Lusinews n.º 51

Page 1

ABRIL 2020 • Edição Trimestral n.º 51

APOIO DE 150.000€

Grupo Lusiaves contribui para Unidade de Pneumologia do hospital de Leiria

A ABRIR | 8

“BANCO DA INCLUSÃO” FOI A ESTRELA DO LEILÃO DA MATOBRA EM FOCO | 12

GRUPO LUSIAVES PROMOVE CONFERÊNCIA INVEST SOURE 2020 APETECE | 21

O BEM-ESTAR EM FORMA DE REFEIÇÃO

1


12

Em foco

Grupo Lusiaves promove conferência em Soure Invest Soure 2020: Acelerar a Economia Local

ÍNDICE

06 A abrir

50º Aniversário da IACA Política de Sustentabilidade do Grupo Lusiaves em destaque

08 A abrir

“Banco da Inclusão” foi a estrela do Leilão da Matobra

10

A abrir

No Natal a família Grupo Lusiaves reúne-se para festejar COORDENAÇÃO EDITORIAL Paulo Gaspar Tatiana Vivilde

17

CONTEÚDOS Grupo Lusiaves TIRAGEM 2.000 exemplares Distribuição gratuita SERVIÇOS ADMINISTRATIVOS Zona Industrial da Zicofa Lote 4 Cova das Faias 2415-314 Marrazes - Leiria Telefone: 244 843 250 E-mail: comunicacao@grupolusiaves.pt www.grupolusiaves.pt

Por acreditar nisto

Anabela Freitas Presidente da Câmara Municipal Tomar

20

Apetece

Campogrill Vegetais frescos ou congelados? Quais os benefícios?

2


POR FALAR NISSO

EM TEMPO DE DISTANCIAMENTO MAIS PROXIMIDADE SOCIAL

N

uma época em que sabemos que todos carecem de apoio, a nossa política de atuação responsável e sempre próxima das comunidades, onde estamos presentes, está ainda mais evidente. Conhecemos bem, e nunca esquecemos, a importância das empresas, dos seus investimentos e do papel que estas podem desempenhar no desenvolvimento e recuperação local.

Conhecemos o nosso papel em cada região, seja enquanto um dos principais ou destacado grupo empregador, seja como ativador de economias locais que estavam estagnadas atraindo negócios e empregos indiretos associados à nossa atividade.

Foi com este espírito de missão que em novembro de 2019 o Grupo Lusiaves formalizou um protocolo de cooperação técnica e financeira com o Centro Hospitalar de Leiria, através do qual nos comprometemos a apoiar a ampliação do Serviço de Pneumologia com um donativo de 150 mil euros. Sabemos que se trata de um serviço crítico para dar resposta à atual situação do país, mas se já o era no momento em que decidimos apoiar, agora ficou ainda mais claro. Sublinho, tal como referi no momento da assinatura do protocolo, que este apoio do Grupo Lusiaves espelha não só o compromisso que a nossa empresa tem com a região de Leiria mas, acima de tudo que todas as entidades, públicas ou privadas, são relevantes e devem estar disponíveis para apoiar as reais necessidades do nosso país. Conhecemos o nosso papel em cada região, seja enquanto um dos principais ou destacado grupo empregador, seja como ativador de economias locais que estavam estagnadas, atraindo negócios e empregos indiretos associados à nossa atividade. Por esse motivo, temos trabalhado de forma ativa, e próxima, com os municípios percebendo de que modo a nossa estratégia de investimentos pode apoiar as economias locais a crescer. Neste contexto, realizámos em Soure a Conferência Invest 2020 onde apresentámos as evidências da nossa atuação local, através de um estudo elaborado pela universidade nova de lisboa que destaca a atividade do Grupo Lusiaves como responsável por um adicional à economia local superior a dois milhões de Euros por ano, e por empregar cerca de 2% da população ativa daquele concelho. Este papel, de investidor destacado e responsável, é-nos reconhecido por diversos municípios e sublinhado pelos diferentes autarcas, como é o caso da convidada desta revista, a Exma. Anabela Freitas, Presidente de Câmara de Tomar, merecedora de destaque por ter sido a primeira mulher a assumir a presidência da Câmara Municipal de Tomar. A minha visão para o Futuro está sempre presente em todas as decisões que tomo enquanto presidente do Grupo Lusiaves, por isso não posso deixar de dar nota da maior garantia de futuro que o nosso Grupo está a deixar a este país, as crianças. Só em 2019 nasceram 100 bebés no total das empresas do Grupo Lusiaves. Vamos continuar a garantir e oferecer a cada funcionário uma cesta de enxoval do bebé no valor de 250€ e promover, de forma continuada, medidas que visam manter um equilíbrio saudável entre o trabalho, a vida e o bem-estar pessoal dos nossos funcionários. Nesta edição, quisemos ainda trazer-lhe alguns dos bons momentos em que era possível estarmos mais próximos socialmente, os nossos convívios do Magusto, as nossas festas de Natal, tudo para que não esqueçam e recordem sempre que juntos somos mais fortes, mesmo quando temos de estar separados por um bem maior, a nossa saúde.

Avelino Gaspar Presidente do Conselho de Administração

3


PANORAMA

UMA VISÃO GLOBAL Startup leiriense recebe prémio de 5.000€ do Grupo Lusiaves

Racentro celebra Dia Mundial da Alimentação Animal com IACA

O Grupo Lusiaves entregou, no dia 17 de dezembro de 2019, o 1º prémio de 5.000€ à startup vencedora do 2º Programa de Aceleração da Startup Leiria. A Sweezi, plataforma logística de suporte ao e-commerce focada no pequeno produtor/vendedor nacional, foi a vencedora seguindo-se as startups Clappy Media e Tempus Capital que receberam os prémios de 2º e 3º lugar, respetivamente. Este patrocínio veio traduzir a cada vez maior aposta no empreendedorismo e nas novas tecnologias por parte do Grupo Lusiaves.

Alertar para a importância da origem dos alimentos na alimentação animal, foi o grande objetivo da ação promovida pela Racentro em parceria com a organização IACA e a revista Fórum Estudante. Miguel Loureiro, administrador da Racentro, visitou o Colégio Dr. Luís Pereira da Costa, em Monte Redondo, onde teve a oportunidade de explicar as boas práticas da empresa, os melhores processos produtivos e despertar os mais jovens para esta área profissional.

A Startup Leiria é uma aceleradora de empresas que pretende dinamizar e rejuvenescer o tecido empresarial da região, através da promoção do empreendedorismo e disrupção tecnológica com projetos afetos à indústria 4.0. O 2º Programa de Aceleração da Startup Leiria realizou-se entre os meses de setembro e dezembro, e contemplou ações de capacitação entre as quais formação e mentoria especializada.

Tradição de celebrar o Magusto em equipa

AWS Initiate 2019 destaca Grupo Lusiaves A empresa Claranet, a maior fornecedora europeia independente de soluções integradas de IT nas áreas de hosting, cloud, redes e segurança, apresentou o Grupo Lusiaves como um Caso de Sucesso da migração do Data Center para a Cloud, na conferência AWS Initiate Portugal. A primeira edição do evento em Portugal decorreu no dia 22 de outubro de 2019, e reuniu empresas, startups, clientes e parceiros para um momento de partilha de conhecimento sobre os produtos da Amazon Web Services. O Grupo Lusiaves foi destacado pela Claranet pelos resultados positivos que tem obtido com a implementação da Cloud da AWS, nomeadamente a maior agilidade e rastreabilidade do negócio, a segurança e estabilidade dos dados e a otimização dos custos.

4

O dia de São Martinho foi assinalado nas empresas do Grupo Lusiaves com os tradicionais magustos. Os colaboradores reuniram-se no dia 11 de novembro para saborear as primeiras castanhas. A preparação e animação do evento em cada unidade ficou a cargo das equipas locais, de norte a sul do país, e o Grupo promoveu a entrega das castanhas, tendo sido distribuídos no total mais de 400 kg de castanhas. Na rede social interna da empresa (Workplace) foram partilhadas inúmeras fotografias das iniciativas realizadas, para mais tarde recordar.


PANORAMA

A Inovação na gestão de Recursos Humanos

Colaboradores vestem-se a rigor para o Natal

A Diretora de Recursos Humanos do Grupo Lusiaves, Sónia Matias, esteve presente no Congresso RH, que teve lugar no Instituto Superior de Contabilidade e Administração de Coimbra, no dia 30 de outubro. A representar o Grupo Lusiaves no painel “Inovação na Gestão de Pessoas”, Sónia Matias deu a conhecer de que forma a inovação tecnológica tem vindo a melhorar o bem-estar dos colaboradores do Grupo nas suas atividades diárias, nomeadamente no que diz respeito à aposta na digitalização dos processos e automação dos sistemas, e que iniciativas têm sido realizadas para formar e desenvolver talento interno.

Numa iniciativa ímpar, na sexta-feira dia 20 de dezembro, os colaboradores do Grupo Lusiaves organizaram-se para festejar a quadra natalícia e vestiram-se a rigor para o trabalho com os melhores acessórios de Natal. Desde camisolas a barretes e hastes de rena, esta iniciativa teve uma forte adesão e resultou na partilha de inúmeras fotografias criativas na rede social interna da empresa (Workplace). Campoaves, Lusiaves, Hiperfrango, Zoopan, Comave e Campoaves UTS foram algumas das empresas que aderiram ao desafio.

100 Bebés nascem no Grupo Lusiaves em 2019 2019 foi o ano em que nasceram 100 bebés no total de nascimentos das empresas do Grupo Lusiaves. Só na Lusiaves, com sede na Marinha das ondas nasceram 45 bebés. A Empresa oferece a cada funcionário uma cesta de enxoval do bebé no valor de 250€ e procura promover, de forma continuada, medidas que visam manter um equilíbrio saudável entre o trabalho, a vida e o bem-estar pessoal dos seus funcionários. Desde há vários anos que o Grupo tem tomado iniciativas de promoção e apoio à família dos seus colaboradores. Esta atitude demonstra o ADN da cultura organizacional reconhecendo a importância da família para o bem-estar dos seus colaboradores. Além deste incentivo, todos os colaboradores da empresa têm acesso aos benefícios “Ser mais” com condições especiais em ginásios, farmácias, clínicas, bancos, hotéis.

43

8

AVISABOR

LUSIAVES

7

7

7

LUSIFROTA

MEIGAL ALIMENTAÇÃO

CAMPOAVES

5

4

INOGEN

HIPERFRANGO

Grupo lidera rankings das maiores empresas da região centro O Grupo Lusiaves destaca-se na nova edição do ranking das “1000 Maiores Empresas do Centro”, publicada pelo jornal Diário as Beiras, por incluir três empresas nas 50 maiores da Região Centro e quatro no ranking das 50 maiores do distrito de Leiria, considerando o volume de negócios e a performance geral dessas empresas em 2018. As cinco empresas do Grupo Lusiaves destacadas nos diversos rankings são a Lusiaves, a Racentro, a Perugal, a Lusicresce e a Campoaves. O distrito de Leiria é liderado pelo próprio Grupo Lusiaves (com sede administrativa nos Marrazes), que ocupa o primeiro lugar do ranking das 50 maiores empresas, seguida pela Racentro, Perugal e Lusicresce, que ocupam o 5º, 15º e 48º lugares, respetivamente. O Grupo acumula ainda duas empresas no top 10 do ranking de Coimbra e no top 15 das maiores de Viseu. Mantendo a regularidade de produção dos últimos anos, a Lusiaves destaca-se como a maior empresa da Indústria Alimentar na Região Centro, com um volume de negócios de cerca de 220 milhões de euros e empregando mais de mil colaboradores.

COMAVE

PERUGAL

5


A ABRIR

50º Aniversário da IACA

Política de Sustentabilidade do Grupo Lusiaves em destaque O Presidente do Grupo Lusiaves esteve presente nas comemorações do encerramento do 50º aniversário da Associação Portuguesa dos Industriais de Alimentos Compostos para animais – IACA onde participou como Orador convidado. Um evento que contou com a presença de 300 participantes e mereceu a atenção do presidente da República, O evento decorreu no dia 25 de outubro no Convento do Beato.

A

velino Gaspar participou de uma

O Presidente do grupo Lusiaves começou por

tituição dos motores elétricos por motores

Mesa Redonda, moderada pelo Se-

destacar algumas medidas já implementa-

mais eficientes e a aplicação de iluminação

cretário-Geral da Federação Europeia

das na Racentro, uma das empresas do Gru-

LED em toda a unidade.

dos Fabricantes de Alimentos - FEFAC, Ale-

po, que partilha a mesma política ambiental

xander Döring, sob o tema “Como preparar

e que defende a sustentabilidade dos recur-

as Empresas para os Desafios da Sociedade,

sos e a economia circular.

em conjunto com outros três empresários, de empresas nacionais e internacionais, nomeadamente Cristina de Sousa, Co de Heus e Jean-Michel Boussit. Todos responderam a diversas questões sobre a implementação da Visão 2030 nas suas empresas e como estão a lidar com os principais desafios, desde a segurança alimentar, biossegurança, sustentabilidade, resistência antimicrobiana, eficiência energética, alimentação de precisão, economia circular, saúde e bem-estar animal. Foi neste contexto que o discurso de Avelino Gaspar se destacou, assim como a sua visão e as medidas sustentáveis que o Grupo Lusiaves tem vindo a adotar “procurando estar alinhado, sempre que possível, com os Objetivos para o Desenvolvimento Sustentável estabelecidos pela ONU até 2030”, referiu.

6

Presidente da República dirige mensagem ao sector. Neste evento foi também possível ouvir a

A Racentro tem tomado diversas medidas,

Mensagem escrita que Marcelo Rebelo de

como por exemplo a renovação da frota au-

Sousa dirigiu às empresas do sector para

tomóvel por viaturas novas, de acordo a nor-

assinalar esta data dos 50 anos da IACA. Nas

ma Euro VI, e a aquisição de um software de

suas palavras, o Presidente da República rei-

gestão de frota que permite monitorizar o

terou a sua confiança no futuro do sector, do

perfil de condução dos motoristas e direcio-

qual faz também parte a empresa Racentro

ná-los para formações de condução segura,

do Grupo Lusiaves, e referiu que “…saberão

económica e ecológica. De forma a minimizar

inovar, continuando a contribuir para o cres-

o consumo de combustíveis fósseis há ainda

cimento da riqueza e do emprego em Portu-

uma definição de rotas eficientes.

gal.”

Ao nível do processo da secagem do milho, cerca de 50% da energia necessária provém de vapor de água produzido através de biomassa e esta medida já permitiu reduzir em 50% o consumo de gás propano da Racentro e contribuiu para a redução da emissão de CO2. Com o objetivo de minimizar o consumo de energia a empresa realizou ainda a subs-


A ABRIR

A saúde e segurança são prioridades da empresa

Grupo Lusiaves contribui para ampliação do Serviço de Pneumologia do Hospital de Leiria No âmbito da sua política de responsabilidade social, o Grupo Lusiaves formalizou um protocolo de cooperação técnica e financeira com o Centro Hospitalar de Leiria (CHL), através do qual o grupo económico se compromete a apoiar a ampliação do Serviço de Pneumologia com um donativo de 150 mil euros.

O

protocolo foi assinado na manhã

a primeira causa de letalidade intrahospita-

O investimento em curso no serviço de

do dia 30 de novembro, no Hospi-

lar, sendo referido como um dos países com

pneumologia do CHL permitirá a expansão

tal de Santo André, em Leiria, com

as taxas mais altas de mortalidade por pneu-

das instalações e para aquisição de equipa-

a presença do Secretário de Estado da Saú-

monia. Segundo o último Relatório da Rede

mento e mobiliário. O número de gabinetes

de, António Sales. A ampliação da unidade

Nacional de Especialidade e de Referen-

crescerá de dois para seis, os postos de Hos-

de pneumologia do centro hospitalar visa

ciação do Ministério da Saúde, de 2015, os

pital de Dia de oito para 16 e os lugares da

“responder ao aumento da procura dos cui-

recursos da especialidade de Pneumologia

sala de espera aumentarão de 16 para 40.

dados desta especialidade, nomeadamente

da região centro e, mais precisamente, do

aos doentes oncológicos”, explica o CHL em

Centro Hospitalar de Leiria, são inferiores à

comunicado. O donativo do Grupo Lusiaves

média nacional e aos valores aconselhados

permitirá ao centro hospitalar ter condições

pela União Europeia, nomeadamente quan-

de excelência já em 2020.

to ao número de médicos, número de camas

O apoio do Grupo Lusiaves surge no âmbito da sua política de responsabilidade social, com o firme objetivo de contribuir para a melhoria da qualidade de vida da comunidade onde insere e emprega mais de 2.000 colaboradores. Durante a assinatura do protocolo Avelino Gaspar, presidente do Grupo Lusiaves, destacou a saúde e segurança dos seus colaboradores como uma prioridade

e a demora média do serviço de pneumologia. “O apoio que hoje entregamos é muito importante para o nosso Grupo. Ele espelha, não só o compromisso com esta região, mas acima de tudo demonstra que todas as entidades, públicas ou privadas, são relevantes e devem estar disponíveis para apoiar as reais necessidades do nosso país”, defendeu Avelino Gaspar.

O Secretário de Estado da Saúde, António Sales, esteve presente na cerimónia de assinatura do acordo de cooperação com o Grupo Lusiaves, de forma a apadrinhar este protocolo. “O Centro Hospitalar de Leiria está mais capacitado, com mais e melhores condições, para servir os seus utentes. Ganhamos todos, ganha Portugal, e por isso vim apadrinhar este protocolo”. A encerrar a cerimónia do protocolo, António Sales frisou o “enorme gesto de grandeza de atividade cívica do Grupo Lusiaves na sociedade. Nunca se esqueceu da sua responsabilidade social”.

para o grupo empresarial, através da formação, do estabelecimento de protocolos na área da saúde e bem-estar, disponibilização de apoio médico, realização de rastreios e de outras ações de medicina preventiva. Por outro lado, o Grupo Lusiaves tomou conhecimento dos números de grande impacto sobre a pneumologia a nível nacional e na região de Leiria. As doenças respiratórias são a terceira causa de morte em Portugal e

7


A ABRIR

Cadeira do Grupo Lusiaves com a licitação mais alta no valor de 1.000€

“Banco da Inclusão” foi a estrela do Leilão da Matobra O Grupo Lusiaves marcou presença na iniciativa “As Cadeiras do Curso de Vida da Matobra”, com a personalização artística de uma cadeira alusiva à inclusão multicultural, um tema muito querido à empresa. O leilão das 53 cadeiras personalizadas por várias entidades resultou em 16.687€ para ajudar a Associação DOCE, que apoia crianças com doenças degenerativas.

O leilão das 53 cadeiras resultou numa angariação de mais de 16 mil euros, entregues à Associação DOCE – Divulgar e Orientar para Combater e Enfrentar a Tay Sachs, Sandhoff e GM1. A DOCE dedica-se à divulgação e ao estudo de doenças raras degenerativas infantis, para as quais não se conhece cura. Os fundos angariados visam apoiar o trabalho que tem vindo a ser desenvolvido na formação específica aos cuidadores e nos projetos de investigação em parceria com diversos

A

As 53 cadeiras, uma por cada ano de exis-

cialista em materiais de construção

tência da Matobra, estiveram em exposição

e decoração, realizou a 3ª edição da

no piso 1 do Alma Shopping durante uma

sua Venda Solidária das Cadeiras que decor-

semana. Durante este tempo, os visitantes

reu no dia 8 de dezembro de 2019, no Alma

puderam comprar os catálogos da exposi-

Shopping em Coimbra. Empresas, equipas e

ção e votar na sua cadeira favorita por ape-

algumas figuras públicas foram desafiadas

nas um euro. Só em votos, foram angariados

a dar asas à sua imaginação e personalizar

682 euros.

uma cadeira de madeira, entregue em bruto, com o tema “Gestos com Alma”.

No dia 8 de dezembro realizou-se a venda solidária das cadeiras que reuniu aproxima-

A intervenção do Grupo Lusiaves na cadei-

damente uma centena de pessoas. O leilão

ra, transformada em banco, representa a

arrancou com o espetáculo do Coro dos An-

inclusão e a abrangência de todos os povos.

tigos Orfeonistas da Universidade de Coim-

O Grupo defende que todos têm lugar na

bra, dando início a uma tarde de solidarie-

sociedade, bem como na empresa, indife-

dade. Tendo como valor base de licitação

rentemente da cultura, tradição ou religião.

de 50€, todas as cadeiras foram licitadas e

Os padrões têxteis são uma representação

tiveram uma nova casa por uma boa causa.

de culturas, celebrações, costumes de cada

A cadeira do Grupo Lusiaves teve a licitação

povo e país - manifestações culturais que o

mais alta, num valor de 1.000€.

Grupo Lusiaves aceita partilhar e acolher.

8

cientistas internacionais.

Matobra, empresa de Coimbra espe-


A ABRIR

Grupo Lusiaves celebra 20 Anos de Carreira de Colaboradores

Uma Viagem no Tempo pelo Rio Douro Como dita a tradição, o Grupo Lusiaves premiou os colaboradores que comemoraram 20 anos de carreira em 2019, e desta vez a experiência foi um cruzeiro no Douro vinhateiro. A iniciativa tem como objetivo agradecer toda a dedicação e empenho que estes colaboradores entregam à família Grupo Lusiaves durante a sua carreira.

O

Grupo Lusiaves surpreendeu e

onde os participantes se apresentaram in-

agradeceu aos colaboradores que

dividualmente originando um momento de

comemoraram duas décadas de

partilha e de fortalecimento de laços entre

trabalho no Grupo Lusiaves, não só com os troféus e diplomas entregues nas festas de Natal, mas também com um momento de convívio dedicado e especial.

colegas. Ao almoço, foi servida uma típica refeição nortenha, com o melhor vinho branco e tinto da região. A experiência gastronómica foi

O dia começou bem cedo, com uma viagem

acompanhada por um responsável da quin-

de autocarro até ao Douro, onde todos os

ta que explicou a história relativa a todos os

colaboradores foram conhecendo os seus

pratos: desde as entradas com alheira, cos-

colegas e foram partilhando o seu percurso

corões e pataniscas de bacalhau, seguidas

no Grupo Lusiaves. Pelas 10h30, o autocar-

da clássica sopa à lavrador e do saboroso

ro chegou ao Cais do Pinhão, em Vila Real,

naco de vitela estufado, e finalizando com

e os colaboradores embarcaram num bar-

uma seleção das melhores sobremesas, do-

co tradicional Rabelo e prepararam-se para

ces e queijos da região.

uma viagem inesquecível no rio Douro. Ao som de duas guitarras portuguesas e da voz de uma fadista, os colaboradores puderam desfrutar da vista do Douro vinhateiro e provar um vinho do Porto acompanhado de um delicioso pastel de natal – uma experiência tipicamente portuguesa.

Toda a iniciativa foi acompanhada por uma equipa de filmagens, e os colaboradores que celebraram os 20 anos de carreira tiveram a oportunidade de gravar um testemunho sobre o seu percurso no Grupo Lusiaves bem como a sua opinião sobre as experiências que viveram naquele dia. Todas as filma-

No fim do cruzeiro, seguiram caminho até

gens foram compiladas num vídeo, que foi

à Quinta da Avessada, situada no planalto

apresentado nas festas de Natal do Grupo

vinhateiro de Favaios, no centro da zona

Lusiaves em dezembro. Após a exibição do

demarcada do Douro. A 600 metros de alti-

documentário da iniciativa, os colaborado-

tude e com 1000 hectares de área plantada,

res foram também presenteados com um

a quinta é o ponto mais alto e plano da re-

troféu e um diploma, entregues pelo presi-

gião. Ao chegarem à Quinta da Avessada, os

dente do Grupo Lusiaves, Avelino Gaspar, de

colaboradores foram recebidos com um es-

forma a agradecer todo o trabalho e dedica-

petáculo tradicional de concertinas, ao qual

ção entregues à família Grupo Lusiaves ao

se sucedeu um momento de teambuilding,

longo dos seus 20 anos de carreira.

9


A ABRIR

Emoções fortes nas festas de Natal do Grupo Lusiaves

Festas de Natal 2019 As tradicionais Festas de Natal regressaram ao Grupo Lusiaves durante o mês de dezembro. Em 2019, tal como nos anos anteriores, os festejos foram repartidos entre os dias 7, 8 e 14 de dezembro por três regiões distintas - norte, centro e sul – de forma a conseguir proporcionar os melhores momentos para os colaboradores de todas as empresas do Grupo. Os três eventos contaram com o apoio de uma equipa de mais de 80 profissionais, e tiveram como pontos altos o discurso do presidente do Grupo Lusiaves, Avelino Gaspar, o documentário e a entrega dos prémios dos 20 Anos de Carreira, e a atuação da AS Band que animou as três festas de Natal.

CENTRO | 7 DEZEMBRO 2019

D

epois do sucesso do ano anterior, o edifício da Cerveja Xarlie, em Leiria, foi novamente a escolha para reali-

zar o Jantar de Natal de 2019 das equipas da região Centro. Preparada para receber mais de 1.000 colaboradores, a festa de Natal teve início às 19h com um serviço de catering de boas vindas na Cervejaria Xarlie, onde os colaboradores puderam experimentar a cerveja artesanal “da casa” e os melhores aperitivos das marcas do Grupo Lusiaves. As equipas tiveram ainda a oportunidade de tirar fotografias no photoshooting do evento, juntamente com os colegas de diversas empresas do Grupo Lusiaves. A passagem para a sala de jantar realizou-se através de uma galeria preparada e iluminada especialmente para o evento. O jantar contou com a apresentação de Nuno Maurício, que, de uma forma muito divertida, introduziu os momentos que marcaram a noite: o discurso do presidente do Grupo Lusiaves Avelino Gaspar, a entrega dos prémios dos 20 anos de carreira, e o tradicional brinde de Natal. No final do jantar, as equipas puderam aproveitar o final da noite e arrasar na pista de dança ao som da AS Band.

Veja todas as fotos das Festas de Natal http://festanatal.grupolusiaves.pt

10


A ABRIR

SUL | 8 DEZEMBRO 2019

O

animado almoço de Natal das equipas da região mais a sul do Grupo Lusiaves teve lugar no Centro de

Eventos Porto da Luz, em Alenquer. No dia 8 de dezembro cerca de 400 colaboradores foram recebidos ao som dos melhores hits de Natal e com serviço de catering com diversos produtos das marcas do Grupo Lusiaves. O bom ambiente e o espírito natalício duraram todo o dia. Na sala de almoço, decorada especialmente para o evento, as equipas ouviram atentamente a mensagem de Natal do presidente do Grupo Lusiaves que destacou os resultados e o percurso da empresa no ano de 2019, e, claro, os desejos para o novo ano. A entrega dos prémios dos 20 anos de carreira, o brinde de Natal e o momento de animação e dança ao som da AS Band foram alguns dos momentos de destaque da festa de Natal do sul. NORTE | 14 DEZEMBRO 2019

E

ste ano as equipas do norte reuniram-se no Europarque – Cidade dos Eventos, em Santa Maria da Feira. Mais de

400 colaboradores foram recebidos com um welcome drink recheado de iguarias da Lusiaves e Campogrill, marcas do Grupo Lusiaves. As equipas tiveram a oportunidade de tirar fotografias para mais tarde recordar, num incrível photoshooting desenhado para o momento. Antes do jantar decorreu o discurso do presidente do Grupo Lusiaves, a entrega dos prémios dos 20 anos de carreira e o famoso brinde de Natal, com espumante e um bolo rei que todos tiveram oportunidade de provar. Durante o evento, Avelino Gaspar atribui ainda um louvor ao colaborador Carlos Braz que cumpriu 48 anos de carreira no Grupo Lusiaves. A festa terminou com o momento musical da AS Band, onde os convidados aproveitaram para descontrair na pista de dança. No fim, os colaboradores nepaleses tiveram a oportunidade de dançar ao som da música tradicional do Nepal, partilhando com os colegas um momento multicultural que ficará na memória de todos.

11


EM FOCO

Grupo Lusiaves promove conferĂŞncia em Soure

Invest Soure 2020: Acelerar a Economia Local

12


EM FOCO

O estudo revelou que a atividade do Grupo acrescenta anualmente à economia local mais de 2 milhões de euros e que este emprega mais de 2% da população ativa de Soure.

O Pavilhão Multiusos de Soure atingiu o total da sua capacidade ao receber a conferência Invest Soure 2020 – Acelerar a Economia Local, organizada pelo Grupo Lusiaves que se encontra há mais de duas décadas no concelho de Soure. O evento contou com um debate moderado pelo reputado jornalista Camilo Lourenço, onde o presidente do Grupo Lusiaves, Avelino Gaspar, demonstrou a sua intenção em apostar na formação académica e técnica na área avícola do concelho.

A

conferência Invest Soure 2020 juntou

Centro, e o programa “Dá asas ao teu ne-

mais de 130 pessoas, entre as quais

gócio” do Grupo Lusiaves, que ajuda novos

representantes do tecido empresa-

empreendedores na criação de negócios na

rial, líderes regionais, meios de comunicação e cidadãos do concelho, para debater o papel das empresas na economia local e no desenvolvimento das regiões. O Grupo Lusiaves foi apresentado como um exemplo de sucesso de boas práticas do tecido empresarial no desenvolvimento do concelho de Soure, sempre respeitando a sociedade e o ambiente envolvente.

área avícola. Impacto do Grupo Lusiaves em Soure O programa da conferência contou com uma apresentação, realizada pelo professor Pedro Saraiva, sobre o estudo levado a cabo pela Universidade Nova de Lisboa relativo ao impacto do Grupo Lusiaves em Soure. O estudo revelou que a atividade do Grupo acrescenta anualmente à economia

A sessão iniciou-se com um enquadramento

local mais de 2 milhões de euros e que este

realizado pelo presidente da Câmara Mu-

emprega mais de 2% da população ativa de

nicipal de Soure, Mário Jorge Nunes, que

Soure. Desta e de muitas outras formas, o

agradeceu ao Grupo Lusiaves pelo seu “im-

Grupo Lusiaves contribui para o crescimento

portante papel no desenvolvimento do con-

da economia local e para a fixação da popu-

celho e pelo seu forte contributo à sustenta-

lação do concelho.

bilidade económica da região”. A autarquia local lançou ainda o apelo a outras empresas a seguirem o exemplo do Grupo, ao evidenciar as inúmeras vantagens do posicionamento de Soure, por ser um concelho do centro do país, com recursos a apoios para territórios de baixa densidade, mais a litoral.

Seguiu-se o momento mais aguardado da conferência: um debate sobre o papel das empresas na economia e no desenvolvimento local, moderado pelo jornalista Camilo Lourenço. O debate contou com um painel composto por Mário Jorge Nunes, presidente do Município de Soure, Avelino

Foram apresentadas várias linhas de apoios

Gaspar, presidente do Grupo Lusiaves, Pe-

disponíveis para o investimento e empreen-

dro Saraiva, professor da Universidade Nova

dedorismo, nomeadamente os apoios ao

de Lisboa, Fernando Alves, diretor regional

nível da contratação do IEFP da Figueira da

da DRAPC, e Carlos Mendes, presidente da

Foz, os apoios ao investimento agrícola da

Associação Empresarial de Soure.

Direção Regional de Agricultura e Pescas do

13


EM FOCO

No debate foram abordados diversos temas e preocupações atuais sobre o emprego na região, a necessidade de criar ferramentas de apoio ao investimento, as estratégias e perspetivas para o futuro. A falta de mão-de-obra foi assinalada como um dos maiores constrangimentos ao desenvolvimento empresarial local. O Grupo Lusiaves foi mencionado como bom exemplo de recrutamento de cidadãos estrangeiros, recém-chegados a Portugal, como forma de colmatar o défice de recursos humanos. Formação Avícola em Soure O debate ficou marcado pela revelação de um plano de construção de uma escola avícola por parte do Grupo Lusiaves. A intenção desta aposta na formação académica e técnica foi revelada por Avelino Gaspar: “temos um projeto avícola para um terreno de 200 hectares que adquirimos recentemente, onde também temos um plano de construir uma escola avícola, que daria formação teórica sobre esta área de negócio e formação prática nas atividades avícolas que o Grupo tem no concelho”. O presidente do Grupo Lusiaves sublinha o papel essencial da formação para o desenvolvimento da atividade do setor, sendo merecedora de investimento constante. O projeto está a ser avaliado pela autarquia local. A conferência INVEST SOURE 2020 – Acelerar a Economia Local ocorreu no dia 28 de outubro de 2019 com o apoio da Câmara Municipal e da Associação Empresarial de Soure, e permitiu ao povo sourense debater, juntamente com os líderes do concelho, o futuro e desenvolvimento do mesmo.

14


15


16


POR ACREDITAR NISTO

ECONOMIA LOCAL O PAPEL DETERMINANTE DAS EMPRESAS E DO GRUPO LUSIAVES Anabela Freitas Presidente da Câmara Municipal Tomar Foi a primeira mulher a assumir a presidência da Câmara Municipal de Tomar. É atualmente também presidente da Comunidade Intermunicipal do Médio Tejo.

O concelho de Tomar tem uma longa história ligada à

Mas também para o Município de Tomar há um aspeto relevante a

produção avícola, que aqui se desenvolveu de forma

ter em conta na sua relação com a empresa. Quando, em 2013, esta

significativa a partir de meados do século passado,

iniciou os procedimentos para a ampliação das suas instalações lo-

com empresas de referência no setor. A sua importân-

cais, a autarquia elegeu esse processo como o primeiro de uma nova

cia, aliás, levou a que em 1974 se realizasse na nossa

relação com o tecido empresarial, com o objetivo de agilizar o mais

cidade a 1ª Feira Avícola Nacional, um certame que acabaria por ter

possível o sistema de licenciamento, evitando constrangimentos

um impacto mais reduzido do que poderia ter tido porque aconte-

que, no passado, tinham posto em causa diversos investimentos.

ceu exatamente dois dias depois do 25 de Abril.

Só com uma relação próxima e aberta com os investidores, conce-

Mas se a revolução teve reflexos naquela feira, não o teria no desen-

lhos como Tomar poderão afirmar as suas vantagens, marcados

volvimento da fileira de produção e de empresas ligadas ao setor

como estão por um certo estigma de interioridade que, na verdade é

que acabariam por ter um papel determinante na economia local e

apenas aparente. De facto, como a Lusiaves pode comprovar, o nos-

em particular na empregabilidade quando, nas décadas seguintes,

so território é hoje dos mais centrais do país, com excelentes e rápi-

as grandes empresas do concelho, de carácter industrial, sucumbi-

dos acessos rodoviários aos principais centros urbanos nacionais,

riam à pressão da abertura dos mercados e à falta de ajustamento

mas também a Espanha. Para além do inegável benefício de esta-

técnico atempado.

rem ligados a uma das cidades mais emblemáticas do país, herdeira

Chegados ao século XXI, o panorama alterou-se. Confirmando a importância de Tomar neste setor, o concelho assistiu à chegada de in-

da tradição templária e de um vasto património natural, material e imaterial que faz dela espaço único no mundo.

vestidores vindos de outros pontos do país, que trouxeram consigo

Por tudo isto, o Município de Tomar encara a presença da Lusiaves

sangue novo, com excelentes resultados combinados com a expe-

no concelho como uma mais-valia, exemplo de uma empresa que

riência local pré-existente.

tem sabido inovar dentro de uma área muito específica onde era fá-

O grupo Lusiaves insere-se nesse conjunto. A sua chegada à Quinta da Asseiceira, numa das freguesias em que a agropecuária mais

cil ficar agarrado às práticas de sempre. Contamos convosco como parceiros para continuar o desenvolvimento do concelho.

se tem desenvolvido, trouxe a mais-valia técnica de um dos grupos líderes da sua área, com resultados visíveis até na própria implantação paisagística das instalações, algo que é especialmente relevante se tivermos em conta que as mesmas, situadas paredes meias com a autoestrada A13, fazem parte do cartão de visita de parte significativa dos visitantes que entram no concelho.

17


UM DIA COM…

Serviços centrais

Recursos Humanos: Os colaboradores em primeiro lugar O departamento de Recursos Humanos dos Serviços Administrativos Centrais do Grupo Lusiaves reúnem todos os processos de Pay-Roll Team, Support Team, Equipa de Recrutamento e Equipa de Formação.

Pay-Roll Team Essencial para o bom funcionamento do Grupo, a equipa de Pay-Roll centraliza as atividades de registo de dados e processamento salarial dos colaboradores da maior parte das empresas do Grupo. A equipa é composta por sete elementos (Pedro Guerra, Soraia Romão, Mariana Cunha, Andreia Rodrigues, Pedro Lopes, Joana Santos e Joana Marques) que se dedicam a realizar todas as etapas que o processamento salarial envolve. Nas duas primeiras semanas do mês é realizada a preparação dos salários e, nas últimas duas, o processamento dos mesmos. A preparação é o processo mais complexo uma vez que envolve várias frentes e prazos rigorosos. Ao longo do dia, a equipa de Pay-Roll também realiza atendimentos aos colaboradores, seja via telefone ou por via presencial para esclarecimento de dúvidas relativas aos contratos, recibos e pagamentos.

18


UM DIA COM…

Support Team A Support Team dos serviços centrais dos Recursos Humanos é composta pelos técnicos Diogo Aguiar, Adriana Mendes, Ana Teresa e Francisco Gordalina. Esta equipa é responsável pelas medidas de apoio à contratação, análise da documentação das novas admissões, estágios, entrega de equipamentos a colaboradores, agendamento de serviços médicos e apoia outras equipas do departamento, nomeadamente na criação de contratos, apoio administrativo na Formação e processamento salarial. Diogo Aguiar salienta que todos os serviços realizados no departamento de RH são complementares entre si. Deste modo, os membros da equipa dizem que é raro terem uma rotina de trabalho, pois têm dias de trabalho muito diferentes. Aqui não há monotonia!

Equipa Formação João Malho e Patrícia Mendes são os responsáveis pela Formação no Grupo Lusiaves, que se divide em externa e interna. A gestão da formação externa é essencial para lecionar competências específicas que a Academia de Formação Interna do Grupo não consegue dar resposta, sendo necessário contratar os melhores profissionais para poder certificar e desenvolver corretamente os conhecimentos dos colaboradores. A equipa garante, desta forma, toda a mediação entre as empresas do Grupo e as entidades formadoras. Para além da formação externa, a equipa é responsável pela Academia do Grupo Lusiaves. Neste contexto mais interno a equipa trata da preparação da formação, da reaEquipa Recrutamento Anabela Fernandes e Sílvia Carmona recrutam recursos humanos nas diversas áreas de negócio do Grupo Lusiaves, para todas as empresas, de norte a sul do país, desde as áreas de operações (técnicos fabris, expedição, comerciais, etc) até às áreas mais especializadas, como engenharias, finanças, tecnologia, entre muitas outras. Com uma rotina de trabalho muito acelerada e intensa, Anabela e Sílvia organizam o seu trabalho em seis fases: comunicação da necessidade de recrutamento por parte da administração ou direção; análise e desenho do perfil desejado; pesquisa (da base de dados do Grupo, networking ou

lização da formação propriamente dita e a certificação da mesma. A Patrícia Mendes é a formadora interna do Grupo Lusiaves e desloca-se a vários locais para executar a formação, sendo rara a semana em que não tenha duas ou três deslocações a outras empresas. As formações juntam pessoas de diferentes empresas que têm necessidades idênticas de formação. Após a formação surge a certificação da formação interna, realizada através de plataformas de gestão de formação. O trabalho da equipa de formação é contribuir para o crescimento e desenvolvimento do Grupo Lusiaves, através do crescimento e desenvolvimento dos profissionais.

recomendações) e/ou publicação de anúncios (Website e LinkedIn do Grupo, e ainda em outras plataformas de oportunidades de emprego); captação de candidaturas e currículos; avaliação, triagem e entrevistas aos candidatos; e, por fim, a seleção e negociação. Para além do processo de recrutamento, Anabela e Sílvia são também responsáveis pela captação de jovem talento, através da presença em feiras, criação de open days, palestras e contactos com universidades. O mais importante para a equipa de Recrutamento é ter o melhor processo de recrutamento possível. O foco é encontrar a pessoa ideal para a função (não só com as melhores capacidades técnicas mas também soft skills) para que ela fique satisfeita e motivada, e permaneça na família do Grupo Lusiaves.

19


APETECE

Estudos comprovam sugestão de apresentação

Legumes congelados preservam as propriedades nutricionais Será possível obter o mesmo benefício nutricional em produtos frescos e congelados? A Lusinews foi pesquisar e descobriu que pesquisas científicas comprovam que vegetais congelados podem ser mais nutritivos.

O

s produtos congelados são, por nor-

O mito dos vegetais frescos terem mais be-

gelados da Marca Campogrill, uma marca do

ma, mais baratos e estão disponí-

nefícios também foi testado na Europa, nes-

Grupo Lusiaves, que se caracteriza por selecionar os melhores legumes congelados.

veis todo o ano. E, ao contrário do

te caso por cientistas do Leatherhead Food

que é comum pensar, muitas vezes têm mais

Research em parceria com a University of

propriedades do que os produtos frescos,

Chester em Inglaterra, e descobriu que, em

porque a congelação impede o processo de

70% dos casos, os vegetais congelados con-

oxidação. Quem o diz? Estudos realizados

tinham mais antioxidantes do que os guar-

nos Estados Unidos e em Inglaterra.

dados frescos num frigorífico durante três

A Frozen Food Foundation, uma organização

dias.

sem fins lucrativos de investigação científica

A organização Mundial de saúde recomenda

do valor nutricional dos alimentos conge-

uma dieta rica em fruta e legumes, quatro a

lados, realizou um estudo exclusivo com a

cinco porções por dia. Neste contexto, a Lu-

Universidade da Georgia, nos Estados Uni-

sinews recomenda a gama de legumes con-

Agora já sabe, para além de serem uma opção "mais saudável" e ideal para quem não tem muito tempo para lavar e preparar constantemente os legumes frescos, esta pode também ser uma opção mais ajustada ao seu estilo de vida.

dos, para comparar o teor dos nutrientes de oito frutas e legumes congelados frescos. Brócolos, couve-flor, milho, ervilhas, feijão-verde, espinafres, mirtilos e morangos foram alguns dos frutos e legumes minuciosamente analisados ao longo de dois anos, nos quais os resultados da pesquisa revelaram que congelados o seu valor nutritivo (ou seja, as quantidades de vitamina A, vitamina C e folatos) é maior do que a destes produtos armazenados em fresco. Mas este estudo não é único.

*batata pré-frita só 2500g

20


APETECE

Canjinha de galinha

O bem-estar em forma de refeição

N

sugestão de apresentação

“Comfort Food” - Comida que desperta conforto e bem-estar ao ser consumida, esta é melhor descrição deste famoso conceito que, na atual época de isolamento, o mundo recorre para se sentir melhor. Mas, se pensarmos em emoção, nostalgia e muito amor, que melhor prato podemos identificar do que uma canja à moda da nossa mãe ou da nossa avó?

esta fase em que o mundo carece

Fígado, Coração, Moela e Pescoço este pro-

Na nossa opinião, a canja é o prato que

de conforto, é natural vermos a par-

duto vem embalado (com aproximadamen-

melhor contempla o afeto e empenho no

tilha de imagens de pratos que nos

te 650 gramas) e contém todo o sabor e a

momento de preparar uma refeição para a

enchem os olhos e a alma. Trata-se de um

garantia de qualidade que já são caracterís-

família. Experimente.

mimo para o estômago de quem não pode

ticos desta marca.

ter "o colo" dos que lhe são mais queridos. É neste âmbito que lhe sugerimos uma bela e saborosa canja, cozinhada com a solução Canjinha da Lusiaves, ideal para toda a família, e que de certeza que vai ficar “repleto” das coisas mais simples e deliciosas. Prepare uma cuvete de Canjinha de Galinha Lusiaves e junte-lhe a receita e ingredientes tradicionais da sua família. 100% portuguesa, a Canjinha de Galinha da Lusiaves apresenta-se como uma ótima solução para uma refeição típica e tradicional no conforto do lar. Devidamente, cortada em pedaços, com

Esta solução, para preparar aquela que, na nossa opinião, é a verdadeira “Comfort Food” é de fácil preparação e feita com as partes nobres do frango. A canja é uma refeição que revela muito da tradição culinária portuguesa e que tem origem na Índia. Com muita presença nas mesas da monarquia portuguesa, era cozinhada diariamente para a Rainha Dona Maria I, pois esta acreditava que a canja era fundamental para a manutenção da saúde e, portanto, consumia-a todos os dias.

21


TOME NOTE

MEDIDAS DE SEGURANÇA QUE TODOS DEVEM CUMPRIR PLANO CONTINGÊNCIA COVID-19 GRUPO LUSIAVES O Grupo Lusiaves garante a segurança de todos os seus colaboradores e implementou, desde muito cedo, um conjunto de normas de segurança para diminuir o risco de contágio por COVID-19 e garantir que todos os colaboradores estarão diariamente a cumprir a sua missão de entregar alimentos a 10 milhões de portugueses. CUMPRE AS BOAS PRÁTICAS, GARANTE A TUA SEGURANÇA E A DE TODOS.

USO DE MÁSCARA OBRIGATÓRIO

MEDIÇÃO DA TEMPERATURA EM 2 PERÍODOS DO DIA

DISTANCIAMENTO PROFISSIONAL E SOCIAL

DESINFETAR AS MÃOS VÁRIAS VEZES AO DIA

O grupo mandou produzir 24.000 máscaras e distribuiu um pack de 6 máscaras para cada colaborador. Desta forma, é obrigatório o uso diário de máscara higienizada e sua substituição no segundo período de trabalho.

Nas instalações do grupo foram criadas regras de distanciamento entre as secretárias de trabalho, linhas de produção, mesas de refeição, filas de espera e zonas de fumadores.

Desde o início do mês de março todos os colaboradores são sujeitos, diariamente, à medição da temperatura, em dois períodos horários.

O grupo disponibilizou dispensadores e soluções desinfetantes em todas as entradas das unidades para garantir a correta higienização de mãos.

1ª EMPRESA A REALIZAR TESTES DE DESPISTE Com o objetivo de trabalhar de forma preventiva na segurança de todos, o Grupo Lusiaves implementou uma estratégia de realizar testes de despiste ao COVID-19 aos colaboradores. Os testes estão a ser realizados à medida das necessidades e da capacidade de resposta dos laboratórios.

22


OPORTUNIDADES

TALENTO PROCURA-SE

GESTÃO DE PROCESSOS PRODUTIVOS

Engenheiro de processo

Candidata-te: recrutamento@grupolusiaves.pt

Pardilhó

Para podermos dar sustentabilidade à nossa Unidade Fabril, procuramos alguém que nos ajude a melhorar a nossa produção. Desta forma, necessitamos de um mediador, que garanta o cumprimento do processo de fabrico da forma mais eficiente e eficaz possível. Se gostas de gerir o funcionamento da produção bem como das necessidades de manutenção esta vaga é para ti! Funções: • Gerir o funcionamento da linha de produção; • Gestão da equipa afeta à linha; • Assegurar a execução do plano de produção da linha; • Gestão de necessidades de manutenção de todas as máquinas da secção. Perfil Pretendido: • Formação em Eng. Alimentar, Biotecnologia, Gestão Industrial, Ambiente ou áreas similares; • Elevada capacidade de comunicação; • Responsabilidade, automotivação e resiliência; • Proatividade, rigor e flexibilidade; • Disponibilidade para trabalhar de segunda a sexta entre as 15h e as 24h.

GESTÃO DE PROCESSOS PRODUTIVOS

Business Process Manager Leiria

O gestor de processos de negócios avalia, projeta, executa, mede, monitora e controla os processos de negócios. Trabalham para garantir que os resultados do processo de negócios estejam em harmonia com os objetivos estratégicos da organização. Eles trabalham em colaboração em todos os departamentos da organização para ajudar a melhorar a gestão de um processo de negócios. Eles também tendem a se concentrar em todo o processo, do começo ao fim, introduzindo inovação no processo que pode impactar os resultados, aumentar a lucro e ajudar a organização a atingir seus objetivos e metas de negócios. O nosso grupo é constituído por 10 áreas de negócio diferenciadas. Funções: • Por cada área de negócio identificar os diferentes processos que existem; • Documenta-los na plataforma (https://www.lucidchart. com); • Realização de workshops com os líderes de cada área de negócio para apresentar os processos atuais em vigor e sugerir e redesenhar e melhorar processos; • Gerir cada projeto de mudança, e atualizar a documentação de processos de acordo; • Gerir desta forma para cada uma das áreas de negócio do Grupo. Perfil pretendido: • Ter background em consultoria de processos operacionais. • Experiente em levantamento de processos e sistematização e documentação de processos das empresas; • Experiência em projetos de transformação de processos, com intuito de os melhorar e tornar mais eficientes utilizando workshops; • Gerindo os processos de mudança desses processos, garantindo sempre a documentação atualizada; • Disponibilidade para mobilidade interna e horários diferenciados; • Ter trabalhado anteriormente em auditorias e ter acompanhado; • Escolaridade a nível superior.

OPERAÇÕES

INOVAÇÃO E TECNOLOGIA

Gestor de Higienização

Revolutionary Front-end

O local de trabalho da indústria alimentar requer uma higiene rigorosa e frequente. Se gostas de garantir a limpeza no trabalho bem como as medidas para minimizar os acidentes laborais esta função é para ti! Procuramos alguém organizado com seus principais focos de atuação na limpeza. Somos uma equipa dinâmica que se preocupa com o fazer bem feito.

Na equipa de inovação e tecnologia do Grupo Lusiaves, que está em ativa expansão, estamos dedicados a implementar e desenvolver as melhores soluções para o negócio. É um desafio que requer skills técnicas avançadas, coragem e ambição. Como o Grupo Lusiaves continua a crescer a um ritmo acelerado, estamos à procura de um Front End Developer para se juntar à equipa de produto de Food Operations para nos ajudar a desenvolver as aplicações e experiências de utilização de nova geração, utilizando as últimas tecnologias de front-end para melhorar a vida de mais de 2000 dos nossos colaboradores que diariamente as utilizam.

Monte Redondo

Funções: • Proceder à gestão da arrumação e higiene das instalações da unidade; • Experiência em gestão de equipa; • Experiência em limpeza industrial; • Garantir os procedimentos de higiene nas instalações. Perfil pretendido: • Experiência em limpeza industrial (fator não eliminatório); • Garantir os procedimentos de higiene nas instalações; • Escolaridade mínima obrigatória; • Dinâmico e proativo; • Disponibilidade imediata para trabalhar em vários horários.

PRODUÇÃO AVÍCOLA

Técnico Avícola Benavente

Se gostas de aves, do campo e de tratar dos animais este trabalho é para ti! Para que possamos ter sucesso na venda dos nossos produtos necessitamos primeiramente que as aves sejam bem tratadas. Preocupamo-nos com as pessoas e com a saúde animal. Deste modo se nos queres ajudar nesta função prioritária, que é cuidar dos animais, vem fazer parte da nossa equipa.

Leiria

Funções: • Trabalhar em conjunto com a equipa de UI/UX designers no desenvolvimento de interfaces; • Criação e atualização de biblioteca de estilos, assim como novos front-end componentes; • Implementação de novas features às aplicações front-end utilizando APIs REST e Webhooks; • Sugerir e aplicar melhoramentos á arquitetura da aplicação e processos; • Cumprir com os requisitos das novas features a implementar e documentar todos os desenvolvimentos; • Desenvolver código bonito e eficiente com as melhores práticas TDD e DevOps; • Correção de bugs e implementação de melhorias de performance; • Colaboração com toda a equipa de produto no desenvolvimento e priorização das tarefas. Perfil pretendido: • Habilitações Académicas na área de Engª Informática ou equivalente; • Conhecimentos de Javascript, HTML e CSS; • Conhecimentos de React e/ou React Native ou de frameworks equivalentes de frontend (Ex: Vue); • Confortável com metodologias de desenvolvimento Agile; • És uma pessoa humilde e muito curiosa, sempre á procura de aprender algo novo; • Capacidade de análise e resolução de problemas; • És responsável, e muito proactivo; • Conhecimentos de Inglês (oral e escrito).

Funções: • Responsável pela alimentação das aves e apanha de ovos; • Assegura a limpeza e desinfecção das instalações; • Apoio ás equipas de vacinação; Perfil pretendido: • Escolaridade mínima obrigatória; • Sentido de responsabilidade; • Boa capacidade de relacionamento interpessoal; • Espírito de equipa.

23


24