Page 1

Ed.

Verde que te quero verde Plano de reciclagem é motivo de orgulho para o Marambaia

Pedras e histórias Um passeio por Paraty, pérola do Litoral Norte de SP

Novidades à vista Esporte Clube Banespa Marambaia investe em sua sede

Esporte legal Os benefícios da prática da sinuca para a saúde

43

/

2013


Sua Mãe merece...

12X R$

RACK LUNA

99,

ESTOFADO 3X2 LUGARES MODELO MANÚ

FONE: (19) 3876.2986 | ESTRADA DA BOIADA, 786 - JD. BRASIL - VINHEDO/SP (EM FRENTE A PORTARIA 2 DO CONDOMÍNIO MARAMBAIA)


12X

12

139 ,

69 , X

R$

R$

Produtos anunciados com preço válido até 30/05/2013 ou enquanto durar nosso estoque

GUARDA-ROUPA 8 PORTAS ELE & ELA L2,73 X A2,35 X P0,51M

12

69 , X

R$

COLCHÃO CASAL PERSONA 1,58 X 1,98 X 0,25M ALT

12X R$

, 199

ESTOFADO DE CANTO ARAGUAIA 2 PEÇAS

12X R$

99,

MESA RÚSTICA + 2 BANCOS 2 ,00 X 0,90M

www.lacazza.com


Os melhoresApaixonados negócios, os melhores por Alta profissionais! Qualidade!

www.remoimoveis.com.br 19

3826.3000

R. Manoel Matheus, 1595 - Jd. Itália QR-Code

Há mais de 12 anos a Remo Imóveis reúne profissionais capacitados para a realização de negócios que satisfaçam nossos clientes hoje e beneficiem futuras gerações.

CASAS no ConDoMÍnIo MArAMbAIA LAnÇAMEnToS CA2175 Cond. Marambaia - LUXUOSA residência c/ localização privilegiada e linda vista p/ um pequeno lago, estrutura e acabamentos de primeira linha, adega c/ sala de degustação, ambientes c/ alta MonDo ITÁLIA rESIDEnCIAL luminosidade natural ,FELICITÀ salas em 04 torres, aptos 3 dorms. (1 St), 2 vagas, com 03 Torres residenciais com 54 Apart. por Torre. Sendo de 3 e 2 dormitórios, com em 72m² 96m², 103m² e 106m². Piscina, salão de desníveis e luminotécnica, rica ou 61m². Área de lazer com Piscina Adulto, jogos, quadra, churr., salão de festas. Fundo Piscina Infantil, Sauna Integrada à Piscina, armários, aquecimento solar ,água do terreno com vista para Marambaia. SPA, Salão de Festas, Espaço Gourmet e Quadra Gramada. aquecida nas torneiras. Conforto e sofisticação em ambientes amplos e bem planejados.

EDIFÍCIo FLor DE GIESTA

Aptos 2 e 3 suítes (1 com hidro); elevador; isolamento acústico; piscinas adulto e infantil com aquecimento solar; suítes automatizadas; circuito de câmeras integrados.

EXCLUSIVIDADES

APTo. EM VALInHoS

SÃo JoAQUIM

ConD. FECHADo

oPorTUnIDADE

Apto em Valinhos 02 dorms, com móveis planejados.

Nova, 04 suítes, armários, lazer completo, vista panorâmica, 4 v a g a s .

Casa com AC 620m² e AT 1.800m², 5 suítes; piscina e c h u r r a s q u e i r a .

Sítio com 48.000m², próx. ao centro de Vinhedo, somente R$ 46,25 por m².

ap0459

ca0480

ca0256

si0007

r$ 300.000

r$ 1.300.000

TErrEnoS

Te0844 - Cond. em Valinhos

Te0872 - Cond. Marambaia

r$ 130.000,00

r$ 220.000,00

225m² Oportunidade

814m² Vista para a Anhanguera

Te0878 - Cond. Ipê Velho

Te0744 - Cond. Jd. Paulista

r$ 330.000,00

r$ 380.000,00

1500m² Terreno Plano

813m² Próximo ao Centro

CA2150 – Cond. Marambaia - IMPONENTE, construção sólida feita com tijolos maciços (paredes grossas), materiais de Te0305 - Cond. Marambaia Te0828 - Cond. Jd. Paulista ótima800m² qualidade, em jatobá, excelente conforTerrenomadeiramento Plano 800m² Terreno Plano r$ 400.000,00 r$ 480.000,00 to térmico. R$ 2.000.000,00.

r$ 1.900.000

r$ 2.200.000

LoCAÇÃo rESIDEnCIAL LoCAÇÃo CoMErCIAL Ap0131 - Jd. brasil

Apto 3 dorms. (1 St), c/ arms., 2 vgs

Sa0034 - Jd. Paiquerê

r$ 2.300,00

Valinhos - Sala ao lado do Shopping Valinhos, 1 vg

Ca1947 - Cond. Marambaia

Sa0098 - Centro

Casa 3 dorms. (3 sts) sauna, campo e pisc

r$ 5.000,00

r$ 1.100,00

Sala comercial, Area util 65m², 1 vgs

r$ 2.200,00

CA2103 - Cond. Marambaia - 03 dorms (st + 02 americanos), espaçoso living com lareira, mezanino com ampla varanda, Ga0093 - Distr. Industrial Ca1040 - Cond. Marambaia vista privilegiada. única! Casa 4 dorms. Localização (2 sts) 3 galpões sendo 1700m², churr., pisc. e sauna 2000m² e 2800m² R$ 1.300.000,00. r$ 6.000,00

r$ 130.000,00


CASAS no ConDoMÍnIo MArAMbAIA CASAS EM ConDoMÍnIo

ConD. rECAnTo PATUrIS

SÃo JoAQUIM

ConD. SAnTA TErEZA

ConD. MArAMbAIA

ConD. VIVEnDAS DAS VInHAS

ConD. ALPES DE VInHEDo

ConD. MArAMbAIA

ConD. JArDIM PAULISTA II

SAnTA CLAUDInA

JArDIM PAIQUErÊ

ConD. orUAM

ConD. PICoLLo

Sobrado com 3 dorms, sala 2 Casa com linda vista, 03 dorms. Casa com AC 620m² CA1197 e AT - Excelente Casa de sobrado 3 dorms.clássico. (2 Sts), Living, sala (1 st), sl. de estar, coz. plan. c/ parae 3lareira, ambientes, lareira, sala de ambientes, mezanino. 1.800m², 5 suítes; piscina e jantar salas de armários em mogno disp.; área de serv., edícula c/ tv, cozinha planejada, sauna, Bem arejado e iluminado. c h –uliving r r com a s pé q u e maciço, i r a . ampla CA0892 – Cond. Marambaia – Excelente CA0955 - Cond. Marambaia churrasq., quarto, banh. e suíte sala íntima, churr. e master, piscina ótima com aquec. solar. pergolados para redes. casa térrea, 2 vagas, 4 dorms, 2sts, piscina, duplo, home theater, 04 suítes, 01 master varandas, jardim interno, terreno plano, gazeespaço gourmet. Ótima oportunidade!! com closet, espaço gourmet integrado , pisbo, orquidário, quiosque gourmet., aquec. soca1712 ca0963 ca0068 r$ 530.000 ca1921 cina com r$ raia 600.000 r$ 800.000 de 12,5m, spa jacuzzi. Con- r$ 750.000 lar duplo, 10.000 lts d´água, próximo a portaR$ 970.000,00. temporânea e confortável R$ consulte ria. GRANDE POTENCIAL! R$ 1.200.000,00

(2 sts), sl. de home the.,4 lav., coz. Sobrado moderno com 03 dorms. Sobrado muito bem constr. num Excelente casa térrea, dorms. Térrea, 320m2AC + 800AT, planej., armár. nos quartos, bem edícula, piscina aquec. solar, pé local valoriz. c/ 03 dorm. (suíte), (1 St com hidro), amplo quintal ilumin., vaga para 2 carros, direito alto no living, aquec. solar sl. de jantar e estar, lavabo, copa/ gramado e paisagismo. paisag. e piscina. (600 lts). Ótimo acabamento e cozi. c/ desp., ateliê amplo, farto localização. pomar. CA0465 - Cond. Marambaia -, acabamento CA0256 - Cond. Marambaia - Casa térrea, 5 CA2074 - Cond. Marambaia – Casa térrea ca1922 ca1468 ca0892 ca0919 r$ 800.000 r$ 860.000 r$ 970.000 r$ 1.400.000 diferenciado, madeiramento nobre e raro, sts amplas c/ armários, sl de estar 02 amb, espaçosa, arejada! Lindo jardim. Localiza03 suítes (c/ closet), piscina com 02 níveis área lazer c/ piscina espaço gourmet. 04 vação privilegiada. Oportunidade! cascata, excelente planejamento externo. gas cobertas. R$ 1.150.000,00. R$ 750.000,00. R$ 1.700.000,00. VALInHoS LoUVEIrA

Casa c/ 3 dorms (1 st) sl. de Sobr. em constr., casa 3 dorms. Casa de 3 dorms. (2 Sts), sala Casa com 3 dormitórios, sendo 1 estar, sl. de jantar, home the., para 3 ambientes, lareira, sala de (1 st), parte inferior e térrea com suíte, cozinha americana, escritório, coz. c/ arms, 2 vagas tv, cozinha planejada, sauna, as paredes levantadas e a de garagem. Localiz. CA2238privilegiada, - Cond. Marambaia – Casa térrea, CA2251 - Cond. Marambaia - Linda casa em CA2128 - Cond. Marambaia – 3 sts, 3 vagas, ambientes amplos, espaço para churr. e piscina com aquec. solar. piscina pronta para acabamento. próx. ao Colégio Porto Seguro. área gourmetdee piscina. estilo rustico, detalhes madeira de alta sls amplas p/ vários ambientes, lavabo, ar arejada, luz natural, ótimo living, 03 suítes, qualidade, 4 sts. Casa nos fundos com decond, área de churrasq, piscina, dependência p/ paisagismo, localização! r$ 800.000 ca1963 ca1889 espaçor$ ca0068 ca1693 220.000 550.000 ótima 610.000 pendência de empregada. Lindo r$ paisagismo. de empregada, a.s. r$ Excelente oportunidade. R$ 690.000,00. R$ 1.500.000,00. R$ 1.400.000,00

APArTAMEnToS

JUnCo – Casa moderna, ConD. rIVIErA DE VInHEDo ConD. SPAZIo rEALE ConD. EDIFÍCIo CAPrI CA0682JArDIM – Cond. Marambaia Belíssimo apto no centro da Excelente Apto com 2piscina dorms. c/ (1 acionamento Apartamento CA2105 de 3 dorms. sendo Apto–3de dorms. (1 St), 2 vagas. Área lazer com sauna, - Cond. Marambaia Sobrado bem 100% automatizada, cidade, 03 suítes, sl. 02 amb. c/ academia, salão de festas, churr. St), para moradia 1 suíte e salalocalizado 2 ambientes. com 03 suítes, jardim formado, autooportunidade limpante, sistema de aspiração central, varanda, coz. e lavanderia ampla, e piscina. CA1943 – Lindo imóvel. 4 suítes, dorm. e banh.4dedorms, empregada. ou investimento. privacidade total, suíte de empregada, 06 aquecimento solar com 9 placas, hidromassaVistalocalização. de toda a cidade. 4 vagas. Ótima Venha conferir! vagas cobertas, classuda!. gem de vidro, cinema com telão de 130 poR$ 2.200.000,00 legadas, piso anti vibração. R$ 2.300.000,00 ap0499 ap0474 R$ 2.000.000,00. r$ 300.000 r$ 360.000 ap0508 r$ 420.000 ap0488 r$ 590.000


Viver bem

O progresso tem um preço alto, e seus reflexos são evidentes (e irreversíveis) no meio ambiente e, por consequência, nos seres humanos. Nesse sentido, é necessidade urgente pensar e investir no bem-estar de uma maneira ampla, cuidando do verde, do corpo e da mente. Por isso, nesta edição da revista Marambaia, reunimos projetos e, sobretudo, ações, que agregam lideranças e acabam por fazer a diferença no dia a dia dos condôminos e, por conseguinte no meio ambiente como um todo. Começando, na seção Meio Ambiente, pelo amplo programa de reciclagem do Condomínio Marambaia, implantado em meados de 2007 e hoje em plena atividade. Um exemplo concreto de que a preservação ambiental depende, mais do que de boas ideias, do senso coletivo e da boa vontade de cada um. Para dar uma relaxada, na seção Histórias de Lá damos um mergulho no verde exuberante do Litoral Norte de São Paulo, mais precisamente em Paraty, joia da arquitetura colonial portuguesa que chama a atenção pela beleza estonteante de seus casarões, a maioria dos séculos XVII e XVIII, impecavelmente restaurados e conservados. Já em Vida e Saúde, a tetracampeã de sinuca e pioneira entre as representantes femininas do

6

Editorial

Foto de Capa: James Morgan

sempre!

esporte no país, Silvia Taioli, elenca os benefícios desse esporte para a boa saúde do corpo e da mente. É, sem dúvida, uma deliciosa alternativa para relaxar e manter a boa forma. Por fim, o Esporte Clube Banespa Marambaia ferve com uma diversificada programação de eventos e diversas melhorias em sua sede. Acompanhe os detalhes na seção Viver Marambaia. É isso, caro leitor. Esperamos que gostem de mais esta edição e permanecemos à disposição para críticas e sugestões no e-mail administração@condominiomarambaia.com.br. Um grande abraço, Equipe Revista Marambaia


Conselho Editorial Condomínio Marambaia David Debes Neto e Irma Cristina Simaroli

Administração (19) 3876.2036

atendimento@condominiomarambaia.com.br administracao@condominiomarambaia.com.br

Diretoria

Luana Garcia e Márcio Padula Carile

Produção e publicação

Fontpress Comunicação

meio ambiente

HISTÓRIAS de lá

GASTRONOMIA

12

18

26

BICO DE PENA

VIVER MARAMBAIA

made in marambaia

30

32

36

vida e saúde

GASTRONOMIA

Circulando

38

46

52

estilo

caixa de correio

úLTIMA pÁGINA

58

64

66

Av. Pavão, 955, cj. 85, Moema São Paulo, SP – CEP 04516-012 (11) 5044-2557 e 5041-4715 fontpress@fontpress.com.br Jornalista responsável

Márcio Padula Carile (MTB 30.164)

Editora-chefe

Luana Garcia (MTB 43.879)

Reportagem

Luana Garcia e Márcio Padula Carile

Fotografia

Chema Llanos e angela castilho

Colaboração

André Soares

Editor de Arte

Fred aguiares

Secretária de redação Juliana Holler

Diretora executiva

Angela Castilho

Diretor comercial Paulo Zuppa

Executivos de negócios

Francisco Farias Fernandes Jr

Impressão Real Gráfica Editora Para anunciar (11) 5044-2557 e 5041-4715 fontpress@fontpress.com.br

Publicação bimestral, custeada integralmente por anunciantes. É proibida sua reprodução total ou parcial, sem autorização por escrito da editora. A Fontpress Comunicação não se responsabiliza pelo conteúdo dos anúncios e mensagens publicitárias, bem como dos artigos assinados inclusos nesta edição.

EXPEDIENTE/ÍNDICE

7


PINHAL LUZ ILUMINAÇÃO E PROJETOS

Tel.: (11) 4521.6216 | (11) 4521.6220


www.pinhalluz.com.br - eng.andrea@pinhalluz.com.br Rua Major Gustavo Adolfo Storch, 180 | ChĂĄcara Urbana | CEP 13209-080 | JundiaĂ­ (SP)


Verde que te quero...

sempre verde


Meio Ambiente

Mais do que boas ideias, a preservação do meio ambiente depende, sobretudo, do senso coletivo e da boa vontade de cada um. Conheça o plano de reciclagem que, desde 2007, é motivo de muito orgulho para os moradores do Marambaia

F

ala-se muito em sustentabilidade, mas junto com essa questão vem a necessidade urgente de converter as palavras em ações. O planeta não pode mais esperar e, nesse sentido, o Condomínio Marambaia vem colocando em prática uma série de projetos na área de preservação ambiental, garantindo resultados diretos não só para as famílias que ali residem, mas para a cidade de Vinhedo e, por consequência, o meio ambiente como um todo. No suporte a essas ações está o grupo “O Marambaia que Queremos”, que tem como principal objetivo colaborar, de maneira voluntária, com a administração e encaminhamento das questões ambientais do Marambaia. “Nossos movimentos são pautados na seguinte premissa: pensamos globalizado e agimos localmente. Temos a consciência de que não podemos mudar o mundo,

mas estamos convencidos de que devemos fazer a parte que nos cabe”, afirma a condômina Regina Maria Silva, fundadora do grupo. O plano de reciclagem e reaproveitamento de resíduos do Marambaia, um dos mais importantes projetos do Departamento de Meio Ambiente do condomínio, começou em 2007 e contou com a participação efetiva do grupo de voluntárias. Uma das ações instituídas na ocasião foi o recolhimento de óleo de cozinha usado, projeto este que, de imediato, contou com ampla adesão por parte dos condôminos. “Hoje, entre 80 e 100 litros de óleo são encaminhados todos os meses à cooperativa responsável pela reciclagem. Vale destacar que essa parceria tem um retorno direto para o condomínio, uma vez que todo o óleo doado é convertido em materiais de limpeza posteriormente fornecidos, sem custo, para o Marambaia”, explica Regina.

13


Os resíduos recicláveis, por sua vez, passaram a ser recolhidos às quintas-feiras, sempre no horário da manhã. É de responsabilidade dos condôminos separar o lixo reciclável do orgânico, efetuar a limpeza das embalagens para que não haja perdas – papéis molhados, por exemplo, não podem ser reciclados – e acondicioná-las nos sacos verdes fornecidos pela Administração. Eles são exclusivos para lixo reciclável, e têm essa cor para facilitar o trabalho dos coletores. “Infelizmente, ainda há muitos sacos verdes que chegam com lixo orgânico misturado ao reciclável. Por isso é fundamental que os condôminos se informem com relação ao descarte correto (veja quadro na página 17) e façam a sua parte”, destaca Regina. Mas não basta separar o lixo corretamente, é preciso também seguir os dias e horários previamente estabelecidos para coleta (veja quadro na página 16) e posicionar os sacos, de maneira adequada, sobre a cesta de lixo da residência. “Lixo descartado em dias e horários errados é outro problema recorrente enfrentado pela Administração. No Marambaia há muitas aves de rapina que furam os sacos, fazendo com que o lixo se espalhe. É um transtorno enorme para todos os condôminos, por isso todos os procedimentos devem ser seguidos à risca”, acrescenta a integrante do “O Marambaia que Queremos”.


Poda legal O material resultante das podas de árvores, gramados, entre outras áreas verdes demandou uma estratégia à parte por parte da Administração do Marambaia. Todos os dias são carregados até sete caminhões com material orgânico proveniente de podas e, na época de chuvas, esse volume dobra. “Uma vez deixados em um determinado espaço, esses resíduos se decompõem e geram elementos extramente nocivos para o solo. Por isso eles têm de ser levados a locais preparados para este fim, que impeçam que o chorume resultante do processo de decomposição atinja lençóis freáticos”, explica Regina Maria Silva. Há inclusive uma legislação ambiental severa que regula esse processo. Para dar tratamento adequado à questão, o Marambaia contratou uma empresa terceirizada (Biociclo Ambiental Ltda), que recebe as podas, fazendo a trituração desse material e posterior envio para um parceiro que o processa, misturando ao lodo de estação de tratamento de esgoto, cujo produto final é um excelente adubo orgânico, devidamente homologado pelo Ministério da Agricultura. Parte desse material retorna ao condomínio de forma gratuita para utilização em nossas áreas verdes, refletindo em grande economia para a Administração. Outra questão importante diz respeito ao descarte responsável de lâmpadas incandescentes e fluorescentes. Por conter mercúrio, estas últimas são uma ameaça latente ao meio ambiente, e por isso sua reciclagem demanda cuidados específicos. “As lâmpadas entregues na Administração são dirigidas à Prefeitura de Vinhedo, que assumiu a responsabilidade de encaminhar para reciclagem. Mas vale destacar que os condôminos devem ter cuidado ao depositar as lâmpadas no latão de descarte, já que estas, uma vez quebradas, não podem ser processadas”, conclui Regina Maria Silva.

15


Fique ligado


O pode e o não pode na reciclagem Papel Pode: papel, papelão, jornais, revistas, folhas de caderno, formulários de computador, caixas de papelão, fotocópias, cartolinas. Não pode: etiqueta adesiva, papel carbono, fita crepe, papéis sanitários, papéis metalizados, papéis parafinados, fotografias. Plástico Pode: tampas, potes, frascos, embalagens de refrigerante, embalagens de produtos de limpeza, copos, potes de cremes e xampus, sacos plásticos em geral, peças de brinquedos e canos e tubos de PVC. Não pode: Cabos de panela, tomadas, embalagens metalizadas, acrílico, espuma, polipropilenos (como potes de margarinas). Metal Pode: tampas, ferragens, latas de aço e de alumínio, canos, chaves, esquadrias e molduras. Não pode: esponjas de aço, canos, clips e grampos. Vidro Pode: frascos, garrafas, copos e potes de vidro. Não pode: espelhos, vidros planos, lâmpadas fluorescentes, cerâmicas, vidros pirex e similares. Fonte: ONG Instituto GEA Ética e Meio Ambiente (www.institutogea.org.br)

Dúvidas e outras informações Condomínio Marambaia – Administração Tels.: (19) 3876.2036 e 3876.2369 E-mail: administracao@condominiomarambaia.com.br

17


Paraty, 18


Hist贸rias de L谩

Por M谩rcio Padula

pedras e hist贸rias

19


A

primeira vez em Paraty ninguém esquece. É preciso algumas horas para começar a apreciar a arquitetura colonial portuguesa. Nos passos iniciais pelas ruas de “pé-de-moleque” (como são chamadas as pedras do calçamento) do centro histórico de Paraty, o novato viajante só se habitua depois de algumas viradas de pés (mulheres esqueçam o salto alto) e de algum balanço de corpo. “Encaixando” as passadas e levantando a cabeça é que se tem noção das cores, dos contrastes, das luzes e da beleza estonteante de seus casarões, a maioria dos séculos XVII e XVIII – impecavelmente restaurados e conservados. Depois deste choque inicial, percebe-se facilmente que o centro histórico de Paraty tem formato quadrangular, com cinco quarteirões aparentemente simétricos – que com um olhar mais atento se tem a correta impressão de que as ruas são curvadas – sistema defensivo que veio de Portugal, segundo Diuner Mello, historiador de Paraty, para que os moradores, quando navios piratas desembarcavam, tivessem a chance de fuga, atrapalhando os larápios a enxergarem a cidade toda. Outra versão muito difundida pelas antigas vielas é que as ruas tortas não traziam os ventos encanados, que para os antigos eram “mensageiros” de

doenças. “Como as pessoas começaram a contestar as ruas daquela forma, foi à maneira encontrada pelos governantes para ‘calarem’ os insatisfeitos”, afirma Mello. Tanto faz, o que interessa é ver tamanha invencionice. Também por “culpa” dos corsários e bandidos que Paraty deixou para dentro dos casarões, exuberantes jardins – as casas geminadas dificultavam o acesso ao interior. Por isso, ao primeiro sinal de um bar, restaurante, museu com as portas abertas, não deixe de entrar e conhecer a “Paraty interna”. Outra forma de apreciar os jardins é se hospedando em algumas das pousadas do centro. As mais belas são a Pousada do Ouro, Pousada do Sandi, Porto Imperial e Pardieiro, assim o turista pode descansar e se sentir como um cidadão de 1700, 1800. Acabou? Não. Paraty tem uma centena de surpresas. Imagine uma cidade que na maré alta é tomada pelas do mar, que serviam para a limpeza das ruas, em um Brasil colônia que não conhecia saneamento básico. Não deixe Paraty sem ver suas ruas inundadas pelas águas... para alguns um tormento, para outros um momento raro e único. O fenômeno das águas se apresenta pois Paraty foi construída alguns centímetros abaixo do nível do mar. Assim, nas marés altas ou em noites de lua cheia, as ruelas de pedras são invadidas pelas águas.


Pedras? Outro fato curioso e misterioso de Paraty e que “reza a lenda” – contestada por Mello – é que algumas pedras do calçamento da cidade têm a letra X marcada, indicando que tinham um peso determinado e eram usadas para contrapeso das mercadorias que chegavam pelo porto. A dica é: já que nos primeiros passos pelas ruas você terá que olhar para o chão, tente descobrir uma destas pedras, geralmente em frente aos casarões de muitas portas e janelas, antigos mercados que se utilizam destes seixos. A triste notícia é que várias foram tiradas para manutenção e colocadas novamente de cabeça para baixo. Como “quem conta um conto aumenta um ponto”, está aí a contribuição da Marambaia. Santo lugar Ir a Paraty e não visitar suas igrejas é um sacrilégio. Por isso, anote: o centro histórico compreende em seu projeto arquitetônico cinco templos. São eles: Igreja da Matriz (Igreja Nossa Senhora dos Remédios) – Ao redor dela, formou-se o povoado de Paraty. Erguida

Onde ficar (todas as pousadas ficam no Centro Histórico de Paraty, exceto a Pousada do Príncipe) Pousada do Príncipe Tel.: (24) 3371-2266 www.pousadadoprincipe.com.br Pousada do Ouro Tel.: (24) 3371-4300 / 3371-2033 www.pousadaouro.com.br Pousada do Sandi Tel.: (24) 3371-1236 / (11) 2503-0195 www.pousadadosandi.com.br Porto Imperial Tel.: (24) 3371-2323 www.pousadaportoimperial.com.br Pousada Pardieiro Tel.: (24) 3371-1370 www.pousadapardieiro.com.br

Onde comer: Le Gite D’Indaiatiba (veja matéria na seção Gastronomia)

Onde comer ouvindo música: Margarida Café Praça do Chafariz, Centro Histórico Tel.: (24) 3371-2441 www.margaridacafe.com.br

21


em pedra e cal. A primeira capela foi demolida em 1668, para dar lugar a uma maior. Em 1789 teve início a construção, em estilo neoclássico, da edificação atual, concluída em 1873. Fica na Praça da Matriz. Igreja de Nossa Senhora das Dores – Construída em 1800 por mulheres para os pobres, que até então assistiam a missa do lado de fora. Localizada na rua Fresca. Igreja de Nossa Senhora do Rosário e São Benedito – Erguida em 1722 e reedificada em meados de 1757. Era destinada aos escravos que ajudaram na sua construção. Localizada no largo do Rosário. Igreja de Santa Rita – Cartão postal da cidade, construída em 1722, sendo a mais antiga edificação religiosa da cidade. Até a conclusão da igreja de Nossa Senhora dos Remédios, foi a matriz de Paraty. Nela funciona o Museu de Arte Sacra. Fica no Largo de Santa Rita. Capela da Generosa – Pequena capela da Santa Cruz da Generosa. Escondida atrás da

22

Igreja da Matriz, na margem do rio Perequê-Açu, no Beco do Propósito. Cachaça Imperial Paraty também é sinônimo de cachaça. Hoje, cerca de cinco alambiques produzem na antiga tradição de fermentar a garapa com pedras de cachoeiras que, aos serem esquentadas em fogo, são jogadas dentro dos tonéis. “No século XVIII eram por volta de 100 alambiques, que exportavam mais da metade da produção para Europa e África”, diz Mello. A “marvada” já foi até moeda de troca de compra e venda de escravos. O sucesso da pinga também já foi motivo de alvoroço na Corte, pois de iguaria para escravos passou a concorrer com os famosos vinhos portugueses. Uma tentativa frustrada de Dom João VI de proibir a produção nos alambiques ficou no esquecimento. Os engenhos venceram em um levante conhecido como “Revolta das Cachaças”. Atualmente, as duas melhores cachaças de Paraty são a Maria Izabel e a Corisco, classificadas no conceituado ranking da revista Playboy entre as 20 melhores do país. Para Mello, que inclusive fez parte do júri da publicação, tem mais uma. “Na minha opinião, as melhores são: Corisco e Paratiana.”


Pergunte pra quem entende. Passe em uma loja CVC.

Quer viajar com os melhores preços e apoio total?

Viaje em abril, maio e junho com preços imbatíveis em até 10x sem juros juros.

Viaje pelo Mundo PUNTA CANA

6 dias – Saídas diárias 10X 00

R$

273,

SEM JUROS

À vista R$ 2.730. Base US$ 1.314. Passagem + Ifa Villas Bavaro Resort & Spa + sistema tudo incluído + traslado. Preço para saída 15/maio.

SANTIAGO 4 dias 10X

R$

119,

00

SEM JUROS

À vista R$ 1.190. Base US$ 572. Passagem + Hotel Fundador + traslado + city tour. Preço para saída 13/maio.

ROMA, TOSCANA E FLORENÇA 8 dias 10X

R$

484,

00

SEM JUROS

À vista R$ 4.840. Base US$ 2.315. Passagem + 1 noite em Roma + 1 em Siena + 2 em Florença + 2 em Roma + café + passeios + transporte + guia. Preço para saída 25/maio.

BUENOS AIRES 3 dias 10X

R$

81,

00

SEM JUROS

À vista R$ 810. Base US$ 388. Passagem + Hotel Unique Madero. Preço para saída 25/maio.

BARILOCHE 8 dias 10X

R$

293,

00

SEM JUROS

À vista R$ 2.930. Base US$ 1.409. Passagem + hospedagem + café+ traslado + city tour. Preço para saída 11/agosto.

MARAVILHAS DA ÁFRICA DO SUL 8 dias 10X

R$

329, 00

ORLANDO COM ALUGUEL DE CARRO 8 dias 10X

R$

198,

90

SEM JUROS

À vista R$ 1.989. Base US$ 958. Passagem + Hotel Celebration Suites at Old Town + aluguel de carro básico. Preço para saída 9/junho.

NOVA YORK

6 dias – Saídas diárias 10X 00

R$

299,

SEM JUROS

À vista R$ 2.990. Base US$ 1.441. Passagem + Hotel Marriot at Newark Airport. Preço para saída 13/maio.

SEM JUROS

À vista R$ 3.290. Base US$ 1.582. Passagem + hospedagem + 1 noite em Johanesburgo + 2 noites em White River + 3 em Cape Town + traslado + visita panorâmica do Canyon de Blyde River e God´S Window + dia inteiro de safári em Jeep 4x4 + visita de pretória. Preço para saída 26/maio.

CVC Shopping Valinhos ............................................................................... (19) 3929-7700 CVC Vinhedo ................................................................................................... (19) 3876-3788 CVC Louveira ...................................................................................................(19) 3878-4030 Prezado cliente: os preços publicados são por pessoa, com hospedagem em apartamento duplo e saídas de São Paulo. Preços, datas de saídas e condições de pagamento sujeitos a reajuste. Condições para pagamento parcelado: entrada 0 + 10 vezes em boleto bancário (sujeito a análise de crédito pela instituição financeira) ou 10x no cartão de crédito. Ofertas válidas para compras até um dia após a publicação deste anúncio. Taxas de embarque cobradas pelos aeroportos não estão incluídas nos preços e deverão ser pagas por todos os passageiros. Câmbio base 8/4/2013 US$ 1.00 = R$ 2,08 e € 1,00 = R$ 2,70. Passagens aéreas anunciadas nos pacotes são em classe econômica. Garantia de melhor preço válida exclusivamente para as viagens acima anunciadas para a rede de hotéis preferências CVC. Consulte a lista completa dos hotéis participantes com nossos vendedores. Para obtenção da garantia, o cliente deverá apresentar em uma loja CVC o orçamento da concorrência por escrito de ofertas idênticas às anunciadas e para a rede de hotéis preferenciais CVC.


Ilustre Paraty tem muitos moradores ilustres, um deles é o navegador, escritor e empreendedor de navegações marítimas Amyr Klink, que, em 1984, realizou a primeira travessia do Atlântico Sul a remo em solitário, viagem contada no livro “Cem dias entre céu e mar”. Em 1986 iniciou a viagem preparatória à Antártica e Cabo Horn. Em entrevista à Marambaia, o navegador revela sua paixão por Paraty. Leia a seguir: “Paraty me trouxe como legado o mar, pois não era uma cidade que se jogava futebol, e sim andávamos de canoa, íamos as festinhas de canoas, visitávamos as pessoas de canoa, então descobri a conexão com o mar. Digo que Paraty é uma cidade única, ainda não foi

descoberta pelos brasileiros. Os primeiros portugueses que aqui chegaram perceberam a grandiosidade da cidade e muitos estrangeiros que a conhecem Paraty também. Conheci a cidade antes da abertura da primeira estrada, depois meu pai comprou algumas fazendas e nos mudamos para cá. Paraty na verdade ainda não foi descoberta, o paulistano fala como ainda um lugar reservado. A preguiça de governantes, que construíram uma estrada e que não passou pela cidade, além de grave crise econômica é que permitiu que não fosse destruída ou que tivesse uma série de prédios construídos. Podemos dizer que a cidade foi casualmente salva pela crise econômica. É uma cidade que preservou também as famílias moradoras.


Paraty é especial, a ligação com as marés faz com que tenha obrigação de se tornar referência em saneamento básico, era uma cidade pioneira, com soluções únicas em sistemas de saneamento e depois disso parou no tempo, nada mais foi feito. Outro ponto de sua ligação com o mar e ainda não ter uma um Iate Clube está chegando a fim, estamos fazendo um de verdade, com a hospitalidade que deve ser a marca destes clubes. A Ilha da Bexiga, de minha propriedade, que fica em frente a cidade e tem vocação para ser um Iate Clube é agora oficialmente, desde o dia 20 de maio de 2010, dia da ata de fundação, o Iate Clube de Paraty. Temos um conselho diretor gerindo uma entidade sem fins lucrativos. Já recebemos a licença de operação e agora pretendemos iniciar as obras em setembro e começar a operar até final deste ano. Podemos neste momento receber uma dúzia de barcos, a licença permitirá por volta de 100 barcos, mas a ideia é receber 56 barcos maiores, acima de 70, 80 pés.” Cidade de todos Talvez a Paraty desta reportagem, do Amir Klink, do Diuner Mello, do Olivier (seção “Gastronomia”), não seja a “sua Paraty”, leitor. Por isso, vá e descubra a “sua Paraty” e depois, desta experiência, descreva para nós e para seus amigos. Uma jornada bem-sucedida deve ser conclamada aos quatro cantos.

25


Experiência única

P

araty é terra do peixe azul marinho, cozido com bananas verdes e pirão com farinha de mandioca; é terra do camarão casadinho, os grandes, presos por palitos e entre eles um recheio de farofa feito com camarões pequenos; é terra das cachaças produzidas ainda de maneira tradicional... mas, Paraty é terra de todos os povos, onde a diversidade é efetivamente presente na culinária.

26


gastronomia

E agora? Como definir um prato típico? Chegamos à cidade com a deliberada e proposital intenção de conhecer sabores e texturas e dar um veredicto sobre o típico prato de Paraty. Não foi preciso, a recomendação era sempre a mesma: “Vá conhecer o francês”, dono de uma pousada e restaurante na Serra da Bocaina, logo após o centro de Paraty. Convite aceito. Não foi difícil, depois de todo a propaganda boca-a-boca seguimos para conhecer o tal francês e sua esposa mineira que fazem um camarão com azeite de ervas e um risoto de pitanga de sabor único... inigualável. Ao que interessa, sem delongas: Chegando em Paraty, vindo de São Paulo, não entre na cidade, siga pela Rodovia Rio-Santos (BR 101) por mais

12 km, até o bairro da Graúna. Lá, pegue a estradinha de terra por mais 2 km e depois 2 km por uma via asfaltada. É só perguntar por Olivier do “Le Gite” que todos mostram o caminho. Surpreendente: no meio da Mata Atlântica, se esconde o “Le Gite D’Indaiatiba”, pousada e restaurante comandados pelo francês Olivier de Corta e sua esposa, a mineira Valéria Menezes de Corta. O lugar é mágico, encantador, em perfeita integração com a natureza. Conheça a pousada, a piscina de água natural, as cachoeiras, o palmital. Porém, vá se preparando para deliciar-se com o “Camarão Red Hot e o Risoto de Pitanga”, simples e de sabor divino, uma profusão de sentidos que inundam a boca e depois os sentimentos (vai ser difícil esquecer).

Por Márcio Padula

Quem prepara o prato é Valéria. Com destreza e rapidez vai explicando.

27


28


Receita do Camarão Red Hot com Risoto de Pitanga Ingredientes do camarão • • • • •

300 gramas de camarão rosa grande (geralmente de 6 a 8 camarões) 100 ml de azeite extravirgem 1 ramo de alecrim 1 ramo de tomilho 1/2 pimenta dedo de moça sem semente

Ingredientes do risoto • 2 punhos de arroz comum por pessoa • 1 colher de manteiga • 1 cebola picada • 50 gramas de pitanga sem caroço • 1 taça de vinho branco seco • 1 litro de caldo de legumes Como fazer O risoto Coloque a cebola e a manteiga, deixe a cebola caramelar e mexa sempre para não queimar. Acrescente o arroz, deixe fritar por instantes e jogue o vinho. Deixe evaporar rapidamente e acrescente a pitanga e o caldo de legumes. Caso necessário, sal a gosto. O camarão Aqueça o azeite, coloque a pimenta, alecrim e o tomilho picados e deixe por alguns minutos no fogo. Depois, por alguns segundos, coloque o camarão, vire e coloque uma tampa e desligue o fogo. Dica: comece a preparar o camarão após a finalização do risoto. Pronto! Agora sirva o Camarão Red Hot com Risoto de Pitanga com um bom vinho branco ou rosé.

SERVIÇO: Le Gite D’Indaiatiba BR 101, KM 558, Entrada para Graúna - Paraty (RJ) www.legitedindaiatiba.com.br | Tel.: (24) 3371-7174 • (24) 9999-9923

29


C

Galo Branco

omo faço todos os dias, saí para dar uma caminhada com a minha fiel companheira Blue. Andava atento pela Rua Serra Negra, fiscalizando as passadas da minha cachorra para que ela não atacasse um casal de patos que se movia desajeitadamente à beira do lago. Foi aí que uma coisa chamou a minha atenção. Vi um galo branco com uma linda e reluzente crista vermelha, no jardim de uma bela casa de esquina. À distância imaginei que fosse um pato qualquer, mas ao aproximar-me percebi o erro. Era

30

um belo exemplar galináceo, puro e elegante, posando como um rei do terreiro. Pensei comigo: ‘Mas, como? Um galo no condomínio? Como é que pode?’ Como se fosse resposta às minhas indagações mentais, o galo soltou um sonoro canto, afinado e melodioso. A reação da Blue foi imediata. Tentou correr atrás do galo cantador, mas contive-a a muito custo. Não poderia permitir um “galocídio”, em plena luz do dia, ainda mais que era um galo branco majestoso. Seria um Legorne branco? Cochin? Não


Bico de Pena

Toshio Katsurayama é condômino do Marambaia

sei. Na dúvida, afastei a minha cachorra a uma distância segura e fiquei a admirar aquele belíssimo exemplar. A visão daquele galo me remeteu à infância, quando ainda morava no sítio do meu pai. A nossa casa era de madeira, sem forro e com janelas improvisadas. Havia um galo “metido a besta” que dormia numa mangueira que ficava em frente à janela do nosso quarto. Toda madrugada, antes das cinco horas, o bendito galo cismava de iniciar a sua cantoria desafinada. Não havia quem conseguisse dormir depois disso e o meu irmão estava cheio dessa interferência em seu sono. ‘Ainda mato esse galo desgraçado!’ bufava o meu mano, embrulhando-se nas cobertas e cobrindo os ouvidos. De nada adiantava, pois essa cantoria desafinada continuava até o dia raiar. Começamos a bolar um plano diabólico para nos livrar desse despertador inoportuno, mas a nossa mãe protegia esse velho galo. A galinhada caipira precisava de um macho fertilizador e esse “bandido” não negava fogo. Um verdadeiro reprodutor. A oportunidade surgiu no fim daquele ano. A colheita tinha sido boa e os meus pais resolveram assar alguns frangos para a tradicional festa do Ano Novo. Ficamos encarregados de escolher os frangotes disponíveis, aqueles que não tinham muita utilidade, pois só comiam e não punham ovos. ‘Escolham os mais gordinhos, viu?’ foi a recomendação expressa de nossa mãe. Meu mano e eu planejávamos incluir o velho galo no rolo, sacrificá-lo e depois inventar uma história qualquer para justificar o malfeito. Havia um monte de frangotes dispostos a herdar o trono do velho galo desafinado e achávamos que a mãe não iria se importar muito. Pegamos alguns dentes de milho, fizemos um furo bem no meio deles, passamos um barbante nesse buraco, demos alguns nós e estava pronta a armadilha para apanhar os bichinhos famintos. Era jogar a isca, esperá-los engolir o milho, aguardar um pouco e puxar o barbante. Pimba! Não falhava nunca. Muito mais fácil do que correr atrás deles, porque eles eram rápidos e espertos. Em pouco tempo tínhamos quatro frangotes gordinhos e o velho galo cantador. Como diz o dito popular, os últimos seriam os primeiros! O galo seria a nossa primeira vítima. O nosso problema era como fazer isso. Nenhum dos dois tinha muita experiência na arte e técnica de sacrificar animais. O serviço “sujo” sempre ficara a cargo da mãe. A gente só os depenava depois de mortos. ‘Vamos chamar a mãe, mano?

‘Cê tá louco? Aí ela descobre o nosso plano. Vamos ter que acabar com o bicho de um jeito ou de outro. Escolhemos um jeito menos radical. Resolvemos espetar uma agulha na nuca do coitado. Já tínhamos visto a vizinha fazer isso e funcionara a contento. Só que nervosos e afoitos, picamos o velho galo uma dúzia de vezes e o bichinho esperneava, cacarejando furiosamente e não morria. Exaustos e já meio desesperados, resolvemos torcer o seu pescoço, mas mesmo assim o galo resistiu, aumentando a nossa aflição. Em ato de desespero final, meu mano pegou um facão afiado e decepou a cabeça do pobre diabo. Cabeça de um lado, corpo do outro. Para surpresa nossa o galo saiu espirrando sangue para todos os lados e se mandou para o meio do capinzal. E sumiu! ‘Ih, mano, deu mer...! Traumatizados pela fuga do galo sem cabeça e assustados com a nossa incompetência, desistimos da tarefa. Chamamos a mãe, inventamos uma história sobrenatural sobre o acontecido e acabamos confessando o crime. Levamos uma “coça” da mãe, uma bronca do pai e, como castigo, ficamos sem comer frango assado naquele Ano Novo. Nunca mais tivemos que sacrificar qualquer animal, mas aquela imagem permaneceu em nossa memória por muito tempo e nos deu muitas noites mal dormidas. Sessenta anos depois, olhando para esse galo cantador, fico a imaginar se os vizinhos daqui também não se sentem incomodados com o seu canto, especialmente se isso ocorrer em horas impróprias, antes do sol nascer. Se estiverem passando por esse tormento, um pequeno consolo. Pelo menos, esse galo é bem mais afinado que o nosso!

31


Esporte Clube Banespa Marambaia:

um jeito saudável de viver

C

om o propósito de ampliar o convívio social entre os moradores do Condomínio e os associados, a Diretoria do Esporte Clube Banespa Marambaia tem se dedicado em promover eventos sociais, culturais e esportivos com qualidade, e também em realizar melhorias em sua Sede. No início do ano, reabriu o Campo de Futebol Society 7 com gramado natural e adaptado às medidas oficiais conforme regras da Federação de Futebol Society. No dia da reinauguração, em 16 de fevereiro, ocorreram diversos jogos durante todo o dia com a equipe da casa e jogadores convidados. No mês seguinte, dia 16, promoveu a Copa Marambaia de Futebol Master durante a reabertura oficial do Campo com a presença de clubes tradicionais de São Paulo. A reinauguração contou com a presença do

32

síndico do condomínio, David Debes Neto, o qual foi convidado para dar o pontapé inicial. Segundo Jair Giubiliato Marcelino, Diretor Geral do Esporte Clube Banespa Marambaia, a recuperação e conservação do verde e da paisagem natural da Sede estão sendo realizadas em parceria com o Condomínio Marambaia. A restauração da Sede do Clube tem sido feita em etapas, mas muito bem planejada por esta nova Diretoria, que não tem medido esforços para retomar o lazer com a qualidade que sempre foi prioridade para o E.C. Banespa, um dos maiores e bem frequentados clubes do Estado de São Paulo. E para dar sequência na revitalização, já começaram as obras no complexo esportivo, que compreende três novas quadras de tênis com piso de saibro, dois paredões e uma quadra poliesportiva para jogos de vôlei, futsal e basquete. Todas estas obras são importantes


Viver Marambaia

para os associados do Clube, como para os condôminos, pois tem como objetivo a valorização do conjunto residencial e preservação do meio ambiente da região. Lazer bem perto da natureza Os eventos promovidos pela atual Diretoria têm sido um sucesso com a presença dos associados e muitos convidados, como a Feira Mix em março, que trouxe mais de 30 expositores de vários segmentos, a maioria condôminos do Marambaia. Durante o evento teve degustação de crepe, vinho e chope; animação e oficina para o público infantil e sorteio de brindes. O Jantar Dançante Noite Tropical proporcionou uma noite agradável a todos os presentes com Mário Rémilton no teclado e voz. A Sede também promoveu o

Stand Up Comedy Comédia Império em 20 de abril e foi um grande sucesso. No dia anterior ao evento, os convites já estavam esgotados e em virtude de muitos pedidos o espetáculo voltará no segundo semestre. Rodeado de verde e ar puro, o Esporte Clube Banespa Marambaia é o local perfeito para um encontro com amigos e familiares, seja para um churrasco, um jogo de futebol ou até mesmo para aproveitar o sol e as piscinas. Durante a semana, também tem atividades para manter a forma, como Academia de Musculação, RPG - Correção Postural, Alongamento e Ginástica Localizada. A Escola de Esportes oferece cursos de Futebol, Vôlei, Basquete, Futsal e Beisebol. Inscrições na Secretaria, de terça a domingo, das 9 às 16h. A programação do Clube tem sido elaborada para agradar e atrair todas as faixas etárias; fique de olho na divulgação e participe da alegria de frequentar o Esporte Clube Banespa Marambaia.

33


Agenda maio e junho Informações: (19) 3876.1315 e 3876.1520. • Homenagem às Mães - Almoço especial 12 de maio, domingo, 12 às 17h, Salão de Festas. Buffet por quilo. Vários tipos de saladas, pratos quentes e sobremesas. Mário Rémilton, Teclado e Voz. Mesas limitadas; venda antecipada na Secretaria. Faça sua reserva: (19) 3876.1520 / 1315. • Curso de Mergulho Scuba Diver nível básico com Certificação Internacional Naui 18 e 19 de maio. Período integral, a partir das 9h. Aula teórica e prática na piscina. É necessário: saber nadar, atestado médico e acima de 10 anos de idade. Inscrições na Secretaria. • Mercado das Pulgas 25 de maio, sábado, 9 às 17h, Casa Sede. Compra, venda e troca de objetos. Inscrições na Secretaria. • Artistas e Arteiros Fazendo Arte Encontro dos Artistas: escritores, pintores, escultores e artesãos. 25 de maio, sábado, 9 às 17h, Casa Sede. Inscrições na Secretaria. • Noite dos Namorados Um presente do ECB para todos os apaixonados. 15 de junho, sábado, 20 às 24h, Casa Sede. Música ao vivo com Oswaldinho, MPB, samba e rock. Entrada grátis para associados. Convidado R$ 20,00. Próximos eventos • Homenagem aos Pais • Noite da Primavera • Dia da Criança

• Noite dos Anos Dourados • Réveillon 35


Made in Marambaia

Por Márcio Padula

Amor e Odio nas prateleiras

E

m abril, o condômino Luis Madureira lançou Amor e Ódio, mais um romance com a personagem Alva Ward que, após um ano de muito trabalho, buscava alguns dias de merecidas férias, fazendo um cruzeiro pela costa brasileira a bordo do luxuoso navio italiano Imperatore. Contudo, o assassinato de dois passageiros pouco após o início do cruzeiro, colocaria por água abaixo a tranquilidade de todos a bordo. Em meio a uma acalorada disputa travada entre o Oficial de Segurança do navio Imperatore e o tenente Raí Duran, da

36

Divisão de Homicídios da Polícia do Rio de Janeiro, a jovem Alva Ward vê-se colocada, ao mesmo tempo, nos papéis de suspeita pelos assassinatos e de chave na solução dos mesmos. Em qual papel ela se sairá melhor? Para saber, só mesmo embarcando no Imperatore junto com os personagens de Amor e Ódio. Este e outros livros do autor podem ser encontrados em Vinhedo na livraria Nobel e na 100% Vídeo. Pela internet, os livros podem ser encomendados nos sites das livrarias Cultura, Saraiva, Martins Fontes e Cia dos Livros, ou ainda na versão e-book, pela Amazon.


_ Piso Laminado _ VinĂ­lico _ Papel de Parede _ Deck e pergolado

_ Cortinas _ Persianas _ Tapetes

www.decorattainteriores.com.br Rua do Retiro, 1128 | Jardim Paris | JundiaĂ­ | SP | 11 2709.3645 | 2709.3646


Saude em

jogo

38


Vida e Saúde

Q

ue a sinuca é um esporte super gostoso de praticar, todos já sabem. Mas muitos ainda desconhecem como – e o quanto – ela é capaz de contribuir para uma boa saúde do corpo e da mente. “Em uma partida ‘melhor de três’, por exemplo, caminhamos cerca de um quilômetro e meio, e perdemos até 600 calorias”, afirma Silvia Taioli, tetracampeã de sinuca e pioneira entre as representantes femininas do esporte no país. “Durante uma partida, por andar muito em volta da mesa, o jogador mantém um ritmo altamente saudável e flexiona o corpo a todo o momento, condicionando-o.” Isso sem contar os inúmeros benefícios à saúde mental dos praticantes. “A sinuca trabalha bastante a mente do jogador, exercita a sua concentração. Destaco ainda o aspecto de inclusão social. Os mais idosos, por exemplo, se sentem motivados a sair de casa para praticar o esporte, acabam fazendo parte de um grupo e desfrutam da companhia dos amigos. Faz um bem enorme”, ressalta Silvia.

39


Por não exigir o uso da força, a sinuca conquista adeptos de todas as idades. “Eu ministro aulas para crianças de cinco anos – que já possuem a altura mínima recomendada para o jogo – até adultos de 85 anos. Trata-se, portanto, de um esporte extremamente democrático”, diz a campeã. “Mas, como em qualquer atividade física, é muito importante que, antes de qualquer partida, o jogador realize um alongamento completo, flexionando bastante a cabeça, braços e pernas.” A dica da campeã vale para qualquer idade. A coluna vertebral e as pernas são as partes do corpo mais beneficiadas pela prática da sinuca. Mas, ao final de tudo, quem sai ganhando mesmo é o jogador, que acaba unindo a diversão de uma partida com os amigos com o prazer do exercício esportivo. Atividade esta que garante um corpo mais saudável e em forma quando aliada à uma alimentação balanceada. “Os jogadores profissionais são impedidos de fumar e ingerir bebidas alcoólicas – até testes de bafômetro são realizados minutos antes das partidas. Mas, no caso dos jogadores amadores, a ‘cervejinha’ está absolutamente liberada – desde que com moderação, é claro. Ela faz parte do clima informal, de descontração e relaxamento, característico do jogo”, garante Silvia.

40


Experiência Gourmet de SPA. Venha se surpreender!

Requinte

Sabor e

Beleza

Saúde

SPA Sorocaba auxiliando você a viver mais e melhor Acompanhamento médico integrado Acompanhamento de nutricionista e chef de cousine Dietas hipocalóricas: Casher, gestantes e pós-parto, diabéticos, hipertensos, vegetarianos e ovolactovegetarianos Aulas com degustação Academia com aparelhos de última geração

Fisioterapia Parque aquático e pista de caminhada Centro de relaxamento e estética Saídas diárias monitoradas Lazer. Muito lazer Ambiente paradisíaco E muito mais

Reservas

Terra Nosso pequeno planeta Preserve-o

0800 701 8878

www.spasorocaba.com.br Resp. Téc.: Dr. Manoel Carlos Beldi Castanho Cardiologista - CRM 35119


Esporte reconhecido Engenheira química por formação, Silvia teve o seu primeiro contato com a sinuca em Ubatuba, no tradicional hotel Mediterraneo (hoje Porto di Mare). “Comecei brincando na mesa do hotel, mas foi em casa que cultivei o hábito. Meu pai era jornalista e sempre precisava de um parceiro para jogar e relaxar durante o fechamento das matérias. Com ele comecei a tomar gosto pela atividade”, conta. A sinuca foi reconhecida oficialmente como esporte em 1988, e Silvia compete profissionalmente desde 1997. Árbitra reconhecida pela Confederação Brasileira de Sinuca, a jogadora também já alçou vôos mais altos, sendo a única comentarista de bilhar, nas categorias feminino e masculino, nas transmissões da ESPN Internacional no Brasil. Também ministra cursos, nos quais ensina tudo sobre regras, glossário, dinâmica de jogo, postura, efeitos, defesas e as funções dos equipamentos e das bolas retas e anguladas (para mais informações, veja o BOX ao final da matéria)

SERVIÇO Para mais dicas e informações sobre aulas e palestras de Silvia Taioli, acesse www.aulasdesinuca.com.br, ou entre em contato pelo telefone (11) 9994.9936. A campeã também fabrica mesas de sinuca de todos os modelos – com a marca Silvia Taioli Snooker – e executa reformas em mesas já instaladas.

42


Ajuda de mestre A seguir, a professora e campeã Silvia Taioli dá dicas para os leitores da Marambaia brilharem na sinuca.   Postura Recomendada para os jogadores destros. Os canhotos fazem ao contrário. É composta por cinco passos básicos: a mão esquerda fica “espalmada” no campo de jogo, com uma pequena elevação, a mais ou menos um palmo de distância da bola branca. A mão direita segura o taco, na posição de 90 graus. A perna direita se mantém reta, a perna esquerda, flexionada e, por último, o queixo “colado” no taco. Sempre que possível e a tacada permitir, mantenha o taco paralelo ao campo de jogo.   Efeito “Puxando” Ao atingirmos a posição de “seis horas” na bola branca, com a mão totalmente espalmada e movimentos contínuos, a bola branca baterá na bola da vez e retrocederá, ou seja, voltará.  “Pêndulo”  O braço direito, a 90 graus, não pode se mover. Use somente o antebraço, nas posições “0” (parado), “1” (para trás) e “2” (para frente). Se o jogador mexer o braço, haverá um movimento de “alavanca”, levando ao insucesso da tacada.   Efeito “Parando” Batendo um pouco abaixo do ponto central da branca (sem efeito), a bola branca para completamente.

Giz Passado na sola (ponteira de couro) do taco, serve para aumentar o atrito entre esta superfície – que é feita de couro sintético – e a da bola, esta de resina fenólica ou poliéster, ambas bastante lisas. Evita o “espirro”, ou seja, que a sola deslize e atinja a bola branca de maneira a “escorregar”.


Sem Efeito (natural) Mire qualquer ponto, que não o central, da bola branca. Batendo nesta posição, a bola branca segue um pouco a bola da vez, e para.   Efeito “Seguindo” Imagine que a bola branca é um relógio: se batermos na posição de “meio- dia”, a bola branca acompanhará bastante a bola da vez.   *Os efeitos citados acima são os chamados “básicos” e os mais utilizados. Existem também os efeitos laterais e a combinação dos dois, aplicados apenas pelos jogadores mais experientes. Em todos os casos, deve-se permanecer imóvel ao se executar qualquer tipo de tacada, com exceção do pêndulo do braço. Controlar a respiração também é essencial, para que não haja movimentação do corpo.  *Seu equipamento deve ter qualidade, caso contrário, não haverá sucesso na aplicação das técnicas acima descritas. Vale ressaltar, porém, que isso nada tem a ver com o preço do mesmo. Opte por um bom taco em madeira marfim, ash ou maple (madeiras mais recomendadas na fabricação dos tacos), um giz de qualidade – que seja eficiente na cobertura total da área da sola – e atente para a sola propriamente dita, que deve ser de couro sintético, nunca de borracha. *Por último, mas não menos importante, vem a concentração. Não adianta dar a tacada enquanto se conversa, se olha o movimento do salão ou se pensa em outra coisa que não a execução correta. Caso não se sinta confortável no momento da tacada, levante-se, deixe sua posição, passe giz no taco e recomece.


Baca lhau o ano todo

46


gastronomia

Por Márcio Padula

S

emana Santa, Natal e Ano Novo. Para você, estas são as ocasiões para se apreciar uma boa receita feita com o bacalhau? Pois saiba que isto está mudando. O prato preferido dos portugueses agora é também incorporado pelos brasileiros em sua dieta quase que o ano todo. Em situações e dias especiais, como aniversários e encontros de família, agora também são servidos pratos com o bacalhau. E viva o bacalhau! Para facilitar esta nova “dinâmica” do dia a dia dos cozinheiros de ocasião, o renomado chef português Vítor Sobral revelou suas receitas do pescado. A inspiração que o bacalhau proporciona aos portugueses é agora compartilhada com os brasileiros por meio do livro “As minhas receitas de bacalhau: 500 receitas”. A publicação transpõe para nós a magia que envolve o peixe preferido da terrinha. Além das 500 variadas receitas que aproveitam o bacalhau por inteiro, o livro conta a história do pescado, descreve a variedade da espécie, além de discutir sobre a pesca sustentável. O livro inicia-se pela narrativa da primeira comercialização de bacalhau industrializado, realizada pelo mercador holandês Yapes Ypess, que inaugurou a indústria de transformação na Noruega. A partir de então, o consumo do peixe expandiu-se pela Europa, Américas e África. Mesmo diante dessa importante expansão de mercado, a Noruega manteve-se como polo principal de pesca, transformação e exportação desse peixe. Sobral explica que na Noruega, a riqueza proveniente do mar é uma das principais fontes da economia. Com características físicas favoráveis, os noruegueses navegam pelos mares e praticam a pesca há mais de mil anos. O autor detalha, ainda, como a pesca é realizada de maneira sustentável, preservando os recursos naturais. O bacalhau da Noruega chega a Portugal de diferentes formas: inteiro e salgado, verde e inteiro, salgado e seco e depois passa por processos de transformação que são supervisionados pelas indústrias portuguesas e norueguesas, garantindo ótima qua-

lidade. Estes processos são explicados passo a passo por Sobral, em cada uma das cinco fases – lavagem; passagem pela máquina de corte, processo de salga e secagem; controle de qualidade, pesagem, classificação, embalagem e transporte. Em Portugal, o bacalhau foi considerado por muitos anos como um alimento barato, garantindo seu lugar nas mesas portuguesas mesmo em dias comuns. Porém, depois da Segunda Guerra Mundial, o preço do pescado aumentou devido à escassez de alimentos em toda Europa, restringindo o consumo popular. Atualmente, o peixe é servido nas refeições do dia a dia e em datas comemorativas – o leque de receitas é bem amplo, oferecendo desde opções com preparo simples às mais sofisticadas.

47


A escolha do bacalhau O livro chama a atenção para a importância na escolha do autêntico bacalhau da Noruega, comercializado como de primeira ou segunda categoria. Os de primeira encontram-se sempre bem escovados e com cor palha. Já os de segunda, normalmente apresentam imperfeições na pele, e podem exibir alguns tipos de corte ou rachaduras, o que não significa má qualidade, mas apenas falta de cuidado com o manuseio. Segundo Sobral é sempre preferível a compra do bacalhau inteiro, para que se possa observar a qualidade do produto. As características que devem ser observadas são:

• • • • •

Cor: palha, nunca muito branco Bem seco e curado Rabo quase reto e cor uniforme Limpo, bem tratado e sem manchas escuras Pele que solta com facilidade

O chef reforça ainda que a qualidade do bacalhau influencia diretamente no resultado da refeição que será preparada e explica quais são os sabores dos diferentes tipos de bacalhau (fresco, skrel, salgado verde, semisseco, salgado seco). Os tipos de cortes e a melhor forma de preparo do peixe também são abordados pelo chef, que também não se esquece de descrever a importância da demolha e de ensinar que partes não tão conhecidas do pescado também podem ser aproveitadas, como boinas, bucho, caras e línguas, garantindo a excelência dos pratos.

48


Receitas Sobral explica que as receitas-base, como caldo de bacalhau, azeite de manjericão, tomatada, caldo de legumes, entre outros, são muito importantes para o preparo do prato final. No capítulo dedicado a sopas, cremes e canjas, o autor apresenta uma gama de opções, tais como sopa seca de bacalhau com grão-de-bico, vagem e hortelã, creme de batata e mandioca com dois bacalhaus e manjericão, sopa de tomate com bacalhau e poejo, sopa de bacalhau com ervas aromáticas. Na sequência, são apresentadas receitas de saladas e petiscos, entre as quais, bacalhau albardado, salada de bacalhau com tempero de meia-desfeita, bacalhau frito com gengibre e curry, salada de bacalhau ao paio de porco caipira com batata bolinha, bacalhau cru desfiado, carpaccio de bacalhau e legumes assados. As receitas de família são outro capítulo à parte. Entram nesta relação diversas preparações de arroz, diferentes pratos de bacalhau, como bacalhau à minhota, com camarões e amêndoas, bacalhau com creme de espinafre, bacalhau à mil Diabos, bacalhau à moda de Viana, além dos já conhecidos e consagrados à Gomes de Sá, à Brás e bolinhos de bacalhau. As receitas do autor, que englobam uma vasta variedade de pratos, como: bacalhau frito com cebola de maça e açafrão, arroz de bacalhau e cação de coentrada, ceviche de bacalhau fresco, minha moqueca de bacalhau, completam o conteúdo das receitas.

O autor Vitor Sobral é uma grande referência na gastronomia portuguesa. Conhecido por sua forma única de interpretar e modernizar pratos tradicionais portugueses. É um mestre em conservar temperos e sabores tipicamente lusitanos. Sua trajetória levou-o aos restaurantes mais conhecidos, sendo hoje proprietário do Tasca da Esquina e Cervejaria da Esquina, em Lisboa. A sua Tasca da Esquina fez a ponte entre Portugal e Brasil, com portas abertas em São Paulo.

“As minhas receitas de bacalhau: 500 receitas” Autor: Vítor Sobral | Editora: Senac SP www.editorasenacsp.com.br

49


novos pratos criados por Vítor Sobral O restaurante Tasca da Esquina, de São Paulo, apresenta sete novos pratos, divididos em entradas e pratos principais. As criações portuguesas foram trazidas pelo chef e proprietário Vitor Sobral. As três novas entradas são: ovos mexidos com bacalhau e aspargos verdes, tiborna de presunto cru e tomate e camarão empanado com geleia de limão e malagueta. Já os pratos novos são: atum caramelizado, creme de palmito, azeitonas secas, cogumelos e vegetais, carré de cordeiro corado com especiarias, purê de abóbora e espargos salteados, raia confitada, tomate seco, damascos e creme de espinafre e carne de porco em vinhas d’alhos com salada de favas e vinagrete.   

Tasca da Esquina (11) 3262.0033 www.tascadaesquina.com.br Alameda Itu, 225, Jardins, São Paulo (SP)

50


A AUTÊNTICA COZINHA ITALIANA ALMOÇO:DE SEGUNDA À SEXTA-FEIRA, DAS 11H ÀS 14:30H AOS SÁBADOS À LA CARTE DAS 12HS ÀS 16H DOMINGOS: SISTEMA SELF-SERVICE COM BUFFET QUENTE, DELICIOSA MESA DE SALADAS E ANTEPASTOS. A LA CARTE TAMBÉM DISPONÍVEL. JANTAR:TERÇA À SÁBADO. TODA 5ª FEIRA, A PARTIR DAS 19H30 "FESTIVAL DE RISOTO"

Empório do Chef Nico: Massa caseira, Limoncello, Biscotti, Produtos Italianos. Taverna do Chef Nico Av. Independência, 5879, Aquário, Vinhedo – SP | (19) 3886.7644 e 8135.3512 tatiana@tavernadochefnico.com.br | www.tavernadochefnico.com.br Visite Nossa Fanpage.


Pela primeira vez na América latina, o musical da Disney chega aos palcos brasileiros

U

m dos maiores sucessos na história da Broadway, “O Rei Leão” finalmente chegou ao Brasil. Desde a sua estreia em 13 de novembro de 1997, a produção já foi realizada em 16 países, alcançou mais de 68 milhões de espectadores e foi traduzida para oito idiomas: japonês, alemão, coreano, francês, holandês, mandarim, espanhol e, agora, português. No Brasil, o musical, que conta a história que todos conhecem do filme da Disney, tem um elen-

52

co formado por 53 atores, sendo 11 sul-africanos: Tiago Barbosa, como Simba; Josi Lopes, como Nala; Osvaldo Mil, como Scar; e César Mello, como Mufasa. O curandeiro Rafiki é personificado por Phindile Mkhize, que já participou de oito montagens de “O Rei Leão” ao redor do mundo. A direção do musical é de Julie Taymor (responsável pela adaptação do filme para os palcos da Broadway e do mundo todo), a produção é de Thomas Schumacher (produtor e presidente da Disney Theatrical Productions), a tradução do


CIRCULANDO

Por Izabelle Prado script é da Rachel Ripani e a tradução e adaptação das músicas de Gilberto Gil. A influência africana das máscaras, fantoches e fantasias é um elemento trazido por Julie Taymor. “Fiquei com medo de que a montagem fosse algo como os personagens da Disneylândia, vestidos com a cabeça do Mickey Mouse”, conta Taymor. Afinal, para a diretora, a história em si é forte, mas a maneira de contá-la é tão importante quanto. Por isso que houve um grande empenho, por parte da produção, em trabalhar as emoções antes apresentadas numa perspectiva animal. Para trazer aos palcos brasileiros a história do leãozinho que amadurece após uma tragédia familiar foram recebidos 22 containers com mais de 35 toneladas de material. Cenários figurinos e objetos de cena vieram dos Estados Unidos, Londres e Austrália. As esculturas animadas foram confeccionadas no Canadá e as perucas, em Londres. Diante de tantos números e tantos detalhes fica difícil de acreditar que Tom Schumacher, criador do filme, quando ouviu da Disney que a empresa queria adaptar o desenho para um musical, o produtor achou que estava diante da “pior ideia que já tinha ouvido na vida”. Inacreditável! Com ingressos que variam entre R$ 50 e R$ 280, “O Rei Leão” terá sessões às quartas, quintas, sextas, sábados e domingos durante todo o ano de 2013 no Teatro Renault, em São Paulo.

53


Cirque Du Soleil volta ao Brasil com

54


CIRCULANDO

O

palhaço Mauro sonha com sua morte e, ao invés de lágrimas e tristeza, seu cortejo fúnebre é repleto de alegria, comemoração e mágica. Assim é “Corteo” – “cortejo” em italiano -, o espetáculo que o aclamado Cirque Du Soleil traz ao Brasil até a metade de 2014 com temporada em seis cidades. O show estreou pela primeira vez no Canadá, em 2005 e, desde então, já visitou mais de 48 cidades em mais de nove países. Criado e dirigido por Daniele Finzi Pasca, o espetáculo conta o funeral de Mauro, que acontece numa atmosfera de festa e observado por amáveis anjos. Contrastando o grande e o pequeno, o ridículo e o trágico, a magia da perfeição e o charme da imperfeição, o espetáculo evidencia a força e a fragilidade do palhaço, mas também a sua sabedoria e ternura, para ilustrar o aspecto humano de cada um de nós. O palco, em 360º graus, se transforma num local desconhecido entre o céu e a terra, onde o mundo teatral da comédia e diversão se mistura com a espontaneidade e com o sentimento. Enquanto é apresentada a transformação do palhaço em anjo, algumas passagens de sua vida são abordadas e o público é surpreendido por números de tirar o fôlego e de muita emoção. Dueto de adágio, marionete, camas elásticas, danças em candelabros, malabarismo, gangorra, corda bamba, tournik, barra fixa, entre outros, tornam o cortejo de Mauro quase um conto de fadas. Como nas vezes anteriores, Cirque Du Soleil oferece um espetáculo grandioso, colorido e com números surpreendentes. Os artistas são levados ao limite e voam a seis, oito e até 12 metros de altura. Não é a toa que Corteo foi considerado pela crítica como um elogio às artes.

Cirque du Soleil

Por Izabelle Prado

Corteo De 30 de março a 14 de julho Parque Villa Lobos Av. Queiroz Filho, s/nº Pinheiros - São Paulo (SP) Fone: 11 4003-5588

55


CIRCULANDO

Comédia e paisagem de

cartão-postal

O

Projeto Terça Insana, idealizado pela atriz e diretora Grace Gianoukas, segue em cartaz todas as terças-feiras de maio, sempre às 21h, no Teatro Itália, tradicional ponto turístico paulistano. Desde a estreia, em 2001, o espetáculo se tornou um divisor de águas no cenário da comédia no Brasil. Levou aos palcos cerca de 320 apresentações diferentes, repletos de personagens, cenas e textos originais, que hoje compõem um enorme repertório de criações. Nos dias 7,14, 21 e 28, Grace Gianoukas convida Silvetty Montilla – uma das mais conhecidas drags caricatas do Brasil em virtude do seu humor ácido e perspicaz – e Fernandinho Beat Box, conhecido beatboxer brasileiro que ajudou a propagar a cultura do hip hop no país. Antes ou depois do espetáculo, a dica é dar uma esticadinha no restaurante do Terraço Itália, cujos salões, de clima romântico, reservam uma vista fantástica da cidade de São Paulo. Um programa imperdível.

56

Terça Insana Dias  7,14, 21 e 28 de maio: Grace Gianoukas  convida Silvetty Montilla e Fernandinho Beat Box - Horário: 21h Ingressos: R$ 80 / R$ 40 meia 11 2122.2474 www.compreingressos.com Estacionamento - serviço de valet conveniado ao Edifício Itália Restaurante do Terraço Itália Reservas e informações: 11 2189-2929 www.teatroitalia.com.br


O fascĂ­nio de Voar 58


estilo

Por Márcio Padula

É

bem provável que logo depois de não medir esforços na invenção da roda, o homem pré-histórico começou a imaginar uma maneira de voar. Algumas lendas e mitos atestam que fatos relevantes em toda a história da humani-

dade se relacionam com o sonho de voar, como na Grécia antiga, na lenda de Ícaro, ou no Renascimento (século XV), com o gênio Leonardo da Vinci desenhando esboços do que seria uma aeronave. Porém, foram necessários muitos anos para que os devaneios com asas realmente

59


se tornassem realidade. No dia 28 de agosto de 1883, a façanha foi do americano John Joseph Montgomery, que se tornou o primeiro homem a fazer um voo controlado em uma máquina mais pesada do que o ar, mais precisamente em um planador. Logo depois, por volta de 1900, vem a época apontada como do verdadeiro início da aviação, com a controvérsia sobre a autoria do primeiro voo em um avião - geralmente creditada ao brasileiro Santos Dumont ou aos irmãos americanos Wright. Em julho de 1906, Santos Dumont voou com o seu 14-Bis, em Paris, o primeiro voo de um avião na história da aviação registrado, publicado e sem artifícios externos. Já os irmãos Wright usaram trilhos e catapultas nas operações de decolagem das suas aeronaves e não tiveram testemunhas e público em seus voos, que acorreram em dezembro de 1903. A era de ouro da aviação O tempo passou e, entre a Primeira e a Segunda Guerra Mundial, foram anos (1918 e 1939) nos quais a tecnologia de aeronaves desenvolveu-se bastante. Neste período, rápidos avanços foram realizados no desenho de aviões, e linhas aéreas começaram a operar. Também foi o momento em que aviadores começaram a impressionar o mundo com seus feitos e habilidades. Os aviões deixaram de ser fabricados em madeira, para utilização do alumínio. Os motores das aeronaves foram aprimorados, com um notável aumento da potência comparado ao que os motores da época eram capazes de gerar. Esta série de avanços tecnológicos, bem como o crescente impacto socioeconômico que os aviões passaram a ter mundialmente, faz deste período a reconhecida era de ouro da aviação. O futuro Mas o futuro é célere. Hoje, a aviação de jatinhos é acessível a uma grande parte das pessoas, o sonho de ter um avião próprio é real e plausível. Em se tratando de negócios, vivemos na era em que tempo perdido é sinônimo de “queimar” dinheiro. Um jatinho é de suma importância para um executivo, um artista ou quem precise se deslocar com segurança rapidamente. Neste setor a Cirrus Aircraft é hoje a indústria líder na fabricação de aeronaves pessoais, que proporcionam níveis, sem precedentes, de performance, novas tecnologias, qualidade e segurança. A empresa conta no Brasil com uma força de vendas exclusiva e centros de vendas espalhados por todo o mundo.

60


61


E a empresa acaba de anunciar a quinta geração de suas aeronaves SR22, que já está sendo chamada de “o melhor Cirrus de todos os tempos”. O novo modelo tem um peso máximo de decolagem aumentado em 200 libras (90,7 quilos), disponibilizando uma carga útil de 680 quilos. O Cirrus SR22 2013 passa a ser, em sua categoria, a aeronave com a maior disponibilidade de carga útil do mercado. Agora o Cirrus SR22 leva cinco pessoas a bordo e todo o combustível suficiente para sete horas de voo ou 2.000 km de alcance, sem comprometimento de segurança ou performance. O projeto da aeronave foi inteiramente reavaliado, reforçando a estrutura da asa e do trem de pouso, redesenhando e substituindo partes, peças e modernizando o CAPS (sistema de paraquedas). As carenagens das rodas do trem de pouso principal foram redesenhadas e o sistema de flaps foi modernizado. O SR22 virá equipado com Transponder ADS-B, qualificando a aeronave a operar de acordo com as mais recentes normas da ICAO (Organização Internacional de Aviação Civil). Poderá vir equipado com o Global Connect, que

Informações

No Brasil contate a Cirrus Brasil Tel.: (11) 4582.6144 | E-mail: info@cirrusaircraft.com.br Site: www.cirrusaircraft.com.br  ou www.cirrusnews.com.br

consiste num telefone por satélite para chamar ou receber ligações no solo ou em voo em qualquer ponto do planeta. Esse sistema habilita a aeronave a receber informações meteorológicas em voo e em tempo real. Inovação é a marca registrada que faz do Cirrus uma aeronave mais segura, mais fácil de voar, de melhor performance e mais versátil ano após ano. Todo Cirrus novo vem acompanhado de um curso de transição para o piloto, que o qualifica a operar a aeronave conforme os padrões de segurança do fabricante. Todd Simmons, vice-presidente de Vendas e Marketing da Cirrus Aircraft declarou: “um novo patamar foi estabelecido pela equipe de engenharia de nossa empresa, que trabalhou incessantemente por 18 meses para desenvolver e certificar essa aeronave com maior peso máximo de decolagem e disponibilizar tanta versatilidade”. Alguns números do Cirrus impressionam: por mais de uma década o SR22 é a aeronave mais vendida no mundo em sua categoria. A frota de quase 5.500 aeronaves Cirrus no mundo já acumulou mais de 5.000.000 horas voadas e o sistema de paraquedas já salvou 62 vidas.


“Em um quilômetro de rodovia, você pode dirigir por um quilômetro. Em um quilômetro de ferrovia, você pode viajar por um quilômetro. Em um quilômetro de pista, você tem o mundo inteiro.” Ed Bolen

63


caixa de correio

Este espaço é seu, caro leitor. Mande elogios, críticas e sugestões para o e-mail: administracao@condominiomarambaia.com.br A equipe da revista Marambaia agradece!

A ameaça da dengue Estou repassando por entender tratar-se de uma solução fácil para um problema que vem se arrastando e adoecendo tantas pessoas. Com tanta chuva, está sendo impossível controlar poças d’água e criadouros. Daí veio a ideia desse repelente caseiro, com ingredientes de grande disponibilidade, fácil de preparar em casa, de agradável aroma e econômico. Não acham que qualquer ação que venha a somar nesta luta deveria ser bem-vinda?

Replente caseiro Ingredientes: - 1/2 litro de álcool; - 1 pacote de cravo da Índia (30 gramas); - 1 vidro de óleo de bebê (100 ml). Deixe o cravo curtindo no álcool uns quatro dias, agitando duas vezes ao dia (pela manhã e à tarde). Depois adicione o óleo corporal (pode ser também de amêndoas, camomila, erva-doce, aloe vera). Uma gota nos braços e outra nas pernas são suficientes para afastar o mosquito. Os cravos espantam formigas da cozinha e até de equipamentos eletrônicos. Espantam também as pulgas dos animais. Contribuição da condômina Herminia Sanchez.

64

O condômino James Morgan compartilha com os leitores esta bela imagem produzida na área verde do Marambaia. A foto de Capa desta edição também é dele. Todas as contribuições são sempre muito bem-vindas. A equipe da revista agradece.


NÃO COBRAMOS

TAXA DE

ENTREGA!

O QUE ERA BOM, FICOU FORTE!

DESCONTOS

DE ATÉ

35%

PARA OS MORADORES DO CONDOMÍNIO MARAMBAIA

• Delivery gratuito • Análise de água com orientação técnica gratuita • Certificação hth e os melhores preços da região • Pagamento com cartão da sua preferência no conforto da sua casa • Assistência técnica especializada para filtros, bombas e refletores. ( Técnicos com mais de 15 anos de experiência) • A mais completa linha de produtos, acessórios e equipamentos para piscinas • Parcerias longas e sólidas com os melhores fabricantes do mercado • Estacionamento próprio

Av. Brasil, 618 - Vinhedo

| 19 3876 6042 | www.mundodaspiscinas.com.br

nichos

Mais de 15 anos de tradição e um TCHIBUM de Vantagens!


última página

Prezado Condômino, Em um condomínio, como em toda pequena ou grande cidade, a participação coletiva deve ser estimulada pelo amplo acesso à informação. Todos os assuntos de interesse da comunidade devem ser colocados e discutidos com total transparência, prezando o diálogo harmonioso e construtivo. Esse é um preceito que rege a atual Administração do Marambaia, por isso frequentemente são introduzidas ferramentas que valorizam a comunicação com os condôminos. É o caso do novo sistema de acompanhamento de obras pela intranet do Condomínio, lançado recentemente. Na galeria de fotos constante na área restrita, há um álbum onde podem ser vistas imagens da construção da Estação Elevatória de Esgoto da Rua Igaratá, e outro que exibe diferentes estágios do trabalho de recapeamento asfáltico em curso em várias ruas do Condomínio, obras estas de extrema importância para todos os que vivem e amam o Marambaia. Novas fotos destes e de outros projetos em curso serão postadas regularmente pela Administração. Outro ponto importante do Condomínio, o Esporte Clube Banespa Marambaia está empenhado em oferecer condições de lazer e de socialização cada vez melhores aos condôminos. Mas, para isso, o Clube necessita da adesão de um maior número de associados. Ajude a revitalizar esse espaço, um bem de todos os marambaenses, participando dos eventos promovidos pelo clube e tornando-se um sócio ativo. David Debes Neto Síndico do Condomínio Marambaia

66


Inglês e Espanhol SEVEN

U

eStUde pOr Até 2 SemAnAs GrátiS e coMpRovE PorQuE oS mElHorES eScoLhEm A sEvEn. Não perca tempo, Início imediato! SEVEN VINHEDO Rua Eduardo Ferragut, 51

(19) 3876-4754 KIDS,TEENS E ADULTOS www.sevenidiomas.com.br


Revista Marambaia 43  

Revista Marambaia 43 - publicação exclusiva do Condomínio Marambaia (Vinhedo - SP)

Advertisement
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you