__MAIN_TEXT__

Page 1

OCELEIRO Quinta-feira, 26 de Novembro . www.jornalceleiro.com.br

Desde 1992 Desde 1992

OC

Ano XXVIII - EDIÇÃO 1654 s Campos Novos-SC, Quinta-feira, 26 de Novembro de 2020 s www.jornalceleiro.com.br

1

s R$ 2,00

Págs. 06 e 07

POLÍTICA

Emendas Impositivas: Que projetos serão atendidos em 2021? Pág. 04

SAÚDE

Novembro Azul: O que é Hiperplasia Prostática?

AGRONEGÓCIO

Pág. 05

Campos Novos decreta Situação de Emergência devido a Estiagem.

Pág. 11

Copercampos distribui bonificação a multiplicadores de sementes.

Pág. 11


2

OC

COTIDIANO

Quinta-feira, 26 de Novembro de 2020 . www.jornalceleiro.com.br

Editorial ‘De novo e outra vez’ MAURICIO VIEIRA/SECOM

Crianças costumam ser teimosas às vezes. O pai fala repetidas vezes, mas quando elas não concordam com a decisão sempre dão um jeito de quebrar as regras. Em alguns casos o aprendizado só acontece após a conseqüência vir à tona. Crianças são imaturas, e nem sempre tem capacidade de raciocinar com lógica para tomar boas decisões. Seria bom se só as crianças fosse assim. Mas tem adultos que cresceram no tamanho e na idade, mas a mentalidade continua sendo como a de uma criança birrenta e inconseqüente. Quando estão insatisfeitos com o que lhes é imposto, batem o pé e insistem no mau comportamento. Já se passaram nove meses da pandemia, e são nove meses que as pessoas são alertadas sobre as medidas de segurança para prevenção da Covid-19. Mas como estamos hoje? Segundas ondas já começaram ao redor do mundo. No Brasil a realidade é similar, e por uns, pagam todos. Há grupos de pessoas que continuam atentos aos cuidados e evitam se expor desnecessariamente. Porém, há aqueles que não estão nem ai, máscara para que? Além destes, tem os rebeldes e revoltados também, que culpam a mídia de colocar pânico na população e superestimar o vírus. Expõe abertamente que já voltaram a normalidade sem culpa, e ainda incentivam os demais a fazer o mesmo. É lamentável perceber que na linha contrária há quem subestime uma doença que já matou tanta gente. E sim, segundo os médicos, é provável que esta seja mais uma doença no catálogo de enfermidades da humanidade, mas ainda não existe um tratamento específico para preveni-la, como acontece com as demais doenças. Enquanto a ciência e a medicina não encontrarem uma vacina, as pessoas não estarão seguras. Por isso, os meios de comunicação vão continuar mais uma vez, e de novo, e novamente, repetindo o alerta dado pelos órgãos de saúde de manter as medidas de isolamento. Não é o momento para relaxar e fingir que nada está acontecendo. É melhor se prevenir agora, do que se lamentar por ter prejudicado alguém. Porque todo esse empenho em manter as barreiras de proteção, é pensando no próximo. Talvez você seja forte e imune ao vírus, mas quantas pessoas podem ter sido vítimas da sua teimosia e descumprimento das normas? Pense nisso.

Volta ou não volta? Está marcado para a próxima sexta-feira (27) o julgamento final do governador Carlos Moisés da Silva sobre a denúncia que aponta crime de responsabilidade na concessão de reajuste salarial dos procuradores do Estado. Independentemente de qual desfecho tenha a votação, o resultado será inédito para Santa Catarina: ou Moisés será cassado, ou retornará ao cargo. Para a cassação, são necessários sete entre os 10 votos. Se repetir a votação do primeiro julgamento, em 23 de outubro, Moisés retorna e, hoje, a tendência é essa. Mas qual Moisés estará de volta para os últimos dois anos de mandato? Quem estará com ele? O clima político melhorou em relação ao bombeiro, os deputados estão menos hostis, e há uma certa refutação ao governo Daniela Reinehr, que sequer apresentou uma liderança na Assembleia, e desmontou boa parte do secretariado do antigo governador. Este último, pode ser que até ajude.

EM PAZ As eleições municipais de 2020 tem um papel fundamental na possível paz entre Alesc e Moisés daqui para frente. A política tradicional temia que os novatos, como Moisés, seguissem campeões de votos, mas a vitória nas urnas foi acachapante em favor dos partidos tradicionais.

• PRESIDENTE Jair Bolsonaro disse na última segunda-feira (23) que se o partido Aliança pelo Brasil não sair até março, buscará outras opções. É uma pista aos partidos que tiverem interesse em abraçá-lo, como se o presidente estivesse se rifando, isso porque é improvável que o novo partido saia do papel. O destino pode ser alguma legenda do Centrão.

Por: Priscila Nascimento, Jornalista

Jornal

OCELEIRO Fundado em 25 de Junho de 1992

COMUNICAÇÃO O CELEIRO EIRELI CNPJ: 12.188.377/0001-03

Diretor: Wilhiam Rodolfo Peretti Diagramação/Arte: Wilhiam Rodolfo Peretti - RP: 0006221/SC Jornalista: Priscila Nascimento - RP: 0002761/PA Rua: Valentin Suzin, 1056, Bairro Bom Jesus Campos Novos - Cep: 89620.000

Circulação: Abdon Batista, Brunópolis, Campos Novos e Vargem. Contato: (49) 9 8828.2224 PARCEIROS: >Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL). >Associação Empresarial, Rural e Cultural Camponovense(Acircan). >Membro da Associação dos Jornais do Interior de Santa Catarina (Adjori)

O PSL, por exemplo, fez apenas 13 prefeitos. O clima estará muito melhor se os caciques da “velha política” entenderem que têm caminho livre para as eleições de 2022 a partir de um governador enfraquecido. De quebra, escondem Daniela e sufocam o bolsonarismo raiz.

11/2020

• JÁ começou na Assembleia Legislativa (Alesc) a corrida pela presidência da Casa para 2021-2022. Favorito ao posto, o MDB ainda precisa definir se e quem levará na cabeça da nominata. O natural seria Mauro de Nadal, ex-prefeito de Cunha Porã, e que atualmente ocupa a vice-presidência.

Impressão: Gráfica Araucária/Lages-SC Tiragem: 1.000/Exemplares/Semana

Edição: 016

Contatos: Redação: redacaooceleiro@gmail.com Comercial: oceleirocomercial@gmail.com Financeiro: oceleirofinanceiro@gmail.com

jornalismo@adjorisc.com.br

Jornalista responsável: Murici Balbinot

• MAS ninguém negará que o partido - que tem a maior bancada no Parlamento - tem lá seus entraves internos, não apenas na bancada, mas também no partido. As primeiras conversas ocorrem, mas uma definição só sairá após os julgamentos de Moisés e as definições de segundo turno nas eleições. SC

www.adjorisc.com.br

As colunas e artigos assinados são de responsabilidade de seus autores e não expressam necessariamente a opinião do jornal.


Quinta-feira, 26 de Novembro . www.jornalceleiro.com.br

OC

Horóscopo Semanal Áries

20/03 a 20/04 A conjuntura recomenda ponderação, mas nada de imobilismo ou demissão de responsabilidades. A linha da retaguarda é a que lhe convém de momento, mas mantendo sempre os olhos nos alvos que lhe interessam. No plano profissional e material: Os bons resultados dependem muito da preparação que fizer das suas atividades.

Gêmeos 21/05 a 20/06

A conjuntura traz esta semana compensações e benefícios que são inteiramente merecidos. Prepare com rigor novas atividades ou investimentos. No plano profissional e material: Tende, em ambiente profissional, a perder um tanto o controle de si mesmo, faça por refletir um pouco mais. Possibilidade de surgir uma nova proposta de trabalho, não responda de imediato.

Leão 21/07 a 22/08 As solicitações e movimentações serão de várias ordens e dos mais diversos quadrantes, cabe à você gerir o seu tempo e selecionar as atividades mais interessantes e construtivas. No plano afetivo: Não receie aprofundar um conhecimento e evoluir para um compromisso, há situações que têm de crescer e, tudo indica, que não é hora de olhar para trás.

Libra 23/09 a 22/10 A conjuntura esta semana é muito dinâmica e pautada por bons resultados, pode aproveitar para fazer opções. As suas boas energias estão à vista e conseguirá grandes apoios para os seus projetos. No plano profissional e material: Fortes indícios de sucesso no plano profissional, ainda que este seja feito de pequenas metas.

Sagitário

22/11 a 21/12 Conjuntura com dificuldades gerais, há indícios de instabilidade geral, sobretudo se se deixar influenciar por ambientes ou pessoas. Tente seguir as suas ideias com coerência. Conjuntura com dificuldades gerais, há indícios de instabilidade geral, sobretudo se se deixar influenciar por ambientes ou pessoas.

Aquário 21/01 a 18/02 A conjuntura confere fortes energias, capacidade de trabalho e persistência capazes de vencer obstáculos, derrubar adversários e obter vitórias saborosas. No plano afetivo: Neste plano impera a estabilidade, embora em algumas situações se sinta muito condicionado ou insatisfeito.

VARIEDADES

3

Coluna de Moda

Touro

21/04 a 20/05

Conjuntura muito auspiciosa, sentirá neste período uma energia interior muito forte que permitirá conduzir os acontecimentos da melhor forma. No plano profissional e material: Mostre que tem capacidade e que está preparado para assumir novas funções. Pode obter sinais e recursos para a resolução de problemas economicos.

Por: Ana Kantovick Contatos em redes sociais: Instagram: @anakantovick Facebook: Ana Kantovick

Câncer

Site: anakantovick.wordpress.com - (49) 998238633

21/06 a 21/07 A conjuntura alerta-o para estar atento a tudo o que se passa à sua volta, não tome nenhuma atitude sem antes refletir. No plano afetivo: A semana é propícia ao amor, tente disponibilizar mais tempo à sua cara-metade. Necessitará de entender o que está na alma, só assim poderá direcionar sentimentos.

Virgem

23/07 a 22/09 Virgem estará muito receptivo e será um bom comunicador e ouvinte. Todas as suas atitudes darão bons resultados. No plano afetivo: Abra o seu coração e não iniba sentimentos. Uma relação pode conhecer evoluções mais rápidas do que estava inicialmente à espera. Não trave emoções, ainda que sinta que tudo avança a um ritmo alucinante.

Escorpião 23/10 a 21/11 Terá novas oportunidades que aliadas ao seu esforço e dedicação trarão grandes compensações. Entrará numa fase de vida ascendente. No plano profissional e material: Não se deixe intimidar por questões que no passado correram menos bem, seja ousado e arrisque em novos investimentos ou novas esferas profissionais.

Capricórnio 22/12 a 20/01 Semana calma, de evoluções agradáveis, sem grandes contenciosos ou oposições. No plano afetivo: Está muito exigente e com dificuldade em adaptar-se a mudanças ou novos estados de vida, tente apelar a todo o bom senso e boa vontade para encontrar consensos e dar boas oportunidades a um relacionamento, sobretudo se for recente.

Peixes

19/02 a 19/03 A semana revela-se confusa para os nativos de Peixes que nem sempre se sentirão preparados para dar as respostas necessárias e eficazes aos acontecimentos.No plano afetivo: Não adie decisões, prolongar estados de dúvida e incerteza só vão prejudicar uma relação existente ou a sua estabilidade emocional. Fonte: http://www.portalangels.com/

O Verão é retrô! Hello people. Os dias quentes trarão uma tendência antiga para os holofotes: o estilo retrô. A palavra significa uma tendência ou hábito desatualizado ou passado. Isso quer dizer que está fora de moda? Muito pelo contrário, este deve ser o estilo mais atual do verão. Apesar de parecer contraditório, nada é mais cool na atualidade do que a vibe “antiga” do retrô. A moda sempre se redesenha e nós já falamos disso várias vezes aqui (relembre -circularidade/second hand/brechó) e esta é a onda da próxima

estação. Portanto, prepara o coração para ver muitos tops cropped, corset, saias e shorts de cintura alta, mangas bufantes, cintos largos e claro, sapatos pra lá de coloridos. E se você estiver se perguntando como aderir ao estilo, a dica é mesclar as peças “antigas” com jeans e com peças mais clássicas, como blazers ou camisas, equilibrando o visual e dando um ar mais moderno ao look. Confira alguns exemplos de looks com uma pegada retrô/moderno verão 2021!


4

POLÍTICA

OC

Quinta-feira, 26 de Novembro de 2020 . www.jornalceleiro.com.br

Emendas Impositivas: Que projetos serão atendidos em 2021? *Foto: Arquivo/Jornal O Celeiro

Com a pandemia da Covid-19, a saúde ainda será o foco dos recursos impostos pelos vereadores? A pergunta no título é retórica, não será respondida na matéria porque ninguém tem as respostas ainda. O que sabemos é que os muitos projetos que haviam sido contemplados para 2020 com as emendas impositivas tiveram que ser adiados, porque os valores foram direcionados para ações de combate a pandemia da Covid-19. Entidades como Rede Feminina, projetos esportivos e culturais abriram mão da verba, e o surpreendente cenário redirecionou o orçamento do município. A assessora da Câmara de Vereadores, Ana Carla Wolff, disse que cerca de 90% das emendas impositivas foram destinadas a Covid-19. Porém, para 2021 as entidades mantêm seu desejo e algumas já buscaram o Poder Legislativo solicitando auxilio através das emendas. “Já recebemos muitos pedidos. É possível que a maioria dessas emendas seja reapresentada porque os vereadores tinham se comprometido com várias entidades, mas elas não puderam ser atendidas. Algumas entidades já fizeram o pedido novamente e deverão apresentar os mesmos projetos do ano passado. Mas não sabemos se serão atendidas” afirmou Ana. O cenário para 2021 ainda é incerto, mas independentes da direção dos recursos, o planejamento das emendas já estão sendo finalizados. A conclusão está previsto para o dia 30 de novembro. Os assessores parlamentares apresentaram as emendas de cada vereador, e agora elas são analisadas para verificar se os projetos estão todos corretos. O valor das emendas impositivas será de R$ 2.950 milhões. O valor individual é em torno de R$ 178 mil

com as emendas a partir de 2020. Maurilio Campagnoni, Cássio, atual presidente da Câmara de Vereadores, relata que do orçamento de 2020 será devolvido R$ 1,5 milhão, que deverá ser destinado a Fundação Hospitalar Doutor José Athanázio, conforme pedido dos vereadores.

Emendas a Fundação Hospitalar

por vereador, e R$ 149 mil por bancada. Os projetos devem ser feitos dentro do que já estava projetado na LDO e no PPA, do contrario será necessário criar uma rubrica orçamentária. A Emenda Impositiva é o instrumento pelo qual os vereadores podem apresentar emendas à Lei Orçamentária Anual (LOA) destinando recursos do Município para determinadas obras, projetos ou instituições. O valor das emendas é retirado de uma porcentagem do Orçamento Municipal e deve ser dividido igualmente entre os vereadores, sendo admitida a emenda parlamentar coletiva. Campos Novos ser tornou um modelo para muitos municípios por ser um dos pioneiros na adesão das emendas positivas. A lei orgânica do município foi alterada para possibilitar a implantação das emendas. A alteração da lei municipal ocorreu em 2018, e em 2019 foi autorizado o direito a emendas individuais e também emendas de bancada. Todos os municípios tiveram de se adequar a partir do

momento em que implantaram as emendas impositivas. Dessa forma o vereador consegue direcionar as verbas para entidades e lugares que considerem importantes. Antes eles só podiam indicar emendas e o prefeito fazia se ele quisesse, agora com essas emendas impositivas, elas devem ser executadas, concorde o prefeito ou não. A lei prevê 1,2% da receita corrente líquida do município para emendas individuais, e mais 1% das emendas de bancada, então são tirados 2,2 da receita corrente líquida do município, sendo que metade desse percentual, 0,6%, deve ser empregado em ações e serviços de Saúde, exceto despesas com pessoal e encargos. O próximo ano começa com uma formação nova na Casa Legislativa, mas os novos vereadores não têm direito a emendas em seu primeiro ano, quem as apresenta são os vereadores que cumprem seu mandato até o final de 2020. Os parlamentares que iniciam seu mandato em 2021 devem acatar e executar as emendas. Os novos só poderão articular projetos

Na última segunda-feira, 23/11, o Diretor da Fundação Hospitalar Dr. José Athanázio, Vinícius Serena, protocolou junto à Câmara de Vereadores de Campos Novos, solicitação de Emendas Parlamentares. O encaminhamento tem por objetivo, suprir demandas de grande importância para o Hospital, bem como, para o setor de saúde do município. A soma total da solicitação é na ordem de R$ 2.480.000,00. Do montante, os valores seriam distribuídos da seguinte maneira: R$ 250 mil para o desenvolvimento do preparo da estrutura de acondicionamento de hemoderivados para suporte ao setor de Unidade de terapia intensiva (UTI) que está em fase de construção; R$ 500 mil para compra de equipamentos visando o desenvolvimento do preparo da estrutura intervencionista do Centro Cirúrgico; R$ 250 mil para compra de medicamentos; R$ 300 mil para a compra de equipamentos para endoscopia e colonoscopia visando melhor estrutura no setor de imaginologia; R$ 450 mil para o desenvolvimento do projeto e implantação de uma UTI Móvel; R$ 30 mil para o desenvolvimento do projeto e reforma da Capela de Santa Julia (anexo ao hospital); R$ 700 mil para o desenvolvimento do projeto de reforma e aquisição de equipamentos para o setor de maternidade.


Quinta-feira, 26 de Novembro . www.jornalceleiro.com.br

OC

PUBLICIDADE

5

Novembro Azul: O que é Hiperplasia Prostática? *Imagem: Divulgação/internet

A doença acomete a maioria dos homens, mas nem sempre é o vilão da saúde masculina. F.A.C compartilhou conosco sua experiência ao consultar o médico neste Novembro Azul: uma alteração nos exames de PSA. Por esta razão ele foi encaminhado ao urologista para verificar e diagnosticar o problema. Por se tratar de um problema na próstata o primeiro pensamento dele foi de que seria um câncer. Mas calma. Nem sempre uma alteração é indício de um Câncer de Próstata, por isso a necessidade de investigação. Segundo o Ministério da Saúde, a próstata, que é parte do sistema reprodutivo masculino, pode apresentar alguns problemas benignos, a Hiperplasia Prostática é um deles. A hiperplasia prostática não é um câncer, é um aumento benigno do tamanho da próstata que atinge cerca de 25% dos homens na faixa dos 40 aos 49 anos. Na faixa entre 70 e 80 anos, essa taxa chega a 80%. Normalmente do tamanho de uma noz, a glândula pode chegar a ficar tão grande quanto uma bola de tênis. O crescimento da próstata pode comprimir a uretra, dificultando ou impedindo a passagem da urina. O aumento não tem uma causa definida, mas provavelmente envolve alterações causadas por hormônios, incluindo a testosterona e, principalmente, a di-hidrotestosterona. Outros fatores podem estar envolvidos, como idade, história familiar e alterações genéticas. Visto que o aumento da glândula dificulta a passagem da urina, um dos sintomas principais é a dificuldade para urinar. Os homens podem ter dificuldade para iniciar a micção ou sentem que não estão urinando o suficiente. Como a bexiga não se esvazia completamente, é necessário urinar com mais freqüência, principalmente durante a noite. A necessidade

de urinar também pode se tornar mais urgente (a vontade surge repentinamente, e não aos poucos). O volume e a força do fluxo urinário podem diminuir notavelmente e a urina pode ficar gotejando ao final da micção. Para o diagnóstico preciso da Hiperplasia Prostática, o médico solicitará alguns exames, como o exame de toque retal para verificar o tamanho da próstata. Outros exames que podem ser solicitados são os de sangue, uréia e creatinina, que permitem avaliar a função renal; o PSA (antígeno prostático específico), para facilitar a avaliação de possíveis tumores de próstata; Urina tipo I para avaliar a presença de sangue ou infecção urinária; e Exames de imagem, como a ultrassonografia, que permite avaliar a forma e a densidade da próstata, bem como a presença de resíduo elevado de urina na bexiga após a micção. Quando os sintomas não são muitos, alguns homens nem precisam de tratamento, porém eles precisarão ser acompanhados periodicamente. Aqueles

com sintomas mais intensos, como dor, sangue na urina e infecções freqüentes devem conversar com os urologistas sobre as possibilidades e vantagens do tratamento, que pode ser medicamentoso ou a indicação de cirurgia. Neste mês de novembro a Secretaria Municipal de Saúde está atuando de forma ativa convocando todos os homens do município a fazer uma consulta para check-up. A recomendação médica é que a partir dos 50 anos de idade os homens consultem o urologista uma vez por ano pelo menos. No caso dos que tem pai ou irmão com hiperplasia apresenta três vezes maior possibilidade de desenvolver o problema. F.A.C. ainda espera os resultados dos demais exames, mas sabendo que existem outras possibilidades para seu diagnostico, ele fica mais tranqüilo.

Câncer de Próstata De acordo com o Ministério da Saúde, o câncer prostático ocorre quando são encontradas células neoplásicas dentro da glândula prostática. A escolha do tratamento depende do estádio

da doença; da velocidade de crescimento do câncer; da idade do paciente e da condição geral de sua saúde; fatores relacionados à qualidade de vida. A escolha do tratamento também pode ser decidida pelo paciente após a discussão das possibilidades de terapia com seu médico. Os sintomas devem observados, alguns deles são: jato miccional enfraquecido; dificuldade para iniciar o jato; freqüência miccional;· urgência (dificuldade para retardar a micção); freqüentemente acordar à noite para urinar; jato miccional intermitente (para e recomeça); sangue na urina; dor e queimação para urinar. O câncer de próstata na sua fase inicial geralmente não causa sintomas; os homens negros e aqueles com história familiar de câncer de próstata têm maior chance de desenvolver a doença; o câncer de próstata pode, geralmente, ser curado se for tratado antes de se espalhar além da próstata, por esta razão é fundamental o "checkup" prostático.


6

CAPA

OC

Quinta-feira, 26 de Novembro de 2020 . www.jornalceleiro.com.br

Pandemia da Covid-19: Já estamos numa segunda onda? *Imagem: Divulgação/coronacn

Casos de Covid-19 voltam a crescer em Santa Catarina e Campos Novos após feriados prolongados e eleições. No início da pandemia a população tinha temor do novo Coronavirus e não queria colocar os pés fora de casa por nada. As empresas e o comércio foram duramente afetados e milhares de pessoas perderam seus empregos. Até mesmo as eleições no Brasil foram discutidas e o movimento que sempre acontecia em outubro, acabou mudando para novembro, haja vista a seriedade do problema. Mesmo com todas as normas de segurança sanitária estabelecidas percebemos que houve um relaxamento em massa das medidas de distanciamento. Temos exemplos que mostram o quanto as pessoas estão baixando a guarda. Tivemos alguns feriados prologado em que as pessoas viajaram ao litoral para curtir o calor entre amigos e família. As Eleições 2020 também defoi um aprova de que poucos ainda se importam com a doença que já matou mais 169 mil pessoas no Brasil. O dia 15 de novembro foi agitado e cheio de comemorações, os candidatos eleitos deixaram o ‘fervor’ do momento os contagiarem e juntos com

Evolução da pandemia em Campos Novos, gráfico apresentado pelo portal, coronacn.com.br

seus eleitores se entregaram aos abraços e as aglomerações vistas em todo o Brasil, e o município de Campos Novos foi um exemplo disso. Vídeos e fotos circularam nas redes sociais do povo reunido, muitos sem máscaras, comemorando de forma irresponsável a vitória. Diariamente o jornal ‘O Celeiro’, divulga o boletim da Secretaria Municipal de Campos Novos, e é notável o aumento de casos. Na manhã desta quarta-feira (25), foi confirmado que a região Meio-Oeste está classificada em ‘Risco Gravíssimo’. O município e a região não destoam

do estado de Santa Catarina, que se destacou no Brasil por ser um dos estados com maior numero de infectados. O pico de casos ativos significa que o Estado já numa segunda onda? Para alguns especialistas, os números já indicam uma segunda onda que parece não ter hora para acabar, visto que as medidas de isolamento estão cada vez mais sendo ignoradas. A presidente do Centro de Operações de Emergência em Saúde Regional (Coes Meio Oeste), Eugenia Bucco, lamentou o aumento de casos e confirma que estamos numa segunda onda. “Nós estávamos bem confortáveis,

mas houve um descuido. Chegamos numa segunda onda. Hoje estamos com 100% dos leitos de UTI do Hospital Universitário Santa Terezinha ocupados. Temos a macro região com um saldo positivo para referenciar os pacientes, mas nos preocupamos porque as nossas portas de entrada para atendimento estão todas sobrecarregadas”, iniciou Eugênia. A presidente acredita que o controle da situação depende de uma ação conjunta dos serviços públicos e da população. “A situação que estamos depende muito do comportamento da população,


Quinta-feira, 26 de Novembro . www.jornalceleiro.com.br

OC

CAPA *Imagem: Gov-SC

e esse aumento pode ter sido reflexo dos feriados e da flexibilização da população diante das medidas. Até surgir uma vacina o cuidado tem que ser permanente. Não adianta cobrar do serviço público, é uma via de duas mãos. A situação do vírus na região se deu em virtude das pessoas que viajaram. Não é apenas em relação às eleições. Foi feita uma recomendação do Coes para evitar aglomerações. O pico iniciou no feriado dia 2 de novembro”, explicou. Com a chegada do verão acredita-se que os riscos aumentem em virtude das aglomerações nas praias e balneários. Santa Catarina é uma região que atrai muitos turistas durante esta época do ano, e esta interação pode ser um vetor do vírus e, conseqüentemente pode elevar o número de casos. Nas redes sociais alguns usuários se posicionam contra os órgãos de saúde e principalmente contra a imprensa por levar informações sobre a pandemia. Segundo alguns comentam, as notícias sobre o vírus apenas visam levar a população a pânico. Bem, provavelmente quem já ficou entre a vida e a morte, ou quem perdeu um parente por Covid-19, certamente discorda desse discurso. É fato que ter a liberdade limitada é estressante, mas a falta de uma vacina para conter a doença ainda deve levar a população a tomar os devidos cuidados para proteger a si e as pessoas, principalmente os mais vulneráveis. Todos almejam o momento para voltar a circular sem mascaras nas ruas,

Boletim atualizado pela Secretaria de Estado da Saúde (SES) nesta quarta-feira (25) aponta que o Estado tem 13 regiões em risco gravíssimo (vermelho). São elas: Oeste, Xanxerê, Meio-Oeste, Serra, Alto Vale do Itajaí, Alto Vale do Rio do Peixe, Planalto Norte, Nordeste, Grande Florianópolis, Médio Vale do Itajaí, Carbonífera, Laguna, e Extremo-Sul, além disso, três regiões estão em risco grave (laranja).

mas este ainda não é o momento.

“População precisa se sensibilizar” Eugenia reflete sobre as ações da população e solicita mais cuidado para que os casos diminuam e o sistema de saúde não seja sobrecarregado. “O sistema de saúde não pode parar para atender apenas casos de Covid-19. Existe um plano de ação, mas a população precisa fazer a sua parte. Os cuidados básicos de não aglomerar, não fazer reuniões, usar mascara pre-

cisam se manter. Este será um ano atípico para as comemorações de final de ano, esperamos que as pessoas se conscientizem disso. Os cuidados básicos não estão sendo respeitados. É muito chato ficar toda hora com a fiscalização batendo nesta tecla. A população já sabe, ela precisa ter mais consciência e deixar de ser egoísta e pensar um pouco no próximo”, destacou. Apesar do aumento de infectados, ela não acredita na possibilidade de um fechamento novamente. “O distanciamento está nas portarias do Governo do Estado. Isso prevalece. Provavelmente o fechamento não acontecerá, não estamos mais nesta fase. Quando houve fechamento dos espaços, no início da pandemia, foi para que nos preparássemos e aprendêssemos a lidar com a situação. Nesse tempo adquirimos leitos de UTI, leitos clínicos, e a saúde publica se preparou para atender a população e a população também aprendeu a lidar com isso”, finalizou. O mês de dezembro é marcado por grandes reuniões de família e amigos, e muitos consideram sagrado estes encontros anuais. Além disso, durante alguns dias as empresas entram em recesso. Quem trabalha aproveita a folga para curtir este momento rodeado de pessoas. Eugenia acredita que as festividades serão diferentes este ano, mas será? Vamos esperar para ver como a população vai se comportar.

7

Ações do Governo do Estado A Secretaria de Estado da Saúde (SES) instituiu quatro pilares para o enfrentamento da Covid-19 no território catarinense. São eles: A Manutenção das Estruturas de UTI Covid-19, as Campanhas Publicitárias, a Abordagem dos Pacientes na Atenção Primária da Rede SUS e a Fiscalização e Vigilância. Para a manutenção das estruturas de UTI Covid-19 em Santa Catarina, já está sendo habilitada e prorrogada a estrutura de leitos até 31 de dezembro de 2020, além da garantia de custeio por parte do Estado e dos municípios (portaria nº 1.666). Também haverá manutenção dos pagamentos do teto máximo dos contratos das organizações sociais até 31 de dezembro de 2020 e do teto da Política Hospitalar Catarinense (PHC) até junho de 2021. As campanhas educativas devem reforçar e melhorar a forma de comunicar as informações sobre a pandemia com relação aos cenários, regramentos, vacinas, necessidade de consulta imediata após qualquer suspeita ou sintoma, por exemplo. Também serão envolvidos nas campanhas o setor privado, municípios, imprensa, Poder Legislativo e Judiciário.Em meio a abordagem dos pacientes na Atenção Primária da Rede SUS estão sendo trabalhados o diagnóstico precoce e qualificado com estratificação gradativa e tratamento conforme necessidade e autonomia médica; o monitoramento dos doentes reforçando a importância da atenção primária, das parcerias público/privadas e uso de aplicativos; e a rastreabilidade de contatos para o controle da Covid-19. Sobre a fiscalização e vigilância será reforçada a atuação do Centro de Operações de Emergência em Saúde (COES) da SES e do Grupo de Ações Coordenadas (GRAC) da Defesa Civil. Os gestores públicos estaduais, municipais e privados serão corresponsáveis nas ações de vigilância e fiscalização. Além disso, as portarias, os decretos e as notas estão sendo reformuladas para uma uniformização das informações para, assim, facilitar o entendimento de todos, bem como outras ações como o Plano de Contingências e o Planejamento Pós-Pandemia e a Estruturação da Oferta de Cirurgias Eletivas.

ASSEMBLÉIA GERAL ORDINÁRIA EDITAL DE CONVOCAÇÃO Pelo presente Edital, ficam convocados os associados do Sindicato dos Produtores Rurais de Campos Novos para Assembleia Geral Ordinária, a ser realizada no dia 16 de dezembro de 2020, no horário das 19h, no restaurante junto ao Parque de Exposição Leônidas Rupp, sito às margens da BR 282, KM 348 – Campos Novos (SC), para tratarem da seguinte: ORDEM DO DIA 1º - Análise e votação referente ao Balanço Financeiro referente ao ano de 2019; 2º Relatório das Atividades desenvolvidas pela entidade em 2019; 3º Relatório das Atividades desenvolvidas pela entidade em 2020; 4º Previsão Orçamentária e de Atividades para o ano de 2021. 5º - Assuntos Gerais Campos Novos/SC, 23 de novembro 2020 LUIZ SÉRGIO GRIS FILHO - PRESIDENTE


OC

ESTADO

Quinta-feira, 26 de Novembro de 2020 . www.jornalceleiro.com.br

redecatarinensedenoticias

RCN - 601 | rcnonline.com.br

Falta de insumos e preços em alta são desafios da retomada

SC

Destaque catarinense ARQUIVO

8

Produção industrial de SC cresceu acima do nível pré-pandemia, mas itens básicos estão em falta A retomada econômica tem acontecido de forma acelerada em Santa Catarina. Segundo o Banco Central, de abril a setembro, a atividade econômica cresceu 15,5% no Estado e atingiu o maior resultado da história. Além disso, a taxa de desocupação caiu para 7,8%, segundo o IBGE, e setores importantes como serviços (+3,7%) e indústria (+4,5%) registraram alta. Apesar dos bons resultados, a oferta de insumos tem preocupado o setor empresarial. Na indústria o problema está relacionado à falta de disponibilidade das matérias-primas. Com isso, 50,5% das empresas

JULIO CAVALHEIRO/SECOM

do setor não conseguem aumentar sua produção, de acordo com dados da Federação das Indústrias de SC (Fiesc). Um fator agravante é a velocidade na retomada, que pressionou a demanda por produtos. O setor corre para atender a alta e já atingiu a

menor ociosidade da história, de 16%. A importação de cobre, por exemplo, cresceu 43,6% em outubro, segundo o Ministério da Economia. O material é essencial para a fabricação de motores elétricos, um dos destaques da indústria catarinense.

A Agência de Fomento de SC (Badesc) prepara uma nova rodada de oferta de crédito para empresários catarinenses ainda em 2020. Serão R$ 170 milhões disponíveis até o final do ano, com recursos que contemplam micro e pequenas empresas que não conseguem apresentar garantias. Do montante total, são R$ 100 milhões destinados a empresas do setor de turismo e R$ 70 milhões para micro, pequenas e médias empresas

DIVULGAÇÃO

Badesc prepara mais R$ 170 milhões em crédito

com faturamento limite de R$ 90 milhões ao ano. Os recursos poderão ser firmados com as garantias do recém-criado Fundo de Aval do Estado. O Fundo é uma iniciativa do Executivo para assegurar crédito

a empresários que não têm condições de apresentar garantias reais Por enquanto, equipe da SEF e do Badesc discute os regramentos dessa nova modalidade. O programa será semelhante ao que foi feito com o Pronampe, a nível federal. "Nossa expectativa é guardar apenas o necessário e o obrigatório, mas o restante estar aplicado nas empresas, na economia, fazendo girar", disse o presidente do Badesc, Eduardo Machado.

Já na agroindústria o problema não está na disponibilidade, mas sim no preço. De acordo com a Epagri, a saca de 60 kg de milho encareceu 44,6% nos últimos quatro meses, chegando a R$ 71,26 em outubro. Já a soja passou de R$ 103,33 para R$ 155,78, alta de 50,8% no período. O aumento nos preços é ocasionado pela alta do dólar, o que também faz com que a maior parte da produção nacional, principalmente do Centro-Oeste, seja exportada. Com isso, produtores de proteína animal de Santa Catarina precisam importar, aumentando os custos. "Se

FUTURO Os líderes de bancadas e partidos da Assembleia Legislativa de SC (Alesc) decidiram na última segunda-feira (23) pela volta das sessões mistas no Parlamento, com participações presenciais e virtuais. A reunião também deliberou sobre as critérios para destinação de emendas parlamentares atrasadas e sobre o calendário legislativo antes do recesso de fim de ano.

continuar esse cenário, ou os frigoríficos vão diminuir a produção ou fechar. Nesse caso, quem é penalizado é o consumidor, porque o setor não vai conseguir absorver esse aumento", disse o presidente da Associação Catarinense de Avicultura (ACAV), José Antônio Ribas Júnior. Outro insumo em alta é a energia elétrica. A Celesc já começou a praticar a nova tarifa, com alta média de 8,14%, e que atinge principalmente os micro e pequenos empresários. Quem consome energia de outros fornecedores deve ser afetado pela pressão do setor e pela seca histórica.

O presidente da Companhia de Gás de SC (SCGÁS), Willian Anderson Lehmkuhl (acima), será escolhido para liderar um dos 12 comitês de trabalho da Internacional Gas Union, a mais importante entidade de gás natural no mundo. A escolha será oficializada na 28ª edição do World Gas Conference, marcada para 21 a 25 de junho, em Daegu, na Coreia do Sul. Referência no setor, Lehmkuhl é natural de Itajaí, engenheiro e mestre pela UFSC, empregado concursado desde 2006 e primeiro presidente vindo do quadro de funcionários.

Prêmio Adjori de Jornalismo I Vem aí o 21º Prêmio Adjori/SC de Jornalismo. O maior concurso de comunicação do Estado está marcado 9 de dezembro, quando haverá divulgação dos vencedores nas categorias Jornalismo Impresso, Jornalismo On-line, Publicidade e Área Acadêmica. Ao todo, foram inscritos mais de 300 trabalhos por veículos de comunicação de todas as regiões do Estado.

Prêmio Adjori de Jornalismo II Para analisar todo o material, a Associação dos Jornais do Interior de SC (Adjori/SC) convocou um time de 50 jurados, que represetam entidades do setor produtivo, parceiros, instituições de ensino e de comunicação, entre outros. A cerimônia de entrega dos troféus acontece às 20h e será virtual, com transmissão pelo YouTube da Adjori/SC e pelo portal rcnonline.com.br.

ASSINE JORNAL O CELEIRO E RECEBA TODA QUINTA-FEIRA SEU EXEMPLAR. ENTRE EM CONTATO CONOSCO: (49) 9 8828.2224


Quinta-feira, 26 de Novembro . www.jornalceleiro.com.br

uAbdon Batista

Obras da Nova Pré Escola Dona Tereza na reta final

Segue a todo vapor a construção da nova creche Dona Tereza de Abdon Batista. Com investimento de R$ 565.761,92 recursos próprios do município e de emenda parlamentar do Deputado Estadual Romildo Titon, a obra segue conforme o cronograma e deve

ser entregue já em dezembro de 2020. “Esse é mais um investimento da Administração Municipal na Educação do nosso município e essa obra irá oferecer melhores as condições de ensino aos nossos alunos”, destaca o prefeito Lucimar Salmória.

OC

REGIÃO

9

Rua da Comunidade de Santo Antônio é asfaltada *Foto: Comunicação/PMAB

Foi realizada no dia 06 de novembro a implantação da pavimentação asfáltica na rua Cassiano Zanchett, na comunidade de Santo Antônio, um compromisso que assumimos e cumprimos com os moradores.

O investimento feito com recursos próprios do município. “Um compromisso que assumimos com a comunidade e que está sendo executado”, ressalta o prefeito Lucimar Salmoria.


10

EMPRESARIAL

OC

Quinta-feira, 26 de Novembro de 2020 . www.jornalceleiro.com.br

Em 2020, Revista ‘Celeiro do Agronegócio’ é lançada em formato 100% digital Há 11 anos o jornal ‘O Celeiro’ da ênfase ao setor que mais se destaca na região: o agronegócio. Edição digital já chegou a todo o estado. O título ‘Celeiro Catarinense’, não deixa dúvidas quanto ao setor que é o carro chefe de Campos Novos. Atualmente não só a agricultura tem sido destaque, mas também a pecuária do município. Nossa região é muito importante para o desenvolvimento do agronegócio no Estado de Santa Catarina e no Brasil. Cientes da importância e do trabalho desenvolvido neste setor, como veículo de comunicação, temos o compromisso de elevar e noticiar as conquistas, dificuldades, avanços e novidades da agropecuária. Anualmente selecionamos os assuntos que movimentaram o agronegócio e preparamos um ‘dossiê’ por meio da ‘Revista Celeiro do Agronegócio’. Na ultima sexta-feira (20) a direção do jornal lançou oficialmente a 11° edição da revista 100% digital. Além das matérias atualizadas, também preparamos reportagens inéditas, e entrevistas com personalidades que atuam fortemente nas engrenagens do desenvolvimento da agricultura e pecuária da região. É com orgulho que o jornal ‘O

Celeiro’, lança mais uma edição, diferente dos demais anos, mas muito especial para a história do semanário. Este ano de 2020 nos apresentou um cenário conturbado e imprevisível que nos fez duvidar e temer. Este ano nos apresentou uma pandemia mundial que parou o mundo e trouxe muitas dificuldades a todos os setores. Somado a isso o agronegócio ainda enfrentou e enfrenta uma estiagem que perdura há meses. Foram dias difíceis, mas chegamos até aqui felizes com todo o aprendizado. Após 11 anos é a primeira vez que a revista Celeiro do Agronegócio é lançada apenas no formato digital. Num momento de tensão e preocupações, a equipe do jornal O Celeiro optou por não prepará-la este ano, mas após refletir sobre a importância da revista o diretor do jornal, Wilhiam Peretti, decidiu se adaptar a realidade e mudou de idéia. “Em primeiro momento, não tínhamos perspectivas de produzir uma revista este ano, mas é claro que nós não poderíamos deixar vocês sem esse conteúdo, após a decisão, buscamos muitos parceiros e nos dedicamos em cada linha, em cada palavra deste projeto”, declarou. A tecnologia foi o tema desta

edição. O assunto não poderia ser outro, já que com o isolamento social os meios digitais se mostram essenciais para comunicação e continuidade dos negócios. Aliada do agronegócio há anos, a relação do setor com as tecnologias e inovações se consolidou ainda mais após a pandemia da Covid-19. “Neste momento diferente, nos inserimos mais e mais, nos meios digitais e desenvolvemos muitos estudos principalmente no âmbito científico, e a tecnologia que antes nos ‘sufocava’, nos ajudou a estar mais presentes, em locais que muitas vezes não podíamos. Mesmo no agronegócio onde a tecnologia é desenvolvida houve necessidade fortalecimento, hoje o pequeno, médio e grande produtor rural acompanha tudo que acontece na sua lavoura, no mercado, na inovação, na pecuária através do seu celular, do seu tablet e do computador, a internet liga o campo e interliga a tecnologia ao conhecimento”, completou o diretor Wilhiam. A edição da revista Celeiro do Agronegócio foi um desafio, mas acima de tudo foi um ganho para o setor que tem dissertado nas páginas do jornal e

ulgação

*Imagem: Div

da revista a história do crescimento e dos avanços vivenciados pelo pequeno, médio, grande produtor e cooperativas que por meio do se trabalho árduo, contribuem com o emprego, renda, comércio, saúde e demais setores do município e região. A equipe do jornal O Celeiro deseja vida longa e sucesso ao setor, pois ele representa o sucesso de cada um de nós.

mantenha a saúde mental durante a covid-19

Use a tecnologia a seu favor para preservar o contato afetivo, que favorece o bem estar emocional e mental. Realize videochamadas, ligações telefonicas ou envie mensagens, aos amigos e familiares.

vargem combate do

coronavírus


Quinta-feira, 26 de Novembro . www.jornalceleiro.com.br

OC

AGRONEGÓCIO

11

Estiagem leva município a decretar situação de emergência *Foto: Divulgação

Poucas chuvas causam preocupação em Campos Novos e prejudicam atividades produtivas O Prefeito Alexandre Zancanaro decretou na tarde desta terça-feira (24), Situação de Emergência na área do município de Campos novos em virtude da estiagem prolongada. A situação climática anormal atinge fortemente o município desde setembro de 2019. O período prolongado de baixa ou nenhuma pluviosidade tem causado perda da umidade do solo e grandes prejuízos a agricultura e a pecuária. Em virtude deste quadro ficam decretados: Art. 1º. Fica declarada a existência de situação anormal caracterizada como Situação de Emergência nas áreas do Município de Campos Novos-SC afetadas pelo desastre classificado e codificado como Estiagem, registrada pelo COBRADE sob o n. 1.4.1.1.0. Art. 2º. Autoriza-se a mobilização de todos os órgãos municipais para

atuarem sob a coordenação do Departamento de Defesa Civil e Proteção do Município de Campos Novos, nas ações de resposta ao desastre, reabilitação do cenário e reconstrução. Art. 3º. Autoriza-se a convocação de voluntários para reforçar as ações de resposta ao desastre e realização de campanhas de arrecadação de recursos junto à comunidade, com o objetivo de facilitar as ações de assistência à população afetada pelo desastre, sob a coordenação do Departamento de Defesa Civil e Proteção do Município de Campos Novos. Art. 4º. Esta situação de anormalidade atinge com maior intensidade a área rural do Município, bem como está a afetar a armazenagem do reservatório de água em lagoas e açudes da área rural que já estão em níveis próximo ao crítico. Art. 5º. Fica a população do Município de Campos Novos alertada para racionalizar o uso da água, de forma consciente, evitando desperdícios e o uso não essencial. Art. 6º. Fica a Secretaria Muni-

cipal de Agricultura e Meio Ambiente em conjunto com o SAMAE encarregados de implementar medidas de apoio aos agricultores visando a eficiência no uso da água nas atividades agropecuárias. Art. 7º. O presente ato busca também viabilizar a operacionalização financeira e eventuais renegociações junto as instituições bancárias a fim de atender ao maior número possível de produtores rurais que tenham tido suas atividades prejudicadas por seca ou estiagem. Art. 8º. Com base no Inciso IV do artigo 24 da Lei nº 8.666 de 21.06.1993, sem prejuízo das restrições da Lei de Res-

ponsabilidade Fiscal (LC 101/2000), ficam dispensados de licitação os contratos de aquisição de bens necessários às atividades de resposta ao desastre, de prestação de serviços e de obras relacionadas com a reabilitação dos cenários dos desastres, desde que possam ser concluídas no prazo máximo de cento e oitenta dias consecutivos e ininterruptos, contados a partir da caracterização do desastre, vedada a prorrogação dos contratos. Art. 9º. Este Decreto entra em vigor na data de sua publicação, vigente pelo prazo máximo de 180 (cento e oitenta) dias a contar de sua publicação.

Copercampos distribui mais de R$ 9,4 milhões aos multiplicadores de sementes

*Fotos e Informações: Comunicação/Copercampos

Associados já estão recebendo valores do Programa de Bonificação de Sementes da Copercampos. Na safra 2019/2020, os associados da Copercampos produziram aproximadamente 1,4 milhões de sacos de sementes de soja com faturamento superior a R$ 275 milhões. A fim de valorizar estes multiplicadores, a Copercampos já iniciou os pagamentos do Programa de Bonificação de Sementes. Neste ano safra, 280 associados multiplicaram 58 cultivares de sementes de soja e juntos receberão mais de R$ 8,6 milhões. Já na bonificação de sementes de trigo, serão distribuídos mais de R$ 700 mil. Ao todo, a Copercampos distribuirá mais de R$ 9,4 milhões aos produtores, valor recorde desde a criação do programa. De acordo com o Diretor Exe-

cutivo Laerte Izaias Thibes Júnior, além da renda extra com a atividade, já que a produção sementeira, após a criação do Programa de Bonificação de Sementes distribui entre 10 a 20% a mais de receita

líquida por cada saco de soja produzido, o associado da Copercampos está à frente dos demais produtores na utilização das novas biotecnologias existentes em sementes.

Em razão da pandemia causada pelo novo coronavírus, o tradicional jantar de confraternização foi cancelado e os multiplicadores receberão brindes especiais juntamente com as cartas de crédito. “Queremos agradecer a todos que participam do processo de produção de sementes, associados e funcionários, por mais esta excelente safra e produção de sementes de alta qualidade. O trabalho de todos é reconhecido e a bonificação demonstra nosso compromisso em distribuir receitas aos multiplicadores”, ressalta Laerte Izaias Thibes Júnior. Além de produzir sementes de soja e trigo, a Copercampos produz sementes de aveia branca, aveia preta, triticale, azevém, centeio, nabo forrageiro, capim sudão e milheto. A Copercampos contou na safra, com mais de 40 mil hectares para multiplicação sementeira.


12

PUBLICIDADE

OC

Quinta-feira, 26 de Novembro de 2020 . www.jornalceleiro.com.br

Profile for Jornal O Celeiro

1654  

Jornal 'O Celeiro', Edição 1654 de 26 de Novembro de 2020.

1654  

Jornal 'O Celeiro', Edição 1654 de 26 de Novembro de 2020.

Advertisement