Page 1

Ano 10 - Nº 60 – 2009

Copa do Mundo TVs com mais tecnologia serão as estrelas da Copa. Cooktop

Dossiê

Bens duráveis

A sensação da cozinha.

Secador de cabelo. As 21 marcas mais procuradas.

O comportamento do mercado é positivo.


sumário

16

Editorial

28 36 44 66

TVs, conversores e antenas Coocktops Adegas Celulares

64

Telecom Celulares

Matéria de capa 18

Vitrine especial

Vitrine 70 Lançamentos Lançamentos 74 Wanke Artigo 76 Eletros Varejo 80 Notí c ias do setor 84 Inside 85 Propaganda Feira 88 Hong Kong Fair

Caderno TI Empresa 90 AMD 94 Wacon 96 CTIS Marketing 92 Maxprint Lançamentos 92 Positivo / Magazine Luiza / Corinthians 93 Cisco

Vitrine 95 Lançamentos

COPA DO MUNDO Nas vendas de TVs, a tecnologia faz o gol.

Ano 10 - Nº 60 – 2009

Copa do Mundo TVs com mais tecnologia serão as estrelas da Copa.

32

Cooktop

Dossiê

Bens duráveis

A sensação da cozinha.

Secador de cabelo. As 21 marcas mais procuradas.

O comportamento do mercado é positivo.

Mercado do luxo I – Cooktop

Sofisticação obrigatória nas cozinhas gourmets.

42

Mercado do luxo II – Adega

Produto a serviço do vinho.

48

Evento - GfK - Bens duráveis

O bom comportamento do mercado em 2009.

56

Dossiê – Secador de cabelo

Conheça as 21 marcas mais procuradas pelas mulheres.

106

5ª Eletrolar Show

O evento de conexão da indústria e varejo. Caderno Componentes News 98 Matéria especial Plugues e tomadas 102 Empresa Sabaf 102 Sustentabilidade Midea e DuPont


a revista de negócios do setor eletroeletrônico

editorial O

bom momento que vive o mercado de televisores e a proximidade da Copa do Mundo motivaram a matéria de capa desta edição. Há muitas novidades e outras tantas chegarão nos próximos meses, com tecnologias renovadas. O segmento vai bem, vale destacar, tanto que, nos primeiros sete meses deste ano, as vendas de TV de tela fina aumentaram 60% em reais. O número é significativo e a época propícia para o consumidor aproveitar o evento esportivo e trocar seu aparelho, razão pela qual a indústria antecipa seus lançamentos para o início do ano que vem. Eletrolar News mostra o que há no mercado e, também, como os resultados das partidas, na Copa da Alemanha, em 2006, influíram no comportamento do mercado. Esta edição aborda, ainda, o mercado de luxo, com dois de seus mais representativos produtos, os cooktops e as adegas. Os primeiros são sensação na cozinha e os segundos, em ambientes ventilados, sem sol. O fato é que, juntos, selam um casamento perfeito porque proporcionam aos que gostam da boa mesa, principalmente para os gourmets, o prazer dos aromas e sabores. Os celulares, que hoje ultrapassam os 166 milhões de unidades no país, também estão nesta edição. O leitor acompanha as informações do mercado e os mais recentes lançamentos. Outro produto que é sucesso de vendas, o secador de cabelo, está em Dossiê, que traz 21 marcas disponíveis no mercado. O setor de TI cresce e ganha mais espaço em Eletrolar News, que apresenta as novidades da indústria, dos distribuidores e muito mais num só caderno. E quem cresce também é a Eletrolar Show, a feira B2B que caminha para sua quinta edição, com o objetivo de conectar a indústria e o varejo de todo o país. Boa leitura. Carlos Clur

expediente Ano 10 - Nº 60 Diretor Executivo - Carlos Clur Diretor - Mariano Botindari Editora Chefe - Leda Cavalcanti (Jorn. resp. – MTb. 10.567) Chefe de Redação - Isabele Japiassu Repórter - Thais Martinez Revisor - Ruy Azevedo Colaborador - Reinaldo Canato (fotografia) - Eliana Pace Direção de Arte - Mariela Ponce Assistentes de Arte - Leandro Ferreira - Marcelo Banlaky Marketing e Assinaturas - Regina Martins - Rafael Mendes Tatiana Lopes Publicidade - Nivaldo Salgado - Caio Campos Flavio Salgado - Ricardo Kühl Gerente Operacional - Marcus Ferrari Eletrolar News é uma publicação da C&C Comercial do Brasil Ltda. Av. Brigadeiro Faria Lima,1.690 cj. 142 CEP 01451-911 - São Paulo - SP Tels. ( ) - - Fax ( ) - www.editoracec.com.br info@editoracec.com.br Editora C&C - Argentina Montañeses 2961 - Piso 3 Of. B (C1429BLC) Ciudad Autónoma de Buenos Aires. Tel. ( ) - www.editoracyc.com.ar info@editoracyc.com.ar Editora C&C - México Galileo No. 100 Colonia Polanco, México D.F. - C.P. 11560 Tels.    / /  Fax.    NEXTEL.     www.editoracyc.com mx-info@editoracyc.com.mx EletrolarNewséumarevistatécnicadirigidaaosetordeeletrodomésticos, eletroeletrônicos. As matérias, marcas, produtos, ilustrações e preços têm caráter exclusivo de informação e sua publicação não implica compromisso ou responsabilidade. Eletrolar News não recebe remuneração pelas informações que publica. Os editores não se responsabilizam pela opinião dos entrevistados, ou pelo conteúdo das matérias recebidas por meio da assessoria das empresas citadas. A reprodução total ou parcial das matérias só será permitida após prévia autorização da editora. Tiragem desta edição: 20.000 exemplares com circulação nacional Impressão: PROL Editora Gráfica

www.editoracec.com.br - assinaturas@editoracec.com.br - criacao@editoracec.com.br - publicidade@editoracec.com.br - redacao@editoracec.com.br


m a té r ia de c a p a

A tecnologia Historicamente, os lançamentos do primeiro semestre do ano ocorrem em abril, mas, devido à realização da Copa do Mundo, na África do Sul, em junho de 2010, as empresas lançam seus produtos já a partir de janeiro. A expectativa de vendas para a primeira Copa digital no país é muito positiva, principalmente para os televisores de tela fina e moderna tecnologia. Leda Cavalcanti

O

mercado de televisores tem crescido exponencialmente neste ano. De janeiro a julho, dobrou de tamanho em relação ao mesmo período do ano passado. Nos últimos 13 meses, dezembro de 2008 registrou o maior volume de vendas, seguido por maio e julho, com crescimento de 71% na comparação com o mesmo mês do ano passado, de acordo com os dados da pesquisa da GfK Retail and Technology, uma das mais importantes empresas do segmento no mundo.

Fotos: Divulgação

O varejo está com um olho voltado para o Natal e outro na Copa do Mundo.

Os produtos com melhor desempenho são os que têm tecnologia mais moderna. Os aparelhos LCD estão entre os cinco modelos de tela fina mais vendidos em 2008 e 2009. No ano passado, dos cinco mais vendidos, o primeiro e o último eram de plasma e os restantes LCD de 26”, 32” e 42”. Este ano, dentre os cinco mais vendidos, todos eram com tela LCD, sendo o primeiro, o terceiro e o quinto modelos de 40” e 42”, e os dois restantes de 32”. O curioso é que o preço do modelo mais vendido neste ano é 35% maior do que o campeão de vendas em 2008. No mesmo período, entre julho de 2008 e 2009, as vendas dos equipamentos com o conversor digital integrado tiveram aumento significativo, conta Gisela

18 eletrolarnews

Pougy, diretora de negócios da GfK. “Esses produtos, que permitem obter imagem e som totalmente digitais, aumentaram em oito vezes suas vendas. Em julho do ano passado, seu percentual em relação ao total de televisores LCD era de 3%, sendo que 90% tinham tela igual ou maior do que 40”. Neste ano, o segmento representou 12% do volume vendido e aparelhos com telas menores, abaixo de 40”, representaram 55% das vendas.” EXPECTATIVA As informações de que as empresas pretendem ampliar os investimentos, o aumento da confiança do consumidor e do empresário, e mais a realização da Copa do Mundo indicam que o volume de vendas poderá voltar ao nível pré- crise. O Índice de confiança do empresário industrial (CEI), medido pela Confederação Nacional da Indústria (CNI), alcançou 65,9 pontos em outubro deste ano. Mas um estudo feito pela Federação do Comércio do Estado de São Paulo (Fecomércio), com 300 companhias de todos os portes, na última semana de setembro, revelou que o varejo da região metropolitana paulista prepara uma arrancada no ano que vem, com abertura de novos


faz a diferença pontos de venda, de centros de distribuição e reforço do estoque. As empresas visam atender o mercado interno, que tem sido o responsável pela recuperação da economia brasileira. O segmento de televisores, na realidade, praticamente não foi atingido pela crise. Levantamento feito pela Associação Nacional de Produtos Eletroeletrônicos (Eletros) indica que as vendas dos aparelhos de plasma e LCD devem fechar o ano até 70% maiores em relação a 2008. De janeiro a julho deste ano, foram vendidos no Brasil 1.863.820 televisores LCD e o número deverá ser bem maior em 2010. No ano passado, de janeiro a dezembro, foram vendidos 2.727.638 aparelhos. COPA 2010 O grande evento esportivo vai contribuir para o crescimento do mercado de televisores, como ocorreu na Europa, em 2006. Nos 15 dias que antecederam a Copa do Mundo, na Alemanha houve crescimento de 45% no volume vendido de aparelhos sobre a semana anterior. E na França o crescimento deu-se quatro semanas antes do campeonato: 55% de aumento no volume vendido. As vendas também variaram de acordo com os resultados das partidas. Dentro desse raciocínio, as vitórias ou derrotas da seleção brasileira poderão ter impacto no comportamento do mercado. Em 2006, nos jogos das oitavas e das quartas de final, após a França derrotar a Espanha e o Brasil chegar à próxima fase, o mercado francês cresceu. “Na semana seguinte, da semifinal contra Portugal e da final contra a Itália, cresceu 20% o volume vendido na França, país vencedor da Copa, ou seja, o desempenho dos times influenciou as vendas de televisores de tela fina”, explica Gisela. É certo que as empresas anteciparão os lançamentos para o início do ano que vem e, atipicamente, o varejo iniciará as compras em janeiro. “É a primeira Copa digital no país e projetamos uma temporada muito forte, com vendas desde o primeiro mês do ano e de forma acentuada em março, abril e maio”, diz Rafael Cintra, gerente sênior na área de televisão da Samsung, empresa que renovará toda a linha em 2010. O executivo alerta sobre a eventual falta de produto. “Se o dólar continuar estável, a demanda será alta e poderá haver escassez de televisores, com

Rafael Cintra, gerente sênior na área de televisão da Samsung.

o consequente aumento dos preços”, acrescenta. A Sony espera crescimento do mercado de aproximadamente 81% até o fim deste ano – o de Full HD representará 40%. “Esse cenário estimula-nos a investir em novas séries e em novas tecnologias, fortalecendo a marca com seus diferenciais. Com o aquecimento das vendas de TVs, os consumidores se sentirão mais motivados a buscar uma solução completa em alta definição, por isso, acreditamos que assistiremos ao mesmo movimento que está ocorrendo com o blu-ray player”, diz Takahito Uesugi, gerente-geral de marketing da linha Bravia. Fernanda Summa, gerente de produto TV da LG Electronics, lembra que, na Copa de 2006, a campeã de vendas foi o televisor de 29”, que ainda não era nem de tela plana. “Em 2010, apenas quatro anos depois, a Copa será das telas de, no mínimo, 32”, com resolução Full HD e recursos antes nem imaginados, tanto que disponibilizaremos produtos para consumidores de diversos segmentos, com inovações como a frequência de 240 Hz, eletrolarnews

19


m a té r ia de c a p a

Time Machine, resolução Full HD e conversor digital integrado”. “Esta Copa será bastante positiva para todos os fabricantes que estão no Brasil”, diz Ricardo Sartori, superintendente comercial da H-Buster.

Ricardo Sartori, superintendente comercial da H-Buster, e Alberto Nairo, diretor comercial da AOC.

A AOC também prepara novidades e o lançamento de dois settop-bux para o ano que vem. “Estamos em fase de conclusão do formato para as ações no varejo, visando a Copa. Temos a certeza de que valerá a pena esperar para ver”, promete Alberto Nairo, diretor comercial. “A expectativa é grande, porém, a crise instalada no passado fez com que todos tenham atitude mais adequada em relação à Copa do Mundo. Mas, sem dúvida, a demanda por telas finas deve crescer muito no ano que vem”, emenda Daniel Kawano, analista de produto da Panasonic do Brasil. VAREJO O varejo está com um olho voltado para o Natal e outro na Copa do Mundo. Não é pra menos. Em outubro, as consultas ao Serviço Central de Proteção ao Crédito (SCPC) cresceram acima de 5% em relação a setembro e 15,6% ao SCPC Cheque, impulsionadas pelo Dia da Criança. “O Brasil pagou a conta da crise antecipadamente, por meio dos juros altos e outras medidas regulatórias do sistema financeiro, e agora colhe bons resultados”, diz Alencar Burti, presidente da Associação Comercial de São Paulo (ACSP).

Daniel Kawano, analista de produto da Panasonic do Brasil, e Alencar Burti, presidente da Associação Comercial de São Paulo (ACSP).

Mas como o segredo é a alma do negócio, os varejistas mostram-se cautelosos e dizem que a movimentação para o evento esportivo deve começar mesmo nos três primeiros meses do ano


GfK Retail and Technology

Outubro 2009

Index base 100 200 França

280

170

192

208

jul/08

ago/08

set/08

out/08 nov/08 dez/08

jan/09

Vendas LCD

fev/09

97%

3%

Itália: cescimento constante jogo a jogo

que vem. “Para alguns, o planejamento já começou, pois as vendas começam a aquecer-se antecipadamente, devido à Copa e, assim, estão traçando seus objetivos para o período pós-Natal”, conta Kawano. “Muitos clientes já nos passaram sua programação para o primeiro semestre de 2010”, acrescenta Sartori. “Os grandes varejistas estão preocupados e trabalhando para garantir a alocação e a disponibilidade de produtos para

mai/09

jun/09

jul/09

12%

88%

< 42 40 - 42"

> 42

31%

Alemanha perdeu Itália ganhou

41%

Sem -18 Sem -19 Sem -20 Sem -21 Sem -22 Sem -23 Sem -24 Sem -25 Sem -26 Sem -27 © by GfK-RT, www.gfkrt.com

abr/09

55%

49%

100 Final da fase de classi cação

mar/09

Vendas DTV

10%

Espanha perde contra a França

120

235

8x mais que Jul 08

França vence Espanha e Brasil

80

189

211

França vence Portugal e vai à nal

Alemanha 160

140

183

151

2

274

249

227 137

Espanha

Outubro 2009

2

Início da Copa do Mundo 2006

Itália 180

GfK Retail and Technology

A evolução dos LCDs com conversor integrado Em mil unidades vendidas

O desempenho das telas nas na Copa de 2006 Na Europa – em unidades vendidas

14%

Sem DTV

Com DTV

© by GfK-RT, www.gfkrt.com

2010, tanto que já estamos fechando negociações para o primeiro semestre de 2010”, afirma Nairo. “O varejo está fechando o planejamento para a Copa do ano que vem e acredito que muito em breve os pedidos serão confirmados”, acrescenta Fernanda. O fato é que o varejo é o privilegiado neste Natal, pois muitos consumidores adiantarão a compra do televisor até porque a concessão de crédito está mais

facilitada e o preço adequado é grande apelo para substituir o aparelho antigo. A Eletros acredita até que os televisores comuns tendem a desaparecer de cinco a dez anos. “Devido ao preço mais baixo e à proximidade da Copa do Mundo, os televisores deverão ter muita saída no Natal”, afirma José Domingos Alves, supervisor geral de Loja Cem.


m a té r ia de c a p a

Produtos AOC

A

lém da procura natural por televisores de tela fina para a Copa do Mundo, o diretor comercial da empresa aposta nos aparelhos com decoder embutido, que receberão imagens transmitidas em alta definição e devem impulsionar as vendas do primeiro semestre de 2010. “Planejamos, também, o lançamento de televisores com o sistema Ginga, que é o protocolo de interatividade da TV digital e das TVs Led em diversos tamanhos”, afirma Nairo. Muitos fatores, na opinião do executivo, apontam para um ano extraordinário, em termos em vendas. “A economia do país está aquecida, há os investimentos externos, a oferta de crédito, o clima da Copa, as grandes emissoras com conteúdo de ata definição e os preços dos produtos, que estão mais acessíveis. Ao lado disso tudo, será um ano de eleição.” Entre os destaques da empresa, está o televisor D42H831, HDTV Ready, pronto para a TV digital, com tela de 42”, widescreen multimídia, resolução de 1.920 x 1.080, Full HD 3D Comb Filter, que suaviza os contornos das imagens, redutor digital de ruídos, receptor digital integrado, HDMI e S-Vídeo, acabamento em black piano e Vesa Mount, padrão de furação para fixação em parede ou painel. No ano que vem, a AOC investirá em ações para a Copa, até mesmo nos pontos de venda, e deverá lançar dois modelos de set-top-box, conta Nairo. “Apostamos que um número expressivo de consumidores vai adquirir um STB para assistir a Copa do Mundo em alta definição.”

AOC - TV D42H831 com tela de 42”.

H-Buster

A

empresa promete muitas novidades e destaca, desde já, seus dois televisores com tela LCD – 32” HD e 42” Full HD –, com conversor digital integrado, informa Sartori. “São nossas principais apostas para o primeiro semestre e por motivos óbvios, pois todos querem assistir aos jogos da Copa do Mundo com transmissão digital.” O televisor da marca, de 42”, tem como características Mstar Ace-3 (Advanced Color Engene – 3rd Generation), display de alta resolução, 1.920 x 1.080 p, cores brilhantes, com realce para os detalhes, ângulo de visualização de 178°, Sourround Sound, entradas HDMI, VGA, AV, componente, S-Video e USB. Os mesmos atributos estão no de 32”, cuja resolução é de 366 x 768. A área de marketing da empresa já está trabalhando no calendário de ações para o evento esportivo. Hoje, o maior volume de vendas está concentrado nas TVs LCD de 32”, mas o tamanho da tela influenciará a compra de novo produto, acredita Sartori. “No mercado brasileiro há milhões de aparelhos de 29” que serão substituídos pelas telas LCD de 32”, porém, com a proximidade dos preços dos de 42”Full HD com os de 42” HD, este mercado tem crescido sistematicamente nos últimos meses e terá importância cada vez maior, mesmo que em números absolutos as telas sejam menores do que as de 32”. “Os televisores Led, por sua vez, serão tendência no país pela beleza e qualidade de imagem, mas os preços ainda terão de cair muito para tornarem-se a bola da vez.”

22 eletrolarnews

H-Buster - TV LCD de 42” Full HD.


m a té r ia de c a p a

LG

A

empresa continuará a investir em tela fina (new plasma e LCD), diz Fernanda Summa. “Lançamos a linha Time Machine digital, com HD interno para a gravação da programação e temos modelos que permitem gravar o conteúdo da TV digital aberta através da conexão de HD externo de no mínimo 40 GB, por meio da entrada USB. Aparelhos com frequência de 240 Hz garantem melhor reprodução das cenas de velocidade, indicados para os jogos da Copa do Mundo.” Com o recurso Time Machine Ready, a linha PS80 tem imagem de cinema, conforme as normas internacionais da Lucas Film, produtora do diretor George Lucas. Os modelos, de 50”e 60”, Full HD, oferecem taxa de atualização de imagem TruMotion de 600 Hz, contraste dinâmico de 2.000.000:1, conexão bluetooth e gravação do conteúdo. Com design de linhas finas e detalhes transparentes, possuem compatibilidade com reprodução de vídeo em DivX HD, três entradas HDMI e conversor digital integrado. A linha PQ60 conta com modelos de 42” e de 50”. A empresa reforçou a linha de new plasma com a frequência diferenciada Trumotion, explica Fernanda. “É tendência mundial para aprimorar a qualidade da reprodução das imagens, principalmente em movimento, e os dois aparelhos ampliaram essa linha, que tem 600 Hz, desde abril”. Para a Copa, a LG fará lançamentos para atender consumidores de vários segmentos, com recursos como a frequência de 240 Hz, Time Machine, resolução Full HD e conversor digital integrado. O momento é de transição de tecnologia e o consumidor tem o desejo de trocar seu aparelho por um maior e com mais qualidade de imagem. Será a copa da TV de alta definição”, afirma Fernanda.

LG - TV LCD linha PS80.

Panasonic

A

s TVs de 32”serão as preferidas para a Copa, pois é o tamanho para o qual têm migrado os que ainda têm aparelhos de tubo, afirma Kawano. “Estão mais popularizadas, mas a maior procura será pelas de 42” e que, em 2010, deverão ter participação bem próxima das que têm tela de 32”. No segmento de 42”, há três tecnologias que disputam espaço, conta Kawano. “Para os que buscam custo-benefício, a TV de plasma tem excelente preço no mercado e é a melhor tecnologia quando se trata de esporte, graças ao seu tempo de reposta, pelo menos 2 mil vezes mais rápido do que uma de tela fina.” Outro segmento que deverá começar seu crescimento é o de telas acima de 42”, principalmente as de 46” e de 50”. “Nesse ponto, a tecnologia de plasma leva muita vantagem em termos de preço e com todos os benefícios de qualidade de imagem que ainda supera as tecnologias comercializadas no país no mesmo segmento”, afirma o executivo. A Panasonic aproveita a Copa e prepara um plano para aumentar sua participação no mercado. Em dezembro, lança a TC-P54Z1, com nova tecnologia de painéis de plasma NeoPDP. Desenvolvida pela empresa por meio de pesquisas de materiais e componentes de última geração, consome 30% menos energia do que as do ano passado e mantém o mesmo brilho graças ao fósforo em sua superfície. Com contraste estático superior (40.000:1), tem o primeiro painel com resolução dinâmica em 1.080 p, que dá realismo aos esportes e aos filmes de ação. “De plasma, é a mais fina do mundo, só 1” (2,47 cm) de espessura”, diz Kawano. Conta com interface que proporciona a navegação a conteúdos da internet diretamente do aparelho de TV – vídeos do You Tube e visualização de todos armazenadas no servidor Picasa. O preço sugerido é de R$ 24 mil.

24 eletrolarnews

Panasonic - TV de Plasma TC-P54Z1.


m a té r ia de c a p a

Samsung

A

empresa destaca para a Copa do Mundo sua linha de televisores com tecnologia Light Emitter Diodes (Led), de 32”, 40”, 46” e 55”, todos com decodificador de TV digital integrado e resolução Full HD, os únicos produzidos no Brasil, na unidade industrial de Manaus (AM). “É uma categoria nova de produtos, com qualidade de imagem superior, nível de contraste de 3.000.000:1, enquanto os LCD têm média de 50.000:1, e espessura de 3 cm”, explica Cintra. “São produtos diferenciados, economizam energia em até 40% se comparados aos tradicionais e, em sua fabricação, são utilizados materiais que não afetam o meio ambiente”, acrescenta. Os televisores dispõem de recursos que permitem acesso à internet, através do wireless, bem como a filmes e conteúdos específicos em parceria com o portal Terra. A linha 6000 (40”, 46” e 55”) tem entrada USB, quatro conectores HDMI e Anynet+, função que permite controlar vários produtos da marca com um só controle remoto. Com dois tamanhos de tela, 40” e 55”, a linha 7000 dispõe de recursos interativos como o Medi@2.0, para rápido acesso a conteúdos e informações pré-gravados. E a linha 8000 (55”) tem como diferencial a função Auto Motion Plus, cuja varredura rápida de 240 Hz elimina movimentos bruscos em cenas de rápida movimentação, como as de esportes e filmes. Seu preço sugerido é de R$ 15.999. Os dois primeiros produtos custam, respectivamente, R$ 10.999 e R$ 11.999. Para a Copa, a empresa pensa em trocar toda a sua linha e, assim, aumentar o volume das vendas, bem como em fazer um televisor

Samsung - TV LED, modelo Série 7000.

específico para o evento.“A situação atual é muito diferente da que vimos em 2006, na disputa da última Copa do Mundo, quando o principal produto era a TV de plasma, que custava R$ 7 mil. Desta vez, acredito que os televisores de 40”serão os de maior venda, em função do tamanho da tela”, diz Cintra. Para atender todas as categorias de consumidores, a Samsung dispõe de 35 produtos, 29 deles com conversor digital. “Nossa expectativa, para a Copa, é a de fazer muitas promoções com os consumidores e com o varejo”, adianta o gerente sênior na área de televisores da Samsung.

Sony

G

raças à estratégia da marca em concentrar-se nos modelos de Full HD, com tela LCD, de 2007 para 2008, foi a que mais cresceu nesse mercado, segundo Uesugi. “Das 14 TVs lançadas este ano, 12 são Full HD, ratificando o foco no segmento de alto valor agregado e qualidade de imagem.” Para alavancar a estratégia de aceleração da alta definição no país, a Sony iniciou a produção nacional do televisor LCD Bravia XBR9 de 240 Hz e da quarta geração de blu-ray players em sua unidade no Polo Industrial e Manaus. As ações reduzirão o preço dos aparelhos. Uma das grandes novidades dos televisores Bravia é a tecnologia MotionFlow (120 Hz e 240 Hz), que otimiza a transição de quadros. “São quatro vezes maiores que a dos televisores convencionais. As cenas em movimento ficam mais suaves, nítidas e sem rastro, o que é perfeito para acompanhar esportes, especialmente a Copa do Mundo. Nosso foco, cada vez mais, é disponibilizar produtos com conversor digital integrado, como a XBR9 e a W”, garante Uesugi. A linha XBR9 Full HD tem dois modelos, com a Motion Flow 240 Hz. A série W incorpora a tecnologia Motion Flow 120 Hz com IB reduction e processador de imagem com os recursos Bravia Engine 3. Ambas têm conversor integrado e através do recurso DLNA é possível acessar fotos e músicas do computador ou

26 eletrolarnews

Sony - TV LCD Bravia Full HD.

do celular (compatíveis com essa tecnologia) via wireless na TV, com o uso do roteador que é conectado via cabo. Patrocinadora oficial da Federação Internacional de Futebol (Fifa), a Sony chamou o jogador Kaká para ser seu embaixador da alta definição. Por causa da Copa do Mundo, o gerente geral de marketing acredita que a demanda do consumidor tende a aumentar com relação às TVs LCD no próximo ano. “Primeiro, porque a economia brasileira temnos dado base para confiar em sua recuperação e, segundo, porque o futebol é o esporte mais praticado no mundo e a Copa seu maior evento, com milhões de pessoas acompanhando cada detalhe dos jogos. Por tudo isso, o consumidor aproveitará a oportunidade para trocar seu aparelho”, ressalta Uesugi.


vitrine esp ec ia l - t vs, c o nve r s or es e ant e nas

Philco

A

Philco traz para esta Vitrine a TV PH29 US A2 Ultra Slim e som estéreo. Possui entradas de áudio e vídeo lateral e traseira, diagonal visual de 70 cm, sintonia fina, busca automática por canais e possibilita a programação dos canais favoritos. Dispõe das funções sleep, closed caption, mute, game, calendário e timer. Acompanhada de menu em português e controle remoto, é bivolt.

Lenoxx

N

esta Vitrine, a Lenoxx apresenta o aparelho que funciona como monitor de vídeo. A TV-650, com tela LCD de 7”, sistema de cor PAL-M e NTSC e sintonia em VHF e UHF, vem com calendário, game, alarme visual, antena telescópica, saída de fone de ouvido e controle remoto. Possui ajuste vertical e horizontal, que permite assistir a imagem com o aparelho fixado no teto do carro ou refletida no espelho. É bivolt, tem base flexível e adaptador para carro e para antena externa.

Multilaser

O

minirreceptor de TV digital Multilaser tem interface USB 2.0 e é compatível com Windows Vista. É fácil de instalar e oferece a reprodução na tecnologia time-shifting, que possibilita assistir e gravar programas de televisão com replay instantâneo e pausa na programação.

Antenas Aquário

A

antena digital externa da Aquário, modelo DTV-2000, foi projetada exclusivamente para a recepção de sinal digital com mais qualidade de imagem e som. Com design arrojado, é compacta e fácil de instalar. A marca oferece como benefícios maior área de cobertura de recepção de sinal, maior potência de alcance e compatibilidade com os conversores digitais ou televisores que apresentam o recurso. O kit completo inclui antena, 20 metros de cabo coaxial, mastro, suporte e parafusos de fixação.

28 eletrolarnews


Leadership

O

receptor de TV digital USB foi desenvolvido exclusivamente para usuários de desktops e notebooks que têm a mobilidade como requisito básico quando o assunto é tecnologia, informa a Leadership. Seu design lembra um pen drive, a conexão é via USB, tem antena UHF embutida que impede interferências e evita chuviscos, softwares que oferecem funções para sintonia automática de canais, agendamentos e permite gravar da TV diretamente no HD do computador.

Indusat

O

O produto destacado pela Indusat é o AI-200i (HDTV). É uma antena interna destinada à recepção de sinais VHF (canais 2 a 13), UHF (canais 14 a 69), FM (88 a 108 MHz) e que é compatível com o sinal digital HDTV. Possui design arrojado, hastes telescópicas de 80 cm com cinco estágios, cabo de 1,2 metro e está disponível em sete cores.

Tectoy

C

om o receptor móvel da Tectoy MobTV MT-100 é possível ver televisão no computador: basta conectar o aparelho na USB do desktop, notebook ou netbook, que ele capta o sinal digital em qualquer lugar que já esteja capacitado para o sistema. O MobTV permite, também, pausar a programação e gravar programas. É compatível com Windows XP e Vista.

Sagna

A

ntena externa amplificada, a Sagna® SG-2000 foi desenvolvida para a captação de sinais de TV aberta terrestre VHF (canal 2 ao 13) e UHF (canal 14 ao 69) no modo de transmissão analógica. Capta, também, a transmissão digital em HDTV. O circuito de amplificação tipo booster embutido potencializa o desempenho da antena para regiões com baixa potência de sinal VHF e UHF ou muito distantes das antenas retransmissoras (16 a 88 km). A antena vem montada e acompanhada de manual de instruções, fonte de alimentação, divisor/filtro, 2 metros de cabo coaxial, base de metal e outras peças para a montagem. A garantia é de um ano.

eletrolarnews 29


m er cado de l u x o

A estrela da cozinha Fotos: Divulgação

Sinônimo de sofisticação, o cooktop faz a diferença para uma categoria especial de consumidores. Leda Cavalcanti

A

gastronomia está na moda, os chefs na mídia e os equipamentos de cozinha cada vez mais sofisticados. Elevada à categoria de ambiente mais importante da casa, a cozinha atual tem estilo, produtos e acessórios de primeira linha e é o espaço onde o gourmet e as pessoas de gosto e paladar apurados, que se interessam pela arte culinária, têm prazer em reunir os amigos e mostrar suas habilidades. Curioso por definição, o gourmet busca novos sabores e é requintado na elaboração dos pratos. É atualizado, exigente e, ao unir a arte e o prazer, transforma-se num consumidor cobiçado pelas empresas. Compra produtos diferenciados, não se deixa levar só pelo preço e em sua cozinha o cooktop tem espaço reservado. Alguns homens chegam a ter duas cozinhas, uma para o dia a dia e outra para receber os amigos”, diz Mauro Correia, diretor de marketing da Mabe, empresa que detém as marcas Bosch, GE e Continental.

Mauro Correia, diretor de marketing da Mabe, e Luciana Ferreira, gerente da marca GE Eletrodomésticos.

O produto tem estética, não há dúvida alguma. Mas o que é um cooktop?“É aquele que atende as expectativas”, afirma o executivo. “O design clean e a sofisticação agregam maior valor ao produto, que é um dos que mais combina com a cozinha, pois proporciona elegância ao ambiente”, acrescenta Fernanda Oliveira, gerente de produtos importados da Electrolux. Para a Tramontina, o bom cooktop é aquele fabricado com componentes da mais alta qualidade e que alia estética, funcionalidade e consumo eficiente de energia. “Para o mercado do luxo, o diferencial do produto não é apenas o design, mas a tecnologia que exalta o conceito de sofisticação”, assegura Luciana Ferreira, gerente da marca GE Eletrodomésticos. O mercado de cooktops cresce e não só no segmento de luxo. Os consumidores das classes B e C são carentes por um produto de qualidade e de preço acessível, por isso, procuram por equipamentos mais funcionais, uma vez que serão utilizados todos os dias e não só em ocasiões especiais. Os cocktops estão presentes em todo o país, no entanto, a região Sudeste continua na liderança das vendas e responde por 60% da comercialização dos itens de preço mais alto. PRODUTOS A marca Bosch tem como destaque o cooktop por indução Glass Edition, que tem diferenciado design. Com preço sugerido de R$ 4.799, traz a sofisticação do vidro espelhado em exclusivo tom dourado e é até duas vezes mais rápido do que os convencionais. “Não utiliza resistência e atua através de campos magnéticos que

32 eletrolarnews

Modelos Glass Edition, da marca Bosch.


Coocktops Glass, da marca GE. Três elétricos e um a gás.

passam pela superfície vitrocerâmica e da panela, aquecendo sua base sem perda de calor”, explica Correia. Com o processo a superfície vitrocerâmica é aquecida pelo calor residual dos alimentos e da panela, o que evita o risco de queimadura para o usuário. O produto tem quatro áreas de cocção, timer digital independente para cada uma, 17 níveis de aquecimento e trava de proteção para crianças. Seu sistema de detecção de panelas não ativa as áreas de cocção se uma delas não estiver posicionada corretamente. Exige panelas com fundo plano e de material magnético, como as esmaltadas, de inox com fundo triplo e ferro fundido, por isso, vem com um ímã de teste. A marca tem mais três cooktops com resistência elétrica. A GE tem modelos a gás, Glass 60 e 70 cm, Inox maxitripla chama, de 60, 70 e 90 cm e modular, de 30 cm, e elétricos (modular de 30, 60 e 80 cm). “Os elétricos possuem luzes indicativas de superfície quente, mesa vitrocerâmica, que facilita a limpeza por não ter grades ou furações, timer digital com sinalizador sonoro, zonas de aquecimento flexíveis, display digital touch screen, que permite selecionar temperatura com precisão, desligamento automático por derramamento e panela vazia, e trava de segurança”, explica Luciana. Para complementar a linha built in, a marca lança o Glass a gás, de quatro e cinco bocas, em preto, com acabamento de vidro e queimadores de dupla e tripla chamas. O de 60 cm custa R$ 699 e o de 70 cm, R$ 999. A marca Continental, por sua vez, propõe dois produtos para quem quer comprar o primeiro cooktop: um com quatro queimadores (R$ 479) e outro com cinco, a gás, preto ou branco, ao preço de R$ 759.

Modelos da Continental, com cinco queimadores.

GC60G e GC75X, coocktops de quatro e cinco queimadores, da Electrolux.

A Electrolux fabrica oito modelos de cooktops de um, quatro e cinco queimadores. Em outubro deste ano, lançou no mercado dois modelos (GC60G e GC75X) com mesa de vidro temperado e moldura prateada em aço inox, que dá elegância ao ambiente. Todos os produtos são fabricados na unidade da empresa em São Carlos (SP). “O GC60 tem quatro queimadores assimétricos que permitem melhor acomodação das panelas de diferentes tamanhos, acendimento automático, botões removíveis e grades indi-

eletrolarnews 33


m er cado de l u x o

viduais, que facilitam a limpeza e dão mais segurança: a válvula corta o gás no caso da chama se apagar”, explica Fernanda. Seu preço sugerido é de R$ 599. O modelo GC75G possui cinco queimadores, trichama, tripla chama mais potente e as demais características do seu companheiro de linha (R$ 799). A Tramontina produz cooktops a gás, elétricos e por indução. São 17 modelos, sendo oito com tampo em aço inox, seis com vidro temperado, dois em vitrocerâmica e um por indução. Na opinião da empresa, para ter um produto diferenciado a regra não é necessariamente pagar mais caro e o cooktop, para ser considerado de luxo, deve ter pelo menos válvula de segurança, trempe de ferro fundido e acabamento perfeito nos detalhes. Todos os cooktops da empresa possuem acendimento superautomático, basta pressionar e girar o manípulo que a chama se acende. Os manípulos são de baquelite, material resistente ao calor, que garante mais segurança ao produto e os modelos a gás são calibrados para GLP, com possibilidade de conversão para gás natural. Dependendo do modelo, além da trempe de ferro fundido, o produto dispõe de válvula de segurança que corta o fornecimento de gás se a chama se apagar acidentalmente.

Coocktops Glass e Inox, produtos da marca Tramontina.

HORA DA COMPRA Na condição de nova estrela da cozinha, é importante o varejo orientar o consumidor na compra, pois, enquanto alguns produtos podem ser encaixados numa pedra de granito, outros são criados especialmente para cozinhas planejadas e, nestas, muitas vezes são acomodados numa ilha, permitindo que todos os que estão no ambiente acompanhem o preparo das iguarias. A separação do fogão e do forno permite ganho de espaço na cozinha, explica a gerente de produtos importados da Electrolux. “Este é um dos principais pontos de escolha entre os consumidores dessa categoria, porém o cooktop é utilizado tanto em grandes cozinhas planejadas, tipo gourmet, em que pode ser instalado no centro do espaço, através de uma bancada de ilha, quanto em cozinhas menores.” O cooktop tem um apelo estético que o fogão não consegue, diz o diretor de marketing da Mabe. “O produto de luxo é bonito, funcional, tem performance e requer área grande com ilha de cocção no centro da cozinha. Em apartamentos pequenos é possível criar uma solução para economizar espaço.” Devido à grande variedade de tamanhos e modelos, a Tramontina esclarece que seus cooktops se encaixam perfeitamente em qualquer ambiente e podem ser instalados tanto numa ilha, no centro da cozinha, como contra uma parede. A gerente da marca GE acrescenta:“Os cooktops são destinados até para churrasqueiras”. PERFIL O público consumidor do produto é formado por homens e mulheres entre 25 e 45 anos, informa Fernanda, da Electrolux. “O consumidor de cooktop, normalmente, busca por um produto bonito e moderno, mas que seja prático e fácil de limpar. Esse pú-

34 eletrolarnews

blico exigente tem prazer em cozinhar eventualmente e receber amigos e visitas em casa para almoços e jantares.” “Hoje, existem muitos homens gourmets que procuram no produto diferenciais como luxo, design e robustez. Querem algo que fuja do comum e vão em busca de produtos exclusivos, aqueles que integram o merado do luxo e cujo diferencial é a qualidade como um todo”, afirma Correia, da Mabe. Para a Tramontina, o mundo da gastronomia conquista cada vez mais adeptos de todas as classes sociais. “Nossos cooktops são desejados e utilizados pelos mais diferentes públicos: profissionais da cozinha ou por quem simplesmente gosta de cozinhar como hobby”, informa a empresa.


vitrine esp ec ia l - c o o c kt ops

Brastemp

V

oltado para o público premium, o coocktop vitrocerâmico da Brastemp permite o cozimento por indução. A tecnologia funciona por meio de indutores eletromagnéticos acionados por sensores que identificam quando uma panela ou outro utensílio se encontra sobre a zona de cocção. O calor é gerado diretamente na panela e a mesa de vidro não esquenta. A nova linha tem quatro bocas, as funções touch control e pausa, teclas pré-programadas para banho-maria, aquecimento rápido e turbo em 30, 60 e 90 segundos, timer eletrônico e trava de segurança nos botões.

Mueller

P

roduzido de vidro temperado preto, o cooktop Mueller, disponível nas versões de quatro e cinco bocas, tem design elegante, queimadores de aço esmaltado, trempes individuais com exclusivo sistema de encaixe que evita o deslocamento durante o manuseio das panelas, e queimador ultrachama, com maior potência. Conta com o selo Classe A em consumo de gás, GLP ou GN, e está disponível em 127 V e 220 V.

Fischer

O

fogão Top 5 queimadores de embutir, da Fischer, tem mesa vitrocerâmica 4 mm, um queimador tripla chama de 3.700 W, um rápido, de 3.000 W e um semirrápido de 1.750 W, todos com trempes individuais de ferro fundido, e mais dois queimadores elétricos. Dispõe de um sistema de leds que indica temperaturas iguais ou acima de 50ºC na mesa, o que garante mais segurança e botão de acendimento ergonômico. É fácil de usar e de limpar. É encontrado somente em 220 V.

Suggar

O

cooktop modelo Aço Inox, produzido pela Suggar, tem cinco queimadores esmaltados de diferentes tamanhos, sendo um tripla chama central, trempes de ferro gusa com antideslizante, mesa sem furação e botões multicontrol removíveis. Consumo: 0,842 m3/h. Potência térmica: 8,65 kW.

Smeg

A

escolha para esta edição é o modelo PX140, estrela da linha, por seu design arrojado e espessura finíssima, de 0,5 cm, de acordo com a marca italiana Smeg. O cooktop tem 100 cm de comprimento, quatro queimadores, acendimento automático, comando frontal e válvulas de segurança gás-stop. Confeccionado com aço inox, possui grelha individual de gusa (ferro fundido), com pés de alumínio e acabamento de silicone vermelho. Disponível em 220 V.

36 eletrolarnews


Franke

O

cooktop Crystal apresenta como diferencial o design de tendência italiana, com os queimadores lado a lado. A peça possui grades de ferro fundido, válvula de segurança, base de vidro preto e quatro queimadores: auxiliar, de 1.000 W, semirrápido, de 1.750 W, rápido, de 3.000 W e tripla chama, de 3.300 W. Tem comando frontal, acendimento superautomático, saída de gás em GLP e vem com kit conversão para gás natural GN. Disponível em 220 V – 60 Hz.

Cata

O

modelo L705 TI Inox a gás tem cinco queimadores, sendo um tripla chama, equipados com válvula de segurança, que corta o gás caso a chama se apague, e quatro potências para as mais variadas necessidades de cocção. Possui acendimento elétrico incorporado no comando e, para facilitar a limpeza, as três trempes e os queimadores são removíveis. A Cata oferece dois anos de garantia contra defeitos de fabricação.

KitchenAid

C

om design exclusivo e performance profissional, o cooktop a gás, modelo KDK90, conta com potência de cinco queimadores, um deles com tripla chama de 4.000 W e adaptador para panela wok. Sua mesa de vidro temperado é fácil de limpar e tem botões ergonômicos com acendimento superautomático. As trempes de ferro fundido têm formato que permite movimentar facilmente as panelas de um queimador a outro. Dispõe de válvulas de segurança que interrompem a saída de gás, se a chama se apagar acidentalmente.

Fogatti

N

esta Vitrine especial, a Fogatti apresenta o V500 TC espelhado, com mesa de vidro temperado de 6 mm. O modelo tem cinco queimadores: um tripla chama de 3.600 W, dois rápidos de 3.000 W e dois semirrápidos de 1.750 W. Possui acendedores superautomáticos, trempes individuais de aço esmaltado e apoio de borracha, sistema de combustão italiano, para gás GLP ou GN, com classificação A em eficiência energética. Vem com fixador adesivo para a vedação da mesa de vidro, com o tampo de granito, um ano de garantia e é bivolt.

Built

O

modelo lançado pela Built tem acendimento snap in, que funciona ao simples giro com leve pulsar. Possui cinco queimadores com diferencial tripla chama (4.000 W), que proporcionam mais potência no preparo dos alimentos, exclusiva moldura de proteção de aço inox e design inovador, que traz mais segurança e estabilidade no espaço entre as panelas. Disponível para gás GLP ou GN.

eletrolarnews 37


vitrine esp ec ia l - c o o c kt ops

Ycom

A

última novidade da marca é o modelo YCM 5Q TC, coocktop com cinco queimadores: um tripla chama, de 4.000 W, um rápido, de 3.000 W e três de 1.750 W. Tem tampo de vidro temperado de 6 mm, acendimento superautomático e distribuidor de gás, GLP ou GN. O modelo é bivolt.

Braslar

F

abricado com mesa de vidro temperado de 6 mm de espessura em preto ébano, o cooktop Braslar, com moderno e seguro design, possui acendedor Catenário, que acende ao apertar o botão em qualquer ponto. Dispõe de queimadores com tecnologia italiana, as trempes são individuais e esmaltadas e têm suporte de aço inox escovado. O produto é bivolt, conta com a classificação A do Inmetro e selo Concept.

Clarice

O

modelo escolhido pela Clarice tem quatro queimadores, mesa de vidro temperado preto e trempes e queimadores esmaltados. Dispõe de acendimento automático, botões removíveis, trempes individuais e é bivolt. Os queimadores têm potência total de 9.500 W, distribuídos em dois queimadores de 3.000 W e dois de 1.750 W. Consumo de gás GLP classe A.

Layr

A

escolha da Layr para esta Vitrine é o modelo de cinco queimadores – um rápido e quatro semirrápidos –, fabricado com mesa de vidro temperado de 6 mm de espessura, em preto. Tem acendimento automático, painel indicativo de calor e design que facilita a limpeza.

38 eletrolarnews


m er cado de l u x o

Fotos: Divulgação

A serviço do vinho Adegas são essenciais para conservar e manter a temperatura da bebida.

O

gosto do brasileiro pelo vinho, apesar do clima quente do país, provocou o crescimento da demanda pelo produto que mantém as garrafas na temperatura ideal. Instalado de forma adequada, dá charme ao ambiente e, com as preciosidades que abriga, compõe um casamento perfeito com a boa comida. A boa adega, ensinam os especialistas, tem design e tecnologia. As adegas de vinho (wine cabinets), com ajuste automático de umidade e temperatura, são imprescindíveis para manter o aroma e o sabor do produto. Bem conservado, o vinho cresce com o tempo, enquanto mal acondicionado envelhece rápido e perde propriedades.“Adegas climatizadas são ideais para os que sonham em ter sua própria cave, mas não dispõem de espaço suficiente”, diz Luciana Ferreira, gerente da marca GE Eletrodomésticos. No Brasil, cresce a aceitação do vinho, em parte, pelo maior conhecimento da bebida e de suas características. Hoje, o país ocupa a quinta posição entre os consumidores de vinho em todo o mundo e é o segundo maior mercado na América Latina – perde apenas para a Argentina, que tem em Mendoza sua maior região produtora. MERCADO No Brasil, cerca de 6 mil adegas são vendidas a cada mês, pelo preço médio de R$ 993 (cotação do primeiro semestre), segundo estudo da empresa de pesquisa GfK Retail and Techonology, a quarta maior do mundo no segmento. As 19 marcas oferecem modelos de vários preços, desde o mais barato, no valor de R$ 401, até o mais caro, que custa R$ 2.723. Os dois primeiros trimestres deste ano, como mostra a pesquisa, demonstram que a tendência do consumidor é a de adquirir adegas maiores, mas as que têm lugar para seis garrafas ainda lideram as vendas. No entanto, cresce a demanda pelas que acomodam 16 garrafas, que já representam 29% das vendas, e pelas que oferecem espaço para até 40 garrafas, que respondem por 10% das vendas. Nos últimos anos, o crescimento do mercado de adegas deveu-se, em grande parte, à formação de novos consumidores. São eles, os que gostam de tomar um bom vinho e, ao mesmo tempo curtir uma boa comida, que procuram armazená-lo de forma correta para preservar suas características de temperatura e umidade. Além disso, a facilidade de instalação das adegas contribuiu para a difusão do produto.

42 eletrolarnews

Adegas da marca GE: Monogram, Imagination, em dois tamanhos, e Profile (abaixo).


Lúcio Costa, presidente da Suggar, e os modelos Nantes e Nice.

VAREJO Uma loja pode oferecer boa variedade de modelos, mas a fidelização do consumidor somente será obtida se houver, por parte do vendedor, interesse em fornecer informações que são importantes, principalmente para os que farão sua primeira compra. Elas são o diferencial para a decisão final. O consumidor deve ser lembrado do tipo de ambiente em que deve ser colocada a adega e de que as garrafas têm formatos diferentes, observação pertinente para os apreciadores de espumantes.“A adega deve ficar em ambiente ventilado, que não tenha a incidência de raios solares, e em espaço de fácil acesso”, diz Lúcio Costa, presidente da Suggar. A empresa produz dois tipos de adega, a Nantes, que comporta 24 garrafas, e a Nice, para 12, que acondicionam vinho e champagne. Ambas apresentam as mesmas características, ou seja, iluminação interna, porta de vidro duplo e display com controle digital de temperatura. São de fácil instalação e não apresentam vibrações.

Modelo compacto da marca mabe, para seis garrafas.

Com a marca GE, estão no varejo três adegas: a Profile, para 29 garrafas, tem porta de vidro duplo, temperado e cromado, prateleiras cromadas, display com controle digital de temperatura, luz interna com desligamento automático e acabamento de aço inox. Mede 511 x 850 x 576 mm e custa R$ 1.999. As demais acomodam 30 garrafas (R$ 1.299) e 16 (R$ 899).“Temos, ainda, a Monogram, para 57 garrafas, com porta transparente reversível, vendida apenas sob encomenda”, conta Luciana. A adega mabe é compacta e tem capacidade para até seis garrafas, conta Ana Di Bonifácio, coordenadora da marca Mabe Eletrodomésticos. “O produto tem visual contemporâneo e dispõe de controle de temperatura regulável, de 4° a 22° e prateleiras cromadas com deslize ergonômico”, assegura Ana. Disponível em preto e prata, tem 280 x 567 x 427 mm e preço sugerido de R$ 599.

eletrolarnews 43


vitrine esp ec ia l - a deg as e caves

Philco

C

om compressor e capacidade para 21 garrafas, a adega PH21G da Philco tem design moderno, é compacta e de embutir. Vem com controle digital de temperatura com opção de ajuste automático para vinhos tinto e branco, prateleiras cromadas, deslizantes e reguláveis e porta reversível com vidro duplo. Disponível em 127 e 220 V.

Electrolux

N

esta edição, a Brastemp destaca a adega modelo ACD 28, de duas portas, com capacidade para 28 garrafas, que permite ao consumidor adequar o termômetro de cada compartimento, levando em conta se o vinho é branco ou tinto. Compacta, tem acabamento de inox, portas de vidro duplo e proteção UV. Vem com sistema touch control, cujo funcionamento se dá com um só leve toque dos dedos, sensores que mantêm a estabilidade da temperatura (entre 4°C e 18°C) e indicador led.

Brastemp

O

produto Wine Cooler, da Brastemp, tem capacidade para 40 garrafas e permite armazenar vinhos com a garantia de que todas as suas propriedades serão preservadas até o momento do consumo. Possui porta de vidro temperado em duas camadas e proteção contra raios UV, prateleiras de aço inoxidável, controle eletrônico externo de temperatura com painel LCD e amortecedores que evitam a trepidação das garrafas. Conta com luz interna e está disponível apenas em 127 V.

Mallory

D

ispõe de dois modelos na linha de adegas climatizadas, Merlot 6 e Cabernet 18, que está nesta Vitrine. Produto ecologicamente correto, não usa gás CFC, é o único com posição vertical no mercado, tem capacidade para até 18 garrafas, display de temperatura em ºC, que vai de 8° a 18°, controles digitais, prateleiras removíveis, para facilitar a limpeza e luz interna, para melhor visibilidade. Seu consumo de energia é baixo, pois dispensa o uso do compressor, graças às placas que fazem a troca de calor de dentro para fora. O sistema eletrônico reduz ruídos e trepidações, inimigos do envelhecimento do vinho.

Springer Carrier

A

cave da Springer para 42 garrafas é dotada de sistema de trava com chave e tem prateleiras móveis, folheadas a cromo, que acomodam garrafas de vários tamanhos. Um diferencial é a mobilidade na conservação da bebida – apresenta variações de 4 a 6ºC entre as prateleiras superiores e inferiores do resfriador de vinhos. Seu compressor garante que a temperatura mostrada no visor é a real e permite o melhor controle do processo de conservação, conforme o tipo de bebida armazenada. Conta com iluminação interna, puxador vertical, filtro de ar, pés antivibração e ciclo de degelo automático.

44 eletrolarnews


Cuisinart

LG

A

A

máquina de resfriamento de bebidas Cooper Cooler é leve, compacta e tem capacidade para gelar vinho, cerveja, refrigerante e outras bebidas até 90 vezes mais rápido que a geladeira, informa a Cuisinart. Vem com regulagem de tempo para 1 minuto, 3,5 minutos e 6 minutos; funções dobrar tempo e girar a embalagem; alerta de quando está sem gelo; encaixe para garrafa na tampa e adaptador para bateria. Não possui compressor, é bivolt e tem 30 watts.

Dynasty

A

marca trás ao país mais uma adega termoelétrica: opera com compressor, mas o gás liberado não agride o meio ambiente e tem sistema de aquecimento com resistência, para garantir que a temperatura selecionada seja constante. Com capacidade para 54 garrafas, tem controlador de temperatura digital que informa qual foi a selecionada e a ideal para qual bebida (vinho tinto, branco ou champanhe). Dispõe de painel frontal com visor LCD, sistema touch screen, prateleiras de madeira corrediça, puxador de aço inox e porta de vidro duplo, para evitar a condensação de água no interior da cabine.

empresa apresenta a adega AV 41, para 41 garrafas, da linha que tem mais dois modelos, AV-65, para 65 garrafas, e AV-81, para 81. Dispõem de ajuste eletrônico de temperatura e sensores que monitoram qualquer variação e fazem a readequação para a graduação ideal. Contam com puxador e acabamento de alumínio especial, porta de vidro triplo, proteção ultravioleta e amortecedores de vibração no compressor. As que comportam 65 e 81 garrafas têm duas zonas de temperatura, para o ajuste distinto para cada tipo de vinho. O modelo para 81 garrafas conta, também, com um porta-taças.


maté ria es p e c i a l

GfK debate o impacto da crise no consumo de bens duráveis no Brasil Conferência anual da empresa de pesquisa compartilha conhecimentos sobre a movimentação do mercado em 2009.

“O

Brasil e a crise em 2009. O impacto no consumo de bens duráveis” foi o tema da 6ª Conferência Anual da GfK, realizada em outubro, na capital paulista. A empresa do grupo alemão, e que é a quarta maior do mundo na área de pesquisa de mercado, apresentou o compilado de estudos sobre a movimentação do mercado no país. O comportamento foi bem positivo, diz José Guedes, diretor-geral da GfK Retail and Technology Brasil. “Se levarmos em conta as expectativas que haviam sido criadas no fim de 2008, nada faria prever, de forma geral, que a performance dos mercados no Brasil fosse tão positiva em 2009. Na comparação de ano frente a ano – período de janeiro a julho –, o mercado em valor ficou estável, isto é, +0,2%.”

José Guedes, diretor-geral da GfK Retail and Technology Brasil.

A redução do IPI para a linha branca foi, sem dúvida, excelente exemplo, afirma Guedes. “Criaram-se as condições necessárias para que uma família de produtos, que estava com indicadores bem negativos, alterasse seu sentido e acabasse este ano como a que mais cresceu. No primeiro semestre, +15,2% em relação a 2008. E não foi apenas isso: tornou-se a família que assumiu a maior relevância em faturamento dos produtos medidos pelos painéis varejistas da GfK RT. Talvez, por isso, algumas outras famílias de produtos não tiveram performances tão positivas, como a linha marrom, mas é bom não esquecer que 2010 é ano de Copa do Mundo.” Na opinião do diretor-geral da GfK Retail and Technology Brasil, o país sofreu menos com a crise na comparação com outras nações. “O Grupo GfK, ao estar presente em mais de 80 países, pode fazer esse tipo de análise e, no geral, poucos obtiveram resultados como os do Brasil no primeiro semestre de 2009. Para o fim do ano, as perspectivas são boas e otimistas. Acreditamos que a linha branca continuará bem, mas os produtos tradicionalmente fortes do segundo semestre também terão uma palavra a dizer como televisores de LCD/led, celulares, note e netbooks e câmaras fotográficas digitais”, acredita Guedes. A análise dos sete primeiros meses deste ano, na comparação com o mesmo período de 2008, mostra que as vendas em valores de bens duráveis tiveram variação de +0,2%. Minas Gerais, Espírito Santo e o interior do Rio de Janeiro formam a região que teve a maior alta: 11,7%. O interior de São Paulo e a Grande São Paulo também apresentaram variações positivas,

48 eletrolarnews

Fotos: Divulgação

de 6,2% e 4,1%, respectivamente. As demais regiões, porém, tiveram resultados negativos. Quanto à evolução dos lançamentos em número de itens, a variação da linha branca foi de +113%, ao ser comparado o segundo trimestre do ano passado com o mesmo período de 2009, e a de informática +18%. O número de lançamentos caiu nas demais linhas. A oscilação da linha marrom foi de -1%, dos portáteis -6%, fotografia -16% e a de telecom -45%. Em julho de 2009, a maior resposta de vendas dos lançamentos dos últimos três meses ocorreu nas linhas de informática (26,9%), marrom (14,9%) e fotografia (14,6%).


GfK Retail and Technology

Outubro 2009

6ª. Conferência GfK RT Brasil

Estabilidade do Total Eletro: Bi R$ 34. Linha Branca é o grande destaque no período, crescendo acima de 10% em todos os canais. Variação Valor % -

REDUÇÃO DO IPI AJUDA A LINHA BRANCA 1

Jan-Jul´ 09 versus Jan -Jul´ 08

Linha/Import.Valor%

Mercado

Total: 100%

Esp. Eletr.

Hiper+ Super+ Depto.

Esp. Telecom

Esp. I.T.

+0,2

+3,8

+13,8

-41,1

-1,6

-2,0

+7,0

-36,1

+15,2

+13,5

+34,3

-3,0

-3,3

-1,6

-13,4

-16,3

-14,9

Informática 21%

-5,0

+24,1

+10,0

Telecom 23%

-4,0

-14,6

+26,8

Linha Marrom 22% Linha Branca 25% Portáteis 7% Foto 2%

GfK Retail and Technology

Mesmo com a crise mundial, as vendas em reais da linha branca subiram 3,3 pontos percentuais (pp). Seu desempenho em relação ao faturamento de todos os bens duráveis representava 21,4% de janeiro a julho de 2008 e passou para 24,7% no mesmo período de 2009. O destaque ficou com o Espírito Santo, Minas Gerais, Nordeste e Rio de Janeiro, em especial o interior do estado.

Esp. Foto

+4,3

-3,2

-3,2 -41,3 +4,3

Outubro 2009

6ª. Conferência GfK RT Brasil

As regiões IRJ+MG+ES apontam a maior variação: 12%, com in uência principalmente das Linhas Marrom e Branca. 2

Variação Valor % Jan-Jul´ 09 versus Jan -Jul´ 08

Total Mercado

I - RJ‚ MG‚ ES

G- RJ

G- SP

I - SP

PR‚ SC‚ RS

Outras Regiões

Total Mercado

0,2

11,7

-3,5

4,1

6,2

-14,8

-1,8

Linha Marrom

-1,6

22,3

-5,3

-0,5

-4,7

-27,4

26,0

Linha Branca

15,2

44,9

22,1

6,9

13,1

-15,7

56,6

Eletroportáteis

-3,0

-5,1

15,7

-7,0

-5,4

-26,6

27,9

-13,4

-12,2

-12,4

-17,7

-0,7

-25,7

-12,2

Informática

-5,0

1,0

-18,8

17,3

12,3

7,0

-29,4

Telecom

-4,0

-3,1

0,6

-2,1

8,9

-20,5

-8,2

Foto

GfK Retail and Technology

Outubro 2009

6ª. Conferência GfK RT Brasil

Evolução Trimestral dos Lançamentos (número de ítens) por Linha de Produto 3

No IIºTri ´09, Informática tem nº de lançamentos superior ao tri anterior e ao mesmo período de 2008.

Linha Branca aponta em 2009 o maior número de lançamentos comparado a 2008...

Os refrigeradores, produtos mais importantes da linha, tinham previsão de vendas negativa antes da redução do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI). Porém, muito em função da mudança na alíquota, as vendas entre janeiro e julho de 2009 foram 7% maiores do que no mesmo período do ano anterior. Houve, ainda, aumento de cerca de 9 pp na proporção de geladeiras de duas portas, ou seja, a redução do IPI incentivou a compra das dúplex em detrimento das de uma porta. A redução do IPI levou ao crescimento recorde e alavancou a participação de tecnologias mais caras. Também cresceu a venda de micro-ondas, máquinas de lavar roupa e fogões no mesmo período deste ano: 38%, 26% e 22%, respectivamente, em relação a janeiro e julho de 2008. A crise mundial afetou as vendas de linha branca no mundo, mas houve espaço para o crescimento dos produtos ecologicamente corretos. Em 2008, a GfK pesquisou a importância que os atributos consumo de energia, marca, preço e qualidade têm na Austrália, no Brasil, na China, nos Estados Unidos, na Europa, na Índia, no Japão e na Rússia. A eficiência energética foi apontada como relevante no Japão e Brasil. DESTAQUES DA LINHA MARROM

+18%

- 1%

- 6%

+7%

- 45%

- 16%

+113%

- 7%

- 15%

+21%

+6%

- 39%

As vendas da linha marrom, em valores, diminuíram -1,6% nos sete primeiros meses de 2009 ante o acumulado do mesmo período no ano passado. Mesmo assim, ao contrário dos Estados Unidos e da Europa Ocidental, que tiveram as maiores que das, o crescimento da linha marrom na América Latina foi destaque. Contrariando as previsões de 2008, televisores LCD e aparelhos com conversor digital integra-

eletrolarnews 49


maté ria es p e c i a l GfK Retail and Technology

Outubro 2009

6ª. Conferência GfK RT Brasil

Vendas globais de Linha Branca irão alcançar os US$ 153 bilhões em 2009. Vendas pelo varejo em bilhões de US$

4

Mercado Global Linha Branca

161

159

142 129

Na análise dos dados, a surpresa ficou por conta da crise global, pois os especialistas acreditavam que os preços dos televisores de tela fina subiriam e, em coerência com a situação, a população brasileira compraria menos produtos dessa categoria. Alguns até esperavam que a venda das tradicionais TVs de tubo parasse de cair, pois voltaria a ser uma opção mais acessível por causa da recessão global.

153

+1% +12% -5%

+10%

2005

2006

2007

2008

Fonte: GfK; US: NPD Group

2009*

*estimativa baseada em Jan-Jun 2009

GfK Retail and Technology

Outubro 2009

6ª. Conferência GfK RT Brasil

O crescimento da Linha Branca após IPI Vendas em unidades e valor JAN09 - JUL09

JAN08 - JUL08

22,2

21,7

19,1

16,3

9,9

12,2

21,1

22,8

21,4

24,7

7,7

Linha Marrom Linha Branca Eletroportáteis Foto Informática Telecom

7,5

2,7

2,3

22,3

21,1

23,7

22,7

17

Vendas em Volume %

Vendas em Valor % JAN08 - JUL08

JAN09 - JUL09

2,5

14,1

34

31,9

© by GfK-RT, www.gfkrt.com

GfK Retail and Technology

Outubro 2009

6ª. Conferência GfK RT Brasil

Destaque para o crescimento da América do Sul Vendas em valor 1

24%

25%

24%

21%

20%

19%

8%

8%

9%

4%

4%

4%

6%

7%

22%

18%

América do Norte Europa Ocidental Leste Europeu

18%

Oriente Médio América do Sul Japão China Ásia África

9%

20% 6% 5%

5%

7%

11%

10%

11%

7%

11%

18% 6% 4%

9%

9%

12%

13% 14%

13%

2005

17%

16%

11%

2006

2007

2008

2009*

As previsões, porém, não se confirmaram. As vendas de TVs de tela fina em reais aumentaram 60% e as de tubo caíram 37%. A média dos preços das TVs LCD, considerando todos os números de polegadas, teve redução de 21% de janeiro a julho de 2009 sobre os mesmos meses de 2008. Suas vendas aumentaram 102% na comparação dos mesmos períodos, uma vez que, em julho, 70% das vendas em valor de televisores no Brasil foram os LCD. Alterações também foram percebidas nas TVs com conversor digital integrado, conhecidas como televisões digitais (DTVs), produtos com preços significativamente maiores que os dos aparelhos convencionais. Houve queda de cerca de 30% no preço da categoria e seu volume de vendas aumentou oito vezes em comparação com o mesmo período de 2008.

2,7

13,5

do tiveram diminuição significativa de preços e, tal como o blu-ray, apresentaram aumento de vendas em 2009.

2010*

Outro grande destaque da linha marrom foi o blu-ray, cujas vendas, em julho de 2009 foram 25 vezes maiores do que o volume do mesmo mês de 2008. O número de marcas aumentou: nos primeiros sete meses de 2008 só cinco disputavam o mercado e as três primeiras concentravam 92% do total das vendas. No mesmo período de 2009, já eram sete marcas e as três primeiras concentravam 83% do total das vendas. Apesar disso, o preço do produto não teve diminuição tão expressiva: na média, continua em R$ 1.287. O desempenho dos MP3 e MP4, com relação às vendas de aparelhos de som, cresceu 17 pp em importância de 2008 para 2009. No ano passado, 59% das vendas foram da categoria MP3 e MP4 e 41% de equipamentos de som. Em 2009, passaram para 76% e 24%, respectivamente. De 2008 para 2009, os MP4 cresceram muito e inverteram a alta participação do MP3 em 2008.

*Estimado

GfK Retail and Technology

Outubro 2009

6ª. Conferência GfK RT Brasil

E a queda da América do Norte e Europa Vendas em valor 17%

24%

América do Norte

18%

Europa Ocidental Leste Europeu

21%

Oriente Médio América do Sul Japão China Ásia África

8%

8%

9%

9% 5%

4%

4%

4%

11%

11%

11%

14%

7%

6%

7%

7%

6% 5%

14%

6% 4% 16%

9%

9%

12%

13%

11%

10%

11%

11%

13%

13%

12%

12%

14%

14%

2% 2005

2% 2006

2% 2007

2% 2008

2% 2009*

2% 2010* *Estimado

50 eletrolarnews

NOVO NICHO NA INFORMÁTICA O mercado de computadores, no ano passado, destacou-se na Europa Ocidental, com 19% das vendas do mundo em unidades, e na China (12%). O Brasil foi o país com maior importância na América Latina e vendeu 12,2 milhões de unidades. A crise global afetou o mercado, em especial entre setembro e novembro de 2008, intervalo que teve queda de 23% em unidades. No período de um ano, de julho de 2008 para julho de 2009, a variação do mercado total foi de -2%: a categoria PCs caiu 24% e a de portáteis subiu 16%. O crescimento dos equipamentos móveis gerou novo nicho de mercado: os netbooks. Mesmo com preços bem acima da média mundial, aumentaram sua participação de 1% para


GfK Retail and Technology

4%, em julho de 2009, sobre o mesmo mês do ano anterior. O rápido crescimento dos netbooks pode ser percebido pelo significativo aumento do número de marcas: em julho de 2008 eram duas e um ano depois 13, bem como pelo maior número de modelos – comparando os mesmos meses, passaram de dois para 40.

Outubro 2009

6ª. Conferência GfK RT Brasil

De onde vem o crescimento em vendas no mundo? Bilhões de dólares 3

2009* vs 2008

$ - 27 B No Brasil entre Jan-Jul08 e 09: +60% em Reais

8,4

5,7

5,4

5,3

QUEDA NO CRESCIMENTO DE CÂMERAS DIGITAIS

3,8

3,7

3,2 2,5

Em valores, o mercado de fotografia teve variação de -13% de janeiro a julho de 2009 versus o mesmo período de 2008 – a categoria de câmera digital oscilou -14%. As vendas em unidades de celulares com câmera embutida oscilaram -15,7% e as dos equipamentos de câmeras digitais -8,1%, enquanto as dos cartões de memória aumentaram 25% e das filmadoras 76,7%. Em faturamento (em reais), o mercado de cartões de memória caiu 4,9% e as variações das vendas das filmadoras, câmeras digitais e celulares foram +54,9%, -14,2% e -10,2%, respectivamente. No Brasil e no mundo, o mercado de câmeras digitais tem diminuído o ritmo de crescimento em unidades, mas continua indo bem. Em 2008, globalmente, foram vendidas 137 milhões de câmeras, 6% mais do que no ano anterior, que havia sido 14% maior do que em 2006. No Brasil, o mercado vendeu, no ano passado, 2,5 milhões de equipamentos, contra 2 milhões em 2007, crescimento de 25%.

1,7

LCD

De janeiro a julho de 2008, 54% dos produtos de telecom vendidos no Brasil foram celulares comuns e, no mesmo período de 2009, os aparelhos perfizeram 51% do total. A venda em unidades de smartphones, nos sete primeiros meses de 2008, teve participação próxima a 0% no total dos produtos de telecom e, no mesmo período de 2009, Smart representou 1,4% das vendas. A participação das vendas dos telefones fixos comercializados no Brasil aumentou de 12% para 14% nos mesmos períodos de 2009 contra 2008. Em relação à evolução das vendas em valor (faturamento) nesses períodos, a situação dos telefones fixos ficou estável

1

LCD

Laptop

Laptop

Laptop

Laptop

Celular

*Estimado Fonte: GfK RT

GfK Retail and Technology

Outubro 2009

6ª. Conferência GfK RT Brasil

…PCs destacam-se na Europa Ocidental e China… unid. (%)

5

21

20

19

20

12

15

… mas o Brasil é o país com maior importância…

30

Amer. Norte Europa Ocidental

0,6

0,4 0,5

0,6

0,6 0,6

7

8

8

2007

2008

2009*

18

China Asia

8

Europa Oriental Amer. Sul

14

Oriente Médio

15

15

Japão Africa

15

8

9

7 1 2005

Fonte: GfK RT

2006

2007

10

9

9

4 4 1

4 4 2

2008

2009* 2010*

GfK Retail and Technology

Outubro 2009

6ª. Conferência GfK RT Brasil

Os equipamentos móveis crescem e um novo nicho de mercado surge…

unid. (%)

20

31

1

37 Notebook

4

SMARTPHONES GANHAM FORÇA O mercado brasileiro de telecomunicações apresentou variação de -4%, em faturamento, de janeiro a julho deste ano versus o mesmo período de 2008. Enquanto os resultados de venda dos smartphones resultaram em 260% de crescimento, a variação nas vendas dos telefones celulares foi de -10%. As mudanças ficaram evidentes na participação de cada segmento na evolução das vendas em unidades e em valores.

1,2

LCD

LCD Celular

4

A representatividade das vendas brasileiras no mercado global cresceu: passou de 1,2% em 2006 para 1,6% em 2007 e alcançou 1,8% em 2008. O número de itens diferentes no país aumentou 10% – em julho do ano passado, havia 402 opções de câmeras digitais e no mesmo mês de 2009 eram 443. A câmera digital é objeto de desejo dos brasileiros, tanto que fica em terceiro lugar dentre os eletrônicos que eles pretendem adquirir dentro de seis meses, o que significa que 15% dos consumidores têm a intenção de comprá-la.

1,3

Netbook

68

Desk

58

Jul 08

Ago 08

Set 08

Out 08

Nov 08

Dez 08

Jan 09

Fev 09

Mar 09

Abr 09

Mai 09

Jun 09

Fonte: GfK RT

GfK Retail and Technology

Jul 09

Outubro 2009

6ª. Conferência GfK RT Brasil

Câmeras Digitais no Mundo 1

2007: 129 Milhões (+ 14 %)

2006: 113 Milhões (+ 21 %)

37%

2006

35%

36%

36%

2007

35%

2008: 137 Milhões (+ 6 %)

19% 21%

2008

2006

2007

21%

2008

37% 8%

2006

2007

2006

2008

1,2% 2006

1,4 Mi

1,6%

2007

2 Mi (+40%)

9%

2007

8%

2008

1,8%

2008

2,5 Mi (+25%)

eletrolarnews

51


maté ria es p e c i a l GfK Retail and Technology

e as demais tendências também puderam ser percebidas: os smartphones pularam de 2% para 7% de participação de mercado, enquanto os demais celulares passaram de 90% para 83%. Ao longo dos últimos anos, além do aumento dos megapixels das câmeras embutidas nos celulares e smartphones, percebe-se, no Brasil, a diminuição na venda, em volume, de aparelhos com formato shell e aumento dos equipamentos com design block e slider. Mesmo assim, em julho de 2009, 38% das vendas de celulares foram de aparelhos design shell, 37% de aparelhos com design block e 24% slider. O aumento no preço médio dos celulares também é um ponto importante a ser comentado. Em abril deste ano, o preço médio de venda de um celular era de US$ 162 e, em julho, atingiu US$ 180, variação de +11%. Na Argentina, ocorreu o contrário: queda de US$ 113 para US$ 107 – ou -5% de variação, enquanto o preço médio no Chile não teve variação. Vale reforçar que, em julho de 2009, o mercado brasileiro representava 78% das vendas da América Latina, em contraponto a 14% do mercado argentino e a 8% do chileno. Quando utilizado o benchmarking de mercados mais desenvolvidos, como o Japão e de países da Ásia e da Europa, é possível apontar movimentos para o futuro no Brasil. Os principais são: crescimento contínuo do segmento de smartphones; aumento de vendas de aparelhos com GPS hardware e TV tuner, que devem ser impulsionados pela Copa do Mundo, em 2010; ampliação do uso da tecnologia de pagamento móvel, que permite a iniciação, ativação e confirmação de pagamento por meio do celular; implantação da tecnologia Near Field Communication (NFC), que criptografa os dados transmitidos e gera mais segurança nas transações; crescimento do número de aparelhos com inter faces com redes sociais; e ampliação de lojas de aplicativos de softwares que permitem o download de milhares de programas. O caminho mostra o celular como agregador de funcionalidades (softwares) e companheiro que otimiza nosso tempo.

52 eletrolarnews

Outubro 2009

6ª. Conferência GfK RT Brasil

Preferência dos brasileiros por aparelhos eletrônicos 2

Eletrônicos que já possui? Celular DVD Player Computador Câmera Digital MP3/MP4 TV Plasma da LCD Home Theater Nenhuma deles TV Digital Portátil

Quais eletrônicos pretende adquirir daqui a 6 meses?

79% 72%

16% 16% 15%

TV Plasma ou LCD

53% 44% 38%

Computador Câmera Digital Celular

19% 12%

8% 6%

Home Theater

3% 3% 3%

TV Digital Portátil DVD Player

3%

MP3/MP4

Onde pretende comprar?

Forma de pagamento?

10%

14%

Grandes Lojas Especializadas Hiper/Supermercados

15%

69%

41% 59%

Pequenas Lojas Especializadas

Parcelado À Vista

Internet

GfK Retail and Technology

Outubro 2009

6ª. Conferência GfK RT Brasil

BRASIL: evolução das vendas(%) em unidades 3 ANOS MÓVEIS + 3 Janeiro a Julho 07/ 08 e 09 23

AGO06-JUL07

AGO07-JUL08

12

AGO08-JUL09

12

JAN07 -JUL07

JAN08 -JUL08

12

TELEFONES FIXOS

23

23

JAN09 -JUL09

14 1,4

SMARTPHONES

56

51

MOBILE PHONES

54

51

72

75 4

ACESSÓRIOS

4

4

26

30

CHIPS

27

27

2

2

2

2

4

3

5

HEADSETS

GfK Retail and Technology

Outubro 2009

6ª. Conferência GfK RT Brasil

BRASIL: evolução das vendas (%) em valor 3 ANOS MÓVEIS + 3 Janeiro a Julho 07/ 08 e 09 24

AGO06-JUL07

AGO07-JUL08

AGO08-JUL09

JAN07 -JUL07

JAN08 -JUL08

JAN09 -JUL09

7

5

5 5

8

5 2

5

90

85

92

2

3

92

1,4

90

2

7

83

1 2


d ossiê - sec a do r de c ab e lo

Secador de cabelo

A tecnologia de íons esteve presente em 28% dos secadores vendidos de janeiro a agosto. Em abril, ocorreu a evolução e o segmento saiu da casa dos 25%. Os produtos acima de 1.800 W, de uso mais profissional, registraram cerca de 25% das vendas no período de janeiro a agosto deste ano, aumento de dois pontos percentuais sobre os mesmos meses de 2008. O segmento abaixo de 1.000 W (modelos pocket), teve crescimento significativo: cerca de 8% de participação no período contra 3% no ano passado.

Ga.Ma

L

eve e prático, o Alfa 3000 Ion tem design diferenciado, em vermelho, e seca os cabelos rapidamente, devido ao seu alto poder de aquecimento e ao motor AC profissional de baixo ruído. O protetor de filtro é removível e pode ser higienizado com frequência. O secador vem com difusor, três bicos profissionais, 2.000 watts, duas velocidades, três temperaturas, jato de ar frio e pode ser encontrado em 127 V ou 220 V. Preço sugerido: R$ 179.

Britânia

L

ançamento da Britânia, o secador SP2500P apresenta design diferenciado, linhas modernas, em rosa com prata e corpo emborrachado. O produto, bivolt, conta com três temperaturas, duas velocidades, jato de ar frio e bocal concentrador.

Conair

C

om 1.875 W, o modelo escolhido pela Conair tem tecnologias turmalina cerâmica e iônica, motor profissional AC, três regulagens de temperatura, duas velocidades e botão exclusivo de jato de ar frio. Vem com difusor de turmalina, concentrador de ar, anel para pendurar e fio extralongo. Disponível em 127 V e 220 V. Preço sugerido: R$ 149,90.

56 eletrolarnews

Fotos: Divulgação

No mercado brasileiro, as vendas de secadores de cabelo cresceram aproximadamente 4% no acumulado de janeiro a agosto deste ano, em relação ao mesmo período do ano passado, e a variação de preço também ficou no mesmo patamar. Cerca de 30% das vendas em unidades concentraram-se na faixa que vai de R$ 50 a R$ 80, neste ano, o que representou aumento de cerca de dois pontos percentuais. Aumentou, também, a participação dos produtos com preço acima de R$ 150.


Parlux

O

secador Parlux 3500 Ceramic Ionic tem 2.000 watts, motor com tecnologia k-lamination, duas velocidades, três temperaturas e pesa apenas 470 gramas. Vem com dois bicos direcionadores de ar, um para pentear e outro para secagem rápida, cabo com 3 metros de comprimento e pode ser encontrado em rosa e em preto, em 127 V e 220 V. Preço sugerido: R$ 540.

NKS

O

modelo escolhido pela NKS é o secador profissional TS-888, com 2.000 watts. O produto emite íons, tem três níveis de temperatura para ar quente e frio, motor AC e duas velocidades. É compacto, apenas 18 cm, e vem acompanhado de escova especial, com cerdas de náilon e cabo anatômico, dois bicos direcionadores de ar, cabo com 2 metros de comprimento e está disponível em 127 V e 220 V. Preço sugerido: R$ 89,90.

Mondial

O

Massimo 5000 AC Tourmaline Íon tem 2.300 W, motor AC, duas velocidades e três temperaturas. É fabricado de polímeros nobres que proporcionam mais leveza e durabilidade e baixo nível de ruído. Possui Nano Silver Technology, micropartículas de prata que atuam como bactericida e fungicida, e Tourmaline Ion Technology, que libera milhões de íons por cm³, que fecham as cutículas dos fios e tratam o cabelo. Preço sugerido: R$ 249,90.

Faet

O

secador Prata 1800 Íon, modelo SC-103, tem 1.800 watts, duas velocidades e três temperaturas. Possui botão de ar frio, luz indicadora para cada função e bocal concentrador de ar. Com design ultramoderno, em preto com detalhes em prata, pode ser encontrado em 127 V e 220 V. Preço sugerido: R$ 69,90.

Dellar

O

secador escolhido pela Dellar é portátil, tem design moderno e compacto, acabamento emborrachado, cabo dobrável e anatômico. Conta com 1.200 W, vem com bocal concentrador, alça para pendurar, é bivolt e tem garantia de um ano. Preço sugerido: R$ 29,90.

Cadence

O

modelo escolhido pela empresa para este Dossiê é o SEC152, secador com design moderno, corpo ergonômico e emborrachado e 1.200 watts. Vem com duas velocidades, termostato de proteção contra superaquecimento e exclusivo display, pronto para ser colocado no ponto de venda. Disponível em 127 V e 220 V. Preço sugerido: R$ 39,90.

eletrolarnews 57


d ossiê - sec a do r de c ab e lo

Philco

C

ompleto e de alta performance, o secador PH2100 Íon Profissional da Philco vem com motor AC e tem 1.900 W, cordão longo, libera íons, três opções de temperatura, duas velocidades, jato de ar frio, bocal concentrador e bocal difusor. Disponível em 127 e 220 V. Preço sugerido: R$ 89,90.

Taiff

C

om 1.900 W, o secador Taiff New ônix tem motor AC profissional e emissão de 67 milhões de íons negativos por cm³. Com design arrojado e superleve, o modelo tem jato de ar frio, duas velocidades, quatro temperaturas, vem com bico direcionador e está disponível em duas cores metalizadas: vermelho e prata. Preço sugerido: R$ 179,90.

Philips

O

modelo SalonDry Pro HP4991 tem 2.200 W, jato de ar frio, emissão de íons negativos, difusor de cerâmica e seis ajustes flexíveis de velocidade e temperatura. Vem com filtro fácil de limpar, alça para pendurar, cordão profissional de 3 metros e cabo ergonômico, além de indicador de led para ligado e desligado. Preço sugerido: R$ 139.

Black & Decker

A

empresa acaba de lançar o secador SCI700, aparelho que une um sistema de liberação de íons à potência de 1.850 watts, facilitando a secagem dos fios e adequando as quantidades de ar e calor ao tipo de penteado. Com design sofisticado, em preto e prata, possui duas velocidades, três temperaturas, botão de ar frio, difusor e concentrador de ar. A marca oferece um ano de garantia. Preço sugerido: R$ 89,90.

Zeex

O

modelo escolhido pela Zeek é o Compact. Prático e muito leve, é um dos mais potentes da categoria de secadores pequenos para viagem, informa a empresa. Com 1.200 W e duas velocidades, tem cabo emborrachado e dobrável, bocal direcionador de ar, sistema contra superaquecimento, que desliga o aparelho caso a entrada de ar seja obstruída, anel para pendurar e é bivolt. Preço sugerido: R$ 39,90.

Arno

O

modelo destacado pela marca é o Infini Pro Sensor Arno for Elite, com o exclusivo sistema Automatic Sensor. Tem motor AC, 1.900 W, sistema Ionic, difusor de ar, concentrador superfino, grade revestida de cerâmica, duas velocidades e três temperaturas independentes. Vem com fio de 2 metros de comprimento e é encontrado em preto, em 127 e 220 V. Preço sugerido: R$ 299,90.

58 eletrolarnews


d ossiê - sec a do r de c ab e lo

Eterny

O

novo modelo de secador de cabelos da Eterny possui design moderno e 1.800 watts. Vem com bocal concentrador, botão de ar frio, três opções de calor, duas velocidades, alça para pendurar e cabo de 2,5 metros. Disponível em preto, com detalhes em vermelho, pode ser encontrado em 127 V e 220 V.

Conthey

O

secador indicado pela Conthey para este Dossiê é o modelo RCY26. O produto tem 1.600 W, duas velocidades, duas temperaturas, botão de ar frio e vem com bocal concentrador de ar. Disponível em 127 V. Preço sugerido: R$ 59.

Tany

O

Photon Ceramic, último lançamento da Tany, possui a inovadora ação da luz azul (led), que tem poder bactericida, hidratante e revitalizador. Vem com a grade de cerâmica que, ao esquentar com o uso do aparelho, emite raios infravermelhos que garantem secagem saudável e modelagem mais duradoura. Com potência de 2.100 watts, o modelo tem tecnologia de emissão de íons negativos, seis combinações de temperatura e velocidade, botão de ar frio instantâneo e pintura exclusiva bordô. Preço sugerido: R$ 269.

Master America

O

modelo Hairdryer P 12500, da linha Creativity, tem motor AC profissional que permite maior saída de ar e mais agilidade e eficiência na secagem dos cabelos. A tecnologia íon 77 confere proteção aos fios graças à sua ação hidratante. O produto tem grade revestida de cerâmica e cristais de jade, que proporcionam maciez e brilho intensos, oito combinações de ar e temperatura, e resistência de mica e cool shot (ar frio). Preço sugerido: R$ 250.

Luxor

O

secador profissional da Luxor, com tecnologia nano silver, proporciona maior higienização, pois elimina bactérias e fungos. Possui a tecnologia turmalina, que emite mais íons, neutraliza a eletricidade estática do cabelo e sela as cutículas dos fios; e gerador eletrônico de íons negativos, que emite milhões de íons por cm³, facilitando a absorção da água pelos fios. Dispõe de alça, cabo de 3 metros, botão de jato de ar frio e vem acondicionado em saquinho de veludo térmico. Preço sugerido: R$ 389.

Remington

O

modelo D-2009 tem 1.875 W, motor AC profissional e tripla proteção: cerâmica, íons e turmalina. Possui três temperaturas, duas velocidades, jato de ar frio e vem com cabo de 3 metros. A Remington oferece garantia de seis meses com troca imediata e pode ser encontrado em 127 V e 220 V. Preço sugerido: R$ 249.

60 eletrolarnews


telecom

Tecnologia na ponta dos dedos O mercado é promissor e as empresas investem em recursos multimídias. Por Thaís Martinez

N

Pesquisa realizada pela GfK, no segundo trimestre deste ano, mostrou que as vendas de celulares cresceram 5% em relação ao mesmo período do ano passado, devido à grande procura pelos smartphones – as vendas destes foram 30% maiores do que nos mesmos meses de 2008. Os novos modelos de celular trazem configurações com interfaces amigáveis, tela touchscreen, opções de push-mail, plataforma Android, GPS, câmera de até 12,1 megapixels com flash xênon e ampla conectividade com redes sociais.

Fotos: Divulgação

úmeros divulgados pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) apontam crescimento das redes de serviço móvel pessoal – estatística realizada em setembro contabilizou mais de 166 milhões de celulares no país, aumento de 0,96% sobre o ano passado. As vendas cresceram como decorrência de novas demandas por design, multifuncionalidades e maior acesso aos pacotes web fornecidos pelas operadoras. As fabricantes de produtos móbiles, por sua vez, têm investido em tecnologias de ponta que prometem conquistar o consumidor. Rodrigo Ayres, gerente de produto da LG.

NOVIDADES Na 11ª edição do Futurecom 2009, evento realizado em outubro, em São Paulo, a LG Electronics mostrou os modelos Chocolate BL 40, Watch Phone GD 910, Crystal GD900 e o primeiro celular da linha com plataforma Android, o GW620. Os lançamentos foram embasados nas novas necessidades dos usuários, design e tecnologia, diz Rodrigo Ayres, gerente de produto. “O perfil do consumidor brasileiro pode ser comparado ao do japonês, que é viciado em tecnologias. Hoje, a interface gráfica é importante atrativo de venda, seguida pelo apelo visual.” Por construir a interface 3D S-Class, tecnologia totalmente amigável, que pode ser manuseada por qualquer consumidor, a empresa foi premiada pela IF Communication Design Award 2009. O New Chocolate BL40, quarta geração da Black Label Series, tem tela de 4”, acabamento em black piano com vermelho e tecnologia multitouch, que facilita a navegação web e permite ver filmes no formato wide HD (21:9). Apresenta a interface 3D S-Class, A-GPS, câmera 5 MP com lente Schneider Kreuznach, memória externa de até 32 GB e wi-fi, tudo acoplado no design ultra-slim, com 10,9 mm de espessura. Outro modelo, o LG Watch Phone GD910, é celular-relógio com tela full touchscreen de 1,43”, tecnologia 3G e conexão bluetooh. Fabricado com aço inoxidável, é resistente à água.

64 eletrolarnews

Lançamentos LG: New Chocolate BL40 (acima), GW 620 e Watch Phone GD910, o celular-relógio.


Na linha de smartphones, a empresa mostrou o GW620, primeiro celular com sistema operacional Android, teclado touch e qwerty, tela LCD de 3”, câmera de 5 MP, A-GPS e conexão wi-fi. Outro produto do segmento é o SM@rt GW550. Em formato qwerty, tem sistema operacional Windows Móbile 6.5, tela de 2.4”, recurso Push Mail e sistema de recebimento automático e instantâneo de e-mails sem cobrança de taxa extra. A Samsung também lança linha de celulares para o Natal. André Romanon, gerente de produto, conta que os aparelhos mantêm os usuários conectados com a web 2.0, proporcionam entretenimento e novas soluções de plataformas. “O perfil dos consumidores é vasto, alguns priorizam celulares com players de músicas e remixagem em MP3, outros usam smartphones só para business. A grande tendência está voltada aos novos hábitos de consumo de dados, o que nos fez criar aparelhos com conexões rápidas para redes sociais, comunicadores instantâneos e downloads de aplicativos na plataforma Android. Outra demanda crescente são os celulares duo chips, destinados aos que utilizam duas linhas de operadoras diferentes”, explica.

Silvio Stagni, vice-presidente da divisão de Telecom da Samsung.

Silvio Stagni, vice-presidente da divisão de Telecom da empresa, traça o perfil dos aparelhos mais comercializados no mercado. “Hoje, os usuários trocam de aparelho a cada ano e meio e buscam dar o up-grade nas tecnologias. Em relação às vendas no varejo, 30% delas representam os celulares de entrada, os mais simples, 50% são de modelos que custam menos que R$ 150 e 20% são de produtos mais sofisticados, com tecnologias Premium.” Nos últimos 12 meses, a empresa obteve crescimento de 13% no faturamento. Dentre os produtos, destaque para o Pixon 12. Tem câmera de 12 megapixels com lentes grandes, angular de 28 mm, acopladas com flash xênon para fotos e flash Power led para gravar filmes com qualidade de DVD (720X 480 pixels). Dispõe de processador de 800 MHz, tela de Amoled de 3,1”, memória de até 16 GB e todas as conectividades sem fio. Os primeiros smartphones da marca com plataforma Android, o Galaxy i7500 e o Galaxy Lite i5700, vêm com tela Amoled full touch, memória interna de 8 GB expansível para 32 GB, câmera 5 MP, serviços móveis do Google e aplicativos que podem ser comprados por meio do Android Market. A versão Lite tem display TFT de 3.2 sensível ao toque, câmera de 3 MP, processador de 800 MHz e conexões wi-fi. A Samsung também trouxe para o Brasil o Blue Earth, celular produzido com plástico reaproveitado de garrafas Pet e que tem painel solar, o que ajuda consideravelmente a economia de energia. A cada hora de carregamento solar, o produto armazena energia para duas horas de funcionamento em modo stand by. Possui visor de TFT de 3”, câmera de 3MP, memória de 1 GB expansiva para 16 BG, GPS, conexões 3G e wi-fi. Os modelos Omnia II, Omnia Pro, Corby e Beat Techno também fazem parte dos lançamentos da marca e estarão à venda a partir deste mês.

Lançamentos Samsung: celulares Galaxy i5700 (esq.), Blue Earth e Pixon 12.

eletrolarnews 65


v itrine esp ec ia l - c el u l a r es

Motorola

L

ançado em outubro, em parceria com a Claro, o Motorola DEXT é o primeiro celular da marca com sistema operacional Android. Possui teclado qwerty em formato slider (deslizante) e vem com serviços móveis Google™. Conta com tela de alta resolução touch-screen, câmera autofoco com 5 MP, wi-fi, acelerômetro, GPS e a exclusiva tecnologia Motoblur™. Esta, permite ao usuário ficar permanentemente conectado ao mundo virtual – todas as conversas, os contatos, links e fotos postadas nas redes sociais podem ser vistos por meio de widgets em tempo real, sem abrir e fechar aplicativos, browsers ou menus diferentes, segundo explica a Motorola.

Research In Motion (RIM)

A

fabricante de smartphones RIM escolheu para esta Vitrine o BlackBerry Curve 8520. O aparelho possui avançados recursos multimídia, acesso à música, jogos, entre outros aplicativos, internet wi-fi® para navegação e transferência de dados. Principais características: teclado qwerty completo e trackpad sensível ao toque, memória flash de 256 MB, processador de 512 MHz, recursos premium de voz, ligação ativada por voz, Bluetooth (2.0) com suporte a fones de ouvido sem fio, câmera digital de 2 MP com zoom e memória expansível através de cartão microSD/SDHC.

Sony Ericsson

O

mercado recebe, no fim de novembro, a mais recente novidade da Sony Ericsson: o celular multimídia Satio, preto. O aparelho tem câmera de 12,1 megapixels com flash xenon, 8 GB de memória, capacidade para armazenar até 16 mil músicas, internet wi-fi que viabiliza acesso às redes sociais Facebook, Orkut, Twitter, YouTube, Picasa, além de GPS. Com tela de 3,5” em formato 16:9, o Satio é touchscreen e tem sistema operacional Symbian S60. Entre os diferenciais do aparelho, está a exclusiva caixa de som estéreo portátil – MS410.

ZTE

D

esenvolvido integralmente pela ZTE, o celular X760 é um aparelho multimídia, com design elegante e múltiplas funções. O modelo tem display colorido, tela de 2,4”, memória interna de 8 MB expansível, conectividade bluetooth, câmera integrada VGA (640 x 480), agenda para 500 contatos, mais SIM Card e viva-voz. Pesa apenas 80 g, com bateria.

66 eletrolarnews


lançam ent o s

Mallory Nutritive Cereal Maker

O

verão está chegando e a Mallory apresenta um produto para quem gosta de barras de cereais. A máquina Nutritive Cereal Maker é prática e vem com livro que tem 29 tipos de receita nas categorias light, energética e proteica. É só escolher uma, misturar os ingredientes e acondicionar nos seis compartimentos da bandeja. Fica pronta em15 minutos. O produto é acompanhado de uma espátula, timer e tem 280 watts. Disponível em 127 V e 220 V.

Elgin Telefones sem fio

O

s mais recentes lançamentos da Elgin são os telefones sem fio com tecnologia Dect, que garantem ligações livres de interferências e chiados, pois trabalham em frequência diferente da utilizada por diversos aparelhos eletrônicos. Contam com sinalização DTMF/FSK, adaptador bivolt, viva-voz, agenda para 50 posições, hora, data, alarme, maior autonomia da bateria e expansão para até cinco ramais. Os modelos disponíveis são: TSF 4001, TSF 4002, TSF 4003 e TSF 4000R.

Mondial Panela elétrica

A

Pratic Rice & Vegetables Cooker, da Mondial, é uma panela elétrica que vem em dois tamanhos: PE-01, para seis xícaras de arroz, e PE-02, para dez. Com design sofisticado, de aço inox escovado preto, tem revestimento antiaderente, função cozinhar e aquecer e reservatório para a água que escorre da tampa, quando aberta. Vem com bandeja para cozimento a vapor, copo medidor, colher para servir e livro de receitas. A garantia é de um ano.

Electrolux Lavadora blue touch

A

empresa lança a primeira lavadora do Brasil com painel blue touch. Os dois modelos, LBT12 e LB12Q, têm capacidade para 12 kg e comandos acionados por leve toque de dedos nos ícones ilustrativos do painel. Oferecem 12 programas de lavagem, sistema turbosecagem, seis níveis de água, tecla duplo enxágue, molho dinâmico ou água quente, filtro pega-fiapos, multidispenser e tecla avança etapas. Possuem painel resistente e seguro, que não permite a entrada de água, são de fácil manuseio e contam com o selo Procel.

M.Cassab Ar-condicionado portátil

A

M.Cassab traz ao país a marca italiana Olímpia Spendid, indústria de aparelhos de ar-condicionado, aquecedores e desumidificadores, fundada em 1956. O lançamento é o Issimo, aparelho portátil de 13 mil BTUs, potente e que cabe embaixo da mesa. Seu design, parecido com uma mala de viagem com alça retrátil, permite levá-lo para qualquer lugar. Tem avaliação de energia A e utiliza gás ecologicamente correto, em conformidade com a Convenção de Kyoto. Seu controle remoto tem amplo display, rápidas funções e timer para ligar e desligar.

Consul Novo refrigerador

N

as versões branco e inox, a Consul lança o refrigerador duas portas bíplex, frost free, com capacidade de 249 litros e destaca o amplo freezer do modelo com capacidade para 60 litros. O refrigerador tem controle interno de temperatura totalmente eletrônico e prateleiras de vidro, que lhe conferem resistência e elegância. O bíplex frost free é produto sustentável: possui classificação A em consumo de energia e gás c-pentano na espuma e isobutano no circuito de refrigeração, que ajudam a proteger o clima e a camada de ozônio. Opções de voltagem de 127 V e 220 V.

70 eletrolarnews


Canon Reflex EOS-1D Mark IV

A

nova câmera digital Reflex EOS-1D Mark IV, conta com sistema de autofoco de 45 pontos completamente redesenhado, disparo contínuo ultrarrápido de dez fps e gravação completa de vídeo de alta definição (full HD) com velocidade de gravação selecionável. Oferece, também, sensor CM OS de 16 megapixels, duplo processador de imagens Digic 4 e conversão A/D de 14-bit a uma velocidade de dez quadros por segundo (fps), além da maior variedade de ISO já oferecida pela Canon. Todas as funcionalidades estão integradas em um corpo de maior resistência e durabilidade. O principal diferencial do modelo é o novo sistema autofoco, que começa com 45 pontos AF, capaz de capturar imagens de atletas em alta velocidade, por exemplo.

KitchenAid Batedeira para profissionais

A

marca apresenta a versão profissional da batedeira Stand Mixer em branco ou vermelho. Equipada com motor de alta potência, 575 watts, é indicada para chefs de cozinha, profissionais da gastronomia e amantes da culinária. Tem dez velocidades, tigela com capacidade para 5,87 litros e exclusivo sistema Bowl-Lift – o levantamento da tigela permite adicionar ingredientes durante o preparo da receita. A Stand Mixer profissional tem corpo inteiro de metal, vem com tigela polida de aço inoxidável e alça ergonômica, além dos acessórios protetor de respingos, batedores para massa, pães e batedor e claras.

Conthey Panificadora Best Cook

A

panificadora Best Cook prepara pães doces e salgados, geleias, panetones, massa para pizza, esfiha, croissants ou biscoitos para assar em forno convencional. O painel é toque frio, com dez programações, opção para escolha da cor do pão (claro, médio ou dourado) e timer. Sua capacidade é para pães de 500 g, 750 g ou 900 g. O interior é antiaderente e a tampa tem visor transparente. Vem com copo e colher medidores, pá exclusiva para bater a massa e manual de instruções com receitas.

Saeco Máquina de café

A

Saeco lança no país o menor modelo de máquina de café automática comercializada pela marca, a XSmall, cujo design foi desenvolvido pelos estúdios da BMW. O acesso frontal às funções permite que caiba em pequenos espaços. Com capacidade para tirar dois expressos simultaneamente, possibilita também a preparação de bebidas com leite, como macchiato ou cappuccino. Seu moinho é feito de cerâmica – inovação da Saeco para preservar o sabor do café e garantir durabilidade à peça. A bandeja é removível e dispõe de modo para poupar energia.

De’Longhi Esam 5400 Perfecta

A

De’Longhi trás para o Brasil a máquina automática de café espresso Esam 5400 Perfecta, preta em alto brilho e detalhes de inox, que foi vencedora do prêmio Plus X 2009 pelo seu desgin sofisticado. Dotada da tecnologia Thermoblock, que oferece o espresso sempre na temperatura ideal e do Cappuccino System, para vaporização do leite, tem display digital luminoso, duplo sistema de caldeira, desligamento automático e prepara café com apenas um toque. Vem com moedor de grãos integrado, com sete níveis de moagem, e prepara também café em pó. Dispõe de superfície para aquecimento de xícaras, reservatório de água com capacidade de 1,8 litro e dispenser de saída de café ajustável. A Perfecta extrai até 135 espressos com 1 quilo de café em grãos.

Panasonic Micro-ondas

A

empresa, que produz e comercializa micro-ondas há mais de 20 anos no país, traz ao mercado o NN-GF589M, modelo com o exclusivo sistema Flat, que distribui as micro-ondas em todas as direções e dispensa o prato giratório. O aparelho tem 27 litros e, design exclusivo, porta semiespelhada e gabinete metálico. Possui nove receitas pré-programadas, seis níveis de potência, tecla memória para programar a sequência de preparo mais utilizada, e sistema dourador com a função Combinado, que permite cozinhar e dourar simultaneamente carnes, aves e peixes. Disponível em 127 V e 220 V.

eletrolarnews

71


lançam ent o

Fogões Innovate Wanke entra em novo segmento da linha branca.

resente no mercado nacional há 91 anos, a Wanke, tradicional indústria de lavadoras, tanquinhos e centrífugas de Santa Catarina, encerra 2009 com o lançamento da linha de fogões Innovate.“Depois de meses de pesquisas, investimos em novo nicho de mercado, mantendo a tradição e a qualidade que a marca conquistou ao longo de nove décadas entre consumidores de todo o Brasil e de diversos países para os quais exportamos nossos produtos”, diz Rogério Erhat, diretor comercial da empresa. “A nova linha de fogões chega ao mercado em novembro, começando por Santa Catarina, e em 2010 ampliaremos a distribuição para outras regiões do país.” Os fogões Innovate Plus, de quatro e seis bocas, são brancos com desenhos serigrafados no corpo, de acordo com as tendências atuais de decoração das cozinhas, diz Erhart. “O uso de duas cores básicas, o preto e o branco, facilita a harmonização dos fogões na cozinha. São modelos clássicos, mas ao mesmo tempo arrojados e se adaptam muito bem tanto em decorações modernas, como em cozinhas tradicionais, por isso, não há necessidade de troca de móveis ou de eletrodomésticos.” Com design desenvolvido pela Wanke e a Design Inverso, os fogões Innovate saem com a classificação A do Inmetro, têm mesa com acabamento de inox, tampa com vidro total, forno autolimpante, acendimento automático, queimadores esmaltados, injetor de gás horizontal e vidro total na tampa do forno.

74 eletrolarnews

A nova linha de produtos da Wanke chega ao mercado com a classificação A do Inmetro.

Fotos: Divulgação

P


eletros

Uma conquista para todos Por Lourival Kiçula, presidente da Eletros.

N

o fim de outubro, a decisão dos Ministérios da Fazenda e de Minas e Energia trouxe novo incentivo ao setor eletroeletrônico. Também recebemos forte apoio do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio. A continuidade do benefício da redução do IPI para os produtos da linha branca, até o fim de janeiro de 2010, foi aplicada aos produtos que possuem maior eficiência energética. Trata-se, na realidade, de grande conquista para todos: indústria, varejo e consumidor. Valeu, também, pela atenção especial ao meio ambiente, o que levará o consumidor a compreender as vantagens de adquirir um produto com o Selo A. Se já possuíamos um argumento bastante forte para a criação de incentivos fiscais para produtos essenciais, embasado na necessidade de que cada lar do país tenha, ao menos, uma geladeira, um fogão e uma máquina de lavar roupa, agora temos mais um fator bastante forte: a possibilidade de oferecer ao consumidor brasileiro a opção de adquirir produtos eficientes, que não provocam impacto ao meio ambiente, proporcionam redução do consumo de energia elétrica e também de gás, no caso dos fogões.

Tivemos uma alavancagem nas vendas, em torno de 23%, desde a concessão da medida. Consequentemente, empregos foram gerados, muitos mantidos e, para o fim de ano, espera-se outros tantos advindos das contratações do varejo e da indústria. Deparamo-nos com novo e bom momento pela frente. Acreditamos que as vendas do Natal serão aquecidas com esse incentivo, fazendo com que o consumidor vá até as lojas também para adquirir novo televisor ou um eletroportátil. Ao observar o cenário e plagiar o ministro Guido Mantega, da Fazenda, podemos afirmar que: “Faremos o Natal dos brasileiros bem mais feliz”.

76 eletrolarnews

O resultado da sinergia entre a indústria e o varejo proporcionou ao governo os números necessários para subsidiá-lo em sua decisão. Muitos consumidores foram beneficiados desde o início da redução da IPI e demonstramos que a renúncia do governo significou benefício para grande número de cidadãos.

Foto: Divulgação

O resultado da sinergia entre a indústria e o varejo proporcionou ao governo os números necessários para subsidiá-lo em sua decisão. Muitos consumidores foram beneficiados desde o início da redução da IPI e demonstramos que a renúncia do governo significou benefício para grande número de cidadãos.


v arej o - n o t íc ia s do setor

Berlanda lança megapromoção

A

empresa lançou a maior promoção de sua história, em outubro, e que irá até dezembro. Batizada de Presentão Berlanda, marca a volta da rede à televisão, com anúncios nos estados de Santa Catarina e Rio Grande do Sul, e tem o suporte de forte campanha publicitária, com tabloide de ofertas, spots para rádio, carro de som, ações em porta de loja, em busdoor, front light e outdoor. Uma casa mobiliada com carro zero na garagem será o grande prêmio da promoção, cuja campanha

está sendo realizada pela All Publicidade e Propaganda, house da empresa. Serão sorteadas, também, dez TVs LCD de 32’’ e dez câmeras fotográficas digitais. De acordo com Gilson Bogo, gerente comercial da Berlanda, este trimestre promete ser um dos melhores dos últimos anos. “A promoção impulsionará as vendas e esperamos obter incremento de 20% em relação ao mesmo período do ano passado.” A rede tem 119 lojas e prepara expansão agressiva para 2010.

Super Casas Bahia

C

om a proximidade do fim do ano, começam os preparativos da Super Casas Bahia. Segundo Michael Klein, diretor executivo da rede, a sexta edição da megaloja, no Anhembi, em São Paulo, e a segunda na cidade do Rio de Janeiro, devem aumentar o faturamento da empresa, que foi de R$ 13,9 bilhões no ano passado. “Com as megalojas, conseguimos faturamento de quase R$ 100 milhões em apenas 40 dias”, diz. Em São Paulo, a previsão é a de que o espaço seja inaugurado em 1º de dezembro e fique aberto até 9 de janeiro de 2010.

No ano passado, a Super Casas Bahia faturou perto de R$ 83 milhões na capital paulista e recebeu 1,2 milhão de pessoas. No Rio de Janeiro, o faturamento foi de R$ 50 milhões, com público de 350 mil pessoas. A rede continua apostando na oferta de crédito para atrair e fidelizar clientes e tem aumentado a base do seu cartão, com 5,7 milhões de ativações. “Somos conhecidos por dar crédito e a maioria dos nossos clientes vem por isso. Temos índice de aprovação de 65%, o maior do varejo”, afirma Klein.

Disputa nas vendas pela internet

A

s empresas de comércio eletrônico aceleram os investimentos para reformular os sites e torná-los mais acessíveis, especialmente aos consumidores da classe C que adquiriram computador e querem, agora, comprar pela internet. “Estamos entrando numa nova etapa do comércio eletrônico”, diz Alejandro Padron, executivo da área de consultoria de varejo da IBM Brasil. O movimento de forte concorrência começou a desenhar-se em 2008, quando Wal-Mart e Casas Bahia passaram a vender pela internet. O Ponto Frio fez um site praticamente novo no fim de do ano passado e o Carrefour anunciou sua estreia na rede para 2010. Dois fatores, segundo Padron, explicam essa concorrência nas vendas on-line.“ O primeiro é a

Web 2.0, com a explosão das redes sociais, fenômeno mundial, que permite a maior interatividade no comércio eletrônico. O outro fator, típico do mercado brasileiro, é o acesso da classe C à rede mundial de computadores.” De acordo com Pedro Guasti, diretor geral da E-bit, consultoria especializada em informações de comércio eletrônico, o Brasil deve fechar este ano com 17 milhões de consumidores on-line, 4 milhões a mais do que em 2008. “Quase a totalidade desses novos clientes é da classe C”, observa Guasti. A consultoria prevê que, neste ano, o comércio eletrônico movimente R$ 10,5 bilhões, isto é, 30% a mais do que em 2008.

Varejo faz festa para o Windows 7

Q

uatro mil pontos de vendas em todo país, incluindo grandes redes de varejo e lojas especializadas, iniciaram a venda do Windows 7 no primeiro minuto de 22 de outubro. Muitas lojas preparam ações para esse lançamento. O Extra Itaim, na capital paulista, ofereceu aos 300 primeiros clientes da nova versão brindes exclusivos e participação em programação interativa da rede. A loja Fast Shop, do Shopping Iguatemi, também em São Paulo, recebeu clientes e convidados com coquetel que teve a participação do DJ Kid Vinil. Já a loja da rede Fnac, na avenida Pau-

80 eletrolarnews

lista, em São Paulo, contratou a cantora Paula Lima para animar seu coquetel e fez diversas promoções para os consumidores presentes ao lançamento. Na mesma noite, muitos varejistas nacionais ativaram a pré-venda do Windows 7 em seus e-commerces. O software também foi entregue simultaneamente para 20 fabricantes nacionais e internacionais de PC, que passam a oferecer mais de 140 computadores já com o novo Windows. Entre as marcas do Brasil estão HP, Megaware, Itautec, Sony, Intelbras e Positivo.


i nside

Comércio eletrônico x Dia da Criança

L

evantamento da e-bit, mostra que o e-commerce também comemorou o Dia das Crianças este ano. A data gerou faturamento de R$ 450 milhões, o que representa aumento de 25% acima do valor registrado no mesmo período no ano passado, quando atingiu R$ 360 milhões. Informática e telefonia celular ficaram entre as categorias mais procuradas, confirmando a previsão da e-bit de que os pais presenteariam os filhos com produtos de maior

valor agregado. A de eletrônicos também ocupou lugar significante no ranking das mais vendidas, enquanto a de brinquedos dobrou a participação de vendas, com 5% do volume de pedidos. “Mais uma vez o e-commerce provou que é forte canal de compras em datas comemorativas. Agora, o mercado deve preparar-se para o Natal, que costuma ser o período mais lucrativo no setor”, afirma Pedro Guasti, diretor geral da e-bit.

Governo prorroga redução IPI

O

ministro da Fazenda, Guido Mantega, anunciou, no fim de outubro, a renovação por três meses da redução do IPI sobre produtos da linha branca. O grau do benefício passa a ser proporcional ao consumo de energia do eletrodoméstico, explica o ministro. “Vamos renovar a desoneração tributária com novo critério, o ambiental. Quanto menor for o consumo de energia, menor será o IPI.” Veja como ficaram as alíquotas:

Lavadoras de roupa: os produtos da classe A continuam com 10%, os da classe B terão 15% e os demais voltam a 20%. Tanquinhos: os produtos da classe A continuam com alíquota zero, os da classe B terão 5% e os demais voltam a 10%. Geladeira e freezer: os produtos classe A continuam com 5%, classe B, 10% e os demais voltam a 15%. Fogões: os produtos da classe A ficam com 2%, da classe B, 3% e os demais, 4%.

Crediário supera a marca dos R$ 50 milhões

O

Crediário Caixa Fácil, linha de financiamento da Caixa Econômica Federal voltada para a compra de bens de consumo e pacotes de turismo, superou em setembro o volume de R$ 50 milhões em empréstimos. Entre os principais itens financiados estão os móveis, com 55,63%, os eletrodomésticos, com 16,51%, os eletroeletrônicos, com 10,71% e os

equipamentos de informática com 6,77%. Hoje, a Caixa tem parceria com 37 redes varejistas e de turismo, que possuem 629 lojas e, destas, 278 ofertam a linha de crédito. O banco conta, ainda, com quatro correspondentes máster, empresas especializadas no crediário do banco, autorizadas a operar nas lojas credenciadas e a prospectar novas parcerias.

Fórum de Varejo e Consumo Sustentável

A

GVcev – Centro de Excelência em Varejo da Fundação Getúlio Vargas (FGV-Eaesp) lançou, no fim de outubro, uma publicação com a proposta de consolidar o trabalho de construção coletiva realizado pelos membros do Fórum de Varejo e Consumo Sustentável. Coordenado pelo GVcev, o evento reuniu, entre junho de 2008 e setembro de 2009, mais de 30 palestrantes e 600 participantes em 11 reuniões de trabalho e visitas técnicas para o debate sobre a melhor forma de estimular e implantar práticas de sustentabilidade no varejo brasileiro. Os representantes do fórum participaram do processo de reflexão profunda sobre os temas Varejo como promotor do consumo sustentável, Operações e lojas sustentáveis e Sustentabilidade na cadeia produtiva. O debate público e demo-

84 eletrolarnews

crático agrupou diversos setores da sociedade interessados nos temas e o espaço foi ampliado nas discussões virtuais do evento, através do site http://groups.google.com.br/group/ varejosustentavel. Representantes de empresas e entidades varejistas, fornecedores (indústria e serviços), ONGs, especialistas em varejo, consumo e sustentabilidade, imprensa, professores e universitários apresentaram experiências e levantaram desafios e oportunidades para tornar o varejo mais sustentável. O Centro de Excelência em Varejo da Fundação Getúlio Vargas espera que o conteúdo da publicação seja utilizado pelo setor varejista para estimular e impulsionar a adoção de práticas inovadoras de sustentabilidade no relacionamento com funcionários e consumidores, na gestão das operações diárias e na cadeia produtiva.


pr op a g a n d a

Nova campanha Electrolux

C

aixa de sapato virou mídia na campanha criada pela F/Nazca para lançar a linha de lavadoras Electrolux Blue Touch. Todos os que compraram um par de tênis em 15 de outubro, na loja virtual Netshoes, receberam o produto na caixa embalada com o anúncio “Na lama ou na jaca. Pode enfiar o pé onde quiser que depois a gente lava”. A mídia inédita,

viabilizada pela loja virtual de esporte e lazer, mostrou que só as lavadoras Electrolux Blue Touch têm a função lava-tênis, que permite lavar os tênis na máquina com muito menos desgaste do que na lavadora convencional. A criação foi de Juliana Uchôa e Bruno Oppido, com direção de criação de Fábio Fernandes e Eduardo Lima.

Brastemp nas pizzarias

A

Brastemp e a Finish, marca de detergente, fazem mais uma ação de marketing promocional nos mesmos moldes da apresentada no ano passado. Desta vez, serão distribuídas cerca de 130 mil caixas de pizza nas principais pizzarias de São Paulo, convidando o consumidor a comprar uma lava-louça e com a condição de receber o dinheiro gasto de volta, se não ficar satisfeito com o produto. Mas, se

gostar, ganhará detergente grátis para a máquina, durante três meses. As embalagens customizadas trazem as mensagens “Compre uma lava-louças e, se não ficar satisfeito, devolvemos seu dinheiro” e “Compre a sua e ganhe grátis três meses de detergente para lava-louças”. Quem assina a customização das caixas de pizza é a B2 Experience Markers. A promoção é válida até 31/12/2009.

Braskem no GP F1

A

Braskem entregou para o inglês Max Webber, campeão mundial de Fórmula 1, o “troféu verde”. Fabricado durante os três dias da prova, de plásticos reciclados coletados no Autódromo de Interlagos, o troféu é assinado por Oscar Niemeyer. Para divulgar a ação, a W/ criou uma campanha com peças em mídia impressa e um filme de 30 segundos, chamando o público para ver a produção do troféu durante a corrida, na miniusina de reciclagem instalada em Interlagos.“Com essa ação, além de mostrar na prática que o plástico, presente em

nosso dia a dia, é 100% reciclável e 100% reutilizável, quisemos demonstrar a importância da coleta seletiva para minimizar os impactos ambientais”, disse Jorge Soto, diretor de Desenvolvimento Sustentável da Braskem. Os resíduos foram coletados pela equipe da Cooperativa de Coleta Seletiva da Capela do Socorro (Coopercaps) durante os treinos e a prova. A ação teve o apoio do Instituto Socioambiental do Plástico (Plastivida). O primeiro“troféu verde”foi criado pela Braskem no ano passado e fabricado à base de cana-de-açúcar.


feira

Hong Kong Electronics Fair 2009 Uma das mais importantes feiras de eletrônicos da Ásia apresenta as ultimas tendências do setor e gera novos negócios.

A

29ª Hong Kong Electronics Fair, edição de outono, realizada em outubro no Hong Kong Convention and Exhibition Center (HKCEC), reuniu mais de 2.600 expositores, de 29 países. A HKTDC recebeu visitantes de diversas partes do mundo, incluindo China, Taiwan, Estados Unidos, Coreia, Japão, Alemanha, Reino Unido, Austrália, Índia e França, que conferiram as novidades tecnológicas apresentadas.

Fotos: Divulgação

Voltado para indústria eletrônica mundial, o evento apresentou as últimas tendências em áudio e vídeo, comunicações, multimídia, componentes, montagem, produção e tecnologia. Raymond Yip, diretor executivo da HKTDC, fala da importância do setor para a economia global. “O mercado de eletroeletrônicos é a área que mais cresce e também a mais importante em Hong Kong, representando a maior parte de nossas exportações. Este ano, conseguimos bater o recorde em visitação e trouxemos mais de 390 marcas expositoras, incluindo empresas de renome, como Coby, Daewoo International, Desay, Egoman, Goodway, Haier, Hyundai, Oregon Scientific, Skyworth, TCL e Vtech”, afirma Yip.

O mercado de eletroeletrônicos é o que mais cresce e o mais importante em Hong Kong.

Nesta edição, além dos seminários eletrônicos e intercâmbio de tecnologias, a feira trouxe novos produtos segmentados, entre eles: teste, inspeção e certificação; computadores e periféricos; jogos eletrônicos; equipamentos para cuidados pessoais; equipamentos para carros e GPS e mundo digital. A próxima edição, em 2010, já tem data marcada: de 13 a 16 de abril.

88 eletrolarnews


T I - eletro l a r n ews - t ec nolog i a

Comprar computador ficou mais fácil AMD cria linguagem mais próxima do consumidor.

P

ara apresentar seus produtos de forma diferenciada ao consumidor, com o objetivo de que ele compre aquilo que realmente atende sua necessidade, a AMD criou novo conceito, fruto do trabalho entre fabricantes e varejistas, chamado Tecnologia Vision. Ao simplificar a linguagem técnica, reposiciona a comunicação de atributos até agora utilizada pela indústria, centrada no CPU e nas especificações técnicas de cada componente de hardware. Nigel Dessau, diretor mundial de marketing da empresa, diz que o consumidor de hoje quer saber até onde o PC pode chegar e não o que está dentro dele. “Ele busca uma experiência rica em entretenimento e alta definição, que pode ser alcançada por meio da combinação da tecnologia de CPUs e GPUs, sem que o usuário precise se preocupar com o significado de termos como gigahertz e gigabytes.” Com o novo conceito, a AMD e seus parceiros passam a comunicar o valor do sistema como um todo. “Destacamos a capacidade e o uso do PC em termos de aproveitamento, o que significa ver, compartilhar e criar conteúdos relevantes para o usuário”, explica Dessau. O Vision enfatiza os diferenciais de um computador baseado em plataforma AMD com resultados otimizados para atividades de vídeo, mídia digital e criação de conteúdo. “Com isso, fornecemos aos consumidores informações mais estratégicas para a tomada de decisão consciente”, acrescenta. TRÊS NÍVEIS A tecnologia apresenta três níveis de capacidade de sistema: Vision Basic, Vision Premium e Vision Ultimate, que refletem os diferentes padrões de uso dos consumidores de PC e incluem desde o consumo digital simplificado até o uso intensivo para a criação de conteúdo. No primeiro trimestre de 2010, a empresa planeja lançar um quarto nível, o Vision Black, que oferecerá capacidades mais sofisticadas para usuários entusiastas de tecnologia, principalmente em termos de desktop. Os detalhes das características de cada um dos níveis disponíveis podem ser encontrados nas revendas e no comércio on-line. Os notebooks com a tecnologia estarão disponíveis no varejo e no comércio on-line no fim deste ano, em paralelo ao lançamento do Windows 7, da Microsoft. Os modelos tradicionais oferecidos pelos OEMs já baseados em Vision, possuem tecnologia gráfica de alta definição para reprodução de vídeos, até mesmo em blu-ray, jogos mais realistas em 3D, fotos claras e brilhantes e poder para efetuar tarefas de edição de fotos, música e vídeo.

90 eletrolarnews

Nigel Dessau, diretor mundial de marketing da AMD.

Foto: Divulgação


T I - eletro l a r n ews - l a nçame nt o

Computador oficial do Corinthians Vendas começam em novembro.

A

Positivo Informática, em parceria com o Magazine Luiza e o Sport Club Corinthians, lança um notebook e um desktop desenvolvidos com recursos exclusivos e itens alusivos ao time. Os computadores vêm acompanhados de bônus que garantem ao comprador dois meses gratuitos de adesão ao Cartão Fiel Torcedor, e serão comercializados com exclusividade nas redes e no site do Magazine Luiza. O notebook Positivo Premium edição Corinthians tem processador Intel Pentium Dual-Core T4300 (2,1 GHz, FSB 800 MHz, 2 MB cache L2), autêntico Windows 7 Home Basic, disco rígido de 320 GB, 3 GB de memória RAM, acesso à rede wireless integrado (802.11b/g), placa de rede 10/100 Mbps, tela LCD de 14,1” widescreen e webcam de 1,3 megapixel integrada. Traz, também, Office Home and Student Trial

(grátis por 60 dias), Windows Live Suite, Works, Adobe Acrobat Reader, discador Positivo e antivírus grátis por um ano já instalados. É acompanhado de bolsa de proteção personalizada e conteúdo exclusivo sobre o Corinthians. O desktop Positivo Plus edição Corinthians possui processador Intel Pentium Dual-Core E5400 (2,7 GHz, FSB 800 MHz, 2 MB cache L2), Windows 7 Home Basic, disco rígido de 320 GB, 2 GB de memória RAM, placa de rede 10/100 Mbps e monitor LCD de 18” widescreen. Vem com Office Home and Student Trial (grátis por 60 dias), Windows Live Suite, Works, Adobe Acrobat Reader, discador Positivo, Sistema de recuperação

Fotos: Divulgação

Desktop e notebook Positivo edição Corinthians.

eletrônica, antivírus grátis por um ano e kit folha-face para personalização do gabinete. Apresenta conteúdo exclusivo sobre o time, com fotos, vídeos, papéis de parede e postal multimídia.

m a rk etin g

Maxprint na TV e na vitrine Empresa investe em marketing.

C

om o objetivo de alavancar as vendas do fim de ano e reforçar seu posicionamento no mercado, a Maxprint, uma das maiores empresas do segmento de suprimentos de informática do país, dá continuidade ao projeto de mark eting, com um budget de R$ 6 milhões, iniciado em janeiro. Mais duas ações de mar k eting estão programadas para novembro.

92 eletrolarnews

A primeira, um concurso que vai premiar 60 vitrines ou pontos extras dentro de lojas com a exposição dos produtos Maxprint de forma mais criativa e inovadora. Para participar, o lojista deve cadastrar-se pelo site da empresa e enviar até cinco fotos da vitrine, entre 1º e 30 de novembro. A apuração ocorrerá na primeira semana de dezembro e os vencedores receberão a premiação em dinheiro.

E, pela segunda vez este ano, a M a x p r i n t i nve s te e m m e rc h a n dising no programa Caldeirão do Huck, com três inserções durante o mês de novembro, nos dias 7, 14 e 28. O objetivo dessa ação é aumentar a exposição da marca e gerar ao lojista um reforço nas vendas, afirma a empresa.


T I - e l e t r ol ar ne ws - e m p r es a

Novidades Cisco Empresa apresenta portfólio de soluções para distribuidores e canais especializados.

F

A segunda geração do roteador de serviços integrados, o Cisco ISR G2, composto por três produtos das séries 1900, 2900 e 3900, ajuda empresas e fornecedores de serviço a simplificar e escalar o fornecimento de soluções corporativas de rede sob demanda, tais como aplicativos colaborativos e vídeos. A solução combina as tecnologias de roteamento, switching, wireless e de segurança em uma infraestrutura de rede integrada.

Rodrigo Abreu, presidente da Cisco no Brasil, e Marco Barcellos, diretor de marketing.

Marco Barcellos, diretor de marketing da Cisco no Brasil, destaca a importância do investimento em tecnologia. “Temos longo histórico de excelência e inovação em redes e continuamos a levar aos clientes novas funcionalidades, incluindo tecnologias que viabilizam vídeo, colaboração, virtualização e mobilidade. Essa nova linha de roteadores ISR G2 aumenta a capacidade de nossos clientes aproveitarem essas tendências importantes de negócios e tecnologia.”

Fotos: Divulgação

undada por cientistas da Universidade de Stanford, na Califórnia, Estados Unidos, em 1984, a Cisco é uma das principais empresas de tecnologia para internet. Comercializa produtos em routing e switching, e com tecnologias avançadas para redes domésticas, telefonia IP, optical, segurança, armazenamento e lans wireless. Com sede em São Paulo e unidades em Brasília e no Rio de Janeiro, chegou ao país em 1994 e está com novidades aos parceiros de vendas: Soluções de Telepresença e Roteador ISR G2.

TELEPRESENÇA Ao levar em consideração as tendências de virtualização e mobilidade, a empresa apresenta tecnologias para Telepresença, solução desenvolvida para as empresas que fazem reuniões executivas em diferentes localidades. “Esse é um novo meio de comunicação multimídia, com imagens em alta resolução, em tamanho real, transmitidas por tela de plasma e câmera digital conectadas a uma interface telefônica”, conta Barcellos. Nas duas séries mais recentes, o modelo 500 é destinado para reuniões entre duas pessoas e o 3200 para encontros maiores, com até 36 participantes. Outro modelo, o Cisco Telepresença 1100, tem tela de plasma de 65”e se ajusta às salas pequenas de reunião, mas de uso geral. Pode, também, ser utilizado como dispositivo de conferência de áudio, tela auxiliar para apresentações ou como sinal digital quando não está conectado à reunião digital.

Reunião com uso de Telepresença e, abaixo, os novos roteadores Cisco.

A Telepresença CTS 1300 dispõe de tela única e três câmeras que transmitem a reunião em até 48 localidades, desde que estejam conectadas com os demais modelos oferecidos pela empresa. Segundo Rodrigo Abreu, presidente da Cisco no Brasil, a evolução no tráfego de Telepresença da marca entre empresas está crescendo mais de 35% ao mês e, atualmente, 25% das companhias adotam essa solução de comunicação unificada. “A rápida evolução desse serviço está ligada diretamente com a expansão de vídeos no universo corporativo. Várias projeções indicam que entre 2012 e 2013 as aplicações de vídeo responderão pela maior parte do tráfego nas redes de dados, até mesmo na América Latina”, ressalta Abreu.

eletrolarnews 93


T I - eletro l a r n ews - l a nçame nt o

Wacom apresenta novos tablets Empresa lança mesas digitalizadoras para o mercado de criação. Fotos: Divulgação

Por Thaís Martinez

D

esign, criação e interatividade na interface são os principais elementos dos produtos lançados pela Wacom, atuante no mercado digital há mais de 26 anos. O objetivo é substituir o uso do mouse e proporcionar mais liberdade aos usuários que utilizam o computador para navegar na rede e criar efeitos especiais em filmes, design e arte digital. A família Bamboo, que a empresa apresenta, tem quatro produtos: Pen, Touch e duas versões que são combinação dos dois primeiros. Periféricos com saída USB, as mesas digitalizadoras estão ligadas, de certa forma à intuição, explica Dennis Hoff, gerente de produtos da Wacom. “É uma forma mais simplificada para o consumidor navegar e interagir com as aplicações. Estamos colocando o controle e a expressão nas mãos dos usuários ao disponibilizar o multitouch a todos, e isso é o grande salto tecnológico que alia elemento humano e natural na experiência computacional.” Wilson Barbosa, gerente nacional de vendas, conta sobre as novas estratégias comerciais.“Nosso objetivo é expandir a comercialização da linha aos usuários domésticos que desejam obter novas experiências digitais com aparelhos profissionais. Portanto, estamos ingressando no mercado varejista e manteremos também parcerias com revendas especializadas.” FAMÍLIA BAMBOO A tablet Bamboo Touch, produto mais simples da linha, é destinada aos usuários que desejam substituir o uso do mouse e trabalhar com novas experiências multitouch. Já a Bamboo Pen foi criada especialmente para os que utilizam a caneta para a criação e a edição de conteúdos digitais. Com precisão de controle e sensibilidade à pressão, permite ao usuário personalizar as teclas de atalho. O produto traz o software Painter Essentials, aplicação de criação com ferramentas que possibilitam elaborar rascunhos e pinturas. Outro multiproduto, a Bamboo Pen & Touch, oferece flexibilidade ao mesclar caneta e multitouch em um só dispositivo. É uma tablet projetada para os usuários que desejam utilizar o produto em casa e também no escritório, uma vez que possibilita a navegação com os dedos e com a caneta. É acompanhada dos softwares Adobe Photoshop Elements, para edição de fotos, e Nik, para melhorar o filtro de fotografias. A maior tablet da família, a Bamboo Fun Pen & Touch, combina a tecnologia da caneta com a funcionalidade multitouch, e é indicada para os que trabalham com edição e criação de imagens. O produto contém os softwares Adobe Photoshop Elements, Corel Painter Essentials e os filtros fotográficos Nik.

94 eletrolarnews

Wilson Barbosa, gerente nacional de vendas, e Dennis Hoff, gerente de produtos da Wacom.


T I - e l e t r ol ar ne ws - v i t r i n e

Air Micro e-table®

A

Air Micro, empresa especializada em soluções ergonômicas, lança o e-table®, suporte criado especialmente para oferecer a altura correta e o espaço ideal para utilizar o notebook ou ler um livro. Disponível nas versões Plus e Std, o produto tem bandeja para fixar notebook de até 19”, aparador inferior para apoiar objetos e, na versão Plus, bandeja para o mouse pad. O e-table® possui braços articuláveis com giro de 360º e se adapta a uma cadeira, a um sofá ou a uma cama. De acordo com a empresa, é boa solução, também, para pessoas com necessidades especiais e para as que estão impossibilitadas de se movimentar por algum período.

Tallard Película protetora

O

invisibleShield™, lançado no Brasil pela Tallard Technologies, empresa do Grupo Itautec, é uma película que oferece proteção para os produtos Apple – iPhone, iPod e MacBook. Produzida pela americana Zagg, a película é um filme de poliuretano ultrafino, com apenas 0,2 milímetro de espessura, que emprega a tecnologia de nanomemória ultrarresistente e à prova de riscos. Com mais de 1 milhão de unidades vendidas em todo o mundo, o invisibleShield™ adere com perfeição ao aparelho, oferece visibilidade, e conta com garantia permanente de troca: se a película danificar-seserá substituída por outra, afirma a Tallard.

Mtek Card Reader externo

A

última novidade da Mtek, empresa fornecedora de suprimentos de informática, é o Card Reader externo, acessório de computador que lê e grava dados de até 40 modelos de cartão de memória, incluindo Multi Media Card, Compact Flash, IBM e Sony Micro Drive, Trans Flash Card, xD-Picture Card, Smart Media Card, Secure Digital Card e Memory Stick. É compatível com sistemas operacionais Windows e Mac e, para usar, basta plugar na porta USB. O dispositivo tem quatro leitores integrados que acomodam, ao mesmo tempo, até quatro cartões de memória diferentes, para transferência de arquivos entre eles. Tem três anos de garantia contra defeitos de fabricação, é reciclável e tem certificados como o Restrição de Certas Substâncias Perigosas (Rosh), Conformidade Europeia (CE) e Federal Communication Commission (FCC).

D-Link Wireless 150 Mbps

L

ança a linha de produtos que utilizam a nova tecnologia Wireless 150 Mbps, composta por roteadores DI524/150 e DIR-600, além da placa USB modelo DWA-125. Com a migração da velocidade de transferência de dados de 54 para 150 Mbps (megabites por segundo), permitem navegação mais ágil na web, graças ao recurso Smart QoS (qualidade de serviço inteligente), que prioriza na rede o fluxo de arquivos multimídias, como vídeos e VoIP. Possibilitam conexão segura, pois dispõem de firewall que protege contra ataques de hackers e possuem criptografia nos padrões Wired Equivalent Privacy (WEP), Wi-Fi Protected Access (WPA) e WPA2. Os roteadores têm switch integrado de quatro portas, para conexão direta de até quatro computadores, e o modelo DIR-600 oferece o recurso (Network Address Translation (NAT), quando múltiplos usuários se conectam à internet e compartilham um endereço IP único.

Aldo Kit 3D

A

Aldo, distribuidora de 27 fabricantes mundiais de tecnologia, preparou um kit fácil de montar e configurar, com tudo o que seu cliente precisa para ter o mundo 3D em casa. Trata-se do 3DAldo, que é composto por um monitor Samsung 2233RZ, um óculos Nvidia 3D Vision e as placas gráficas de última geração Nvidia. Com eles, o game ou vídeo podem transformar-se numa incrível experiência. Mais informações sobre o produto estão no site www.aldo.com.br/3D.

eletrolarnews 95


T I - eletro l a r n ews - em pr es a

Empresa escolhe a cidade de Campinas (SP) para entrar no Sudeste.

Avaldir Oliveira, presidente da CTIS Digital.

H

á 26 anos no setor de serviços de tecnologia e informática no Centro-Oeste do país, a CTIS Digital entrou no varejo em 1986, revendendo no balcão da loja de 120 m² produtos de informática. Agora, com seis megastores, deu o primeiro passo rumo à expansão ao investir R$ 8 milhões e abrir, em setembro, em Campinas (SP), sua loja de 1.800 m², num dos eixos comerciais mais importantes da cidade, ao lado do Shopping Iguatemi. “A chegada ao estado de São Paulo é o passo decisivo para a disseminação do modelo de negócios da CTIS Digital”, afirma Avaldir Oliveira, presidente da empresa. Campinas está preparada para atender todo o tipo de empreendimento e como polo exportador de tecnologia é a cidade perfeita para a empresa entrar em outras regiões, explica Oliveira.“Vendemos produtos de última geração e oferecemos serviços que atendem aos diversos perfis de consumidor: o profundo conhecedor das mais recentes tecnologias, o leigo, o pequeno ou o médio empresário e os profissionais autônomos.” Até o início de 2010, mais quatro lojas serão abertas na região Sudeste: uma na capital paulista, no Shopping Vila Olímpia; duas na cidade do Rio de Janeiro e uma em Ribeirão Preto (SP). O faturamento total da CTIS em 2008 chegou aos R$ 457 milhões. Para o ano que vem, a previsão é que somente as unidades de varejo alcancem o faturamento de R$ 327 milhões. SERVIÇOS A CTIS Digital disponibiliza vários serviços, como o Espaço Empresarial, onde micro, pequeno e médio empresários podem montar um projeto completo de escritório, desde a escolha dos móveis até os equipamentos e soluções de TI mais indicados para segmento em que atua.“O consumidor sai da loja com seu espaço formatado e financia todas as soluções e os produtos adquiridos através do Banco do Brasil, parceiro da empresa”, conta Oliveira. Outro serviço é o Stores in Stores, que possibilita a fornecedores como LG, HP, Sony, Totvs e Dell disporem de espaços exclusivos para apresentar seus lançamentos. Com isso, a loja torna-se um grande showroom de tendências e novidades no segmento de tecnologia. A empresa disponibiliza, também, o Service Pack, com o qual o cliente não se preocupa com a instalação e a manutenção dos equipamentos adquiridos em suas lojas, pois têm à disposição um conjunto de serviços técnicos. O pacote cobre a instalação de equipamentos de áudio e vídeo (TVs de plasma e LCD, home theaters, caixas de som, receivers e projetores); instalação e configuração de computadores e rede wireless, configuração de modem para acesso à internet banda larga, instalação de periféricos e softwares. Há, ainda, o Dr. Computador, voltado à manutenção, ao reparo e à atualização de programas, remoção de vírus e arquivos nocivos nos laboratórios da CTIS Digital. “Os pacotes podem ser adquiridos nas lojas e são adequados a todos os tipos de consumidor”, informa Oliveira.

96 eletrolarnews

Fachada e espaços internos da megastore de Campinas.

Fotos: Divulgação

CTIS Digital


m a té r ia esp ec ia l

Brasil adota padronização de plugues e tomadas Nova regulamentação vai oferecer mais segurança para os usuários finais. Por Eliana Pace

O

Segundo Alfredo Lobo, diretor de Qualidade do Inmetro, cerca de 80% dos equipamentos no Brasil são compatíveis com as novas tomadas, enquanto os outros 20% teriam de ter seus plugues trocados ou fazer uso de adaptador, uma vez que as lojas de equipamentos elétricos só venderão tomadas que sigam o padrão brasileiro e dois tipos oficiais de adaptador (com plugues antigos para tomadas novas e com plugues novos para tomadas antigas). Para Lourival Kiçula, presidente da Eletros, a adoção do novo padrão vai não apenas conscientizar o consumidor, mas fortalecer a parceria entre a indústria e o varejo: “A indústria oferecerá produtos mais seguros, atendendo à regulamentação, e o varejo vai orientar seus clientes sobre essa importante mudança que trará bons resultados para todos.” Fabricantes, distribuidores e comerciantes dessas peças terão um tempo para adaptar-se ao padrão, mas estarão sujeitos a multa, interdição e apreensão de produtos se desrespeitarem os diferentes prazos impostos pelo Inmetro. Em 1º de janeiro de 2010, vence o prazo para os fabricantes de aparelhos eletroeletrônicos e para os importadores: equipamentos com plugues antigos já estocados poderão ser comercializados por fabricantes e importadores até 1º de outubro de 2010 e, por atacadistas e varejistas, até 1º de julho de 2011. Os novos plugues a serem adotados – essa padronização já está em uso em outros países – e que já vêm sendo fabricados no Brasil desde janeiro, têm, dependendo do aparelho, dois ou três pinos redondos –o pino chato desaparece –, com o terceiro pino fazendo o papel do fio terra para evitar o choque elétrico. Os pinos terão diâmetros diferenciados de acordo com a corrente elétrica que o aparelho necessita para funcionar, informação que deverá constar na embalagem dos produtos. As tomadas, que antes eram planas, agora apresentam três orifícios, todos redondos, situados numa cavidade que impede que o dedo toque na base por onde passa a corrente elétrica. Em alguns casos, o consumidor terá de trocar as tomadas antigas por outras

98 eletrolarnews

Fotos: Divulgação

Brasil vai adotar, a partir de janeiro, o padrão único de plugues e tomadas criado pela Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT). Essa medida, que objetiva proporcionar mais segurança e comodidade aos usuários de equipamentos elétricos e eletrônicos importados ou nacionais, foi imposta pelo Inmetro e tornada obrigatória em 2000 para sanar o uso, no país, de mais de dez tipos de plugue e oito de tomada a exigir o uso indiscriminado de adaptadores. Alfredo Lobo, diretor de Qualidade do Inmetro.

que estejam dentro do padrão para poder conectar aparelhos com plugues padronizados. INDÚSTRIA PREPARADA Desde o anúncio do Inmetro sobre a NBR 14136, que definiu o novo padrão de plugues e tomadas no Brasil, as empresas do segmento têm trabalhado para adequar seus produtos a essa nova realidade. DANEVA É o caso da Daneva Máquinas e Condutores Elétricos, que já efetuou uma série de estudos e mudanças para acompanhar toda essa evolução.“Fizemos investimentos tanto em maquinário, na parte de injetoras, quanto em mão de obra e adquirimos e adequamos ferramental para o novo padrão”, diz Marcelo Filippelli, diretor comercial. Como parte do investimento, a Daneva trabalha na conscientização dos colaboradores em relação às características do novo padrão, algo que não demanda custo, porém se reflete na qualidade final dos produtos dentro da norma, segundo a direção da empresa. Além disso, tem comunicado sua adesão às novas normas com anúncios e divulgação de seus produtos em revistas especializadas e em um trabalho de marketing, divulgando por e-mail, com minúcias, algumas informações importantes, nem sempre possíveis de serem divulgadas em outros canais. “Dentro dessa mesma linha, não podemos deixar de fora nosso twitter – www.twitter.com/danevabrasil –, que tem-se mostrado uma forma bastante direta de comunicação com o cliente, sem contar que, como há influência mútua, a possibilidade de troca de informações para melhorias no produto ajuda bastante”, explica Filippelli.


Fundada em 1975, a Daneva iniciou suas atividades produzindo fios tipo Litz para as indústrias de rádios e televisores, posteriormente ampliadas para uma linha de condutores elétricos, com a produção de cabos extrudados de PVC, chicotes industriais, plugues e terminais. No começo da década de 80, direcionou suas atividades para o segmento de varejo e lançou produtos como extensões elétricas, extensões de telefone e pinos adaptadores. Aumentou sua atuação nas indústrias eletroeletrônicas e foi ao encontro das necessidades mercadológicas daquele momento e, também, futuras. Em 2000, o crescimento veio acompanhado pelo reconhecimento da qualidade dos seus produtos por órgão de certificação credenciado pelo Inmetro, que avaliou seu sistema de gestão da qualidade sob a NBR ISO 9002:1994. O certificado foi emitido em 2000 pela Uciee. Em 2003, a empresa efetuou a transição do seu sistema da qualidade para a norma NBR ISO 9001:2000.

Marcelo Filippelli, diretor comercial da Daneva.

A Daneva fornece para a indústria cordões de força (em geral), tomadas, plugues, muflas, terminais e conectores, fios e cabos e chicotes. Atua no segmento de magazines, hipermercados, atacados e distribuidores com a linha mais completa de extensões e prolongadores elétricos (uso doméstico e profissional), filtros e protetores de linha, extensões para telefonia (lisa e espirada), pinos adaptadores e multiplicadores, plugues e tomadas desmontáveis, cabos interbaterias, cordões de força para computadores, gravadores, ferros de passar, liquidificadores e geladeiras. Possui, também, marcas próprias.

eletrolarnews 99


m a té r ia esp ec ia l DPA PLUGS Como os novos padrões de plugues e tomadas já estavam normatizados conforme a Resolução Conmetro № 11, de 20/12/2006 – Inmetro desde 2002 (NBR 14136:2002), as empresas que atuam nesse mercado tiveram tempo hábil para fazer as modificações necessárias. É o caso da DPA Plugs Indústria e Comércio, de acordo com Gilberto Dalcin, gerente de marketing, e a executiva Noeli Magalhães Perezine Camargo. “Vale salientar que os fabricantes de equipamentos elétricos, principalmente os que são voltados para o consumidor residencial, têm postergado a implementação dos novos modelos de plugue, aguardando que o consumidor final esteja totalmente preparado para essa adoção. Sempre estamos atentos às mudanças de mercado, todavia, desde a implementação da norma do Inmetro, a DPA Plugs tem investido significativamente em moldes e maquinários que atendam todas as especificações técnicas dos produtos.”

Noeli Magalhães Perezine Camargo e Gilberto Dalcin, executivos da DPA Plugs. E Glauber Marçal Rizzi, gerente-geral da Brascabos.

A empresa conta com corpo técnico altamente qualificado e treinado periodicamente, e sua área de marketing já propicia aos clientes as informações necessárias sobre o novo padrão de plugues por meio de seu site, que é constantemente atualizado, distribuição de amostras dos novos plugues e e-mails com matérias relacionadas ao assunto. A DPA Plugs é uma empresa nacional, fundada em 1997, por profissionais vindos do ramo de cabos de força e chicotes elétricos, para atuar no mercado industrial, especificamente nos segmentos de eletrodomésticos, eletroeletrônicos, informática, telecomunicações e entretenimento. Ampliou suas instalações em 2002, mesmo ano em que obteve as certificações para plugues e tomadas – uso doméstico e análogo, a NBR 60884-1:2004, que permitiu o fornecimento de produtos com qualidade assegurada. Desde 2003, está voltada à extensão de certificações para outras linhas de produtos e a adequação do sistema de gestão da qualidade aos requisitos da NBR ISO 9001:2000. BRASCABOS Outro fabricante preparado para o novo padrão de plugues e tomadas é a Brascabos Componentes Elétricos e Eletrônicos Ltda., que já se adequava a essa norma desde o ano passado, como atesta Glauber Marçal Rizzi, gerente-geral da empresa. “Estamos preparados com os melhores equipamentos, controles e processos para entregar a melhor solução. Hoje, por sairmos na frente de alguns dos nossos concorrentes, conseguimos ganhar participação no mercado. Mas, infelizmente, muito produtores de cordões de força ainda não estão adequados à nova norma e alguns, o que é pior, levarão para o novo padrão os mesmos erros, defeitos e má qualidade dos atuais.” A empresa investiu fortemente em injetoras, novos moldes e equipamentos automáticos para fabricação dos cordões de força, a fim de garantir a qualidade do produto, como os sistemas de inspeção de “cross section” e “skin test”, cujo objetivo é a permanente busca 100 eletrolarnews

do“estado da arte”na manufatura dos seus cordões. A Brascabos produz, atualmente, todos os itens nas novas configurações: cordões com dois pinos sem aterramento (bipolares) e com aterramento (tripolares), nas versões 10 A e 20 A, ou seja, em quatro configurações diferentes de plugue. “Nos cordões bipolares, nossa configuração sempre foi alinhada com esse novo padrão, sendo necessárias apenas pequenas alterações para adequação ao modelo 20 A. Quanto ao tripolar, como a nova configuração é bastante diferente das atuais, as mudanças foram bem maiores e ocorreram de forma muito rápida para que pudéssemos fornecer essa versão também. Os consumidores de eletrodomésticos já estão comprando nas lojas os produtos com o cordão tripolar Brascabos”, afirma o gerente-geral da empresa – que fabrica redes elétricas, cordão de força e placas eletrônicas e atua nos segmentos de linha branca (eletrodomésticos de grande porte) e automotivo. A Brascabos pertence desde 2006 ao Grupo Solartech International Holdings e possui duas unidades no Brasil, a matriz em Rio Claro (SP) e a filial em Manaus (AM).


e mpresa

Queimadores para cooktops O

design sofisticado dos cooktops presentes nas cozinhas requintadas de quem aprecia comer bem depende, em boa parte, dos componentes utilizados na fabricação dos produtos. Os queimadores para cooktops têm projeto de criação diferenciado, que permite a admissão de ar primário que é necessário para a combustão pela região superior do produto, o que evita a introdução de líquido e de sujeira no queimador. Exemplo disso é a Série II, da Sabaf do Brasil, composta por três queimadores de tamanhos diferentes, que permitem a regulagem da chama com variações de 0,3 a 3 kW. Rogério Nabarretti, diretor da empresa, diz que, segundo os padrões interna-

cionais para a fabricação desse tipo de queimador, exige-se eficiência mínima de 52%. “Os da Série II superam 60%, isto é, são mais econômicos, tanto que os fabricantes de cooktops que utilizam nossos produtos têm a classificação A, aspecto relevante na decisão de compra.” Outro aspecto que o executivo considera importante está ligado à aparência dos cooktops. “O desenho dessa série contribuiu para que designers de produtos criassem formas ainda mais finas, que embelezam as cozinhas do consumidor gourmand”, acrescenta. Praticamente 100% dos coocktops fabricados no Brasil, para o mercado interno ou para exportação, possuem queimadores com a marca Sabaf, assegura Nabarretti.

Foto: Divulgação

Sabaf produz linha com desenhos exclusivos para o mercado brasileiro.

A Série II é composta por três queimadores de tamanhos diferentes.

s ustenta b il ida de

Midea do Brasil homologa fluido refrigerante DuPont Nova ação para a substituição dos compostos que agridem a camada de ozônio.

A

Divisão de Fluidos Refrigerantes da DuPont recebeu da Midea do Brasil o documento intitulado Carta de autorização, que autoriza os revendedores e assistentes técnicos da marca a utilizar o fluido refrigerante Isceon™ MO29 em substituição ao HCFC-22 (R-22). A medida vale para três produtos em comercialização no Brasil − ar-condicionado split hi wall Midea, split piso teto e split cassete. De acordo com a Midea, o procedimento recomendado para a substituição será o retrofit, tecnologia criada pela DuPont, que possibilita a troca do fluido refrigerante em

102 eletrolarnews

equipamentos antigos de refrigeração, fabricados em períodos anteriores à restrição de uso dos CFCs e HCFCs. A substituição fica sob a responsabilidade do serviço autorizado Midea, credenciado e habilitado pela fábrica, o que assegura o termo de garantia dos produtos da marca, em linha. A DuPont, que no Brasil segue focada numa estratégia para antecipar a eliminação dos CFCs e HCFCs, comemorou o documento. “O aval de uma empresa séria e comprometida como a Midea do Brasil, certamente ajudará a impulsionar novas ações pela substituição dos compostos que agridem

a camada de ozônio”, diz Maurício Xavier, gerente de negócios da DuPont Refrigerantes para a América Latina. As vendas da linha Isceon™ têm registrado crescimento de 30% ao ano desde 2007, quando a marca foi lançada no país, de acordo com o executivo.“Graças ao empenho de empresas que, como a Midea, estão preocupadas em atender às exigências do Protocolo de Montreal, acreditamos que o Brasil manterá o seu bom ritmo de eliminação de CFCs e HCFCs, e permanecerá entre os países bem posicionados quanto ao cumprimento das metas do tratado.”


CONEXÕES Participe da Eletrolar Show 2010 e amplie suas conexões com a indústria e o varejo.

Única feira de negócios do setor de eletrodomésticos e eletroeletrônicos.


20 a 23 de julho de 2010, 13h às 21h Transamérica Expo Center Av. Dr. Mário Villas Boas Rodrigues, 387 São Paulo - SP - Brasil

A ELETROLAR SHOW é um evento exclusivamente B2B, dirigido para indústria e o varejo de eletrodomésticos e eletroeletrônicos do Brasil. Nessa grande reunião, fornecedores e lojistas encontram-se para realizar parcerias, conhecer tendências e, principalmente, fechar negócios. O evento, que foi um sucesso em 2009, promete muito mais para 2010. Você que quer avançar nos negócios não pode ficar de fora.

Visitantes Redes de varejo de pequeno, médio e grande portes » Atacadistas » Distribuidores » Exportadores » Hiper e supermercados Home centers » Importadores » Lojas de departamento » Mercado corporativo Mais de 7 mil visitantes da indústria e do varejo de eletrodomésticos e eletroeletrônicos, sendo que 200 deles terão as despesas de passagem e hospedagem pagas pela Azul Play, organizadora do evento.

Abaixo uma amostra de alguns dos importantes varejistas que marcaram presença no evento: Rede

Nº lojas

A. ANGELONI & CIA. LTDA. AMBIENT AIR ARMAZÉM PARAÍBA ATACADÃO DO PAPEL BERLANDA

20 5 369 6 113

Rede

Nº lojas

Rede

DELTASUL UTLIDADES

46

LOJAS PRESIDENTE

DIEMENTZ COM.ELETROMOVEIS

60

LOJAS QUERO-QUERO

Nº lojas 7 71

DISMAR DISTRIBUIDORA MARINGÁ

110

LOJAS SALFER

DISMOBRAS - CITYLAR

170

LOJAS SANTA TEREZINHA

141 47

DUFRY SOUTH AMERICA

13

LOJAS SIPOLATTI

25

BF UTILIDADES DOMÉSTICAS

18

ELETRO SHOPPING CASA AMARELA

105

LOJAS SOLAR

37

BJ SANTOS

43

ELETROMÓVEIS MARTINELLO

29

LOJAS VOLPATO

55

ELETROZEMA

23

MACAVI

44

FAST SHOP

51

MAGAZINE LILIANI

55

8

MAGAZINE LUIZA

450

BONANZA SUPERMERCADOS BRETAS SUPERMERCADOS

7 56

C&C - CONIBRA CASA & CONSTRUÇÃO 42

FNAC

CARREFOUR

Rede TENDA ATACADO WAL-MART

39

ZENIR MÓVEIS

23

TOTAL

FS VASCONCELOS - LOJAS MAIA

143

MAKRO

67

BESTSHOPTV.COM

69

FUJIOKA CINE FOTO SOM LTDA.

61

MANLEC

39

BIG SHOP

CASAS BAHIA

500

GAZIN

MARTINS COM. SERV. DIST. S/A

45

COMPRAFACIL.COM E HERMES

CASAS PERNAMBUCANAS

277

HAVAN LOJAS DE DEPTO. LTDA.

CIA. BRASILEIRA DE DISTRIBUIÇÃO

599

IBYTE

3

MERCADOMÓVEIS LTDA.

124

ELETROCELL

MÓVEIS BRASÍLIA

11

ELETROSHOPPING

CIA. ZAFFARI

27

J.MAHFUZ

41

MULTICOISAS

74

LOJATUDO.COM

COM RABELO SOM & IMAGEM

44

KALUNGA

56

MULTILOJA TOTAL

63

MUNDOMAR

COM. ELETROD. PEDRO OBINO JR. LTDA. 75

LASER ELETRO

84

MULTISOM COM. E IMP. LTDA.

76

TAMIRADO

COM. SÃO JORGE

44

LEOLAR

53

NOVO MUNDO

90

COMBAT MÓVEIS E ELETROD. LTDA.

20

LEROY MERLIN

18

PEG & FAÇA

12

COMMCENTER

84

LOJAS AMERICANAS

468

POLISHOP

90

177

PONTO DE PROMOÇÃO

COMPUJOB INFORMÁTICA

4

LOJAS CEM

COOKELETRORARO

3

LOJAS CERTEL

COOP - COOPERATIVA DE CONSUMO

28

COOPERATIVA A1

16

CYBELAR

69

LOJAS COMPETIÇÃO

18

SCHUMANN MÓVEIS E ELETROD.

D.G.M. ELETRO MÓVEIS LTDA.

31

LOJAS EDMIL

52

SUPERMERCADO ARCO-ÍRIS

7

DADALTO

25

LOJAS GUAIBIM

25

SUPERMERCADOS NORDESTÃO

7

SUPERMERCADOS SCHUTZE

2

DECORLIZ LAR CENTER

4

23

59

PONTO FRIO

456

LOJAS CIMOPAR

28

REDE ELETROSOM

120

LOJAS COLOMBO

365

RICARDO ELETRO

260

LOJAS INSINUANTE

236

8.639

COMÉRCIO ELETRÔNICO

115

15

12 352

XAVIER COMERCIAL

CASA & VIDEO

144

Nº lojas

31

Pl


11

3034-4100

www.eletrolarshow.com.br info@azulplay.com.br

Os expositores puderam contar com uma visitação qualificada, profissionais do varejo que decidem e/ou aprovam as compras. DECISÃO DE COMPRA Recomenda 28%

CARGO Autônomo 8%

Aprova 30%

RAMO DE ATIVIDADE Atacadista 9%

Comprador 8%

Vendedor 8% Diretor Presidente 10%

Distribuidores 20%

Vendedor 8% Varejo 46%

Não tem envolvimento 8%

Supervisor Coordenador 7%

Gerente 22% Específica 7%

Compra 27%

Exportadores 3%

Representante 10%

Home centers 6% Proprietário / Sócio 22%

Lojas de depto. 8%

Importadores 8%

Perfil do expositor Linha branca » Linha marrom » Portáteis » Personal care » Telefonia » Informática » Fitness » Brinquedos » Utilidades domésticas » Serviços

Expositores das últimas edições:

Realização

Revistas oficiais

Apoio

Apoio institucional

PLANEJE SUA PARTICIPAÇÃO COM ANTECEDÊNCIA E GARANTA UM ESPAÇO NOBRE, COM PREÇO ESPECIAL. ENTRE EM CONTATO E MARQUE UMA ENTREVISTA COM UM CONSULTOR DE NEGÓCIOS.


feira

5ª Eletrolar Show Feira do próximo ano tem o objetivo de conectar todos os profissionais do país que atuam nas áreas de eletrodomésticos e eletroeletrônicos.

O

“Estamos trabalhando para fazer da 5ª Eletrolar Show a grande rede de conexão e um evento agregador de todo o segmento.” Carlos Clur

s cinco anos de realização da Eletrolar Show serão comemorados de 20 a 23 de julho do ano que vem, a única feira de negócios do segmento de eletrodomésticos e eletroeletrônicos reunirá em São Paulo, no Transamérica Expo Center, empresários e compradores de várias regiões do país. Como em todos os anos, mais de 200 serão convidados para o evento, com todas as despesas pagas.

Fotos: Reinaldo Canato

“Estamos trabalhando para fazer da 5ª Eletrolar Show a grande rede de conexão e um evento agregador de todo o segmento”, diz Carlos Clur, diretor executivo da Azul Play, empresa que organiza a feira. “Nosso objetivo, desde o início, é criar oportunidades e negócios para a indústria e o varejo do setor, razão pela qual escolhemos o termo conexão para definir a edição que vai marcar os cinco anos de existência da feira. Será, sem dúvida, o grande elo de união da cadeia dos dois segmentos”, acrescenta. A participação de várias empresas, entre elas AMD, BMA Comercial, Elgin, Ga.Ma Italy, Houter do Brasil, Lenoxx Sound, Maxprint, Multilaser, SND e Wap, já está confirmada. Da mesma forma que nos anos anteriores, a feira será apoiada pela Federação do Comércio do Estado de São Paulo (Fecomércio), pela Superintendência da Zona Franca de Manaus (Suframa), Associação Brasileira das Entidades Representativas e Empresas de Serviço Autorizado em Eletroeletrônico (Abrasa)

e pela GfK, a quarta maior empresa de pesquisas do mundo. Excepcionalmente, desta vez, a Eletrolar Show será em julho, devido à realização da Copa do Mundo em junho, na África do Sul. O bom momento pelo qual passa o setor é um fator extremamente positivo para a feira, na opinião de Clur. “O mercado está aquecido, estamos em negociação com várias empresas e acreditamos que concluiremos rapidamente a venda de todos os espaços”, diz. CARACTERÍSTICAS Veja as principais características que diferenciam a Eletrolar Show: • Conecta empresas e compradores de todo o Brasil. • É exclusiva para os profissionais dos segmentos de eletrodomésticos e eletroeletrônicos, o que permite ganho de produtividade e de tempo nos contatos comerciais. • Possibilita o relacionamento pessoal, elimina barreiras comerciais e cria vínculos entre todos os que atuam no mercado. • Abre novas oportunidades para empresas e profissionais de todas as regiões do país. • O conceito B2B direciona o foco para o que realmente interessa a cada empresa e profissional. • Reúne, no mesmo espaço, as linhas branca e marrom, portáteis, TI, telefonia, brinquedos, fitness e serviços e utilidades domésticas.

Reuniões entre compradores e fornecedores Faltam oito meses para a 5ª Eletrolar Show, mas o cadastramento já está aberto. Basta acessar o endereço www.eletrolarshow.com.br, onde também há outras informações sobre o evento. Reserve seu lugar na edição comemorativa dos cinco anos da feira. “A Eletrolar Show se fortalece a cada ano e se posiciona como mesa de negociação exclusiva para a indústria e o varejo de eletrodomésticos e eletroeletrônicos”, afirma o diretor executivo.

106 eletrolarnews

Para maximizar os negócios e otimizar o tempo, tanto de compradores como de expositores, a organização da feira desenvolve um sistema para o agendamento de reuniões das duas pontas durante o evento, através do site, com login e senha. Os expositores terão a possibilidade de acessar um mês antes do evento os varejistas cadastrados com as solicitações. Será, sem dúvida, mais um serviço para os participantes do evento.


Revista Eletrolar News - Ed 60  

A revista de negócios para a indústria e o varejo de eletrodomésticos, eletroeletrônicos, celulares e TI - Ed 60 - COPA DO MUNDO - TVs com m...

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you