Page 1

Prefeitura gastará mais de R$ 100 mil reais em locação de computadores

ornaldecapela.com.br

do Alto, 15 de Junho de 2018

Pág. 07

CAPELA JORNAL DE

Capela do Alto | 15 de Junho de 2018 | Nº 01 - Ano 1 www.jornaldecapela.com.br - Distribuição GRATUITA

Sem Emprego Mais de setecentas pessoas foram demitidas na cidade em 2018

Sede da Polícia Militar é ponto de arrecadação para a Campanha do Agasalho Pág. 06

Pág. 04

Secretaria de Segurança Pública nega pedido de novas viaturas para atender a população Pág. 03 Prefeitura recebe mais um veículo para transporte de pacientes Pág. 06


2

www.jornaldecapela.com.br Capela do Alto, 15 de Junho de 2018

Capela do Alto ganha Editorial um novo jornal Viemos para ficar! A

missão do jornalismo é manter informado os seus leitores. E ponto! É pensando assim que o Jornal de Capela iniciou os seus trabalhos. Sem partidarismo, sem prejudicar ninguém, apenas informar corretamente o leitor, que envia para a redação os seus problemas, suas denúncias e como todo bom jornalista, vamos atrás das respostas. Claro, que a primeira impressão assusta os nossos governantes, um jornal isento chegando na cidade, mas ter de boas-vindas o silêncio do Executivo ao não responder nossos questionamentos, não parece ser a maneira mais inteligente de começar, mostra certo desdém com uma nova empresa, mostra despreparo na sua equipe de comunicação (se é que tem efetivamente uma, porque fomos atendidos pelo Diretor de Esporte e Lazer) ou pior, fica no ar a dúvida, porque não querem nos responder? Não sabem ou não podem responder? O jornal que hoje se inicia, veio para ficar e manter cada vez mais nosso povo informado. Amigos leitores, o que é mais importante para a nossa cidade? Sua cultura, suas terras, suas praças, a culinária? Esses pontos, com certeza, apresentam alguma importância para a cidade, mas nada se compara com a importância do seu povo. O comerciante, a dona de casa, o trabalhador rural, o comerciário, os funcionários da administração pública, os estudantes, enfim, cada habitante da cidade. Cada homem, cada mulher, cada criança, cada cidadão, esses, sim, são a essência da importância da cidade. Nesta sexta-feira, dia 15 de junho é um dia histórico para nós e para o município. O Jornal de Capela chegou! Respeitosamente, pedimos licença a quem realmente é importante para tornar público, para explicar, para expor, para informar. Mais que um jornal, queremos ser um parceiro. Nosso objetivo é caminhar junto, estreitando as relações, sempre acreditando na Capela do futuro. O Jornal de Capela chegou e ele é todo seu!

EXPEDIENTE www.jornaldecapela.com.br Muito mais Jornal

EDIÇÃO MENSAL Iperó Comunicação Ltda ME CNPJ: 22.989.691/0001-30 GRUPO Z DE COMUNICAÇÃO Avenida Itavuvu, 3373 - Piso L2 Shopping Cidade Sorocaba - Sorocaba/SP

Diretoria Fernando de Araujo Silva redacao@jornaldecapela.com.br cel (15) 98128.7921 Angela Aparecida Alves comercial@ jornaldecapela.com.br cel (15) 98144.9091

O

Jornal de Capela inicia as suas atividades oficialmente nesta sexta-feira (15). Em grande estilo, o periódico que circulará mensalmente na cidade terá circulação de 3 mil exemplares por edição. De acordo com Fernando Araújo, um dos diretores do jornal, a circulação será feita em pontos estratégicos da cidade como em estabelecimentos comercias, locais de grandes circulação de pessoas e nas principais vias da cidade. “Queremos levar uma excelente leitura a todos, mantendo-os informados de tudo o que acontece em nossa cidade”, diz. Fernando também fala sobre o conteúdo editorial do jornal.“É um momento ímpar para a cidade. Estamos trazendo conteúdo editorial independente e com forte apelo aos assuntos que são de interesse público”, comenta. “Nesta edição, por exemplo, temos informações sobre trabalho, segurança pública, arrecadação de imposto, política, enfim, assuntos que influenciam o nosso cotidiano”, ressalta. O empresário explana sobre as coberturas das sessões da Câmara. “A partir de agora, teremos um resumo de tudo o que acontece no Legislativo da cidade, mostrando as indicações, requerimentos, projetos de lei, tudo que possa interessar aos leitores, que por muitas vezes, não têm tempo de ir assistir as sessões e muitos não sabem o que acontecem lá. E não teremos só isso no jornal, iremos trazer informações diversas, de todos os segmentos, sempre a serviço do leitor”. O empresário é enfático em dizer sobre o mundo político. “Outra coisa que vale ressaltar, é que somos totalmente APARTIDÁRIOS, não somos filiados a partido político nenhum e assim mantemos nosso compromisso único com a população. Viemos para somar, para manter todos bem informados!”, conclui o diretor Fernando. Angela Alves, diretora comercial do jornal, também comemora o momento. “Sempre tive muita simpatia pela cidade de Capela do Alto. É um grande prazer trazer para a cidade e para os comerciantes e empresários mais uma forma de informação através da notícia e da publicidade”, opina. “O Jornal de Capela é casa de todo cidadão. Estaremos sempre de portas abertas para todos”, conclui. O Jornal de Capela é mais um periódico que faz parte do Grupo Z de Comunicação, com sede em Sorocaba, e com treze anos de experiência, com dois jornais na cidade de Sorocaba (Jornal Z Norte e Jornal Z Oeste), Iperó com a Folha de Ipéro e agora em Capela do Alto. “O momento é de festa, a festa da informação dedicada ao povo de Capela”, conclui Fernando.

As matérias e artigos assinados não representam necessariamente a opinião desse jornal, sendo de inteira responsabilidade dos seus autores

Região ganha centro gratuito de atenção ao dependente químico

O

fortalecimento do tratamento aos usuários de drogas é a principal bandeira do Centro de Atenção ao Dependente Químico (Cadq). Trata-se de uma iniciativa pioneira em Sorocaba, de apoio tanto aos usuários de drogas quanto aos seus familiares. O grupo começou a operar em abril passado e está ganhando força na cidade, com atendimento totalmente gratuito na sua sede, na região central da cidade. O atendimento ocorre das 8h às 18h, de segunda a sexta-feira, e aos sábados, das 9h às 15h, baseado em sistema terapêutico alicerçado em princípios cristãos. Durante a semana, ainda são oferecidos cursos profissionalizantes aos participantes, como de Corte e Costura, Sistema Toyota de Produção e de Auxiliar de Logística, além de aulas de violão, de ensino de elaboração de currículo e de postura em entrevista de emprego. Também há atividades esportivas como capoeira e jiu-jitsu. O Missionário Rodrigo Manga está à frente do grupo, formado por uma equipe multidisciplinar de profissionais. No Cadq, Manga aproveita sua expertise no combate às drogas e no apoio ao tratamento químico, para ampliar sua atuação em prol desta que é a sua principal bandeira de atuação. “O mais importante é a recuperação. Estamos dispostos a ajudar quem quer que seja, independente da sua religião. Mostramos o caminho, mas vale lembrar que mudar de vida depende, e muito, da boa vontade da pessoa e da sua família”, ressalta. É o caso de Cristian do Sacramento, 32 anos, que desde o mês passado participa das atividades do Cadq. Usuário de cocaína desde os 12 anos de idade, perdeu o emprego, foi abandonado pela noiva e por seus familiares e tentou se matar por duas vezes. Após três internações para reabilitação, optou pelo Cadq. “A dona da república onde morava soube da iniciativa e indicou para minha mãe. Desde que comecei a participar das ações, em abril, ‘estou limpo’. É uma vitória particular. Sei da minha capacidade para o bem e para o mal e, aos poucos, estou reconstruindo a vida”, comemora.

Palestras - Cristian participa ativamente de todas as palestras do Cadq. Elas ocorrem às segundas e quintas-feiras, às 19h, voltadas aos usuários e aos seus familiares. Nessas ocasiões é apresentada, num programa com duração de 12 semanas, uma série de ensinamentos a serem praticadas no dia a dia, como forma de contribuir para que a pessoa fique livre das drogas e que o familiar saiba como encarar positivamente essa situação. Desempregada, Eliana Esteves, 39 anos, na quinta-feira (dia 3 de maio) participou pela primeira vez de uma dessas palestras. Seu filho de 20 anos é usuário de drogas, perdeu o emprego após uma briga na empresa, e começou a ficar violento em casa.“Não sabia mais a quem recorrer; preciso de ajuda, pois a família toda está sofrendo. Soube do Cadq pela minha irmã e resolvi conhecer essa iniciativa. Já de cara estou gostando”, admite. Diferencial - Conforme Manga, o diferencial do Cadq é exatamente esse, tratar a família como um todo e não apenas o dependente químico.“Para buscar apoio e começar a agir, a família não deve esperar que o usuário peça ajuda ou manifeste interesse, pois pode ser tarde demais. Os familiares precisam atuar juntos e ajudar a mostrar o caminho correto ao dependente químico. É uma guerra desumana a ser vencida, que destrói tudo o que a pessoa mais gosta”, acrescenta. Elaine de Moraes, 39 anos, é vigilante e luta contra a dependência de álcool e cocaína e também resolveu buscar forças no Cadq. “Sentia que a internação não era o caminho para mim, então soube do Cadq por uma amiga. Desde que entrei no grupo tudo mudou para melhor. Já consigo estar longe das drogas e o relacionamento com meus familiares, principalmente minhas irmãs, melhora a cada dia. Descobri que tenho força de vontade o suficiente e estou encarando o mais duro desafio da minha vida”, destaca. Contato – A sede do Cadq está localizada na Avenida Afonso Vergueiro, 1.559, em frente ao Sorocaba Shopping. O contato pode ser feito diretamente no local ou também pelo telefone (15) 3232-2822, ou ainda via Whats (15) 99829-4624.

Você tem problemas com DROGAS ou ÁLCOOL? Conhece alguém que tem esse problema, mas quer SAIR dessa vida e precisa de ajuda? Então venha participar do CADQ.

(15) 99829-4624 (Whatsapp) Palestras às segundas e quintas-feiras às 19h

(15) 3418.5285

comercial@jornaldecapela.com.br redacao@jornaldecapela.com.br Tiragem: 3 mil exemplares

INFORME PUBLICITÁRIO

Av. Afonso Vergueiro, 1559 - Centro - Sorocaba

TRATAMENTO GRATUITO Diretores Fernando Araujo e Angela Alves


RÁPIDAS

www.jornaldecapela.com.br Capela do Alto, 15 de Junho de 2018

3

Secretaria de Segurança Pública nega pedido de novas viaturas para atender a população Fernando Araújo redacao@jornaldecapela.com.br

O

s nobre edis, vereadores Enio de Oliveira Campos (MDB) e Regina Leite Tolentino (MDB) mandaram um oficio de nº 048/2018 destinado a Secretaria de Segurança Pública, pedindo a destinação de mais viaturas para a cidade. A resposta foi lida no plenário e veio que o Estado não tem condições de viabilizar essas viaturas. A vereadora desabafou: “Então taí, nós entramos com esse pedido, vem negando dizendo que o Deinter-7 não tem condições, o DAP também não tem condições... aí a gente fica desesperado porque é um caso muito sério. Eu fico horrorizada. Eu convido todos para a gente tentar marcar uma reunião com o secretário de segurança pública para ir até lá e falar pessoalmente sobre esses problemas. A polícia civil ter um tratamento dessa forma da secretaria de estado, sem viaturas, sem condições de trabalho. Eu gostaria de tentar marcar para que todos os vereadores fossem junto, o prefeito até, porque do jeito que está não dá para continuar, e consertar as viaturas que estão aí não vai adiantar nada. Vamos tentar uma audiência com o secretário”.

Você teve atendido algum pedido? O vereador Benedito Fidêncio Rosa Filho (PP) iniciou a sessão da última quarta-feira (13), questionando todos os vereadores, sobre qual deles já teve algum pedido atendido pelo prefeito. Um a um, o vereador foi chamando nominalmente os nobres edis para saber as suas respostas. Iluminação Pública O vereador Benedito Fidêncio Rosa Filho (PP) ainda utilizando da tribuna, vol-

tou seu discurso para cobrar o prefeito sobre a iluminação pública. “Alguma coisa muito séria que tem que ser discutido entre nós 11 vereadores. Não é base. Não é unir lá 6 vereadores na base e conversar com o prefeito. Nós temos que tomar uma decisão, tomar uma providência, o mais rápido. O pessoal paga uma taxa de R$ 11,00 de iluminação e essa iluminação nós temos o direito de colocar luminária, nós temos R$ 800 mil. Vou perguntar a vereadora (Regina Leite Tolentino - MDB): Quanto nós temos de dinheiro? Esse assunto que eu queria ver com vocês é mesmo sobre as lâmpadas, o rapaz passou a relação de lâmpadas queimadas para vocês nobres vereadores? Porque pra mim não passou, e sabe que nossa cidade está na escuridão. Antes nós tínhamos um caminhão que servia todos os bairros, centro e hoje eu não consigo entrar em contato. Canguera está na escuridão, não vou falar todos porque tem tantos bairros e o que está acontecendo? Nós vereadores não podemos ficar esperando emenda de deputado. Eu não aguento mais esperar emenda de deputados. Tem um deputado aí que deu uma moto para nós, mas eu não sei onde está rodando essa moto, até agora não chegou essa motinha. Eu perdi a esperança com os deputados, se numa época dessa eles não fazem, vão fazer depois de Outubro? Nunca”.

Voltar para a Comissão da CIP A vereadora Regina Leite Tolentino – MDB pediu durante a sessão, que ela voltasse para a comissão da CIP (Iluminação Pública). “Inclusive Senhor Presidente, o João era representante como vereador lá na comissão da CIP, agora ele se afastou e eu gostaria de fazer novamente parte dessa comissão. Eu gostaria que você

me nomeasse, não sei se o senhor tem condições de fazer isso, mas eu gostaria que nomeasse a minha pessoa para fazer parte dessa comissão, na verdade eu fui retirada e quem faz parte hoje é o João”. Pedido de Desculpas do Presidente “Eu queria até finalizar a minha fala, dizendo do acontecido na sessão passada. Eu acho que todo mundo erra na vida né, e não é porque a gente falou, eu acho que se eu ofendi você eu peço desculpa, porque nada mais bonito do que vir publicamente se redimir do que aconteceu e com certeza a nossa amizade é muito mais do que esse fato que aconteceu”, terminou assim a fala do Presidente do Legislativo Josué Correa (PPS) ao se dirigir ao vereador Benedito Fidêncio Rosa Filho (PP). O vereador respondeu: “Mais uma vez eu queria falar para vocês vereadores e vou repetir o mesmo que eu falei. Eu gostaria que nós 11 vereadores trabalhassem unidos, e cada um de nós aí quando tem um desabafo a fazer, cada um respeitar o outro, embora muitas vezes não esteja correto o que ele está fazendo, mas vamos respeitar, depois a gente sai lá fora e conversa numa boa, não é verdade? Mas

N

vamos deixar à vontade porque aqui tem 11 vereadores e cada um querendo fazer um ótimo trabalho”, concluiu o vereador Dito Fidêncio. TV Câmara Observando o site do legislativo, observamos que as sessões não estão sendo transmitidas na página da internet. A última sessão que consta lá é de 25/04/2018. O que será que aconteceu?

Deus abençoe o rolê

o Portal de Transparência, consta apenas uma licitação durante esse ano de 2018 voltada a atender a Câmara Municipal de nossa cidade. Trata-se do processo licitatório nº 0001/18 para o fornecimento de 10 mil litros de combustível tipo “gasolina comum” para abastecer a frota de veículos oficiais do Legislativo. A empresa vencedora foi o Auto Posto Portal São Francisco Ltda e o valor anual com vigência de 26/02/2018 à 26/02/2019 ficou em

R$ 40.700,00, ficando assim o litro da gasolina saiu por R$ 4,07. Analisando a compra, entende-se que o legislativo consome uma média de 833 litros de gasolina por mês. Até o momento não consta nenhum aditamento nesse contrato. Na última sessão do legislativo, um carro estava estacionado dentro das dependências da Câmara (local onde deve ficar os carros oficiais do legislativo), o curioso é o adesivo nele colado, com os dizeres: “Deus abençoe o rolê”.


4

www.jornaldecapela.com.br Capela do Alto, 15 de Junho de 2018

CAPA

Mais de setecentas pessoas foram demitidas na cidade em 2018 Fernando Araújo redacao@jornaldecapela.com.br

M

ais exatamente, setecentos e oitenta e nove pessoas já perderam o emprego em 2018 somente nos primeiros quatro meses do ano. A informação é do último levantamento do Ministério do Trabalho e Emprego. Conforme os números, a agropecuária foi o setor que mais demitiu na cidade nos quatro primeiro meses do ano. Neste período, 821 pessoas perderam o emprego. A construção civil efetivou o segundo maior número de demissões no período, quando 10 pessoas perderam seus postos de trabalho e seguido da Extrativa Mineral que demitiu uma pessoa. No período, ainda conforme o levantamento do Ministério do Trabalho, que leva em consideração os números do Caged (Cadastro Geral dos Empregados e Desempregados), houve 43 contratações, o que deixou um saldo negativo de 789 postos de trabalho, ou seja, na matemática da situação, quase duzentas pessoas não conseguiram se recolocar na cidade após o processo de demissão, o que equivale a cinquenta pessoas sem colocação por mês. Doze meses Nos últimos doze meses levantados, ou seja, de abril de 2017 até abril de 2018, conforme os dados do Ministério do Tra-

balho, 3.167 perderam o emprego em Capela. Houve 3.116 contratações, resultando em um saldo negativo de 51 postos de trabalho. Abril A maioria das demissões aconteceram em Abril, quando foram fechados na cidade, 402 postos de trabalho e teve apenas 69 admissões. Entenda mais sobre o CAGED - Cadastro Geral de Empregados e Desempregados O CAGED foi criado pela Lei 4.923 de 23/12/1965, quando instituiu-se a obrigatoriedade das informações sobre admissões, desligamentos e transferências. Constitui importante fonte de informação do mercado de trabalho de âmbito nacional e de periodicidade mensal. Foi criado como instrumento de acompanhamento e de fiscalização do processo de admissão e de dispensa de trabalhadores regidos pela CLT, com o objetivo de assistir os desempregados e de apoiar medidas contra o desemprego. A partir de 1986, passou a ser utilizado como suporte ao pagamento do seguro-desemprego e, mais recentemente, tornou-se, também, um relevante instrumento à reciclagem profissional e à recolocação do trabalhador no mercado de trabalho.

Diferente de municípios da região, Prefeitura não conta com um “Diário Oficial (DO)”, onde são publicadas os atos oficiais da administração

O

“Diário Oficial” (DO) que é uma edição na qual são publicadas as leis, licitações, atas de plenário e todas as demais atividades de uma divisão administrativa brasileira. Em Capela do Alto, uma lei municipal de Julho de 2009 foi sancionada pelo então prefeito Marcelo Soares da Silva, onde criou-se na época o Jornal Oficial do Município. A referida lei dizia em seu artigo 1º, que “Fica o Poder Executivo autorizado a criar e editar um jornal oficial do Município destinado a dar publicidade de suas leis e demais atos oficiais, bem como divulgar fatos e atividades de interesse da população. O jornal, desde já denominado “MUNICÍPIO DE CAPELA DO ALTO – Órgão Oficial da Prefeitura de Capela do Alto” poderá também, editar os atos oficiais e a publicidade dos órgãos públicos federais, estaduais e de outros municípios que, necessariamente, devam ter publicidade pela imprensa...” Sabendo disso, verificando o site da prefeitura, para a nossa surpresa, nos deparamos com apenas três edições publicadas, esta última com data de 30 de Janeiro de 2010. De acordo com a Prefeitura, “o município não conta com diário oficial, porém, o mesmo está em fase de implantação, portanto em breve iremos contar com um diário oficial. No mo-

mento publicamos em jornais regionais, diário oficial do Estado e também da União”. Novamente questionada, a municipalidade disse não ter uma data prevista para iniciar a publicação. Também não nos informou o quanto é gasto mensalmente com publicações dos atos administrativos em outros órgãos de imprensa, seja ele regional, estadual ou da União.

Expediente do último jornal publicado no site da prefeitura, em 30 de janeiro de 2010


Social Arraiรก da Apae

Angela Alves

www.jornaldecapela.com.br Capela do Alto, 15 de Junho de 2018

5


6

www.jornaldecapela.com.br Capela do Alto, 15 de Junho de 2018

Sede da Polícia Militar é ponto de Deputado Vitor Lippi visita Capela do Alto arrecadação para a Campanha do Agasalho Fernando Araújo redacao@jornaldecapela.com.br

T

odos os anos, a Campanha do Agasalho engaja a comunidade de nossa cidade a colocar em prática seu espírito solidário na doação de agasalhos e cobertores. A campanha que teve início em 28 de maio, se estenderá até o dia 31 de julho. As peças arrecadadas serão enviadas ao Fundo Social de Solidariedade e Desenvolvimento Social do Município. Para a campanha serão aceitas roupas novas e usadas, cobertores e peças em geral em boas condições de uso e limpas. Um dos pontos de arrecadação é na sede da Polícia Militar, que já repassou ao Fundo Social de Soidariedade mais de 190 peças doadas pela população. Com o frio que atinge a região, cada vez mais necessitamos de doações. Para participar, você pode entregar sua doação na sede

O

da Policia Militar de Capela do Alto, situada na Rua José Machado, n° 50, centro.

Prefeitura recebe mais um veículo para transporte de pacientes

( Péricles Gonçalves (Kéke), Tilde Cleto (viúva do vereador Célio Cleto) e Henrique Leme Vice Prefeito.

A

Prefeitura de Capela recebeu mais um veículo, totalizando agora dois novos carros 0km que serão utilizados para atender o transporte de pacientes na área da saúde. São novos veículos que chegam para estruturar a Secretaria de Saúde. Um kwid (anunciado anteriormente) e agora uma Spin 0km com capacidade para 7 lugares. Uma conquista do vereador Célio Cleto, através do deputado Pedro Káka.

“Estamos empenhados em reestruturar a frota de veículos de Capela do Alto. Esse ano já recebemos, além dos dois veículos da saúde, uma máquina agrícola equipada para área da agricultura. Com muito trabalho e gestão, iremos receber outros novos veículos para áreas de Segurança, Saúde, Assistência Social e outras”, comentou o prefeito Péricles Gonçalves.

deputado federal Vitor Lippi esteve em Capela do Alto esta semana, acompanhando do Prefeito e outras lideranças locais para visitar as obras da cidade e prestar contas do mandato. Com quase R$ 2 milhões indicados junto ao governo federal, Lippi se destaca como o deputado federal que mais auxiliou a cidade de Capela no atual mandato. “Costumo dizer que não sou um visitante de Capela do Alto, sou um amigo da cidade, quero conquistar ainda muitas coisas para o município”, explicou do deputado Vitor Lippi, médico de formação.

Entre os recursos indicados para a cidade está o recurso para o asfalto no Bairro Cercadinho, a infraestrutura do bairro Iperózinho, compra de materiais para a saúde municipal e o trabalho político para a conclusão das obras na Escola do Porto. O prefeito Péricles Gonçalves agradeceu a visita do deputado Lippi. “O Vitor tem nos ajudado em questões estratégicas, além do recurso financeiro. É fundamental para nós termos um deputado federal sempre a disposição para nos auxiliar. Muito Obrigado, Lippi”, resumiu o prefeito capelense.


www.jornaldecapela.com.br Capela do Alto, 15 de Junho de 2018

7

Distrito industrial Prefeitura gastará mais de R$ 100 mil receberá infraestrutura O reais em locação de computadores Fernando Araújo redacao@jornaldecapela.com.br

N

o mês de Maio deste ano, a Prefeitura publicou um edital, referente a locação de 42 (quarenta e dois) computadores tipo desktop e 30 (trinta) notebooks novos, destinados as escolas municipais. A Licitação no modelo pregão presencial, Tipo menor preço, processo de nº 026/2018, teve dois vencedores: A empresa A2 Works Comércio e Serviços, que ofertou o menor preço referente aos 42 computadores desktop e também a empresa Telefonica Data S.A. que irá fornecer os 30 notebooks. O contrato já está vigente e foi homologado dia 21/05/2018, com vigência de 22/05/2018 até 22/05/2019. O valor total gasto será de R$ 101.160,00, sendo R$ 57.960,00 referente a locação dos 42 computadores e R$ 43.200,00 referente a locação dos notebooks. Ao final do contrato, para continuar com os produtos, a prefeitura poderá prorrogar o mesmo, se houver interesse de ambas as partes, obedecido o disposto na Lei 8666/93. Havendo prorrogação do presente contrato, o valor do mesmo

poderá ser reajustado após doze meses da data de sua assinatura, tomando por base a variação do IPC-FIPE no período. Os Equipamentos A pedido da Prefeitura, os equipamentos locados são 42 computadores, todos com processador Intel Core i5 3,40 GHz, 7ª Geração ou superior, com Memória de 4 GB DDR4 2400 MHZ; HD de 500 GB; Monitor tamanho de 18,5” com ajuste de inclinação, conexão Display Port ou VGA da mesma marca do fabricante do Desktop. Deverá também ter as Portas - 8 USB/ 1 HDMI/1 Display Port; Drive Óptico e Sistema Operacional Windows 10 Professional 64 bits; todos com Mouse e Teclado com fio e Fonte mínimo de 180 W 2.2. Serão também 30 Notebooks, com processador igual ou superior Intel I5 de 6ª geração; com 8 GB de memória RAM ou superior; Monitor de 14” LED ou superior; HD de 500 GB ou superior; WebCam integrada e licença do Sistema Operacional Windows 10. Além dos equipamentos, está incluso no valor licitado, toda manutenção, substituição

de peças, transporte, locomoções de técnicos, seguro dos equipamentos contemplando: acidentes com veículos terrestres; raios; explosões; incêndios; Roubo ou furto qualificado; Danos elétricos em caso de descargas e oscilações elétricas e curtos circuitos que danificam o aparelho e demais despesas, correrão por conta da contratada. Ainda correrá por conta da contratada a manutenção preventiva periódica, quando e se aplicável, incluída a limpeza, e toda mão-de-obra necessária para o bom funcionamento do equipamento. Prefeitura não respondeu A nossa equipe de jornalismo mandou as seguintes perguntas para o setor de comunicação da prefeitura: - Qual o motivo da escolha pela LOCAÇÃO e não a COMPRA dos equipamentos? - Qual o destino dos equipamentos? A Prefeitura, assim como em outros questionamentos, respondeu afirmando que não teria tempo hábil para responder a questão. Vale ressaltar que nosso questionamento foi enviado por volta das 13hs, podendo ser respondido até as 16h, que depois estendemos até as 20h.

Prefeito Péricles Gonçalves assinou no último dia 10 de maio, na cidade de Sorocaba, junto ao governador do Estado Márcio França, a liberação de recursos, para pavimentação do Distrito Industrial. “Esse é um grande passo rumo ao desenvolvimento de Capela do Alto, com a implantação de infraestrutura no distrito, com certeza teremos mais desenvolvimento nas áreas de geração de emprego e renda para o município. Através de nossa gestão, criamos o Programa de Desenvolvimentos Econômico, Invista em Capela, que só no primeiro ano de existência já atraiu 7 novas empresas para o município com uma expectativa de criação de cerca de 200 novos postos de trabalhos”, comentou o prefeito Péricles Gonçalves (Kéke).


8

www.jornaldecapela.com.br Capela do Alto, 15 de Junho de 2018

Profile for Fernando de Araujo Silva

Capela do Alto - 1ª Edição (15/06/2018)  

Jornal MENSAL, distribuido gratuitamente na cidade de Capela do Alto. Visite nosso site: www.jornaldecapela.com.br

Capela do Alto - 1ª Edição (15/06/2018)  

Jornal MENSAL, distribuido gratuitamente na cidade de Capela do Alto. Visite nosso site: www.jornaldecapela.com.br

Advertisement