Issuu on Google+

Não jogue este impresso em vias públicas / Compartilhe com seus amigos

GENTE QUE FAZ

Uma viagem no tempo através da música

O fotógrafo que

O espetáculo acontecerá no Teatro São Joaquim em Lorena, dia 14 de dezembro às 20 horas

marcou época

ivo

u Arq

al

sso

Pe

“Deus nunca tira algo de sua vida sem o substituir por algo melhor”. Billy Graham

Mauro Rangel de Souza marcou época em nossa cidade. Este homem de educação refinada foi sem dúvida um dos fotógrafos mais conhecidos em Lorena. Sua loja localizada em entorno da praça central tinha o nome de FOCO. Sempre ale gre , o Sr. Mauro demonstrava sua técnica aos lorenenses, na arte da fotografia. Com três filhos e sua esposa conhecida como Cida (que o ajudava na loja). Hoje, aposentado, é sem dúvida uma lição de profissionalismo, pois foi um dos pioneiros no município eternizando os melhores momentos, através das lentes de uma máquina fotográfica. Mauro Rangel de Souza é Gente que Faz, tem sua vida dedicada a arte da fotografia, um exemplo de homem e cidadão, uma educação admirável e acima de tudo, uma competência inigualável. José Nicodemos

Jornal Vale Vivo

Câmara Municipal de Roseira não cumpre Lei de Acessibilidade

Acessibilidade somente na entrada da Casa de Leis

Página 04

Parabéns Lorena pelos 225 anos neste dia 14 de novembro Figueira Centenária localizada no bairro da Cabelinha, assim como outra, que outrora existiu em uma das entradas da cidade (citada no texto na página 6 e 7)e que D. Pedro I descansou sob suas sombras em 1822 e também citada em um postal pelo escritor Euclydes da Cunha Prefeito Edson Mota concede 8% de aumento para todos os professores da rede municipal de ensino do município de Silveiras Mais notícias de Silveiras na página 04

Prefeitura de Potim foi contemplada pelo PAC 2 e receberá mais de R$ 7 mi para investimentos em infraestrutura O Prefeito Benito Thomaz esteve presente na Cerimônia de Anúncio do PAC 2 (Programa de Aceleração do Crescimento), em Brasília, 24. Durante o evento foi divulgado o resultado da seleção do programa e Potim foi beneficiado com a liberação de recurso de R$ 7 milhões e 300 mil para investimentos em infraestrutura. Segundo informações da Diretoria de Planejamento,

os investimentos serão realizados nos bairros: Jardim Cidade Nova – pavimentação, iluminação, calçada e ciclovia; Jardim Alvorada – pavimentação e calçada; Centro, Chácara Tropical e Frei Galvão – recapeamento, pavimentação e calçadas; Via Miguel Vieira que dá acesso ao bairro Vista Alegre – iluminação, calçadas e ciclovia. “Fique muito contente

Vereador Capitão Elton cria projeto “IPTU Progressivo no tempo”

Página 03

Prefeito Benito e Presidente Dilma

por mais esta conquista para Potim. Agradeci a Presidente Dilma, que também esteve presente, e aproveitei para fazer o pedido de urbanização para a Praça Francisco de Assis Galvão (raspadão)”, ressaltou o Prefeito Benito Thomaz. As obras estão previstas para iniciar no final de 2014. Para mais informações entrar em contato pelo telefone 31129200.

Vereadores de Guaratinguetá Conselho da Flona de prestam homenagem a Lorena debate Zona Servidores Públicos de Amortecimento Página 05

Página 09


Jornal Vale Vivo

02

Opinião Editorial O verão está se aproximando, “teoricamente” inicia-se em 21 de dezembro, porém com as mudanças climáticas ocorridas ao longo dos últimos anos, essa premissa já não pode ser considerada verdadeira. O calor é intenso, prematuro e requer cuidados com a saúde, leiase Dengue, uma real preocupação acercada de explosões causadas pela enfermidade, nas cidades da região. Os municípios que não fizeram a “tarefa de casa” nestes últimos meses devem “correr atrás do prejuízo”. Que o Poder Público e a população possam se conscientizar dos riscos e tomar as medidas necessárias para evitar futuras epidemias, é necessário evitar a causa e não lamentar a consequência! EXTRATO DE HOMOLOGAÇÃO PREFEITURA MUNICIPAL DE ROSEIRA PREGÃO 012/2013 - PROCESSO - N°016/2013 OB J ETO : C O NT R ATA Ç Ã O D E E M P R E S A ESPECIALIZADA PARA TRANSPORTE E DESTINAÇÃO FINAL DE RESÍDUOS SÓLIDOS DOMICILIARES E COMERCIAIS PROVENIENTES DA COLETA PÚBLICA DO MUNICÍPIO, EM ATERRO SANITÁRIO DEVIDAMENTE LICENCIADO, COM FORNECIMENTO DE VEÍCULOS, EQUIPAMENTOS, MATERIAIS E MÃO DE OBRA. EMPRESA VENCEDORA: VSA VALE SOLUÇÕES AMBIENTAIS LTDA. CNPJ Nº09.101.356/0001-96 VALOR TOTAL: R$ 12.750,00 (DOZE MIL, SETECENTOS E CINQUENTA REAIS). DATA DA ASSINATURA DA HOMOLOGAÇÃO: 07/10/2013

08 a 21 de novembro de 2013

Cantinho da Reflexão Alçar voo sem medo

A tentação nos leva a um chamado “conforto”, “ao não fazer nada”, e deixar simplesmente a situação passar. Mas nós devemos alçar voo porque a nossa força está no Espírito Santo que ressuscitou Jesus Cristo dos mortos. É preciso bater as asas como São Paulo, porque ele não ficou amarrado nos problemas, mas alçou voo, e veja que maravilhavas este homem fez e você também pode fazer! O Espírito Santo, o carisma, que estava em Paulo também está em ti. O que nos falta é bater asas. Mas nós temos medo, estamos desencorajados, e o Espírito Santo quer nos dar coragem, ousadia, intrepidez, para alçarmos voo. Em seu primeiro voo, o passarinho enfrenta até condições de insegurança. Para ele voar é preciso deixar o chão. Imagine um filhote de águia lá nos píncaros, ele não está ali alguns centímetros do chão, ele está no local mais alto das montanhas. E a águia mãe força o filhote a saltar e abrir as asas também. Ele não tem nada debaixo de si, mas é ai que ele tem que tentar, e bater as asas. Você também pode bater asas nas alturas e enfrentar coisas que nunca enfrentou, mesmo que esteja doente, decepcionado com a vida, com seu casamento, com seus filhos, e até mesmo com Deus. Você pode bater asas nas alturas e fazer coisas que você nunca fez! Que problemas você enfrenta? Em que desânimo e decepção você está amarrado? Seja qual for a situação que está vivendo, saiba, você tem asas, tem o Espírito Santo dentro de você. Ele é o mesmo que ressuscitou Jesus dentre os mortos. Este Espírito dá vida, pois Ele é vivificante, e o que você precisa fazer é bater asas sem medo. Seja qual for o problema que você está enfrentando, glorifique a Deus por eles, pois te obrigam a bater asas, e não te deixam parados! Eles te empurram, fazem você perder o chão e assim alçar voos nas alturas. Monsenhor Jonas Abib Fundador da Comunidade Canção Nova e presidente de honra da Fundação João Paulo II, mantenedora do Sistema Canção Nova de Comunicação, em Cachoeira Paulista (SP). É um dos religiosos que mais se destacou utilizando os meios de comunicação na ação evangelizadora da Igreja Católica, na América Latina. Autor de 48 livros, Cd´s e DVD´s, além de várias palestras em áudio e vídeo.

EXTRATO DE CONTRATO Nº. 031/2013 CONTRATANTE: MUNICÍPIO DE ROSEIRA CONTRATADA: VSA VALE SOLUÇÕES AMBIENTAIS LTDA. CNPJ Nº09.101.356/0001-96 VALOR: R$ 153.000,00 (CENTO E CINQUENTA E TRÊS MIL REAIS) OB J ETO : C O NT R ATA Ç Ã O D E E M P R E S A ESPECIALIZADA PARA TRANSPORTE E DESTINAÇÃO FINAL DE RESÍDUOS SÓLIDOS DOMICILIARES E COMERCIAIS PROVENIENTES DA COLETA PÚBLICA DO MUNICÍPIO, EM ATERRO SANITÁRIO DEVIDAMENTE LICENCIADO, COM FORNECIMENTO DE VEÍCULOS, EQUIPAMENTOS, MATERIAIS E MÃO DE OBRA. DOTAÇÕES ORÇAMENTÁRIAS: 0209.03.15.452.0010 .2022.01.05.3.3.90.39.00 DATA DA ASSINATURA: 07/10/2013 VIGÊNCIA DO CONTRATO: 12 MESES FUNDAMENTAÇÃO LEGAL: FUNDA-SE NOS PRECEITOS DE DIREITO PÚBLICO, PELO QUE DETERMINA A LEI FEDERAL N°. 8.666/93, APLICANDO OS PRINCÍPIOS DA TEORIA GERAL DOS CONTRATOS E AS DISPOSIÇÕES DE DIREITO PRIVADO. PRC Nº016/2013 - PREGÃO Nº012/2013 PREFEITO MUNICIPAL:JONAS POLYDORO PREGOEIRO:LUÍS HENRIQUE CALTABIANO

Expediente

Jornal Vale Vivo CNPJ: 13.463.982/0001-08 Lorena - SP

Jornalista Responsável: Maria A.F.B. Matias MTB:68.138

Departamento Comercial: Ricardo Mendes (12) 98895-1500

Diagramação: Rafael Gomes de Andrade (12) 99186-3127 / 98140-1119

Registro Civil de Pessoas Jurídicas. Comarca de Lorena, n° 25, página 028, Livro B-1

Distribuição quinzenal nas cidades: Lorena, Aparecida, Cachoeira Paulista, Canas, Guaratingetá, Piquete, Potim, Roseira e Silveiras

Tiragem: 5.000 exemplare

www.jornalvalevivo.com.br contato@jornalvalevivo.com.br

As opiniões e conceitos emitidos nos artigos assinados, não representam a opinião do Jornal e são de inteira responsabilidade de seus autores.


08 a 21 de novembro de 2013

Jornal Vale Vivo

03

Política Com baixa participação popular, LOA é discutida em Audiência Pública Prazos para emendas e votações estão em aberto Jornal Vale Vivo

Mônica Silva

A

Casa de Leis de Lorena realizou no dia 30 de outubro (quarta-feira) uma audiência pública para discutir a Lei Orçamentária Anual (LOA), embora o evento tenha sido aberto ao público e no convite de divulgação tenha os dizeres “Sua participação é muito importante para definir os rumos da cidade”, o evento contou com uma baixa participação do público. Vale ressaltar que o prazo para as emendas são de 10 dias, a contar da data da Audiência Pública, caso não seja colocado nenhuma emenda, vai a plenário, agora caso tenha, a comissão tem mais dez dias. Confira os valores destinados a cada secretaria: Poder Legislativo Câmara Municipal - R$ 6.500.000,00 Poder Executivo: Gabinete do Prefeito e Dependências Secretaria de Gabinete -

Poucas pessoas na Sessão que discutiu a LOA R$ 1.165.000,00 Secretaria de Governo R$ 295.000,00 Secretaria de Comunicação - R$ 480.000,00 Fundo Social de Solidariedade de Lorena R$ 275.000,00 Secretaria de Administração - R$ 3.055.000, 00 Secretaria de Negócios Jurídicos - R$ 1.110. 000,00 Secretaria de Finanças R$ 8.205.000,00 Secretaria de Obras e Planejamento Urbano - R$ 2.575.000,00 Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Turístico - R$ 921. 000,00

Secretaria de Agricultura e Desenvolvimento Rural - R$ 980.000,00 Secretaria de Serviços Municipais - R$ 12.215. 000,00 Secretaria de Municipal de Segurança - R$ 2.530.000,00 Secretaria de Trânsito e Transporte - R$ 1.310. 000,00 Secretaria de Meio Ambiente - R$ 2.300. 000, 00 Secretaria Municipal de Esporte e Lazer - R$ 1.764.000,00 Secretaria Municipal de Cultura - R$ 1.530. 000,00 Secretaria de Assistência e Desenvolvimento Social Recursos Municipais para a Assistência Social - R$

3.287.000,00 Recurso da Esfera Estadual para Assistência - R$ 643.000,00 Recurso da Esfera Federal para Assistência -R$ 860.000,00 Fundo Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente - R$ 1.090. 000,00 Secretaria de Municipal da Educação - Secretaria de Educação Decendiais -R$ 8.360.000,00 F u n d o d e Desenvolvimento e Valorização do Magistério - R$ 30.000. 000,00 Secretaria de Educação - Recursos Adicionais - R$ 9.160.000,00 Secretaria Municipal de Saúde Fundo Municipal de Saúde - R$ 30.860. 000,00 Fundo A Fundo Estadual - R$ 330.000,00 Fundo A Fundo Federal R$ 12.750.000,00 Sendo assim, o valor total do orçamento é de R$ 144.550.000,00.

Vereador Lucemir participa de aniversário do parlamentar Federal Guilherme Mussi

Vereador Angelo Graglia e Vereador Lucemir do Amaral com o Senador Aécio Neves

O vereador da cidade de Canas, Lucemir do Amaral, participou no último dia 26 de outubro, na cidade de Capão Bonito - SP, da festa de aniversário do deputado federal Guilherme Mussi, à convite do parlamentar. Na ocasião, o edil de Canas esteve com o governador do Estado, Geraldo Alckmin além de autoridades regionais e nacionais, bem como o senador da República, Aécio Neves. Acompanharam o vereador Lucemir, os vereadores de Canas Ademar Ligabo, Lucimar do Amaral e Vitor Lopes de Almeida, juntamente com os amigos da cidade de Canas Valmir Lafaiete (Mira) e Reginaldo Vitor. Apesar do momento de festividade, Lucemir aproveitou a ocasião para estreitar relacionamentos em busca de parcerias e melhorias para a cidade de Canas.

Visão política... Da Redação Ao sabermos de um projeto de lei em trâmite na Câmara Municipal de Lorena, de autoria do vereador capitão Elton, que trata do “IPTU progressivo no tempo”, rapidamente procuramos o parlamentar para saber das suas intenções. Inicialmente o parlamentar comentou sua grande preocupação como vereador - a Segurança Pública de Lorena. Em meio a muitas explicações, o vereador considerou que a falta de indústrias na cidade tem gerado o desemprego, ocasionando, assim, o desequilíbrio social e o consequente aumento da incidência criminal. “Não quero dizer que o desempregado sai assaltando por aí, ‘pessoa do bem’ se vira para sustentar a família, mas é que a economia local retraiu e tudo mais enfraqueceu, inclusive o poder aquisitivo das pessoas. Para reverter esse desgaste econômico, trago a experiência que muitas cidades brasileiras têm utilizado para diminuir a parcial ou total falta de utilização das edificações industriais, assim registradas na prefeitura. Caso o proprietário industrial não atenda ao disposto na lei, a prefeitura poderá cobrar o ‘IPTU progressivo no tempo’. Essa cobrança se faz pelo aumento gradual da alíquota do imposto, podendo dobrar seu valor de um ano para outro, até que a indústria seja reaberta absorvendo a demanda de empregos. Numa pesquisa que fiz, a causa dessas propriedades ficarem fechadas é a especulação imobiliária, porque no Brasil não há investimento mais lucrativo que o imóvel, independente se produz ou não. Para mim, o maior exemplo dessa especulação na região é o imóvel da antiga empresa Nexans, localizado às margens da Via Dutra, onde passa grande parte da riqueza nacional, com ótima localização e logística e, mesmo assim, permanece fechado há 2 anos, sem ter sido vendido ou alugado para finalidade industrial. Há de se salientar que a cidade perdeu centenas de empregos com o único fechamento da Nexans, famílias passaram e ainda passam ‘aperto financeiro’ e a economia municipal teve déficit tributário por essa razão. Imaginem o tamanho do prejuízo social”. O resultado mais importante da aplicação do “IPTU progressivo no tempo” é o cumprimento da função social da propriedade, como assegura a Constituição Brasileira, e, por essa ótica o parlamentar está correto em sua intenção. Sua vontade política em questão alcança também outros valores essenciais à sobrevivência em coletividade, por meio de uma distribuição equitativamente social do poder econômico e o direito ao emprego, garantindo mais dignidade às pessoas. Ao término da entrevista, o vereador capitão Elton assegurou que Lorena retornou aos rumos da legalidade, moralidade e prosperidade, com a nova gestão dos poderes Legislativo e Executivo, e finalizou dizendo: “contribuirei bastante com a segurança dos lorenenses em viver com maior qualidade de vida, quer por meio da oferta de mais emprego, melhor ensino, tranquilidade social, enfim, mais dignidade de vida...por isso sou vereador e tenho sido feliz com essa visão política”.

Projeto do vereador cap. Elton prevê aumento de IPTU para imóveis industrias fechados, à exemplo do imóvel da antiga Nexans que está fechado há dois anos

Vereador Bruno Camargo consegue R$ 30.000,00 em verbas para Santa Casa de Lorena através do Deputado Estadual Baleia Rossi Em Visita no primeiro semestre aos Deputados Estaduais Baleia Rossi e Jorge Caruso, o vereador Bruno Camargo, solicitou recursos para Santa Casa de Lorena. “Após o Ofício protocolado, tivemos a noticia que a verba será destinada no inicio de 2014, para melhoria no sistema

de saúde da Santa Casa do município. Agradecemos também o empenho do Deputado Estadual Jorge Caruso, na liberação da Utilidade Publica Estadual da Vila Vicentina Sagrada Família do Bairro da Cruz”, ressaltou Camargo.

Deputado Estadual Baleia Rossi, Bruno Camargo e Deputado Estadual Jorge Caruso


Jornal Vale Vivo

04

08 a 21 de novembro de 2013

Cidades

Alivinex

CHEGOU A POMADA QUE VOCÊ ESTAVA PRECISANDO! SEBO DE CARNEIRO (lanolina) Em Extratos Vegetais de: Arnica, Copaíba, Mastruz, Andiroba, Arruda, Salsa Parrilha e Confrei USADA CONTRA: DORES MUSCULARES, DORES LOMBARES, ARTRITE, ARTROSE, ETC.

Você encontra nas melhores farmácias da região. Tel. Contato: (12) 99625-9624

Câmara Municipal de Roseira não cumpre Lei de Acessibilidade Carla Moura Freelancer

N

o dia 19 dezembro de 2000 foi sancionado no Brasil a Lei nº 10.098 de acessibilidade das pessoas portadoras de deficiência ou com mobilidade reduzida. O objetivo da lei é fazer com que estas pessoas tenham o seu direito de ir e vir e viver normalmente em sociedade. Mas, treze anos já se passaram e ainda muitas cidades não se adequaram a lei, e essa situação causa diversos transtornos não somente para a pessoa deficiente mais também para os seus familiares, que muitas vezes são privados de ter uma vida social normalmente. No Vale do Paraíba as mudanças necessárias citadas na lei têm ocorrido lentamente, isso quando há alguma modificação, pois em muitas cidades p e qu e n a s qu e a l e i j á poderia estar em pleno vigor nada foi realizado, como por exemplo, no município de Roseira. Roseira possui poucos

habitantes, porém, basta caminhar nas ruas da cidade que logo se percebe as dificuldades que os moradores deficientes do local devem passar para se locomover, pois as calçadas não são niveladas e a maioria dos comércios também não cumpre a lei. Maria Cristina dos Santos Marinho, 35 anos, casada, mãe de uma menina de 16 anos e um menino de 11 anos, moradora de Roseira há 19 anos, no bairro Nova Era, é uma destes moradores. Há sete anos após fazer uma cirurgia para retirada de tumores no crânio e na coluna dorsal a mesma ficou paralítica. Desde então, Maria Cristina passa os seus dias na cama devido a vários problemas de saúde, que se desenvolveram após a cirurgia. Apesar de não sair muito de casa devido a sua situação Maria Cristina afirma ter dificuldades para se locomover nas ruas da cidade, devido o não cumprimento da lei da acessibilidade. “Roseira não tem muitos acessos para cadeirantes,

Jornal Vale Vivo

Único acesso ao plenário é por degraus, sem acessibilidade por isso, quase não saio com ela para o centro da cidade, pois o acesso do meu bairro ao centro é muito difícil, me limito a leva-la na missa e na fisioterapia”, afirmou o marido de Maria Cristina, Silvio Marins Júnior. Um dos lugares que chama atenção em Roseira por sua total falta de acessibilidade

é a Câmara Municipal, que somente possui uma rampa de acesso na entrada do prédio, pois no seu interior existem somente escadas para que as pessoas possam chegar ao plenário ou nas salas. De acordo com o presidente da Câmara Municipal de Roseira, Isaias Eleutério da Silva, existe um projeto de reforma do local.

“Logo que assumi o cargo como vereador já observei a necessidade de uma reforma na câmara. A intenção não é somente fazer uma rampa para os cadeirantes mais sim ampliar a câmara, com construção de gabinetes para todos os vereadores, sala de espera, cozinha e lavatório”, afirmou Isaias da Silva.

Centro de Referencia Especializado de Assistência Social é inaugurado em Cachoeira Paulista

Momento do descerramento da placa de inauguração

Evento ocorreu no dia 31 de outubro e o local recebeu o nome de um ilustre e conhecido cachoeirense já falecido, o Sr. Angelo Buono. Em um discurso emocionado, um dos filhos do homenageado, Angelo Cordeiro Buono, disse: “Eu e meu Amado Irmão João Vicente Cordeiro Buono, e toda família Buono, somos testemunhas de quanto ele era querido por todos nós, parentes, amigos e companheiros”. Buono agradeceu ainda a todos os presentes, à

Secretaria da Assistência Social e ao Prefeito João Luiz do Nascimento Ramos. “Se me permitem, quero pedir a bênção ao meu Pai, que se encontra no Oriente eterno, pelo seu amor, pela sua amizade sincera, pelo carinho, pelos ensinamentos e dos bons exemplos que nos deixou; por construir uma família unida e feliz. Agradecemos a Deus por fazermos parte de sua história e merecedores de sua vida. Juntos, vibramos Luzes ao Espírito Eterno e Amado Paizão”, finalizou o filho do

homenageado. O CREAS atende famílias que tenham problemas na área de violência doméstica, física, psicológica, emocional, dando apoio a crianças, adolescentes, mulheres e idosos que sofrem ou tenham sofrido maus tratos, jovens que estejam na dependência química e também migrantes. O CREAS fica localizado na Rua Ovídio de Castro, n° 174 - Centro, Telefone: (12) 3103-4328.

BIOGRAFIA DE ANGELO BUONO 1.917 a 2006 Angelo Buono, nascido em Cachoeira Paulista, aos 26 dias do mês de dezembro do ano de 1.917 e falecido em 09 de dezembro de 2006. Filho de Vicente Buono e de Eliza Thomaz Buono. Casou-se no Rio de Janeiro, com Amélia Cordeiro Buono, em 31 de maio de 1.949. Teve dois filhos: João Vicente Cordeiro Buono e Angelo Cordeiro Buono. No período em que morava no Rio de Janeiro, trabalhou: na Casa de Brinquedos, “FEIRA DE LEIPZIG”; Na empresa de ônibus “VIAÇÃO ELITE”; Na RÁDIO “MAYRINK VEIGA”; também como Agente no Departamento de Propaganda do “HOTEL QUITANDINHA” e controlador de anúncios da Difusora do Hotel Quitandinha, no Rio e em Petrópolis, e selecionador da Sessão Artística do “CASSINO DA URCA”. Vindo para Cachoeira Paulista, trabalhou no BANCO COOPERATIVA, chegando a gerente; E também como gerente administrativo na “FÁBRICA DE LEITE EM PÓ, DA COOPERATIVA DE LATICÍNIOS DO ESTADO DE SÃO PAULO”, em Guaratinguetá-SP. Um homem dedicado, virtuoso, caridoso, solidário e na prática incessante da beneficência, onde prestou serviços voluntários, realizando-o de “coração”, em algumas Instituições na cidade de Cachoeira Paulista-SP.

Entidades Filantrópicas como: Lar de Assistência ao Menor - LAM; União Espírita Cachoeirense (UEC); presidente do Conselho Municipal de Ação Social; Creche Dona Benedita Arruda; APAE de Cachoeira Paulista. São estas as atividades que exercia como: tesoureiro, secretário, presidente, etc. Um eterno colaborador. Para Ele não importava os títulos e sim, a total ajuda, atencioso a tudo que fazia e para com todos. Homem humilde de Fé, Esperança e Coragem. Participou do Rotary Clube International, como sócio desde a sua fundação em 9 de junho de 1.962; Encerrando as atividades em 2.005, como Governador Distrital (distrito 4.600, no Vale do Paraíba, Estado de São Paulo), elogiado por todos os Companheiros. Como escritor, deixou várias obras publicadas e a publicar, como: - História de Cachoeira Paulista-SP; - História do Distrito 4.600, do Rotary Clube; - Nossos Irmãos do Universo - primeira edição (Editora Talentus Ltda - SP); - História das Cidades, dos Estados Brasileiros, com “DDD”; - Curiosidades - para estudos; - O Cinco Continente; - Árvore Genealógica - Família BUONO; - Entre outras... Angelo Cordeiro Buono

Segundo Isaias da Silva, se a reforma começar no dia 20 de novembro em cinco meses o local estará pronto, mas caso não seja possível as obras começarão somente em março de 2014. “As mudanças devem acontecer também em toda cidade com o objetivo de incluir as pessoas com deficiência na sociedade”, disse Isaias da Silva. “Existe um requerimento na prefeitura de Roseira, onde comerciantes e moradores deverão nivelar as suas calçadas em um padrão único, e também para que os comerciantes sigam as exigências contidas na lei”, afirmou Isaias da Silva. É muito importante que todos os municípios sigam as regras contidas na lei de acessibilidade, para que todas as pessoas que tenham problemas para se locomover não tenham os seus direitos prejudicados simplesmente por falta de conscientização por parte dos comerciantes, mas principalmente pelos administradores da cidade.

Área ampliada do Fórum de Cachoeira Paulista é inaugurada Na segunda-feira (5) foi inaugurada a nova área do Fórum de Cachoeira Paulista, em um evento que contou com a participação do presidente do Tribunal de Justiça de São Paulo, desembargador, Ivan Sartori, além de outros desembargadores, juízes, autoridades civis, militares, o prefeito de Cachoeira Paulista, João Luiz, o prefeito de Silveiras, Edson Mota, vereadores e população. A ampliação do espaço foi feita por meio de um convênio entre a Prefeitura de Cachoeira Paulista e a Secretaria da Justiça e da Defesa da Cidadania. A nova ala conta com seis salas.

Momento do descerramento da placa


08 a 21 de novembro de 2013

Jornal Vale Vivo

05

Cidades

Vereadores de Guaratinguetá prestam homenagem a Servidores Públicos Ao todo 11 medalhas “Dr. Roberto de Oliveira Santos” foram entregues Mônica Silva Freelancer

A

Casa de Leis de Guaratinguetá, ao longo de seu 1º exercício legislativo em 2013, da 16ª Legislatura, realizou no dia 31 de outubro (quinta-feira), uma Sessão Solene em homenagem aos Servidores Públicos. De acordo com a resolução em vigor nº 585, de 29 de novembro de 2007 que ao ser aprovada permite que a Câmara preste homenagem ao funcionalismo público em comemoração ao “Dia do Funcionário Público - 28 de outubro”. “Fico muito feliz por a Câmara prestar esta homenagem aos servidores público municipais e estaduais inclusive, esta é sem dúvida alguma uma homenagem muito importante e merecida

aos servidores. Pois, uma das melhores coisas na vida, principalmente para aquele que esta na política ou esta trabalhando como servidor público é servir a população, estão de parabéns a Câmara de Guaratinguetá por prestar esta bela homenagem e todos os servidores públicos pois esta noite reflete o brilhante trabalho que vêm realizando “, destacou o Prefeito Francisco Carlos. O evento contou com a entrega de 11 medalhas “Dr. Roberto de Oliveira Santos”, sendo um homenageado por vereador e prestigiado por políticos, empresários, familiares e toda a comunidade. “Na realidade poder prestar uma homenagem a um servidor público é uma satisfação muito grande de todos nós como Vereadores de Guaratinguetá, pois, além de um privilégio temos livre escolha dos

nossos homenageados. Eu escolhi a Ana Luiza que é funcionária há quase 20 anos e vem prestando bons serviços a comunidade assim como os demais escolhidos pelos nobres colegas vereadores, que são pessoas que trabalham na Casa de Leis, Prefeitura, Estado ou até mesmo da união”, ressaltou o Vereador João Pita Canettieri. “Eu queria agradecer em primeiro lugar ao João Pita que é meu amigo do peito e fiquei muito contente pela homenagem, pois sou funcionária pública há 19 anos, presto serviço da melhor maneira possível e estou sempre atendendo na prefeitura com boa vontade e estou muito satisfeita por estar entre os homenageados de hoje”, comentou a servidora Ana Luiza Novais da Silva (homenageada pelo Vereador João Pita Canettieri).

1. 2. 3. 4. 5. 6. 7. 8. 9. 10. 11.

Confira os homenageados da noite: Marcos Guimarães Silva Filho (edil Luizão da Casa de Ração) Célia Maria dos Santos (edil Galvão César “Frango”) José Otávio Meirelles (edil Marcelo Coutinho “Celão”) Maria das Dores Fernandes dos Santos Oliveira (edil Marcus Soliva) Ana Luiza Novais da Silva (edil João Pita Canettieri) José Roberto Eduardo (edil Padre Reginaldo) Luiz Antonio de Oliveira Andrade (edil Régis Yasumura) Elias dos Reis (edil Marcio Almeida) Ana Flávia Silva (edil Orville Teixeira) Fernando Augusto Silva Marins (edil Vantuir Faria) José Carlos Goulart Pereira (edil Dr. Marcelo Meireles)

Homenageados na Sessão Solene

Conquistas do Prefeito Edson Mota para o município de Silveiras

Falecimentos

Plano de Assistência Familiar Rua São Sebastião, 169 Centro - Cachoeira Paulista - SP (12) 3101-1755 / (12) 3103-2271 (12) 3157-1673 / (12) 3156-1638 www.funerarianovavida.com.br Cachoeira Paulista 25/10 - Neusa Coelho 27/10 - Edwirges Maxmiana 28/10 - José Barbosa dos Santos 28/10 - Norival Borges 30/10 - Ivo Augusto Kelly 31/10 - Joana Francelina Costa Silva 31/10 -Carmélia Ribeiro Costa • 02/11 - Genésia Moreira Salvador 02/11 - Eunice Gomes da Silva • 03/11 - Luciano Moreira Salvador 04/11 - Valdecir Martins

 Dia 5 de novembro ocorreu o Pregão para compra de medicamentos para a Santa Casa de Silveiras.  Já está em fase de Processo Licitatório a construção da Praça Padre Joaquim Ferreira da Silva e a revitalização do Parque Infantil do município.  Outro Processo Licitatório, no valor de R$ 150 mil, para

pavimentação de ruas no bairro dos Macacos.  Dia 11 de novembro, será a abertura do Pregão Eletrônico para aquisição de um veículo van, um carro popular, um caminhão e uma ambulância para o município.  Licitação também no valor de R$ 160 mil para pavimentação de ruas.  A Prefeitura de

Silveiras acaba de abrir uma licitação de R$ 2 milhões para a construção do Centro de Evento Multiuso. E desta forma, o prefeito Edson Mota tem se mostrado um político arrojado, sem limites, sempre em busca do progresso e melhoria para a população que lhe confiou mais um mandato eletivo.

Piquete 24/10 - Lucia Maria C. de Souza 29/10 - Nilsa Teodoro de Souza Ana Olivina Sales Oliveira 31/10 - Luiz Carlos

Luciano Moreira Salvador Luciano possuía um comércio ao lado da Igreja Santa Edwirges em Lorena e sua mãe Dona Genésia, conhecida em Cachoeira Paulista, deixam saudades entre amigos e parentes. Prefeito Edson Mota despachando em seu gabinete


06

Jornal Vale Vivo

de 08 a 21 de novembro de 2013

LORE

COMPLETANDO 225 ANOS, N e s s e t e x t o comemorativo, optei por escrever um pouco sobre o nosso patrimônio natural citando três espécies bem significativas para a memória e a identidade dos lorenenses: as figueiras centenárias, as palmeiras imperiais e os ipês. A figueira centenária (Ficus sp) que embelezava uma das entradas da cidade (onde atualmente se ligam as Avenidas Peixoto de Castro e Major Rodrigo Luiz), foi cortada. O Dr. Gama Rodrigues no livro “Gens Lorenensis”, nos relata que D. Pedro I descansou sob suas sombras em 1822 e que, ainda no século XIX, o viajante europeu A. Emílio Zaluar, na sua passagem pela Província de São Paulo, assim como a Princesa Isabel, mencionaram a mesma figueira com palavras de encanto e admiração em seus diários. Já o engenheiro e escritor Euclydes da Cunha, que aqui morou entre 19021903, enviou um postal para seu amigo, o Dr. Lúcio Mendonça, dizendo: “Esta figueira é minha vizinha aqui, em Lorena. Não é admirável? Pelo menos, um explêndido pretexto para que lhe mande minhas saudades e cumprimentos, - que é, cordialmente,” (1903). A outra figueira, já sofreu com o vandalismo, mas está preservada no Bairro da Cabelinha. É interessante observar que por ali passa a “Estrada Real”, e Saint Hilaire, viajante e naturalista europeu, registrou que de distância em distância, nas margens das estradas, haviam figueiras plantadas. Elas são árvores com grandes copas, oferecem muita sombra

(Foto 1) para os homens e animais. (Foto 1) A Independência e a instalação do Império brasileiro coincidiram com o período de largo consumo de café na Europa e América do Norte. As primeiras mudas do “ouro verde”, vindas da Guiana Francesa, se multiplicaram com sucesso e fizeram com que as florestas virgens do Vale do Paraíba fossem derrubadas e cedessem espaço para essa nova monocultura. Foi nesse contexto que as palmeiras imperiais (Roystonea oleracea (N. J. Jacquin) O. F. Cook), chegaram a Lorena. Marcam um período de transformação da paisagem urbana que se estabeleceu com a elite ligada à cultura cafeeira. As primeiras palmeiras imperiais foram plantadas em 1882, e em 1889, consta na ata da sessão de câmara, a indicação de um ofício, endereçado ao Ministro da Agricultura, pedindo-lhe “50 mudas de palmeiras imperiais e 100 árvores de sombra de diversas espécies para o jardim do Largo Imperial, para o Largo d e São Benedito e o do Mercado”. A pesquisadora Roseli Maria Martins D’Elboux, em seu livro “Manifestações neoclássicas no Vale do

Paraíba: Lorena e as palmeiras imperiais”, nos conta que, ruas arborizadas com renques de palmeiras imperiais demonstravam proximidade com a Corte, e também sinalizavam os “modos afrancesados”, próprios da sociedade do café. Embora poucas palmeiras imperiais tenham sobrevivido nos dias atuais, elas são homenageadas todas as vezes que se canta o Hino da cidade. E também não passaram despercebidas pelos olhos de Euclydes da Cunha. Na carta endereçada a seu amigo Coelho Neto, escrita em 1903, lemos: “O vento sul que ahi está destoucando as roseiras de Campinas, sacode neste momento as palmeiras imperiaes da minha melancholica Lorena”. (Foto 2) Pesquisando sobre os Ipês (Tabebuia sp), que enfeitam os dois lados da Avenida Peixoto de Castro, descobri que eles são nativos da Mata Atlântica e estão em vias de extinção no Estado de São Paulo, mesmo sendo o amarelo considerado o “símbolo do Brasil”. Amarelos, roxos, brancos, os Ipês e outras árvores de Lorena estão eternizados nos poemas do Pericles Eugênio da Silva Ramos e da professora

O vereador Bruno Camargo parabeniza a cidade de Lorena pelo aniversário de 225 anos. Parabéns Lorena pelos 225 anos de Emancipação Política. São os votos do vereador Bello.


de 08 a 21 de novembro de 2013

Jornal Vale Vivo

07

ENA

, NO DIA 14 DE NOVEMBRO

(Foto 2) árvores de Lorena estão eternizados nos poemas do Péricles Eugênio da Silva Ramos e da Professora Maria Luiza Reis Pereira Baptista. (Foto 3) Gostaria de convidálos para conhecerem, fotografarem, pesquisarem sobre as leis de proteção e compartilharem ideias de projetos de iniciativas individuais ou coletivas, que visem preservar e inventariar nossas outras

belezas naturais como: a reserva de Pau-Brasil (Caesalpinia echinata Lam.) que se encontra na Escola Gabriel Prestes, as espécies que compõem a Floresta Nacional de Lorena (FLONA-ICMBio, conhecida também como “Horto Florestal” e que existe desde 1934, funcionando no início como Campo de Sementes), as do Bosque do Ceará (que completou 11 anos de existência), as

das Águas do Barão, as das margens dos nossos rios... e as que vemos de longe, na Serra da Mantiqueira. Acredito que cuidando do nosso patrimônio ambiental, e plantando mais e mais árvores, deixaremos um bonito presente para as futuras gerações. E não é tarde para resgatarmos as lembranças do Dr. Hugo di Domenico sobre “Guaypacaré”, que significa para alguns estudiosos “terra das goiabeiras”: “ouvi desde os meus tempos de criança, o que vinha a cair como uma luva, tal o número de goiabeiras espalhadas pelos campos e cujas goiabas vermelhas e brancas nos fartávamos à vontade, juntamente com os juás, maracujás, ananases, araçás e outras frutas silvestres facilmente encontradiças”.

Lorena está em festa! Parabéns pelos 225 anos. A empresa LORENPOSTE tem imenso orgulho de servir à cidade de Lorena e seu povo. Parabéns a todos nós, lorenenses, que fazemos de nossa cidade, a melhor! São os votos de toda a equipe de colaboradores da LORENPOSTE..

(Foto 3)

Colaboração de Andréia Marcondes, formada em História e faz parte do Instituto de Estudos Valeparaibanos (IEV)

Parabéns a todos que fazem dessa cidade que eu nasci, cresci, estudei e moro uma cidade melhor, principalmente as mulheres que acordam cedo, cuidam de seus lares e vão a luta para alcançarem um lugar de respeito, mas principalmente edificarem também a vida de seus familiares. A nós MULHERES PORQUE LORENA TEM NOME DE MULHER, DEIXO UMA SALVA DE PALMAS...... FABIENE.

Os Serviços: Serviços de terraplanagem; Aterros e desaterros; Escavação em geral; Execução de taludes; Demolição; Raspagem e regularização de terrenos; Transporte de terra; Remoção de entulho; Limpeza de terrenos; Serviços de drenagem (galerias de águas pluviais); Locação de máquinas e caminhões.


Jornal Vale Vivo

08

08 a 21 de novembro de 2013

O Sindicato dos Servidores Municipais de Lorena através do Presidente Francisco de Carvalho, parabeniza Lorena pelos 225 anos de Emancipação Política SINDICATO DOS SERVIDORES MUNICIPAIS DE LORENA REALIZARÁ 1ª FESTA PARA ASSOCIADOS Confira a programação do evento Mônica Silva

O

Sindicato dos Servidores Municipais de Lorena vem por meio do seu Presidente Francisco de Carvalho e Diretoria “Humildade e Trabalho”, convidar os sócios e colaboradores para a sua 1ª Festa em homenagem aos associados. O evento visa estreitar e valorizar ainda mais os laços de humildade e trabalho, lema este que o Presidente Francisco Carvalho carrega em todas as suas ações em prol da categoria. A programação do evento contará com almoço, churrasco, bebidas, piscina, pagode, DJ, sorteios de brindes e muita alegria para os associados do Sindicato dos Servidores

Municipais de Lorena. Vale ressaltar que só participarão da festa quem estiver com o convite em mãos, aos quais já estão sendo confeccionados e logo serão enviados aos associados e colaboradores. A festa será no dia 21 de dezembro a partir das 12h no Recanto dos Amigos (Rua Ceará, 183-Industrial). Para outras informações referentes à comemoração, consulte o Sindicato dos Servidores Municipais de Lorena, email: ssmlorena2013 @ bol.com.br ou fone: (12) 3301- 4916. Aproveite também e faça uma visita e associese você também ao Sindicato dos Servidores Municipais de Lorena que está situado à Rua Barão da Bocaina, nº 378 centro (Rua das Lojas Cem).

CONQUISTA: Presidente do Sindicato Francisco de Carvalho e representante dos Professores Contratados se reúnem com Prefeito Direitos trabalhistas legais, Décimo Terceiro, Férias e demais assuntos proporcionais à classe estiveram em pauta O Sindicato dos Servidores Municipais de Lorena vem por meio do seu Presidente Francisco de Carvalho, esclarecer que o caso das professoras e professores contratados da Rede Municipal de Ensino ou em qualquer outro caso que se envolveu em defesa dos direitos dos servidores jamais foi e nem será praticado nenhum ato ilícito, tudo foi e será sempre levada a presença do Poder Executivo com a maior lisura e transparência em todas as reuniões. Afinal sempre participamos junto ao executivo e levamos representantes da classe envolvida os quais puderam presenciar e testemunhar de forma clara e transparente as reivindicações referentes aos direitos da categoria. “No caso em questão os professores contratados, levamos 3 representantes da classe e reivindicamos os direitos trabalhistas legais, referentes ao décimo terceiro, férias proporcionais da classe . Porém o que o executivo nos apresentou e inclusive chegamos a fornecer cópias aos interessados, foi a lei complementar 43/ 2007 de 26 /07/2007 , que ressalta o impedimento do executivo em pagar, tais direitos e mesmo questionado sobre a inconstitucionalidade da lei , o Prefeito e seu departamento jurídico , informou que devido a essa lei seria impossível pagar tais direitos, sob pena de responder por improbidade administrativa”, ressaltou o Presidente do Sindicato. Ainda de acordo com o Presidente, o Prefeito Fábio Marcondes está ciente das ações que estão sendo impetradas contra a lei 43/2007, e assim que a justiça determinar o pagamento dessas verbas rescisórias será cumprida com a decisão da justiça e isento da lei de improbidade. Outro ponto que foi destacado pelo Prefeito durante a reunião foi o pagamento do bônus e o contrato até dia 31 /12 / 2013, para os professores contratados. “Esta foi uma forma de amenizar e premiar aqueles professores contratados que também se dedicaram a educação no presente ano, portanto não houve qualquer tipo de barganha e nada impedirá que após decisão judicial esses direitos trabalhistas possam ser pagos. O documento assinado também especifica que os contratados não têm direitos ao décimo terceiro e férias, embora tenhamos conhecimento que também é ilegal e ele será questionado na justiça, mas por enquanto teremos que aguardar pela decisão judicial”, comentou o Presidente. De acordo com o Presidente do Sindicato Francisco de Carvalho, o seu departamento jurídico já está em ação e pede para que antes de qualquer acusação que procurem o Sindicato para que possíveis dúvidas sejam esclarecidas.

Sindicato Eventos:

SINDICATO E O ESPORTE Torneio de Truco

Atenção associado, o Sindicato dos Servidores Municipais informa que as inscrições para o grande Torneio de Truco, já estão abertas então garanta a sua vaga e participe. As inscrições vão até o dia 20/11 (quarta-feira) na sede do Sindicato e podem participar apenas associados, então você que ainda não é sócio corra que ainda dá tempo, basta comparecer a sede do Sindicato que fica na Rua Barão da Bocaina, nº 378 centro (Rua das Lojas Cem), Fone (12) 3301- 4916 e preencha a sua ficha de filiação. O Torneio será no dia 30/11 (sábado) às 13h na Vila Pilsen na Avenida Marechal Teixeira Lott, s/nº (Próximo a Padaria Columbia) na Vila Nunes.

Campeonato de Society

Atenção você que é associado e que joga Society, o Sindicato dos Servidores Municipais de Lorena tem novidade para você: estão abertas inscrições para o Campeonato de Society que será realizado no dia 21 de dezembro a partir das 08h durante a Festa do Sindicato. As inscrições vão até o dia 20/11 (quarta-feira) sendo que na mesma data ás 19h30min será realizado na sede do Sindicato uma reunião com os participantes para definir equipes e demais regras. Vale ressaltar que você que ainda não é sócio corra que ainda dá tempo, basta comparecer a sede do Sindicato que fica na Rua Barão da Bocaina, nº 378 centro (Rua das Lojas Cem), Fone (12) 3301- 4916 e preencha a sua ficha de filiação.

ATENÇÃO Em breve será publicada a Prestação de Contas do Sindicato dos Servidores Municipais de Lorena, fiquem atentos as nossas próximas publicações.

O Sindicato dos Servidores Municipais de Lorena esteve representando você nos seguintes eventos:

Assessoria e Arte com Thayná assessora Simone Alves Secretária Administrativa Juninho empresário da Cidade de Potim e Francisco de Carvalho Presidente!

Entrega do Troféu da Final do Campeonato na Cidade de Cachoeira Paulista!

O Sindicato dos Servidores Municipais de Lorena x BMX e Natação!

SINDICATO E CULTURA Aulas de violão

O Sindicato dos Servidores Municipais de Lorena, por meio de seu Presidente Francisco de Carvalho, comunica que estará realizando de 11 a 25 de novembro inscrições para aulas de violão, podem se matricular associados e filhos com faixa etária livre. O curso será com sistema de apostilado e seu conteúdo terá aulas práticas e teóricas, sistema de cifras para iniciantes, violão popular de modo prático e objetivo. As fichas de inscrições estão disponíveis na sede do Sindicado, os interessados em participar e que ainda não são associados ainda têm tempo, aproveitem para se filiar e garantam também a sua vaga no curso de violão. O Sindicato dos Servidores Municipais de Lorena fica na Rua Barão da Bocaina, nº 378 centro (Rua das Lojas Cem), Fone (12) 3301- 4916. NOTA DE ESCLARECIMENTO:

O Sindicato dos Servidores Municipais de Lorena informa que todas as atitudes tomadas por esta diretoria , possui uma visão humanitária e solidária àqueles que nos procuram, sendo que em 1º lugar temos por hábito e discernimento ouvir as pessoas, que estão dos dois lados, para se achar um denominador comum, isso se chama bom senso e credibilidade. Portanto não há negociatas, nem qualquer subterfúgio para tentar maquiar a lei. Afinal já estão sendo estudadas para o que for de direito seja de quem é de direito trabalhando com o nosso Departamento Jurídico está a postos para tomar as providências de direito. “Nós do Sindicato temos lutado sempre por princípios e direitos e não por motivos revanchistas, aconselhamos a todo associado e futuro associado para obter qualquer informação ou tirar dúvidas que dirijam-se até a nossa sede e conheça de perto nossas ações, pois visamos à transparência e o bem da categoria”, destacou o Presidente Francisco Carvalho.


08 a 21 de novembro de 2013

Jornal Vale Vivo

09

Classificados

Anuncie aqui!!

comercial@jornalvalevivo.com.br

AV. Papa João XXIII, 211 - Jd. Margarida - Lorena/SP - CEP: 12604-090 Tel.: (12) 3152-4812 - smv@sandravitorinoimoveis.com.br

www.sandravitorinoimoveis.com.br Casa - Vila Geny - cód.: 0194 - 4 quartos (1ste), sala de estar, sala de jantar, cozinha modulada, banheiro social, área de serviço, piscina, área de churrasqueira c/quarto e banheiro e garagem coberta p/2 carros - R$ 420.000,00 Sobrados (novos) - Vila Nunes (Rua 12) - cód.: 0198 - 3 quartos (1ste), sala de estar, sala de jantar, cozinha, banheiro social, área de serviço, quintal e garagem coberta p/2 carros. - R$ 320.000,00 Apartamento de 170m², em Ubatuba - cód.: 0200 - Hall de entrada, 4 salas (estar, jantar, jogos e T.V.), cozinha americana (planejada), lavabo, 3 dormitórios (1 ste c/ closet - todos os dormitórios têm armários embutidos), garagem coberta p/2 carros . - R$ 450.000,00 Casa - Industrial - cód.: 0117 - 2 quartos, sala, cozinha, banheiro social, área de serviço,garagem coberta p/3 carros - R$ 150.000,00 Chácara - Bº do Campinho - Cód.: 0196 - casa sede c/3 quartos (1ste), sala,copa/cozinha, banheiro social, área de serviço, varanda, casa de caseiro, 2 piscinas, pergolado, área de churrasqueira, campo de futebol, etc. - R$ 380.000,00 Terreno - Industrial - cód.:0184 - 6 X 35 - (Aterrado - Pronto para construir) - R$ 60.000,00

Conselho da Flona de Lorena debate Zona de Amortecimento Da Redação Foi realizada no dia 5 de novembro, no Centro de Comunicação e Educação Ambiental da Flona de Lorena, a terceira reunião de 2013 do Conselho Consultivo. Estiveram presentes os seguintes conselheiros: Willinilton Tavares Portugal (Prefeitura de Lorena), Sonia Maria de Aquino (suplente - Prefeitura de Lorena), Arthur da Silva Bastos e Evandro Rodrigues da Costa (CECAL - Indústria e Comercio Ltda), Antônio Willians Batista Gomes (ACIAL - Associação Comercial e Industrial de Lorena), Márcio Aurélio Rodrigues Alves (Câmara dos Vereadores), Nilo Sergio da S i l va P au l a (TECNOVAL Laminados Plásticos), Fabio Loyolla (INPE), José Fernando de Paiva Nunes (Sindicato Rural de Lorena e Piquete), Patrícia Nunes Lima Bianchi (Unisal), Alexandra Andrade (Instituto Oikos), Manoelino Fabiano (Grupo de Escoteiros Guaypacaré), Paulo de A. Barros Filho (Prefeitura de Guaratinguetá), Geraldo Rodrigues Prado Filho (Associação Rural de Canas) e Jorge da Silva Faria (Prefeitura de Canas). O principal tema da reunião foi o Plano

de Manejo da Flona, em especial a definição da Zona de Amortecimento. O assunto é da maior importância para o município, principalmente pelo fato da Flona estar praticamente dentro da cidade de Lorena, ou seja, é considerada uma unidade de conservação urbana. Reinaldo Escada Chohfi da empresa Geodesign Internacional fez a apresentação do mapa da proposta da Zona de Amortecimento em processo de elaboração e que já havia sido apresentada aos secretários municipais, mas que está em processo de aperfeiçoamento. O mapa está sendo elaborado como condicionante de empresa de mineração próximo da Flona. Foram utilizados os seguintes critérios para definição da Zona de Amortecimento: micro bacia do Rio dos Passos ou Quatinga e Tijuco Preto, que cortam a unidade, parte da micro bacias do Rio Mandi, Taboão e Canas que passam muito próximo da Flona, além de remanescentes florestais e várzeas ao longo do Rio Paraíba, formando um corredor ecológico com a Flona. Informações que constarão no mapa: áreas com reflorestamento, mata, capoeira, várzeas,

Luiz Rangel

Integrantes da 3ª Reunião do Conselho Consultivo m icro bacias , s is te m a viário, áreas urbanas, áreas industriais e limite da Flona de Lorena. O Chefe da Flona de Lorena, Miguel von Behr, destacou que “O objetivo da área proposta como Zona de Amortecimento não é de forma alguma congelar o desenvolvimento da área, mas sim proteger o entorno da Flona, que o ICMBio seja ouvido e que as restrições impostas pela legislação ambiental atualmente existente sejam cumpridas, o que infelizmente não ocorre não só em Lorena, mas em todo o Vale do Paraíba”. Além disso, ficou claro

entre os presentes, que a Zona de Amortecimento deve ser considerada uma área prioritária para d e se nvolvime nto de projetos sustentáveis com objetivo de incentivar atividades econômicas que ge re m e m pre go e renda, mas que levem em consideração a questão ambiental e exploração sustentável dos recursos naturais, como apoio a recuperação de áreas degradadas, implantação de projetos de agrofloresta e pagamento aos proprietários rurais por serviços ambientais. Também foi sugerido ao representante da Prefeitura

de Lorena, Willinilton Portugal, para que, se possível, a prefeitura agilize os trabalhos referentes ao Plano Diretor de Lorena, pois é de interesse da Flona que os trabalhos entre o Plano de Manejo e o Plano Diretor ocorram simultaneamente, pois segundo Alexandra Andrade, do Instituto Oikos de Agroecologia, “A definição da Zona de Amortecimento não pode esperar pela Prefeitura sob risco de haver problemas futuros em termos de conflitos territoriais”. Willinilton Portugal, Secretário Municipal de Meio Ambiente e

representante da Prefeitura no Conselho, informou a todos que “Acho importante buscarmos um ponto de equilíbrio entre a Zona de Amortecimento com o desenvolvimento da cidade e que na próxima reunião virão mais secretarias a participar da discussão”. Foi também consenso entre os presentes a necessidade e importância das instituições integrantes do Conselho Consultivo internalizarem nas suas instituições as questões relativas à Flona de Lorena. Fábio Loyolla, representante do INPE e Marcio Aurélio Rodrigues Alves, da Câmara Municipal de Lorena, colocam que os critérios para inclusão ou exclusão de empreendimentos devem ser iguais para todos. Após várias colocações entre os conselheiros a respeito do assunto da inclusão ou exclusão de determinadas empresas, ficou acertado entre os presentes, que haverá em novembro ainda uma reunião extraordinária do Conselho para dar continuidade à definição da Zona de Amortecimento com maiores explicações sobre os critérios e participação de mais segmentos da sociedade local, este o principal eixo de atuação da Flona de Lorena.


Jornal Vale Vivo

10

08 a 21 de novembro de 2013

Fotos: Elisabeth Carvalho de Almeida

Cotidiano

Leonardo Lara, da Cerâmica Lara com os alunos de arquitetura

Obras no Asilo durante a reforma e a direita o resultado final

Alunos de arquitetura e urbanismo da FATEA revitalizam Lar de Idosos O projeto Casa Real visa reformar oito ambientes com interferências de fachada e paisagismo

Elisabeth Carvalho de Almeida Freelancer

O

P r o j e t o Casa RealBem Morar, realizado pelos alunos do 2º e 3º ano de Arquitetura da FATEA, f oi inau gu rad o no d i a 31 de outubro, às 19h, na Vila Vicentina da Sagrada Família, em Lorena. É realizado a cada dois anos, durante o Congresso Integrado do Conhecimento da FATEA e tem como objetivo a reforma de espaços e diversas adaptações criativas, para melhorar

a qualidade de vida das pessoas que moram no Lar. Durante as aulas grupos foram formados e para cada um foi dado um ambiente entre escritório, bazar, recepção, fachada, sala de t.v., refeitório e um jardim - após isso os representantes de cada grupo se responsabilizaram em procurar patrocínio, mão de obra. Os alunos também fizeram bingo e rifas pra juntar dinheiro. De acordo com Adriana Almeida, aluna do 3º ano, para cumprir os prazos estipulados os estudantes

colocaram a mão na massa e trabalharam, muitas vezes, como auxiliares de pedreiros, alguns contaram até com a ajuda dos pais, tudo para melhorar a qualidade de vida das vinte e duas pessoas que moram no local. P e n s a n d o n a sustentabilidade e na melhoria da qualidade de vida dos moradores do asilo, os alunos procuraram, entre outras empresas, a Cerâmica Lara, que utiliza argila para fabricar tavelas e lajotas. Esses materiais proporcionam conforto térmico e acústico aos

moradores, além de resistirem ao tempo e a compressão, tendo uma durabilidade superior a 150 anos. Além do material cerâmico, foi doado através do Porto de Areia Modelo, outra empresa do Grupo Martins Lara, areia e brita. Leonardo Lara, sócioproprietário do Grupo, disse que a empresa tem tradição em ajudar entidades não-lucrativas. “Apoiamos a ideia, pois além de crescermos como pessoas e como empresa sustentável preocupada com o bem comum, ficamos felizes de poder fornecer um material que

vai trazer qualidade de vida para os moradores, garantindo assim uma vida melhor”, relatou Leonardo. Segundo Carlos Alberto de Souza, que mora no Lar há 16 anos, a revitalização realizada pelos estudantes era necessária. “Precisavamos disso, aqui era muito feio, sem vida, sem flores e agora a gente sai do quarto e tem até mais disposição, alegria”, disse o morador. Para o aluno do 3º ano, Guilherme Sampaio a Casa Real é um projeto fantástico, pois, estamos aplicando na prática o que nos é ensinado em sala de aula, e fazendo um bem

para a sociedade. José Ricardo Flores Faria, coordenador do curso de arquitetura, diz que os moradores do lar foram grandes companheiros durante todo o projeto. “Todos nos trataram muito bem, com muita paciência e bom humor, que foram nos conquistando a cada dia. Ficaram muito surpresos com o resultado”, falou José Ricardo. Serviço: O Lar de Idosos Vila Vicentina da Sagrada Família está localizado à rua Tenente Manoel Barbosa, 197, Bairro da Cruz, em Lorena.

Associação dos Aposentados e Pensionistas recebe exposição de produtos auditivos Evento foi realizado em comemoração a Semana de prevenção auditiva Elisabeth Carvalho de Almeida

Fonoaudióloga Maria Auxiliadora Corrêa durante exposição

Elisabeth Carvalho de Almeida Freelancer A Associação dos Aposentados abriu as portas para a mostra de produtos auditivos, na terça-feira, dia 5 de novembro, das 8h30 às 11h, com a apresentação da fonoaudióloga - especialista em audiometria - Maria Auxiliadora Corrêa, que esclareceu dúvidas dos conveniados. Durante a exposição, houve demonstração de

aparelhos, sorteio de brindes e em alguns casos, em que alguém reclame da perda auditiva, esta pessoa é encaminhada a uma triagem. A perda auditiva é uma das deficiências mais comuns na população brasileira. Segundo dados da Sociedade Brasileira de Otologia, de cada mil crianças nascidas no país, três a cinco já nascem com deficiência auditiva. Segundo a Organização Mundial da Saúde, mais de 15 milhões de brasileiros têm problemas auditivos.  A poluição sonora é a terceira maior do planeta, só perde para água e o ar. Pode acarretar conseqüências severas à qualidade de vida da população, afetando a saúde do indivíduo e conturbando intensamente as relações sociais. Algumas pesquisas mostram que o ruído fora de controle constitui um dos agentes mais nocivos à saúde humana, causando perda da audição, zumbidos, distúrbios do labirinto, ansiedade,

nervosismo, hipertensão arterial, gastrites, úlceras e impotência sexual. No Brasil, a poluição sonora já é considerada uma questão de saúde pública.  A fonoaudióloga Maria Auxiliadora Corrêa, fala sobre o que deve ser evitado para manter a saúde auditiva. “Com o mundo tecnológico em que vivemos, o uso de mp3 no volume máximo durante longos períodos é prejudicial, o mesmo vale para quem trabalha em fábricas, por isso é obrigatório o uso de tampões” afirma Maria Auxiliadora “As pessoas pensam que perder a audição é não estar ouvindo, mas não é, os problemas auditivos podem se referir apenas a qualidade do som”. Serviço: O consultório da fonoaudióloga Maria Auxiliadora Corrêa está localizado à rua Manuel Prudente, 354, no Centro de Lorena. Mais informações e agendamento da triagem pelo telefone: (12) 31573692.


08 a 21 de novembro de 2013

Jornal Vale Vivo

11

Musica

Uma viagem no tempo através da música O espetáculo acontecerá no Teatro São Joaquim em Lorena, dia 14 de dezembro às 20 horas

M

u i tas p e sso a s dizem que não gostam de Ópera, mas será que elas sabem o que é uma Ópera? Outras acham que tudo que se toca ao piano por partitura é música clássica. A escritora e musicista Maria Paccelle resolveu fazer um espetáculo com seus alunos para divertir e promover a cultura enquanto ensina algumas peculiaridades do universo musical. Com muita criatividade e bom humor, a professora Maria Paccelle apresentará no Teatro São Joaquim, em parceria com alguns atores e seus próprios alunos de música, um espetáculo que vai nos fazer viajar através do tempo. Trata-se da estória de uma professora de música que recebe a visita de alguns sobrinhos de outra cidade. As crianças são curiosas

e levadas. Com essa visita inusitada a professora passa por alguns apuros e cenas engraçadas. Ao decorrer do teatro musical , as crianças vão viajar no tempo com a ajuda da personagem “ Música” que será interpretada pela atriz carioca Paola Carvalho que virá especialmente

A atriz carioca Paola Carvalho

Formada em Interpretação Cênica pela Universidade Estácio de Sá/ RJ, também participou de Workshops com José Celso Martinez Correa e Fátima Toledo, Atuou em espetáculos como “ A paixão de Cristo” na Lapa-RJ, Nos infantis A arca dos Bichos no Teatro Clara NunesRJ, e atualmente participa da Webserie do canal “ E aí Deu?” no youtube.

participar do espetáculo. Eles então vão conhecendo um pouco de his tória da música, estilos e instrumentos musicais . Eles ficam cada vez mais curiosos e maravilhados. Os conceitos musicais, informações técnicas e esclarecimentos necessários para apreciação musical

vão sendo inseridos no musical. A professora aproveita a oportunidade para que seus alunos estejam apresentando músicas estudadas por eles nos respectivos cursos que fazem. Sem dúvida um trabalho bem elaborado, e com um repertório incrível.

Maria Paccelle

A professora Maria Paccelle está residindo em Lorena desde março. Em apenas alguns meses já preparou seus alunos com nível técnico e um repertório eclético. Mestranda em Música Sacra, Paccelle também é escritora e consultora pedagógico-musical. Atualmente escreve técnicos musicais para a editora Vitale, uma das maiores editoras do ramo musical no país e exterior, Literatura infantil para Danprewan Kids .Além desses temas também escreve poesias e ficção científica e gospel. Dentre as suas obras também se destacam composições musicais com seis CDs infantis gravados que acompanham alguns de seus livros. Pelo conjunto de sua obra Maria Paccellepassou no crivo e prova de títulos na renomada Academia Guanabarina de Letras - RJ.Onde ocupa com grande mérito a cadeira Patronímica n° 39 de Monteiro Lobato .Habilitada em vários instrumentos e em algumas línguas a professora também participará do espetáculo cantando e tocando com seus alunos. Simplesmente imperdível.O ultimo trabalho da autora no ramo pedagógico foi como uma das preletoras do congresso internacional de tecnologia da Fatea em Lorena dia 23 de outubro ministrando a palestra: Os hemisférios cerebrais, a música e o aprendizado. Os convites já estão a venda pelo tel (12) 98276-2521

Mariana Rosendo faz cover de Christina Grimmie


Jornal Vale Vivo

12

08 a 21 de novembro de 2013

Esporte & Cultura

Está definido!

O campeonato Paulista da série A2 do ano que vem será na forma de pontos corridos José Antonio Freelancer

O

Paulistão da série A1 já estava decidido e na tarde da última terça-feira (05) a Federação Paulista de Futebol (FPF) reuniu em sua sede os representantes dos clubes que irão disputar o Campeonato Paulista da série A2 para o Conselho Técnico. O sistema de disputa da Série A1 do Paulistão será dividido em quatro grupos de cincos clubes, onde as

equipes grandes serão cabeça de chave. E na série A2 o sistema será na forma de pontos corridos, onde os clubes jogam entre si em turno único. Os quatros primeiros colocados se classificam para a série A1 do Paulistão e os quatro últimos jogarão a série A3 de 2015. Quem esteve presente na sede da FPF para o Conselho, foi Israel Vieira. O Presidente do Guaratinguetá falou sobre a decisão tomada. “Eu gostei muito, eu achei que para série A1 o

formato é o melhor, mas para série A2 não seria uma forma muito boa ter grupos. O importante é que o presidente Marco Polo Del Nero tenha a sensibilidade de colocar em votação outras propostas e votação inclusive de forma democrática como sempre é nesta casa, essa proposta de campeonato de pontos c o rri d o s f o i a p ro va d a inclusive também com a nossa votação favorável.” Disse o Presidente da Garça em entrevista feita na sede da Federação Paulista de Futebol.

XVIII ENCONTRO DE CORAIS “NOITE DAS VOZES”, em comemoração ao dia do músico. O encontro perfeito de vozes, música, emoção... 23 de Novembro, às 19 HORAS, entrada franca. TEATRO SÃO JOAQUIM - CENTRO UNISAL - LORENA SP O Coral Maria de Nazareth e a Secretaria Municipal da Cultura de Lorena, sentir-se-ão honrados com a presença de V. S. e Exma. Família, no XVIII Encontro de Corais. VOCÊ É NOSSO CONVIDADO ESPECIAL! PROGRAMAÇÃO: Abertura: HINO DE LORENA : CORAL MARIA DE NAZARETH Grupo de Representação do Projeto Guri - Lorena - SP Coral Rio Previdência - Rio de Janeiro - RJ Coral Camargo Guarnieri - Poços de Caldas - MG Madrigal Cantare - Camanducaia - MG Coral Allons Chanter da Aliança Francesa - Nova Friburgo - RJ Cantus Coral Cênico - VARGINHA - MG Coro jovem mun. Apparecendo - Aparecida - SP Coral Amantes da Música - Niterói - RJ Coro Municipal de Caçapava - Caçapava - SP Coral do Inatel - Sta. Rita do Sapucaí - MG Coral da Empresa Neoenergia - Rio De Janeiro - RJ Coral Cênico Nó Na Goela - Poços de Caldas - MG Coro da Acvap - Associação de Corais do Vale do Paraíba - SP Coral Maria de Nazareth - Lorena - SP FINAL : O GRANDE CORAL : HOMENAGEM AO MÚSICO CONTAMOS COM SUA PRESENÇA!

Chegada do Papai Noel no estacionamento do Buriti Shopping Guará Ele será recebido com um grande evento gratuito, que agrada crianças e adultos: show Dudinha e a Galinha Pintadinha, com presença exclusiva de Mariana. Data: 10 de novembro, domingo Horário: 9h. Oficina Cultural Gratuita “Introdução à Fotografia Digital” Com Marcelo Andrade Salão de Atividades Luiz Vieira Soares Data: 19/11 Horário: 13h às 17h 20 vagas a partir de 12 anos Inscrição: Secretaria Municipal de Educação e Cultura de Piquete até 18 de novembro, das 8h às 17h


Edicao68