Page 1

Revista PsiquĂŞ

3


4

Revista PsiquĂŞ


Revista PsiquĂŞ

5


6

Revista PsiquĂŞ


Safari

Ortodontia Imperceptível. O Invisalign é a alternativa em tratamento ortodôntico quase imperceptível que não interfere no seu estilo de vida e permite uma prévia de como será o resultado final antes do inicio do tratamento. Clínica Integratum uma clínica de excelência, trazendo o que há de mais moderno para seus pacientes.

Dra. Cristina A P P Marin Ortodontia

Revista Psiquê

7


8

Revista PsiquĂŞ


Revista PsiquĂŞ

9


10

Revista PsiquĂŞ


Revista PsiquĂŞ

11


ÍNDICE

EDIÇÃO

revistapsique.com.br

10 12 16 32 44 88 93 96 97 98 99 104 12

25

VIETNÃ18 Destino Lua de Mel

Psiquê Arquitetura e Paisagismo

EDITORIAL

ROMA 58 VOLTAS PELO MUNDO

Psiquê Leitor “MEU FILHO SE TORNOU MEU MILAGRE” Psiquê Leitor “ELE NÃO ME ESCOLHEU, EU NÃO PROCUREI POR ELE, MAS EU SABIA QUE TINHA ENCONTRADO MEU FILHO...” Luxo Total SONO DE LUXO Entrevista Casa ACONCHEGO E REQUINTE

Psiquê Inclusão INCLUSÃO ATRAVÉS DO CINEMA Psiquê Especial 2012 DE BRAÇOS ABERTOS PARA VOCÊ OS SIGNOS EM 2012 Saúde SINDROME DO CORAÇÃO PARTIDO

Saúde TRATAMENTO ORTODÔNTICO TRANSPARENTE

Psiquê Finanças DINHEIRO A DOIS RENDE MAIS

64

Reporter Moda

ALEXANDRE HERCHCOVITCH

108 Lugares Incríveis

AS 10 PRAIA MAIS BELAS DO BRASIL

72

Editorial

RADAR

RADAR GULA

Revista Psiquê

SUMMERchic


Revista PsiquĂŞ

13

Foto Alexandra Thomann (Planum Fotografia e Design)

Safari


EDITORIAL

C

É TEMPO DE SE REINVENTAR

om certeza você já ouviu, em algum momento de sua vida, uma história que atravessou diferentes continentes ao longo de muitos anos, a lenda da FÊNIX. Ave mitológica, que segundo contam era o animal mais RARO da face da terra, simplesmente por ser a ÚNICA de sua espécie, e que de tempos em tempos se deixava consumir pelo fogo para depois RENASCER de suas próprias cinzas. Nesta edição ESPECIAL, conhecemos pessoas e lugares tão inacreditáveis, que podemos garantir, a REVISTA PSIQUÊ deixou de ser o que era para se tornar TUDO O QUE É. Movimentamos todas as energias da nossa equipe em BUSCA de tudo o que é NOVO, INSPIRADOR, MOTIVADOR E VIBRANTE. Nos emocionamos tanto com as histórias que ouvimos e a seção EU LEITOR acabou vindo em dose dupla, duas mães, duas histórias diferentes e aquele AMOR que não tem igual. Uma história sobre ADOÇÃO e a entrega que essa escolha envolve; e outra sobre uma mãe, que luta pela vida de seu filho e conta como as adversidades se transformaram em um MILAGRE. O mestre que reinventou a alfaiataria ALEXANDRE HERCHCOVITCH; nos conta os primeiros passos no mundo da moda e os projetos futuros. No editorial SUMMER CHIC, as águas do LITORAL limpam e purificam enquanto os modelitos aumentam as temperaturas e INSPIRAM as mulheres que adoram se vestir bem para ARRASAR neste verão. “Doi moi” *. A energia de mudança não pára e em DES-

TINO LUA DE MEL trazemos VIETNÃ, um país que sempre lutou por sua LIBERDADE, foi reconstruído inúmeras vezes e mesmo assim tem algumas das mais BELAS PAISAGENS de toda Ásia. Em nosso Top List, SONO DE LUXO, os 15 hotéis com as suítes mais luxuosas e caras do mundo e também, AS 10 PRAIAS MAIS BELAS DO BRASIL. Leia tudo, sonhe com suas merecidas férias e REALIZE! PSIQUE ESPECIAL entrega 2012 DE BRAÇOS ABERTOS PARA VOCÊ e traz todas as novidades sobre os SIGNOS. ACONCHEGO E REQUINTE, DINHEIRO A DOIS RENDE MAIS, COLEGAS – o filme, VOLTAS PELO MUNDO ROMA...Nossa, essa edição está mais do que completa! E nossa equipe? Sempre querendo mais e MELHOR, para oferecer a você LEITOR à chance de vislumbrar todas as POSSIBILIDADES que a vida nos apresenta. Afinal o ser humano tem um potencial INCRÍVEL; nos adaptamos às inúmeras situações, muitas vezes descobrindo aquele enorme PODER escondido dentro de nós. Algumas vezes, como a Fênix, para podermos RENASCER das cinzas. Devemos passar pelo fogo e sair FORTALECIDOS, renovados e renascidos. Há tempo para todas as coisas, claro, mas lembre-se que todo dia é uma nova OPORTUNIDADE de renovação e pergunte: Há quanto tempo eu não me REINVENTO? UM 2012 CHEIO DE ESPERANÇA, AMOR E FÉ EM DEUS... LEMBRANDO SEMPRE QUE A REFORMA INTIMA É A BASE DA FELICIDADE.

Um forte abraço, Roberto Medule * Doi moi (renovação, na língua vietnamita)

EXPEDIENTE REVISTA PSIQUÊ Diretor Geral Roberto Medule roberto@revistapsique.com.br Projeto Gráfico Safari Comunicação e Marketing Diretor de arte Matheus Vitta Fotografia Walmir Piva / Fábio Jacob / Jefferson Ataliba / Alexandra Thomann Executivo de Negócios Lucas Bissoli Finaceiro Jéssica da Silva Redação Tábata Corso / Ana Amélia Motollo / Marilia Cucatti / Mayara Veiga Distribuição: Rodrigo Fernandes. Os conteúdos dos espaços publicitários adquiridos são de inteira responsabilidade dos anunciantes, cabendo à PSIQUÊ apenas a reprodução. Matérias assinadas também são de responsabilidade de seus respectivos autores. Contato PSIQUÊ: Rua João Bernestein, 141 São Vito – Americana/SP CEP. 13.473-200 Fone: 19 3478 1444 contato@revistapsique.com.br www.revistapsique.com.br twitter: @revista_psique facebook: Psiquê Redação orkut: Revista Psiquê Fotografia Capa: Modelos Erica Doiche e Wendy Meira (YOU MODELS 19 3236.7661) Direção de Arte : Roberto Medule Foto: Walmir Piva / 19 3236.7661 Produção de Moda: Marcela Mattos

14

Revista Psiquê


Revista PsiquĂŞ

15


PSIQUÊ, LEITOR

MEU FILHO SE TORNOU

MEU MILAGRE. Transcrito por Tábata Corso

A especialista em Educação Infantil, Verônica Glaucia, conta como enfrentou a doença rara de seu primeiro filho e redescobriu o poder da vida.

Sei que ter filhos, formar uma família e construir um conceito de lar é um sonho relativamente comum para boa parte das pessoas, e, para mim, esta vontade não era diferente. A vida deu conta de reunir os acasos importantes para que eu conhecesse meu marido em 1996 e, desde então, construímos uma relação linda. Após alguns anos de namoro nos casamos de maneira simples e intimista como queríamos e estávamos ansiosos pelo nosso primeiro filho. Sempre soubemos o quanto era importante ter certa cautela, antes de gerar este bebê, zelando pela responsabilidade das condições necessárias para uma criança crescer saudável, com Educação, Cultura, além, é claro, da preparação psicológica que este amor exigiria de nós. Assim, depois de três anos de casada, tive meu primeiro filho, Mateus. Muito esperado, ele nasceu em 2005 e foi o primeiro neto de meus pais. Para mim o nascimento de meu primogênito significava também uma dádiva única, uma renovação familiar que marcaria um novo tempo de paz e harmonia familiar. Mateus nasceu saudável, forte e esperto e logo se transformou na paixão de minhas duas irmãs. Todos estavam em êxtase com aquele pequeno bebê, e foi num dia familiar, com minha mãe e irmãs, que recebi (assim creio) um aviso espiritual sobre os dias difíceis que estavam por vir.

16

Revista Psiquê

Era manhã de domingo, estávamos no quarto de minha mãe trocando a fralda de Mateus, quando uma de minhas irmãs sentiu uma alegria eufórica sem saber o porquê. Ela dizia que estava sentindo uma forte presença de minha Avó Maria, que havia desencarnado há pouco tempo. Sensitiva, minha irmã disse ter visto minha avó adentrar ao quarto para ver a criança e depois ficar ao meu lado. Como minha avó foi meu maior exemplo de amor, fiquei emocionada e quis crer sinceramente no que minha irmã dizia. Após alguns minutos de muita emoção minha irmã disse que notou, em minha avó, um semblante harmonioso, mas, preocupado e disse-me que teve a sensação de que ela estava ali para prestar apoio emocional. Para nós não fazia sentido esta percepção, pois, tudo, até então, ia muito bem. No dia seguinte partimos para casa, Mateus estava um pouco resfriado e foi diagnosticado devidamente, mas, passados alguns dias, algo de diferente começou a acontecer. Mateus começou a ficar mais calmo do


Revista PsiquĂŞ

17


PSIQUÊ, LEITOR que de costume, com os movimentos pouco a pouco mais lentos e até mesmo para sorrir tinha dificuldades. Percebi rapidamente que algo estava errado e voltamos às pressas ao pediatra que o acompanhava. Depois de passar por várias consultas naquela semana estava se tornando difícil identificar o que Mateus tinha realmente. O pediatra que era muito dedicado, por pouco não conseguiu diagnosticar o que estava ocorrendo, mas descobriu que meu filho estava com uma doença muito rara e complexa. Esta doença deixa os músculos do corpo enfraquecido até que ocorra a morte e, na maior parte dos casos, não há muito que ser feito a não ser rezar. O médico me contou que não compreendia o porquê uma criança daquela idade tinha a doença, já que segundo ele, os casos apresentados à medicina eram raros e todos se tratavam de meninos com idade entre 10 e 12 anos. Vi meu filho se tornar objeto de estudos de médicos recém-formados que, intrigados, queriam saber mais sobre o ocorrido. Mas embora os médicos estivessem alertas, pouco sabiam sobre o que poderiam fazer. Na época, me explicaram que de dez crianças infectadas com o vírus, mais da metade não sobreviveria, e, as sobreviventes, apresentariam seqüelas graves na coordenação motora e saúde psíquica. Entrei em colapso e desespero, só quem é pai e mãe sabe a dor de ver um filho doente e não poder fazer nada para salvá-lo. O pior dia de minha vida foi quando o médico de Mateus o liberou dizendo que eu devia cuidar dele em casa. O ato, na verdade, era um aviso delicado; significava que meu filho não ficaria bem e provavelmente morreria em poucos meses, talvez dias. Voltei para casa arrasada, mas, mesmo com um diagnóstico condenado, o pediatra receitou antibióticos e sessões de fisioterapias diárias na tentativa de fortalecer a musculatura de Mateus. Todas as noites, enquanto ele dormia, permanecia em vigília, com meu rosto quase colado ao dele, numa forma de sentir sua respiração durante o sono, pois, meu maior medo era que o coração dele parasse de funcionar e que eu não estivesse por perto. Foram quase três meses sem dormir e de cuidados intensivos e medicações fortes; eu queria meu filho vivo com ou sem sequelas e faria qualquer coisa por isso. Pedidos de oração surgiam de todos os cantos e não me lembro de ter sido tão forte em toda minha vida, mesmo com tanto medo. Aprendi a viver um dia de cada vez e reaprendi o significado da palavra esperança enquanto pedia a Deus, sinceramente, pela vida de meu filho.

Eu já estava fraca por conta da má alimentação e noites mal dormidas quando no final do terceiro mês, notei que Mateus sorriu com menos dificuldade, seus olhinhos me diziam para não desistir. Rezei fervorosamente em silêncio pedindo que aquele sorriso fosse um sinal e por algum motivo, fui atendida. Mateus passou a movimentar os pezinhos e as mãos com mais firmeza, logo começou a sorrir mais. Imediatamente levei-o ao médico com o coração aos pulos e lembrei-me de minha avó Maria. Quando entrei no consultório com meu filho nos braços vi, pela primeira vez, um médico chorar. Ele o observou e Fe vários exames. Após alguns dias, me ligou dizendo que meu filho estava curado e pronunciou mais de uma vez a palavra “milagre”. Eu e meu marido choramos muito sem acreditar no que ouvíamos. Ele estava curado e sem nenhuma sequela! Hoje Mateus tem sete anos e é inacreditável a capacidade que desenvolveu para as todas as atividades motoras e senso de direção e espaço, é uma criança perfeita e ativa, muito inteligente e maduro para sua idade, além de carregar uma bondade imensa por natureza. Apesar de triste, esta história trouxe inúmeras mudanças benéficas para mim. Eu, que sempre fui contida e muito reservada emocionalmente, passei a não ter medo de dizer a todos que amo, o quanto são importantes para mim. Minha fé é maior hoje e, acima de tudo, creiam ou não no que vou dizer: não estamos sozinhos neste universo cheio de caos. Nos dias mais duros de minha vida me senti sustentada por uma força muito maior do que eu, e não tenho dúvidas de que esta força é divina. Ainda que não saibamos quais são os planos de Deus, estou certa de que recebi, de presente, a oportunidade de me lembrar Dele todos os dias de minha existência, através de meu filho, que se tornou meu milagre particular.”

“Minha fé é maior hoje e, acima de tudo, creiam ou não no que vou dizer: não estamos sozinhos neste universo cheio de caos. Nos dias mais duros de minha vida me senti sustentada por uma força muito maior do que eu, e não tenho dúvidas de que esta força é divina.“

18

Revista Psiquê

envie sua história para redacao@revistapsique.com.br


Revista PsiquĂŞ

19


PSIQUÊ, LEITOR

ELE NÃO ME ESCOLHEU, EU NÃO PROCUREI POR ELE,

MAS EU SABIA QUE TINHA ENCONTRADO

MEU FILHO...

Transcrito por Ana Amélia Motollo

A médica Thaís Spinola Silva, compartilha sua história de amor incondicional por duas crianças adotadas por ela e pelo marido Fábio e explica como a vida se encarrega de apresentar novas possibilidades desde que se esteja aberto para ser feliz. Afinal a felicidade pode ser simples como o sorriso de uma criança.

Nunca é possível prever os caminhos que nossa vida segue até chegarmos ao nosso verdadeiro destino. Desde nosso casamento pensávamos em adotar, mas também queríamos ter um filho biológico e durante os nove primeiros anos tentamos muito, chegamos a fazer um processo de fertilização “in vitro” que não deu resultado. Depois de uma longa conversa chegamos à conclusão que iríamos tentar mais uma vez a fertilização para depois pensarmos direito sobre a questão de adoção, mas a vida decidiu que nossa história não seria assim. Há seis anos cheguei a mais um plantão no Hospital Municipal de Americana, como pediatra fui informada do caso de um bebê de apenas três meses, vindo da cidade de Atibaia que estava internado com uma grave infecção, ocasionada pela péssima condição em que vivia. A condição dele era muito grave, a infecção havia evoluído para uma septicemia (infecção generalizada que atinge todo o organismo) a respiração estava a 30% sendo que a normal em uma pessoa saudável gira em torno de 98%. Ele estava entubado e corria risco de morte. Durante minha carreira atendi a inúmeras crianças em casos tão ou

20

Revista Psiquê

mais graves que o dele, não posso dizer que estava procurando uma criança para adotar, tanto que eu e meu esposo Fábio nem estávamos na listagem do fórum como pretendentes. Mas por algum motivo aquele menino tocou meu coração, como se a vida tivesse trazido ele para mim, como se fossemos almas gêmeas, almas destinadas a nos encontrar. Ele não me escolheu, eu não procurei por ele, mas eu sabia que tinha encontrado meu filho. Semanas se passaram e ele foi melhorando, saiu do tubo e foi para o berço mas estava com graves sequelas causadas pela falta de oxigenação no cérebro, teria que conviver com isso para sempre e precisaria de muitos cuidados, fisioterapeuta, fonoaudióloga, atenção, carinho e amor. O amor é a única moeda com circulação em todo o universo e está totalmente presente no processo de adoção, nesse processo não existe escolha, a gente não decide nada, ela apenas vem até você. E como eu amava aquele bebê, eu usava todo meu tempo disponível para ficar com ele no colo, ajudava a dar leite e ao chegar a minha casa só conseguia falar dele, pensar nele e contava tudo isso para o Fábio, que por conta de muito trabalho, ouvia as histórias, mas não esta-

va tão envolvido quanto eu. Numa manhã, o Fábio me disse que havia sonhado com o bebê e que queria conhecê-lo. Perguntou se poderia conhecê-lo e eu lhe informei que ele iria embora aquele dia mesmo para Atibaia. Meu marido foi ao hospital e eu o levei para ver aquele bebê, frágil, pequeno, carente, mas doce e forte em sua vontade de viver. Quando meu marido o viu se emocionou e disse “Esse é nosso filho, agente já pode levar?”. Não podia, ele recebeu alta e a assistência social o levou de volta a cidade de origem para ficar em um abrigo, até que fosse decido o destino dele. Apesar de nossa vontade de tê-lo conosco, a situação não era muito favorável, não estávamos na fila de adoção, não sabíamos muito bem como lidar com toda aquela burocracia e a assistente social não podia se deixar levar pela emoção e buscava a opção de reintegrá-lo a família. Mãe, pai, avós, tios e familiares, todos o recusaram e eu pensava apenas nos cuidados que ele necessitava. Entrei em contato com a médica do abrigo e através dela conseguimos visitá-lo e durante a semana seguinte o Fábio ia todos os dias vê-lo, levar leite, dar mamadeira e verificar como ele estava. Na segunda semana o juiz nos chamou e deu a guarda provisória.


Revista PsiquĂŞ

21


PSIQUÊ, LEITOR Foi uma coisa inesperada naquele momento, pois estávamos com uma viagem marcada para Fernando de Noronha no dia seguinte, com minha irmã e o marido que veio da Itália para viajar conosco. Ele chegou à nossa casa ao entardecer, não esperávamos por isso, portanto não tínhamos nos programado para recebê-lo. Quando a vida mais uma vez se mostrou decida, quanto ao rumo que nosso destino seguiria e vimos nossa casa estava cheia de amigos, familiares, médicos, todos ajudando a providenciar, roupas, fraldas, mamadeiras, leite e compartilhando da mesma alegria por tê-lo junto a nós. Viajamos e nosso lindo filho, agora com cincos meses de nascido, foi conosco. Uma viagem de adaptação, conhecimento, mas com muito carinho e naturalidade como se aquela criança, o nosso Lukinhas, fosse nosso desde seu primeiro dia de concepção. Os dias, meses e anos foram se passando e o Lukinhas lutando e querendo a vida como ela deve ser em toda sua plenitude e felicidade e com a graça de DEUS , eu e meu esposo podendo lhe proporcionar suporte para que ele se desenvolvesse da melhor maneira possível, dentro de suas limitações. Limitações estas impostas a ele não por doenças ou má formação, mas infelizmente por maus tratos de uma mãe biológica sem amor. Aguardamos por dois anos e meio pela adoção definitiva, até que ocorresse a destituição dos pais. Saber que a qualquer momento a justiça poderia requerer a guarda dele, por qualquer motivo que fosse, sem levar em conta a afetividade, a convivência, o amor, eles podiam de repente chegar e levá-lo embora. Simples desse modo. Simples para eles e complicado para nós, pois isso nos apertava o peito e nos fazia lutar mais e mais por nossa família. O Fábio sempre brincava “Já sou pai, vou ficar com ele de qualquer jeito nem que a gente tenha que fugir (risos)” Quando recebemos a noticia da autorização para adoção e fomos refazer a certidão de nascimento dele. Nosso coração finalmente se acalmou. Ainda me perguntavam se eu tinha consciência de que uma criança com aquelas sequelas precisaria de cuidados por toda a vida. Claro que sim, mas eu não tinha porque me preocupar, o vinculo que criamos era tão grande, tão forte, um amor

tão profundo que os cuidados que ele necessitava me parecia sempre um pequeno detalhe. Seria e é um imenso prazer, cuidar de nosso filho todos os dias de nossa vida. Vigiá-lo, alimentá-lo, sentir sua sede, seu frio, seu calor, suas dores e alegrias, todos os dias de nossas vidas e embora possa parecer egoísmo é muito gratificante poder ter uma criança para podermos cuidar e dar colo a vida toda. Uma coisa de Deus mesmo. Tinha que ser assim estava escrito, o Lucas é nosso filho, foi assim desde a primeira vez que nos vimos e os cuidados que ele necessita recebemos como uma benção, juntamente com a vida dele. Passado seis meses, o Fabio recebeu uma ligação do Fórum sobre um menino de um ano e sete meses, abandonado pela mãe e declinado por duas famílias. Do outro lado

“Não é uma mercadoria que a gente escolhe ou não, se eu for até aí é para ficar com ele” do telefone o assistente social perguntou se ele queria ir conhecê-lo para decidir se ficaria ou não com a criança e respondeu: “Não é uma mercadoria que a gente escolhe ou não, se eu for até aí é para ficar com ele” e assim mais um filho adentrou a nossa casa, por coincidência, chamado Lucas também. Mas como já tínhamos o Lukinhas em casa, resolvemos dar o nome de Felipe. Foi outra grata surpresa, um menino muito carinhoso, gentil, com muitas fobias, mas com um coração enorme que nos acolheu imediatamente como pais e passou a nos amar como nós a ele, sem restrições. A convivência entre irmãos foi perfeita. O Lukinhas adora a voz do irmão e se alegra quando o procura com o olhar e o percebe por perto.

E o Felipe é puro amor, carinho e dedicação ao irmão que ele acredita ser o bebê da casa, aquele a ser cuidado. Mais uma vez fomos abençoados por Deus. Após três anos de muitas idas e vindas ao Fórum de Santa Bárbara d’Oeste e muita insistência, finalmente conseguimos a adoção definitiva dele também aumentando assim nossa família. Lucas já está com sei anos e vai a escola municipal, Emei Tangará, através de um programa de inclusão social da prefeitura de Americana, onde tem muito apoio, carinho e estrutura dada por toda equipe, professora, diretora, coordenadora, auxiliar que se empenham muito para socializá-lo com as outras criança e dão toda a assistência necessária. O Felipe tem quatro anos, é uma criança muito amorosa, estuda no Colégio Dom Bosco e é muito falante , alegre, amoroso, e não economiza no seu jeito gentil e simpático. Gosta de ser o centro das atenções e tem uma forte ligação com o irmão a quem chama de Gogonha. Nossa vida é muito normal. É tudo tão apaixonante que nem me lembro como era sem os meninos aqui, tive que revisitar minhas memórias e tentar passar um pouco dessa experiência de amor puro e pleno. Para as pessoas que tem vontade de adotar, existem muitas crianças aguardando um lar, crianças com mais de um ano, irmãos, ou com algum problema de saúde, mas com muito amor pra dar, basta não ter preconceitos, não idealizar crianças modelos ou perfeitas, pois mesmo em gestações sabemos que às vezes os pais são surpreendidos por situações que eles não gostam ou não desejavam. Vá em frente e abra seu coração, o processo não é simples, mas a recompensa vale muito à pena. Nessa nossa história, não temos um ponto final porque o fim dela não existe, estamos construindo juntos e as possibilidades são inúmeras. A vida nos dá tantas oportunidades quanto pudermos enxergar. Ainda pensamos em adotar uma menina, pois o conceito de família é isso, todos unidos com amor ajudando o outro a crescer e ser bom em todos os sentidos. Mas esse é um capitulo que ainda não está escrito. Afinal de contas, não adotamos ninguém eles é que sempre adotam a gente.”

envie sua história para redacao@revistapsique.com.br

22

Revista Psiquê


Revista PsiquĂŞ

23


DESTINO LUA DE MEL

VIETNÃ:

UM DESTINO EXÓTICO, ONDE HISTÓRIAS DE GUERRA, PAISAGENS DESLUMBRANTES, GASTRONOMIA EXCÊNTRICA, PRAIAS PARADISíACAS E MONTANHAS DE MÁRMORE SE REÚNEM PARA ENCANTAR E ENFEITIÇAR SEUS VISITANTES. Texto Marilia Cucatti

O

Vietnã está localizado na costa leste da península da Indochina, no sudeste da Ásia, é um país que faz limite com a China. Sofrendo influência oriental. Com lugares belíssimos, trás consigo a bagagem da guerra, uma escola cultural, o verdadeiro paraíso para quem busca em uma viagem aprendizado e conhecimento. Um intercâmbio cultural, o paradoxo em tudo, diversidade nos ambientes: você pode encontrar muitas pessoas no centro da cidade com bicicletas, motos, praticamente um reflexo da China, quanto às paradisíacas paisagens vistas somente em filmes. Florestas tropicais e planícies alagadas nos deltas do rio Vermelho e do Mekong, com a economia baseada no comércio do arroz, no cultivo do chá, da seringueira, também é uma região que se preocupa com a pesca. Rico em carvão, o país também possui recursos minerais, tais como: sal, zinco, fosfato, manganês, molibdênio, bauxita, cromo, e ouro incluindo petróleo perto da praia e depósitos de gás.

24

Revista Psiquê


Sem flores de sangue nos campos, nem florestas dizimadas de Napalm, nada que lembre a guerra e seus horrores, a não ser carcaças militares e outras relíquias. Revistados, esbanjam saúde e modernidade e, sem desconsiderar a força incessante das Yamahas e Hondas, não interromperam o fluxo da poesia dos campos de arroz, nem o charme da hospitalidade, o senso incomum de uma personalidade indomável, o perfume de uma juventude francesa, a beleza dos cônicos chapéus por sobre esplêndidas paisagens.

Revista Psiquê

25


DESTINO LUA DE MEL

TURISMO: Dentre os pontos mais conhecidos do Vietnã está a Baía de Halong, conjunto de pequenas ilhas que vivem cercadas por uma névoa “mágica” e foram consideradas patrimônio da humanidade pela UNESCO. No Mar do Sul da China também existem um universo muito diversificado de espécies de peixes, vegetações diferenciadas e até mesmo montanhas e cavernas, favoritos entre os casais apaixonados. Cidades históricas, a graciosa ilha dos macacos a Monkey Island, a apaixonante e romântica ponte vermelha, Huc Bridge, que fica no ponto central da cidade e cruza o lago Hoan Kiem, que leva ao templo Ngoc Son (montanha de jade). “Ficamos muito apaixonados pela ponte e compramos um quadro de um pintor vietnamita com a imagem desta ponte - uma recordação e tanto! Rio Perfume, tumba do imperador Khai Dinh e balneário Da Nang, o mais famoso do país”, conta o casal Mônica e Clóvis, que passaram sua Lua de Mel neste país.

26

Revista Psiquê


Revista PsiquĂŞ

27


DESTINO LUA DE MEL

GASTRONOMIA: A gastronomia local é um pouco condimentada, mas nada exagerado. O principal prato típico do país é a sopa Pho, um caldo leve com noodles de arroz, fatias finas de carne, cebola, coentro e gengibre. O prato é tão popular que costuma ser servido a qualquer hora do dia e em qualquer ocasião. Além de praias paradisíacas e resorts luxuosos, o país também atrai adeptos do turismo de aventura devido às Montanhas de Mármore, que saem do nível do mar para 1.500 metros de altitude. É possível fazer trilhas inesquecíveis com uma paisagem realmente única. RELIGIÃO: A maioria da população pratica o budismo vietnamita, também conhecido como religião tríplice, por ser uma fusão de budismo com taoísmo, confucionismo e crenças animistas antigas.

GUERRA: O país sofre as conseqüências dos mais de 15 anos da Guerra (1959-1975). Na década de 90, o governo comunista adotou um modelo semelhante ao da China, combinando a liberalização econômica ao regime de partido único. O Vietnã e Estados Unidos engajaram-se, nos últimos anos, em um processo de aproximação econômica, o que deixou os reflexos da Guerra cada vez mais longe.

28

Revista Psiquê


Safari

Revista PsiquĂŞ

29


DIARIO DE BORDO

COM O CASAL MÔNICA SCURO PANZARINI E CLÓVIS PANZARINI FILHO

O casal Mônica Scuro Panzarini e Clóvis Panzarini Filho esteve no Vietnã por NOVE DIAS, em Lua de Mel e contam detalhes do fascínio que o Vietnã despertou, a saga da viagem, e sugerem o roteiro que fizeram.

COMO TUDO COMEÇOU. Quando começamos a pensar para onde gostaríamos de viajar na lua de mel, já tínhamos a certeza de que gostaríamos de voltar pra Ásia, pois em 2007 passamos um mês viajando pela Índia e a experiência foi mágica! Viajar pela Índia é um pouco trabalhoso por isso procuramos algo um pouco mais tranquilo (risos). Foi assim que começamos a focar nos destinos do Sudeste Asiático e acabamos construindo um roteiro delicioso, começando pela Tailândia, depois Vietnã, Laos, Camboja e Myanmar. Devoramos diversos guias de viagem e foi tudo muito exótico e especial. Cada um destes países têm uma história e um povo diferente. Apesar dos países serem próximos uns dos outros, parece que você deu uma volta no globo quando troca de país, pois as tradições são distintas, a fisionomia das pessoas é outra, enfim é uma imersão cultural! No Vietnã o lugar mais lindo por onde passamos foi certamente Halong Bay (ou Baía de Há Long, em português), uma baía que conta com mais de 3.000 ilhotas e foi declarada patrimônio mundial da Unesco (nesta baía foi filmado o filme do 007 “O Amanhã Nunca Morre”). O lugar é mágico e os olhos custam a acreditar no que estão vendo – os barcos de junco com estilo dos anos 30 são um charme a parte. Ficamos na ilha de Cat Ba (Cat Ba Island), em um ho-

30

Revista Psiquê


Revista PsiquĂŞ

31


DESTINO LUA DE MEL tel inacreditável de lindo e assistíamos o nascer e o pôr do sol da sacada do nosso quarto. São lembranças inesquecíveis! Em Halong bay as ilhas em sua grande maioria não são habitadas, mas você pode parar o seu barco e visitá-las ao longo do dia - existem infinitas praias, grutas e cavernas para conhecer. Parece o paraíso perdido e você tem vontade de não sair de lá NUNCA mais!!! No Vietnã você come maravilhosamente bem – foi surpreendente descobrir isso! Comer em qualquer restaurante de Hanoi (capital do país) é sempre especial, uma mistura de sabores indescritível. Em Hanoi existem inúmeros restaurantes charmosos em um bairro muito chique da cidade, conhecido como bairro francês. Lá a comida é sempre boa. Mas novamente terei que dar destaque à comida da região de Halong Bay. O peixe é fresquinho (pescado nas próprias vilas flutuantes que existem na baía) e a culinária Vietnamita é realmente muitoooo saborosa. O melhor peixe que comemos, na minha opinião, foi o Red snapper. Hmmmm!!!! No Vietnã só o café da manhã deixa a desejar... se o local não é muito turístico e não está preparado (ou disposto) a servir comida internacional, você vai se deparar, logo ao acordar, com as pessoas comendo uma sopa chamada “Pho”, feita com noodles de arroz, com frango (Pho Ga) ou carne (Pho Bo), broto de bambu, hortelã e pimenta. No mínimo, diferente!

32

Revista Psiquê

O trânsito é muito diferente e caótico. Em Hanoi (como em inúmeras outras cidades na Ásia) é muito impactante ver como o trânsito funciona – é assustador!!! São motos e mais motos por todos os lugares que você olha e todo mundo buzinando ao mesmo tempo. Não existem muitos faróis mas também não vimos nenhum acidente acontecer, ou seja, apesar de parecer algo maluco, tudo funciona perfeitamente bem. Sem dizer que os vietnamitas transportam tudo em suas motinhas... teve uma vez que vimos um deles transportando um bode no colo, com as perninhas do animal amarradas – foi muito engraçado! E TODO MUNDO anda de moto – o trânsito é muito rápido e você tem a impressão de que está vendo um formigueiro de vietnamitas (com seus capacetes LINDÍSSIMOS – sim, fiquei apaixonada pelos capacetes,


que são parecidos com capacetes de equitação, mas todos com o logo de marcas famosas, como burberry e fendi. Não resisti e comprei um... agora quando ando de bicicleta, ao invés do capacete convencional, uso o meu capacete vietnamita - risos). Os vietnamitas atravessam a rua sem nem se preocupar com as motos que passam a toda velocidade e bem rente das pessoas, mas para quem não está acostumado, atravessar a rua parece uma tarefa árdua e um caso certo de atropelamento - risos. Muitas vezes ficávamos receosos de atravessar a rua e esperávamos que algum vietnamita atravessasse a rua pra seguirmos na cola dele!!!! Teve um dia, na saída de uma peça que fomos assistir no teatro municipal da cidade, que meu marido me perguntou se eu “confiava ou não nele”, de brincadeira, obviamente. E me propôs que eu fechasse os olhos e o deixasse me conduzir até o outro lado da calçada de uma rua bemmmm larga. Primeiro recusei e fiquei tentando, junto dele, atravessar a rua, mas parecia impossível... as motos se aproximavam e nós voltávamos correndo pra calçada. Até que resolvi topar a brincadeira, fechei os olhos e fui andando de braços dados com ele, bem devargarzinho e gritando de medo cada vez que tinha a sensação de estar bem perto de ser pega por uma moto. Foi uma experiência e tanto!!!!! Você escuta as inúmeras motos se aproximando e pensa que elas vão trombar com você, mas os vietnamitas são, definitivamente, bons motoristas!

Revista Psiquê

33


DESTINO LUA DE MEL

Tive a ideia de conhecer Halong Bay e se hospedar em Cat Ba Island , conta Mônica. Quis fazer uma surpresa para o meu marido, que pensou que depois de Hanoi visitaríamos uma outra cidade próxima. Então, depois de termos passado três dias em Hanoi, o motorista nos buscou no hotel e como combinado, disse que nos levaria para a cidade que meu marido esperava. A viagem durou mais de quatro horas de carro e o Clóvis começou a estranhar. Ele pegava o guia e falava “Olha Mônica, não faz sentido, já era para termos chegado, etc”. E eu ia disfarçando e contando com a sorte do motorista não furar a surpresa (e ele não furou, pois sequer conseguia falar inglês!!!). De repente o motorista nos deixa num píer muito feio e sujo, no meio do nada e nos dá um papel com um ticket para pegar uma lancha! Até eu que sabia qual era o plano fiquei muitooo assustada!! Meu marido tentou conversar com o motorista, que não falava inglês e se limitou a apertar a mão dele, entrar no carro e ir embora. Pois bem, lá ficamos nós, com nossas malas, num píer feio, sujo e no meio do nada. Meia hora depois aparece uma lancha, entramos nela e o paraíso foi aparecendo diante dos nossos olhos. Ainda bem que a surpresa foi boa e compensou o píer assustador!!! Viajar pela Ásia tem destas coisas......!! Uma curiosidade: Hanói está completando mil anos. É a capital mais antiga da Ásia, mas, por causa das guerras, não tem tantos marcos históricos como Pequim e Bangkok. Mesmo assim, no intervalo entre um restaurante e outro, vale uma visita aos monumentos da cidade, que é considerada um centro cultural do país. Dois são imperdíveis: o Mausoléu de Ho Chi Minh, o herói da independência, e o Templo da Literatura, onde era ensinada a filosofia Confucionista desde o século XI. O Vietnã sem dúvida é um local perfeito, para os casais apaixonados passarem a lua de mel, é um universo único, e com certeza propiciaram inúmeras e inesquecíveis histórias.

34

Revista Psiquê


Revista PsiquĂŞ

35


Luxo

LUXO TOTAL

Sono de

Por Ana Amélia Motollo

“SONHAR NÃO CUSTA NADA! OU “QUASE NADA” JÁ DIZIA O ENREDO DA MOCIDADE INDEPENDENTE DE PADRE MIGUEL HÁ 20 ANOS. DESDE LÁ MUITA COISA MUDOU E PARA DORMIR POR ALGUMAS HORAS É POSSÍVEL GASTAR CIFRAS INIMAGINÁVEIS. QUANDO FOI INAUGURADO O LUXUOSO HOTEL BURJ AL ARAB SOBRE UMA ILHA ARTIFICIAL EM DUBAI NO ANO DE 1999, MUITO MAIS QUE AS 7 ESTRELAS E O TÍTULO DE HOTEL MAIS LUXUOSO DO MUNDO A CONSTRUÇÃO,EM FORMA DE VELA DE BARCO, MARCOU O INÍCIO DA ERA DO GLAMOUR, SUNTUOSIDADE E EXCLUSIVIDADE DOS HOTÉIS MAIS CAROS DO PLANETA. EM TEMPOS DE FÉRIAS NADA MELHOR QUE SONHAR COM 15 SUÍTES MAIS LUXUOSAS DO MUNDO, AFINAL, SONHAR ACORDADO, REALMENTE NÃO CUSTA NADA.

15

o

SUÍTE PRESIDENCIAL NO INTERCONTINENTAL, HONG KONG, CHINA. A Suíte Presidencial tem a vista mais espetacular da Ásia. Com 700 metros quadrados, oferece instalações e serviços extraordinários como um mordomo para atender às suas necessidades, academia, uma sala de jantar, uma cozinha, cinco quartos, sendo que, o quarto principal, possui uma jacuzzi, sauna privada e sala de vapor. No último andar da suíte um terraço de 232 metros quadrados abriga uma piscina de borda infinita de onde se pode ver a ilha de Hong Kong. Se tudo isso não for suficiente, o hóspede sempre terá um motorista à disposição e a possibilidade de escolher entre um Rolls Royce, um Bentley ou uma Limusine para passear pela cidade. Diária: 13.715 mil dólares

36

Revista Psiquê


14° SUÍTE DO SULTÃO NO ÇIRAGAN PALACE KEMPINSKI, ISTAMBUL, TURQUIA

14

o

Uma das maravilhas da maior cidade turca, e o mais luxuoso hotel de Istambul, tem como opção de hospedagem, o sultão das suítes, uma das maiores da Europa com 376 metros quadrados, decoração arquimilionária, móveis antigos e o único banheiro do Palácio de Çiragan Kempinski com vista sobre a península histórica, equipado com chuveiro banhado a ouro e banheira facetada em cristais, dentre outros mimos é possível receber até doze pessoas para o jantar. Diária: 15.332 mil dólares

13

o

13° SUÍTE RITZ-CARLTON NO RITZ-CARLTON, MOSCOU, RÚSSIA. Mobiliário clássico exalando o estilo imperial russo, ampla sala de jantar com piano de cauda, biblioteca, escritório, chão aquecido e vista sobre o Kremlin, a Praça Vermelha e a catedral de São Basílio. Os mimos vão de miniaturas Acqua di Parma para o banho, iPod Docking Station e até mesmo a uma máquina de Nespresso Citiz só para esquentar as noites frias. Diária: 18 mil dólares

12° SUÍTE REAL NO BURJ AL ARAB, DUBAI, ÍNDIA.

Burj Al Arab, ou literalmente Torre das arábias mantém em seu 25° andar o piso ocupado por duas suítes reais. Revestidas em mármore Carrara e forradas com tapetes orientais, as suítes, com cerca de 238 metros quadrados cada, são decoradas com gravuras de leopardo, muito ouro e mármore, uma cama king size rotativa, um elevador privativo, cinema exclusivo e mordomos à disposição 24 horas por dia. Além disso, a hora do banho será um espetáculo à parte, mini spa, ducha, jacuzzi e produtos Hermès, tudo isso com vista para todo golfo pérsico que seus olhos puderem alcançar.

12

o

Diária: 18.716 mil dólares

Revista Psiquê

37


LUXO TOTAL

11° ROYAL SUÍTE NO FOUR SEASONS GEORGE V, PARIS, FRANÇA Com acesso direto a um terraço privado com vista para a histórica da cidade Luz. Esta suíte é decorada com peças de arte dos séculos 18 e 19, lustres de cristal, vasos finos, banheiras de mármore e sauna que tem, como principal característica, espaços muito grandes para entretenimento e relaxamento, além da conveniência de um escritório privado para tratar de negócios.

11

o

Diária: 24.550 mil dólares

10° SUÍTE ROYAL TOWERS BRIDGE NO ATLANTIS PARADISE ISLAND, BAHAMAS, EUA

10

A Suíte Royal Towers Bridge oferece aos hóspedes uma vista espectacular e dez quartos ricamente decorados em detalhes dourados, uma sala de 1.250 metros quadrados com um piano de cauda e centros de entretenimento individuais, uma sala de jantar com pé direito alto e um candelabro de ouro 22 quilates. Também oferecem aos turistas uma equipe de sete funcionários que acessam as salas através de entradas privadas para manter tudo como o hospede desejar.

o Diária: 25 mil dólares a diária

9° SUÍTE RITZ-CARLTON NO RITZ-CARLTON, TÓQUIO, JAPÃO. Vista espetacular da cidade de Tóquio, sobre o Palácio Imperial e o Monte Fuji. Quarto com camas gigantes forradas com lençóis de linho, sala de estar, banheira de mármore profunda e relaxante, cabines individuais para banho e pias duplas, além de toda a tecnologia que só o Japão pode oferecer como Tv´s de tela plana por toda suíte, inclusive no banheiro. Diária: 25.050 mil dólares

38

Revista Psiquê

09

o


Revista PsiquĂŞ

39


08

8° SUÍTE VILLA LA CUPOLA NO WESTIN EXCELSIOR, ROMA, ITÁLIA.

o

Diária: 30 mil dólares Localizada no quinto e sexto andares do hotel, com vista para a Via Veneto, Villa La Cupola é a maior suite da Itália. A atração central é, sem dúvida, a sala de estar que apresenta uma cúpula imponente, quase 12 metros de altura, com afrescos de tirar o fôlego, inteiramente pintados à mão. Um elevador privativo e uma escadaria de mármore levam ao andar superior da suíte, com sua sala de fitness privado, sauna, banho de vapor e uma piscina no magnífico estilo de Pompeia, com chão em mosaico, teto arqueado e afrescos lembrando a atmosfera dos antigos banhos romanos. O projeto deste quarto foi estudado com precisão para que o horizonte pintado com afrescos na parede encaixe-se perfeitamente com o horizonte real, que pode ser visto pelas janelas.

7° SUÍTE PRESIDENCIAL NO HOTEL CALA DI VOLPE, SARDENHA, ITÁLIA.

07

o

Diária: 21.328 mil dólares

Atingindo um novo patamar de elegância e esplendor, a mais magnífica suíte sobre a Costa Esmeralda possui uma decoração que ilustra o encanto e romance da história cultural da Sardenha.Três quartos, um solário, adega com os mais perfeitos vinhos italianos, uma academia a céu aberto e uma piscina de luxo são completadas pelo grande terraço com uma vista arrebatadora do encantador do litoral italiano. Apesar de não ser tão caro quanto outros hotéis dessa listagem, é o preferido de Mick Jagger, Naomi Campbell e Carolina de Mônaco.

6° SUÍTE ROYAL VILLA NO GRAND RESORT LAGONISSI, ATENAS, GRÉCIA Diária 34.356 mil dólares

06

o

40

Revista Psiquê

Um grande terraço privado de madeira abre às vistas do nascer do sol deslumbrante, duas piscinas aquecidas, uma coberta 47 m² e outra ao ar livre 62 m². Um caminho particular que conduz à praia, possui duas suítes com camas king size, sala espaçosa com lareira e mesa de jantar, duas casas de banho em mármore. Mordomo e chef de cozinha, as comodidades incluem ainda uma área de bar separada com cozinha totalmente equipada e churrasqueira, bem como instalações para churrasco pela piscina exterior.


Revista Psiquê

41 Safari

Fotos Fábio Jacob


LUXO TOTAL

5° SUÍTE HUGH HEFNER SKY VILLA NO THE PALMS, LAS VEGAS, EUA.

05

o

Diária: 35 mil dólares por noite

Descansando no alto de Las Vegas, o Hugh Hefner Sky Villa oferece um estilo de vida extraordinária. Feita sob medida pelo criador da Playboy, ao sair do elevador de vidro, o hóspede testemunhará mais de 9.000 metros quadrados de comodidades exclusivas, incluíndo TVs de plasma, ginásio totalmente equipado com sauna e spa, sala de imprensa, bar completo e oito metros de cama rotativa. Para uma festa, é possível convidar 250 dos mais próximos amigos e terminar a noite na piscina temática Playboy, com parede de vidro e uma vista deslumbrante.

4° SUÍTE PENTHOUSE PRESTIGE NO HOTEL MARTINEZ, CANNES, FRANÇA.

04

o

Diária: 37 mil dólares Dois terraços cobrindo 500 metros quadrados cada incluem uma sala de estar, sala de jantar, dois quartos, duas salas de banho com banheira de hidromassagem, closet e sauna. Vista sobre a maravilhosa Baía de Cannes e serviço de mordomo.

3° SUÍTE TY WARNER PENTHOUSE NO HOTEL FOUR SEASONS, NOVA YORK, EUA. Diária: 41 mil dólares Esta suíte é uma colaboração entre o proprietário Ty Warner, o projetista Peter Marino e arquiteto I.M. Pei, que saiu da aposentadoria para ajudar na criação do quarto mais exclusivo da América.Com varandas de vidro suspensas e janelas do chão ao teto é possível ter uma vista deslumbrante de 360 ​​graus de toda a Manhattan. Personalizada possui nove quartos decorados a partir de superfícies de pedras semi-preciosas, platina e ouro que geram a sensação de viver dentro de uma obra de arte. Os hóspedes desfrutam de mimos como TVs programadas para todos os canais do mundo, telefone ilimitado global, serviços de um mordomo pessoal, personal trainer, terapeuta e um motorista particular para viagens ilimitadas durante a sua estadia podendo escolher entre um Rolls Royce Phantom ou um Maybach Mercedes.

42

Revista Psiquê

03

o


Revista PsiquĂŞ

43


LUXO TOTAL

2° SUÍTE PRESIDENCIAL MAHARAJAH’S PAVILION NO HOTEL RAJ PALACE, JAIPUR, ÍNDIA Diária: 45 mil dólares

02

o

Esta suíte presidencial do Palácio tem uma área 1500 metros quadrados, quatro andares com detalhes de ouro e marfim, cobertura com piscina, vista panorâmica da cidade rosa de Jaipur, o primeiro andar tem vista para os jardins Charbagh de um lado e pátio interior do Palácio do outro, os outros três andares do conjunto são conectadas através de um elevador de ouro. Luxuosamente decorada este costumava ser o lugar onde Maraja reunia amigos próximos, possui uma biblioteca, uma sala de jantar, home theater, um spa privado e duas casas de banho de luxo.

1° SUÍTE ROYAL PENTHOUSE NO HOTEL PRESIDENT WILSON,GENEBRA, SUIÇA. Diária: 65 mil dólares Conhecido mundialmente por ser o hotel com as maiores e mais luxuosas suítes, a Royal Penthouse ocupa o último andar do hotel. Única em termos de luxo e conforto, garante um nível máximo de segurança, 12 quartos, 12 banheiros, varanda privativa, mesa de bilhar, um piano de cauda Steinway, biblioteca, academia particular e vistas panorâmicas sobre o lago Genebra e o Mont Blanc.

44

Revista Psiquê

01

o


Safari

Revista PsiquĂŞ

45


46

Revista PsiquĂŞ


Safari

Revista PsiquĂŞ

47


PSIQUÊ ENTREVISTA CASA

Aconchego e Requinte Texto: Tábata Corso | Fotos da casa: Jeferson Ataliba | Maquiagem: Rodolfo Spessato | Fotos da Cleide: Alexandra Thomann (Planum Fotografia e Design)

48

Revista Psiquê


A PSICÓLOGA E CONSULTORA ORGANIZACIONAL, CLEYDE RIVERA, PASSOU UMA TARDE SUPER DESCONTRAÍDA COM A EQUIPE DA PSIQUÊ, PARA CONTAR OS SEGREDINHOS ESPECIAIS, QUE FAZEM DE SEU LAR, DOCE LAR, CONDIÇÕES MÁXIMAS DE ACONCHEGO E REQUINTE. 

Revista Psiquê

49


PSIQUÊ ENTREVISTA CASA

SOU DETALHISTA E CASEIRA; PARA MIM A CASA REPRESENTA A FAMÍLIA, A PAZ QUE EU E MEU

MARIDO ADORAMOS CURTIR... EM TODOS OS CANTOS HÁ PEÇAS E ELEMENTOS ESPECIAIS QUE CONSTROEM NOSSO LAR.”

H

Há oito anos em Americana, Cleyde deixou São Paulo, onde morava com os quatro filhos e o marido - o também psicólogo e consultor organizacional, Álvaro Antonio - em busca de um ambiente mais aconchegante para o casal. “Meus filhos ganharam o mundo... tenho duas filhas na Holanda, um no Chile e meu caçula ‘bon vivant’, em Floripa (risos), então ficamos apenas nós dois. Como precisávamos relaxar daquela vida agitada que levávamos, resolvemos nos mudar para um novo ambiente e acalmar os ânimos”, explica.   Simpática e receptiva, Cleyde nos recebeu na sala principal e, não foi difícil notar, logo à primeira vista, a harmonia e luminosidade clean das cores em tons claros que compõem o espaço entre as salas de Estar e Jantar.  “Gosto muito de tons pastéis, para que transmitam esta tranquilidade e façam a gente se sentir bem; veja que a parede coberta por espelhos na Sala de Jantar valoriza, ainda mais, a luminosidade e a amplitude do ambiente”,

50

Revista Psiquê

Cleyde Rivera


Revista PsiquĂŞ

51


considerou, ao mostrar, à nossa equipe, o design dos espelhos, criado minuciosamente. Em muitos cômodos plantas específicas para ambiente interno foram arrojadas com o intuito de  trazerem mais vida à casa. Outros detalhes contemporâneos e requintados, tais como os castiçais de cristal, comprados em Praga, e os lustres, feitos também com cristais, contribuem à elegância que o espaço exige.  Ainda na Sala de Estar, bibelôs diversos, expostos na mesa central mostram, aos visitantes, uma das paixões de Cleyde e Álvaro - as viagens - e guardam inú-

DESIGN REVISITADO Os móveis planejados que estavam nas Salas, Home e Quartos da casa anterior guardavam a história e momentos que Cleyde não quis abrir mão. “Trouxemos muitas peças para cá por que faziam parte de nossas vidas, não poderíamos deixá-las. Com a supervisão e criatividade da designer de interiores, Silmara Camargo, conseguimos, em um ano, alinhar tudo o que tínhamos com o projeto de decoração e hoje temos a casa que sonhávamos”.  A fachada e área externa da casa foram feitas a partir do projeto de arquitetura, assinado por Pedro Camargo.  A psicóloga conta que Silmara os auxiliou em todo o planejamento, pois, detalhista que é, Cleyde se atentou até mesmo à altura das gavetas e dos armários para que ficassem práticos e funcionais. “Sou minuciosa e não gosto nem um pouco de bagunça (risos) e como a Silmara respeita muito o jeito de ser de cada cliente, nossa parceria durou o tempo necessário para que tudo ficasse com o nosso jeito. Um lugar perfeito para receber quem a gente ama”, garante.

52

Revista Psiquê

meras histórias, colecionadas durante as estadas mundo a fora. “Pérsia, Polônia, Veneza, Praga, Dinamarca, Suécia... todos têm algo para contar, mas, os bibelôs trazidos da Holanda reservam um referencial familiar pessoal muito importante, por que compramos durante nossa primeira visita às nossas duas filhas que, moram por lá faz alguns anos”, rememorou.

Sala principal – de estar A receptividade do hall de entrada é marcada pelo aconchego, transmitido principalmente pelas cores claras e pelo conforto dos sofás de couro. Na mesa central, bibelôs e peças especiais, que remetem às histórias vividas durante as diversas viagens feitas pelo casal. 


Safari

Revista PsiquĂŞ

53


Luxo PSIQUÊ ENTREVISTA CASA

com funcionalidade

Escada e da iluminação no teto No segundo andar, o destaque está no teto com Iluminação natural para o dia e lâmpadas especiais para a noite, além da escada de mármore Crema Marfil.

Sala de Jantar Requinte e bom gosto na escolha do lustre para a Sala de Jantar. Outro diferencial exclusivo são os castiçais de cristal trazidos de Praga e o design contemporâneo da parede de espelhos.

UM LUGAR PARA CHAMAR DE MEU MINHA COZINHA! AMO COZINHAR, TESTAR NOVAS RECEITAS E SABORES... E COZINHO PARA MUITAS PESSOAS TRANQUILAMENTE SE PRECISO FOR.” Cozinha Cozinha arrojada, prática e moderna, para o sucesso das receitas que Cleyde gosta de cozinhar. Armários e gavetas foram projetados com precisão para deixar tudo organizado.

54

Revista Psiquê


UM LUGAR ESPECIAL PARA OS MOMENTOS A DOIS

ALÉM DO HOME E DO QUARTO (RISOS), PASSAMOS NOSSAS HORAS JUNTOS NA VARANDA PRINCIPAL, PERTO DA PISCINA, COM TRANQUILIDADE, OUVINDO O SOM DOS PASSARINHOS. ALIÁS, TODAS ÀS SEXTASFEIRAS FAÇO UM JANTAR ROMÂNTICO PARA NÓS DOIS, COM DIREITO À LUZ DE VELAS E TUDO MAIS.”

Varanda principal A varanda principal é um dos ambientes mais frequentados da casa e foi projetada com Espaço Gourmet (churrasqueira), piscina com lâmpadas LED e aquecimento solar. Tudo de bom para receber  os amigos e familiares. Destaque para os mosaicos temáticos no balcão do Espaço Gourmet: todos feitos por Cleyde. A varanda é também um lugar sossegado para namorar e curtir  momentos a dois.

Revista Psiquê

55


PSIQUÊ ENTREVISTA CASA

Quarto do casal No quarto do casal, a lareira particular, suíte com banheira de hidromassagem e closet. Bonecas de porcelana fria e quadros com motivos florais foram criados pela psicóloga ao longo de 15 anos e, agora, fazem parte de uma decoração intimista.

Home Home convidativo com poltronas e sofás espaçosos para acomodar os amigos. Vasos de plantas estão em vários ambientes da casa para trazer mais vida e harmonia aos ambientes. Todos os quadros da casa também são assinados por Cleyde.

56

Revista Psiquê


Safari

Na Criare três coisas enchem os olhos: a qualidade, o design e o preço.

www.criare.com

Seu estilo vai adorar conhecer o nosso.

Avenida Campos Salles n˚ 1458 Vila Jones | Americana | SP. Tel: 19 3405.4262 | 19 3405.6598

LIBERDADE PARA SEU ESTILO. 57 Revista O Psiquê


Ligado ao espaço gourmet passa uma sensação de liberdade, fazendo com que os convidados fiquem mais à vontade. O detalhe está no papel de parede cortado a mão.

UM LUGAR PARA RECEBER OS AMIGOS E A FAMÍLIA ELEGEMOS A VARANDA PRINCIPAL COMO NOSSO CANTO FAVORITO, ENTÃO GOSTAMOS DE RECEBÊ-LOS TAMBÉM À BEIRA DA PISCINA, DE MANEIRA DESCONTRAÍDA E À VONTADE, MAS, SE FOR UM EVENTO MAIS INTIMISTA, A SALA DE JANTAR É O IDEAL. OUTRO CUIDADO É O QUARTO DE HÓSPEDES. FAÇO QUESTÃO DE DEIXÁ-LO PRONTO E ORGANIZADO PARA RECEBÊLOS COM TODO O CARINHO.”

58

Revista Psiquê


Revista PsiquĂŞ

59


60

Revista Psiquê

Fotos Fábio Jacob


Revista PsiquĂŞ

61


Mundo PSIQUÊ ARQUITETURA E PAISAGISMO

VOLTAS PELO

Roma, a cidade Eterna.

Riqueza arquitetônica contida no berço da civilização ocidental. 62

Revista Psiquê


Texto e fotos de Gabriela Beraldi Murayama Arquiteta e Paisagista - CREA 5063682832

Dentre todas as civilizações do mundo antigo, a de Roma é a mais

acessível para nós. A sua expanssão territorial, as lutas políticas e militares, o desenvolvimento das instituições, a vida pública e privada

das personalidades mais representativas – tudo isso podemos

acompanhar com uma riqueza de pormenores graças aos romanos, que deixaram-nos uma vasta herança literária, poética e filosófica. Revista Psiquê

63


PSIQUÊ ARQUITETURA E PAISAGISMO

A

capital da Itália é conhecida internacionalmente como A Cidade Eterna pela sua história milenar. Segundo o mito romano, a cidade foi fundada a cerca de 753 a.C. por Rômulo e Remo, dois irmãos criados por uma loba, que são atualmente símbolos da cidade. Roma conserva inúmeras ruínas e monumentos na parte antiga da cidade, especialmente da época do Império Romano e do Renascimento, que é o movimento cultural que nasceu na Itália. No decurso da sua História de mais de dois mil anos, a capital italiana acumulou inúmeros e notáveis tesouros artísticos e um património arqueológico sem igual no resto do mundo. Foi esta abundância de vestígios históricos que permitiu aos analistas reconstruir a história, costumes e preocupações dos habitantes e governantes de Roma. Durante o período régio, período de grande prosperidade para a cidade sob influência etrusca, realizaram-se importantes obras públicas como o Templo de Júpiter no Capitólio, e a construção da Cloaca Massima (um dos primeiros sistemas de esgotos construídos) que iria permitir a bonificação da área do Fórum Romano e a sua primeira pavimentação. Durante a Invasão Gálica (390 a.C.) é construída uma grande cinta muralhada. A cidade seria rapidamente reconstruída, e foi à tamanha rapidez que os históricos atribuíram o aspecto urbanístico desorganizado da cidade, sem planejamento prévio, com edifícios e estradas simplesmente adaptados à geografia do terreno. Na idade Republicana, assiste-se à fundação de vários edifícios públicos e templos, sobretudo na área do Fórum Romano, cujas referências aparecem nas suas fases sucessivas. Criam-se as primeiras estradas e as suas pontes sobre o rio Tibre, bem como os primeiros aquedutos. Seria apenas a partir do século II a.C. que se assistiria às primeiras transformações monumentais, inseridas num plano urbanístico coerente. Nasceram tipos ar-

64

Revista Psiquê

Figura de bronze da Loba que amamentou Rômulo e Remo. A escultura etrusca pode ser vista no museu Capitolinos, em Roma.


quitetônicos como a basílica civil e o Arco do Triunfo. Pela primeira vez foi aplicada a técnica edificadora do cementizio, um material característico das construções da Roma Antiga, que dotou a arquitetura romana com um desenvolvimento particular e original, e que iniciou a importação de mármore e sua utilização como ornamento nos edifícios. No entanto, o maior desenvolvimento urbanístico deu-se na época Imperial. Com Augusto, a cidade é dividida em quatorze regiões. Completam-se as intervenções de César e iniciam-se novos grandes projetos urbanísticos ao lado da praça do Fórum Romano, como a construção da Basílica Júlia e a remodelação da basílica Emília. O processo de monumentalização da cidade prosseguiu com os sucessores de Augusto. Em 64 d.C., durante o reinado de Nero, um grande incêndio praticamente destrói a cidade inteira. Para favorecer uma reconstrução ordenada e corrigir as condições que favoreceram o incêndio foi criado um novo plano regulamentar, colocado em prática parcialmente. Após a morte de Nero, os imperadores Flavianos restituíram para uso público parte dos espaços ocupados para a sua residência, construindo as Termas de Tito na colina de Oppio e o Coliseu. Ainda durante esta dinastia, são erigidos o Arco de Tito, o Templo da Paz, e o Palácio imperial no Palatino.

Revista Psiquê

65


PSIQUÊ ARQUITETURA E PAISAGISMO

ARQUITETURA A arquitetura romana apresenta autonomia, que logo de início, o seu desenvolvimento reflete um modo de vida pública e particular especificamente romano, de tal modo que os elementos tomados dos etruscos e dos gregos logo receberam o inconfundível cunho romano. O arco e a abóbada, que são elementos fundamentais da arquitetura monumental romana, serviram também de base para projetos de reconstrução tais como pontes e aquedutos, em que a eficiência utilitária prima sobre a intenção estética. As primeiras obras deste gênero foram criadas para servir a cidade de Roma, no fim do séc IV a.C. , e delas pouco ou nada resta.

O COLISEU Mais recentemente, a alta qualidade da engenharia romana volta a impressionar-nos no Coliseu, o enorme anfiteatro para as lutas de gladiadores, no coração de Roma. Terminado em 80 d.C., é, quanto as proporções, um dos maiores edifícios de todo mundo, capaz de abrigar mais de 50.000 espectadores. A estrutura de concreto abobadados, é uma obra-prima de engenharia pela eficiência no escoamento da enorme corrente humana que afluía aos espetáculos. O exterior, digno e monumental, reflete a articulação interior da estrutura. O monumento que foi construído por ordem do imperador Vespasiano e concluído, durante o governo de seu filho Tito, é um dos mais grandiosos monumentos da Roma Antiga. A parede externa do anfiteatro preserva os quatro pavimentos da estrutura de concreto armado; nas três arquibancadas inferiores estão as fileiras de arcos, e na quarta, pequenas janelas retangulares. Os assentos eram de mármore e a escadaria dividia-se em três partes, correspondentes às diferentes classes sociais: o podium, para as classes altas; a meaniana, setor destinado à classe média; e os pórticos, para a plebe e as mulheres. A tribuna imperial ficava no podium e era ladeada  pelos assentos reservados aos se-

66

Revista Psiquê

nadores e magistrados. Por cima dos muros ainda se podem ver as bases de sustentação da grade de cobertura de lona destinada a proteger do sol os espectadores. Conta a história que os gladiadores lutavam na arena e que o Coliseu, era o lugar onde os cristãos eram lançados aos leões. Para a inauguração, apenas oito anos depois do início das obras, em 80 d.C., as festas e jogos duraram cem dias, durante os quais morreram 9 mil animais e 2 mil gladiadores. As atividades do Coliseu foram encerradas em 523 d.C., mas o espaço permanece carregado de um clima misterioso e símbolo do Império Romano e da cidade eterna.


CURIOSIDADES DE ROMA Devido à sua história milenar, são associados vários símbolos a Roma: o Coliseu, a Lupa Capitolina, e os símbolos do cristianismo. As cores da cidade são o dourado e vermelho, representando, respectivamente, o cristianismo e o Império Romano. Também devido à sua longa história, e dada a sua importância, Roma sempre teve uma população diversa, caracterizada pelos diversos fluxos migratórios. Assim, costuma-se dizer que um verdadeiro romano é aquele cuja família viveu em Roma pelo menos durante sete gerações.

O italiano Francesco Bartolucci, dá continuidade à tradição familiar do trabalho artesanal em madeira com a produção de objetos de decoração e brinquedos para crianças, utilizando como personagens diversos como o Pinóquio. A loja Bartolucci (www.bartolucci.com), em Roma, é um ambiente mágico: a sensação é que estamos entrando na oficina do Geppetto

ARQUITETURA RELIGIOSA No interior da cidade encontra-se o estado do Vaticano, sede da Igreja Católica. É uma das cidades com maior importância na História mundial, sendo um dos símbolos da civilização europeia. As praças e ruas do centro histórico romano são consideradas o maior museu ao ar livre do mundo. Igrejas, edifícios, estátuas, monumentos formam um inestimável tesouro de arte e cultura. Milhões de turistas visitam a cidade  todos os anos.

Colunata da Basílica de São Pedro, no Vaticano.

No Vaticano, a Basílica de São Pedro  é onde o Papa aparece para nos saudar. A maior igreja do mundo com  uma área de 23.000 m² consegue receber  mais de 60.000 pessoas, sendo um dos lugares mais sagrados do Cristianismo. A construção da basílica começou em 1506 e terminou em 1626. A tradição diz que foi construída no mesmo lugar onde São Pedro, um dos apóstolos de Jesus Cristo, o 1º Papa, foi crucificado ou queimado. Na  igreja há o túmulo de São Pedro embaixo do altar principal. Muitos dos outros papas também estão enterrados na basílica, inclusive João Paulo II. Para abrigar os fiéis que querem ver o Papa, a Praça de São Pedro, situada em frente à Basílica foi projetada por Bernini no século XVII  tendo como base o estilo clássico e barroco, em dimensões monumentais.

Revista Psiquê

67


A PSIQUÊ MODA

lexandre

Herchcovitch POR MAYARA VEIGA

ELE É RESPONSÁVEL POR ALGUNS DOS DESFILES MAIS PRESTIGIADOS DURANTE AS SEMANAS DE MODA DO PAÍS E TAMBÉM PELA BOA POSIÇÃO NAS VENDAS DE UMA SÉRIE DE PRODUTOS QUE LEVAM SEU NOME. HOJE COM 40 ANOS, TEM PLANOS DE BUSCAR A TRANQUILIDADE AO LADO DO MARIDO E DA CRIANÇA QUE PRETENDEM ADOTAR.

68

Revista Psiquê


‘’ A extravagância era uma de suas características mais marcantes, tanto que desenvolveu roupas para travestis e prostitutas se apresentarem em shows.

Revista Psiquê

69


H PSIQUÊ MODA

Herchcovitch é um dos estilistas brasileiros mais bem-sucedidos da atualidade. Com muita criatividade e ousadia, quebrou barreiras e apresentou suas coleções nas passarelas de Nova York, Londres e Paris. Mas essa trajetória teve inicio há alguns anos atrás. O estilista começou a despertar olhares da cena fashion já no seu desfile de formatura, em 1993 na Faculdade Santa Marcelina, uma faculdade de tradição cristã. Nessa época ele já possuía sua própria marca e já levava na assinatura a famosa caveira que estampa vários de seus trabalhos. Nascido em 21 de julho de 1971, em São Paulo, seu primeiro contato com a moda começou muito cedo. Através da sua mãe, aprendeu a arte de manusear linhas, agulhas e tesouras. Aos dez anos, dava palpites sobre as roupas que a mãe, dona de uma pequena confecção de lingeries, vestia. Alexandre passou a colocar em pratica as lições aprendidas e Regina Herchcovitch começou a usar em festas as roupas que o filho confeccionava, o que o incentivou a vender suas criações aos amigos. O estilista ingressou na Faculdade de Moda Santa Marcelina em 1990. Nesse mesmo ano, lançou sua marca e passou a fazer desfiles alternativos, firmando-se como ícone do underground. A extravagância era uma de suas características mais marcantes, tanto que desenvolveu roupas para travestis e prostitutas se apresentarem em shows. Porém, seu estilo só foi consolidado em seu desfile de formatura. Apesar do sucesso de sua apresentação, ele não obteve o di-

70

Revista Psiquê

‘’

assim como a música, artes plásticas e gastronomia eu incluo a moda como uma tradução da cultura brasileira. ploma, já que foi reprovado na disciplina Linguagem Instrumental e decidiu não refazê-la. Um ano depois, em 1994, a primeira coleção da grife Herchcovitch;Alexandre foi oficialmente lançado no Phytoervas Fashion, evento criado pelo produtor de moda Paulo Borges. A partir disso, a marca se desenvolveu e profissionalizou.

Alexandre Herchcovitch se tornou um dos nomes mais ilustres da nova geração na moda brasileira, prova disso é que conseguiu ascender do cenário underground paulistano para os desfiles de alta costura de Paris e Nova York. O estilista paulistano cria anualmente quatro coleções para a própria marca e desfila suas coleções na Semana de


Revista PsiquĂŞ

71


PSIQUÊ MODA Moda – 7th on Sixth, em Nova York e duas vezes por ano no São Paulo Fashion Week. Sua marca ultrapassou fronteiras, e em março de 2007 inaugurou sua primeira loja fora do Brasil. A cidade escolhida para sua nova empreitada foi Tóquio, capital japonesa. De acordo com o estilista, a experiência foi muito boa. “Foi uma ótima experiência ter loja fora do Brasil porque, assim, pude conhecer um pouco mais de outra cultura por meio do meu consumidor. Aprendi muito com a rigidez dos japoneses. Vi que eles são abertos às novidades, mas também são exigentes com a qualidade e com os prazos”. Conta em entrevista para a Revista Época. Pensando no futuro, Herchcovitch não descarta a possibilidade de expandir sua rede de lojas no exterior. “Pretendo abrir novas lojas fora do Brasil, mas não tenho nada certo ainda. Gostaria de estar em Nova York, Londres, ou seja, nas principais capitais de moda do mundo”. Alem de Tóquio, possui lojas próprias em São Paulo e Rio de Janeiro e suas criações são exportadas para todo o mundo. Suas coleções também podem ser encontradas em sua loja virtual, onde são apresentadas cenas de backstage, provas de coleções, desfiles e até promoções de suas disputadas peças. Alexandre Herchcovitch é um profissional multifacetário. Além da marca própria, já assinou o estilo da Rosa Chá, trabalhou no rejuvenescimento da marca Cori e fez parte da Holding In Brands, grupo que administra as marcas Ellus, 2nd Floor e Isabela Capeto. No mercado acadêmico é diretor criativo do curso de Moda do Senac entre outras palestras e trabalhos que fecha com outras instituições de moda. No entretenimento tocou na noite paulistana, ele participou do projeto Alelux da casa noturna Glória, onde dividiu as pickups com seu grande amigo e DJ Jhonny Luxo e o clã da

72

Revista Psiquê

Érica Palomino. Nesse meio tempo, encontrou tempo para lançar seu primeiro livro “Cartas a um jovem estilista” que conta a trajetória de sua carreira e traz dicas para os jovens que estão ingressando na profissão.Conciliar o tempo para trabalhar em diversas frentes diferentes é um hábito comum na rotina de quem já foi designer, fotógrafo e DJ. “Não foi difícil realizar diversas tarefas ao mesmo tempo, estou bastante acostumado”, diz o estilista. Apesar de ter diversos produtos licenciados em seu nome, fez diversas parcerias que já renderam vários itens que vão de band-aids até copos de requeijão estilizados com a tradicional caveira. Herchcovitch garante que não tem a pretensão e nem faz nada disso para popularizar a moda. “Faço somente porque me divirto”, diz. Nas suas coleções ele consegue como poucos unir moda, arte, criatividade e sua essência, para Herchcovitch se o estilista escolheu colocar na marca seu próprio nome, espera-se ver um pouco de sua personalidade nas criações.“Nas minhas, exponho minha coragem e minha dedicação, procuro colocar em prática tudo aquilo que imaginei”. Segundo ele o importante é ter coragem de ousar. “Acho que todas as minhas criações são corajosas. Sempre vou contra a maré e não me prendo as tendências.

‘’

Aprendi muito com a rigidez dos japoneses. Vi que eles são abertos às novidades, mas também são exigentes

com a qualidade e com os prazos .


Revista PsiquĂŞ

73


A

PSIQUÊ MODA

Assumo esse risco”. Risco que parece que deu certo, pois seu desfile é um dos mais aguardados em todas as edições do Fashion Week. Para o estilista que é admirador do trabalho de Marcelo Sommer e Reinaldo Lourenço o Brasil já consegue ter seus traços próprios e se desvincular da moda de Paris, Milão e Nova York. “Os criadores estão menos preocupados com as tendências mundiais e mais preocupados com o público consumidor e suas vontades”. Segundo Herchcovitch os brasileiros são displicentes na qualidade, quer uma roupa com bom preço acima de tudo. “As vezes, ele acaba comprando uma peça somente em função do preço. Mas o que é bom é que ele está sempre aberto para as novidades do mercado”. Para o estilista hoje a moda do Brasil é uma espécie de porta voz da cultura brasileira, “assim como a música, artes plásticas e gastronomia eu incluo a moda como uma tradução da cultura brasileira”, argumenta.Mesmo com toda agitação e sucesso na vida profissional, Alexandre Herchcovitch busca paz e tranquilidade em sua vida pessoal. Apesar de não gostar muito de planejar o futuro, pretende adotar uma criança junto ao seu marido, o empresário Fabio Souza. “Eu e Fabio sempre falamos disso, mas ainda não chegamos a um acordo quanto aos prazos. Sei que um dia serei um bom pai”, finaliza o estilista crente em um futuro de harmonia entre vida pessoal e profissional.

Todas as minhas criações são corajosas. Sempre vou contra a maré e não me prendo às tendências.

Assumo esse risco.

74

Revista Psiquê


Revista PsiquĂŞ

75


SUMMERchic A INTENSIDADE E A LEVEZA DA ÁGUA COM AS CORES LINDAS DO VERÃO; ESTES SÃO ALGUNS DOS ELEMENTOS PRIMORDIAIS QUE COMPÕEM ESTE EDITORIAL, EXCLUSIVO, QUE A PSIQUÊ PREPAROU PARA VOCÊ. O VERÃO 2012 PROMETE SER MAIS FRESH DO QUE NUNCA COM RECORTES, TECIDOS, APLICAÇÕES E TEXTURAS QUE DÃO MAIS MOVIMENTO E DEIXAM AS PEÇAS SUPER CONFORTÁVEIS E LEVES. Fotografia Walmir Piva Criação e Edição Roberto Medule Produção de Moda Marcela Mattos

76

Revista Psiquê


Vestido Apparence Brinco e Pulseira Tânia Semi Jóias Sapato Lukafé

Vestido Dinisvai Acessórios Luletícia Arranjo Floral: Marina Flores

Revista Psiquê

77


Blusa de Renda Lenço Marcela Mattos Biquini Transwear Beach Brinco, Anel e Flor Tânia Semi Jóias

78

Revista Psiquê


Chapéu Sottile Blusa Blueberry (Tivoli Shopping) Calça com Cinto Lukafé Sapato Fik Bella Brinco, Pulseira e Anel Tânia Semi Jóias Óculos Óticas Diniz

Revista Psiquê

79


Casaco Apparence Body Corion Vest Brinco e Pulseira Tânia Semi Jóias Óculos Óticas Diniz Cachecol usado com faixa Apparence

Jaqueta de Couro Sottile Biquini Primicia Brinco e Pulseira Tânia Semi Jóias Óculos Óticas Diniz

80

Revista Psiquê


Vestido Marcela Mattos Sapato Corion Vest Acessórios Luletícia Revista Psiquê

81


Blusa Lukafé Maiô Primicia Cinto Lukafé Óculos Óticas Diniz

82

Revista Psiquê


Revista PsiquĂŞ

83


Blusa Marcela Mattos Saia Sottile Sapato Sottile Brinco e Anel Tânia Semi Jóias

84

Revista Psiquê


Chapéu Sottile Biquine Transwear Beach Calça Sottile Sapato Fik Bella Brinco e Pulseira Tânia Semi Jóias

Revista Psiquê

85


Vestido Blueberry (Tivoli Shopping) Óculos Óticas Diniz Sapato Sottile Brinco e Flor Tânia Semi Jóias

86

Revista Psiquê


Calça Blueberry (Tivoli Shopping) Blusa Corion Vest Chapéu Sottile Brinco e Anel Tânia Semi Jóias

Revista Psiquê

87


Vestido Fik Bella Sapato Sottile Brinco Tânia Semi Jóias

88

Revista Psiquê


Jaqueta de Couro Apparence Body Marcela Mattos Saia Lukafé Sandalha Fik Bella Colar Tânia Semi Jóias Óculos Óticas Diniz

Revista Psiquê

89


Biquini Transwear Beach Colar Tânia Semi Jóias Óculos Óticas Diniz

90

Revista Psiquê


Vestido Apparence Brinco e Pulseira Tânia Semi Jóias Sapato Lukafé Criação e Produção Executiva: Roberto Medule Produção de moda: Marcela Mattos Fotografia: Walmir Piva YOU MODELS (19) 3236.7661 Modelos: Erica Doiche e Wendy Meira YOU MODELS (19) 3236.7661 Assistente de Produção: Rodrigo Fernandes e Lucas Bissoli

Revista Psiquê

91


PSIQUÊ INCLUSÃO INCLUSÃO ATRAVÉS DO CINEMA

FILME “COLEGAS” TRAZ ATORES COM SÍNDROME DE DOWN NO PAPEL PROTAGONISTA Texto Aleksandra Zakartchouk Fotos Divulgação

LONGA-METRAGEM É UM DOS MAIS AGUARDADOS PARA 2012. ALÉM DE ARIEL GOLDENBERG, RITA POKK E BRENO VIOLA, TRAZ NOMES COMO LIMA DUARTE, LEONARDO MIGGIORIN, MAYTÊ PIRAGIBE, JULIANA DIDONE E MARCO LUQUE. 

Nunca o tema “inclusão social” e “diversidade” estiveram tão presentes no discurso corporativo. Muitas são as empresas que passaram a admitir pessoas com diversos tipos de deficiência nas equipes. Apesar deste avanço, chega a chocar como o preconceito ainda está arraigado na sociedade de modo geral. Também chama a atenção a quantidade de pessoas que falam sobre inclusão social sem se ater ao lado prático da questão, ou seja, a mudança efetiva de atitude. Com inteligência e coragem, o diretor Marcelo Galvão chega para quebrar paradigmas com o filme Cole-

gas (lançamento em 2012), que tem como protagonistas três atores com Síndrome de Down. Acreditando no poder multiplicador da diversidade, há quatro anos, Galvão iniciou o laboratório com Ariel Goldenberg e Rita Pokk. A idéia inicial era desenvolver uma série de práticas para familiarizá-los com as câmeras e a equipe, capturando ainda imagens

“ELES SE SUPERAM, SE REINVENTAM E NOS EMOCIONAM MUITO”

92

Revista Psiquê


para a produção de um futuro documentário. Além disso, a proposta era estimular a sensibilidade artística e lapidar as virtudes de Ariel e Rita, através de um trabalho de preparação de atores para que pudessem brilhar nas telas de cinema do mundo. “Eles se superam, se reinventam e nos emocionam muito”, diz o diretor. O road movie conta a história de três jovens com síndrome de Down apaixonados por cinema. Um dia, inspirados pelo filme Thelma e Louise, o trio foge do instituto onde vive em busca de seus sonhos: Stalone quer ver o mar, Marcio deseja voar e Aninha busca um marido para se casar. A bordo do Karmann-Ghia velho do jardineiro, eles vivem uma aventura repleta de emoções e perigos como se tudo fosse uma brincadeira. Além dos atores protagonistas, Ariel Goldenberg, Breno Viola e Rita Pokk, Colegas traz nomes como Lima Duarte, Leonardo Miggiorin, Marco Luque, Juliana Didone, Christiano Cochrane, Daniele Valente, Otavio Mesquita, Germano Pereira, Nill Marcondes, Amélia Bittencourt, Thogun, Oswaldo Lot e outros 60 jovens com síndrome de Down no elenco de apoio. “A ideia de fazer o filme em torno dessa temática tem a ver com minha própria experiência. Sempre gostei da forma pura e poética como essas pessoas vêem o mundo. Fui criado com um tio que tem síndrome de Down e meu avô foi um dos fundadores da primeira Apae (Associação dos Pais e Amigos dos Excepcionais) do Brasil, no Rio. Estamos abordando o tema de forma divertida, mostrando a capacidade que esses jovens têm de emocionar as pessoas com sua atuação”, revela o diretor.

Revista Psiquê

93


UM FILME PROMISSOR Rodado na região de Paulínia (SP), sul do Brasil e Argentina, Colegas tem tudo para agradar a família.  Ganhador do prêmio de melhor roteiro do Festival de Paulínia (2008) por decisão unânime, o filme tem despertado o interesse de renomados festivais de cinema mundo afora e promete representar bem o Brasil antes de chegar às salas comerciais de cinema no ano que vem.   “Colegas não mostra os jovens Down como excepcionais e sim como seres humanos sonhadores e cheios de esperança. É uma chance de mostrar que não existem limites para sonhar e que se três jovens com Down conseguem correr atrás dos seus sonhos com entusiasmo e alegria, por que não fazemos o mesmo?”, conclui o diretor. Mesmo antes do lançamento, Colegas tem marcado presença em diversos programas de TV, rádio, revistas, jornais e sites. Com um roteiro brilhante, o longa narra o caminho inusitado percorrido por esses três amigos inseparáveis, que anulam suas aparentes limitações e cativam o espectador no decorrer das cenas, levando-o da emoção ao riso em questão de segundos. A história também contém inúmeras homenagens ao cinema mundial para fazer a alegria de qualquer cinéfilo, pois os personagens desenvolveram entre eles uma comunicação baseada em frases célebres do cinema. Mágico e universal, Colegas é uma obra prima que nos faz sonhar.   

www.colegasofilme.com.br www.facebook.com/colegasofilme www.facebook.com/euvouprooscar

94

Revista Psiquê


Revista PsiquĂŞ

95


PSIQUÊ ESPECIAL

2012 DE BRAÇOS ABERTOS PARA

2012 VOCÊ! Texto: Tábata Corso

Mandingas, manias, orações e afins; quando um novo ano aponta no horizonte cósmico é hora de renovar os sentidos e manter o pensamento positivo. Os numerólogos e entusiastas astrais já haviam advertido: 2011 seria um ano de babados fortíssimos! Carregado pelas energias extremistas do número 4 – número do “tudo ou nada” – nossos dias seriam, segundo os tais, marcados por esforços e rotinas cheias de bom senso, controle e ponderações que estabeleceriam a ordem de todos os setores da vida.

96

Revista Psiquê


2

E

Em palavras amenas, 2011 teria sido “o ano quadrado”, próspero, porém, rígido e pouco preocupado com os devaneios loucos da ousadia. Mas, para quem cansou à beça, do excesso de exigências deste ano, a dica é: aguarde e confie, pois, em 2012 [caso o mundo não acabe!], as rédeas e o trabalho suado terão a recompensa de dias essencialmente livres, leves e soltos; pelo menos é o que sugere a taróloga e numeróloga Dorinha Yoshinaga. “Aposto mais em 2012, por que é um ano universal, em que irão se firmar sonhos maiores, energias propícias às descobertas em todos os âmbitos - pessoais, espirituais, até mesmo no âmbito científico. Será um tempo de pluralidade de ideias, ousadias e um anseio maior pela liberdade”, prevê. A energia deste número pode causar tamanha inquietude que você até poderá tentar mudar algo que está dando super certo, então, canalize as energias e mude somente situações que realmente precisem de mais dinamismo. “Não deixe as coisas como estão, quebre a rotina, tente o novo, esteja aberto às mudanças, mas, não se perca em tantas possibilidades, seja objetivo, pondere-as bem e mantenha o foco”, adverte. 

Revista Psiquê

97


PSIQUÊ ESPECIAL

OS SIGNOS EM 2012 ÁRIES Ousadia e disposição a todo vapor! Cuidados com a impaciência e seja tolerante com as opiniões alheias. A intensidade estará em tudo o que você fizer, amadureça, pondere, mas, não deixe de ousar.

98

SAGITÁRIO Um ano para colocar em ordem os relacionamentos. Curta uma nova paixão, intensifique um amor ou estreite laços familiares. Tudo é válido e lhe trará mais harmonia espiritual.

CÂNCER

VIRGEM

Jogue fora tudo o que não serve mais: roupas, sapatos, quinquilharias. Livre-se do passado e do pó, reinvente sua vida, seus heróis e seu destino. Faça deste ano um tempo de revoluções.

Não fique irritado se tudo não acontecer rápido demais. É que a vida tem seu próprio ritmo. Tenha paciência e trace estratégias para conseguir o que deseja.

TOURO

CAPRICÓRNIO

Cuidado com o que deseja, é tempo de muitas conquistas e entusiasmos. O próximo ano reserva aventuras inesquecíveis, mas, fique atento à vaidade e ao orgulho.

Transformações precisam de paciência. Fique calmo e seja menos rude consigo mesmo quando errar. Não julgue demais as pessoas ao seu redor, você pode não saber exatamente o que se passa com elas e, por tanto, não seja injusto.

LEÃO

PEIXES

Ambição na medida é ótimo para crescer profissionalmente, porém, tome cuidado com o excesso de confiança que pode virar o barco contra você.  Lute por tudo o que deseja com humildade que o sucesso é garantido!

Sonhar faz bem, porém, as ilusões poderão te levar por caminhos complicados. Cuide do âmbito espiritual; sua capacidade de absorver o que as pessoas sentem estarão em evidência e nem todas as energias são bacanas. As artes podem te ajudar na hora de expressar melhor o que sente.

Revista Psiquê


OS SIGNOS EM 2012 O NOVO ANO SERÁ BOM PARA: VIAGENS:

sabe aquelas férias guardadas na gaveta, hora de aproveitá-las!

ESCORPIÃO Você estará mais produtivo do que nunca, mas, cuidado com o exagero. Pense positivo e aproveite a chegada de novas pessoas na sua vida, pois, sua empatia e charme estarão em evidência para lhe estimular ao novo.

LIBRA Você estará mais maduro e consciente em todos os aspectos de sua vida, o que será ótimo, pois, você poderá curtir tudo com entusiasmo na medida certa e muita paz.

GÊMEOS

RELACIONAMENTO: por conta da dose extra de ousadia, 2012 é tempo para grandes paixões, mas, todas as relações também estarão em evidência no próximo ano. A energia do número 5 estará intensificada e lembra o mundo da necessidade de repensar a importância “do outro”, da troca de experiência e a valorização das pessoas e dos sentimentos, afinal, com o 5 o amor está, literalmente, no ar. ESTUDE MAIS:

aprender será mais prazeroso nos próximos meses; a valorização psíquica e a curiosidade pelas descobertas estarão intensificadas para o desenvolvimento mental.

Viagens vão ocorrer logo no primeiro semestre. Não se assuste se perceber que está com o pé na estrada muito mais do que imaginava. É que as possibilidades estarão em todos os cantos e você, com certeza, irá buscá-las.

REZE E INTERIORIZE: seja qual for

AQUÁRIO

INVENTE: o ano será favorável à execu-

Disposição, concentração e muita criatividade. O ano promete interações profissionais e muitas conquistas. Não ligue para os amigos rabugentos, às vezes, eles não acompanharão sua proatividade.

a sua fé - divina ou humana - o ano 5 é propício para as questões espirituais e sua energia caminhará favoravelmente para a energia do número 6, que representa a cura para os males do espírito.

ção de novos projetos e ideias inovadoras. Faça bom uso de toda a inquietude do número 5 para criar algo novo, seja nas artes, na decoração da casa, no relacionamento, ou, nos grandes projetos profissionais.

Revista Psiquê

99


PSIQUÊ SAÚDE

SINDROME DO

CORAÇÃO PARTIDO Texto Ana Amélia Motollo

SITUAÇÕES EMOCIONAIS PODEM TRAZER UM QUADRO SEMELHANTE AO INFARTO DO MIOCÁRDIO, SEGUNDO PESQUISADORES A SÍNDROME DO CORAÇÃO PARTIDO OU DOENÇA CARDÍACA INDUZIDA POR ESTRESSE PODE ATÉ CAUSAR A MORTE DO PACIENTE. De repente seu status mudou de em um relacionamento sério para solteiro e independente do que houve é natural que haja sofrimento de ambas as partes. Mas seria possível morrer de amor? Segundo a notícia divulgada na BBC News, pesquisadores da Universidade de Glasgow na Escócia acreditam que sim. Eles divulgaram um estudo baseado na evolução do relacionamento de 4.000 casais entre 45 e 64 anos entre o início da década de 70 e 2007, eles asseguram que o coração destroçado pela perda da pessoa amada pode conduzir à morte. No Brasil, o Dr. Carlos Aberto Pastore, médico cardiologista e diretor do Serviço de Eletrocardiologia do Instituto do Coração (INCOR), concorda com a afirmação “As ligações entre o coração e os distúrbios emocionais têm sido amplamente estudadas, pois a possibilidade de um evento fatal nestas situações é mais comum do que se pensava. As relações entre as emoções e o coração têm uma base anatômica, pois o coração recebe um grande número de fibras nervosas provenientes das estruturas cerebrais e períodos de grande estresse desencadeiam a secreção dos hormônios adrenalina e cortisol sem parar, os quais desencadeiam processos inflamatórios, reações de defesa exageradas e mudanças no organismo. Caracterizando-se assim a síndrome do coração partido ou doença cardíaca induzida por estresse”.

Os pesquisadores também observam que esse estresse crônico, devido a situações emocionais, pode trazer um quadro semelhante à depressão que acelera a doença do coração. Os pacientes nestas condições não conseguem fazer atividades físicas, não fazem dieta adequada, não têm limites para o álcool e o cigarro, piorando as condições do coração e vasos. Recentemente foi descoberto também que quando o indivíduo sofre um estresse agudo, por exemplo, pela morte de um parente próximo ou da pessoa amada, quadro se torna mais grave e desencadeia sintomas parecidos com o infarto do miocárdio. O quadro clínico é idêntico, dor no peito, falta de ar e insuficiência cardíaca, com a diferença que as artérias coronárias não estão fechadas. A Síndrome do coração partido também chamada de miocardiopatia induzida por estresse é um novo desafio a ser pensado nos dias atuais. Por isso, os pesquisadores aconselham quem sofre com problemas cardíacos a fugir de fatores estressores e tentar controlar o estresse. Alguns alimentos como chocolate amargo, frutas ricas em vitamina C e chá preto são ótimas armas. Além disso, alguns hábitos como dormir em lugares escuros, silenciosos e arejados, caminhar por lugares verdes também ajudam no controle do estresse e são um bom meio de deixar os níveis de cortisol baixos.

SERIA POSSÍVEL MORRER DE AMOR?

100

Revista Psiquê


PSIQUÊ SAÚDE

TRATAMENTO ORTODÔNTICO TRANSPARENTE Você precisa e quer usar aparelho, mas não quer que ninguém perceba que está em tratamento? SE A RESPOSTA PARA ESTA PERGUNTA FOI SIM, O SEU APARELHO É O INVISALIGN. O Invisalign é um aparelho que usa placas alinhadoras transparentes, possuem uma sequência de uso e são feitos sob medida para você! Com o invisalign podemos tratar a maioria dos casos que trataríamos com o aparelho ortodôntico fixo, mas com vantagens adicionais:A principal é a estética, ele é praticamente imperceptível , pode ser removido para comer, escovar os dentes e passar fio dental, não possui peças e fios que poderiam causar irritação aos tecidos bucais e não interfere no seu estilo de vida! O seu dentista, devidamente credenciado para realizar esta técnica, fará uma moldagem e planejamento do seu caso, através de tomo-

grafias computadorizadas e programas de informática tridimensionais, seu tratamento será simulado do começo ao fim no computador, com a aprovação do ortodontista, a empresa situada nos Estados Unidos, fabricará os alinhadores personalizados e enviará os alinhadores prontos para o uso, seu ortodontista orientará e acompanhará o seu tratamento, até que um sorriso maravilhoso e saudável seja atingido. Na Integratum você irá encontrar um ortodontista credenciado, que fará a melhor avaliação e planejamento do seu caso, sempre objetivando proporcionar a você um sorriso maravilhoso e um tratamento TRANSPARENTE!

Revista Psiquê

101


PSIQUÊ FINANÇAS Gustavo Cerbasi é consultor financeiro e autor de Casais Inteligentes Enriquecem Juntos (Ed. Gente), Como Organizar sua Vida Financeira e Mais Tempo, Mais Dinheiro.

www.maisdinheiro.com.br

DINHEIRO A DOIS

RENDE MAIS.

C

Casamento, como todos sabem, é a união de duas pessoas que decidiram dividir tudo, na alegria ou na tristeza. Isso significa que as finanças também fazem parte desse pacote. Porém, como cada um tem a sua maneira de lidar com dinheiro, não é difícil encontrar casais que não combinam nem um pouco nesse quesito. O resultado são brigas, discussões e até mesmo separações motivadas pela falta de planejamento financeiro – depois da infidelidade, desentendimentos em relação ao dinheiro são a maior causa de separações. Sem dinheiro sobrando, fica difícil realizar sonhos, planejar o futuro, realizar aquela viagem tão desejada e até mesmo jantar fora no final de semana. Ao casar, muita gente acredita que o parceiro vai ser um grande aliado na hora de pagar as contas. Em alguns casos, isso funciona perfeitamente; em outros, pode se revelar um grande engano. Isso acontece porque, atualmente, a mulher também é dona de seu próprio salário, não dependendo mais do dinheiro do marido. Ambos desejam ser independentes e administrar o que ganham como bem entender. Porém, se o papel de cada um nas finanças da família não estiver claramente estabelecido, será difícil entrar em um consenso sobre o que deve ser feito com o orçamento da família. O maior obstáculo no planejamento das finanças de um casal, de fato, é a ausência do assunto “dinheiro” entre marido e mulher. O tabu de não poder falar desse assunto ainda é muito forte em nossa cultura. Além disso, há a crença, completamente equivocada, de que as finanças do casal devem ser separadas, com total independência de contas e planos. Essa crença resulta em lares divididos, pois os padrões de vida do casal evoluem em ritmos diferentes. Outro empecilho é a dificuldade em reconhecer que o companheiro pensa de forma diferente sobre dinheiro. Ao invés de buscar o meio-termo, tendemos a querer fazer com o que o outro pense, aja e planeje como nós. Para reduzir os conflitos decorrentes do mau uso do dinheiro, o planejamento deveria ser feito sempre a dois. Isso não quer dizer que ambos devem ser plane-

102

Revista Psiquê

jadores, capazes de manipular planilhas e de discutir investimentos. Mas as decisões devem ser compartilhadas, as contas preferencialmente conjuntas e os investimentos também. Com contas separadas, pagamos o dobro de tarifas e perdemos em força de investimentos e de relacionamento. Independência sim, mas apenas naquela parte do orçamento correspondente aos gastos individuais. Minha proposta aos casais é que cada um tenha a sua mesada para suprir suas necessidades individuais, preferencialmente igual à do companheiro, independentemente de quem ganha mais. A renda total deve ser destinada aos gastos da família e também a investimentos para se conquistar objetivos comuns, como a compra da casa, a aposentadoria, a faculdade dos filhos ou as férias anuais. Quanto mais cedo o casal começar a pensar na aposentadoria, melhor. Guardar um percentual fixo todos os meses, durante um prazo programado, em investimentos selecionados para criar resultados no longo prazo, pode ser uma boa idéia. Investimentos conservadores são uma escolha prudente, mas não vão trazer resultados tão interessantes quanto os que seriam obtidos se o casal dedicasse tempo para buscar conhecimento sobre alternativas mais complexas. Já quem tem certeza de que não terá disciplina para isso deve optar por pacotes prontos, como um plano de previdência, por exemplo. Cuidar das finanças exige muita paciência e dedicação, mas muita gente acaba desistindo no meio do caminho. Para evitar recaídas, o melhor caminho é o casal se unir em busca de sonhos definidos, ao invés de batalhar para construir simplesmente a chamada “reserva de emergência”. Para muitas pessoas, ainda é difícil canalizar esforços para projetos de longo prazo. Se você tiver de cortar alguns gastos de hoje para conquistar sua casa, uma renda digna na aposentadoria ou para viajar para o exterior a cada três anos, a motivação da conquista ajudará a suplantar a dificuldade do esforço diário. Todo sacrifício é suportável quando tem prazo para acabar e o objetivo é uma grande conquista pessoal.


RADAR AMERICANA

CAMPINAS

PIRACICABA

LIMEIRA

MUNDO

ESPORTIVIDADE, DESEMPENHO E MUITO CONFORTO

Quatro portas. Quatro lugares. Oito cilindros. Até aí muitos outros já chegaram. Mas esse carro é uma combinação perfeita de esportividade, desempenho e um alto nível de conforto. De série são instalados os bancos com ajuste elétrico e memória na frente; e bancos aquecidos tanto para a dianteira, quanto para a traseira. Quando você se sentar em um dos modelos Panamera, quatro coisas imediatamente se destacam. Primeiro, o console central elevado; segundo, os quatro assentos individuais; terceiro, a quantidade de espaço na parte traseira, com grande liberdade de movimentos das pernas e da cabeça mesmo para passageiros mais altos e quarto, a versatilidade do bagageiro, graças aos assentos traseiros rebatíveis. O Panamera Turbo é impulsionado por um motor V8 de 4.8 litros bi-turbo, que gera 500 cavalos de potência e 700 Nm de torque. A transmissão PDK é instalada de série, tal qual o gerenciamento de tração PTM – com uma embreagem inteligente de controle eletrônico. As rodas deste modelo são de 19 polegadas – com ampla visão para as pinças de freio pintadas em vermelho, claro. Qualquer tipo de viagem que esteja fazendo, curta ou longa, a negócios ou a lazer, ou mesmo dirigindo apenas como rotina, o Panamera oferece algo um pouco diferente.

SERHS HOTE L Com um inovador conceito em hospitalidade o Serhs está localizado entre as praias de Ponta Negra e Areia Preta, na Via Costeira de Natal, a 12 km do Aeroporto Augusto Severo. Destaca-se por sua moderna e elegante construção e sobre tudo pela qualidade dos seus serviços e instalações. Este é um complexo hoteleiro de categoria 5 estrelas e padrão europeu: ambientação e design exclusivos, classe, conforto e elegância em detalhes.

ONDE FICA? Natal, Rio Grande do Norte. BELEZAS NATURAIS: Principalmente as praias de Ponta Negra e Areia Preta, que ficam na Via Costeira. A cidade do Sol é conhecida como a cidade de ar mais puro das Américas. O QUE ESTE HOTEL OFERECE DE MELHOR: Padrão europeu de acomodações, Spas, ótimos restaurantes e bar tropical, no estilo caribenho, além de Fitness Center, lojas e Cafés.

Revista Psiquê

103


O ix35 é o veículo mais natural e intuitivo que existe. O sonho da Hyundai era produzir um automóvel que envolvesse os sentidos em um sentimento incomparável. Com transmissão de 6 velocidades automática suave e silenciosa, não se percebe seus movimentos. Motor 2.0 potente, leve e altamente eficiente. Sistema de partida sem chave com botão start/stop, é mais do que um toque de estilo. Esse sonho finalmente se tornou realidade.

Brinde de ouro Para comemorar em grande estilo a Moët & Chandon produz todo ano a uma edição limitada de garrafas que se tornam praticamente, edições de colecionador. Esse ano a marca desenvolveu uma versão dourada chamada Golden Premium Jeroboam: recoberta com folhas de ouro e criada pelo artesão francês Arthus Bertrand. O melhor é que vem com uma caneta para você escrever mensagens por toda a garrafa, tornando-a mais exclusiva ainda. Reinventando a embalagem tradicional eles criaram também “The Gift”, uma luxuosa caixa de presente de ouro para seu icônico champagne Moët Impérial. “The Gift” é uma caixa especialmente criada para os clientes mais exigentes e que querem criar um momento de celebração deslumbrante. Diga CHEERS, em ouro!

104

Revista Psiquê


Revista PsiquĂŞ

105


RADAR

AMERICANA

CAMPINAS

PIRACICABA

LIMEIRA

MUNDO

My Week

With Marilyn (Minha Semana com Marilyn)

Baseado em dois livros autobiográficos de Colin Clark, que narravam uma semana na vida de Marilyn Monroe passada em Londres, na única viagem que ela fez ao Reino Unido, quando filmava o malfadado “The Prince And The Showgirl” filme com Sir Laurence Olivier, em 1957. Marilyn Monroe, nome artístico de Norma Jeane Mortensen, falecida em 1962 sobre circunstâncias ainda não muito bem explicadas, foi uma das mais célebres atrizes norte-americanas e uma das mais famosas estrelas de cinema de todos os tempos, um símbolo de sensualidade e um ícone de popularidade. My Week With Marilyn (Minha semana com Marilyn) conta com Michelle Williams no papel principal, além de Eddie Redmayne, Kenneth Branagh, Emma Watson e Toby Jones. O filme do diretor Simon Curtis traz o ícone de volta à vida.

106

Revista Psiquê


Safari

Revista PsiquĂŞ

107


RADAR

AMERICANA

CAMPINAS

PIRACICABA

LIMEIRA

MUNDO

RADAR GULA

MARMITEX COM GOSTINHO DE COMIDA CASEIRA O restaurante POMODORO vem inovando cada dia mais e trazendo para você novidades e delícias gastronômicas. A novidade do momento é a marmitex ecologicamente correta e reciclável. Além de conservar por mais tempo a temperatura da comida, contém uma tampa com selagem térmica que mantém a propriedade dos alimentos, sendo assim, ela pode ser congelada e levada ao microondas. Além disso, ela oferece outras vantagens entre elas: não soltam cheiro ou gosto, possuem alta flexibilidade e baixa deformação no uso. Experimente, você vai adorar! Rua Doze de Novembro, 430 – Centro - Americana - (019) 3621-5200 / (019) 3621-5201 / www.pomodorobuffet.com.br

108

Revista Psiquê


CHOPP E CERVEJA DE PRIMEIRA NO JOHN GOW IRISH PUB

Mais do que um ambiente receptivo e arrojado o John Gow Irish Pub oferece, aos seus clientes, uma cartela com mais de 40 rótulos de cervejas e quatro tipos de Chopps vendidos na Europa (Guinness, Heineken, Erdinger...) que caem muito bem com o cardápio diferenciado da casa e com alguns pratos saborosíssimos, como por exemplo, Bruschettas, Buffalo Wings, Costelinha Barbecue. E o melhor é que além de agradar o paladar o Pub agrada também os ouvidos com maravilhas do Jazz, Blues e Rock ao vivo às terças, quintas e sextas-feiras e, aos s·bados, bandas bacanas da capital e região. Para um relax no fim da tarde, o Heineken Hour oferece chopp e caipirinha em dobro (às terças por toda a noite e de quarta a sexta, das 18h às 20h30) e desconto especial de 25% em lanches e porções.O John Gow Irish Pub fica na Rua Herman Müller, n o 275, Americana. Mais informações pelo telefone (19) 3407- 4996, ou acesse o site www.johngow.com.br.

PROVE O TEMPERO caseiro do Domyniki Restaurante Para quem ainda não conhece o novo restaurante Domyniki, fica a dica! Além de várias opções para um almoço com sabor de comida caseira (mais de 15 variedades de pratos executivos e alguns eleitos como os preferidos, tais como parmegiana e panquecas), a casa oferece, de quarta à sexta-feira, das 18h às 20h, um Happy Hour caprichado com Doble Chopp e petiscos. Outro diferencial elegido pelos clientes mais fiéis é a famosa farofa do restaurante que acompanha os pratos. O Domyniki Restaurante fica na Rua das Paineiras, n o 110, Jardim São Paulo, Americana, SP. Mais informações pelo telefone (19) 36015110, ou acesse o site: www.domyniki.com

Revista Psiquê

109


RADAR

AMERICANA

PERRES BUFFET

110

Revista Psiquê

CAMPINAS

PIRACICABA

LIMEIRA

Para a sua festa ficar ainda mais saborosa, que tal qualidade e requinte? Essas são as propostas do PERRES BUFFET, há 9 anos no mercado trabalhando em grandes festas com um menu variável e completo: combinados de canapés, mini pizza, mini espetos de frango, folhados, saladas de inúmeros tipos e para todos os paladares, escondidinho, nhoque, cuscuz, combinados como filé mignon ao molho madeira e champignon, arroz com ervas finas, rondellis, lasanha, canelone, carnes, peixes, guarnições e deliciosas sobremesas como mousses, bolos, cascatas de chocolate, olho de sogra, tortinhas, entre muitos outros. Vale a pena experimentar, ligue e agende uma visita. - Rua Icaraí, 125, Jardim Ipiranga, Americana - 19 3407.6559


Revista PsiquĂŞ

111


PSIQUÊ LUGARES INCRÍVEIS PSIQUÊ DESTINOS PARADISÍACOS

AS 10 PRAIAS

MAIS BELAS

DO BRASIL Texto Mayara Veiga

O

litoral do Brasil possui mais de 7.400 quilômetros de extensão e reserva em suas cidades, ilhas, praias e encostas lugares maravilhosos que conquistam todos que visitam, dada a dimensão de suas belezas naturais e opções de gastronomia e entretenimento. O litoral brasileiro atrai muitos turistas nacionais e internacionais em busca de calor, sol, praias, paisagem natural e um delicioso clima tropical. Com um litoral tão extenso e paisagens de tirar o fôlego, fica difícil escolher apenas as dez praias entre tantas belas paisagens do país. Mas o jornal britânico The Guardian

112

Revista Psiquê

conseguiu essa façanha e publicou uma lista na qual elege as dez praias mais bonitas do Brasil. A lista deu muita discussão, afinal beleza varia de gosto para gosto e praia bonita é o que não falta por aqui. As eleitas foram escolhidas por ‘experts’ no assunto, segundo o veículo, entre os quais estão jornalistas e pessoas ligadas a turismo tanto no Brasil quanto no exterior. O Top 10 inclui praias de São Paulo, Rio de Janeiro, Bahia, entre outros Estados. A publicação estrangeira elogia toda a costa brasileira e seu litoral, onde é possível escolher entre milhares de praias belíssimas.


PRAIA DO TOQUE (AL) A Praia do Toque é um pequeno paraíso perdido na vila rústica São Miguel dos Milagres, uma vila de pescadores cortada por apenas uma rua principal e cercada por povoados. A Praia do Toque é uma praia calma e semideserta com areia fina, águas cristalinas e uma cor verde intenso nas suas águas. É conhecida por possuir uma das maiores piscinas naturais de todo o município, conhecida como Piscina do Toque, impressiona os turistas com os peixes coloridos e suas numerosas piscinas, que se formam nas marés baixas por toda sua costa. A região sofreu forte influência indígena e africana na sua gastronomia, as iguarias como tapioca, cuscuz de milho, massa puba, arroz doce, batata doce, inhame e macaxeira com carne de sol, beiju, grude de goma, pé de moleque, munguzá, canjica e pamonha costumam ser servidas nos cafés da manhã e a noite. Para as demais refeições os principais ingredientes utilizados são os frutos do mar, peixes e mariscos. Dando origem aos deliciosos pratos, fritada de siri, sururu, maçunim e as tradicionais peixadas com pirão e regadas ao molho de pimenta e muito leite de coco, são um dos pratos preferidos pelos turistas.

Revista Psiquê

113


PSIQUÊ LUGARES INCRÍVEIS

ALTER DO CHÃO (PA) Alter do Chão possui belas praias de areias brancas, banhadas pelas águas transparentes do Rio Tapajós. A beleza dessas praias se associa ao lendário Lago Verde ou Lago dos Muiraquitãs. Por suas características peculiares e seus atrativos naturais e culturais, recebe atualmente um grande número de turistas e navios de cruzeiros marítimos que demandam o Rio Amazonas. A vila é um importante pólo turístico da região. A água de Alter do Chão é tão doce quanto a ideia de descansar alguns dias sobre as areias finas que o Rio Tapajós revela na época da vazante, que vai de agosto a janeiro. Esse “caribe amazônico” fica a 32 km de Santarém. A comida santarense é rica e exótica. Na vila, destacam-se o tucunaré na manteiga, a caldeirada de pirarucu e o açaí, que pode ser degustado com farinha de tapioca e pirarucu assado na brasa. Um dos pratos mais populares é o PF, encontrado em qualquer bar da vila: arroz, feijão, farinha e peixe frito.

114

Revista Psiquê

PRAIA LAGOINHA DO LESTE (SC) Praia, costões, lagoas, cachoeiras e mata nativa. Essas belezas naturais estão todas juntas na Lagoinha do Leste, que esconde seu encanto entre os morros do sul da ilha de Santa Catarina. Um dos últimos redutos de Mata Atlântica ainda preservados em Florianópolis, o Parque Municipal da Lagoinha do Leste foi criado em 1992 e corresponde a uma área de 453 hectares de muita exuberância. A melhor maneira de chegar até a praia é a pé, em uma trilha de uma hora a partir da Comunidade do Pântano do Sul. É possível fazer a travessia também pelo mar, mas não é recomendado pelo desembarque precário por causa da rebentação da água. Com pouco mais de um quilômetro de extensão, Lagoinha do Leste é de uma beleza revigorante, cercada por morros de vegetação nativa e diversos córregos que nascem na floresta.


FERNANDO DE NORONHA (PE) O arquipélago de Fernando de Noronha é um paraíso que pertence ao Estado de Pernambuco. Com 26 km de extensão, é formado por vinte e uma ilhas. Entre todas, a maior e única habitada é a de Fernando de Noronha. As demais pertencem ao Parque Nacional Marinho e só podem ser visitadas com licença do IBAMA. O arquipélago é o mais belo parque marinho brasileiro e também é considerado o melhor lugar para a prática de mergulho do mundo. Com tantas belezas naturais, fica difícil escolher apenas uma praia de Fernando de Noronha, mas os profissionais do “The Guardian” recomendam a Praia do Sancho, a Baia dos Porcos e a Atalaia. A Baia do Sancho é isolada e coberta por vegetação nativa. Possui areia branca e mar em um verde esmeralda inesquecível, a praia é limitada por uma alta falésia de onde se podem observar os golfinhos brincando no mar, daí o nome do local “Mirante dos Golfinhos”. A Baia dos Porcos é uma praia de difícil acesso, o único jeito é através de uma caminhada de 15 minutos pela areia e um trecho de pedras. Porem, o sacrifício é recompensado pela pequena praia com águas calmas e cristalinas. O lugar fica ainda mais paradisíaco com as piscinas naturais que se formam entre as pedras. A Praia da Atalaia lembra a origem vulcânica da ilha, cercado por grandes pedras negras e o Morro do Frade no meio do mar. Os recifes formam piscinas naturais rasas, com muitos peixes e excelente visibilidade. Controlado pelo IBAMA, o local só recebe um pequeno número de turistas por vez, para que todos tenham acesso, cada grupo permanece no máximo, uma hora.

Revista Psiquê

115


PSIQUÊ LUGARES INCRÍVEIS TAIPUS DE FORA (BA) Ao sul de Barra Grande, no coração da Península de Maraú, encontra-se a área dos Taipus, palavra indígena que designa os morros arredondados caraterísticos do local. Com mais de 7 km de extensão, coqueiros gigantes, recifes de corais e areia clara, a praia de Taipus de Fora é a mais procurada da península. A grande atração do lugar são as imensas piscinas naturais que se formam na maré baixa entre os recifes de corais. Com águas cristalinas, cheias de peixes, são propícias para mergulho livre e observação submarina. Para quem quer aproveitar plenamente as piscinas naturais é aconselhado fazer a visita na época de lua cheia e lua nova, quando a maré fica mais baixa, expondo os corais. A Bahia possui uma culinária rica em aromas e sabores, são utilizados nos pratos típicos o azeite de dendê, pimentas e coentro. Os turistas não podem deixar de provar o acarajé, vatapá, caruru e as deliciosas moquecas de peixe. Entre as sobremesas estão a baba de moça, as tradicionais cocadas das baianas e o mungunzá, que é a canjica em São Paulo.

CARAÍVA (BA) Esse paraíso tranquilo fica ao sul da Bahia. O acesso só é possível por meio de canoas, o que faz desse vilarejo rústico, o melhor lugar para descansar. Um ponto bastante visitado pelos turistas é a Ponta da Barra, onde o límpido rio Caraíva e o mar se encontram. O local é popularmente conhecido como “Ponto dos Mentirosos”, referência às histórias de pescador. O local é privilegiado, pode-se avistar o mais lindo por do sol da vila. A praia que tem o mesmo nome do vilarejo é estonteante, são aproximadamente dois quilômetros de água cristalina e areia fina e clara. O mar é ótimo para mergulhos e esportes à vela. O vilarejo possui apenas dois telefones públicos e não há sinal para celulares. Para quem está cansado da correria da cidade grande, esse é o local ideal para férias, andando pela vila você encontra uma pequena placa com os dizeres: “Calma, o sábio não se aborrece”. Os restaurantes de Caraíva oferecem opções para todos os gostos, comida baiana, frutos do mar, massas caseiras, especialidades portuguesas e grelhados fazem parte do cardápio.

116

Revista Psiquê


LOPES MENDES (ILHA GRANDE/RJ) A belíssima praia é a mais famosa da Ilha Grande, localizada em Angra dos Reis é uma praia deserta de difícil acesso. O mais fácil para fazer a travessia é através de saveiros e escunas, mas para os mais aventureiros a dica é colocar a mochila nas costas e fazer a caminhada pela trilha de quase duas horas que liga a Praia do Pouso até Lopes Mendes. Com areias brancas e finas, a transparência da água impressiona, assim como a variação de tons entre azul e verde. Com cerca de 3 km, o paraíso de Ilha grande atrai muitos surfistas por conta das ótimas ondas e da força da água.

ARPOADOR (RJ) A praia do Arpoador está localizada entre Copacabana e Ipanema, é famosa pela pedra que invade o mar separando Arpoador da praia de Copacabana, o local é um dos melhores pontos para apreciar o por do sol e as paisagens do Rio de Janeiro. Apesar de bela é uma praia pequena, apenas 500 metros de extensão de areias claras e ondas fortes. Por isso é conhecida como a praia dos surfistas, até mesmo a noite, dada a iluminação especial do local. O Arpoador também possui o parque Garota de Ipanema, que foi batizado em homenagem a famosa música dos cariocas Tom Jobim e Vinicius de Moraes. O parque possui uma ampla área verde e espaço para shows de MPB em meio as árvores durante o verão carioca.

Revista Psiquê

117


PSIQUÊ LUGARES INCRÍVEIS PRAIA DA FAZENDA (UBATUBA/SP) A Praia da Fazenda é magnífica e extensa, possui 3,5 km de águas calmas e cristalinas. O local possui um visual pitoresco, com união de mar, rio, manguezal e vegetação de restinga. A beleza da praia já foi cenário de diversos seriados e filmes, como a Casa das Sete Mulheres, A Muralha, Desmundo e a Ilha do Castelo Ra Tim Bum. O local sedia o núcleo administrativo do PESM (Parque Estadual da Serra do Mar), e faz parte de uma área de 47 mil hectares protegidos como patrimônio da humanidade reconhecidos pela UNESCO. Esse é o único ponto do litoral paulista onde são protegidos os ecossistemas costeiros, como praias, mata da restinga, mangues e costões rochosos. Por ser uma área de proteção ambiental, não possui comércio. É indicado para quem vai passar o dia na praia levar lanches, bebidas e repelentes de inseto. Praticamente intocada essa bela praia exibe um belíssimo visual do encontro entre a mata atlântica e o mar, o acesso é feito por via secundária que parte da rodovia, e na entrada de acesso há uma placa indicativa sobre a Sede Administrativa do Núcleo Picinguaba. PRAIA DO BONETE (ILHA BELA /SP) A praia do Bonete é um paraíso escondido em Ilha Bela. O acesso é feito por lanchas, cerca de 30 minutos de viagem, ou por uma longa caminhada de quatro horas no meio da Mata Atlântica. Mas uma coisa é certa, vale cada minuto dessa aventura. A praia é uma das mais bonitas da ilha, com águas límpidas e areia bem branca, ainda possui ótimas ondas para o surf. A vila é muito acolhedora e possui dezenas de canoas coloridas, o que torna o local ainda mais belo. O local faz parte de uma área de preservação do Parque Estadual de Ilhabela, a estrada para os aventureiros que preferem fazer a travessia a pé possui 15 km, cercado por mata, três cachoeiras, centenas de espécies de arvores e plantas nativas e muitos pássaros. É recomendado levar roupas leves e confortáveis, tênis para a caminhada, muita bebida, lanches, repelente para afastar os terríveis borrachudos e sem esquecer de recolher todo o lixo. A vila possui infraestrutura para receber os turistas com restaurantes, quiosques e duchas na praia. Para quem vai passar apenas o dia, é aconselhável escolher uma das canoas ou lanchas. Os boneteiros cobram entre R$ 25,00 a R$ 30,00 por pessoa para fazer a travessia e deixar o turista na costeira, onde inicia a estrada.

118

Revista Psiquê


Revista PsiquĂŞ

119


120

Revista PsiquĂŞ


Revista PsiquĂŞ

121


122

Revista PsiquĂŞ


Portfólio Matheus Vitta - Revista Psique 25  

Trabalho de direção de arte realizado para a Revista Psique, envolvendo diagramação e anúncios.

Advertisement
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you