Issuu on Google+


naBaroneza Edição 33

Conselho Editorial Eurico Villela José Julio Aguiar de Cunto José Roberto D’Affonseca Gusmão Renato Darcy de Almeida Superintendência Sociedade Residencial Quinta da Baroneza Eduardo Eichenberger

Relaxar, curtir e viver

A

s tão esperadas férias de meio de ano chegaram acompanhadas por um friozinho gostoso. Um convite para manhãs preguiçosas ao lado de quem amamos, tardes

com pipoca, filmes e videogame, passeios e almoços deliciosos com os avós, momentos aconchegantes em companhia da família. Na Quinta da Baroneza, não importa qual seja o clima: o calor huma-

Jornalista Responsável Márcio Padula Carile (MTB 30.164) Editora Luana Garcia (MTB 43.879)

no colore as residências e alamedas, o Centro de Conveniência, e permeia a programação proposta pelos Clubes Hípico e de Golfe. Os feriados prolongados e os dias de folga – para parte da família – no mês de julho estimularam uma grade rica e constante de ativi-

Consultor Editorial Alessandro Gonçalves

dades no Clube Hípico. Para os apreciadores de cavalos e esportes

Secretário de Redação Welton Rodrigo Alves

Quinta da Baroneza”, evento que motivou o desenvolvimento de

Colaboradores Reportagem: Rafael Argemon, Andrielly Andrade Golfe: Marco Ruberti Fotografia Mariana L. Gatti Sergio Shibuya Colaboração - Fotografia Arredores: Daniel Teixeira Clínicas de Salto: Henrique Castelhano Eichenberger Projeto Gráfico e Direção de Arte Detonart’s Criações Andréa Rizzo

hípicos, o grande destaque fica por conta do “6º Concurso Hípico um Encarte para a revista “naBaroneza”. Com propostas gráfica e de conteúdo diferenciadas, ele chega para brindar essa nova fase da publicação. Um presente para você, leitor, e empresas parceiras. O Clube de Golfe também funciona em ritmo de “alta temporada” com a realização de Clínicas Gratuitas de Golfe para crianças e torneios expressivos, alguns deles com premiação oferecida por sóciosproprietários – como no caso da “I Taça Monti” e “I Taça Suíça”. As próximas páginas trazem cliques especiais desses momentos – que refletem a paixão pelo esporte em total integração com a natureza singular que permeia o empreendimento. Os funcionários e seus familiares, por sua vez, contarão com

Coordenação de Vendas Angela Castilho

uma programação de cursos diferenciada no segundo semestre,

Executivos de Negócios Rodrigo Nascimento e Patrícia Papa

realizada pela Comissão de Cidadania. Conceitos de hidráulica e

Para anunciar: Telefones: (11) 5044.2557 e 5041.4715 nabaronezapubli@fontpress.com.br

previstos. Saiba mais na seção “Cidadania” e estimule seus cola-

Produção e Publicação Fontpress Comunicação Contato: Av. Pavão, n. 955, cj. 85, Moema São Paulo, SP – CEP 04516-012 Telefone: (11) 5044-2557 E-mail: nabaroneza@fontpress.com.br Impressão IBEP Gráfica Publicação bimestral, custeada integralmente por anunciantes É proibida sua reprodução total ou parcial, sem autorização por escrito do editor. A Fontpress Comunicação não se responsabiliza pelo conteúdo dos anúncios e mensagens publicitárias inclusos nesta edição.

com base em sugestões advindas da última pesquisa de opinião elétrica, primeiros socorros e até panificação estão entre os cursos boradores a participarem. Com toda essa agitação, podemos afirmar que o outono e inverno foram bem quentes na Quinta da Baroneza. E vêm muito mais novidades boas por aí. Relaxar, curtir e viver, em todas as estações. Você está no lugar certo. Desfrute. Um grande abraço,

Equipe “naBaroneza”


10

22

Clube de Golfe

54

Acontece

24

Clube Hípico - Feriado de Tiradentes

28

Acontece

Arredores

56

Meio Ambiente

48

30

Conveniência

34

Saude & Bem-Estar

38

08

Imagem

10

Clube Hípico

Viver Bem

42

Cidadania

44

“6o Concurso Hípico Quinta da Baroneza”

Kids

14

46

Clube Hípico

18

Golfe

20

Clube de Golfe

Acontece

Clube de Golfe - “I Taça Agora É A Hora”

48

Acontece

Clube Hípico - Páscoa 2009

58

Acontece

Clube de Golfe - “I Taça Suiça”

60

Acontece

Clube de Golfe - “I Taça Monti”

62

Última Página

20


Imagem

Clube Hípico

Golfe

“Um homem precisa viajar. Por sua conta, não por meio de histórias, imagens, livros ou TV. Precisa viajar por si, com seus olhos e pés, para entender o que é seu. Para um dia plantar as suas próprias árvores e dar-lhes valor. Conhecer o frio para desfrutar o calor. E o oposto. Sentir a distância e o desabrigo para estar bem sob o próprio teto. Um homem precisa viajar para lugares que não conhece para quebrar essa arrogância que nos faz ver o mundo como o imaginamos, e não simplesmente como é ou pode ser. Que nos faz professores e doutores do que não vimos, quando deveríamos ser alunos, e simplesmente ir ver.”

Amir Klink

8

Clube de Golfe

Arredores

Meio Ambiente

Conveniência


Saúde & Bem-Estar

Viver Bem

Cidadania

Kids

Acontece

Última Página

9


Imagem

Clube Hípico

Golfe

Clube de Golfe

Arredores

Meio Ambiente

Conveniência

“6o Concurso Hípico Quinta da Baroneza”

Tradição de

sucesso O

prestígio e a visibilidade característicos dos eventos esportivos promovidos nas dependências do empreendimento tiveram seu ponto alto no dia 23 de maio, quando o Clube Hípico recebeu mais de 100 cavaleiros

de renome para a disputa do “6º Concurso Hípico Quinta da Baroneza”, evento integrante do calendário da Federação Paulista de Hipismo. Estiveram presentes importantes nomes do Hipismo, como César Almeida (medalha de ouro por equipe no Panamericano do Rio de Janeiro), José Roberto Reynoso Fernandes Filho (líder do ranking da Confederação Brasileira de Hipismo), Bartolomeu Bueno de Miranda Neto, Renato Junqueira, José Luís Carvalho, Paulo Foroni, Vítor Alves Teixeira e Marcos Ribeiro dos Santos. A direção técnica foi exercida por Patrícia Carvalho, que também foi responsável pela organização das provas do Pan do Rio.

10


Saúde & Bem-Estar

Viver Bem

Cidadania

Kids

Acontece

Última Página

O evento teve um encerramento de gala com a prova principal, de 1,35 metro, vencida pelo conjunto Marcos Ribeiro dos Santos, de São José dos Campos (SP), e seu cavalo Galant de La Lande. Ribeiro, que já havia participado nos últimos dois anos do Concurso e conquistado um terceiro lugar, desta vez não deixou o título escapar. “Vinha buscando a vitória havia três anos nesta prova charmosíssima, que oferece muita dificuldade técnica e na qual o piso afunda um pouco”, comentou Marcos Ribeiro. “Por isso precisamos de um cavalo experiente e potente, que são características do Galant.”

11


Imagem

Clube Hípico

Golfe

Clube de Golfe

Arredores

Meio Ambiente

Conveniência

“6o Concurso Hípico Quinta da Baroneza”

Mais uma vez, a localização privilegiada do empreendimento, a natureza deslumbrante e as dependências modernas e aconchegantes do Clube Hípico foram coadjuvantes de peso da tradicional competição. Parabéns a todos da organização!

Acompanhe a cobertura completa do evento no Encarte especial da “naBaroneza” 33 sobre o “6º Concurso Hípico Quinta da Baroneza”.

12


13


Imagem

Clube Hípico

Golfe

Clube de Golfe

Arredores

Meio Ambiente

Clínicas de Salto

A graça de

transpor obstáculos 14

Conveniência


Saúde & Bem-Estar

P

Viver Bem

Cidadania

Kids

Acontece

Última Página

romovidas pelo Clube Hípico Quinta da Baroneza na Páscoa, pelo segundo ano consecutivo,

as Clínicas de Salto fazem cada vez mais sucesso entre os amantes do esporte no empreendimento. Seja pelo interesse em adquirir conhecimentos básicos, ou até mesmo para avançar a ponto de competir profissionalmente e atuar como instrutores – ou instrutoras – de Hipismo, muitos sóciosproprietários que integraram a primeira edição, em 2008, repetiram a experiência este ano. A opinião dos participantes é unânime, para alegria dos cavaleiros profissionais Fernando Miranda e Flavio Abreu Fernandes, instrutores em ambas as clínicas: a significativa na técnica individual de transposição de obstáculos. “A maior satisfação é quando percebemos a evolução de um conjunto em comparação com a clínica anterior. É a garantia de que o nosso trabalho está dando certo”, afirma Flávio Fernandes.

Foto: Henrique Castelhano Eichenberger

maioria afirma identificar uma evolução

15


Imagem

Clube Hípico

Golfe

Clube de Golfe

Arredores

Meio Ambiente

Conveniência

Clínicas de Salto

As Clínicas de Salto Quinta da Baroneza ocorreram durante três dias, 10, 11 e 12 de abril, a partir das oito horas, com sessões subdivididas em três níveis: básico, básico avançado e intermediário. Para cavaleiros iniciantes (nível básico), Fernando e Flavio abordaram diversos conceitos, como firmeza, trota na diagonal e galope. “O trabalho firme desses tópicos melhora a técnica e confere mais segurança ao cavaleiro e seu animal, além de prevenir contra tombos e eventuais acidentes”, acrescenta Flavio. Juntos, Fernando e Flavio somam quase meio século de experiência e dedicação ao hipismo. A carreira, recheada de conquistas nacionais e internacionais, e o convívio com instrutores de renome, como o grande mestre Nelson Pessoa, possibilitaram que os cavaleiros desenvolvessem a habilidade

16


Saúde & Bem-Estar

Viver Bem

Cidadania

Kids

Acontece

Última Página

natural de transmitir conhecimentos sobre o esporte. “Nas clínicas, procuramos fazer uma síntese da forma mais legal e correta de praticar o hipismo”, diz Fernando Miranda. “Consideramos o ato de passar para frente nossa vivência e conhecimento nosso principal legado para o esporte.”

17


Imagem Clube HĂ­pico

Golfe

Clube de Golfe

Arredores

Meio Ambiente

ConveniĂŞncia

Por Marco Ruberti (*)

Regras do jogo

18


Saúde & Bem-Estar

N

Viver Bem

Cidadania

Kids

Acontece

Última Página

as edições anteriores, demos ênfase às definições das regras e ao comportamento (etiquetas) dos golfistas – segundo o livro Regras do Golfe 2008-2011, aprovado pela R&A Rules Limited (The Royal and Ancient Golf Club of St. Andrews – www.randa.org) e USGA (The United States Golf Association

– www.usga.org). Vale lembrar que este título encontra-se à disposição na Pro Shop, loja localizada na sede

do QBGC (Quinta da Baroneza Golfe Clube). Além dele, é possível pesquisar no Decisions on The Rules of Golf 2008-2011, também da R&A e USGA. As regras do golfe são 34 e, apesar do número, devem ser lidas cuidadosamente. Em caso de o jogador ficar em dúvida ou discordar da decisão a ser tomada por ele próprio e seu marcador, deve optar por jogar duas bolas, anotar o resultado delas e levar o caso à Comissão, ou aos Pros, do clube para resolver a questão. É assim que os golfistas aprendem, na maioria dos casos.

Para tanto, é preciso seguir alguns conselhos, que são uma espécie de guia rápido e prático: 1 Antes do jogo, leia as regras locais no cartão ou quadro de avisos (starter / vestiários); 2 Algumas regras locais, com o acréscimo de outras já existentes, são postas em uso no dia do jogo. Se o competidor não souber quais são, estará em desvantagem em relação aos demais; 3 Certifique-se de que os 14 tacos estão na bolsa; não custa lembrar que este é o limite máximo; 4 Durante o jogo, não solicite “conselhos” a ninguém. Fale somente com o seu caddie ou, em caso de jogo em duplas, parceiro. Dúvidas sobre regras, distâncias, localização de azares ou bandeiras não são consideradas “conselhos”; 5 Não efetue tacadas de treino, seja durante o buraco ou após ele; 6 Atente para o tempo de jogo. O QBGC determina quatro horas e vinte minutos para os 18 buracos, incluindo a passagem do nono para o décimo, a pé ou de carrinho, para grupos de até quatro jogadores; 7 Não deixe espaço entre seu grupo e o da frente; 8 Em caso de perda de bola, o jogador tem cinco minutos para procurá-la. Em caso de bola duvidosa, sempre jogue outra (provisória) antes de deixar o local original. Caso encontre a primeira, a provisória será levantada; se não, a provisória entra em jogo na sequência. 9 Cuide do campo, dos divots e dos piques nos greens, sobre os quais se deve caminhar com muita cautela. Não se esqueça de rastelar as bancas; 10 Jogue na sequência determinada; 11 Após o jogo, confira seu cartão buraco a buraco. Estando correto, preencha os campos necessários (tees jogados, data, índex, por exemplo). A soma não precisa ser feita. Ele deve ser assinado pelo jogador e marcador e entregue sem demora. Bom jogo e divirta-se!

(*) Jogador e treinador profissional, filiado à ABPG (Associação Brasileira dos Profissionais de Golfe) e registrado no CREF-SP (Conselho Regional de Educação Física do Estado de São Paulo), Marco Ruberti é head pro do Quinta da Baroneza Golfe Clube (QBGC)

19


Imagem Clube Hípico

Golfe

Clube de Golfe

Arredores

Meio Ambiente

Conveniência

Escolinha de Golfe

nas férias

A

Escolinha de Golfe, que funciona o ano inteiro no Quinta da Baroneza Golfe Clube, teve a agenda cheia do primeiro dia de julho até o dia 31, de terça a sábado, das 10h às 11h, no Driving Range (área de treino). As

aulas são abertas para todas as crianças de 5 a 15 anos, não só aos condôminos, mas também para seus convidados. A estrutura para iniciação dos participantes é completa, com a área de treino reservada para a atividade e ainda com o clube cedendo os tacos e bolas. “A garotada só precisa ter vontade de aprender, se inscrever e começar a treinar”, explica Marco Ruberti, head pro do Quinta da Baroneza Golfe Clube. O mais importante da escolinha é que o jovem aprendiz terá aulas sobre os primeiros passos da arte de jogar golfe. “O principal ponto que ensinamos é como acertar a bola”, fala Ruberti.

20


Saúde & Bem-Estar

Viver Bem

Cidadania

Kids

Acontece

Última Página

Depois dessa fase de aprendizado, que por si só já é divertida e descontraída, o melhor ocorre na semana da criança, em outubro, quando os futuros campeões podem colocar em prática toda a técnica que aprenderam em um torneio de golfe exclusivo para eles. Para pais ansiosos, Ruberti ressalva que se trata de uma iniciação. Depois, aqueles que demonstram interesse e aptidão para as tacadas, com certeza, encontrarão seu espaço. “Tem sido muito interessante, são muitas as crianças que demonstram enorme habilidade”, finaliza Ruberti. Mais informações: Escolinha de Golfe Crianças de 5 a 15 anos Evento gratuito Telefone: (11) 4892-2704 barongolfeclube@qbgc.com.br www.qbgc.com.br

21


Imagem Clube Hípico

Golfe

Clube de Golfe

Arredores

Meio Ambiente

Conveniência

Por Marco Ruberti (*)

Buraco 4

Buraco 4 B

uraco maravilhoso, com uma pequena subida um pouco em curva (dog leg) para a direita. Tem dois fairways que caem da esquerda para a direita; o da esquerda é maior e fica atrás do cross bunker; o da direita é bem mais estreito, curto (por estar em linha reta com o green) e perigoso (toda

a lateral direita joga a bola para o azar lateral – estacas vermelhas). Sobe até as 200 jardas do green e, depois, desce para as 150. Quem consegue passar essa barreira se aproxima bastante para a segunda tacada ao green. Ela, que é um pouco em subida, também é muito bonita e exigente, pois todo o lado direito tem azar lateral. A defesa é sempre à esquerda e curta. O green é um caso à parte. Bastante inclinado, tem poucas posições de bandeira, apenas nas partes inicial e final. Passá-lo, pela esquerda ou em linha reta, vai tornar o retorno (chipping / approach) muito difícil. Jogar o putt também é um exercício de muito controle porque as caídas podem ser, na maioria dos casos, muito maiores do que parecem e, por isso, inúmeras tacadas são desperdiçadas. É um grande desafio. (*) Jogador e treinador profissional, filiado à ABPG (Associação Brasileira dos Profissionais de Golfe) e registrado no CREF-SP (Conselho Regional de Educação Física do Estado de São Paulo), Marco Ruberti é head pro do Quinta da Baroneza Golfe Clube

22


Saúde & Bem-Estar

Viver Bem

Cidadania

Kids

Acontece

Última Página

Saida

Ficha Técnica Par 04

415 jardas de distância do tee dourado

387 jardas do tee azul

356 jardas do tee branco

304 jardas do tee vermelho

Handicap Stroke

ra

Fo

de po

m

Ca

HS (grau de dificuldade): • Masculino: 01 (mais difícil do campo)

Az

ar

de

ág

ua

• Feminino: 03 (terceiro mais difícil do campo)

HCP Stroke Masculino: 01 Feminino: 03

23


Imagem Clube Hípico

Golfe

Clube de Golfe

Arredores

Meio Ambiente

Conveniência

iel Teixeira

Fotos: Dan

Bragança Paulista

esquenta em seu Festival de Inverno 24


Saúde & Bem-Estar

M

Viver Bem

Cidadania

uita gente ainda pensa em Bragança Paulista apenas

Kids

Acontece

Última Página

Sons para todos

como a terra da linguiça e mais nada. Mas isso vem

Na área musical, a cidade serviu de palco para oficinas de

mudando de uns tempos para cá. Hoje, visitantes vão

violão, com o músico Jander José de Oliveira, e oficina de coral,

ao tradicional Festival de Inverno da cidade, a 89 quilômetros

com Nataniel Badue, além de apresentações dos mais diversos

de São Paulo, atrás de novidades culturais. Nos meses de julho

estilos, uma delas com a participação da artista internacional

e agosto, shows, oficinas, palestras e exposições esquentam

e professora de violino Liu Man Ling.

Bragança.

A música erudita exerce papel de destaque no festival, que

Oficinas de arte, shows de diversos estilos musicais, teatro e

recebe várias orquestras, como a Bachiana Jovem, sob regência

cinema. No “Festival de Inverno de Bragança”, além das trilhas

de João Carlos Martins, um dos pianistas mais importantes

muito interessantes para caminhada ao redor da cidade e, é claro,

do Brasil. Também marcaram presença a Banda Sinfônica do

da tradicional linguiça local, a grande atração é a diversidade

Exército, a estreia da Banda Sinfônica Jovem de Bragança, a

cultural.

Orquestra Sinfônica jovem de Atibaia e a Orquestra Jazz Sinfô-

Nas artes plásticas, por exemplo, o artista Sérgio Prata ofereceu

nica, sob a regência do Maestro João Maurício Galindo.

seu ateliê como local para uma oficina de pinturas a base d’ água. Ainda nessa modalidade artística, merecem destaque o curso de

Na telona, nos palcos, em toda a cidade

técnicas de aquarela ministrado no Museu Municipal pelo artista

Com toda essa diversidade cultural, o cinema e o teatro

Guyer Salles, que retornou a Bragança, pelo segundo ano con-

não poderiam passar em branco. Uma fusão de cultura e arte

secutivo, e a oficina de cerâmica da artesã Mércia Borges, que

é a grande atração do Cineclube local, que contou com uma

possui trabalhos de argila no Salão Negro do Senado Federal e

programação especial de filmes sobre músicos brasileiros.

no Palácio dos Bandeirantes, sede do governo paulista. Além desses projetos, quem foi a Bragança em julho pôde

Para os amantes do teatro, um repertório de diversos gêneros apresentados em vários espaços espalhados pela cidade.

conferir oficinas de bonecos de rua com a artista plástica e artesã

Em suma, toda a cidade de Bragança Paulista serve de palco

Regina R. Takahashi, que levou a tradição de bonecos gigantes

para o Festival de Inverno, que recebeu ainda, além das atrações

no Carnaval de cidades do interior paulista e no Museu da Língua

já citadas, oficinas de colagem, dança de rua, dança de salão,

Portuguesa, em São Paulo.

grafite e teatro, entre tantas outras.

25


Imagem Clube Hípico

Golfe

Clube de Golfe

Arredores

Ainda dá tempo!

Meio Ambiente

Conveniência

Mais informações: - Prefeitura de Bragança Paulista (Secretaria Municipal de Cultura e Turismo) Telefone: (11) 4032.3022

Artes Plásticas

www.culturaeturismobp.com.br

De 2 a 15 de agosto:

- Guia de Bragança e Região

Exposição “150 Anos da Comarca de Bragança Paulista”

www.guiadebraganca.com.br

Conheça a cidade Situada na Serra da Mantiqueira, Bragança Paulista é uma das 15 estâncias climáticas do Estado de São Paulo. Localizada perto da divisa com Minas Gerais, a região bragantina é bastante procurada por ecoturistas e amantes de esportes radicais por causa de sua geografia acidentada. Ela possibilita a prática de escaladas e atividades off road. A cidade sedia, até mesmo, diversos campeonatos de acrobacias aéreas e engloba parte da represa Jaguary-Jacareí, bastante procurada para esportes náuticos. Mesmo com universidades que lotam as ruas de jovens e agito, Bragança não perdeu o charme e tranquilidade característicos de uma estância climática. A cidade continua atraindo famílias em busca da receptividade e quietude dos hotéis de lazer.

Comunhão com a natureza De trilhas a escaladas, qualquer atividade de turismo de aventura pode ser exercida em Bragança. Para quem não quer muita “emoção”, as trilhas da Montanha Leite Sol e do Guaripocaba oferecem boa dose de exercício e uma linda vista. Os dois morros também podem ser escalados, assim como a pedra de Guaraiúva e as rochas do Circuito Visual das Águas, a 20 quilômetros do centro da cidade. Já a represa do Jaguary-Jacareí, repleta de pousadas e campings, é um local perfeito para a prática de esportes náuticos. A região oferece ainda arvorismo, tirolesa, rapel, rafting e vôo de paraglider.

Atrações urbanas Além dos atrativos da zona rural, a cidade em si oferece boas opções de lazer, como o Lago do Taboão (cartão postal da cidade) e o Jardim Público, que possui um minizôo. Não deixe de conferir também o Museu Municipal Oswaldo Russomano, um casarão de 1896 com acervo de mais três mil peças.

26


27


Imagem Clube Hípico

Golfe Clube de Golfe Arredores

Meio Ambiente

Conveniência

As flores S

da estação ob o ponto de vista dos especialistas, todas as plantas se dão bem em qualquer época do ano. “É uma questão de cuidar adequada-

Amor-perfeito

mente dos paisagismos externo e interno, apreciando e respeitando a natureza tal qual como ela é: com seu momento de nascer, crescer, florir, frutificar e envelhecer”, ensina o engenheiro agrônomo e paisagista Rodolfo Geiser. Com o “friozinho” característico do início do inverno, muitas plantas ainda reservam forças para a chegada da primavera. Para outras, no entanto, esta é a época perfeita para florescer e colorir, de forma bela e delicada,

Nome científico: Viola x wittrockiana

as alamedas e jardins da Quinta da Baroneza.

Origem: plantas híbridas resultantes do cruzamento das espécies Viola

Para celebrar a mudança de estação, a revista

lútea, Viola tricolor e Viola altaica, desenvolvidas na Europa e no Japão

“naBaroneza” destaca neste espaço algumas flores

Porte: herbácea de até 30 centímetros

características da época. Em cada “ficha técnica”, o

Flores: inverno e primavera

leitor encontrará informações interessantes sobre cada

Propagação: por sementes

tipo, bem como dicas de cuidados a serem observados

Dicas importantes: o amor-perfeito se dá bem sob sol pleno ou meia

para que elas se conservem lindas e saudáveis durante

sombra; clima ameno ou frio; planta anual ou bianual; ideal para

todo o ano.

maciços; necessita de solo úmido; e se adapta bem em solo rico em

Um material para recortar e guardar por muitas

matéria orgânica

estações. Desfrute!

Primavera

Também conhecida como buganvília Nome científico: Bougainvillea spectabilis Origem: América do Sul, Brasil Porte: arbusto escandente de até 5 metros, espinhento e conduzido como trepadeira Flores: do outono até a primavera Propagação: por estaquia de galhos e alporquia Espécie muito hibridada, que apresenta inúmeras inflorescências com formas e cores diversas, inclusive bicolores Dicas importantes: a primavera se dá bem sob sol pleno; clima quente ou quente seco; ideal para maciços; suporta solo mais seco; e se adapta bem em solo arenoso

28


Saúde & Bem-Estar

Viver Bem

Cidadania

Kids

Acontece

Azaleia

Última Página

Ipê-roxo

Nome científico: Rhododendron x simsii Origem: híbridos desenvolvidos principalmente na Europa e no Japão Porte: arbusto de até 2 metros Flores: outono e inverno Propagação: por estaquia da ponta dos ramos Grande grupo de híbridos, com folhas decíduas ou semidecíduas e flores de várias formas e cores Podas: logo após a floração Solo: ácido e fértil Dicas importantes: as azaleias se dão bem sob sol pleno ou meia sombra; clima ameno; é uma planta tóxica; ideal para maciços; boa para cerca viva; gosta de pouca água; e se adapta bem em solo rico em matéria orgânica

Nome científico: Tabebuia avellanedae Origem: América do Sul, Brasil Porte: árvore de até 35 metros Flores: inverno Propagação: por sementes Dicas importantes: o ipê-roxo se dá bem sob sol pleno; clima quente e úmido; espécie de folhas caducas; suporta solo mais seco; e se adapta bem em solo areno-argiloso

Fonte: “Enciclopédia Ilustrada 1001 Plantas e Flores”, de Valério Romahn – Editora Europa

29


Imagem Clube HĂ­pico

Golfe

Clube de Golfe

Arredores

Meio Ambiente

Arranjos com 30

ConveniĂŞncia

sensibilidade


Saúde & Bem-Estar

T

Viver Bem

Cidadania

Kids

Acontece

Última Página

emos por hábito presentear com flores aqueles que amamos. Agora imagine chegar em casa e encontrar os ambientes delicadamente decorados

com os tipos de sua preferência. Um presente e tanto para

conquistar a confiança dos seletos – e exigentes – consumidores

a família, amigos e, sobretudo, para si mesmo.

do empreendimento. “Além de atender a encomendas para

Esta é uma das especialidades das sócias Cecília Pedroso

manutenção de flores nas residências, cuidamos da decoração

e Milena Galhardo de Cunto à frente da Vento Verde,

paisagística de jantares, almoços e recepções diversas”, explica

loja de flores e presentes situada no Centro de Conve-

Cecília Pedroso.

niência Quinta da Baroneza. Além de flores frescas para

A paixão pelo trabalho, que se reflete no cuidado com o aten-

arranjos montados na hora e presentes diferenciados,

dimento, bem como a experiência de mais de nove anos com

as paisagistas investem em serviços personalizados para

os sóciosproprietários da Quinta da Baroneza, seus familiares e

31


Imagem Clube Hípico

Golfe

Clube de Golfe

Arredores

colaboradores – a Vento Verde foi inaugurada simultaneamente ao empreendimento – fazem com que as sócias tenham um público fiel e satisfeito. “Muitos deixam a nosso critério as flores que vão compor os arranjos”, conta Cecília. “Além disso, algumas clientes que costumavam trazer presentes de São Paulo para aniversários e outras ocasiões acabam optando por comprar conosco, pois sabem que encontrarão algo de seu agrado.” Nas instalações da Quinta da Baroneza, a Vento Verde assina os arranjos do Golfe Clube, Espaço Ecumênico e estande de vendas da Local Imóveis. Para a decoração das residências, seja na manutenção de flores ou eventos específicos, as sócias procuram trabalhar de maneira muito próxima com os proprietários e colaboradores. “Visitamos o local da recepção, conferimos os tons da louça e das toalhas e, a partir daí, definimos a posição dos arranjos, harmonizando-os com o ambiente”, conclui Cecília. Serviço Vento Verde – Centro de Conveniência Quinta da Baroneza Telefone: (11) 4892.2768 berlinck@uol.com.br Funciona de quinta a domingo, incluindo feriados Encomendas maiores devem ser agendadas com, no mínimo, uma semana de antecedência

32

Meio Ambiente

Conveniência


3333


Imagem Clube Hípico

Golfe

Clube de Golfe

Arredores

Meio Ambiente

Conveniência

O lago estava para peixe

N

o sábado do feriado de Páscoa foi promovido, no Lago

“A participação das famílias tem aumentado. Este ano,

za”. O evento já é tradição do “Sábado de Aleluia” no

conseguimos superar o número de participantes registrado em

empreendimento. Foram distribuídos troféus e kits de pesca aos

2008 – cerca de 50 pessoas”, afirma Fernando Ciro, integrante

seis primeiros colocados nas categorias masculino, feminino e

da comissão organizadora do evento.

infantil, além de um troféu para o “maior peixe do dia”.

34

número de adeptos no empreendimento.

das Palmeiras, o “5º Torneio de Pesca Quinta da Barone-

Foram promovidos também sorteios extras, para que todas

A Quinta da Baroneza recebeu uma condecoração especial

as famílias saíssem premiadas. Na Quinta da Baroneza, a prá-

por parte da organização do torneio, simbolizando seu apoio

tica da pesca envolve mais o lazer do que a disputa: promove

à prática do esporte no país. Aliás, a pesca atrai um grande

integração entre pais e filhos.


Saúde & Bem-Estar

Viver Bem

Cidadania

Kids

Acontece

Última Página

Esporte popular “A pesca é o segundo esporte mais praticado no Brasil – só perde para o futebol. O grau de profissionalismo cresceu muito. O Lago das Palmeiras da Quinta da Baroneza é um local muito bom para aprender a técnica de pescaria, principalmente entre as crianças. Há peixes como o Tapu Dourado e o Pintado”, conta Jair Rigotti, pescador e organizador do “5º Torneio de Pesca Quinta da Baroneza”, que completou: “É um esporte que trabalha tanto a parte física quanto a mental. Traz tranquilidade e ‘limpa a cabeça’.” De acordo com Jair, a pesca deixou de ser uma atividade praticada, sobretudo, por homens. “Também atrai mulheres e crianças.” No que diz respeito ao local da pesca, o pescador é enfático: “A prática do esporte em lagos ou pesqueiros estimula o aprendizado, já que a chance de pegar um peixe é muito maior.”

35


Imagem Clube Hípico

Golfe

Clube de Golfe

Arredores

Meio Ambiente

Conveniência

Manual básico Fazer o arremesso o mais distante da margem possível, pois os lambaris não irão muito longe para comer as iscas. - Quanto mais fina a linha, mais distante é o arremesso. - A atividade da pescaria é diretamente proporcional à temperatura da água (conceito de pecilotermia). - Anzóis para o Lago das Palmeiras e seus peixes no porte atual têm de ser de 3 a 5/0. - Linhas ideais de 0,35 a 0,40 mm para bons arremessos. - Boia de arremesso de 0,8 a 0,8 m do chicote e do ponteiro, longe do anzol de 70 a 80 cm. - Sempre evitar qualquer ruído no solo do barranco de pescaria enquanto estiver pescando. - Dourados enxergam as iscas durante o dia, mas os pintados preferem os horários mais escuros. - Iscas artificiais devem ter 10 centímetros de comprimento nas cores: verde limão, prateada ou branca de cabeça vermelha. Fonte: Piscicultura – Quinta da Baroneza

E no frio? “Em dias de temperaturas mais baixas, os peixes ficam menos ativos e, consequentemente, as pescarias mais fracas. Isso acontece porque a temperatura de seu corpo varia de acordo com a temperatura do ambiente”, explica Jair Rigotti. Além disso, de acordo com ele, os amantes da pesca com iscas artificiais têm como melhor opção trabalhar com iscas de fundo nos dias frios, porque o peixe busca águas mais profundas, onde a temperatura torna-se mais alta que na superfície. Outra dica importante é trabalhar a isca de maneira mais lenta, já que os peixes estão menos ativos e, portanto, menos propensos a maiores esforços para se alimentar.

36


Saúde & Bem-Estar

Viver Bem

Cidadania

Kids

Acontece

Última Página

Benefícios do peixe O peixe é uma adição maravilhosa a qualquer dieta saudável. Geralmente, o teor de gordura é baixo (muitos tipos fornecem 20% ou menos de calorias), o que faz da carne uma ótima opção de proteína. A gordura contida nos peixes também parece ser uma promessa de cura e prevenção de doenças. Ironicamente, os peixes gordos são melhores do que os peixes magros por conterem mais ácidos graxos ômega 3, que diminuem o risco de infarto.

Dicas - Quando compramos equipamentos importados, principalmente varas e iscas

podem impregnar na isca, prejudicando a pescaria.

artificiais, esses materiais trazem impres-

- Tão importante quanto o uso de

sas medidas de peso com as quais não

técnicas e métodos adequados é utilizar

estamos familiarizados. Anote os dados

um equipamento balanceado. Procure

equivalentes em gramas para que você

sempre trabalhar com um conjunto de

possa fazer a conversão.

vara, carretilha ou molinete, linha, anzol

- Não é recomendável dar fisgadas

e chumbo compatíveis entre si.

quando se pesca com iscas artificiais. Em

- Ao colocar a isca no anzol, procure

muitas situações, acabamos tirando a isca

não exagerar no tamanho e quantidade.

da boca do peixe. É melhor esperar que

Iscas muito grandes ficam com algumas

ele se fisgue sozinho e dar uma ou duas

partes fora do anzol, tornando-se fáceis

confirmadas após o domínio do peixe.

de serem roubadas pelos peixes.

- Ao manusear iscas naturais, procure

- Nunca esqueça o protetor solar e

sempre ter as mãos livres de cheiros es-

o repelente de insetos. Uma pescaria

Jair Rigotti oferece mais algu-

tranhos ao peixe. Produtos como protetor

pode se tornar um incômodo com a falta

mas dicas importantes em seu site:

solar, repelente de insetos e cigarros

destes produtos.

www.ahoradopescador.com.br

37


Imagem Clube Hípico

Golfe

Clube de Golfe

Arredores

Meio Ambiente

Conveniência

Cozinha com status

de sala de estar A 38

s cozinhas gourmet consistem em uma importante

refinados e conversam – entre goles de uma bebida perfeita-

tendência seguida por arquitetos e marcas de renome

mente harmonizada com o prato principal –, enquanto ouvem

– como a Kitchens, que assina os modelos e acessórios

um CD agradável ou o som de um show transmitido na TV de

exibidos nesta reportagem – no segmento de mobiliário: o

LCD. Seria uma noite especial em um restaurante? Em um bistrô

proprietário que gosta de cozinhar e receber os amigos pede

charmoso? Não. Essa é a descrição de um jantar na casa de um

que se crie um ambiente aconchegante na cozinha, que muitas

consumidor satisfeito com a sua cozinha gourmet.

vezes assume um papel quase de sala de estar. Muitas cozinhas

Mas o que leva uma cozinha a ser chamada de gourmet?

de alto padrão hoje têm home theater e equipamento de som

O que não pode faltar nela? Comece com um bom fogão, com

ambiente, entre outros itens de primeira linha.

chamas fortes (para preparos rápidos) e baixas (para cozimentos

Um lugar agradável, onde se pode comer e beber com os

longos). Também um forno que mantenha a temperatura in-

amigos reunidos em torno de uma mesa. Eles saboreiam pratos

terna sem grandes alterações e tenha queimadores superiores,


Saúde & Bem-Estar

Viver Bem

Cidadania

Kids

Acontece

Última Página

39


Imagem Clube Hípico

Golfe

Clube de Golfe

Arredores

Meio Ambiente

Conveniência

muito bons para pratos gratinados. Uma coifa grande e eficiente, bancadas de inox em altura adequada e conjunto de facas mantidas sempre bem afiadas também figuram entre os itens mais citados por arquitetos. Uma geladeira, com compartimentos para refrigerados e congelados separados - e, de preferência, com dispenser de gelo e água -, também é importante. Mas a grande atração de uma cozinha gourmet fica por conta da disposição da bancada e da mesa com cadeiras confortáveis para abrigar os convidados. Afinal, a ideia é receber as visitas na cozinha. “Esse tipo de projeto é direcionado àqueles que apreciam a boa culinária e gostam de receber os amigos e a família para conversar, enquanto bebem um bom vinho”, explica a arquiteta Sofia Smaletz. “Hoje, as pessoas estão curtindo mais a sua casa”, diz. “Recebemos pedidos, por exemplo, de home theater para quem gosta de assistir a esportes com os amigos enquanto cozinha, ou de som ambiente para que fique uma música agradável de fundo em ocasiões especiais.”

Lugar de homem é na cozinha O conceito de cozinha gourmet cresce na proporção do interesse dos homens por este tipo de ambiente. As revistas masculinas já perceberam isso há tempos. “Homem que quer fazer bonito tem de saber cozinhar!”, aconselham alguns artigos. “A ida do homem à cozinha colabora para a disseminação dessa tendência”, atesta o arquiteto Antônio Ferreira Júnior. A TV a cabo também trouxe consigo vários programas gastronômicos de estilos diversos em sua programação, bem diferentes da fórmula ‘dicas para dona de casa’, que ainda tem espaço na grade matutina dos canais abertos. E foi nessa nova realidade que a cozinha se livrou do velho estigma de ‘área de trabalho de avós e mães’ para um espaço refinado, no qual amigos e familiares podem interagir e curtir mais do que simples refeições.

40


Saúde & Bem-Estar

Viver Bem

Cidadania

Kids

Acontece

Última Página

“Estou executando um projeto

“Pensamos sempre em pro-

para um advogado casado e com

jetar ambientes em que as

filho que me pediu que incluísse

pessoas se sintam confortáveis.

uma churrasqueira elétrica e gre-

Recebemos pedidos específicos

lhadeira. Como acontecia antiga-

de nossos clientes, como nichos

mente, as pessoas estão recebendo

independentes para acessórios,

mais as famílias e os amigos na

utensílios e temperos; uma boa

cozinha”, afirma Ferreira. “Hoje,

coifa, moderna, com trata-

a tecnologia voltada às cozinhas é

mento térmico, tem de fazer

totalmente diferente daquela de

parte do conjunto”, opina Sofia

uns anos atrás. As grandes marcas estão levando modernidade a esses espaços, com o desenvolvimento de equipamentos refinados”, completa.

Smaletz. A arquiteta especifica outros itens que não podem ficar de fora: fogão de contato, com superfície de vidro temperado e boa distribuição de intensidade das chamas; panelas com

Vive la différence

tripla camada de ferro, que distribuem melhor a temperatura

Os projetos de cozinhas gourmet são individualizados. É claro

e agregam qualidade aos pratos que estão sendo prepara-

que, conforme descrito no início da matéria, há certos itens obri-

dos; e adegas climatizadas para armazenamento de vinhos

gatórios para que o espaço possa ser caracterizado como tal.

de qualidade.

Projeto de cozinha gourmet assinado pelas arquitetas Sofia Smaletz e sua sócia, Silvia Brawerman.

41


Saúde & Bem-Estar

Viver Bem

Cidadania

Kids

Acontecce

Última Página

Vivendo e

aprendendo N

esta edição da revista “naBaroneza”, que circula no período de volta às aulas, a Comissão de Cidadania aproveita para divulgar a programação de cursos para o segundo semestre de 2009.

Em agosto, faremos uma reciclagem das aulas de “Técnicas de Manu-

tenção Hidráulica e Elétrica”. Esse foi o tema mais votado na pesquisa realizada no início do ano e, por isso, merece ser repetido. Direcionado, sobretudo, às novas famílias de caseiros residentes, o curso ensina como proceder em algumas situações de emergência, como vazamentos e problemas elétricos, facilitando a compreensão dos mecanismos de funcionamento desses sistemas. Na sequência, planejamos as aulas de: - Panificação: a idéia é colocar “muitas mãos na massa” no preparo de deliciosos pães caseiros – delícias que poderão ser desfrutadas por toda a família. - Primeiros Socorros e Dicas de Segurança: um tema importante, que faz parte do dia-a-dia de todos nós. - Teremos ainda uma manhã dedicada a receitas de fim de ano. Uma gostosa inspiração para as celebrações de Natal e réveillon. A partir de agosto, os participantes receberão uma ficha de avaliação ao final de cada curso. Desta forma, nós, da Comissão de Cidadania, saberemos se as atividades estão sendo bem recebidas e bem aproveitadas. Incentive seus funcionários a participarem! Comissão de Cidadania

Envie sugestões, comentários e/ou críticas para comissaodecidadania@quintadabaroneza.com.br

42


43


Imagem Clube Hípico

Golfe

Clube de Golfe

Arredores

Meio Ambiente

Conveniência

Arte

com papel molhado T

ermo originado do francês papier mâché, que significa

- Nesta etapa, é necessário o auxílio de um adulto: o conteúdo

papel picado, amassado e esmagado, o Papel Machê é

da xícara deve ser despejado em um liquidificador. Bata até obter

uma técnica que encanta por sua praticidade, versatilida-

uma pasta uniforme.

de e durabilidade. São muitas as possibilidades: a partir da massa básica, que detalharemos mais adiante, é possível modelar caixas, bonecos, coelhos de Páscoa, enfeites de porta... “Trata-se de um universo muito particular. Você cria personagens, dá nome a eles. Os meus modelos, por exemplo, têm história e personalidade definida”, conta a arquiteta e artista plástica Cristina Ferraz. A convite da “naBaroneza”, Cristina propõe neste espaço

- A pasta deve ser então bem espremida, em uma peneira grande, para que se tire bem a água. - Na sequência, aperte-a bem em um pano limpo, para que seque ainda mais. - Coloque-a em um recipiente um pouco maior. Acrescente 1/3 de xícara (a mesma utilizada até então) de farinha de trigo + 2 colheres de sopa de cola branca.

modelos de caixas em papel machê que podem ser executados com facilidade pelas crianças em parceria ou com algum auxílio

- Segredinho da artista: adicione à mistura uma colher de

dos pais. Acompanhe o passo a passo na sequência e dê asas à

chá de vinagre ou desinfetante de pinho para que você consiga

imaginação!

manter a massa restante guardada na geladeira por vários dias, sem que ela estrague.

Massa de papel machê

- Para checar o ponto da massa, basta moldar uma bolinha. Se

Ingredientes e modo de fazer:

ela não grudar e não deixar resíduos em seus dedos, está perfeita.

- 1 xícara grande de papel sulfite picado – ou rasgado (para

Se estiver seca, acrescente um pouco de água até que se chegue ao

que a massa permaneça com a coloração branca; para outros

ponto certo. Se estiver muito mole, coloque farinha de trigo.

projetos, pode-se utilizar qualquer tipo de papel, como jornal, toalha, higiênico e colorido, entre tantos outros; a massa sempre ficará da cor do papel utilizado).

44

Moldagem da caixa: - É hora de definir qual molde será utilizado. Sugestão: um

Importante: esta quantidade de papel sulfite deverá ficar de

pote grande, firme e raso de creme com tampa. “Mas pode ser

molho em água, na própria xícara, por uma noite. O trabalho

uma garrafa de plástico, potinho de iogurte, o que a criança

só é reiniciado, então, na manhã seguinte.

escolher”, destaca Cristina.


Saúde & Bem-Estar

Viver Bem

Cidadania

Kids

Acontece

Última Página

Material necessário

- O pote, sem a tampa, deve ser posicionado com a boca para baixo em um apoio revestido com filme plástico (para não grudar). - A parte de fora do pote deve ser encapada com filme plástico. - Feito isso, você já pode começar a revestir a parte de fora do molde (coberta com filme) com a massa de papel machê. A camada não precisa ser muito grossa – pode ter cerca de cinco milímetros de espessura. - Comece a aplicação da massa pela parte de cima do pote e, depois, passe para as bordas. - Quando estiver pronto, leve o apoio junto com a peça toda para secar (de preferência no sol) durante 36 horas. Quando ela estiver completamente seca, basta desenformá-la e remover o filme plástico cuidadosamente. A caixa de papel machê deve estar bem seca e firme. Segredinho da artista: se, mesmo com todo cuidado, surgir alguma rachadura na peça, basta “remendar” com um pouco de massa pronta úmida e esperar secar novamente. - Por fim, o revestimento da tampa deve seguir os mesmos procedimentos descritos acima. Acabamento: - Com uma tesoura sem ponta, apare grosseiramente a borda da caixa e da tampa. - Corte uma lixa de parede (número 220, para massa) em tirinhas e lixe a peça bem levemente para dar um acabamento. Vale destacar que a proposta do papel machê compreende uma peça de aspecto rústico – este é o principal charme da técnica.

Passo 1

Passo 2

Pronto! Agora basta pintar a tampa e a caixa com as suas cores preferidas, do jeito que a imaginação mandar! Para esta etapa, Cristina recomenda a utilização de tintas PVA para artesanato comum e pincéis de diversos tamanhos (como os números 815 e 484). Segredinho da artista (este também necessita do auxílio de um adulto): para conferir à peça um aspecto brilhante e torná-la impermeável, basta aplicar verniz em spray (ou do tipo “Cristal Autêntico”, com pincel). Para aulas e encomendas personalizadas em papel machê: Cristina Ferraz – arquiteta e artista plástica Na Internet: Blog “Meu Mundo de Papel” (www.cristinaferraz.zip.net) Contato: cferraz76@hotmail.com

Passo 3

Para os papais e mamães: Nas próximas edições da “naBaroneza”, aprenderemos outras peças fáceis de fazer com papel machê, a partir da técnica básica exposta acima. Acompanhe conosco e interaja em casa com os pequenos!

45


Imagem Clube Hípico

Golfe

Clube de Golfe

Arredores

Meio Ambiente

Conveniência

De olho

no relógio E

m parceria com a Rolex, o QBGC (Clube de Golfe Quinta da Baroneza) promoveu, no dia 16 de maio, a primeira edição da Taça “Agora É A Hora”. O torneio, de categoria

mista (0-20 e 21-44), teve sua pontuação válida para o ranking interno do QBGC. O primeiro e segundo colocados em cada categoria receberam prêmios diversos oferecidos pela organização (confira os resultados na página ao lado). O evento foi marcado pela apresentação de uma novidade aos sócios e frequentadores: um relógio da marca instalado próximo à sede do Clube. Desenvolvido com materiais especiais, que o protegem de intempéries, como chuvas, ventos fortes ou altas temperaturas, o aparelho servirá de referência aos jogadores quanto aos horários de saída nas partidas.

46


Saúde & Bem-Estar

Viver Bem

Cidadania

Kids

Acontece

Última Página

Clube de Golfe - I Taça Agora É A Hora

“A Rolex patrocina os maiores torneios nacionais e internacionais de Golfe. Por sua localização privilegiada, campo de excelente qualidade e organização impecável, acreditamos que o Clube de Golfe Quinta da Baroneza possui todas as qualidades para receber o equipamento”, garantiu a empresa, por intermédio de sua assessoria de imprensa, à revista “naBaroneza”.

Resultados – “I Taça Agora É A Hora” 1ª Categoria

Hcap

1º Luiz Roberto Coelho da Rocha

10

2º Frederico Benite Filho

3º Roberto Flor Da Rosa

2ª Categoria 1º Andrea Cochrane

Total

38

14

35

14

35

Hcap

Total

17

44

2º Pedro Cyrillo C. de Almeida

17

38

3º Clovis R. Junqueira Franco

18

35

47


Imagem Clube Hípico

Golfe

Clube de Golfe

Comunhão

Arredores

da família

48

Meio Ambiente

Conveniência


Saúde & Bem-Estar

Viver Bem

Cidadania

Kids

Acontece

Última Página

Clube Hípico - Páscoa 2009

C

omo de costume, as comemorações da Páscoa na Quinta da Baroneza foram motivo de muita diversão para a criançada e seus familiares. Todos se encantaram com as atrações diversas

oferecidas nas dependências do Clube Hípico, como oficina de máscaras, clínica de saltos (veja matéria na pág. 14) em hipismo, torneio de pesca (veja matéria na pág. 34), oficina de ovos de chocolate e campeonato de arco e flecha, entre outras atividades. Para completar o clima familiar, uma missa foi realizada no Espaço Ecumênico. Logo após, todos se reuniram para o tradicional almoço do domingo de Páscoa, ocorrido no restaurante do clube.

O simbolismo de uma nova vida Não podemos esquecer que a Páscoa carrega significados importantes. Para os povos europeus, há milhares de anos, principalmente na região do Mediterrâneo, festejava-se a chegada da primavera, já que a mudança de estação significava mais chances de sobrevivência por causa do rigoroso inverno que castiga a região. Entre os judeus, a data marca o êxodo do povo ao Egito. Já a Páscoa dos cristãos celebra a ressurreição de Jesus Cristo, o renascimento dele. Para os pequenos, a Páscoa é sinônimo de coelhinhos com muitos ovos de chocolate. Na Quinta da Baroneza, as crianças puderam, além de se deliciar com as comidinhas tradicionais, colocar a mão “na massa”, ou melhor, no chocolate, e aprender como são feitos os tradicionais ovos de Páscoa.

49


Imagem Clube HĂ­pico

50

Golfe

Clube de Golfe

Arredores

Meio Ambiente

ConveniĂŞncia


Saúde & Bem-Estar

Viver Bem

Cidadania

Kids

Acontece

Última Página

Clube Hípico - Páscoa 2009

51


Imagem Clube HĂ­pico

52

Golfe

Clube de Golfe

Arredores

Meio Ambiente

ConveniĂŞncia


Saúde & Bem-Estar

Viver Bem

Cidadania

Kids

Acontece

Última Página

Clube Hípico - Páscoa 2009

53


Imagem Clube Hípico

Golfe

Clube de Golfe

Arredores

Meio Ambiente

Conveniência

Diversão com

conhecimento A

exemplo de outras datas comemorativas, o Clube Hípico Quinta da Baroneza promoveu, durante

o feriadão de 18 a 20 de abril, atividades diversas voltadas a toda a família. Os pais puderam relaxar, curtir os dias ensolarados e praticar esportes em companhia da família e amigos. Já os pequenos aproveitaram uma série de atividades exclusivas para eles na Casa das Crianças. Contadores de histórias e brincadeiras com pinturas faciais fizeram a festa da garotada no “Dia do Índio”, chamando a atenção para a importância da data de forma lúdica e divertida. Outra atividade muito procurada envolvia noções de culinária compartilhada: monitores montaram sorvetes com o auxílio da criançada e, bem à vontade, elas se divertiram e se lambuzaram bastante.

54


Saúde & Bem-Estar

Viver Bem

Cidadania

Kids

Acontece

Última Página

Clube Hípico - Feriado de Tiradentes

Viagem no tempo A proposta de unir diversão com conhecimento garante o sucesso das programações especiais do Clube Hípico. Por causa disso, você sabe o significado dessas duas datas tão marcantes de nossa história? O “Dia do Índio” foi criado em 1943 pelo então presidente do Brasil, Getúlio Vargas. Para entendermos a escolha do dia 19 de abril, voltemos a 1940. Nesse ano, foi realizado no México o primeiro “Congresso Indigenista Interamericano”. Além de contar com a participação de diversas autoridades governamentais dos países da América, o evento reuniu vários líderes indígenas do continente, que contribuíram ativamente nas reuniões e decisões. E é por isso que, até hoje, em memória desse dia, ocorrem vários eventos dedicados à valorização da cultura indígena no país. Em 20 de abril, a homenagem nacional vai para Tiradentes. Joaquim José da Silva Xavier, conhecido como Tiradentes por sua profissão de dentista, é considerado o grande mártir da independência do Brasil. Como um dos líderes da Inconfidência Mineira, movimento para libertação do país do reino de Portugal, Tiradentes foi capturado e executado em praça pública em 20 de abril de 1792. Com esse ato, seus ideais ganharam ainda mais força e ele tornou-se uma das figuras mais conhecidas de nossa história.

55


Saúde & Bem-Estar

Viver Bem

Cidadania

Kids

Acontece

Última Página

Fina sintonia O 56

s Clubes Hípico e de Golfe da Quinta da Baroneza

Em virtude do convênio, o Golfe Clube Quinta da Barone-

iniciam mais um ano de parceria, objetivando pro-

za está promovendo clínicas para iniciantes no esporte aos

mover a integração entre os sócios e a aproximação

proprietários, seus filhos e convidados (veja reportagem na

permanente entre as duas entidades. O acordo de cooperação

página 20). E há muito mais vindo por aí. Mantenha contato

mútua foi firmado – pelo terceiro ano consecutivo – no dia

com ambos os Clubes e informe-se sobre as novidades.

9 de maio, por seus presidentes, respectivamente, Michael

Clube Hípico: (11) 4892.2590

Alexander e Eurico Villela (na foto acima, à dir. e à esq.)

Golfe Clube: (11) 4892.2704


57


Imagem Clube HĂ­pico

58

Golfe

Clube de Golfe

Arredores

Meio Ambiente

ConveniĂŞncia


Saúde & Bem-Estar

Viver Bem

Cidadania

Kids

Acontece

Última Página

Clube de Golfe - “I Taça Suiça”

Torneio com sabor especial O Quinta da Baroneza Golfe Clube foi palco, no dia 20 de abril – feriado prolongado de Tiradentes –, da “I Taça Suíça”, torneio

com categoria mista e pontuação válida para o

ranking interno. O nome da competição se deve ao país de origem do casal de sóciosproprietários e doadores da taça, Mario e Ana Viazolli. Os prêmios oferecidos aos três primeiros colocados, por sua vez, tiveram o país europeu como principal inspiração. Confira os pontos: Resultados – “I Taça Suíça” 1º Clovis Junqueira F. Neto

9

62

2º Armando De Toledo Filho

23

64

3º Clovis R. Junqueira Franco

23

65

59


Imagem Clube Hípico

Golfe

Clube de Golfe

Arredores

Meio Ambiente

Conveniência

Tacada de sucesso

E

m 30 de maio, o ranking interno do QBGC foi movimentado novamente com a realização da “I Taça Monti”. O torneio premiou os três primeiros colocados nas categorias Masculino (0-18 e 19-36) e Feminino (0-36), além do primeiro lugar longest drive.

A taça e a premiação foram doadas à entidade pelo sócioproprietário Sylvio Monti Neto. Veja

os resultados em destaque.

60


Saúde & Bem-Estar

Viver Bem

Cidadania

Kids

Acontece

Última Página

Clube de Golfe - “I Taça Monti”

Resultados – “I Taça Monti” 1ª Categoria 1º Carlos Eduardo Villela

Hcap Total 9

45

2º Clybas Pinto Ferraz Neto

9

42

3º Marcelo João Dos Reis

13

40

2ª Categoria

Hcap Total

1º Renato Velloso Dias Cardoso

23

44

2º Marcelo Semeoni

20

43

3º Renato Opice Sobrinho

29

42

Feminino

Hcap Total

1º Vera Lucia Quaresma

25

35

2º Zilda M. Assad Kury

33

33

3º Patricia Somlo

18

29

61


Saúde & Bem-Estar

Viver Bem

Cidadania

Kids

Acontece

Última Página

A Pedra

Preciosa V

ida nova na Baroneza. Os integrantes dos novos conselhos deliberativos do empreendimento estão prontos para continuar o excelente trabalho dos que deixam esses cargos. Significa, para os que chegam, a superação do que já havia alcançado um alto grau de

excelência. É vida nova. Uma vida com amor e vocação para o que é perfeito. Na Baroneza, tudo se transforma para melhor nas mãos de um grupo de empreendedores que

nunca estacionam, nunca retornam, nunca vacilam. Essa perene insatisfação é que abre novos caminhos. Aqueles que saem e aqueles que assumem o comando são guardiões da pedra preciosa. Aprenderam a lapidar um brilhante e nele vão continuar trabalhando. Para a Hubert, que também quer ser a melhor, a Quinta da Baroneza é ícone. Temos orgulho disso. Eu e minha empresa nos sentimos honrados em colaborar com tais empreendedores. Hubert Gebara

62


63



naBaroneza