Issuu on Google+

fevereiro de 2012


NĂşmero puxa palavra 1 gato fugia de 2 cĂŁes com 3 caudas e

4 patas. Depois encontrou 5 sardinhas fresquinhas e disse 6 vezes: - Ă“ gato pardo olha as sardinhas!.. E

7 vezes o gato correu com 8 garras a arranhar 9 tapetes e 10 passadeiras.

Margarida Duarte Martins.


QUE HORAS SÃO? - Que horas são, senhora Lassalete? - Só sei que não são sete. - Que horas são, senhor Amaral? - Não sei, o relógio está mal! - É meio-dia e meia, senhora Piedade? - Não sei se isso é verdade.

- Vou dizer as horas aos reis: - São nove e seis. - Sete horas agora são. - Não, não! As sete horas já lá vão. - Que horas são, Elisabete? - São dez menos sete.

- Que horas são, vizinho francês? - Que horas são, senhor Vento? - São exatamente nove e três. - Não sei, para isso não estou atento. Autora: Joana Ferreira - Diz-me a hora, prima Suzete? - Claro que sim! São duas e Ilustradora: Bruna Ferrão dezassete. - Que horas são, amiga Maria? -Agora é meio-dia.


QUE HORAS SÃO? Que horas são, professora Inês? São horas de contar até três!

Que horas são, senhor Gaspar? São horas de ir descansar.

Que horas são, senhor João? São horas de comer um leitão.

Que horas são, senhora Susana? São horas de ir buscar a cana.

Que horas são, Senhor Bernardo? Que horas são, Dona Teresa? São horas de ver o Leopardo. São horas de comer a sobremesa. Que horas são, Senhor Manuel? São horas de ir buscar o farnel.

Que horas são, senhor Tiago? São horas de mostrar o que trago.

Que horas são, senhor Miguel? São horas de ir ter com o Daniel.

Que horas são, senhor Lucas? São horas de comprar perucas.

Que horas são, Doutor Mário? São horas de levantar o armário.

Que horas são, senhor António? São horas de tocar no harmónio.

Texto: Tiago Pinto Ilustração: Tiago Xavier


AGRUPAMENTO DE ESCOLAS BENTO CARQUEJA (151658) Escola Básica Bento Carqueja (340418)

Projeto “Escrita na Ponta de Um Lápis” Agrupamento de Escolas Bento Carqueja EB1/JI de Oliveira de Azeméis n.º 1

fevereiro/2012


Escrita na Ponta de Um Lápis