Issuu on Google+

PARA ANUNCIAR LIGUE PARA

Ano VIII • Nº 146 • Março/ 2011

www.oficinabrasil.com.br

(11) 2764-2871 (51) 3337-8758

Gaúchos elegem Mercedes-Benz como a marca preferida Os gaúchos escolheram a Mercedes-Benz como a marca líder nas categorias montadora de caminhões e carro importado, segundo levantamento feito no estado do Rio Grande do Sul. O resultado, anunciado em março, foi resultado da premiação “Marcas de Quem Decide”, iniciativa do Jornal do Comércio, em Porto Alegre, em parceria com o instituto QualiData. O levantamento foi feito com base em respostas espontânias de mais de 500 entrevistados. O prêmio é um dos mais compreensivos levantamentos sobre lembrança e preferência realizado no estado. A pesquisa incluiu mais de 100 setores da economia, com temas produtos, serviços e empresas.

Divulgação

20 mil exemplares distribuídos nos Estados do Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul


2

Para anunciar Ligue para (11) 2764-2871 (51) 3337-8758 DIRETOR GERAL Cassio Hervé DIRETOR COMERCIAL Eduardo Foz eduardo.foz@oficinabrasil.com.br

Caderno Sul Março 2011

Volkswagen atinge marca de 500 mil unidades produzidas do Golf no Paraná

SECRETÁRIA Solange Ferreira Roberto solange.robertooficinabrasil.com.br

A unidade da Volkswagen em São José dos Pinhais, no Paraná, comemorou a marca de 500 mil modelos Golf produzidos na planta, uma das mais modernas do mundo. O modelo é produzido na fábrica paranaense desde 1999, quando foi inaugurada. A fábrica fica em um terreno de 1 milhão e 300 mil m² e com área construída de 300 mil m². A unidade foi projetada para ser ecologicamente correta – foi pioneira no Brasil na utilização de pintura à base d’água –, conta com cerca de 3.500 colaboradores e responde pela criação de um total de 15 mil empregos na região. Além do Golf, são produzidos o modelos populares Fox, CrossFox e o Fox que é exportado para a Europa.

REDAÇÃO Jornalista responsável: Alexandre Akashi - MTB 30.349 editor@oficinabrasil.com.br Repórter: Bruna Paranhos bruna.paranhos@oficinabrasil.com.br Consultor Técnico: Marco Antônio Silverio Jr. marco.antonio@oficinabrasil.com.br Tel: (11) 2764-2862 PRODUÇÃO/INTERNET Coord. de Marketing: Daniela Pelosi Assistente: Eduardo Muniz Analista Web: Tiago Lins Estagiário Web: Murilo Santiago producao@oficinabrasil.com.br ATENDIMENTO Gerente: Ernesto de Souza ernesto.souza@oficinabrasil.com.br COMERCIAL Alessandra Macedo alessandra.macedo@oficinabrasil.com.br Aliandra Artioli aliandra.artioli@oficinabrasil.com.br Carlos Souza carlos.souza@oficinabrasil.com.br Shelli Braz shelli.braz@oficinabrasil.com.br Estagiária: Alessandra Del Moro alessandra.delmoro@oficinabrasil.com.br FINANCEIRO Gerente - Junio do Nascimento Assistente - Mariana Tarrega Auxiliar - Rodrigo Castro financeiro@oficinabrasil.com.br GESTÃO DE PESSOAS Daniela Accarini rh@oficinabrasil.com.br ASSINATURA E DATABASE Gerente: Mônica Nakaoka monica.nakaoka@oficinadireta.com.br Assistente: Alexandre P. Abade alexandre.abade@oficinadiretal.com.br Auxiliar: Giovana Consorti giovana.consorti@oficinadireta.com.br CENTRAL DE ATENDIMENTO AO LEITOR Luana Cunha e Talita Araújo De 2ª a 6ª, das 9h às 17h30 Tels: (11) 2764-2880 / 2881 leitor@oficinabrasil.com.br PRÉ-IMPRESSÃO E IMPRESSÃO Gráfica Oceano

marketing direto

Publicação mensal da Germinal Editora e Marketing, dirigida a todo segmento de reparação de veículos nos Estados do Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná. Tiragem para distribuição gratuita pelo correio: 16.000 exemplares. É permitida a reprodução das matérias desde que citada a fonte.

Escritório Regional Rua Luzitana, 910/402 - Higienópolis Porto Alegre (RS) - CEP 90520-080 Filiado a:

Painel

Sul MONZ A

PEÇAS PARA IMPORTADOS Especializada em peças de motor, transmissão e suspensão

Renault, Peugeot, Citroën, Mercedes Benz e BMW VANS: Ducato, Sprinter e Master

(51) 3343-4444 wilson@monzapecas.com.br Av. Ceará - esquina Madrid , 276 - A Porto Alegre - Rio Grande do Sul


Março 2011 Caderno Sul

3

Divulgação

Volvo do Brasil distribui R$ 30 milhões Marcopolo comemora 30 em lucros para funcionários de Curitiba anos de Ana Rech

A Volvo distribuiu R$ 30 milhões em lucros para funcionários de Curitiba, no Paraná. O recurso é o maior já concedido pela montadora aos colaboradores em toda a história. Os trabalhadores receberam até 5,8 salários adicionais em 2010 e nenhum empregado recebeu menos que 15 salários no ano. Os funcionários que mais receberam alcançaram quase 19 salários. A empresa tem 3,2 mil empregados.

O complexo industrial da Marcopolo de Ana Rech comemorou 30 anos de atividades no último dia 20 de fevereiro. Inaugurada em 1981, a principal unidade da empresa tem capacidade para produzir cerca de 50 veículos diariamente e já fabricou aproximadamente 160 mil ônibus, entre micros, urbanos e rodoviários. Com área total de 471 mil m² e área construída 88 mil m², a fábrica possui 6.726 colaboradores, conta com os mais avançados equipamentos e instalações e recebeu, somente nos últimos três anos, mais de R$ 50 milhões sobretudo

para modernização dos equipamentos, melhoria da qualidade, aumento de capacidade produtiva e para ergonomia e maior conforto dos empregados. A unidade de Ana Rech abriga também o Centro de Pesquisa e Desenvolvimento da Marcopolo, com mais de 300 técnicos e engenheiros dedicados à contínua evolução e aprimoramento dos modelos. Neste centro, é projetada a maioria dos modelos que rodam pelo mundo e também são produzidas as unidades especiais, concebidas sob medida para atender às necessidades dos clientes.


4

Caderno Sul Março 2011

PCPV – Plano de Controle da Poluição Veicular

B Colaborou com este artigo José Carlos Alquati Engenheiro, professor e consultor

ons ventos sopram a favor da Reposição Automotiva e da população brasileira. Até 30 de junho deste ano, por determinação do Conselho Nacional de Meio Ambiente, é o prazo máximo para que todos os Estados brasileiros entreguem seus Planos de Controle de Poluição

Auto Peças para Injeção Eletrônica Bicos Injetores • Sondas Módulos • TBI • Sensores • Atuadores Fones: (51) 3476.3768 / 3466.3923 site: weberinjetronic.com.br e-mail: weberinjetronic@terra.com.br msn: weberinjetronic@hotmail.com

Rua Coronel Vicente, 1425 - Canoas - RS

Veicular (PCPV). O Conama alertou que não haverá um novo adiamento da data. Apenas São Paulo e Rio de Janeiro têm programas para emissões veiculares. O prazo para que os outros estados se estruturem e iniciem um plano acaba em 25 de abril de 2012. Os estados terão autonomia para decidir qual será a frotaalvo do programa e de que maneira ele será operado. O PCPV é um conjunto de medidas que visa reduzir a poluição atmosférica e os ruídos produzidos pelos veículos que circulam nos trânsitos das cidades. Dentre as recomendações do PCPV estão: modernização e renovação da frota; campanhas institucionais para Astra/Tipo/Peugeot R$ 110,00 ampliação do incentivo ao uso de transportes coletivos; uso de combustíveis alternativos e principalmente dar mais qualidade de vida aos brasileiros por meio de um sistema obrigatório de inspeção veicular. Mais de 90% da poluição ambiental é gerada pelos gases de


Março 2011 Caderno Sul

escape dos veículos. O Rio Grande do Sul já divulgou a data de inicio das inspeções, inicialmente ocorrerá na capital e região metropolitana, a partir de 1º de dezembro de 2011. A expansão para as demais regiões do Estado seguirá o cronograma do plano que garante implantar o PCPV em todo o Estado, até 2014. A FEPAM – RS estima a necessidade de aproximadamente 500 postos de inspeção em todo o Estado do RS, e o modelo poderá seguir os moldes de São Paulo, mas isso ainda não está definido. Minas Gerais, já divulgou que inicialmente priorizará a implantação do PCPV em Belo Horizonte,

Contagem e Betim, visando à redução da emissão veicular e conseqüentemente a melhoria da qualidade do ar desses municípios e que o veículo a diesel será a frota alvo a ser inspecionada no primeiro momento. Ainda não temos maiores informações sobre data de inicio e cronograma de progressão. No Paraná A frota alvo do PCPV iniciará com a frota circulante dos veículos oficiais e de transporte coletivo (ônibus e táxis), tanto a nível estadual como municipal, a fim de dar o exemplo para a comunidade. Paralelamente, será aberto um canal para que a frota particular possa iniciar a avaliação de forma volun-

tária. Após, serão inspecionadas as frotas particulares de transporte (caminhões, motos). Por último serão inspecionados os veículos e caminhões particulares, gradativamente, em função da idade da frota, iniciando pela mais antiga, que por suas características poluem mais. A data prevista para o inicio não está formalizada, apenas se sabe que será a contar 18 meses da publicação do PCPV, que foi em 25 de novembro de 2010. De qualquer forma, os reparadores e varejistas destes três Estados devem redobrar a atenção para os PCPV´s, pois a demanda de serviços aumentará de forma significativa, posso arriscar em dizer que

haverá um salto quântico no volume de serviços em regiões onde a atenção para o controle de poluição veicular era insignificante diante das proporções dos malefícios a saúde provocados pelas frotas circulantes. Temos o exemplo de São Paulo como inspiração necessária à preparação quanto a equipamentos e estoques. Nas oficinas independentes é muito comum verse a demora na execução dos serviços pela escassez de equipamentos. Numa oficina que possui apenas um equipamento tipo scanner, está se tornando um suplicio para os operadores poderem dar mais agilidade e qualidades aos serviços

A MAIOR DISTRIBUIDORA DE PEÇAS GM DO SUL DO PAÍS.

5

prestados pela empresa. É comum ver-se um operador aguardando que o colega libere o equipamento para poder continuar sua atividade em outro veiculo. Há tempos comento sobre a lucratividade para poder investir no negócio. O calcanhar de Aquiles de 2011 será obtenção de recursos para aumentar a produtividade. Já estamos vendo oficinas dispensarem serviços por impossibilidade de atender a exigência dos clientes quanto ao prazo para liberação dos veículos. Torcemos pelo melhor para todos, e reforço que as dificuldades surgiram porque o momento é muito bom.


6

Caderno Sul Março 2011

Waner Biazus e Marcos Andras

Volare lança nova linha de ônibus, a W Fly Conforto, segurança e acabamento são o foco das mudanças A Volare, unidade de negócios de veículos comerciais leves da Marco Polo, lançou a linha W Fly, com mudanças direcionadas para garantir maior conforto, segurança e acabamento aos usuários e também focadas na preservação do meio ambiente. A linha, voltada inicialmente para os modelos W9 e DW9, chega ao mercado em três versões: Urbano, para transporte público de passageiros nas cidades; Executivo, para fretamento; e a recém-criada Limousine, para o segmento turístico

e empresarial. A nova linha será produzida a partir de abril. No entanto, um Road Show em diferentes cidades brasileiras está programado para março a fim de apresentar o novo modelo. O evento de lançamento da linha W Fly foi realizado em Porto Alegre para jornalistas especializados no setor automotivo e convidados no dia 23 de fevereiro e contou com a participação de Milton Susin, diretor executivo da Volare. “Na linha W Fly, a Volare deu um passo importante no sentido de aumentar a


Março 2011 Caderno Sul

preservação ambiental e no uso de processos e produtos que não agridem a natureza”, destacou. “Adotamos plásticos de alta tecnologia em peças grandes e significativas como todo o painel de instrumentos, paredes de sepação, revestimentos internos, além de componentes menores”, completou. O resultado, garantiu o executivo, é um veículo leve, de fácil manutenção e menor custo operacional. Entre as mudanças da nova linha Volare estão a sinalização externa em Full LED, maior utilização de plásticos de engenharia 100% recicláveis nos parachoques, laterais e revestimentos internos do veículo que absorvem o impacto e colaboram para a preservação ambiental, desenho

limpo com linhas suaves e sofisticação no interior. As luzes de posição em LED ampliam a visibilidade e a segurança. Externamente, a Linha W FLY passa a contar com novas portas nas três versões: em duas folhas pivotadas, na Urbano, com vão-livre de 800 mm na traseira, e de 950 mm, na dianteira; e pantográfica para as versões Executivo e Limousine, com vão-livre de 700 mm. Quanto ao espaço interno, o objetivo foi buscar melhor ergonomia e a segurança para os passageiros e motoristas. Assim, a nova linha ampliou a largura do para-brise e dos vidros laterais, sem aumentar as dimensões externas. E houve redução da de 75 mm do piso do veiculo em relação

ao solo, nos modelos W9. O salão dos passageiros ficou com maior altura interna e maior área de circulação no corredor central. As janelas, 200 mm mais altas, permitem maior visibilidade. A cabine do motorista também foi repensada. Produzida em plástico de engenharia reciclável, a parede que separa do salão de passageiros é mais leve, permite maior visibilidade e conta com uma funcional porta deslizante no lugar da tradicional porta com dobradiça. Mais fácil e prática, a porta deslizante não interfere na área de circulação e possibilita a configuração com duas poltronas a mais. Além disso, o volante escamoteável e com regulagem garante maior conforto e facilita o acesso do motorista.

7

GM anuncia início de obras em nova fábrica de motores em Joinville A GM começará as obras civis de construção da nova fábrica de motores em Joinville, Santa Catarina, neste mês. A inauguração da unidade está prevista para 2012 e Antônio Carlos Ramos e Marcos Munhoz com capacidade inicial de produção estimada em Cataria. Segundo a monta120 mil motores e 200 mil dora, a escolha de Joinville cabeçotes de alumínio por para a implantação da nova ano. Serão investidos R$ 350 fábrica se justifica pelo que a cidade oferece, como boa milhões. O processo de construção infraestrutura, mão de obra será feito pela Cesbe. S.A qualificada, além de estar Engenharia, com sede no próximo aos cinco portos do Paraná e com filial em Santa estado de Santa Catarina.


Caderno Sul Março 2011

Equipes do Sul se preparam para a Baja SAE BRASIL-Petrobras

Mais de 160 estudantes dos três estados da região Sul participarão da 17° Competição Baja SAE BRASIL – Petrobras, que acontece de 24 a 27 de março em Piracicaba, São Paulo. Os alunos estão dividitos em 16 equipes, sendo cinco de Santa Catarina, sete do Rio Grande do Sul e quatro do Paraná) de 15 instituições de ensino. Ao todo, a competição reunirá 67 equipes, numa média de 1,2 mil universitários, de 59 instituições de ensino, de 14 Estados e Brasília. As três instituições de ensino vencedoras do campeonato irão representar o Brasil na Baja SAE Kansas, em Pittsburg, Estados Unidos, com estudantes de 90 países diferentes. O Brasil já ganhou a competição por quatro vezes.

Divulgação

8


Jornal Oficina Brasil SUL - março 2011