Page 1

APRESENTAÇÃO No dia 02 de dezembro (domingo), iniciaremos um novo ano litúrgico, com o tempo do Advento. Esta palavra vem do Latim Adventus: “chegada” do verbo Advenire: “chegar a”. Este é o primeiro tempo litúrgico que antecede ao Natal; é um tempo de preparação e expectativa, pelo nascimento do Senhor. É marcado na liturgia pela cor roxa, não cantaremos o hino do glória e a cada semana acenderemos uma vela da coroa do advento, representando as quatro semanas que nos levam até o Natal do Salvador. A espiritualidade deste tempo, é animada por textos do profeta Isaías. Utilizaremos o capítulo 9, 5-6, que parece pouco, mas que nos traz intensidade na reflexão de um texto de grande esperança, do Messias esperado e que para nós cristãos se realiza no mistério da encarnação de Jesus. No primeiro encontro meditaremos os mistérios da Alegria, conhecidos também como Gozosos, que começa com o anúncio do anjo Gabriel a N. Sra. (Lc 1,26) até o menino Jesus (com 12 anos) entre os doutores. Como veremos, é uma série de encontros que refletem este nosso Deus maravilhoso, que quer se encontrar com cada um de nós. Ele não abandonou sua criação, está presente em nossa história, para de novo nos fazer aliança e desta vez é uma aliança eterna em Jesus Cristo. No segundo encontro entraremos no texto de Isaías 9,5-6 Este texto vai animar nossa reflexão até o último encontro, neste em particular veremos “Um filho nos foi dado”, o tempo do Natal é marcado pelos presentes, mas o maior presente, na verdade nos foi dado por Deus. Ele nos deu seu Filho, que se encarnou para nossa redenção. Este Deus, tem família humana, nome, endereço, povo, raça, língua, religião, profissão, enfim como todas as nossas famílias. O terceiro encontro, trata do “Seu nome é conselheiro maravilhoso”, ainda no texto de Isaías. Nosso nome nos dá identidade, ser católico é nossa identidade religiosa, os nomes bíblicos não eram dados pela “moda” ou pela novela da TV, mas eram uma identidade da pessoa que recebia uma missão de Deus em sua vida. Ao anunciar o nascimento, o anjo é que diz a N. Sra. que seu Filho terá o nome de Jesus, Deus é quem dá este nome. No quarto encontro, “Deus Forte”, Ele é forte não pelo poder das armas, do dinheiro, do poder político, social ou religioso. Ele é poderoso, porque liberta, cura, salva, acolhe, escuta, Ele é Forte porque o Amor é Forte. “ O amor é forte como a morte” (Cântico dos Cânticos 8,6) No quarto e quinto encontro, veremos “Pai para sempre” e “Príncipe da Paz”. Jesus teve uma relação de intimidade com o Pai, a ponto de chamar a Deus de Pai de modo carinhoso. Jesus nos deixou a oração “Pai Nosso” para que também encontremos Deus como nosso “papai”, como dizem as crianças. Ele é o “Príncipe da Paz”, pois Ele é o portador da Paz da verdadeira Paz, da Paz no coração de todos os seres humanos. Todo cristão é um portador da Paz, pois segue a doutrina do amor, esta é a doutrina de Jesus. Esta é a razão de sua presença entre nós e de sua vida, seguimos o Deus do Amor e da Paz. Feliz Natal, Feliz Ano Novo Pe. Luis Antonio C. Sé 1


Primeiro Encontro TEMA: TERÇO MEDITADO SOBRE A ALEGRIA CRISTÃ. (Lucas capítulos 1 versículos 26 a 56 e capítulo 2, versículos do 1 a 52) 1 Preparando o Encontro Dono (a) da casa: preparar o ambiente da reunião colocando a Bíblia em destaque, velas (a serem acesas durante o encontro), flores, colocar figura ou imagem do presépio ou só do Menino-Jesus na manjedoura. Pequenos pedaços de papel e caneta/ lápis para serem escritas as intenções particulares e incineradas ao final do encontro. 2. Acolhendo o irmão. Coordenador da comunidade: Irmãos e irmãs sejam todos (as) bem-vindos a este encontro, quando estaremos nos preparando para a celebração da Festa do Natal de Jesus, nosso Senhor e Salvador, feito homem, nascido da Virgem na cidade de Belém. Este é um tempo bom para renovarmos nossas alegrias pela vinda de Jesus não só no Natal, mas em todos os dias, na Sagrada Eucaristia! Deus abençoe a todos os membros desta comunidade e desta família que está nos recebendo. Todos: Bendito seja Deus que nos reuniu no Amor de Cristo, em comunhão com o Espírito Santo, sob o manto de Maria, sua mãe e mãe da Igreja. Amém. Canto: Que alegria, que esperança http://www.diocesedecolatina.org.br/adm/pdf/diadosenhor_186.pdf Que alegria, que esperança Aguardar Jesus que vem Renovemos nossas vidas, confirmemos nossa fé. 3. Iniciando o encontro Animador: Iniciemos nosso encontro rezando: Todos: Pelo sinal da Santa Cruz..... Em nome do Pai.... 2


Canto: A NÓS DESCEI DIVINA LUZ. (durante o canto, o dono (a) da casa acende as velas): A nós descei divina luz! A nós descei divina luz! Em nossas almas acendei O amor, o amor de Jesus! (bis) Leitor: Leitura da apresentação dos encontros em preparação para o Natal. (ao final) Canto: Tempo de Conversão http://www.youtube.com/watch?v=uByV3aGZAok Chegou a hora de sonhar de novo, De tornar-se povo e se fazer irmão. Chegou a hora que ligeiro passa, de ganhar a graça para a conversão. Meu caro irmão, Olha pra dentro do teu coração, Vê se o Natal se tornou conversão, E te ensinou a viver (bis) 4. Reconciliando-se com o Pai Animador: Meditemos sobre o pequeno menino Jesus, Deus conosco feito homem, colocado em seu berço - a manjedoura. Olhemos para Ele. Estamos diante de um grande mistério de Deus, o mistério do Amor de Deus por nós. Esse Menino é a Luz que veio guiar a nossa vida. Coloquemo-nos em profundo arrependimento; peçamos perdão pelas vezes que nos afastamos dessa Luz Divina que aquece e alegra a nossa vida e cantemos diante da Misericórdia de Deus. Canto: Eu canto a alegria, Senhor Aurea, http://letras.mus.br/aurea/994685/ Eu canto a alegria Senhor de ser perdoado no Amor. 3


Eu canto a alegria Senhor de ser perdoado no Amor. Senhor tende piedade de nós! Cristo tende piedade de nós! Senhor tende piedade de nós! Eu canto a alegria Senhor .... Animador: Deus-Pai, todo amoroso, aceitai nosso arrependimento e nos perdoai para que possamos viver desde já o Vosso Reino aqui na Terra. Todos: Amém. 5. Ouvindo a Palavra Animador: A Leitura dos capítulos e versículos bíblicos que sustentam a meditação do terço no dia de hoje será feita durante a semana, individualmente ou em família. Neste encontro de hoje, proclamaremos apenas os versículos 51 e 52 do capítulo 2 do Evangelho narrado por Lucas. Todos: “Jesus desceu então com seus pais para Nazaré, e permaneceu obediente a eles. E sua mãe conservava no coração todas essas coisas. Jesus crescia em sabedoria, em estatura e graça, diante de Deus e dos homens”. Animador: Palavra da salvação. Todos: Glória a Vós, Senhor. Animador: Vamos aplaudir a “Boa Nova” de hoje: (aplausos) 6. Guardando a Palavra Animador: Antes de começarmos a contemplar os mistérios da Alegria Cristã, façamos uma reflexão sobre os ensinamentos do beato João Paulo II, quando ainda era papa e escreveu, no ano de 2002, uma carta a todo o povo de Deus sobre o Rosário d a Virgem Maria. (http://www.vatican.va/holy_father/john_paul_ii/apost_letters/documents/ hf_jp-ii_apl_20021016_rosarium-virginis-mariae_po.html) 4


Leitor 1: “Rosário é, em certo modo, um comentário-prece da admirável presença da Mãe de Deus no mistério de Cristo e da Igreja. De fato, sobre o fundo das palavras da “Ave Maria” passa diante dos olhos da alma os principais episódios da vida de Jesus Cristo. Eles dispõem-se no conjunto dos mistérios ... e colocam-nos em comunhão viva com Jesus – poderíamos dizer– através do Coração de Sua Mãe. Ao mesmo tempo o nosso coração pode incluir nestas dezenas do Rosário todos os fatos que formam a vida do indivíduo, da família, da nação, da Igreja e da humanidade. Acontecimentos pessoais e do próximo, de modo particular daqueles que nos são mais familiares e que mais estimamos. Assim a simples oração do Rosário marca o ritmo da vida humana”. Leitor 2: “A contemplação de Cristo tem em Maria o seu modelo insuperável. O rosto do Filho pertence-lhe sob um título especial. Foi no seu ventre que Se plasmou, recebendo d'Ela também uma semelhança humana que evoca uma intimidade espiritual certamente ainda maior...... Os olhos do seu coração concentram-se de algum modo sobre Ele já na Anunciação, quando O concebe por obra do Espírito Santo; nos meses seguintes, começa a sentir sua presença e a pressagiar os contornos. Quando finalmente O dá à luz em Belém, também os seus olhos de carne podem fixar-se com ternura no rosto do Filho, que envolveu em panos e recostou numa manjedoura” (Lucas 2,7). Leitor 3 : “O contemplar de Maria é, antes de mais nada, um recordar. Convém, no entanto, entender esta palavra no sentido bíblico da memória, que atualiza as obras realizadas por Deus na história da salvação. A Bíblia é narração de acontecimentos salvíficos, que culminam no mesmo Cristo. Estes acontecimentos não constituem somente um “ontem”; são também o “hoje” da salvação”. “

Leitor 4: Ninguém melhor do que Maria conhece Cristo. Ela intervém por nós; a oração de toda a Igreja é sustentada pela oração de Maria. Ao dizermos “Ave Maria”, estamos afirmando “Alegra-te Maria”, como o anjo Gabriel a saudou. Aos rezarmos “bendito é o fruto de vosso ventre”, estamos repetindo as palavras da prima Izabel”. Todos: « Eis a serva do Senhor, faça-se em mim segundo a Tua Palavra » (Lc 1, 38). 5


8. Rezando o terço em comunidade: os Mistérios da Alegria (gozosos) Coordenador de comunidade: Quem é Jesus para nós, para o mundo.? Leitor 1: Jesus mesmo se dizia ser “Filho do Homem” . Essa expressão significa Jesus como Messias Divino e não como um político que libertaria Israel do domínio romano. Filho do Homem significa “Jesus histórico”, que nasceu numa família humana para nos indicar o caminho de retorno à Casa do Pai celeste A virgem Maria é sua mãe. Para Jesus foi indicado pelo anjo Gabriel o pai adotivo, José, para proteger a família de Deus. Leitor 2: Com a meditação dos mistérios gozosos, ou também chamados, mistérios da alegria, vamos entrando no espírito cristão do NATAL: a alegria cristã que Maria nos trás desde o seu encontro com o anjo Gabriel até o encontro dela e de José com o menino Jesus no templo, aos 12 anos de idade. São vários, importantes e alegres encontros com Jesus: É a alegria que nos inunda por que Jesus está no meio de nós Animador: Façamos o oferecimento desta oração do terço por todas as famílias de nossa comunidade e do mundo. Peçamos a Deus que todos compreendam a beleza da vida e do amor entre as pessoas. Orante 1: No primeiro mistério da alegria contemplamos a anunciação do anjo Gabriel a Nossa Senhora e a elevação dela à dignidade de Mãe de Deus. Reflexão: “Todo o universo de algum modo é alcançado pelo favor divino, com o qual o Pai Se inclina sobre Maria para torná-La Mãe do seu Filho. Por sua vez, toda a humanidade está como que incluída no SIM com que Ela corresponde prontamente à vontade de Deus”. (João Paulo II, Rosário da Virgem Maria, 2002). Canto: Mãe de Deus, nossa querida Mãe, Você nos trouxe a paz, você nos trouxe o amor. Mãe de Deus ensina a sermos irmãos E amar do jeito que Jesus amou. 6


Pai Nosso... Ave Maria (três ou mais) Glória ao Pai... Todos: Jaculatória : a critério da comunidade Orante 2: No segundo mistério da alegria contemplamos a visita de Nossa senhora a sua prima Isabel. Nessa visita se dá a santificação de João Batista no ventre de Isabel e a grande alegria de Nossa Senhora expressa no canto do Magnificat. Reflexão: “Sob o signo da exultação (alegria), aparece a cena do encontro com Isabel, onde a mesma voz de Maria e a presença de Cristo no seu ventre fazem «saltar de alegria» João” (cf. Lc 1, 44). (João Paulo II, Rosário da Virgem Maria, 2002). Cantemos: (2x) O Senhor fez em mim, maravilhas. Santo é seu nome. Pai Nosso... Ave Maria (três ou mais) Glória ao Pai... Todos: Jaculatória: a critério da comunidade Orante 3: No terceiro mistério da alegria contemplamos o nascimento de Jesus na gruta de Belém. É reclinado numa manjedoura, na mais completa pobreza. Reflexão: “Inundada de alegria é a cena de Belém, onde o nascimento do Deus-Menino, o Salvador do mundo, é cantado pelos anjos e anunciado aos pastores precisamente como «uma grande alegria» (Lc 2, 10). (João Paulo II, Rosário da Virgem Maria, 2002). Canto: UMA GRANDE ALEGRIA http://gdac.com.br/site/page.php?12 Uma grande alegria, Aleluia, aleluia. O anjo de Deus anuncia, Aleluia, aleluia. 7


Nasceu hoje o Salvador, Aleluia, aleluia. Nosso Irmão, Nosso Senhor, Aleluia, aleluia. Aleluia, aleluia, Aleluia, aleluia, aleluia, aleluia. Pai Nosso... Ave Maria (três ou mais) Glória ao Pai... Todos: Jaculatória : a critério da comunidade Orante 4: No quarto mistério da alegria contemplamos a apresentação do Menino Jesus no Templo e a purificação de Maria conforme era prescrito para si e o Menino. Maria entrega a Deus o seu filhinho, a fim de que n' Ele se cumprissem os planos divinos para a nossa salvação. Reflexão: “A apresentação no templo, de fato, enquanto exprime a alegria da consagração e extasia o velho Simeão, registra também a profecia do «sinal de contradição» que o Menino será para Israel e da espada que transpassará a alma da Mãe” (cf. Lc 2, 34-35). (João Paulo II, Rosário da Virgem Maria, 2002). Pai Nosso... Ave Maria (três ou mais) Glória ao Pai... Todos: Jaculatória : a critério da comunidade Orante 5: No quinto mistério da alegria contemplamos o encontro do jovem Jesus, de apenas 12 anos, no Templo com os doutores da Lei. Maria e José, após três dias de desencontro e aflição, reencontram Jesus no Templo de Jerusalém. José, homem justo e fiel a Deus protegia o Menino, junto com Maria. A Sagrada Família retornou para a cidade de Nazaré onde Jesus cresceu em graça e sabedoria e todas essas coisas foram guardadas no coração de sua Mãe e nossa Mãe, Maria. Reflexão: “Gozoso e ao mesmo tempo dramático é também o episódio de Jesus, aos doze anos, no templo. Vemo-Lo aqui na sua divina sabedoria, enquanto escuta, interroga e “ensina” a revelação do seu mistério de Filho 8


totalmente dedicado às coisas do Pai” (Lc 2, 50) É anúncio da fidelidade a Deus. (João Paulo II, Rosário da Virgem Maria, 2002) Canto: Estou pensando em Deus http://letras.mus.br/padre-zezinho/248700/ Estou pensando em Deus Estou pensando no amor Tudo seria bem melhor se o Natal não fosse um dia E se as mães fossem Maria e se os pais fossem José. E se os filhos parecessem com Jesus de Nazaré. Estou pensando em Deus.... Pai Nosso... Ave Maria (três ou mais) Glória ao Pai... Todos: Jaculatória : a critério da comunidade Animador: Graças vos damos, soberana Rainha, pelos benefícios que recebemos de vossas mãos maternais. E tomados por vosso poderoso amparo, vos saudamos com uma Salve Rainha: Todos: Salve Rainha, Mãe de misericórdia, vida, doçura, esperança nossa, salve! A vós bradamos os degredados filhos de Eva. A vós suspiramos, gemendo e chorando neste vale de lágrimas. Eia, pois, advogada nossa, esses vossos olhos misericordiosos a nós volvei! E depois deste desterro, mostrai-nos Jesus, bendito fruto do vosso ventre, ó clemente, ó piedosa, ó doce sempre Virgem Maria! Rogai por nós, Santa Mãe de Deus, para que sejamos dignos das promessas de Cristo. Amém. Animador: Com as mãos erguidas em oração, apresentemos nossos pedidos particulares, nossos louvores e agradecimentos. Enquanto eles sobem ao céu como se fossem incenso a queimar, cantemos: Canto: Sacramento da Comunhão http://letras.mus.br/nelsinho-correa/176252/

9


Refrão (2x) Jesus, fonte de Misericórdia que jorra do Templo, Jesus, o Filho da Rainha. Jesus, Rosto divino do homem, Jesus, Rosto humano de Deus. 9. Vivendo a Palavra Animador: Vamos comentar como realizamos os compromissos concretos durante o mês de outubro (pausa para depoimentos) Sugestão para a próxima semana: 1) Fazer a leitura bíblica e meditar sobre o capítulo1, versículos 26 a 56 e capítulo 2, versículos do 1 a 52 do Evangelho escrito por Lucas. 2) Conversar com a família sobre a preparação da casa para a celebração do Natal de Jesus no seu verdadeiro sentido. 10. Voltando para casa Animador: “Meditar os mistérios gozosos significa entrar nas motivações últimas e no significado profundo da alegria cristã. Significa fixar o olhar sobre a realidade concreta do mistério da Encarnação e sobre o obscuro prenúncio do mistério do sofrimento salvífico. Maria leva-nos a aprender o segredo da alegria cristã, lembrando-nos que o cristianismo é, antes de mais, euangelion, “boa nova”, que tem o seu centro, antes, o seu mesmo conteúdo, na pessoa de Cristo, o Verbo feito carne, único Salvador do mundo”. (João Paulo II, Rosário da Virgem Maria, 2002). Canto: Maria de Nazaré Padre Zezinho http://letras.mus.br/padre-zezinho/248703/ Maria de Nazaré, Maria me cativou Fez mais forte a minha fé E por filho me adotou. As vezes eu paro e fico a pensar E sem perceber, me vejo a rezar E meu coração se põe a cantar Pra Vigem de Nazaré Menina que Deus amou e escolheu 10


Pra mãe de Jesus, o Filho de Deus Maria que o povo inteiro elegeu Senhora e Mãe do Céu Ave - Maria (3X), Mãe de Jesus! Maria que eu quero bem, Maria do puro amor Igual a você, ninguém Mãe pura do meu Senhor Em cada mulher que a terra criou Um traço de Deus Maria deixou Um sonho de Mãe Maria plantou Pro mundo encontrar a paz Maria que fez o Cristo falar Maria que fez Jesus caminhar Maria que só viveu pra seu Deus Maria do povo meu Ave - Maria (3X), Mãe de Jesus! Animador: Peçamos a benção de Deus Pai. Todos: “O Senhor nos abençoe e nos guarde! O senhor faça resplandecer seu rosto sobre nós e nos seja benigno! O Senhor nos mostre a sua face e nos conceda a paz!” Amém. Coordenador da Comunidade: Avisos: 1) Teremos a missa anual das Pequenas Comunidades no dia 27 de dezembro, às 19h 30min, na Matriz de S. Sebastião de Pederneiras e será celebrada pelo padre missionário Francisco Lenine Viana Pires, redentorista das missões ribeirinhas na Amazônia. Todas as pequenas comunidades da Diocese de Bauru estão convidadas. 2) Para o próximo encontro, cada um deverá trazer os nomes de seus bisavós, avós, pais, irmãos, esposos, filhos, noras, genros, netos, bisnetos e tc.. Animador: Agradecemos a Deus por este encontro. Vamos em paz porque o Senhor nos acompanha. Todos: Graças a Deus. ABRAÇOS DA PAZ. 11


Segundo Encontro TEMA: “UM FILHO NOS FOI DADO”. (Isaías 9, 5-6) 1. Preparando o ambiente Dono(a) da casa: Arrumar a mesa com toalha branca, presépio, Bíblia Sagrada, flores, vela acesa, folhas com os nomes escritos (bisavós, avós, pais, filhos, noras e genros, netos, bisnetos dos familiares de cada membro da pequena comunidade) e outros símbolos que a comunidade deseja adotar. Lembrar de pequenos pedaços de papéis, lápis e canetas para os pedidos e intenções particulares para este encontro, que ao final serão queimados.

2. Acolhendo o irmão Coordenador da Comunidade: Irmãs e irmãos, somos felizes por podermos nos encontrar para estudar e partilhar a Palavra de Deus. Hoje vamos relembrar a profecia de Isaías sobre o CRISTO, um menino que nasce humano, no meio de uma família: José e Maria. Tem história, tem identidade. Seu pai adotivo, José, tem uma profissão (é carpinteiro), mora em Nazaré: é da família de Davi. Seus pais, são pessoas de fé e fidelidade a Deus. Vamos refletir bastante e ver como estamos nos dias atuais com relação às nossas famílias. Que o Deus de Amor nos acolha também como filhas e filhos, na graça e na paz de Nosso Senhor Jesus Cristo, o Verbo Eterno! Todos: Bendito seja Deus que nos reuniu no amor de Cristo em comunhão com o Espírito Santo. Canto: Que a família comece e termine sabendo aonde vai. E que o homem carregue nos ombros a graça de um pai. Que a mulher seja um céu de ternura aconchego e calor. E que os filhos conheçam a força que brota do amor. Abençoa Senhor, as famílias amém. Abençoa Senhor, a minha também. 12


3. Iniciando o encontro Animador: Iniciemos este nosso encontro com o sinal da cruz. Todos: Em nome do Pai... Vinde Espírito Santo, ... 4. Reconciliando-se com o Pai Animador: Muitas pessoas passam pela vida valorizando uma série de coisas e se esquecem de sua essência. É preciso uma viagem para dentro de si mesmo para retomar o caminho de nossa verdadeira identidade. É como o “filho pródigo”, que primeiro pensa que a vida é desfrutar de aparentes alegrias, mas quando se dá conta, sente a amargura de ter se afastado de si e redescobre a casa do pai, onde é acolhido com alegria e se sente feliz. Na maioria das vezes, em virtude de vivermos nesta sociedade altamente competitiva e consumista, que valoriza o belo e o jovial, é dada extrema importância aos aspectos estéticos, relegando-se a um segundo plano o lado interior de cada ser. É preciso resgatar a identidade pessoal e familiar. Resgate seu sobrenome e não perca mais sua identidade pessoal. Peçamos perdão pelas vezes que nos deixamos enganar por falsas aparências. Leitor 1: Senhor, Deus de amor, porque não correspondemos continuamente a Vossa aliança de amor, ou respondemos com um amor passageiro, como uma gota de água que no chão logo se evapora, Senhor, tende piedade de nós. Todos: Senhor, tende piedade de nós! Leitor 2: Cristo, somos fracos e quase sempre caímos quando vem a tentação, prometemos e não cumprimos, julgamos e pensamos mal dos nossos irmãos, Cristo, tende piedade de nós. Todos: Cristo, tende piedade de nós! Leitor 3: Senhor, pela falta de interesse e de ardor em anunciar Jesus e convidar as pessoas para que venham às nossas comunidades, multiplicando nossos conhecimentos e reflexão da Palavra, Senhor, tende piedade de nós. Todos: Senhor, tende piedade de nós! Animador: Deus todo poderoso, tenha compaixão de nós, perdoe as nossas faltas e nos acompanhe sempre no caminho para o Seu Reino Eterno. 13


Todos: Amém! 5. Ouvindo a Palavra Animador: Na leitura de hoje a palavra-chave é a profecia do nascimento de Jesus. Todas as gerações cristãs ouviram nestas palavras o primeiro anúncio do nascimento do maravilhoso Príncipe dos príncipes, Jesus Cristo, o verdadeiro “Rei da Paz”. Vamos prestar atenção nas palavras de Isaías. Vamos admirar os mistérios deste menino maravilhoso. Animador: Cantemos, Todos: Tua Palavra é lâmpada para os meus pés, senhor. Lâmpada para os meus pés, Senhor, luz para o meu caminho. Lâmpada para os meus pés Senhor, luz para o meu caminho. Leitura do Livro de Isaías, capítulo 9, versículos 5 e 6: Leitor: “Porque nasceu para nós um menino, um filho nos foi dado: sobre o seu ombro está o manto real e ele se chama “Conselheiro Maravilhoso”, “Deus Forte”, “Pai para sempre”, “Príncipe da Paz”. Grande será o seu domínio, a paz não terá fim sobre o trono de Davi e seu reino, firmado e reforçado com o direito e a justiça, desde agora e para sempre. O zelo de Javé dos exércitos é quem realizará isso.” Palavra do Senhor! Todos: Graças a Deus! 6. Meditando a Palavra a) Como uma família deve comemorar o Natal? b) O que representa o Natal para o cristão? 7. Guardando a Palavra Animador: “Porque nasceu para nós um menino...”. Assim começa o anúncio de Isaías. Uma criança nasceu. O início de uma vida; o início de uma história. Uma história única. 14


Leitor 1: Assim começa a vida de cada pessoa. Normalmente nós não prestamos muita atenção ao início da nossa vida, mas quando uma pessoa se torna importante, os historiadores começam a pesquisar a vida daquela pessoa. Naquele momento o seu nascimento é importante. E com certeza esse é o caso deste Menino. Isaías fala sobre o nascimento deste Menino como se já fosse realidade, mas naquele momento ainda não era. Para Isaías não era um fato, mas uma esperança; isso vai acontecer.! Todos: Vinde, Menino Jesus, nascer e morar em nossos corações. Leitor 2: A nossa situação de hoje é bem diferente. Nós podemos dizer que este menino nos nasceu, é um fato real, não é mais um sonho. Ninguém neste mundo pode negar isso. A festa de Natal é uma festa mundial. Em todo o mundo as pessoas comemoram, pois é o dia de Natal de Jesus. Assim é vida. Ninguém pode negar uma criança que nasceu. Aceita esta criança. Um compromisso pode ser anulado, uma promessa pode ser retirada, mas uma criança não. O rei Herodes tentou assassinar este menino. E o fato que ele tentou isso já mostra que ele não podia negar o nascimento deste Menino: O rei prometido, O rei maravilhoso de Isaías nasceu e o nome dele é Jesus. Todos: Vinde, Menino Jesus, nascer e morar em nossos corações. Leitor 3: O Menino tem um plano maravilhoso; Ele tem coragem e poder para realizar o seu plano; Ele vai vencer, pois é chamado Pai da Eternidade. Isso quer dizer que ninguém vai derrotá-lo. E finalmente ele conseguirá o seu alvo: o reino da paz. Paz com Deus e paz com todo o seu povo. Paz completa. Uma paz sem dor; um paz sem ameaças. Não uma paz por poucos dias. Mas a paz dele será uma paz sem fim. Assim será o reino dele. Uma paz baseada na justiça que Jesus Cristo conseguiu na cruz. Uma paz baseada na reconciliação com Deus. Todos: Vinde, Menino Jesus, nascer e morar em nossos corações. Leitor 4: Isso de novo mostra que não podemos negar este Menino. Ele nos traz verdadeira paz. Os anjos anunciaram isso com alta voz, cantando: “Glória a Deus nas altura e paz na terra aos homens a quem ele quer bem”. Não podemos negar esta criança maravilhosa. Devemos adorá-lo e devemos segui-lo. Ele merece toda honra e toda glória. Ele é o nosso Rei. Ele é o nosso 15


Pai Eterno. Ele é o nosso Príncipe da Paz. Cantemos e louvemos sempre o seu santo nome. Todos: Glória a Deus nas alturas, e paz na terra aos homens a quem ele quer bem 8. Rezando em comunidade Animador: Senhor Deus nosso Pai, como todos aqueles que suplicaram a misericórdia de Vosso Filho, também nós suplicamos, socorrei-nos. Leitor 1: Senhor Deus, Vós que nos destes Vosso Filho para nossa redenção, fazei-nos andar firmemente em Vosso caminho. Nós vos pedimos. Todos: Senhor, tende compaixão de nós! Leitor 2: Senhor Jesus Cristo, que acolheis a quem Vos procura com sinceridade, socorrei os pobres e sofredores de nosso tempo. Nós Vos pedimos. Todos: Senhor, tende compaixão de nós! Leitor 3: Deus Espírito Santo, que sois o amor eterno, santificai Vossa Igreja e nossas comunidades. Nós Vos pedimos. Todos: Senhor, tende compaixão de nós! Leitor 4: Rezemos também por todos nós, para que nossos sentimentos sejam semelhantes ao de Cristo, e vivamos intensamente em Seu amor. Nós vos pedimos. Todos: Senhor, tenha compaixão de nós! Animador: Eis Senhor Deus, nossos pedidos, nossa declaração de fé. Vossas mãos divinas as colocamos. Por Cristo, nosso Senhor.

Em

Todos: Amém! Animador: Vamos fazer nossa queima dos pedidos. Enquanto eles são queimados e elevados ao céu, cantemos: 16


Nossos pedidos são pra ti, Senhor. Nossos pedidos são pra ti, Senhor. Nossos pedidos são pra ti, Senhor. Nossos pedidos são pra ti. Ref.: Porque Tu nos deste a vida. Porque Tu nos deste o existir. Porque Tu nos deste o carinho, nos deste o amor! (bis) 9. Vivendo a Palavra Animador: Vamos partilhar o nosso gesto concreto da semana anterior. (pausa para depoimentos)] Sugestão: Preparar a árvore de natal com folhas verdes; colocar como enfeite, os nomes de seus bisavós, avós, pais, esposos, filhos, netos, genros, noras e demais parentes etc...etc... Todos são presentes de Deus para cada um de nós: a nossa identidade familiar. 10. Voltando para casa Coordenador de Comunidade: Teremos a missa anual das Pequenas Comunidades no dia 27 de dezembro, às 19h 30min, na Matriz de S. Sebastião de Pederneiras, Av. Tiradentes – Centro. Fone 14. 3284-1065. A missa será celebrada pelo padre missionário Francisco Lenine Viana Pires, redentorista das missões ribeirinhas na Amazônia. Todas as pequenas comunidades da Diocese de Bauru estão convidadas. Animador: Agradecemos a Deus por nos ter dado uma família onde fomos acolhidos: pais, irmãos, primos, avós e tantos outros parentes, amigos e a grande família de Deus. Rezemos: Todos: Pai Nosso ... Ave Maria ... Glória ao Pai ... Todos. O Senhor nos abençoe e nos guarde! O Senhor faça brilhar sobre nós a sua face e nos seja favorável! O Senhor dirija para nós o seu rosto e nos dê a paz! Que o Senhor confirme a obra de nossas mãos, agora e para sempre. Amém! (Num. 6, 24-26) Animador: Vamos em paz porque o Senhor nos acompanha. Todos: Graças a Deus! Canto final Estou pensando em Deus / Estou pensando no Amor. 17


Tudo seria bem melhor / Se o Natal não fosse um dia E se as mães fossem Maria / e se os pais fossem José E se os filhos parecessem com Jesus de Nazaré. Estou pensando em Deus / Estou pensando do Amor. ABRAÇO DA PAZ

18


Terceiro Encontro TEMA: “SEU NOME É CONSELHEIRO MARAVILHOSO”. (Is. 9,5) (Mateus 1,16 ao 25) 1. Preparando o ambiente Dono (a) da casa: Arrumar a mesa com toalha dando destaque para a Bíblia Sagrada, vela acesa, vaso com flores, imagem da Sagrada Família, canetas e pedaços de papéis em branco para que sejam escritos os pedidos e intenções para no final do encontro serem queimados. 2. Acolhendo o irmão. Coordenador de comunidade: Agradecemos a família que está nos recebendo, que nos acolhe com amizade e fraternidade. Que o Menino Deus derrame suas bênçãos sobre cada um de nós e a esta família nos iluminando e fortalecendo nesta caminhada de preparação para o Natal. Todos: Bendito seja o Senhor, Deus de Israel, porque visitou e redimiu seu povo” (Lucas 1, 68). 3. Iniciando o encontro Animador:.Na profecia de Isaias temos como tema central, o título de Jesus como “Conselheiro Maravilhoso”. Realmente Ele é para nós, um Conselheiro Maravilhoso. Suas palavras orientam nosso coração, conduz em nossa vida. Iniciemos nosso encontro, saudando a Santíssima Trindade, cantando: Todos: Em nome do Pai /Em nome do Filho Em nome do Espírito Santo /Estamos aqui. Para louvar e agradecer, bendizer e adorar, estamos aqui, Senhor, a teu dispor para louvar e agradecer, bendizer e aclamar Deus trino de amor. 19


http://www.vagalume.com.br/musicas-catolicas/em-nome-dopai.html#ixzz1aP2uWZ1N Todos: Vinde Espírito Santo, enchei os corações dos Vossos fiéis, e acendei neles o fogo do Vosso amor; enviai o Vosso Espírito e tudo será criado e renovareis a face da Terra. Oremos: Ó Deus que instruístes os corações dos vossos fiéis, com a luz do Espírito Santo, fazei que apreciemos retamente todas as coisas segundo o mesmo Espírito e gozemos sempre da sua consolação, por Cristo Senhor Nosso. Amém. 4. Reconciliando-se com o Pai Animador:.O nome de Jesus, está acima de todo nome. O Conselheiro Maravilhoso se fez um de nós para apresentar o Plano da Salvação. Como temos “ouvido” e vivido seus conselhos? (instantes de silêncio). Leitor 1: Temos parado para ouvir o Conselheiro Maravilhoso nos momentos bons e ruins da nossa vida? Leitor 2: Temos pedido o dom do Conselho, que é um dos sete dons do Espírito Santo, para nós, para sermos bons conselheiros aos nossos irmãos? Leitor 3: Costumamos exaltar o Nome de Jesus ou nem nos lembramos d’Ele Refrão (2x) : “Meu caro irmão, olha pra dentro de teu coração, Vê se o Natal se tornou conversão e te ensinou a viver.” (Rezado) Todos: Senhor, tende piedade de nós! Cristo, tende piedade de nós! Senhor, tende piedade de nós! Animador: Deus misericordioso, tenha compaixão de nós, perdoe o nossos pecados e nos conduza à vida eterna. Todos: Amém

20


5. Ouvindo a Palavra Animador: Vamos ouvir um trecho do Evangelho que é uma lição sobre a origem familiar de Jesus. São muitos nomes mas precisamos saber que Jesus é Emanuel, que quer dizer Deus Conosco. Canto (2x) : “Que alegria, que esperança, aguardar Jesus que vem. Renovemos nossas vidas, confirmemos nossa fé”. Leitura do Evangelho de Jesus escrito por Mateus cap. 1, vers. do 16. ao 25 (ao terminar) Palavra da Salvação Todos: Glória a Vós, Senhor. 6. Meditando a Palavra a) Qual o versículo mais significativo nesta leitura? Por quê? b) Existe uma coincidência numérica do versículo 17. Você saberia por que? c) Por que o nome Jesus significa “Deus Conosco”? 7. Guardando a Palavra Leitor 1: A leitura se inicia trazendo Jesus como Filho de Davi, que é um título messiânico.Tanto Maria quanto José pertenciam à casa de Davi. As profecias do Antigo Testamento afirmavam que o Messias nasceria de uma mulher (Gn 3:15), da descendência de Abraão (Gn 22:18), pela Tribo de Judá (Gn 49:10) e da família de Davi (2 Sm 7: 12, 13). São comprovações de que Jesus tinha uma linhagem tal qual estava dito nas profecias. Aquele menino, realmente era o Messias esperado por muitas gerações. (fonte Wikipédia) Refrão: Vem, Senhor! Vem salvar teu povo, Deus conosco, Emanuel!/ Neste pão, um mundo novo, quer teu povo, Deus fiel. 21


Leitor 2: No versículo 17, Mateus apresenta 3 períodos de catorze gerações cada. É provável que tenha feito isso a fim de apresentar um sumário sistemático de três períodos na história de Israel (A Monarquia, o Cativeiro e o Messias), cada um com catorze gerações. O valor numérico das letras em hebraico para "Davi" é igual a catorze. Talvez Mateus tenha usado essa abordagem a fim de ajudar seus leitores a memorizar em essa lista complicada. (Fonte:Wikipédia) Refrão: Vem, Senhor! Vem salvar teu povo, Deus conosco, Emanuel!/ Neste pão, um mundo novo, quer teu povo, Deus fiel. Leitor 3: O maior presente de Deus para a humanidade foi dar seu Filho, seu único filho para viver entre nós. Em sua forma humana, Jesus passou pelas nossas dores, alegrias, emoções, sentimentos, etc. viveu como um de nós, mesmo no pecado. Deixou exemplos, um Plano de Amor e principalmente nossa salvação. Por isso Ele é o Deus-Conosco. Hoje O temos, além de vivo e presente na nossa vida, na forma eucarística, presente em Corpo, Sangue, Alma e Divindade. O Deus continua conosco. Ao estarmos com Ele, não podemos mais ser homens e mulheres como antes. Sua presença em nossa vida exige mudança. Exige que sejamos melhores. Pedimos a este Conselheiro Maravilhoso que nos ajude a também renascermos neste Natal. Refrão: Vem, Senhor! Vem salvar teu povo, Deus conosco, Emanuel!/ Neste pão, um mundo novo, quer teu povo, Deus fiel.

8. Rezando em comunidade Animador: A Igreja, que somos nós, tem, entre outras, a missão de ser Conselheira e conduzir o mundo para os caminhos de Deus, portanto rezemos: Leitor 1: Pelo Papa, Bispos, Sacerdotes, Religiosos e Religiosas, Diáconos, Ministros, para que possam conduzir o Povo de Deus para os caminhos da Salvação, rezemos Todos: Conselheiro admirável, ouvi-nos! 22


Leitor 2: Pelos pais, mães, filhos a fim de que compreendam que amor, perdão, proteção, fidelidade, compreensão, oração conjunta, dedicação e atenção aos filhos são virtudes que mantém as famílias unidas, rezemos: Todos: Conselheiro admirável, ouvi-nos! Leitor 3: Pela nossa comunidade para que nunca se afaste da mensagem de Jesus, rezemos. Todos: Conselheiro admirável, ouvi-nos! Leitor 4: Por todas as famílias para que tenham força suficiente para superar todas as dificuldades e possam se preparar santamente para o Natal, rezemos. Todos: Conselheiro admirável, ouvi-nos! Leitor 5: Para que todas as pessoas tenham os mesmos sentimentos de Jesus e passem a apreciar até as coisas simples da vida, rezemos. Todos: Conselheiro admirável, ouvi-nos! Leitor 6: Para que a Jornada Mundial da Juventude, que se realizará no Brasil, em julho do ano que vem, possa transmitir a Boa Nova a milhões de jovens e transcorra com muito sucesso e paz, rezemos. Todos: Conselheiro admirável, ouvi-nos! Animador: Senhor, Aceitai nossos pedidos e derramai Vossas graças sobre nós. Isto Vos pedimos em nome de Jesus. Amém. Enquanto incineramos nossos pedidos, cantemos: Canto: Amar como Jesus amou (Pe. Zezinho) Um dia uma criança me parou /Olhou-me nos meus olhos a sorrir Caneta e papel na sua mão /Tarefa escolar para cumprir E perguntou no meio de um sorriso /O que é preciso para ser feliz? Amar como Jesus amou /Sonhar como Jesus sonhou 23


Pensar como Jesus pensou /Viver como Jesus viveu Sentir o que Jesus sentia / Sorrir como Jesus sorria E ao chegar ao fim do dia / Eu sei que dormiria muito mais feliz 9. Vivendo a Palavra Animador: Vamos comentar como realizamos os compromissos concretos durante a semana que passou. (pausa para depoimentos) Sugestões para a próxima semana: 1) Dar um bom conselho para quem precisar, na família, amigos ou conhecidos. 2) Procurar a programação em preparação e celebração do Natal na sua paróquia e divulgar na sua família. 3) Preparar a casa e a família para a celebração do Natal de Jesus; 4) Preparar o gesto concreto conforme o costume e, se possível, uma confraternização entre os membros da comunidade ou entre comunidades.... 10. Voltando para casa Coordenador de Comunidade: Teremos a missa anual das Pequenas Comunidades no dia 27 de dezembro, às 19h 30min, na Matriz de S. Sebastião de Pederneiras, Av. Tiradentes – Centro. Fone 14. 3284-1065. A missa será celebrada pelo padre missionário Francisco Lenine Viana Pires, redentorista das missões ribeirinhas na Amazônia. Todas as pequenas comunidades da Diocese de Bauru estão convidadas Animador: Papa Bento XVI nos enviou uma mensagem na véspera de Natal de 2010: “Deus não se limitou a inclinar o olhar para baixo, como dizem os Salmos; Ele desceu verdadeiramente, entrou no mundo, tornou-se um de nós para nos atrair a todos para si. Este Menino é, verdadeiramente, o Emanuel, o Deus - conosco. O Seu reino se estende até os confins da terra”. Animador: Rezemos juntos esta oração: Todos: Deus Pai/ entrai neste lar e abençoai a todos os que nele moram./ 24


afastai desta casa o espírito do mal / e enviai os Vossos santos Anjos/ para guardá-la e defendê-la./ Seja ela preservada dos roubos e assaltos/ incêndios e tempestades;/ que a Vossa mão protetora, paire/ dia e noite/ sobre esta casa / e que Vossa bondade penetre nos corações de todos os que nela moram./ Estendei, Senhor,/ esta bênção a todas as casas da nossa comunidade/ e abençoai-nos em nosso retorno. Que todas as famílias tenham uma boa preparação para o Natal e que celebrem essa grande festa com muita alegria/ Amém. (Novena de Natal 2012Inst. Gaudium) Pai Nosso..... Ave Maria ..... Glória ao Pai... Todos: “O Senhor nos abençoe e nos guarde! O senhor faça resplandecer seu rosto sobre nós e nos seja benigno! O Senhor nos mostre a sua face e nos conceda a paz!” Amém. Canto: Da cepa brotou a rama, da rama brotou a flor Da flor nasceu Maria, de Maria o Salvador O Espírito de Deus sobre Ele pousará, de saber, de entendimento Este Espírito será. De conselho e fortaleza, de ciência e de temor. Achará sua alegria no temor do seu Senhor. Da cepa brotou... Animador: Vamos em paz e que o Senhor nos acompanhe. Todos: Amém ! Graças a Deus! Abraços da Paz.

25


Quarto Encontro TEMA: “ELE” É DEUS FORTE” (João 14, 12-14). 1. Preparando o ambiente Dono(a) da casa: Arrumar a mesa com toalha branca, Bíblia Sagrada, presépio, velas, flores, sino ou figura de um sino; outros símbolos que a comunidade desejar, papéis, canetas para escrever os pedidos e intenções particulares para este encontro que no final serão queimados.. 2. Acolhendo o irmão Coordenador da Comunidade: Estamos entrando no tempo que a Igreja denomina “tempo do advento”, de alegre esperança pela vinda do MeninoJesus no meio de nós. Neste quarto encontro iremos refletir sobre mais um predicado do Menino Jesus, extraído da profecia de Isaias (9, 5 e 6): “Pois nasceu para nós um menino, um filho nos foi dado. O poder de governar está nos seus ombros, sobre o seu ombro está o manto real e ele se chama Maravilhoso Conselheiro, «Deus Forte», Pai para sempre, Príncipe da Paz. Grande será o seu domínio”. Sejam todos bem-vindos e a benção de Deus esteja com esta família que nos recebe, com todos os membros desta comunidade e respectivas famílias e todas as demais pessoas da cidade e do mundo. Todos: Bendito seja Deus que nos reuniu no amor de Cristo em comunhão com o Espírito Santo, sob o manto protetor de Maria, mãe de Deus e da Igreja. Canto: ( 2x) O Senhor é Santo, Ele está aqui / O Senhor é Santo eu posso sentir. 3. Iniciando o encontro Animador: A fortaleza dos cristãos se encontra no Amor que vem de Deus e no amor que se vive entre os irmãos. Rezemos a Deus, Uno e Trino. Todos: Pelo sinal da Santa cruz...

Em nome do Pai, ... 26


Animador: Jesus, o Filho de Deus, garante a presença constante do Seu Espírito Santo no meio de nós para que possamos realmente viver o amor e abrir caminhos de transformação da vida: “onde dois ou mais estiverem reunidos em meu nome eu estarei no meio deles” (Mateus 18, 20). Formando um só coração e uma só alma, peçamos o Espírito Santo: Todos: Vinde Espírito Santo... 4. Reconciliando-se com o Pai Animador: Peçamos a Deus, Uno e Trino, que tenha misericórdia de todos nós e da humanidade por causa do nosso desamor e da nossa desobediência. Peçamos que ilumine o nosso caminho fortalecendo-nos contra as maldades deste mundo. Acolhei o nosso arrependimento, curai nossas feridas, libertainos de todo o mal. Leitor 1: Perdão, Senhor, porque não fazemos acontecer em nossa vida do dia-a-dia, o Natal de Jesus. Todos (rezado): Deus Santo, Deus Forte, Deus Imortal, tende piedade de nós e do mundo! Leitor 2: Perdão, Senhor pelas vezes que não ouvimos e nem seguimos as Boas Notícias de Jesus para nós. Todos (rezado): Deus Santo, Deus Forte, Deus Imortal, tende piedade de nós e do mundo. Leitor 3: Perdão, Senhor pelas vezes que não vivemos no dia-a-dia as inspirações que o Espírito Santo de Deus suscita em nosso coração. Todos (rezado): Deus Santo, Deus Forte, Deus Imortal, tende piedade de nós e do mundo! Animador: Deus todo-poderoso e cheio de misericórdia perdoe nossos pecados e nos conduzis à vida eterna. Todos: Amém. 5. Ouvindo a Palavra 27


Animador: No Antigo Testamento, Deus se mostra forte por meio do mediador Moisés, principalmente, pela passagem de libertação dos israelistas pelo Mar Vermelho a pé enxuto. No Novo Testamento, Deus manifesta Seu Poder em Jesus. Jesus tem autoridade: pela Sua Palavra e Vida promove a cura, o perdão, a libertação, a mudança de vida. Aclamemos o Evangelho. Canto: Palavra não foi feita para dividir ninguém. Palavra é a ponte onde o Amor, vai e vem, onde o Amor, vai e vem. Leitor: Leitura do Evangelho de Jesus Cristo segundo João, capítulo 14, versos 12 a 14. (ao final, dizer) Palavra da salvação. Todos: Glória a Vós, Senhor. 6. Meditando a Palavra a) Qual é a mensagem central do texto lido? b) Algum versículo tocou mais profundamente cada um de nós? Por quê? c) O que poderemos aplicar no dia-a-dia como testemunho da Palavra proclamada hoje? 7. Guardando a Palavra Leitor 1: Concebido pelo Espírito Santo, nascido da Virgem Maria, na cidade de Belém de Judá, Deus se fez homem, ao assumir a natureza humana. O menino Jesus valorizou toda a criatura e a encheu de dignidade. Crianças, adolescentes, jovens, homens e mulheres, cada pessoa humana é a imagem e semelhança de Deus porque Ele habita no ser humano: “Se alguém me ama, guarda a minha palavra, e meu Pai o amará. Eu e meu Pai viremos e faremos nele a nossa morada” (João 14, 23). Refrão: Bate o sino pequenino, sino de Belém. Já nasceu o Deus-Menino para o nosso bem. Leitor 2: Retornando ao profeta Isaias, no capítulo 11, versos 1 a 2, 28


novamente encontramos o anúncio do Poder de Deus à toda humanidade: “Do tronco de Jessé sairá um ramo, um broto nascerá de suas raízes. Sobre ele pousará o Espírito do Senhor: Espírito de sabedoria e inteligência, Espírito de conselho e “fortaleza”, Espírito de conhecimento e temor ao Senhor.” Refrão: Bate o sino pequenino, sino de Belém. Já nasceu o Deus-Menino para o nosso bem. Leitor 3: Reconhecemos que Jesus é o Eterno Filho de Deus que se tornou homem, mas não herdou a natureza pecaminosa de “Adão”. O Amor de Cristo e sua Vida sem mancha é nossa redenção e modelo. Graças a Jesus, Caminho, Verdade e Vida, poderemos voltar um dia para a Casa do Pai Celeste. Jesus recebeu de Deus toda autoridade e poder. Ele guia a todos que o recebem e lhes dá o poder de serem feitos filhos de Deus. Refrão: Bate o sino pequenino, sino de Belém. Já nasceu o Deus-Menino para o nosso bem. Leitor 4: Durante a vida humana de Jesus aqui na Terra, Ele realizou inúmeros milagres, ações, ensinamentos. Tudo isso demonstrou que Jesus Cristo é o Deus Todo-Poderoso que tem o Poder de transformar (converter) coisas más em coisas boas. Os milagres são prova absoluta da Divindade de Jesus, de Seu Poder e Fortaleza. Jesus opera em cada um de nós e nos transforma, por vontade de Deus, por sua Vontade. (João 1, 13). Alguns exemplos: “A cura do paralítico” – Jesus o liberta da paralisia e lhe dá a energia; “a ressurreição de Lázaro” – Jesus transforma a morte em vida; “o perdão para a mulher pecadora” – Jesus transforma a exclusão em acolhimento junto ao Coração de Deus... “Jesus fez ainda muitas outras coisas. Se fossem escritas uma por uma, penso que não caberiam no mundo os livros que seriam escritos” (João 21, 25). Refrão: Bate o sino pequenino, sino de Belém. Já nasceu o Deus-Menino para o nosso bem. Leitor 4: “Jesus é o verdadeiro caminho para a vida. Através da encarnação, Deus, doador da vida, se manifesta inteiramente na pessoa e ação de Jesus. A comunidade que segue Jesus não caminha para o fracasso, pois a meta é a Vida. Jesus não apresenta apenas uma utopia (um sonho), mas convida a percorrer um caminho historicamente concreto, inspirado nos sinais que Ele 29


realizou. A comunidade cristã criará novos sinais dentro do mundo, abrindo espaços de esperança e vida fraterna” (Roda-pé da Bíblia Pastoral). Refrão: Bate o sino pequenino, sino de Belém. Já nasceu o Deus-Menino para o nosso bem. Leitor 6: É a partir da força e ação de Jesus que podemos construir o mundo novo, onde todas as pessoas e seres do mundo se reconciliam. No entanto, às vezes é difícil ver a imagem de Deus no rosto de uma pessoa sofredora, pobre, doente etc. A Fortaleza e Missão do cristão é resgatar a dignidade dessas pessoas para que a Luz de Deus possa voltar a brilhar. Essa é nossa identidade de cristão: somos de Cristo. 8. Rezando em comunidade Animador: “O que vocês pedirem em meu nome, eu o farei, para que o Pai seja glorificado no Filho. Se vocês pedirem qualquer coisa em meu nome, eu o farei” (João 14, 13 e 14). O Senhor disse: “Pedi e recebereis”, “buscai e achareis”. Rezemos, entregando-lhe em forma de preces, nossa vida, a vida de nossa comunidade, o mundo em que vivemos. Fazemos isso na intimidade de filhos e filhas que dizem: Todos: Pai nosso que estais nos céus, atendei-nos! Leitor 1: Para que a Igreja nunca desista de sua missão de chegar a todos e, principalmente, aos povos distantes e abandonados, rezemos: Todos: Pai nosso, que estais nos céus, atendei-nos! Leitor 2: Para que Jesus nos cure e liberte de toda disputa e de toda inveja, de toda vaidade e toda mentira, rezemos: Todos: Pai nosso que estais nos céus, atendei-nos! Leitor 3: Para que Jesus envie sobre os jovens seu Espírito de sabedoria e fortaleza e os faça descobrir a felicidade de seguir uma vocação leiga ou religiosa, rezemos: Todos: Pai nosso que estais nos céus, atendei-nos! 30


Leitor 4: Para que Jesus faça com que seu Espírito penetre em todos os povos e instituições sociais, unindo-os na defesa da vida humana e da vida do nosso planeta, rezemos: Todos: Pai nosso que estais nos céus, atendei-nos! Leitor 5: Ó Deus, protegei e abençoai todos os Vossos filhos e filhas aqui presentes, para que sejam tomados pelo dom de servir e acolher aos irmãos. Abençoai e dai conforto aos doentes e sofredores, aos seus familiares e cuidadores, aos profissionais da saúde. Todos: Pai nosso que estais nos céus, atendei-nos! Animador: Derramai sobre nós Vosso Espírito para que permaneçamos firmes no testemunho de fé, da esperança e da caridade. Deus Forte, ontem, hoje e sempre. Todos: Amém. (enquanto as intenções escritas nos papéis são queimadas, o grupo canta) Meu coração é para Ti, Senhor. (3x) Meu coração é para Ti Ref: Porque Tu me deste a vida. Porque Tu me deste o existir Porque Tu me deste o carinho. Me deste o amor. (bis) A minha vida é para Ti, Senhor. (3x) A minha vida é para Ti 9. Vivendo a Palavra Animador: Vamos partilhar o nosso gesto concreto da semana anterior. (pausa para depoimentos). Sugestões: 1) Reler o texto de hoje e refletir sobre as ações do Amor de Deus em nossas vidas. 2) Ler a Carta de S. Paulo aos Efésios, cp. 1, versículos de 15 a 23, a respeito do Poder de Deus e nossa Fortaleza. 31


3) Visitar famílias que estão passando por dificuldades ou que perderam um ente querido e falar do Poder de Deus na nossa vida, preparando-os para o Natal de Jesus. 4) Continuar a preparação da família e da casa para a celebração do Natal de Jesus. 10. Voltando para casa Animador: Pensando na força e poder de Deus, meditemos sobre a seguinte história: Leitor 1: Um jovem viajava em um trem e mostrava-se muito ansioso caminhando de um lado para outro. Então um senhor disse-lhe: “Rapaz por que você está inquieto”? Ele respondeu: “Não adianta contar-lhe pois não pode me ajudar”. E continuou ansioso, andando de um lado para o outro dentro do vagão. O Senhor mais uma vez tentou conversar com ele dizendo: “Meu rapaz, conte-me o que está te angustiando tanto. Talvez eu possa te ajudar”. Leitor 2: Então o jovem falou: “há muito tempo deixei meu Pai, minha casa e fui morar longe. Tentar uma vida independente, gastei meus bens, fiquei sozinho. Agora, arrependido, escrevi, pedindo para meu pai receber-me de volta, avisando-o que estaria neste trem. Se ele concordasse com a minha volta, pedi que amarrasse um lenço amarelo em um galho bem alto da árvore que fica na frente da nossa casa para que eu possa ver da janela do trem”. Leitor 1: E o jovem continuou : “Agora o que está me angustiando é que estou chegando e tenho receio de que não tenha nenhum lenço; então saberei que meu pai não me perdoou; sendo assim, seguirei viagem”. O velho senhor então lhe falou: “Fique tranqüilo, meu jovem, acalme-se; eu ficarei olhando pela janela do trem para você e avisarei sobre qualquer sinal que se apresente”. Leitor 2: Quando o trem se aproximou do lugar onde o rapaz morava, diminuiu a marcha pois a estação estava perto. O velho senhor, companheiro de viagem, colocou-se na janela. Passando o trem próximo à casa do pai, o rapaz perguntou: “E então! Vê algum lenço amarelo na árvore!” O homem respondeu: “Não. Eu não vejo um lenço amarelo... Mas, muitos, muitos lenços amarelos... Um em cada galho da árvore; os lenços, balançando pelo vento que o trem causou, pareciam lâmpadas acesas a brilharem como uma verdadeira árvore de Natal toda colorida e animada“ (Natal em família2008). 32


Todos: A força do Amor do Pai é sem medidas, é infinita e o Seu Poder de Perdão, Cura, Libertação enchem a Terra de muita alegria para sempre. Todos: Pai nosso... Ave Maria... Glória ao Pai... Todos. O Senhor nos abençoe e nos guarde! O Senhor faça brilhar sobre nós a sua face e nos seja favorável! O Senhor dirija para nós o seu rosto e nos dê a paz! Que o Senhor confirme a obra de nossas mãos, agora e para sempre. Amém! (Num. 6, 24-26) Canto: É Natal de Jesus http://pt.scribd.com/doc/20750003/Cantos-Para-a-Missa-Do-Natal-Cifras É Natal de Jesus; festa de alegria de esperança e luz. —Toda terra canta um hino, bendizendo ao Salvador. Que em Belém se fez menino dando exemplo de amor. É Natal de Jesus ... —Uma estrela diferente, toda terra iluminou, foi Jesus que humanamente, a nós todos se igualou. É Natal de Jesus ... —Nasceu pobre e sem palácio este rei que trouxe o bem, quis apenas ensinar-nos a mensagem de Belém. É Natal de Jesus... Coordenador de Comunidade: 1) Teremos a missa anual das Pequenas Comunidades no dia 27 de dezembro, às 19h 30min, na Matriz de S. Sebastião de Pederneiras na Av. Tiradentes – Centro. Fone 14. 32841065. A missa será celebrada pelo padre redentorista Francisco Lenine Viana Pires, membro das missões ribeirinhas na Amazônia. Todas as pequenas comunidades da Diocese de Bauru estão convidadas. 2) Pensemos numa possível confraternização entre nós. Animador: Agradecendo a Deus, Uno e Trino, por mais uma meditação e contemplação de Sua Palavra – Jesus, Deus conosco no meio de nós, vamos em paz porque esse Deus maravilhoso e poderoso nos acompanha. Todos: Amém. Abraço da Paz 33


Quinto Encontro TEMA: “SERÁ” PAI PARA SEMPRE” Mateus 6, versículos de 7 a 13. 1. Preparando o ambiente Dono (a) da casa: Arrumar a mesa com toalha dando destaque para a Bíblia Sagrada, vela acesa, vaso com flores, figura/ imagem da sagrada família ou do presépio, canetas e pedaços de papeis em branco para que sejam escritos os pedidos particulares. 2. Acolhendo o irmão. Coordenador de comunidade: Novamente nos reunimos para mais um passo em direção à celebração da Festa do Natal de Jesus. Com a proximidade dessa festa nossa alegria aumenta mais e mais, porque celebramos a vinda de Deus conosco. Deixemo-nos contagiar pela presença festiva do Deus-Menino. Vamos abrir o coração a esse Deus que nos vem cumular de bênçãos, de modo especial, a esta família que hoje nos recebe. Todos: Bendito seja Deus que nos reuniu no amor de Cristo em comunhão com o Espírito Santo. Amém. Canto: Tu anseias, eu bem sei, a salvação, Tem desejo de banir a escuridão. Abre, pois de par em par teu coração E deixa a luz do céu entrar. (Refrão) :Deixa a luz do céu entrar, Deixa a luz do céu entrar Abre bem as portas do teu coração e deixa a luz do céu entrar. 3. Iniciando o encontro Animador: Rezemos Todos: Pelo sinal da Santa Cruz, livrai-nos Deus, nosso Senhor, dos nossos inimigos. Em nome do Pai, em nome do Filho, em nome do 34


Espírito Santo. Amém. VEM, ESPÍRITO SANTO http://www.missoesredentoristas.com.br/livro/cantos_es.html Vem, Espírito Santo, vem, vem iluminar. Nosso encontro vem iluminar. Nossas famílias vem iluminar. A nossa vida, vem iluminar. Toda a Igreja, vem iluminar. Vem, Espírito Santo, vem, vem iluminar. (bis) Animador: Glória ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo. Todos: Amém. 4. Reconciliando-se com o Pai Animador: Coloquemo-nos diante do Senhor e façamos uma pequena meditação. Leitor 1: Jesus revela Deus como Pai e se revela o Pai: “Quem me vê, vê o Pai”. (Mateus 14,7) Temos conseguido ver, ouvir e seguir Jesus, Caminho, Verdade e Vida realizando desde agora o Reino de Deus na Terra? Leitor 2: O evangelista João (1, 12 e 13) afirma que os que recebem Jesus serão chamados Filhos de Deus. Nós temos acolhido, verdadeiramente, Jesus em nosso coração, o levamos aos irmãos e ao mundo em que vivemos? Leitor 3: Jesus ensina a dizer “Pai Nosso”. No cotidiano de nossa vida cada um de nós tem vivido com soberba como se o PAI fosse só seu? Como tem tratado os membros da família, parentes, amigos e demais pessoas: com brigas? Com discussões? Com divisões? Animador: Senhor, Pai amoroso, tenha misericórdia de nós e aceitai o nosso coração arrependido. Isto Vos pedimos em nome de Jesus Cristo, Vosso Filho Unigênito. Todos: Senhor tende piedade de nós! 35


Cristo tende piedade de nós! Senhor tende piedade de nós! Amém. 5. Ouvindo a Palavra Animador: Todas as Escrituras do Antigo Testamento, incluindo a Lei, os Profetas, os Salmos, se realizam em Cristo, o Novo Testamento. O anúncio do Reino feito por Jesus Cristo tem como ponto central a oração do Pai Nosso. Canto: Da cepa brotou a rama http://grupodecantonsa.net/cantos-para-o-advento-e-natal/239-da-cepabrotou-a-rama Da cepa brotou a rama,/ Da rama brotou a flor,/ Da flor nasceu Maria,/ De Maria, o Salvador (bis). Leitura do Evangelho de Jesus escrito por Mateus, capítulo 6, versículos de 7 a 13. (ao final dizer): Palavra da Salvação. Todos: Glória a Vós, Senhor. 6. Meditando a Palavra a) Por que o Senhor Jesus nos mandou orar a Deus-Pai? b) Quem é Jesus na nossa História e na nossa Vida? c) Por que Isaias, na sua profecia, chama o menino de “Pai para Sempre” ? 7. Guardando a Palavra Leitor 1: “No começo, antes da criação, o Filho de Deus já existia em Deus, voltado para o Pai: estava em Deus, como a Expressão de Deus, eterna e invisível. O Filho é a Imagem do Pai e o Pai se vê totalmente no Filho, ambos 36


num eterno diálogo e mútua comunicação [...] Jesus, Palavra de Deus, é a luz que ilumina a consciência de todo homem. Mas, para onde nos conduziria essa luz? A Bíblia toda afirma que Deus é amor e fidelidade. Levado pelo seu imenso amor e fiel às suas promessas, Deus quis introduzir os seres humanos onde jamais teriam pensado: partilhar a própria vida e felicidade de Deus. E para isso a Palavra se fez homem e veio à sua própria casa, neste seu mundo [...] Jesus Cristo, que é a luz, veio para tornar filhos de Deus todos os seres humanos. Um só é o Filho, porém, todos podem tornar-se bem mais do que filhos adotivos: nasceram de Deus”. (Ver Roda-pé da Bíblia Pastoral, Evangelho escrito por João, capítulo1, versículo 1) Canto: Sacramento da Comunhão http://letras.mus.br/nelsinho-correa/176252/ Jesus, fonte de Misericórdia que jorra do templo, Jesus, o Filho da Rainha. Jesus, rosto divino do homem, Jesus, rosto humano de Deus. Leitor 2: “A humildade faz-nos reconhecer que «ninguém conhece o Pai senão o Filho e aquele a quem o Filho Se dignar revelá-Lo», quer dizer «os pequeninos» (Mt 11, 25-27). A purificação do coração refere-se às imagens paternas ou maternas provenientes da nossa história pessoal e cultural, que influenciam o nosso relacionamento com Deus” (Catecismo da Igreja Católica, parágrafo 2779). Uma das realidades do nosso cotidiano é que para muitas crianças, jovens e pessoas em geral, a palavra “pai” é muito dolorosa. Tal palavra indica uma pessoa violenta, maldosa, até depravada. Diante dessa realidade, como falar a essas pessoas sobre um Deus-Pai Amoroso a quem não se vê? Mais do que nunca, há uma grande necessidade do pai assumir seu papel na família e na sociedade, como pessoa que ama e revela esse amor à esposa, aos filhos, à família; pessoa que protege, ensina, orienta, aconselha, dá exemplos de verdadeira vida. Canto: Jesus, fonte de Misericórdia que jorra do Templo..... Leitor 3 : A profecia de Isaias (9, 5 e 6) nos revela “Porque nasceu para nós “ um menino um filho nos foi dado... e Ele se chama Pai para Sempre”. O que leva Isaías a essa luminosa esperança é o nascimento do Emanuel (cf. 7,14). O profeta prevê um chefe sábio, fiel a Deus, duradouro e pacífico; ele 37


perpetuará a dinastia de Davi [...] organizando uma sociedade fundada no direito e na justiça. (Ver Roda-pé da Bíblia Pastoral). O evangelista Mateus (cap.4, 13 a 16) , interpretando esta profecia, aplica-a à pessoa e ação de Jesus, que foi concebido pelo Espírito Santo, nasceu da Virgem Maria em Belém de Judá, terra de Davi, sob a proteção amorosa e paterna de José. Canto: Jesus, fonte de Misericórdia que jorra do Templo.... 8. Rezando em comunidade Animador: A oração do Pai Nosso é chamada também “Oração Dominical” ou “oração do Senhor” porque foi ensinada pelo próprio Senhor Jesus. A palavra “dominical” deriva da palavra “Dominus” que quer dizer “SENHOR”. Jesus não nos deixou uma fórmula para ser repetida maquinalmente, mas sim, para ser rezada em contemplação e meditação. MEDITANDO O PAI-NOSSO (autor desconhecido) http://www.catequisar.com.br/mensagem/reflexoes/08/msn_200.htm Todos: Como posso dizer Pai Nosso... Leitor 1: Se não vejo todas as pessoas como meus verdadeiros irmãos e só penso somente em mim? Todos: Como posso dizer QUE ESTAIS NO CÉU... Leitor 2: Se eu não acredito na vida eterna! Se eu não acredito que Jesus está verdadeiramente vivo? Todos: Como posso dizer SANTIFICADO SEJA O VOSSO NOME... Leitor 3: Se não procuro santificar a minha vida! Se não procuro santificar a mim mesmo? Todos: Como posso dizer VENHA A NÓS O VOSSO REINO... Leitor 4: Seu só penso em ter, mesmo que para isso tenha que passar 38


outras pessoas para traz. Todos: Como posso dizer SEJA FEITA A VOSSA VONTADE ASSIM NA TERRA COMO NO CÉU... Leitor 1: Se na maioria das vezes eu só penso na minha vontade, muitas das vezes sem olhar se estou ou não prejudicando meu irmão. Se eu nunca procuro fazer a vontade de Deus! Como posso dizer que seja feita a sua vontade? Todos: Como posso dizer O PÃO NOSSO DE CADA DIA NOS DAÍ HOJE... Leitor 2: Se eu quero o pão de hoje, o pão de amanhã, o pão de daqui um ano, o pão de sempre e ás vezes até o pão de meu irmão. Tenho agradecido a Deus pelo pão de hoje, para que ele nunca me falte? Todos: Como posso dizer PERDOAI-NOS AS NOSSAS OFENSAS, ASSIM COMO NÓS PERDOAMOS A QUEM NOS TEM OFENDIDO... Leitor 3: Se eu não sei perdoar! Se por qualquer motivo eu viro o rosto para meu irmão! Se por qualquer motivo eu fico sem falar com outras pessoas! Muitas das vezes não sei compreender até mesmo meus familiares. Realmente tenho que prestar mais atenção quando estou rezando.? Todos: Como posso dizer NÃO NOS DEIXEIS CAIR EM TENTAÇÃO... Leitor 4: Se eu não faço a minha parte, se na maioria das vezes eu sempre procuro aquilo que me afasta de Deus e que me leva a pecar.Quando peço a Deus para não me deixar cair em tentação também tenho que fazer a minha parte e não ir ao encontro dela? Todos: Como posso dizer LIVRAI-NOS DO MAL.. Leitor 5: Se eu não fujo do pecado! Se muitas das vezes até vou ao encontro dele! Tenho procurado fugir de todo tipo de mal, de tudo que leva a pecar? 39


Tenho ensinado a meus filhos a fugir do pecado? Se não dou bons exemplos? Todos: Como posso dizer AMÉM se não tenho feito a minha parte? Oração: Todos: Senhor, que a partir de hoje, eu possa nos meus momentos de oração, / refletir mais sobre o que estou falando, / pois Senhor eu quero realmente viver a oração que o Vosso Filho nos ensinou;/ que eu possa realmente Vos chamar de Pai; / que eu possa Senhor/ fazer com que todos vejam que estais no céu/ e que eu santifique a minha vida /para poder dizer santificado seja o Vosso Nome./ Eu quero Senhor dizer venha a nós o Vosso reino de coração, / para que o Senhor possa reinar dentro de mim e em toda minha vida./ Para que eu Senhor,/ possa falar de coração sincero, / que seja feita a Vossa vontade assim na terra como no céu; / que eu saiba louvar e agradecer todos os dias de minha vida, / pelo pão que recebo / e também pedir para que ele nunca falte na mesa de nenhum de meus irmãos; / que eu saiba Senhor perdoar o meu irmão de coração, / assim como o Senhor me perdoa; / que eu procure sempre me afastar de todo tipo de tentação / e que o Senhor me livre de todo tipo mal. AMÉM! Animador: Com as mãos erguidas em oração, apresentemos nossos pedidos particulares, nossos louvores e agradecimentos. Enquanto eles sobem aos céus conduzidos pela fumaça, como se fossem incenso a queimar, cantemos: Jesus Cristo é o Senhor, o Senhor, o Senhor. Jesus Cristo é o Senhor, Glória a Ti Senhor. 9. Vivendo a palavra Animador: Vamos comentar como realizamos os compromissos concretos durante a semana que passou. (pausa para depoimentos) Sugestões: 1) Continuemos a preparação da casa e da família para a grande festa do Natal de Jesus: presépio como sinal do lugar onde Jesus nasceu, luzes que indicam que Jesus é a luz do mundo; árvore verde e bolas coloridas como sinais da Vida e de frutos. 2) Façamos nós mesmos mensagens para os parentes e amigos, pois dizer “Feliz natal” é festejar o Natal de Jesus é, também, festejar o nosso “nascimento” como filhos de Deus por causa de Jesus. 3) Preparemos nosso coração para a grande festa: busquemos o sacramento 40


da reconciliação. Ver em cada paróquia / capela, dia e hora de atendimento às confissões. 4) Pensemos sobre a realização de um encontro de confraternização de nossa comunidade. 5) Realizar uma atividade e ou gesto concreto que a paróquia/ capela determinar. 10. Voltando para casa Animador: “Acreditem: Eu estou no Pai e o Pai está em mim”. “Aquele que está sentado no trono declarou: 'Eis que faço novas todas as coisas.' E me disse ainda: Elas se realizaram. Eu sou o Alfa e o Ômega, o Princípio e o Fim. Para quem tiver sede, eu darei de graça da fonte de água viva. O vencedor receberá esta herança: eu serei o Deus dele e ele será meu filho” . (Respectivamente João14,11 e Apocalipse 21, 5 a 7.). Todos: Nosso Pai para sempre! Canto: Gló-o-ria, Glória no céu, paz na terra entre os homens http://www.paroquiasaosebastiaomatao.com.br/images/Downloads/Cantos /01-Ordinario.pdf Glória a Deus nas Alturas. Glória, Glória, Aleluia. Glória a Deus, Paz na Terra. Glória, Glória, Aleluia. Gló-oria, Glória nos Céus, Paz na Terra entre os homens. Gló-oria, Glória nos Céus, Paz na Terra entre os homens. Glória a Deus Uno e Santo: Pai, Espírito e Filho. Glória a Deus Uno e Trino. Glória a Deus-Comunhão. Gló-oria, Glória nos Céus, Paz na Terra entre os homens. Gló-oria, Glória nos Céus, Paz na Terra entre os homens. Todos: Virgem Maria, bendita és tu que acreditaste e nos destes Jesus. Ave Maria, cheia de graça, o Senhor é convosco; bendita sois vós entre as mulheres e bendito é o fruto do vosso ventre, Jesus. Santa Maria, mãe de Deus, rogai por nós, pecadores, agora e na hora de nossa morte. Amém. Animador: Peçamos a benção de Deus Pai. 41


Todos: “O Senhor nos abençoe e nos guarde! O senhor faça resplandecer seu rosto sobre nós e nos seja benigno! O Senhor nos mostre a sua face e nos conceda a paz!” Amém. Coordenador de Comunidade: 1) Teremos a missa anual das Pequenas Comunidades no dia 27 de dezembro, às 19h 30min, na Matriz de S. Sebastião de Pederneiras na Av. Tiradentes – Centro. Fone 14. 3284.1065. A missa será celebrada pelo padre missionário Francisco Lenine Viana Pires, redentorista das missões ribeirinhas na Amazônia. Todas as pequenas comunidades da Diocese de Bauru estão convidadas. Animador: Agradecendo a Deus, Uno e Trino, por este encontro, vamos em paz porque o Senhor sempre nos acompanha. Todos: Graças a Deus. ABRAÇOS DA PAZ.

42


Sexto Encontro TEMA: JESUS, O PRÍNCIPE DA PAZ ! Lucas 2, 1 a 14 1. Preparando o Ambiente. Dona da Casa: Arrumar a mesa com toalha branca, dando destaque a Bíblia sagrada, vela (apagada que será acesa durante o encontro), vaso com flores, presépio e o figuras de Natal (árvore, sinos, bolas, coroa do advento etc). Preparar canetas e pedaços de papéis em branco para sejam escritos os pedidos e intenções que serão queimados no final desse encontro. 2. Acolhendo o Irmão. Coordenador da Comunidade: Irmãos e Irmãs, na alegria da celebração do Natal de Jesus que vem chegando, acolhemos a todos com carinho, esperando que este encontro seja fonte de graça, amplie nossos conhecimentos e aumente nossa fé em Deus, Uno e Trino. Peçamos a presença da Santíssima Trindade. Todos: Pelo sinal da Santa cruz .... Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém. Vinde Espírito Santo ... Dinâmica do acendimento da vela: Coordenador da Comunidade: Oh Luz do Senhor /que vem sobre a terra /Inunda meu ser, permanece em nós. Canto: Deixa o Luz do céu entrar (2 x) Abre bem as portas do teu coração E deixa a luz do céu entrar. (Dono (a) da casa acende a vela) Todos: Bendito seja o Deus de nossos pais, / porque ilumina as nossas vidas / com a luz de Jesus Cristo, / Luz do Mundo / a quem esperamos em 43


sua segunda vinda / vigilantes e com todo o carinho. Amém (cantado). 3. Iniciando o Encontro. Animador: Como está escrito na profecia contida no livro de Isaías, capítulo 9 versículo 5, Jesus é o Príncipe da Paz. Mas, a paz de Jesus é diferente da paz do mundo. Ele por muitas vezes é sinal de contradição. Ele mexe com as estruturas injustas para conseguir a paz, a verdadeira paz. Ele escolhe os que sofrem, os pobres, os excluídos. Sua paz se traduz em justiça social. Este será o tema para nossa reflexão neste encontro. Canto inicial Cantado ou rezado: Preparemos os nossos caminhos http://pegacifras.uol.com.br/cifras/musicas-religiosas/preparemos-nossoscaminhos_4744.html Preparemos os nossos caminhos: O Senhor está para chegar. Alegria, não estamos sozinhos: O Senhor vem até nosso lar. Vivemos na esperança de ver neste Natal O mundo renovado , pois Deus a nós se dá. Deus envia até nós um “presente” Ele vem com amor no Natal.. Com a Igreja exultemos contentes. EMANUEL ! DEUS CONOSCO ! NATAL ! 4. Reconciliando-se com o Pai. Animador: Maria, José e Jesus aceitaram desde o principio viver o dia-a-dia de uma família comum, apesar de terem consciência de que Jesus não era um filho como os outros, mas o Filho de Deus, o Príncipe da Paz. E nós como estamos aceitando nossa condição de vida? Leitor 1 : Senhor, pelas vezes que nos revoltamos com momentos difíceis e tristes da nossa vida, tende piedade de nos. Todos: Perdão, Senhor, misericórdia e dai-nos a Vossa Paz. 44


Leitor 2: Cristo, pelas vezes que nos esquecemos das famílias necessitadas que sofrem todo tipo de provação (espiritual e material) e nos acomodamos em nosso conforto, tende piedade de nós Todos: Perdão, Jesus, misericórdia e dai-nos a Vossa Paz. Leitor 3: Senhor, pelas vezes que não somos instrumentos de paz, muito pelo contrário, provocamos desunião e discórdia, tende piedade de nós. Todos: Perdão, Senhor, misericórdia e dai-nos a Vossa Paz. Animador: Pai de bondade, arrependidos Vos pedimos: concede-nos o perdão para nossas faltas, fraquezas e omissões. Todos: Amém. 5. Ouvindo a Palavra. Animador: José e Maria precisaram enfrentar a dura jornada para chegar à cidade de Belém. Maria, sua esposa, grávida, se expôs aos riscos e inseguranças do caminho. A fé, porém, era a companheira da jornada da Família de Nazaré. Canto:

Como são belos - Padre Zezinho

http://letras.mus.br/padre-zezinho/1419008/ Como são belos os pés do mensageiro que anuncia a paz. Como são belos os pés do mensageiro que anuncia o Senhor. Ele vive, Ele reina, Ele é Deus e Senhor. (bis) Leitor : Leitura do Evangelho de Jesus Cristo segundo Lucas, cap 2, 1 -14 (ao final): Palavra da Salvação. Todos: Gloria a Vós Senhor. 6. Meditando a Palavra. a) Você já refletiu nas dificuldades enfrentadas por Maria e José para irem de Nazaré para Belém. Foi mero acaso Jesus nascer em Belém? 45


b) Por que Deus escolheu a pobreza para acolher seu Filho Jesus e com isto manifestar a glória do céu? c) A profecia de Isaias no Antigo Testamento – O Príncipe da Paz, se aplica a Jesus, no Novo Testamento. Por que? 7. Guardando a Palavra. Leitor 1: Maria e José viveram na cidade de Nazaré, a situação limitada do dia-a-dia de todas as famílias. Maria, por ser a Mãe do Salvador, não tirou nenhuma vantagem desta situação. Ao serem convocados para se alistarem em Belém, “subiram”, ou seja, Belém ficava nas montanhas, lugar mais frio e de maior dificuldade de se chegar até lá. Maria grávida nos últimos meses de gestação, com dores, desconforto e num jumento, subiu a montanha. Ao chegar não encontraram lugar para se hospedarem a não ser um estábulo. Assim Jesus, o Filho Unigênito de Deus, nasceu numa condição de extrema pobreza embora tenha sido anunciado pelo profeta como “O Príncipe da Paz”. (Isaias 9,5). Todos: (cantado ou rezado) Vem, Senhor, vem nos salvar, com teu povo vem caminhar. Leitor 2: Jesus se fez um de nós para elevar nossa condição humana mais próxima do céu. Em outras palavras: Ele aproximou o céu de nós assumindo nossa condição humana. Jesus é o “diplomata” entre o céu e nós. Por isso, se nossa vida é cheia de sacrifícios, provações, dificuldades, dores... lembremonos de que a vida da família de Nazaré não foi diferente e José, Maria e Jesus em nenhum momento, recusaram-se a aceitar essa condição. (Ronaldo Costa, Canção Nova) Todos: (cantado ou rezado) Vem, Senhor, vem nos salvar, com teu povo vem caminhar. Leitor 3: Jesus, ter nascido em Belém não é uma coincidência. José é da descendência de Davi e Davi é de Belém. Belém não era uma cidade famosa, aliás, bem pequena. Desde ai já se mostrava a humildade do caráter de Jesus. Também para cumprir a profecia que dizia: “Mas tu, Belém-Éfrata, tão pequena entre os clãs de Judá, é de ti que sairá para mim aquele que é chamado a governar Israel. (Miqueias 5,1)”. Porque Belém, quer dizer cidade do pão e dela nasceu o Pão da Vida, que traz a paz e a justiça para todos. 46


Todos: (cantado ou rezado) Vem, Senhor, vem nos salvar, com teu povo vem caminhar. Leitor 4: Jesus Menino, O Filho de Deus, o criador de tudo, não teve um lar descente para nascer. As primeiras testemunhas do nascimento são simples pastores, pobres, cuidando das ovelhas numa noite fria. A eles é feito, por um anjo, o primeiro anúncio do nascimento de Jesus: nasceu para vocês o Salvador, o Messias, sinal de grande alegria para todos (Lucas 2, 10 e 11) “De repente, juntou-se ao anjo uma grande multidão de anjos. Cantavam louvores a Deus, dizendo: «Glória a Deus no mais alto dos céus e paz na terra aos homens por ele amados.» Lucas 2, 14) Leitor 5: Ser pobre no estilo do Evangelho é ser humilde de coração, espiritualmente obediente a Deus. No sermão da Montanha (Mateus 5, 1 e seguintes), Jesus nos ensina: “Felizes os pobres de espírito, porque deles é o Reino dos céus” (5,3). Trata-se de ser livre em relação aos próprios bens e ser capaz de partilhá-los entre os que necessitam. Em continuação, Jesus afirma: “Felizes os que promovem a paz, porque serão chamados filhos de Deus” (5,9). “As bem-aventuranças são o anúncio da felicidade, porque proclamam a libertação e não o conformismo ou a alienação. Elas anunciam a vinda do Reino por meio da Palavra e Ação de Jesus. Estas tornam presente no mundo a justiça do próprio Deus. (Roda-pé da Bíblia Pastoral a respeito das bemaventuranças). Aplica-se ao Menino-Jesus o que Isaias havia profetizado há vários séculos. Leitor 6 : Jesus nasce numa manjedoura humilde. Não veio trazer a paz como o mundo pensa, mas a discórdia entre os sofredores e os que promovem o sofrimento. Jesus mexe com as estruturas injustas para se conseguir a paz. Paz para os que precisam. Não veio para os sãos; mas para os doentes, os que precisam de “médico”. Jesus é criticado por comer com os pecadores, mas Ele veio para todos os que estão excluídos. Essa é a paz que vem de Deus: Amor que se revela em Justiça Social. Se quisermos ser, verdadeiramente, seguidores de Jesus, o Filho de Deus, precisamos ser capazes de oferecer um pouco do que temos aos irmãos. É por amor a Deus, Uno e Trino, que precisamos ser coerentes com nosso pensamento e ação cristã no dia-a-dia e nunca desanimarmos. Canto: Vinde cristãos http://letras.mus.br/catolicas/1169107/ Vinde Cristãos, vinde à porfia (*) Hinos cantemos de louvor 47


Hinos de Paz e de alegria, Hinos de anjos do Senhor Glóóóóóóóóóóóóóóóória, a Deus nas alturas Glóóóóóóóóóóóóóóóória, a Deus nas alturas (*) Porfia quer dizer: luta, combate. 8. Rezando em Comunidade ANIMADOR: Irmãos e irmãs, “ninguém é tão pobre que não tenha nada para ofertar, nem tão rico que não tenha nada para pedir” Com humildade elevemos nossos louvores aos Céus e peçamos ao Pai. Leitor 1:Da falta de emprego, de saúde de amor: Todos: Libertai-nosSenhor ! Leitor 2: Do egoísmo, do ódio, do rancor Todos: Libertai-nosSenhor ! Leitor 3:Da falta de fé, das tentações, das coisas que nos afastam de Ti: Todos: Libertai-nosSenhor ! Animador: Neste momento, colocaremos nossas intenções particulares nesta vasilha e ao incinerá-las, rezemos: Todos: Senhor, atendei os pedidos, Senhor, escutai nossa voz Pois sempre serão atendidos / aqueles que esperam em Vós. Vinde, Senhor, visitar Vosso povo / em Jesus Cristo recriá-lo de novo. Animador: Senhor Deus e Pai, em Vossa bondade acolhei nossos pedidos e levai-nos a compreender qual é a Vossa vontade. Senhor, dá-nos a Vossa Paz. A Paz que vem pelo Menino-Jesus, nascido em Belém de Judá, colocado na manjedoura e acalentado por Maria e José. 48


Todos: Amém ! 9. Vivendo a Palavra. Animador: Vamos comentar como realizamos os compromissos concretos durante a semana que passou. (pausa para depoimentos). Sugestão para a próxima semana: 1) Fazer um gesto de solidariedade escolhido pela pequena comunidade ou pela paróquia. 2) Os que ainda não fizeram sua confissão, programem-se para fazê-lo e receber o sacramento da reconciliação que é Paz espiritual que vem de Deus. 3) Ler e meditar na leitura Miquéias 5, 1 - 4 a (Antigo Testamento) que fala da profecia sobre o nascimento de Messias e “Ele próprio será a paz”; o texto das bem-aventuranças (Novo Testamento) no Evangelho escrito por Mateus, capítulo 5, versículos de 1 a 12. Procurar meditar e aplicar na sua vida de todo o dia. 4) Continuemos a preparação da casa e da família para a grande festa do Natal de Jesus: presépio como sinal do lugar onde Jesus nasceu, luzes que indicam que Jesus é a luz do mundo; árvore verde e bolas coloridas como sinais da Vida e de frutos. 5) Façamos nós mesmos mensagens para os parentes e amigos, pois dizer “Feliz Natal” é festejar o Natal de Jesus é, também, festejar o nosso “nascimento” como filhos de Deus por causa de Jesus. 10. Voltando para Casa ANIMADOR: Quando Jesus Cristo veio até nós pela primeira vez, não veio cheio de riquezas, mas nasceu num estábulo em Belém e foi colocado numa manjedoura para nos dar o exemplo da simplicidade e da alegria de ter paz no coração.. Todos : Ave Maria............. Leitor 1; Quando Jesus nasceu feito homem, bem poucas pessoas souberam que havia nascido o Salvador do mundo, entre elas, os pastores e os reis 49


magos que vieram do oriente para adorar o menino-Deus. Quando voltar pela segunda vez, virá em seu esplendor, com anjos, trombetas e toda a corte celestial; então, não haverá dúvida sobre quem Ele é. Todos: Pai nosso... Leitor 2: Os profetas anunciaram Jesus como Príncipe da Paz; por ocasião de seu nascimento os anjos cantaram: Paz na terra aos homens de boa vontade; ao morrer na cruz Jesus consolidou a paz entre os homens e Deus; após Sua ressurreição Jesus disse aos apóstolos: A paz esteja com vocês. Peçamos a Deus que a Sua Paz esteja presente com cada um de nós, em nossas casas, no mundo todo. E que seja a Paz que vem do Senhor. Todos: Glória ao Pai... Animador: Deus se fez carne e habitou entre nós. Ele vem a nós como um menino silencioso, como criança frágil, como um recém-nascido. Não há nada que cause mais alegria e ternura do que um bebê. E é esta a grandeza do Natal: Deus aproxima-se de nós na mansidão de uma criança, para que todos se aproximem d'Ele, para que todos sejam atraídos ao presépio de Belém onde está a Graça Divina: que saibamos acolher a graça de sentir o quanto somos amados por Deus. Todos: O Senhor nos abençoe e nos guarde! O Senhor faça brilhar sobre nós a sua face e nos seja favorável! O Senhor dirija para nós o seu rosto e nos dê a paz! Assim seja! AMEM! Coordenador de Comunidade: 1) Está neste folheto, como último encontro, a benção do Natal em Família. Procurem fazer a celebrações da bênção em família na Ceia ou no almoço no dia de Natal. 2) Teremos a missa anual das Pequenas Comunidades no dia 27 de dezembro, às 19h 30min, na Matriz de S. Sebastião de Pederneiras na Av. Tiradentes – Centro. Fone 14. 3284.1065. A missa será celebrada pelo padre missionário Francisco Lenine Viana Pires, redentorista das missões ribeirinhas na Amazônia. Todas as pequenas comunidades da Diocese de Bauru estão convidadas. O ofertório será revertido para as missões riberinhas. 50


3) Voltaremos a nos reunir no início da Quaresma, após a 4.ª Feira de cinzas, em fevereiro de 2013. Durante o mês de Janeiro, cada comunidade pode programar as suas reuniões de oração e ou leitura orante da Bíblia. Animador: Ao terminarmos estes encontros de preparação para a celebração da Festa do Natal de Jesus neste ano de 2012, vamos agradecer a Deus tudo o que vivemos até aqui em nossa vida, as alegrias e as “tristezas” pelas quais passamos. Lembremo-nos, no entanto, que em Deus, não há tristezas, há desafios e possibilidades, pois Jesus mesmo nos diz “O Pai está comigo. Tenho-vos dito isto, para que em mim tenhais paz; no mundo tereis aflições, mas tende confiança, eu venci o mundo”. (João 16, versos 32 e 33). Abraço da Paz: (neste momento, cada membro da comunidade abraça o seu irmão dizendo): Como o Pai me deu eu também lhe dou: A Paz de Jesus esteja com você e sua família. Canto: Chegou a hora de Sonhar de Novo http://www.youtube.com/watch?v=uByV3aGZAok Chegou a hora de sonhar de novo, /De tornar-se povo e se fazer irmão. Chegou a hora que ligeiro passa, /De ganhar a graça para a conversão. Meu caro irmão olha pra dentro do teu coração, Vê se o Natal se tornou conversão e te ensinou a viver. (bis) Chegou a hora de viver o Cristo /E acreditar que isto é se tornar maior. Chegou a hora de pensar profundo/E perceber que o mundo pode ser melhor. Meu caro irmão olha pra dentro do teu coração... Todos: Vamos em paz porque o Senhor nos acompanha hoje, no ano de 2013 e sempre. Graças a Deus. Amém. (Confraternização, a critério da comunidade)

51


BÊNÇÃO EM FAMÍLIA (Para a noite de Natal ou almoço de Natal) Preparar o presépio num lugar de destaque. Junto ao presépio colocar uma vela enfeitada com flores que os donos da casa acenderão quando todos estiverem reunidos. Quando todos estiverem reunidos, rezarem juntos a seguinte oração (pode ser escrita em cartaz e colocada junto ao presépio): “Que a Luz de Deus, que veio a nós por Jesus, brilhe em nosso coração e ilumine este lar e o mundo todo. Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém” Pai (ou um adulto): Pega a imagem de São José, mostrando a todos diz: “É chegado o dia esperado, o sonho de Deus se realiza. A Salvação prometida e anunciada pelos profetas se concretiza através de pessoas simples como José, o esposo de Maria” Crianças presentes: Pegam as imagens dos animaizinhos e “árvores ou plantas” do presépio, mostram e um deles diz: “Cabe a nós, criaturas simples representar toda a natureza para que o mundo todo se alegre com o nascimento do nosso Deus e Salvador Jesus”. Jovem (ou mais): pegam a estrela e a apresentam rezando: “Todo o universo se ilumina nesta noite (ou neste dia) e anuncia um novo tempo no qual a Paz, a Justiça e o Amor resplandecem no meio da humanidade”. Jovens e crianças: pegam os pastores e os Reis Magos, mostram e um deles diz: “Deus quer salvar a todos. Ele convoca homens e mulheres, ricos e pobres para construir uma nova sociedade onde estejam presentes claramente os sinais do Reino; a Verdade, o Amor, a Justiça e a Prática do Bem. A missão do cristão no mundo de hoje é urgente. Ajuda-nos 52


Senhor! Queremos ver Jesus em todos os povos e lugares!” Mãe ou jovem: pega a imagem de Maria, mostra e diz: “O Senhor fez em mim maravilhas. Santo é seu nome. Dou glórias a Deus, porque escolheu a mim, Maria, jovem simples de Nazaré, esposa de José para trazer a salvação a este mundo. Eis Jesus, meu filho adorado que hoje vem ao mundo para trazer a Salvação”. O mais novo da casa: pega a imagem do menino Jesus e mostra. Momento de silêncio. Um outro: pega a imagem do anjo e diz: “Venham ó nações ao Senhor cantar, ao Deus do Universo venham festejar. O céu e a Terra se alegram: Bendito o que vem em nome do Senhor!” Todos (canto): Noite feliz (enquanto quem segura o Menino Jesus circula entre todos, pode ser acompanhado de alguém com a vela acesa) Todos colocam as imagens formando o presépio. Dono da Casa ou o casal: dizem “Queremos acolher Jesus - Menino em nosso coração e em nosso lar e participar de sua missão. Queremos um mundo novo. Desejamos que o nosso Deus, todo poderoso, derrame em nossos corações a sua alegria e nos torne missionários do amor. Que Ele nos conceda a Paz e o seu Amor e nos abençoe: em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo.” Amém! Agora: à festa! (Aplausos)

53


DIOCESE DE BAURU - PARÓQUIAS DE PEDERNEIRAS - RP - 7 COORDENADORES E EQUIPES: Paróquia São Sebastião de Pederneiras: Pe. Luís Antônio Carqueijo Sé Maria da Glória Minguili - José Maria Besse - Adriana C. Besse Mara Isabel de O. Estábile - Paulo China - Izabel Maturana Segato Ângela M. Kerche Constantino - Irineu S. Gaziro Paróquia Na. Sra. Aparecida de Pederneiras: Pe. Rosinaldo Faria de Sousa Paróquia São Judas Tadeu de Pederneiras: Pe. Ednei Antônio Braga Rodrigues Maria Inês D. Torres - Lázara Cavalsan Dário - Vitória Rosa Pompei Paróquia Maria Mãe do Redentor de Bauru: Pe. Angel Palácios Saiz Paróquia Senhor Bom Jesus - Bauru: Pe. Rodrigo Pereira Sena Paróquia São Cristovão - Bauru: Pe. Luiz Antônio Lopes Ricci Paróquia do Divino Espírito Santo - Catedral: Pe. Marcos Pavan Paróquia São Benedito: Pe. Fábio Roberto Chella Paróquia Senhor Bom Jesus do Mirante - Cabrália Paulista: Pe. Everaldo Junior Rambaldi Paróquia Santa Terezinha - Paulistânia: Pe. Everaldo Junior Rambaldi e Pe. Carlos Antônio Sanches Paróquia N. Sra. da Assunção - Bauru: Pe. Gustavo Henrique Crepaldi Paróquia Santa Catarina de Alexandria: Pe. Luiz Eduardo Monteiro Fontana Paróquia Santa Clara de Assis Frei Luiz Lakovacz Paróquia Sagrada Família Pe. Leonildo Minutti Júnior

Equipe de elaboração e coordenação do “Aprendendo com Jesus” - Contato: angelakerche@hotmail.com; minguili@bironet.com.br; drica.bessi@hotmail.com ou pelos telefones: 14. 3284-1323 (Glória) / 14. 3284-1065 (Cláudia) COLABORAÇÃO ESPECIAL: Priscila Carla Pereira Martins, Cláudia Zabalia Palma Altieri Isabel Veronez Fernandes REVISÃO: Angela M. Kerche Constantino JORNALISTA RESPONSÁVEL: Irineu S. Gaziro - Matrícula 028.537

Qualquer problema encontrado neste boletim favor entrar em contato c/ Gráfica Coelho, F.: (14) 3313-6566 E-mail: gcoelhobauru@terra.com.br - Bauru - SP


Aprendendo 2012 c o m Jesus NOVEMBRO DEZEMBRO

ANO 14 Nº 134

TERÇO MEDITADO SOBRE A ALEGRIA CRISTÃ. 1º Encontro

“UM FILHO NOS FOI DADO” 2º Encontro

“SEU NOME É CONSELHEIRO MARAVILHOSO” 3º Encontro

“ELE É DEUS FORTE” 4º Encontro

“SERÁ PAI PARA SEMPRE” 5º Encontro

JESUS, O PRÍNCIPE DA PAZ ! 6º Encontro

BENÇÃO EM FAMÍLIA


Aprendendo com Jesus  

Mais uma edição do livro Aprendendo com Jesus

Advertisement
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you