Page 1


Q

~

Golden Cross O plano de saúde oficial do maior espetáculo popular da terra: o Desfile das Esçolas de Samba do Rio de Janeiro.


O sonho de todos nós Em tempos de globalização, raras são as manifestações da cultura popular que conseguem preservar suas tradições. As Escolas de Samba do Rio de Janeiro são exceção. Dão exemplo de como conviver com a modernidade, atender as modificações que o espetáculo exige e manter, cada vez mais viva, a força de suas raízes. A venda de ingressos tem mostrado uma realidade: o SafT!bódromo ficou pequeno para atender a tantos que desejam ver de perto a Opera do Rio. O segredo do sucesso é simples. Como no futebol, as regras são sempre as mesmas; o importante é que sejam respeitadas nos seus mínimos detalhes, para que a competição ganhe sempre em emoção. É dever destacar o apoio decisivo da Prefeitura do Rio, através da Riotur, parceira que investe nas melhorias estruturais, na tecnologia do Sambódromo e, fundamentalmente, na ajuda às agremiações, permitindo que estas tragam para a Avenida os sambistas de sua comunidade. O mais importante, porém, é que as dimensões da festa já ultrapassam as fronteiras do país, atraindo uma legião de foliões que integram a corrente da paz mundial. O Rio de Janeiro, capital da alegria, também é a passarela dos sonhos de fraternidade.

Ailton Guimarães Jorge Presidente da Uga Independente das Escolas de Samba do Rio de janeiro


Acesse a LiesaNet

liGA INDEPENDENTE DAS ESCOLASDESAMBA DORIO DE JANEIRO PRES IDENTE Ailton Guimarães Jorge VICE-PRESIDENTE Jorge Luiz Castanheira Alexandre SECRETÁRIO Wagner Tavares de Araújo TESOUREIRO Américo Siqueira Filho DIRETOR DE CARNAVAL Elmo José dos Santos DIRETOR COMERCIAL Hélio Costa da Motta DIRETOR JURÍDICO Nelson de Almeida DIRETOR DE PATRIMÔNIO Zacarias Siqueira de Oliveira DIRETOR CULTURAL Hiram Araújo DIRETOR SOCIAL Jorge Perlingeiro ASSESSOR DEIMPRENSA Vicente Dattoli Visite a LiesaNet: www liesa com br LIESA Av. Rio Branco, 4- 17' e 18' andares- Centro Rio de Janeiro - RJ- CEP 20090-000 Tel.: (21) 2253-7676- Fax: (21) 2253-7409

~~

O conforto começa na compra do ingresso

6

8

Veja a melhor forma de chegar à Avenida

O espetáculo vai começar! Acadêmicos de Santa Cruz Acadêmicos do Salgueiro Acadêmicos do Grande Rio Unidos do Viradouro Império Serrano Caprichosos de Pi lares ------

Portela

O show não pode parar_! Tradição

lO 12 __13 16 17 18 20 21

---------=24 25

Estação Primeira de Mangueira

-- ~ -

Informativo Oficial da Liga Independente das Escolas de Samba do Rio de Janeiro - liESA Ano VIl - N' lO- dezembro de 2002/ março 2003 EDITOR Cláudio Vieira DESIGN GRÁFICO, CAPA EILUSTRAÇÕES Cláudio Roberto TEXTOS Cláudio Vieira FOTOGRAFIA Henrique Matos e Peter llicciev PUBliCIDADE Hélio Costa da Motta, Ivan Martino e Marta Queiroz TRATAMENTO DE IMAGENS Aliomar Gandra e José Ferreira REVISÃO Marta Queiroz IMPRESSÃO Ediouro Gráfica e Editora SA - Rio de Janeiro FOTOLITOS Ace Digital

Beija-Flor de Nilópolis · da

29 30

luuca

- -- - - - - - - - - -- ---=

Unidos do Porto da Pedra Mocidade Independente de Padre Miguel Imperatriz Leopoldinense

Não deixe a Aids entrar nessa festa DVD reúne os melhores desfiles Celeiro de mestres do rodopio Galeria das Campeãs

ENIAIO GERAL é criado e produzido pela

E DIT O RA

www.iriseditora.com.br marketing@iriseditora.com.br

32 33

------------------~~

Sábado das Campeãs

TIRAGEM 110 mil exemplares - Distribuição Gratuita linha direta com o editor: editor@iriseditora.com.br

ÍRIS

2h 28

NOSSA CAPA Detalhe da comissão-defrente da Beija-Flor, Carnaval 2002

35 36 37

38 41

Se você quer estar sempre atualizado com o samba carioca, acesse o site LiesaNet, que contém todas as informações sobre as Escolas do Grupo Especial. Mostra a história do desfile, os preparativos das agremiações e informações sobre a venda de ingressos para os desfiles. Basta digitar www.liesa.com.br .

O Pelé da Mangueira O sorridente ritmista que aparece à frente da bateria da Mangueira, na capa da edição n° 9 de ENSAIO GERAL é Nelci Silva, 47 anos. Nascido em Neves, São Gonçalo, Pelé é cria da Acadêmicos da Carioca - onde foi descoberto por Xangô e trazido para a Estação Primeira. Desfila na Verde e Rosa há 30 anos, tendo integrado o famoso Trio Pandeiro de Ouro, ao lado de Carlinhos e Rogério. Pelé é um dos melhores pandeiristas do país. Viveu 19 anos na Europa, fazendo apresentações em diversos países. Atualmente, acompanha artistas como Zeca Pagodinho, Dudu Nobre, Arlindo Cruz, Alcione e outros, em shows e gravações.


O conforto começa na compra do ingresso BATALHÃO DE CHOQUE DA POLÍCIA MILITAR

SETORES ÍMPARES Estação Central

;®'

--- --- --- ---

AGI:NCIIA PIO X Av. Presidente Vargas, 417 - Centro

--- ------------------------

Arquibancadas - Setor 3

Viaduto São Sebastião

I

AGÊNCIA CENTRO I RIO Av. Rio branco, I02 - loja A - Centro

AGÊNCIA TREZE DE MAIO Av. Treze de Maio, 23 - lojas A I K - Centro

Área de

I

Convívio

I

Entrada Entrada SETORES 9 e li SETORES .....

I

~

3,Se7

~

CENTRAL DE VENDAS Av. Graça Aranha, 416-A- Centro

COMPANHIA CERVEJARIA BRAHMA

LIESA

~I I

Ruacc~t,

e. fl1aufit;

Quem ainda não garantiu o seu ingresso para os desfiles do Grupo Especial, deve ficar atento. A procura vem crescendo a cada ano, de tal forma que a Liesa já não consegue atender a todos, como gostaria. Em outubro, apesar da facilidade de reservas de camarotes através de pedidos encaminhados por fax, muita gente não conseguiu comprar o seu ; no mês seguinte, aconteceu a mesma coisa em relação aos interessados nas frisas: a procura foi bem maior que a oferta. O vice-presidente da Liga, Jorge Luiz Castanheira, tranqüiliza aos que desejam comprar entradas para as arquibancadas. Garante que não há necessidade de ninguém perder noites de sono na fila. Pelo

6

I

,,

, ,,

,

, ,,

,

Entrada 1 - - _ Tribuna, Tribuna Piiíse- - - _ , SETOR2 -----, contrário, o sistema de atendimento ao agênciàs- ctcr-61n.ib_a!:!Ç.Ó espalhadas pelo público ganhou outra dinâmica, sempre Centro do Rio (veja no mapa). objetivando a comodidade do folião. Outra boa notícia foi a abertura ao grande A venda de arquibancadas especiais e público das arquibancadas do setor I I, cadeiras individuais começará na anteriormente reservada a turistas. O primeira quinzena de janeiro. Os preço delas, que era um dos mais caros, interessados que residirem fora do foi nivelado ao do setor 3. O presidente Estado do Rio de Janeiro poderão se da Liesa, Ailton Guimarães Jorge, explica: habilitar pelo telefone através do sistema "Estava faltando o calor do povão na 0300 ou pela internet. Pagarão uma parte intermediária da Passarela." pequena taxa extra e receberão os carnês A venda de arquibancadas populares será em casa, para trocá-los pelos cartões no dia 22 de fevereiro, num posto do magnéticos quando vierem assist ir aos Unibanco montado no Sambódromo, desfiles. A eles, a Liesa destinou 15% dos - atrás do setor I I , na Rua Salvador de Sá. ingressos de cada setor. Para facilftar mais Os ingressos para o Sábado· das Campeãs ainda a vida do comprador, a Central de já estão à venda. , pela metade do preço. Vendas distribuiu os ingressos em sete Confira os valores na página 35.

--


O BANCO OFICIAL DO CARNAVAL 2003

SAMBÓDROMO Funcionará durante todos os dias de Carnaval. No Domingo, na Segunda-F~ira e no Sábado das Campeãs,atenderá das 16 h às 23 h, para:- Venda de ingre$ós remanescentes- Troca de gu:n6 "Por cartões magnéticos;. lflfórmações aos compra~or.es.dfl íngressos ~

Arquibancadas - Setor li AGÊNCIA CASTELO Av. Graça Aranha, 81 - Loja B, Sbl - Centro

Cadeiras individuais - Setor 13 Entrada Credenciados e SETORES 9 e li

Arquibancadas Populares Setores I, 6 e 13

AGÊNCIA GONÇALVES DIAS Rua 7 de Setembro, li 1-A- Centro

Posto UNI BANCO montado atrás do SETOR li Entrada Cadeiras

SETOR 13

Arquibancadas - Setor 4

~

AGÊNCIA PRESIDENTE VARGAS Av. Pres. Vargas, 642A- Centro

ntrada

y

Entrada

SETOR4

SETOR2

Travessa Onze de Maio Entrada

SETOR6

Cadeiras Individuais - Setor 6 AGÊNCIA TRAVESSA DO OUVIDOR

Trav. do Ouvidor, 35- Centro

SETOR

DOMINGO 10/02/2002

SEGUNDA 11/02/2002 -~~'>':;;:;,:t·:{:~"'}.";.~'}.,-;.'~ »:·:

03 04

os 07 li 09 OI 06 13

2.900 100 00 70 00 2.900 2.900 140 00 2.900 190 00 2.900 100,00 Arqurbancadas Turrstrcas - ABAV 00 I a 2.304 I 300,00 I Arqur'bancadas Popu Iares 3.500 25,00 6.300 10,00 6.300 10,00

'' •

JURADOS

~ TÁXIS ~ ÁREAPARA

W!!fJI DEFICIE

Travessa Iopes "t'}."

100 00 70 00 140 00 190 00 100,00 300,00 25,00 10,00 10,00

SETOR

LUGARES POR DIA

DOMINGO 10/02/2002

SEGUNDA 11/02/2002

06 13

001 a 2.480 001 a 1.380

70,00 70,00

70,00 70,00

~ I


Veja a melhor for1na de chegar à Avenida Para fugir do quebra-cabeça do trânsito do Çentro da Cidade nos dias de Carnaval, estude bem o itinerário antes de sair de casa. E importante saber que as ruas vizinhas à Passarela do Samba são interditadas. E, o mais importante: não existe passagem interna ligando os setores pares e ímpares. Portanto, se você descer da condução ou estacionar o carro do lado errado, terá que dar uma volta em torno do Sambódromo. A principal referência do lado ímpar do Sambódromo é o Batalhão de Choque da Polícia Militar, cujo emblema está estampado num paredão bem próximo aos acessos dos setores 5 e 7. Já o lado par é conhecido como o lado da Brahma, instalada atrás

METRÔ

Estação CentraJ do Brasil ~ (Sêtores IMPARES) 'W

dos camarotes do setor 2. Para não se cansar à toa, veja, antes de mais nada, para que setor você vai. Defina um trajeto e siga as nossas dicas. Campo de Sant'Ana (Praça da República)

@ METRÔ

Batalhão da Polícia Militar

Estação Praça Onze (Setores PARES)

Dois vasilhames, de até SOOml cada, de água, suco, refrigerante ou cerveja. Dois ítens de alimentação por pessoa.

·'

,~,, Praça da Apoteose o

~a~e'

ÉPROIBIDO LEVAR lsopores, garrafas de vidro, fogos de artifício, objetos cortantes e armas de fogo.

C)

(;af.\e<7>

TÁXIS

AUMENTAÇÃO

Para quem quer mais conforto a melhor opção são os táxis da Coopatur e da Coopertramo que pegam o passageiro na porta de casa ou do hotel, transportando-o até a área interna do Sambódromo. Quem vai para os setores ímpares deve telefonar para a Coopertramo: 2560-2022. O ponto é na Av. Salvador de Sá, junto ao Setor I I. Quem vai para os setores pares deve recorrer à Coopatur, no telefone 22901009. O ponto é na Av. Salvador de Sá, junto ao Setor 4. Os carros são modernos, espaçosos e equipados com ar refrigerado.

Além dos bufês que atendem os camarotes, existem estandes de fast-food em todos os setores, tanto na área interna como na externa, nos corredores de acesso.

METRÔ Para fugir das retenções no Centro, a melhor opção é o metrô, que funciona durante a noite inteira nos dias de desfiles das Escolas do Grupo Especial e no Sábado das Campeãs. Se você comprou ingressos para os setores ímpares, deve descer na estação Central do Brasil; se os ingressos são dos setores pares, desça na estação Praça Onze.

~

BANHEIROS Todos os setores do Sambódromo são equipados com banheiros nos diversos pavimentos. A manutençãb da limpeza é feita ininterruptamente durante toda a noite, oferecendo o máximo conforto aos usuários. Nos corredores de acesso e na área de concentração também serão instalados mais de 300 banheiros qulmicos.

PULSEIRA O espectador que irá desfilar, deve pegar uma pulseira de identificação com os funcionários da portaria antes de deixar o setor. Esta pulseira é que lhe permitirá regressar ao lugar de origem. O desfilante deve retornar pelos portões laterais internos, assinalados no mapa da página anterior.


DOMINGO -Início do Desfile: 21

GRES Acadêmicos de

ruz SAMBA ENREDO Do universo teatral à ribalta do Carnaval

Autores: Doutor, Eli Penteado, Jorge Charuto, Marquinho Bombeiro e Fernando de Lima Intérprete: Luizinho Andanças

Vem contracenar Mesclar verdade e fantasia Esta cultura milenar Que vem dos deuses Traz um mundo de magia Anjos do bem e do mal Na Era Medieval, que sedução Estrelas de luz Oartista traduz, emoção Tem Pierrô e Colombina, amor Ocirco encanta, me fascina Encena o sonho, abre a cortina, eu vou Olha, o show já começou

Do universo teatral à ribalta do Carnaval O desfile começa com um grande desafio: contar a história do teatro em 80 minutos. Realidade e ilusão fundemse na ribalta da Avenida, levando-nos à Grécia Antiga para as festas em louvor a Dionísio, deus do vinho e da alegria. Na Idade Média, perseguidos pela Igreja, artistas se reúnem em pequenas companhias, que se deslocam de cidade a cidade carregando cenários e figurinos: são os saltimbancos. Na Inglaterra, surge o gênio William Shakespeare; em Portugal, Gil Vicente; na França, Moliére. No Oriente, marionetes divertem a platéia. O teatro brasileiro conquista o seu espaço e cerra o pano. Aos sábados, a partir dar 23 h. Às às 20 h, acontecem os ensaios de baianas, passistas e alas da comunidade. Os ensaios técnicos de rua são realizados às terças, às 20 h, na Rua Felipe Cardoso, no Centro de Santa Cruz. unr·~~-lrPw~.~

Lindo é descobrir Toda magia desta arte universal Veio do ocidente até o lado oriental Brilha meu Brasil Tablado encanta Doce mundo de ilusão! Salve o sentimento do artista Que invade a alma do sambista Ealegra o coração

ÉSanta Cruz, pode aplaudir, alto astral Onosso show hoje é aqui, mundial Você faz esta festa, chegou a hora é esta

Fantasias: As feirinhas são realizadas durante os ensaios técnicos. Os interessados também podem procurar a secretaria, ou então fazer sua opção através do site da Escola. Os preços dos figurinos variam entre R$ 250 e R$ 350.

em é Quem

Carnaval!

© Copyright Editora Musical Escola de Samba Ltda

Presidente - Moysés Antônio Coutinho Filho (Zezo) Presidente de Honra- Carlos Alberto Ferreira Comissão de Carnaval - Rosele Nicolau, Fernando Alvarez e Cahê Rodrigues Mestre de Bateria - Marquinhos Mestre-Sala e Porta-Bandeira- Eduardo Belo e Cfntla Atendimento à Imprensa - - Fábio Silva Tels.: 9737-5121 e 2209-7004


DOMINGO · Início do Desfile: Entre 22h05 e

SAMBA ENREDO Salgueiro, minha paixão, minha raiz, 50 anos de glória

Autores: Leonel, Luizinho Professor, Serginho 20, Sidney Sã e Claudinho Intérprete: Quinho

Orgulho é viajar em sua história No ar, oaroma de café "Tecer" 50 anos, quanta glória Desta raiz, nasceu samba "no pé" "Morro" de amores esaudades ... "Embriaga" de felicidade, "Conserva" ovalor ea tradição .de unir fé e bandeiras numa só i"religião" Salgueiro, vermelho, Balança ocoração da gente Guerreiro, é de bambas um celeiro Apenas uma escola diferente

Salgueiro, minha paixão, minha raiz, 50 anos de glória Resultado da união entre a Azul e Branco e a Depois Eu Digo, celebrada em 5 de março de 1953, a Acadêmicos do Salgueiro nasceu para mudar a história do Carnaval Carioca. Primeiro, abandonando os enredos patrióticos impostos pelo Estado Novo; depois, redescobrindo o Brasil e trazendo à tona a história de negros até então anônimos, como Zumbi, Xica da Silva, Chico Rei e outros. Mais tarde, com o talento de Dirceu Nery, Marie Louise, Fernando Pamplona, Arlindo Rodrigues e Joãosinho Trinta, entre outros, mudou a estética do desfile. Efez escola. Ensaios: Às quartas, a partir das 20 h, e aos sábados, às 22 h. Outra boa pedida é o Pagode da Alegria, às terças-feiras, às 22 h. Os ensaios de rua serão realizados a partir de fevereiro, sempre aos domingos, às 17 h, na Rua Conde de Bonfim, na Tijuca.

Porto pro navio negreiro, Viajou com Debret pelo Brasil Quilombo, exaltou oorgulho negro Xica da Silva já te seduziu His,tória em carnaval, bênção da Bahia Rei Negro e Rei da França Coroaram a Academia, Da 1magia fascinante à brilhante sedução Das minas do Rei Salomão

Fantasias: As feirinhas acontecem durante os ensaios. Os interessados devem procurar os presidentes das alas ou então consultar o site da Escola. Os preços dos figurinos variam entre R$ 300 e R$ 550.

Explode coração, é tanta emoção Que embarcar na alegria, eu vou Ea consagração da minha paixão Rerlovando a cada dia, amor

Quem é Quem

© Copyright Editora Musical Escola de Samba Ltda

Presidente: Luiz Augusto Duran Presidente de Honra: Miro Garcia Carnavalescos: Renato Lage e Márcia Lávia

f

Mestre de Bateria: Louro

Mestre-Sala e Porta-Bandeira: Ronaldinho e Marcella Atendimento à Imprensa: Yeda Maranhão (984 74275) e Regina Célia (9995- 1911)


Ao saber que Joãosinho Trinta, carnavalesco da Grande Rio, do grupo especial das Escolas de Samba do Rio de Janeiro, estava desenvolvendo um enredo sobre as riquezas do subsolo brasileiro, a Vale não teve dúvidas em apoiar

seu projeto. A Vale do Rio Doce quer participar da maior festa do mundo, o


carnaval carioca, e conquistar o coração dos brasileiros. Para que, assim, você tenha uma idéia mais clara da Vale do Rio Doce que estamos construindo para o futuro. Uma empresa cada vez mais comprometida com você e com o Brasil. O nosso Brasil que vale.

01111

Companhia Vale do Rio Doce


DOMINGO - Início do Desfile: Entre llh IOe

lO SAMBA ENREDO O nosso Brasil que Vale

Autores: Mingau, Marco Moreno eDerê

Intérprete: WanderPires

Valeu, Brasil Terra onde o tempo é o senhor,

ôôô Trago sonhos bordados em ouro És um gigante na alegria, és meu tesouro Nas matas viajei, sou desse chão um rei Onde pisei deixei meu coração aventureiro Cheguei em Minas, o Eldorado brasileiro Andei, criei cidades coloniais A História o vento nos traz Salve o barroco, estilo igual, jamais Uma luz brilhou no céu, eu vi Um sol de bronze a reluzir Nuvens de prata vão cobri _._ _ As montanhas de ferro, é o progresso a surgir Vê, meu bem, guanta beleza A Mãe Natureza tem pra dar Tudo que o bom Deus criou O homem tem que preservar O orvalho molha as flores Pro Vale do Rio Doce, eu vou Os passarinhos voando entoam um canto de paz Enquanto danço com índios em Carajás Deixa o futuro chegar Que a criançada vai ver Quanta magia tem na arte e no saber Vem, meu povo, a festa começou Vem que a voz da alegria eu sou Solta o grito da garganta, a Grande Rio chegou Meu amor

© Copyright Editora Musical Escola de Samba Ltda

O Nosso Brasil que Vale O Tempo, esse velho sábio, guardou no solo brasileiro um tesouro sem igual: ouro, prata, pedras preciosas e minérios raros, que sempre alimentaram a cobiça do homem. Com seu espírito aventureiro, bandeirantes partiram em busca dessas riquezas. Chegaram ao magnifico Vale do Rio Doce, em Minas Gerais, dando origem ao surgimento de várias cidades e histórias. O barroco cristalizou o sagrado e o profano. A exploração de minerais trouxe progresso para o país, gerando divisas e responsabilidades. Notadamente, com a preservação da flora, da fauna e a demarcação de reservas indígenas. E.nsaios: Às sextas, a partir dar 22 h. Os ensaios técnicos, com bateria, baianas e alas da comunidade são realizados às quintas, às 20 h. Os ensaios de rua começam em janeiro, sempre aos domingos, às 18 h, na Av. Brigadeiro Lima e Silva, no Centro de Caxias. Fantasias: As feirinhas são realizadas durante os ensaios técnicos. Os interessados devem procurar os presidentes das alas, ou então fazer sua opção através do site da Escola. Os preços dos figurinos variam entre R$ 300 e R$ 600.

Presidente- Hélio Ribeiro de Oliveira Presidente de Honra- Jaider Soares Diretor de Carnaval- Milton Perácio Carnavalesco- Joãosinho Trinta Mestre de Bateria. Odilon Mestre-Sala e Porta-Bandeira- Sidcley

e lsquel Atendimento à Imprensa - Avelino Ribeiro- Tels: (2 1) 9647-8597 e 2651-2029


DOMINGO -Início do Desfile: Entre Oh ISe I

SAMBA ENREDO A Viradouro canta e conta Bibi, uma homenagem ao teatro brasileiro

Autores:Gustavo, Gilberto Gomes, Heraldo Farias e Gelson Intérprete: Dominguinhos do Estácio

Abram as cortinas que oshow vai começar É"Manhã de Sol", um rouxinol vem despertar Voa, vai tocar no seu coração Amor, nessa Avenida quanta emoção Em cada gesto, em cada expressão Em cada lágrima que vai sorrir Diva, brilha a voz dos grandes musicais Nesse palco os artistas imortais Hoje, vão te aplaudir Se um vento soprar, eu vou Deixa o"dom" me levar, amor Vou em busca de um ideal No meu sonho de carnaval Em toda forma de arte, Uma luz acendeu A"Gota d'Água" faz parte Dos seus encontros com Deus "Piai, um hino ao amor" "A vida de uma estrela da canção" Em uma noite de esplendor "Amália" foi a sua inspiração Equando osol se põe Desce uma estrela lá do céu Vem reviver ao seu lado Bibi

A Viradouro canta e conta Bibi - Um homenagem a teatro brasileiro Filha de Procópio, wn grande ator de pequena estatura, e Aída, wna bailarina espanlwla, nasceu Abigail Izquierdo Ferreira, a atriz Bibi Ferreira Nasceu no palco, praticamente, pois com apenas 20 dias entrava em cena pe~ primeira vez. para substituir wna boneca Al4 ela cresceu edesenvolveu toda a sua existência, misturando o lado pessoal ao talento, eternizando personagens que ficarão na lembrança do público.

Ensaios: Aos sábados, a partir dar 22 h. Às terças, às 21 h, acontecem os ensaios de bateria, baianas, passistas e alas da comunidade. Os ensaios de rua começam na segunda quinzena de dezembro, aos domingos, às 17 h, na Av. Amaral Peixoto, Centro de Niterói. Fantasias: As feirinhas são realizadas durante os ensaios de terças. Os interessados devem procurar os presidentes das alas, ou então fazer sua opção através do site da Escola. Os preços dos figurinos variam entre R$ 300 e R$ 400.

Oseu mais brilhante papel

Oteatro consagrou e pede passagem AViradouro, meu amor, faz a homenagem

Quem é Quem

© Copyright Editora Musical Escola de Samba Ltda

Presidente- José Carlos Monassa Bessil Diretor de Carnaval- Dejahyr dos Santos Carnavalesco- Mauro Quintaes Mestre de Bateria· Ciça Mestre-Sala e Porta-Bandeira- André e Patrícia Atendimento à Imprensa - MhariazzinhaTels.: (21) 9857-4444 e 2295-0304


DOMINGO - Início do Desfile: Entre I h20 e

SAMBA ENREDO E onde houver trevas ... que se faça a luz! Autores: Arlindo Cruz, Maurição, Carlos Sena, Aluízio Machado e Elmo Caetano Intérprete: Wantuir

luz, magia Que faz a mente Do poeta delirar Estrela guia faz meu Império brilhar Ebom amar (amar) e ser amado Se dar e receber Eu quero um mundo de inspiração Pra clarear de vez a escuridão "Prometeu' roubou do sol. .. o fogo Trouxe a luz pra iluminar ... o povo Oque vem do coração, oi ... clareia Clareia igual a lua cheia Ea paz, desejo da humanidade

Se faz com liberdade e igualdade Feliz, muito feliz "Uma criança" vai nascer Se o homem conseguir usar a luz da razão Aterra então vai florescer (E vai ... ) Vai, meu irmão! Tens a chave do céu! Aenergia no ar Vem da ribalta da vida Serrinha é o show nessa Avenida! (Uma prova de amor... ) Uma prova de amor:- Perdão! Uma grande paixão: -Amor! Aesperança é quem me conduz Onde houver trevas, que se faça a luz!

E onde houver trevas... que se faça a luz! A tentativa de encontrar uma forma harmoniosa que iluminasse os destinos da agremiação apontou para o tema. A fonte de inspiração é o Gênesis: a luz é o princípio de tudo, o primeirô gesto divino em direção à vida. A partir de então, os caminhos do roteiro se multiplicam. Revelam, na mitologia, a saga de Prometeu, que conduz a carruagem do Sol à Terra. Cristalizam símbolos. Luz é sqbedoria, civilização, transformação. E o que existe de mais simples pssumindo proporções monumentais. E o brilho da Estrela de Belém, são os refletores da Passarela, são os astros, a fonte de vida. Ensaios: Aos sábados, a partir dar 23 h. Às quintas-feiras, às 20 h, acontecem os ensaios de t?ateria, baianas, passistas e alas da comunidade. As terças, há um revezamento semanal entre o Pagode da Velha Guarda e o Pagode do Jorginho do Império; o primeiro, às 21 h, e o segundo, às 19 h. Fantasias: As feirinhas são realizadas às quartasfeiras, às 20 h. Os interessados devem procurar os presidentes das alas, ou então fazer sua opção através do site da Escola. Os preços dos figurinos variam entre R$ 250 e R$ 350.

Quem é Quem

© Copyright Editora Musical Escola de Samba Ltda

Presidente - Neide Coimbra Presidente de Honra - Sebastião Molequinho Diretor de Carnaval - Pedro Mazzoni . ci~~~".f~lésco :.. Ernesto N.;s~inÍerlto Mestre de Bateria - Átila Mestre-Sala e Porta-Bandeira - Claudinho e Fabiana Atendimento à Imprensa- Jorge CelularTel.: (21) 9327-3074


Do 8ra~il ao Japão Houo ~amba éaPrevenção! A sua saúde só depende de você. Use sempre camisinha!


DOMINGO · Início do Desfile: Entre 2h2S

GRES

os os de Pilares

Zumbi, Rei de Palmares e Herói do Brasil. A História que não foi contada

Autores: Carlos Ortiz, Claudia Nel, Alberto Capital e Mestre Augusto Intérprete:Jackson Martins África Dos guerreiros de Angola, gege e yorubá Na escravidão, que agonia Ai, como o negro sofria No destino de além-mar Oeuropeu no troca-troca conseguiu levar as peças da Guiné para o Bras· Nesse comércio, a pirataria surgiu llu-Ayê, llu-Ayê, um canto triste ôô llu-Ayê ô, na senzala, sofrimento edor Veja, Ifá falou Que os orixás vão enviar um libertador Canta, Pilares Zumbi foi rei lá no Quilombo dos Palmares Na cultura, o negro se agiganta Afé da "Terra Mãe" é seu alento Existe um grito preso na garganta Só Oxalá segura ofio da esperança - Quero ser livre! Esse lamento ressoou na sociedade Que tem as chaves Mas prende seus heróis na marginalidade Vi nos olhos verdes do holandês outro país Caiu Palmares, liberdade não se mata na raiz No batuque bateria, sou Zumbi Onde há paz ealegria, tô aí Quero amor e muito mais dignidade ACaprichosos luta pela igualdade

Zumbi, Rei de Palmares e Herói do Brasil. A História que não foi contada A proposta é fazer uma revisão da História oficial. Negros que pertenciam a tribos inimigas, na Africa, acabaram se unindo pela dor, quando trazidos para o trabalho escravo nas lavouras. No sofrimento, clamavam por uma liderança que resgatasse a dignidade. Ela estava encarnada em Zumbi, rei do Quilombo dos Palmares, em Alagoas. O quilombo funcionava como uma pequena república independente, preservando tradições africanas, abrigando índios e brancos marginalizados pela sociedade de então. O reduto foi arrasado, mas o ideal é chama que não se apaga. Ensaios: Aos sábados, a partir dar 22 h. Às quartas-feiras, às 20 h, acontecem os ensaios de bateria, baianas, passistas e alas da comunidade. Os ensaios técnicos de rua começarão a partir de janeiro, aos domingos, na Av. D. Helder Câmara, antiga Suburbana. Fantasias: As feirinhas são realizadas durante os ensaios. Os interessados devem procurar os presidentes das alas, ou então fazer sua opção através do site da Escola. Os preços dos figurinos variam entre R$ 250 e R$ 350.

Quem é Quem

© Copyright Editora Musical Escola de Samba Ltda

Presidente- Alberto Leandro Diretor de Carnaval- Maurício Gomes Carnavalesco- Jaime Cesário Mestre de Bateria- Paulo Renato Mestre-Sala e Porta-Bandeira- Robson e Ana Paula Atendimento à Imprensa- Carlos SampaioTe!.: (21) 9954-0685


DOMINGO - Início do Desfile: Entre 3h30 e 5

SAMBA ENREDO Ontem, hoje, sempre Cinelândia- O samba entra em cena na Broadway brasileira

Autores: Caixa D'Água, Alexandre Fernandes, Lílian Martins e Júlio Alves Intérprete:Gera

De um sonho fez-se um gesto de amor, amor, amor Daz luzes uma "cidade" criou ORio assiste em cena O"Mundo" que o maestro imaginou Um chão de estrelas vai surgindo Envolvendo os corações Cinemas, Night and Day, teatros, felicidade é a lei No palco da paixão a Cinelândia "faz opinião" Boêmios, cantores, um beijo roubado ao luar Apoesia sorrindo em cada mesa de bar Avoz não pode calar, a gente tem que lutar Opovo "faz a hora" de mudar Onde o amor faz morada já é de madrugada Deixa odia clarear Ébom estar com você, do Bola Preta a gente vai ver Osol, a rua, o filme que ovento não levou Somos o"cais", emblema da paz Velas ao vento, vem "navegar" Voar no azul mais bonito, buscar no infinito Aalegria dos meus carnavais

Ontem, hoje, sempre Cinelândia. O samba entra em cena na

Broadway brasileira O sonho de Francisco Serrador, de instalar na capital cultural brasileira um complexo de cinemas, teatros e casas de espetáculos não foi em vão. A partir dos anos 20 e durande muitas décadas, a Cinelândia acabou se transformando no coração do país. O espaço foi ocupado da forma mais democrática possível: de um lado, cinemas; de outro, bares e dancings; mais adiante, os majestosos - "'- -·- Municipal, Biblioteca Nacional e Museu de Belas Artes. Entre eles, a calçada da boemia e do protesto, onde os caras-pintadas despacharam um presidente da República. Ensaios: Às quartas, das 19 h à meia-noite, e, aos sábados, das 17 h às 23 h, com participação da bateria, compositores, baianas, mestre-sala, porta-bandeira, passistas e alas reunidas. Os ensaios técnicos de rua serão realizados a partir de janeiro, aos domingos, às 17 h, na Estrada do Portela. Fantasias: As feirinhas são realizadas durante os ensaios. Os interessados devem procurar os presidentes das alas, ou então fazer sua opção através do site da Escola. Os preços dos figurinos variam entre R$ 300 e R$ 350.

Quem é Quem

Voa, voa, divina luz de Madureira Osamba na praça, oembalo da massa APorte la não ébrincadeira

© Copyright Editora Musical Escola de Samba Ltda

Presidente · Carlos Teixeira Martins Diretor de Carnaval - Paulo Miranda Carnavalesco· Alexandre Louzada Mestre de Bateria· Carlinhos Catanha Mestre-Sala e Porta-Bandeira - Fabrício e Cristiane Atendimento à Imprensa · Marcos Aurélio Fernandes- Tels.: (21) 9962-171 Oou 9843-6868


O earnaval pode ser visto de vรกn

Por onde quer que seus oi/tos pas. perceberรฃo que o leio de !Janeiro eabenรงoado por :Deus.


· ângulos. ~

l'ICHI,

rttínua lindo


SEGUNDA-FEIRA · Início do Desfile: 21

• SAMBA ENREDO O Brasil é Penta, Ré 9, O Fenômeno Iluminado Autores: Lourenço e Adalto Magalha Intérprete: Celino Dias Éfantástico ser brasileiro Com muito orgulho, muita paz e muito amor, ôôô Eoglobo vai girando, a gente fazendo história Evitórias conquistando Quando deus criou a Terra, nos deu a luz do sol Também fez nosso Brasil, oPaís d9 Futebol Começou lá na Suécia, a segunda vez no Chile Aalegria da nação, ai que paixão! Eno solo mexicano, depois no americano Foi aquela emoção pro meu povão Se formou uma família, uma grande seleção Foi aquele show de bola, na Coréia e no Japão

Ai, ai, ai, oh, vida me leva! Ai, ai, ai, deixa a vida me levar Ai, ai, ai, eu to nessa festa Eu quero mais éfestejar ORonaldo iluminado, dono da camisa 9 Nasceu em Bento Ribeiro, no Rjo de Janeiro Um menino inspirado, pelo mundo consagrado OFenômeno brasileiro

#11111

GRES

ao O Brasil é penta, R é 9 ·o Fenômeno Iluminado

As comemorações pela conquista do pentacampeonato mundial de futebol continuam. Antes, porém, será ROstoso relembrar feitos históricos em gramados da Suécia, Chile, México e Estados Unidos. Na última Copa, na Coréia e no Japão. a Seleção Brasileira consolidou a sua trajetória de glórias. Foi, também, a consagração de Ronaldo Nazário, o Fenômeno, artilheiro da competição; foi a sublimação do camisa 9, do menino Dadado, que aprendeu a correr atrás da hola nas ruas de Bento Ribeiro, subúrbio do Rio Ensaios: Às quartas, sextas e domingos, a partir das 20h. Enquanto as alas evoluem no interior da quadra, no lado de fora acontece o Pagode do Calçadão, C?m várias barraquinhas de bebidas e tira-gostos. As quintas, tem o Pagode de Raiz, com a participação de convidados especiais; e aos sábados acontecem shows de MPB .

Da bola que era um brinquedo

Dadado fez seu reinado Destino não tem segredo Já veio nele traçado Um guerreiro abençoado, nos campos que jogou

Ninguém pode duvidar, ele tem cheiro de gol Gol! Ébola na rede ~nossa Tradição

Ebola na rede Épentacampeão! Uma homenagem ao teatro brasileiro © Copyright Editora Musical Escola de Samba Ltda

Presidente: Nésio Nascimento Carnavalesco: Orlando Júnior Mestre de Bateria: Dacopê Mestre-Sala e Porta-Bandeira: Julinho e Daniele" '' Atendimento à Imprensa: Luzia Lacerd~ Te I.: (21) 9747-3259


Os Dez Mandamentos: o samba da paz canta a saga da liberdade Autores: Marcelo D'Aguiã, Bizuca, Gilson Bernini e ClóvisPê Intérprete:Jamelão

Um clarão no céu Iluminou ... Mangueira! Surge um caminho de luz Pra mergulhar na História No Egito, um faraó Poder e riqueza, cruel tirania Eum povo sonhava na lama Que o "libertador" ali nasceria Flutua nas águas do Nilo Aesperança guiando o menino Criado no luxo da corte Enfrenta odeserto, sagrado destino Éo vento que sopra, poeira! Segue o homem em busca da fé Do Alto, uma voz anuncia Acerteza de um novo dia

Moisés desafia orei Aira divina desaba na Terra libertação! Enum gesto encantado Omar virou passarela Descrença ... ilusão No ouro a falsa adoração Avontade de Deus é a lei da verdade Foi revelada pra humanidade Mostra pro mundo, Brasil (meu Brasil) Ocaminho da felicidade Quem plantar a paz, vai colher amor Um grito forte de liberdade Na Estação Primeira ecoou!

O Egito do poderoso Ramsés era uma terra de contrastes: de um lado, a suntuosidade que acalantava os sonhos da nobreza, e esta, os do faraó; do outro, miséria, trabalho forçado e a lama em que os escravos hebreus viviam mergulhados, construindo pirâmides. Foi ali que nasceu Moisés e, com ele, o exemplo de resignação e fé. Guiou sua gente sofrida na luta pela liberdade e recebeu de Deus a missão de pregar entre os homens as leis sagradas. O samba da paz também conta como é bom viver no Brasil, onde as raças se irmanam. Ensaios: Aos sábados, a partir dar 21 h, abrindo com o Pagode daVelha Guarda. Às quintas•feiras, às 20 h, acontecem os ensaios de bateria, baianas, passistas e alas da comunidade. Os ensaios técnicos de rua são realizados aos domingos, às 18 h. na Visconde de Niterói. Fantasias: Há uma exposição permanente na secretaria da Escola. Os interessados podem obter informações no local, diariamente, a partir das 14 h. Os preços dos figurinos variam entre R$ 400 e R$ 500.

Quem é Quem

© Copyright Editora Musical Escola de Samba Ltda

Presidente- Álvaro Caetano Presidente de Honra - José Bispo dos Santos, Jamelão Diretor de Carnaval - Elmo José dos Santos Carnavalesco- Max Lopes

Mestre de Bateria· Russo Mestre-Sala e Porta-Bandeira- Marquinhos e " ' ,. •.·· ,., . .' ·'." '·'.'''" o,,,,?'.'·' ., ...,, o · " ueovana Atendimentoàlmprensa-Perci- Tel.; (21) 9174-8441


de Nilópol

SAMBA ENREDO O povo conta a sua história: "Saco vazio não pára em pé. A mão que faz a guerra, faz a paz" Autores: Betinho,J.C.

Coelho, Ribeirinho, Glyvaldo, Luís Otávio, Manoel do Cavaco, Serginho Sumaré e Vinícius Intérprete: Neguinho da Beija-~lor

luz, divina luz que me conduz Clareia meu caminhar, clareia Nas veredas da verdade: cadê a felicidade? Aportei num santuário de ambição Eoíndio muito forte resistiu Atortura implacável assistiu Enquanto o negro cantava saudade Da terra mãe de liberdade

Na França é tomada a Bastilha Opovo mostra a indignação Revoltado com odiabo Que amassou o nosso pão Grito forte dos Palmares ... Zumbi Herói da Inconfidência ... Tiradentes Nas caatingas do Nordeste ... lampião Todos lutaram contra a força da opressão Nasce então Poderosa guerreira Edesenvolve seu trabalho social Cultura aos pobres, abrigou maltrapilhos Fraternidade, de modo geral Brava gente sofrida, da Baixada Soltando a voz no Planeta Carnaval Eu quero: liberdade, dignidade e união Fui lata, hoje sou pra'ta lixo ou roda região Chega de ganhàr tão pouco Tô no sufoco, vou desabafar Pare com essa ganância, pois a tolerância Pode se acabar... Oh!!! Meu Brasil Overdose de amor nos traz Se espelha na família "Beija-Flor" lutando eternamente pela paz © Copyright Editora Musical Escola de Samba Ltda

O povo conta a su Historia: "Saco , , nao para em pe. mão que faz a gue faz a paz No início, era o Paraíso. Hayiafartura beleza nos Jardins do Eden. M assim, o homem insistiu em as leis divinas. Foi expulso. navegantes se fizeram ao mar, levava a crer que fora dada uma onn""""'""" chance à nossa espécie. Ao tocarem solo do Novo Mundo, os encontraram o que parecia ser Eldorado. Ou o "Paraíso Terrestre segundo as cartas enviadas com a wn'-'""'"' do descobrimento. Mais uma vez, entanto, instalou-se a ganância e cobiça. E, até hoje, mergulhados miséria e na violência, pagamos e conta. Ensaios: Às quintas-feiras, a partir das 21 h30. segundas-feiras, às 21 h, acontecem os ensaios bateria, baianas, passistas e alas da comu Os ensaios técnicos de rua começarão em Serão aos domingos, às 18 h, na Rua 1-\mPrrr'"' Teixeira da Cunha, no Centro de Nilópolis. Fantasias: As feirinhas são realizadas durante os ensaios de quinta-feira. Os interessados devem procurar os presidentes das alas, ou então fazer sua opção através do site da Escola. Os preços dos figurinos variam entre R$ 300 e R$ 350.


SAMBA ENREDO Agud~s,

os que levaram a Africano coração, e trouxeram Piira o coração daAfrica, o Brasil

Autores: Reno Maia, Jorge Melodia e Alexandre Alegria Intérprete: Nego

Obatalá Mandou chamar seus filhos Aluz de Orunmilá Conduz o Ifá, destino Sou negro evenci tantas correntes Aglória de quebrar todos grilhões Na v9lta das espumas flutuantes Mãe Africa, receba seus leões No rufar do tambor, ôô Atravessando o Mar de Yemanjá No sangue trago essa chama verdadeira Raiz afro-brasileira, sou agudá Quem chega a Porto Novo Éraça, é povo e se mistura De semba se fez samba Um carnaval pelas culturas Na fé de meus orixás Axé, meu Delogun Temor e proteção ao anel do dragão de Daogun Aunião é bonita Ea gente acredita na força do irmão No continente africano a ecoar Aepopéia agudá vitoriosa face da razão Tem cheiro de benjoim no Xirê Alabê Prepare oacarajé no dendê Salve ochachá, salve toda negritude ATijuca vem contar uma história de atitude

Agudá~,

os que levaram a Africa no coração, e trouxerart} para o coração da Africa, o Brasil Agudás são nativos do Golfo do Benin, que compartilham uma memória comum de realizações tradicionalmente africanas - como a construção da Grande Mesquita-, e de uma maneira de ser bem abrasileirada: gostam de feijoada, dançam a burrinha e louvam o Senhor do Bonfim. Muitos deles foram gerados por baianos que atuavam no tráfico negreiro e casaram-se com mulheres do Daomé. Milhares foram trazidos para o trabalho escravo no Brasil e, quando retornaram à sua terra, levaram como herança nossos costumes e tradições. Ensaios: Aos sábados, a partir dar 22 h, ~o Clube dos Portuários, na Rodoviária. As quintas-feiras, às 20 h, em frente ao barracão (Av. Venezuela, Praça Mauá), acontecem os ensaios de bateria, baianas, passistas e alas da comunidade. Os ensaios técnicos de rua começarão em janeiro, aos domingos, às 16 h, na Rua Conde de Bonfim, Tijuca. Fantasias: As feirinhas são realizadas no barracão durante os ensaios técnicos, às quintas-feiras. Os interessados devem procurar os presidentes das alas, ou então fazer sua opção através do si te da Escola. Os preços dos figurinos variam entre R$ 250 e R$ 450.

Quem é Quem

© Copyright Editora Musical Escola de Samba Ltda

Presidente- Fernando Horta Diretor de Carnaval- Luís Carlos Bruno Carnavalesco- Milton Cunha Mestre de Bateria- Celinho Mesa-e:.Sâlae Poifà::Bándeira:.. . Atendimento à Imprensa- Márcia CarvalhoTels.: (21) 9802-8335 e 2253-8929


Unidos do

SAMBA ENREDO Os donos da rua, um jeitinho brasileiro de ser

Os donos da rua, um jeitinho brasileiro de ser

Autores: Dudu, Max Mendonça, Silva

Intérprete: Preto Jóia

Lá vou eu, Sou bom malandro e sou fã da liberdade ... Lá vou eu, Sou oTi grão, eu sou odono da cidade! · Cada selva tem um rei, cada rei tem sua lei, OBrasil éuma estrada ... Nas esquinas da ilusão, nas ruas do meu coração! Oi! Saravá, meu Pai Ogum, eu peço axé! Me dá licença, meu senhor, eu vou na fé ... Arua é negra, como é negra a escravidão, Vou seguindo o meu caminho, vou "lavando' a solidão ... Quem vai, quem vai, quem vai

'

" quere"" ....

Tem ouro, prata ecristal, Quem tem garrafa pra "vendê", Tem tudo pra ficar legal!!! Na Avenida Central, passo a passo, sorri, Vi meu Rio feliz, eu vi Paris ... Vi sujeira ... vi ratos... ratoeiras... Hoje, vou pra Lapa detonar, vou pra Lapa grafitar, Minha tribo rasga o pano! Sou profano, mas olho lá pro céu Nas ruas de "Babei", peço a Deus pra me ajudar!!!

Opalco se transfere para a rua e o povo assume a condição de ator principal. O argumento é o universo fantástico que habita as calçadas do Rio de Janeiro através dos séculos, desde os tipos documentados por Debret: mascates, escravos, aguadeiros... Símbolo maior da brasilidade, a Cidade Maravilhosa mescla belezas naturais e mazelas · · . No meio do engarrafamento, nos corredores da violência, nas filas do desemprego, seja lá onde for a crise ou a dor, haverá sempre espaço para o humor.

Ensaios: O sambão é às sextas, a partir dar 22 h. Às quartas-feiras, às 20 h, acontecem os ensaios de bateria, baianas, passistas e alas da comunidade. Os ensaios técnicos de rua são realizados aos domingos, às 20 h, na Rua Francisco Portela, no Paraíso. Fantasias: As feirinhas são realizadas durante os ensaios técnicos de quarta-feira. Os interessados também podem procurar a secretaria, ou então, fazer sua opção através do site da Escola. Os preços dos figurinos variam entre R$ 250 e R$ 300.

Eu sou Porto da Pedra, Faço anjo sambar! Eu quero é mais! Quero ser querubim,

· V@m pra noit@ brincar, Vem que o bicho vai pegar!! © Copyright Editora Musical Escola de Samba Ltda

Presidente- Uberlan Jorge de Oliveira Diretor de Carnaval- Arthur Varella Carnavalesco- Mario Borriello Mestre de Bateria- Marcinho Mestre-Sala e Porta-Bandeira - Rogério e Alessandra

Atendimento à Imprensa- Luci CasteloTel.- 9717-2130


Artigos etecidos para o carnaval

www.cacula.com


GRES

ependente de Padre Miguel

SAMBA ENREDO Para sempre no seu coração - Carnaval da Doação Autores: Santana e Ricardo

Simpatia Intérprete: Pau linho Moci

Um gesto de amorfaz alguém sorrir Só odoador faz a vida prosseguir Basta se conscientizar Afamília querer aceitar Pro sonho se realizar Vem fazer o bem sem olhar a quem Com a Mocidade doar ocoração Nos braços da mitologia Unindo o mundo na mesma missão Sob a luz da estrela guia Doar sem medo de errar Ver um brilho no olhar Amar é dar, receber Étão bom viver Cosme e Damião Pioneiros nessa arte divina! Dando asas à ciência Ohomem busca novos ideais Os olhos ganham luz, vêem cores Cura os males as dores Renovando os conceitos sociais Esse artista iluminado Doou toda sua criação Sua imagem é chama viva Para sempre no seu coração Alô você!

Para sem re o seu coração - Carnaval da oação A campanha de doação de órgãos ganha conotação inédita e vira enredo, ocupando o espaço da Avenida. O desfile terá uma linguagem cheia de simbolismos, que abordam desde a mitologia aos sentimentos mais profundos do homem, ressaltando a importância da solidariedade e do amor ao próximo. Abordará curiosidades como a dos patronos da Medicina, os irmãos Cosme e Damião, que realizaram, mesmo sem saber, um transplante de perna entre um escravo mouro e um sacristão romano. E ressaltará, a todo momento, a mensagem que prega a doação entre Escola e público para uma constante troca ~e energza. Ensaios: Aos sábados, a partir dar 22 h. Às quartas-feiras, às 20 h, acontecem os ensaios de bateria, baianas, passistas e alas da comunidade. Os ensaios técnicos de rua começarão em janeiro, aos domingos, a partir das 16h, na Coronel Tamarindo. Fantasias: As feirinhas são realizadas durante os ensaios. Os interessados devem procurar os presidentes das alas, ou então fazer sua opção através do site da Escola. Os preços dos figurinos variam entre R$ 350 e R$ 450.

Abrace essa corrente pela vida!

Sou doador, sou Mocidade Dou um alerta para o bem da humanidade

Quem é Quem

© Copyright Editora Musical Escola de Samba Ltda

Presidente- José Roberto Tenório Diretor de Carnaval- Douglas da Lapa Carnavalesco· Chico Spinosa Mestre de Bateria· Coé Mestre-Sala e Porta-Bandeira· Antônio e Babi Atendimento à Imprensa· Jean Cláudio- Tels.:

(21) 9973-9780 e 2235-3020


e

GRES

r1z

Leopoldinense

SAMBA ENREDO Nem todo pirata tem a perna de pau, o olho de vidro e a cara de mau

Autores: Darcy do Nascimento, Brandãozinho da Imperatriz, Rubens Napoleão e Jorge Rita Intérprete: Davi do Pandeiro

Cobiça de ouro Madeira, pedra e animais São faces do primórdio da História Que a Imperatriz refaz Foi-se o tempo, longe está Pirataria de além-mar Vejam só a covardia Parte dessa tirania Era destinada aos reis (aos reis) Por corsários portugueses Franceses, ingleses e holandeses Tudo que era saqueado Protegido era levado Ao domínio da nação Nem todo pirata tem a perna de pau Olho de vidro e a cara de mau Hoje, a coisa ficou preta Muito preta e com razão Pirata se queixando de pirata De terno e gravata, na televisão Pirateando CO, até a fé Ocomércio e a nação Mas hoje eu quero ser Pirata do prazer

em tod irata tem a perna de pau, o olho de vidro e a a a de mau ... Como os grandes bandidos, a pirataria fascina. A .ficção cria uma bruma sobre a realidade. No imaginário coletivo, a pirataria é indissociável das ilhas paradisíacas onde repousam tesouros escondidos. O imaginário infantil encanta-se com livros como Peter Pan e A Ilha do Tesouro. O Brasil, desde os primórdios de sua formação, sofria ataques de corsários. Levavam nossa madeira e até mesmo os nossos papagaios. Séculos mais tarde, a pirataria continua. Agora, pilhando a indústria e falsificando tudo. o q~e se possa zmagrnar. Ensaios: Aos domingos, das 18 h às 23 h. Às quintas-feiras, às 20 h, acontecem os ensaios de bateria, baianas, passistas e alas da comunidade, Depois de se organizarem na quadra, as alas saem em desfile pela Rua Professor Lacê. Fantasias: As feirinhas são realizadas durante os ensaios técnicos, das 20 h às 23 h. Os interessados também podem obter informações no barracão, ou então fazer sua opção através do site da Escola. Os preços dos figurinos variam entre R$ 300 e R$ 400.

Dançando um baile com você

Vem meu amor, vem me beijar Hoje eu tô que tô, você tá que tá Vem meu amor, vem me beijar Beijo escondido pra ninguém clonar

© Copyright

Eilitàra Musltàl Escola de Samba Lti:Já ' ,,,

Presidente e Diretor de Carnaval - Wagner Tavares de Araújo Presidente de Honra - Luiz Pacheco Drumond Carnavalesca - Rosa Magalhães Mestre de Bateria - Bete Mestre-Sala e Porta-Bandeira - Chiquinho e Maria Helena Atendimento à Imprensa- Ludmila de Aqui no

- Tel.: (21) 9357-4966


I l!l

}]J)r:e~@J(!j

Jl PJPJ® rt(f}@JU!J:&@J!JíJ@JWJ cr;WJDfiiJ

r!JJOJJ(JJJ,UllriJ@J@JrJJ (f] ~(fjf!JTlJJrt@JTlíJ(!;@J @J U!JDf!!Jf!J(f]4@J

dlw DfiiJ@JfJ@Tf ~(!JwrJ@ @JWJ ]JJU@JTlíJ(ff(f@J/1 \fN/WW@~~~\ÍmciD@ciD~-ffi~ru®G~®mlilll~~ ]F(!~l]]l~ ~~~~~®®®-®/§§@JtlJl)

({)g)rro~ ~c=7,'1f7AF"l~ 71 ~ JO)~@[l)f][fj!PJ'If"'o~~


50 00 2.900 35 00 2.900 70 00 2.900 os 95,00 2.900 07 50,00 2.900 li Arquibancadas Tunst1cas ABAV 09 J 00 I a 2.304 150,00 Arquibancadas Populares 15,00 3.500 OI 5,00 6.300 06 5,00 6.300 13

03 04

I

VALORES 35,00 35,00

09

B-C-D

1.900,00

Onde comprar os ingressos CAMAROTES E FRISAS Central de Vendas

Av. Graça Aranha, 416-A- Centro ARQU IBANCADAS - SETOR 3 Agência Treze de Maio

Av. Treze de Maio, 23, lojas NK- Centro ARQUIBANCADAS - SETOR 4 Agência Presidente Vargas

Av. Presidente Vargas, 642-A, Centro ARQUIBANCADAS - StTOR; Agência Centro Rio

Av. Rio Branco, I02- Centro ARQU IBANCADAS - SETOR 7 Agência Pio X

Av. Presidente Vargas, 417- Centro ARQUIBANCADAS - SETOR li Agência Castelo

Av. Graça Aranha, 81, loja B, sbl -Centro CADEIRA INDIVIDUAL- SETOR6 Agência Trav. do Ouvidor

Travessa do Ouvidor, 35 -Centro CADEI RA INDIVIDUAL- SETOR 13 Agência Gonçalves Dias

Rua Sete de Setembro, I I 1-A- Centro


A epidemia do HIV/Aids em todo o Brasil que acontece há, aproximadamente, 20 anos, apresenta características complexas, tendo em vista as condições de vida, as questões de gênero, étnicas e etárias das comunidades afetadas pela infecção, notadamente seu comportamento sexual. Até o presente momento, foram diagnosticados 237.588 casos de Aids, sendo 172.228 em homens e 65.360 em mulheres. Estimativas indicam que, até o final de 2002, o número de infectados na faixa de 15 a 49 anos seja de 297.442 pacientes. Apesar da grande distribuição de preservativos masculinos em todo o território nacional, cresce o número de contaminados através de relações sexuais- 59,4% em 2002. Considerando que a categoria transmissão sexual é a principal responsável pela maioria dos casos notificados, a Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Faculdade de Enfermagem) em parceria com o Ministério da Saúde (Coordenação Nacional de DST/Aids), com a Secretaria estadual de Saúde (Assessoria de DST/Aids), Rioture Liga Independente das Escolas de Samba vêm propondo, desde 1992, ações conjuntas para a prevenção da doença. O principal instrumento de preservação ainda é o preservativo masculino. Quando a camisinha é usada de forma correta e consciente proporciona boa proteção anticoncepcional e reduz o risco de infecção por doenças sexualmente transmissíveis, incluindo a Aids. É durante o carnaval, a "festa do corpo", quando alegria e sensualidade motivam os foliões, que o Projeto Só Alegria Vai Contagiar colocará o seu bloco na rua. Entre dezembro de 2002 e março de 2003, quando as pessoas se motivam em torno do carnaval é que o Projeto intensifica a campanha de esclarecimento e prevenção sobre os riscos de contaminação. Há onze anos, a Região Metropolitana do Rio de Janeiro abre alas para o bloco de prevenção formado por uma equipe de estagiários da Faculdade de Enfermagem e agentes multiplicadores do Programa de Prevenção das DST/Aids, coordenados pela Uerj. Este bloco visitará todas as quadras e barracões das agremiações do Grupo Especial, orientando a população. Nessas visitas, as equipes distribuem ventarolas, folders e preservativos. A campanha será reforçada durante os dias de desfiles no Sambódromo. Um grupo integrado por técnicos das áreas de educação e saúde estará de plantão em todos os acessos da Passarela do Samba, distribuindo mais de 300 mil camisinhas, além de folhetos com informações básicas sobre as formas de contaminação e uma relação dos principais centros de testagem anônima e aconselhamento para HIV/Aids no Estado do Rio de Janeiro. Pesquisas realizadas no sambódromo em carnavais anteriores revelam que a desvalorização do uso da camisinha acontece em todos os níveis sociais. Diante dessa realidade, um dos principais objetivos da campanha é o de conscientizar as mulheres, que sentem dificuldades impostas por nossa cultura, sobre a importância de negociar formas de sexo mais seguras

com o uso do preservativo. O professor Márcio Tadeu Ribeiro Francisco é coordenador do

Programa de Prevenção DST/Aids no Rio e do Projeto .Só a Alegria Vai Contagiar


Os melhores desfiles do Grupo Especial estão no DVD Escolas de Samba, o Espetáculo, lançado pela Liesa, em parceria com a BMG. Com imagens cedidas pela TV Globo, o disco reúne trechos de quatro a cinco minutos das apresentações oficiais das campeãs do Sambódromo desde 1985, quando a Mocidade venceu com Ziriguidum 200 I, do inesquecível Fernando Pinto. Além do show de imagens, há um show de som, remasterizado nos estúdios da Companhia dos Técnicos para Dolby Digital 5.1. O DVD é multiregião, ou seja, pode ser visto em qualquer lugar do planeta. Foi gravado em três idiomas: português, inglês e espanhol. A direção artística é de Zacarias Siqueira de Oliveira, que também dirige o CD dos sambas-de-enredo do Grupo Especial. O DVD não contempla apenas as campeãs oficiais. Vai relembrar aquelas que receberam aclamação do público e da crítica, embora não tenham conquistado o título . Foram os casos, por exemplo da Beija-Flor, em 1986 (O mundo é uma bola); da Viradouro, em 1992 (A magia da sorte chegou); e da Mocidade, em 2000 (Villa-Lobos e a Apoteose Brasileira). Traz raridades, como os únicos títulos conguistados pela Vila Isabel ( 1988- Kizomba, Festa da Raça) e Estácio de Sá ( 1992 - Paulicéia Desvairada)- atualmente, ambas estão no Grupo de Acesso. Mais de 40 estrelas da Passarela prestaram o seu depoimento à equipe da Documentaria- responsável pela produção de diversos documentários de excelente qualidade que vão ao ar na TV a cabo. Entre eles, destacam-se os de alguns "monstros sagrados", como Jamelão - o decano dos intérpretes e presidente de honra da Mangueira; o de Rosa Magalhães, a carnavalesca mais premiada do Sambódromo; e Joãosinho Trinta, artista que mudou a estética do desfile. São histórias emocionantes e, que, certamente, tocarão no sentimento do espectador. Zacarias assina a direção do DVD e do CD de sambas-de-enredo


Os talentos mirins são revelados no Ginásio da Passarela e depois se desenvolvem no próprio Sambódromo

A Escola de Mestres-salas e porta-bandeiras se tornou uma referência para o Carnaval carioca. Criada pelo salgueirense Manoel Dionísio, em 1990, a entidade já formou mais de 2.500 dançarinos, que brilham nas escolas de samba da cidade. "Temos pupilos em diversas agremiações" , orgulha-se Dionísio. Atualmente os maiores destaques da entidade são os primeiros casais do Salgueiro Marcela Alves e Ronaldinho, e da Portela, Cristiane Caldas e Fabrício. Mas pequenos mestres, como Fabrício Pontes de apenas 5 anos, já encantam as platéias mais exigentes do país. Em dia de aula, meninos e meninas cheios de graça enchem de alegria a Ginásio da Passarela do Samba. Sem recursos suficientes, a escola fecharia as

38

portas no final de 2002. Segundo Dionísio, a decisão foi suspensa graças ao aumento do valor do patrocínio da Loterj, que começou a vigorar em junho. "Estávamos sem dinheiro para pagar os salários dos professores e os custos de manutenção do espaço. Mas com o novo apoio , a instituição ganhou até uma sede administrativa na rua pas Marrecas." A parceria que mantém com I• Vara da Infância e da Juventude, representada pelo Juiz Titular Siro Darlan, permite que jovens de até 16 anos sejam encaminhados para cursos profissionalizantes de informática, artesanato, engr~ataria, patrulheirismo, dança e percussão. "E uma oportunidade para muitos", explica Dionísio. Mas para participar da Escola de memeN"I"s o intere~~ado é obrigado a estar

matricul~do em alguma escola pública do estado. "E uma forma de incentivar o estudo. " Desde janeiro passado, a entidade é reconhecida como escola de formação de dançarinos pelo Ministério da Cultura. "Isso nos deu mais credibilidade", ressalta Dionísio. Ele conta que a idéia de montar uma escola para preservar a arte do rodopio e formar dançarinos surgiu por causa de uma greve dos blocos de rua em 1988. Na época, Dionísio era coordenador geral do Carnaval da Riotur. "Para não passar um novo aperto, sugeri que fosse me cedido um espaço para preparar casais de mestres-salas , porta-bandeiras e portaestandartes." As inscrições podem ser feitas aos sábados das 14 às 18 horas, no Ginásio da

Passarela do Samba, setor 3, Sambódromo.


Galeri

Com o campeonato de 2002, a Mangueira conquistou a sua quinta vitória nos 19 desfiles já realizados no Sambódromo e a 163 de sua longa carreira de glórias. Nunca é demais recordar as campeãs da Passarela. 1984 (*)

Mangueira

Yes, nós temos Braguinha

1991

Porte la Contos de Areia Mocidade Ziriguidum 200 I, Carnaval nas Estrelas Mangueira Caymmi mostra ao mundo o queéquea Bahiaea Mangueira têm Mangueira No Reino das Palavras, Carlos Drummond de Andrade Vila Isabel Kizomba, Festa da Raça Imperatriz Uberdade,/iberdade, abre as asas sobre nós Mocidade Vira, virou, a Mocidade ches!()u Moc1dade

1992

vão rolar Estácio de Sá

1985 1986

1987 1988 1989 1990

Chuê...chuá .. as águas Pau/icéia Desvairada- 70 anos de Modernismo

1993

Salgueiro

l'ei!uei um /ta no Norte

1'1'14

lmperatnz

Catarina de Médicis na corte dos Tubinambôs e Tabaieres

1995

Imperatriz

Mais vale um jegue que me carregue, que um camelo que me derrube ... Lá no Ceará

1996 1997 1998

1999

2000

2001

2002

Mocidade Criador e Criatura Viradouro

Trevas! Luz! A explosão do Universo Mangueira Chico Buargue da Mangueira Beija-Flor Pará- O Mundo Místico dos Caruanas nas Águas do Patu-Anu Imperatriz Brasil, mostra sua cara em ... Theatrum Rerum Naturalium Brasi/re Imperatriz Quem descobriu o Brasil foi Seu Cabral, no dia 22 de abril, dois meses debois do Carnaval Imperatriz Cana-caiana. cana roxa, cana ftta, cana preta, amarela, pernambuco... Quero vê descê o suco, na pancada doFclflZá Mangueira

Brazil com "z" épro cabra da peste. Brasil com "s"é Nação do Nordeste (' ) Em 1984, duas Escolas foram apontadas como campeãs: aPortela, wr<edaadodesfilede~. eaMangueira, -naSeguOOafeira Nuntfa.leinano Deslie das Carjleãs. aEstação Prineiafoieleita ~


~

I


A gente faz shoppings para passear e comprar, condomínios para morar, hotéis para descansar, e, para acabar a moleza, prédios para trabalhar.

Os melhores e mais modernos empreendimentos do país levam a marca Brascan. Rio Sul, Madureira Shopping, Bay Market e Paço do Ouvidor. Juntos, estes shoppings recebem tnais de 50 milhões de pessoas durante o ano. São mais de mil lojas, cinemas e restaurantes, reunidos no melhor mix do mercado. Mas a experiência da Brascan não fica só nos shoppings. Além disso, são vários empreendimentos comerciais e residenciais e hotéis no Rio e em São Paulo. Isso mostra a competência da Brascan em incorporação, construção, administração e vendas imobiliárias. São mais de 20 anos de experiência, atuando no Brasil e no exterior, em parceria com uma das maiores incorporadoras do ·mundo: a Brookfield Properties Corporation. É por isso que hoje, quando se pensa em empreendimentos imobiliários, se pensa logo na Brascan.

4

Drascan

~ Ú77DÓ/Údr/éT www .brascan.com.br


SUPERMERCADos

Revista Ensaio Geral nº 10  

Ensaio Geral nº 10 Publicado pela LIESA

Revista Ensaio Geral nº 10  

Ensaio Geral nº 10 Publicado pela LIESA

Advertisement