__MAIN_TEXT__

Page 1

OCELEIRO Quinta-feira, 18 de Fevereiro de 2021 . www.jornalceleiro.com.br

OC

Desde 1992 - Ano XXIX - EDIÇÃO 1664 s Campos Novos-SC, Quinta-feira, 18 de Fevereiro de 2021 s www.jornalceleiro.com.br

Desde 1992

1

s R$ 2,00

Págs. 04 e 05

CULTURA

Novas tendências? Funk e Rap atraem adeptos em Campos Novos. Pág. 06

COMUNIDADE

Luto: Campos Novos perde grandes nomes da sociedade. Pág. 07

AGRONEGÓCIO

POLÍTICA

Prefeito de Abdon Batista fala dos desafios da administração. Pág. 10

Após dias nublados, sol volta a aparecer na região, diz previsão. Pág. 11


OC

COTIDIANO

Editorial

Andar para frente

A

ndar para frente significa sair do lugar e avançar, é muito mais do que apenas não retroceder. O desenvolvimento deve ser contínuo. Você observa isso acontecer ao seu redor? Nesses anos o jornal ‘O Celeiro’ testemunhou e registrou a rotina, os acontecimentos e opinião da população camponovense. Entre tantos pontos a serem levantados, a saúde é o principal deles, é o mais vigiado e mais exigido. A Administração Municipal é muito cobrada por melhorias e avanços na saúde. Vimos algumas tentativas de promover mudanças, algumas falharam, outras não agradaram, e outras deram certo. Algumas reclamações persistem, e provavelmente vão continuar, porque é impossível agradar a todos. Porém, como a principal manchete do jornal destacou, estamos as portas de uma conquista que por anos foi desacredita. Quem diria que Campos Novos teria uma UTI funcionando na Fundação Hospitalar Dr. José Athánázio? Esta unidade é um passo significativo no desenvolvimento da saúde na região. Toda a região será beneficiada, não apenas a população de camponovenses. Ganha-se mais qualidade de vida, mais especialidades, mais comodidade por não precisar se locomover para outros centros e o movimento no município afetará diretamente o comércio local. Este não é um editorial político, mas sim sobre mais um acontecimento importante para a história de Campos Novos que logo fará 140 anos e ganhará uma Unidade de Terapia Intensiva para atender melhor as pessoas. A expectativa é grande para registrar este dia, esperamos que seja um ambiente bem gerido e que traga benefícios para todos.

COLUNa

Pessoas & Empresas Cultura intencional e não intencional na empresa Muito provavelmente você já ouviu falar sobre cultura empresarial. Consultores, treinadores, palestrantes e até livros falam sobre essa “celebridade”: a Cultura Empresarial. E sobre Código de Cultura Empresarial, já ouviu falar? Sua empresa tem? Vivencia? Contrata e demite em função dele? Adverte e cobra resultados baseado nele? Você sabe exatamente o que significa uma cultura empresarial e como se constrói um código de cultura? Como se vive e se propaga tudo isso dentro de uma empresa? E por que se fala em cultura intencional e não intencional? Cultura é um modo de viver e se relacionar dentro de um ambiente, uma comunidade, um círculo fechado, que no caso aqui é a empresa. A estruturação e a implantação de uma cultura em um ambiente, começa pela forma como as pessoas vivem e se comportam, agem e reagem, solucionam problemas e lidam com feedbacks. Imagina sua casa. Tem brigas ou vivem em paz. Todos comem no mesmo horário sentados à mesa ou cada um come quando tem fome, se reúnem, se abraçam, se beijam ou nem se olham, conversam ou gritam uns com os outros? Dependendo da forma como vivem, é a cultura e normalmente é implantada de forma não intencional, cada um seguindo a vida do jeito que sempre fez e os novos membros vão nascendo e se adaptando. Agora vamos para a empresa: se todos que chegam vão se adaptando a ser do jeito que os outros são e agir da forma que todos agem, porque “aqui sempre foi assim”, é a forma de viver uma cultura não intencional e ela muitas vezes é tóxica. No entanto, quando existem regras e protocolos descritos e definidos intencionalmente, os comportamentos e a forma de agir são baseados nos valores da empresa e dados a conhecer a todos, podendo demitir alguém quando violar algum valor, por exemplo, é uma cultura intencional. Tendo essa cultura implantada, a empresa tem indicadores e padrões para avaliar, medir, e manter ou demitir as pessoas. Como fazer isso na prática? 1º. Educando os empresários sobre a importância da cultura intencional; 2º. Definindo claramente regras, normas, padrões de comportamentos, missão, visão e valores, fazendo “correr na veia” como se essa fosse a única forma de existir da empresa; 3º. Entender de pessoas e treiná-las. “A cultura de uma empresa é o que acontece quando o chefe não está na sala.” – Ricardo Magalhães Por: Magna Regina Coach Empresarial Empreendedora Presidente do Instituto Humaniza Contato: (54) 9977-2062

Por: Priscila Nascimento, Jornalista Jornal

OCELEIRO Fundado em 25 de Junho de 1992

COMUNICAÇÃO O CELEIRO EIRELI CNPJ: 12.188.377/0001-03

Diretor: Wilhiam Rodolfo Peretti Diagramação/Arte: Wilhiam Rodolfo Peretti - RP: 0006221/SC Jornalista: Priscila Nascimento - RP: 0002761/PA Rua: Valentin Suzin, 1056, Bairro Bom Jesus Campos Novos - Cep: 89620.000

Quinta-feira, 18 de Fevereiro de 2021 . www.jornalceleiro.com.br

Circulação: Abdon Batista, Brunópolis, Campos Novos e Vargem. Contato: (49) 9 8828.2224 PARCEIROS: >Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL). >Associação Empresarial, Rural e Cultural Camponovense(Acircan). >Membro da Associação dos Jornais do Interior de Santa Catarina (Adjori)

02/2021

GUSTAVO LIMA/STJ

2

Frustração e pressa O roteiro era quase perfeito: o Superior Tribunal de Justiça (STJ) compartilha o parecer da Polícia Federal que inocenta o governador Carlos Moisés da Silva no caso dos respiradores e o tribunal misto do segundo processo de impeachment ganha respaldo para inocentá-lo. Faltou combinar com o STJ. O relator, ministro Benedito Gonçalves (foto), negou as informações e deixou uma pedra no sapato do Parlamento. Desde o afastamento de Moisés em outubro/novembro e a abertura de governo, já está claro na Assembleia Legislativa (Alesc) que ele deve ficar até o fim de 2022. A política se organizou para isso. Agora, os parlamentares terão que responder se preferem esperar provas mais robustas ou julgar assim mesmo. Deve prevalecer a segunda alternativa. Isso porque o entendimento é que a retomada política e econômica já está bem encaminhada e instabilidade tem que passar longe em nome da recuperação.

OS INDÍCIOS O parecer da Polícia Federal, muito desejado, não veio. Mas os julgadores já têm dois documentos em mãos que apontam para a inocência do governador. Um pertence ao Ministério Público e nega envolvimento de Moisés na compra dos respiradores, outro é do Tribunal de Contas e

chega a conclusão semelhante. O relato da PF, vazado, indica o mesmo e selaria a falta de culpa do governador. Culpa direta, é verdade. Foi Moisés quem escalou os secretários e estes, os servidores, que, tudo indica, serão penalizados. Esse julgamento virá, sim, em 2022.

• ”EU quero que seja julgado o mais rápido possível, mas

que os autos expressem a realidade. [...] O STJ não entendeu exatamente o momento de Santa Catarina, a importância disso para essa decisão”, do deputado Valdir Colbalchini (MDB), que compõe o tribunal misto e foi autor do pedido para que o STJ compartilhasse informações.

• LUCIANO Buligon, ex-prefeito de Chapecó; Daniel Netto Cândido, ex-prefeito de São João Batista; e Lucas Neves, ex-vereador de Lages e candidato derrotado à prefeitura. Três nomes do PSL que ingressaram no governo Moisés. Encorpando o partido?

Impressão: Gráfica Araucária/Lages-SC Tiragem: 1.000/Exemplares/Semana

Edição: 028

Contatos: Redação: redacaooceleiro@gmail.com Comercial: oceleirocomercial@gmail.com Financeiro: oceleirofinanceiro@gmail.com

jornalismo@adjorisc.com.br

Jornalista responsável: Murici Balbinot

• DEPUTADO federal Rogério Peninha Mendonça (MDB) recebeu a indicação do novo presidente da Câmara de que será pautada a revogação do estatuto do desarmamento este ano. O acordo prevê relatoria do 03, Eduardo Bolsonaro (PSL/SP).

SC

www.adjorisc.com.br

As colunas e artigos assinados são de responsabilidade de seus autores e não expressam necessariamente a opinião do jornal.


Quinta-feira, 18 de Fevereiro de 2021 . www.jornalceleiro.com.br

OC

VARIEDADES

Horóscopo Semanal Áries

20/03 a 20/04 A sua situação financeira permitirá viver estes dias intensamente sem quaisquer limitações ou barreiras. No plano profissional e material: A sua vida profissional ocupa o primeiro lugar das suas preocupações neste período. Muito stresse e agitação são de prever, contudo sempre se saíra bem de todas as escolhas e decisões que tomar.

Gêmeos 21/05 a 20/06

Sentirá grande segurança numa recente relação amorosa. No plano profissional e material: Vai se sentir apoiado nos seus projetos. As soluções podem vir de onde menos espera. Esteja sempre atento a novas diretivas de trabalho. Se trabalha por conta própria pense em trabalhar no ou para o estrangeiro.

Leão 21/07 a 22/08 Estar em paz com a sua família será o seu objetivo principal esta semana. No plano afetivo: Os relacionamentos amorosos estarão envoltos em harmonia. Se recentemente entrou em fase de ruptura com o ser amado, terá neste período as melhores condições para obter a reconciliação desejada e a revitalização de sentimentos mútuos.

Libra 23/09 a 22/10 Faça um esforço para não tornar as suas relações pessoais conflituosas. No plano profissional e material: O seu ambiente de trabalho andará pesado. Tudo passa fora do seu controle. Seja perspicaz na forma como lida com os seus colegas e superiores. Não use o cartão de crédito sem que para tal haja uma justificação precisa e concreta.

Sagitário

22/11 a 21/12 Semana muito construtiva, a conjuntura é promissora em termos de capacidade criativa, revelando momentos de exceção para se fazer escutar e apoiar. Momento favorável à conquista de novas posições. No plano profissional e material: Importantes realizações a nível profissional, vai se sentir satisfeito com os progressos em curso.

Aquário 21/01 a 18/02 Irá recolher informações muito importantes para melhor estruturar a sua carreira profissional. No plano afetivo: Não confunda atração física com sentimentos. Este será um período em que viverá momentos escaldantes, contudo serão passageiros e sem significado para um futuro a médio prazo. Atenção às relações duplas.

3

Coluna de Moda

Touro

21/04 a 20/05

Procure uma maior aproximação da pessoa amada para concretizar os seus desejos de harmonia amorosa. No plano profissional e material: Analise aquilo que decidiu anteriormente e considere a hipótese de mudar a sua decisão. Se ela se mostrar mais vantajosa, avance. Não tema as críticas que possam advir.

Por: Ana Kantovick Contatos em redes sociais: Instagram: @anakantovick Facebook: Ana Kantovick

Câncer

Site: anakantovick.wordpress.com - (49) 998238633

21/06 a 21/07 Além de deixar fluir a sua sensibilidade, é necessário também que se aprenda a escutar os outros. No plano afetivo: Não está no melhor período para tomadas de posição definitivas. Pense antes de agir. Tente tomar uma atitude mais segura e de confiança na pessoa amada. As crises de ciúme serão algo que deverá tentar eliminar da sua vida.

Virgem

23/07 a 22/09 Se estiver disposto a lutar por aquilo que deseja, alcançará os seus objetivos. No plano afetivo: Poderá assumir uma nova relação que de um modo geral poderá não ser bem vista pelos outros. Lute pela mesma se estiver certo que é positiva para a sua vida. Se tem filhos há que dispensar maior atenção ao seu crescimento e desenvolvimento.

Escorpião 23/10 a 21/11 Poderá reagir de forma impulsiva, criando algum desconforto em quem partilha o seu cotidiano. No plano profissional e material: Excelente semana para avançar em projetos nos quais trabalhou afincadamente e neles depositou a esperança de um futuro melhor. Financeiramente viverá dias de grande alegria.

Capricórnio 22/12 a 20/01 Seja objetivo e transparente nos seus atos. A forma determinada com que agir será o seu maior trunfo. No plano afetivo: Período ardente e tórrido, onde os seus impulsos estarão fortemente ligados à sua afetividade. Viva a vida, sem contudo ter atenção que o seu parceiro também tem os seus desejos e fantasias que gostaria de ver atendidos.

Peixes

19/02 a 19/03 Viva a sua vida amorosa protegido dos olhares indiscretos. No plano afetivo: Estará dividido entre dois amores, a paixão e a liberdade. Se por um lado quer junto de si alguém para amar, por outro o desejo de viver a vida em liberdade é muito grande. Encontrar alguém que aceite as duas vertentes será difícil, mas não impossível. Fonte: http://www.portalangels.com/

Alfaiate Cool Nada mais elegante que um look de alfaiataria né? Calças bem cortadas, terninhos, saias e camisas, looks ideais para o trabalho. Comumente presente no guarda-roupa masculino, ele foi adotado por mulheres para composições formais e acabou virando um verdadeiro “vício” das fashionistas. Ele apareceu muito nas pro-

duções de passarelas nos ultimos anos e tomou as ruas das cidades. Mas como podemos deixar este estilo mais urbano? Combine com tênis, prefira peças bem coloridas e com recortes menos óbvios. Combine cores contrastantes ou monte blocos de cores. Junte isso tudo com acessórios divertidos e pronto: um look de alfaiataria moderno e cool.

Confira algumas imagens e se inspire! :)


4

SAÚDE

OC

Quinta-feira, 18 de Fevereiro de 2021 . www.jornalceleiro.com.br

UTI: Um sonho prestes a se tornar realidade *Foto: Wilhiam Peretti/O Celeiro

Funcionamento da unidade mudará a rotina do hospital Dr. José Athanázio e o elevará ao patamar de alta complexidade. Cada vez mais perto de se concretizar, a Unidade de Terapia Intensiva (UTI) de Campos Novos está prestes a se tornar realidade. A previsão para a conclusão das obras físicas é para o mês d abril, conforme confirmou o diretor da Fundação Hospitalar Dr. José Athanázio, Vinicius Serena. Devido a pandemia, a construção civil enfrentou dificuldades em relação a chegada de materiais, mas a obra segue. No momento estão sendo feitas as divisões de rede de gás, e a manta vinílica, utilizada em pisos hospitais, deverá ser iniciado. Em seguida serão instaladas a de rede elétrica, pontos de energias e de internet. Porém, a finalização das obras físicas é apenas uma etapa, logo em seguida outras fases deverão ser executadas para que a unidade esteja habilitada e entre em funcionamento. Que outros passos serão necessários e que outras metas poderão ser aguardadas? Em entrevista ao jornal ‘O Celeiro’, Vinicius Serena falou sobre o andamento das obras e suas repercussões no município. Além do espaço físico, é essencial a aquisição dos equipamentos para habilitar os 10 leitos da UTI Adulto. Vi-

Unidade de Tratamento Intensivo custará em torno de R$ 2.500.000,00

nicius disse que até o início de março deverão ser abertas as licitações para iniciar a compra de matérias necessários. “Os dez leitos serão 100% equipados e habilitados para atender a população. É um investimento em saúde de alta complexidade”, afirmou, ressaltando que com a implantação de uma UTI no município as pessoas não precisarão recorrer a outros centros. “Quem nunca se deparou com uma situação em que precisou fazer uma transferência de um familiar para fazer atendimento fora de domicilio? Isto é difícil e custoso. A ideia de trazer a alta complexidade para o nosso município e para os demais do entorno é pensando em segurança e saú-

de, pensando no bem estar dos pacientes”, completou Vinicius. Os benefícios são incontáveis, mas os investimentos também são altos, Vinicius acredita que para a conclusão do projeto serão gastos cerca de R$ 5 milhões, entre recursos próprios do município e recursos advindos do Governo do Estado. “O custo de equipamentos para montar a UTI deixando-a habilitada gira em torno de R$ 2.500.000,00. Primeiro vamos fazer a compra de uma série de equipamentos com recursos do Governo do Estado, na sequência iremos utilizar alguns recursos próprios para conseguir ter os dez leitos de UTI habilitados no estado. A fundação

possui a lista de todos os equipamentos necessários. No hospital já possuímos fluxometros, estetoscópios, central de monitores, cadeiras de rodas. Mas temos uma listagem obrigatória que equipamentos que devem ter na UTI. Os mais caros dessa lista trata-se de um raio X portátil, para ser usado em pacientes impossibilitados de se deslocar. E o aparelho de hemodiálise por osmose, pois metade dos leitos serão com hemodiálise. Estes são um dos equipamentos mais caros. Mesmo as obras físicas não instaladas já podemos fazer algumas compras, há equipamentos que demoram bastante para chegar, mesmo após a entrega a gente precisa da qualificação


Quinta-feira, 18 de Fevereiro de 2021 . www.jornalceleiro.com.br técnica sobre o funcionamento deles. São dinâmicas que precisamos seguir para ter uma UTI habilitada com total segurança”, garantiu. A equipe médica do hospital também precisará ser reforçada para atuação na unidade. Médicos intensivistas serão contratados para esta função. “Temos no nosso quadro pessoas competentes que já operam em alta complexidade, e olhamos com carinho para quem já está aqui com a gente, mas também buscaremos profissionais qualificados para atuar na UTI”. Mesmo com a finalização das obras e a compra de equipamentos, para a UTI poder realmente funcionar recebendo pacientes ela precisará de uma avaliação e aval da Vigilância Sanitária Estadual e do Ministério da Saúde que habilitarão os leitos. Vinicius relatou um encontro com o secretário de estado de saúde, no final de 2020, no qual a UTI no município foi vista com bons olhos pelo Estado. “Conversamos com o secretário de estado no final do ano passado referente a UTI e a sinalização dele foi muito positiva. Uma UTI aumenta o volume de recursos do SUS repassados aos hospitais. Dessa forma nos sentimos mais confiante de seguir o trabalho porque é um projeto que visa regionalizar as especialidades e cada município deve assumir uma faixa de responsabilidade. Campos Novos está se inserindo nesse contexto e avançando neste aspecto”, declarou.

O que a UTI representa? Avanço e desenvolvimento, sem dúvida, é o que esta Unidade de Terapia Intensiva representa não apenas para Campos Novos, mas para a região do entorno. A saúde do município irá dar um salto significativo que terá repercussões não apenas na saúde, mas no desenvolvimento econômico do município. Mas vamos focar primeiramente no ganho que a comunidade terá em saúde e qualidade de

OC

SAÚDE

5

*Foto: Wilhiam Peretti/O Celeiro

Todo o investimento feito para melhorar o hospital, pensando não só na qualidade de vida e bem-estar da população, é também em nível de desenvolvimento econômica sustentável. A área da saúde potencializa a chegada de novos profissionais que ajudam a movimentar a economia. Vinicíus Serena

vida. Hoje o Hospital Dr. José Athanázio oferece atendimento de pequena e média complexidade. Com a implantação da UTI ele passará para um patamar mais elevando atendendo demandas de alta complexidade. Com isso, aumenta a

probabilidade de Campos Novos atender novas especialidades, como acredita o diretor. “O que eu visualizo hoje é que naturalmente novos profissionais virão atuar em virtude da alta complexidade. Temos uma ótima estrutura no centro cirúrgico, mas muitas cirurgias não são realizadas porque não há leitos de estabilização para o paciente pós-operado. Por exemplo, pacientes neurológicos geralmente vão para a UTI na recuperação. Somos cobrados por isso, mas precisamos desse investimento para que eles venham atuar no município com segurança”, declarou. Com a UTI, o município de Campos Novos aumenta seu potencial para se tornar uma referência na região. Apesar de haver esta possibilidade, Vinicius quer primeiramente focar na qualidade dos atendimentos. “Queremos ser referência em qualidade nos atendimentos e prestação de serviços. Quanto a especialidades, visualizamos a ortopedia de alta complexidade e também o potencial para a cardiologia. Hoje temos uma ótima estrutura e temos prestado trabalho de excelência. Temos muito a crescer”, ponderou Vinicius.

Neste primeiro momento a UTI contará apenas com leitos para adultos, mas o plano a médio prazo é construir uma unidade Neonatal também. “Estamos construindo uma laje junto a área de imagiologia, com a intenção de termo leitos de UTI neonatal. Hoje temos como referência Concórdia e Curitibanos para nos dar suporte É um plano pensado em médio prazo”, afirmou. O diretor Vinicius também menciona os demais benefícios dos investimentos que estão sendo feitos na saúde, que já podem ser vistos desde agora. “A demanda de cirurgias eletivas que desmontamos neste último ano deu uma movimentação econômica grande para o município. Todo o investimento feito para melhorar o hospital, pensando não só na qualidade de vida e bem-estar da população, é também em nível de desenvolvimento econômica sustentável. A área da saúde potencializa a chegada de novos profissionais que ajudam a movimentar a economia”, finaliza o diretor. Quanto ao funcionamento da unidade, Vinicius não citou nenhuma data, mas espera que seja ainda em 2021.


6

OC

CULTURA

Quinta-feira, 18 de Fevereiro de 2021 . www.jornalceleiro.com.br

Novas tendências? Funk e rap atraem adeptos em Campos Novos A história dos ritmos é longa e teve início fora do Brasil, mas aqui na região o Rap e o Funk são uma novidade que divide opiniões. “Música de preto. Música de malandro”. Esses são alguns dos conceitos que se tem a respeito do rap e do funk, inclusive os ritmos são confundidos um com o outro. Muito comum em outras regiões do Brasil, o funk e o rap não são os ritmos preferidos em Campos Novos. Um município de raiz europeia e de gêneros tradicionalistas concentra uma população com um estilo mais tradicional. Porém, há quem tenho seguido uma curva diferente e atraiu-se a um estilo nada convencional. Atualmente Campos Novos conta com alguns apreciadores e até cantores de rap e funk que buscam na música uma forma de comunicação. Na roupa e no modo de falar eles não passam despercebidos e continuam tentando ganhar espaço, aceitação e consagrar-se como artistas. O jornal ‘O Celeiro’. conversou com dois artistas locais que comentaram seus sonhos, suas dificuldades e seu interesse pelo ritmo. A coincidência não está só no gosto musical, mas também no nome. Wiliam Dime e Willian Wolff,

se encontram no funk e no rap, respectivamente, e tentam alavancar a carreira no ramo do entretenimento, mas ainda não vivem exclusivamente da música. Mc Dime explica a diferença entre os ritmos: “o funk começou através do rap, a única diferença é a velocidade entre os ritmos. A batida do rap é mais lenta, o funk já é mais avançado”. Sobre a imersão no funk, ambos têm a mesma opinião. “Na música eu achei uma forma de expressão, tudo que acontece no dia a dia eu escrevo, eu achei uma forma de me expressar”, disse Dime, que é natural do Rio Grande do Sul. “Quando comecei no rap minha intenção foi levar uma mensagem. Nós conseguimos através da música passar nossa vivência, visão e conseguimos ajudar as pessoas a abrir sua mente”, reiterou Mc Wolff. Mesmo bem intencionados, os jovens ainda sentem o preconceito, justificado pelo fato de que cantores de rap e funk são ‘usuários de droga’. Mas eles contestam a afirmação e lamentam a generalização a cerca do assunto. “Infelizmente ainda existe preconceito, por conta de alguns artistas que acabaram manchando a cultura do rap e do funk. As pessoas

tambem

JORNAIS UNIDOS PELA VACINA. Os jornais brasileiros sempre estiveram no combate ao coronavírus. Apurando, checando e divulgando informação de qualidade sobre a pandemia e as melhores formas de enfrentá-la. Agora, os jornais se juntam ao movimento Unidos pela Vacina, que visa a apoiar a vacinação de todos os brasileiros até setembro. Somente pela vacinação em massa poderemos todos voltar a uma vida normal e retomar o pleno funcionamento da economia.

SC

www.adjorisc.com.br

*Fotos: Divulgação/arquivo pessoal

Willian Wolff (Mc Wolff)

Wiliam Dime (Mc Dime)

generalizam e julgam muito, mas não são todos que estão envolvidos com drogas. Nossa intenção é justamente dizer para as pessoas que certos comportamentos são ilusão”, defendeu Wolff. “Há muitas críticas em relação ao funk. As pessoas só veem o lado ruim, mas não enxergam o lado bom, que o funk conta a realidade, um sonho, um pedido de paz, é uma forma de conscientização”, completou. Sonhadores, os jovens desejam voar alto e deixar sua mensagem para as pessoas, por isso esperam ser entendidos e receber o apoio que precisam. Afetados pela pandemia, as apresentações quase não aconteceram neste período, mas aos poucos eles estão retomando suas atividades como cantores. “O incentivo poderia ser

muito maior, tendo em vista que a maioria das músicas da região são de muita qualidade e que tem vários talentos escondidos. O investimento e incentivo deveriam ser maior por parte do Poder Público e da Comunidade”, diz Wollf, sendo corroborado por MC Dime. “Nós não temos apoio. As pessoas precisam acreditar e nos dar um voto de confiança, porque tem jovens Mcs que tem sonhos e não conseguem realizar porque ninguém acredita em seus talentos”, desabafa. Apesar das dificuldades eles seguem acreditando no futuro e buscando mais espaço no meio artístico. Para conhecer um pouco mais o trabalho deles confiram suas redes sociais: @mc.wolff_sc e @dimewilliam.


Quinta-feira, 18 de Fevereiro de 2021 . www.jornalceleiro.com.br

OC

COMUNIDADE

7

Luto: Campos Novos perde grandes nomes da sociedade *Fotos: Divulgação

João Carlos Becker e Edson Nelson Ubaldo faleceram, mas deixarão saudades e um legado que será lembrado para sempre.

Direito e Gastronomia eram suas especialidades No último sábado (13) Santa Catarina perdeu o desembargador aposentado Edson Nelson Ubaldo, aos 80 anos. Natural de Campos Novos, Ubaldo foi lembrado pelo Poder Judiciário do Estado que emitiu um comunicado de pesar relembrando resumidamente sua história. “Natural de Campos Novos, 80 anos, Ubaldo era advogado de formação e passou a compor o Tribunal de Justiça de Santa Catarina, a partir do chamado Quinto Constitucional, ao ocupar a vaga aberta com a aposentadoria do desembargador Silveira Lenzi. Sua posse ocorreu em 15 de setembro de 2005. Sua aposentadoria ocorreu em agosto de 2010. Integrante da Academia Catarinense de Letras, era pai do juiz Antonio Augusto Baggio e Ubaldo, dizia a nota. Mas o direito não era usa única especialidade, amante de bons vinhos ele também dedicou parte do seu tempo a cultura, se tornado-se o pioneiro em viticultura de altitude em Campos Novos. Ele implantou o primeiro vinhedo de viníferas nobres do Estado em 1981, o que lhe valeu a outorga da “Comenda Anita Garibaldi”,

Edson Nelson Ubaldo (In Memoriam)

João Carlos Rossa Becker (In Memoriam)

a mais alta condecoração do Governo catarinense, em 2009. Além disso, Ubaldo foi o organizador e fundador da Academia Catarinense de Gastronomia, instalada em /2014, sob os auspícios da Academia Brasileira de Gastronomia. O camponovenses tem 8 livros publicados, sendo quatro de contos, três de Direito e um sobre sua paixão, chamado de “Vinho um presente dos deuses”. Ubaldo carrega consigo uma enorme história dividida entre seus hobbys e suas responsabilidades. Por anos ele comparti-

lhou seu conhecimento em salas de aula quando atuou como Professor de Direito na Escola Superior da Magistratura e na Escola Superior de Advocacia de Sta. Catarina, Professor honorário das Universidades Hermílio Valdizán, Garcilaso de La Vega, Sto. Toríbio de Mogrovejo (Peru) e Domingo Sávio (Bolívia). Sócio Benemérito do Instituto de Filosofia do Direito da Universidad de Lomas de Zamora (Argentina) e membro do Círculo de Especialistas em Direito da Fundação Konrad Adenauer (Alemanha).

Empreendedorismo e solidariedade “Estamos muito tristes, ele nos fará muita falta”. Em uma curta frase, a esposa Marli Becker resumiu o sentimento dela e da família pela perda de seu esposo, João Carlos Becker, no dia 11, aos 66 anos. O empresário deixa a esposa, filhos, netos, irmãs e um legado de ações solidárias desenvolvidas a frente do Rotary Club, no qual já foi governador do Distrito 4740. Amigável e sorridente, João Becker era muito conhecido, respeitado e admirado em Campos Novos. Em companhia de sua esposa ele realizou várias viagens, incluindo algumas relacionadas ao seu papel como governador do Rotary. Sua luta e empenho para o desenvolvimento de Campos Novos e seu compromisso com a sociedade, através de atos de solidariedade, serão sempre lembrados por todos. Bioquímico por formação ele trabalhou anos na Farmácia e no Laboratório que carregavam o seu sobrenome. Mas João será relembrado principalmente por suas boas ações e sua grande preocupação com a desigualdade social. Infelizmente, após cerca de 30 dias hospitalizado, João veio a óbito. Que as famílias sejam confortadas e possam passar por este momento de dor, mas sempre com lembranças boas ao lado dos seus entes falecidos.


8

OC

ESTADO

Quinta-feira, 18 de Fevereiro de 2021 . www.jornalceleiro.com.br

redecatarinensedenoticias

Registro de armas de fogo por cidadãos bate recorde em SC

RCN - 614 | rcnonline.com.br

SC

Pix em SC: maioria conhece, mas poucos utilizaram MARCELLO CASAL JR/AGÊNCIA BRASIL

Número mais do que dobrou entre 2019 e 2020 e atingiu maior valor dos últimos 10 anos AGÊNCIA BRASIL

no registro de armamento. O montante de 2020 é significativamente superior ao registado em anos anteriores, como 2018 (3.591), 2017 (3.710), e 2016 (3.408). Para o deputado federal Rogério Peninha Mendonça (MDB), tradicional defensor da liberação das armas, o aumento acontece por causa da flexibilização das regras promovida pelo governo federal. "Mudou uma série de normas no início de 2019 que permitiram a evolução dessas armas na mão do cidadão de bem. Ou seja, facilitou ao cidadão comum",

Nossa parceria gera frutos, oportunidades e desenvolvimento. O BRDE é muito mais que um banco, é o parceiro ideal do empresário catarinense. E 2020 comprovou isso mais uma vez. Foi um ano desafiador, mas com a força e o apoio do BRDE a economia girou. E, mais do que contratos firmados, essa parceria contribui forma sustentável para o desenvolvimento do de fo estado, gerando oportunidades, poupando empregos e auxiliando muitas empresas a continuarem abertas.

afirmou. Segundo ele, uma das principais mudanças foi a revogação da regra que previa a análise de um agente da PF. "Na época, era uma decisão discricionária do policial lá de plantão [...] e havia uma pressão na Polícia Federal para evitar ao máximo a liberação", complementou. Outro dado que chama a atenção no balanço anual é o percentual de pessoas físicas em relação ao total de armas registradas. Neste quesito, Santa Catarina lidera: em 2020, 95% de todo o armamento liberado teve como

destino cidadãos comuns. O restante foi destinado a órgãos públicos, servidores e empresas de segurança privada. A média nacional foi de 65%. "Nossa legislação ainda é muito rigorosa, se comparada com outros países. Portanto, ao nosso ver, a aquisição de armas não está banalizada. [...] A percepção é de que essas armas não estão circulando, passando de um proprietário para o outro", disse o presidente do Sindicato dos Policiais Civis de SC (Sinpol/SC), Elmar Schmitt Osório. Segundo ele, o aumento das armas legais não tem interferido no trabalho das polícias, mas há um risco em razão da responsabilidade do proprietário. Preocupa, por exemplo, a possibilidade de roubo ou extravio ou empréstimo do armamento para pessoas sem treinamento.

Em Santa Catarina, 97,3% dos consumidores já conhecem ou já ouviram falar do Pix, a nova ferramenta do Banco Central para pagamentos online. Apesar disso, apenas 40,3% do total realizou algum pagamento ou transação financeira por meio dele. Tem aquela parcela (42,3%) que ouviu

falar, mas não fez cadastro, e aqueles (11%) que cadastraram as chaves mas ainda não realizaram ações. Os dados são de um estudo da Fecomércio/SC, que mostra também que o Pix é mais popular entre jovens: a média de idade entre quem não conhece é 48,6, contra 34,7 de quem já usa.

NOVO OBSERVATÓRIO AA A Federação das Indústrias de SC (Fiesc) lança nesta semana o novo portal do Observatório Fiesc, uma ferramenta da entidade para monitorar indicadores e as principais novidades do setor. O ato de lançamento acontecerá de forma online, por

meio dos canais da Federação. A ferramenta passou por uma reestruturação, ganhou novas funcionalidades e permite ao usuário navegar com mais facilidade. Na parte de conteúdo, agregou novas informações e análises sobre economia industrial.

Mínimo chega à Alesc

Crédito para a vida melhorar, a nova promoção do Sicoob

Já está na Assembleia Legislativa de SC (Alesc) o Projeto de Lei Complementar que estabelece os novos valores dos mínimos regionais para os trabalhadores catarinenses. A média de aumento é de 5,4%. A matéria foi construída entre empregadores e funcionários em um acordo já tradicional no Estado. O texto foi entregue ao governo do Estado, que chancelou e repassou a proposta.

Já está em vigor a promoção "Crédito para a vida melhorar", do Sicoob, que além de distribuir R$ 485 mil em prêmios vai incentivar a contratação de crédito com taxas mais justas. Segundo o diretor-executivo Comercial e de Canais do Sicoob, Francisco Silvio Reposse Junior, a ideia está alinhada com o momento

que os brasileiros estão vivendo: com a chegada da vacina, a esperança de dias melhores. “Está no nosso DNA oferecer crédito com taxas mais baixas, seja para colocar as contas em dia ou investir em um negócio próprio", disse. Quem abrir conta no Sicoob já está concorrendo. A promoção segue até 31 de março. DIVULGAÇÃO

Em 2020, o número de registros de armas de fogo requeridos por cidadãos comuns de Santa Catarina foi o maior dos últimos 10 anos, segundo dados da Polícia Federal. Ao todo, foram registradas 12.730 armas novas, mais do que o dobro de 2019, quando o montante chegou a 5.922 novas armas. A quantidade representa 7% do que foi liberado em 2020 para cidadãos no país (179 mil). Com o resultado, o Estado ficou com a terceira colocação no ranking nacional de registros para cidadãos em números absolutos, atrás do Rio Grande do Sul (16.924 armas novas) e de Minas Gerais (16.410), mas à frente de estados mais populosos, como Rio de Janeiro (6.666 armas novas), São Paulo (5.848), e Bahia (3.307). O indicador também mostra que Santa Catarina atingiu um novo patamar

ASSINE JORNAL O CELEIRO E RECEBA TODA QUINTA-FEIRA SEU EXEMPLAR. ENTRE EM CONTATO CONOSCO: (49) 9 8828.2224


Quinta-feira, 18 de Fevereiro de 2021 . www.jornalceleiro.com.br

OC

REGIÃO

9

uAbdon Batista

uVargem

Abdon Batista realiza operação tapa buracos na SC-284

Aulas do ensino fundamental em Vargem iniciam nesta quinta-feira

*Foto e Informações: ASCOM/PMAB

A Administração Municipal de Abdon Batista, através da Secretaria de Obras, realizou na quarta-feira (10/02) a Operação Tapa Buracos, na rodovia SC284, trecho entre a comunidade de Arroio até o acesso ao município. Com as chuvas do último mês a situação da estrada se agravou e oferecia riscos aos motoristas.

Na oportunidade o vice-prefeito Cleito Pitz, acompanhou a equipe de obras e destaca que importância da iniciativa. “A ação conta com investimentos de recursos próprios do município de Abdon Batista e tem o objetivo de oferecer mais segurança aos motoristas que utilizam diariamente a estrada”.

No ensino infantil aulas iniciam dia 22. Todos devem estar atentos às regras sanitárias para prevenção da COVID-19 A Secretaria Municipal de Educação de Vargem confirmou que as aulas presenciais na Rede Municipal de Ensino estão sendo retomadas nesta semana. A partir desta quinta-feira (18), retornam os alunos do ensino fundamental, respeitando as regras sanitárias para prevenir a COVID-19. Com os alunos do ensino infantil, a retomada acontece no dia 22 de fevereiro, após conversa com os pais em reunião prevista para esta quinta, sobre as regras que devem ser observadas. O plano de retorno da educação estabelece que as aulas acontecerão de forma presencial e remota. Estudantes que retornam ao ensino presencial, terão aulas alternadas, conforme as orientações das diretrizes do Plano de Contingência. Estudantes do grupo de risco e aqueles que os pais optarem, continuam com o ensino remoto. Regras sanitárias que devem ser seguidas conforme o plano de contingência: uUso obrigatório de máscara

no caminho, no transporte e na escola; uLavar as mãos e usar álcool em gel constantemente, além de manter o distanciamento social; uOs alunos devem estar atentos a aferição da temperatura ao entrar no transporte e na escola. Temperatura acima de 37 ,8º não será autorizada a entrada na escola; uAo chegar na escola o aluno deverá ir direto para a sala de aula e aguardar, no seu lugar o início da aula; uNa chegada, haverá tapete sanitizante para a higienização dos calçados; uEstudante com sintomas de gripe não devem ir à escola; uCada um deve levar sua garrafa de água; uDevem evitar o contato físico e aglomerações; uNão compartilhar seu material escolar; uNão haverá práticas esportivas de contato; uPermanência dos pais no ambiente escolar dever ser evitada. A responsabilidade pelo sucesso do retorno presencial é de todos e cada um deve fazer a sua parte! *Informações: ASCOM/PMV


10

POLÍTICA

OC

Quinta-feira, 18 de Fevereiro de 2021 . www.jornalceleiro.com.br

Manter o jovem na cidade é um dos principais desafios da administração em Abdon Batista *Foto: Wilhiam Peretti/O Celeiro

Prefeito Dile, de Abdon Batista, fala sobre suas prioridades para manter o município em desenvolvimento nos próximos quatro anos. Melhorar o que não estava indo bem e dar prosseguimento ao que dá certo, esta é a meta de quem inicia um mandato pela primeira vez. Jadir Luiz de Souza, ‘Dile’, atual prefeito de Abdon Batista, apesar de ser o candidato indicado pelo ex -prefeito Lucimar Salmória, sabe que ainda há situações a serem revistas e melhoradas. Mas também reconhece os muitos feitos e avanços alcançados nos últimos anos, que, segundo ele, devem continuar acontecendo. Entre os principais desafios, Dile cita o fato de manter o jovem no município para dar prosseguimento nas propriedades rurais das famílias. Em conversa com a equipe do jornal ‘O Celeiro’, o prefeito falou sobre suas expectativas e responsabilidade diante da administração municipal. Antes de falar sobre projetos e metas, Dile destacou suas intenções ao decidir concorrer a prefeitura de Abdon Batista. “Eu e o Cleito sempre estivemos envolvidos nas situações da comunidade e

Jadir Luiz de Souza, ‘Dile’, atual prefeito de Abdon Batista

da região. Tomamos a decisão de nos envolver mais e nos propomos a representar a comunidade na administração de Abdon Batista. Nosso objetivo era propor algumas mudanças e melhorias no setor público, principalmente voltados ao interior e a agricultura, que o meio de onde viemos. As coisas foram fluindo. Trabalhando e nós ganhamos credibilidade perante a população. Conversamos com a família,

com os amigos, e tivemos o apoio para dar este passo visando contribuir com o município. Queremos trazer mais desenvolvimento para a população, seja através de melhores condições, desde o setor agrícola, educação, saúde, e oportunidades de empreender. Seremos parceiros. Temos estrutura aqui e ela tem que funcionar”, resumiu o prefeito. Mesmo reconhecendo os avanços, ainda há espaço para muitas ações e realizações que contribuirão para um novo Abdon. “Nosso município cresceu muito em infraestrutura e em obras que vão trazer pessoas ao município. Hoje temos saneamento, asfalto. Vamos focar em trabalhar junto a população para que as engrenagens funcionem e a população esteja envolvida”, disse relembrando as situações pontuais que precisam ser observadas e trabalhadas. “Temos prioridades referentes ao abastecimento de água, da organização no comércio, no sentido de entenderem que essa oportunidade que está vindo é voltada para o desenvolvimento deles. A agricultura é nosso carro chefe, nós vamos ter um carinho especial. Temos dificuldade há anos em segurar o

Queremos trazer mais desenvolvimento para a população e seja através de melhores condições, desde o setor agrícola, educação, saúde, e oportunidades de empreender. Seremos parceiros da população. Temos uma estrutura aqui e ela tem que funcionar. Jadir de Souza, ‘Dile’

público jovem, os filhos de produtores, por não oferecer muitas oportunidades de educação. Diante disso eles saem para estudar fora e não voltam mais. A nossa população tem uma certa idade, queremos fazer com que o público jovem permaneça no município”, completou, na esperança de que o turismo contribuirá para ajudar o jovem a permanecer no município por oferecer oportunidade de emprego, lazer e atrair mais pessoas. Sobre as demais pastas do município, Dile comenta seu empenho em prol dos cidadãos abdonenses. “Vamos buscar parcerias para fomentar o empreendedorismo, para trazer cursos para cá. Na educação estamos em um bom patamar no Ideb, temos uma boa estrutura, inclusive, mesmo com a pandemia vamos oferecer aulas para 100% dos alunos. Tem que ser prioridade, e vamos buscar melhorar sempre. Na saúde queremos melhorar e ampliar o atendimento. Só temos uma Unidade Básica de Saúde, temos dificuldades principalmente em urgência e emergência. Esse ano vamos oferecer todos os dias plantão de urgência e emergência. Vamos buscar outras alternativas em medicamentos, exames. Temos comunidades distantes, queremos pôr a unidade móvel para funcionar e ir até essas pessoas, assim como também realizar a entrega de medicamento em casa”, listou. Especificamente sobre agricultura, que é a principal vocação do município, Dile diz que pretende buscar alternativas para incentivar a agricultura familiar, principalmente na questão da fruticultura e demais culturas que tem se destacado em Abdon. “Queremos melhorar esse atendimento, principalmente nas pequenas propriedades. Acredito que a pequena propriedade tem um potencial muito grande, mas desde que se pense novas ideias, nas áreas de fruticulturas, hortaliças, e culturas de pequenas áreas. Vamos buscar parcerias e tentar envolver projetos para ampliar este setor”, afirmou. As obras que foram iniciadas por Lucimar, como o Parque Aquático e a Marina seguem em andamento. “O Parque Aquático está pronto, estamos no processo de concessão para uma empresa administrar. Hoje direcionamos prioridades, e devido a pandemia não iremos inaugurar neste momento. Estamos nos planejando para que no início do próximo verão seja inaugurado, caso a pandemia esteja controlada. A Marina continua em construção, a previsão é que a obra da primeira etapa vá até o final de março. Estamos atrás de mais recursos, e vamos buscar a nível nacional, através do Ministério do Turismo, para deixá-la pronta”, garantiu Dile.


Quinta-feira, 18 de Fevereiro de 2021 . www.jornalceleiro.com.br

OC

AGRONEGÓCIO

11

Após dias chuvosos e nublados, sol volta a aparecer na região, diz previsão Chuvas darão espaço para dias mais quentes, principalmente nos meses de março e abril. Os produtores rurais da região meio Oeste comemoraram o verão chuvoso iniciado no final de dezembro. Campos Novos, diferente das outras regiões que registraram temporais e enchentes, presenciou chuvas em grandes quantidades que fizeram a alegria do homem do campo, que há cerca de um ano foi penalizado pela longa estiagem. Foi um ano difícil para a agricultura e pecuária na região, mas hoje os produtores seguem felizes com o clima que contribuiu bastante para a produção, minimizando as perdas. As pancadas de chuvas foram tão significativas que o volume de água foi acima da média meteorológica. Mas o que esperar para os próximos dias? O meteorologista do Centro de Informações de Recursos Ambientais e de Hídrometeorologia (Ciram/Epagri), Clovis Correa, disse que a partir dos próximos dias as pancadas de chuva diminuirão devido a chegada de uma massa de ar seco na região. “A partir dessa semana o tempo irá se abrir, poderá ter alguns nevoeiros principalmente na madrugada e no início do dia. A tarde também pode aumentar a nebulosidade, mas com sol predominantemente. Durante os as próximas semanas o volume de chuvas vai diminuir, principalmente no mês de março e abril”, afirmou. Mesmo com a chegada do sol, a previsão atual não assusta os produtores, pois as chuvas que se apresentaram no iní-

cio do ano foram suficientes para render uma lavoura bem sucedida. Com ou sem chuva nos próximos dias, os produtores da região já se preparam para a colheita da soja e do milho. Porém, mesmo com a meteorologia a favor, a expectativa é de que haja queda na produção de milho em virtude do surgimento de algumas doenças e pragas, fato que pode ter acontecido devido ao clima. Já a soja segue sem grandes problemas e aguarda só a hora de ser colhida. Com a produção garantida, os dias de sol que se aproximam não são motivo de preocupação. Porém, mesmo que as culturas de verão estejam garantidas, é sempre bom se ater as previsões climáticas para pensas as culturas de entre safra, ou culturas de inverno, que muitos produtores investem em virtude de alguns benefícios, como o aumento da fertilidade do solo, redução de ervas daninhas, e claro, mais rentabilidade ao produtor. Viveremos um ano atípico novamente, em que as estações invadem umas as outras? Em 2020 vivemos um inverno quente, e este ano verificou-se um verão ameno. Entender e conhecer a climatologia é de grande importância ao agronegócio. Tanto a pecuária quanto a agricultura são atividades dependente de fatores climáticos. A mudança no clima pode afetar a produção agrícola de várias formas, como, por exemplo, alterações na temperatura do ar, modificação no número de graus-dia de crescimento das plantas; flores, folhas e frutos são danificados

*Foto: Divulgação

por ventos fortes e alta radiação solar; baixa intensidade luminosidade ocasiona redução no florescimento; alta umidade do solo favorece o surgimento de doenças em raízes e tubérculos; e modificação na ocorrência e na severidade de pragas e doenças. O aumento da temperatura poderá provocar perdas significativas nas safras de grãos e alterar a geografia da produção agrícola brasileira, colocando em risco a segurança alimentar no país. Outro efeito das mudanças do clima é a alteração do cenário de doenças que provocam sérios riscos a produtividade, podendo comprometer toda uma safra. “As mudanças climáticas poderão ter efeitos diretos e indiretos tanto sobre o agente infeccioso quanto sobre as plantas hospedeiras e a interação de ambos. Dentre os efeitos diretos está a mudança na distribuição geográfica. O zoneamento agroclimático da planta hospedeira será alterado, da mesma forma os patógenos e outros microrganismos relacionados

com o processo de doença serão afetados. Assim, em determinadas regiões, novas doenças poderão surgir e outras perder a importância econômica se a planta hospedeira migrar para novas áreas. A distribuição temporal também pode ser afetada. Os patógenos, especialmente os que infectam folhas, apresentam flutuações quanto à ocorrência e à severidade durante o ano, que são atribuídas as variações das condições meteorológicas. O aumento da umidade, por exemplo, durante a estação de crescimento pode favorecer o aumento da produção de esporos; por outro lado, doenças como os oídios são favorecidas por condições de baixa umidade. Outro exemplo é a redução de dias com chuva no verão que pode diminuir a dispersão de diversos patógenos”, explicou o agrônomo Ariel Cunha, com base em pesquisas a campo. Apesar de não haver controle sobre o clima, é essencial entende-lo em virtude de sua relação com a produtividade nas propriedades. Alternativas diante das dificuldades que se apresentam devem ser pensadas de forma estratégicas para evitar grandes perdas. O desejo de todos os produtores é de que o clima seja amigos das lavouras, mas nem sempre isso acontece, portanto é preciso perspicácia na hora de se planejar. A equipa da Ciram/Epagri ira se reunir em breve para verificar a climatologia dos próximos meses. Até o momento não se sabe se haverá um novo período de estiagem, a previsão é apenas de menos chuvas e mais sol.

Quando a mudança é para melhor, vale a pena. Mude para o Sicoob. Central de Atendimento Sicoob Atendimento 24h Capitais e regiões metropolitanas: 4000-1111 Demais localidades: 0800 642 0000 Ouvidoria Sicoob: Atendimento seg. a sex. de 8h às 20h 0800 725 0996 www.ouvidoriasicoob.com.br | Deficientes auditivos ou de fala: 0800 940 0458 Demais serviços de atendimento www.sicoob.com.br


12

PUBLICIDADE

OC

Quinta-feira, 18 de Fevereiro de 2021 . www.jornalceleiro.com.br

COMECE 2021 DE FORD TERRITORY VENHA PARA A AUTOPLUS FORD

Profile for Jornal O Celeiro

1664  

Jornal 'O Celeiro', Edição 1664 de 18 de fevereiro de 2021.

1664  

Jornal 'O Celeiro', Edição 1664 de 18 de fevereiro de 2021.

Advertisement