Page 1

OCELEIRO

OCELEIRO

1

www.jornalceleiro.com.br

16 de Maio de 2019

Quinta-feira, 16 de Maio de 2019 - R$ 3,00

Desde 1992

Ano XXVII EDIÇÃO 1578 Campos Novos, SC

www.jornalceleiro.com.br

Educação

Senai Campos Novos abre inscrições para novos cursos. Página 06 saúde

Campanha destaca importância da cobertura vacinal no país. Página 07 comunidade

Associações serão beneficiadas com recursos de emedas impositivas. Página 08 região

Abdon Batista realiza pavimentação asfáltica em estrada do interior. Página 14 Agronegócio

Epagri promoveu capacitação sobre manejo da Noz Pecã. PÁGINAS 18 e 19

Página 17


2

OC

Cotidiano

www.jornalceleiro.com.br

16 de Maio de 2019

COLUNA

Editorial Impostivas e Positivas

N

Espaço Jovem

o final do ano de 2018 as emendas impositivas deram o que falar e provocaram um empasse entre os Poderes Legislativo e Executivo. O projeto N° 1/2018 foi aprovado por unanimidade na Câmara de Vereadores, no qual modifica a Lei Orgânica e torna possível que os vereadores apresentem emendas impositivas ao orçamento anul do município. Passado o imbróglio, hoje as emendas impositivas renderam efeitos positivos nos contemplados com os recursos. Não queremos nos concentrar no caráter jurídico do projeto, mas no que ele já tem proporcionado às entidades sem fins lucrativos que atuam em Campos Novos para apoiar ações socias. Na reunião realizada na última semana, que aconteceu na Prefeitura foi possível ver a alegria e surpresa de diretores das associações ao saber que receberiam recursos advindos das emendas impositivas. São inúmeras as entidades que trabalham de forma voluntária com o objetivo de fortalecer os setores que não tem tanto apoio do Poder Público. A cultura, o esporte e “os diferentes” receberam com alegria a notícia e já tem em mente de que forma esses recursos serão usados para fortalecer sua entidade e, por extensão, o município. As entidades sociais abraçam aquela parcela da sociedade mais desfavorecida que tenta por meio recursos próprios e por meio de doações promover ações voltados ao aprimoramento do ser humano, seja por meio de atividades esportivas, seja por meio da criação de centros de reabilitação, seja para prestar um serviço aos animais de ruas. Todas as associações em conjunto têm um papel importante dentro da sociedade. Independente da área em que atuam, elas contribuem para minimizar as mazelas que assolam a humanidade. Tudo que vier para ajudar esses órgãos será visto com bons olhos e com grande gratidão. Os recursos previstos nas emendas impositivas foram um presente para todos que estavam ali reunidos, um presente mais que merecido. Pelo bem que fazem a população e as pessoas que fazem parte da história das entidades, a sociedade espera que aja celeridade nos procedimentos e repasse dos recursos. A notícia é muito boa, e melhor ainda será receber os recursos para que os projetos elaborados sejam executados o mais rápido possível.

É

Não é o fim do mundo

, sei como está difícil. Você criou tantas expectativas não é mesmo? Já planejou um futuro inteiro, pensou em todas as curvas que esta fantástica estrada poderia lhe conduzir. Arquitetou os discursinhos de agradecimento, os textões no Face, as fotos que postaria no Insta. Você queria tanto, não é mesmo? Talvez nem por causa de si, mas pelos outros. Havia pressão. Havia cobrança. Havia expectativa, e sei como o medo do julgamento alheio revira o estômago e aperta o peito com mais intensidade do que possa sequer ser descrita. Mas não deu. E quer saber? Está tudo bem. Mesmo que às vezes “perdemos”, “erramos”, “pisamos na bola” ou “não atingimos a média”. Nós como adolescentes martirizamos ou repudiamos os fatos, mas acredite, não é o fim do mundo. Foi apenas um momento ruim, que servirá como aprendizado e blindagem para o próprio amadurecimento e evolução interna. Acalme seu coração. Vai doer, algumas lágrimas irão correr e seus olhos irão piscar inundados de água em algumas ocasiões que questionarem. Nós temos sentimentos e querendo ou não, os sentimos. Porém, jamais esqueça que a vida vai e vem, nos conduz por diferentes estradas e revira-se com mais facilidade do que possamos imaginar. Perder não é sinônimo de derrota, é um choque de realidade que nos lembra de que não somos robôs perfeitos, mas seres humanos. Ninguém é invencível. E assim como nós, as outras pessoas também merecem ter seu momento de glória. Não é o fim. Coisas maiores e ainda melhores virão. Você batalhou tanto para chegar até aqui e irá desistir agora? Erguer a cabeça e manter o passo firme, já faz de você um grande vencedor. Tenha claro em seus princípios que ao final, o que valerá não será ostentar a posição mais alta, mas os momentos de superação que os conduziram até ela. Se fosse fácil, não teria graça.

Por: Camila Soares Borges, Estudante

Por: Priscila Nascimento Jornalista

OCELEIRO www.jornalceleiro.com.br

Diretor: Wilhiam Rodolfo Peretti Diagramação/Arte: Wilhiam Rodolfo Peretti - RP: 0006221/SC Jornalista: Priscila Nascimento RP: 0002761/PA

Associado à Associação Catarinense de Jornais Periodicidade Verificada pela Abrajori Brasília (ACJ) Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL). Associação Empresarial, Rural e Cultural Camponovense(Acircan) Membro da Associação dos Jornais do Interior de Santa Catarina (Adjori)

Impressão: Gráfica Araucária/Lages-SC Tiragem: 1.500/Exemplares/Semana

Circulação: Abdon Batista, Brunópolis, Campos Novos, Celso Ramos, Ibiam, Monte Carlo, Vargem e Zortéa.

Fundado em 25 de Junho de 1992 COMUNICAÇÃO O CELEIRO EIRELI CNPJ: 12.188.377/0001-03 Rua. Cel. Farrapo, 743, Centro, Campos Novos - Cep: 89620.000 Redação: redacaooceleiro@gmail.com Comercial: oceleirocomercial@gmail.com Financeiro: oceleirofinanceiro@gmail.com Edição Digital/Issu: http://issuu.com/jornaloceleiro

As colunas e artigos assinados são de responsabilidade de seus autores e não expressam necessariamente a opinião do jornal.

Fechamento da edição: Às terças-feiras à tarde

Fone: (49) 3541-0597

04/2019


OCELEIRO

www.jornalceleiro.com.br

16 de Maio de 2019

Publicidade

3


4

Varidades

Horóscopo Semanal Áries

Fonte: http://www.portalangels.com/

20/03 a 20/04 A solidão poderá fazer parte dos seus dias. Contrarie esta tendência com todas as suas forças. No plano afetivo: Não tenha medo de revelar o seu amor à pessoa que ama. Só assim poderá tirar todas as dúvidas e eliminar receios incutidos por terceiros. Se der atenção às más-línguas nunca conseguirá obter a felicidade na sua vida.

Touro 21/04 a 20/05 Alguns auxílios financeiros poderão trazer uma maior tranquilidade ao seu dia a dia. No plano afetivo: O seu relacionamento afetivo vai se demonstrar extremamente tranquilo. O desejo de novidade e revolução no mesmo será exaltado. Não procure a felicidade fora. Dê asas às suas fantasias e satisfaça igualmente as fantasias do seu parceiro.

Gêmeos

21/05 a 20/06

Procure uma maior aproximação da pessoa amada para concretizar os seus desejos de harmonia amorosa. No plano afetivo: Estão reunidas todas as condições para começar da estaca zero um novo projeto ou enfrentar uma mudança radical na sua vida. Faça-o com convicção. Relaxe e aproveite os momentos bons que a vida vai proporcionar esta semana.

Câncer

21/06 a 21/07

Não adote uma postura distante, exponha ao seu parceiro todas as fantasias que pretende concretizar. No plano profissional e material: O seu dinamismo intelectual vai ser posto à prova através de uma rapidez de análise e execução dos projetos que vão ser dados. Existirá contudo a força anímica necessária para fazer fase a problemas urgentes que possam surgir.

Leão 21/07 a 22/08 A sua vida social tenderá a misturar-se com importantes contatos profissionais. No plano profissional e material: Poderão surgir negociações com grande peso para um futuro a médio prazo. Seja perspicaz e saiba conduzi-las de forma positiva, ajudado se necessário, por alguém com mais experiência. Poderá ocorrer um golpe de sorte.

Virgem

23/07 a 22/09

Esta semana a conjuntura fornece meios que desbloqueiam as situações e estão previstas grandes evoluções. Não perca tempo e atue rapidamente. No plano profissional e material: Não deve deixar os seus créditos por mãos alheias, agarre o que interessa com determinação. Passos importantes podem ser dados, ainda que nem tudo se resolva durante os próximos dias.

Libra 23/09 a 22/10 Poderá ser exigida alguma movimentação em termos geográficos dentro do campo profissional. No plano afetivo: O seu maior trunfo será a sua própria intuição. Terá que confiar no seu instinto para tomar as decisões mais acertadas. Se está sozinho e aberto ao amor, não hesite nas suas escolhas. Encontrará seguramente o ser que vai alegrar e animar os seus dias.

Escorpião 23/10 a 21/11 Se está direta ou indiretamente ligado ao campo das artes terá uma semana produtiva e recompensadora. No plano afetivo: Não se sentirá muito satisfeito com a falta de correspondência ou compreensão do seu parceiro. Se tiver que tomar decisões importantes neste campo, faça-o de forma clara e decisiva. Não admita pressões ou chantagens emocionais.

Sagitário 22/11 a 21/12 A sua compreensão e generosidade farão com que seja apreciado e desejado de uma forma muito especial. No plano afetivo: Poderá se sentir um pouco nostálgico, sentimento que deverá afastar da sua mente. Viva virado para o futuro e para as coisas boas que a vida ainda reserva. Saia da sua concha e tente comunicar mais com aqueles que o rodeiam.

Capricórnio 22/12 a 20/01 Quaisquer mudanças devem ser ponderadas. Certifique-se se as mesmas são favoráveis. No plano profissional e material: Não se lamente se for posto á prova pelos seus superiores. Os seus anseios de ascensão na carreira passam por momentos menos favoráveis. Mantenha-se atento às pessoas que o rodeiam diretamente.

Aquário 21/01 a 18/02

São possíveis alguns desentendimentos no que concerne à organização de trabalho se trabalha em família. No plano profissional e material: Decisões oportunas e firmes farão obter resultados com sucesso. Elabore um esquema que permita etapa a etapa, atingir os seus mais importantes objetivos. Rodeie-se de pessoas com os mesmos ideais.

Peixes 19/02 a 19/03 A tristeza e a solidão poderão afastar-se do seu caminho graças aos bons amigos que o acompanham. No plano profissional e material: Poderão ocorrer grandes mudanças no seu cotidiano profissional e há que dar asas á sua imaginação e criatividade para ultrapassar situações menos agradáveis. Faça um esforço para conseguir algumas poupanças.

OC

www.jornalceleiro.com.br

16 de Maio de 2019

Coluna de Moda Por: Ana Kantovick Contatos em redes sociais: Instagram: @anakantovick Facebook: Ana Kantovick Site: anakantovick.wordpress.com - (49) 998238633

O look certo para Festivais/Shows! Queridas leitoras, neste final de semana acontece em Campos Novos a Expocampos, a feira é tradicional e voltou ao calendário de eventos de destaque na nossa cidade. Por isso, na coluna de hoje vamos falar sobre como montar looks para shows/festivais em dias frios. O mais importante neste tipo de produção é o conforto, pois vamos ficar horas e horas em pé, então começamos pelo calçado, que deve ser aquele mais confortável que você possui. Esta é a hora perfeita para usar aquela bota sem salto incrível ou aquele tênis mega estiloso. Você pode inclusive montar o look a partir do calçado, fazendo dele o centro das atenções. Se sua escolha for o tênis, a produção deverá seguir uma linha mais cool, com jeans, sobreposições e até itens de couro. Já se sua escolha de calçado for uma botinha, a combinação pode ser uma saia e meias, sobrepostas por um casaco incrível e longo + um cachecol colorido para dar um toque especial. Pois não há como pensar em um look estiloso de frio sem imaginar aquele casaco incrível e quentinho. Neste tipo de look chapéus, gorros, bonés e adereços dão o toque de estilo, aproveite estes itens para acrescentar pontos de cor, já que geralmente no inverno tendemos a usar cores neutras e escuras. Por exemplo, um look todo preto com cachecóis em um tom vibrante como o amarelo ou o rosa ficam incríveis, além de iluminarem seu rosto e deixar a produção um pouco mais divertida. Se o frio pegar mais leve, outros acessórios podem entrar no jogo, como maxi brincos e um cabelo preso, que ficam incríveis. Se você é do time das ousadas, experimente composições como o color block, ou o monocromático que já falamos aqui, desta vez em um degrade do branco ao chumbo ou do nude à terracota. Vai ficar incrível! Nas bolsas, é hora de levar aquela pochete do verão passear ou tirar aquela mochilinha vintage do armário, item que, aliás, vai bombar nesta estação, mas isso é um papo pra outra semana. Espero que estas dicas te inspirem a sair incrivelmente linda por aí neste e em muito outros finais de semana. Até a próxima!


OCELEIRO

www.jornalceleiro.com.br

16 de Maio de 2019

Variedades

Nossa História em Fotos

5

*Foto: Acervo/Benito Zandoná

Praça Lauro Müller, ao fundo Prefeitura de Campos Novos.


6

OC

Educação

www.jornalceleiro.com.br

16 de Maio de 2019

Senai Campos Novos abre inscrições para cursos de qualificação Oportunidades de aprendizado facilitam entrada no mercado de trabalho Para fazer a diferença no mercado de trabalho, que esta cada vez mais exigente, nada melhor do que buscar capacitação e qualificação para se destacar e fazer a diferença nesse mercado tão competitivo. O Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial – SENAI Campos Novos, abriu inscrições para quatro cursos: Noções de Oratória, Eletricista Instalador Predial, Informática Básica, NR10 - Segurança em Instalações e Serviços com Eletricidade Básico. Escolher o SENAI é um diferencial na carreira em vista de sua boa estrutura e investimentos em inovação. O SENAI é o maior complexo de educação da América Latina e fez o seu nome através de um excelente trabalho em formar profissionais treinados e qualificados. Gabriel Antunes Pires, Coordenador de Operações das unidades do Senai Capinzal e Campos Novos, destaca a importância de buscar qualificação para que as pessoas possam se desenvolver profissionalmente. O SENAI Campos Novos colocou a disposição quatro cursos que já estão com as matriculas abertas. Queremos oferecer as pessoas da comunidade e da indústria essa oportunidade de crescer

*Foto: Dovulgação

em sentido profissional para que tenham mais chances de buscar ascensão profissional ou entrar no mercado de trabalho. A busca por capacitação é a ferramenta ideal para a colocação e valorização no mercado”, afirmou. Alguns dos cursos iniciam nos próximos dias, para escolher o que mais se encaixa em seu perfil, vamos apresentar o que cada um deles abrange e em que dias irão acontecer. O curso em Noções de Oratória está previsto para iniciar hoje (16), e será realizado as quintas-feiras, das 19h às 22h30min, com carga horária de 20 horas, com previsão de termino em junho.

Gabriel Antunes Pires

O curso tem como objetivo aprimorar a oratória para aproximar pessoas, conquistar o mercado e conseguir êxito pessoal e profissional. O curso de Eletricista Instalador Predial deverá iniciar no dia 11 de junho e deverá acontecer as terças e sextas-feiras, das 19 às 22h30min, com carga horária de 160 horas, e previsão de término em novembro. Tem como objetivo preparar profissionais para realizar a instalação e manutenção elétrica predial de baixa tensão, de acordo com normas e procedimentos técnicos de qualidade e segurança. O curso de Informática Básica – também deverá iniciar no dia 11 de junho,

Participe - Expo Campos Novos , Celeiro Catarinense XIV Exposição Agropecuária , Indústria e Comércio, dias 17,18 e 19 de maio, com muitos Shows, Exposição , Festival Regional da Cultura Gaúcha, Pecuária. Participe! A Comunidade de São Pedro Sarandi, convidam a todos para a tradicional Festa Em Honra Padroeiro São Pedro, dia 30 de junho 2019 com a seguinte programação: 09 hrs Futebol, 11 hrs. Santa Missa, Ao meio Dia Almoço com tradicional churrasco e completo serviço de cozinha e as 14 hrs. Matine com Embalo do Som de Herval D.Oeste.

as segundas-feiras, das 19 às 22h30min, com carga horária de 32 horas, com previsão de término em julho. Este curso tem como objetivo capacitar os participantes para utilizar e explorar adequadamente as ferramentas de informática, para melhorar a qualidade e produtividade do trabalho. O curso NR10 - Segurança em Instalações e Serviços com Eletricidade Básico está previsto para iniciar no dia 8 de junho aos Sábados, das 08 às 12h, com carga horária de 40 horas, previsão de término em agosto. Interessados em saber mais sobre os cursos poderão entrar em contato pelo telefone (49) 3551-4840.


OCELEIRO

www.jornalceleiro.com.br

Saúde

16 de Maio de 2019

7

Campanha Nacional destaca a importância da cobertura vacinal no país Falta de imunização pode levar Brasil a perder certificações de país erradicado No dia 4 de maio aconteceu mais um Dia D de vacinação, campanha que aconteceu em todo o Brasil. Neste único dia cerca de 5,5 milhões de pessoas foram alcançadas com a vacina contra a gripe. O número impulsionou para 45% (26,9 milhões de pessoas) a cobertura do público -alvo da campanha, formado por pessoas consideradas mais vulneráveis para complicações da gripe, segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS). Mais de 41 mil postos de saúde no país abriram as portas para receber a população. Desta vez a campanha é contra a gripe, mas é importante ressaltar que todas as vacinas disponíveis são essenciais para promoção e defesa da saúde. Infelizmente o Brasil perdeu a certificação da Organização de Saúde como País erradicado do sarampo, devido ao ressurgimento de alguns casos da doença recentemente. Há anos o Brasil conseguiu se livrar da doença, mas essa situação mudou. Agora o país está em estado de alerta contra a Poliomielite, os esquemas de defesa estão sendo promovidos pelas secretarias de saúde para fechar o cerca contra a doença, mas a população precisa fazer sua parte. Estarmos há anos sem registros da doença não é garantia que ela não irá retornar. As vacinas foram o resultado de muitos anos de estudos e significaram um grande avanço na medicina como forma de imunizar as pessoas contra doenças específicas. Além de serem benéficas a saúde, muitas delas são disponibilizadas gratuitamente pelo Sistema Único de Saúde (SUS). A Campanha do Ministério da Saúde, em pareceria com as Secretarias de

Saúde, voltada para a proteção da gripe teve início no dia 22 de abril e continua nas próximas três semanas. A população prioritária que ainda não procurou os postos de vacinação, têm até o dia 31 de maio para se proteger contra três os subtipos graves da influenza, a H1N1; a H3N2 e a influenza B. A população prioritária da campanha são: as puérperas, os idosos, as gestantes, crianças e os indígenas, militares, trabalhadores de saúde, professores, funcionários do sistema prisional e pessoas com comorbidades. Os estados com maior cobertura até o momento são: Amazonas (88,8%), Paraná (38,8%), Amapá (72,65%), Espírito Santo (58%), Alagoas (32,2%), Rondônia (54,8%). Já os estados com menor cobertura são: Rio de Janeiro (28,11%) Pará (31,9%), Roraima (34,2%) e Acre (35,2%). Em todo o país, a campanha permanece com uma estrutura formada por cerca de 41,8 mil postos de vacinação e com a participação de aproximadamente 196,5 mil pessoas. Os portadores de doenças crônicas não transmissíveis, que inclui pessoas com deficiências específicas, devem apresentar prescrição médica no ato da vacinação. O município de Campos Novos segue o calendário vacinal nacional, portanto a Campanha de vacinação segue até o dia 31 nas três Unidades de Saúde que possuem sala de vacina: No PAM, na USF Bom Jesus e na USF do bairro Aparecida. O enfermeiro Kleber Siqueira comentou que, em reunião realizada na regional de Saúde em Joaçaba, verificou-se que está havendo um problema em relação a aceitação da vacina, o que os leva a reforçar as mobilizações para conscientizar a população sobre a importância da vacinação. “Temos recursos, mas as pessoas não

*Foto: Divulgação

tiva de vida há um aglomerado maior de pessoas e, consequentemente, os riscos de disseminação de doenças aumentam, e só é possível evitar essas doenças por meio de ações de saúde e imunização. Aumentar o conhecimento sobre esses fatos devem levar a população a ter mais cuidado com a saúde, e todos podem contribuir com isso por irem ao médico, no mínimo, uma vez ao ano, buscarem qualidade de vida, realizarem atividades físicas, se alimentarem bem e receberem as vacinações devidas como forma de prevenção.

Raiva

estão procurando se vacinar, e por isso elas estão se expondo a situação de risco”, afirmou. O enfermeiro também comentou algumas das ações realizadas nos municípios pra alertar e incentivar a população a encarar com seriedade essa questão. “Estamos fazendo um esquema articulado com os Programa Saúde nas Escolas para levar aos alunos palestras instrutivas sobre o tema da vacinação”, relatou. Para as pessoas que moram na zona rural foi feito um cronograma para receber a visita de técnicos nas comunidades para realização de vacinas. As campanhas de vacinação são eventos que precisam ser constantes em virtude de dois fatores: primeiro, o Brasil recebe uma quantidade muito grande de pessoas de fora e, segundo, porque a taxa de natalidade e expectativa de vida vem aumentando. Quando aumenta a expecta-

Após 38 anos, Santa Catarina registra o primeiro caso confirmado de morte por raiva humana. A paciente era uma mulher de 58 anos, que foi mordida por um gato em 24 de fevereiro, começou a sentir os sintomas em 15 de março e veio a óbito no dia 4 deste mês. A raiva é uma doença infecciosa viral aguda transmitida aos humanos pela saliva de animais infectados, principalmente através de mordidas. A Diretoria de Vigilância Epidemiológica (DIVE) explica que se alguém for mordido por algum animal ele deverá procurar uma Unidade de Saúde. Kleber explica que a vacina deverá ser feita se ocorrer o contato com o animal. Será feito um ciclo de duas doses da vacinação e administrado mais a imunoglobulina, que são os anticorpos prontos dentro do organismo para defender o organismo no caso de haver uma manifestação viral. A vacina animal é a prioridade, pois os animais são principais portadores do desenvolvimento viral. O ciclo de vida da raiva começa principalmente no animal. A vacinação de todos os cães e gatos é a forma mais eficaz de proteção contra a doença.


8

Artigo/Comunidade

ARTIGO

N

Poder Legislativo, pilar da democracia este 3 de maio, data em que o Poder Legislativo brasileiro completa 196 anos de existência, valho-me deste espaço para fazer um convite à reflexão sobre o exercício da Política e o papel do Parlamento na democracia. Não existe democracia sem tolerância e a convivência respeitosa entre os diferentes. A existência do Parlamento, por si só, é garantia de democracia. Um Legislativo plural, em que estão representadas as principais forças políticas e ideológicas da sociedade ganha ainda mais importância, tornando-se o principal palco dos debates que interessam aos seus representados. O Parlamento é o contraponto a eventuais excessos do Poder Executivo; é o lugar onde as ideias são aprimoradas; onde a sociedade se faz presente e onde sua vontade se faz ouvir. É onde o exercício da Política se reconhece mais nitidamente, porque a convivência entre diferentes exige capacidade de negociação. Sem o Poder Legislativo não teríamos democracia, nem liberdade, nem tolerância. Criado no Brasil em 1823, o Parlamento, apenas no período imperial, foi dissolvido 12 vezes, sempre que o embate entre Conservadores e Liberais ou entre os legisladores e o governo atingia níveis considerados arriscados demais para o Imperador. No período republicano, o Congresso Nacional foi fechado outras três vezes em repressão por atos e questionamentos do Legislativo. Já em 1964, a ação militar interrompeu mais uma vez um governo, dessa vez eleito democraticamente, mas preservou o Congresso Nacional, apesar de ter suspendido suas atividades por diversas ocasiões, ter cassado deputados e ter-lhe suprimido prerrogativas e direitos. Preservou o Parlamento porque a simples existência do Legislativo conferia legitimidade ao regime. Apesar das suas imperfeições, nesses quase dois séculos de existência, o Parlamento brasileiro protagonizou importantes momentos históricos, decisivos para a definição dos rumos do país, como a Constituinte de 1988, para citar um exemplo. Não há dúvidas de que muito precisamos evoluir e nos aprimorar. Em Santa Catarina estamos imbuídos desse espírito, certos de que, mais do que ciência, a Política é a arte de fazer o bem comum. É esta a convicção que nos move na construção de uma Santa Catarina ainda melhor.

Julio Garcia Presidente da Assembleia Legislativa

OC

www.jornalceleiro.com.br

16 de Maio de 2019

Associações serão beneficiadas com recursos advindos de emedas impositivas

*Foto: Priscila Nascimento/O Celeiro

Administração convocou reunião para confirmar que todas as entidades foram comtempladas Na última semana a Administração Municipal convocou uma reunião com representantes de todas as associações filantrópicas do município com o objetivo de orienta-las sobre os procedimentos referentes aos recursos que receberão advindos das emendas impositivas. As Associações que receberam indicações são: Associação Comunitária Esportiva Camponovense, Aprovida, Associação do Caxambu, Bela Vista, Remanescentes Quilombolas, Associação Comunitária e Desportiva Camponovense, Casa da Acolhida, CTG Porteira Camponovense, Apae, Ama, Acadav, Associação dos Bairros, Rede Feminina de Combate ao Câncer, Casa da Amizade Dona Maria Zorzi, Rotary Clube Centro, Servos da Pobreza e Sociedade Comunitária de Habitantes da Morada do Sol. A reunião foi dirigida pelo secretário de Planejamento, Vilmar Antônio Ferrão, junto a gestora de parceria do município, responsável pelo novo Marco Regulatório das organizações, Roscely Scheffer. As Emendas Impositivas são previstas no Marco Regulatório e dispensa o chamamento público. Porém, ainda assim é preciso seguir as regras para liberação dos repasses. Uma das exigências é que a entidade apresente um plano de trabalho com um projeto que tenha a finalidade de promover o interesse público e social. Outra regra refere-se ao não parentesco de nenhum diretor da entidade com alguém que exerça um cargo comissionado na Câmara de Vereadores. A legislação veda que a associação receba recursos públicos se há parentes até segunda grau. Sendo assim, a entidade poderá trocar a diretoria ou optar por não receber o valor da emenda. O recurso deverá ser aplicado exatamente para aquilo para o

qual foi previsto. Tem que ser um plano de interesse público e de mutua cooperação, que seja importante para o município. O plano de trabalho passará pela Comissão de Seleção e Julgamento do Marco Regulatório para ser ajustado para evitar projetos que não tenham viabilidade e não tenham como ser realizado. Quando o processo for oficialmente aberto as entidades terão 30 dias para apresentar o projeto. Todas as entidades terão o apoio da Comissão do Marco Regulatório para construir o plano aonde serão monitoradas e avaliadas até a conclusão do projeto preestabelecido. As emendas impositivas foram uma proposta do Poder Legislativo Municipal, através do vereador Adavilson Teles, Mancha, que, a partir deste ano permitiu que os vereadores apresentassem emendas impositivas a Lei Orgânica do município. A Câmara pode fazer emendas impositivas até o limite de 1,2% da receita líquida do ano anterior. Considerando a receita em 2017, em R$ 115 milhões, o valor das emendas resultaria em R$ 1,3 milhão. Cada vereador teve direito a R$ 150 mil em emendas impositivas, sendo que 50% deverá ser obrigatoriamente usado na saúde. Portanto, cada vereador decidiu para que associações seriam divididos o valor de R$ 75 mil reais. Sabendo da aprovação das emendas impositivas, algumas associações solicitaram aos vereadores ajuda para projetos específicos. Já outras entidades receberam com surpresa a notícia de que receberiam os recursos, neste caso elas deverão seguir o projeto previsto pelo plano estabelecido pelo vereador. Mesmo aqueles que já tiveram seus projetos avaliados pela Câmara de vereadores deverão se submeter a avaliação da comissão do marco regulatório. Os recursos deverão ser entregues até, no máximo, dezembro de 2019.


OCELEIRO

www.jornalceleiro.com.br

16 de Maio de 2019

Publicidade

9


10

Segurança

OC

www.jornalceleiro.com.br

16 de Maio de 2019

‘No trânsito o sentido é a vida’ é o tema do Maio Amarelo Campanha tem como foco promover a segurança no trânsito. O Conselho Nacional de Trânsito (Cotran) aprovou o tema ‘No trânsito o sentido é a vida’ para o movimento do Maio Amarelo, mês escolhido para realização de campanhas de educação e promoção da segurança no trânsito. A iniciativa tem por objetivo alcançar toda a sociedade e envolve-las nas ações e levar a reflexão sobre uma nova forma de encarar a mobilidade. Trata-se de um estímulo a todos os condutores, seja de caminhões, ônibus, vans, automóveis, motocicletas ou bicicletas, e aos pedestres e passageiros, a optarem por um trânsito mais seguro. As campanhas são bem oportunas e importantes, principalmente em nosso município que constantemente registra um número alto de acidentes de trânsito. Porque Maio Amarelo? Quem conhece as leis de trânsito sabe que no semáforo a cor amarela quer dizer ‘atenção’, levando os condutores a um estado de alerta. Daí partiu a ideia do mês amarelo, para despertar a atenção à vida. Os veículos de transportes são importantes meio de locomoção, mas sem a atenção devida eles podem causar muitos acidentes perigosos. Tanto quem está conduzindo um veículo, quanto quem está nas ruas devem cooperar um com o outro para promoção do segurança. É um trabalho mútuo que não admite falhas, qualquer deslize pode ser falta. Uso de celular, minitelevisores, conversar ou divagar em pensamento pode sim, mas não na hora que estiver com as mãos no volante toda atenção deve ser concentrada no trânsito. Este movimento foi criado para chamar atenção sobre os altos índices de feridos e mortos em acidentes de trânsito em todo o mundo. De acordo com a Organização de Saúde (OMS) os acidentes levaram a morte de 1,35 milhão de pessoas. A OMS afirma ainda que os acidentes de trânsito são atualmente a principal causa de morte entre

crianças e jovens com idades entre 5 e 29 anos. Com relação ao Brasil, o relatório da OMS indica que houve uma diminuição de mortes após leis mais rígidas, mas colocou o país na pior classificação com relação a velocidade em áreas urbanas e aconselhou sobre a necessidade dos riscos de dirigir em alta velocidade. No trânsito ninguém está disputando uma corrida de formula um, tampouco a pressa é desculpa para dirigir como um louco, sem pensar nas consequências. Lembre-se: É melhor chegar atrasado, mas chegar vivo. Felizmente em Campos Novos não contabilizamos muitos acidentes com grandes proporções. No entanto, a frequência de pequenos acidentes é constante. O município tem um fluxo bem tranquilo em comparação com outras cidades com um fluxo grande de carros, porém, mesmo assim causa espanto as colisões diárias. Os registros dos acidentes vão além do conhecimento da Policia Militar, e passam a ganhar destaque nas redes sociais que, uma hora debocham dos ‘condutores’, outra hora pedem atenção. Na última matéria sobre o trânsito, produzida pelo jornal “O Celeiro”, publicamos um relatório da PM que indicava que somente este ano foram registrados 52 acidentes e, infelizmente, quase todos ocorridos devido a falta de atenção. Os condutores parecem ignorar por completo a sinalização. Este é um assunto que requer muita atenção, não apenas no mês de maio, mas em todos os dias do ano. O reforço nas leis e fiscalização devem levar o condutor a reflexão. As campanhas de alerta não podem diminuir, as pessoas necessitam de conscientização. O uso de bebidas alcoólicas, alta velocidade e falta de atenção são inimigos constantes das pessoas que participam do trânsito, ou seja, toda a população. Alguns acidentes podem ser ressarcidos, outros não. Algumas mortes, muitas perdas materiais, várias escoriações e um número alto nos índices de acidentes que reforçam a urgência em mudar a conduta no trânsito.


OCELEIRO

www.jornalceleiro.com.br

16 de Maio de 2019

Publicidade

11


12

Notícias

OC

www.jornalceleiro.com.br

16 de Maio de 2019

RCN - 522 | Edição de Maio 2019 | Semana III | www.rcnonline.com.br

SC

A notícia que você lê aqui, mais de 800 mil pessoas também leem em toda Santa Catarina

EM ALTA

Comércio de bens duráveis volta a crescer Em Santa Catarina, vendas de móveis e eletrodomésticos cresceram acima da média. Apesar do aumento, momento ainda é de cautela O volume de vendas do comércio varejista cresceu 5,1% no primeiro trimestre em Santa Catarina, segundo dados divulgados pelo IBGE na última semana. Com o resultado, o Estado figura como o terceiro melhor desempenho do país, atrás apenas do Espírito Santo (7,9%) e do Acre (6,5%). A média nacional ficou em 0,3%. Entre os segmentos que puxaram a alta, estão os setores de equipamentos e materiais para escritório, informática e comunicação (26,2%) combustíveis (15,6%), e artigos de uso pessoal e doméstico (6,7%). Além disso, houve significativa reação das vendas dos chamados bens duráveis, como mó-

veis (14,3%) e eletrodomésticos (4,9%). No varejo ampliado, também houve avanço dos setores de materiais de construção (13,6%) e de veículos, motocicletas e peças (4,6%). Segundo o economista da Fecomércio/SC, Luciano Córdova, o avanço nas vendas dos bens duráveis representa uma recuperação de parte do que havia sido perdido na crise, e não necessariamente um crescimento sustentado. Isso porque o setor, pela alta demanda de recursos, foi um dos que mais sofreu no período de retração da economia. Segundo uma pesquisa da própria Fecomércio, 49% dos catarinenses dizem que o momento não é o ideal para a compra desse

MURICI BALBINOT

Setor é um dos últimos a se recuperar da crise, diz economista

Falta de renda impede jovens de guardar dinheiro No Brasil, 47% dos jovens entre 18 e 24 anos não realizam o controle das próprias finanças. As principais justificativas são o fato de não saberem como fazer, sentirem preguiça ou não terem o hábito. Em paralelo, mais de um terço (37%) já esteve com o nome no cadastro de inadimplentes, principalmente devido a perda do emprego e também por gastos acima do devido. Entre aqueles que conseguem

guardar dinheiro, a prioridade é estar preparado para imprevistos, realizar viagens, e comprar a casa própria. Grande parte deles (75%) não se prepara para a aposentadoria. Os motivos citados são falta de renda (27%), serem muito jovens (27%), e não sobrar dinheiro (24%). Apesar das justificativas, mais da metade sabe que a omissão pode causar efeitos negativos no futuro. Os dados são do SPC Brasil.

MURICI BALBINOT

tipo de bem. Apesar da avaliação abaixo da média, a situação é bem melhor do que a do ano passado, quando a intenção de compra foi praticamente a metade da atual. Córdova diz que o segmento de bens duráveis exige mais renda e crédito do consumidor. Por isso, o cenário ainda é de "compasso de espera". Além disso, a compra de bens mais caros demanda um outro fator: confiança. "Ningúem vai fazer uma compra importante se não sabe se vai ter emprego dali seis meses", disse. A avaliação é de que a recuperação é tímida, mas pode trazer otimismo, já que o segmento tende a ser um dos últimos a se recuperar.

Marcelo Haendchen assume presidência do BRDE O Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul BRDE, tem um novo diretor-presidente. Marcelo Haendchen tomou posse na última sexta-feira, dia 10 de maio, como diretor-presidente indicado pelo governador de Santa Catarina para representação do estado no BRDE. Ele substitui Neuto Fausto de Conto, que se mantém como diretor de Acompanhamento e Recuperação de Créditos. Graduado em Ciências Contábeis, Haendchen também tem pós-graduação em Auditoria e Perícia Contábil, mestrado em Contabilidade com foco na área de Controladoria e doutorado em Engenharia de Produção, com ênfase em Inteligência Organizacional. Segundo Haendchen, um dos desafios de presidir uma instituição como o BRDE, é tornar o Banco ainda mais ágil e alinhado com as demandas da sociedade. "O BRDE pode contribuir com políticas públicas de governo e alavancar o crescimento econômico com crédito aos pequenos, médios e grandes negócios, gerando emprego e renda". O BRDE é um banco público de fomento controlado pelos três estados da região Sul. Oferece crédito de longo prazo para produtores rurais, empresas de todos os portes e também financia o setor público municipal.

INFORME PUBLICITÁRIO


OCELEIRO

www.jornalceleiro.com.br

16 de Maio de 2019

Publicidade

13

CAMPOS NOVOS - CELEIRO CATARINENSE - SANTA CATARINA

PATROCÍNIOS

ACIRCAN ASSOCIAÇÃO EMPRESARIAL DE CAMPOS NOVOS

COPERACEL


14

Região

OC

www.jornalceleiro.com.br

16 de Maio de 2019

>Abdon Batista

Abdon Batista realiza pavimentação asfáltica em estrada do interior

Obras do Parque Aquático de Abdon Batista são retomadas *Fotos e Informações: Comunicação/PMAB

A Administração Municipal de Abdon Batista investe na pavimentação asfáltica em mais um trecho de estrada do interior do município. Nas ultimas semanas a Secretaria de Obras intensificou os trabalhos de preparação da base para asfalto, com alargamentos da pista para instalação de bueiros e colocação de britas no local. Ao todo são

525 metros de extensão na comunidade Santo Antônio, trecho do final do calçamento até o Mirante. "Estamos empreendendo um ritmo de obras importante em nosso município, mais um investimento com recursos próprios, fruto do planejamento da austeridade financeira e principalmente do trabalho em equipe", destaca o prefeito Lucimar Salmoria.

As obras do Parque Aquático de Abdon Batista foram retomadas na última semana, com o inicio da instalação da parte hidráulica com as motobombas, filtros e encanamentos, para em seguida dar continuidade com a colocação das pasti-

lhas e inicio do paisagismo no local. "Nossa expectativa é que o parque entre em operação até o final deste ano e com certeza irá mudar o cenário econômico do nosso município", enfatiza o prefeito Lucimar Salmória.


OCELEIRO

www.jornalceleiro.com.br

16 de Maio de 2019

Publicidade

15


16

OC

Região

www.jornalceleiro.com.br

16 de Maio de 2019

>Vargem

Vargem solicita apoio da empresa CTG Brasil a projetos do município

Programa Cidade Empreendedora será lançado dia 30 em Vargem *Fotos e Informações: ASCOM/Vargem

Na quinta-feira, 08 de maio, a prefeita Milena Lopes reuniu-se com representantes da Empresa CTG Brasil, acionista da Usina Garibaldi. Em pauta, o apoio ao município em projetos nas áreas social, de turismo e esporte. Na oportunidade, prefeita Milena evidenciou as dificuldades enfrentadas por Vargem em relação à área alagada. No esporte, por exemplo, foi solicitado apoio na área em recursos humanos e material, a fim de manter e até mesmo ampliar o fomento ao setor no município. Com uma sinalização positiva neste pleito, já serão

encaminhados os projetos pela Administração. Atenção especial também foi solicitada pela gestora nas áreas alagadas onde está localizada a mata ciliar a ser retirada, com o intuito de viabilizar investimentos em turismo. Foi solicitado ainda apoio na busca de empreendedores que queiram construir, empreender nestas áreas ao redor da área alagada. Já o aporte financeiro solicitado aos projetos com fins sociais, contemplariam as mais diversas áreas, como idosos e infância e juventude.

Com o objetivo de incentivar ações que transformem a economia local, propiciando o desenvolvimento, a Administração Municipal de Vargem buscou a implantação do programa Cidade Empreendedora do Sebrae. O lançamento do Programa está previsto para 30 de maio, às 19h, no Centro do Idoso, anunciou a prefeita Milena Andersen Lopes, que voltou a se reunir com a equipe do Sebrae na última semana. O Cidade Empreendedora é um programa de transformação econômica de municípios, voltado para a gestão pública e lideranças locais.

Tem como foco melhorar o ambiente de negócios através da implantação de políticas públicas e ações de desenvolvimento para os pequenos negócios, fazendo com que os benefícios da Lei Geral das MPEs sejam implantados no município. O Sebrae colocará seu time de técnicos e sua rede de consultores para atuar em Vargem e a Administração Municipal disponibilizará uma sala na prefeitura para o funcionamento do programa. A intenção é favorecer cada vez mais os pequenos negócios, com um desenvolvimento econômico fortalecido equilibrado.


OCELEIRO

www.jornalceleiro.com.br

16 de Maio de 2019

Agronegócio

17

Epagri promoveu capacitação sobre manejo da Noz Pecã *Fotos e informações: André Sarturi

Agrônomo Glauco Lindner, conhecedor da cultura, disseminou conhecimento e vantagens para agricultores Pouco conhecida entre os agricultores da região, a Nogueira Pecã foi tema de capacitação que aconteceu na última sexta-feira (10) no Centro de Treinamento da Epagri de Campos Novos (Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural de Santa Catarina). O treinamento foi ministrado pelo engenheiro agrônomo, Glauco Lindner, que atua no escritório da Epagri em Rio do Sul e é um grande conhecedor da cultura. O evento foi idealizado pelo engenheiro Agrônomo André Sarturi, do Escritório Municipal da Epagri de Campos Novos, com o objetivo de disseminar e incentivar o cultiva da nogueira na região. Também participaram do evento, Maykol Ouriques, agrônomo e gerente regional e Neide Dorini, nutricionista e chefe do Centro de treinamento da Epagri. Pela manhã e início da tarde foram ministradas informações teóricas sobre produção e manejo da cultura, após a teoria, os participantes tiveram aulas práticas de tratos culturais e orientações de manejo diretamente na propriedade rural do Sr. Olavo Nozaki, as margens da BR

282, em um pomar de Nogueiras Pecã de cerca de 7 anos. Participam desse evento agricultores, fruticultores e técnicos de Campos Novos, Vargem, Abdon Batista, Capinzal, Erval Velho, Joaçaba e Ipira. O engenheiro agrônomo, André Sarturi, destacou a importância do evento, assim como as vantagens e potencialidades da nogueira, uma cultura que é apropriada para a região. Apesar de haver alguns agricultores que tenham a noz em sua propriedade, muitos não o fazem de forma correta e profissional. “A nogueira Pecã oferece uma ótima oportunida-

de para os produtores de Santa Catarina e da região Sul como um todo. Aqui no estado temos um potencial grande para a produção da nogueira, só que é uma atividade ainda pouco conhecida. Alguns trabalham com a nogueira, mas sem conhecimento e plantam de qualquer jeito sem muita informação técnica. O objetivo deste treinamento é trazer um agrônomo para expor as técnicas de manejo desses cultivares que são ótimos para plantar aqui na região”, afirmou. Ele ainda comentou de que forma a Nogueira Pecã pode ser utilizada nas

propriedades. “Alguns proprietários tem nogueiras associadas com a erva mate. O uso da nogueira Pecã intercalado dentro das linhas das pastagens para o sombreamento dos piquetes para o gado, é uma fonte alternativa de renda ao pecuarista”, destacou. Em Campos Novos a maior propriedade da Nogueira Pecã é a do Sr. Olavo que possui 80 pés. Mas o cultivar tem tudo para se consolidar na região. Com o conhecimento sobre o manejo, adubação, doenças e demais técnicas é possível que os agricultores se interessem e invistam na cultura.


18

ESPECIAL

OC

www.jornalceleiro.com.br

16 de Maio de 2019

Um ano após greve dos caminhoneiros, oscilações no preço do combustível geram ameaças de nova paralisação *Fotos: Arquivo/O Celeiro

Exigências feitas pela classe em 2018 continuam sem ser cumpridas, e tabela de frete ainda não tem definição No dia 10 de maio completou um ano do inicio da paralisação dos caminhoneiros que durou 10 dias. Foram os dez dias mais longos vividos por todos que foram afetados, direta e indiretamente, pela greve. Após um ano do ocorrido, as situações que levaram a greve ainda não foram resolvidas. A instabilidade deixa todos inseguros, principalmente os caminhoneiros, pois eles continuam cobrando uma estabilidade nos preços do combustível. Pelo que ficou claro a classe dos caminhoneiros é um elo de ligação entre todos os setores que movimentam o Brasil economicamente. A paralisação surpreendeu a todos, marcou o ano de 2018 e traumatizou os empresários e produtores que tiveram prejuízos incalculáveis. Houve sobreviventes, alguns com sequelas, mas a preocupação continua, e já se ouve falar sobre a possibilidade de uma nova greve. Porém, o Brasil não está preparado para outra paralisação como aquela, e a instabilidade atual tem levado a um clima de tensão.

Paralização de caminhoneiros em Campos Novos Recentemente o presidente da Federação da Agricultura e Pecuária de Santa Catarina (Faesc), José Zeferino Pedrozo, publicou um artigo refletindo sobre este período turbulento vivido no Brasil e as lições que devem ser aprendidas. “Em maio completa-se um ano da greve que paralisou o País. Não há nada a comemorar, mas é imperioso extrair as lições desse episódio. A greve não trouxe ganhos nem para os caminhoneiros, nem para a sociedade e nem para o governo. Milhares

de empresas quebraram, outras milhares tiveram pesados prejuízos, comunidades inteiras ficaram desabastecidas, hospitais e pacientes viveram situação de risco. Ao fim do primeiro semestre de 2018, o mercado do transporte rodoviário andava desajustado: o estímulo que a Administração anterior havia dado à aquisição de caminhões novos criou um ambiente de mais oferta que demanda. O cenário piorou com a desastrada política de administração de preços da Petrobras que eliminou

as margens e inviabilizou a operação do transporte rodoviário, especialmente dos transportadores autônomos e das pequenas empresas. Essa situação aliada à dificuldade do governo em compreender a extensão e a gravidade do problema gerou as variáveis imprevisíveis de uma tempestade perfeita”, iniciou Zeferino Em Campos Novos, após um mês da greve, o jornal “O Celeiro” conversou com algumas cooperativas, e comprovou-se que, de fato, elas viveram dias difíceis nos quais foram registrados grandes prejuízos. Os animais sofreram sem alimentação, milhões de litros de leite foram desperdiçados, os preços do frete ficaram exorbitantes. Os diretores das cooperativas relataram um período sombrio e desastroso que concordam com as palavras proferidas por Zeferino. Não apenas o agronegócio sofreu, mas todas as empresas, pois a paralisação gerou um efeito cascata que afetou todos os segmentos. O cenário vivido há um ano atrás foi lamentável, mas verificamos que poucas mudanças governamentais ocorreram, uma nova greve só deixaria ainda pior os problemas do brasileiro, por isso Zeferino analisou sobre a atual condição em que o Brasil se

InglêsfocoOXFORD em CONVERSAÇÃO Turma nova adultos

INICIANTES

decole com a

3544.2837 98417.5800

em 2019.

vagas limitadas


OCELEIRO encontra. “O transporte rodoviário é vital para o pleno funcionamento da economia verde-amarela. A histórica opção pelo rodoviarismo – em detrimento aos demais modais de transporte – colocou o País na dependência das rodovias e, justamente estas, estão em péssimo estado de conservação em quase todas as regiões brasileiras. Essa condição encarece o transporte e eleva o número de acidentes com imensos danos humanos e materiais. Uma nova paralisação seria profundamente deletéria ao Brasil. Para evitá-la é necessária uma interlocução eficiente das categorias dos transportadores (autônomos, empresas, cooperativas) com o Governo e com a sociedade. Sensatez e disposição para o diálogo são o que se exige de todas as partes. O País tem problemas graves para enfrentar, a começar pelas deficiências infraestruturais em rodovias, ferrovias, hidrovias, portos, aeroportos e armazéns, além das dificuldades para o suprimento de energia elétrica em muitas regiões brasileiras. O agronegócio espera que o bom-senso e os superiores interesses da Nação predominem e que, através do diálogo, sejam construídas as soluções para as demandas do segmento do transporte em sintonia com os desejos e necessidades nacionais”, ponderou. O Sócio Administrador do Posto Coelho, James Lenzi, diz que mesmo após um ano as consequências da greve ainda são sentidas, e que mesmo após a manifestação, os impostos continuam a crescer, e por isso não descarta a possibilidade de uma nova paralisação mesmo sabendo que isso seria prejudicial. “Não imaginávamos que ela atingiria tamanha proporção e força, mas, infelizmente os resultados alcançados duraram pouco e não resolveram em nada a situação da classe. No Brasil, qualquer detalhe é motivo para aumento de preços. Após um ano de greve, os preços não voltaram para o patamar inicial pré greve, mas, se observarmos o preço do Diesel, este está acima do preço antes do início do movimento. Não vemos com bons olhos uma nova paralisação, mas entendemos que o governo deve dar a devida atenção ao setor que movimenta o País. De nada servem supersafras se ninguém tiver condições de transportá-las. Necessitamos urgentemente não só da reforma da pre-

www.jornalceleiro.com.br

ESPECIAL

16 de Maio de 2019

19

Paralização durou 10 dias, mobilizações aconteceram na maioria das vezes nos trevos de acesso aos municípios vidência, mas de uma reforma tributária que permita ao empresário crescer, gerar empregos e reinvestir nos negócios. Hoje a população brasileira paga nada menos do que o dobro do que deveria pelo seu combustível. Em Santa Catarina se cobra 30% de ICMS, 16% de CIDE, 5% de PIS/PASEP e COFINS. Acredito ser necessária a redução urgente destes impostos”, comentou.

O que está sendo feito? Os representantes dos caminhoneiros voltaram a discutir e defender com as autoridades competentes para que a Petrobras reajuste o preço do óleo diesel com menos frequência. Aconteceu, no ultimo dia 8 deste mês, uma Audiência Pública, na Comissão de Viação e Transportes da Câmara dos Deputados, no qual participaram representantes da categoria que afirmaram que a oscilação dos preços tem inviabilizado a definição do valor do frete cobrado prejudicando os caminhoneiros autônomos e as transportadoras. “Não temos a capacidade técnica de suportar aumento de preços diários, quinzenais ou mesmo mensais”, disse o presidente da Confederação Nacional do Transportes (CNT), Vander Francisco Costa, ao apresentar a sugestão da entidade que representa as empresas de transporte de carga. “Nossa proposta é que as variações de preços que acompanham o mercado internacional sejam feitas com intervalo mínimo de 90 dias. A Petrobras tem condições de fazer isso sem alterar sua política de preços”, afirmou Costa, lembrando que a própria Petrobras, como contratante do transporte rodoviário, é prejudicada pela falta de previsibilidade

que tende a prejudicar os caminhoneiros ou encarecer o frete. O presidente da Associação Brasileira dos Caminhoneiros (Abcam), José da Fonseca Lopes, criticou os frequentes aumentos do óleo diesel e o descumprimento da tabela mínima de frete. A política do frete mínimo foi uma das reivindicações dos caminhoneiros que paralisaram as estradas de todo o país em maio de 2018. A Lei 13.703, de agosto do ano passado, estabelece que os pisos mínimos de frete deverão refletir os custos operacionais totais do transporte, definidos e divulgados nos termos da Agência Nacional

de Transportes Terrestres (ANTT), com priorização dos custos referentes ao óleo diesel e aos pedágios. O que, segundo Fonseca, está sendo descumprido. Diumar Bueno, presidente da Confederação Nacional dos Transportadores Autônomos (CNTA), reforçou que a crescente insatisfação dos caminhoneiros autônomos pode resultar em uma nova crise. “É preciso uma definição, ações diretas para o problema do óleo diesel. Ou acabaremos de forma calamitosa. E já estamos muito próximos do que aconteceu no ano passado, daquela situação estagnante. “Já no ano passado, quando defendemos a tabela de frete, falávamos da regulação transparente, lógica, de um piso mínimo de frete. O atual governo reconhece que a indústria e o agronegócio estão pagando muito pelo frete, enquanto os caminhoneiros estão recebendo pouco. Isso é resultado da falta de regulamentação. A partir do estabelecimento do piso mínimo de frete, o caminhoneiro vai poder usufruir do livre mercado, podendo estabelecer sua margem de lucro”, afirmou. O secretário executivo do Ministério da Infraestrutura, Marcelo Sampaio, assegurou que o Governo Federal vem procurando dialogar com os representantes do setor a fim de elaborar políticas públicas que assegurem a sustentabilidade da atividade. Sampaio disse que a questão da tabela de frete está sendo “revista” com a “ampla participação das categorias”. O secretário executivo afirmou que o governo vem atuando para reduzir a burocracia e aperfeiçoar a regulamentação das várias atividades envolvidas no setor.

SEGURO VIDA INDIVIDUAL

Para você garantir a tranquilidade da família. Central de Atendimento Sicoob | Atendimento 24h | Capitais e regiões metropolitanas: 4000-1111 | Demais localidades: 0800 642 0000 | Ouvidoria Sicoob | Atendimento seg. a sex. de 8h às 20h 0800 725 0996 www.ouvidoriasicoob.com.br | Deficientes auditivos ou de fala | Atendimento seg. a sex. de 8h às 20h 0800 940 0458 Demais serviços de atendimento | www.sicoob.com.br


20

Publicidade

OC

www.jornalceleiro.com.br

16 de Maio de 2019

Profile for Jornal O Celeiro

1578  

Jornal "O Celeiro", Edição 1578 de 16 de maio de 2019.

1578  

Jornal "O Celeiro", Edição 1578 de 16 de maio de 2019.

Advertisement