Issuu on Google+

agronegóCio

Jornal do São Francisco LABORATÓRIO CLÍNICO

BARREIRAS-BAHIA Rua Café Filho, 210 - Jd. Primavera (Próx. a Caixa e Bradesco)

FONE: (77) 3611-6680 / FAX: (77) 3612-8858

Bahia Farm Show encerra com R$ 1,019 bilhão PáGINA 18

expoAgro 2014 é lançada em Barreiras PáGINA 22

JORNAL DO

De 1o a 18 de junho de 2014 • Ano 7 • Edição 154

região Ed. 154, de 1o a 18 de junho 2014

Servidores da saúde aguardam licitação PáGINA 27

1

jornaldosaofrancisco.com.br • 77 3612 3066 • R$ 2,00

São Francisco A VOZ De iNTegRAÇãO DO OeSTe bAiANO

GABRIELA FLORES

VAi bRASiL! Os barreirenses demonstraram o seu patriotismo. ruas, casas e estabelecimentos comerciais, tudo foi decorado com as cores da seleção. PÁGINAS 8 e 9

SuSPEITA DE IrrEGulArIDADES NA OCuPAÇãO DE IMóVEIS PÚBlICOS

segurança

Quadrilha de roubo de defensivos é desarticulada As prisões aconteceram na tarde do último dia 09 PáGINA 29

artigo: Wagner pamplona

bARReiRAS: CIDADE POlO rEGIONAl PáGINA 13

PáGINAS 4 a 6

JsF no planalto

A lição do gaúcho João Saldanha ARQUIVO PESSOAL

DeNÚNciA:

Há um outro torneio em disputa, além deste que está aí sendo jogado com afinco por 32 seleções. Trata-se das eleições que se avizinham. PáGINA 25


2 Ed. 154, de 1 a 18 de junho 2014

Jornal do São Francisco

o

OPINIÃO EDITORIAL

JORNAL DO

São Francisco jornaldosaofrancisco.com.br

o mundo de olho na bola!

Padrão Brasil!

chefia-edicao@jornaldosaofrancisco.com.br redacao@jornaldosaofrancisco.com.br comercial@jornaldosaofrancisco.com.br Praça Dr. Augusto Torres, 38 - Centro Histórico Barreiras - Bahia - CEP 47.805-230 FONE/FAX: (77) 3612-3066

Q

Editora: Heloíse Steffens DRT/PR-7213 | Repórteres: Ivana Dias DRT/BA-4258, Gabriela Flores DRT/BA-4748 e Cheilla Gobi | Diagramador: Nicélio Ramos | Colunistas: Alexandre Garcia, Durval Nunes, Carlos Augusto, Raul Beiriz e Vanessa Horita | Publicidade: Aline Mello e Jeová Júnior Impressão: IGráfica | Tiragem: 7 mil exemplares

Nicélio Ramos

ALEXANDRE GARCIA É jornalista das Organizações Globo onde, desde 1996 apresenta o programa Espaço Aberto, na GloboNews, e desde 2001 apresenta e coordena, direto de Brasília, o telejornal local matutino DFTV - 1ª Edição. Faz participações diárias como comentarista político do telejornal Bom Dia Brasil e está no grupo de apresentadores que se revezam na bancada do Jornal Nacional aos sábados e integra a equipe de colunistas do Jornal do São Francisco.

GANHANDO A COPA

A

moça e o rapaz, no topo de escadas, enfeitavam o teto do supermercado com fitinhas verde-e-amarelas. “Já, Semana da Pátria?” – perguntei,  provocativo. Os dois ficaram surpresos com minha reação. Depois de um tempo, a moça explicou: “Semana da Copa”. Insisti: “ E como é que não vi a loja enfeitada assim para o Sete de Setembro?”.  A verdade é que não tenho visto nos automóveis, nas ruas, nas casas, nas lojas, o país embandeirado de verde-e-amarelo para festejar a Pátria. Festeja-se, sim, um time profissional de futebol, num torneio comandando por uma empresa com sede na Suíça. Como o certame dá exposição quase mundial aos países anfitriões, a regra é que esses países têm aproveitado a oportunidade para projetarem e expandirem seu poder nacional. Nos últimos jogos de inverno, na Rússia, foi a ocasião para  Putin. Barcelona se tornou ainda mais procurada depois dos jogos olímpicos; a Alemanha usou a Copa para o mundo relevar os crimes de Hitler; a África do Sul mostrou-se potência africana na Copa; e imagine os Estados Unidos reiterando competência ao sediar o campeonato mundial de um esporte que lá não é popular. O Japão aproveitou os jogos olímpicos de Tóquio para inaugurar o trem-bala, em 1964. Aqui, se tivéssemos nosso trem

-bala circulando entre Rio e São Paulo, como prometido pelo governo,  já seria uma vitória, embora meio século depois do Japão. Se tivéssemos resolvido a mobilidade urbana, sem congestionamentos e com transporte de massa eficiente, já seria uma vitória. Já imaginaram, os hospitais públicos totalmente equipados e sem espera? E se já pudéssemos andar nas ruas; ficar em casa, frequentar lojas – sem perigo de assaltos ou balas perdidas? ainda que a pretexto da Copa?  Que vitória! Jornalistas estrangeiros me contam que tiveram um choque ao perceberem a pobreza e as péssimas condições de vida nas periferias. É que a propaganda do governo, o marketing, fizeram crer no exterior que os pobres tinham virado classe média; que a pobreza havia acabado e as diferenças sociais eliminadas. O próprio governo que trouxe a Copa se torna vítima da exposição da realidade. Jornalistas estrangeiros desacostumados devem estranhar nos jornais brasileiros, todos os dias notícias de homicídios e corrupção. Se tivéssemos usado a Copa para nos enquadrarmos  no padrão FIFA  de educação, saúde, segurança, organização das cidades, não nos importaríamos se nossa equipe de futebol perdesse todos os jogos. Já teríamos ganhado a Copa.

NOTAS

Mutirão para adoção A Vara da Infância e da Juventude de Barreiras junto ao Núcleo de Prática Jurídica da Faculdade São Francisco de Barreiras (FASB), realizou audiências públicas de adoção, no período de 9 a 13 de junho, nos abrigos da cidade lares Emmanuel, Paola e Batista e Associação de Amparo ao Menor Carente (Amec). O objetivo da ação é acelerar os processos que envolvem menores na Comarca. “Estamos fazendo o possível para que esses menores retornem ao convívio social. As audiências acontecem duas vezes por ano para agilizar os procedimentos processuais”, disse o Juiz de Direito da Vara da Infância e da Juventude, Dr. César Lemos.

Prazo para os préselecionados do ProUni O prazo para os candidato pré-selecionados na primeira chamada do Programa Universidade para todos (ProUni) confirmarem as informações prestadas na inscrição das instituições de ensino, encerra no dia 24 de junho. Aquele que perder o prazo será automaticamente eliminado. O candidato deve verificar junto à instituição, os horários e o local para confirmar as informações. A lista com a documentação necessária está disponível na página do ProUni. Confira o cronograma: Comprovação de informações: de 16 a 24 de junho; resultado da segunda chamada: 4 de julho; comprovação de informações: de 4 a 11 de julho; adesão à lista de espera: 21 e 22 de julho e comprovação de informações dos candidatos em lista de espera: 29 a 30 de julho.

Site UFOB O portal da Superintendência Universitária da Universidade Federal do Oeste da Bahia (UFOB) está disponível desde o dia 5 deste mês. No site, as pessoas poderão obter informações e fazer contato com a instituição. Segue os links: www.su.ufob.edu.br - Superintendência Universitária e www. su.ufob.edu.br/csi para Informações referentes à participação da UFOB no SISU 2014.2. 

uatro anos de incertezas. Este foi o tempo que levou para o Brasil tentar se preparar para a Copa do Mundo 2014. Ao longo desses anos, tudo precisava ter o padrão FIFA nas cidades-sedes. Os estádios ficaram prontos, mas muitas obras ainda precisam ser feitas. Este é o mundial mais caro já feito – quase R$ 10 bilhões gastos. Quais os legados dos estádios? Em estados como São Paulo, Rio de Janeiro, Bahia e Curitiba, as arenas funcionaram a pleno vapor nos campeonatos estaduais, nacionais e até sul-americanos. E em Manaus e Brasília, locais que não têm tradição no esporte? Na Copa da África do Sul, o Soccer City – palco principal da competição – hoje está abandonado e sobrevive da realização de shows. Paul McCartney foi a maior estrela a pisar no gramado pósCopa. Será que nossos estádios terão o mesmo fim? Querendo ou não, o padrão FIFA custou muito dinheiro público, tendo em vista que a iniciativa privada não quis assumir as obras dos estádios. A presidente Dilma Rousseff deixou bem claro que a Copa estaria pronta de acordo com o padrão Brasil. Isso mesmo. Aqui no país, nosso padrão é péssimo em transporte, saúde, segurança, mas os estádios, mesmo que com obras para fazer, estão prontos para a bola rolar. O mundial já começou feio. Uma belga como coreógrafa da abertura, que chamou bastante atenção por ter sido meia boca. Era muita cor, poucos bailarinos e um globo gigante que virou palco. A brincadeirinha que reuniu Pitbull, Jennifer Lopes e Claudia Leitte custou aos brasileiros R$ 18 milhões. Pelo menos, a seleção canarinho ganhou o jogo para amenizar o vexame. Mas sediar uma Copa do Mundo pode ser determinante para o desenrolar dos votos nas urnas em outubro. Vaiada no jogo de abertura, Dilma torce por um triunfo de Neymar & Cia para poder sonhar com uma reeleição. Como dizem as teorias da conspiração, a taça do mundo já é nossa. Mas será que o futebol, a menina dos olhos dos brasileiros, poderá esconder os bilionários erros na realização desta Copa? É esperar para ver. É o PT rumo ao Tetra nas urnas e os jogadores rumo ao Hexa nos gramados?


Jornal do São Francisco

Ed. 154, de 1o a 18 de junho 2014

LOCAL

Novo presidente da FIEB visita Barreiras

GABRIELA FLORES

3

O que fazer com animal após a morte? Vigilância Sanitária autua ONG LOBO por incinerar animal de forma irregular HELOÍSE STEFFENS

Carlos Gilberto Farias veio à região Oeste contemplar um encontro com a imprensa local para falar sobre os investimentos e os serviços do Sistema FIEB em Barreiras Gabriela Flores

H

á dois meses no cargo de presidente da Federação da Indústria do Estado da Bahia (FIEB), Carlos Gilberto Farias, veio à região Oeste contemplar um encontro com a imprensa local para falar sobre os investimentos e os serviços do Sistema FIEB em Barreiras. Farias, juntamente com o corpo diretivo do Sistema FIEB, aproveitou para visitar as obras da unidade do Sistema no município. O investimento previsto no empreendimento está orçado em R$ 12,9 milhões. A obra está em fase de terraplanagem e tem previsão de execução de 12 meses. “Essas instalações ofertarão aos que aqui se encontram e aqueles que têm vontade de vir para a região, encontrar

uma oportunidade de material humano com preparação técnica nas distintas áreas que existem aqui nas industrias”, disse Carlos Gilberto Farias. O complexo vai funcionar na Avenida das Turbinas e vai abrigar serviços realizados pelo SESI, SENAI e IEL. As casas do Sistema FIEB atuam na região oferecendo serviços de educação e qualificação profissional, capacitação empresarial, apoio à inovação e saúde/segurança do trabalhador. A FIEB, fundada há 66 anos, teve atuações importantes ao longo de sua história: a campanha "O petróleo é nosso", nos anos 1950, e a participação para garantir a implantação do Polo Petroquímico na Bahia, nos anos 1970. A indústria hoje é responsável por 26% do Produto

Interno Bruto (PIB) estadual com 7.300 empresas que dispõem de mais de 400 mil trabalhadores. “Essa formação de mão-de-obra que vai ser formada pelo SESI e SENAI é voltada para a vocação da região, que é a agroindústria. Vamos agregar valores. Temos toda uma infraestrutura que precisa ser feita, mas é preciso checar essa vocação e a agricultura moderna é esta, a agroindústria”, declara o presidente. Carlos Gilberto Farias aproveitou o encontro com a imprensa para esclarecer o porquê da FIEB ter escolhido Barreiras para a construção de um complexo. “É uma região que prospera. A descoberta do cerrado veio para agregar valores. O agronegócio vem sustentando o país e é por isso que estamos aqui”, finaliza Farias. ■

Operação apreende 170 medicamentos vencidos em clínica odontológica GABRIELA FLORES

Gabriela Flores

D

urante uma fiscalização rotineira da Vigilância Sanitária, em Barreiras, no último dia 3, os fiscais foram surpreendidos ao encontrar uma grande quantidade de medicamentos vencidos em uma clínica odontológica. Foram apreendidos 170 produtos de diversas finalidades, desde construção de moldes a anestesias. “As desculpas são das mais diversas possíveis. De fato existe a clínica e lá tem uma responsável técnica, que responde por qualquer irregularidade e será responsabilizada por esse procedimento. Não é possível que esteja convivendo ali e não tenha a curiosidade de ver se os produtos estão no prazo de validade. Todos [os medicamentos] estão com aspecto de que estavam sendo usados no dia a dia. Outro agravante é que a clínica não tem o

contrato de coleta desses resíduos”, informou o diretor da Vigilância, Márcio Pita. O diretor informou que vai comunicar a Promotoria Pública sobre o caso, para que providências sejam tomadas. O Conselho Regional de Odontologia também será acionado para que aja com todo o rigor perante a denúncia, pois acredita que tais atos são praticados de forma intencional por parte de alguns profissionais. Pita alerta para a importância de os clientes ficarem atentos aos procedimentos dos profissionais de qualquer área. “O paciente tem que exigir que o equipamento descartável seja aberto na sua frente e que o médico dê a maior quantidade de informações possíveis sobre o que está sendo usado. Queremos mostrar que esse tipo de coisa é possível de acontecer e que as pessoas devem ficar atentas. O paciente não precisa ter medo de cobrar. Nós

Foram apreendidos 170 produtos de diversas finalidades, desde construção de moldes à anestesias. estamos pagando e precisamos cobrar. Então acredito que a penalidade tenha que ser proporcional aos possíveis danos que poderiam ter causado nos pacientes”, conclui. ■

Cheilla Gobi

A

lguns enterram seus animais, outros deixam em clínicas veterinárias e até aqueles que jogam no lixo, rios ou terrenos baldios. De acordo com o coordenador da Vigilância Sanitária, em Barreiras, Márcio Pita, essa última alternativa gera um problema de saúde pública, pois muitos deles podem estar com doenças que podem ser transmitidas ao homem. Esta dúvida ocorre até mesmo em pessoas que atuam em organizações que acolhem bichos abandonados ou animais vítimas de maus-tratos, protegendo-os até a sua adoção responsável. Foi o que aconteceu com Aldina Silva, conhecida como dona Maria, cuidadora dos animais na Liga de Ordem para Bichos Órfãos (ONG LOBO), em Barreiras. Por falta de orientações, resolveu ela mesma incinerar dois cachorros na frente da instituição, no último dia 06. A ação gerou incômodo aos vizinhos que, imediatamente, comunicaram à Vigilância Sanitária. A Lobo foi autuada, pois segundo Pita, a incineração foi feita de forma irregular, comprometendo a saúde pública. De acordo com a funcionária da Ong, os cachorros foram encontrados mortos na parte interna da instituição, um dia antes da incineração. Segundo ela, os responsáveis foram informados sobre o acontecido, mas não tomaram as devidas providências. “O mau cheiro estava demais, portanto achei que não tivesse problema nenhum queimar os animais. Eu errei, mas foi achando que essa seria a solução!”, disse dona Maria. De acordo com Pita, o ideal é procurar uma clínica veterinária, pois o lixo gerado pelas clínicas é considerado lixo hospitalar. As prefeituras têm que recolher esse material e destiná-lo para o Centro de Zoonose para incineração ou outra prática, conforme o órgão achar viável. ■


4 Ed. 154, de 1 a 18 de junho 2014

LOCAL

o

Jornal do São Francisco

Da Funasa ou do município? FOTOS: HELOÍSE STEFFENS

Suspeita de irregularidades na ocupação de imóveis públicos. Conforme denúncia, as residências estariam sendo ocupadas há anos por pessoas que não preenchem os requisitos para formalização da cessão de uso. A Fundação Nacional de Saúde (Funasa) diz ter dúvidas quanto à titularidade dos imóveis, já o município garante que, formalmente, se encontram em posse da referida instituição

Residência ocupada pela servidora Maria Messias Furtado de Araujo

A I C N

Ú N E

D Residência ocupada pelo servidor Fernando Justino Caldas Garcia

Cheilla Gobi heloÍse sTeFFens

D

esencontro de informações, falta de transparência, ausência de fiscalização, suspeita de irregularidades e muita, muita burocracia. Estas são algumas das palavras que parecem definir a atual situação de convênios ou contratos celebrados há mais de 15 anos entre a Fundação Nacional de Saúde (FUNASA) – antiga Fundação de Serviço Especial de Saúde Pública (FSESP), órgão vinculado ao Ministério da Saúde - e servidores supostamente subordinados ao órgão em questão. Foi o que apurou a investigação promovida pela redação do Jornal do São Francisco acerca de denúncia de ilegalidade na ocupação dos referidos imóveis públicos, sediados em Barreiras. O convênio ou contrato em questão autorizava a ocupação de imóveis residenciais pertencentes à Funasa por servidores públicos que prestassem serviços à fundação, em atuais ações promovidas pelo órgão na área da saúde, como saneamento básico e saúde ambiental. Sendo assim, os imóveis funcionais oriundos da FSESP foram construídos com o objetivo de abrigar médicos, odontólogos ou outros profissionais do setor do quadro da instituição. Isso porque, naquela época, poucos profissionais desejavam estabelecer-se em Barreiras, por tratar-se de cidade de interior – pacata e ainda desprovida da infraestrutura dos grandes centros. Como

forma de incentivar a vinda desses profissionais – que também justificavam o desinteresse pelo município pelo alto custo de vida – e havendo a necessidade do oferecimento desses colaboradores, a Funasa disponibilizou três residências para moradia – duas delas localizadas na Rua Joana Angélica e, a terceira casa, na Rua Califórnia, todas no Bairro J.K, conforme Boletim de Cadastro Imobiliário, cedido pela Prefeitura Municipal de Barreiras. Este tipo de convênio ou contrato não foi mais realizado a partir de 1999, depois que a missão institucional passou a ser controle de ações para cuidado da saúde indígena. No entanto, no que diz respeito aos imóveis localizados em Barreiras, conforme denúncia que chegou à redação do Jornal do São Francisco, as residências estariam sendo ocupadas há anos por pessoas que não atendem aos requisitos para formalização da cessão de uso e, mesmo, para uso dos imóveis.

suspeita de irregularidades Após o recebimento de denúncia acerca da ocupação e celebração da cessão de uso – ambas supostamente irregulares - a equipe do Jornal do São Francisco buscou informações para constatar a veracidade ou não de tal acusação. Vizinhos, empresários e trabalhadores da redondeza. Todos foram ouvidos e demonstraram conhecimento do fato de as residências em questão pertencerem a um órgão público. De acordo com apuração jornalística deste veículo, ao que parece apenas um

Residência que deveria ser ocupada pela servidora Martha leonor Faria da Motta. Quem reside atualmente é o irmão da médica

contrato de cessão de uso de uma das três residências está regular. Trata-se do contrato celebrado pela Funasa com o médico Fernando Justino Caldas Garcia que, segundo informações de moradores locais, reside na casa em questão há mais de 15 anos. A equipe de reportagem foi até a residência que abriga o médico por pelo menos quatro vezes; em nenhuma delas, obteve sucesso em falar com o profissional. Em uma última tentativa, quem atendeu a equipe do jornal foi uma nora do médico, que informou acerca da ausência deste e negou-se a repassar o telefone do profissional. Neste mesmo instante, recebeu um cartão com os dados do veículo de comunicação e ficou de repassar para que este entrasse em contato para fornecimento de informações sobre a celebração do referido contrato, entretanto, até o fechamento desta edição, a equipe de reportagem não foi procurada pelo médico. Na segunda residência, que primeiramente abrigou o dentista José Benedito Rocha Aragão, quem passou a residir no imóvel foi a servidora pública, Maria Mes-

sias Furtado de Araújo. A equipe de reportagem teve dificuldades para estabelecer contato com a moradora. Por telefone, a funcionária evitou falar sobre o assunto, questionando o objetivo da reportagem e de quem teria partido a denúncia para produção da matéria. Por meio de ligações telefônicas, que supostamente caiam constantemente, a moradora informou que já reside na casa há quatro anos. “Essas residências não pertencem a ninguém, nem documentação existe”, disse a moradora. Depois deste contato, a ligação caiu e a reportagem não conseguiu mais falar com a moradora. Em inúmeras tentativas, apenas chamava e ninguém atendia ou a ligação caia diretamente na caixa postal. Beneficiada inicialmente com a terceira residência, a médica Martha Leonor Motta consta como funcionária do quadro da Funasa – fato que foi comprovado no Portal de Transparência do órgão. No entanto, conforme apuração deste veículo, a profissional chegou a residir no local quando prestou serviço ao município – fato que não mais ocorre atualmente.


LOCAL

Jornal do São Francisco De acordo com relatos de moradores, há muitos anos a médica deixou de morar em Barreiras, fixando residência em Salvador. O perfil de Martha na rede social Facebook, comprova. A atualização dos eventos cotidianos na rede social também aponta para o fato de poucas vezes durante o ano, a médica voltar para a cidade de Barreiras, onde tem a residência cedida pela Fundação. Nesta casa, tão logo a profissional deixou a cidade com destino à capital, quem passou a residir foi o irmão que, no município, é empresário conhecido e bem sucedido. De acordo com declarações de moradores, o irmão da médica estaria morando na casa há pelo menos dez anos ou mais. Um vizinho que preferiu não ser identificado e que mora no bairro em que as referidas casas estão localizadas há aproximadamente 20 anos, mostrou-se indignado com a situação. “Enquanto tem muita gente precisando de uma moradia, um empresário rico usufrui um bem público e ninguém faz nada, não fiscalizam. Ele garante que pertence à irmã dele médica, mas ela só vem aqui em Barreiras uma vez ao ano”, disse. Em contato com o irmão da médica Martha Motta, por telefone, o referido empresário garantiu que quem faz uso da residência é a sua irmã, mas que esta viaja constantemente a trabalho. Questionado pela reportagem, o empresário usou de poucas palavras, não deixando claro porque reside na casa em questão e quando sua irmã estaria disponível para esclarecimentos. O irmão da médica disse ainda, na ocasião, que repassaria o contato para que esta desse um retorno ao jornal, mas até o fechamento desta edição, esta procura nunca existiu. A equipe de reportagem tentou contato em outras oportunidades, mas em todas elas, não obteve sucesso – o empresário não atendeu às ligações do jornal. Assim como a médica Martha Motta, a reportagem constatou que Fernando Justino Caldas Garcia, José Benedito Rocha Aragão e Maria Messias Furtado ainda são funcionários da Funasa, conforme consta do Portal da Transparência do órgão.

posiCionamento da Funasa A equipe de reportagem do Jornal do São Francisco também encontrou dificuldades para obter esclarecimentos acerca da denúncia com a Funasa. Foram dois meses de tentativas, em ligações telefônicas e contato via e-mail, até que o órgão decidiu se pronunciar, respondendo apenas a alguns dos questionamentos. Sobre a real situação dos imóveis sediados em Barreiras, a Funasa disse ter conhecimento da existência das residências, mas não sabe se as referidas ainda estão sob o domínio do órgão e, muito menos, se a ocupação está regular ou irregular. Isso porque, segundo a Fundação, depois da fusão da FSESP com a SUCAM, surgindo então a FUNASA, em 1991, com missão definida que diferenciava da adotada pela FSESP, servidores que ocupavam estes imóveis ou que passaram a ocupar depois, não estão mais afetos à finalidade da FUNASA. Dessa maneira, ainda de acordo com o órgão, não houve mais a preocupação com a emissão e com o controle de contratos, e todos os imóveis continuam ocupados, ainda que regular ou irregularmente. “Ainda existe impasse quanto à titularidade do imóvel. A Comissão de Regularização de Bens Imóveis da SUEST-BA informa que, de acordo com a documentação levantada até a presente data, os imóveis pertencem ao município de Barreiras”, diz a nota

Ed. 154, de 1o a 18 de junho 2014

5

enviada pela Funasa à redação. Sobre os requisitos exigidos para ocupação dos imóveis, a Funasa disse não ter conhecimento da transferência dos imóveis. “Os contratos devem ser por tempo determinado e não pode haver transferência para outra pessoa. Muitos servidores, inclusive duas pessoas das casas em evidência, têm valores de aluguéis descontados em folha de pagamento mensalmente, até a presente data. Todos os servidores ocupantes dos imóveis, portadores de contratos, são obrigados a cumprir as cláusulas contratuais. No caso de ocupação irregular, a Funasa solicita sua posse, inclusive com ação de despejo”, informa a Funasa em nota. Posicionamento do órgão que parece contradizer a sua própria resposta anterior, quando diz que há impasse quanto à titularidade e que os imóveis pertencem ao município de Barreiras, não sabendo, portanto, se a ocupação está regular ou irregular. Esta mesma informação também se mostra contraditória, uma vez que o órgão assegura que de duas pessoas residentes nos imóveis em questão, o aluguel é descontado mensalmente da folha de pagamento, ou seja, a Fundação sabe quem são as pessoas que moram naqueles locais e, com isso, sabe também se estas preenchem ou não os requisitos para usufruir destes bens. Outro questionamento que não foi respondido a esta equipe de reportagem: se há impasse quanto à titularidade e, segundo a Funasa, os imóveis pertencem ao município de Barreiras, por que há desconto do aluguel na folha de pagamento? Lembre-se que um dos requisitos para fazer uso da residência era o de prestar serviço à Funasa. Esta foi outra pergunta que não foi respondida à redação. Em nota, o órgão também assegura que realiza anualmente o seu inventário, onde os imóveis são vistoriados. A Funasa também garante que tem feito grande esforço para a regularização dessas casas de Barreiras e de todos os imóveis funcionais, inclusive os que se encontram ocupados irregularmente.

da Funasa ou do muniCípio? A Fundação Nacional da Saúde diz ter dúvidas quanto à titularidade dos imóveis existentes no município e garante estar tomando as medidas necessárias para resolver a situação. “Quando tivermos provas suficientes de que os imóveis são da Funasa, ou não, serão adotadas, respectivamente, as medidas para a desocupação e/ou adoção das medidas legais para uso, ou a oficialização de entrega formal à Prefeitura de Barreiras”, diz texto da nota enviada pelo órgão à redação. Procurado por esta redação, o advogado especialista em Direito Público, Valter Santana, acha no mínimo curiosa esta dúvida quanto à titularidade dos imóveis. “O curioso é: se não pertence à Funasa por que estaria cedendo ou locando os imóveis? É preciso que tenha algum instrumento entre a Prefeitura e a Funasa”, evidencia. Ainda de acordo com o profissional, este não é um procedimento fácil. “É possível passar para a Prefeitura, mas não com tanta simplicidade. Uma cessão de uso do bem é fácil, porque não demanda procedimento licitatório. Agora, para a transferência desse patrimônio da União para o município, o complicador é maior. É evidente que há um procedimento que demanda, no mínimo, uma autorização da Casa Legislativa. Uma mera transferência de patrimônio da propriedade da União para a propriedade do município é complicado, ainda mais se tratando da possibilidade de ser gratuita”, complementa.

Reprodução de imagens que mostram o vínculo empregatício dos servidores junto à Funasa, conforme acesso ao Portal da Transparência

Em resposta, a procuradora geral da Prefeitura de Barreiras, Dra. Rosana Briglia, informa que o município aguarda a finalização e resultado do processo administrativo que tramita na Funasa e que apura a situação de tais imóveis. A profissional também informa que, paralelamente, a Prefeitura está procedendo ao levantamento da situação de tais imóveis para, somente então, tomar as providências cabíveis, seja de natureza administrativa ou judicial, se ficar determinado e atestado que tais imóveis pertencem ao município de Barreiras, pois que, de qualquer forma, a Prefeitura garante que os mesmos, formalmente, se encontram em posse da Funasa. A equipe do Jornal do São Francisco também buscou pela Câmara de Vereadores de Barreiras com o objetivo de encontrar a lei que autorizasse a devolução dos imóveis ao município, mas nada constava junto à Casa de Leis. A única lei encontrada foi a Lei Nº 76, de 1988, que autorizava o Poder Executivo Municipal a doar para a FSESP (atualmente FUNASA), uma área de terra medindo 1.109 m², de proprieda-

de da Prefeitura.

ConseQuÊnCia legal em Caso de desCumprimento Conforme explica o advogado Valter Santana, é possível proceder com a rescisão dos contratos com os moradores que descumprirem com as cláusulas previstas no documento. “Com aqueles que têm contratos formais e não cumprem mais com os objetivos (servidores que não prestam mais serviço no município, exercendo atividades relativas à Fundação), pode haver a rescisão em direito público, onde passa a vigorar o fato do “príncipe”, em que o interesse público tem umas supremacias sobre o interesse particular; evidentemente, em qualquer desvio, o interesse público pode determinar a rescisão e retomada do imóvel de imediato. Só se vai dar tempo para que haja uma acomodação a nível legal para que haja a desocupação”, frisa. De acordo com o advogado, ainda que os moradores estejam aproveitando de uma facilitação, a responsabilidade continua sendo do ente público, no sentido de fiscalizar se a ocupação do imóvel está


6 Ed. 154, de 1 a 18 de junho 2014

LOCAL

o

Jornal do São Francisco Reprodução de documentos cedidos pela Prefeitura, Câmara de Vereadores e Ministério Público

regular ou irregular e, com isso, adotar as providências necessárias. Importante salientar que os bens públicos pertencentes às Prefeituras, ao Estado ou à União, não podem ser adquiridos por usucapião.

busCa por denúnCia A redação do Jornal do São Francisco buscou ainda pela existência de apresentação de denúncia contra a Fundação Nacional da Saúde no que tange ao caso de Barreiras, junto ao Tribunal de Contas da União (TCU) e Ministério Público da Bahia (MP). No Tribunal, contra a instituição, constam processos por tomada de contas especial em razão de irregularidades em convênios e termos de compromisso. Também a prestação de contas da Fundação relativas ao exercício dos anos de 2002, 2003 e 2005, apresentam problemas relativos à cessão de uso de imóveis. Portanto, nenhuma dessas deliberações tratou especificamente do município de Barreiras. Em resposta ao pedido de informação solicitado pelo Jornal do São Francisco e protocolado sob o Nº 593.0.72253/2014, o Ministério Público, por meio da promotora em designação, da 1ª Promotoria de Justiça de Barreiras, Andréa Borges Miranda Amaral, após consulta ao Sistema Integrado de Informações do Ministério Público (SIMP), informou que não existe nenhum procedimento em trâmite, que tenha por objeto, três imóveis existentes

em Barreiras, considerados residenciais da Funasa. Ainda de acordo com o MP, a atribuição para apurar irregularidades relativas a bens imóveis pertencentes a órgãos federais pertence ao Ministério Público Federal (MPF), onde nada consta.

a Questão da moradia e do aluguel De acordo com a Funasa, duas das pessoas que residem nos imóveis que estão em poder da instituição, têm o valor do aluguel descontado mensalmente na folha

de pagamento. Mas, segundo informações do advogado especialista em Direito Público, Valter Santana, como não tem em seu poder os contratos dos referidos imóveis para uma avaliação mais precisa, em tese acredita que pode ter havido dois tipos de contratos firmados entre as partes – um de locação e/ou de cessão de uso, sendo que no primeiro, o valor a ser descontado seria simbólico, não correspondendo, portanto, ao real valor de mercado. “Quando se fala em aluguel, subenten-

de-se que há outro tipo de contrato. Existe a cessão, que pode ser onerosa ou gratuita, ou a locação, que é uma modalidade rara no Direito Público, onde normalmente se paga um valor insignificante. Mas se houve locação do bem imóvel da União, é lógico que se as pessoas estão descontando da folha de pagamento o aluguel, é porque esses contratos se prorrogaram no tempo. Pode ter ocorrido que, de contrato com prazo determinado, tornou-se de prazo indeterminado. Agora, não justifica a pessoa continuar pagando um valor abaixo do mercado, se esta não estiver mais respeitando as cláusulas previstas, se esta não estiver dentro do que previa este convênio ou contrato. Mas ressalto: é necessário analisar os contratos para saber se são de locação ou cessão”, destaca. O Jornal do São Francisco não teve acesso aos referidos contratos. Os moradores de tais residências não se mostraram disponíveis para esclarecimentos e tampouco a Fundação disponibilizou-se a repassa-los, quando solicitados. A equipe de reportagem do JSF solicitou a avaliação de tais imóveis. Em companhia de um corretor imobiliário, esta redação esteve no bairro onde as referidas residências estão localizadas. De acordo com a avaliação do profissional, que preferiu não ter sua identidade revelada, os aluguéis das referidas residências – pelo porte e localização -, ficariam entre R$ 800 a R$ 1.000,00. ■

CPI da telefonia visita Barreiras Gabriela Flores

A

Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Assembleia Legislativa da Bahia, esteve em Barreiras no último dia 11. O objetivo foi coletar informações com a população sobre os principais problemas de telefonia móvel e internet na região Oeste. A audiência pública na Câmara de Vereadores foi presidida pelo deputado Paulo Azi (DEM); o membro titular, Cacá Leão (PP) e, a deputada estadual e representante da região, Kelly Magalhães (PCdoB), além do assessor do Procon, José Carlos Sacramento e o vice-prefeito de Barreiras,

Paê Barbosa. “O objetivo dessa CPI aqui em Barreiras é mais para ouvir do que para falar. Essa CPI foi instalada na Assembleia Legislativa de Salvador no final do ano passado. Isso vem muito em função das queixas que hoje englobam serviços de telefonia e internet. São campeãs de queixas no Procon. O trabalho da CPI se divide em duas partes; os encontros técnicos realizados pela Assembleia Legislativa e a busca pela transparência ao ter a participação da população. Por isso nós decidimos fazer visitas aos municípios do interior. Optamos por visitar os principais centros regionais para tirar uma amostra

de tudo que se passa em cada região”, disse Paulo Azi. O agronegócio, carro-chefe da região, sofre com a péssima qualidade de sinal. O diretor de Relações Institucionais da Associação de Agricultores e Irrigantes da Bahia (AIBA), Ivanir Maia, afirmou que é difícil dimensionar as perdas de produtividade do setor pela defasagem tecnológica que enfrentam. “Um serviço de internet que em Salvador custa cerca de R$ 50, na fazenda, com equipamentos que funcionam via satélite, não custa menos que R$ 2 mil. E mesmo assim funcionam de forma precária. Para garantir sinal, os produtores têm telefones de duas ou três

operadoras”, declarou. Participaram da audiência pública, o representante da operadora OI, José Ailton de Lira, da Tim, Luiz Claudio Fortes, da Claro, Mauricio Ramalho e Vivo, Sirlene Duarte. José Aílton, em meio às queixas sobre a internet Velox, informou que a instalação está parada no Javi, porque foi feita de modo errado. Será preciso refazer toda a instalação para que possa chegar à cidade de Barreiras. Outra operadora bastante criticada, a representante da Vivo, Sirlene Duarte, informou que a empresa já está fazendo melhorias para garantir melhor qualidade de sinal. ■


Jornal do São Francisco

Ed. 154, de 1o a 18 de junho 2014

arte/cultura

Arte em exposição até o dia 22 CHEILLA GOBI

Aberta no dia 10 de maio, a mostra de 21 obras de artistas contemporâneos da Bahia permanece disponível ao público, com visitação gratuita, no mercado Caparrosa Cheilla Gobi

P

ela primeira vez, Barreiras entrou no ciclo dos Salões de Artes Visuais da Bahia com um conjunto de obras que destacam artistas contemporâneos do Estado. A exposição foi aberta no último dia 10 de maio e está sendo possível através de uma importante parceria entre poder público municipal e governo do estado, por meio da Fundação Cultural do Estado da Bahia (FUNCEB). O objetivo dos Salões de Artes Visuais é beneficiar a cidade, o território e o Estado com as novas possibilidades de uso deste espaço e com o incentivo a este novo circuito. A penúltima etapa dos Salões de Artes edição 2013, com a exposição de 21 obras,  exibe trabalhos de pintura, instalação, fotografia, gravura em metal, videoarte, escultura, ilustração em técnica mista (grafite e nanquim), fotografia vernacular, performance, colagem sobre papelão, foto -performance, gravura (serigrafia), instalação fotográfica e fotografia digital. Na noite de abertura, três obras entre as expostas foram premiadas com R$ 7 mil cada, que foram escolhidas por um júri profissional, assim como por menções especiais. No encerramento da mostra haverá ainda o Prêmio do Público, premiação que é concedida por meio do voto dos visitantes. O prefeito Antonio Henrique participou da mostra e afirmou que a iniciativa fortalece o compromisso do município com o desenvolvimento da arte e estimula a promoção da cultura na região. “Este espaço estava abandonado, fizemos uma reforma ágil e hoje estamos vivenciando esta bela exposição. Vamos manter este espaço vivo. Na próxima edição dos Salões de Artes, tenho certeza que teremos a participação dos nossos artistas”, disse. Para a diretora geral da Fundação Cultural da Bahia (Funceb), Nehle Franke, o desejo da população foi um dos principais motivos para que a cidade fosse escolhida para sediar a exposição. De acordo com a diretora, a vinda da exposição para Barreiras foi possível em virtude da reivindicação dos artistas locais, que enfatizaram o distanciamento entre a capital e a cidade de Barreiras, com limite para a chegada dos eventos da Secretaria de Cultura (Secult). “Com este Salão de Artes, podemos nos aproximar da região. Não podemos pensar somente na capital, pois sabemos que o interior produz muito e este intercâmbio é importante. A possibilidade de presenciar uma exposição e de dialogar com diferentes artistas, são pontos essenciais, onde o apoio da Prefeitura foi fundamental. Queremos encorajar todos os artistas locais e regionais a participarem dos próximos editais”, adianta.

Apresentar a diversidade da produção baiana em artes visuais, divulgar o trabalho dos artistas e estimular a reflexão sobre temas atuais da área são os objetivos dos Salões de Artes Visuais A coordenadora de Artes Visuais da Fundação Cultural do Estado, Elaine Pinho, suscitou a ideia da permanência do Espaço Caparrosa. “Faço uma provocação à Prefeitura: continue com o espaço vivo e dinâmico, o transforme em um Salão de Artes do Oeste”, disse a coordenadora. A mostra permanecerá aberta ao público, com visitação gratuita, até 22 de junho, no mercado Caparrosa - reformado especialmente para receber a mostra, de segunda a domingo, das 9h às 20h.

Circuito antes restrito, ganha maior proporção Apresentar a diversidade da produção baiana em artes visuais, divulgar o trabalho dos artistas e estimular a reflexão sobre temas atuais da área são os objetivos dos Salões de Artes Visuais da Bahia, já consolidado depois de 21 anos, como um dos principais meios de incentivo à criação e difusão de produção artística. Nesta edição, pela primeira vez na história do projeto, as exposições estão sendo realizadas no interior. Em todas as edições, haverá prêmios semelhantes em dinheiro, configurando a maior premiação do gênero no estado. Este ano, o número de inscritos foi recorde: das 463 propostas apresentadas, os Salões vão expor um total de 108 obras selecionadas através de edital público, realizadas por 77 diferentes artistas, nas mais diversas técnicas e estilos.

Também os artistas premiados em 2013 mostrarão seus trabalhos em uma edição especial em 2014, no Museu de Arte Moderna da Bahia (MAM-BA), no Solar do Unhão, em Salvador, que poderá ser visitado até o dia 1º de setembro. A exposição Esquizópolis reúne 17 premiados e menções especiais dos Salões de Artes Visuais que aconteceram no ano passado. “Os salões sempre aconteceram em espaços administrados pelo estado, o circuito era restrito, acontecia em apenas 12 cidades da Bahia. Com esta iniciativa das Prefeituras, estamos ampliando, como o Salão de Artes, em Barreiras. A cidade precisa de espaços culturais, isso é fundamental”, evidencia a diretora geral da Fundação Cultural da Bahia, Nehle Franke. A historiadora Ignez Pitta fez questão de participar da primeira exposição de Artes em Barreiras e chamou a atenção do governo do estado. “É um momento ímpar. Pela primeira vez o governo realiza o Salão de Artes em nossa cidade e reconhece a falta de um espaço público. Está mais do que na hora de disponibilizar um local voltado para a cultura no município. Além de realizar as exposições, é preciso dar melhores condições para nossos artistas trabalharem. No município, são muitos os desafios para nossos artistas. Para que o artesão Mestre Nego, por exemplo, pudesse continuar trabalhando, eu tive que disponibilizar uma casa que era do meu pai”, disse Ignez.

7

Abertas as inscrições para o edital dos Salões de Artes Visuais da Bahia 2014 Estão abertas até 18 de julho, as inscrições para o edital Salões de Artes Visuais da Bahia 2014, promovido pela Fundação Cultural do Estado da Bahia (FUNCEB), entidade vinculada à Secretaria de Cultura do Governo Estado (SecultBA). Através do certame, serão selecionadas as obras que vão compor as duas exposições que integrarão esta edição: uma em Paulo Afonso, no norte da Bahia, e outra em Camaçari, na Região Metropolitana de Salvador. O edital está disponível no site da FUNCEB (www.fundacaocultural.ba.gov.br) e, pela primeira vez, permite inscrições pela internet, além de presenciais ou via postal. Podem ser inscritos trabalhos de livre temática, de artistas ou coletivos, nas modalidades de arte e tecnologia, assemblage, cerâmica, colagem, desenho, design gráfico (ilustração, humor gráfico e quadrinhos), escultura, fotografia, grafitti, gravura, instalação, intervenção urbana, objeto, performance, pintura, tapeçaria e videoarte. As propostas serão avaliadas quanto à qualidade artística e ao currículo do proponente, e o número de selecionados dependerá das características físicas das obras e dos espaços expositivos, podendo chegar a 25 por mostra. No total, até 50 obras poderão ser selecionadas para compor as exposições, que têm visitação gratuita. Podem participar pessoas físicas, maiores de 18 anos, brasileiros natos ou naturalizados, além de estrangeiros com situação de permanência legalizada, domiciliados na Bahia. O edital apenas se restringe àqueles que fizerem parte das suas comissões, bem como seus parentes até 2º grau e cônjuges, ou a servidores da SecultBA e suas vinculadas – funcionários públicos de outros órgãos do Estado estão habilitados à concorrência. Cada proponente pode inscrever até duas obras diferentes de sua autoria, criadas a partir de 2013, para cada um dos Salões, mas apenas uma delas poderá ser selecionada para integrá-los individualmente. Premiados nas edições dos Salões em 2012 e em 2013 podem participar, mas não concorrerão às premiações. As inscrições podem ser efetivadas presencialmente, na sede da FUNCEB, em Salvador/BA, de segunda à sexta-feira, das 14 às 18 horas; por via postal, através do serviço Sedex com Aviso de Recebimento; ou online, pelo formulário disponível em www. fundacaocultural.ba.gov.br/inscricoes-saloes. ■


8 Ed. 154, de 1 a 18 de junho 2014 o

LOCAL

Jornal do São Francisco

Colorida de verde e amarelo Os barreirenses demonstraram o seu patriotismo. Ruas, casas e estabelecimentos comerciais, tudo foi decorado com as cores da seleção brasileira

Cheilla Gobi Ivana Dias Gabriela Flores

GABRIELA FLORES

A

seleção Brasileira entrou em campo na Copa do Mundo, mas quem está comemorando, antecipadamente, é o comércio de produtos relacionados ao mundial de futebol. Os comerciantes que investiram em artigos com as cores da seleção estão garantindo a lucratividade do negócio. Além dos itens para torcida, os televisores de alta definição também entraram na lista dos produtos mais procurados pelos consumidores. O evento esportivo é um dos que mais motiva o brasileiro a ir às compras. As bandeiras do Brasil, bandeirolas, camisas, cornetas e chapéus estão entre os itens mais procurados, conforme as empresas consultadas. Isso porque, para acompanhar os jogos da seleção e torcer, a população não abre mão de reunir a família ou os amigos, se vestir de verde, azul e amarelo e ter uma boa TV para não perder os lances dos jogos. No entanto, o varejo se beneficia desse clima e oferece uma série de produtos com a temática da Copa. No comércio, produtos relacionados ao evento podem ser encontrados a partir de R$ 1,49. As bandeiras brasileiras, de tamanhos e preços variados, são as mais procuradas. De acordo com a gerente comercial de uma loja de utilidades e presentes em Barreiras, Gildete Lopes, na primeira semana dos jogos, as vendas tiveram um aumento de 20%, aproximadamente. A tendência, a partir de agora, é crescer ainda mais em caso de vitória do Brasil ao longo da competição, quando estiverem mais seguros do potencial da seleção. “Quanto mais perto do início da Copa do Mundo, mais as vendas aumentam. Esperamos que isso realmente aconteça”, disse. A gerente comercial de outro estabelecimento de utilidades, Marlúcia Pereira, também está otimista e satisfeita com a procura pelos produtos inspirados na Copa do Mundo. Marlúcia afirmou que o faturamento aumentou em média 30% nos últimos dias. “As vendas cresceram muito, as pessoas estão bastante animadas com os jogos. A procura por aparatos da Copa é imensa”, conta a gerente de loja. As lojas de eletrodomésticos também se prepararam para o aumento na demanda por televisores. De acordo com o gerente de vendas de uma das maiores lojas neste segmento no município de Barreiras, Artemio Pereira, a empresa resolveu ampliar a sua linha de computadores com TV e também Smartphones. Ele garante aumento de 60% nas vendas este ano. “As vendas estão aquecidas, superamos a nossa meta. O faturamento já chega a 60% em comparação com os meses de junho e julho do ano passado”, comemora Artemio.

Jogos da Copa alteram horário de atendimento em comércio e órgãos públicos A Copa do Mundo está trazendo mudanças na rotina de todos os brasileiros, que precisam se adaptar aos novos horários de atendimento em dias de jogos do Bra-

Rua do Centro Histórico de Barreiras ganhou pinturas nos passeios e nas residências, além de muitas bandeiras. Moradores continuam o intenso trabalho decorativo


LOCAL

Jornal do São Francisco

Ed. 154, de 1o a 18 de junho 2014

CHEILLA GOBI

COPA E AS MANIFESTAÇÕES

A

Bandeiras, bandeirolas, camisas, cornetas e chapéus estão entre os itens mais procurados sil. O atendimento no comércio, em Barreiras, será até às 14 horas. A orientação é da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL). Já em repartições públicas municipais, o atendimento ao público durante os jogos da seleção brasileira, das 08 às 14 horas, segundo o decreto 518/2014. Na área da saúde, o Pronto Atendimento 24 horas, Hospital Eurico Dutra, Hospital da Mulher e Samu continuam com a mesma rotina de atendimento. Já o Centro de Saúde Leonídia Ayres de Almeida, Maternidade, unidades de saúde da família e unidades básicas de saúde, seguirão nos dias de jogos, o horário proposto no decreto. Nas escolas da rede municipal, o reces-

so foi alterado e será do dia 07 a 11 de julho. As atividades ocorrerão normalmente das 08 às 14 horas. Em dias de partida, os alunos do turno vespertino e noturno terão aulas repostas posteriormente, conforme calendário. Já o horário de atendimento dos Bancos também foi alterado. A Fenaban (Federação Brasileira de Bancos) recomenda que as agências bancárias atendam das 8h30 às 12h30, em dias de jogos do Brasil. Unidades regionais do SEBRAE no interior terão atendimento das 08 às 14 horas nos dias de jogos. Nos dias 20 e 23 de junho, o atendimento será suspenso, conforme assessoria de comunicação. ARQUIVO PESSOAL

Em casa ou nos bares da cidade, em família ou entre amigos, a diversão é garantida Nos dias de jogos da seleção brasileira, diversos bares, restaurantes e espaços festivos preparam um ambiente para os torcedores, cada um com o seu diferencial para atrair os clientes. Os valores da entrada variam de R$ 20 a R$ 60, a depender do local. Em um dos bares mais antigos da cidade, segundo o auxiliar administrativo, Joelk Brito, a expectativa é de receber aproximadamente 300 pessoas durante o mundial. “A procura está grande e existem, ainda, as pessoas que deixam para comprar na hora. Temos à disposição dos clientes, telões, serviço de bar, restaurante, buffet de comida típica junina, espaço kids e banda antes e depois do jogo”, disse Brito. Já no espaço de festas, a expectativa é de receber cerca de 500 torcedores, em um ambiente climatizado, com painel de

led, televisores, bolão, espaço kids, música ao vivo e petiscos. “Preparamos um ambiente especial para receber os torcedores. E no último dia haverá feijoada e atração diferenciada”, disse a organizadora do evento, Carol Souza. Existem também os torcedores que preferem assistir aos jogos, reunidos com amigos e familiares em casa, assim como Rivânia Cunha Cabral. “Vamos manter a tradição de assistir ao mundial com familiares e amigos, todos vestidos de verde e amarelo. Combinamos um rodízio, cada jogo na casa de alguém. Com certeza não faltará ornamentação, e como sou casada com gaúcho, não pode faltar churrasco e cerveja”, disse Rivânia. “Não temos superstições, vamos na fé mesmo, no alto astral, nas vibrações positivas. Às vezes dá certo, às vezes não, mas a diversão é garantida”, concluiu.

s manifestações contrárias à realização da Copa do Mundo no Brasil, levantou uma questão: Vai ter ou não vai ter Copa? Protestos perderam força e o coração de torcedor começou a falar mais alto. Sim, está tendo Copa. Mas os manifestos sobre o dinheiro gasto nos estádios e que deveria ser usado para a educação, saúde e segurança e não para um evento privado e elitista, surtiu algum resultado. O que se viu é uma torcida mais acanhada e poucas ruas enfeitadas. O pontapé inicial já foi dado na Arena Corinthians no dia 12, mas sem o brilho de outros mundiais apesar da vitória do Brasil. A empresária Joyce Oliveira fez parte dos protestos que entraram para a história do Brasil, mas mesmo assim, ela, que é amante do futebol, é a favor da realização da competição. “Apesar de tudo que falta em nosso país em relação à saúde, educação, segurança, infraestrutura... A Copa representa poder, mostra ao mundo o Brasil, além do futebol e o quanto os brasileiros sabem receber bem seus visitantes. Eu sou a favor da Copa, mas sou contra a corrupção e o fato de muitos terem aproveitado isso para desviar mais dinheiro do que de costume”, declara. Em meio às críticas sobre o trabalho do governo na realização da Copa, o jornal britânico “The Guardian” publicou neste mês um artigo escrito pela presidente Dilma Rousseff sobre o mundial. No texto, Dilma lembra que os “olhos e corações” de todo o mundo estarão voltados para o Brasil. A publicação também ressalta a diversidade cultural e da natureza presente nas 12 cidades-sede e lembra que, apesar de o futebol ter nascido na Inglaterra, “nós gostamos de pensar que foi no Brasil que ele fez sua casa. Então quando a Copa volta ao Brasil após 64 anos, é como se o futebol voltasse para casa”. “Estou torcendo para que o Brasil conquiste o Hexa, em especial pelos três jogadores que representam o Nordeste. Mas infelizmente eu acredito que o atual Governo tem grandes chances de se reeleger caso o Brasil ganhe a Copa. Assim como torço para que a Seleção seja campeã, torço para que as pessoas votem com responsabilidade, dando nas urnas a resposta ao descaso com o Brasil”, diz Joyce, descontente com o atual governo. Foram gastos quase R$ 10 bilhões para o país se preparar para receber o evento e muitas obras de mobilidade e até a finalização dos estádios só será possível depois da Copa. Mas os benefícios de sediar um evento desse porte pode vir a longo prazo. Um estádio novo, por exemplo, pode ge-

rar um círculo virtuoso no bairro, aumentando a arrecadação do comércio e possibilitando fazer mais obras. Sem contar que o torneio pode aumentar o fluxo turístico e melhorar a imagem do país. Se tudo isso acontecer, em algumas décadas o país poderá dizer que sediar uma Copa foi um bom negócio. Apesar de vários brasileiros estarem conformados com a realização da Copa do Mundo no país, existem aqueles que perderam completamente o amor pelo futebol. “Sou apaixonado por futebol, mas essa Copa de 2014, com tanta roubalheira, me fez perder o encanto. Essa Copa me envergonhou como torcedor e brasileiro. Não vou torcer pelo Brasil, aliás, nem vou assistir aos jogos”, disse Milton de Carvalho. A vinda do maior evento esportivo do mundo mostrou ao mundo que o Brasil tem grandes problemas em transporte, aeroportos, burocracia e corrupção. Mas os estrangeiros fizeram questão de mostrar nas redes sociais que essa realidade não é exclusividade brasileira. A revista britânica “The Economist” publicou no dia 10 um texto no Facebook, que "no momento em que você aterrissa no Brasil você começa a perder tempo". Não demorou muito e dezenas de gringos rebateram o artigo com frases que surpreenderam os brasileiros. "Parece quando você visita o departamento da Receita da Filadélfia [nos EUA] para pagar uma conta", diz o americano Sam Sherman. Já Tatyana Cade escreveu que "há filas diárias por táxis no aeroporto Schiphol, em Amsterdã... E não é Copa do Mundo". Até o Japão foi criticado. "Cena diária do trajeto em Tóquio, exatamente como esta imagem", alerta Ryo Yagishita. “Essas 12 cidades-sede e entornos não teriam esse investimento para melhorias se não fosse à Copa do Mundo. Lógico, temos mesmo um trânsito caótico, estradas, violência, pouca infraestrutura em aeroportos, mas vejo que em outros lugares do mundo se passa o mesmo, com a mesma ou pior intensidade. Acredito que, com a receita que a Copa deverá gerar, será bom para todos, muitos empregos diretos e indiretos foram gerados, investimentos na qualificação profissional e outra, o valor que foi investido no Brasil ficará aqui”, diz a jornalista Ellen Rarden. Entre esse vai ou não vai, a bola rolou. A Copa do Mundo não está 100% de acordo com os padrões FIFA, mas mesmo assim o brasileiro tem que fazer bonito. Os estrangeiros, apesar de alguns contratempos, já elogiam a receptividade dos brasileiros.

9


10 Ed. 154, de 1 a 18 de junho 2014

Jornal do São Francisco

o

Alta no Salto VANESSA HOrITA www.altanosalto.com contato@altanosalto.com

Administradora por formação e blogueira por paixão, sou uma leonina intensa e apaixonada por tudo que gira em torno do mundo da moda, tendências e lifestyle.

C

om a realização da Copa do Mundo aqui, em nosso país, o Brasil se destaca e tem a chance de se mostrar para o mundo. A moda não poderia ficar de fora. O verde e o amarelo estão estampando vitrines, ruas, casas e estabelecimentos. Acho isso super bacana. É brasilidade gritando alto! Em homenagem à Copa, separei looks e acessórios para inspirar vocês nos jogos. Agora é só esbanjar na criatividade e combinar as cores verde, amarelo, azul e branco. Qualquer coisa vale, seja nos pés, na cabeça ou dos pés à cabeça. Só não vale ficar de fora, porque torcer para o Brasil nunca esteve tão na moda!

FOTOS: ARQUIVO PESSOAL E REPRODUÇÃO

MODA NA COPA!


Jornal do São Francisco

Ed. 154, de 1o a 18 de junho 2014

11

Mosaico IVANA DIAS ivana-dias@hotmail.com

Aniversário

Casamento de índia e Marinho ART FOTO JOCIAN

A comemoração dos 69 anos do prefeito Antonio Henrique aconteceu no dia 13, com a presença de autoridades políticas do município e região, amigos e familiares em um almoço na Confraria da Cerveja. À noite, Antonio Henrique participou da missa de Santo Antônio no bairro Jardim Ouro Branco. Logo após foi realizada uma recepção no Bar Cais e Porto Pier.

1

Mário Soares e Ana Maria

Ana Maria Gomes e Mário Soares oficializaram a união no último dia 15, em uma cerimônia ao ar livre, que reuniu familiares e amigos.

2

Raira, Márcia, Ana Maria e Mário

Casamento de Paulo e Luiza 3

5

4

A cerimônia religiosa do casamento de Luiza Fernandes e Paulo Edgar Closs Júnior aconteceu no dia 14, na igreja Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, com recepção no Espaço Le Reve. Amigos e familiares prestigiaram os noivos.

6

1. Antonio Henrique; 2. Com familiares e amigos; 3. Karynna, Antonio Henrique Moreira, Antonio Henrique Neto e Antônia Pedrosa; 4. Antonio Henrique e Antonio Henrique Júnior 5. Graça Melo, Antônia Pedrosa, Rui Mendes, Isabel Rosa, Antônio Herinque Jr, Marileide Carvalho, Antonio Henrique, João Leão, Cacá Leão, Agnaldo Júnior, Eurico Queiroz e Gilson Rodrigues; 6. Equipe de comunicação homenageia o prefeito Antonio Henrique

Lorena Castro, Paulo Júnior, Luiza Fernandes e Lucas Mendes


12 Ed. 154, de 1 a 18 de junho 2014

CULTURA

o

Jornal do São Francisco

Talento na ponta dos pés Gabriela Flores

N

o palco tudo estava escuro. Apenas um holofote acompanha os passos dos dois bailarinos, mas nem precisava. O brilho da apresentação dos dois jovens de 19 anos encantou a todos, com seus movimentos firmes e delicados. E foi assim, na ponta dos pés, que Bárbara Pires Pimentel Ataíde e Maycon Campos dos Santos alcançaram um feito inédito para a região. Os bailarinos, únicos representantes do Oeste da Bahia, ficaram em terceiro lugar na 9ª edição do Ballace, festival nacional de dança realizado de 1º a 04 de maio, na cidade de Camaçari, região metropolitana de Salvador. Entrosados com a dança desde os primeiros anos de vida, Bárbara e Maycon formam uma dupla há sete anos. Eles já participaram de outra competição nacional em 2011, mas como uma experiência. Agora, em 2014, os jovens entraram na disputa, mas não pensavam em ficar em terceiro lugar. “Como é uma competição de nível altíssimo, a gente não esperava que fosse conseguir este resultado. Esperávamos pelo menos conseguir algum prestígio, porque a gente foi mesmo só para conhecer o concurso e levar o nome da Escola Baiana de Dança. Não esperávamos conseguir uma nota de classificação de terceiro lugar. Eu e Maycon "pulamos de alegria", porque foi o resultado do esforço que tivemos o ano todo, treinando a coreografia. Foi muito sofrido chegar até lá”, lembra Bárbara. E por falar em esforço, a dupla teve trabalho para conciliar trabalho e estudo com a dança. Maycon trabalha em uma academia e cursa Educação Física à noite, já Bárbara dá aulas de ballet e cursa

Direito também no período noturno. “Toda hora vaga dávamos uma ensaiadinha rápida para não perder o ritmo”, informa Maycon. O evento contou com a presença de participantes de dez estados brasileiros. Além do excelente resultado, os dois bailarinos têm outro motivo para não esquecer do festival. A bailarina Ana Botafogo marcou presença no Ballace. “Me emocionei ao vê-la. Ela é muito educada... Nossa, foi uma emoção. Ela me deu até algumas dicas”, disse Bárbara entusiasmada. “Foi uma emoção muito grande. Ficamos muito emocionados por vê-la, abraçar e tirar foto. Foi uma sensação maravilhosa”, disse Maycon. Viver da arte é um desafio que poucos no Brasil conseguem. Bárbara e Maycon bem que gostariam de viver apenas da dança, mas a falta de patrocinadores é um grande desafio para alcançar este sonho. “Incentivo não só durante a competição, mas na dança, na arte, na cultura”, pontua o rapaz. “Não existem projetos educativos que incentivem os jovens a dançar e, se existem, não têm aquela força para motivar os alunos. Temos muitos bailarinos bons, mas que não têm oportunidade para fazer audições em Salvador ou que poderia até conseguir vaga em alguma companhia fora do Brasil. Ninguém valoriza, ninguém tem esse interesse em patrocinar a cultura na cidade”, afirma Bárbara. Outro problema do ballet é a falta de garotos que o praticam. Na escola na qual a dupla é vinculada, existem apenas dois – um deles é Maycon. Para incentivar os interessados a deixar o preconceito de lado, a escola está até oferecendo bolsas

S

1907. A Academia Brasileira de Letras começa a simplificar a escrita nas suas publicações. 1910. Implantação da República em Portugal – foi nomeada uma comissão para estabelecer uma ortografia simplificada e uniforme, para ser usada nas publicações oficiais e no ensino.

1915. A Academia Brasileira de Letras resolve harmonizar a ortografia com a portuguesa. 1919. A Academia Brasileira de Letras revoga a sua resolução de 1915. 1924. A Academia de Ciências de Lisboa e a Academia Brasileira de Letras começam a procurar uma grafia comum. 1929. A Academia Brasileira de Letras

FOTOS: ARQUIVO PESSOAL E GABRIELA FLORES

Falta de incentivo

éc XVI até ao séc. XX - Em Portugal e no Brasil, a escrita praticada era de caráter etimológico (procuravase a raiz latina ou grega para escrever as palavras).

1911. Primeira Reforma Ortográfica – tentativa de uniformizar e simplificar a escrita de algumas formas gráficas, mas que não foi extensiva ao Brasil.

de estudo. Apesar da falta de patrocinadores, a dupla segue pensando em outras competições para o ano que vem, mas sempre fazendo planos a longo prazo. Bárbara pretende dançar em festivais mundo afora; já Maycon tem o sonho de ingressar em uma grande companhia de ballet. ■

Maycon, Ana Botafogo e Bárbara

Willamy Shelig Willamy Shelig da Silva Mendes está há 15 anos à frente do projeto educacional Venha, Veja e Vença. Foi o ganhador do troféu Soja de Ouro, destaque em 2011 e 2013. É diretor da UEB (União dos Estudantes do Brasil), ministra palestras e cursos intensivos em munícipios baianos e nos estados do Goiás, Tocantins e Pernambuco.

Cronologia das Reformas Ortográficas na Língua Portuguesa lança um novo sistema gráfico. 1931. Foi aprovado o primeiro Acordo Ortográfico entre o Brasil e Portugal, que visava suprimir as diferenças, unificar e simplificar a língua portuguesa, contudo não foi posto em prática. 1938. Foram sanadas as dúvidas quanto à acentuação de palavras. 1943. Foi redigido, na primeira Convenção ortográfica entre Brasil e Portugal, o Formulário Ortográfico de 1943.

1945. O acordo ortográfico tornou-se lei em Portugal, mas no Brasil não foi ratificado pelo Governo. Os brasileiros continuaram a regular-se pela ortografia anterior, do Vocabulário de 1943. 1971. Foram promulgadas alterações no Brasil, reduzindo as divergências ortográficas com Portugal. 1973. Foram promulgadas alterações em Portugal, reduzindo as divergências ortográficas com o Brasil. 1975. A Academia das Ciências de Lis-

boa e a Academia Brasileira de Letras elaboram novo projeto de acordo, que não foi aprovado oficialmente. 1986. O presidente brasileiro José Sarney promoveu um encontro dos sete países de língua portuguesa - Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal e São Tomé e Príncipe - no Rio de Janeiro. Foi apresentado o Memorando Sobre o Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa. 1990. A Academia das Ciências de Lisboa convocou novo encontro juntando uma Nota Explicativa do Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa – as duas academias elaboram a base do Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa. O documento entraria em vigor (de acordo com o 3º artigo do mesmo) no dia 1º de Janeiro de 1994, após depositados todos os instrumentos de ratificação de todos os Estados junto do Governo português. 1996. O último acordo foi apenas ratificado por Portugal, Brasil e Cabo Verde. 2004. Os ministros da Educação da CPLP reuniram-se em Fortaleza (Brasil), para propor a entrada em vigor do Acordo Ortográfico, mesmo sem a ratificação de todos os membros.


Jornal do São Francisco

Ed. 154, de 1o a 18 de junho 2014

ARTIGO

A

cidade de Barreiras conta com uma localização geográfica extremamente privilegiada, permitindo por sua logística, se estabelecer como cidade de convergência regional abrangendo em torno de mais de vinte municípios, inclusive do sul do Piauí, firmando-se como a cidade central de gestão política, financeira, administrativa e econômica - o que acaba lhe impondo séria e ampla responsabilidade em conduzir e liderar o desenvolvimento regional no Oeste da Bahia.     No contexto de cidade polo regional, Barreiras cada vez mais tem se fortalecido economicamente, dado ao seu desenvolvimento em segmentos e setores diversificados, dando-lhe um ritmo de desenvolvimento mais acentuado, sustentável e seguro, com fornecimento de serviços diversos (com destaque na educação e saúde), comércio pujante e agronegócio, forte incremento imobiliário e em construção civil, entre outros segmentos que se complementam entre si. Tal diversificação em atividades econômicas lhe permite desenvolver de forma mais equilibrada e segura diferenciadamente, o que não acontece com outras cidades lastreadas economicamente em um único segmento econômico, pois, óbvio, as sazonalidades de altas e baixas de cada segmento econômico se compensam positivamente, o que propicia  a diminuição dos impactos nas dificuldades e esta é uma característica especial de Barreiras, lhe dando destaque, o que propicia investimentos e negócios mais consistentes e seguros, exatamente dado a esta relativa independência/autonomia entre setores econômicos e a sustentabilidade permitida pelas mais de vinte cidades que dela se utilizam para seu abastecimento, desde farmácias, mercados, comércio  e serviços em geral até aquisições de imóveis, máquinas e veículos diversos e à utilização dos serviços de educação e saúde, fazendo girar grande monta de capital no mercado de forma mais robusta e contínua. Exatamente por sua localização privilegiada, em Barreiras se encontram estabelecidas as sedes das Universidades, aqui se destacando a Reitoria da Universidade Federal do Oeste da Bahia - UFOB (estudos indicam que nos próximos cinco anos sua implantação envolverá mais de cem mil pessoas das mais diversas regiões do país), a Fasb, Unyhana, Uneb, Cefet,  entre outras (são mais de trinta cursos de nível superior oferecidos), o  Hospital Regional - HO (Barreiras funciona como centro de regulação do SUS), Superintendência Regional do INSS, Agência Regional da Receita Federal, sede Regional das Justiças Federal e Trabalhista, Representação Regional do Ministério Público Federal, representação da Advocacia Geral da União, Polícia Federal, Centro de Detenção Regional, Entrância Especial da Justiça Estadual, 10º Batalhão de Polícia Militar e Coordenação Regional da Polícia Militar, Coordenação regional da Polícia Civil, 4º Batalhão de Engenharia e Construção, Corpo de Bombeiros Regional, Aeroporto Regional, IBAMA- Gerência Regional, diversas gerências e coordenações de órgãos públicos com competência e atribuição regional e a sede da TV Oeste, rede de televisão afiliada à Rede Globo. Tal contexto lhe dá atribuição inconteste de polo regional administrativo e econômico e por tal razão se desenvolve com SUSTENTABILIDADE E SEGURANÇA PARA OS INVESTIMENTOS, chamando a atenção para tantos investidores de diversas origens e com várias finalidades. Recentemente se encontra em andamento a implantação de uma Câmara Especial do Tribunal de Justiça da Bahia a ser composta por quatro desembargadores - fato que por si só reafirma a sua condição de cidade polo. Também se encontra em andamento a licitação pública para reforma e ampliação do Aeroporto Regional de Barreiras para atender todo o polo regional, bem como se encontra em ritmo acelerado a construção do Presídio Regional, e já em fase de finalização a implantação da Reitoria da Universidade Federal do Oeste da Bahia com diversos cursos com vestibular programado já para o segundo semestre de 2014, entre eles, Medicina, Nutrição e Direito. Barreiras, cada vez mais, se fortalece como polo logístico de serviços e distribuição em geral. Cumpre ressaltar que é possível eleger a ocorrência da criação e implantação da Universidade Federal do Oeste e especialmente a recente aprovação do Curso de Medicina como o mais importante impulsionador do desenvolvimento na atualidade e sua afirma-

Wagner Pamplona  Wagner Pamplona é advogado, ex-presidente da OAB Barreiras, consultor jurídico empresarial e tributarista.

BARREIRAS: CIDADE POLO REGIONAL ção como polo regional à semelhança do que ocorreu na década de 70 com a implantação do 4º Bec e na década de 80/90, com os investimentos na agricultura, que a tornou forte referência nacional no agronegócio. Barreiras se destaca no agronegócio nacional como grande produtora de algodão plantando 34.491 ha, milho com 40.291 ha e soja com  128.110 ha em um total de 202.892 mil ha   conforme dados da AIBA 2012. No que se refere a área irrigada, possui 301 pivôs implantados em 33.500 ha. É importante ressaltar que possui grande potencial de expansão da área agricultável, pois do total de 789.524 ha, se utiliza apenas 34 % dessa área,  ainda tendo muito que crescer de forma sustentável e ambientalmente correta na agricultura e pecuária. Apenas como dado comparativo para identificar a sua forte contribuição no agronegócio, a cidade de Luís Eduardo Magalhães que se destaca como grande produtora agrícola, produz 12.446 ha de algodão, 26.944  de milho e 145.705 ha de soja e possui 130 pivôs implantados em 14.910 ha,  ambas as cidades com média de produtividade por hectare quase idêntico. Desta feita, igualmente com Luís Eduardo, Formosa do Rio Preto, São Desidério, Correntina, Riachão das Neves e outros municípios do Oeste, Barreiras contribui fortemente para o fortalecimento do agronegócio na Bahia e no Brasil e o seu diferencial para as demais, reside na sua localização geográfica privilegiada, que a torna centro urbano convergente e de abastecimento regional até mesmo do Sul do Piauí. Há uma previsão de grande incremento no agronegócio em Barreiras, dado ao interesse de grupos para investimentos na indústria têxtil e confecções, bem como esmagamento de soja e aumento considerável de extensão de suas áreas agricultáveis. Na pecuária, o incremento e investimento em tecnologia é fato público e notório, não somente no cerrado (na localidade de Placas, por exemplo, que pertence a Barreiras) mas, também, notadamente na região do vale, onde surgem novas propriedade rurais,  inclusive com investimentos de grandes grupos  que  estão influenciando positivamente pequenos e médios pecuaristas  a investirem em aprimoramentos tecnológicos sustentáveis - o que tem refletido na qualidade e capacidade produtiva de arrobas de carne por hectare, sem falar nos investimentos em genética de ponta em reprodução bovina. Outro diferencial que destaca Barreiras é que, além de um cerrado altamente produtivo, também possui um vale com grande potencial para a pequena agricultura, psicultura e pecuária de corte e leite, bem servido de mananciais de água e clima apropriado. No setor de energia, aliás, grande entrave para o desenvolvimento no Brasil, Barreiras receberá um grupo alemão para investimento em Central de Energia solar com placas fotovoltaicas para gerar em torno de 150MW de energia e contribuir para a implantação de novas empresas na região. Em razão de sua posição geográfica, Barreiras tem despertado especial atenção de grupos empresariais no ramo de distribuição, já tendo se instalado o “Atacadão”, “Acellor Mital”, “Gerdau”, entre outras, e mais recentemente a implantação do “Grupo Havan”, grande loja de departamentos (possui mais de 60 lojas)  que adquiriu uma área de 30.000 metros quadrados para a construção de uma loja de 17.000 metros quadrados com investimento de trinta e cinco milhões de reais para comercializar 100 mil itens,  havendo grande expectativa para, em breve, Barreiras se transformar em grande centro regional de distribuição. O diretor de Expansão do Grupo Havan nos informou que

havia duas opções para a instalação da primeira filial da empresa no Nordeste: Salvador ou Barreiras, mas que os estudos das potencialidades de mercado lhes apontaram escolher Barreiras para investir. O Grupo Havan (www.havan.com.br)  justificou sua instalação em Barreiras da seguinte forma: “a rede investe em mercados potenciais, entre eles a Bahia. Barreiras apresenta o perfil desejado pela empresa, por ser polo regional, em franca expansão econômica, demográfica e social. O município é um dos mais populosos do Estado, estrategicamente localizado no principal entroncamento rodoviário entre Nordeste, Norte e Centroeste do País, no centro da maior região agrícola do Nordeste”.   As redes hoteleiras já estão voltando seus olhos para as potencialidades de Barreiras, pois a Rede Bristol Hotels- Allia Hotels (www. alliahotels.com.br/futuros-hoteis/bristol/barreiras)  já anunciou a construção de um Hotel com cento e vinte apartamentos tendo um investimento de quinze milhões de reais em sua construção civil. E o mesmo ocorre relativamente a grupos que intencionam investir no ramo de Shopping Center, já lançado o “Oeste Shopping Barreiras” com 120 lojas hoje em fase de conclusão de terraplenagem, pois estudos concretos apontam Barreiras abastecendo as necessidades de mais de 30 municípios, envolvendo 800 mil a hum milhão de habitantes, isso sem considerar a população passageira dado a sua situação de ser cortada por quatro rodovias federais. A cidade recebe centenas de veículos coletivos que,  diariamente, se deslocam dos municípios circunvizinhos para, em Barreiras, buscarem serviços de saúde, educação, comércio e serviços em geral, entre eles, os serviços dos órgãos públicos que aqui possuem sede regional. A construção civil está se incrementando a olhos vistos, com implantação de edifícios modernos (um dado: existem 08 prédios entre 12 e 20 andares em construção e em torno de 07 projetos em andamento perante a Prefeitura para construção de prédios de 15 a 20 andares), empreendimentos imobiliários diversos, inclusive Minha Casa Minha Vida envolvendo mais de oito mil novos imóveis residenciais de diversos padrões,  loteamentos em andamento comercializando em torno de vinte mil lotes nos últimos quatro anos atraindo grandes empresas do ramo imobiliário de nível nacional e investidores com novos projetos dado ao fato de sua multipotencialidade econômica como polo regional. Em Barreiras, está instalado um dos mais movimentados Aeródromos do país, nele existindo 24 hangares em utilização, em torno de 50 (cinquenta aeronaves) que se utilizam desse aeroporto, havendo uma média de trinta decolagens diariamente e nessa área funcionando empresas do setor, entre elas, uma de montagens de aviões e outra de manutenção de aeronaves agrícolas que se deslocam de Guanambi, Bom Jesus da Lapa, Sul do Piauí e de toda a região Oeste, estimando hoje a existência de 250 aeronaves agrícolas em atividades na região e grande parte delas se utilizam desses serviços.   Com a “Ferrovia Leste Oeste”, cujo porto seco está previsto para ser instalado no município de Barreiras, aliado ao fato de ser uma cidade cortada por quatro rodovias federais, as multipotencialidades da cidade e toda a região Oeste serão incrementadas com firmeza e sustentabilidade, já tendo sido, recentemente, liberado para licitação o trecho Caetité-Barreiras.

13

  Barreiras se diversifica economicamente, o que lhe confere nitidamente diferenciais óbvios que lhe proporciona desenvolvimento sustentável multipotencial, e, tais diferenciais, lhe impõe a responsabilidade em liderar o desenvolvimento regional, até porque, sua sustentabilidade depende do crescimento em conjunto dos demais municípios circunvizinhos,  possuindo a obrigação/dever de bem  utilizar a  força política proporcionada por sua condição de Cidade Polo, para viabilizar investimentos públicos e privados que tenham reflexos diretos e indiretos de amplitude regional em benefício não somente de Barreiras, mas de todo o Oeste da Bahia. Por fim, Barreiras já está se preparando e temos notícias da viabilização de projetos públicos e privados com recursos de diversas origens para fortes investimentos em infraestrutura urbana e serviços públicos para recepcionar de forma qualitativa esse crescimento, aliás, bem demonstrado e atestado pelo IBGE quando constatou que no período de três anos (2011 a 2013), Barreiras aumentou 20 mil habitantes em sua população (720 pessoas por mês), tendo um crescimento nos últimos três anos em torno de 3,8% ao ano, muito superior à media nacional - o que fatalmente mais se incrementará. Também, vê-se a cidade se preparando para as exigências do desenvolvimento, como a qualificação profissional, pois já em andamento a construção com investimento de doze milhões de reais o complexo FIEB - Federação de Indústrias do Estado da Bahia composto dos serviços  SESI, SENAI e IEL, para educação, qualificação profissional, capacitação empresarial, apoio à inovação, saúde, segurança do trabalhador. A Federação das Indústrias já voltou os olhos para Barreiras, reconhecendo sua condição de polo regional. Recentemente, foi divulgado o ranking dos municípios quanto ao seu IDH-M (Índice de Desenvolvimento Humano dos Municípios) e Barreiras detêm o terceiro lugar dos Municípios da Bahia, com 0,721, estando atrás apenas de Salvador e Lauro de Freitas, à frente de cidades importantes como Itabuna, Feira de Santana, Vitória da Conquista, Camaçari e outras, o que demonstra por si só, o seu forte potencial de crescimento e desenvolvimento. Apenas oito municípios da Bahia atingiram o índice alto do IDH-M, entre eles Barreiras e Luís Eduardo Magalhães, ambas no Oeste da Bahia (dados de 2013).   Um aspecto interessante que deve ser destacado é que, por seu perfil multipotencial em diversos segmentos econômicos, Barreiras apresenta maior distribuição de renda - o que significa que mais pessoas têm acesso à recursos/dinheiro, acabando por se diferenciar de outras cidades ricas que possuem grande concentração de rendas, ou seja, Barreiras apresenta um desenvolvimento mais justo e distributivo. O ambiente é propício ao desenvolvimento e podemos galgar degraus da civilidade e qualidade de vida se, efetivamente, a sociedade contribuir com a condução de tal desenvolvimento, seja como cidadão, como empresa, como instituição ou entidade de representação, mas, antes de tudo, sintonizados entre si e com os poderes públicos Federal, Estadual e Municipal na mesma finalidade de construir a cidade que queremos para nós e nossos filhos. Por tudo isto é reconhecida  efetivamente como capital do Oeste da Bahia e a primeira grande lição de casa é nos orgulhar de Barreiras e do Oeste da Bahia cantando aos quatro ventos as suas qualidades e potenciais, e, evidentemente, sendo proativos na busca das melhorias que bem sabemos, são muitas e necessárias. Não há mais lugar para complexos de inferioridade, até porque quem os tiver, além de nada contribuir, pois nada se constroi alicerçado no negativo, também, ficará à margem do desenvolvimento. De uma coisa tenham a certeza:  o Grupo Havan, a Rede Hoteleira Bristol, o Atacadão, as diversas concessões de veículos e máquinas, os grupos de shopping center, os loteadores, as construtoras, enfim, os investidores em geral, não “gastam” dinheiro em aventuras, mas sim, apostam nas potencialidades que proporcionem melhor rendimento para seu investimento. O desenvolvimento sustentável logístico, multipotencial/econômico e contínuo de Barreiras é o avalista do retorno seguro aos investimentos. Por isso investem em Barreiras. Por isso Barreiras é uma das cidades que mais se desenvolve no Brasil.


14 Ed. 154, de 1 a 18 de junho 2014 o

Jornal do São Francisco INFORME PUBLICITÁRIO


Jornal do São Francisco

Ed. 154, de 1o a 18 de junho 2014

CLASSIFICADOS

COMPRA E VENDA DE IMÓVEIS TIAGO THOMAS CAZUNI PADILHA 600.000,00.

vendas VENDE-SE UM TERRENO NA RUA 24 DE OUTUBRO COM SAIDA PARA DUAS RUAS COM APROXIMADAMENTE 1.200M² COM 3 CASAS EXCELENTE PARA PRÉDIO DE APARTAMENTOS,SALAS COMERCIAIS. VALOR SOB CONSULTA. (77) 9191.2276 morada nobre 149 - Cobertura Prédio Érico Veríssimo, primeiro piso, cozinha, área de serviço, sala de jantar, sala de estar, 2 suítes, lavabo, segundo piso, Suíte master com dois banheiros, área de lazer com churrasqueira e banheira de hidromassagem de 6 lugares, todo documentado. Duas vagas de garagem, 230 metros de área privativa. Playground com piscina, quadra poliesportiva. Salão de festas. Valor R$ 1.300.000,00. renato gonçalves 111 - Uma casa situada na Rua Aratu (ao lado do Fórum antigo), com dois quartos, uma suíte master com banheira e closet, sala de tv, sala-jantar, cozinha, lavabo, adega, canil, dependência de empregada, garagem para quatro carros, área de lazer/churrasco, piscina. Documentação toda pronta para financiamento. VALOR-

122 - Apartamentos residenciais, com três suítes, sala dois ambientes, varanda com exaustor para churrasqueira, ampla copa-cozinha, dep. de empregada e garagem para dois carros. Com toda a infraestrutura. Valor: A consultar. morada da lua 144 - Uma casa com três quartos sendo uma suíte, duas salas, cozinha, banheiro social, garagem e área de serviço. Documentação para financiar, mas não pelo Minha Casa Minha Vida. Valor R$ 90.000,00. loto são paulo 126 - Um sobrado com 227m² construídos, sendo primeiro piso, duas salas comerciais, com banheiro, segundo piso, com três quartos, sendo um suíte, sala, cozinha, área de serviço, sacada, garagem para 4 carros, lote 360m², todo reformado. Valor R$ 450.000,00. 165 - Uma casa 3/4, 1 suíte, sala, cozinha, área de serviço, área de lazer, piscina e garagem para 3 carros. Valor sob consulta. boa vista 136 - Uma casa de 198 m², em um lote de 300m² (10x30),

com três quartos, sendo um suíte, sala, banheiro social, cozinha, área de serviço e despensa, garagem para três carros. Aceita permuta com carro ou caminhão. Valor R$ 330.000,00. Jardim ouro branCo 145 - Um lote no Jardim Ouro Branco, com 14 x 30 com 420m², documentado, parte alta da cidade, com belíssima vista. Valor R$ 200.000,00. 150 - Sobrado em um lote de 8x25, com aproximadamente 140m², com quatro quartos, sendo 3 suítes, cozinha, duas salas, área de serviço, garagem para dois carros, piscina e churrasqueiras. Valor R$ 350.000.00. morada nobre 152 - Uma casa com 230m², com 3/4, sendo duas suítes, duas salas, cozinha planejada, área de serviço, escritório, piscina com cascata, toda no porcelanato, lote de 12x30, garagem para três carros. Valor R$ 640.000,00. 153 - Dois lotes de uma rua a outra, nos fundos da AABB, totalizando 817m². Valor R$ 330.000,00. 166 - Vende-se dois lotes no

Morada Nobre, 1º Lote medindo 12x27m, 2º Lote medindo 15x23m. Valor R$ 120.000,00 CADA. prainha / uFba 155 - Um lote de 3600m², com asfalto na frente, energia, água, próximo à UFBA. Valor-R$ 140,00 o m2.. 156 - Um lote com frente para o asfalto, com 2400m², com uma casa, com 2 quartos, sala, cozinha, banheiro, varanda, área de serviço, totalizando 80m² construídos. Valor R$ 250.000,00.

OPORTUNIDADE

157 - Uma área de 30.000 m2, com energia, frente para o asfalto, fundos com Rio Grande, em frente a ABA, toda documentada, com IPTU em dia,. Valor R$ 39,00 o m2. Ótimo para loteamento ou condomínio. Aceita carro, outro imóvel rural ou urbano. vila regina 158 - Vende-se residência de dois pavimentos, com área de 420 m2, composta de parte térrea com 03 suítes, sala com 03 ambientes, escritório, área externa de lazer com churrasqueira, banheiro e piscina, cozinha ampla, área de serviço com

● LOCAÇÃO DE EQUIPAMENTOS ● ATENDIMENTO DE GARANTIA ● VENDA DE MÁQUINAS ● ASSISTÊNCIA TÉCNICA ● VENDA DE PEÇAS

X A F / E N O F

0 8 8 4 1 1 6 3 7 7

INA

EL AUR A RU

aluga saída p/ salvador 503 - Um barracão na saída para Salvador, em frente a BR 020, com 15 metros de largura por 30 de comprimento, precisa de reforma, mas dono aceita negociar. Valor R$ 7.000,00.

imóveis rurais 1000 - Uma fazenda a 60 km de LEM, sentido Roda Velha, com 4.600 hectares, sendo 3.300 de lavoura, com armazém, silo e sede. Valor- 400 sacas de soja por hectare em 1+4.

1001 - Uma fazenda em Roda Velha, com 4 mil hectares, sendo 2.300 de lavoura, sendo 400 hectares irrigados, com outorga para mais 6 pivôs (600 hectares). Valor R$ 35.000.000,00 em 1+2. 1002 - Uma fazenda no Anel da Soja, com 6.500 hectares, sendo 4 mil hectares de lavoura. Valor 350 sacas de soja por hectare em 1+4. 1003 - Uma fazenda em Placas, com 2.200 hectares, sendo 1.900 de lavoura. Valor 350 sacas de soja por hectare em 1+1. 1004 - Uma fazenda na BR 242, entre Barreiras e LEM, com 3000 hectares, sendo 2400 ha abertos. Valor 600.000 sacas de soja em 1+9. 1009 - Uma fazenda de 6.700 ha com 4000 ha de lavoura no Município de São Desidério. Valor 300 sacas de soja por ha em 1+5. 1012 - Uma fazenda no Linha Alto Horizonte, com 2500 hectares, sendo 1100 de lavoura, 600 ha de capim, dois poços artesianos, 2 casas e galpão. 1013 - Uma fazenda no Novo Paraná com 620 hectares sendo 500 ha de lavoura, casa,

poço e galpão. 1014 - Uma fazenda de 1000 hectares com 770 ha de lavoura na estrada de Taguatinga. Valor R$ 18.000.000,00 à vista. 1015 - Uma fazenda em Barreiras com 7200 hectares, com 3000 ha de eucalipto plantados entre 2 a 5 anos de plantio. Valor- R$ 100.000.000,00 - prazo a combinar. 1020 - Fazenda a mais ou menos 70 km de LEM, com 1830 ha com 1350 ha de lavoura velha. Valor: 640 mil sacas de soja, 1 entrada mais 4 prestações anuais. 1021 - Fazenda a mais ou menos 50 km de LEM, na linha Timbaúba com 975 ha, com 750 ha de lavoura velha. Valor: 400 mil sacas de soja. Entrada mais 4 pagamentos anuais. 1022 - Uma fazenda na região da coaceral, com 2670 ha, com 850 he de lavoura com mais de 10 anos de plantio, e 880 ha apenas gradeados. Valor 300 sacas de soja por hectare em 1+1. 1023 - Uma fazenda na Região das Placas, com 1600 ha irrigados, sendo 350 ha de café, mais 2500 ha de sequei-

ro, com toda a infra estrutura de silo armazem e algodoeira. U$ 54.000.000,00 (dolares). 1024 - Fazenda de 855 ha, sendo 500 ha irrigado, silo, secador, moega, armazem, balança. Valor 560 sacas de soja por ha. 1025 - Uma Fazenda na região da coaceral/Garganta toda documentada com 13900 ha. Valor - sob Consulta.

OPORTUNIDADE

úniCa EXCELENTE FAZENDA DE 1.500 HECTARES, DISTANTE 20km DO CENTRO DE BARREIRAS, NA BEIRA DO ASFALTO, PLANA, DOCUMENTAÇÃO OK, GEORREFERENCIADA, CERTIFICADA PELO INCRA, COM AUTORIZAÇÃO PARA DESMATAMENTO IMEDIATO. VALOR POR HECTARE/ R$ 1.900,00. PARCELAMOS EM PAGAMENTOS ANUAIS.

FONES: (77) 3612-2421 (77) 9191-2276

R

- BA

S/BA

A REIR

tratar Com patriCia tel: (77) 81043328 / 91951638

RA R

7

S, 3

RO BAR

depósito e dependência, garagem para 03 carros; Parte superior climatizada, com sala home theater, sala íntima, sala de jogos com mesa de sinuca profissional e academia. VALOR SOB CONSULTA. reCanto dos pássaros 159- Um terreno nos fundos da Coopeb, totalizando 12823 m². Com fácil acesso, excelente para condomínio residencial, prédio etc. Valor R$ 3.300.000,00.

Rua 24 de outubro Nº59- Centro- Barreiras-Ba FONES: (077) 3612-2421 / 9191-2276 Compra e venda: Lotes urbanos, casas, chácaras, fazendas. Aluguéis: Casas e pontos comerciais www.imobiliariafragatta.com.br

OPORTUNIDADE DE EMPREGO. VAGA PARA DENTISTA ClÍNICO GERAl.

FE R R A M E N TA S

A EGIN

CRECI - 14.364

15

ND – SA

TINTAS {

IMOBILIÁRIAS AUTOMOTIVAS SERIGRÁFICAS Fone: (77) 3611.4310/3611.8176 - Fax: (77) 3611.4038 Rua Aurelina Barros, 57 - Jardim Ouro Branco - Barreiras/BA (logo atrás da CDL)


16 Ed. 154, de 1 a 18 de junho 2014 o

Jornal do S達o Francisco


Jornal do S達o Francisco

Ed. 154, de 1o a 18 de junho 2014

17


18 Ed. 154, de 1 a 18 de junho 2014

Jornal do São Francisco

o

Jeová Júnior

JSFRURAL

encerra com R$ 1,019 bilhão em negócios O valor foi contabilizado uma semana após o encerramento do evento Ivana Dias

A

10ª edição da Bahia Farm Show atingiu R$ 1,019 bilhão em negócios. A feira aconteceu no período de 27 a 31 de maio, em Luís Eduardo Magalhães, superando as expectativas da coordenação junto às seis instituições financeiras e aos 210 expositores, uma semana após o encerramento do evento. De acordo com o coordenador da feira, Thiago Pimenta, no último dia foi contabilizado o resultado parcial de R$ 840 milhões em negócios. Só na semana seguinte foi possível chegar ao valor total,

com a forte contribuição dos setores de irrigação, drenagem, aviação e automotivo. “O desempenho das concessionárias, fabricantes de implementos e máquinas agrícolas chegou a ser o dobro do valor alcançado em 2013”, disse Pimenta. Fabricantes e representantes de aeronaves agrícolas venderam mais de 20 aviões, o que gerou aproximadamente R$ 40 mi em negócios para o setor de aviação. No setor automotivo, as concessionárias de veículos de passeio e utilitários leves venderam cerca de 400 veículos durante os cinco dias da feira. “Os produtores rurais que visitaram a

feira encontraram o que há de mais moderno em maquinários, equipamentos agrícolas, veículos, caminhões e insumos. Não resta dúvidas que a Bahia Farm Show está consolidada como uma atraente vitrine, onde todos compram, investem e saem satisfeitos. Agradeço, imensamente, às seis instituições financeiras presentes na feira, que trouxeram seus presidentes e vice-presidentes, em uma clara demonstração do reconhecimento da importância do setor agrícola e de seu enorme potencial de investimento, gerando emprego e renda na região Oeste. Agradeço também aos agricultores da

CHEILLA GOBI

Bahia Farm Show

Não resta dúvidas que a Bahia Farm Show está consolidada como uma atraente vitrine, onde todos compram, investem e saem satisfeitos” Júlio Busato Presidente da Associação de Agricultores e Irrigantes da Bahia (Aiba)


Jornal do São Francisco

Ed. 154, de 1o a 18 de junho 2014

JSFRURAL Bahia, Maranhão, Piauí e Tocantins, que fizeram este show acontecer mais uma vez. Isso mostra que o agricultor acredita em sua atividade e na região”, disse satisfeito o presidente da feira, Júlio Busato. Para o governador Jaques Wagner, a região Oeste e, particularmente Luís Eduardo Magalhães, estão destinados a ser um grande polo de desenvolvimento nos próximos anos. “Essa é a principal feira do Nordeste do Brasil, um negócio que ano passado chegou perto de R$ 700 mi e atraiu vários brasileiros da Bahia e de fora, que optaram e se apaixonaram por essa região, transformaram um vilarejo, como era Luís Eduardo há 14 anos, em uma cidade de 80 mil habitantes, que cresce e melhora sua condição a cada ano”, disse o governador. O número de visitantes teve aumento de 13% em relação ao ano de 2013, passando de 63.100 para 71.100, este ano. Para os organizadores, o aumento consolida e reforça a colocação da Bahia Farm Show como a segunda maior feira do Brasil em vendas por visitante. Outro ponto forte foi a extensa grade de palestras, onde foram apresentados mais de 30 eventos minicursos, fóruns e rodadas de negócios com temas ligados à sustentabilidade e novas tecnologias na produção agrícola do Oeste baiano. A Bahia Farm Show é organizada pela Associação de Agricultores e Irrigantes da Bahia (AIBA), Associação Baiana dos Produtores de Algodão (ABAPA), Fundação Bahia, Associação dos Revendedores de Máquinas e Equipamentos Agrícolas do Oeste da Bahia Ltda (ASSOMIBA) e Prefeitura de Luís Eduardo Magalhães. No próximo ano, a feira será realizada de 02 a 06 de junho.

Prefeitos da região Os prefeitos de Barreiras e São Desidério, Antônio Henrique e Demir Barbosa, respectivamente, visitaram a feira e ressaltaram a importância e contribuição do evento, para os municípios da região Oeste. “É uma feira que tem crescido muito e isso é muito bom para a região Oeste e para os produtores”, disse Antonio Henrique. Para o prefeito Demir Barbosa, a feira é muito importante para o Oeste da Bahia e para o Agronegócio, pois tem visibilidade não só no Estado, mas no Brasil e no mundo. Além de contribuir com novas tecnologias para os produtores do município. “A Bahia Farm Show é um evento que cresce a cada edição, cada vez com mais visitantes e que mostra o potencial agrícola no Oeste da Bahia, pois a feira pode contribuir na produção de São Desidério, trazendo tecnologia de máquinas necessárias para mecanizar as grandes áreas e aquelas a serem abertas ainda”, evidenciou Demir Barbosa.

Homenagens O agricultor brasileiro foi o homenageado da 10ª edição da Bahia Farm Show. Na cerimônia de abertura, o agricultor Antônio Cansanção recebeu as honrarias. “Cansanção é o símbolo do agricultor do Oeste da Bahia. Há quase 30 anos chegou à região para plantar e com isso gerou emprego e renda. Além de ser um dos idealizadores da Aiba, bem como o grande responsável pela implantação da cultura do algodão no Oeste”, disse o presidente Júlio Cézar Busato. Durante a feira, ao final das tardes, aconteceram homenagens ao agricultor nordestino com apresentação da quadrilha junina da Associação Cultural Remelexo Cearense; ao agricultor de origem oriental com apresentação dos tambo-

19

Fotos: Cheilla Gobi

FOTOS: CHEILLA GOBI

A maior feira de tecnologia agrícola e negócios do Norte/Nordeste reuniu na área de 92 mil metros quadrados, mais de 600 marcas e 210 expositores

plantar. A gente também continua, pois tudo tem um custo benefício. Por aqui ser a feira mais importante do norte-nordeste do Brasil, para nos é importante participar. Apesar de não termos atingido as metas, tem muito produtor que vem do Maranhão e do Tocantins, com os quais nos relacionamos e que acabam efetuando algum negócio”, disse Carlos. Já o representante comercial de uma empresa expositora no segmento de automação industrial, Paulo Sérgio, garante que a participação na Bahia Farm Show foi um fator decisivo para a instalação de uma filial em Luís Eduardo Magalhães. “A nossa participação contribuiu e muito para a decisão de vir para Luís Eduardo, assim como consolida a parceria com os nossos clientes. Além do município, atendemos também a região da garganta de Tocantins, Piauí e região Oeste até Ibotirama. Acredito que até dezembro estaremos com tudo organizado. Já aproveitamos para ver alguns locais que nos interessa e, provavelmente, no próximo mês nosso diretor deve vir fechar alguma coisa”, disse Paulo Sérgio.

Tecnologia e inovação agrícola

O número de visitantes teve aumento de 13% em relação ao ano de 2013 res japoneses – taikôs - e dança oriental - Bom Odori - com a colaboração da Associação Nipo-Brasileira (Anibra) de Barreiras e Luís Eduardo Magalhães; além de apresentação de poesia e danças folclóricas em homenagem aos sulistas, com a colaboração do Centro de Tradições Gaúchas (CTG) Sinuelo dos Gerais, de Luís Eduardo Magalhães.

ASCOM/AIBA

Expositores A maior feira de tecnologia agrícola e negócios do Norte/Nordeste reuniu na área de 92 mil metros quadrados, mais de 600 marcas e 210 expositores, dos quais 37 eram estreantes ou estavam retornando à feira depois de um período afastados. Pela primeira vez na feira, a empresa internacional que trabalha com anúncios de produtos e serviços agrícolas, veio com o objetivo de atrair o maior número de clientes na região. “Há um ano iniciamos um trabalho para nos inserirmos no Brasil. Realizamos uma pesquisa em vários eventos agrícolas no país e os resultados foram ótimos. Percebemos que a Bahia Farm Show tem o público que pretendemos atingir, isso facilitou a nossa decisão”, justificou o representante de markentig André Ferreira, que garantiu ainda que as expectativas de negócios foram superadas. De acordo com o gerente regional de uma empresa que trabalha com automação para agricultura de precisão, há dez anos presente na feira, Carlos Melo, as revendas tinham expectativa de chegar a 80% de vendas, mas a meta não foi alcançada. “A perspectiva da empresa foi frustrante. Ano passado não conseguimos alcançar 50% e esse ano também. Tínhamos uma expectativa melhor, mas infelizmente não conseguimos. Assim como o produtor, não perdemos a esperança, por mais que esteja em crise, ele não para de

A organização da feira é o retrato do que acontece no campo, a aplicação de tecnologia para o aumento da eficiência de produção” Valmir Dias Vice-presidente do Banco do Brasil

Colheitadeiras, pulverizadores, tratores de alta tecnologia, insumos e defensivos, implementos e aeronaves agrícolas de ponta foram alguns dos produtos comercializados durante a 10ª edição da Bahia Farm Show. “A feira tem acompanhado o desenvolvimento da região, que tem crescido de forma expressiva no segmento de produtos agrícolas e agronegócio de modo geral. E o que temos percebido é uma evolução constante, muito mais expositores, além de uma dimensão de feira maior. Por isso acredito que seja uma das melhores do Brasil”, disse o diretor da empresa de segmento de equipamentos, Celso Catarina. As novidades em tecnologia e inovação agrícola atraíram consumidores como o pecuarista e produtor da região Sul do Estado, Absolon Farias, que veio em busca de tratores de pequeno e médio porte de alto desempenho. “A diversidade de produtos, marcas e preços facilitam a escolha”, disse o produtor. A oportunidade de negociar diretamente com os fabricantes foi outro fator considerado vantajoso pelos produtores. Segundo o produtor de soja do Goiás, Lincoln da Silva, a negociação direta com o fabricante facilita a compra. “Eu vim conhecer e comprar tratores, colheitadeira de 25 pés e as máquinas de pulverização, pois em Rio Verde não existe máquinas de grande porte como na Bahia Farm Show. O fato de tratar diretamente com o fabricante possibilitou o ganho com a negociação de melhores preços e a redução de gasto com deslocamento”, justificou Silva.

Agentes financeiros Presente nas edições da Bahia Farm Show, os agentes financeiros apresentaram aos clientes do agronegócio, linhas de crédito e taxas de juros diferenciadas, com facilidades para a concretização de negócios. De acordo com o vice-presidente do Banco do Brasil, Valmir Dias, no país a instituição tem participação de 68% de todo o crédito que está à disposição dos produtores e, atualmente, uma carteira de crédito correspondente a R$ 150 bi, que estão emprestados aos agricultores para modernizar as atividades e o custeio da lavoura. “A organização da feira é o retrato do que acontece no campo, a aplicação de tecnologia para o aumento da eficiência de produção. E para isso o pro-


20 Ed. 154, de 1 a 18 de junho 2014

Jornal do São Francisco

o

JSFRURAL CHEILLA GOBI

dutor necessita de linhas de créditos que favoreçam o produtor rural em relação à taxa de juros e carências. Em 2013, houve crescimento de crédito em torno de 60%”, disse Valmir, evidenciando ainda o crescimento no setor de máquinas. “As indústrias de máquinas tiveram um crescimento de vendas de 50% no país, em três anos. Quando o produtor planta e compra uma máquina, ele não está apenas trabalhando para colocar alimento na mesa do brasileiro ou para exportar. Está também contribuindo e, muito, para gerar empregos em outros setores da economia”, pontuou. Quanto aos segmentos da agricultura familiar e empresarial, o vice-presidente garante que os resultados apontam crescimento do setor na Bahia. Do ano passado para 2014, o percentual de crescimento da agricultura familiar foi de 59% e da agricultura empresarial em torno de 60%. “Nós desembolsamos, neste Plano Safra, o valor de R$ 2 bi e liberamos este ano para a agricultura na Bahia, isso incluindo aqui e em outras regiões. Nossos desembolsos estão crescendo e como o banco é o grande financiador do agronegócio, a demanda que temos aqui demonstra que realmente há um crescimento da agricultura no Estado”, afirmou. Para Valmir Dias, o discurso que separa o agricultor familiar do empresarial é ultrapassado, pois os dois são importantes para o país. “O agricultor empresarial tem

Parte da renda do leilão será revertida em ações, programas e projetos destinados aos alunos da Apae de luís Eduardo Magalhães.

sua importância pelo valor agregado, pelo volume de produção e da balança comercial. Cerca de 40% do que saiu da balança comercial foi da agricultura. Este é um dado relevante. Por outro lado, 80% do que comemos, veio da agricultura familiar. Então se uma agricultura ajuda a alimentar e com qualidade, a população brasileira, a outra agricultura ajuda a trazer divisas e gerar emprego. As duas se somam e for-

EDITAIS

PEDIDO DE LICENÇA DE ALTERAÇÃO - LA Koiti Orita, CPF no 204.775.039-34, torna público que está requerendo à Secretaria Municipal do Meio Ambiente e Turismo – SEMATUR, São Desidério – BA, a Licença de Alteração da Atividade de Estocagem de Grãos e Alimentos, incrementando em 16.760 toneladas, a capacidade de armazenagem do empreendimento, localizado na Fazenda Irmãos Orita, situada à margem direita da Rodovia BR-020, Distrito de Roda Velha, São Desidério – BA.

REGISTRO DE IMÓVEIS E HIPOTECAS, TÍTULOS E DOCUMENTOS E PESSOAS JURÍDICAS Comarca de São Desidério - Bahia

EDITAL DE INTIMAÇÃO Eu, MARIA TEREZA MARIANI DIAS, Oficial Designada do Registro de Imóveis e Hipotecas, Títulos e Documentos e Pessoas Jurídicas da Comarca de São Desidério, Estado da Bahia, em cumprimento do disposto no art. 213, § 3º, da Lei n. 6.015/73, vem NOTIFICAR IVAN MARTINS VARGAS, brasileiro, casado, portador da cédula de identidade nº 2019012968 e inscrito no Cadastro de Pessoas Físicas - CPF sob o nº 007.750.880-72, residente domiciliado a Rua Borges de Medeiros, 191, Centro - Palmeiras das Missões - Rio Grande do Sul, não encontrado em sua residência nem no imóvel rural de sua propriedade, para se manifestar em quize dias, sobre o requerimento feito por Walter Yukio Horita, brasileiro, casado, portador da cédula de identidade nº 3039846-7-SSP/PR e instrito o Cadastro de Pessoas Físicas - CPF sob o nº 054.470.178-07, residente à Rua do Ibirapuera, 558, Ap. 105, Bairro Renato Gonçalves - Barreiras - Bahia, solicitando alterações de medida perimetral e de área do imóvel "Fazenda Requinte", confinante com o imóvel que lhe pertence denominado "Fazenda Santana" Matriculada neste Serviço de Registro sob nº 0495, podendo V. Sª inteirar-se da documentação protocolada neste Serviço. A falta de impugnação no prazo acima significará sua anuência, na conformidade com o § 4º do Artigo 213 da Lei 6.015/1973. São Desidério, 28 de abril de 2014. MARIA TEREZA MARIANI DIAS Oficial Designada

mam essa agricultura exuberante que temos no país e que eu não tenho nenhuma dúvida, que daqui a dez anos, estaremos em um patamar ainda maior em relação a outros países do mundo”, evidenciou.

leilão O leilão de gado de corte foi realizado na sexta-feira, 30, durante a Bahia Farm Show. A organização - Associação dos Criadores de Gado do Oeste Baiano (Acrioeste) ― reuniu 270 bezerros da raça Nelore, de criadores baianos. O faturamento foi de R$ 306 mil, com média de R$ 1.100 por animal. Em entrevista para o JSF na edição 153, o presidente da Acrioeste, Cézar Busato, declarou sobre a expectativa de apresentar o trabalho da instituição na feira pela primeira vez. “É uma feira muito grande e tem muita gente, acho que a pecuária vai se encaixar bem nesse cenário e se tornar uma vitrine para a nossa região”, disse César Busato, que após o leilão avaliou o evento. “Embora o número de animais não tenha sido grande, a qualidade foi muito alta e a participação de vários pecuaristas demonstrou que o leilão está consolidado na programação oficial da Bahia Farm Show”, concluiu. Parte da renda do leilão será revertida em ações, programas e projetos destinados aos alunos da Apae de Luís Eduardo Magalhães.

rodada internaCional de negóCios O setor agrícola negociou com mercado externo, o valor inicial de US$ 250 mil, na sexta-feira (30), durante a Bahia Farm Show 2014. A Rodada Internacional de Negócios foi promovida pela Associação de Agricultores e Irrigantes da Bahia (Aiba), em parceria com o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), Federação das Indústrias do Estado da Bahia (Fieb), Centro Internacional de Negócios (CIN), Confederação Nacional da Indústria (CNI) e Apex-Brasil. A região Oeste se destaca no cenário nacional pelo seu potencial agrícola, o que colaborou para que os produtores percebessem a importância de investir no mercado internacional. No total, foram 31 empresas inscritas no etraders, que atuam nos mercados internacionais selecionados pela Apex-Brasil, através do Programa Brasil Trade e do segmento de produtos e implementos agrícolas que participaram dos encontros, intensificando assim, o contato entre produtores e grandes empresas.

“Foi uma ótima oportunidade para os participantes fazerem contato com as grandes empresas. A troca de informações com mercados potenciais possibilita a abertura de novos mercados, uma ótima oportunidade para quem tem interesse em expandir pequenos negócios por meio do mercado internacional”, disse a gestora do Programa de Competitividade para Negócios Internacionais do SEBRAE/Bahia, Cristiane Mota. Para o empresário e produtor da Cachaça Cotegipana, Pedro Cavalcante, o desejo de aumentar a produção, crescer no mercado nacional e alcançar o mercado internacional foram os motivos para participar do evento. Pedro produz cachaça há oito anos no município de Cotegipe. A produção anual do destilado é de mais de 40 mil litros. “Acredito que farei bons negócios. Estamos lançando um novo produto e quero levá-lo para o mercado internacional”, disse. “Muitos produtores brasileiros estão acomodados no comércio interno e esquecem que há um mundo de oportunidades. Ao participarem da rodada, os produtores já demonstraram a intenção de exportar os seus produtos”, observou o sócio-diretor da Intertrade Importação e Exportação, Marcos Cavallo. Os traders especialistas em importação e exportação que atuam no mercado internacional participaram da negociação dos empresários. Selecionados pela Apex -Brasil, através do Programa Brasil Trade, eles fazem o intermédio entre o produtor e a empresa exportadora. Eduardo Giudice - um dos traders presentes na rodada e representante da empresa Brasil Business One Stop Shop (BBOSS), fornece serviços especializados no planejamento e desenvolvimento do empreendedor público e privado. De acordo com o representante, o encontro com os produtores é fundamental para obter uma comercialização segura. “Um encontro como este nos ajuda a entender os desejos dos produtores e o que eles têm para oferecer. Durante uma primeira conversa, entendemos de que forma essas ofertas podem ser feitas e, consequentemente, como ter um bom retorno”, justificou Eduardo Giudice.

ConsCientiZação Com o objetivo de conscientizar as crianças da educação infantil de escolas públicas sobre a importância do trabalho desenvolvido pelo homem do campo, a Aiba distribuiu kits de material pedagógico - livreto para colorir e giz de cera - para as secretarias de Meio Ambiente dos municípios de Baianópolis, Riachão das Neves e São Desidério.

interação Durante a feira, visitantes e expositores contaram com um aplicativo disponível para aparelhos móveis com tecnologia Android e IOS do Google e da Apple - celulares e tablets, para se guiar, buscar informações em tempo real do evento, lista das empresas expositoras, álbum de fotografias exclusivas, bloco de anotações virtual, além de marcar presença com check -in e cronograma de palestras. De acordo com o coordenador da Bahia Farm Show, Thiago Pimenta, o aplicativo aproxima o público e promove uma maior interação com a programação e expositores do evento. “Foi algo inovador durante a feira”, disse Thiago. Durante a feira, os visitantes tiveram oportunidade de conhecer ainda, o bar suspenso, o voo panorâmico de helicóptero e a pista de test drive com os veículos de marcas expositoras. ■


Jornal do São Francisco

Ed. 154, de 1o a 18 de junho 2014

JSFRURAL

21

A sustentabilidade no agronegócio Ações, programas e projetos desenvolvidos por instituições que têm em comum, a melhoria social e ambiental dos personagens envolvidos com o setor do agronegócio, foram apresentados no fórum CHEILLA GOBI

CHEILLA GOBI

há coisas que a simples vontade de fazer, faz a diferença” MARIZETE ZUTTION COOrdeNAdOrA dO prOJetO SeLO de SuSteNtABiLidAde rtrS (ASSOCiAçãO iNterNACiONAL de SOJA reSpONSÁVeL) O evento serviu para mostrar os caminhos para produzir de forma economicamente viável, socialmente justa e ambientalmente responsável Cheilla Gobi

A

Associação de Agricultores e Irrigantes da Bahia (Aiba) e o Sindicato Rural de Luís Eduardo Magalhães promoveram no último dia 29, durante a 10ª edição da maior feira de tecnologia agrícola e negócios no Norte/Nordeste Brasileiro, Bahia Farm Show, o Fórum Sustentabilidade no Agronegócio. Ações, programas e projetos desenvolvidos por sete instituições que têm em comum a melhoria social e ambiental dos personagens envolvidos com o setor do agronegócio foram apresentados no encontro. A Fundação Solidaridad foi uma das idealizadoras do Fórum. Soluções e estratégias foram discutidas durante o encontro. Para o presidente da Associação de Agricultores e Irrigantes da Bahia (Aiba), Júlio Cézar Busato, entidade realizadora da Bahia Farm Show, iniciativas como a proposta no fórum são a prova de que as mudanças no modo de pensar e agir por parte das pessoas que vivem o dia a dia do setor estão ocorrendo. “Naquela época o tripé que norteava a agricultura era terra, trabalho e capital. Hoje cinco pontos são considerados: terra, trabalho, capital, função social e responsabilidade ambiental”, disse. O presidente da Aiba frisou ainda sobre as terras agricultáveis que ainda podem ser exploradas na região Oeste. “Felizmente na região ainda temos muita área e nós podemos utilizar, de forma consciente, com finalidade ecológica. Não estamos aqui para resolver um problema do Brasil, nem da Bahia. Precisamos resolver um problema do Oeste da Bahia, que felizmente ainda têm mais três milhões e

meio de hectares a ser incorporado no sistema produtivo, respeitando todas as normas do código florestal”, disse. O representante da Fundação no Brasil, Harry van der Vliet, apresentou a proposta da instituição que atua em 50 países com foco no combate à pobreza e na conservação ambiental, por meio da inclusão social. Harry apontou razões e como tornar o Oeste baiano, uma região de origem sustentável. Segundo o representante da fundação, o mercado europeu é uma oportunidade interessante de negócios, porém, se apoia em exigências baseadas na sustentabilidade. “Os importadores precisam ter certeza de que os produtos que compram não possuem origem duvidosa, colocando em risco a imagem de seus empreendimentos, além de que muitos importadores incorporaram princípios de sustentabilida-

de na gestão dos seus negócios”, evidencia. Para Harry, os critérios usados pelo modelo europeu de produção por meio do uso inteligente e sustentável da água, do solo e dos insumos precisam ser incorporados também pelos agricultores e todo o agronegócio do Oeste. O Sindicato Rural - entidade parceira da Fundação Solidaridad, representado por Rony Reimann - se colocou à disposição dos produtores interessados na adequação ou que buscam uma certificação. Reimann ressaltou o trabalho que está sendo desenvolvido. “O que estamos fazendo é mostrar aos nossos produtores, os caminhos a seguir, com planejamento, acompanhamento e cumprimento das legislações ambientais e trabalhistas”, destacou. Para a coordenadora do Projeto Selo de Sustentabilidade RTRS (Associação Internacional de Soja Responsável) para o

Oeste da Bahia, Marizete Zuttion, o evento serviu para mostrar os caminhos para produzir de forma economicamente viável, socialmente justa e ambientalmente responsável. “Há coisas que a simples vontade de fazer, faz a diferença”, disse. Segundo a coordenadora, os produtores que fizerem parte do projeto terão melhorias, orientações, cursos e treinamentos. “Atendemos tanto as propriedades que querem a certificação, como produtores que querem somente orientações de melhorias para suas fazendas", frisa. Com o intuito de fortalecer e colocar em prática os projetos direcionados à área de sustentabilidade no Oeste da Bahia, ao final do evento, uma proposta para a realização de um fórum anual foi lançada. A sugestão pretende unir e debater ações do poder público, da iniciativa privada e do terceiro setor. ■

Uniformes Escolares Uniformes Profissionais Serigrafia Bordado R Marcos Freire, 956 - Bairro Aratu - Cep 47806-142 - Barreiras/BA Fone/Fax: (77) 3611.8156 / 3611.3635 - imstrieder@imstrieder.com.br

Confecções em Geral


22 Ed. 154, de 1 a 18 de junho 2014

Jornal do São Francisco

o

JSFRURAL

ExpoAgro 2014 é lançada em Barreiras Gabriela Flores

c

om a presença de autoridades, empresários, imprensa e convidados, a Prefeitura promoveu uma festa que marcou o lançamento oficial da 32ª edição da feira agropecuária de Barreiras, a ExpoAgro. Este ano, a feira acontecerá entre os dias 05 e 13 de julho e, em dias de atrações musicais locais, a entrada é franca. A ExpoAgro 2014 terá como foco principal a agricultura familiar. O coordenador do Sebrae, Emerson Cardoso, falou da importância do pequeno produtor. “Tenho certeza que o prefeito vai fazer uma grande festa, não só de entretenimento, mas de negócios. Uma das grandes responsabilidades do Sebrae nesta edição é justamente a questão da agricultura familiar. Nós entendemos que esse é um espaço que cada vez mais precisa ser incentivado e diferenciado. Cada vez mais precisamos chamar a atenção para o pequeno produtor, que é tão carente de informação e conhecimento. E é aí que entra o Sebrae e outras instituições que estarão presentes”, afirmou. Como em todos os anos, a presença da

Polícia Militar será importante para manter a ordem. O comando do 10º Batalhão já tem um planejamento para o período da festa. “Vamos garantir a segurança e a integridade física de todos que estarão lá. A gente acredita na organização e no planejamento que a Prefeitura tem feito para que seja uma feira brilhante. O policiamento vai estar garantido”, informou o Tenente-Coronel, Osival Cardoso. Há muito tempo, Barreiras deixou de ter como foco principal, na ExpoAgro, os maquinários, por causa da Bahia Farm Show. Com isso, leilões e expositores voltados ao segmento agropecuário ganharam mais espaço. “Barreiras merece essa exposição. Essa cidade que tanto acolheu a todos é o pilar do Oeste da Bahia. Devemos fazer negócios, devemos melhorar nossas relações com os bancos, conhecer as novas tecnologias e melhorar nosso sistema produtivo. E essa é a verdadeira importância da ExpoAgro”, disse o presidente da Associação dos Criadores de Gado do Oeste da Bahia (Acrioeste), César Augusto Busato. O prefeito Antonio Henrique enalteceu a importância da ExpoAgro e o amor pela festa que ele ajudou a criar. Coube a ele

fazer a medição da área do parque para entregar à Prefeitura de Barreiras com a autorização do professor Antônio Balbino. Assim nasceu o Parque de Exposição Engenheiro Geraldo Rocha. “Eu cheguei aqui em 1954 e tive a incumbência de fazer a medição daquela área do parque. Por isso que eu tenho esse amor pelo parque de exposição. Sem a Prefeitura não seria possível fazer essas grandes exposições. Não é só uma festa, mas é também um espaço de negócios. Nós temos aqui o grande comércio agropecuário. Comercializamos bovino, equino, suíno e capino no parque”, declarou o prefeito. Durante o discurso, Antonio Henrique usou o espaço para divulgar as atrações musicais da 32ª edição. A abertura ficará a cargo do cantor Leonardo. Ainda terá o forró da banda Saia Rodada, o sertanejo de Israel Novaes e da dupla Matheus e Kauã. O cantor Tomate encerra a festa em alto estilo. “O parque de exposição é nosso, do povo, e já estamos preparando uma grande festa. Tenha a certeza de que na ExpoAgro 2014 vamos ter muitos negócios”, finalizou o prefeito. ■

AtrAçõeS MuSiCAiS 05/07 – Leonardo 06/07 – Atrações Locais (entrada franca) 07/07 – Atrações Locais (entrada franca) 08/07 – Atrações Locais (entrada franca) 09/07 – Atrações Locais (entrada franca) 10/07 – Saia Rodada 11/07 – Israel Novais 12/07 – Matheus e Kauã 13/07 – Tomate *preço da entrada ainda não divulgado

INFORME PUBLICITÁRIO

OPORTUNIDADE ÚNICA FAZENDA À VENDA ÀS MARGENS DO RIO PRETO. APENAS R$ 1.800,00 P/HECTARE. A 140 KM DE BARREIRAS. DIRETO COM O PROPRIETÁRIO.

TELEFONES:

VIVO 71 99530440 CLARO 71 81388484 TIM 71 93326452

ÁREA: de 1534 hec. (+ Ou – 1.000 ha abertos). Georreferenciada e certificada no Incra. Documentação 100%. Localização: entre o município Formosa do Rio Preto e Santa Rita de Cássia, às margens do Rio Preto (2,5 km de margem). BENFEITORIAS: aproximadamente 30km de cercas novas de arame liso, Curral Itabira completo com brete, tronco, balança e embarcador. Várias divisões. PASTAGENS: capim braquiarião, andropogon e umidicola. Capineira de capim de corte. Rede elétrica com gerador. Bomba de 3 cv. Caixa d’agua de 20.000 Litros. Rede hidráulica de aproximadamente 3km. Casa sede tipo chalé com splits nos quartos. Casa de vaqueiro. Casa para ajudante. Depósito. Cozinha e sala externa com fogão à lenha.


Jornal do São Francisco

23

Ed. 154, de 1o a 18 de junho 2014

JSFRURAL

Associação Bambam inicia nova fase com o apoio do Fundesis asCoM aiba

U

ma biblioteca e salas para aulas de dança e música. Esta é a nova estrutura da Associação Bambam Creche Escola, localizada no loteamento São Paulo, em Barreiras. Agora, a instituição vai oferecer mais serviços à comunidade. As instalações foram construídas com recursos do Fundesis e a inauguração, realizada na última quinta-feira (05), contou com a presença de representantes da Aiba, BNB e Rotary. As instalações representam uma nova fase, onde a instituição deixa de atuar como creche e passa a atender crianças e jovens, com idades entre 07 e 17 anos, oferecendo aulas de dança, música e reforço escolar. A capacidade de atendimento da Associação passará de 70 para 170 beneficiados. Também serão oferecidos cursos profissionalizantes à comunidade local. As matrículas começam no mês de julho e as aulas serão ministradas sempre em

ASCOM/AIBA

turnos opostos ao da escola. Para a presidente da Associação Bambam, Maria Conceição Alcântara, as novas instalações significam a continuidade de um trabalho preocupado com o desenvolvimento social. “Prestamos o melhor serviço possível e com qualidade. A diferença, agora, é o novo público”, afirma. Essa é a terceira vez que a Associação Bambam é contemplada pelo Fundesis, somando um investimento total de R$ 125 mil. O Fundesis é uma iniciativa dos agricultores associados da Aiba e do BNB, que desde 2006 têm promovido o desenvolvimento social no Oeste. edital 2014 - Todas as entidades do Oeste da Bahia registradas como Organização da Sociedade Civil, sem fins lucrativos, poderão concorrer ao edital 2014 do (Fundesis). A meta de investimento é de R$ 1 mi e o prazo para inscrição vai até o dia 27 de julho. Mais informações no site www.aiba.org.br ou pelo telefone (77) 3613-8026. ■ essa é a terceira vez que a Associação Bambam é contemplada pelo Fundesis

Implantada nova Unidade de Monitoramento e Combate a Incêndios Florestais asCoM aiba

ASCOM/AIBA

c

om uma extensão de 258 mil ha, a nova Unidade de Combate a Incêndios Florestais do Oeste da Bahia está localizada dentro da Área de Preservação Ambiental (APA) do Rio de Janeiro, na divisa entre os municípios de Barreiras e Luís Eduardo Magalhães. O objetivo da unidade é evitar que áreas produtivas, Áreas de Preservação Permanente (APP) e reservas legais sejam destruídas pelo fogo. A iniciativa é da Associação de Agricultores e Irrigantes da Bahia (Aiba) em parceria com a Secretaria Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Sema), Instituto de Meio Ambiente (Inema), Corpo de Bombeiros e Secretaria Municipal de Meio Ambiente de Luís Eduardo Magalhães. Para esta unidade, 25 produtores associados da Aiba aderiram de forma voluntária ao projeto e atuarão de forma conjunta nas ações de combate. Assim, funcionários das fazendas envolvidas receberam treinamento teórico e prático sobre o combate a incêndios florestais. Estes funcionários irão liderar e atuar como brigadistas neste projeto. A Sema e o Inema procuraram fortalecer a prevenção, repassando informações sobre a operação Bahia sem Fogo; legislação; fiscalização; licenciamento; Cefir; educação ambiental e associativismo. Já o Corpo de Bombeiros ministrou aulas práticas sobre primeiros socorros, incêndios florestais e ações de combate, totalizando 40h de curso. Para o trabalho de combate a incêndio, os brigadistas vão utilizar equipamentos agrícolas como carros pipas de 30 mil litros, pás carregadeiras, tratores pesados com grades para aceiros, pulverizadores autopropelidos de três mil litros e ônibus. A nova unidade será monitorada diariamente e,

ASSOCIAÇÃO DE AGRICULTORES E IRRIGANTES DA BAHIA – AIBA CNPJ. 63.077.937/0001-85

ASSEMBLEIA GERAL ORDINÁRIA E EXTRAORDINÁRIA

EDITAL DE CONVOCAÇÃO Convidamos os Senhores Associados para reunirem-se em Assembleia Geral Ordinária e Extraordinária, que realizar-se-á as 15:30 do dia 07 de julho de 2014, na sede da Associação, situada à Avenida Ahylon Macêdo, 11, Barreiras (BA), em primeira convocação, com a presença de pelos menos a metade dos associados com direito a voto ou, em segunda convocação, meia hora depois, com qualquer número de associados, devendo suas deliberações serem tomadas, por maioria simples, com a seguinte ordem do dia:

A nova unidade será monitorada diariamente e, caso seja identificado algum foco de incêndio, será acionada a fazenda mais próxima do local caso seja identificado algum foco de incêndio, será acionada a fazenda mais próxima do local. A APA do Rio de Janeiro conta com duas bases operacionais localizadas nas fazendas Bananal e SLC Agrícola, para facilitar o deslocamento das equipes, considerando a hidrografia presente na área. unidade Piloto – A primeira unidade de combate a incêndios florestais foi implantada, em caráter experimental, no município de São Desidério em 2013. Desde então, o número de focos de calor passou de 4435 pontos em 2012, para 607 em 2013, uma redução de 73%. Este resultado mostra que é possível aliar o desenvolvimento agrícola com a sustentabilidade ambiental. Esta unidade continua sendo monitorada. ■

a) EM ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA: 1. Proposta de criação do Instituto Aiba; 2. Proposta de alteração do Estatuto Social quanto a forma de atender aos fins institucionais. b) EM ASSEMBLEIA GERAL ORDINÁRIA: 1. Apresentação e homologação das demonstrações contábeis do exercício de 2013; 2. Apresentação de relatório das atividades desenvolvidas no primeiro semestre de 2014; 3. Aprovação da programação anual da Instituição; 4. Outros assuntos. Barreiras (BA), 12 de junho de 2014.

Júlio Cézar Busato Presidente


24 Ed. 154, de 1 a 18 de junho 2014

Jornal do São Francisco

o

INFORME PUBLICITÁRIO

LABORATÓRIO CLÍNICO

IS E MA V E R EM Em B ADE D I N U DO UMA DUAR E S Í LU HÃES L A G MA

• Análises Clínicas • Hormônios • Toxicologia • Biologia Molecular

Há 15 anos servindo você • Citopatologia Geral • Anatomia Patológica • Teste de Paternidade • Teste do Pezinho

• Sexagem Fetal • Teste da Mamãe • Medicina Ocupacional • Check Up Laboratorial

DESCONTOS ESPECIAIS PARA • INTERPLUS • PAI • PORTOMED • JEQUITI

• RAPIDEZ NA ENTREGA DOS RESULTADOS • PREÇOS ESPECIAIS PARA APOSENTADOS E EMPRESAS • RESULTADOS DOS EXAMES PELA INTERNET • COLETA EM DOMICÍLIO • ATENDEMOS NO HORÁRIO DE ALMOÇO

CONVÊNIOS ATENDIDOS

FUSEx

RUA CAFÉ FILHO, 210 - JD. PRIMAVERA (PRÓX. A CAIXA E BRADESCO) RUA CASTELO BRANCO, 336 - BAIRRO SANTA LUZIA (JUNTO AO POSTO BR)

FONE: (77) 3611-6680 - FAX: (77) 3612-8858


Ed. 154, de 1o a 18 de junho 2014

25

Os benefícios de uma cidade arborizada Arborizar uma cidade vai além do procedimento de plantar árvores. Esse processo deve atingir objetivos de melhoria microclimática e diminuição da poluição. A arborização urbana é um dos componentes bióticos mais importantes das cidades e proporciona diversos benefícios para os moradores, como ambiente arejado, melhora na qualida-

de do ar e proporciona sombra para fugir dos raios solares. As árvores no ambiente urbano têm considerável potencial de remoção de partículas e gases poluentes na atmosfera. Algumas árvores têm a capacidade de filtrar compostos químicos poluentes, como dióxido de enxofre (SO2), o ozônio (O3) e o flúor.

A importância da arborização é tão grande, atualmente, que as áreas verdes são essenciais a qualquer planejamento urbano. A Lei do Parcelamento do Solo determina que os espaços livres passem a integrar o domínio público do município e, em muitos deles, a lei determina que nos projetos de loteamento sejam destinados percentuais às áreas verdes.

O produtor Almir Firmino de Oliveira, inscrito no RG 0173296122 SSP/BA, vem por meio desta publicação, conscientizar a população sobre a importância da arborização, em cumprimento ao termo de ajustamento de conduta visando regularização de inquérito civil Nº 593.0.199653/2012 da Promotoria de Justiça.

JSF no Planalto rAul BEIrIz

raulmarques16@gmail.com

A lIÇãO DO GAÚCHO JOãO SAlDANHA João Alves Jobin Saldanha foi um jornalista e treinador de futebol brasileiro

H

á um outro torneio em disputa além deste que está aí sendo jogado com afinco por 32 seleções. Trata-se das eleições que se avizinham. O número de partidos, por estranha coincidência, segundo a página do TSE, é exatamente igual. Sorte a nossa que a eleição não tem cinco fases como a Copa. Caso tivesse, no mínimo, seria mais divertido, embora um pouco tedioso. Imaginem se os 32 partidos fossem divididos em oito grupos de quatro, com disputas entre si. Imaginem ter que dar 48 votos na primeira fase, oito votos nas oitavas, quatro na fase seguinte e depois dois e mais dois. Ufa. Seria tal qual uma nauseante esfera de compromisso do que não passa de um direito. É que pela lei brasileira, o meu voto, o seu, o de todos nós, é um dever, quando deveria ser um direito. É o mesmo que obrigar que todos os brasileiros vejam todos os jogos da Copa do Mundo. Não dá. Colocamos as eleições como uma outra Copa por uma razão bem simples. Dependendo do resultado, as eleições tomarão um rumo mais ou menos acirrado, embora, a nosso ver, isso é partida

já jogada. Tal qual o goleiro Manga, que defendeu o Botafogo e o Internacional, acusado de fazer “mão de manteiga” na decisão do campeonato carioca de 1967 contra o Bangu, pelo então técnico do alvinegro, o gaúcho João Saldanha; as eleições rumam para o colo da presidente do Brasil reeleger-se. O que vai acontecer se o Brasil perder a Copa é aumentar o fervor do rancoroso debate. Melhor comparando, o goleiro Manga está mais para a equipe econômica da Dilma do que para a sua reeleição. João Saldanha esperou Manga na sede do clube, em General Severiano, com uma arma na mão, acusando-o de ter se vendido ao patrono do Bangu, clube do subúrbio carioca, o já falecido bicheiro Castor de Andrade, para faciitar a vida dos artilheiros do Bangu. O gaúcho só não atirou no goleiro porque foi impedido pelo seu sobrinho, Bebeto de Freitas, à época, apenas um menininho. Pois é. A Copa em jogo também é com a economia. PIB baixinho; inflação insistente, embora reduzida; estagnação dos empregos e a pujante elevação dos juros. Se a economia der um passe errado, entrega o jogo da presidente. E garanto, e como eu garanto, que Dilma só não vai agir como João Saldanha – atirar na equipe econômica - por causa da sua posição. Tal qual o saudoso jornalista disse,

a Dilma Rousseff não poderá bradar a célebre frase que muitos atribuem sua demissão de técnico da seleção canarinho de 1970. O presidente do Brasil no auge da ditadura, Emílio Garrastazu Médici, teria “sugerido” que Saldanha convocasse Dario, o Dadá Maravilha, que jogava pelo Atlético Mineiro. Saldanha, em linhas gerais, disse ao repórter o seguinte: “Eu e o presidente somos muito parecidos. Eu não escolho os ministros e o presidente não convoca jogador”, disse. Foi dispensado sumariamente pelo presidente da CBD, João Havelange. Fica o recado, Dilma. Quem escolheu os ministros foi a senhora e não o Felipão. Lembrando que João Saldanha era comunista de carteirinha. Alguém sabe se o PCB e o PC do B são partidos aliados?

A lição de outro gaúcho Leonel de Moura Brizola também deve estar se remoendo na tumba. O Diretório Nacional do Partido Democrático Trabalhista (PDT), partido fundado pelo político, oficializou o apoio à reeleição da presidenta (sic) Dilma Rousseff e do vice-presidente Michel Temer. Até aí, usando uma gíria, “morreu Neves”, que não é o Aécio. Eis que a presidenta (sic) Dilma Rousseff

agradeceu o apoio do partido e afirmou que PT e PDT têm compromisso e aliança históricos. Pois é. Pelo que eu me lembre, Lula e Brizola nunca formaram uma chapa única quando eram candidatos. Ah, mas tem o ex-ministro Carlos Lupi, o que significa que, com um simples ministério, uma pasta, uma boa pasta, ganha-se o jogo. Por isso que se cantava “a taça do mundo é nossa. Com brasileiro não há quem possa”. Não há mesmo. E lembrem-se que o Brizola, seja você simpatizante ou não, tinha uma técnica terrível para criticar alguém. Primeiro, lançava uma série de elogios aos seus adversários políticos e depois tascava os adjetivos e as imperfeições. Por exemplo: “Este Collor é um bom menino. Um rapaz de valor. Tem suas qualidades... mas tem um problema”.

PEC do trabalho escravo Exatamente como descrito pelo JSF no Planalto, com as incongruências pestanejantes da verve jurídica, foi aprovada pelo Senado, no último dia 27 de maio, a proposta de emenda constitucional 57A/1999, que prevê o confisco de propriedades em que o crime do trabalho escravo for encontrado e sua destinação à reforma agrária ou a programas de habitação urbanos. Foram 59 votos a favor, nenhum contra e nenhuma abstenção – era necessário um total de 49 senadores – na votação em primeiro turno. E 60 votos a favor, nenhum contra e nenhuma abstenção no segundo turno. Sensacional. O problema está um pouco mais abaixo, como citado na edição anterior. Eis que uma subemenda aprovada, acrescenta ao texto, a expressão “na forma da lei'' quando se trata de definir o que é trabalho escravo. Farão uma lei para determinar exatamente o que é isso. Se 15 anos foram necessários para aprovar uma PEC, outros tantos também serão para criar esta legislação específica. Pra frente, Brasil!

INFORME PUBLICITÁRIO

Jornal do São Francisco


26 Ed. 154, de 1 a 18 de junho 2014

Jornal do São Francisco

o

REGIÃO

Luís eduardo magalhães

São Desidério

Moleca 100 Vergonha abrirá São João do Santa Cruz

Prefeitura é contemplada com financiamento para pavimentação asfáltica

REPRODUÇÃO

O

tradicional São João do bairro Santa Cruz, promovido pela Prefeitura de Luís Eduardo Magalhães, este ano acontece entre os dias 21 e 23 de junho, na Praça de Eventos. A banda pernambucana de forró eletrônico Moleca 100 Vergonha irá animar a primeira noite dos festejos juninos. Com 15 anos de carreira, a banda está trabalhando em seu 12º álbum de estúdio, provisoriamente chamado de “Debutantes”. A primeira noite do São João do Santa Cruz contará ainda com as atrações regionais Baião de Dois e a dupla Nando e Lucas. Como já é tradição na cidade, pelo quinto ano consecutivo, a abertura da festa ficará a par do Concurso de Quadrilhas, este ano com as quadrilhas Tira o pé da brasa, Virou Mexeu, Cai mais não cai e Explosão Show. Pela segunda vez o regulamento prevê a inscrição de quadrilhas mirins, formada por crianças com idade entre 5 e 12 anos. O Concurso das Quadrilhas Adultas

Com 15 anos de carreira, a banda está trabalhando em seu 12o álbum de estúdio acontece no sábado, 21, a partir das 20h. No domingo, 22, será a vez do concurso mirim. A apresentação das quadrilhas vencedoras nas duas categorias acontecerá na segunda-feira.

No domingo, 22, será a vez de Marquinhos Bahia, Manos do Sucesso e Bonde do Forró. Na segunda-feira, 23, a festa fica por conta da dupla Leo e Lian, André Felipe e Forró Boys.

Bairro Jardim das Oliveiras sediou primeira reunião do Plano Diretor Participativo ASCOM/PMLEM

As reuniões nos demais bairros da cidade continuarão no mês de julho

O

bairro Jardim das Oliveiras foi o primeiro a receber as reuniões setoriais de revisão e atualização do Plano Diretor Participativo de Luís Eduardo Magalhães. A reunião realizada na Escola Marlei Terezinha Preto reuniu aproximadamente 150 pessoas (do bairro Jardim das Oliveiras e Tropical Ville), com representantes de todas as secretarias municipais. Presente na reunião, o prefeito Humberto Santa Cruz disse aos participantes que o objetivo da revisão do Plano é

justamente projetar a Luís Eduardo Magalhães do futuro. “Precisamos pensar a Luís Eduardo Magalhães que queremos daqui 35 anos. Queremos mostrar que é possível planejar o município”, comentou o prefeito. “A intenção é planejar a cidade para que no futuro consigamos viver com qualidade, quem irá planejar esta cidade é a comunidade, por isso a importância da participação de todos”, explicou, ao comentar o trabalho de mapeamento das ruas asfaltadas, iluminação pública, esgoto e os prédios, realizado pela equipe técnica responsável pelo plano.

De acordo com o coordenador local da revisão e atualização do Plano Diretor Participativo, Marco Aurélio Pozza, está sendo analisada a situação de cada localidade da cidade. “O Plano possui um escritório na Avenida Kichiro Murata (em cima do almoxarifado municipal) e qualquer cidadão pode nos visitar para dar sugestões ou requerer informações”, explicou Pozza. O representante do bairro Tropical Ville no encontro, Marcelo Piccolo, disse que há três dias estava conversando com outros moradores a fim de identificar as características do local. “É um bairro residencial, com permissão apenas para comércio de serviços, como padarias, farmácias, mercados. Já chegamos a impedir a construção de grandes oficinas no bairro”, observou. A segunda reunião setorial de revisão do Plano Diretor aconteceu na quarta-feira, 11, para os moradores dos bairros Mimoso II, III e Jardim Primavera. No dia 18, a reunião destina-se aos moradores dos bairros Jardim Imperial, Vereda Tropical, Jardim Ipê e Jardim das Acácias, na Escola Cezer Pelissari. As reuniões nos demais bairros da cidade continuarão no mês de julho. Em agosto, está prevista a realização da primeira audiência pública para discussão e apresentação das propostas apresentadas. Uma segunda audiência deve ser realizada até dezembro, antes do envio do Plano Diretor para a Câmara de Vereadores, previsto para o mês de janeiro de 2015.

Por meio de um contrato de operação de crédito com a Caixa Econômica Federal (CEF) e Prefeitura Municipal de São Desidério, o município foi contemplado com um financiamento para receber do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) 2 do Governo Federal. Orçado em R$ 14,3 milhões, o projeto de urbanização, drenagem, construção de passeios e pavimentação asfáltica será realizado no TSD do loteamento Lotervel em Roda Velha de cima. Já foi feita uma visita técnica ao local da obra pelo engenheiro da Caixa Econômica, Sílvio José, do engenheiro da Prefeitura, Rômulo Reis e do diretor do setor de Licitação, José Carlos Amâncio. De acordo com o prefeito, Demir Barbosa, o processo para este contrato foi iniciado no ano passado, sendo aprovado como projeto de lei, onde recebeu o aval da câmara legislativa. “Estamos na fase final para assinatura do contrato de repasse e então darmos início ao processo licitatório e iniciar as obras. Esta obra de melhoria urbana neste distrito era uma das demandas prioritárias desta gestão, uma obra cara para os cofres municipais. Graças a Deus fomos contemplados com este financiamento que sem dúvida, vai melhorar significativamente a vida das pessoas”, destacou.

Baianópolis

Governador entrega novas ambulâncias no município REPRODUÇÃO

O governador Jaques Wagner participou de um evento onde fez a entrega de mais uma viatura para o município de Baianópolis. O prefeito Anderson Cleyton e o secretário de Saúde, Dr. João Vicente, estiveram na solenidade que aconteceu em Vitória da Conquista. Esteve presente o secretário de Administração, João Francisco de Souza e o condutor da ambulância, Nilson Porto de Morais. Anderson Cleyton se disse orgulhoso, pois “com esta aquisição, Baianópolis torna-se referência na área de Saúde da região Oeste”.


Jornal do São Francisco

REGIÃO

Ed. 154, de 1o a 18 de junho 2014

27

Servidores da saúde aguardam abertura de licitação O orçamento dos exames de periculosidade e insalubridade será apresentado à comissão da saúde do município de Angical IVANA DIAS

Ivana Dias

A

falta de benefícios de periculosidade e insalubridade e as condições de trabalho levaram servidores públicos da saúde de Angical a realizarem greve para reivindicação de direitos. De acordo com o coordenador da Vigilância Sanitária, concursado no município desde 2007, Flávio Souza Barbosa, a prestação de saúde no município se degrada a cada ano devido a não valorização dos profissionais, condições de trabalho e não cumprimento dos direitos trabalhistas previstos na Constituição. Até dezembro do ano passado, o setor não possuía um carro para realizar as ações; todas as visitas eram realizadas a pé. Apenas em janeiro deste ano foi realizada a compra do veículo. Devido a essas questões, nenhum estabelecimento do Distrito de Missão do Aricobé possui alvará sanitário, além de não ter conta específica para recolhimento do alvará e documentos para a criação de uma legislação. “O funcionalismo público está com problemas porque, desde a época deste concurso, não houve reajuste e os direitos trabalhistas não são pagos. Nenhum funcionário do município recebe os reajustes previstos em estatuto. Apesar de todas as solicitações, dos 15% de progressão vertical devido à comprovação de especializações, eles não pagam. Assim como também não paga a ninguém, os adicionais de insalubridade e periculosidade. Eu trabalho na vigilância sanitária e tenho que ir ao lixão e a outros lugares considerados perigosos para realização das atividades, e em todos esses anos não tenho esse benefício”, disse Barbosa, que afirma ainda haver má vontade da administração pública em resolver a situação. “Na última reunião que tive com o prefeito ele não se manifestou, apenas o ex-prefeito Paulo Henrique, que não sabemos qual é a função dele no governo, participou de tudo e disse que se eu estivesse achando ruim, que eu saísse. Apesar da administração ter mudado de partido político, a situação dos profissionais de saúde continua a mesma, está pior na verdade, porque a inflação não pára, e para o funcionário cada ano que passa está pior. Nós escolhemos a profissão que queremos exercer e não temos motivação para trabalhar”, disse. Para os profissionais odontológicos, a situação não é diferente. Eles alegam falta de manutenção dos instrumentos de trabalho - a máquina de polimerização da resina está quebrada, nunca providenciaram a compra de uma nova ou o seu conserto; a máquina de fazer restauração, está quebrada; a autoclave está em péssimas condição; os medicamentos não são armazenados de maneira correta; não se usa o material adequado para fazer esterilização e o seu armazenamento não é adequado, causando sério risco de usar material contaminado na boca dos pacientes. Outro problema é a falta de medicamentos – a última compra foi realizada em outubro de 2012. Reajuste salarial e

O processo judicial está em tramine há dois anos

A Autoclave utilizada para esterilizar os utensílios está em péssima condição de uso benefícios – os salários não são reajustados desde janeiro de 2007. Segundo os profissionais, existem apenas dois dentistas para atender toda a população do município, cerca de 80 mil habitantes. Quando existe material, são realizados, em média, 12 procedimentos diários por consultório. “Durante esses últimos anos eles não

forneceram o material para trabalharmos, inclusive ano passado não foi possível realizar nenhuma atividade educativa nas escolas ou igrejas porque eles não forneceram flúor, cartazes e escovas. Nós pedimos que esses materiais fossem comprados, mas eles falaram que a compra seria realizada no início do ano, porque tem que existir uma licitação, só que o ano de 2013 passou, está na metade de 2014 e eles ainda vão fazer a licitação. Desde o início nunca houve um planejamento para saber quais são as atividades desenvolvidas durante o ano”, disse o dentista concursado, Ueslei Queiróz. O servidor público atende em um posto na zona rural Missão do Aricobé e garante que o único procedimento odontológico que pode ser realizado é a extração de dente, pois para qualquer outro, não existe material necessário. “Atualmente o problema é o material. Entre os procedimentos que realizamos dentro do consultório, só está sendo feito profilaxia e extração, nem aplicação de flúor pode ser feita porque não tem o produto. Não fazemos restauração – são várias etapas para realizá-la. Quando tem uma resina, falta o adesivo; quando não tem o mercúrio, falta a prata para fazer a liga. Tem semana que falta anestésico. O atendimento está super prejudicado por conta disso”, lamenta Queiroz.

Sindicato Há cinco meses na presidência do Sindicato dos Servidores Públicos de Angical, Márcio Ferreira Cruz criou uma comissão para negociar com a administração do município, as reivindicações dos servidores. Segundo o presidente, na reunião realizada no mês passado com o prefeito Gilson Wanderley, não houve acordo e, por esse motivo, os servidores optaram por paralisar as atividades no dia 26 de maio. Na próxima quarta-feira (26), haverá uma nova reunião entre o sindicato e a comissão da saúde do município, para apresentação do orçamento com os valores dos exames de insalubridade, para possível abertura de licitação. “Não é fácil uma técnica de enfermagem sair de Barreiras para receber R$ 724 e mais um adicional noturno de R$ 70. Pela Lei Orgânica do município ela deveria receber pelo menos R$ 128/mês, isso em plantões de 12/24, em dias alternados. Do total de R$ 852, tem os descontos de 8% de INSS, passagem e uma alimentação adequada, que aqui também não tem. Geralmente elas fazem 12 plantões por mês para alternar as escalas por falta de funcionários. A nossa saúde chegou a um ponto que, sinceramente, não sei onde vai chegar”, lamentou o presidente. De acordo com a advogada do sindicato, Maria Lívia Crisóstomo, existe um


28 Ed. 154, de 1 a 18 de junho 2014

reGIÃO

o

processo judicial tramitando há dois anos com relação ao adicional de insalubridade e que está aguardando andamento. “Temos uma instrução normativa do Ministério da Saúde, agora precisamos que seja feita essa perícia. Nos até já indicamos alguns médicos e estamos esperando a produção dessa prova. De qualquer maneira aguardamos um despacho. Não seria algo demorado, mas infelizmente acabou sendo. Além do processo judicial, já foram feitas várias tentativas de acordo com a administração", disse a doutora Maria Lívia Crisóstomo.

“A ajuda que o estado dá para os municípios é de extrema importância, mas está falhando, está em falta com os municípios da Bahia. Sem a ajuda do estado não diminuímos a quantidade de atendimentos, ficamos em déficit com alguns programas” TAÍSA SOAReS bASTOS SeCretÁriA

seCretaria de saúde Procurada pela redação do Jornal do São Francisco para falar sobre os problemas da pasta de saúde do município, a secretária Taísa Soares Bastos alegou que os problemas enfrentados estão ocorrendo em virtude da falta de assistência do governo estadual. “A ajuda que o Estado dá para os municípios é de extrema importância, mas está falhando, está em falta com os municípios da Bahia. Sem a ajuda do Estado não diminuímos a quantidade de atendimentos, ficamos em déficit com alguns programas”, justificou Taísa Bastos. Quanto à falta de material odontológico, a secretária afirma que os Postos de Saúde da Família (PSF) não trabalham com procedimentos e orientação e que o problema não é falta de material, mas falta de comprometimento com o serviço. “Vejo que, principalmente os concursados mais antigos, tentam uma solução e sempre voltam à estaca zero quando o assunto é reajuste salarial. É um pouco complicado. Estou vendo agora se essa comissão tem um avanço pelo menos na questão da periculosidade e insalubridade, até que se resolva essa questão de reajuste salarial, porque as porcentagens são muito pequenas, no máximo 20% e a possibilidade de receber o retroativo também é mínima, pois a arrecadação que o município tem é muito pequena”, justificou. ■

Jornal do São Francisco EDITAIS

EDITAL DE CONVOCAÇÃO N° 01/2014 A Prefeitura Municipal de Riachão das Neves, Estado da Bahia, CONVOCA, através do presente Edital, os Servidores Ativos e Inativos que trabalharam no período de 09/1969 a 11/1992 para fim de individualização do FGTS. O Servidor deverá se apresentar em até 30 dias úteis no Departamento de Recursos Humanos e trazer a documentação que comprove o vínculo de trabalho com o Município, bem como RG, CPF, Carteira de Trabalho e PIS/ PASEP. Riachão das Neves, 10 de Junho de 2014 Hamilton Santana de Lima Prefeito Municipal

AVISO DE LICITAÇÃO CONCORRÊNCIA Nº 001/2014 PROCESSO ADMINISTRATIVO Nº 084/2014 OBJETO: Contratação de empresa para construção de cercado externo, mureta e gradil com portões, reforma do almoxarifado e modificação da localização da cozinha, da Câmara Municipal de Luís Eduardo Magalhães – Bahia, com o fornecimento de todo material e mão de obra necessários. Tipo de licitação: MENOR PREÇO Data e horário de abertura: 21 de Julho de 2014, as 08:30 horas. Local: Sede da Câmara Municipal de Luís Eduardo Magalhães – BA, na Rua Octogonal, nº 684, Bairro Jardim Imperial, em Luís Eduardo Magalhães – Bahia. Os interessados poderão procurar o Setor de Licitações da Câmara Municipal de Luís Eduardo Magalhães – Ba, com endereço na Rua Octogonal, nº 684, Bairro Jardim Imperial, em Luís Eduardo Magalhães – Bahia, CEP.: 47.850-000, Tel.: (77) 3628-8900, onde será prestado o apoio técnico e operacional em todas as fases do certame, para adquirir cópia do edital ou pelo e-mail: makysuel.carvalho@cmlem.ba.gov.br. Luís Eduardo Magalhães – Ba, 09 de Junho de 2014. MAKYSUEL MARTINS DE CARVALHO Presidente da Comissão Permanente de Licitação/Pregoeiro

Concurso de quadrilhas juninas começa dia 20 em Barreiras dezessete equipes disputam vaga para a etapa regional no concurso. O evento reunirá mais de mil integrantes que se apresentarão entre os dias 20, 21 e 22, sempre a partir das 20 horas, no São João do parque Cheilla Gobi

A

narriê, alavantú, balancê de damas e tantos outros termos agitados pelo puxador da quadrilha deixam a festa de São João, ainda mais completa! A partir do dia 20 de junho será possível ouvir os gritos tradicionais dos festejos juninos no São João do Parque, em Barreiras, com a 10ª edição do Concurso Regional de Quadrilhas Juninas, realizado pela Prefeitura em parceria com a União de Quadrilhas Juninas do Oeste da Bahia (UNIQJOB). Entre os dias 20, 21 e 22, embalados por músicas típicas e linguajar próprio, as 17 equipes – dez de Barreiras e as restantes de cidades da região ― participarão do concurso. De acordo com informações da assessoria de comunicação do governo municipal, o evento reunirá mais de mil integrantes, sempre a partir das 20 horas. Além do concurso de quadrilhas, que destinará R$ 4 mil para a campeã, R$ 3 mil para a segunda colocada, R$ 2 mil para o terceiro lugar e prêmio de R$ 1 mil para o melhor marcador, o São João no Parque

QuAdriLhAS pArtiCipANteS barreiras - Rosa de Ouro, Eta Lasquera, Dona Gonzaga, Xamego Bom, Pé na Brasa, Remelexo Cearense, Sapecou Queimou, Flor Matizada, Nordeste Show e Sol Nascente. Além do concurso, o São João do parque contará com a animação de bandas, barracas com comidas e bebidas típicas, brincadeiras e muita descontração contará com a animação de bandas de forró, barracas com comidas e bebidas típicas, brincadeiras e muita descontração. A partir do dia 20, o forró será comandado pelo grupo Coração do Brasil. Dia 21, se apresenta a dupla sertaneja Ronaldo e

Rangel. Dia 22, a animação fica a cargo de Welber Leno. A banda Farol de Fusca animará a noite do dia 23. Fechando a programação, dia 24, no comando da festa, o grupo de forró, Baião de Dois. ■

luís eduardo magalhães Cai mas não Cai, Virou Mexeu, Tira o Pé da Brasa. buritirama - Filomena Forrozeira, Forró Meró e Exageramos). ibotirama - Rica Flor.


Jornal do São Francisco

Ed. 154, de 1o a 18 de junho 2014

SEGURANÇA

Quadrilha de roubo de defensivos é desarticulada

Adolescente morre em acidente em Barreiras

SIGI VILARES

29

Acidente na BR-349 deixou um morto e dois gravemente feridos COTIDIANO POLICIAL

FOTOS: O EXPRESSO

Integrantes da quadrilha foram autuados em flagrantes pelo delegado Rivaldo Luz Gabriela Flores

U

ma denúncia anônima ajudou uma guarnição da CIPE/Cerrado, em Luís Eduardo Magalhães, a desarticular uma quadrilha especializada em roubo e receptação de produtos agrícolas. As prisões aconteceram na tarde do último dia 09, quando seis homens foram surpreendidos carregando uma carreta com soja roubada. Dois dos indivíduos informaram que trabalhavam para Brigido Oliveira Lima, conhecido como Oliveira, de 44 anos, e que estavam lá a mando dele. Os outros se declararam “saqueiros”. A guarnição se deslocou até o Setor Industrial, onde Oliveira possui um galpão e trabalha com cereais. Por meio de nota, o Tenente Leonardo Teles de Oliveira, que comandou a operação, informou que na empresa foram encontradas diversas embalagens sem rótulos, mais 144 litros do defensivo agrícola BELT, 380 kg do defensivo ACTARA, 25 litros de Kalukim, um cofre trancado, uma carreta caçamba Volvo, um Ford EDGE, além de diversas sacas de cereais. De acordo com informações de agricultores, alguns dos defensivos apreendidos chegam a custar mais de U$$ 200 por litro. No armazém também foi avistada uma carreta caçamba com placas de Seabra (cavalo) e Ibotirama (carreta), que já havia sido descrita por funcionários de várias fazendas assaltadas. Foram encontrados também um caminhão branco e uma camionete F250, também descritas por vítimas de assaltos. Oliveira, o dono do galpão, informou aos policiais que comprou a soja de Ademilton Oliveira de Melo, proprietário da empresa TIPO 10 Cereais, no centro de LEM. Ademilton, por sua vez, informou

Na empresa foram encontradas diversas embalagens de produtos agrícolas sem rótulos que comprou a soja diretamente de Erisvaldo, conhecido como “Ninho”, que já estava preso. Um dos funcionários de Oliveira confirmou que já participou de assaltos a fazendas este ano e que os defensivos roubados de uma fazenda localizada depois de Roda Velha, estavam guardados no barracão de Oliveira, no Setor Industrial. Informou também que parte dos produtos tinha sido levada para São Paulo em um caminhão baú. Em uma chácara às margens da BR242, em Barreiras, também foram encontrados litros de agrotóxicos escondidos em um matagal. Também em uma oficina mecânica no Jardim das Acácias, em Luís Eduardo, foram encontradas munições de escopetas, de rifles 22 e uma toca balaclava. O proprietário da oficina disse que mantinha serviço de assistência mecânica às fazendas e deve ser o principal informante dos assaltantes e receptadores. Todo o material apreendido, bem como os indivíduos envolvidos, foram encaminhados para a Delegacia de Polícia local e apresentados ao delegado Rivaldo Luz, que autuou todos os integrantes da quadrilha em flagrante.

Um acidente grave deixou um morto e um jovem gravemente ferido na final da tarde do último sábado, 14, em uma estrada vicinal, nos fundos da AABB, no bairro Morada Nobre, em Barreiras. De acordo com informações de testemunhas, dois adolescentes seguiam em um veículo Ford Pampa, sentido Clube dos Soldados para o Clube AABB, quando perderam o controle do veículo e caíram dentro de um canal, às margens da estrada. Dois moradores foram os primeiros a socorrer os adolescentes. Eles contaram que as vítimas ficaram por um longo período debaixo da água. O primeiro adolescente foi resgatado cerca de 25 minutos depois do acidente. Já o carona foi retirado depois de 30 minutos. Duas equipes do Samu e uma equipe do Corpo de Bombeiros foram ao local para socorrer as duas vítimas que estavam desacordadas. As equipes trabalharam durante 35 minutos para reanimar o condutor do veículo, não identificado e que aparentava ter entre 16 a 18 anos. Ele foi socorrido às pressas para o Hospital do Oeste, onde segue entubado e em estado grave, com risco de morte. Os socorristas tentaram reanimar o outro jovem em um trabalho árduo que durou 1h10, mas o adolescente de 16 anos, identificado como Diego Souza, não resistiu e veio à óbito. Duas equipes da Polícia Militar, uma da ROCAM e outra da 2ª CIA do 10º BPM, ajudaram a preservar o local enquanto o socorro era realizado. O corpo de Diego Souza foi encaminhado para o IML do complexo policial para ser necropsiado.

Bandidos roubam mais de R$ 33 mil de supermercado O Safra Supermercado, localizado na Avenida ACM, em Barreiras, foi assaltado no último dia 7. Os bandidos arrombaram uma janela, desativaram o sistema de monitoramento por câmeras e furtaram um televisor de 32’, além de uma quantia de R$ 33,2 mil em dinheiro vivo. Dois cofres onde estava o dinheiro foram danificados. De acordo com informações do assistente técnico da empresa de monitoramento do supermercado, o furto deve ter ocorrido por volta das 3h da madrugada.

Uma colisão frontal envolvendo dois veículos Fiat Strada deixou uma pessoa morta e duas gravemente feridas no último dia 15. O acidente aconteceu na BR-349, proximidades do Posto Formoso, em Bom Jesus da Lapa. Antonio Tenório de Souza, de 46 anos, morreu ainda no local do acidente. A companheira de viagem, Evânia Maria Paes Ferro e o motorista do outro veículo, Antônio Mata de Oliveira, ficaram gravemente feridos. Eles foram socorridos pelo Samu e levados para a Unidade de Pronto Atendimento de Bom Jesus da Lapa. De acordo com informações de testemunhas, os veículos trafegavam em sentido contrário entre os municípios de Santa Maria da Vitória e Bom Jesus da Lapa quando colidiram frontalmente.

Homem morre em acidente no Anel Viário em Barreiras O acidente provocou a morte do comerciante Odivan Alves de Aquino, 34 anos, que retornava de uma festa na cidade de Angical-BA, na madrugada do dia 08, em companhia de sua companheira de convívio Quédima Conceição de Brito, de 27 anos. Ela ficou gravemente ferida e está hospitalizada. Odivan teria desrespeitado a preferencial, não observando a placa de parada obrigatória. Com isso teve o seu Gol geração 4, cor prata, atingido na porta do lado esquerdo, por uma carreta bitrem 360 com placa de Rondonópolis/ MT. O casal ficou preso às ferragens do automóvel, que saiu da pista e capotou sobre o canteiro do contorno viário. A mulher foi resgatada por equipes do Corpo de Bombeiros e Polícia Rodoviária Federal e encaminhada pelo Samu para o Hospital do Oeste. Segundo informações do senhor Estevam Cardoso Brito, pai de Quédima, sua filha e o genro tinham saído de uma festa na casa de Shows Magnum, em Barreiras, por volta das 03 horas para assistir a outra festa em Angical. “Ele não tinha condição de dirigir. Deveria estar com muito sono”, salienta. Odivan morava no bairro São Pedro e administrava o Mercado Precinho, no bairro Vila Amorim, pertencente a sua mãe Maria de Lourdes Pereira de Aquino, conhecida por “Neta”. Possuía dois filhos com Quédima, um menino de 8 e uma garota de 11 anos. O corpo do motorista foi encaminhado para realização de exame no IML Regional de Barreiras.


30 Ed. 154, de 1 a 18 de junho 2014

Jornal do São Francisco

o

ESPORTE

O importante é ganhar! Q

uem acompanha a Copa do Mundo sabe, "de cor e salteado", que em uma competição tão curta, onde a seleção campeã joga no máximo sete partidas, vencer é muito mais importante do que jogar bem. E foi exatamente isto que aconteceu na estreia da seleção brasileira contra os croatas. Jogamos o suficiente para ganhar, nada além disso, a não ser a destacada atuação do meia Oscar, o melhor em campo. Neymar também teve méritos, por fazer dois dos três gols marcados. O triunfo por 3x1 na estreia do Mundial, na Arena Corinthians, completamente lotada, deu à seleção brasileira, a liderança

Felipão acredita na psicologia para ganhar o Hexa! Parceira do treinador Luiz Felipe Scolari na campanha do penta em 2002, especialista conceituada em psicologia do esporte, a psicóloga Regina Brandão está de volta à seleção brasileira juntamente com toda a sua equipe. Na pauta, a pressão de jogar em casa e todas as responsabilidades de não deixar de erguer a taça na segunda oportunidade de disputar uma copa no país, algo que talvez nunca mais aconteça. O Maracanazzo de 1950 será um tema recorrente durante toda a competição, podem ter certeza, tanto nas perguntas como durante as entrevistas. Durante entrevista recente, concedida pelo médico José Luiz Runco, um repórter chinês perguntou a ele como a pressão de vingar 1950 pode repercutir na parte clínica do time. O maracanazzo de 1950 é tema constante nas conversas na granja Comary. Por isso, Regina Brandão, segundo Felipão, terá um papel fundamental: traçar um perfil psicológico de cada jogador e depois entregar o trabalho à comissão técnica. Felipão e seus assessores querem saber de cor e salteado, quais os atletas estão de fato preparados para administrar uma pressão enorme que, com certeza, virá de fora das quatro linhas nos jogos e no dia a dia da seleção.

Lombalgia ainda persegue o titular absoluto da camisa 1 O goleiro Júlio César, orientado pelo departamento médico da seleção, vai mesmo disputar os jogos do mundial, usando novamente a cinta lombar por baixo da camiseta, que tanto causou polêmica em 2010. Júlio sofre de lombalgia há 11 anos, um problema muito comum para jogadores que atuam no gol.

do grupo e a confiança que a equipe precisa para continuar na disputa do tão sonhado hexacampeonato. Se necessariamente a seleção tinha que vencer, o objetivo foi alcançado, não importa se com o pênalti duvidoso e gol contra do lateral esquerdo Marcelo - fatos que demonstram a obrigação da equipe melhorar. Mas isto é tarefa para Luis Felipe Scolari e seus assessores. A nós, meros e fanáticos torcedores, cabe comemorar e torcer para que outras vitórias venham e a seleção continue fazendo as nossas tardes mais alegres até o dia 13 de julho, quando termina a Copa do Mundo no Maracanã. O titular do gol brasileiro, atualmente no inexpressivo Toronto FC do Canadá, que disputa a Major League Soccer dos Eua, não está curado do problema. Ele faz tratamento quase todos os dias para aliviar as dores, que refletem na coluna, conforme revelou o médico da seleção, José Luiz Runco. A cinta, acessório que possui presilhas de metal fixando uma espécie de colete na região dolorida, é permitida pela Fifa. Quando usou o acessório no Mundial de 2010, Júlio César chegou a ser chamado de robocop.

Todos os goleiros da seleção são canhotos! Recuar a bola para a perna errada do goleiro brasileiro nesta Copa do Mundo será um perigo daqueles. Os três, Júlio César, Jéfferson e Vitor são canhotos, só sabem chutar com esta perna. E Diego Cavalieri, do Fluminense, o quarto da lista, que será chamado em caso de emergência (lesão em alguns dos três convocados), também só sabe chutar com a perna esquerda. Não dá para se confundir na hora de procurar o camisa 1, num momento de "aperto", seja para sair jogando ou mesmo para dar um balão. É preciso estar atento para evitar "contratempos" que podem ser bem difíceis de resolver depois.

Colombiano é dispensado do São Paulo Agora é oficial. O meia Pabón vai ser devolvido para o Valência. Com a saída dele, o São Paulo vai economizar por mês, cerca de R$ 350 mil, além dos encargos trabalhistas do atleta. Com esta economia, o clube deve investir em reforços, principalmente na zaga e no meio campo, já que Muricy pediu para os dirigentes, mais um zagueiro e um volante. Pabón deixa o clube sem justificar o investimento feito nele. Jogou pouco e jamais foi titular.

Mundo da bola Carlos Augusto herock caherock@hotmail.com

Argentino promete mudar muita coisa no Palmeiras

O

foto: www.oestadao.com.br

técnico Ricardo Gareca já está mostrando seu jeito de trabalhar. Com 56 anos, o ex-atacante que chegou a jogar junto com Diego Armando Maradona, é o sexto treinador “Hermano” a comandar o Palmeiras. Antes dele, passaram pelo Parque Antártica, Jim Lopez e Abel Picabéa, na década de 50 e, Armando Renganeschi, Filpo Nuñez e Alfredo Gonzáles, na década de 60. Gareca tem um estilo que mistura carinho e cobrança com os jogadores. Defende o grupo acima de tudo, mas cobra dos atletas, empenho e dedicação extrema. No novo Palmeiras de Gareca, a ideia é dar ao treinador, o direito de indicar contratações e, havendo viabilidade financeira, a diretoria vai atender aos pedidos do treinador, pelo menos é o que garantem os dirigentes. No retorno do Brasileirão, além de Fernando Prass, que volta ao time titular depois de fraturar a mão, o novo treinador pode ganhar "de presente", um novo meia e, quem sabe, um atacante. O meia seria Luis Adriano, que foi revelado pelo Internacional de Porto Alegre, mas atualmente joga na Ucrânia, no Shaktar Donetesk. O atacante seria Lucas Pratto, do Vélez Sarsfield. O primeiro reforço já foi contratado e, por indicação de Gareca, topou o desafio de jogar no Brasil: é Tóbio, zagueiro que também jogou no Vélez este ano, na disputa da Libertadores.

Vai deixar saudade Não importa se você é colorado, gremista, rubro-negro, corintiano, palmeirense ou se tem preferência por outro clube, seja ele brasileiro ou até estrangeiro. Se você é um apaixonado pelo futebol e admira os ídolos que este esporte constrói, dentro e fora do campo, com certeza ficou mais triste, por um motivo óbvio: a morte de Fernandão, 36 anos, ídolo do Internacional de Porto Alegre, vítima de um desastre aéreo na cidade de Aruanã, no interior de Goiás. Quando o helicóptero em que Fernandão estava caiu às margens do Araguaia, matando o atacante e outros quatro tripulantes, os amantes do futebol vestiram a mesma camisa e se solidarizaram com a família do atleta através das redes sociais, e-mails e outras mídias, mostrando que a morte de Fernandão uniu torcidas rivais

abaladas pela perda de um ídolo, reconhecido não só pelos gols que marcou, mas por sua lealdade e caráter, dentro e fora de campo. Como existe uma mística de que heróis não morrem, Fernandão viverá para sempre no coração dos torcedores dos clubes que ele defendeu. Vai em paz, capitão.

Paulistas são maioria na seleção A nova "família Scolari" é quase um combinado Rio-São Paulo. Dos 23 jogadores convocados por Felipão para lutar pelo hexacampeonato mundial, nove são paulistas e cinco cariocas. Paraná e Bahia têm dois representantes cada. O gaúcho Maicon completa o grupo, junto com um mineiro, um pernambucano, um paraibano e um capixaba. Mas como otimismo ajuda e muito na conquista de um mundial, não custa lembrar que neste momento, como diz a propaganda, "somos um só time", portanto, um só coração e um só país, nada de bairrismos nesta hora.


Jornal do São Francisco

31

Ed. 154, de 1o a 18 de junho 2014

CRÔNICA

E

ra 01h e ele vinha caminhando devagar, pensativo, sob os arvoredos da praça daquela cidadezinha do interior. De repente, o céu se cobriu de nuvens – incomum naquela quadra do ano – e um vento forte soprou a poeira da rua com as folhas secas tombadas das árvores. Ele levou, rápido, a mão esquerda ao rosto; na direita carregava uma sacolinha de ração para suas galinhas, que lhe presentearam com 18 pintinhos, dos 24 ovos que pusera no ninho há 21 dias. Ele perdia o sono na madrugada e ficava meditando sobre a vida, esperando o raiar do dia, então resolveu comprar duas galinhas e um galo para alegrar suas manhãs de insônia. Ultimamente andava muito reflexivo sobre as realizações em seu trabalho, que imaginara grandiosas e agora, sem medir nem pesar, se afiguravam minguadas. Aquele povo estava sendo enganado por quatro décadas. Um abismo separa as promessas do governo, das intenções, das realizações. O que foi executado, até aqui, não sugere perspectivas que venham modificar o cenário e o que se consolida é a institucionalização de uma massa humana sem liberdade, sem

Minha Cara Mãe Calina

― Eu tinha brigado com o namorado e saí nervosa em disparada e você surgiu assim do nada....o que posso fazer pra você me perdoar? ― Simples; case comigo! ― Tá brincando.... ― Sabe Danila; eu já tinha reparado em você aí na rua, mas não sabia o seu nome. Você é muito bonita. Não se fala que Deus escreve certo por linhas tortas? Pois bem; o meu contrato termina no próximo mês e eu estava querendo continuar aqui, mas me faltava uma motivação maior. Foi a divina fortuna que providenciou para nos conhecermos assim nessa circunstância. ― Não acredito.... ― Danila, eu sinto que tenho uma missão a realizar aqui. Foi o vento que selou nosso destino. Tenho que idealizar algum projeto para mudar o azimute desse povo e você será meu braço direito nessa tarefa. O trabalho altruísta dá sentido à vida. ― Mas... eu não sei fazer nada disso! ― Querendo, aprende. Kalil Gibran diz: “O prazer da flor é dar o mel à abelha, pois, se para a abelha a flor é fonte de vida, para a flor, a abelha é o mensageiro do amor”. Então você será a minha flor e eu serei a sua abelha.

DURVAL NUNES

durval.chicha@hotmail.com

A Divina Fortuna ― O que aconteceu? Quem é você? ― Oh, moço, fui eu a culpada, me perdoe. ― O que foi que aconteceu? E meus pintinhos? ― Meu nome é Danila, eu lhe atropelei com a moto, há dois dias; quando eu vi você desmaiado, com o rosto coberto de sangue, pensei que tivesse morrido. Entrei em desespero. Chamei o Samu, você levou 8 pontos aí na testa e ficou desacordado. Me perdoe. ― Tem nada não. Eu tenho a cabeça dura. Quando menino, um caminhão me atropelou, matou o burrinho que eu montava e só levei um corte nas costas e outro na cabeça. Veja aqui.

cultura e sem horizontes, servil e eternamente dependente. Absorto em seus pensamentos, quando saiu da praça avançou diretamente sobre a rua e nem percebeu a moto que despontava em disparada. Com o impacto, a ração "foi para o espaço" e ele foi arremessado sobre o meio-fio. ...Um sonho recorrente tomava conta de sua mente: muitas galinhas no terreiro, milhares de pintinhos e os galos cantando a sinfonia da alvorada. Sentiu uma forte dor na cabeça e, quando levou a mão à testa, percebeu a bandagem. Ao abrir os olhos, estranhou o ambiente, a cama de ferro, as paredes brancas e a moça sentada em frente.

ENTRETENIMENTO

SOLUÇÃO 3 6 5 7 1 8 9 2 4

4 8 1 2 9 6 3 5 7

2 7 9 5 3 4 6 8 1

9 5 6 4 8 7 2 1 3

1 3 4 9 2 5 8 7 6

7 2 8 1 6 3 4 9 5

Sudoku é um quebra-cabeça baseado na colocação lógica de números. O objetivo do jogo é a colocação de números de 1 a 9 em cada uma das células vazias numa grade de 9x9, constituída por 3x3 subgrades. Os algarismos não podem se repetir na mesma coluna, linha ou grade.

5 9 7 3 4 2 1 6 8

3/ham — jia. 5/prece. 6/jurado. 7/moinhos. 8/assessor.

24

9 6 8 7 3 2 7 6 7 1 8 2 5 3 9 2 5 3 8 1 8 4 8 4 2 6 7 1 5 3 9

“(?) Você”, sucesso do Barão Vermelho

1

6 1 3 8 5 9 7 4 2

Nívea Stelmann, atriz brasileira

E J I R L C Z A H L O M A V K R O M Q O E T U Q

X J E G S H W G N C E O Z I H A W L A O F C A X

O N B I I S G F Y N Y Y X F S B B C P X Q O U O

X U C A G S O P T U E R G Y I T S R T R Q E O L

A S D L I G S O Y H F P P X W Z R A B I T O L Q

INVERNO MÁQUINA MOVIMENTAÇÃO NECESSIDADE OBRIGAÇÃO PÃO POSSIBILIDADE PRATA RECOLHIMENTO REIVINDICAÇÃO SÍLABA VILA

ABERTO COMPANHIA DESLIZAMENTO ENERGIA ESCALADA ESTUDO EXAME EXPERIÊNCIA FIGURA FUNCIONAMENTO GRUPO IDEIA SOLUÇÃO A S D L I G S O Y H F P P X W Z R A B I T O L Q

A N M E B U S M P A I Y I C D G K S K D U W R D

X U C A G S O P T U E R G Y I T S R T R Q E O L

F J N N U Z Y X C M J I O H A K B T Q U U R O O

O N B I I S G F Y N Y Y X F S B B C P X Q O U O

N C A E Z M G A S D R Q X G L T P R A T A Z P K

X J E G S H W G N C E O Z I H A W L A O F C A X

G P P D K S G T Y J N L Y C C O N L T S Q U I F

E J I R L C Z A H L O M A V K R O M Q O E T U Q

T M J D A I U N X P O P B Z O L C E V E R R F O

A N M E B U S M P A I Y I C D G K S K D U W R D

S X A E R L Z Q F S V V S F S O G E M G H O D T

F J N N U Z Y X C M J I O H A K B T Q U U R O O

W U W B D S A M Z W Y P K N H N B D R I S Z Y N

N C A E Z M G A S D R Q X G L T P R A T A Z P K

Z W O M R A D C K D Z R Q L Y R F P W X V N A E

G P P D K S G T Y J N L Y C C O N L T S Q U I F

6

Solução

O Y A F L P D Q S I T A N P M E T V H Y G O V M

HORÓSCOPO

FÁCIL

Excelentes (fem.) Piedade; compaixão

feita na Membro Éagenda do O som tribunal da vaia

T E S A C E I D A O P A C D IC J I A P O R S O G O L A J U R

P P R E L E R A C A T E E P I E N A S P R M O I O S O T PE A N O T A D O

M A T A A T L A N T I C A

V I D O D O R A D A O D T I O E R AM A Ç A H O S SE A M A S N S Ç Ã O P O R

BANCO

A O P S Z G O I M E R D G V A V W I C C W I M A

SUDOKU

Personagem como o Zangado (Lit. inf.)

Antes de Cristo (abrev.)

C Z A D X H Q J S U R X S I O N K G T K K O Y Z

T M J D A I U N X P O P B Z O L C E V E R R F O

Sílaba de “carta” O sentido da pele

Açude de (?): está situado no Ceará Sozinho; solitário Batida; pancada

A K V P D H S C G S F P H H O I F X A U M M A I

S X A E R L Z Q F S V V S F S O G E M G H O D T

Máquinas para triturar Fazer girar (bola)

Espécie de rã (bras.)

C Y R X Q N G I V U E N R A P A Z J P Q X B A L

W U W B D S A M Z W Y P K N H N B D R I S Z Y N

Presunto, em inglês

I H O U V G F U I P A C N I W Y A N K J A Q V S

Z W O M R A D C K D Z R Q L Y R F P W X V N A E

(?) já: imediatamente

D B L E H V U X W P Y C E C W B P I B L I Q N E

O Y A F L P D Q S I T A N P M E T V H Y G O V M

Assistente; ajudante

N E U K Q W Q O M H A G Z N R I E C I K E G D D

A O P S Z G O I M E R D G V A V W I C C W I M A

Mistura de terra e água

Segredos culinários

I W F H S L U O H U P B R E U J O S E X D E T Z

C Z A D X H Q J S U R X S I O N K G T K K O Y Z

Produto de siderúrgicas

V Q S R T L C M S K J E N I O Z J O U J I G M X

A K V P D H S C G S F P H H O I F X A U M M A I

Consoantes de “pano” O homem casado

Travor do caju verde

I U A M L I H C A P U O N R L M Z E A B E R T O

C Y R X Q N G I V U E N R A P A Z J P Q X B A L

O indivíduo que sabe esperar

E Q O C F U N C I O N A M E N T O X M C H N E I

I H O U V G F U I P A C N I W Y A N K J A Q V S

Assunto de um filme

Local do recreio escolar

R R N G I T G H C E H U S P D M A Q U I N A I T

D B L E H V U X W P Y C E C W B P I B L I Q N E

Coloque dia, mês e ano

S S H M J V G G S W S T E X E X A M E S J B D H

N E U K Q W Q O M H A G Z N R I E C I K E G D D

Obedecida (ordem)

Y H F G C B W G L X Q M J E G T L X P T D H R A

I W F H S L U O H U P B R E U J O S E X D E T Z

Pedal que regula a velocidade do carro

H R E T I T F U R X U I F B A N I M J F G R N X

V Q S R T L C M S K J E N I O Z J O U J I G M X

Apertado para retirar o suco

P O S S I B I L I D A D E H N Y V C A Q H N H C

I U A M L I H C A P U O N R L M Z E A B E R T O

Aquele que discursa em público

E Q O C F U N C I O N A M E N T O X M C H N E I

Tema de biografias Machucado (fam. inf.)

R R N G I T G H C E H U S P D M A Q U I N A I T

© Revistas COQUETEL

Floresta tropical que abrange o Época; Sudeste período brasileiro

S S H M J V G G S W S T E X E X A M E S J B D H

Reza; oração Santa (?): Local do a Igreja espectador Católica no teatro

Y H F G C B W G L X Q M J E G T L X P T D H R A

É popularmente conhecido como gordura

H R E T I T F U R X U I F B A N I M J F G R N X

FÁCIL

www.coquetel.com.br

CAÇA-PALAVRAS

P O S S I B I L I D A D E H N Y V C A Q H N H C

CRUZADAS PALAVRAS CRUZADAS DIRETAS

um clima acolhedor no ambiente social. A partir do dia 27, coma Lua Nova, os sonhos e a intuição apontarão os caminhos que deverá seguir. Do 29 em diante, a vida sexual esquenta. Se o coração estiver livre, comemore, pois em breve virá um novo começo.

GÊMEOS. A primeira semana promete clima romântico no amor e surpresas gostosas na vida social. Vênus, em harmonia com Netuno, no dia 4, e com Plutão, no 8, trará momentos intensos e sentimentos profundos no relacionamento. Desejos e emoções estarão à flor da pele na primeira quinzena. A Lua Cheia na sua área afetiva, no 13, aumentará ainda mais o prazer e a confiança na relação. Já no trabalho, nem tudo fluirá às mil maravilhas e o esforço terá que ser dobrado entre os dias 8 e 13. Não espere muita colaboração das pessoas nesse período. Mercúrio, que estará retrógrado desde o dia 7, voltará para o seu signo, no 17, cobrando posicionamentos precisos e comunicação mais efetiva. Na segunda quinzena, sua criatividade estará ativada e contará com soluções originais para superar pressões e vencer desafios. Aproveite a Lua Nova na sua área financeira, no dia 27, para iniciar um novo negócio. Esse dia também será favorável para aumentar seu salário, assumir nova posição ou receber uma promoção. A partir de agora, se administrar melhor seu dinheiro, será possível investir num novo empreendimento que, a médio prazo, poderá complementar ou até substituir sua atual fonte de renda. A última semana, com Vênus em seu signo, será positiva para cuidar da beleza e da imagem.

VIRGEM. Amor em alta graças à harmonia com Vênus. Novo romance poderá começar numa viagem, na faculdade ou em algum programa cultural. Dias mais favoráveis: 8, 18 e 29. Alguém de fora fará um convite bastante sedutor. Acontecimentos inesperados ativam a sorte e o que parecia impossível poderá cair em sua mão. Nada estará sob controle, nem o orçamento. Fase de imprevistos financeiros cobrará habilidade nas negociações e corte de despesas. A partir do dia 23, haverá mais harmonia nos relacionamentos profissionais.

CÂNCER. Alguns objetivos serão revistos na primeira quinzena, alterando a rotina da vida familiar. Talvez tenha que ter mais disciplina e abrir mão de certos prazeres para dar um salto na carreira. Restrições de tempo limitarão a vida social a poucos amigos íntimos, mas não deixe de viajar com eles, no começo e no fim do mês—serão momentos ótimos! Se estiver em busca de um novo amor, os dias 4, 8 e 18 trarão encontros encantadores. Dias favoráveis também para esquentar uma relação já existente, atraindo a total atenção do parceiro. Entre os dias 8 e 14, evite compromissos sociais, a intimidade será o seu refúgio para se recuperar das tensões do trabalho. Os dias 13, 20 e 27 trarão decisões profissionais importantes. A partir do 27, a Lua Nova, em seu signo, inaugurará um ciclo de expansão e satisfação pessoal. Comemore suas conquistas com uma viagem a dois no 29.

ESCORPIÃO. Conversas com o parceiro ajudarão a tomar decisões sobre a carreira. Talvez tenha que adiar uma viagem para se dedicar a um novo projeto. Os dias 19 e 20 serão importantes para mudar hábitos e diminuir o estresse. Aproveite a Lua Nova, no 27, para viajar a dois. O clima romântico vai reaquecer a paixão e, se quiser engravidar, contará com mais fertilidade. Se estiver disponível, Vênus em sua área afetiva, até o dia 22, atrairá o amor. Emoções intensas num encontro repentino vão pegar você de surpresa.

LEÃO. Eventos sociais darão um tom vibrante a este mês que trará novidades instigantes. Estudos e contatos entrarão em ritmo acelerado, cobrando rotinas mais flexíveis. Cuidado com atrasos, esquecimentos e distrações entre os dias 7 e 16. Poderá receber uma proposta de trabalho no dia 8, data muito positiva para aprofundar relações e brilhar no trabalho. O amor contará pontos nas suas decisões entre os dias 8 e 18. O dia 20 trará imprevistos e também descobertas excitantes. Novos conhecimentos poderão provocar uma revolução em sua vida. Encontros carinhosos criarão

LIBRA. Adistinção entre os seus desejos e os do parceiro será fundamental para uma convivência harmoniosa. Cumplicidade, carinho e sedução darão um sabor especial à vida íntima entre os dias 8 e 18. Marte em seu signo trará mais poder de decisão em todas as áreas. Aproveite os dias entre 14 e 20 para aumentar sua liderança profissional. O plano de carreira poderá ser revisto no período entre os dias 7 e 16. Respostas sobre promoção ou novo emprego poderão atrasar, mas, a partir do 21, prepare-se para alcançar suas metas e acelerar o passo rumo a um futuro brilhante.

SAGITÁRIO. Mês de muita inspiração no trabalho e satisfação na vida íntima. Um antigo projeto ganhará forma logo no início do mês e poderá melhorar as perspectivas financeiras depois do dia 8. No trabalho, resolverá situações incômodas com colegas ou sócios. A partir do dia 18, aposte em uma atividade para contribuir com o equilíbrio físico e emocional. Os negócios estarão aquecidos na segunda quinzena: uma cartada decisiva no dia 20 aumentará seus lucros. Amor em alta na última semana. CAPRICÓRNIO. Fase de decisões na carreira: uma nova conquista aumentará seu poder. Até o dia 20, deve expor suas ideias no trabalho. O sucesso nos negócios

jogará a autoestima para o alto e também favorecerá o amor. Vênus em harmonia com seu signo, até o dia 22, destacará sua beleza e sensualidade. Se estiver em busca de um vínculo estável, um encontro perto do dia 18 poderá dar em casamento. No dia 27, novas chances de romance surgirão para quem ainda não achou seu par. Poderá sofrer uma decepção com pessoas do trabalho no dia 29. AQUÁRIO. Viagens curtas e contatos acelerados continuarão abrindo espaço para novas aventuras, mas evite viajar nos dias 14, 20 e 25. Aspectos tensos poderão causar aborrecimentos. Os momentos mais agradáveis serão em casa, desfrutando da vida familiar. Preserve-se, pois as rotinas puxadas demais afetarão o seu humor e provocarão ruídos nas conversas. Conte com atrasos e cheque informações entre os dias 7 e 16. Vênus promete mais chances para um novo amor a partir do 23. O dia 27 marca uma nova fase no trabalho. PEIXES. Casa e família serão os principais assuntos neste mês. Bom período para construir bases afetivas mais fortes, pensar nos filhos, organizar espaços e criar um senso de identidade mais claro. O clima da vida íntima ficará mais quente, com declarações de amor. Palavras doces terão um efeito altamente sedutor nos dias 8 e 18. Marte promete realizar seus desejos mais secretos, mas mantenha-os entre quatro paredes. A cumplicidade com o parceiro será fundamental para fortalecer a união e concretizar os planos em comum. ÁRIES. Reunir documentos antigos, organizar papéis e resolver assuntos delicados com a família não serão tarefas fáceis, mas chegou a hora de pôr tudo isso em ordem. A Lua Cheia, no dia 13, trará planos de viagem e decisões importantes sobre a vida íntima. Se estiver negociando um imóvel, aproveite uma oportunidade que surgirá no dia 18. No dia 20, uma virada radical abrirá espaço para viver com mais liberdade e independência. Encontre seu lugar, crie uma atmosfera aconchegante e comece uma fase nova na vida íntima e familiar. TOURO. Aproveite a passagem de Vênus por seu signo, até o dia 22, para cuidar da beleza. Seu poder de atração estará em alta! Poderá iniciar um novo projeto de trabalho, no 14. A fase será de boas perspectivas financeiras, mas o dinheiro estará curto na segunda quinzena. Não descuide da saúde entre os dias 20 e 25. Uma viagem ou uma nova atividade exigirão boa disposição. Se estiver só, um encontro casual, dia 18, despertará seus instintos. Essa relação terá tudo para dar certo, mas talvez demore para se tornar íntima e confiável.


32 Ed. 154, de 1 a 18 de junho 2014

Jornal do São Francisco

o

JORNAL DO

São Francisco A VOZ DE INTEGRAÇÃO DO OESTE BAIANO

ANUNCIE NO JORNAL DO SÃO FRANCISCO PARA ANUNCIAR

77 3612-3066

MAIOR TIRAGEM MAIOR CIRCULAÇÃO MAIS DE 30 MUNICÍPIOS PERIODICIDADE SEMANAL

na vitrine R O LH E M A sua a i Bah da e st e O o ã i reg


Jornal do São Francisco - Edição 154