Page 1


Esta revista é parte integrante do material da Campanha Anual de 2019 publicado pela Junta de Missões Nacionais da Convenção Batista Brasileira. Copyright 2019 da Junta de Missões Nacionais. Todos os direitos reservados. JUNTA DE MISSÕES NACIONAIS Nossa Missão: Multiplicar Discípulos Nossa Visão: Alcançar todos com o Evangelho Endereço da Sede: Rua José Higino, 416 - Tijuca/CEP: 20510-412 Rio de Janeiro – RJ Telefone: (21) 2107-1818 Direção Executiva Fernando Brandão Gerência de Comunicação Jeremias Nunes Gerência de Mobilização Milton Monte Gerência Executiva de Missões Samuel Moutta Gerência Executiva de Evangelismo Fabrício Freitas Gerência de Administração e Suporte Juarez Solino Gerência Executiva de Assistência Social Renato Antunes Supervisão Editorial Camila Saldanha

Índice Palavra do Diretor

3

Campanha 2019

4

Música Oficial da Campanha 2019

5

De líder para líder

7

Material da Campanha 2019

8

Planejando a Campanha

11

Culto 1 • Multiplique Oração

14

Cartazes Destacáveis

18

Culto 2 • Multiplique Discípulos

25

Culto 3 • Multiplique Igrejas

28

Culto 4 • Multiplique Líderes

31

Culto 5 • Multiplique Compaixão e Graça

34

Roteiros de PGM

37

Jornalista Responsável Desirée Aguiar – 0040105/RJ Redação e Criação Dilana Veiga Lima, Jaqueline da Hora Santos e Rojane Brasil Equipe de Comunicação Alexsandro Oliveira, Fabiane Ventura, Isabel Louvize, Luan Rocha, Luciano Carvalho, Michael Jonas, Renata Lopes e Thais Velasco Revisão Maria Stela Lopes Bomfim Arte Oliverartelucas

1


2


Palavra do Diretor Amados Líder e Educador, Saber que podemos contar com seu engajamento é muito importante para nós. O seu trabalho é de extrema importância para o avanço da obra missionária, pois você está trabalhando com as novas gerações. Louvado seja nosso Deus por sua vida e que através dela nossas crianças também aprendam a importância de multiplicar discípulos! Deus nos amou e enviou o seu único Filho para nos salvar. No dia em que o ser humano pecou, Deus se tornou um missionário. Ele tinha uma missão muito clara: buscar e salvar o que estava perdido. O nosso maravilhoso Deus fez algo indescritível para nos salvar: entregou-se a si mesmo pelos nossos pecados. Ele pagou um alto preço na cruz, com o seu próprio sangue, para nos purificar de toda a maldição do pecado. Além de nos restaurar, Ele enviou o seu Espírito Santo para habitar eternamente em nós, fazendo-nos templos para o louvor da sua glória. Isso é bênção sem medida! Cristo habita em cada pessoa que humildemente tenha renunciado o seu próprio ego e entronizado o Rei dos reis como seu único Senhor e Salvador. Ele é o Senhor das nossas vidas! O propósito do Criador dos céus e da terra é que Cristo viva, controle, influencie e governe nossa vida, totalmente. Todas as áreas da vida do crente, de qualquer idade, devem ser lideradas pelo Senhor Jesus. O apóstolo Paulo expressa isso de maneira muito cristalina e contundente, quando escreve aos Gálatas: vivo não mais eu, mas Cristo vive em mim. E da mesma maneira deve acontecer com nossos pequeninos, que estão em formação espiritual. A Bíblia é muito clara quanto à missão de cada crente: multiplicar discípulos! Não é algo eventual. É um estilo de vida. É a manifestação do poder de Deus em nossas vidas. Enquanto Cristo não voltar, a sua igreja, eu e você, adulto ou criança, devemos focar, com intencionalidade, na multiplicação de discípulos. A igreja do Senhor Jesus não pode, jamais, perder o foco da missão que recebeu do próprio Deus: fazer o maior número de discípulos até a volta do Senhor Jesus. Com sua participação, sei que vamos avançar, multiplicando discípulos para a glória de Deus!

Pr. Fernando Brandão Diretor Executivo de Missões Nacionais

3


Divisa: Vivo não mais eu, mas Cristo vive em mim. Gálatas 2.20

A Campanha de Mobilização de Missões Nacionais, neste ano, desafia você a pensar: Qual é a sua razão de viver? Esta indagação tão simples tem intrigado pessoas no mundo todo. Ao contrário do que grande parte da população pensa, esta resposta se apresenta para nós de forma clara e fácil nas Escrituras. Em 1 Coríntios o apóstolo Paulo disse: “Tornem-se meus imitadores, como eu o sou de Cristo.” Mas, será possível cumprir essa instrução? A palavra de Deus nos diz que sim, e afirma que se buscarmos a face do Senhor e o imitarmos, essa transformação acontece. Dessa mesma forma, devemos ensinar nossas crianças a tomarem atitudes que Jesus tomou. Se você está em Cristo, o Espírito Santo que habita em você será capaz de moldá-lo e, a cada dia, torná-lo semelhante a Ele. Isso terá reflexos nos seus atos e nos frutos da sua atitude, assim como diz nossa divisa, que se encontra em Gálatas 2.20. Com esta campanha convidamos as crianças a viverem de forma intencional. Onde quer que elas estejam devem exalar o bom perfume de Cristo. Portanto, leia todo o material para passar-lhes este conteúdo de maneira apropriada. Para auxiliar você, líder de crianças, sugerimos a leitura de todo o material promocional disponível na versão impressa, nas próximas páginas e também online, e com material extra no site oficial da campanha.

4


Música Oficial da Campanha 2019

Minha Razão de Viver Be One Music Minha razão de viver, te conhecer Multiplicar tua glória Alcançar meu povo Ver cativeiros romper Cadeias quebrar Todos de joelhos toda língua Confessar Vem com teu reino E multiplica a água viva Que me sacia Vem com teu reino E multiplica o pão da vida Minha razão de viver O meu viver é te amar E com teu amor vou transformar O meu viver, é transbordar Discípulo ser, multiplicar

5


6


De líder para líder A Revista Infantil deste ano contém cinco programas para o culto infantil e cinco roteiros para Pequeno Grupo Multiplicador Infantil (PGMI). Cada programa inclui sugestões para a abertura do culto, cânticos, história bíblica, testemunho missionário, momento de oração, atividades para crianças alfabetizadas e não alfabetizadas. Procuramos sugerir atividades que envolvam a participação das crianças e que despertem nelas alegria e compromisso com Jesus, nossa mensagem maior, que precisa ser multiplicada pelo Brasil. Procure o promotor de missões ou o pastor de sua igreja e envolva as crianças nos cultos e outras atividades missionárias. Elas podem, por exemplo, dirigir um dos cultos durante o mês da campanha. Ensaie com elas o hino oficial e não perca a oportunidade de mostrar o que estão aprendendo. Essa atitude poderá ser um incentivo para as crianças e um testemunho do envolvimento delas com missões. Para auxiliar você, sugerimos a leitura de todo material promocional da Campanha 2019, disponível na versão impressa e também no site oficial da campanha para download. Dessa forma as atividades direcionadas às crianças estarão completamente alinhadas com aquelas desenvolvidas pelos adultos. As sugestões da Revista Infantil têm como objetivo orientar e auxiliar o seu trabalho como líder de crianças, na realização da Campanha de Missões Nacionais. Utilize-a adequando as atividades à sua realidade. Use sua criatividade e não se esqueça de orar e planejar tudo com antecedência. Você é muito importante na formação de uma nova geração missionária. Que a graça de Deus esteja sobre sua vida e ministério!

Jaqueline da Hora Santos Coordenadora do Programa de Evangelização Discipuladora de Crianças

7


Acesse todo o material no site www.minharazaodeviver.org.br

Material Infantil da Campanha 2019 Missões Nacionais quer ajudar você a fazer uma campanha inesquecível! É por meio do seu empenho que as crianças se conscientizarão da missão de multiplicar discípulos. Por isso, mais uma vez preparamos um material com diversos recursos para serem usados com os pequeninos. Com base em uma pesquisa realizada em nossas redes sociais, neste ano estamos investindo no ambiente online, para facilitar seu acesso ao conteúdo completo da Campanha 2019. Além das informações que se encontram nas revistas, confira, agora, todo material extra que você vai encontrar no site:

Atividades Complementares Para cada culto você encontrará pelo menos uma atividade para crianças alfabetizadas e para as não alfabetizadas. Acesse, confira nossas sugestões e coloque em prática cada ênfase da campanha.

Revista da Campanha de Oração Mais do que a contribuir financeiramente, queremos motivar as igrejas a se envolverem em oração e, desta vez, também, em ações de relacionamento discipulados. Neste material você encontrará motivos específicos de oração, para

o público infantil, para serem lembrados durantes as classes Amigos de Missões ou PGMIs.

Lista de Obreiros Apresente os missionários de cada região para as crianças e os incentive a orar pelo menos por um deles durante cada semana. Você encontra a lista completa de missionários no site oficial da campanha.

Compartilhe Este é o seu espaço! Conte-nos o que você tem feito com as crianças de sua igreja durante a Campanha de Missões Nacionais. Neste espaço você conta sua experiência e motiva outros líderes pelo Brasil.

Novidade: Aplicativo Zappar Neste ano Missões Nacionais traz uma grande novidade no seu material da campanha de mobilização, a realidade aumentada. Baixe gratuitamente o aplicativo Zappar no Google Play ou Apple Store e acesse um conteúdo exclusivo atrabasta abrir o aplicativo e apontar vés do seu celular. Onde encontrar esse marcador a câmera, assim você encontra mais recursos para otimizar a campanha em sua igreja. Não perca essa oportunidade!

8


Dicas de Material de Apoio Redes Sociais de Missões Nacionais Você acompanha Missões Nacionais nas redes sociais? Atualmente estamos no Facebook, Instagram, Youtube e WhatsApp. Além de notícias dos campos missionários e vídeos, na página do Facebook você vai encontrar a capa e a moldura para personalizar sua foto com o tema da Campanha de 2019. Para ficar por dentro de tudo através do grupo no WhatsApp, envie seu nome completo e de sua igreja para o número (21) 99693-5748. Curta e compartilhe as publicações com seus amigos e seja um propagador do que Deus está fazendo em nosso país!

Newsletter Receba semanalmente, em seu e-mail, um boletim informativo com notícias do campo missionário! Basta se cadastrar em nosso site ou enviar sua solicitação para comunicacao@missoesnacionais.org.br.

Canais de Relacionamento Tem dúvidas ou sugestões para a equipe de Missões Nacionais? Entre em contato conosco através de nossos canais de relacionamento. E-mail: falecom@missoesnacionais.org Rio de Janeiro: (21) 2107-1818

Outras Capitais e Regiões Metropolitanas: 4007-1075 Demais localidades: 0800-707-1818 WhatsApp: (21) 96697-3786

Blog do Promotor A fim de estreitar os laços entre Missões Nacionais e os promotores, neste espaço você encontra informações e desafios para aplicar no trabalho em sua igreja para todas as idades. Com acesso a devocionais e dicas de mobilização sempre atualizadas, você poderá potencializar a Campanha 2019 com as crianças.

O Jornal Batista Toda semana, na página 7, você terá acesso a matérias sobre diversos campos missionários. Você pode e deve aproveitar este conteúdo com informações a serem divulgadas para as crianças, principalmente, no período da campanha.

Publicações UFMBB Parceira de Missões Nacionais, a UFMBB apresenta, na edição do 3º trimestre de suas revistas, estudos, notícias e também um programa para a Semana de Oração, com temática voltada para Missões Nacionais.

9


10


Cofre Missionário

Multiplicando em família Essa é uma sugestão adicional de atividades para serem realizadas com a família das crianças. É muito importante envolver os pais no discipulado intencional de seus filhos. Por isso, se possível, reúna-se com eles e explique o objetivo das atividades. Além de reforçar o ensino, o lar é o lugar mais apropriado para praticar os princípios aprendidos. Uma boa estratégia é imprimir ou tirar copias das atividades e enviar com as crianças a cada culto, incentivando-as a realizá-las com a família. No primeiro domingo, inclua também um convite como sugerido abaixo: Querida família Estamos aprendendo lições preciosas com Jesus durante a nossa campanha de Missões Nacionais e queremos compartilhar esse momento com vocês!

Que tal a gente se reunir no início da semana para realizar alguns desafios e aprender juntos? Conto com vocês para multiplicarmos em família!! Muito obrigado (a), seu (ua) filho (a) ___________

Multiplique a oração - Mãos que oram No ministério infantil aprendemos sobre a importância de, como Jesus, orar em todo tempo. Para essa atividade, distribua uma folha em branco para cada membro da família. Com um lápis ou caneta, cada um deve desenhar o contorno da sua mão e recortá-lo. Depois, leiam juntos o versículo de I Tessalonicenses 5.17. Escrevam o texto em um dos lados da mão recortada. Do outro lado, escrevam em cada dedo as pessoas por quem vocês desejam orar: • No dedo polegar: pessoas da família • No dedo indicador: pessoas amigas, do trabalho ou da escola

11


No dedo médio: autoridades (políticos, professores, policiais) • No dedo anelar: líderes da igreja (pastor, missionários, líderes de PGM) • No dedo mínimo: pessoas doentes ou necessitadas Orem juntos pelas pessoas citadas e façam um compromisso de orar diariamente por elas!

Multiplique discípulos Contando a nossa história Para multiplicar discípulos, como Jesus nos ordenou, precisamos contar às pessoas o que ele fez por nós! Reúna sua família e leiam juntos o texto de Salmos 78.3,4. Que tal contarmos as histórias do que Deus tem feito por nós, em nós e através de nós? Cada dia um membro da família (ou mais de um, dependendo do tamanho da família...) vai escolher uma experiência com Deus para compartilhar com os outros. Pode ser sua experiência de conversão, um momento alegre ou triste, um momento de decisão, onde vocês puderam perceber o agir de Deus em sua vida e família. Talvez seja um bom momento para rever antigas fotos e revisitar boas lembranças! Também é um bom treino para que aprendamos a contar aos outros como é viver com Jesus, para que outros também desejem conhecê-lo de perto! Depois de contar e ouvir as histórias, orem juntos louvando e agradecendo ao Senhor por sua fidelidade.

Multiplique igrejas Uma grande família Você já parou para pensar na importância da igreja de Jesus? Reunidos, leiam juntos o texto de Efésios 2.17-20. Quando Jesus entra em nossa vida, passamos a fazer parte de uma grande família, com muitos irmãos! Essa família é a igreja, onde podemos servir ao Senhor através dos talentos que ele mesmo nos deu, cuidando uns dos outros e crescendo juntos! Que tal se vocês convidassem alguns desses irmãos queridos para fazer um programa especial nesta semana? Um filme com pipoca, um

piquenique, uma caminhada, um jogo de futebol, um almoço “junta panela”... família que é família gosta de estar reunida! Aproveitem para registrar o momento com fotos, ou um cartaz com a assinatura de todos, para celebrar essa união!

Multiplique líderes Líder por um dia Você gostaria de ser o líder da sua família por um dia? Gostaria que os outros membros da família obedecessem às suas orientações? Então, esse é o desafio da semana. Contudo, antes de começar a planejar como vai ser, leia com sua família Marcos 10.42-44. E agora? Está pronto para ser líder por um dia? Reúna-se com sua família e definam quais as tarefas do líder do dia. Por exemplo, escolher o cardápio pensando em todos os membros, cuidar para que a casa esteja organizada, dividir as tarefas de acordo com a capacidade de cada um, liderar o momento devocional da família.... Ser um líder que serve como Jesus é uma grande responsabilidade e o treinamento precisa começar em casa... E aí, topam?

Multiplique compaixão – Cuidando uns dos outros Jesus, o filho de Deus, nos deu o maior exemplo de humildade e amor. Ele nos amou mais do que a si mesmo, pois entregou sua vida para nos salvar. E é assim que ele deseja que amemos uns aos outros. Leiam juntos o texto de João 15.12-17. O desafio da semana é agir com compaixão e graça, abençoando uns aos outros. Façam entre vocês um “amigo oculto do cuidado”. Cada um deve se esforçar para ajudar seu amigo oculto nas suas necessidades. Isso inclui orar pelo seu amigo, mas também agir para servi-lo, ajudando em suas tarefas, procurando ouvi-lo, evitando aborrecê-lo com pequenas coisas, oferecendo carinho e boas palavras.... Experimentar esse cuidado mútuo vai ser uma experiência maravilhosa! Então, não se esqueçam de agradecer a Deus por cuidar de vocês através de sua família!

Acesse os recursos destes materiais no site oficial da Campanha 2019.

12


13


Culto 1 • Multiplique Oração Preparação do Ambiente Procure decorar o ambiente de maneira que as crianças se sintam “dentro da campanha”. Use o cartaz da Campanha (disponível no centro da revista). Se possível, amplie-o utilizando a versão digital. Coloque de maneira bem visível a divisa (Gálatas 2.20). Providencie três “Cantinhos” especiais na decoração. O primeiro será o “Cantinho Multiplique”, onde você colocará as faixas com as ênfases (uma a cada culto, até completar as cinco). Uma sugestão é fazer uma grande “Bíblia”, na qual você possa colocar a ilustração da lição. Isso reforçará a ideia de que estamos ensinando princípios encontrados na Palavra de Deus. O segundo será o “Cantinho do Missionário”, onde você poderá colocar as fotos e os nomes dos missionários que as crianças irão conhecer durante a campanha. Nesse cantinho você também poderá colocar almofadas ou tapetes para fazer os momentos de oração. E o outro será o “Cantinho da Generosidade”, onde ficará o cofre coletivo e o “ofertômetro”.

Abertura Crianças, estamos começando mais uma Campanha de Missões Nacionais! Oba! Vejam quanta coisa vamos fazer juntos! Vamos orar, conhecer testemunhos missionários, conhecer muitas histórias da Bíblia e aprender com Jesus coisas muito importantes! (Mostre o cartaz da campanha, a Bíblia, os “cantinhos”, tudo o que você usou para decorar o ambiente). Antes de Jesus voltar para o céu, ele deu uma ordem muito importante para seus amigos; sabem qual foi? Vamos ler em Mateus 28.19 (abra a Bíblia e leia, ou peça a uma criança para ler). Qual foi a ordem mesmo? FAZEI DISCÍPULOS! (repita com as crianças) Mas Ele também fez uma promessa, que está no versículo seguinte... Qual foi a promessa? ESTAR CONOSCO TODOS OS DIAS! Então, antes de começar, vamos falar com Jesus? Vamos agradecer a sua promessa de estar

14

conosco sempre. Ele, com certeza, vai nos acompanhar durante essa campanha! (Ore com as crianças; de preferência, deixe-as orar expressando com suas palavras seu amor e gratidão a Jesus.) Vamos aprender o tema da Campanha? (Mostre o cartaz) Minha razão de viver: multiplicar! (Repita com as crianças). Mas, esperem aí... Aqui estamos dizendo que nosso principal motivo de viver é multiplicar... o que significa isso? (Deixe as crianças opinarem) Multiplicar é aumentar bastante a quantidade de alguma coisa! O que será que precisamos multiplicar? Lembram-se da ordem de Jesus? Ele nos mandou fazer discípulos, ou seja, multiplicar bastante as pessoas que seguem e obedecem a ele. Fazer missões é exatamente isso! Quando Jesus habita em nossos corações, ele produz em nós o desejo de contar isso a outras pessoas, para que elas também possam conhecê-lo e segui-lo. Vejam o que o apóstolo Paulo disse em Gálatas 2.20 (Mostre o versículo) “Vivo não mais eu, mas Cristo vive em mim!” (Gálatas 2.20) Vamos aprender? (repita com as crianças). Paulo está dizendo que, depois que encontrou Jesus, ele vivia uma vida diferente, uma vida produzida e guiada pelo próprio Cristo! Que coisa linda, não é mesmo? Jesus viveu aqui exatamente como Deus, o seu Pai, gostaria. Então, quando permitimos que Jesus viva em nós e nos faça parecidos com ele, com certeza teremos uma vida que agrada a Deus! Quem aqui gostaria de ser parecido com Jesus?

Momento de louvor Cante músicas que falem sobre nosso relacionamento com Cristo. Aproveite também para apresentar a música oficial! Sugestões: “Perto, perto de Deus eu quero andar”, “Andando com Cristo” e “É muito bom ter Jesus”, todos os links disponíveis no site oficial.


História Bíblica - A vida de oração de Jesus (texto base: Mateus 26.39)

tinha uma vida intensa de oração. Se queremos ser parecidos com Jesus, precisamos orar como ele fazia. Em todos os lugares, em todos os momentos, por todos os motivos e por todas as pessoas. A oração é o nosso meio de comunicação com Deus. Através dela, podemos conhecê-lo verdadeiramente, falar com ele e ouvir a sua voz, para fazer a sua vontade. Viva como Jesus. Multiplique a oração em sua vida diária! (Cole dentro da “Bíblia” a faixa: Multiplique oração)

Versículo para memorizar Sempre que orarmos pedindo algo a Deus, devemos fazer como Jesus: abrir mão da nossa vontade para fazer a vontade de Deus, porque ele é sempre melhor! Vamos memorizar essa oração? “Não seja como eu quero, mas sim como Tu queres” (Mateus 26.39c) Jesus viveu uma vida que agradou completamente a Deus. Por isso, nós vamos aprender com ele coisas importantes que precisam estar presentes na nossa vida também! Vamos consultar nossa Bíblia para saber como Jesus vivia? (Abra a “Bíblia” do “Cantinho Multiplique” e mostre a ilustração de Jesus orando) O que Jesus está fazendo aqui? Sim, Jesus estava orando, conversando com Deus, o Pai. A Bíblia nos conta que ele sempre fazia isso. (Professor, consulte as referências; caso haja tempo, peça que as crianças leiam os versículos. Outra sugestão é separar as crianças em grupos, distribuir os textos – dois ou três para cada grupo – e pedir que as próprias crianças identifiquem os momentos em que Jesus orava.) Jesus orou após o seu batismo; logo depois, Deus disse que ele era seu filho amado (Lucas 3.21). Jesus também orou em momentos decisivos: antes de escolher seus discípulos (Lucas 6.12.13), de multiplicar os pães e peixes (Marcos 7.41) e de ressuscitar Lázaro (João 11.41-43). Ele ensinou aos seus discípulos como orar (Mateus 6.5-8), orou com eles (Mateus 6.9-13) e por eles (João 17.9-11). No momento mais difícil da sua vida, antes de morrer na cruz, Jesus orou e pediu que a vontade de Deus fosse cumprida (Mateus 26.39 e 42). Quando já estava na cruz, ele orou por seus inimigos (Lucas 23.33,34) Jesus

Testemunho Missionário

Regiane Maria Pereira, natural de Muriaé (MG), tinha oito anos quando após a separação dos pais começou a viver a pior fase de sua vida. Morando com o pai, ela buscava aceitação na escola e assim, com apenas 12 anos, ela foi do cigarro, para maconha, passou pela cocaína, até que conheceu o crack e por isso até se envolveu com prostituição. Sem condições de cuidar da própria vida, ela engravidou e entregou

15


sua filha para sua avó paterna criar. E por fim passou a morar nas ruas, onde ficou por seis longos anos. Neste tempo, ela mal podia imaginar, mas foi alvo da oração de uma pessoa que ela mal conhecia. Essas orações incessantes fizeram Regiane, mesmo ainda refém do vício, encontrar um lugar que a devolveu a esperança de uma nova vida, a Cristolândia. Foi neste lugar que ela voltou a sonhar, recuperou sua dignidade e encontrou um Salvador, que a libertou dos pecados e a transformou completamente. E mesmo após ser batizada, concluir seu tratamento, voltar a estudar e até mesmo se preparar para ingressar no mercado de trabalho, uma coisa lhe faltava, sua filha Maria Clara. A bebê que ela mal se lembrava e que não sabia nem se estava viva. Foi quando o inesperado aconteceu! Com ajuda de missionários, ela atravessou o estado e foi a cidade de Barra de Itabapoana, local onde lembrava que sua avó morava. E ao chegar na casa que pouco se lembrava, foi surpreendida com um abraço emocionado de uma bela menina que disse: “Mãe, eu sempre orei muito pela senhora”. Era Maria Clara, que mesmo muito nova sustentou sua mãe em oração por todo o tempo difícil em que estiveram separadas.

Mesmo tão pequena a menina nos dá uma grande lição de vida. Como aprendemos com as igrejas do Novo Testamento, devemos orar sem cessar e ter este hábito como um estilo de vida em nossos lares e igrejas, não só em momentos difíceis. Sem oração nada acontece e o poder deste ato fica claro nesta história de vida e família restaurada.

Momento de oração Já vimos como a oração é importante, não é mesmo? Então, agora, vamos praticar. Vá com as crianças para o Cantinho do Missionário e dirija um momento de oração pelas pessoas que elas conheceram no testemunho de hoje. Depois, dê oportunidade para que elas compartilhem seus motivos de oração e orem umas pelas outras. Prepare pequenos cartões com nomes – e fotos, se possível de outros missionários e distribua entre as crianças, incentivando-as a orar diariamente. Termine com um cântico. Sugestão: “Faze oração”, com link disponível no site oficial.

Encontre as Atividades Complementares no site oficial da campanha.

16


17


Culto 2 • Multiplique Discípulos Preparação do Ambiente Prepare um cartaz com o versículo para memorizar. Ao redor do versículo, coloque fotos de crianças. Deixe-o em destaque na sala. Prepare também uma caixa com a pergunta: Quem pode falar de Jesus? Dentro da caixa coloque um espelho. Prepare o material para a experiência que será feita durante o culto: • Uma garrafa pet de 600 ml, transparente, com cerca de 200 ml de vinagre (de preferência, vinagre de vinho tinto) • 2 colheres de sopa de bicarbonato de sódio que devem ser colocadas (com auxílio de um funil) dentro de um balão (bexiga) de látex

Abertura Comece cantando uma música sobre a alegria de compartilhar o Evangelho. Sugestões: “Jesus é bom demais”,“O Missionariozinho” e “Pare, eu vou contar-lhe”, com links disponíveis no site oficial. Recite novamente o tema, a divisa e cante o hino oficial. Dê oportunidade para que as crianças coloquem suas ofertas no cofre coletivo e atualize o ofertômetro. Recorde brevemente o tema do culto 1 (Multiplique oração) e repita o versículo memorizado. Pergunte às crianças como foi a semana e deixe-as contar suas experiências de oração. Lembre-as da importância de orar diariamente por sua família, pelos amigos, pela igreja, pelos missionários.... Ressalte também a importância de louvar e agradecer a Deus em oração (não apenas pedir). Faça um círculo para um momento de oração de gratidão estimulando cada criança a dizer uma pequena frase (ex: “Jesus, eu te amo porque....” ou “Deus, eu te louvo porque...”) Faça então a seguinte experiência com as crianças: diga-lhes que a garrafa com vinagre representa

a vida de Jesus. Uma vida firme, transparente e cheia de amor. Mostre o balão murcho, com o bicarbonato dentro. Esse balão representa a nossa vida. Sem Jesus, a gente nem consegue parar em pé. Estamos murchos e pesados por causa do pecado. Encaixe então a boca do balão no gargalo da garrafa. Quando Jesus nos encontra, estamos assim, murchos, mas ele nos convida a depositar nossa confiança nele. Ele promete perdoar nossos pecados e nos purificar de toda injustiça. Quando colocamos toda a nossa vida nas mãos de Jesus (vire o balão e deixe cair o bicarbonato) acontece uma coisa impressionante! (espere a reação acontecer) Vejam! A Bíblia diz que quando cremos em Jesus, o Espírito de Deus vem habitar em nós e enche a nossa vida de alegria, amor, paz, perdão... agora não somos mais murchinhos e podemos ficar “de pé”! Como é bom ter Jesus, não é mesmo? Contudo, muitas pessoas ainda não conhecem Jesus de verdade. Por isso, ainda não creem nele. Vejam a pergunta que está neste versículo (mostre o cartaz):

Versículo para memorizar “Como crerão naquele de quem não ouviram falar?” (Romanos 10.14b) Estão vendo essas crianças aqui? Talvez elas não conheçam Jesus! Elas podem ser nossas vizinhas, colegas da escola, até mesmo da nossa família, mas nunca terem aprendido como Jesus as ama! E então, como elas podem crer nele? Alguém precisa falar-lhes de Jesus, não é mesmo? Quero fazer uma outra pergunta... (mostre a caixa com a pergunta – Quem pode falar de Jesus?) A resposta está dentro dessa caixa. Você quer descobrir? (Entregue a caixa com o espelho a uma criança e peça que ela vá passando para as outras). Cada um de nós pode fazer isso, agora que o conhecemos e estamos com a nossa vida cheia do Espírito Santo!

25


História Bíblica - Jesus entre os samaritanos (texto base: João 4. 3-42)

(Sugestão: Convide um grupo de juniores para encenar essa história. Essa é uma boa maneira de envolver as crianças no culto, dando-lhes a oportunidade de desenvolver e usar seus talentos! Você pode ir narrando enquanto eles representam, ou ensaiar com eles os diálogos. Use a criatividade!) As pessoas que se encontram com Jesus sempre têm suas vidas transformadas. Hoje, nós vamos falar sobre um encontro muito especial que Jesus teve com uma mulher. Essa história está contada no livro de João, no capítulo 4. A Bíblia diz que Jesus, durante uma viagem, parou para descansar perto de um poço, na cidade de Sicar. Essa cidade ficava em Samaria, uma região onde os judeus, como Jesus, não eram muito bem vindos. Era quase hora do almoço e ele pediu aos seus discípulos para irem comprar comida. Então, uma mulher chegou para tirar água e Jesus pediu que ela lhe desse um pouco daquela água. A mulher achou muito estranho que Jesus, sendo judeu, falasse com ela. Mas ele insistiu na conversa e disse que possuía uma água diferente para oferecer. Uma água que faria com que ela nunca mais tivesse sede! Claro que a mulher ficou muito interessada, afinal ela não precisaria mais se cansar indo ao poço! Ela não entendeu que Jesus estava falando sobre a salvação. Então, Jesus disse que ela fosse buscar o seu marido e voltasse para conversarem. Mas aquela mulher disse: “não tenho marido”. Jesus lhe falou que sabia a verdade, que ela já tivera 5 maridos, e agora morava com um homem que não era seu marido. A vida daquela mulher era bastante confusa! Mas Jesus se interessou por ela e continuou ensinando sobre Deus e a salvação. Então, ela disse que esperava o Salvador prometido que ensinaria a todo mundo. Jesus, então, falou para ela: “ele está falando com você agora mesmo”.

26


Imaginem como a samaritana ficou surpresa! Ela ficou tão feliz que foi correndo à cidade para chamar outras pessoas para conhecerem Jesus. Enquanto Jesus conversava com aquela mulher, os discípulos voltaram e trouxeram comida. Eles ficaram preocupados. Mas Jesus estava muito mais interessado em falar sobre a salvação. Ele disse que sua comida e sua bebida era realizar a obra de Deus e fazer sua vontade. Ele sabia que multiplicar discípulos era sua razão de viver. A Bíblia conta que muitos samaritanos vieram conhecer Jesus e creram nele por causa do testemunho daquela mulher. Ela não guardou só para si o que aprendeu com Jesus, mas espalhou a boa notícia na sua cidade. Jesus ainda ficou dois dias com eles, e muitos samaritanos reconheceram que ele era o Salvador do mundo. A atitude da samaritana fez com que o número de discípulos se multiplicasse, em Sicar. Através dela, muitas outras pessoas puderam conhecer e crer em Jesus! (Fixe a faixa: “Multiplique Discípulos” na Bíblia do Cantinho Multiplique) Nos dias de hoje, isso continua acontecendo. Pessoas que conhecem a Jesus multiplicam discípulos contando a outras pessoas o que Jesus fez por elas. Vamos conhecer uma dessas pessoas?

Testemunho Missionário

de Russas (CE), ele vivia um grande dilema. Seu pai havia falecido e desde então ele questionava a existência de Deus e nem mesmo gostava de pessoas que se diziam crentes em Cristo. Mas mesmo contra a sua vontade, ele atendeu ao convite insistente e foi para o culto que mudaria por completo sua vida. Já durante a celebração, o Pr. Isaías fez o apelo enquanto Ítalo se escondia na última fila de cadeiras, até que o missionário disse: “Não sei com quem Deus está falando, mas Deus quer que você saiba que Ele te ama e é seu Pai Eterno”. E desde esse momento tudo se tornou diferente, o jovem adolescente reconheceu a soberania do Senhor em sua vida e iniciou sua caminhada com Ele, que foi acompanhada pelo missionário que fez o especial apelo. Ítalo começou a andar junto com a família missionária, a qual o adotou como filho na fé. Ele foi discipulado através do testemunho do Pr. Isaías, que através do relacionamento intencional, o tornou um discípulo de Cristo Jesus. Com apenas 16 anos, ele iniciou um trabalho missionário com um Pequeno Grupo Multiplicador e fazendo como os discípulos na Bíblia, compartilhando as boas-novas em tempo e fora de tempo estabelecendo relacionamentos discipuladores, com a mesma idade ele plantou a Segunda Igreja Batista de Russas. Acreditamos que o processo de evangelização se torna completo quando compartilhamos a verdade e a vida e foi assim que o Pr. Isaias completou o discipulado do jovem Ítalo. Que hoje é missionário de Missões Nacionais, construiu sua família e está plantando quatro novas igrejas e revitalizando uma outra no Sertão do Ceará.

Momento de oração

Encaminhe as crianças para o “Cantinho do Missionário” e conte a elas esse testemunho. Quando Ítalo Matoso tinha 13 anos e foi convidado para visitar uma frente missionária no município

Você também tem amigos que não conhecem a Jesus? Então, vamos orar por eles agora? Se seu grupo for pequeno, dê oportunidade para as crianças dizerem o nome dos amigos a quem elas querem falar de Jesus. Vocês podem escrever esses nomes num quadro ou cartaz, e orar por eles durante toda a campanha. Incentive as crianças a testemunharem sobre seu relacionamento com Jesus às pessoas por quem elas estão orando.

Encontre as Atividades Complementares no site oficial da campanha.

27


Culto 3 • Multiplique Igrejas Preparação do Ambiente Prepare 17 caixas de leite encapadas com papel imitando pedra, ou cor de tijolo. Em cada uma, escreva uma palavra do versículo para memorizar. Espalhe as caixas pela sala antes de as crianças chegarem. Prepare etiquetas adesivas para escrever os nomes das crianças.

Abertura Receba cada criança perguntando seu nome e escrevendo-o numa etiqueta adesiva. Cole a etiqueta na roupa da criança e diga-lhe que a presença dela é muito importante (se o grupo for muito grande, separe uma equipe para isso). Recite o tema, a divisa, e cante o hino oficial. Dê oportunidade para que as crianças coloquem suas ofertas no cofre coletivo, e atualize o ofertômetro. Recorde brevemente o tema do culto 2 (Multiplique discípulos) e repita com as crianças os versículos memorizados. Dê um tempo para que possam contar suas experiências de testemunho. Estimule-as a que continuem falando de Jesus aos seus amigos.

pela sala. Depois que todas forem encontradas, peça às crianças para ajudarem o construtor a montar o versículo.

Versículo para memorizar “Vocês, também, como pedras vivas, deixem que Deus os use na construção de um templo espiritual” (I Pedro 2.5 a) O construtor (que pode ser uma das crianças) lê o versículo todo e então vai chamando, de trás para frente, cada criança para montar a parede. Cada vez que uma palavra for colocada, leiam todos juntos a parte que já foi montada. Monte o versículo com 4 colunas de 4 tijolos. Em cima, coloque a primeira palavra (Vocês). Bem, crianças, de que construção Pedro estará falando? Será que é de uma construção de tijolos, cimento e areia? Vamos descobrir?

História Bíblica - Jesus promete edificar sua igreja (texto base: Mateus 16.13-18)

Momento de louvor Cante músicas que falem sobre o amor fraternal e a comunhão entre os irmãos. Sugestões: I Coríntios 12, Corpo e família e Pedras vivas, com links disponíveis no site oficial. Pergunte às crianças se alguma delas sabe desenhar uma igreja. Peça-lhes para descreverem como é uma igreja (provavelmente elas irão descrever um templo) e o que é necessário para construir uma igreja. Diga às crianças que hoje elas vão participar de uma construção. Se possível, convide alguém para se caracterizar como construtor (capacete, macacão, óculos, ferramentas, botas...) Para isso, elas vão precisar encontrar as pedras que estão espalhadas

28

Em Mateus 16, nós encontramos uma conversa muito interessante que Jesus teve com seus discípu-


los; ela pode nos dar uma pista sobre o que Pedro está falando nesse versículo. Jesus já tinha feito muitos milagres - transformado água em vinho, curado muitas pessoas, multiplicado os pães e os peixes. Sua fama estava aumentando bastante. Então, em uma das viagens que Jesus fez com seus discípulos, para a cidade de Cesareia de Filipe, ele lhes perguntou: “Quem diz o povo ser o Filho do Homem?” (sugerimos que você leia o texto, que é pequeno, em sua Bíblia, e explique o significado dele às crianças) Jesus queria saber quem o povo dizia que ele era. Muitos pensavam que era João Batista (que já havia morrido), Elias (um antigo profeta) ou algum outro profeta. Mas Pedro, que era um discípulo muito próximo de Jesus, tinha uma resposta diferente. O que ele respondeu? (leia novamente o verso 16) Pedro havia entendido que Jesus era o Filho de Deus, o Cristo prometido ao povo de Israel. Jesus disse, então, a Pedro, que ele era uma pessoa feliz porque tinha recebido de Deus aquela importante revelação. Ele era realmente o Filho de Deus. Essa era uma afirmação tão firme como uma pedra. Jesus disse a Pedro que aquela verdade era o alicerce sobre o qual ele construiria (ou edificaria) a sua igreja. Ele não estava falando de um templo de pedras, mas de um edifício vivo, composto de pessoas que também tinham entendido que Jesus é o Filho de Deus. Ele estava falando que a Igreja seria formada por meio de pessoas que viriam a crer na mesma verdade que Pedro declarou. Jesus é o alicerce, o construtor e também o Senhor da igreja. Pedro entendeu isso, e, então, quando escreveu a sua carta, disse que as pessoas que creem em Cristo são como pedras vivas que Deus usa numa construção muito especial. Não é uma construção feita pelas mãos humanas, mas uma construção espiritual. Todos nós que cremos em Cristo como nosso Senhor e Salvador formamos a sua igreja, que ele continua edificando através do seu Espírito. Em cada lugar que os crentes se reúnem, a igreja está presente e Jesus também está. A igreja pode se reunir em templos, em casa, na rua, debaixo de uma árvore...o importante não é o lugar e, sim,

as pessoas. Jesus deseja que nós andemos juntos, pois um fortalece o outro. Por isso é importante multiplicar as igrejas, as comunidades onde pessoas que creem podem louvar e adorar a Deus, cuidar uns dos outros e servir uns aos outros. (Fixe a faixa “Multiplique Igrejas”) E é exatamente isso que os nossos missionários estão fazendo em todo o Brasil. Vamos conhecer mais uma história missionária?

Testemunho Missionário

Encaminhe as crianças para o “Cantinho do Missionário” e conte a elas esse testemunho. Se você é parceiro de Missões Nacionais há pelo menos quatro anos provavelmente já ouviu falar nesta história. Isso porque, há aproximadamente este tempo, o Brasil batista se envolveu no desafio de comprar um terreno próprio para a primeira igreja batista na cidade de Gramado, região turística do Rio Grande do Sul. O local que sofre com alto índice de depressão, suicídios e misticismo religioso, se tornou o campo

29


missionário dos missionários Pr. Renato e Kênia Florêncio ainda em 2011, quando eles saíram de Aracruz (ES) com a estratégia de multiplicar discípulos para glória de Deus. E desde então, eles têm experimentado a expansão da igreja. Começando a primeira reunião na sala do pequeno apartamento onde viviam, eles enfrentaram muitas adversidades até conquistarem o primeiro imóvel próprio. Mas orientados pelo Espírito Santo, já nos primeiros três anos no espaço novo, a congregação experimentou um salto de 17 para 70 membros. Assim como vemos na Bíblia nas histórias de Paulo e Barnabé, por exemplo, a Igreja de Gramado continuou propagando o Evangelho de Cristo e precisou mais uma vez expandir seu espaço. E no início do ano de 2019, em um terreno de 750 metros de área construída a igreja foi organizada com 103 membros, 14 Pequenos Grupos Multiplicadores, seis cultos por semana e ainda centenas de congregados.

A primeira igreja batista organizada nesta cidade só se tornou possível porque você também vive com a motivação de multiplicar discípulos, e por isso ora, contribui e participa desta grande obra!

Momento de oração Você já confessou que Jesus é o filho de Deus e é também o seu Salvador? (aproveite este momento para dar a oportunidade de as crianças não salvas fazerem sua decisão ao lado de Cristo) Se você já fez isso, agora também é uma pedra viva. Então, você gostaria de ajudar a edificar a igreja de Jesus? Coloque aqui nesta “pedra”, onde está escrito VOCÊ, a etiqueta com seu nome. Assim, você estará dizendo que quer participar dessa importante construção, ajudando na multiplicação de discípulos e na plantação de novas igrejas. Vamos orar juntos pela igreja que se reúne aqui neste local. (Orem juntos pela igreja, líderes, pastores, professores e agradeçam pelas crianças que se comprometeram a ajudar na edificação da igreja).

Encontre as Atividades Complementares no site oficial da campanha.

30


Culto 4 • Multiplique Líderes Preparação do Ambiente Prepare 12 silhuetas de pessoas (homens, mulheres, crianças) em papel cartão com as palavras e a referência do versículo para memorizar e fixe-os em uma caixa de areia. Na ponta de cada um, coloque um clip grande de papel. Prepare uma “varinha de pescar” com um gancho ou um ímã pendurado na ponta de um barbante. Providencie também um chapéu de palha e uma bolsinha ou cesta para guardar os “peixes”.

Abertura Peça uma criança para orar agradecendo pela campanha até aqui. Cantem um cântico de boas-vindas. Sugestão: Quando eu venho andando, com link disponível no site oficial. Recite o tema, a divisa, e cante o hino oficial. Dê oportunidade para que as crianças coloquem suas ofertas no cofre coletivo; atualize o ofertômetro. Recorde brevemente o tema do culto 3 (Multiplique igrejas) e repita com as crianças os versículos memorizados.

Versículo para memorizar “E disse Jesus: “Sigam-me, e eu os farei pescadores de homens”. (Marcos 1.17) Convide as crianças para a “pescaria” do versículo. Antes, escolha uma criança para liderar a brincadeira. Caso o grupo seja muito grande, seria interessante preparar mais de uma pescaria, para permitir maior participação. (Ao escolher os líderes, dê preferência àqueles que normalmente não se destacam, a fim de mostrar que liderar é uma questão de oportunidade e disponibilidade.) Dê instruções, para a criança escolhida, sobre como pescar e lhe entregue o chapéu: • O líder deverá pescar primeiro, mostrando como fazer.

• Em seguida, deve escolher uma criança de cada vez, para pescar, dando-lhe o chapéu e a vara. • Cada criança terá oportunidade de pegar uma figura, que deverá ser entregue ao líder para ser guardada na cesta ou bolsa. • O líder pode (e deve) ajudar as crianças que apresentarem dificuldade na pescaria. • Ao final, o líder deve reunir todos e montar o versículo (caso seja uma criança não alfabetizada, ela pedirá ajuda de alguém alfabetizado para essa tarefa; você pode numerar as figuras para facilitar a montagem). • Depois da montagem (pode ser feita no chão ou na mesa, ou em um quadro ou varal com pregadores), repitam o versículo juntos para memorização. • Ao final, agradeça e elogie o líder por sua participação.

História Bíblica - Jesus prepara líderes para sua igreja (o chamado de Pedro, Tiago e João) (texto base: Lucas 5.1-11)

O que vocês acharam da pescaria? Diferente, não é? Normalmente a gente pescaria peixes, certo? Mas

31


vocês prestaram atenção às palavras de Jesus no versículo de hoje? Ele falou sobre uma pescaria diferente e muito especial... Para quem ele teria falado isso? E o que será que isso quer dizer? Vamos consultar a Bíblia para descobrir? Essa história está bem explicadinha lá no livro de Lucas, no capítulo 5. (Abra a Bíblia e vá narrando a história. Você pode usar recursos visuais, como bonecos, barquinhos e peixes de papel. Mas é interessante que as crianças tenham contato com o texto bíblico como ele está escrito, para que também se interessem por ler a Bíblia, não apenas ouvir alguém contar. Lembre-se, também, que aqui o foco não é a pesca maravilhosa, mas o chamado dos discípulos.) Sabem, crianças, assim como escolhi (fulano) para ser o líder da nossa pescaria, Jesus também escolheu pessoas para liderar uma pescaria muito importante. Quem foi mesmo que ele chamou? Pedro, Tiago e João. Esses foram os seus primeiros discípulos, juntamente com André, irmão de Pedro. Eles deixaram tudo o que estavam fazendo e seguiram Jesus. E o que eles foram fazer? Aprender com o Mestre sobre como fazer mais discípulos! Pescar homens significava multiplicar os seguidores de Jesus. Como nós já aprendemos, essa era uma tarefa muito importante. A Bíblia conta que eles andaram com Jesus durante mais ou menos 3 anos e presenciaram todas as coisas que Ele fez. Jesus ensinou-lhes lições importantes sobre o Reino de Deus. Eles estiveram com Jesus em momentos alegres e tristes. Jesus os ajudou em suas dúvidas e dificuldades. Algumas vezes Jesus precisou repreendê-los porque ainda não tinham entendido algumas coisas. Mas, acima de tudo, ele foi um exemplo para seus líderes. Jesus sabia que em pouco tempo não estaria mais com eles. Por isso, ele os ensinou a se relacionar com Deus, o Pai, através da oração. Ele também ensinou a amar todas as pessoas, inclusive seus inimigos. Ele os ensinou a resistir às tentações e a vencer o mal com o bem. Depois de morrer e ressuscitar, Jesus apareceu novamente e lhes entregou a missão de fazer discípulos. Prometeu que estaria sempre com eles através do Espírito Santo. E sabe o

32

que aconteceu com Pedro, Tiago e João? Eles se tornaram grandes líderes e pescaram muitos homens, como Jesus havia prometido! Algum tempo depois, o apóstolo Paulo disse, em uma de suas cartas, que eles eram como colunas da igreja (veja Gálatas 2.9). Foi a partir do trabalho deles que o Evangelho se espalhou e chegou até nós. Eles também fizeram como Jesus: formaram líderes, que formaram novos líderes, que formaram outros líderes... e isso está acontecendo até hoje! (Fixe a faixa: Multiplique Líderes) (Outra sugestão para esta história: dobre uma folha de papel em 8 pedaços e desenhe na parte da frente a metade de um boneco. Enquanto estiver falando, vá cortando o desenho, tomando cuidando de não separar os braços. Ao final, mostre o primeiro boneco e vá desenrolando demonstrando a multiplicação dos líderes. Aprenda a fazer no vídeo disponível no site oficial da campanha.)

Testemunho Missionário


Encaminhe as crianças para o “Cantinho do Missionário” e conte a elas o testemunho de hoje. A chave dentro dos planos de Deus para chegar até os confins da terra com o Evangelho é a formação de líderes e é isso que temos feito por todo o território brasileiro. No Sertão, neste ano, temos mais de 50 alunos no Programa de Formação Missionária e ainda centenas de radicais atuando nas mais distantes comunidades sertanejas, e através deste trabalho temos visto a multiplicação de discípulos de Cristo. As radicais sertanejas Joyce e Denise, através do Relacionamento Discipulador, evangelizaram Rute na comunidade de Altaneira, em Juazeiro (BA). Por sua vez, Rute, usando o cartão alvo de oração alcançou Maria do Rosário para Cristo. E ela evangelizou seu irmão Cosmo, que era alcoólatra durante 30 anos e foi liberto pelo Evangelho. Maria do Rosário não parou por aí e continuando pregando o Evangelho. Foi assim que seu filho, Sebastião, se rendeu à Cruz. Ele que era envolvido com álcool e drogas, vivia um casamento destruído com Márcia, mas após conhecer o Evangelho experimentou a transformação em sua vida e sua casa, e ainda evangelizou sua esposa. Márcia também resolveu dedicar sua vida para fazer o nome de Cristo conhecido e começou a falar de Jesus para sua filha Bruna e sua mãe Catarina, de 80 anos, que também se converteram. Mesmo com muita idade, Catarina compartilhou a boa-nova com seu companheiro Durval, de 90 anos, com quem ela vive há 50 anos. E após entenderem o casamento como um projeto de Deus, estão se preparando para casar, sob a lei de Deus. Sebastião e Márcia atualmente são líderes de um Pequeno Grupo Multiplicador em sua comunidade e ingressarão na próxima turma do programa Radical Brasil Sertão, gerando assim cada vez mais discípulos. Esta era a estratégia de Paulo durante suas viagens missionárias, ele capacitava novos

líderes para que a igreja continuasse no seu crescente desenvolvimento e multiplicação.

Momento de oração Jesus também escolhe pessoas para liderar sua igreja hoje. Quem sabe você também está sendo chamado para ser um líder? A igreja precisa de pastores, diáconos, missionários, líderes de ministérios, líderes de pequenos grupos etc. e Deus pode preparar você para isso! Neste momento de oração, pergunte a Deus onde ele deseja usar você como pescador de homens. Entregue a ele sua vida para servi-lo onde ele o enviar. (Faça esse primeiro momento de oração silenciosa com as crianças. Deixe que elas coloquem seu coração diante de Deus. Se possível, dê-lhes um tempo para compartilhar alguma experiência de chamado - para ser um pastor, ou missionário, ou para liderar um pequeno grupo em sua casa ou escola. Estimule e valorize a vocação das crianças!). Os líderes da igreja também precisam da nossa oração. Vamos orar pelos missionários que conhecemos e pelos líderes da nossa igreja? (Divida as crianças em duplas ou trios e peça que elas orem por um missionário do “cantinho” ou um determinado líder da igreja local. Ao final, ore junto com elas agradecendo por tudo o que aprenderam.) Termine cantando esta canção (canta-se com a melodia de “Leia a Bíblia e faça oração”: Pescador de homens será, você será, você será Pescador de homens será se a Jesus seguir Se o chamado ouvir e a Jesus seguir Pescador de homens será se a Jesus seguir Pescador de homens serei, sim, eu serei, sim, eu serei Pescador de homens serei, Jesus eis-me aqui O chamado ouvi e obedeci Pescador de homens serei, Jesus eis-me aqui

Encontre as Atividades Complementares no site oficial da campanha.

33


Culto 5 • Multiplique Compaixão e Graça Preparação do Ambiente

Abertura

Faça 5 corações em papel tipo colorset ou cartolina e escreva o versículo para memorizar separando da seguinte maneira: 1- Eu lhes dou este novo mandamento: /2- amem uns aos outros. /3- Assim como eu os amei, /4- amem também uns aos outros. / 5- João 13.34 Prepare também um coração com a palavra COMPAIXÃO e outro com a palavra GRAÇA e cole dentro deles as figuras abaixo:

Comece com uma oração de consagração. Peça a uma criança que ore dedicando especialmente a Deus esse tempo em que vocês estarão juntos. Cante músicas que falem sobre a alegria de servir a Deus e às pessoas. Dê oportunidade para que elas tragam suas ofertas. Sugestões: É bom amar e Celebrai com Júbilo ao Senhor, com links disponíveis no site oficial. Bem, crianças, as ofertas que trazemos são uma expressão da vida de Jesus em nós. Ele nos deu o que tinha de mais precioso, a sua vida, por amor. E agora, por amar a ele e aos outros, nós também doamos aquilo que recebemos. Mais do que nossas ofertas, Deus deseja que toda a nossa vida seja para servi-lo. Como você tem servido a Deus? (Converse um pouco sobre as experiências de serviço das crianças, orando, testemunhando, cuidando dos outros ou trabalhando para ofertar com seu próprio esforço.) Muito bem, aqui temos muitas crianças que servem a Deus! Que coisa linda!

Versículo para memorizar: Uma maneira muito, muito importante de servir a Deus é amando uns aos outros. Vejam o que diz o nosso versículo de hoje (Peça a 5 crianças para segurarem os corações com as partes do versículo. Recitem todos juntos; faça a seguinte dinâmica de memorização: peça às crianças 2 e 4 que virem os corações, escondendo o que está escrito. Depois, inverta, escondendo apenas as partes 1, 3 e 5. Por fim, peça que todas virem os corações e recitem o versículo todo de cor.): “Eu lhes dou este novo mandamento: amem uns aos outros. Assim como eu os amei, amem também uns aos outros.” (João 13.34) Vocês se lembram do que aprendemos nas lições passadas? Vamos recordar? (Mostre as faixas no “Cantinho Multiplique” e recorde com as crianças os versículos memorizados)

34


História Bíblica - Jesus ensina seus discípulos a servir (texto base: João 13. 1-15)

Hoje vamos falar sobre multiplicar duas coisas muito importantes (peça a duas crianças para segurarem os corações): COMPAIXÃO e GRAÇA. Vocês sabem o que elas significam? (espere a opinião das crianças) Compaixão é sentir a dor de outra pessoa como se fosse sua, e trabalhar para diminui-la através de ações de amor. Graça é prestar um favor ou dar um presente por amor, sem esperar nada em troca. Jesus demonstrou seu amor pelas pessoas com muitas ações de compaixão e graça. Ele curou, consolou, ensinou, perdoou e até mesmo ressuscitou pessoas movido pelo amor. Antes de se entregar na cruz para morrer por amor a todos nós, ele passou uma noite especial com seus discípulos e lhes ensinou uma lição que eles jamais iriam esquecer. (A sugestão para esta lição é chamar pais e facilitadores para encená-la para as crianças. Se houver espaço, sente as crianças no chão e estenda um tapete para servir de cenário para a história. Coloque, de fundo, uma música suave. Escolha um narrador, de preferência alguém que leia bem e com expressividade. As outras 13 pessoas [Jesus e 12 discípulos] devem vestir túnicas e estar descalços. Coloque no tapete uma travessa com pão e uma jarra com suco de uva. Deixe em um canto do tapete a bacia e a toalha. Jesus entra e se assenta no tapete.) Jesus sabia que estava chegando sua hora de voltar para o Pai. Ele amava seus amigos e continuou

amando-os até o fim. Por isso, convidou-os para uma última refeição juntos. (Entram os discípulos, rindo, conversando entre si. Jesus se levanta e os recebe com um abraço e um sorriso e manda que eles se sentem. Então, pega a toalha e a bacia com água pode ser só uma representação - e começa a lavar os pés dos discípulos e a enxuga-los com a toalha. Os discípulos olham uns para os outros com expressão de que não estão compreendendo o que está acontecendo. O terceiro discípulo, representando Pedro, levanta-se.) Pedro: Senhor, esse não é um trabalho seu! Isso é tarefa para servos! Jesus: Pedro, você não está entendendo o que eu estou fazendo agora. Mas um dia você vai entender. Pedro: (afastando-se de Jesus) Não, o Senhor nunca vai lavar os meus pés! Jesus: Pedro, se não me deixar lavar os seus pés, é um sinal de que não quer minha amizade. Pedro: Ah, Jesus, então pode me lavar dos pés à cabeça!!! Jesus: Não, Pedro, não é necessário. Sente-se aí e me deixe lavar os seus pés. (Pedro se assenta e Jesus lava os pés de todos os discípulos. Em seguida, assenta-se novamente entre eles e começa a lhes falar) Jesus: Vejam, meus amigos. Vocês me chamam de Mestre e Senhor. E vocês estão certos, eu sou mesmo o que vocês dizem. Pois então, se eu, sendo Mestre e Senhor de todos, fui humilde e servi vocês, lavando os seus pés, vocês devem seguir o meu exemplo. Vocês também devem servir uns aos outros, como eu servi vocês. Agora, vamos comer. (Jesus pega o pão e começa a partir. Congele a cena nesse momento e continue conversando com as crianças) Jesus, o Filho de Deus, deixou toda a sua glória e veio ao mundo para ser um servo. Sabem por que ele fez isso? Por amor! O verdadeiro amor se expressa em atitudes e ações cheias de compaixão e graça. Aqueles que conhecem Jesus ficam felizes em servir aos outros como Ele mesmo serviu! Termine esse momento cantando junto com os “atores” uma música que fale sobre amor e serviço. Sugestões: Servir e Vamos salgar, com links disponíveis no site oficial.

35


Testemunho Missionário

Encaminhe as crianças para o “Cantinho do Missionário” e conte a elas o testemunho de hoje. Jhonatan Blanco Hernandez é oriundo de Anzoátegui, estado da Venezuela, e veio para o Brasil por causa da grande crise econômica em seu país. Ele deixou suas duas filhas, uma de quatro e outra de seis anos, na intenção de conseguir recursos para sustenta-las dignamente. Assim, em maio de 2018, ele chegou à cidade de Pacaraima, onde ficou dois meses morando nas ruas e passando por muitas dificuldades até que foi acolhido por irmãos de uma igreja local. E após isso, ele foi para Boa Vista, onde morou de favor em uma outra igreja enquanto realizava trabalhos temporários. Mas

por mais que se esforçasse o que recebia não era suficiente para mandar para sua família na Venezuela. Foi em Boa Vista que Jhonatan conheceu a Missão Brasil Venezuela, projeto que oferece serviços médicos, odontológicos, lavagem de roupa, discipulado e ainda o cadastro para a interiorização de refugiados venezuelanos. E foi de lá, que por meio de um avião da Força Aérea Brasileira, ele foi encaminhado para a Casa Minha Pátria, em São Paulo. Nesta segunda fase, ele viveu com outros venezuelanos que passaram pelo mesmo processo, até ser acolhido por uma igreja cadastrada no programa “Igreja Acolhedora”, a Primeira Igreja Batista do Andaraí (RJ) do Pr. Osiris Marques. E após quase perder completamente suas esperanças de sobreviver, hoje o jovem homem tem um lar, um emprego e ainda uma nova vida em Cristo Jesus. Assim como Senhor Jesus que em vários momentos encheu-se de compaixão diante da multidão que perecia como ovelhas sem pastor (Mateus 9.36). Esta é a igreja de Cristo atenta às necessidades das pessoas ao seu redor e multiplicando discípulos, através da compaixão e graça.

Momento de oração Orem juntos por todos os missionários que vocês conheceram durante a campanha. Agradeçam as ofertas entregues e façam um momento de dedicação desses recursos ao Senhor. Encerrem recitando mais uma vez o tema, a divisa e o hino oficial.

Encontre as Atividades Complementares no site oficial da campanha.

36


Roteiro 1 – PGMI Tema: Minha razão de viver: Multiplicar a oração Base Bíblica: Mateus 26.39 Objetivo: Entender sobre a importância da oração e como ela pode transformar vidas. Quebra-gelo (10min): Providencie duas bexigas (de preferência bexigas bonitas e decoradas). Encha uma das bexigas, amarre e reserve. Compare a bexiga vazia com a nossa vida e comece a enchê-la. Explique para as crianças que, quanto mais oramos e mais buscamos conhecer a Palavra de Deus, mais a nossa vida se encherá dele. Porém, quando deixamos de orar e nos alimentar da Palavra, a nossa vida ficará vazia. Mostre os dois balões às crianças e pergunte qual deles elas querem ser? O balão bonito e cheio da presença de Deus ou o vazio e murcho? Explique que hoje iremos falar sobre a importância da oração. Tempo da Palavra (25min): Texto bíblico da história: (Lucas 3.21); (Marcos 7.41); (João 11.41-43); (Mateus 6.5-8); (Mateus 6.9-13); (João 17.9-11); (Mateus 26.39 e 42) e (Lucas 23.33,34). Texto Bíblico para leitura no PGMI: (Mateus 26.39 e 42) Compartilhar a Palavra: Jesus viveu uma vida que agradou completamente a Deus. Por isso, nós vamos aprender com ele coisas importantes que precisam estar presentes na nossa vida também! Vamos consultar nossa Bíblia para saber como Jesus vivia?

(se possível mostre a ilustração de Jesus orando) O que Jesus está fazendo aqui? Sim, Jesus estava orando, conversando com Deus, o Pai. A Bíblia nos conta que ele sempre fazia isso. (líder, consulte as referências; caso haja tempo, peça que as crianças leiam os versículos. Outra sugestão é distribuir os textos e pedir que as próprias crianças identifiquem os momentos em que Jesus orava.) Jesus orou logo após o seu batismo e, logo depois, Deus disse que ele era seu filho amado (Lucas 3.21). Jesus também orou em momentos decisivos: antes de escolher seus discípulos (Lucas 6.12.13), de multiplicar os pães e peixes (Marcos 7.41) e de ressuscitar Lázaro (João 11.41-43). Ele ensinou seus discípulos como orar (Mateus 6.5-8), orou com eles (Mateus 6.9-13) e por eles (João 17.9-11). No momento mais difícil da sua vida, antes de morrer na cruz, Jesus orou e pediu que a vontade de Deus fosse cumprida (Mateus 26.39 e 42). Quando já estava na cruz, ele orou por seus inimigos (Lucas 23.33,34). Jesus tinha uma vida intensa de oração. Se queremos ser parecidos com Jesus, precisamos orar como ele orava. Em todos os lugares, em todos os momentos, por todos os motivos e todas as pessoas. A oração é o nosso meio de comunicação com Deus. Através dela, podemos conhecê-lo verdadeiramente, falar com ele e ouvir a sua voz, para fazer a sua vontade. Viva como Jesus. Multiplique a oração em sua vida diária!

Roteiro 2 – PGMI Tema: Minha razão de viver: Multiplicar Discípulos Base Bíblica: João 4. 3-42 Objetivo: Entender que Jesus nos chamou para fazer discípulos Quebra-gelo (10min): O líder formará um trem com as crianças. Ele será o maquinista e chamará a primeira criança para compor a máquina, esta primeira criança chamará a segunda e assim, sucessivamente, até que todos se alinhem formando a

locomotiva. Quando todos forem chamados, a máquina sai correndo. Quem quebrar a corrente vai para o final do trem. Finalizar explicando a importância de cada um para a formação do trem e para que ele ficasse completo. Explicar que Jesus chama cada um de nós para fazer parte do seu grupo e que a nossa missão é chamar mais pessoas para participar do reino de Deus.

37


Tempo da Palavra (25min): Texto bíblico da história: João 4. 3-42 Texto Bíblico para leitura no PGMI: João 4. 1-15 Compartilhar a Palavra: As pessoas que se encontram com Jesus sempre têm suas vidas transformadas. Hoje nós vamos falar sobre um encontro muito especial que Jesus teve com uma mulher. Essa história está contada no livro de João, no capítulo 4. A Bíblia diz que Jesus, durante uma viagem, parou para descansar perto de um poço, na cidade de Sicar. Essa cidade ficava em Samaria, uma região onde os judeus, como Jesus, não eram muito bem-vindos. Era quase hora do almoço e ele pediu que seus discípulos fossem comprar comida. Então, uma mulher chegou para tirar água e Jesus pediu que ela lhe desse um pouco daquela água. A mulher achou muito estranho que Jesus, sendo judeu, falasse com ela. Mas ele insistiu na conversa e disse que possuía uma água diferente para oferecer. Uma água que faria com que ela nunca mais tivesse sede! Claro que a mulher ficou muito interessada, afinal, ela não precisaria mais se cansar indo ao poço! Só que ela não entendeu que Jesus estava falando sobre a salvação. Jesus disse-lhe que fosse buscar o seu marido e voltasse para conversarem. Mas ela disse: “não tenho marido”. Jesus já sabia a

verdade: ela já tivera 5 maridos e naquele momento morava com um homem que não era seu marido. A vida daquela mulher era bastante confusa! Mas Jesus se interessou por ela e continuou ensinando sobre Deus e a salvação. Então, ela disse que esperava o Salvador prometido, que ensinaria a todo mundo. Jesus, então, afirmou: “ele está falando com você agora mesmo”. Imaginem como a samaritana ficou surpresa! Ela ficou tão feliz que foi correndo à cidade para chamar outras pessoas para conhecerem Jesus. Enquanto Jesus conversava com a samaritana, os discípulos voltaram e trouxeram comida. Eles ficaram preocupados. Mas Jesus estava muito mais interessado em falar sobre a salvação. Ele disse que sua comida e sua bebida era realizar a obra de Deus e fazer sua vontade. Ele sabia que multiplicar discípulos era sua razão de viver. A Bíblia relata que muitos samaritanos vieram conhecer Jesus e creram nele por causa do testemunho daquela mulher. Ela não guardou só para si o que aprendeu com Jesus, mas espalhou a boa notícia para sua cidade. Jesus ainda ficou dois dias com eles, e muitos samaritanos reconheceram que ele era o Salvador do mundo. A atitude da samaritana fez com que o número de discípulos se multiplicasse em Sicar. Através dela, muitas outras pessoas puderam conhecer e crer em Jesus!

Roteiro 3– PGMI Tema: Minha razão de viver: Multiplicar Igrejas Base Bíblica: Mateus 16.13-18 Objetivo: Compreender que todos os salvos são a igreja de Cristo Quebra-gelo (10min): Organizar as crianças formando um grande círculo e entregar um balão para cada uma. Em seguida, o líder pedirá que as crianças encham os balões e que joguem para o ar durante 1 minuto. Nenhum balão pode cair no chão. As crianças deverão perceber que devem cuidar do balão dos outros também. Ao final da dinâmica, perguntar se foi fácil cuidar de seu balão e o que poderiam ter feito para ter menos trabalho. Tempo da Palavra (25min): Texto bíblico da história: Mateus 16.13-18

38

Texto Bíblico para leitura no PGMI: Mateus 16.13-18 Compartilhar a Palavra: Em Mateus 16, nós encontramos uma conversa muito interessante que Jesus teve com seus discípulos; ela pode nos dar uma pista sobre o que Pedro está falando no versículo que lemos anteriormente. Jesus já tinha feito muitos milagres - transformado água em vinho, curado muitas pessoas, multiplicado os pães e os peixes. Sua fama estava aumentando bastante. Então, em uma das viagens que fez com seus discípulos, para a cidade de Cesaréia de Filipe, ele lhes perguntou: “Quem diz o povo ser o Filho do Homem?” Jesus queria saber quem o povo dizia que ele era. Muitos pensavam que seria João Batista (que


já havia morrido), ou Elias (um antigo profeta) ou algum outro profeta. Mas Pedro, que era um discípulo muito próximo de Jesus, tinha uma resposta diferente. O que ele respondeu? (leia novamente o verso 16) Pedro havia entendido que Jesus era o Filho de Deus, o Cristo prometido ao povo de Israel. Jesus disse, então, a Pedro, que ele era uma pessoa feliz porque tinha recebido de Deus aquela importante revelação. Jesus era realmente o Filho de Deus. Essa era uma afirmação tão firme como uma pedra. Jesus disse a Pedro que aquela verdade era o alicerce sobre o qual ele construiria (ou edificaria) a sua igreja. Ele não estava falando de um templo de pedras, mas de um edifício vivo, composto de pessoas que também tinham entendido que Jesus é o Filho de Deus. Ele estava falando que a Igreja seria formada por meio de pessoas que viriam a crer na mesma verdade que Pedro declarou.

Jesus é o alicerce, o construtor e também o Senhor da igreja. Pedro entendeu isso e, então, quando escreveu a sua carta, disse que as pessoas que creem em Cristo são como pedras vivas que Deus usa numa construção muito especial. Não é uma construção feita pelas mãos humanas, mas uma construção espiritual. Todos nós que cremos em Cristo como nosso Senhor e Salvador formamos a sua igreja, que ele continua edificando através do seu Espírito. Em cada lugar que os crentes se reúnem, a igreja está presente e Jesus também está. A igreja pode se reunir em templos, em casa, na rua, debaixo de uma árvore...o importante não é o lugar e, sim, as pessoas. Jesus deseja que nós andemos juntos, pois um fortalece o outro. Por isso é importante multiplicar as igrejas, as comunidades onde pessoas que creem podem louvar e adorar a Deus, cuidar uns dos outros e servir uns aos outros.

Roteiro 4– PGMI Tema: Minha razão de viver: Multiplicar Líderes Base Bíblica: Lucas 5.1-11 Objetivo: Compreender a importância de seguir a Jesus

o foco não é a pesca maravilhosa, mas o chamado dos discípulos.)

Quebra-gelo (10min): Você já foi pescar? Conte para a gente como foi essa experiência. Líder, se nenhuma criança teve essa experiência, você pode falar sobre os peixes, os nomes, cor, formato... pode até levar algumas gravuras. Pode também conversar com as crianças sobre o filme “Procurando Nemo” (se as crianças conhecerem o filme...).

Compartilhar a Palavra: Vocês prestaram atenção às palavras de Jesus no versículo de hoje? Ele falou sobre uma pescaria diferente e muito especial... Para quem será que ele falou isso? E o que será que isso quer dizer? Vamos consultar a Bíblia para descobrir? Essa história está bem explicadinha lá no livro de Lucas, no capítulo 5. Jesus escolheu pessoas para liderar uma pescaria muito importante. Quem foi mesmo que ele chamou? Pedro, Tiago e João. Esses foram os seus primeiros discípulos, juntamente com André, irmão de Pedro. Eles deixaram tudo o que estavam fazendo e seguiram a Jesus. E o que eles foram fazer? Aprender com o Mestre como fazer mais discípulos! Pescar homens significava multiplicar os seguidores de Jesus. Como nós já aprendemos, essa era uma tarefa muito importante. A Bíblia conta que eles andaram com Jesus durante mais ou menos 3 anos e presenciaram todas as coisas que ele fez. Jesus lhes ensinou lições importantes sobre o Reino de Deus. Eles estiveram

Tempo da Palavra (25min): Texto Bíblico da história: Lucas 5.1-11 Texto Bíblico para leitura no PGMI: Lucas 5.1-11 Sugestão para esta história: dobre uma folha de papel em 8 pedaços e desenhe na parte da frente a metade de um boneco. Enquanto estiver falando, vá cortando o desenho, tomando cuidando de não separar os braços. Ao final, mostre o primeiro boneco e vá desdobrando a fim de mostrar como acontece a multiplicação dos líderes. Aprenda a fazer aqui no vídeo disponível no site oficial da campanha 2019. (Lembre-se também que

39


com Jesus em momentos alegres e tristes. Algumas vezes, Jesus precisou repreendê-los porque ainda não tinham entendido certas coisas. Mas, acima de tudo, ele foi um exemplo para seus líderes. Jesus sabia que em pouco tempo não estaria mais com eles. Por isso, ensinou-os a se relacionar com Deus, o Pai, através da oração. Ele também ensinou a amar todas as pessoas, inclusive os inimigos, a resistir às tentações e a vencer o mal com o bem. Depois de morrer e ressuscitar, Jesus apareceu novamente e entregou a seus discípulos a missão de fazerem outros discípulos. Prometeu que estaria

sempre com eles através do Espírito Santo. E sabe o que aconteceu com Pedro, Tiago e João? Eles se tornaram grandes líderes e pescaram muitos homens, como Jesus havia prometido! Algum tempo depois, o apóstolo Paulo disse, em uma de suas cartas, que eles eram como colunas da igreja (veja Gálatas 2.9). Foi a partir do trabalho deles que o Evangelho se espalhou e chegou até nós. Eles também fizeram como Jesus: formaram líderes, que formaram novos líderes, que formaram outros líderes... e isso está acontecendo até hoje!

Roteiro 5– PGMI Tema: Minha razão de viver: Multiplicar Compaixão e Graça Base Bíblica: João 13. 1-15 Objetivo: Saber que devemos fazer o bem, ajudando as pessoas necessitadas, como Jesus fazia. Quebra-gelo (10min): Peça que cada um escreva no papel o nome de um animal que gostaria que o amigo da direita imitasse (Se a criança não for alfabetizada, peça-lhe que diga ao amiguinho que está ao lado o animal que gostaria que ele imitasse). Diga que a imitação não é obrigatória. Depois de receber a folha preenchida, o líder informa que não é a criança da direita quem vai fazer a imitação, mas sim ele próprio. Enfatize no final que não devemos desejar algo aos outros, nem fazer para eles o que não gostaríamos que fizessem conosco. Explique que, apesar de ser uma brincadeira, muitas vezes queremos para os outros coisas que nem sempre queremos para nós mesmos. Tempo da Palavra (25min): Texto Bíblico da história: João 13.1-15 Texto Bíblico para leitura no PGMI: João 13. 1-15 Compartilhar a Palavra: Hoje vamos falar sobre multiplicar duas coisas muito importantes: COMPAIXÃO e GRAÇA. Vocês sabem o que elas significam? (espere a opinião das crianças) Compaixão é sentir a dor de outra pessoa como se fosse sua, e trabalhar

para diminui-la através de ações de amor. Graça é prestar um favor ou dar um presente por amor, sem esperar nada em troca. Jesus demonstrou seu amor pelas pessoas com muitas ações de compaixão e graça. Ele curou, consolou, ensinou, perdoou e até mesmo ressuscitou pessoas movido pelo amor. Antes de se entregar na cruz para morrer por amor a todos nós, ele passou uma noite especial com seus discípulos e lhes ensinou uma lição que jamais iriam esquecer. Jesus sabia que estava chegando sua hora de voltar para o Pai. Ele amava seus amigos e continuou a amá-los até o fim. Por isso, convidou-os para uma última refeição juntos. Depois que os mandou sentar, pegou uma toalha e uma bacia com água e começou a lavar os pés dos discípulos. Eles olharam uns para os outros com expressão de quem não estava compreendendo nada daquele momento. Nesse mesmo texto bíblico nós vemos que Pedro não aceitou o que Jesus estava fazendo, mas depois ele entendeu a intenção de Jesus. Jesus, o Filho de Deus, deixou toda a sua glória e veio ao mundo para ser um servo. Sabem por que ele fez isso? Por amor! O verdadeiro amor se expressa em atitudes e ações cheias de compaixão e graça. Aqueles que conhecem Jesus ficam felizes em servir aos outros como Ele mesmo serviu!

Encontre os roteiros completos para Pequeno Grupo Multiplicador no site oficial da campanha.

40


Profile for Junta de Missões Nacionais

Revista Infantil - Campanha 2019  

Revista Infantil - Campanha 2019  

Advertisement