Page 1


Luis Claudio Araujo

OBSESSIVOS A Revelação Final

Luis Claudio Araujo

2017

2


Amostra – OBSESSIVOS – A Revelação Final

Como você seria se o sexo fosse a sua religião?

Assim é a vida de Gabriel integrante de uma Irmandade secreta que se beneficia do sexo, e assim desfrutar de seus rígidos e prazerosos dogmas, para se manterem. Protegido por sua mentora Nina, uma alta conselheira da seita, sua ascensão foi surpreendente, mas foi desafortunado pela profecia da Revelação Final proferida pelo seu líder supremo Max. Desde então teve sua vida transformada, com a perseguição que se seguiu. Agindo alguns anos na clandestinidade da Irmandade, ainda teve as amizades de Rodrigo e Milla para trazer um pouco de normalidade aos seus dias. Em meio a isso ele tenta manter sua vida tranquila desfrutando dos benefícios que a sua religião lhe traz até o momento que cruza em sua vida uma mulher, Raísa, que o fará rever todos estes seus conceitos. Esta jovem mulher teve sua vida desmoronada por uma desilusão amorosa. A partir de então encontrou dentro de si força e atitude para nunca mais ser vítima de situações como essas. Seu novo modo de viver levou-a naturalmente as portas da Irmandade de onde começa a enxergar que o dom que tem dentro de si condiz com as diretrizes daquela religião.

Mas seu destino lhe preparou muito mais surpresas.

3


Luis Claudio Araujo

Para minha mãe que pacientemente sempre acreditou em seu filho, Para meu pai que não cansou de ver as páginas aumentarem, Para meu filho que como uma linda história, eu vejo crescer e ter vida própria. 4


Amostra – OBSESSIVOS – A Revelação Final

Dedicado a uma história que se realizou em sonho.

5


Luis Claudio Araujo

Como você seria se o sexo fosse a sua religião?

6


Amostra – OBSESSIVOS – A Revelação Final

Perversão

7


Luis Claudio Araujo

alcova

A temperatura foi aumentando e começou a me incomodar. É como se o lençol estivesse aumentado a sua espessura. Foi inevitável despertar. O dia nem está tão quente e a temperatura do quarto está agradável, mas o corpo, como acontecesse naturalmente após acordar, começou a aquecer. O quarto ainda está à meia-luz permitindo notar as pequenas peças de roupa que estão por cima da poltrona de leitura no outro canto do quarto. Uma blusa jogada sobre uma calça jeans, seguindo o meu ritual: primeiro eu retiro sua calça, para assim poder apreciar suas pernas e avaliar o conjunto vestindo apenas camisa e calcinha. O ar tem um ligeiro odor de sexo misturado à fragrância floral de Light Blue D&G, me fazendo recordar desta quente noite. Começo a sentir um leve formigamento na região do pênis, mas quando as recordações trouxeram as imagens, meu pau enrijeceu quase que instantaneamente. Virei-me para observar minha doce companhia que estava de costas para mim. Sua respiração era leve, seus fios de cabelos negros escorriam pelo travesseiro trazendo um pouco de doçura para aqueles tecidos de cama amassados, maltratados pelo nosso peso e movimentos noturnos. Acompanho com o olhar a moldura que o lençol faz em seu corpo. Novamente as lembranças tomam conta de meus pensamentos, mas agora, junto com sons e gemidos. O tesão foi aumentando e não será fácil resistir por muito tempo àquela presa indefesa em minha cama. Ela aqui, em seu imaculado sono, sonhando longe, mas provocando meus presentes desejos quase inocentemente. Ajeitei-me de lado e aproximei de seu corpo. Parei alguns breves segundos para apreciar, mas logo estiquei meu braço por baixo do seu lençol e procurei sua delicada bunda. Toco de leve para não a acordar. Quero prolongar essa sensação de que está indefesa para a fome de sexo que vem me queimando. Sua pele lisa me instiga. Como posso ter comido algo tão delicado e frágil esta noite? Como eu sou mal. 8


Amostra – OBSESSIVOS – A Revelação Final

“Eu sou mal!” Minha sede de sexo por vezes supera o bom senso e a piedade. Mas a Irmandade me ajudou a canalizar essa força em prol do prazer e demais benefícios particulares, mas em alguns casos, também para o prazer da parceira. – Hmmm... – Tatiana espreguiçou-se num gemido gostoso sentido que minhas mãos acariciavam sua bunda – Bom dia, amor... Ela continuava de costas para mim, mas ajeitou-se de bruços carinhosamente no travesseiro como se fosse um bicho de pelúcia. Eu não deveria ter feito leves apertos nela, mas é gostoso sentir e ver que a palma da minha mão cobre uma nádega. Sentindo a provocação, aproveitou para se insinuar e deitada empinou a bundinha como se estivesse a oferecendo para mim timidamente. Estiquei meus dedos para dar mais firmeza à pegada. Ela esboçou uma reação de fuga, mas não deixei minha mão escapar. – Não faz isso... – Disse ainda bem sonolenta e voz rouca, mas para mim eu interpretei como: “Eu te dou, Gabriel. Me coma gostoso”. Trouxe o traseiro para mais perto de mim e então pude acariciar melhor suas curvas. Alisei em direção de suas coxas, mas parei na dobra que sua pele faz com a nádega. Sentindo-se seduzida, afastou as pernas expondo para mim sua boceta linda, lisa e macia. – Não, amor. Não tenho tempo – disse ainda de voz rouca. – Tati... Você sabe que isso nunca te impediu. – Estou atrasada... – Desvirou-se e escondeu seu corpo novamente sob o lençol, espreguiçando-se. – E quase nem dormimos direito esta noite. Suas lembranças também voltaram junto com um sorriso tímido e sacana, de satisfação e inocência. Somente Tatiana conseguia isso em uma só expressão. Em seus vinte e quatro anos de vida soube aproveitar tudo de bom que uma garota como ela poderia desfrutar. Bailarina profissional, bajulada e assediada por muitos homens, sua habilidade ia do forró ao balé clássico. Tinha uma desenvoltura, expressão corporal e mais que tudo: talento, para brilhar nessa carreira. – Sempre haverá oportunidades, eu te entendo – procurei me conformar. Eu sei que seu tempo é muito limitado quando está viajando com a companhia, mas eu na verdade queria mais. Como a conheço muito bem, deve estar exausta por causa da apresentação da noite anterior. Se realmente fosse o meu desejo, eu a faria dar para mim. E se ela me rejeitasse teria meios de persuadi-la. E se mesmo assim ela não quisesse, ainda haveria outros artifícios, mas não gosto de utilizá-los, pois adentra um lado sombrio que a Irmandade nos apresenta, mas recomenda não usarmos.

9


Luis Claudio Araujo

Caso algum alto membro descubra essa nossa habilidade obscura, podemos ser expulsos definitivamente, além de outras punições muito mais severas. Mas com Tatiana eu não precisaria fazer isso. Nossa sedução é natural. Vem de anos, anteriormente a eu ser iniciado. Difícil lembrar como tudo começou. Quando percebemos, já estávamos entrelaçados numa cama. Ou foi num carro? O que importa é que nessa primeira vez nosso encontro foi quente, e aquela garota aparentemente tímida e de sorriso malicioso esteve totalmente entregue à luxúria. Naquele tempo conheci poucas garotas que se entregavam de tal maneira. Foi algo que nos conectou de imediato. Ela completava as minhas fantasias sexuais, eu as dela, e só! Houve algumas declarações de amor, um princípio de envolvimento mais sério, mas não duraram semanas, ou até menos. Tatiana é uma garota fogosa, provocativa, insinuante, que se escondia sob uma tênue fachada de menina tímida, inexperiente e inocente. O que, para muitos homens, já é a chama para o tesão. Esta é a visão que eu tenho e ela tinha perfeita noção disso que outros a veem assim também. Sabia que, desta forma, pode provocar e conquistar os homens que ela quisesse. Seria uma bela aquisição para a Irmandade, mas Tatiana era a sua própria religião. O seu foco era a dança, o dom que Deus lhe deu, e é para isso que dedica sua vida. E eu? Sou apenas sua diversão, uma pausa de suas obrigações, as suas férias para relaxar do árduo caminho para o qual estava batalhando. Quando comecei a vê-la desta forma, nossa sintonia aumentou, e então, entre uma apresentação e outra na minha cidade, nos víamos, transávamos, nos amávamos, nos satisfazíamos e nos despedíamos com gostinho de quero mais. E hoje é essa vez! Tatiana, manhosamente, veio se aproximando, ainda deitada, querendo acomodar sua bunda no meu pau. No primeiro toque teve um pequeno susto, pois não esperava encontrá-lo já completamente ereto. – Já assim, você não tem dó de mim? – Comentou já totalmente grudada em meu quadril. Meu pau se ajustou em sua bunda, mas não enfiei. Deixei que ela “sentasse” nele para sentir a espessura e o tamanho que estava. Ela, com certeza, ficou toda cheia de si, sabedora que sua beleza provoca todo este tesão em mim. Iniciou um rebolado gostoso. No começo com movimentos longos e lentos. Assim meu membro foi sofrendo um atrito macio e cadenciado e se acomodou cada vez mais em sua bunda. 10


Amostra – OBSESSIVOS – A Revelação Final

O calor do quarto foi se intensificando gradualmente à medida que acelerava seus movimentos. Meu pênis tomou sua forma mais tesa, ideal para o momento em que a troca de energia começa a ser iniciada. O seu tesão levará a uma reação em seu corpo, onde energias vitais se concentrarão. Havendo a nossa sintonia, eu poderei usufruir dela e assim poder me revigorar. Esse ato só será concluído quando ela atingir seu clímax. Seu gozo será a finalização dessa conexão. Eu precisarei tomar cuidado para que isso não a exaure. Tatiana é praticamente uma fonte natural de plana. Só esta noite eu absorvi dela o suficiente para uma semana em gozadas tórridas. Apesar dos longos anos de nossa amizade, ela não conhece este meu outro lado. Nós da Irmandade mantemos isso em segredo, afinal, poucos compreenderão, e os poucos que nos conhecem nos rotulam de vampiros do sexo. Ela nunca me entenderia. Afinal, para mim, Tatiana é a minha paixão, e não uma espécie de posto de combustível. E a revelação de algo assim poderia gerar um afastamento definitivo, e caso eu conte a ela, teria de começar seu processo de iniciação na Irmandade. Seria uma bela aquisição, mas estou sendo vigiado de perto. Não posso, no momento, permitir essas facilidades a eles. O quarto impregnou-se com seu perfume de fêmea no cio, e a temperatura contribuiu para que o odor ficasse mais denso. Mesmo assim ainda consigo sentir discretamente a fragrância do Light Blue, fazendo-me excitar com a feminilidade de minha presa. Neste momento a sede de sexo me transforma num predador. E a garota dos meus sonhos vira uma fonte de prazer, luxúria e satisfação. Agarro-a com meus braços envolvendo seu corpo nu. Sua pele lisa e macia torna-se frágil diante da força que aplico para demonstrar meus verdadeiros desejos. Não sinto objeção. Seus olhos fecham e sua respiração se intensifica. Esboça um leve gemido, mas sua expressão facial é tomada pela submissão. Seu corpo e sua força são entregues a mim. Com um rápido movimento posiciono seu corpo de quatro a minha frente. Afasto os seus joelhos para seu sexo ficar a mostra. Noto que algumas gotas já começam a escorrer por sua coxa. Vou sugá-la, chupá-la, lambê-la, degustá-la. Seu sabor começa a tomar conta da minha boca e eu quase entro em êxtase neste momento. Tatiana também se entrega ao que está acontecendo e sai de si. Começa a gemer e urrar contidamente. Empina mais a bunda, oferecendo sua deliciosa vagina para mim. Seu sabor é doce e único. Minha língua percorre toda aquela carne tenra e saborosa. A minha vontade é de morder e mastigar de tanta fome que eu tenho por ela.

11


Luis Claudio Araujo

– Isso! Lambe sua cadelinha – seu corpo se contorce em êxtase. Minha deliciosa presa arqueou seu corpo para que sua bunda ficasse mais empinada, e em movimentos bem experientes arreganhou sua boceta. Sua carne rosada e suculenta ficou à mostra para mim. – Me coma... – Foi sua ordem. Seu corpo estava muito quente, me deixando com sensações que se contrastavam entre o carinho e a perversão ao tocar sua pele branca como neve. Tatiana ficou de quatro para mim, mais oferecida do que antes. Fui me posicionando por trás, acompanhando visualmente todas as curvas que seu corpo fazia naquele momento. Seus finos e compridos fios de cabelo escorriam pelas suas costas, deslizavam como se fossem de seda. Suas costas conduziam minha visão para a sua cintura. Daqui parece tão pequena que com apenas uma mão eu poderia agarrá-la por completo. Seu quadril se alargava logo de imediato cobrindo meu campo de visão com uma bunda de lindas nádegas redondas e grandes, mas ao mesmo tempo proporcionais às suas medidas. “Adoro esta visão!” Segurei firme sua cintura puxando seu corpo contra o meu. Este é o momento em que começo a me alimentar de sua energia, como um vampiro. Seu êxtase está quase em sua plenitude, e quanto maior este seu estado, maior será minha satisfação. Apontei meu pau para aquela xana toda lambuzada. Apertei mais a sua cintura. Meu pau pareceu ficar mais largo. Fui metendo e sentindo a fricção lubrificada que me fazia deslizar para dentro dela. Quando entrou tudo, Tatiana arqueou suas costas e, dando um leve urro por estar sendo invadida daquela forma, levantou sua cabeça como se estivesse aprovando tamanha devassidão! Agora, totalmente possuída, gemia descontroladamente, de forma descompassada, alternando constantemente, sem controle, de sons agudos para graves e vice-versa. Eu segui metendo, querendo que, a cada estocada, meu pau penetrasse mais fundo. Já podia sentir minha aura mais expandida, emanada com ajuda do plana que eu havia recebido de minha companheira esta noite. É este o momento em que há a possibilidade de termos visões. Membros mais avançados têm sensações que o levam até a previsão de futuro. Eu não tenho esse dom, mas posso pressentir que Tatiana deseja ser sempre minha, mesmo que não presencialmente, mas em seus pensamentos, em seus desejos. Meu clímax se aproximava. Nossos corpos, quentes, já adquiriram o brilho que vinha da camada de suor que cobria nossa pele nua. Minhas mãos começaram a apertar gradualmente seu quadril. Notando que meu gozo se aproximava, começou a 12


Amostra – OBSESSIVOS – A Revelação Final

me ajudar nos movimentos. Seu quadril começou a se mexer quase livre de minhas mãos. Posso ver em seu rosto a sensação de fazer o seu predador gozar por ela. A sensação de orgasmo foi crescendo e quando eu já estava para atingir o máximo, segurei-a mais forte em sua cintura, jogando seu corpo cada vez mais forte contra o meu quadril em socadas violentas. Seu corpo delicado já não fazia mais sentido para mim. Eu apenas queria gozar o mais forte que pudesse. Quando a minha força fugiu de meus braços dei um urro forte e então sua bunda tomou um movimento cadenciado num rebolado para receber toda a minha porra dentro de si. Nos breves momentos em que minhas forças retomavam eu metia intenso como se houvesse mais sêmen para sair do meu pênis. Tatiana ergueu-se manhosamente, ainda com meu pau dentro dela, pedindo um carinho neste momento. Com nossos corpos suados, abracei-a envolvendo em meus braços, segurando seus seios firmemente. Pressionei seu corpo contra o meu e beijei carinhosamente sua nuca suada do calor que seu corpo gerou. Estávamos nos desfalecendo e deitamos para relaxar ainda abraçados.

... continua ....

13


Luis Claudio Araujo

Resenha de OBSESSIVOS - A Revelação Final por Heloisa Artoni, proprietária do blog Jardim dos Livros (Maio/2016) “Sexo é o meu objetivo. Amor é a minha perdição.” (pág. 46) Neste romance somos apresentados a Gabriel, um rapaz jogador de poker que leva uma vida regrada a sexo. Ele e qualquer outro integrante da Irmandade – uma seita secreta que se utiliza da relação sexual para dominar seu Khi, estabilizar seu plana e fortalecer a sua aura -, e que por isso são considerados “vampiros do sexo”. Não entendeu nada, né? Eu explico... 

Khi é a soma de nossas energias físicas, de onde parte o caráter das pessoas, sua vitalidade e espiritualidade, uma força quase impossível de ser dominada;

Plana é a energia vital que alimenta a alma e;

Aura é a chama que emana do corpo físico e emite nosso estado emocional atua, como paixão, tristeza, fome, etc., variando sua

cor, forma, intensidade e comprimento. Após a iniciação dos membros por um mentor, há a possibilidade de ir se graduando. Gabriel, por exemplo, está no grau 25 e teve como mentora Nina que foi fundadora e está no grau 150. Porém de uma hora pra outra, Gabriel estagnou nesse grau depois de receber de Max (chefe da seita) a profecia de que ele causaria o fim das Irmandades. Com isso, sua vida virou de cabeça pra baixo: passou a ser perseguido e vigiado, as mulheres com quem saía eram investigadas, não participava mais das reuniões da Irmandade, pessoas próximas a ele que o enganam... Mas de acordo com a profecia, Gabriel não faria isso sozinho, ele conheceria uma mulher considerada um Arauto, a qual acabaria por ela mesma com todos os dogmas daquela religião, no dia da Revelação Final. Aí começou meu desespero para saber quem era essa mulher! A cada capítulo mais mulheres iam aparecendo e se envolvendo com Gabriel, e eu tentando desvendar esse mistério, corri com a leitura desse livro que nem vi quando chegou ao final.

14


Amostra – OBSESSIVOS – A Revelação Final

Não li muitos livros desse gênero, mas não pude compará-lo a nenhum outro. Foi uma leitura totalmente única, porque a ideia foi muito boa de misturar religião com sexo, mistério e aventura, e não só ficar focado no sexo. As cenas de sexo, claro, são bem feitas, descritas detalhadamente, o que te faz sentir ou querer estar dentro do quarto com as personagens (Hmm), mas a história não se resumia a isso. Recomendo muito Obsessivos! Para quem gosta do gênero e lê bastante, poder se surpreender com este romance aqui e para quem não lê, ou nunca experimentou ler esse gênero, também! Para começar logo com algo de qualidade.

15


Luis Claudio Araujo

Vendas exclusivas: http://goo.gl/HRFVSc

Guia Definitivo Exclusivo OBSESSIVOS – A Revelação Final Leia on-line ou baixe grátis em: https://issuu.com/luisclaudioaraujo/docs/guia_obsessivos

www.facebook.com/obsessivos

obsessivos.oficial@gmail.com

16

OBSESSIVOS - A Revelação Final  

OBSESSIVOS - A Revelação Final (Venda exclusiva em http://goo.gl/HRFVSc) "imaginei que eu era normal, mas descobri no que me tornei..." Vo...

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you