Page 5

27 Dezembro 2011

Página 5

Jornal MARANDUBA News

Caiçara guarda relíquias do maior levante do mundo em 1952 EZEQUIEL DOS SANTOS O caiçara Tião Plácido, 76 anos, guardou por muito tempo uma relíquia da história de Ubatuba. Trata-se de um jornal que cobriu todos os acontecimentos da rebelião que aconteceu na Ilha Anchieta em 1952. O jornal fornece detalhes sobre o acontecido e mostra, em fotos preto e branco, a chacina que lá aconteceu. Nas capas os títulos sugestivos “Chacina na Ilha Anchieta e Caçada Humana no Litoral Norte”, já os subtítulos mostram com maiores detalhes a trajetória de uma tragédia anunciada. Os temas escolhidos trazem à tona a maior cobertura que um jornal havia realizado na época. Corajosos foram os repórteres do Jornal “A Hora” que enfrentaram junto com a Força Pública Paulista, ouvindo os refugiados e os que permaneceram neutros, este trágico momento da história mundial. Na realidade trata-se do primeiro caderno da edição 1951, Ano VII, segunda-feira de 23 de junho de 1952, cujo diretor foi Denner Medici, o gerente Lido Piccinini e os repórteres Nelson Gatto, Wilson Machado, Waldir Braga, Amorim Pargas e Rui Costa. Se fosse colorido mostraria com maior fervor o sangue que lá foi derramado. Segundo o Juiz Corregedor da época Antonio de Meira Neto, o levante começou, por causa dos maus

tratos e por falta de comida. Ao que se sabe noventa presos não aderiram a rebelião, do restante um caos total, que movimentou todo o município de Ubatuba, Parati, Angra dos Reis, Taubaté, Caraguatatuba entre outros. Os noticiários internacionais trataram o acontecido como “O maior levante do mundo”. Todos os anos na Ilha Anchieta é realizado um evento com missa campal em homenagem e lembranças dos que morreram em combate. Para abrilhantar o evento os filhos da Ilha se fazem presentes para recordar tão importante evento que aconteceu nesta Terra Tupinambá. Neste evento os visitantes podem encontrar algum sobrevivente por lá como é o caso do Tenente Samuel Messias de Oliveira, que vivenciou o fato e escreveu um livro sobre o tema intitulado Ilha Anchieta, Rebelião, Fatos e Lendas. O livro conta detalhes o que de fato aconteceu naquela década. O livro teve seu lançamento na ilha em uma manhã ensolarada de 1999. Naquele ano foi realizado um casamento e também a criação da Comissão Pró Resgate Histórico da Ilha Anchieta. Toda uma geração de pescadores e moradores de Ubatuba tem um pequeno trecho para contar da Ilha Anchieta que nestes tempos mo-

dernos virou cultura de paisagem, de fotografia por conta da unidade de conservação que lá existe e que para atender uma demanda de outros interesses ceifou os interesses de quem criou a história e a fez viva, o poço caiçara. Pessoas como seu Tião Plácido que sabe da importância da Ilha e que mantém do

seu jeito, da sua forma, como pode, o cerne da história deste episódio tão importante de nossa rica história que deve ser melhor explorada. Ilha Anchieta Ainda como Vila de Iperoig, a atual Ubatuba se funde com a historia da formação do país. Aqui aconteceram eventos memoráveis como o Primeiro

Maranduba inaugura atrativo radical no Morro do Cucuruco De frente a toda a baía da Praia da Maranduba, com uma visão privilegiada, no antigo Morro da Maranduba, foi inaugurado no último dia 17 de dezembro o Pico do Morro do Cucuruco, de onde hoje se pode curtir tanto seu mirante quanto os saltos de vôo livre. O local no passado foi roça de café, abrigou e susten-

tou moradores antigos. O evento de inauguração e confraternização aconteceu no restaurante Recanto da Maranduba, onde rolou música ao vivo de qualidade. Os organizadores convidam os amantes de esportes radicais em descobrir até onde aventura pode te levar. No dia da inauguração estiveram pre-

sentes voadores da cidade de Niterói-RJ e do interior de São Paulo. O local oferece, além de uma visão fora do comum, vôos de parapentes decolando da rampa e vôos sobre a orla da praia. A equipe convida a todos para tirar o pé do chão e experimentar algo novo, a verdadeira sensação de liberdade e

o real contato com a natureza. Surpreenda-se com o visual e venha sentir esta emoção, para entender melhor esta sensação visite o site www.picovoolivre. com.br ou contate a equipe vôo livre pelos telefones: (12) 97550347/8201-3820/9234-0341, ou pelo e-mail: picovoolivre@hotmail.com. Vale a pena conferir.

Tratado de Paz das Américas como a Paz de Iperoig, a primeira confederação de chefes tribais deste continente, a maior arrecadação do período do café, um dos portos mais movimentados, onde ficou o primeiro turista - Hans Staden, onde se mantém até hoje o rico brasão do começo do Brasil.

Jornal Maranduba News #32  

Noticias da Regiao Sul de Ubatuba

Jornal Maranduba News #32  

Noticias da Regiao Sul de Ubatuba

Advertisement