Page 1

Especial de Natal Manu Mussatto Fotografia

Que a pureza nos sentimentos, a paz e a esperança estejam presentes nas famílias neste Natal e em um 2018 muito próspero.


02

Campo Largo, Dezembro 2017

É tempo de renovação... C

Danielli Artigas Oliveira

hegou a época tão aguardada, em que as pessoas fazem planos, estabelecem metas, se motivam a fazer mais, a sair do próprio mundo para ir além. Data que traz mais emoção, reflexão, traz à tona a saudade, o espírito solidário muitas vezes deixado de lado durante o ano. É uma oportunidade de sermos pessoas melhores, de ver o que está à nossa volta e agradecer a tudo conquistado, principalmente os relacionamentos fortalecidos, o amor e respeito às pessoas. E mais um ano que se passa tão rápido e se torna clichê falar, mas já é Natal de novo. E o que fizemos do nosso ano? O que estamos fazendo da nossa vida? O que estamos fazendo hoje para vivermos o amanhã? Com que qualidade, com que intensidade? Talvez estejamos perdendo nosso precioso tempo com coisas pequenas que nos impedem de buscar nossa felicidade, nossos dias de paz. O poeta Braulio Bessa nos faz refletir com seu poema ‘Nunca é tarde’, quando diz que “o tempo se escorrega despretensiosamente, mas que dá tempo de ser feliz, pois nunca é tarde para nós... Nunca é tarde pra viver e aprender com a vida. Pra perceber que nem sempre a estrada será florida. E que sempre há uma cura pra pior ferida. Nunca é tarde pro rancor se transformar em perdão. Pra perceber que nem sempre você tem toda razão. Pra sentir mais com a mente e pensar com o coração. Nunca é tarde pra ser bom quando a maldade chegar. Nunca é tarde pra sorrir quando a lágrima rolar. Nunca é tarde pra ser forte quando o corpo fraquejar.” Reclamar dos problemas que temos – pois todos têm – não faz a situação mudar, apenas faz deixarmos de viver, de olharmos a vida de outra maneira. Ao escolhermos crianças para a capa do nosso especial, escolhemos apresentar ao leitor a esperança, a inocência, a pureza, a paz. E ela pode estar viva dentro de cada um de nós, se tirarmos o peso dos traumas, das tristezas e levar isso apenas como um aprendizado, como quando a criança quando cai, limpa o joelho e segue em frente. Crianças são nossa luz, como o nascimento do menino Jesus nesta data tão comemorada e que a mensagem deve ficar além dos presentes trocados. É tempo de fazer diferente. Ainda nas palavras de Bessa, “nunca é tarde pra ser grato por nunca faltar o pão. E aprender a dividi-lo com quem não tem um tostão. Nunca é tarde pra sonhar em algo quase impossível Entender que a esperança nem sempre será visível. Nunca é tarde para o fraco se tornar um imbatível. Imbatível como o tempo, que todo dia avisa que a conta que ele faz quase sempre é imprecisa e até a calculadora não sabe e fica indecisa. A conta de quando a peça da vida sai de cartaz, onde o ator principal é você e ninguém mais. O tempo é um segredo e acredito: é muito cedo pra dizer tarde demais”. Capa Agradecemos à fotógrafa Manu Mussatto que registrou este lindo momento das irmãs Isadora e Helena, filhas de Tassia Maitê da Silva Chiesa e Ricardo de Oliveira Chiesa, a quem também agradecemos pela colaboração.

Editora Folha de Campo Largo | CNPJ: 81.109.399/0001-45

www.folhadecampolargo.com.br | www.guia.folhadecampolargo.com.br Diretor Fundador: Germano José de Oliveira | Diretora de Redação: Danielli Artigas de Oliveira | Depto Jurídico: Kelli Artigas Oliveira | Depto Comercial: Josiane Fagundes | Diagramação: Adriana Rodrigues | Rua Gonçalves Dias, 1127 | (41) 3392-1331 / 3032-3838 Campo Largo - Paraná | Exemplares encartados e distribuídos gratuitamente | Gráfica: O Diário do Norte do Paraná

Fone: (41) 99236-3586 Ensaio de gestante | newborn | infanti | feminino | eventos infantis


03

2017 anos do nascimento dAquele que salvou a humanidade Caroline Paulart

É

comum ouvir da população que parece que o Natal está esquecido. Hoje a figura do Papai Noel é muito mais marcante do que a do verdadeiro motivo do Natal, que é o nascimento de Jesus. Alan Johnys, teólogo, mestre em Teologia Bíblica pela Unasp, mestrando em Missiologia pela PUCPR e pastor da Igreja Adventista do Sétimo Dia de Campo Largo, explica que esse esquecimento já está previsto na Bíblia. “Quando você analisa os textos bíblicos, é possível ver o esfriar da fé. No Evangelho de Lucas 18:08, Jesus faz uma referência interessante: ‘Eu digo a vocês: Ele lhes fará justiça e depressa. Contudo, quando o Filho do homem vier, encontrará fé na terra?’. Vale lembrar que quando Ele esteve na Terra, a promessa que ele mais fez foi a de que vai voltar. Com o passar do tempo, as pessoas começariam a esquecer da importância da comunhão com Deus. O evento Natal é um exemplo muito claro desses esfriamento. A razão do Natal deve e está ligada ao evento Cristo, que foi o maior presente que Deus deu à humanidade. Hoje há um viés comercial, que não tem ligação com essência do Natal, que é voltar sua mente para Deus, perceber que Ele olhou para mim e deu seu Filho para me salvar.” Alan explica que a Bíblia já trazia o cenário humilde em que Jesus nasceria. “Em Filipenses 02:05-11 havia essa previsão do nascimento em uma família humilde, pois Ele viria em representação de toda a humanidade, para alcançar todos. Ao analisar o contexto da família biológica de Jesus, você percebe que seus pais eram trabalhadores, tinham sua casa, mas não pertenciam a uma elite. Mesmo no Antigo Testamento há textos que mos-

Alan Johnys, teólogo

tram que Ele nasceria humilde, como em Isaías 53, a ideia do Servo Sofredor. Ressalto que não há problemas em ser da elite, ser rico, mas é preciso saber como lidar com a riqueza”, diz. O teólogo segue explicando que em Lucas capítulos 01 e 02 está todo o anúncio do nascimento de Jesus e a descrição de como ele aconteceu. Ali se comprova que Ele ficou na manjedoura, houve o anúncio aos pastores de rebanhos que ajudaram a proteger. Alan diz que segundo Mateus 2:1-2 não eram três e muito menos reis, os famosos Reis Magos. “A palavra grega magoe designava na Medo-Pérsia os que se ocupavam com os segredos da natureza, Astrologia e Medicina. Comentaristas falam em ‘cientistas orientais’. Deviam ser vários, mas a tradição fala em três, por trazerem três espécies de dádivas: ouro, incenso e mirra. A tradição também lhes atribui os nomes de Gaspar, Belquior e Baltazar. Os presentes eram simbólicos para a pessoa de Cristo: ouro para o rei, incenso para o Sumo Sacerdote, e mirra para o grande médico.” O Rei Herodes, de Jerusalém, ordenou que fossem mortas todas as crianças que tinham idade abaixo de dois

anos de idade, por medo da tomada de seu trono. Ele não sabia a idade ou quando a criança nasceu, por isso, ele designou uma data com margem de segurança. A Bíblia traz poucas informações sobre o Jesus criança. Entretanto, há histórias que comprovam a ciência dEle em ser Deus que se fez carne. “Quando Jesus vai ao templo com seus pais e ali fica vários dias, em conversa com os líderes, ainda criança, Ele foge a todas as regras de uma criança normal. Não há revelação do momento em que Ele se descobre como Cristo, mas quando considera a forma do nascimento, como Ele era protegido e guardado, o seu encontro com os líderes no templo e relatos posteriores, o que podemos dizer é que Ele tinha percepção da Sua divindade, mas nada de forma aberta e clara. Isso acontece nos seus últimos três anos de ministério na terra, a partir do primeiro milagre”, explica. Papel de Maria Imaculada por alguns, julgada por outros, Maria teve um papel muito importante na vida de Jesus. O teólogo explica que, conforme está escrito na Bíblia Sagrada, à época todos esperavam a vinda do Messias e as famílias preparavam suas filhas para gerar o Filho de Deus. “Ninguém pode fugir do fato de que Maria foi uma mulher escolhida por Deus, que estava preparada e pronta para o momento certo. Devemos lembrar que a cultura judaica tem a carga de formação ainda na infância proveniente dos pais. Temos mais exemplos de crianças judaicas que receberam a devida orientação e educação e que exerceram papéis importantes ao longo da história. No livro de Deuteronômio, capítulos 04, 05 e 06, temos instruções sobre a formação dos filhos. Sua atuação mais preponderante foi na formação religiosa de Jesus”, finaliza.


0

04

CampoCampo Largo, Dezembro 2017 2017 Largo, Dezembro

Solidariedade e intercâmbio Tempo de reflexão e alegria de realidades no Palmital dos Pretos independente das dificuldades

HC

Caroline Paulart

Em 2016, o grupo já era conhecido e mais pesso-

Caroline Paulart as começaram a ajudar, principalmente apadrinhaneles, nós continuamos seguindo com a força que

vem á três anos voluntários realizam uma festa do as de Jesus”,que emociona-se. crianças iriam participar. “Esse ano já vou solidária no Palmital dos Pretos, direi- Isso asa bonita, preparada e bemcom decorada. Dona lembra que dezembro, poder levar as Dinah crianças do Itambézinho e dodesde Águasentão, to a presentes, apresentações de capoeira, é o que pensa a vizinhança da Dona Dinah umaaulas época misturaVamos de sentimentos. Claras,tornou-se onde eu dou de de capoeira. reunir nches e muita alegriacampo-larguense às crianças que vivem na re- do Kuster, e moradora Tantodepela comoatépela alegria contagiante em torno 150, tristeza, desde bebês adolescentes com ão. bairro Neste ano, a festa está sendo preparada parae adeFerrari, que não economiza disposição do eNatal. dois dias primeirosque queforam nós acabamos 14 anos todos“São vão ganhar presentes, doender, no na sábado (16), 150 crianças com uma no- cada reços decoração de Natal. Aoeentrar na casa, nos pessoas entristecendo. Primeiro no edia 01 de dezembro, ados por que acompanham acreditam em detalhe dispostocrianças sobre as estantes, dade: serão levadas domesas bairro eÁguas Clarasou até que era aniversário do Fabiano. Comemoramos muinosso trabalho”, diz o professor. mesmo pendurado no teto, acolhem e dão graça à to essa data quando ele estava aqui. Reuníamos a fatambezinho para participarem. casa muito bem arrumada. mília,ano tinha o queosele mais da gostava. Neste irãotudo participar alunos Escola Outro Mu- dia A ideia é que as outras Segundo ela,crianças tudo issoconheçam é o amor por umapesdas mais é o Luiz dia 01 de janeiro, data do queprojeto ele faleceu nicipalprimeiro do Campo Rivabem, crianças as, belas troquem culturas façam novos amigos. Tudo Mãosem datas do ano.e Poucos imaginam as dificuldades um acidente. NósClaras estávamos voltando da praia, Solidárias do Águas e as crianças moratá sendo preparado pelos voluntários do grupo que ela passou pela vida, que incluem a perdaGT do maa chegada ano, quando dorascomemorando do quilombo Palmital dosdo Pretos. “Resolviaconteceu junucação membros doeu clãperdi Acapras rido edodeCampo, um dosdos filhos. “Quando meu mao acidente e ele faleceu”, conta. tar todos em umdesómoto dia no mesmo local, pois todos rido, tinha cinco filhos, Elee foi Com quatro filhos e sete netos, acredita cademia de Capoeira Praia pequenos. de Salvador) do pescar, Con- em são meus alunos. Assim um fica conhecendoDinah a cultura momento de alegria, que o mais importante ainda é a celebração da vida. lho um Municipal Étnico Racial. e acabou não voltando mais. do outro e pode ver que às vezes reclamamos da nosEu trabalhava na época, mas ele quem sustentava a “Eu comemoro, enfeito a casa para todas as datas, sa vida, mas tem gente muito feliz com muito menos Idelci Junior,era conhecido como eprofessor casa,Souza meu salário para as crianças para mim. Foi Páscoa, Dia das Mães, Dia da Vovó, Dia das Crianças, do que nós”, conta. humbinho, contaa parte que osentimental. planejamento do podia eventochorar muito difícil Eu não Festa Junina, Natal, tenho tudo guardado. Nós não meçou há dois anos, quando havia um projeto de Eu Para da forma que eu queria a morte do meu marido. podemos nos abalar com asque dificuldades da vida, o professor, o sentimento fica pela realichorava escondido dos meus filhos porque precisatemos que celebrar ela, aproveitar a presença ugar brinquedos por 50 centavos na Escola Munici- zação do evento é a “renovação, valorização e o prin- dos mostrar que eu Pires estavadeforte para cuidar uma deles. Foi l dovaCampo Augusto Paula, quando cipal que é a filosofia do grupo: união, solidariedade, uma fase bastante pesada”, relembra. enina quilombola não tinha o dinheiro para alugar força construtora”, finaliza. Mesmo a ausência do marido de ela2015. continuou ma boneca. “Issocom aconteceu em novembro comemorando as datas festivas. “Quando eu achei Próximos anos a deu uma boneca quebrada para ver se conseguia que tinha me recuperado e estava pronta para mprestar por um dia outra boneca, foi muito triste.seguir, O projeto pretende continuar anos a fio e o properdi um meumês filho. Essa écom umaminha das maiores fessor Chumbinho disse estar aberto para receber nom apenas consegui esposa, dores com que uma pessoa pode passar. Ele tinha apenas 19 anos e voluntários. Quem se interessar pela causa, basta meus alunos, com o grupo de estudos sobre edu- vos faleceu em uma época de festas. Ainda é muito difícil ção do campo, que é composto por professores, fa- entrar em contato pelos telefones (41) 99790-1253 falar sobre isso, pensar, sentir. Mas com o apoio da (Chumbinho) ou (41) 99666-2637 (Karen). r o primeiro Natal solidário”. minha família e porque eu tenho que passar isso para

Neste Natal nosso desejo é de que tudo de bom que você plantou durante o ano, reverta-se em forma de paz, saúde e felicidade. Que você e sua família possam sentir a paz verdadeira do Natal.

Boas Festas!

imóveis Muita luz e enfeites para comemorar o Natal em casa no Ferrari

nossos amados familiares. E o mais importante, não esquecer do aniversariante deste dia, que é Jesus. Ele é o principal, por Ele que estamos aqui, Ele nos mantém”, afirma. No próximo dia 24 de dezembro a família Kuster estará reunida na casa mais iluminada e enfeitada do Ferrari. “Nós tiramos amigo secreto, já combinamos sobre a ceia e todos os meus filhos, genro e nora, netos estarão aqui para comemorar. Será uma benção. Não deixem o Natal morrer, enfeitem suas casas, reúnam-se com a família e orem muito pelo ano que passou, em agradecimento, e para o que vai chegar que seja uma bênção”, aconselha. Desafio do próximo ano Para o ano que vem, Dinah quer um trenó do Papai Noel no jardim da sua casa. “É meu sonho. Sempre quis um trenó do Papai Noel para enfeitar o jardim. Estou à procura de um marceneiro que o faça com o mesmo carinho que eu coloco em minhas decorações”, finaliza.


05

Dermatologista orienta sobre problemas com a pele ao se expor ao sol Neste mês de dezembro, mês de prevenção ao câncer de pele, a dermatologista Dra. Mayara Pangracio alerta sobre os cuidados com a exposição ao sol, que é um dos maiores fatores do envelhecimento precoce e do câncer de pele.

O

Danielli Artigas de Oliveira

uve-se muito a orientação de evitar a exposição ao sol entre as 10h e 16 horas, mas poucos sabem que a radiação UVA, aquela que causa o envelhecimento da pele, tem a mesma incidência durante o dia inteiro. Por isso, a dermatologista Dra. Mayara Pangracio orienta que o cuidado com a exposição solar deve acontecer o tempo todo. Ela comenta que é comum os pacientes relatarem passar filtro solar apenas pela manhã, esquecendo de reaplicar durante o resto do dia, o que também é prejudicial. A durabilidade do filtro é de cerca de três horas, ou até menor em caso de suor excessivo. A Dra. Mayara também alerta para outra situação importante, que o filtro deve ser aplicado em todas as áreas expostas, não apenas no rosto. “As pessoas passam o protetor no rosto, mas não passam no colo, pescoço, braços e mãos, que são bastante expostas. Na orelha também é sempre importante lembrar de passar”, orienta. Existem casos de pessoas que não têm manchas no rosto, porém o pescoço apresenta atrofia com flacidez e manchas, por exemplo, como também coloração diferente, justamente por não passar o protetor. A falta do filtro solar também causa vasinhos, sardas, melanose solar e melasma. Tratamento Existem diversas opções de tratamentos para esses

problemas causadas pelo sol, dependendo de cada caso. A dermatologista detalha que podem ser realizados procedimentos no próprio consultório, como a Luz Pulsada, Peeling superficial a médio, Indução Percutânea de Colágeno com Microagulhas (IPCA), entre outros, além de tratamentos caseiros, feitos com o uso de ácidos sob indicação médica. Além destes, para a manutenção de uma pele saudável e prevenção do envelhecimento, podem ser realizados Preenchimento, Botox, Laser Fracionado Ablativo e outros, sendo a realização indicada em épocas em que não haverá muita exposição ao sol. Fator de proteção A Dra. Mayara afirma que não é verdade que protetores com fator acima de 30 são todos iguais. Ela argumenta que o produto precisa ter proteção UVA e UVB, sendo o número apresentado na embalagem (FPS) referente à proteção UVB, enquanto a proteção UVA acaba sendo em proporção menor. Por isso, quanto maior o fator de proteção UVB, maior será o fator de proteção UVA. É importante sempre estar atento aos rótulos dos produtos. Além disso, o fator de proteção também varia de acordo com o tipo de pele, por exemplo, peles mais claras e com sardas se queimam mais facilmente. Outra dica importante é que o fator mínimo de proteção é de 30, mas para áreas mais sensíveis, como rosto, é interessante esco-

lher um fator maior e que prolongue a duração do efeito. Câncer de pele O índice de radiação UVB, que é maior no horário das 10h às 16h, é o que causa o câncer de pele e queimadura solar. A dermatologista também aconselha o uso de chapéu e roupas com proteção, além de afirmar que a exposição ao sol deve acontecer após meia hora da aplicação do filtro. De acordo com o Instituto Nacional de Câncer, há 176 mil novos casos de câncer de pele no Brasil por ano e em alguns casos a pessoa pode vir a óbito. “A doença pode ser bem grave, por isso é importante ir ao dermatologista uma vez ao ano para analisar todas as pintas, assim como vão ao clínico geral ou as mulheres ao ginecologista, para consultas de rotina. Quanto antes diagnosticar, maior chance de cura. Também é possível tirar pintas antes de dar problema”, explica Dra. Mayara. Devido ao grande número de casos, dezembro passou a ser intitulado “Dezembro Laranja”, o mês de prevenção ao câncer de pele - uma campanha da Sociedade Brasileira de Dermatologia. Dra. Mayara Pangracio - CRM:36050, RQE:20753 | Médica Dermatologista Membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia. Informações pelo telefone (41) 3292-9959 | facebook.com/DraMayaraPangracio | @DraMayaraPangracio | Rua Desembargador Clotário Portugal, 644, sala 7.


8

06

Largo, Dezembro Campo Campo Largo, Dezembro 2017 2017

Profissão palhaço:do Rocio marca Evento no Hospital muitodaalém das Gente Presente início campanha pinturas no rosto e das risadas As apresentações são direcionadas aos pacientes internados no Sistema Único de Saúde (SUS)

“O voluntário diminui suas crenças e convicções para tornar o paciente seu principal foco”

foco. Ele deve ter em mente que o palhaço vem para ramos quebrar a rotina. Falamos sobre o Natal, sim, dar ênfase ao que há de bom naquele momento, de mas porque não fazer uma Festa Junina nessa data? É uem vê um grupo de atores fantasiados liberdade fato a alegria e a humanização. deixados de lado nauma Dr. Luiz Ernesto destacou a alegria de ver o auditório lotado a partir do trabalho realizado pela Capelania,São o qual é fundamentado palavra de Deusque só a palhaçaria (arte de ser palhade palhaços chegando ao Hospital Infantil as convicções religiosas ou políticas e orientação sexual ço) consegue proporcionar”, revela. Waldemar Monastier não imagina o estu- não devem intervir naquele momento. Nós nos entrepelos enfermosao e famílias e também o pre- rar do por trás das brincadeiras e da alegria promovida.a Ooração ONGmaneira e estar presente pode entrar gamos totalmente personagem e aos pacientes, fa-de alguma Danielli Artigas de Oliveira sente miliares – a escolha para presentear pois em contatoCom pelootelefone (41) da 99843-4439 ou 3136grupo Nariz Solidário vai muito além do voluntariado, surgimento ONG, titulada em outubro e colaboradores queforam estão fraldas, ali”, reitera. ao próximo, acolhimenidentificaram essarealiza necessidade entre pacientes, 2590. Mais www.gentepresente.org. desdeinformações ano, o Narizem Solidário consegue receber doações realizamor estudos para quededicação, os atores da companhia saiO grupo atualização deos técnicas e membros to. Assim ser definido trabalho quasenovos em sua totalidade SUS. a um ano para começarem br ou facebook.com/elocapelania. para a manutenção do seu trabalho. É possível doar por bam realizar umpode atendimento e dar oatenção àquelas levam de seisdo meses realizado pela Capelania Elo possível. no HosQuerem neste ano a arrecadação ano e di- meio do site Apoia-se, pelo link apoia.se/narizsolidario. O pessoas, da forma mais humanizada a atuar.superar Eles também se preocupam emdo agradar pital do Segundo Rocio, que milhares do de grupo, pessoas, anterior, de pessoas 15 mil fraldas. Na abertura, diretor ge- uma dinheiro arrecadado é utilizado para gastos com deslocaum atende dos fundadores Eduardo vertir que estão em voltao do paciente, que precisam umnaabraço e umahápalavra de conral dovez Hospital, Dr. Luiz Ernesto, destacou a alegria de estão mento e caracterização dos atores, por exemplo. Também Roosevelt,de hoje companhia 22 palhaços, dois psique familiares e colaboradores também orto,cólogos, para continuarem motivadas seus tra-artístiver o imersos auditórioem lotado a partir do trabalho realizado um coordenador de Artesem e um diretor um atmosfera mais pesada, que é a rotina pode ajudar comprando o calendário, diretamente na páamentos para darem suporte oaos pela Capelania, dátambém conforto têm às pessoas que pasco, queoutrabalham para manter Narizfamiliares. Solidário como hospitalar.que “Eles problemas, preocupa- gina do Facebook.com/narizsolidario. Conheça melhor e São ações e sentimentos que muito são falados As no apresam pelo através das palavras sinceras uma das principais referências no Estado. çõesHospital, e precisam de atenção. Então não é funsomente o acompanhe pelo Instagram, no @narizsolidario. Natal,sentações mas que são são direcionadas realizados durante o ano inteiro damentadas nalevamos Bíblia, naem Palavra de Deus.todo Valorizou aos pacientes internados paciente, consideração o ambiente, pela no Capelania. o trabalho todos, obastante qual envolve as Igrejas Sistema Único de Saúde (SUS) e abrangem desde é umadepesquisa profunda”, diz. e une Mas para intensificar mais trabalho, as pessoas. crianças, no Hospitalainda Infantil emeste Campo Largo,foi adultos, ançada a campanha de Natal Gente Presente, a qual Zilda A campanha todo o mês de dezembro, inno Cajuru, e também idosos internos no Hospital Nem sódura de Natal oi realizada noCuritiba. HospitalSão do Rocio dia 30 de novemclusive navive noite de Natal. Os voluntários veem neles Arns, em feitasno apresentações quinzenais a solidariedade bro, com apresentações da Companhia Internacional possiblidade dabem presença, do estar aparenos hospitais e os atores são divididos em escalas. a solidariedade, Emboraa pessoas muito intencionadas Ballet Magnificat, Orquestra de Sinos, dapelo Banda EloSolidáao lado, junto e sefestivas alegrarpara também – o que Um pontodainteressante realizado Nariz çamchorar durante datas entregar presentes, Voluntariado e presença do Arcebispo Josédos An-demais acabaEduardo trazendolembra diferencial ao trabalho realizado no rio e principal característica que o Dom destaca que não só no Natal há pessoas inonioéPeruzzo, Arquidiocese de Curitiba, e do Pastor Hospital do Rocio. Querem incentivar Igrejas Cristãs a forma da séria com que é tratado o palhaço. “No nosso ternadas. “É importante que vá fazer o bem no Natal, Michel Piragine, da Primeira Igrejasuas Batista de Curitiba. a considerarem o ambiente hospitalar como logrupo, o voluntário diminui crenças e convicções por exemplo, mas é necessário criar essaum consciência. Segundo coordenadora Capelania, Checal importante para sua presença solidária e atuação para atornar o pacientedadaquele leitoÉrika o seu principal Nós realizamos o nosso trabalho o ano todo e procuO grupo Nariz Solidário vai muito além do voluntariado can, o objetivo é levar canção, que acolhe o coração, ministerial nesta época do ano. Quem puder colabo-

Q A

Caroline Paulart

Desejamos a você muita alegria! E que este Natal seja repleto de paz, carinho e fraternidade e o Ano Novo de muitas realizações! São os votos da


07

Xing Ling

tem presentes baratos para a família toda

Danielli Artigas de Oliveira

É

mais fácil presentear a família toda quando a opção é pelos presentes da Xing Ling, que tem uma ampla variedade e com preços bem acessíveis. Com diversos departamentos e presentes desde os mais baratos - a partir de R$ 2,99 – é possível também dar lembranças para os amigos nas confraternizações e os presentes de amigo secreto. São utilidades domésticas para renovar a casa, peças decorativas, arranjos, diversas opções de eletrônicos, itens para o lazer e até essências de perfumes famosos. Opções não faltam e facilitam na compra, tudo em um só lugar. Para as crianças, um amplo corredor com variedade de bonecas – a Princess por

R$ 9,90 - e carrinhos de diversos tamanhos – caminhão a R$ 4,80 -, brinquedos educativos, opções para a praia e brincadeiras ao ar livre, entre outros. Para curtir o mar ou a piscina, as novas boias de Flamingo ou Unicórnio são as que mais têm agradado. Porta-retratos com dizeres por apenas R$ 6,80 e bonés estilosos por R$ 14,90. Nas festas sempre vai bem uma música e é fácil agradar presenteando com os diversos modelos de rádio disponíveis na Xing Ling, como o Rádio Mini Speaker com bluetooth, FM e USB a bateria, prático para levar para qualquer lugar e por apenas R$ 29,90 – preço ainda melhor que o ano passado. A Xing Ling está aberta de segunda a sexta-feira das 9h às 18h30, sábado das 9h às 15h. Av. Des. Clotário Portugal, nº 753 próximo ao Terminal. Fone: (41) 3140-2199.


08

Campo Largo, Dezembro 2017

Abertura do Natal Luz de Campo Largo com grande público e alegria

M

ilhares de pessoas participaram da abertura do Natal Luz, de Campo Largo, no último final de semana. A festa começou oficialmente na sexta-feira (08), com muita animação, na praça Atílio de Almeida Barbosa (Matriz), seguindo-se da caminhada pelo calçadão das XV de Novembro, até a Praça Getúlio Vargas, onde o Papai Noel falou com o público, desejou um Feliz Natal a todos e entregou presentes a todas as crianças que se encontravam na praça. No palco, desfilaram o Grupo Amigos, a banda Gatos 71 e a Cia da Dança Camila Souza. No sábado (09), a festa continuou com o Coral do Kennedy, Kiko e seus Gaiteiros e Banda Hari. No domingo (10), Reino da Loucinha, Junior Fila e Guilherme Augusto. Programação Os shows continuaram na quinta-feira (14), com o Louvor Nova Aliança, Marcos e Albertine. Na sexta-feira (15), as atrações são Academia Arte da Dança, Banda da Polícia Militar do Paraná e Érica e Cesar. No sábado (16), Grupo Folclórico Wiosna, Velhinho

Stanislau e Banda Los Cartlitos. Também nesse dia, a apresentação, às 20 horas, na Igreja Matriz de Nossa Senhora da Piedade, do Coral Os Canarinhos, de Campo Largo. No dia 17, domingo, Dilço Cruzara, Cre & Ale, New Style B. Boys e a Banda Black Sandra. Mais shows Nos dias que antecedem o Natal, todas as noites, a partir das 19 horas, haverá show na praça Getúlio Vargas. No dia 18, segunda-feira, Cia. Teatral Ditirambos, o projeto Canto da Cerâmica e Adrei Osires. O projeto Canto da Cerâmica é inédito, onde um grupo de artistas campo-larguenses promete tirar, de porcelanas e cerâmicas, sons e músicas de Natal, mostrando uma nova faceta da nossa cultura. O projeto é dirigido pelo cantor e instrumentista Silvio Ruan. A programação prossegue e, nos dias 21, 22 e 23, uma nova surpresa para a população está sendo preparada, com três dias de show de luzes e cores, desde a praça da Matriz até a praça Getúlio Vargas.

Cliente amigo, agradecemos sua presença, sua amizade e confiança dedicada durante esse ano que está terminando. Que o Natal seja um momento de luz e harmonia e que no próximo ano possamos compartilhar juntos suas conquistas.

Boas Festas e um ótimo Ano Novo

3292-3536


09

Plantas da Rivabem para presentear ou decorar a casa

A

Unhas autocolantes garantem muito estilo e praticidade

A

Danielli Artigas Oliveira

s unhas autocolantes imPRESS, da Kiss New York Brasil, são as mais vendidas na Magia da Cor Esmalteria. Qualidade superior que não danifica as unhas naturais, maior durabilidade e acabamento impecável fazem com que elas sejam as mais procuradas. Além das tradicionais cores, como as claras - principalmente as nudes, super em alta - e as mais chamativas do verão, a linha apresenta uma novidade que são as unhas

foscas com filha única metálica de efeito espelhado (só é possível em unhas postiças). O acabamento da imPress permite um efeito bem natural e por isso muitas mulheres usam direto, mantendo sempre unhas lindas. Opções curtas e longas que facilmente podem ser aplicada sozinha. A Magia da Cor tem tudo para manicure e pedicure e agora também linha de maquiagem. Contato: Rua Oswaldo Cruz, 1200 - Centro | (41) 98868-9775.

Danielli Artigas Oliveira

rranjos florais e plantas em geral dão mais vida à casa e são de grande significado na hora de presentear. Na Rivabem Plantas há diversas opções, desde vasos menores a partir de R$ 4,50. Entre as flores que mais representam o Natal está a do Divino Espírito Santo, de cor vermelha escura, que ambientam a casa com tema natalino e podem ser colocadas em vasos e floreiras. Na Rivabem existem diversas opções de plantas e flores. São diversas flores de corte que podem ser colocadas em vasos, sendo bem procuradas as Orquídeas, Rosas, Lisianthus e Lírios. Os cedros também são bastante procurados nesta época, por lembrarem as árvores de Natal. Nos tamanhos maiores, também são enfeitadas com bolas e luzes e muito usadas para deixar o jardim mais bonito para receber a família em casa. Informações na Av. Ayrton Senna da Silva, 2578 | Telefone: (41) 3392-3726


10

Campo Largo, Dezembro 2017

120 alunos do Reino da Loucinha encantam em apresentação de Natal

P

Caroline Paulart

elo menos 120 alunos da Escola Municipal Reino da Loucinha, das turmas de Pré I e Pré II encantaram os campo-larguenses durante a apresentação de Natal no evento Natal Luz de Campo Largo, no último dia 10. As crianças, que foram ensaiadas pelas professoras do Reino - Beatris, Patrícia, Juliana, Leila, Cristiane e Loriane - por apenas duas semanas, cantaram três canções natalinas e apresentaram as coreografias, além de uma música interpretada por uma estagiária da escola, em voz e violão. Os alunos têm idade entre 04 e 05 anos e ficaram super empolgados para a apresentação, conta a diretora Sandra Boaron Campesi. “Pudemos perceber uma grande movimentação provocada mesmo pelos pais dos alunos. Vimos muitas crianças na Casinha do Papai Noel, o que acabou movimentando a cidade como um todo. Ficamos felizes de contribuir também dessa forma”, diz Sandra. Aprendizado conta A diretora explica que as apresentações não são feitas apenas para a comemoração das datas especiais, mas também para estímulo de aprendizagem dos alunos. “Ao trabalhar a musicalização das crianças estamos desenvolvendo a oralidade delas, a desenvoltura em público, coordenação motora para aprender os passos e a socialização deles também. Tudo isso contribui para uma melhor aprendizagem dos nossos alunos”, salienta. Ano que vem tem mais Já com compromisso firmado para as apresentações de Natal de 2018, comprometimento feito ainda no palco, a escola pretende inovar na apresentação. “Nossa intenção é que para o ano que vem façamos um coral com alunos, professores e pais. Temos alunos muito talentosos na nossa escola, que tocam, cantam, então queremos montar esse coral”, completa Sandra. Fotos: Studio Ivonete


11

Espetáculo e musical “Alegria” e a busca pelo sentido do Natal

Q

ual o real sentido do Natal? A busca por esse significado tão especial poderá ser conferida durante o Musical de Natal Alegria, promovido pela Primeira Igreja Batista de Campo Largo em parceria com a Ong Amor Viral, em duas apresentações, que acontecem nesta sexta-feira (15) e sábado (16), ambas às 19h30, no Centro Esportivo Vitor Ekk (antigo Arlindo de Castro). Será um espetáculo contemporâneo de Natal, em que o público poderá esperar muita música, apresentações de corais adulto e infantil, dança, teatro, efeitos especiais, tudo para contar uma inspiradora história de uma menina campo-larguense que está à procura do sentido do Natal. A intenção da equipe que está promovendo é levar

uma mensagem de fé, esperança e alegria neste Natal para o público presente, que vive dias tão pessimistas e de profunda crise na conjuntura social e econômica do nosso País. São 150 voluntários envolvidos em todo o projeto de execução e englobam atores locais, equipes técnica e de apoio. Será cobrado um valor simbólico de R$ 5 por pessoa, que será repassado a 100 famílias carentes de Campo Largo, com o presente de cestas de alimentos e produtos natalinos. A contribuição ajudará ainda o trabalho social desenvolvido pelo Projeto Miúdo, que atende aproximadamente 800 crianças em Moçambique, na África, e é desenvolvido pelo casal campo-larguense José e Rosita. Os ingressos estão à venda na Óticas Campo Largo e na Andaraki Calçados.

Em tempos de crise, é preciso lembrar o verdadeiro significado do Natal

Natal com economia é na

R$ 3,00

Rua Marechal Deodoro,386 - Centro - Fone: 3150-3410

Fotos meramente ilustrativas

Brinquedos a partir de


12

Campo Largo, Dezembro 2017

O trabalho voluntário estimula a sempre fazer mais “Nós fomos aprendendo a ver a felicidade no rosto das crianças, às vezes só por comer algo diferente”, declara Walter Silva.

Caroline Paulart

Só alegria”. Essa é a frase mais característica de um personagem marcante da Festa da Tia Cida, Walter Silva. Ele participava da festa quando criança e hoje retribui atuando como voluntário nesses 22 anos de festa. Ele é reconhecido não somente pelo seu jeito brincalhão, que gosta de dar atenção às crianças e adultos que participam do evento, mas também sua história de envolvimento com a festa. “Era um tempo muito bom. Lembro que tudo começou porque nós participávamos da Novena, aí surgiu a ideia de fazer uma apresentação de Natal, com teatro e música para os pais. Havia mais ou menos umas 30 crianças participando, eram nossos amigos, crianças do bairro mesmo. No final tinha um lanche com bolo ou cada um levava um prato”, relembra. Tanto a época do ano, como a possibilidade de manter a festa, animava ele e outros amigos a ajudarem para que ela fosse realizada. “Quando eu tinha uns 10 anos, lembro que ia até às casas para pedir pacotes de açúcar ou trigo para fazer o bolo. Cada pacotinho era motivo de muita alegria para a ‘piazada’, pois era uma garantia a mais que aquele ano haveria a festa. Lembro que no início o recheio do bolo era feito com pêssegos de um pessegueiro que

tinha na casa da própria Tia Cida, nós íamos lá para pegar os frutos e ajudar na confecção do recheio”, diz. Também cabia a ele fazer o suco, na época de pacote, que era arrecadado pelo bairro. “Me espelhava na Tia Cida e nos demais voluntários, sempre dizia que queria ser como ela”, enfatiza Walter ao contar sua história. Ele disse que sempre teve esse espírito de solidariedade, mas tudo foi evidenciado pela sua participação na festa. Todas as conquistas, que vão desde conseguir trancar a rua para a realização da festa, até a arrecadação de brinquedos, eram muito comemoradas por ele e demais voluntários. Mesmo ainda com pouca idade, a intenção de Walter, representando os demais voluntários, era de promover a alegria das crianças mais carentes dos bairros próximos. “Nós fomos aprendendo a ver a felicidade no rosto das crianças, às vezes só por ganhar um cachorro-quente, comer algo diferente, receber um presente. Isso nos fortalece para que a cada ano busquemos melhorar ainda mais a festa”, destaca. “Eu sou muito grato a tudo o que já passei, pelas coisas que aprendi e por tantas pessoas participarem do evento. Por aqueles que doam o seu melhor, doam o que tem, que vão e participam. Sou grato pelas

crianças que tornam essa festa ainda mais bonita”, diz. Interesse pela confeitaria Como se não bastasse a participação e o desenvolvimento da solidariedade, Walter também começou a se interessar ali na festa pela sua profissão do futuro, a confeitaria. “Eu sempre ficava na equipe responsável pelo bolo. O Tio Luiz era o confeiteiro e fazia bolos gostosos e bonitos. Aquilo me inspirou, comecei a me interessar cada vez mais por essa arte, lembro que eu falava ‘quero ser confeiteiro igual ao tio’. Um dia ele parou de trabalhar com a confeitaria e eu entrei para fazer cursos nessa área. Ele então passou essa missão para mim, hoje sou confeiteiro e padeiro”, conta. Gerações futuras Segundo ele, a festa está garantida pelas gerações futuras. “Meu filho participa desde que nasceu, já que foi o menino Jesus na encenação. Hoje ele tem a mesma idade que eu tinha quando comecei a participar. É uma forma de ensinar na prática a solidariedade para as crianças, mostrar para elas que existem realidades diferentes, pessoas que esperam o ano todo por um evento assim, seja para comer algo diferente, participar de uma festa, ganhar um presentinho. Acredito que esse sentimento não deixará com que essa tradição acabe”, finaliza.


13

A recompensa é o sorriso das crianças H

Caroline Paulart

á 22 anos, a Festa da Tia Cida anima toda a comunidade e centenas de voluntários que fazem a festa realmente acontecer. A Folha de Campo Largo acompanhou de perto a correria nos preparativos para a festa que aconteceu no primeiro domingo do mês de dezembro. A festa teve início na tradicional rua da Tia Cida, no bairro Santa Rita. Não foi preciso nem pedir informação, pois parecia que os olhos da vizinhança apontavam apenas para aquela casa. Chegando lá, foi possível perceber que ninguém ficava parado um instante e para conseguir entrevista ou ia no ritmo ou ficava para trás. A Tia Cida contou que tudo começou durante uma novena de Natal, na qual ela era coordenadora do bairro. Ela queria fazer algo diferente, que envolvesse várias pessoas do bairro e participação das crianças carentes que frequentavam a região. Há dezenas de voluntários que estão ajudando desde que a festa começou, como é o caso do seu Davi Gobor, que ajudava a ensaiar. “Nós nos reunimos com as crianças para ensaiar a apresentação de Natal para os pais, sem saber como tudo iria acontecer. Cada ano foi melhorando, aumentando, mas não imaginamos que iria se tornar desse tamanho. Fizemos no início somente para a novena de Natal, agora isso se tornou uma ação social abençoada por Deus”, emociona-se. Outra voluntária que marca presença desde que a festa foi criada é a dona Efigênia Kainak. “Enquanto existirem forças para lutar, nós vamos realizar a festa sim. Quem faz o bem para uma criança, faz para Deus. Não deixamos de lembrar das pessoas que já se foram, mas que contribuíram muito para o crescimento desse evento”, relembrou. A filha da Tia Cida, Mara, era coordenadora do grupo de jovens na época. Ela contou que em uma conversa lembrou das crianças carentes, que muitas vezes não tinham a oportunidade de participar do Natal. “O grupo de jovens se reuniu, fez apresentações, teve a participação do Papai Noel. No primeiro ano foi mais fácil de conseguir tudo, pois eram poucas as crianças. A cada ano mais pessoas apareciam na intenção de ajudar. Cada um dava o que podia, teve uma vez que uma mulher chegou e perguntou o que ela poderia trazer para ajudar na festa. Nós falamos ‘você pode ajudar com o azeite e o sal para as pipocas’, ela então trouxe o pouquinho que tinha em casa. Essa so-

Que as realizações alcançadas este ano, sejam apenas sementes plantadas, que serão colhidas com maior sucesso no ano vindouro.

lidariedade, que envolve desde o mais pobrezinho até o grande empresário, é o que fez a festa ser tão conhecida e abençoada”, destaca. Marcos Kainak, filho da Efigênia, se veste de Papai Noel para alegrar as crianças que participam do evento. “Faz seis anos que eu participo efetivamente da festa. Ano passado, quando fomos para os bairro conseguimos observar as realidades presentes na cidade. O melhor das pessoas é que mesmo na simplicidade, aos olhos delas tudo se torna grandioso, isso é realmente fascinante porque há uma entrega de corações ali”, completa. No dia foram distribuídos cachorro-quente, refrigerante, maçãs do amor, pipoca e presentes para as crianças participantes. Estava à disposição pinturas no rosto das crianças também. Tudo é muito bem organizado para que nenhuma criança que esteja por lá fique sem participar. Os voluntários estão sempre preparados para tirar dúvidas dos participantes da festa, com um sorriso que transparece a vontade de participar e ajudar o próximo. Carreata Para divulgação, além do tradicional boca-a-boca, a festa conta com parceria dos veículos de comunicação da cidade e também faz uma carreata com participação de vários carros de voluntários, carro de som e muitos Papais Noel, que distribuem balas para as crianças que estão passando pela rua. Neste ano, a carreata teve início na Avenida Padre Natal Pigatto, passando por todo o Centro, bairros próximos ao Santa Rita, como Aparecida, Santa Terezinha e Lamback chamando a população para participar da festa. As carreatas seguiram para os bairros em horários já estabelecidos pela organização. Esse ano, além das crianças do Santa Rita, receberam a festa da Tia Cida a população do Jardim Social e do Francisco Gorski.

Tia Cida, a idealizadora de todo este trabalho voluntário

PEDRO CHAVEIRO

DESDE

1980 Feliz Natal e próspero Ano Novo!


114 1

Campo Largo, Dezembro 2017

O maior Natal de todos Q e olucátepsE ”airgelA“ lacisum olep acsub a e lataN od oditnes

-narepse ,éf ed megasnem amu od odtines laer o lau A comemora ?lataN o arap latamobiliza N etsen airgelaoe comércio aç rop acsub e Acicla sucesso da maior campanha de said eviv euq ,etneserp ocilbúp oãt odacfiingis esse premiação Largo. refnovarejo c res áredde op laCampo icepse adnuforp ed e satda simishistória sep oãt adido -oce e laicos arutnujnoc an esirc -elA lataN ed lacisuM o etnarud .síaP osson od acimôn ariemirP alep odivomorp ,airg ograL opmaC ed atstiaB ajergI -ivlovne soirátnulov 051 oãS romA gnO a moc airecrap me -exe ed otejorp o odot me sod ,seõçatneserpa saud me ,lariV ,siacol serota mabolgne e oãçuc -atxes atsen mecetnoca euq áreS .oiopa ed e acincét sepiuqe sabma ,)61( odabás e )51( ariefed ocilóbmis rolav mu odarboc ovtiropsE ortneC on ,03h91 sà -saper áres euq ,aossep rop 5 $R -saC ed odnilrA ogtina( kkE rotiV ed setnerac sailímaf 001 a odas .)ort ed etneserp o moc ,ograL opmaC sotudorp e sotnemila ed satsec -noc olucátepse mu áreS -uja oãçiubirtnoc A .sonilatan euq me ,lataN ed oenâropmet Prêmios da promoção Natal Sonho Dourado Acicla/Faciap -ed laicos ohlabart o adnia árad atium rarepse áredop ocilbúp o ,odúiM otejorP olep odivlovnes siaroc ed seõçatneserpa ,acisúm Mais Prêmios e uma ad ,ltinafni incríveis e otluda etnemade dam100 ixorpalojas ednetparticipantes. a euq ,ortaet ,açn -noc arap odut ,sdo iaiceconsumidor. pse sotiefe ,euqibmaçoM me saçnairc de 008participação fórmula inovadora Esd airótsih arodque aripsnise amutornou rat olep odpronta ivlovnesedaéreceita e ,acirfÁ anda epromoção tava sen- Para atender os participantes que tenham alguma difie ésoJ esneugral-opmac lasac esneugral-opmac aninem amu sação em Campo Largo neste Natal. culdade em cadastrar suas rasgadinhas, a Acicla mon-nev à oãtse sossergni sO .atisoR odtines od arucorp à átse euq an e ograL opmaC sactiÓ an ad epiuqe ad oãçnetni A .lataN od tou um Ponto de Atendimento na Praça Getúlio Vargas. Numa parceria Faciap vel é ode nevaom orp átse -euFederação q .sodaçlaCinédita, ikaradnA araAcicla Lá o consumidor poderá cadastrar seus códigos com o

Ponto de Atendimento

das Associações Comerciais do Paraná, tornaram possível uma campanha que rivaliza-se com as grandes ações de varejo de Curitiba. A Promoção Natal Sonho Dourado trouze para o comércio local uma gama de prêmios que atrai consumidores. São 15 veículos - 07 Motos Honda Fan 125, 07 Renault Kwid, 01 Caminhonete S10. Exclusivamente para Campo Largo, mais de R$ 20 mil em Vales Compras serão sorteados.

auxílio de atendentes treinadas. Porém, o número de pessoas que procura o serviço é pequeno - “Isso indica que as pessoas encontraram facilidade em utilizar a internet. Hoje praticamente todos tem acesso seja pelo computador ou pelos smartphones”, explica Juliaed sopmet mE no Topppel, Presidente da osiceAcicla. rp é ,esirc -adrev o rarbmel odacfiingis oried lataN od

A novidade motivou a aposentada Jocilei Perussulo. Ela ganhou uma Moto Zero Km no sorteio do último dia 25. an é monode ceganhar mocum lagrande taN “As pessoas querem teraaichance prêmio, ainda mais no Natal. Eu prefiro comprar onde tem a promoção” - revelou a ganhadora.

savitartsuli etnemarem sotoF

A promoção desse ano inovou: no lugar do antigo sodeuqnirB cupom para ser depositado em uma urnas, o consued rcontém itrap aum midor ganha rasgadinhas. Cada uma delas código alfanumérico que o participante0 precisa 0,3 $cadasR trar no site da promoção para concorrer. Veja o passo a passo: 0143-0513 :enoF - ortneC - 683,orodoeD lahceraM auR

Até agora já foram sorteados 04 motos, 04 carros e dezenas de vales compras de R$ 300 cada. Os ganhadores são divulgados na página da Acicla no Facebook. A lista completa você encontra no site da promoção: www.natalsonhodourado.com.br A campanha, que teve início em 1o de novembro, encerra somente em 10 de janeiro de 2018, com o sorteio de uma caminhonete S10. Até lá, vale a pena comprar em Campo Largo para concorrer a premiação e garantir uma Natal repleto de presentes e quem sabe, um prêmios especial do Papai Noel da Acicla.


15

7102 orbmezeD ,ograL opmaC

sodgrátis ot edel10% ataNoff roem iam Check-up Q Espetáculo e serviços na Camp Auto Center

1

ual o real sentido do uma mensagem de fé, esperan Natal? A busca por ça e alegria neste Natal para ed ahnapmac roiam ad ossecus aromem ocsignificado e oicrétão mopúblico c o apresente, zilibom lcidia c esse queavive especial tão eç deaiprofund .ograL opm aC epoderá d ojeser ravconferida od airó tspessimistas ih ad oã mer durante o Musical de Natal Ale- crise na conjuntura social e eco gria, promovido pela Primeira nômica do nosso País. Igreja Batista de Campo Largo São 150 voluntários envolv da ainda fazer alinhamento e balanceem parceria com a Ong Amor Danielli Artigas Oliveira dos em todo o projeto de exe amento para deixar o carro mais estável Viral, em duas apresentações, cução e englobam atores locais iagem de final de ano exige mui- e ainda evitar o desgaste irregular dos que acontecem nesta sextaequipes técnica e de apoio. Ser ta responsabilidade com sua fa- pneus. A Camp Auto Center trabalha -feira (15) e sábado (16), ambas cobrado um valor simbólico d mília e com os demais na estra- com os melhores pneus e pode indicar às 19h30, no Centro Esportivo R$ 5 por pessoa, que será repas da. O carro precisa estar com tudo em dia as melhores opções de acordo com cada Vitor Ekk (antigo Arlindo de Cassado a 100 famílias carentes d para evitar problemas graves ou até mes- carro. “Facilitamos o pagamento. O que tro). Campo Largo, com o presente d mo contratempos que podem atrapalhar não pode acontecer é viajar com o pneu Será um espetáculo con- cestas de alimentos e produto o momento de lazer tão esperado. careca e colocar em risco a vida de toda a temporâneo de Natal, em que natalinos. A contribuição aju Na Camp Auto Center, a equipe está família”, enfatiza Jonas. paicaF/a cA odaruautooD ohnoS latDe aN oacordo ãçomorcom p ad spesquisa oimêrP da Assoo público poderá esperar muita dará ainda o trabalho social de preparada para realizar oslciserviços música, apresentações de corais senvolvido pelo Projeto Miúdo motivos de maneira eficiente e responsá- ciação Brasileira de Concessionárias de vírcnei infantil, soimêdança, rP .seteatro, tnapicque itraatende p sajoaproximadament l 001 ed sia vel. O check-up é grátis e ainda desconto Rodovias (ABCR), no ano passado foram amu e sieadulto efeitos especiais, tudo para con800 crianças em de 10% na mão-de-obra em serviços de atendidos mais de 2,3 milhões veículos -sE .rodim usnoc od oãçapicitrap ed arodavonMoçambique i alumr uma inspiradora história de na África, e é desenvolvido pel rolamentos, freios, revisão e suspensão. nas estradas, sendo mais de 930 mil por -nes uontar rot es euq oãçomorp ad atiecer a atnorp av -Ofiisócio-proprietário d amugla mada hn et euqJo-setpanes napicmecânicas, itrap somais redde ne80 tamil arpanes aP uma menina campo-larguense casal campo-larguense José empresa, .lataN tsen og raL o maC mestão e oã que está à procura do esentido Rosita. Ospingressos àç ven nas-Dalcomuni, miletrocas nom alcorienta icA a que ,saéhpreciso nidagficar sar selétricas, aus ramais rtsade da220 cm edade dlpneus uc do Natal. A intenção da equipe da na Óticas Campo Largo e n atento ao desgaste do carro pelo uso die mais de 940 mil carros que precisaram .sagraV oilúteG açarP an otnemidnetA ed otnoP mu uot que está promovendo é levar Andaraki Calçados. ário e mesmo que não aparente ter pro- ser guinchados. om sogid óc suesfazer raratsreadac áEstima-se redop que rodcerca imude sn ocdestes o áLca- oãçaredeF - paicaF a e alcicA a ,atidéni airecrap amu blema éo decgrande importância 70% ed que orepode múevitar n o muitos ,méroacidentes. P .sadansos ierpoderiam t setneser dn eta ecom d oasilírevisões xua -sop maranrot ,ánaraP od siaicremoC seõçaicossA s visão, evitados Ele-destaca pode estourar idni osituações ssI“ - oque neu qep é oçivradequadas, es o arutanto corppelo eumotorista q saossquanto ep sednarg sa moc es-azilavir euq ahnapmac amu lev a correia freio razilidentada, tu me dar edproblema adilicafnom arartpor noequipes cne saqualificadas. ossep saO simples euq afato c ohnoS lataN oãçomorP A .abitiruC ed ojerav ed seõ pelo desgaste da pastilha e freio, entre ou- de revisar o nível de água nos reservató- ed amag amu lacol oicrémoc o arap ezuort odaruo jes osseca met sodot etnerios mado cicarro tarp– e oH pode .tenser refeito tni pelo a trasasituações. o jque -Outros ailuJ pontos acilpx ,”serevisados nohEm ptrtempos ams próprio sde olep motorista uo roda- tpode upmevitar oc omuitos lep 70 - solucíev 51 oãS .serodimusnoc iarta euq soimê ae serem são os rolamentos e suspensão. Ele recomencrise, .alcéicpreciso A transtornos. ad etnediserP ,lepppoT on -enohnimaC 10 ,diwK tluaneR 70 ,521 naF adnoH soto

musical “Alegria” V e a busca pelo sentido do Natal otnemidnetA ed otnoP

$R ed siam ,ograL opmaC arap etnemavisulcxE .01S lembrar o verdadeiro significado Mais informações na Rua Joaquim Ribas de Andrade, 414, no Centro (41) .sod(41) aet3393-4548 ros oãre|sWhatsApp sarpmo C 99890-4949. selaV me lim do Natal

“A Melhor mensagem de Natal é aquela que sai em silêncio de nossos corações e aquece com ternura os corações daqueles que nos acompanham em nossa caminhada pela vida”. Desejamos a todos um Feliz Natal e um Ano Novo cheio de Paz, Amor, Saúde e Amizade.

e sorrac 40 ,sotom 40 sodaetros marof áj aroga étA -ahnag sO .adac 003 $R ed sarpmoc selav ed sanezed .koobecaF on alcicA ad anigáp an sodagluvid oãs serod :oãçomorp ad etis on artnocne êcov atelpmoc atsil A rb.moc.odaruodohnoslatan.www -ne ,orbmevon ed o1 me oicíni evet euq ,ahnapmac A oietros o moc ,8102 ed orienaj ed 01 me etnemos arrec rarpmoc anep a elav ,ál étA .01S etenohnimac amu ed ritnarag e oãçaimerp a rerrocnoc arap ograL opmaC me -êrp mu ,ebas meuq e setneserp ed otelper lataN amu .alcicA ad leoN iapaP od laicepse soim

ESQUADRIAS RIGONI Rua João Batista Mendes, nº 572 - F: 3292-1495

alE .olussureP ielicoJ adatnesopa a uovitom edadivon .5Natal 2 aid omcom itlú od economia oietros on mK oé reZ otoM amu uohn na ednarg mu rahnag ed ecnahc a ret mereuq saossep s edno rarpmoc orfierp uE .lataN on siam adnia ,oimê .arodahnag a uolever - ”oãçomorp a m ogiBrinquedos tna od ragul on :uovoni ona essed oãçomorp -usnoc o ,sanru amu me odatisoped res arap mop a partir de mu métnoc saled amu adaC .sahnidagsar ahnag rodi -sadR$ ac a3,00 sicerp etnapicitrap o euq ocirémunafla ogid ossap o ajeV .rerrocnoc arap oãçomorp ad etis on ra :ossap Rua Marechal Deodoro,386 - Centro - Fone: 3150-3410


16

Campo Largo, Dezembro 2017

Livros e brincadeiras às crianças de Três Córregos

2018: ano de planejamento financeiro e muito trabalho “É preciso ser empregável, ter espírito empreendedor, buscar inovação”, declara economista

T

Caroline Paulart

odos os anos os especialistas retratam a necessidade da população manter um bom planejamento financeiro, procurar colocar no papel os gastos diários, ter uma reserva de dinheiro em uma caderneta de poupança, por exemplo, ou em um fundo de investimento. As previsões econômicas para o ano seguinte exigem um cuidado ainda maior. Quem explica sobre o assunto é o professor e economista Edmundo Pozes. “Não temos boas perspectivas para o mercado financeiro em 2018. É ano de eleição, da escolha de novos governantes. Não há investimentos no mercado, nem do governo e muito menos da iniciativa privada.” Segundo ele, a crise financeira que atingiu os EUA em 2008 gerou reflexos que impactam os brasileiros até hoje, diretamente em seu bolso e na forma de aplicar ou gastar seus rendimentos. “O governo diz que a inflação está baixa e se gaba disso, mas na verdade, é

apenas um reflexo de que as pessoas não têm mais dinheiro para comprar, então os preços caem. Se a taxa de juros diminuiu, é porque as empresas e pessoas estão pegando menos dinheiro no mercado financeiro porque não tëm como pagar. O certo, mesmo, é pagar as contas antigas, gastar o mínimo possível e guardar o máximo para 2018, que será outro ano difícil”, diz. “Será um ano de muito trabalho e seriedade para suportarmos as dificuldades financeiras e de emprego. Devemos nos dedicar muito ao trabalho, poupar o que for possível e investirmos em educação e treinamento para que possamos acompanhar toda a evolução tecnológica que a cada dia se aprimora. É preciso ser empregável, ter espírito empreendedor, buscar inovação e entender que essa dificuldade é passageira como todas as outras foram. Que o próximo governo pense nos seus cidadãos, que propiciem condições para gerar mais empregos e desenvolvimento para as famílias e o Brasil”, completa o professor.

Crianças ganharam os presentes educativos, doces e ainda um dia com brincadeira e guloseimas

E

ste ano o Rotary Clube Campo Largo Centro engajou seus sócios e empresários da cidade de Campo Largo para promover o Natal Cultural em Três Córregos. Presentes foram entregues nesta quinta-feira (14), com festa e muita animação para as crianças. Visando disseminar a cultura do ler e aprender, o clube arrecadou e comprou livros de leitura para presentear as crianças. Foram 256 crianças beneficiadas da Escola Augusto Pires

de Paula e 36 alunos da Escola Especial Doraci R. Machado. Elas ganharam kits que incluíram: doces, um livro de atividades que o Rotary desenvolveu, uma caixa grande de lápis de cor e um livro (conforme a sua faixa etária). A entrega dos presentes foi realizada com a visita do Papai Noel, brinquedos no pátio (como cama elástica e piscina de bolinha) e muitas guloseimas, pipoca e algodão doce.


17

Momentos eternizados

Plantas da Rivabem para presentear ou decorar a casa

Confira os horários das missas de final de ano A Danielli Artigas Oliveira

Unhas autocolantes garantem muito estilo e praticidade Danielli Artigas de Oliveira

A pureza das crianças e o envolvimento com o Natal ficam eternizados com as imagens registradas pela fotógrafa Manu Mussatto, especializada em fotos de Danielli Oliveirados foscas crianças. Com os cenários ideaisArtigas e a captação mo- com filha única metálica de efeito mentos e movimentos certos, as fotos temáticas têm espelhado (só é possível em encantado os pais. s unhas autocolantes im- unhas postiças). PRESS, da Kiss New York acom-O acabamento da imPress perEla realiza trabalho de fotografia newborn, Brasil, são as mais venmite um efeito bem natural e por panhamento mensal do bebê, smash cake, gestandidas na Magia da Cor Esmalteria. te, família, aniversário infantil e ensaios sensuaisisso ou muitas mulheres usam direto, Qualidade superior que não danifica mantendo sempre unhas lindas. books, em ambientes fechados ou externo. as unhas naturais, maior durabilidaOpções curtas e longas que facilInformações pelo telefone (41) 99236-3586. de e acabamento impecável fazem mente podem ser aplicada sozinha. com que elas sejam as mais procuA Magia da Cor tem tudo para radas. Além das tradicionais cores, manicure e pedicure e agora tamcomo as claras - principalmente as bém linha de maquiagem. nudes, super em alta - e as mais chamativas do verão, a linha apresenta Contato: Rua Oswaldo Cruz, uma novidade que são as unhas 1200 - Centro | (41) 98868-9775.

A

A

rranjos florais e plantas em geral dão mais vida à casa e são de grande significado na hora de presentear. Na Rivabem Plantas há diversas opções, desde vasos menores a partir de R$ 4,50. Entre as flores que mais representam o Natal está a do Divino Espírito Santo, de cor vermelha escura, que ambientam a casa com tema natalino e podem ser colocadas em vasos e floreiras. Na Rivabem existem diversas opções de plantas e flores. São diversas flores de corte que podem ser colocadas em vasos, sendo bem procuradas as Orquídeas, Rosas, Lisianthus e Lírios. Os cedros também são bastante procurados nesta época, por lembrarem as árvores de Natal. Nos tamanhos maiores, também são enfeitadas com bolas e luzes e muito usadas para deixar o jardim mais bonito para receber a família em casa. Informações na Av. Ayrton Senna da Silva, 2578 | Telefone: (41) 3392-3726

Caroline Paulart

celebração do nascimento do Menino Jesus e da chegada do Ano Novo acontecerão nas paróquias e igrejas por toda Campo Largo e Balsa Nova. A Folha entrou em contato com as principais paróquias da cidade para apurar as datas e horários das missas. Na Igreja Matriz Nossa Senhora da Piedade, haverá confissão de preparação no dia 21, das 08h às 11h, das 14h às 17h e das 18h às 21h30. As missas começam no dia 23 de dezembro, às 15h e 17h. Na véspera de Natal as missas serão realizadas durante quatro momentos, 07h30, 09h, 10h30 e às 20h. No dia de Natal serão em três momentos, às 07h30, 09h e 10h30. As missas de Ano Novo começam no dia 30, às 15h e 17h; no dia 31 e no dia 01 de janeiro serão celebradas missas às 07h30, 09h e 10h30. No santuário Senhor Jesus Cristo, no Bom Jesus, a missa do dia 24 acontece às 19h. Na manhã de Natal, 25, a missa será celebrada às 07h e não

haverá missa às 19h no Santuário. No Ano Novo, será realizada no dia 31 às 19h. No dia 01 de janeiro a missa acontece às 10h. A Paróquia Santa Cecília, no Itaqui, convida os campo-larguenses para as missas que acontecerão nos dias 24 e 31 às 19h30 e nos dias 25 e 01 de janeiro às 09h30. A Paróquia lembra que nesta sexta-feira acontece a abertura do Natal, com a apresentação do Coral Bom Jesus. Na Paróquia São Sebastião na Rondinha, o Alto de Natal começa no dia 16, às 19h. Serão realizadas missas no dia 24, às 20h e 25 às 8h30. A missa do dia 31 será às 8h30 e no dia primeiro às 09h. Na Paróquia São Sebastião, em Bateias, as missas acontecerão no dia 24 às 19 horas e nos dias 25, 31 e 01 de janeiro às 08h30. Na Igreja de Balsa Nova haverá missa no dia 22, às 10h em prol dos doentes e idosos. Na véspera do Natal, a missa acontecerá às 21h, na Matriz. Nos dias 25, 31 e 01 de janeiro serão realizadas sempre às 09h30.

TROPPEL MERCADO DA LIMPEZA NA CLOTÁRIO PORTUGAL, BEM PERTINHO DO TERMINAL

0


18

Campo Largo, Dezembro 2017

Evento no Hospital do Rocio marca início da campanha Gente Presente

Dr. Luiz Ernesto destacou a alegria de ver o auditório lotado a partir do trabalho realizado pela Capelania, o qual é fundamentado na palavra de Deus

A

Danielli Artigas de Oliveira

mor ao próximo, dedicação, acolhimento. Assim pode ser definido o trabalho realizado pela Capelania Elo no Hospital do Rocio, que atende milhares de pessoas, que precisam de um abraço e uma palavra de conforto, para continuarem motivadas em seus tratamentos ou para darem suporte aos familiares. São ações e sentimentos que muito são falados no Natal, mas que são realizados durante o ano inteiro pela Capelania. Mas para intensificar ainda mais este trabalho, foi lançada a campanha de Natal Gente Presente, a qual foi realizada no Hospital do Rocio no dia 30 de novembro, com apresentações da Companhia Internacional Ballet Magnificat, da Orquestra de Sinos, da Banda Elo Voluntariado e presença do Arcebispo Dom José Antonio Peruzzo, da Arquidiocese de Curitiba, e do Pastor Michel Piragine, da Primeira Igreja Batista de Curitiba. Segundo a coordenadora da Capelania, Érika Checan, o objetivo é levar canção, que acolhe o coração,

a oração pelos enfermos e famílias e também o presente – a escolha para presentear foram fraldas, pois identificaram essa necessidade entre os pacientes, quase em sua totalidade do SUS. Querem superar neste ano a arrecadação do ano anterior, de 15 mil fraldas. Na abertura, o diretor geral do Hospital, Dr. Luiz Ernesto, destacou a alegria de ver o auditório lotado a partir do trabalho realizado pela Capelania, que dá conforto às pessoas que passam pelo Hospital, através das palavras sinceras fundamentadas na Bíblia, na Palavra de Deus. Valorizou o trabalho de todos, o qual envolve as Igrejas e une as pessoas. A campanha dura todo o mês de dezembro, inclusive na noite de Natal. Os voluntários veem neles a solidariedade, a possiblidade da presença, do estar ao lado, chorar junto e se alegrar também – o que acaba trazendo diferencial ao trabalho realizado no Hospital do Rocio. Querem incentivar Igrejas Cristãs a considerarem o ambiente hospitalar como um local importante para sua presença solidária e atuação ministerial nesta época do ano. Quem puder colabo-

Desejamos a você muita alegria! E que este Natal seja repleto de paz, carinho e fraternidade e o Ano Novo de muitas realizações! São os votos da

rar de alguma maneira e estar presente pode entrar em contato pelo telefone (41) 99843-4439 ou 31362590. Mais informações em www.gentepresente.org. br ou facebook.com/elocapelania.


19

S

olidariedade Xing Ling

0

origem das doações de notas é empregado no pagamento dos médicos que atuam na escola, programa Nota Paraná trouxe diver- complemento de lanche e manutenção em geral. sas facilidades ao consumidor. Além “O dinheiro traz uma grande ajuda à instituição, da devolução de parte do imposto, pois geralmente recebemos verbas já com desé possível buscar o menor preço dos produtos, tino certo para a aplicação. Com esse dinheiro participar de sorteios e ajudar instituições de ca- em caixa é possível realizar melhorias onde há ridade, programa que teve início em março do necessidade”, ressalta a escola. ano passado. A Associação dos Deficientes Físicos de CamEm Campo Largo é possível contribuir com a po Largo (ADFCL) recebe doações de notas. Espadoação de notas para o Hospital Pequeno Prínci- lhadas em 19 pontos na cidade, a instituição já pe (HPP), Sociedade Protetora dos Animais, As- conseguiu investir na compra de camas, cadeiras sociação dos Deficientes Físicos de Campo Largo de rodas e andadores, além de apoiar a partici(ADFCL) e a Escola de Integração e Recuperação pação de paratletas campo-larguenses em camda Criança Excepcional (E.R.C.E), que possuem peonatos e disputas. “Pedimos que as pessoas pontos de doação espalhados pela cidade. continuem contribuindo, independente do valor, O Hospital Pequeno Príncipe possui 46 pon- pois conseguimos dos sorteios que tamanho são R$ 9,90participar - e carrinhos de diversos tos de arrecadação de notas. PorDanielli ser um Artigas hospitalde Oliveira realizados –todos os meses”, explica a ADFCL. caminhão a R$ 4,80 -, brinquedos educa de grande porte e abrangência nacional, recebe Em busca de uma melhoria na vida dos anitivos, opções para a praia e brincadeiras ao muitas crianças para tratamento médico e há mais, a Sociedade Protetora dos Animais espamais fácil presentear a família toda ar livre, entre outros. muitas crianças campo-larguenses que realizam lhou pela cidade 15 potinhos para coleta das noquando pelos presentes tratamento lá no hospital, comoa oopção Cauã éMarcon tas fiscais. SãoPara arrecadadas em torno de 25 mil curtir o mar ou a piscina, as nova da Xing Ling, que tem uma notas amplapor mês e o dinheiro é investido no pagaLopes, que trata de uma Leucemia Linfoide Aguboias de Flamingo ou Unicórnio são as qu variedade e com preços bem acessíveis. da, desde fevereiro de 2016. mento de consultas na castração, que é gratui-com di mais têmeagradado. Porta-retratos Com diversos departamentos e presentes A arrecadação em Campo Largo é encabeçada ta. É possível beneficiar por volta de animais zeres por apenas R$ 6,80 e40bonés estiloso desde os mais baratos a partir pelos pais do menino Anderson Paulart -Junior, quede R$ por2,99 mês. “Sintam-se convidados para conhecer o bem por R$ 14,90. Nas festas sempre vai é possível lembranças para da Sociedade. Hoje está mais fácil fazer tratou durante–sete anos notambém hospital adar Leucemia, trabalho uma música e é fácil agradar presenteando os amigos confraternizações pre- das notas, até mesmo pelo aplicativo mas acabou falecendo emnas dezembro de 2015. O e os a doação os diversos modelos de rádio disponí dinheiro arrecadado doações das notas é des- do celular com é possível doar. Nós precisamos dessa sentespelas de amigo secreto. veis na Xing Ling, como o Rádio Mini tinado à manutenção do hospital de forma geral, ajuda, pois não recebemos auxílio de ninguém”, Spe Sãode utilidades domésticas para renovar aker com bluetooth, FM e USB a bateria compra ou conserto equipamentos médicos, diz a Sociedade. a casa, peças decorativas, arranjos, auxílio na compra de alimentos para refeições, ma- diversas Como prático doar? para levar para qualquer lugar e po opções de eletrônicos, itenscompara o lazerO ecidadão apenas R$ 29,90 – preço àainda madeiras e dietas enterais, lavagem de roupa, é livre para escolher qual melhor insti- qu essências de perfumes famosos. Op-quer o ano pra de itens deaté materiais hospitalares e medicação. tuição fazerpassado. a doação das notas, podendo ções não e facilitam na compra, tudo inclusive diretamente pelo site e aplicatiOutra instituição quefaltam também recebe doação realizar A Xing Ling está aberta de segunda em um sópossuem lugar. cerca de nove vo do Nota Paraná. As notas têm validade de 30 de notas é a Erce. Eles sexta-feira das 9hPara às 18h30, sábado das 9h pontos espalhados pela cidade e arrecadam em dias após a data da compra. fazer a doação Para as crianças, um amplo corredor às 15h. Av. Des. Clotário Portugal, nº 753 média seis mil notas por mês. A instituição con- só são válidas notas sem o CPF. Parte do valor do com variedade de bonecas a Princess por sobre próximo ao Terminal. Fone: (41)e3140-2199 ta que quase todos os dias chegam pessoas– para Imposto Circulação de Mercadorias Serdoar as notas pessoalmente. O dinheiro que tem viços é então destinado às instituições. Caroline Paulart

O

em cada tem presentes nota fiscal

baratos para a família toda

É


20 04

Campo Largo, Dezembro 2017

Solidariedade e intercâmbio Tempo de reflexão e alegria de realidades no das Palmital dos Pretos independente dificuldades

H C

Caroline Paulart

Caroline Paulart

á três anos voluntários realizam uma festa solidária Palmital dos Pretos, com direiasa bonita,no preparada e bem decorada. Isso to a presentes, apresentações de capoeira, é o que pensa a vizinhança da Dona Dinah lanches eKuster, muita alegria às crianças que vivem na do recampo-larguense e moradora bairro Ferrari, quea não disposição e adegião. Neste ano, festaeconomiza está sendo preparada para reços na decoração Natal. entrare na casa, atender, no sábado de (16), 150 Ao crianças com umacada nodetalhe disposto sobrecrianças as mesas e estantes, até vidade: serão levadas do bairro Águasou Claras mesmo pendurado no teto, acolhem e dão graça à e Itambezinho para participarem. casa muito bem arrumada. A ideia éela, quetudo as crianças conheçam outras pesSegundo isso é o amor por uma das mais soas, datas troquem culturas e façam novosasamigos. Tudo belas do ano. Poucos imaginam dificuldades que passou pela vida, quevoluntários incluem a perda do maestáela sendo preparado pelos do grupo GT rido e de um dos filhos. “Quando eu perdi meu maEducação do Campo, dos membros do clã Acapras rido, tinha cinco filhos, pequenos. Ele foi pescar, em (Academia de Capoeira Praia de Salvador) e do Conum momento de alegria, e acabou não voltando mais. selho Municipal Étnico Racial. Eu trabalhava na época, mas ele quem sustentava a Souza era Junior, casa,Idelci meu salário paraconhecido as criançascomo e paraprofessor mim. Foi muito difícil a conta parte sentimental. Eu não podia chorar Chumbinho, que o planejamento do evento da forma que eu queria a mortehavia do meu começou há dois anos, quando ummarido. projeto Eu de chorava escondido por dos50 meus filhosnaporque alugar brinquedos centavos EscolaprecisaMuniciva que Augusto eu estavaPires fortedepara cuidar deles.uma Foi palmostrar do Campo Paula, quando uma fasequilombola bastante pesada”, relembra. menina não tinha o dinheiro para alugar a ausência doem marido ela continuou umaMesmo boneca.com “Isso aconteceu novembro de 2015. comemorando as datas festivas. “Quando eu achei Ela deu uma boneca quebrada para ver se conseguia que tinha me e estava pronta para seguir, emprestar porrecuperado um dia outra boneca, foi muito triste. perdi meu filho. Essa é uma das maiores dores que Em apenas um mês consegui com minha esposa, com uma pessoa pode passar. Ele tinha apenas 19 anos e os meus alunos, com o grupo de estudos sobre edufaleceu em uma época de festas. Ainda é muito difícil caçãosobre do campo, que é composto porcom professores, fafalar isso, pensar, sentir. Mas o apoio da zer o primeiro Natal solidário”. minha família e porque eu tenho que passar isso para

Em 2016, o grupo já era conhecido e mais pessoeles, nós continuamos seguindo com a força que vem as começaram a ajudar, principalmente apadrinhande emociona-se. do Jesus”, as crianças que iriam participar. “Esse ano já vou Dona Dinah lembra que dezembro, desde poder levar as crianças do Itambézinho e doentão, Águas tornou-se uma de de mistura de sentimentos. Claras, onde eu época dou aulas capoeira. Vamos reunir Tanto peladetristeza, como pelaaté alegria contagiante em torno 150, desde bebês adolescentes com do Natal. “São dois dias primeiros que nós 14 anos e todos vão ganhar presentes, queacabamos foram donos Primeiro no dia 01e de dezembro, adosentristecendo. por pessoas que acompanham acreditam em que era aniversário do Fabiano. Comemoramos muinosso trabalho”, diz o professor. to essa data quando ele estava aqui. Reuníamos a família, tinhaano tudo que ele mais gostava. Outro Mudia Neste irãooparticipar os alunos da Escola primeiro é o dia 01 de janeiro, data que ele faleceu nicipal do Campo Luiz Rivabem, crianças do projeto em umSolidárias acidente.do Nós estávamos da praia, Mãos Águas Claras evoltando as crianças moracomemorando a chegada do ano, quando aconteceu doras do quilombo Palmital dos Pretos. “Resolvi junotar acidente de moto ele no faleceu”, conta. todos em um sóe dia mesmo local, pois todos Com quatro filhos e sete netos, Dinah acredita são meus alunos. Assim um fica conhecendo a cultura que o mais importante ainda é a celebração da vida. do outro e pode enfeito ver que aàscasa vezespara reclamamos nos“Eu comemoro, todas as da datas, sa vida, mas tem gente muito feliz com muito menos Páscoa, Dia das Mães, Dia da Vovó, Dia das Crianças, do queJunina, nós”, conta. Festa Natal, tenho tudo guardado. Nós não podemos nos abalarocom as dificuldades da vida, Para o professor, sentimento que fica pela realitemos que celebrar ela, aproveitar a presença dos zação do evento é a “renovação, valorização e o principal que é a filosofia do grupo: união, solidariedade, força construtora”, finaliza. Próximos anos O projeto pretende continuar anos a fio e o professor Chumbinho disse estar aberto para receber novos voluntários. Quem se interessar pela causa, basta entrar em contato pelos telefones (41) 99790-1253 (Chumbinho) ou (41) 99666-2637 (Karen).

Neste Natal nosso desejo é de que tudo de bom que você plantou durante o ano, reverta-se em forma de paz, saúde e felicidade. Que você e sua família possam sentir a paz verdadeira do Natal.

Festas! Muita luzBoas e enfeites para comemorar o Natal em casa no Ferrari

imóveis

nossos amados familiares. E o mais importante, não esquecer do aniversariante deste dia, que é Jesus. Ele é o principal, por Ele que estamos aqui, Ele nos mantém”, afirma. No próximo dia 24 de dezembro a família Kuster estará reunida na casa mais iluminada e enfeitada do Ferrari. “Nós tiramos amigo secreto, já combinamos sobre a ceia e todos os meus filhos, genro e nora, netos estarão aqui para comemorar. Será uma benção. Não deixem o Natal morrer, enfeitem suas casas, reúnam-se com a família e orem muito pelo ano que passou, em agradecimento, e para o que vai chegar que seja uma bênção”, aconselha. Desafio do próximo ano Para o ano que vem, Dinah quer um trenó do Papai Noel no jardim da sua casa. “É meu sonho. Sempre quis um trenó do Papai Noel para enfeitar o jardim. Estou à procura de um marceneiro que o faça com o mesmo carinho que eu coloco em minhas decorações”, finaliza.


21

Décimo terceiro salário deve ser gasto com consciência em tempos de crise Caroline Paulart

E

mbora pareça que deu para “respirar” este ano, muitas pessoas enfrentam uma grande crise financeira, e ainda possuem contas em atraso ou um grande comprometimento salarial, que as impedem de realizar gastos com lazer, viagens ou até mesmo realizar compras desejadas de forma geral. Muitos veem no décimo terceiro a oportunidade de comprar o que querem, entretanto, consciência é fundamental para não adquirir mais dores de cabeça para o ano que ainda vai começar. Para o professor e economista Edmundo Pozes, o ponto lógico da economia recomenda a aplicação no mercado financeiro, iniciando pela poupança, ao menos um terço do 13º salário, terço para pagar as contas vencidas e o restante para as compras de final de ano. Entretanto, ao considerar a atual situação financeira dos brasileiros, em que há 13 milhões de brasileiros desempregados, é preciso economizar uma parcela maior, pois, com a instabilidade do mercado, não se pode esbanjar recursos na incerteza. “Entre todas as orientações que posso passar, a primeira é evitar as compras de impulso. Sair de casa com a definição do que vai ser comprado e

com estimativa de preços. Não se deve imaginar que o décimo terceiro é um salário extra que deve acabar em alguns dias, pois é um salário complementar para ajudar a comprar produtos e serviços que não puderam ser realizados durante o ano. Gastar escolhendo prioridades”, recomenda o professor. Uma parte da população adianta o décimo terceiro salário realizando empréstimos, por diversos motivos. Se o motivo do empréstimo for para o pagamento de dívidas, o professor Edmundo não vê problemas, entretanto é importante prestar atenção nos juros correntes do empréstimo. “A atitude é normal porque a falta de recursos fez parte do cotidiano de 2017. Apesar do governo dizer que estamos saindo da recessão, isso não é verdade, e devemos ser cautelosos financeiramente ao invés de fazermos novos gastos. Pagar as dívidas é uma atitude muito prudente. Deve-se ficar de olho nos juros abusivos e verificar o quanto vale a pena efetivar o empréstimo”, orienta. O professor também diz que pessoas preocupadas em pagar o que estão devendo, não somente em realizar compras e novas contas, conseguem movimentar o comércio novamente, já que os comerciantes também esperam receber pelos atrasados. “As famílias devem focar no pagamento das contas menores e procurar os comerciantes

para renegociar as grandes dívidas. Daí sim, voltar ao comércio e comprar o necessário para o Natal 2017 e Ano Novo”, diz. Janeiro é logo ali O mês de janeiro sempre costuma ser bastante puxado para a população geral, conhecido como mês seco. Em 2018, o mês de janeiro terá quatro semanas e meia, o que o torna longo. O professor Edmundo diz que as famílias acabam se envolvendo muito com todas as apelações de final de ano e estão com o orçamento tão restrito durante todo o ano, que é “perfeitamente compreensível querer aproveitar um pouco mais nessa época do ano”. Ainda assim, é importante se planejar para os gastos no ano posterior, desde o final desse. “Devemos suportar as investidas dos familiares nos excessos de gastos e explicar, por meio de planilhas que nosso orçamento não suporta tamanha despesa. É preciso ser sincero aos membros da família e não fingir que tudo está bem para agradá-los, porque depois haverá uma grande desilusão do grupo porque não haverá, durante o ano, recursos abundantes como no período de Natal. Lembre-se que no próximo ano, gasto com escolas, IPTU, aluguel, IPVA, planos de saúde, parcelas de compras, compras de supermercados serão inevitáveis”, relembra.


0222

Campo Largo, Dezembro 2017 Campo Largo, Dezembro 2017

Um presente inesquecível É tempo de renovação... C de final de ano: viajar de avião

Danielli Artigas Oliveira

hegou a época tão aguardada, em que as pessoas fazem planos, estabelecem metas, se motivam a fazer mais, a sair do próprio mundo para ir além. Data que traz mais emoção, reflexão, traz à tona a saudade, o espírito solidário muitas vezes deixado de lado durante o ano. É uma oportunidade de sermos pessoas melhores, de ver o que está à nossa volta e agradecer a tudo conquistado, principalmente os relacionaDanielli Artigas de Oliveira mentos fortalecidos, o amor e respeito às pessoas. E mais um ano que se passa tão rápido e se torna cliara algumas pessoas pode ser algo corrichê falar, mas já é Natal de novo. E o que fizemos do queiro - tanto para viagens de passeio ou nosso ano? O que estamos fazendo da nossa vida? profissional, ou para visitar a família -, mas O que estamos fazendo hoje para vivermos o amapara muitos ter a oportunidade de viajar de avião nhã? Com que qualidade, com que intensidade? Talainda é um sonho, parece algo distante. E com um vez estejamos perdendo nosso precioso tempo com pouco de ajuda de muitas pessoas, esse sonho pode coisas pequenas que nos impedem de buscar nossa ser realizado a alguns alunos da Erce. felicidade, nossos dias de paz. Sueli Ferreira, professora do Ensino de Jovens e O poeta Braulio Bessa nos faz refletir com seu Adultos na Erce, há quatro anos iniciou com essa tur- sabiam que isso era impossível. Tinham a noção que de 25 a 53 anos de idade. “Junto com o psicólogo da poema ‘Nunca é tarde’, quando diz que “o tempo se ma e muitos dos alunos permanecem até hoje. Ela era um passeio muito caro. A maioria dos alunos é de escola analisamos quem poderia ir, afinal tem alunos escorrega despretensiosamente, mas que dá tempo conta que os alunos sempre falavam dos seus sonhos poder aquisitivo muito baixo”, declara Sueli. Mas isso com problemas cardíacos, crises convulsivas, problede ser feliz, nunca é tarde para nós... era Nunca fez com que ela se motivasse ainda mais para tornar maspois de comportamento. A viagem umaé grande e inicialmente a maioria comentou que não conhecia tarde pra viver e aprender com a vida. Pra perceber isso possível. responsabilidade”, explica. o mar. “Aí começou uma vontade imensa de proporque nem sempre estrada florida. E que semA professora e os alunos confeccionaram juntos Em Foza do Iguaçuserá puderam conhecer o Museu de cionar esta experiência. Com a ajuda de alguns amipre há uma cura pra pior ferida. Nunca é tarde pro alguns trabalhos manuais para vender e arrecadar diCera, Parque dos Dinossauros e das Aves – entradas gos, eu e o psicólogo da escola, o Alcilio, levamos os rancor se transformar em perdão. Pra perceber que nheiro para a viagem. Como faltava muito, resolveu que conseguiram cortesia através da Ana Carolina. alunos passar um dia no litoral. Foi emocionante”, nem sempre você tem toda razão. Pra sentir mais fazer também uma rifa, arrecadando prêmios com Passaram a noite em um hotel e finalmente conhecedetalha. com a mente e pensar compasseio o coração. é tarde ram as Cataratas, que Nunca também ganharam os No ano seguinte conseguiram realizar outro amigos e muitos abraçaram esta causa. pra ser bom quando a maldade chegar. Nunca é tarConseguiram junto com uma agência de viagens ingressos do professor Luciano Okraska. desejo dos alunos, que era andar de trem, quando maravilhoso verrolar. o sorriso noérosto de pra sorrir“Foi quando a lágrima Nunca tardede cada então foram para Morretes. No ano passado conse- preços bem acessíveis. A profissional Ana Carolium. Uma experiência única que nem os alunos nem pra ser forte quando o corpo fraquejar.” guiram levá-los para fazer um passeio de barco em na Stallbaum fez contato com parceiros e ofereceu eu vamos esquecer.que Essas atividades extraclasse, Reclamar dos problemas temos – pois todos Joinville e assim foram proporcionando novas experi- preço de custo. Segundo Sueli, parceria foi essencial para essa conquista. onde vão vivenciar que ensinamos, ências aos alunos. têm – não faz eles a situação mudar,oapenas faz deixar-é muito Com tudo pago, no início de novembro embarcaimportante para eles”, comenta Sueli. Para Ana Camos de viver, de olharmos a vida de outra maneira. ram no aeroporto em São José dos Pinhais com Ao destirolina, também foipara gratificante parte esdeste moO grande sonho escolhermos crianças a capa fazer do nosso mento, conseguindo uma maneira viável para eles “Nas atividades em sala de aula eles diziam que no a Foz do Iguaçu, realizando também outro desejo pecial, escolhemos apresentar ao leitor a esperança, viajarem. o maior sonho mesmo era viajar de avião, mas que de conhecer as Cataratas. Participaram seis alunos, a inocência, a pureza, a paz. E ela pode estar viva dentro de cada um de nós, se tirarmos o peso dos traumas, das tristezas e levar isso apenas como um aprendizado, como quando a criança quando cai, limpa o joelho e segue em frente. Nós do Crianças são nossa luz, como o nascimento do menino Jesus nesta data tão comemorada e que a mensagem deve ficar além dos presentes trocados. É tempo de fazer diferente. Ainda nas palavras de Bessa, “nunca é tarde pra ser grato por nunca faltar o pão. E aprender a dividi-lo com quem não tem um tostão. Nunca é tarde pra sonhar em algo quase impossível Entender que a esperança nem sempre será visível. Nunca é tarde para o fraco se tornar um imbatível. Imbatível como o tempo, que todo dia avisa que a conta que ele faz quase sempre é imprecisa e até a calculadora não sabe e fica indecisa. A conta de Desejamos que o quando a peça da vida sai de cartaz, onde o ator prinespírito natalino cipal é você e ninguém mais. O tempo é um segredo e acredito: é muito cedo pra dizer tarde demais”. tome conta de você e

P

que a Estrela de Jesus invada seu coração. FELIZ NATAL E PRÓSPERO ANO NOVO !

Capa Agradecemos à fotógrafa Manu Mussatto que registrou este lindo momento das irmãs Isadora e Helena, filhas de Tassia Maitê da Silva Chiesa e Ricardo de Oliveira Chiesa, a quem também agradecemos pela colaboração.

Editora Folha de Campo Largo | CNPJ: 81.109.399/0001-45

www.folhadecampolargo.com.br | www.guia.folhadecampolargo.com.br Diretor Fundador: Germano José de Oliveira | Diretora de Redação: Danielli Artigas de Oliveira | Depto Jurídico: Kelli Artigas Oliveira | Depto Comercial: Josiane Fagundes | Diagramação: Adriana Rodrigues | Rua Gonçalves Dias, 1127 | (41) 3392-1331 / 3032-3838 Campo Largo - Paraná | Exemplares encartados e distribuídos gratuitamente | Gráfica: O Diário do Norte do Paraná

Fone: (41) 99236-3586 Ensaio de gestante | newborn | infanti | feminino | eventos infantis


23

Confraternização do Grupo Eterno Aprendiz de Balsa Nova

N

o dia 07 de dezembro foi realizado no Clube Cabana, em Balsa Nova, o almoço de confraternização e encerramento das atividades anuais do Grupo da Melhor Idade Eterno Aprendiz. “Encerramos mais um ano de atividades, assim como nos anteriores foi um ano muito produtivo”, afirmou a coordenadora do grupo, Maria Alice Jacomasso de Oliveira. O secretário de Assistência Social de Balsa Nova, Heller João Pretko, afirmou que a confraternização acontece graças à presença e participação de todos. “Fazemos tudo isso por vocês, a intenção é sempre ver este grupo unido e participante”, disse o secretário. Segundo Pretko, é gratificante poder reunir os grupos da Sede, Bugre, São Caetano e São Luiz do Purunã. “Mais uma festa muito bem organizada”, destacou o vice-prefeito Marcos Durau, que representou o prefeito Luiz Costa que estava em Brasília. Segundo Durau, durante os últimos anos o grupo cresceu graças ao dinamismo da coordenação. “Quero deixar meus agrade-

cimentos, em nome de todos os balsa-novenses, à Maria Alice, que deve se aposentar e deixar a coordenação do grupo nos próximos dias”, disse o vice-Prefeito. A primeira-dama Rosilane Ianik Costa, que auxilia voluntariamente o grupo, afirmou que é gratificante terminar mais um ano com uma retrospectiva positiva de atividades. “Temos que agradecer sempre a organização e dedicação da coordenação, o Grupo estará sempre de portas abertas para receber a Maria Alice”, disse Rosilane. Segundo ela, os participantes do grupo admiram e agradecem o trabalho realizado pela coordenadora nos últimos anos. “Só posso afirmar que não podemos parar, precisamos prosseguir com o ótimo trabalho que foi realizado até agora no grupo”, afirmou. Também estavam presentes a Esposa do vice-prefeito, Simone Portela Franco Durau, o presidente da Câmara, vereador Joarez Matozo, os vereadores Benedito Karachinski, Joel Bathke e Joel da Van, além de secretários municipais.

NETZEL Vidros e Calhas

Desejamos a nossos clientes, amigos e funcionários que este Natal seja um verdadeiro reencontro com Cristo, uma vivência de fé e um tempo de amor, paz e fraternidade.

Deseja a seus amigos e clientes que as alegrias do Natal sejam constantes e infindas no decorrer do Ano Novo!

São os votos do

Que a harmonia possa estar presente no coração de todos... Feliz Natal ! Feliz Ano Novo! A todos os nossos amigos e clientes.

Rua Rui Barbosa, 1332 - Fone: 3392-2677


Campo Largo, Dezembro 2017

24

Sabores e estética que marcam os presentes e festas de Natal N Danielli Artigas de Oliveira

ão são só encantadores e lindos, são cheios de sabor e prazerosos. Desde as lembrancinhas para presentear os amigos como pão de mel e brigadeiros gourmet, ou os irresistíveis panetones trufados, como também as opções para servir nas festas, todas as opções feitas pela Joelma Valpcoski sempre agradam nestes momentos especiais e acabam se tornando ainda mais marcantes. Ela se preocupa em fazer seus doces apenas com ingredientes bem selecionados, de qualidade, e cuidando com cada preparo, para manter consistências que agregam ainda mais sabor. Os panetones da Joelma já são bastante conhecidos na cidade e ótimas opções para presentear e também servir nas confraternizações de Natal. São todos bem decorados e

já deixam a mesa com um toque especial. Bem fofinhos e recheados, além dos trufados há diversos sabores, de acordo com a vontade do cliente – como de leite ninho, brigadeiro com paçoca, tradicional, frutas vermelhas e nozes, entre outros. Os panetones trufados chegam a pesar de 1Kg a 1,2Kg, mas ainda tem a opção de panetone na colher, sendo uma opção a mais de experimentar recheios diferentes. Cupcakes decorados, marmitinhas com brigadeiros gourmet variados, pão de mel recheados com doce de leite caseiro e cobertura de chocolate belga, doces e outros. Tudo personalizado de Natal – com bonecos de neve ou árvores, por exemplo - e que podem vir com placas de mensagens. Em alta as maçãs trufadas e decoradas, como também os pratos com frutas banhadas em chocolate, que dão um charme a mais à mesa. As encomendas para as festas e presentes podem ser solicitadas com Joelma pelo telefone (41) 99934-4639.

Especial de Natal  
Especial de Natal  
Advertisement