Page 1


Zôo de Sorocaba

CASSOULET A FEIJOADA FRANCESA

Chef

André Moreira

Caderno Gastronomia

comemora 44 anos com Programação Especial

Pág. 03

Urbes inicia instalação

de 30 novos abrigos de ônibus para a cidade Caderno Veículos


02

Editorial

www.jornalznorte.com.br

Sorocaba, 05 de Outubro de 2012

Especial Eleições 2012

V

ocê decide o seu voto com o Jornal Z Norte. Nesta edição, o principal veículo de comunicação da região que mais cresce na cidade traz uma série de entrevistas com os candidatos a prefeito da cidade. As entrevistas seguem a ordem alfabética dos nomes e assim, começando com Antonio Carlos Pannunzio (PSDB), Iara Bernardi (PT), Raul Marcelo (Psol) e Renato Amary (PMDB) falam de suas propostas nas principais áreas – entre elas saúde, educação e transporte. Os candidatos ainda explicam porque merecem ser eleitos para o executivo da cidade e ainda explanam sobre a campanha eleitoral. Por fim, os “prefeituráveis” ainda deixam uma men-

sagem para os eleitores da Zona Norte. As entrevistas foram feitas na sede do jornal, na Avenida Itavuvu nº 1541, entre os dias 25 de setembro e 1º de outubro. Em todos os casos, os candidatos responderam questões de cunho comum e direcionadas. Grande parte das questões são relativas a Zona Norte. Leia atentamente as propostas e então chegou a hora de decidir em quem você irá confiar o seu voto. E como diz o TSE, “Voto não tem preço, tem CONSEQUÊNCIA”. Compareça as urnas no próximo dia 07 e exerça a sua cidadania! Tenham uma excelente leitura! Equipe Jornal Z Norte

Plaza Shopping Itavuvu assina parceria com Unimed Sorocaba

D

uas grandes empresas se uniram para conferir mais comodidade e exclusividade aos moradores da região que mais cresce na cidade, a Zona Norte. O Plaza Shopping Itavuvu receberá uma nova unidade da Unimed Sorocaba, que oferecerá serviços administrativos como autorizações de guias; serviços assistenciais como diagnósticos nas áreas de laboratório clínico e imagem; além dos serviços comerciais ofertando seus planos de saúde. A decisão foi tomada para atender mais da meta-

de da base de clientes da Unimed que reside nesta área de Sorocaba e reflete o comprometimento da cooperativa médica com o seu público. A unidade Zona Norte da Unimed ficará dentro do Plaza Shopping Itavuvu e terá um espaço de, aproximadamente, 400 metros quadrados, entre térreo e mezanino, contando com um arrojado projeto arquitetônico. Os usuários que moram na região poderão agendar os exames para realização diretamente na unidade do shopping.

Para a diretoria do Plaza, a parceria só trará benefícios, tanto para o centro de compras quanto para os usuários da Unimed. O shopping ganhará fluxo de pessoas durante o horário de funcionamento da unidade, onde clientes Unimed poderão passear e consumir pelos corredores e praças enquanto esperam sua vez de atendimento. Ainda estão previstos no seu mix os serviços de pet shop, sapataria e costura, lavanderia, afiador e chaveiro, sistema de lava rápido, lotérica e despachante.


03

www.jornalznorte.com.br

Zoológico de Sorocaba

Sorocaba, 05 de Outubro de 2012

Foto: Paulo Ochandio/Secom

O aniversário será festejado com missa ecológica, visitas monitoradas, exposições e a revelação do nome do filhote macho de mono-carvoeiro. A Prefeitura de Sorocaba comemora, neste ano, 44 anos de fundação do Parque Zoológico Municipal “Quinzinho de Barros”. Quem visitar o local de 4 a 21 de outubro poderá conferir uma programação especial elaborada pela Secretaria do Meio Ambiente (Sema), com exposições, jogos ecológicos, batepapo, visitas monitoradas e ainda ficar por dentro de uma novidade: será anunciado o nome do filhote macho de muriqui, também conhecido como mono-carvoeiro, que nasceu no dia 30 de julho deste ano no Zoo. Referência no país, na área de educação e conservação, o nascimento do mono-carvoeiro foi um grande motivo de comemo-

ração no parque. Trata-se de uma espécie ameaçada de extinção da Mata Atlântica e candidato a mascote das Olimpíadas 2016. O feito inédito comprovou o sucesso do programa de reprodução em cativeiro do “Quinzinho de Barros”. “Essa é a primeira vez que nasce um macaco dessa espécie aqui em nosso Zoológico. Existem menos de 25 exemplares em cativeiro no mundo, e somente três instituições no Brasil, incluindo a nossa, tiveram sucesso na reprodução desses animais”, destaca Jussara de Lima Carvalho, secretária do Meio Ambiente. A programação de anviersário foi elaborada para que toda a comunidade participe, conheça e aprenda um pouco mais sobre o Zoo, seus animais e principalmente as ações individuais e coletivas que contribuem para a conservação do meio ambiente.

Algumas atividades contam com o apoio da Secretaria da Cultura e Lazer (Secult), por meio do Museu Histórico Sorocabano. Abrindo a programação, a partir de hoje, sextafeira (dia 5), os visitantes poderão participar do concurso “Seja um Padrinho Animal” para escolher o nome do primeiro filhote de mono-carvoeiro nascido no Zoo. Em frente ao recinto do bicho haverá uma urna para votação. As pessoas poderão votar até o dia 19 de outubro, das 9h às 16h30. Já, a festa do “Batizado Animal” está marcada para o dia 20 de outubro, às 10h, em frente ao recinto do mono-carvoeiro. Além de comemorar a data de aniversário do Zoo, os visitantes poderão confeccionar o bolo para o batizado do filhote. Outra atividade será a “Visita aos Bastidores do Zoo”, que acontecerá aos

44 anos

sábados (6 e 13 de outubro), às 10h e às 11h; e às quartas-feiras (10 e 17 de outubro), às 10h, às 11h, às 14h30 e às 15h30. Durante a visita, os participantes conhecerão os setores de Nutrição e da Veterinária, vendo de perto como as equipes do Zoo cuidam da saúde e do bem estar dos animais. “Essa será uma oportunidade para o público

conhecer de perto o trabalho realizado pelos setores de Veterinária e de Biologia, onde os animais são encaminhados quando são filhotes ou precisam de assistência ou algum tratamento médico. Além disso, os visitantes também conhecerão o espaço onde armazenamos e preparamos a alimentação de todos os nossos animais”, explica Welber Smith, di-

retor de Educação Ambiental da Sema. As inscrições devem ser feitas antecipadamente na biblioteca do Zoo. São aceitas 40 pessoas inscritas por turma. O “Quinzinho de Barros” fica na Rua Teodoro Kaisel, 883, na Vila Hortência, e funciona de terça-feira a domingo, das 9h às 17h. Informações pelo telefone 3227.5454.


04

www.jornalznorte.com.br

Sorocaba, 05 de Outubro de 2012

140 famílias

Fotos: Emerson Ferraz/Secom

Foram entregues concessões especiais de moradia a 140 famílias do Parque Laranjeiras

Considerado residencial de melhor custo-benefício, Saint Patrick lança 2ª fase Com lotes amplos, a partir de 1.000 m², localização privilegiada, grande área verde e infraestrutura única na cidade, englobando exclusivo projeto de cabeamento elétrico e de comunicação subterrâneo, o Residencial Saint Patrick, da Guarda Empreendimentos, em construção no km 108 da Rodovia Castello Branco, teve sua aguardada 2ª fase lançada no último dia 27 de setembro. Uma grande festa para clientes e convidados, realizada no espaço fitness do próprio empreendimento, marcou o evento. Tendo alcançado valorização de 50% em menos de um ano, o Saint Patrick é considerado o residencial de melhor custo-benefício.

Mais 140 famílias do Parque Laranjeiras, Zona Norte da cidade, cadastradas no programa “Casa Legal” da Prefeitura de Sorocaba, receberam as concessões especiais de moradia das mãos do prefeito Vitor Lippi, em evento ocorrido na noite de terça-feira (02). O programa municipal já beneficou mais de 3 mil famílias e, até o final do ano, o objetivo é entregar 4 mil concessões espe-

ciais de moradia e mais 4 mil títulos de propriedade definitiva, totalizando o atendimento de 8 mil famílias sorocabanas. Para realizar este trabalho, a Prefeitura de Sorocaba, por meio da Área de Regularização Fundiária, da Secretaria de Negócios Jurídicos, promoveu a urbanização, o mapeamento planialtimétrico da área e o estudo de diagnóstico ambiental para sua aprovação. Mais 79 famílias Nesta quarta-feira (03), o prefeito Vitor Lippi realiza a solenidade de entrega de mais 79 títulos de propriedade definitiva. O primeiro evento será às

18h, no Centro Operacional da Prefeitura (Chacrinha), que fica na Rua Peru, 425, e beneficiará 58 famílias da Vila Coloral. Em seguida, às 19h, no CEI-78 “Ettore Maragoni”, na Rua Dionísio Bueno Sampaio, na Vila Sabiá, serão en-

tregues mais 21 títulos aos moradores deste bairro. Já, na quinta-feira (04), às 19h, na Casa do Cidadão do Ipiranga, mais 52 família dos bairro Itanguá também vão receber das mãos de Lippi as concessões especiais de moradia.


06

www.jornalznorte.com.br

Sorocaba, 05 de Outubro de 2012

Títulos foram entregues a 604 famílias do Nova Esperança e do Ulysses Guimarães

E

m solenidades ocorridas em dois momentos desta última quarta-feira (26), o prefeito Vitor Lippi realizou o sonho da tranquilidade e da segurança da casa própria a 604 famílias residentes no Jardim Nova Esperança e no Conjunto Habitacional Ulysses Guimarães, na Zona Norte. Deste total, 70 títulos são de posse definitiva. O programa “Casa Legal” de Regularização Fundiária da Prefeitura já beneficou cerca de 3 mil famílias e, até o final do ano, o objetivo é que 8 mil famílias sorocabanas sejam atendidas. A primeira solenidade aconteceu no período da manhã, no Nova Esperança, onde foram entregues 63 títulos de regularização fundiária e, no período da tarde, o evento foi no Parque “Amadeo Franciulli”, no Vitória Régia, onde 7 famílias residentes no Condomínio Habitacional Ulysses Guimarães também receberam

o título de propriedade definitiva. As demais 534 famílias, também do “Ulysses Guimarães”, receberam a matrícula de seu imóvel. De acordo com o prefeito Vitor Lippi, no primeiro evento a Prefeitura contou com a parceria do Instituto São Paulo de Estudos Superiores (Itesp) e, no segundo, da Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano (CDHU), “que contribuiram para que o sonho da casa própria para os cadastrados no Programa ‘Casa Legal’ seja realizado”. Segundo o secretário de Negócios Jurídicos da Prefeitura, Luiz Angelo Verrone Quilici, as 63 famílias beneficiadas neste dia do Nova Esperança foram as últimas a receberem os títulos. “Hoje encerramos a entrega dos 600 títulos de moradia às famílias do Nova Esperança, levando dignidade e segurança para todas elas”, afirma. De acordo com o Chefe

de Divisão de Regularização Fundiária da SEJ, Francisco Carlos Rodrigues da Silva, a partir de agora a Prefeitura vai ajudar esses moradores para que averbem a construção dos seus imóveis junto ao cartório. “Agora essas famílias também terão segurança jurídica” reiterou. “Resido no Nova Esperança há 29 anos e houve muitas promessas; mas, hoje, recebendo esse título da minha propriedade, é um sonho realizado, é um momento de muito orgulho”, conta emocionado o morador José Vitor dos Reis. Durante a solenidade do Nova Esperança, o representante da Secretaria de Estado da Habitação e Urbanismo, Gabriel Veiga, aproveitou a oportunidade e entregou ao prefeito Vitor Lippi mais 40 títulos definitivos aos moradores do Jardim Ipiranga, onde o número total de beneficiados no bairro já chega próximo de 1.000 famílias.

Para Lippi é muito importante garantir a cidadania. “Me sinto muito feliz, porque é tão importante ter uma cidade bonita e desenvolvida, quanto ter uma cidade justa e que tenha um olhar para os que mais precisam”, afirma. Na entrega dos títulos às famílias do Conjunto Habitacional Ulysses Guimarães, o coordenador regio-

nal da CDHU, Luiz Antônio de Souza, afirmou que 534 receberam as matrículas dos seus imóveis e sete, que já realizaram a quitação junto à CDHU, foram beneficiadas com a escritura definitiva. “Em parceria com a Prefeitura de Sorocaba, conseguimos a regularização destes imóveis e, por isso, realizamos a entrega destas matrículas”, conta.

Para Patrícia Fernades, moradora do Ulysses Guimarães, recebendo a matrícula ela poderá proporcionar mais segurança para sua família. “Eu tenho filho e tendo esta garantia de que eu moro em um local que é nosso, meu filho vai estar seguro e esta é uma oportunidade para regularizarmos nossa situação”, declara. Fotos: Gui Urban/Secom


08

www.jornalznorte.com.br

Sorocaba, 05 de Outubro de 2012

31ª Unidade Básica de Saúde da cidade, no Jardim São Guilherme

Projeto Qualidade de Vida comemora dois anos Na manhã de 19/9, as 40 integrantes do projeto Qualidade de Vida, criado pela Farmamed Farmácias com o apoio da unidade Wanel Ville do Santo Supermercado, participaram uma atividade especial para comemorar o segundo aniversário do programa. Entre as atividades houve apresentação de coreografia especial pelas participantes, aula de alongamento, aferição de pressão arterial, teste de glicemia, café da manhã especial e distribuição de brindes. As aulas de alongamento acontecem nessa unidade do supermercado todas as segundas e quartas-feiras, das 8h30 às 9h30. A participante Ângela Maria de Oliveira Alves, que marca presença nas atividades desde o primeiro dia, aprova a iniciativa. “As aulas me ajudaram muito. Não consigo ficar sem fazer meus exercícios. É uma ação excelente que traz melhorias para o corpo e a mente.” Para a novata da turma, Maria da Conceição Batista, que integra o grupo somente há dois meses, além de ajudar na saúde, os encontros ajudam a fazer novos amigos. “Assisto a cada aula com muito prazer. É delicioso estar aqui e me divertir enquanto cuido da saúde”. Segundo a professora de educação física Aline Lima, a cada ano, o programa ganha força. “A prática de atividades físicas é ótima para quem tem problemas musculares e circulatórios”, destaca. “Também vale lembrar sobre a união que criamos entre as integrantes e o convívio social, que é muito benéfico para elas. Exercícios fazem muito bem, tanto para o corpo quanto para a alma.” De acordo com a supervisora de rede da Farmamed Farmácias, Daniela Silveira Depman, o projeto visa melhorar a qualidade de vida dos participantes: “A prática de exercícios poderá auxiliá-los na prevenção de doenças e no dia a dia”.

Nova UBS, uma das maiores de Sorocaba, vai atender a população dos bairros São Guilherme 2 e 3, Santo Amaro, Santa Cecília, Flamboyant e Paulista 3, estimada em cerca de 12 mil habitantes. Com a presença de diversos moradores do Jardim São Guilherme e adjacências, o vice-prefeito José Ailton Ribeiro inaugurou oficialmente na manhã desta terça-feira (2) a 31ª Unidade Básica de Saúde (UBS) de Sorocaba. Localizada no Jardim São Guilherme, na Zona Norte, a UBS “Vereador Rev. José Zacharias de Miranda e Silva” possui 1.044,39 m² de área construída e deve realizar 4 mil atendimentos por mês. “Esta nova unidade, moderna e totalmente equipada para promover um atendimento cada vez mais humanizado na área da saúde, não é da Prefeitura e sim da população”, disse José Ailtono para toda a comunidade presente à cerimônia. “Por isso, peço a todos que cuidem deste local, ajudem a conservar o prédio e também tenham uma relação de amizade com todos os funcionários que estão aqui para servir vocês. Assim, só teremos a ganhar”, completou José Ailton. De acordo com o se-

cretário da Saúde, Ademir Watanabe, a nova UBS irá desafogar as unidades do Jardim Maria Eugênia e do Parque São Bento e facilitará o acesso dos moradores aos serviços de saúde. A área de abrangência da nova unidade tem cerca de 12 mil habitantes, residentes nos bairros Jardins São Guilherme 2 e 3, Santo Amaro, Santa Cecília, Flamboyant e Paulista 3. Depois do encerramento da placa inaugural, o vice-prefeito convidou os presentes para conhecer as instalações da nova UBS. A população aprovou e elogiou. “Parece um mini hospital. Está tudo lindo. É uma unidade grande e bem iluminada. Nós, moradores dos bairros beneficiados com esta nova UBS estamos muito felizes”, disse a costureira Ana Maria Moreira, 47, moradora do São Guilherme 2. Também estiveram presentes à inauguração da UBS São Guilherme os secretários de Obras e Infraestrutura Urbana, Renato Mascarenhas, e de Habitação e Urbanismo, José Carlos Comitre; o pastor Ivanilson da Silva, que falou sobre o patrono da unidade, e a coordenadora da nova UBS, Ana Cristina Santiago. UBS São Guilherme A UBS São Guilherme

começa a funcionar já nesta quarta-feira (3), das 7h às 17h, e atenderá uma região com aproximadamente 12 mil habitantes da Zona Norte, uma das que mais crescem em Sorocaba. Os moradores beneficiados pela nova unidade já estão sendo informados sobre a mudança nas suas antigas unidades de refe-

rência. A nova unidade possui dez consultórios, sala de odontologia, sala de medicação, coleta e observação clínica, farmácia, sala de vacinação, fraldário e sala de amamentação, entre outros. Há também banheiros e salas de espera posicionadas estrategicamente

Fotos: Emerson Ferraz/Secom

para manter os pacientes próximos dos serviços que vão buscar na unidade, além das dependências de apoio. A nova UBS já começa a funcionar com o Programa Acolhimento, contando, inclusive, com uma sala para a realização de consultas de avaliação de risco.


10

www.jornalznorte.com.br

Sorocaba, 05 de Outubro de 2012

Greve: Questão de Bom Senso

Salvo mudanças ocorridas nas últimas horas, quando você receber a edição de hoje do Jornal Z Norte, muito provavelmente alguma categoria profissional estará em greve. Se não em Sorocaba, em determinada região do país, do mundo. Nas últimas semanas, cruzaram os braços, por aqui, bancários, professores das universidades públicas federais e funcionários dos Correios, só para citar três exemplos. O leitor conhece bem os efeitos dessa situação. Já deve ter encontrado dificuldades para tomar o ônibus (se bem que não é preciso haver greve para ser mal transportado na cidade), precisou pagar uma conta, ou receber dinheiro e se deparou com a agência bancária fechada, ou, ainda, ficou sem aula. Pior: não pôde ser atendido no posto de saúde porque os médicos decidiram parar de trabalhar. Por que isto acontece, afinal? Foi para responder

a essa pergunta e acrescentar algumas outras considerações que decidi, hoje, abordar o assunto neste espaço. Para começar, lembramos que a greve, dizem os estudiosos, pode ser concebida como “uma das mais importantes e complexas manifestações coletivas produzidas pela sociedade contemporânea”. A palavra veio a público pela primeira vez no final do século XVIII que, mais exatamente numa praça em Paris, chamada de Place de Grève, onde se reuniam tanto desempregados quanto trabalhadores insatisfeitos, geralmente com os baixos salários e com as jornadas excessivas, que paralisavam suas atividades e reivindicavam melhores condições de trabalho. Ali, acumulavam-se gravetos trazidos pelas enchentes do rio Sena. Daí o termo grève, originário de graveto. A greve surge como desdobramento da prestação do trabalho assalariado, este fruto da Revolução In-

dustrial. Há que se atribuir, portanto, aos movimentos sindicais encampados pelos ingleses, o marco inicial da história da greve. No Brasil, a Constituição de 1988 reconhece expressamente a greve como direito fundamental, tanto para os trabalhadores em geral (art. 9º), quanto para os servidores públicos civis (art. 37, VI e VII), sendo que estes foram também contemplados com o direito à livre sindicalização. Aos militares, no entanto, continuam proibidas a sindicalização e a greve. Colocada assim, a questão parece ser menos complicada do que aparenta. O debate, porém, não se esgota somente no campo jurídico. Por mais óbvio e simples que pareça (quanto ao aspecto normativo, bem entendido), o exercício do direito de greve parte do pressuposto do uso do bom senso. Para começar, é preciso haver motivo legítimo que a justifique. A condição é subjetiva. O que é

esse tal de “motivo legítimo?”. A lei considera legítimo o exercício de greve, “com a suspensão coletiva temporária e pacífica, total ou parcial, de prestação de serviços, quando o empregador ou a entidade patronal, correspondentes tiverem sido pré-avisados 72 horas, nas atividades essenciais e 48 horas nas demais”. O aviso da paralisação já é decorrência do impasse que se estabeleceu entre as partes. Quase sempre, uma vez por ano, quando da renovação de determinadas condições do contrato de trabalho, patrões e empregados, representados pelas respectivas organizações de classe (sindicatos, no caso) colocam na mesa de negociação suas propostas. Essa discussão está diretamente relacionada às intercorrências do período. A principal delas é de ordem econômica e diz respeito ao reajuste salarial. De um lado, o patronato acena com o repasse do índice

correspondente à inflação; do outro, os trabalhadores insistem no chamado aumento real. Quando não há entendimento, a alternativa da greve, enquanto meio de pressão, é a escolhida. A lei assegura aos grevistas o direito de usar “meios pacíficos” no processo de busca de adesão dos trabalhadores à paralisação. Proíbe, por outro lado, tanto a empregadores quanto aos empregados que adotem ações capazes de violar ou constranger direitos e garantias fundamentais. Assim, por exemplo, a empresa não poderá adotar meios para constranger o empregado ao comparecimento ao trabalho, bem como outros capazes de frustrar a divulgação do movimento. Tudo isso e muito mais existe, leitor do Jornal Z Norte, para garantir o equilíbrio das relações entre Capital e Trabalho. Logo, melhor seria que as partes construíssem, juntas, pro-

DR. RONALDO BORGES OABSP - 79.448 CONTATO:

ronaldo@ronaldoborges. adv.br

posta de consenso baseada em princípios não necessariamente contemplados por lei, mas orientada pelo respeito e tratamento igualitário que devem cultivar entre si. A fonte maior do consenso, aqui especificamente, é aquela pela qual os dois lados pensam no interesse maior, e não apenas no individual. Até a próxima edição.


11

www.jornalznorte.com.br

Sorocaba, 05 de Outubro de 2012

Castramóvel

Nova unidade móvel da Prefeitura, que percorrerá Sorocaba para oferecer o serviço gratuito de castração de cães e gatos à população, vai funcionar dentro de algumas semanas.

Após receber mais uma vez representantes de diversas Organizações Não Governamentais (ONGs) de Proteção Animal em seu gabinete, no sexto andar do Palácio dos Tropeiros, para novamente

Fotos: Emerson Ferraz/Secom

debater a possível criação da Coordenadoria do Bem Estar Animal em Sorocaba, o prefeito Vitor Lippi apresentou a eles o Castramóvel, a mais nova unidade móvel da Prefeitura de Sorocaba, que realizará cas-

trações gratuitas de cães e gatos em diversos pontos da cidade. Equipado com duas mesas cirúrgicas, ar condicionado, frigobar e pia, o micro-ônibus percorrerá bairros da cidade após uma programação pré-definida. “O Castramóvel é uma solicitação antiga das ONGs e sociedades protetoras animais da cidade, para o controle da população animal de Sorocaba. A Prefeitura está cumprindo o que prometeu e, dentro de algumas semanas, a unidade móvel estará em pleno funcionamento, possibilitando, desta maneira, o aumento do número de castrações gratuitas re-

alizadas pelo município”, comenta o prefeito. De acordo com o chefe da Zoonoses, Leandro Arruda, o Castramóvel começará a funcionar assim que for definida a equipe de veterinários que atenderá na unidade móvel. “Depois disso, equipes da Zoonoses realizarão um censo animal em diversos bairros, entrevistando os moradores e consultando quantos têm interesse em castrar seu bichinho de estimação. O Castramóvel irá até estes bairros e as cirurgias serão realizadas na própria unidade”, explica Leandro. O serviço de castração gratuita já é oferecido

pela Prefeitura de Sorocaba há quase quatro anos na Unidade de Controle Animal (UCA), da Seção de Controle de Zoonoses, da Secretaria da Saúde (SES). Desde que foi criada, em 2008, já foram realizadas cerca de 7 mil cirurgias em cães e gatos. As castrações gratuitas realizadas pela Prefeitura são realizadas em cães e gatos provenientes de bairros pré-estabelecidos, com base em critérios técnicos. Os animais podem ser machos ou fêmeas, com idade a partir de seis meses. Os veterinários informam que há várias vantagens para a castração. No caso das fêmeas, elas vivem mais, deixam de ter o cio, deixam de atrair machos, diminuem os tumores de mama e útero e ficam mais tranquilas. Para os machos, também está comprovado que aumentam o período de vida, ficam mais tranquilos, diminuem os latidos e uivos, a necessidade de urinar por toda parte para demarcar território, as fugas e brigas e o risco de transmissão de doenças.


12

www.jornalznorte.com.br

Sorocaba, 05 de Outubro de 2012

Médico da Família:

Fotos: Gui Urban/Secom

Atendimento Domiciliar ao Acamado já fez quase 400 mil atendimentos

P

restar um atendimento especial e pe rsonalizado aos pacientes acamados da cidade, com problemas de locomoção ou que tenham comprometimento da autonomia ou da independência funcional. Este é o objetivo do Atendimento Domiciliar ao Acamado (Médico da Família), programa iniciado em dezembro de 1999 pela Prefeitura de Sorocaba, por meio da Secretaria da Saúde (SES), e que, desde então, já realizou 392.690 atendimentos, conforme balanço divulgado em agosto último. O Médico da Família, como popularmente é conhecido e que hoje é referência em todo o país, atende atualmente 1.575 pacientes fixos, que são assistidos por equipes compostas por um médico, uma enfermeira e um auxiliar de enfermagem. Atualmente, o serviço possui cerca de 60 profissionais, entre médicos, enfermeiros, auxiliares de enfermagem, assistentes sociais, psicólogo, fisioterapeuta, fonoaudiólogo e motoristas, além de ajudantes gerais e o pessoal do administrativo. “São cerca de 60 profissionais da saúde que passaram por um treinamento específico para realizar atendimento domiciliar de qualidade. E sem fila de espera: todos os necessi-

tados são atendidos”, diz o prefeito Vitor Lippi. O serviço vem crescendo nos últimos anos e ampliou o perfil dos pacientes incluídos e o número de profissionais que integram as equipes multidisciplinares que fazem as visitas domiciliares. Além disso, o Atendimento Domiciliar aop Acamado já oferece algumas especialidades médicas que evitam a necessidade de deslocar pacientes para consultas. De acordo com o secretário da Saúde de Sorocaba, Ademir Watanabe, além dos profissionais especializados que fazem parte das equipes de atendimento domiciliar, também é realizado um trabalho voltado aos chamados cuidadores dos pacientes assistidos. “As pessoas que atuam como prestadoras de cuidados aos pacientes em casa, como seus familiares, por exemplo, precisam estar orientadas e preparadas para garantir a adesão ao tratamento, como cuidados de higiene e alimentação adequada. Antes do paciente ser inscrito no ‘Médico da Família’, o cuidador responsável recebe orientações e um documento contendo seus direitos e deveres”, explica. Só neste ano, até o mês de agosto, foram realizadas 12.780 visitas domiciliares. Nestes oito meses de 2012 foram recebidas

e verificadas 409 novas solicitações ao serviço e 21 foram reavaliadas. Todas elas foram atendidas e 354 pacientes novos foram matriculados. Vontade de viver Maria Ester de Paula, 97 anos, portadora de Alzheimer e Parkinson, é atendida pelo Programa de Atendimento Domiciliar aos Acamados há cerca de três anos. Desde então, uma equipe formada por uma médica, uma enfermeira e um técnico de enfermagem visita sua casa regularmente e lá realizam todos os exames e procedimentos necessários, com o objetivo de cuidar de sua saúde. A mãe - e cuidadora - de Maria Ester, a aposentada Aparecida Ester de Paula, 64, conta que foi um vizinho que lhe apresentou o programa da Prefeitura de Sorocaba. “Eu cuido sozinha de mamãe, pois meus filhos já são casados e têm suas famílias. Faz 11 anos que ela está com as doenças e precisa de cuidados especiais. Um dia, meu vizinho me sugeriu procurar o ‘Médico da Família’. Foi a melhor coisa que aconteceu nas nossas vidas. Ele foi um anjo”, comenta Aparecida. “Quem fala alguma coisa contra o Médico da Família é porque não conhece o programa. A minha mãe sempre é muito

bem tratada pela equipe do programa, que é atenciosa. Mamãe apresentou boas melhoras desde que começou a ser acompanhada pelos médicos do programa. Depois das visitas do Médico da Família da Prefeitura, minha mãe tem vontade de viver”, relata Aparecida. Como funciona A porta de entrada para o Programa Atendimento Domiciliar ao Acamado é

a central de regulação que funciona pelo número gratuito 0800-554060. Para a organização do atendimento, Sorocaba é dividida em cinco regiões e, se as solicitações feitas por telefone se enquadrarem nos critérios do programa, é agendada uma visita domiciliar de avaliação. Esta visita é realizada visando identificar os novos pacientes que serão incluídos no serviço. As patologias mais co-

muns atendidas pelo programa são: sequelas de Acidente Vascular Cerebral (AVC), lesão medular, demências senis, doenças degenerativas do sistema nervoso (como doença de Alzheimer e doença de Parkinson), ou ortopédicas (como osteoporose, osteoartrites e fraturas), paralisia cerebral, sequelas de traumatismo crânio-encefálico e vítimas de acidentes de trânsito e com arma de fogo.


13

www.jornalznorte.com.br

Sorocaba, 05 de Outubro de 2012

Desafio Objetivo 2013

reúne estudantes interessados em bolsas de estudos

Diretor da ESAMC Sorocaba assume diretoria da Associação Brasileira de Relações Públicas – Seção São Paulo Entidade deve continuar trabalho de divulgação e fortalecimento da profissão no interior do Estado, junto a empresários, profissionais e estudantes. O Diretor Acadêmico da ESAMC Sorocaba, professor Maurício Luis Marra, irá compor a nova diretoria da Associação Brasileira de Relações Públicas – Seção São Paulo (ABRP-SP). Na entidade, Marra atuará como Diretor de Relações Institucionais, para o biênio 2012–2014, e tomará posse do cargo amanhã, quartafeira, 26 de setembro, em evento que acontece em São Paulo, juntamente com a cerimônia de premiação do 30º Prêmio ABRP. A ABRP-SP, uma associação fundada em 1954, atua por meio do debate entre profissionais, professores, estudantes e interessados para o desenvolvimento da comunicação e das relações públicas no mercado. Dando continuidade ao trabalho iniciado pela gestão anterior, a nova diretoria, presidida por Marcus Vinícius Bonfim, Relações Públicas do Conselho Regional de Enfermagem de São Paulo, pretende ampliar o processo de interiorização da profissão. Para tanto, deverá promover ações de esclarecimento e aprendizado junto a empresários, profissionais, estudantes e sociedade.

O Objetivo Sorocaba promoveu, no último 22 de setembro, o Desafio Objetivo 2013. A ação teve como intuito proporcionar aos estudantes do Ensino Fundamental II e Ensino Médio bolsas de estudos a partir da realização de uma prova. Os exames aconteceram nas unidades Centro e Zona Norte, que receberam os jovens durante a manhã e a tarde. “Realizamos este concurso uma vez no ano. A cada edição, percebemos o aumento no número de participantes”, observou o coordenador do concurso, Gilmar Delgado. Antes do fechamento dos portões, o que aconteceu exatamente no horário delimitado para o início das provas, a jovem Giovana e seu pai, Nilvado Sewaybricker, aguardavam a chamada dos monitores para entrar nas salas. Sobre a expectativa pré-prova, Giovana se mostrou calma

e disse ter estudado pouco, mas com a certeza de que passaria com bons resultados. “Estou confiante de que passarei com uma boa bolsa.” O pai acrescentou que, além de o objetivo final ser a bolsa de estudos, a prova também deve servir como um balizamento do que foi aprendido até o momento: “É como se fosse um minivestibular, por isso, é o momento de verificar o conhecimento adquirido até aqui”, falou. Para a estudante Priscila Arruda, que, atualmente, é aluna de uma escola estadual e prestou o concurso para ingressar na 1ª série do Ensino médio, a iniciativa do Objetivo possibilitou a inclusão de várias pessoas em um ensino de qualidade. Além disso, a jovem argumentou estar confiante sobre o resultado do exame. “Estudei bastante para estar aqui e recebi muito apoio dos meus pais”, re-

velou. Antes da prova, pais acompanharam os filhos e conheceram as dependências da escola. Érica Cia, mãe de Lucas Cia e que, recentemente, mudou-se de Americana para Sorocaba, comentou que já conhecia a unidade escolar, pois, na adolescência, também foi aluna do Objetivo. “Aprovo o ensino daqui, por isso, fiz a inscrição do meu filho para o concurso.” Lucas,

por sua vez, declarou estar preparado para o desafio: “Dediquei-me aos estudos para ser aprovado no exame. Agora, é fazer e esperar”. Pais participaram de sorteio de iPad Na duas unidades, onde aconteciam as provas, os pais e acompanhantes que aguardavam o término do exame foram convidados para uma breve palestra.

Na unidade Centro, a apresentação foi ministrada pelo diretor-executivo do Objetivo Sorocaba, Miguel Angelo Thompson, e pelo diretor de Marketing, Luciano Cacace. Já na Zona Norte, a coordenadora do Ensino Médio, Elza Bastida, conduziu a atividade. Todos abordaram o sistema de ensino da escola, entre outras questões. Durante o encontro, os pais participaram do sorteio de um iPad.


14 Game inspirado em “Grande Sertão: Veredas” estará disponível para o público no SESC Sorocaba www.jornalznorte.com.br

Sorocaba, 05 de Outubro de 2012

“Estação Grande Sertão” é um jogo interativo em que o jogador pode escolher o caminho a trilhar

O

game “Estação Grande Sertão”, inspirado na obra “Grande Sertão: Veredas”, de Guimarães Rosa, está disponível para o público jogar gratuitamente na Área de Convivência do Sesc Sorocaba a partir desta sexta-feira (5). O horário para participar da experiência é das 9h às 21h, de terça a sexta-feira, e das 9h30 às 18h, aos sábados, domin-

gos e feriados. A classificação etária é de 12 anos. O jogo está disponível em três plataformas instaladas na unidade. Os interessados controlarão o personagem Riobaldo em sua viajem pelo sertão. Há três maneiras de jogar: o usuário pode optar pela história linear, assim como no livro; navegar pelo mapa escolhendo diferentes caminhos; ou passar pelas etapas de forma

aleatória. As duas últimas opções são mais desafiadoras. A proposta de seguir trajetórias diferentes faz referência ao principal questionamento do livro, que é a relação da autonomia para escolher para onde ir. Em alguns momentos do game, o jogador terá de consultar a obra de Guimarães Rosa para encontrar respostas que são essenciais para a continuação de sua trajetória. Estas respostas são palavraschave que estarão grifadas em alguns trechos do livro. Quanto mais o usuário conhecer a história de “Grande Sertão: Veredas”, mais fácil será o caminho percorrido em “Estação Grande Sertão”. Aqueles que não conhecem a obra podem, a partir da experiência adquirida ao passar as fases, saber mais sobre esse clássico da literatura brasileira. “Estação Grande Ser-

tão”, com projeto cenográfico da TG3 e conteúdo interativo criado pelo Estúdio Usinanimada, foi lançado na “Mostra Sesc de Artes”, em julho deste ano, e hoje está disponível em diversas unidades do Sesc. Grande Sertão: Veredas Escrito em 1956, “Grande Sertão: Veredas” é uma das principais obras do escritor mineiro Guimarães Rosa e uma das mais significativas da literatura brasileira e mundial. O livro, que já foi publicado em diversas línguas, conta a trajetória do fazendeiro Riobaldo pelo sertão, enfrentando guerras, seus próprios medos e dificuldades pessoais. O título é um trocadilho com “um ser tão veredas”, que é o próprio ser humano, com muitos caminhos estreitos a trilhar e situado em um lugar imenso, assim como o próprio sertão.

Serviço: Estação Grande Sertão

A partir do dia 05/10 a 27/12. Terça a sexta-feira, das 9h às 21h. Sábados, domingos e feriados, das 9h30 às 18h. Local: Sesc Sorocaba. Espaço: Convivência Rua Barão de Piratininga, 555, Jardim Faculdade Grátis Indicação: 12 anos Estacionamento: Para matriculados no Sesc = R$ 3,00 a primeira hora e as demais horas R$ 1,00. Não Matriculados = R$ 6,00 a primeira hora e as demais horas R$ 2,00. Mais informações: Sesc Sorocaba Rua Barão de Piratininga, 555, Jardim Faculdade F: (15) 3332-9933 www.sescsp.org.br


15

www.jornalznorte.com.br

Sorocaba, 05 de Outubro de 2012

Novo prédio da Unite

Contando com 21 salas de aula e sete laboratórios, a Prefei tura de Sorocaba entregará no próximo dia 5 de outubro a nova sede da Universidade do Trabalhador Empreendedor (Unite). O prédio fica à Avenida General Osório, na Vila Barão, e vai concentrar a maioria dos cursos de capacitação profissional oferecidos pela administração municipal. Para o secretário de Relações do Trabalho, Luis Alberto Firmino, a nova Unite

representa um futuro promissor para o trabalhador de Sorocaba, tanto àqueles que buscam o primeiro emprego, como aos que desejam voltar ao mercado e precisam se requalificar. “É uma resposta do Poder Público ao trabalhador, ao empresariado e a todos os usuários da Unite, que a partir de outubro passa a ser denominada Universidade do Trabalhador Empreendedor e Negócios”, afirma.

Firmino explica que a mudança na sigla para Uniten visa uma melhor adequação aos serviços que a unidade municipal oferece. Para ele, o impacto no mercado de trabalho será dos mais expressivos, pois serão qualificados aproximadamente 20 mil pessoas por ano no novo espaço. “A expectativa é a de que, com o novo prédio, a demanda de Sorocaba por cursos de qualificação profissional seja atendida integralmente. No mínimo, irá reduzir bastante a carência”, explicou o secretário. O moderno prédio da Unite conta com 2.200 m2 de área construída, dividida em três pavimentos: cada andar terá sete salas de aulas e banheiros, além do setor administrativo. O prédio abrigará ainda sete laboratórios equipados para atender aos segmen-

tos de hidráulica, pneumática, eletrônica analógica, metrologia, beleza, culinária e dois de informática. Além dos cursos já conhecidos, com a nova casa a Unite vai incorporar mais de 100 modalidades diferentes à grade. Entre eles estão: Laboratório Eletrônica Analógica e Potência (Eletrônica Analógica, Eletrônica de Potência e Auxiliar de Eletrônica) e Laboratório de Hidráulica e Pneumática (Eletrohidráulica, EletroPneumática, Automação Hidráulica Ind, Automação Pneumática Ind e Hidráulica e Pneumática), todos com 40 horas de

duração. Firmino reforça, ainda, que mesmo com a grande capacidade do novo prédio, as atuais unidades da Unite (Seminário e Éden) serão mantidas em funcionamento e, ainda, que será intensificada as ações voltadas ao mercado de trabalho de idosos e de portadores de deficiência. O secretário destacou que o moderno prédio oferece salas maiores e laboratórios específicos para facilitar o ensino/ aprendizado de qualidade. “Os alunos também contribuirão, apresentando projetos que serão depositados em um banco para geração de novos conhecimentos”, conclui.

Cursos Gratuitos A Associação Comercial de Sorocaba, entidade privada sem fins lucrativos que representa os lojistas de nossa cidade, comunica que entre os dias 22 a 26 de outubro de 2012 estará realizando em sua sede, na Rua da Penha, 535, centro, um treinamento gratuito, com foco na qualificação de pessoas que estejam em busca de uma oportunidade de emprego no comércio neste fim de ano. O comércio da cidade espera abrir aproximadamente 3.200 novas vagas de empregos temporários; cerca de 25% desses funcionários poderão ser efetivados, após o período das festividades. Um dos grandes desafios para o comerciante é descobrir novos talentos, a maioria dos candidatos a estas vagas não tem experiência profissional, em consequência as efetivações acabam sendo menores do que poderiam ser.

Visando solucionar este problema a Associação Comercial de Sorocaba estará realizando um treinamento focado no preparo básico para estes candidatos. Dentre os temas que serão abordados estão: Atendimento, Vendas, Organização de Vitrine, almoxarifado, formas de pagamento usadas no comércio, análise de crédito, além de temas voltados ao próprio candidato como administração de renda pessoal, vestuário / visual / higiene pessoal e motivação. Para maiores Informações e Inscrições: Na sede da ACSO – Rua da Penha, 535 - centro - (15)3331-1003 – Grace - comunica@acso.com.br - www.acso.com.br Realização: Associação Comercial de Sorocaba Apoio: Faculdade Anhanguera e Centro de Integração Empresa Escola (CIEE)


16

www.jornalznorte.com.br

Opção Tintas

Sorocaba, 05 de Outubro de 2012

completa quinze anos em grande estilo

A maior rede de lojas tintas de Sorocaba e uma das mais consolidadas do interior do Estado, a Opção Tintas, completou quinze anos de atividade e comemorou a data em grande estilo. O evento grandioso, que reuniu mais de quinhentas pessoas, aconteceu na noite de segunda-feira (1º) na Boi na Brasa, uma das churrascarias mais conceituadas de Sorocaba. No evento, colaboradores, parceiros, fornecedores e amigos, além de

saborearem a melhor carne sorocabana, ainda curtiram musica ao vivo e o sorteio de vários brindes. Na ocasião, os sócios proprietários da Opção Tintas conversaram com o Jornal Z Norte e contaram um pouco da trajetória de sucesso da empresa. “O pontapé inicial da empresa ocorreu quando fui demitido de outra empresa que trabalhava. Aí surgiu a ideia da Opção. Conheci o Álvaro, que trabalhava comigo, e o convidei para ser sócio. E o Osmar também

apoiou a minha iniciativa, até porque eu não tinha dinheiro para começar”, afirma Almir Laurindo, responsável pela área financeira da empresa. “Isso tudo foi em 1997. E como todo começo, foi muito complicado. Eu já conhecia muitos clientes, pelo fato de já ter experiência no mercado. Alguns clientes migraram para a nossa loja e isso ajudou bastante”, continua Almir. “Hoje a empresa representa tudo em nossas vidas. É a concretização de um grande

sonho. Agradeço o Osmar que veio para ser sócio da gente sem nunca ter me visto, e ao Álvaro Rodrigues, que é responsável pela área comercial da Opção Tintas. Eu agradeço muito pela confiança deles”, termina. Para o futuro, o empresário é enfático. “Entramos em uma fase em que a empresa precisa se comportar e se organizar como empresa de médio a grande porte e é isso que nós estamos fazendo”, complementa Almir. Atualmente com quatro lojas mais o centro de distribuição em Sorocaba e Itapetininga, a Opção Tintas emprega ao menos cinquenta pessoas. Segundo Almir, um dos segredos

da empresa está no atendimento e no relacionamento com os clientes, não deixando de valorizar quem ajuda diretamente na efetivação do sucesso da empresa. “Essa festa é para os nossos colaboradores. É uma maneira da gente retribuir um pouquinho do que eles contribuem com a gente durante o ano inteiro”, diz. “A opção Tintas tem um nome muito forte na cidade e esse sucesso representa muitos anos de trabalho e suor”, afirma Osmar Ishi, responsável

pele setor de distribuição da empresa. “Além do nome e dos quinze anos no mercado, eu considero de extrema importância o respeito que nós adquirimos nesse período. Hoje, muitas lojas abrem e pouco tempo depois fecham, e nós estamos no mercado com um trabalho muito sério. Somos muito gratos à engenheiros, arquitetos, construtores, pintores, parceiros comerciais e colaboradores. E é por isso que fizemos essa festa, que é inteiramente para eles”, finaliza.


Parte integrante da edição n. 177 do Jornal Z Norte - 05 de Outubro de 2012

Urbes inicia instalação

de 30 novos abrigos de ônibus para a cidade

C

omeçam a ser instalados nesta última sexta-feira (28) trinta novos abrigos de ônibus do Transporte Coletivo Urbano. DE acordo com a Urbes – Trânsito e Transportes, a melhoria vai dar mais comodidade aos usuários do sistema. As novas estruturas são de vidro e começam a ser instaladas em cinco pontos da cidade: Av. Antonio Carlos Comitre (em frente ao Habib’s), Praça Tancredo Neves, Praça Nove de Julho (nos dois sentidos), em frente ao Paço (no sentido bairro/Centro) e em frente ao Saae (sentido bairro/Centro). Os antigos abrigos que hoje estão nesses locais serão reformados e, depois,

realocados a fim de substituírem alguns abrigos de madeira. Horário dos ônibus online Os novos abrigos também chegam com duas novidades para os usuários. Eles contarão com painéis de LED com tecnologia para informar o tempo para a chegada das linhas de ônibus naquele local. Desta forma, o usuário poderá acompanhar o horário exato em que seu ônibus lhe pegará. Os painéis estão em teste piloto e, em breve, estarão operando com total autonomia. Referência sobre as linhas Outra novidade implantada pela Urbes

Aeroporto de Sorocaba

registra aumento de 20% na movimentação de Aeronaves em 2012 O movimento de passageiros dos aeroportos administrados pelo Departamento Aeroviário do Estado (Daesp) cresceu cerca de 13 % nos primeiros oitos meses de 2012. No total, passaram pelos 31 aeroportos do Estado 1.921.359 passageiros frente a 1.696.461, em 2011. O Aeroporto Estadual Bertram Luiz Leupolz (Sorocaba), opera com aviação geral e é um dos que puxam o ranking em

crescimento da rede do Daesp. De janeiro a agosto de 2011, foram 44.452 pousos e decolagens. No mesmo período de 2012, o aeroporto movimentou 53.624 aeronaves, um crescimento de 20%. Além do aumento nos pousos e decolagens, foram registrados 51.817 passageiros, entre embarque e desembarque em 2012. O Daesp administra 31 aeroportos regionais no Estado de São Paulo.

Fotos: Zaqueu Proença/Secom

Usuários poderão também acompanhar horário de chegada da linha ao ponto onde espera

com a instalação dos novos abrigos serão mapas informativos sobre o itinerários das linhas de ônibus a partir daquele ponto. No mapa, disponível para consulta do usuário no próprio abrigo, estará o trecho completo a ser percorrido pela linha do

transporte coletivo, com destaque especial para os principais pontos de interesse, referências e paradas durante o trajeto. São considerados pontos de referências hospitais, prédios públicos e centros comerciais.


B2

Caderno de Veículos

Z Norte

www.jornalznorte.com.br Sorocaba | 05 de Outubro de 2012

Z

FIAT atinge o maior índice de satisfação do consumidor brasileiro

A

Fiat teve três de seus modelos reconhecidos entre os cinco melhores do Brasil de acordo com o estudo “2012 Brazil Vehicle Ownership Satisfation Study (VOSS)” realizado pela J.D. Power do Brasil. Os carros Mille, Siena e Punto foram eleitos os melhores compactos. O Mille, na opinião do consumidor brasileiro, é o melhor subcompacto, já o Siena Fire é o melhor compacto de entrada e, por fim, o Punto foi apontado como melhor compacto superior. O estudo, resultado de oito mil entrevistas feitas pela Internet, baseia-se na avaliação dos proprietários em relação a seus veículos e concessionárias por meio de quatro métricas de satisfação: custo de propriedade, design e desempenho do veículo, experiência pós venda e qualidade do veículo. A satisfação geral em 2012 alcançou o valor médio de 754 pontos, em uma escala de 1000 pontos – uma

melhora de oito pontos em relação ao ano anterior. A Fiat Automóveis, de acordo com o estudo, foi a marca que mais se aprimorou em 2012, ganhando 26 pontos de um ano a outro, classificando-se acima da média da indústria.


B3 Z Z Norte Funcionários da Verbo Comunicação aderem ao Dia Mundial sem Carro www.jornalznorte.com.br

Caderno de Veículos

Sorocaba | 05 de Outubro de 2012

A

o menos 90% dos colaboradores da Verbo Comunicação, uma das maiores agências de publicidade do interior de São Paulo, participaram do Dia Mundial sem Carro. Segundo o que informou o Rodrigo Figueiredo, diretor de atendimento da empresa, foi a segunda vez que os colaboradores aderiram a iniciativa. “Uma pessoa da equipe teve a ideia de aderir à campanha mundial e aí a gente apoiou. No primeiro ano a adesão foi grande. Nesse ano, apesar da “chuvinha”, a adesão também está grande”, conta. Rodrigo também enfatiza a importância da participação da agência na data. “A gente como uma agência de comunicação costuma vender produtos e serviços. E o nosso objetivo com essa campanha é provocar uma reflexão, vender um ideal, uma ideia de que com pequenas atitudes a gente pode ter um mundo melhor, um ambiente melhor”, afirma Rodrigo, que compareceu ao trabalho de carona. “Vim de carona com minha esposa e geralmente a gente vem em dois carros”, lembra. Segundo Rodrigo, dá para aplicar a iniciativa

no dia a dia das pessoas. “Algumas coisas dá para aplicar no cotidiano. O Dia Mundial sem Carro não é só você andar a pé ou de bicicleta. Você pode andar de transporte público ou de carona, por exemplo. E isso dá para colocar em prática em qualquer dia.” Paula Cosani, da cidade de Votorantin, com menos de trinta dias na Verbo, também aderiu a iniciativa. “É a primeira vez que trabalho em um lugar onde as pessoas realmente participam da data que tem um propósito muito legal”, diz. “Ninguém foi obrigado a participar e mesmo assim a adesão foi de quase 100%”, complementa. “Foi uma maneira de aproximar as pessoas também. Tem gente que morava perto da minha casa e eu nem sabia”, termina. “Eu considero importante pelo fato de fazer a integração da galera e ainda contribuir para o planeta”, complementou Fernanda Portella, moradora da Vila Rica. Fernando Torres, morador da Avenida Barão de Tatuí, apesar dos problemas da falta de acesso de sua residência com as ciclovias, costuma ir de bicicleta ao trabalho, mas na data o ato teve um significado

especial. “É sempre importante você fazer algo que possa amenizar os problemas do planeta. O que fizemos ajuda na sustentabilidade”, diz.

Sobre a data O dia mundial sem carro foi criado na França, em 1997, sendo adotada por vários países europeus já no ano 2000. No Brasil foi iniciada na cidade de São Paulo, em 2003

Terminal São Paulo conta agora com novos banheiros para usuários Entrega foi feita, no último dia 26.

F

oram entregues, na tarde do dia 26, para uso do público os novos banheiros do Terminal São Paulo (TSP). A abertura dos novos espaços foi feita pelo prefeito Vitor Lippi em visita ao local. Os usuários do transporte coletivo ganham, desta forma, instalações mais amplas e

modernas, num espaço que oferece mais conforto. Também foi incluído no novo prédio um fraldário para uso das mães com crianças pequenas. As obras de melhoria ainda também contam um refeitório para uso exclusivo dos motoristas de ônibus. O banheiro masculino mede 9,40m x 4,30m, possui 6 mictórios, 5 boxes sanitários e um sanitário para portadores de deficiência física e mobilidade reduzida. Há também 6 pias, um espelho grande e 3 espelhos pequenos. O banheiro feminino mede 9,40m x 4,35m, possui 6 boxes sanitários, um sanitário para portadores de deficiência física e mobilidade reduzida, além de 6 pias, 2 espelhos grandes e 3 espelhos pequenos. Os espaços contam ainda com jardim interno que oferecem mais luminosidade e leveza aos

ambientes e torneiras que evitam o desperdício de água. O fraldário mede 4,40m x 2,80m e possui 2 pias com água aquecida, uma 1 ducha e um sanitário infantil. O refeitório para os motoristas mede 5,90m x 3,05m e está equipado com equipamento para aquecer as refeições, mesa com 6 assentos, pia e TV. Novos conjuntos de bebedouros também foram entregues aos usuários. Novos bancos Um novo item de mobiliário urbano passa a fazer parte do cenário do TSP. São bancos de madeira espalhados pelas plataformas para descanso dos usuários enquanto aguardam por seus ônibus. Ao todo foram instalados mais 20 bancos de madeira, além dos que já estão fixados ao longo do terminal.

O Sistema de Transporte Coletivo da cidade conta com 384 ônibus distribuídos em 100 linhas, realizando 286.000 viagens mês, transportando, em média, 5.6 milhões de passageiros/mês. Nos terminais circulam por dia em torno 120.000 passageiros, sendo 80.000 pelo Terminal Santo Antonio e 40.000 pelo Terminal São Paulo. Fotos: Secom


Z Norte Z Atividades da Semana do Trânsito da Urbes B4

Caderno de Veículos

www.jornalznorte.com.br

Sorocaba | 05 de Outubro de 2012

tiveram a participação de mais de 1.600 crianças

M

ais de 1.600 crianças participaram das atividades realizadas pela Urbes – Trânsito e Transportes durante a edição deste ano da Semana Nacional do Trânsito 2012. Com o tema “Década Mundial de Ações para Segurança do Trânsito – Não exceda a velocidade, preserve a vida”, proposto pelo Contran (Conselho Nacional de Trânsito), a Urbes provocou meninos e meninas para a conscientização a respeito do tema. Para isso, a empresa pública organizou um calendário de atividades dirigidas especialmente à garotada, reconhecidamente um dos principais alvos das campanhas preventivas e de educação no trânsito. Entre os dias 17 e 21 deste mês a Urbes realizou um Roteiro de Segurança no Sorocaba Shopping e exibiu a peça “Super Amarelinha contra Velox” na Usina Cultural Ettore Marangoni. Do total de participantes somados, 1.382 crianças de 15 escolas assistiram a peça teatral e 229 crianças de outras 7 escolas conheceram a minicidade de trânsito e aprenderam sobre segurança no trânsito. Foram parceiros da Urbes nesta atividade os agentes de trânsito da Urbes, a Polícia Militar Rodoviária, o Corpo de Bombeiros, o SEST / SENAT e a Guarda Civil Municipal.

Fotos: Secom


B6

Caderno de VeĂ­culos

Z Norte

www.jornalznorte.com.br Sorocaba | 05 de Outubro de 2012

Z


B8

Caderno de Veículos

Z Norte

www.jornalznorte.com.br Sorocaba | 05 de Outubro de 2012

Z

Comp inaugura o primeiro supermercado de autopeças da região

A

Comp Autopeças inaugurou no sábado, 22 de setembro, um conceito inovador no setor – o primeiro supermercado de autopeças na região de Sorocaba. Com o novo padrão de atendimento e de venda, a empresa aumento o número de colaboradores em 20%, além de aumento o “mix” dos produtos como a incrementarão de linhas de peças, ferramentas e acessórios.“É um sonho realizado. A possibilidade que estamos tendo de melhorar ainda mais a nossa relação com nossos clientes, fornecedores e colaboradores”, afirma o empresário Aparecido Donizete Gouveia.“Tudo isso representa a consolidação de muito trabalho e dedicação da gente e dos nossos colaboradores e dos clientes que acompanham a gente me mais de vinte anos de trabalho. Espero que a gente consiga atender melhor os nossos clientes. A

meta maior é ter cada vez excelência no setor”, complementa a empresária Rosimeire Marum. “A ideia do Shopping surgiu há quatro anos. Na realidade, a gente já vinha percebendo que há muito tempo os clientes perdiam tempo na compra. Chegava o cliente no balcão para comprar um litro de óleo e aí ele tinha que esperar até ser atendido. E aí, vendo alguns lugares que já tinham esse tipo de serviço, eu pensei em trazer esse conceito novo para Sorocaba. Construí essa ideia e comecei o processo de ampliação da loja. E hoje nós inauguramos esse espaço onde com certeza os clientes serão muito melhor atendidos”, explana o empresário. “Sem o apoio dos fornecedores, distribuidores e parceiros, a gente não conseguiria fazer um evento dessa grandeza”, explica. Vinte empresas estavam na inauguração, além de dezenas de outros que participaram de alguma forma. “São empresas do Brasil inteiro. Temos multinacionais no evento, que são daqui de Sorocaba, como a

Luk, e de outras partes do país”, lembra Aparecido. “É um momento novo para Sorocaba. A cidade está crescendo e esse é um novo padrão que estamos implantando para os consumidores”, conclui. Entre as expositoras do evento, a Luk embreagens manteve um “stand” onde o público pode saber mais sobre o funcionamento da embreagem, inclusive, com dicas para o bom funcionamento do item. “Eu vejo a Comp como uma referência no setor de autopeças em Sorocaba. Esse conceito novo dá uma acessibilidade maior para o cliente e tira aquele conceito de balcão”, lembrou Marco Antonio, representante do Grupo Bendix, umas das empresas expositoras. O evento ainda contou com a participação de piloto Átila Abreu. O competidor falou com o Jornal Z Norte sobre a importância do setor automotivo para a sua carreira e do momento atual da profissão. “O setor

de autopeças está diretamente ligado ao automobilismo. Qualquer carro de corrido precisa do setor para sobreviver, e precisa do começo ao fim. Eu tenho patrocinadores e grandes parceiros aqui na região. O automobilismo é muito caro, então, a gente precisa desses parceiros e fico muito feliz de poder participar dessas parcerias”, fala. “Montamos uma estrutura nova na “Stok Car”, já que há duas equipes nesse seguimento que são extremamente fechadas. Vamos brigar com essas equipes. Sei que é um investimento em longo prazo, mas estamos melhorando cada vez mais e eu estou achando tudo isso sensacional”, termina. Cerca de setecentas pessoas passaram pelo evento, que ocorreu entre as 9h e as 14h da data. O primeiro supermercado de autopeças de Sorocaba fica na Avenida Paraguai, 579 Vila Barcelona.

Toyota atinge 6,6 milhões de veículos vendidos no mundo em 2012

A

Toyota divulgou, em Toyota City, no Japão, os resultados de vendas e de produção entre janeiro e agosto de 2012. Neste período, o Grupo Toyota vendeu no mundo 6.619.497 veículos, uma alta de 31,5% em relação aos meses de janeiro a agosto do ano passado. Em termos de produção, de janeiro a agosto de 2012, o Grupo Toyota produziu mundialmente 6.904.333 unidades, 45,1% a mais do que o mesmo período do ano passado. Em agosto, foram produzidos mundialmente 778.232 veículos, uma alta de 10,7% comparado ao mesmo mês de 2011. Fora do Japão, sua produção

foi de 448.410 veículos, alta de 14,4%. No Japão, também houve elevação, de 6%, com 329.822 veículos, o 11º mês consecutivo de crescimento. Vendas no Japão A Toyota teve em agosto o 11º mês consecutivo de alta nas vendas de seus veículos no Japão. A marca totalizou 171.767 unidades comercializadas registrando aumento de 16% em relação ao mesmo mês em 2011. De janeiro a agosto deste ano, a alta chega a 61,8%, em relação ao mesmo período do ano passado, com 1.736.195 unidades vendidas.


Parte integrante da edição n. 177 do Jornal Z Norte - 05 de Outubro de 2012

Mercadão Campolim comemora três anos e realiza aulas de culinária abertas ao público

P

ara celebrar seu aniversário de três anos, o Mercadão Campolim tem promovido aulas de culinária, que são ministradas no seu espaço gourmet. O último encontro aconteceu no dia 29 de setembro: Jerk de frango com arroz crioulo, com Carlos Martins e Valéria Castilho. As inscrições são grátis e, para participar, dos próximos encontros, basta comparecer ao Mercadão das 12h às 14h30. Ao final da apresentação, os participantes poderão degustar o prato preparado.


Z CASSOULET

Z Norte

www.jornalznorte.com.br

Sorocaba | 05 de Outubro de 2012

O

C3

Receita para 5 pessoas

A FEIJOADA FRANCESA s feijões brancos chegaram à França, via Mediterrâneo, no século XIX; muito tarde na História da Gastronomia; mas, em tempo para que alguém na região do Languedoc tivesse a brilhante idéia de cozinhá-los com carnes diversas em um recipiente de barro chamado “cassole”, que deu origem ao nome Cassoulet. O que antes era uma comida grosseira para trabalhadores rurais, transformouse numa das mais importantes e ricas receitas do mundo ocidental. A combinação básica do cassoulet é composta de feijão branco, carne de porco, tomate, alho, cebola e ervas. Sobre esta base, outros ingredientes foram acrescentados. Para Montagné o Cassoulet se divide em uma “Santíssima Trindade”: o seu “Pai” proviria de Castelnaudary, cidade batizada de “A Capital Mundial do Cassoulet”, no oeste do Languedoc entre Toulouse e Carcassone.

Caderno de Gastronomia

Chef

André Moreira

O “Filho” proviria de Carcassone, cidade próxima do Golfo do Leão, onde se localiza Marselha. O “Espírito Santo” proviria de Toulouse. Os ingredientes estabelecem as diferenças. Em Castelnaudary, se usam várias partes do porco: lombo, pernil, as lingüiças de diferentes formulações, o toicinho fresco, peito e coxas de ganso. Em Carcassone, usa-se o pernil de cordeiro. E em Toulouse, são acrescentados mais tipos de lingüiças e pedaços de pato. Basicamente, o similar francês para a nossa popular feijoada, o Cassoulet ao longo do tempo sofreu transformações e pode ser preparado de várias maneiras.

Ingredientes: • 500 g de feijão branco • 150 g de toucinho defumado picado • 1 kg de lombo de porco • 800 g de lingüiça fresca • 2 cenouras inteiras • 2 cenouras picadas • 1 cebola grande, com alguns cravos espetados • 1 cebola picada • 6 dentes de alho descascados, inteiros • 5 tomates sem pele e sem sementes • 150 ml de vinho branco • 1 talo de salsão picado • 1 talo de alho poró picado • 1 bouquet garni (maço de salsa, tomilho, alho poró, salsão e louro) • Sal e pimenta-do-reino a gosto • 200 g de caldo de frango pronto • Farinha de rosca ou migalhas de pão Prepare assim: • Deixe o feijão de molho por 12 horas; • Cozinhe-o com as cenouras inteiras, a cebola com cravo, 3 dentes de alho e o bouquet garni, por 1 hora; • Em uma panela grande, frite o toucinho, em fogo baixo, até que fique crocante e solte bastante gordura. Retire da panela e reserve. • Na gordura que sobrou na panela, frite a lingüiça, retire e reserve; • Tempere o lombo com sal e pimenta e frite ainda na mesma gordura da panela (se necessário, acrescente um pouco de óleo). Retire e reserve; • Acrescente a cenoura e a cebola picadas, o salsão, o alho poró e os 3 dentes de alho restantes à panela, e deixe dourar um pouco. Acrescente o vinho branco e o caldo, e deixe reduzir um pouco; • Acrescente os tomates e as carnes reservadas e cozinhe por 1 hora e meia (ou até que as carnes fiquem macias); • Em uma panela que possa ir ao forno, alterne camadas de feijão, o caldo do cozimento das carnes e as carnes; • Salpique a farinha de rosca e leve ao forno por 1 hora; • Sirva bem quente. Obs.: Os franceses costumam utilizar neste prato carnes de ‘’Pato e Cordeiro’’


C4

Caderno de Gastronomia

Z Norte

www.jornalznorte.com.br Sorocaba | 05 de Outubro de 2012

Z


Parte integrante da edição n. 177 do Jornal Z Norte - 05 de Outubro de 2012


D2

Especial Eleições 2012

Z Norte

Especial Eleições 2012

www.jornalznorte.com.br Sorocaba | 05 de Outubro de 2012

Z

traz entrevistas com os candidatos a prefeito

V

ocê decide o seu voto com o Jornal Z Norte. Nesta edição, o principal veículo de comunicação da região que mais cresce na cidade traz uma série de entrevistas com os candidatos a prefeito da cidade. As entrevistas seguem a ordem alfabética dos nomes e assim, começando com Antonio Carlos Pannunzio (PSDB), Iara Bernardi (PT), Raul Marcelo (Psol) e Renato Amary (PMDB) falam de suas propostas nas principais áreas – entre elas saúde, educação e transporte. Os candidatos

ainda explicam porque merecem ser eleitos para o executivo da cidade e ainda explanam sobre a campanha eleitoral. Por fim, os “prefeituráveis” ainda deixam uma mensagem para os eleitores da Zona Norte. As entrevistas foram feitas na sede do jornal, na Avenida Itavuvu nº 1541, entre os dias 25 de setembro e 1º de outubro. Em todos os casos, os candidatos responderam questões de cunho comum e direcionadas. Grande parte das questões são relativas a Zona Norte.


Z

www.jornalznorte.com.br Sorocaba | 05 de Outubro de 2012

Z Norte

Especial Eleições 2012

D3

Conheça as atribuições de um prefeito

É

sempre assim: todo ano par, milhões de eleitores brasileiros são levados a decidir, nas urnas, seus representantes políticos. Em 2012 não seria diferente. Dia 7 de outubro, decidiremos quem ocupará a prefeitura (eleição majoritária) e a câmara municipal (eleição proporcional) de nossas cidades. O mandato do prefeito tem duração de quatros anos, podendo este, porém, se reeleger apenas uma vez consecutiva. O exercício do mandato é feito em conjunto com os secretários municipais e os vereadores. O prefeito é, acima de tudo, um representante da comunidade, devendo assim ouvir os anseios e as suas reivindicações. Além disso, ele tem a responsabilidade de buscar apoio financeiro dos governos Estadual e Federal, com o objetivo de promover melhorias no município que administra. O vice-prefeito é o sucessor do prefeito e o substituto, em casos de licença ou impedimento. A eleição do vice se dá de forma vinculada a do prefeito. Ele pode e deve exercer funções relevantes na administração municipal. Na hora de escolher o seu prefeito, leve em consideração também o vice-prefeito, evitando surpresas no futuro. Quais as principais funções do prefeito? Entre as atribuições exclusivas do prefeito estão: a limpeza pública,

a manutenção de praças e ruas e a organização do trânsito. Outras tarefas são feitas em parceria com os governos estadual e federal, como a saúde, por exemplo. Na área de saneamento básico, as prefeituras atuam em parceria com os estados. Na educação, a obrigação do município é cuidar das creches e ensino fundamental. Para realizar suas tarefas, as prefeituras contam principalmente com o dinheiro arrecadado pelo IPTU (imposto predial e territorial urbano) e ISS (imposto sobre serviços). Mas nem sempre essa verba é o suficiente, sendo necessário um aporte do Governo Federal. Decidir onde vai ser aplicado o dinheiro arrecadado é uma tarefa do prefeito, que precisa ser aprovada pela câmara dos vereadores. A população deve fiscalizar o trabalho do prefeito e, sempre que suspeitar de irregularidades, deve encaminhar denúncia ao Ministério Público ou à câmara dos vereadores. O que é exigido para se candidatar a prefeito? Ser alfabetizado; ter nacionalidade brasileira; gozar o pleno exercício dos direitos políticos; estar alistado eleitoralmente; ter domicílio eleitoral na circunscrição há pelo menos um ano; ser filiado há mais de um ano a um partido político e ter no mínimo 21 anos (no dia da eleição); e não ser parente (afim ou consanguíneo, até segundo grau) ou

cônjuge de quem já exerceu dois mandatos consecutivos. Como é eleito um prefeito? Diferentemente dos vereadores, os candidatos à prefeitura são eleitos de acordo com um sistema eleitoral majoritário, onde é preciso obter mais de 50% dos votos válidos (excluídos brancos e nulos). Caso nenhum candidato atinja essa maioria, os dois mais votados disputam um 2º turno, mas somente nos municípios com mais de 200 mil eleitores e nos casos em que o 1º turno tenha sido disputado por pelo menos 3 candidatos. Fique Ligado! Cabe ao Prefeito: - Desenvolver as funções sociais da cidade e garantir o bem estar dos seus habitantes - Organizar os serviços públicos de interesse local - Proteger o patrimônio histórico-cultural do município - Garantir o transporte público e a organização do trânsito - Atender à comunidade, ouvindo suas reivindicações e anseios - Pavimentar ruas, preservar e construir espaços públicos, como praças e parques

- Promover o desenvolvimento urbano e o ordenamento territorial - Buscar convênios, benefícios e auxílios para o município que representa - Apresentar projetos de lei à câmara municipal, além de sancionar ou vetar - Intermediar politicamente com outras esferas do poder, sempre com intuito de beneficiar a população local - Zelar pelo meio ambiente, pela limpeza da cidade e pelo saneamento básico - Implementar e manter, em boas condições de funcionamento, postos de saúde, escolas e creches municipais, além de assumir o transporte escolar das crianças - Arrecadar, administrar e aplicar os impostos municipais da melhor forma - Planejar, comandar, coordenar, controlar, entre outras atividades relacionadas ao cargo. Fonte: Futura Nas próximas páginas, entrevistamos os 4 candidatos a Prefeitura de Sorocaba. Leia a entrevista e decida o seu voto!


D4

Especial Eleições 2012

Z Norte

www.jornalznorte.com.br Sorocaba | 05 de Outubro de 2012

Z

Antonio Carlos Pannunzio (PSDB) Entrevista: Marcel Scinocca Fotos: Rik Junior

A

ntonio Carlos Pannunzio nasceu em 29 de julho de 1943. É casado há 42 anos e tem quatro filhos e dois netos. Engenheiro metalúrgico, foi professor e diretor da Fatec-Sorocaba, do Ciesp, e da Associação dos Engenheiros e Arquitetos de Sorocaba É filho de Armando Pannunzio, que foi prefeito de Sorocaba por duas vezes, nos anos 60 e 70. Pannunzio começou sua carreira pública como secretário de Serviços Públicos em 1987. Após isso, Pannunzio foi prefeito de Sorocaba por 4 anos e deputado federal por 16 anos. (Fonte: site do candidato)

Por que Antonio Carlos Pannunzio Prefeito de Sorocaba? Já tendo acumulado experiência, tendo sido prefeito, inclusive, e deputado federal por dezesseis anos, conhecido muita gente e pelo andamento das coisas na política, o partido reuni-se, houve uma convergência com todos os nomes do partido para o meu nome. Eu disse sempre que não era pré-candidato. Que só poderia considerar a hipótese de uma candidatura se fosse um caminho natural dentro partido. Se tivesse outro nome, teria o meu apoio. E houve esse caminho natural. E tendo havido, eu acho que essa é uma grande oportunidade, eu diria, da minha vida. Talvez a coisa mais importante que a gente perceba na administração do Prefeito Vitor Lippi, foi introduzir uma mudança de hábito, a população de Sorocaba. Eu acho que não poderia pensar uma coisa melhor para mim a essa altura da minha vida. É por isso que sou o candidato do prefeito. Dentre todas as áreas, o que será prioridade no governo do senhor, em caso de vitória no dia 07?

Tem muitos temas que são prioritários, mas a prioridade absoluta é a saúde pública. A saúde pública de Sorocaba precisa de uma reestruturação. Nós, claramente, estamos pensando em como fazer isso e estamos trabalhando com uma equipe, dividindo a cidade em regiões. Nessas regiões eu pretendo a integração dos trabalhos de outras secretarias, notadamente, as secretarias sociais, com a saúde, também. Então nós vamos precisar reestruturar a secretaria de saúde. Necessariamente, vamos contratar mais médicos. Pretendo também construir o hospital público da Zona Norte. Esse é um compromisso meu. Alguns bairros na Zona Norte apresentam certa deficiência no transporte coletivo. O que será feito para atender as necessidades da população? Todas as propostas vão afetar a Zona Norte. Se tem aqui um candidato que entende de transporte, esse candidato sou eu. Há vinte anos nós fizemos aquilo que chamamos da primeira grande revolução do transporte coletivo de Sorocaba. Era o pior do Brasil, inquestionavelmente, e passou a ser um dos paradigmáticos junto com Curitiba, com terminais, integração tarifária, passe social, passe estudante, gratuidade para maiores de sessenta anos. Sorocaba foi pioneira em muitas coisas. Hoje, 90% da frota do transporte de Sorocaba possui elevador, além de ônibus específicos para essas necessidades. Deveria ter sido feito, pelo menos, outro terminal, para evitar aquela história de sempre ter que passar pelo Centro. Só o prefeito Vitor Lippi que fez agora os terminais “bairro a bairro”. Mas os que passaram antes do Vitor Lippi não fizeram absolutamente nada. Houve deterioração da frota nesse período. Houve aumento de tarifa. O aumento de tarifa do governo Lippi, descontado a infração, foi de 1%. O aumento de tarifa no governo anterior ao Lippi, foi 30%. Nós temos aí uma

frota de 1,7 anos de idade média, com ônibus convencionais. Essa é a grande reclamação. Então nós precisamos transportar mais gente em menos tempos. Daí a necessidade do BRT. Ônibus moderno, de grande capacidade, esse sistema novo, que é de ônibus rápido, onde for preciso, nos troncos pelo menos, como a Avenida Itavuvu. Itavuvu e Ipanema constituirão um tronco. Alguns bairros da região, inclusive, próximos de avenidas importantes, como a Itavuvu, não possuem asfalto. No plano de governo do senhor, candidato, existe projeto para que esses problemas sejam sanados? Certamente eu tenho percepção disso. Sorocaba tem poucas ruas sem pavimentação asfáltica, não mais que 5%. Isso, certamente, terá que ser priorizado. Além disso, vamos ter que priorizar também o recape das ruas onde o asfalto existe, mas foi tanto mexido que dificulta o deslocamento dos veículos. Nós vamos fazer isso, sim, Isso é perfeitamente ajustável ao tamanho do orçamento da cidade. Candidato, existe na Zona Norte alguns gargalos no trânsito, especialmente nos horários de pico.

Quais são as propostas do senhor com relação a este assunto? Só tem uma solução para essa questão do trânsito. De certa forma ela também está ligada com o transporte coletivo. Essas novas avenidas do “Sorocaba Total”, que o prefeito Vitor Lippi está finalizando, vai ficar ainda alguma coisa para a gente completar. E ele já está vendo financiamento para o chamado “Sorocaba Total II”, que implica em outras intervenções no sistema viário. A Afonso Vergueiro é um tremendo gargalo e daí a ideia de criar o que chamam de nova Afonso Vergueiro, ou alternativa para a Afonso Vergueiro, ou qualquer coisa assim. Há muito tempo já deveria ter sido iniciadas as obras da marginal direita e um outro detalhe que tem passado despercebido: todas as pontes que cruzam o Rio Sorocaba são pontos de ligação “margem e margem”, ou seja, em qualquer das circunstâncias, o carro faz a travessia do rio e vai parar em um semáforo. Já deveria ter se pensado nos viadutos. Custa muito mais caro, mas é o que Sorocaba precisa fazer. Quais são os planos do senhor para trazer mais educação para os jovens, cultura e esporte para a Zona Norte?


Z

www.jornalznorte.com.br Sorocaba | 05 de Outubro de 2012

Z Norte

Especial Eleições 2012

Caso o senhor seja eleito, vai manter o projeto Via Viva? Eu ponderei com o prefeito Vitor Lippi, porque não usar apenas uma das pistas. Nós não precisamos ter as duas pistas da avenida bloqueadas para isso. Com isso a gente pode manter o Via Viva, se isso for da vontade da população.

A Zona Norte, entendendo que a gente vai dar sequência às políticas públicas humanistas do prefeito Vitor Lippi, já sabem o que podem esperar. Primeiramente, a questão dos espaços para juventude, tanto na área esportiva, como na área cultural. A juventude demanda desses espaços, para conversa, para o namoro. Um forte atrativo para as pessoas irem para as ruas. Começa a ver agora, o interesse das faculdades em se instalar aqui na Zona Norte. Nós deveremos ter aqui, uma escola técnica. Sorocaba já tem três escolas técnicas, do centro Paula Souza, que são as melhores escolas técnicas que nós temos. Precisamos ter centros esportivos abertos para a comunidade. Por isso que eu digo da integração das secretarias. Não dá para pensar na cultura como sendo só responsabilidade da secretaria de cultura. Eu entendo que a gente vai abrir muitas possibilidades. Dentro do plano de governo do senhor quais são as propostas em torno da construção de novas escolas e creches na Zona Norte? A primeira constatação é que o esquema de creche, infelizmente, não está dimensionado de acordo com o tamanho e com as necessidades da cidade. Eu quero aqui fazer uma lembrança que as creches passaram a ser equipamento de educação com a constituição de 1988. Não importa se a mãe trabalha ou não

trabalha. Creche é direito. No meu governo, eu construí dezessete. Na sequencia, os que vieram, notadamente, o que ficou oito anos aí, não fez nada. Três creches em oito anos. O prefeito Vitor Lippi voltou a dar ênfase a isso e a maior parte dessas creches vai ser entregue agora no final do governo. Deve ter feito umas dez ou doze e tem outro tanto para aprontar. No final desse governo e no começo da próxima vai estar pronta. Mas se você somar todas as creches para uma população de seiscentos mil, é muito pouco. Então creche terá de ser prioridade. Nós vamos partir para a municipalização plena do ensino municipal e com projeto pedagógico desenvolvido pela rede municipal, com todo apoio que seja necessária. Com isso, certamente a Zona Norte será beneficiada. Parques, ciclovias, ginásios e centros esportivos... Quais são as propostas do seu plano de governo para o lazer das famílias da zona norte? Nós tivemos um bom progresso aqui na região com as ações que o Vitor Lippi já desenvolveu. Mas vai continuar. Eu não quero ver um fundo de vale, que hoje só tem serventia para esconder marginal. Vou fazer com esses fundos de vales, o que fizemos no Parque das Águas, no Parque Campolim, e tantos outros que foram feitos em vários pontos da cidade. Eu entendo que dessa forma, o lazer estará muito estimulado.

O senhor fala da questão da construção de um novo hospital para a Zona Norte. De que maneira isso beneficiaria a população e onde seria construído esse novo Hospital? Claramente, ela vai precisar ter mais equipes do Médico da Família. Sorocaba tem poucos e esse é um programa vitorioso, um programa que nem foi concebido aqui no Brasil. Na verdade é um programa de concepção internacional da ONU que levou para vários países. No Brasil, foi implementado também. Nós vamos ter que possuir mais unidades de especialidades, principalmente na Zona Norte, que vai precisar receber ao menos duas unidades, porque, hoje, as especialidades estão todas concentradas lá no antigo Hospital São Severino, no Santa Rosália. E nós sabemos que para marcar uma consulta pedem seis meses de prazo. Quem está padecendo por alguma enfermidade não pode ficar sujeito a prazo desse tipo. Então nós vamos ter que aumentar, sim, os ambulatórios de especialidades e construir o hospital público. Como o senhor avalia a sua campanha até o momento?

D5

Foi bastante puxado, embora a minha campanha tenha sido a mais curta de todos os candidatos. A minha candidatura foi a última a ser lançada. Os trabalhos foram muito intensos. É muito trabalho, de manhã, de tarde e de noite. Mas, sobre tudo, é muito pedagógico. Essa é uma atividade que não pode ser suprimida. Por mais que você tenha rádio, televisão, jornais e internet, esse contato direto com o eleitor é fundamental. Faço uma campanha com ética e com princípios, que é necessário para quem quer governar com ética e com principio. Qual é a mensagem que o senhor deixa para a população e para os eleitores da Zona Norte? Queria aproveitar para deixar uma mensagem que o TSE tem colocado em seus programas para esclarecer a população. Ele usa uma frase que eu achei muito forte, que é “Voto não tem preço, tem consequências”. Essa é a mensagem que eu poderia deixar para o eleitor. Levar em consideração, muito mais que as promessas dos candidatos, sua vida pregressa e como se comportaram esses candidatos quando estavam no poder e como se comportam em sua vida particular. Que valores ele mantém como valores permanentes. Essas coisas são muito importantes na escolha do candidato a prefeito e também dos vereadores por parte do eleitorado. Com certeza se cada cidadão tentar discutir esse tema, certamente, nós poderemos ter o melhor resultado para Sorocaba nos próximos quatro anos.


D6

Especial Eleições 2012

Z Norte

www.jornalznorte.com.br Sorocaba | 05 de Outubro de 2012

Z

Iara Bernardi (PT) I

ara Bernardi nasceu no dia 02 de junho de 1952 em Sorocaba. É professora, formada em Biologia, e mestre em Biologia da Conservação e Biodiversidade pela UFSCar Sorocaba. Em 1998 se elegeu deputada federal por dois mandatos consecutivos. Foi relatora do Fundeb (Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação), autora do Projeto de Lei que criminaliza a homofobia, membro da Comissão Especial que discutiu a Lei Maria da Penha entre outras. Em 2007, Iara Bernardi foi convidada para representar o Ministério da Educação (MEC) no estado de São Paulo. (Fonte: site da candidata)

Por que Iara Bernardi Prefeita de Sorocaba? Nós temos uma trajetória de construção do Partido dos Trabalhadores nos últimos trinta anos. Eu fui a primeira afiliada do partido, do primeiro grupo que formou o PT. Construímos uma proposta de que o partido veio para governar e não para disputar a eleição. Construímos uma proposta que foi vitoriosa no país, com a eleição do Presidente Lula. E eu ajudei a construir esse programa de governo. E ações e projetos que foram implantadas em prefeituras que nós administramos e em governos estaduais. Essa mesma proposta, em termos de atuação política que eu tenho, junto com meus companheiros do PT, nós queremos implantar na cidade de Sorocaba. Quando a gente coloca na nossa meta de campanha Sorocaba em sintonia com o Brasil, é Sorocaba em sintonia com todas as propostas que deram certo no país com o governo federal. Nosso go-

Entrevista: Marcel Scinocca Fotos: Rik Junior

verno é parceiro das ações que foram implementadas com o Presidente Lula e agora a continuidade com a Presidenta Dilma. Sinto-me preparada para governar Sorocaba. Dentre todas as áreas, o que será prioridade no governo da senhora, em caso de vitória no dia 07? Nós temos um problema que afeta as cidades que cresceram, evidentemente, após a política econômica do Presidente Lula e da Presidenta Dilma, no crescimento do país e isso se refletiu na cidade de Sorocaba. Sorocaba recebeu novas indústrias e novos investimentos, gerou empregos como no Brasil. E temos ações que serão priorizadas. Eu penso que seja a questão da mobilidade urbana. As pessoas tem o direito de usufruir da sua cidade e hoje nós temos dificuldades com relação a isso. O sistema de transporte coletivo é ineficiente e caro e ações que não se combinam na área da mobilidade urbana. A questão dos terminais que são da década de 1990 e direcionaram todo o trânsito para o Centro da cidade, falta de modernidade da Urbes e tecnologias novas para o transporte coletivo. Nossa prioridade é a questão da mobilidade Urbana e isso influencia em todo um projeto de governo.

Nós queremos congelar as tarifas, essa é a primeira medida, e baixar o valor, para que as pessoas possam de fato usar o transporte coletivo como uso de fato, e rediscutir planilhas e o sistema de linhas da cidade. Propostas novas estarão previstas dentro do plano de mobilidade urbana que será construído na cidade em Sorocaba e não simplesmente copiando projeto de fora, que não necessariamente se adaptariam a cidade. O plano de mobilidade urbana tem que ser construído aqui, aliás, isso é lei.

Alguns bairros na Zona Norte apresentam certa deficiência no transporte coletivo. O que será feito para atender as necessidades da população? Para qualquer proposta nova que nós tenhamos na cidade na questão do transporte, o ônibus do transporte coletivo vai continuar existindo. Não são poucas pessoas que não conseguem pagar o transporte público por ser muito caro. Transporte ineficiente, das linhas sendo estendidas sem critério. Às vezes os ônibus demoram uma hora para passar nos bairros, aqui na zona norte isso é comum, e os ônibus lotados. Mas a questão séria é a questão das tarifas que são altíssimas.

Alguns bairros da região, inclusive, próximos de avenidas importantes, como a Itavuvu, não possuem asfalto. No plano de governo da senhora existe um projeto para que esses problemas sejam sanados? Essas pessoas precisam ser atendidas. Elas tem direito de ter o asfalto em frente sua casa e a calçada em ordem. Uma questão seríssima é que a prefeitura não fiscaliza os projetos que ela aprova. A mobilidade é uma tragédia, hoje. Pessoas com deficiência motora e visual não conseguem andar pelas calçadas. As mães tem que andar com carrinhos de bebê na pista. Ás vezes se faz projeto de asfaltamento de um

bairro e deixam as últimas ruas dos bairros, não se sabe o porquê, sem terminar. Fica uma tragédia, porque fica difícil de fazer a empreiteira voltar ao local. No nosso planejamento essas pessoas serão atendidas. Candidata, existe na Zona Norte alguns gargalos no trânsito da região, especialmente nos horários de pico. Quais são as propostas da senhora com relação a este assunto? Essa é questão séria da falta de planejamento. A cidade não pode crescer hoje definida pelos loteadores. Não pode ser planejada conforme o gosto dos loteadores. Eu estive no bairro Jardim Paulista recentemente e a gente vê que o bairro ficou com apenas uma entrada, isolado. Isso trás os gargalos. Fiquei espantada também nesse bairro é que as crianças não têm saída para ir à escola. Outra questão é que nós retornamos ao fato da mobilidade urbana. Eu me espantei muito quando vi uma entrevista do presidente da Urbes, quando ele disse que as obras do “Sorocaba Total” não foram planejadas para ônibus. Elas foram planejadas para carro. Agora que se começa a discutir os corredores.


Z

www.jornalznorte.com.br Sorocaba | 05 de Outubro de 2012

Z Norte

Quais são os planos da senhora para trazer mais educação para os jovens, cultura e esporte para a Zona Norte? Para a juventude, nós estamos em sintonia com o plano nacional de educação, que está sendo discutido no Congresso Nacional. Ele prevê o aumento gradativo do ensino integral. E que o ensino integral seja criativo, seja alegre, O PróUni Municipal, trazer para cidade pelos menos duas escolas técnicas federais profissionalizantes, de nível médio ou superior, e atividades também para os jovens, que envolva esporte, cultura e lazer,

mente nós deveremos colocar esses equipamentos. Essa é a região que mais tem necessidade de creches e é aqui que serão priorizadas essas construções.

Dentro do plano de governo da senhora quais são as propostas em torno da construção de novas escolas e creches na Zona Norte? Como eu penso muito na questão de planejamento do crescimento da cidade, nós temos que fazer o censo educacional. Tem regiões da cidade que nós temos escolas esvaziadas, como Vila Santana, Parado do Alto e Vila Haro. Escolas que se esvaziaram porque a população envelheceu. Aqui é a região que mais cresce. Portanto, nós precisamos do censo educacional para você planejar para o futuro a região que cresce. Impossível se planejar um loteamento que você leva lá, duas, três mil famílias, e não se planeje a construção desses equipamentos públicos, a creche, a pré-escola e a escola municipal. O censo vai nos indicar onde exata-

Caso a senhora seja eleita, vai manter o projeto Via Viva? Sou extremamente crítica ao fato de se fechar a Avenida Itavuvu aos domingos. Em nenhuma cidade é permitido você fechar via de acesso que liga, por exemplo, a hospitais, a centros de atendimento a saúde como acontece aqui. Vou manter, mas nos locais adequados.

Parques, ciclovias, ginásios e centros esportivos... Quais são as propostas da senhora para o lazer das famílias da Zona Norte? Uma junção entre as secretarias, um trabalho conjunto entre as secretarias. Para que a gente possa usar as estruturas já existentes e as que serão construídas, como os centros esportivos. É uma cobrança muito grande enós vamos fazer.

A senhora fala da questão da construção de novas UBSs e de um novo hospital, o municipal. De que maneira isso beneficiaria a população da Zona Norte e onde seriam construídas essas novas UBSs na Zona Norte? Temos algumas ações que serão integradas. O programa Saúde da Família será implantado de fato, que trabalhará em conjunto com o centro de saúde. Se colocar especialistas e

Especial Eleições 2012

se retomar as equipes completas nos centros de saúde. Hoje faltam funcionários e faltam médicos nas mais variadas áreas dessa equipe que deveriam estar presentes nos centros de saúde desenvolvendo programas. Não adianta eu construir novos prédios como a Prefeitura fez e que estão esvaziados. A partir daí, com o programa Saúde da Família, reorganizar as equipes médicas nos postos para trabalhar em conjunto. Nós queremos aumentar o número de vagas de leitos hospitalares de Sorocaba para a cidade. Hoje quem oferece esses leitos por convênio é a Santa Casa e o Hospital Evangélico, que são insuficientes – noventa e cinco leitos. Daí a nossa proposta de construir o hospital municipal, que ele tenha leitos exclusivos para Sorocaba. Não abandonando o Conjunto Hospitalar, mas ele serve a cinquenta cidades e está abandonado pelo governo do Estado e esvaziado também de profissionais, pelas seguidas administrações corruptas que por ali passaram, inclusive com prisão de seus dirigentes. O hospital municipal será construído com recursos do orçamento e recursos federais. A Zona Norte será atendida automaticamente. Como a senhora avalia a sua campanha até o momento? Avalio como extremamente positiva. A avaliação dos nossos governos é muito boa pela população. As pessoas entendem quando a gente diz que quer um governo municipal inovador e democrático, que tenha a participação e a opinião dos sorocabanos

D7

e de suas entidades representativas na construção e no planejamento futuro da cidade. A receptividade nas ruas é excelente e nós estaremos no segundo turno disputando o governo da cidade de Sorocaba. Eu tenho essa certeza pelo que a gente conversa, discute e como a gente é recebido pela cidade toda. Qual é a mensagem que a senhora deixa para a população da Zona Norte? Temos que planejar o futuro da cidade de Sorocaba. As pessoas chegam aqui, acham a cidade bonita e acolhedora. Ela oferece oportunidade, ela oferece emprego. Nós precisamos de planejamento para o futuro de forma séria para que ela continue dessa forma, para que não tenhamos no futuro falta de água e problemas de moradias como temos hoje. Um projeto para que a cidade seja acessível para todos. E é o que nós vamos fazer com planejamento envolvendo todos os setores interessados da cidade. Trabalhei demais por essa cidade e por essa região, que eu vi crescer e acompanhei o crescimento dela. Queria pedir um voto de confiança num projeto novo para a cidade de Sorocaba, esse que mudou a cara do nosso país, que fez com que os brasileiros se orgulhassem do nosso Brasil e que irão se orgulhar ainda mais da cidade de Sorocaba. Peço o voto de confiança dos moradores da Zona Norte, para um novo projeto de governo que vai envolver a todos e evidentemente a região que mais cresce na cidade.


D8

Especial Eleições 2012

Z Norte

www.jornalznorte.com.br Sorocaba | 05 de Outubro de 2012

Z

Raul Marcelo (PSol) Entrevista: Marcel Scinocca Fotos: Rik Junior

R

aul Marcelo tem 33 anos, nasceu em São Pedro do Turvo, interior de São Paulo. Chegou à Sorocaba, em 1982. É casado e tem dois filhos. Cursou o ensino fundamental em escola pública e o ensino médio técnico em escola particular. Estudou Processamento de Dados na Fatec (Faculdade de Tecnologia de SP), Letras na UNISO (Universidade de Sorocaba) e Direito na UNIP (Universidade Paulista). Em 2000, foi eleito vereador com 21 anos de idade. Em 2004, foi reeleito vereador. Em 2006, elegeu-se deputado estadual, exercendo mandato até 2010. (Fonte: site do candidato)

Por que Raul Marcelo Prefeito de Sorocaba? Primeiro porque nós somos a única candidatura que tem condições de fazer uma alternância de governo em Sorocaba e manter as políticas públicas que a cidade conquistou nos últimos anos. ...que a gente possa falar que há de fato que a gente esteja vivendo em democracia. Esse é o primeiro ponto. A cidade precisa de uma renovação, de um arejamento na prefeitura municipal. Segundo é porque nós temos um programa de governo muito bom e que consegue atender as principais demandas que a cidade de Sorocaba necessita. Incluir a população para poder participar do governo. A demanda do desenvolvimento econômico para a geração de emprego e investimento pesado nas questões sociais, tais como saúde, educação, habitação, esporte e lazer. Então Raul Marcelo prefeito para ter alternância e por ter as melhores propostas para a cidade. Dentre todas as áreas, o que será prioridade no governo do senhor, em caso de vitória no dia 07? A prioridade nossa é a questão da

saúde, que de fato a população sofre muito. O Sistema Único de Saúde está previsto na constituição. Mas o SUS é subfinanciado e o recurso que o governo aloca é pouco. E o município está gastando na saúde, na área errada. Nós precisamos investir mais na prevenção, que é a grande responsabilidade dos municípios. E investir em prevenção, significa estruturar em Sorocaba o programa “Saúde da Família”. Hoje o programa não atende 6% da população. Em Campinas atente 30%. Em Presidente Prudente, quase 70% da população. A ideia nossa é gastar R$ 30 milhões com esse programa, constituindo sessenta equipes na cidade e atender 300 mil sorocabanos. Isso é importante, inclusive, para reduzir o número de pessoas nos leitos dos hospitais. Então a saúde vai ser prioridade no nosso governo, mudando o enfoque. Em vez de cuidar da doença, nos vamos fazer a prevenção. Fazer manutenção em saúde. Esse é o centro. Nós vamos investir muito em esporte e lazer, porque uma coisa está ligada a outra. O último centro esportivo da cidade foi construído na década de 1990 e lá se vão vinte anos. Vamos retomar a política de centro esportivo. Alguns bairros na Zona Norte apresentam certa deficiência no transporte coletivo. O que será feito para atender as necessidades da população do local? Os terminais São Paulo e Santo Antonio foram construídos há vinte anos e desde então não sofreram nenhum tipo de reforma ou ampliação. Então nós vamos começar os investimentos no transporte coletivo ampliando o Terminal Santo Antonio. Dos cinco milhões de pessoas que usam o transporte coletivo todo mês, uma grande parte passa pelo Terminal Santo Antonio. Então nós vamos desapropriar uma parte do Pavilhão da Cianê para poder colocar ali um restaurante popular, café da manhã a R$ 0,50, nós vamos voltar a biblioteca para o local, por um posto

da Urbes, um posto da CPFL, um posto do SAAE e também vamos convidar as agências bancárias para que coloquem caixas eletrônicos para facilitar a vida da população. Nós precisamos estabelecer um critério de utilização das vias. O critério nosso vai ser dar prioridade ao coletivo em detrimento ao individual. Nós vamos ampliar a zona azul. Avenida General Carneiro, Ipanema e Itavuvu terão zona azul e vamos liberar a margem direita da avenida só para andar ônibus, para que eles possam chegar mais rápidos. Vamos congelar a tarifa e com isso muita gente vai deixar o carro em casa e vai de ônibus. A nossa ideia é resgatar o usuário do transporte coletivo em Sorocaba. Vamos cobrar também das empresas o aumento da frota. O BRT é mentira. O BRT não cabe nas ruas de Sorocaba. O que precisamos fazer é criar corredor exclusivos para ônibus, congelar a tarifa, ampliar os nossos terminais e fazer com que dentro da Urbes funcione o conselho da população. Alguns bairros da região, inclusive, próximos de avenidas importantes, como a Itavuvu, não possuem asfalto. No plano de governo do senhor, candidato, existe um programa para que esses proble-

mas sejam sanados? Na verdade, nós temos muitos bairros nessa situação. É um drama terrível. A população sofre demais com isso. Na seca sofre com a poeira, quando chove sofre com o barro. Nós vamos dar prioridade para os bairros que não tem asfalto. Não vai ficar bairro nenhum sem asfalto no governo nosso. O problema hoje é que a prefeitura gasta milhões de reais recapeando as ruas. Pode ver, todo ano estão fazendo recape na Itavuvu. Nós vamos fazer uma licitação de recape colocando qualidade no asfalto. Nós vamos colocar engenheiros para fiscalizar essas obras. Nós temos condições de fazer isso porque não estamos recebendo dinheiro de nenhuma empreiteira na nossa campanha. Então, nós vamos fiscalizar. Candidato, existe na Zona Norte alguns gargalos no trânsito da região, especialmente nos horários de pico. Quais são as propostas do senhor com relação a este assunto? Vamos colocar o controle inteligente nos semáforos. Eu vi o sistema em São Paulo e dá certo. Vamos usar uma parte dos funcionários da Urbes para esse controle. Nós vamos também concluir as


Z

www.jornalznorte.com.br Sorocaba | 05 de Outubro de 2012

Z Norte

Especial Eleições 2012

vai sair, nós não temos. A prefeitura não tem condições de custear um hospital, porque o custo de manutenção de um hospital de portas abetas é de mais de R$ 100 milhões. Por isso, eu não coloco um hospital no meu plano de governo, eu coloco uma policlínica. Isso nós vamos fazer aqui na Zona Norte, entre as Avenidas itavuvu e Ipanema, por que um dos gargalos que temos em Sorocaba é a questão dos exames ambulatorial. O custo dela também é infinitamente menor se comparado a hospital. O investimento prioritário nosso é no programa “Saúde da Família”. Vamos investir também nos postos de saúde. Hoje, toda a atuação do governo é na questão da doença. obras do “Sorocaba Total”, que ainda resta cerca de 30% para ser concluída. É um financiamento importante. Mas o centro da questão é o transporte coletivo e na inteligência do trânsito. Quais são os planos do senhor para trazer mais educação para os jovens, cultura e esporte para a Zona Norte? Nós temos que dar capacitação para os jovens. Nós não vamos ficar de chapéu na mão esperando o governo federal ou estadual para fazer uma escola técnica aqui. Nós vamos pedir, mas não vamos ficar esperando, não. Nós vamos ter iniciativa da própria prefeitura nesse sentido. Nós vamos ter o Rubens de Farias e mais quatro escolas politécnicas na rede municipal de ensino. E quem vai poder acessar, são os alunos da rede municipal oriundos das escolas públicas. A ideia é investir na qualificação. O segundo passo, é enfrentar a questão das drogas. Nós temos que fazer com que os jovens tenham ferramentas de esportes e lazer. Nós vamos fazer dez novos centros esportivos, vários aqui na Zona Norte, que custarão R$ 2,5 milhões cada um. Vamos também reformar os centros esportivos antigos. Não precisa fechar a avenida no domingo para que as pessoas possam praticar esporte e lazer. Dentro do plano de governo do senhor quais são as propostas em torno da construção de novas escolas e creches na Zona Norte? Na questão das creches nós vamos

fazer investimento pesado. Custa caro. Cada vaga em creche custa R$ 5 mil por ano. A demanda é grande. Hoje, nós temos 30 mil crianças de zero a três anos. Só tem seis mil vagas na creche. A gente precisa chegar no mínimo nas doze ou treze mil. Grande parte dessas creches precisaram ser feitas aqui na Zona Norte. Parques, ciclovias, ginásios e centros esportivos... Quais são as propostas do seu plano de governo para o lazer das famílias da zona norte? Nós vamos descentralizar a questão das secretarias. Nós vamos dobrar os recursos da Linc. Nós precisamos fazer com que as praças, principalmente nos finais de semana, fiquem tomadas. Caso o senhor seja eleito, vai manter o projeto Via Viva? Nós vamos manter até construir os centros esportivos da Zona Norte. Aqui, nós teremos três. Depois nós vamos discutir com a população sobre o projeto, até porque não é um local adequado. O senhor fala da questão da construção de uma nova policlínica para a Zona Norte, além do fortalecimento do Médico da Família. De que maneira isso beneficiaria a população da Zona Norte e onde seria construída essa policlínica? Nós somos a favor da construção de hospital. Nós vamos pedir hospital. Vamos pedir ao governo estadual uma série de questões. Garantia de que isso

Como a senhor avalia a sua campanha até o momento? A campanha nossa é uma campanha vitoriosa. Temos só financiamento do cidadão, ou seja, de indivíduos e de empresas sérias, idôneas, que realmente estão preocupadas com o bem o desenvolvimento da cidade. Nessa campanha fizemos um corte que é quase um tratamento de choque contra os lobistas. Vamos acabar com o lobby no Brasil. A nossa campanha é vitoriosa porque nos já conseguimos mudar a sociedade. Nós conseguimos fazer uma campanha sem precisar de lobistas. Isso, na nossa avaliação, é um salto imenso. E nós estamos fazendo isso com chances reais de ir para o segundo turno. No segundo turno é igual, dez minutos para cada um, Dá para falar mais das nossas propostas e acelerar o debate. Nós precisamos

D9

acabar com os “Marcos Valérios” da vida. Por exemplo, contrato do lixo. R$ 33,5 milhões. é que a gente paga para a empresa por ano. A empresa carrega o lixo até o aterro de Iperó. Lá nós pagamos R$ 1 milhão por mês. É um contrato altíssimo. Na verdade estamos enterrando dinheiro lá. Só que disso, nem tudo é lixo. O que nós vamos fazer no nosso governo? Vamos implantar a coleta seletiva na cidade inteira. Vamos montar uma empresa ambiental igual tem no Rio de Janeiro. Vamos também, ainda com o lixo, produzir adubo e vender por preço de custo. No final, só cinquenta toneladas é lixo. O gasto com o aterro de Iperó também vai reduzir. Se ganharmos a eleição, vamos ter condições de fazer isso. Por isso nossa campanha é vitoriosa. Estou muito feliz com a nossa campanha. Nós vamos estar na prefeitura tão somente preocupados com o interesse público. Qual é a mensagem que o senhor deixa para a população e para os eleitores da Zona Norte? Eu quero pedir o apoio da Zona Norte. A região é constituída por trabalhadores. São as pessoas que produzem a riqueza da nossa cidade. Nós queremos convocar a população da Zona Norte para que venham para a nossa campanha. Nós precisamos combater essa questão do atraso. Precisamos combater o analfabetismo, investir na saúde, na educação e geração de emprego e renda. E que possamos de fato acabar com a desigualdade social.


D10

Especial Eleições 2012

Z Norte

www.jornalznorte.com.br Sorocaba | 05 de Outubro de 2012

Z

Renato Amary (PMDB) A

dvogado e empresário, prefeito de Sorocaba por oito anos em dois mandatos consecutivos, deputado estadual, deputado federal, atual presidente do PMDB de Sorocaba e coordenador regional do partido a convite do vice-presidente do Brasil, Michel Temer. Renato Amary, em 1994, foi eleito Deputado Estadual. Eleito prefeito de Sorocaba em 1996, foi reeleito em 2000 já no 1º turno. Em 2006, foi eleito Deputado Federal por São Paulo com 188.331 votos. Nas últimas eleições, foi o candidato a Deputado Federal que mais recebeu votos em Sorocaba. (Fonte: site do candidato)

Por que Renato Amary Prefeito de Sorocaba? Porque Renato Amary foi prefeito durante oito anos – de 1997 até 2004 - e naquela época a gente conseguiu fazer uma grande transformação em Sorocaba. A cidade que era uma cidade feia, sem equipamentos públicos adequados, uma cidade que tinha seus rios e córregos poluídos, uma cidade que não tinha prédios escolares, que tinha cento e dez bairros sem asfalto e que nós asfaltamos cento e dois nos nossos oito anos de mandato, uma cidade que não merecia a credibilidade dos investidores para trazer para cá novos investimentos, novas indústrias, novos equipamentos na área de lazer, hotéis, lojas, lanchonetes, comércio de primeiro mundo, e tudo isso era Sorocaba de 1997. Nós fizemos um trabalho forte e conseguimos adequar a cidade para um crescimento que foi suficiente para transformar a cidade de Sorocaba em 2004 como uma das cidades com mais vontade de se viver, que tinha seus níveis de felicidade, segundo pesquisa, era

Entrevista: Marcel Scinocca Fotos: Rik Junior

a terceira cidade com os maiores índices. Sorocaba era assim e depois, com a atual administração, a cidade continua a se desenvolver com um orçamento absolutamente superior a tudo aquilo que a gente recebeu nos oitos anos de governo, e avançou e continua avançando e tudo mais, mas começou a dar sinais de fraqueza no atendimento de alguns espaços fundamentais para a qualidade de vida do povo de Sorocaba. A saúde é um exemplo. A saúde decaiu muito e a gente sente nas ruas e no pulsar das ruas a gente sente a fragilidade do sistema de saúde de Sorocaba. Um mau atendimento ou atendimento inadequado. Mas não só nessa área. Faltam-nos creches. Falta-nos possibilidade de dar condições de trabalho à mãe ou ao pai, deixando a criança em uma creche municipal. Hoje nós temos uma carência de mais de mil vagas que estão sendo procuradas e não estão sendo achadas pelas pessoas interessadas. Nós temos problemas no nosso transporte coletivo. Temos esse problema acontecendo em Sorocaba e vários outros problemas decorrentes de qualidade de vida. A área cultural de Sorocaba, a área de esporte de Sorocaba completamente abandonada. E tudo isso me fez ter a vontade de servir a minha cidade por uma vez mais. Dentre todas as áreas, o que será prioridade no governo do senhor, em caso de vitória no dia 07? A prioridade seria um levantamento imediato, como fiz em 1997, para localizar como está a situação atual da prefeitura, dos equipamentos que ela tem disponível e o recursos humanos que elas tem disponível para que a gente possa dar a sequência imediata e já em meados de janeiro começar obras e começar alguns serviços como na saúde, por exemplo. A saúde não pode esperar. Nós temos que voltar a ter o nosso médico da família, o nosso aten-

dimento a acamados, que hoje não funciona mais direito. Nós temos que ter o controle efetivo da dengue. Nos meus oito anos de mandato nós não tivemos nenhum caso de dengue em Sorocaba. No segundo ano desse atual mandato, nós chegamos a ter mais de dois mil casos de dengue. Isso não pode acontecer em uma cidade como Sorocaba, que se propõe a ser uma cidade saudável. Isso não é efetivamente uma cidade saudável. Então nós vamos avançar nessa área e em outras áreas. Nós vamos avançar no setor da educação com o PróUni Municipal. Nós queremos fazer com que o jovem que não tem condições financeiras de cursar uma faculdade, tenha condição, através da prefeitura. Do Estado ou da união, nós vamos buscar recursos. Se não encontrarmos recursos no Estado ou na União, nós vamos fazer com recursos próprios e avançar bastante nas escolas de terceiro grau. Alguns bairros na Zona Norte apresentam certa deficiência no transporte coletivo. O que será feito para atender as necessidades da população? Isso não pode acontecer. Vou fazer o que eu fiz enquanto prefeito, gestão. Nós precisamos ter uma gestão. A

Urbes precisa entender que seu papel é gerir o transporte coletivo. E essas situações não podem acontecer, mas eu sei que acontece. Você vê deficiências em alguns bairros que não podem acontecer. Então nós vamos adequar todo o sistema de transporte ao atendimento pleno como foi nos oito anos do nosso mandato. Temos que servir o povo. E é isso que a gente precisa fazer. Em trinta dias, em sessenta dias começar a trabalhar a pleno vapor com novas diretrizes, com uma gestão nova. Alguns bairros da região, inclusive, próximos de avenidas importantes, como a Itavuvu, não possuem asfalto. No plano de governo do senhor, candidato, existe um projeto para que esses problemas sejam sanados? Imediatamente. Isso precisa que você tenha contingenciado um certo recurso e um contrato com empresas de pavimentação, dar uma ordem de serviço e começar a fazer. Se eu estou dizendo que já fiz todo esse número de bairro durante oito anos é óbvio que a gente pode asfaltar o mais rápido possível bairros que precisam dessa infraestrutura. Candidato, existe na Zona Norte alguns gargalos no trânsito da


Z

www.jornalznorte.com.br Sorocaba | 05 de Outubro de 2012

Z Norte

Especial Eleições 2012

inclusive, na minha administração. Então nós vamos fazer essas adequações todas na área de lazer. Temos bons parques aqui na Zona Norte e vamos fazer mais. Caso o senhor seja eleito, vai manter o projeto Via Viva? Eu não tenho vontade de manter nesse local. Nós temos muita reclamação e rua é feita para carro. Todo mundo reclama do sistema viário de repente num domingo você trava a possibilidade de passear. O projeto em si é bom, mas está mal localizado. Precisamos encontrar outro local.

região, especialmente nos horários de pico. Quais são as propostas do senhor com relação a este assunto? Esse “privilégio” não é só da Zona Norte. É da cidade inteira. O que nós precisamos fazer é ver esses pontos de gargalo e buscar alternativas técnicas para que a gente possa minimizar os efeitos desse crescimento de carros e do condicionamento do sistema viário que é uma situação que não pode mais perdurar. Uma parte desse estrangulamento é a falta de educação no trânsito. Não é um percentual grande, mas existe. O outro percentual é você ter uma “semaforização’ da cidade inadequada. Muitos semáforos e que não tem aquela chamada “onda verde”. A gente só vê na cidade “onda vermelha”. Você entra na cidade e toda hora está dando vermelho. E é isso que nós vamos fazer. Quais são os planos do senhor para trazer mais educação para os jovens, cultura e esporte para a Zona Norte? PróUni municipal para mim é o projeto básico. Nós vamos fazer um centro olímpico. É gozado que a gente fala que vai fazer alguma coisa, de repente todos os outros candidatos vão fazer. Mas nós somos sempre os primeiros a falar. Então, nós vamos fazer o centro olímpico. Eu já fiz a desapropriação de uma área grande na Raposo Tavares de trezentos mil metros quadrados quando eu era prefeito. Eu sai em 2004 e o atual prefeito colocou no programa de governa o meu pedido, lá atrás,

quando eu o apoiei, e não fez em oito anos. E agora eu vou fazer. Já tenho até o projeto básico preparado para que a gente possa fazer. Sorocaba precisa se adequar a ser uma cidade grande do interior, uma cidade com estrutura, uma cidade com qualidade de vida como já foi. E nós precisamos ter condições de preparar esses jovens nossos que estão indo embora e que são bons no esporte. Dentro do plano de governo do senhor quais são as propostas em torno da construção de novas escolas e creches na Zona Norte? Nós vamos adequar a área da educação. Eu quero conversar com a área de educação para a gente dar uma transformada no que é a educação hoje em Sorocaba. Eu quero deixar isso para depois das eleições porque eu quero conversar com os professores. Nós vamos avançar nas escolas de tempo integral. Nós temos que adequar a demanda para ver se cabe a gente construir quantas escolas de tempo integral forem necessárias para o atendimento e para a demanda da população. Parques, ciclovias, ginásios e centros esportivos... Quais são as propostas do seu plano de governo para o lazer das famílias da zona norte? Nós vamos avançar. Nós vamos manter as ciclovias. Nós não vamos acabar com as ciclovias coisa nenhuma. Nós vamos avançar nas pistas de caminhada, que foram começadas,

E com relação a saúde da Zona Norte, quais sãos propostas? O problema da saúde também é um problema de gestão. Nós temos que sentar com os médicos, com o corpo funcional, enfermeiras, auxiliar de enfermagens, técnicos, do administrativo, e ver o que está faltando e o que está precisando, para que isso vire de uma forma equacionada e dimensionada para a necessidade da demanda da população de Sorocaba. Hoje você tem lugares que marcam a consulta para daqui a quatro, cinco meses. Não é possível isso. Nós vamos criar no nosso governo o cartão saúde fácil. Esse cartão vai dar oportunidade, depois de cadastrada a pessoa, de marcarem suas consultas ou receberem informações de seus exames via telefone ou via internet. A gente começa a ver isso já no início do nosso mandato. É um compromisso de governo. Nós vamos, sim, dar uma

D11

gestão nova para a área da saúde como fizemos de 1997 até 2004. Vamos ampliar a unidade pré -hospitalar da Zona Norte. A zona Norte cresceu muito e nós vamos ver agora onde nós precisamos construir novas unidades básicas de saúde. Não posso dizer agora onde vai ser. Não vou agradar nem fulano, nem beltrano. Eu vou agradar a população. Como a senhor avalia a sua campanha até o momento? Cansativa. Muito cansativa. Mas, de muita alegria. Porque a gente vê a população a cada dia que passa nos agradando. Quando as pessoas não votam em mim, não me desrespeitam. Então isso é inerente da democracia. Qual é a mensagem que o senhor deixa para a população e para os eleitores da Zona Norte? Muito cuidado nessas eleições. Analise bem as propostas dos candidatos. Olhe bem nos olhos de cada candidato. Sorocaba precisa continuar caminhando na reta do desenvolvimento, mas de forma adequada, não perdendo de vista que quem é a cidade é o povo. E é o povo que precisa de atendimento da saúde, que precisa de creche, de melhor transporte coletivo, de escolas em tempo integral, de oportunidades às pessoas, de um esporte mais adequado, de mais áreas de lazer, enfim, mais flores na cidade, mais árvores na cidade, mas árvore de verdade. E a gente canaliza tudo isso para o dia da eleição. Não vamos errar no nosso voto.


D12

Especial Eleições 2012

Justificativa eleitoral

O

eleitor que estiver fora de seu domicílio eleitoral no dia da eleição terá de justificar sua ausência por meio do formulário Requerimento de Justificativa Eleitoral (RJE), que deve ser devidamente preenchido e entregue no dia da votação. Esse formulário pode ser obtido gratuitamente nos cartórios eleitorais, nos postos de atendimento ao eleitor, nas páginas da Internet dos tribunais regionais eleitorais de cada estado e, no dia do pleito, nos locais de votação ou de justificativa. No dia da eleição, basta que o eleitor, portando o título eleitoral e um documento oficial de identificação com foto, entregue o Requerimento de Justificativa Eleitoral devidamente preenchido em qualquer um dos locais destinados ao recebimento do RJE. Caso o eleitor não entregue a justificativa no dia da eleição, ele deve apresentar, até 60 (sessenta) dias após cada turno da votação, requerimento dirigido ao juiz da zona eleitoral onde está inscrito, pessoalmente ou pelos Correios. A justificativa é válida somente para o turno ao qual o eleitor não compareceu por estar fora de seu domicílio eleitoral. Assim, se o eleitor deixou de votar no primeiro e no segundo turnos da eleição, terá de justificar sua ausência para o primeiro e para o segundo, separadamente, obedecendo aos mesmos requisitos e prazos para cada um deles. O eleitor pode justificar a ausência às eleições tantas vezes quantas forem necessárias, mas deve estar atento a eventual realização de revisão do eleitorado no município onde for inscrito, o que poderá levar ao cancelamento de seu título eleitoral. O endereço dos cartórios eleitorais poderá ser obtido nas páginas dos tribunais regionais eleitorais na Internet. ATENÇÃO! Se o requerimento for entregue com dados incorretos ou que não permitam a identificação do eleitor, não será considerado válido para justificar a ausência às urnas.

Z Norte

www.jornalznorte.com.br Sorocaba | 05 de Outubro de 2012

Consequências para quem

não justificar: O eleitor que não estiver em dia com a Justiça Eleitoral não poderá: • obter passaporte ou carteira de identidade; • receber vencimentos, remuneração, salário ou proventos de função ou emprego público, autárquico ou paraestatal, bem como fundações governamentais, empresas, institutos e sociedades de qualquer natureza, mantidas ou subvencionadas pelo governo ou que exerçam serviço público delegado, correspondentes ao segundo mês subsequente ao da eleição; • participar de concorrência pública ou administrativa da União, dos estados, dos territórios, do Distrito Federal ou dos municípios, ou das respectivas autarquias; • obter empréstimos nas autarquias, sociedades de economia mista, caixas econômicas federais ou estaduais, nos institutos e caixas de previdência social, bem como em qualquer estabelecimento de crédito mantido pelo governo, ou de cuja administração este participe, e com essas entidades celebrar contratos; • inscrever-se em concurso ou prova para cargo ou função pública, investir-se ou empossar-se neles; • renovar matrícula em estabelecimento de

ensino oficial ou fiscalizado pelo governo; • praticar qualquer ato para o qual se exija quitação do serviço militar ou imposto de renda; • obter certidão de quitação eleitoral, conforme disciplina a Res.-TSE nº 21.823/2004; • obter qualquer documento nas repartições diplomáticas a que estiver subordinado. Os endereços das representações diplomáticas brasileiras no exterior podem ser obtidos na página do Ministério das Relações Exteriores, em Representações do Brasil no Exterior. Observação: O eleitor que não votar em três eleições consecutivas, não justificar sua ausência e não quitar a multa devida terá sua inscrição cancelada e, após seis anos, excluída do cadastro de eleitores. A regra não se aplica aos eleitores cujo voto seja facultativo (analfabetos, maiores de dezesseis e menores de dezoito anos, e maiores de setenta anos) e aos portadores de deficiência física ou mental que torne impossível ou demasiadamente oneroso o cumprimento das obrigações eleitorais, que requererem, na forma das Res.-TSE nº 20.717/2000 e nº 21.920/2004, sua justificação pelo não cumprimento daquelas obrigações.

Z

Saiba como os vereadores são eleitos pelo quociente eleitoral

N

o próximo domingo (7) mais de 31 milhões de eleitores do estado de São Paulo vão comparecer às urnas para escolher 645 prefeitos e 6934 vereadores que vão representar as cidades paulistas nas Câmaras Municipais. Para que um prefeito seja eleito é necessário que o candidato tenha a maioria dos votos válidos (excluídos os brancos e nulos). Já nos municípios com mais de 200 mil eleitores, é preciso que o concorrente consiga a maioria absoluta dos votos, ou seja, mais de 50% nas urnas. Caso esse percentual não seja atingido, os dois candidatos mais bem colocados vão para o segundo turno. Na segunda etapa, quem obtiver a maioria simples de votos é eleito chefe do Executivo Municipal. Já os vereadores não são eleitos da mesma forma que os prefeitos. Para conquistar uma cadeira no Legislativo Municipal não basta ser o mais votado, é preciso que o partido ou coligação atinjam o chamado quociente eleitoral, que é o resultado da divisão do número de votos válidos (total de votos, excluídos os brancos e nulos) pelo número de vagas. O partido ou coligação obtém tantas vagas quantas vezes atingir o quociente eleitoral, considerando os votos que recebeu como legenda e ainda a soma dos votos de cada candidato que concorreu por aquela legenda. No caso de coligação, somam-se os votos de todos os partidos que compõem a coligação e procede-se ao mesmo cálculo.


Intervenções Artísticas “invadem” o Sesc Sorocaba

Público será surpreendido por atrações circenses em diversos pontos da unidade A Cia. Mimicalado apresenta no Sesc Sorocaba, aos sábados e domingos do mês de outubro, suas “Intervenções Artísticas”, com atrações circenses que circulam por vários pontos da unidade durante todo o dia. O público poderá ver o “Aqualouco” (dia 6), “O Carteiro” (dia 7), o “Calado” (dia 13), o “Caipira e suas adivinhas” (dia 14), “Ser ou não ser William Shakespeare?” (dia 20), “Fifo, o caminhante” (dia 21), “Gregórius em corpo são, mente sã” (dia 27) e “Diário de viagem” (dia 28). Em “Aqualouco”, o público conhecerá um palhaço falador que dá dicas de saúde com muito bom humor enquanto apresenta números de circo e teatro de rua. O esporte na vida

cotidiana, a importância da prática de atividades físicas e o equilíbrio entre mente e corpo são alguns dos temas abordados. A importância da carta como meio de comunicação será apresentada em “O Carteiro”, personagem andarilho e observador que faz um papel sócio-educativo ao dar dicas úteis para o dia a dia, além de contar detalhes sobre a história da correspondência. A mímica é a principal característica de “Calado”, palhaço que apresenta objetos imaginários em uma intervenção que exige a participação do público. Recheado de números circenses e de teatro de rua, o espetáculo já foi apresentado nos Estados Unidos e na França. Em “Caipira e suas adivinhas”, um caipira muito divertido conta causos, toca viola, propõe adivinhações e fala sobre a beleza e riqueza do povo brasileiro. Sempre lembrando da vida no campo e de histórias hilárias do cotidiano, este personagem é cheio de bom humor. O palhaço Calado apresenta, em uma performance divertida, histórias de vida do dramaturgo William Shakespeare em “Ser ou não ser William Shakes-

peare?”. Com o auxílio do público, o artista também remontará um dos maiores clássicos do escritor: “Romeu e Julieta”. O caminhante” é um esportista que já experimentou diversas modalidades, como futebol, corrida, salto em distância, basquete e vôlei, entre outros. Ele, que já participou de competições, mostra ao público que o melhor esporte para nós é aquele que nos faz feliz. “Gregórius em corpo são, mente sã” é inspirado no poeta romano Décimo Júnio Juvenal e sua frase “Uma mente sã em um corpo são”. Trata-se de uma brincadeira com o significado da corporeidade (o corpo como instrumento) no dia a dia. Na apresentação, são abordados temas como a importância da prática de atividades físicas para promoção do bem-estar e qualidade de vida. Por meio de mímica e contação de histórias, o personagem de “Diário de viagem” mostra os sentimentos envolvidos quando conhecemos um lugar novo. De forma lúdica, teatral e poética, o palhaço andarilho conta ao público sobre a experiência de conhecer diferentes culturas e a felicidade ao voltar para casa após uma longa viagem.


E2

APAE Sorocaba promove semana de atividades em comemoração ao Dia das Crianças

Com a chegada do Dia das Crianças, no próximo dia 12, a Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE) de Sorocaba promoverá, de 8 a 11 de outubro, uma série de atividades que envolverão a participação de 55 alunos da instituição, de 7 a 12 anos de idade. “A data é de extrema importância, pois destaca o quanto devemos defender os direitos e os interesses de cada criança. Em prol desse objetivo, decidimos presentear nossos alunos com uma programação especial”, ressalta o orador da APAE Sorocaba, Alex Nogueira. Para abrir a série de eventos, a entidade contará, no dia 8 de outubro, às 9 horas, em sua sede, com uma apresentação circense do grupo “Dispostos a Alegrar”. Já, no

dia 9, às 13 horas, os professores farão um passeio especial com os alunos ao zoológico municipal “Quinzinho de Barros”. No dia 10, haverá um dia de brincadeiras, das 9 às 10h45 e da 13h30 às 16h30, no pátio da escola, com cama elástica, piscina de bolinha e tobogã. E no dia 11, para encerrar a semana especial do Dia das Crianças, será apresentada, a partir das 9 horas, na prÍ pria sede da APAE Sorocaba, a peça teatral “O castelo de açúcar,” do grupo de artistas “Jaquetafica”. Uma das mais respeitadas e tradicionais entidades da cidade, a APAE Sorocaba atende, em tempo integral, deficientes intelectuais de 0 a 50 anos de idade, assim como

orienta suas famílias. Os usuários dividem o tempo em seções terapêuticas, escola e oficinas profissionalizantes em parceria com o SENAI Sorocaba. Outro ponto a ser destacado é o acompanhamento de uma equipe de médicos voluntários e outros profissionais especializados, tais como: fonoaudiólogos, fisioterapeutas, terapeutas ocupacionais, dentistas, equipe de enfermagem, professores e instrutores. A APAE Sorocaba fica na Rua Ubirajara, 528, Vila Gabriel. Mais informações sobre a entidade, pelo site: http://sorocaba.apaebrasil.org.br/ ou pelo telefone: (15) 3219-2499.


Jornal Z Norte - 177ª Edição (05/10/2012)  

Jornal com 3 edições por mês, distribuido gratuitamente na Zona Norte de Sorocaba. Edição de 05/10/2012. Visite nosso site: www.jornalznorte...

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you