Issuu on Google+

pub

Chegou o cartão 100% maiato que lhe vai dar descontos!

saiba mais na página 2

21MAR a 3 ABR

2014 Ano XV | Nº 341 Bi-Mensal | Sai às Sextas Director: Artur Bacelar

apenas 0,70 € IVA incluído

PUB

www.maiahoje.pt

maiahoje jornal regional de grande informação

HORÁRIO DE VERÃO: DOMINGO, 30 DE MARÇO, MUDA A HORA. À 1 HORA ADIANTA O RELÓGIO \\

p. 11

entrevista Olga Freire, Presidente da Junta Cidade da Maia

«O Zoo é da Cidade da Maia»

p. 4 e 5

Envolto em alguma polémica, o Zoo da Maia é gerido actualmente pela Junta de Freguesia. A Assembleia deliberou uma Comissão de Inquérito que ainda não se pronunciou. Apesar de «boa situação financeira», a presidente queixa-se de “buraco” de mais de 150.000 euros “herdado” na Maia.

\\

We feel - Ginástica a crobática “encheu” a Maia

\\ ambiente

\\ justiça

\\ cultura

Câmara da Maia implementa projeto digital e ecológico que visa reduzir em cerca de 85% o número de impressões em p. 16 papel

Regina Serra, reeleita, tomou posse como presidente da Delegação da Maia da Ordem dos Advogados

Nelson Ferraz apresenta o seu novo livro “Estou-te nas tintas”, amanhã, no Auditório da Junta Freguesia Cidade da Maia.

p. 7

p. 3

pub

\\ turismo

Município da Maia esteve presente na Feira Internacional p. 8 de Turismo


02 Cartão MH

sexta-feira 21 de Março de 2014

maiahoje

Chegou o cartão que lhe trás descontos e ainda inúmeras vantagens! Seja assinante, adira já! 22 406 21 26

LOJAS E SERVIÇOS ADERENTES EM 2014/03/18 CATEGORIA......ADERENTE.........................MORADA .........................................................TELEFONE.VANTAGEM ARTES GRÁFICAS .........PUBLIREFERÊNCIA ....................................Rua Pedro Julião, 114 r/c..........................................................................224 062 126 ......15% em cartões de visita ............... ................................................................................................................................................................................................................................................................ 10% em todos os serviços gráficos ACT. LÚDICAS................ESPAÇO 2 ....................................................Av. António Santos Leite 452(junto McDonalds/Cepsa) ..............916 304 716 ......oferta inscrição e 10% desconto mensalidade ARTES ..............................TEXTURAS – Artes Decorativas............Travessa Dr.Augusto Martins,12-16 Maia...........................................919 417 006 ......20% desconto nos workshops, ao trazer um amigo AUTOMÓVEIS ................IMPORFASE – Escapes.............................Rua do Outeiro, 15 - Z.Ind.Maia I Sector II Gemunde.....................229 410 780 ......36% desconto em todos os serviços AUTOMÓVEIS ................GOMES CAR WASH...................................Centro Comercial Plaza Piso -3 Maia....................................................912 216 882 ......30% em lavagem auto e 10% outros serviços AUTOMÓVEIS ................AUTO PNEUS MAIA ..................................Rua Dr.Joaquim Nogueira Santos, 836 Nogueira Maia .................229 608 317 ......10% desconto serviços mecânica e eletricista BEBIDAS ..........................GARRAFEIRA DO JOFRE..........................Praceta Artur Marques, 92 Maia ............................................................229 481 540 ......5% desconto em bebidas e 10% em acessórios CABELEIREIRO...............CHIPAMBO ..................................................Rua António Oliveira Braga nº105 Maia .............................................912 283 681 ......20% desconto em cabeleireiro e estética CABELEIREIRO...............ELISA MOURA ............................................Rua D. João IV, 263 Maia...........................................................................229 410 811 ......10% desconto no corte CRIANÇAS.......................DIDATIC – Jogos didácticos ..................Av. Visconde Barreiros, 108 Maia...........................................................223 210 835 ......10% em compras iguais ou superiores a 10 eur DECORAÇÃO .................MAIS CASA – Decoração/Prendas ......Rua Simão Bolivar, 253 Maia...................................................................229 443 485 ......10% em todas as compras DECORAÇÃO .................KADECOR - Low Cost Mobiliário .........Rua Frederico Ulrich, 2816 (Junto à Efacec) ......................................229 447 756 ......10% em todos os artigos DESPORTO......................RIBEIROS BIKE SHOP ................................Av,. Eng. José Afonso M Figueiredo, 42 (ao Maia Jardim).............229 426 418 ......10% desconto ENSINO ............................EXPERTALENT – Centro de estudos ...Rua 5 de Outubro, 1809 Gueifães Maia ..............................................229 419 925 ......10% desconto inscrição ............... ................................................................................................................................................................................................................................................................ 5% desconto nos cursos intensivos de línguas FOTOGRAFIA .................EAFOTOCENTER ........................................Rua dos Altos, 18 – Edifício Arcada Maia............................................224 966 894 ......120 euros o Book de Moda + 5 Euros fotos passe ............... ................................................................................................................................................................................................................................................................ 10% serviços fotográficos de estúdio GINÁSIO ..........................BFREE fitness club ....................................Rua Augusto Simões, 822 Loja A...........................................................913 142 740 ......10% desconto qq modalidade B) pag. 6 meses oferta 2 INFORMÁTICA ...............GLOBALTECH.............................................."Rua Cerfil, 9 Maia ; C.C.Vivaci Maia 0.107" ........................................229 602 177 ......15% em assistência técnica e informática ............... ................................................................................................................................................................................................................................................................ 15% em reenchimento de tinteiros e toners INFORMÁTICA ...............PORTUGAL INTERACTIVO......................Praceta Almada Negreiros, 46 Maia .....................................................224 049 313 ......Website institucional com backoffice por 450 euros INFORMÁTICA ...............TINTEIROS POLVO.....................................Rua Viso,55 Maia .........................................................................................913 297 228 ......10% em tinteiros/toners reciclados e compativeis ............... ................................................................................................................................................................................................................................................................ 5% assistência técnica MODELISMO..................MARSIGOR...................................................Praceta Artur Marques, 80 Maia ............................................................229 489 483 ...... OURIVESARIA ................BARCA D’OURO .........................................Parque Central, Maia Jardim, Gaia Jardim e Vivaci Maia...............229 480 196 ......10% desconto todos os artigos RESTAURAÇÃO..............CERVEJARIA MAIOR .................................Parque Comercial, 14 – Lugar do Chiolo – Barca.............................229 415 507 ......10% desconto RESTAURAÇÃO..............REFÚGIO SUMPTUOSO...........................Av. D. Manuel II, 1169 Maia......................................................................912 772 547 ......8% refeições económicas e 15% restantes refeições RESTAURAÇÃO..............D. PERNIL – Taberna.................................Rua de Salgueiros, 1016 Nogueira Maia.............................................914 325 300 ......Oferta de uma sande de pernil na compra de outra RESTAURAÇÃO..............SAL E PIMENTA ..........................................Rua de Argentat 78( centro Maia junto R. Aug. Simões)...............229 442 784 ......5% desconto RESTAURAÇÃO..............CONTRADIÇÃO..........................................C.C. Vivaci loja 1.55 Moreira - Maia ......................................................229 481 103 ......10% desconto RESTAURAÇÃO..............TUTTO PER TUTTI .....................................C.C. Vivaci loja 1.100 Moreira - Maia....................................................229 481 104 ......10% desconto RESTAURAÇÃO..............CAFETARIA DOCE TENTAÇÃO...............CC Vivaci Maia e CC Jumbo Maia ..........................................................914 789 139 ...... Menú Sumo de Laranja Natural + Torrada: 1,80Eur. RESTAURAÇÃO..............CASA DOS PROFITEROLES.....................Rua do Viso, 71 (100 mts PSP Maia)......................................................309 910 167 ......10% desconto em Bolos de Aniversário e Sobremesas ROUPA ACESSÓRIOS...MARIA MAIA – Lingerie ..........................Praça Dr. Vieira de Carvalho, 135 Maia ................................................229 448 196 ......10% desconto em artigos de lingerie ROUPA ACESSÓRIOS...A LOJA DO PAULO – Vestuário .............Rua 5 de Outubro, 1853 Gueifães (rotunda Lidl).............................224 965 473 ......10% desconto em qualquer compra e 20% em sedas ROUPA ACESSÓRIOS...ENCANTO- Noivas/festas .......................Rua Dr. Carlos Felgueiras 77 Lj 1 e 115................................................229 444 252 ......10% desconto SAÚDE..............................PFARMAC – Parafarmácia ......................Rua Augusto Simões, 1442 Maia...........................................................229 423 013 ......10% desconto em todos os artigos, excepto leites, ............... ................................................................................................................................................................................................................................................................ fraldas, papas e medicamentos SAÚDE..............................ORTOPEDIA PORTUGAL .........................Av. D. Manuel II, 1164/1168 Maia..........................................................229 428 360 ......10% desconto em todos os artigos SAÚDE..............................SEARA DE LUZ - Ervanária/Dietética..Av. D. Manuel II, 1951 Maia......................................................................220 105 677 ......11% desconto SAÚDE..............................CLINILUZ ......................................................Av. Padre Manuel Alves Rego, 661 Maia.............................................220 944 153 ......Consultas Clínica Geral: 2 eur. + Especialidades: 35 eur. ............... ................................................................................................................................................................................................................................................................ Dentária desde 7,5 eur. SAÚDE..............................GOOPTICS – Centro Óptico...................Rua Fernando de Almeida, 108 – Vermoím (Maninhos) ..............................................10% desconto SAÚDE..............................PURAFIBRA – Supl. Desp./Ervanária...Rua de Fernando Almeida, 30 Vermoim - Maia ...............................938 771 832 ......15% desconto em todos os produtos SAÚDE..............................HAPPY & HEALTH EMOTIONS CLINIC.Av. Visconde Barreiros, 215 loja 4 Maia...............................................220 963 698 ......1ª sessão de Hipnose Clínica para Desintox. Tabágica ou ............... ................................................................................................................................................................................................................................................................ Banda Gástrica Mental - 20% desconto; Tratamentos de ............... ................................................................................................................................................................................................................................................................ Rosto e Corpo e Massagem Spa - 25% desconto SERVIÇOS CASA............A CLÍNICA DA ROUPA.............................Tratamento de roupa ao domilício.......................................................916 086 910 ......8% desconto em todos os serviços e packs SERVIÇOS CASA............ROUPA FRESCA..........................................Vereda Alberto Pimenta, 8 Maia............................................................220 991 234 ......10% desconto lavandaria e 15% engomadoria SERVIÇOS GLOBAL ......CHAVES CORTE REAL...............................Rua José Rodrigues Silva Júnior, 477 Maia ........................................229 422 361 ......Serviço domiciliário: 20% desconto deslocação e ............... ................................................................................................................................................................................................................................................................ mão-de-obra SERVIÇOS GLOBAL ......DOREFAL – Quinagem e Calandra......Rua Cesário Verde, 50 – Silva Escura ....................................................229 441 136 ......5% em Corte Computorizado Jacto D’Água em Aço, ............... ................................................................................................................................................................................................................................................................ Acrílico, Pedra, Vidro, Plástico e outros materiais TAKE-AWAY ....................SEGREDO DO TEMPERO .........................Rua Cons. Camp.Henriques, 31 (traseiras BP Lavrador) ...............917 744 038 ......Oferta 1 sopa na compra de ½ ou 1 dose VETERINÁRIA .................HVT – CASA DE SAÚDE ANIMAL..........Rua Poeta Tomás Ribeiro, 63 Trofa........................................................913 083 525 ......10% desconto em serviços veterinários

DESTAQUE A Taberna D. Pernil, nasceu em 13 de Dezembro de 2013 e está localizada junto à Rotunda de Nogueira - GPS - 41.228197,8.580678. Aberto de Segunda a Sábado, das 11 às 22 horas, define-se como “Bar de Tapas” onde além da especialidade, Sande de Pernil, tem ainda diversos petiscos, a saber: Queijos; Presunto; Salpicão; Morcela; Redenho; Fígado; Pimentos Padron; Bôla de Carne; Pataniscas; Bolinhos de Bacalhau, Moelas e Papas de Sarrabulho. Por encomenda há ainda Arroz de Cabidela; Cozido à Portuguesa; Polvo à D. Pernil; Naco de Carne à D. Pernil; Lombelo; Vitela Assada e Feijoada. ADESÕES E PROMOÇÕES VÁLIDAS À DATA DESTA PUBLICAÇÃO • TODAS AS OFERTAS NÃO SÃO ACUMULÁVEIS COM OUTRAS EVENTUAIS PROMOÇÕES TEMPORÁRIAS DO ADERENTE • CONSULTE AS CONDIÇÕES ESPECÍFICAS NO LOCAL • EM CASO DE DÚVIDA, RECUSA, OU OUTRO ASSUNTO DESTA TEMÁTICA, POR FAVOR CONTACTE O DEPARTAMENTO DE GESTÃO DE CARTÕES DO NOSSO JORNAL.


sexta-feira 21 de Março de 2014

maiahoje

editorial \\ artur bace|ar director

O cartão esperado Há 15 dias atrás o Maiahoje lançou, timidamente, na página 14, mas com chamada à capa, uma nova iniciativa: O cartão Maiahoje. Hoje tem honras de página dois. Sinceramente pensei que a iniciativa

EUROPEIAS

Sociedade

não tivesse tanto sucesso. Podemos afirmar que a adesão está a ser uma autêntica surpresa, tanto dos comerciantes como dos nossos leitores. O facto de ser um cartão de desconto 100% maiato, aliado a esta publicação com nome de seriedade e isenção, creio ser decisivo. Ao fecho da edição, segundo indicações dos nossos serviços, já com mais de 50 serviços ou comércios aderentes e mais de 1500 assinantes potenciais clientes dessas empresas, o sucesso está bem

à vista, mas muito ainda há a fazer. Fazia falta algo que unisse economicamente a Maia e os seus habitantes. Fomos descobrir lojas e serviços que pensávamos só existirem em Concelhos vizinhos; comércios mais conhecidos fora do concelho do que cá dentro; bons e menos bons comerciantes, produtos de grande consumo e ou produtos únicos que, para terem sucesso, só necessitam de divulgação. Um “mundo” novo para mim e provavelmente para muitos maiatos.

Seguramente uma mais-valia para todos, mas um enorme pesadelo administrativo para gerir de forma eficiente todo o sistema, apenas possível com a equipa fantástica do MH a quem desde já agradeço. Não há Bela sem senão. Com o inesperado volume de adesões, a entrega de cartões (que são personalizados) está um pouco atrasada, facto pelo qual pedimos a melhor compreensão a todos os assinantes. A espera vai valer a pena. Uma mensagem que gostaria de

03

fazer passar, bem maior do que o êxito do cartão, é a de que é bom fazer compras na Maia. É bom comprar nas lojas dos nossos vizinhos. É bom escolher o comércio tradicional para as nossas compras. O Maiahoje tenta cumprir com a sua “obrigação” de servir o concelho que lhe dá o nome, mais uma vez, inovando.

Candidato Francisco Assis, cabeça de lista do PS, apresentou-se à imprensa

“Não nos podemos resignar com mais pancada, tem de haver mudança de políticas” Num encontro com a comunicação social do distrito do Porto, o cabeça de lista do Partido Socialista às próximas eleições europeias de 25 de Maio, Francisco Assis, enalteceu o papel da imprensa regional na ligação às populações e na proximidade aos problemas do quotidiano. A mensagem do Partido Socialista, sublinhada também pelo presidente da Federação Distrital do Porto, José Luís Carneiro, assenta na absoluta necessidade de mudança que o eleitorado enfrenta «tem de haver uma mudança de políticas e isso só pode acontecer a nível europeu», frisou Francisco Assis, lembrando que as soluções propostas pelos socialistas europeus «são diferentes das preconizadas pela direita

conservadora e liberal, já que a visão e perspetiva dos socialistas relativamente ao passado também é diferente», disse. A importância do voto nas próximas eleições europeias é fundamental, como alertou o presidente da Federação do Porto do Partido Socialista: «70% da legislação nacional é já inspirada nas diretivas, regulamentos e decisões da EU». Salários «Tudo o que foi feito na vida do país, nas últimas três décadas, confunde-se com a vida da própria Europa», referiu José Luís Carneiro. E a apreensão desta mensagem por parte do eleitorado é muito importante, já que a Europa está confrontada com uma encruzilhada. As atuais orientações políticas de di-

\\ “Estou-te nas tintas” da autoria de Nelson Ferraz

%

x

x

16,80 14eur./ano ou 33,60 25eur./2 anos

elemento de expressão vital da solidariedade. E é esta dicotomia que estará em causa no próximo dia 25 de Maio, sendo necessária uma mudança de maioria no Parlamento Europeu. «Não nos podemos resignar a este estado de coisas, nem tão pouco a mais pancada, como fala o primeiro-ministro. Este é o governo mais extremista desde os primeiros governos provisórios logo após o 25 de Abril», concluiu Francisco Assis.

\\ Atrativa Palavra A Atrativa Palavra (AP) é um projecto que pretende prestigiar e divulgar o artesanato português utilizando um dos produtos portugueses mais conhecido em todo o mundo: a cortiça. Presente na última edição do Maia FIG Acro World Cup / MIAC 2014, a Atrativa Palavra criou uma linha completa de bijuteria em cortiça com um processo de fabrico 100% artesanal, não existindo duas peças iguais. Essa linha é composta por pulseiras,

Nelson Ferraz apresenta amanhã, pelas 21h30, no salão nobre da Junta de Freguesia da Cidade da Maia, o seu novo livro de poesia “Estou-te nas tintas”. A apresentação estará a cargo de Jorge Castelo Branco No prefácio à obra, Alberto Pereira escreve:«(…)Dos 43 poemas que constituem o livro, de imediato sobressai uma certeza, a vida não cheira continuamente a um piano que toca flores. Há uma dicção carregada de nuvens. Paisagens onde os pássaros respiram uma bússola em chamas. (…)Esta é a impar ressonância da densidade cinzenta que atravessa toda a obra, aliviada na maioria das vezes por uma peregrinação de imagens que rezam para trás. (…) Destacam-se neste labor poético a cartografia dos lugares, o amor, o colo materno, a escrita como almofada até Adamastor. E também a velhice, último passo entre as rugas e a morte. Em termos menos vincados, surgem a política e a guerra. Nelson Ferraz faz uma auditoria aos labirintos que os dias desenharam».

pub

reita têm a visão de uma Europa cuja competitividade se baseia num ajustamento para baixo, nomeadamente ao nível dos salários, colocando o bloco europeu a competir com blocos económicos emergentes, onde não são respeitados os direitos humanos sociais e ambientais. A União Europeia tem que defender um comércio internacional mais justo e promotor da democracia, tem que dar primazia a um novo modelo económico, baseado no primado da cultura, inovação, investigação, ensino superior, criatividade, sustentabilidade ambiental e energética. Não se pode perder de vista a afirmação da escola pública como espaço de autonomia e cidadania e o Serviço Nacional de Saúde como

colares, brincos, relógios, anéis, porta chaves, porta moedas, porta óculos, travessões, clutchs e malas. Todos estes produtos são assinados manualmente pela sua criadora e fabricante a artesã S. Silva. A Atrativa Palavra tem uma loja no Centro Comercial Plaza (Maia), e participa em feiras de artesanato e em várias unidades hoteleiras espalhadas de norte a sul do país.

NOME_____________________________________________

Sim, desejo ser assinante do jornal MaiaHoje pelo período de ___anos, automaticamente renováveis por igual periodo. Recebo também de oferta o Cartão de Descontos MH

MORADA__________________________________________

assinatura

TELEFONE______________ TELEMÓVEL_________________

Recorte e envie para: Jornal MaiaHoje - Rua dos Altos, 18 • 4470-235 Maia

COD POSTAL_______-____ LOCALIDADE_________________ CN____________EMAIL_______________________________


04

sexta-feira 21 de Março de 2014

Entrevista

\\ Ângulo Recto António Neto

Uns pequenos nadas!... “ …o saber é realmente uma coisa muito bonita, Depende do que se saiba…” José Saramago – romance “O Homem duplicado”. Há análises sobre o pensamento e a vida dos partidos de esquerda que enfermam, à partida, de preconceitos ideológicos e há as que espelham desconhecimento absoluto da sua orgânica partidária e do sentido da sua essência ideológica. Há quem prefira aqueles espaços partidários onde não se discutem ideias, mas se disputam influências e lugares. Há quem opte pela opacidade dos projectos ou por concepções ultraliberais em que as pessoas não contam, mas sim a concentração de riqueza em alguns poucos. Há quem esqueça que é um insulto à inteligência dizer uma coisa e fazer precisamente o contrário e que não gostam que se trate este comportamento pelo seu verdadeiro nome. Há quem não queira discutir ideias alternativas, de modo a que não se fale em alternativa, mas em alternância para que se mudem os figurantes, mas para as políticas continuem na mesma. Há até quem defenda um dito “consenso partidário”, uma espécie de albergue para dar continuidade às políticas de austeridade da Troika embrulhadas noutra roupagem e com outras designações. A esquerda tem projecto e tem ideias para o País e para a Europa. Para uma discussão séria sobre os diversos temas que afligem Portugal como a austeridade, a divida, o estado social há que colocar em confronto o que defendem as candidaturas da CDU e do BE e as outras candidaturas, designadamente aquela que tem conduzido o País ao empobrecimento e ao aumento acentuado da dívida e que não tem para propor algo que não seja mais do mesmo. São as propostas e soluções que devem estar em discussão, não lugares comuns, nem lugarezinhos, nem estados de alma ou preconceitos. São apenas pequenos nadas de quem gosta do debate plural das ideias, sem anátemas sobre determinados partidos, não sustentadas na sua organização interna, nem tão pouco nas suas propostas. Os discursos de apresentação das candidaturas de João Ferreira da CDU e de Marisa Matias do BE contêm substância: apresentam ideias e propostas concretas para a Europa. É preciso lê-las, conhecê-las e debatê-las. Na apresentação da candidatura da direita assistimos a mais do mesmo e a um vazio de conteúdo. Ainda assim, nada há a temer em discutir política do mais do mesmo e de destruição da Europa social com as propostas alternativas apresentadas pelos bons e bem preparados candidatos que a esquerda apresenta. Vamos a esse debate sem chavões, preconceitos e afunilamentos ideológicos. Creio que assim se fará um debate sério das soluções alternativas (que existem) para Portugal e a Europa

ENTREVISTA

Presidente da junta não tem dúvidas

O Zoo é da Junta da Cidade da Maia! Olga Freire, advogada, é a nova presidente de Junta da Cidade da Maia. “herdou” uma nova freguesia, fruto da união de Gueifães, Maia e Vermoim. “Herdou” também uma Junta com mais habitantes que muitos municípios nacionais. A “herança” inclui ainda cerca de 50 funcionários e o maior projecto empresarial a nível de freguesia do concelho, o Zoológico da Maia, que foi ponto de partida para uma pequena entrevista. Maiahoje: Desde a constituição da Cooperzoo, Cooperativa de Interesse Público de Responsabilidade Limitada que gere o Zoológico da Maia que muito se ouve falar de problemas, mas que ninguém concretiza oficialmente, pelo menos para a Comunicação Social. Confesso que estou “perdido” no meio de tanta informação e aquilo que eu percebI é que o Zoo da Maia não fazia parte da Junta de Freguesia da Maia... Olga Freire: Deixe-me só corrigir uma coisa: Há ainda o Zoo da Maia que é propriedade da Junta de Freguesia. A propriedade dos terrenos, das gaiolas, dos bichos, dos computadores, do pavilhão foi e é da Junta da Maia, passou agora para a Cidade da Maia e não deixou nunca de o ser. MH: …estava a falar do passado, porque na altura vi um documento da constituição da Cooperzoo… OF: …foi feito um Contrato de Comodato, mas a propriedade do terreno continua a ser da Junta de Freguesia. O Comodato é o empréstimo, uma cedência a título gratuito... MH: …mesmo dos funcionários? Também houve contratos de cedência. OF: Esses contratos foram feitos, salvo erro, dia 19 de Setembro de 2013 e o dos funcionários a 25 de Setembro, as eleições foram a 29. MH: Na altura, porque necessitávamos de esclarecimentos, solicitei à Junta de Freguesia da Maia documentação que veio muito incompleta, não oficial, que não estava sequer assinada… OF:…mas isso era típico na Junta da Maia…

ANTÓNIO NETO Técnico Superior Acção Jurídica/Formador (Não escreve ao abrigo do novo acordo ortográfico)

maiahoje

MH: … quero com isto dizer que face à documentação que tínhamos, resolvemos na redacção do jornal,

para não interferir na campanha eleitoral, não nos acusarem de sermos instrumentalizados e prejudicar qualquer candidatura, que voltaríamos ao tema após as eleições. Já tínhamos pedido à senhora presidente uma pequena entrevista para saber como vão as coisas… OF: … e eu pedi para aguardar mais um bocadinho, porque era bom que as coisas fossem levando o seu caminho natural. Nós temos tido o cuidado, quer durante a campanha, quer agora depois de tomarmos posse, de não falamos deste assunto, porque entendemos que é um assunto delicado e já que tanta gente fala dele, não vale a pena nós estarmos a falar sem dados concretos. Agora quando chega a determinada altura em que os próprios jornalistas me perguntam coisas graves, se a junta fez coisas graves, da minha junta, de mim presidente, de tal forma que tive de dizer ao jornalista “olhe, desculpe que não percebi” e questioná-lo se me perguntava algo que fosse matéria criminal. E se é crime tenho que ir ao Ministério Público dizer que estão a denegrir a minha imagem. Há coisas que são ditas e não são direitas, eu não digo nada que não possa provar com papéis e á partida, os papéis falam por si. MH: Se não me engano li que na constituição da Cooperzoo há a cedência de terrenos, com privados e indivíduos como cooperantes… OF: Há cooperantes, em nome individual, com cerca de 13%, tanto como a Câmara Municipal da Maia. Ficou, em números redondos, 60% com a junta de freguesia; o senhor Carlos Teixeira e a Câmara da Maia igualmente com cerca de 13,3% cada; a Caixa de Crédito e a EPAMAC (Escola Profissional de Agricultura e Desenvolvimento Rural de Marco de Canaveses) igualmente com cerca de 6,6% cada. Repare uma coisa, a cooperativa foi constituída com o objectivo de a gestão do zoo ser feita autonomamente. Pondo de parte quem foi nomeado para diretor, essas questões de parte, o Zoo por si só, já é uma Junta de Freguesia grande só pelas suas questões técnicas. Imagine que eu quero fazer ali um concerto? Não posso, porque eu tenho os animais e tenho que ter o cuidado do bem-estar animal. Não posso fazer nada com ruídos que prejudique bem-estar dos animais. Há uma

série de limitações de funcionamento específico do Zoo, que estamos a aprender agora. Entendemos que o Zoo tem um potencial enorme a ser explorado e nós andamos a fazê-lo muito devagarinho e com calma, pois, e foi uma coisa que eu disse logo que ganhei as eleições, penso que o Zoo não está em condições de ser promovido comercialmente, como faz o “Santo Inácio” em Gaia. Acho que é deficitário em muitas coisas, nomeadamente em qualidade visual. Após as eleições fui dar uma volta pelo Zoo, vi coisas que não tinha visto antes, ou seja, canteiros por arranjar, lixo espalhado, se vem uma cadeira de rodas, não pode, se vem um menino de dois ou três anos com este piso que não é regular, tropeça… quem é que paga. Temos que ter em atenção a estas questões específicas. Primeiro temos que arranjar, para depois publicitar comercialmente o zoo.

contrato de comodato, de terrenos, de cedência de pessoal, nós temos que respeitar os compromissos assumidos pelos antigos presidentes. Concordando-se ou não, é para cumprir. A partir do momento que temos um contrato de cedência de funcionários, que é um contrato tripartido, entre a Junta, a Cooperzoo e o funcionário, chegamos a Novembro e não havia dinheiro para pagar os salários. A Junta de Freguesia não podia meter dinheiro na cooperativa. Só tem 60%. Não pode pagar a totalidade das despesas. Como vamos resolver esta questão? Em finais de Novembro, recebi a carta dos salários, não podia estar a pagar aos funcionários que eram da cooperativa nesse momento. Se a cooperativa incumprir eu sei que eles vêm ter connosco, porque nós é que somos a entidade responsável pelo pagamento dos salários, somos o patrão.

MH: Voltando à questão da formalidade, não é necessária a Cooperzoo? OF: Fazia sentido. Não é nenhuma aberração ter uma gestão autónoma. Imagine que a junta está numa excelente qualidade financeira. Faz sentido ter uma pessoa específica a tratar do Zoo, com competências do Zoo. Temos um diretor técnico? Temos, está no Zoo, e nós temos que coordenar os técnicos, coordenar o marketing, as festas de aniversário, a bilheteira, preços, jardinagem, podar árvores, entre outras iniciativas. No meu entender, acredito que tenham tido as melhores intenções na constituição da cooperativa, agora acho que não é necessário para fazer aquilo que se pretende que saia da esfera jurídica, a gestão da coisa, pode continuar dentro, e pode ser benéfico para a freguesia. Mais agora que temos a zona de Gueifães, que precisava de uma intervenção de fundo, sendo certo que a maioria das coisas não é da nossa competência, mas se tivéssemos uma folga financeira poderíamos também, em colaboração com a câmara ou com outras entidades, fazer coisas se o Zoo permitisse. A Cooperzoo é uma cooperativa, que tem cinco cooperantes, tem o capital social de quinze mil euros e que neste momento está esvaziada de conteúdo. A Junta de Freguesia da Cidade da Maia adoptou todos os compromissos da três freguesias. Ao haver um

MH:…por um lado os funcionários não são da Junta… OF: Não, os funcionários são da Junta, fez-se um contrato de cedência ao Zoo, à Cooperzoo, mas os funcionários são nossos. Para que os funcionários recebam os seus salários, e como estão a prestar serviço na Cooperzoo, esta teve que os inscrever com o contrato de cedência, na Segurança Social. Em Novembro, quando não havia dinheiro para pagar aos funcionários, a Junta não podia meter dinheiro na Cooperzoo, ou podia só os 60% e os restantes cooperantes o resto. Nós queríamos pagar os salários aos funcionários, eles não tinham culpa de nada, e então qual foi a solução que se arranjou? Inscrevemos os funcionários novamente a 1 de Novembro na junta de freguesia, com as coimas que isso acarretaria e pagamos novamente como entidade patronal aos funcionários. Ao acontecer isto, o contrato de cedência de funcionários é quebrado, deixa de assumir os compromissos, as obrigações. O contrato deixa de existir. Se a Junta de freguesia tem os funcionários e os encargos, tem que ter o resto. As receitas entram no Zoo, vão gastar o dinheiro aonde? Tudo voltou a gestão da Junta de Freguesia. Não nos podemos esquecer que a cooperativa sendo detida com 60% de capital da Junta de Freguesia, esta, intervinha sempre na cooperativa. Quem nomeia três dos elementos da direção da Cooperzoo é a Junta


maiahoje

sexta-feira 21 de Março de 2014

de Freguesia. Os estatutos e a lei dizem que a parte pública elege para o órgão, neste caso a direção, depois temos a Assembleia-geral e o Conselho Fiscal, que elege para o órgão na proporção do seu capital. Não é necessário haver eleições. É nomeação. Quer a Câmara, quer a Junta de Freguesia, nomeiam para o órgão. Como são cinco os membros da direção, depois reúnem e elegem o presidente da direção e o vice-presidente. MH: Então a qualquer momento a Junta de Freguesia pode substituir qualquer elemento da direção? OF: Sim. Assim como a Câmara pode substituir o seu representante. O único que não pode ser assim, só pela Assembleia é o representante da Assembleia. Mas isto acontece porque somos cinco. O Zoo tem sido levado com muito carinho e boa vontade. Acho que todos nós estamos entusiasmados em provar que é possível fazer muito mais. Está a funcionar lindamente, estão arranjados os canteiros, tratados, limpinho… MH: …e em termos de licenças? OF: A licença do zoo está a funcionar. Foi licenciado pela DGV (Direcção Geral de Vetrinária).

MH: Ainda há assuntos para resolver… OF: A Assembleia de Freguesia teve a ideia de criar uma Comissão sobre a cooperativa e sobre a junta. Ao pedirem documentação à Junta de Freguesia, esta facultou com toda a naturalidade e presumo que eles em quarenta e cinco dias vão conseguir produzir alguma coisa. No que compete à Junta de Freguesia, está a decorrer uma auditoria às contas das três Juntas de Freguesia, vamos aguardar para ver. MH: E em termos de saúde financeira da Junta de Freguesia da Cidade da Maia? A junta está bem? OF: Recomenda-se. Com muito esforço, com muitos cortes, temos conseguido fazer face ao pagamento dos salários dos funcionários, aos fornecedores da cidade da Maia. Todos os serviços que contratamos são pagos no vencimento das faturas. Temos uma divida muito grande que herdamos da Maia, cerca de 150.000 euros negativos, relativos

Entrevista a fornecedores, impostos, segurança social, irs, retenções na fonte, para além de termos contas bancárias ainda hoje, a descoberto e ainda cerca de 70.000 euros que o anterior presidente de Junta reclama de salários. Vermoim, contribuiu com 125.000 euros positivos e não nos dei-

xou nada por pagar. Gueifães deixou-nos na conta 13.000 euros e pagou os salários, no entanto tivemos que pagar logo a seguir os impostos e percebemos que temos terrenos do cemitério por pagar, uma obra adjudicada que temos que começar logo a seguir, que é a conclusão do cemitério, claro que juntamente com a Câmara. Se não fosse a gestão de Vermoim, os funcionários não tinham recebido os salários.

Texto: Artur Bacelar Foto: Manuel Jorge Costa

05 \\ Opinião Paulo Pinheiro

Disfunções sexuais femininas e Hipnose Clínica Nas mulheres assim como nos homens, a maioria dos casos, a não ser que exista um problema do foro médico/orgânico (infeções por ex.), as disfunções sexuais, tem por base emoções como a ansiedade, stresse, assim como também pode contribuir para este fato uma educação castradora por parte dos progenitores, afetando desta forma a resposta sexual adaptativa. Em estados de depressão a libido diminui, reduzindo também o desejo sexual. Em alguns casos, pode também acontecer aversão sexual, ou seja, evitação ativa de se envolver sexualmente, associados a sentimentos de repulsa, ansiedade e medo associados. A anorgasmia ou disfunção orgásmica é a falta de sensação de orgasmo na relação sexual. Pode ser primária, quando a mulher nunca teve orgasmo na vida, ou secundária, quando tinha orgasmos e passou a não tê-los mais. Ainda pode ser classificada em absoluta, quando a anorgasmia ocorre sempre, e situacional quando ocorre só em certas situações (por exemplo, em certos locais em que a pessoa não se sente confortável, ou com parceiro com o qual tenha algum tipo de conflito). A mulher com anorgasmia pode aproveitar plenamente as outras fases do ato sexual, isto é, tem desejo, atinge picos de excitação, contudo existe um bloqueia no momento de atingir o orgasmo orgasmo. As causas da anorgasmia são principalmente emocionais, envolvendo problemas nos relacionamentos interpessoais, conflitos internos, falta de conhecimento do próprio corpo e suas sensações, dificuldade na intimidade. O vaginismo é uma contração involuntária, não desejada, da musculatura da vagina. Esta contração inconsciente, atrapalha ou impede a introdução do pênis, a qual, se for tentada causará muita dor e desconforto. Pode ser consequência de uma educação rígida que provocou muitos tabus sexuais gerando conflitos psicológicos, consequência de traumas sexuais (abuso sexual) ou de experiências sexuais anteriores que tenham causado sofrimento físico. A dispareunia é a dor genital que ocorre repetidamente durante o ato sexual. As mulheres ao contrário dos homens abordam mais facilmente as suas “limitações sexuais”, tanto no seio do grupo feminino, como na procura de ajuda terapêutica. Lembro-me de um caso em particular que acompanhei em consulta privada, em que a mulher professora de profissão, não conseguia atingir o orgasmo no ato sexual, contudo através da auto estimulação conseguia. Devia a crenças religiosas e educação rígida em termos inconscientes o sexo para a mesma era percecionado como “pecado”, dai estar sempre muito tensa no ato sexual o que inibia a resposta natural de atingir o orgasmo, mesmo sendo estimulada para o efeito. Neste, e em outros casos a Hipnose Clinica revelou-se preditor de sucesso terapêutico ao trabalhar ao nível inconsciente, todas as crenças, medos, tensão emocional e muscular que possam estar a bloquear toda a sensação prazerosa associada ao relacionamento íntimo e sexual. Esta intervenção pode ser realizada com técnicas de Regressão de Memória, quando existem traumas vividos no passado, que afetam o estado emocional atual, que a paciente ao reviver em estado de transe, vai provocar a catarse emocional. É um processo que requer um acompanhamento permanente, e que as sessões necessárias, varia de caso para caso. Dr. Paulo Pinheiro Psicólogo Clínico Happy & Health Emotions Clinic T.: 220963698/ 910444968


06

\\ Opinião Joaquim Jorge

CIVA (Centro de Investigação da Vida Alheia) Cavaco Silva igual a si próprio dá uma no cravo outra na ferradura: veta o aumento dos descontos para a ADSE de 2,5% para 3,5% mas aceita cortes nas pensões a partir de 1000€. O que deveria era vetar as duas coisas, o aumento da ADSE é um imposto encapotado sobre os salários dos funcionários públicos. Cortar as pensões é confiscar quem fez descontos toda a sua vida. O princípio da boa-fé, o princípio da protecção da confiança consagrados na Constituição Portuguesa, são letra morta. Comete-se todo o tipo de atropelos sobre os cidadãos para pagar uma dívida monstruosa e impagável. O Estado não honra a palavra e o compromisso, deste modo os cidadãos sentem-se desobrigados a cumprir leis e a respeitá-las. A CMG vai desbloquear 400.000Eur para requalificação do Jardim do Morro e o Marés Vivas vai de vento em pompa. Já o Mundial de Futebol de Praia está em stand by. Em Matosinhos, o presidente da Junta Pedro Sousa detecta irregularidade no pagamento a António Parada. Porém António Parada já tinha devolvido essa quantia processada indevidamente pelos serviços. Acho esta questão, um exagero. Compreendemos que Pedro Sousa queira ser o próximo candidato à CM Matosinhos para substituir Guilherme Pinto, mas não é necessário tanto excesso de zelo e atitudes persecutórias. Há outras formas de mostrar serviço... Ainda há pouco tempo Pedro Sousa e António Parada eram colegas de partido. Não entendemos tanta animosidade e perseguição. Há tantas coisas erradas e mal explicadas do anterior executivo e não vejo fazer-se um sururu tão grande. Na Maia tanto espalhafato e algazarra pelos pórticos nas SCUT, mas ainda se paga. Tanta pompa e circunstância a anunciar que iriam ser retirados, mas ainda lá estão. Ainda recentemente tivemos que pagar por passar numa zona de Maia. Decididamente Bragança Fernandes não tem influência ou não consegue fazer valer as suas reivindicações aos seus colegas de Governo. O Clube dos Pensadores ia festejar o seu 8ºaniversário com André Villas- Boas mas o nosso convidado arranjou equipa para ir treinar. Boa sorte para ele, bem merece. O CIVA constatou que quando foi anunciado o nome de André Villas-Boas poucos ligaram a dar os parabéns por tão brilhante escolha. Todavia quando se soube da sua impossibilidade mais que justificada o telemóvel de Joaquim Jorge não parava de tocar. Provavelmente lágrimas de crocodilo ou é mais fácil ligar a alguém para lamentar do que enaltecer? Não sabemos. O que sabemos, é que faz parte da mentalidade dos portugueses: vão mais depressa ao funeral de um amigo do que ao aniversário desse amigo. Como dizia Manuel Antunes: ao perscrutar os "factores microscópios" que não aparecem nos relatórios e nos inquéritos, mas que explicam em grande medida, enquanto atitude mental, o nosso atraso secular, aponta a inveja, o ressentimento e o queixume como factores que obstruem o progresso. Nós acrescentaríamos, o ciúme e a incapacidade de fazer igual ou melhor procurando fotocopiar a originalidade. O Clube dos Pensadores está bem e recomenda-se, já tem, dia 7 de Abril, um grande debate.

pub

sexta-feira 21 de Março de 2014

Sociedade

maiahoje

BE Comunicado de imprensa

Um editorial surpreendente!

Defendemos e pugnamos pela liberdade de expressão e não pretendemos nem queremos interferir no pensamento seja de quem for e muito menos no do Diretor do Jornal Maia Hoje, que sempre respeitamos e continuaremos a considerar! Mas não podemos calar também a nossa opinião quando não nos revemos nas críticas que nos são feitas!... Por isso lemos e é com surpresa (para não dizer com assombro), no Maia Hoje de 7 de Março, o Editorial assinado por Artur Bacelar, intitulado “A alternativa”. Diz o autor que buscou uma alternativa para a crise que nos toca a todos. Afirmando ser um crítico construtivo e ter memória. E o que resultou desse labor? 1º-Que o PCP e o PEV não lhe servem, por falta de ideias construtivas. E por serem pouco democráticos. Argumentos sobre o que defendem para quê? Um crítico construtivo não tem tempo a perder! Numa penada, 9 linhas, assunto arrumado, já está! A coisa começava bem... 2º-O BE também não lhe serve, mas agora é por ter um conjunto absurdo de ideias. E acha que, ainda por cima, o BE é um partido mal educado, que não quadra bem na educação democrática a que o autor diz estar habituado. Falar sobre as tais ideias absurdas para quê? Com um saco de adjetivos, o crítico construtivo arrumou agora a questão em 11 linhas. A coisa seguia de vento em popa... 3º-O PS também não lhe serve, por ter, acha o autor, um discurso que não é consistente com a realidade política. Em 17 linhas, e com outro saco de adjetivos, o crítico construtivo arrumou mais estes. Zás! Siga a rusga... 4º-Do atual governo não se lembra o crítico construtivo do nome dos partidos que o compõem, em todo o artigo que escreve. Nós ajudamos: são o PSD

\\ Opinião Nelson Ferraz

e o CDS, mas só no fim do artigo nos apercebemos que não era esquecimento, era a ideia principal que iria expor. E, em 10 linhas, conclui, quanto ao governo, que só o tempo dirá se estes lhe serviam, que poderá haver surpresas é o seu augúrio! A coisa parecia ficar por aqui, para o autor a alternativa para a crise era esperar para ver, mostrando como um crítico pode ser construtivo quando se esforça... 5º-Mas o final do artigo reservava a surpresa assombrosa: o contributo construtivo do artigo era a proposta de um passe de mágica. Sendo os partidos do governo os únicos que lhe serviam (talvez, não era certo), adiantou-se o autor no tempo e tirou-lhes as siglas, não era esquecimento, para materializar a sua proposta: o que o país precisa é de políticos sem partido! A alternativa construtiva do autor é genial: o que é importante é sabermos o nome dos políticos que vamos eleger, não precisamos de listas de partidos. Se soubermos que os nossos deputados são o Manuel e a Maria, temos a crise resolvida! Abracadabra! Como é bom saber que ainda há críticos construtivos na nossa terra... Para o BE-Maia, esta defesa aberta e apaixonada do mais desbragado populismo num jornal regional respeitável é uma surpresa. E um alerta para o perigo que o populismo pode representar, e já representa, em vários países europeus. À falta de uma saída para a crise que passe por outras escolhas políticas, que não as mesmas de sempre, e perante a catástrofe a que este governo nos tem levado, o populismo propõe que, em vez da democracia representativa, assente nas diferentes propostas dos partidos políticos, se enverede pela busca dos Manueis e das Marias que irão salvar a Pá-

diz-se diz-se, por aqui, que as dívidas que eram muitas continuam a ser muitas, mas mais suaves depois de tantos buracos cinzelados nos cintos apertadíssimos dos cidadãos comuns. diz-se, por ali, que as dívidas que são nossas, afinal até não eram nossas, mas, sim, de outras pessoas, instituições e afins que, depois

tria, a busca do D. Sebastião no meio do nevoeiro. E, enquanto não se encontram os salvadores da pátria, que só existem na demagogia dos populistas, espera-se para ver, o povo é sereno, etc. Não é uma alternativa o que é defendido no artigo de Artur Bacelar. O que é defendido é a manutenção do governo e da política que hoje temos, por agora, enquanto não for possível aos populismos transformar o sistema político numa farsa de democracia em que se defendam consensos impossíveis, tudo em nome de uma salvação nacional que ninguém sabe o que é, mas soa bem, para quem não pensa... 17/03/2014 BE-MAIA (Coordenadora Concelhia) ----------------------------------NDD (nota do director) E eis que cometi o delito de… opinião. Não sou político, aliás deixeime disso há alguns anos. No entanto o BE da Maia, cujos responsáveis conheço como cordatos e educados, ficou muito sentido, não porque o Maiahoje não seja exemplo de isenção, mas porque tenho opinião própria. De forma extensa poderia exemplificar a minha opinião, mas abstive-me de o fazer por manifesta falta de espaço (se o entendesse, poderia até escrever um livro justificativo das minhas memórias políticas de 40 anos) e o que o BE Maia entendeu? Que eu escrevo sem justificação. Memória não me falta e até de quem muitas vezes me tentou calar. À falta de ideias, o estilo que com razão eu dizia conhecer do BE, revela-se na contagem exaustiva de linhas e em adjectivos “coloridos” da nota de imprensa como os “sacos de adjectivos”, ou ainda a memória do refrão da triste (para não adjectivar de outra

desta catástrofe financeira, não sofreram a mínima beliscadura nos seus interesses, nas suas disponibilidades e nos seus projectos, tão doentiamente, corruptos e ambiciosos. quando as coisas ficam assim, tão péssimas, a solução tem sido, invariavelmente, uma mezinha insana que fuzila qualquer índice de coerência e acaba no peito e na vida dos mais fracos e mais

forma) música entoada na apresentação da sua lista autárquica, que insinuava, por outras palavras, que Cavaco e Coelho deveriam fazer companhia ao Sá Carneiro. O repórter deveria ter ouvido mal… mas habituado a estas músicas “desbragadas” com sumo educativo, nada escreveu, guardou para a sua opinião que não a transmitiu até agora. Muitas vezes não me revejo nas crónicas de outras pessoas que, com orgulho democrático, publico no Maiahoje e não é por isso que utilizo o meu espaço de crónica para os “desancar”. Não é a minha função. Deixo-a para os partidos. Respeito e agradeço o pensamento de cada um, por mais divergente que seja, porque só assim acredito vivermos em democracia. Convidei sempre os cabeças de lista de cada partido para escreverem crónicas de opinião no MaiaHoje. Nas penúltimas autárquicas o PCP, através de António Neto (agora deputado do BE), aceitou o meu repto e nunca, até hoje (já lá vão quatro anos e quase uma centena de crónicas), lhe disse que não publicava qualquer crónica por alguma razão. Respeito a opinião de que preferem uma democracia representativa por listas, só não justificaram porque constitui “perigo populista” as listas uninominais, mas eu entendo que, tal como eu não o fiz, a resposta seja muito extensa e não caiba nestas linhas. Não é a mim que têm que convencer. Não sou adversário do BE. Não tenho ambições políticas. Nada tenho contra o BE, mas posso discordar, ou não? Só escrevo esta nota, por o meu nome ter sido expressamente referido.

sujeitos às manias de quem, mandando, julga que sabe. quando, a troco de dez réis de mel coado, um povo se perde, por inteiro, numa história mal contada, onde ele próprio é o único culpado – dizem -, então perdeu-se, definitivamente, a noção de justiça e ficamos prostrados aos pés das aves de rapina e dos abutres da economia, das finanças e de toda a orla dos fazedores de

políticas envenenadas. diz-se, por todo o lado, que estes são tempos difíceis, de mudanças inesperadas, alheias ao bom senso e, como tal, permeáveis à ignorância licenciada dos inúmeros “peritos” financeiros que, por aí, vaticinam senilidades estudiosas que, por aqui, se experimentam. é disto tudo que se trata, digo eu.


maiahoje JUSTIÇA

sexta-feira 21 de Março de 2014

Sociedade

Regina Serra eleita para mais um mandato

Tomada de Posse Ordem dos Advogados da Maia Tomaram posse, no passado dia 12 de Março, os elementos da Delegação da Ordem dos Advogados da Maia. Assim, Regina Serra continua como presidente, Vítor Aroso é secretário e Paula Lopes é tesoureira. Cãndida Pessoa, Henrique Pina Lopes, Helena Pedroso e Hugo Riboira são os vogais. No seu discurso, Regina Serra, afirmou que a delegação «pretende continuar a envolver os Advogados e restantes operadores da justiça para honrar as tarefas em que todos estaremos investidos». A presidente da Delegação pretende um projecto de «continuidade, mas sempre com preocupação de evolução, que permita consolidar cada vez mais, nas diversas vertentes, o espírito de identificação dos advogados "sediados" no concelho da Maia com a sua comarca, possivelmente, no futuro, com a instância local da Maia». Fez referência a diversas iniciativas levadas a cabo, como o Dia do

SAÚDE

Advogado. Para Regina Serra, o mais importante foi «o trabalho desenvolvido em parceria com outros operadores da vida judiciária, e designadamente com a Câmara Municipal da Maia, no sentido da defesa dos nossos legítimos interesses no

que tange ao mapa judiciário e à luta por melhores instalações para a administração da justiça no nosso território». Considera ser fundamental uma «profunda aliança com os cidadãos e uma comunhão efectiva com os seus direitos e interesses legítimos», pois só assim a advocacia

poderá «ter a expectativa de merecer o reconhecimento da sociedade civil e o estatuto de parceiro especial do Estado de Direito. A dignidade e a força da advocacia terão de rever os seus paradigmas, voltando-se para a cidadania». Luís Filipe Azevedo

Grupo comemora 15 anos de existência

Hospital Privado da Trofa com rastreios gratuitos O Hospital Privado da Trofa, berço do Grupo Trofa Saúde celebra este ano o seu 15º aniversário. o Grupo Trofa Saúde assinala a data com a realização de rastreios gratuitos, durante todo o mês de Março. Os rastreios incidem nas áreas: cardiovascular, oftalmológica, auditiva e dentária. «É com muito orgulho que assinalamos os 15 anos do Hospital Privado da Trofa. A história do Grupo Trofa Saúde começa nesta unidade que, atualmente, já emprega mais de 400 profissionais. Sabemos que a qualidade dos nossos serviços trazem valor acrescentado para o doente e para a comunidade onde o Hospital Privado da Trofa se insere. E é por isso mesmo que construir o melhor para os nossos clientes é uma máxima do grupo», disse Artur Osório, administrador do Grupo

COMÉRCIO

Objectivo: bem-estar das crianças

“Abelhinhas de Mel” abriu na Maia Foi inaugurado no passado dia 8 de Março no centro da Maia o espaço “Abelhinhas de Mel”. Este novo espaço, com possibilidade para a organização de festas de aniversário, com brinquedos, animação e catering, tem um serviço 24 horas por dia, incluindo fins-desemana e feriados. A actividade funciona mediante as necessidades dos pais e dispõe de berçário, sala de televisão, sala de brinquedos, biblioteca, refeitório,

casa de banho adaptada às crianças com duche, com o intuito de proporcionar o melhor bem-estar. São acolhidas crianças dos 6 meses aos 6 anos de idade. Os interessados, poderão contactar directamente na Rua Dr. António Augusto Martins, 90 Piso Sala 3, (em frente à PSP da Maia) ou através dos números 917 362 073 ou 919 625 526. Manuel Jorge Costa

Trofa Saúde. Com mais de uma década de experiência, o Hospital Privado da Trofa disponibiliza, entre os vários serviços, consultas em 42 especialidades distintas, medicina de reabilitação intensiva Pós-AVC (única na zona Norte), análises clínicas e imagiologia com TAC, Ressonância magnética, Litotrícia, Ecografia e endoscopia com cápsula, bem como internamento e urgência adultos e pedriátrico 24Horas/365Dias. O Grupo Trofa Saúde foi recentemente considerado marca de eleição dos consumidores na categoria de “Hospitais Privados” do Grande Porto e zona Norte, no âmbito da iniciativa “Marcas Premiadas por Escolha do Consumidor”. Os rastreios gratuitos podem ser marcados, durante o mês de Março, através do número 252 409 100.

07

\\ No fio da Pena Pedro Ferreira*

No dia em que sai o Maia Hoje que o leitor tem nas mãos, comemora-se o Dia Mundial da Poesia. Por isso permito-me um interregno nas crónicas que venho escrevendo sobre matéria política para deixar umas poucas palavras sobre a efeméride. Escrito isto, suponho que ficaria bem tecer algumas considerações sobre a importância, a beleza da poesia, o poder das palavras, o simbolismo do verso e outras patacoadas tais, que enchem de vaidade quem escreve e de aborrecimento quem lê. Descanse porém o leitor. Contento-me em aborrecê-lo quinzenalmente com política local e um ou outro tema de âmbito nacional – hoje ofereço uma trégua. Há um ano, tive a oportunidade de fazer uma apresentação do meu último livro numa loja Fnac em Matosinhos, precisamente nas comemorações desta data. Se por mais não fosse, simpatizo com a data por ter permitido a um obscuro poeta o acesso a um espaço “de massas”. Naturalmente, eu estive lá, mas as “massas” não, ou não fosse o caso de se tratar de poesia, expressão literária de que todos gostam, mas (quase) ninguém lê. Aliás, diz-se que são mais os poetas (poetastros incluídos, é claro!) que os leitores de poesia. Provavelmente é verdade. Florbela Espanca escreveu num soneto que “Ser poeta é ser mais alto, é ser maior / Do que os homens...”. Opiniões à parte, tenho por mais acertada uma definição de Virginia Woolf. Em lugar de endeusar o poeta, Woolf descreveu-o como um estado patológico. “Quando a doença da leitura toma conta do organismo, a tal ponto o debilita que o torna presa fácil desse outro flagelo que mora no tinteiro e supura na pena. O infeliz dedica-se à escrita” E acerca desse mesmo infeliz, escreve ainda que “daria tudo o que tem, até ao último tostão (tal é a virulência do germe) para escrever um livrinho e ficar famoso; mas nem todo o oiro do Peru pode comprar-lhe um verso bem torneado”. São duas opiniões, mas há muitas mais. Mário Dionísio, por exemplo, escreveu que o poeta é aquele que “desmonta, desmascara, denuncia, fabrica luz e sonho, dá esperança, reencontra um rosto perdido, desaliena”. Escreveu estas palavras sobre um dos mais interessantes poetas portugueses do século XX, José Gomes Ferreira, o qual tinha uma opinião também, deixada num dos poemas que sei de memória, dos mais antigos da minha vida, um dos que me empurrou irresistivelmente para a doença descrita por Woolf. Termino partilhando-o, à laia de celebração. “Poeta o que é? / um homem que leva / o facho da treva / no fundo da mina / – mas apenas vê / o que não ilumina.” Se hoje tiver tempo, leia um poema. Diga-o em voz alta. Diga-o a um filho, a um amigo, a alguém que ama. Verá que é um prazer.


08

sexta-feira 21 de Março de 2014

Sociedade

maiahoje pub

\\ Opinião Joaquim Armindo

TERRA, S. A. Al Gore não deixa de nos surpreender. No seu último livro “O Futuro – seis forças que irão mudar o mundo” (2013), reflete mo primeiro capítulo, sugestivamente, sobre a “Terra, S.A.”, contando a história de que no mundo dos capitais, quando alguém queria mudar de um mil milionésimos segundo, para um segundo, as ofertas de compra e venda, tal foi rejeitado. Leiamos: “Quando Josepf Stiglitz, um desses especialistas, recomendou medidas para evitar a repetição do Flash Crash, incluindo uma nova regra exigindo que as ofertas de compra e venda permanecessem em aberto durante um segundo, os capitães da finança à frente das empresas financeiras reagiram com horror, afirmando que a exigência de um segundo arrasaria a economia mundial. A proposta foi então rejeitada.” (página 50). Como é possível ao nosso bem comum acreditar que esse “mundo das finanças”, que nada produz, nem maior sustentabilidade vem trazer, sem que seja o enriquecimento de uns poucos, só porque comunicaram, no espaço de um mil milionésimos de segundo, que queriam comprar e vender? Mas vender o quê? Nada! Comprar, agora, em mil milionésimos de segundo, “papéis”, sem os ver e vender em mil milionésimos de segundo, esses “papéis”, sem nada produzir? Torna-se inacreditável como o nosso planeta e o cosmos podem passar a Sociedades Anónimas, como hoje Portugal está a passar, de acordo com a troika, apoiada nos mais altos representantes da nação, colocaram as nossas vidas em S.A., Portugal S. A., compram e vendem dividas, como se comprassem as nossas vidas e o nosso ser, em dinheiro não existente! Quando estávamos “na escravatura”, um escravo sempre era vendido a troco de alguma coisa, agora não! Os dinheiros pertencem aos chamados muito ricos, que, também, não lhe vêm a cor. A quem pertence a nossa divida soberana, comprada, por juros pagos a pessoas sem rosto e sem cor? Sabemos os nomes dos seus empregados, mas não de quem manda, porque esses, nada produzem, ou “herdaram”, ou “roubaram”. Como é possível que a nossa vida esteja dependente de um mil milionésimos de segundo, isto é, de uma decisão, computorizada, de ordens de compra e de venda, onde existe um aperfeiçoamento tal que até as comunicações informáticas estão programadas para comprar e vender nada, e ganhar dinheiro, nem precisam de lá estar. Este ganhar dinheiro deriva do nosso trabalho diário, ganham porque alguém trabalha ou trabalhou; essas ordens são dadas por quem só recebe. Que sociedade esta! Joaquim Armindo Mestre em Gestão da Qualidade Diácono da Diocese do Porto pub

TURISMO No âmbito da “Maia - Cidade Europeia do Desporto”

Bolsa de Turismo de Lisboa 2014 O Município da Maia esteve presente, entre os dias 12 e 16 de Março, na edição de 2014 da Bolsa de Turismo de Lisboa - Feira Internacional de Turismo a decorrer no Parque das Nações. Este é o maior evento a nível nacional dedicado ao Turismo e a Maia teve ao seu dispor uma área de 120m2 de exposição ficando integrada no espaço da Entidade do Turismo do Porto e Norte de Portugal. No decorrer deste evento e no âmbito da “Maia - Cidade Europeia do Desporto 2014” foi realizado um flashmob que contou com a presença de Fernanda Ribeiro. Juntamente com a promoção desportiva, o Município da Maia apresentou alguns dos seus doces regionais assim como divulgou o vinho verde "Quinta de Santa Cruz" produzido na região. Neste evento foi também apresentada a nova brochura promocional alusiva ao turismo da região e a nova página da internet onde se destaca um conjunto de funcionalidades inovadoras

CASOS DE POLÍCIA

Operação da PSP nas cidades do Porto, VN de Gaia, Maia e Valongo A PSP realizou, no passado dia 8 de Março, entre as 00h00 e as 9h, diversas operações policiais que tiveram como objectivo a prevenção ecombate à criminalidade assim como a fiscalização rodoviária e fiscalização em estabelecimentos de forma a promover o sentimento de segurança junto dos cidadãos. Resultaram na detenção de 17 indivíduos, dois por tráfico de estupefacientes, um por mandado, dois por falta de habilitação legal para condução, um por desobediência,

um por injúrias, quatro por ofensas à integridade física e seis por condução sob o efeito de álcool. Procederam ainda à identificação de 829 condutores e respectivas viaturas, sendo que 791 condutores foram submetidos ao teste de álcool no sangue.44 cidadãos foram identificados no âmbito do combate à permanência ilegal em território nacional e 77 foram identificados no âmbito do combate ao consumo e tráfico de estupefacientes. Das 934 viaturas

controladas, 91 encontravam-se a circular em excesso de velocidade. Verificaram-se 146 infrações ao Código da Estrada - 91 infracções por condução em excesso de velocidade e 24 por condução com excesso de álcool no sangue. Três estabelecimentos de diversão nocturna foram fiscalizados. Relativamente a apreensões, foi apreendido um automóvel, haxixe suficiente para cerca de 576 doses individuais, uma arma branca e 37 documentos de viaturas.

Nas cidades da Maia e de Valongo, entre as 2h e as 7h, foi desenvolvida uma operação conjunta que envolveu a PSP e o Serviço de Estrangeiros e Fronteiras - SEF. Da operação conjunta desenvolvida por elementos policiais pertencentes ao efectivo da Divisão Policial da Maia e inspetores do SEF, resultaram 44 identificações, uma notificação para comparência no SEF, três notificações para abandono voluntário do território nacional.


maiahoje

sexta-feira 21 de Março de 2014

Sociedade

09 pub

INICIATIVA

Artistas de vários pontos do país pintam o mural junto ao Centro Empresarial

Rua da Lionesa está a ganhar nova vida Está a nascer, na Rua da Lionesa, um dos maiores projectos de Street-Art do norte de Portugal. Dez artistas vão, através de graffiti, pintar o mural junto ao Centro Empresarial da Lionesa, com o objectivo de trazer mais vida ao local mas também ás pessoas que o visitam. Eduarda Pinto, Directora Geral da Lionesa, disse, acerca do projecto que este surgiu porque «a Lionesa tem apoiado e investido bastante na arte. O conceito de Street Art, surge em primeiro, porque estamos a falar de rua e havia que transformar de facto esta nossa frente, daí a aposta no Street Art». O desafio foi apresentado a Catarina Machado, Decoradora do Projecto e Artista plástica, que contactou Miguel Ramos, também artista de Street Art, que organizou um colectivo de dez artistas, cinco do centro e os outros cinco do norte do país. Eduarda Pinto lembrou os muitos espaços na zona norte «assim cinzentos e eu penso que nós conseguimos transformar aquilo que era um espaço cinzento, num espaço cheio de vida». A iniciativa tem dois tipos de público-alvo: «o público empresarial e que procura um espaço comercial, um showroom, um escritório e temos o público consumidor final que é o público que vem consumir nestes espaços comerciais que já existem. Temos por exemplo a chocolataria Equador, com um conceito fazedor em que a pessoa visita, consegue perceber como é que se produz o chocolate, e em comum uma loja onde pode adquirir os produtos». A grande aposta da Lionesa é o público família «a ideia é termos aqui

\\ Opinião Mário Lopes

UNHEILBAREN EINVERNEHMEN

algumas lojas Âncoras, que sejam âncoras culturais, que sejam âncoras de lazer familiar e não tanto lojas âncoras comerciais». Para a responsável da Lionesa, as vantagens de vir a este espaço com a família são muitas: «Arlivre, o conceito muito de rua, o conceito de partilha, o conceito de um programa que toda a família pode fazer em todas as fachas etárias». Catarina Machado elogiou a “Dream Team”, nome que Miguel

Ramos deu à equipa, salientando que foram escolhidos «cinco dos melhores artistas do norte e cinco dos melhores artistas do sul». As ideias começaram a surgir: «optou-se por dividir o muro em duas partes onde a primeira parte cada artista representaria a história de Matosinhos com toda a sua temática dos pescadores, do mar, das lendas, do Mosteiro de Leça do Balio e nessa parte da parede, digamos assim que está dividida igualmente por todos eles repre-

sentariam esse tema na sua própria linguagem artística individual. Portanto liberdade criativa total». Na segunda parte do muro surge a história da Lionesa e da Unicer «uma vez que são os mecenas do projecto». O projecto iniciou no passado dia 6 de Março e a organização prevê que a inauguração seja a 11 de Abril. Manuel Jorge Costa

CONSENSO INSANÁVEL! Esta é a tradução da expressão alemã do título que significa, na minha óptica, o resultado da reunião ocorrida entre o Primeiro-Ministro, Pedro Passos Coelho e o Secretário-geral do PS, António José Seguro, no passado dia 17 de Março. Se dúvidas existissem sobre esta matéria foram desfeitas pelo discurso da chanceler alemã, Angela Merkel, proferido no encontro que realizou com o Primeiro-Ministro português no passado dia 18 de Março. Com efeito, entendo que estamos num período de campanha eleitoral tendo em vista as eleições europeias, no qual imperam doses de tacticismo político e demagogia aos pacotes. Mas reconheço que o contexto nacional actual deve merecer uma atenção apartidária por parte dos principais actores políticos dos partidos considerados do arco da governação. Confesso que a narrativa dita “insanável” entre as duas forças políticas provenientes da mesma fonte da Internacional Socialista - a social-democracia -, surge como tentativa de ocultar a uma nova realidade que assente nas boas contas e em deficits baixos, contraria à vivida nas décadas passadas. Como cidadão, abomino qualquer tentativa seja velada ou de intenção dúbia -, de me tentarem fazer acreditar no contrário daquilo que sei, fruto de toda a informação que adquirir de fontes públicas e diversas, que não sendo absolutas permitem, pelo menos, contactar com o bom senso geral. Se a ideia é tentar não repetir a história, então recordo que o Primeiro-Ministro é acusado de, como candidato, ter prometido o contrário daquilo que fez quando conquistou o cargo, na mesma conta, peso e medida daquilo que é prometido por António José Seguro, no actual quadro e circunstâncias. A história repete-se despudoradamente. Não será a altura da apresentação de uma nova “narrativa”, consubstanciada em novas ideias, assentes no aproveitamento pleno das capacidades que reconhecidamente possuímos para nosso proveito como povo e comunidade, mas que sistematicamente nos são sonegadas no nosso próprio território pela dificuldade dos líderes políticos em encarar a realidade popular em detrimento da realidade partidária? Mário Lopes, Licenciado em Ciências Sociais, não escreve ao abrigo do novo acordo ortográfico.

pub


10

sexta-feira 21 de Março de 2014

Sociedade

Comemoração da Poesia na Maia Decorre até amanhã, nas instalações da Biblioteca Municipal e do Fórum Maia, o evento cultural intitulado “Semana da Poesia”. Esta iniciativa inserida nas comemorações do Dia Mundial da Poesia, será composta por conjunto de iniciativas espalhadas pelas ruas da cidade, como a distribuição de marcadores de livros, a distribuição de poesia e a distribuição de sugestões de leitura poética onde o nome do autor não está identificado.

Incluído nos festejos deste dia, durante essa semana na habitual Hora do Conto poderá ser escutada a história “Dinossáurio Belissário”; na Tertúlia Poética decorrerá as “Asas da Poesia” e finalmente um Colóquio e uma exposição bibliográfica de homenagem ao autor António Ramos Rosa intitulada “Não posso adiar o coração”.

Concerto de música gospel e secular Realiza-se amanhã, pelas 21h30, no Museu de História e Etnologia da Terra da Maia, um espetáculo musical intitulado “Concerto de música gospel e secular”, inserido no programa “A Música vem ao Museu”. Este concerto tem como objetivo despertar o gosto pela música local

e regional nos mais jovens. Para esse efeito, este concerto contará com a participação do Coro de Pais do Conservatório de Música, que vão interpretar temas de música gospel e secular tornando este espetáculo mais dinâmico e envolvente.

Esta certificação, reconhece o esforço de uma organização em assegurar a conformidade dos seus produtos e/ou serviços, a satisfação dos seus clientes e a sua melhoria contínua.

\\ Projeto europeu na escola secundária do Castêlo da Maia Depois da deslocação, no ano passado, a Potenza, no sul de Itália (na foto), os alunos da escola Secundária do Castêlo da Maia, recebem, entre os dias 23 de Março e 3 de Abril, 22 alunos italianos e os seus professores. Do programa destacam-se visita à Câmara da Maia, uma atividade com o Departamento Ambiental (caminhada ao longo do Rio Leça e visita aos moinhos de Alvura), visitas ao

CULTURA

Porto e Lisboa (incluindo Aqueduto das Águas Livres), para além de sessões de trabalho conjunto na escola sobre "A Água como Herança para as Gerações Futuras". No projecto Comenius WATER participam alunos das turmas A, B, C e D do 12º ano e três alunos do 11ºE.

Clube Unesco da Maia

Visita à Casa da Prelada e celebração do Dia da Mulher No passado dia 28 de fevereiro, o Clube UNESCO da Maia visitou a Casa da Prelada, concebida pelo arquiteto italiano Nicolau Nazoni e que abriu as portas ao público, depois de remodelações necessárias à sua conservação. De acordo com Raul da Cunha e Silva, presidente do Clube Unesco da Maia, a visita «foi um recuo ao passado, sabiamente esclarecido pelo Dr. José António Gomes que não descurou pormenores do passado e a adaptação às novas necessidades, de hoje, com um salão, que, embora incorpore elementos modernistas, não fere a arquitetura de origem».

O grupo percorreu o labirinto de buxo, as fontes, as camélias, os espaços verdes que agradou a todos. «Foi uma visita em que se realçou a importância deste tipo de património, sua conservação e a necessidade de preservar estes tesouros que fazem parte da identidade dos povos», disse Raul da Cunha e Silva. Clube assinalou dia mundial da mulher Como vem já sendo habitual o Clube Unesco da Maia celebrou o dia mundial da mulher, num almoço convívio na Quinta da Pereira, em Favões.

O evento começou com um percurso pedonal até ao rio Tâmega, num panorama cheio de cor e de som, de rara beleza ambiental e espiritual. «Vivíamos o Dia Mundial da Mulher que refere os seus direitos a nível nacional e internacional. Direitos já institucionalizados pela legislação, pelos costumes e comportamentos, em muitos países, enquanto noutros são ignorados, ou com muito difícil implementação», disse Raul da Cunha e Silva. De acordo com a ONU, os direitos das mulheres são: Direito à vida, à liberdade e segurança; Di-

reito à igualdade, à informação e educação; Direito à privacidade, à saúde, à constituição de família, procriação e liberdade de reunião. Foi com este pensamento que os associados e amigos do clube reuniram em convívio. Durante o almoço trocaram impressões sobre a relevância do momento. O presidente do clube salientou momentos significativos em que a Unesco aproveita sempre para dignificar tudo quanto releva os valores culturais da humanidade.

EFEMÉRIDE

Legião da Boa Vontade comemorou 25 anos No dia 2 de março a Legião da Boa Vontade completou 25 anos de trabalho em Portugal, comemorados no dia 3 de março, nas suas instalações, nas cidades do Porto, Lisboa e Coimbra. No Porto, o administrador da LBV de Portugal, Haroldo Rocha, agradeceu a presença das crianças, jovens e voluntários da Instituição, tendo ressaltado que, com o apoio da sociedade, a Legião da Boa Vontade tem desenvolvido os seus programas socioeducativos, gratuitos para quem os recebe, pois são pessoas que se encontram em situação de vulnerabilidade social.

Música, poemas, desfiles de moda fizeram parte dos festejos realizados nos programas “Semente da Boa Vontade”, “Juventude da Boa Vontade” e “Viva Mais!”. Por fim, cantaram os parabéns à Legião da Boa Vontade e ao seu presidente, José de Paiva Netto que também comemorou o seu aniversário. A LBV agradece a amigos, benfeitores, colaboradores, voluntários, entidades particulares e coletivas o apoio recebido ao longo deste 25 anos de ação em Portugal.

\\ Opinião Henrique Carvalho

Noites de Gala/o

Certificado de Conformidade ao Município Decorreu no passado dia 12 de março, na Câmara Municipal, a cerimónia de entrega oficial do Certificado de Conformidade de acordo com a NP EN ISO 9001:2008, ao município da Maia.

maiahoje

Gala. A democracia tem destas coisas… Hoje estamos aterrorizados com lutas quase fratricidas em manifestações a roçar os limites da lei, no dia seguinte, ficamos especados no sofá a assistir ao festim da gala de aniversário da RTP. Parabéns RTP. Vi-te nascer, crescer e ser companheira desde sempre. Conheço a concorrência, mas sou fã de tudo que gosto da vossa grelha. Afasto-me quando o que apresentam me irrita e… há programas para os quais pago e detesto, aí, zipo a procura diversificada que agora temos. Galo! Foi ver uma mola humana, com ou sem, (colete à prova de bala), medir forças sem vontade nenhuma de o fazer. Uns porque reivindicavam o que acham ser seus direitos, outros, com direito às mesmas reivindicações, a defender um espaço “democraticamente sagrado” da transgressão de quem sabia que estava a pisar os limites. Polícias contra polícias… Foi triste ver aquele espetáculo de gente que deve impor a lei e a ordem, num medir de força desafiador. Mais da outra vez, que desta, porque, tiveram atitudes que podem voltar-se contra si. Ultrapassaram os limites e, qualquer dia, podem ter de enfrentar manifestantes que queiram fazer o mesmo e têm de impedir que isso aconteça. Não foi bonito nem exemplar. Que me perdoem os agentes da autoridade das várias forças do país. As forças de segurança tem de dar o exemplo e tinham tido muito mais admiração se fizessem o protesto sem ser necessário aparecer tanto agente de capacete, viseira e escudo de proteção. No entanto tudo terminou sem exageros, o que foi dignificante. No direto de um dos canais televisivos, apreciei, que a polícia fardada permaneceu na escadaria por algum tempo depois da retirada dos manifestantes, isso fez com que dali retirasse dois pensamentos. Ou tentaram proteger o espaço na dúvida dos manifestantes voltarem atrás e forçar a invasão da escadaria, ou, eles próprios, tendo em vista as mesmas reivindicações, prolongaram o protesto ocupando os degraus por mais algum tempo que o necessário. Isto, sociologicamente é estudável. Devia ser investigado, pelo menos, jornalisticamente… Galo, é o Manifesto dos 70!?. Setenta “personalidades dos vários quadrantes da política portuguesa?!” assinaram um manifesto a pedir a renegociação da dívida. Mas este “club de sábios do reumático” não percebe que é, a mensagem mais negativa que estão a dar ao exterior? Gala, merece Cristiano Ronaldo, após conhecer a aflição da mãe de uma criança com doença rara, prontificar-se a pagar (60.000€) para o miúdo ser operado. Bem hajas Cristiano. PS. Hoje, 12 de Março, foi noticiado o falecimento do Cardeal D. José Policarpo. Paz à sua alma e pêsames à família. Henrique António Carvalho Março 2014 Escreve ao abrigo do AO


maiahoje

sexta-feira 21 de Março de 2014

Desporto

11

GINÁSTICA Ginastas portuguesas que representaram a selecção nacional na Taça do Mundo ficaram em 5º lugar

Maia FIG Acro World Cup/VIII Maia International Acro Cup

Realizou-se entre os dias 5 e 9 de Março o Maia FIG Acro World Cup/VIII Maia International Acro Cup, organizado pela Federação Internacional de Ginástica, a Federação de Ginástica de Portugal e o Acro Clube da Maia, em parceria com o Instituto Português de Desporto e Juventude, Câmara Municipal da Maia e Maia European City of Sport 2014. O evento iniciou no dia 5 de Março com treinos e qualificações. Bárbara Sequeira, Íris Mendes e Jéssica Correia, ginastas do Acro Clube da Maia, representaram a selecção nacional na Taça do Mundo de Ginástica Acrobática. As ginastas portuguesas tinham boas expectativas para o torneio, embora estivessem conscientes do valor das suas adversárias.No entanto não conseguiram ir além do 5º lugar. O evento levou ao Pavilhão de Ginástica da Maia muito público que vibrou com as prestações dos atletas. Luís Filipe Azevedo

\\ RESULTADOS TAÇA DO MUNDO Grupos Masculino (Combinado) GBR – Bartlett/Cook/Wood/Wood – 29.220 Pares Mistos (Combinado) USA – Boynton/Ward – 30.765 GBR2 – Upcott/Smith – 29.880 GBR1 – Franks/Rogers – 28.800 Pares Masculino (Combinado) RUS1 – Ivanov/Ivanov – 28.205 KAZ – Naisbayev/Muslimov – 27.650 BLR – Rybinski/Novikau – 27.440 Pares Feminino (Combinado) BEL – Snel/De Smedt – 28.070 BLR – Bartashevich/Mikhnivich – 27.210 RUS – Kim/Dubrovina – 27.100 Grupos Feminino (Combinado) GBR3 – Matthews/Lancaster/Spalding – 28.480 GBR2 – Bailey/Russell/Irwin – 27.975 RUS – Lavrukhina/Solodinina/Sukhareva – 27.870

pub

\\ RESULTADOS MAIA INTERNATIONAL ACRO CUP Pares Feminino - Juvenis Ambitious PG – 114 – Mattheessens/Huys – 54.940 Acro Clube da Maia – 105 – Carneiro/Maia – 54.300 Acro Clube da Maia – 104 – Moreira/Marco – 54.150 Grupos Feminino - Juvenis Wild Gym – 138 – Elst/Vanoverbeke/Schryver – 54.200 Ginásio Clube Português – 150 – Cavilhas/Monteiro/Cartaxo – 54.150 Clube Parque das Nações – 154 – Monteiro/Alves/Frazão – 53.300 Pares Misto - Juvenis Ginásio Clube Português – 129 – Malato/Cavilhas – 52.700 Gimnoanima – 130 – Candeias/Rato – 51.300 Acro Geneve – 127 – Ballif/White – 47.850 Pares Feminino AG2 Ginásio Clube Português – 307 – Gomes/Dias – 81.200 Sportac Deinze – 310 – Vandenberghe/Lammertyn – 80.950 Ambitious PG – 305 – Roeyen/Hendrickx – 80.250 Grupos Feminino AG2 Ginásio Clube Português – 340 – Dias/Mendes/Figueiredo – 82.750 Heathrow GC – 352 – Davies/Haigh/Osborne – 82.600 Ginásio Clube Português – 341 – Silva/Andrade/Miranda – 82.200 Pares Mistos AG2 Ginásio Clube Português – 317 – Malato/Malato – 82.150 Wild Gym – 313 – Trappeniers/Mannekens – 80.900 GDS Cascais – 318 – Santana/Carlos – 77.950 Grupos Masculino AG2 Heathrow GC – 353 – Watts/Sawenko/Tate/Upcott – 84.400 Pares Masculino AG2 Heathrow GC – 354 – Falconer/Wood – 82.800 Acromix CC – 322 – Domingues/Augusto – 73.800 Torino – 321 – Latorre/Martino – 71.100 Pares Feminino AG1 Heathrow GC – 271 – Kroliczek/Cowperthwaite – 27.450 Richmond – 209 – Tucker/Gamble – 27.250 Acro Clube da Maia – 204 – Ferreira/Moreira – 27.150 Grupos Feminino AG1 Heathrow GC – 275 – Hill/Harraghy/Costello – 28.250 Richmond – 245 – Dawson/Wright/Williams – 28.000 Acro Clube da Maia – 240 – Maia/Ferro/Curto – 27.650

Pares Masculino AG1 TK Werchter – 228 – Wever/Anthoon – 26.150 Grupos Masculino AG1 Acro Clube da Maia – 270 – Silva/Pereira/Batista/Silva – 26.100 Pares Mistos AG1 Heathrow GC – 225 – Franklin/Paul – 27.450 USA – 224 – Boynton/Sedochenkov – 26.850 Acro Clube da Maia – 223 – Piqueiro/Silva – 26.650 Pares Mistos - Juniores USA – 414 – Allen/Atsatt – 81.400 GDS Cascais – 417 – Melo/Branco – 78.750 Gimnofaro GC – 416 – Gabadinho/Inácio – 74.520 Pares Mistos - Juniores Richmond – 410 – Walker/Montagna – 83.680 AA Coimbra – 412 – Martins/Germano – 82.400 Ginásio Clube Português – 409 – Matos/Gueifão – 82.000 Grupos Feminino - Juniores Ginásio Clube Português – 424 – Rolão/Cruz/Serra – 83.000 Belarus – 423 – Barysevich/Nabokina/Sandovich – 82.500 Ambitious PG – 421 – Kiebooms/Westhof-Jacobs/Taelen – 80.500 Grupos Masculino - Juniores CP das Nações – 430 – Miranda/Carrapato/Costa/Rodrigues – 75.660 Pares Feminino - Juniores Heathrow GC – 403 – Rothwell-Douglas/Baughn – 81.500 Flik Flak – 401 – Laane/Martens – 76.450 GDS Cascais – 402 – Ferreira/Jervis-Pereira – 69.300 Grupos Feminino - Seniores Belgium – 510 – Gelder/Schoor/Dumarey – 83.185 Ambitious PG – 513 – Meyst/Bergmans/Meyst – 77.695 GC Vilacondense – Ribeiro/Martins/Magalhães – 76.450 Pares Feminino - Seniores Ambitious PG – 500 – Philpott/Mariek – 77.435 Pares Mistos - Seniores Acro Clube da Maia – 504 – Pereira/Amorim – 75.915 Flik Flak – 505 – Cornielje/Luites – 71.085 Ambitious PG – 506 – Steenssens/Lepage – 70.590 Pares Masculino - Seniores Belgium – 519 – Casse/Gelder – 75.070


12

sexta-feira 21 de Março de 2014

Desporto

\\ Opinião Rogério Gonçalves

Acho que os responsáveis de certas instituições de atendimento ao público deveriam ser penalizados quando ignoram que a acessibilidade deve ser para todos. Isto vem a propósito de eu me ter deslocado na minha cadeira de rodas às instalações do IMTT no Porto e depareime com umas escadas como obstáculo e com o elevador tapado com uma napa pois está avariado. Tive que pedir a um empregado e mais três cavalheiros para me ajudarem a transpor esse obstáculo. Era bom que o nosso dinheiro pago em multas sirva para que o acesso seja mesmo para todos. Rogério Gonçalves

\\ Dia do Pai

em Sta Ma Avioso

O dia do Pai foi comemorado com uma enorme pizza com as medidas de 80x60 que foi oferecida pela confeitaria Flor do Padrão. Foi confeccionada pelo mestre pasteleiro Luís Amado. Todos deram os parabéns ao mestre e saborearam a pizza com muito apetite.

FUT. AMERICANO

Vitória por 41-13 sobre os Black Ravens

Maia Mustangs vencem e estão na luta pelos playoff’s O Maia Mustangs recebeu no passado dia 16 de Março, no Campo de Jogos Municipal de Folgosa, os Black Ravens. Numa tarde de muito sol, os Mustangs mostraram serem superiores e venceram por 41-13. Nos primeiros minutos a defesa maiata empurrou a equipa dos Black Ravens para perto da sua endzone e logo depois o ataque fez o seu primeiro touchdown e respectivo extra-point. O primeiro Quarter passou muito rápido com os Mustangs a dominarem o jogo e a manterem o adversário longe da sua endzone. No segundo Quarter os Mustangs, com combinações de jogadas de corrida e de passe, fizeram mais dois touchdowns e respectivos extra-points fixando o marcador ao intervalo em 21-0. No início do terceiro Quarter os Mustangs fizeram o seu terceiro touchdown com extra-point, no entanto consentiram o

KICKBOXING

acusaram o muito calor que se fez sentir na Maia. Os Mustangs fizeram o seu último touchdown e extra-point e fixaram o resultado em 41-13. A equipa da Maia mostrou que estar em crescendo de rendimento vão lutar pelo acesso aos playoff's. O próximo jogo é no dia 29 de Março, em Lisboa frente à igualmente estreante Devils.

Taça de Portugal

Life Combat com sete campeões

A Escola de Kickboxing Life Combat participou, no passado dia 15 de Março, na Taça de Portugal de Kickboxing, que se realizou em Anadia. A Escola participou com 19 atletas em diferentes escalões da modalidade que proporcionaram que fosse a primeira classificada no evento, na variante Light Contact. Com várias centenas de atletas em prova e várias eliminatórias pela frente, sete atletas da Life Combat sagraram-se campeões: Hélder “Buakaw” Silva, Hugo Duarte, Vera Soares, pub

primeiro touchdown e extra-point dos Black Ravens no jogo. A diferença no marcador logo foi reposta com um touchdown dos Mustangs. Logo de seguida os Black Ravens, novamente numa jogada de passe, voltaram a fazer touchdown e fecharam o quarter com o resultado em 34-13. No quarto quarter as equipas

Vanessa Soares, Adriana Jesus, Pedro Martins e Nancy Moreira. Com excelentes prestações, Emanuel Lemos, Bárbara Gomes, Bruno Pereira, João Pereira, Patrícia Soares e Ricardo Carvalho conquistaram o segundo lugar. Artur Pasechenik, David Fernandes e Fábio Varela alcançaram o terceiro lugar no pódio. Daniel Rodrigues, Rafael Ferreira, Hugo Jesus ficaram nos quartos de final. Doze dos atletas são do projeto Cross Star, fruto da parceria entre a Escola Life Combat e a Cruz Vermelha Portuguesa da Trofa. Nádia Barbosa, professora da Life

Combat, salientou que «mais uma vez elevaram o nome da Trofa e são a prova de que com apoio e muito trabalho se alcançam as vitórias». Da parceria da Life Combat com outra escola, a Boxe BB Team do Clube Fluvial Portuense , participaram cinco atletas. «Foi a primeira experiência destes jovens no kickboxing e tiveram um excelente desempenho. Irão agora participar nos campeonatos regionais desta modalidade e esperamos que consigam o apuramento para o campeonato nacional».

maiahoje

\\ Opinião Virgílio Vale

O DIVÓRCIO O assunto que apresentei em artigo anterior, sobre o sacerdócio feminino, é bastante pacífico no seio dos católicos, até porque não implica nada que se oponha aos Dogmas da Igreja. Trata-se de um tema meramente disciplinar. O tema do casamento é, a meu ver, um pouco mais sério, no sentido de se saber se a sua indissolubilidade é ou não motivo para impedir uma abordagem diferente da que nos transmitiu a tradição. Todos defendemos que não há nada melhor, no casamento, do que a unidade matrimonial e a sua durabilidade indefinida, pelo bem do próprio casal e, sobretudo, pelo bem maior e interesse dos filhos. De facto, são estes, sempre, os maiores prejudicados pela separação dos pais, mesmo não sendo litigiosa. Trata-se de uma rutura que deixa marcas indeléveis e feridas psicológicas difíceis de sarar. O carácter indissolúvel do Matrimónio está bem expresso naquela frase da Escritura … “não separe o homem aquilo que Deus uniu” e é nessa expressão que reside o fundamento teológico para se continuar a apostar no mantenimento. da relação matrimonial. Sabemos que a Igreja, em determinadas circunstâncias, declara nulo o casamento celebrado segundo os ritos eclesiásticos. É só uma questão de se provar que falta algum elemento considerado essencial para que o contrato conjugal se considere válido. E, nesses casos, será mais fácil obter a anulação do mesmo se for “rato e não consumado”. De facto, o casamento não passa de um contrato entre dois indivíduos de sexo diferente em relação ao seu corpo com objectivos muito concretos – a procriação e a felicidade dos dois. E pode tratar-se de um contrato natural entre eles e sem testemunhas; pode ser um contrato civil com testemunhas e perante a autoridade civil; ou um contrato religioso e sacramental – sendo eles os ministros desse Sacramento e tendo as testemunhas do sacerdote pela Igreja e dos padrinhos pela Sociedade. E, em qualquer caso, deseja-se a felicidade. No âmbito do casamento religioso… será para toda a vida, ao menos enquanto ambos forem vivos. Mas, apesar isso, há circunstâncias múltiplas, situações insustentáveis que transformam o casamento num inferno em vida e, nesses casos, a separação torna-se inevitável. Daí os milhares de casos que têm acontecido por toda a parte e em todos os lugares. Cada um vai à sua vida, reorganiza-se com outrem e, geralmente, passa a ter uma vivência à margem de qualquer manifestação religiosa. E muitas vezes com o desejo íntimo de dar continuidade a práticas de espiritualidade que eram habituais na sua vida passada. Nesses casos, devidamente fundamentados e provados os motivos da rutura matrimonial, após o acautelamento de todos os direitos dos filhos e do outro cônjuge, penso eu que deveriam as Autoridades Eclesiásticas prever a hipótese de realizarem estudos em ordem a poder decretar a nulidade desse matrimónio e, depois, não excluir a realização de um novo matrimónio. Se tal acontecesse, os divorciados não se sentiriam condenados à privação da prática religiosa e teriam a possibilidade de se abeirarem da Comunhão e de recorrerem ao sacramento da Reconciliação. Isto porque Deus é infinitamente misericordioso, quer os Homens felizes e Jesus morreu na Cruz para que os homens se realizem plenamente e sempre, quer humana, quer espiritualmente. Virgílio do Vale


maiahoje

sexta-feira 21 de Março de 2014

Desporto

GALA Melhores do ano de 2013

13

\\ Opinião

II Gala US Elite Sports Agency

Fernando Pedroso

ESCREVENDO À VIDA Adoro escrever poesia à vida Minha musa se alegra e desafia Escrevendo assim direi até um dia O que me vai na alma até à partida A vida escrita e lida é mais sentida Coisa única em cada um p’ra todos Vida que não se adia com engodos Nem nunca será como pretendida Muita ou pouca, todos temos alguma Rico ou pobre, todos temos só uma, Estranha realidade… eu sei.

Decorreu no passado sábado, na antiga escola Príncipe da Beira em Gueifães, a II Gala US Elite Sports Agency - Melhores do Ano de 2013. O evento decorreu na renovada sala de visitas da freguesia completa-

KARATÉ

mente cheia onde se destacavam a presença de atletas de todo o país, a presidente da Junta da Freguesia da Cidade da Maia, Olga Freire e o Staff e de algumas individualidades da cidade do Porto.

Quanto aos prémios os premiados foram: Jorge Duarte (Triatlo) - Atleta do Ano, Daniel Bastos (BTT) - Prémio Prestígio, António Mesquita (Duatlo) - Revelação, Renato Teixeira (Triatlo) - Atleta Jovem do Ano, Tiago Peniche

(BTT) - Promessa do ano e Skechers - Parceiro do Ano (recebido pelo representante em Portugal Nuno Sousa. O trompetista Nuno Santos contribuiu para a noite de gala com os seus momentos musicais.

Sem direitos a protestos ou revoltas Mistério que faz a ida sem voltas, É assim a mais rigorosa lei 27 de Janeiro de 2014 Abílio Fernando Dias Pedroso

Nuno Moreira conquista o seu 13º titulo nacional

CK Maia com quatro campeões Nacionais Seniores Decorreu no passado dia 16 de Março o Campeonato Nacional Federativo do escalão Senior. O CKmaia, depois de ter apurado 13 competidores para estes nacionais, assistia assim a mais uma participação em massa no escalão absoluto, tornando-o mais uma vez o clube com mais apurados. A competição teve lugar em Ponte de Sôr e depressa se viu os maiatos a dominarem o evento, marcando presença em seis finais. O segundo clube com mais finais seria o Sporting com dois atletas. Nuno Moreira conseguiu vencer e arrecadar o seu 13º título nacional individual. O atleta conseguiu eliminar toda a concorrência sem sofrer um único ponto. Os outros campeões seriam Inês

GINÁSTICA

Rodrigues, Gonçalo Pinto e Tânia Ribeiro. Na final, mas sem conquistar o ouro, ficaria Inês Almeida e Cátia Saraiva que, apesar de realizaram excelentes encontros, seriam derrubadas na última etapa. Outros atletas presentes com bons desempenhos e por vezes perto de alcançar o pódio foram: Dora Brandão, Maria Guedes, Patrícia Ascensão, Emanuel Moreira, Fábio Pinto, Ana Almeida, Bernardo Semblano e Carla Jerónimo.

Vão estar 340 ginastas em competição, 27 são do Ginásio Clube da Maia

Torneio José António Marques Realiza-se este fim-de-semana, entre as 10h e as 18h, no no Complexo Municipal de Ginástica, o “Torneio José António Marques de Ginástica Artística Masculina e Feminina 2014”. O Ginásio Clube da Maia estará presente com 27 ginastas, que vão lutar por conquistar os títulos nacionais em

prova. A prova é da federação de Ginástica de Portugal e a organização estará a cargo da Associação de Ginástica do Norte, em parceria com a Câmara Municipal da Maia, com o Ginásio Clube da maia e integrada no plano de actividades desportivas da “Maia Cidade Eu-

ropeia do Desporto”. O torneio conta com a participação de 16 Clubes nacionais (ACM, ADA, BFC, Carty, Artigym, CGA, CLAC, GDAz, CGIPSB, CPHPA ,GCM, GCP, LGC, SFGP, SpCP , UDRZA), num total de 340 ginastas.

\\ PROGRAMA I DIVISÂO – 22 de Março 1ª SESSÃO Abertura do recinto - 9h00 Inicio da competição - 10h30 Entrega de prémios - 13h00

DIVISÂO BASE – 23 de março 1ª SESSÃO Abertura do recinto - 9h00 Inicio da competição - 10h30 Entrega de prémios - 13h00

2ª SESSÃO Abertura do recinto - 14h00 Inicio da competição – 15h30 Entrega de prémios - 18h00

2ª SESSÃO Abertura do recinto - 14h00 Inicio da competição – 15h30 Entrega de prémios - 18h00


14

sexta-feira 21 de Março de 2014

Magazine

maiahoje

VIAGENS

A forca de Cabeço de Vide Quando estudamos História, encontramos várias situações em que as personagens históricas são condenadas à forca. A morte por enforcamento era muito comum em períodos históricos antigos – por exemplo, em Roma, a forca era para os cidadãos romanos, pois os bárbaros, ou seja, estrangeiros não romanos, eram crucificados. Portugal foi o segundo país da Europa, após o Grão-Ducado da Toscana (1786), a abolir a pena de morte. Em 1852, foi abolida para crimes políticos como nos revela o artigo 16º do Ato Adicional à Carta Constitucional de 5 de Julho, sancionado por D. Maria II. Na década seguinte, em 1867, foi abolida para crimes civis, exceto por traição durante a guerra. Nos tempos atuais, já quase não se ouve falar de penas de morte por enforcamento. Exceto em 2006, quando alguns dos altos responsáveis pelo Iraque, incluindo Saddam Hussein, foram enforcados por traição. Quando este fim-de-semana me passeava por Cabeço de Vide, uma simpática vila no Alto Alentejo, descobri uma forca no meio dum campo, à saída da vila, a caminho de Fronteira. Este é o único exemplar conhecido que escapou

à destruição na sequência da abolição da pena de morte - sabendo-se que Cabeço de Vide deixou de ser sede de concelho em 1855, tal facto pode ter motivado a não destruição deste monumento. Trata-se de dois obeliscos paralelepípedos de alvenaria, claro, gastos pelo tempo. Era complemento da função do pelourinho para os casos de pena de

CARTÓRIO NOTORIAL DA MAIA - JOSÉ IDALÉCIO FERNANDES

morte e, ao contrário deste, localizavase fora do aglomerado populacional. O condenado era pendurado com uma corda ao pescoço suspensa de uma viga atravessada horizontalmente e sustentada pelos prismas que ainda hoje se mantêm no seu lugar. A morte dava-se por asfixia devido à estrangulação e distensão das vértebras cervicais. Quem terão sido os condenados desta

Jornal MaiaHoje, Edição nº 341 21/03/2014

EXTRACTO PARA PUBLICAÇÃO Lic. José Idalécio Fernandes, notário do Cartório, CERTIFICA narrativamente, para efeitos de publicação, que neste Cartório Notarial no dia dezanove de março de 2014, a fls. 70 do livro de notas para escrituras diversas nº8-B, foi lavrada uma escritura de Justificação Notarial, na qual foi justificante: Adriano Augusto Vieira Neves, (NIF 119.517.671 – titular do Bilhete de Identidade nº1650808, emitido em 27/07/2007, pelo SIC do Porto), natural da freguesia de Vermoim, concelho da Maia, residente no lugar do Arco, nº150, Casa do Arco, Gueifães, Maia, casado sob regime de separação de bens com Maria Arminda Martins de Azevedo Neves, (NIF 166.883.247). Mais certifico que, nessa escritura, foi declarado o seguinte: Que é dono e legítimo possuidor, com exclusão de outrem, dos seguintes bens imóveis, sitos no lugar da Ranha, freguesia de São Mamede e Infesta – actualmente, em virtude da nova reorganização administrativa, integrada na União das Freguesias de São Mamede de Infesta e Senhora da Hora, concelho de Matosinhos: 1- Prédio urbano, composto por uma casa de pavimento, destinada a habitação, com a área coberta de vinte e sete metros quadrados, e actualmente inscrita na respectiva matriz sob o artigo 2352, com valor patrimonial de euros 7.600,00, valor este que também lhe atribuiu para efeitos deste ato; 2- Prédio urbano, composto por uma casa de um pavimento, destinada a habitação, com a área coberta de vinte e sete metros quadrados, e actualmente inscrita na respectiva matriz sob o artigo 2354, com valor patrimonial de euros 7.600,00, valor este que também lhe atribuiu para efeitos deste ato; e 3- Prédio rústico, composto por terreno a pinhal, mato e pastagem, com a área de nove mil e seiscentos metros quadrados, a confrontar do Norte com limite do concelho, do Sul com Caminho, do Nascente com Melo & Companhia, e do Poente com Joaquim da Cruz Figueiras, e actualmente inscrito na respectiva matriz sob o artigo 453, que corresponde aos anteriores artigo 1119, 303 e 317 rústicos, com valor patrimonial de euros 57.82, valor este que também lhe atribuiu para efeitos deste ato. Que os prédios urbanos atrás identificados sob os nºs 1 e 2 e parte do prédio rústico atrás identificado sob o nº3 formam a descrição Predial número quatro mil oitocentos e cinquenta e cinco, da freguesia de S. Mamede de Infesta, sendo que a restante parte do prédio rústico atrás identificado sob o nº 3 engloba as descrições Prediais números cinco mil e sessenta e seis e cinco mil e trezentos e noventa e dois, da mesma freguesia se São Mamede de Infesta. Que os referidos prédios foram por ele adquiridos em data que não pode precisar do ano de mil novecentos e oitenta, por compra verbal que deles fez a Domingos Vieira Neves da Cruz, já falecido no estado de casado sob o regime de separação de bens com Emília André Alvares Quintela, titular inscrito, conforme inscrição com a apresentação número dez, de 12/07/1954, sem que no entanto tenha conseguido formalizar tal aquisição. Que, desde então, entrou na posse e fruição dos referidos prédios, em nome próprio, posse esta que detêm há mais de vinte anos, sem interrupção ou ocultalção de quem quer que seja. Que não obstante a falta de título formal, quanto aos referidos prédios tem exercido a posse sobre os mesmos, posse esta adquirida e mantida sem violência e sem oposição, ostensivamente, com conhecimento de toda a gente, em nome próprio e com aproveitamento de todas as suas utilidades, agindo sempre por forma correspondente ao exercício do direito de propriedade, quer usufruindo no todo os imóveis quer pagando as respetivas contribuições e impostos. Que, assim, esta posse sobre os referidos prédios mantida pelo justificante de forma ininterrupta, de boa fé, com conhecimento de toda a gente e sem oposição de quem quer que seja, por mais de vinte anos, conduziu à sua aquisição por usucapião, que invoca, justificando o seu direito de propriedade para efeitos de registo, dado que esta forma de aquisição não pode ser comprovada por qualquer outro título formal extra-judicial. ESTÁ CONFORME. Maia e referido Cartório, aos dezanove de março de dois mil e catorze. O Notário, José Idalécio Fernandes Jornal MaiaHoje, Edição nº 341 21/03/2014

forca? Certamente, criminosos graves, Mas quem sabe se também não terão morrido ali judeus perseguidos pela Inquisição. Sabemos pela leitura dos relatórios da Inquisição de Évora que em Cabeço de Vide havia nos séculos XVI e XVII uma numerosa e ativa comunidade judaica. Aliás, Cabeço de Vide terá sido mesmo, nesta época, uma das vilas do Alentejo

mais atingidas pelo terror inquisitorial: entre 1533-1668, 211 videnses terão sido condenados por penas que iam da abjuração, perda de bens, prisão, tortura, tendo transformado esta vila uma das mais sacrificadas pelo braço forte da Inquisição de Évora. Ali, bem ereta no meio do campo, a forca faz-nos não esquecer o pasado. M.Margarida Pereira-Müller

smart!* *esperto

Associação Humanitária de Bombeiros Voluntários de Pedrouços Fundada em 31 de Dezembro de 1981 RECONHECIDA DE UTILIDADE PÚBLICA (DEC. -LEI N.º 460/77 DE 7 DE NOVEMBRO) CONTRIBUINTE N.º 501621270 RUI OSCAR LOPES NAVARRO, Presidente da Mesa da Assembleia-Geral da Associação Humanitária de Bombeiros Voluntários de Pedrouços, em conformidade com as disposições legais aplicáveis e os Estatutos da Associação, convoca todos os associados a reunirem em Assembleia Geral ordinária na respectiva sede sita à Rua Luís de Camões, nº 139, freguesia de Pedrouços, concelho da Maia, pelas 21 horas do dia 28 de Março do ano em curso, com a seguinte Ordem de Trabalhos: 1.Período de Antes da Ordem do Dia. 2.Ordem do Dia: 2.1- Apreciação, discussão e votação do Balanço e Relatório de Contas da Gerência do ano de 2013. 2.2- Apreciação e Votação do Plano de Atividades e Orçamento para o Ano 2014. Se à hora indicada não houver quórum a Assembleia funcionará, meia hora depois, com qualquer número de associados presentes. Para exercer os seus direitos é indispensável a apresentação do CARTÃO DE SÓCIO. Pedrouços, 17 de Março de 2014 O PRESIDENTE DA ASSEMBLEIA GERAL Rui Óscar Lopes Navarro

Ser esperto é aderir ao cartão MaiaHoje, o único cartão 100% maiato que lhe dá descontos nas melhores lojas e serviços da Maia. Seja Smart, adira já! Tel. 22 406 21 26


maiahoje

sexta-feira 21 de Março de 2014

\\ EMERGÊNCIAS NACIONAIS • SOS Número Nacional de Socorro............................................112 • Incêndios Florestais .......................................................................117 • Emergência Social (crianças, idosos, vitimas, s/abrigo)....144 • Intoxicações ...............................................................808 250 143 • Emergência Gás (EDP)............................................800 215 215

\\ EMERGÊNCIAS LOCAIS • Bombeiros Voluntários de Moreira...................22 942 10 02 • A. H. Bombeiros de Pedrouços...........................22 901 27 44 • PSP Maia (Esquadra Cidade)...............................22 947 96 90 • PSP Aeroporto Sá Carneiro (Esq. Segurança)22 948 26 93 • PSP Aeroporto Sá Carneiro (Esq. Trânsito).....22 948 26 93 • PSP Aeroporto Sá Carneiro (Es.Intervenção) 22 948 26 93 • PSP Águas Santas (Esquadra Vila).....................22 977 42 80 • PSP Maia (Divisão Policial)...................................22 978 51 90 • PSP Maia (Esquadra Trânsito) .............................22 978 51 90 • PSP Maia (Esquadra Interv. e Fiscalização) ....22 978 51 90 • GNR Maia (Posto Territorial da Maia) ...............22 986 74 30 • GNR Maia (Posto Fiscal de Pedras Rubras).....22 944 91 00 • GNR Maia (Posto Trânsito da Maia) ..................22 968 84 70 • Polícia Municipal Maia ..........................................22 940 86 00 • Protecção Civil (CM Maia) ....................................22 940 87 22 • Protecção Civil (CM Maia) Linha verde.............800 205 169 • Protecção Civil (Com. Distrital Op. Socorro)..22 619 76 50 • Cruz Vermelha Portuguesa (Núcleo Maia).....22 941 12 21

\\ LINHAS

SAÚDE NACIONAIS

• Saúde 24......................................................................808 242 424 • Saúde 24 (orientação pediátrica) .......................808 242 400 • Linha Saúde Cancro ................................................808 255 255 • Linha Saúde Sexualidade......................................808 222 003 • Linha Saúde SIDA.....................................................808 266 266 • Linha Saúde SOS Criança ......................................808 202 651 • Linha Saúde SOS Medicamento .........................800 222 444 • Linha Saúde SOS Grávida......................................808 201 139 • Linha Saúde SOS Droga ............................................................1414 • Linha Saúde Deixar de Fumar .............................808 208 888 • Informação a Vitimas Violência Doméstica.....800 202 148 • Linha APAV (Apoio à Vítima)..................................707200 077

\\ SERVIÇOS PÚBLICOS DE SAÚDE LOCAIS • USF Alto da Maia (Águas Santas) ......................22 977 42 50 • USF Viver Mais (Castêlo Maia) ............................22 986 51 70 PUB • USF Saúde em Família (Pedrouços)..................22 977 47 10 • USF Pirâmides (Maia).............................................22 947 85 90 • USF Odisseia (Vermoim).......................................22 947 09 50 • USF Íris (Águas Santas)..........................................22 986 70 35 • USF Lidador (Gueifães) .........................................22 943 84 40 • USF Pedras Rubras (Moreira) ..............................22 943 14 70 • Extensão Saúde Nogueira (Nogueira).............22 961 77 10 • Extensão Saúde Milheirós (Milheirós) .............22 972 33 22 • Extensão Saúde Moreira (Moreira) ...................22 943 14 70 • Hospital S. João (Porto) ........................................22 551 21 00 • Hospital Pedro Hispano (Matosinhos) ............22 939 10 00 • Hospital Sto. Tirso (Sto.Tirso)................................252 830 700 • Hospital Joaquim Urbano (Porto).....................22 589 95 50 • Hospital N. Sra. Conceição (Valongo)..............22 422 00 19 • Hospital Sto. António (Porto) .............................22 207 75 00 • Hospital Maria Pia (Porto)....................................22 608 99 00 • Hospital Póvoa Varzim/V.Conde (P. Varzim)....252 690 600 • Hospital Magalhães Lemos (Porto) ..................22 619 24 00 • Inst.Port. Oncologia Francisco Gentil (Porto)22 508 40 00 • Unidade Alcoologia do Norte (Matosinhos) .22 004 50 60 • Centro Regional de Sangue (Porto) .................22 004 52 40

mh jornal regional de grande informação

EDITADO POR

Publireferência, Lda. REGISTADA NA 2ª CRPC MAIA CONTRIBUINTE NÚMERO 509 316 620

Depósito legal 147209/00 DGCS nº 123524 Tiragem 3.000 exemplares

Úteis \\ SERVIÇOS UTILIDADE PÚBLICA NACIONAIS • Serviço Informações telefónicas PT . . . . . . . . . . . . . . . . . .1820 • Serviço Apoio a Clientes Optimus . . . . . . . . . . . . . . . . . .16103 • Serviço Apoio a Clientes TMN . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .1696 • Serviço Apoio a Clientes Vodafone . . . . . . . . . . . . . . . . .16912 • Aut.omóvel Clube ACP (assistência) . . . . . . . .707 509 510 • Brisa Auto-estradas de Portugal . . . . . . . . . . . .808 508 508 • CP Combóios de Portugal . . . . . . . . . . . . . . . . . .808 208 208 • TAP Air Portugal . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .707 205 700 • SEF Serv. Estrang. e Fronteiras (rede fixa) . . . .808 202 653 • SEF Serv. Estrang. e Fronteiras (rede móvel) .808 962 690 • Cartões Crédito American Express . . . . . . . . . .707 504 050 • Cartões Crédito Mastercard . . . . . . . . . . . . . . . .800 811 272 • Cartões Crédito Visa . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .800 811 107 • EDP . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .800 506 506 • EDP (Comunicação de Avarias) . . . . . . . . . . . . .800 246 246

\\ SERVIÇOS UTILIDADE PÚBLICA LOCAL • Loja do Cidadão (Porto) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .707 241 107 • Posto de Atendimento ao Cidadão (Maia) . .22 948 24 62 • Cartório Notarial da Maia . . . . . . . . . . . . . . . . . .22 943 98 10 • Cartório Notarial de Cláudia Barbas . . . . . . . .22 940 67 22 • Conservatória do Registo Civil (Maia) . . . . . .22 943 98 00 • Conservatória do Registo Predial . . . . . . . . . .22 943 62 80 • Conservatória do Registo Comercial . . . . . . .22 947 76 50 • Serviços de Finanças da Maia . . . . . . . . . . . . . .22 947 06 40 • Tribunal Judicial da Comarca da Maia . . . . . .22 941 90 73 • Tribunal do Trabalho da Comarca da Maia . .22 941 41 52 • Inst. Info. Apoio Form. Profissional (IAFE) . . .22 977 39 10 • Inst. Fomento Desenvolv. Económico . . . . . .22 942 70 26 • Centro de Emprego da Maia . . . . . . . . . . . . . . .22 943 27 00 • Segurança Social da Maia . . . . . . . . . . . . . . . . .22 947 10 90 • Com. Protecção Crianças e Jovens da Maia .22 949 03 33 • CTT Correios de Portugal (Gueifães) . . . . . . .22 016 55 12 • CTT Correios de Portugal (Moreira) . . . . . . . .22 947 84 00 • CTT Correios de Portugal (Vermoim) . . . . . . .22 943 95 30 • CTT Correios de Portugal (Águas Santas) . . .22 974 33 50 • CTT Correios de Portugal (Castêlo) . . . . . . . . .22 982 64 53 • CTT Correios de Portugal (Aeroporto) . . . . . .22 940 00 11 • Áeroporto Sá Carneiro . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .22 943 24 00 • Biblioteca Gulbenkian . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .22 948 34 72 • Consulado de Chipre (Maia) . . . . . . . . . . . . . . .22 902 38 68 • Consulado do Paquistão (Maia) . . . . . . . . . . . .22 947 93 21 • Lipor II (Central de Valorização Energética) 22 947 73 40 • Táxi Maia . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .22 948 26 60

\\ MUNICIPIO DA

• Câmara Municipal da Maia (Central) . . . . . . .22 940 86 00 • Serviços Águas e Saneamento da Maia . . . . .22 943 08 00 • Aeródromo de Vilar de Luz . . . . . . . . . . . . . . . .22 968 73 22 • Forum da Maia . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .22 940 86 43 • Forum Jovem da Maia . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .22 947 81 20 • Gab. Apoio Defesa do Consumidor . . . . . . . .22 944 24 62 • E. M. Estacionamento da Maia . . . . . . . . . . . . .22 940 87 21 • Academia das Artes da Maia . . . . . . . . . . . . . . .22 940 86 43 • Linha Directa Ambiente . . . . . . . . . . . . . . . . . . .22 947 81 30 • Linha Verde . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .800 202 639 • Casa do Alto . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .22 905 95 20 • Canil Municipal da Maia . . . . . . . . . . . . . . . . . . .22 982 36 87 • Quinta da Gruta . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .22 986 71 80 • Espaço Municipal . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .22 943 80 30 • Loja da Juventude S. Pedro Fins . . . . . . . . . . .22 968 91 69 • TURISMO Maia Welcome Center . . . . . . . . . . .22 944 47 32 nota: Informação actualizada em 2011/10/01 Ana Luisa Azevedo, TPJ analuisa@maiahoje.pt

COLABORADORES REDACTORES: Manuela Bacelar, TPJ CO 711 manuela@maiahoje.pt Luís Filipe Azevedo, TPJ luis@maiahoje.pt Carlos Barrigana, TPJ 8037 carlos@maiahoje.pt Francisco José Bacelar, TPJ CO592 francisco@maiahoje.pt Rita Santos, TPJ rita@maiahoje.pt

COLABORADORES FOTOGRAFIA: Ferreira Silva, TPJ CO 850 Edgar Alves, TPJ CO 708 Manuel Jorge Costa, TPJ CO 710

CORRESPONDENTES: João Diogo (Brasil) Williams James Marinho (EUA) Ainhoa Carrasco Robles (Espanha) Catarina Almendra (Lisboa)

\\ FARMÁCIAS Dia

20 21

22 23 24 25 26 27 28 29 30

31 01

PERM

E

G

P

REF

-------------------------------------------------------------------------------------------

F

H

I

J

K

L

M

N

O

02 03

Q

R

S

TURNO A AGRA - MILHEIRÓS TURNO B AEROPORTO - PEDRAS RUBRAS TURNO C LIMA COUTINHO - GUEIFÃES TURNO D SILVA ESCURA - FREJUFE TURNO E BASTOS - GUEIFÃES TURNO F GEMUNDE - CAMPA DO PRETO TURNO G ÁLVARO AGANTE - VERMOIM TURNO H CENTRAL - CATASSOL TURNO I MOREIRA BARROS - PARADA TURNO J ALIANÇA - VERMOIM TURNO K VILA NOVA DA TELHA - QUIRES TURNO L SOUSA BEIRÃO - MAIA TURNO M MARTINS DA COSTA - ÁGUAS SANTAS TURNO N BOM DESPACHO - MAIA TURNO O CASTÊLO - CASTÊLO DA MAIA TURNO P GRAMAXO- MOREIRA DA MAIA TURNO Q EUGÉNIA - PEDROUÇOS TURNO R NOVA DE ARDEGÃES - ARDEGÃES TURNO S LIDADOR - ARDEGÃES TURNO T ARAÚJO - NOGUEIRA TURNO U GUARDEIRAS - GUARDEIRAS TURNO V MAIA - ÁGUAS SANTAS

esta informação é patrocinada por:

Prop. e Dir. Técnica Dr. José Pedro M. Duran G. Dinis

De seg. a sex. das 9h00 às 21h00 • sáb. das 9h00 às 13h00

SERVIÇO PERMANENTE

MAIA

DIRECTOR DA PUBLICAÇÃO: Artur Bacelar artur@maiahoje.pt

15

CRONISTAS HABITUAIS: António Neto (política) Deco (defesa do consumidor) Fernando Pedroso (poesia) Joaquim Armindo (sociedade) Mário Lopes (sociedade) Nelson Azevedo Ferraz (sociedade) Orlando Leal (política) Pedro Ferreira (política) Ricardo Filipe Oliveira (sociedade) Rogério Gonçalves (sociedade) DESIGN / PAGINAÇÃO: Luís Filipe Azevedo Maxim Bukharov

25 Março Av. Padre Manuel Alves do Rêgo, 657 • 4470-330 Vermoim Tel. 22 944 08 86 • Fax 22 940 64 35

DEPARTAMENTO COMERCIAL: António F Silva silva@maiahoje.pt

IMPRESSÃO E EMBALAGEM: Empresa do Diário do Minho Braga

SEDE/ REDACÇÃO / D.COMERCIAL

Os artigos de opinião são da responsabilidade de quem os assina, não reflectindo nem vinculando a opinião dos proprietários, editores, redacção, ou director do Jornal. A direcção de informação do Jornal é defensora da plena liberdade de expressão, reservando-se no entanto a não publicar artigos de opinião que prejudiquem deliberadamente a imagem e liberdade de outros. É política do Jornal o pluralismo e isenção nos assuntos tratados.

Rua dos Altos, 18 4470 - 235 Maia Telefone 22 406 21 26 Fax. 22 406 21 25

MEMBRO HONORÁRIO Corpo de Voluntários de Protecção Civil da Maia desde 24/11/2007


maiahoje

sexta-feira 21 de Março de 2014

A fechar

16

AMBIENTE Autarquia vai reduzir 85% das impressões

Câmara implementa projecto digital e ecológico Foi apresentado no passado dia 11 de Março, no Salão Nobre da Câmara Municipal da Maia, o projecto ePaper. Trata-se de uma implementação levada a cabo pela autarquia para desmaterialização dos processos de Urbanização e Edificação do Município da Maia e consiste na utilização das ferramentas digitais em detrimento do papel. Ao implementar este sistema informático de envio e recepção de documentos relativos a processos de operações urbanísticas torna o processo mais simplificado, sistematizado e transparente. Milhares de impressões vão ser anuladas e os processos camarários deixam de existir em formato papel. O ePaper para além de reduzir em cerca de 85% o número de impressões realizadas na autarquia, apresenta, de acordo com a mesma, também diversas vantagens a nível ecológico e financeiro, uma vez que com este sistema anualmente 36 Árpub

vores não serão abatidas, 6480 Kg de CO2 vão ser resgatados da atmosfera, 18720kw de energia poupados e 230.000 litros de Água não serão desperdiçados por ano. Em impressões, papel, toner, manutenções de equipamento, honorários para o transporte de documentos, e material de escritório, a autarquia estima poupar cerca de 48.800€ por ano. No evento de apresentação do projecto estiveram presentes Domingos da Silva Tiago, vice-presidente da Câmara da Maia, Marta Peneda, vereadora, Luciano Gomes, presidente da Assembleia Municipal e Rui Casteleiro, representante da empresa Mind. Silva Tiago iniciou o evento salientando que o projecto vai começar ainda em versão conjunta em formato papel e digital e que a partir do dia 2 de Junho permitirá somente a recepção dos projectos em formato digital.

Terminou dando conta que este «não é um projecto fácil». Rui Casteleira deu os parabéns à Câmara por implementar o ePaper e pelas mudanças que vai provocar. Depois apresentou o projecto e o

processo de utilização, salientando que este vai tornar mais fácil o trabalho dos técnicos. O ePapar vai adoptar um novo formato de ficheiros aprovado por lei, o dwf. Trata-se de um formato

vectorial, importante para peças desenhadas e que permite edição ao contrário do formato pdf que era utilizado inicialmente. Luís Filipe Azevedo

POLÍTICA Movimento das Mulheres Social Democratas da Maia

Dia Internacional da Mulher comemorado com um almoço

O Movimento das Mulheres Social Democratas da Maia (MMSDM) assinalou o Dia Internacional da Mulher com um almoço. O evento contou com a presença de Manuela Aguiar, que se destacou como a primeira mulher vice-presidente da Assembleia da Republica (1987/1991) e Secretária de Estado em diferentes governos (Sá Carneiro e Cavaco Silva) e que esteve ligada a temáticas do Trabalho, Emigração e Comunidades Portuguesas.

pub

O almoço reuniu ainda elementos que integraram o antigo "Secretariado Feminino da Maia" e o actual MMSDM, num momento de grande confraternização, mas também, de discussão de ideias e projetos políticos. A nova Coordenadora do Movimento, Olga Freire, expôs algumas das ideias e objetivos que o MMSDM se propõe atingir. Abrir espaço ao debate e à formação política serão as linhas orientadoras a curto prazo.

A importância e o reforço do papel da mulher na política e na sociedade foi o tema central deste encontro que contou, para além da presença de muitas mulheres da Social Democracia Maiata, com o Presidente da Comissão Política do PSD Maia, António Silva Tiago, que encerrou os trabalhos e testemunhou a assunção de Manuela Aguiar, a madrinha do MMSDM.


341