias com a atual gestão”.

Toda pintura, segundo a construtora, utiliza aproximadamente 40 tonéis de uma tinta especial para sinalização em asfalto, garantido maior durabilidade e os mesmos padrões da Prefeitura. “A construtora atua no ramo de construção civil, por essa razão o serviço de pintura foi terceirizado para ganhar mais qualidade”, explicou. De acordo com o Departamento de Compras da Pasqualotto, o assessor jurídico da construtora esclarece todos os pontos e motivos da doação em nota oficial. Até o fechamento desta edição, as ligações para o celular do executivo Anderson Luis Boll foram encaminhadas para a caixa postal, impedindo nossa reportagem de ter acesso ao conteúdo do documento.

A Construtora Pasqualotto está

Bombinhas TPA é julgada e confirmada como constitucional Átila de Oliveira e Márcia Pinheiro, além do Vice-Prefeito Paulo Henrique Dalago Müller.

D

e s e m b a rg a d o r e s d o TJSC encerraram a votação nesta quarta-feira Na manhã desta quarta- feira, dia 15 de fevereiro, os Desembargadores do Tribunal de Justiça de Santa Catarina confirmaram em votação a constitucionalidade da Taxa de Preservação Ambiental em Bombinhas. Foram 13 votos a favor da cobrança e uma vitória na luta pela preservação do meio ambiente no município. No seu voto, o ilustre Desembargador Sérgio Izidoro Heil afirmou: "não é justo

que os poucos moradores paguem pelos enormes impactos ambientais causados por milhares de visitantes". A Prefeita de Bombinhas comemorou a vitória agradecendo a Deus e ao apoio da comunidade, ao trabalho da Procuradora do Município, Marceli Gagiola, e a todos os servidores que contribuíram com a implantação e funcionamento da Taxa. Estiveram presentes, acompanhando a votação, os vereadores Alan de Souza, José Antônio Olímpia,

TPA A Taxa de Preservação Ambiental foi criada para que o Município pudesse obter meios suficientes para prover o encargo de minimizar os impactos ao meio ambiente causados durante a alta temporada com o volume excessivo de pessoas e veículos no seu pequeno espaço territorial. Segundo a Lei, os valores da TPA são estabelecidos em UFRM e os recursos arrecadados são aplicados somente em infraestrutura ambiental, educação ambiental, conservação e preservação do meio ambiente com seus ecossistemas naturais, limpeza pública e ações de saneamento. No ano passado, os recursos permitiram a criação do Parque Natural Municipal da Costeira de Zimbros com 5 milhões de metros quadrados de área.

Lilian Cabral email: Lilian4adv@yahoo.com.br - Advogada,

OAB/SC 44.765

O Segredo Mais Secreto dos Estudantes de Direito

O

maior desespero de um estudante de Direito é o temor do esquecimento, pois a obrigação diante da qual sempre se encontra é responder corretamente a questões jurídicas. Se não responde corretamente às questões de suas provas, não se forma, não se torna advogado, não passa em concurso. O bacharelado em Direito é simples assim: tudo baseado em responder corretamente a um número determinado ou indeterminado de questões. Corretamente. O segredo mais secreto dos estudantes de Direito, utilizado para sobrepor esse temor, esse desespero, é o estudo. Somente o estudo. O gênio dos gênios, que toda sala de aula possui, não é nenhum gênio. Às vezes, finge que é, para se fazer de orador. Às vezes, os colegas mais preguiçosos também fingem o mesmo, para utilizá-lo como a fonte inesgotável da cola milagrosa. Entre os “gênios” e os “coladores”, há os estudantes que talvez não saibam ainda que o segredo é tão-somente o estudo. Perguntam-se: como? Estudar é assunto pessoal. Ninguém, a não ser o próprio estudante, pode descobrir a sua individual essência de estudante. Nenhum curso ou cursinho, nem livro de auto-ajuda, poderá ensinar como se estuda. Cursos e livros podem ajudar com a utilização do tempo e outras formas de organização pessoal, para uma vida de estudo mais produtiva. Podem servir como incentivo, inspiração a pensamentos positivos. Mas não ensinam a estudar. E nem poderiam. A primeira tarefa de um estudante de Direito, mesmo os já formados, é fazer uma reflexão sobre a própria vida de estudo. A pergunta que deve ser feita a si mesmo é: qual é o meu jeito pessoal de estudar? A resposta não precisa ser imediata, mas a reflexão inicial deve levar o estudante a experimentar o estudo. Fugir de competições é salutar. É natural que, quando se descobre que podemos estudar e ampliar nossos conhecimentos, tenhamos a vontade de transmitir aos colegas as novas desco-

bertas obtidas nas leituras e raciocínios. É uma prática saudável essa transmissão de conhecimentos. Mas não é raro surgirem os que querem vencer a discussão, proferindo as sentenças mais corretas e perfeitas dentro do debate. Dessas situações, deve-se fugir. Há sempre alguém preparado a “ter razão sem razão”. E se o simples estudante der uma resposta que não permita ser contrariada, porque clara e simples, ganhará no irracional um inimigo e um competidor incansável. Não é para isso que serve o estudo. O volume crescente de matérias e assuntos, e livros e leis, assusta. Uma vez li em algum lugar que na China há um ditado mais ou menos assim: se um homem precisa caminhar mil quilômetros, deverá dar o primeiro passo. No estudo acontece a mesma coisa. Para ler um livro de 900 páginas, há que ler página por página. Um passo de cada vez. Uma página de cada vez. O mundo do conhecimento jurídico brasileiro atual tem, cada vez mais, empurrado o estudante para um turbilhão de informações, exigindo dele cargas excessivas de adrenalina para estar em dia com tudo o que se refere ao Direito. É transmitido ao estudante a impressão de que tem que se ajustar imediatamente à velocidade, ao estudo exaustivo, à competição. Coloca-se o estudante como soldado em um campo de batalha. Em seus quartos, os estudantes mais “fracos” nesse cenário estarrecedor, choram e se desesperam. Querem desistir. Alguns desistem. Desistem principalmente aqueles que querem adotar um ritmo que não é o seu. Enquanto outros fingem ter nascido sabendo tudo. Todavia, quem passou em primeiro lugar em um concurso não é, necessariamente, o mais capaz. Apenas respondeu corretamente a mais questões. E sempre tem alguém para louvar como natural uma qualidade conquistada. Qual é o seu jeito individual de estudar? Qual é o seu ritmo pessoal? O segredo é o estudo. E o estudo não é um segredo, é uma atitude pessoal. É o essencial. É o que supre e o que transforma. E forma!


12 12

GERAL

Ed. n°Ed. 345n° 09/10/2015 478- 17/02/2017

www.folhaestado.com WWW.FOLHAESTADO.COM


13

GERAL

WWW.FOLHAESTADO.COM

Ed. n° 478- 17/02/2017

www.facebook.com/josecarlos.rochafagundes josecarlosrfagundes@hotmail.com

VIDA QUE SEGUE JOSÉ CARLOS ROCHA FAGUNDES

O bom samaritano

3393.6132 47 9969.3087 despachantepaulinho@hotmail.com

Av. Falcão, 228 - sala 01 Bombas - Bombinhas - SC GUIA

LN

Participe desse projeto Litoral Negócios que completou um ano Contato: 47 9977 5420 (José Santana)

books

putadores, notebooks e net

Assistência técnica de com

móveis sob medida

A

tro das minhas possibilidades, a todos os recorrem a mim. Vamos estender as mãos , no que diz respeito a ajudar, sem esperar retorno, aos nossos amigos, irmãos, familiares, parentes, emfim, a todos que por desvenCreio que o ser humano com tura estejam em situações de adsua extrema capacidade e dons, versidades. como inteligência, discernimento etc... poderia agir de ma- Muitas vezes, basta tão somenneira mais agradável e com sen- te emitirmos uma palavra de timento precípuo de ajuda in- amor, carinho e incentivo, faz a cessante e constante para com o diferença, a fim de que tais pessoas carentes, possam enxergar seu semelhante. o mundo de uma forma mais O BOM SAMARITANO branda e consequentemente, podem ter até mesmo a sua auto esTemos que nos colocar por mui- tima restaurada. Uma palavra tas vezes, no lugar dos menos fa- sincera, verdadeira e com intenvorecidos pela sorte. Sendo que so teor de amor pode transfornutridos de nobre bondade e mi- mar a vida de uma pessoa. sericórdia e compaixão, em relação ao nosso próximo, nos fará Façamos bons atos em função um bem emocional e espiritual dos outros, assim como gostaimenso. ríamos que fizessem por nós. migos, nestes dias atuais, em todo o nosso planeta, estamos vivendo e vivenciando momentos de total desprovimento de humanismo e solidariedade.

Vamos agir como bons samaritanos, visando tão somente promover e irradiar o bem entre nós mesmos, mútua e reciprocamente. Podemos sim construir definitivamente um mundo melhor de se viver, praticando atitudes de grande valor humanitário.

É assim que penso e reflito diariamente sobre o por que de existirmos e praticarmos o bem. Por que me faz muitíssimo bem, quando constato que estou proPois, quando o ser humano quer porcionando, ´para outros o míusar o que tem de melhor em si, nimo possível de felicidade. em favor dos outros, os bons fluídos aparecem e se multipli- Bom e abençoado final de semacam, atraindo coisas boas e al- na a todos. Deus seja o nosso insvissareiras. pirador para sermos bons samaNa minha opinião, particular- ritanos. Amém... mente, me sinto incomensuravelmente feliz, quando posso E lembrem sempre amigos leiajudar, evidentemente que den- tores, VIDA QUE SEGUE...

INDICADORES O verão está aí e você não vai querer aparecer na praia sem aquela marquinha dos sonhos, não é verdade? Então vem, que deixamos seu bronze em dia. Fazemos também o tão desejado biquini de fita para a marquinha ficar perfeita. Garanta já o seu horário, mais informarções 47. 999877166.

Vamos estabelecer, nós seres humanos, um forte e próspero condomínio da bondade e da solidariedade.

Poupança

0.7062%

16 de Fevereiro de 2017

Ouro R$ Grama R$ 120,20

Dólar comercial (compra) Salário Mínimo

Taxa selic

12,90% - sem viés

R$ 3,0850

R$ 937,00

CUB Janeiro R$ 1.646,19

Dólar comercial (venda)

In ação (12 meses - IPCA)

Ibovespa

R$ 3,2333

6,99%

-0,36% (67725.71)


14

GERAL

WWW.FOLHAESTADO.COM

Ed. n° 478- 17/02/2017

Chef Jean-Charles

O fundo da panela viverparacozinhar@gmail.com

Coluna gastronômica e não só

Os extremistas estão por todo o lado

H

e

ant aur est lin R igo asso M ant

Restaurante e Pizzaria

livre Meio dia buffet o, com chur rasc e peixe carne grelhada

A noite rodízio de p e carne gre izza lhada

Av. Nereu Ramos, 240 - Meia Praia - Itapema - SC

oje estive de mudar a minha coluna na última hora, pois aconteceu uma situação esta manhã que não posso deixar de compartilhar com vocês. O meu restaurante, o já famoso "Le Pas Du Roy" que tem uma página no facebook (hoje até cachorros de estimação tem páginas no facebook, é dramático, mas isso é outro assunto) todas as semanas posta uma publicidade, com fotos dos pratos que faço com tanto amor e carinho para vocês. Esta semana coloquei uma foto de um steak tartare (especialidade de carne crua à moda francesa) e também listei vários pratos da semana, como um escondidinho de cordeiro. Antes do mais quer sublinhar que tenho amigos e clientes veganos e que faço com o maior prazer pratos super elaborados - e sem proteínas animal - para eles. Não é que uma cidadã vegana me crucificou, por fazer parte deste mundo cruel que horrivelmente assassina sem piedade uns cordeirinhos inocentes? Ela postou a imagem de um cordeirinho com uma chupetinha na boca! Eu respondi para esta senhora: "Bom dia Sxxxxxx. Não sou vegano, mas por exemple, já resgatei dezenas de animais abandonados das ruas, chegando à ter mais de dez em casa, cuidando, passando para frente para salvar mais uns quantos. Já participei de operações militantes contra a poluição extrema do nosso planeta, até me trazendo problemas com a justiça. Foi Escudo Humano em Bagdá durante à guerra em 2003, dormindo a noite numa central elétrica da qual dependia um hospital, para ela não ser bombardeada, e trabalhando de socorrista durante o dia. E você, alem de postar coisas na internet, quais sacrifícios já fez pelo bem da humanidade? E sim, eu come carne, e espera que você não come vegetais, pois são seres vivos também, e fica sabendo que eu respeito também plantas. Um muito bom dia» E ela de me responder: "Então vá viver a sua vida de Maria Teresa de Calcutá e me deixa viver a minha em defesa dos animais!

Não poste na minha pagina e eu terei o maior prazer jamais postar na sua! Se é por falta de adeus - Bye Bye... Gente, infelizmente hoje em dia a maioria de nos compra no supermercado frango de criação industrial que nunca viveram uma vida "normal", correndo no meio da fazenda. Hoje compramos e comemos vários tipos de animais dos quais foi negado o conforto de vida, e pior, uma morte decente, por razões de produtividade e de custos. Isso sim é uma vergonha. Mas pior vergonha é a nossa sociedade que paga menos de 1.000 reais por mês à um homem que trabalha 44 horas por semana e que não terá oportunidade, no super mercado, de comprar um frango caipira, que viviú feliz, porque custa três vezes mais! Vergonha é um país que deixa mais de quatro milhões de idosos em condições precárias, sem nem carne ou tão pouco verduras "orgânicas" o não para comer. Vergonha é ter três à quatro milhões de crianças desnutridas, que só tem a merenda e o lanche da escola para se alimentar direito. Então sim, eu gosto de animais, passei os últimos 20 anos da minha vida me dedicando a reduzir o sofrimento dos animais deste planeta, seres humanos incluídos, e preservar a natureza também. Mas quando aparece na porta do meu restaurante pessoas do bem, pedindo por um prato de comida, eu faço questão, mesmo que não haja restos, de cozinhar para eles, e sim, vou servir um pedaço de carne, que me desculpa a vaca ou o frango em questão, numa próxima reincarnação humana, se ele estiver com fome sozinho na rua, espero que ele se lambra desta coluna. Quem me desse chegar ao calcanhar da Santa Madre Teresa de Calcutá. Eu sou o Jean-Charles, revoltado contra a falta de vergonha e trocando uns minutos a colher de pau pela caneta.


15

GERAL

WWW.FOLHAESTADO.COM

Ed. n° 478- 17/02/2017

Tijucas

Espaço de Dança Casarão Gallotti retoma atividades em março

juquitacarvalho@hotmail.com

5665.

Horário das aulas Toda segunda-feira:

A

s aulas gratuitas de ballet e jazz do Espaço de Dança Casarão Gallotti 2017 terão início no mês de março deste ano. De acordo com a secretária municipal de Cultura de Tijucas, Paula Regina da Silva Rosa, as crianças interessadas em participar do projeto devem ser matriculadas entre os dias 1º e 10 de março.

mas, sendo: duas de jazz (para crianças de 8 a 18 anos), duas de baby class (3 a 6 anos de idade), duas de ballet iniciante (7 a 10 anos de idade), uma de ballet de ponta (7 a 18 anos) e uma turma de jazz avançado (8 a 18 anos). As aulas acontecerão sempre às segundas-feiras com turmas nos períodos matutino e vespertino.

“Mesmo as crianças que já faziam parte do Espaço de Dança no ano passado precisam se inscrever agora. Precisamos saber o número exato de crianças que farão parte do projeto e, ao mesmo tempo, fazer um novo cadastro dos pais destes alunos”, diz a secretária.

Para matrícula, os pais ou responsáveis pela criança devem apresentar certidão de nascimento ou carteira de identidade da criança e comprovante de residência. O horário de atendimento para matrícula será de segunda a sexta-feira das 7h às 13h no Casarão Gallotti. Mais informações pelo telefone (48) 3263-

Ao todo serão oito tur-

-Jazz ( Idade: 8 a 18 anos): das 9h às 10h / 13h30 às 14h30 -Baby Class (Idade: 3 a 6 anos): das 10h às 11h / 14h30 às 15h30 -Ballet Iniciante (Idade: 7 a 10 anos): das 11h às 12h / 16h30 às 17h30 -Ballet de Ponta (Idade: 7 a 18 anos): das 18h às 19h -Jazz Avançado (Idade: 8 a 18 anos): das 19h às 20h Período de matrículas: 01/03/2017 a 10/03/2017 Horário de matrícula: das 7h às 13h no Casarão Gallotti

Documentação: Comprovante de residência e certidão de nascimento ou carteira de identidade. Observação: As crianças que já freqüentavam o espaço também precisam fazer nova matrícula Texto: Karina Peixoto Silva

Publique aqui seus Editais

Poder Judiciário Edital de Interdição

Quando éramos crianças

N

o domingo ensolarado de outono, com o céu sem nuvem lindamente tingido de azul, pois nessa tarde tão bonita de se viver as crianças brincavam faceiras na praça. Meninos e meninas ainda na primeira infância corriam em ziguezague, gritavam e sorriam e levantavam os bracinhos como se quisessem voar. Tão puras e inocentes que pareciam passarinhos coloridos flanando contentes no ar. Suave, na forma de uma maravilha aquela paisagem humana feita pelas nossas pequenas criaturinhas que me veio um encantamento na alma, uma doçura no coração, que parei meus passos de adulto já endurecido, já calejado pelos reveses da vida, para apreciar aquele belo cenário. Se o Éden existe, aquelas crianças, ainda não contaminadas dos vícios e truques que usamos, estavam elas vivendo num delicioso pedaço do Paraíso.  E eu ali me tornei um concentrado espectador daquele espetáculo da existência e por instantes me deixei levar espiritualmente naquela onda infantil e quase fui menino outra vez. Cheguei a sentir na boca o gosto bom de ser criança, que por pouco não me misturei com elas, para completar todo o sentimento que me invadia – que da vida é a infância a melhor parte dessa nossa caminhada.  Porém, dali a alguns minutos retirei meus olhos da criançada e fiquei a observar os homens e as mulheres e os velhos que aqueciam seus corpos cansados no sol que incidia sobre as arquibancadas e bancos da praça. Quanta severidade, quanta desatenção, quanta rigidez, quanta austeridade, quanta falta de alegria nos seus rostos, que se pudesse faria o tempo parar para favorecer aquelas crianças. Que se o tempo não andasse, seriam felizes para sempre todas aquelas crianças. Porque é um pecado, senão um ato criminoso, a gente crescer para se tornar um adulto cheio de amargura, cheio de lembranças tristes, com um aze-

dume desenhado nas faces.  Vem uma época que somos soldados nessa guerra insana do dia a dia. Precisamos sobreviver, construir um nome, ser alguém. E nessa luta nos tornamos brutos e egoístas e vestimos máscaras e aprendemos a usar astúcias, ardis, estratagemas e tramoias para atingirmos nossos objetivos. Do nosso projeto inicial das nossas infâncias, nos transformamos em medonhas figuras – irreconhecíveis daquilo que fomos um dia. Atrás de fama, fortuna e poder, somos capazes de mentir, de caluniar, de cometer injustiças; somos capazes de agredir de pisotear, de machucar, de matar nosso semelhante na busca de tão passageiros e escusos interesses. Desses rostos plastificados de frieza e fúria, olhem com atenção os rostos desumanos dos agiotas, olhem os lábios descoloridos dos avarentos, olhem o cinismo estampado nos rostos dos aduladores; olhem o sorriso falso dos políticos, das prostitutas e das mulheres e dos homens falsos, dos hipócritas – os estelionatários travestidos de pessoas corretas, fantasiados de gente útil e boa. Assim, estamos perdidos no olho do furacão da ganância, que se pode afirmar, diante dos descalabros que cometemos, que a humanidade não deu certo, que perdemos o rumo da fraternidade, da sadia e harmoniosa convivência. É o ser humano um bicho feroz, que melhor seria que sumíssemos da face da Terra e começássemos tudo novamente. Que se faça o dilúvio Bíblico sobre nós e nos arrase por inteiro – que nem o Noé eu queria ser. E fiquei com pena daqueles anjinhos, dos meninos e das meninas, daqueles inocentes que brincavam faceiros na praça. Nem imaginam elas, nas feras, que em breve se transformarão. Nós que também éramos crianças..., e que almas boas nossos corpos revestiam.


16

GERAL

Ed. n° 478- 17/02/2017

WWW.FOLHAESTADO.COM

Online edição 478