Issuu on Google+

OPEN STUDIO Residência artística FAAP Fundação Armando Álvares Penteado Edifício Lutetia Praça do Patriarca 78, Sé, São Paulo. Studio 42 sábado, 7 de junho, 12hs a 17hs

Juan Reos projeto em residência: Simulatórios trabalhos em processo

Meu projeto em residência consiste na criação de uma série de pinturas de grande formato. Cada uma tem o caráter de um trompe l´oeil. São pinturas nas quais estão representadas instalações artísticas (caprichosas e contemporâneas) sendo exibidas e em uma escala natural para fazer o procedimento de representação e sua tentativa de confundir ou surpreender o espectador de maneira mais convincente. Na realização de imagens pictóricas que referem à algum tipo de trabalho artístico contemporâneo, eu aproveito as possibilidades que a pintura brinda para gerar climas sugestivos que convidam o espectador a partir da sensação de luz e cor. Em outras palavras, não se trata só de simular uma obra de arte contemporânea, mas, ao mesmo tempo, fazer uma pintura. Nesse sentido Simulatórios é uma paródia que abraça a contradição de tentar ser duas obras de arte ao mesmo tempo. O procedimento poderia se descrever como uma obra de arte dentro de outra, ou melhor, uma obra de arte que é, na verdade, outra obra de arte, e esta última é realmente a primeira, e assim sucessivamente. A operação artística não é a pintura nem é o objeto artístico simulado. É, na verdade, o intervalo, o ponto cego, o abismo que aberto é entre os dois: descobrir que toda a operação visual encontra-se nessa tensão. Hoje, o mundo é apresentado como uma simulação, “(...) vivemos em um mundo de simulação, em um mundo onde a maior função do signo é fazer desaparecer a realidade e, ao mesmo tempo, mascarar o desaparecimento.” (Jean Baudrillard, El complot del arte – Amorrortu editores, Bs As 2007)

Juan Reos Buenos Aires, Dezembro de 1983. Graduado em artes visuais no IUNA (Instituto Universitario Nacional del Arte), orientação em pintura. Nesse contexto, estudou pintura com os artistas visuais Pablo Siquier e Carlos Bissolino. Participou também das oficinas particulares dos artistas visuais Pablo Giacomini, Diego Perrotta e Nahuel Vecino. Fez exposições individuais e coletivas em espaços como: Belleza y Felicidad, Appetite, Jardín Oculto, Centro Cultural Recoleta, Centro Cultural San Martin e Fondo Nacional de las Artes, entre outros. Participou da edição 2011 da bolsa de estudos em artes visuais ECuNhi-FNA. Foi assistente do artista visual Marcelo Pombo. Atualmente trabalha como professor de forma particular em sua oficina. Fundador e gestor do EspacioProvincia. Vive e trabalha em Buenos Aires, Argentina.

juanreos@gmail.com / juanreos.tumblr.com / flickr.com/photos/juanreos


OPEN STUDIO Residência artística FAAP Fundação Armando Álvares Penteado Edifício Lutetia Praça do Patriarca 78, Sé, São Paulo. Studio 42 saturday 7th of June, 12hs a 17hs

Juan Reos residence project: Simulatorios work in progress

My project in residence consist in a series of large-scale paintings. Each has the character of a trompe l’ oeil. Are paintings in which are represented art installations (capricious and contemporary) being displayed in a natural scale to make the procedure of representation and its attempt to confuse or surprise the viewer more convincing. In the realization of paintings that refer to some kind of contemporary artwork, I make use of the possibilities that painting has to generate suggestive light and color climates that can attract a viewer. In other words, the procedure it is not only to simulate a work of contemporary art, but at the same time to make a painting. In that sense Simulatorios is a parody that embraces the contradiction of trying to be two different art works at the same time. The procedure could be described as a work of art inside another, or rather, a work of art that is actually another work of art, and this last is actually the first, and so on. The aesthetic procedure is not focus on the painting or on the simulated art object, but on the interval, the blind spot, the abyss that is open between the two: discovering that the image lies in tension. Today, the world is presented as a simulation, “(...) we live in a world of simulation, in a world where most of the sign function is to vanish reality and at the same time, mask the disappearance.” (Jean Baudrillard, El complot del arte - Amorrortu editors, Bs As 2007)

Juan Reos Buenos Aires, December 1983. Graduated in Visual Arts for the degree of Visual Arts at IUNA (Instituto Universitario Nacional del Arte), in paint orientation. In IUNA he has developed personal artistic projects with the orientation of the artists Carlos Bissolino and Pablo Siquier. He also attended the private workshops of the artists Pablo Giacomini, Diego Perrotta and Nahuel Vecino. He made numerous solo and group shows in galleries and cultural centers, such as: Belleza y Felicidad Gallery, Appetite Gallery, Jardín Oculto Gallery, Recoleta Cultural Center, San Martin Cultural Center and the National Endowment for the Arts of Argentina, among others. In 2011 he participated of the Fellowship ECuNhi-FNA for visual artists of Argentina. He worked as an artist’s assistant for the artist Marcelo Pombo. He currently works as an art teacher in his studio. Creator and current manager of EspacioProvincia, an independent art experimentation space in Buenos Aires. He lives and works in Buenos Aires, Argentina.

juanreos@gmail.com / juanreos.tumblr.com / flickr.com/photos/juanreos


open studio FAAP 2014 - port - engl