Issuu on Google+

Escola Secundária Dom Egas Moniz / Lugar do Paço / 4660-223 Resende Telef.: 254 870160 / Fax: 254 870169 / Email: esegasmoniz@mail.telepac.pt

Número 29 Dezembro de 2010

Dom Egas Escola Secundária Dom Egas Moniz - Resende

O Dom Egas deseja a toda a Comunidade Educativa UM FELIZ NATAL!!!


Índice 03

Editorial

04

Dia do Diploma

05

Prémio Rebelo Moniz

06

Plano Nacional de Leitura

07

Dia da Escola

08

Projecto Comenius

09

Olímpiadas de Matemática

Ficha Técnica

Propriedade Escola Secundária Dom Egas Moniz - Resende

Direcção Clube do Jornal Escolar

10/11 Modernização da Escola 12

Magustos

13

Dia do Mar

Elaboração Paulo Sequeira, António Loureiro, Fernando Vieira, Arminda Lemos e Pedro Ferreira

Clube do Jornal 14

EFA: uma história de vida...

15

Corta-Mato Escolar

João Pereira (9.º C); Cláudio Pereira (12.º D) e Sara Pereira (B2)

Fotos das Turmas 16

Dia do Não Fumador

17

Empreendedorismo em marcha

18

Recortes...

Ensino Secundário

Colaboradores Comunidade Escolar

Tiragem 600 exemplares

19

Ficha Técnica

Capa: Elaborada pela Turma do 11.º D (Curso Profissional de Animação Sóciocultural)

Distribuição Gratuita

Impressão Escola Secundária Dom Egas Moniz - Resende


N. 29 / Dezembro de 2010 In Forum Estudante, Setembro de 2010

Fumar Mata! 2

Editorial V

10 1. 2 0 5.1

A

propósito das comemorações do Dia do Não Fumador (17 de Novembro), a Coordenadora do projecto de Educação para a Saúde, Professora Célia Sequeira, solicitou a colaboração das Mediadoras EPIS, Fátima Soares e Paula Moura, para realizarem, no dia 25 de Novembro de 2010, uma sessão sobre Tabagismo destinada às turmas CEF 1A e 1B. Além das duas dinamizadoras, estiveram presentes 28 alunos, dois Professores e a Coordenadora do projecto. Durante a sessão discutiram-se aspectos relacionados com os efeitos do consumo do tabaco, tanto a nível físico como psicológico, tendose focado alguns estudos sobre os mesmos. Aludiu-se também às diferentes formas de tratamento da dependência da nicotina, bem como às vantagens de ser não fumador. Para reforçar estes benefícios, apresentaram-se os diversos compostos existentes num cigarro e os prejuízos associados a cada um deles. Toda a apresentação foi complementada com diversas imagens alusivas ao tema, que reforçaram a ideia de que “FUMAR MATA” e de que o tabagismo é a principal causa evitável de doença e morte. No geral, os alunos avaliaram os conteúdos da sessão como muito úteis, manifestando agrado com toda a apresentação. No próximo dia 9 de Dezembro está agendada outra sessão semelhante, desta vez, dirigida às turmas do 7.º E e do CEF 2A.

A

pesar de nos últimos jogos o Benfica não andar a deixar os seus adeptos muito contentes, não é por isso que estes deixam de torcer pelo clube, como é possível ver na papelaria da nossa escola. Neste local, em que se vende material escolar, poderia ser outro clube, mas não, são as cores vermelhas que aqui se fazem sentir reflectidas num calendário exposto na parede. Será apenas decoração ou é mesmo um santuário em homenagem a este clube, visto que muitos funcionários são adeptos benfiquistas? Passem por lá para saber a resposta… E, já agora, é chegada a hora de portistas e sportinguistas terem, também, um local de representação e homenagem na escola. Ficamos a aguardar… João Miguel Pereira, 9.º C

Perdidos na Serra

O

s cursos profissionais de Turismo Ambiental e Rural, Animação Sociocultural e Técnico de Apoio Psicossocial andaram “perdidos” na Serra do Montemuro, à procura de Campo Benfeito, mais propriamente do Teatro do Montemuro. Um aldeia típica que ficou famosa no panorama cultural nacional e internacional, na sequência do aparecimento do Teatro do Montemuro, que juntamente com as Capuchinhas (uma empresa de mulheres que trabalham o burel e a lã de uma forma contemporânea), fixaram as gentes da região e desenvolveram economicamente a aldeia. A cultura, leia-se, o artesanato, o património e o teatro, ao serviço do desenvolvimento turístico de uma região esquecida. Foi este o objectivo da visita de estudo: possibilitar aos alunos verem e sentirem um projecto de sucesso, com o bónus de assistirem à Peça de Teatro “Belonging”, uma co-produção do Teatro do Montemuro e a Foursight Theatre (uma companhia de teatro inglesa).

São Martinho Alegra o Outono com o Magusto, Assando castanhas, Rindo e cantando Tão contentes… A Imaginar como será No próximo ano e como foi, Há muito, muito tempo… Orgulhosos estamos de São Martinho!

18 Dom Egas

Acrósticos Feitos em Oficina de Língua Portuguesa 7,º D, por Ana Catarina, n.º 1, Carina Alexandra, n.º 4, Rute C a etano, n.º 14 e Telma Almeida, n.º 16.

O Benfica na nossa Escola

N. 29 / Dezembro de 2010

oltamos a estar conectados através do Dom Egas numa altura em que a esperança é fundamental para que cada um de nós se focalize no papel que lhe está reservado e se proponha a fazê-lo melhor. Os objectivos só se conseguem atingir se, individualmente, existir um esforço na sua concretização. À nossa Escola compete essencialmente a diminuição do abandono e insucesso escolares, aumentando assim a taxa de escolaridade na nossa comunidade educativa. Os nossos desafios vão no sentido da escolaridade se associar a efectivas aprendizagens de competências e conhecimentos nas diversas áreas de manifestação de inteligência, de forma a potenciar a participação de todos no esforço de desenvolvimento do país, tornando-o mais competitivo a nível global. Este desafio a que estamos obrigados vincula-nos a uma nova atitude necessária na sociedade portuguesa e que passa por vivermos de acordo com as nossas possibilidades e ambicionarmos viver melhor aos ganhos de produtividade que viermos a obter. Que os investimentos em curso na melhoria das condições físicas da nossa escola se traduzam numa melhoria efectiva do processo de ensino-aprendizagem, num clima de trabalho exigente que permita o crescimento e a transmissão cultural dos nossos jovens estudantes, na assunção de uma cidadania europeia que queremos exercer, são os votos sinceros do vosso Director que ambiciona transmitir-vos uma mensagem de renovação da esperança de que somos capazes de construir um futuro melhor. Um Feliz Natal e um Bom Ano Novo! O Director, António Alberto R. Miranda de Carvalho

S

uspiramos, uma vez mais, por um ano novo melhor, com paz, saúde e algum dinheiro. Mas há um desejo que devemos ter em conta, a EDUCAÇÃO PARA OS VALORES. A transmissão de valores é uma das preocupações da família e a escola pode ajudar. Sem transmitir os valores humanos universais, não há como formar cidadãos responsáveis e preparados para viver em sociedade. A indisciplina, a rebeldia, o envolvimento dos jovens com o álcool e com as drogas e os níveis insatisfatórios de aprendizagem estão entre as reclamações mais comuns das famílias e das escolas. Como chegamos a esse ponto? Neste final de 2010, reserve um pouco de tempo para a reflexão, elimine tudo o que não o deixa ser feliz, pois vai sentir-se mais leve e pronto para iniciar um novo ciclo. Um Feliz Natal e um Próspero Ano Novo. A Presidente do Conselho Geral, Gina Maria M. Antas

S

e as crianças queres ver sorrir, com um brinquedo podes contribuir

Esta é uma de muitas iniciativas tomadas em Área de Projecto por um grupo do 12.º B, que tem como missão recolher brinquedos para levar às crianças hospitalizadas do Porto. Pretendemos juntar o maior número de brinquedos que, para muitas crianças, não tem utilidade e que para outras é uma grande alegria… Por isso, todos devemos colaborar nesta iniciativa para devolver a alegria a estas crianças que estão a passar por problemas de saúde. A Turma do 12.º B - Área de Projecto (Anita Assembleia, Cristina Almeida, Flávia Lourenço e Luciana Lourenço)

Dom Egas 3


N. 29 / Dezembro de 2010

N. 29 / Dezembro de 2010

Turma do 10.º Aº - Ano Lectivo 2010/2011 23 .

0 11. 2

10

PIEF-CEF de visita a um Lar

F

oi no dia 23 de Novembro de 2010, pelas 9h30, que a turma do PIEF-CEF do 9.º D seguiu viagem até Viseu, a fim de visitar uma Instituição de apoio a idosos “O Conforto Residência Sénior”, em Calde, acompanhada pelas professoras das disciplinas técnicas, Bibiana e Jennifer, e pela TIL, Dr.ª Isa Cardoso. Perto das 10h30 chegámos ao local, e foi com grande surpresa que todos observámos o aspecto exterior da Instituição, servindo de mote para o aumento da nossa curiosidade em conhecer todo o seu interior! Fomos recebidos pela Directora

Dia do Diploma

A

Escola Secundária Dom Egas Moniz - Resende assinalou, no passado dia 15 de Setembro, o “Dia do Diploma”, uma iniciativa do Ministério da Educação, com o objectivo de premiar os melhores alunos dos cursos científicos e profissionais, bem como o de valorizar a importância da conclusão do ensino secundário, nível que o Governo estabeleceu como referência para a qualificação da população portuguesa. Estiveram presentes na cerimónia várias entidades, nomeadamente, António Borges, Presidente da Câmara Municipal de Resende (CMR), Dulce Pereira, Fernando Teixeira e Albano Santos, Vereadores da CMR, Cristina Correia, da Equipa de Apoio às Escolas do Douro Sul e em representação da DREN, Casimiro Veloso, Presidente da Assembleia da Associação de Pais e Encarregados de Educação, Gina Antas, Presidente do

15 .

09 .

201 0

Conselho Geral, entre outras individualidades. Receberam os prémios de mérito Pedro Leonel Frias Couraça Carvalho de Almeida (Curso Científico-Humanístico de Ciências e Tecnologias) e Tânia Raquel Rabaça Alexandre (Curso Profissional de Turismo), alunos que obtiveram a melhor média de conclusão do ensino secundário, sendo recompensados com um prémio de mérito

de 500 euros e um diploma alusivo à distinção. A ocasião foi aproveitada, também, para distinguir os melhores alunos, de acordo com o artigo 3.º, do anexo ao Despacho n.º 120/90, de 12 de Setembro e, nos termos do ponto 2, do artigo 184.º, do Regulamento Interno, que conseguiram atingir o Quadro de Excelência da Escola Secundária Dom Egas Moniz. Aqui ficam os seus nomes: Cristiana Pinto (7.º A); Márcia Monteiro (7.º A); Cândido Truta (7.º B); Patrícia Ribeiro (7.º B); Liliana Gomes (7.º C); Raquel Almeida (8.º A); Sandra Torre (8.º A); Manuel Veloso (9.º A); Patrick Monteiro (9.º B); Sidonie Monteiro (9.º B); Adriana Ferreira (9.º C); André Veloso (10.º B); Liliana Almeida (11.º A); Ana Dias (12.º A); Cristiana Costa (12.º A); Daniela Almeida (12.º A); Pedro Almeida (12.º A); Fernanda Lourenço (1 C); Agathe Pedersen (2 A).

ºº º Escola Secundária com Bandeira Verde

A

Escola Secundária Dom Egas Moniz recebeu, no dia 24 de Setembro, em Ourém, o galardão “Bandeira Verde”, no âmbito da iniciativa Eco-Escolas. O Eco-Escolas é um Programa Internacional que pretende encorajar acções e reconhecer o trabalho de qualidade desenvolvido pelas escolas no âmbito da Educação Ambiental, tendo este ano sido

atribuído este galardão a 1043 escolas de todo o país. Este evento contou com a presença da Ministra do Ambiente, Dulce Pássaro, e de cerca de 5 mil pessoas, entre professores, alunos, representantes de municípios e de outras instituições. Da parte da manhã, alunos e professores participaram em várias actividades no âmbito da educação ambiental. Da parte de tarde foram entregues as

Técnica, a Dr.ª Cristina, que de forma calorosa se mostrou receptiva na realização de uma visita guiada a todos os espaços, assim como a responder a todas as questões e curiosidades. Visitámos a sala de convívio, as salas de actividades de animação, a biblioteca, a cozinha e refeitório, alguns dos quartos, a lavandaria, a sala de fisioterapia, sala de enfermagem e gabinete médico. Para a despedida, no terraço, a desfrutar de uma bela paisagem, tirámos uma fotografia de grupo. Já perto da hora de almoço, o destino era o Palácio do Gelo! Foi com grande apetite e animação que cada um degustou o seu almoço. Seguidamente, antes da viagem de regresso à Escola, ainda houve tempo de visitar as lojas e fazer umas compras, em grupos, de acordo com as preferências: rapazes para um lado e raparigas para outro! O relógio marcava as 16h15 quando chegámos à Escola. A visita foi do agrado de todos, superando as expectativas! A Turma do 9.º D

Dia da Massagem

O

Curso Profissional de Técnico de Termalismo do 12.º D organizou, no dia 24 de Novembro, o “Dia da Massagem”, actividade que contou com a ajuda do Professor da Técnica, Marcos Vieira, e da Directora de Curso, Célia Sequeira. Sob o lema “cuidar do corpo e da alma” os alunos puderam, de uma forma profissional, aplicar os conhecimentos adquiridos no decurso das actividades lectivas a toda a comunidade escolar. Uma iniciativa que os alunos pretendem repetir brevemente!

24 .

0 11. 2

10

23 .

0 11. 2

10

Empreendedorismo em marcha

T

al como aconteceu no ano lectivo transacto, e com grande sucesso, a cereja será o móbil das várias ideias/projectos a apresentar no âmbito do Projecto para o Empreendedorismo a que a Escola aderiu. Já está constituída a comissão do Projecto, que envolve docentes, psicólogos e representantes do pessoal não docente, dos pais e alunos. As parcerias já estão estabelecidas (ACER, APROCER, Câmara Municipal de Resende, Embalagens Namora e Juntas de Freguesia de Resende, Paus, S. João de Fontoura e Anreade). A Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro irá prestar assessoria. O coordenador e dinamizador do Projecto é o Professor Adérito Lopes. O cronograma das actividades a desenvolver ao longo do ano lectivo já foi dado a conhecer, no dia 23 de Novembro, e já está a ser implementado. Podem candidatar-se grupos de alunos com o mínimo de 2 elementos e um máximo de 5. Cada grupo terá sempre a orientação de um docente. Prevê-se que cerca de 75 alunos adiram a este projecto transversal, que se espera tenha implicações no futuro da economia de Resende, ajudando a criar empreendedores.

Bandeiras Verdes a 1043 escolas, que foram reconhecidas pelas boas práticas de desenvolvimento sustentável e protecção ambiental. 24 .

09 .

2 0 10

Turma do 12.º Cº - Ano Lectivo 2010/2011 4 Dom Egas

Dom Egas 17


N. 29 / Dezembro de 2010

Turma do 12.º Dº - Ano Lectivo 2010/2011

N. 29 / Dezembro de 2010

Livros comemoraram a República

M

anuais escolares: da Monarquia à República foi o tema da exposição que decorreu na Biblioteca da Escola Secundária Dom Egas Moniz - Resende, de 4 a 8 de Outubro, uma iniciativa do grupo de História (400), do Departamento de Ciências Sociais e Humanas, no âmbito da Comemoração da Implantação da República em Portugal. Os livros provieram da colecção particular de Jorge Saraiva, detentor de uma das maiores colecções nacionais de manuais escolares que percorreram gerações, desde o século XVIII até ao fim da ditadura salazarista. Recorde-se que este espólio esteve exposto na Faculdade de Psicologia do Porto, Museu Militar (Porto), Biblioteca Municipal de Matosinhos, Junta de Freguesia de Custóias (Matosinhos), Jardim Abade de Baçal (Bragança) e Câmara Municipal de Resende. Na ocasião também foi distribuído pela comunidade escolar um panfleto alusivo às Comemorações da Implantação da República, enquanto que os alunos do 9.º ano realizaram trabalhos sobre a temática na disciplina de História. 2010 é tempo de recordar e festejar a República, proclamada há 100 anos, em 5 de Outubro de 1910. Com esta iniciativa pretendeu-se comemorar um momento importante da história nacional, que marcou profundamente a sociedade, as instituições e valorizou a nossa cultura histórica, a assunção de uma maior consciência e responsabilidade patrimonial, o aprofundamento de uma cultura humanista e universal, bem como a construção de uma sociedade mais justa e solidária.

~

A Morte do Cigarro

17 .

0 11. 2

10

C

omo já vem acontecendo em anos anteriores, o Dia do Não Fumador foi assinalado na nossa escola com a realização de diversas iniciativas / actividades. Uma delas, e que teve um óptimo acolhimento por parte do público escolar, foi a representação de uma peça subordinada a este tema, “A Morte do Cigarro”. Foi o resultado de um desafio que a Professora Célia Sequeira, Coordenadora de Educação para a Saúde da nossa escola me lançou, na apresentação do seu plano de actividades. O título, que me limitei a transcrever, não parecia ser nada fácil, mas o resultado final foi bastante compensador. Os actores escolhidos para a representarem foram os do CEF 1B, que se empenharam e trabalharam de tal forma que surpreenderam o enorme público presente. Foi um trabalho muito agradável e compensador, que mostrou a toda a comunidade, à maneira de Gil Vicente, não só que o tabaco só traz consigo malefícios, mas também que os nossos alunos, sejam eles de que turma forem, quando querem, podem deixar qualquer um de boca aberta pela excelência do seu trabalho. Para isso, basta alguma vontade própria e a motivação, a orientação e a ajuda (com carinho) da parte dos seus professores. E isto foi coisa que não faltou!... Por isso, aqui ficam: os parabéns aos alunos; o “Obrigado!” aos professores e funcionários que, de diversas formas, contribuíram para o sucesso; e, à minha colega Célia, um “Bem hajas!” por este desafio… Espero ter estado à altura. O Coordenador do Clube de Teatro, Professor Francisco Magalhães

04 a

,

~ Fumador Dia do Nao

N

o dia 17 de Novembro, comemorou-se o Dia do Não Fumador. Foram colocados cartazes no expositor do polivalente alusivos ao tema. Estes foram elaborados pela professora Célia Sequeira, pelos alunos do Curso Profissional de Animação Sócio-cultural e pela Direcção Regional de Saúde do Norte (cedidos gentilmente pelo Centro de Saúde de Resende). No 10.º C e D, 11.º D e 12.º D foram realizados jogos didácticos sobre o tabaco. A divulgação das actividades foi efectuada mediante um cartaz que foi colocado na plataforma Neteskoola. Às 15h10min, foi

17 .

0 11. 2

08 .

10 .

2010

10

Prémio Rebelo Moniz 05 .

10. 2

0 10

O

5 de Outubro, dia da Implantação da República em Portugal, foi marcado, uma vez mais, pela cerimónia do “Quadro de Excelência do Concelho de Resende - Prémio Rebelo Moniz”, uma distinção atribuída anualmente aos alunos matriculados nas Escolas de Ensino do 2.º e 3.º Ciclos e Secundário, que obtiveram melhores resultados escolares. A autarquia reconhece, assim, o seu empenho, dedicação e esforço demonstrados ao longo do ano lectivo de 2009/2010. Foram premiados 144 jovens, sendo que os alunos do 2.º e 3.º ciclos receberam um diploma e um cheque no valor de 124,79 e, no ensino secundário, o aluno com melhor média final obtida recebeu um diploma e um cheque no valor de 149,64 euros, o segundo melhor 124,79 e o terceiro melhor 99,76 euros, somando no total 17,818.50 euros em prémios. A cerimónia decorreu no Auditório Municipal de Resende e contou com a presença do Executivo Municipal liderado pelo Presidente da Câmara, António Borges, dos Presidentes dos Conselhos Executivos do Agrupamento Vertical de Escolas de Resende, do Externato D. Afonso Henriques e da Escola Secundária Dom Egas Moniz. Presentes estiveram também os familiares e amigos dos premiados, que fizeram questão de comparecer no momento solene. Recorde-se que a entrega deste prémio pretende valorizar o desempenho e esforço daqueles que, pelos excelentes resultados escolares obtidos, são exemplo e referência para toda a comunidade escolar.

representada no polivalente uma peça de teatro intitulada “A morte do cigarro”. A redacção da peça esteve a cargo do professor Francisco Magalhães. Participaram na peça os alunos do CEF, 1 B e os professores Francisco Magalhães e Sandra Pinto. Todos os dias morrem pessoas de doenças crónicas do foro respiratório causadas pelo tabaco, por isso há que insistir na sensibilização contra o tabaco. Célia Sequeira, Coordenadora de Educação para a Saúde

Turma do 10.º Bº - Ano Lectivo 2010/2011 16 Dom Egas

Dom Egas 5


N. 29 / Dezembro de 2010

N. 29 / Dezembro de 2010

Turma do 10.º Cº - Ano Lectivo 2010/2011

Corta-Mato Escolar

C

Plano Nacional de Leitura

N

a esteira do ano anterior, o Departamento Curricular de Línguas decidiu responder ao repto lançado pelo Plano Nacional de Leitura, no sentido de participar no 5.º Concurso Nacional de Leitura. Após uma reflexão sobre as obras de leitura obrigatória para a fase local a realizar na nossa escola, o grupo de Português escolheu para o 3.º ciclo do Ensino Básico “Sexta-feira ou a Vida Selvagem” de Michel Tournier e “Os Lusíadas Contados às Crianças e Lembrados ao Povo” de João de Barros. Já para o Ensino Secundário a escolha recaiu em “Sinais de Fogo” de Jorge de Sena e “A Cidade e as Serras” de Eça de Queirós. O objectivo primordial deste concurso é estimular a prática da leitura entre os alunos do 3.º ciclo do Ensino Básico e do Ensino Secundário, através da leitura de obras literárias pelos estudantes desses níveis de ensino. O 5.º Concurso Nacional de leitura decorrerá em três fases distintas: a 1.ª fase, a realizar nas escolas; a 2.ª fase, a realizar nas bibliotecas Municipais designadas pelo DGLB/Direcção-Geral do Livro e das Bibliotecas; e a 3.ª fase, correspondente à Final Nacional, a realizar em Lisboa, em colaboração com a RTP. A primeira fase, a fase local, a realizar na nossa escola, decorrerá no dia 12 de Janeiro de 2011 e os nomes dos alunos seleccionados serão lançados na plataforma até ao dia 14 desse mesmo mês. Os professores responsáveis por esta actividade para os dois níveis de ensino são os seguintes: Rosa de Fátima Tavares de Almeida, Francisco José Almeida Magalhães, Fernando António Pinto Vieira, Dionísio Alberto Ferreira, Catarina Reis e Emília Agostinho.

ºº º

om vista à participação da Escola no Corta-Mato Municipal e no Regional, Fase 2, no início de 2011, decorreu na nossa escola, no dia 17 de Novembro, o CortaMato Escolar, em que os alunos que garantiram uma classificação entre o primeiro e o sexto lugar terão oportunidade de conviver e competir com as centenas de alunos do CAE Douro Sul pertencentes às diferentes escolas que o constituem. A todos os participantes (cerca de 300 alunos), em geral, e vencedores, em particular, o público reconhecimento pelo empenho demonstrado na participação. Parabéns!!! Aqui ficam as classificações dos três primeiros classificados, por escalão e género: Infantis B (Fem.): 1.ª Cátia Pereira (7.º A); 2.ª Patrícia Nascimento (7.º A); 3.ª Rute Dias (7.º C). Infantis B (Masc.): 1.º Luís Miguel (7.º A); 2.º Luís Ferreira (7.º B); 3.º

VIH - SIDA Ó Tintin, tens ideia, de quantas pessoas há no mundo com o VIH? Explica lá isso aos alunos da Escola Secundária de Resende.

Não. Mas sei que é uma doença que não tem cura e que afecta milhões de pessoas no mundo inteiro…

Um estudo feito em 2006 revelou que existe entre 34,1 e 47,1 milhões de cidadãos com VIH em todo o mundo, sendo uma média de 39,5 milhões.

17 .

0 11. 2

10

Sim, eu vi esse estudo, e lá dizia que existem várias formas de transmissão: através das relações sexuais, contacto com sangue infectado, de mãe para filho, durante a gravidez ou o parto, e pela amamentação.

Toni Coelho (7.º D). Iniciados (Fem.): 1.ª Carla Monteiro (7.º B); 2.ª Maria Rodrigues (8.º A); 3.ª Vanessa Pinto (8.º D). Iniciados (Masc.): 1.º Ricardo Severino (7.º B); 2.º João Severino (9.º C); 3.º Dionísio Ferreira (9.º B). Juvenis (Fem.): 1.ª Ana Monteiro (9.º C); 2.ª Patrícia Rodrigues (10.º A); 3.ª Mónica Rodrigues (10.º A). Juvenis (Masc.): 1.º Leandro Ferreira (10.º A); 2.º Daniel Azevedo (1.º B); 3.º Dinis José (8.º C). Juniores (Fem.): 1.ª Marlene Pereira (11.º B); 2.ª Diana Ribeiro (12.º B); 3.ª Fernanda Lourenço (10.º B). Juniores (Masc. 93 e 92): 1.º José Dias (11.º B); 2.º Ricardo Rodrigues (10.º D); 3.º Nuno Gomes (11.º E). Juniores (Masc. 91 e ant.): 1.º António Truta (8.º D); 2.º João Cardoso (12.º D); 3.º Carlos Severino (12.º D). Alfredo Ferreira, Coordenador do Desporto Escolar

~ na Escola Radiaçoes

N

o dia 17 de Novembro de 2010, decorreu no polivalente da Escola, uma sessão de informação e esclarecimento sobre os efeitos da exposição à radiação electromagnética em comunicações móveis, promovida por uma equipa do Instituto de Telecomunicações. A actividade, inserida no projecto ecoescolas, teve como objectivo principal contribuir para a formação de uma consciência colectiva em matéria de campos electromagnéticos e dos seus potenciais efeitos na saúde, ambiente e sociedade. No final, os alunos esclareceram dúvidas e mediram as radiações nos seus telemóveis. Foram ainda realizadas medições das radiações no recinto escolar, cujos resultados serão posteriormente colocados no portal monIT. 17 .

0 11. 2

10

Por isso, qualquer pessoa que queira ter filhos deve sempre fazer o teste para prevenir a transmissão para o filho.

Pois é, e qualquer pessoa deve sempre usar o preservativo durante as relações sexuais e nunca partilhar com as pessoas infectadas, por exemplo, escovas de dentes ou lâminas de barbear, pois aí, pode haver sangue e o VIH transmite-se através do contacto de sangue da pessoa infectada.

Tu até sabes umas coisas Tintin…

Ah, pois sei, e ainda não viste nada, Asterix…

Por Cláudio Pereira, 12.º D

Turmas do 12.º A e Bº - Ano Lectivo 2010/2011 6 Dom Egas

Dom Egas 15


N. 29 / Dezembro de 2010

N. 29 / Dezembro de 2010

Turma do 11.º Eº - Ano Lectivo 2010/2011

Dia da Escola

A

Escola Secundária Dom Egas Moniz, em Resende, comemorou, no passado dia 13 de Outubro, o seu 23.º Aniversário. Durante a parte da manhã, no polivalente da Escola, foi apresentado um vídeo alusivo à data, onde desfilaram

~

13

20 1 . 10.

alguns momentos mais significativos da vida da Escola, ao longo da sua já longa existência. À noite, realizou-se um jantar de confraternização, com a participação de professores e funcionários, num ambiente de animação e são convívio.

0

14 a

O

“Como não consegui arranjar trabalho, quando terminei o 9.º ano de escolaridade na Escola Secundária Dom Egas Moniz, estive em casa, em S. Cipriano, até que me perguntaram se eu queria ir para o “Douro”, trabalhar na vinha. - Não pensei duas vezes, disse logo que sim! A minha mãe achou que eu ia um dia e regressava no seguinte, porque não ia aguentar, mas enganou-se porque, quando se tem força de vontade, pode-se conseguir tudo. Com a última vindima faz tês anos que ando a trabalhar na vinha. Faço sete dias por semana o trajecto de São Cipriano a Ervedosa do Douro para ir trabalhar. Levanto-me todos os dias, às 4:15h, para sair de casa às 4:45h. No tempo da vindima começamos a trabalhar às 7:00h, tomamos o pequeno-almoço das 9:30h às 10:00h e depois vamos almoçar das 13:00h às 13:30h. Por fim, vamos trabalhar até às 16:00h, que é a hora de despegar do trabalho. No total, trabalho oito horas por dia, para poder ganhar 32,50€. Há dias em que chegamos mais cedo a

na Escola Secundária Dom Egas Moniz. O reconhecimento das competências adquiridas ao longo da vida, aos alunos que frequentam o Curso, em contextos informais de aprendizagem, constitui não só um importante mecanismo de reforço da auto-estima individual e de justiça social, mas também um recurso fundamental para promover a integração dos adultos em novos processos de aprendizagem de carácter formal. No entanto, nem sempre é fácil compatibilizar a vida pessoal, profissional e escolar, nomeadamente quando se é mulher (o sexo feminino é o mais representado nas Novas Oportunidades). O Dom Egas dá a conhecer o percurso diário da Sara Pereira, de 20 anos, natural de São Cipriano, que regressou à escola para “ter um futuro melhor”:

casa, há outros dias que chegamos mais tarde, porque nem sempre vamos todos juntos para o mesmo proprietário. Alguns colegas meus, às vezes, vão para mais longe e depois temos que estar à espera deles. Por vezes, as condições atmosféricas não ajudam e eu não gosto quando chove na vindima porque temos que andar a

15 .

10 .

2010

A

Regresso `a escola programa Novas Oportunidades é uma iniciativa do Governo Português que pretende facilitar o acesso à escolaridade por parte da população, visando aumentar a percentagem de alfabetização de Portugal. Dirige-se a pessoas com mais de 18 anos que não concluíram o 9.º ano de escolaridade ou o ensino secundário, tendo em vista aumentar as suas qualificações de base e reconhecer, àqueles que não tiveram oportunidade de estudar, as suas competências com um grau escolar previamente sustentado e estabelecido de acordo com critérios específicos. Inserem-se neste âmbito os Cursos de Educação e Formação de Adultos (EFA), de que a turma B2, nível secundário, ministrado em regime nocturno, é um exemplo

Feira Agrícola

trabalhar com os fatos de chuva e chegamos ao final do dia todos molhados. Chego a casa por volta das 18:00h, tomo banho a correr e preparo o saco para ir trabalhar no dia seguinte. Há dias que ainda dá para comer alguma coisa antes de ir para a Escola, mas há outros que não. Por volta das 19:00h, saio de casa para estar na Escola às 19:30h, altura em que já decorrem as aulas que começam às 19.15h. O horário das aulas termina às 23:10h, mas os professores deixavam-me sair um pouco mais cedo, porque ao outro dia tenho que acordar cedo para ir trabalhar. Pretendo concluir o 12.º ano porque, para além de ter mais formação, posso arranjar com mais facilidade trabalho na área que eu pretendo: ser auxiliar numa escola primária ou numa creche. Será uma forma, também, de ganhar um pouco mais, porque a qualidade de vida está cada vez mais cara e o desemprego aumenta de dia para dia.”

~ Dia Mundial da Alimentaçao

N

o dia 14 de Outubro de 2010, comemorou-se o Dia Mundial da Alimentação. Foram afixados cartazes sobre a temática e distribuídos folhetos sobre a importância do pequenoalmoço, compulsão alimentar e outros distúrbios alimentares. O Centro de Saúde de Resende forneceu guias para distribuir aos alunos. No 7.º A foi realizado um jogo didáctico sobre a alimentação saudável, que contou com a colaboração da enfermeira Marlene, e foram distribuídos alguns folhetos sobre erros e regras alimentares. Esta enfermeira apresentou um PowerPoint alusivo à alimentação e apresentou também spots apelativos à importância do pequenoalmoço, preferência pelo pão escuro e valorização dos legumes e frutas. Os alunos foram muito participativos e demonstraram bastante interesse nas actividades. Os alunos do 8.º C elaboraram um

14 .

10 . 2

010

cartaz, tendo nele redigido um poema sobre a alimentação, combinando a escrita com a colagem de figuras relativas à alimentação saudável. Foram também colados nos sacos de embalagem de talheres, na cantina, cartões sobre os benefícios da fruta. Os alunos do Curso Profissional de Animação Sóciocultural colaboraram na colagem dos cartões. A partir das 14.30h, realizou-se no polivalente, um rastreio da glicemia e medição da tensão arterial. Foi convidada para dinamizar esta actividade a enfermeira Carla Mercê, a exercer funções na Santa Casa da Misericórdia de Resende, com a participação de professores, pessoal não docente e alunos do 10.º A, devidamente autorizados pelos encarregados de educação. Durante o dia decorreu uma feira de produtos agrícolas e de sumos naturais dinamizada pelos alunos do 12.º B.

turma do 12.º B comemorou, nos dias 14 e 15 de Outubro, o Dia Mundial da Alimentação, celebrada internacionalmente no dia 16, através de uma feira que visava promover entre a comunidade escolar boas práticas alimentares, com a colaboração da professora de Área de Projecto. A feira realizou-se no átrio da entrada da escola. Para além das inúmeras qualidades de legumes e frutos que vendemos da parte de tarde também houve direito a espetadas de fruta e batidos que fizeram as delícias de todos. Uma alimentação saudável deve ser promovida com o objectivo de contrariar os crescentes números de obesidade entre os mais jovens. Foi uma iniciativa muito divertida e que serviu para consciencializar as pessoas para a sua alimentação porque como diz o ditado “Nós somos aquilo que comemos”. A Turma do 12.º B

~

Sara Pereira, Turma EFA B2

Turma do 10.º Dº - Ano Lectivo 2010/2011 14 Dom Egas

Dom Egas 7


N. 29 / Dezembro de 2010

N. 29 / Dezembro de 2010

Turma do 11.º Aº - Ano Lectivo 2010/2011

PIEF fazem brinquedos

0 11. 2 11 .

10

N

Uma Escola amiga do Ambiente!

A

Escola Secundária Dom Egas Moniz está preocupada com as questões ambientais, visto que tem no seu plano anual de actividades vários projectos ligados a esta área. Para além do projecto Eco-Escolas, pela primeira vez, a escola ligou-se ao projecto “Jovens Repórteres para o Ambiente”, uma actividade que visa incentivar os alunos para a educação do desenvolvimento sustentável, promovido em Portugal pela Associação Bandeira Azul da Europa, Secção Portuguesa da Fundação de Educação Ambiental. A equipa que irá representar a escola terá o grato apoio do Jornal de Resende.

26 .

10 . 2

010

Jardinagem nas Quintas de Resende

A

turma 1B do CEF de Jardinagem e Espaços Verdes realizou, no dia 26 de Outubro, uma visita pedonal às Quintas de Fornelos, da Graça e do Outeiro, situadas na freguesia de Anreade, no âmbito das disciplinas técnicas do curso. Os alunos tiveram oportunidade de contactar com diferenciados estilos de

jardins e as espécies ornamentais mais representativas. Com esta iniciativa, pretendeu-se dar a conhecer a envolvência ecológica destas Quintas, assim como a sua importância agrícola e turística. Permitiu, também, que os alunos estivessem em contacto com a natureza e com os seus recursos.

o dia 11 de Novembro, a turma do PIEF do 8.º E participou, com grande entusiasmo e muita motivação, no Atelier do fabrico dos brinquedos tradicionais, no Museu Municipal de Resende. Todos os alunos estiveram empenhados no fabrico do seu brinquedo. As meninas elaboraram uma boneca de trapos e os meninos um helicóptero, utilizando materiais usados e de fácil acesso, como remendos de tecidos, lãs usadas, botões, paus, madeiras, entre outros, pretendendo-se recriar junto dos nossos jovens uma realidade por muitos desconhecida, mostrando-lhes os brinquedos de outrora e orientando-os no

29 .

João Pereira, 9.º C

0 11. 2

10

Casa dos Horrores

~

Secundária num “meeting” em Sevilha

N

os dias 26 a 29 de Outubro, o Director da Escola Secundária Dom Egas Moniz, António Carvalho, o Coordenador do Projecto C o me n i u s, D i o n ísi o Fe rre i ra , e o Coordenador do Desporto Escolar, Alfredo Ferreira, participaram no 1.º Encontro do

26 a

29 .

10 .

2010

Projecto PYSA, realizado em Sevilha, no âmbito do Programa de Aprendizagem ao Longo da Vida, patrocinado pela Agência Nacional PROALV. Este projecto da União Europeia, de parcerias Multilaterais Comenius, foi financiado pela referida Agência com o montante de 22 mil euros. Nesse encontro com os restantes parceiros do Projecto (escolas de Espanha, Áustria, Turquia, Grécia, Roménia, Bulgária, Dinamarca e Itália), subordinado ao tema “Actividades Físicas em Ambientes Diversos”, cada delegação fez a apresentação do sistema de ensino do país de origem, da respectiva escola e da vila ou cidade a que pertence. (...) As reuniões de trabalho decorreram no “Instituto Enseñanza Secundaria Joaquín Romero Murube”, uma escola com cerca de 60% da população estudantil de origem

cigana. Grupos de alunos acompanharam as apresentações das diferentes delegações de docentes, assim como participaram num “tour” pela cidade, subordinado ao tema “Romantismo no séc. XIX”, e numa prova de orientação no Parque Maria Luísa. No último dia, as delegações dos diferentes países participantes foram, ainda, brindadas pelos alunos com uma representação teatral, uma peça musical e uma dança de flamenco. Para além destas actividades de carácter cultural com a presença de alunos, outras aconteceram só para professores: visita guiada à Catedral de Sevilha (onde se encontra o túmulo de Cristóvão Colombo), um show de flamenco e uma prova de orientação num bairro típico de Sevilha (Bairro de Santa Cruz).

fabrico dos mesmos. Todos ficaram a saber que nos tempos antigos, estes brinquedos tiveram um importante papel na vida das crianças. Durante milhares de anos, as crianças brincaram com brinquedos dos mais variados tipos, sendo que, até o final do século XIX, a maioria deles era concebida em casa, em família, nos serões, ou de fabrico artesanal. Por outro lado, foram sensibilizados para o facto de poderem, neste Natal, oferecer brinquedos construídos por si com materiais deste género, como forma de poupar algum dinheiro. Concluída a actividade, todos ficaram com um sorriso no rosto e um sentimento de orgulho quando lhes foi transmitido que o brinquedo, por eles elaborado, seria para cada um levar para casa para mostrar aos seus familiares e amigos. Para poderem saber mais pormenores desta actividade, e de outras realizadas pela turma do 8.º E, podem consultar o blogue desta turma: http://piefescolarresende.blogspot.com.

M

A Turma do 8.º E

ais uma vez, as bruxas andaram à solta na Casa dos Terrores (leia-se palco do polivalente) e, apesar de já não ser uma novidade, continuou a surpreender os visitantes. Foi, no passado dia 29 de Outubro, que as Turmas dos Cursos Profissionais de Animação Sóciocultural e Técnico de Apoio Psicossocial celebraram o Halloween. Para o efeito criaram um espaço cénico de terror, animado por personagens horrorosos, assustadores e espevitadas, como as bruxas, a enforcada, os dráculas, as múmias, os fantasmas, o coveiro, com música de arrepiar. Será uma forma de Terapia? Pela quantidade de gritos, suspiros e lágrimas soltadas pelos visitantes, consideramos que terá que haver mais sessões de Terapia do Susto.

Dia do Mar 16 .

0 11. 2

10

N

o âmbito do projecto EcoEscolas, realizou-se, no dia 16 de Novembro, na Biblioteca da escola, uma exposição de trabalhos alusivos ao “Dia Nacional do Mar”. Os trabalhos expostos incidiram num painel com curiosidades sobre o m a r, m a q u e t a s s i m u l a n d o ecossistemas marinhos, utensílios e objectos relacionados com a temática e um painel recreativo do ambiente marinho. Foi, também, elaborado um cartaz com um poema sobre o “Mar”. Foram vivenciados os sons marinhos através dos sons emitidos pelos golfinhos. A actividade envolveu os alunos das turmas do 7.º B e C (em Área de Projecto), bem como a turma do 9.º C. Os alunos mostraram-se muito empenhados e participativos, realizando com entusiasmo e prontidão os trabalhos que lhes foram solicitados.

~ Turma do 11.º Dº - Ano Lectivo 2010/2011

8 Dom Egas

Dom Egas 13


N. 29 / Dezembro de 2010

Turma do 11.º Cº - Ano Lectivo 2010/2011

N. 29 / Dezembro de 2010

^ da Biblioteca Escolar Outubro: mes

D

urante o mês de Outubro, mês Internacional da Biblioteca Escolar, a BEgas realizou um conjunto diversificado de actividades que

01 a

31 .

10 .

2010

~

Magusto na Escola

N

o passado dia 12 de Novembro realizou-se na nossa Escola o tradicional magusto, como é habitual nesta época do ano. Estiveram neste evento, alguns membros da comunidade educativa, nomeadamente, o Director, a Subdirectora, Pessoal Docente e não Docente, Encarregados de Educação e ainda alguns alunos. Não faltaram castanhas, gentilmente cedidas pelo Padre Vasco e a boa disposição marcou presença! O ambiente era de grande alegria e no final houve um concerto pela Banda de S. Cipriano “A Nova”. Trata-se de uma Banda

11. 11 .

2 010

com elementos jovens, alguns deles são alunos e funcionários da Escola. Foi um espectáculo de grande qualidade! A festa terminou de forma muito animada e todos aplaudiram também o nosso Director que teve oportunidade de revelar as suas “aptidões para a música”, substituindo por breves minutos o maestro da Banda que também já foi docente nesta Escola. A quem não assistiu, aconselho vivamente a dedicar alguns momentos a apreciar os concertos desta banda e creio que não se vai arrepender!

BEgas comemora aniversário

A Professora, Arminda Maria Lemos

EFA Magusto

A

12 .

0 11. 2

10

equipa pedagógica dos Curso de Educação e Formação de Adultos (EFA NS) da Turma B 2 realizou, no passado dia 11 de Novembro, um “Magusto / Jantar Convívio”, actividade que decorreu na Escola Secundária Dom Egas Moniz, num clima de grande convívio e diversão. A iniciativa, inserida na actividade curricular da turma, constitui a Actividade Integradora das Unidades de Competência números: um (Equipamentos e Sistemas Técnicos) a Sociedade, Tecnologia e Ciência (STC); três (Reflexividade e Pensamento Crítico) a Cidadania e Profissionalidade (CP); e quatro (Economia e Gestão) a Cultura, Língua e Comunicação (CLC). Pretendeu-se, para além de comemorar o dia de São Martinho, conhecer e preservar a cultura popular, dinamizar as relações interpessoais, promover o espírito de equipa, de interajuda, de cooperação e colaboração, e desenvolver capacidades de gestão e organização de actividades.

passaram por visitas guiadas para os alunos do 7.º ano, elaboração e exposição de c a r t a z e s , r e s p o s t a a questionários/sugestões, elaboração de um painel com frases alusivas à leitura e o concurso “O logótipo da BEgas”. As visitas guiadas dos alunos do 7.º ano tiveram como objectivo primordial, a integração dos novos alunos no espaço escolar e a formação de utilizadores. No que se refere ao concurso para melhor logótipo (Mascote) da BEgas, após uma análise exaustiva dos trabalhos elaborados, com imaginação e criatividade, pelos participantes, foi considerado vencedor o Professor José António, de Informática, que apresentou um logótipo interessante e original. Parabéns ao vencedor!

Olimpíadas da Matemática

D

ecorreu no dia 10 de Novembro, na Escola Secundária Dom Egas Moniz, em Resende, a 1.ª eliminatória da 29.as Olimpíadas Portuguesas de Matemática (OPM). Esta iniciativa, à qual a nossa escola mais uma vez aderiu, contou com a participação de 92 alunos distribuídos por diferentes categorias: Categoria “PréOlimpíadas” (7.º Ano - 16 alunos); Categoria A (8.º e 9.º Anos - 40 alunos); Categoria B (10.º, 11.º e 12.º Anos - 36 alunos). As OPM são organizadas anualmente pela Sociedade Portuguesa de Matemática (SPM), em parceria com o Departamento de Matemática da Universidade de Coimbra,

Dia do Halloween

0 11. 2 10 .

10

com o objectivo de desenvolver o conhecimento da Matemática, o treino do raciocínio e o gosto pelos desafios matemáticos. Os problemas propostos neste concurso, fazem, sobretudo, apelo à qualidade do raciocínio, à criatividade e à imaginação dos estudantes. São factores importantes na determinação das classificações, o rigor lógico, a clareza da exposição e a elegância da resolução. Esperemos, agora, que os nossos alunos fiquem apurados para a 2.ª eliminatória que se realizará no dia 19 de Janeiro de 2011. Os Professores de Matemática

29 .

010 10. 2

N

o dia 29 de Outubro, comemorou-se o Dia do Halloween. Este costume tem origem na tradição celta que marcava a época das colheitas, o fim do Verão e o início de Inverno. A noite de Halloween era considerada mágica, um momento de transição, quando os mortos chamavam os vivos e as criaturas sobrenaturais coexistiam com os seres humanos. Os alunos da Escola realizaram diversas actividades, nas quais ficou patente a criatividade e a originalidade.

Projecto Green Cork

O

projecto Green Cork, inserido no projecto EcoEscolas, procedeu à colocação na BEgas de um pequeno cesto, para serem colocadas rolhas de cortiça, que posteriormente serão recicladas. Os alunos da Escola pretendem, assim, sensibilizar a comunidade educativa para os princípios inerentes ao projecto, em que cada mil rolhas recolhidas, corresponderá a uma árvore plantada.

Um agradecimento especial à Padaria da Toutosa que disponibilizou as suas instalações para assar as magníficas castanhas.

Turma do 11.º BºCº - Ano Lectivo 2010/2011 12 Dom Egas

Dom Egas 9


N. 29 / Dezembro de 2010

10 . 19 .

2010

N. 29 / Dezembro de 2010

~ de euros para Escola nova 11,5 milhoes

C

erca de 11,5 milhões de euros serão investidos na modernização da Escola Secundária Dom Egas Moniz - Resende e EB2, um dos maiores investimentos efectuados no concelho de Resende, a concurso até ao final de 2010, prevendo-se 15 meses para a sua conclusão. No passado dia 19 de Outubro, nas instalações da Secundária, na presença do Director Regional da Educação do Norte (DREN), Dr. António Leite, do Presidente da Câmara Municipal de Resende, Eng. António Borges, entre outras individualidades, anunciou-se esta remodelação que se insere no “Programa de Modernização dos Ensinos Secundário e Básico 2/3”, promovido pelo Ministério da Educação, a cargo da Parque Escolar, que pretende interromper o ciclo de degradação de alguns estabelecimentos escolares, corrigindo os problemas de construção existentes e melhorando as condições de adaptabilidade, segurança e acessibilidade.

À procura de outros sonhos… Durante a cerimónia de apresentação, o Director da DREN, António Leite, indicou que “o grande objectivo desta transformação no ensino visa diminuir o insucesso e o abandono escolares”. Temos de garantir que,independentemente da região onde nos encontramos, o acesso à educação seja feito em condições de conforto, igualdade e equidade”, referiu. O Presidente da Câmara Municipal, António Borges, reconheceu publicamente o apoio do Director da DREN, António Leite, responsável pela inclusão de Resende no Projecto de Modernização da Parque Escolar. “É na Escola que se joga o futuro e o futuro de Resende passa pelas suas escolas,

nomeadamente pela Escola Secundária. Escolas com um novo modelo pedagógico, mais exigentes, mais capazes, mais preparadas e com mais respostas…”, referiu. O Director da Escola Secundária Dom Egas Moniz, Dr. António Miranda de Carvalho, mostrou-se satisfeito pelo estabelecimento de ensino que dirige ter sido contemplado na terceira fase de requalificação da Parque Escolar. “Têm sido estabelecidos objectivos que têm sido atingidos, nomeadamente no que se refere ao insucesso e abandono escolares. Agora voamos para outros sonhos…”, concluiu.

Escola multifacetada h Na Escola Secundária verificava-se a necessidade de construir novos edifícios, com funções sociais e lectivas, de beneficiar o pavilhão gimnodesportivo e de requalificar os espaços exteriores e de reordenar os interiores. “A Escola, no seu conjunto, necessita de mais área, de melhor equipamento e de uma mais eficaz distribuição programática, para um mais qualificado apoio ao desempenho das suas actividades”, diagnosticou o arquitecto Francisco Barata. “Os objectivos do programa são recuperar e modernizar todo o edifício escolar, potenciando uma cultura de aprendizagem, divulgação do conhecimento e aquisição de competências; abrir a escola à comunidade, recentrando a escola nos meios urbanos em que se inserem; e criar um sistema eficiente e eficaz de gestão dos edifícios, garantindo a operação de requalificação e modernização”, concluiu o arquitecto.

Espaços lectivos: 25 salas de aula normais; 1 sala de música; 4 laboratórios e 2 salas de preparação; 3 salas TIC; 1 oficina informática; 1 estúdio multimédia, 1 sala de educação visual; 1 sala de educação visual e tecnológica; 1 oficina de electricidade e electrotecnia e 1 sala de apoio à oficina de electricidade e electrotecnia; 1 oficina de expressão dramática; espaço de curso termalismo (2 salas); 2 estufas (curso de jardinagem).

^ ^ A experiencia aguça a competencia

N

o dia 19 de Outubro decorreu o programa para a apresentação do Projecto de Requalificação da nossa escola. Participaram nela os representantes institucionais envolvidos na projecção da obra. Estiveram presentes docentes interessados e foi evidente a presença de órgãos de comunicação social. Conforme chegavam, os funcionários desta escola não deixaram de mostrar a sua surpresa e agrado por verem algumas caras suas conhecidas. Alguns alunos do Curso Técnico de Turismo Ambiental e Rural estavam, desde a chegada dos convidados, preparados e “a postos” para acolhê-los com o formalismo necessário. De facto, assim que foi sugerida a participação dos alunos, permitindo enriquecer a organização do evento com a presença activa dos estudantes,

10 Dom Egas

todos deram um claro sinal de entusiasmo. Empenharam-se para concretizar essa experiência com grande espírito de sacrifício, considerando que chegaram à escola às 8h da manhã e acompanharam este evento desde o seu início. Serviram o lanche tardio e ainda foram solidários com as funcionárias da cantina que se encontravam de serviço. Partilharam a sua experiência com os colegas e transmitiram, de forma objectiva, com diferentes perspectivas, tudo o que aprenderam. Foi, com satisfação, que nós também aprendemos, provando a capacidade de transformação que a experiência provoca, capaz de desafiar e aguçar as competências dos futuros profissionais desta escola! Suzan Fartaj, Formadora do 10.º C

Espaços não lectivos: Biblioteca; cozinha / bar; refeitório; sala polivalente com bancada retráctil com 200 lugares sentados; pequeno auditório para 3 turmas (90 lugares); arquivo com estantes compactas; espaços administrativos; Centro Novas Oportunidades); sala de trabalho de docentes; sala de pausa de docentes; sala de pausa de funcionários; espaços de apoio à prática desportiva (4 balneários para alunos e 1 balneário para docentes); requalificação dos espaços desportivos exteriores e interiores; espaços de arrumação.

Dom Egas 11


Jornal Dom Egas 1 P 2010_2011