Page 1

Ano 13 - nº 81 – 2012

FOGÕES Design e sofisticação elevam as vendas.

DISTRIBUIDORAS

O NOVO CONSUMIDOR Prepare-se. Ele gasta com tecnologia e prioriza o bom atendimento.

Atender às grandes redes é um desafio.

TELEVISORES LED e conexão à internet vão marcar os gols na Copa de 2014.

7ª ELETROLAR SHOW De 3 a 6 de julho. Quatro dias que valem um ano.


SUMÁRIO

22

MATÉRIA DE CAPA

O NOVO CONSUMIDOR Prepare-se. Ele gasta com tecnologia e prioriza o bom atendimento.

CATÁLOGO ELETROLAR SHOW PÁG.169

16

eletrolarnews


42

mATÉRIA ESPEcIAL TELEVISORES

EDITORIAL

LED e conexão à internet vão marcar os gols na Copa de 2014.

54

ENTREVISTA - EcONOmISTA Marcel Solimeo

DOSSIÊ FERRO DE PASSAR

Produto presente em 100% dos lares brasileiros.

mATÉRIA ESPEcIAL FOGÕES

INSIDE

Design e sofisticação elevam as vendas.

132

ELETROLAR SHOW VITRINE DO VAREJO

Espaço que abriga, com destaque, um produto de cada expositor.

cADERNO TI mATÉRIA ESPEcIAL DISTRIBUIDORAS Atender as grandes redes é um desafio.

Pág . 142

mATÉRIA ESPEcIAL Código de barras

Pág. 154

LANÇAmENTOS

Pág. 158

PARcERIA Microcity

Pág. 166

ABRADISTI

Pág . 168

Pág. 38

VAREJO Notícias do setor

72

Pág. 18

Págs. 58 e 134

Pág. 62

ENTREVISTA Logística

Pág. 66

ARTIGOS Antonio Delfim Netto

Pág. 90

Eletros

Pág. 94

FecomercioSP

Pág. 128

Abrasa

Pág. 130

EmPRESA Mondial

Pág. 98

LANÇAmENTOS

Pág. 102

mOVImENTO

Pág. 138

eletrolarnews

17


editorial E

sta edição que circula na 7ª Eletrolar Show tem como personagem da matéria de capa o novo consumidor brasileiro, aquele que está subindo de classe social e que despontou no mercado do consumo devido ao aumento da renda e à facilidade de crédito. Conquistá-lo, como mostramos, requer alguns cuidados, entre eles, a análise de seu comportamento e a identificação de seus desejos, levando em conta que uma mesma classe socioeconômica abriga pessoas com estilos de vida muito diferentes. Matéria especial desta edição revela como anda o mercado de televisores, cujas vendas vão crescer, também, pela migração das classes sociais. Aparelhos de tela grande e fina, predominantemente de LED, com conexão à internet e imagem em 3D são as tendências do momento e deverão se manter até a próxima Copa do Mundo. Só de janeiro a abril deste ano, as vendas de LED cresceram 89%. Para 2014, a projeção é de aumento de 35% na venda desses produtos. Outro mercado que, embora maduro, continua em evolução é o de fogões. Apenas no primeiro quadrimestre deste ano, cresceu 10,2% em unidades e 7,6% em faturamento. Com mais de 99% de penetração em todas as classes sociais, a categoria

se sofistica em design e tecnologia, atributos valorizados pelo consumidor atual, que vem privilegiando os produtos com cinco bocas. Mais uma matéria especial que apresenta, também, os mais recentes lançamentos em fogões. As distribuidoras, principais personagens da cadeia de TI, atuam em um mercado dinâmico, que exige atualização a cada momento, e desempenham variados papéis para estabelecer a ponte entre as linhas de produção dos fabricantes e as prateleiras dos pontos de venda. O trabalho dessas empresas e os obstáculos que interferem na rentabilidade e eficiência do seu negócio são mais um tema que abordamos nesta edição. Muito mais o leitor acompanha nas páginas seguintes, que trazem as informações importantes para o setor. Dou as boas-vindas a todos os visitantes da 7ª Eletrolar Show, a feira que é uma oportunidade única para aumentar as vendas, fortalecer as parcerias e fechar negócios. Em 32 mil m², temos mais de 800 marcas, muitos lançamentos e a Vitrine do Varejo, espaço que valoriza expositores e produtos. Sucesso nos negócios!

Carlos Clur

expediente Ano 13 - nº 81 Diretor-Executivo - Carlos Clur Diretor - Mariano Botindari Editora-Chefe - Leda Cavalcanti (Jorn. resp. – MTb. 10.567) Chefe de Redação - Neusa Japiassu Revisão - Abgail Cardoso e Maria Inês Caravaggi Colaboradores - Igor Carvalho, José Luiz Chaves, Leticia Cardoso(texto), Mariana Oliveira Brazão, Mario Bock e Roberto Assem (fotografia) Direção de Arte - Mariela Ponce e Leandro Ferreira Assistente de Arte - Rafael Vieira Marketing e Assinaturas - Regina Martins e Tatiana Lopes Publicidade - Nivaldo Salgado, Ricardo Kühl, Antonio Nascimento e Andréa Soares Gerente Operacional - Marcus Ferrari Capa - Ana Maria Castro-Medivil

Eletrolar News é uma publicação da

C&C Comercial do Brasil Ltda. Av. Brigadeiro Faria Lima,1.234 19º cj. 194 CEP 01451-913 - São Paulo - SP Tels. (55 11) 3034-4100 Fax (55 11) 3814-9074 www.editoracec.com.br info@editoracec.com.br Editora C&C - Argentina Av. Córdoba, 5.869 1º A (C1414BBE) CABA Tels. (54 11) 4773-5656 / 7371 / 8737 www.editoracyc.com.ar info@editoracyc.com.ar

Eletrolar News não recebe remuneração pelas informações que publica. Os editores não se responsabilizam pela opinião dos entrevistados, ou pelo conteúdo das matérias recebidas por meio da assessoria das empresas citadas. A reprodução total ou parcial das matérias só será permitida após prévia autorização da editora. Tiragem desta edição: 30.000 exemplares com circulação nacional Impressão: PROL Editora Gráfica

Eletrolar News é uma revista técnica dirigida ao setor de eletrodomésticos, eletroeletrônicos e tecnologia da informação. As matérias, marcas, produtos, ilustrações e preços têm caráter exclusivo de informação e sua publicação não implica compromisso ou responsabilidade.

ELETRoLAR SHoW É UM PRoDUTo DE:

A revista de negócios para indústria e o varejo de eletrodomésticos, eletroeletrônicos e TI

5 CAnAIS PARA VEnDER MAIS no VAREJo

www.editoracec.com.br - assinaturas@editoracec.com.br - criacao@editoracec.com.br publicidade@editoracec.com.br - redacao@editoracec.com.br

18

eletrolarnews


M ATÉ RI A D E CA PA

Olho no novo

CONSUMIDOR 22

eletrolarnews


O

bjeto de estudos e análises, visado pela indústria e cortejado pelo varejo, o novo consumidor brasileiro está no centro das atenções e não é para menos, pois há 10 anos vem aumentando gradativamente o seu apetite pelas compras. Gasta mais e volta seu consumo para produtos de qualidade. “Houve mudanças importantes de comportamento no consumo a partir dos anos 90, que contribuíram para a população ficar mais informada e ter mais opções de escolha. A classe C, especialmente, passou a ter maior poder de compra”, afirma Richard Vinic, coordenador dos cursos de marketing da pós-graduação e do MBA da Faculdade Armando Álvares Penteado (FAAP).

Richard Vinic, da FAAP

Muitos fatores levaram essa classe social a elevar seu padrão de vida, entre eles a mudança dos papéis sociais e a participação da mulher como fonte de renda e agente transformador da família, pois coube a ela levar as mudanças para dentro de casa, diz Fábio Mariano Borges, professor de pós-graduação em Ciências do Consumo Aplicado da Escola Superior de Propaganda e Marketing (ESPM). “É uma classe composta por gente jovem, 60% têm no máximo 30 anos de idade, com nova cabeça, outros valores e escolaridade maior em relação ao passado. Não acho que houve melhora nas suas condições salariais, mas sim na facilidade de acesso ao crédito.” Autoconfiante, é também uma classe heterogênea e representa 54% da população brasileira, cerca de 100 milhões de pessoas, número respeitável em termos de consumo. “Até dez anos

Fábio Mariano Borges, da ESPM

O crescimento de renda, a facilidade para obtenção do crédito e o baixo desemprego vem provocando uma migração entre as classes sociais. Hoje, a classe C é a que mais cresce e exporta pessoas para a B, em virtude da ascensão dos que ainda estão na D e na E. Esse movimento marca a chegada de um novo consumidor, que deseja continuar subindo na vida. Prepara-se para isso, gasta com tecnologia, mas em troca quer atendimento e soluções. Leda Cavalcanti eletrolarnews

23


M ATÉ RI A D E CA PA

atrás não recebia grande atenção das empresas, mas hoje provoca concorrência no varejo”, observa Borges. É uma classe que deseja continuar subindo na vida, tem atitude positiva frente ao futuro e não se amedronta, muitas vezes, com uma eventual inadimplência que pode enfrentar numa compra a crédito. Esse otimismo é notado principalmente no Nordeste, onde está o maior crescimento de renda, e muitas vezes pode mascarar a realidade de que crescimento se dá com educação e trabalho.

Vários perfis Não há um só tipo de consumidor brasileiro e nem poderia existir, até pelas diferenças entre as regiões do País. “Há diversidades regionais que impactam o consumo, e não conhecê-las é um erro comum de muitas empresas. É fundamental saber quais são os hábitos de cada região. Quando as grandes redes

vão para o Norte e o Nordeste não estudam a população local, nem da capital nem do interior, esquecem que o ponto de partida é entender o cliente, que a cultura é fundamental e que os valores de uma região são crenças”, afirma o professor Vinic. Para ele, neste ponto, o pequeno va-

rejo leva vantagem porque tem mais flexibilidade, pois sua operação é menor do que a das grandes redes. Com Vinic, concorda o professor da ESPM. “São muito diferentes os consumidores do Sudeste, Sul e Nordeste no que diz respeito a

Consumo por Região

8,4% da população populaa 5,2% do consumo

27,8% da população po opulação 15,7% do consumo

Centro-Oeste 7,4% da população 9,1% do consumo

42,0% da população 42,0 53,5% do consumo

14,3% da população 16,4% do consumo Fonte: Pyxis Consumo

24

eletrolarnews


M ATÉ RI A D E CA PA

produtos alimentícios, ao uso de cores e tipo de perfume. No caso de eletroeletrônicos, há poucas diferenças, pois hoje esses produtos são quase universais. Por outro lado, existem vários pontos em comum, e um deles é a compra parcelada. Todo consumidor brasileiro, independentemente de classe social, gosta de comprar em parcelas, seja produto de marca famosa, premium ou básico. Só no Brasil as compras no cartão de crédito são parceladas”, diz Borges. Isso não significa, porém, que o brasileiro seja afoito para comprar. “Ele não compra por rompante, mas também não faz a compra pensando no longo prazo”, acrescenta.

população e 53,5% do consumo, o Norte tem 8,45% da população e 5,2% do consumo. O Nordeste tem 27,6% da população e 15,7% do consumo; o Centro-Oeste, 7,4% da população e 9,1% do consumo; e o Sul, 14,3% da população e 16,4% do consumo, segundo o Pyxis Consumo, ferramenta de dimensionamento de mercado do Ibope Inteligência. As classes A e B absorvem acima de 50% do consumo na maior parte dos grupos de produtos pesquisados pelo instituto, diz Antonio Carlos Ruótolo, diretor de geonegócios do Ibope Inteligência. “O consumo da classe A é oito vezes superior à sua presença na população, e o da B é duas vezes. A classe C é a que mais cresce, em virtude da ascensão social das classes D e E. Esta última está praticamente desaparecendo.” No Brasil, este ano, o consumo deve crescer 13,5%, na comparação com

O acesso ao crédito deu poder mais efetivo ao consumidor, mas ainda são constatadas variáveis significativas de volume entre as regiões. Enquanto o Sudeste registra 42% da

Antonio Carlos Ruótolo, do Ibope Inteligência

Classes Sociais no Brasil (%) 60,0%

52,4% 46,6%

50,0%

30,0%

23,7%

24,4%

26,9% 20,6%

16,2%

20,0% 10,0%

38,7%

38,1%

40,0%

7,0% 2,7%

2,6%

0,0%

A Número de domicílios

Fonte: Pyxis Consumo

26

eletrolarnews

B

C

Massa salarial monetária

DE Consumo - Pyxis

Ass cla classes ssess A e B ab absorvem bsorvem em acima de 50% do consumo o na maior parte dos grupos grupo de produtos pesquisados.


M até ri a d e ca pa

hora de mudar, se adaptar ou criar algo novo”, avisa o professor Vinic, da FAAP. Ele aconselha o varejista a se basear em pesquisas, analisar os dados existentes e manter-se alerta às mudanças de comportamento. “A padaria é um exemplo de operação que acompanha os tempos, pois antes só vendia pão e leite e, hoje, tem almoço e jantar”, lembra. Especificamente no segmento de eletros, destaca que é preciso acompanhar tendências, feiras e aproveitar a aproximação da indústria, que investe em pesquisas até antropológicas, e perguntar ao consumidor o que ele quer. “Às vezes, nem ele sabe. Uma mesma classe socioeconômica abriga consumidores com estilos de vida totalmente diferentes”, diz.

2011, e atingirá R$ 1,3 trilhão, o equivalente a 30% do Produto Interno Bruto (PIB) nacional.

Quem é o consumidor Identificar o ente consumidor é uma arte que exige sensibilidade para distinguir o que ele verbaliza e o que realmente quer. “O consumidor de todas as classes sociais é um ser mutável, sempre foi e sempre será. Ele muda de opinião e isso torna o mercado cada vez mais rico”, garante o professor da ESPM. “Todos devem se preparar para lidar com o consumidor, pois uma nova geração está chegando e com hábitos diferentes”, aconselha Borges. “Há cinco anos, não se mandavam flores pelo celular. Hoje, floricultura é um varejo em risco”, exemplifica.

A conquista do consumidor, seja qual for sua classe social, depende do tipo de ação que o varejo, sozinho ou junto com a indústria, vai

“Olho no olho é a melhor forma de conhecer o consumidor. É preciso ficar atento à loja e saber qual é a

Grupos de produtos por regiões (R$ per capita) • Alimentação no Domicílio • Eletrodomésticos e Equipamentos • Vestuário

eletrolarnews

Nordeste

Centro-Oeste

Sudeste

Sul

Brasil

1.258,31

1.131,70

1.442,54

1.412,89

1.559,24

1.357,08

453,50

398,33

573,89

566,23

606,79

523,88

590,71

487,29

740,29

729,15

791,56

670,49

• Livros e Material Escolar

70,13

60,88

96,31

100,38

98,79

88,08

• Recreação e Cultura

108,96

93,18

160,48

173,53

180,97

149,45

• Alimentação fora do Domicílio

521,96

475,21

739,08

846,73

761,51

712,56

• Calçados

182,98

163,56

244,22

244,06

272,60

224,27

• Medicamentos

290,00

280,21

402,34

429,70

465,77

386,43

• Higiene

64,96

57,79

81,59

80,19

93,62

75,71

• Mensalidades e Matrícula

192,88

187,18

322,87

373,07

323,48

303,92

• Produtos para Casa

240,21

224,79

331,15

326,62

378,88

303,58

• Artigos de Limpeza

84,05

74,35

101,06

98,52

112,08

93,77

• Bebidas

95,74

77,68

126,31

122,41

143,38

112,98

• Fumo

38,95

38,44

55,52

62,39

65,54

54,80

• Material de Construção

401,15

356,69

630,39

596,43

676,39

538,42

• Uso Pessoal

149,16

123,57

193,05

187,67

207,17

172,60

Fonte: Pyxis Consumo

28

Norte


Como atender a classe C

“Consumidores das regiões do País são diferentes, mas têm vários pontos em comum, e um deles é a compra parcelada. Todas as classes sociais gostam de dividir o pagamento. Só no Brasil as compras no cartão de crédito são parceladas.” Fábio Mariano Borges

desenvolver. “Pode-se fazer qualquer tipo de ação, desde que seja com linguagem adequada para o público que se pretende atingir. Não há nada restritivo quando se fala às classes populares, e o que importa é a ação coerente. O problema da comunicação não é o canal que se utiliza, mas sim a própria ação”, explica Borges. Os especialistas lembram que hoje ninguém mais se diferencia somente

pelo preço, uma vez que os produtos estão muito parecidos, e o consumidor quer a melhor relação custo-benefício. Se ele vai à loja sem saber exatamente o que deseja comprar, o diferencial é fazer-lhe uma proposta que possa suprir suas necessidades. Vender produtos tão somente e de forma distante não é suficiente nem fideliza, pois o consumidor espera por soluções e gosta de experimentar os itens que pode ou almeja comprar.

No Brasil, o atendimento é pouco adequado para o consumidor da classe C, diz o professor Vinic. “Poucas empresas enxergam o treinamento como investimento e só se valem dele quando as vendas entram em queda. Não temos propriamente uma cultura de treinamento, e o vendedor é colocado muito rapidamente na linha de frente. Com isso, há uma inversão de papéis, pois o consumidor chega informado à loja, e o vendedor, por sua vez, não sabe direito o que está vendendo.” Nos Estados Unidos, o varejo é mais atraente, conta Vinic, inclusive pela capacitação dos funcionários. “Nosso serviço é muito ruim, então quem fizer o básico pode se diferenciar. Falta, aqui, ouvir os vendedores. Os gestores precisam abrir esse espaço e lembrar que as boas ideias vêm do chamado chão de loja e não de cima para baixo. A regra é ter uma

Pyxis Consumo Onde irá crescer o consumo? % de crescimento estimado para 2012 por Região

30

24,1

25

26,5

19,7

19,4

20

13,5

15 6,5

10 5 0

Centro-Oeste Nordeste

Norte

Sudeste

Sul

Brasil

Fonte: Pyxis Consumo

eletrolarnews

29


M até ri a d e ca pa

cultura de treinamento.” De fato, o consumidor só volta à loja se é bematendido e respeitado. “No Brasil, há o preconceito de que as classes populares compram o básico e gostam de loja bagunçada, o que é totalmente falso. Loja bagunçada não tem nada a ver com classe social”, emenda Borges. É relaxo mesmo, em outras palavras. Muito se fala em surpreender o cliente, mas o que realmente isso quer dizer? “Surpreender é entregar o que o cliente nem sabia que queria, é fazer algo que ele não poderia esperar. Não há receita certa, mas não se deve ter medo de ousar”, responde Vinic. Surpreender também é possível quando se colocam em prátic a estratégias como o marketing de experiência, que inclui uma série de ações para não inibir o consumidor. Cria-se, para ele, um ambiente agradável, aromatizado, por exemplo. “O brasileiro é

Classes soCiais O governo federal dividiu a classe média brasileira em três subclasses, definidas pela renda familiar mensal per capita: • Baixa classe média – Renda entre R$ 292 e R$ 441 • Média classe média – Renda entre R$ 442 e R$ 641 • Alta classe média – Renda entre R$ 642 e R$ 1.019 A classe alta foi subdividida em duas categorias: • Baixa classe alta – Renda entre R$ 1.020 e R$ 2.480 • Alta classe alta – Superior a R$ 2.480 Fábio Borges, da ESPM, faz uma classificação mais realista: • Classe A – Renda mensal acima de dez salários mínimos • Classe média alta – Renda de oito a dez salários mínimos • Classe média – Renda de cinco a sete salários mínimos • Classes baixas – Renda até quatro salários mínimos

Base instalada de 3D está aumentando 180.000 160.000 140.000 120.000

TV 3D Console 3D Blu-Ray Player 3D

Desde 2009...

Home Theater 3D

615 mil TVs 3D

100.000 80.000 60.000

538 mil BDs 3D

40.000 20.000

251 mil BDs 3D “clássicos”

0

2009 © by GfK-RT, www.gfkrt.com

30

eletrolarnews

2010

2011 8ª Conferência GfK CC Brasil Março 2012


M até ri a d e ca pa

sensorial e gosta de interagir, o que já foi percebido por algumas lojas de marca, que adotaram o marketing de experiência, facilitando a interação entre consumidor e produto”, conta o professor da FAAP. O desenvolvimento de um programa de marketing que visa ganhar o consumidor deve analisar e aproveitar ideias e conceitos que já existem, aceitar o que é novo e rejeitar “verdades absolutas”, que na maior parte das vezes não dão certo. Como aconteceu com o prestigioso jornal

deste ano, o mercado brasileiro de smartphones será de 60 milhões de unidades. No Nordeste, até pelo clima, vai muito bem a venda de condicionadores de ar. O fato é que a classe média está gastando com o que dá conforto e prazer para sua família. O mercado de brinquedos, por exemplo, fechou 2011 com R$ 4,2 bilhões, e os produtos mais vendidos foram os tradicionais, como bonecas, carrinhos, quebra-cabeças e jogos. “A classe C, com maior renda,

“Há diversidades regionais que impactam o consumo, e não conhecê-las é um erro comum de muitas empresas. Ao se instalarem em Estados diferentes, precisam conhecer os hábitos e a cultura local e não esquecer que os valores de uma região são crenças.” Richard Vinic

americano The New York Times, que escreveu o seguinte sobre a apresentação do protótipo de um aparelho de televisão, em 1939: “A televisão não dará certo. As pessoas terão que ficar olhando sua tela, e a família americana média não tem tempo para isso.”

Gastos em lazer Com a nova classe média e a ascensão das que estão imediatamente abaixo, o Brasil tornou-se campeão em diversos setores. Os televisores de tela fina são sucesso nacional. O mesmo ocorre com os smartphones e os tablets. Dados da consultoria GfK indicam que, até o final

32

eletrolarnews

ajudou o mercado como um todo, de b olinha de gude até carros mais sofisticados”, revela Oliver Römerscheidt, gerente de negócios da consultoria GfK. O mercado de videogames, que entretêm crianças mais velhas e adultos, também cresce e se formaliza no Brasil. Os consoles de videogames fecharam o ano passado com R$ 650 milhões de faturamento. “Os preços estão mais competitivos, mas continuam mais altos do que em outros países, e aumentaram as opções para o consumidor”, diz Römerscheidt. As vendas de Blu-ray cresceram 22%.

Oliver Römerscheidt, gerente de negócios da GfK


classe d aVança em eletros O consumo da classe D já ultrapassou o da classe B em eletrodomésticos e eletroeletrônicos. No ano passado, com eletroeletrônicos, a classe D gastou R$ 10,9 bilhões, isto é, 25,3% a mais que a classe B. Realizado pelo Data Popular, com dados próprios e de pesquisas do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o estudo mostra, também, que as 10 cidades com maior percentual de famílias da classe D estão nas Regiões Nordeste e Norte. A maior parte do consumo das famílias de classe D, R$ 151,7 bilhões (41,8%), ocorreu na Região Sudeste, vindo a seguir o Nordeste com R$ 106,7 bilhões (29,4%), Sul (14,1%), Centro-Oeste (7,8%) e Norte (7,0%).

Vendas no e-commerce A classe C compra muito pela internet, embora ainda persista o hábito de pesquisar na rede e ir à loja para observar o produto de perto, testá-lo quando possível e efetivar a compra. Calcula-se que 61% dos consumidores virtuais estão na classe C. Eletrodomésticos, produtos de informática e eletrônicos estão entre os mais procurados nas lojas virtuais. No ano passado, os primeiros responderam por 15% das vendas; informática, por 12%; e eletrônicos, por 8%. Os produtos eletrodomésticos também estão entre os mais promissores aos olhos dos investidores estrangeiros. É o que mostra o ranking feito pela consultoria americana A.T. Kearney sobre o consumo na América Latina.

eletrolarnews

33


e n tr evi s ta - eco no m i s ta

Foto: divulgação

Confiança do Consumidor em alta no segundo semestre

Economista-chefe da Associação Comercial de São Paulo (ACSP) e superintendente do Instituto de Economia Gastão Vidigal desde 1963, Marcel Solimeo diz que a indústria e o varejo esperam vendas melhores neste semestre, mas em ritmo mais lento do que o de 2011. “Como o emprego e a renda estão crescendo, a confiança do consumidor se mantém alta e ele está disposto a comprar”, explica nesta entrevista para Eletrolar news. Leticia Cardoso

38

eletrolarnews


Nos últimos seis meses, o Brasil foi o país que mais adotou medidas protecionistas, segundo a ONU. Isso é bom? Marcel SOlIMeO (MS) – O Brasil tem, efetivamente, adotado muitas medidas protecionistas, mas em alguns casos em resposta a países que subsidiam a exportação de seus produtos ou adotam práticas desleais de comércio. Esses casos, embora contestados, podem ser justificados. Outras barreiras têm sido adotadas com o intuito de proteger a indústria nacional em vez de estimular a competitividade das empresas. Com isso, o consumidor acaba sendo penalizado. Quais as diferenças entre as ações protecionistas europeias e as da américa do Sul? MS – Os países da Europa adotam políticas de subsídios para alguns setores, especialmente o agrícola, o que dificulta as exportações brasileiras. Adotam, também, muitas vezes, barreiras sanitárias que apenas mascaram o protecionismo, enquanto na América do Sul as medidas são mais diretas e, portanto, mais facilmente contestáveis na Organização Mundial do Comércio (OMC). As barreiras adotadas pela Argentina, inclusive para produtos do Mercosul, dificultam o processo de integração. A Argentina vem enfrentando problemas de competitividade e, como a balança comercial entre os dois países tem favorecido o Brasil, procura por meio de barreiras equilibrar as correntes de comércio. Essa atitude, que se repete com frequência, provoca às vezes retaliações brasileiras, o que gera perdas para as empresas dos dois países e retarda investimentos em ambos pela insegurança que acarreta. É possível estimular a indústria nacional sem diminuir a importação? MS – Há muitos estudos que demonstram que o comércio internacional é um poderoso instrumento para o desenvolvimento e que, quanto mais livre de barreiras, maior o seu benefício. A própria OMC, no entanto, admite algumas restrições temporárias em determinadas circunstâncias, mas não a generalização desses procedimentos. É evidente que, se todos os países fecharem seus mercados, todos perderão, pois isso reduz a eficiência do setor produtivo e o crescimento econômico, além de punir o consumidor. No caso brasileiro, historicamente, o protecionismo garante o mercado interno, enquanto outros países que subsidiaram o desenvolvimento de suas indústrias ou de setores específicos obrigaram-nos a competir no mercado internacional. Forçaram para que nos tornássemos mais eficientes. como tornar as empresas brasileiras mais competitivas? MS – Para tornar essas empresas capazes de competir com os produtos importados, é preciso reduzir o chamado “custo Brasil”. Ele é representado por uma tributação alta e irracional, burocracia complexa e onerosa, juros muitos altos (embora em

ligeira queda), deficiências da infraestrutura e, principalmente, pela baixa qualidade da educação. Além disso, o próprio setor industrial precisa investir em inovação e produtividade. É um esforço de médio prazo, mas quanto maior for a demora para atacar esses problemas mais eles se agravam e passam a exigir medidas protecionistas e incentivos fiscais. a redução dos juros já está surtindo efeito? MS – O efeito da queda dos juros sobre a economia não é imediato, mas já se vislumbram sinais de que ela deverá ter ritmo mais acelerado no segundo semestre, principalmente porque o emprego e os salários continuam crescendo. As expectativas da indústria e do varejo são de melhora das vendas, mas em ritmo mais lento do que o de 2011. A confiança do consumidor se mantém alta. A pesquisa ACSP/IPSOS de junho atingiu 166 pontos em 200. Isso demonstra que ele continua disposto a comprar. O governo está no caminho certo? Os juros irão baixar mais? MS – Tudo indica que os juros deverão continuar caindo por mais uma ou duas reuniões do Comitê de Política Monetária (Copom), tendo em vista o agravamento da crise externa e o recuo da inflação, embora ainda estejam em patamar muito alto. Nesse sentido, o governo Dilma está na direção correta, mas não está atacando com a urgência e a intensidade necessárias o custo Brasil. a redução do IPI é boa medida? MS – Considero a redução do IPI um mecanismo pouco eficiente, porque é temporário e pode apenas antecipar as compras do consumidor e não provocar o aumento permanente das vendas. Quando vence o prazo do incentivo, o seu impacto é inverso, o que acaba obrigando a sua prorrogação. O IPI de diversos produtos é muito elevado e seria importante sua redução de forma definitiva, mas é sempre difícil escolher os setores a serem beneficiados. Prefiro medidas mais gerais, como a redução do IOF, que beneficia a todos. Há falta de investimento no País? MS – É explicável que o setor privado esteja mais retraído em virtude da grande incerteza provocada pela crise internacional. Seria importante expandir os investimentos públicos, especialmente com parcerias, mas o governo não tem se revelado capaz de gerir os investimentos em curso nem de incentivar o setor privado. Algumas parcerias, como no caso dos aeroportos, são sinais positivos, mas insuficientes. É válido procurar manter a expansão da economia durante períodos de crise com o estímulo ao consumo no curto prazo, mas, sem investimentos, o crescimento é insustentável no médio e longo prazos. eletrolarnews

39


M ATÉ RI A ESP ECI A L – L I N H A MARROM

GOLEADA DO LED E DAS TVS CONECTADAS

Aparelhos com as duas tecnologias serão os mais vendidos para a Copa do Mundo de 2014, período em que a comercialização de televisores cresce significativamente. Igor Carvalho

T

elas grandes e finas, predominantemente de LED, conexão à internet e imagem em 3D: essas são as principais tendências do mercado de televisores e corresponderão aos aparelhos que os brasileiros irão adquirir para assistir à próxima Copa do Mundo. Como acontece tradicionalmente nos meses que antecedem o campeonato, as vendas da categoria serão maiores. A projeção para 2014, da consultoria da área de telecom E-Consulting, é de aumento de 35%, e os modelos com tais 42

eletrolarnews

características representarão o maior volume comercializado, reflexo da reconfiguração do mercado iniciada nos últimos anos. A migração da plataforma LCD para a LED é a principal mudança. Em 2012, o volume de vendas de TVs de LED deve chegar a 7,6 milhões de unidades, segundo a consultoria. Há três anos, essa marca era de 4,9 milhões. O crescimento foi constante nos últimos 36 meses, desempenho que não se repetiu com

os aparelhos de LCD. Essa tendência é reforçada por dados de um estudo da empresa de pesquisa GfK: de janeiro a abril deste ano, as vendas de LED cresceram 89% em relação ao mesmo período de 2011, enquanto as de LCD tiveram apenas 1% de incremento. No comparativo de 2011 frente a 2010, a expansão do LED foi de 381%, enquanto o LCD avançou apenas 5%. Os números deverão ser ainda mais favoráveis aos aparelhos de tela fina


Fotos: Divulgação

Bravia Serie HX855, da Sony

nos próximos anos, graças à substituição das tradicionais TVs de tubo. Nos lares brasileiros sua penetração é de 90%, enquanto a dos aparelhos de LED/LCD é de 25%. A produção nacional já evidencia essa transição. De

liza desempenho mais tímido para o LCD, que terá importância como produto de entrada para a categoria de telas finas, e a previsão é que, até o final deste ano, o LED corresponda a 60% do mercado total de TVs. Nos

Luciano Bottura, gerente de marketing da linha de TVs da Sony Brasil

Este ano, os aparelhos de LED deverão responder por 60% do mercado de televisores e ultrapassarão os modelos de LCD.

acordo com a Superintendência da Zona Franca de Manaus (Suframa), 13 empresas de seu polo industrial, que constituem a maioria das fabricantes, produzem aparelhos de tela fina, e o volume total, nos três primeiros meses deste ano, cresceu 43,28% em relação ao mesmo período de 2011. A produção de TVs de tubo, por sua vez, teve retração de 62,83% ante igual trimestre do ano anterior. Embora o índice da Suframa contabilize a produção de telas LED e LCD como um só segmento, o de telas finas, as vendas dos dois modelos não se equiparam. A indústria sina-

quatro primeiros meses de 2012, essa participação foi de 46,6% e a dos aparelhos de LCD, 49,9%. No ano passado, a porcentagem foi de 57% de LCD e 39% de LED.

Evolução do mercado A que se pode atribuir o avanço das TVs de LED, uma vez que o LCD é uma tecnologia introduzida há pouco tempo? De acordo com Luciano Bottura, gerente de marketing da linha de TVs da Sony Brasil, essa mudança é natural e determinada pela indústria de painéis. “É ela que direciona para o LED, da mesma forma como no passado mudou do plasma para o LCD”, expli-

ca. A projeção da companhia japonesa é que até dezembro próximo 70% do mercado, em volume, seja de LED e em 2014 essa proporção corresponda a 100%. Em 2011, a fabricante dobrou o volume de vendas de TVs (1 milhão de unidades), e o LED teve significativa participação. A diminuição na diferença do preço entre as duas tecnologias, com a redução nos custos de produção dos televisores de LED, também seduziu o consumidor. “Em valor há uma diferença entre o LED e o LCD, mas ela não é tão gritante quanto o foi no passado”, diz Bottura. Como a qualidade da imagem entre ambas é praticamente equivalente, o LED acaba sobressaindo não apenas pelo design mais fino, mas pelo fato de consumir menos energia. A economia pode chegar a 47%, segundo os fabricantes. eletrolarnews

43


M ATÉ RI A ESP ECI A L – L I N H A MARROM

TV Philco PH55M LED Smart 3D

Marcelo Granja, diretor comercial de áudio e vídeo da Philco

“O LCD deverá ter o mesmo destino das TVs de tubo ao apresentar preço mínimo muito próximo do LED. A diferença era de 30% há alguns anos e hoje é de aproximadamente 12%”, compara Marcelo Granja, diretor comercial de áudio e vídeo da Philco. Para o executivo, a variação chegou ao limite, mas isso não influenciará no desempenho promissor do LED. “Acreditamos que o mercado crescerá 30% no primeiro semestre de 2014, ganho que se dará graças ao design, à qualidade de imagem e ao baixo consumo de energia”, diz. A mar-

3D e conectividade Com crescimento exponencial, o LED deixou de ser o principal atrativo para estimular as vendas que antecedem o campeonato mundial de futebol em 2014. Com metade de suas vendas nessa categoria, mercado que lidera, a Samsung aposta no aumento da demanda por modelos conectados mais do que na tecnologia 3D, assim como grande parte das concorrentes. “O 3D será inovação, mas a conectividade é a grande vedete para a Copa”, aposta André Sakuma, gerente de TVs da empresa. Nos lançamentos até

Os televisores Smart seduzem os brasileiros e sobressaem em relação aos de 3D. Em menos de dois anos, 80% dos televisores do País terão acesso à internet.

ca trabalha com a meta de elevar em 12% as vendas de televisores de todas as telas, durante a Copa do Mundo. Hoje, o LED responde por 25% das vendas de TVs da empresa. 44

eletrolarnews

2014, segundo o executivo, a empresa dará prioridade aos aparelhos Smart, com aplicativos e controle por meio de reconhecimento de voz. “Apostamos na interatividade associada ao LED”, acrescenta.


M ATÉ RI A ESP ECI A L – L I N H A MARROM

TV Samsung Slim LED ES8000

André Sakuma, gerente de TVs da Samsung

Dados da GfK pontuam que este mercado é mais promissor do que o de televisores 3D. Em 2011, os aparelhos conectados representaram 19% do mercado, enquanto os de terceira dimensão, 6%. De janeiro a abril deste ano, a participação de cada modelo nas vendas foi de 20,3% e 7,4%, respectivamente. A expectativa por parte dos fabricantes é que 80% das TVs produzidas no País até 2014 possam ser conectadas, enquanto a tecnologia 3D estará presente em 15% a 20% dos aparelhos. Além de falta de conteúdo disponível na TV aberta e a cabo, uma questão cultural influencia a menor demanda por 3D. “Pesquisamos e identificamos que 65% dos brasileiros aprovam essa tecnologia como uma opção de lazer no cinema, ou seja, fora de casa”, conta Alessandra Aguiar, gerente de marketing de TVs da Philips, cujo portfólio será constituído por 80% de TVs de LED a partir deste mês. A tecnologia 3D não chega a alcançar 5% das vendas no Brasil,

46

eletrolarnews

de acordo com a executiva, e em países europeus, nos Estados Unidos e Japão corresponde a 8%. “O sucesso do 3D estará condicionado ao estímulo das emissoras na programação e às campanhas promocionais muito grandes”, diz. Outra evidência que mostra um futuro promissor para as TVs conectadas, apontada por Alessandra, é a mobilização da indústria em torno do Ginga, sistema de interatividade para a TV digital, que será obrigatório até janeiro de 2013.

Escalação para a Copa Impulsionados pela redução dos preços e a disponibilidade de financiamento, alguns consumidores vêm adquirindo aparelhos nos quais assistirão à Olimpíada de Londres, à Copa das Confederações, no ano que vem, e à Copa do Mundo, em 2014. O portfólio das diferentes marcas dá indícios do que estará nas lojas dentro de um ano, e a indústria está atenta a oportunidades de venda, tanto que algumas TVs Smart podem receber atualizações até 2014.


Série 7000 – PFL7007, da Philips

Os modelos Slim LED ES8000 e Slim LED ES7000, da Samsung, por exemplo, poderão ser atualizados. Embora dispensem o controle remoto, pois suas principais funções são controladas por comandos de voz, movimento e reconhecimento facial, terão um kit que proporcionará um upgrade nos softwares e hardwares de ambos a partir de 2013. Para esses aparelhos, a empresa tem 370 aplicativos, alguns com temática voltada ao esporte, sobretudo futebol. O tema será reforçado pela campanha que traz o jogador Paulo Henrique Ganso. Em 2012, a Samsung aposta ainda em cinco séries, com 32” e 35”, bordas de 12 mm de espessura e conexão à internet. Outro fator, a conversão de 2D para 3D, deve ser levado em consideração no mercado de televisores. Tendência entre os modelos de

diversas marcas, essa conversão que permite assistir a qualquer programa em 3D, independentemente de seu formato, é um dos atrativos da Philco PH55M LED Smart 3D. O televisor da marca, com 55”, possui back light LED com recepção digital e HDMI, tecnologia Smart, receptor integrado à TV digital, som estéreo e conexão com o computador. Este ano, a Sony Brasil é a empres a que colocará mais modelos no mercado. Serão 10 séries, seis conectadas e quatro com tecnologia 3D. Um dos destaques é a Bravia Serie HX855, que oferece conectividade e interatividade, com diferenciais no design, tanto da TV como nos óculos 3D, que têm hastes flexíveis e mais leves, com acabamento em titânio. Em novembro, chegará ao

Alessandra Aguiar, gerente de marketing de TVs da Philips

mercado a série HX955, de 65”, com o recurso local dimming, que oferece melhor uniformidade de brilho, cor e contraste na tela da TV e maior nível de detalhes em imagens escuras. Ainda este ano, a Philips apresenta seis modelos, com opções entre 22” e 55”. Destaque para a série 7000 – PFL7007, tela LED Full HD, com acesso ao portal Smart TV interativo, que recomenda aplicativos de acordo com os hábitos de navegação do consumidor, e mais a tecnologia Ambilight, que permite às luzes do aparelho ultrapassarem a tela e chegarem à parede, o que aprimora a experiência 3D. Entre seus lançamentos está a série 3000 – PFL3007, com tela de LCD, em 32” ou 42”, voltada para os que querem migrar do aparelho de tubo para uma TV de tela fina. eletrolarnews

47


M ATÉ RI A ESP ECI A L – L I N H A MARROM

Outras Opções

Philco PH42M LED A4 – Full HD, oferece imagens de alta definição com baixo consumo de energia, conversor digital integrado, resolução máxima de 1.920 x 1.080 pixels, menu em português, inglês e espanhol, e HD Recorder (gravação de programas DTV através da entrada USB). Permite a conexão com o computador, com cabos HDMI (proporcionam áudio e vídeo com qualidade de cinema), reproduz músicas, fotos, vídeos e textos e seleciona canais nas frequências VHF/UHF e CATV (DTV).

Philips Série 6000 - PFL6007 – Disponível em 42’’ e 55’’, tem recurso 3D com ajuste de profundidade, conversão de 2D para 3D, tecnologia de polarização passiva FPR, Dual View Gaming (que possibilita tridimensionalidade de tela cheia para dois jogadores), aprimoramento de imagem de 240 Hz PMR e aplicativos de Smart TV (Skype, acesso a lojas de vídeo online, navegador de internet aberta, aplicativos online, compatível com aplicativo MyRemote, suporte a teclado, mouse USB-HID, navegador de mídia DLNA e Pause TV). Vem com quatro óculos Easy 3D, passivos, adaptador Wi-Fi USB, controle remoto e suporte de mesa.

48

eletrolarnews


Samsung LED Série EH5300 – O modelo, que dispõe de tecnologia Smart TV, oferece acesso à internet sem fio (Wi-Fi integrado) por meio do navegador Full Browser e permite utilizar todos os sites da web, além das plataformas exclusivas Smart Hub (com mais de 370 aplicativos) e Smart Content, com conteúdos que possibilitam compartilhar imagens entre os membros da rede pessoal, além de entretenimento educativo direcionado ao público infantil e ferramentas para exercícios físicos. Tem acabamento One Design com moldura de 12 mm de espessura, resolução de imagem Full HD (1.080 p) e frequência de CMR 120 Hz, para imagens em movimento mais realistas. Disponível nos tamanhos de 32’’, 40’’ e 46’’.

Sony BX355 e BX455 – O televisor BX355 possui qualidade de imagem High Definition, Live Color Creation (tecnologia que garante maior intensidade das cores), conexão HDMI e compatibilidade com os conteúdos do Google TV (vendidos separadamente). O aparelho BX455 é apresentado com sistema Full HD, tecnologia WCG (que garante cores vibrantes e mais reais em qualquer cena), receptor integrado para TV Digital e rádio FM.

eletrolarnews

49


D OSS I Ê - F er r O S D e paSS ar

Ferros de passar De janeiro a abril deste ano, o mercado total de ferros de passar cresceu 10% em volume vendido e 1% em faturamento em relação a igual período de 2011. O resultado mais positivo foi apresentado pela categoria de ferros a vapor: aumentou 7 pontos percentuais (pp) em unidades e 4 pp em valor, enquanto a de ferros secos sofreu queda de 7% em unidades e 4% em valor. Os ferros a vapor tiveram 69% de participação em unidades e 77% em valor. Os secos, 31% em unidades e 23% em valor, conforme dados da consultoria GfK. No quesito preço, os ferros a vapor sofreram a maior redução – passaram de R$ 77 para R$ 67, contra R$ 46 a R$ 45 dos ferros secos. Neste Dossiê, o espaço é para os ferros que estão no mercado nacional. 54

eletrolarnews


arNo

O

inovador Aquaspeed Autoclean, novo ferro de passar da Arno, tem potência de até 2.010 W e design ergonômico em branco e azul. Traz a patenteada base Durilium Palladium com 65 saídas de vapor e as exclusivas funções Eco (que permite economia de energia) e Power Zone (jato de vapor concentrado de 130 g/min). Possui reservatório com capacidade para 300 ml de água, sistema autolimpeza e Easy-Cord, que mantém o cordão afastado das roupas. Disponível em 127 V e 220 V.

BLaCK&deCKer

O

modelo AJ2032 funciona a vapor e a seco. Tem base revestida em Ceramic Gliss, função autolimpeza e sistema de anticalcário (que evita a corrosão da câmara de vapor), spray frontal, sistema de vapor na vertical e indicador de nível do reservatório de água. Possui poupa-botões em toda a lateral, cabo anatômico, com giro 360°, e suporte para enrolar o cabo elétrico. Disponível nas versões 127 V e 220 V.

BrITÂNIa

C

om base antiaderente e seletor de funções vapor, seco e autolimpeza, o ferro a vapor FB994A também possui jato extra de vapor e função spray. Vem com salva-botões, reservatório de água, luz indicadora de funcionamento e cabo elétrico giratório. Disponível em 127 V e 220 V, tem garantia de um ano.

BUILT

O

ferro a vapor BLT VAP tem potência de 1.200 W e funções seco, spray e vapor. Possui base antiaderente, seletor de intensidade de vapor, reservatório de água com capacidade para 120 ml e regulagem de temperatura. Disponível na cor azul, em 127 V e 220 V.

CadeNCe

O

Power Íons Turmalina IRO615 deixa as roupas mais macias devido à exclusiva tecnologia que elimina a eletricidade estática dos tecidos. Isso é possível porque a turmalina emite íons negativos. Possui controle de temperatura, função Selfclean (sistema de limpeza que evita o acúmulo de minerais e resíduos) e funções Power Vapor e Spray. Passa na vertical, a vapor ou a seco. Tem reservatório de 300 ml e vem com copo medidor.

de’LoNGHI

O

ferro a vapor FXN 15.4 tem potência de 1.500 W, base de teflon antiaderente, função steam e supersteam (para emissão vertical de vapor), e Easy Refill, exclusivo sistema de reservatório de água com vedação e entrada na parte posterior, que facilita o abastecimento e evita vazamento. Conta com cinco funções, vapor ajustável em quatro posições, sistema salva-botões, termostato regulável, luzes indicadoras e cabo com 2,5 m. Disponível em 127 V e 220 V. eletrolarnews

55


D OSS I Ê - F er r O S D e paSS ar

MALLORY

C

om design moderno, o ferro de passar Promax tem base em cerâmica superdeslizante, seletor de funções seco, vapor e autolimpeza, botões spray e jato extra de vapor. O modelo, informa a Mallory, pode ser utilizado na vertical, o que permite passar as roupas no cabide. Possui capacidade para 350 ml, cabo com giro de 360°, salva-botões e está disponível nas versões 127 V e 220 V.

MONDIAL

O

ferro a vapor Comfort Blue F-15 tem design moderno e base com revestimento antiaderente. Possui controle de saída de vapor, spray e vapor extra, que facilita o deslizamento e deixa as roupas lisas rapidamente. O cabo elétrico com giro em 360° permite maior movimento na hora de passar. Vem com sistema autolimpante, lâmpada piloto e salva-botões. Disponível em 127 V e 220 V.

NKS

P

roduto da linha Mais Você, da NKS, o ferro K955 tem potência de 1.200 W, base de cerâmica com furos para a saída de vapor e ponta de precisão para passar os lugares mais difíceis das roupas. Dispõe de seletor de temperatura, ajuste de vapor, ajuste automático em função do tecido escolhido, luz indicadora, reservatório de água transparente, botão vapor forte e cabo de força giratório. É apresentado em 127 V e 220 V e tem um ano de garantia.

PHILCO

O

modelo Ceramic Retrátil tem design clean em branco e cinza chumbo, base de cerâmica ultradeslizante, jato extra de vapor, função spray e seletor de temperatura com três ajustes – vapor, seco e autolimpeza. Vem com luz indicadora de funcionamento, salva-botões e reservatório de água transparente. Dispõe de compartimento para o cabo retrátil, que facilita o uso e o armazenamento. Disponível em 127 V e 220 V.

PHILIPS WALITA

C

om 1.450 W de potência, base revestida com uma camada especial antiaderente e reservatório de água de 300 ml, o ferro a vapor Philips Walita, modelo RI2560, dispõe de sistema que garante um forte jato de vapor para facilitar a redução de rugas e vincos e de duplo sistema Calc Clean de autolimpeza, que previne a formação de impurezas e estende a vida útil do aparelho. Conta com diversas funções, vapor ajustável, salva-botões, luz indicadora e cordão elétrico de 360°. Disponível em 127 V.

SUGGAR

O

modelo a vapor Madri tem design moderno, potência de 1.200 W, baixo consumo (1,2 kWh), aquecimento rápido, luz piloto, reservatório com capacidade para 180 ml e base antiaderente em aço inoxidável com 17 furos. Funciona a seco e a vapor. Conta com ajuste do jato de vapor, jato de spray e golpe extra de vapor.

56

eletrolarnews


Var e j o

PolishoP se rende ao varejo tradicional

C

riada para vender apenas pela TV, a Polishop decidiu abraçar de vez o varejo tradicional. Mais de 60% do seu faturamento vem das 152 lojas que mantém nos shoppings. A empresa vai abrir ao menos quatro megalojas até o final do ano, com no mínimo mil metros quadrados cada uma, com o propósito, segundo informa, de levar ao consumidor uma experiência nova. O conceito é de um grande showroom em que o comprador pode experimentar todos os produtos que viu na televisão. A primeira megaloja começou a ser planejada em fevereiro do ano passado e foi aberta no início de maio em Osasco, na Grande São Paulo.

Vendas do ComérCio online cresceram 67%

A

s vendas dos varejistas que atuam somente na internet cresceram em um ritmo 67% maior do que as das redes de varejo tradicional com lojas físicas e que operam também no comércio online, no acumulado de janeiro a abril, ante igual período do ano passado. A constatação é do estudo da Braspag, empresa que presta serviços de pagamentos online. Atualmente, o segmento representa 2,3% do varejo total no Brasil. O levantamento mostra que as vendas das lojas que só comercializam seus produtos pela internet, as “pureplayers”, aumentaram em 127% nos primeiros quatro meses do ano. Já as vendas online das redes que operam nos canais físicos e na internet, chamadas de multicanal, cresceram 76%. A Braspag projeta crescimento de 55% das transações que deve processar neste ano em relação a 2011, quando foram feitos 42 milhões de pagamentos, incluindo cartões de crédito, débito e boletos.

Varejo Brasileiro é o mais atrativo

A

crise internacional mudou o mapa dos mercados em desenvolvimento com maior potencial para atrair investimentos estrangeiros para o varejo. Países da América Latina e do Oriente Médio aparecem entre os 30 mercados mais atraentes, revela a edição deste ano do ranking feito pela consultoria americana A. T. Kearney. “A participação da América Latina e dos países do Oriente Médio é forte”, diz Esteban Bowles, sócio da consultoria. No caso do Brasil, que se manteve na liderança da lista pelo segundo ano, os fatores que mais contribuíram para ter permanecido no topo foram os indicadores de baixa saturação de mercado e o potencial de consumo, de acordo com o executivo. 58

eletrolarnews

Segundo a pesquisa, o tamanho do mercado varejista brasileiro aumentou em 15% no ano passado, e os gastos com consumo têm crescido 9% ao ano desde 2007. “O crescimento da nova classe média brasileira continua impulsionando o desenvolvimento do setor varejista”, afirma Bowles. A pesquisa aponta quatro setores entre os mais promissores no varejo brasileiro aos olhos dos investidores estrangeiros: eletroeletrônico, moda, beleza e móveis. O varejo de luxo também vem ganhando força no Brasil, reflexo da melhora do poder aquisitivo da população.

Classe d suPera B em consumo de eletroeletrônicos

P

esquisa divulgada pelo Instituto Data Popular revela que o consumo da classe D já ultrapassa o da classe B em diversas categorias de produtos, como eletroeletrônicos, eletrodomésticos, móveis, itens de higiene e beleza e medicamentos. Em 2011, as famílias desse segmento consumiram R$ 363,3 bilhões, valor correspondente ao PIB do Chile. Apenas com eletroeletrônicos, por exemplo, a classe D teve um gasto de R$ 10,9 bilhões no ano passado, 25,3% a mais que a classe B. São classificadas como pertencentes a este segmento famílias com renda per capita entre R$ 79 e R$ 327. O estudo foi realizado com dados de pesquisas do IBGE e do Data Popular.

Perfil de Consumidor dos shoppings

O

nze milhões de pessoas passam pelos shoppings centers do País diariamente, de acordo com a pesquisa Perfil de Clientes de Shopping Center, feita pelo Ibope Inteligência. A maioria dos consumidores (79%) pertence às classes A e B. Essa porcentagem chega a 93% quando a classe C1 é considerada. De acordo com o instituto, a renda média mensal familiar dos clientes das classes A e B é de R$ 6.550. As compras são a motivação de 40% dos frequentadores, seguidas por passeio (16%), alimentação (15%), serviços (10%), pagamento de conta (5%), banco ou caixa (5%) e cinema (4%). Com relação ao perfil, as mulheres são maioria (53%) e a faixa etária de 17 a 24 anos é a que mais frequenta shoppings (30%), seguida por pessoas entre 25 e 34 anos (23%), 35 a 44 anos (20%), 45 a 54 anos (14%) e 55 anos ou mais (13%). Apesar de o grupo dos mais velhos representar pouco em número de pessoas, é significativo no volume de vendas (19%), pois é o que reúne consumidores com maior renda e gasto médio.


IN S ID E

Grupo M.Cassab

investe em tecnologia sustentável

O

Grupo M.Cassab ampliou este ano o seu projeto de TI Verde e Sustentável por meio da parceria com a empresa Microcity. Toda a sucata eletrônica do Grupo foi recolhida pela empresa, que se responsabilizou pela destinação correta do material. No total, mais de 190 equipamentos eletrônicos foram reciclados, o que rendeu ao Grupo a certificação ambiental por conta do descarte e destino ecologicamente correto de seus equipamentos desativados de TI. Um dos principais motivos que levaram o M.Cassab a escolher a Microcity como sua fornecedora foi o fato de a empresa possuir iniciativas de sustentabilidade, como o projeto “Um micro por uma árvore”, no qual a emissão de CO2 é neutralizada pelo plantio de árvores. “Nós temos a consciência do nosso papel e responsabilidade com o meio ambiente. Por isso, estamos adequando a infraestrutura de nossas lojas ao modelo verde”, diz Sergio Bueno, chefe de tecnologia do Grupo M.Cassab. “O projeto está implantado em 60% das lojas da rede Spicy, e a ideia é que esteja em breve em 100% delas”, conta. No total, já foram plantadas 39 árvores.

Canon tErá

fábrica no brasil

A

japonesa Canon anuncia a instalação da primeira fábrica fora da Ásia. Hoje, a empresa produz câmeras digitais em sete unidades, sendo quatro no Japão e as demais na China, na Malásia e em Taiwan. A fábrica será instalada em Manaus (AM), com investimento próprio de R$ 2,78 milhões, e terá 1,8 mil m². A previsão é iniciar a montagem das câmeras em julho de 2013. O Brasil, segundo a Canon, é hoje o quarto maior mercado de câmeras digitais do mundo, atrás apenas dos Estados Unidos, da China e do Japão. Em 2011, conforme dados da consultoria GfK, as vendas totais de câmeras digitais no País aumentaram 28%, para 5,5 milhões de unidades. Para este ano, a Canon estima vendas de 8 milhões de equipamentos de todas a marcas.

62

eletrolarnews

WankE inauGura Cd no norte do País

J

á está em funcionamento o primeiro Centro de Distribuição da Wanke na cidade de Imperatriz, no Maranhão. O objetivo é atender clientes de nove Estados, principalmente de Tocantins, Pará e Maranhão. Com a nova unidade, a Wanke reforça a sua presença em todo o País e reduz o tempo de entrega dos produtos. Com 1.700 m², o centro de distribuição tem capacidade de armazenamento para suprir vendas de 30 dias. Em breve, o espaço terá, também, um departamento de suporte técnico.

ElEtrodoMéstiCos têm o melhor custo-benefício

E

m um ranking de 35 setores da economia, a internet banda larga fixa e móvel e a TV por assinatura ficaram com as últimas posições na avaliação dos consumidores, segundo estudo realizado pela CVA Solutions. O valor para os setores pesquisados se baseia na nota de custo-benefício percebido, em uma escala de 1 a 10, que teve como melhor segmento o de micro-ondas (nota 8,87), seguido pelo de refrigeradores (nota 8,81) e lavadoras de roupas (8,73). O setor internet banda larga aparece com a nota de 6,32, na última colocação entre os 35 pesquisados. A posição é pior do que a dos planos de saúde (nota 6,54), setor até então o mais mal avaliado pelos consumidores de todo o País. Na opinião dos entrevistados, as operadoras de internet precisam investir mais em infraestrutura para melhorar a qualidade de conexão, o padrão de sinal e o atendimento ao cliente. O estudo ouviu 5.485 consumidores que utilizam a internet banda larga fixa e móvel em seus computadores pessoais.

CorrEÇÃo

N

a página 69 da última edição, as legendas das fotos dos produtos da Electrolux, na matéria especial Linha Branca, saíram trocadas. A primeira foto é da lava e seca Intelligent Sensor 12 kg e a segunda, da secadora Ecoturbo 17 kg.


e n tr evi s ta

Desafios

da logĂ­stica Leda Cavalcanti igor Carvalho

66

eletrolarnews


A

infraestrutura continua sendo o grande problema da logística brasileira, afirma Leonardo Sanches de Carvalho, engenheiro mecânico, mestre em administração e com MBA em logística e distribuição pela Universidade Católica de Salvador (BA), nesta entrevista para Eletrolar News. “Temos matriz de transporte extremamente dependente do modal rodoviário, portos ineficientes e malha ferroviária muito acanhada para as dimensões do País, além de problemas fiscais e relativos à segurança”, acrescenta ele, que gerencia a área de logística e gestão de produção do Senai Cimatec – Centro Integrado de Manufatura e Tecnologia da Bahia. Como a logística contribui para o lucro ou o prejuízo de uma empresa? LEONARDO SANCHES DE CARVALHO LSC  Vivemos em um mercado global altamente competitivo, e os fatores qualidade e preço já não são determinantes, pois existe certa semelhança entre os players do ambiente concorrencial. Daí a grande relevância do nível de serviço associado aos produtos, ou seja, entregar certo e no prazo a um custo baixo determina quem continuará no negócio. É premente a necessidade de as empresas investirem fortemente em todo o processo logístico, buscando diferenciação para continuarem competindo no mercado. Cada vez mais o lucro ou o prejuízo de alguns segmentos industriais ou comerciais passarão pelo nível de maximização de suas operações logísticas. O que é imprescindível na elaboração de uma estratégia logística? LSC  Buscar a consolidação de um planejamento estratégico para “pensar” a organização a longo prazo, levando-se em consideração o viés logístico, deve ser sempre o primeiro passo. A partir daí, é preciso, também, considerar questões geográficas (localização em relação a clientes e fornecedores), disponibilidade de infraestrutura logística, nível de capilaridade e capacidade de investimento em tecnologia da informação. Esse último ponto às vezes é descuidado pelas organizações e pode colocar toda a operação logística em risco, pois não podemos esquecer que a logística se traduz em gestão de “fluxos” físico e de informação. Terceirizar a logística é melhor do que ter estrutura própria? LSC  A terceirização logística é um caminho viável, sim! Concentrar-se no seu core business pode vir a ser uma ação muito inteligente das organizações. Não se pode, porém, tratar isso como uma regra válida para todos. O que serve para uma organização não serve, na mesma medida, para outra. Cabe uma avaliação criteriosa para ver se há aderência ao modelo de gestão adotado pela empresa, pois, em determinados segmentos, a verticalização pode vir a ser o melhor caminho. Qual é a boa logística para o segmento de eletros? LSC  A boa logística se baseia em características simples. Entregar certo, no prazo acordado e com o preço justo. Para ser bom e eletrolarnews

67


e n tr evi s ta

eficaz, o processo logístico não necessita de operações “hollywoodianas”. Se os atores que compõem a cadeia de suprimentos de eletros adotarem uma postura colaborativa, certamente a logística acontecerá de maneira fluida, e todos sairão ganhando, principalmente o cliente final. No Brasil, quais as maiores dificuldades enfrentadas pelas empresas? LSC - Infraestrutura é o grande problema da logística brasileira. Matriz de transporte extremamente dependente do modal rodoviário, portos ineficientes, malha ferroviária muito acanhada para as dimensões do país, além de problemas fiscais e relativos à segurança. Caberiam outros. É preciso, porém, deixar claro também que, com muito trabalho e criatividade, as organizações fazem a sua logística acontecer. Manter centros de distribuição em vários pontos do País reduz custos? LSC - A estruturação de centros de distribuição em locais estratégicos pode vir a ser uma alternativa para reduzir os custos com o transporte. Não se pode esquecer, no entanto, de que existirão custos para montar e manter essa estrutura também. As organizações devem analisar seus processos logísticos de maneira sistêmica e não levar em consideração operações isoladas. A partir desse contexto macro é que devem decidir sobre a instalação de CDs ou a mobilização de grandes operações multimodais. A falta de segurança no transporte encarece muito a logística? LSC - Roubo de cargas e insegurança nas operações logísticas fazem parte do indesejado custo Brasil. Estudos recentes apontam que o custo logístico brasileiro está na casa de 10% do Produto Interno Bruto (PIB) e, certamente, a insegurança do nosso transporte de cargas contribui sobremaneira para engrossar esses números. Por consequência, as empresas se utilizam de seguradoras, equipamentos de alta tecnologia como rastreadores e até escoltas para minimizarem seus prejuízos em relação aos roubos de cargas. No caso do e-commerce, quais os problemas? LSC – A logística do e-commerce é o grande desafio dessa modalidade de negócio. Receber o produto íntegro e no prazo é o primeiro critério de avaliação dos clientes desse segmento. A logística, portanto, se configura como a primeira imagem da empresa para os clientes. Certamente, fazer entregas perfeitas (produto certo, prazo e qualidade) com a infraestrutura logística disponível não 68

eletrolarnews

Leonardo Sanches de Carvalho

é tarefa das mais fáceis. No entanto, a “evolução chinesa” dos últimos anos no segmento de e-commerce no Brasil prova que as organizações estão conseguindo superar as adversidades estruturais. Há diferenças entre logística para lojas físicas e virtuais? LSC - Existindo loja física, sempre haverá a possibilidade de o próprio cliente retirar a sua mercadoria, e, às vezes, o preço do produto é até diferenciado por conta disso. Nesse caso, geralmente, a empresa dispõe de produtos em estoque, e a entrega pode ser imediata. Já nas lojas virtuais o transporte sempre fará parte do processo e será de responsabilidade do vendedor. Será possível uma única norma para a logística reversa de eletros? LSC - A única regulamentação referente à logística reversa foi aprovada recentemente. Trata-se do Plano Nacional de Resíduos Sólidos, também conhecido como Programa de Logística Reversa. Essa ação governamental, entre outras coisas, responsabiliza o fabricante pela coleta e destinação de resíduos sólidos gerados pelos seus produtos. Até o momento, a lei se aplica a embalagens de óleo lubrificante, produtos de higiene e limpeza, embalagens em geral, lâmpadas fluorescentes, eletroeletrônicos e descarte de medicamentos. Atualmente, o sistema de logística reversa já funciona com pilhas, pneus e embalagens de agrotóxicos.


M até ri a esp eci a l - F O G Ões

No ceNtro da cozinha

De coadjuvante a ator principal, o fogão vem trilhando um caminho vitorioso. Voltou a ser presença marcante na cozinha porque, de um lado, a sua estética agrada aos olhos e, de outro, porque o homem gourmet está na moda. Leda cavalcanti

M

aduro, mas em evolução. Assim é o mercado de fogões, que no primeiro quadrimestre deste ano cresceu 10,2% em unidades e 7,6% em faturamento, de acordo com levantamento da consultoria GfK. Os produtos de quatro bocas continuam sendo os mais procurados, e a faixa de preço de até R$ 349 representa, hoje, cerca de 1/3 das vendas da categoria. Os produtos de cinco bocas tiveram o melhor desempenho: cresceram 15,3% e ultrapassaram os de seis bocas. Na comparação do mesmo quadrimestre de 2012 com o do ano passado, os fogões mais vendidos foram os situados na faixa de R$ 1.000 a R$ 1.299. Presente em mais de 99% dos lares brasileiros, o fogão é parte de um mercado 72

eletrolarnews

que se movimenta pelas novidades e, também, com o aquecimento do setor de construção civil e projetos como o Minha Casa, Minha Vida, afirma o diretor de marketing da Unidade de Fogões da Mueller, Alexandre Pires da Luz. “Além disso, os incentivos do governo, como o acesso ao crédito e a isenção do IPI, são grandes motivadores do consumo desse segmento. “Tudo isso gera demanda para eletrodomésticos e itens de linha branca e marrom.”

em hábito. Por isso, as pessoas estão procurando, progressivamente, fogões com recursos que permitem melhores resultados. Cozinhar bem não depende só de curso, é preciso ter equipamento adequado”, diz Carlos Fleischfresser, gerente de marketing e e-commerce da Lofra Sud America. A introdução desse tipo de produto ainda está em estágio inicial no Brasil. Por isso, sua participação é de 3% do mercado.

Nos últimos anos, fogões mais sofisticados vêm ganhando mercado graças ao movimento que despertou nos homens o gosto pela cozinha e fez desta um local de interação com a família e os amigos. “O mercado vem evoluindo, e a culinária se transformou de hobby

Design e tendências Com alta penetração em todas as classes sociais, a categoria de fogões segue tendências. “Atualmente, as principais são as novas tecnologias de cocção, como vapor, tripla chama, grill e duplo (tanto gás + gás como gás + elétrico),


O brasileiro troca o fogão, em média, a cada sete anos, atraído pelos novos produtos que chegam ao mercado e, também, por causa do aumento de seu poder aquisitivo. além de produtos mais sofisticados, com design moderno e painéis digitais ou touch screen”, explica Luana Inocentes, gerente de produtos Food Preparation da Electrolux. O design também é fator decisivo para a compra, acrescenta a executiva. “Não só pelo visual do produto, no sentido de criar uma cozinha com eletrodomésticos modernos e inovadores, mas também pela facilidade na limpeza.” Sup erintendente da E smaltec, Annette Reeves também acredita que o design pesa muito na compra. “Isso acontece porque o consumidor

não busca apenas funcionalidade, ele quer preço, mas também deseja que o seu produto seja visto e admirado”, diz. Ela acredita, também, em progresso constante do mercado de fogões e na tendência de sofisticação. “A evolução se dará pela qualidade e pelo design a um preço acessível à classe C, que sonha consumir o que vê de mais sofisticado, mas ainda não tem fôlego para alcançar seu objetivo”, acrescenta. “Diante do novo perfil do consumidor, que valoriza atributos, o design, sem dúvida, é fator determinante”,

afirma Clóvis Simões, diretor comercial da Atlas Eletrodomésticos. Graziela Carmezini, gerente de marketing das marcas Continental e Dako, concorda. “O design é um fator importante na compra de qualquer produto da linha branca, principalmente no caso de fogões, já que não têm grandes inovações tecnológicas. A busca por design moderno e funcionalidades é essencial para a escolha do fogão”, diz. Hoje em dia, quando até os momentos de preparo das refeições são divididos com a família e os amigos, o consumidor moderno procura adquirir eletrodomésticos funcionais. “Ele quer produtos que possam fazer a diferença no ambiente. Por isso, os fogões com design moderno e sofisticado acabam conquistando a preferência do cliente. Modelos em inox, com cinco queimadores e duplo forno são os itens mais desejados”, garante Fernanda Afonso, gerente de marketing da GE.

Comparativo de desempenho de fogões por segmento Unidades e Valor Vendas em Unidades % jan 11 -abr 11

66,1%

Vendas em Valor %

jan 12 -abr 12

jan 11 -abr 11

jan 12 -abr 12

52,1%

54,6%

68,4% 4 bocas 5 bocas 6 bocas

28,8% 16,1%

17,8%

28%

16,8%

14,8%

19,1%

17,4%

© by GfK-RT, www.gfkrt.com

eletrolarnews

73


M até ri a esp eci a l - F O G Ões

O que é nOvO

a

pro cura p or fogõ es com mais estilo, este uma condição essencial, recursos e funcionalidades estimula as empresas para o lan-

çamento de produtos que acompanham as atuais tendências de mercado. Confira, abaixo, as novidades e suas características.

AtlAs eletrOdOmésticOs

s

Coliseum quatro bocas

Grécia cinco bocas

Mônaco cinco bocas

Mônaco seis bocas

74

eletrolarnews

ua meta é incorporar soluções diferenciadas aos produtos e alinhadas à expectativa do consumidor. “Nosso foco prioritário é o enorme contingente de consumidores que, através da expressiva evolução da renda, vem qualificando e ampliando suas experiências de compras”, afirma Simões. A empresa redesenhou, totalmente, a sua nova linha promocional. “Apresenta design moderno e excelente relação custo-benefício. Os fogões possuem mesa em aço inox sobreposta, tampa de vidro sem puxador e manipuladores removíveis”, explica o diretor comercial. Entre os destaques, a linha Grécia conta com fogões de quatro, cinco e seis bocas, com forno autolimpante, atributo presente também nos da linha Mônaco (quatro e seis bocas). O Coliseum, de quatro bocas, dispõe de mesa de inox sobreposta, copo estampado e espalhador esmaltado. Os fogões Gênova completam as novidades da Atlas. Com quatro e cinco bocas, têm mesa com botões, cinco posições para o controle da temperatura e forno autolimpante. O produto de seis bocas dispõe de queimador central mega e chama 3.000 W.

Clóvis Simões, diretor comercial da Atlas Eletrodomésticos


M até ri a esp eci a l - F O G Ões

Continental/Dako

a

linha de fogões Innovazione, da Continental, tem atributos como o botão na mesa e controle de forno independente. “Com design alegre e jovial, traz 17 novos modelos, subdivididos em quatro séries: Avanzato, Evidenza, Novitá e Singolo. Em breve, teremos mais novidades nesta categoria. A Dako e a Continental são marcas muito tradicionais nesse mercado”, diz Graziela. O Avanzato 5B, em inox, com o exclusivo design Sedna, é o único com botões na mesa e controle do forno independente no painel. Tem cinco bocas, tripla chama, grill a gás, timer sonoro, grades resistentes, prateleira autodeslizante e prateleira deslizante, luz no forno, porta balanceada e puxador escovado. O Evidenza, em inox, tem quatro ou cinco bocas; em branco, quatro bocas. Todos são apresentados nas versões piso e de embutir. Fogão Avanzato, da Continental, nas versões piso e de embutir

Fogão Diplomata Grill, da Dako

76

eletrolarnews

A Continental tem, também, o Novitá, fogão em inox, com cinco bocas e prateleira fixa com dois níveis; e o Singolo, branco, com quatro bocas e duas prateleiras fixas, ambos para piso. Para embutir, oferece o Grand Prix, em inox, com mesa sem relevo e furações, queimador superchama, grande forno e manípulos com trava de segurança. O Diplomata Grill, em branco e com quatro ou cinco bocas, é o fogão da marca Dako, para piso. Com forno autolimpante, tem mesa sobreposta em aço inox brilhante e sem furação, acendimento automático, queimador duo, sobretampas esmaltadas e tampa com vidro total. “A Dako foi nove vezes a marca mais lembrada pelos brasileiros na categoria de fogões”, destaca a gerente de marketing.

Graziela Carmezini, gerente de marketing da Continental e Dako


M até ri a esp eci a l - F O G Ões

ElEctrolux

s

uas principais novidades são as linhas Chef, Celebrate e Blue Touch Nutri Vapor. “Esta é a única do mercado que tem no forno a gás a tecnologia de cocção a vapor. É capaz de cozinhar todos os alimentos no vapor”, garante Luana. É apresentado em dois modelos, de piso – com dois fornos, um elétrico e um a gás, para preparar duas receitas simultaneamente – e de embutir. O acessório Nutri Vapor é um refratário de vidro onde se concentra o vapor, que atinge temperatura de até 280 ºC. Permite o cozimento de diferentes alimentos ao mesmo tempo e não transfere o sabor e o odor entre eles. O fogão tem eficiência energética classe A, mesa de vidro espelhada, grades individuais em ferro fundido, queimadores selados e painel blue touch.

Blue Touch Nutri Vapor, da Electrolux

A Electrolux também renovou a linha Chef com três modelos: Chef Timer, Chef Super e Chef Inox, todos com quatro queimadores, acendimento automático, grades individuais e mesa compartimentada. “O forno desses modelos é o maior do segmento, possui 70 litros de capacidade e vem com o sistema autolimpante e o limpa-fácil, que permite a remoção do vidro interno”, conta a gerente de produtos. Os fogões estão disponíveis em branco ou inox. A linha Celebrate também foi renovada, e seus sete modelos atendem o segmento premium: 56SB, 56SPB, 56SX, 56DB, 76SRB, 76SRX e 76SB. Com quatro, cinco e seis queimadores selados, têm mesa em inox, grades ergonômicas e botões removíveis. Estão disponíveis com duplo forno a gás ou forno simples. Os modelos de cinco queimadores, em branco e inox, têm timer digital, acendimento automático e sistema bloqueia-gás.

78

eletrolarnews

Luana Inocentes, gerente de produtos Food Preparation da Electrolux


M até ri a esp eci a l - F O G Ões

EsmaltEc ElEtrodomésticos

Annette Reeves, superintendente da Esmaltec

a

presenta ao mercado, na 7ª Eletrolar Show, seu novo fogão Top Control, nas linhas média, luxo e inox. A empresa decidiu pelo lançamento do produto na feira por considerar que é importante marcar sua primeira participação com algo muito especial. “A partir deste lançamento, iniciamos as atividades em um segmento em que vamos dar ainda mais atenção ao design e conforto, propondo melhor visibilidade e manuseio dos nossos

80

eletrolarnews

fogões. Como resultado, oferecemos um produto mais sofisticado, de fácil ergonomia, que permite melhor limpeza e tem preço acessível”, afirma Annette. A grande consumidora dos produtos da Esmaltec é a classe C, observa a superintendente da empresa. “Exatamente porque oferecemos produtos que se encaixam no seu desejo de consumo e adequados ao seu orçamento. Vamos chegar com preços bem competitivos”, explica.


M até ri a esp eci a l - F O G Ões

GE

Fernanda Afonso, gerente de marketing da GE

a

Mabe desenvolve produtos funcionais com design avançado e tecnologia, unindo beleza e modernidade, afirma Fernanda. “São características apreciadas pelo consumidor antenado, inteligente e criativo, que busca funcionalidade sem abrir mão do acabamento”, acrescenta. Em seu portfólio, há modelos de piso e de embutir. “Temos uma linha completa de fogões, de vários tamanhos e acabamentos, e diferenciais como fornos a gás ou elétricos, que permitem controlar as chamas com mais precisão”, explica a gerente de marketing. Fogão GE Tech

82

eletrolarnews

Seu destaque é o novo fogão GE Tech, que tem dois fornos, um a gás com capacidade para 115 litros e outro elétrico, tipo gaveta, com capacidade

para 40 litros. O painel de controle de LCD permite programar temperatura, tempo de preparo e desligamento automático. O fogão GE Tech, que é o mais moderno da marca, dispõe de queimador gourmet, com o qual é possível controlar individualmente as três chamas, o que é importante para cozinhar, por exemplo, uma paella ou um creme. Tem trempe robusta em ferro fundido, acabamento em aço inox e portas de vidro espelhado.


M até ri a esp eci a l - F O G Ões

Lofra

Carlos Fleischfresser, gerente de marketing e e-commerce da Lofra Sud America

a

novidade da empresa é a linha de fogões da marca Tecno, nova divisão da Lofra Sud America Ltda., que traz design inspirado nos fogões profissionais. Fabricados na Itália, seguem normas europeias de segurança e são voltados para chefs, gourmets e aos que procuram recursos que ofereçam resultados culinários, segurança e durabilidade. “Nossos fogões duram décadas”, destaca Fleischfresser.

Fogão Tecno TX9 TUGA5, da Lofra

Os produtos são apresentados em três tamanhos: 60 cm (quatro bocas e 60 litros de capacidade), 70 cm (cinco bocas) e 90 cm (cinco bocas e 112 litros de capacidade). Dispõem de queimadores profissionais Sabaf, com tripla chama. De piso ou de embutir, ostentam uma estética profissional. Assam mais rápi-

84

eletrolarnews

do e contam com o exclusivo mostrador da temperatura do forno, muito utilizado por chefs de cozinha. “Não havia fogões deste tipo no varejo”, afirma o gerente de marketing e ecommerce da empresa. Entre os atributos dos fogões, estão o forno a gás com ventilador tangencial, que distribui o calor no sentido horizontal e de forma mais homogênea, churrasqueira por infravermelho no forno, botões mais encorpados e trempes de ferro gusa.


M até ri a esp eci a l - F O G Ões

Mueller

Alexandre Pires da Luz, diretor de marketing da Unidade de Fogões da Mueller

p

roduz fogões de quatro, cinco e seis bocas nas versões branca, bege, preta e inox. Na linha Colore, apresenta produtos em vermelho, azul petróleo e roxo. Este ano, a novidade ficou com os queimadores de dupla e tripla chama, desenvolvidos pela empresa.

Fogão Maggiore, cinco bocas

86

eletrolarnews

“No primeiro trimestre, relançamos dez fogões com queimadores do tipo dupla chama. O modelo Maggiore recebeu, também, o novo tripla chama e, dessa forma, nossos produtos atendem às diferentes necessidades dos consumidores”, explica Pires da Luz. Com cinco bocas, o Maggiore, que tem padrão A de eficiência energética pelo Inmetro, dispõe de quatro tipos

de queimadores: tradicional, família, dupla chama e tripla chama. “É o produto que oferece a mesa mais potente de seu segmento de atuação”, atesta o diretor de marketing da Unidade de Fogões da Mueller. A empresa, que está há 60 anos no mercado e conta com a certificação IS0 14001, tem como foco principal consumidores da classe C e aqueles que estão ascendendo para a B. Seus produtos têm mesa vedada, manípulos removíveis e grade deslizante no forno.


Artigo

Foto: Divulgação

SUSTENTÁVEL,

HÁ 70 ANOS

Antonio Delfim Netto, professor emérito da Faculdade de Economia e Administração da Universidade de São Paulo. Foi ministro da Fazenda, da Agricultura e do Planejamento.

N

os anos cinquenta do século passado, a ideia do desenvolvimento sustentável (à época, “crescer ou preservar?”) já alimentava discussões na Universidade de São Paulo, com mais frequência na Faculdade de Economia – a FEA-USP. Vivíamos a ênfase do desenvolvimento acelerado que marcou o governo JK (1956/61), com a expansão da indústria automobilística, as grandes obras de infraestrutura especialmente no setor rodoviário, a indústria de construção naval 90

eletrolarnews

e a metassíntese do desenvolvimentismo orientado para o interior com a mudança da capital federal para Brasília. Um dos nossos mestres, o professor Nicholas Georgescu Roegen, um grande economista romeno que nos ajudou muito na USP, nos ensinou que “o mundo era finito e que, um dia, o desenvolvimento iria ter de marcar um encontro com a realidade”. Demorou um pouco, mas chegou a hora... Sempre acreditamos na possibilidade de conciliação entre o processo de desenvolvimento e a preservação ambiental.


A consciência desse fato começou a aparecer de forma mais transparente nos anos 70 do século passado, com a preocupação de que as grandes obras de infraestrutura requeridas no processo de crescimento iriam danificar a natureza e, com o tempo, destruiriam o ambiente em que vivíamos. Nós tivemos uma demonstração muito clara dessa preocupação quando o Banco Mundial começou a condicionar o financiamento dos nossos maiores projetos à elaboração de programas de conservação da natureza.

conferência Rio+20 que a ONU patrocinou entre os dias 20 e 22 de junho, no Rio de Janeiro. É importante compreender que o mundo é mesmo finito: chegou o momento de lidar com a sentença do professor Georgescu e enfrentar o fato que talvez a humanidade tenha de se conformar com um crescimento mais moderado daqui por diante. Esse processo de discussão agora é necessário para conscientizar as pessoas de que não haverá como acomodar toda a população que está chegando aos mercados num padrão de consumo equivalente aos níveis americanos.

O desenvolvimento da exploração mineral na região amazônica – o programa do Grande Carajás – foi o primeiro Na solenidade de abertura do Pavilhão Brasil, que anteempreendimento a atender às condicionalidades que o cedeu em uma semana a Rio+20, a presidente Dilma foi Banco Mundial apresentou em matéria de proteção am- bastante objetiva ao afirmar que “o cuidado com o meio biental para então aprovar o financiamento. O projeto ambiente deve ser parte do desenvolvimento de um país incluiu desde a extração dos minérios a implantação do e não deve mudar ao sabor de crises. Significa um posiciosistema de transporte para o escoamento da produção namento pró-crescer, incluir, preservar e conservar, como (rodovia, ferrovia e porto), até o aproveitamento integrado parte intrínseca de uma concepção de desenvolvimento. da hidroeletricidade Significa, também, e da navegação no melhorar a produRio Tocantins. Hoje, tividade do nosso “Um dos nossos mestres, o professor Nicholas ali funciona a grande solo, preservar os Georgescu Roegen, um grande economista usina de Tucuruí e recursos naturais vão sendo instalae defender o deromeno que nos ajudou muito na USP, nos das as eclusas para senvolvimento ensinou que ‘ o mundo era finito e que, um a regularização da que queremos”. navegação f luvial dia, o desenvolvimento iria ter de marcar desde o Estado O que vai funcionar um encontro com a realidade’. Demorou do Pará , demanna prática é exataum pouco, mas chegou a hora... Sempre dando o curso do mente o resultado Rio Amazonas. do grande esforço acreditamos na possibilidade de conciliação tecnológico que entre o processo de desenvolvimento e a O presidente do está sendo desenBanco Mundial, Rovolvido na indúspreservação ambiental.” bert Mc Namara, era tria, na própria atiSecretário da Defesa vidade de campo dos Estados Unidos dos agricultores, nas quando autorizou o uso do napalm nas florestas asiáti- descobertas que eles fizerem, na integração da pesquisa e cas e certamente tinha alguma dor na consciência pela dos processos produtivos. destruição do meio ambiente nas guerras da Coreia e do Vietnã. Ao assumir o Banco, ele passou a exigir com mui- Aos ecologistas mais ansiosos, que hoje defendem a reta dureza compromissos para preservação do meio am- dução do consumo, é bom lembrar que ainda estamos a biente nos projetos que financiava. Foi quando realmente meio caminho do objetivo de garantir aos brasileiros três essa conscientização se transformou em prática corren- refeições por dia e que isso vai exigir um forte aumento te, pois teoricamente essas ideias já eram discutidas há na produção de alimentos e na oferta de energia, espebastante tempo. cialmente do potencial dos rios da Amazônia. É de lá que receberemos a energia necessária para garantir o desenNão sei qual o tratamento que será dado às recomenda- volvimento sustentável em todo o território brasileiro, ções que se referem ao desenvolvimento sustentável na inclusive no Centro-Sul e no Sudeste mais industrializados. eletrolarnews

91


E LE T R O S

Frentes

de trabalho Lourival Kiçula, presidente da Eletros – Associação Nacional de Fabricantes de Produtos Eletroeletrônicos

Foto: divulgação

O

mercado de eletroeletrônicos brasileiro vive um momento histórico. A expansão do setor vê seus reflexos na edição recorde da Eletrolar Show deste ano, que está 60% maior que a de 2011. Para a indústria, o desafio do crescimento impõe atenção a uma agenda mais ampla. Três temas assumem relevância e podem ser identificados por importantes frentes de trabalho: a questão da carga tributária, o conceito da essencialidade na vida moderna e a adequação à nova lei de tratamento de resíduos sólidos.

Carga tributária A bem-sucedida experiência de redução do IPI da linha branca serve de alerta para a questão da elevada carga tributária brasileira que acomete praticamente todos os setores da economia. É necessário que se busquem soluções para o sistema tributário vigente no País, que propiciem os investimentos e a manutenção dos empregos. Nossa gestão como representantes do setor de eletrodomésticos e eletrônicos é uma ação que busca dar melhores condições ao consumidor, com produtos cada vez melhores e com custo adequado. A economia global passa por um momento de apreensão. Aqui no Brasil, com uma melhor distribuição de renda, o setor de eletroeletrônicos pôde contar com uma readequação da demanda. A chegada de novas tecnologias, como os televisores de tela fina, trouxe o desejo da troca de aparelhos – em 2011, a indústria atingiu 14 milhões de TVs vendidos, superando os 12 milhões em 2010, ano da Copa do Mundo.

Essencialidade A sociedade atual anseia por mudanças. O conceito de essencialidade se expande. Hoje, não só o fogão é fundamental 94

eletrolarnews

para uma família. A lavadora de roupas, também. Com o uso desse eletrodoméstico, a mulher tem condições de trabalhar fora e ajudar na renda do lar. O Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) foi criado em 1964. As mudanças de comportamento da sociedade nesses 48 anos foram gigantescas. É imprescindível um olhar atento para as necessidades que o cotidiano impôs aos lares brasileiros. Para que se tenha ideia, em 2000, a indústria vendeu 1 milhão de lavadoras de roupa e, em 2011, 6 milhões (considerando as automáticas e semiautomáticas). Um crescimento significativo, mas o produto está presente em apenas 49% das residências brasileiras. Há um mercado promissor a ser conquistado, e a redução da alíquota do IPI de forma definitiva tornará possível maior acesso a vários produtos, como refrigeradores, liquidificadores, batedeiras, entre outros.

Resíduos sólidos Readequar a indústria à lei que implementa uma política de resíduos sólidos está entre os desafios para os próximos dois anos. Precisaremos encontrar fórmulas adequadas a todos os envolvidos, para a criação de uma cadeia de logística reversa, gerando o descarte apropriado dos eletroeletrônicos. Essa política ecoa também os anseios da sociedade em prol do desenvolvimento sustentável, que teve na conferência Rio+20 um lugar de reverberação que não podemos nos furtar a atender. A logística reversa, no entanto, será uma questão complexa e demanda entendimento entre as partes. O importante é que todos tenham consciência da importância de sua participação para que se possa chegar a um bom termo.


E M P R ES A

Mondial aMplia

complexo industrial na Bahia Obra permitirá aumento de 48% na capacidade de armazenagem do centro de distribuição e também beneficiará outros setores.

Vista do parque fabril, na Bahia

Fotos: divulgação

E

mpresa que tem linhas completas de eletroportáteis, incluindo aquecimento, cozinha, lar, ventilação e ferramentas elétricas, a Mondial amplia, mais uma vez, as instalações de seu complexo industrial na cidade de Conceição do Jacuípe, na Bahia, onde produz 70% de seu volume de venda. Dentro de uma área total de 153 mil m², o espaço que abriga a produção de portáteis e ventiladores e mais o centro de distribuição passará de 60 mil m² para mais de 70 mil m². A obra será concluída entre setembro e outubro deste ano. Com a expansão, a capacidade de armazenagem do centro de distribuição terá crescimento de 48%. O número é expressivo e está ligado, principalmente, ao aumento da área física e à moderni-

to, serviços de qualidade e a atenção aos clientes”, afirma Giovanni Marins Cardoso, diretor comercial e de marketing da Mondial. Outros setores também serão beneficiados com a ampliação, conta Marins Cardoso. “Haverá incremento global da capacidade industrial com a ampliação da área do parque de injetoras, tampografia, fabricação de motores e montagem para a produção de ferros elétricos, liquidificadores, batedeiras, espremedores, extratores de sucos, ventiladores e circuladores de ar.”

Evolução A Mondial vem passando por um processo de constante evolução. Em 2011, tinha 175 produtos nos segmentos de

A empresa fabrica 70% de seu volume de venda no Brasil e estima terminar este ano com 233 produtos no portfólio. zação no sistema de armazenagem. “Estamos consolidando mais uma vez nossa posição de priorizar o atendimen98

eletrolarnews

portáteis, áudio e vídeo e ferramentas elétricas. Em 2012, está com 208 produtos em linha e apresenta, ainda, 33 lança-

Giovanni Marins Cardoso, diretor comercial e de marketing

mentos na 7ª Eletrolar Show. A previsão é encerrar este ano com 233 produtos em seu portfólio. A empresa testa seus produtos dentro da norma IEC – International Electrotechnical Commission. “Produzimos um liquidificador a cada 3 segundos, um ventilador a cada 1,5 segundo, um espremedor a cada 9 segundos, uma batedeira a cada 8 segundos, um ferro elétrico a cada 9 segundos e um extrator de sucos a cada 21 segundos, considerando as horas úteis de trabalho. Testamos um a um”, explica Marins Cardoso.


L AN Ç A M EN T O S P R O D U T O S

AMVOX

Climatizador aCl 650

C

om design moderno, o climatizador da Amvox é 3 em 1: climatizador, circulador e umidificador de ar. Econômico, tem potência de 75 W, três velocidades, tanque com capacidade para 6,5 litros de água, rodinhas e alças laterais para facilitar o transporte. Vem com dois recipientes com gel para resfriamento e controle remoto. Disponível em 127 V e 220 V.

ARNO

Batedeira elipse

C

om a exclusiva tecnologia 3D e acabamento com efeito de inox escovado, a batedeira Arno Elipse combina três ações simultâneas para a elaboração de receitas. Seu tamanho e formato aceleram o processo de mistura e deixam as massas macias e aeradas. Tem cinco velocidades e 300 W de potência. Disponível em branco e em preto, terá uma versão vermelha, com duas tigelas, e integrará a linha Collection.

BATIKI

UmidifiCador Cosmos Jss12501

BELLANI

Bella pop Color

A

Bellani, marca do Grupo Capri, apresenta a chapa Bella Pop Collor, produto com patins de cerâmica e que atinge a temperatura de até 200 °C. A chapa possui cabo giratório e está disponível em rosa, lilás, vermelho e preto. O produto, que é bivolt, vem com indicador ON/OFF em LED.

102

eletrolarnews

U

ma das novidades da Batiki é o umidificador Cosmos JSS12501, modelo com reservatório de água para 2,5 litros. Fácil de usar, possui controle de intensidade de névoa e timer para até 12 horas. O produto é bivolt e tem baixo consumo de energia.


BROCKS

parafusadeira 3.6 V

O BRITÂNIA

Multiprocessador Multipro inox

M

Grupo Capri lança a parafusadeira sem fio da marca Brocks, modelo com tensão de bateria 3.6 V e rotação do motor de 180 rpm. É articulável em duas posições, reta e angular. A parafusadeira é acompanhada por 18 acessórios e está disponível em 127 V e 220 V.

odelo compacto, o Multipro Inox tem 300 W de potência e permite ralar, fatiar e processar diversos alimentos. Conta com duas velocidades, função pulsar, trava de segurança que impede o funcionamento se a tampa não estiver encaixada e base antiderrapante. Vem com lâminas de aço inox para processar os alimentos, disco para ralar e fatiar, pilão para empurrar e jarra transparente. Disponível em 127 V e 220 V, tem garantia de um ano.

CADENCE

Multiprocessador efficace plus Mpr852

BUILT

churrasqueira elétrica

A

churrasqueira elétrica Built 4 pode ser embutida em casas ou apartamentos. Dispensa nichos de alvenaria, chaminés ou outro tipo de sistema de exaustão ou gás. Vem com quatro espetos rotativos, controle automático de temperatura, timer de 120 minutos, bandeja coletora de resíduos e grelha com três níveis de altura. A moldura tem acabamento em aço inox. Internamente, é autolimpante. Potência de 2.200 W na versão em 127 V e 2.500 W em 220 V.

C

om 600 W de potência, o Efficace Plus processa todos os tipos de vegetais, queijos, carnes, grãos e gelo. Funciona também como liquidificador e espremedor de frutas, além de ralar, cortar em tiras, palito ou fatias, moer, triturar, bater e misturar, informa a Cadence. O corpo do aparelho tem sistema de travas de segurança e pés com ventosas. Vem acompanhado de espátula, pilão, três discos, duas lâminas, espremedor de frutas e jarras (multiprocessador e liquidificador).

eletrolarnews

103


L AN Ç A M EN T O S P R O D U T O S

CALOI

Caloi 100

P

ara quem gosta de estilo, a marca apresenta o modelo Caloi 100 com grafismo, visual clean e moderno. A bike tem quadro 18 em alumínio, câmbio Caloi de 21 marchas com Grip System, rodas de aro 26 e sistema de freios V-Brake. Vem com selim estilo conforto e guidão mais alto, que proporciona postura mais confortável, destaca a empresa. O modelo é indicado para pedaladas em parques, ruas ou praias.

CASAVITRA

CooktoPs CoM Mais Cores

C

inza, azul, turquesa e branco são as novas cores do cooktop Excellence (com duas a cinco bocas e chamas nas opções rápida e tripla), da Casavitra. Duas vezes ao ano, a empresa renova as cores, seguindo as tendências de Milão, Itália. A cartela se completa com o bordô, preto, vermelho, amarelo, branco, petit-pois, retículas e xadrez, além de opções tradicionais.

COBIMEX

lavadora MPX 130 Bl

DAFRA

BiCiCleta elétriCa veX vl

A

linha de bicicletas da Dafra tem dois modelos, VEX VL e VEX VX, com baterias fáceis de carregar e econômicas, com consumo mensal igual ao de uma lâmpada de 15 W. Destaque para o modelo VEX VL com rodas aro 26”, quadro de alumínio, bateria de lítio de 24 V/6 Ah, 350 W de potência e autonomia entre 35 e 40 km. Tem câmbio Shimano SIS Tourney TX 7 velocidades, cinco níveis de assistência do pedal, display indicador de velocidade, hodômetro e botão On/Off de bateria. É possível levar um garupa de até 60 kg.

104

eletrolarnews

I

ntegra a linha de lavadoras de alta pressão Michelin, comercializada no Brasil com exclusividade pela Cobimex. O modelo MPX 130 BL tem 1.700 W, cabeçote de alumínio, filtro na entrada de água, bico turbo, alça retrátil, 5 m de mangueira, 5 m de cabo de alimentação, reservatório para detergente, gatilho com trava de segurança, autoescova, suporte para mangueira, porta-acessórios e rodas. Disponível em 127 V e 220 V.


L AN Ç A M EN T O S P R O D U T O S

DE’LONGHI

Máquina de café expresso ecaM 22.110 sB

A

nova máquina de café expresso Magnifica S possui sistema Thermoblock e Autocappuccino System patenteados pela De’Longhi. Vem com novo moedor integrado, cônico e silencioso, com 13 níveis de ajustes, e pode ser utilizada com pó ou grãos de café. Tem potência de 1.450 W, 15 bar, compartimento de água transparente, com capacidade para 1,8 litro, botões seletores luminosos, suporte e aquecedor de xícaras, além de dispenser ajustável de acordo com o tamanho das xícaras. Disponível em 127 V e 220 V.

DREAM FITNESS

Bicicleta ergoMétrica Horizontal

A

Dream Fitness lança uma linha de produtos magnéticos fabricados no Brasil. Destaque para a bicicleta ergométrica horizontal modelo MAG 5000 H, de uso doméstico, com capacidade para 120 kg. Vem com monitor que tem seis funções: tempo, velocidade, distância, calorias, pulsação e recuperação. Possui banco anatômico, chassis de tubos de aço e carenagens de ABS. Disponível em cinza metálico com preto.

DYNASTY ELETRO

adega

C

om design moderno, corpo na cor preta e porta vermelha, a adega termoelétrica tem volume interno de 25 litros e capacidade para oito garrafas. Dispõe de pés reguláveis para ajuste de nível e funciona sem ruído e trepidação. Com o sistema de fechamento de portas (vedação), a adega permanece hermeticamente fechada, destaca a Full Fit, distribuidora da Dynasty Eletro no País. Disponível em 127 V e 220 V.

ELG

suporte articulado de parede eM02V4

P

ara TVs e monitores de 26” a 55” com até 28 kg e compatível com os padrões de fixação VESA, o suporte da ELG tem só 4 cm de distância da parede quando está com os braços recolhidos. É a menor do mercado, informa a empresa. Possui funções para avanço e recuo da tela, giro horizontal até 90° (limitado ao tamanho da TV) e sistema de ajuste de inclinação. Acompanham organizador de cabos, capas de acabamento, sistema de encaixe rápido e parafuso de segurança.

106

eletrolarnews


ETERNY

Caixa de som eT43003

C

om design elegante e 100 W de potência, a caixa de som ET43003 da Eterny possui alto-falante de 10’’, equalizador e bateria recarregável. Dispõe de entradas para cartão SD e USB, além de duas entradas P10 para instrumentos e duas para microfone. Vem acompanhada de um microfone sem fio e é compatível com AC & DC.

FALMEC

Coifa NarCisse

O

modelo Narcisse é o mais novo integrante da linha de coifas Milano. A coifa, fabricada em aço inox, tem motor tangencial de quatro velocidades, 1.000 m³/h de capacidade de sucção, comando digital, iluminação halógena e funções exaustão/depuração. É silenciosa, com nível de ruído 64 dBA, e tem baixo consumo de energia (0,41 kW/h). Disponível nas versões ilha e parede.

eletrolarnews

107


L AN Ç A M EN T O S P R O D U T O S

FEEL ELECTRONICS Mesa de jogos 3 eM 1

T

rês divertidos jogos em um só móvel: bilhar, pebolim e hockey. A novidade da Fell Electronics é bivolt, fabricada em madeira de qualidade. Vem acompanhada de dois tacos, triângulo, escova e jogo de bolas para o bilhar; dois puxadores e dois discos para o hockey; e duas bolas para o pebolim. A mesa de jogos 3 em 1 mede 1,22 m de comprimento x 0,60 m de largura x 0,79 m de altura.

FISCHER

novos fogões de indUção

C

om tecnologia de ponta e design moderno, o fogão de indução da Fischer tem sistema de indução inovador, um campo eletromagnético que aquece somente a panela posicionada no local de cocção indicado, atingindo alta temperatura em fração de segundos. O novo produto, em versões com dois e quatro queimadores, tem controle touch screen, mesa de vitrocerâmica, timer e indicador de superfície quente e função potência.

GA.MA ITALy

Prancha Urban

A

nova prancha Urban, com canhão emissor de íons e Ceramic Ion Technology (resistências feitas de cerâmica que transmitem altas temperaturas de forma rápida e constante) desliza facilmente pelos cabelos. Dispõe de efeito Anti-frizz e patins com Suspension System, informa a empresa. Oferecida em verde, azul, rosa e roxo, possui trava cerâmica e cabo elétrico com 2,93 m. É bivolt.

108

eletrolarnews

GAS GRILL

chUrrasqUeira design br

D

esenvolvida pela Char-Broil com exclusividade para o Brasil, a churrasqueira Design BR tem alto desempenho, quatro queimadores em inox, acendimento automático, geração de calor de 50.000 BTUs, grelha de revestimento cerâmico refratário, boca de fogão lateral, gaveta coletora de resíduos e gabinete para botijão GLP. Possui, também, termômetro integrado na tampa e rodas embutidas.


L AN Ç A M EN T O S P R O D U T O S

GEORGE FOREMAN

GOODYEAR

Grill GBZ038

PolitriZ GY - P-58125

C

R

om 1.000 W de potência, placas antiaderentes George-Tough com tripla camada e o exclusivo sistema de aquecimento total das placas (GF HEAT), o novo grill tem inclinação patenteada (Sloping Grill) e curvatura mais acentuada para a rápida eliminação da gordura. Com design exclusivo da George Foreman, é compacto e prepara duas porções, sendo indicado para solteiros e pequenas famílias. Disponível em 127 V e 220 V.

econhecida como referência em pneus, a Goodyear entrou este ano na categoria de ferramentas, distribuídas no País pela Aulik. São três linhas de produtos: ferramentas elétricas, manuais e lavadoras de alta pressão. Nesta seção, apresenta a Politriz Angular com potência de 1.200 W, rotação (sem carga) de 1.000 – 3.000 rpm e cabo de força de 2 metros. Vem com punho auxiliar e disco de polimento com diâmetro de 7” (180 mm).

HERWEG

relóGio de mesa desPertador

U

m dos lançamentos da Herweg é o relógio de mesa despertador digital 2916-021. Tem design moderno, visor de acrílico e acabamento em diversas cores. Possui alarme com volume crescente e função snooze (soneca). O botão liga-desliga do alarme e a regulagem de hora ficam na parte superior do relógio. Utiliza lâmpada LED, tem luminosidade noturna, display digital e função AM/FM. Funciona com duas pilhas AA (não acompanham o produto).

INTECH MACHINE lavadora de alta Pressão Hl1650

O

destaque da Intech Machine é a lavadora de alta pressão HL1650, compacta, de fácil manuseio para o consumidor e o lojista, devido aos custos menores com armazenamento e frete, informa a empresa. Tem pressão máxima de 105 bar, potência de 1.200 W, sistema stop total, pistola de alta pressão com trava e mangueira com 5 m de comprimento. Vem com engate rápido, bico difusor de detergente e lança com bico regulável. Disponível em 127 V e 220 V.

110

eletrolarnews

INTELBRAS

telefones sem fio

A

A família TS 61 é o destaque da Intelbras. De acordo com a empresa, a nova linha de telefones sem fio vem para atender um público exigente, que quer mais do que design sofisticado. Os telefones, expansíveis para até seis ramais, contam com display e teclado luminosos, tecnologia DECT 6.0 (reduz as interferências), viva-voz e secretária eletrônica com capacidade de até 12 minutos e 30 segundos de gravação (apenas na versão TS 6130).


L AN Ç A M EN T O S P R O D U T O S

KÄRCHER WV 50

O

aspirador e limpador de vidros WV 50 facilita a limpeza dos vidros da casa e do carro. Possui reservatório para 70 ml e tem autonomia para funcionar por 20 minutos, fazendo a limpeza de 10 a 15 janelas, por exemplo. Após a aplicação do produto de limpeza nas superfícies, o WV 50 aspira o líquido, deixando a área limpa e seca de forma rápida e sem deixar marcas, informa a Kärcher. Vem com bateria de lithium iônico e o tempo de recarga é de 3 horas.

LATINA

Purificador Pa735

C

om design premiado e classificação Inmetro P1/C1 – máxima em purificação da água e remoção de cloro –, o purificador da Latina PA735 é 100% ecológico, não utiliza gás e é bacteriostático, ou seja, impede a proliferação de bactérias e algas. Bivolt, vem com painel em LCD com tecnologia digital de indicação da temperatura da água e troca do filtro. Possui teclas com funções de água natural, misturada e refrigerada, sistema hidráulico blindado e suporte de parede incorporado ao produto.

LESLI CANADA

LaVadora/centrífuga XPB90-690SurBan

A

empresa Lesli Canada traz ao Brasil uma lavadora de duas cubas: a da esquerda tem capacidade para lavar 9 kg de roupa e a da direita para centrifugar 6 kg. Ambas podem funcionar ao mesmo tempo. Enquanto a máquina centrifuga a primeira leva de roupas, a dona de casa pode iniciar a lavagem do segundo lote e economizar água e energia. Não há necessidade de trocar a água da primeira lavagem. O modelo está disponível com três tipos de tampas, botões e agitadores. É vendido também em OEM, isto é, com marca própria do cliente/distribuidor. Versões em 127 V e 220 V.

LENOXX SOUND

Som automotiVo ad1800

C

om potência de 160 W RMS e tela retrátil touch screen de 7”, o auto-rádio vem com GPS, TV Digital (ISDB-T), game e calculadora integrados. É compatível com DVDs, CDs, MP3 e foto CD. Possui memória antichoque, memorização para 30 estações AM/FM, entradas USB, SD e auxiliar frontal, saídas para subwoofer, áudio e vídeo (RCA) traseiras e, também, entrada para videocâmera. Vem acompanhado de controle remoto total.

112

eletrolarnews


L AN Ç A M EN T O S P R O D U T O S

MABE - CONTINENTAL

Lavadora aqua Saver 16 kg

A

Continental apresenta a lavadora Aqua Saver 16 kg, um dos modelos da linha Aqua. Conta com sistema de lavagem sem o tradicional agitador e com o exclusivo Twister, que faz com que as peças de roupa se movimentem entre si, o que resulta em lavagem com melhor desempenho. Tem, também, a tecnologia Aqua Smart, que economiza até 60% de água por carga de lavagem, design diferenciado, dez opções de programa de lavagem e quatro tempos de molho, com automático.

MABE - GE

Forno dIgItaL eLétrIco

A

GE Profile apresenta o Forno Digital Elétrico 60 cm, modelo de embutir, com design moderno e acabamento de aço inox sob vidro negro, uma inovação em linha branca, segundo informa a empresa. O forno tem painel digital e conta com as funções assar, grill mínimo, grill máximo, interrupção de funcionamento, timer e alarme sonoro. As grades internas são resistentes e deslizantes, e a porta pode ser removida para a limpeza. Disponível em 220 V.

MALLORY Fry Inox

A

fritadeira Fry Inox tem capacidade de 2 litros, vem com cesto em aço inox, removível e lavável, e permite o preparo de diversos tipos de alimentos. Conta com seletor de temperatura regulável, luzes que indicam seu funcionamento e aquecimento, posição para encaixe do cesto enquanto escorre o óleo, abertura automática da tampa e filtro de carbono. Disponível em 127 V e 220 V.

MONDIAL

aIr Fryer MondIaL (aF-01)

A

Mondial lança a fritadeira elétrica com circulação rápida de ar quente. Tem função timer de 60 minutos e desliga automaticamente – emite um sinal sonoro quando a comida está pronta. Vem com controle de temperatura de até 200 °C, cesta removível e separador que permite preparar dois tipos de alimentos ao mesmo tempo, sem misturar o sabor. Tem design clean em preto e inox e é acompanhada por livro de receitas de pratos doces, salgados e petiscos. Disponível em 127 V e 220 V.

114

eletrolarnews


L AN Ç A M EN T O S P R O D U T O S

MORMAII

Barraca Bali 4

B

atizada em homenagem à ilha localizada na Indonésia, a barraca Bali 4 mede 210 cm x 210 cm x 130 cm, tem espaço para quatro pessoas e é indicada para quem gosta de interagir com a natureza. Desenvolvida em poliéster impermeável 190T, possui coluna d’água de 800 mm, piso em polietileno e varetas em fibra de vidro de 7,9 mm. Leve e prática de montar, está disponível em azul e verde.

MUELLER

lavadora Special lava & Seca

D

esenvolvida no modelo front load, nas versões água fria, água quente e lava&seca, a lavadora Special da Mueller tem sistema de lavagem por tombamento e capacidade para 7 kg de roupas secas e 4 kg de úmidas. Um dos diferenciais é a exclusiva porta de acesso rápido, que permite adicionar roupas a qualquer momento, mesmo quando a máquina está em funcionamento. Dispõe de cesto inclinado em 20°, que pode ser retirado, e painel com 48 programas. Disponível em 127 V e 220 V, nas cores branca, preta e prata.

NKS

MultiproceSSador MaiS você tSK-7711

MULTIVISÃO

Suporte de Monitor Mt GraMpo

U

ma das novidades da Multivisão é o suporte para monitor de 10” a 24”, que permite a otimização dos espaços e a organização das mesas. O MT Grampo, da linha Office, possui sistema integrado de molas que facilita o ajuste de altura, guia passa-cabos e sistema com fixação no tampo. É produzido em aço inox e está disponível em branco, preto e prata.

116

eletrolarnews

O

multiprocessador TSK-7711 da linha Mais Você tem 500 W de potência, lâminas para fatiar, cortar e ralar e um misturador de massa. Tem capacidade para 1 litro, duas velocidades + pulse. O copo do liquidificador, com capacidade para 1,5 litro, vem com filtro e lâminas para triturar gelo. O produto conta com sistema de segurança duplo, que impede o funcionamento se a lâmina não estiver encaixada, base antiderrapante e espaço para armazenar o cabo elétrico. Disponível em 127 V e 220 V.


L AN Ç A M EN T O S P R O D U T O S

OPECO

QuIckPlay

PARLUX

Secador Parlux 3800 IonIc & ceramIc edItIon

A

onda de sustentabilidade chega ao mundo dos secadores, anuncia a Parlux, ao apresentar o modelo 3800 Ionic & Ceramic Edition, com o selo Eco Friendly. Produzido com matéria-prima reciclável, tem 2.100 W de potência, duas velocidades, quatro temperaturas e botão de ar frio e quente. Vem com dois bicos direcionadores de ar e está disponível em vermelho, rosa, preto, violeta, prata e verde, em 127 V e 220 V. Embalagem e garantia em papel biodegradável.

U

m dos destaques da Opeco é o digitalizador de áudio analógico para digital Quickplay_FL, da marca americana ION. Funciona como uma “vitrola”: reproduz o áudio do disco de vinil tradicional enquanto é convertido para o formato MP3. As músicas podem ser ouvidas durante a conversão, conectando-se um fone de ouvido na parte traseira do Quickplay. Para gravar, basta conectar um pen drive ou PC na porta USB, localizada na parte frontal do aparelho. O modelo conta com tampa de acrílico protetora e é bivolt.

PHILIPS WALITA

PHILCO

Prancha ceramIc Steam Íon

A

nova prancha da Philco, com gerador de íons, tem placas em cerâmica, pentes integrados com tamanhos ajustáveis para mechas finas ou grossas e controle digital de temperatura (de 120° C para 200° C). Possui compartimento para água, que hidrata e repõe a umidade natural dos cabelos, controle de vapor e luzes indicadoras de funcionamento. Acompanham cordão rotativo giratório 360° e trava para guardar a prancha de forma prática e segura. É bivolt.

118

eletrolarnews

ProceSSador de alImentoS rI7762mPr852

C

om motor de 750 W e duas velocidades mais função pulsar, o processador de alimentos Philips Walita é um produto 3 em 1 com acessórios para executar mais de 28 funções. Acompanham jarra, multiprocessador, copo de liquidificador, batedor, discos para ralar e fatiar, espátula e caixa de armazenamento de acessórios. Os discos de aço inoxidável e as jarras podem ser levados à lava-louças. Conta com sistema de segurança e base antiderrapante. Disponível em 220 V.


L AN Ç A M EN T O S P R O D U T O S

PLENITUDE IMPORT

Poltrona de MassageM sense

O

produto faz o escaneamento automático das costas, tem mecanismo com quatro roletes, 48 airbags massageadores, diversos ângulos de inclinação, iluminação LED e painel de controle com visor LCD. A poltrona Sense possui sistema de gravidade zero, com duas posições diferentes que elevam os joelhos à altura do coração, melhorando a irrigação sanguínea no cérebro. Os modos de massagens são pré-programados e personalizados. É bivolt e tem garantia de um ano.

RAYOVAC

lanterna híbrida

C

om design clean e confortável pegador, a lanterna da Rayovac é indicada para pesca e camping. Possui refletor largo e luz branca e brilhante, produzida por 19 LEDs. O modelo funciona a pilha ou com bateria recarregável. Com a carga completa da bateria, tem autonomia de 14 horas e com pilhas alcalinas, 30 horas.

REMINGTON RELAXMEDIC

Poltrona de MassageM infinite rM-PM386b

C

om gravidade zero, detecção do usuário e sincronismo musical, a poltrona Infinite tem 63 airbags que oferecem massagens nas coxas, ombros e braços. Vem com seis programas automáticos, seis métodos de massagem com cinco níveis de velocidade e função vibração, que simula bolhas de ar. O apoio dos braços é articulado e acompanha o movimento do encosto. A poltrona de massagem dispõe de controle com painel LCD e minicontrole remoto. É bivolt e tem garantia de um ano.

120

eletrolarnews

linha Pearl

A

Remington apresenta a prancha e modelador com exclusiva tecnologia Pearl, produto com nutrientes de pérolas naturais, colhidas em um lago de água doce e trituradas nanometricamente. O modelo contém todos os nutrientes naturais da pérola, por isso desliza suavemente, informa a empresa. Tem rápido aquecimento (30 segundos), cabo giratório de 3 metros e é bivolt.


L AN Ç A M EN T O S P R O D U T O S

SOFTRONIC

Som automotivo BoSS

C

om tela touch screen de 7”, o som automotivo BV9555 da Boss, marca representada com exclusividade no Brasil pela Kop e comercializada pela Softronic, tem potência de 340 W (85 W x 4), padrão double DIN, memória para 30 estações AM/FM e função para gravação da última estação. Dispõe de entradas de áudio compatíveis com iPod, MP3 players, vídeo RCA, câmera CCD, além de entradas USB, auxiliar, leitor de cartões SD e relógio. Vem acompanhado de controle remoto.

SUGGAR

Coifa Granada

U

m dos lançamentos da Suggar é a coifa inox Granada, modelo de parede com painel de vidro preto e touch screen, funções acionadas pelo toque. Tem potência de 290 W, sucção de 820 m³/h, consome pouca energia (0,29 kW/h) e apresenta baixo ruído. Possui três velocidades, dupla filtragem, tela filtrante em alumínio lavável, filtro de carvão ativado e duto regulador de altura. Funciona também como depurador, sem a necessidade de saída externa, informa a empresa.

SUPERDIGI

antena da-618

C SUZUKI ELETRO

Panela HaloGêniCa

A

Panela Halogênica Multifunção acabou com a maneira tradicional de cozinhar, informa a Suzuki Eletro. Com 1.200 W de potência e capacidade para 12 litros, descongela, cozinha, assa, gratina e doura os alimentos. Basta definir o tempo e a temperatura, que o forno de halogênio produz um círculo de ar quente em movimento, cozinhando o alimento uniformemente de dentro para fora. Dispõe de termostato de 65° C a 250° C e timer de 0 a 60 minutos. Disponível em 127 V e 220 V.

122

eletrolarnews

om design moderno e inovador, a antena DA-618 é indicada para as bandas de operação HDTV, VHF 45 MHz – 230 MHz (Canais 2-13); UHF 479 MHz – 860 MHz (Canais 14-69); e FM 88 MHz – 108 MHz. Possui amplificador de 25 dB com ganho de baixo ruído e proporciona alta definição de imagem e fidelidade de som, informa a Superdigi. Vem pré-montada, é de fácil instalação e é bivolt.


L AN Ç A M EN T O S P R O D U T O S

WAHL CLIPPER BRASIL Lithium ion trimmer

U

ma das novidades da Wahl é o aparelho 4 em 1 para barba, bigode e costeletas e mais aparadores de detalhes para áreas difíceis, como nariz e orelhas. O aparador Lithium Ion Trimmer dispõe de bateria de íon de lítio, que dura até três vezes mais do que as comuns, tem recarga rápida de 60 segundos e é duas vezes mais potente, informa a empresa. O kit vem acompanhado com pentes de altura, óleo e pincel de limpeza.

WAP

AspirAdor Keeper

O

aspirador doméstico Keeper tem 1.000 W de potência e 10 litros de capacidade tanto para água quanto para pó. Possui filtro Hepa, coletor de poeira lavável, mangueira de 1,5 m, cabo elétrico de 3 m, alça e rodas para o transporte. Acompanham três extensores, três bicos (canto, escova e múltiplo) e bocal de sopro. Conta com porta-acessórios e suporte para cabo.

YAMAHA

micro system mcr-040

O

equipamento MCR-040 tem 30 W de potência, dois drivers Full Range projetados com tecnologias Yamaha YST (15 W + 15 W) e controle de vibração VCCS (Vibration Control Cabinet Structure). Possui conexão para iPod, com recarregador, sintonizador FM, conexão mini jack frontal, porta USB, entrada auxiliar e é compatível com MP3, CD e WMA. Disponível em 127 V, nas cores cinza-escuro, branca, azul-escuro, rosa, vermelho e

ZEEX

umidificAdor de Ar fresh room

C

om tecnologia ultrassônica, o umidificador de ar Fresh Room (UM-11) é compacto e silencioso. Indicado para melhorar a qualidade do ar em locais secos, tem capacidade para 1,6 litro, controle de intensidade de névoa e funciona por até 8 horas sem reposição de água. O aparelho desliga automaticamente quando a água atinge o nível mínimo. Disponível em 127 V e 220 V, tem um ano de garantia.

124

eletrolarnews


F E C O M ER CI O

O últimO refúgiO Da especulação

Abram Szajman, presidente da FecomercioSP

Foto: Divulgação

A

se perpetuava, mas deixou resquícios que fazem recordar as “torneirinhas” e “gatilhos” responsáveis pelos fracassos dos planos anteriores.

Não adianta, porém, esperar que fechem as comportas, porque eles não vão fazer isso. Como em tempo de murici cada um cuida de si, melhor será obstruir o canal pelo qual passa a enchente. O canal, no caso, é a taxa de juros brasileira, que é a mais alta do mundo. Ela é um poderoso ímã de atração do capital especulativo.

Permanecem indexados os contratos de serviços públicos e mais: tarifas de empresas privatizadas, pedágios, aluguéis, planos de saúde e mensalidades escolares, com reajustes atrelados a índices como o IGP-M, ultrapassado em sua concepção. Os financiamentos de longo prazo se vinculam a juros mais inflação por algum indicador, ao contrário do que ocorre no resto do mundo.

presidente Dilma Roussef tem alertado, corretamente, sobre os perigos que o tsunami monetário promovido pelos países desenvolvidos acarreta ao Brasil.

É verdade que o Banco Central está fazendo sua parte ao trazer a taxa Selic para o patamar de um dígito (9,75%). Ocorre, entretanto, que esse movimento tem limites, expressos tanto no recrudescimento da inflação como na transformação da caderneta de poupança, que pode deixar de ser a pacífica aplicação dos pequenos poupadores para se ver invadida por grandes especuladores, insatisfeitos com os ganhos cada vez menores das demais aplicações. Em ambos os casos, esbarramos com um problema tão nosso quanto a jabuticaba: a indexação da economia. O Plano Real desmantelou a maior parte do sistema pelo qual a inflação 128

eletrolarnews

A este quadro se agrega a regra de correção do salário mínimo pela inflação do ano anterior mais a variação do PIB, compondo um reajuste automático que impacta, além dos demais salários, as contas a ele vinculadas: Previdência Social, serviços de contabilidade e de profissionais liberais, empregados domésticos. A herança da memória inflacionária repousa sobre a caderneta de poupança e se torna mais visível na medida em que a redução da Selic torna menos atrativos os investimentos em renda fixa. As regras atuais de remuneração da poupança garantem no mínimo 6,17% ao ano, mesmo se a Taxa de Referência (TR) for igual a 0%. Como

a caderneta é isenta do Imposto de Renda, se não houver uma alteração de seus dispositivos, o Brasil ficará com esse patamar mínimo de juros (6,17%), inviabilizando o anseio da sociedade e do próprio governo de aproximá-lo da média mundial, que é muito inferior. Assim, é premente a necessidade de se promover a desindexação ampla da economia. Contratos de financiamento devem ter taxa de juros fixa, vedada a correção monetária durante sua vigência. O Tesouro não pode lançar títulos indexados ao IPCA ou a qualquer outro indicador de inflação. As taxas não podem ser flutuantes em nenhuma hipótese, e toda a dívida deve ser prefixada, para aumentar o poder da política monetária. Em resumo, a sociedade precisa aprender a negociar salários e contratos. A livre-negociação, ao atuar na linha da conjuntura e não nas amarras da lei, será sempre um instrumento mais justo para aferir o ganho ou a produtividade a serem contemplados no momento da correção ou do reajuste. Sem isso, não haverá como reduzir os juros estratosféricos que fazem do nosso País o último refúgio do planeta para quem quer ganhar sem produzir.


ABR AS A

Boa atuação no pós-venda fideliza o consumidor

Norberto Mensório, presidente da Abrasa

N

os dias atuais, o mercado é extremamente exigente e o consumidor mais ainda, situação diferente de tempos passados, quando o foco era todo dirigido ao produto e às suas características, funcionalidades, acabamento e campanha publicitária. O panorama do mercado, agora, principalmente o high tech, é completamente diferente, da mesma forma que o perfil do consumidor. Na década passada, como consequência da globalização, surgiram muitas importadoras e até fabricantes vendendo produtos de fora com pouco ou nenhum suporte pósvenda. Tal atitude sucateou precocemente esses produtos e trouxe indignação e frustração ao consumidor. Hoje, porém, ele está mais amadurecido e seletivo nas suas compras. Consequentemente, quer informações sobre manutenção, reposição de peças e tempo de reparo do produto que escolheu. O consumidor tem, hoje, uma série de recursos para decidir qual é a compra segura, a que lhe dará prazer e não aborrecimento. Isso contribui para se manter distante de produtos que por algum motivo, principalmente preço, vão lhe custar muito mais caro depois. Ao mesmo tempo, vários serviços, como os prestados pelo Procon e sites de reclamação, contribuem para fortalecer o consumidor. Ele está mais ciente dos seus direitos. Nos últimos três anos, constatamos uma radical mudança no ranking do mercado. O fabricante que se destacou no pós-vendas, que tomou providências para disponibilizar peças de reposição para o produto, que prestou bom atendimento, cobrou o preço adequado e deu pleno suporte ao problema que lhe foi apresentado figura em primeiro lugar na avaliação do cliente. 130

eletrolarnews

foto: divulgação

Pode-se afirmar que, seletivamente, o mercado está mostrando a importância do pós-venda. Ele é o canal correto para aumentar as vendas e a sua qualidade. Portanto, não investir nessa área é falta de visão estratégica para o médio e longo prazo. Privilegiar os preços baixos em detrimento da qualidade do serviço pode funcionar em curto espaço de tempo, mas não garante nada para o futuro. Fabricantes que exigem de seus gestores lucro nas peças de reposição deixam de enxergar os benefícios de um bom trabalho. É uma pena, porque prejudicam a sua marca não só no pós-venda como também no longo prazo. Confiança é algo que se conquista dia a dia e não por decisão de uma das partes em determinado momento. Seria importante o fabricante se perguntar: “quanto custa um kit de peças de reposição em relação ao valor do meu produto? Uma vez, duas, três, quatro, cinco vezes?”. Será que há exagero nisso? Não, de forma alguma. Quem fizer a conta pode até se assustar com o tratamento de pós-venda que está dispensando ao seu consumidor.


E LE T R O L A R S H O W

Mosaico de marcas O layout da Vitrine do Varejo foi desenhado para valorizar os produtos expostos. O resultado, entretanto, foi além do objetivo inicial: proporciona beleza ao ambiente da feira e é a representação simbólica de tudo o que constitui a Eletrolar Show.

C

onsenso entre os expositores que participam, a Eletrolar Show é o grande momento para a indústria de eletrodomésticos, eletroeletrônicos, celulares e TI mostrar ao varejo seus lançamentos. Nesta sétima edição, o conceito se materializou na Vitrine do Varejo, espaço que abriga, com destaque, um produto de cada expositor. “Nele há fragmentos de todas as empresas e marcas que participam da feira, formando um grande mosaico”, explica o arquiteto Nivaldo Godoy, autor do projeto. “É a representação simbólica de todos os envolvidos na feira e que no espaço estão presentes por meio de seus produtos”, acrescenta. 132

eletrolarnews

que agrupou os produtos de forma a terem o mesmo destaque, com base em regras de proporção. “Como tínhamos vários tamanhos e volumes, tentei reproduzir a ideia de que eram várias caixas, todas diferentes, para colocar esses objetos. O que era muito pequeno recebeu um espaço especial, delicado, como se fosse uma joia, e o que era grande está próximo à vitrine ou em espaço proporcional.”

A iniciativa da Vitrine do Varejo é inédita nas feiras brasileiras, conta Carlos Clur, diretor do Grupo Eletrolar, que organiza a Eletrolar Show. “O espaço foi concebido para apresentar ao varejista a diversidade de linhas da feira, incluindo lavadoras de roupas, celulares, computadores, motocicletas e bicicletas, de forma que ele tenha uma visão mais ampla do que lhe é ofertado. Para o evento do próximo ano, temos planos para expandir essa vitrine.”

Como um jardim

Para compor o espaço, o arquiteto visou o conjunto dos produtos. “Não importa se é grande ou pequeno, o fato é que cada qual se encaixa nesse grande puzzle”, explica Godoy,

Esse espaço, como um jardim, na expressão do arquiteto, é a entrada do varejo vip, área de encontro e negociações no estande do Grupo Eletrolar, idealizador da feira. “É a parte mais lúdica dessa área porque a vitrine


“Iniciativa inédita nas feiras brasileiras, a Vitrine do Varejo é a representação simbólica de todos os envolvidos na feira e que nela estão presentes por meio de seus produtos.”

está acoplada ao espaço, tal qual um jardim de produtos. É um conjunto eletrônico transformado em espetáculo com cenário bastante clean e objetivo, justamente para ressaltar a vitrine”, ressalta Godoy. Para chegar ao resultado desejado, o arquiteto se valeu de vários fatores e buscou a pureza de volumes. Por isso, há coerência no desenho, que é mais retilíneo e com planos limpos, tudo simplificado e mais minimalista. “Respeitei muito a proporção dos planos

e a forma como se encaixam. Dessa forma, obtivemos beleza na composição”, diz ele, que levou quatro meses entre a idealização e a execução. Esta é a terceira vez que Godoy atua para a Eletrolar Show. Este ano, diz, seu maior desafio foi o de representar o simbólico. “É bom fazer esse tipo de projeto, é o que mais instiga quem trabalha com criação. Vivemos uma era muito digital, em que tudo é muito virtual, eletrônico. Então, é preciso tentar voltar para o simbolismo e en-

contrar novamente elementos que representem coisas e valores.” O espaço onde está a Vitrine do Varejo e que integra a área de negócios da Eletrolar Show é aberto a todos os participantes da feira. “Esse projeto foi criado para aumentar a visibilidade dos expositores e de suas marcas junto ao varejo e, também, aos formadores de opinião. Está aberto durante todos esses quatro dias, das 13 às 21 horas”, informa Regina Martins, responsável pelo espaço. eletrolarnews

133


Var e j o

Ri Happy compRa a PBKids

A

Ri Happy, rede de varejo de brinquedos e acessórios infantis, controlada pelo fundo de investimentos americano Carlyle, comprou a PBKids. Em março deste ano, o Carlyle comprou 85% da Ri Happy, após um ano e meio de negociação, numa operação estimada em R$ 600 milhões A nova rede será comandada por Hector Núñez, CEO da Ri Happy, que esteve à frente do Walmart no Brasil e que já ocupou cargos de liderança na Coca-Cola, Sucos Del Valle e Hertz, no Brasil e no exterior. O setor de varejo de brinquedos nacional tem registrado vendas anuais da ordem de R$ 5 bilhões.

abeRto em São pauLo o JK iguatemi

L

ocalizado na Vila Olímpia, na zona sul da capital paulista, o Shopping JK Iguatemi foi inaugurado no último dia 22 de junho. Dedicado a luxuosas marcas nacionais e internacionais, tem 211 lojas muito bem decoradas. O centro de compras deveria ter sido aberto em abril deste ano, mas foi impedido devido à não conclusão das obras viárias exigidas para desafogar o trânsito na região. A estimativa é que as ruas próximas ao shopping recebam até seis mil veículos em dias úteis, no horário entre 18 e 19 horas.

bRadeSco Lança

aPlicativo de comPras Para o faceBooK

N

este mês de julho, os clientes do Bradesco já contam com o aplicativo ShopFácil em suas compras pelo Facebook. Os usuários podem efetuar ainda transações pelo internet banking. Ao comprar, o cliente pode optar pelo pagamento por meio de transferência entre contas Bradesco, cartão de débito ou crédito e boleto bancário.

134

eletrolarnews

inadimpLência

comPromete exPansão do consumo

A

quarta crise de inadimplência dos últimos 15 anos que o Brasil está atravessando afeta o consumo e dá sinais de que vai demorar para passar. Economistas, lojistas e executivos de bancos afirmam que a tendência é de queda gradual e que a inadimplência só deve recuar para níveis normais, em torno de 6,5%, no fim deste ano. Nos períodos anteriores de inadimplência o fato foi provocado, em grande parte, pelo aumento do desemprego, o que não ocorre nos dias atuais. A maior dificuldade do brasileiro para pagar as dívidas é o comprometimento total da renda. Pesquisa da Serasa Experian, feita em março com 350 mil inadimplentes, revela que 64% deles tinham dívidas em atraso que superavam 100% da renda mensal.

magazine Luiza

fecha acordo com a cardif

O

Magazine Luiza firmou novo acordo operacional com o Grupo Cardif. Com previsão de vigorar até o final de 2015, a parceria permitirá a oferta de produtos de seguros nos estabelecimentos, portais e central de vendas por telefone operados pela varejista. Como decorrência da operação, a Cardif deverá pagar ao Magazine Luiza R$ 80 milhões. Do total, R$ 30 milhões serão repassados pela rede à Luizacred. Adicionalmente, caso determinadas metas de vendas de seguro sejam superadas, o Magazine Luiza poderá receber até R$ 40 milhões a partir do final de 2013.


M o v iMent o

ALLIED Marcelo Brunete assumiu o cargo de diretor de canais na Allied, sendo responsável pelas áreas de vendas especializadas em informática e imagem, divisão de acessórios para celulares, telefonia fixa e tablets, além do atendimento para os varejos online e televendas. Brunete tem 25 anos de experiência na área e atuou na Samsung Eletrônica e na Nestlé.

POSITIVO INFORMÁTICA Germano Couy é o novo vice-presidente de produtos de consumo da Positivo Informática, após comandar por 12 anos a Megaware. Formado em administração de empresas e com MBA em gestão empresarial e marketing, tem mais de 20 anos de experiência no setor de tecnologia. Também ocupou cargos de direção nas distribuidoras Bell Microproducts, Flytech e Tech Shop.

CASE LOGIC Responsável pela gerência nacional de vendas desde abril, Adriana Viana passou a comandar as atividades relacionadas à distribuição e vendas dos produtos da Case Logic em todo o País. Formada em gestão de processos gerenciais, a executiva tem mais de 17 anos de experiência, principalmente na área de varejo e atuou na Mexton Distribuidora, Brazcon e Grupo AnovaTI.

HP George Kadifa é o novo vice-presidente executivo da área de software, cargo antes ocupado por Bill Veghte, que assumiu a diretoria de operações da HP e continua a apoiar as estratégias da empresa. O executivo tem experiência em vendas, desenvolvimento de negócios e gestão e atuou nas empresas Silver Lake, IBM e Corio.

SPACE BR Formado em administração de empresas pela Universidade Mackenzie, 138

eletrolarnews

com especialização em comércio exterior, Rodrigo Thuler assume a gerência comercial da Space BR. É o responsável pela promoção e lançamento do Space Tablet na 7ª Eletrolar Show. Thuler iniciou a carreira liderando equipes comerciais em distribuidoras de suprimentos e tem passagem pela Sharpener.

PANASONIC Eduardo Norio Sassaki assumiu o cargo de engenheiro de campo para a América Latina da linha de computadores portáteis e tablets da Panasonic. O executivo atuará na oferta de consultoria técnica

no pré e pós-vendas. Com 17 anos de experiência na área, Sassaki tem passagem pela Symantec Brasil, IBM (Canadá), EDS Brasil e Freescale (Motorola).

AVAYA Anuncia a contratação de Otakar Svacina para o cargo de gerente de vendas para grandes contas. Svacina possui 15 anos de experiência no mercado de telecom, o que inclui de operadoras a fabricantes de hardware, software, conteúdo e aplicativos. Em sua trajetória, o executivo já passou por empresas como Embratel, Gemalto e RioCard.


MATÉRIA ESPECIAL DISTRIBUIDORAS

142

Atender as grandes redes é um desafio.

PARCERIA

MATÉRIA ESPECIAL Código de barras

Pág. 154

Microcity

Pág. 166

LANÇAMENTOS

Pág. 158

ABRADISTI

Pág. 168


TI-e leT r o l a r news - M aT ÉrI a es P eC I al - MerC aDo D e DI s TrI B UIÇÃo

Os paradigmas da distribuição

Ao atuar em um mercado em constante transformação, as distribuidoras de TI precisam se renovar sempre para aproveitar as oportunidades de negócios e enfrentar os desafios. igor Carvalho

A

Carlos Tirich, diretor comercial e de marketing da Alcateia

s distribuidoras estão entre os principais atores da cadeia de tecnologia da informação (TI). Operam em um mercado que exige perfil cada vez mais dinâmico para se adequar às constantes mudanças e desempenham os mais variados papéis para estabelecer a ponte entre as linhas de produção dos fabricantes e as prateleiras dos pontos de venda. Mesmo diante de sua relevância, a atuação dessas empresas está sempre colocada ante obstáculos que interferem na rentabilidade e eficiência do seu negócio.

Esse papel, entretanto, está condicionado à oferta de soluções completas. “Os distribuidores devem estar focados no atendimento tanto dos fornecedores quanto dos clientes da cadeia de TI e disponibilizar ferramentas eficazes na condução do negócio desses parceiros”, ressalta Fábio Baltazar, gestor das áreas de produtos e de marketing da SND. Entre tais ferramentas, o executivo destaca o e-commerce B2B, com políticas de frete diferenciadas para todas as regiões, mecanismos eficientes para concessão de crédito e disponibilidade de estoque.

Vários canais

Fábio Baltazar, gestor das áreas de produtos e de marketing da SND

É indiscutível que o trabalho do segmento distribuidor ampliou e consolidou o mercado nacional de TI. “Possibilitamos a capilarização da produção e asseguramos aos fabricantes um alcance que muitos não conseguiriam por terem restrições de orçamento”, diz o diretor comercial e de marketing do Grupo Alcateia, Carlos Tirich. Essa contribuição garantiu à indústria maior gama de clientes e fortaleceu o papel das distribuidoras no desenvolvimento do mercado de tecnologia brasileiro. Elas foram e ainda são responsáveis também por mostrar aos varejistas, independentemente do porte, que a comercialização de TI pode ser rentável.

142

eletrolarnews

As distribuidoras têm a função relevante de suporte e oferta de canais alternativos para a indústria. Enquanto o fabricante atende determinados parceiros, o distribuidor trabalha outro filão do mercado. “Isso é fundamental, pois a capacidade logística, de gestão de crédito, de atendimento e de relacionamento que nós temos auxilia o fabricante a completar sua cobertura”, explica Fábio Gaia, presidente da Officer Distribuidora. Há 16 anos no mercado, a Bright/Maxell considera as distribuidoras como braços que permitem atingir o pequeno comerciante e divulgar a marca. “Elas são extremamente necessárias


Fábio Gaia, presidente da Officer Distribuidora

Ricardo Breslauer, gerente comercial da Bright/Maxell

Antônio Carlos Nascimento, gerente comercial da Mega Tecdrive

O atendimento às grandes redes exigiu uma reestruturação do mercado de distribuição e transformou-se em nicho para algumas empresas. O pequeno varejo, entretanto, ainda oferece melhores margens e prazos menos sufocantes.

para que a empresa possa satisfazer a demanda em vários estados”, diz Ricardo Breslauer, gerente comercial da Bright/Maxell. Com o crescimento das vendas nos grandes varejistas, os fabricantes não conseguem atingir o médio e o pequeno varejo, explica o gerente comercial da Mega Tecdrive, Antônio Carlos Nascimento. “Por isso, a atuação do distribuidor é fundamental para pulverizar a produção da indústria nessa fatia do mercado e vai ao encontro dos objetivos do fabricante, ou seja, chega até onde

ele não alcança”, diz. Essa conjuntura exige distribuidores atentos às mudanças do mercado, prontos a investir em grandes estoques e a negociar para obter preços mais competitivos.

Augusto Kaulino, gerente comercial da The Leadership Group

Mais um trunfo do negócio é ter produtos para pronta-entrega às revendas, destaca o gerente comercial da The Leadership Group, Augusto Kaulino. “Essa é uma forma de a distribuidora se diferenciar, pois mostra que ela tem agilidade no atendimento.” Por outro lado, alerta que elas não devem ficar com altos eletrolarnews

143


TI-e leT r o l a r news - M aT ÉrI a es P eC I al - MerC aDo D e DI s TrI B UIÇÃo

estoques porque o produto com o qual trabalham tem rápida depreciação comercial e tecnológica. “É papel da distribuidora levar tecnologia ao usuário final por meio da revenda. O mercado vem mudando a cada ano”, diz Helio Alves, gerente de relacionamento da Ominitech, empresa que completa 18 anos e atua com pequenas revendas e lojas especializadas na área de informática, localizadas em shopping centers. Carlos Henrique Menin, gerente comercial da Mazer Distribuidora Eduardo Villas Boas, diretor-executivo da Move1

André Saslavsky, gerente de produto da Opeco

144

eletrolarnews

Novo mercado Nos últimos anos, com o aumento da concorrência, a margem de lucro das distribuidoras teve queda significativa. O setor também sofreu com a reconfiguração do mercado varejista e teve de se reinventar para sobreviver. O nível de exigência do consumidor provocou o aperfeiçoamento do trabalho, diz o gerente comercial da Mazer, Carlos Henrique Menin. “Isso faz com que a importância da cadeia de distribuição de TI aumente a cada dia, pois cabe a ela prover e aperfeiçoar a logística e oferecer informações ao canal revendedor, independentemente do perfil de mercado em que a revenda atua.” Há algum tempo, o foco de uma distribuidora, na maioria das vezes, recaía sobre o fornecimento de produtos, mas hoje sua atuação vai muito além, tanto que é preciso qualificar a equipe e prepará-la para oferecer consultoria, principalmente aos varejistas não especializados, afirma o diretor-executivo da Move1, Eduardo Villas Boas. “O modelo de trabalho teve de se adaptar a essa nova realidade. Hoje, vendemos até para lojas de móveis, por isso é preciso ensinar o varejo não especializado a ganhar dinheiro com a diversificação de sua oferta.”

Yury Wilker, diretor comercial da Office Media

Com o crescimento do consumo, vários players internacionais da área de TI entraram no mercado nacional sem estrutura própria e originaram novas chances. Foi o ponto de partida para distribuidoras passarem a atuar também como importadoras. “Além de sermos responsáveis pelos processos de aprovação e risco de crédito, logística e entrega, necessitamos de uma estrutura de pós-venda, assistência técnica e, também, fazemos todo o trabalho de marketing e divulgação dos produtos que importamos”, informa André Saslavsky, gerente de produto da Opeco. Nesses casos e devido às atribuições, as distribuidoras praticamente tornaram-se cofabricantes, explica Yury Wilker, da Office Media. Ele ressalta, porém, que, mesmo com todo o esforço, atuar no varejo de médio e grande porte só é possível por intermédio do fabricante. “Esses varejistas exigem gestão e investimento, por isso a indústria tem de estar presente. O distribuidor, então, viabilizaria as operações de importação, distribuição e logística.” M a rc e l o B it t e n c o u r t , d i ret o r comercial da Maptec, diz que a


TI-e leT r o l a r news - M aT ÉrI a es P eC I al - MerC aDo D e DI s TrI B UIÇÃo

entrada de estrangeiros permitiu uma atuação mais agressiva. Entretanto, o mercado ainda está muito direcionado ao pequeno varejo. “Acreditamos que o trabalho com eles ainda é o principal suporte das distribuidoras, inclusive com a possibilidade de melhores margens e prazos menos sufocantes. A vinda de fabricantes de fora, associada à política de crédito da indústria local, criou possibilidades de relacionamento com as grandes e médias lojas.”

Tony Wang, gerente-geral da Feasso

A redução da comercialização de produtos provenientes do mercado paralelo, observada nos últimos anos, favoreceu também o segmento. “Hoje, há predominância de qualidade em tudo o que chega às lojas”, assegura Tony Wang, gerente-geral da Feasso. A busca por credibilidade abriu espaço para as marcas pró-

Jacques Storch, diretor da Softronic

Mudanças no mercado varejista forçaram as distribuidoras a se reinventar. Após a entrada de players internacionais no Brasil, algumas atuam quase como cofabricantes e precisam incluir em sua carteira de clientes lojas não especializadas. prias, nas quais a empresa também aposta. “É uma tendência que nos beneficia e deve crescer nos próximos anos”, afirma.

Portes do varejo

Marcos Coimbra, presidente da All Nations

146

eletrolarnews

Cada perfil de loja estabelece uma relação com as distribuidoras. Segundo o presidente da All Nations, Marcos Coimbra, entre os principais desafios está o atendimento das grandes redes. “Os maiores varejistas precisam de serviço personali-

zado, quase sempre com o apoio dos fabricantes, por demandarem grandes volumes de produtos e terem necessidade de condições específicas para pagamento.” Com a entrada do grande varejo e das lojas.com no mercado, os pequenos canais de informática, cine e foto e eletroeletrônicos sofreram, e alguns não sobreviveram. “Os distribuidores viram cair o volume de vendas e aumentar a inadimplência


Bruno Coelho, gerente de marketing da Agis

de seus clientes, mas muitos se especializaram para atender o grande varejo. Essa adequação resultou em aumento no volume de vendas”, diz Jacques Storch, diretor da Softronic. “A estrutura física teve de dobrar de tamanho, bem como os investimentos em softwares de gestão, TI e RH para suprir todas as necessidades do setor”, explica Sérgio Roberto, gerente de marketing da Dexcom. As grandes redes são encaradas pelo gerente de marketing da Agis, Bruno Coelho, como uma oportunidade para nichos de produto. “O pequeno varejista é mais focado em parcerias e tem uma relação mais saudável com o distribuidor. No grande varejo, diante de eventuais problemas, sempre surge outro fornecedor para assumir o lugar do distribuidor”, afirma. As oportunidades de negócios com os lojistas menores também aumentaram muito a partir da diversificação do mix comercializado.

Diego Utge, diretor de vendas de volume da Ingram Micro Brasil

Sérgio Roberto, gerente de marketing da Dexcom

“Graças aos preços mais acessíveis e à maior disponibilidade de fornecedores, o distribuidor passou a oferecer soluções complementares ao varejo de pequeno porte e, também, a ajudá-lo no seu desenvolvimento comercial”, diz Diego Utge, diretor de vendas de volume da Ingram Micro Brasil. Diversificar a atuação pode ser boa saída para os distribuidores. Fabio Olyntho, diretor comercial do Grupo Skin for Fun, ampliou os tipos de produtos ao notar que os lojistas queriam algo a mais e passou a fornecer itens de marca própria e de parceiros estrangeiros, opção esta que foi afetada pela política cambial e tributária. “Uma das coisas mais difíceis é conciliar essa conjuntura com eficiência logística, preços competitivos e financiamento ao varejo. Tudo isso pesa para os distribuidores, principalmente os menores, que muitas vezes têm de repassar custos para o lojista e, consequentemente, ao consumidor”, diz.

Fabio Olyntho, diretor comercial do Grupo Skin for Fun

eletrolarnews

147


TI-e leT r o l a r news - M aT ÉrI a es P eC I al - MerC aDo D e DI s TrI B UIÇÃo

Por que elas são imPortantes? “Mais do que simples vendas, as distribuidoras precisam ter uma equipe capacitada e preparada para oferecer uma consultoria, principalmente aos varejos não especializados, o que hoje é uma realidade. Por não conhecerem a fundo os produtos, precisamos mostrar a eles as oportunidades que os itens de informática podem agregar aos seus negócios. Nesse sentido, as distribuidoras contam com uma equipe mais profissional e políticas diferenciadas para realizar essa venda.” Eduardo Villas Boas, diretor-executivo da Move1 “Cabe ao distribuidor prover a melhor solução fiscal para a compra do revendedor, o menor prazo de entrega, a melhor competitividade de custos e as melhores informações sobre produto e crédito, bem como agilidade para adequar a necessidade de compra específica de cada um, proporcionando melhor giro de estoque e mix de produtos ao lojista.” Carlo s Henrique Menin, gerente comercial da Mazer Distribuidora “Os grandes magazines começaram a fazer vendas de informática há dez anos, e as distribuidoras tiveram um papel muito importante nesse processo. Elas garantiram que o varejo fosse atendido pelos fabricantes de informática e foram responsáveis por introduzir nessas lojas a venda de acessórios como pen drive, HD externo, mouse, teclados, notebooks e computadores. Mostramos ao varejo, independentemente do porte, que a comercialização de acessórios é mais rentável do que a dos demais produtos.” Carlos Tirich, diretor comercial e de marketing do Grupo Alcateia “As distribuidoras contribuem ativamente para o desenvolvimento da tecnologia no Brasil. Por meio da busca incessante pelo aprimoramento do mix de produtos e pela facilidade nas diferentes condições comerciais e de pagamento, garantem que milhares de revendedores e varejistas consigam manter bom estoque e com preços acessíveis ao consumidor final.” Marcos Coimbra, presidente da All Nations “Hoje, a operação cresceu muito, mas a atuação mais importante das distribuidoras continua sendo a de trabalhar com os principais fabricantes, oferecendo as melhores marcas, preços, produtos, logística e prazos para, dessa forma, suprir todo o canal.” Sérgio Roberto, gerente de marketing da Dexcom “A distribuidora consegue oferecer suporte ao cliente em sua compra. Estuda o meio em que o cliente está, tem estoque personalizado para cada um, financia e assume os riscos com ele.” Ricardo Breslauer, gerente comercial da Bright/Maxell “O papel dos distribuidores, no caso do varejo, é alcançar revendas em várias localidades e de diversos portes, assumindo toda a dinâmica do negócio, desde a aprovação e risco de crédito até a logística de entrega ao cliente. O atendimento de clientes de pequeno e médio porte, em especial, demanda estrutura específica e dinamismo que são inviáveis para um grande fabricante, o qual deve focar prioritariamente no desenvolvimento e na fabricação de produtos.” André Saslavsky, gerente de produto da Opeco

148

eletrolarnews


“As distribuidoras têm, para a nossa operação, um diferencial importante, que é gerar capilaridade em regiões onde nossa atuação não seria suficiente para atingir as metas de modo satisfatório. O caminho para continuar crescendo e ampliar os negócios é contar com distribuidoras que tenham como focar nos segmentos em que atuamos, trazendo novas possibilidades de parceiros comerciais em todas as regiões.” Marcelo Bittencourt, diretor comercial da Maptec “O perfil das distribuidoras tem mudado a cada ano. Atualmente precisamos nos reinventar, desenvolver e participar quase sempre da totalidade do processo, atuando quase como cofabricantes.” Yury Wilker, diretor comercial da Office Media “O distribuidor é elemento fundamental no processo de expansão e de suporte de canais alternativos aos fabricantes. Hoje, todos têm um modelo de atendimento para determinados parceiros, enquanto o distribuidor trabalha outro segmento. Isso é essencial para o fabricante, porque a capacidade logística, de gestão de crédito, de atendimento e de relacionamento que um distribuidor tem o auxilia a completar sua estrutura de capilarização e de cobertura, algo que é muito importante.” Fábio Gaia, presidente da Officer Distribuidora

eletrolarnews

149


TI-E LET R O L A R N EW S - M AT ÉRI A ES P EC I AL - MERC ADO DE DI S TRI B UIÇÃO

POR QUE ELAS SÃO IMPORTANTES? “Hoje, a distribuidora é fonte de pesquisa e de contato com o mundo todo. Tem experiência e mantém relacionamento com empresas de fora. Precisa, também, sempre buscar novidades para seus clientes.” Hélio Alves, gerente de relacionamento da Ominitech “O mercado brasileiro de distribuição está crescendo muito, e o papel das distribuidoras é agregar valor a seus clientes e oferecer produtos de qualidade.” Tony Wang, gerente-geral da Feasso “Com o aumento da concorrência, a margem de lucro dos distribuidores teve queda significativa nos últimos anos. Hoje em dia, volume é fundamental para manter a competitividade no mercado.” Fábio Baltazar, gestor das áreas de produtos e de marketing da SND “A segmentação da distribuição é uma realidade: de um lado temos as distribuidoras generalistas e de outro as especializadas, com foco em uma única categoria de produto.” Jacques Storch, diretor da Softronic “Os distribuidores levam a tecnologia para os mais variados cantos do País. Eles não disponibilizam apenas o que é anunciado pelos fabricantes na TV, como televisores e notebooks, mas também tecnologias mais complexas e maiores, como no-breaks e componentes para conectividade, entre outros.” Bruno Coelho, gerente de marketing da Agis “O verdadeiro cliente é o consumidor final, a revenda é um parceiro/canal para as distribuidoras chegarem a ele. É importante trabalhar em parceria com o revendedor para obter sucesso nos negócios.” Augusto Kaulino, gerente comercial da The Leadership Group “Um portfólio diferenciado, com mais opções de produtos, é uma alternativa para os distribuidores se aproximarem dos lojistas, realizarem um atendimento mais abrangente e fomentarem novas oportunidades de negócios.” Fabio Olyntho, diretor comercial do Grupo Skin for Fun “O mercado de distribuição está mais atento às mudanças do varejo, por isso investe em estoques e profissionais qualificados para negociar volumes maiores e conseguir preços mais competitivos.” Antônio Carlos Nascimento, gerente comercial da Mega Tecdrive “Mais do que nunca, os distribuidores precisam oferecer soluções de crédito e financiamento para os revendedores, pois eles não possuem a totalidade de crédito e fluxo de caixa para atender suas vendas.” Diego Utge, diretor de vendas de volume da Ingram Micro Brasil

150

eletrolarnews


TI - eleT TI-e leTrroollaarr news n ew s--CÓ C ÓDDI I Go Go DDee BBarras arras

AutomAção e LogístiCA evoluem a partir do código de barras

Prestes a completar 30 anos no Brasil, em 2013, o código de barras é considerado o motor da automação comercial no País. José Luiz Chaves

I

mpossível imaginar hoje nosso cotidiano de compras sem um checkout automatizado. Toda a cadeia de abastecimento do Brasil – indústria, transportadoras,

154

eletrolarnews

distribuidores e varejo – não teria, talvez, atingido o nível internacional de excelência de serviços logísticos e de distribuição sem esse recurso. Hoje, aproximadamente 55 mil em-

presas, desde micros até grandes conglomerados industriais, têm em seus produtos um número identificador representado pelo código de barras.


Fotos: Divulgação

Em sua última estatística, a GS1 Global – associação que atribui a numeração e certifica os códigos – constatou que atualmente 6 bilhões de leituras do código de barras são realizadas por dia no mundo. A leitura dos códigos, desde a produção das embalagens até o checkout no varejo, é baseada no sistema de identificação único e global, aplicado em mais de 20 segmentos do mercado, como produtos de consumo, logística e transporte, e até em outros mais específicos, como saúde e defesa. No Brasil, há quase 30 anos, o código de barras foi introduzido pela extinta entidade EAN Brasil, hoje GS1 Brasil – Associação Brasileira de Automação, responsável por atribuir o código de Oliveira, da GS1 Brasil: padronização gera benefícios para a cadeia de abastecimento e a sociedade

Hoje, aproximadamente 55 mil empresas, desde micros até grandes conglomerados industriais, têm em seus produtos um número identificador representado pelo código de barras.

barras e sua numeração que identifica cada produto que circula no País. É vinculada à GS1 Global, presente em 150 países e com sede própria em 110 deles. “Não haveria automação sem a criação do código de barras. A padronização de códigos gerou uma série de benefícios para as empresas e a sociedade. Da pesquisa e desenvolvimento de software e hardware para automatizar a cadeia produtiva e de abastecimento até cuidados com a informação para a segurança do consumidor, a automação evoluiu sempre adiante de seu tempo”, diz João Carlos de Oliveira, presidente da GS1 Brasil.

Na Cybelar, Pasquotto planejou crescimento auxiliado pela tecnologia de automação

A principal informação que o código de barras carrega é o Global Trade Item Number (GTIN), que tem entre oito e treze dígitos. É uma espécie de RG do produto para identificá-lo em qualquer parte do mundo onde houver a leitura pelo feixe de luz. A relevância do GTIN e do código de barras é tão grande que até o Ministério da Fazenda determinou, há um ano, que a Nota Fiscal Eletrônica (NF-e) tenha um campo destinado ao preenchimento do código. A rede de varejo Cybelar, com 95 lojas no interior de São Paulo, investiu

eletrolarnews

155


TI - e leT r o l a r n ew s - C Ó DI Go D e B arras

na automação. “Em certo momento, concluímos que adotar as tendências de gestão acompanhadas dos benefícios da tecnologia seria a base para planejarmos o crescimento da nossa rede”, explica Ubirajara Pasquotto, diretor-geral da empresa. Para agilizar o trabalho do centro de distribuição de produtos, em Tietê (SP), aos 95 pontos de vendas espalhados por 94 cidades do Estado, contou com a precisão das informações do código de barras, que são transmitidas pelos sistemas automatizados. “A cadeia de distribuição só pode ter a logística precisa se contar com um padrão como esse”, afirma Pasquotto.

Evolução A indústria e o varejo contam também com outros padrões de códigos, além do de barras, criados a partir da necessidade de modernização de processos e de cada tipo de produto. Por exemplo, na indústria eletroeletrônica, um produto ou componente de dimensões resumidas pode ser

nas de rastreabilidade de produtos. No segmento de eletrodomésticos e eletroeletrônicos, a questão de segurança tornou-se fundamental para garantir a procedência dos produtos distribuídos pelo País.

Os códigos GS1 DataBar e DataMatrix são a base para processos de rastreabilidade

identificado com códigos que tenham dimensão proporcional a ele, pois o código de barras tradicional não cabe na embalagem. BarCode DataBar, DataMatrix e EPCglobal/RFID (identificação por radiofrequência) são os padrões de códigos que permitiram, ao longo do tempo, que fossem criadas roti-

Rastreabilidade é a capacidade de recuperação do histórico, da aplicação ou da localização de um item por meio de identificações registradas. O sistema automatizado recupera as informações do produto desde sua produção, expedição e transporte até a chegada ao ponto de venda. A rastreabilidade, segundo Oliveira, é a ferramenta que permite endereçar uma série de necessidades de mercado, como visibilidade na cadeia de suprimentos, sustentabilidade, eficiência em recalls, gerenciamento da qualidade do produto, atender a requisitos regulatórios, políticas de combate à falsificação e autenticação de produtos, gerenciamento de perdas e proteção da marca.

Rede global sincRoniza pedidos Para agilizar o relacionamento da cadeia de abastecimento, a GS1 mantém a Rede de Sincronização de Dados Global (GDSN, na sigla em inglês), baseada em padrões que permitem a sincronização de dados automatizada, segura e contínua. Ao fornecer um ponto único e confiável para parceiros de negócios trocarem informações sobre produtos, proporciona precisão nos pedidos, reduz preenchimentos de formulários e duplicação de processos. Os custos diminuem na cadeia de suprimentos. Hoje são mais de 7 milhões de itens registrados na GDSN, que tornam possível o funcionamento do supply chain entre os usuários. Originalmente adotada pelos fornecedores do varejo, principalmente de bens de consumo e rede de lojas varejis-

156

eletrolarnews

tas, a GDSN beneficia vários segmentos de mercado, como saúde, eletroeletrônicos, m-commerce, business-to-consumer e comércio de material de construção. O índice de adoção desse padrão prova que a troca de dados globalmente já auxilia, com eficiência, milhares de empresas. No Brasil, o primeiro projeto de integração à rede de sincronização de dados global foi implantado pelo Carrefour, em parceria com a Associação Brasileira de Supermercados (ABRAS) e a GS1 Brasil. Os fornecedores do Carrefour que aderiram ao projeto já ficam sabendo, em tempo real, quando o estoque de determinada loja está em nível baixo e precisa ser reposto. Daí por diante, toda a rotina de emissão e entrega de pedidos é iniciada automaticamente.


TI - e le T r o l a r n ew s - l a n ÇaM enTos

A4 TECH

HeadpHones

A

A4 Tech, marca representada pela Coletek no Brasil, traz ao mercado três novas linhas de headphones: Headset–S7, L600i e Headset T-L201. Para esta seção, apresenta a linha Headset T-L201, indicada para usuários de MP3, além de ter conexão com iPhone e iPad. O fone é dobrável, conta com design ergonômico e, de acordo com a empresa, oferece ótimo ajuste e conforto. Tem controle de volume e microfone embutido. Disponível em branco, rosa e preto.

AGIS

TableT breeze

A

Agis destaca o tablet Breeze (MW0821), da AOC, modelo que traz como diferencial a tela de 8” wide LCD, com tecnologia capacitiva (multitoque). Vem com sistema operacional Android 2.3 (Gingerbread), processador Cortex A8 de 1,2 GHz e memória interna de 4 GB, DRAM de 512 MB, expansível por cartão de microSD de até 32 GB, duas câmeras, microfone e alto-falante integrados. Possui conectividade via Bluetooth e Wi-Fi, porta USB 2.0 e saída mini HDMI.

ALCATEL

oneToucH 678

CASE LOGIC

bolsa noXF 114

A

Case Logic apresenta a bolsa NOXF 114, modelo para notebook de até 15”. O produto vem com mais um espaço para iPad, smartphone ou tablet de 7” a 10”, localizado na parte traseira, mas facilmente acessível, informa a empresa. Possui alça de ombro ajustável e, para maior segurança, cinto na parte traseira, que permite fixar a bolsa na perna da mesa ou da cadeira, ou prendê-la junto ao puxador da mala de viagem. É confeccionada totalmente em nylon, na cor preta.

158

eletrolarnews

A

Alcatel, marca de celulares da TCL Corporation, apresenta o Onetouch 678, aparelho GSM quadriband (850/900/1800/1900), com três chips, teclado Qwerty e display de 2.0” QVGA TFT. Tem design fino e ergonômico, câmera digital com zoom de 5x para fotos e vídeos, rádio FM e MP3 player. Dispõe de entrada USB, Bluetooth 2.1, cartão MicroSD 16 GB e bateria de 1000 mAh. Vem com fone de ouvido, carregador e cabo USB.


COLETEK

Carregador NB 90t

CLAMPER

Multi Proteção

A

Clamper apresenta o protetor para equipamentos eletrônicos conectados simultaneamente à rede elétrica, linha telefônica/internet, antena externa de TV ou TV a cabo/internet contra os efeitos dos raios, apagões e o liga-desliga de grandes máquinas. É indicado para desktop, net e notebook, tablet, DVD player, Blu-ray, videogame, home theater e TV. Possui filtro capacitivo de interferência eletromagnética e radiofrequência, oito tomadas no padrão NBR e display LCD com exclusivo contador digital de raios, que registra quantas vezes o equipamento foi protegido.

A

C3 Tech, marca da fabricante de produtos de informática Coletek, destaca o carregador NB 90T, aparelho com tensão automática com indicação por LED (de acordo com o conector). Vem com oito ponteiras, para maior compatibilidade, fonte de alimentação, cabo AC com 1,20 m e bolsa para transporte.

DEXCOM

dexBook BlaCk

COMESP

SMartWatCh

O

SmartWatch é um relógio Android com tela de 1,3” sensível ao toque. O aparelho pode ser sincronizado com o smartphone via Bluetooth e acessar as principais redes sociais como Twitter e Facebook, verificar e-mails, tocar as músicas preferidas e saber quem está ligando, informa a empresa. A versão adaptada do sistema operacional Android possibilita, também, o acesso à loja Google Play. O kit original é composto pelo SmartWatch com pulseira em silicone preta, adaptador e cabo de dados. Disponível em branco, cinza, menta, rosa e azul.

O

notebook lançado pela Dexcom pode ser encontrado em diversas opções de configurações, por exemplo, com a segunda geração de processadores Intel Core i5 2300, HD 1 TB e memória de 4 GB. Possui tela LED de 14”, resolução de 1366x768, webcam de 1.3 megapixel e bateria de Li-ion de 6 células. Dispõe de DVD, 3 portas USB 2.0, card reader 4 em 1 (SD/MMC/MS/ MS Pro), conectores DC-in, CRT, RJ-45, HDMI e áudio.

eletrolarnews

159


TI - e le T r o l a r n ew s - l a n ÇaM enTos

ESYWORLD

KaspersKy ONe UNiversal secUrity

O

Kaspersky ONE é uma solução de segurança universal para dispositivos digitais, indicada para equipamentos como computadores, PC ou Mac, desktop, laptop, tablet e smartphone. É fácil de instalar, e uma licença cobre qualquer combinação de até cinco dispositivos, informa a Esyworld. Principais características: segurança otimizada específica por dispositivo; proteção antirroubo para smartphones; rendimento e mínimo impacto nos computadores.

LENOXX

tablet pc-tb 100

O

tablet Lenoxx PC-TB 100 tem tela capacitiva (multitoque) de 7”, processador A10 Cortex A8 1.6 GHz, memória RAM de 512 MB, memória interna de 8 GB e sistema operacional Android 4.0.3. Dispõe de sensor de gravidade, Wi-Fi 802.11b/g/n, câmera frontal e memória expansível por cartão MicroSD (32 GB). Reproduz arquivos de vídeos, áudio, imagens e e-livros de diversos formatos. Possui entradas USB e fone de ouvido, saídas HDMI e mini USB, e bateria de lítio recarregável de 3.600 mAh.

MAPTEC

Gps aqUariUs

A MAXPRINT

DOcK statiON para ipaD

A

Dazz, marca da Maxprint, lança o dock station, equipamento de som que recarrega e reproduz iPod, iPad e iPhone, e vem com rádio FM e relógio digital. Possui painel de LED azul e entrada auxiliar de 3,5 mm, para reprodução de outras fontes de áudio. O alarme sonoro permite escolher a origem do som: aparelho conectado, rádio FM ou o próprio relógio.

160

eletrolarnews

Aquarius, marca do Grupo Maptec, apresenta o GPS Guia Quatro Rodas Connect, navegador automotivo com tela de 5.0” TFT LCD, sistema operacional Android 4.0, processador de 1.0 GHz e memória RAM 512 MB DDRIII. O equipamento oferece acesso a milhares de estabelecimentos avaliados pelo Guia Quatro Rodas, 2,6 milhões de pontos de interesse, alertas de velocidade, informações de trânsito e condições climáticas em tempo real, informa a empresa. Possui tecnologia Wi-Fi e conexão via 3G (requer modem compatível), acessa sites, e-mail e redes sociais e reproduz músicas MP3, vídeos e imagens.


TI - e le T r o l a r n ew s - l a n ÇaM enTos

MOVE1

D-Link CLouD

A

D-Link, uma das marcas distribuídas pela Move1, amplia seu portfólio com a Linha Cloud. Com a Cloud Câmera, que se conecta à rede sem fio, o usuário pode ver sua casa a qualquer momento e a partir de qualquer lugar, usando um app gratuito para iPhone/iPad, tablet ou smartphone com Android, ou ainda com o portal mydlink.com, a partir de um notebook. Além da câmera, a linha conta com Cloud Router, que permite ao usuário controlar os dispositivos que acessam a sua rede, e Cloud Storage, para compartilhar arquivos, fotos e vídeos pela internet.

MULTILASER

TAbLeT DiAmonD PC 7”

O

tablet possui tela LCD capacitiva (multitoque) de 7”, sensor de gravidade e acesso à internet via Wi-Fi. Vem equipado com processador de 1,5 GHz, memória interna de 8 GB, expansível para 32 GB com cartão MicroSD (não incluso), memória RAM de 512 MB DDR III e sistema operacional Android 2.3. Dispõe de câmera de 1.3 MP (que também filma), alto-falante, microfone embutido, portas de entrada HDMI, USB 2.0, cartão de memória, fone de ouvido e bateria de lítio recarregável.

N3 COMPUTADORES

ALL-in-one n3

A

novidade da N3 Computadores é o microcomputador All-in-One N3, equipamento com tela de 21.5” WLED backlight, resolução de 1920 x 1080 @ 60Hz. Vem com processador Intel® Core i3, chipset Intel H61, memória RAM 4 GB expansível até 8 GB e HD 500 GB. Possui leitor de cartão MS/SD/MS-Pro/XD, gravador DVD-RW, webcam 1.3 MP com microfone integrado e rede Wi-Fi 10/100/1000 Mbps.

NC GAMES

novos gAmes no merCADo

A

NC Games, maior distribuidora de software para videogames da América Latina, apresenta na Eletrolar Show algumas novidades para os aficionados em game. A empresa destaca entre eles o game Tom Clancy’s Ghost Recon: Future Soldier, da Ubisoft, para as plataformas PS3 e X360. Outro lançamento é o Madagascar 3: The Game, produto da D3 Publisher, indicado para as plataformas PS3, X360, Wii, NDS e 3DS.

162

eletrolarnews


TI - e le T r o l a r n ew s - l a n ÇaM enTos

ONE FOR ALL

NEWLINK

Controle universal smart

Headset BluetootH Freedom

C

om acabamento em black piano de alto brilho, o controle remoto universal Smart, da One for All, funciona com todas as marcas de produtos e controla equipamentos de alta definição, incluindo HDTV, ISDBT, Blu-ray, iPod docks, home theater, PS2 e Xbox 360, entre outros, informa a empresa. Possui três teclas pré-definidas – Assistir TV, Assistir Filme e Ouvir Música – e suporte em 12 idiomas, incluindo o português.

A

novidade da NewLink é o headset Bluetooth Freedom, com bateria de lítio interna recarregável (3.7 V, 320 mA), com duração de aproximadamente 10 horas contínuas. Possui alcance de até 10 metros e frequência de 2,4 GHz. Dispõe de seis botões, com funções que facilitam o manuseio. O fone é acolchoado e tem haste regulável. Vem com cabo USB para recarregar a bateria e está disponível em preto.

RELIZA

limPa tela

O

kit de limpeza Limpa Tela é indicado para a remoção de manchas, marcas de dedos e poeira em monitores, TVs LCD e LED, notebook, tablets, GPS, celular e câmera digital, entre outros equipamentos. Fabricado no Brasil, não tem álcool, hidrata sem ressecar, limpa e protege a tela. O kit vem com frasco contendo 60 ml do removedor e flanela especial com cerdas de tecido.

SPACE BR

sPaCe taBlet

O

Space Tablet tem 10”, com sistema Android 4.0, memória RAM de 1 GB, e está disponível nas versões com capacidade de armazenamento de 4, 8 ou 16 GB. O aparelho vem com cartão de T Flash Card e permite expansões até 32 GB. Tem duas câmeras, uma frontal e uma traseira. É compatível com diversos formatos de arquivos de música, filme, e-book e texto. Possui conexão Wi-Fi de 802.11b/g/n e módulo 3G embutidos, duas entradas de mini USB, entrada para fone e microfone. Leve e compacto, sua bateria de lítio permite até cinco horas de uso.

164

eletrolarnews

UNICOBA

roteador tP-link tl-Wr2543nd

O

novo roteador wireless, fabricado pela TP-Link e distribuído pela Unicoba, é o mais rápido da linha. Tem velocidade de até 450 Mbps, tecnologia Dual-Band de 2,4 GHz e 5 GHz e portas Gigabit Ethernet com desempenho de até 1.000 Mbps. Com três antenas distribuindo o sinal, o roteador consegue taxa de transferência 50% mais rápida e sinal de cobertura wireless 60% mais amplo, informa a TP-Link. Dispõe de entrada USB para conexão de disco rígido externo, câmera digital ou pen drive e impressora.


TI-e leT r o l a r news - Pa r CerI a

Terceirização em

infraestrutura de ti no varejo Microcity e Bematech firmam parceria para serviços de implementação de hardwares, gerenciamento e manutenção de ativos. igor carvalho

O

bom momento vivido pelo varejo brasileiro nos últimos anos, estimulado pelo aumento do consumo da nova classe média, resultou na inauguração de novas lojas, sobretudo por parte dos médios e grandes magazines. Embora cientes de que a evolução não ocorre em curto espaço de tempo, muitos se ressentiram dos altos investimentos para a implementação da infraestrutura de tecnologia da informação (TI), fator que abriu caminho para a terceirização em casos de abertura de novas lojas.

Marcelo Rodrigues, diretor comercial da Microcity

Empresa de outsourcing de infraestrutura em TI, Lan (rede de computadores utilizada para a troca de dados e recursos) e desktops, a Microcity enxergou as oportunidades desse mercado. Em abril deste ano, firmou parceria com a Bematech, especialista em soluções de tecnologia para o varejo, e lançou o PDV as a Service. Marcelo Rodrigues, diretor comercial da Microcity, garante: o varejo economiza de 18% a 25% do valor que seria investido em TI ao transferir para prestadores de serviços os gastos com a implementação de hardwares, gerenciamento e manutenção de ativos. Por meio desse serviço, os clientes alugam da empresa os equipamentos que atendem às necessidades de suas lojas, detectadas após a realização de um estudo feito pelo varejista ou pela terceirizada. Nesse caso, além do projeto, a Microcity fica responsável pela

fotos: divulgação

166

eletrolarnews

logística, instalação, suporte técnico e gerenciamento dos equipamentos, incluindo manutenção e eventuais trocas. A lista de produtos disponibilizados inclui CPUs de varejo, gaveteiro de notas e moedas, monitores, leitores de código de barras, PDVs móveis, totens e impressoras térmicas e fiscais, todos fornecidos pela Bematech.

Competitividade Entre os benefícios desse modelo, Rodrigues cita como principais a economia de investimento em ativos que se depreciam em curto espaço de tempo e os ganhos de competitividade, graças aos preços acessíveis de um contrato de locação. “Outra vantagem que o serviço agrega é a padronização do sistema de TI entre as redes de lojas, o que facilita a atualização, a ampliação e a abertura de novas unidades,” afirma o diretor comercial. O negócio é promissor, acredita o executivo. “A previsão é que a demanda pelo PDV as a Service cresça 10% até o final deste ano,” diz. E não sem razão, pois outras empresas que oferecem serviços equivalentes já disputam o mercado. A parceria Microcity-Bematech aposta ainda em outro filão: a expansão de lojas das médias e grandes redes para as diferentes regiões do Brasil. “Temos vários clientes que estão indo para fora do eixo Rio-São Paulo e enxergamos isso como oportunidade de negócio, uma vez que hoje os varejistas não querem mais gastar com ativos de TI”, explica Rodrigues.


CINCO CANAIS PARA VENDER MAIS NO VAREJO GRUPO ELETROLAR

5 canais de comunicação e plataformas para ampliar a divulgação de sua marca e de seus produtos junto ao grande, médio e pequeno varejo de eletrodomésticos, eletroeletrônicos, celulares e TI.

Revista Eletrolar News, a única b2b do segmento, com

Feira Eletrolar Show,

evento anual b2b que reúne a indústria e o varejo, mais de 1.000 marcas e 15.000 produtos em 32.000 m2. Recebe a visita de mais de 22 mil executivos qualificados. Em 2012, de 3 a 6 de julho, no Transamerica Expo Center - SP.

Guia do Comprador Eletrolar,

anuário com informações de mais de 1.000 marcas e 3.000 linhas de produtos. Concentra a oferta do mercado aos compradores que respondem por mais de 20 mil pontos de vendas no país.

11 3034-4100 www.grupoeletrolar.com

freqüência de 45 dias e 20 mil exemplares auditados pelo IVC.

Portal eletrolar.com,

www.eletrolar.com, informações do setor, atualizadas várias vezes ao dia. É visitado por mais de 50 mil internautas/mês.

Newsletter Semanal,

resumo das notícias do mercado veiculadas na mídia nacional, alcança mais de 65 mil profissionais qualificados.

Há 13 anos, o Grupo Eletrolar atua com soluções diferenciadas para o segmento de eletrodomésticos, eletroeletrônicos, celulares e TI.


ABR AD I S T I

O pOder da inOvaçãO

e sua importância na cadeia de fornecimento de ti Vladimir França, diretor-executivo da Associação Brasileira dos Distribuidores de TI (Abradisti)

foto: divulgação

U

m dos mais importantes economistas da primeira metade do século XX, Joseph Schumpeter definiu inovação como o impulso fundamental que mantém em movimento a engrenagem da economia. Olhando por um lado mais amplo, a inovação permeia todas as áreas, não só a econômica. A palavra inovação pode ser entendida como o ato ou efeito de inovar, que significa tornar novo, renovar, introduzir novidade. No nosso caso, vamos tratar da inovação na área da tecnologia da informação, abrangendo toda a sua cadeia, desde o fabricante até o usuário final, passando, obviamente, pelos distribuidores e pelas revendas. A parte inicial da cadeia tem um papel fundamental nesse processo de inovação, uma vez que os fabricantes necessitam buscar sempre inovações tecnológicas em seus produtos para fazer face não só aos desejos de seus consumidores, mas, também, para estar sempre à frente dos seus concorrentes. Da parte dos fabricantes, esse é um processo contínuo, pois a sobrevivência das empresas mais e mais depende da agilidade com que essas “novidades” chegam ao mercado e as transformam não só em lucro como, também, em reconhecimento. As empresas têm de constantemente se perguntar: como nossos produtos podem ser melhorados? O que podemos fazer de diferente? O que nossos concorrentes estão pensando e fazendo? Tudo isso leva à inovação, no caso, tecnológica. A ponta final da cadeia, ou seja, o usuário final, também é um alimentador dessa engrenagem, pois está sempre à procura dos produtos mais avançados tecnologicamente. É o efeito da geração Y, que está totalmente antenada com todas as 168

eletrolarnews

novidades tecnológicas. Diríamos que isso já faz parte do DNA dessa geração. E, no futuro, podemos esperar muito mais da nova geração, a que vem sendo chamada de Z. São gerações que fazem elogios, críticas e sugestões, utilizando-se, muitas vezes, das redes sociais (outra inovação tecnológica de maior repercussão nos últimos tempos), o que ajuda as empresas a aprimorar os seus novos produtos, processos, etc. Esse também é um instrumento muito utilizado pelos próprios fabricantes para levar as “novidades” a seus potenciais compradores. Hoje em dia, a busca pela inovação tem levado as empresas a lançar novas versões de seus produtos em prazos cada vez menores. Vejam o exemplo de tablets: um deles teve a sua segunda versão lançada poucos meses após o lançamento da primeira. Isso nos deixa a certeza de que, ao mesmo tempo em que um produto está sendo lançado, já há uma nova versão no forno para ser lançada o mais breve possível. Este é só um exemplo, mas vale para todos os produtos. Distribuidores e revendas, que ficam no meio da cadeia de fornecimento, têm de estar sempre inovando. Além disso, precisam utilizar toda a sua criatividade para fazer chegar ao usuário final, e no menor tempo possível, todas as “novidades” lançadas pelos fabricantes. A velocidade atual das mudanças é muito grande e, temos certeza, irá se manter acelerada no futuro. As empresas investem muito em pesquisa e desenvolvimento e estão cada vez mais ágeis no processo de inovação. A pergunta é: em que velocidade virão as novas mudanças? Em segundos, minutos, horas, dias, semanas, meses, anos? Não sabemos. Temos de aguardar.


CATÁLOGO I 7a ELETROLAR SHOW

CATÁLOGO OFICIAL

O ESPAÇO DE NEGÓCIOS E OPORTUNIDADES DA INDÚSTRIA E DO VAREJO DE ELETRODOMÉSTICOS, ELETROELETRÔNICOS, CELULARES E TI. eletrolarnews

169


EMPRESAS PARTICIPANTES

170

eletrolarnews


www.eletrolarshow.com.br eletrolarnews

171


g SAÍDA

03 a 06 de julho de 2012 das 13 às 21h Transamerica Expo Center 11 3034 4100

www.eletrolarshow.com.br 172

eletrolarnews

ENTRADA


CATÁLOGO I 7a ELETROLAR SHOW

MAPA ELETROLAR SHOW

g

eletrolarnews

173


CATÁLOGO I 7a ELETROLAR SHOW

A ABRASA - ASSOCIAÇÃO BRAS. DAS ENTIDADES REPRESENTATIVAS E EMPRESAS DE SERVS. AUTORIZADOS Av. Celso Garcia, 2902 Tatuapé - 03064-100 São Paulo - SP Tel.: (11) 2292-6899 Fax: (11) 2292-6899 Site: www.abrasa.com.br Marca: ABRASA Rua M -13

AF INTERNATIONAL R. Dom Pedro Henrique de Orleans e Bragança, 364 Vila Jaguara 05117-000 São Paulo - SP Tel.: (11) 3621-6800 Site: www.af-online.br.com sac@hkw.com.br Marca: AF INTERNATIONAL Rua 9 - 211

AGIS DISTRIBUIÇÃO R. Alfredo da Costa Figo, 614 Santa Cândida - 13025-230 Campinas - SP Tel.: (19) 3756-4600 Site: www.agis.com.br contato@agis.com.br Marcas: ACER, AOC, COLETEK, EPSON, GIGABYTE, HP, INTEL, ITAUTEC, LG, MICROSOFT, MSI, TP-LINK, WESTERN DIGITAL e XEROX Rua M - 2

AGORA DIGITAL INFORMÁTICA Rua Ática, 585/587 Campo Belo São Paulo - SP 04634-041 Site: www.agoradigital.com.br marketing@agoradigital.com.br Marcas: EDIFIER, VAX BARCELONA, BOLSARIUM e OBIEN Rua G-2

AIRONFLEX E GIRAGRILL R. Dante Carraro, 104

174

eletrolarnews

Pinheiros - 05422-060 São Paulo - SP Tel.: (11) 3061-9977 Site: www.ikeda.ind.br informa@ikeda.ind.br Marcas: AIRONFLEX e GIRAGRILL Rua Q - 8

ALCATEIA R. dos Italianos, 1.127 Bom Retiro 01131-000 São Paulo - SP Tel.: (11) 3226-2626 Site: www.alcateia.com.br andrezza.araujo@alcateia.com.br Marcas: APPLE, ASUS, D-LINK, HP, MICROSOFT, SANDISK e SEAGATE Rua F - 10

ALCATEL ONE TOUCH R. Fidêncio Ramos, 160 - 9º and. Vila Olímpia - 04551-010 São Paulo - SP Tel.: (11) 3040-4750 Site: www.alcatelonetouch.com/br americas@tctmobile.info Marca: ALCATEL ONE TOUCH Rua P - 6


CATÁLOGO I 7a ELETROLAR SHOW

ALL NATIONS DISTRIBUIDORA DE SOLUÇÕES EM TECNOLOGIA Av. Dom Hélder Câmara, 3.443 Del Castilho - 21050-454 Rio de Janeiro - RJ Tel.: (21) 3523-8000 Site: www.allnations.com.br comercial@allnations.com.br Marcas: ALL NATIONS, AOC, EPSON, HP, INTEL, LENOVO, LG, PATRIOT, TRUST e WESTERN DIGITAL Rua O - 7

ALLIED Av. das Nações Unidas, 12.995 22º and. - Brooklin 04578-911 São Paulo - SP Tel.: (11) 5503-9999 Site: www.aatbrasil.com.br faleconosco@aatbrasil.com.br Marcas: ACER, ALCATEL, BLU, HUAWEI, LG, MOTOROLA, NOKIA, PHILIPS, SAMSUNG, SHARP, SONY e ZTE Rua C - 18

176

eletrolarnews

ALLKIT Rod. dos Agricultores, 91 Capuava - 13273-250 Valinhos - SP Tels.: (19) 3871-3625 / 3242-6131 Site: www.allkit.com.br comercial@allkit.com.br Marca: ALLKIT Rua R - 5

AMVOX R. B - qd. E - lt. 4 - Poloplast Jardim dos Limoeiros 42801-170 Camaçari - BA Tel.: (71) 3369-3751 Sites: www.amvox.com.br; www.logitech.com.br comercial@amvox.com.br Marcas: AMVOX e LOGITECH Rua F - 7

ANTENAS CASTELO Al. Quinze de Dezembro, 1.487 Penha 12910-691 Bragança Paulista - SP Tel.: (11) 4035-3601

Site: www.antenascastelo.com.br castelo@antenascastelo.com.br Marca: ANTENAS CASTELO Rua 11 - 131

AQUÁRIO Av. Pref. Sincler Sambatti, 9.479 Zona 38 Jardim Bertioga 87055-405 - Maringá - PR Tel.: (44) 3261-7300 Site: www.aquario.com.br sac@aquario.com.br Marca: AQUÁRIO Rua K - 2

ARÇELIK A.S. Site: www.arcelikas.com kurumsal@arcelik.com Marcas: BEKO e GRUNDING Rua 11 - 129

ASCEND GLOBAL R. Marco Aurélio, 325/329 Vila Romana - 05048-000 São Paulo - SP Site: www.ascendglobal.com


CATÁLOGO I 7a ELETROLAR SHOW

Marcas: ASCEND GLOBAL, MOEL e NOSTOP Rua 11 - 128

ASIA INSPECTION Site: www.asiainspection.com kathie.deng@asiainspection.com Marca: ASIA INSPECTION Rua 11 - 105

ATLAS ELETRODOMÉSTICOS BR 158 - Km 508 Petrycoski 85501-970 Pato Branco - PR Tel.: (46) 2101-1010 Site: www.atlas.ind.br Marca: ATLAS Rua M - 14

comercial@batiki.com.br Marca: BATIKI Rua C - 23

BEST WAY DISTRIBUIDORA R. Bela Cintra 967 8º and. - conj. 81 Consolação - 01415-905 São Paulo - SP Tel.: (11) 2147-2132 Sites: www.georgeforeman.com.br; www.rayovac.com.br; www.produtosremington.com.br marta.nascimento@ bestwaybrasil.com.br Marcas: GEORGE FOREMAN, RAYOVAC e REMINGTON Rua R - 4

B BATIKI R. Profª. Nair Santos Cunha, 52 Sl. 02 - Distrito Industrial 15035-200 São José do Rio Preto - SP Tel.: (17) 2138-9600 Site: www.batiki.com.br

178

eletrolarnews

BICICLETAS MORMAII R. Gal. Osório, 2100 galpão B Velha 89041-002 Blumenau - SC www.bicicletasmormaii.com.br Marca: MORMAII Rua S - 8

BLACK & DECKER Al. Santos, 1.940 Cerqueira César 01418-200 - São Paulo - SP Tel.: (11) 3149-7466 Site: www.blackedecker.com.br Marca: BLACK & DECKER Rua F - 13

BRASFORMA Av. Henry Ford, 732 Mooca - 03109-000 São Paulo - SP Tel.: (11) 2246-0200 Site: www.brasforma.com.br marketing@brasforma.com.br; marketing2@brasforma.com.br Marca: BRASFORMA Rua C - 4

BRIGHT.COM Av. Dr. Cardoso de Melo, 1.855 conj. 32 - Vila Olímpia 04548-005 - São Paulo - SP Tels.: (11) 3140-2300 / 3140-2336 Site: www.bright.com.br bright@bright.com.br Marcas: BRIGHT e MAXELL Rua P - 10


CATÁLOGO I 7a ELETROLAR SHOW

BRITÂNIA Av. Nossa Senhora da Luz, 1.330 Hugo Lange 80040-265 Curitiba - PR Tel.: (41) 3218-7700 Sites: www.britania.com.br; www.philco.com.br Britânia: marketing@britania.com.br; Philco: marketing@philco.com.br Marca: BRITÂNIA e PHILCO Rua F - 22

BRIZAIR COM. E SERVS. S.A. R. do Arroz, 90 - sl. 226 Penha 21011-070 Rio de Janeiro - RJ Tel.: (21) 2218-9909 Sites: www.ventiladorspirit.com.br; www.brizair.com.br comercial@spiritstyle.com.br Marcas: BRIZAIR, METROPOLITAN ELECTRICAL APLIANCE, SPIRIT e SPRT COMPANY Rua B - 6

180

eletrolarnews

BRTRIP R. José Augusto Rodrigues, 174 Barra da Tijuca 22775-047 Rio de Janeiro - RJ Tel.: (21) 3539-9339 Site: www.aquariusbrasil.com.br contato@gpsaquarius.com.br Marcas: AQUARIUS, DISCOVERY CHANNEL, DUAS RODAS, QUATRO RODAS e TELEATLAS Rua B - 2

BTC - BRAZILIAN TRADE CENTER R. Com. Vicente Mellilo, 270 Capela do Socorro 04782-020 São Paulo - SP Tel.: (11) 5660-2600 Site: www.btcmail.com.br mkt2@btcmail.com.br Marcas: G-LIFE, INCASA, LIZZ, POLAR e SEVEN Rua S - 4

BUILT R. Blumenau, 613 Municípios 88337-440 Balneário Camboriú - SC

Tel.: (47) 3363-2359 Site: www.built.com.br diretoria@built.com.br; financeiro@built.com.br Marca: BUILT Rua 9 - 207

BUY DIGITAL R. do Equador, 144 Santo Cristo 20220-410 Rio de Janeiro - RJ Tels.: (21) 2253-1339 / (11) 3562-0248 Site: www.feelelectronics.com.br alanjeff@buydigital.com.br Marca: FEEL ELECTRONICS Rua A - 4

C CADENCE IND. E COM. LTDA. R. Santos Maccarini, 650 Machados 88375-000 Navegantes - SC Tel.: (47) 3347-9900 Site: www.cadence.com.br carla@marketing.com.br Marca: CADENCE Rua F - 20


CATÁLOGO I 7a ELETROLAR SHOW

CALOI Av. Nações Unidas, 11.857 15º and. - Brooklin 04578-000 São Paulo - SP Tel.: (11) 5503-9600 Site: www.caloi.com sribeiro@caloi.com Marca: CALOI Rua S - 10

CCE R. Domingos Marchetti, 41 Galpão 1 - 1º and. Limão 02712-150 São Paulo - SP Tel.: (11) 2112-1100 Site: www.cceinfo.com.br Marca: CCE Rua G - 6

Visite a única feira de negócios para a indústria e o varejo de eletrodomésticos, eletroeletrônicos, celulares e TI. www.eletrolarshow.com.br

182

eletrolarnews

CEMEL R. Breno Ferraz do Amaral, 368 Ipiranga - 04124-020 São Paulo - SP Tel.: (11) 2081-1681 Site: www.cemel.com.br rosana.carballo@cemel.com.br Marcas: FT1 e PARLUX Rua E - 8

CHIAVE R. Butantã, 518 - 1º and. Edif. Center Plaza Pinheiros 05424-905 - São Paulo - SP Tel.: (11) 3032-6899 Sites: www.zeex.com.br; www.chiavecomercial.com.br vendas@chiavecomercial.com.br Marcas: BLU e ZEEX Rua E - 20

CLAMPER IND. E COM. S.A. Rod. LMG 800, km 1, nº 128 Distrito Industrial Genesco

Aparecido de Oliveira 33400-000 - Lagoa Santa - MG Tel.: (31) 3689-9500 Site: www.clamper.com.br atendimento@clamper.com.br Marca: CLAMPER Rua 11 - 104

COBIMEX Av. Barão Homem de Melo, 4.500 sl. 306 - Estoril - 30494-270 Belo Horizonte - MG Tel.: (31) 3519-9505 Site: www.cobimex.com.br Marcas: KETER e MICHELIN Rua B - 10

COLEÇÃO Av. Dr. Messias Barros, 1.515 Distrito Industrial Miguel de Luca 37072-000 - Varginha - MG Tel.: (35) 3219-9100 Sites: www.c3t.com.br; www.coletek.com.br; www.evercool.com.br, www.pluscable.com.br; www.logitech.com/pt-br comercial@coletek.com.br Marcas: A4 TECH, C3 TECH, COLETEK, EVERCOOL e PLUS CABLE Rua N - 10


CATÁLOGO I 7a ELETROLAR SHOW

COLETEK, EVERCOOL e PLUS CABLE Rua N - 10

COLORMAQ Estr. Municipal Araçatuba/Prata km 9 - Traitu - 16026-850 Araçatuba - SP Tel.: (18) 3631-8500 Site: www.colormaq.com.br marcospaulo@colormaq.com.br Marca: COLORMAQ Rua K - 14

COMESP - DIVISÃO TELEFONIA R. Antonieta, 9 Casa Verde - 02517-070 São Paulo - SP Tel.: (11) 3855-4433 Site: www.comesp.com.br teletronica@comesp.com.br Marcas: 3M, BLACKBERRY, CELLALLURE, LG, NOKIA, SAMSUNG e SONY Rua A - 6

COMEX DISTRIBUIÇÃO INTELIGENTE

184

eletrolarnews

R. Lord Cockrane, 616 - 11º and. Ipiranga - 04213-001 São Paulo - SP Tel.: (11) 2062-5082 Site: www.comexsp.com.br contato@comexsp.com.br Marcas: ACER, BENQ, HP, HUAWEI, KASPERSKY, KINGSTON, MEMORY ONE, PISC, SANDISK, SMART TECHNOLOGIES, SUPERMICRO TEXAS INSTRUMENTS e WESTERN DIGITAL Rua N - 14

CTIS SCS - qd. 8 - bl. B, nº 50 sl. 231 - Asa Sul 70395-900 Brasília - DF Marcas: B2C EXPRESS e VERIZ Rua L - 14

D COTHERM ELETROTÉRMICA LTDA. Rod. Fernão Dias, Km 87 Parque Edú Chaves - 02283-000 São Paulo - SP Tel.: (11) 2242-9656 Site: www.cotherm.com.br cotherm@cotherm.com.br Marca: COTHERM Rua M - 17

CROMUS Av. Roberto Gordon, 333 Vila Mary - 09990-090 Diadema - SP Tel.: (11) 4070-7799 Site: www.antenascromus.com.br Marca: CROMUS Rua Q - 14

DAEWOO E GOODYEAR R. Albuquerque Lins, 537 Santa Cecília 01230-001 São Paulo - SP Tel.: (11) 3666-7419 Site: www.grupopromatic.com.br contato@grupopromatic.com.br Marcas: DAEWOO, EPILADY, GOODYEAR e NEW HAIR Rua T - 2


CATÁLOGO I 7a ELETROLAR SHOW

DARRU R. Voluntários da Pátria, 560 sl. 35 - Santana 02010-000 São Paulo - SP Tel.: (11) 2925-0420 Site: www.darru.com.br darru@darru.com.br Marcas: Q-SEE, ENFORCER e LTS Rua 11 - 120

DE’LONGHI BRASIL COM. E IMP. LTDA. R. Alexandre Dumas, 1.658 14º and. - Chácara Santo Antônio 04717-004 São Paulo - SP Tel.: (11) 5188-6633 Site: www.delonghibr.com contato@delonghibr.com Marca: DE’LONGHI e KENWOOD Rua F - 9

DEXCOM Av. Jabaquara, 2.958 - 3º and. Mirandópolis 04046-500 São Paulo - SP Tel.: (11) 3523-0800 Site: www.dexcom.com.br Marcas: AMD, DEXBOOK, DEXCOM, DEXPC, DEXTOP, I-LUV, INTEL, LG, MEGA, MICROSOFT, PCWARE e Q-SEE Rua M - 10

DISTRIBUIDOR OFICIAL FERRAMENTAS GOODYEAR NO BRASIL R. Bela Cintra, 986 - 3º and. Bela Vista 01415-000 São Paulo - SP Tel.: (11) 3217-9955 Site: www.gferramentas.com.br Marca: GOODYEAR Rua C - 22

DL ELETRONICOS Av. Embaixador Bilac Pinto, 1.061 Boa Vista - 37540-000 Santa Rita do Sapucaí - MG Tel.: (35) 3473-0220

186

eletrolarnews

Site: www.dl.com.br marketing@dl.com.br; sac@dl.com.br; comercia@dl.com.br; comercial1@dl.com.br Marca: DL Rua E - 22

DREAM FITNESS R. São João, 255 Bairro Industrial - 93800-000 Sapiranga - RS Tel.: (51) 3529-6490 Site: www.dream.com.br dream@dream.com.br Marca: DREAM FITNESS Rua V - 24

E ELETRÔNICOS PRINCE R. Genebra, 158 Bela Vista 01316-010 São Paulo - SP Tel.: (11) 3115-0355 Site: www.cweb.com.br Marcas: BRAUN, FRANKLIN, KASHIMA, LIGHTNING AUDIO, SUZUKI ELETRO, SUZUKI MUSICAL e YELLOWSTAR Rua C - 16


CATÁLOGO I 7a ELETROLAR SHOW

ELG PEDESTAIS Estr. da Ilha, 270 galpões C,D,E Pirabeiraba 89239-250 Joinville - SC Tel.: (47) 3467-4299 Site: www.elgpedestais.com.br elgpedestais@elgpedestais.com.br Marca: ELG PEDESTAIS Rua 11 - 123

ELGIN R. Barão de Campinas, 305 Campos Elíseos 01201-901 São Paulo - SP Tel.: (11) 3383-5999 Site: www.elgin.com.br sac@elginsp.com.br Marca: CANON, ELGIN e TAMRAC Rua E - 6

ENERGY LUX R. Victoriano Garcia da Fonseca, 32 Parque das Indústrias 13309-663 Itu - SP Tels.: (11) 4083-2540 /

188

eletrolarnews

4083-2541 Site: www.energylux.com.br vendas@energylux.com.br Marca: ENERGYLUX Rua 11 - 115

EQUIPO Av. Tucunaré, 550 Pav. Térreo e 1º Pavto. Tamboré 06460-020 Barueri - SP Tel.: (11) 2199-2999 Site: www.equipo.com.br consumer@equipo.com.br Marcas: IBANEZ, KOSS, MEDELI, PHONIC, ROCKBAG, SAMSON, STAGG e WALDMAN Rua R - 12

ESMALTEC Av. Parque Oeste, 2.130 Distrito Industrial 61939-120 Maracanaú - CE Tel.: (85) 3299-8999 Site: www.esmaltec.com.br sac@esmaltec.com.br Marca: ESMALTEC ELETRODOMÉSTICOS Rua D - 10

ESYWORLD SIST. E INFORMÁTICA R. Newton Prado, 105 Bom Retiro - 01127-000 São Paulo - SP Tel.: (11) 3343-6463 Site: www.esy.com.br contato@esy.com.br Marcas: ACRONIS e KASPERSKY Rua P - 14

eTIGER BRASIL TECNOLOGIA DIGITAL Al. Araguaia, 2.044 Torre II - conj. 1301 Alphaville 06455-000 Barueri - SP Tel.: (11) 4082-2898 etiger@etiger.com.br Marcas: BIOSTEK, eTIGER, MATEA e SIGMATEK Rua 9 - 225

Acesse www.eletrolar.com e cadastre-se para receber a newsletter semanal com as últimas notícias do setor. Cadastro gratuito


CATÁLOGO I 7a ELETROLAR SHOW

EXPOLIGHT BR 285, km 29 Petrópolis 99042-800 Passo Fundo - RS Tel.: (54) 3313-2503 Site: www.expolight.com.br vendas@expolight.com.br Marca: EXPOLIGHT Rua D - 14

F

FALMEC DO BRASIL R. Araquém, 333 Bangu 21860-005 Rio de Janeiro - RJ Tel.: (21) 3544-5353 Sites: www.arix.com.br; www.falmec.com.br; www.smeg.com.br info@falmec.com.br Marca: ARIX Rua L - 2

190

eletrolarnews

FEASSO R. Brig. Tobias, 356 11º and. - conj. B Centro 01032-000 São Paulo - SP Tel.: (11) 3227-0776 Site: www.feassobrasil.com.br sergiolelis@feassobrasil.com.br Marca: FEASSO Rua E - 25

FISCHER Rod. Antônio Heil, km 23, nº 5.600 - Limoeiro 88352-502 Brusque - SC Tel.: (47) 3251-2000 Site: www.fischer.com.br fischer@fischer.com.br Marca: FISCHER Rua F - 5

FOGATTI R. Bahia, 8.775 Passo Manso 89032-002 Blumenau - SC Tel.: (47) 3236-1600 Site: www.fogatti.com.br

mkt@fogatti.com.br Marca: FOGATTI ELETRODOMÉSTICOS Rua G - 10

FULL FIT Av. Thomas Edson, 956 Barra Funda - 01140-001 São Paulo - SP Tel.: (11) 3577-0555 Site: www.fullfit.com.br mktg@fullfit.com.br Marcas: DYNASTY ELETRO e HAMILTON BEACH Rua E - 24

Cadastro gratuito

Cadastre e/ou atualize os dados da sua empresa no único anuário para o varejo do setor de eletrodomésticos, eletroeletrônicos e TI. Envie um e-mail para

guiadocomprador@editoracec.com.br


CATÁLOGO I 7a ELETROLAR SHOW

G

GA.MA ITALY R. Luis Góis, 853 Vila Mariana - 04043-300 São Paulo - SP Tel.: (11) 5593-7400 Site: www.gamaitaly.com.br sac@gamaitaly.com.br Marca: GA.MA ITALY Rua E - 8

GAS GRILL CHURRASQUEIRAS A GÁS Av. Marginal, 611 Granja Vianna 06708-030 Cotia - SP Tel.: (11) 4702-5206 Site: www.gasgrill.com.br contato@gasgrill.com.br Marca: CHAR-BROIL Rua 9 - 215

GEONAV Av. Brig. Faria Lima, 1.853 conj. 1 - piso P

192

eletrolarnews

Jardim Paulistano 01452-001 São Paulo - SP Tel.: (11) 2888-6288 Site: www.geonav.com.br vendas@geonav.com.br Marca: ANGRY BIRD, GEAR4 e GEONAV Rua R - 3

GRUPO ASTE Av. Paulista, 1.009 - 7º and. Bela Vista - 01311-919 São Paulo - SP Tel.: (11) 2166-8888 Site: www.caselogic.net.br caselogic@asteserv.com.br Marca: CASE LOGIC Rua P - 3

GOHOBBY R. João Dias Ribeiro, 325 Polo Industrial 06693-810 Itapevi - SP Tel.: (11) 4772-4505 Site: www.gohobby.com.br adriano@gohobby.com.br Marcas: CELLAIRIS, GOPRO e PARROT Rua V - 27

GRUPO ANOVATI Av. Brig. Faria Lima, 2.128 - conj. 201 Jardim Paulistano 01451-903 São Paulo - SP Tel.: (11) 3513-6000 Site: www.anovati.com.br mkt@anovati.com.br Marcas: BLACKBERRY, SUPER MEMORY, TARGUS e XSOUND Rua G - 2

GRUPO CAPRI R. Neuchatel, 348 Vila Friburgo 04781-030 São Paulo - SP Tel.: (11) 2161-0666 Sites: www.grupocapri.com.br; www.bellaniprofessional.com.br; www.brocksferramentas.com.br; www.capriweb.com.br fabio@capriweb.com.br Marcas: BELLANI, BROCKS FERRAMENTAS e CAPRI LAZER Rua R - 8


CATÁLOGO I 7a ELETROLAR SHOW

GRUPO CRIVITTA R. Antônio Luiz Medeiros, 30 Barreiros - 88110-030 São José - SC Tel.: (48) 2108-0900 Site: www.crivitta.com.br crivitta@crivitta.com.br Marcas: BEURER, BIOSHAPE, SECA e WISO Rua R - 7

GRUPO IBRACE-ICBR R. Maestro Francisco Manoel da Silva, 71 Jardim Santa Genebra 13080-190 Campinas - SP Tel.: (19) 3578-0100 Site: www.grupoibrace-icbr.org.br comercial@icbr.org.br Marcas: CERTLAB, IBRACE e ICBR Rua 9 - 221

194

eletrolarnews

GRUPO SEB DO BRASIL Av. Arno, 146 - Mooca 03108-900 - São Paulo - SP Tel.: (11) 0800-119-933 Site: www.arno.com.br Marca: ARNO Rua F - 2

H HANDYTECH R. Dr. Altino Teixeira - lt. 1 - qd. F Porto Seco Pirajá 41395-050 Salvador - BA Tel.: (71) 3415-7500 Site: www.handytech.com.br sac@handy.com.br Marcas: A4TECH, ACER, AMD, ANTEC, AOC, ASUS, CORSAIR, D-LINK, DR HANK, DRAGONWAR, ENCORE, ENERMAX, EPSON, EVGA, G-CUBE, GENIUS, GIGABYTE, GSKILL, HITACHI, HP, INTEL, KGUARD, KINGSTON, KODAK, LEADERSHIP, LEDCO, LG, LITEON, LUCKY SKY, MSI, NEC, NETGEAR, NEW DRIVE, NORTON, NVIDIA, PIONEER, PIXXO, PNY, Q-SEE, SAMSUNG, SANDISK, SEAGATE, SEASONIC, SENTEY, SMS, SONY, THERMALTAKE, 0 0 ZOGIS e 12:00:00 AM Rua E - 16

H-BUSTER Av. Dionizia Alves Barreto, 500 conj. - 1302 Jardim Bela Vista 06086-040 Osasco - SP Tel.: 2858-0001 Site: www.hbuster.com.br hbuster@hbuster.com.br Marca: H-BUSTER Rua E - 14

HOME TECH COM. E IND. Al. dos Maracatins, 992 10° and. - conj.102 Indianópolis 04989-001 São Paulo - SP Tel.: (11) 5094-0018 Site: www.hometechpc.com vendas@hometechpc.com.br Marcas: DR. HANK e PIXXO Rua 11 - 124

HOMEDICS Av. Marquês de São Vicente, 587 conj. 17 - Barra Funda


CATÁLOGO I 7a ELETROLAR SHOW

01139-001 São Paulo - SP Tel.: (11) 3392-6120 Site: www.homedics.com.br sac@homedics.com.br Marca: HOMEDICS Rua V - 30

HOUSTON R. Arquimedes, 600/620 Distrito Industrial 13211-840 Jundiaí - SP Tel.: (11) 4589-1799; Televendas : 0800-707-0089 Site: www.houston.com.br comercial@houston.com.br Marca: HOUSTON Rua E - 2

I IDEALE R. São Paulo, 1.628 Santa Paula 09541-100 São Caetano do Sul - SP Tel.: (11) 4226-7294 Site: www.grupoideale.com.br atendimento@grupoideale.com.br Marca: IDEALE Rua 9 - 213

196

eletrolarnews

IEC - VISOGRAF R. do Carmo, 310 Vicentina 93025-110 São Leopoldo - RS Tel.: (51) 3579-7900 Site: www.visograf.com.br vendas@visograf.com.br Marca: VISOGRAF Rua P - 5

IGO BRASIL R. das Paineiras lt. 6 - sl. 509-B Edf. One Mall Business Águas Claras 71918-000 Brasília - DF Tel.: (61) 3022-1919 Site: www.igobrasil.com.br arodrigues@igobrasil.com.br Marca: ADAPT MOBILE, AERIAL7 e IGO Rua 11 - 133

INGRAM MICRO BRASIL Av. Piracema, 1.341 galpões 3 E 4 Tamboré 06460-030 Barueri - SP

Tel.: (11) 2078-4266 Site: www.ingrammicro.com.br Marcas: APPLE, HP, LENOVO, OKI e XEROX Rua J - 14

INTEGRIS BRASIL R. do Bosque, 1.589 14º and. sls. 1403 a 1410 Barra Funda 01136-001 São Paulo - SP Tel.: (11) 3392-1018 Site: www.integrisbrasil.com.br marketing@integrisbrasil.com.br Marcas: INTEGRIS Rua F - 16

INTELBRAS Rod. BR 101, Km 213 Área Industrial 88104-800 São José - SC Tel.: (48) 3281-9500 Site: www.intelbras.com.br marketing@intelbras.com.br Marca: INTELBRAS Rua O - 13


CATÁLOGO I 7a ELETROLAR SHOW

ISONIC Al. Barão de Piracicaba, 695 3º and. - Campos Elíseos 01216-012 São Paulo - SP Tel.: (11) 3350-0400 Site: www.isonic.com.br raquel@isonic.com.br Marcas: LITEON, PRACTICKA e SANDISK Rua E - 18

IWILL BRASIL R. São Paulo, 581-1 - Estados 88339-025 Balneário Camboriú - SC Tel.: (47) 3368-3237 Site: www.iwill.com.br Marca: IWILL Rua 11 - 108

J JANOME R. da Graça, 597 - Bom Retiro 01125-001 - São Paulo - SP Tel.: (11) 3358-0200 Site: www.marbor.com.br marbor@marbor.com.br Marca: JANOME Rua S - 9

198

eletrolarnews

JONNY MOTOS R. Iraúna, 176 Jardim Novo Mundo 04518-060 São Paulo - SP Tel.: (11) 3846-1493 Site: www.jonnymotorcycles.com.br atendimento@jonnymotos.com.br Marca: JONNY MOTORCYCLES Rua R - 14

JP TECH - PRODS. INTELIGENTES R. Oscar Pinheiro Coelho, 239 Butantã 05516-050 São Paulo - SP Tel.: (11) 2308-9009 Site: www.jptech.com.br marketing@jptech.com.br Marca: GOLLA Rua P - 7

JP TECH PRODUTOS INTELIGENTES R. Oscar Pinheiro Coelho, 239 Caxingui 05516-050

São Paulo - SP Tel.: (11) 2308-9009 Site: www.jptech.com.br marketing@jptech.com.br Marcas: HERCULES e THRUSTMASTER Rua J - 4

K KÄRCHER Av. Prof. Benedicto Montenegro, 419 Betel 13140-000 Paulínia - SP Tel.: (19) 3884-9100 Site: www.karcher.com.br comercial@karcher.com.br Marca: KÄRCHER Rua Q - 4

KASINSKI R. Paes Leme, 524 - 16º and. Pinheiros 05421-904 - São Paulo - SP Tel.: (11) 2948-8000 Site: www.kasinski.com.br Marca: KASINSKI Rua L-8


CATÁLOGO I 7a ELETROLAR SHOW

KIN ELETRODÉSTICOS Av. Ricieri Bernardi, 871 Campo Fundo 83430-000 Campina Grande do Sul - PR Tel.: (41) 3679-8800 Site: www.kin.com.br kin@kin.com.br Marca: KIN Rua A - 2

K-MEX Al. dos Maracatins, 992 conj. 103 - Moema 04089-001 São Paulo - SP Tel.: (11) 5096-1001 Site: www.k-mex.com.br sac@k-mex.com.br Marca: K-MEX Rua T - 8

L LATINA ELETRODOMÉSTICOS Av. Getúlio Vargas, 2.700

200

eletrolarnews

Recreio São Judas Tadeu 13571-272 São Carlos - SP Tel.: (16) 3375-9500 Site: www.latina.com.br latina@latina.com.br Marca: LATINA ELETRODOMÉSTICOS Rua E - 10

LAVORWASH R. Manoel Gomes dos Santos, 2.951 Industrial 14140-000 Cravinhos - SP Tel.: (16) 3951-9666 Site: www.lavorwash.com.br lavorwash@lavorwash.com.br Marca: LAVOR Rua H - 10

LENOXX SOUND R. Bela Cintra, 986 - 3º and. Bela Vista 01415-000 São Paulo - SP Tel.: (11) 3217-9955 Site: www.lenoxxsound.com.br sac@lenoxxsound.com.br Marca: LENOXX Rua E - 12

LESLI CANADA Site: www.lesligroup.com marcelo@leslicanada.com Marcas: LESLI e LESTECH Rua D - 16

LOFRA R. Tomazina, 79 - Vila Emiliano Perneta 83325-040 Pinhais - PR Tel.: (41) 3661-7000 comercial@lofra.com.br Site: www.lofra.com.br vendas@lofra.com.br Marcas: LIEBHERR, LOFRA e TECNO Rua 11 - 113

LOGIN INFORMÁTICA Al. das Espatódeas, 40 Caminho das Árvores 41820-460 - Salvador - BA Tel.: (71) 2106-3700 Site: www.pcmixcomputadores. com.br comunicacao@login.com.br Marca: PCMIX Rua C - 12


CATÁLOGO I 7a ELETROLAR SHOW

LOREN SID R. Rosa Cruz, 2.000 Jardim da Torre 15805-160 Catanduva - SP Tel.: (17) 3531-1200 Site: www.lorensid.com vendas@lorensid.com Marca: LOREN SID Rua L - 4

M M. CASSAB Av. Nações Unidas, 20.882 Jurubatuba - 04795-000 São Paulo - SP Tels.: (11) 2162-7850 / 2162-7734 Site: www.mcassab.com.br

Marcas: CUISINART, EASY COOLER, JURA, OLIMPIA e WEBER Rua C - 8 MAIS MANIA Av. Armando Salles de Oliveira, 673 B Parque Suzano - 08673-000 Suzano - SP Tel.: (11) 4647-6090 Site: www.staropen.com.br atendimento@maismania.com.br Marca: MAIS MANIA Rua 11 - 106 MABE BRASIL ELETRODOMÉSTICOS Av. Ermano Marchetti, 1.435 14º e 15º ands. - Água Branca 05038-001 São Paulo - SP Sites: www.continental.com.br; www.dako.com.br; www.geeletrodomesticos.com.br sacge@mabebr.com Marcas: CONTINENTAL, DAKO e GE Rua H - 14

Cadastro gratuito

Cadastre e/ou atualize os dados da sua empresa no único anuário para o varejo do setor de eletrodomésticos, eletroeletrônicos e TI. Envie um e-mail para guiadocomprador@editoracec.com.br

202

eletrolarnews

MAKSIWA R. Nelson Argenta, 436 Roça Grande - 83402-220 Colombo - PR Tel.: (41) 3621-3218 Site: www.maksiwa.com.br vendas@maksiwa.com.br Marca: MAKSIWA Rua 11 - 107

MALLORY R. Tenente Valdemar Pereira, 42 Outra Banda - 61942-130 Maranguape - CE Tel.: (85) 4011-3800 Sites: www.mallory.com.br marketing@mallory.com.br Marcas: MALLORY e TAURUS Rua F - 3


CATÁLOGO I 7a ELETROLAR SHOW

MAXPRINT, DAZZ E GOTHAN Av. Henry Ford, 2.040 Vila Prudente 03109-001 São Paulo - SP Tel.: (11) 3738-5700 Sites: www.dazz.net.br; www.maxprint.com.br; www.gothan.net.br eletrolar@maxprint.com.br Marca: DAZZ, GOTHAN e MAXPRINT Rua D - 6

MAZER DISTRIBUIDORA Av. Severo Dullius, 75 São João 90200-310 Porto Alegre - RS Tel.: (51) 2101-2100 Site: www.mazer.com.br Marcas: ASUS, BENQ, HP, LEADER TECH, LENOVO, LG, SAMSUNG e STI Rua F - 14

204

eletrolarnews

MEGA TEC DRIVE DISTR. DE ACES. PARA INFORMÁTICA R. Olímpio Portugal, 238 Mooca 03112-010 São Paulo - SP Tels.: (11) 2385-0487 / 7826-4736 Site: www.tecdrive.com.br tecdrive@tecdrive.com.br; tecdrive@hotmail.com Marcas: MEGA TEC DRIVE e TEC DRIVE Rua 11 - 117

MEGAWARE Al. Rio Negro, 161 - 13° and. Alphaville 06454-000 Barueri - SP Tels.: (11) 2109-7800 / 2109-7878 Site: www.megaware.com.br comercial@megaware.ind.br Marca: INTEL, MICROSOFT e MEGAWARE Rua K - 6

MERKURY INNOVATIONS Tel.: (12) 3913-3712

Site: www.merkuryinnovations.com contato@merkury.com.br Marcas: MACBETH, MERKURY e TARGUS DIGITAL Rua R - 6

METAL LIGHT GÔNDOLAS GO 070, nº 215 Recreio São Joaquim 74470-260 - Goiânia - GO Tel.: (62) 4008-9595 Site: www.metallightgondolas.com.br sac@metallightgondolas.com.br Marca: METAL LIGHT GÔNDOLAS Rua 9 - 209

METALÚRGICA VENTISILVA R. Tobias Barreto, 615 Mooca - 03168-902 São Paulo - SP Tel.: (11) 2602-2400 Site: www.ventisilva.com.br vendas@ventisilva.com.br Marca: VENTISILVA Rua P - 13

METÁVILA R. Dr. João Ferreira, 218


CATÁLOGO I 7a ELETROLAR SHOW

Maria da Graça 96180-000 Camaquã - RS Tel.: (51) 3692-9300 Site: www.metavila.com.br vendas@metavila.com.br Marca: METÁVILA e METÁVILA FITNESS Rua U - 30

MIC Site: www.micmiami.com fcosta@micmiami.com Marcas: AMD, ASROCK, EVGA, Q-SEE, SENTEY, XFX e ZOTAC Rua I - 2

MONDIAL ELETRODOMÉSTICOS Al. Araguaia, 2.044 Torre II - 4º and. Tamboré 06455-000 Barueri - SP Tel.: (11) 3581-4100 Site: www.mondialine.com.br vendas@mondialine.com.br Marca: MONDIAL Rua F - 4

206

eletrolarnews

MORMAII TEC R. Miguel Muratore, 96 Rio Branco 95010-220 Caxias do Sul - RS Tel.: (54) 3733-8000 Sites: www.mormaiitec.com.br; www.mormaii.com.br alex@mormaiitec.com.br Marca: MORMAII Rua S - 8

MOVE1 Av. Ibirapuera, 2.144 2º and. - conj. 22 Moema 04028-001 São Paulo - SP Tel.: (11) 4084-9333 Site: www.move1.com.br Marcas: ACER, AMD, AOC, APC, ASROCK, ASUS, BENQ, D-LINK, GIGABYTE, HITACHI, HP, INTEL, IOMEGA, KASPERSKY, KINGSTON, LG, LITEON, MICROSOFT, MSI, NVIDIA, POLYCOM, TARGUS, TRENDNET, TRUST, VIA, WESTERN DIGITAL e XEROX Rua E - 14

MOX / DOTCELL R. Cachoeira, 1.934 Pari 01233-060 São Paulo - SP Tel.: (11) 2081-4040 Sites: www.moxelectronics.com.br; www.dotcell.com.br MOX: moxrepresentante2@ hotmail.com; DOTCELL: luciano_dotcell@ hotmail.com Marcas: DOTCELL e MOX Rua L - 6

MUELLER R. Fritz Lorenz, 1.481 Industrial 89120-000 Timbó - SC Tel.: (47) 3281-2000 Site: www.mueller.ind.br vendas@mueller.ind.br Marca: MUELLER Rua D - 2


CATÁLOGO I 7a ELETROLAR SHOW

MUELLER R. Fritz Lorenz, 2.429 Distrito Industrial 89120-000 Timbó - SC Tel.: (47) 3281-2100 Site: www.mueller.ind.br querocomprar@mueller.ind.br Marca: MUELLER Rua D - 2

MULTILASER Av. Brig. Faria Lima, 1.811 15º and. Edif. Palácio das Américas Jardim Paulista 01452-001 São Paulo - SP Tel.: (11) 3616-8600 Site: www.multilaser.com.br faleconosco@multilaser.com.br Marca: MULTILASER Rua F - 6

MULTIVISÃO IND. E COM. R. Cel. José Nunes dos Santos, 640 Centro - 06730-000 Vargem Grande Paulista - SP Tel.: (11) 4158-8700 Site: www.multivisao.com.br contato@multivisao.com.br Marca: MULTIVISÃO Rua Q - 13

N

N3 COMPUTADORES Av. João Wallig, s/nº - bl. 1 Distrito Industrial 58411-170 Campina Grande - PB Tel.: (81) 3464-7399 Site: www.n3computadores.com.br vendas@n3computadores.com.br Marcas: ARGUS, ATTIS, KRONNUS e N3MOBILE Rua P - 4

NAGEM R. Jornalista Murilo Marroquim, 220 Várzea - 50950-170

208

eletrolarnews

Recife - PE Tel.: (81) 2121-2000 Site: www.nagem.com.br atendimento.pe@nagem.com.br Marcas: AOC, CLONE, EPSON, HP, LG, MULTILASER, PHILIPS, SAMSUNG e SONY Rua N - 4

NARDELLI R. Daniel Nardelli, 55 galpão 2 Centro 89180-000 Rio do Oeste - SC Tel.: (47) 3543-9000 Site: www.nardelli.com.br mkt@nardelli.com.br Marca: NARDELLI ELETRODOMÉSTICOS Rua G - 14

NAVCITY Av. das Américas, 700 lj 219 J/N bl. 8 Barra da Tijuca 22640-100 Rio de Janeiro - RJ Tel.: (21) 3485-9500 Site: www.navcity.com.br navcity@navcity.com.br Marca: NAVCITY Rua Q - 12


CATÁLOGO I 7a ELETROLAR SHOW

NC GAMES & ENTERTAINMENT Av. Aruanã, 280/352 galpão 3 - Tamboré 06460-010 Barueri - SP Tel.: (11) 4095-3045 Site: www.ncgames.com.br comercial@ncgames.com.br Marcas: 505 GAMES, ATLUS, BETHESDA, CAPCOM, CRAVE, CTA DIGITAL, D3 PUBLISHER, DREAMGEAR, KONAMI, LEVEL UP, LUCAS ARTS, MAJESCO, MEMOREX, NAMCOBANDAI, NYKO, RDS, REIZA STUDIOS, SEGA, TAKE 2, TECMOKOEI, UBISOFT e ZOO GAMES Rua H - 8

NEWLINK Av. Angélica, 819 - conj. 21 Santa Cecília - 01227-000 São Paulo - SP Tel.: (11) 3661-3202 Site: www.newlink.com.br newlink@newlink.com.br Marcas: NEWLINK, SMART e TDK Rua J - 6

210

eletrolarnews

NKS R. E - lt. 1 - qd. 3 Campo Alegre - Queimados 26373-280 Rio de Janeiro - RJ Tel.: (21) 3670-1400 Site: www.nksonline.com.br sacastec@nksonline.com.br Marca: NKS Rua T - 10

O

OFFICE MEDIA DISTRIBUIDORA R. Mooca, 37 Parque Fernão Dias - 06503-045 Santana de Parnaíba - SP Tel.: (11) 4154-7050 Site: www.officemedia.com.br vanessa@officemedia.com.br Marca: OFFICE MEDIA Rua 9 - 212

OFFICER DISTRIBUIDORA Av. Gal. Valdomiro de Lima, 833 Jabaquara - 04344-030 São Paulo - SP

Tel.: (11) 5014-7000 Site: www.officer.com.br varejo@officer.com.br Marcas: ADOBE, AOC, APC, APPLE, CA, CISCO, COREL, EATON, EMC, EPSON, FUJITSU, GIGABYTE, HP, IBM, INTEL, IOMEGA, KINGSTON, LENOVO, LEXMARK, LG, LINKSYS BY CISCO, MICROSOFT, NVIDIA, ORACLE, PHILIPS, PONT OF VIEW, QUEST, RED HAT, SAMSUNG, SEAGATE, SONY, SYMANTEC, TOTVS, VMWARE, WACOM, WESTERN DIGITAL e XTREME MAC Rua J - 10

OMINITECH R. Leandro de Carvalho, 381 Vila Monumento - 01551-010 São Paulo - SP Tel.: (11) 2169-6652 www.ominitech.com.br relacionamento@ominitech.com.br Marca: MARKVISION Rua 1 - 15

ONE FOR ALL Av. das Nações Unidas, 12.551 sl. 1732 - Brooklin Paulista 04578-000 - São Paulo - SP Tel.: (11) 3443-7534


CATÁLOGO I 7a ELETROLAR SHOW

Site: www.oneforall.com patleu@uebv.com Marca: ONE FOR ALL Rua F - 24

ONEAL AUDIO R. Elizeu Cilião de Moura, 611 Parque Industrial Zona Norte 86806-430 Apucarana - PR Tel.: (43) 3420-7800 Site: www.oneal.com.br oneal@oneal.com.br Marca: ONEAL AUDIO Rua C - 10

ORIENT INTERNATIONAL DO BRASIL Av. Diógenes Ribeiro de Lima, 670 Alto de Pinheiros 05458-000 São Paulo - SP Tel.: (11) 3031-7184 Sites: www.doss.com.br; www.oliluminacao.com.br; www.orient.com.br; www.orim.com.br marketing@oliluminacao.com.br; atendimento@orim.com.br; oziel@orim.com.br; caroline@orim.com.br Marcas: DOSS, OL e ORIM Rua U - 26

P OPECO R. Gal. Flores, 74 Bom Retiro - 01129-010 São Paulo - SP Tel.: (11) 3224-0833 Site: www.opeco.com.br negocios@opeco.com.br Marcas: ACMEMADE, CANON, COBRA, COBY, DREAMGEAR, EXATO, GE, ION, ISOUND, JOBY, LOWEPRO, ONE FOR ALL, PHILIPS, SHARP e VIVITAR Rua P - 8

PHILIPS DO BRASIL Av. Dr. Marcos Penteado de Ulhôa Rodrigues, 939 Torre Jacarandá - 3º and. Tamboré 06460-040 Barueri - SP Tel.: (11) 2125-0600 Site: www.philips.com.br Marcas: AVENT, PHILIPS, SAECO, SATINELLI, SENSEO e WALITA Rua F - 12

PLENITUDE IMPORT R. Tenente Pena, 268 Bom Retiro - 01127-020 São Paulo - SP Tels.: (11) 3224-8498 / 3224-8576 Site: www.plenitudeimport.com.br marcos@plenitudeimport.com.br Marca: PLENITUDE IMPORT Rua 11 - 109

POLAROID / VIVITAR R. Urussui, 110 - apto. 107 B Itaim Bibi - 04542-050 São Paulo - SP Tel.: (11) 8589-0898 Site: www.vivitar.com bwensloff@sakar.com Marcas: POLAROID e VIVITAR Rua K - 13

Acesse www.eletrolar.com e cadastre-se para receber a newsletter semanal com as últimas notícias do setor. Cadastro gratuito

212

eletrolarnews


CATÁLOGO I 7a ELETROLAR SHOW

PRINCE BIKE R. Içá, 345A - Distrito Industrial 69075-090 - Manaus - AM Tel.: (92) 2126-9200 Site: www.princebike.com.br comercial@princebike.com.br Marca: PRINCE BIKE Rua K - 3

R RAGTECH NO-BREAKS E ESTABILIZADORES R. Pedro Vaz de Campos, 25 Pari - 03022-050 São Paulo - SP Tel.: (11) 2147-3000 Site: www.ragtech.com.br info@ragtech.com.br Marca: RAGTECH Rua 11 - 121

Visite a única feira de negócios para a indústria e o varejo de eletrodomésticos, eletroeletrônicos, celulares e TI. www.eletrolarshow.com.br

214

eletrolarnews

RELAXMEDIC R. Brig. Galvão, 879/881 Barra Funda 01151-000 São Paulo - SP Tels.: (11) 3393-3688 / 3393-3694 Site: www.relaxmedic.com.br contato@relaxmedic.com.br Marca: DR. COLUNA e RELAXMEDIC Rua F - 15

RELIZA COM. E SERVS. R. Guilherme Scharf, 2.547 Fidélis - 89062-000 Blumenau - SC Tel.: (47) 3327-4000 Site: www.reliza.com.br comercio@reliza.com.br Marca: RELIZA Rua J - 3

RIBEIRO E PAVANI Rod. do Açúcar, km 23,5 - Taperinha 13312-500 - Itu - SP Tel.: (11) 3414-1000 Site: www.ribeiroepavani.com.br contato@ribeiroepavani.com.br Marca: CLASSIC Rua 9 - 219

RICOZON Av. Takara Belmont, 59 Centro Industrial de Arujá 07400-000 - Arujá - SP Tel.: (11) 4653-8100 Site: www.ricozon.com.br ricozon@ricozon.com.br Marca: RICOZON Rua 11 - 127

Cadastro gratuito

Cadastre e/ou atualize os dados da sua empresa no único anuário para o varejo do setor de eletrodomésticos, eletroeletrônicos e TI. Envie um e-mail para

guiadocomprador@editoracec.com.br


CATÁLOGO I 7a ELETROLAR SHOW

S

SEMAR IMPORT R. Antônio Garcia Domingues, 125 Vila Menezes 08599-390 Itaquaquecetuba - SP Tel.: (11) 4644-8855 Site: www.intechmachine.com.br administrativo@intechmachine. com.br Marca: INTECH MACHINE Rua S - 5

SIGMA BRASIL R. Nova Jerusalém, 713 Tatuapé 03410-000 São Paulo - SP Tel.: (11) 2097-9877 Site: www.sigmabrasil.com.br comercial@sigmabrasil.com.br Marcas: FEEL ELECTRONICS, LOGIC STYLES, POLAROID, SONY, WAHL e ZENIT Rua 0 - 5

216

eletrolarnews

SKIN FOR FUN R. Monsenhor de Andrade, 227 Brás -03008-000 São Paulo - SP Tel.: (11) 3227-4850 Site: www.skinforfun.com fabio@skinforfun.com Marcas: 4MAC, IHC SKIN FOR FUN Rua 9 - 223

SMART MODULAR TECH Av. Tégula, 888 Ponte Alta - 12952-820 Atibaia - SP Tel.: (11) 4417-7200 Site: www.smartm.com sac@smartm.com Marca: SMART Rua 0 - 15

Acesse www.eletrolar.com e cadastre-se para receber a newsletter semanal com as últimas notícias do setor. Cadastro gratuito

SND Av. Copacabana, 238 5º and. - conj. 2005B 18 do Forte Empresarial Alphaville 06472-001 Barueri - SP Tel.: (11) 2187-8333 Site: www.snd.com.br marketing@snd.com.br Marcas: AMD, APC, ASUS, BENQ, BIOSTAR, EPSON, EVGA, GENIUS, GIGABYTE, H-BUSTER, HP, INNERGIE, INTEL, ITAUTEC, KINGSTON, K-MEX, LENOVO, LG SECURITY, LG, MICROSOFT, NVIDIA, PATRIOT, POWER COLOR, Q-SEE, SAMSUNG, SEAGATE, SMS, TITAN, TP LINK, VERBATIM, VIVITEK, XEROX e ZOGIS Rua M - 6


CATÁLOGO I 7a ELETROLAR SHOW

SOFTRONIC R. Herman Stern, Nº 135 anexo E - Laranjeiras 29162-144 Serra - ES Tel.: (11) 3879-6678 Sites: www.softronic.com.br; www.bossaudio.com; www.edimax.com; www.logitech.com; www.phaserline.com.br; www.sumdexbrasil.com.br; www.zaggline.com.br contato@softronic.com.br Marcas: BOSS AUDIO, EDIMAX, LOGITECH, PHASER, SUMDEX e ZAGG Rua U - 27

SPACE TECH Av. Copacabana, 177 - 13º and. 18 do Forte Empresarial Alphaville 06472-001 Barueri - SP Tels.: (11) 4191-4705 / (35) 3214-1522 Site: www.spacebr.com.br fran.siebra@spacebr.com.br Marca: SPACEBR Rua N - 6

SUGGAR ELETRODOMÉSTICOS R. Jerônimo Marcucci, 97 Olhos D’água 30390-150 Belo Horizonte - MG Tel.: (31) 2125-5237 Site: www.suggar.com.br suggar@suggar.com.br Marca: SUGGAR Rua F - 8

SULCLOCK R. Uruguai, 95 Imigrantes - 89120-000 Timbó - SC Tel.: 0800-647-1210 Site: www.herweg.com.br vendas@herweg.com.br Marcas: AMBIENTE, EURORA e HERWEG Rua 11 - 118

SUPERDIGI R. João Carlos de Artur, 438 Vila Santana Santo Amaro - 04679-080 São Paulo - SP Tel.: (11) 5631-2360 Site: www.superdigi.com.br suporte@superdigi.com.br Marca: SUPERDIGI Rua D - 18

SXA, VOGGA e MICHAEL Av. Ver. Joaquim Costa, 1.405 Campina Verde - 32150-240 Contagem - MG Tel.: (31) 3306-9380 Sites: www.michael.com.br; www.sxa.com.br; www.vogga.com.br mesp@logimp.com.br Marcas: MICHAEL, SXA e VOGGA Rua C - 2

Acesse www.eletrolar.com e cadastre-se para receber a newsletter semanal com as últimas notícias do setor. Cadastro gratuito

218

eletrolarnews


CATÁLOGO I 7a ELETROLAR SHOW

T TBT - TRANSPORTES BRASIL TERRESTRE Av. Clemente Cifali, 305 Distrito Industrial 94935-225 Cachoeirinha - RS Tels.: (51) 3041-4114 / (11) 2412-5988 Site: www.tbttransportes.com.br tbt@tbttransportes.com.br Marca: TBT Rua 11 - 119

TECHLINE R. Diogo Moreira, 132 3º and. conj. 301 Pinheiros 05423-010 São Paulo - SP Tel.: (11) 3813-9484 Site: www.techline.com.br techline@techline.com.br Marca: TECHLINE Rua P - 12

220

eletrolarnews

TERMIKEL Site: www.termikel.com.tr termikel@termikel.com.tr Marca: TERMIKEL Rua Q - 6

TERRA EQUIPAMENTOS R. Amambai, 1.453 Vila Maria 02115-002 São Paulo - SP Tel.: (11) 2631-2529 Site: www.terraequipamentos.com.br Marca: TERRA EQUIPAMENTOS Rua D - 12

THE LEADERSHIP GROUP Rod. Washington Luiz, 2.070 bl. C - boxes de 1 a 9 Parque Boa Vista II Duque de Caxias 25085-009 Rio de Janeiro - RJ Tel.: (21) 2104-4242 Site: www.leadership.com.br imprensa@leadership.com.br Marcas: GOLDSHIP, LEADERSHIP e NOTESHIP Rua F - 18

THE WARRANTY GROUP BRASIL Av. Pereira Barreto, 1.395 2º ao 5º and. Torre Sul - Paraíso 09190-610 Santo André - SP Tel.: (11) 4422-8500 Site: www.thewarrantygroup.com.br thewarranty@br.thewg.com Marca: THE WARRANTY GROUP BRASIL Rua A - 10

TRACK Av. Angélica, 745 Higienópolis 01227-000 São Paulo - SP Tel.: (11) 2147-7400 Site: www.trackbikes.com.br trackbikes@trackbikes.com.br Marcas: TRACK & BIKES Rua R - 10


CATÁLOGO I 7a ELETROLAR SHOW

V TS SHARA R. Forte da Ribeira, 300 Parque Industrial São Lourenço São Matheus 08340-145 São Paulo - SP Tel.: (11) 2018-6000 Site: www.tsshara.com.br diretoria@tsshara.com.br Marca: TS SHARA Rua 11 - 111

U UNICOBA R. Loefgreen, 1.057 - 10º and. Vila Clementino 04040-030 São Paulo - SP Tel.: (11) 5078-5555 Site: www.unicoba.com.br unicoba@unicoba.com.br Marcas: ALPINE, GPS APONTADOR, LEDSTAR, LIVCOM, REPLAY, TOPTIVA, TPLINK e WIZMO Rua C - 20

222

eletrolarnews

VENTISOL Rod. BR 282, Km 19, nº 1.500 Bela Vista 88130-000 Palhoça - SC Tel.: (48) 2107-9500 Site: www.ventisol.com.br sac@ventisol.com.br Marca: VENTISOL Rua D - 15

VEX BY DAFRA R. Vigario Albernaz, 22 e 30 Anexo Térreo Vila Gumercindo 04134-020 São Paulo - SP Tel.: (11) 5054-9292 Site: www.vexbikes.com.br Marca: VEX BY DAFRA Rua T - 12

VICINI R. Luiz Câmara, 688 Ramos - 21031-175 Rio de Janeiro - RJ Tels.: (21) 3219-1800 / 3219-1845 Site: www.vicinibrasil.com.br paulagomes@hyats.com.br,

contato@vicinibrasil.com.br Marcas: VICINI e VICINI DICASA Rua K - 10

VISIONTEC Rod. Geraldo Scavone, 2.300 Cond. Emp. Califórnia Center G. 27 Parque Califórnia 12305-490 Jacareí - SP Tel.: (12) 3958-6698 Site: www.visiontec.com.br angelobiaso@visiontec.com.br Marca: VISIONTEC Rua Q - 10

W WAHL CLIPPER BRASIL R. Voluntários da Pátria, 301 sl. 802 - Botafogo 22270-000 Rio de Janeiro - RJ Tel.: (21) 2286-1003 Site: www.wahlbrasil.com.br wahl@wahlbrasil.com.br Marca: WAHL Rua C - 1


CATÁLOGO I 7a ELETROLAR SHOW

WAP R. Francisco Dal Negro, 3.400 Colônia Rio Grande - 83025-320 São José dos Pinhais - PR Tel.: (41) 2102-0300 Site: www.wap.ind.br patricia.santiago@wap.ind.br Marca: WAP Rua C - 7

WIND CAMPING BR-470 - km 57, nº 3.539 Badenfurt - 89070-200

Blumenau - SC Tel.: (47) 3339-1647 Site: www.mormaii.com.br atendimento@mormaiicamping.com.br Marca: MORMAII Rua S - 8

Marca: YAMAHA Rua U - 25

Y YAMAHA MUSICAL DO BRASIL R. Joaquim Floriano, 913 conjs. 41/42 - Itaim Bibi 04535-013 São Paulo - SP Tel.: (11) 3704-1377 Site: http://br.yamaha.com E-mails: andre_sene@gmx.yamaha.com andreia_santos@gmx.yamaha.com

Visite a única feira de negócios para a indústria e o varejo de eletrodomésticos, eletroeletrônicos, celulares e TI.

03 a 06 de julho de 2012 13 às 21h Transamerica Expo Center - SP 11 3034 4100 www.eletrolarshow.com.br

224

eletrolarnews

YINS BRASIL Av. Washington Luiz, 2.400 qd. 11 - lt. 1 Parque Boa Vista II Duque de Caxias 25085-009 Rio de Janeiro - RJ Tel.: (21) 3575-7900 Site: www.eterny.com.br comercial@yinsbrasil.com.br Marca: ETERNY Rua C - 6


Supere suas expectativas!

Mais de 20.000 pontos de venda Mais de 1.000 marcas Mais de 10.000 produtos 36.000 m² de exposição 25.000 visitantes qualificados ONDE OS NEGÓCIOS ACONTECEM A Eletrolar Show é a maior feira brasileira do setor de eletrodomésticos, eletroeletrônicos, celulares e TI. Feira b2b, com abrangência nacional a Eletrolar Show ocupará 36 mil m², do Transamerica Expo Center, tem foco exclusivo no varejo e a presença de qualificados profissionais que respondem por mais de 20 mil pontos de venda em todo o Brasil.

11

3034 4100

www.eletrolarshow.com.br

E L E T R O L AR SH O W É U M PR O D U T O D E :

15 a 18 de julho 2013 | 13 às 21h Transamerica Expo Center - SP

5 C A N A I S PA R A VE N D E R MA I S N O VA R E JO

Profile for Grupo Eletrolar

Revista Eletrolar News - Ed81  

O NOVO CONSUMIDOR - Prepare-se. Ele gasta com tecnologia e prioriza o bom atendimento.

Revista Eletrolar News - Ed81  

O NOVO CONSUMIDOR - Prepare-se. Ele gasta com tecnologia e prioriza o bom atendimento.

Profile for makerup
Advertisement