Page 1

OCELEIRO OCELEIRO

1

www.jornalceleiro.com.br

08 de Agosto de 2019

Quinta-feira, 08 de Agosto de 2019 - R$ 3,00

Desde 1992 Ano XXVII EDIÇÃO 1590 Campos Novos, SC

www.jornalceleiro.com.br

COMUNIDADE

AMA encerra certame e escolhe empresa que construirá Centro de Equoterapia. Página 06 saúde

Descarte de medicamentos: Porque é importante dar às substâncias o destino correto? Página 07 empresarial

Campos Novos sediará mais um Empretec. Página 08 região

*Foto: Felipe Götz

PÁGINA 15

Prefeitura assina contrato de financiamento para pavimentação de 30 ruas e revitalização das Avenidas JK e Belincanta. Página 12


2

OC

Cotidiano

www.jornalceleiro.com.br

08 de Agosto de 2019

aRTIGO

Editorial Influenciadores

Coluna Livre

A

Ainda há juízes em Berlim. Será?

matéria sobre saúde desta edição leva a uma importante análise sobre o consumo que as pessoas fazem de medicamentos. É do conhecimento de todos que o brasileiro é viciado em remédio (pelo menos a maioria). Para qualquer problema do mundo há uma substância a ser prescrita. Mas quem são os grandes influenciadores deste consumo? Há uma gama de opiniões e pesquisas realizadas que apontam muitos como responsáveis por incentivar as pessoas a tomar remédios. Segundo pesquisa do Instituto de Ciência, Tecnologia e Qualidade (ICTQ), os médicos aparecem em primeiro lugar como influenciadores do consumo de remédios. Em segundo lugar aparecem os farmacêuticos, que hoje se encontram nas farmácias para tirar dúvidas dos consumidores. Até aí tudo bem, são profissionais da área da saúde que tem autoridade e conhecimento para dar uma indicação e prescrever uma medicação. Eles analisam sua situação e decidem que tipo de substancias você deve tomar. A preocupação se dá quando os influenciadores são pessoas que pouco ou nada tem de conhecimento sobre o assunto. Amigos, parentes, vizinhos e colegas são experts em indicar um remédio que é tiro e queda. E, por incrível que pareça, não são poucos os que se deixam influenciar por essas indicações. Alguns até desistem de ir ao médico, porque encontraram a “solução” do problema no conselho do amigo. Além das pessoas ao redor, existe um outro influenciador muito convincente: A mente. Será sua própria mente a principal influência para o consumo de medicamentos? – “Toma só mais uma vez. Não vai fazer mal”. E assim as pessoas vão se convencendo de que não há problemas nenhum em se automedicar. Este é um assunto que exige uma explanação cada vez mais frequente para alertar as pessoas sobre os riscos. Tomar medicamento nos ajuda a ter mais qualidade de vida, mas tudo tem limite. É preciso tomar medicamento de forma consciente, pois assim como eles causam estragos ao meio ambiente eles podem trazer sérias consequências ao nosso organismo. Fazer uso dessas substâncias de forma inadequada poderá ter efeito a curto, médio e longo prazo. Para começar a mudar esta cultura é preciso tomar consciência dos riscos e identificar os principais influenciadores que disparam o gatilho das pessoas para o consumo indevido e as mantem num ciclo dependente. Medicação também é droga, só que uma droga legal, e não queremos entupir nosso organismo de drogas, mesmo que sejam licitas.

É bem possível que, mesmo não sendo do meio jurídico, você já tenha ouvido a expressão “ainda há juízes em Berlim” e não entenda a sua aplicação. Na verdade se trata do poema de François Andrieux, onde se narra a história em que Frederico II, rei da Prússia, resolveu construir para si e seus vassalos uma ampliação de seu castelo, em busca de mais prazer e luxos somente possíveis aos soberanos e seus apaniguados, dada a pobreza da população em geral. No entanto, já nos primeiros movimentos viu que no terreno vizinho havia um moinho, cujo proprietário era o chamado moleiro de Sans-souci, que vivia uma vida humilde da venda de sua farinha, sem preocupações (sans-souci significa “sem preocupação”). Mesmo diante da insistência do rei em comprar-lhe o moinho, o moleiro se negava, alegando que ali fora onde seu pai morrera e onde criava os seus filhos. Não iria abrir mão de sua propriedade por qualquer quantia. Irritado, disse então o monarca ao moleiro: “Você bem sabe que, mesmo que não me venda a terra, eu, como rei, poderia tomá-la sem nada lhe pagar”, no que o moleiro retrucou com a conhecida frase: “O senhor? Tomar-me o moinho? Só se não houvessem juízes em Berlim”. Ao ouvir a resposta, o rei entendeu que, mesmo sendo um monarca poderoso, não estava acima da lei, deixando o moleiro em paz e desistindo da ampliação do palácio. Daí em diante, a expressão “ainda há juízes em Berlim” tem sido usada como significado de resiliência, de resistência às pretensões injustas e da confiança de que Justiça será feita, mesmo contra os poderosos, mas, especial, que a lei deve servir para todos. No Brasil, parece que as coisas não funcionam bem assim. É comum os nossos governantes tão logo assumir o poder, cercar-se de bajuladores e incorporar o mito de que são deuses, estando acima da norma vigente. Parece que a nossa “Suprema Corte” padece deste mal. Nossos ministros se acham semideuses, quando não o Próprio (assim mesmo, com letra maiúscula, para remeter ao Criador, seja lá que nome você dá a Ele). O exemplo claro se teve nesta quinta-feira, dia 01 de agosto, ontem, quando o ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF) determinou a suspensão de procedimentos de investigação da Receita Federal sobre 133 contribuintes, entre os quais o ministro Gilmar Mendes e a advogada Roberta Rangel, mulher do presidente do STF, ministro Dias Toffoli. Além disso, mandou afastar dois servidores do órgão que atuaram nessa investigação. Não conheço os autos administrativos desta investigação. No entanto, o ato, por si só, à primeira vista denota um manifesto espírito de corpo, com o qual a Nação brasileira não admite mais conviver. Nosso povo está cansado de ser espoliado, furtado, assaltado, desprezado pelas autoridades. Não se atura mais acertos, conchavos, conspirações contra a Nação e contra o seu erário Porém, todo autoritarismo e prepotência estatal sempre teve um fim trágico sob o ponto de vista histórico, como a queda da bastilha, as grandes revoluções populares e as tomadas do poder pela força popular. Ninguém está acima da lei, nem os ministros do Supremo, nem as suas consortes que atuam nos arredores do Supremo, com escusos escritórios jurídicos dele desfrutando, entrando sempre nos gabinetes pela porta dos fundos. Alguma coisa vai acontecer e eu acredito nisso, esperando que seja através dos caminhos da Lei, pois como operador do Direito em realmente acredito que “Ainda há Juízes em Berlim!”

Por: Pedro Augusto Neves da Fontoura Advogado. OAB/SC 31.170 Teske, Lara & Neves da Fontoura Advogados Associados

Por: Priscila Nascimento, Jornalista

OCELEIRO www.jornalceleiro.com.br

Diretor: Wilhiam Rodolfo Peretti Diagramação/Arte: Wilhiam Rodolfo Peretti - RP: 0006221/SC Jornalista: Priscila Nascimento RP: 0002761/PA

Associado à Associação Catarinense de Jornais Periodicidade Verificada pela Abrajori Brasília (ACJ) Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL). Associação Empresarial, Rural e Cultural Camponovense(Acircan) Membro da Associação dos Jornais do Interior de Santa Catarina (Adjori)

Circulação: Abdon Batista, Brunópolis, Campos Novos e Vargem.

Impressão: Gráfica Araucária/Lages-SC Tiragem: 1.500/Exemplares/Semana

Fundado em 25 de Junho de 1992 COMUNICAÇÃO O CELEIRO EIRELI CNPJ: 12.188.377/0001-03 Rua. Cel. Farrapo, 743, Centro, Campos Novos - Cep: 89620.000 Redação: redacaooceleiro@gmail.com Comercial: oceleirocomercial@gmail.com Financeiro: oceleirofinanceiro@gmail.com Edição Digital/Issu: http://issuu.com/jornaloceleiro

As colunas e artigos assinados são de responsabilidade de seus autores e não expressam necessariamente a opinião do jornal.

Fechamento da edição: Às terças-feiras à tarde

Fone: (49) 3541-0597

07/2019


OCELEIRO

www.jornalceleiro.com.br

08 de Agosto de 2019

Publicidade

3


4

Varidades

Horóscopo Semanal Áries

Fonte: http://www.portalangels.com/

20/03 a 20/04 As suas relações afetivas vão situar-se preferencialmente no campo social. No plano afetivo: Se está só, são de prever aproximações e encontros escaldantes. O poder de sedução está no seu ponto alto e promoverá novos conhecimentos que despertam o seu lado aventureiro inato, prometendo grandes alegrias e paixões desenfreadas.

Touro 21/04 a 20/05 Terá perfeita consciência de todas as situações. Melhorias globais, ainda que alguns resultados não sejam imediatos. No plano afetivo: Tudo indica que está prestes a terminar um período da sua vida. Enfrente com sabedoria receios e dúvidas. Sentirá bastante força no campo sentimental. Na saúde, cuidado com as articulações, faça mais exercício físico.

Gêmeos

21/05 a 20/06

As suas ideias vão fluir em abundância, o que facilitará a sua vida nos momentos cruciais. Seja muito objetivo e direto e não se disperse, aproveite os bons recursos de que dispõe ou que conseguirá criar. No plano afetivo: Não se isole, nem rejeite convites. Os bons acontecimentos são previsíveis, mas grande parte da iniciativa deve partir de você. Bons avanços em novas relações.

Câncer

21/06 a 21/07

A conjuntura permite bons progressos. Todas as suas ideias e projetos serão alvo de bom acolhimento e desenvolvimento. Não deve de forma alguma impor barreiras à sua mente e à capacidade empreendedora. No plano afetivo: Sonhar é positivo e pode dar forte impulso à sua vida sentimental. Pode permitirse encarar com otimismo novos relacionamentos.

Leão 21/07 a 22/08 A semana não define uma conjuntura brilhante, mas traz meios de superação. Verifique se está a seguir as opções mais indicadas e sempre que estiver seguro atue sem margem para dúvidas. No plano profissional e material: Pode contar com muito trabalho, nem todo do seu agrado, mas que terá mesmo de cumprir.

Virgem

23/07 a 22/09

Esta semana todos os acontecimentos se sucederão a um ritmo mais rápido do que o habitual, mesmo que se coloque numa atitude passiva. Vai se sentir inspirado e com iniciativa. No plano afetivo: Momento favorável ao combate de saudosismo e pessimismo. Os obstáculos podem ser vitórias se encarar as situações com clareza e evitar ligações que se desenvolvem um tanto secretamente.

Libra 23/09 a 22/10 No decurso desta semana nenhum acontecimento por mais tenue ou insignificante que pareça deixará Libra indiferente, a conjuntura reforça a forte sensibilidade destes nativos e tudo lhe tocará intensamente. No plano afetivo: Está muito sensível e com capacidades perceptivas muito acentuadas, o que ajudará a consolidar os relacionamentos.

Escorpião 23/10 a 21/11 Esta semana terá de aliar prudência e reflexão a uma boa capacidade de intervenção, resolução de tarefas e imprevistos de última hora. Deve atuar rapidamente, mas sem impulsividade. No plano afetivo: Com o desenrolar dos acontecimentos muitas coisas podem ainda mudar ou ser clarificadas, dê tempo ao tempo.

Sagitário 22/11 a 21/12 A conjuntura traz amplas perspectivas de melhorias. Os problemas tendem a desaparecer ou a simplificarem-se. No plano afetivo: Não é conveniente fomentar relacionamentos paralelos. Se não entenderem os seus argumentos ou sentimentos à primeira, não insista, volte aos assuntos mais tarde. Privilegie as relações familiares.

Capricórnio 22/12 a 20/01 Conjuntura com bastante dificuldade, há indícios de instabilidade geral, sobretudo se deixar-se influenciar por ambientes ou pessoas. No plano profissional e material: Deve ter o maior cuidado com os passos a dar, não cometa indiscrições e se o fizer redima-se prontamente. Na saúde corre risco de inflamações e contágios. A conjuntura está desfavorável.

Aquário 21/01 a 18/02

Aproveite as boas influências desta conjuntura para tomar iniciativas e pôr os seus planos em prática. Não se dedique apenas a uma coisa na sua vida, é necessário que disperse as suas atenções em várias direções. No plano profissional e material: Pode surgir a oportunidade de um trabalho suplementar, em termos financeiros só vai ter benefícios ao aceitar. Boa capacidade criativa.

Peixes 19/02 a 19/03 Conjuntura intensa e radiosa, esta semana conseguirá ter os melhores comportamentos e atingir em pleno os seus objetivos. Novas situações surgem no horizonte sendo muito auspiciosas. No plano profissional e material: Contará com apoios aos mais diversos níveis para desenvolver projetos. Melhores condições profissionais e economicas marcam a conjuntura.

OC

www.jornalceleiro.com.br

08 de Agosto de 2019

Coluna de Moda Por: Ana Kantovick Contatos em redes sociais: Instagram: @anakantovick Facebook: Ana Kantovick Site: anakantovick.wordpress.com - (49) 998238633

O olhar do verão Hello garotas. Como vão? Continuando nossa série sobre as tendências para as próximas estações, nesta semana vamos falar dos modelos de óculos que devem bombar na primavera/verão 2019/2020. Os modelos que foram mais vistos nas passarelas e estão listados como “favoritos” lá fora, e que também devem aparecer muito por aqui são: o tartaruga, o gatinho retro, o glam e o quadrado over. O modelo tartaruga é um clássico e seu detalhe é a estampa do acrílico e não o modelo em si, pois ele pode aparecer em diversos formatos. Porém, para um ar classudo que é a principal característica dele, opte por modelos redondos ou aviadores. O segundo queridinho têm uma pegada bem retrô (tendência máxima da primavera – vide coluna da semana anterior) e vêm conquistando seu espaço estação após estação. O gatinho passou de modelo “da vovó” a escolha fashionista e é combinação perfeita para um look retro (óbvio), ou um ponto de poder em look mais formal. Para as amantes do brilho, o glam é a aposta certa. O modelo é um pouco mais complicado de ser usado no cotidiano, mas é com certeza uma aposta certeira para um look mais arrasador. Por ser aquele modelo cheio de brilho e pedraria na armação, com certeza ele é a escolha perfeita neste caso. Dica: evite-o em momentos que pedem um look mais formal. E para terminar nossa listinha do poder, vamos falar do quadrado over, que em minha opinião é um poder só e toda mulher merece ter um. Ele é destes quatro modelos o mais democrático e pode ser usado sem medo. A novidade aqui ficará por conta das cores, que prometem ser bem chamativos favorecendo um visual exuberante e luxuoso. Experimente os modelos, e observe qual deles se encaixa melhor em seu formato de rosto, corte de cabelo e não esqueça de que os acessórios têm a função sempre de complementar e divertir o seu look. Arrase! Até a próxima semana.


OCELEIRO

www.jornalceleiro.com.br

08 de Agosto de 2019

Variedades

Nossa História em Fotos

5

*Foto: Acervo/Benito Zandoná

Foto de 1967 - Inauguração da Agência do Correio. Na foto o repórter Agostinho Walter, o gerente da agência Aníbal Ferreira, Ronaldo Farias, Padre Quintílio e o prefeito Dejandir Dalpasquale.


6

Comunidade/Geral

OC

www.jornalceleiro.com.br

08 de Agosto de 2019

AMA encerra certame e escolhe empresa que construirá Centro de Equoterapia Terreno onde será construído o centro está passando por terraplanagem Com lágrimas nos olhos, a diretora da Associação dos Amigos e Pais dos Autistas (AMA), Vera Otonelli Durli, conta sobre o início da Construção do Centro de Equoterapia. No final de julho foi realizada a abertura de propostas e foi escolhida, por meio de licitação, a empresa ‘Ampliar Construções e Pré-Moldados’, que vai executar a obra pelo valor de R$ 454.108,54. No momento o terreno está em fase final de terraplanagem, após isso será instalada eletricidade e água. Concluída essa fase, as obras de construção devem ser iniciadas. Após início dos trabalhos está previsto 8 meses de construção e um prazo de um ano para entregar a obra. É provável que no segundo semestre de 2020 o Centro seja inaugurado. Apesar das dificuldades enfrentadas pela instituição, a AMA vive um momento de grande alegria. “Tivemos muitas parcerias. Agradeço a cada empresa que apoiou e acreditou no projeto. Os recursos para a construção foram captados através da campanha do imposto de renda de empresas daqui e de fora do estado. Isso para nós é um marco. Isso nos dá um sentimento de gratidão ao ver que nossa instituição é bem vista aqui e fora. Nos apoiam porque conhecem nosso trabalho. Elas nos acom-

panham e pedem os resultados. Estamos no caminho e temos pessoas certas do nosso lado”, declarou Vera. Em Santa Catarina há apenas três Centros de Equoterapia de grande porte agregados a Ande-Brasil, o de Campos Novos será o quarto no estado. O Centro terá capacidade para atender 400 atendimentos por mês, dando uma proporção para atender 12 municípios de abrangência. Alguns prefeitos já solicitaram orientações para realização de convênios. Os contratos com outros municípios serão de grande importância para manter a equipe da AMA e permitirá que o atendimento seja sempre de qualidade. De acordo com o regimento da Associação Nacional de Equoterapia (Ande-Brasil), para que um centro funcione é preciso ter uma equipe mínima composta por médico, fonoaudióloga, psicóloga, fisioterapeuta, equitador e pedagogo. A AMA possui um corpo de funcionários equipado e qualificado para atuar no local. Além da mão de obra humana, a AMA também conta com cinco cavalos da raça crioula, que é a mais indicada, para serem usados na terapia. Os animais estão em fazendas, mas devem ser transferidos ao centro assim que estiver construído. Desde 2015 que a diretora da AMA tem buscado recursos para conse-

*Foto: Divulgação/AMA

A terraplanagem na área que será construído o Centro já começou

guir realizar este sonho, para ela a terapia com cavalos é de grande eficácia na vida de pessoas com deficiência. Mas essa ideia vem bem antes de 2015. Em sua graduação, Vera conheceu a terapia e viu o quanto ela pode ser benéfica para deficientes. “Meu trabalho de conclusão de curso foi voltado a equoterapia. Eu e alguns colegas montamos um grupo e aplicamos algumas sessões de equoterapia com as crianças da APAE naquela época. Desde lá eu já via resultados. Eu alimentei meu sonho de que Campos Novos tivesse um local próprio para aplicar um recurso voltado aos deficientes. Com a implantação da AMA em 2009, eu passei a buscar mais direcionamento para a construção de um centro para a AMA. Em 2015 nós colocamos no papel e iniciamos a captação, mas este so-

nho vem desde a implantação da AMA e muito antes”, relatou. O transtorno do espectro autista tem se tornado cada vez mais diagnosticado, e por isso requer uma atenção especial. Os autistas e suas famílias precisam do apoio e de ajuda para que consigam lidar com o problema. Entre os tratamentos, a terapia com cavalos tem se mostrado altamente eficaz, tanto que foi sancionada lei federal que estabelece e regulamenta a equoterapia como método de reabilitação de pessoas com autismo. Para conferir o Edital de Seleção de Empresa Qualificada para Construção de Centro de Equoterapia, basta acessar o link: http://www.jornalceleiro.com. br/2019/07/ama-associacao-dos-pais-e-amigos-dos-autistas-lanca-editais/

CDL Campos Novos anuncia ações para o mês de agosto ‘Sábado D’ de Dia dos Pais e “Feirão de Moda” estão previstos para os próximos dias A Câmara de Dirigentes Lojistas de Campos Novos já está com a programação de agosto recheada de ações para esquentar o comércio local. Em coletiva, o presidente Altair Granzoto, anunciou que neste mês acontecerá o Grande Feirão da Moda e o Sábado D em alusão ao Dia dos Pais. O comércio propiciará muitas oportunidades de compras trazendo muitas promoções. O Sábado D acontecerá no próximo fim de semana e o Feirão da Moda acontece no dia 18 de agosto, no salão Paroquial, de 9h as 18h. Sobre o sábado D, Altair acrescentou a boa expectativa para a data. De acordo com uma pesquisa liderada pela

FCDL em 27 capitais do Brasil, cerca de 67 % dos consumidores pretendem ir as compras para garantir o presente do pai. “Essa taxa representa o aumento de 6% em relação ao ano de 2018. Temos uma ótima expectativa em Campos Novos”, afirmou. Para o Feirão da Moda a expectativa também é positiva, na ocasião serão comercializados roupas, calçados e acessórios a partir de R$ 10,00. O Feirão contará com espaço Kids e Alimentação. As lojas participantes são: Alicia Modas, AlineAlisson, Audácia Modas, Bella Cortinas, Duda Zoldan, Fênix Modas, Fofuchos Baby, Jancler Modas, Lojas 3 M, Katarinoa, Loja Havana, Maria Bonita, Spagon, Stella Modas e Via Ouro. “As empresas realizarão muitas promoções. Será uma oportunidade para a comunidade realizar suas compras. As outras edi-

ções foram um sucesso e esperamos que esse ano também seja”, concluiu.

Concurso CDL na Escola O Concurso CDL na Escola é uma iniciativa da Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas de Santa Catarina (FCDL/SC) para estimular estudantes e educadores de todo o Estado a refletirem sobre o papel dos seres humanos na conservação do meio ambiente. O projeto acontece em Campos Novos pelo nono ano consecutivo e neste ano, os trabalhos serão voltados para o tema “O que você pode fazer em defesa da biodiversidade?” O concurso que envolve as categorias de redação e desenho, é dividido em duas etapas: na municipal, serão eleitos dois campeões, sendo um de cada categoria, estes serão premiados com kit escolar e representarão o Município na fase Estadual do

concurso. Caso vençam, os estudantes e seus professores orientadores serão contemplados com um tablet cada. A (CDL) Campos Novos entregou na semana passada os materiais didáticos do concurso CDL na Escola para a Secretaria Municipal de Educação e nas escolas Municipais. Neste ano, 16 escolas, num total de mil e oitocentos alunos do 1º ao 9º ano do ensino fundamental municipal, vão concorrer nas categorias redação e desenho. Os participantes terão até o dia 15 de setembro para elaborar a redação em sala de aula. Até o dia 30 de setembro será selecionado a melhor redação e melhor desenho. Até o dia 11 de setembro a Secretaria de Educação fará o julgamento dos trabalhos e decidirá os representantes estaduais.


OCELEIRO

www.jornalceleiro.com.br

Saúde

08 de Agosto de 2019

7

Descarte de medicamentos: Porque é importante dar as substâncias o destino correto? *Foto: Arquivo/O Celeiro

Farmacêutica tirou algumas dúvidas sobre esse assunto O consumo de medicamentos no Brasil é grande, porém, tão grande quanto o consumo é também o descarte de medicamentos que, ou passaram da validade ou não serão mais utilizados. Quando falamos de medicamentos estamos falando de substâncias químicas que podem ter inúmeros efeitos e reações no meio ambiente. Sendo assim, é importante que todas as pessoas se conscientizem de que este tipo de produto não deve ser descartado em lixo comum. Em entrevista com a farmacêutica Eliane Torri nós tiramos algumas dúvidas sobre esse assunto e entendemos melhor qual destino devemos dar aos medicamentos que não serão mais utilizados. Ao conversar com alguns pacientes que frequentam a farmácia, Eliane afirmou que descobriu o que as pessoas fazem quando não precisam mais dos remédios. “A maioria diz que descarta os medicamentos nos vasos sanitários ou no lixo comum. Isso acontece principalmente por falta de conhecimento das pessoas, elas não têm noção do que os resíduos químicos que elas descartam no vaso ou no lixo podem ser maléficos ao meio ambiente. Temos uma preocupação grande com essa situação. Queremos conscientizar o maior número possível de pessoas para que façam o descarte correto em um estabelecimento de saúde”, destacou. A profissional disse que uma das medidas que precisam ser adotadas no Brasil é a logística reversa de devolução dos medicamentos. Confira a entrevista: Onde devem ser descartados os medicamentos e frascos? Os locais de descarte se encontram nos postos de saúde e na Farmácia Popular. Nós temos um recipiente apro-

Eliane Torri, farmacêutica priado próprio para descarte dos medicamentos em desuso e vencidos. Está ao acesso de qualquer pessoa. O que é feito com os medicamentos descartados? Os resíduos são acondicionados e uma empresa leva os resíduos para Chapecó aonde é feito o tratamento químico dos resíduos. Cada lixo tem uma destinação conforme o tipo de componente químico. Ou é feito uma incineração em fornos industriais que não afetam o meio ambiente. Ou é feito um processo de autoclavagem, aonde os princípios ativos dos medicamentos perdem seu potencial de contaminar o meio ambiente. Existe alguma legislação sobre isso? Em nível nacional ainda não existe nenhuma norma fiscalizadora. Existem normas informativas sobre o descarte correto, mas não uma legislação cobrando uma logística reversa. Também não há nenhuma lei que estabeleça que os estabelecimentos de venda de remédios tenham um ponto de coleta. Foi realizada uma consulta pública aberta pelo Ministério do Meio Ambiente aonde todos podiam dar sugestões para a melhoria de um decreto que está para ser implementado que irá começar a cobrar de todos os estabelecimentos de saúde a logística reversa de medicamentos. Há países em que isso já

funciona bem. Isso vai onerar as empresas privadas e por isso tem que ser um tema bem discutido. Nesta consulta existia o esboço de um decreto que dizia que a cada 30 mil habitantes deveria haver um ponto de coleta, no mínimo. O município está fazendo a sua parte, mesmo sem ter uma fiscalização efetiva até o momento. Há uma empresa contratada que presta serviços ambientais de descarte de resíduos de saúde. Ela coleta os resíduos de 15 a 15 dias Quais os impactos ambientais do descarte de medicamentos em lixo comum? Quais os demais riscos? Quando eu jogo os medicamentos no vaso sanitário ele vai para o tratamento de esgoto. Aqui em Campos Novos temos tratamento de esgoto em quase toda a cidade, então esse esgoto quando chega na estação de tratamento faz uma filtragem dos rejeitos sólidos e das partículas aparentes. Mas como o medicamento se dissolve na água não há como fazer a separação dos componentes químicos. Ou seja, quando a água for tratada ela volta com os componentes químicos juntos. Ainda não temos tecnologia suficiente para retirar do esgoto todos os componentes dos medicamentos que são dissolvidos na água. Como consequência vai voltar como água potável na nossa casa. Quando a pessoa joga no lixo comum, nos aterros se for-

ma o liquido proveniente da fermentação dos componentes químicos e esse liquido pode adentrar na terra e atingir até o lençol freático e contaminando novamente a água. Existem estudos que comprovam que estes componentes quando voltam para água estão afetando peixes e organismos que vivem na água. Algumas universidades trabalham este tema, existem várias dissertações de mestrado e doutorado em que os alunos demonstram esses impactos. Que medicamentos devem ser descartados? É correto fazer a doação de remédios em desuso? Podem ser descartados medicamentos vencidos e os que estão em desuso. O paciente pode fazer esse descarte nos postos ou na Farmácia Popular. Doar remédios pode ser perigoso. As vezes acontece confusão com nomes de remédios que são parecidos, mas não são iguais. E isso também pode contribuir e alimentar a automedicação. Aqui temos pessoas qualificadas que fazem a separação dos remédios e analisam o estado de conservação da medicação, o prazo de validade e demais detalhes. Se o medicamento não foi violado e está em bom estado de conservação a própria farmácia pode fazer essa doação. Como armazenar corretamente os remédios para evitar o desperdício? Nunca guarde remédios em ambientes úmidos, como banheiro. Nem em locais com calor em excesso. O medicamento não suporta temperaturas extremas porque sua eficácia ficará comprometida. Quais os riscos de tomar remédio vencido? Não grandes riscos a saúde. Se acontecer de o paciente tomar o remédio fora da validade o mesmo não surtirá o efeito esperado.


8

Empresarial/Cultura

OC

www.jornalceleiro.com.br

08 de Agosto de 2019

Inscrições para o 3º FEMAC seguem até dia 26 de setembro

Campos Novos sediará mais um Empretec *Imagem: Divulgação

*Imagem: Divulgação

Evento acontecerá de 20 a 25 de agosto na Acircan . Está programado para acontecer um Campos Novos o Empretec, um seminário de seis dias voltado ao treinamento intensivo para que as pessoas encarem seus medos, fiquem atentas as oportunidades, fortaleçam suas habilidades e potencializem seu perfil empreendedor. Através do incentivo a mudança comportamental, o Empretec pretende ajudar todos a desenvolver características empreendedoras, mudando o comportamento de empresários e direcionando-os ao sucesso. O evento é voltado para empresários e futuros empreendedores. Para participar, o interessado deve se inscrever mediante o preenchimento de um questionário que será pontuado e avaliado pela equipe do Empretec. Aqueles que obtiverem pontuação mínima exigida, serão então convidados para a segunda fase do processo de seleção, que será feito por meio de entrevistas agendadas. O Empretec é resultado de uma parceria do SEBRAE, PNUD - Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (ONU) e ABC - Agência Brasileira de Cooperação, vinculada ao Ministério das Relações Exteriores. Em Campos Novos o evento acontecerá entre os dias 20 a 25 de agosto, das 08 às 12h e das 14h às 18hs, na ACIRCAN. Por falta de orientação, muitos empresários acabam cometendo alguns erros ou não sabem lidar com situações inerentes a empreendedorismo. Desta feita, o seminário surge para apontar pontos fortes e fracos de cada um, aonde todos poderão conhecer seu potencial empresarial pessoal, identificar ou melhorar suas oportunidades empresariais, entender seu

próprio comportamento ao assumir riscos calculados, apreciar a importância da persistência e o cumprimento do contrato de trabalho, entender a relação existente entre a qualidade, a eficiência e o êxito empresarial, buscar informações, elaborar um plano de negócio e colocá-lo em prática, avaliar o planejamento atual e sua capacidade para solucionar problemas, persuadir os outros para que cooperem, usar redes de contatos pessoais e empresariais, desenvolver estratégias de negócios efetivas e tirar proveito de suas iniciativas. A facilitadora do evento, Neusa Balestrin, esteve em Campos Novos na semana passada para divulgar o evento e falou com o jornal sobre a importância do evento. “As características de um empreendedor já estão dentro de todos nós. Só precisam ser reconhecidas e desenvolvidas. Essa é a tarefa do curso Empretec que por meio de entrevistas, oficinas e vivências estimula as mudanças no comportamento pessoal. O curso tem como propósito principal reforçar e estimular a capacidade dos empreendedores para desenvolverem com sucesso o gerenciamento de suas empresas”, afirmou. O investimento para participar do seminário é de R$ 1.710, 00 para pessoas jurídicas e associados a Acircan, e de R$ 1.900,00 para pessoas físicas e não associados. O pagamento poderá ser feito no boleto ou cartão de crédito, ambos sem juros.

Evento dará oportunidade para que os candidatos apresnetem seu talento musical. O COMAD – Conselho Municipal Antidrogas do Município de Campos Novos, através da produção cultural do Instituto Humaniza, com apoio da Prefeitura Municipal de Campos Novos e os Amigos do COMAD, começou os preparativos para a realização do 3° Festival de Música Amigos do COMAD (FEMAC), que acontecerá de 14 a 16 novembro 2019, nas dependências do Salão Paroquial São João Batista. O Festival prevê o concurso de composição de poesias e músicas sobre prevenção às drogas e violência nas escolas. Quem quiser participar deste projeto e apresentar seu talento musical pode se inscrever até o dia 26 de setembro no site www.festivalfemac.com.br. O evento tem o patrocínio do Grupo Pegoraro, Benoit, e uma realização da Secretaria Especial da Cultura, Ministério da Cidadania, Governo Federal. As modalidades e categorias são: Composição de Alunos de Campos Novos: idade entre 07 e 17 anos. Intérprete Alunos de Campos Novos: Mirim: de 07 a 12 anos, com estilo livre e Juvenil: de 13 a 17 anos, também estilo livre. Intérprete Adulto Municipal: Estilo Nativista/gauchesco; Sertanejo; Estilo Livre (pop, rock,

MPM, rap, gospel e outras). Intérprete Adulto Nacional: Estilo Nativista/gauchesco; Sertanejo; Livre (pop, rock, MPM, rap, gospel e outras). O objetivo do projeto é promover uma maior conscientização da população sobre as drogas, um mal que assola e destruí na vida de muitas pessoas. Por meio da música a coordenação do projeto deseja produzir cultura e propiciar uma ferramenta eficiente de inserção social e de desenvolvimento humano. Neste sentido, o Instituto Humaniza, em parceria com o Conselho Municipal Anti Drogas –COMAD, tem buscado nos projetos incentivados, construir produtos que sirvam como mecanismo de fruição e de desenvolvimento. A música é um importante meio de disseminar conhecimento e tocar as pessoas. Projetos com esta temática são desenvolvidos de forma constante e eficaz para incentivar e promover bem -estar para jovens e adultos. Outro projeto em andamento é a III SEMANA MAIS CULTURA MAIS PREVENÇÃO, onde são realizadas ações culturais que objetivam incentivar a produção e a fruição de produtos culturais, cujos temas estão atrelados aos perigos das drogas e desvios de condutas. Visando a construção de uma sociedade melhor, por meio do acesso democrático e gratuito a produtos culturais.


OCELEIRO

www.jornalceleiro.com.br

08 de Agosto de 2019

Publicidade

9


10

OC

Notícias

www.jornalceleiro.com.br

08 de Agosto de 2019

RCN - 534 | Edição de Agosto 2019 | Semana I | www.rcnonline.com.br

SC

A notícia que você lê aqui, mais de 800 mil pessoas também leem em toda Santa Catarina

EM ALTA

Volume de exportação de frango cresceu quase 30%

Entre janeiro e julho, SC embarcou para o mercado internacional mais de 750 mil toneladas. Setor vive melhor momento desde 2014

O mês de agosto deve ser de intensa discussão na Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina (Alesc). A Casa debate desde o início do ano o tema de benefícios fiscais, mas a concessão de incentivos a agrotóxicos tem dividido os parlamentares. De um lado está a preocupação com a saúde dos catarinenses, de outro, o temor pela perda de competitividade ao agronegócio do Estado. O governo, por meio da Secreta-

ria da Fazenda, propôs revogar a totalidade dos benefícios aos defensivos, mas a medida desagradou entidades e o setor produtivo ligado ao campo. A proposta do Executivo é alterar a alíquota de 0% para 17%. Deputados apontam que a retirada de incentivos vai aumentar o preço dos produtos e incentivar a compra em outros estados e em outros países, muitas vezes sem rastreamento ou contrabandeados.

Governo lança ações do Agosto Lilás

Forte demanda internacional vai pressionar preço interno para o setor em cinco anos, diz Ribas. Isso porque o mercado interno se recuperou do baque da Operação Carne Fraca, retomou a confiança internacional e o câmbio está favorável. "Só não

FATURAMENTO JAN-JUL 2015

US$ 836 milhões

2016

US$ 755 milhões

2017

US$ 851 milhões

2018

US$ 924 milhões

2019

US$ 1,241 bilhão

é perfeito porque o grão também subiu", disse. Em 2019, o principal destino da carne de frango foi a Ásia. O Japão lidera a lista de compradores com 114,2 mil toneladas. Em seguida está a China, com 78,7 mil toneladas, Emirados Árabes Unidos com 75,6 mil toneladas, e Arábia Saudita com 73,9 mil toneladas. Segundo Ribas, a expansão da demanda no mercado global também deve refletir no preço do frango para o consumidor brasileiro. "Aumento grande não terá, mas um aumento de preço com certeza", disse.

O governo do Estado lançou na última quarta-feira (7) a programação de ações para o Agosto Lilás. O objetivo do Executivo é chamar a atenção para o número crescente de casos de violência doméstica. A campanha terá ações de divulgação, palestras e capacitação de autoridades. Também haverá um site de apoio à campanha, chamado Santa Catarina por Elas. O objetivo principal é provocar conscien-

tização e incentivar que mais pessoas façam a denúncia. A data de assinatura é alusiva à promulgação da Lei Maria da Penha, de 7 de agosto de 2006. Segundo dados da Secretaria de Estado de Segurança Pública, o Estado contabilizou 32 casos de feminicídio em 2019. O número representa um crescimento em relação ao ano passado, quando aconteceram 24 casos no período e também a 2017, com 28 casos.

NOTÍCIAS FEDERAÇÃO DAS INDÚSTRIAS DO ESTADO DE SANTA CATARINA

Modernização das NRs representa conquista para o setor produtivo, avalia FIESC A revisão e modernização das normas regulamentadoras (NRs) relativas à segurança no ambiente de trabalho é um avanço para o país e representa uma conquista para o setor produAguiar participa de assinatura durante ato no Pálacio do Planalto tivo, que participou ativamente do debate do assunto, avalia o presidente da FIESC, Mario Cezar de Aguiar. Ele acompanhou o ato de lançamento pelo presidente Jair Bolsonaro, no Palácio do Planalto, em Brasília, na terça (30). “Sem abrir mão da segurança, que é um direito de qualquer trabalhador e obrigação de qualquer empresa, durante muito tempo a FIESC chamou atenção para uma série de problemas práticos decorrentes de exigências que foram inseridas nas normas, especialmente da NR 12, que trata de segurança em máquinas. A modernização traz uma visão que possibilita simplificar, sem perder o caráter protetivo e seguro para os trabalhadores, além de adequar as regras à realidade”, avalia Aguiar.

Foto: Marcos Corrêa/PR

Entre janeiro e julho, Santa Catarina embarcou 751,7 mil toneladas de carne de frango para o mercado internacional. O volume é 29,4% maior na comparação com o mesmo período do ano passado, quando o volume exportado atingiu 580,5 mil toneladas. A diferença é positiva em 171,2 mil toneladas. O faturamento acompanhou o crescimento. Nos sete primeiros meses do ano, o valor arrecadado com as vendas internacionais foi de US$ 1,241 bilhão, contra US$ 924 milhões de 2018. O avanço é de 34,3%. O montante também é significativamente maior do que o faturamento de 2017 (US$ 851,1 milhões) e de 2016 (US$ 755 milhões). Segundo o presidente da Associação Catarinense de Avicultura (ACAV), José Antônio Ribas Júnior, o bom momento é causado principalmente por fatores externos. O maior deles é o problema sanitário enfrentado por países da Europa, México, entre outros. Isso acarretou aumento de demanda. "Se tivéssemos mais frango, teríamos mais mercado para ele", afirmou. Este é o melhor momento

Agrotóxicos entram na pauta da Alesc

Assessoria de Imprensa FIESC:

f 0800 48 1212 w www.fiesc.com.br


OCELEIRO

www.jornalceleiro.com.br

08 de Agosto de 2019

Publicidade

11


12

Região

OC

www.jornalceleiro.com.br

08 de Agosto de 2019

>Abdon Batista

Grupo de Mulheres de Abdon Batista encerra atividades do primeiro semestre

Gestantes encerram participação no programa Bebê a Bordo *Fotos e Informações: Comunicação/PMAB

Na tarde da última terça-feira (30/07) as integrantes do Grupo de Mulheres de Abdon Batista participaram do encerramento das atividades do primeiro semestre de 2019. O evento foi realizado no Centro Multiuso Santin Palavro Junior, onde na oportunidade foram apresentados os trabalhos de almofada em capitonê, desenvolvidos no durante os encontros. O encontrou com a presença da primeira-dama Tânia Ross, que esteve representando o prefeito Lucimar Salmoria, a secretaria interina de assistência social, além do secretário de saúde, Sergio Zan-

chett, secretária interina de assistência social, Joseli Correa e da equipe que esteve envolvida nas atividades. O Grupo de Mulheres de Abdon Batista foi criado em 2013 pela atual Administração Municipal e atualmente conta com aproximadamente 250 participantes de todas as comunidades e sede do município. O projeto é coordenado pela Administração Municipal, através da Secretaria de Assistência Social. Todo material para as atividades em grupo são fornecidos pela prefeitura.

Administração municipal de Abdon Batista realizou na tarde da última terça-feira (30/07), o encerramento do semestre do programa "Bebê a Bordo". Na oportunidade a primeira-dama Tânia Ross, representou o prefeito Lucimar Salmoria. Ao final da gravidez a gestante leva pra casa um kit com diversos pro-

dutos que auxiliam nos cuidados com o bebê. Tudo é oferecido pelo município de forma inteiramente gratuita. O programa é uma iniciativa em conjunto da Secretaria da Saúde com a Secretaria de Assistência Social e CRAS e tem o objetivo de interagir e levar informações para as gestantes durante o período de gravidez.

>Campos Novos

Prefeitura assina contrato de financiamento para pavimentação de 30 ruas e revitalização das Avenidas JK e Belincanta Na última sexta-feira (2) o Prefeito Silvio Alexandre Zancanaro assinou o contrato com a Caixa Econômica Federal, no valor de R$ 17,4 milhões para a pavimentação asfáltica em 30 ruas de vários bairros da cidade e revitalização das avenidas JK e Belincanta Neto. Os recursos são da CAIXA - Programa Financiamento à Infraestrutura e ao Saneamento-FINISA, na modalidade “Apoio Financeiro”. A cerimônia de assinatura contou com a presença do superintendente regional da CAIXA no oeste de Santa Catarina, Ruben Valter Grams, gerente geral da Agência de Campos Novos, Luciano Alan Racinoski, representantes da gerência executiva de governo, com sede em Chapecó, além de autoridades locais, secretários e servidores municipais. Na ocasião o superintendente destacou que esse é o maior contrato da região, depois de Chapecó. “Essas obras serão muito bem-vindas para a cidade. O Finisa é um programa moderno, pois coloca a responsabilidade na prefeitura, que tem competência com a equipe técnica e administra-

*Foto: Wilhiam Peretti/O Celeiro - Texto: ASCOM/PMCN

tiva para gerir os nossos contratos. Então, o valor será liberado em quatro parcelas trimestrais. Cada nova parcela será liberada mediante comprovação da aplicação do recurso na etapa anterior”, comentou Grams. O segundo passo é a abertura dos editais de licitação, que ocorrerão em três etapas: o primeiro edital se refere à pavimentação das 30 ruas. Esse certame será dividido em cinco itens, o que possibilitará uma ampla concorrência entre as empresas participantes. O segundo e o terceiro edital estão previstos para serem lançados até o final do mês de agos-

to, contemplando a Avenida Caetano Belincanta Neto, até o acesso à JK e outro da JK à Belincanta, respectivamente. “Através das negociações com a instituição, conseguimos um juro menor do que o que estava previsto, isso garante um abatimento considerável no valor. Essas obras trarão melhorias na mobilidade praticamente em todo o município, interligando mais de 7 km de revitalização”, esclareceu o Prefeito Zancanaro.

Sobre os Projetos O primeiro projeto, no valor de R$ 6.627.286,20 se refere a pavimentação

asfáltica, totalizando 46.448,81 m²,englobando trinta Ruas de cinco Bairros de Campos Novos (São Cristovão, Nossa Senhora de Lourdes, Jardim Bela Vista, Santo Antônio e São Sebastião). A obra prevê a implantação de sistema de drenagem pluvial, meio fios, bocas de lobo, pavimentação asfáltica, sinalização vertical e horizontal e passeios com acessibilidade. O segundo projeto, trata à respeito da revitalização das Avenidas JK e Belincanta Neto, além de obras de interligação entre as duas avenidas, o projeto compreende intervenções nas ruas Nereu Ramos, DanuziaBess, Pedro Antônio da Silva, Coronel Augusto Carlos, Salvador Vieira, Fermino Carlos Stefanes, João Gonçalves de Araújo, Coronel Farrapo, Rodolfo Matos, sendo aproximadamente 7 km de intervenções. Toda a poligonal possui ciclovia e nas avenidas possuem fiação subterrânea, canteiros centrais, mobiliário urbano (bicicletário, mesas, ponto de ônibus), paisagismo calçada com acessibilidade. As obras terão a previsão de 10 meses após a assinatura de ordem de serviço.

*Esta publicação preencheu o espaço de Meia Página. Cumprindo a Lei Nº 4517/18 esta publicação custou para a Administração Municipal o valor de R$ 697,26 (Seissentos e Noventa e Sete Reais e Vinte e Seis Centavos)


OCELEIRO

www.jornalceleiro.com.br

Região

08 de Agosto de 2019

>Vargem

“Cuidar de quem cuida” *Informações e Fotos: ASCOM/Vargem

Segurança e acessibilidade

A Creche Chapeuzinho Vermelho em Vargem recebeu a colocação de corrimões na escada e na rampa de acesso à unidade de ensino infantil.

13

Os corrimões foram colocados durante as férias de julho, uma melhoria necessária visando a segurança e acessibilidade.

A gestão da Secretaria Municipal de Saúde de Vargem, além de estar sempre buscando o melhor atendimento aos usuários da atenção básica, também prioriza a qualidade de vida e valorização dos colaboradores da Saúde. Com este propósito, desde 1º de julho, profissionais da Secretaria Municipal de Saúde participam de ginástica laboral, atividade realizada dentro do horário de expediente dos profissionais, das 08h15 às 08h25 todos os dias. A ginástica laboral é uma ativi-

A Comissão e Festeiros da Capela São Sebastião convidam você e sua família para o Tradicional almoço da capela. Cardápio: Porco Recheado. Dia: 18 de agosto de 2019 , no Salão da Capela Participe. Ingressos com comissão e festeiros valor 20,00 reais. A todos os nossos amigos e clientes que estiverem de aniversario ou estarão aniversariando nesta semana, desejamos muitas felicidades e muitos anos de vida! Desejamos também um ótimo inicio de semana, de Germano Foppa & Cia Ltda.

dade auxiliadora e essencial que todas as empresas devem oferecer aos trabalhadores para prevenir doenças ocupacionais, acidentes de trabalho, problemas relacionados ao psicológico e possíveis problemas sociais entre os trabalhadores. A combinação de técnicas de respiração, alongamento e reeducação postural proposta pela ginástica laboral é capaz de aumentar a produtividade e diminuir os afastamentos do trabalho causados por problemas de saúde.


14

Agronegócio

OC

www.jornalceleiro.com.br

08 de Agosto de 2019

Epagri realizou seminário sobre Plano Safra 2019/2020 Políticas públicas estaduais também oferecem linhas de crédito para pequenos produtores Aconteceu na última sexta-feira (2) o Seminário de Divulgação do Plano Safra 2019/2020, realizado pelo Governo do Estado, através da Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural de Santa Catarina (Epagri), que abordou sobre as políticas públicas estaduais que oferecem linha de crédito para pequenos produtores. O responsável pelo Projeto de Políticas Públicas e Crédito Rural da região, Robson Mondado, foi o orador do evento. Foi liberado na regional o valor de R$ 130 mil para o Fundo de Desenvolvimento Rural. Os Programas Irrigar e Cobertura de Pomares, não tem um limite de crédito. As linhas de estaduais incluem o programa Terra Boa, calcário, sementes de milho, kit forrageira, kit apicultura, os programas de fomento da Secretaria de Estado de Agricultura, que tem recurso para projetos especiais. Par ter direito ao subsidio, o produtor precisa ter a Declara-

ção de Aptidão ao Pronaf. O limite de renda é de R$ 415 mil por ano de faturamento bruto. Além de preencher estes requisitos, o produtor precisa fazer parte de algum programa da Epagri. O gerente regional da Epagri, Maykol Ouriques, explicou como funciona as linhas de crédito e de que forma elas podem ser utilizadas. “Operamos o Plano Safra, que é um plano federal, voltado para pequenos agricultores familiares. Nós operamos fazendo esses projetos de financiamentos para os agentes financeiros credenciados na região. O Governo do Estado tem linhas de incentivo, que através do Fundo de Desenvolvimento Rural (FDR), que permite financiamento de 5 anos, sem juros, voltado para o produtor rural, desde que ele esteja dentro das linhas prioritárias das Secretaria de Estado, dentro de um programa da Epagri. Temos o Programa Menos Juros, que é o programa que o estado paga parte dos juros do Pronafs, o produtor faz o Plano Safra pelo Pronaf e o Governo do Estado paga 2,5% dos juros deste financiamento. Temos o Programa Irrigar, de Cobertura de Pomares, Arma-

*Foto: Wilhiam Peretti/O Celeiro

Robson Mondado e Maykol Ouriques zenamento de água de chuva. E o Projeto de Vida dos Jovens, voltado para os jovens que estão no curso de formação de empreendedores e lideranças da Epagri. O curso tem oito alternâncias, uma por mês, e no final do curso o jovem que tem seu projeto selecionado receberá recurso para que ele possa fazer o financiemanto e desenvolva o projeto proposto”, explicou. Há também projetos que não são de subsídios direto, como o Programa Terra Boa calcário, aonde o produtor recebe até 30 toneladas de calcário, ele tem o subsidio de até 50% no valor da tonelada em relação ao mercado, é um programa. O Programa Terra Boa – Milho, aonde o produtor tem o subsidio por saco de mi-

lho que vai utilizar, dependendo da tecnologia que ele use, ele tem um percentual de desconto. Maykol destaca como é feita a adesão do produtor aos programas do estado. “O Plano Safra é federal, mas nós somos responsáveis técnicos por projetos. Fazemos o projeto técnico e encaminhamos para as agências. Tirando o Plano Safra todos os outros são operados diretamente via Epagri e Secretaria, sem passar por banco. O produtor pode fazer parte desse sistema procurando o Escritório da Epagri e participar de projetos desenvolvidos e trabalhando nas linhas. Ele só precisa ter dois avalistas e cumprir as normas estabelecidas pela secretaria”.


OCELEIRO

www.jornalceleiro.com.br

Agronegócio

08 de Agosto de 2019

15

Entidades representantes do agronegócio se pronunciam sobre aumentos de impostos *Fotos: Divulgação

Presidentes não apoiam decisão do governo estadual e dizem refletem sobre consequências Na semana passada o agronegócio recebeu uma notícia nada agradável: O aumento do Impostos sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS). Isso significa pagar mais caro pelo gás de cozinha, água, carne de frango, bovina e suína. A nova política fiscal, discutida há algum tempo, hoje já tem reflexos vistos no bolso. A decisão do Governo do Estado inclui corte de incentivos fiscais e a adoção da tributação verde, que consiste em cobrar alíquota de 17% para agrotóxicos que eram isentos, visando a redução do uso desses produtos na produção agrícola. O agronegócio, um dos principais pilares da economia de Santa Catarina, será afetado por esta medida. Os presidentes da Federação das Cooperativas Agropecuárias de Santa Catarina (Fecoagro), da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Santa Catarina (Faesc) e da Organização das Cooperativas do Estado de Santa Catarina (Ocesc), se pronunciaram e criticaram a decisão. Como todos estão contrariados, lideranças deverão participar de uma audiência esta semana com o governador do estado, Carlos Moises da Silva, para debater o corte dos incentivos fiscais. Luiz Vicente Susin, presidente da Ocesc, disse que a decisão é equivocada e trará consequências econômicas e sociais. Para ele os governantes precisam estar atentos a realidade do campo. “Os governantes precisam conhecer a complexidade e a importância do universo rural catarinense quando deliberam sobre medidas fiscais e políticas ao setor primário da economia. Apesar dos esforços do Secretário de Agricultura e Desenvolvimento Rural em defender esse segmento vital, a área fiscal-fazendária do Governo do Estado insiste na adoção de medidas equivocadas, como o aumento da tributação sobre defensivos e outros insumos agríco-

4 CASAS *

las, cujos efeitos deletérios a OCESC vem alertando desde o início da nova Administração Estadual. O Governo anterior promoveu alteração do Regulamento do ICMS aumentando a carga tributária dos produtores rurais catarinenses e afetando a sua capacidade de competição no mercado nacional, mas a intervenção da Assembleia Legislativa permitiu, em março, uma solução temporária suspendendo até dia 31 de julho de 2019. Agora o Governo voltou a editar medidas estabelecendo a cobrança de 17% de ICMS nos defensivos e outros insumos agrícola, descumprindo acordo com o Parlamento e as classes produtoras. Em face dessa situação, será inevitável a elevação de custo de produtos agrícolas, especialmente aqueles que demandam maior uso de insumos como frutas, milho, trigo, arroz, batata, cebola, alho, legumes etc”, declarou. Assim como Luiz, o presidente da Faesc, José Zeferino Pedrozo, também foi contrário a decisão e deu um aval negativo sobre esse assunto. “A decisão de aumentar a tributação sobre insumos agrícolas terá um efeito devastador na sociedade catarinense. É uma decisão errada e injusta. É uma punhalada nas costas de quem produz, atingindo não só o produ-

tor rural, como também a agroindústria. O governo esquece que o agronegócio sempre foi a locomotiva da economia catarinense. A maioria dos Estados brasileiros mantém a isenção de impostos, como o Paraná e o Rio Grande do Sul, isso deixará o produto catarinense em desvantagem no mercado. Será praticamente impossível repassar esse custo ao preço final porque, no mercado, circulam produtos de outros Estados que têm situação tributária mais favorecida. Estamos revoltados. O governo catarinense demonstra profunda ignorância sobre a importância social e econômica da agricultura barriga-verde. em lugar de aumentar a arrecadação, o governo do Estado vai provocar a inflação nos preços dos alimentos, inviabilizar algumas cadeias produtivas, causar desemprego e provocar queda nas exportações catarinenses em razão da perda”, reclamou Zeferino. A Fecoagro também emitiu sua opinião sobre o aumento do ICMS através do presidente Claudio Post. Ele disse que o governo está causando uma ruptura no agronegócio catarinense. “O estado de Santa Catarina é muito pequeno e nossas empresas estão na divisa com outros estados, e o nosso produtor médio e grande

R$ 800 MIL**

Regulamento em www.sicoobcap.com.br Sorteios vinculados a títulos de capitalização da modalidade incentivo emitidos por Icatu Capitalização S.A., CNPJ nº 74.267.170/0001-73 e Processo SUSEP nº 15414.900740/2019-71. Prêmio no valor total de R$ 1.663.000,00 (líquido de IR). A aprovação deste Título pela SUSEP não implica, por parte da Autarquia, em incentivo ou recomendação a sua aquisição, representando, exclusivamente, sua adequação às normas em vigor. Leia o Regulamento completo no site www.sicoobcap.com.br ou solicite cópia do Regulamento junto à sua cooperativa. Promoção válida de 02/04/2019 a 24/03/2020. Título de pagamento único da modalidade incentivo emitido pela Icatu Capitalização S.A., CNPJ/MF nº 74.267.170/0001-73. Processo SUSEP nº 15414.900740/2019-71. Ouvidoria Sicoob: 0800 725 0996. Ouvidoria Icatu Seguros: 0800 286 0047. Imagens meramente ilustrativas | *Sorteio dia 28/3/2020. **Sorteios mensais em dinheiro.

vai se abastecer no mercado dos outros estados e o pequeno produtor vai ficar inviável com esses custos. A intenção do governo de tentar vender como simpático o imposto verde, na verdade está inviabilizando a agricultura do estado vai ter reflexo também na agroindústria. Para Post, a medida a curto prazo pode gerar um pequeno aumento na arrecadação, mas a médio e a longo prazo, vai inviabilizar as nossas empresas e diminuir a arrecadação. Vamos ter desemprego e a falência do nosso pequeno produtor. A decisão realmente precisa ser repensada e mais discutida. Acho que o governador está agindo em cima de uma questão filosófica porque nós hoje não temos competitividade, não temos tecnologia para produzir sem os defensivos agrícolas, afirmou.

Mobilização de Campos Novos O presidente do Sindicato de Produtores Rurais de Campos Novos, Luiz Sergio Gris, também emitiu seu parecer sobre esta notícia. “O aumento da produção pode chegar a 10%, dependendo da cultura produzida. Em Campos Novos alguns produtores nos procuraram e nós já estamos nos movimentando junto a Federação da Agricultura por meio do seu presidente juntamente com outras lideranças para termos uma audiência com o governador do estado para nós podemos reivindicar e mostrar o absurdo que está sendo feito com a classe produtora”, disse Gris. A Comissão de Agricultura e a Comissão de Finanças da Assembleia Legislativa de Santa Catarina (Alesc) realizaram na terça-feira (7) uma reunião para discutir esse tema. Estiveram presentes na ocasião representantes de cooperativas, o presidente do Sindicato de Produtores Rurais, o secretário de Agricultura, o prefeito e vice-prefeito de Campos Novos. Visto que a situação se tornou bastante incômoda para o setor é possível que haja uma votação para postergação do decreto.


16

Publicidade

OC

www.jornalceleiro.com.br

08 de Agosto de 2019

Profile for Jornal O Celeiro

1590  

Jornal "O Celeiro", Edição 1590 de 08 de Agosto de 2019.

1590  

Jornal "O Celeiro", Edição 1590 de 08 de Agosto de 2019.

Advertisement