Issuu on Google+

foto PEDRO JUNIOR

www.leiatudo.com -

R$ 3,00

Existe solução para o trânsito? Com engarrafamentos cada dia mais intensos, toda semana, motoristas e pedestres reclamam que o tráfego se tornou insuportável

O Centro de Cachoeiro já não suporta a quantidade de veículos

Editora Leia - Edição 108 14 de Maio de 2011


02 > Leia,07 de Maio de 2011


Da redação: Caro leitor, nesta semana a Revista Leia vem cheia de questionamentos. Afinal, às vezes é bom indagar nossos leitores quanto ao que de ruim acontece em nossa sociedade. E assim fizemos. Num trabalho de reportagem que envolveu desde leitores, parceiros e toda equipe da Editora Leia, fomos a campo constatar uma reclamação já comum, porém que todos os dias tiram toda e qualquer pessoa de bem do sério: o trânsito de Cachoeiro. É incrível o que numa semana pudemos constatar. Começando pelo trânsito infernal no centro de Cachoeiro e estendendo para as ruas adjacentes. Foi um trabalho de pesquisa e muita, mas muita paciência. E como foi... É incrível o que motoristas, passageiros e até mesmo pedestres precisam enfrentar na hora de deslocar-se – ou por que não dizer aventurar – pelas ruas apertadas. Com todos esses questionamentos fica a pergunta que toda pessoa de bom senso faz quando se depara com essa situação: O que está sendo feito para melhorar? Partindo deste princípio fomos atrás das respostas e descobrimos que apesar do muito feito ainda é pouco quando o assunto é planejamento e infra-estrutura. Outro assunto que muito nos orgulhou apresentar é quanto à profissão de Enfermeiro. Nobre! Foram muitas visitas a Instituições de Saúde de Cachoeiro e a certeza de um ofício onde o cuidar é a principal função, mas que a entrega no exercício é tão quanto importante. Nada mais justo que lembrar, também, daqueles que nos apóiam nos momentos onde estamos mais necessitados. E como a Revista Leia é um guia completo de informação apresentamos uma opção, digamos, natural, para conhecer as belezas de nosso Estado. Trata-se da prática de “Caminhadas e Trilhas”. A prática virou mania entre muitos Cachoeirenses e hoje aspira ares internacionais. Concluindo, convidamos você a acompanhar toda movimentação social por meio de nossos colunistas e o que de melhor é notícia na sociedade Cachoeirense e sul Capixaba. Boa leitura!

Sávio Resende

índice

Leia REVISTA

DIRETOR EXECUTIVO Jackson Júnior (jacksonjr@revistaleia.com) REPÓRTER Sávio Resende (savio@revistaleia.com) FOTÓGRAFO Pedro Junior (pedrojojunior@terra.com.br)

Aventura

Grupo de amantes pela natureza se reúne em nome do lazer, esporte, saúde e história

20

COLUNISTAS Cristiane Feu, Marcos Jacob e Pedro Junior ARTICULISTAS Romário Vargas, Wilson Márcio Depes, Marcos Jacob, Hugo Lopes e Izabel Lacerda GERENTE COMERCIAL Marcos Tristão (marcos@revistaleia.com) DIAGRAMAÇÃO E ARTE Jackson Júnior IMPRESSÃO Gracal Gráfica e Editora

Saúde Enfermeiros reunidos para discutir melhorias na profissão

15

Sociedade O que de melhor aconteceu durante à semana em Cachoeiro

17

TIRAGEM 5.000 exemplares PERIODICIDADE SEMANAL Edição n°108, 14 de Maio de 2011

Revista Leia Cachoeiro de Itapemirim - ES Rua Ludário Fonseca, n°54 CEP 29 305-520 Tel.: 28 3036-2010 E-mail revistaleia@hotmail.com Site: www.leiatudo.com

22

Paladar

Com preços mais acessíveis, a carne suína tem se multiplicado nas mesas

+ conteúdo em leiatudo.com

Escreva para nós: vale crítica, elogio, sugestão. Não deixe de enviar também seu nome completo e telefone cartas@revistaleia.com


pedro junior

Perfil

Efraim Martins André (Empresário)

N

osso destaque empresarial desta semana é um profissional com uma carreira precedida de muitas conquistas, mas que, também, poderia ser reconhecido como o marido de Célia Gomes André e o pai de Mirelle, Eron e Edan Gomes André. De hábitos simples, seu hobby é ir para

o sítio, tomar cerveja, jogar baralho com os amigos e ficar em família. Com gosto refinado por leituras e bons filmes - principalmente os romances do Sidney Sheldon – Efraim Martins André é natural de Cachoeiro de Itapemirim, onde estudou no Colégio Estadual Liceu Muniz Freire, formado em Zootecnia pela UFRRJ e pós-

-graduado em Gestão Ambiental pelo Centro Universitário São Camilo – Espírito Santo. De hábitos simples e olhar empresarial visionário, Efraim começou sua bem-sucedida carreira após sua formatura, em 1982, quando iniciou numa empresa de transporte prestadora de serviços para a Petrobrás, no Nordeste do País. Época esta em que

Leiatudo.com PRODUÇÃO INDUSTRIAL DO ES É DESTAQUE

A indústria capixaba cresceu 10,5% em março deste ano em relação ao mesmo mês de 2010, segundo levantamento divulgado pelo IBGE. www.leiatudo.com

acervo digital

Acesse as edições digitais da Revista Leia (http://issuu.com/leia)

04 > Leia,07 de Maio de 2011

Assessoria de Comunicação da FAPES

IBGE

O uso de anabolizantes está cada vez mais difundido, principalmente entre os jovens que desejam ganhar massa muscular, obtidos na maioria das vezes de forma ilícita. O interesse pelo tema levou o professor Prof. Dr. Tadeu Uggere de Andrade a desenvolver e coordenar um estudo com o objetivo de caracterizar os efeitos tóxicos de anabolizantes sobre o sistema cardiovascular. www.leiatudo.com

Experimento do risco cardíaco informação no twitter

Siga a Revista Leia no twitter e fique por dentro de tudo que acontece no Sul do ES (twitter.com/revistaleia)

no facebook

Opine, compartilhe e participe na página da Revista Leia no facebook (facebook.com/revistaleia)


conheceu sua esposa unindo-se em matrimonio e tendo sua primeira filha. Em 1990, juntamente com meus irmãos, inicia a Angramar - empresa extratora e beneficiadora de mármores e granitos com forte atuação nos dias atuais -, localizada na propriedade rural da família, no município de Vargem Alta. A Angramar iniciou-se apenas serrando e fazendo polimentos de chapas, utilizando polideiras manuais que era o que existia na época, no decorrer dos anos, com o desenvolvimento do mercado, abriu a Angraex que está localizada em Soturno, distrito de Cachoeiro de Itapemirim para a implantação das automáticas que conseguem beneficiar uma chapa em torno de 3 minutos. Ciente do seu potencial e da qualidade dos serviços oferecidos, em 1991, Efraim amplia o comércio de suas empresas e lança-se no comércio externo. Com um número cada vez maior na demanda exterior, em 2005, o empresário abre a primeira empresa do grupo no exterior, na cidade de Omaha, Nebraska - EUA. Por fim, em 2008, abre sua segunda filial em Houston, Texas, também nos EUA, para criar eficiência na logística, devido ser uma cidade portuária. O senhor se considera um profissional realizado? Ou ainda existe algum ideal a ser alcançado? Apesar de nunca ter trabalhado na minha área de formação, me considero uma pessoa muito realizada profissionalmente, porém o meu maior sucesso é familiar, devido a felicidade de estar ao lado de minha esposa por

22 anos e ter 3 filhos maravilhosos que me dão muito orgulho. Mirelle, recém formada em Relações internacionais, já nos ajuda na empresa atuando em sua área e está de viagem marcada para nos representar e fazer parte de nossa equipe nos Estados Unidos. Eron, que cursa o terceiro período de engenharia de produção, na UFOP, provavelmente no futuro estará fazendo parte de nossa equipe também, e Edan, nosso caçula, que cursa o segundo período de Jornalismo, também na UFOP, será o responsável pela divulgação do nosso trabalho. (risos) Como se encontra estruturadas as empresas, atualmente? A empresa possui 20 anos de atuação no segmento de rochas, com êxito. Experiência e exclusividade em alguns materiais são diferenciais expressivos no mercado, os quais a empresa possui. A participação ativa em várias feiras do segmento, as quais trazem bons resultados, garantem a permanência da marca no mercado, inclusive internacionalmente. O grupo dispõe de pedreiras próprias com grande potencial e linha de beneficiamento automatizada, garantindo qualidade e continuidade dos materiais. Localizada em região privilegiada para o segmento, em virtude do grande potencial de materiais disponíveis (commodities). Sabemos que as ações ambientais são de grande relevância no mercado globalizado. Quais ações são realizadas em prol do meio ambiente? A empresa busca assiduamente atender a todas as exigências relativas à proteção

Tá, vai proibir criança implicar com outra? “@revistaleia: Lei de combate ao bullying é aprovada p/ Câmara d Cachoeiro http://t. co/WlwZT08”

@twitcachoeiro

Ficou muito bacana a edição da semana passada da @ revistaleia Mais uma vez a Leia se superando.

@vereador_leo

economia

Nossocrédito de Cachoeiro é o que mais empresta no Estado O Nossocrédito de Cachoeiro de Itapemirim foi o que mais fez empréstimos entre todas as unidades do programa de microcrédito no Estado, em abril. Foram feitos no mês 50 contratos com crédito para micro e pequenos empresários do município, totalizando R$ 209.438 em financiamentos. É o melhor resultado do programa em um mês de abril desde que foi implantado na cidade. www.leiatudo.com

divulgação

twittou-se

e conservação do meio ambiente. Prova disso, a obtenção de licenças com cumprimento de todas as condicionantes, assim como investimento em estudos e obras que visem à otimização dos recursos naturais, tais como reciclagem, reaproveitamento da água pluvial, etc. Eu mesmo visando um melhor acompanhamento desse trabalho me pós graduei na área de gestão ambiental para poder estar apto a ajudar e fazer mudanças em prol de um desenvolvimento sustentável. Como a responsabilidade social está presente no cotidiano das empresas? Em relação à responsabilidade social, participamos não só como empresa, mas como pessoa física de eventos e entidades voltadas ao desenvolvimento do cidadão. Como é o caso do projeto Cidadão do Futuro que atua no bairro Nossa Senhora da Penha buscando crianças e adolescentes, dando-lhes oportunidades através da prática de esporte, como o Jiu-jítsu, cujo mentor é nosso funcionário. Vale mencionar participação no Instituto Nossa Senhora da Penha que disponibiliza aos cidadãos do bairro União, oportunidades de profissionalização em diversas áreas, proporcionando melhores condições de trabalho e desenvolvimento, assim como atendimentos ambulatoriais. A nossa preocupação com o desenvolvimento é frequente, através da promoção de confraternizações, palestras educacionais e entre outros voltados para crescimento profissional e pessoal.

sustetabilidade

2º concurso de qualidade do café A prefeitura de Cachoeiro já está preparando a segunda edição do Concurso de Qualidade e Sustentabilidade do Café, que é uma das ações para incentivar os produtores rurais a investir no processo de produção de um grão com maior valor de mercado. www.leiatudo.com

política

LEI DE COMBATE

Foi votado e aprovado na sessão de terça-feira (10), pela Câmara Municipal de Cachoeiro de Itapemirim, o projeto de lei do vereador Marcos Coelho, que institui o dia 7 de abril como “Dia Municipal de Prevenção e Combate ao Bullying Escolar”.

www.leiatudo.com

07 de Maio de 2011, Leia

> 05


Romário Vargas

v e n d a s

Ordenhando a vaca do vizinho Romário Vargas é palestrante e consultor, graduado em administração de empresas e em MBA Executivo e Marketing pela FGV.

É um tremendo erro pensar que clientes fiéis de longas datas, nunca irão migrar para outras empresas...

A

maioria das empresas que vendem produtos ou serviços tem uma grande preocupação em prospectar novos clientes, investindo grandes somas para conquistar esses clientes e se esquecem dos clientes cativos e fiéis, que as sustenta o ano inteiro. É como passar por dentro do seu curral e as vacas com suas tetas cheias de leite, para ordenhar as vacas dos vizinhos. É um tremendo erro pensar que clientes fiéis de longas datas, nunca irão migrar para outras empresas. É errônio pensar que clientes cativos não precisam de atenção, não precisam ser informados de novos produtos e serviços que chegam ao mercado. É mais errado ainda pensar que clientes fiéis não precisam de atenção. São eles que sustentam o seu negócio o tempo todo. Certa ocasião estava em uma empresa e chegou uma pessoa e ninguém foi atender, então falei para o proprietário se alguém não iria atendê-lo e ele simplestmente disse: “Ele já é nosso cliente”. A atenção ao cliente cativo tem que ser maior ainda, o relacionamento deve ser constante, a comunicação da chegada de um novo produto, a promoção. As datas importantes na vida desse cliente devem ser lembradas com um cartão,

um telefonema e até um convite para um jantar, para um evento importante na empresa, na cidade, que seja um show, teatro ou um jogo de futebol. O cliente de sempre deve ser tratado de maneira diferenciada, deve ser “ordenhado” todos os dias. Estamos vivendo um momento ímpar no Brasil, um desenvolvimento fantástico em vários setores, a copa do mundo e as olimpíadas estão por vir e a oferta de emprego será intensa e com isso haverá mais dinheiro circulando, aguardando a quem sabe vender e atender com excelência. É o momento de investir em bons treinamentos de excelência no atendimento, nas técnicas de venda, na gestão e liderança. Ordenhe sim a vaca do vizinho, mas primeiro mantenha um padrão de excelência com os seus atuais clientes, invista neles primeiro e só depois vá à busca de novos clientes. Você pode dizer que faz de tudo para seus clientes atuais e que já vendeu o que foi possível para eles, mas derrepente pode estar faltando vender o “chiado do bife”. As empresas sempre têm algo novo para oferecer a seus clientes atuais, mas lembre-se que o mais importante em vendas é o relacionamento e a amizade. Boas ordenhas.

Outros artigos em > leiatudo.com/romario romario@romariovargas.com.br

Hugo Lopes

i n v e s t i m e n t o

Pensamos hoje para viver amanhã Hugo Lopes é Empresário com graduação em Administração de Empresas e PósGraduado em Controladoria e Finanças pela Universidade Federal de Minas Gerais

Existem no mercado várias opções de investimentos além da tradicional...

H

oje começamos a escrever uma coluna que vai falar sobre investimento e finanças de uma forma simples e objetiva. Todos devemos nos preocupar com esse detalhe, afinal o nosso futuro também faz parte do presente. Para abrir nossa coluna, vamos falar de um detalhe que todos os brasileiros pensam muito, mas começam a se preocupar com ele somente quando está chegando a hora de disfrutar dessa maravilha que conquistamos durante muitos anos. Estou falando da aposentadoria. Existem no mercado várias opções de investimentos além da tradicional contribuição que fazemos para o governo federal e elas tem como objetivo aumentar a nossa renda na aposentadoria. Uma das opções mais tradicional é a previdência privada. A Previdência Privada tem como objetivo complementar os benefícios da Previdência Social, mantendo o mesmo padrão de vida do participante e de sua família. É um instrumento financeiro que visa acumular recursos e formar poupança de longo prazo, com a finalidade de conceder um benefício ao participante ou ao seu beneficiário, quando ocorrer a sua aposentadoria ou morte. No caso da previdência privada existem duas opções de investimento, a chamada VGBL (Vida Gerador de Benefício Livre) e PGBL (Plano Gerador de Benefício Livre). No PGBL, você pode deduzir o valor das contribuições da sua base de cálculo do Imposto de

06 > Leia,07 de Maio de 2011

Renda, com limite de 12% da sua renda bruta anual. Assim, poderá reduzir o valor do imposto a pagar ou aumentar sua restituição de IR. Vamos supor que um contribuinte tenha um rendimento bruto anual de R$ 100 mil. Com o PGBL, ele poderá declarar ao Leão R$ 88 mil. O IR sobre os R$ 12 mil restantes, aplicados em PGBL, só será pago no resgate desse dinheiro. Esse benefício fiscal só é vantajoso para aqueles que fazem a declaração do Imposto de Renda pelo formulário completo e são tributados na fonte. No caso do VGBL é indicado para quem faz declaração simplificada ou não é tributado na fonte, como autônomos, ou até mesmo para as pessoas que querem diversificar seus investimentos ou aplicar mais de 12% da sua renda bruta anual. Isto porque, no VGBL, a tributação acontece apenas sobre o ganho de capital. Tanto no PGBL como no VGBL, o contratante passa por duas fases, o período de investimento e o período de benefício. O primeiro normalmente ocorre quando estamos trabalhando e/ou gerando renda. Esta é a fase de formação de patrimônio. Já o período de benefício começa a partir da idade que você escolhe para começar a desfrutar do dinheiro acumulado durante anos de trabalho e que necessariamente não precisa coincidir com a idade da aposentadoria pelo INSS. A maneira de recebimento dos recursos é você quem escolhe. O Importante é lembrar que o nosso futuro começa hoje!

Contato: hugo@victorvarrens.com


Economia e Negócios

“O medo de errar é o que faz você não acertar”

por Marcos Jacob economia@revistaleia.com hg2 studio

Saúde dos executivos brasileiros

A saúde dos executivos brasileiros está melhor do que se pensava. Na ultima pesquisa que o Hospital Albert Einstein fez, a percepção da saúde de 94% dos entrevistados era boa e excelente. Porém algumas questões ainda preocupam. No relatório da pesquisa aponta o índice de massa corpórea (IMC) dos executivos estava acima do desejado: 16% deles podiam ser considerados obesos e 43% estavam com sobrepeso. E mais 48% desses pacientes tinham circunferência da cintura aumentada, o que é fator de risco de doenças cardiovasculares. Para fazer essa prevenção, a Unimed Sul Capixaba tem um programa da equipe multidisciplinar de reeducação alimentar composto de nutricionistas, enfermeiros, fisiologistas para atender seus clientes. Está ai um programa legal para nossos executivos. No registro ao lado Pedro Scarpi presidente da Unimed Sul Capixaba.

Encontro de empresários Está chegando o dia de mais um encontro de empresários, que é realizado mensalmente. Este mês teremos uma surpresa no Buffet, com um “Chef” especial de cozinha. Esses encontros para quem ainda não sabe, reúne a cada mês um grupo de diferentes empresários que, para uma maneira descontraída, colocar a conversa em dia, aumentar o circulo de relacionamento e também saborear um delicioso prato preparado pelo Buffet Bom Gosto. O evento tem o apoio da Unimed Sul Capixaba, Sicoob Sul, Acisci, Cola Veículos/ Sossai, CVC Turismo e é organizado pela coluna Economia e Negócios e Revista Leia. No destaque Jersílio Cypriano, ao lado de Sergio Soares (Preguinho) e Delcides Gonçalves, diretor do Grupo Nassau.

Classe C2 – Quem é?

hg2 studio

Segundo a Nielsen que, pesquisou cerca de 9 mil residências em todo o país no início deste ano, a C2 tem renda média familiar de R$ 933,00 e se coloca num grau abaixo da C1, a classe média tradicional, composta por 7,5 milhões de residências, com renda média mensal de R$ 1.391,00. Os grupos C2 e C1, tem comportamentos diferentes, mesmo pertencendo a mesma classe social. O grupo C2 busca em suas compras preço baixo e promoções, enquanto C1 procura variedade de marcas e faz suas compras de uma vez a cada quinze dias. A clase C2 investe nas compras são picadas, para aproveitar as ofertas existentes no mercado. São as mudanças de comportamento e hábitos de consumo e as empresas tem que buscar novas ferramentas de marketing para “falar” com esse público.

Consumidores não sabem o que é Recall A maioria dos consumidores brasileiros ainda não sabe o que é Recall. Cerca de 83% dos internautas que responderam um questionário sobre o assunto desconhecem os processos de convocação para conserto de produtos. Esse é o resultado de uma pesquisa divulgada pela Fundação PROCON de São Paulo. O órgão também divulgou relatório que revela a baixa adesão dos consumidores às convocações, especialmente donos de veículos. Um dado importante para as empresas é que os entrevistados consideram deficientes os comunicados de Recall. Atenção empresas, comunicação bem feita, com profissionais que conhecem o produto de que estão falando é fundamental para entendimento do consumidor.

Oportunidades na África

O crescimento econômico sustentável da África conseguiu gerar pela primeira vez sua classe média ampla no continente inteiro, praticamente do mesmo tamanho das classes médias nos mercados emergentes da China e da Índia com seus bilhões de habitantes. Num momento que os Estados Unidos, a Europa e o Japão lutam para crescer, a África começa a despontar como consumidores da produção de outros países, graças, em parte a sua população jovem que agora tem mais oportunidades de ascensão que nunca.

07 de Maio de 2011, Leia

> 07


Inauguração do Prisma em homenagem aos 50 anos da loja Fraternidade Universal Vª


Devassa Bem Loura

VISITE O STAND DA DEVASSA NA FEIRA DAS NOIVAS

de 17 a 19 de maio das 17 às 23h no Shopping Sul - Unimed Hall


Wilson M. Depes

p o l í t i c a

O Chico de 200 personagens? Wilson Márcio Depes é Advogado e professor universitário, na cadeira de Direito Tributário, há mais de 20 anos. É também jornalista profissional e escritor, tendo publicado dois livros

Mas, a rigor, são figuras impagáveis. São 80 anos, completados este mês, de sucesso ininterrupto...

H

á muito venho observando, mais sem tempo para escrever, o número de personagens que Chico Anysiocriou para televisão. Se não me falha a memória são mais de 200. Alguém no mundo conseguiu isso? Você, meu caro leitor, tem notícia de alguém com tanto poder de criação quanto esse artista e autor incomparáveis? Eu, não. O tempo pode apagar alguns personagens, por esquecimento ou porque algumas gerações não os tenham conhecido, já que eles começaram a aparecer em 1950. Mas, a rigor, são figuras impagáveis. São 80 anos, completados este mês, de sucesso ininterrupto. Todo mundo já teve, algum dia, inveja de Chico Anysio. Não diria que seja inveja boa, já que esta, segundo o mestre Zuenir Ventura, não existe. Ou seja: toda inveja é ruim. Só consegui encontrar – e falei com o autor de “A inveja”, que não conhecia o fato – inveja boa no livro “Memórias Póstumas de Brás Cubas”, obra prima de Machado de Assis. Mas estava falando que todo mundo já teve inveja de Chico. Isto porque ele já

foi casado com as melhores mulheres deste país, as mais boazudas. Houve uma época em que o genial Sérgio Porto escolhia as “Certinhas de Lalau”. E eram mulheres maravilhosas. Pois é. Chico Anysio parece que ficava esperando. Ia lá e faturava a melhor para ele. E casava. Mas o nosso orgulho, no caso central desta conversa, é do artista e autor com mais de 200 personagens. Como o nosso país não possui memória, eu lembraria que Chico já se apresentou no Carnegie Hall, em Nova York. Logo depois de Frank Sinatra. E com o maior sucesso. Quando Chico completa 80 anos não custa nada que uma revista, aqui da terra de Rubem Braga e de Roberto Carlos, possa, pelo menos, fazer este registro. Mais que um registro, uma demonstração que, muitas vezes, o mundo se curva – e tem curvado – ao talento dos brasileiros. Aliás, diga-se, um brasileiro lá de Maranguape, no Ceará. Você, meu paciente leitor, já imaginou se cada Prefeitura desse país possuísseum projeto cultural consistente? E se tivéssemos administradores sérios, comprometidos com a vontade popular?

Outros artigos em > leiatudo.com/wilson

10 > Leia,07 de Maio de 2011


Política e Bastidores

Novo Prefeito em Rio Novo Estão registradas as candidaturas de João Facchin (PSB) e Maria Albertina Menergado de Freitas (PMDB); e de Sidney Costa (PP) e Regina Freitas (PDT), aos cargos de prefeito e vice da cidade de Rio Novo do Sul. As novas eleições têm data marcada para o dia 05 de junho. A propaganda eleitoral já está autorizada na cidade. Quase 10 mil eleitores da cidade deveram voltar às urnas.

politica@revistaleia.com

Farra bloqueada

Ferraço de volta ao PTB

O anúncio de que o PTB terá nova direção no Espírito Santo gerou expectativas no mercado político de Cachoeiro de Itapemirim. Tudo por causa de uma possível volta do deputado estadual Theodorico Ferraço (DEM) para a sigla. A sua volta seria não apenas simbólica, mas estratégica também para disputar a prefeitura de Cachoeiro. Numa sigla que faz parte da base do governo federal, ele não teria dificuldades em dialogar com cerca de 14 eventuais aliados e se fortalecer ainda mais para o pleito. No PTB, Ferraço já entraria na disputa com uma bancada de três vereadores ao seu lado.

Casagrande quer Selita em Cachoeiro Preocupado com a possibilidade – ainda que remota – de a cooperativa Selita deixar de atuar em Cachoeiro de Itapemirim, o prefeito Carlos Casteglione (PT) procurou o governador Renato Casagrande (PSB). O governador não admite essa possibilidade por tudo que a cooperativa representa histórica e economicamente para a cidade. O assunto ainda é tratado de maneira discreta tanto pelo prefeito quanto pelo governador, e por isso corre quase em segredo e sem alarde midiático.

Leia Mais

A situação não esta nada boa para o Prefeito Carlos Casteglione. Na última quinta-feira, 13, o juiz Ézio Luiz, da Vara dos Feitos da Fazenda Publica de Cachoeiro de Itapemirim, cancelou, um pregão presencial em que a prefeitura pretendia licitar gastos na ordem de R$: 37 milhões durante o ano em eventos e tendas. A decisão foi baseada em decorrência de irregularidades semelhantes às investigadas pela Comissão de Inquérito das Tendas.

coluna Política e Bastidores leiatudo.com/politica

Magno e a lei O senador Cachoeirense e Presidente da Frente Parlamentar Mista Permanente em Defesa da Família propôs na Comissão de Direitos Humanos audiências públicas para ouvir todos os segmentos religiosos e sociais do Brasil sobre a PLC 122/06. Na reunião da comissão dos Direitos Humanos, com o impasse em torno da PLC 122/06, conhecida como Lei da homofobia, fez com que a relatora, Marta Suplicy (PT-SP), retirasse a proposta da pauta para ampliar o debate com os senadores contrários ao texto.

Novo cenário eleitoral em Vitória: Coser vai acatar decisão partidária e apoiará Iriny Lopes

+ conteúdo em leiatudo.com

07 de Maio de 2011, Leia

> 11


Geral

Trânsito: o maior problema de Cachoeiro

Sávio Resende

O

trânsito é um dos maiores problemas da cidade de Cachoeiro de Itapemirim. Ele é motivo de muita falta de paciência entre motoristas e acidentes. O que

fotos pedro junior

Com engarrafamentos cada dia mais intensos sendo batidos toda semana, motoristas e pedestres reclamam que o tráfego se tornou insuportável

gera um gasto enorme nas contas do município e do Estado. Mas isso é assunto para outra matéria. O foco da matéria é o tráfego. Para começar, quem dirige pelas ruas da cidade depara-se com ruas apertadas – res-

quício do tempo de sua fundação - e com uma má sinalização. E, para não ficar só em alguns exemplos, um grande impacto na economia. Uma vez que a população procura novas alternativas para se afastar dos

M o t o s : E m C a c h o e i r o d e i t a p em i r i m o n ú me r o d e m o t o s é o m a i o r d o E s t a d o . T a l

Prefeitura anuncia melhorias

A Prefeitura de Cachoeiro, por meio da Secretaria Municipal de Segurança e Trânsito, diz reconhecer que o trânsito é hoje um problema para Cachoeiro. “Faremos o melhor para dar as respostas que a sociedade precisa”, comenta o Secretário da pasta Guilherme Thompson. Segundo informações disponibilizadas, algumas ações têm sido feitas para amenizar a situação, dentre elas: reformulações e reparos nas sinalizações da malha viária da cidade, faixas, setas indicativas, marcações sobre o pavimento das vias sendo repintadas, placas de regulamentação, advertência e indicação sendo reparadas, além de agentes de trânsito do município em cursos de capacitação para atuação nos pontos estratégicos, principalmente nos horários de maior movimento. “O reparo desses elementos de sinalização é muito importante, já que eles são essenciais para organizar o fluxo de veículos e pedestres, controlando e orientando deslocamentos”, afirma o secretário. Outra novidade anunciada é o aumento do número de carros – serão dois – utilizados pelos agentes de transito. “Vamos atuar de modo mais forte na fiscalização e orientação em trechos e horários de maior fluxo de veículos”, explicou o Secretário Municipal.

12 > Leia,07 de Maio de 2011

Carona Solidária

Na manhã da última quinta-feira, dia 12, a reportagem se deparou com um grupo de amigos que encontrou uma maneira “criativa” para ameninar o intenso tráfego de veículos logo pela manhã. Trata-se da carona solidária. Dos muitos veículos que a reportagem observou pelas principais ruas de Cachoeiro percebemos que muitos estavam ocupados somente pelo motorista. Partindo desta constatação, a Revista Leia lança a dica. Que tal oferecer uma carona ao amigo? Se metade dos moto-

ristas topasse pegar uma carona, uma grande parte da frota sairia das ruas. A prática de oferecer carona pode ser muito boa: uma conversa agradável ou uma companhia animada. O resultado? É uma questão de lógica, o amigo indo de carona promove um uso mais eficiente do espaço público, permitindo um fluxo menor de veículos. Em grandes centros urbanos a carona é mais freqüente. E tal ação tende a ser mais vantajosa para todos. Como é o caso de curtir uma balada. Enquanto os amigos bebem, um é escolhido para tornar-se o “motorista da noite”. Fica a dica!


locais conturbados e de difícil acesso. O crescimento do número de veículos em Cachoeiro é nítido, segundo informações do Ciretran de Cachoeiro, até março deste ano, foram emplacados (carros e mo-

tos novos) e transferidos (carros e motos usados) 1.508 veículos. De acordo com as informações obtidas, no último censo (2009) de veículos realizado na cidade foi registrada a marca oficial de 75.539 veícu-

los. Estima-se que, atualmente, tenha ocorrido um crescimento de 20% de veículos que circulam diariamente pelo município. Outro dado obtido é quanto ao número de habilitados cachoeirenses: 53.646. Ou seja, 21.893 motoristas sem carteira de motoristas. Um número expressivo! É impossível prever onde e quando vamos parar. Mas é possível sentir no nosso dia a dia os reflexos dessa numerada toda. Num trabalho de reportagem conjunta entre Revista Leia e Jornal Folha do ES foi constatado que a velocidade média hoje na cidade é de 40 quilômetros por hora no pico de 11 horas e 50 quilômetros por hora no pico da tarde, às 18 horas. A aferição foi realizada apenas em alguns pontos da cidade. A reportagem verificou em uma série de testes que o velocímetro é muito mais cruel no centro da cidade. Levamos 30 minutos para ir do início do bairro Coronel Borges ao final da Beira Rio, trajeto comum de tantos cachoeirenses. Trecho normalmente realizado em 10 minutos, no máximo. Uma vergonha! Em outro teste, o repórter levou menos tempo para percorrer a Rua 25 de março a pé do que de carro. Outra constatação trata-se do deslocamento de veículos de transporte público. O trânsito prejudica não apenas os motoristas que ficam parados nos engarrafamentos. Impede, também, que os ônibus municipais circulem mais rapidamente (a velocidade média dos coletivos é de 20 quilômetros por hora). Ou seja, o trânsito engarrafado faz parte da rotina de todos os Cachoeirenses, independentemente da classe social.

q u a n t i t a t i v o r e s u l t a em 2 0 . 1 5 0 v e í c u l o s , c o n f o r me ú l t i m o ce n s o d em o g r á f i c o .

Conselho Municipal de Trânsito

Criado para controlar e fiscalizar as políticas de transportes e circulação no município, conforme o Código de Trânsito Brasileiro, o Conselho Municipal de Trânsito até agora pouco (ou quase nada) fez para colaborar com o trânsito da cidade. Em informações concedidas, com exclusividade, por uma fonte interessada ao assunto, a constatação é de que nada sai do papel por falta de uma liderança maior, uma vez que concentra um grupo de “caciques onde muitos querem o único apito”. Indagado sobre um plano viário criado na gestão municipal anterior, e que envolveu um número considerado de investimento e pesquisa, a resposta foi objetiva: “o palácio não tem interesse em dar créditos a não ser ao governo atual”. Ou seja, dinheiro do contribuinte gasto a toa.

O Plano Viário

Motoristas gastam mais

Além de causar impaciência, o motorista também queima dinheiro nas ruas congestionadas. A reportagem da Revista Leia acompanhou um motorista para avaliar seu consumo de combustível. O centro da cidade foi percorrido em toda a sua extensão em dois horários distintos. A primeira aferição foi realizada às 18 horas e 30 minutos de quarta-feira, 11. O fluxo era tão intenso que foram necessários 25 minutos para vencer seus poucos quilômetros, a uma velocidade média de 15 quilômetros por hora. Depois, o mesmo trajeto foi feito num horário tranqüilo, às 22 horas de quinta-feira, 12. Levaram-se breves sete minutos, sem nunca passar da velocidade máxima permitida. O gasto de combustível com trânsito pesado foi de 734 mililitros, enquanto foram usados, com o percurso livre, apenas 556 mililitros.

O projeto de revitalização do trânsito foi formulado por especialistas em Engenharia de Transporte ligada à Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). O plano foi encomendado pelo governo de Roberto Valadão, ao custo de aproximadamente R$ 300 mil. A administração passada realizou, no segundo semestre de 2008, audiências públicas para debater o projeto e chegou a anunciar datas para as modificações, mas nada foi feito. No plano estavam previstas várias medidas para melhorar o fluxo, como, por exemplo, a instalação de radares eletrônicos nas principais avenidas, mudança na sinalização dos pontos críticos e até mesmo a implantação de uma faixa exclusiva para ônibus na Rua Bernardo Horta. 07 de Maio de 2011, Leia

> 13


Y

INGRESSOS ANTECIPADOS:

R$10,00

14 > Leia,07 de Maio de 2011


Saúde

fotos pedro junior

A arte do cuidar... Numa semana marcada por inúmeras

atividades, Enfermeiros se reúnem para discutir melhorias no mercado de trabalho Sávio Resende

O

trabalho em saúde impõe aos profissionais da área uma rotina carregada de alto grau de tensão que envolve toda a equipe. Inúmeras pessoas transitando e conversando, sons agudos, intermitentes e variados, queixas constantes, ansiedade, tristeza, dor, morte e longas jornadas de trabalho constituem o cotidiano da maioria desses profissionais e, em particular, a do enfermeiro. Diariamente expostos as mais variadas situações estes profissionais costumam trazer consigo experiências que marcam a vida de qualquer ser humano. De muitas maneiras, é como estar sentado na poltrona da primeira fila no teatro da vida, uma oportunidade inigualável para adquirir um profundo conhecimento e maior compreensão da natureza humana. É exatamente nesse cenário que deparamos com uma das profissionais mais nobres, a profissão do enfermeiro e toda à complexidade de seu campo de trabalho. Consciente da significância da data, a

reportagem da Revista Leia teve a oportunidade de observar o cotidiano deste profissional em alguns dos hospitais de Cachoeiro e levou-nos a vários questionamentos, dentre eles: Como a equipe de enfermagem foi preparada para enfrentar os problemas de saúde física e mental? A tal rotina? Os enfermeiros e sua equipe recebem suporte para o enfrentamento dessa situação? De que maneiras estes extravasam as tensões acumuladas no ambiente de trabalho? Afinal, como atender aos pacientes e se relacionar com a equipe de forma humanizada, quando a humanização não se aplica ao enfermeiro?

Diante de tais questionamentos, foi realizada, ao longo dos dias 9 e 12, a X Semana de Enfermagem do Centro Universitário São Camilo-ES. Destinada a discentes e docentes do curso de Enfermagem, profissionais de saúde, autoridades públicas, pesquisadores e demais interessados, o evento teve como objetivo proporcionar a construção de conhecimentos por meio de estudos, discussão e reflexão sobre a inserção da prática da enfermagem na doação de órgãos e tecidos. Dentro da programação, foram realizadas várias atividades, como palestras, mini-cursos, sessão de pôster dos acadêmicos da área da saúde, dentre outras. De acordo com o coordenador do curso de Enfermagem, professor Rodrigo Alves Faria, a semana atingiu todos os objetivos. “A X Semana de Enfermagem foi completamente adequada, tivemos aqui ótimos palestrantes e nossos alunos compreendem a dinâmica do curso e estão se preparando para serem ótimos profissionais e contribuírem ainda mais para a sociedade”, concluiu.

07 de Maio de 2011, Leia

> 15


16 > Leia,07 de Maio de 2011


Sociedade

Inauguração

pedro junior

Já esta tudo pronto para um dos lançamentos mais aguardados do semestre. Trata-se do Espaço Casa, da proprietária Silvana Lesqueves, no Shopping Sul. A nova loja trará artigos de decoração e enxoval, tudo com o máximo bom gosto. Para começar, já esta programado um chá, ao longo dos dias 17 e 21 de maio, a partir das 16 horas. Serão tardes agradáveis a fim de apresentar o espaço a membros da sociedade. Vale lembrar, também, que a loja estará com estande na Feira de Noivas.

Casamento O mês de maio já é tradicionalmente conhecido como o mês das noivas. Coincidências a parte, em Cachoeiro, um casamento tem chamado a atenção de toda a sociedade. Estamos falando do enlace de Camila Balarine e Thiago Campos. Os preparativos estão em ritmo de conclusão e a expectativa é de uma cerimônia linda com muitos requintes de sofisticação. Camila é filha de Geraldo e Rita Balarine, proprietários da Barezy.

Hercules Campos, Desirre Marques Brandão e Carlos Herval Lima Mucelini, profissionais responsáveis pelo sucesso da Clínica de Fisioterapia da Corpo e Mente, sempre antenciosos com seus clientes

Baile de Gala

Exposição

O evento é o mais tradicional de Cachoeiro e, atualmente, um dos temas mais comentados, devido sua mudança de sede, neste ano. Conforme sondou a Coluna Sociedade a reserva de mesas já começou e a disputa pelos melhores lugares já está acirrado. A informação é da sempre elegante - e presença constante nas colunas da Revista Leia -, Regina Grafanassi. Ela também adiantou que neste ano o tema central da festa será: Noite. E não é que ela tem razão! Afinal, anoitece e ACONTECE!

Semanas atrás a Revista Leia esteve prestigiando ao lançamento da exposição Magulejo, do multifacetado Wilson Ferreira, e desde aquela época comentou que se tratava de um trabalho artístico diferenciado. Hoje ela comprova que estava certa, uma vez que a exposição é recorde de público e de aceitação. A Coluna Sociedade acredita que tal sucesso seja importante na formação de público para este tipo de atração.

Acessórios Em constante contato com a Coluna Sociedade, a sempre elegante Patrícia Rangel nos informou que a Metal Nobre está com novidades lindas e imperdíveis voltada para noivas. São Semi-Jóias, bijuterias em Strass e muitas outras peças exclusivas. Um trabalho primoroso!

beleza Outro grande lançamento muito aguardado em nossa sociedade é o lançamento da nova loja da sempre atenciosa e antenada, Lilian Portugal. Ela abrirá sua Adcos, em junho, no Shopping Sul, com muitas novidades e um trabalho diferenciado para beleza.

Em um momento especial, o registro familiar de Mario e Carmem Segond, acompanhados do filho Eduardo

comunicado

Quem aniversariou no último dia 19 de abril foi Guilherme Goltara, que completou 9 anos, ele é orgulho dos pais Marcelo Gottardi e Marcilene Goltara

A Conteúdo, agência de comunicação integrada, movida por paixão à publicidade e dedicação aos seus clientes, comunica o desligamento de um de seus sócios, Wilson Ferreira, profissional que foi de suma importância para a história desta agencia e agora inicia um novo caminho com outros projetos pessoais. No mercado há quase 5 anos, a Conteúdo segue agora com novos planos sob a gestão de Sérgio Grillo no atendimento e criação e Carol Vargas (mídia e produção), além da força de uma equipe competente, que sempre apresentou profissionalismo, inovação e qualidade ao mercado. O período é de mudança, mas o foco no crescimento, a contínua satisfação de nossos clientes através da inovação e o atendimento dedicado não mudam. 07 de Maio de 2011, Leia

> 17


Cristiane Feu

Contato: 28 9258 9389 leiatudo.com/olharfashion twitter @olharfashion

18 > Leia,07 de Maio de 2011

Notícias sobre Moda, Beleza, Decoração e Saúde


07 de Maio de 2011, Leia

> 19


foto pedro junior

Aventura

Desbravadores do meio ambiente Grupo de amantes pela natureza se reúne em nome do lazer, esporte, saúde, cultura e história no intuito de divulgar a preservação ambiental Sávio Resende

M

arço, ano 2000, alguns amigos, entre eles dois irmão, Luiz Renato Madureira e João Luiz, resolvem colocar em prática algo que já vinham martelando em suas cabeças: por que não juntar um grupo de pessoas e visitar a cada mês lugares simbólicos, ecológicos e de belezas cênicas em nossa cidade? E assim começou hoje o que é um dos grupos de turismo ecológico de maior atividade e participação em número de pessoas no Estado: o Clube Cachoeiro de Caminhada, que em sua logomarca tem a Pedra do Itabira como símbolo máximo. Não é para menos, pois o Itabira representa, genuinamente, Cachoeiro de Itapemirim . Com um diferencial de receber democraticamente várias pessoas, o grupo varia de 60 pessoas a cada caminhada e nas mais diversas atividades. “É assim que nossas novas amizades e redes de relacionamentos são formadas. São pessoas que vem de outras cidades, de outros estados foto divulgação

20 > Leia,07 de Maio de 2011

e até outros países.” De acordo com um dos fundadores do clube, a aventura funciona da seguinte forma: marca-se um lugar de encontro, um meio de transporte, o lugar a ser visitado e ainda o almoço. Em geral, o café da manhã é em hotel, padaria ou na comunidade visitada. O transporte varia de ônibus, van ou carro particular. E a caminhada tem apoio de guias e pessoas que já foram ao local. Com tantos contatos com a natureza, o grupo criou a ONG Caminhadas e Trilhas – Preserve, com foco na preservação am-

biental. Tendo, inclusive, algumas ações já vem desenvolvimento. Para participar das caminhadas basta ter vontade e estar minimamente preparado fisicamente. Um exame médico é muito importante e uma atividade física rotineira é fundamental. Não há limite de idade. Para os interessados em saber mais informações de como é a rotina do grupo e como se faz para participar, João Madureira aceitou o convite da Revista Leia e respondeu algumas dúvidas de nossos leitores. Confira ao lado.


Entrevista

Caminhadas e Trilhas Revista Leia - Como é a seleção dos locais a serem visitados? João Madureira - Os locais são originados de pesquisas e anotações feitas por mim e por pessoas da Ong Caminhadas e Trilhas - Preserve. Porém, precisam ser lugares que possuem características de preservação ambiental, com história, cultura e outros atrativos significativos. Normalmente já vou guardando recorte de jornais, revistas e lugares que pessoas oferecem e indicam. E para repetir, o lugar precisa ser muito bonito. É uma atividade com custo financeiro alto? Qual a média de investimento? Há custo com organização, café da manhã, guias, entrada em sítio e nos lugares visitados, seguro aventura, transporte, etc. Todo este custo é discriminado em cada agenda e roteiro. Quais as próximas ações já programadas? No site aparece à agenda com os próximos roteiros, destacando o dia 28 de maio, em Araguaia, município de Marechal Floriano. Estamos fechando uma aventura para a Costa Rica, na América Central. Também fazemos ações em preservação ambiental, destacando a conservação do Monumento Natural Municipal Falésias de Marataízes, que começou com a Caminhada Litorânea, que em 2012, acontecerá a VII . Qual é o impacto financeiro que um encontro deste tamanho causa numa comunidade visitada? Em geral causamos bons impactos nas comunidades visitadas, principalmente na divulgação para atividades de agro e ecoturismo. Provocamos renda em alimentação, guias, cobrança de taxa de visitação, etc. Informações Ong Caminhadas e Trilhas - Preserve Site: www.caminhadasetrilhas.com.br E-mail: joaoluiz@caminhadasetrilhas.com.br Contato: (28) 3521:0182

Coluna Corpo e Mente texto: Dr. Carlos Herval CREFITO 2 nº: 022070-LTF

Dr. Hercules Campo CREFITO 2 nº: 022071-LTF

Dra. Desirre Marques CREFITO 2 nº: 022472-LTF

Fisioterapia: prevenção, recuperação e estética! A Fisioterapia tem a cada dia ampliado seu espaço com novas terapias e especializações. Médicos e dentistas têm associado em grande parte de seus tratamentos as terapias atuais. Em Cachoeiro, já podemos contar com a “Terapia Anodyne”, (tratamento da dor), fisioterapeutas especializados em terapias estéticas, recuperação específica em traumas nas mãos, hidroterapia, plataforma vibratória e muito mais. E, se tudo isto estiver em um mesmo local, ganha você e sua agenda diária, o que nos dias atuais torna-se primordial.

Anodyne Terapia

Fisioterapia Estética

A Terapia Anodyne significa “alívio da dor” é exatamente isso que os pacientes relatam ao final de cada atendimento! Usada no mundo há mais de 15 anos, essa terapia objetiva o aumento da circulação sanguínea, da oxigenação local, diminuição da dor, além de tratar neuropatias, feridas, úlceras, proporcionando ao paciente um retorno precoce às atividades diárias. Cachoeiro já conta com o primeiro aparelho do Estado.

Exercícios e controle alimentar, associados a tratamentos estéticos: Corpo modelado e satisfação pessoal garantida! A eficácia do tratamento depende de uma avaliação prévia onde o profissional direciona seu tratamento com o uso de massagem estética (modeladora, drenagem linfática), tratamento de estrias, celulite e gordura localizada, podendo associar o uso de aparelhos. Além dos benefícios estéticos temos o relaxamento físico e mental.

Hidroterapia, Aquatic Being e Terapia Manual A hidroterapia é realizada por fisioterapeuta em piscina aquecida, e cura diversas patologias. Dentre as inúmeras técnicas de tratamento, o Aquatic Being® é inovador; trata fibromialgia, dores inflamatórias/musculares, depressão, síndrome do pânico promovendo a energização e relaxamento total do corpo e da mente. Como complemento existe ainda a terapia manual onde o paciente recebe toque e manobras em pontos específicos do corpo em busca da cura.

Rua Professor Seabra Muniz, 30 Independência - Cachoeiro de Itapemirim Telefone: (28) 3521-7011 corpoemente@cachoeiro.com.br

07 de Maio de 2011, Leia

> 21


Paladar

Receita Barriga de porco recheada INGREDIENTES 1 peça de barriga de porco com a carne da costela (porqueta), de mais ou menos 4 quilos; 150g de farinha de rosca clara de pão italiano; 50g de noz pecã ou avelã; 10g de alecrim; 10g de salsinha picada; 100 ml de azeite de oliva; 20g de sal; 40g de semente de erva-doce; 10g de alho picado; Pimenta preta moída na hora; Meia garrafa de vinho branco seco; Barbante fino para amarrar MODO DE PREPARO Bata o sal e as sementes de erva-doce em um processador e reserve. Numa superfície limpa, ponha a barriga de porco com a carne voltada para cima e tempere com a mistura de sal e ervadoce. Reserve. Em um recipiente misture a farinha de rosca, alho, alecrim, salsinha, nozes e o azeite. Tempere com uma pitada de sal e pimenta moída. Misture bem e espalhe sobre a carne. Enrole a barriga como um rocambole, apertando bem o recheio no meio. Com o barbante amarre a carne com mais ou menos quatro dedos de distância entre uma As porc amarra e outra. Preaqueça o forno de gordur entagens a 250º C e asse a carne sobre uma a e colest grelha vazada e uma assadeira por er ol da carne suína dez minutos. Reduza a temperatura diminuíram , o que a do forno para 170º C e asse por torna co mpará mais duas horas. Ponha o vinho branco à bovina e vel na assadeira, sem deixar entrar em ao contato com a carne. Asse por mais 40 frango minutos. Retire do forno e sirva.

banha

Carne suína ganha espaço

A

quele animal gordo, sujo e perigoso está mais para o imaginário que para a realidade. O porco contemporâneo é esbelto, limpinho, criado em confinamento com higiene controlada e alimentado com ração --não com restos de comida. Mesmo sem ter se desfeito dos estigmas do passado --de que tem alto teor de gordura e colesterol, transmite doenças mortais e é produzida em condições insalubres--, a carne suína é a mais consumida no mundo. Esse patamar foi alcançado

pelo reforço pesado da China, é certo --e pela queda da oferta de carne bovina, o.k. Mas, no Brasil, nota-se um crescimento progressivo da procura por essa carne. “A tendência é que a exportação também cresça, principalmente agora, que a presidente [Dilma Rousseff] abriu o mercado da China”, diz Jurandi Soares Machado, da Associação Brasileira da Indústria Produtora e Exportadora de Carne Suína. Com preços mais acessíveis, o produto tem se multiplicado nas mesas de restaurantes, preparado com técnicas apuradas, como choque

Com preços mais acessíveis, o produto tem se multiplicado nas mesas de restaurantes... térmico e cozimento longo em baixa temperatura. Pelas mãos de chefs o porco ganha leituras apoiadas em cortes ousados (além da trinca lombo-costela-bisteca). E as crendices sobre esse alimento são postas de lado.

+ vinhos recomendados

+ receita

Finca La Linda Malbec

bacalhau assado com presunto

Este vinho é feito pelo grande produtor argentino Luigi Bosca, na cidade de Luján de Cuyo, perto da capital de Mendoza. A família detém este vinhedo desde 1905. O La Linda Malbec é produzido a 960m do nível do mar em um solo alluvial argiloso, conferindo ao vinho aromas de cerejas, especiarias, com taninos bem comportados e um toque de madeira, onde estagiou por 3 meses apenas. Cor vermelho-rubi intensa. Percebe-se aromas de ameixas maduras, cerejas e especiarias doces. Na boca os taninos se mostram aveludados, típicos da Malbec. De boa estrutura, fino e moderno.

22 > Leia,07 de Maio de 2011

INGREDIENTES 600 gramas de lombo de bacalhau dessalgado; 16 fatias de presunto de Parma; 50 ml de azeite extra virgem; 12 folhas de sálvia (fritas em óleo quente)

Para o purê de batata doce 500 gramas de batata doce; 100 gramas de manteiga sem sal; 100 ml de creme leite fresco; 50 ml de leite integral; Sal e pimenta do reino Para o molho 200 ml de caldo de peixe; 50 gramas de azeite; Sal e pimenta do reino Modo de preparo Abra as fatias de Parma por cima de um papel filme, coloque o lombo de bacalhau e enrole. Retire o papel filme, sele o bacalhau com presunto em uma frigideira quente e leve para o forno pré-aquecido

a 180ºC com um fio de azeite até que esteja no ponto. Cozinhe as batatas, amasse, acrescente o creme de leite, o leite e esquente. Para finalizar, acrescente a manteiga, coloque sal e pimenta. Reduza o caldo de peixe um pouco, acrescente o azeite, tempere, ferva e sirva. Coloque o purê no prato, o bacalhau por cima, decore com a sálvia e finalize com o molho.


07 de Maio de 2011, Leia

> 23


o h . n o o ç s e r u e p S ão tem n

24 > Leia,07 de Maio de 2011


Revista Leia