Page 1

MAGAZINE SAÚDE HUMANA E REABILITAÇÃO | #1 | JANEIO 2016

OVERTRAINING o que é?

As causas fisiológicas e metabólicas Problemas que o overtraining traz aos atletas

Osteopatia

O que é? Áreas de intervenção

O que é a Reabilitação?

Em que situações é necessária a medicina física e de reabilitação?


2 | FISIOMADEIRAMAGAZINE

Low cost solidário 2º Edição

O nosso sucesso advém do nível de qualidade dos nossos serviços. Orgulhamo-nos do atendimento e serviço prestados pelos nossos profissionais.


3 | FISIOMADEIRAMAGAZINE

Áreas da FISIOMADEIRA Treino Acompanhado Patrocínios Fisiomadeira Desafio do Mês Medicina Desportiva Dicas Saudáveis Aulas/Ginásio Osteopatia Fisioterapia Bem-Estar Parcerias Recursos Humanos

Ouvi-lo e responder às suas necessidades específicas de forma profissional e eficiente são, para nós, uma forma de vida!


4 | FISIOMADEIRAMAGAZINE

Os nossos serviços - Fisioterapia - Massoterapia - Ginásio de Reabilitação - Treino Funcional - Mesoterapia Homeopática - Massagem Anti Celulite - Drenagem Linfática - Osteopatia - Exames Médico Desportivos - Fisioterapia ao Domicílio

Avenida Arriaga nº 75, Edf. Monumental Infante 1º Andar Sala 106 9000-060 Funchal Telf.: 291 629 000 Telm.: 910 551 970 • 964 967 453 geral@fisiomadeira.pt | www.fisiomadeira.pt


5 | FISIOMADEIRAMAGAZINE

Novos Protocolos Fisiomadeira A Fisiomadeira conta com um conjunto de parcerias no sentido de lhe oferecer as melhores condições de acesso aos seus serviços. Com uma ampla abrangência de áreas de intervenção conseguimos disponibilizar descontos a pensar no seu bem-estar.

Associação de Desportos de Combate da Madeira

Agência de Viagens Good Luck

Madeira Shopping

Casa de Pessoal da RTP

Cuide de si, sem deixar de cuidar da sua carteira!


6 | FISIOMADEIRAMAGAZINE

Dicas saudáveis O Poder da Alimentação Adotar uma alimentação saudável não é sinónimo de pratos sem sabor ou de refeições rotineiras. A variedade é uma regra a seguir quando se fala de hábitos alimentares, pois só assim terá acesso a todos os nutrientes que necessita.


7 | FISIOMADEIRAMAGAZINE

O que é Reabilitação? A reabilitação é um processo global e dinâmico orientado para a recuperação física e psicológica.

É um processo global e dinâmico orientado para a recuperação física e psicológica da pessoa portadora de deficiência, tendo em vista a sua reintegração social. Está associada a um conceito mais amplo de saúde, incorporando o bem-estar físico psíqui-co e social a que todos os indivíduos têm direito.

Em que situações é necessária a medicina física e de reabilitação? Doenças crónicas – Nas sociedades modernas, a melhoria das condições de vida, os avanços médico-cirúrgicos e a promoção e a generalização dos cuidados de saúde levaram ao aumento da longevidade e, como tal, ao progressivo crescimento do número de idosos. Paradoxalmente, ampliou-se, a par do aumento da esperança de vida, o número de doenças crónicas, frequentemente incapacitantes. Sequelas neurológicas ou lesões derivadas da gestação e do parto – Os progressos na protecção materna e infantil permitem, hoje em dia, por seu turno, salvar crianças que sobrevivem com graves sequelas neurológicas ou outras lesões.


8 | FISIOMADEIRAMAGAZINE

Acidentes de trânsito e de trabalho – A evolução tecnológica e as alterações nos estilos de vida têm levado ao surgimento de um elevado número de deficientes, vítimas de acidentes de trânsito, de trabalho e de doenças cardiovasculares, em idades cada vez mais jovens e produtivas.  

Quais são os profissionais responsáveis pela reabilitação? Para ser bem sucedida, a reabilitação deve envolver uma equipa multidisciplinar, composta por: - Ortopedistas ou Fisiatras - Enfermeiros; - Fisioterapeutas; - Osteopatas; - Psicólogos. Constituindo um trabalho integrado de diferentes profissionais, estes devem estabelecer uma estratégia com objectivos comuns e desenvolver acções convergentes e sinérgicas. Interessa por isso à maioria das áreas médicas, particularmente quando estão em causa situações potencialmente incapacitantes.


9 | FISIOMADEIRAMAGAZINE

A Medicina Física e de Reabilitação surge como uma área de especialização médica, para responder à necessidade de apoiar as várias especialidades de forma global ou diferenciada. Procura contribuir, de modo científico, para a reabilitação/recuperação do indivíduo afectado funcionalmente por uma doença ou traumatismo.

Como se processo a reabilitação?

1 - Diagnóstico e definição das diferentes patologias, deficiências e incapacidades existentes; 2 - Definição do prognóstico e avaliação do potencial de reabilitação; 3 - Planeamento e prescrição do tratamento; 4 - Coadjuvação e apoio das diferentes acções médico-cirúrgicas; 5 - Prevenção do descondicionamento físico e psicológico, bem como todas as sequelas decorrentes do imobilismo e isolamento dos doentes internados;

6 - Facilitação e estímulo dos processos de recuperação e regeneração natural; 7 - Estímulo, maximização e compensação das capacidades residuais; 8 - Promoção da integração socioprofissional.


10 | FISIOMADEIRAMAGAZINE

OVERTRAINING o que é? É um problema que ocorre quando um atleta faz mais exercícios do que seu corpo é capaz de se recuperar, ao procurar melhorar o seu rendimento em treinos e provas, os atletas exageram no volume da actividade física sem ter o descanso adequado e, para alem disso, tem uma dieta incorrecta. As consequências, no entanto, vão da ordem muscular, passando por problemas nas articulações, e resultam em danos no sistema imunológico e no aspecto psicológico do atleta.

Para os indivíduos com fibromialgia que sofrem de sintomas mais severos, não conseguem ou têm muita dificuldade em realizar os exercícios convencionais, então a opção mais adequada é a prática de atividade física, no seu quotidiano. É recomendado a realização de 30 minutos de atividade física de intensidade moderada, 5-7 dias por semana. Esta atividade pode ser jardinagem, caminhada, subir as escadas, varrer o pátio, bem como, as estratégias já mencionadas anteriormente. Permite reduzir a dor e cansaço e melhorar a função física, índice de massa corporal e sintomas depressivos (2).

As causas fisiológicas e metabólicas: – Elevação do nível do cortisol (hormona que quebra o tecido muscular para forma energia); – Défice proteico; – O catabolismo (reações de quebra de moléculas para produzir energia) supera o anabolismo (reações de síntese de substâncias); – Estresse no sistema nervoso central provocando distúrbios hormonais (ver coluna sobre a tríade da mulher atleta que eu escrevi para o site); – Tempo insuficiente para reparar os micro-traumas no músculo esquelético provocados pelo exercício.


11 | FISIOMADEIRAMAGAZINE

Problemas que o overtraining traz aos atletas: – Perda de condicionamento físico com perda de força e resistência; – Dor muscular persistente; – Sensação de fadiga crônica; – Elevação significativa da frequência cardíaca em repouso (este é um sinal bem típico); – Mudança de humor com quadro de depressão e irritabilidade; – Queda da resistência imunológica; – Perda da qualidade do sono.

A prevenção do overtraining consiste em estabelecer planos no campo alimentar e de exercícios físicos adequados para o ritmo de vida, capacidade física e que sejam coerentes e equilibrados entre si. Quanto mais intenso é o treino, maior é a necessidade de acompanhamento de um profissional. Para prevenção é também importante saber reconhecer quais os sinais precoces que o corpo dá para evitar que ele “quebre” e percamos semanas ou meses de trabalho árduo.


13 | FISIOMADEIRAMAGAZINE

Porque não corro mais rápido? Fragilidade no Core

O core é o que une a força que conseguimos imprimir do trem superior com a força que conseguimos imprimir do trem inferior. Se não tiveres força suficiente isso vai afetar a técnica de corrida.

Porque Acontece? Na maioria dos casos porque nos esquecemos de treinar o abdómen, já que para muitas pessoas é uma atividade exigente e incómoda. Por sorte, a verticalidade que mantemos no dia-a-dia ajuda-nos a manter um mínimo de tonificação que nos salva de problemas maiores.

Como Identificar Notas que não controlas o tronco todo, que se mexe ligeiramente para todos os lados quando corres. O ideal seria sentir o tronco como um bloco. É possível que identifiques também se tiveres dores na zona lombar e nos joelhos.

Como Resolver Treinar bem os teus abdominais  e fazer estabilização lumbopélvica. Podes fazer exercícios isométricos que já deves conhecer que são os mais eficientes no trabalho de core.


14 | FISIOMADEIRAMAGAZINE

Como Manter Treina o teu abdómen duas a três vezes por semana. Também não é preciso começar a treinar desenfreadamente como se não houvesse amanhã. 10 a 15 minutos podem ser suficientes para notar melhorias.

Treino Funcional Na última década Treino Funcional tornou-se numa tendência na metodologia do treino, destacando-se pelo modelo de treino que uniu a reabilitação e a condição física.

Esta metodologia de treino propõe melhorar a condição física de forma que sejam alcançados padrões de movimento mais eficientes com ênfase no aperfeiçoamento da capacidade funcional. Baseia-se numa prescrição segura e coerente de exercícios que permite a estimulação do corpo humano, melhorando todas as qualidades do sistema músculo-esquelético e sistemas interdependentes. O treino funcional tornou-se num dos métodos mais utilizados de treino para melhoria da saúde, da estética e do desempenho desportivo. A nível da saúde tem tido um papel fundamental na prevenção e/ou tratamento de lesões, reduzindo dores musculares, melhorando o equilíbrio, e aumentando a potência muscular.

Drª Nélia Paulino Fisioterapeuta


15 | FISIOMADEIRAMAGAZINE

Os exercícios funcionais caraterizam-se, por movimentos que recrutam mais de um segmento corporal ao mesmo tempo, e que envolvem diferentes ações musculares (excêntricas, concêntricas e isométricas). Além disso, são exercícios que ocorrem nos três planos anatómicos. Apesar de se realizarem predominantemente num plano específico, os outros dois planos precisam ser estabilizados dinamicamente para permitir uma boa eficiência neuromuscular. Sendo que o foco não é trabalhar um grupo muscular específico, mas trabalhar padrões de movimento como puxar, empurrar, agachar, recrutando mais unidades motoras. O treino funcional é um tipo de treino muito completo e que pretende explorar vários parâmetros, como a proprioceptividade, a força, a resistência muscular, a flexibilidade, a coordenação motora, o equilíbrio e potência. O treino funcional deve ser iniciado pela adaptação anatómica através do treino do Core. Preparando, assim, os indivíduos de forma completa, segura e eficiente. O core é fundamental, pois é nele que se localiza o centro de gravidade do nosso corpo e onde todos os movimentos iniciam.

Drª Nélia Paulino Fisioterapeuta


16 | FISIOMADEIRAMAGAZINE

Vantagens do Treino Funcional Os exercícios podem ser realizados em todas as faixas etárias; Melhoria da postura; Desenvolvimento de forma equilibrada de todas as capacidades físicas como: equilíbrio,força, velocidade, coordenação, flexibilidade, resistência e potência; Atua na prevenção de lesões, nomeadamente lesões desportivas e lesões de trabalho. Melhorar o desempenho de atletas nas várias modalidades desportivas; Indicado não só para aqueles que procuram resultados estéticos, mas também para os que procuram melhorar as capacidades físicas e motoras;

Drª Nélia Paulino Fisioterapeuta


17 | FISIOMADEIRAMAGAZINE

Nove Dicas

Para Ser Melhor Trail Runner

1

Treina as subidas mas não descuides o treino em plano, pois é o que te fará ganhar velocidade.

2

Trabalha os quadricípetes, psoas, isquiotibiais e gémeos no ginásio com máquinas ou peso livre ou em casa com halteres ou bandas elásticas. Vais melhorar nas subidas, ter mais segurança nas descidas e ganhar estabilidade nos joelhos, evitando lesões.

3

O trabalho com meios instáveis, como o bosu ou a bola suíça, acrescenta um extra ao nível da proprioceção, melhorando também o teu equilíbrio.

4

Nas descidas com desnível acentuado, abre os braços para ganhar estabilidade.

5

Se andas rápido sobre terrenos técnicos, faz passadas curtas e rápidas. Se pisares alguma pedra ou elemento solto o apoio será tão breve que não te fará cair.

6

As descidas são muito intensas pelo esforço muscular excêntrico de travagem, e uma tentação para ganhar tempo, faz tramos a ritmo rápido e outros mais lentos para recuperar.


18 | FISIOMADEIRAMAGAZINE

7

Andar não é para os fracos, há zonas com muito desnível nas quais caminhar um pouco te permite restaurar forças. Aproveita os troços mais favoráveis para fazer um trote suave e os mais duros para caminhar.

8

Os braços também ajudam quando caminhas depressa: apoia-os alternadamente nos joelhos para empurrar e ajudar a extensão da perna.

9

Precisas de estar nas tuas plenas capacidades para enfrentar um trail duro: não faças trabalho de velocidade nem de força nos três dias antes de uma prova.

Os exames médicos constituem um instrumento imprescindível para aferir a aptidão ou inaptidão dos praticantes desportivos para o desempenho da sua prática, representando um importante meio de triagem de determinadas patologias ou situações clínicas, principalmente na população jovem.


19| FISIOMADEIRAMAGAZINE

Osteopatia - O que é? A Osteopatia é uma terapia que actua através de manipulações direccionadas ao sistema músculo-esquelético, visceral e sacro-craniano, de forma a restabelecer o equilíbrio corporal. É um método não-invasivo que utiliza técnicas manipulativas precisas, que visam restabelecer a mobilidade das diversas estruturas corporais, melhorando a sua interacção e regulação.

Dores na coluna vertebral (torcicolos, dores de cabeça, tonturas, dores cervicais, lombalgias, dorsalgias, dificuldades respiratórias, entre outros); Dores nos membros superiores (dores articulares, ombro congelado, dormências, síndrome do túnel cárpico, artroses, entre outras); Dores do membro inferior (ciáticas, artrites, dores musculares, pubalgias, artroses, entorses, entre outros); Alterações posturais e de equilíbrio (escolioses, cifoses e lordoses aumentadas, entre outras); Consequências de acidentes de viação e quedas; Problemas com o sono, stress e ansiedade. Drª Inês Silva Osteopata


20 | FISIOMADEIRAMAGAZINE

Áreas de intervenção Desporto Melhora o desempenho desportivo actuando sobre estruturas osteoarticulares que estejam na origem da dor, como também ajuda a prevenir lesões nos tecidos que estejam inadaptados ao exercício exigido pela actividade física.

Idosos Perante o processo natural de envelhecimento, a osteopatia apresenta técnicas articulares específicas que contribuem para a boa condição da articulação, melhorando assim a qualidade de vida do idoso. Adultos A actividade laboral muitas vezes obriga a movimentos repetidos ou posições estáticas prolongadas no tempo. Estes podem causar algumas alterações estruturais que podem ser responsáveis pelo aparecimento de dor. Se estas alterações forem tratadas aquando do seu aparecimento melhora o bem-estar e o próprio desempenho profissional.

Drª Inês Silva Osteopata


21 | FISIOMADEIRAMAGAZINE

Crianças No seu processo de crescimento, a criança vai sofrendo algumas modificações corporais, que podem resultar em posturas erráticas. Estes desequilíbrios podem estar na origem de alguns sintomas comuns, como por exemplo, dores de costas e dores de cabeça. A criança ao ser acompanhada pelo osteopata em todo o seu processo de desenvolvimento, permite-lhe um maior aproveitamento escolar e uma melhor prática das suas actividades extracurriculares. Gravidez A gravidez é um processo que provoca um deslocamento do centro de gravidade corporal, isto traz consigo alguns problemas recorrentes, tais como, ciática e dores de costas, entre outros. A Osteopatia apresenta técnicas seguras para o alívio destes sintomas, de forma a dar apoio à mulher grávida na sua rotina, contribuindo assim para o seu bem-estar durante o período de gravidez.

Drª Inês Silva Osteopata


22 | FISIOMADEIRAMAGAZINE

Low Cost Solidário 2º Edição

Quando o Natal se aproxima o espírito solidário fortalece-se, a data sensibiliza as pessoas levando-as a ajudar quem mais precisa.

Missão Defender a vida humana, Promover a dignidade da mulher, Apoiar a família, Acompanhar a mãe na concretização do seu projeto de vida.


23 | FISIOMADEIRAMAGAZINE

Low Cost Solidário 2º Edição

19 de Dezembro de 2015 2º Edição Low Cost Solidário


24| FISIOMADEIRAMAGAZINE

Low Cost Solidário 2º Edição

19 de Dezembro de 2015 2º Edição Low Cost Solidário


25 | FISIOMADEIRAMAGAZINE

Entrega Cabazes Solidários 2º Edição

22 de Dezembro de 2015 Entrega Cabazes Centro da Mãe


que as luzes do ano novo brilhem e tragam a todos novos desafios, novos projectos e muito sucesso. um prospero Ano novo!

Fisiomadeira Magazine #1  

Fisiomadeira Magazine #1 2016

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you