Page 1

OCELEIRO

OCELEIRO

1

www.jornalceleiro.com.br

11 de Abril de 2019

Quinta-feira, 11 de Abril de 2019 - R$ 3,00

Desde 1992

Ano XXVII EDIÇÃO 1573 Campos Novos, SC

www.jornalceleiro.com.br

política

Administração tem dificuldade em controlar a folha de pagamento no município. Página 06 especial

Santa Catarina vive guerra fiscal nos bastidores. Página 09 POLÍTICA

MP recomenda exoneração de parentes e propõe TAC sobre uso indevido de verbas públicas. Página 10 Agronegócio

Sicredi realiza Assembleia em Campos Novos PÁGINA 07

Página 15


2

OC

Cotidiano

www.jornalceleiro.com.br

11 de Abril de 2019

COLUNA

Editorial Porque cumprimos as Leis?

Coluna Livre

C

A Economia ainda respira

umprimos as leis porque elas são importantes. Porque elas favorecem a ordem. Porque as leis protegem o cidadão. Cumprimos as leis porque temos medo das consequências! Cada um sabe suas motivações ao cumprir ou descumprir leis. Se não existissem leis que regessem o trânsito, não exigissem impostos, não proibissem o furto, o uso de drogas, a violência, como a humanidade se comportaria? Ou melhor, se elas existissem, mas não fossem acompanhadas das penalizações, será que a humanidade as respeitaria? Alguém se distraiu e deixou um moderno e caro celular de lado, minha esposa me irritou bastante, a minha conta de energia veio um absurdo! O que fazer? Pegar o celular da moça distraída. Espancar minha esposa. Fazer uma ligação clandestina (o famoso gato) de energia. São alternativas, já que não há punição para isso. Mas o que nossa consciência nos induziria a fazer? A reflexão sobre o assunto surgiu devido a um projeto de lei que tramita na Câmara de Vereadores para a criação de lei que multará cidadãos que jogarem lixo na rua. A punição é vista como meio de incentivo. Infelizmente, este tem sido um meio de induzir o acato a lei e promover um bem social e ao meio ambiente. Dizemos infeliz porque não deveria existir ‘pressão’ ou ‘ameaça’ para induzir as pessoas a fazer o que é correto e benéfico para o ser humano. Todas as esferas do mundo possuem uma lista infindável de leis que rege cada ação que pode ou não ser tomada. Vivemos norteados por leis, regras e regimentos internos na sociedade, na política, no local de trabalho. Para tudo tem uma ordem e uma consequência. Mas, pelo visto, nem todas eficazes. Porque basta ter uma brecha que damos ‘um jeitinho’ de fazer as coisas às escuras. Basta observar os escândalos de corrupção vivido no Brasil. As leis e, principalmente as punições previstas, não foram suficientes para impedir isso? Porque lei para impedir que os homens agridam mulheres, quando eles deveriam ter em sua essência o respeito por elas? Porque leis contra o crime e corrupção, quando todos deveriam ter em mente o amor ao próximo? O que falta para uma conscientização interna sobre a importância de agir com cidadania, respeito e afeto pelo próximo e pela natureza: Novas leis ou uma nova consciência regida pela empatia e pelo amor? É, tem alguma coisa errada com o ser humano.

Requerimentos de recuperação judicial caem significativamente no início de 2019.

É

verdade que ainda é cedo para dizer que a tempestade passou, mas o mercado está dando pequenos sinais de reação. Há muito os empresários brasileiros não experimentavam tempos tão difíceis na economia como nos últimos anos. O revés de uma crise econômica expôs de maneira contumaz as fragilidades dos negócios brasileiros e testou as habilidades de adaptação dos empreendedores. Como resultado dessa instabilidade, nos últimos anos foi registrado um aumento exponencial em requerimentos de recuperação judicial de empresas, onde, em 2016, por exemplo, o aumento quase alcançou a casa dos 270%, se comparado ao ano anterior. Efetivamente, este indicativo é um bom fiel da balança para avaliarmos a economia como um todo. Quanto mais requerimentos de recuperação judicial são protocolados, maior o número de empresas que pedem socorro ao judiciário para conseguir honrar seus compromissos. Em 2019, segundo o Indicador Serasa Experian de Falências e Recuperações, foram registrados, no mês de fevereiro, 73 requerimentos de recuperações judiciais, o que demonstra uma queda de 44,7% no comparativo com o apurado no mês correspondente de 2018. O acumulado dos dois primeiros meses do ano, apesar de positivo se comparado com os anos anteriores, ainda escancara um elevado número de requerimentos (168 no total), o que demonstra o quanto a atividade empresarial segue influenciada pelos efeitos da estagnação da economia, que apresenta uma recuperação muito abaixo das expectativas. Atualmente o número de pedidos é liderado pelas micro e pequenas empresas, que, invariavelmente, possuem lastro inferior às gigantes do mercado. Mas o fato é que nem todas as grandes empresas e conglomerados conseguem se reestruturar sem ajuda, como é o caso da companhia aérea Avianca, que recentemente ajuizou ação de recuperação judicial para evitar a perda de aeronaves e a consequente paralisação de suas operações no país. É sabido que a crise econômica que o país atravessou nos últimos anos deixou marcas profundas e que tanto a população quanto o empresariado brasileiro não saíram ilesos e devem, com planejamento financeiro e assistência adequada, tentar retomar o caminho da prosperidade e do desenvolvimento, seja pelas próprias pernas ou com o auxílio do judiciário.

Por: Pedro Augusto Neves da Fontoura Advogado. OAB/SC 31.170 Teske, Lara & Neves da Fontoura Advogados Associados

Por: Priscila Nascimento Jornalista

OCELEIRO www.jornalceleiro.com.br

Diretor: Wilhiam Rodolfo Peretti Diagramação/Arte: Wilhiam Rodolfo Peretti - RP: 0006221/SC Jornalista: Priscila Nascimento RP: 0002761/PA

Associado à Associação Catarinense de Jornais Periodicidade Verificada pela Abrajori Brasília (ACJ) Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL). Associação Empresarial, Rural e Cultural Camponovense(Acircan) Membro da Associação dos Jornais do Interior de Santa Catarina (Adjori)

Impressão: Gráfica Araucária/Lages-SC Tiragem: 1.500/Exemplares/Semana

Circulação: Abdon Batista, Brunópolis, Campos Novos, Celso Ramos, Ibiam, Monte Carlo, Vargem e Zortéa.

Fundado em 25 de Junho de 1992 COMUNICAÇÃO O CELEIRO EIRELI CNPJ: 12.188.377/0001-03 Rua. Cel. Farrapo, 743, Centro, Campos Novos - Cep: 89620.000 Redação: redacaooceleiro@gmail.com Comercial: oceleirocomercial@gmail.com Financeiro: oceleirofinanceiro@gmail.com Edição Digital/Issu: http://issuu.com/jornaloceleiro

As colunas e artigos assinados são de responsabilidade de seus autores e não expressam necessariamente a opinião do jornal.

Fechamento da edição: Às terças-feiras à tarde

Fone: (49) 3541-0597

04/2019


OCELEIRO

www.jornalceleiro.com.br

11 de Abril de 2019

Publicidade

3


4

Varidades

Horóscopo Semanal Áries

Fonte: http://www.portalangels.com/

20/03 a 20/04 Qualquer que seja a sua forma de atuar ela irá refletir-se fortemente no seu cotidiano. No plano profissional e material: Poderá encontrar o equilíbrio profissional que deseja há muito numa simples mudança de trabalho. Se não está satisfeito com o que faz, ouse e mude. Este é um período de consolidação e estabilidade material, não se preocupe.

Touro 21/04 a 20/05 Os seus dias serão sempre animados com um sorriso estampado no rosto, envoltos em ternura e carinho. No plano profissional e material: Deve tomar uma postura atenta e vigilante para não ser apanhado desprevenido. Sentirá uma forte capacidade para trazer a inovação às suas tarefas, tornando-as mais atraentes. Poderão ocorrer ganhos complementares ao seu salário.

Gêmeos

21/05 a 20/06

Um fim-de-semana no campo ou até mesmo numa praia mais deserta fará rejuvenescer a sua relação amorosa. No plano profissional e material: Viverá um período que se anuncia prometedor no campo profissional e financeiro. A sua capacidade de iniciativa e criatividade serão trunfos que deve jogar. Estão favorecidos os negócios e as transações comerciais.

Câncer

21/06 a 21/07

Se está de coração livre, um novo relacionamento poderá romper o deserto da sua vida sentimental. No plano afectivo: A família é a primeira prioridade. Poderá fazer projetos de interesse comum. O seu bem-estar passa pela organização do lar e pelo convivo que nele possa proporcionar. As reuniões de amigos trazem ao seu cotidiano alegria e harmonia.

Leão 21/07 a 22/08 Será com grande prazer que descobrirá que algumas das suas aplicações financeiras o ajudam a assegurar o seu futuro. No plano afetivo: A sua vida amorosa tomará uma nova dimensão. Coloque de lado todos os tabus e preconceitos que possa possuir. Viva o dia-a-dia de forma alegre e descontraída. Neste período todos os nativos estarão de uma forma geral protegidos.

Virgem

23/07 a 22/09

O seu maior objetivo nestes dias será o de assegurar a estabilidade dos seus familiares ou amigos mais carenciados. No plano afetivo: Poderão surgir alguns problemas com um familiar mais idoso, porém se sentirá um pouco agitado e sem energia para se dedicar à família. A predisposição para partilhar os seus problemas com o seu parceiro será nula. Faça um esforço.

Libra 23/09 a 22/10 No âmbito da sua atividade profissional poderá festejar uma nova associação ou sociedade. No plano profissional e material: Terá a oportunidade de retirar bom partido dos acontecimentos cotidianos e alargar o seu leque de conhecimentos. Os bons resultados serão obtidos em função de pequenas reuniões com a sua equipe de trabalho.

Escorpião 23/10 a 21/11 Serão a calma e o equilíbrio na sua vida a dois que lhe darão a força para viver os próximos dias. No plano profissional e material: Os seus pensamentos não estão de forma alguma orientados no sentido do trabalho. Deverá rodearse de todos os cuidados para não cometer erros que podem sair muito caros no futuro. O dinheiro será como água nas suas mãos.

OC

www.jornalceleiro.com.br

11 de Abril de 2019

Coluna de Moda Por: Ana Kantovick Contatos em redes sociais: Instagram: @anakantovick Facebook: Ana Kantovick Site: anakantovick.wordpress.com - (49) 998238633

Xadrez nela! Hello garotas, O outono já chegou, as temperaturas começaram a baixar e aí nós já começamos a pensar nos looks quentinhos né?! Então, para te ajudar nesse plano pro inverno, hoje vamos falar de uma das estampas que promete bombar nesta estação. Aliás, ela é uma queridinha da estação e sempre se reinventa e retorna no inverno, mas desta vez é diferente, ela vai estar em todos os lugares mesmo. A grande inovação é que desta vez o xadez virá super colorido, com fundos em amarelo vibrante, vermelho ou azul e com o quadriculado de todos os tamanhos. Uma coisa bem “As Patricinhas de Beverly Hills” mesmo. Porém, com um toque moderno e recortes novos pra atualizar. Como toda estampa power, o xadrez vai ser tornar um ponto de atenção no look, então, vale apostar em peças neutras na combinação. Ou, para as mais ousadas, um look total xadez, uma coisa bem “Alicia Silverstone” (personagem central do filme), vai ficar lindo. Como você pode combinar esta estampa? É muito mais simples do que parece. Imagine ela em uma saia lápis divina, combinada com botas e uma lã fininha branca. Ou ainda, um conjuntinho de shorts e blazer xadrez mega colorido e uma super bota. O máximo desta estampa é que ela combina com quase tudo que você tenha de “mais neutro”, como por exemplo, aquela jaqueta de couro, os blazers e camisas. Combina também com cores contrastantes, como o azul. Bônus: ela fica sensacional em calças flare. Para um look xadrez sofisticado, sem parecer que saiu das festas juninas, aposte em acessórios mais básicos

de tons mais neutros, como o preto e o cinza. Mas garota, aposte, sem medo! Confira algumas imagens para se inspirar...

Sagitário 22/11 a 21/12 Tome todas as precauções para não correr o risco de perca do seu posto de trabalho. No plano profissional e material: Tente não comandar tudo. Não imponha as suas ideias, permita que os outros se expressem livremente e faça posteriormente uma análise isenta sobre as suas propostas. Não derrube por terra o bom relacionamento de trabalho.

Capricórnio 22/12 a 20/01 Oportunidades surgidas do nada poderão afastá-lo de um futuro profissional enfadonho e isento de êxito. No plano afetivo: Deixe os acontecimentos fluírem de uma forma natural. Tente intervir o menos possível, será melhor para si e para os outros à sua volta. Esta semana os seus atos estão favorecidos pelo destino. Não tenha medo ou pudor de dizer o que sente.

Aquário 21/01 a 18/02

Para uma boa evolução da sua relação afetiva, deverá agir com inteligência. No plano afetivo: O seu poder de sedução está em alta. Planeje e surpreenda com um passeio romântico a pessoa que ama. Não esqueça nunca os seus amigos mais íntimos. No plano profissional e material: Terá uma semana próspera tanto em negociações como nos resultados.

Peixes 19/02 a 19/03 Há que prestar atenção aos comentários que sejam feitos e que possam denegrir a sua pessoa a nível pessoal e profissional. No plano afetivo: Esta é uma semana de altos e baixos no seu estado de humor. Deve tomar uma postura calma e esperar melhores dias. Se possui um relacionamento recente, deve rodear o seu parceiro de atenções e demonstrar os seus verdadeiros sentimentos.

SINDICATO DOS TRABALHADORES NAS INDÚSTRIAS E COOPERATIVAS DE CARNES E DERIVADOS DE CAMPOS NOVOS ESTADO DE SANTA CATARINA. EDITAL DE CONVOCAÇÃO Pelo presente, ficam convocados todos os associados do Sindicato acima nominado, que se encontrem pelo pleno gozo de seus direitos, observada a legislação e as normas estatutárias, para comparecem a Assembleia Geral Ordinária, a realizar-se na sede do sindicato, sito à Rua Coronel Pedro Carlos, 732, na cidade de Campos Novos/ SC, no dia 16 de abril de 2019, às 17horas e 30 minutos, em primeira convocação, com o “quórum” qualificado, ou às 18 horas, em segunda e última convocação, com qualquer número de presentes, para deliberarem sobre as seguintes ORDEM DO DIA : 1ª - Apresentação do Relatório de Atividades da Diretoria do SINDICATO DOS TRABALHADORES NAS INDÚSTRIAS E COOPERATIVAS DE CARNES E DERIVADOS DE CAMPOS NOVOS ESTADO DE SANTA CATARINA, relativo ao exercício de 2018, 2ª – Apresentação da prestação de contas do Sindicato, relativo ao exercício de 2018, contendo receita e despesa, com prévio parecer do Conselho Fiscal. 3ª Aprovação do relatório de atividades e da prestação de contas do Sindicato, relativo ao exercício de 2018. Campos Novos/SC, 08 de abril de 2019. DERLI PEREIRA DOS SANTOS – PRESIDENTE. - CPF: 038.024.119-60


OCELEIRO

www.jornalceleiro.com.br

11 de Abril de 2019

Variedades

5


OC 6 Administração tem dificuldade em controlar folha de pagamento do município www.jornalceleiro.com.br

Política

Gestão de Campos Novos chegou ao limite prudencial estabelecido pela LRF Gerir um município não é tarefa simples como muitos pensam, é preciso fazer muito com pouco, e se não houver uma equipe preparada para auxiliar na gestão e fazer cumprir as leis vigentes, as coisas ficam mais complicadas ainda. Em vigor desde o ano de 2000, a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) tem como finalidade impor limites e promover a transparência nas despesas da União, do estado e dos Municípios. A LRF estabelece que todos os gastos sejam apresentados ao Tribunal de Contas de cada esfera, que poderá decidir se as ações da administração serão tomadas ou não. Sobre os gastos com pessoal, a LRF prevê que sejam gastos 60% do valor da receita líquida corrente de arrecadação do município, sendo que o Poder Executivo não deverá ultrapassar 54% e o Poder Legislativo 6%. Caso o limite seja ultrapassado o Tribunal de Contas poderá emitir um sinal de alerta e determinar um tempo para que o município se adeque. Se houver o descumprimento a prefeitura poderá sofrer algumas sanções. Com a vigência da LRF, o Poder Executivo precisa planejar o controle de

11 de Abril de 2019

receitas e despesas para prevenir e corrigir problemas que comprometam as metas da gestão. Como a atual administração está se comportando nesse aspecto? De acordo com dados do Portal Cidadão, do Tribunal de Contas do Estado (TCE-SC), nos dois primeiros anos a Prefeitura tem ultrapassado os 54% previstos para pagamento de pessoal, mas ainda se encontra no limite prudencial permitido pela lei. O secretário de planejamento do município, Vilmar Antônio Ferrão, confirmou que há um histórico de folhas no limite prudencial, mas que estão buscando a adequação do pessoal, e os resultados não são imediatos. Na tentativa de cortar mais gastos, a Prefeitura encaminhou a Câmara de Vereadores no ano passado um Projeto de Lei que previa a extinção de 41 cargos e criaria mais 21, com a justificativa de que isso geraria uma economia para o município de quase R$ 600 mil. Porém, o projeto foi arquivado pelos vereadores, que, após análise contábil, constataram que o projeto não geraria a economia esperada. De acordo com os cálculos do Legislativo esse valor só seria economizado se todos os 40 cargos extintos estivessem ocupados na administração. No entanto, destes 41 cargos que seriam extintos, 20 deles não esta-

vam providos, ou seja, não estavam sendo ocupados por nenhum servidor, e por isso não haveria um gasto real para o município, apenas 21 deles estavam providos. A informação da Câmara dos Vereadores, inclusive, destacou que com o acréscimo de mais 20 cargos e a extinção de apenas ‘20’ a folha aumentaria em R$ 226.811,91. O Poder Executivo, por sua vez, mantém sua decisão e em breve encaminhará novamente outro Projeto de Lei com a proposta de extinção dos 41 cargos e criação de mais 20. Para o secretário de Planejamento, Vilmar Antônio Ferrão, houve uma falta de entendimento por parte dos vereadores quando decidiram arquivar o projeto. “Mandamos um Projeto de Lei para a Câmara para fazer a adequação de cargos, o que daria um folego a administração na folha, traria resultados, mas foi arquivado. Vamos encaminhar outro projeto, com a mesma ideia, é praticamente o mesmo. Eles não tiveram o real entendimento. Eles acham que a gente vai criar novos cargos, e na verdade, vamos adequar os cargos. Se eu tenho um cargo de diretor, eu posso mudar essa ocupação para coordenador, que é um cargo mais inferior. Estamos extinguindo um cargo, para poder contrata-lo. Se eu tenho um

vaga no quadro da prefeitura, como vou terceirizar? Como vou contratar uma MEI ou uma empresa que preste esse serviço se eu tenho no quadro, eu teria que fazer um processo seletivo ou concurso para preencher. Eu vou efetivar um médico na prefeitura que vai me dar um custo maior do que se eu o contratasse”, explicou. Além desse projeto, o secretário também reforçou que a realização de concurso e processo seletivo e a contratação de uma Organização Social também fazem parte dos procedimentos para a gerar uma economia maior na folha de pagamento do município. “Estamos realizando várias ações, ainda estamos chamando alguns servidores, vamos chamar de acordo com a necessidade. Temos a contratação da O.S. que são 300 funcionários a menos, tudo é redução do pessoal. O resultado será visto após dias, em maio já é possível fazer uma leitura dessas medidas para diminuir a folha. Não é um assunto fácil, e está interligado com a receita do município, se a receita cai, as despesas se mantêm, e o índice da folha aumenta. As demandas do município são grandes, tem pessoas que não tem como eliminar, na obra, na agricultura são secretarias que necessitam de pessoal”, refletiu.

InglêsfocoOXFORD em CONVERSAÇÃO Turma nova adultos

INICIANTES

decole com a

3544.2837 98417.5800

A AMA - Assoc. dos Pais e Amigos dos Autistas -Campos Novos - SC convidam a todos para participar do Bingão Azul dia 13 abril 2019 no Galpão Crioulo com início 19:30 min., com Prêmio de R$ 8.000,00 em dinheiro e Kit Cartela R$ 20,00 Participe. O Clube Anos Dourados convida a todos para o tradicional Jantar Italiano Dançante dia 04 maio 2019 , no Clube Anos Dourados , com ingressos a venda com os membros do clube.

em 2019.

vagas limitadas


OCELEIRO

www.jornalceleiro.com.br

Saúde

11 de Abril de 2019

7

Doenças Ginecológicas

SOP: O que você precisa saber sobre essa doença?

*Imagem: Divulgação

Como saber se tenho? Posso engravidar? Qual o tratamento? A Organização Mundial de Saúde (OMS) instituiu o dia 7 de abril como o Dia Mundial da Saúde, uma data escolhida para enfatizar e conscientizar as pessoas sobre a importância do tema e proporcionar a população mundial mais qualidade de vida. O jornal O Celeiro aplaude a causa e se compromete a levar a população semanalmente informações que contribuem e aumentam o conhecimento das pessoas sobre saúde. Desta vez preparamos uma série voltada para a saúde da mulher, destacando as doenças ginecológicas. Nesta primeira reportagem vamos falar um pouco sobre a SOP – Síndrome dos Ovários Policísticos, doença que afeta cerca de 10% das mulheres. Esclarecer dúvidas e ajudar o público feminino a manter uma boa rotina poderá auxilia-las a ter uma vida mais saudável. Para conhecer um pouco mais sobre a SOP nada melhor do que conversar com quem entende do assunto, por isso o jornal O Celeiro conversou com a médica ginecologista Natalia Gerhke Gomes para esclarecer e aumentar o conhecimento sobre a doença. O que as mulheres precisam saber sobre ela? Como saber se tenho? Quais são os riscos que apresenta? Posso engravidar? Qual o tratamento? Muitas dúvidas permeiam a mente das mulheres sobre essa doença que afeta somente a classe feminina.

Síndrome de Ovários Policísticos (SOP) A SOP é um distúrbio metabólico que provoca a alteração dos níveis hormonais levando a formação de microcistos nos ovários, afeta principalmente

mulheres mais jovens. A síndrome se caracteriza pela presença dos cistos, ciclo oligomenorreico e o hiperandrogismo. O que isso quer dizer? Ciclos oligomenorrreicos é quando a mulher tem uma menstruação irregular, aonde o intervalo entre a menstruação dura mais de 45 dias. Hiperandrogismo é a alta produção de hormônios masculinos (testosterona), que causa o aumento de pelo no buço, nos seios, abaixo do umbigo e em demais partes do corpo que não são comuns em mulheres de mesma idade, assim como também causam muita oleosidade e acnes inflamatórias. Sobre os cistos, eles seguem uma regra básica: devem estar em dez e não podem ter mais que um centímetro e o ovário não pode ter mais que dez centímetros. Como saber se eu tenha a SOP? Dra. Natália explica que a pessoa precisa, no mínimo, apresentar dois destes três sintomas. Mas apenas um médico poderá proferir o diagnóstico, após análise clínica ou laboratorial, através de exames de ultrassom para verificar a imagem e quantidade dos cistos. Se você costuma ter uma menstruação irregular, ou se incomoda com uma quantidade grande de pelos em

lugares incomuns, o melhor é agendar uma consulta com o ginecologista. Quais os riscos de ter a SOP? Bem, os microcistos provavelmente não irão evoluir para um câncer, então, não há motivo para temer, mas eles podem prejudicar o futuro obstétrico da paciente. O que não quer dizer que a mulher não poderá ter filho, mas ela terá uma dificuldade maior para engravidar, já que devido a SOP ela demorará mais tempo para ovular. “Quando eu tenho a SOP eu demoro para ovular, e com essa demora na ovulação os meus dias férteis são reduzidos. E o ovário não funciona tão bem quanto um ovário que não tem os policistos”, ressalta Natalia. Em vista dessa irregularidade, um dos tratamentos para a SOP é o uso de anticoncepcionais. “Como a mulher tem intervalos longos sem menstruar, a tendência é que o uso da pílula anticoncepcional regule as menstruações”, explica. Por ser uma doença provocada por uma disfunção metabólica, quem apresenta a SOP tem uma predisposição a desenvolver o aumento de triglicerídeos, colesterol e de ter diabetes. “O acumulo metabólico e a predisposição a outras doenças aumenta a chance de um infarto, trombose, derrame, que são doenças secundarias ao transtorno metabólico”, explica a médica. Além do uso de anticoncepcionais, Dr. Natalia, afirma ainda que os médicos poderão indicar o uso de medicamentos para prevenir a diabetes e demais doenças que podem atingir quem tem a síndrome. Mas a principal recomendação é a mudança no estilo de vida que promova mais saúde ao paciente. “As mulheres

precisam redobrar a atenção e cuidados, fazendo atividades físicas e tendo uma alimentação saudável. Quanto mais regrada for a rotina mais estável a função ovariana, mais estáveis os ciclos menstruais, e maior potencial o reprodutivo”, recomenda. O estilo de vida somado ao uso de medicamentos poderá minimizar as reações e expressões dos hormônios masculinos. Como engravidar se o tratamento prevê o uso de anticoncepcional? No caso de quem realmente quer engravidar, o uso de anticoncepcional deverá ser suspenso por indicação médica. Mas a rotina de atividades físicas e de boa alimentação devem ser uma prioridade para a mulher. “Quando a mulher quer engravidar a mulher precisa estar com o corpo organizado, estar no peso ideal, fazendo atividades físicas para ajudar a regularizar as ovulações”, diz. Em alguns casos, as mulheres que tem mais pressa para engravidar precisarão de ajuda para uma reprodução assistida. E se eu conseguir engravidar, quais os riscos para o meu bebe? Nenhum. A gravidez evoluirá normalmente sem riscos para a mãe e para o bebe. Portanto, mulheres não há o que se preocupar, mesmo que você apresente a síndrome, é só se cuidar e ter um acompanhamento médico que tudo vai ficar bem! Assim como a SOP, existem mais problemas que afetam apenas a classe feminina, o nosso próximo tema é endometriose, doença que causa uma dor insuportável na mulher. Existe alguma relação entre ela e a Síndrome dos Ovários Policísticos? Quais os riscos? Na próxima edição vamos entender um pouco mais sobre a doença. Ate semana que vem, meninas!


8

OC

Comunidade

Grupo ‘Goles de Afeto’ faz doação para o Hospital Dr. José Athanázio

www.jornalceleiro.com.br

11 de Abril de 2019

Lei poderá aplicar multa para quem jogar lixo na rua. Você concorda? *Imagem: Divulgação

*Informações e Fotos: Goles de Afeto

Poltronas e escadinhas sustentáveis foram levados para serem utilizadas pelos pacientes Movidos pelo afeto, pelo amor e carinho pelas pessoas, o ‘Grupo Goles de Afeto’, de Campos Novos, realizou a doação de 7 poltronas e 4 escadinhas de cama para o Hospital Dr. José Athanázio na tarde de segunda-feira (08). O projeto é empreendido por pessoas voluntárias que acreditam que a energia do amor move ações, em busca de uma comunidade melhor. O trabalho desenvolve-se de forma independente, aonde os participantes arcam praticamente com todos os custos, e também recebendo pequenas doações, além de serem reutilizados materiais que seriam descartados como garrafas, filtros de café, sobras de tecido e linhas, vários outros materiais sem destino certo, contribuindo para a conservação do meio ambiente e a sustentabilidade. O trabalho realizado tem chamado a atenção e despertou a curiosidade da

comunidade, e muitas pessoas se interessam e pedem os mimos em seus eventos. No início o objetivo do grupo era somente fazer para a comunidade, sem nenhum retorno financeiro. Em três anos de trabalho, os participantes juntaram algum dinheiro, e por decisão do grupo, o recurso foi investido em algo que consideravam importante para a comunidade. A garrafa símbolo do projeto, é feita com linhas de ternura, laços de amor e flores de afeto. É uma forma de vivenciar o afeto sem interesse, através da arte, do desapego e do doar-se. Através de pequenos gestos o grupo toma a iniciativa em dar exemplo para que as pessoas demonstrem em seu dia a dia ações de solidariedade e afeto para com todos, seja na família, no trabalho, com o intuito de promover o bem -estar. O grupo vê no afeto um modo de levar um pouco de felicidade as pessoas, movendo o mundo e transformando a realidade de todos que sentem esse carinho. O desejo dos participantes é multiplicar as ações de afeto na vida das pessoas.

Projeto tramita na Câmara de Vereadores e tem como objetivo contribuir com o meio ambiente Manter a cidade limpa é uma responsabilidade de todos, tanto do Poder Público quanto de cada cidadão. Mas, infelizmente, nem todos encaram com responsabilidade este dever de cuidar da cidade, e apesar das advertências e incentivo quanto a importância de jogar lixo no lixo, alguns fazem das ruas um corredor de lixo. Para tentar acabar com essa situação está tramitando no Legislativo o Projeto de Lei n° 7/2019, de autoria do vereador Gilson Lopes, que dispõe sobre a aplicação de multa ao cidadão que for flagrado jogando lixo nos logradouros públicos fora dos equipamentos destinados para este fim. O projeto prevê que os cidadãos que forem flagrados jogando lixo em locais inapropriados deverão pagar uma multa de R$ 100,00. O agente responsável pela autuação será designado pelo Execu-

tivo Municipal e se necessário pedirá auxílio de força policial. A arrecadação das multas será destinada à Secretaria Municipal de Educação que repassará ao Departamento de Esporte. A justificativa que o vereador Gilson apresentou no projeto é evitar a prática dos cidadãos de jogar lixo na rua, e desta forma evitar o entupimento de esgotos pluviais e contribuir para a preservação do meio ambiente. A aprovação e cumprimento da lei na forma de multa poderá inibir as pessoas de descartarem lixo de maneira indiscriminada. As pessoas precisam estar a par do projeto para que entendam a importância e se posicionem para dar apoio a iniciativo do autor. Será um projeto promissor e minimizará o acumulo de lixo na cidade? É algo a pensar. Existem cidades em vários países, como Estados Unidos, Irlanda e África do Sul, que possuem este tipo de lei para penalizar os cidadãos mal-educados. E vco~e concorda que Campos Novos tenha este tipo de lei e penalizações?

O SICOOB CAMPOS NOVOS TEVE 8 GANHADORES NO SICOOBCAP 2018. O PRÓXIMO PODE SER VOCÊ!

Promoção Comercial vinculada a Títulos de Capitalização da Modalidade Incentivo emitidos por Sul América Capitalização S.A.-SULACAP, inscrita no CNPJ sob o nº 03.558.096/0001-04 e Processo SUSEP nº 15414.900320/2015-61. Prêmios no valor total de R$ 4.000.000,00, bruto de Imposto de Renda (25%), conforme legislação vigente. Verifique junto a Cooperativa associada os prêmios por ela distribuídos. A aprovação do Título pela SUSEP não implica, por parte da Autarquia, em incentivo ou recomendação a sua aquisição, representando, exclusivamente, sua adequação às normas em vigor. Leia o regulamento completo no site www.sicoobcap.com.br. Imagens meramente ilustrativas.


OCELEIRO

www.jornalceleiro.com.br

Especial

11 de Abril de 2019

9

Santa Catarina vive guerra fiscal nos bastidores é melhor para o setor produtivo e para o Estado”, enfatizou.

A principal arma para conquistar mais investimentos é o incentivo fiscal Santa Catarina está há vários anos em guerra contra outros estados da federação e, mais recentemente, contra países como o Paraguai. É um conflito que ocorre dentro dos gabinetes, sem o conhecimento da maioria da população, no qual o objetivo final é a conquista de investimentos. Trata-se da chamada Guerra Fiscal. E a principal arma atende pelo nome de benefício ou incentivo fiscal. Numa explicação simples, o benefício fiscal pode ser entendido como a concessão, por parte do governo estadual, para que um determinado produto ou setor da economia tenha condição especial no recolhimento de um tributo. Na prática, o contribuinte beneficiado, seja ele da indústria, comércio ou serviços, paga menos imposto. No caso dos estados, o principal é o Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS). Só em Santa Catarina, ele responde por 80% da arrecadação própria dos cofres públicos. Em geral, o benefício fiscal é concedido na forma da redução da alíquota do ICMS a ser pago, como crédito presumido ou mesmo com a isenção total no imposto. Ao arcar com uma carga tributária menor, essa redução pode ser repassada para o consumidor final (com produtos mais baratos) ou mantida para aumentar (ou manter) a margem de lucro. O objetivo dessa condição especial é auxiliar setores produtivos em dificuldade. Mas os benefícios fiscais se tornaram importantes mesmo em períodos de expansão da economia, como uma estratégia para trazer investimentos para o estado ou mesmos mantê-los por aqui. "O benefício fiscal é uma arma indispensável", afirma o auditor fiscal da Secretaria de Estado da Fazenda de Santa Catarina José Antônio Farenzena. "Se Santa Catarina não tiver mecanismos de defesa, perde suas indústrias para outros estados e até mesmo para outros países”, prossegue. Ele segue afirmando que os benefícios concedidos por Santa Catarina para importação foram importantes na atração de investimentos para as regiões portuárias do estado. Conforme a Federação das Indústrias do Estado de Santa Catarina

Contrapontos

(Fiesc), a política de benefícios propiciou um aumento de mais de 370% nas importações catarinenses, que saltaram de 3,4 bilhões de dólares em 2006 para 16 bilhões de dólares em 2014. Ao conceder um benefício fiscal, o estado espera manter ou ampliar investimentos em seu território. Mas é possível afirmar se realmente os incentivos resultam em benefícios para toda a sociedade? Farenzena, afirma que os ganhos são, muitas vezes, indiretos. "Quando uma indústria vem para Santa Catarina, ela vai construir uma planta, vai movimentar a loja de materiais de construção, vai contratar. Isso gera para o cidadão comum renda, emprego. Mesmo se não houver ganho tributário, o cidadão vai ter emprego. Quando a pessoa tem emprego, tem renda. Ela consome. Esse consumo se traduz em maior arrecadação de ICMS", afirma. A Fiesc fez uma comparação entre o montante de benefícios concedidos e a arrecadação de ICMS por Santa Catarina. Em 2011, por exemplo, o estado abriu mão de R$ 4,3 bilhões de receita e obteve uma arrecadação de R$ 15,1 bi. Em 2017, foram R$ 5,6 bilhões de renúncia para uma receita final de ICMS de R$ 25,1 bilhões. Para a entidade, numa conta simples: enquanto as receitas cresceram 66% de 2011 para 2017, o volume de incentivos aumentou apenas 31%, menos da metade. A Fiesc também destaca que o volume de incentivos caiu percentualmente com relação à receita de ICMS: em 2011, eles representavam 28%; em 2017, equivaliam a 22%. "Nesse contexto, também salta aos olhos da opinião pública catarinense que o que aumenta mesmo, ano a ano, são as despesas com a folha de pagamento dos servidores públicos do Estado", ressalta a Federação. Os benefícios fiscais têm merecido atenção especial da Assembleia Le-

gislativa de Santa Catarina desde janeiro deste ano. Em dezembro de 2018, o Poder Executivo editou decretos que retiravam incentivos para produtos da cesta básica, da construção civil e de outros segmentos da economia estadual. No ano passado, a Alesc aprovou uma emenda ao projeto da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) para 2019 que, pela primeira vez, estabeleceu condições para os benefícios. Primeiramente, toda e qualquer concessão deveria ser oficializada apenas após a autorização dos deputados estaduais. Em segundo, estipulou que o estado deveria reduzir até 2022 a renúncia fiscal com os benefícios para, no máximo, 16% da arrecadação. O governador Carlos Moisés da Silva, assim que tomou posse, em janeiro, anunciou a revisão dos benefícios como estratégia para enfrentar o déficit nas contas estaduais, projetado em R$ 2,5 bilhões para 2019. “Vamos fazer uma análise criteriosa dessas isenções. Vamos verificar se o objetivo da isenção foi alcançado. Nosso objetivo não é quebrar nenhum segmento, até porque o governo depende de todos para arrecadar”, afirmou Moisés, no dia 2 de janeiro. No dia 25 de março, quando veio à Alesc para entregar a proposta da reforma administrativa aos deputados, o governador reforçou o compromisso com a revisão dos benefícios. “É um processo que caminha bem. Temos recebido vários setores da economia e ouvido as demandas para podemos revisar e garantir o que

Embora a concessão dos incentivos fiscais tenha resultados positivos, há questionamentos a essa estratégia. O Professor do Centro de Ciências da Administração e Socioeconômicas da Universidade do Estado de Santa Catarina (Esag/Udesc), Arlindo Rocha, reconhece aspectos positivos nessa estratégia, mas acredita que, ao final, os resultados permanentes para o poder público e para o setor produtivo não são bons. “O incentivo fiscal, ao meu ver, é nocivo às economias dos estados e do Brasil. No curto prazo, os efeitos são positivos, pois há aumento nos investimentos e na oferta de emprego. Mas a partir do médio e longo prazo, reduzem a arrecadação”, afirma Rocha. Outro problema, na avaliação do professor, é a dependência causada pelos incentivos. Para ele, o mais adequado seria atacar os vários pontos que comprometem a competitividade da indústria, com a realização de uma reforma tributária e a redução da burocracia por parte de governos que “gastam mal e gastam muito”. “Por outro lado, nossa carga tributária é extremamente alta. O melhor para resolver o problema da competitividade é reduzir essa tremenda carga em cima do setor produtivo, deixar que as empresas entrem em competição real, inclusive com o exterior”, declarou. Para Rocha, os benefícios deveriam ser concedidos apenas em situações pontuais, como dificuldades setoriais ou crises econômicas. “É possível usar os incentivos principalmente em setores intensivos no uso de mão de obra. Mas há um problema: eles têm que ser curtos, sob o risco de criar dependência. O setor se acomoda, não consegue mais se livrar dos incentivos e perde competitividade.” O economista também questiona o impacto dos incentivos à população. Para ele, a redução do imposto não chega necessariamente ao consumidor final e serve para manter ou aumentar as margens de lucros das empresas.


10

Política

OC

www.jornalceleiro.com.br

11 de Abril de 2019

MP recomenda exoneração de parentes e propõe TAC sobre uso indevido de verbas públicas Prefeitura terá 10 dias para se posicionar sobre possíveis casos de nepotismo e autopromoção Duas recomendações do Ministério Público movimentaram o jurídico da Administração Municipal de Campos Novos. A promotora Raquel Bettina Blank, titular da 3° Promotoria da Comarca de campos Novos recomendou ao prefeito Alexandre Zancanaro a exoneração de duas servidoras da prefeitura, Ariane Brunetto, que atua como Assessora Especial de Gabinete, e Solange Aparecida Souza Andrade, Superintendente de Ensino Infantil, com a justificativa de que ambas são parentes da esposa do prefeito, Maria da Graça Zancanaro, o que as torna parentes de terceiro grau do prefeito. Outra recomendação da promotora é que o prefeito e o vice-prefeito, Gilmar Marco Pereira, devolvam o dinheiro público usado para a autopromoção que constam em materiais impresso e em vídeo institucional. A devolução e pagamento de multa foi proposta por meio da assinatura de um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC). A primeira situação envolvendo a contratação de parentes fere a Sumula vinculante n° 13 do Supremo Tribunal Federal que estabelece a nomeação de cônjuge, companheiro ou parente em linha reta, colateral ou por afinidade, até o terceiro grau, inclusive, da autoridade nomeante ou de servidor da mesma pessoa jurídica investido em cargo de direção, chefia ou assessoramento, para o exercício de cargo em comissão ou de confiança ou, ainda, de função gratificada na administração pública direta e indireta em qualquer dos poderes da União, dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios. A Lei n. 8.429/92 diz que a prática do nepotismo no serviço público (nomeação de parentes para ocupar cargos) importa em ofensa direta aos princípios da isonomia, da impessoalidade e da moralidade. No que se refere as questões sobre o uso de recursos públicos para promoção pessoal, a promotora recomendou a devolução de R$ 11 mil, além de multa de R$ 5,5 mil para o prefeito e o vice-prefeito, a ser destinada ao Fundo Estadual de Reconstituição de Bens Lesados – FRBL. Após a recomendação da promotora cabe ao prefeito decidir se irá assinar o TAC que prevê que os responsáveis se comprometam a ressarcir os valores despendidos referentes às publicidades que ocasionaram a promoção pessoal indevida aos cofres públicos municipais, nos seguintes termos: R$ 8.820,97 (oito mil e oitocentos e vinte reais e noventa e sete centavos), devidamente atualizado, referentes ao informativo intitulado como “110 Dias de Governo Campos Novos, e ) R$ 2.182,85 (dois mil e cento e oitenta e dois reais e oitenta e cinco centavos), devidamente atualizado, referentes a um dos VT’s dos 136 anos de Campos Novos que em consta a promoção pessoal dos agentes públicos. O caso sobre a suspeita de nepotismo se iniciou em fevereiro de 2017 através de um oficio enviado por alguns vereadores ao MP no qual listaram algumas contratações feitas pelo prefeito no início de sua gestão para verificação de irregularidades. Nestes dois anos que se passaram o MP entendeu

que estes dois casos específicos deveriam ser exonerados e, portanto, emitiu a recomendação. Quanto ao material informativo sobre as ações nos 110 dias da gestão Zancanaro, também chegou ao MP através de denúncia por parte de alguns vereadores que questionaram o motivo da foto do prefeito estar na contracapa do material, entendendo que desta forma o prefeito estaria se autopromovendo por meio do informativo. O Procurador Geral do Município, Luiz Paulo Ramos, conversou com a imprensa na segunda-feira (08) e negou que as contratações sejam irregulares, haja vista que ambas as servidoras são competentes e estão aptas para a assumir suas funções. O procurador destaca que as recomendações não se configuram como ações contra o município. No que diz respeito a imagem do prefeito ter sido usada na contracapa, o procurador também afirmou não haver irregularidade no material apresentado. Na tentativa de um acordo o procurador propôs o pagamento de apenas parte do valor estabelecido pela Promotoria.

Promotora se pronuncia sobre declaração da Procuradoria Municipal A Promotora Raquel Betina Blank, titular da 3ª Promotoria de Justiça da Comarca de Campos Novos, se manifestou na tarde desta terça-feira (9), acerca do pronunciamento do Procurador Geral do Município, Luiz Paulo Ramos, sobre as recomendações ao Prefeito de Campos Novos, Silvio Alexandre Zancanaro, a respeito da suspeita de nepotismo e de uso indevido de verbas públicas. O que chamou a atenção da promotora foi a postura do Procurador Geral do Município que se posicionou de forma a defender apenas os direitos do Prefeitura e não da população. “O procurador argumentou que das 16 páginas o prefeito só aparecia na contracapa, e por isso pleiteou a redução do valor, mas mantive a decisão, pois entendi que não seria razoável a alteração do valor fixado no TAC. “A atribuição do Procurador do Município é cuidar do patrimônio do município, dos cofres públicos. Ele está preocupado com as contas do município ou com o bolso do prefeito e do vice -prefeito?”, ponderou a promotora. Apesar do Poder Executivo não ter sofrido uma ação judicial, a promotora considera importante o cumprimento da recomendação, pois a mesma tem o intuito de promover o cumprimento da lei. Caso a Administração Municipal não adote o que foi recomendado, a atitude pode ser um indicativo de dolo, pois o prefeito tomou ciência da situação e não agiu, e a partir disso será possível entrar com uma ação de improbidade administrativa. “Se expedimos uma recomendação e o executivo não acata nos permite o entendimento de que o prefeito não tem interesse em acatar e o caminho é a ação judicial”, declarou. A Prefeitura de Campos Novos terá até o dia 23 para decidir se irá acatar as recomendações da Promotoria. Se decidirem que não irão acatar o proposto, a promotora afirmou que irá abrir ação judicial contra o Executivo.


OCELEIRO

www.jornalceleiro.com.br

11 de Abril de 2019

Publicidade

11


12

Notícias

OC

www.jornalceleiro.com.br

11 de Abril de 2019

RCN - 517 | Edição de Abril 2019 | Semana II | www.rcnonline.com.br

SC

A notícia que você lê aqui, mais de 800 mil pessoas também leem em toda Santa Catarina

EM FESTA

Aurora completa 50 anos de história Mais de 65 mil famílias de produtores rurais integram a cadeia de produção da cooperativa que atua hoje em 300 municípios

No dia 15 de abril, a Cooperativa Central Aurora Alimentos completa 50 anos de história. Para comemorar a data, a cooperativa promove uma extensa programação com atividades voltadas aos funcionários e à comunidade, como inaugurações de novas estruturas e apresentações culturais. O calendário prevê ações para o ano todo. “É um sentimento de responsabilidade muito grande pelo que nossos antecessores construíram”, disse o vice-presidente da empresa, Neivor Canton. “Temos o privilégio de estarmos aqui nesse momento da Aurora e, ao mesmo tempo, compartilhar esse momento com a sociedade”, afirma. E não faltam motivos para comemorar. Em 2018, a receita bruta da cooperativa foi de R$ 9,1 bilhões, aumento de 2,5% em relação ao ano anterior. Além disso, a empresa registrou crescimento de 7,7% no abate de suínos e de 3,5% na produção de leite.

MURICI BALBINOT

Lanznaster: Para além de resultado, Aurora cumpre papel social Para o presidente da empresa, Mário Lanznaster, as perspectivas para 2019 são "estimulantes". Segundo ele, a orientação é seguir investindo para permanecer entre as melhores companhias de alimentos do mundo. Além disso, a natureza cooperativista faz a Aurora cumprir importante papel social, diz Lanznaster. A cooperativa está presente

em 300 municípios de quatro estados - Mato Grosso do Sul, Paraná, Rio Grande do Sul e Santa Catarina. Além de empregar 28.149 funcionários, a economia da empresa integra a produção de 65.531 famílias de agricultores. Essa capilaridade resulta em produção de larga escala. A empresa tem capacidade de abater

20 mil suínos e 1 milhão de aves por dia, além da produção de 1,5 milhão de litros de leite. Para abastecer a cadeia, produziu 1,6 milhão de toneladas de ração ao longo de 2018. Para Canton, a celebração é, em grande parte, dos produtores. “Isso serve como energia para o cooperativismo para que dê atenção especial aos municípios que criaram o sistema. [A cooperativa] permite às pessoas espaço, oportunidade, para não serem marginalizadas no mercado global que dificulta muitas vezes a sobrevivência da atividade de pequenos produtores”, afirma. Essa inclusão é essencial para estimular o desenvolvimento regional. “O que nos dá uma realização especial é sabermos que o produto do pequeno produtor chega nas mais longínquas regiões. Ele coloca comida na mesa do japonês, do norte-americano, do europeu, do chinês, dos mercados de consumo mais exigentes do planeta”, diz Canton.

AURORA EM NÚMEROS

industriais da empresa a ser incorporada. O resultado foi o desenvolvimento da bacia leiteira do Oeste, que hoje representa mais de 75% do leite produzido no Estado. De 2006 a 2016, Santa Catarina aumentou a produção em 82% e tornou-se o quarto estado do país em volume de produção: são mais de 3 bilhões de litros por ano.

O crescimento ajudou o país a alcançar a autossuficiência na produção e começar a mirar o mercado externo. “Nós conseguimos colocar milhares de pequenos produtores embaixo do guarda-chuva das cooperativas. Temos assegurado a eles o mesmo acesso que grandes produtores de outras regiões do país têm para os mercados externos”, disse Canton.

20 mil suínos/dia

1 milhão

de aves/dia e produção

1,5 milhão de litros de leite/ dia

65.531

famílias de produtores rurais envolvidas

300

municípios

28.149

empregos diretos LUIZ PRADO/SEBRAE

Aposta na indústria do leite ajudou o setor a se destacar Há aproximadamente 15 anos, a Aurora assumiu o compromisso de entrar no mercado de leite na região. A atividade havia sido deixada de lado por algumas cooperativas a fim de priorizar o beneficiamento de carnes. Segundo Canton, a entrada no mercado foi uma exigência dos próprios produtores. Assim, o processamento de leite foi a última das três principais atividades

Capacidade de abate de

Canton: Cooperativa impede produtor de ser marginalizado

QUEIMADAS PERTO DA REDE ELÉTRICA. É AÍ QUE MORA O PERIGO.

O fogo e o excesso de calor danificam as estruturas elétricas. Quem faz isso coloca em risco a própria vida e a de outras pessoas.

Veja nossas dicas de segurança em facebook.com/CelescInforma


OCELEIRO

www.jornalceleiro.com.br

11 de Abril de 2019

Publicidade

13


14

OC

Abdon Batista

Dia Mundial de conscientização do autismo é marcado por ações *Foto e Informações: Comunicação/PMAB

A Administração Municipal de Abdon Batista através da Secretaria de Saúde, Núcleo de Apoio a Saúde da Família (NASF) e Estratégia da Saúde da Família (ESF) , realizou na quarta-feira dia 03 de abril na Praça Central, Ação alusiva ao Dia Mundial de Conscientização do Autismo. A iniciativa teve o objetivo mobilizar e sensibilizar a sociedade para a importância da data, assim como conscientizar a população sobre os direitos das pessoas com autismo. Ainda no dia 02 de abril, data em que é celebrado o Dia Mundial a Conscientização do Autismo, a APAE de Ab-

don Batista promoveu uma caminhada pela conscientização e pedágio com distribuição de folders no centro do município. O autismo é um transtorno global do desenvolvimento, é um problema que costuma ser identificado na infância, entre 1 ano e meio e 3 anos, embora alguns sinais ja venham a aparecer nos primeiros anos de vida. O distúrbio afeta a comunicação e a capacidade de aprendizado e adaptação da criança. Os autistas apresentam o desenvolvimento físico normal porem uma grande dificuldade para firmar relação sociais ou afetivas e mostram viver em um mundo isolado, comportamentos repetidos e restritivos.

www.jornalceleiro.com.br

11 de Abril de 2019

Abdon Batista: cidade com 100% de esgoto tratado Foi inaugurada na manhã de sábado dia 06 de abril uma obra de Saneamento Básico no município de Abdon Batista, em Santa Catarina. Ao todo foram investidos R$ 3 milhões e 359 mil reais, financiados pela Fundação Nacional de Saúde (FUNASA), alcançando 100% das residências com rede de esgoto sanitário. O presidente nacional da Funasa, Ronaldo Nogueira classificou como uma importante obra que será modelo aos demais municípios . "O que o ocorre aqui é um Case para as demais cidades do Brasil. A Funasa tem 62 obras em execução com investimentos na ordem de 189 milhões, em Santa Catarina", ressalta Ronaldo Nogueira. “É um investimento que não aparece, mas faz diferença na qualidade de vida das pessoas. É mais saúde, sem dúvida”, enfatiza o prefeito Lucimar Salmoria. Com o processo concluído, Abdon Batista terá praticamente 100% do perímetro urbano coberto pelo saneamento básico e já figurara entre os municípios com maior cobertura de rede de tratamento esgoto de Santa Catarina. A solenidade contou com a presença de autoridades de ambito estadual e nacional como o prefeito de Abdon Batista Lucimar Antônio Salmória, o Vice-prefei-

to, Altair Busnello, do Presidente da Funasa, Ronaldo Nogueira, o Superintendente da Funasa em Santa Catarina, Adenor Piovesan, além do Deputado Estadual, Romildo Titon, prefeitos da região, vereadores, secretários e diretores municipais.

Inicio das ligações à rede de esgoto O dia 04 de abril de 2019 certamente ficará marcado na história do município de Abdon Batista, pois na última quinta-feira, teve inicio a ligação predial à rede de tratamento esgoto do município. Inicialmente, as ligações foram feitas no Centro Municipal de Ensino e Pré Escola Tia Hilda, em seguida nos demais órgãos públicos e na sequência nas residências e comércio. "O dia de 04 de abril ficará para a história do nosso município,pois com o processo concluído, Abdon Batista sairá do zero e terá praticamente 100% do perímetro urbano coberto pelo saneamento básico, figurando entre os municípios com maior cobertura de esgoto de Santa Catarina", enfatiza o prefeito Lucimar Salmoria. Para fazer a ligação à rede de tratamento de esgoto, os moradores deverão requer a ligação na rede junto ao DMAE e de acordo com o cronograma, o trabalho será efetuado pelos técnicos.


OCELEIRO

www.jornalceleiro.com.br

15

Agronegócio

11 de Abril de 2019

Sicredi realiza Assembleia em Campos Novos *Fotosa e Informações: Comunicação/Sicredi

Associados participaram da assembleia, deram sua opinião e votaram os assuntos da ordem do dia. A Cooperativa Sicredi Altos da Serra RS/SC realizou no dia 04/04 a assembleia de núcleos da agência Sicredi Campos Novos. Com a participação de mais de 250 pessoas, foi um momento de conhecer os resultados da Cooperativa no exercício de 2018, suas destinações e tomar conhecimento de diversos assuntos sobre a gestão e desempenho da Cooperativa. Para o Presidente do Conselho de Administração, Mario Maurina, foi um

momento de agradecimento. “A Assembleia é um dos diferenciais do cooperativismo. Esse é um momento muito aguardado, em que o associado pode exercer o seu papel, colaborando com a sua visão para a destinação dos resultados, entre outras decisões fundamentais para a gestão. Este ano, agradecemos a participação dos associados de Campos Novos, focados na busca do crescimento sustentável e desenvolvimento local”, conclui Maurina. A assembleia também foi momento de comemorar os 30 anos da Sicredi Altos da Serra. Através de um vídeo documentários, os associados conheceram melhor a história da cooperativa, seu cres-

cimento e desenvolvimento, na oportunidade também foram homenageados associados que participaram dos conselhos de

administração e fiscal da cooperativa ao longo desses 30 anos.

Sobre o Sicredi O Sicredi é uma instituição financeira cooperativa comprometida com o crescimento dos seus associados e com o desenvolvimento das regiões onde atua. O modelo de gestão do Sicredi valoriza a participação dos mais de 4 milhões de associados, os quais exercem papel de donos do negócio. Com presença nacional, o Sicredi está em 22 estados* e no Distrito Federal, com mais

de 1.600 agências, e oferece mais de 300 produtos e serviços financeiros (www.sicredi.com.br) *Acre, Alagoas, Bahia, Ceará, Goiás, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Pará, Paraíba, Paraná, Pernambuco, Piauí, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Rondônia, Santa Catarina, São Paulo, Sergipe e Tocantins.

AproseSC realiza Assembleia Geral Ordinária e têm novo presidente A Associação de Produtores de Sementes e Mudas do Estado de Santa Catarina – AproseSC, realizou no dia 05 de abril, em Abelardo Luz, a Assembleia Geral Ordinária – AGO de 2019 para apresentação do balanço geral, ações desenvolvidas e passagem de cargo. A primeira mulher presidente da AproseSC, Eng. Agrônomo Larissa Bones passou o cargo ao Eng. Agrônomo Daniel Gustavo Junges. Daniel assume a associação no período 2019/20. Na oportunidade, Larissa destacou o trabalho desenvolvido durante

a gestão 2018/19, como por exemplo, as campanhas de valorização das sementes certificadas, com a campanha do selo Vigor +.

Fórum Soja Brasil A AGO da AproseSC aconteceu após o Fórum Soja Brasil da safra 2018/2019. O Fórum reuniu painelistas renomados, discutiu a importância de se investir em sementes de qualidade e também sobre a competitividade da soja diante da atual política tributária. *Informações: Comunicação/Copercampos


16

Publicidade

OC

www.jornalceleiro.com.br

11 de Abril de 2019

Profile for Jornal O Celeiro

1573  

Jornal "O Celeiro", Edição 1573 de 11 de Abril de 2018.

1573  

Jornal "O Celeiro", Edição 1573 de 11 de Abril de 2018.

Advertisement