Page 1

• jun/jul • 2013

1


• jun/jul • 2013

Quem quer uma casa pra vida toda, quer uma Baggio. Há mais de 30 anos, a Construtora Baggio alia qualidade com inovação e bom atendimento. Do projeto personalizado ao pós-venda, você conta com o apoio de uma equipe especializada, sempre pronta a transformar o seu sonho na casa que você sempre quis.

2

www.construtorabaggio.com.br


Rua Nestor Victor . 839 Água Verde Curitiba . PR

• jun/jul • 2013

41 3025-6111

3


|

• jun/jul • 2013

10

4

s u m á r i o

|

16

26

06

Palavra do Presidente

08

Preview / Agenda

10

Entrevista | Sumaya Chede Cansini

14

Faces

16

Capa | 7 pecados capitais do Golfe

22

Boutique

24

Tendências

26

Destaque

27

#FicaDica


|

s u m á r i o

|

27

34

30 28

Infraestrutura

30

Kids & Teen

32

Responsabilidade Social

34

News

44

Home

46

Coluna Gisele Busmayer

48

By the way

50

Serviços

44

• jun/jul • 2013

5


|

p a l av ra

d o

p re s i d e n t e

|

Comissão Disciplinar auxiliará no bom funcionamento do clube

Leonardo Franceschi

Presidente do Comitê Executivo 2012/2013 Capa Modelo: Wagner Knop (Vision Cast Management) / Maquiagem: Kely Cristina Paes da Silva (Lady & Lord) / Cabelo: Marcos Leonardo (Lady & Lord) / Produção e styling: Maria Eugênia Sachet e Renata Alves / Moda: Urban Man e FootJoy para Golf House / Fotografia: Pablo D. Contreras (Ilexphoto) / Direção: Louise Zeni e Andressa Vianna (BG Comunicação)

A cada ano e também a cada gestão, novas situações surgem no dia a dia do Alphaville Graciosa Clube, sejam para gerar aprendizado, revisão de regulamentos internos, novos procedimentos e mais atenção com os associados. Depois de diversas circunstâncias envolvendo sócios do clube e vividas pelas últimas gestões, o atual Comitê Executivo fez uso de suas atribuições estatutárias e nomeou uma Comissão Disciplinar una, cuja atuação se dará em todas as áreas do Alphaville Graciosa Clube. Entre as principais funções desempenhadas por esta comissão, está a de assessorar o Conselho Diretor no julgamento dos casos de indisciplina ocorridos no clube, seja na sede social ou externamente. Todos os membros da Comissão Disciplinar são associados do clube e não recebem remuneração alguma por essa atribuição. Eles são: Milton Apter, James Szpatowski, Plínio Roberto da Silva e Carlos Alexandre Dias da Silva. A Comissão atuará analisando

|

ex p e d i e n t e

todas as ocorrências recebidas na secretaria do clube, solicitará abertura de processo disciplinar e indicará as medidas a serem adotadas. Diante disso, nomeará, entre seus membros, o relator de cada processo e indicará as providências, oitivas e punições. Para que a Comissão existisse, foi feito um trabalho prévio pelo advogado do clube, Carlos Alexandre Dias da Silva. Ele fez a revisão do regimento interno do clube, bem como, adequações e manutenção ao longo do tempo, para assegurar que as situações coletivas que necessitam ser reguladas pela normativa interna, estivessem contidas no regimento com clareza e abrangência. Entre outros objetivos da Comissão Disciplinar, está tratar todas as ocorrências com impessoalidade e de forma justa, propiciando cada vez mais o bom convívio entre associados e destes com os funcionários, prestadores de serviços e parceiros. Este deve ser o objetivo primordial de qualquer Diretoria.

|

• jun/jul • 2013

Publisher Bruno Macarini | Diretora Financeira Gisleine Rezende | Direção de Arte e Design Gráfico Marcelo Winck | Jornalismo Andressa Vianna, Lívia Zeferino (9184/PR) e Louise Zeni (9728/PR) | Diretor Comercial Bruno Macarini | Consultores Comerciais Andrea Kaminski e Eduardo Pimpão | Relações Públicas Isabella Simão | Assessoria Jurídica Bona e Advogados Associados | Colunista Gisele Busmayer | Aplicativo Digital MagTab | Tiragem 10 mil exemplares

|

p a ra

a n u n c i a r

|

BG Comunicação | Tel.: (41) 3203-1894 | contato@bgcomunicacao.com.br

A revista Alphaville Graciosa Clube é uma publicação bimestral independente e não se responsabiliza pelas opiniões emitidas em artigos ou colunas assinadas, por entender que estes materiais são de responsabilidade de seus autores. A utilização, reprodução, apropriação, armazenamento de banco de dados, sob qualquer forma ou meio, dos textos, fotos e outras criações intelectuais da BG Editora e Marketing Direto Ltda. são terminantemente proibidos sem autorização escrita dos titulares dos direitos autorais.

6


• jun/jul • 2013

7


|

p rev i ew

|

Um ano de informação Parece que foi ontem. Há um ano surgia a Revista Alphaville Graciosa Clube para trazer informação, entretenimento e atualizar os associados e funcionários sobre o calendário esportivo e social, bem como outras atividades desenvolvidas no clube. Durante esse período, você acompanhou resultados de jogos, fotos de eventos e curiosidades que permeiam o universo da vida em Alphaville. As matérias possibilitaram uma comunicação mais próxima entre sócios e diretoria, criando um diálogo em que ambas as partes puderam expor suas ideias e opiniões. Hoje, já na sexta edição, a Revista Alphaville Graciosa Clube possui uma identidade própria que imprime conteúdo de forma leve e sofisticada. Direcionada para um público exigente e atento às novidades do mercado, a linha editorial da revista mescla o cotidiano do clube com tendências de moda e arquitetura. Presente sempre em todas as edições, justamente por ser a marca do Alphaville Graciosa Clube, o golfe ganha atenção especial novamente, com uma matéria de capa sobre tudo que não se pode fazer em campo. O tênis, crescendo a cada dia, também é destaque nas páginas da revista, assim como outros esportes, entre eles o futebol, a corrida, além da dança, academia e ioga. Eventos sociais e melhorias no clube também são temas desta edição de um ano, confira! Boa leitura! Bruno Macarini Publisher (BG Comunicação)

|

a ge n d a

|

Acompanhe o calendário social e esportivo do clube até o final do ano Junho

22 – Torneio Nespresso de Golfe 25 – Taça Tati Kamogawa, Olinda Tsuru e Kaioko Oda (Golfe) 29 – Festa Junina

Julho

13 – 4ª Etapa de Golfe - Torneio Válido pelo Ranking do Clube (Golfe) 27 e 28 – Torneio Soul de Golfe

Agosto

10 – Dia dos Pais Kids 10 – 5ª Etapa de Golfe - Torneio Válido pelo Ranking do Clube 20 – Taça Marisa Petraglia, Momoyo Nakano e Amelia Azuma (Golfe) 11 – Dia dos Pais – Almoço no Restaurante do Clube 29/08 e 01/09 – 12° Campeonato Aberto de Golfe da FPCG • jun/jul • 2013

Setembro

14 e 15 – XII Aberto de Golfe Alphaville - I Etapa 17 – Taça Maria Miyamura, Midori Kokubu e Mizue Teramoto (Golfe) 21 e 22 – XII Aberto de Golfe Alphaville - II Etapa

Outubro

05 – Dia das Crianças Kids 26 e 27 – Campeonato do Clube - Stroke Play (Golfe)

Novembro

23 – 6ª Etapa de Golfe - Torneio Válido pelo Ranking do Clube (Golfe)

Dezembro

8

07 – Field Day (Golfe) 21 – Natal Kids


• jun/jul • 2013

9


|

e n t rev i s t a

|

• jun/jul • 2013

sumaya

Chede Cansini

Engajada na educação da comunidade para reverter a situação de abandono dos cães na região do Alphaville, Sumaya encontrou na diretoria do clube e do residencial apoio para levar seu projeto adiante LOUISE ZENI

10

f otos

b g comunica ç ã o


|

e n t rev i s t a

|

Alphaville Qual é sua relação com os bichos? Possui animais de estimação? Sumaya Minha relação com os animais é de carinho e preocupação com o seu bemestar. Tenho no momento três cachorros que foram resgatados nas imediações do Alphaville e Estrada da Graciosa. São a Valquiria, o Snoopy e a Vida. Tive a Kity e a Blanche que faleceram e o Kako que está na casa de um amigo da minha irmã. Alphaville Já esteve envolvida com alguma outra causa em prol da proteção animal?

Sumaya Sim. Quando vim morar no Alphaville, me deparei com uma realidade que até então desconhecia: o grande número de animais abandonados, maltratados, doentes e atropelados. Ao procurar ajuda, fui apresentada a ONG Pense Bicho, fundada por Karin Birckholz e Barbara Mathieu. Elas resolveram criar uma entidade que promovesse a guarda responsável por meio da educação, com o projeto de teatro e o livro Bicho Não É Lixo, o qual fará parte do projeto da prefeitura para distribuição em 189 escolas da região de Curitiba.

Alphaville Na sua opinião, a que se deve o abando dos cães na região do Alphaville?

Sumaya É normal o abandono em região metropolitana, bairros distantes e favelas. O Alphaville, por se tratar de um condomínio com poder aquisitivo e de casas com espaço, além da região que o cerca, propiciou a situação atual.

• jun/jul • 2013

O fato de ver muitos moradores se sensibilizando e adotando cães aqui abandonados, também foi um estímulo para dar continuidade ao projeto

11


|

Alphaville Quais as consequências desse abandono para os próprios cães e também para os moradores do Alphaville? Sumaya Uma das consequências é o aumento de cães, pois não são castrados e chegam aqui já prenhes, com filhotes ou doentes, pedindo para serem cuidados e ficam vagando. Uns têm sorte de serem adotados. As ONGs que recebem animais estão super lotadas e muitas passando por sérias dificuldades financeiras. Não é só resgatando que o problema será resolvido, mas sim com leis mais rigorosas e educação.

e n t rev i s t a

Sumaya Procurar ajuda no

As ONGs que recebem animais estão super lotadas e muitas passando por sérias dificuldades financeiras. Não é só resgatando que o problema será resolvido, mas sim com leis mais rigorosas e educação.

• jun/jul • 2013

Alphaville Quando surgiu sua preocupação com os animais abandonados na região do Alphaville? Sumaya Sempre gostei de animais e tive na minha casa cachorro, passarinho, tartaruga... A preocupação surgiu com a minha vinda para o Alphaville. Não tinha ideia do grande número de cães abandonados. Esse ano, com a atual diretoria do residencial e do clube, estamos tendo a oportunidade de ajudar os animais com campanhas para inibir o abandono, conscientizar os moradores e prestadores de serviço. A diretora-presidente do comitê executivo do Alphaville Residencial, Elenice Martins Krick, em reunião com as moradoras engajadas, em um primeiro momento irá colocar faixas na região e banners nos residenciais alertando que abandonar e maltratar animais é crime. Haverá também a entrega de folders educativos por mala direta.

Alphaville Qual foi a ideia inicial para reverter a situação desses animais?

12

|

sentido de encontrar uma ONG que se dispusesse a receber esses animais, tratá-los, castrá-los e colocá-los para adoção, bem como promover uma campanha de conscientização da guarda responsável e alertar para que abandono e maltrato de animais é crime.

Alphaville Onde e em quem você encontrou apoio para levar adiante essa proposta? Sumaya Descobri condôminas envolvidas em ações isoladas e em trabalho voluntário em ONGs de proteção animal. Elas sempre se apoiaram na ideia de que a mudança de paradigma na interação homem e os outros animais somente poderia ser concretizada pela educação. Para minimizar a situação, senti a necessidade de desenvolver ações mais efetivas. Encontrei na Elenice Martins Krick, e nas vizinhas Rosana Dedo Valerio, Maria Lucia Serafim Pinheiro, Milena Neves, Regina Neves Miranda, Livia Cardassi, Flora Cardassi, Isamara Tambellini e Marina Constantino Max, o mesmo anseio e as tratativas se iniciaram. O fato de ver muitos moradores se sensibilizando e adotando cães aqui abandonados, também foi um estímulo para dar continuidade ao projeto. Alphaville No que se baseia o projeto criado? Sumaya Já na primeira reunião oficial do grupo, surgiu a ideia de elaboração de um projeto de base educativa. Ele é voltado à conscientização dos moradores e da comunidade local sobre a guarda responsável, as consequências funestas do abandono e maus tratos dos animais para a formação ética da sociedade, bem como de sua


|

e n t rev i s t a

responsabilidade pela preservação e manejo adequado da fauna e flora local. Essa educação será dirigida, em um primeiro momento, aos moradores, prestadores de serviço e terceirizados e, principalmente, às crianças.

Alphaville De que forma o grupo buscou amparo técnico para dar sequência ao projeto?

Sumaya Como eu e a Marina (futura moradora) já tínhamos experiência com a ONG Pense Bicho e conhecíamos o trabalho das pessoas envolvidas na causa animal, contatamos o professor Alexander Biondo, o qual nos colocou em contato com as responsáveis junto à prefeitura de Pinhas, e nos autorizou a adaptar o projeto do Veterinário-Mirim dentro do Alphaville.

Alphaville Como será desenvolvido o Projeto Veterinário-Mirim no condomínio? Sumaya Com o consentimento da diretoria do residencial e do clube, o objetivo do projeto será promover campanhas de educação, conscientização e esclarecimento, abordando temas como: abandono e maltrato de animais, guarda responsável, respeito aos seres vivos; cuidados essenciais ao bem-estar e à vida saudável e digna dos animais de estimação; dentre outros congêneres, tendo como público-alvo os moradores dos residenciais e seus colaboradores. Alphaville Quais outras atividades serão desen-

comuns do condomínio. O projeto contará ainda com uma campanha de proteção dos animais silvestres nas áreas de preservação do Alphaville. Realizaremos um censo dos animais abandonados nas áreas dos residenciais, os quais serão fotografados e catalogados. Os veículos que param e abandonam animais nas áreas do condomínio terão suas placas anotadas e encaminhadas aos órgãos competentes.

Alphaville Como os moradores do Alphaville interessados podem colaborar com o projeto Veterinário-Mirim? Sumaya Algumas ações já estão em andamento e para colaborar basta procurar um de nós envolvidos no projeto. Também é possível ajudar incentivando a participação das crianças nas atividades que serão desenvolvidas durante os cinco finais de semana seguidos, iniciando no dia 12 de outubro. Qualquer outra colaboração, com ideias, projetos ou trabalho voluntário nas atividades serão muito bem-vindas.

Alphaville Por que decidiu morar no Alphaville? Sumaya Resido aqui há 11 anos. É um condomínio com segurança para se viver, criar os filhos com liberdade, privacidade e tranquilidade. Viemos em busca de qualidade de vida para toda a família. Além disso, temos a facilidade de ter um clube próximo, no qual faço academia e pilates. Também frequento a sauna, onde faço massagem, a piscina no verão, o restaurante e o Alphakids com meus filhos. É um local que eu e minha família gostamos muito.

• jun/jul • 2013

volvidas dentro deste projeto? Sumaya Criaremos faixas informativas e de alertas contra o abandono de animais na Estrada da Graciosa, além de banners educativos para serem fixados nas portarias dos residenciais e áreas

|

13


|

fa ce s

O que você

curte? Participe pela página:

|

nome

Paulo Roberto Wunder .....................................................................

idade

59 anos .....................................................................

quem sou...

Associada do clube .....................................................................

eu curto...

Jogar golfe pelo menos três vezes por semana. Além disso, faço ginástica, musculação e frequento a piscina no verão.

facebook.com/RevistaAlphavilleGraciosaClube

nome

Elaine Greyce de Oliveira Guerra ...................................................................

idade

46 anos ....................................................................

quem sou...

Associada e moradora do Residencial Parati ....................................................................

eu curto...

Manter o físico com a realização de exercícios na academia do clube três vezes por semana.

nome

Christiane de F. Maltaca .....................................................................

idade

39 anos ....................................................................

quem sou...

Supervisora de serviços no clube há 10 meses .....................................................................

eu curto...

As amizades que conquistei trabalhando no clube. Também gosto da paisagem maravilhosa, ar puro e do clima agradável que o ambiente proporciona.

nome

Matsumoto Meihi ...................................................................

idade

32 anos ....................................................................

quem sou...

Associada do clube ....................................................................

eu curto...

14

Francisco Klock .....................................................................

idade

37 anos .....................................................................

quem sou...

Coordenador de esportes no clube desde o dia 5 de junho .....................................................................

eu curto...

fotos: BG Comunicação

• jun/jul • 2013

Praticar golfe, tênis e academia nas horas vagas.

nome

A estrutura geral do clube que valoriza a prática de todos os esportes, além do bem-estar dos associados.


SPAZIALLI. SOLUÇÕES SURPREENDENTES EM PLANEJADOS.

P R O J E T O S E X C L U S I V O S E P E R S O N A L I Z A D O S PA R A A M B I E N T E S R E S I D E N C I A I S , C O M E R C I A I S E C O R P O R AT I V O S .

• jun/jul • 2013

w w w. s p a z i a l l i . c o m . b r

AUGUSTO STRESSER, 1099 I HUGO LANGE I 41 3363.6811

15


• jun/jul • 2013

|

16 c a p a |


|

7

c a p a

|

pecados capitais do Golfe

andressa v ianna

g

f otos

pa b lo d . contreras ( ile x p h oto )

em que o juiz não acompanha os competidores e o não cumprimento das regras e qualquer atitude ilegal que o atleta faça é a sua consciência que vai dizer. Sendo assim, seguir um código de conduta é imprescindível para que o jogo flua de forma adequada e todos os jogares envolvidos na partida desfrutem de bons momentos juntos. Confira a lista dos sete pecados capitais do Golfe.

• jun/jul • 2013

ula, preguiça, avareza, luxúria, ira, inveja e vaidade. Os sete pecados capitais, instituídos pela Igreja Católica e classificados como comportamentos merecedores de condenação, são bastante conhecidos. O que não se sabe é que uma lista semelhante a esta também se aplica ao golfe. Regido pela ética de cada jogador, o golfe é um esporte

17


• jun/jul abr/mai• 2013 • 2013

|

18

É permitido transitar com o golf car somente a 30 jardas do green, para mantê-lo conservado.

c a p a

|


|

c a p a

|

É responsabilidade do jogador contar suas tacadas e calcular seus resultados. Mentir sobre a pontuação pode ser mal visto pelo demais jogadores.

123 Não saber contar

O golfe é um esporte que exige concentração. Cada jogada é minuciosamente analisada e calculada para ser perfeita. O posicionamento que o golfista vai assumir depende muito do ambiente em que se encontra, onde os sons, condições climáticas e até o vento influenciam no trajeto da bola. Sendo assim, quando o jogador se prepara para um swing, todo e qualquer ruído poderá interferir no movimento e atrapalhar a tacada.

Ter uma bola “injogável” e deslocá-la com o pé ou com a mão

A tacada foi realizada e, por falta de técnica ou condições favoráveis, a trajetória da bolinha não foi a esperada e ela se encontra ao pé de uma árvore ou em meio a arbustos. Como há a impossibilidade de executar o próximo lance do jogo a partir desse ponto, o correto seria dar uma tacada de penalidade, para retirar a bola deste local e prosseguir com o jogo. Porém, alguns jogadores agem de má fé e deslocam a bola com o pé ou com a mão, sem que ninguém veja e continuam a jogada como se nada tivesse acontecido. Tal atitude antiética vai contra as regras do jogo e sinaliza ausência de caráter do competidor.

• jun/jul • 2013

Cada jogador é responsável por contar suas tacadas e calcular sua pontuação, não havendo um controle desses dados por parte de um árbitro. Sendo assim, ser honesto com relação ao seu score e realizar a contagem de forma adequada são atitudes básicas de quem pratica o esporte. “Mentir sobre o seu resultado é um erro imperdoável dentro do golfe. Muitos jogadores experientes têm uma percepção de quantas tacadas você deu por buraco e são capazes de detectar um mentiroso logo no começo”, conta Patrick Caussin, professor e head pro do Alphaville Graciosa Clube.

Produzir ruídos enquanto o adversário executa sua tacada

19


4 5 6 |

Não levantar piques de bolas nos greens

No golfe, a cada lançamento a bola causa um impacto no green, que ao final de uma rodada estará cheio de “piques”. Neste caso é importante que cada jogador conserte as irregularidades causadas pelas bolas que lançou para que os demais atletas não sejam prejudicados pelo green mal cuidado. “Se ao final de uma partida houver a percepção de que o green está irregular devido aos piques de bola, todo e qualquer golfista deve arrumálo, mesmo que o pique não tenha sido feito em decorrência de sua tacada”, enfatiza Patrick.

Fazer experimental nos tees de saída

Nos campos de golfe os gramados sofrem a cada tacada executada, criando os chamados divots, ou pedaços de grama que são removidos com o impacto do taco quando encontra o solo. Para evitar a destruição do campo, indica-se que antes da tacada oficial, o jogador pratique uma vez o lance no ar e não no tee de saída. A prática terá o mesmo efeito e o gramado será preservado.

• jun/jul • 2013

Transitar com carrinhos elétricos a menos de 30 jardas do green

20

Devido a grama mais fina, compacta e aparada rente ao solo, o green é um local vulnerável e que pode ser danificado com facilidade. Portanto, qualquer impacto ou excesso de peso irá se refletir no gramado. Para evitar a criação de um desnível no campo, que irá prejudicar a trajetória da bola até o buraco, indica-se que os golf cars transitem a pelo menos 30 jardas (aproximadamente 27 metros) dos greens.

c a p a

|


|

c a p a

7

|

Não repor os divots com areia

No início de cada partida, os jogadores recebem um saco com areia que deverá ser utilizada para repor os divots que levantarem ao realizar uma jogada. Quando um pedaço de grama levanta, imediatamente o golfista deve jogar a areia e aplainar o terreno com o intuito de mantê-lo intacto para a realização das demais partidas.

Além das regras do jogo, atitudes que demonstram cortesia, disciplina e esportividade são valorizadas em campo. Segundo Patrick, o golfe não é somente um esporte, mas um estilo de vida que reflete muito do caráter da pessoa que o pratica. “Uma pessoa que mente em campo ou não contribui para o andamento do jogo, é identificada pelos demais atletas e raramente será convidada a jogar golfe novamente”, confessa. Ele lembra que em regra geral, as pessoas não respeitam as regras e o código de conduta do jogo e que comportamentos antiéticos prejudicam a prática. Portanto, quando uma pessoa escolhe o golfe, ela deve estar ciente de seu regulamento e deve respeitá-lo.

• jun/jul • 2013

Apoiar-se no taco é estritamente proibido no green. A pressão no terreno causa desníveis que interferem no trajeto da bola até o buraco.

Ficha técnica: Fotografia: Pablo D. Contreras (Ilexphoto) / Produção e styling: Maria Eugênia Sachet e Renata Alves / Modelos: Wagner Knop e Lucas Coldibelle (Vision Cast Management) / Maquiagem: Kely Cristina Paes da Silva (Lady & Lord) / Cabelo: Marcos Leonardo (Lady & Lord) / Moda: Nike, Urban Man e Adidas, FootJoy, TaylorMade e Titleist para Golf House / Direção: Louise Zeni e Andressa Vianna (BG Comunicação)

21


|

b o u t i q u e

|

Pratique exercícios com conforto e estilo Para todas as horas

.......................................................................

O relógio Analog possui caixa em poliuretano, pulseira em borracha, cronógrafo, calendário e resistência à água de 50 metros. Quanto: R$550 / Onde: Adidas

Wet Suit

.................................................................

O Wetsuit feminino modelo Atlantis G3 possui super stretch nas axilas, zíper facilitador com puxador super resistente de aço inox nos tornozelos e com trava automática. Quanto: R$ 499,55 / Onde: Mormaii

Correr com estilo

..................................................................................................................................................

O modelo combina estabilidade e excelente resposta durante treinos e competições. O cabedal mais confortável e com um melhor ajuste nos pés, é ideal para longas distâncias e maratonas. Quanto: R$ 449,90 / Onde: Asics

Viseira para golfe

• jun/jul • 2013

...........................................................................................................................

A viseira feminina da Titleist é elegante para os dias de treino. Rica em algodão, possui ajuste confortável para complementar o visual das golfistas. Quanto: R$79,90 / Onde: Golf House

Moderna e descolada

..................................................................................................................................................

22

Para longas viagens ou para ir à academia, a bolsa de mão Climber possui um espaçoso compartimento principal, com bolso respirável e abertura com zíper, que possibilita fácil acesso aos itens armazenados. Quanto: R$ 419 / Onde: Victor Inox


|

b o u t i q u e

|

Proteja seus olhos

..................................................................................................................................................

HB Highlander II Run foi desenvolvido especialmente para a prática de corrida e projetado para ser um óculos extremamente leve e resistente, proporcionando proteção e conforto para quem usa. Quanto: R$ 249,90 / Onde: HB

Calça de corrida

.............................................................................................................................

Para praticar exercícios é fundamental estar à vontade e com uma roupa confortável. A calça de ginástica proporciona praticidade na hora de exercitar-se. Quanto: R$54,50 / Onde: Armarinhos Fernando

Jaqueta segura

..................................................................................................................................................

Bike Nirve

.................................................................................

Bicicleta prática para pedalar em todos os lugares. Oferece quadro de alumínio, câmbio shimano nexus com três velocidades, selim clássico confortável e manoplas anatômicas. Quanto: R$ 2.280 / Onde: www.starpoint.com.br

Inovação, tecnologia e um novo conceito de segurança descrevem a jaqueta Texx e Eletric. Possui um sistema de faixa de LED´s na parte das costas, ligado a uma minibateria na frente da jaqueta. Quanto: a partir de R$599 / Onde: Laquila

Estilo nas costas ......................................................................................................

• jun/jul • 2013

Com design moderno e prático, a mochila em fibra de carbono é resistente e possui vários compartimentos, inclusive espaço para notebook. Quanto: R$299 / Onde: Aramis

23


|

t e n d ê n c i a s

|

Versátil e alegre, o amarelo, em composição com tons claros, pode deixar a decoração muito mais leve Espelho, espelho meu

..........................................................................................................

Desenhada pelo designer Roberto Paoli, a peça tem como palavra-chave funcionalidade, pois oferece espelho de um lado e um cabideiro do outro. Quanto: R$ 3.210 / Onde: Casa Matriz

Charme colorido

....................................................................................

Com design arrojado e cor marcante, a mesa lateral de cabeceira é confeccionada sob medida. Quanto: a partir R$ 2.500 / Onde: Cris Daros Arquitetura e Design

Mesa de centro

..........................................................................................................

• jun/jul • 2013

Criada pelo desginer Bernardo Senna, o móvel encanta por seu ar escultural, aliando beleza à funcionalidade. Quanto: R$2.725 / Onde: Girona Design

24

cor e luz

..........................................................................................................

Em formato clássico, a luminária de mesa Facchini é composta por duas peças repuxadas em alumínio e acabamento em pintura eletrostática, ela alia requinte e simplicidade. Quanto: R$269 / Onde: Oppa

Acabamento detalhado .....................................................................................................................................................

Azulejo com tema geométrico e estilo vintage no tamanho 15 x 15 centímetros. Quanto: R$ 13,90 por peça / Onde: Pastilhart Revestimentos


• jun/jul • 2013

25


|

d e s t a q u e

|

Tour Nacional de Golfe Juvenil O torneio revelou grandes destaques do Alphaville Graciosa Clube LÍVIA ZEFERINO

f otos

FPCG

• jun/jul • 2013

n

o mês de maio, o Alphaville Graciosa Clube recebeu a 4ª etapa do Tour Nacional de Golfe Juvenil. O torneio apresentado pelo HSBC é organizado pela FPCG (Federação Paranaense e Catarinense de Golfe) com o apoio da Confederação Brasileira de Golfe e conta pontos para o Ranking Nacional Juvenil. O clube recebeu 78 atletas do Brasil inteiro. O torneio é uma forma de incentivar e profissionalizar o esporte que ganha cada vez mais adeptos e fãs. Com categorias no masculino e feminino, os golfistas do Alphaville se destacaram no torneio, mostrando que o clube tem grandes treinadores e uma excelente infraestrutura.

Detalhes do torneio Para Ulisses de Toledo, presi-

26

A golfista Carolina Yamada, atleta do Alphaville Graciosa Clube

dente da FPCG, o torneio se destacou pela organização e hospitalidade. “Os atletas receberam vários mimos e tiveram atenção especial de todos os profissionais envolvidos”, conta. Além disso, o presidente informa que o torneio revelou grandes talentos paranaenses. “Aqui em Curitiba tivemos grandes jovens de destaque. O golfe é um esporte que ainda está conquistando seu espaço, mas com grandes nomes e resultados que os golfistas estão atingindo, fica mais fácil realizar outros voos”, analisa. Antonio Douat e Giulia Mallmann, líderes do primeiro dia, foram os campeões desta etapa. Os paranaenses Homero de Toledo Sobrinho e Carolina Yamada foram os vice-campeões. No masculino, para ser o campeão, Antonio Douat jogou 138 (68/70) contra 139 (72/67) de

Homero de Toledo Sobrinho, o qual buscou o resultado buraco a buraco nesta segunda rodada e foi o vice-campeão do torneio. Entre as meninas, Giulia Mallmann terminou a competição com 151 (78/73) e foi a grande campeã. A paranaense Carolina Yamada foi a vice-campeã com 160 (80/80). Nesse ano, o Tour Nacional de Golfe Juvenil é composto por cinco etapas. A primeira foi realizada em São Paulo (Guarapiranga Golf & Country Club), a segunda no Rio de Janeiro (Itanhangá Golf Club), a terceira em Porto Alegre (Belém Novo Golfe Clube) e esta quarta etapa em Curitiba/Pinhais (Alphaville Graciosa Clube). O próximo torneio é o Campeonato Brasileiro Juvenil e Pré-Juvenil, que será disputado em julho, no Clube de Golfe de Brasília.


|

# f i c a d i c a

|

Reeduque-se com a ioga Por meio do Método DeRose o praticante assume um estilo de vida saudável andressa v ianna

j

á pensou em um exercício físico que além de trazer benefícios ao corpo auxilie a mente a se desenvolver? Esse é o conceito do Método DeRose, estilo de ioga ensinado no Alphaville Graciosa Clube pelos professores Tiago Demeneck e Edy Fátima. A prática, que não requer nenhum equipamento, estimula o corpo a ser autossuficiente e pode ser realizada em qualquer local, da sala de aula ao carro parado em um congestionamento.

Proposta Muito mais do que uma prática esportiva, que desenvolve o corpo

e garante tônus muscular, flexibilidade e boa forma, a ioga trabalha a concentração, a mente, a respiração, o controle do estresse e, finalmente, o autoconhecimento. Por meio das asanas (posturas realizadas na ioga), os professores ensinam a controlar a ansiedade. A prática é introspectiva e exige que os alunos dominem a respiração para executar os movimentos, o que treina o controle da mente, a disciplina e a concentração. Segundo Tiago, a ioga não traz benefícios, mas consequências de uma filosofia de vida saudável. “A partir do momento em que a pessoa conhece a si mesma e aprende a controlar a mente ao seu favor, sentirá os reflexos nas diversas áreas da vida. O controle da ansiedade pode auxiliar no emagrecimento, tendo em vista que uma grande fuga para os ansiosos é a comida. No

mesmo sentido, o estresse pode ser domado com técnicas de meditação”, explica Tiago.

Prática universal Não existe restrição de sexo ou idade para praticar a ioga. Além de ser um exercício democrático, suas técnicas e posições atuam no corpo como um todo, dos pés a cabeça. “O iniciante, em pouquíssimas aulas, perceberá os efeitos da prática e sentirá os músculos mais rígidos e tonificados”, relata Tiago. O exercício também é ótimo para crianças com déficit de atenção, pois estimula a concentração na realização de cada posição, refletindo essa capacidade em outras áreas da vida, como os estudos. No Alphaville Graciosa Clube as aulas são ministradas nas terças e quintas-feiras, às 9h, com o professor Tiago Demeneck e nos mesmos dias às 19h, com a professora Edy Fátima.

• jun/jul • 2013

divulgação

O professor Tiago Demeneck pratica ioga há 13 anos

27


|

i n f ra e s t r u t u ra

|

Comodidade aos expectadores Nova arquibancada para os espectadores de torneios de tênis foi inaugurada no mês de junho no Alphaville Graciosa Clube ANDRESSA VIANNA

f otos

1 - semana de 23 a 30 de maio

2 - semana de 31 de maio a 6 de junho

• jun/jul • 2013

3 - semana de 7 a 13 de junho

28

B G C O M U N I C A ÇÃ O

s

ob o conceito de valorização do tênis e aprimoramento da estrutura que envolve o esporte dentro do Alphaville Graciosa Clube, nos últimos meses uma arquibancada foi projetada e executada no final de junho. Com o intuito de oferecer mais conforto e comodidade aos expectadores de partidas e torneios de tênis, o projeto foi apresentado pela diretoria de esportes à diretoria do clube no início do ano e aprovado por seus membros. Com início no dia 23 de maio, as obras foram executadas por dois profissionais, que ergueram a estrutura de alvenaria, a qual consiste em dois degraus. Serão fixados ainda assentos, capazes de receber 20 pessoas confortavelmente. Além disso, a arquibancada receberá pintura e acabamento, finalizando o processo. “Mais uma vez o Alphaville Graciosa Clube investiu em infraestrutura para atender seus sócios de maneira primorosa e de qualidade. Nossa busca é contínua pelo bemestar dos associados, fazendo com quem eles sintam-se privilegiados por fazerem parte do clube”, explica Francisco Klock, coordenador de esportes.


• jun/jul • 2013

29


|

k i d s & t e e n

|

Lançamento da escolinha de futebol Evento reuniu pais, alunos e professores em apresentação da metodologia das aulas

• jun/jul • 2013

ANDRESSA VIANNA

30

f

oi realizado em junho o evento de lançamento da escolinha de futebol do Alphaville Graciosa Clube. Na ocasião, o professor Amaral, ex-jogador de futebol e professor do esporte há 12 anos na escola que leva seu nome, apresentou aos pais e alunos presentes qual será a rotina de treinos estabelecida na escola e como irão funcionar as aulas, ministradas nas terças e quintas-feiras, em dois horá-

rios: das 18h30 às 19h30 e das 19h30 às 20h30. Destinada a crianças e jovens de sete a 15 anos, a escola de futebol do clube contará com treinos divididos por categorias: mamadeira – nascidos em 2004/05/06, fraldinha – nascidos em 2002/03, mirim – nascidos em 2001, infantil – nascidos em 1998/99 e juvenil, com adolescentes interessados em jogar futebol profissionalmente. O professor Amaral irá ministrar

as aulas e contará com um estudante de educação física para auxiliá-lo nas tarefas. “Visamos dar uma noção geral do esporte aos alunos, desde conceitos técnicos e práticos do futebol, até a noção de coletividade e trabalho em grupo, contribuindo assim para a formação das crianças e jovens que estarão conosco”, explica Amaral. As aulas começaram no dia 18 de junho e ainda há vagas para novos alunos.


r

eunir-se com amigos, ou a negócios, para uma boa conversa, saborear a comida que você mais aprecia e sorrir a vontade é bom demais. Fazer isso com naturalidade eleva a autoestima e valoriza os relacionamentos. A Clínica Odontowicz pode ajudá-lo nesse processo, cuidando de seus dentes para que você se orgulhe deles toda vez que abrir a boca para comer ou sorrir. A boa conversa fica por conta de seu carisma e empatia. Por que escolher a Odontowicz para tratar de sua saúde bucal? Ora, porque essa clínica é referência nacional em odontologia. Equipada com o que há de mais moderno e prático em alta tecnologia, tem na direção o Dr. Eduardo Gurkewicz, com mais de 27 anos de experiência e mais de 25 mil implantes dentários realizados em sua vitoriosa trajetória profissional. Premiadíssimo por sua competência e dedicação ao que faz, o Dr. Eduardo é o cirurgião dentista preferido da elite curitibana. Além de implantes dentários, considerados a terceira dentição (a primeira é dente decíduo/leite e a segunda é a permanente), a Clínica Odontowicz realiza também clareamentos, restaurações estéticas, próteses dentárias, periodontia, endodontia e cirurgias em geral. Sedação consciente reduz a ansiedade do paciente Obtida através da inspiração de uma mistura de gases – óxido nitroso (N2O) e oxigênio (O2) – não é anestesia geral, não atuando sobre o controle da dor. É apenas uma sedação consciente, que visa basicamente reduzir a ansiedade e apreensão do paciente. É um coadjuvante à anestesia local e dependendo do tipo de procedimento, não é necessário o uso de anestésico local. “A sedação consciente é indicada em todas as especialidades na odontologia onde a ansiedade, reflexo exagerado (náusea) e medo estiverem presentes. Além disso, é extremamente benéfica no cardiopata e hipertenso, uma vez que se beneficia do fornecimento de oxigênio. Como vantagens, deixa o paciente bem relaxado, aumenta o limiar da dor, melhorando a tole-

Conversar, comer e sorrir naturalmente rância do paciente. Na grande maioria das vezes, é possível aplicar anestesia local sem que o paciente perceba. Nós já a utilizamos há alguns anos aqui na Clínica Odontowicz, onde somos acompanhados por um médico anestesista para realizar a sedação, com resultados animadores”, ressalta o Dr. Eduardo Gurkewicz. Saúde bucal de diabéticos, hipertensos e transplantados Muitas pessoas com problemas de diabetes, hipertensão e que passaram por transplantes, ainda demonstram medo quando precisam cuidar de sua saúde bucal. Isso porque são informadas que seus casos não serão bem sucedidos em procedimentos como implantes dentários, por exemplo. Para essas pessoas, o Dr. Eduardo Gurkewicz assegura: “muita coisa é mito, criado por quem desconhece as modernas técnicas usadas pelos cirurgiões dentistas de vanguarda, como nós. Somos sempre acompanhados por nosso médico anestesista. Ele avalia, através de exames específicos, o quadro clínico do paciente e a partir daí realizamos os procedimentos odontológicos com toda a segurança”. Josias Lacour, jornalista, tem 55 anos de idade, é diabético e realizou implantes dentários com o Dr. Eduardo Gurkewicz. “Não tive problema algum quanto à cicatrização. Meu pós-operatório também foi tranquilo, sem trauma. Antes de conhecer os métodos do Dr. Eduardo, houve quem me alertasse que eu deveria evitar cirurgias dentárias, mas os procedimentos pré-operatórios foram cuidadosos e me oportunizaram realizar quatro implantes, em minha arcada dentária inferior, com muita tranquilidade e segurança”, testemunha. Moderna e elegante, a Clinica Odontowicz espera por você na Rua do Herval, 865, no elegante bairro Cristo Rei, em Curitiba. Além dos implantes dentários, ela oferece também clareamentos, dentística restauradora, prótese dentária, periodontia, endodontia e cirurgias em geral. O Dr. Eduardo Gurkewicz e sua atuante equipe terão enorme prazer em recebê-lo.

Dr. Eduardo Gurkewicz ••jun/jul jun/jul••2013 2013

www.odontowicz.com.br End.: Rua do Herval, 865 - Cristo Rei - Curitiba/PR Tel.: (41) 3023-5333 - (41) 9104-8520 E-mail: contato@odontowicz.com.br Horário de Atendimento: de segunda a sexta-feira Das 8h às 12h e das 13h30 às 18h

31


|

re s p o n s a b i l i d a d e

s o c i a l

|

Jovens aprendizes

O programa Aprendiz Legal revela talentos para o mundo do trabalho e já foi instaurado no Alphaville Graciosa Clube LÍVIA ZEFERINO

BG Comunicação

O menor aprendiz Robson Daniel Bonfin de Campos, com 13 anos, trabalha na oficina de golfe há dois meses.

• jun/jul • 2013

b

uscando contribuir para formação de jovens que saibam fazer novas leituras do mundo, tomar decisões e intervir de forma significativa na sociedade surgiu o programa Aprendiz Legal. Ele é voltado para a preparação e inserção de jovens no mundo do trabalho. Essa experiência traz vários benefícios tanto para o adolescente como também para a empresa, onde ele assume o papel de agente de desenvolvimento de sua própria carreira. Ele torna-se um colaborador que passa a usar energia, criatividade e conhecimento para ajudar nos processos da empresa.

Desenvolvimento profissional O Alphaville Graciosa Clube investe nesse programa que visa uma formação técnica-profissional do menor de idade, o qual

32

executará atividades teóricas (curso) e práticas (no clube) com especificações de acordo com as áreas de atuação. “O jovem tem a oportunidade de aplicar os conhecimentos que está aprendendo na instituição de ensino, no dia a dia da empresa. Desta forma, seu aproveitamento pessoal e profissional crescem paralelamente”, revela Ana Paula Rigos Sehnem, encarregada da área Recursos Humanos do clube. Atualmente, o Alphaville Graciosa Clube está com quatro menores aprendizes nas áreas de estoque, financeiro, atendimento, compras e RH. Ana Paula explica que as competências e habilidades estão sendo construídas diariamente pelo aprendiz, como trabalho em equipe, demonstrando atitudes de respeito ao outro. “Eles também aprendem a utilizar os meios diferentes de linguagem como: expressão, informação e comu-

nicação. Elaboram relatórios, organizam e arrumam documentos em arquivos, redigem e-mails e auxiliam na montagem de processos”, explica. O programa é muito positivo, tanto para empresas que futuramente poderão contratar um excelente profissional, como também para o jovem que se desenvolve e cresce a cada dia. Ana comenta que, muitas vezes, a aprendizagem é a primeira oportunidade de inserção no mercado de trabalho para o jovem. A ideia é apresentar ao aprendiz todos os setores da instituição, assim ele poderá entender quais são as funções e de que forma ela pode ter um desempenho melhor. “O programa conscientiza o jovem a planejar a própria vida quando está em um momento de decisão e com certeza ajuda-o a ser um profissional competente e de sucesso”, finaliza.


• jun/jul • 2013

33


|

n ew s

|

2ª Golf Running A corrida realizada no clube, no dia 24 de maio, contou com a participação de 29 atletas ANDRESSA VIANNA

d

omingo, 24 de maio, 7 horas e 30 minutos, 9ºC e 29 atletas reunidos no Alphaville Graciosa Clube para participar da segunda edição da Golf Running, corrida promovida pelo clube até 2009 e que foi retomada em janeiro deste ano. Nessa edição, Antonio Borba conquistou o primeiro lugar masculino e também geral da prova, completando o percurso de quatro quilômetros em apenas 18 minutos e 15 segundos. Já na categoria feminina, a campeã foi a atleta Silvana Xavier, que também foi a segunda colocada no ranking geral, mantendo um ritmo de 4 minutos e 29

segundos por quilômetro. Ambos os vencedores fazem parte da mesma equipe de corrida de rua e participaram da Golf Running pela primeira vez. “Treinei para ganhar, mas apesar de ter conquistado a primeira colocação, encontrei bastante dificuldade durante o percurso. Não é um trajeto fácil e demanda muito esforço do atleta”, analisa Antonio. Silvana mostrou que as mulheres também têm garra e competem com igualdade com os atletas homens. “Fiquei muito feliz com a minha colocação. Treinei para isso”, comemora. A segunda edição da Golf Running contou com o patrocínio do Sesc-PR, Sanepar, Jasmi-

ne Alimentos, Extrema Aventura e Prosegur. “Empresas do ramo de segurança costumam não investir neste tipo de evento, por isso fizemos questão de prestigiar essa iniciativa que tem como principal objetivo promover o bem-estar e saúde dos associados”, explica Cristiane Kusiaki, executiva de negócios da Prosegur. Após a chegada de todos os atletas, o clube promoveu um café da manhã saudável para os participantes, seguido da premiação, em que os três primeiros lugares de cada categoria receberam troféus e todos os competidores ganharam medalhas de participação.

• jun/jul • 2013

BG Comunicação

34


• jun/jul • 2013

35


|

n ew s

|

BG Comunicação

Hora de se exercitar As aulas de ginástica localizada e jump são destaques no Alphaville Graciosa Clube LÍVIA ZEFERINO

p • jun/jul • 2013

ara quem não gosta da rotina da academia, as aulas de ginástica localizada e jump são ótimas alternativas, pois muitos benefícios atingidos com a musculação podem ser conquistados também nessas modalidades. O grande diferencial da ginástica localizada e do jump é a rotina, a qual é deixada de lado, para que exercícios e músicas diferentes façam parte das aulas. Não existe idade para participar, basta ter força de vontade e disposição para se divertir e queimar calorias.

36

Ginástica localizada A professora Andrea Briceno conta que os objetivos das aulas são fortalecimento muscular, melhora da postura e do condicionamento físico, aumento da massa muscular e ajuda na proteção contra algumas doenças,

como a osteoporose. “Todas as regiões do corpo são trabalhadas: tanto membros inferiores como superiores. Com o fortalecimento muscular os ossos ficam fortes evitando também lesões e rompimento de ligamentos”, explica. Para Andrea, a procura pela aula é grande e os alunos buscam trabalhar o corpo de uma forma diferente dos exercícios oferecidos pela musculação. “As aulas são acompanhadas por música e

“Todas as regiões do corpo são trabalhadas: tanto membros inferiores como superiores. Com o fortalecimento muscular os ossos ficam fortes evitando também lesões e rompimento de ligamentos” Andrea Briceno, professora de ginástica

vários exercícios mesclados que mexem o corpo inteiro”, conta.

Jump O jump é uma modalidade aeróbica que tem o foco em queimar calorias, mas também proporciona outros benefícios. As aulas são feitas em uma cama elástica individual, com várias músicas coreografadas. “O nível de condicionamento físico e fortalecimento muscular são um dos maiores benefícios. A perda calórica pode chegar até 700 calorias em uma aula de 50 minutos”, revela. Andrea conta que para mulheres, o jump ajuda no combate a celulite, pois como os exercícios são feitos com saltos, há um efeito de drenagem linfática. “Outro benefício é que 87% dos impactos são absorvidos. O jump também proporciona resistência cardiovascular e diminui a pressão arterial”, informa.


• jun/jul • 2013

37


|

n ew s

|

Clube recebeu a visita de astronauta da Nasa Stephen Oswald aproveitou seu tempo livre para disputar uma partida de golfe no clube ANDRESSA VIANNA

e

f otos

di v ulga ç ã o

“Gostei muito da estrutura do clube e fiquei surpreso com a qualidade do campo de golfe. Pretendo voltar mais vezes ao Brasil e trazer minha família para conhecer o país”, conta Stephen. Ele também contou que pratica golfe nos Estados Unidos e costuma jogar pelo menos três vezes por semana. O astronauta americano esteve no Brasil para ministrar uma série de palestras a estudantes e participar como paraninfo na cerimônia de formatura de uma turma da Internacional School of Curitiba.

Stephen Oswald, astronauta aposentado da Nasa em visita ao Alphaville Graciosa Clube

• jun/jul • 2013

m visita ao Brasil, Stephen Oswald, astronauta aposentado da Nasa (Administração Nacional da Aeronáutica e do Espaço), aproveitou seu tempo livre para relaxar entre amigos em uma partida de golfe. No início de junho, ele esteve no Alphaville Graciosa Clube, a convite do associado Paul Combs, e usufruiu de momentos de lazer entre amigos. Apesar do pouco tempo de permanência, Stephen conversou e tirou fotos com associados e colaboradores do clube.

Vários associados do clube fizeram questão de conhecer e tirar fotos com Stephan

38

Stephen Oswald com o professor de golfe do clube, Virlei da Silva


• jun/jul • 2013

39


|

n ew s

|

Atividade física, essencial para vida A palestra ministrada pelo preparador físico do Coritiba mostrou a importância dos limites para os atletas LÍVIA ZEFERINO

f otos

b g comunica ç ã o

o

preparador físico do Coritiba Foot Ball Club, Glydiston Ananias, ministrou no mês de maio uma palestra no Alphaville Graciosa Clube sobre a importância da atividade física. Alunos e pais da escolinha de tênis marcaram presença participando e tirando dúvidas. O palestrante abordou pontos essenciais para conscientização da atividade física e como a modalidade do tênis auxilia as crianças a desenvolverem o corpo. “O esporte no Brasil ainda tem muito que crescer, mas é essencial que os pais sejam os primeiros incentivadores dos filhos para a prática”, sinaliza.

• jun/jul • 2013

Fases de formação

40

Glydiston explica que é preciso respeitar as fases de crescimento da criança. Os esportes individuais são mais acelerados e muitas vezes acabam pulando etapas no processo de formação do atleta. “Os pais e treinadores devem cuidar para não cobrar exageradamente das crianças.

Respeitar os limites e as etapas de desenvolvimento são essenciais para formar atletas de sucesso no futuro”, revela. Existem três fases de evolução do atleta: iniciação, formação e especialização. Cada uma exige processos específicos que devem ser respeitados até que a criança tenha domínio sobre eles, por isso a importância de motivá-la e estimulá-la. O preparador conta que o tênis é um dos esportes mais completos, pois trabalha o corpo de forma inteira utilizando todas as fontes de energia. “Os benefícios da prática são muitos, como coordenação, velocidade, força e resistência”, complementa. O preparador finaliza conscientizando pais e filhos que a carreira de um atleta é longa, sendo assim é preciso respeitar o tempo e acompanhar a criança para que ela tenha um desenvolvimento saudável. “Alimentação, disciplina e cumprimento dos direitos e deveres são essenciais no processo da formação do atleta”, relata.

Crianças e adultos foram à palestra aprender sobre o desenvolvimento de um atleta

“Alimentação, disciplina e cumprimento de direitos e deveres são essenciais no processo da formação do atleta” Glydiston Ananias, preparador físico Coritiba


|

n ew s

|

Pequenos notáveis Alunos da escolinha de tênis destacam-se em torneios interclubes e estaduais ANDRESSA VIANNA

e

f otos

neios”, explica Fabíola, mãe do garoto. Também estreante em campeonatos, o pequeno Diogo Mazetto, de apenas oito anos, já joga na categoria de 10 anos e enfrenta garotos que praticam há muito mais tempo que ele. Incentivado por seu pai Antonio, que também joga tênis, Diogo vem evoluindo nos

Thiago de Freitas Domingues, de nove anos, com a mãe Fabíola

Diogo Mazetto, de oito anos, disputa provas contra crianças mais experientes que ele

torneios e chegou a disputar as semifinais de alguns este ano. “Sempre buscamos um esporte para o Diogo praticar, mas foi no tênis que ele se encontrou”, conta o pai. Ambas as crianças, são alunos da escolinha de tênis do clube e fazem treinos particulares para se prepararem para os campeonatos. Segundo Fábio Fumagali, professor da escolinha, as aulas específicas visam mostrar a realidade dos torneios para os alunos. “A categoria de nove e 10 anos possui regras diferenciadas, como o uso de quadra reduzida, bolinha mais leve, dentre outras. Os alunos que irão competir devem ter conhecimento dessas diferenças”, diz Fábio. Todos os meses os alunos são avisados dos próximos torneios agendados e podem se informar na secretaria de esportes do clube sobre a realização das inscrições.

• jun/jul • 2013

les têm entre oito e 10 anos e já praticam tênis há pelos menos um. São meninos e meninas que gostam do esporte e desde pequenos procuram novos desafios. Os alunos da escolinha de tênis do Alphaville Graciosa Clube, além de participar de torneios internos, agora se destacam em competições interclubes e estaduais, um orgulho para pais e professores. Thiago de Freitas Domingues, por exemplo, só tem nove anos e já foi vice-campeão do Circuito Paranaense Infanto 2013, organizado pela Federação Paranaense de Tênis. Há um ano participando de competições, começou nos torneios por vontade própria e hoje os pais precisam controlar sua expectativa diante das provas. “Incentivamos a participação do Thiago nas competições, mas sabemos que ele deve ir aos poucos e ter preparo para disputar os tor-

di v ulga ç ã o

41


|

n ew s

|

Dançando em todos os ritmos Ritmos para todos os gostos não faltam nas aulas de dança do Alphaville Graciosa Clube LÍVIA ZEFERINO

q

ue tal começar a dançar? Para muitos a dança é um desafio, para outros é um grande prazer, mas de qualquer forma a modalidade só traz benefícios para o corpo e a mente. Alguns começam tímidos ou têm vergonha, mas logo na primeira aula essas sensações acabam ficando de lado e o corpo começa a se soltar.

“Desde crianças até adultos se divertem com as modalidades. Socialização, diversão e relaxamento são algumas sensações que as aulas proporcionam” Peterson Maia

Não importa a idade ou se a pessoa tem experiência, qualquer um que tenha vontade de aprender um novo ritmo pode fazer aulas de dança. No Alphaville Graciosa Clube, crianças, jovens e adultos podem fazer as modalidades de dança de salão, jazz, ballet e alongamento.

• jun/jul abr/mai• 2013 • 2013

Ritmos para todos os gostos

42

A dança também é uma forma de expressão e permite que as pessoas coloquem seus sentimentos para fora através do corpo. Cada um tem um estilo próprio, por isso a necessidade de oferecer várias modalidades. Para Peterson Maia, responsável pelo Estúdio de dança Glissarde, parceiro do Alpha-

ville Graciosa Clube, cada vez mais as pessoas procuram fazer aulas de danças. “Desde crianças até adultos se divertem com os ritmos aprendidos. Socialização, diversão e relaxamento são algumas sensações que as aulas proporcionam”, explica. Peterson conta que ballet e jazz têm grande procura pelo público infantil e adolescentes, já os adultos podem participar de turmas específicas. Na dança de salão, onde vários ritmos são desenvolvidos como sertanejo, salsa, samba, e tango, os adultos desde iniciantes como profissionais aprendem algo novo. “O importante é que a pessoa se sinta bem, as aulas são feitas para ela conhecer seu corpo e desenvolvê-lo. Se não tiver um par, não tem problema, a equipe é preparada para isso”, conta. Um dos grandes diferenciais das aulas de dança é que elas também são atividades físicas e trazem benefícios para o corpo e a mente. Ao começar a dar os primeiros passos de dança, a pessoa se desprende dos tabus, medos e preconceitos, além de queimar calorias, fortalecer músculos e melhorar a flexibilidade. E então, vamos dançar?


|

n ew s

|

Brinde ao bem-estar Reinauguração da sauna traz mais conforto e momentos de relaxamento aos associados

LOUISE ZENI

n

o final de maio, um animado coquetel marcou a reinauguração da sauna, com direito a brindes entre a diretoria do Alphaville Graciosa Clube e os associados. Além das reformas e aquisições feitas para melhorar o local, houve a criação de um espaço gourmet para confraternizações e aquisição de um SPA de 11 lugares e de um SPA vertical. De acordo com Ademar Bernardi, responsável pela sauna

ra, haverá um happy hour na sauna masculina. Os associados se dividiram em 12 duplas, sendo que cada semana uma é responsável por preparar o cardápio no espaço gourmet enquanto os demais aproveitam a sauna. “À noitinha todos se reúnem para bater papo, dar risada e saborear o prato da noite”, comenta. Os associados podem contar também com o atendimento personalizado de Santina Siqueira, massoterapeuta, que faz massagens com propriedades relaxantes e terapêuticas. As sessões duram 40 minutos e podem ser agendadas direto na secretaria do clube. Santina faz massagens há 25 anos e utiliza cremes hidratantes e óleo de amêndoa nas sessões que trabalham tanto o relaxamento como o tratamento de dores, especialmente na coluna e pescoço. As massagens podem ser agendas nos dias de sauna feminina: terças e quintas-feiras, das 14h às 22h; ou aos domingos das 9h às 13h e das 14h30 às 18h. A sauna masculina funciona quarta, sexta-feira e sábado, das 16h às 22h30.

• jun/jul • 2013

A diretora de esportes, Adriana Cordeiro, com a diretora social, Josiane Apter.

masculina, a reforma deu uma nova atmosfera ao ambiente. Os banheiros são todos novos, assim como o maquinário da sauna seca e da úmida. Detalhes como o balcão em mármore complementam a nova decoração, além do fogão industrial. “Foram dois meses e meio de reformas, mas o resultado está 100% aprovado. Antes o espaço era apertado, agora, com a ampliação, já temos até confraternizações agendadas”, conta Ademar. Segundo ele, toda quarta-fei-

43


|

h o m e

|

Projeto da arquiteta Rosa Dalledone com piso aquecido Hotfloor. Foto: Marcelo Stammer

Casas aquecidas

Lareiras elétricas e pisos aquecidos proporcionam mais conforto e praticidade para as residências

a • jun/jul • 2013

LÍVIA ZEFERINO

44

estação mais fria do ano exige das residências preparo para se proteger das baixas temperaturas. Tapetes, cortinas, aquecedores e ar condicionado são formas de espantar o frio, porém nem sempre esses produtos conseguem atender às necessidades da família. Os pisos aquecidos e lareiras elétricas são alternativas do mercado que chegaram com tudo e têm conquistado mui-

tos adeptos, os quais não se arrependem do investimento e ressaltam os benefícios inigualáveis dos produtos.

Pisos aquecidos Imagine estar em uma noite fria e poder entrar em um espaço quentinho e aconchegante a qualquer hora. Essa sensação de ficar em uma temperatura agradável, sem precisar vestir várias camadas de blusas, é um diferencial das residências que

têm piso aquecido. De acordo com Scheyla Ciruelos, diretora da Hotfloor Calefação Ambiente, o piso aquecido não aquece apenas o chão mas todo o ambiente, tornando a casa muito mais confortável. “Sair do banho e não passar frio, deitar na cama e não precisar usar cobertor são benefícios que conquistam qualquer pessoa”, explica. Scheyla orienta que, para pessoas alérgicas, o piso aquecido traz muitos benefícios à


|

h o m e

|

saúde. “Ele tira umidade, bolor, mofo, ou seja, você nunca mais terá que se preocupar em limpar armários e roupas”, revela. O sistema pode ser instalado em casas, apartamentos, empreendimentos comerciais, com qualquer tipo de revestimento. “Uma grande vantagem do produto é sua instalação dentro do contra piso, pois não afeta o revestimento. Não exige manutenção e a durabilidade é para a vida toda”, sinaliza.

Lareiras elétricas O inverno começou oficialmente e uma das delícias da estação é acender a lareira na companhia da família, dos amigos ou

de um bom livro. Mas para evitar sujeira ou fumaça, uma opção interessante do mercado é a lareira elétrica. Ela oferece facilidade de manuseio, pois para ligar basta apertar um botão – da lareira ou do controle remoto. A empresa Dimplex, especializada no segmento, informa que a diferença desta para a lareira a gás, é que na elétrica não há queima de fogo. O sistema é o mesmo dos aquecedores, sendo necessária apenas uma tomada. E para o efeito do fogo queimando, há duas opções: toras de cerâmica imitando as lenhas de madeira ou imagens de chamas em 3D.

Ele tira umidade, bolor, mofo, ou seja, você nunca mais terá que se preocupar em limpar armários e roupas” Scheyla Ciruelos, diretora da Hotfloor Calefação Ambiente

• jun/jul • 2013

45


Carolina Pessoa

Gisele Busmayer ColunaLUXO

Brilhantes informações

Não perca sua caneta, pois agora ela leva informações importantíssimas. A Swarovski inovou seus belíssimos produtos, aliando praticidade com beleza. Chega de pen drive perdido na bolsa!

Meu querido iPhone

Estamos vestindo os celulares com roupas de grife. Há algum tempo, e não muito, o desejo por usar marcas era apenas nosso, agora os rebentos iPhones também querem e nós os vestimos com muito estilo. O desejo do momento são as capinhas de esmalte. Chanel, Dior e Mac já se preocuparam em lançar acessórios para os nossos acessórios.

Tim tim Louboutin

A marca francesa de champagne Piper Heidsieck, em parceria com o estilista de sapatos Christian Louboutin – famoso pelos seus solados vermelhos – criaram juntos uma taça em formato de scarpin. A criação inusitada é toda feita de cristal lapidado e custa 500 dólares.

Em clima de romance

Se você quiser uma maneira diferente de ganhar pontos com a pessoa amada, presenteie ele ou ela e explique que você não queria perder uma oportunidade de expressar o seu amor. Uma boa dica são as Havaianas a Dama e o Vagabundo. Super originais.

• jun/jul • 2013

Nespresso

46

A Nespresso traz uma escolha de brilhos rosa ou preto em suas máquinas Essenza Limited Edition. Esses pequenos Crystal Couture, máquinas de café expresso, serão vendidos por mil dólares e haverá apenas 100 unidades de cada modelo. Talvez esta seja uma ótima ideia para colecionadores de máquina de café expresso. Ah, os cristais também são swarovski.


|

i n fo r m e

|

Bilíngue ou Internacional? Você sabe diferenciar um colégio bilíngue de um colégio internacional? Sabe qual é o mais adequado para o seu filho? Apesar de ambos ensinarem uma língua estrangeira, suas propostas são diferentes.

o

proporcionam uma inserção completa no idioma e um ambiente multicultural. No ISC (International School of Curitiba), aproximadamente 60% dos alunos são brasileiros e 40% são estrangeiros, somando 25 nacionalidades diferentes. “Essa é a maneira que os pais encontram de oferecer o mundo aos seus filhos. Além do aprendizado da língua inglesa, proporcionamos aos nossos alunos a oportunidade única de vivenciar diversos costumes e culturas, o que os torna abertos, influentes e críticos”, afirma a diretora de admissões do ISC, Claudia Lebiedziejewski. O programa educacional exigente e a obtenção de três diplomas na conclusão do Ensino

Médio – o brasileiro (Secretaria de Educação do Paraná), o americano AdvancED e o Bacharelado Internacional IBO - também são fatores que atraem um grande número de alunos, que encontram na educação internacional a possibilidade real de ingressar tanto nas universidades brasileiras, quanto em instituições estrangeiras. Portanto, se você busca um aprendizado da língua estrangeira com foco no currículo nacional, aposte no ensino bilíngue. Se deseja para seu filho um ambiente multicultural, inglês de nível acadêmico e possibilidades de estudo em qualquer lugar do mundo, a melhor escolha é o ensino internacional.

• jun/jul • 2013

s colégios bilíngues têm a língua portuguesa como idioma oficial de instrução e proporcionam à criança o contato com a língua estrangeira através de atividades extracurriculares, como esportes, música e artes. Essas escolas oferecem o ensino regular em português, seguem diretrizes e calendário brasileiro e têm como foco apenas as particularidades e exigências nacionais. Já os colégios internacionais têm a língua estrangeira como idioma oficial de instrução, bem como calendário e certificações internacionais. Professores expatriados, equipe com experiência em diversos países e alunos de nacionalidades distintas

47


|

by t h e w a y

|

Viúvas do golfe louise zeni

• jun/jul abr/mai• 2013 • 2013

Elas são casadas com jogadores de golfe, amadores ou profissionais. Apesar de serem chamadas de viúvas, seus respectivos esposos continuam vivinhos da silva. A questão é que elas passam tanto tempo longe deles, parecendo às vezes, que o matrimônio nem bateu às suas portas. Isso porque seus maridos passam, talvez, mais tempo no campo de golfe do que em casa. Diferente da maioria das mulheres, que assistem novela enquanto o marido joga a partida de futebol da semana, as esposas de golfistas precisam encontrar uma programação para mais de quatro horas e, geralmente, aos finais de semana. Além dos treinos na segunda, terça, quarta, quinta ou sexta-feira, comumente os torneios de golfe ocorrem aos sábados à tarde e domingos de manhã. São de quatro a seis horas de jogo, sem contar a premiação e a cervejinha pós-jogo. Enquanto eles estão lá, dando suas tacadas, as mulheres vão ao supermercado, depois passam no salão de beleza, tomam café com uma amiga, levam as crianças no parque, assistem a um filme no cinema, fazem compras no shopping, voltam pra casa e... E seus maridos ainda estão em campo jogando! Pois é, não é fácil ser mulher de golfista, ou melhor, ser uma viúva do golfe. Mas ao invés de vestir o luto todo final de semana, algumas já encontraram alternativas para ficar mais perto de seus maridos. Uma delas é se tornar a caddie (carregadora de tacos) do amado e acompanhá-lo em torneios e viagens. Se ela gostar do esporte, ótimo! Senão, meus pêsames!

48


• jun/jul • 2013

49


|

s e r v i ço s

|

Diretoria e Secretarias • Conselho Diretor 2012/2013

Presidente: Eduardo Lumsden Vice-presidente: Walter Schause 1º Secretário: Antônio Rubens Camilotti 2º Secretário: José Maria Abujamra Conselheiros: Rossana Marini, Rosângela Borges, Daniel Meiler, Jacinto Padilla, Fernando Gnoatto e Luis Miguel Justo

• Comitê Executivo 2012/2013 Presidente: Leonardo Franceschi Vice-presidente: Eduardo Vaz Diretor secretário: Jorge Ishii Diretor Financeiro: Ulisses Toledo Diretora Social: Josiane Apter Diretora de Esportes: Adriana Cordeiro

• Capitania de Golfe

Jackson André dos Santos / Tica Hara

• Horários de atendimento - Secretaria Administrativa Terça a sexta: 7h às 19h Sábados: 7h às 18h Domingos e feriados: 7h às 17h - Secretaria de Golfe Terça a domingo: 6h40 às 18h - Secretaria de Esportes Terça a sábado: 8h às 17h45 - Financeiro Segunda a sexta: 8h às 18h

• Contato

•• jun/jul jun/jul•• 2013 2013

End.: Av. Thomas Edison de Andrade Vieira, 825 Pinhais/PR - CEP 83327-160 Telefone: (41) 3551-1389

50

- Administração / ramal 216 / Osana Furquim gerente.adm@clubealphaville.com.br

- Secretaria Administrativa / ramal 200 / Gisele Maas - tesouraria@clubealphaville.com.br - Comunicação e Marketing / ramal 222 / Patrícia Guebur - marketing@clubealphaville.com.br - Esportes / ramal 234 / Francisco Klock esportes@clubealphaville.com.br - Financeiro / ramal 214 / Terezinha Pazio terezinha.financeiro@clubealphaville.com.br - Golfe/Starter / ramal 219 / Carlos Fernando Basabanda Borges - sec.golfe@clubealphaville.com.br - RH / ramal 223 / Ana Paula Sehnem rh@clubealphaville.com.br


• jun/jul • 2013

51


www.trulyinternational.com.br | 41 3525-7400

Parabéns aos Seniors 2013 O ingresso nestas universidades é resultado de muita dedicação, apoio da família e uma educação verdadeiramente internacional.

HARVARD University COLUMBIA University DURHAM University BROWN University University of YORK OHIO STATE University REED College University of WASHINGTON

• jun/jul • 2013

BARNARD College

52

Revista Alphaville Graciosa Clube Edição 06  

Confira a Edição de Abril/Maio da Revista Alphaville Graciosa Clube Edição 06 | https://www.facebook.com/RevistaAlphavilleGraciosaClube | h...

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you