Page 1

OCELEIRO OCELEIRO

1

www.jornalceleiro.com.br

15 de Agosto de 2019

Quinta-feira, 15 de Agosto de 2019 - R$ 3,00

Desde 1992 Ano XXVII EDIÇÃO 1591 Campos Novos, SC

www.jornalceleiro.com.br

especial

Como a PNL pode te ajudar a ser uma pessoa bem-sucedida? Página 06 empresarial

Manutenção preventiva é o objetivo da edição 2019 do IVG. Página 08 região

Abdon Batista terá projeto para incentivar o artesanato em parceria com Sebrae. Página 11 agronegócio

Epagri promove encontro entre participantes do Programa Jovem Empreendedor Rural. PÁGINA 07

Página 15


2

OC

Cotidiano

www.jornalceleiro.com.br

15 de Agosto de 2019

Editorial Mídia regional: Ágil e conectada. Independente e responsável

D

ecisão anunciada no começo da semana pelo presidente Jair Bolsonaro causou uma verdadeira celeuma no meio da comunicação. Ele assinou e fez publicar no Diário Oficial da União a Medida Provisória (MP 892/2019) que dispensa as empresas de capital aberto de publicarem suas demonstrações financeiras em jornais de grande circulação. A partir da MP, bastará a publicação dos balanços no site da Comissão de Valores Mobiliários (CVM). Dessa forma, Bolsonaro antecipou o final do prazo de transição, previsto para 1º de janeiro de 2022 em lei aprovada no mês de abril. A reação da chamada “grande imprensa” foi rápida em determinar que a medida é uma espécie de revanche do presidente da República pelo tratamento que tem recebido desses veículos de comunicação, e não o resultado de uma necessária modernização do meio jornal, em contínuo processo de migração para o espaço digital. Outro erro de análise cometido em editorial publicado por uma dessas grandes empresas de comunicação foi comparar o seu negócio com o de pequenas e médias empresas do setor, instaladas notadamente nas cidades do interior do país e nas capitais fora do eixo Rio-São Paulo-Brasília. De acordo com a opinião manifestada, esses veículos, pequenos e médios, sofrerão as consequências da suspensão da obrigatoriedade de publicação dos balanços das companhias de sociedade anônima. Uma prova do total desconhecimento do que é e de como se consolida a mídia regional. Diferentemente, essas empresas são enxutas e ágeis. Algumas com mais de 100 anos, outras recém-chegadas ao mercado, mas todas eficientes no controle de gastos cobrado da esfera pública. Mais que isso, focadas em fazer Jornalismo responsável, de qualidade e independente. Ao contrário do que afirma o já citado editorial, não dependem de verbas públicas ou publicações legais. No que diz respeito à geração de receita, dependem, isso sim, do bom e estreito relacionamento que mantêm com a iniciativa privada local, regional ou mesmo estadual. A agilidade dessas empresas transparece também na rápida leitura dos movimentos do mercado e no também rápido ajuste às novidades, condição que permite antever desafios. Exemplos disso vêm do Sul do país. Há menos de um mês o Diário Oficial do Estado de Santa Catarina publicou a Lei 17.757/2019, que “autoriza o uso de meio eletrônico para publicação, comunicação e tramitação de processos, peças e atos públicos e privados, administrativos e judiciais através de sítios eletrônicos veiculados sob a responsabilidade de empresas jornalísticas

OCELEIRO www.jornalceleiro.com.br

devidamente registradas na forma da lei e que editem jornal digital periodicamente”, conforme consta no Artigo 1º. A nova lei considera os sites e portais de notícias como espaços legítimos para publicações legais pagas. Além de alcance muito maior, considerando que a internet ignora limites territoriais, a nova regra garante acesso gratuito aos leitores e demais interessados. Santa Catarina fez o dever de casa, resultado de um esforço que começou já há alguns anos exatamente pela visão de que o caminho para o meio digital é irreversível. A mesma tarefa está em andamento no Estado do Paraná, onde já tramita projeto de lei de teor semelhante. São gritantes as diferenças entre o que se convenciou chamar de imprensa nacional e mídia regional. Enquanto a primeira preocupa-se, no mais das vezes, em impor posições conforme seu entendimento dos cenários que se apresentam, a outra se esforça para manter seu público informado, função principal do Jornalismo, dando condições de análise e formação de opinião por parte dos próprios leitores. Sem a distância de quilômetros e de grau de grandeza, são esses veículos regionais que levam às comunidades as notícias importantes para seu dia a dia. Estamos falando das ações das prefeituras e câmaras de vereadores, das secretarias municipais de obras e de saúde, das iniciativas de educação e de assistência social, dos avisos de vagas de emprego e da agenda esportiva ou cultural. Dessa forma, mantêm perfeita sintonia com os leitores a que servem, para não dizer certa cumplicidade. Quando acontece algo que mereça virar notícia, seja ela boa ou ruim, não é para a chamada “grande imprensa” que os leitores, ouvintes ou telespectadores correm para alertar, mas para os veículos da mídia regional. Aí pode se falar em dependência. Uma boa dependência.

Assinam este Editorial as seguintes entidades: SINDEJOR/SC Sindicato das Empresas Proprietárias de Jornais e Revistas do Estado de Santa Catarina ADJORI/SC Associação dos Jornais do Interior de Santa Catarina ADI/SC Associação dos Diários do Interior de Santa Catarina ACAERT Associação Catarinense de Emissoras de Rádio e Televisão ADJORI BRASIL Associação dos Jornais do Interior do Brasil JORNAL O CELEIRO

Diretor: Wilhiam Rodolfo Peretti Diagramação/Arte: Wilhiam Rodolfo Peretti - RP: 0006221/SC Jornalista: Priscila Nascimento RP: 0002761/PA

Associado à Associação Catarinense de Jornais Periodicidade Verificada pela Abrajori Brasília (ACJ) Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL). Associação Empresarial, Rural e Cultural Camponovense(Acircan) Membro da Associação dos Jornais do Interior de Santa Catarina (Adjori)

Circulação: Abdon Batista, Brunópolis, Campos Novos e Vargem.

Impressão: Gráfica Araucária/Lages-SC Tiragem: 1.500/Exemplares/Semana

Fundado em 25 de Junho de 1992 COMUNICAÇÃO O CELEIRO EIRELI CNPJ: 12.188.377/0001-03 Rua. Cel. Farrapo, 743, Centro, Campos Novos - Cep: 89620.000 Redação: redacaooceleiro@gmail.com Comercial: oceleirocomercial@gmail.com Financeiro: oceleirofinanceiro@gmail.com Edição Digital/Issu: http://issuu.com/jornaloceleiro

As colunas e artigos assinados são de responsabilidade de seus autores e não expressam necessariamente a opinião do jornal.

Fechamento da edição: Às terças-feiras à tarde

Fone: (49) 3541-0597

08/2019


OCELEIRO

www.jornalceleiro.com.br

15 de Agosto de 2019

Publicidade

3


4

Varidades

Horóscopo Semanal Áries

Fonte: http://www.portalangels.com/

20/03 a 20/04 Não se aborreça se os seus amigos não sentem o mesmo prazer que o seu pelas coisas que executa. No plano profissional e material: O trabalho pode se ressentir com o cansaço físico. Não entregue trabalhos que não sejam devidamente revistos. Uma pequena falta de atenção pode despoletar um problema maior difícil de reparar. Não corra riscos desnecessários.

Touro 21/04 a 20/05 Poderá sofrer no seu íntimo ao perceber que de alguma forma foi enganado ou abusado nos seus sentimentos. No plano profissional e material: Deverá auto questionar-se sobre os seus projetos e sobre a motivação que o leva a querer a sua concretização. Seja mais prudente nas suas afirmações junto de seus colegas de trabalho, poderá ferir.

Gêmeos

21/05 a 20/06

A menos que tenha encontrado o seu amor dentro da área profissional, as suas atenções não estarão muito ligadas ao trabalho. No plano profissional e material: Deverá utilizar mais perspicácia em tudo o que se relacione com negociações ou compras. Estará muito próximo de alcançar os seus objetivos. Será exigido um grande profissionalismo, trate dos projetos mais urgentes.

Câncer

21/06 a 21/07

Em função da segurança da sua atividade profissional poderá dar-se algum mimo. No plano afetivo: Se a sua relação amorosa atravessa um período menos bom, poderá conhecer uma excelente reconciliação. Se está livre e disponível para o amor, numa reunião familiar ou de amigos poderá conhecer alguém que lhe fará disparar o coração.

Leão 21/07 a 22/08 Poderá colocar em questão a sua relação afetiva, fruto de informações trazidas ao seu conhecimento. No plano afetivo: Os nervos estarão à flor da pele. Há que controlar a forma como fala. Pense duas vezes antes de expressar os seus sentimentos. Existe o risco de magoar o seu parceiro e desestabilizar uma relação que pretende que seja calma, o seu verdadeiro porto de abrigo.

Virgem

23/07 a 22/09

Os seus planos profissionais obterão maior êxito se executados em estreita colaboração com os seus colegas. No plano afetivo: São de prever novas conquistas, O amor paira no ar. As mudanças na sua vida amorosa levam-no a preparar encontros românticos que serão inesquecíveis para o seu parceiro. Ele será fortemente surpreendido com as suas atitudes e atenções.

Libra 23/09 a 22/10 Nem sempre estará de acordo com as opiniões do seu parceiro. Faça uma análise séria das posições que toma. No plano profissional e material: Não se sinta frustrado pelo fato de o andamento dos seus projetos não decorrer de acordo com o que tinha previsto. Por vezes, o fator surpresa leva-nos a melhorar aquilo que foi realizado e a adquirir mais conhecimentos.

Escorpião 23/10 a 21/11 O seu intelecto e o sucesso que obtém serão a fonte de sedução nestes dias. No plano profissional e material: É uma semana próspera tanto em negociações como nos resultados que já esperava há algum tempo. Seja arrojado e corajoso em novos desafios. No campo financeiro pode contar com a estabilidade. Faça poupanças.

Sagitário 22/11 a 21/12 Os conhecimentos adquiridos no passado serão particularmente úteis se pretender iniciar um novo projeto profissional. No plano profissional e material: Serão dias bons em termos economicos, porém há que fazer atenção nos novos investimentos. Poderá fazer planos para uma viagem longa, onde trabalho prazer se podem conjugar perfeitamente.

Capricórnio 22/12 a 20/01 A solidão poderá fazer parte dos seus dias. Contrarie esta tendência com todas as suas forças. No plano afetivo: Não tenha medo de revelar o seu amor à pessoa que ama. Só assim poderá tirar todas as dúvidas e eliminar receios incutidos por terceiros. Se der atenção às más-línguas nunca conseguirá obter a felicidade na sua vida.

Aquário 21/01 a 18/02

Excelentes notícias vão trazer maior confiança para a execução das suas tarefas. No plano afetivo: Se está sozinho, não tenha pressa em ocupar o seu coração. Viva a sua vida de acordo com os seus anseios. A seu tempo terá o seu príncipe encantado nos seus braços. Prepare uma viagem a um lugar distante, ele poderá estar lá á sua espera.

Peixes 19/02 a 19/03 Uma discussão mais acalorada poderá terminar um relacionamento já por si muito fraco. No plano afetivo: Dê uma oportunidade à própria vida de poder preparar algumas surpresas. Contudo esteja atento para não criar situações que possam originar conflitos a nível conjugal. Eles serão na sua maior parte originados pela sua forma rígida de ver as coisas.

OC

www.jornalceleiro.com.br

15 de Agosto de 2019

Coluna de Moda Por: Ana Kantovick Contatos em redes sociais: Instagram: @anakantovick Facebook: Ana Kantovick Site: anakantovick.wordpress.com - (49) 998238633

“Pretinho nada básico!” Adoro falar de clássicos, mas o tema desta semana é incrível e diria que indispensável. O tão falado pretinho básico, que nada mais é que um vestido clean, na cor preta e recortes simples, deve estar na sua lista de “necessários” no closet. O surgimento desta peça é datado de 1926, que foi quando a Vogue publicou a primeira ilustração de um vestido preto, modelo feito por Coco Chanel. Pois, até então, as meninas não usavam preto, salvo em período de luto. Já na década de 30 com as mudanças econômicas e sociais, as mulheres começavam sua saída para o mundo do trabalho. Deste modo, o pretinho básico ganhou as ruas e se transformou em uniforme pelas mãos de Christian Dior. Posteriormente apareceu nos cinemas, e vêm sendo reinventado até os dias atuais. Contada a história, vamos às maneiras de usar essa peça no seu dia-a-dia. O vestido preto pode transitar

literalmente do trabalho ao casamento no final de semana. Pois, a própria cor carregar em si um ar luxuoso, transmitindo poder, sofisticação e seriedade. Para o trabalho, combinado com acessórios discretos e blazers. Já na área festiva, combine com colares elegantes (pedraria mode on) e sapatos mais sofisticados (como por exemplo, scarpin). Mas a grande graça deste tipo de produção mais clássica é que para modernizar, você só precisa substituir o tecido básico, por uma seda, transparência ou uma combinação de vários tecidos diferentes, jogar um casaco mais cool na sobreposição e trocar os sapatos finos por um belo par de sapatilhas e volá, estará pronta pro cinema com o gato . Com relação aos recortes, prefira os mais retos de primeira e depois vá incrementando com aqueles que possuem decotes em V ou com as costas nuas. Os decotes aliás, são o assunto da coluna da próxima semana. Espero por você!


OCELEIRO

www.jornalceleiro.com.br

15 de Agosto de 2019

Variedades

Nossa Histรณria em Fotos

Margarida Fadel com Leca Zoldan. Entrega de diplomas escolares.

5

*Foto: Acervo/Benito Zandonรก


6

OC

Especial

www.jornalceleiro.com.br

15 de Agosto de 2019

Como a PNL pode te ajudar a ser uma pessoa bem-sucedida? *Imagem: Divulgação

Consultora em neurolinguística aplicada explica de que forma esta ciência pode render bons resultados em todas as áreas da vida Já ouviu falar em PNL? Sabe o que essa sigla significa e, mais ainda, que diferença pode fazer em sua vida? PNL é a sigla de Programação Neuro-Linguística, que segundo a consultora Simone Manfroi trata-se de uma arte e uma ciência que quando colocada em prática pode ajudar as pessoas a melhorar seu desempenho como individuo, aumentando seus resultados positivos e potencializando seu desempenho a fim de alcançar e ser bemsucedido nos objetivos pessoais, profissionais e financeiros. O método pode abrir portas e oportunidades para quem está perdido ou sem saber como tirar aquele projeto do papel e fazer dar certo. Simone define a PNL como uma ciência e uma arte que precisa ser empregada para que dê resultados. “Este método é a arte e a ciência da excelência pessoal. É arte porque cada um dá o seu ‘toque único’, pessoal e de estilo ao que está fazendo, e isto nunca pode ser expressado com palavras ou técnicas. É uma ciência porque tem um método e um processo para descobrir os modelos empregados por pessoas bem-sucedidas em qualquer área”, afirma a consultora. Conhecedora do assunto, Simone conta também como surgiu as técnicas da PNL. “As técnicas de PNL foram desenvolvidas por Richard Bandler e John Grinder, na Universidade da Califórnia, EUA. Eles observaram pessoas consideradas vencedoras em sua área de atuação, e descobriram como elas atuavam para ultrapassar obstáculos que levam ao sucesso. A partir dessa descoberta, eles decodificaram a forma como elas elaboravam seus objetivos até conseguirem a solução desejada e como era estruturada a estratégia desse processo de pensamento. Con-

cluíram, então, que os vencedores conseguiam superar limitações pessoais como potencializar suas qualidades e recursos intelectuais. E os principais fatores que levavam estas pessoas ao topo eram a capacidade de tomar decisões e, principalmente, a habilidade para se comunicar. Daí com essas conclusões, Bandler e Grinder procuraram ensinar os mesmos padrões em outros pessoas e descobriram que era possível copiar estratégias dos vencedores e alcançar o mesmo sucesso e resultados na vida profissional e pessoal”, explica. Para a consultora este método é *Foto: Divulgação/DZN Publicidade

Simone Manfroi

capaz de transformar e levar a uma evolução real do ser humano, porém, ela reforça que não é uma ‘solução mágica’ para um problema localizado, mas é uma decisão constante e uma prática continua. “Com suas ferramentas aprendemos a entender e obter melhores resultados dentro da comunicação”, afirma. Com a PNL a pessoa se torna capaz de definir melhor os objetivos, toma medidas para atingir objetivos, avalia suas ações, e se vê capaz de mudar quando necessário. As práticas levam ao autoconhecimento e ajudam a encontrar equilíbrio emocional e resiliência. Com estas características desenvolvidas, a pessoa se torna mais preparada para realizar o que pretende. “Ler sobre a água de modo algum significa que você sabe o que é se molhar, e muito da neurolinguística sistêmica implica em você se molhar e jamais apenas ler sobre água. Este método é uma ciência capaz de transformações que permitem uma evolução real do ser humano. Por isso está aliada a ética profissional, a responsabilidade, ao respeito, ao bom humor e, acima de tudo, a qualidade”, é assim que Simone define a PNL Quem deseja mudar de vida, melhorar a autoestima e a autoconfiança

pode procurar um profissional habilitado para prestar essa consultoria personalizada. Conversar com um profissional sobre o assunto, tirar dúvidas e estabelecer quais são seus objetivos poderá ser útil. Atualmente existem muitas ferramentas disponíveis para incentivar as pessoas a saírem de sua zona de conforto com o objetivo de conhecerem suas potencialidades e aprimorarem seus pontos limitantes, colando-se a disposição para arriscar novas possibilidades. A PNL surge como meio de ajudar quem tem esse desejo, mas ainda não tem a força necessária para fazer diferente.

Ler sobre a água de modo algum significa que você sabe o que é se molhar, e muito da neurolinguística sistêmica implica em você se molhar e jamais apenas ler sobre água.

Simone Manfroi

Personal-Coaching Simone Manfroi é coaching de vida, profissional e financeira. Consultoria individual com Constelações Organizacionais e consultoria em treinamentos com Neurolinguística Aplicada. É graduada em Tecnologia em Gestão de Recursos Humanos – Unicesumar, tem formação em Constelações Organizacionais Sistêmicas – INAP Instituto de Neurolinguística Aplicada. Atualmente faz Pós-Graduação em Gestão Estratégica de Pessoas- SENAC.


OCELEIRO

www.jornalceleiro.com.br

Saúde

15 de Agosto de 2019

Campos Novos sedia I Seminário Regional sobre Síndrome de Down

7

*Imagem: Divulgação

“Inclusão: Ninguém fica para trás” é o tema do evento marcado para os dias 19 e 20 de agosto A Comissão de Direitos da Pessoa com Deficiência da Assembleia Legislativa de Santa Catarina (Alesc) está se mobilizando e levantando discussões sobre a demanda crescente de casos de crianças que estão nascendo com a Síndrome de Down associada ao autismo. A situação tem se tornado cada vez mais comum e isso tem causado grande preocupação. Em Campos Novos a Associação de Pais e Amigos dos Autistas (AMA) e a Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE) abraçaram a causa e se uniram para trazer a Campos Novos a primeira etapa do I Seminário Regional sobre Síndrome de Down – “Ninguém fica para trás”. O evento acontecerá de 19 a 20 de agosto no Clube Aqua Camponovense. Estão confirmados para participar como palestrantes do evento o neuropediatra Egon Frantz, o terapeuta ocupacional Fernando Cordeiro Calil, os representantes da Associação Amor pra Down, Jessica Pereira Cardozo e Marcos Costa, a neuropsicopedagoga Miclhelli Sabattini e o representante da Associação Amigo Down, Vivian Beuttemmuller Senra. Em conversa com a diretora da AMA, Vera Otonelli Durli, ela relatou que são muitos os casos em Campos Novos, e por isso aumenta a preocupação, pois no município não há um serviço direcionado especificamente para a Síndrome de Down. O seminário discutirá políticas públicas voltadas a esta demanda. Os profissionais tratarão sobre a questão de ensino e aprendizagem, de inclusão das pessoas no ensino regular, da questão genética e questões neurológicas, além de tratarem sobre a questão do autismo, o crescimento de casos e a síndrome de down associado. Foram abertas 400 vagas gratuitas, 270 já foram preenchidas. Interessados podem garantir sua participação através do site da Alesc. O deputado José Milton Schefer é o proponente desse seminário, no qual foi estabelecido que ocorrão três edições no estado. O primeiro município contemplado é Campos Novos em parceria com a AMA e a APAE. Vera relata que a procura

está sendo muito grande e que virão pessoas até de fora do estado. Ela afirma que este evento será um marco para Campos Novos por se tratar de um assunto tão importante e por receber tantas pessoas. Há muitas preocupações referentes a esse assunto, principalmente no que diz respeito a associação da Síndrome de Down e o autismo que exige um duplo diagnóstico, aonde a síndrome se mostra fácil de identificar por apresentar características visíveis, já o autismo nem sempre é possível notar no primeiro momento. Segundo informações do Movimento Down, acredita-se que cerca de 18% de indivíduos com síndrome de Down estejam dentro do espectro autista. Tanto a síndrome de Down (SD) como o transtorno do espectro autista (TEA) podem ser deficiências complexas separadamente, no entanto, quando acontecem juntas, os desafios são maiores. Segundo Vera, ainda e preciso aprofundar o discurso e o conhecimento sobre a Síndrome de Down. Em Campos Novos a APAE atende uma parte da demanda de casos de Down, mas nem todos os portadores da síndrome frequentam a instituição. Porém, mesmo os que frequentam a instituição não recebem um atendimento específico para quem apresenta a síndrome. Vera acrescenta a necessidade de dar o suporte eficiente para ajudar no desenvolvimento e melhora da qualidade de vida dessas pessoas. “São ne-

cessárias políticas públicas voltadas para esta demanda visando seu desenvolvimento. A síndrome de Down é uma síndrome genética, no qual as crianças nascem com características faciais visíveis, a maioria não tem deficiência intelectual associada, eles têm o cognitivo preservado, são inteligentes e capazes. Mas eles precisam frequentar um lugar que ofereça atividades físicas para que se desenvolvam”, ressalta. Vera ainda afirma que é preciso desmitificar alguns fatos sobre os portadores da síndrome, que são vistos pela sociedade como sendo pessoas incapazes. “Existem muitos mitos por trás da síndrome. Nem todos tem deficiência mental e intelectual associada. Eles podem ter filhos, podem estudar, são pessoas normais, mas com um formato genético diferenciado. Podem entrar no mercado de trabalho, estudar, fazer faculdade, formar família”, reitera. Porém, ela esclarece que existem níveis, no qual alguns podem ter uma síndrome mais acometida, e no caso de ser associado ao autismo ele terá mais dificuldades. “Se a criança nascer com autismo e síndrome de down associada ela terá um comprometimento maior, dependendo do nível que o autismo acometa, ela poderá ter uma dificuldade de aprendizado, um transtorno de conduta social e ela vai precisar de outras terapias. Mas se a criança nascer sem um transtorno associado ela terá uma vida norma dentro das suas pos-

sibilidades”, explica. Na região há muitos casos de pessoas com a Síndrome de Donw. Vera diz que um dos motivos da Comissão de Direitos da Pessoa com Deficiência escolher o município de Campos Novos para sediar o seminário foi justamente os casos frequentes na região. “Falta esse serviço na região. O Down precisa estar ocupado, preciso de políticas voltadas as necessidades deles. Campos Novos está em fase de desenvolvimento e trazendo novos serviços aqui, seria bom discutir, quem sabe uma associação de down no município. Estarão presentes associações que trarão experiencias e o modo de funcionamento dessas instituições”, conclui Vera. Não apenas os portadores dessa síndrome precisam de apoio, mas também as famílias que não tem suporte para cuidar de quem apresenta a síndrome associada ao autismo. O Poder Público deve se interessar pelo assunto e oferecer mais informações para o conhecimento das famílias e da sociedade. Os pais de crianças com SD e TEA podem se sentir sozinhos, mas com mais conhecimento e recursos para atender as necessidades de pessoas com o diagnóstico duplo eles poderão lidar melhor com a situação. Quanto mais se discute e aprende sobre isso mais e melhores condições e estratégias de saúde e educação poderão ajudar no desenvolvimento e futuro dessas pessoas.


8

Empresarial

OC

www.jornalceleiro.com.br

15 de Agosto de 2019

Manutenção preventiva é o objetivo da edição 2019 do IVG *Imagem: Divulgação

Núcleo de Automecânicas da Acircan promove o evento em Campos Novos de 19 a 30 de agosto A Inspeção Veicular Gratuita (IVG) 2019 chega ao município mais uma vez para promover a manutenção preventiva. A ação acontece há mais de 20 ano em todo o estado, sendo promovido pelo Núcleo Estadual de Automecânicos de Santa Catarina (NEA). Em Campos Novos o evento está sendo organizado pelo Núcleo de Automecânicos que fazem parte da Associação Empresarial, Rural e Cultural Camponovense (Acircan). As empresas que estarão oferecendo a inspeção gratuita são: Mecânica CD, Mecânica Auto Giro, Auto Elétrica Devilla, Fiorim Auto Center, Mecânica Pasquali e Auto Mecânica Seco. Através do check up os condutores do município serão orientados e incentivados a evitar acidentes e aumentar a segurança na estrada. Em 2018 ação teve a participação de 18 núcleos, 149 empresas e foram vistoriados 2842 veículos. As estimativas para este ano é de que o IVG seja realizado em 22 núcleos do estado, podendo alcançar mais de 5500 veículos inspecionados e o envolvendo 240 empresas. Para participar basta levar 1Kg de alimento não perecível até uma das mecânicas mencionadas.

A inspeção investiga a situação de como o veiculo se encontra, e inclui a analise da condição da bateria, suspensão e direção, sistema de exaustão, faróis e lanternas, amortecedores, correias, embreagem, freios, rolamento de rodas e demais ferramentas. Em 2018 os que mais apontaram situações de alerta foi a correia, a troca de óleo, o sistema de aferrecimento, os freios e os pneus. A bateria, a embreagem e o rolamento de rodas são os que menos apresentam problemas.

A IVG promove, com a atividade de inspeção veicular, uma ação social informando sobre a importância de manter a manutenção dos veículos em dia, evitando muitos acidentes e também esclarece possíveis dúvidas dos clientes sobre seus automóveis. No período de preparação da IVG, as mecânicas participantes fazem um treinamento interno com seus técnicos. Através da tabulação dos dados é possível avaliar como está, por amostragem, a manutenção dos veículos a nível estadual.

A Comissão e Festeiros da Capela São Sebastião convidam você e sua família para o Tradicional almoço da capela. Cardápio: Porco Recheado. Dia: 18 de agosto de 2019 , no Salão da Capela Participe. Ingressos com comissão e festeiros valor 20,00 reais. A todos os nossos amigos e clientes que estiverem de aniversario ou estarão aniversariando nesta semana, desejamos muitas felicidades e muitos anos de vida! Desejamos também um ótimo inicio de semana, de Germano Foppa & Cia Ltda.

Desta forma será possível ter uma visão do que deverá ser o foco na orientação do dia-a-dia aos clientes, de acordo com os principais problemas encontrados durante a inspeção. Em 2019 serão efetuados nas oficinas o checklist e a tabulação de 19 a 30 de agosto, mas a apresentação dos resultados para o público será de 18 a 28 de setembro. Os núcleos também marcaram outra data para que a inspeção aconteça em locais públicos, agendada para 18 a 28 de setembro. O coordenador de Núcleos da Acircan, Vandenir Amorin, relata o sucesso e a importância desse evento não só em Campos Novos, mas em todo o estado. “O movimento da IVG já faz história. São mais de 20 anos de compromisso com a manutenção preventiva, e tudo isso graças ao comprometimento dos empresários, núcleos, parceiros comerciais e da sociedade que sempre se faz presente e assim, auxilia na mudança do cenário quanto a realização da manutenção preventiva. Vamos juntos fazer a nossa parte e continuar a história deste movimento, inspecionando a frota de Santa Catarina e orientando a sociedade quando a manutenção preventiva dos automóveis como forma de evitar acidentes e aumentar a segurança na estrada”, afirmou Amorin.


OCELEIRO

www.jornalceleiro.com.br

15 de Agosto de 2019

Publicidade

9


10

Notícias

OC

www.jornalceleiro.com.br

15 de Agosto de 2019

RCN - 535 | Edição de Agosto 2019 | Semana II | www.rcnonline.com.br A notícia que você lê aqui, mais de 800 mil pessoas também leem em toda Santa Catarina

SC

TROFÉU LUIZ HENRIQUE DA SILVEIRA

Vem aí o 20º Prêmio Adjori/SC de Jornalismo

cerimônia de entrega dos troféus acontece em Florianópolis. Em 2019, a categoria Reportagem Pautada teve

um tema especial: 'O meu município daqui a 20 anos', que traz a perspectiva das nossas cidades e da nossa gente. Os jornalis-

tas tiveram quase um ano para produzir o material e escolher as melhores ideias e personagens de impacto local e regional. O resultado final é um conteúdo amplo, abrangendo todas as regiões do Estado. Apoiador do evento e da imprensa do interior, o Sicredi fechou parceria para o patrocínio do Prêmio Adjori/SC de Jornalismo. "Assim como os jornais, o Sicredi é peça fundamental no desenvolvimento do Estado, pela presença nas

cidades e na vida dos cidadãos", disse o presidente da entidade, José Roberto Deschamps. Paralelo ao Prêmio, acontece o 47º Congresso Estadual da Adjori/SC. Neste ano, o evento reúne gestores e jornalistas para um dia de palestras, cases, e troca de experiências. O tema deste ano é 'A inovação em diferentes plataformas' e discutirá o Jornalismo no papel, em smartphones e por aplicativos.

SCGÁS inicia etapa final para seleção de supridores A Companhia de Gás de Santa Catarina (SCGÁS) divulgou os quatro supridores de gás natural que participarão da fase final de negociações para abastecimento do Estado a partir de 2020. Desde o ano passado a empresa realiza uma chamada pública para substituir o monopólio da Petrobras e encontrar novos supridores. Estarão na próxima

DIVULGAÇÃO/SCGÁS

estão concorrendo este ano em 16 categorias. São 36 jornais associados na disputa, avaliados por um corpo de 51 jurados. A

etapa a Shell Brasil, Total E&P do Brasil, YPFB (estatal da Bolívia), e a própria Petrobras. A expectativa é de que os novos contratos sejam as-

sinados até dezembro. Segundo a SCGÁS, os principais critérios avaliados foram preço, capacidade e segurança de fornecimento. A última etapa será caracterizada pela negociação entre distribuidora e as empresas para alinhar as ofertas com a realidade do mercado de gás no Estado. Os contratos devem ter cerca de dois anos de duração.

Indústria de SC cresceu 4,7% no primeiro semestre A produção industrial de Santa Catarina cresceu 4,7% no primeiro semestre, segundo dados do IBGE. O resultado foi o terceiro melhor do país, atrás apenas do Rio Grande do Sul (8%) e do Paraná (7,8%). O Brasil fechou o período em -1,6%. A maioria dos setores apresentou crescimento. O destaque foi a fabricação

DIVULGAÇÃO

No próximo dia 17, serão conhecidos os vencedores da 20ª edição do Prêmio Adjori/SC de Jornalismo - Troféu Luiz Henrique da Silveira. Consagrado como a maior premiação de imprensa do estado de Santa Catarina, o concurso entregará em 2019 três troféus Pena de Ouro nas categorias Jornalismo, Jornalismo On-line e Publicidade, e também a premiação na categoria Área Acadêmica. Mais de 250 trabalhos

EDU SANTOS/ROSANE MOURA EVENTOS

Maior concurso da imprensa catarinense entregará troféus no dia 17 de agosto. Premiação tem patrocínio do Sicredi

de máquinas, aparelhos e materiais elétricos, com 14,5%. Em seguida, está a fabricação de máquinas e equipamentos (9,3%) e a fabricação de produtos

de metal (8,9%). O único setor que fechou o semestre com recuo foi o têxtil, com -2,8%. "As atividades industriais do Estado tiveram um desempenho bem positivo, que influenciaram no crescimento. A queda do têxtil já era esperada por causa do inverno, que não foi tão rigoroso nesses primeiros meses", disse a economista da Fiesc, Edilene dos Anjos.


OCELEIRO

www.jornalceleiro.com.br

>Abdon Batista

Projeto visa incentivar o artesanato

A Administração Municipal de Abdon Batista, assinou na última quarta-feira (07/08) parceria com o Sebrae para a implantação do projeto "Entre Contrastes" - da Indústria do Artesanato Catarinense. De acordo com o prefeito, Lucimar Salmória, a iniciativa visa atender a Associação das Mulheres Artesãs Cheiro de Alfazema - AMACA. "O objetivo do projeto é desenvolver pro-

Região

15 de Agosto de 2019

dutos com identidade cultural de Abdon Batista e inspirar novos artesãos e contribuir para a valorização dos seus produtos", observa Lucimar Salmoria. O projeto "Entre Contrastes" irá trabalhar com capacitação, consultorias e acesso ao mercado e pretende incentivar nos artesãos o empreendedorismo e autonomia, inovação e a valorização da sua produção.

11

Homenagens marcam passagem do Dia dos Pais *Fotos e Informações: Comunicação/PMAB

As Secretarias Municipais de Assistência Social e de Educação de Abdon Batista realizaram na última semana homenagens alusivas a passagem do Dia dos Pais celebrado no domingo dia 11 de agosto. Na quarta-feira (07/08, o) encontro do Grupo de Idosos Conviver contou com brincadeiras, bingo e a escolha do Pai do ano. Na oportunidade o prefeito Lu-

cimar Salmória, acompanhado pela primeira dama Tânia Ross e o filho Lorenzo, deixou sua mensagem aos idosos. Já na sexta-feira (09/08), a Secretaria Municipal de Educação realizou apresentações dos alunos e os pais ainda puderam saborear um delicioso café e ganharam um lembrança especial que foi entregue pelo prefeito Lucimar Salmória e a equipe da Secretaria de Educação.


12

Região

OC

www.jornalceleiro.com.br

15 de Agosto de 2019

>Campos Novos

Fila Zero: Inauguração do CEIM Jubileu de Prata marca uma nova história para Educação camponovense Na noite da última sexta-feira (9), a Administração Municipal realizou a entrega das obras de revitalização, reforma e ampliação do Centro de Educação Infantil Municipal- CEIM Jubileu de Prata. A cerimônia de inauguração contou com a presença de autoridades locais, servidores municipais, pais, familiares e alunos da unidade escolar. O Projeto da obra foi apresentado nesta unidade em 2018 na homenagem alusiva ao dia das Mães e a obra concluída foi inaugurada juntamente com a homenagem do dia dos Pais. Conforme explicou a Secretária de Educação, Evanilda Corrêa, a obra atende à demanda da Educação Infantil, beneficiando as crianças, pais e famílias camponovenses, pois além de melhorar a qualidade de ensino para os antigos alunos, ainda oportunizou que novos alunos possam ingressar na unidade. Mais de 110 vagas foram ofertadas para as crianças que estavam na fila. “Dia histórico e ímpar para a

*Foto e Informações: Comunicação/PMCN

disse.

Sobre a obra

Educação de Campos Novos. Efetivamos nesta sexta-feira, 14 professores e finalizamos o dia com esse evento. Tínhamos um histórico de mais de 300 crianças na fila de espera, com a obra do CEIM Jubileu de Prata e com a criação de vagas, transformando a Pré-Escola à Caminho do Futuro em CEIM, estamos zerando a fila de espera destas duas unidades, mas temos a certeza que em breve zeraremos as filas das demais unidades, haja vista que, estamos oferecendo vagas na Educação Infantil, então pais e responsáveis que estão esperando por uma vaga, venham

até essas duas unidades e matriculem seus filhos aqui, pois esta obra é para todos”, ressaltou. Na ocasião, o Prefeito Silvio Alexandre Zancanaro, reforçou a importância desta obra para a comunidade. “Um grande marco para essa administração, onde estamos conseguindo, a passos largos, zerar a fila de espera de todo o município. A obra ficou maravilhosa, no padrão que sempre exigimos. Os investimentos não são realizados apenas na estrutura física, mas também na parte humana, com a valorização e capacitação dos profissionais”,

São mais de 250 m² de uma nova ala, que conta com salas de aula, banheiros, banheiro acessível, sala para brinquedos e acesso coberto a creche, além da ampliação do refeitório e lavandeira. Além disso, foi realizada a reforma ala existente, que contemplam duas salas e a transformação de uma sala de aula em espaço multiuso, que oferecerá as crianças mais conforto e aos professores novas oportunidades de atividades pedagógicas, garantindo o melhor desenvolvimento dos nossos pequenos. Para a conclusão desta obra a administração Municipal investiu aproximadamente R$392.860,03, com recursos próprios. “Em 40 dias inauguramos três obras, com recursos próprios, fruto de uma gestão econômica e responsável. Essas obras não saem do dia para noite, estamos desde 2017 planejando e trabalhando e nos próximos meses, outras serão inauguradas”, enfatizou Zancanaro.

*Esta publicação preencheu o espaço de Meia Página. Cumprindo a Lei Nº 4517/18 esta publicação custou para a Administração Municipal o valor de R$ 697,26 (Seissentos e Noventa e Sete Reais e Vinte e Seis Centavos)

>Vargem

Participação em Oficina regional de educação permanente em saúde - EPS

Seminário de qualificação de ações do PNAE *Fotos e Informações: Ascom/PMV

A Secretaria Municipal de Saúde de Vargem esteve representada no evento Oficina regional de educação permanente em saúde - EPS, promovida em Joaçaba/SC, na terça-feira, 06 de agosto, das 08h30 às 17h. A Oficina contou com apresentação do cenário da EPS – nacional e estadual, plano estadual de EPS – PEEPS e instrumento e quadros 1, 2 e 3, esclarecimentos sobre o instrumento e quadros, PROEPSUS, avaliação da

oficina e encaminhamentos, entre outros debates. Os facilitadores foram: ▶Alessandra Dias da Silva – EFOS/DEPS/SES; ▶Ascendino Roberto dos Santos – EFOS/DEPS/SES; ▶Fernando de Toledo Barros Wendhausen – DEP/DEPS/SES;g ▶Maria de Fátima de Souza Rovaris – DEP/DEPS/SES.

No dia 07 de agosto a nutricionista Ana Christina Martins Recalcatti participou do Seminário Catarinense de Qualificação de Ações do PNAE (Programa Nacional de Alimentação Escolar), realizado em Campos Novos/SC. Neste seminário, foram apresentadas ações de fortalecimento da agricul-

tura familiar nos municípios catarinenses que tiveram êxito no PNAE. Desta maneira o objetivo da nutricionista é buscar incentivo junto a administração, secretaria de agricultura, gestão da educação e gestores escolares para que a agricultura familiar ganhe forças e crescimento no município de Vargem.


OCELEIRO

www.jornalceleiro.com.br

15 de Agosto de 2019

Agronegócio

13

Cevada pode ser uma boa alternativa na próxima safra de inverno *Foto e Informações: Comunicação/Coocam

A possibilidade surgiu na última semana, após mais uma reunião entre o governo de SC e entidades envolvidas no projeto que visa alternativas para produção de grãos de inverno na produção de ração. Representantes da Embrapa, Epagri, Ocesc, Fecoagro, Sindicarnes, agroindústrias e cooperativas catarinenses e desta vez também, o representante da Ambev – Mauri Antoninho Botini, estiveram reunidos com os membros da Secretaria de Agricultura do Estado para dar continuidade aos projetos em andamento sobre incentivos e alternativas para produção de grãos de inverno na produção de ração. A reunião aconteceu no gabinete do secretário de Estado de agricultura Ricardo Gouvêa, na manhã de quarta-feira (7). Esse foi o terceiro encontro entre as entidades representativas e o governo catarinense, neste ano de 2019. O destaque desta reunião – conduzida por Ricardo Miotto, secretário adjunto da Secretaria de Agricultura do Estado – foi o interesse da Ambev em estimular a produção de cevada para produção de malte em Santa Catarina. Conforme Mauri Antoninho Botini, do Fomento Agronômico Cevada da empresa cervejeira, o grão desclassificado para produção

do malte, pode ser utilizado na produção de ração com ótima qualidade. Segundo o agrônomo, historicamente em torno de 30% da produção de cevada não passa para cerveja e pode ser utilizada para ração. “Com esse produto o agricultor poderá melhorar o rendimento em sua propriedade”, disse Mauri. A Embrapa que se encarregou de pesquisar semente de trigo e triticale para ração também vai ampliar suas pesquisas para a cevada. Participativo e incentivador dos resultados, João Carlos Di Domenico, vice-presidente da Fecoagro e presidente da Coocam de Campos Novos, confirmou o interesse dos produtores da região de Campos Novos no plantio de cevada. “Cerca de 400 mil hectares de terra com alta produtividade estão ociosos em Santa Catarina. O produtor tem necessidade de plantar, mas para isso, precisa de variedades com alta produtividade e resistentes à

doenças e a cevada já tem uma boa produtividade, cerca de 20% maior que a produção do trigo e isso pode mudar todo o perfil da safra”, comentou João Carlos na reunião. A grande dificuldade dos produtores de cevada para malte está relacionada ao aumento de proteínas quando a precipitação fluvial é maior que a necessidade das lavouras em fase de maturação, informou o produtor. “Ter a opção de produzir cevada para malte e, caso chova demais na colheita e o cereal não atenda a necessidade das maltarias, termos uma segunda opção, utilizar essa cevada para ração animal. Isso pode ser um grande atrativo para os produtores”, destacou João Carlos. Muitos questionamentos estão sendo debatidos nos encontros. Os estudos de uma variedade ideal de trigo para ração animal ainda está em fase de projetos. De um lado as agroindústrias se mos-

tram interessadas na compra dos cereais, porém, buscam preços. Do outro lado os produtores mostram interesse em produzir as safras de inverno, mas precisam de incentivos e maior produtividade das lavouras. “Até criar uma variedade, precisamos nos adaptar com as que temos. O período para o desenvolvimento é lento, mas é preciso dar continuidade e hoje podemos criar esse canal diferente através da parceria com a Ambev”, comentou João Carlos Di Domenico.

Convênio Durante a reunião foi anunciado a celebração de um convênio entre a Secretaria da Agricultura, a Fecoagro e a Embrapa para pesquisas de nutrição dos cereais de inverno para produção de ração. A assinatura do convênio – oficializando a parceria, deve ocorrer nos próximos dias, logo após o parecer jurídico da Embrapa e do governo do estado. O diretor executivo da Fecoagro, Ivan Ramos, lembrou que a Embrapa vai apresentar uma proposta de pesquisa para produção de sementes de trigo, triticale e cevada para serem analisadas pelos segmentos interessados, ou seja, cooperativas, agroindústrias e governo do Estado. Juntas as entidades e o governo formularão o programa de incentivo para a safra 2010/2021.


14

Publicaçþes Legais

OC

www.jornalceleiro.com.br

15 de Agosto de 2019


OCELEIRO

www.jornalceleiro.com.br

Agronegócio

15 de Agosto de 2019

15

Epagri promove encontro entre participantes do Programa Jovem Empreendedor Rural *Foto: Wilhiam Peretti/O Celeiro

Socialização, troca de experiência e importância de investir na propriedade tem motivado o jovem a permanecer no campo Aconteceu na ultima quinta-feira (8) o Encontro Regional com Jovens Rurais promovido pela Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural de Santa Catarina (Epagri). Participaram do evento 200 jovens entre alunos, ex-alunos e futuros alunos do curso de Capacitação de Jovens Empreendedores Rurais. O objetivo do evento, que aconteceu de 8h as 15h, foi a socialização entre jovens dos diferentes anos de curso. Foram realizadas na ocasião duas palestras, uma sobre segurança no trabalho e outra sobre Turismo Rural, além de apresentar experiências de jovens empreendedores que obtiveram bons resultados após realizarem a capacitação. O encontro contou com a participação de

4 CASAS *

jovens dos municípios de Capinzal, Ouro, Lacerdópolis, Joaçaba, Água Doce, Treze Tílias, Erval do Oeste, Erval Velho, Campos Novos, Ibiam, Zortea, Monte Carlo, Brunópolis, Celso Ramos e Abdon Batista. A inicativa da Epagri em promover encontros e capacitações visa incentivar os filhos de produtores rurais a permanecer no campo evitando o êxodo rural. O jovem Vagner Mosselin, integrante da primeira turma do curso de capacitação, ocorrido em 2015, participou da programação relatando sua história para os jovens presentes. Ele contou que, assim como muitos jovens, ele também desejava ir para a cidade grande após concluir o ensino médio, mas que, depois de concluir o curso, decidiu ficar e investir na propriedade e hoje diz não ter se arrependido da decisão. “Naquela época eu estava terminando o ensino médio e fiz o curso. Depois disso começamos a investir

em suíno cultura, também aumentamos a criança de bovinos para a cultura de leite. O curso me esclareceu muitas coisas, aprendemos atividades novas, como as relacionadas a suínocultura. Nós tínhamos apenas metade do gado de leite que temos hoje. E as duas culturas podem ser trabalhadas de forma a contribuir uma com a outra. O curso ajudou a desenvolver novas atividades que não conhecia dentro da propriedade e a desenvolver a propriedade para que ela se torne sustentável. Depois desse curso eu sou outra pessoa. Até a convivência com meus pais mudou. Eu tinha a ideia de ir para a cidade, mas resolvi ficar e cuidar da nossa propriedade que é herança do meu avô. Hoje investimos em mais tecnologia. Não me arrependo de ter ficado no interior. Os filhos de agricultor devem repensar sua decisão e investir na propriedade”, afirmou Vagner. O gerente regional da Epagri, Maykol Ouriques, falou sobre a importância do curso e dos ensinamentos passados aos jovens. Como é comum o êxodo rural, muitas propriedades precisão ter sucessores no trabalho realizados nas propriedades. Sem os filhos para tomar a frente, alguns precisam delegar a responsabilidade a outros. A Epagri oferece apoio e orientação para que os jovens se preparem para trabalhar no campo. Este curso trabalha quatro eixos: humano e social, tecnológi-

R$ 800 MIL**

Regulamento em www.sicoobcap.com.br Sorteios vinculados a títulos de capitalização da modalidade incentivo emitidos por Icatu Capitalização S.A., CNPJ nº 74.267.170/0001-73 e Processo SUSEP nº 15414.900740/2019-71. Prêmio no valor total de R$ 1.663.000,00 (líquido de IR). A aprovação deste Título pela SUSEP não implica, por parte da Autarquia, em incentivo ou recomendação a sua aquisição, representando, exclusivamente, sua adequação às normas em vigor. Leia o Regulamento completo no site www.sicoobcap.com.br ou solicite cópia do Regulamento junto à sua cooperativa. Promoção válida de 02/04/2019 a 24/03/2020. Título de pagamento único da modalidade incentivo emitido pela Icatu Capitalização S.A., CNPJ/MF nº 74.267.170/0001-73. Processo SUSEP nº 15414.900740/2019-71. Ouvidoria Sicoob: 0800 725 0996. Ouvidoria Icatu Seguros: 0800 286 0047. Imagens meramente ilustrativas | *Sorteio dia 28/3/2020. **Sorteios mensais em dinheiro.

co, gerencial e ambiental. Estes são temas relacionados a agricultura e que se encaixam a realidade dos jovens. “O processo de sucessão ainda é um tabu nas famílias. O jovem deve junto com a família se apoderar das atividades e se tornar um protagonista atuante na propriedade. Se ele não fizer isso, na hora que for preciso ele assumir a propriedade ele não terá conhecimento do trabalho, não saberá como lidar de forma correta. Se ele já tem esse conhecimento desde cedo ele já tem o caminho para tocar a propriedade. Quando os pais se aposentarem, tiverem limitações físicas, ou simplesmente quiserem descansar, os filhos já estarão preparados. O programa também trabalha a parte social de interação entre pais e filhos, e isso é fundamental. Este é um processo natural e deve ser feito da melhor forma possível, porque os benefícios são para a família inteira. A dificuldade nas propriedades hoje é decidir a sucessão em vida. Jovens ouvindo a experiência de outros jovens apresentando seu relato servirá de incentivo e motivação”, destacou Maykol. Neste curso de capacitação os jovens os jovens passam um período da semana na Epagri fazendo os cursos e treinamentos e o restante do mês ele volta a propriedade para realizar o choque de ideias, a discussão com a família, e ver a realidade que ele tem na propriedade.


16

Publicidade

OC

www.jornalceleiro.com.br

15 de Agosto de 2019

Profile for Jornal O Celeiro

1591  

Jornal "O Celeiro", Edição 1591 de 15 de agosto de 2019

1591  

Jornal "O Celeiro", Edição 1591 de 15 de agosto de 2019

Advertisement