Page 1

N2

Ago/2011

Sailor Jerry Clรกssico Old School

Estilo Navy Um verdadeiro Lifestyle

Fashion Primavera, cores e sentimentos inspiram este editorial

Do it yourself Uma camisa, muitas possibilidades

This or That? Um tumblr democrรกtico!

Paranรก / Santa Catarina / Sรฃo Paulo

www.schooner.com.br

E muito mais!


REDACAO Recheamos essa edição com várias novidades nos campos da arte, música, moda e tudo o que a gente mais gosta. A banda curitibana Quick White Fox nos deu uma entrevista exclusiva, fizemos uma playlist de 3 álbuns interessantes para você conhecer e aproveitar qualquer Road Trip de verão. Falamos de tatuagem, de objetos de desejo e comemoramos o começo da temporada das flores e do mar com uma matéria sobre o estilo navy e um editorial fresh como a temporada. Aproveitem a leitura. Jaqueline Carvalho

EXPEDIENTE Quer participar do projeto com matérias, dicas ou enviar sua sugestão/opinião? Envie um email para: umas.palavras@gmail.com Coordenação do Projeto: Henrique Cabral dos Santos Edição e Diagramação: Jaqueline Carvalho Projeto Schooner For Every One

Revista Digital Schooner Setembro 2011 #2 ED.


COLABORADORES Charyana Gamballe é Secretária Executiva Trilíngue por formação, tradutora e produtora cultural por profissão e artista por vocação.

Tuyra Rosa, 22, formada em Design de Moda, atua na área como produtora, é apaixonada por acessórios.

Joel Kesher é redator publicitário e colunista do Curitiba Tatuagem. Escreveu a matéria sobre Sailor Jerry e torce pra não apanhar de ninguém na rua por ter feito isso.

Gabriel Duarte é blogueiro/ colunista/colaborador de moda masculina. Recentemente formado em Fotografia (moda). "Amo arte, seja ela qual for, acredito que moda é arte e ela começa pelo guarda-roupa.”, diz. Júlio Rossi, nascido em um carro nos anos 70, é jornalista por formação, mas foi na fotografia e na música que descobriu suas paixões. Se formou em fotografia em 2008 e agora passa os dias entre seu estúdio e locações por todo o país.

Fábio Gattuso, se formou em Desenho Industrial e ao adentrar no mundo fashion, concluiu os cursos especializados: Elaboração de Planos e Projetos de Moda e Engenharia de Produtos Têxteis. Atua na área como Designer de Produto Têxtil há 8 anos.


INDICE

14 16 MARINERS EDITION SCHOONER FOR EVERY ONE

8 Fashion :: Estilo Navy

21

Um clássico da moda!

12 Fashion :: Jeanswear A padronagem que todo mundo usa.

13 Fashion:: História da Moda Em capítulos: De 1901 a 1960

14 Fashion :: This or that? Um tumblr democrático!

16 Music:: Entrevista_QWFOX A banda é nova, mas a diversão é garantida.

38

20 Music :: Listen_playlist 3 cds, 3 bandas curitibanas.

21 Stuff :: Sailor Jerry Um clássico...

24 Fashion :: Estilo Sob Medida Faça você mesma!

26 Fashion :: Editorial ...é Primavera

34 Movie :: 5 filmes de primavera Para adoçar mais ainda as suas tardes e noites.

36 Stuff :: Fotografia Analógica Analógica x Digital

38 Road Trip :: Destino_ 6 lugares Para se conhecer nas férias.

34


Fashion ::

ESTILO NAVY

por Gabriel Duarte

O verão ainda não chegou, mas as araras já estão cheias de novidades. E se há uma estrela nas tendências do verão, sem dúvida é o estilo navy. Ano após ano, os padrões se repetem, mas são reinterpretados de outra forma dando mais vida a esse clássico. Os looks estão ganhando mais informalidade e diversidade em relação às combinações e texturas, e isso é formidável.

Esse estilo também traz a imponência da hierarquia militar, e por isso é evidente o brilho das medalhas nas peças e acessórios da estação. Quem investiu primeiro no visual foi a estilista Coco Chanel ainda na década de 20, inspirada pelos uniformes dos marinheiros. As características predominantes desse estilo são as tradicionais listras, correntes, nós, cordas e âncoras. As cores em destaque são azul marinho, branco e vermelho, porém, já podemos encontrar tons de preto e outras tonalidades invadindo esse mundo, agregando assim um visual mais contemporâneo aos looks. As vestimentas que incorporam essa onda possuem cortes retos e sofisticados, como blazers, camisas, calças e saias de alfaiataria, o que conta é o conforto. O glamour dos acessórios fica por conta do tom dourado, fundamental para compor as produções mais chiquérrimas complementando o look marinheiro em grande estilo, que sempre nos remetem a passeios em veleiros acompanhados de um pôrdo-sol esplêndido. A sensualidade explícita das pin–ups era muito usada no passado para alegrar e descontrair os marujos, muitas vezes fantasiadas de marinheiras ou militares. Por isso, uma dica para obter um estilo diferenciado é mesclar esses dois estilos, de um lado toda a feminilidade das pin- ups, e do outro o toque de m i n i m a l i s m o d o t r a d i c i o n a l n a v y s t y l e .

8


Stuff ::

OBJETOS DE DESEJO

Qualquer designer vai amar esses marcadores da pantone, as canetas tem pontas diferentes nas 2 extremidades e vem em kits com 12, 24, 36, 72 ou 150 marcadores. A tinta é de secagem rápida, permanente e a base de álcool.

{

{

Compre aqui: http://www.dickblick.com/products/ pantone-universe-twin-markers/#description

O Ostrich (inglês para avestruz) é uma invenção que permite você tirar uma soneca confortável em qualquer lugar. Criado pelo estúdio de design Kawamura Ganjavian, seu interior tranqüilizante lembra o de uma caverna e abriga sua cabeça e mãos. Perfeito para uma soneca depois daquela balada, ein.

{

{

Compre aqui: http://www.studio-kg.com/ostrich/

11


Fashion ::

JEANSWEAR

por Fábio Gattuso

É tão comum termos no mínimo 5 peças jeans no armário e, uma vestida. Além dos acessórios da mesma matéria prima, a febre é tão epidêmica que fica difícil encontrar qualquer “tribo” que ainda não tenha usado ou customizado o jeans ao seu estilo cultural ou comportamental. A característica principal observada nos grandes centros comercia i s d e m o d a é s e m d ú v i d a o c o n f o r t o . Em termos de tendências, as maiores pesquisas mostram que os consumidores de jeans e seus derivados, estão apostando em padronagens sutis, sem muitos detalhes, ou seja, as pessoas querem estar confortáveis em algo que não roube a atenção delas próprias. Exemplo disso são as celebidades, que não se preocupam em sair nas ruas usando calças jeans, sem muita frescura. É claro que os detalhes e lavações são importantes, inteligentes e sutis, mas não podem agredir os olhos do cliente, como alguma poluição visual. Nas ruas vimos que a maior parte da população que usa jeans, leva seu toque à peça que customiza, adapta ao seu corpo e seu estilo pessoal. A Schooner vem com um mix muito original, colocando exatamente o que é usual em cena, o que foi observado e é desejado pelos consumidores de jeans são padronagens bem compostas, com detalhes importantes e sutis, que não agridem aos olhos.

Curiosidade :: O jeans começou a ser fabricado em 1872 em Nimes, na França. O nome "tecido de Nimes" acabou sendo abreviado por apenas "denim". Em princípio, quem importava esse tecido era a Itália, que o usava para confeccionar os uniformes dos marinheiros que trabalhavam no porto de Gênova. Esses genoveses, chamados de "genes" pelos franceses, acabaram também ganhando créditos dos norteamericanos, que o apelidaram de "jeans". Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Jeans

12


Fashion ::

1901

1960

HISTÓRIA DA MODA EM CAPÍTULOS

Na primeira edição vocês puderam conferir a Moda no Brasil até 1900, ficaram por dentro de todas as mudanças no vestuário e das curiosidades da época.

De 1901 para frente, a moda começou a ser reformulada. A França ainda ditava as tendências, mas surgiram as primeiras confecções no Brasil que adaptavam os modelos e os tecidos ao gosto do público. A carência de matéria-prima durante a primeira guerra mundial serviu de impulso para a indústria têxtil, que começaram a buscar soluções para substituir esse ou aquele tecido importado. A mulher passou a fazer parte do mercado de trabalho e as roupas ficaram mais práticas. As saias ficam mais curtas e no começo do século acontece o primeiro desfile de moda. Nas décadas de 50 e 60, a televisão e o cinema influenciaram os jovens, que passaram a se inspirar nos figurinos dos grandes astros e modelos da época, é conhecido também como o período dos “anos dourados”. A partir dessa década a moda passou a ser um indicador da mudança de atitudes e comportamentos nas grandes massas. Os jovens usavam jaquetas de couro, topetes, camisas coloridas e calças justas a La James Dean. As mulheres desfilavam com vestidos bem rodados, casaquinhos e sapatilhas. Surgiu a mini-saia como um anseio de liberdade da juventude, que dizia o que vestir. A moda passou a ser mais acessível e surgiu o prêt-àporter (Pronto para vestir e usar, ou seja, uma produção em série). Nas décadas seguintes a moda invadiu as ruas pedindo por mais paz e amor, mas isso a gente só conta na próxima edição. 13


Fashion ::

Edição passada demos 11 dicas de tumblrs legais para vocês seguirem, agora temos mais um que é imperdível, vale o “follow”. Mélanie Crete cuida do marketing digital da revista Dazed&Confused, e teve a sensacional idéia de compartilhas as referências fotográficas que armazenada no seu computador. Surgia assim o This or That?, o site confronta duas imagens semelhantes e as combinações são as mais variadas possíveis. Quem escolhe qual é a melhor imagem é você, e caso queira compartilhar uma idéia sobre o assunto ou mandar imagens de referência pra ela, basta mandar um e-mail que ela responde.

Passa lá: http://melaniecrete.tumblr.com/

14


ENTREVISTA

Foto: Jaqueline Carvalho

A banda é nova e a diversão é garantida, as batidas são empolgantes banda Quick White Fox, “Summer Trip” já está no ar e pronto para a com eles:


Music ::

s, a música é doce, leve e refrescante como o verão. O primeiro EP da adoçar as nossas tardes e noites. Confira a seguir a nossa entrevista


Music ::

Confira abaixo a entrevista da Schooner com a banda:

Como surgiu a banda e quem são os integrantes? Naomi: Surgiu quando eu e a Mel, que estávamos em uma outra banda na época, decidimos sair e iniciar um novo projeto com base na nossa afinidade criativa. Mas é claro que precisávamos de mais pessoas... o Quick White Fox é: Naomi (vocal/guitarra/synth), Mel (batera/backing vocal), Gean (guitarra/baixo), Debs (synth/backing vocal).

Como vocês se conheceram? Mel: Eu e a Naomi temos amigas em comum. Nos conhecemos num encontro feito na casa de uma dessas amigas, descobrimos que ambas tocavam instrumentos musicais, juntamos nossas afinidades e desde então já a adotei como irmã. Debs é irmã mesmo da Naomi, já tiveram banda antes também. E eu conheci o Gean através da mulher dele, Camyla. Eu também sabia que ele tocava guitarra... Então, chamei o Gean; a Naomi, a Debs e assim surgiu o QWFox.

Quais são as referências musicais da banda como um todo? Naomi: Sabe que ainda não conseguimos definir isso? Nunca chegamos a sentar pra discutir a fundo, talvez pra preservar um pouco essa mistura de influências ou talvez porque somos preguiçosos mesmo. Posso citar algumas das minhas: Hole, Cyndi Lauper, Blondie, PJ Harvey, Weezer, Marina and the Diamonds, Cults... Gean: Cada um na banda escuta coisas bastante diferentes... é dificil dizer, eu mesmo tenho escutando Cidadão Instigado, é algo que tem me influenciado. Mel: É bem variado mesmo... sou mais um Depeche Mode, Kasabian, White Lies... coisas com synths pesados, tensos. Mas temos referências em comum, por exemplo, todos meio que se entusiasmaram com o Metronomy e seu último disco.

Vocês acabaram de lançar um Ep, o que queriam mostrar pras pessoas com ele? O que ele representa pra vocês?

18


Music ::

Debs: Acho que conseguimos passar como é o som do QWF, em algumas de suas nuances... Sinto que as pessoas estão curtindo. Mel: Nem sei se tinha mesmo algo a mostrar... a gente curte fazer um som, compor e acho que tá dando certo. Naomi: Concordo com a Mel... acho que nada além do nosso trabalho, acreditem! Representa que arriscar vale a pena! Quando ouço as músicas sinto algo leve, algo como uma "Summer Trip" mesmo. Nele contamos com a ajuda da nossa amiga e produtora Jo Mistinguett, que botou a maior pilha pra gente gravar.

Quem assina as composições da banda? Como elas surgem? Gean: A Naomi faz as letras e algumas bases, eu faço algumas coisas, mas no final todo mundo trabalha nos arranjos, até porque todos tocam vários instrumentos... Naomi: Geralmente um mostra uma idéia e todos vão criando em cima até a coisa ficar explosiva! O Gean tem feito bases incríveis e a Mel é uma das minhas bateras favoritas! Já como elas surgem é um mistério... a Palíndromo eu lembro ter sonhado com uma melodia, acordei super empolgada, peguei um tecladinho de criança e depois de meia hora a música estava completa! Confesso que tenho um pouco de dificuldade para as letras, mas estou tentando aperfeiçoá-las. Algo que me inspirou bastante foi uma entrevista que vi há pouco tempo com o Jarvis Cocker (do Pulp) na qual ele comentou ter começado a contar histórias nas letras sobre a vida das outras pessoas, porque ele não fazia a mínima idéia de como viver a dele.

Quais são os planos para o futuro da banda? Debs: A banda está apenas começando. Estamos super empolgados divulgando nosso 1º EP, e já conseguimos alguns fãs internacionais. Espero que em breve, a gente possa tocar e mostrar nosso trabalho lá fora também. Naomi: Lançar outro EP e gravar nosso primeiro vídeo ainda este ano. E fazer muitos shows, é claro!

19


Music ::

LISTEN_playlist QWFOX_ “Summer Trip”

O Ep “Summer Trip” da banda QWFOX (entrevista na pág. haha) é a trilha sonora perfeita pra quem vai vi ajar, é calmo e divertido. A banda tem uma página no no Facebook, basta procurar e curtir. Por lá você pode ouvir as músicas e ficar por dentro do mundo dos foxes Siga no twitter - @qwfox

Copacabana Club_ “Splash Tropical” Os curitibanos da banda Copacabana Club não param nunca, lançaram há pouco o cd “Splash Tropical” com 9 músicas inédita. A banda recém criou um hit para o canal Sony, que está completando 15 anos. O som traz referências ao tropicalismo, mas sem esquecer da pegada indie natural deles. O ritmo é dançante e faz com que ninguém fique parado.

Sabonetes_ “Sabonetes” O quarteto formado por Arthur Roman, Alexandre Guedes, Wonder Bettin e João Davi formam a banda Sabonetes. Hoje vivem em São Paulo, mas foi no cenário curitibano que eles começaram a despontar. Com arranjos extravagantes e letras que grudam na cabeça de qualquer mulher, o álbum “Sabonetes” tem 13 faixas. São diversas referências internacionais que vão desde o rock clássico ao recente, mas o rock brasileiro dos anos 80 também se faz presente nesse disco.

20


Stuff ::

A agulha que fez do clássico, Clássico. por Joel Kesher

a io e s.

Foto: Divulgação

Você pode nunca ter ouvido falar de Sailor Jerry. Mesmo assim, você já viu a arte deste proeminente tatuador. “E desde quando tatuagem é arte?” você pode me perguntar. E eu respondo com orgulho e um leve desdém: desde que Sailor Jerry começou a tatuar. Nascido a exatamente um século atrás em Reno - Nevada, com o nome de Norman Keith Collins, Sailor Jerry entrou para a marinha aos 19 anos e embarcou em um navio nos Estados Unidos, aportou no sudoeste da Ásia para começar a gravar em de seus colegas de ofício os desenhos que aprendeu a fazer com um homem chamado Big Mike em sua terra natal. O apelido Jerry foi carinhosamente dado pelo pai de Norman como um trocadilho com o nome da mula de estimação da família, já que os dois eram igualmente encrenqueiros e teimosos. O mar trouxe para Sailor Jerry um contato com novas culturas que influenciaram de maneira única seu trabalho. Ao conhecer a cultura chinesa, por exemplo, ele teve uma nova noção estética, que harmonizava cores vivas e linhas mais grossas que davam maior durabilidade às tatuagens. Com um estúdio em Honolulu onde em cada esquina viam-se 2 casas de tatuagens, um bordel e um boteco, Sailor Jerry chamou a atenção porque, em tempos onde o importante era marcar o corpo, ele casou tatuagem e tatuado, criando desenhos únicos e cores novas, deixando os traços mais grossos, trabalhando sombra e perspectiva, esterilizando o material utilizado e traçando milhares de mulheres, caravelas, âncoras, corações e afins que fizeram da tatuagem old school o que ela é hoje. Sailor “boca-suja-e-humor-negro” Jerry morreu em 1973, mas sua obra felizmente dura até hoje. Entre biografias, skretchbooks e compilações de entrevistas, foi lançado em 2008 um documentário longa-metragem chamado Hori Smoku Sailor Jerry (sem tradução no Brasil) que desmistifica um pouco mais essa lenda e mostra um homem seguro que você poderia encontrar no balcão de um bar, tomando whisky e falando bobagens. Isso se ele não tivesse abandonado o navio em que vivemos há 38 anos.

21


Gallery Inspirados nos originais desenhos de Sailor Jerry, muitos mantêm a tradição Old School da tatuagem. Pessoas comuns, celebridades e grifes se inspiram neste universo para caracterizar seu próprio estilo!

22


Gallery

23


Fashion ::

ESTILO SOB MEDIDA por Tuyra Rosa Sabe aquela peça que você guarda no seu armário depois de muito uso e não sabe mais vestir sem utilizar as mesmas composições de look? A moda agora traz a possibilidade de transformá-las em novas peças, além de criar um estilo único e cheio de personalidade. Escolhemos uma camisa masculina xadrez da nova coleção da Schooner para brincar com o modo de vestir e inventar outras formas. Quanto maior a peça, mais fácil de modificá-la. A dica é abotoá-la como se fosse um tomara que caia, logo acima do busto, de modo que a gola fique nas costas. Vale passar as mangas na cintura e fazer um laço volumoso para criar um vestido de modelagem incrível. A mesma camisa ainda pode virar uma blusa, amarrando as mangas em volta do pescoço e distribuindo o volume sobre o corpo. O efeito de “fiz eu mesma” fica ainda melhor se combinado a acessórios que ressaltem o estilo pessoal, como cintos e até mesmo broches.

{ {

Como você leu na primeira edição: O conceito da Coleção de Verão da Schooner foi inspirado em dois dos vários aspectos do universo náutico, o mergulho e as viagens!

visite a #1. Ed. e leia: Preview Schooner

24

Tem muito mais opções nas lojas, vai lá!!


Fashion ::

Faça você mesma:

Foto: Eduardo Amato

25


Editorial ::

Está alta no céu a lua e é primavera. Penso em ti e dentro de mim estou completo. Corre pelos vagos campos até mim uma brisa ligeira. Penso em ti, murmuro o teu nome; não sou eu: sou feliz. Amanhã virás, andarás comigo a colher flores pelos campos, E eu andarei contigo pelos campos a ver-te colher flores. Eu já te vejo amanhã a colher flores comigo pelos campos, Mas quando vieres amanhã e andares comigo realmente a colher flores, Isso será uma alegria e uma novidade para mim. Alberto Caeiro (Fernando Pessoa)

Fotografia: Júlio Rossi Ass: Paula Barp Make up: Raphaela Haach

26

Produção de Moda: Schooner Modelos: Eladio Pinheiro Larissa Aragão


27


29


Editorial ::

30


31


Editorial ::

32


Movie ::

5 FILMES DE PRIMAVERA por Charyana Gamballe

Filme é sempre boa escolha e boa escola. A produção hispano-argentina (2005), Elsa e Fred, narra uma história de amor iniciada aos 80 anos, engraçada e inteligente, que remete ao filme A Doce Vida (1960), de Fellini, com a clássica cena de Anita Ekberg banhando-se na Fontana di Trevi . Ainda no cinema europeu, Os Sonhadores (2003) – dirigido pelo polêmico Bertolucci – com o cenário da revolta francesa de Maio de 1968, envolvendo três cinéfilos no mais íntimo de suas vidas e na luta. Entrando no panorama político dos anos 80 com a queda do Muro de Berlim, a produção alemã Adeus, Lênin! (2003) é uma lição cômica de criatividade, na qual Alexander é forçado a contar a melhor mentira da história, em prol da saúde de sua mãe. A animação Rango (2011), um camaleão em crise – interpretado pelo fascinante Johnny Depp – que passa a defender um povoado, até então, desconhecido por ele, tornando se herói, é uma excelente opção para rir e refletir. Verifique a classificação dos filmes e aproveite!

Foto: Divulgação 34


35


Stuff ::

FOTOGRAFIA ANALOGICA por Júlio Rossi

A fotografia analógica é por simples definição, toda fotografia que utiliza algum tipo de filme para ser feita, entre os mais utilizados o 135mm, 120mm, e filmes instantâneos como o Polaroid. Muito foi falado que ela poderia acabar, ou que está com os dias contados, mas o que realmente vemos é que ela ainda resiste de maneira heróica. Os Jovens mesmo acostumados com a facilidade da era digital, são os maiores defensores desta antiga, mas não ultrapassada forma de arte, e buscam nos velhos filmes uma maneira diferente de se expressar. Os defensores da utilização do filme têm na ponta da língua os motivos para a escolha. Entre eles o argumento que a qualidade de uma fotografia feita em uma película ainda é muito superior a feita em um sensor digital, pelo fato do digital ainda não captar da mesma forma luz e nitidez que um filme. Discussões a parte, curiosamente uma outra parcela dos fotógrafos buscam na película uma forma de conseguir resultados alternativos, aonde o objetivo principal não esta relacionado a qualidade em si da imagem, e mais com resultado da fotografia e o prazer de fotografar com câmeras analógicas e com as chamadas câmeras Lomo.

Ilustração: http://www.pixelgirlpresents.com/

36


33

37


Stuff ::

DESTINO_ férias Seis opções para viajar, surfar, mergulhar, descansar e aproveitar com as pessoas que gostamos! Confira agora as nossas dicas para essa primavera/verão:

Foto: Divulgação

1 - Vindo do Rio, a primeira cidade que vale a pena fazer um desvio é Angra dos Reis. Esse santuário ecológico é cercado por centenas de praias paradisíacas, com trilhas, cachoeiras, rios e montanhas. Você pode pegar um barco e mergulhar ao redor das ilhas da baía ou conhecer a mais bonita e interessante de todas elas, a Ilha Grande. Lá há muita procura por esportes como mergulho, trekking, surf, caiaque e a pratica de barco a vela. 2 - O litoral do Paraná também reserva paisagens maravilhosas, você pode começar por Ilha do Mel, um dos principais roteiros freqüentados pelos paranaenses. Lá o turista dispõe de pousadas e pequenos restaurantes. A ilha tem cinco vilarejos: Fortaleza, Nova Brasília, Farol, Praia Grande e Encantadas. Não há ruas ou estradas, só trilhas. Há dois pólos onde aportar, a travessia é feita através de barcos e as embarcações saem a cada hora de Pontal do Sul, fica a um pouco mais de 100km da Capital paranaense e a tarifa não é muito salgada. 38


Stuff ::

3 – Agora se você está a procura de um bom resort para passar as férias, tem que conhecer um dos mais tradicionais do Brasil o Transamérica Ilha de Comandatuba na Bahia. Possui recreação infantil, tratamento de beleza, campo de golfe, oito bares e quatro restaurantes e a praia é repleta de coqueiros. 4 – Roupa de neoprene, máscara e snorkel, são peças que você vai precisar se quiser conhecer a fundo Bonito, a 265km da capital Campo Grande é considerada um dos melhores passeios eco turísticos do Brasil. Lá poderá se deslumbrar com águas cristalinas, peixes coloridos, cachoeiras, grutas e muito mais.

Foto: Divulgação

5 – Se você está a procura de um ótimo lugar para surfar vá a Itaúna em Saquarema (RJ), a praia foi sede dos primeiros campeonatos nacionais e as maiores ondas se formam no inverno e na primavera. 6 – Quer um atendimento personalizado em um cantinho agradável para passar dias especiais com a pessoa que ama? Então seu lugar é a Pousada Quinta do Bucanero na Praia do Rosa em Santa Catarina. A vista do mar é linda, mas para chegar à praia tem de ser por trilha ou barquinho, além do que em junho e novembro são avistadas baleias-francas por lá. 39


Mariners 2a. Edição  

Mariners Revista Digital Setembro de 2011

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you