Issuu on Google+

LABORATÓRIO CLÍNICO

BARREIRAS-BAHIA Rua Café Filho, 210 - Jd. Primavera (Próx. a Caixa e Bradesco)

FONE: (77) 3611-6680 / FAX: (77) 3612-8858

1 Propriedades rurais Instalação da UFOB estão na mira dos está mais próxima bandidos PÁgINA 20 PÁgINA 18

agronegócio

Jornal do São Francisco

FIOL: obras entre Ilhéus a Barreiras podem iniciar PÁgINA 19

JORNAL DO

De 19 abril a 3 de maio de 2014 • Ano 7 • Edição 152

região Ed. 152, de 19 abril a 3 de maio 2014

jornaldosaofrancisco.com.br • 77 3612 3066 • R$ 2,00

São Francisco GABRIELA FLORES

A VOZ DE INTEGRAÇÃO DO OESTE BAIANO

UMA CIDADE DE

MUITAS BARREIRAS a maioria dos moradores de Barreiras já deve ter tropeçado ou conhece alguém que se acidentou nas calçadas da cidade. não é de se espantar. Os problemas vão desde a construção irregular, a falta de manutenção e o uso indevido. Buracos, rachaduras, rampas irregulares e, até mesmo, mesas e cadeiras ocupam os passeios com a finalidade de ampliar o estabelecimento comercial à revelia da lei e do poder público, dificultando a passagem dos pedestres. PÁGINAS 4 e 5

Prefeito é cassado, mas não se afasta do cargo “Permaneço no exercício pleno do meu mandato, trabalhando com eficiência, honestidade e responsabilidade" PÁgINA 3

entrevista: WalneY toledo

MORRE UMA PESSOA POR DIA DE TUBERCULOSE PÁgINA 11 e 12

esPorte IVANA DIAS

local

Katão é vice-campeão do Arnold Classic

Agostinho figueiredo, o Katão, levou o nome de Barreiras para o segundo lugar mais alto do pódio no Arnold Classic Brasil PÁgINA 26


2 Ed. 152, de 19 abril a 3 de maio 2014

Jornal do São Francisco

OPINIÃO EDITORIAL

racismo

JORNAL DO

São Francisco jornaldosaofrancisco.com.br

afinal somos todos iguais!

Onde está o direito de ir e vir?

chefia-edicao@jornaldosaofrancisco.com.br redacao@jornaldosaofrancisco.com.br comercial@jornaldosaofrancisco.com.br Praça Dr. Augusto Torres, 38 - Centro Histórico Barreiras - Bahia - CEP 47.805-230 FONE/FAX: (77) 3612-3066 Editora: Heloíse Steffens | Repórteres: Ivana Dias, Gabriela Flores e Cheilla Gobi | Diagramador: Nicélio Ramos | Colunistas: Alexandre Garcia, Durval Nunes, Carlos Augusto, Raul Beiriz e Vanessa Horita | Publicidade: Aline Mello e Jeová Junior Impressão: IGráfica | Tiragem: 7 mil exemplares

Nicélio Ramos

ALEXANDRE GARCIA É jornalista das Organizações Globo onde, desde 1996 apresenta o programa Espaço Aberto, na GloboNews, e desde 2001 apresenta e coordena, direto de Brasília, o telejornal local matutino DFTV - 1ª Edição. Faz participações diárias como comentarista político do telejornal Bom Dia Brasil e está no grupo de apresentadores que se revezam na bancada do Jornal Nacional aos sábados e integra a equipe de colunistas do Jornal do São Francisco.

DITADURA DA DEMOCRACIA

A

GRIGENTO, Itália - Aqui neste lugar onde  floresceu a Magna Grécia, à sombra do intocado Templo da Concórdia, de onde 26 séculos nos contemplam, o siciliano que distribui folhetos de um ristorante,  puxa conversa  e entramos na política. Abaixo de nós, as praias onde, em  julho de 1943, Patton e Montgomery começaram a invasão aliada da Europa nazi-fascista. Neste cenário histórico, ele quer me convencer que a Itália vive uma ditadura disfarçada de democracia. Ele está desempregado e  sobrevive distribuindo panfletos de propaganda e está com raiva por ter que pagar impostos mesmo assim. Argumentei que poderia ser pior; que ele poderia estar no Brasil e ter que pagar impostos para não ter bons serviços públicos. Para ele, é normal ter um sistema de saúde que funciona e escolas que igualam a todos. Na Sicília da máfia, ele não acreditaria se eu lhe contasse que quatro dias de assassinatos no Brasil equivalem a um ano inteiro de homicídios na Itália. Do local onde conversávamos, dava para ver um viaduto de quatro ou cinco quilômetros construído para evitar que a estrada tenha que descer ao vale e subir de novo. Por toda a parte onde tenho dirigido aqui na Sicília, as estradas são assim. Ou se furam as montanhas, com túneis, ou se atravessam vales pelo alto de extensos viadutos - a estrada vai sempre num plano e o carro anda de quinta a sexta marcha. O siciliano nem nota isso,

porque começou a ser feito há 70 anos, em tempos da ditadura de Mussolini. Aliás, do ditador é uma frase histórica: Governare l’Italia non è dificile; è inutile. Por isso, o país vai tocando sua vida, independente de Berlusconi ou do jovem Matteo Renzi estar no governo. Certa vez, um colega do jornal La Repubblica me disse que a Itália pode ficar meses sem chefe de governo, desde que não perca seus grandes empresários, da Fiat, da Pirelli, da Parmalat, da petroleira ENI e o turismo - a principal fonte de renda do país. Um país que anda sozinho e recebe os serviços públicos como algo normal da vida, uma obrigação óbvia do estado, que tem impostos para isso.  Conto para ele que no Brasil pagamos impostos mas não temos estradas que se assemelhem às italianas e que no Brasil o estado é muito pesado, consome o nosso dinheiro e não nos presta bons serviços. Que o estado é poderoso, e a burocracia que é imposta a quem trabalha e produz atrapalha a produção e o trabalho. Que os escândalos frequentes são péssimo exemplo à juventude e contribuem para a decadência moral do país. O siciliano fica me ouvindo, incrédulo. Deve entender agora porque, afinal, o governo brasileiro deu abrigo ao italiano Cesare Battisti, condenado por homicídios em todas as instâncias da Justiça italiana. Só não vai entender o que chamamos, aí no Brasil, de democracia.

NOTAS

Inscrições CIC 2014 As inscrições para o 12° Congresso de Iniciação Científica (CIC), da Faculdade São Francisco de Barreiras (FASB) estão abertas até o dia 6 de maio. Além do público em geral, podem se inscrever acadêmicos e funcionários da instituição e o público em geral. O evento será realizado no período de 7 a 9 de maio. Este ano, o congresso será aberto com a palestra “Saúde, segurança, qualidade e estilo de vida”, apresentada pelo psicólogo, consultor em gestão empresarial e palestrante, Waldez Ludiwig. A abertura acontecerá no dia 7, às 19h30, no Ginásio de Esportes da FASB.

Prefeitos baianos marcham para Brasília A XVII Marcha à Brasília em Defesa dos Municípios será realizada no período de 12 a 15 de maio, no Centro Internacional de Convenções do Brasil (CICB), em Brasília. Os gestores municipais irão reivindicar do Congresso e do Governo Federal, maior atenção à pauta municipalista. Um dos principais focos é a luta pelo aumento de 2% do Fundo de Participação dos Municípios (FPM). Propostas nesse sentido tramitam no Senado e na Câmara Federal  com o objetivo de ampliar os recursos que a União repassa aos municípios. As outras reivindicações são a reformulação da lei que trata do Imposto Sobre Serviços (ISS). Se aprovada, o tributo passa a ser recolhido no município onde reside o tomador de serviço e não no domicílio da empresa como acontece atualmente; o fim das desonerações do IPI sobre parcela; a apreciação pelo Supremo Tribunal Federal da lei que trata da redistribuição dos royalties  do petróleo e gás natural; o encontro das dívidas previdenciárias - a questão da dívida previdenciária trata de avaliar os juros que a União cobra das prefeituras.

CURTA NOSSA PÁGINA NO

C

orpo frágil e sem a mesma agilidade de outrora, às vezes alguns utilizam até uma bengala para ajudar na locomoção. Caminhar com facilidade deveria ser um direito dos idosos em Barreiras, mas não é. Calçadas desniveladas e rampas onde não deveriam dificultam o direito de ir e vir. E os deficientes físicos? Esses também deveriam ter direito à acessibilidade. É quase impossível guiar uma cadeira de rodas pelas calçadas. O jeito é utilizar o acostamento, isso quando se tem. Para os moradores com deficiência, para poder chegar ao ponto desejado é preciso se arriscar ou contar com a ajuda de terceiros. São calçadas quebradas, cobertas de mato e até mesmo com alturas superiores a 30 cm uma das outras – tornando o trajeto quase que impossível até mesmo para pessoas que sofrem com a idade ou com alguma deficiência. A falta de acessibilidade esbarra em outro problema do município: a falta de consciência por parte de algumas pessoas. Comerciantes usam as calçadas para expor mercadorias e até existem aqueles motoristas que estacionam em cima das calçadas forçando o pedestre a procurar outro caminho para passar. Isso tudo parece um absurdo para uma cidade que quer ser considerada grande um dia. A cidade não oferece acessibilidade, que é descrita no plano diretor. O documento deveria garantir isso, pois nele está contida uma série de normas que garantem acessibilidade, infraestrutura e preservação ambiental. O problema se alastra por vários anos.Comerciantes e moradores constroem suas calçadas de qualquer jeito, sem respeitar a estrutura estabelecida por lei. Enquanto nada é feito para amenizar o desconforto que é caminhar pelas ruas de Barreiras, o jeito é contar com a ajuda de outras pessoas. E o plano diretor? Para muitos é só mais um documento de normas que não se fazem cumprir desde 2004, quando foi criado.

Jornal do São Francisco


Jornal do São Francisco

Ed. 152, de 19 abril a 3 de maio 2014

LOCAL

3

“Os Tribunais Superiores me darão razão", diz Antonio Henrique Cheilla Gobi

A

cusado por improbidade administrativa no exercício de seu mandato político, o prefeito de Barreiras, Antonio Henrique de Souza Moreira teve seu mandato cassado. A ação que culminou na cassação foi de autoria do Ministério Público Federal. Segundo a sentença, ele teria cometido irregularidades na gestão dos recursos públicos provenientes do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento do Ensino Fundamental e de Valorização do Magistério (FUNDEF) ao longo do ano de 2001, primeiro mandato à frente do Executivo barreirense. Antônio Henrique foi acusado ainda por contratações de serviços desvinculados de licitação, fracionamento de despesas e desvio de finalidade na aplicação de recursos. As informações acerca da perda do cargo circularam em toda a mídia regional. Além de pagar uma multa de R$ 30 mil, o gestor teve a suspensão do direito político pelo período de cinco anos. O prefeito permaneceu no exercício pleno do seu mandato. Em nota à redação, no último dia 25, o chefe do Executivo esclareceu o ocorrido. O texto explica que em 2001, Barreiras vivia um momento ímpar, com a criação do município de Luís Eduardo Magalhães,

fato este que causou problemas no transporte de alunos da região do Cerradão, pelo deslocamento e distância de uma comunidade para outra. Com isso, o prefeito afirma que foram necessárias medidas emergenciais, como a construção da Escola Adroaldo Fernandes de Morais, no Cerradão, para atender os alunos que moravam em Barreiras e que a modalidade licitatória escolhida resultou em um gasto anual em torno de R$ 286 mil reais. De acordo com o prefeito, a sentença proferida pelo juiz federal da subseção de Barreiras, Igor Matos Araújo, constatou que não houve o desvio do dinheiro dos cofres públicos e que o juiz entendeu que a modalidade de licitação realizada em 2001 seria tomada de preço e não Carta Convite. “Será interposto recurso contra a sentença e acredito firmemente que os Tribunais Superiores me darão razão”, disse Antonio Henrique, em nota. O prefeito ressalta que a sentença não se refere a qualquer ato praticado no atual mandato e afirma a permanência no cargo. “Permaneço no exercício pleno do meu mandato, trabalhando com eficiência, honestidade e responsabilidade como sempre fiz”. O prefeito não perde o mandato até que haja o trânsito em julgado da sentença prolatada pelo Juiz Federal de Barreiras. ■

“Permaneço no exercício pleno do meu mandato, trabalhando com eficiência, honestidade e responsabilidade como sempre fiz”

Família denuncia violação de túmulo para criação de peixes

FOTOS: ALÔ ALÔ SALOMÃO

Da Redação

N

em os mortos parecem ter paz, pelo menos não em um cemitério localizado no distrito de Bebedouro, em Barreiras. Uma família prestou queixa à polícia porque teve o túmulo de um parente violado para a instalação de um viveiro de peixes. O espaço onde a lápide está localizada foi adquirido por um homem em 2013, que decidiu fazer uma obra no local e acabou causando danos às sepulturas. O caso foi registrado na delegacia local e, segundo o proprietário, a violação ocorreu por acidente. "Antigamente, o lugar era uma fazenda pertencente ao meu bisavô. Ele faleceu e deixou uma área de terra onde tinha um cemitério, onde praticamente estão enterrados somente familiares. Essa área foi dividida entre os filhos e um desses filhos vendeu a parte dele a esse homem. Aí esse homem começou a fazer um tanque de peixes a 10 metros do cemitério e a construção destruiu uma lápide e chegou a expor os restos mortais de um tio meu", afirma o advogado Júlio Cesar. Em relato, o novo proprietário do espaço

O novo proprietário do espaço afirma que a violação do túmulo ocorreu por conta de um erro na operação de uma retroescavadeira afirma que a violação do túmulo ocorreu por conta de um erro na operação de uma retroescavadeira. De acordo com o homem, que prefere não se identificar, a lápide será reformada e o espaço onde está o cemitério não será afetado pela construção.

Segundo o proprietário, no contrato firmado com a antiga dona da área, há uma cláusula em que os donos se comprometem a fazer a remoção do cemitério. "Ficou acordado que eles fariam isso em janeiro deste ano, mas não aconteceu até

hoje. Quero que eles cumpram o que prometeram", afirma. Segundo o delegado de Barreiras, Alírio Araújo, que investiga o caso, o proprietário e os antigos donos deverão ser ouvidos pela polícia. ■


4 Ed. 152, de 19 abril a 3 de maio 2014

LOCAL

Jornal do São Francisco

Uma cidade de muitas

Raízes de árvores ganham espa~ço nos passeios

Buracos, rachaduras, rampas irregulares e, até mesmo, mesas e cadeiras de estabelecimentos comerciais ocupam as calçadas e dificultam a passagem dos pedestres. Em busca de espaço, é preciso se aventurar entre subidas e descidas ou em meio aos carros Cheilla Gobi

A

maioria dos moradores de Barreiras já deve ter tropeçado ou conhece alguém que se acidentou nas calçadas da cidade. Não é de se espantar. Os problemas vão desde a construção irregular, a falta de manutenção e o uso indevido. Buracos, rachaduras, rampas irregulares e, até mesmo, mesas e cadeiras ocupam os passeios com a finalidade de ampliar o estabelecimento comercial à revelia da lei e do poder público, dificultando a passagem dos pedestres. E se tudo isso não bastasse, há aqueles que utilizam as calçadas para estacionamento e para expor mercadorias - práticas que são um atentado ao direito de ir e vir. De acordo com o secretário de Planejamento e Desenvolvimento Econômico, Carlos Augusto (Paê), o uso irregular das calçadas é proibido, exceto em casos autorizados pelo poder público municipal. "O estabelecimento precisa ter autorização da Prefeitura para colocar mesas e cadeiras nos passeios. Para não atrapalhar os pedestres, as calçadas precisam ter 1,30 m de trânsito livre", explica. Também falta conscientização para o fato de que o passeio na frente da residência ou do comércio é espaço público e privilegiado de direito do cidadão. Isso

implica no dever de manter o passeio acessível ao pedestre, ou seja, no nível correto, limpo, com calçamento e sem armadilhas. Esta é uma obrigação dos donos dos imóveis que não pode ser esquecida. “A calçada é espaço público, mas o proprietário é o responsável pela sua manutenção”, evidencia o secretário de Planejamento e Desenvolvimento Econômico, Carlos Augusto (Paê). A falta de acessibilidade é uma questão urgente. Em busca de espaço, crianças, adultos, idosos, magros, obesos, grávidas, mamães com carrinho de bebê e cadeirantes precisam se aventurar entre subidas e descidas ou em meio aos carros - um risco aos pedestres e mais caos ao trânsito. Atividade simples como uma caminhada torna-se um desafio quando precisa ser executada por pessoas que, por razões diversas, têm sua mobilidade reduzida. A aposentada Almira Rocha, de 83 anos, sabe bem como é enfrentar todas estas barreiras. “É difícil caminhar pelas calçadas de Barreiras, sinto muitas dores nas pernas e não consigo subir e descer degraus. Sei do perigo ao caminhar pelas ruas, mas algumas calçadas são escorregadias e eu tenho medo de cair”, disse.

Providências

Na tentativa de amenizar os problemas

de acessibilidade, a Prefeitura está preparando uma cartilha que deve ser entregue aos moradores da cidade nos próximos meses. Conforme explica o secretário Paê, o informativo deverá conter normas e exigências a respeito das calçadas. “As nossas calçadas estão em péssimo estado, por isso vamos fazer um trabalho de conscientização para que os moradores e as empresas atendam os critérios estabelecidos para a construção das calçadas”, disse. “A Lei existe e é simples, nada de exigências mirabolantes. Aquele que não cumprir estará sujeito às penalidades. O município também deverá fazer aquilo que lhe compete”, acrescentou o secretário. A administração municipal acredita que a solução seja a conscientização de que cada um precisa fazer a sua parte – tornando-se responsável pela sua calçada e seguindo sempre um projeto de acessibilidade. O objetivo, de acordo com o secretário, é com isso proporcionar mais qualidade de vida, mas também deixar a cidade muito mais bonita e com acesso seguro aos espaços urbanos para toda a população. A princípio, a administração deverá mobilizar e conscientizar a população. Posteriormente, caberá ao poder público exercer o poder de polícia: notificar e multar aquele que descumprir a Lei.

No centro histórico, mesas e cadeiras ocupam não só as calçadas, mas também as ruas em horário comercial. Às 15h30, durante a semana, os veículos ficam impedidos de transitar

Mesmo com ações da Prefeitura para combater a ocupação irregular de calçadas, alguns comerciantes ainda insistem no descumprimento da lei


LOCAL

Jornal do São Francisco

barreiras

FOTOS: GABRIELA FLORES, IVANA DIAS E ARQUIVO JSF

O cuidado com a área de passeio é de responsabilidade dos proprietários

Onde falta calçada, sobra buracos, rachaduras e matagal

O passeio deve ser acessível, com nível correto, sem armadilhas

Ed. 152, de 19 abril a 3 de maio 2014

5

O que diz a Lei sobre a construção e manutenção do passeio público? A construção e manutenção do passeio público são responsabilidades dos donos dos imóveis e devem seguir normas técnicas estabelecidas por Lei. Não é o que parece acontecer em Barreiras. Ao longo de anos, o conceito de acessibilidade parece ter passado muito distante das autoridades competentes e, principalmente, da população. A Lei Municipal Nº 900/2010 estipula as normas para a construção e reparo de calçadas. Conforme o texto, a construção ou reconstrução de calçadas deve atender parâmetros de metragem prédeterminada, acessibilidade, declividade, segurança, rebaixamento de meio-fio, uso de materiais específicos, como o concreto, além da proibição da existência de rampas ou acessos que dificultem a mobilidade de transeuntes e da utilização do passeio como área adjacente para estacionamento, ou outros fins. A sanção da Lei aconteceu depois da Fiscalização Preventiva e Integrada (FPI) em Calçadas, no município de Barreiras, realizada pelo grupo de trabalho de acessibilidade do Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia da Bahia (Crea-BA). Isso aconteceu ainda nos anos de 2005 e 2007. O fruto dos trabalhos e das ocorrências observadas no local formulou o documento hoje conhecido como Guia Prático para a Construção de Calçadas e que tem como objetivo orientar o poder público e a sociedade para a resolução dos problemas encontrados nos calçamentos baianos.  Os anos passaram e o problema continua. O Jornal do São Francisco entrou em contato com o CREA. O órgão informou que as fiscalizações têm acontecido. “A situação das calçadas tem sido objeto de fiscalização, porém quando se observa alguma situação que não esteja de acordo, a Prefeitura é comunicada para adotar as providências”, informou o analista técnico do CREA-BA, Giesi Nascimento Filho. O analista explica ainda que as medidas a serem tomadas é procurar construir ou reformar as calçadas seguindo as normas técnicas de acessibilidade, em especial a NBR 9050, da ABNT, a legislação municipal, o Guia prático e outras pertinentes ao tema. O profissional também destacou a necessidade de conscientizar a população para os benefícios de uma cidade acessível - mais humana, onde todos possam ir e vir com segurança, mais conforto e mais autonomia. “O Conselho procura os novos prefeitos assim que esses tomam posse, a fim de firmar convênio de cooperação mútua. Nesta oportunidade, nossas sugestões quanto aos diversos temas comuns à sociedade, estão na fiscalização de obras, saneamento básico, mobilidade urbana e acessibilidade. Estas sugestões são apresentadas, inclusive, com a indicação das fontes de recursos disponíveis no Ministério das Cidades. Para serem pleiteados os recursos, depende-se, inicialmente, de projetos realizados por empresas ou profissionais habilitados”, finaliza. ■


6 Ed. 152, de 19 abril a 3 de maio 2014

LOCAL

Jornal do São Francisco

Acolhimento para aqueles que estão em situação de rua IVANA DIAS

Capacidade de atendimento é de 80 pessoas por mês Ivana Dias

E

m entrevista para o Jornal do São Francisco, na edição 147, Antônia Pedrosa ressaltou os benefícios à população em situação de rua com a instalação do Centro de Referência Especializado para População em Situação de Rua (Centro POP), no município de Barreiras. O primeiro Centro POP da região Oeste está localizado na Rua Coronel Magno – próximo ao Clube ABCD, no centro da cidade, com capacidade para atender 80 pessoas por mês e realizar trabalhos de assistência social àqueles que vivem nas ruas, no coreto, debaixo da ponte, que não têm casa para morar ou que vem de outra cidade - popularmente chamados de andarilhos. Durante a inauguração realizada no dia 2 abril, a secretária do Trabalho e Promoção Social de Barreiras, Antônia Pedrosa, ressaltou que após uma busca feita no município, 51 pessoas foram identificadas em situação de rua e terão o atendimento necessário. “Na casa de atendimento à população em situação de rua, as pessoas serão recolhidas e, ao chegar ao Centro Pop, receberão cuidados básicos de higiene - banho, corte de cabelo e troca de roupa. No entanto, não serão abrigadas para dormir. Havendo esta necessidade, outras instituições deverão acolher estas pessoas. Passagens serão providenciadas para

Para manter o Centro POP em funcionamento será necessário um investimento mensal de cerca de 20 mil reais, pela Prefeitura aqueles que desejarem retornar para suas casas de origem”, disse Antônia Pedrosa. “O projeto já existe no Ministério de Desenvolvimento Social (MDS), mas em nosso Estado, quase não tem. Muitas prefeituras não querem devido à parceria que deve existir com o município”, disse Antônia Pedrosa, que ressaltou ainda sobre o funcionamento do centro. “A Secretaria Estadual de Promoção Social cuida do treinamento e, da implantação, o Governo Federal, mas a parceria maior é com a Prefeitura.

Ela arca com tudo porque o dinheiro que vem é mínimo. Tem aluguel da casa, gastos com o carro, motorista para recolhê-los e funcionários especializados, como advogados, pedagogos e psicólogos. Tudo isso é caro. Do dinheiro proveniente do governo, só podemos usar uma porcentagem mínima para pagar funcionário. O restante deve sair todo da Prefeitura”, evidencia.

Investimento

Para manter o Centro POP em funcio-

namento será necessário um investimento mensal de cerca de 20 mil reais, pela Prefeitura. Os beneficiados que decidirem retornar à cidade de origem poderão adquirir as passagens gratuitamente. “Faremos uma abordagem junto com a equipe multidisciplinar, convencendo às pessoas em situação de rua a virem ao Centro. Aqui terão todo o atendimento psicossocial”, pontuou a coordenadora de Programas e Projetos, Jane Pimentel. ■

Operação conjunta coíbe irregularidades GABRIELA FLORES

Gabriela Flores

N

a noite do último dia 25, a população de Barreiras foi surpreendida por uma mega operação coordenada pela Vigilância Sanitária com o apoio das Polícias Civil e Militar, além da presença do Juizado da Infância e Adolescência, Secretaria de Meio Ambiente, Guarda Municipal e COOTRANS. Diversos pontos comerciais da cidade e de fora do perímetro urbano foram fiscalizados. A ação teve como objetivo fiscalizar e conscientizar os donos dos estabelecimentos sobre a situação de higiene, regularização de documentos, prostituição de menores e fiscalização de trânsito. Cada órgão ficou responsável por analisar situação de competência. Um local de venda de espetinhos localizado na Avenida Clériston Andrade foi notificado pela segunda vez por trabalhar de forma irregular. O problema é que o estabelecimento funciona ao lado de um posto de combustível ― proibido por

A ação teve como objetivo fiscalizar e conscientizar os donos dos estabelecimentos sobre a situação de higiene, regularização de documentos, prostituição de menores e fiscalização de trânsito colocar em risco a vida dos frequentadores. De acordo com o diretor da Vigilância Sanitária, Márcio Pita, se persistir a irregularidade, o estabelecimento poderá ser fechado.

Outro local autuado na fiscalização foi um bar e lanchonete localizada no parque de Exposições Engenheiro Geraldo Rocha. No local, muita sujeira, entulhos e até animais – cães e gatos – junto com as

comidas estocadas. A operação acabou com um pente fino no cais da cidade, local onde foram encontrados vários menores consumindo bebidas alcoólicas e fazendo uso de substâncias tóxicas. No local foram fiscalizados diversos veículos. Um condutor foi conduzido ao Complexo Policial por estar embriagado, com som automotivo acima de 60 decibéis e sem documentação do veículo e CNH. “Nós autuamos alguns estabelecimentos e por serem reincidentes eles têm que regularizar o mais rápido possível, senão serão fechados. Visitamos os motéis procurando menores, mas não encontramos. A operação foi também para conscientizar, então explicamos aos donos da importância de não deixar menores de idade entrar nos motéis”, disse Márcio Pita. Pita disse ainda que as operações continuarão em Barreiras e que outros estabelecimentos serão visitados de forma esporádica. ■


Jornal do São Francisco

LOCAL

Ed. 152, de 19 abril a 3 de maio 2014

7

Taxistas aguardam mudanças nos serviços de táxi de Barreiras IVANA DIAS

Foi acordado o reajuste para a tarifa que passará a ser única e a padronização dos veículos Ivana Dias

T

arifa única e padronização dos táxis de Barreiras foram os assuntos discutidos na reunião realizada no último dia 22, entre representantes da Associação de Taxistas e o chefe do Poder Executivo do município. Sem reajustes de tarifa desde o ano de 2010, o Sindicato dos Taxistas de Barreiras elaborou uma planilha baseada nos custos de manutenção dos veículos, com valores praticados há quatros anos e os valores atuais, para justificar a solicitação de 40% de reajuste no valor da tarifa. No entanto, foi acordado entre as partes durante a reunião, a extinção da Bandeira II, o aumento para a tarifa que passará a ser única e ajustes nas tarifas de outros serviços inclusos na tabela da categoria. “O assunto tratado foi baseado na planilha fornecida pelo sindicato. A mudança para tarifa única é interessante. Houve um pequeno aumento em torno de 20%, não foi o que esperávamos, não vai cobrir todos os reajustes que aconteceram nesses anos, porque fazemos a planilha baseada em itens básicos como gastos de gasolina, manutenção do carro, do salário mínimo, mas a gente vê um pouco pela população, o prefeito esclareceu e nós entendemos, temos que ser flexíveis”, disse um dos integrantes da Associação dos Taxistas, Absolon Ribeiro da Silva, que ressalta ainda outros pontos positivos do acordo. “A negociação foi válida, nós vamos trabalhar com a Bandeira I que é um preço melhor. Não vai deixar de existir aqueles que reclamam por ter acabado a Bandeira II, pois trabalham a noite, mas em outro ponto não haverá mais a desconfiança por parte dos clientes em relação ao horário das bandeiras”, concluiu.

Novas tarifas

A Bandeira I é cobrada de segunda a sexta, das 7h até às 20h, e custa R$ 2,60 o quilômetro. Aos sábados a partir do meio dia até segunda-feira às 7h, e durante os feriados, Bandeira II, cujo valor é de R$ 3,60 o quilometro. É permitida ainda, a cobrança da Bandeira II em situações de corridas a partir de três passageiros, mesmo em dias normais, independente de horário; carga completa, quatro passageiros e em caso de excesso de bagagem. Com as mudanças, a Bandeira I – que será única e praticada durante todos os dias e horários, que hoje custa R$ 2,60, foi reajustada para R$ 3,80, a saída de R$ 3,20 vai para R$ 3,80, a hora parada de R$ 28,00 foi arredondada para R$ 30,00. De acordo com o taxista e colaborador do Sindicato dos Taxistas, Juscelino Bar-

Em Barreiras, existem 149 taxistas filiados ao sindicato, dos quais apenas 32 fazem parte da Associação de Taxistas bosa Pereira, o valor da bandeirada de saída, que custava R$ 3,20, foi definida desde que os taxistas passaram a trabalhar utilizando taxímetros, no ano de 1994, e os preços atuais dos serviços prestados desde 16 de abril de 2010, ano em que ocorreu o último reajuste. “Comparamos os valores atuais referentes à manutenção do veículo, com o ano do último reajuste para produzir a planilha de custo. Se gastávamos R$ 15,00 com lavagem do carro hoje pagamos R$ 30,00, de R$ 1,56 de gasolina passamos a pagar R$ 3,17, a troca de pneu que custava R$ 8,00 agora custa R$ 15,00. Os custos dobraram, os valores defasaram e os gastos aumentaram no decorrer dos quatro anos”, justificou Juscelino. Em relação à extinção da Bandeira II, Juscelino acredita ser válido, pois irá contribuir no cumprimento da cobrança correta da bandeirada. “Ocorre um descumprimento inclusive por parte dos taxistas da rodoviária, que é o portão de entrada da cidade, que usam Bandeira II fora do horário permitido. Esse foi um dos motivos em sugerir ao prefeito que fosse extinta a Bandeira II, permanecendo apenas a Bandeira I, que não causa

muito impacto ao usuário”, disse. Segundo o prefeito Antonio Henrique, o serviço de táxi é uma concessão pública que necessita de melhorias, e garantiu que as condições serão criadas para que as mudanças aconteçam. “Acabaram as tarifas I e II, agora é única em todos os dias e horários. Haverá ainda a padronização e numeração da frota. Dessa forma vamos melhorar a qualidade do serviço prestado na cidade, beneficiando, os usuários deste serviço”, disse Antonio Henrique.

Padronização

A padronização dos táxis, que depende de aprovação do Poder Legislativo, irá exigir o uso da cor única, branca, em todos os veículos de transporte de passageiros ― táxi. A ação é uma forma de caracterizar os 149 táxis e tirar os clandestinos de circulação, assim como favorecer o consumidor para uma possível denúncia, quando necessário. Na Lei Orgânica do Município – 784/07 existe um prazo legal de 10 anos de validade para que o veículo permaneça na praça, a partir da data de fabricação. Por mais conservado que o veículo esteja, se de acordo com a data de fabricação, ele

atingir os 10 anos de uso, não poderá ser emplacado e legalizado para o serviço de táxi. No caso de veículos financiados deve haver uma carência mínima de quatro ou cinco anos, a depender do prazo de financiamento. Os carros de cores diferentes, no momento irão permanecer até o prazo da substituição – 10 anos de validade, para a partir da publicação da Lei seguirem as novas normas. Para intensificar a identificação do táxi, será obrigatório ainda, o uso número do alvará e o telefone da Secretaria de Transporte para denúncia, como já acontece nas capitais.

Publicação

O valor da taxa única já foi estabelecido, porém ainda não foi publicado. Os representantes do sindicato e da associação dos taxistas aguardam a publicação no Diário Oficial (DO), para que as mudanças entrem em vigor e, posteriormente, os profissionais possam providenciar as mudanças referentes ao taxímetro. Até o fechamento desta edição, a redação não obteve retorno da Dircom sobre a data prevista para a publicação no DO. ■


8 Ed. 152, de 19 abril a 3 de maio 2014

Jornal do São Francisco INFORME PUBLICITÁRIO


Jornal do São Francisco

Ed. 152, de 19 abril a 3 de maio 2014

9

Alta no Salto VANESSA HORITA www.altanosalto.com contato@altanosalto.com

MEIO TERMO

FOtOs: rEprOduçãO

assunto desta edição está bem bacana. Vamos abordar sobre o corte de cabelo que, no momento, está fazendo muito sucesso. O cabelo na altura dos ombros ou do queixo tem sido a preferência das mulheres antenadas em todo o mundo. A tendência pode ser vista nas passarelas, na tela da TV ou nas revistas. Os cortes médios e curtos tiveram uma releitura e voltaram com força total. O corte médio pode ser desfiado na frente ou por cima, com franja curta ou grande, desde que a base seja reta. Um bom exemplo é o corte exibido pelas atrizes Sophie Charlotte e Vanessa Giácomo. O cabelo médio para curto mostra uma mulher de mais atitude, imponente e sexy. E a vantagem é a versatilidade desse tipo de comprimento, que podemos modelar com mousse ou pomadas. E sem falar que é muito mais rápido para arrumá-lo. Não tenha medo de mudar, porque cabelo cresce.

COLETES: A a 3 PEçA NO LOOK!

FOTOS: ARQUIVO PESSOAL E REPRODUÇÃO

O

administradora por formação e blogueira por paixão, sou uma leonina intensa e apaixonada por tudo que gira em torno do mundo da moda, tendências e lifestyle.

À

s vezes, quando nos vestimos, sentimos que o look não está como queremos ou está faltando alguma coisa para complementar. Em minhas consultorias, sempre falo do uso de uma terceira peça, que neste caso seria o colete - item usado há muito tempo por caçadores, pescadores e fotógrafos. De um tempo para cá tornou-se essencial no guarda-roupa, das mais variadas formas e cores. Podem perceber que o look fica bem mais esiloso quando o colete é usado, dá um charme e tanto! Confiram algumas inspirações!

BORDADOS COMPUTADORIZADOS • BONÉS • CAMISETAS • TOALHAS • UNIFORMES Rua Capitão Manoel Miranda, 196 - 1º Andar - Sala 102 - Esquina do Neto - Barreiras/BA

C o n t a t o : ( 7 7 ) 3 6 1 2 - 8 2 7 6 / 9 1 1 7 - 3 1 9 9 - E - m a i l : b o r d a d o s e fi o s @ u o l . c o m . b r


10 Ed. 152, de 19 abril a 3 de maio 2014

Jornal do São Francisco

Mosaico IVANA DIAS ivana-dias@hotmail.com

15 anos

ANIVERSÁRIOs ARERÊ

A Faculdade São Francisco de Barreiras (FASB) completou 15 anos de atuação na cidade de Barreiras e região Oeste. A comemoração aconteceu no dia 19, em um almoço festivo no espaço de festas Angel’s, com a participação dos colaboradores da instituição e convidados. Os prestadores de serviço mais antigos foram homenageados e na ocasião, vários prêmios foram sorteados. O presidente da mantenedora, Tadeu Bergamo, agradeceu o empenho e colaboração de todos para tornar a FASB, uma referência em ensino superior na região, além de ressaltar os serviços prestados às comunidades carentes. ARERÊ

Adriano Henrique, Antonelli e Antonio Henrique

Equipe Fasb: Roberta Bergamo, Marden Lucena, Luciane Joia, André Bergamo, Márcio Kawano, Marcos Fenato, Nara Modica, Rosângela Queiroz, Luciana Moraes e Cristiane Pacheco. André e Tadeu Bergamo

Antônio Henrique Neto, Armando Pato, Antônio Henrique, Adriano Henrique e Antônia Pedrosa

Confraternização

Adriano Henrique e sua filha Antonelli Moreira festejaram aniversário juntos no último dia 19, com a presença de amigos e familiares. A festa aconteceu na residência da família.

Sandra Fantini e Márcio Pita

O reencontro da turma de ex-alunos da Escola São José, período de 1992 a 1995, aconteceu nos dias 19 e 20 de abril, em uma chácara na beira do Rio de Ondas. Os amigos, alguns com quase 20 anos sem se encontrar, se emocionaram durante o evento e fizeram planos para o próximo evento. Na foto, de cima para baixo: Digão Sá, Nolar Glusczak, Uesley Queiroz, Evandro Eckert, Luiz Alexandre Verão, Sérgio Feitosa, Vinícius Queiroz, Igor Rabelo, Jorge Júnior, Débora Andrade, Sara Costa, João Albuquerque Filho, Taís Guadagnin, Rafael Motta, Sarinha Galvão, Aliny Grippe, Guga Queiroz, Aline Queiroz, Larissa Nunes, Gabriel Barbosa e Dânia Sauáia. ARQUIVO PESSOAL

BALADA

Digão Sá e Lara Novaes

Ex-alunos da escola São José


Jornal do São Francisco

Ed. 152, de 19 abril a 3 de maio 2014

SAÚDE

entrevista

11

Walney Toledo

Tuberculose: uma doença que ainda faz muitas vítimas ivana Dias

D

REPRODUÇÃO

Secundária - responsável pelos casos mais graves e toda a regional”, ressaltou o médico sanitarista, vinculado ao Ministério da Saúde e Secretaria Municipal e coordenador da Referência Secundária no Centro de Saúde Leonídia Aires, Walney Toledo. Confira a entrevista e fique atento sobre esta doença que ainda faz muitas vítimas fatais.

esde os antigos escritos antes de Cristo, já havia relatos de tuberculose. No programa de tuberculose mundial, o Brasil está entre os 20 países de maior incidência da doença. Em Barreiras, o Programa de Controle da Tuberculose, realizado no Centro de Saúde Leonídia Aires, regisJornal do são francisco: trou 72 casos em 2011, 61 Quais são as causas da em 2012 e, 48, em 2013. Os tuberculose? pacientes são encaminhados Walney toledo: A causa da das cidades vizinhas e dos tuberculose é uma só: um municípios que abrangem bacilo. Assim como tem uma a 25ª Diretoria Regional de gripe que é provocada por Saúde (DIRES), além de um vírus e uma pneumonia, pacientes que chegam transpor algumas bactérias, a tuferidos de outros estados. berculose é sempre causada Em média são realizadas 20 por uma microbactéria – tuconsultas médicas, podenberculoses - que chamamos do aumentar o número de de Bacilo de Koch. Por volta vagas, quando há casos de 1830, o alemão Heinrich especiais. O atendimento Hermann Robert Koch desmédico acontece uma vez cobriu através do microscópor semana, às terças-feiras, pio, o bacilo. Depois disso e as consultas de enfermavieram novos estudos. gem ocorrem de segunda à quinta-feira. Os casos de Jsf: Quais são os sintomas tuberculose confirmados da doença? em outras unidades são Wt: A tosse, que age como encaminhados para início defesa do organismo e tenta do tratamento - acompaeliminar a bactéria que está nhados e assistidos diretano pulmão. De tanto tossir, mente no Programa. Nos as dores torácicas e a febre, casos suspeitos sintomáticos pois se trata de um processo que comparecem à unidade infeccioso. Cansaço e falta por demanda espontânea, de ar atingem a parte mais é solicitado o exame de íntima do pulmão, chamada escarro para diagnóstico. alvéolos, então a pessoa diSe o resultado for positivo, WALNEY TOLEDO minui um pouco a troca do o paciente é encaminhado mÉdicO sanitarista ar que respira. A troca gasosa para início imediato do traé a função do pulmão; com tamento e, posteriormente, a função respiratória diminuída, vem o para consulta médica. “Todos os anos, cansaço. Também são sintomas, a perda em outubro, recebemos o Ministério da de peso e a falta de apetite. Em qualquer Saúde para uma das festividades dos grupos dos municípios e referências que doença pode-se passar por uma fase conseguiram acima de 95% de cura, nos depressiva, e com isso a pessoa não senúltimos oito anos. Em quase todos rece- te cheiro de comida, não sente gosto e não come. A tendência é emagrecer. Daí bemos uma placa de honra ao mérito, a preocupação do Ministério da Saúde pelo trabalho desenvolvido. O mérito é com toda e qualquer pessoa que tem de toda a equipe do Leonídia e do Sesp, porque não temos apenas o paciente de tosse com catarro se arrastando por três ou quatro semanas. É um paciente com Barreiras, temos a chamada Referência

a estatística diz ainda que, aqui na Bahia, observe o quanto é grave, morre uma pessoa por dia de tuberculose”

Raio-x de paciente com tuberculose tuberculose em potencial e que precisa de tratamento. Jsf: tuberculose é transmissível? Wt: É uma doença transmissível. Os primeiros relatos de pessoas com tuberculose são de Antes de Cristo, depois se verificou que se fulano tinha, quase toda a família também possuía. Um estudo foi iniciado e detectou que a transmissão é estritamente aérea. Uma pessoa com tuberculose passa para outra através da fala, do espirro, do beijo, do contato mais direto. Não é pele a pele, corpo a corpo, mas sempre a eliminação de gotículas de saliva que tem milhares e milhares de bactérias. Inclusive, o paciente com tuberculose, que começa a eliminar, precisa que o outro lado esteja susceptível - é a chamada transmissibilidade. É importante ressaltar que, quando falamos em tuberculose, lembramos logo de tuberculose pulmonar, mas, com exceção da tuberculose cutânea dermatológica, toda e qualquer tuberculose pode ser transmitida por meio da eliminação das gotículas. Ao conversarmos saem várias gotículas, que nelas contêm bactérias. Em contato com algum ferimento é possível transmitir, caso a pessoa sadia esteja vulnerável, ou seja, com redução de resistência. Cada pessoa com tuberculose tem potencial de transmitir para 12 pessoas

no período de um ano, então essas 39,40 pessoas, no período de um ano, seriam em torno de 450 pessoas. Depois de um ano, essas 450 pessoas, que não foram tratadas, se multiplicariam. Isso é uma bola de neve, daí a necessidade do tratamento precoce para a chamada quebra da cadeia de transmissão. Quando é que se quebra? Quando o paciente estiver curado, porque não vai mais transmitir para ninguém ou, quando ele morre. Mas para o bacilo não é interessante que o paciente morra, porque o bacilo morre junto. Jsf: existem outros tipos de tuberculose, além da pulmonar? Wt: Falamos muito em tuberculose pulmonar porque cerca de 80% é, estritamente, no pulmão. Depois dela, com uma incidência grande, vem a ganglionar - que aumenta quando se está com amidalite, sinusite, bronquite, mas em qualquer outro lugar pode existir a tuberculose. Atendi um caso de tuberculose no encéfalo, temos uns cinco ou seis casos de tuberculose na mama, no ovário, nos testículos do homem, renal, no baço, no fígado, no intestino, em qualquer órgão. Não é comum, mas acontece em uma média de 5%. Tem também a tuberculose cutânea, que tem dois sentidos - a pessoa já tem uma tuberculose com uma lesão na pele

Rua Abílio Farias, Nº 738 - Centro Barreiras/BA - FONE: (77) 3613-3571


12 Ed. 152, de 19 abril a 3 de maio 2014

SAÚDE

Jornal do São Francisco INFORME PUBLICITÁRIO

através do contato com a tuberculose cutânea ou outro paciente com uma lesão aberta pode passar a bactéria, mas pode ser também transmitida através da fala. Mesmo com tuberculose cutânea, ainda tem um pouco de bacilos no pulmão e, através das vias sanguíneas, vai exatamente para a pele. JSF: De que forma é feito o diagnóstico? WT: Com o diagnóstico se tem o quadro clínico aferido com tosse, catarro, febre, dores torácicas, perda de peso, emagrecimento, juntando isso, que poderia ser qualquer outro processo infeccioso respiratório pulmonar, solicita-se os exames que são os mais baratos – o de escarro, que qualquer posto de saúde tem a possibilidade de fazer. Através do catarro colhido e levado para lâmina microscópica, para ver o bacilo corado, é detectado o escarro positivo, e então fechamos o diagnóstico de tuberculose e a pessoa entra no tratamento. Caso o exame do escarro seja negativo, temos outros meios de exames complementares como Raio-X, para verificar se existe uma manchinha, uma lesão provocada pelo bacilo da tuberculose que realmente “esculhamba” a parte íntima do pulmão e deixa uma lesão, uma das características da doença. Pode ser feito ainda, uma tomografia de método bioimagem, que também é um excelente recurso para firmar um diagnóstico. Temos outros menos utilizados aqui por causa da dificuldade do custo operacional, que é a broncoscopia – que entra pela traqueia e vai até o pulmão, aspira um pouquinho daquele catarro que está lá dentro e leva para a biópsia, a cultura ou análise patológica, realizado principalmente em crianças, porque elas não sabem expectorar. JSF: Existe tratamento? WT: O nome do estudo da tuberculose se chama ftisiologia, que vem exatamente do Latim Ftiazico, pois lembra uma pessoa bem magra, esquelética, devido ao estado de consumação do organismo, por isso as pessoas chamam de “tízico”. Só em 1882, Koch descobriu o bacilo. Como em qualquer doença, se a causa não é descoberta, não pode descobrir

um tratamento, uma vacina. Só a partir desta data foi estudada detalhadamente a tuberculose e chegou-se ao tratamento. Antes se morria e não sabia de que, apenas que era uma doença pulmonar com características de uma doença qualquer de pulmão, porque a tuberculose se assemelha a qualquer doença respiratória como uma simples gripe, pneumonia, bronquequitasia, asma, enfisema, tantas outras coisas, até mesmo um câncer de pulmão. O tratamento é diário, via oral através de comprimido durante seis meses. Não adianta tomar por dois, três meses, achar que já está bom e suspender o remédio, aí é mais grave ainda, porque a medicação pode não fazer efeito e a doença voltar. O tratamento pode ser realizado em domicílio, a internação só é necessária em situações graves ou em outro problema maior. No caso de crianças, a dosagem é por peso. JSF: Em Barreiras, onde o tratamento pode ser realizado? WT: Na campanha do governo na luta contra a tuberculose, toda e qualquer pessoa com três ou quatro semanas de tosse com catarro em potencial é um paciente com tuberculose, mas para provar que ele não tem a doença é preciso fazer o teste de escarro, que deve dar negativo. Na rede pública está disponível o teste do escarro - o mais eficiente – que pode ser feito em qualquer posto de saúde e, até mesmo, no Centro de Saúde Leonídia Aires, além de todos os laboratórios credenciados e conveniados com o município. É relativamente fácil e, acima de tudo, barato, de grande eficácia. É isso que se usa em saúde pública, os outros são mais sofisticados e de custo operacional mais alto. É importante ressaltar que a medicação é estritamente distribuída pelo Ministério da Saúde, não se encontra em farmácia. Todo e qualquer paciente de tuberculose só adquire em postos de saúde na rede pública - municipal, estadual ou federal. JSF: É possível ocorrer resistência ao medicamento? WT: Este é um dado importante. O uso abusivo dessa medicação pode levar a

uma resistência da bactéria, quando entramos no capítulo multidroga resistência. É o que está acontecendo nos países desenvolvidos, onde foi feita a distribuição da medicação em larga escala, tratando todo mundo. As pessoas achavam que estavam sadias porque depois de dois, três meses, já não apresentavam mais tosse e febre, estavam ganhando peso e não sentiam mais nada. Por isso suspenderam a medicação. Quando voltaram a sentir os mesmos sintomas perceberam que o pulmão estava ainda pior, porque as bactérias mais resistentes ficaram encapsuladas. Quando se interrompe o remédio, o ataque da bactéria é ainda pior do que foi no início da doença. JSF: Quem está mais suscetível a ter a doença? WT: A tuberculose tem características interessantes. Adultos e jovens têm mais incidência com tuberculose. Entre crianças e idosos são poucos. Isso ocorre não em função da baixa imunidade, porque crianças e idosos têm imunidade mais baixa do que o adulto e o jovem, mas pela transmissibilidade. A criança geralmente fica restrita ao seu ambiente domiciliar, peridomiciliar ou escolar; o idoso é em casa ou em contato com um vizinho, por isso, a possibilidade de alguém passar pra ele é menor do que no jovem ou no adulto, que passam muito tempo no ambiente extradomiciliar e estão mais vulneráveis para receber a carga bacteriana do bacilo na transmissibilidade. Logicamente, o fator da resistência de tuberculose no idoso ou em uma criança é bem mais grave do que tuberculose em um adulto ou jovem, não só pela resistência. O que ocorre mais em qualquer país que se tem tuberculose é principalmente nesse grupo. O fator socioeconômico influi muito. Por exemplo, na casa de pessoas de baixo poder aquisitivo, em um quarto pode haver até cinco pessoas. Basta ter um com tuberculose para disseminar. JSF: Existe uma forma de prevenir a doença? WT: O método principal de prevenção instituído no mundo inteiro é a vacina, a Bacilo Calmette-Guérin (BCG).

O Ministério da Saúde institui que no primeiro dia de vida, com 24h, nos postos e maternidades, o recém-nascido seja imunizado. A criança desenvolve uma defesa e fica imune através do bacilo como se tivesse desenvolvido uma tuberculose para não pegar mais, é uma briga dentro do corpo do paciente e que provoca uma reação para que a pessoa fique com defesa autoimune. Todos nós temos uma cicatriz no braço direito. No cotidiano é difícil, mas a outra forma é evitar aglomerações, grupos e pessoas que estão com tosse e catarro. JSF: De que forma avalia a incidência da doença no Brasil e no Estado? WT: É uma doença cosmopolita em todo o mundo. É lógico que nos países subdesenvolvidos, em desenvolvimento e emergentes, como é o Brasil, ainda ocorre mais do que nas superpotências. Por exemplo, na Finlândia, nos EUA e países da Europa, ainda tem tuberculose. Nos Estados Unidos ocorre principalmente tuberculose com o advento da Aids. Esse bacilo é um dos mais oportunistas, ele pega carona nos pacientes com baixa imunidade, por exemplo, o que mata é a tuberculose e não a Aids, são doenças intercorrentes. Aqui no Brasil, quem mais mata os pacientes com Aids é a tuberculose. A estatística diz ainda que, aqui na Bahia, observe o quanto é grave, morre uma pessoa por dia de tuberculose. O Ministério da Saúde pensa em erradicar a doença até 2050. Como médico sanitarista, acho difícil, mas pelo menos se pretende diminuir a incidência de tuberculose, e para isso foi feito um programa de erradicação da doença, que busca primeiramente a conscientização dos profissionais de saúde, porque não adianta você partir para a população, se os profissionais não estão capacitados ou não têm conhecimento sobre a tuberculose e o seu tratamento. É preciso também haver a mobilização da comunidade, como a divulgação que vocês estão fazendo no jornal, porque ela existe, é séria e mata. O terceiro ponto é a descentralização, porque antigamente só um tratava, mas qualquer unidade de saúde ou hospital, médicos e as equipes, estão capacitados para diagnosticar e iniciar o tratamento.

Campanha de vacinação contra a gripe vai até 09 de maio Meta é imunizar 92.091 pessoas de ‘grupos prioritários’ na região Oeste da Bahia: crianças de seis meses a menores de cinco anos, idosos com 60 anos ou mais, trabalhadores da saúde, população indígena, gestantes, mulheres com até 45 dias após o parto, presos e funcionários do sistema prisional Cheilla Gobi

C

omeçou no último dia 22, a campanha de vacinação contra a gripe, que vai até 09 de maio em todo o país. A meta é imunizar 92.091 pessoas na região Oeste da Bahia. Só no município de Barreiras, a intenção é vacinar 30.607 dos chamados “grupos prioritários”: crianças de seis meses a menores de cinco anos, idosos com 60 anos ou mais, trabalhadores da saúde, população indígena, gestantes, mulheres com até 45 dias após o parto, presos e funcionários do sistema prisional. Em todo o país, a meta do Ministério da Saúde é imunizar 49,6 milhões de pessoas.

“No ano passado, o público infantil incluído na campanha tinha idade de seis meses a dois anos - houve ampliação, portanto. Pessoas com doenças crônicas e "condições clínicas especiais" também devem se vacinar”, garantiu a coordenadora do Programa de Imunização (Copin), Izabel dos Apóstolos.

Imunização

A imunização protege contra os subtipos do vírus influenza: H1N1, H3N2 e B. O dia “D” da campanha, dia nacional de mobilização contra a Influenza (Gripe) 2014, foi em 26 de abril. No município de Barreiras, a vacina pode ser encon-

trada em um dos 35 postos espalhados em locais estratégicos como feira livre, Hospital do Oeste (HO), Hospital Eurico Dutra e colégios da cidade. Para atender a demanda, 150 profissionais estiveram mobilizados. A coordenadora lembra que as pessoas pertencentes aos “grupos prioritários”, que ainda não tomaram a vacina, devem procurar um posto de saúde para se imunizar. “Não deixem de vacinar. As gestantes e os idosos que apresentam certa resistência não precisam ter medo de tomar a vacina, nada justifica essa vacina é de vírus inativado, portanto não tem chance alguma de adquirir a gripe a não ser que a pessoa já

esteja com o vírus no organismo”, disse.

Meta Nacional

Cerca de 65 mil postos de vacinação pelo país têm a imunização disponível, segundo informações do Ministério da Saúde. A imunização é via injeção. Conforme o Ministério serão distribuídas neste ano 53,5 milhões de doses da vacina para os 65 mil postos de saúde. De acordo com a pasta, a vacinação pode reduzir entre 32% e 45%, o número de hospitalizações por pneumonia e de 39% a 75%, os índices de mortalidade por influenza. Ainda de acordo com o órgão da saúde, a pessoa que é vacinada não fica gripada em função da imunização. ■


Jornal do São Francisco

Ed. 152, de 19 abril a 3 de maio 2014

SEGURANÇA

Operação Pacto Pela Vida acontecerá de forma contínua A

Operação Pacto Pela Vida foi iniciada no último dia 26, em vários pontos estratégicos de Barreiras, com o objetivo de apreender e retirar de circulação veículos irregulares, assim como diminuir os índices  de crimes contra o patrimônio. Até o dia 2 de maio, mais de 200 motos passaram pela blitz, das quais 60 foram apreendidas e conduzidas ao 10º BPM por atraso na documentação, quatro Carteiras Nacionais de Habilitação (CNH) recolhidas e uma motocicleta roubada foi recuperada no bairro Vila Amorim. Após as apreensões, o 10º BPM envia o Auto de Infração de Trânsito (AIT) para a 10ª Ciretran, para que o órgão realize as medidas cabíveis.  Com confirmação da regularização do veículo, o 10º BPM é autorizado a liberá-lo. Quanto ao condutor, este deverá regularizar as pendências junto à 10ª Ciretran. Até a divulgação dessas informações, 23 veículos ainda permaneciam apreendidos. De acordo com o coordenador de Planejamento Operacional (CPO) do 10º BPM, Major PM Elpídio do Sacramento Almeida, a realização das blitzes de forma contínua é de suma importância para que os veículos irregulares e, principalmente, os veículos que são produtos de furto ou roubo sejam recuperados. “A Operação Pacto Pela Vida tem como principal objetivo retirar veículos e condutores que estão circulando de forma irregular, colocando em risco a vida das pessoas. Consequentemente, nas abordagens de veículos/pessoas, quando encontrado ilicitude são realizadas as medidas cabíveis. Na última operação já foi recuperado um veículo roubado, evitando assim, que essa motocicleta venha a ser utilizada na

realização de outros delitos”, disse Major Elpidio. Segundo informações do 10º BPM, no primeiro trimestre de 2013 e 2014, constatou-se que não houve aumento dos crimes violentos contra patrimônio (CVP)* em Barreiras, porém, percebe-se que a maioria dos delitos está sendo cometido por elementos em motocicletas. *Crimes Contra Patrimônio (CVP) são roubos a estabelecimentos comerciais, ônibus, residência, transeuntes, veículos e extorsão mediante sequestro. ■

Comparativo dos CVP 2013/2014 na cidade de Barreiras 1o trimestre Jan 27 Fev 13 Mar 21 Total  61

Família tem carro roubado em Riachão das Neves quando viajavam para SP U U metro e meio da BR-135, em uma estrada vicinal. Francisco foi brutalmente agredido pelos bandidos. Os assaltantes estavam fortemente armados com pistolas e um revólver calibre 38. Imediatamente retornaram à rodovia caminhando e conseguiram uma carona com o motorista de uma van até a delegacia de Barreiras na manhã de terça-feira, 29. “Os criminosos disseram que queriam apenas o veículo para usar em um assalto a banco e nos deixaram a pés”, disse Francisca. As duas mulheres e o garoto moravam no Piauí, mas estão se mudando para São Paulo, de onde Francisco veio para busca-los. ■

Alô AlÔ Salomão

O

As blitzes serão constantes durante todo o ano

30 13 18 61

Quadrilha rouba cerca de R$ 1 milhão em defensivos agrícolas em São Desidério

ma família viajava de Picos (PI) para São Paulo (SP) quando teve o carro roubado. O Fox, de cor branca, foi interceptado por volta da meia-noite desta segunda-feira, 28, entre a ponte do Rio Branco e a entrada do povoado de Barra do Riacho, município de Riachão das Neves. Dentro do veículo estavam Francisco Silva; a prima Francisca Silva; o filho de sete anos e a tia dela, Elizete Araújo. Os cinco bandidos, quatro homens e uma mulher, chegaram em uma caminhonete S10 Captiva, de cor preta com cinco ocupantes. As vítimas foram abandonadas com suas bagagens há mais de um quilo-

Terapeuta é suspeito de estupro em Barreiras FOTOS: ASCOM/10o BPM

Ivana Dias

ma fazenda localizada no distrito de Roda Velha, em São Desidério, foi assaltada no último domingo, 27, por volta das 20h. A quadrilha tinha cerca de 20 homens encapuzados e fortemente armados efetuaram a ação criminosa que resultou no roubo de quase R$ 1 milhão em defensivos agrícolas da propriedade. O delegado titular do município, Carlos Cruz Ferro, informou que além dos defensivos um veículo F4000 foi roubado pela quadrilha. Ferro disse ainda eu houve forte repressão e agressão contra as vítimas. As Polícias Civil e Militar trabalham juntas na procura de pistas que levem aos criminosos. ■

13

terapeuta ocupacional Paulo Alves Bandeira Junior, de 27 anos, é suspeito de abusar sexualmente de uma paciente de 19 anos durante uma seção de massagem e acupuntura, em Barreiras. A jovem chegou em casa chorando e contou para a família que tinha sido violentada na mesa de terapia. Durante o depoimento no Complexo Policial de Barreiras, a vítima afirmou que teve uma toalha colocada sobre a cabeça e depois de despida ela foi agarrada subitamente por Paulo, não tendo chance de reação. O pai da garota informou que o terapeuta confessou o crime. “Quando falaram da demora de mais ou menos 45 minutos no tratamento, saí porque tinha outro compromisso. Nunca imaginei que ele fosse capaz de fazer isso. Confiei nele como profissional e deixei o dinheiro para minha filha pegar um moto–taxi. O agredi fisicamente e segurei até a chegada da Polícia Militar”, declarou. O delegado José Romero já abriu inquérito policial para apurar o estupro. “Primeiro negou o estupro, mas depois terminou confessando quando falamos dos indícios na roupa e no corpo da vítima e sobre o exame a ser realizado pela Polícia Técnica”, finalizou Romero. Paulo é casado e tem um casal de filhos; uma garota de 12 anos e um menino de cinco ou seis anos. A Vigilância Sanitária informou que a clínica apresentava irregularidades na estrutura física, além de documentos da clínica que também não vinha obedecendo às normas sanitárias vigentes no país. Em entrevista à emissora da Globo, o profissional alegou inocência. O terapeuta confessou ter "ficado" com a jovem, mas com o seu consentimento. ■


Jornal do São Francisco

. Dual . Tela . Câmer

90 , à vista

R$ . QUADRI Chip . Câmera VGA

lar Gra d elu

12X

R$

99

cartão

,

te ien GC211

129 12

C

14 Ed. 152, de 19 abril a 3 de maio 2014


Jornal do São Francisco

12X

R$

,

90 cartão

G

R$ . Dual Chip . Tela 4" . Câmera 3MP

599 59

00 , à vista

12X

R$

,

90 cartão

1099 109

R$ . Tela 4.5" . Câmera 5MP

00 , 90

press Ex

,

00 , à vista

ite Duo s

R$

90 cartão

. Dual Chip . Tela 3.5" . Câmera 5MP

499 49

laxy Tren Ga

dL

12X

R$

Galaxy

Galaxy F

e Duos am

Chip a 3" ra 2MP

,

Neo Duo s

359 35

00

à vista

et

R$

y alax Pock

Ed. 152, de 19 abril a 3 de maio 2014

à vista

12X

R$

,

cartão

15


16 Ed. 152, de 19 abril a 3 de maio 2014

Jornal do São Francisco

REGIÃO

Luís eduardo magalhães

São Desidério

ASCOM/PMLEM

Prefeitura imuniza Hospital e Maternidade população contra gripe realizam vários tipos de exames com aparelho de ultrassom P O prefeito Humberto Santa Cruz aproveitou o dia de mobilização da Campanha Nacional de Vacinação para receber a dose da vacina contra a gripe

O

prefeito Humberto Santa Cruz aproveitou o dia de mobilização da Campanha Nacional de Vacinação no último dia 26, para receber a dose da vacina contra a gripe. Ao todo 3.909 pessoas foram imunizadas no município - o que representa 40% do público alvo da campanha para este ano. Uma das novidades de 2014 foi a ampliação da faixa etária para crianças de seis meses a menores de cinco anos. Em 2013, apenas crianças com até dois anos foram imunizadas. Além do público infantil, pessoas com 60 anos ou mais, trabalhadores de saúde, povos indígenas, gestantes puérperas (até 45 dias após o parto) também devem ser imunizadas. Pessoas portadoras de doenças crônicas não-transmissíveis ou com outras

condições clínicas especiais também devem se vacinar. Na quarta-feira, 30, no bairro Jardim das Oliveiras, a Prefeitura disponibilizou uma equipe para vacinação na Escola Municipal Marli Terezinha Pretto. No dia 06 de maio, uma equipe estará vacinando nas Vilas 3 e 4 do Assentamento Rio de Ondas e outra na comunidade da Bela Vista. No dia 07 será a vez dos moradores das Vilas 1 e 2 do Assentamento serem imunizados. A expectativa no município, segundo a 25ª Diretoria Regional de Saúde (DIRES), é que 11.364 pessoas sejam imunizadas. Em todo o país, o Ministério da Saúde espera imunizar 80% dos mais de 49,6 milhões de pessoas que integram o público-alvo da campanha.

Prefeito defende fortalecimento do comércio na Oficina do Empreendedor

O

incentivo ao pequeno empreendedor trará benefícios para Luís Eduardo Magalhães. É o que afirmou o prefeito Humberto Santa Cruz durante a abertura da Oficina do Empreendedor. Para o gestor, tais ações aumentam a quantidade de emprego e renda, além da implantação de novos negócios no município. “Não podemos construir uma sociedade sustentável sem o suporte do pequeno empresário. Por isso é fundamental que exista mais apoio por parte dos órgãos públicos, das associações sindicais e do próprio SEBRAE”, comentou o prefeito, lembrando a parceria firmada entre o Poder Executivo, a Associação Comercial e Empresarial de Luís Eduardo Magalhães (ACELEM) e o SEBRAE para a implantação do Programa Cidade Empreendedora. O programa, iniciado oficialmente com a Oficina do Empreendedor, conta com uma extensa agenda de capacita-

ções para o micro e pequeno empreendedor até o mês de novembro deste ano. A Oficina do Empreendedor, realizada pelo segundo ano em Luís Eduardo Magalhães, foi realizada no último dia 24, na sede do Sindicato dos Produtores Rurais. Uma série de capacitações nas áreas de finanças, estratégias comerciais, gestão de pessoas, orientação empresarial, planejamento financeiro, formação de preço e venda, técnicas de vendas, qualidade no atendimento, marcou o evento. Ao todo foram 32 cursos nos períodos vespertino e noturno. Para o presidente da ACELEM, Carlinhos Pierozan, a Oficina do Empreendedor foi uma “grande oportunidade para capacitar não só os empresários, mas também o trabalhador da cidade”. Pierozan lembrou ainda a Feira de Entretenimento e Negócios de Luís Eduardo Magalhães (FELEM), que entre os dias 27 e 31 de maio, promove sua segunda edição.

ASCOM/SD

ara melhor atendimento à saúde, a Prefeitura Municipal de São Desidério por meio da Secretaria Municipal de Saúde, realiza vários procedimentos de exames ultrassonográficos com melhor qualidade em imagem e elevado grau de resolução. São mais de 20 tipos de exames realizados pelo aparelho de ultrassom como o de abdômen superior e vias urinárias, o abdômen total e São mais de 20 tipos de exames realizados pelo aparelho o de próstata. Há também exames de pequenas estruturas e articulações (mama, tireóide, bém os procedimentos de Arterial, Veombro, lesões cervicais, dentre outros). noso, Tireóide, Partes Moles, Pélvico, “Todos esses exames são feitos com Transvaginal, Cervical, Mamas, Transa instalação do aparelho de ultrassom. vaginal Dopller, Rins, Vias Urinárias, Agora podemos atender melhor a saúde Obstétrico, Obstétrico com Dopller e de São Desidério sem precisar deslocar Via Retal. Na parte de Articulação do o paciente para outra cidade”, disse o corpo, os exames são realizados no Omsecretário de Saúde, Jeferson Barbosa. bro, Cotovelo, Punho, Mão, Joelho, TorAlém desses exames, são feitos tam- nozelo e Pé.

Cristópolis

Autorizada a construção do sistema de abastecimento de água D

epois de mais de 50 anos, o sonho da população de Cristópolis começa a virar realidade. O Governo do Estado vai transformar a vida de mais de 10 mil moradores do município, que passarão a contar em breve, com água de qualidade após a construção do Sistema Integrado de Abastecimento de Água (SIAA). A autorização para licitação da obra foi dada pelo vice-governador da Bahia, Otto Alencar, no dia 17 de abril, em visita ao município. Orçado em R$ 25 milhões, o investimento irá beneficiar não só a população do município, mas também cidades vizinhas como Cotegipe e Angical. A obra será executada pelo Governo do Estado, por intermédio da Companhia de Engenharia e Recursos Hídricos da Bahia (Cerb), com recursos do Ministério da Integração. A obra vai permitir a

captação de água do Rio Grande para o abastecimento da população da região. A adutora terá 77 quilômetros, com rede de distribuição de 72,5 quilômetros. O município de Cristópolis é um dos poucos do Oeste, que ainda não tinha água de qualidade. A população, maioria do município comprava água mineral e armazenava água da chuva ou trazia de Barreiras. Com a implantação do novo sistema, o problema da água salobra será finalmente solucionado, com a captação de água doce do Rio Grande, para abastecer a população da sede e de algumas localidades. “Este não é apenas um sonho do povo de Cristópolis, mas um sonho meu também. Uma cidade que tem universalização de água e esgoto, tem mais qualidade de vida e mais saúde”, afirmou o prefeito Antônio Pereira, durante encontro com o vice-governador.


Jornal do São Francisco

REGIÃO

Ed. 152, de 19 abril a 3 de maio 2014

17

Oeste sem delegados Em pelo menos 14 municípios da região, faltam profissionais. Enquanto não acontece a convocação dos aprovados, delegados de polícia civil estão enfrentando dificuldades para garantir o atendimento à população Cheilla Gobi

Posição do estado

A Secretaria da Administração do Estado

FOTO: O EXPRESSO

E

m pelo menos 14 municípios do Oeste baiano - Angical, Catolândia, Cotegipe, Cristópolis, Mansidão, Riachão das Neves, Wanderley, Brejolândia, Feira da Mata, Sítio do Mato, Muquém do São Francisco, Coribe, Jaborandi e Tabocas do Brejo Velho - faltam delegados de Polícia Civil. A situação não é diferente da encontrada no estado. Diversas delegacias estão sem o profissional e, em várias outras, há acúmulo da função em diferentes cidades. Segundo informações do delegado da 11a Coordenadoria de Polícia do Interior (CORPIN), José Resende de Moraes Neto, alguns profissionais respondem por, pelo menos, duas delegacias e alguns deles chegam a trabalhar em até três cidades. Desde a publicação do edital do concurso público da Polícia Civil da Bahia, já se passaram mais de 460 dias. Não há qualquer previsão para homologação ou o início do curso de formação para os aprovados. Enquanto nada disso acontece, delegados de Polícia Civil estão enfrentando dificuldades para garantir o atendimento à população. Para tentar mudar esta realidade, os aprovados ao cargo de delegado do Estado da Bahia se organizaram e criaram uma comissão. O objetivo é demonstrar ao Governo, a real necessidade da nomeação imediata de todos os aprovados. A expectativa da comissão era pela nomeação de 200 candidatos, contudo, foram ofertadas apenas 100 vagas. Dados da comissão dos aprovados no concurso para delegado da Polícia Civil apontam que o Estado conta com 173 municípios sem delegados. A cobrança é pela imediata nomeação dos 195 aprovados. Este número, de acordo com a comissão, ainda é insuficiente para preencher a necessidade do Estado, que conta com um déficit de 313 cargos. Outra deficiência, segundo a comissão, diz respeito à distribuição no Estado. Dos 887 delegados na Bahia, 406 estão na capital, enquanto 431 estão lotados no interior. Para a comissão, o único empecilho que poderia ser suscitado pelo governo seria a questão do orçamento, mas este deve receber R$ 1,12 bilhão para investimento na área de segurança pública, conforme anunciou o senador Walter Pinheiro (PT-BA). “De lá para cá, os candidatos passaram por sete etapas em 2013 e início de 2014. Concluíram suas obrigações, submeteram-se aos mais rigorosos testes e exames até, enfim, cumprirem todas as fases previstas. Depois disso tudo, imaginava-se que o Estado da Bahia já aguardasse os aprovados para iniciar o curso de formação, visto que a propaganda do Governo é de que a população baiana poderá contar com mais 800 novos policiais civis ainda para este ano. Não foi o que aconteceu”, diz comunicado emitido pela comissão.

De acordo com o delegado José Resende de Moraes Neto, a falta de efetivo prejudica a investigação de crimes na cidade, tendo que ter criatividade e muito trabalho para solucioná-los da Bahia (Saeb) esclarece que as informações associadas ao concurso da Polícia Civil não são procedentes. De acordo com o Edital de Abertura de Inscrições, publicado no Diário Oficial do Estado (DOE) do dia 12 de janeiro de 2013, são ofertadas 100 vagas para a carreira. O certame ainda oferece mais 100 vagas para escrivão e 400 para investigador, totalizando 600 novas vagas para ingresso do quadro da Polícia Civil. Ainda no mês de março, o Estado publicou o resultado provisório da perícia médica. Estavam no aguardo também da publicação dos resultados finais da perícia médica e da investigação social. O passo seguinte seria a divulgação do resultado final e homologação do concurso público, com posterior convocação dos aprovados, que atenderá o número previsto em edital. Segundo a Saeb, a convocação se dará conforme estudo e indicação de necessidade de pessoal pela Secretaria de Segurança Pública do Estado da Bahia (SSP), mas ainda não ocorreu. A comissão dos aprovados alega não receber informações por parte da organizadora do concurso (CESPE-UNB) e da Secretaria de Administração (Saeb), e que os candidatos aprovados encontram-se sem rumo, sem notícias, sem satisfações e, sobretudo, sem esperanças. “Passado mais de um ano do início deste concurso, o Estado da Bahia ainda não conta, sequer, com o local em que se realizará o curso de formação”. Ainda de acordo com informações divulgadas pela comissão, ao final de março, quando o concurso já deveria estar homologado, a 4ª Vara da Justiça Federal de Salvador deferiu o pedido de liminar de alguns candidatos eliminados e suspendeu o andamento do concurso. Até hoje a Procuradoria Geral do Estado não se manifestou sobre a paralisação, dei-

xando os candidatos ainda mais apreensivos. Se o Estado não recorrer desta decisão no curto prazo legal, o concurso permanecerá suspenso, estacionado, paralisado. Enquanto isso, os quase 800 candidatos aprovados permanecem sem qualquer perspectiva do referido concurso. “Por estarmos em ano eleitoral, visto que se até o dia 05 de julho de 2014 não houver homologação, só poderá haver nomeações no próximo ano, em 2015”, informa o comunicado emitido pela comissão.

efeitos do imPasse na região

De acordo com o delegado José Resende de Moraes Neto, a falta de efetivo prejudica a investigação de crimes na cidade, tendo que ter criatividade e muito trabalho para solucioná-los. Apesar das dificuldades, Neto assegura que é possível atender à alta demanda e que a carência de pessoal especializado deve ser solucionada, somente, com concurso público. “Nós não temos município descoberto. Apesar de não ter delegado fixo lotado, nós temos

autoridades policiais para visitas e trabalho de rotina na Polícia Civil destes municípios onde não há delegado titular. O trabalho deixa a desejar”, disse. O delegado atribui a pouca qualidade no trabalho executado em decorrência da necessidade de amparar todos os municípios da região. “Temos deficiências. Além de um quadro reduzido, também é envelhecido. Essas carências serão corrigidas somente por meio de concursos públicos”, destaca. Resende também lembra a situação de Luís Eduardo Magalhães. Com quadro funcional reduzido, a Delegacia de Polícia não dispõe de plantão permanente 24h. A ampliação do quadro, de acordo com o delegado, é necessária. “O município cresceu e o índice da criminalidade também. Se comparado com Barreiras, o município de Luís Eduardo tem metade da população e o número de ocorrências não são diferentes. Esperamos solução ainda este ano. Enquanto isso não acontece, a equipe regional fica à disposição”, finaliza. ■

EDITAL

AVISO DE ABANDONO DE EMPREGO A empresa OUTSPAN BRASIL IMPORTAÇÃO E EXPORTAÇÃO LTDA, estabelecida na ROD. BR 020/242 KM 835 S/N, Barreiras-BA, inscrita no CNPJ n.º 07.028.528/0019-47, solicita o comparecimento do Sr VALTEMIR GONÇALVES DA FONSECA , CTPS nº. 4982113 Série nº 00030-BA, ao seu local de trabalho, no intuito de justificar suas faltas que vêem ocorrendo desde o dia 20/03/2014, sob pena de caracterização de abandono de emprego, ensejando a justa causa do seu contrato de trabalho conforme dispõe o artigo 482, alínea "I" da CLT.


18 Ed. 152, de 19 abril a 3 de maio 2014

REGIÃO

Jornal do São Francisco

Instalação da UFOB está mais próxima asCom

O

prefeito Humberto Santa Cruz recebeu em seu gabinete, no último dia 30, a Reitora Pro Tempore da Universidade Federal do Oeste da Bahia (UFOB), Iracema Veloso e sua equipe para tratar de diversos assuntos relacionados à instalação da Universidade no município. O encontro serviu também para a apresentação da diretora do campi de Luís Eduardo Magalhães, Rosana Marques. A Universidade deve iniciar suas atividades no dia 09 de setembro deste ano, data em que será inaugurada oficialmente a universidade na cidade. As instalações da UFOB estarão no bairro Santa Cruz, em uma unidade de ensino municipal, cedida pela prefeitura. A previsão é que o campi da UFOB em Luís Eduardo Magalhães agregue 1.080 alunos em seis cursos nas áreas de Engenharia e Computação. De acordo com o prefeito, “será um grande desafio, pois temos quatro me-

O

ses para reformar o local e fornecer uma estrutura de qualidade que permita ao jovem desenvolver suas atividades da melhor maneira”, observou. O local disponibilizará salas para reuniões, biblioteca, banheiros e ótimas salas de aula. Foi reforçada a ideia das Políticas de Assistência Estudantil, com Bolsa Moradia, Auxílio Alimentação, Auxílio Transporte, Restaurante Universitário (RU) com café, almoço e jantar e a possibilidade de uma residência estudantil. Para a Reitora Pro Tempore, Iracema Veloso, a ideia é fazer com que a UFOB mude vidas na cidade. “Será oferecido mais que simples cursos. Serão disponibilizados 50% de cotas regionais para o ingresso na instituição, vamos incentivar os professores da rede municipal através de licenciaturas, para ingressar nas atividades profissionais da UFOB”, relatou a Reitora ao abordar sobre o concurso para técnicos administrativos e corpo docente deste ano. A estrutura do campi de LEM já dispõe

tempo vai esquentar em Brasília se não for o famoso jogo de comadres. Eis que o Lula resolve levar ao péda-letra a frase chave do PT e compra briga com o ministro Joaquim Barbosa do Supremo Tribunal Federal (STF). Joaquim Barbosa repudiou as críticas do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva ao julgamento do mensalão, ao classificá-lo 80% político. "Lamento profundamente que um ex-presidente da República tenha escolhido um órgão da imprensa estrangeira para questionar a lisura do trabalho realizado pelos membros da mais alta Corte de Justiça do País. A desqualificação do Supremo Tribunal Federal, pilar essencial da democracia brasileira, é um fato grave que merece o mais veemente repúdio. Essa iniciativa emite um sinal de desesperança para o cidadão comum, já indignado com a corrupção e a impunidade e acuado pela violência. Os cidadãos brasileiros clamam por justiça", afirmou. “O juízo de valor emitido pelo ex-chefe de Estado não encontra qualquer respaldo na realidade e revela pura e simplesmente sua dificuldade de compreender o extraordinário papel reservado a um Judiciário independente em uma democracia verdadeiramente digna desse nome." Ministro, no que tange ao Supremo Tribunal Federal, o senhor está certo... Agora, que Lula tem lá suas razões... Lembrei que quem escolhe os ministros do STF é o presidente. Esta briga vai esquentar. E eu já comprei álcool para apagar o fogo! Leia mais: http://www.diario24horas. com.br/noticia/25106-joaquim-barbosa-rejeita-critica-de-lula-ao-processodo-mensalao#ixzz30EO86t5A

Armas escondidas Sopram pelos corredores da capital brasileira que tem gente guardando bombas para perto das eleições. Bombas, mesmo. Do tipo Petrobras e mensalão, que acabam virando tirinhos

ASCOM/PMLEM

A Ufob irá atuar diretamente com parcerias em empresas e fábricas instaladas no município. Serão oportunidades dos alunos estagiar e ingressar no mercado de trabalho de carros para atividades no campo com os alunos e uma mini van para o translado de estudantes em congressos e atividades de campo. O pró-reitor de Planejamento da UFOB, professor Poty Lucena, reiterou. “Queremos acelerar, o quanto antes, as construções definitivas do campi na cidade. Sabemos que a escola é emprestada pela Prefeitura e poderia estar abrigando alunos municipais”, disse. Humberto Santa Cruz comentou sobre

JSF no Planalto RAUL BEIRIz

raulmarques16@gmail.com

A LUTA CONTINUA, OU MELHOR, NEM ESQUENTOU na água. Pois bem. Estas magníficas armas estourariam na cabeça de vários líderes petistas ou ministros de afiliados ou de partidos sucursais. Bate na porta de muita gente que viveu às custas daquela grana que prefeituras recebem em função dos royalties do petróleo. Vai dar uma Pasadena danada. E respinga em ministérios e cidades brasileiras. Fiquemos de olho no que vai rolar sob a bandeira da Petrobrás, com acento e tudo mais.

Se a moda pega! Nas grandes capitais, o povo, para reclamar das más condições de transportes, incendeia ônibus. Já houve isso em muitas cidades brasileiras de grande porte... Se isso acontece em algumas cidades pequenas... Bem, seria o caos...

Aplicativo dedura procurados pela Justiça Em reunião de bacanas, por favor, não levem o celular. Vai ser uma barulheira... Com um aplicativo gratuito instalado no celular, qualquer cidadão identifica quem está sendo procurado pela Justiça. O novo módulo do aplicativo Sinesp Cidadão foi lançado pelo Ministério da Justiça e permite a con-

sulta a um cadastro nacional de 352 mil mandados de prisão. Quem identificar alguém nessa condição pode acionar a polícia para que a ordem judicial de prisão seja cumprida. Para checar se a pessoa tem condenação na Justiça ou se há ordem judicial de prisão contra ela, basta digitar dados como nome completo ou número de algum documento de identificação, entre eles identidade, CPF, título de eleitor, carteira de trabalho e passaporte. O aplicativo foi desenvolvido pela Secretaria Nacional de Segurança Pública do Ministério da Justiça, com suporte do Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro) e banco de dados do Conselho Nacional de Justiça (CNJ). Que sejam originais ao batizar o aplicativo...

Frase de Fernando Collor “Quem me devolverá o que foi tomado?”, disse o ex-presidente após sua absolvição. Pois é, Collor. Todos os dias quando pagamos os nossos impostos fazemos igual pergunta. E a gente nem quer saber como nos devolverão tudo o que pagamos. E o voto ainda por cima, é obrigatório!

Os holofotes no Ibama Dizem que nos anos de eleição as

o processo de legalização das terras doadas pela Prefeitura. “Estou preocupado em acelerar este processo, precisamos passar pela Câmara de Vereadores para aprovação. Gostaria de encaminhar ao Legislativo ainda neste mês de maio”, reforçou, explicando ainda que o município está em processo de reestruturação do seu Plano Diretor, visando oferecer mais infraestrutura e mobilidade urbana também para os futuros estudantes. ■

fiscalizações sobre os produtores rurais diminuem, por obra de uma estranha coincidência. Ledo engano, cara-pálida. Pelo contrário. É neste período que vem com força, contam nos bastidores. Afinal, trata-se de obra do acaso, muito embora para os espíritas o acaso não exista. Para os espíritas. Pois bem. Prova disso é que o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente (Ibama) realizou a maior apreensão de maquinários desde o início da Operação Onda Verde, no ano passado, que tem o objetivo de combater o desmatamento da floresta amazônica. A ação ocorreu em Gaúcha do Norte, a 595 km de Cuiabá, em uma fazenda de 28 mil hectares que foi embargada. Cerca de 15 tratores, uma pá carregadeira, dois caminhões e 15 mil litros de óleo diesel foram apreendidos e serão doados para prefeituras e entidades filantrópicas. Nada contra a ação do Ibama... O que a gente questiona é a periodicidade destas ações, que nada têm de pontuais. Sei que a Amazônia é longe, Cuiabá também, mas como a Rede Globo anuncia – ou anunciava, é bom lembrar que vem aí mais um campeão de audiência. Plim, plim!

A pergunta que não quer calar Todo mundo acha que foi queima de arquivo a morte do Coronel Malhães, torturador da ditadura de 1964... O que nos cabe como quarto poder é fazer uma pergunta malvada... Queima de arquivo ou vingança?

Reflexão Em pensar que já fui expulso de sala de aula por cantar Geraldo Vandré! Em pensar que já quase fui excomungado por um padre por cantar a música dos Mutantes, Meu Bom José! Estamos em uma democracia; que alívio. Ei! Esqueçam o que disse! Eu ainda sou obrigado a votar!


Jornal do São Francisco

Ed. 152, de 19 abril a 3 de maio 2014

19

JSFRURAL Obras da Fiol no trecho entre Ilhéus a Barreiras já podem ser iniciadas após obter a Licença de instalação concedida pelo iBama, o tcu liberou a operação nos lotes 6 e 7. a Ferrovia vai da cidade de Figueirópolis, no tocantins, à ilhéus, na Bahia. investimento previsto para as obras no estado é de cerca de r$ 6 bilhões ARQUIVO/JSF

municÍpiOs pELOs quais a FErrOVia passa: baHia

TO Fogueirópolis

BA

Luís Eduardo Magalhães Barreiras

Ilhéus

A expectativa da Valec, órgão vinculado ao Ministério dos Transportes, é de que as obras nesses locais sejam iniciadas ainda no primeiro semestre deste ano Cheilla Gobi

A

obra da Ferrovia de Integração Oeste Leste (Fiol) ganhará um novo impulso e possibilitará a retomada de novos postos de trabalho. Após obter a Licença de Instalação concedida pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), o Tribunal de Contas da União (TCU) liberou a operação nos lotes 6 e 7, no último dia 16. A decisão vai viabilizar a construção do trecho entre os municípios baianos de Bom Jesus da Lapa e Barreiras. A expectativa da Valec, órgão vinculado ao Ministério dos Transportes, é de que as obras nesses locais sejam iniciadas ainda no primeiro semestre deste ano. Eram os dois últimos com pendências no órgão de controle. Em outubro e dezembro do ano passado, o TCU já havia revogado a suspensão cautelar dos lotes 5 e 5-A. Com isso, o Ministério dos Transportes espera planejar com mais segurança a conclusão da obra entre Ilhéus e Barreiras. ferrovia de integração oeste leste – A Ferrovia Oeste Leste ligará a cidade de Figueirópolis (Tocantins) ao Porto Sul em Ilhéus, passando por 49 municípios baianos. Quando estiver integrada ao Por-

to Sul, a ferrovia permitirá o escoamento da produção baiana, principalmente de grãos e minérios. A nova linha férrea poderá, futuramente, ser interligada à rede que chegará ao Oceano Pacífico, promovendo uma maior integração da América do Sul. Ao todo, o projeto tem 1.526 km de extensão e envolve investimentos estimados em R$ 6 bilhões até 2014. Ela ainda abrirá nova alternativa de logística para portos no norte do país atendidos pela Ferrovia Norte-Sul e Estrada de Ferro Carajás. De acordo com informações do Ministério dos Transportes, o lote 6 terá 159,31 quilômetros de ferrovia, se iniciando na cabeceira da ponte sobre o Rio São Francisco, no município de Serra do Ramalho, e cortando, ainda, outras cidades baianas, como Correntina, Jaborandi e São Félix do Coribe. Em Santa Maria da Vitória acontece a intersecção com o lote 7, que segue por São Desidério até Barreiras, contando 161,12 quilômetros de linha férrea. Segundo esclarece o Ministério, ambos os lotes já têm contratadas empresas construtoras e supervisoras. As obras do lote 6 devem começar pelo aterro de um trecho de cinco quilômetros na cabeceira da ponte sobre o rio São Francisco. Enquanto isso, questões relacionadas à

desapropriação de terras e a ajustes de projeto em decorrência da localização de cavernas serão finalizadas. Já o lote 7 possui 75% das terras desapropriadas e está com o traçado completamente mapeado e o eixo da ferrovia demarcado. Para o Ministro dos Transportes, César Borges, com a liberação dos dois últimos lotes pelo TCU, a Fiol estará totalmente em obras. “Isso vai possibilitar um melhor planejamento para a conclusão da obra no menor prazo possível”, garantiu.

desenvolvimento

A conclusão da Fiol é de fundamental importância para o desenvolvimento do interior do Estado, onde vivem 70% dos baianos, e para o ganho de competitividade da produção agropecuária do Estado. Produtores e empresários estarão entre os beneficiados do eixo ferroviário horizontal do país. O presidente da Associação de Agricultores e Irrigantes da Bahia (Aiba), Júlio César Busato fala da urgência em melhorar a logística com a construção tanto da ferrovia, quanto do Porto Sul. “Precisamos, urgentemente, melhorar nossa logística com a construção da ferrovia e do Porto Sul, além de melhorar as estradas vicinais

Barreiras, Correntina, Jaborandi, Luís Eduardo Magalhães, São Desidério, Bom Jesus da Lapa, Carinhanha, Coribe, Guanambi, Malhada, Palmas de Monte Alto, Riacho de Santana, Santa Maria da Vitória, Santana, São Félix do Coribe, Serra do Ramalho, Aracatu, Brumado, Caetité, Dom Basílio, Ibiassucê, Ituaçu, Lagoa Real, Livramento de Nossa Senhora, Pindaí, Rio do Antônio, Barra da Estiva, Contendas do Sincorá, Iramaia, Jequié, Manoel Vitorino, Maracás, Mirante, Tanhaçu, Aiquara, Aurelino Leal, Barra do Rocha, Gongogi, Ibirapitanga, Ilhéus, Ipiaú, Itabuna, Itacaré, Itagi, Itagiba, Jitaúna, Ubaitaba, Ubatã e Uruçuca.

tocantins

Alvorada, Arraias, Aurora do Tocantins, Combinado, Conceição do Tocantins, Figueirópolis, Gurupi, Lavandeira, Novo Alegre, Paraná, Peixe, Ponte Alta do Bom Jesus, Sucupira, Taguatinga e Taipas do Tocantins, além de Campos Belos (GO).

e sistemas de armazenamento para que possamos continuar crescendo. A região Oeste, grande produtora de grãos, ganhará muito”, afirmou Busato. De acordo com dados da Confederação Nacional da Indústria (CNI), a conclusão da Fiol entre Barreiras e Ilhéus pode gerar uma economia anual de R$1,19 bilhões com transporte em 2020. ■


20 Ed. 152, de 19 abril a 3 de maio 2014

Jornal do São Francisco

JSFRURAL

Propriedades rurais estão na mira dos bandidos REPRODUÇÃO

Cheilla Gobi cOm inFOrmaçÕEs gLOBO ruraL

J

á se foi o tempo em que as regiões mais afastadas dos grandes centros urbanos eram conhecidas pela paz e tranquilidade. Atualmente, onda de assaltos que vem atingindo a zona rural do Oeste da Bahia tem assustado fazendeiros de municípios como Luís Eduardo Magalhães, São Desidério e Barreiras. As lavouras de alto investimento despontam como um dos principais celeiros na produção de grãos do Brasil. Só que o sucesso conseguido no campo tem atraído quadrilhas especializadas no assalto a produtos agrícolas, que têm principalmente como alvo, estoques de insumos agrícolas e defensivos. O último caso registrado foi o roubo a uma fazenda no Distrito de Roda Velha, São Desidério, no dia 27 de abril. Cerca de 20 homens fortemente armados e encapuzados invadiram a propriedade. A ação da quadrilha iniciada no domingo, por volta das 20 horas, só teve fim às 04 horas da madrugada do dia 28.

Em três anos, pelo menos R$ 5 milhões foram roubados em produtos agrícolas e aparelhos gPS e outros equipamentos de fazendas na região. Nada foi recuperado Os bandidos levaram aproximadamente R$ 1 milhão em defensivos agrícolas, além de um veículo F-4000, conforme o delegado titular do município de São Desidério, Carlos Ferro, que informou também que houve forte repressão e agressão contra as vítimas. A polícia procura pistas dos criminosos.

De acordo com informações publicadas pelo Globo Rural no mês de fevereiro, de 2012 para 2013, os assaltos às propriedades rurais aumentaram quase 30% em todo o estado da Bahia. Depois de serem assaltados, muitos agricultores investiram em alambrados, iluminação e segurança privada, pelo menos na área

da sede da propriedade. Medidas adotadas por fazendeiros e autoridades locais buscam deter os assaltos, mas os crimes são constantes. Segundo a reportagem, os produtores rurais chegam a investir cerca de R$ 80 mil por ano em sistemas de segurança. De acordo com a associação de agricultores da região, os crimes já geraram um prejuízo que pode chegar a mais de R$ 6 milhões. O depósito de agrotóxicos é o local mais cobiçado pelos ladrões. Nele estão produtos que podem chegar a R$ 13 mil o quilo. Ainda segundo a matéria publicada pelo Globo Rural, em São Desidério, o delegado Carlos Ferro está há três anos investigando os crimes e já conseguiu localizar os ladrões, mas até hoje ninguém foi condenado. Conforme explicou o delegado, já foram identificadas pelo menos três quadrilhas de ladrões de defensivos. Em três anos, pelo menos R$ 5 milhões foram roubados em produtos agrícolas e aparelhos GPS e outros equipamentos de fazendas na região. Nada foi recuperado. ■

UMOB debate ampliação do horário reservado para irrigação com presidente interino da Coelba REPRODUÇÃO

asCom

A

A conquista legal do beneficio foi fruto de uma grande batalha do setor produtivo

pós conquistar legalmente, Lei nº 12.873/2013, a implantação da ampliação do horário reservado para a irrigação em até mais de 40 horas semanais, a batalha se volta agora à aplicação do benefício. No segunda-feira, 28, o coordenador da União dos Municípios do Oeste da Bahia (UMOB), Sérgio Pitt, representou a entidade em audiência com o presidente interino da Companhia de Eletricidade do Estado da Bahia (Coelba), Fabiano da Rosa Carvalho, para tratar do tema. Também participaram da audiência, o secretário de Agricultura da Bahia, Jairo Carneiro, o deputado federal João Carlos Bacelar (PR), o gerente de regula-

Uniformes Escolares Uniformes Profissionais Moda Feminina Serigrafia Bordado R Marcos Freire, 52 - Bairro Aratu - Cep 47804-230 - Barreiras/BA Fone/Fax: (77) 3611-8156 / 3611-3635 - imstrieder@gol.inf.br

Confecções em Geral

ção técnica e comercial da Coelba, Eugênio Correia Teixeira, e a senhora Lucimar Aparecida de Sousa Rosa, do Departamento de Clientes Coorporativos. A conquista legal do beneficio foi fruto de uma grande batalha do setor produtivo, com apoio da UMOB, do Deputado João Leão e, por último, do Deputado João Carlos Bacelar, que defenderam o debate junto à Câmara Federal. O entrave paira na aplicação da lei. A Coelba alega que a lei não define quem vai subsidiar este custo, que carece de regulamentação. A ANEEL por sua vez, justifica que a lei é autoaplicável e que os Estados, no âmbito das políticas estaduais de incentivo à irrigação, devem patrocinar esta equalização dos custos. “Um ponto desfavorável para esta discussão hoje é o momento delicado que vive o setor elétrico hoje no país. Todos os esforços estão voltados à busca de segurança no abastecimento do sistema, evitando apagões ou colapso. A discussão de ampliar o benefício ao irrigante, apesar de previsto em lei, não está encontrando suporte”, observa Pitt. Após longa discussão foram definidas duas frentes de trabalho. A primeira, trabalhar junto ao legislativo federal, na busca de mudança na legislação, definindo a fonte de recurso para suportar eventuais equalizações da diferença de custos. A outra frente vai trabalhar no âmbito de políticas estaduais de incentivo, procurando aproveitar créditos de ICMS de insumos agrícolas para pagamento desta diferença de custo pelos produtores irrigantes. ■


Jornal do São Francisco

Ed. 152, de 19 abril a 3 de maio 2014

21

INFORME PUBLICITÁRIO


22 Ed. 152, de 19 abril a 3 de maio 2014

Jornal do São Francisco

Começa a colheita do café na Bahia

Países como Estados Unidos e Japão já recebem o café baiano Ascom/Aiba

O

café plantado no Oeste da Bahia está sendo colhido com expectativa de produtividade em torno de 26.121 toneladas. Este número representa um crescimento de 3,17% em relação à safra anterior, segundo dados da Associação de Agricultores e Irrigantes da Bahia (Aiba). Até o fim de maio a colheita deverá ser concluída. Com um relevo plano e cortado por diversos rios, o Oeste da Bahia possui 14.704 hectares plantados em um siste-

ma totalmente irrigado, o que permite ao agricultor ter um maior controle sobre o ciclo produtivo da planta, resultando em um café de melhor qualidade e sabor. A geografia também contribui para o desenvolvimento de uma colheita mecanizada, o que dinamiza e barateia o processo. Atualmente, são plantadas no Oeste da Bahia, as espécies de café arábica e conilon, que têm como destino o mercado interno e a exportação. Países como Estados Unidos e Japão já recebem o café baiano.

Em março, a qualidade do café do Oeste foi reconhecida durante a 23ª edição do Prêmio Ernesto Illy de Qualidade do Café para “Espresso”. O produtor Glauber de Castro (Fazenda Café Rio Branco) ganhou na categoria Regional Norte Nordeste. “Esse prêmio é a oportunidade de mostrar para toda a Bahia e para as demais regiões produtoras que, no Cerrado baiano, também se produz café com alta qualidade”, disse Glauber, vice-presidente da Associação dos Cafeicultores do Oeste da Bahia (Abacafé). ■

Leilão de gado de corte promete movimentar 10a edição da Bahia Farm Show REPRODUÇÃO

Ascom/Aiba

O

rganizado pela Associação dos Criadores de Gado do Oeste Baiano (Acrioeste), o Leilão de Gado de Corte promete movimentar o penúltimo dia da maior feira de tecnologia agrícola e negócios do Norte-Nordeste do Brasil, a Bahia Farm Show 2014. Confirmado para 30 de maio ao meio dia, o leilão reunirá 400 bovinos da raça Nelore. São bezerros (machos e fêmeas) de criadores de cidades como Angical, Barreiras, Luís Eduardo Magalhães, Cotegipe, Muquém do São Francisco e Riachão das Neves, todas, no Oeste do Estado. Para o presidente da Acrioeste, Cézar Busato, o alto nível dos animais e a confirmação de pecuaristas de renome nacional, consolidam, pelo segundo ano, o leilão da Acrioeste como referência em eventos regionais no setor. “Acreditamos que a Bahia Farm Show seja um evento estratégico para a divulgação da pecuária de excelência praticada na região Oeste da Bahia. Nossa expectativa é muito positiva e contaremos com a Terço Leilões

Expectativa é que os lotes oferecidos resultem em um faturamento de R$ 300 mil como leiloeiro oficial”, diz. De acordo com Cézar Busato, a expectativa é que os lotes oferecidos resultem em um faturamento de R$ 300 mil. Organizado para um público de 250 convida-

dos, o evento tem ainda um forte apelo social, pela parceria com a Apae de Luís Eduardo Magalhães. Parte da renda será revertida em ações, programas e projetos destinados aos alunos da instituição. ■

Abapa realiza cadastramento dos produtores no Sinda Ascom Abapa

​A

Associação Baiana dos Produtores de Algodão (Abapa) iniciou no último dia 28, o cadastramento do produtor rural no Sistema Nacional de Dados do Algodão (Sinda). A nova ferramenta, criada pela Associação Brasileira dos Produtores de Algodão (Abrapa), vai integrar os sistemas de dados em um único banco, dando um panorama completo das fazendas, produção, certificação e rastreabilidade, integrando todos os pólos produtores através das associações estaduais. Na Bahia, a Abapa é o único agente deste processo. O cadastro de uma unidade produtiva estará ligado a todos os demais sistemas, como a certificação do Algodão Brasileiro Responsável (ABR) e o Sistema Abrapa de Identificação (SAI). Os benefícios vão além da entrega de conhecimento ao produtor. Ele reunirá, ainda, informações de associações, cooperativas, unidades produtivas, usinas de beneficiamento, corretoras e consultorias agronômicas, entre outros. Sigilo e credibilidade. O sistema garante o sigilo das informações, restringindo a visualização de acordo com o perfil de usuário. Assim, o produtor acessa somente os seus cadastros - como produtor ou grupo de produtores. Para mais informações, o produtor deve procurar pelos colaboradores da Abapa, Adilson ou Wilson, através dos telefones: (77) 3614-9000. ■

CRÉDITO: AIBA

JSFRURAL


Jornal do São Francisco

Ed. 152, de 19 abril a 3 de maio 2014

JSFRURAL

23

Em busca do fortalecimento da agricultura familiar

Evento demonstrou a potencialidade da região Oeste, mas também ressaltou a necessidade de estruturar o setor e profissionalizar os pequenos produtores IVANA DIAS

A feira buscou a promoção de políticas públicas que favoreçam o desenvolvimento sustentável de sistemas de produção agrícola baseados em unidades familiares, incentivar a participação de organizações de agricultores e despertar a consciência da sociedade civil para a importância de apoiar o setor Cheilla Gobi

A

organização e a capacitação dos agricultores familiares foram destaques da 6ª edição da Feira de Agricultura Familiar do Território da Bacia do Rio Grande – realizada  de 24 a 26 de abril, no Coliseu da Paz, em São Desidério. O evento, que nesta edição apresentou o tema “As mãos que alimentam a nação”, atraiu aproximadamente seis mil pessoas, entre estudantes, empresários, autoridades políticas, pesquisadores, agricultores familiares e piscicultores. Nos três dias, expositores demonstraram e venderam seus produtos em 40 estandes. Este que é um dos mais importantes eventos do setor na região Oeste teve os objetivos de promover, fortalecer e profissionalizar o trabalho desenvolvido pela agricultura familiar. A feira também buscou a promoção de políticas públicas que favoreçam o desenvolvimento sustentável de sistemas de produção agrícola baseados em unidades familiares, orientar, incentivar a participação de organizações de agricultores e despertar a consciência da sociedade civil para a importância de apoiar o setor. Além de mostrar a importância da agricultura familiar na cadeia produtiva de alimentos, o espaço foi destinado também à confraternização, diversão, manifestação cultural, concurso de calouro e shows de artistas renomados. Segundo o representante da Associação de Agricultores e Irrigantes da Bahia (AIBA), Ivanir Maia, a criação da feira está respaldada na construção de um evento diferenciado e surge como estratégia na divulgação da diversidade de produtos da agricultura familiar. Maia falou ainda da importância da feira para estruturar o pequeno agricultor. “É um evento importante para o Oeste da Bahia. A agricultura é a alma desta região, inclusive nas áreas de produção de soja e de algodão que às vezes parece tão empresarial, mas que também é constituída da base familiar. Além de capacitar os pequenos produtores, a feira serve para valorizar

a agricultura familiar. Precisamos mudar o conceito dos rostos sofridos, e enxergarmos rostos concentrados que trabalham por amor pela terra. Precisamos dar mais estrutura para que o agricultor produza mais, com condições de apoio, orientações que são repassadas em eventos como este”, disse.

Momento propício

O diretor da Federação dos Trabalhadores na Agricultura Familiar do Estado da Bahia (Fetraf), José Santana, ressaltou a importância da parceria firmada para o sucesso do evento. "A feira funciona com uma vitrine para os expositores mostrarem a potencialidade. Este é um espaço propício ao diálogo entre produtores e governantes para criação de políticas públicas para o crescimento da agricultura familiar. Durante o evento pudemos adquirir um rico conhecimento sobre as novas técnicas de agricultura. Agradeço ao prefeito pela boa vontade política, em sermos parceiros para realização deste evento que foi um sucesso", avaliou. Visando o aumento da produtividade, bem como da logística de comercialização dos produtos oriundos deste setor, o secretário de Agricultura de São Desidério, José Marques, garantiu que a Prefeitura tem buscado melhorias para a agricultura familiar com a implantação de políticas públicas. De acordo com o secretário, os programas Lavoura Produtiva e Pró-leite, já implantados no município, vêm incrementando expressivos números das culturas de subsistência, como o da mandioca, feijão, milho variedade, bem como na produção de leite. “Este ano, estamos formalizando a implantação do Serviço de Inspeção Municipal (Sim), cujo objetivo é adequar os produtos de origem vegetal e animal, dentro das legislações específicas quanto a sua produção, garantindo qualidade e sanidade a esses produtos e, também, agregando valor. Temos também o Programa Pró-Peixe a ser implantado pelo município, que tem o objetivo de desenvolver a cadeia produtiva da aquicultura familiar. Nós

vamos fomentar a piscicultura local, em vista da importância que este setor vem assumindo”, destacou.

Para impulsionar as economias locatis

Para o prefeito de São Desidério, Demir Barbosa, a agricultura familiar é a oportunidade de impulsionar as economias locais, especialmente quando culminadas com políticas específicas destinadas a promover a proteção social e o bem-estar das comunidades. O prefeito ressaltou que este modelo de agricultura tem assumido papel de grande relevância para a produção de alimentos a nível mundial. “Precisamos alinhar nossas ações a fim de fortalecer cada vez mais este setor produtivo. Portanto, queremos estreitar cada vez mais os laços com os pequenos produtores, ouvir as reivindicações e juntos bus-

A agricultura familiar hoje A agricultura familiar é hoje responsável por 70% dos alimentos consumidos pelos brasileiros, de acordo com o Censo Agropecuário de 2006 – o mais recente feito no país. Entre os principais alimentos consumidos pela população brasileira e que são fornecidos pela agricultura familiar, estão: 87% da produção nacional de mandioca, 70% da produção de feijão, 46% do milho, 38% do café, 34% do arroz, 58% do leite, possuíam 59% do plantel de suínos, 50% do plantel de aves, 30% dos bovinos e, 21% do trigo.

car possíveis soluções”, assegurou. A Feira da Agricultura Familiar começou com uma simples comemoração do aniversário de fundação do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de São Desidério, em 2004. A cada edição, a feira adquire maior dimensão - o que motivou a organização do evento a buscar mais parcerias a fim de proporcionar inovações. Nesta edição, a novidade foi à primeira Feira de Tecnologia para Pesca e Aquicultura dos Cerrados (Piscishow) apresentando o grande potencial da região. As feiras aconteceram por meio de uma parceria entre a Prefeitura Municipal de São Desidério, Sindicato Rural dos Trabalhadores e Editora Cerrado.

Novidade

A Piscishow é a Feira de Tecnologias para a Pesca e Aquicultura dos Cerrados do BAMAPITO (Bahia, Maranhão, Piauí e Tocantins), quatro regiões de produção de alimentos, fibras e biomassa que formam uma só mesa de produção no Norte e Nordeste do Brasil. Com o grande potencial na Bahia para produção em tanques redes, a 1ª Piscishow apresentou os caminhos de desenvolvimento da região. Com aproximadamente 140 hectares de lâmina d’água, empreendidos por 376 aquicultores em 430 tanques escavados, o Oeste da Bahia fica em segundo lugar de pescado com 1.131 toneladas, sendo o maior produtor de pescado em tanques escavados no Estado. “Atualmente temos grandes oportunidades nas mãos no que diz respeito ao pescado. A Bahia possui potencial para produção em tanques redes, então a 1ª Piscishow mostrou a todos os convidados, os caminhos de desenvolvimento para a nossa região”, disse o organizador da Piscishow, Antônio Oliveira. Presente ao evento, o deputado federal Zezéu Ribeiro recebeu da organização do evento, uma carta de intenções cobrando a criação de políticas públicas para a agricultura familiar, a exemplo de assistência técnica contínua na região, assim como a facilitação da certificação dos produtos provenientes da agricultura familiar.


24 Ed. 152, de 19 abril a 3 de maio 2014

Jornal do São Francisco

CLASSIFICADOS

COMPRA E VENDA DE IMÓVEIS TIAGO THOMAS CAZUNI PADILHA 600.000,00.

vendas VENDE-SE UM TERRENO NA RUA 24 DE OUTUBRO COM SAIDA PARA DUAS RUAS COM APROXIMADAMENTE 1.200M² COM 3 CASAS EXCELENTE PARA PRÉDIO DE APARTAMENTOS,SALAS COMERCIAIS. VALOR SOB CONSULTA. (77) 9191.2276 morada nobre 149 - Cobertura Prédio Érico Veríssimo, primeiro piso, cozinha, área de serviço, sala de jantar, sala de estar, 2 suítes, lavabo, segundo piso, Suíte master com dois banheiros, área de lazer com churrasqueira e banheira de hidromassagem de 6 lugares, todo documentado. Duas vagas de garagem, 230 metros de área privativa. Playground com piscina, quadra poliesportiva. Salão de festas. Valor R$ 1.300.000,00. renato gonçalves 111 - Uma casa situada na Rua Aratu (ao lado do Fórum antigo), com dois quartos, uma suíte master com banheira e closet, sala de tv, sala-jantar, cozinha, lavabo, adega, canil, dependência de empregada, garagem para quatro carros, área de lazer/churrasco, piscina. Documentação toda pronta para financiamento. VALOR-

122 - Apartamentos residenciais, com três suítes, sala dois ambientes, varanda com exaustor para churrasqueira, ampla copa-cozinha, dep. de empregada e garagem para dois carros. Com toda a infraestrutura. Valor: A consultar. morada da lua 144 - Uma casa com três quartos sendo uma suíte, duas salas, cozinha, banheiro social, garagem e área de serviço. Documentação para financiar, mas não pelo Minha Casa Minha Vida. Valor R$ 90.000,00. loto são Paulo 126 - Um sobrado com 227m² construídos, sendo primeiro piso, duas salas comerciais, com banheiro, segundo piso, com três quartos, sendo um suíte, sala, cozinha, área de serviço, sacada, garagem para 4 carros, lote 360m², todo reformado. Valor R$ 450.000,00. 165 - Uma casa 3/4, 1 suíte, sala, cozinha, área de serviço, área de lazer, piscina e garagem para 3 carros. Valor sob consulta. boa vista 136 - Uma casa de 198 m², em um lote de 300m² (10x30),

com três quartos, sendo um suíte, sala, banheiro social, cozinha, área de serviço e despensa, garagem para três carros. Aceita permuta com carro ou caminhão. Valor R$ 330.000,00. Jardim ouro branco 145 - Um lote no Jardim Ouro Branco, com 14 x 30 com 420m², documentado, parte alta da cidade, com belíssima vista. Valor R$ 200.000,00. 150 - Sobrado em um lote de 8x25, com aproximadamente 140m², com quatro quartos, sendo 3 suítes, cozinha, duas salas, área de serviço, garagem para dois carros, piscina e churrasqueiras. Valor R$ 350.000.00. morada nobre 152 - Uma casa com 230m², com 3/4, sendo duas suítes, duas salas, cozinha planejada, área de serviço, escritório, piscina com cascata, toda no porcelanato, lote de 12x30, garagem para três carros. Valor R$ 640.000,00. 153 - Dois lotes de uma rua a outra, nos fundos da AABB, totalizando 817m². Valor R$ 330.000,00. 166 - Vende-se dois lotes no

Morada Nobre, 1º Lote medindo 12x27m, 2º Lote medindo 15x23m. Valor R$ 120.000,00 CADA. PrainHa / ufba 155 - Um lote de 3600m², com asfalto na frente, energia, água, próximo à UFBA. Valor-R$ 140,00 o m2.. 156 - Um lote com frente para o asfalto, com 2400m², com uma casa, com 2 quartos, sala, cozinha, banheiro, varanda, área de serviço, totalizando 80m² construídos. Valor R$ 250.000,00.

OPORTUNIDADE

157 - Uma área de 30.000 m2, com energia, frente para o asfalto, fundos com Rio Grande, em frente a ABA, toda documentada, com IPTU em dia,. Valor R$ 65,00 o m2. Ótimo para loteamento ou condomínio. Aceita carro, outro imóvel rural ou urbano. vila regina 158 - Vende-se residência de dois pavimentos, com área de 420 m2, composta de parte térrea com 03 suítes, sala com 03 ambientes, escritório, área externa de lazer com churrasqueira, banheiro e piscina, cozinha ampla, área de serviço com

0 8 8 4 1 1 6 3 7 7

INA

EL AUR A RU

saída P/ salvador 503 - Um barracão na saída para Salvador, em frente a BR 020, com 15 metros de largura por 30 de comprimento, precisa de reforma, mas dono aceita negociar. Valor R$ 7.000,00.

imóveis rurais 1000 - Uma fazenda a 60 km de LEM, sentido Roda Velha, com 4.600 hectares, sendo 3.300 de lavoura, com armazém, silo e sede. Valor- 400 sacas de soja por hectare em 1+4.

1002 - Uma fazenda no Anel da Soja, com 6.500 hectares, sendo 4 mil hectares de lavoura. Valor 350 sacas de soja por hectare em 1+4. 1003 - Uma fazenda em Placas, com 2.200 hectares, sendo 1.900 de lavoura. Valor 350 sacas de soja por hectare em 1+1. 1004 - Uma fazenda na BR 242, entre Barreiras e LEM, com 3000 hectares, sendo 2400 ha abertos. Valor 600.000 sacas de soja em 1+9. 1009 - Uma fazenda de 6.700 ha com 4000 ha de lavoura no Município de São Desidério. Valor 300 sacas de soja por ha em 1+5. 1012 - Uma fazenda no Linha Alto Horizonte, com 2500 hectares, sendo 1100 de lavoura, 600 ha de capim, dois poços artesianos, 2 casas e galpão. 1013 - Uma fazenda no Novo Paraná com 620 hectares sendo 500 ha de lavoura, casa,

poço e galpão. 1014 - Uma fazenda de 1000 hectares com 770 ha de lavoura na estrada de Taguatinga. Valor R$ 18.000.000,00 à vista. 1015 - Uma fazenda em Barreiras com 7200 hectares, com 3000 ha de eucalipto plantados entre 2 a 5 anos de plantio. Valor- R$ 100.000.000,00 - prazo a combinar. 1020 - Fazenda a mais ou menos 70 km de LEM, com 1830 ha com 1350 ha de lavoura velha. Valor: 640 mil sacas de soja, 1 entrada mais 4 prestações anuais. 1021 - Fazenda a mais ou menos 50 km de LEM, na linha Timbaúba com 975 ha, com 750 ha de lavoura velha. Valor: 400 mil sacas de soja. Entrada mais 4 pagamentos anuais. 1022 - Uma fazenda na região da coaceral, com 2670 ha, com 850 he de lavoura com mais de 10 anos de plantio, e 880 ha apenas gradeados. Valor 300 sacas de soja por hectare em 1+1. 1023 - Uma fazenda na Região das Placas, com 1600 ha irrigados, sendo 350 ha de café, mais 2500 ha de sequei-

ro, com toda a infra estrutura de silo armazem e algodoeira. U$ 54.000.000,00 (dolares). 1024 - Fazenda de 855 ha, sendo 500 ha irrigado, silo, secador, moega, armazem, balança. Valor 560 sacas de soja por ha. 1025 - Uma Fazenda na região da coaceral/Garganta toda documentada com 13900 ha. Valor - sob Consulta.

OPORTUNIDADE

Única EXCELENTE FAZENDA DE 1.500 HECTARES, DISTANTE 20km DO CENTRO DE BARREIRAS, NA BEIRA DO ASFALTO, PLANA, DOCUMENTAÇÃO OK, GEORREFERENCIADA, CERTIFICADA PELO INCRA, COM AUTORIZAÇÃO PARA DESMATAMENTO IMEDIATO. VALOR POR HECTARE/ R$ 2.700,00. PARCELAMOS EM PAGAMENTOS ANUAIS.

FONES: (77) 3612-2421 (77) 9191-2276

R

- BA

S/BA

A REIR

VENDE Casa (Sobrado), com ótimo acabamento em Porcelanato e Mármore, 300 m2 de área construída, com 4 quartos, 3 banheiros, 1 lavabo, 1 ateliê, 1 escritório, 3 salas, cozinha americana, todo mobiliado com móveis planejados, forno, fogões e churrasqueira elétrica já instalados e cortinas em todos os cômodos. Piscina com Cascata, Garagem para 2 carros em paralelo, portão eletrônico e porteiro eletrônico com imagem. LOCALIZAÇÃO – Jardim Bandeirantes (Rua subindo o Atacadista Castro + 1.280 metros) R$ 800 mil(Financiável) – TRATAR diretamente com o proprietário (65) 8150-0112.

RA R

7

S, 3

RO BAR

aluga

1001 - Uma fazenda em Roda Velha, com 4 mil hectares, sendo 2.300 de lavoura, sendo 400 hectares irrigados, com outorga para mais 6 pivôs (600 hectares). Valor R$ 35.000.000,00 em 1+2.

CONTATO 9996-0662

● LOCAÇÃO DE EQUIPAMENTOS ● ATENDIMENTO DE GARANTIA ● VENDA DE MÁQUINAS ● ASSISTÊNCIA TÉCNICA ● VENDA DE PEÇAS

X A F / E N O F

depósito e dependência, garagem para 03 carros; Parte superior climatizada, com sala home theater, sala íntima, sala de jogos com mesa de sinuca profissional e academia. VALOR SOB CONSULTA. recanto dos PÁssaros 159- Um terreno nos fundos da Coopeb, totalizando 12823 m². Com fácil acesso, excelente para condomínio residencial, prédio etc. Valor R$ 3.300.000,00.

ALUGA-SE PONTO COMERCIAL OU ESCRITÓRIO NA RUA DAS PALMEIRAS Nº 166 (EM FRENTE À PRAÇA AUGUSTO TORRES) - SOMENTE EM HORÁRIO COMERCIAL. (NÃO ALUGAMOS PARA MORADIA)

FE R R A M E N TA S

A EGIN

CRECI - 14.364

Rua 24 de outubro Nº59- Centro- Barreiras-Ba FONES: (077) 3612-2421 / 9191-2276 Compra e venda: Lotes urbanos, casas, chácaras, fazendas. Aluguéis: Casas e pontos comerciais www.imobiliariafragatta.com.br

ND – SA

TINTAS {

IMOBILIÁRIAS AUTOMOTIVAS SERIGRÁFICAS Fone: (77) 3611.4310/3611.8176 - Fax: (77) 3611.4038 Rua Aurelina Barros, 57 - Jardim Ouro Branco - Barreiras/BA (logo atrás da CDL)


Jornal do São Francisco

Ed. 152, de 19 abril a 3 de maio 2014

25

INFORME PUBLICITÁRIO

LABORATÓRIO CLÍNICO

IS E MA V E R EM Em B ADE D I N U O UMA UARD D E S LUÍ HÃES L A G MA

• Análises Clínicas • Hormônios • Toxicologia • Biologia Molecular

Há 15 anos servindo você • Citopatologia Geral • Anatomia Patológica • Teste de Paternidade • Teste do Pezinho

• Sexagem Fetal • Teste da Mamãe • Medicina Ocupacional • Check Up Laboratorial

DESCONTOS ESPECIAIS PARA • INTERPLUS • PAI • PORTOMED • JEQUITI

• RAPIDEZ NA ENTREGA DOS RESULTADOS • PREÇOS ESPECIAIS PARA APOSENTADOS E EMPRESAS • RESULTADOS DOS EXAMES PELA INTERNET • COLETA EM DOMICÍLIO • ATENDEMOS NO HORÁRIO DE ALMOÇO

CONVÊNIOS ATENDIDOS

FUSEx

RUA CAFÉ FILHO, 210 - JD. PRIMAVERA (PRÓX. A CAIXA E BRADESCO) RUA CASTELO BRANCO, 336 - BAIRRO SANTA LUZIA (JUNTO AO POSTO BR)

FONE: (77) 3611-6680 - FAX: (77) 3612-8858


26 Ed. 152, de 19 abril a 3 de maio 2014

Jornal do São Francisco

ESPORTE

Katão é vice-campeão Mundo da bola do Arnold Classic Carlos Augusto herock caherock@hotmail.com

ARQUIVO PESSOAL

Gabriela Flores

N

o último dia 27, o atleta Agostinho Figueiredo, o Katão, levou o nome de Barreiras para o segundo lugar mais alto do pódio no Arnold Classic Brasil 2014, que aconteceu no Rio de Janeiro. Competindo na categoria 90 kg do fisiculturismo, o atleta repetiu o feito alcançado no ano passado na primeira edição da competição, no Brasil. A competição recebeu atletas de diversos países em 25 modalidades esportivas que incluía disputa de pole dance e braço-de-ferro. O nome do evento é em homenagem ao ex-atleta de fisiculturismo e ator, Arnold Schwarzenegger. O astro esteve presente na competição e, fã de Schwarzenegger, Katão comentou em uma rede social que o ponto alto da competição foi encontrar o ídolo. “Vice-campeão, mas o maior prêmio é tirar uma foto com meu ídolo Arnold! Obrigado a todos pela torcida”, escreveu Katão.

Libertadores 2014: só sobrou o Cruzeiro Desta vez o Brasil não confirmou o favoritismo na maior competição de clubes da América do Sul. Mesmo tendo seis representantes na Libertadores, a participação brasileira foi um vexame. Atlético Paranaense, Flamengo e Botafogo nem passaram da primeira fase. Nas oitavas-de-final, Grêmio e Atlético MG deram adeus, perdendo as chances de classificação em casa. Os gremistas foram eliminados nos pênaltis pelo San Lorenzo de Almagro, da Argentina. Os atleticanos só empataram com o Nacional de Medellin, no Independência, e se despediram melancolicamente da disputa. Agora, nas quartas-de-final, quando sobraram só oito clubes na disputa, o Cruzeiro de Belo Horizonte é o nosso único representante: passou pelo Cerro Porteño do Paraguai ganhando o jogo decisivo em Assunción por 2x0, depois de empatar em casa por 1x1. O Cruzeiro vai pegar na próxima fase os argentinos do San Lorenzo. Parada difícil, principalmente porque, além de ter um time bem equilibrado, o San Lorenzo conta com a fiel torcida do Papa Francisco, um declarado torcedor do time argentino.

Ele vai voltar!

R

TERRA.com.br

odrigo Caio (improvisado) e Antônio Carlos formam uma boa dupla de zaga. Não resta dúvida. Mas Muricy Ramalho quer reforçar o setor defensivo do São Paulo e, para isto, já pediu à diretoria, o retorno de um velho conhecido do torcedor: o zagueiro Rafael Tolói, que foi emprestado ao Roma, da Itália. Tolói há muito tempo não joga. Foi esquecido no banco de reservas e quer voltar para o Brasil. Como o contrato com o clube italiano termina agora em junho e o próprio jogador não tem interesse em renová -lo, tudo leva a crer que o zagueiro voltará mesmo ao Brasil. O jogador foi contratado em uma negociação com o Goiás, mas não se firmou como titular. Agora, com o aval do treinador que pediu o seu retorno, não resta dúvida que ele volta ao Morumbi para ser titular absoluto da zaga no Brasileirão, depois do recesso da Copa do Mundo.

Katão posou para foto com o seu ídolo

Promessa vai deixar o Santos O garoto Neílton está saindo da Vila Belmiro. O anúncio foi feito pelo próprio presidente do clube, Odílio Rodrigues. O dirigente admitiu que o clube fez várias propostas para renovar o contrato do atacante, mas Neílton não aceitou nenhuma delas. Com contrato terminando no mês que vem, o garoto de 19 anos vinha negociando pessoalmente a renovação desde o início do ano. O Santos ofereceu um salário de R$ 30 mil – o triplo que paga atualmente ao atleta. Neílton ganha R$ 9,5 mil. O jogador, segundo fontes ligadas ao clube, não teria aceitado negociar por menos de R$ 120 mil - proposta considerada fora da realidade pelo clube. O procurador Hamilton Bernard, que cuida da carreira de Neílton, admite estar negociando com outros clubes. Um deles pode ser o Cruzeiro, de Minas Gerais. Outra promessa da base santista, o menino Victor Andrade, de 18 anos, tem vínculo até setembro e já começou as conversações para ficar. Alvo do Palmeiras, Victor Andrade manifestou o desejo de ficar no Peixe, pelo menos até o ano que vem. Quer ser titular e ganhar projeção para depois pensar em voos mais altos - bem diferente do que pensa Neílton.

Muita coisa vai mudar! Caro torcedor, pode ir se preparando porque "a chapa vai esquentar". Com o fim dos campeonatos regionais, os fracassos de muitos clubes - que eram apontados como favoritos - e o início do Brasileirão, já começaram os rumores das demissões de treinadores, dispensas de jogadores, trocas de estratégias traçadas e luta contra o rebaixamento, afinal, a primeira meta é somar 46 pontos para se livrar da degola, depois o resto é consequência. Certo mesmo é que todos aqueles que preferiram ficar longe do trabalho nos primeiros meses do ano, já estão "loucos para voltar". Estão incluídos nesta lista, os nomes de Tite (disputadíssimo como sempre), Wanderley Luxemburgo (sumidíssimo), Dunga, Dorival Júnior, Joel Santana, entre outros que estão com os celulares ligados o tempo todo, à espera de ligações para fazer novos contratos.

Pentacampeão do mundo nos EUA O volante Kléberson, campeão mundial com a Seleção Brasileira em 2002, vai jogar futebol na segunda divisão dos EUA. Ele assinou contrato com o Indy Leven City - um time ainda sem expressão na Liga Americana. O contrato, que já foi assinado, tem duração de dois

anos. Esta será a segunda experiência de Kléberson no futebol dos Estados Unidos: em 2013, o brasileiro jogou no Philadelphia Union. O Indy será o quarto clube estrangeiro na carreira de Kléberson, que já jogou também no Manchester United e no Besiktas da Turquia, além dos dois times americanos. Neste novo time, o jogador vai ter um brasileiro como companheiro: o atacante Pedro Mendes.

Se não for blefe... A lista oficial sai na semana que vem - dia 07 de maio para ser mais exato - só que o técnico Luís Felipe Scolari, aos poucos, nos dias de bom humor, vai "abrindo o jogo" e decifrando os mistérios que rondam a Seleção Brasileira há menos de dois meses da estreia da Copa. Em São Paulo, o treinador confirmou que Júlio César, David Luiz, Ramires, William, Oscar, Paulinho, Thiago Silva e Fred vão estar na lista. Perguntado insistentemente sobre surpresas, Felipão foi evasivo e limitou-se a dizer apenas que os jornalistas queriam saber algo que, segundo ele, nem o coordenador Carlos Alberto Parreira e seu fiel escudeiro Flávio Murtosa, sabiam. A preparação da seleção brasileira começa dia 26 de maio, em Teresópolis. A estreia será dia 12 de junho, no Itaquerão, contra os croatas. A julgar pela qualidade dos atletas que já confirmaram presença é difícil acreditar que Luís Felipe Scolari não esteja falando a verdade.


Jornal do São Francisco

27

Ed. 152, de 19 abril a 3 de maio 2014

CRÔNICA

“C

Minha Cara Mãe Calina

onfiai em vossos sonhos, pois neles estão escondidas as portas para a eternidade”. Assim falou Khalil Gibran nas páginas d`O Profeta; enquanto “sonhos não são um dever, mas uma imposição divina”, segundo emenda Nelson Mandela; Já Fernando Pessoa, o maior poeta da língua portuguesa, há muitos anos ensina que “Deus quer, o homem sonha e a obra nasce”! Mesmo Deus querendo, é muito difícil sonhar com um Brasil sério. Nosso sonho maior, no momento, é sonhar com a derrota da Seleção na Copa. Sério. Como bons brasileiros temos que torcer unidos pela derrota do nosso país, senão... a CPI da Petrobrás vai pro beleléu; os réus do mensalão deixarão a Papuda; todos os ladrões serão reeleitos; nosso PIB vai descer mais ainda; serão capazes de até oficializar a linguagem da internet como nosso idioma oficial. Será, por exemplo, que poderíamos sonhar com nossos jovens falando uma linguagem culta? Será que poderemos sonhar com prefeitos que executem obras? Professores que ensinem realmente? Estudantes que respeitem professores? Um

co, como Carlos Camacho, chega a “ensinar” como o governo deveria fazer para consertar o país.... meu Deus! Eu vi a entrevista que ele fez na Globo - G1, coisa antiga, mas sempre atual, igual ao libelo de Ruy Barbosa: “De tanto ver triunfar as nulidades, de tanto ver prosperar a desonra, de tanto ver agigantarem-se os poderes nas mãos dos maus... o homem ri-se da honra, tem vergonha de ser honesto” e por aí vai. Levantamento feito pela ONU mostra que, em 2011, um brasileiro teve que trabalhar 2.600 horas para pagar impostos, enquanto um suiço, por exemplo, trabalha apenas 63 horas por ano, para pagar seus impostos. Vejam bem: uma diferença absurda de 4.127%. Pois bem: já chegamos, ainda em abril, aos R$ 500 bilhões de arrecadação de impostos. E o que o governo faz com esse montão de dinheiro? Estamos num ano eleitoral. Em quem votar? Quem vai cuidar do nosso futuro? Cadê os jovens que não se interessam pela cultura, pela educação, pelo trabalho e pela política? Estamos numa encruzilhada de desilusões. Precisamos rezar para que nossos sonhos não se tornem pesadelos.

DURVAL NUNES

durval.chicha@hotmail.com

Sonho ou pesadelo?

Dos caras pintadas? Das manifestações de rua de julho passado? Dos fichas-sujas? Quando um criminoso, chefe de tráfi-

Governo que administre nosso país acima dos interesses eleitoreiros, pensando no bem comum e na felicidade de todos? Para onde foi a glória das Diretas JÁ?

ENTRETENIMENTO

Lua Nova em Touro que chega acompanhada de um eclipse que vai trazer mudanças à sua vida financeira e aos seus investimentos, pelo menos nos próximos seis meses. As mudanças são estruturais e trarão novas bases para sua vida material. Vênus deixa o signo de Peixes e começa a caminhar através de seu signo e pode trazer certa tensão aos seus relacionamentos. Você estará mais assertivo e deve tomar muito cuidado com a agressividade.

9

8 2

1 4

2 5 9 7 6 1 2 5 6 3 SOLUÇÃO 8 5 7 4 2 1 3 6 9

7 1 8 2 6 5 9 3 4

6 3 5 8 4 9 7 1 2

4 2 9 3 1 7 6 8 5

2 8 1 7 3 4 5 9 6

5 7 6 1 9 2 8 4 3

9 4 3 5 8 6 1 2 7

Sudoku é um quebra-cabeça baseado na colocação lógica de números. O objetivo do jogo é a colocação de números de 1 a 9 em cada uma das células vazias numa grade de 9x9, constituída por 3x3 subgrades. Os algarismos não podem se repetir na mesma coluna, linha ou grade.

3 9 2 6 5 8 4 7 1

7

8

1 6 4 9 7 3 2 5 8

3/oms — sea. 5/frear — harpa. 10/marca-passo.

41

E E F C J Z W Y I L D L S M A L Y P S A S M I Z

T B R W S O W H O F E D O C T P Z C U I S I A P

E G C Y K H R E H N R K A S F L F Y M D O G N L

H B U Q U U S M K W F O N Z D U U C B E S P M A

LEITORES MEDO MULTIPLIQUE NÚMERO RAZÃO REIVINDICAÇÃO SAÚDE TAMPA TESTE UNIDADE VEÍCULOS VERDE

ACIMA CABELO CIRCUNSTÂNCIA COMPLETAMENTE CONFIGURAÇÃO CONTENTE DIVISÃO DÓLAR ELASTICIDADE EXPERIÊNCIA IMPRESSOS INADIMPLÊNCIA SOLUÇÃO H B U Q U U S M K W F O N Z D U U C B E S P M A

9 7

P U W L R Z T K O V U V J K Q R O H P X E N C X

E G C Y K H R E H N R K A S F L F Y M D O G N L

R X Q P B K F R O C N I J F J Z U M T Y R L N F

T B R W S O W H O F E D O C T P Z C U I S I A P

G Q Q I R G E M I Q Q A C I M A A G F R P P A J

E E F C J Z W Y I L D L S M A L Y P S A S M I Z

V R E R L M D E D I C M E C U T H O I V M N T Q

P U W L R Z T K O V U V J K Q R O H P X E N C X

S P H S U P V J K M Q D E F L J R D D F I M S Q

R X Q P B K F R O C N I J F J Z U M T Y R L N F

N E T N C D I V I S A O B G X J R E X J N B N R

G Q Q I R G E M I Q Q A C I M A A G F R P P A J

6 2

Solução

J F R R E K G T J A Z I S D B C X M F E E O U Y

Áries. A semana começa influenciada pela

5

Metade de quatro (Mat.)

S K H O W D Q U L P R G A Z B D L A F D Y R C T

V R E R L M D E D I C M E C U T H O I V M N T Q

B R E F O R M A B A G R H A R I M A

D Z O N Z E M B U R A M O M S S A S A L U C A C U BA D O R A T F P O R P A E S P O AI A R C A P

S O N D A

A D R A R T E A I S O S A L I S A D O S

E R I S S O CU

C I D A D E

O B A

T O R D O A L H A

BANCO

Ato Institucional (sigla)

I I T X T X A Z S U D K X B J P N A A U Q B R D

HORÓSCOPO

FÁCIL

Satisfazer uma pergunta Rumava Aparelho do cardíaco

U R P G L I M D I E M S S X W I C D K A N C I B

SUDOKU 1

Aqui está!

T H O C E D E C I X X I R F F W I Q E S X K C W

S P H S U P V J K M Q D E F L J R D D F I M S Q

Cobre (símbolo)

S A O P Y U A L C N V A I V R C M M Z F X P M V

N E T N C D I V I S A O B G X J R E X J N B N R

Otávio Augusto, ator brasileiro

W U H P O E D I G G U O P J I D F H E F M Z W O

J F R R E K G T J A Z I S D B C X M F E E O U Y

Caminho seguido por rios

E X E W N G K Q C B X A A T V T E Q U U M V D L

S K H O W D Q U L P R G A Z B D L A F D Y R C T

Direito do proprietário

T H U N A V R Z N N G S S F G V M D H T K N K E

I I T X T X A Z S U D K X B J P N A A U Q B R D

Tipo de mamão

N P R L R K J R L Y E A K M A P I D R M S N T B

U R P G L I M D I E M S S X W I C D K A N C I B

Forma de parar o carro

Laboratório (abrev.) Opõe-se à volta Aparelho que pesquisa o fundo do mar

E R V O F Z Y I F E L L J E X P E R I E N C I A

T H O C E D E C I X X I R F F W I Q E S X K C W

Incriminado Bahia (sigla)

M C D M F L L Y G E T U P Q Q K Z Q L H V Z M C

S A O P Y U A L C N V A I V R C M M Z F X P M V

Interjeição de entusiasmo

A I Z I S U U R X G Q P E M C P H B S R A Z Ã O

W U H P O E D I G G U O P J I D F H E F M Z W O

Desencrespados (os cabelos)

T C P O R I R T X R E T R N I N O P P N R M L L

E X E W N G K Q C B X A A T V T E Q U U M V D L

É usada no anzol O pelo do bassê

A cartatrunfo de vários jogos

E W E W R S N G C P S J Y J A D F D G L A M W K

T H U N A V R Z N N G S S F G V M D H T K N K E

Instrumento dos anjos (Folcl.)

A (?) Maravilhosa: o Rio de Janeiro

L B Q K J A A F Q E O K H I E J A R A K L P A F

N P R L R K J R L Y E A K M A P I D R M S N T B

Tamanho grande de camisas (abrev.)

Mar, em inglês Bebida de frutas

P U X Z F I W Y T C E M G V R R H N S U O A I O

E R V O F Z Y I F E L L J E X P E R I E N C I A

Órgão da ONU para a Saúde (sigla) Letra final do verbo no infinitivo Raul Seixas: o (?) Beleza da MPB Pano usado por bebês nas refeições

M Q P A Q M E G G G V P C L Z N W G I D D T W Y

M C D M F L L Y G E T U P Q Q K Z Q L H V Z M C

Fatal Comida leve para o verão

Mal-humorado; amuado

O B N J T W W J U Z R E I V I N D I C A C A O L

A I Z I S U U R X G Q P E M C P H B S R A Z Ã O

Produto utilizado na praia

C F J G S M P M H M U U C O N T E N T E R G J A

T C P O R I R T X R E T R N I N O P P N R M L L

Inteira Fecho da garrafa de vinho

Indicação exata do dia, mês e ano (pl.)

E W E W R S N G C P S J Y J A D F D G L A M W K

© Revistas COQUETEL

Apetrechos para montaria

L B Q K J A A F Q E O K H I E J A R A K L P A F

São dois no número 100

P U X Z F I W Y T C E M G V R R H N S U O A I O

Ruido do voar da abelha

M Q P A Q M E G G G V P C L Z N W G I D D T W Y

Amansam (a fera) Principal reivindicação dos sem-terra

O B N J T W W J U Z R E I V I N D I C A C A O L

FÁCIL

www.coquetel.com.br

CAÇA-PALAVRAS

C F J G S M P M H M U U C O N T E N T E R G J A

CRUZADAS PALAVRAS CRUZADAS DIRETAS

discussões no ambiente de trabalho. Leão. A semana começa influenciada pela

Lua Nova em Touro que chega acompanhada de um eclipse prometendo mudanças estruturais e positivas em sua carreira e projetos de trabalho. O momento é ótimo para apresentação de projetos ou mesmo para mudar de profissão. Vênus deixa o signo de Peixes e começa a caminhar através de Áries movimentando os projetos que envolvem pessoas e empresas estrangeiras. O momento beneficia viagens e contato com empresas internacionais.

Touro. A semana começa influenciada pela Lua Nova em seu signo que chega acompanhada de um eclipse que promete mudanças importantes em todos os setores de sua vida. Os relacionamentos ganharão um novo movimento, pois esse eclipse trará a eles maior estabilidade e comprometimento. Um namoro pode começar nos próximos seis meses. Seu regente, Vênus, deixa o signo de Peixes e começa a caminhar através de Áries deixando você mais fechado e voltado para si mesmo. Um amor do passado pode ressurgir, mexer com seu coração e trazer um novo movimento à sua vida.

Lua Nove em Touro que chega acompanhada de um eclipse trazendo mudanças significativas aos seus projetos por mais ou menos seis meses. As viagens internacionais, assim como os projetos que envolvem pessoas e empresas estrangeiras são beneficiados. Vênus deixa o signo de Peixes e começa a caminhar através de Áries aprofundando suas emoções e um relacionamento especial. O momento pede cuidado e controle com os gastos e investimentos.

Gêmeos. A semana começa influenciada

Libra. A semana começa influenciada pela

pela Lua Nova em Touro que chega acompanhada de um eclipse prometendo mudanças significativas à sua vida nos próximos seis meses. Suas emoções ganham profundidade e você se tornará mais introspectivo e reflexivo. Vênus deixa o signo de Peixes e começa a caminhar através de Áries movimentando suas amizades e a vida social, podendo trazer um novo amor à sua vida. Caso já seja comprometido, tome muito cuidado com o excesso de energia que pode levar a brigas e discussões. Câncer. A semana começa influenciada pela

Lua Nova em Touro que chega acompanhada de um eclipse que certamente trará algumas mudanças significativas à sua vida social e aos projetos desenvolvidos em equipe. Os grupos que você faz parte ganharão maior importância em sua vida nos próximos seis meses. Vênus deixa o signo de Peixes e começa a caminhar através de Áries movimentando sua carreira e seus projetos de trabalho. Tome cuidado com

Virgem. A semana começa influenciada pela

Lua Nova em Touro que chega acompanhada de um eclipse que promete trazer novas estruturas para sua vida financeira e investimentos, especialmente se estiver envolvido com sociedades e grandes somas de dinheiro. O momento envolve bons acordos e negociações. Vênus deixa o signo de Peixes e começa a caminhar através de Áries trazendo certa agitação aos seus relacionamentos. Continue mantendo o excesso de energia sob rígido controle. 

Escorpião. A semana começa influenciada

pela Lua Nova em Touro que chega acompanhada de um eclipse prometendo mudanças importantes em seus relacionamentos. Um namoro que vem sendo desenhado pelo Universo pode começar, ou mesmo uma sociedade comercial. Vênus começa a caminhar através de Áries trazendo um novo movimento aos seus projetos de trabalho. Novas propostas de trabalho ou a participação em um novo projeto pode marcar o inicio de uma nova fase.

Sagitário. A semana começa influenciada pela Lua Nova em Touro que chega acompanhada de um eclipse trazendo mudanças significativas aos seus projetos de trabalho. Algo novo deve surgir marcando o inicio de uma fase de criação de novas estruturas profissionais. Vênus começa a caminhar através de Áries movimentando intensamente sua vida amorosa e os romances. Um novo amor pode surgir durante todo mês e não espere por algo morno. A paixão pode tomar conta de você. Capricórnio. A semana começa influenciada pela Lua Nova em Touro que chega acompanhada por um eclipse que vai trazer mudanças interessantes à sua vida amorosa e aos romances. Novas estruturas emocionais podem ser criadas a partir de agora e para os próximos seis meses. Vênus começa a caminhar através de Áries trazendo, num primeiro momento um novo movimento à sua vida domestica. No entanto, com o passar dos dias você deve tomar cuidado com brigas desnecessárias. Aquário. A semana começa influenciada

pela Lua Nova em Touro que chega acompanhada de um eclipse que vai movimentar sua vida domestica e seus relacionamentos familiares. O momento envolve mudanças positivas que surgirão por pelo menos seis meses. Vênus começa a caminhar através de Áries melhorando sensivelmente a comunicação e tudo o que diz respeito a ela. O momento é ótimo para viagens rápidas, mas você deve tomar cuidado com a ansiedade.

Peixes. A semana começa influenciada pela

Lua Nova em Touro. Que chega acompanhada por um eclipse trazendo mudanças efetivas em tudo o que dia respeito à comunicação. Caso esteja envolvido com vendas, moda ou publicidade, pode esperar por mudanças bastante positivas. Vênus começa a caminhar através de Áries e você poderá sentir um novo movimento em suas finanças. Nos primeiro dias de Maio, pode haver uma entrada de dinheiro, no entanto, você deve manter seus gastos sob rígido controle.


28 Ed. 152, de 19 abril a 3 de maio 2014

Jornal do S達o Francisco


Jornal do São Francisco - Edição 152